Page 1


2

Outubro

Celebrações

Anunciar o Evangelho da Paz: missão de todo cristão “Não se abre uma rosa apertando-se o botão”. Este pensamento é muito próprio para uma reflexão sobre a vocação missionária do cristão para este mês de outubro, dedicado às missões. A primeira atitude do missionário deve ser a mansidão. O anúncio da Boa Nova é um anúncio de paz. O texto do profeta Isaías, lido por Jesus na sinagoga de Nazaré (Lc. 4,1622), a si próprio aplicado, diz: “O Espírito do Senhor está sobre mim, porque me ungiu e mandou-me evangelizar os pobres, sarar os de coração contrito, anunciar o ano da graça” (Cf. Is. 61, 1-4). E, logo a seguir, no Sermão da Montanha, declara bem aventurados os mansos, os misericordiosos e os que promovem a paz (Mt. 5). A violência e a agressividade afastam os corações. Não é a toa que Santa Terezinha foi declarada padroeira das missões, ela que jamais transpôs as grades de seu convento e, partindo deste mundo aos vinte quatro anos, podia prometer que dos céus enviaria uma chuva de rosas sobre a Terra. São Francisco de Sales, igualmente ensinava que se apanham mais moscas com uma gota de mel do que com um barril de vinagre. No Evangelho, Jesus sempre nos convida ao amor. Diante da crítica dos fariseus, Jesus amorosamente acolhe a pecadora pública e lhe perdoa os pecados, e não reprime com exasperação o pecado dos “puros de todos os tempos”, mas os leva à conversão chamando-os ao amor (Lc. 7, 36-50). Assim também em outro episódio, uma ceia junto a publicanos e pecadores, o Mestre disse aos que o criticavam: “Não são os que têm saúde que precisam de médico, mas os doentes. Ide, aprendei o que significa: prefiro a misericórdia ao sacrifício” (Mt.9, 10-14). O plano salvífico de Deus não é imposto. Como na criação, Deus respeitou a vontade do homem, que optou pelo pecado, assim também o respeita na opção que ele faz diante da oferta da salvação. “Deus que te criou sem ti, não te salvará sem ti”, diz Santo Agostinho. O cristão que tem, pelo batismo, a vocação missionária, a missão de anunciar a Boa Nova, tem de ter, ele próprio, um coração semelhante ao de Cristo, manso e humilde, como pedimos na jaculatória, “fazei nosso coração semelhante ao vosso”. O missionário, ao levar a Boa Nova a um mundo angustiado e sem esperança ou cuja esperança se esgota com o último suspiro, não pode se apresentar triste e desacorçoado, impaciente ou ansioso, mas deve manifestar uma vida irradiante do fervor e da alegria de Cristo. Nesse espírito missionário, abra sua voz para “propor aos homens a verdade evangélica e a salvação em Cristo, com absoluta clareza e com todo o respeito pelas opções livres que a consciência dos ouvintes fará” (Evangelli nuntiandi.N 80). Lembre-se “não se abre uma rosa apertando-se o botão”. Pe. Lázaro Gabriel Lourenço

IGREJA MATRIZ DE SÃO DOMINGOS: - Sábado - 18h - Domingo - 11h - Domingo - 18h - Domingo - 20h - Terça-feira - 19h15 - Pelos falecidos. - Quarta-feira - 8h - Novena Perpétua de Nossa Sra. do Perpétuo Socorro, com bênçãos às pessoas e aos objetos. IGREJA DE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA - JD. GUANABARA: - Domingo - 8h - Quinta-feira - 19h30 - Pelos falecidos. - Sexta-feira - 7h30 - Momento de Oração do Apostolado e Celebração com serviço da Eucaristia. ASILO SÃO VICENTE DE PAULO: - 2ª e 4ª quinta-feira do mês - 15h30 Capela do Lar São Vicente de Paulo.

Celebrações Mensais Toda 1ª sexta-feira do mês Dia de Oração diante do Santíssimo Sacramento. 16h - Exposição, Adoração e Bênção do Santíssimo e, em seguida Celebração Nossa Senhora de Fátima. 18h - Exposição, Adoração e Bênção do Santíssimo e, em seguida Celebração - São Domingos. Todo dia 13 do mês (menos aos domingos) 15h - Oração do Terço e Celebração da Eucaristia - Nossa Senhora de Fátima.

