Page 1

Mala Direta Postal

Básica 9912282533/2014/DR/MG Instituto Nhá Chica

...

CORREIOS

...

Distribuição Lei 6.538/78, Art.40,§1º. Fechamento Autorizado. Pode ser aberto pela ECT.

Órgão Oficial do Instituto Nhá Chica - Baependi - MG / Ano XII - Nº 136 - Abril de 2019

"Alegrem-se sempre no Senhor! Repito: fiquem alegres!" (Fil 4,4)


2

Informativo Nhá Chica - Abril de 2019

Mensagem aos Devotos e Benfeitores juntos, fazem acontecer um mundo novo na superação das

Querido irmão, querida irmã, Benfeitor(a),

dificuldades e na conquista dos direitos fundamentais de obrigada por nos fazer o bem. Sua presença amorosa

viverem como cidadãs, com dignidade e alegria.

nesta CASA ilumina o nosso coração, nossos projetos e sonhos! Ajudando-nos a Educar para a Alegria e a

Obrigada por fazer parte da educação para a consciência

Felicidade, vocês são construtores de sonhos.

do bem comum, para a vivência dos valores de servir e da espiritualidade, aprendidas e cultivadas neste espaço.

Com seu exemplo de vida, você ajuda as crianças e adolescentes a descobrirem que a felicidade depende das

Através de sua doação, você possibilita sonhos... Você,

escolhas pelos valores do espírito, pela paz e harmonia

como a Beata Nhá Chica, participa dos risos e lágrimas, das

interior, pela bondade que cada pessoa faz ao longo da

vitórias e dos fracassos, desenvolvendo valores tão raros

vida. Que a felicidade é a expansão de nossa capacidade

como o respeito pelo outro – muitas vezes tão diferentes de

de amar todos os seres, indistintamente, como a Beata Nhá

nós; a empatia, que nos leva a estar juntos, aprender com

Chica viveu!

os erros e com os acertos e a celebrar as pequenas e as grandes conquistas, cantando com voz quase inaudível, a

Através de sua doação mensal, o INC se torna, cada dia

certeza de uma vida bem vivida.

mais, um lugar de vida, crescimento e amadurecimento do ser humano, um lugar de alegria.

Os que ajudam os outros são como estrelas que nunca as alcançaremos, mas seguindo-as traçaremos nosso

Obrigada porque você deixou desabrochar os valores da

caminho.

bondade e do amor e, hoje, ajuda a dar continuidade ao Projeto de Nhá Chica de cuidar dos pobres, dando vida

“Não existe caminho para a felicidade. A felicidade é o

nova a outros seres pela compaixão e pelo amor.

próprio caminho”.

O ser humano é um ser que, incansavelmente, busca a

Uma prece com carinho

felicidade. Nhá Chica congregou neste lugar pessoas tão diferentes que, vivendo a solidariedade e a partilha, praticam a comunhão no atendimento as crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. E, que

Ir. Aída Ferreira Martins - IFS Presidente do Instituto Nhá Chica

Expediente

Abril de 2019 - Ano XII - Nº 136

Congregação das Irmãs Franciscanas do Senhor Província Brasil / Bolívia Provincial Madre Kátia Regiane Mascarenhas Presidente do INC Irmã Aída Ferreira Martins

Equipe de Comunicação Jornalista Responsável Andrea Moniz – MTB 21253 MG André Vicente

Instituto Nhá Chica - INC Rua da Conceição, 165 - Centro Baependi (MG) / Cx.Postal 15 / CEP 37.443-000 Tel.: (35) 3343-1077 / Fax (35) 3343-1661 e-mail: faleconosco@nhachica.org.br www.nhachica.org.br

CTP e Impressão Gráfica e Editora Novo Mundo São Lourenço - MG Tiragem 10.000 exemplares

