Page 1


ÍNDICE Vila Isabel

pág. 04

Beija-Flor

pág. 06

Unidos da Tijuca

pág. 08

Imperatriz

pág. 10

Salgueiro

pág. 11

Grande Rio

pág. 12

Império da Tijuca

pág. 13

Manchete Entrevista

pág. 14

Manchete na Folia

pág. 16

COLABORADORES Cida Alves Juninho Tititi

FOTOS DA CAPA Carlos Will

Tel.: 21 . 2531 0070 comercial@radiomanchete.com.br www.mancheteonline.com.br

ATENDIMENTO AO LEITOR revista@radiomanchete.com.br

DIRETOR PRESIDENTE Miguel Nasseh

FOTOS Carlos Will Luiz Felipe Andrade Marco Marcondes

CIRCULAÇÃO

Redação, administração, publicidade e correspondência: Rua da Assembléia, 10, grupo 3401, Centro, Rio de Janeiro - RJ CEP: 20.011901.

Rio, Grande Rio COMERCIAL / PUBLICIDADE Rua da Assembléia, 10 grupo 3401, Centro - Rio de janeiro - RJ CEP: 20.011-901

Todos os conteúdos, opiniões e conceitos são de inteira responsabilidade dos colaboradores e anunciantes e não refletem necessáriamente a opinião dos editores.

REDAÇÃO DIRETORA EDITORIAL Cátia Nasseh PROJETO GRÁFICO Fabiana Bouças www.fabianaboucas.com

A revista da RÁDIO MANCHETE é uma publicação da RÁDIO MANCHETE.


Unidos de Vila Isabel é campeã do carnaval 2013 por Cida Alves

Foi com uma homenagem especial ao cotidiano do homem simples do campo, que a Unidos de Vila Isabel conseguiu ser a campeã do Grupo Especial, no Carnaval de 2013. Além do samba-enredo, em forma de poesia, a Azul e Branco trouxe muita beleza ao Sambódromo. Quando a Agremiação entrou na Marquês de Sapucaí, na terça-feira (12) de carnaval, levantou o público, que cantou e dançou quase no mesmo ritmo dos passistas. O enredo A vila canta o Brasil celeiro do mundo: água no feijão, que chegou mais um… dos compositores Arlindo Cruz, Martinho da Vila, André Diniz, Tonico da Vila e Leonel, apresentou com muito luxo e brilho, a vida simples e a cultura do homem do campo, representada nos carros alegóricos e nas fantasias. A Escola celebrou, em plena Sapucaí, a grande festa da colheita. A rainha de bateria, Sabrina Sato, sempre esbanjando simpatia e beleza comemorou o título da Azul e Branco.


Beija-Flor apresenta no Sambódromo a raça brasileira de cavalos por Cida Alves

A escola de Nilópolis, Beija-Flor, trouxe à Sapucaí a raça brasileira de cavalos, o mangalarga marchador, através do enredo Amigo Fiel, do cavalo do amanhecer ao Mangalarga Marchador e ficou em segundo lugar. A Agremiação procurou mostrar a relação do ser humano com o animal, que vai do mais simples contato até a sua domesticação. A comissão de frente apresentou um grande dragão junto a São Jorge, o padroeiro da Escola. Os soldados não poderiam faltar e deram um toque especial na Avenida. A atriz Nanda Costa, a Morena da novela "Salve Jorge", foi destaque em um dos carros da Beija-Flor e trouxe ainda mais colorido ao Sambódromo. O público recebeu com aplausos a atriz Cláudia Raia, que estava com uma linda fantasia e apresentava a comissão de frente da Azul e Branco.


Unidos da Tijuca fica em terceiro lugar com enredo sobre destemido Thor por Cida Alves

A Unidos da Tijuca ficou em terceiro lugar ao mostrar o encanto da cultura alemã e sua importância. Bastante aplaudida, a comissão de frente representou o poderoso e mais destemido Thor. A Escola brilhou no Sambódromo e encantou com o enredo Desceu num raio, é trovoada! O deus Thor pediu passagem para mostrar nessa viagem à Alemanha encantada, com seu interprete Bruno Ribas. A atriz Juliana Alves encantou o público como rainha de bateria.


