Issuu on Google+

ANO VII - Nº 37 - JUN/2012 - R$ 8,90

EDIÇÃO ESPECIAL

>> 16 >> PLURAL >> 22 >> FÓRMULA JEGUE >> 36 >> CIDADELA

Mossoró

É muito mais do que você imagina A prefeita Fafá Rosado radiante comemora com os mossoroenses a consolidação do Mossoró Cidade Junina.

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 1

25/06/2012 14:46:56


00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 2

25/06/2012 14:47:02


00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 3

25/06/2012 14:47:07


EDITORIAL >>

Olá meus amores! Começaremos essa nossa conversa analisando o significado da palavra Especial. Segundo o dicionário: “adj. m+f. 1. que não é comum, extraordinário. 2. Com fins determinados. 3. Importante, relevante, admirável, fundamental para algo ou alguém.” Então, é exatamente assim que nós nos sentimos a cada edição especial da Revista Presença, realizando algo extraordinário, maravilhoso e desafiador. Uma semaninha interia para deixarmos a revista pronta. Um corre corre e um trabalho de equipe exemplar. Deu certo! O Mossoró Cidade Junina foi criado pela então prefeita Rosalba Ciarlini e consolidado um evento nacional na administração de Fafá Rosado. Motivo de orgulho para todos nós. O Pingo da Mei Dia abre a programação da cidade. É um momento que as pessoas soltam suas alegrias e enchem o Corredor Cultural de cor e animação. E foi exatamente lá, junto com os mossoroenses, que o fotógrafo Claudio Roberto captou a imagem da nossa capa: a prefeita Fafá Rosado. Iluminada, abençoada, feliz, feliz... Vamos aqui revelar uma particularidade de Fátima Rosado. Há exatos 7 anos, quando imaginamos a Revista Presença, estivemos em seu gabinete. Ela,prefeita recém empossada, em seu primeiro mandato, disse-nos: “pode contar com a prefeita”. E assim foi. Caminhando lado a lado conosco, cumprindo prazos e compromissos com a Revista Presença. Sim, esse foi um jeito certo de honrar a palavra dada. E palavra tem poder. Agradecer? Nossa...Passaríamos esse editorial inteiro. Em nome de Gustavo Rosado e Ivanaldo Fernandes, registramos o enorme prazer em contar com o apoio da Prefeitura Municipal de Mossoró. Um reconhecimento sincero à executiva Najara Pinto que dedicou-se em tempo integral e ao nosso Diretor de Arte,Júlio Maia, que ao lado de Assis Neto, deixou Fortaleza e veio com exclusividade executar a edição. Colaboradores e anunciantes. Grata. Muito grata mesmo.

EDITORA-CHEFE Marilene Paiva – (84) 9665.6060 marilene.paiva@gmail.com REVISÃO Marilene Paiva COLUNISTAS E COLABORADORES Carlos Augusto Fátima Carlos Gustavo Barreto Katharina Gurgel Lisboa Batista Marilene Paiva Master Eventos Najara Pinto Ricardo Lopes Tica Soares

EXECUTIVAS DE VENDAS Najara Lima – (84) 9643.1230/8854.4201 najarapintolima@gmail.com FOTÓGRAFOS COLABORADORES Eduardo Kenedy | Cláudio Roberto Ricardo Lopes | Charles Paiva

E a revista ficou legal, bacana, leve. Uma delícia. Imaginemos juntos. Até setembro.

1ª Edição da Revista Presença

Projeto Gráfico, Criação e Finalização: Julio Cesar Maia e Assis Neto Fone: (84) 9655.2084 | (85) 8788.8878 juliocemaia@gmail.com

RESPONSABILIDADE

Acesse nosso site: www.marilenepaiva.com.br

4

Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 4

Os textos assinados ou afirmações contidas nesta revista são de responsabilidade de seus autores, não refletindo necessariamente a opinião política dos editores. É proibida a reprodução total ou parcial de textos ou imagens por qualquer meio sem autorização.

25/06/2012 14:47:10


Carmen Steffens OUTONO/ INVERNO 2012 BELLA CITTÀ SHOPPING PASSO FUNDO/ RS

BEIRUTE

BUENOS AIRES

JOHANNESBURGO

HOLLYWOOD

MADRI

MARBELLA

PARIS

PUNTA DEL ESTE

RIO DE JANEIRO

SÃO PAULO

200 LOJAS - 16 PAÍSES

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 5

25/06/2012 14:47:12


SUMÁRIO >>

30

Fafá Rosado Mossoró é assim!

12 18 24 54 Luzes

Chuva

Chá

Casa

Ambientes

E tome bala!

