Issuu on Google+

Akikolรก Akikolรก Maio.indd 1

02 04/05/2015 11:23:37


Editorial

Palavra do Provincial

Tudo é graça...

Deus nos conduz! Estimados leitores do Akikolá, Estamos vivenciando as alegrias pascais. A liturgia nos diz que vivemos um “tempo solene”. Momento oportuno de conversão e de vida nova. Passagem! Transformação! Somos interpelados a testemunhar o Senhor Ressuscitado, vivendo a justiça, a paz e o amor.

da com profundidade. Nossos missionários zelosamente se dedicaram às pregações, atendimentos e celebrações. A presença e participação dos fiéis foram muito marcantes. Vários redentoristas e formandos auxiliaram em outras paróquias e dioceses, expressando nossa A Província Redentorista do solidariedade. Rio de Janeiro vive com intensiBendizendo a Deus pela ordade este tempo de graça. Em denação presbiteral do Padre todas as paróquias e santuários, Bruno Alves Coelho, C.Ss.R. e a Semana Santa foi celebra- expressando nossa gratidão à Expediente: Coordenação: Pe. Américo de Oliveira, C.Ss.R. Jornalista Responsável: Brenda Melo - MTB: 11918 Colaboração: Luiz Henrique Freitas - MTB: 16778 Projeto gráfico: SM Propaganda Ltda Impressão: Gráfica América Tiragem: 2.000 exemplares

02 Akikolá Maio.indd 2

Akikolá 04/05/2015 11:23:39


sua terra natal, promovemos, na Paróquia São José, de Alto Rio Doce (MG), a Semana Missionária Vocacional Redentorista. Após longo período de preparação, uma grande equipe de padres, religiosos, religiosas, seminaristas e missionários leigos percorreu toda a paróquia. Os missionários foram muito bem acolhidos pelo Padre Ronaldo Gomes e seus paroquianos. Com certeza, bons frutos virão deste trabalho missionário.

Por fim, realizou-se no Santuário de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Campos dos Goytacazes (RJ), a IX Romaria das Ligas Católicas Jesus Maria e José. O Santuário ficou repleto de liguistas de diversas regiões, que expressaram o seu profundo amor a Jesus, Maria e José. E vocês, que nos acompanham, fazem parte da nossa história. Contamos com suas orações para sermos fiéis a nossa missão evangelizadora, pois, como cantamos no mantra: Tudo é graça. Deus nos conduz.

Pe. Américo de Oliveira, C.Ss.R. Superior Provincial

Aniversariantes Maio 15/05 ... Pe. José Geraldo de Souza, C.Ss.R. 20/05 ... Pe. Válber Dias Barbosa, C.Ss.R. 22/05 ... Pe. Nelson Antônio L. de Souza, C.Ss.R. 25/05 ... Pe. Ronaldo Divino de Oliveira, C.Ss.R. 28/05 ... Ir. Paulo Pereira de Melo, C.Ss.R. 30/05 ... Pe. Gabriel Teixeira Neves Filho, C.Ss.R. 31/05 ... Pe. José Augusto da Silva, C.Ss.R.

Akikolá Akikolá Maio.indd 3

03 04/05/2015 11:23:40


Entrevista

Pe. Bruno Alves Coelho, C.Ss.R. Sob a imposição das mãos de Dom Lelis Lara, C.Ss.R., bispo emérito da Diocese de Itabira/Coronel Fabriciano - MG, Bruno Alves Coelho, C.Ss.R. foi ordenado presbítero no dia 18 de abril, em sua cidade natal, Alto Rio Doce (MG), com a presença de amigos, confrades, paroquianos e familiares. Sua vocação foi fortificada pelo exemplo de seus pais, Dão e Dorinha, pessoas de profunda fé, sempre presentes na vida paroquial. Aos 14 anos, a convite de um amigo, escreveu para os Redentoristas. Ingressou na formação em janeiro de 2001 e, desde então, experimenta o que é ser um discípulo na “escola” de Jesus. Respondendo ao chamado de Deus, Padre Bruno encara agora mais um desafio em sua trajetória: liderar a Pastoral Vocacional da Província do Rio. Nessa entrevista, ele compartilha com os leitores do AKIKOLÁ seus sentimentos e expectativas na Congregação. Em janeiro deste ano, você foi eleito Promotor Vocacional da Província do Rio. Como tem lidado com os desafios e compromissos desta nova função? Estar à frente da Pastoral Vocacional não é tarefa fácil. Muito pelo contrário, exige constantemente do Promotor Vocacional paciência, disponibilidade e abertura ao mistério de Deus que se revela na figura do jovem que nos busca e confia em nós como instrumentos de Deus em seu processo de autoconhecimento e discernimento