Serviços religiosos: Atendimento do pároco - Terça-feira - das 8h30 às 11h30 e 16h às 18h45 - Quinta-feira - visita aos doentes, bênçãos às casas, entre outros. - Sexta-feira - 8h30 às 11h - Sábado - 8h30 às 11h Obs.: É preciso ligar na secretaria para agendar horário. Fone: 3461-2865.

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA Os artigos são de responsabilidade de seus autores. Sugestões de pautas, críticas ou artigos envie para o e-mail: pascom@paroquiasaodomingos.com.br ou ligue na secretaria da

 Jornalista Fundador JC Nascimento  Jornalista Responsável Sabrina Furlan - MTB 30880  Departamento Comercial Dirson Zerbeto Júnior

paróquia - (19) 3461-2865 - e fale com Sabrina.  Impressão O Liberal  Colaboração  Tiragem Fabiana Kátia Amaral Antonio A.C.Lima 4.000 exemplares Ezequiel Poço Rodrigues da Luciana Teixeira  Diagramação Elisangela Silva Pe. Antonio Luis Eliane Deliberali Rodrigues da Silva José Rubens Fernandes Miranda

PUBLICAÇÃO MENSAL Av. Nove de Julho, 1205 - Americana - SP (19) 3461-2865 - paroquiasaodomingos.com.br

Segunda-feira - 19h30 - Grupo de Oração - São Domingos - 19h30 - Terço com os Homens - N. Sra. de Fátima Terça-feira - 20h - Estudo Bíblico - São Domingos. Quarta-feira - 19h30 - Terço com os Homens - S.Domingos. Quinta-feira - 20h - Estudo Bíblico - N.Sra. de Fátima.


3 Padroeira do Brasil

Como Nossa Senhora Aparecida começou a fazer parte de nossa vida? Em outubro de 1717, para receber o governador, o Conde Assumar, e Dom Pedro de Almeida, os pescadores preparavam um evento no qual apresentariam todos os peixes que pudessem pescar. Mas, por várias vezes, as redes jogadas ao rio voltaram vazias até que João Alves tirou das águas, para sua surpresa, a imagem de uma senhora negra, sem cabeça. Ao jogar a rede novamente, surpresa maior, ele viu surgir a cabeça que faltava daquela imagem que fora recolhida anteriormente. Depois disso, as redes que foram jogadas novamente voltaram repletas de peixes. Desde então, a imagem passou a ser visitada no vilarejo e, tanta era a fé, que milagres começaram a se realizar. Foi eleita, assim, a Padroeira do Brasil, e seu dia é celebrado em 12 de outubro, data marcada como feriado nacional. Sua monumental basílica à beira do rio Paraíba, na cidade de Aparecida do Norte, recebe milhares de fiéis em visita à imagem da Mãe Aparecida, encontrada em 1717.

São Domingos e Guanabara celebram juntos Nossa Senhora Aparecida Na data comemorativa de Nossa Senhora Aparecida, dia 12 de outubro, a Paróquia São Domingos unirá as duas comunidades para promover uma celebração solene em homenagem à padroeira do Brasil, às 8 horas, na Matriz. As equipes da Pastoral Litúrgica preparam cânticos e salmos emocionantes, inclusive com a participação de crianças da Comunidade de Nossa Senhora de Fátima, do Jardim Guanabara. Segundo a responsável pela equipe de canto da comunidade, Maria Gimenez, ela foi convidada pelo Pe. Lázaro Lourenço na celebração da padroeira N. Sra de Fátima em maio deste ano: ensaiar as crianças da catequese e iniciar um coral infantil para cantar na solenidade de Nossa Senhora Aparecida em outubro de 2012. “Fato que se concretizará, pois as crianças se empolgaram e não desistiram, preparando-se desde aquele dia para fazer uma bela apresentação na Matriz de São Domingos neste dia 12 de outubro”, afirma Maria. De acordo com o assessor da Dimensão Litúrgica, Flávio Pompeu, além destas novidades, outras ações estão sendo organizadas para a celebração, como uma queima de fogos e lembrancinhas para as crianças.