Tradicionalismo

Diferente

Presença Cênica ..............................08 Orpheu .............................................09 Presença Cultural .............................10 Habitáculo .......................................12 Cidadela ...........................................16 Chuva de Bala ...................................18 Plural ................................................22 Ultrasociety - Chá Colonial ................24 Presença Masculina .........................26 Burro Táxi .........................................27 Festival Canta Sanfona ......................28 Festival de Repentistas ......................29 Interview ..........................................30 Ultrasociety - Rianna ........................34 Fórmula Jegue .................................36 Memorial Jazz ..................................37 Concurso de Maquete Junina ...........36 6

Setor Hoteleiro ..................................38 Blog da Karen ...................................39 Fashionismo ....................................40 Moda Trend.......................................42 Presença Feminina ...........................44 Festival de Quadrilhas........................46 Feira de Artesanato ..........................48 Feira de Comidas Típicas ..................49 Festa dos Destaques ........................50 Shows ..............................................52 Tamo Junto! ......................................53 Tapera Cor ........................................54 Orquestra UFRN ................................56 Pau de Arara .....................................57 Pingo da Mei Dia ...............................58 Presença do Oeste ............................59 Utrasociety - Camarote Villa Real ......60

Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 6

25/06/2012 14:47:22


00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 7

25/06/2012 14:47:26


PRESENÇA CÊNICA

Boca da Noite

Em estrutura erguida na Praça Jaime Hipólito Dantas, em frente ao Memorial da Resistência, o ponto é uma das vitrines do Mossoró Cidade Junina. Ao som do forró pé de serra e um ambiente característico da cultura nordestina, tem sido um dos pontos mais requisitados, também, por turistas. O projeto foi batizado de “Na Boca da Noite” pelo 8

fato de começar no final da tarde do domingo, às 17h. A ideia é proporcionar um local diferenciado, onde o turista possa obter informações sobre a cidade e conhecer um pouco da cultura nordestina. No espaço destinado ao Boca da Noite os freqüentadores dispõe, além da estrutura de barzinhos e animação do tradicional forró pé de serra, barracas com comidas típicas. A decoração feita com adereços tipicamente nordestinos tem chamado atenção dos visitantes.

Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 8

25/06/2012 14:47:35


“Orpheu”? Mais do que um movimento literário, “Orpheu” foi um movimento artístico: Nele participaram poetas, pintores, escultores, enfim, um sem número de artistas que concebiam a arte como algo de muito nobre e revelador de uma mentalidade muito própria. assim, nos dois números desta publicação tão efémera (mas, ao mesmo tempo, tão marcante), surgem poesias a par de gravuras, formando, em conjunto uma nova concepção de arte. Após a Proclamação da República em 1910, com todo o entusiasmo proveniente da febre revolucionária, a nova vaga de jovens artistas começa a deambular pelos cafés da Baixa Lisboeta. Destes encontros, surge uma ligação quase umbilical entre estes jovens que desejavam, acima de tudo, romper com um passado decadente e fazer aparecer algo de diferente. Assim, em 1915, com a saída do primeiro número da revista “Orpheu” opera-se uma revolução, desta feita, estética e social. Após a publicação do 1º número, os seus mentores quase que se viram obrigados a esconder-se, tal não foi a violência da reação da sociedade da época. Os seus principais impulsionadores foram Fernando Pessoa, Mário Sá-Carneiro e Almada Negreiros, embora os colaboradores tenham sido muitos mais. Mas, aqueles três constituíram o núcleo duro desta publicação. O escândalo por ela provocado era um ótimo sinal de que estavam no caminho certo: o da mudança!

ORPHEU Creio no mundo como num malmequer, Porque o vejo. Mas não penso nele Porque pensar é não compreender... O Mundo não se fez para pensarmos nele (Pensar é estar doente dos olhos) Mas para olharmos para ele e estarmos de acordo... Eu não tenho filosofia; tenho sentidos... Se falo na Natureza não é porque saiba o que ela é, Mas porque a amo, e amo-a por isso Porque quem ama nunca sabe o que ama Nem sabe por que ama, nem o que é amar...

Fernando Pessoa Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 9

9

25/06/2012 14:47:39


PRESENÇA CULTURAL

Shows Adro Capela São Vicente

As atrações musicais se apresentam em dois momentos: no palco montado no adro da Capela São Vicente, antes do Espetáculo Chuva de Bala e, após a encenação do Chuva, no palco montado na Cidadela. É nos dois palcos que se apresentam cantores da MPB, bandas de pop rock, grupos de samba e pagode, entre outros estilos.

Nida Lira

uma das referências da noite Mossoroense 10 Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 10

25/06/2012 14:47:48


Revista Presenรงa

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 11

11

25/06/2012 14:47:49


HABITÁCULO >> por Gustavo Barreto

Glamour e Brilho

Arquiteto Gustavo Barreto

Fotos: Eduardo Kenedy

O Maison Chiquê enche os olhos de quem o visita. Já na entrada, destaca-se beleza e luz. Um ambiente de conforto,muito bem planejado para receber. A iluminação de qualidade e bom gosto,proporciona um clima de aconchego e requinte.

12 Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 12

25/06/2012 14:47:52


No interior,evidencia-se iluminação indireta criada por LED e um lustre em cristais que direciona atenções para o ambiente.