04 Akikolá Maio.indd 4

vocacional. Portanto, acredito que o Promotor Vocacional está diariamente lidando com o outro em suas dimensões humana e divina e, por isso mesmo, deve ter o Mistério de Deus, que fala aos homens, diante dos olhos e no coração. De forma mais imediata, contudo, os principais desafios são práticos. Estou chegando agora para assumir esta função, ou seja, tenho que aprender o funcionamento da Pastoral Vocacional, dar continuidade ao belo trabalho deixado pelo Padre Edson e propor novidades que estejam de acordo com a deman-

Akikolá 04/05/2015 11:23:40


da dos jovens que nos buscam nos tempos atuais. Agora como sacerdote, inicia-se um novo caminho em sua missão. Qual o sentimento e expectativas para tal responsabilidade? Do ponto de vista do carisma da Congregação, eu encaro a ordenação presbiteral como uma “especialização” que contribui grandemente para desenvolver nossa missão junto ao povo de Deus. Assim, acredito que o simples fato de ser padre não muda em nada meu compromisso com a vocação própria dos Redentoristas na Igreja, pois todos os congregados – padres, irmãos e estudantes – contribuem com a missão própria de nosso grupo. Todavia, como padre, tenho agora uma responsabilidade sacramental e eclesial mais espe-

Akikolá Akikolá Maio.indd 5

Entrevista

cíficas e definidas, portanto, a missão torna-se mais abrangente: ser pastor não apenas para os jovens que querem consagrar suas vidas como Missionários Redentoristas no futuro, mas também para todo o povo de Deus, apresentando e vivenciando o Cristo Ressuscitado pelos sacramentos. Deixe um recado para os jovens que, assim como você, desejam ser anunciadores da copiosa redenção. Ser Missionário Redentorista é uma generosa forma de se realizar na vida como cristão! Vale a pena apostar a vida, as forças e os sonhos neste carisma muito específico na Igreja: vivenciando o mais autêntico ensinamento de Jesus Cristo, levar aos mais pobres e abandonados a novidade evangélica para a redenção e salvação das inúmeras situações de indigência e dificuldades que enfrentam, afinal, Deus é com eles primeiro. Contudo, esta realização só se concretiza de fato em nossas vidas se, antes de querermos ser padre ou irmão, nos deixarmos alcançar por Deus e nos dispormos verdadeiramente a ser autênticos cristãos em nossos tempos. Brenda Melo Juiz de Fora, MG

05 04/05/2015 11:23:42


Alto Rio Doce acolhe os Redentoristas durante a Semana Missionária

A

Semana Missionária Vocacional Redentorista aconteceu na Paróquia São José, em Alto Rio Doce (MG), entre os dias 11 e 18 de abril, finalizando com a ordenação presbiteral do nosso confrade agora, Pe. Bruno Alves Coelho, C.Ss.R. Formamos 11 equipes missionárias e atendemos 30 comunidades. Contamos com a presença dos seguintes colaboradores: - Redentoristas: Padres An-

06 Akikolá Maio.indd 6

derson, Alfredo, José Maurício, Vicente, Fagner, Ivo, Paulo Roberto, Maikel, Nelson, Edson. Diáconos Bruno e Paulo e o Irmão Domingos. - Religiosas: Ir. Vanuza (Missionária de São José), Ir. Iracema (Paulina), Ir. Deonilda (Scalabriniana), Ir. Elaine (Missionária de N. S. das Dores). - Seminaristas da CVSC: Bruno Dias, Lucas da Silva, Gedson Pablo, Gleison Souza, Marcos Antô-