Mãe Rainha

“Como posso merecer que a mãe do meu Senhor venha me visitar?” (Lc 1,43) Numa tarde de sábado caminhava pela Rua Treze de Maio, em nosso bairro, quando observei que uma senhora de lenço na cabeça caminhava apressada, carregando em seus braços um objeto coberto por uma

toalha branca. Pareceu-me que conversava sozinha e que o objeto coberto nada mais era do que a imagem da Mãe Rainha. Com certeza, aquela senhora estava levando a imagem para outra família, outro lar. Então, eu me toquei e pensei que, a exemplo do que aconteceu na Judéia, há mais de dois mil anos, quando Maria visitou sua prima, Isabel, carregando em seu ventre o Menino Jesus, hoje, em pleno século XXI, ela continua visitando as nossas casas, trazendo em seus braços o Menino Jesus. Que maravilha é este momento da Mãe Rainha Três Vezes Coordenadores da Mãe Rainha, Ivani e Marcelo Ferro. Admirável de Schoenstatt!

É um trabalho, feito por senhoras abnegadas (missionárias), proporcionando-nos que a Mãe do Senhor venha nos visitar. Com certeza, a senhora de lenço na cabeça não conversava sozinha! Nós, que temos o privilégio de receber esta imagem em nossos lares, a visita de Maria, vivenciamos um momento único, um dia muito especial. É uma oportunidade de uma oração, de uma conversa ou reflexão ou mesmo um pensar: “como posso merecer que a Mãe do meu Senhor venha me visitar?”. Gostaria de lembrar que as famílias que ainda não recebem a visita da imagem da Mãe Rainha e têm o desejo de recebê-la, entrem em contato com o casal coordenador, Ivani e Marcelo

Ferro, ou com a secretaria da Paróquia São Domingos, através do telefone 3461-2865. José Rubens Miranda Pastoral de Animação Missionária


4 Homenagens

No mês de setembro comemoramos duas datas importantes, que envolvem pessoas da nossa comunidade: o Dia da Radiodifusão (25) e o Dia Secretária (30). O Rádio frutifica mensagens de Jesus A Radiodifusão está festejando seus 90 anos de história no Brasil e, o mais interessante e curioso, é que ela nasceu das mãos de um padre. Muitas histórias foram escritas e contadas sobre o surgimento do rádio brasileiro, mas a verdadeira aconteceu em 1894, quando o padre e cientista gaúcho Roberto Landell de Moura, com o desenvolvimento de um aparelho semelhante ao telégrafo, conseguiu transmitir e receptar sinais em São Paulo, mais precisamente da Avenida Paulista até o bairro de Santana (Zona Norte da capital paulista).

Na verdade, a Radiodifusão é de importância imensurável. Seja na informação precisa e imediata, seja no aviso de utilidade pública, seja no lazer proporcionado pelos programas que divertem e deleitam, seja na orientação dada, na cultura difundida, na transmissão dos eventos esportivos e nas missas, seja nas mensagens de paz e amor e fraternidade, o Rádio presta um grande serviço à nação. Há todo um exército de pessoas cujos nomes vocês nem conhecem, cujas vozes vocês escutam e nem imaginam de quem sejam, como é o caso da equipe de transmissão da missa. Por quase 20 anos a celebração das 20 horas de domingo foi transmitida pela Rádio Azul Celeste, atualmente, a transmissão só ocorre na missa das 11 horas de domingo através da Rádio Você - AM 580, que desde 2007 abriu este espaço. Esta equipe é composta por pessoas comuns, que têm seu papel dentro da

Artigo

Ser educadora é uma motivação constante Sou professora no ensino público e catequista da 1ª eucaristia na Paróquia São Domingos. Fui convidada pela equipe do Jornal Integração para escrever sobre o dia do catequista, comemorado no quarto domingo do mês de agosto (dia 26), e sobre o dia do professor, que festejamos em 15 de outubro. Primeiramente sou apaixonada pelo que faço! Apesar dos obstáculos da minha profissão aumentarem cada vez mais, ainda acredito que a educação é transformadora em todos os aspectos: social, emocional, pessoal e - essa é a minha motivação e satisfação constante para não desistir aquela sementinha plantada, em algum momento da vida, sei que florescerá. Muitos dizem que o professor/educador

