RELATÓRIO DE GESTÃO 2019

Page 1


2

DADOS GERAIS DE 2019

14

Núcleos

1.879 Integrantes

268

Apresentações

68

Concertos didáticos vistos por

7.223 pessoas

Público total de

96.688 pessoas

Ficha técnica - Relatório de Ações 2019

Projeto Editorial Tatiana Mendonça Coordenação Editorial Mariana Pereira Redação Tatiana Mendonça Criação e Projeto Gráfico Tarcísio Rodrigues Revisão Ricardo Castro, Eduardo Torres, Fernanda Tourinho, José Henrique de Campos, Olgair Marques, Telma Verçosa, Mariana Pereira, Tatiana Mendonça Fotografia Karol Azevedo / Eduardo Tosta Pesquisa de Imagem Tarcísio Rodrigues e Tatiana Mendonça

R$10 milhões em mídia expontânea


3

105

Ações de formação musical em

44 33

597

encaminhamentos à rede de proteção social

Bairros de Salvador e Cidades da Bahia

11

Caravanas Pedagógicas com mais de

270

horas de atividades

2.164

Atendimentos psicossociais de integrantes e familiares

54.000 seguidores nas redes sociais

Total de repasse do Contrato com o Governo do Estado

R$ 15.290.324,34 Total de recursos captados pelo IDSM (doações, captação de projetos, prêmios e outros)

R$ 2.992.409,64 (19,5%)


O ano de 2019 traz novos marcos para a história do NEOJIBA. Chegar aos 12 anos de existência estabelecendo novos paradigmas nos motiva ainda mais a lutar para que o NEOJIBA, entrando na sua adolescência, tenha sua sustentabilidade garantida. Em julho inauguramos nossa primeira sede, no Parque do Queimado, no bairro da Liberdade, em Salvador. Ver o nosso sonho se tornar realidade, nos faz relembrar as etapas que nos trouxeram até aqui, desde o descobrimento desse equipamento histórico em estado de abandono, a cessão do espaço pela Embasa e pelo Governo do Estado, a busca pelo financiamento público e privado, até a criação e execução dos projetos arquitetônicos e acústicos que fizeram deste lugar uma das melhores infraestruturas do Brasil para a prática e ensino musical coletivos. Este espaço será a partir de agora o palco para que meninas e meninos possam se desenvolver e se expressar através da música em condições ideais, com apresentações gratuitas para toda a comunidade, recebendo àquelas e àqueles que passam a ter no Parque do Queimado a memória de seu primeiro contato com a música de concerto e reforçando a dimensão do impacto transformador do nosso trabalho. Com a inauguração de três Núcleos Territoriais, o primeiro em Feira de Santana, e outros dois em Vitória da Conquista e Teixeira de Freitas, o NEOJIBA se expandiu, ganhou novas casas, novas ruas, novos palcos e novas histórias. Além das cidades que os sediam, os Núcleos Territoriais impactam outras 33 cidades baianas do entorno, disseminando a missão a que se destina o Programa: promover na Bahia o desenvolvimento e a integração social de crianças, adolescentes e jovens, prioritariamente em situações de vulnerabilidade, por meio do ensino e da prática musical coletivos. Além do fortalecimento de nossa estrutura física, contamos mais uma vez com o trabalho primoroso de uma equipe pedagógica e administrativa apaixonada pelo que faz, com destaque para setor de Desenvolvimento Social, que realiza o acompanhamento psicossocial individualizado de todos nossos integrantes e suas famílias. O Governo do Estado, através de sua Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, mostrou-se em 2019 mais uma vez extremamente comprometido com essa política pública de valor intangível e inestimável, pois derruba muros, reacende sonhos e transforma destinos. Já são 12 anos de investimento estatal, com resultados muito acima de qualquer expectativa. Gostaria também de lembrar que nada disso seria possível sem o apoio dos nossos parceiros e parceiras da sociedade civil e empresariado, que formam o tripé da sustentabilidade com o Governo do Estado e que continuam acreditando em nossa missão.


Neste relatório você conhecerá em detalhes as principais ações realizadas pela equipe do NEOJIBA durante o ano de 2019. Gráficos e balanços financeiros também estão à disposição, confirmando nosso compromisso com a economicidade e transparência. Boa leitura!

Ricardo Castro

O ano de 2019 foi de mudanças para o Conselho Administrativo do Instituto de Ação Social Pela Música (IASPM). Face à renúncia, por questões de saúde, do Dr. Roberto Santos, ao cargo de Presidente, desde a fundação da nossa organização social em 2008, decidiu o Conselho eleválo ao cargo de Presidente de Honra. Por consequência, por decisão unânime dos Conselheiros, coube a mim e ao Dr Luiz Fernando Stuart Queiroz, assumir respectivamente a Presidência e a Vice- Presidência do Conselho. Cabem a este Conselho as funções normativas, de fiscalização e controle da organização, sempre alerta aos valores e missão descritos em seu Estatuto. Cabe-lhe também discutir e aprovar diretrizes estratégicas, supervisionar continuamente a gestão, maximizando o retorno dos investimentos, analisar informações financeiras, promovendo enfim a verificação de sua transparência. O Relatório que ora se apresenta é vívido testemunho dos resultados de excelência obtidos pelo IASPM, seja em seus feitos sociais, educacionais e artísticos, graças à competente condução dos seus trabalhos pelo Diretor Geral do NEOJIBA, o maestro Ricardo Castro. Igualmente o Relatório atesta, em termos fiscais, a gestão dos recursos públicos destinados à manutenção do Programa, e de outros recursos captados junto à sociedade civil, e que possibilitaram exceder as ações previstas no Contrato de Gestão 001/2014, firmada com o Governo do Estado da Bahia. Estes resultados levara o IASPM a vencer novo Edital Licitatório da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, em novembro passado, com prazo extensivo a fevereiro de 2022. Por tudo isto houveram por bem os Conselheiros aprovar o presente Relatório. Professor Manoel J F Barros Sobrinho (Presidente do Conselho Administrativo)


• Apresentação • Identidade Organizacional • Dados do Programa em 2019 • Onde estamos

/10 /11 /12 /13

Núcleos • Núcleo Central do /15 NEOJIBA (NCN) • Núcleos Territoriais do /16 NEOJIBA (NTN) • Núcleos de Prática Musical /20 (NPM) Centros de Formação Técnica • Atelier Escola de Luteria • Centro de Documentação e Memória • Produção Técnica

/33 /34 /35

UM PARQUE PARA CHAMAR DE CASA /36

1

Fincar raízes e expandir

2

Projetos especiais

Rede de Projetos Orquestrais

/40

NEOJIBA nos Bairros

/42

Intercâmbio Musical no Exterior

/44

3

Crescendo juntos

• Números do Setor de Desenvolvimento Social • Amigos Voluntários • Mapa social

/49 /50 /54


/58

Apresentações que se destacaram em 2019

/60

Principais formações musicais no NEOJIBA

/70

• NTN Salvador • NTN Feira de Santana • NTN Vitória da Conquista • NTN Teixeira de Freitas • Grupos de Câmera

/70 /80 /83 /85 /89

Pesquisa de Público

/90

5

NEOJIBA na mídia

• Redes Sociais

6

/96

Campanhas de engajamento e transparência

O Círculo

/98

A Arca

/100

#DiadeDoar

/101

Imposto de Renda

/101

Nota Premiada

/102

Transparência

/103

Balanço Financeiro

/104

Agradecimentos /108 Nossa Equipe /112 Onde Estamos /114

• Concertos Didáticos

FESTIVAL DE 12 ANOS "TRANSFORMA" /68

4

Palco e plateia



1

9

Fincar raĂ­zes e expandir


10

O ano de 2019 ficará marcado para sempre na história do NEOJIBA (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia). Depois de 12 anos de muita música e de lutas por uma sede própria, o Programa que transforma a vida de milhares de crianças, adolescentes e jovens pôde finalmente viver a sensação de estar em casa. Em julho, aconteceu a inauguração da primeira sede própria do Programa, no Parque do Queimado, em Salvador. Este sítio histórico passou a abrigar o Núcleo Central do NEOJIBA. O lugar conta com um dos melhores projetos acústicos do Brasil e é um dos espaços para a prática e o ensino musical mais bem equipado do país. Este também foi um ano de expansão. A presença do Programa no interior do Estado ganhou força com a inauguração de três Núcleos Territoriais do NEOJIBA (NTN) em Feira de Santana, em setembro, e em Vitória da Conquista e Teixeira de Freitas, em outubro. Os Núcleos Territoriais do NEOJIBA são pensados para impactar pessoas e projetos musicais nos municípios do entorno. Em apenas dois meses de atividades, os NTNs realizaram cerca de 20 ações de capacitação, atendendo de forma indireta mais de 500 jovens músicos no interior da Bahia. Outras 33 cidades baianas foram beneficiadas com ações promovidas pelo NEOJIBA que busca, incansavelmente, cumprir a missão a que se destina: promover, com excelência, o desenvolvimento e a integração social de crianças, adolescentes e jovens, prioritariamente em situações de vulnerabilidade, por meio do ensino e da prática musical coletivos.


11

Ao longo da sua história, o NEOJIBA atendeu direta e indiretamente mais de 10 mil crianças, adolescentes e jovens que, além da oportunidade da prática musical coletiva, também têm a vivência da multiplicação, seguindo o lema do Programa: “Aprende quem ensina”. Os integrantes dos vários grupos musicais do NEOJIBA já fizeram mais de 1,6 mil apresentações, no Brasil e no exterior, em concertos que reuniram mais de 830 mil espectadores. Neste relatório, você acompanha as ações realizadas em 2019 pelos 14 Núcleos do Programa em Salvador e no interior do Estado, com o apoio inestimável de parceiros públicos, privados e organizações da sociedade civil.

Áreas de atuação Desenvolvimento Social, Educação e Cultura

Identidade Organizacional

Criado em 2007 pelo maestro e pianista Ricardo Castro, o NEOJIBA é uma política pública prioritária do Governo do Estado da Bahia. O Programa é vinculado à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social e gerido pelo Instituto de Ação Social pela Música (IASPM).

MISSÃO Promover na Bahia o desenvolvimento e a integração social prioritariamente de crianças, adolescentes e jovens em situações de vulnerabilidade por meio do ensino e prática musical coletivos.

VISÃO A prática artística ao alcance de todos e reconhecida como meio de desenvolvimento humano.

VALORES Comprometimento, solidariedade, excelência, inovação e transparência.


12

EQUIPE

29

27

voluntรกrios

estagiรกrios

125

colaboradores


13

Onde Estamos Salvador Simões Filho Feira de Santana Vitória da Conquista Teixeira de Freitas Jequié

Cidades atendidas com a Rede de Projetos Orquestrais Alcobaça

Irecê

Pilão Arcado

Cachoeira

Itaberaba

Porto Seguro

Caetité

Itabuna

Posto da Mata

Canudos

Itanhém

Remanso

Capim Grosso

Itapetinga

Riachão do Jacuípe

Caravelas

Itiúba

Santa Cruz Cabrália

Central

Jacobina

Santo Amaro

Conceição do Coité Jequié

Senhor do Bonfim

Dias D’Avila

Juazeiro

Serrinha

Feira de Santana

Manoel Vitorino

Teixeira de Freitas

Ilhéus

Pé de Serra

Vitória da Conquista


14

Núcleos O NEOJIBA é formado por 14 núcleos, distribuídos na capital e no interior. O Programa expandiu e consolidou suas atividades na Bahia com a inauguração de um novo modelo de núcleo, os Núcleos Territoriais do NEOJIBA (NTN). No segundo semestre do ano, foram inaugurados três deles: em Feira de Santana, Vitória da Conquista e Teixeira de Freitas. Os NTN foram criados para impactarem as cidades e os municípios do entorno imediato. Na inauguração do Núcleo Territorial de Teixeira de Freitas, no sul do Estado, Carlos Martins, secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, expressou um desejo comum a todos nós: “Precisamos de mais violinos, violoncelos, flautas, pianos e outros instrumentos, porque estas são as verdadeiras armas que vão transformar o Brasil num país com justiça social”. A seguir, apresentamos cada um dos Núcleos do Programa, entre Núcleos de Prática Musical (NPM) e Núcleos Territoriais do NEOJIBA (NTN), mostrando as ações que realizamos em 2019 e que nos enchem de motivação.


15

Núcleo Central

do NEOJIBA (NCN) O Núcleo Central do NEOJIBA (NCN) é responsável pela estruturação logística e pedagógica de todos os Núcleos do Programa. No NCN também acontece a formação de integrantes nas áreas de execução instrumental, iniciação musical, regência, criação e manutenção de arquivo musical e digital, manutenção e reparação de instrumentos musicais e produção artística. As formações mais avançadas do NEOJIBA estão ligadas ao NCN, reunindo, ao todo, 435 integrantes. Os ensaios da Orquestra Juvenil da Bahia, Orquestra Castro Alves (OCA), Orquestra Pedagógica Experimental (OPE), Orquestra de Cordas Infantil (OCI) acontecem no Parque do Queimado, sede do Programa. Os ensaios do Coro Juvenil e do Coro Infantojuvenil acontecem no Teatro Castro Alves. O NCN também oferece aulas de iniciação musical para crianças de 6 a 8 anos. Ao longo do ano, o NCN (antes chamado de Núcleo de Gestão e Formação) promoveu encontros dos integrantes do NEOJIBA com grandes artistas nacionais e internacionais, como o flautista suíçocanadense Michel Bellavance, a violista argentina Ingrid Zür, o violoncelista brasileiro Matias de Oliveira Pinto, a violonista suíça Chiara Banchini, o percussionista francês Thierry Miroglio, o pianista italiano Andrea Lucchesini e o violoncelista francês Alain Meunier. Além de ministrar aulas, muitos deles se apresentaram com as orquestras e coros do NEOJIBA, em dezenas de concertos realizados em Salvador.