Akikolá 04/05/2015 11:23:44


nio e Maicon Ferreira. - Seminaristas do SPES: João Paulo, Rubens e Rociny. - Leigos: Bernadete (Santo Antônio do Amparo – MG), Izabel (Juiz de Fora – MG), Magalli (Belo Horizonte – MG), Rosilene e Paulo (Coronel Fabriciano – MG). Como de costume, realizamos visitas, encontros e celebrações. Dia marcante a procissão das luzes na noite de quarta (15/04), onde, atendendo ao convite de irmos para fora da Igreja Templo, re a l i z a mos um belíssimo ato de fé em praça pública. Ressalto a participação em massa das comunidades. Muito corresponderam ao convite que fizemos. Outro fator positivo foi a nossa presença na programação da Rádio Alto Rio Doce – FM, que transmitia em tempo real as novenas e as missas da noite na Matriz, o que nos ajudou e muito

Akikolá Akikolá Maio.indd 7

a divulgar toda a nossa programação. Ao final de mais um trabalho, uma certeza: é possível sim ir ao encontro de muitos que nos esperam e com eles testemunharmos de modo claro e audacioso a fé no Ressuscitado, que nos chama para trabalhar na Vinha do Senhor! Por último, uma partilha afetuosa: tudo isso só foi possível graças à colaboração dos meus confrades, dos leigos da Paróquia São José e claro, da abertura do Pe. Ronaldo Chaves, que confiou em nosso trabalho! Aos missionários de diversos lugares, gratidão! Ao Pe. Bruno Alves Coelho, C.Ss.R., muita luz e graças em seu ministério de colaborador com o povo de Deus!

Pe. Edson Alves da Costa, C.Ss.R. Coronel Fabriciano, MG

07 04/05/2015 11:23:46


Espiritualidade

O CREDO: síntese da fé e da espiritualidade cristãs O Credo em nossa vida Se perguntássemos a um cristão como ele resumiria o conteúdo fundamental da sua fé, o que diria? Certamente falaria do ensinamento de Jesus sobre o amor, o perdão, a misericórdia. Resposta correta. Mas se a pergunta fosse mais matizada: - Mas cristão, em que você realmente acredita? Quem é Deus para você? O que significa a pessoa de Jesus e do Espírito Santo? Por que a Igreja? O que espera para sua vida após a morte? Será que alguém pensaria no Credo como resposta válida? E nós o rezamos em toda eucaristia dominical, todavia o recitamos de modo tão mecânico que sequer prestamos atenção em sua riqueza doutrinal e espiritual. Pois o Credo sintetiza o conteúdo da fé cristã e resume muito bem os ensinamentos do Novo Testamento, reunindo toda a Igreja numa só fé e numa só esperança. A liturgia nos apresenta o Credo em duas versões. A mais breve nós

08 Akikolá Maio.indd 8

a designamos “Símbolo dos Apóstolos”. A mais longa e mais complexa, a chamamos de “Símbolo Niceno-constantinopolitano”. Mas que palavra difícil é esta? Ela quer dizer que esse símbolo vem de dois concílios da Igreja, o de Nicéia (ano 325) e o de Constantinopla (ano 381), duas cidades antigas, nos quais são utilizados termos mais doutrinais, teológicos e filosóficos (consubstancial) para explicar o essencial da fé cristã. Trata-se de uma forma mais erudita de apresentar aquilo em que cremos. O texto de Constantinopla completa o de Niceia. O “Símbolo dos Apóstolos” é mais simples, nasceu num contexto litúrgico-batismal, incialmente em forma de perguntas e respostas, ainda presentes no ritual do batismo. Tem feito parte da liturgia da Igreja há mais de mil anos. Chamamos o Credo de “símbolo”, termo que vem do grego (symbalein) e significa “agrupar”, “ajuntar”, “reunir”. O Credo “ajunta” as afirmações principais da fé e “congre-

Akikolá 04/05/2015 11:23:47


O Credo tem uma estrutura trinitária, ou seja, ele nos fala do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Atesta, assim, a verdade fundamental do cristianismo: a unidade de Deus em três pessoas. Se Deus é único, nós cristãos o confessamos como comunhão amorosa de três pessoas distintas: Pai, Filho e Espírito Santo.