Imperatriz faz viagem ao Pará e leva o quarto lugar por Cida Alves

A Imperatriz Leopoldinense ficou em quarto lugar ao apresentar à Marques de Sapucaí as riquezas e os encantos do Pará. Esse ano, a Escola fez uma bela homenagem ao povo paraense e mostrou, com detalhes, a tradição e os costumes de um pedacinho da Região Norte do Brasil. Com o enredo Pará: o muiraquitã do Brasil sobre a nudez forte da verdade, o manto diáfano da fantasia a Agremiação levou alegria e muitas cores para o Sambódromo. A atriz Cris Vianna, rainha de bateria da Escola, reverenciou o público do setor 1. Enquanto isso, Nanda Costa, a morena da novela Salve Jorge, mostrava beleza e simpatia. O cantor Elymar Santos, há 27 anos na Imperatriz, desfilou, mais uma vez, com a mesma empolgação dos carnavais anteriores.


Salgueiro leva muito brilho e alegria com enredo sobre fama por Cida Alves

Com muito samba e beleza, a Escola Acadêmicos do Salgueiro ficou em quinto lugar ao levantar o público da Sapucaí. Com o enredo Fama, de autoria dos carnavalescos Renato Lage e Márcia Lage, a Agremiação mostrou que tem poder e fez um desfile brilhante. A rainha de bateria, a bela e simpática, Viviane Araújo foi recebida com muito carinho. A Agremiação apresentou a fama por meio de um enredo inteligente e crítico. Com muita alegria e luxo, a Escola fez uma homenagem aos personagens da Antiguidade e à fama pelos “quatro cantos do mundo”.


Acadêmicos do Grande Rio leva petróleo e samba à Sapucaí por Cida Alves

O sexto lugar ficou para Acadêmicos do Grande Rio, que misturou beleza, samba e petróleo. A Agremiação defendeu, com muito charme, os royalties do petróleo para o Rio de Janeiro. A Vermelho, Verde e Branco chegou com glamour para defender os benefícios e os direitos petrolíferos para a cidade maravilhosa. Com o enredo amo o Rio e vou à luta: ouro negro sem disputa! A escola de Duque de Caxias mostrou que pode adicionar ao samba assuntos com teor político. A Escola é conhecida por trazer vários famosos ao Sambódromo. Entre os artistas que marcaram presença na Agremiação estavam, Bruna Marquezine, Cristiane Torloni, Monique Alfradique, Daniele Winits, Ana Furtado, Murilo Rosa, a modelo Fernanda Tavares, entre outras. A rainha de bateria Carla Prata, veio à frente dos ritmistas com uma bela fantasia. A Grande Rio apresentou com ousadia como o petróleo ajuda na qualidade de vida dos cariocas.


Com beleza e charme, Império da Tijuca é campeã da série A por Cida Alves

A Império da Tijuca levou estilo e beleza à Marquês de Sapucaí e conseguiu ser a grande campeão da Série A do Carnaval 2013. A Escola conquistou o título com a pontuação máxima, 300 pontos. Com o enredo "Negra, Pérola Mulher", a Agremiação mostrou os diversos momentos da história das mulheres negras e guerreiras, desde a África até os dias atuais. A Verde e Branco apresentou os períodos em que essas mulheres começaram a conquistar com coragem o seu espaço no mundo, até se tornarem grandes heroínas. A Escola lembrou ainda os momentos difíceis das guerreiras como, por exemplo, a época em que foram escravas. Atualmente, a realidade é bem diferente, as pérolas venceram e podem ser notadas na sociedade. E com orgulho, a Agremiação cantou Meu Império da Tijuca vem exaltar a sua luta. Laynara Telles, vestida de rainha do Tijuco, veio à frente da bateria.


M

14

A

N

C

H

E

T

www.mancheteonline.com.br

E


E N T R E V I S T A Conheça o trabalho de quem faz parte do espetáculo do carnaval carioca por CIDA ALVES e fotos ARQUIVO PESSOAL Edmilson Nascimento Lima, costureiro carnavalesco, com mais de 33 anos no ramo, conta sua experiência à Revista Rádio Manchete. Com várias famosas na sua lista de clientes, este ano fez as fantasias das atrizes Dira Paes, Juliana Alves e Cris Viana. Também das cantoras Fafá de Belém e Gaby Amarantos. Com um currículo excelente, o profissional comenta que se dedica cada vez mais ao que gosta de fazer. Edmilson já fez trabalhos para escolas de samba como Imperatriz, Beija-Flor, Vila Isabel, e muitas outras. Sendo assim não tem como escolher uma escola preferida. O que ele gosta mesmo é de assistir aos desfiles de suas fantasias, em belos corpos, atravessando o grande “teatro em movimento”, na Marquês de Sapucaí.