16

Núcleos Territoriais

Em setembro de 2019, o Núcleo Antônio Gasparini, em Feira de Santana, transformou-se no primeiro Núcleo Territorial NEOJIBA (NTN), ampliando suas ações para as cidades do entorno. Num único mês, em novembro, a equipe do NTN viajou para seis municípios da região, realizando oficinas formativas para projetos de música, orquestras, fanfarras e corais, que beneficiaram mais de 150 pessoas.

do NEOJIBA (NTN)

NTN Feira de Santana Antônio Gasparini Ano de criação como Núcleo de Prática Musical: 2014 Instituições parceiras: Instituto Antônio Gasparini (IAG) / CSU / OL Papeis

Principais formações musicais: Orquestra Juvenil de Feira de Santana, Orquestra Escola, Camerata de Cordas, Coro Formação, Grupo de Câmara Apresentações em 2019: 26, para um público de 6.955 pessoas Coordenadores: Gustavo Laporte Amaral (4o trimestre) | Caroline Maria Almeida de Abreu Silva (1o ao 3o trimestre)

Integrantes: 145 crianças, adolescentes e jovens de 6 a 21 anos

Viver esse tempo no NEOJIBA é uma experiência sem igual. Aqui encontrei oportunidades que eu achei que nunca teria. Eu, meus amigos e qualquer pessoa que participe desse projeto levam pra sempre a essência do NEOJIBA na sua vida.

Vitório Henrique, integrante da Orquestra Juvenil de Feira de Santana


17

Em Feira de Santana, as atividades de canto coral e prática musical acontecem nos bairros de Cidade Nova e Queimadinha, beneficiando 145 crianças, adolescentes e jovens de 6 a 21 anos. As cinco principais formações musicais do NTN viraram referência na cidade. Em 2019, os grupos realizaram 26 apresentações públicas, com destaque para a apresentação da Orquestra Juvenil no palco principal do "Natal Encantado", tradicional evento natalino realizado pela prefeitura de Feira de Santana. O Núcleo é resultado da parceria entre o Instituto Antônio Gasparini (IAG) e o IASPM.


18

NTN Vitória da Conquista Ano de criação como Núcleo de Prática Musical: 2016 Instituições parceiras: Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista, por meio do Programa Conquista Criança (NPM)/ Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima da SECULT/BA (NTN) Integrantes: 157 crianças e adolescentes de 6 a 18 anos Principais formações musicais: Orquestra de Cordas Conquista Criança, Orquestra Infanto Juvenil, Coral Infantil, Canto Coral Apresentações em 2019: 13, para um público de 1.920 pessoas Coordenador: João Omar de Carvalho Mello

Aqui no NEOJIBA a minha vida mudou. Essa nova fase do Núcleo vai alimentar novos sonhos e novos projetos de vida de centenas de jovens. Mikael Carvalho, integrante do NTN Vitória da Conquista

Vitória da Conquista é a terceira cidade mais populosa da Bahia, com mais de 300 mil habitantes. Desde 2016, o NEOJIBA mantinha um Núcleo de Prática Musical no município, em parceria com o Programa Conquista Criança, da prefeitura. Em outubro de 2019, o Núcleo tornou-se o segundo Núcleo Territorial do NEOJIBA, para fazer ressoar ainda mais a música no sudoeste baiano. Em Vitória da Conquista, as aulas são de iniciação musical e prática orquestral com instrumentos de corda, como violas, violinos, violoncelos e contrabaixos. O crescimento do Núcleo ampliou as atividades para as áreas de sopros, percussão e canto coral. Em 2019, os integrantes do Núcleo interagiram pela primeira vez com um balé, numa apresentação da CIA de Balé Itana Leão. Eles também se apresentaram em escolas de Vitória da Conquista e promoveram o Encontro de Orquestras, com grupos locais e orquestras vindas das cidades de Jequié e Manoel Vitorino. O evento foi encerrado com um grande concerto em dezembro, no Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima, com todas as orquestras reunidas.


19

NTN Teixeira de Freitas Orquestrando Futuros Ano de criação como Núcleo de Prática Musical: 2019 Instituições parceiras: Instituto de Cultura Educação e Desenvolvimento – ICED e Igreja Batista Memorial - IBM Integrantes: 150 crianças e adolescentes de 6 a 18 anos Principais formações musicais: Orquestra de Cordas Apresentações em 2019: 6, para 2.092 pessoas Coordenadora: Gislaine Romana Carvalho da Silva

A decisão pela implantação do Núcleo Territorial NEOJIBA Teixeira de Freitas - Orquestrando Futuros surgiu a partir da experiência exitosa do Instituto de Cultura, Educação e Desenvolvimento (ICED) na região. Em 2014, o ICED iniciou um trabalho de formação e prática musical coletiva com instrumentos de cordas, em parceria com a Igreja Batista Memorial e teve presença marcante nas ações da Rede de Projetos Orquestrais. A partir da inauguração do NTN, em outubro, as atividades aumentaram, incluindo o apoio, a partir do NTN, a projetos musicais no sul da Bahia. Em Teixeira de Freitas, são oferecidas atividades de cordas friccionadas, sopros, percussão, canto coral e iniciação musical. Em dezembro, os integrantes realizaram um recital de violinos e um concerto da Orquestra de Cordas na cidade.


20

Núcleos de Prática Musical (NPM) Liberdade – Salvador Ano de criação: 2016 Instituição parceira: Organização de Auxílio Fraterno (OAF) Integrantes: 183 crianças e jovens de 6 a 22 anos Apresentações em 2019: 5, para um público de 680 pessoas Coordenadores: Nataly do Vale (2 o e 3 o trimestres) | André Gomes Felipe (1 o trimestre)

O Núcleo de Prática Musical da Liberdade tem turmas de iniciação musical para crianças de 6 a 10 anos, que podem escolher entre a flauta doce e o violino, atividades de instrumentos de orquestra sinfônica para adolescentes e jovens até 22 anos e aulas de canto coral. Os integrantes estão sempre interagindo com as escolas e organizações comunitárias do bairro. Em 2019, uma nova turma de percussão e tuba foi aberta e o Núcleo também criou uma Camerata de Cordas. Duas das formações orquestrais sediadas no Núcleo, a Orquestra Pedagógica Experimental (OPE) e a Orquestra de Cordas Infantil (OCI) viveram um momento inesquecível em 2019 ao se apresentarem, pela primeira vez, no Teatro Castro Alves, principal palco de Salvador. Os familiares dos integrantes lotaram a plateia e vibraram a cada obra apresentada. Em julho, as orquestras mudaram de casa e passaram a ensaiar no Parque do Queimado, sede do NEOJIBA. Através do projeto “Aprende Quem Ensina”, o Núcleo teve patrocínio do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FMDCA).


“ “

21

O NEOJIBA não ensina só a tocar e a ter disciplina. Ensina você a aprender sobre sua história também, ajuda você a se conhecer. E hoje eu sou mais feliz. O NEOJIBA é uma oportunidade de vida. Kayodê Andrade, integrante do NPM Liberdade e violoncelista da Orquestra Pedagógica Experimental (OPE)

Kayodê era muito elétrico. Eu nunca imaginei que ele pudesse se moldar na vida através da delicadeza de um instrumento. Ele mudou muito. O NEOJIBA é de tanta valia na educação do meu filho que eu não tenho palavras para descrever a emoção que sinto e a gratidão que tenho por este Programa.

Dilcéia Santos Souza, professora, mãe de Kayodê. Faz parte do grupo de Whatsapp NEOJIMÃES.

Descobri aqui que o que eu quero fazer da minha vida é música. A música é para mim uma inspiração, me faz muito feliz. A maior oportunidade que um jovem pode ter na vida é estar no NEOJIBA. O NEOJIBA é o meu ponto de partida para eu ser alguma coisa na vida. Raiara Amaral, integrante do NPM Liberdade.


22

Bairro da Paz – Salvador Ano de criação: 2013 Instituição parceira: Santa Casa da Bahia Integrantes: 173 crianças e adolescentes entre 7 e 18 anos Principais formações musicais: Banda Sinfônica da Paz, Banda Experimental Pedagógica, Coro Apresentações em 2019: 27, para 4.545 pessoas Coordenador: Esdras Efraim Santana Rocha


23 O Núcleo de Prática Musical do Bairro da Paz oferece ensino musical, por meio da prática orquestral e coral, e mobiliza a comunidade para promover a difusão e o acesso à música. O Núcleo integra o Programa Avançar – Centro de Referência e Capacitação e Promoção Social, numa parceria entre a Santa Casa da Bahia e o NEOJIBA. Em 2019, o Núcleo promoveu 27 apresentações, com destaque para a “Passeata pela vida”, que levou a Banda Sinfônica da Paz às ruas do bairro, em setembro. A caminhada ocorreu após uma semana intensa de rodas de conversa, pintura em tela, colagem de frases de valorização da vida e leituras de textos motivacionais. A Banda Sinfônica da Paz também participou da abertura de uma série de eventos e seminários, como a inauguração da nova sede do CRAS do Bairro da Paz. Outra ação marcante foi a realização da 5a edição da Feira da Música, com um mergulho no período barroco. Através do projeto “Núcleo de Prática Orquestral e Coral Bairro da Paz”, o Núcleo teve patrocínio do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FMDCA).

Diego Reis, integrante do NPM Bairro da Paz.

Minha vida mudou bastante depois que eu entrei no NEOJIBA. Fiquei mais dedicado aos meus estudos. Só coisa boa! O professor, quando ensina pra mim, vai aprendendo também, junto comigo. É o ‘Aprende quem Ensina’.

Na minha casa, a família acha bom eu ser trompetista. Tenho mais três irmãs. Uma toca trombone, a outra toca tuba e a outra toca trompa. Uma família de músicos! O NEOJIBA é uma escola de música e de aprendizagem para a vida. Nivanildo Santos da Silva Júnior, integrante do NPM Bairro da Paz.


24

SESI Itapagipe – Salvador Ano de criação: 2011 Instituição parceira: SESI/FIEB (Serviço Social da Indústria / Federação das Indústrias do Estado da Bahia). Integrantes: 123 crianças e adolescentes Principais formações musicais: Orquestra Infantojuvenil do SESI e Coral Infantil do SESI Apresentações em 2019: 9, para um público de 1.335 pessoas Coordenador: Darlan Gabriel Vargas (4o semestre) | Bruna Garófalo (1o ao 3o semestre)

O Núcleo de Prática Musical Sesi Itapagipe, em Salvador, atende crianças e adolescentes que fazem parte da Rede Sesi, com aulas para os estudantes da Escola Comendador Bernardo Martins Catharino e do Centro de Apoio à Inclusão (CAIS), na Península de Itapagipe. Oferece iniciação musical com flauta doce e violino de plástico, percussão e canto coral, além de prática orquestral com instrumentos de corda, sopros e percussão. As formações musicais do Núcleo já se apresentaram mais de 100 vezes desde 2011, para um público estimado de 20 mil pessoas. Em 2019, o Núcleo seguiu próximo da comunidade, realizando uma turnê em quatro escolas do bairro. As ações são mantidas por meio da parceria entre o SESI/FIEB e o IASPM.


25

Federação – Salvador Ano de criação: 2016 Instituição parceira: Universidade Católica do Salvador (UCSAL). Integrantes: 164 crianças, adolescentes e jovens de 6 a 21 anos Principais formações musicais: Orquestra Sinfônica, Coro Infantil e Coro Infantojuvenil da Federação. Apresentações em 2019: 19, para um público de 1.366 pessoas Coordenador: Amanda Müller (1o, 2o e 4o semestres) | Darlan Gabriel Santana (3o semestre)

O Núcleo de Prática Musical da Federação desenvolve atividades de iniciação musical e ensino coletivo de instrumentos de cordas, metais, percussão e canto coral. O grupo começou o ano de 2019 com um Concerto de Carnaval e no São João realizou um espetáculo junino inspirado na literatura de cordel, com os Coros Infantil e Infantojuvenil. Em julho, o Núcleo apresentou durante a inauguração do Parque do Queimado dois concertos com repertório de músicas que ficaram famosas no cinema, o “Cine NEOJIBA”. Em agosto, participaram do Festival Encanta, encontro de corais do NEOJIBA, que teve a participação do coro suíço Zik Zag. Em novembro, realizaram o concerto “África”, em homenagem ao Dia da Consciência Negra, no Museu de Arte da Bahia (MAB). Os integrantes do Núcleo também receberam a visita especial da violista argentina Ingrid Zur.


26

Pirajá – Salvador Ano de criação: 2016 Instituição parceira: Centro de Cultura e Cidadania de Pirajá / CONDER Integrantes: 52 crianças e adolescentes Principais formações musicais: Grupo de percussão Popular, Orquestra de flautas, Orquestra de violões Apresentações em 2019: 11, para um público de 520 pessoas Coordenador: Samuel Egidio Santos

O Parque São Bartolomeu, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, abriga o Núcleo de Prática Musical Pirajá. O Núcleo oferece aulas de percussão, flauta transversal, iniciação musical e em 2019 passou a contar com aulas de iniciação para o violão. Os integrantes do Núcleo se apresentaram em junho na Estação de Metrô de Pirajá, atraindo a atenção dos usuários do sistema. Eles também participaram de uma apresentação especial no Dia Nacional de Luta pela População em Situação de Rua, no Centro de Acolhimento à População de Rua em Pau da Lima, em agosto, e do primeiro Festival Literário Nacional de Cajazeiras, a Flin, em novembro. Para encerrar o ano, produziram um musical, “A Fantástica Jornada pelo Mundo da Imaginação”, que contou com a preciosa ajuda das mães dos integrantes, que confeccionaram figurinos e adereços.


27

Cordas Dedilhadas – Salvador Ano de criação: 2015 Instituição parceira: Centro Juvenil de Ciência e Cultura / SEC Integrantes: 55 crianças e jovens de 9 a 20 anos Principais formações musicais: Camerata de violões, Octeto de Violões, Grupo Regional, Trio de Cordas Dedilhadas Apresentações em 2019: 14, para um público de 1.229 pessoas Coordenador: Otávio Jorge Fidalgo

O violão é o principal instrumento para iniciação musical no Núcleo de Cordas Dedilhadas, que funciona em Nazaré, centro antigo de Salvador. As aulas de iniciação acontecem pela manhã. Pela tarde, são realizadas atividades de desenvolvimento técnico com violão, cavaquinho e bandolim. Em 2019, o Núcleo criou um grupo experimental de iniciação ao cavaquinho para crianças e deu início às atividades com canto. No fim do ano, o coro se apresentou em um concerto do Natal Solidário na Biblioteca Monteiro Lobato. Os integrantes do Núcleo também receberam a visita especial do professor suíço Theo Kummer, que deu aulas de blues, rock e jazz.