O Credo, porém, não somente afirma a existência de “verdades eternas”. Ele também conta-nos uma história, a história da salvação, da relação de Deus com os homens e as mulheres que ele criou. O Credo engloba toda a história da salvação, vai da criação do mundo e do ser humano por Deus até a realização plena da história no Reino definitivo.

Akikolá Akikolá Maio.indd 9

O personagem principal – o protagonista – desta história é Jesus Cristo, o Filho de Deus que se encarnou, se fez homem, anunciou o Reino, morreu e ressuscitou dentre os mortos no terceiro dia, enviou o Espírito Santo sobre seus discípulos e assim deu início ao tempo da Igreja, comunidade dos seus seguidores que mantém viva a memória de Jesus no mundo no poder do Espírito Santo, até que Ele mesmo venha consumar a história do universo e dos seres humanos criados por ele. O Credo, no entanto, não se reduz a um anúncio de verdades, nem apenas conta uma história. Faz tudo isso e vai mais longe. Exige um contínuo esforço de apropriação do conteúdo da fé por um “eu”, no seio de “uma Igreja” que existe, por sua vez, no coração “da humanidade”. Mais importante do que anunciar o conteúdo da fé, os cristãos são permanentemente convidados a se apropriar pessoalmente desse conteúdo, fazendo-o seu, vivendo-o e dando testemunho existencial de sua veracidade. Cada cristão reza o credo na primeira pessoa: - Eu creio, no seio da Igreja e com a fé da Igreja, enquanto membro de uma humanidade que a ultrapassa, mas que não está fora dos raios da graça de Deus que nos é oferecida em Cristo pelo Espírito.

Espiritualidade

ga” todos os cristãos, os de ontem, os de hoje e os de amanhã. Os que pertencem à Igreja gloriosa, por sua vez, já consumaram a fé professada no Credo: vivem em comunhão definitiva com Deus e os irmãos. De que fala o Credo?

09 04/05/2015 11:23:47


Espiritualidade

Por que tratar do Credo? A princípio podemos rejeitar o Credo, afinal ele fala de “dogmas” da Igreja. Termo que, infelizmente, assume às vezes o significado de “imposição”, “rigidez”, “conservadorismo”. O Credo, no entanto, enquanto síntese das verdades cristãs, não pretende se fechar no “dogmatismo”. Ele nos fala de Deus e da comunicação do seu mistério a nós por amor; apresenta-nos um Deus que é, em si mesmo, amor (Trindade/Tri-unidade), que nos criou e não nos abandonou (salvação) e que permanece junto conosco, criando comunhão entre nós (Reino de Deus) em vista do nosso futuro absoluto nele (vida eterna). Se prestarmos atenção, veremos que o Credo nos presenteia com uma imagem de Deus que soa perfeitamente crível no mundo de hoje e que não se opõe a nenhuma verdade científica. O mais importante no Credo se encontra no fato de ele nos apresentar o mistério de Deus que é Pai, Filho e Espírito Santo. Infelizmente, para muitos cristãos, a Trindade parece mera abstração, distante da realidade. Deus emerge na experiência de fé de alguns apenas como “ser supremo todo-poderoso”. As orações litúrgicas da Igreja, todas trinitárias, passam despercebidas.

10 Akikolá Maio.indd 10

Ouvimos a nomeação de Deus como Trindade cada vez que vamos à Igreja, mas não assimilamos esta linguagem sobre Deus, a única possível a partir de Jesus Cristo, pois ele mesmo nos revelou o mistério da Trindade. No evangelho de João afirma que o Pai o enviou. Diz o que ouviu do Pai e vai para o Pai na sua morte e ressurreição. Uma vez glorificado pelo Pai, de junto dele envia o Espírito Santo. Portanto, não fomos nós que inventamos a Trindade. Deus nos disse, através de Jesus, que Ele é Pai, Filho e Espírito Santo. Falar de um Deus que é, em si mesmo, comunicação amorosa de pessoas e que deseja nos comunicar o seu amor para que estejamos unidos entre nós a partir dele, seria, por acaso, alienação? Não é essa a mensagem central do evangelho? A boa notícia que Jesus veio nos trazer? A partir deste número do AKIKOLÁ, vamos fazer um comentário teológico-espiritual ao Credo. Num mundo que nos apresenta tantas referências possíveis, em todos os setores da vida, inclusive no religioso, precisamos de clareza para viver como discípulos-missionários de Jesus Cristo. O Credo, se o compreendermos, oferecer-nos-á essa clareza de que tanto necessitamos. Pe. Paulo Sérgio Carrara, C.Ss.R. Belo Horizonte, MG