R enç ça ça Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 13

3 13

25/06/2012 14:47:55


HABITÁCULO >> por Gustavo Barreto

Fotos: Eduardo Kenedy

O espaço clean direciona o olhar para as araras através da iluminação adequada para a exposição do produto. Mais uma vez os lustres primam por beleza e sofisticação.

14 Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 14

25/06/2012 14:47:59


00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 15

25/06/2012 14:48:04


CIDADELA

Cidade cenográfica recheada de encantos

Chegando ao Corredor cultural o que não falta é opção para o público do Mossoró Cidade Junina. Impossível conferir o evento sem apreciar a Cidadela, cidade cenográfica montada ao lado da Capela de São Vicente. Além de ser o espaço ideal para onde fogem aqueles que querem uma alternativa de som diferenciado e um espaço longe das multidões, a Cidadela se consolidou como o lugar da família, devido ao leque de atrações incluindo as que são direcionadas a criançada. É na Cidadela que se dividem os ritmos musicais. Além de bares, lojas de artesanato, palco para shows. Na edição de 2012 foi mantida a mesma programação das anteriores, sendo que, o espaço

foi ampliado para atender a demanda de público que cresce a cada ano. Ainda no local se concentram o Burro-Táxi, Pau de Arara Eletrônico, Brinquedos e Brincadeiras Populares, Salão de Beleza Junino, as atrações musicais e o espetáculo Chuva de Bala de Bala no País de Mossoró. O espaço, também, contempla os artistas locais, os responsáveis pela animação das noites. Os shows musicais com artistas da terra acontecem em dois momentos. Primeiro, antecedendo a abertura do Chuva de Bala, no adro da Capela de São Vicente. Depois, no palco principal, montado na Cidadela.

16 Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 16

25/06/2012 14:48:10


Principais projetos da Cidadela: Brinquedos e Brincadeiras - Os brinquedos e as brincadeiras que já não fazem mais parte da vida das crianças foram resgatados no projeto Brinquedos e Brincadeiras. O espaço brinquedoteca, dentro da Cidadela, tem corda, peteca, bila, bambolê,bola de meia, roladeira, carrinho de lata, de madeira, de garrafa, entre outras opções. Professores caracterizados acompanham e coordenam todas as noites, de quinta a domingo o divertimento dos pequenos. Burro Táxi - Qual a criança que não tem a curiosidade de passear de carroça? O Burro-Táxi é mais um atrativo das noites do Mossoró Cidade Junina. Percorre todo o Corredor Cultural, com saída da Cidadela. O serviço funciona de 19 às 22h, de quinta a sexta. Atrações Musicais - As atrações musicais se apresentam em dois momentos: no palco montado no adro da Capela São Vicente, antes do Espetáculo Chuva de Bala e, após a encenação do Chuva, no palco montado na Cidadela. É nos dois palcos que se apresentam cantores da MPB, bandas de pop rock, grupos de samba e pagode, entre outros estilos. Antes da festa, o lugar de se produzir é o Salão Junino Para quem quer cuidar do visual antes de cair na festa, o ponto certo é o Salão Junino. rianças e adultos podem fazer a produção característica. Tranças, escovas, penteados juninos, sobrancelhas, maquiagem são os principais serviços oferecidos pelo Salão que é aberto de 17h30 às 23h30. Por noite são atendidas entre 20 a 25 pessoas. “Tem dias que a movimentação é maior. O que posso dizer é o Salão Junino fez sucesso, principalmente entre as crianças”, disse o cabeleireiro Romário Morais. O espaço chamou atenção do público do Mossoró Cidade Junina que opta por se arrumar com um profissional por um preço acessível. Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 17

17

25/06/2012 14:48:23


CHUVA DE BALA

Resgate histórico da bravura Mossoroense Espetáculo dirigido pelo teatrólogo João Marcelino, que com o texto de Tarcisio Gurgel, e música de Danilo Guanais, remonta a história de bravura e resistência do povo mossoroense ocorrido em 1927, ano em que o temido cangaceiro Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião, tentou saquear a segunda maior cidade do Rio Grande do Norte. Passado e presente se encontram no adro da Capela de São Vicente, local real da batalha, pois o diretor deu sequência à participação

de três narradores da história. Este ano, são “Tonha”, Tontonho” e Toinha”: mãe, pai e filha que interagem e mostram ao público o que teria acontecido naquele ano. Orgulho de todos os mossoroenses, o espetáculo já consagrado, atrai diariamente uma multidão que participa da apresentação entoando as canções que já fazem parte do repertório do popular. “Sempre resistir, recuar jamais, não fugir a luta e defender com força, essa terra mãe que a santa ilumina”.