28

Nordeste de Amaralina – Salvador Ano de criação: 2016 Instituição parceira: Centro Social Urbano (CSU) Nordeste de Amaralina Integrantes: 80 crianças e adolescentes de 6 a 18 anos Principais formações musicais: Orquestra Nordestina, Coral Nordestino Apresentações em 2019: 16, para um público total de de 2.169 pessoas Coordenador: Ednei Ipojucan Alves de Brito

O Núcleo de Prática Musical do Nordeste de Amaralina surgiu a partir de uma parceria com o programa Pacto Pela Vida, do Governo da Bahia. Tem atividades de iniciação musical, percussão e instrumentos de sopro, como trompetes, clarinetas e saxofones, além do canto coral. No início de 2019, os integrantes do Núcleo fizeram apresentações abertas no bairro, como um ensaio andante de Carnaval, numa campanha contra o trabalho infantil. Ao longo do ano, realizaram concertos didáticos em escolas da região. O Núcleo tem um grupo formado só por meninas, As Amoras, que se apresentou em novembro no TCA, a convite da Secretaria da Mulher, abrindo um evento de grande repercussão, o Mulher com a Palavra.


29

Canto Coral – Salvador Ano de criação: 2019 Instituição parceira: SECULT/FUNCEB/TCA Integrantes: 25 crianças e adolescentes de 7 a 13 anos Principais formações musicais: Coro Infantil e Coro Sinfônico Coordenador: Lucie Barluet de Beauchesne

No Núcleo de Canto Coral, os integrantes desenvolvem a voz como instrumento, com músicas tradicionais da cultura brasileira, e também repertório erudito e internacional. Em 2019, o Núcleo passou a ensaiar no Teatro Castro Alves. Ao longo do ano, os integrantes se apresentaram em escolas, bibliotecas, hospitais e organizações sociais, como o Núcleo de Apoio ao Combate do Câncer Infantil (NACCI). Em agosto, o destaque foi o Festival NEOJIBA Encanta, que reuniu 15 coros de Salvador, o Coro Municipal do Guarujá e também um coro suíço, o Zik Zag. Em dezembro, o Coro Infantil apresentou pela primeira vez uma ópera infantil em Salvador, “O Pequeno Limpa-Chaminés”, do compositor inglês Benjamin Britten, depois de apenas quatro meses de ensaios. O Núcleo também abriga o Coro Sinfônico, aberto à comunidade e constituído, em sua maioria, por familiares de integrantes do Programa.


30

CESA – Simões Filho Ano de criação: 2011 Instituição parceira: Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) Integrantes: 198 crianças e jovens entre 9 e 20 anos Principais formações musicais: Orquestra Irmã Dulce e Coral Irmã Dulce Apresentações em 2019: 19, para um público total de 43.417 pessoas Coordenador: Alexandre Guimarães

O Núcleo CESA, em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador, oferece atividades de iniciação musical, canto coral e prática orquestral coletiva de instrumentos de cordas para estudantes e egressos do Centro Educacional Santo Antônio (CESA). É mantido em parceria com as Obras Sociais Irmã Dulce (OSID). Em 2019, o Núcleo recebeu visitas ilustres, como a da violinista barroca Chiara Banchini, que ministrou aulas individuais e com a orquestra do Núcleo; a pianista italiana Viola Cartoni, que deu aulas de introdução aos instrumentos de teclado; e os alunos da Escola Superior de Música de Genebra, na Suíça, que realizaram atividades de percepção musical e criação de arranjo coletivo. O Núcleo também participou de um momento muito especial, quando a Orquestra de Cordas participou do espetáculo e Missa em Celebração da Canonização de Santa Dulce dos Pobres , na Arena Fonte Nova, no dia 20/10.


Cidade do Sol – Jequié Ano de criação: 2018 Instituição parceira: Prefeitura Municipal de Jequié Integrantes: 83 crianças, adolescentes e jovens Principais formações musicais: Orquestra de Cordas, Orquestra Infantil, Coro Infantil Apresentações em 2019: 16, para um público de total de 5.380 pessoas Coordenador: Marcelle Ramaccotte (4o semestre) | Gustavo Laporte Amaral (1o ao 3o semestre)

31

Em 2019, o Núcleo de Prática Musical de Jequié dobrou de tamanho e mudou de endereço. Antes, o Núcleo funcionava no Museu Histórico Carlos Borges e agora está numa casa ampla, no bairro Mandacaru. Em parceria com a prefeitura da cidade, desenvolve atividades com instrumentos de cordas friccionadas e canto coral. Ao longo do ano, os integrantes realizaram apresentações em escolas, igrejas e em grandes eventos, como na abertura do São João de Jequié, acompanhados pelo Núcleo de Vitória da Conquista, e pelo grupo local Tribuna da Sanfona, somando mais de 80 integrantes no palco. Um marco na cena cultural da cidade.


32

Centros de Formação Técnica Além de oferecer ensino e prática musical coletivos para milhares de crianças, adolescentes e jovens, o NEOJIBA também mantém centros técnicos de formação para o mundo do trabalho nas áreas de luteria (construção e manutenção de instrumentos), arquivo/ documentação musical e produção de apresentações musicais. Ao longo do ano de 2019, 36 pessoas foram capacitadas nestas áreas.

17

bolsistas passaram pela escola de luteria.

2

deles foram contratados pelo NEOJIBA, ao final do ano.


O Atelier Escola de Luteria do NEOJIBA foi criado em 2011 para ensinar a arte da luteria, dedicada à construção e reparação de instrumentos de sopros e cordas. O curso para os aprendizes bolsistas dura quatro anos, sendo dois anos de luteria básica e dois anos de especialização, mediante a realização de uma prova. Os instrutores e os bolsistas da Escola também são responsáveis por fazer reparos e ajustes nos instrumentos de todos os integrantes do NEOJIBA. Em 2019, a Escola de Luteria teve 17 bolsistas. Ao final do ano, dois deles foram contratados pelo próprio NEOJIBA, para atuarem como assistentes de luteria nos Núcleos Territoriais de Teixeira de Freitas e de Feira de Santana. Uma das marcas do NEOJIBA é o intercâmbio de conhecimento com artistas do mundo inteiro. Em 2019, o AEL recebeu o professor suíço André-Marc, colaborador-fundador da Escola e consultor para o crescimento técnico dos profissionais do Ateliê, e o archetier (profissional que constrói arcos) Henry Guerra, que é brasileiro e vive na França. Durante os dias que passou por lá, Guerra criou com a turma um arco especial para ser utilizado pelos integrantes do Programa, carinhosamente batizado de “Arco NEOJIBA”. Outra face deste intercâmbio foi a ida do lutier da Escola, Alan Jonas, para a Suíça, para fazer um curso de especialização. De outubro a dezembro, ele estudou na Geigenbauschule Brienz, um dos principais centro de ensino de luteria da Europa. Lá, especializou-se em restauro de instrumentos de cordas. Seu desempenho foi bastante elogiado pelos professores. Os bolsistas da Escola também participaram de atividades em parceria com a Universidade Federal da Bahia (UFBA). Eles dividiram todos esses ensinamentos em atividades de campo, com visitas aos Núcleos do NEOJIBA na capital e no interior, auxiliando na manutenção preventiva dos instrumentos.

“ “

“ “

Atelier Escola de Luteria

33

Para mim, não tem preço nem salário que pague a possibilidade de compartilhar conhecimento com pessoas que precisam, com jovens em situação de vulnerabilidade. É com eles que sigo aprendendo. Henry Guerra, archetier.

Fazer manutenção, restauração e construção de ferramentas para a produção musical me realiza. Esta semana foi muito especial. A forma maravilhosa e inovadora com que o archetier Henry Guerra lida com os arcos só nos incentiva. Jéssica Almeida, instrutora na Escola de Luteria.


34

36

pessoas capacitadas nas áreas de luteria, documentação e produção técnica em 2019

Centro de Documentação e Memória O Centro de Documentação e Memória (CDM) é responsável pela organização da memória física e digital do NEOJIBA. No CDM está reunida toda a história e trajetória do Programa, armazenada em partituras, CDs, DVDs, livros, arquivos de áudio e vídeo, fotos, artigos, revistas, jornais e boletins. São três bancos de dados: um para concessão ou empréstimo de partituras, um para CD e DVD e outro para catalogação. A documentação de todo esse material é realizado, sob supervisão e como atividade de capacitação, por aprendizes bolsistas – foram 6 em 2019. Durante todo o ano, eles participaram de cursos de capacitação na área e deram suporte às atividades dos grupos musicais do NEOJIBA.


35

Produção Técnica A produção de eventos musicais trata da infraestrutura utilizada no evento com base nas necessidades dos grupos musicais, local do evento, público, entre outros fatores. A utilidade de uma capacitação em Produção no âmbito do Programa NEOJIBA é evidente, uma vez que todas as ações de difusão de suas várias formações demandam atenção, planejamento e eficiência em relação à infraestrutura requerida. A capacitação nesta área envolve o aprendizado do atendimento a várias demandas, além do desenvolvimento de uma comunicação oral e escrita clara. O responsável pela capacitação é o Coordenador de Produção do Programa NEOJIBA.


36

Um parque para chamar de casa

O Parque do Queimado abrigou a primeira central de tratamento e distribuição de águas do Brasil. Inaugurado em 1852, a história do lugar é ainda mais antiga. Há mais de quatro séculos, os padres jesuítas descobriram ali uma importante fonte de água que serviu à Soledade e a Lapinha, em Salvador, nos séculos 17 e 18. O casarão principal foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 1997. O Parque do Queimado é agora a casa do NEOJIBA, depois de três anos de obras de requalificação, usando recursos do Governo do Estado da Bahia e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), via Lei Federal de Incentivo à Cultura.

60

apresentações foram realizadas no Parque do Queimado em 2019 com integrantes e artistas convidados do Brasil e do exterior.


Ganhamos todos os soteropolitanos com este lugar, além de nos proporcionar o contato e convívio com um programa social inédito no nosso Estado. Regina Celi Brandão Cruz, enfermeira.

37

A sede do NEOJIBA é também uma das últimas áreas verdes do centro antigo de Salvador. Para que novas árvores pudessem crescer no Parque, os funcionários e integrantes do Programa se uniram em uma ação de plantio de Ipês, Jacarandás e Paus-Brasil. Cerca de 100 mudas foram doadas pelo Programa Arboretum, que conserva e restaura a diversidade florestal na Bahia. O secretário do Meio Ambiente (SEMA), João Carlos Silva, e Mario Mantovani, presidente do Projeto SOS Mata Atlântica, participaram da ação coletiva, em agosto de 2019.

Com a finalização das obras, as instalações do Parque se transformaram em espaços de formação musical de excelência. Inaugurada em julho, a área de mais de 10 mil metros quadrados passou a contar com uma sala de música de câmara para 180 espectadores, batizada de Sala NEOJIBA, cinco salas de ensaio, um galpão para encontros das orquestras, além das salas que abrigam as equipes pedagógicas, de assistência social, comunicação e produção de eventos.

O Parque abriga o Núcleo Central do NEOJIBA (NCN). Todos os dias, centenas de crianças, adolescentes e jovens vão ao local para os ensaios das principais formações do Programa, além de inúmeras atividades pedagógicas como workshops e palestras. A qualquer hora, há sempre música ressoando por lá. Aos fins de semana, são realizados concertos gratuitos. Em 2019, foram 60 apresentações, que reuniram integrantes e artistas convidados, do Brasil e do exterior.

Fiquei surpresa e encantada com a estrutura do local, porque é difícil imaginar que aqui em Salvador temos acesso a um espaço como este. Fernanda Lopes, administradora.

Em 2017, o local foi visitado pela primeira vez pelos engenheiros da Nagata Acoustics, empresa japonesa responsável pelo tratamento acústico de algumas das melhores salas de concerto do mundo, como a nova Philarmonnie de Paris, na França e o Disney Hall, em Los Angeles, Estados Unidos, e que assinou o projeto acústico das salas de ensaio e da sala principal do casarão do Parque do Queimado, sendo esta a primeira atividade da renomada empresa no Brasil.

Além dos concertos, gosto do ambiente arborizado, dos outros espaços, como o Galpão NEOJIBA, e das apresentações para crianças. Fabio Pernetti, engenheiro.


Assisti aos primeiros concertos no TCA, regidos por Ricardo Castro. Sou encantado pelo trabalho. Moro na Barra e desde que o Parque do Queimado foi inaugurado, não deixei de vir em nenhum domingo. Salvador precisava de um espaço deste, com uma programação como as que são oferecidas aqui. O caráter informativo dos concertos é incomum e agrega valor para o público. Lucas Portela, psicólogo.

Começar um domingo com boa música, no Parque do Queimado, se tornou rotina. Me sinto suspeito para falar sobre o NEOJIBA, porque sou fã desse Programa social que inclui, por meio da música, jovens baianos que sofrem de dificuldade no nosso Brasil. A arte é a melhor forma de reparação e a música é o melhor veículo. Marcelo Brandão, médico.

“ “

38

Este lugar é lindo, com muitas árvores. É tão agradável chegar e ser recebido com uma energia boa e aberta. E é maravilhoso vir para um programa desse com o filho, porque sua infância é chamada de volta.

Eliana Vasconcelos, professora da UNEB.


2

39

Projetos especiais


40

Rede de Projetos Orquestrais A Rede de Projetos Orquestrais da Bahia surgiu em 2013, para atender a uma demanda crescente de apoio pedagógico para projetos orquestrais e grupos musicais do interior do estado. Com esta Rede, o NEOJIBA conseguiu se aproximar de um número maior de municípios baianos, desenvolvendo processos formativos e promovendo a autonomia de instituições parceiras. Em 2019, foram realizadas onze Caravanas Pedagógicas, uma das ações desenvolvidas pela Rede. Elas atenderam 35 projetos musicais em 33 municípios da Bahia, de 17 territórios de identidade. Foram mais de 270 horas de atividades, que beneficiaram diretamente 974 crianças, adolescentes, jovens e adultos. O encontro anual de monitores e gestores da Rede aconteceu em Feira de Santana, em julho. Durante três dias, houve uma série de atividades de formação e intercâmbio para ampliar possibilidades de gestão, captação de recursos e multiplicação de conhecimento.


O NEOJIBA manteve jovens bolsistas por meio do Programa de Capacitação em Ensino Coletivo de Música (PROCEC), que capacita 40 multiplicadores integrantes de projetos parceiros por um período de 10 meses. Eles receberam capacitação online em encontros semanais via Skype para formação instrumental e pedagogia musical. Ao final do ano, um dos bolsistas do PROCEC, Mateus Henrique Sousa dos Reis, foi contratado para o cargo de instrutor de cordas do Núcleo de Jequié. A experiência exitosa da Rede de Projetos Orquestrais inspirou o Governo do Estado na criação dos Núcleos Territoriais do NEOJIBA (NTN). A Rede passou a ter autogestão e os atendimentos indiretos foram absorvidos como parte do escopo das atividades dos NTNs.

