Page 1

A N O S

Ausência e presença na construção de uma vida


2


Agradecimento A todos que dedicaram seu suor, seu amor, seu tempo e sua vida para construir uma histรณria de sucesso e de orgulho.

3


4


Ausência e Presença na construção de uma Vida À luz da razão, olhos treinados para a objetividade talvez vejam apenas números frios, gráficos de curvas ascendentes e descendentes, poucos marcos históricos na cronologia da Quimicamar. Baseado na lógica simples, concluirão que ela hoje é uma das maiores fracionadoras de químicos do Rio Grande do Sul. Para entender a trajetória de sucesso da empresa, porém, é preciso mais atenção e cuidado. É necessário um olhar que interprete, nas variações de suas tabelas, a oscilação entre presença

e ausência, vida e trabalho, prudência e oportunidade, conhecimento e aprendizado. E que perceba, acima de tudo, as profundas marcas deixadas por seu fundador, que embasam e permeiam toda a história da companhia. A Quimicamar já surgiu a partir de uma das características mais marcantes de Vicente Maurício de Oliveira Reis. Naquele verão de 1992, sócio-proprietário do que era então a maior empresa química do ramo no Estado,

Seu Maurício estava preocupado. De barba crescida, sua fisionomia traduzia a apreensão que o consumia internamente. Em desacordo com os planos de ampliar investimentos em um momento de instabilidade do país, deixou a sociedade. Para ele, empreendedorismo significava prudência. Preferia a calma constante das caminhadas – um de seus raros lazeres – à excitação das corridas. A Quimicamar nascia naquele ano com três funcionários, apenas um produto e área de meros 350 metros quadrados. Para ser grande, era necessário começar pequeno.

5


A família: inspiração para a construção da empresa e razão maior de tanto empenho

Apesar dos números tímidos, a companhia trazia em sua raiz dois grandes ativos: a credibilidade e o tino comercial do dono. Enquanto os filhos cresciam em casa, Seu Maurício criava na rua a imagem que o acompanharia por toda a vida. Desde o início, quando ainda vendia de porta em porta, apenas com uma pastinha embaixo do braço e muita persuasão na fala, sempre honrou seus acordos. Provavelmente por isso, os clientes quiseram seguir comprando da química do Maurício. Logo, a Quimicamar teve de aumentar a oferta de produtos.

6

Seu Maurício manteve nos anos seguintes a mesma agenda de sempre: trabalho durante os dias úteis, planos para a empresa nos momentos de descanso. Talvez nem percebesse, mas sua presença era notada pela família a partir da própria ausência. Nos cômodos da casa, nas tarefas simples do dia a dia. Para ele, labor era anagrama de amor. Lilian, Maurício e Renata foram ao mesmo tempo a razão de tanto trabalho e companheiros de empreitada.

Em 1999, com a falência da empresa que havia deixado sete anos antes, viu a demanda da Quimicamar aumentar e percebeu oportunidade de crescimento. Arrematou os bens, triplicando sua companhia – aumentavam, nesse momento, oferta de produtos, número de funcionários e faturamento. Crescia a passos largos.


Não por ambição, não por dinheiro, não por poder. Trabalho era fonte de prazer pessoal, além de segurança para os seus. Mais trabalho significava estabilidade para aqueles com quem se importava. Aos funcionários, garantia emprego, salário e reconhecimento. À família, oferecia conforto e aconchego. Aconchego à sua maneira, não tão afetivo e carinhoso como o fogo que esquenta, mas firme como o teto que protege da tempestade. A rigidez no trato era compensada pela bondade de seus atos, sempre discretos, alheios à necessidade de reconhecimento, como na vez em que custeou a cirurgia do seu engraxate. Mas Maurício não foi assistencialista. Ajudava sempre com o objetivo de proporcionar aos outros aquilo de que mais gostava: a possibilidade de trabalhar.

Tamanha entrega conquistou funcionários e clientes – tanto que os elogios e as palavras de incentivo ainda ecoam na lembrança dos colaboradores da época. O respeito de Seu Maurício transformou-se em fidelização. Essa relação tão próxima entre a pessoa física e a jurídica tornava sua presença indispensável para a Quimicamar. Por isso, na manhã daquela segunda, a sensação que ficou foi de desamparo e vazio. Se a Quimicamar era como parte de Seu Maurício, ele era ídolo para seus funcionários. Sua ausência também teve impacto comercial. Foram perdidos parceiros importantes, que viam ali o fim do negócio, e com eles uma participação significativa do faturamento. O desafio de seguir em frente foi aceito pelo filho “Marício”, como era carinhosamente chamado pelo pai. Embora não tenha seguido os mesmos passos, tampouco

trilhado estrada idêntica, deu continuidade à caminhada. De um comando centralizador, a empresa ganhou nova estrutura. O hábil comerciante deu lugar ao gestor eficiente. Como a cerca que ainda separa a área inicial da Quimicamar das instalações expandidas ao longo dos anos, o jovem Maurício marcou a transição de uma época. É ponto de equilíbrio entre história e futuro. Aos mais próximos, Seu Maurício teria confessado que queria ver a empresa andar sem ele. Desejo atendido. Nos últimos anos, a Quimicamar ampliou linhas de produtos, conquistou novos clientes e vem brilhando sozinha. Mas os valores permanecem os mesmos: honradez e respeito como base, inteligência e perspicácia para crescer.

Sua história desafia a lógica. Na Quimicamar, há muita presença mesmo quando se está ausente.