Akikolá 04/05/2015 11:23:47


~

Companhia De Mae! Pe. Vicente Ferreira, C.Ss.R.

feliz dia das mÃes!

Viajando em asas de pensamento Sobrevoo céus de flores Espírito de risos e cores Seu nome - MÃE - que alento! Descendo trilhas inconstantes No coração de veias e afetos Seiva que traz o longe pra perto Lembrança materna confiante

E nas preces de vida e fé Nos altares do meu caminho Raio de luz bem mansinho Brilha um semblante mulher Bendito criador de ternura feminina Amparo nas horas de incertezas Céu que Mãe aumenta em grandeza Luz dos filhos de alma peregrina Mas hoje também é triste o lamento Pelas frágeis feridas flores Vivendo sozinhas e sem amores No escuro vale do esquecimento Homenagem da Província do Rio a todas as Mães!

Akikolá Akikolá Maio.indd 11

11 04/05/2015 11:23:48


IX Romaria Nacional das Ligas Católicas JMJ ao Santuário de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

N

o dia 26 de abril, o Santuário de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Campos dos Goytacazes (RJ), acolheu a IX Romaria Nacional das Ligas Católicas Jesus, Maria, José. Doze federações brasileiras estiveram presentes, além de alguns Missionários Redentoristas, entre eles, o Superior Provin-

12 Akikolá Maio.indd 12

cial, Padre Américo de Oliveira, C.Ss.R. e o Coordenador Eclesiástico Nacional, Padre José Raimundo Vidigal, C.Ss.R. Foram cerca de 18 ônibus lotados de liguistas que se reuniram em um encontro de fé, devoção e oração. “Valeu a pena todo o esforço e cansaço físico, pois a graça de Deus foi manifestada

Akikolá 04/05/2015 11:23:48


naquele Santuário. A presença do Provincial para nós também foi motivo de muita alegria e segurança, sinal da certeza de nossa plena comunhão com a Província do Rio de Janeiro, a qual somos oblatos”, afirmou o Vice- Presidente Nacional da Liga Católica, Rodrigo Trotta Moreira. Segundo o Padre Vidigal, foi um dia repleto de bênçãos e graças: “Foi muita emoção para mim, Coordenador Nacional, acolher em Campos a primeira romaria da qual participei. Imaginei Nossa Senhora do Perpétuo Socorro abrindo seus braços maternos para abraçar tantos filhos e filhas. Ela devia estar feliz com tanta gente que aqui deu testemunho de sua fé alegre, de seu espírito de oração e sacrifício, e de sua fraternidade espontânea. Ficamos muito felizes com a participação do Padre Provincial e dos Padres José Carlos, Araújo e Ricardo, além dos três seminaristas da Comunidade Vocacional São Clemente. Houve alguém

Akikolá Akikolá Maio.indd 13

que me procurou, querendo dar um presente para a Liga, não sabia qual. Respondi: Seu presente para a Liga? Interessar-se por ela em todo sentido!”, declarou o sacerdote. A Liga Católica Jesus, Maria, José é uma associação religiosa católica, uma Pastoral Familiar popularizada, cujo objetivo é a vivência cristã e a santificação da família, levando, através do testemunho, o Evangelho a outras famílias. Brenda Melo Juiz de Fora, MG