41

11

Caravanas Pedagógicas que atenderam

35

projetos musicais em

33

municípios da Bahia

270

horas de atividades

974

pessoas beneficiadas diretamente

40

multiplicadores foram formados pelo Programa de Capacitação em Ensino Coletivo de Música (PROCEC)


NEOJIBA nos Bairros O projeto NEOJIBA nos Bairros foi criado em 2014 para somar forças com as ações do Programa Pacto pela Vida, do Governo do Estado da Bahia, incrementando as políticas de prevenção à violência urbana em diversos bairros de Salvador e em municípios baianos. O NEOJIBA nos Bairros ofereceu atividades de formação musical e apoio pedagógico e de gestão a projetos musicais comunitários em áreas de alta vulnerabilidade social, nos territórios que possuem Bases Comunitárias de Segurança e em localidades consideradas estratégicas. Em 2019, foram realizadas 105 ações que beneficiaram 1.525 crianças, adolescentes, jovens e adultos de 44 bairros de Salvador e municípios baianos. Os integrantes que participam do NEOJIBA nos Bairros em Salvador fazem parte do Programa Músicos Multiplicadores (PROMULTI), criado em 2017 para fomentar a prática artística coletiva e estimular o empreendedorismo. As propostas de multiplicação ficam a cargo de membros da Orquestra Juvenil da Bahia e do Coro Juvenil do NEOJIBA.

Salvador

42

2 de Julho

Jardim St Inácio

São Cristóvão

Alto das Pombas

Lapinha

Saúde

Amaralina

Liberdade

Sussuarana

Bairro da Paz

Nazaré

Tororó

Boa Viagem

Paripe

Valéria

Brotas

Pau Miúdo

Vitória

Canela

Pernambués

Doron

Ribeira

Imbuí

Santa Cruz


Alcobaça

Juazeiro

São Gabriel

Caetité

Manoel Vitorino

Serrinha

Capim Grosso

Pé de Serra

Teixeira de Freitas

Conceição de Coité

Porto Seguro

Vitória da Conquista

Itanhém

Riachão de Jacuípe

Esse projeto tem dois significados: compartilhar o que a gente aprende no NEOJIBA com as comunidades e mostrar outra realidade, para que eles absorvam a formação e cresçam como seres humanos. Muitas vezes, somos privados do conhecimento e afastados da arte. Com o Promulti, a gente traz uma nova visão de vida, da música, outras expectativas.

Interior da Bahia

43

Bruna Beatriz Carvalho, violinista da Orquestra Juvenil da Bahia e bolsista do Promulti.

“ “

“ “

1.525

pessoas beneficiadas diretamente com o NEOJIBA nos Bairros

É um retorno, resgate de vínculos, para que haja absorção do aprendizado, valorização dos jovens e da população onde eles atuam. É uma maneira de consolidar o sentimento de pertencimento dos dois lados. Ana Vilas Boas, coordenadora do NEOJIBA na SJDHDS.

44

bairros de Salvador e municípios baianos contemplados

É uma alegria para a gente ter um projeto dessa envergadura na nossa comunidade, porque tira esses meninos da rua. Vemos muitos deles passar, empoderados, com os instrumentos nos ombros.

105

ações realizadas

Luís Carlos, professor na Escola Municipal Pirajá da Silva, na Liberdade.


44

Intercâmbio Musical no Exterior

O NEOJIBA mantém uma longa parceria com grandes instituições de ensino musical no exterior. Em 2019, foram realizados intercâmbios com membros da Global Leader Program da Youth Orchestra of the Americas (YOA - Orquestra Jovem das Américas) e Haute École de Musique de Genève (Escola Superior de Música de Genebra).


45

YOA A parceria do NEOJIBA com a YOA começou em 2017. Desde então, o NEOJIBA recebe músicos do programa de lideranças globais (o Global Leader Program) mantido pela orquestra. No primeiro ano, cinco profissionais visitaram Salvador para oferecer cursos de liderança e outras capacitações. Em 2018, o NEOJIBA recebeu quatro jovens líderes da YOA e em 2019, os cursos ficaram a cargo da violinista e professora María Rosa Pampillo, que teve uma agenda intensa de aulas nos diversos Núcleos em Salvador.


46

HEM Pelo sétimo ano consecutivo, um grupo de integrantes do NEOJIBA viajou para Genebra, na Suíça, para um mês de atividades na Haute École de Musique de Genève (Escola Superior de Música de Genebra), fruto de uma cooperação pedagógica entre o NEOJIBA e a instituição suíça. Como de costume, um grupo de Salvador foi à Suíça no começo do ano para participar de cursos, seminários e aulas individuais, e entre os meses de agosto e setembro foi a vez de o NEOJIBA receber músicos vindos de Genebra. Uma das integrantes do grupo, a soprano Alina Espinoza, participou como solista do concerto da Orquestra Juvenil da Bahia na Série NEOJIBA no TCA, no dia 14/8, sob regência do maestro Luiz de Godoy. Os músicos também fizeram um concerto especial na Sala NEOJIBA, no Parque do Queimado, com a participação de membros da Juvenil da Bahia, no dia 8/9.


3

47

Crescendo juntos


48

No NEOJIBA, cuidamos uns dos outros. Todos os integrantes e seus familiares são acompanhados de perto pelo setor de Desenvolvimento Social (DS) do Programa. Em 2019, foram realizados 2.164 atendimentos com profissionais especializados, como assistentes sociais e psicólogos. Foi mais que o dobro do registrado no ano passado. O DS foi criado em 2014 para consolidar o NEOJIBA como política pública de desenvolvimento social, aproximando os integrantes e suas famílias da Rede de Proteção Social. Em 2019, 302 beneficiários foram identificados como elegíveis para registro no CadÚnico, instrumento do governo federal que identifica famílias de baixa renda para inclusão em programas de assistência social e redistribuição de renda. Para conhecer melhor a situação de cada um dos integrantes, o DS realiza todos os anos o Mapa Social, principal ferramenta do setor, com dados socioeconômicos de todos os participantes e suas famílias. Com os dados coletados, é possível promover uma série de intervenções socioeducativas, oficinas e acompanhamentos psicossociais.

Para permanecer no Programa, os integrantes em idade escolar precisam apresentar seus boletins. A cobrança fica por conta do DS. Em 2019, a grande maioria (86%) das crianças e adolescentes que frequentaram os Núcleos do NEOJIBA ficaram com média maior que 5. Aqueles que já estavam diante do desafio de escolher uma carreira puderam participar das oficinas de orientação profissional realizadas pelo setor, que reuniram 403 integrantes. E se tem boletim, também tem reunião de pais. Em cada Núcleo foram realizados encontros com os familiares dos integrantes, a partir de temáticas da área social. O objetivo desses encontros é promover o envolvimento, fortalecimento de vínculos e participação das famílias no acompanhamento e desenvolvimento de seus filhos junto ao Programa. E eles atenderam ao chamado. No total, 1.375 pais, responsáveis e/ou representantes estiveram presentes nas reuniões de integração organizadas pelo DS.


49

597

encaminhamentos

Números do setor de Desenvolvimento Social

403

integrantes nas Oficinas de Orientação Profissional e Social

302

foram identificados como elegíveis para o CadÚnico

132

1.375

familiares nas reuniões de integração

membros da equipe pedagógica do NEOJIBA participaram das oficinas e capacitações na área de Desenvolvimento Social

Edneusa Santos, responsável por Evellin das Virgens e Arielle Santos, integrantes do Núcleo Pirajá.

Nós sempre fomos muito bem acolhidos no NEOJIBA. Passamos por momentos difíceis e essa ajuda, esse carinho do acompanhamento social, foi de extrema importância. Fomos encaminhados para consultas com psicóloga e isso tem feito toda a diferença na nossa vida. O NEOJIBA é uma grande família para a gente. Por onde meu filho passar, a vida inteira, ele vai lembrar do que aprendeu lá. Isso para mim é de um valor imensurável.

atendimentos psicossociais

2.164

A assistente social é uma pessoa dez, não deixa a gente para trás. Está sempre tentando resolver os problemas, sempre perguntando pelas meninas, o que melhorou, o que não melhorou… Também gosto muito de participar das reuniões com os pais e responsáveis, vou sempre que posso. As meninas mudaram muito desde que entraram no NEOJIBA. É muito bom mesmo. O NEOJIBA é dez.

Silvia Silva, mãe de Lucas Silva, integrante da Orquestra Pedagógica Experimental (OPE).


50

Amigos Voluntários Para fortalecer as relações entre as redes de proteção socioassistenciais e de saúde, o setor de Desenvolvimento Social mantém parcerias com instituições públicas e privadas. Elas atendem gratuitamente os integrantes do NEOJIBA e suas famílias.

Instituto Sabin Realiza exames laboratoriais, vacinação e palestras com integrantes e familiares do Núcleo de Prática Musical do Nordeste de Amaralina.

Em 2019, contamos com o apoio dos seguintes Amigos Voluntários:

Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública Acompanha e assiste integrantes nas áreas de odontologia, fisioterapia e psicologia. Em agosto, promoveu a quinta edição da “Feira Cuidar Faz Bem”, que levou ao Parque do Queimado serviços e ações de promoção à saúde e ao bem-estar.


51

Hospital Humberto Castro Lima Disponibiliza consultas e exames na รกrea de oftalmologia.

Universidade Catรณlica do Salvador Desenvolve atividades socioeducativas, como oficinas e rodas de conversa, para profissionais e integrantes do NEOJIBA.


52

Grupo de Psicólogos(as) Amigos do NEOJIBA, que atendem integrantes e familiares gratuitamente ou com valor social.

Centro de Biossíntese da Bahia Disponibiliza 13 profissionais para terapia.

Vanessa Dybal (médica) Atende os beneficiários e funcionários do Programa às sextas, na Clínica AMO.


53

Há seis anos, fui dar uma palestra no Outubro Rosa, na Assembleia Legislativa. Nesse mesmo ato público, o Núcleo do Bairro da Paz foi tocar. Fiquei absolutamente encantada. Aquelas crianças miudinhas sendo capazes de tocar instrumentos absolutamente fora do dia a dia deles. Fagote, trompa, oboé... Fui procurar o NEOJIBA, que ficava numa salinha lá no TCA, e disse que queria ajudar de alguma forma. Como não havia um lugar adequado lá para os atendimentos, conversei com a clínica onde eu trabalhava para que me cedesse um turno de consultório por semana. Para minha felicidade, eles toparam. Sou muito grata. A grande maioria dos meus pacientes são jovens, mas os familiares também vão me ver. Tios, mães, pais... Nós vamos criando vínculos, e daqui a pouco sou médica da família daquele integrante! O NEOJIBA é um exemplo de programa de sucesso. Consegue tirar essas crianças da rua e mantê-los num ambiente enriquecedor, estimulante. Essa convivência abre possibilidades e, mais que isso, desenvolve no jovem e na criança a capacidade de concentração, de dedicação. Isso é fundamental nos dias de hoje, em que tudo é muito imediato. Para você tocar um instrumento, precisa começar lá embaixo e estudar muito. Tudo na vida é a gente plantar a sementinha para colher depois de um tempo, não é? O NEOJIBA deveria ser incentivado e ajudado por todos. A gente ajuda ao outro, mas na verdade está ajudando a nós mesmos. É uma realização imensa. Só tenho a parabenizar a persistência de todos os coordenadores do projeto e ao maestro Ricardo Castro pela perseverança em fazer com que isso funcione e se mantenha.

Vanessa Dybal, médica, atua como voluntária no NEOJIBA há cinco anos, atendendo na clínica AMO.


54

Mapa Social O Mapa Social foi criado em 2014 para traçar o perfil socioeconômico e intrafamiliar de cada integrante do NEOJIBA. Com este diagnóstico, é possível promover estratégias de intervenção socioassistenciais e acompanhar a trajetória e evolução de cada integrante ao longo dos anos. A pesquisa é uma importante ferramenta de avaliação do Programa. Em 2019, o Mapa Social coletou dados de 1.871 integrantes. O levantamento identificou que a maioria (51%) são meninas e mulheres. Já no quesito raça/cor, 85% se autodeclararam pardos ou negros. A maioria dos integrantes (82%) têm entre 6 e 17 anos; 74% cursam o ensino fundamental e 62% estudam na rede pública. Com relação à renda familiar, 80% das famílias inseridas no Programa têm renda per capita entre meio e até 3 salários mínimos. Destas, 1.041 (56%) estão inscritas no CadÚnico. O setor de Desenvolvimento Social identificou outras 302 famílias elegíveis para o cadastro, e as encaminhou para inserção por meio das Prefeituras Bairros e do CRAS de referência do território. O levantamento também mostrou que das famílias inscritas no CadÚnico, 354 recebem o Bolsa-Família.

Conheça o Mapa na íntegra acessando aqui.


4

55

Palco e plateia


56 Um dos lemas do NEOJIBA é que “lugar de plateia é no palco”. O Programa defende que a prática musical seja aberta a todos, independentemente do talento ou predisposição especial. Qualquer pessoa é capaz de cantar ou tocar um instrumento. Mas enquanto não descobrem os inúmeros benefícios da prática musical, muitos preferem sentar e ouvir – experiência que já é cheia de maravilhas. Em 2019, as orquestras, coros e grupos de câmaras formadas nos Núcleos do NEOJIBA fizeram 268 apresentações, na Bahia e em outros estados do Brasil, para um público estimado em 98.688 pessoas. Foi o dobro de espectadores de 2018, quando as 170 apresentações dos músicos do Programa foram vistas por 47.439 pessoas.

268

apresentações

público de mais de

98 mil

pessoas

dobro

de espectadores de 2018


57

Com a inauguração do Parque do Queimado, em julho, o NEOJIBA passou a promover concertos gratuitos aos finais de semana. Em muitos deles, foi preciso fazer duas apresentações no mesmo dia, por conta da lotação da Sala NEOJIBA, que tem capacidade para 170 pessoas. Ao todo, foram 60 apresentações, atraindo um total de 7.958 pessoas. As orquestras e coros do NEOJIBA também se apresentaram no Teatro Castro Alves, principal palco do Estado, nos sete concertos da Série NEOJIBA no TCA e em produções pontuais, e em diversos locais da cidade, como escolas, hospitais, asilos, igrejas. As cidades do interior do Estado que integram o NEOJIBA também se encheram de música. Em Vitória da Conquista, as quatro apresentações reuniram 1.920 pessoas. Em Teixeira de Freitas, foram 6 concertos para 2.092 espectadores. Em Simões Filho, 43. 417 pessoas assistiram 19 apresentações públicas. Em Feira de Santana, foram 26 eventos, com um público de 6.955 espectadores. E em Jequié, 16 apresentações públicas reuniram 5.380 pessoas.