é alguém escolhido por Deus, mas também acredito que todo mundo tenha um pouco a ensinar e muito a aprender. Gosto muito de uma frase de Cora Carolina, que diz o seguinte: “Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina”. A mensagem que deixo é simples: muitas vezes basta ser colo que acolhe, braço que envolve, palavra que conforta, silêncio que respeita, alegria que contagia, lágrima que corre, olhar que acaricia, amor que promove. E isso não é coisa de outro mundo, é o que dá sentido à vida. É o que faz com que ela não seja nem curta, nem longa demais, mas que seja intensa, verdadeira, pura enquanto durar. Fabiana Rodrigues da Silva Catequista da 1ª etapa

comunidade e uma família; que, por vocação ou por voluntariado ou por simplesmente gostarem de fazer o que fazem e realizam com carinho e dedicação, também podem ser considerados missionários da exploração da palavra do Senhor através das ondas do rádio. Em alguns casos, essa dedicação já

dura mais de 20 anos, como a de Luiz Carlos Rodegher; depois veio Alexandre Colin, há mais de 15 anos; em seguida, integraram-se ao grupo José Carlos Naves e Jair Fernandes, que participam há cinco anos. Parabéns aos atuais e aos que também já foram membros desta equipe de transmissão de missas feita pelo Rádio.

O que seriam das paróquias sem as secretárias? Se elas são essenciais para os chefes, imaginem para os padres! Parecem ter a solução para quase todos os problemas, então a cada dia que passa, ganham mais importância no mercado. As secretárias mostram para o que vieram, ganhando respaldo para tomar decisões e administrar processos de trabalho. As secretárias paroquiais da Comunidade de São Domingos - Eliana Bidoli (que exerce a função há 20 anos) e Marli Zerbeto (secretária há 10 anos) enfatizam que gostam do que fazem e o fazem com muito carinho e dedicação. Elas afirmam que, por realizarem atendimento aos paroquianos, precisam ainda mais de sabedoria e tranquilidade para atender e resolver os problemas. Será que existe algum outro funcio-

nário com tanta disponibilidade, dedicação, eficiência e atenção para qualquer serviço e eventualidade, além da secretária? Cada secretária sabe definir bem o que é ser secretária. Portanto, não importa se você é secretária de uma empresa pequena ou grande, de prestadora de serviço, de um órgão de comunicação, de uma paróquia ou diocese. O essencial é que se respeite e seja você mesma, antes de tudo.

Marli Zerbeto (secretária há 10 anos)

Eliana Bidoli (secretária há 20 anos)


5

Acontecimentos

Em celebração ao Dia dos Catequistas no Brasil, que foi comemorado no último domingo de agosto, todos os catequistas das comunidades: São Domingos e Guanabara participaram de um momento de reflexão e espiritualidade (26/08).

Mais um show de prêmios foi realizado no salão paroquial, desta vez organizado pela Comunidade de Nossa Senhora de Fátima, do Jardim Guanabara (14/09).

Marcelo Fagundes e mais nove seminaristas (entre eles, Ciro e Robert, que já estiveram nesta paróquia) da Diocese de Limeira, receberam a ordem do diaconato, celebrada na Catedral de Nossa das Dores, em Limeira (16/09).

Estudo do documento 97 da CNBB foi oferecido no salão paroquial aos representantes de pastorais das paróquias São Domingos de Gusmão, São Jerônimo e Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, juntamente com seus respectivos párocos. O encontro foi promovido pelo Conselho Regional de Pastoral, presidido pelo Pe. Amarildo Marçoli. A palestrante foi Edméia Aparecida Prado de Mello (18/09).

A Pastoral da Família promoveu, na terceira sexta-feira do mês, uma palestra sobre “Comprometimento”, com a psicóloga e educadora universitária Joana Mazzer Papa Stefanini (21/09).