Irmãs Franciscanas do Senhor 132 anos promovendo a Paz e o Bem

INC Instituto Nhá Chic


Informativo Nhá Chica - Abril de 2019

Vida e Obra de Nhá Chica O Batismo de Nhá Chica Abril, outono, quando começa na natureza o seu descanso, um descanso leve nesse nosso país. Nada semelhante ao que acontece nos países do hemisfério Norte. Já chega um friozinho, noites serenas, céu azul, sem nuvens. Neste abril serão muitas as comemorações. Primeiramente, a Semana Santa, com a Paixão e Ressurreição de Cristo; depois o Batismo de Nhá Chica. Nhá Chica certamente comemorava com ardor e penitências as Semanas Santas; e não só nesse período. Temos registros que às sextas-feiras contemplava o Cristo Crucificado. Ao reler trecho da palestra de Dom Luciano Mendes de Almeida, transcrevo: “(...) um povo que vai ao encontro do Cristo, que o encontra na sua Paixão e que descobre na Paixão a Vitória do Cristo.” Voltando no tempo, fico a imaginar como terá sido o dia do Batismo de Nhá Chica, naquele longínquo 26 de abril de 1810! Sem dúvida foi um dia de festa, o dia em que ela foi abençoada pelas águas do Batismo. E já havia completado 2 anos do seu nascimento, como disse em entrevista a Henrique Monat. Transcrevo o texto da Biografia Documentada que trata desse assunto: “Foi na Porteira dos Villelas, fazenda de porte não muito grande, situada em Santo Antônio do Rio das Mortes Pequeno, que nasceu a Serva de Deus, segundo declaração de Monsenhor Almir de Rezende Aquino, natural também ele da mesma fazenda. Nasceu Francisca em 1808, segundo declarou ela mesma, em entrevista ao Dr. Henrique Monat, em 1894, sendo batizada em 1810, como consta do assentamento paroquial: ” “Francisca - aos vinte e seis de abril de mil e oito centos e dez na Capela de Santo Antônio do Rio das Mortes pequeno, Filial desta Matriz de São João Del-Rei, de licença o Reverendo Joaquim José Alves batizou e pôs os Santos óleos a Francisca filha natural de Izabel Maria, e farão Padrinhos Angelo Alves e Francisca Maria Rodrigues todos daquela aplicação. O Coadjutor Manoel Antonio de Castro.” “Portanto, Francisca era filha natural de Izabel Maria, (...)

O que lhe parece pouco é muito para nós. Que Nhá Chica lhe abençoe!

solteira, escrava de Costódeo Ferreira Braga. No batistério de Francisca - como em quase todos relativos aos escravos - não consta o nome do pai, que terá sido um outro escravo ou alguém proprietário daquelas terras. ” “Vale ressaltar que embora exista divergência na data do nascimento: 1808 ou 1810, o que importa é que a Serva de Deus nasceu e foi batizada em Santo Antônio do Rio das Mortes Pequeno. ” Na Leitura dos Atos dos Apóstolos 4,1 – 12 para a missa do dia 26/4/2019, sexta-feira, a Oitava da Páscoa, lemos: 10 Ficai, pois, sabendo todos vós e todo o povo de Israel: é pelo nome de Jesus Cristo, de Nazaré, - aquele que vós crucificastes e que Deus ressuscitou dos mortos - que este homem está curado, diante de vós. 11Jesus é a pedra, que vós, os construtores, desprezastes, e que se tornou a pedra angular. 12 Em nenhum outro há salvação, pois não existe debaixo do céu outro nome dado aos homens pelo qual possamos ser salvos .' Palavra do Senhor. Sabemos que Nhá Chica jamais atribuiu a si as curas, as predições que realizava. Dizia sempre: “- não sou santa. Isso acontece porque rezo com Fé”. Assim, pelo Batismo, a Bem-Aventurada Francisca de Paula de Jesus, carinhosamente chamada Nhá Chica, impregnou-se da Luz do Ressuscitado e do Amor de Deus. Veio pequena, peregrina, para Baependi, trazendo nas mãos a tosca imagem da Senhora da Conceição. Aqui cresceu, aqui edificou sua capela, aqui cumpriu sua missão - sempre a serviço tanto dos pobres, dos desvalidos da sorte, quanto como a conselheira dos poderosos.

Maria do Carmo Nicoliello Pinho

3


4

Informativo Nhá Chica - Abril de 2019

Conversando Sobre o Chamado de Deus HOMENS E MULHERES DE ESPERANÇA Não podemos negar que estamos vivendo um tempo de crise, não é apenas uma crise de valores, nem de identidade, nem religiosa, tampouco apenas econômica. A pior das nossas crises é a de humanidade. As pessoas quase não se reconhecem mais como seres humanos e assim desumanizam umas às outras. A delicadeza nas relações parece coisa ultrapassada e um discurso de agressividade parece o mais bonito. Em nome da liberdade de expressão perdemos valores sagrados, como o respeito e a cortesia. Aos poucos vai se apagando o brilho nos olhos e a esperança na vida. É também um momento em que lideranças, sejam elas religiosas ou políticas, nos dão um testemunho de um cristianismo que não é cristão, que nada têm da essência do que Jesus Cristo nos ensinou com sua vida: uma religião de belas palavras, de slogans, marketing, barulho, e nenhuma essência, pois atrás das pretensas virtudes vivem corações humanos que não se converteram de fato. Se dependermos de boas referências, vamos ficar espantados ou desiludidos. Então surge a oportunidade de cultivar uma fé madura, capaz de superar os modelos humanos e centrar-se em Jesus Cristo. Fico pensando em Frei Angélico Lipani, fundador de nossa Congregação, homem do seu tempo e à frente do seu tempo. Imagino o que ele faria, como bom discípulo de São Francisco, diante do desencantamento de tantos semelhantes seus, feridos por uma realidade que os desumaniza... Frei Angélico trazia nos olhos claros a luz da esperança, sempre acesa, sempre a guardar o sagrado da vida, sempre a consolar, a olhar, a buscar nos cantos da alma humana o que houvesse de melhor. Neste momento de mundo descrente, eu olho para este homem de Deus: o vejo seguir de pé, olhos vivos, mãos laboriosas, coração confiante, sorriso terno, construindo algo que até pode parecer muito pouco. Tendo feito a sua parte, ele aponta, ainda hoje, um caminho de não conformidade, de resistência ativa e pacífica, de paz e de eloquente silêncio.

Neste tempo de Quaresma, somos mais intimamente convidados a renovar a nossa fé e perseverança cristã, a dar as razões de nossa fé, conforme nos exorta e encoraja I Pedro 3, 15b-16: “Se alguém lhes pede, estejam sempre dispostos a dar explicações sobre a esperança que vocês têm, mas com modéstia e respeito, conservando a consciência limpa. Desse modo, aqueles que difamam o bom comportamento de vocês em Cristo, ficarão confundidos por tê-lo difamado.” Está difícil sustentar as razões da nossa própria fé, nestes tempos obscuros em que dinheiro e poder têm mais valor que o sentido de dignidade humana, contudo, a quaresma é aquele momento em que, refletindo na Paixão, já temos certeza da Ressurreição. É, para nós que cremos, a certeza de que a última palavra é a da vida. O ódio, a desesperança, a violência, a intolerância, a injustiça, não podem abater o cristão que caminha esperançoso, porque aquele que espera também encontra caminho e força para superar as situações que depõem contra a vida. Nas palavras do Papa Francisco: “Viver na esperança é caminhar, sim, rumo a um prêmio, rumo à felicidade que não temos aqui, mas teremos lá no céu. É uma virtude difícil de entender. É uma virtude humilde, muito humilde. É uma virtude que jamais desilude: se você espera, jamais ficará desiludido. Jamais, jamais”. Que este tempo quaresmal nos faça olhar com compaixão e esperança para o nosso mundo, pelo qual Cristo se doa todos os dias. Que Angélico Lipani, homem de esperança, seja inspiração para nós, e que, na experiência de uma esperança ativa, tenhamos coragem de contradizer tudo quanto seja contrário à plena vida.

Ir. Ivone Diniz - IFS

Lojinha do Ins tuto Nhá Chica Toda a renda ob da com a venda dos produtos é des nada à assistência das crianças do INC. Sua ajuda é muito importante!

Você pode adquirir diretamente no santuário ou online, pelo nosso site www.nhachica.org.br


Informativo Nhá Chica - Abril de 2019

5

MAIS UMA UMA HISTÓRIA QUE ORGULHA O INSTITUTO NHÁ CHICA! A Igrejinha de Nhá Chica, situada em Baependi/MG, depois de ter passado por algumas reformas, é hoje a Igreja Nossa Senhora da Imaculada Conceição que acolhe peregrinos de todo o Brasil e de diversas partes do mundo. Parte desta história se inicia em 1954, ano em que a Igreja de Nhá Chica foi confiada à Congregação das Irmãs Franciscanas do Senhor, que, segundo o Código de Direito Canônico (CDC), é considerada um Instituto Religioso (Cân. 607 do CDC), espécie de Instituto de Vida Consagrada (Cân. 590 do CDC), sujeito à autoridade suprema do Romano Pontífice (Cân. 590 do CDC) e da Sé Apostólica (Cân. 593 do CDC). Desde então, teve início bem ao lado da Igreja uma obra de assistência social para crianças necessitadas que vem sendo mantida por benfeitores. Trata-se do Instituto Nhá Chica (INC): associação civil, filantrópica, beneficente e educacional, com fins não econômicos. A entidade tem como objetivo principal dar continuidade à obra de Francisca de Paula de Jesus, Nhá Chica, ajudando os mais necessitados. Atualmente, o INC tem 144 crianças matriculadas, além do grupo de oficina de futsal com alunos que vem de fora, totalizando 270 crianças e adolescentes, entre meninos e meninas. O regime aplicado pelo Educandário Nhá Chica é o de semi-internato, oferecendo formação completa com aulas de educação infantil e fundamental, reforço, educação física e musical, dança, artes manuais, informática, noções de higiene e sociabilização, alimentação, acompanhamento psicológico, com assistência estendida às famílias e ensino religioso. O INC funciona também como Abrigo Institucional para as crianças e adolescentes em situação de risco e vulnerabilidade social, vivendo em conformidade às determinações do Estatuto da Criança e do Adolescente, ECA e do Juizado da Infância e Juventude. O objetivo é que sejam reencaminhadas para suas famílias extensas ou então adotadas por outras famílias. Buscando aperfeiçoar o atendimento e o acolhimento, o INC inicia o seu Programa de Compliance, que tem como objetivo agregar valor ético para o cumprimento das leis e regulamentos. Os benefícios do Compliance são: - prevenir riscos: identifica, mitiga e remedia os riscos de

violações da lei, logo de suas consequências adversas; - identificar antecipadamente problemas: a conscientização promovida pelo Programa de Compliance acerca das condutas indesejadas permite a identificação de violações às leis mais rapidamente, favorecendo pronta resposta ao Instituto; - colaborar com o reconhecimento de ilicitudes em outras organizações: a conscientização promovida pelo Programa de Compliance permite que os funcionários identifiquem sinais de que outras organizações – como fornecedores, por exemplo – estão infringindo a lei; - instituir benefício reputacional: ações afirmativas de incentivo à conformidade com a lei são parte essencial de uma cultura de ética nos negócios e resulta em benefícios para a reputação da organização e sua atratividade para fins promocionais, de recrutamento e de retenção de colaboradores; neste sentido, a ética se torna um diferencial competitivo que, atendidos determinados requisitos, possibilita o uso da marca pró-ética; - conscientizar funcionários: Programa de Compliance bem elaborado e devidamente implementado permite ao colaborador tomar decisões com mais confiança; - reduzir custos e contingências: a adoção do presente Programa de Compliance pode evitar custos e contingências com investigações, multas, publicidade negativa, interrupção das atividades, inexequibilidade dos contratos ou cláusulas ilegais, indenizações, impedimento de acesso a recursos públicos ou de participação em licitações públicas, entre outros. Ademais, despesas judiciais e administrativas requerem a alocação de recursos humanos e financeiros, que poderiam ser empregados na atividade-fim do Instituto. Enfim, o Programa de Compliance elaborado pelo escritório Adriano & Débora Anne Advogados, em parceria com Régis Nascimento Rezende Advogados, é resultado do alinhamento à gestão empresarial adotada pelo Instituto Nhá Chica, onde serão priorizados os riscos identificados com base na probabilidade potencial e consequência dos mesmos. O Instituto Nhá Chica busca melhorar cada vez mais.

AJUDE O PROJETO SOCIAL DO INC CONTRIBUA DIRETAMENTE NO INC OU ATRAVÉS DAS CONTAS Banco do Brasil S/A Agência: 1763-9 - Conta Corrente: 4429-6 Caixa Econômica Federal Ag.:0098 - Operação: 013 - Conta: 1600-0 Bradesco Agência: 2419-8 - Conta Corrente: 570680-7 SICOOB Agência: 3180 - Conta Corrente: 23.119-3 Favorecido: Instituto Nhá Chica - (CNPJ: 17.013.038/0001-00)


6

Informativo Nhá Chica - Abril de 2019

Relatos de Graças Alcançadas LOUVANDO E AGRADECENDO Amigos na fé, venho aqui relatar o acontecimento que me comoveu ao longo de 57 dias de internação de meu pai, sendo que 37 deles em CTI, em estado grave. No dia 09/12/18, meu pai de 63 anos, foi internado para uma cirurgia cardíaca, que aconteceu em 11/12/18. No dia seguinte da cirurgia, ele teve cinco paradas cardíacas que causaram um AVC Isquêmico. Eu estava muito agoniado com a situação e já não sabia mais a quem pedir para que tudo ocorresse bem. Foi então que algo inesperado aconteceu. De uma ambulância desceu uma senhora que acompanhava um paciente e ela carregava uma sacola onde estava escrito Nhá Chica. Eu me lembrei vagamente que o milagre que beatificou Nhá Chica foi um problema de coração e também lembrei de quando minha finada mãe, que havia falecido só há dois anos, sempre pedia ajuda a Nhá Chica em suas orações. Neste momento peguei meu celular e baixei a imagem de Nhá Chica como fundo de tela e comecei a pedir pra ela que, assim como ela já havia feito antes, intercedesse pelo meu pai. Após este acontecimento, uma enfermeira veio me comunicar que meu pai já havia sido operado e me perguntou se eu tinha fé. Respondi que sim. E ela disse: tenha fé... Naquelas palavras eu já sabia que algo não estava ocorrendo bem e fiquei pedindo a Deus e olhando a imagem de Nhá Chica no meu celular para que intercedessem por nós. Rezei a noite toda e depois que o dia amanheceu, fui ao hospital e no CTI, me deparei com um enfermeiro sentado em frente ao meu pai monitorando todos os sinais dos aparelhos. Eu sentia que estava perdendo meu pai, então peguei na mão direita dele, rezei um Pai Nosso e uma Ave Maria e pedia a Nhá Chica que intercedesse naquela situação tão triste. Reparei então que ele não tinha nenhum reflexo do lado esquerdo do corpo. Neste dia sai do hospital e passei na

ROSÁRIO DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO Reza-se nas contas do Pai Nosso Aflita vos vistes Senhora, Reza-se nas contas da Ave Maria Aflita aos pés da cruz, Ó Virgem da Conceição, Aflita estou eu agora, Valei-me nessa ocasião! Valei-me o mãe de Jesus! ORAÇÃO À NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO Ó Maria Imaculada, Senhora da Conceição, Filha predileta do Eterno e Divino Pai, Mãe Santíssima do Eterno Divino filho, Esposa Imaculada do Espírito Santo, Nossa Senhora pela devoção e amor terníssimo que para convosco teve a Serva de Deus, Francisca de Paula de Jesus, erguendo em vossa honra uma capela, intercedei junto à Santíssima Trindade e alcançai-nos as graças que com viva fé vos pedimos. Ó nossa boa Mãe do Céu, não nos abandoneis. Protegei-nos, defendei-nos, salvai-nos. Assim seja.

Igreja Matriz. Rezei por ele e por toda nossa família e também pelos fiéis da Catedral de Campinas, um fato muito triste pra todos nós. Sai de lá com coração cheio de esperanças, lembrei da fé de meu pai em N. Sra. Aparecida e em vários momentos onde ele e minha mãe nos ensinavam a ter fé em Deus Pai, Maria Mãe de Jesus Cristo e em todos os santos. Depois, ao chegar no hospital, então percebi que foram tirando os drenos, a máquina que ajudava o coração a pulsar e reduziram a medicação. Meu pai foi se recuperando bem lentamente e me senti acolhido por Nhá Chica, a quem eu solicitava ajuda e pelos vários amigos e parentes que rezavam e pediam por ele. Depois desse tempo no CTI, foi para o quarto do hospital. O início da nova vida. E, no dia 03/02/2019, ele teve alta médica. Atualmente faz fisioterapia para recuperar os movimentos, principalmente da perna. Nestes vários dias de lutas e fé, eu estava ansioso para dizer a todas as pessoas, de fé como eu, que jamais percam a esperança em suas lutas, por mais dificuldades que passemos, mesmo que os médicos digam que o caso é gravíssimo. Porque com a ajuda de Deus e de Nhá Chica, obtivemos o milagre da cura e nosso pai se recupera bem. E, logo assim como prometi, estarei levando-o até o Santuário de Nhá Chica, em Baependi, para agradecermos este milagre recebido por nós. A fé alimenta nossos corações a ter a esperança necessária à nossa sobrevivência. Que Nhá Chica continue a olhar por nós na recuperação de nosso pai. Alexsander São Sebastião do Paraíso-MG


Informativo Nhá Chica - Abril de 2019

A Voz do Nosso Pastor QUARESMA: Tempo de Reconciliação e Penitência! "Arrependei-vos e crede no evangelho". Com estas palavras, Jesus começou seu ministério público. Ele nos chama à conversão. Cristo nos convida a esta caminhada de penitência e reconciliação através do ciclo litúrgico quaresmal O Catecismo da Igreja Católica ensina que o chamado de nosso Senhor Jesus Cristo à conversão e à penitência “não visa em primeiro lugar às obras exteriores, 'saco e a cinza', os jejuns e as mortificações, mas à conversão do coração, à penitência interior. Sem ela, as obras de penitência continuam estéreis e enganadoras: a conversão interior, ao contrário, impele a expressar essa atitude por sinais visíveis, gestos e obras de penitência.” (CIC 1430). Oração, jejum e esmola são importantes práticas durante a Quaresma e são uma grande ajuda para o nosso crescimento espiritual. Tais práticas nos ajudam em nossa jornada de conversão. No entanto, estas não devem ser realizadas apenas como um cumprimento externo, mas como expressão de nossa disposição interior. A conversão de nossos corações deve ser aquilo que os Padres da Igreja chamaram de cumpunctio cordis, ou seja, arrependimento do coração. Nossas obras externas de penitência devem ser acompanhadas por um desejo interior de reconciliação com o Senhor de se afastar do mal. Pedimos ao Senhor que nos ajude a superar os hábitos pecaminosos, a limpar-nos de desejos impuros e a purificar os modos de pensar ou de agir não cristãos que podem ter penetrado em nossas vidas. Às vezes, podemos experimentar forças poderosas dentro de nós, tentações que achamos difícil resistir. Dizemos a Deus: "Sede misericordioso, ó Senhor, porque pecamos". Pedimos ao Senhor que nos leve pela mão e nos guie pelo caminho que Ele deseja que sigamos. O Catecismo descreve o arrependimento interior como “uma reorientação radical de toda a vida, um retorno, uma conversão para Deus de todo nosso coração, uma ruptura com o pecado, uma aversão ao mal e repugnância às más obras que cometemos. Ao mesmo tempo, é o desejo e a resolução de mudar de vida com a esperança da misericórdia divina e a confiança na ajuda de sua graça.” (CIC 1431). A boa notícia da Quaresma é que Deus nos dá força para começarmos de novo. Ele nos dá sua graça. Pensamos especialmente no grande dom que nos deu no Sacramento da Penitência e da Reconciliação. Jesus instituiu este sacramento para nos oferecer uma nova oportunidade de conversão e restauração à graça de Deus. Portanto, há uma verdadeira "ressurreição espiritual" em nós. Em certo sentido, passamos da morte para a vida quando vamos à

confissão e recebemos a absolvição. Os atos de caridade para com o nosso próximo fazem parte da nossa jornada quaresmal de conversão. Nossos corações são movidos a esta conversão quando olhamos para Aquele que nossos pecados transpassou. São Clemente de Roma em sua obra, Carta aos Coríntios, no capítulo 7, versículo 4 escreveu: “Tenhamos os olhos fixos no sangue de Cristo, e compreendamos como é precioso ao seu Pai. Derramado pela nossa salvação, trouxe ao mundo a graça do arrependimento.” Na quarta-feira de cinzas, ouvimos as palavras de São Paulo implorando aos coríntios: “Em nome de Cristo, nós vos suplicamos: deixai-vos reconciliar com Deus.” (2Cor 5,20). Este convite ecoa por toda Igreja. Deus quer criar um coração puro em nós. Abramos nossas almas à graça de Deus, a fim de vivermos este tempo santo de penitência e reconciliação, este caminho de conversão para a Páscoa! Como proposta de reflexão e de transformação de um quadro social, a Igreja do Brasil, através da Campanha da Fraternidade, traz como tema este ano: Fraternidade e Políticas Públicas. O objetivo da Campanha é despertar a consciência e incentivar a participação de todo cidadão na construção de uma sociedade melhor e no testemunho concreto da fé de cada cristão. Se as políticas públicas forem dignas, elas asseguram os direitos sociais de todos nós, sobretudo dos mais frágeis e vulneráveis. Aqui cabe nosso empenho de cristãos comprometidos, que lutam junto aos gestores públicos, com o propósito de promoverem o bem comum. Na verdade, fazer uma boa política, independente de qualquer opção partidária, significa construir uma verdadeira fraternidade respeitando e resgatando a dignidade de cada irmão e irmã. Tais políticas devem perpassar todos os setores da existência humana como educação, saneamento, saúde e outros; afinal, o direito é para todos independente do gênero, raça e condição social de seus destinatários. O objetivo só será atingido com nossas consciências renovadas e no empenho evangelizador de todos nós, em vista de uma sociedade mais justa e solidária. † Dom Pedro Cunha Cruz Bispo Diocesano Da Campanha - MG

7


8

Informativo Nhá Chica - Abril de 2019 PARA USO DOS CORREIOS REINTEGRADO AO SERVIÇO POSTAL EM:

01 - MUDOU-SE

05 - DESCONHECIDO

10 - OBJETO DANIFICADO

02 - ENDEREÇO INSUFICIENTE

06 - RECUSADO

11 - END. DESCONHECIDO NA LOCALIDADE

03 - NÃO EXISTE Nº INDICADO 04 - FALECIDO

07 - AUSENTE 08 - NÃO PROCURADO

12 - FALTA COMPLEMENTO (COLETI./GU) 13 - CAIXA POSTAL CANCELADA

RÚBRICA DO RESPONSÁVEL:

MATRÍCULA::

Agenda de Abril de 2019 02 -Terça-feira - Missa às 15h30 - Confissões das 16h30 às 17h30 03 - Quarta-feira - Confissões às 18h - Missa às 19h 04 - Quinta-feira - Exposição do Santíssimo Sacramento às 7h - Benção do Santíssimo e Missa às 15h30 05 - Sexta-feira - Missa às 10h - Atendimento das 11h às 12h - Missa às15h30, seguida de Via Sacra 06 - Sábado - Confissões às 9h - Missa às 10h - Missa Vespertina às 15h 07 – 5º Domingo da Quaresma - Confissões às 8h - Missa às 09h - Missa às 11h - Missa às 15h

15h – Benção de Ramos e Missa na igreja 15 - Segunda-Feira Santa 14h – Confissões 15h30 – Missa 16 -Terça-Feira Santa 14h – Confissões 15h30 – Missa 17 - Quarta-Feira Santa 14h – Confissões 15h30 – Missa

28 - 2º Domingo da Páscoa Divina Misericórdia - Confissões às 8h - Missa às 09h - Missa às 11h - Missa às 15h 29 - Segunda-feira - Missa às 15h30 - Confissões das 16h30 às 17h30 30 - Quarta-feira - Confissões às 18h - Missa às 19h

18 - Quinta-Feira Santa 20h – Celebração da Ceia do Senhor, Lava-pés, 31 - Quinta-feira Transladação do Santíssimo; Vigília Eucarística - Exposição do Santíssimo Sacramento às 7h na Casinha de Nhá Chica até às 00h - Benção do Santíssimo e Missa às 15h30 19 - Sexta-Feira da Paixão do Senhor 9h às 11h – Confissões 14h15 – Via Sacra 15h – Ação Litúrgica da Paixão do Senhor 20 - Sábado Santo 9h às 11h – Confissões 19h – Vigília Pascal

Batizados na Igreja da Conceição: 4º sábado de cada mês 26 de abril (Memória do Batismo de Nhá Chica), 25 de maio, 22 de junho, 27 de julho, 24 de agosto, 28 de setembro, 26 de outubro, 23 de novembro, 28 de dezembro. Festa da Beata Nhá Chica, em Junho de 2019:

09 - Terça-feira - Missa às 15h30 - Atendimento das 16h30 às 17h30 10 - Quarta-feira - Confissões às 18h - Missa às 19h 11 - Quinta-feira - Exposição do Santíssimo Sacramento às 7h - Benção do Santíssimo e Missa às 15h30 12 - Sexta-feira - Missa às 10h - Atendimento das 11h às 12h - Missa às 15h30, seguida de Via Sacra 13 - Sábado - Confissões às 9h - Missa às 10h - Missa às 15h SEMANA SANTA 14 - Domingo De Ramos e da Paixão do Senhor 07h – Benção de Ramos e Missa na igreja 09h – Benção de Ramos em frente a Casinha de Nhá Chica, procissão e Missa na igreja 11h – Benção de Ramos e Missa na igreja

21 - Domingo da Páscoa 09h - Missa 11h - Missa 15h - Missa 23 - Terça-feira na Oitava da Páscoa - Terço às 14h45 - Missa ás 15h30 24 - Quarta-feira na Oitava da Páscoa - Terço às 15h - Missa às 19h

Dia 13 – Quinta-feira: Carreata e Show: 20h; Dia 14 – Sexta-feira: Missas na Igreja - 9h, 11h, 15h; Procissão 18h; Missa Campal 19h; Show 21h; Dia 15 – Sábado: Missas na Igreja -10h, 15h; Missa Campal 19h; Show 21h Dia 16 – Domingo: Missas na Igreja - 07h, 15h; Missas Campais 9h, 11h, 19h; Desfile de Cavaleiros e Carros de Bois 10h; Almoço festivo 11h; Show 20h. Festa da Imaculada Conceição 2019:

25 - Quinta-feira na Oitava: São Marcos - Exposição do Santíssimo Sacramento às 7h - Benção do Santíssimo e Missa às 15h30

29 de novembro a 07 de dezembro – Novena 08 de dezembro – Solenidade da Imaculada

26 - Sexta-feira na Oitava da Páscoa Memória do Batismo de Nhá Chica - Missa às 10h - Atendimento de Confissões das 11h às 12h - Missa às 15h30 - Missa com celebração de Batizados às 19h 27 - Sábado na Oitava da Páscoa - Confissões às 9h - Missa às 10h - Missa Vespertina às 15h

IGREJA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO DA BEATA NHÁ CHICA BAEPENDI DIOCESE DA CAMPANHA

Profile for Prodweb

Nhá Chica Informativo - Abril 2019  

Nhá Chica Informativo - Abril 2019  

Profile for prodweb