58

Concertos Didáticos Algumas apresentações do NEOJIBA têm um caráter mais marcadamente pedagógico. São os chamados concertos didáticos, que trazem um componente lúdico-informativo sobre a música ou temas correlatos através da interação dos jovens com a plateia durante os eventos. Desta forma o público se aproxima deste universo e mais uma vez se faz valer o lema do Programa: “Aprende quem ensina”. Em 2019, foram 68 concertos didáticos, que contaram com a participação de 7.223 pessoas. As apresentações aconteceram em escolas, centros culturais e teatros de Salvador e do interior do Estado. A programação do mês de outubro, no Parque do Queimado, foi dedicado às crianças, com apresentações das obras “Pedro e o Lobo”, “Saltimbancos”, “A Fantástica Jornada pelo Mundo da Imaginação” e o concerto especial “Cine NEOJIBA”, com interpretações de temas famosos de filmes.

68

concertos didáticos em escolas e centros culturais

7.223

pessoas assistiram aos concertos nesses espaços


59

“ “

“ “

O concerto didático tem, além da apreciação musical, o ensino. A gente usa as habilidades musicais para trazer a plateia para junto da gente. André Felipe, coordenador de linguagem musical do NEOJIBA.

Não tenho adjetivo para qualificar a emoção que senti aqui hoje. A arte e a música podem salvar o mundo. Deveriam existir mais Programas como esse.

Regina Célia Souza, espectadora que teve sua primeira experiência musical experimentando tocar contrabaixo no concerto didático “Crianças Tocam para Crianças”, do NPM Federação. Achei apoteótico, maravilhoso. Deve ir para as ruas da cidade. O que aconteceu aqui hoje pode ir para qualquer lugar da Bahia.

Chocolate da Bahia, sambista, sobre o concerto didático “Crianças Tocam para Crianças”.


60

Apresentações que se destacaram em 2019 Festival NEOJIBA Encanta Em agosto, aconteceu a primeira edição do Festival NEOJIBA Encanta, que promoveu apresentações de canto coral em diversos locais de Salvador, como igrejas e museus. O Encontro de Coros, no Teatro Castro Alves, reuniu 15 grupos locais, o Coro Municipal de Guarujá e o coro suíço Zik Zag. O festival foi encerrado no Parque do Queimado, com a estreia da cantata contrafacta “Se Negro Sou”, idealizada e regida pelo maestro Luiz Alves da Silva. O maestro adaptou poemas de autores negros brasileiros e africanos do século 19 às melodias das “Canções sem Palavras”, do compositor alemão Felix Mendelssohn. O concerto foi apresentado pelo Coro Juvenil, acompanhado pela pianista italiana Arianna de Stefani e o pianista Bruno Leão.


61

Série NEOJIBA no TCA Pelo quarto ano, a Série NEOJIBA no TCA promoveu grandes apresentações no Teatro Castro Alves, em Salvador. Foram sete concertos ao longo do ano. A estreia aconteceu em abril, quando a Orquestra Juvenil da Bahia (OJB) dividiu o palco com o Coro Juvenil do NEOJIBA. A Orquestra Castro Alves (OCA), a Orquestra Pedagógica Experimental e a caçula Orquestra de Cordas Infantil (OCI) também participaram da Série. Em algumas apresentações, os integrantes do NEOJIBA foram acompanhados por artistas convidados, como o pianista italiano Andrea Luccehsini, o flautista suíço Michel Bellavance e a neojibense Geisa Santos, primeira baiana a conquistar uma vaga (com bolsa de estudos) na Academia da Filarmônica de Berlim, uma das mais importantes do mundo. A Série foi encerrada em dezembro, com um concerto que reuniu a OJB, a OCA, o Coro Sinfônico e Bellavance, regido pelo maestro Eduardo Salazar.


62

Ano de Inaugurações 2019 foi um ano cheio de inaugurações para o NEOJIBA. Em 9 de julho, uma grande celebração marcou a abertura do Parque do Queimado, primeira sede própria do Programa. A festa contou com uma apresentação especial da Camerata do NEOJIBA e dos cantores Mateus Aleluia e Elomar. O evento recebeu autoridades como o governador Rui Costa e o secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social Carlos Martins. Em setembro, aconteceu a primeira inauguração de um Núcleo Territorial do NEOJIBA, que atende à cidade onde está sediado e também aos municípios do entorno. No dia 30/9, um evento marcou a abertura do NTN Feira de Santana Antônio Gasparini. Em outubro, no dia 4, foi a vez de inaugurar o NTN de Vitória da Conquista e no dia 7, o NTN Teixeira de Freitas - Orquestrando Futuros iniciou suas atividades.


Alain Meunier, violoncelista francês.

Na Europa temos muito interesse em ouvir o NEOJIBA devido a sua qualidade e ao excelente projeto sociopedagógico que desenvolve. Ricardo Castro é um grande pianista, um grande músico e criou um projeto igualmente grandioso.

63

Foi uma satisfação enorme! Ainda me considero do NEOJIBA e estarei sempre aberta para convites em Salvador. Geisa Santos, violista, primeira e única instrumentista baiana da Academia da Filarmônica de Berlim.

Homenagens à Irmã Dulce Em outubro, Irmã Dulce foi canonizada, tornando-se Santa Dulce dos Pobres, a primeira santa brasileira. O Núcleo CESA, criado em 2011 em Simões Filho, em parceria com as Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), participou de duas grandes apresentações para marcar este momento histórico. A Orquestra de Cordas do Núcleo tocou no Espetáculo e Missa em Celebração da Canonização de Irmã Dulce, na Arena Fonte Nova, no dia 20/10, para um público estimado em 40 mil pessoas. Antes, em maio, a mesma orquestra se apresentou na missa em comemoração aos 60 anos da OSID.


64

Ópera infantil “O Pequeno Limpa-Chaminés”

Em três meses, a gente conseguiu aprender não somente uma música, mas uma peça de 40 minutos, teatro e interpretação para uma encenação. Os meninos estavam muito seguros. Eu regi quase chorando. Foi muito emocionante. Lucie Barluet, maestrina.

O NEOJIBA é inovador por excelência. Inovador e audacioso. Em dezembro, o Coro Infantil e solistas do Coro Juvenil do Programa apresentaram uma ópera infantil pela primeira vez em Salvador. A obra escolhida foi o “O Pequeno Limpa-Chaminés”, do compositor britânico Benjamin Britten. As crianças foram acompanhadas por Viola Cartoni e Arthur Marden ao piano, sob regência de Lucie Barluet. A diretora e atriz Débora Landim fez a orientação cênica do espetáculo, que aconteceu em duas sessões lotadas de crianças e adultos.

A história é de um menino que limpava chaminé. E isso não é certo, porque é trabalho infantil. Ele ficou preso e sujo, na chaminé, e a culpa não foi dele, mas das pessoas malvadas. Sofia Vasconcelos Reis, 8 anos.


65

Vívian Vasconcelos, 42 anos, relações públicas e mãe de Sofia.

Eu me diverti muito. Aprendi um monte de coisa nova. Tiveram umas partes difíceis. Mas quando você quer fazer uma coisa, você se esforça e essa coisa passa a ser fácil. Aqui no NEOJIBA a gente aprende a aprender e fazer as coisas assim. Eu quero fazer mais óperas e fazer mais coisas. Sara Bastos, 12, integrante no Coro Infantil.

Foi um aprendizado maravilhoso, para mim e para minha filha, que percebeu a moral social da história sem que eu houvesse lhe comentado nada. E enxergar o NEOJIBA como uma política pública faz isso ser ainda mais grandioso. São crianças e famílias que estão tendo a oportunidade de fazer suas vidas diferentes. Isso é luz! Estou tendo a oportunidade de mostrar à minha filha uma realidade social por meio da arte. É muito belo!

Concertos no Festival Arte por Toda Parte (RJ) Nos dias 19 e 20 de dezembro, o NEOJIBA participou do encerramento do Festival Arte Por Toda Parte, no Teatro PetroRio das Artes, no Rio de Janeiro. Foram dois concertos, com quarenta músicos de diferentes orquestras do NEOJIBA, regidos pelo maestro Marcos Rangel. O repertório foi marcado por composições de artistas brasileiros, do forró ao rock, do sertanejo ao erudito. Toda a renda da venda dos ingressos foi revertida ao Programa.


66

O musical foi encenado em diversos espaços de Salvador, incluindo o Parque do Queimado, sede do NEOJIBA. As apresentações tiveram a participação de grupos de iniciação musical e percussão do Núcleo de Pirajá. As mães dos integrantes deram uma contribuição preciosa confeccionando figurinos e adereços.

Em três meses, a gente conseguiu aprender não somente uma música, mas uma peça de 40 minutos, teatro e interpretação para uma encenação. Os meninos estavam muito seguros. Eu regi quase chorando. Foi muito emocionante. Lucie Barluet, maestrina.

A Fantástica Jornada pelo Mundo da Imaginação


67

Encontro de Orquestras O Núcleo Territorial do NEOJIBA de Vitória da Conquista promoveu em dezembro a segunda edição do Encontro de Orquestras, com grupos de Vitória da Conquista, Jequié e Manoel Vitorino. O Encontro teve a participação da Orquestra Infantojuvenil e o Coro Infantil do NTN Vitória da Conquista; Orquestra de Cordas do NPM Cidade Sol, de Jequié; Orquestra Conquista Sinfônica – ARCOS e Conjunto de Cordas da ALFAM. Alguns integrantes da Rede de Projetos Orquestrais da Bahia também participaram, como a Orquestra Jóia do Sertão (Vitória da Conquista) e o grupo do Instituto de Formação Cidadã São Francisco de Assis (Manoel Vitorino). No dia 15/12, foi realizado um grande concerto, reunindo todas as orquestras, no palco principal do Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima. A apresentação, com entrada gratuita, foi regida pelo maestro João Omar, que coordena o NTN de Vitória da Conquista. O público lotou o teatro.


68

Festival 12 anos “Transforma”

O aniversário de 12 anos do NEOJIBA foi celebrado, em outubro, com um grande festival. Com o Programa entrando na adolescência, tempo de mudanças e crescimento, o tema da festa não podia ser outro: “Transforma”.


69

A inspiração para montar a programação do festival veio do movimento literário alemão ‘Sturm und Drang’, que mudou a linguagem da música ocidental. As formações musicais do NEOJIBA apresentaram durante dois dias obras de Mozart, Haydn, Schubert e Beethoven, entre outras peças do repertório nacional, internacional, contemporâneo e infantil. Ao todo, foram 16 concertos, todos gratuitos, no Parque do Queimado. Na área externa do Parque, os visitantes puderam se deliciar com uma Feira Gastronômica e diversas atividades que mostraram um pouco mais sobre a história do NEOJIBA e sua nova sede. O festival teve patrocínio da Solar Coca-Cola.

Felícia Fernandes, assistente social.

Sou apreciadora do NEOJIBA e posso garantir que este Programa é um exemplo de política pública.

A sociedade tem que proteger esse Programa. É muito importante para os nossos jovens. Demorei de conhecer o NEOJIBA, mas agora sigo o Programa para onde quer que ele vá. Vânia Carvalho, professora da UFBA.


70

Principais Formações Musicais do NEOJIBA NTN Salvador Orquestra Juvenil da Bahia (OJB) É a principal formação do NEOJIBA, composta por quase 100 jovens de 13 a 27 anos. Criada em 2007, sua principal característica é a capacidade pedagógica de seus integrantes. Os integrantes são jovens multiplicadores envolvidos na formação musical de crianças e adolescentes na Bahia, por meio de programas como Programa de Capacitação em Prática e Ensino Musical Coletivos e de Excelência, com Monitoria Supervisionada (PROMS) e o Projeto Músicos Multiplicadores (PROMULTI).

Destaque no cenário nacional e internacional, a Orquestra Juvenil da Bahia já realizou mais de 300 apresentações para um público estimado de 480 mil pessoas. Foi a primeira orquestra juvenil brasileira a se apresentar na Europa, em 2010. Artistas como Martha Argerich, Jean-Yves Thibaudet, Lang Lang, Midori Goto, Maxim Vengerov, Maria João Pires, Colin Currie, Cesar Camargo Mariano e Orkestra Rumpilezz são alguns dos nomes que já tocaram ao lado da formação.

Em 2019, a Orquestra Juvenil da Bahia esteve presente nos concertos da Série NEOJIBA no TCA, na inauguração do Parque do Queimado, em julho, e no Festival de Aniversário dos 12 anos do NEOJIBA, em outubro, entre outras apresentações.


71

Andrea Lucchesini, pianista italiano.

Os meninos tocaram de uma maneira maravilhosa. Esta será uma experiência que eu levarei comigo para sempre.

A Orquestra Juvenil da Bahia já é uma orquestra juvenil de alto nível. Eles já tocaram com Lang Lang, em Londres, e fizeram várias turnês com Martha Argerich, na Europa. É maravilhoso o trabalho que o Programa se propõe e consegue realizar. Eu sou fã incondicional. Paulo Novais, professor da Escola de Música da Ufba.


72

Orquestra Castro Alves (OCA)

Em 2019, foram diversas apresentações, como as da Série NEOJIBA no TCA, o lançamento do CD e DVD “From Russia with Love”, do cantor baiano Daniel Boaventura, e o balé “O Quebra Nozes”, acompanhando o Ballet Bahiano de Tênis.

A Orquestra Castro Alves (OCA) foi criada em 2009, como uma formação de cordas. No ano seguinte, transformou-se em orquestra sinfônica e recebeu um novo nome, em homenagem ao grande poeta baiano. A OCA reúne cerca de 80 músicos, entre 14 e 23 anos. Eles estão em estágio intermediário de capacitação, sob a monitoria dos instrumentistas da Orquestra Juvenil da Bahia, seguindo o lema do “Aprende quem Ensina”, que norteia o NEOJIBA. Recebe um grande número de integrantes vindos dos diferentes Núcleos de Prática Musical do Programa e membros da Rede de Projetos Orquestrais da Bahia, entre outros parceiros do interior da Bahia. Em 2015, a OCA fez sua primeira turnê, por sete capitais do Nordeste.