18 Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 18

25/06/2012 14:48:35


Revista Presenรงa

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 19

19

25/06/2012 14:49:07


ENTREVISTA COM JOÃO MARCELINO João Marcelino Oliveira, natural de Macaíba, é diretor, figurinista, cenógrafo e tem seu nome registrado em nove edições de sucesso do Espetáculo Chuva de Bala no País de Mossoró, além dos inúmeros espetáculos que já produziu ao longo de sua carreira. João recebeu o título de cidadão mossoroense devido a sua grande contribuição para a cultura da cidade. O talento do diretor é inquestionável pelos que assistem ao Espetáculo Chuva de Bala que, embora conte a mesma história, a cada surge com uma encenação repleta de novidades. Como nasce a inspiração para produção, como foi produzir a edição de 2012, como trabalhar a linguagem que será transmitida ao público, os desafios, essas e outras questões, são assuntos que o diretor explica na entrevista a seguir.

R- Encontro na cidade a matéria prima para o espetáculo que é o orgulho de ser mossoroense. A partir desse elemento, mergulho nessa saga, vestido de um manto de proteção, que me dá força e tranquilidade para criar o espetáculo. Significa dizer que sinto-me um filho de Mossoró contando essa grande história.

O Espetáculo Chuva de Bala no País de Mossoró é uma marca do Mossoró Cidade Junina. Um fato histórico importante que, justamente por meio do espetáculo, referência a cidade. Dentro desse contexto, o que significa para você dirigir um espetáculo tão grandioso como este?

Como você descreveria a produção desse ano em relação a de anos anteriores? R- A edição de número 11 que ora encenamos, é substancialmente diferente das outras, sem perder sua essência. Há uma simplicidade na elaboração das cenas o que torna mais difícil o seu fazer. Apresentar algo com simplicidade é difícil e complexo. Este ano, mais do que nunca, ator é o centro da história, contornado por quatro escadas cenográficas que representam a roda da vida. Estamos sempre a “subir e a descer” em nossas existências. O Chuva desse ano reconta uma velha história com o intuito de perpetuar a alma dos mossoroenses.

20 Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 20

25/06/2012 14:49:17


A produção do espetáculo é feita pensando no público? Ou seja, em como as pessoas vão interpretar a mensagem, mesmo em se tratando de uma história que no geral já é conhecida por todos? R- Nosso público é variado e participativo. Há aquele que assiste todas as noites, todos os anos, e aquele que vê uma só vez, pois é visitante. Com isso, preciso estar atento a ambos os públicos e apresentar a mesma história com elementos novos e sempre com o cuidado de contar cada vez melhor e claramente a história. Como inovar trabalhando o mesmo enredo? Qual o maior desafio falando por essa perspectiva? R- Esse espetáculo é uma grande engrenagem composta de peças inteligentes e variadas. Essas peças são os atores, bailarinos, coreógrafo, músico, iluminador, atrizes, bailarinas, aderecistas, costureiras, e cada um tem liberdade para criar e reinventar. De modo, que cada artista cria a partir do seu ponto de vista particular, dialogando com

o diretor. Naturalmente dá-se a mágica, pois são vários artistas sonhando. Tenho o luxo de ter como principais parceiros o autor do texto, o poeta e escritor Tarcísio Gurgel que generosamente me incentiva a recriar sua escrita e Danilo Guanais que dá alma a nosso espetáculo. Danilo Guanais adaptou cenas, transformando em música que o público se encanta e canta por todo o estado potiguar. É uma honra estar ao lado de Danilo e de Tarcísio contribuindo com a cultura do Rio Grande do Norte. O fato de você dirigir o Chuva de Bala há vários anos facilita o trabalho de produzir, ou os desafios existem a cada edição?

R- Facilita e dificulta! Preciso não repetir o já feito e tenho a chance de melhorar aquilo que não consegui realizar como queria. Quem é João Marcelino? R- Um contador de histórias que permanece, desde a infância, sobre a mesa da cozinha da casa de vovó emocionando e entretendo as pessoas. Quais são seus sonhos? R- Continuar contando histórias. Nada é tão gratificante do que ver uma plateia lotada com os olhos atentos e brilhantes acompanhando o que se faz no palco. Por mérito sua marca já está registrada na cultura mossoroense. Afinal, você está sendo responsável por produzir e levar aos palcos a principal história da cidade. Foi também por esta contribuição cultural que você recebeu o título de cidadão mossoroense. Então, o que esse título representa para você? Qual o seu sentimento por Mossoró? R- Tenho muito o que agradecer a Mossoró. Essa cidade me deu a oportunidade de crescer como artista e ser humano. Mossoró foi uma escola laboratório pra mim e para muitos. Me deu tanto que até agraciou-me com um título de Cidadão Mossoroense. O que querer mais. No coração há espaço somente para gratidão. Finalizando as apresentações do Chuva de Bala, quais os próximos projetos? R- A Farsa dos Opostos, de Clotilde Tavares com o Grupo Imbuaça de Teatro da cidade de Aracaju, agora em julho. Iniciei o projeto em janeiro e vim pro Chuva. Retorno agora para estrear e levar o espetáculo pelos palcos do Brasil. Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 21

21

25/06/2012 14:49:26


PLURAL >> Pós-graduado em Ciências Econômicas, franqueado do CCAA em Mossoró e Diretor da Cia do Intercâmbio Mossoró.

