Page 1

ANO

3– n

EM REVISTA o

10 – 2011

Preparar um bom café: entre a arte e a ciência

a moda

inspirada em Carybé

Abu Dhabi

encanta pelo luxo e paisagens irresistíveis

Concurso gastronômico

perini revela chefs baianos

Verbena Barreto foi a vencedora na categoria sobremesa


p r ime ir a s p a la v r as Olá! É uma grande alegria poder compartilhar deste espaço com você, cliente e amigo Perini! Quero aproveitar a oportunidade para anunciar e dividir algumas novidades e ações que realizaremos nos próximos meses. Para começar o trimestre com o pé direito, em abril, vamos lançar uma nova linha de produtos, os Cup Cakes Perini. Quem ainda não experimentou essa nova delícia poderá encontrá-la, já a partir de março, em todas as nossas lojas. Os Cup Cakes são sucesso em todo mundo e a delicatéssen, claro, não podia deixar de oferecer e de atender aos milhares de pedidos recebidos para preparação do bolinho com a cara e o gostinho que só as receitas da Perini têm. Para mostrar ao nosso cliente todas as opções e sabores dos Cakes, vamos realizar o Festival de Cup Cakes Perini, que acontecerá de 15 de março a 15 de abril nas delicatéssens Pituba, Graça, Barra e Vasco da Gama. Você não pode perder. Em abril, será a vez do chocolate e de uma nova ação de Páscoa, data cristã que traz em sua essência comemorativa a ideia de renovação. Durante todo o mês, colocaremos à disposição dos nossos clientes a ‘Fábrica de Chocolate Perini’, localizada no Salvador Shopping. Em uma rápida visita, clientes, curiosos e amantes da iguaria poderão conhecer o processo produtivo dos exclusivos ‘Ovos de Páscoa Perini’, desde a preparação do chocolate até a montagem dos ovos e finalização das embalagens. Uma delícia! E por falar em delícia, preparamos uma linha com novas opções de cesta de café da manhã para que você, cliente Perini, presenteie sua mãe com exclusividade e carinho. Mas, se a ideia é sair um pouco de casa, que tal trazê-la para acompanhá-lo nos tradicionais café da manhã e almoço de Dia das Mães Perini? Mais uma opção especial de presente e programação para a celebração desse dia. Para quem gosta dos eventos Perini, a grande novidade do ano será o ‘Perini Open de Tênis’, evento que marca a reinauguração das tradicionais quadras de tênis da Associação Atlética da Bahia, na Graça. O evento acontecerá nos dias 16 e 17 de abril e os interessados em participar podem acessar

mais informações no site da Perini (www. perini.com.br), a partir de 20 de março. Para fechar a primeira edição do ano com chave de ouro, inovamos também na revista e reservamos um quadro especialmente para falar das pessoas que fazem a Perini acontecer no dia a dia. Narrativas como a que publicamos nesta edição no quadro ‘Minha História com a Perini’ contam a trajetória de colaboradores. Aline Mariano, primeira participante, começou conosco como balconista no ano de 1997 e hoje, após 14 anos de trabalho, ocupa o cargo de atendente de recepção, um belo exemplo de superação e conquista. Parabenizo Aline pela vitória e desejo que continue a trilhar um caminho de sucesso em sua vida profissional na Perini. Em 2011, as expectativas são as melhores. Vamos construir e inaugurar a nova loja em Lauro de Freitas e concluir uma série de reformas em nossas delicatéssens que visam à melhoria dos serviços que oferecemos aos nossos clientes. Tudo isso, aliado à nossa paixão por servir com excelência, é e continuará sendo a melhor e a mais gostosa receita da Perini e do Cencosud no Brasil. Estamos aqui para reforçar o nosso DNA formado por qualidade, exclusividade, excelência no atendimento e prazer em servir. Seja sempre muito bem-vindo à Perini e tenha uma ótima leitura! Um forte abraço,

Silvio Pedra Cencosud Brasil

www.perini.com.br

PERINI

3


“Gente olha pro céu. Gente quer saber o um. Gente é o lugar. De se perguntar o um Das estrelas se perguntarem se tantas são. Cada, estrela se espanta à própria explosão. Gente é muito bom” (Gente, de Caetano Veloso)

Tempo de grandes novidades. As lojas Vasco da Gama e Pituba estão de cara nova e, em breve, terá inicio a construção de mais uma unidade em Lauro de Freitas. Os colaboradores Perini já exibem orgulhosos seus novos uniformes, o carnaval já passou e a Páscoa e o Dia das Mães estão prontos para serem celebrados. Assim, a cada dia, a história da delicatéssen se entrelaça a de seus amigos, clientes, fornecedores e colabores, e vai tecendo essa trama de sentimentos em torno de um único objetivo: encantar e surpreender pessoas! É que o mais importante para a Perini é você, caro leitor! É por isso que a rede de delicatéssen mais charmosa de que se tem notícia faz parte da vida e da história de tantos. Como disse Nadja Mattos, diretora de RH & Assuntos Corporativos Cencosud: “Nosso compromisso é proporcionar uma prazerosa experiência de compra, superando o cuidado com as pessoas que sempre fizeram, e ainda fazem da Perini o primor que ela é. Juntos, somos sempre melhores!”. E como gente é o tema que move esta edição, relatamos cuidadosamente duas ações que a Perini preparou para homenagear seus clientes externos e internos: lançou o primeiro Concurso Gastronômico, que revelou talentosos chefs entre seus clientes, cujas receitas maravilhosas você encontra em nossa matéria de capa. E para seus colaboradores, criou a campanha “Minha História com a Perini”, e recebeu narrativas tão emocionantes que não resistimos e compartilhamos as cinco vencedoras em nossas páginas. Por falar em gente talentosa, nossa seção de moda está de arrepiar: buscamos inspiração em Carybé e em suas cores para mostrar que as semanas de moda trouxeram muitas

referências que parecem ter saltado dos quadros deste importante artista, cuja obra retrata tão bem toda sua paixão pela Bahia. Em visita ao Chile, no mês de fevereiro, pude observar mais de perto esse país encantador e repleto de contrastes. Da moderna capital completamente inserida no cenário mundial ao deserto do Atacama, visitado de moto, aproveitei para provar da sua culinária, que é tão diversa quanto suas paisagens. E como Santiago é um convite ao prazer, visitei Paris, essa loja de departamentos do grupo Cencosud, voltada para o segmento Premium. Tomando um cafezinho ali ao lado, sentindo o flair daquela cidade com jeitão de Europa e flair latino, lembrei-me do Brasil e dos amigos que nos acompanham em viagens, aqueles que estão fisicamente presentes e os que levamos vida afora e, confesso, tive um momento de grande emoção. Como disse Caetano, “gente é pra ser feliz”, e ali ou aqui é isso que nos move, a busca pela felicidade multiplicada, mas dividida com os que nos são caros. A Perini em Revista é feita pensando em você. Boa leitura! Superabraço,

Sandra Teschner

Publisher e Editora sandra@profashional.com www.profashional.com Sandra Teschner

www.perini.com.br

PERINI

5

Cortado com media luna (cafezinho com leite com um croissant) em Santiago do Chile, berço da Cencosud


índic e

3 4 7 8

p r i m e i r a s p a l a v ra s editorial cartas e u s o u pe ri n i personalidades falam do seu momento com a perini

10 16 22 26 28 44 46

turismo abu dhabi o p r a z e r d o co n s u mo café n u t r i t i vo diet e light a p r o ve páscoa e dia das mães capa concurso gastronômico d e n d ê co s mo p o l i ta joão osmário decoração automação residencial

49 50 5 2 54 56 58 60 62 6 4 65 66 68 70 72

sabores famosos respondem qual o sabor da bahia beleza sobrancelhas de estrela s u s t e n t ab i l i d a d e o valor econômico da natureza responsabilidade social produtos bio c o n s c i ê nci a a mb i e n ta l desperdiçar para quê? p a n o r a ma um dia de carnaval cinema ele acabou? moda as cores de carybé eu quero objetos do desejo news notícias da perini roteiro cultural livros, show, curso do chef bolo de iogurte com castanha s e u m e nu maçã recheada e bolo pudim r e s e r va ki d s mural 6

PERINI

lojas p e r in i

e xp e d ie n t e

Perini Master Av. Vasco da Gama, 3.051 CEP: 40230-731 Tel.: (71) 3203-0062 E-mail: recepcaomaster@perini.com.br Segunda a sábado, 6h30 às 22h Domingos, 6h30 às 14h

Publisher e Editora: Sandra Teschner sandra@profashional.com

Perini Pituba Rua Maranhão, 64, Pituba CEP: 41830-260. Tel.: (71) 3346-9999 E-mail: recepcaopituba@perini.com.br Todos os dias, 6h às 22h

Jornalista Responsável: Maria Helena Bellini MTB 21379

Perini Barra Rua Miguel Burnier, 24, Barra CEP: 40140-190 Tel.: (71) 3237-8888 E-mail: recepcaobarra@perini.com.br Segunda a sábado, 6h30 às 22h Domingos, 6h30 às 14h Perini Graça Av. Princesa Leopoldina, nº 398, Graça CEP: 40150-080 Tel.: (71) 3444-0004 Delicatéssen: 6h às 22h Doceria: 7h às 22h Boutique de Carnes e Peixaria: 7h às 22h Sushi Perini: 11h às 22h

Diretor Financeiro Administrativo: Gabriel Sales Coordenadora de Jornalismo: Adriana Rosa MTB 47337

Conselho Editorial: André Faro, Ana Amoedo, Cintia Machado Liberato de Mattos, Fernando Nadalini e Sandra Teschner Reportagem e Redação: Dio Jaguarível, Marisa Abel, Mirella Stivani (São Paulo) e Milena Leal (Salvador) Edição de Moda: Julia Moraes e Léia Marinho Colaboraram: Fabrício Nascimento, João Osmário e Lula Tdscko Direção de Criação e Projeto Gráfico: Flávia Matsunaga Edição de Arte: Claudia Carvalho Designers: Alice Hecker, Danielle Lima e Patrícia Velez Revisão: Maria Elisa Albuquerque Relações Internacionais: Kai Hrebabetzky

Shopping Barra Av. Centenário, s/n, Chame-Chame CEP: 40155-150 Tel.: (71) 3264-2337 E-mail: doceria.barra@perini.com.br Segunda a sábado, 9h às 22h Domingos, 12h às 21h

Atendimento ao Cliente: Maura Medeiros

Salvador Shopping Av. Tancredo Neves, 2.915, Praça de Alimentação Salvador Shopping CEP: 41820-910 Tel.: (71) 3341-0873 E-mail: doceria.salvador@perini.com.br Segunda a sábado, 9h às 22h Domingos, 12h às 21h

Fotos de Produtos e Colaboradores: Saulo Kainuma

Perini Iguatemi Av. Antônio Carlos Magalhães, 148, Piso 3, Qd. R, Shopping Iguatemi, Pituba CEP: 41825-000 Tel.: (71) 3450-6032 E-mail: doceria.iguatemi@perini.com.br Segunda a sábado, 9h às 22h Domingos, 13h às 21h Perini Shopping Paralela Av. Luis Viana Filho, 8.544, Paralela CEP: 41.701-005 Tel.: (71) 3555-6770 E-mail: doceria.paralela@perini.com.br Segunda a sábado, 9h às 22h Domingos, 12h às 21h

www.perini.com.br

®

1964

Comercial Profashional (São Paulo): Ricardo Cerdan – (11) 5051-4084 comercial@profashional.com Comercial Perini em Revista (Salvador): Laíse Costal (71) 8154-0804 ou 8829-0467 revista@perini.com.br

Cartas: perini@profashional.com Impressão: IBEP Perini em Revista é uma publicação trimestral da Profashional Editora Ltda., sob licença da Rede de Delicatessen Perini. As matérias e os artigos assinados são de inteira responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Editora e nem da Perini. É permitida a reprodução desde que previamente autorizada pela Editora, com crédito à fonte. Imagens meramente ilustrativas, podendo haver distorção de cores, tamanhos, entre outros. Embora todos os esforços de checagem tenham sido feitos, a Profashional Editora não assume nenhuma responsabilidade por divergências ou informações incorretas contidas nesses dados, nem responsabilidade civil por danos de qualquer tipo causados por erros e omissões.

Profashional Editora Av. Jandira, 843 – Moema – CEP 04080-005 São Paulo – SP – (11) 5051-4084 editora@profashional.com

www.profashional.com


ca r t as

Desde já, gostaria de parabenizar a escolha da capa da edição passada com a Família Perini. Genial! Vida longa e próspera à Perini em Revista! Ésper Delgado Salvador – BA

Matérias inteligentes que a cada edição ficam melhores! Que delícia o Sumo Arco-íris, dica de Sandra Gordilho, na matéria sobre os alimentos do bem: as frutas! Quero mais! Silvia Alimari Por e-mail

Vocês estão de parabéns pela matéria de capa com a Família Perini. Aliás, toda a revista está ótima, pois tem conteúdo de muita qualidade. Continuem com esse profissionalismo. Leo Victorino Salvador – Bahia

fotos: enviadas pelos leitores da perini sendo que o próprio envio já se caracteriza como autorização de cessão de imagem para publicação

Passei por Salvador a trabalho, cidade que adoro, e conheci a Perini e sua revista. Parabéns, ela é extremamente benfeita e a delicatéssen é deliciosa, em todos os sentidos: produtos, ambiente e atendimento. Gostei especialmente das opções de ceia tropical. Ótima ideia! Rodrigo Correa São Paulo – SP Fazia muito tempo que não ia a Salvador e tinha guardada na memória a recordação de uma padaria excelente, com produtos finíssimos. Qual não foi a minha surpresa ao me deparar com essa delicatéssen maravilhosa. Como estamos pensando (meu marido e eu) em voltar à capital baiana, para ficarmos de vez, o que mais nos empolgou foi perceber que a Perini não só ampliou sua rede, como dispõe de um canal de comunicação direto com o cliente, a Perini em Revista, repleta de conteúdo de muito bom gosto. Ah, a matéria de moda está de arrasar de linda, tanto o texto quanto o visual! Parabéns! Thaís Bonito Por e-mail

Parabéns pela revista! Adorei! Divulgar a Bahia por meio de uma delicatéssen que faz parte da história da capital é sensacional. O que dizer da matéria de Fabrício Nascimento e sua viagem pelos cinco sentidos? Inesquecível! Sucesso (muito mais!) para toda a equipe! Mauro de Castro Por e-mail Acompanho a revista desde a primeira edição e estão de parabéns por serem sempre originais e criativos. Que bacana ver um especial com a cesta de Natal de tantas pessoas queridas de São Salvador. A Perini em Revista é, sem sombra de dúvida, um apanhado consistente do que acontece no mundo da gastronomia, da moda, dos lugares para se conhecer, do mundo das celebridades baianas e tem até aula de etiqueta. Um luxo! Parabéns! Elizabeta de Albuquerque Salvador – Bahia ERRATA Ops! Na edição anterior, invertemos os nomes dos colaboradores das receitas da seção Seu Menu. O autor da receita “Chester ao molho de damasco” é Erivan da Silva Souza, e quem realizou o prato “Tender ao molho tropical” foi Macuel Oliveira dos Santos.

Este espaço é para você interagir conosco. Envie seu e-mail para perini@profashional.com ou escreva para Profashional Editora: Av. Jandira, 843 – São Paulo/SP CEP 04080-005

www.perini.com.br

PERINI

7


eu s ou p erini

Personalidades baianas A Perini faz parte da minha vida! Cresci indo toda semana em uma das lojas. Hoje, já não vou mais com minha mãe me levando pela mão, mas sim porque aprendi que preciso dessa delicatéssen. Quando penso em comprar algum item de alimentação, bebida ou artigo de higiene pessoal, a primeira coisa que me vem à cabeça é: Perini! Mais que lógico, uma vez que, em suas lojas, encontramos absolutamente tudo de que precisamos. A Perini é, sem dúvida, a marca (em todos os sentidos) registrada presente nas cabeças dos soteropolitanos ou de quem já morou (e mora) em São Salvador.