Ah, uma sensação estranha, pois toda vez acho que deveria ter feito melhor. Uma coisa de louco! Mas todo artista é assim, um pouco louco. Trabalhei com o Joãozinho Trinta, o Arlindo Rodrigues e com o Viriato Ferreira, entre outros, e todos tinham essa loucura de achar que poderiam fazer melhor.

Como você entrou neste mundo da costura para o carnaval?

O que mais me impressionou foi trabalhar com uma pessoa por quem eu tinha muito carinho, e que é um amor, a Luiza Brunet. Eu sempre a via na TV, mas nunca imaginei costurar para ela. Aí um dia, me vi sentado com ela no sofá conversando. Também fiz trabalhos para a Suzana Vieira e para a Miss Brasil 2007, Natália Guimarães, que virou minha amiga. Este ano, fiz fantasias para a Dira Paes, uma pessoa simples e simpática, e ainda para a Fafá de Belém, a Gaby Amarantos, a Juliana Alves e a Cris Viana.

Um dia, estando de férias da empresa em que eu trabalhava e que não tinha nada a ver com carnaval, um amigo me pediu ajuda com uma fantasia. Eu já sabia costurar, porque minha mãe me ensinou quando eu era menino. Antigamente, a família achava que os filhos deviam se preparar para morar sozinhos. A partir de então, fui me aprimorando e já são 33 anos de profissão. Você não faz previsão do futuro, existem pessoas que vêm na sua vida para mostrar o caminho, mas dentro de você já existe algum conhecimento. Qual é a sensação de ver alguém desfilando com a fantasia que você fez?

www.mancheteonline.com.br

Você acha que isso é o segredo do sucesso? Não sei se é o segredo, mas acho que é a insistência. Minha preocupação maior é ver a pessoa satisfeita e fazer um bom desfile. Sempre penso que no próximo ano vou caprichar mais. Como foi costurar para os famosos?

Qual é a fantasia mais cara que você já fez? Impossível saber. Porque a roupa que poderia ser cara acaba ficando barata, pois ás vezes, você já tem o material guardado. A arte plumária e os cristais são os mais

caros. Hoje, o cristal vem da China com a mesma perfeição do cristal austríaco, que é bem mais custoso. O que você acha do carnaval na atualidade? Na verdade, quando eu era criança o carnaval era para o povo. Hoje, é profissional. O que eu acompanho é o crescimento, desde 1973, com a era do Joãozinho Trinta. Mas, no Brasil tem gente que só quer fama. O país está crescendo, o Rio está em evidência, e o carnaval precisa de mais respeito. Isso é um trabalho que exige aprimoramento. Muito bom você ver o teatro em movimento e pensar: Nossa! Faço parte disso! É maravilhoso! Cresço junto com o carnaval. Aprendo com os novos e eles aprendem comigo. O carnaval cresce, mas nem todos têm acesso ao evento. O que você acha disso? A inovação é cara, o espetáculo não é o mesmo, pois é grandioso, então, se tornou muito caro porque o custo é alto. A tendência é ficar cada vez mais caro. O povo participa, mas não tanto quanto antes. Agora, cabe às autoridades ajudar as pessoas a ter mais acesso. Trabalhando para várias escolas fica difícil você torcer por uma agremiação? Risos... Aí não posso! Eu torço pelo Carnaval Belas Artes. z

15


MANCHETE NA FOLIA

por Juninho Tititi

Mande seu comentário ou pergunta: juninhotititi@radiomanchete.com.br

Folia 2014 começa com a dança das cadeiras branco, em 1996, ano do último título conquistado pela agremiação. Dessa forma, a Estrela Guia de Padre Miguel quer voltar brilhar em 2014, no sábado das campeãs.

ex- Porto da Pedra, um desafio para o rapaz.