por Carlos Augusto

Chuva de talentos no País de Mossoró

A Capela de São Vicente localizada no coração de nossa cidade ga-nhou fama inesperada. Na manhã de 13 de junho de 1927, com a mobilização da cidade contra o bando de Virgulino Ferreira, o Lampião, a torre solitária dessa cultuada Capela ficou crivada de balas. As marcas desse famoso tiroteio ainda podem ser vistas hoje, mesmo 85 anos depois da Batalha. Esse memorável acontecimento ficou registrado no inconsciente popular como a marca da luta, da capacidade e da ousadia dos heróis da resistência pela liberdade de nosso povo. Criado em 2002, já predestinado a ser uma superprodução, o Chuva de Balas no País de Mossoró faz nossa cidade olhar para o passado e pensar no futuro. Encenado desde sempre no adro da Capela de São Vicente,o Chuva de Balas traz sempre um cenário sensacional que por si só já é um belo diferencial. Devido ao enorme sucesso alcançado no primeiro ano sob a direção do renomado ator e diretor global Antônio Abujamra, o Chuva de Balas retornou em 2003 e até hoje não se concebe uma edição sequer do Mossoró Cidade Junina sem a sua menina dos olhos de ouro, o “CHUVA DE BALAS NO PAÍS DE MOSSORÓ.” Atualmente sob a direção do competentíssimo e talentoso Diretor Potiguar João Marcelino, essa declaração de Amor a Mossoró lota todas as noites na qual é apresentada as aproximadamente 4 mil cadeiras à disposição do público. Público esse cada vez mais exigente e que vem de vários locais desse Brasil. Caravanas e mais caravanas aportam aqui nos dias de exibição do espetáculo, para de perto vivenciar este momento nostálgico, poético e de encanto raro. Hoje com forte destaque na mídia Nacional o Chuva de Balas não é mais um patrimônio só nosso, mas sim um patrimônio Nacional. Quem vem se encanta ,se apaixona e por si faz a corrente do bem... Assim mais e mais pessoas vem ao Mossoró Cidade Junina ver artistas mossoroenses e da região defender com maestria a encenação desse louvável acontecimento, a saga de Mossoró contra o Bando de Lampião. Mossoró pode não ter o “MAIOR SÃO JOÃO DO MUNDO” e também não ser “A CAPITAL DO FORRÓ”, mas CHUVA DE BALAS NO PAÍS DE MOSSORÓ “só nós que tem”. E o espetáculo cada ano vez fica melhor, e é imenso em sua plenitude, sendo lindamente encenado, cantado, e dançado num ato de amor a arte. Um show de categoria que é digno de qualquer prêmio .De encher os olhos... Salve, salve Jõao João Marcelino, diretor do Chuva de Balas. Marcelino!

Dicionário do Mossoró Cidade Junina

A Cidadela é uma cidade cenográfica localizada a Rua Francisco Ramalho, ao lado da Igreja São Vicente, com bares, lojas de artesanato, palco para shows. Dividida em dois blocos, um com programação voltada para as crianças e o outro com atrativos para o público adulto. Um excelente ponto de encontro para o antes ou o depois do Chuva de Balas no País de Mossoró. A programação musical também agrada ao público. Os shows musicais com artistas da terra acontecem em dois momentos. Primeiro, antecedendo a a-bertura do Chuva de Bala, no adro da Capela de São Vicente. Depois, no palco principal, ao lado da Capela, sempre com presença de um público e muito entusiasmado. Um ambiente consolidado e aprovado pelo público!

Tapera Cor A Tapera Cor é uma exposição simbólica de uma casa onde os móveis antigos entram em cena. O espaço é uma criação do arquiteto Eduardo Falcão e da artista visual, Nôra Aires, e que já chama muita a atenção dos que lá visitam ou passam.A Tapera Cor é uma das maravilhas do Mossoró Cidade Junina , montada no Memorial da Resistência. Funciona de quinta a domingo, das 17 às 23h, com várias atrações musicais. Vale a pena prestigiar mais este sopro de cultura do Mossoró Cidade Junina.

Pau de Arara Eletrônico Muitos nordestinos utilizaram do pau arara um transporte irregular e sem conforto algum para chegar as grandes metrópoles, na intensão de conquistar um espaço e melhorar as condições de vida. Neste caso, eles não podiam reclamar devido à falta de recurso financeiro, além de trazer consigo o gosto amargo de deixar suas raízes. Aqui no Mossoró Cidade Junina a proposta é outra. O carro movido a muita alegria, descontração e até quadrilha junina, tem decoração de motivos juninos e conta com serviços de bar e dois djs “cabras da peste”, Dj Balinha e o dono da idéia ,DJ Lenilton Moreira Júnior, executando músicas dos mais variados estilos. É realmente uma farra dar um passeio neste estiloso carro!!!

No pingo do Mei Dia! É o momento das caracterizações, das fantasias, de usar a imaginação. Trata-se do Comboio Junino num passeio pela área do corredor cultural. É composto por carroças que conduzem trios musicais de forró pé de serra, charangas e grupos de quadrilha junina. mais variados. O nosso “Galo da madrugada Junino” !!!