Na vida, acumulamos porções de coisas as quais julgamos boas ou ruins, porém a Perini se faz única em sabores, produtos e, principalmente, na cordialidade de seus colaboradores, em especial Dona Cileda. Essa delicatéssen é fonte inexaurível de prazer, satisfação e a principal opção para todos que reconhecem a dedicação desmedida proposta por ela, que visa sempre ao bemestar de todos. Com total clareza e assiduidade, certifico esta marca como um orgulho, essencialmente para o povo baiano. Quando saímos, planejamos visitar a casa da Família Perini, e é essa a sensação daqueles que, de alguma forma ou jeito, se apresentam. Jonathan Gabriel, empresário e Ana Estela Teixeira Chaves Gabriel, advogada

8

PERINI

www.perini.com.br

Erika Lima Bittencourt, publicitária

Sou cliente fiel, daqueles que marca ponto, pelo menos uma vez por semana. Afinal, a Perini faz parte da minha rotina. Dentre outros, frutas e verduras da delicatéssen são consumidas em minha casa com a certeza de qualidade. Além disso, tenho a garantia de encontrar na Perini os produtos certos para as minhas aventuras gastronômicas, em que faço de meus familiares e amigos verdadeiras cobaias. José Roberto Burgos Freire, advogado

FOTOS: arquivo pessoal dos entrevistados e Ivan Ferreira Importante: As fotos selecionadas e publicadas não serão devolvidas, sendo que o próprio envio ou permissão de registro já se caracteriza como autorização de cessão de imagem para a publicação.

contam seu momento especial com a Perini


Após um dia ou uma semana de trabalho intenso, para relaxar, tomo a decisão de dar uma passada na Perini. Que bom! A gentileza dos integrantes desse paraíso, assim como a qualidade dos produtos apresentados são excelentes. Esse procedimento pela minha história permite-me dizer, e até mesmo sugerir, que façamos desse espaço mais do que apenas um local para se “adquirir produtos”, pois é também de convivência harmoniosa e, acima de tudo, de muita civilidade. A afirmação supra está consubstanciada na higiene, arrumação e distribuição dos produtos nos espaços, o que permite acessibilidade de primeiro mundo e, consequentemente, um bemestar que contribui no dia a dia saudável. Luiz Antunes Nery, arquiteto

Quando me pediram para falar sobre a Perini, pensei que exaltar seu bom atendimento, produtos de qualidade, ambiente agradável de suas lojas que conquistam e nos tornam fiéis frequentadores, seria cair em um lugar-comum. Afinal, todos aqueles que, como eu, desfrutam desse privilégio, já sabem disso. Pensei, então, que o que melhor descreve a relação da Perini com os seus clientes é o agradável vício do qual não abrimos mão. Ismar Lobão Vieira, advogado

Há 35 anos, tenho como um dos meus hábitos saudáveis ir à Perini Barra todos os dias, para adquirir produtos de excelente qualidade. O convívio com os queridos funcionários e amigos é uma verdadeira terapia. Admiro imensamente a forma como me tratam e tento retribuir o carinho dispensado por todos, sem exceção. Na Perini da Barra, sinto-me em casa. É a menor e a mais antiga das unidades, um lugar simpático e com charme próprio. Ah, tenho de mencionar os excelentes colaboradores das outras unidades e, mesmo não as frequentando muito, sempre que as visito, sou recebida de forma amável. Certa vez, fui à Perini da Pituba, e fui surpreendida com a recepção de alguns funcionários que me identificaram pela câmera, isso não é maravilhoso? A Perini é uma empresa que tem como uma das suas missões valorizar o seu maior bem: o cliente. A sua receita mais valiosa é, com certeza, a combinação do seu quadro funcional e da excelência dos seus produtos. Parabenizo a Perini por tornar o meu dia e de muitas pessoas muito mais gostoso! Eugenia Tude, aposentada

www.perini.com.br

PERINI

9


t u r ism o

A riqueza de

Abu Dhabi

A “águia do deserto”, como é chamada pelos seus habitantes, encanta pelo luxo, paisagens belíssimas e irresistível toque oriental Por Mirella Stivani

E

ssa charmosa cidade é a capital federal dos Emirados Árabes Unidos, possui sombra, água fresca, verde, arquitetura futurista, hotéis, resorts, museus e atrações que conservam toda a tradição da cultura árabe. Situada em uma ilha plana e com litoral que se estende por mais de quatrocentos quilômetros, é uma das regiões mais cosmopolitas do Oriente Médio. Uma viagem inesquecível, com certeza. Depois de servir de cenário para a história do filme “Sex and the City 2”, passou a ser o foco das atenções dos turistas que procuram novos ares. Da mesma maneira que em Dubai, a vizinha mais famosa, em Abu Dhabi o visitante

Mesquita Sheikh Zayed

10

PERINI

www.perini.com.br


www.perini.com.br

PERINI

11

foto: Patrik Dietrich / fotolia


Emirates Palace Hotel

transita entre arranha-céus gigantescos e lojas de luxo. É lá que fica, por exemplo, o hotel considerado mais caro do mundo, o Emirates Palace, cuja diária chega a custar cerca de US$ 10 mil. O deserto esconde verdadeiros oásis. O passeio por ele é uma experiência divertida e emocionante. O turista é levado por um veículo 4x4 até as dunas. Após muito sobe e desce, a aventura termina em um acampamento, onde há tendas, chá típico, camelos para passear e muito mais.

Cidade verde

As temperaturas podem alcançar os 50º C. Mas não se preocupe com o calor, já que a cidade foi projetada para ser fresca e agradável. As ruas e os prédios foram construídos de modo que a brisa esteja sempre presente. Além disso, todos os locais fechados possuem ar condicionado. O governo também cria, de forma contínua, novos jardins e sistemas de rega para que as plantas, flores e gramados importados de diferentes países do mundo sobrevivam ao tempo quente. Outro projeto inovador é Masdar, uma cidade que está sendo construída com

12

PERINI

www.perini.com.br

Templo Abu Simbel

Depois de servir de cenário para a história do filme ‘Sex and the City 2’, passou a ser o foco das atenções dos turistas que procuram novos ares

previsão de entrega para 2016. Toda a água usada no local será reaproveitada, não haverá emissão de carbono e a energia será solar e eólica. Ou seja, sustentabilidade e preservação do meio ambiente são as palavras de ordem em Abu Dhabi.

O que visitar

Mesquita Sheikh Zayed Bin Sultan Nahyan: é uma das maiores do mundo. No salão principal, o maior tapete feito à mão no mundo recebe os fiéis para as orações. De longe, a construção chama a atenção com seus quatro minaretes de cem metros de altura, 57 domos de mármore branco e mais de mil colunas.


Cena do filme “Sex and the City 2”

fotos: CRAIG MCATEER, Csaba Balasi e Vladimir Melnik / fotolia e Warner Bros.Pictures

Interior da Mesquita Sheikh Zayed

Totalmente branca, a Grande Mesquita é, sem dúvida nenhuma, o que mais vale a visita à cidade. Possui capacidade para receber 40 mil visitantes e está aberta inclusive para pessoas de todas as religiões. O horário de visitação aos não muçulmanos é pela manhã, das 9 às 12h. As mulheres só podem entrar se estiverem vestindo uma abaya para cobrir os cabelos (que é oferecida pela própria mesquita). Emirates Palace Hotel: construído nos moldes tradicionais árabes, mas com inspiração ocidental ao estilo de Hollywood, ostenta mais de cem cúpulas. Inaugurado em 2005, na extremidade oeste da Corniche, é a obra arquitetônica local mais grandiosa, cujo interior é todo folheado a ouro. Para ter acesso ao hotel, sem estar hospedado, o ideal é fazer uma reserva em um de seus restaurantes que servem cozinha libanesa, culinária persa, mediterrânea, e o Caviar Bar é perfeito para experimentar as ovas iranianas. Corniche: avenida litorânea que margeia a cidade. Com belos parques públicos e fontes, é um verdadeiro marco na cidade. Também é possível vislumbrar os grandiosos e modernos edifícios.

www.perini.com.br

PERINI

13


O Yas Hotel Abu Dhabi

Moderna arquitetura

Ferrari World Abu Dhabi: o maior parque coberto do mundo possui 20 atrações e ainda conta com restaurantes, cafés e lugares exclusivos de compras. É totalmente inspirado na marca italiana. A maior atração é a Formula Rossa, a montanha-russa mais veloz do mundo. Criada para proporcionar aos amantes do automobilismo a sensação de estar a bordo de um carro de corrida. Ilha de Yas: é onde está localizado o Ferrari World e o circuito de Fórmula 1, uma vez que a cidade está no mapa das corridas internacionais. Ilha Saadiyat: ao lado de Yas, ela também é conhecida como Distrito Cultural, um projeto de 27 bilhões de dólares de arte e cultura, planejado para abrigar obras do museu do Louvre, de Paris, e do Guggenheim, de Nova York.

14

PERINI

www.perini.com.br

fotos: bustler.net, GordonGrand / fotolia, reprodução do catálogo saadiyat island e Rob Owen-Wahl / stock.xchng

Ilha Saadiyat


Informações básicas Gastronomia

Em Abu Dhabi, não existe um prato típico “emirati”. Os restaurantes servem tanto comida árabe quanto indiana, filipina, chinesa, palestina, etíope, libanesa, japonesa, italiana, entre outras nacionalidades e os fastfoods estão espalhados pelas ruas e shoppings da cidade. Somente nos hotéis cinco estrelas é possível degustar a culinária europeia e internacional com uma boa garrafa de vinho, uma vez que, por se tratar de um país muçulmano, é proibido o consumo de álcool.

Visto

Os brasileiros precisam de visto para entrar nos Emirados Árabes Unidos. Ele pode ser solicitado à embaixada, em Brasília, à empresa aérea ou ao hotel em que o turista ficará hospedado.

Idioma

O tradicional kibe

Árabe, mas é possível comunicar-se em inglês em quase todos os lugares.

Moeda

A moeda daquele país é o dirham (AED) e R$ 1 equivale a 2,09 dirham. Há casas de câmbio espalhadas por todos os Emirados e nelas pode-se trocar todo tipo de moeda, inclusive o real. É necessário passaporte para trocar o dinheiro.

Dias de descanso Sexta-feira e sábado.

Em Abu Dhabi, não existe um prato típico “emirati”. Os restaurantes servem tanto comida árabe quanto indiana, filipina, chinesa, palestina, etíope, libanesa, japonesa, italiana, entre outras nacionalidades

Japanese king Prawns

www.perini.com.br

PERINI

15


o p r az er d o c onsumo

16

PERINI

www.perini.com.br


Sabor bem brasileiro O café é uma das bebidas mais consumidas no mundo e, por aqui, em 2010, chegou à marca histórica de 81 litros de café por pessoa por ano

Foto: saulo kainuma

Por Mari Bellini

O brasileiro adora tomar café. A hora do cafezinho é vista como aquele momento do dia em que se encontram os amigos para conversar e recarregar as baterias. Se estiver em casa, o ritual começa com um papo na cozinha, à beira do fogão, e os preparativos de cada item são cuidados com todo carinho. Tomar café tornou-se a mais perfeita expressão de amor. Porém, esse produto tão desejado já foi considerado vilão e também mocinho, devido à cafeína, uma substância com propriedade estimulante. E a pergunta que não quer calar é essa: afinal, ele faz mesmo bem para a saúde? A nutricionista da Nutrhouse (Vitao/ Delakasa), Ellen Yonobi, explica que tudo vai depender da condição de saúde da pessoa, da qualidade e quantidade dos compostos químicos presentes no grão e em um de seus principais compostos, a cafeína. “Seus efeitos no organismo são, principalmente, estado de alerta, energia, maior concentração, diminuição do cansaço, alívio na dor de cabeça, perda de peso, desconfortos gastrointestinais, diminuição da absorção de ferro e aumento da pressão arterial”, relata. Doses

moderadas da bebida estimulam positivamente no humor, causando bem-estar. Além disso, possui compostos benéficos, vitaminas e sais minerais, como magnésio, manganês, fósforo, sódio, potássio e cobre. A nutricionista explica que alguns indivíduos são mais sensíveis aos efeitos da cafeína e seu excesso pode interferir inclusive na qualidade do sono. Entretanto, o café contém substâncias antioxidantes que podem ser benéficas para o coração. Os estudos indicam que esses benefícios estão mais ligados ao café coado, se comparado ao espresso, pois o filtro de papel retém gorduras presentes nos grãos que podem interferir negativamente no colesterol. Com relação à quantidade diária de consumo, Ellen recomenda para adultos até três xícaras ao dia, com intervalos de duas horas entre elas, desde que a pessoa não possua problemas, como gastrite, colites, refluxo gastroesofágico, hipertensão arterial e transtornos de ansiedade. “Para as crianças, o consumo máximo indicado é de duas xícaras ao dia, preferencialmente com leite, sendo uma no café da manhã e outra à tarde”, finaliza.

www.perini.com.br

PERINI

17


O café pode ser empregado em drinks, sorvetes, bolos e em uma infinidade de combinações deliciosas. Veja, a seguir, a sugestão de Luca Allegro.

Drink gelado Café Natura Gourmet Ingredientes Calda de chocolate Ingredient ou Kenko Duas bolas de sorvete de creme da Perini 30 ml de creme Amarula ou Baiyles 80 ml de café espresso orgânico Natura Gourmet ou 80 ml de café filtrado forte Creme chantili Vigor Raspas de chocolate amargo 70% cacau da Amma ou Lindt Excellence

Modo de fazer Decore uma taça de marguerita com calda de chocolate. Em seguida, coloque as duas bolas de sorvete de creme e acrescente o café espresso. Adicione o creme de amarula. Cubra com creme chantili, começando pelas bordas. Finalize com as raspas de chocolate.

18

PERINI

www.perini.com.br


Fotos: saulo kainuma

Um pouco de história

Apesar de ser bastante popular, a sua origem ainda é pouco conhecida. Uma lenda do século 3 d.C. conta a história de um pastor de cabras chamado Kaldi que, uma noite, saiu para procurar seu rebanho e encontrou as cabras saltitantes, próximo a um arbusto de cujos frutos haviam provado. Dizem que o próprio Kaldi experimentou a planta e ficou realmente disposto. O pastor levou sua descoberta ao mosteiro local, mas como os monges não lhe deram atenção, ateou fogo ao ramo. Os grãos torrados exalaram um aroma tão bom que atraiu a atenção do abade, que sugeriu que fossem triturados e colocados na água para fazer uma infusão. Descobriram que o preparado os mantinha acordados durante as orações e períodos de vigília e, dessa maneira, a notícia (e seus frutos) se espalhou pelo mundo. O café chegou ao Brasil em 1727 e, no século seguinte, trouxe com ele o progresso com o início da ampliação das vias férreas, principalmente em São Paulo; e a modernização dos portos do Rio de Janeiro e de Santos para tratar da exportação. Com a abolição da escravatura, a mão de obra tornou-se escassa nas lavouras, por isso, imigrantes vindos principalmente da Europa se instalaram por aqui e ajudaram no desenvolvimento dessa cultura no País. Desde 1965, o Instituto Brasileiro do Café (IBC) não registrava índice tão elevado de consumo de café torrado no Brasil: 4,81 quilos / habitante. Esse número quebrou o grande recorde registrado naquele ano, de 4,72 quilos. Por um longo tempo ouviu-se que os melhores grãos eram exportados e, em território nacional, eram vendidos os de qualidade inferior. Esse cenário vem mudando aos poucos, principalmente pelo cultivo de cafés especiais que já são encontrados em terras tupiniquins. Segundo pesquisa da Associação Brasileira das Indústrias de Cafés (ABIC), em 2003, apenas 1% da classe A consumia café gourmet. Seis anos mais tarde, esse número subiu para 9%, e revelou que essa categoria foi a que mais cresceu percentualmente, 15% contra 5% do tradicional.