Esse é um projeto maravilhoso que já atendeu milhares de jovens como esses que estão aqui no palco. Uma referência no mundo. Daniel Boaventura, cantor.


73

É um privilégio e uma honra ter essa parceria com o NEOJIBA e dançarmos com a OCA. Fiquei emocionada com a seriedade e o compromisso dos integrantes. O trabalho do NEOJIBA é excepcional, estou absolutamente fascinada.

Tânia Gordilho, diretora geral do Ballet Bahiano de Tênis.


74

Orquestra Pedagógica Experimental (OPE) A Orquestra Pedagógica Experimental (OPE) foi criada em 2011 como a terceira orquestra do Programa. É formada por 108 crianças e adolescentes entre 8 e 16 anos, muitos vindos das orquestras de base de outros Núcleos do NEOJIBA e de programas musicais parceiros. Em 2019, a OPE realizou um grande feito, apresentando-se no Teatro Castro Alves, mais importante palco de Salvador. O concerto aconteceu em abril, na abertura da Série NEOJIBA no TCA.

O NEOJIBA é riquíssimo em termos de cultura. A gente aprende muito. Que pena que outros jovens no país não têm esta oportunidade. Aqui, eu descobri o que eu quero fazer da minha vida. Eu quero fazer música. É tocando que eu me realizo e me sinto feliz.

Raiara Amaral, 16 anos, integrante da OPE.


75

Orquestra de Cordas Infantil (OCI) Criada em 2018, a Orquestra de Cordas Infantil (OCI) reúne 52 crianças e adolescentes entre 7 e 12 anos, vindos dos cursos modulares de iniciação musical oferecidos pelo próprio NEOJIBA. Na OCI, eles continuam sua formação musical, agora com um instrumento de cordas friccionadas específico. Em agosto de 2019, os jovens músicos da OCI se apresentaram pela primeira vez no Teatro Castro Alves, ao lado da Camerata do Núcleo de Prática Musical Cordas Dedilhadas, de Nazaré, e da Orquestra Castro Alves (OCA).


76

Coro Juvenil

Principal formação de canto coral do NEOJIBA, o Coro Juvenil foi criado em 2010 para promover a formação de jovens por meio da prática coral de excelência. Os integrantes são jovens multiplicadores envolvidos na formação musical de crianças e adolescentes na Bahia, por meio de programas como Programa de Capacitação em Prática e Ensino Musical Coletivos e de Excelência, com Monitoria Supervisionada (PROMS) e o Projeto Músicos Multiplicadores (PROMULTI).

No Coro Juvenil eu bati o martelo que canto lírico é mesmo o que eu quero para minha vida. Felipe Reis, mezzosoprano.


77

As atividades do grupo começaram sob a regência do maestro Obadias Cunha, com a participação de estudantes do Instituto Central de Educação Isaias Alves (ICEIA). De 2011 a 2018, o Coro Juvenil esteve sob a regência de Yuli Martinez, que contou com o apoio de Claudia Santos no acompanhamento instrumental e Andréa Alves na preparação vocal. Desde 2019, o coro trabalha com diversos regentes, dentre os quais Eduardo Torres, Paulo Novais e Lucie Barluet. Os ensaios acontecem todos os dias da semana. Os integrantes também atuam como jovens multiplicadores nas atividades de canto coral nos Núcleos de Prática Musical do NEOJIBA. Em 2018, o Coro Juvenil ficou em primeiro lugar na categoria Erudito Avançado do Festival Internacional de Corais de Curitiba, o Cantoritiba. Em 2019, o grupo participou de diversas apresentações, com destaque para o Festival NEOJIBA Encanta, que reuniu em agosto 15 coros locais e um grupo vindo da Suíça.


78

Coro Infantojuvenil O Coro Infantojuvenil do NEOJIBA foi criado em 2018 e é formado por 30 adolescentes e jovens de 12 a 19 anos. Os ensaios são comandados pela maestrina Lucie Barluet e acontecem três vezes por semana, no Teatro Castro Alves. Dois integrantes do Coro Juvenil, principal formação de canto coral do NEOJIBA, atuam como monitores. Já no seu primeiro ano, o Coro Infantojuvenil apresentou, com a Orquestra Juvenil e o Coro Juvenil do NEOJIBA, o poema sinfônico “Mandú-Çarará”, do compositor brasileiro Heitor VillaLobos. Em 2019, o Coro Infantojuvenil interpretou a Missa Armorial, do pernambucano Capiba, ao lado da Orquestra Castro Alves (OCA) no quarto concerto da Série NEOJIBA no TCA, em junho. O grupo também participou de encontros de coros, como o Festival NEOJIBA Encanta.

Coro Infantil Criado em 2016, o Coro Infantil do NEOJIBA reúne 40 crianças e adolescentes dos 7 aos 13 anos. Sua primeira sede foi no Núcleo de Prática Musical da Federação. A partir de 2019, os ensaios passaram a acontecer no Teatro Castro Alves, sob a regência e preparação vocal da maestrina Lucie Barluet. Durante os ensaios, que ocorrem duas vezes por semana, os integrantes desenvolvem a voz como instrumento, por meio da técnica do canto e da respiração, da imitação, da leitura de códigos musicais, de canto de músicas tradicionais da cultura brasileira e do repertório erudito e internacional. Em 2019, o grupo encenou a ópera infantil “O Pequeno Limpa-Chaminés”, de Benjamin Britten.


79

Coro Sinfônico Fundado em 2012, o Coro Sinfônico é uma atividade do Programa NEOJIBA aberto a toda a família. Surgiu inicialmente para a execução da Sinfonia no 9 de Beethoven durante as comemorações pelo aniversário de cinco anos do NEOJIBA, sob a regência do maestro Paulo Novais. Atualmente, o Coro tem cerca de 70 integrantes voluntários, de todas as regiões de Salvador, sem limite de idade. Muitos deles são familiares de integrantes de outras formações do Programa. Eles recebem treinamento vocal da equipe coordenada por Yuli Martinez. O grupo já foi regido pelo maestro Pino Onnis, entre outros, e atualmente é conduzido pelo maestro ngelo Rafael. Em 2019, o Coro Sinfônico participou do encerramento da Série NEOJIBA no TCA, em dezembro, ao lado da OJB e da OCA.


80

NTN Feira de Santana Antônio Gasparini Orquestra Juvenil de Feira de Santana A Orquestra Juvenil de Feira de Santana é a principal formação musical do NTN Feira de Santana - Antônio Gasparini. Nesta formação, criada em 2014, estão os integrantes com maior nível de domínio musical, totalizando 51 crianças, adolescentes e jovens entre 9 e 21 anos. Entre as principais apresentações já realizadas pela Orquestra Juvenil estão os eventos “Natal Encantado” e “Vozes da Terra”, produzidos pela Prefeitura Municipal de Feira de Santana;

apresentações nos teatros Amélio Amorim, Margarida Ribeiro e Maestro Miro; em praças públicas como a Praça da Matriz e a Estação Cidadania e Cultura; além da Feira do Livro de Feira de Santana (FLIFS), produzida pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). A Orquestra também promove práticas sociais em associações, centros de convivência, escolas e asilos na cidade. A Orquestra Juvenil tem como responsável o Coordenador do Núcleo Territorial NEOJIBA Feira de Santana, o maestro Gustavo Laporte.

Em 2019, uma das principais apresentações da Orquestra Juvenil foi o evento “Um Presente Especial de Natal”, produzido pelo NTN em parceria com a FUNTITEC (Fundação Municipal de Tecnologia da Informação, Telecomunicações e Cultura Egberto Tavares Costa), instituição pública que projetos e empreendimentos culturais em Feira de Santana. A apresentação foi na praça Céu, no dia 13 de dezembro. A orquestra também tocou em outro evento natalino, o tradicional Natal Encantando, no dia 17 de dezembro.


81

Orquestra Escola Formação instrumental para os iniciantes do NTN Feira de Santana, a Orquestra Escola foi criada em 2017 e possui 67 integrantes, entre crianças, adolescentes e jovens, de 7 a 17 anos. A Orquestra Escola já se apresentou na Biblioteca Municipal de Feira de Santana, nas praças do complexo Estação Cidadania e Cultura, além de escolas públicas e teatros locais. A formação musical tem como responsável o maestro Gustavo Laporte e os instrutores do NTN Feira de Santana. Ao lado da Orquestra Juvenil de Feira de Santana, a Orquestra Escola também participou em 2019 dos eventos natalinos da cidade, como o Natal Encantado e a apresentação “Um Presente Especial de Natal”.


82

Coro Formação O Coro Formação surgiu a partir do Coral Infantil do bairro George Américo, onde o Programa atuou em seus primeiros anos em Feira de Santana. A mudança de nome aconteceu em 2016. Possui 27 integrantes, entre crianças, adolescentes e jovens, de 7 a 16 anos. A formação já se apresentou no Encontro de Corais do Recôncavo (ECOS), em Santo Amaro, na Biblioteca Municipal de Feira de Santana, Biblioteca Julieta Carteado (UEFS), Teatro Amélio Amorim, praças do complexo Estação Cidadania e Cultura, além das apresentações em práticas sociais. O Coro tem como responsável as instrutoras Denise Fersan e Cláudia Santos. Entre os destaque do Coro em 2019 estão a participação no Festival Ecos em Santo Amaro, no dia 15 de novembro, e da abertura do evento “Um Presente Especial de Natal”, no dia 11 de dezembro.


83

NTN Vitória da Conquista Orquestra Infantojuvenil Conquista Criança A Orquestra Infantojuvenil Conquista Criança foi criada 2017 e é a mais importante formação musical do NTN Vitória da Conquista. Reúne 30 crianças e jovens entre 9 e 21 anos. Desde que foi formada, a orquestra já participou de diversas apresentações em instituições socioassistenciais, escolas e outras localidades, recebendo sempre muitos convites em reconhecimento à sua atuação na cidade. A formação musical tem como responsável o

maestro João Omar, coordenador do NTN Vitória da Conquista. Em março de 2019, a Orquestra se apresentou pela primeira vez com um balé, a CIA de Balé Itana Leão, no Centro de Cultura de Vitória da Conquista. Outro evento de destaque do ano foi o concerto de encerramento do Encontro de Orquestras, no dia 15/12, com a participação de grupos locais e orquestras vindas das cidades de Jequié e Manoel Vitorino.


84

Coro Infantil Conquista Criança O Coro Infantil Conquista Criança é formado por 20 meninas e meninos de 7 a 13 anos. O grupo realiza apresentações em escolas e grupos comunitários. Em 2019, o Coro também participou do Encontro de Orquestras, que reuniu formações musicais de Vitória da Conquista, Jequié e Manoel Vitorino.


85

NTN Teixeira de Freitas Orquestrando Futuros Orquestra 9 de Maio A Orquestra 9 de Maio é a principal formação do NTN Teixeira de Freitas - Orquestrando futuros. Foi criada em 2013 pelo Instituto de Cultura, Educação e Desenvolvimento (ICED), parceira do NTN. Reúne 61 integrantes, com idades entre 13 e 22 anos. A orquestra já se apresentou em diversos municípios do Extremo sul da Bahia, como Teixeira de Freitas, Posto da Mata, Itanhém, Nova Viçosa, Itamaraju,

Prado, Alcobaça, Guaratinga, Itabuna, Itabatã, Ibirapuã, Nova Viçosa e Medeiros Neto. É coordenada pelos instrutores Evânio Evangelista e Filipe Mota. Em 2019, a Orquestra se apresentou em grandes eventos, como o concerto que celebrou a inauguração do NTN, em 7 de outubro, e o concerto que marcou o encerramento anual das atividades, no dia 12 de dezembro.


86

Orquestra Infantil Criada em 2017, a Orquestra Infantil reúne 117 integrantes com idades entre 6 e 14 anos. Desde a sua criação, já se apresentou em diversas cidades do Extremo Sul da Bahia. Em 2019, uma das apresentações de destaque da Orquestra Infantil foi o concerto que marcou o encerramento anual das atividades do NTN, no dia 12 de dezembro, e que contou com a presença de amigos e familiares dos integrantes.


Coro 9 de Maio O Coro 9 de Maio foi criado em 2013 pelo Instituto de Cultura, Educação e Desenvolvimento (ICED), parceiro do NTN. É formado por todos os 138 integrantes do NTN com idades entre 6 e 22 anos. O coro é coordenado pelo instrutor Thiago Barcelos e já se apresentou por diversas cidades do Extremo Sul baiano. Em 2019, os integrantes do coro também participaram do concerto que celebrou a inauguração do NTN, em 7 de outubro, e o concerto que marcou o encerramento anual das atividades, no dia 12 de dezembro.

87


88

Orquestra de Violoncelos A Orquestra de Violoncelos foi criada em 2015 e possui 15 integrantes, com idades entre 11 e 22 anos. Eles executam peças de música de concerto e obras da música popular. O grupo é coordenado pela instrutora Rebeca Furtado.


89

Grupos de Câmara Grupos de Câmara são formações com número reduzido de músicos, como um quarteto de cordas, um quinteto de sopros ou metais. A criação de grupos neste formato é parte importante da construção individual e coletiva no NEOJIBA. Eles ajudam a fortalecer o senso de iniciativa e responsabilidade pessoal, fomentando o empreendedorismo na área musical e o surgimento de propostas artísticas inovadoras com a criação, por parte dos jovens músicos, de suas próprias formações musicais.

Em 2019, o NEOJIBA contou com Grupos de Câmara como a Camerata de Cordas da Orquestra Pedagógica Experimental, o Quarteto de Cordas Dedilhadas, a Camerata de Cordas Dedilhadas, a Orquestra de Violões de Pirajá, o Quinteto Reinventus, o grupo As Amoras e o Grupo de Câmara de Feira de Santana.

Os grupos se apresentaram em Salvador e no interior do Estado, com destaque para a participação do grupo As Amoras, do NPM Nordeste de Amaralina, no evento Mulher com a Palavra, em novembro, e do Grupo de Câmara de Feira de Santana na abertura da Feira Literária de Canudos (Flican), também em novembro.


90

Pesquisa de público Todos os anos, o NEOJIBA realiza uma pesquisa de perfil e satisfação do público que frequenta as apresentações públicas do Programa. Em 2019, as entrevistas foram feitas com uma amostra do público que compareceu aos sete concertos da Série NEOJIBA no TCA. Ao todo, 122 pessoas responderam aos questionários, que pela primeira vez foram disponibilizados eletronicamente, via Google Forms, QR Code ou e-mail. A grande maioria do público entrevistado, 77% tem renda de até três salários mínimos e 72% têm amigos ou familiares que fazem parte do NEOJIBA. Eles saíram felizes dos concertos – 87% classificaram a apresentação como ótima, entre diversas outras avaliações e informações.