Revista Presença Presença 22 22 Revista

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 22

25/06/2012 14:49:31


Revista Presenรงa

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 23

23

25/06/2012 14:49:36


ULTRASOCIETY >> por Marilene Paiva

Chá Colonial O colunista e cerimonialista Walerlin Lopes recebeu amigos e convidados para o seu tradicional Chá Colonial, dia 25 de maio de 2012, às 19h25, nos salões do Requinte Buffet. A produção da festa levou a griffe Master Eventos, assinada pelos queridos Eronildo Pereira e Liane Dantas. Georgiana Dantas respondeu pelo bolo celebrativo. Os padres Flávio Augusto Forte de Melo e José Janedson ministraram a partilha do evangelho. A Orquestra Chorus 4 e Dj Balinha embalaram com boa música os convidados do Chá Colonial de Walterlin. Uma noite de encantamento.

Confira a cobertura completa no site: http://www.marilenepaiva.com.br/2012/cha-colonial/

24 Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 24

25/06/2012 14:49:46


00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 25

25/06/2012 14:49:51


PRESENÇAMASCULINA >>

Ricardo Lopes Aniversário: Quanto mais vierem melhor, e sempre no dia 10 de 10. Profissão: Retratista Uma qualidade: Ser um bom filho Um defeito: Só um ??? ter vários !!! Um dom: Fotografar Um livro: Você é sua melhor marca - Jussier Ramalho Um filme: O Alto da Compadecida Um momento: O nascimento de Bárbara Uma bebida: Vinho tinto seco Trilha sonora: Belchior, Lulu Santos, Zé Ramalho, Geraldo Azevedo... Inesquecível: Com certeza Gagaça Admirável: Sr. Nilson Brasil Especial: Minha mãe Incondicional: O amor pelos meus sobrinhos Competente: Chrystian Saboya Amada: Iarinha Mania: de Perfeição Ser: O melhor possível Ter: Saúde Poder: Andar livre Dinheiro: Necessário Mossoró: Um País sem igual Tibau: Os melhores dias da minha Vida Estilo: Próprio Nunca: Desistir Difícil: Persistir Insuportável: Hipocrisia Paixão: de Cristo Do lado esquerdo: Os Fernandes Lopes Ricardo por Ricardo Lopes: Um aprendiz... Pra sempre: Fotografia 26 Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 26

25/06/2012 14:50:33


BURRO-TÁXI

lazer e cumpre um papel social importante. Devidamente ornamentada com os símbolos e as cores juninas, a frota do burro-táxi percorre o circuito do evento, ao longo do Corredor Cultural, alegrando seus passageiros, de todas as idades. Mesmo sendo um transporte tipicamente rural, a carroça, adaptada à festa junina, também desperta admiração das pessoas.

A diversidade de atividades da festa junina de Mossoró mistura tradição e novo, num ambiente em que o público encontra atrações diferentes e para todos os gostos. Entre elas, destaca-se o serviço de burro-táxi, cada vez mais presente no dia a dia do evento junino. Os podem ser feitos de quinta a domingo, com saída ao lado da Cidadela. O burro-táxi oferece Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 27

27

25/06/2012 14:50:42


FESTIVAL CANTA SANFONA

Festival Canta Sanfona enaltece cultura popular

A sanfona é um dos instrumentos musicais que mais lembram o Nordeste e está associada a festas juninas. O Festival Canta Sanfona reúne sanfoneiros e acordeonistas profissionais e amadores de toda a região para uma disputa acirrada. O concurso resgata e difunde a utilização da sanfona, símbolo do nosso Nordeste. O Festival já é tradição em Mossoró, sendo realizado desde a primeira edição do Cidade Junina. A competição deu origem a Orquestra Sanfônica Otaviano Pinto, primeira orquestra formada por sanfonas do Rio Grande do Norte.

28 Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 28

25/06/2012 14:50:51


FESTIVAL DE REPENTISTAS

Festival de Repentistas leva poesia popular ao MCJ

A poesia popular também tem espaço na maior festa junina do país. Cantadores, poetas repentistas, declamadores, aboiadores e trovadores de vários Estados do Nordeste mostram seu talento no Festival de Repentistas. O repente mescla a poesia e a música. O cantador improvisa os versos com métrica e rima. A iniciativa valoriza a poesia nordestina e mantém viva essa importante característica da nossa cultura popular. Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 29

29

25/06/2012 14:51:06


INTERVIEW

30 Revista Presenรงa

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 30

25/06/2012 14:51:07


Entrevista com a prefeita

Fafá Rosado ‘O povo quer o Mossoró Cidade Junina cada vez mais forte’ A prefeita Fafá Rosado vê que o Mossoró Cidade Junina reflete o sentimento popular da segunda maior cidade do Rio Grande do Norte, apresentando uma programação diversificada com entretenimento e lazer ao mossoroense e ao turista. Para ela, a hospitalidade, a segurança e uma extensa programação fazem do evento algo particular e que engrandecem a cultura local, proporcionando lazer ao cidadão, bem como espaço para o artista mostrar seu potencial. Confira a entrevista:

O Mossoró Cidade Junina chega à sua 16ª edição. Como a senhora vê a consolidação do evento? COM muito entusiasmo. Ao longo desses anos, e principalmente no período junino, a gente percebe que a cidade tem uma movimentação excelente, com hotéis e pousadas lotados e o comércio local em plena efervescência. Então, o que podemos dizer é que a consolidação do Mossoró Cidade Junina é inquestionável, tanto do ponto de vista cultural quanto do econômico. Saliente-se aqui a geração de emprego e renda, que é um dos pontos fortes dessa ação. O Cidade Junina, sem dúvida, nasceu para ficar e se consolida a cada ano. Ao longo dos anos, algumas críticas surgiram... É natural que isso ocorra, mas o Mossoró Cidade Junina provou e comprovou que veio para ficar. Hoje não se pensa o mês de festejos juninos sem que se fale no evento. Então, vejo que quem criticava agora elogia, o que é natural, pois não se pode ir contra a vontade do povo. E o povo quer o Mossoró Cidade Junina cada vez mais forte e consolidado.

Nesses 16 anos, algumas atividades culturais foram acrescidos ao Mossoró Cidade Junina. Essa ação está surtindo efeito? Positivamente. Se você olhar ao longo do Corredor Cultural irá encontrar, sempre e todas as noites, boa movimentação em todos os lugares. Tem a Estação das Artes, onde ocorrem shows de grande porte com atrações locais e nacionais, e é onde se concentra grande movimentação popular e onde também se tem a maior geração de emprego e renda. Se você for para a Praça de Eventos, verá que a Feira de Comidas Típicas, shows de humor, músicas populares e teatro de bonecos se constituem em outra grande concentração de pessoas. Temos a Cidadela, onde se tem excelente participação e presença do público. O Chuva de Bala é sucesso e se supera a cada ano com relação à plateia e na qualidade do espetáculo. Se você for ao Memorial, verá que o público também acompanha. Então, as alternativas de entretenimento criadas melhoraram o Mossoró Cidade Junina.

Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 31

31

25/06/2012 14:51:07


Em 2011 a Prefeitura instituiu mais um elemento no Cidade Junina: o Tapera Cor. O público gostou dessa novidade? Sem dúvida. O projeto Tapera Cor é mais um ingrediente que soma ao todo. Trata-se de mostrar ás pessoas, principalmente aos jovens, bem como proporcionar aos mais idosos uma viagem ao passado, e mostrar como era as casas de antigamente. É mais uma oportunidade de entretenimento ao público, que pode conhecer detalhes do cotidiano de cidades interioranas, com base na decoração, móveis e utensílios domésticos do passado. É uma viagem ao passado proporcionada no presente. Aliado a tudo isso, tem ainda a boa música ambiente.

O Pingo da Mei-Dia se tornou uma verdadeira sensação dentro do Mossoró Cidade Junina... É verdade. Não há como não reconhecer essa particularidade. Nas últimas edições do Pingo, a gente viu que houve presença maciça da população e a maioria entrou no clima de festa junina, o que é interessante. A gente percebe que a cidade toda entra nesse clima festivo e o Pingo da Mei-Dia é um dos carros-chefe do Mossoró Cidade Junina. Reconhecidamente, e não falo aqui como prefeita, é uma sensação boa ver que jovens, adultos, crianças e idosos participam do evento. Estive presente e, sinceramente, não há como não se deixar contagiar pelo clima agradável que toma conta do Corredor Cultural.

32 Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 32

25/06/2012 14:51:11


A gente percebe que muita gente tem circulado no Pau de Arara Elétrico e no Burro Taxi... São atrações da festa. Mossoró recebe muita gente de outras cidades e de outros Estados e, para eles, isso são novidades. Até mesmo para nós, mossoroenses. E não é somente no Pau de Arara Elétrônico e no Burro Taxi que a gente vê movimentação. Na Cidadela, por exemplo, temos espaços para a criançada, com a Brinquedoteca. Na Praça de Eventos, mais um leque de atrações para o público de todas as idades. O Mossoró Cidade Junina é, sem dúvida, voltado ao entretenimento e ao lazer.

Estados se apresentem em Mossoró, como é o caso das quadrilhas juninas que abrilhantam a Arena Deodete Dias. Uma cidade que está em efervescência econômica, cultural e social e que se destaca no Rio Grande do Norte por valorizar o seu bem maior: as pessoas. Estamos no caminho certo, do jeito certo. Mossoró seguirá com suas conquistas culturais e apresentando o que tem de melhor: hospitalidade, segurança, cultura e entretenimento certo com o Mossoró Cidade Junina.