Atualmente, pode-se degustar um bom café em algumas seletas cafeterias, pois é o barista, um profissional que é misto de enólogo, sommelier e barman, profundo conhecedor do seu cultivo, quem faz o seu preparo. Puro deleite!

Tipos especiais

Em Salvador, o que antes era uma tendência se tornou com o tempo um hábito. O café, da mesma maneira que aconteceu com o vinho, criou na última década uma cultura de apreciação importante na cidade. O produtor e exportador de cafés especiais, torrefador e juiz sensorial certificado pela Associação Brasileira de Café e Barista (ACBB), Luca Allegro, ressalta que, por fazerem parte de mercados de produtos diferenciados, cafés e vinhos gourmet têm similaridades e podem ser comparados quando se fala em status de consumo. “Ambos estão em pé de igualdade quando falamos de sabor, aroma e esmero na produção”, diz.

www.perini.com.br

PERINI

19


Allegro explica que, no universo do vinho gourmet, com frequência, são realizadas comparações entre safras de diferentes regiões produtoras, entre uvas de espécies distintas e tecnologias de vinificação: colheita, desengace, prensagem, fermentação, filtragem, armazenamento etc. “No café gourmet, ocorre o mesmo. A colheita seletiva, escolha dos frutos, remoção da mucilagem ou secagem do fruto inteiro, variedades botânicas diferentes, bem como o perfil da torra do grão influenciam fortemente na sua qualidade final”, ensina.

Entre a arte e a ciência

A matéria-prima de um café gourmet precisa ser excelente, mas não é só isso que atribui diferenciação ao produto. O processo da torra também é fundamental. Segundo a definição do mestre torrador, Stephen Leighton, da Inglesa Hasbean Coffee, “a torra de cafés especiais fica entre a arte e a ciência”. Allegro explica que, para a primeira parte, tem-se de praticar e ter sensibilidade, e para a segunda, estudar. No Brasil, a escura é a mais encontrada. “Em alguns casos, foi utilizada como estratégia das indústrias para ‘esconder’ os defeitos da matéria-prima de qualidade inferior”, conta o produtor e complementa, “já o café

Café Arábica da variedade obatã

20

PERINI

www.perini.com.br

“O alimento orgânico em geral é mais saudável, nutritivo e saboroso, quando comparado ao alimento produzido pela agricultura convencional” Luca Allegro

gourmet é geralmente oferecido com uma torra mais clara ou média, para evidenciar as características de sabor e aroma, e potencializar a experiência de prazer na xícara”.

Sustentabilidade ambiental

Situada na baiana e paradisíaca Chapada Diamantina, está uma das regiões brasileiras produtora de cafés especiais, mais precisamente nas montanhas do município de Ibicoara. A altitude superior a mil metros confere um clima temperado, ideal para o cultivo; a latitude, por causa da proximidade com o Equador, proporciona dias solares mais longos, o que favorece a maturação e o desenvolvimento completo dos açúcares do fruto. O terroir e o microclima característicos complementam as condições para a sua produção. Ali é produzido o Café Orgânico Natura Gourmet, uma preciosidade, cujo processo fundamenta-se em princípios agroecológicos e de conservação dos recursos naturais por meio da busca pelo equilíbrio ambiental, sem a utilização de fertilizantes químicos ou pesticidas. Luca Allegro destaca que a preservação do meio ambiente é um preceito nesse tipo de agricultura e também uma exigência da


Segredinhos para preparar um bom café

Fotos: arquivo pessoal luca allegro e Flavio Takemoto / stock.xchng

 Usar água filtrada na temperatura de 90ºC, quando aparecem aquelas bolhinhas.  Para cada 1 litro de água, coloque 6 colheres (sopa) de pó de café.  No filtro de papel, espalhe o pó sem compactar.  A água deve ser despejada em fio, bem devagar.  Escaldar o bule e a xícara.  O pó deve ser guardado em sua própria embalagem e acondicionado em recipiente opaco, muito bem tampado, e longe de temperos e afins.

certificadora, que executa inspeções periódicas nas propriedades. “O produto orgânico tem de ser certificado para dar garantia ao consumidor. O alimento orgânico em geral é mais saudável, nutritivo e saboroso, quando comparado ao alimento produzido pela agricultura convencional”, diz. Exportado há cerca de 10 anos para os mercados especializados dos Estados Unidos e Europa, é distribuído com as marcas próprias, Nardo Organic Coffee e Floresta Organic Coffee. Desde o fim do ano passado, está presente nas gôndolas da Perini com a marca Café Orgânico Natura Gourmet.

“Para as crianças, o consumo máximo indicado é de duas xícaras ao dia, preferencialmente com leite, sendo uma no café da manhã e outra à tarde” Ellen Yonobi

www.perini.com.br

PERINI

21


nut r i t i vo

Pontos de equilĂ­brio

22

PERINI

www.perini.com.br


Você sabe o que são alimentos diet e light? Como as dúvidas são frequentes, e inspirados por um leitor da Perini em Revista, preparamos esta matéria especial para que não reste nenhuma. Confira Por Mari Bellini

E

ssas denominações fazem parte do nosso cotidiano há anos, porém poucas pessoas sabem diferenciar um produto do outro. Por definição, diet é aquele alimento que possui a retirada total de algum nutriente de sua composição (como carboidrato, gordura, proteína ou sódio), e light é a sua subtração parcial (no mínimo 25%) ou redução calórica. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos Dietéticos (Abiad), eles estão presentes em mais de 35% dos lares brasileiros e, entre 1998 e 2008, o seu crescimento foi de 800%.

Foto: Agatha Brown / fotolia e saulo kainuma

Contando calorias

A nutricionista da Nutrhouse (Vitao/ Delakasa), Ellen Yonobi, explica que os produtos diet são especialmente formulados e, por isso, indicados para pessoas que apresentam alguma restrição alimentar, como diabéticos e hipertensos. “No entanto, não podem ser consumidos sem critério, uma vez que quantidades individuais diárias devem ser observadas”, diz. Isso acontece porque são comumente associados ao emagrecimento, porém muitas vezes o seu valor energético é igual ou maior que os convencionais. O chocolate diet é um bom exemplo. Não contém açúcar, que é substituído pelo adoçante. Em contrapartida, para preservar a textura e torná-lo mais saboroso, o fabricante adiciona gordura à fórmula e o teor calórico aumenta. Ele continua sendo indicado para quem sofre de diabetes, mas não traz vantagem para quem quer ficar de bem com a balança. É preciso ler as informações da tabela nutricional impressa na embalagem, para saber se essa redução é conveniente à sua dieta.

Segurança no uso

A utilização de produtos diet ou light por crianças e gestantes ainda causa grandes discussões entre especialistas. O adoçante é o centro de todos os dilemas, principalmente para grávidas. A nutricionista ressalta que ele tem alto poder de adoçar e deve ser usado sem exagero. Já o aspartame, substância comum em alimentos light, é muitas vezes proibido por ginecologistas e obstetras às mamães de primeira ou de muitas viagens. Segundo relatos médicos, esse componente pode ultrapassar a barreira placentária e interferir no desenvolvimento neurológico do bebê. Alguns especialistas recomendam as opções à base de frutose, sucralose ou stévia. Ellen Yonobi aconselha que o melhor é sempre procurar a orientação de um médico ou nutricionista. www.perini.com.br

PERINI

23


Outro item que está dia sim e outro também sob os holofotes é o refrigerante dietético. Ele surgiu para que pessoas com restrições alimentares, principalmente os diabéticos, pudessem usufruir desse tipo de bebida. Como possuem menor quantidade calórica e sabor semelhante ao tradicional, foram muito bem-aceitos, mas “o consumo desenfreado por todos os tipos de pessoas acarretou maus hábitos alimentares na população, por causa da ausência de qualidade nutricional”, revela Ellen e complementa, “é muito melhor tomar um suco ou comer uma fruta”.

“Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos Dietéticos (Abiad), eles [produtos diet e light] estão presentes em mais de 35% dos lares brasileiros e, entre 1998 e 2008, o seu crescimento foi de 800%”

24

PERINI

www.perini.com.br

Normas legais

Os refrigerantes light e zero também podem ser classificados como diet, uma vez que são livres de açúcares. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determina que os fabricantes devem incluir no rótulo de um produto diet ou light a frase: “Consumir preferencialmente sob orientação de nutricionista ou médico”. Além disso, os produtos diet destinados para dietas com restrição de carboidratos, de gorduras e de ingestão controlada de açúcares, devem conter a seguinte advertência: “Diabéticos: contém (especificar o mono e/ou dissacarídeo – glicose / frutose / sacarose)”, caso contenham esses açúcares; e o aviso “Contém fenilalanina” não pode faltar na presença de aspartame. Atenção à lista de ingredientes dos alimentos que possuem em sua composição trigo, aveia, cevada e centeio e seus derivados. No rótulo desses alimentos, próximo à lista de ingredientes, deve haver a advertência: “Contém Glúten”. Para os alimentos que não tenham esses ingredientes na sua composição, a advertência que deve constar no rótulo é: “Não contém Glúten”. Mais informações você encontra no site http://www.anvisa.gov.br/alimentos/ rotulos/manual_consumidor.pdf. Seja qual for a sua escolha, o equilíbrio é sempre a melhor opção.

Fotos: saulo kainuma. foto e receita gelado de manga e gengibre: Cozinha experimental WOW!Nutrition

Na mira


Leitor Perini

A partir do contato por correio eletrônico de um cliente da Perini, José Carlos Lisboa Sampaio, tivemos a ideia para o tema desta seção. Ele nos conta que frequenta a delicatéssen há muitos anos e que sempre praticou esportes. “Nunca fui o craque do time, mas também não ficava na reserva e me sentia acima de qualquer mal”, relembra. Viajava muito e sempre estava presente em festas e reuniões. “Além de velejador, e no carnaval, ao lado de outros parceiros de Clube Bahiano de Tenis, fundamos o ‘Bloco Carnavalesco Amigos do Barão’, saíamos pelas ruas sem cordas e inventamos a mortalha, hoje chamada abadá. Enfim, era animadíssimo, e participava de todos os festejos do grupo”, relata. Aos 60 anos, descobriu-se hipertenso e diabético. “Curiosamente, quando mais precisava do esporte, abandonei tudo. Comecei a esquecer de tudo que gostava de comer, desisti das viagens, pois não poderia mais tomar os bons vinhos e nem apreciar a comida”, diz. Tudo mudou quando estava de passagem por São Paulo e ficou conhecendo os produtos diet e light e também suas diferenças. Expert no assunto, ele recorre à Perini, na Barra, para comprar seus produtos, porque, segundo ele, a rede possui mais opções nesse segmento. O que o fez escrever para a equipe de atendimento ao cliente da delicatéssen foi a dificuldade que teve em encontrar os produtos em um só setor da loja. “No fim do ano, só consegui o panetone diet quando já era quase 2011, mesmo assim com a ajuda de gentis funcionários, e sempre deixava de comprar algo por pensar que não havia ali”, explica. O diretor de Operações da Perini, Roberto Adami, na mesma hora em que soube do contato de José Carlos, telefonou para ele e determinou ao setor competente da rede que tomasse as devidas providências. Atualmente, José Carlos conta que já ensinou o caminho da seção diet e light da Perini para diversos amigos.

Gelado de manga e gengibre Ingredientes 2 copos de iogurte desnatado (400 g) 1 manga palmer descascada e cortada em cubos (300 g) 2 colheres (chá) de suco de limão 1 colher (sopa) de Tal e Qual 1 colher (café) de gengibre ralado

Modo de fazer

Bata todos os ingredientes no liquidificador até virar um creme. Distribua-o em quatro potes e leve ao freezer por meia hora antes de servir.

Dica

Essa sobremesa é bem refrescante e ideal para os dias quentes, característicos da Baía de Todos os Santos. Informação nutricional – 1 porção Valor calórico

115,1 kcal

Proteínas

5,6 g

Carboidratos Lipídios Fibras

20,2 g 1,8 g 1,1 g

www.perini.com.br

PERINI

25


apr ove

Um universo de delícias

Caixa de coelhos com ovinhos de chocolate

A Páscoa significa renovação e também celebra um momento recheado de saborosos pratos típicos, como aqueles feitos com bacalhau. É também a época perfeita para presentear (e receber, claro!) saborosos ovos de chocolate. E diga a verdade: é impossível resistir. Uma barra dessa delícia possui a

OVOS DIVE R SOS SA B O R ES

capacidade de elevar os níveis de serotonina e endorfina, causando sensação de bem-estar, além de promover a disposição, evitar o mau humor e a depressão. Albert Vernedas, mestre-confeiteiro e padeiro da Perini há oito anos, é um especialista. “Fazer ovos de chocolate não é complicado, o segredo está na escolha de matérias-primas, que precisam ser de primeira qualidade, e na forma de misturar os ingredientes. Aqui na Perini, fazemos ovos de Páscoa de diferentes sabores: crocante, branco, com recheio de trufas etc., todos com uma ótima aceitação. Mas o predileto ainda é o tradicional ao leite”, finaliza.

26

PERINI

www.perini.com.br

Na Perini, o seu ovo de Páscoa também pode ser personalizado. O cliente escolhe o sabor e o tamanho, acrescenta um cartão e faz de ‘recheio’ um presente especial como um anel, uma chave de carro ou o que sua imaginação criar.


C HO C OLATE MEIO AMA R G O C OM C O i NTR EAU E LA R ANJ A

Coração de chocolate ao leite

Cesta de coelhos com ov inhos de chocolate

fotos: saulo kainuma

Um dia só para elas Uma das mais antigas celebrações, o Dia das Mães, remonta às comemorações primaveris da Grécia antiga, em honra de Rhea, mulher de Cronos e mãe dos deuses. Em Roma, as festas eram dedicadas a Cybele, e as cerimônias em sua homenagem começaram por volta de 250 anos a.C. Não importa o lugar no mundo, o amor que a ela é dedicado transforma o segundo domingo de maio em um dia muito especial. E para deixá-lo mais que exclusivo, que tal preparar uma cesta Perini com os itens de que a sua mãe mais gosta? Ela vai adorar!

C es ta Ha ppy Day

www.perini.com.br

PERINI

27


c apa

A palavra de ordem na Perini continua a de sempre: gente. E, para homenagear clientes e colaboradores, a delicatéssen criou dois concursos, um interno e outro externo, para premiar estas pessoas que são sua razão de existir. Saiba tudo nas páginas a seguir.

Perini revela talentos

Batizado de ‘Sua Receita, Seu Momento’, o concurso gastronômico da rede de delicatéssens mais famosa de Salvador contou com a participação especial de verdadeiros chefs baianos Por Milena Leal e Mari Bellini

Alguns seletos clientes Perini passaram por uma experiência única no fim de 2010: participaram e venceram a primeira edição do Concurso Gastronômico Perini, com direito a muitos prêmios e também o de participar desta edição da Perini em Revista. Com o nome de “Sua Receita, Seu Momento”, o evento aconteceu entre outubro e novembro do ano passado. Idealizado pelo departamento de Marketing, ofereceu a chance de talentosos chefs mostrarem que sabem mesmo preparar um delicioso banquete natalino. Dividido nas categorias ‘Prato Principal’ e ‘Sobremesa’, deveriam conter obrigatoriamente bacalhau e damasco, respectivamente, em suas receitas. O sucesso foi tamanho que ‘fisgou’ os avaliadores, literalmente, pela boca. Os participantes surpreenderam com receitas para lá de incrementadas e benfeitas. Conheça agora o perfil dos vencedores e suas receitas maravilhosas. 28

PERINI

www.perini.com.br

1o lugar Prato principal Manoel Ribeiro Abreu preparou a receita intitulada ‘Bacalhau Divino do Chef Manu’, e levou o troféu de primeiro lugar nessa categoria, além de R$ 500 em compras nas lojas Perini. Amante da arte de cozinhar, aos 13 anos de idade, já preparava iguarias como goiabadas e angus com feijão caroço, em um fogão a lenha para ajudar sua mãe na pensão de propriedade da família. Por isso, acumulou experiência e alimentou a paixão pela culinária. “Continuarei participando dos concursos realizados pela Perini, por gostar de mostrar coisas novas, como a receita que criei especialmente para essa edição, e também por saber que a rede valoriza a boa gastronomia, nos proporcionando sempre produtos de qualidade, de diversos lugares do mundo”, declarou Manoel.


Bacalhau Divino do Chef Manu

fotos (inclusive capa): saulo kainuma e arquivo pessoal Manoel abreu

Ingredientes 4 lombos de bacalhau dessalgado com 200 g cada Canela em pó Sal 100 ml de azeite de oliva batido com 100 g de alho Para o molho Maple de laranja Suco de 12 laranjas 1/2 xícara de maple syrup 1 colher de sopa de gengibre ralado Sal (quanto baste) Pimenta branca moída 100 g de manteiga gelada Para o couscous marroquino 200 g de couscous 1/2 cebola ralada 5 colheres de sopa de gengibre 1 colher de sopa de páprica picante 350 ml de caldo de bacalhau 50 g de manteiga Sal a gosto 2 xícaras de folhas de mostarda ciselé 4 colheres (sopa) de pepino fresco sem semente e em cubos 1/2 xícara de frutas secas 1/2 xícara de castanha-de-caju Para o confit de laranja Cascas de 4 laranjas sem a parte branca

2 tomates secos cortados à Juliene 8 azeitonas pretas picadas em cubos pequenos 1/2 xícara de azeite 1 colher (sopa) de mel 1 colher (sopa) de salsinha picada finamente e espremida 2/3 de xícara de açúcar

Modo de fazer Molho Maple de laranja Colocar todos os ingredientes em uma panela, menos a manteiga, e levar ao fogo. Reduzir até ficar cremoso. Peneirar, voltar à panela. Temperar com sal e pimenta. Juntar a manteiga gelada aos poucos, mexendo sempre até esquentar. Remover do fogo. Couscous marroquino Aquecer o azeite e refogar a cebola, o gengibre e juntar a páprica. Adicionar o caldo de bacalhau, a manteiga e o sal, se necessário. Assim que ferver, desligar o fogo, juntar o couscous, abafar ou tampar a panela e reservar durante 15 minutos. Refogar as folhas de mostarda em azeite de oliva, juntar ao couscous e, por último, o pepino, as frutas secas e as castanhas-

de-caju. Misture bem. Confit de laranja Cortar as cascas à Juliene, bem finas. Ferva duas a três vezes até tirar o amargo. Em uma panela, colocar as cascas, o açúcar e cobrir com água. Levar ao fogo e cozinhar até que as cascas fiquem macias. Escorrer e reservar. Juntar as cascas, o tomate seco, azeitona, salsinha, mel e azeite de oliva. Misturar bem. Finalização Tempere os lombos de bacalhau com sal e canela, regue com azeite batido com alho, deixe dourar bem. Servir o lombo de bacalhau com o couscous e o molho de laranja, colocando o confit sobre o bacalhau. Observações: Dessalgar muito bem o lombo de bacalhau. Bater o azeite com alho e levar ao fogo. Cuidado! Para não deixar o alho dourar, basta levar o azeite a quase fervura.

www.perini.com.br

PERINI

29


2o lugar Prato principal O segundo lugar ficou com Girleans Cerqueira Santana Filho, gastrônomo, que sempre participa dos ateliês promovidos pela rede e adorou a ideia de agregar o seu talento na cozinha a um marketing espontâneo por meio da delicatéssen. “Foi uma oportunidade única, principalmente por estar vinculada ao nome Perini. Estou feliz por ter conquistado o segundo lugar e, com certeza, participarei das próximas edições”, afirmou Girleans

Bacalhau Ingredientes Para o bacalhau 4 postas de 220 g de bacalhau do porto dessalgado (sem o couro) 2 colheres de chá rasas de pimenta-do-reino preta moída na hora 4 folhas de louro 2 cebolas roxas pequenas (à Juliene) 70 ml azeite de oliva Sal a gosto 3 dentes de alho amassados 10 ml cachaça Seleta Para o Molho 4 tomates cortados em cubos 40 ml de azeite de oliva Manjericão a gosto 2 dentes de alho (amassados) 12 unidades de azeitonas Zapa ½ colher de chá de açúcar Sal a gosto ½ colher de chá de pimenta-doreino moída na hora Para o Acompanhamento 3 unidades de batata-doce

30

PERINI

médias (cozidas e cortadas em rodelas não muito grossas) Salsa fresca (bem picada) 1 colher de manteiga 1 cebola pequena picada (bem picada) 7 castanhas-do-pará picadas grosseiramente

Modo de fazer Bacalhau Deixar uma frigideira aquecer com azeite de oliva extravirgem, enquanto isso, pegue o bacalhau e tempere com sal e pimenta. Refogue o alho, a cebola roxa e as folhas de louro. Quando estiver quase tudo refogado, coloque o bacalhau e deixe dourar (um pouco) todos os lados e, por fim, adicione a cachaça e deixe evaporar todo o álcool. Reserve. Molho Em uma segunda frigideira aquecida com azeite, coloque o alho e deixe dourar, logo após

www.perini.com.br

acrescente os tomates cortados em cubos e as azeitonas e saltei-os. Em seguida, adicione a pimenta-do-reino e a metade do manjericão, quando estiverem todos os ingredientes devidamente refogados, coloque a outra metade do manjericão. Reserve. Acompanhamento Em uma panela funda com água fervendo, coloque a batata-doce, quando a mesma estiver cozida, resfrie. Tire toda a casca e corte em rodelas não tão grossas; em uma frigideira teflon, coloque manteiga, quando estiver em ponto, coloque a batata-doce e a cebola, quando estiver quase refogada, coloque as castanhasdo-pará até dourá-las e, por fim, coloque a salsa picada. Observação: Tempo de preparo: aproximadamente 45 minutos.

fotos: saulo kainuma

três reis


www.perini.com.br

PERINI

31


3o lugar Prato principal

Ingredientes

Modo de fazer

662 g de bacalhau dessalgado 168 g de cebola 213 g de cebolinha 0,73 g de coentro 0,55 g de pimentão vermelho 0,55 g de pimentão amarelo 0,55 g de pimentão verde 1 dente de alho 0,45 g de azeitona sem caroço 223 g de batata-inglesa 0,45 g de requeijão cremoso 300 g de creme de leite 0,50 ml de azeite de oliva Para a massa caseira 300 g de farinha de trigo 3 ovos 15 ml de azeite de oliva extravirgem Para o molho de tomate fresco com manjericão 1,300 kg de tomate italiano 0,60 g de cebola 1 dente de alho 1 colher de azeite de oliva extravirgem (15g) 1 colher de sobremesa de manteiga (10 g) 100 g de manjericão Sal o quanto baste Finalização 0,50 g de parmesão faixa azul (ralado na hora) 0,05 g de semente de papoula

Em uma caçarola, refogue no azeite, a cebola cortada à Brunoise e o alho cortado à Julienne. Quando a cebola ficar transparente, coloque os pimentões cortados à Brunoise, a cebolinha e coentro picados e deixe por três minutos no fogo, mexendo sempre. Acrescente o bacalhau desfiado e misture delicadamente. Deixe cozinhar por cinco minutos. Coloque pimenta-do-reino (opcional), as azeitonas, a batata-inglesa cortada à Brunoise, previamente cozida, o requeijão e o creme de leite. Experimente o sal. Reserve. Massa Misture tudo e sove a massa por 15 minutos, mais ou menos, até que fique bem lisa. Enrole-a em papel filme e deixe descansar por 20 minutos. Abra no cilindro até que você possa ver a sua mão do outro lado. Corte quadrados de 10 cm x 10 cm, cozinhe por 3 minutos e escorra. Molho Mergulhe os tomates em água fervente por dois minutos, escorra e retire a pele. Abra os tomates, retire as sementes e reserve. Corte à Brunoise. Em uma panela, coloque a cebola, cortada à Brunoise, o alho e o azeite. Agregue tomates e mexa delicadamente. Passe as sementes dos tomates na peneira fina e misture ao molho. Deixe apurar por vinte minutos. Experimente o sal. Desligue o fogo, coloque a manteiga e o manjericão para aromatizar e dar brilho. Misture e reserve. Finalização Recheie cada quadrado com bacalhau, fazendo um fagotto (pacotinho), amarre com uma cebolinha, e finalize com um pedacinho de pimentão vermelho, cortado à Julienne, passando o mesmo por baixo da cebolinha. Coloque-os no molho de tomate pronto e muito quente. Arrume os pratos com três unidades por pessoa. Polvilhe o parmesão ralado e salpique a semente de papoula para dar um contraste bonito ao prato.

32

PERINI

www.perini.com.br

fotos: saulo kainuma

Já Tânia Vasconcelos Paes, terceiro lugar nessa categoria, revelou estar bastante feliz com o resultado. “Participei do concurso pelo amor que tenho em cozinhar. Sou professora aposentada, e há 18 anos trabalho com comida italiana. Me formei em gastronomia no ano passado e pretendo me especializar ainda mais, assim como também pretendo participar da próxima edição do concurso da Perini e ganhar em 1o lugar. Me aguardem!”, brincou Tânia.


Bacalhau a moda Al D’Guste

www.perini.com.br

PERINI

33


1o lugar Sobremesa Uma categoria para lá de especial e muito saborosa arrancou aplausos das pessoas envolvidas no concurso. A sobremesa ‘Cheesecake light de damasco’, que priorizou a fruta como ingrediente principal, levou a advogada Verbena Maria Sousa Fraga Barreto ao lugar mais alto do pódio. Ela revelou que cozinhar é um hobby. “Sou apaixonada pela área e resolvi criar uma receita de sobremesa light, atentando para a saúde e, claro, para a balança”, ressaltou Verbena.

Cheesecake Ingredientes

Modo de fazer

Para a massa 120 g de biscoito Maria 2 colheres (sopa) de manteiga light Para o recheio 4 ovos 250 g de ricota 1 copo (200 g) de requeijão cremoso light 1/2 xícara (chá) de adoçante culinário de forno e fogão Tal e Qual 1 colher (sopa) de essência de baunilha 1 colher (chá) de raspas de casca de limão Para a cobertura 5 colheres (sopa) de geleia de damasco diet 1 colher (sopa) de adoçante culinário de forno e fogão Tal e Qual 250 g de damascos secos

Massa Bater os biscoitos no liquidificador, aos poucos, até obter uma farofa. Retirar, colocar em um bowl, acrescentar a manteiga e misturar até formar uma massa uniforme. Forrar o fundo de uma forma de aro removível (20 cm de diâmetro) com a mistura e reservar. Recheio Bater todos os ingredientes no liquidificador por 4 minutos e despejar sobre a massa da torta reservada. Assar em fogo baixo (150oC), preaquecido, por 40 minutos ou até que fique firme. Cobertura Enquanto a torta estiver assando, colocar os damascos secos em um bowl com água potável e reservar. Após 30 minutos, retirar os damascos e cortá-los ao meio. Reservar. Aquecer a geleia em banho-maria e acrescentar uma colher (sopa) de adoçante culinário. Mexer até misturar completamente. Quando a torta estiver fria, espalhar a geleia de damasco por cima. Decorar com as metades do damasco e levar à geladeira. Servir.

34

PERINI

Observações: Serve 8 fatias. Tempo de preparo: 35 minutos Tempo de forno: 40 minutos Tempo total: 75 minutos (1 hora e 15 minutos)

www.perini.com.br

fotos: saulo kainuma

light de damasco


www.perini.com.br

PERINI

35


2o lugar Sobremesa O segundo lugar ficou com o jovem de 21 anos, Luan Moura Almeida. Formado em gastronomia e professor de cozinha italiana e francesa em uma faculdade de Salvador, Luan criou a receita ‘Crumble de nozes com confitura de damasco e laranja com sorvete de creme’ especialmente para a disputa gastronômica. “Procurei valorizar o damasco, e como era época natalina, acrescentei as nozes para dar o toque final”, explicou.

Crumble de nozes Ingredientes

Modo de fazer

Para o crumble 50 g de nozes trituradas 40 g de manteiga com sal gelada 15 g de açúcar refinado 40 g de açúcar mascavo 150 g de farinha de trigo sem fermento Para a confitura de damasco 300 g de damasco seco 200 g de geleia de laranja 5 g de pimenta-da-jamaica 5 g de cravo 5 g de canela em pau 20 g de manteiga 200 ml de água 50 ml de cognac Para o toffe 100 g de açúcar cristal 150 ml de creme de leite “Chef” Sorvete de creme da Perini

Crumble Misture todos os ingredientes até formar uma farofa. Coloque em uma assadeira e leve ao forno em temperatura média (170oC) por 15-20 minutos ou até dourar. Retire do forno, deixe esfriar e quebre o crumble com as mãos. Confitura de damasco Corte o damasco em pequenos cubos. Em uma panela, coloque a água, o açúcar, o cravo, a canela, a pimenta-da-jamaica, a geleia de laranja e o cognac. Leve ao fogo. Quando iniciar a fervura, adicione os damascos e deixe ferver até o caldo ficar em ponto de xarope e os damascos ficarem macios. Reserve e deixe esfriar. Toffe Derreta o açúcar em uma panela até ficar com cor de caramelo, retire do fogo e adicione o creme de leite, mexa bem e coe se necessário. Reserve e deixe esfriar. Acompanha sorvete de creme da Perini. Montagem Coloque a confitura no fundo do prato, uma bola de sorvete em cima e os crumbles em cima do sorvete. Finalize com o toffe e um damasco inteiro. Sirva imediatamente.

36

PERINI

www.perini.com.br

fotos: saulo kainuma

com confitura de damasco e laranja com sorvete de creme


www.perini.com.br

PERINI

37


3o lugar Sobremesa Na mesma categoria, Antônia Sueli da Conceição Santana dos Santos ocupou o terceiro lugar. Amante da arte de cozinhar, Sucka, como é conhecida, trocou a faculdade de cinema para se dedicar ao curso superior de Gastronomia. Na véspera da avaliação do concurso, para garantir uma boa colocação na disputa, Sucka contou com a aprovação do marido, que adorou suas tortilhas.

Tortilhas de Beiju Ingredientes 700 g de damasco 200 g de farinha de beiju 300 g de chocolate meio amargo 500 ml de creme de leite fresco 1 semente de cardamomo 100 g de açúcar 300 ml de água 30 g de farinha de amêndoa

Modo de fazer Tortilhas de beiju Peneire a farinha de beiju e acrescente uma pitada de sal. Prepare finas tortilhas, utilizando

38

PERINI

um aro de 10 cm (próprio para o preparado de beiju) dentro de uma frigideira antiaderente aquecida. Reserve. Rende 16 tortilhas de beiju. Ganache Rale o chocolate, junte ao creme de leite e leve em banho-maria. Reserve. Calda e patê de damasco Corte o damasco em finas fatias, acrescente a água, o açúcar e a semente de cardamomo. Leve ao fogo e deixe ferver até que a água reduza. Retire o damasco, reserve a calda reduzida. Utilize

www.perini.com.br

um processador de alimentos para transformar o damasco em patê. Montagem Coloque o aro de 10 cm no centro de um prato, coloque uma tortilha de beiju dentro desse aro e vá montando camadas da seguinte forma: pasta de damasco, tortilha de beiju, ganache, tortilha de beiju, damasco e, por fim, mais uma tortilha de beiju polvilhada com a farinha de amêndoa. Utilize a calda da redução em volta da montagem. Observação: Tempo de preparo: 2 horas

fotos: saulo kainuma

recheadas com patê de damasco e ganache


Júri selecionado

Os avaliadores da “Sua Receita, Seu Momento” foram cuidadosamente escolhidos para dar ainda mais credibilidade a esta primeira e bem-sucedida edição do concurso gastronômico. Chefs renomados, apreciadores e conhecedores da boa gastronomia, como Edinho Engel, José Isael, Everon Bragança e Odilon Braga, além da gerente de Marketing e uma das organizadoras do evento, Ana

Amoedo, participaram de perto de cada etapa, provando e analisando as receitas com muito profissionalismo e cuidado, até chegarem a um consenso com a lista dos nomes dos vencedores. Neste ano de 2011, podem esperar a segunda edição. Afinal, o sucesso foi tanto que o evento já faz parte do calendário da Perini.

www.perini.com.br

PERINI

39


Cinco histórias de amor Relatos emocionantes, vencedores do concurso interno Perini A relação da Perini com a cidade de Salvador é o reflexo da sua relação com seus colaboradores. Preocupada com o bem-estar de todos e sempre recheada de momentos especiais, a delicatéssen faz parte da trajetória de vida de todos e, da mesma maneira, cada colaborador constrói a história da Perini. Vivenciamos um momento único, em que a vida de cada colaborador se entrelaça com a receita de sucesso e crescimento dessa jovem empresa, que a cada dia se torna mais humana e transparente. Um lugar cada vez melhor de se trabalhar. A valorização do nosso capital humano é uma meta que a cada dia torna-se mais palpável e real. Por intermédio dos nossos gestores, da presença do RH nas lojas e do “Diga aí!” – um dos canais de comunicação interna –, buscamos ouvir e responder a cada colaborador de uma forma peculiar, respeitando suas necessidades e opiniões. Muitos são os relatos de sucesso e crescimento profissional dentro da Perini, como, por exemplo, colaboradores que iniciaram como ajudante de serviços

40

PERINI

www.perini.com.br

gerais e hoje atuam em cargos mais elevados, a saber: iniciante de confeitaria, subgerente ou até mesmo gerente. Outros iniciaram como caixa e hoje assumem cargos estratégicos, como atendente de recepção, atendente do Cartão Perini e também gerente geral, ou até mesmo histórias como a minha que iniciei como estagiária e hoje tenho orgulho de ser a gerente de Recursos Humanos da empresa. Somos uma família, a Família Perini! Aprendemos, erramos, corrigimos, crescemos e, como toda boa família, nos fortalecemos uns com os outros. Com a chegada do Cencosud, nos tornamos maiores e mais fortes. Para marcar esse momento, lançamos em janeiro a campanha interna “Minha História com a Perini”, na qual abrimos espaço para que cada um pudesse contar a sua. Foram muitos os relatos e de todos os tipos: alegres, engraçados, emocionantes e especiais. Agradecemos a todos os participantes que fizeram de suas histórias verdadeiras lições de vida, reafirmando cada vez mais o sentimento de que “É mais gostoso trabalhar aqui!”. Conheça as cinco histórias eleitas que, como não foram organizadas em primeiro lugar, segundo e assim por diante, mesmo porque todas são igualmente importantes, resolvemos publicá-las por ordem alfabética de seus autores. Obrigada e um grande abraço!

fotos: saulo kainuma

Por Laila Leite


14 anos! Essa é a idade da minha filha caçula e o tempo de trabalho que tenho na Perini. Se fosse relatar os bons momentos que passei nessa empresa, não existiriam linhas suficientes para escrever. O meu maior orgulho é que, no momento mais difícil da minha vida, essa conceituada empresa me abraçou e me deu oportunidades de crescimento em muitas áreas. Obrigada Perini, pois foi por trabalhar aqui que pude criar meus três filhos com dignidade. Agradeço pela confiança, que fez de mim uma “nova mulher”. Sem contar também que meus filhos já passaram na Perini e puderam adquirir experiência profissional, trabalhando como jovem aprendiz. Contem sempre comigo! Aline Mariano de Melo, atendente

Obrigada Perini, pois foi por trabalhar aqui que pude criar meus três filhos com dignidade Aline Mariano de Melo

A minha história com a Perini começou há dois anos e meio, quando entrei para trabalhar como diarista. De lá pra cá, atuei no setor de chocolate, na produção e na cozinha baiana. Na fase como diarista, eu pedia muito a Deus que o pessoal me desse uma oportunidade de subir de cargo. Atualmente, sou copeira e estou aqui graças a Deus e à Perini que me acolheu por eu ter mostrado os meus serviços. A cada dia, desempenho e valorizo com grande entusiasmo por fazer parte dessa grande empresa, que vem mostrando muito valor e dedicação aos seus colaboradores. A Perini tem sido muito importante na minha vida. Fico muito feliz por deixar aqui registrada a minha pequena história. Agradeço a Perini por tudo. Elisângela de Andrade, copeira

www.perini.com.br

PERINI

41


42

PERINI

www.perini.com.br

Comecei a trabalhar na Perini em 2006, em um serviço temporário como promotora de vendas. Vendia salgados árabes fabricados pela Perini e mais, a caráter! Servia esfiha, preparava kibe cru na hora. Tudo isso, vestida de muçulmana! Imagine só! Por isso, meu nome mudou de Jocinéa para Árabe! Foi contagiante, diferente. Tinha clientes árabes, que residem em Salvador, que vinham ver a tal Árabe da Perini. Lembrome de que um cliente me perguntou se na Arábia tinha carnaval, eu não sabia responder! Comecei a rir e depois expliquei que se tratava de um trabalho de marketing. E as vendas foram inesperadas! E assim foi: vestida de chef de cozinha, divulguei pão de metro; de Mamãe Noel (por sinal não fiquei ‘gatinha’ [risos], mas o objetivo era vender e como vendi!) divulguei os

fotos: saulo kainuma

O sonho é o alimento da alma, assim como a comida é o alimento do corpo. Isso mesmo! Sonho e comida formaram uma dupla inseparável na minha história de 15 anos com a Perini. Quando iniciei como expedidor, a rede possuía apenas seis lojas na cidade (Barra, Pituba, Comércio, Shopping Barra, Shopping Iguatemi e Doceria da Barra). Inclusive, poucas pessoas sabem que existia uma Perini Comércio. De lá para cá, ela cresceu muito, passou por reestruturações, reformas e inaugurações, e o melhor de tudo é que eu também cresci com ela. Lembro-me perfeitamente de cada instante vivenciado desde o início de minha trajetória por aqui. Foram momentos de superação e de muita dedicação ao trabalho, com o principal objetivo de levar produtos de alta qualidade à mesa dos consumidores. A minha luta foi sempre acompanhada da certeza do dever cumprido e do sonho de crescer profissionalmente. A família Perini me proporcionou vários momentos de integração, nos quais tive a oportunidade de fazer novas amizades e reforçar aquelas já conquistadas. Foram também momentos de aprendizado e trabalho em equipe, com os quais pude entender o verdadeiro sentido da palavra “colaborador”. Atualmente, como analista de suporte operacional, formado em Administração e pós-graduado em Qualidade, olho para a empresa no patamar em que se encontra, filiada ao grupo Cencosud, e tenho consciência do crescimento mútuo e da possibilidade de vislumbrar horizontes que outrora eram distantes. Já não consigo me imaginar no modelo inicial da Perini e isso me dá a certeza de que sempre vale a pena batalhar em prol da realização de nossos sonhos. Jardileno Souza da Conceição, analista de suporte operacional


Foram também momentos de aprendizado e trabalho em equipe, com os quais pude entender o verdadeiro sentido da palavra ‘colaborador’

Jardileno Souza da Conceição

petiscos de Natal. Na Páscoa, lá estava eu de coelhinha camponesa e orelhas gigantes para apresentar os deliciosos ovos de chocolate Perini. Lembro-me de dois irmãos: um comia todo chocolate da degustação e o outro ficava parado olhando a orelha da coelhinha. E os comentários inocentes de crianças como estes: – Mãe, a coelhinha da Perini fala! – Mãe, a coelhinha da Perini é que coloca todos os ovos de chocolates?! Eu ficava anestesiada. Um dia desses, passou um casal na loja e comentou: – Olha só onde está a Árabe! Para os clientes, lembranças. Para a empresa, posso dizer que já fiz parte do sucesso de vendas Perini. Para os nomes: Coelhinha, Árabe, Cozinheira. A todos, meu agradecimento! Jocinéa Santana Soares, balconista

Cheguei à Perini em um momento de transição, de muitas mudanças. Tudo muito novo para mim. Acompanhar toda movimentação dentro da empresa foi importante, pois trabalho com pessoas muito competentes, com nível intelectual elevado. Mesmo sendo jovem aprendiz, busco sempre perguntar aquilo que não entendo e, para cada pergunta, sempre recebo boas respostas. Diante de toda dedicação e boa vontade, sempre procuro fazer as minhas atividades da melhor forma possível, visando crescimento profissional e o da “minha” empresa. O desejo de continuar fazendo parte da Perini é tão grande que um fato engraçado não poderia deixar de ser citado: durante o período de Natal, no qual o movimento cresce bastante, me ofereci para trabalhar além do meu horário para ajudar no atendimento na loja, pois queria colaborar nesse sentido, porém, sendo jovem aprendiz, não poderia ultrapassar minha carga horária. Ficava angustiada por ter de ir embora, vendo a loja “pegando fogo” nas vendas e não poder estar junto aos meus colegas de trabalho, dando o meu melhor para atender os nossos clientes. A minha realização hoje como funcionária é muito grande e espero continuar colaborando com o meu serviço para que a delicatéssen continue no mercado com essa imagem de família, pois é verdadeira. Continuo vencendo cada desafio e batendo as minhas metas, pois a Perini trabalha sempre visando ao crescimento dos seus colaboradores, não só profissional, mas também como pessoas e cidadãos. Agradeço a oportunidade de fazer parte dessa família tão querida chamada Perini. Marta Santana Santos, jovem aprendiz

www.perini.com.br

PERINI

43


dendê c o smopolita

Por João Osmário nmoore@terra.com.br

Receita para a alma e o ser – Bom começo de ano! Seja mais agradável com as pessoas. Cada ser humano, neste instante, está travando alguma batalha pessoal. Seja no amor, profissionalmente ou na vida em geral. Viva com simplicidade. Ame exercitando a generosidade. Isso mesmo, seja generoso. Bom para você e o outro. Fale gentilmente, reclame menos, cuide-se intensamente e não perca sua atenção, se goste mais um pouco. O direito do outro não é estabelecido por você. No deserto, um saco de diamante não vale nada, seja o saco de alimento do próximo. Tudo isso faz um 2011 completo e verdadeiro. Amor é a chave. Amor é solução. Tudo que é nesta linha, é inegociável. Todas as preciosidades do ser não estão à venda. Nunca vi, não conheço pessoa no mundo que seja feliz sem o OUTRO. Qualquer dúvida, pergunte ao universo, e mesmo que você insista em não enxergar ou ouvir, tenha certeza de que Ele lhe mostra cedo ou tarde e o sopro do seu merecimento chega no tempo certo. Comunicado ao amor Amor, queria lhe falar no canto do ouvido, de preferência no esquerdo, bem do lado do coração. Primeiro, quero lhe agradecer por este dia que começou e antecipadamente pedir-lhe que me contemple com mais 24 horas desta energia infinita que só o amor pode ativar e expandir. Quero sonhar que terei o Sol logo ao amanhecer, água para saciar minha sede. Alimento necessário para me manter vivo, a minha família inteira para que o equilíbrio seja sustentável, amigos bons para que a convivência seja agradável, muito trabalho para o sustento próprio e expansão ao outro, um bom sono e que minha alegria não se estanque. Lembrando Drummond, para manter vivo os meus desejos, pois o sonho é um dos milagres da vida para se perpetuar. Por fim e sem fim, queria lhe pedir o meu maior desejo: nunca se afaste de mim amor, que minha moeda de troca seja você, invejosamente, quero que meu todo seja só você.

44

PERINI

www.perini.com.br

Compaixão Os músculos adormecidos A mente no mundo da Lua O coração atrofia Os pelos crescem a língua umedece e os músculos adormecidos Somos tão diferentes A liberdade no prazer A responsabilidade de escolher O exercício de procurar Estar mais juntos Mais tempo juntos A liberdade falsa de Sentir-se livre Livre sem esforço de melhorar Melhorar por quê? Melhorar para quê? A música dos músculos Onde o exercício Mistura as histórias E as histórias passam Ficamos mais diferentes O encontro fica mais singular E no plural ficamos mais iguais A liberdade mais plena Mais louca Mais séria e muito mais sábia Muito mais criança e nos tornamos Mais artistas e menos burros Portanto, mais sábios Os músculos acordam Então abrimos as janelas e nos importamos com esta Luz, com o seu calor Não dormiremos mais Nunca mais.


Personalidade Dendê Cosmopolita

Foto: arquivo pessoal de goya lopes

Goya Lopes Talentosa, culta, comprometida com a arte, confiável e aos meus olhos um patrimônio cultural do Brasil. Um grande defeito: o de não se apropriar integralmente do imenso talento e possibilidades que a vida lhe presenteou desde seu nascimento na cidade de Salvador – Bahia. Seus passos estudantis passaram por Santa Rita, Severino Vieira, Dois de Julho e Faculdade de Belas Artes. Pessoas que não acreditam no destino e nas missões que cada ser humano carrega deveriam pensar mais um pouco depois de tomar conhecimento da história de INHA, GOINHA E GOYA. O filme de sua trajetória não poderia deixar de se basear em quatro parâmetros que norteariam sua vida até os dias atuais: 1 – Quando seu pai Hamilton Lopes e sua mãe Thereza Santos Lopes lhe trouxeram ao mundo. 2 – Efeito de uma energia provedora, quando aos 7 anos foi aberta a sua razão profissional com o universo, trabalhando de forma efetiva e concreta, e seu pai, superintendente da Petrobras na Bahia, recebeu a incumbência de se especializar em petróleo em Paris. A menina chamou atenção de sua professora francesa que alertou seus pais quanto ao desenho diferenciado dessa baianinha querida. 3 – Aos 11 anos, seu pai levou Inha para tomar aulas particulares de desenho com Marisa Gusmão, e foi apresentada (não por acaso) aos ex-votos (pequenas caricaturas) que era mais uma força que o destino registrava para os pobres mortais que somos. 4 – A vontade própria de caminhar até Romano Galef para ouvir, o que viria a lhe dar o compasso que faltava no seu aprendizado: “Vá fazer a profissão do futuro – Design.” Lá foi Goya estudar na Universitá Internazionale dell Art di Firenze, durante três anos. Parece tudo muito fácil e

bonito, mas isso não aconteceu dessa maneira, pois aos 14 anos, com a atitude irresponsável e inadmissível do outro, tiraram a vida de seu querido pai. A família sofre até hoje o que Deus não autorizou e o homem fez. No roteiro do filme, muitos fatos cochicham aos nossos ouvidos: na França, seu Hamilton comprou um editorial com toda a obra do Louvre e que seria de Inha quando se tornasse adulta, um comentário precoce de alguém perguntando de sua filha artista, das leituras de mitologia grega em família e da postura elegante de sua mãe em cuidar, sem ajuda de seu companheiro, da sua numerosa prole. Chegando da Europa, a talentosa Goya foi para São Paulo mostrar a sua arte e não foi fácil. A artista já enxergava o início da globalização e sua etnia gráfica já era uma arte à frente de seu tempo, com uma assinatura peculiar e de uma elegância que já vem de sua mãe e de seu avô paterno. O traço e a postura refinada já são de berço e a design já tem na unha. Goya Lopes voltou para a Bahia onde está seu tempero. Criou a marca DIDARA (o que é bom), uma releitura das raízes, com olhar contemporâneo. A fertilidade e criação são de Hoje e Agora. Com trabalhos significativos para áreas de decoração e até mesmo para o Itamaraty, com representatividade nacional, sua obra ainda não está no patamar que a seriedade e talento da artista representam. Não conheço nada semelhante no Brasil ao trabalho de Goya. A sua expressão é genuína e, próxima ou distante, a sua arte já encontrou a sua real existência. Neste Brasil e nesta Bahia, os talentos precisam de homens e governantes que promovam esses celeiros. Água pura é um bem da humanidade e universal. Aqui na nossa Bahia temos uma expressão real e palpável, bem perto de nós. Conversando com esta lindeza de criatura pude, com emoção, observar por muitos instantes e momentos o palpitar que ainda assola a sua alma e as lágrimas que assolam esse deserto de pessoas que desconhecem essa arte e esta artista maravilhosa. A arte de Goya Lopes com sua origem fiel está disponível para todos nós. Um Espetáculo!

www.perini.com.br

PERINI

45


dec or aç ão

As persianas podem ser programadas para se fechar durante o filme, ou para se abrir, com a função despertador

A um click da modernidade Casas automatizadas proporcionam mais conforto e comodidade no dia a dia Marisa Abel

46

PERINI

www.perini.com.br


Fim de tarde, você abre a porta e sente a temperatura de seu lar na medida certa, as luzes acesas e tudo funcionando em perfeita harmonia. Cena do desenho animado Jetsons? Não! Esse sonho de consumo já pode se tornar realidade. Atualmente, todas as funcionalidades da automação residencial estão ao alcance de um click. O primeiro passo é entender alguns conceitos a respeito dessa tecnologia. Para isso, entrevistamos com exclusividade Marcelo Cocuroci, diretor da Cocuroci Home, de São Paulo. Ele explica que é preciso desmitificar que automação é ter tudo ao alcance de um comando, que executa ações simultâneas. “Na verdade, ela é a programação da sua casa”, diz. O empresário conta que as novidades são muitas nesse setor e a programação pode ser feita antes mesmo de se chegar em casa. “O iPad e o iPhone são os controladores e, dentre os produtos, o suporte automático para TVs de 32 a 52 polegadas é bastante utilizado. Existe até a possibilidade de implementação de um sistema de movimento, na qual a TV desce e gira”, destaca e complementa, “no Brasil, esse conceito começou há aproximadamente 10 anos, quando um computador inserido no quadro de luz possuía programas específicos para acionamento”. A todo momento, surgem novos equipamentos para proporcionar ainda mais conforto ao usuário. Quem acha que essa tecnologia exige muito investimento pode se surpreender. Ele conta que a partir de R$ 13 mil, por exemplo, é possível ter automação de luz, áudio e vídeo, com equipamentos de tecnologia de ponta. A variedade de opções impressiona, desde pequenos equipamentos de segurança, monitorados por câmeras, até casas inteiramente inteligentes. É possível ter de tudo quando o assunto é

inovar. Se a intenção é possuir a tão sonhada casa da Amanda Woods, personagem de Cameron Diaz no filme “O amor não tira férias”, saiba que chegou a sua vez. Os jardins podem ser irrigados em determinadas horas do dia, a TV programada para o canal escolhido, as câmeras de segurança vigiam constantemente, o portão é acionado para abrir assim que se chega próximo de casa, estas são algumas das muitas comodidades que a automação permite.

Fotos: Divulgação e victor zastol’skiy / fotolia

A variedade de opções impressiona, desde pequenos equipamentos de segurança, monitorados por câmeras, até casas inteiramente inteligentes. É possível ter de tudo quando o assunto é inovar

A vantagem da automatização de ambientes é a personalização: a casa fica exatamente do seu jeito

www.perini.com.br

PERINI

47


Comando de voz

Na minha opinião, é inviável para automação residencial. Uma simples gripe muda o tom de voz e, com a distorção, não permite o reconhecimento e acionamento.

A iluminação pode ser programada para acionar em um horário específico

Biometria

É um sistema que permite inúmeras funções e é a febre do momento! Permite coisas curiosas como, por exemplo, programar o trânsito de funcionários dentro de um determinado espaço, com hora certa para liberar a entrada e saída dos mesmos. Sugiro que, para evitar imprevistos, que a pessoa mantenha sempre a chave consigo e/ou faça uma fechadura com senha.

Para todos os momentos

Comando por Palm top, internet e celular

A novidade fica por conta do iPad e iPhone como controladores das ações.

Sensores

 Temperatura: Podem ser programados para disparar quando o ar da casa chega a 25 graus e, então, acionam o ar condicionado, que também pode ser desligado assim que a temperatura atingir os 20 graus.  Luminosidade: Além dos tradicionais que são acionados por presença, existem sensores de cama, que funcionam sob pressão. Quando a pessoa se levanta, imediatamente é acionada uma cena de luz. Ou ainda é possível programar iluminação com som e vídeo para ‘despertar’ em um horário específico para tomar um medicamento, por exemplo.  Persianas: Podem ser programadas para se fechar enquanto assistimos a um filme, ou para se abrir, com a função de ‘despertador’, pois iluminam o ambiente pela manhã.  Câmera sem fio: São equipamentos específicos para automação que permitem entrar na interface do iPhone ou iPad, e possibilitam que se tenha acesso às imagens do(s) ambiente(s). A vantagem de se automatizar ambientes, está na personalização: a casa fica exatamente como você deseja, o que proporciona maior comodidade. Com ambientes em casa tão agradáveis e tempo de sobra para usufruir deles, nada melhor que dar uma passadinha em uma loja da Perini para garantir comidinhas deliciosas e petiscos de dar água na boca.

Cr o is s a n t

p a l mier f o lha d o d o ce

48

PERINI

www.perini.com.br

Cookies sabor chocolate bau du cc o

Fotos: divulgação e saulo kainuma

Conheça, a seguir, um pouco mais a respeito dessa tecnologia com as dicas de Marcelo Cocuroci:


s a b or es

famosos

respondem: a Bahia tem sabor de quê?

Fotos: máximo jr, fernando torquatto, divulgação do filme Quincas berro d’água, arquivo pessoal dos entrevistados

“Tem sabor de cultura, história, fé, festa, miscigenação, tudo isto misturado com muito azeite de dendê da felicidade.” Ellen Rocche – atriz

“A Bahia tem gosto de brisa do mar, de vatapá, de 40 graus, de Pelourinho, da cultura vinda do povo de lá, de peixe frito ou assado, de Nosso Senhor do Bonfim, aí que preguiça que dá!” LUKA – cantora

“Vou pelo menos uma vez por ano à Bahia. Adoro comida baiana: acarajé, vatapá, caruru... A Bahia tem sabor de dendê.” Paulo Ricardo – cantor

“Para mim, com certeza, de família.” Lázaro Ramos – ator

“De alegria e dendê.” Vladmir Britcha – ator

www.perini.com.br

PERINI

49


belez a

Sobrancelhas de estrela Saiba tudo a respeito desse detalhe que faz o rosto ficar em harmonia Por Lais Vanzella e Mari Bellini

50

PERINI

www.perini.com.br

Foto: Valua Vitaly / fotilia e Ian Gavan / image.net

A

moda dos anos 2000 trouxe a versão mais democrática na história das sobrancelhas: as personalizadas, ou seja, possuem o formato que mais combina com seu rosto e tom de pele. Elas podem ser grossas, finas, rebeldes, descoloridas ou ao natural. Sejam como for, as sobrancelhas revelam um traço de personalidade e mostram a cultura de uma época. Em um mundo globalizado, destacar-se na multidão vale mais do que mil palavras. E que tal fazer isso, harmonizando as sobrancelhas? A designer de sobrancelhas, Regina Monteiro, dá dicas para você não errar: um rosto fino e comprido não pode ter uma sobrancelha muito arqueada. O redondo não deve usar um desenho muito fino nem abaulado; já aqueles em forma de triângulo, que possuem a testa arredondada e o queixo fino (normal ou invertido), devem manter as sobrancelhas arqueadas e arredondadas, e por fim, o rosto quadrado deve mantê-las mais angulosas e com as pontas curvadas e longas. Regina ensina que as sobrancelhas nunca devem ser tingidas com produtos como tinturas de cabelos. Existem tinturas próprias para sobrancelhas e cílios. “Jamais retirá-las com cera, para evitar flacidez das pálpebras ou deslocamento de retina (em casos extremos), além de dar margem a erros e provocar manchas na pele”, explica. O importante é lembrar-se de que a moda atual sugere


A moda dos anos 2000 trouxe a versão mais democrática na história das sobrancelhas: as personalizadas, ou seja, possuem o formato que mais combina com seu rosto e tom de pele que lhe conferem uma expressão angelical. A atriz baiana Priscila Fantin acerta ao seguir a mesma linha de Angélica, só que com os fios mais escuros para combinar com seu tom de pele e cabelos. Seja qual for o seu estilo, realçar a beleza do rosto e complementar a expressão dos olhos, por meio de um par de sobrancelhas benfeito, são puro luxo. Abuse desse poder! Katy Perry

valorizar os pontos fortes de cada pessoa e uma especialista sabe muito bem como deixála com o rosto de uma diva.

Em Hollywood e no Brasil

Se nas décadas anteriores as estrelas do cinema seguiam um padrão fixo de desenho, hoje elas o mantêm o mais natural possível, como podemos observar na cantora Katy Perry, que faz da suas sobrancelhas um traço da personalidade, sempre sensuais e de olhar marcante. Já a atriz Sienna Miller possui rosto delicado, como a cantora Victória Beckham, e prefere mantê-las mais finas. Por aqui, Ana Paula Arósio não desenha suas sobrancelhas, mas também não as tem ao estilo totalmente natural, como as de Malu Mader, que abusa do desenho sem definição e sempre as manteve grossas e com coloração escura, sua marca registrada. A apresentadora Angélica aposta no desenho mais arqueado e na espessura mais grossa,

A seguir, preparamos um passo a passo para você fazer em casa, enquanto sua personal designer não chega. Escolha um local bem iluminado. É preciso enxergar bem o rosto para não errar na hora de retirar os pelos. Penteie os pelos para cima com uma escovinha e corte, utilizando tesourinha própria, as pontas que ultrapassarem o alinhamento. Hora de escolher a pinça certa. Prefira a com ponta em corte diagonal e o cabo maior. Meça onde começa e termina sua sobrancelha. Use um lápis de olho para fazer isso: basta observar o contorno das duas sobrancelhas. Então, posicione o lápis reto, encostando-o na aba do nariz para marcar o início. Para saber onde elas devem terminar, deite o lápis, alinhando-o até o canto externo do olho. Retire os pelos que estão sobrando. Pronto, agora você é uma estrela e está pronta para arrasar corações.

www.perini.com.br

PERINI

51


sust e nt a bilidade

Por Isaac Edington

Certamente todos nós, em algum momento na vida, já ouvimos essa expressão: “... natureza não tem preço...” De fato, isso não é verdadeiro. Ela tem preço, sim. Entretanto, culturalmente, a cabeça do ser humano funciona assim: se não tem preço, não tem valor, e se não tem valor, pouco importa! Ao longo dos séculos, o ser humano de fato a tratou como um sistema sem valor, talvez por acreditar de forma instintiva que era abundante e infinita. Hoje, em pleno século 21, o próprio ser humano descobriu que tem preço, valor econômico e não é infinita. Segundo o economista Robert Costanza, da Universidade de Vermont, em 1997, a biodiversidade do planeta valia 33 trilhões de dólares. São 44,9 trilhões de dólares, em valores atuais. Para chegar a essa quantia, estimou-se quanto custariam os serviços prestados gratuitamente por ela ao homem, como a água limpa, o solo fértil para plantio de alimentos, a purificação do ar pelas florestas, a polinização e outros recursos naturais sem o qual não existiríamos. Em 2007, em um encontro do G8, o grupo dos oito países mais ricos do mundo, em Potsdam na Alemanha, decidiu-se que era 52

PERINI

www.perini.com.br

necessário criar um painel responsável por calcular o custo dos danos ao ambiente causados pelo homem. O indiano Pavan Sukhdev, economista sênior do Deutsche Bank, foi convidado para coordenar esse projeto, chamado de “A economia dos ecossistemas e da biodiversidade” (TEEB, na sigla em inglês) e vinculado ao Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente. De acordo com o TEEB, as perdas anuais referentes à destruição das florestas, mananciais e da vegetação dos mangues representam entre 2,5 trilhões e 4,5 trilhões de dólares. Esse cálculo foi feito com base no valor atual dos serviços que esses recursos naturais prestam ao homem, como ar puro, água doce, produtos florestais, turismo ecológico, potencial biológico das espécies, prevenção de inundações e controle de secas. Citando outro exemplo, um serviço ambiental crucial para a produção global de alimentos, a polinização, é avaliado em 540 bilhões de dólares e o prejuízo anual estimado é de 15 bilhões, causado pela redução das colmeias nos Estados Unidos. Os números relatados são impressionantes, e muito importantes para ampliar a compreensão de todos quanto à importância

fotos: OFFICE.MICROSOFT

TEEB O valor econômico da natureza


dos serviços da natureza para a nossa sobrevivência. A grande maioria da população que vive em grandes metrópoles e não se dá conta de que as cidades dependem dela – e os serviços ambientais podem proporcionar soluções muito efetivas para graves problemas. Existem diversos exemplos ao redor do mundo a esse respeito. Um dos mais bemsucedidos de pagamento por serviços ambientais vem de uma grande metrópole. Há 20 anos, o abastecimento de água de Nova York é garantido por produtores rurais que possuem propriedades a um raio de até 200 quilômetros de distância da cidade. Para garantir o abastecimento humano, o governo fez acordos com os produtores rurais e passou a pagá-los a fim de que adotassem práticas menos intensivas, reflorestassem a área ou construíssem sistemas para armazenar estrume e não contaminar a água. Como exemplo brasileiro, podemos citar o município de Extrema (MG), na divisa com São Paulo. Desde 2007, a prefeitura aprovou uma Lei Municipal que remunera os agricultores com recursos do próprio caixa da cidade, em que 49 proprietários de terra recebem uma quantia/ano por práticas de conservação do solo e das matas, contribuindo para a manutenção das bacias hidrográficas do sistema Cantareira, responsável por grande parte do abastecimento da capital paulista. Apesar dos investimentos do setor público nesses dois exemplos citados, o TEEB sugere exatamente uma mudança de foco, mostrando que a manutenção de ecossistemas saudáveis é geralmente a opção menos onerosa do que os reparos e a recuperação do ambiente natural após o dano já causado. Ou seja, preservar é mais barato do que tentar consertar depois. Conhecer o capital natural das cidades e os serviços por ele proporcionados pode ajudar formuladores de políticas locais a solucionarem desafios em diferentes áreas, permitindo ajustar localmente as leis, modos de produção e criação de novos incentivos. O bem-estar da humanidade e da grande maioria das atividades econômicas depende

Os números relatados pelo TEEB são impressionantes, e muito importantes para ampliar a compreensão de todos quanto à importância dos serviços da natureza para a nossa sobrevivência de um ambiente natural saudável. Ampliar a compreensão a respeito dos benefícios proporcionados pela natureza por meio dos serviços ecossistêmicos se constitui hoje num grande desafio para o desenvolvimento sustentável. O relatório traz informações riquíssimas para que todos os setores da sociedade possam enxergar as maneiras diretas e indiretas de nossa dependência da natureza e, ao mesmo tempo, desenvolver estratégias e ações para o uso inteligente dos serviços ecossistêmicos, não só para garantir um futuro sustentável, mas para a solução de problemas no presente, em especial, os problemas das grandes cidades. Isaac Edington é diretor presidente do Instituto EcoD, criador e publisher do Portal ecodesenvolvimento.org.br perini@profashional.com

www.perini.com.br

PERINI

53


r esponsabilidade soc ial

Produtos bio A biodiversidade e o saber popular preservados por comunidades tradicionais

Em diversos países da Europa, principalmente na Alemanha, uma palavra de apenas três letras vem ganhando cada vez mais espaço no mercado de alimentos: BIO. Lojas especializadas na venda de alimentos orgânicos são constantemente abertas. Além disso, grandes redes de Embalagem do doce 7 Damas produzido pela Associação Comunitária Rural do Tabuleiro de Paus Altos supermercados, e até mesmo pequenas mercearias, vêm aderindo à exigência do consumidor por produtos elaborados sem agrotóxicos e respeitando a biodiversidade. Aqui, no Brasil, essa tendência ganha um novo elemento, que valoriza ainda mais esse tipo de produção: o saber tradicional. Iniciativas produtivas de pequenas comunidades agroecológicas do País se estruturam para ocupar essa fatia do mercado. Produtos provenientes de associações e cooperativas de agricultores familiares ou de comunidades tradicionais começam a ocupar prateleiras dos merca- Grupo da Associação Comfuturo – Heliópolis /BA dos com uma nova qualidade e roupagem. Geleias e doces produzidos cuida- do Tabuleiro de Paus Altos e Adjacências dosamente por mãos que guardam segredos (Ascortapa), que fica em Antônio Cardoso, centenários, que preservam a natureza e as cidade do interior da Bahia. Paus Altos é tradições da culinária regional, chegam ao uma comunidade quilombola organizada em mercado com embalagens bem elaboradas, forma de associação comunitária desde 2002, informações nutricionais de acordo com a formada por 62 famílias associadas. São eles legislação e uma identidade visual bem defi- os responsáveis pela criação da “7 Damas”, nida, seguindo uma estratégia de marketing marca do grupo de mulheres que produz e comercialização específica. Esta é uma reali- doces, compotas, licores e geleias, utilizandade nova, mas concreta, por exemplo, para os do frutas coletadas na própria comunidade e integrantes da Associação Comunitária Rural que tem como carro-chefe o doce de umbu. 54

PERINI

www.perini.com.br

fotos: Anna Paula Diniz Arquivo CESE

Por Coordenadoria Ecumênica de Serviço – CESE


A Perini apoia esta causa

Por intermédio de apoio do Programa de Produção Comunitária e Renda da CESE (www.cese.org.br/producaocomunitaria/) – uma organização não governamental que há 37 anos atua para o fortalecimento dos movimentos populares no Brasil –, associações como a de Paus Altos recebem capacitação e treinamento em diversas áreas, como qualidade dos produtos, gestão, comercialização, comunicação e marketing. Também recebem apoio para adquirir equipamentos – sempre com contrapartida dos grupos, que participam investindo recursos próprios, como uma forma de garantir a sustentabilidade da produção. “Além de contribuir para

“Dessa forma, o consumidor comum pode fazer o teste do produto sem o ‘pré-conceito’ inicial que teria se encontrasse embalagens não sofisticadas. E se esse consumidor for uma pessoa consciente, preocupada com a natureza e com o desenvolvimento social, Fruta da palmeira licuri ou ainda um gourmet criativo, tenho certeza de que os produtos das comunidades vão sair ganhando em relação aos industriais”, complementa Augusto. Ele chama a atenção para a tendência da culinária internacional, na qual importantes chefs tornaram-se conhecidos por se inspirarem nas culturas tradicionais. “Quem sabe, dessa maneira, aos poucos, as geleias de cereja e framboesa, ambas frutas importadas, possam começar a perder lugar para as de umbu e tantas outras, típicas do nosso Estado?”, diz. Produção de tapioca – Comunidade Tabuleiro dos Paus Altos Se seguirmos a tendência internacional do consumo consciente e dos grandes gourmets, que se tornaram conhecidos por misturar frutas típicas a pratos tradicionais, em breve, o doce de umbu das 7 Damas da Associação Comunitária de Paus Altos, o óleo e os doces de licuri da Associação Regional da Escola Família Agrícola do Sertão, de Monte Santo, e os biscoitos Tianinha da Associação de Pequenos Produtores e Moradores da Fazenda Várzea Comprida, de Queimadas, entre tantos outros, poderão ser saboreados por um número maior de consumidores, satisfazendo ainda um outro sentido caro ao o desenvolvimento das comunidades e de suas iniciativas, nossa intenção é proporcio- ser humano, além do paladar: o da presernar a elas as condições para que seus produ- vação – tanto da biodiversidade quanto das tos estejam na prateleira em pé de igualdade culturas tradicionais. com os demais”, afirma o coordenador do Coordenadoria Ecumênica de Serviço – CESE programa e assessor de projetos da CESE, (71) 2104-5457 – e-mail: augusto@cese.org.br perini@profashional.com Augusto Santiago. www.perini.com.br

PERINI

55


c onsc iênc ia am biental

Desperdiçar para quê? Os alimentos podem ter 100% de aproveitamento. Saiba como Por Marisa Abel

Frutas e legumes são alimentos completos. Porém, o seu consumo, muitas vezes, é feito apenas de parte deles e, principalmente, as cascas têm como único destino o lixo. Mas vale lembrar que elas são ricas em fibras, vitaminas e minerais que são essenciais para o bom funcionamento do organismo. A nutricionista Camila Barrella reforça que é importante a utilização de cascas, talos e folhas, pois o aproveitamento integral dos alimentos melhora a qualidade nutricional do cardápio e torna possível a criação de novas receitas. “Alguns alimentos têm a casca mais nutritiva que a polpa, como por exemplo, a da banana que é mais rica em

potássio, porém não conseguimos consumila crua. Nada melhor que a usar em doces, geleias e bolos”, informa. Vale lembrar que todo alimento deve ser higienizado antes do consumo. Segundo a supervisora de Gastronomia e Nutrição do Hospital São Cristóvão Saúde, de São Paulo, Fátima Domingues, existem inúmeras maneiras para aproveitar melhor os alimentos: “Devemos pensar antes de sair às compras, planejar o cardápio para um período determinado, a fim de que não haja excessos nem desperdícios. Na hora de preparar o alimento, faça-o com consciência. Cozinhe somente o necessário para

A Perini possui o melhor e mais completo setor de hortifrúti de Salvador

56

PERINI

www.perini.com.br


aquela refeição ou para aquele dia. Utilize-o integralmente, ou seja, todas as suas partes. Sempre há uma receita ou forma de preparo em que se pode usá-lo por completo”, ensina. Ela lembra também que quanto menos o alimento passar por processamento e cocção, mais nutrientes ele fornecerá. Para armazenar, Camila explica que cada alimento possui uma exigência. “As verduras têm de ser guardadas na geladeira, pois com o calor elas murcham e acabam estragando. As frutas, desde que não estejam abertas, podem ser armazenadas na fruteira, depois de cortadas (exemplo o mamão, melancia, melão), colocá-las na geladeira para melhor conservação”, diz. As sobras das refeições podem ser utilizadas para criar novas receitas. Fátima explica que alguns alimentos podem inclusive servir de base para diferentes preparações.

fotos: Rob Owen-Wahl / stock.xchng, saulo kainuma e OFFICE.MICROSOFT

Seguem alguns exemplos:

 Arroz cozido: pode ser utilizado para preparar bolinhos de arroz.  Legumes cozidos: podem ser acrescidos em arroz para virar “à grega” e também fazer parte de uma torta de legumes.  Carnes: recheiam panquecas, salgados e tortas.  Folhas (verduras): podem ser incorporadas em farofas ou virados, se acrescidas de farinha de mandioca ou milho.  Frutas: transformam-se em sucos, doces, salada de frutas, e também podem ser misturadas às saladas de folhas. Se cada um faz a sua parte, o futuro do planeta está garantido.

Lembre-se:  Alimentos perecíveis (são aqueles que precisam de refrigeração ou têm um tempo de vida útil mais curto): você deve comprá-los semanalmente.  Congelados: armazene-os em pequenas porções (atente-se para a data em que o produto vence, pois mesmo congelados têm um tempo determinado para consumo).  Estocáveis: cuidado com o prazo de validade, principalmente na hora da compra. Em casa, utilize o método PVPS: primeiro que vence, primeiro que sai.

Fique por dentro Os cálculos aproximados do consumo anual de alimentos em todo o mundo giram em torno de 370 milhões de toneladas, porém o desperdício é crescente. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou, em 2009, que o lixo é o destino de 1/3 dos alimentos comprados no País, por causa da má conservação, deterioração, mau aproveitamento, contaminação por agrotóxico e outros fatores que causam o desperdício. Isso equivale a 26 milhões de toneladas por ano. Em meio a esses dados avassaladores estão estes: mais de 14 milhões de brasileiros não têm o que comer.

www.perini.com.br

PERINI

57


panor am a

Por Fabrício Nascimento

Um dia de carnaval O carnaval de Salvador envolve uma série de expectativas e emoções. Dinâmico, imprevisível e incoerente, mexe com o imaginário de quem está fora ou dentro da folia. O fato é que a cidade gira em torno dele e nunca irá se separar. As mais diversas expectativas fazem parte de uma noite de carnaval. Desde o medo de um assalto (que nos faz esconder dinheiro nos lugares mais improváveis) à esperança de encontrar o grande amor da nossa vida (descendo o circuito Barra-Ondina!). Tudo pode acontecer naquelas horas de muita música, dança e economia de juízo. Ódios mortais e paixões avassaladoras duram o tempo de uma canção do Asa de Águia, com ou sem “arrêia”. Do alto do camarote “open bar”, das arquibancadas no Campo Grande, atrás do trio elétrico (com direito à inconfundível fumaça de óleo diesel do escapamento), a alegria é regra. É impressionante a capacidade de esquecer os problemas por uma semana. Ara Ketu, Olodum e Parangolé funcionam como antidepressivos de tarja preta. Espantam tristeza e tiram os pés do chão! E até quem não gostou bate palma. Nenhum dia de carnaval é igual a outro. A quinta-feira é completamente diferente do domingo! Esse dinamismo o torna imprevisível e charmoso! O melhor dia pode ser o primeiro ou o último. A melhor música surge do inesperado, Ivete Sangalo é moderna e reinventou o carnaval de Salvador

58

PERINI

www.perini.com.br


fotos: arquivo pessoal de fabrício Nascimento, andré passos/cacoc de telha, Alex Oliveira/Setur e

João Ramos/Bahiatursa

Aquela comidinha do beco é desejada tanto quanto os petiscos da Perini ou da poesia ou do ridículo ou do Chiclete com Banana. As danças divertidas expõem o nosso lado mais desprendido. Aquela comidinha do beco é desejada tanto quanto os petiscos da Perini. Não adianta buscarmos coerência no Reinado de Momo e nem há por quê! Ele não foi feito pra ser sério. Sequer precisa disso. Basta vivenciar e curtir cada detalhe, da busca pelo isopor de melhor cerveja ao tão sonhado banheiro sem fila. É feito de um conjunto de acasos e experiências pessoais. “O meu carnaval é diferente do seu.” Carnaval 2010 – Bloco Camaleão Ângulos e percepções diversos. A indústria carnavalesca é Ivete Sangalo – moderna e reinventada para se adequar às necessidades dos fãs. A cidade é dependente e refém, mas isso não é mau. Milhares de pessoas esperam um ano por esses seis (ou sete) dias de festa para equilibrar suas finanças e mentes. Não me refiro apenas aos cordeiros do Bloco Eva e vendedores de drinques. Lembramos também das equipes de saúde que recebem “horas extras”, costureiras/customizadoras de abadás, a turma da hotelaria etc. Reclamar do trânsito modificado e da sujeira das manhãs é ineficaz. O sensato é se juntar à insensatez e se entregar à gandaia! Enfim, trata-se de uma mistura de tudo de bom, ruim e mais ou menos. E isso o torna fantástico e lúdico. Não há como escapar dele, tampouco se almeja fugir completamente. Ele está dentro da gente, o carnaval somos nós, ele é o espelho da nossa alma. Carnaval 2010 – Jammil no Farol da Barra Fabrício Nascimento é médico e escritor baiano e nasceu durante o carnaval de 1978. perini@profashional.com

www.perini.com.br

PERINI

59


c inem a

Por Lula Tdscko

O cinema acabou? O ano de 2010 foi, unanimemente, um ano horroroso para o cinema. Tanto pelo fraco desempenho global das bilheterias como pela safra de filmes nada inovadora. Mas daí a se decretar, novamente, o fim do cinema como forma de entretenimento para massas é um exagero caduco. A soma anual das bilheterias já vinha caindo desde 2002 (com exceção de 2009, com o fenômeno “Avatar”), então a queda de 2010 não foi novidade nenhuma. Durante muito tempo, o crescimento da população mundial mascarou um lento declínio nas bilheterias. Como havia mais gente a cada ano, a bilheteria se sustentava nesses novos consumidores, mas, analisando-se per capita, esse declínio já vinha de muito tempo. Antigamente, entretenimento era formado pela tríade “cinema-rádio-teatro” e, para se assistir a um filme, era preciso ir ao cinema. Com o tempo, surgiram novas formas de se ver um filme. E a cada nova

60

PERINI

www.perini.com.br


A M E N I C

arte: MericG / Deviantart. fotos: raven / fotolia e saulo kainuma

Antigamente, entretenimento era formado pela tríade ‘cinema-rádio-teatro’ e, para se assistir a um filme, era preciso ir ao cinema. Com o tempo, surgiram novas formas de se ver um filme

forma, o cinema era decretado como morto. Foi assim com o surgimento da televisão, passando pelo home video (VHS/DVD), TV a cabo e pay-per-view. O cinema ainda resistia firme e forte a todas essas mídias. Eis que surge a internet, essa generosa babel da informação. Aparece também o desafio da indústria do entretenimento de lidar com ela para proteger seu conteúdo. A indústria fonográfica foi a primeira a sofrer, pois um arquivo de música tem, em média, um tamanho 200 vezes menor que um filme. As bandas largas ainda não eram tão grandes assim e o primeiro festival de conteúdo gratuito praticamente devastou a indústria da música. A solução foi paliativa. Um megaprocesso da RIIA contra os grandes provedores P2P como, por exemplo, o Napster, refreou a farra musical, mas ainda continua fácil “baixar” praticamente qualquer música em questão de minutos na internet. Com o potencial das bandas largas, esse problema chegou aos filmes. Esse sim, foi um golpe duríssimo na indústria do cinema. Os mercados de Sell Thru (venda direta ao consumidor) e locadoras de vídeo foram os primeiros a acusar o golpe. As locadoras minguaram, e as poucas que restaram, mudaram o conceito do negócio para sobreviver. O Sell Thru só continuou pela queda muito forte nos preços.

CINEMA

Seja via pirataria ou downloads caseiros, o fato é que o conteúdo caro do cinema está chegando de forma gratuita e fácil aos “consumidores”. E isso é insustentável. Ano após ano, a indústria do cinema se torna mais cautelosa e conservadora. A aversão ao risco está disseminada, não há mais espaço para projetos inovadores, produtoras independentes estão falindo ou sendo incorporadas pelos grandes estúdios. Sequências, adaptações, refilmagens, no final das contas, está sendo produzir apenas mais do mesmo, e do mesmo que foi sucesso. Pela primeira vez, isso é realmente preocupante, pois é o âmago do cinema que está sendo afetado. Então, o cinema vai acabar? Não sei, acredito que não, mas creio que desta vez o inimigo é mais poderoso e difícil de ser abatido do que das outras vezes. Te cuida, cinema!

Lula Tdscko é cinéfilo declarado e tem orgulho de ser apontado como “aquele cara fera em cinema”. Colecionador de revistas especializadas há 23 anos, ele possui todos os filmes a que assistiu nos últimos 21 anos: clássicos de Hollywood, nacional, cult, drama, terror ou infantil. perini@profashional.com.

www.perini.com.br

PERINI

61


m o da

As cores de Carybé Nas suas telas, tudo vibra e é possível, nas passarelas também. E no embalo dessa paixão pela Bahia, buscamos referências que parecem ter saltado dos quadros desse importante artista Por Julia Moraes Baiana do acarajé

62

PERINI

www.perini.com.br

Neon SPFW

Fotos dos desfiles: Agência Fotosite Ilustrações: reproduções do livro Carybé & Verger

São Salvador está plena de imagens e significados. Suas cores, sua ginga e seu entusiasmo, inspiram! E nas obras inebriantes do artista plástico Carybé, um argentino, apaixonado e radicado na capital soteropolitana, buscamos referências nesse rico universo para as páginas da Perini em Revista. Nos principais desfiles das recentes semanas de moda do País, observamos que pinceladas saíram das telas e invadiram as passarelas e, no mesmo passo apertado, brevemente ganharão as ruas também. Aqui, separamos looks luminosos, repletos de baianidade, ingredientes sutilmente “pinçados” nas coleções de Inverno 2011, no eixo Rio-SP e que são expressivos exemplos que retratam essa imensa Bahia, que se multiplica e marca os quatro cantos do Brasil com sua alegria e frescor.


Ladeira do Pelourinho

Totem Fashion Rio

Rampa do Mercado de Carybé e Verger

O estúdio Fashion Rio

www.perini.com.br

PERINI

63


eu q uer o

P r at i c i d a d e pa r a via ja r .

Para quem busca rapidez e leveza em suas viagens e ainda quer uma mala para ser sua companheira de voo, sem ter de perder tempo nas esteiras dos aeroportos, a Rimowa apresenta as malas perfeitas para roteiros curtos ou até para reuniões de negócios.

C o m b i n a ç ã o per f eita . De imenso prestígio, o Vega Sicília “Único” é um vinho que reúne toda a classe e elegância que são a marca registrada da bodega famosa espanhola. Apresenta ótima acidez e taninos firmes. Para acompanhar, nada melhor que o mais tradicional dos queijos italianos, o Parmigiano Reggiano, que usa em sua produção leite da mais alta qualidade. Excelente dica para entradas, servido aos pedaços, ou ralado em diversas receitas que incluam uma pasta, por exemplo. Escrita fina. Elementos de titânio, separados por anéis brilhantes com banho de platina formam o corpo e resultam no nome desta sofisticada caneta da Faber Castell: Anello que significa anel em italiano. A pena da caneta tinteiro é de ouro 18 quilates. Para você escrever com muito estilo.

Brilho glamouroso.

E f e i t o n at u r al . O premiado Météorites Voyage mais uma vez revoluciona a história do pó compacto. Uma maravilha tecnológica, uma mistura de fosco e tons perolados, a engenhosa mistura de seis corretivos e partículas iluminadoras devolve o brilho natural de toda a pele. Um luxo absoluto, com forma de cristal e fecho magnético, une design, praticidade e elegância.

64

PERINI

www.perini.com.br

Soltando a v oz. O home theater está cada vez mais moderno e, para incrementálo, é importante ficar atendo à tecnologia em imagem e som. O karaokê é uma ótima opção, e os modernos aparelhos, como o Ivideokê, permitem que você faça download de suas músicas favoritas pela internet.

Fotos: divulgação assessorias das marcas e saulo kainuma

Toda mulher sonha em ter brilhantes para adornar a beleza; se a combinação for com ouro branco, será ainda melhor. Esses brincos da Tani Jewels são puro glamour, além dos diamantes e ouro, ainda possuem pedras de safira para deixar você mais iluminada.


n ews

Buffet Perini A toda hora tem uma delícia esperando por você. Além das delicatéssens espalhadas por toda a cidade, a Perini possui também o restaurante na Graça: é a qualidade Perini em buffet livre. Possui muitas opções de alimentos saudáveis, principalmente para quem quer manter a dieta. Neste verão, nada melhor que um cardápio especial de saladas, além de pratos da culinária internacional, como bacalhau e salmão. Não podem faltar os quitutes baianos e um menu especialmente elaborado com iguarias da cozinha japonesa. Perfeito para quem gosta de comer bem. Conheça o cardápio no site: www.perini.com.br.

Camarão light

Fotos: saulo kainuma

De cara nova As lojas Perini Vasco da Gama e Pituba estão de layout novo. Elas foram reformadas para oferecer ainda mais conforto e aconchego aos clientes e, dessa maneira, melhorar ainda mais os serviços da delicatéssen. Segundo a designer de interiores, Luciana Beccki, autora do projeto, “a escolha da madeira como base remete à sofisticação e elegância e os novos armários expositores destacam de forma organizada os produtos sinalizados; além disso, utilizamos como complemento o granito branco Itaunas e o acrílico, que são materiais nobres e de fácil higienização”. O setor de hortifrúti recebeu expositores que facilitam a visualização das frutas e verduras, o que só confirma a sua qualidade. Para a padaria, a nitidez e a iluminação criaram uma atmosfera de transparência, evidenciada com a finalidade de ajudar os clientes nas suas escolhas. Na doçaria, uma nave central foi construída para permitir facilmente a visualização dos deliciosos doces Perini. Luciana ressalta que “as floreiras, na entrada das lojas, traduzem um ar de jardim ao ambiente”. Puro luxo!

www.perini.com.br

PERINI

65


r ot e ir o c u ltural

Prêmio de fotografia

PRÊMIO

As inscrições para o Prêmio de Fotografia Pierre Verger continuam abertas até o dia 18 de março. A premiação, uma das maiores do Brasil, é promovida pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) e tem como objetivo incentivar, divulgar e valorizar a produção fotográfica brasileira. O edital e seus anexos estão disponibilizados no site www.fundacaocultural.ba.gov.br.

Livro + DVD

“Sotaque em Pauta Chula: o canto do Recôncavo” Durante três décadas de intensa pesquisa, o compositor Roberto Mendes, natural de Santo Amaro da Purificação, imergiu em suas raízes, fincadas no Recôncavo Baiano, para estudar e resgatar a chula, mãe do samba de roda e base dos outros sambas. O resultado é o livro com DVD intitulado “Sotaque em Pauta – Chula: o canto do Recôncavo”, com o objetivo de reapresentar o ritmo ao mundo. O lançamento em Salvador acontece no dia 31 de março, no B-23 Lounge Music Bar – Rua Anísio Teixeira, Boulevard 161 – Loja 23 S – Itaigara.

Curso

Show

Grito Rock Salvador

O evento acontece entre os dias 23 e 27 de março, em Salvador, no Pelourinho – Praça Pedro Arcanjo. A programação vai do rock ao hip-hop. A produção traz atrações escolhida por meio de seleção feita por curadores. Informações: www.quinacultural. com.br. Gratuito.

66

PERINI

www.perini.com.br

Extensão em Psicologia Junguiana A 16ª edição do curso de Extensão em Psicologia Junguiana está com matrículas abertas e tem o objetivo de possibilitar o entendimento dos principais temas da Psicologia Analítica a partir de um olhar teórico-vivencial. Organizado por Carolina Azevedo. Informações pelo (71) 8232-1147 ou carolinafazevedo@yahoo.com.br.


r o t e ir o cu lt u r al

livro

Carnavais do Brasil

A premiada fotógrafa franco-espanhola Catherine Krulik lançou esse livro e m e di ç ã o de luxo trilíngue, e revela a diversidade desta que é a maior festa popular do mundo, em suas múltiplas manifestações regionais, frutos das heranças culturais e étnicas presentes na formação cultural brasileira. Grão Editora.

livro Infantil

Um dia a casa clown Espetáculo de solos de palhaços para todas as idades. Acontece todos os sábados e domingos de abril, às 16h, no Espaço Xisto Bahia (ao lado da Biblioteca Pública dos Barris). Informações: www.casaclown. blogspot.com.

www.perini.com.br

PERINI

67


do c h ef

Bolo de iogurte Casar sempre esteve na moda, porém o bolo de noiva não precisa seguir a receita tradicional. Nossa convidada, Katia Pellegrini, oferece uma sugestão para lá de saborosa a fim de coroar o grande dia com o toque de refinamento que a data merece

68

PERINI

www.perini.com.br


com castanha Ingredientes

Bolo 500 g de manteiga ou margarina 3 e 1/2 xícaras (chá) de açúcar refinado 6 ovos 2 potes de iogurte natural 100 ml de leite 6 xícaras (chá) de farinha de trigo 2 xícaras (chá) de castanha-do-pará triturada no liquidificador 2 colheres (sopa) de fermento Recheio de cappuccino 2 latas de leite condensado 2 latas de creme de leite com soro (600 ml) 3 colheres (sopa) de farinha de trigo 200 g de chocolate meio amargo 2 colheres (sopa) de café solúvel 2 colheres (sopa) de manteiga ou margarina 2 colheres (sopa) de uísque

fotos: saulo kainuma

Calda para regar 200 ml de água 4 colheres (sopa) de açúcar granulado 50 ml de Martini ou outra bebida de sua preferência, ou o aroma que desejar Montagem 400 g de doce de leite industrializado 750 g de pasta americana pronta Açúcar impalpável para abrir a massa

Modo de fazer Bolo Bata (por mais ou menos 5 minutos) a margarina com o açúcar até obter um creme leve e fofo. Coloque os ovos um de cada vez, batendo bastante a cada colocado. Acrescente a farinha de trigo, alternando com o iogurte e o leite. Por último, acrescente a castanha e o fermento, misturando delicadamente. Leve para assar em forno médio, até que enfiando um palito o mesmo saia limpo. Rende duas fôrmas de 30 cm. Recheio Leve ao fogo todos os ingredientes, menos o uísque, até ficar no ponto de brigadeiro mole. Desligue o fogo, acrescente a bebida, aguarde esfriar e empregue. Calda Leve ao fogo: a água e o açúcar até que comece a ferver. Nesse momento, desligue, incorpore a bebida ou o aroma escolhido, aguarde esfriar e empregue. Montagem Depois de frios, desenforme os bolos. Abra o primeiro bolo ao meio, umedeça com a calda doce e aplique uma quantidade do recheio. Em seguida, coloque a segunda camada de bolo. Repita essa operação com o segundo bolo. Ficará da seguinte maneira: bolo, recheio, bolo, recheio, bolo, recheio, bolo. Passe doce de leite sobre todo o bolo em quantidade suficiente e cubra com pasta americana já massageada e aberta com um rolo sobre superfície polvilhada com o açúcar. Retire o excesso com uma carretilha. Decore a gosto.

A chef

Katia Pellegrini dedica-se a confeitaria há 10 anos. Sua paixão teve início com bolos infantis e, por causa de sua dedicação e talento, surgiram convites para confeccioná-los para casamentos e ela tornou-se fã incondicional desse símbolo de união. Sua proposta sempre foi produzir bolos inesquecíveis, por isso, criou recheios de sabores tão inusitados que esta se tornou sua marca registrada. Ministra cursos de confeitaria em Salvador, Rio de Janeiro e São Paulo e também participa como convidada de programas de TV.

www.perini.com.br

PERINI

69


seu m enu

Maçã recheada

Maria José Alves de Souza Cozinheira da Perini Graça

70

PERINI

Ingredientes

Modo de fazer

10 maçãs vermelhas 200 g de queijo de cabra ralado para rechear 2 colheres (sopa) de mostarda 2 colheres (sopa) de mel Para decorar 100 g de queijo de cabra cortado em triângulos Geleia de framboesa Sementes de mostarda

Parta cada maçã ao meio e raspe até ficar funda. Pincele-as com a mostarda e o mel e, em seguida, coloque o queijo de cabra ralado. Leve ao forno para assar por 10 minutos, a 180°C. Decoração Coloque as maçãs em uma bandeja e decore com os pedaços de queijo de cabra cortado, geleia de framboesa, sementes de mostarda e galhinhos de erva-doce para finalizar.

www.perini.com.br

fotos: saulo kainuma

com queijo de cabra, mel e mostarda


Bolo pudim

de chocolate e maracujá Ingredientes Para o bolo de chocolate 400 g de açúcar 400 g de manteiga sem sal 12 ovos 500 g de chocolate meio amargo 100 ml de creme de leite fresco 1 kg de farinha de trigo 200 g de chocolate em pó 100 g fermento químico 1 l de leite Para o pudim de maracujá 500 g de leite condensado 300 g suco de maracujá 200 ml leite 3 ovos Para a calda 500 g de açúcar Polpa de 2 maracujás com sementes

Modo de fazer Bolo de chocolate Misture a farinha de trigo, o fermento,

o chocolate em pó e reserve. Derreta o chocolate em banho-maria, acrescente o creme de leite e também reserve. Bata a manteiga, o açúcar e os ovos até formar um creme bem homogêneo e vá incorporando o chocolate derretido. Aos poucos, acrescente os secos (farinha, fermento e chocolate em pó) e o leite. Pudim de maracujá Bater todos os ingredientes no liquidificador. Calda Derreta o açúcar e, quando estiver uniforme, misture a polpa de maracujá e deixe ferver por dois minutos. Montagem Unte uma forma de furo no meio com manteiga e açúcar. Faça uma primeira camada com a massa do pudim e a segunda com a do bolo. Asse em banho-maria durante 50 minutos, a 170° C. Desenforme com cuidado e acrescente a calda de maracujá por cima, para decorar.

www.perini.com.br

Wellington da Silva Ameno Oficial confeiteiro da Perini Pituba

PERINI

71


r eser va k ids Mande a foto do seu (sua) filho (a) e nos conte do que ele (a) mais gosta na Perini*

Mur

al

O meu programa preferido é ir, aos sábados, tomar o delicioso café da manhã na Perini Graça. Giovanna Gabriel, 1 ano

Adoro lanchar na Perini da Vasco. Do que mais gosto são o sorvete de chocolate e a coxinha. Samara Letícia Carvalho Vilas Boas, 7 anos

Quando vou à Perini da Graça, gosto de ajudar mamãe e papai nas compras, mas não abro mão de pilotar meu carrão! César Lemos Monteiro de Oliveira, 1 ano e 11 meses

Desde os quatro meses de vida, a pequena Valentina vai à Perini. Inicialmente, era fã do carrinho com bebê conforto. Hoje, ama o carrinho com volante. Ela adora fazer suas próprias compras: queijos “Polenghi” sabores, danoninho, sucos, biscoitos de leite e gelatina. Ela adora ir à loja da Vasco da Gama, onde já é “local” (risos), conhecida por todos pelo nome. Valentina Santrovitsch De Sá Bittencourt Câmara, 1 ano e 5 meses

72

PERINI

www.perini.com.br

foto Giovanna Gabriel: Ivan Ferreira

Sempre que vou à Perini, os meus sonhos se realizam: tomo sorvete e como o pãozinho de leite. André Luís Freitas Moraes Séder, 5 anos


Oba!!! Não vejo a hora de abrir uma Perini pertinho de casa, em Lauro de Freitas! Gabriela Lourenço Baptista, 2 anos

Desde quando eu estava na barriga da mamãe, já frequentava a Perini, e continuo achando que ela é show! Sempre que vou lá, eu tenho de tomar o sorvetinho de chocolate. Maria Mussi Muricy, 5 anos

Meu pai e minha mãe me levam quase todos os domingos para tomar café da manhã na Perini da Graça. Adoro e me lambuzo com as guloseimas (risos). Philippe Ricardo Martem Santos, 7 anos

Adoro tudo da Perini... frutas, pãozinho, sorvete e chocolate! Amanda Lourenço Baptista, 4 anos

Até no dia do meu batizado, em Olivença, quis ter por perto os produtos da Perini de que mais gosto. Maria Dantas, 1 ano e um mês

www.perini.com.br

PERINI

73


r eser va k ids

Adoro quando a tia Milla me leva à Perini da Graça para comer sushi. Hum! Não tem coisa mais gostosa! Gustavo Felipe Miranda Teles, 7 anos

Quando tinha dois anos, a ida à Perini era um dos meus passeios favoritos. A trinca era formada por zoológico + praia + Perini, onde sempre pedia a mesma coisa: pãozinho mineiro, Toddynho e balas de amêndoa com casquinha colorida. Os funcionários já me conhecem pelo nome! Nina Chicourel Tedesco Netto, 5 anos

Sou o príncipe da casa e na única vez que frequentei a Perini tomei papinha de maçã! Hum, delícia! Pietro Chicourel Tedesco Netto, 8 meses

Sou um superbebê. Não falo direito, mas sei muito bem pedir os quibes e as coxinhas da Perini. Adoro ir no carrinho em formato de carro de corrida. Enzo Chicourel Tedesco Netto, 2 anos

Eu adoro a Perini! Sempre vou lá para tomar o sorvete de coco (meu preferido) com o papai. O lanche também é muito gostoso e os salgados sempre estão quentinhos e crocantes! Júlia Mendes, 7 anos

*Envie a foto para perini@profashional.com, com nome completo da criança, idade, cidade e Estado. O próprio envio da foto já se caracteriza como cessão e autorização de uso de imagem. 74

PERINI

www.perini.com.br


perini


Revista Perini-Ed.10  

É uma mistura de boutique de pães, boulangerie e delicatessen. Então, um lugar assim só poderia ter uma revista especial, para mostrar o que...

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you