87%

do público classificou as apresentações do NEOJIBA como ótimas.


5

91

NEOJIBA na mídia


92

1

A inauguração do Parque do Queimado, primeira sede própria do NEOJIBA, ganhou destaque nos jornais locais e em publicações nacionais especializadas, como a Revista Concerto (1,2) e o site da Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas. (4) Em entrevista à Concerto, o maestro Ricardo Castro, fundador e diretorgeral do Programa, ressaltou que o foco principal do Parque é a formação dos integrantes do NEOJIBA. “A gente quer que os meninos sintam na veia o que é possível fazer quando as condições são ideais”, disse em entrevista ao jornalista Irineu Franco Perpetuo.

2


93

3 5

4


94

6 As atividades e apresentações das formações musicais do Programa foram tema de 405 reportagens, entrevistas e notas ao longo de 2019, a maioria em sites de notícias (260), seguidas por veículos impressos (54), programas de rádio (48) e emissoras de televisão (43), com especial repercussão para o Festival que celebrou os 12 anos do NEOJIBA. As ações do Programa também viajaram o mundo por meio de matérias de veículos no exterior. A oboísta Eldevina Materula, hoje ministra de Cultura e Turismo de Moçambique, contou ao Jornal Notícias, do seu país, como se inspirou no NEOJIBA para criar o Xiquitsi, projeto local que ensina música para crianças e jovens. (10) Na América do Sul, a cantora lírica Alina Delgadillo disse ao Opinión, da Bolívia, como foi marcante a experiência de tocar com a Orquestra Juvenil da Bahia, principal formação do NEOJIBA. (9)

7

8


95

405

matérias tiveram como tema o NEOJIBA.

9 Links

1. REVISTA CONCERTO 2. SITE CONCERTO 3. CORREIO 4. FNA 5. A TARDE 6. JORNAL CORREIO 7. BAND MULHER 8. JORNAL DA MANHÃ 9. OPINIÓN 10. JORNAL DE MOÇAMBIQUE 11. A TARDE 12. BAND NEWS FM 13. SECOM Úlimo acesso em 05/12/2020.


96

Redes Sociais As redes sociais do NEOJIBA têm mais de 54 mil seguidores. Por meio do Instagram, Facebook e Twitter, é possível acompanhar as ações do Programa e ver de perto a transformação na vida de milhares de crianças, adolescentes e jovens baianos. Em 2019, o alcance das nossas redes sociais cresceu. No Instagram, foram 8.881 novos seguidores, com 135.509 interações, entre curtidas e comentários. Cada postagem alcançou 3.356 pessoas, em média. Nossa página no Facebook ganhou 2.255 novos seguidores, com 95.296 interações e 2.025 pessoas alcançadas a cada postagem. O perfil no Twitter teve 378 novos seguidores, com 874 interações e alcance médio de 656 pessoas por postagem. O NEOJIBA também tem, desde 2008, um canal no Youtube, com mais de 4.500 inscritos. Os 307 vídeos postados lá, que exibem concertos, reportagens, depoimentos e entrevistas, já foram vistos mais de 1,5 milhão de vezes. Em 2019, foram 624 novos inscritos no canal e 102 mil visualizações.

54

mil +

seguidores nas redes sociais

2 mil +

novos seguidores no facebook

9 mil +

novos seguidores no instagram


6

97

Campanhas de engajamento e transparĂŞncia


98

Atualmente, o CÍRCULO reúne 104 membros:

O Círculo O CÍRCULO é o programa de relacionamento do NEOJIBA. Foi criado em 2019 para integrar ainda mais todos que compõem a nossa grande rede de amigos: o público que frequenta nossos concertos e recitais, que admira o trabalho desenvolvido em nossos Núcleos e que, de diversas maneiras, têm contribuído ou deseja contribuir com a sustentabilidade das atividades desenvolvidas pelo Programa. Para ser membro do CÍRCULO NEOJIBA, é necessário fazer uma doação direta ou incentivada (deduzida do IRPF) no valor correspondente às categorias diamante, ouro, prata e bronze. Os membros do Círculo têm acesso a benefícios exclusivos, como convites, descontos, prioridade na escolha de assentos para os concertos, acesso a ensaios e palestras.

Adriano Prazeres da Costa • Ana Elisa Ribeiro Novis • Ana Luiza de Castro Santos Altmann • Ana Maria Rego • Ana Paula Gordilho Pessoa • Ana Santa de Castro Lima • André Leme Pédico • Andrea Leal Borges • Ângela Fadigas Fernandes de Barros • Angiolina Campos Kraychete • Anneliese Menezes Santos • Caio Prates Couto • Carlos Roberto Dias • Celia Maria Pitangueira Gomes • Charles Pierre Flausino Mendes • Cristina Maria Meira Melo • Daniela Louzado Cordeiro • David Barbosa de Castro • Denise Bastos Salles • Deolinda Catarina França de Vilhena • Eduardo Hiramoto • Eduardo José Pereira Barreto • Edvalter Santos Lima • Eliana Fernandes de Barros Augusto da Silva • Eliana Maria Viana • Ellen Caroline Silveira • Elvira da Costa Pinto Pires • Emanoel Olimpio Alves de Souza • Emerson de Andrade Marques Ferreira • Evandro Arruda de Martini • Fabiana Cardoso Pinheiro • Fábio Puty Costa • Fernando Silvestre de Brito • Guatamonzi Abraão Menezes Barbosa • Gustavo D’Araújo Borges • Hans Boudewijn Van Holthe • Hebe Queiroz • Ícaro Pacheco Molinari • Ívna Mascarenhas E. Abreu • José Ramon Garcia Badoch • José Sérgio de O. Andrade • José Sérgio Oliveira de Carvalho • José Sérgio Oliveira de Carvalho • Jussamara Brito Santos • Kátya Nery Carneiro L. Perazzo • Laize Lantyer Luz • Lília Maria Gomes Falcão Novais • Liziane Rosental Netto • Lucas Gomes Silva • Lúcia Jacobina Mesquita • Luciana Braga Leal • Luciana Castro Garcia Landeiro • Lucie Cecile Marie Barluet de Beauchesne • Ludmilla Oliveira da Cunha • Luiz Antonio Rodrigues de Freitas • Luiz Fernando Studart R. Queiroz • Luiz Sérgio Santos Souza • Manoel Joaquim Fernandes de Barros Sobrinho • Marco Antonio Barcellos de Oliveira • Margareth Crisóstomo Portela • Maria Caetana Cintra Santos • Maria Isabel Gordilho • Maria Quiteria Castro • Mariana Sousa Santana • Mário Gordilho • Marisa dos Guaranys Diniz Junqueira • Matheus Demetrescu • Mauricio Ganen Pitangueira • Maurício Pimentel • Max Lima da Silva • Michelle Auad Brandão • Miriam Fernandes Mascarenhas • Mônica Ramos Daltro • Nelmacy Ribeiro de Freitas • Norma C Fagundes • Orlando Rui Soares dos Santos • Orlando Rui Soares dos Santos Filho • Otoniel Costa Neto Nascimento Neto • Pamela Daiany dos Santos Ramos • Paulo E. Bassan Teixeira • Paulo Novais de Almeida • Paulo Porto Maciel • Paulo Sérgio Lins Perazzo • Pedro Andrade • Pedro Gordilho • Ramiro Mascarenhas • Roberto Markenson • Rodrigo Luiz Castelo Branco Fischer Vieira • Rodrigo Miranda Queiroz • Rogério Albuquerque • Silvia Duarte • Stefanie Grace Azevedo de Freitas • Stella Maria Pereira Fernandes de Barros • Suzana Lívia Embiruçu Jacobina • Telma Fernandes Mascarenhas • Teresa Maria Rodamilans Bastos • Vânia Bezerra de Carvalho • Vilma Sousa Santana • Virgínia Maria de Veiga Senna • Viviane Guedes Pimentel • Wellington Maciel • Willian da Silva Lizardo • Yuli Andrea Martinez Gaitan


99

Conheci o NEOJIBA numa apresentação no Teatro Castro Alves. Me chamou muita atenção o teatro lotado de pessoas simples, da periferia, reunidas ali para ouvir música erudita. Acabei me envolvendo tanto que escrevi um livro sobre o NEOJIBA, que em breve será publicado. Classifico a Bahia em dois grupos: os que são apaixonados pelo NEOJIBA e os que ainda não o conhecem. É uma maravilha.

José Sérgio de Oliveira Andrade, membro do Círculo.

Mais informações pelo site neojiba.org.br/colabore/circulo-neojiba, pelo e-mail relacionamento@neojiba.org ou pelo telefone (71) 3032-1073.


Depoimento:

100

Sei da seriedade e do objetivo social desse programa. Por isso, faço minha doação com prazer. Jobson Resende, economista.

A Arca Juntos somos mais fortes. Em 2019, o NEOJIBA promoveu uma campanha de financiamento colaborativo para construir um novo palco aberto a todos os talentos da comunidade, a Arca NEOJIBA. O palco ficará na área externa do Parque do Queimado, no bairro da Liberdade. A meta era alcançar R$ 102 mil, mas a campanha superou as expectativas. Ao todo, foram arrecadados R$ 107 mil, em parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O BNDES dobrou o valor de cada contribuição individual. O palco receberá, em 2020, o projeto Saraus da Arca, que envolverá o público, funcionários e integrantes do Programa em apresentações gratuitas de diferentes linguagens artísticas, fortalecendo o espírito de comunidade e o pertencimento sobre o Parque do Queimado.


101

#DiadeDoar A campanha Dia de Doar nasceu nos Estados Unidos, em 2012, para estimular a cultura da doação e o voluntariado, promovendo o engajamento das pessoas com causas e organizações da sociedade civil. Em dezembro 2019, o NEOJIBA participou mais uma vez deste movimento global, que acontece em 190 países.

Imposto de Renda O NEOJIBA promoveu campanhas de doação via Imposto de Renda em dois momentos. Em abril, pessoas físicas foram convidadas a destinar parte do Imposto de Renda ao projeto Música no Parque, inscrito no Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FMDCA). Em dezembro, outra campanha estimulou que os contribuintes antecipassem seus impostos destinando recursos para o Plano Anual inscrito na Lei de Incentivo à Cultura da Secretaria de Cultura do Ministério da Cidadania. Em 2019, essa modalidade arrecadou R$ 28.200.


102

Transparência Nota Premiada Entre as campanhas de doação válidas durante todo o ano, o NEOJIBA promoveu a divulgação da participação do IASPM entre as instituições que podem ser beneficiadas pela Nota Premiada Bahia, iniciativa do Governo do Estado, através da Secretaria da Fazenda, que incentiva o cidadão a desenvolver o exercício da cidadania fiscal, por meio da exigência da inclusão do CPF nas notas fiscais referentes às suas compras no mercado baiano. A Nota Premiada prevê a distribuição de prêmios em dinheiro para os cidadãos, por meio de sorteios, e beneficia instituições sociais e de saúde, através da indicação do cidadão. Em diferentes momentos do ano, o NEOJIBA divulgou o passo a passo de como o cidadão deveria proceder para destinar parte do ICMS das suas compras para a manutenção de atividades do Programa.

Um dos compromissos fundamentais do NEOJIBA, como política pública do Estado da Bahia, é a transparência. O Programa tem o dever de mostrar ao público direto e indireto, patrocinadores, parceiros, apoiadores e à sociedade em geral, como utiliza os recursos recebidos pelo setor público e privado. Há dez anos, o Instituto de Ação Social Pela Música (IASPM) é a Organização Social responsável pela gestão do NEOJIBA. Em 2019, o Governo, por meio do Fundo Estadual de Combate à Pobreza, repassou R$ 15.290.324,34 ao Programa. Por meio de geração de renda, doações e captação de patrocínio, o NEOJIBA angariou o montante de R$ 2.992.409,64, o que representa 19,5% do valor aportado por meio do Contrato de Gestão com o Estado.


103

Total de recursos 80.5% Contratos com o Governo do Estado da Bahia 19.5% Captação de recursos extracontratuais

Dos recursos captados 55.8% Prêmios / Outros 18.3% Captação de Projetos 15.8% Doações / Taxas Associativas 10.1% Geração de renda

Em 2019, o IASPM tornou-se uma Organização Certificada em Transparência e Boas Práticas Sociais pela Phomenta, instituição que integra o Comitê Internacional de Monitoramento de ONGs. Seguindo os princípios de ética do Comitê, foram feitas avaliações sobre gestão e governança, potencial de impacto social, transparência na informação pública, responsabilidade financeira e Sustentabilidade Econômica. A certificação tem como objetivo dar confiança aos doadores sobre as práticas de transparência e gestão das Organizações Sociais do Brasil.


104

Balanรงo Financeiro


Balanรงo Financeiro

105


106

Balanรงo Financeiro


107


108

AGRADECIMENTOS O ano de 2019 foi especialmente marcante para o NEOJIBA em dois aspectos principais: a inauguração da sua sede central, inserindo o Parque do Queimado como pólo de cultura musical na cidade de Salvador e uma nova área de lazer para a comunidade e a expansão pelo interior do Estado com a consolidação dos Núcleos Territoriais. Ambas as conquistas seriam impensáveis sem a participação efetiva da equipe da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social do Estado da Bahia e todo o comprometimento de cada um dos colaboradores, coordenadores e instrutores do IASPM. A requalificação do Parque do Queimado foi viabilizada a partir recursos do BNDES, pela Lei Federal de Incentivo à Cultura. Nossos agradecimentos aos Sérgio Ekerman e Olívia de Oliveira e aos engenheiros da Nagata Acoustics, executora do projeto acústico.

Foi um ano repleto de trabalho e com grandes comemorações, reafirmando nosso compromisso em prol do desenvolvimento social por meio da prática e ensino musical coletivos. Em 2019, contamos com o fundamental do Teatro Castro Alves e da Fundação Cultural da Bahia e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia; da Secretaria de Meio Ambiente do Estado da Bahia; do Fundo Estadual de Combate à Pobreza - FUNCEP (Casa Civil); da Secretaria de Administração do Estado da Bahia; Embasa; Programa dasNações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD); Janela doMundo; Fagna Freitas; Conselheiros e Associados do IASPM;Association Suisse des Amis de NEOJIBA - ASANBA; todos os parceiros, patrocinadores, doadores e apoiadores; toda a equipe do IASPM; integrantes e suas famílias.