13 04/05/2015 11:23:49


Congresso da Vida Consagrada

P

romovido pela Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB Nacional), foi realizado em Aparecida (SP), entre os dias 07 e 10 de abril, o Congresso da Vida Consagrada. Mais de 2 mil religiosos(as) prestigiaram o evento. Com o tema “Assumir o núcleo identitário da vida consagrada: atitude profética, processo mistagógico” e o lema: “Não ardia nosso coração quando Ele nos falava pelo caminho?” (Lucas 24,32), o objetivo geral do congresso foi “animar, fazer arder o coração da vida consagrada para a missão e a profecia, em vista da vivência da radicalidade do seguimento de Jesus Cristo, com alegria e esperança”. Pessoas convidadas: Dom Raimundo Damasceno – Arcebispo de Aparecida; Irmã Mercedes Letícia Casas Sánches, F.Sp.S. – Presidente da Conferência Latino-Americana dos Religiosos; Dom Jaime Spengler – Bispo Referencial da CNBB para a Vida Consagrada; Dom Pedro Brito – Presidente da Comissão para

14 Akikolá Maio.indd 14

os Ministérios Ordenados e Vida Consagrada - CNBB; Dom Sérgio Arthur Braschi – Ação Missionária e Cooperação Intereclesial; além da presença dinâmica e alegre da Irmã Maria Inês Vieira, msd – Presidente da CRB. Os assessores foram: Pe. Geraldo, SJ, Pe. Paulo Suess, Ir. Annette Havenne, Rosimary Costa – Professora da PUC-Rio, Ir. Afonso Murad, fms, Ir. Mercedes Sánches, fsps, Pe. Estevão Raschetti, sx. O evento contou, ainda, com a presença mística e alegre do cantor católico Zé Vicente e uma emocionante visita do padre Zezinho. Pela Província do Rio, participou o Ir. Pedro Magalhães, C.Ss.R. O Congresso aconteceu em um clima de muita alegria, esperança e fraternidade. Ao final, foi redigida uma carta ao Papa Francisco, agradecendo pelo Ano da Vida Consagrada e partilhando o que foi o evento, além de reafirmar o compromisso e a esperança de um futuro bom para a Igreja e a vida consagrada. Foi redigido, também, um manifesto falando da preocupação com a atual situação do país, a ser encaminhado para as autoridades competentes. Em todos os dias, foram coletadas assinaturas pedindo a reforma política. Ir. Pedro Magalhães Gomes, C.Ss.R. Juiz de Fora, MG

Akikolá 04/05/2015 11:23:49


Aconteceu na Província

Juventude na Igreja da Glória No dia 26 de abril, a Igreja da Glória, em Juiz de Fora (MG), promoveu um bate-papo com a juventude, com a presença do pároco padre Sérgio Luiz e Silva, C.Ss.R. e a Juventude Missionária Redentorista (JUMIRE). Que esses jovens sejam perseverantes na fé e sempre iluminados pelo Espírito Santo!

Restaurar é Reviver A Basílica de São Geraldo promoveu, no dia 10 de abril, a segunda edição do jantar beneficente “Restaurar é Reviver”, no Clube Curvelo. Os participantes se deliciaram com o jantar ao som da Banda Saint Clair. Os ingressos foram todos vendidos e o valor arrecadado será revertido para as obras de restauração do santuário.

Estudo Bíblico Foi realizado na Comunidade Nossa Senhora Aparecida (Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro - Vale da Floresta), em Juiz de Fora (MG), o encontro do estudo bíblico mensal, no dia 26 de abril. O tema refletido foi “O desafio de ser comunidade cristã”. “Procuramos buscar como fazer para que nossa Paróquia seja lugar da experiência de Cristo, lugar de fraternidade e de comunhão. Constatamos que em nossa comunidade paroquial nem

Akikolá Akikolá Maio.indd 15

todos se conhecem, nem todos se relacionam como irmãos, não partilhamos nossas esperanças, dificuldades e angústias. Mas apesar de tantos desafios, vimos que eles poderão ser superados a partir do momento que atendermos as recomendações para a vida em comunidade, refletidas nos textos bíblicos. Acreditamos que, assim, conseguiremos ter uma nova maneira de viver e conviver, nascida da Boa Nova que Jesus anunciou”, declarou Selma Rocha, Coordenadora da Escola Bíblica Paroquial.

15 04/05/2015 11:23:50


02 Akikolรก Maio.indd 16

Akikolรก 04/05/2015 11:23:52


Akikolá - Maio/2015