6

http://www.creatiblogs.pt/post/dia-da-crianca-colorir

O Dízimo Infanto-Juvenil

CAÇA BRINQUEDOS

Olá! Hoje vamos falar um pouco sobre o dízimo. O dízimo significa nossa gratidão e partilha para com Deus, uma forma de ajudar a nossa http://www.maosnaterra.com.br/node/87

Igreja, assim como Ele nos ajuda em todos os

Resp. Amarelinha / Roda-pião / Pega-pega / Cabra-cega / Bola / Roda

Criançada! Vocês têm dia! Em meados de 1920, o deputado federal Galdino do Valle Filho teve a ideia de “criar” a semana das crianças, então criou-se uma data para homenagear as crianças do nosso país. A princípio, era uma semana cheia de homenagens; com o passar do tempo, estabeleceu-se apenas o dia 12 de outubro aqui no Brasil. Em outros países tal comemoração acontece em outras datas. Mas, para que o mundo todo olhasse com muito carinho para as crianças, a ONU estabeleceu um dia universal (20 de novembro), para pensar sobre os direitos das crianças, um dia em que todos os direitos possam resultar em uma criação feliz... Então, crianças, aí vão dicas de brincadeiras para vocês serem felizes!

momentos. O 5º mandamento nos pede para ajudar a Igreja de acordo com suas necessidades... E uma maneira de fazer isto é através do dízimo. “Mas sou criança, como posso ser dizimista?”... Bem, de várias maneiras. Se você recebe mesada, destine uma parte; se compra lanche todos os dias na cantina da escola, leve um dia de sua casa e o valor economizado destine para o dízimo; entre muitas outras maneiras... Não podemos esquecer que este é um compromisso que assumimos para com nossa Igreja, que deve ser cumprido a cada mês! É uma responsabilidade que não pode ser esquecida! Lembre-se: a gratidão nos faz crescer, está ligada ao amor ao próximo. Então, vamos procurar no quadro as palavras que estão ligadas ao amor...

Boa leitura... Aqui estão duas indicações de livros, com histórias que lhe PERDOAR / DOAR / ENTENDER / CUIDAR / RESPEITAR / AJUDAR / SERVIR / VISITAR / ABRAÇAR / SORRIR / CONVERSAR / PARTILHAR / PRESERVAR / AGRADECER

darão prazer e diversão!

Kátia Amaral


7 Missão

Infância e Adolescência Missionária: Uma Opção de Vida! A Obra Pontifícia Infância e Adolescência Missionária, conhecida como (IAM), teve seu início em 1843 em Lyon, na França, fundada por D. Carlos Forbin Jonson. Na época, ele recebeu cartas de vários sacerdotes da China, falando sobre a situação das crianças, que passavam fome e muita miséria. O objetivo da Obra Pontifícia é despertar nas crianças/ adolescentes o ardor missionário e trabalhar a Missão da Igreja. A IAM trabalha com as quatro áreas integradas, sendo elas: Realidade Missionária (Ver), Espiritualidade Missionária (Julgar), Compromisso Missionário (Agir) e Vida de Grupo (Celebrar). Trabalha também com as crianças/adolescentes dos cinco continentes, que são representados por suas respectivas cores: - América (vermelho): continente Americano, terra dos primeiros habitantes (os índios), lembram os mártires deste continente;

- Ásia (amarelo): continente Asiático, lembram a raça amarela, os povos orientais; - África (verde): continente Africano, terra onde não há um equilíbrio na balança da miséria e da pobreza, também um continente da Esperança; - Oceania (azul): continente repleto de mares e arquipélagos é também o maior continente que envia missionários para outros países; - Europa (branco): continente Europeu, onde vive o maior mensageiro da Paz, o Papa. Os encontros da Infância Missionária acontecem com o protagonismo da própria criança, no qual é ela mesma que conduz os encontros. O adulto atua como assessor, se precisar lá estará para apoiálos. A Infância Missionária caminha junto com a catequese e não pode, em hipótese alguma, vir a substitui-la, pois uma complementa a outra, a Infância Missionária

veio para caminhar de mãos dadas com a catequese na Igreja. A idade para participar da IAM é de 7 a 14 anos, mas nada impede os menores de também participarem. O trabalho da Infância e Adolescência Missionária em nossa Diocese de Limeira teve uma forte presença em nossas paróquias há uns dez anos. Há grupos espalhados pelas cidades de nossa Diocese: Limeira, Iracemápolis, Americana, Araras, Cordeirópolis. Mas ainda temos um longo caminho a percorrer, assim como todo e qualquer trabalho na Igreja, em que os passos são de formiguinha, mas também qualitativos. São oito os grupos da IAM na Diocese de Limeira, que tem como assessor eclesiástico o Pe. Luis Fabiano Canatta, que é uma presença essencial para o nosso entusiasmo. Em 2008, conheci o COMIDI (Conselho Missionário Diocesano) e, em uma das reuniões que participei, fui convidada a coordenar a IAM em nível Diocesano. Fiquei

muito feliz e - claro - senti que Deus estava me chamando para algo maior. Abracei e abraço todo e qualquer trabalho no qual Deus possa me chamar: “Eis-me aqui!”. Elisangela Rodrigues da Silva Comunidade Santa Eulália - Limeira Coord. Diocesana da Infância e Adolescência Missionária

