Page 1

37ª EDIÇÃO

final 2017

com a atuação do grupo:

11 novembro fado 21h30

pav. multiusos//expotorres

ORGANIZAÇÃO:

WWW.CM-TVEDRAS.PT

|

WWW.PROMOTORRES

|

/PROMOTORRES

Lelé

PRODUÇÃO:


Festival das Vindimas 2017 RAMALHAL . PONTE DO ROL . TURCIFAL . A DOS CUNHADOS E MACEIRA . FREIRIA . CAMPELOS E OUTEIRO DA CABEÇA . SILVEIRA . MAXIAL E MONTE REDONDO . CARVOEIRA E CARMÕES . SANTA MARIA, SÃO PEDRO E MATACÃES . SÃO PEDRO DA CADEIRA . VENTOSA . DOIS PORTOS E RUNA . TORRES VEDRAS . Ano após ano a tradição do Festival das Vindimas no Concelho de Torres Vedras mantém-se. Esta é já a sua 37ª edição, o que muito nos orgulha. As eliminatórias do Festival deste ano decorreram entre os dias 15 de setembro e 22 de outubro nas 13 freguesias do Concelho e a sua grande final será integrada nas Festas da Cidade de Torres Vedras, como já é um hábito. Foram mais de 100 candidatas a apresentaram-se a concurso e após a eleição, a “nova” Rainha das Vindimas irá representar o concelho a nível nacional. O envolvimento de toda a comunidade em torno deste evento é notória. Concorrentes, familiares, amigos, autarquias (Câmara Municipal e Juntas de Freguesia) e empresa municipal Promotorres, transformam este Festival numa marca para o território. O Festival das Vindimas é assim um evento de referência e que ganha cada vez maior notoriedade. Estamos certos que esta tradição aliada à vinha e ao vinho irá continuar por muitos anos. O Presidente da Câmara Municipal

Carlos Manuel Antunes Bernardes

01


Vinhos de Torres Vedras A área de vinhos a que chamamos DOC Torres Vedras, é muito grande e muito produtiva. Não nos admira por isso que Torres Vedras seja o Concelho em Portugal que maior número de hectolitros de vinho produz e aquele que tem uma das maiores adegas Cooperativas de Portugal, justamente em S. Mamede da Ventosa. No geral a força e o êxito da Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa (CVRLisboa) assenta também, no elevado número de adegas cooperativas situadas na Região e no entendimento que existe entre estas e os produtores, que é excelente. Vasco d’Avillez o responsável da CVR Lisboa, explica que esta é uma associação regional interprofissional, à qual compete controlar a origem, garantir a genuinidade e promover os produtos vitivinícolas com direito a Denominação de Origem (DOC) e a Indicação Geográfica (Vinho Regional Lisboa). A Região tem nove DOC`s – Carcavelos, Bucelas, Colares, Alenquer, Arruda, Torres Vedras, Óbidos, Encostas d´Aire e Lourinhã. O Clima de Torres Vedras faz vinhos únicos. Existem duas diferenças na região de Torres Vedras que ajudam à qualidade dos vinhos. Reparem que toda a região tem uma extensa frente de mar. Como a DOC Torres Vedras é o local de Portugal onde a Corrente Quente do Golfo - que muito influencia o clima - passa mais próximo da Costa, a influência é ainda maior e muito antiga: Moldou e compôs os terrenos em que a vinha está instalada. Assim, a quantidade de chuva que cai na parte marítima da região “provoca alterações nos solos e, com o correr do tempo, dá todos os anos água para as plantas, de forma que as vinhas têm uma diferença grande para as vinhas de outras regiões, também encostadas ao Atlântico”. A segunda diferença é que o conjunto de serras da Região – Sintra, Montejunto, Candeeiros, Serra d’Aire – constituem uma orografia especial, fazendo “um corredor entre o mar e o Montejunto provocando um clima marítimo onde, como é o caso de Torres Vedras, se fazem vinhos brancos de ótima qualidade”. “Do Montejunto e Candeeiros para Leste”, prossegue Vasco d’Avillez, “temos o Hinterland”, outro tipo de clima, mais quente e menos húmido que faz vinhos tintos ótimos”. “Isto são características raras que aparecem neste Concelho e nos limítrofes, mas não se repetem em Portugal. Os Romanos já tiravam partido disto mesmo, fazendo vinhos melhores e com mais apetência nos mercados do tempo deles, aqui, nesta nossa região”, conta. Versatilidade com a comida. O clima de Torres Vedras, permite ainda uma outra característica rara que é a de defesa das videiras contra o excesso de humidade. É perigoso que as uvas tenham muita humidade na altura do fim da Primavera e princípios do Verão porque podem apodrecer com facilidade. Ora na área de Torres Vedras há nestas alturas do ano um vento, por vezes forte, que entra nas vinhas rente ao chão, percorre as fileiras e seca as uvas não as deixando sequer correr o risco de apodrecerem. É por isso que tantas destas freguesias se chamam «Ventosa». Temos então dois tipos de Vinho Regional feito em Torres: O Vinho Regional Lisboa, normal e o Vinho Regional Lisboa Leve. Este Vinho Regional Lisboa Leve, branco, muito interessante na boca, é o ideal para pratos de peixe ou marisco e o único que pode acompanhar com sucesso a comida oriental, tipo agridoce, justamente porque tem uma acidez alta, de 4,5Gr/litro e um grau de álcool baixo, situado na casa dos 9,5%Vol., isto faz com que os brancos tenham uma versatilidade muito grande em relação à comida,” O Vinho Regional Lisboa Leve, rosé, casa muito bem com a comida chinesa, mesmo que não seja agridoce. “Este Vinho Regional Leve, branco ou rosé, só pode ser feito ou na nossa Região ou também na vizinha Tejo. Há muitos produtores na Denominação de Torres Vedras mas entre eles avultam as Adegas Cooperativas de S. Mamede da Ventosa, da Carvoeira e a de Dois Portos, havendo ainda alguns mais, privados, como sejam a Adega-Mãe; Adega Santos e Santos; a Quinta de Almiara; o Vale da Capucha; a Quinta da Folgorosa e outros. CVR Lisboa em 24 de Maio de 2017