MUITO OBRIGA


MUITO OBRIGADO! • MUITO OBRIGADO! • MUITO OBRIGADO! 109

ADO! • MUITO OBRIGADO! • MUITO OBRIGADO! • MUITO OBRIGADO!


APOIO

PARCERIAS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO

SECRETARIA de cultura

PATROCÍNIO


CO-REALIZAÇÃO

CERTIFICAÇÃO IASPM

REALIZAÇÃO

SECRETARIA DE JUSTIÇA, DIREITOS HUMANOS E DESENVOLVIMENTO SOCIAL

Profissionais de psicologia parceiras do NEOJIBA em 2019: 1. Cleide Costa Torres

6. Mayara Ferreira Carvalho de Souza

2. Gessica Graciele dos Santos

7. Raisa Santos

3. Lia Amorim/ Luiza Altmann

8. Centro de Biossíntese da Bahia (com 12 profissionais vinculados a parceria)

4. Manuela Requião 5. Márcia Maria de Souza Carvalho

O NEOJIBA também é feito por você! Agradecemos o seu apoio na realização do Programa.


NOSSA EQUIPE Instituto de Ação Social Pela Música (IASPM) Presidente de Honra do Conselho Administrativo Roberto Figueira Santos Presidente do Conselho de Administração Manoel Joaquim F. Barros Sobrinho Vice-presidente do Conselho de Administração Luiz Fernando Studart R. Queiroz Direção Geral Fernanda Tourinho Direção Executiva Suzana Viana Membros do Conselho Deliberativo Manoel Joaquim F. Barros Sobrinho| Luiz Fernando Studart Queiroz | Anna Helena Mariani Bittencourt | Augusto Sampaio de Souza | Jorge Oliveira Sampaio | José Sérgio de Oliveira Andrade | Lucia Leão Jacobina Mesquita | Maria Caetana Cintra Santos | Paulo Porto Maciel | Bruno Mariani | Orlando Rui Soares dos Santos | Lourenço Bittencourt Rebetez Membros do Conselho Fiscal Denise Bastos Salles | Maria Quitéria Castro de Oliveira | Maria Virginia Ribeiro Lima

NEOJIBA Direção Geral Ricardo Castro Assessora Jurídica Larissa Vargas Assistente da Direção Geral Ana Luiza Altmann Direção Musical Eduardo Torres Assessora de Direção Musical Renata D’Urso Coordenadora de Desenvolvimento Social Olgair Marques da Silva Assistente de Desenvolvimento Social Milene Bastos Rocha | Silvana Gonçalves dos Santos | Juliana Barbosa | Jarbas Gardinelle | Cluadia Pinheiro | Bruna Louise | Nayane Rodrigues | Lucimeire Passos* Maestros Coordenadores Helder Passinho e Marcos Rangel Supervisão de Orquestra Daniel Machado Gerência de Produção Rogério Lima Produção Técnica Diego Bacelar | Flávia Santos | Alanderson Silva | Enoque Souza Júnior Estagiários da Produção Alícia Guerreiro | Bárbara Alexandrina | Bryan Marques | Juliete Neponuceno | Juliomar Mendes | Polyana Sá | Renata Maísa* Centro de Documentação e Memória (CDM) Gilnéia Gonçalves | Edivan Carneiro Estagiários Liliane Santana | Thiago de Oliveira

Direção Educacional José Henrique de Campos Assessora de Direção Educacional Tamires Ramos Gerência Administrativa de Núcleos Adriano Cenci Assistente Administrativo do Pedagógico Ilka Araújo | Alex Gomes* Secretária do Pedagógico Adriana Cerqueira Coordenadores Pedagógicos | Canto Coral Yuli Martinez Gaitan | Lucie Barluet Coordenadores Pedagógicos | de Instrumentos Adauri de Oliveira | Ana Florencia Paulin | André Gomes Felipe |Guilherme Teixeira | Isaac Falcão | Jamberê Coordenadores de Núcleos Esdras Efraim | Amanda Muller | Darlan Gabriel Vargas | Otavio Jorge Fidalgo | Alexandre Guimarães | Caroline Abreu Silva* | Bruna Garófalo* Coordenadores de Núcleos Territoriais Gustavo Laporte | Gislaine Romana | João Omar Mello Supervisores de Núcleos Samuel Egídio dos Santos | Ednei Ipojucan Instrutores Doris Leandra da Silva | Felipe Almeida | Indira Dourado | Leandro Barbosa | Priscilla Figueiredo | Marivaldo Neri | David Martins | Ainoã Cruz | Thiago de Azeredo Miranda | Anderson Ribeiro | Elias Lins | Elisa Rangel Hill | Mateus Reis | Carlos Blanco


| Denise Santos | Joedson Cézar | Maria Patrícia | Nilton Cerqueira | Claudia Moreira | Joadson Santos | Ledison Manrique | Evânio Evangelista | Filipe Mota | Marcelle Ramacotte | Vanessa Chavez* | Éber Soares* Estagiários administrativos do setor Pedagógico Caique Souza | Daniel Cavalcante | Deise Pereira | Héricles Santos | Rafael Amorim | Fábio Borges | Lucas Cerqueira* Coordenador Pedagógico de Luteria David Matos | Carlos Ramos Luthier Alan Jonas | Jessica Almeida | Jadison Santos Técnicos de Luteria Lucas dos Santos | Daniel Pereira | Daniel Marinho | Daiane Ribeiro Estagiário Administrativo na Luteria Mateus Martins Direção Planejamento e Gestão Fernanda Tourinho Assistente de Direção Ticiana Monte Assessora de Planejamento e Gestão Lilian Mendes Assessora de Marketing Mariana Pereira Coordenadora de Comunicação Telma Verçosa | Laura Dantas * Analista de Comunicação Geraldo Moniz e Marília Simões - AZ Comunicação | Flora Rodriguez* Designer Gráfico Adson Rodrigues | Ruan Santos*

Assistente de Audiovisual Karolina Azevedo Estagiários de Comunicação Carlos Bonfim | Pedro Souza | Eduardo Tosta | Adson Rodrigues* | Yananda Lima* Coordenadora de Desenvolvimento Institucional Vanessa Miranda Assistente de Desenvolvimento Institucional Nathalia Borges | Yananda Lima | Fábio Viana | Tatiana Golsman* Estagiários de Desenvolvimento Institucional Ivie Leone | Fernanda Conceição | Nathalia Borges* | Sabrina Fiuza* | Diego Paranhos* Direção Administrativo-Financeiro Suzana Viana Coordenador Financeiro Rodrigo Abreu Supervisor Prestação de Contas Carlos Lisboa Assistentes Financeiros Maria Luiza Pacheco | Manuela Lima | Isadora Gomes* Assistente Administrativo Financeiro Ricardo Cavalcante | Karina Petri | Cláudio Paterson* Assistente Administrativo Raimundo Cesar dos Santos | Flávio Silva | Jéssica Gama Estagiários do Financeiro Édines Moreira | Rodrigo Abreu | Mateus Bráz Cerqueira | Laís Tavares | Orlando Afanador | Sandra Paola Romero | Valter Pedro | Francisco Alves | Caroline Abreu Michele Girardi | Ana Júlia Bittencourt |

Coordenador de Tecnologia da Informação Rodrigo Santana Estagiário Informática Igor Muniz Coordenadora de RH Marta Moreno Assistente de Recursos Humanos Mônica Falcão | Laís Raiana | Talita Rocha* Estagiárias do RH Naiane Souza | Alessandra Santos* Gerência Administrativa Thiago Barreto Assistente Administrativo Flávio Silva Assistente de Compras Roseanne Cruz Souza | Cíntia Góis | Camila Aleluia* Estagiário Administrativo Mateus Bráz Agente de Portaria Antônio Jorge Pereira Motorista Jéferson Araújo Santos | Igor Eduardo Cunha dos Santos Serviços Gerais Silvana Freitas de Jesus | Zaneide Cruz | Daiane Barbosa | Fábio Faleiro | Lafaiete Santiago | Guilherme Firmino | Fabrício Nascimento | Edilene Brito | Romilda Reis

*Funções exercidas durante 2019


ONDE ESTAMOS 114

SALVADOR Administração Endereço: R. Monte Castelo No 62, Barbalho, Salvador – BA Telefone: 71 3032-1073 NÚCLEO CENTRAL DO NEOJIBA (NCN) Endereço: Parque do Queimado – Rua Saldanha Marinho, 10-32, Liberdade, Salvador – BA Telefone: 3044-2959 NÚCLEO DE PRÁTICA MUSICAL LIBERDADE Endereço: Organização de Auxílio Fraterno (OAF) Rua do Queimado, 17, Lapinha. Salvador, BA. Instituição Parceira: OAF Coordenador do Núcleo: Nataly do Vale E-mail e telefone do Coordenador: natalydovale@neojiba.org / (71)99182-8335 NÚCLEO DE PRÁTICA MUSICAL BAIRRO DA PAZ Endereço: Rua Nossa Senhora da Paz, no 15, Programa Avançar, Bairro da Paz, Salvador - BA.

Instituição Co-realizadora: Santa Casa da Bahia Coordenador do Núcleo: Esdras Efraim Santana Rocha E-mail e telefone do Coordenador: esdrasefraim@neojiba.org / 99327-0065 / 99304-5148. NÚCLEO DE PRÁTICA MUSICAL SESI ITAPAGIPE Local de funcionamento: SESI Itapagipe, Avenida Tiradentes, no 1454 Caminho de Areia, Salvador - BA Instituição Co-realizadora: SESI/FIEB Coordenador do Núcleo: Darlan Gabriel Vargas E-mail e telefone do Coordenador: darlansantana@neojiba.org / (71) 992 485 179 NÚCLEO DE PRÁTICA MUSICAL FEDERAÇÃO Endereço: Avenida Cardeal da Silva 205, Federação, Salvador/BA. Instituição Parceira: Universidade Católica de Salvador (Ucsal) Coordenadora do Núcleo: Amanda Muller E-mail e telefone do Coordenador: amandamuller@neojiba.org / (71) 99302-2039

NÚCLEO DE PRÁTICA MUSICAL PIRAJÁ Endereço: Centro Cultural de Pirajá, R. 24 de Agosto, 381 - Pirajá,Salvador Instituição Apoiadora: Centro de Cultura e Cidadania de Pirajá / CONDER Coordenador do Núcleo: Samuel Egidio Santos E-mail e telefone do Coordenador: samuelegidio@neojiba.org / 993040162 NÚCLEO DE PRÁTICA MUSICAL CORDAS DEDILHADAS Endereço: Av. Joana Angélica s/n – Nazaré, Salvador. Instituição Parceira: Centro Juvenil de Ciência e Cultura Coordenador do Núcleo: Otávio Jorge dos Santos Coqueijo Fidalgo E-mail e telefone do Coordenador: otaviofidalgo@neojiba.org / (71) 9 9270-0225 NÚCLEO DE PRÁTICA MUSICAL NORDESTE DE AMARALINA Endereço: Beco da cultura, s/n Nordeste de Amaralina, Salvador, Bahia Instituição Parceira: CSU (Centro Social Urbano) de Amaralina Coordenador do Núcleo: Ednei Ipojucan Alves de Brito E-mail e telefone do Coordenador: edneiipojucan@neojiba.org / 71- 986685798, 71 – 992660204


115 NÚCLEO DE PRÁTICA MUSICAL CANTO CORAL

NÚCLEO TERRITORIAL DO NEOJIBA VITÓRIA DA CONQUISTA

NÚCLEO DE PRÁTICA MUSICAL CIDADE SOL - JEQUIÉ

Endereço: Teatro Castro Alves – Praça Dois de Julho, s/n – Campo GRande Instituição Parceira: SECULT/FUNCEB/ TCA Coordenador do Núcleo: Lucie Barluet de Beauchesne E-mail e telefone do Coordenador: luciebarluet@neojiba.org (71) 991959879

Endereço: Avenida Rosa Cruz, no. 45 – Bairro Recreio, Vitória da Conquista. Instituição Co-realizadora/Parceira: Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista, por meio do Programa Conquista Criança Instituição Parceira: Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima Coordenador do Núcleo: João Omar de Carvalho Mello E-mail e telefone do Coordenador: joaoomar@neojiba.org (77)9 9173-0034

Endereço: Rua Olaria, 207 – Mandacaru - Jequié – BA. Instituição Parceira: Prefeitura Municipal de Jequié Coordenador do Núcleo: Marcelle Ramaccotte E-mail e telefone do Coordenador: marcelleramaccotte@neojiba.org (73) 99120-2709

INTERIOR NÚCLEO TERRITORIAL DO NEOJIBA FEIRA DE SANTANA - ANTONIO GASPARINI Endereço: Centro Social Urbano de Feira de Santana, Rua Rivelino, no 11, Cidade Nova, Feira de Santana – BA Instituição Parceira: Instituto Antônio Gasparini (IAG) Instituição Parceira: Centro Social Urbano (CSU) de Feira de Santana Patrocínio: OL Papéis Coordenador do Núcleo: Gustavo Laporte Amaral E-mail e telefone do Coordenador: gustavolaporte@neojiba.org / (75)99183-3925

NÚCLEO TERRITORIAL DO NEOJIBA TEIXEIRA DE FREITAS ORQUESTRANDO FUTUROS Endereço: Igreja Batista Memorial, Av. 9 de Maio, No 28, Bairro: Jardim Caraipé. Instituição Co-realizadora: Instituto de Cultura Educação e Desenvolvimento – ICED Instituição Parceira: Igreja Batista Memorial - IBM Coordenador do Núcleo: Gislaine Romana Carvalho da Silva E-mail e telefone do Coordenador: gislaineromana@neojiba.org / (73) 99181-0026

NÚCLEO DE PRÁTICA MUSICAL CESA – SIMÕES FILHO Endereço: Av. Engenheiro Walter Aragão de Souza, Centro Educacional Santo Antônio, Simões Filho - BA Instituição Co-realizadora: Obras Sociais Irmã Dulce Coordenador do Núcleo: Alexandre Guimarães E-mail e telefone do Coordenador: alexandreguimaraes@neojiba.org (71) 99327-0067/ (71) 99719-5416 / (71) 3616-1257



Issuu converts static files into: digital portfolios, online yearbooks, online catalogs, digital photo albums and more. Sign up and create your flipbook.