Chamado

Cristo aponta para a Amazônia O título desse artigo é uma frase do papa Paulo VI que, já na década de 70, inspirava a Igreja a perceber o grau de importância e a urgência em responder positivamente ao desafio de fazer chegar o Evangelho a todas as criaturas. Não que até aquele momento não tivesse havido

Essa diocese é considerada a maior em extensão territorial do mundo, e é formada eminentemente por etnias indígenas (94% da população é indígena)

empenho da Igreja. Mas, agora, motivados pelo Concílio Vaticano II (de modo especial o decreto Ad Gentes), a Igreja redescobre o sentido da sua identidade e, em íntima comunhão com seu Senhor, vai para águas mais profundas. A Igreja do Brasil também tem tentado

responder a essa vocação convidando homens e mulheres, clérigos e leigos/as, a ir ao encontro do povo amazônida e, com ele, encarnar a Boa Nova de Jesus como sinal da presença do Reino na vida do mundo. É nessa perspectiva que eu respondi ao chamado da minha diocese e me dispus a estar por três anos prestando esse serviço à Igreja e ao povo da Amazônia. Depois de me preparar intelectualmente e espiritualmente, aceitei o desafio e fui designado para a diocese de São Gabriel da Cachoeira, no estado do Amazonas. Essa diocese é considerada a maior diocese em extensão territorial do mundo e hoje possui, além dos desafios do próprio da geografia (não há estradas), da natureza (rios e florestas), das questões econômicas (é uma região paupérrima) e dos desafios sociais (éuma região de fronteiras e, portanto, de tráfico de drogas, armas e de gente), é uma diocese formada eminen-

temente por etnias indígenas (94% da população é indígena): 23 etnias, falando 18 dialetos diferentes e com 3 línguas oficiais (nheengatu, baniwa e tukano) além do português. Sinto-me temoroso diante de tudo isso. Às vezes, tenho medo de me sentir incapaz de realizar aquilo que Deus pede e espera de mim. Mas também não posso negar a alegria que invadiu minha vida a partir do momento que percebi o grande mistério que está por detrás dessa ação e, também, da vitalidade que o Reino inspira em mim e nesse trabalho. A todos, peço a oração e a comunhão comigo e com todos os outros/as que estão respondendo a esse chamado. E não esqueçamos: quanto mais formos para águas mais profundas, melhor será nossa pescaria. Pe. Antonio Luis Fernandes Pároco da Paróquia Senhor Bom Jesus, que estará em missão na Amazônia a partir de 2013.


8 De olho nas pastorais: Vaticano

Os 50 anos do Concílio Vaticano II inicia comemoração No dia 11 de outubro completam-se 50 anos da abertura do maior acontecimento da Igreja no século XX: o Concílio Vaticano II. De agora até 2015 a Igreja no mundo inteiro estará comemorando esse evento, que marcou para sempre a caminhada eclesial. O Concílio Vaticano II significou um tempo novo, um sopro do Espírito que

se difundiu para além dos ambientes religiosos. Ao repensar a missão da Igreja e sua relação com o mundo, gerou uma nova autoconsciência da Igreja e uma eclesiologia de amplas perspectivas para o trabalho pastoral. Na sua proposta, o Concílio já trazia uma novidade: “ecumênico”, de grande abrangência, universal. Teve represen-

Bastidores

Comunidade de Nossa Senhora de Fátima Dia desses os sobrinhos do Pe. Lázaro estiveram na comunidade. Bem comunicativos, os “mini-Lazinhos” participaram da celebração e receberam o carinho e a atenção de todos. Voltem sempre! Congratulações aos que cuidam do jardim em frente à Igreja. Trabalho anônimo e muito bem feito! A Paula Lovatti é só felicidade com a chegada da cegonha! Muita saúde, muita alegria e muitas fraldas! Acolhendo os que vieram pela primeira na celebração do dia 9 de setembro, o padre pergunta a um garotinho: “Você mora onde, filho?”. E ele, naturalmente, responde: “Na minha casa, padre!”.