02


03


nal Bem vindo à fi do Festival 2018. das Vindimas e a ordem Informamos qu a noite, do desfile dest passado foi sorteada no bro, dia 29 de outu e todas na presença d as candidatas. ! Bom espetáculo

PROMOTORRES

Beatriz Martinho

18 anos

04

E.M.


Rua Santos Bernardes, nº 19A 2560-362 Torres Vedras Tlf.: 261 337 360 Fax: 261 321 234 valanalises@mail.telepac.pt 2ª a 6ª feira: 8h00 às 18h30 aberto à hora de almoço

sábado: 8h00 às 12h00

Rua Santos Bernardes, nº 17C 2560-362 Torres Vedras Tlf.: 261 337 350 Fax: 261 317 329 santa-cruz@sapo.pt 2ª a 6ª feira: 8h30 às 21h00 sábado: 9h00 às 19h00

05


Ana Seara

20 anos

Beatriz Cardoso

17 anos

06


geral@severianos.com

07


Marina Santos

19 anos

Sara Jerรณnimo

14 anos

08


09


InĂŞs Bernardes

15 anos

Beatriz Sousa

18 anos

10


11


PatrĂ­cia Mota

17 anos

Mafalda Santos

19 anos

12


Restaurante O REGIONAL

Casais Larana, Torres Vedras - tlf.: 261 921 258

www.oregional.com.pt | info@oregional.com.pt

13


InĂŞs Machado

17 anos

Sara Rosa

14 anos

14


15


Beatriz Silva

18 anos

Alexandra Gomes

18 anos

16


FICHA TÉCNICA ORGANIZAÇÃO Câmara Municipal de Torres Vedras PRODUÇÃO Promotorres, E.M. César Costa [ presidente C.A.] Catarino Avelino [ vogal ] Raquel Luz [ vogal ] COORDENAÇÃO Joana Carapeta EQUIPA DE PRODUÇÃO António Santos João Gomes José Fialho Gonçalo Nogueira Manuel Marques Marco Cunha Pedro Feliciano Ricardo Gomes Ricardo Dias Ricardo Rodrigues Rudi Santos Sara Santos ANIMAÇÃO ELIMINATÓRIAS Sulla Blue ANIMAÇÃO FINAL Escola Dança MPT Escola de Dança Movimento Fado Lelé SOM/LUZES Promeios [ eliminatórias ] PTE [ final ] VÍDEO Eliminatórias TorresTV RTVON SECRETARIADO Luísa Maria PUBLICIDADE Carolina Bray DESIGN E PAGINAÇÃO Filipa Baptista Tânia Santos IMPRESSÃO A3, Artes Gráficas

17


Profile for Promotorres E.M.

Revista Festival das Vindimas 2017  

Conheça as 13 finalistas candidatas ao título de rainha das Vindimas 2017, no Concelho de Torres Vedras. A final é na noite de 11 de novembr...

Revista Festival das Vindimas 2017  

Conheça as 13 finalistas candidatas ao título de rainha das Vindimas 2017, no Concelho de Torres Vedras. A final é na noite de 11 de novembr...

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded