Page 1

RR ™

RETail REPORT

THE BIGGEST MALLS

Os maiores shoppings do mundo e as dicas dos nossos consultores para garantir bons negócios

VITRINE

Saiba o que o visual merchandising e a arquitetura de varejo podem fazer pelo seu empreendimento

HIsTÓRIa de suCessO Conheça a trajetória do faxineiro que virou dono de uma grande rede de cinemas do País

m e d n e v e u q s n e g a m I res que se o id m u s n o c e sd á resultado! traindo milhõe d a ia l, g a n té a io c tr a s e ir p sa as que utilizar es eram o desejo e g d s lo e p d a m d e x ri e b le um Ce abrina Sato é S . s la e m o c identificam

IdeIas InOvadORas O uso da tecnologia no ponto de venda para gerar lucros e fidelizar cada vez mais clientes

profashional.com • ano 1• nº 1• 2013


CENTER NORTE


CENTER NORTE


4

editorial

a vida está cheia de desafios que, se aproveitados de forma criativa, tranformam-se em oportunidades. Maxwell Matz

concorrência no mundo do varejo está cada vez mais acirrada, por isso, quem respira dentro deste universo precisa estar atento às novidades do setor, focando nas necessidades dos respectivos mercados. a Profashional editora lança mais uma publicação, a revista Profashional Retail Report, com a proposta de levar ao leitor, ávido por conteúdo de qualidade, assuntos relacionados ao business de varejo, com forte foco em shopping centers. a capa de uma revista é como uma vitrine, precisa instigar a curiosidade para que o consumidor (leitor) tenha desejo de entrar na loja ou, num paralelo dinâmico, folhear as páginas de uma revista. Nesta edição de número 1, escolhemos a apresentadora Sabrina Sato que atrai a atenção de milhões de brasileiros. ela, entre outras personalidades, ilustra a matéria de capa e, por meio do neuromarketing, nos mostra o poder que determinadas imagens provocam nos mais diversos públicos-alvo. o mundo atual vence nas diferenças! Você encontrá ainda todos os temas novos, mas contamos com a expertise de gente grande.

Sucesso para todos nós! dio Jaguarível Siebmann editor in chief

RR ™

RETail REPORT

PROFASHIONAL EDITORA Publisher: Sandra Teschner Diretor Executivo: Gabriel Sales Diretora de Projetos Especiais: Dio Jaguarível Gerente do Núcleo de Jornalismo: Adriana Rosa – MTB 47337 Gerente do Núcleo de Design: Alice Hecker Revistas Digitais: Danielle Lima Assessora de Imprensa: Ana Carolina Contri Assistente Administrativa: Viviane Miluzzi

Web: Ricardo Cerdan Departamento Comercial e Marketing: Márcia Souza - Executiva de contas Renata Pena - Novos negócios e marketing comercial@profashional.com Atendimento ao Cliente: Alice Alves recepcao@profashional.com PROFASHIONAL RETAIL REPORT Editora: Sandra Teschner Coordenação de conteúdo: Dio Jaguarível e Adriana Rosa Jornalista Responsável: Fernanda Mendonça MTB 61706 Jornalistas: Ana Carolina Contri, Maria Helena Bellini e Mirella Stivani

Direção de Arte e Projeto gráfico: Alice Hecker Designer responsável: Analu Ferreira Designers Gráficos: Claudia Carvalho, Danielle Lima, Humberto Lima e Katherine Gomes Moda: Julia Moraes, Gabriela da Mata e Carolina Nazatto. Tiragem: 10.000 exemplares Representação Comercial: Sartif Solution Mara Romanez e (mara@sartifsolution.com.br), Carla Sammarone (carla.sammarone@sartifsolution.com.br) Revisão: Maria Elisa Albuquerque Impressão: Log&Print

Os artigos assinados são de inteira responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Editora nem da Revista. É permitida a reprodução desde que previamente autorizada, com crédito à fonte.

PROFASHIONAL EDITORA LTDA Av. Jandira, 843 - Moema, CEP 04080-005 São Paulo/SP, Tel.: (11) 5051-4084, www.profashional.com editora@profashional.com


Faรงa sua

revista customizada com quem garante resultado


6

íNdice

08 12 16 18 20 24

VITRINE # A PRIMEIRA IMPRESSÃO o especialista Julio takano revela o que a arquitetura de varejo pode fazer pelo seu negócio

FOCO # PROJETOS os maiores shoppings do mundo e as dicas dos consultores da Semma para o sucesso dos grandes centros comerciais

IN VOGA # INVESTIMENTOS o mercado pet no Brasil está em alta. o Pet center é um exemplo, o grupo faturou r$ 115 milhões no ano passado

BATE-PAPO # EDMOUR SAIANI o empresário fala sobre empreendedorismo e conta como realizou o sonho de criar a Ponto de referência

PERFIL # ELI JORGE LIMA de faxineiro a empresário: a emocionante história de vida do dono do centerplex

MERCADO # LANÇAMENTOS os shoppings que se preparam para abrir as portas nos próximos meses

TECNOLOGIA # INOVAÇÃO Soluções para fidelizar os clientes no ponto de venda

CAPA # NEUROMARKETING celebridades impulsionam as vendas e atraem milhões de consumidores. Sabrina Sato é uma delas!

SEGURANÇA # PREVENÇÃO a importância dos treinamentos para reduzir os riscos de acidentes em centros comerciais

VAI E VEM # O GIRO DO MERCADO as mais recentes contratações e promoções pessoais e profissionais dos shopping centers

BUSINESS # ACONTECE as principais feiras, seminários e cursos do setor

MODA # DESFILES as principais tendências das passarelas do São Paulo Fashion Week e Fashion rio para o próximo verão

REFLEXÃO # PENSAR E AGIR christian Barbosa ensina a organizar o tempo de forma produtiva e ressalta a importância de investir em conhecimento

26 30 34 36 38 40 42


8

VITRINE # a pRImEIRa ImpREssão

C

De oLHos

Abertos

saIba o quE o VIsuaL mERCHaNdIsINg E a aRquITETuRa dE VaREJo podEm fazER pELo sEu NEgóCIo Com as dICas do aRquITETo JuLIo TaKaNo

onhecer o público-alvo, lançar tendências, ouvir os consumidores e segui-los em suas mudanças de comportamento, são algumas das dicas para atrair cada vez mais clientes para a sua loja. os conselhos são do arquiteto Julio Takano, sócio diretor da

Kawahara Takano soluções para Varejo. segundo ele, essas e outras regras que você vai conhecer aqui foram exaustivamente replicadas e testadas. “por isso, é possível afirmar que é praticamente uma metodologia desenvolvida para reposicionamento estratégico de marcas”, garante. Confira!


(...) é fundamental que o consumidor perceba o dNa da loja por meio do seu visual e ter uma equipe apaixonada pelo que faz, que busque não só vender produtos, mas oferecer soluções aos clientes

Fotos: Divulgação

Na página ao lado, o display desenvolvido para a marca o boticário chama a atenção dos clientes; acima, as prateleiras deixaram esta loja da artex mais organizada e sofisticada e abaixo, manequins parecem interagir em projeto para a loja Hering

O cAmINHO dO SucESSO Em primeiro lugar, é preciso saber quem é o seu público-alvo. “Isso é descoberto por meio de pesquisas qualitativas e quantitativas”, afirma o especialista. depois, é preciso ouvir os consumidores, pois assim, com essa aproximação, é possível conquistar credibilidade. “o próximo passo é buscar excelência por intermédio de um conceito inovador e conquistar a liderança ou a manutenção dela”, opina Takano. Também é fundamental que o consumidor perceba o dNa da loja por meio do seu visual e ter uma equipe apaixonada pelo que faz, que busque não só vender produtos, mas oferecer soluções aos clientes. “outra dica é estudar uma curva abC de produtos, em muitos casos, 20% deles respondem por 80% das vendas. pense nisso, antes de sair comprando toda grade do fabricante para expor de tudo em seu estabelecimento”, aconselha. ATENçãO à cONcORRêNcIA além disso, é fundamental desenvolver uma análise de players concorrentes no segmento e adjacentes. “Concorrência é inevitável, por esta razão, devemos aprender todos os dias e melhorar sempre, a partir de análise dos nossos pontos fortes”, indica.

LIdERANçA para que todas as etapas do processo ocorram com sucesso, Takano aconselha os lojistas a nomear um líder sênior para o projeto. “Ele atuará como gestor do varejo, dando consistência e ritmo ao andamento das etapas do conceito”, diz. E fique de olho: “projetos sem liderança ou com muitas delas, normalmente, estão fadados a serem engavetados”, salienta.

PROFASHIONAL RETAIL REPORT | 9


10

VITRINE # a pRImEIRa ImpREssão

A ARquITETuRA é POdEROSA muitos não sabem, mas o cliente, quando passa em frente a uma loja, tem poucos segundos para perceber uma marca. “É o tempo que o cérebro leva para processar uma informação e concluir: ‘gostei’ ou ‘não gostei’”, afirma Takano. a arquitetura nesse sentido é uma poderosa ferramenta para percepção de uma loja e sua marca aplicada na fachada. “É a ela que buscamos criar um efeito ‘arrasa quarteirão’ nas inaugurações, com a utilização de linhas arquitetônicas, materiais, tecnologia e recursos inovadores”, explica. Erros nesse processo de criação de espaços comerciais podem prejudicar muito as vendas. “a não execução de uma etapa pode comprometer todo desenvolvimento do conceito.” ATENçãO ESPEcIAL àS vITRINES a vitrine e os espaços internos da loja precisam ser repaginados a cada quatro anos. “Estar sempre atento às tendências é uma questão de sobrevivência!”, sinaliza. Em épocas comemorativas, como dia das mães, Natal, etc. também é preciso atualizar o display. “Nessas datas sazonais, é preciso dar o seu recado de forma competente”,

afirma Takano. Em centros de varejo onde a concorrência é ainda mais acirrada, é necessário ser mais criterioso na hora de montar os displays. “menos é mais. a poluição visual e auditiva só gera confusão na cabeça do consumidor, por isso, ter critério e foco na mensagem que se quer transmitir, é essencial”, indica. segundo ele, uma vitrine muito bem planejada e produzida pode responder em média por 8% das vendas. “No entanto, uma vitrine péssima pode diminuir suas vendas em até17%”, avisa. INvISTA mAIS, LucRE mAIS! uma opção ainda melhor, é ter uma loja sem display onde ela toda funciona como vitrine para o consumidor. “um projeto assim pode incrementar até 35% das vendas”, conclui. os investimentos em marketing estratégico de ponto de venda ainda são mais baratos, se comparados com os valores de anúncios de rádio ou TV, jornais e revistas. “E a eficácia já foi mensurada e comprovada!”, destaca o arquiteto. segundo ele, essa estratégia atinge o público-alvo. “o método é capaz de estabelecer comunicação emocional com o cliente, gerar um ciclo virtuoso e ainda fidelizar o clienta”, garante Takano.

Fotos: Divulgação

a bela fachada da Riachuelo, em Curitiba/pR


Espaço desenvolvido especialmente para os clientes Nativa spa

cONFIRA OS ERROS mAIS cOmuNS quE OS LOjISTAS cOmETEm E, SE vOcê AINdA cOmETE ALguNS dELES, mudE uRgENTE dE cOmPORTAmENTO

Esta loja da Habitare Casa ganhou um lindo jardim

1 2 3 4 5

Não sabER quEm É o CLIENTE;

Não TER obJETIVos CLaRos dE CREsCImENTo;

TER uma EquIpE dEsmoTIVada;

pENsaR dE foRma CompLExa E pRoLIxa;

Não VIsITaR E Não pREsTaR aTENção aos CoNCoRRENTEs.


Foco # projetos

Grandes negócios

12

sM Mall conta com iluminação especial durante a noite


conFIra os erros que alGuns dos MaIores shoppInGs do Mundo coMeteraM ao abrIr as portas e as dIcas dos nossos consultores para eVItá-los

Você já ouviu falar do south china Mall? ele está no topo do ranking dos maiores shoppings do mundo, possui a maior área bruta locável e a segunda maior área total – uma vez que o primeiro lugar neste quesito é do famoso dubai Mall. Mas, apesar do tamanho, o empreendimento está longe de ser um sucesso, 95% de suas unidades comerciais estão vazias desde a inauguração do shopping, que aconteceu em 2005. e não para por aí, na lista dos dez maiores shoppings do mundo, há outros que não decolaram. Isso pela falta do que se chama de ponto de decisão. É o que explicam os consultores Marcos semenzin e eduardo Gomes, sócios e fundadores da semma, que oferece consultoria ao empreendedor, desde a pesquisa de mercado até a implantação administrativa. segundo eles, esse trabalho é importante para dar ao empreendedor uma visão adequada do retorno de seu investimento e ferramentas para decisão de estruturação de seu funding. “ao escolher a localização, por exemplo, é preciso levar em conta o vetor de crescimento das cidades ou áreas incrustadas em regiões adensadas”, diz semenzin. “também é preciso avaliar todas as variáveis do negócio e contar com operadores adequados ao público que se destina”, completa Gomes. Mire-se no exemplo desses gigantes mundiais para entender o que fazer e o que não fazer na busca pelo sucesso.


14

Foco # projetos West edmonton mall o mall canadense abrange uma área bruta de cerca de 570 mil metros quadrados e é o 5º maior do mundo em extensão e o maior das américas. ele possui mais de 800 lojas e serviços e estacionamento para mais de 20 mil veículos e faz sucesso com os turistas. a parte de entretenimento é a que mais se destaca no empreendimento que possui pista de patinação no gelo, parque aquático, montanha-russa e uma minipista de golfe. south China mall na maioria dos casos, os shoppings vão perdendo inquilinos, mas esse gigante chinês nem chegou a tê-los. o empreendimento possui 2.350 lojas, mas apenas 5% delas foram alugadas. nem mesmo as atrações, como uma montanha-russa de 553 metros, um parque de diversões indoor, um canal para a passagem de barcos com dois quilômetros de extensão e réplicas de alguns monumentos, como o arco do triunfo, fizeram com que o mall decolasse. e tudo por conta de uma grave falha de localização. o erro foi esquecer que a maioria da população de dongguan, que fica ao norte de hong Kong, é formada por agricultores e trabalhadores de fábricas, os quais, com os seus salários, mal conseguem satisfazer suas necessidades básicas.

sm CitY abriu as portas em meados de 1985 e, ao contrário dos primeiros do ranking, teve de ser ampliado em 2006, conquistando o título de maior mall de sucesso do mundo. o empreendimento, localizado nas Filipinas, lançou o conceito “compras com lazer”. o local conta com mais de 1.100 unidades comerciais, sendo 400 do setor de alimentação. há ainda um hipermercado, um anfiteatro para 1.200 pessoas, pistas de boliches e mais de 10 mil vagas de estacionamento, além de um amplo jardim em sua superfície. utama shoPPinG CentRe o shopping fundado em 1995, na Malásia, tornou-se um dos maiores do mundo, depois de uma ampliação, em 2003. hoje, tem mais de 650 lojas e um hotel cinco estrelas em seu interior. entre as principais atrações, estão uma minifloresta com um belo lago, cinco quadras de futsal, 36 pistas de boliches, aulas de mergulho

Fotos: West Edmonton mall/divulgação, Kushch Dmitry ShutterStock, Sanchai Kmar ShutterStock, Sophie James/ ShutterStock

lago artificial com a réplica do santa Maria, de cristóvão colombo é atração no mall canadense; abaixo, a fachada do central World, em bangkok

Jin Yuan o shopping foi inaugurado em 2004, também na china. ele chegou a ser o maior até a abertura do south china. Mas não foi a concorrência que atrapalhou o negócio! apesar de possuir mais de mil lojas – quase o dobro do maior shopping do brasil, o aricanduva shopping, que possui 535 lojas em são paulo – , está sempre relativamente vazio perante sua grandeza.


com profissionais e um jardim na cobertura com mais de 500 espécies de flora exótica. além disso, lá se encontra a maior parede de escalada de toda a ásia. por essas e outras, o mall está sempre movimentado.

dubai Mall é parada obrigatória para todo turista nos emirados árabes

CentRal WoRld se há um empreendimento que precisou dar a volta por cima, é esse em bangkok, na tailândia. o shopping foi aberto em 2006, mas passou por um incêndio. o fato não o impediu de crescer e ser um dos maiores do mundo. o centro comercial foi reinaugurado em 2010 e hoje conta com 600 lojas, hotel cinco estrelas, centro de convenções, torre de escritórios, spa, pista de patinação no gelo e estacionamento subterrâneo com capacidade para 7 mil carros. the dubai mall o shopping dos emirados árabes é o maior do mundo em extensão territorial (1.2 milhões m²) e apesar de não ser o maior em área locável, possui atrações que dão um show e atraem turistas do mundo todo. como, por exemplo, o maior aquário suspenso do mundo com 33 mil animais marinhos em exposição. e mais: pista de gelo, parque de diversões temático e um hotel luxuoso com 250 quartos. o mall foi premiado diversas vezes como um dos melhores do mundo e, em 2011, se tornou o destino mais visitado para compra e lazer com 54 milhões de visitantes – número que equivale à população total da Inglaterra. PRoFashional Retail RePoRt | 15


in voga # investimentos

O

mercado de animais domésticos e de produtos e serviços destinados a eles têm crescido de forma significativa no Brasil. segundo dados da associação Brasileira da indústria de Produtos para animais de estimação (abinpet), em 2012, o segmento faturou R$ 14,2 bilhões e respondeu por 0,32% do Produto interno Bruto (PiB). Um crescimento recorde de 16,4% em relação ao ano anterior, quando a média foi de 10%. a economia brasileira cresceu apenas 0,9% no mesmo período. Um exemplo de sucesso nesse segmento é o grupo Pet Center marginal, de sérgio Zimerman, que surgiu em 2002. atualmente, o Pet Center tem 19 lojas (oito na capital, cinco na grande são Paulo, três no interior, duas no litoral e uma em Brasília) e a expectativa é fechar 2013 com 25 lojas. “estamos empenhados em nosso plano de expansão para consolidar a marca no mercado brasileiro”, conta Hélio Freddi Filho, diretor de marketing e novos negócios e expansão do grupo. “no segundo semestre, vamos começar a trabalhar com o projeto de franquias também”, completa.

SegredO dO SuceSSO Para Hélio, o crescimento do mercado pet no Brasil pode ser devido ao aumento do poder aquisitivo das famílias e a preocupação com a saúde e o bem-estar do animal de estimação. Já o sucesso do grupo Pet Center ocorre pela atenção em oferecer ao cliente variedade e qualidade. “Quando vamos abrir uma nova loja, procuramos uma localização com grande fluxo de veículos e de fácil acesso, além de selecionar profissionais especializados, como biólogos e veterinários. Fora a loja, que é dividida por setores, como por espécies, rações e acessórios, todas as unidades têm centro de estética e clínica veterinária”, explica. as unidades do Pet Center oferecem um mix de 20 mil produtos, como roupas, acessórios, brinquedos, alimentos e uma série de itens exclusivos. Há o Pet safári, com aves, roedores e peixes. atendimento de veterinários especializados em clínicas anexas às lojas e no hospital veterinário 24 horas da av. Pacaembu. e centro de estética com profissionais altamente treinados, sob coordenação de um groomer (tosador) premiado em concursos internacionais. o projeto de expansão da rede inclui um centro de distribuição na Rodovia anhanguera, com capacidade para atender a até 50 lojas. tudo isso visando à expansão do grupo que, em 2012, faturou R$ 115 milhões. a meta para 2013 é de R$ 150 milhões.

lUCRo

gaRantido Por mirella stivani

o meRCado Pet no BRasil é o segUndo maioR do mUndo (os estados Unidos lideRam). Um exemPlo é o Pet CenteR QUe, em 2012, FatURoU R$ 115 milHões

Hélio Freddi Filho

Quando vamos abrir uma nova loja, procuramos uma localização com grande fluxo de veículos e de fácil acesso, além de selecionar profissionais especializados, como biólogos e veterinários. Fora a loja, que é dividida por setores, como por espécies, rações e acessórios, todas as unidades têm centro de estética e clínica veterinária

Fotos: Divulgação

16


bate-papo # edmour saiani

por Fernanda mendonça

empreender

a hora Certa de

18

e

ngenheiro formado pelo instituto tecnológico de aeronáutica (ita), edmour saiani conta que os pais têm orgulho dele. e não é por menos, estudioso e profissional dedicado, ele ocupou cargos importantes e chegou a ser gerente de promoções na Johnson&Johnson. depois, fez carreira na área de marketing e vendas. passou pela santista alimentos, Grupo bunge, pepsi, mesbla e banco nacional. “terminei minha carreira como gerente-geral de duas empresas do setor de trigo”, completa. mas o que ele chama de fim foi, na verdade, um novo começo. pai de família, só se permitiu arriscar-se no empreendedorismo com um pouco mais de quarenta anos de idade. reuniu todo o seu conhecimento de mercado e criou a Conceituau que hoje se tornou a ponto de referência. Conheça mais sobre esse empresário de sucesso nesta entrevista exclusiva! Profashional Retail Report: Você sempre teve vontade de abrir a sua própria empresa? Edmour Saiani: sempre tive alguma vontade. porém, fui um empreendedor retardatário. tive três filhos e, até os 26 anos, ainda cuidava de pai, mãe e ajudava minhas irmãs. eu não conseguia pensar em não ter salário! minha carreira de empregado foi bem bacana e passei a ganhar o dinheiro de que precisava para levar uma vida boa, e cheguei a ser gerente-geral de algumas corporações, foi aí que eu comecei a ter algumas indignações. P. R. R.: Isso te motivou a se tornar um empreendedor? E. S.: sim, eu comecei a empreender aos 40 e poucos anos. abri minha empresa depois de muita indignação. passei por três empresas em que consegui ficar apenas um ano e meio. tinha duas possibilidades na minha vida: ser gerente-geral de uma empresa que me permitisse ser eu mesmo ou ter a minha. não consegui a primeira hipótese, fui pra segunda. P. R. R.: Como surgiu a Ponto de Referência? E. S.: na verdade, eu montei uma pasta e dei a ela o nome “Freedom”. Carregava essa pasta o tempo todo. nela havia tudo o que eu tinha feito nas empresas em que trabalhei que pudesse virar produto. dois anos antes de abrir a ponto de referência, eu abri uma loja. em sociedade com a martha, minha mulher e o marco antonio augusti, ex-estagiário, ex-aluno de engenharia e um grande amigo meu.


Fotos: Divulgação

Quando as coisas não deram mais certo nas empresas, percebi que o problema não estava nelas e, sim, em mim. então, resolvi abrir uma empresa para ensinar às outras o que eu tinha aprendido na vida. Chamava-se Conceituau. para construir conceitos diferenciados. Virou suporte total a varejo e hoje é a ponto de referência.

edmour saiani, fundador da ponto de referência

P. R. R.: Como sua empresa ajuda as marcas a se fortalecerem no mercado e a criar uma relação duradoura com seus clientes? E. S.: aplicando conceitos e ferramentas de gestão que transformam as prioridades das marcas. e acrescentam atividades de cuidar de gente. isso é quase esquecido nas marcas. as avaliações de desempenho são anuais. nesse período, o funcionário já foi embora. a gente ajuda a cuidar das relações entre as áreas todos os dias. P. R. R.: O que é imprescindível para que uma marca permaneça no mercado por muito tempo? E. S.: ela tem de ser valiosa, organizada, rara e inimitável. se ela for isso, tudo durará muito. Corporações ficam focadas na organização e controle e se esquecem do resto. ser rara e eventualmente inimitável fez a sony e a apple explodirem. e pode fazer a apple implodir se ela não mantiver a velocidade. assim como a sony implodiu. P. R. R.: Qual a receita para o que você chama de sucesso sustentável? E. S.: as empresas precisam criar um ambiente em que a equipe seja prioridade no dia a dia. Quem mantém seu sucesso é a equipe. Que gera e mantém reputação, que garante relacionamentos. esses dois constroem resultado sustentável. sem eles, as empresas se perdem e aí é oferta, liquidação e promoções que não param nunca. P. R. R.: O que um bom empreendedor precisa ter e fazer? E. S.: em primeiro lugar, arriscar. se a pessoa racionalizar, procura um emprego fixo e fica por lá. ser funcionário é chato porque existe chefe, regras e tudo mais, mas ainda assim, é muito mais tranquilo

do que ser dono. Quem vira empreendedor tem de ter força de recuperação. tem de ser como um joão-bobo que apanha, cai e volta para a posição inicial. e cada vez melhor! esse é o truque. P. R. R.: Quais os principais erros que os donos de lojas cometem em seus estabelecimentos? E. S.: não cuidar de gente com a mesma energia que cuidam do ponto, da apresentação visual e do produto. na grande maioria das marcas de varejo, gente é vista como descartável. aí o empregador reclama que o funcionário muda de emprego por 50 reais. ele muda de emprego quando quem o contratou não o valoriza como ele esperava. P. R. R.: Quando você olha para trás e vê tudo o que conquistou, como você se sente? E. S.: agradecido à minha mulher mar tha que, quando me viu no auge da indignação por não conseguir mais me adaptar ao mundo corporativo, me perguntou: “Quanto você tem de dinheiro para abrir e manter teu negócio?”. eu, que tinha comprado a loja e um apar tamento, possuía seis meses de custo fixo garantido. ela me disse: “eu te ajudo se você precisar”. e me cedeu a par te de cima do nosso apar tamento para eu fazer um home office por dois anos até a empresa decolar e ter mais de dez pessoas. passaram pela ponto de referência mais de 300 pessoas. hoje, são 40 que trabalham no melhor ambiente em que já trabalhei na minha vida. a gente ajuda todos os dias as pessoas a se convencerem da importância de se tratar bem os outros. e o cliente nos paga para isso! poder trabalhar num negócio tão bacana me faz todos os dias agradecer a deus. PROFASHIONAL RETAIL REPORT | 19


20

perfil # eli jorge lima

paixão

que virou profissão por fernanda mendonça

ele já foi faxineiro, vendedor amBulante e lanterninha, traBalhava em troCa de ingressos de Cinema. hoje é dono do Centerplex, uma das maiores exiBidoras de filmes do país imagine uma criança apaixonada por cinema em uma cidadezinha do interior de pernambuco, há mais de 50 anos. filho de agricultor, eli jorge lima, dono do Centerplex, nasceu em Besouros, a 25 quilômetros de Caruaru, e teve uma infância difícil. aos nove anos de idade, entrou pela primeira vez em uma sala de cinema e ficou fascinado. “minha vizinha arrumou um namoradinho, mas não podia ir à matinê sozinha com ele, então me pediu para acompanhá-los. eu fiquei encantado com as imagens de faroeste”, conta. o que parecia diversão era, na verdade, a descoberta de uma vocação e o início de uma trajetória profissional de sucesso.

Permuta Como os pais não tinham uma boa condição financeira, o pequeno eli precisava trabalhar para bancar seu hobby. “eu fiz amizade com um rapaz que varria o cinema e perguntei se podia ajudá-lo, em troca, ganhava algumas entradas de cortesia”, recorda. o menino também recolhia sucata e vendia. “Com esse dinheiro, comprava o ingresso e ainda um sorvete”, diz. Carismático, ele também ficou amigo do operador do cinema da região e o ajudava a passar os filmes. “Comecei a observar que os rolos de filmes eram descartados, aí escolhia os melhores, tirava do lixo e levava comigo”, lembra. em casa, com uma lâmpada branca, um pouco de água e uma caixa de papelão, o garoto fazia a imagem se projetar na parede ou no chão, era sua brincadeira favorita. “e eu ainda cobrava umas moedas para ir à casa das vizinhas e colocar a imagem para elas verem”, diverte-se.


lanchonete do Centerplex do shopping Center lapa, em são paulo

Cinema do north shopping Barretos, no interior paulista, conta com fotos de elvis presley na decoração

Fotos: Divulgação

eu tinha 17 anos, era ajudante geral e ganhava meio salário mínimo, até que surgiu uma vaga na equipe de limpeza; eu trabalharia da meia-noite às sete da manhã e meu salário melhoraria um pouco. eu aceitei de imediato. só que eu ainda era menor de idade, então combinamos que, se algum fiscal aparecesse por lá, eu fugiria

Na cIdade graNde aos 13 anos, o empresário mudou-se para a cidade de são paulo. primeiro veio o pai, para “tentar a vida”. por obra do destino, o primeiro emprego que conseguiu foi justamente no Cine marajá, no centro da capital. algum tempo depois, uma doença fez o pai voltar para o nordeste e foi aí que mais uma vez eli precisou arrumar um jeito de ganhar dinheiro, só que desta vez para colocar comida na mesa. “fui engraxate, vendia amendoim na rua e dava todo o meu dinheiro para meus pais com orgulho”, conclui. anos mais tarde, o pai voltou para a capital paulista e, com sua experiência, arrumou emprego no Cine Cairo, na região central. local onde o jovem eli também começou a trabalhar. “eu tinha 17 anos, era ajudante geral e ganhava meio salário mínimo, até que surgiu uma vaga na equipe de limpeza; eu trabalharia da meia-noite às sete da manhã e meu salário melhoraria um pouco. eu aceitei de imediato. só que eu ainda era menor de idade, então combinamos que, se algum fiscal aparecesse por lá, eu fugiria”, lembra. de gaLHO em gaLHO depois de conquistar seu primeiro emprego com carteira assinada, eli não saiu mais do universo da dramaturgia. funcionário exemplar, ele se oferecia até para fazer serviços fora do seu horário de trabalho, pois amava o que fazia. seu esforço logo foi reconhecido, passou a ser lanterninha e, posteriormente, chefe da equipe de limpeza. “tornei-me chefe do meu pai!”, orgulha-se. de lá, foi para a fama filmes, onde começou como auxiliar, virou programador e ainda fez parte da equipe de publicidade. mais tarde, recebeu uma proposta da Condor filmes e depois da paris filmes, onde trabalhou por 13 anos em diversas funções e aprendeu ainda mais sobre o universo do cinema. PrOFaSHIONaL retaIL rePOrt | 21


22

perfil # eli jorge lima

em pernambuco, o Centerplex exibe filmes em 3d no north shopping Caruaru

a PrImeIra SaLa foi em uma viagem para minas gerais que eli resolveu empreender. “eu viajava a trabalho e escolhi passar o domingo em poços de Caldas, cidade que eu adoro. foi então que passei em frente ao Cine são luiz e decidi entrar, descobri que o dono havia falecido e o cinema seria fechado. fiquei com pena de ver aquele lugar tão lindo fechar as portas. decidi ir atrás da viúva e consegui alugar aquela sala”, conta. o empresário reformou o local e reabriu meses depois. “a princípio, minha ideia era só ganhar um dinheirinho a mais e levar minha família lá de vez em quando para passear”, ressalta. mas o empreendimento fez um sucesso maior do que ele imaginava. “eu só podia exibir reprises, os outros cinemas tinham exclusividade nas estreias. só que ia mais gente ver a repetição do que os lançamentos da concorrência”, descreve orgulhoso. o grande movimento não era por acaso, lima já era bom em divulgação. “eu ia às rádios, fazia amizade e deixava alguns ingressos para serem sorteados. fazia folhetos e pagava uma pessoa para distribuir nos faróis, alugava carros de som para sair anunciando a programação e por aí vai”, explica. o negócio cresceu e, em pouco tempo, já dava mais lucro do que seu emprego na paris filmes. “eu precisava e queria me dedicar integralmente ao são luiz e tive de pedir demissão.” da rua Para OS SHOPPINgS o primeiro cinema dentro de um mall foi inaugurado em 1999, no shopping lapa que havia passado por uma completa revitalização. rebatizado de Centerplex, o empreendimento teve público abaixo do esperado nas primeiras semanas, mas lima deu logo um jeito

Fotos: Divulgação

fachada do cinema do shopping Center lapa, na capital paulista

o empresário pernambucano eli jorge lima

de atrair clientes. “o filme matrix foi lançado e muita gente queria ver. Coloquei uma faixa em um cruzamento na região da pompeia, perto do shopping West plaza, indicando a direção para o Centerplex. Como as salas de lá ficaram todas lotadas, as pessoas não tinham alternativa senão ir para a lapa. só que chegando lá, todos se surpreenderam com poltronas confortáveis, amplo espaço, além de som e imagem de qualidade”, descreve. assim, um novo caminho se abriu. o empresário resolveu investir em salas no nordeste, onde não havia muitos cinemas. o Centerplex cresceu ainda mais, chegando em fortaleza, maracanaú e maceió. hoje é o filho márcio eli quem dirige a rede, que possui 56 salas espalhadas em 13 shoppings e mais um cinema de rua, que fica em atibaia, no interior de são paulo. “quando me lembro de tudo o que já passei, penso que foi deus que me deu esse dom e a força de vontade para chegar aqui”, finaliza.


24

MERCADO # LANÇAMENTOS

Empreendimentos PRESTES A ABRIR AS PORTAS Porto Feliz ganha shoPPing O município de Porto Feliz, no interior paulista, terá seu primeiro shopping center. Dono de uma arquitetura moderna e com previsão de abertura para o próximo mês de outubro, o Shopping Porto Miller Boulevard terá aproximadamente 14 mil m² e conta com a administração da Demark Administração. O empreendimento chega trazendo novas perspectivas à região, gerando mais de 800 empregos diretos e com forte apelo ao entretenimento local, dispondo de estacionamento próprio, cinema com sala 3D, boliche, parque infantil, academia, praça de alimentação, choperia, alameda de serviços, lojas de nível nacional, sem contar as marcas varejistas de atuação regional.

tietê Plaza shoPPing inaugura em outubro Com previsão de lançamento para outubro, o Tietê Plaza Shopping representará um salto de qualidade de vida para os moradores das regiões de Pirituba, Freguesia do Ó, Limão, Casa Verde e Lapa que, até então, não contavam com nenhum shopping center em suas proximidades. O empreendimento oferecerá acesso direto a partir das duas principais vias da região oeste de São Paulo: marginal do Rio Tietê e av. Raimundo Pereira de Magalhães. Com 36 mil metros quadrados de área bruta locável, 2 pisos de lojas e o 3º com alimentação e cinema, 214 lojas, 8 lojas âncoras e 8 megalojas, além de 7 salas de cinema e estacionamento com 2.400 vagas cobertas.

Outro lançamento previsto para este segundo semestre é o Atrium Shopping Santo André. O mall possui localização privilegiada na cidade da região metropolitana de São Paulo. Situado em uma das principais vias locais, à rua Giovanni Battista Pirelli, o novo projeto da Nassau Empreendimentos está inserido dentro de um complexo multiuso, no qual, além do shopping, existirão uma torre corporativa, dois hotéis e seis edifícios residenciais. A projeção dos empreendedores é que cerca de 2 mil empregos diretos sejam gerados após a inauguração.

Fotos: Divulgação

atrium shoPPing tem localização Privilegiada


shoPPing Pelotas se PrePara Para inauguração Localizado na Avenida Ferreira Viana 1.526, no município de Areal, em Pelotas, no Rio Grande do Sul, o Shopping Pelotas está quase pronto e deve abrir as portas em 18 de setembro. O centro comercial terá 169 lojas, área total construída de 35.000 m² e área bruta locável de 23.212 m². A administração e comercialização estão a cargo da AD Shopping.

nações limeira chega ao interior de são Paulo O Shopping Nações Limeira será um dos maiores centros comerciais do Estado de São Paulo. Lançando mão de um conceito que une opções de compra, gastronomia e entretenimento em um só lugar, o mall abarca investimento de R$ 250 milhões. São dois pisos, onde funcionarão 152 lojas, cinemas da rede Cinépolis, área de lazer Playland, praça de alimentação para mil pessoas e 2 mil vagas de estacionamento. Além de âncoras, como Riachuelo, Magazine Luiza, Pernambucanas, Casas Bahia e Lojas Americanas. O empreendimento da Vértico deve abrir as portas em 12 de setembro.

golden square abre as Portas no abc Com data marcada para receber o público pela primeira vez, o Golden Square Shopping surge como uma alternativa de consumo e lazer para uma região que conta com o quarto maior PIB do País. Com inauguração para o dia 22 de outubro, o mall está localizado estrategicamente em uma região de fácil acesso à rodovia Anchieta, a 30 minutos da capital paulista e a uma hora do litoral sul. Tipicamente industrial, a região do ABC conta com 2,5 milhões de habitantes, sendo 58% destes pertencentes às classes A e B e que buscam por novas opções de compras e lazer.

conheça o “Praça rio grande” O shopping, que tem lançamento previsto para o mês de setembro, fica na área do antigo Jockey Club da cidade de Rio Grande, no Rio Grande do Sul. O empreendimento possui 25 mil m² e conta com 140 lojas, um hipermercado, área de lazer, cinema, uma universidade e uma empresa de bricolagem. O novo mall será administrado pela 5R que, até 2015, deve inaugurar mais quatro shoppings em cidades do interior de Minas Gerais, Rio Grande do Sul e São Paulo.

ProFashional retail rePort | 25


26

TECNOLOGIA # INOvAçÃO

Totem interativo desenvolvido para a Chilli beans

O CONsumO dA

nova geração

A

dEsCubrA POr quE vALE A PENA INvEsTIr Em TECNOLOGIA PArA O PONTO dE vENdA E FIdELIzE CAdA vEz mAIs CLIENTEs Por: Fernanda mendonça

geração de hoje está cada vez mais informada, conectada e ainda mais exigente e criteriosa do que era há alguns anos. Com isso, a guerra pelo consumidor no ponto de venda está ainda mais acirrada. Porém, engana-se o lojista que investe muito em sua marca e seu conceito, em sua visibilidade, pensando que assim terá destaque. “Não se pode esquecer de que o consumidor está mais interessado nele próprio e em saber de que forma aquela marca, produto ou serviço se adéqua às suas necessidades”, lembra Leonardo meira Lins, sócio diretor da Pixellabs. A empresa estuda o mercado de varejo para desenvolver soluções de interatividade e tecnologia que auxiliem as empresas na comunicação com seus clientes, mudando o comportamento deles na hora da compra.

TecnologiA: suA grAnde AliAdA! que mulher não gostaria de experimentar várias maquiagens, por exemplo, antes de fazer sua escolha? Entretanto, aplicar diversos produtos para o teste não é nada prático. mas com as novidades tecnológicas de hoje, é possível criar um mecanismo virtual que mostra exatamente o que essa consumidora quer saber, ou seja: qual produto levar para a casa! “Nossas soluções buscam compreender e auxiliar o consumidor no seu momento de decisão, traçar o perfil de cada um e apresentar produtos e serviços que realmente vão lhe ser úteis, mostrando que há interesse em atendê-lo de forma correta”, explica Lins. A ideia de criar Pixellabs surgiu da necessidade de atender à demanda existente no varejo por soluções que causem impacto no ponto de venda e auxiliem as empresas no relacionamento com os clientes. “Esse mercado mostrava-se muito carente de soluções desse tipo”, argumenta.


Fotos: Divulgação

nA PráTicA Curioso para saber como sua marca pode utilizar a tecnologia de pontos de venda? O empresário dá alguns exemplos. “um de nossos clientes do segmento de cosmética foi pioneiro em querer entender quem é seu consumidor, identificá-lo e atendê-lo de forma mais precisa. Para ele, desenvolvemos dispositivos para a análise de pele e cabelo em tempo real”, conta. O sistema utilizou câmeras interligadas a computadores para obter os diagnósticos que traçaram os perfis dos consumidores e indicaram produtos específicos a cada um deles. “Isso representou um aumento em torno de 35% nas vendas dos produtos indicados, além de clientes mais satisfeitos e fiéis”, garante Leonardo. Outro bom resultado foi obtido por uma empresa do segmento de vestuário. “A ideia do nosso cliente era conhecer os padrões de medidas dos seus consumidores a fim de traçar quais peças poderiam ser oferecidas a eles dentro da loja”, conta Lins, antes de apresentar a solução chamada de “body scan”. A máquina identifica na área comum dos provadores as medidas dos clientes e mostra em uma tela outras opções que a loja oferece. “O programa identifica o que está sendo provado para que as sugestões venham ao encontro de uma linha de interesse do cliente”, acrescenta. Para a L’Oréal, a Pixellabs customizou um sistema que analisa a pele da consumidora e indica os produtos mais adequados para ela

consumidor sATisFeiTo, semPre! O empresário destaca que o dano causado por uma venda malfeita e por um produto que não atende às necessidades do consumidor demora a ser revertido. “dessa forma, a tecnologia interativa no ponto de venda auxilia tanto os vendedores como os consumidores, que, por sua vez, decidem de forma mais acertada o que comprar”, salienta. E não para por aí. “Outro grande trunfo por trás das nossas soluções de tecnologia para pontos de venda está em alimentar as empresas com informações detalhadas, sobre cada perfil de cada consumidor, estes dados são coletados de forma intuitiva e não invasiva quando o consumidor interage com o equipamento”, completa Lins.

“A tecnologia interativa no ponto de venda auxilia tanto os vendedores como os consumidores, que, por sua vez, decidem de forma mais acertada o que comprar” Leonardo meira Lins, sócio diretor da Pixellabs

O equipamento convida o cliente a experimentar os óculos da marca

ProFAsHionAl reTAil rePorT | 27


amapagardenshopping.com.br Macapá (AP)

*

Inauguração 30/7

roraimagardenshopping.com.br Boa Vista (RR)

viacafegardenshopping.com.br Varginha (MG)

viavalegardenshopping.com.br Taubaté (SP)

bragancagardenshopping.com.br Bragança Paulista (SP)

A Tenco, há 25 anos, tem expertise em identificar os novos mercados itaquagardenshopping.com.br Itaquaquecetuba (SP)

que surgem no Brasil. Mapeamos o potencial de cada região, desenvolvemos e administramos grandes shoppings para lojistas de todo o País. Venha fazer parte dos shoppings da Tenco

lagesgardenshopping.com.br Lages (SC)

que surgem para empreendedores de visão e futuro.


Descubra o Brasil você também. Abra sua loja em um shopping da Tenco.

garanhunsgardenshopping.com.br Garanhuns (PE)

juagardenshopping.com.br Juazeiro (BA)

caririgardenshopping.com.br Juazeiro do Norte (CE)

patioarapiracagardenshop.com.br Arapiraca (AL)

Obras em fase final

*

metropolitanshoppingbetim.com.br Betim (MG)

*

Inauguração 10/7

plazaanchieta.com.br Belo Horizonte (MG)

Novos mercados. Grandes shoppings. 31 3286 8343 | www.grupotenco.com.br

cidadeadmshopping.com.br Belo Horizonte (MG)


30

CAPA # neuromArketing

imAgens que vendem emPresAs esColhem A dedo

PersonAlidAdes PArA AtrAir PúbliCo, CriAr o desejo de ComPrA e AumentAr os resultAdos. e há temPos isso é ComProvAdo e funCionA! foto: fabio bartelt


imAgens (inClusive CAPA) gentilmente CedidAs PelA lillY´s Closet

D

iariamente, vemos inúmeras imagens de personalidades, sejam elas da televisão, do esporte ou da música. Com a era digital, o aumento das redes sociais e o acesso que temos à vida das celebridades, elas tornam-se referência e geram um desejo aspiracional em que os consumidores querem usar o que elas usam, comer o que comem e vestir o mesmo estilo. Com isso, as empresas estão cada vez mais apostando no poder da boa imagem, seja para usá-las como garotapropaganda ou em desfiles e inaugurações de lojas. sabrina sato é um exemplo que atrai milhões de pessoas, consumidores que se identificam com o seu jeito de ser. Atualmente, a apresentadora é embaixadora das marcas P&g (Ariel, Wella e gillette), Ambev (brahma) e sawary jeans. também empresta a sua imagem para a rede de restaurantes gendai e ao site de classificados on-line olX. A bela ainda desfila em shoppings por todo o brasil, é figurinha carimbada nas inaugurações de lojas e licencia marcas com a sua assinatura para a Yes Cosmetics, a Amazonas sandals e para o grupo Paquetá (proprietário da marca lilly’s Closet). outra estratégia para vender cada vez mais é o uso das cores nas propagandas. o vermelho, por exemplo, é estimulante e desperta o consumidor para o consumo de diversos tipos de produtos. o amarelo aumenta os níveis de ansiedade, fazendo o consumidor ceder mais facilmente ao impulso de comprar.


CAPA # neuromArketing

CiênCia em ação se levarmos em conta só as propagandas que aparecem na televisão, o número chega à casa dos 90. segundo reportagem da revista “super interessante”, os brasileiros passam 16 mil horas assistindo à publicidade na tv, porém nem tudo o que vemos fica registrado em nossa memória. Quanto mais as empresas tentam bombardear os consumidores com informações sobre os seus produtos, menos atenção eles dão a elas. é aí que entram os neurocientistas – profissionais que estudam o funcionamento da mente e que, nos últimos anos, têm contribuído para mudar a forma de se fazer publicidade no mundo todo. A função do neuromarketing é criar anúncios que sejam realmente irresistíveis, persuadindo cada vez mais pessoas. A neurociência também pode ajudar na escolha do melhor rosto para representar a marca. segundo reportagem publicada pelo jornal “folha de s.Paulo”, com o uso de equipamentos de ressonância magnética, é possível monitorar a mente dos telespectadores no momento em que eles estão expostos às propagandas. utilizando esse recurso, as empresas fazem um gráfico da atividade cerebral dos consumidores e descobrem quanta atenção os telespectadores dão ao que está sendo mostrado segundo a segundo. Com os resultados em mãos, os especialistas podem tirar conclusões, como “aquela atriz ativa a formação de memória das pessoas, vamos aumentar as falas dela”.

o único problema dos equipamentos de ressonância é o custo, que ainda é elevado. mas existem outras maneiras de escolher um bom garoto-propaganda. a esColha De um nome em primeiro lugar, a empresa deve ter em mente as características que seu representante precisa ter. segundo os especialistas, a celebridade escolhida deve acreditar no produto que defende, para evitar situações constrangedoras. o garoto-propaganda de uma operadora de celular, por exemplo, não poderia se conectar utilizando os serviços da concorrente. um famoso, que anuncia uma determinada companhia área, não deveria viajar por outra empresa de aviação e a figura escolhida para desfilar em um shopping Center precisa ser cativante e ter tido boa conduta na vida pessoal. no entanto, notícias de famosos que defendem determinadas marcas e utilizam os serviços de outra são frequentes. dessa forma, contratar uma figura pública apenas por ser destaque na mídia não é o bastante, afinal, nos dias de hoje, com as redes sociais, é fácil descobrir algumas das suas reais preferências e uma contradição pode prejudicar a imagem de ambas as partes. no caso de sabrina, as propostas comerciais são analisadas primeiramente pela sua equipe. “fazemos um primeiro filtro das propostas na agência sato rahal, depois conversamos com a sabrina para que ela analise se realmente se identifica e se usaria Fotos: Divulgação

32

CAuã reYmond o mArido de grAzi mAssAferA (outrA CotAdA Com freQuênCiA Por diversAs mArCAs do PAís) foi ContrAtAdo PArA A CAmPAnhA de diA dos PAis 2013 dA riAChuelo.


eles se DesTaCam no meRCaDo PubliCiTÁRio 1. Paloma beRnaRDi A Atriz é gArotA-ProPAgAndA dA CAlçAdos bebeCê, entre outrAs mArCAs dos segmentos de modA e belezA. 2. PReTa gil A CAntorA é estrelA dA C&A e o novo rosto dA CAmPAnhA dA linhA “Plus size” de PrimAverA/ verão dA mArCA, Que Chegou às lojAs em Agosto. 3. FlÁvia alessanDRa e oTaviano CosTa o CAsAl desfilou PArA o shoPPing Center norte reCentemente .

1

2

ou consumiria o produto que irá representar”, explica karina. o escritório que auxilia a atriz ainda tem o cuidado de levantar as informações de credibilidade da empresa. uma boa imagem As personalidades também precisam preservar a sua imagem, afinal quanto mais empatia o público tiver com determinado artista, mais ele será cotado para representar diversas empresas. Cuidados com a aparência são fundamentais, mas atitudes também são levadas em conta. “A sabrina é muito positiva, otimista, espontânea, são características da personalidade dela que agradam às marcas em geral”, opina a empresária karina sato rahal, sobre o sucesso da irmã em campanhas. entretanto, nem sempre a imagem mais vendável é a de uma pessoa famosa. um modelo que tem o lifestyle compatível com o proposto pela marca também vende, por isso as empresas são tão exigentes na hora de contratar tops para editoriais de moda, por exemplo. o processo de escolha de uma imagem que vai estampar a capa de uma publicação também é criterioso. sabe-se que se o consumidor passar mais do que três segundos olhando uma vitrine, ele entra na loja, o mesmo ocorre com as revistas. A capa, seja de uma revista ou catálogo, precisa atrair a atenção do leitor para que ele se interesse em folheá-la.

um aRCo-íRis De emoções

3

Pesquisas comprovam que as cores são capazes de provocar as mais diversas reações no ser humano, sejam elas agradáveis ou não. As cores estão relacionadas diretamente ao emocional e ao racional, cada nuance carrega consigo aspectos psicológicos e culturais. o vermelho estimula o apetite e os instintos de sobrevivência, como alimentação e vestuário. também desperta energia e diminui momentaneamente a sensação de cansaço, por isso também é indicado para restaurantes, academias, escolas de dança, etc. o amarelo atrai o olhar, estimula o entretenimento e impulsiona as vendas, mas deve ser usado em pequenas áreas, pois em exagero acelera a pressão arterial e pode causar incômodo, afastando os clientes. o verde, por sua vez, é uma excelente opção para produtos de saúde. ideal para lojas de comidas naturais e produtos de higiene pessoal, e os tons de rosa atraem o público feminino, perfeito para lojas de moda, cosméticos e do segmento infantil. PRoFashional ReTail RePoRT | 33


34

SEGURANÇA # PREVENÇÃO

INVEStImENtOS qUE

valem a pena

BRASIl fAlA SOBRE A ImPORtâNcIA dOS tREINAmENtOS PARA REdUÇÃO dE RIScOS A lOjIStAS E clIENtES dE ShOPPINGS

dministrar uma loja não é uma tarefa fácil, o lojista tem inúmeras preocupações. Entre elas, a segurança do estabelecimento. O ambiente não pode oferecer nenhum tipo de risco para os funcionários e clientes e o comerciante precisa estar sempre de olho no que há de novo nesse mercado. Para saber mais sobre o assunto, conversamos com Adauto lopes, gerente corporativo de Segurança da Sonae Sierra Brasil - empresa que tem como objetivo ajudar os proprietários a adotar um comportamento seguro em suas unidades comerciais. “faz parte de o nosso trabalho direcionar os lojistas para as boas práticas de segurança, zelando assim pelos frequentadores dos nossos malls”, diz ele. ReceitA de sucesso Segundo lopes, um bom treinamento é a “receita” para o sucesso de estabelecimentos comerciais. “conhecer normas e procedimentos, manuais, gestão em crise, entre outros assuntos, eleva o grau de formação da equipe”, enfatiza. Os treinamentos devem ser customizados e atender aos requisitos da empresa. “Sempre observando missão, visão e valores. Bem como os procedimentos operacionais adotados no local”, afirma. também é importante salientar que a segurança em um shopping center é um pouco diferente e ainda mais complexa que a de estabelecimentos menores. “Nesse ambiente, o profissional da área recebe outras demandas ao longo de sua jornada de trabalho, como fazer o atendimento e dar informações aos clientes”, ressalta. Assim, uma equipe, que desenvolve atividades em um ambiente com grande fluxo de pessoas, deve receber treinamentos diferenciados para desenvolver sua função. “Nesse processo de preparação, é necessário passar por outros temas importantes, a exemplo de técnicas em segurança operacional, para ter maior visão sobre legislação, a fim de conhecer e entender as consequências de determinadas ações”, descreve.

Quem deve pARticipAR? Segundo Adauto: “todos os níveis de profissionais ligados à segurança devem participar de treinamentos. Essa é uma maneira de manter todos no mesmo padrão de conhecimento e formação”, conclui. Porém, quem ocupa a função de liderança operacional, deve participar de todos os treinamentos da área e receber ainda outros treinos específicos, com foco em liderança. “Esse líder também deve conhecer processos de feedback. Isso faz total diferença”, sentencia.

de olho nA tecnologiA Segundo o especialista, muito se fala em sistemas biométricos e de reconhecimento facial, que são as novidades tecnológicas mais atuais desse mercado. mas, no Brasil, o conceito da segurança física ainda é muito forte. Entretanto, isso não quer dizer que a tecnologia também dá uma grande ajuda. “Apesar de não ser uma novidade dos dias atuais, os sistemas de circuito fechado de televisão (cftV) são bastante eficazes”, garante lopes. Esses mecanismos são interessantes para auxiliar tanto os shopping centers como as lojas de rua, ou qualquer outro ambiente com grande circulação de pessoas. “Esse sistema garante o registro de tudo que acontece no local, além disso, com ele, é possível fazer o acompanhamento de ações em tempo real”, descreve. Esses softwares mantêm o conhecimento da situação enquanto analisam detalhes de regiões de interesse, a partir de uma única câmera ou de múltiplas. “Esse gerenciamento permite que um único operador visualize câmeras de múltiplas localidades mesmo em grandes sistemas corporativos”, finaliza. Adauto lopes

Fotos: Divulgação

A

GERENtE cORPORAtIVO dE SEGURANÇA dA SONAE SIERRA


Há 61 anos a Cybelar vem realizando sonhos, oferecendo móveis de qualidade, eletroeletrônicos e muito mais, sempre atendendo com carinho, respeito e trabalhando com as melhores marcas e os últimos lançamentos do mercado. Agora, com mais de 150 lojas, a Cybelar também chegou aos shoppings D.Pedro e Iguatemi (Campinas), Certervale (S. José dos Campos), Plaza Avenida (S. José do Rio Preto) e Plaza (Itu).


36

VAI E VEM # O GIRO DO MERCADO

shopping

MERCADO DE

INVESTE EM CONTRATAÇÃO

Pantanal ShoPPing tem novo SuPerintendente Fernando Marchesi assume a linha de frente do empreendimento após ter sido gerente comercial do Center Vale Shopping, em São José dos Campos (SP), e, por último, superintendente do Via Sul Shopping, em Fortaleza (CE). Marchesi substitui Carlos Gouvêa que assumiu nova função dentro da Ancar Ivanhoe, administradora do empreendimento. Engenheiro civil, ele possui MBA em Marketing e em Gestão de Shopping Center. O executivo tem experiência de nove anos em varejo, sendo cinco deles dedicados a shoppings da rede Ancar Ivanhoe. atrium ShoPPing Santo andré elege SuPerintendente Fábio Oliveira irá comandar as etapas finais que antecedem a inauguração do mall, marcada para outubro. Oliveira é advogado e possui MBA em Direito Empresarial e Gestão de Shopping Centers. Com vasta experiência no setor, o executivo ocupou as superintendências do Shopping Center 3 e do Mais Shopping Largo 13, além de ter atuado em vários projetos da Nassau, entre outros. Silvio Pellegrine adquire cargo de gerente de oPeraçõeS Silvio Pellegrine chega ao Shopping Center 3, trazendo vasta experiência setorial em empresas brasileiras e multinacionais. Engenheiro especializado em infraestrutura, manutenção e gestão de projetos técnicos, Pellegrine tem agora novos desafios. Entre eles, destaca-se a missão de harmonizar o fluxo diário de cerca de 50 mil pessoas às estruturas do shopping, garantindo o máximo de bem-estar interno, conforto e o bom atendimento aos consumidores. rodrigo granja aSSume gerência de marketing do via vale garden O Via Vale Garden Shopping, administrado pela Tenco Shopping Centers, passa a contar com o novo gerente de Marketing no empreendimento, Rodrigo Granja. Com 35 anos, ele possui grande experiência em seu campo de atuação. Já trabalhou em grandes shoppings, como Internacional Shopping Guarulhos, Parque Shopping Barueri e Suzano Shopping, adquirindo vastos conhecimentos nos processos de gestão, planejamento estratégico e coordenação de equipes. Além disso, já participou de projetos na Austrália, Argentina e Chile. O paulista é graduado em Administração em Marketing e possui curso realizado na Fundação Getulio Vargas (FGV) de Construção de Marcas para o Varejo.


38

business # acontece

atuaLize-se! FeiRas, semináRios, cuRsos. tuDo PaRa você FicaR PoR DentRo Do que acontece no setoR JTR - DesenvolvimenTo, Design e ConsTRução o curso John t. Riordan tem como foco o processo geral de desenvolvimento, incluindo o planejamento do empreendimento, trabalho com a equipe de construção, gerenciamento de custos, entre outros assuntos. o curso destina-se aos envolvidos em Desenvolvimento, Design e construção, como arquitetos, engenheiros, designers, empreiteiros, executivos da área, proprietários, diretores de desenvolvimento, gestores de ativos, investidores e outros profissionais, interessados em obter conhecimentos gerais sobre o desenvolvimento, projeto e construção de shopping centers. Data: 30 de setembro a 4 de outubro de 2013 Horário: Das 8h30 às 17h00 Local: Hotel caesar bussiness av. Paulista, 2181 - são Paulo/sP informações e inscrições: www.portaldoshopping.com.br FeiRa Do empReenDeDoR Da Bahia o evento é considerado a maior oportunidade a quem quer ter ideias para abrir uma empresa e também ao empreendedor que quer buscar conhecimento para melhorar ou ampliar o seu negócio. Data: 22 a 26 de outubro de 2013 Horário: Das 13h30 às 22h00 Local: centro de convenções. salvador/ba informações e inscrições: www.ba.sebrae.com.br/feira

um dos professores do seminário aspectos Jurídicos em shopping centers ministrando aula

aspeCTos JuRíDiCos em shopping CenTeRs atualmente, esse setor vem ganhando novo impulso em virtude do atual cenário macroeconômico de estabilidade e crescimento, assim como pela demanda de grupos investidores estrangeiros em volume sem precedentes no segmento. como resultado, ocorreram aquisições de participações em diversos empreendimentos e há a previsão de lançamento de uma série de novos projetos em curto prazo. nesse contexto de crescimento e consolidação de novos


players, a abrasce firma parceria com o insper para promover um curso formatado ao mercado de shopping centers cujo objetivo é o de fortalecer as competências de gestão dos profissionais que atuam na área.  Data: de 26 a 30 de agosto de 2013  Local: insper – instituto de ensino e Pesquisa R. quatá, 300 – vila olímpia – são Paulo  informações e inscrições: http://abrasce.insper.edu.br/ajsc

Fotos: Divulgação

16a FRanChising FaiR esse evento é uma vitrine de oportunidades de negócios para investidores, empreendedores, empresários e pessoas interessadas em abrir um negócio próprio, sendo também um importante veículo de difusão do sistema de franchising no País, promovendo e lançando novas marcas franqueadoras no mercado. neste ano, o foco do evento é levar ao público visitante centenas de opções de investimentos lucrativos nos segmentos de: alimentação, cosméticos, ensino profissionalizante, cursos de informática, idiomas, prestação de serviços, vestuário, decoração, esportes e lazer, medicamentos, máquinas, acessórios, equipamentos, dentre outros. a feira oferece também palestras gratuitas para pessoas interessadas em obter maiores informações sobre como se tornarem franqueados ou franqueadores de sucesso.  Data: 29, 30 e 31 de agosto de 2013  Local: FieP – Federação das indústrias do estado do Paraná avenida comendador Franco, 1.341 - Jardim botânico - curitiba  informações e inscrições: www.franchisingfair.com.br

Público deve movimentar a 16ª Franchising Fair

Rio FRanChising Business uma das maiores feiras de franquias da américa Latina reúne um salão de negócios, como marcas de moda, alimentação, educação, beleza, acessórios e outros serviços, além de bancos, shopping centers e fornecedores de equipamentos para lojas que apresentam seus produtos e serviços aos interessados no mercado das franquias.  Data: 26 a 28 de setembro de 2013  Local: Riocentro avenida salvador alende, 6.555 – Rio de Janeiro  informações e inscrições: http://www.nfeiras.com/rio-franchising-business pRoFashional ReTail RepoRT | 39


40

FaSHION # DESFILES

aLEXaNDRE HERCHCOvItCH

As principais tendências para o verão

JuaNa maRtIN (mERCEDES-bENz FaSHION wEEK maDRID)

aDRIaNa DEGREaS

aNDREa maRQuES

tuFI DuEK

COLCCI

P&B aS CORES DERam aS CaRaS Na EStaçãO paSSaDa E CONtINuam Em aLta NEStE vERãO

OSKLEN

JuLIaNa JabOuR

CORI

SaCaDa

METALIZADOS apaRECEm taNtO NOS aCabamENtOS COmO Na tRama DOS tECIDOS

aNImaLE Fotos: Agência Fotosite

IóDICE


RONaLDO FRaGa

tRItON

FILHaS DE GaIa

bLuE maN

aLESSa

ÁGua DE COCO

ESTAMPAS, A MISTuRA DE DIFERENTES PRINTS E CORES FORtES pREDOmINam NaS vItRINES

COvEN

FORum

2ND FLOOR

aNDREa maRQuES

aLEXaNDRE HERCHCOvItCH

SamuEL CIRNaNSCK

TRANSPARÊNCIA, FRESCOR E SENSuaLIDaDE paRa EStaçãO maIS QuENtE DO aNO PROFASHIONAL RETAIL REPORT | 41


Profashional Retail Report  

A Revista Profashional Report foi criada pela Profashional Editora, para levar ao leitor ávido por conteúdo de qualidade todos os assuntos r...

Advertisement