Reservado e discreto, Seu Maurício via o trabalho como fonte de satisfação pessoal

7


A Quimicamar nascia pequena, mas com robustez e visĂŁo de futuro


Prudência

Quando retroceder é dar um passo à frente

9


Naquele verão de 1992, era com apreensão que Vicente Maurício de Oliveira Reis falava com amigos próximos sobre os rumos que o sócio planejava para a empresa. A instabilidade econômica e a hiperinflação não eram um cenário propício a investimentos. O ímpeto empreendedor e a responsabilidade que sempre acompanharam o Seu Maurício, como era chamado, o fizeram dar um passo atrás. A barba grande era indício da agitação que tomava conta de seus pensamentos. Mesmo saindo da sociedade com menos de 20% do capital, viu ali um bom negócio: começar com a prudência que lhe era característica. Em 1992, surgia a Quimicamar, com três funcionários, numa área reduzida, mas com os grandes ativos da credibilidade e do tino comercial de Seu Maurício.

10


A paixão de Seu Mauricio pelo trabalho fez com que seus funcionários sempre fossem parceiros na construção da empresa


Empenho, dedicação e amor fazem a empresa crescer a passos firmes

12


Trabalho O encontro do ofĂ­cio com o lazer

13


Os assuntos sobre negócios acabavam, invariavelmente, dominando as conversas de Seu Maurício.

Seja com clientes ou com funcionários, o fundador da Quimicamar sempre se mostrava acessível e atencioso


A empresa nascia pequena, mas grande em seus propósitos. Para crescer com responsabilidade, Seu Maurício apostou na fórmula que tinha lhe garantido o sucesso até ali: trabalho sobre trabalho e a ideia fixa de comprar bem e vender bem. O sol marcava a jornada de trabalho. A carta de produtos começou com apenas uma opção, mas a confiança e a credibilidade conquistadas ao longo dos anos fez com que antigos clientes logo o procurassem pedindo novos produtos, obrigando a empresa a rapidamente ampliar a gama de mercadorias.

15


Satisfação, orgulho e respeito são sentimentos deixados pelo fundador em seus funcionários

16


Respeito

Valorização, palavra e cuidado na construção das relações 17


Assim foram aqueles anos, crescendo com estabilidade. Sempre tendo o respeito como valor máximo, o que lhe rendeu a fidelização dos clientes. E também dos funcionários, parceiros imprescindíveis na construção da Quimicamar. Apesar da severidade e da rigidez de suas atitudes, o que ficou marcado neles foi o reconhecimento com que sempre os tratou. A admiração, bem como a entrega, foram recíprocas. A proximidade e a intimidade que tinham com Seu Maurício fez com que os funcionários se sentissem parte da empresa. Na memória deles, ficaram marcados de pequenos feitos até as churrascadas oferecidas pelo chefe ao fim do expediente nos sábados.

18


Comemoração e parceria junto aos funcionários: mais do que celebrar as conquistas, as festas eram um brinde ao trabalho


Os mesmos olhos prudentes que anteviram a falĂŞncia da antiga empresa veem a Quimicamar triplicar de tamanho

20


Oportunidade Sabedoria para reconhecer novas estradas

21


Os funcionários antigos testemunharam os passos firmes e constantes dados pela Quimicamar

A ampliação da produção foi acompanhada pelo aumento na gama de químicos oferecidos pela empresa


Em 1999, a antiga empresa da qual era sócio quebrou. Com o espaço aberto, arrecadou clientes e deu início a um ciclo de crescimento impulsionado pelo arremate das instalações da concorrente em 2004. Três vezes maior, a Quimicamar também aumentou o quadro de funcionários. Mais do que patrimônio ou o poder, a aquisição era vista por Seu Maurício como meio de dar trabalho e segurança aos funcionários e à família, binômio esse tão presente em sua vida. A cerca que separou por muito tempo as duas empresas segue até hoje em pé, como marca de uma história de ruptura e conquista.

23


Em cada pessoa, Seu Maurício deixou marcas diferentes. Em comum entre elas, sempre a admiração por essa pessoa tão determinada

24


Humildade MĂŁos amigas para seguir em frente

25


Seu Maurício sempre se fez presente na Quimicamar, suas biografias se entrelaçam. A companhia sentiu a perda prematura do fundador. Criador e criatura se despediram sem saber quem de fato desempenhava cada um desses papéis. A dor da perda veio acompanhada pela indefinição quanto aos rumos da companhia. O filho Maurício, lembram os funcionários, teve a mesma atitude do pai ao começar a empresa: com humildade, pede a ajuda deles para seguir adiante.

26


Os colaboradores foram forรงa para manter vivos os sonhos do fundador


Se a ausência Ê ao mesmo tempo presença, o presente pode ser ao mesmo tempo futuro e passado

28


Presença e ausência Futuro e passado para viver o presente

29


A empresa cresce com orgulho de sua trajetória, modernizando a sua gestão

Consciente dos desafios do mundo atual, a nova administração busca estar alinhada às mais modernas práticas de administração e gestão


Com visão moderna, Maurício deu continuidade a um tímido processo de profissionalização iniciado pelo pai, porém com novas estruturas gerenciais. A mudança no formato pode parecer muito distante daquele idealizado pelo fundador, pessoa extremamente centralizadora, mas, surpreendentemente próxima de um desejo íntimo e poucas vezes verbalizado por Seu Maurício: “a empresa tem de andar sem mim”. Ao completar 25 anos, já há uma década sob nova direção, a Quimicamar segue com a robustez de uma empresa que atende aos melhores preceitos da administração, sem esquecer dos valores sobre os quais construiu sua história. Mesmo na ausência, sentindo a presença.

31


A N O S

www.quimicamar.com.br

Quimicamar 25 anos  
Quimicamar 25 anos  

Livro-álbum que celebra 25 anos de respeito, excelência e qualidade da Quimicamar. Projeto: R3PB - www.r3pb.com.br

Advertisement