União da Ilha do Governador também fez suas mudanças. Jaime Arôxa, no próximo Carnaval, enfrentará mais um desafio em Jaime Arôxa uma escola, que sempre “paquerou”, mas nunca mostrou seu trabalho: a União da Ilha. Válber Frutuoso assume a direção de harmonia, ele que foi o braço direito de Laila na Beija Flor. O carro de som também será reforçado com Roger Linhares, Marquinhos do Banjo, Nando Pessoa e Costela, que voltarão à agremiação, apoiando o intérprete Ito Melodia. A bateria terá a maestria de Thiago Diogo,

Fernando Az evedo

Pelas ondas da escola da zona oeste, diga-se Mocidade Independente de Padre Miguel a mudança foi grande. Anderson Abreu deixou o Salgueiro e aceitou o desafio da Estrela Guia de Padre Miguel, assumindo o posto de diretor de carnaval, o mesmo de sua escola anterior, além de Anderson, Sergio Lobato passa a ser o novo coreógrafo da comissão de frente. Lobato atuou no último carnaval, pela Rocinha. A harmonia da Mocidade agora terá a maestria de Almir Frutuoso, que no Carnaval 2013 trabalhou na União da Ilha do Governador. Já dizia o ditado: “o bom filho à casa torna”. Seguindo esse conceito, que se tornou muito popular e todos conhecem, o casal de mestre-sala e porta-bandeira, formado por Rogérinho e Lucinha Nobre, que desfilou no Carnaval 2013 pela Inocentes de Belford Roxo, carregará o pavilhão verde e branco da Mocidade Independente de Padre Miguel, em 2014. A dupla chegou para substituir o casal formado por Squel e Feliciano, que saiu da escola de Padre Miguel. Rogérinho e Lucinha estiveram na verde e

Rogérinho e Lucinha Nobre

20

Visando ao próximo Carnaval, a tricolor de Caxias também já renovou contrato com o mestre de bateria Ciça, com o intérprete oficial Emerson Dias e com o casal de mestre-sala e porta-bandeira, Luiz Felipe e Verônica Lima. No bairro de Noel, a campeã de 2013, Unidos de Vila Isabel, contratou Tavinho Novello, ex Grande Rio. Ele chega para somar no time que defenderá em 2014, o título do Carnaval do Rio de Janeiro. Tavinho conta com dois títulos na bagagem: 2006, pela Vila Isabel, e 2009, pelo Salgueiro, além de três vice-campeonatos. Ele trabalhará na azul e branco também como gestor da quadra da escola. Na Baixada Fluminense, a Grande Rio trocou o presidente administrativo, agora, retorna o primeiro presidente Milton Peracio, que cuidava da direção de carnaval da escola. Além disso, a tricolor

Anderson Abreu

Almir Frutuoso

www.mancheteonline.com.br


MANCHETE NA FOLIA de Caxias contratou o carnavalesco Fábio Ricardo para desenvolver o enredo da agremiação que, em 2014, contará a história da cidade de Maricá. Além de Fábio Ricardo e do diretor Ricardo Fernandes, ex-Unidos da Tijuca, a Grande Rio contratou, também, Thiago Monteiro, como diretor-geral de Harmonia. Ele que é ex-diretor de Harmonia da Unidos da Tijuca e ex-diretor de Carnaval da recémchegada ao Grupo Especial Império da Tijuca.

Fabio Ricardo

Diego Mendes

Milton Peracio

Thiago Brito

Serie A do carnaval carioca Após dois anos afastado, Thiago Brito, de 25 anos, está de volta a Caprichosos de Pilares, local onde deu início a sua carreira como intérprete de escola de samba. Thiago esteve nos últimos dois anos à frente do carro de som da Inocentes de Belford Roxo, tendo dividido o microfone em 2013 com Wantuir. Enquanto isso, depois de 2 anos de intensa dedicação à Escola de Samba Alegria da Zona Sul, o carnavalesco Eduardo Gonçalves já está pronto para um novo desafio: desenvolver o Carnaval do Império Serrano, para 2014. Por sua vez, o experiente Pedro Aridio após passagem pela Inocentes de Belford Roxo, assume a direção de carnaval da Serrinha.

Império da Tijuca Recém chegada ao grupo de elite do carnaval carioca, a Império da Tijuca, contratou Luiz Carlos Amâncio, como novo diretor de harmonia, que já planeja estratégias para o Carnaval de 2014. Luiz Carlos coordenará a direção de harmonia da escola tijucana, e ainda fará parte da direção de Carnaval.

22

m: çõess eem a ç m a r f m o in f in is a M M m.brr//nnaafoliliaa om .c o n e .c li n n o li n t e o e .mancchhet iroo!! w.m ww Inteir ww o In w n A o o A l o a l a v NCCHEETTEE Caarrnna AN MA

www.mancheteonline.com.br


Revista Rádio Manchete Especial Carnaval 2013  

Revista Rádio Manchete Especial Carnaval 2013

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you