Outro café da manhã do domingo, dia 9 do mês de setembro, com a galera da Crisma. Que mordomia, hein!?! O Gustavo (do coral infantil) tem uma força no gogó e é um destaque entre a garotada, mas machucou o pé e não tem vindo aos ensaios. Volta logo, Gustavo, você está fazendo falta! Ouvindo conversa no corredor após a missa: qual é a melhor árvore, a que dá melhor fruto ou a que dá melhor sombra? A melhor árvore é aquela que eu plantei. Eleições 2012: escolha seus candidatos com atenção!

Comunidade de São Domingos - Na hora de cantar a pedra no show de prêmios organizado pela comunidade do Guanabara, no salão paroquial da Matriz, Zé Elias, empolgado, grita ao microfone: “A pedra é a idade da Sabrina: 40”!

- Marcelo, na semana seguinte da sua ordenação, já arregaçou as mangas e Pe. Lázaro não demorou em dividir sua agenda com o novo diácono da Paróquia. Marcelo, no dia 22, às 20h15, presidiu seu primeiro casamento.

- A ordenação do Marcelo agitou as comunidades do São Domingos e do Guanabara. Até um ônibus foi lotado para assistir à solenidade na Catedral, em Limeira. Mas, teve gente que quase perdeu o ônibus na volta.

- Procura-se lingerie perdida! Não se sabe como, mas apareceu nos bastidores de algum casamento, um baby-doll de noiva perdido na sala ao lado da antiga livraria. Quem será a noiva que esqueceu seu acessório para trás?!

tantes, como observadores, de outras Igrejas Cristãs. Chegou numa hora certa e oportuna, porque a Igreja precisava, sem dúvida, perceber os sinais dos tempos, necessitava de uma renovação, de um rejuvenescimento. A abertura do Concílio deu-se oficial e solenemente no dia 11 de outubro de 1962, na Basílica de São Pedro. Eram 2.540 participantes: bispos, núncios apostólicos, superiores gerais das ordens e congregações religiosas, representando todos os continentes. O Concílio Vaticano II desenvolveuse em quatro etapas: a 1ª etapa, de outubro a dezembro de 1962; a 2ª, de setembro a dezembro de 1963; a 3ª, de setembro a dezembro de 1964; e a 4ª etapa, de setembro a dezembro de 1965. Cabe-nos, hoje, continuarmos atentos

e abertos à recepção do Vaticano II ou, na expressão que mais temos ouvido, quando se fala dos 50 anos do Concílio: revisitá-lo! Para deixar-se conduzir por esse sopro! (Toninho)

Super Dicas “Como Participar da Eucaristia?” (Paulus, 48 págs.) é um interessante livrinho de autoria do Pe. José Antonio Moraes Busch, escrito pouco antes de seu falecimento em 2010 e lançado recentemente. Em linguagem simples, prática e atualizada, apresenta uma “catequese”, ajudando o leitor a entender melhor o que celebramos na liturgia da missa. Em 2012, Luiz Gonzaga estaria completando 100 anos. Para comemorar, a Lua Music lançou o CD triplo “100 Anos de Gonzagão”, com 50 gravações do Rei do Baião em versões inéditas, nas vozes de seus intérpretes. Vai de Dominguinhos a Wanderléa. De Eliana Pittman a Verônica Ferriani. Tem até Elke Maravilha! A capa é a obra-prima do genial Elifas Andreato, desenhada em 1976. Cada CD aborda uma vertente da obra de Gonzagão: 1) Sertão, 2) Xamego, 3) Baião. Surpreendente! Desconhecidos poemas de Carlos Drummond de Andrade, escritos por volta de 1924, e que até hoje eram julgados perdidos, acabam de ser lançados pela editora Cosac Naify, no livro “Os 25 Poemas de Triste Alegria” (144 págs.). Valioso documento e ótima notícia para os apreciadores da boa literatura. Toninho

248 - Jornal Integração - Out/2012  

248 - Jornal Integração - Out/2012 - Paróquia São Domingos - Americana - SP

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you