Na Cidadela, no palco da Estação das Artes, no Memorial da Resistência e na Praça da Convivência apresentam programação diversificada... Quando pensamos no Mossoró Cidade Junina, a preocupação maior é de fazer com que o público fique à vontade e também que se volte como espaço para os artistas da terra. Não poderíamos realizar um evento dessa magnitude sem proporcionar ao artista os locais adequados e apropriados para mostrar o seu trabalho. Mossoró possui uma boa plêiade de artistas e a prova é que todos estão mostrando seus talentos no Corredor Cultural, na Cidadela, nos shows que antecedem ao Chuva de Bala, na Praça da Convivência e de Eventos, bem como no Memorial da Resistência. A cultura, e falo de maneira geral, tem espaço certo no Mossoró Cidade Junina, pois temos apresentações culturais, shows musicais, exposições e mais uma série de entretenimento ao público. Analisando o evento de maneira geral, o que a senhora percebe? Percebo o que o mossoroense e os turistas veem: uma cidade harmonizada com suas raízes culturais e que abre espaço para que talentos de outros municípios e outros Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 33

33

25/06/2012 14:51:13


ULTRASOCIETY >> por Marilene Paiva e Master Eventos

Debut de Rianna A cidade de Mossoró foi cenário de uma festa linda de viver. Festa chic, com o tema Chanel. Festa que reportava ao universo da moda da estilista que marcou o seu espaço na moda internacional: Coco Chanel. Foi a noite maior de Rianna Paula Gurgel Amorim Holanda, herdeira do casal Rivadávia Holanda Neto e Pollyanna Gurgel Amorim Holanda, que ganhou uma noite cheia de beleza e sofisticação nos salões alinhados do Requinte Buffet. Um evento cheio de exclusividade e pesquisa, glamour e elegância, com a assinatura da Master Produções e Eventos, de Eronildo Pereira e Liane Dantas.

Confira a cobertura completa no site: http://www.marilenepaiva.com.br/2012/debut-de-rianna/

34 Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 34

25/06/2012 14:51:18


Revista Presenรงa 00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 35

35

25/06/2012 14:51:23


FÓRMULA JEGUE

Irreverência e resgate de costumes A irreverência também faz parte da eclética programação do Mossoró Cidade Junina. Em sua 14ª edição, a Fórmula Jegue reconhece a importância do jumento em uma disputa que resgata uma tradição rural. A exemplo de anos anteriores, a Fórmula Jegue deve levar milhares de pessoas ao “Jegódromo” da Avenida Rio Branco. A prova é disputada nas categorias profissional, amador e principiante. A Fórmula Jegue foi disputada durante anos na Feira do Bode, no Centro de Comercialização de Animais “Armando Buá”. Todavia, dada a sua importância e público crescente, a corrida foi trazida para o Corredor Cultural para melhor acesso e acomodação do público.

36 Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 36

25/06/2012 14:51:36


MEMORIAL JAZZ

Excelente programação para o Cidade Junina O Mossoró Cidade Junina tem programação para todos os gostos e públicos. Além dos grandes shows que acontecem na Estação das Artes Elizeu Ventania, das atrações da Cidadela, entre outras opções oferecidas ao longo do Corredor Cultural, o Memorial da Resistência, através do Memorial Jazz, também garante atrações para o seu público. A programação junina do Memorial da Resistência conta com um leque de grandes atrações, que tem início dia 14, quinta-feira, e segue até o dia 30 de junho. Na lista de atrações: Art Milenar (14), Brazucka Jazz (15/06), Negantonho Instrumental (16), Alison e Pitombeira Trio (21), Nosso Jaz (22), Lima Duo (23), Berg Dauzacker e Banda (2 8), Berg Silva (29) e Osman Carlos (30). A Prefeitura de Mossoró e a Gondim Garcia Produções, responsáveis pela organização do evento, sempre colocou na programação atrações que pudessem agradar a todos os públicos. Segundo a gerente da Cultura, Clézia Barreto, esse tipo de música que corresponde a um público mais restrito sempre fez parte da programação do Cidade Junina. “O Jazz teve seu espaço reservado em edições anteriores e foi bem recepcionado pelo público. Por isso que todo o ano o Memorial da Resistência é palco para um grande número de atrações nesse estilo”, frisa.

Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 37

37

25/06/2012 14:51:41


Setor hoteleiro lucra ao ritmo da festa

A consolidação do Cidade Junina como um evento turístico reflete na ocupação dos hotéis durante a realização da festa. Cada vez mais, o são-joão de Mossoró atrai turistas da região e do país, e o setor hoteleiro vem sendo um dos segmentos da economia diretamente beneficiados e em franca expansão em decorrência. Forte em eventos, e o Cidade Junina sendo o carro-chefe desse boom de crescimento da atividade, o setor hoteleiro chega a registrar 100% em sua taxa de ocupação, no mês junho. Os números impressionam e despertam o interesse de novos investidores no segmento. Para atender a crescente demanda, o ramo

hoteleiro não para de crescer. Com o apoio da Prefeitura Municipal, através de incentivos em infra-estrutura, novos hotéis estão se instalando na Cidade. Um deles, o Ibis, já está com suas obras praticamente finalizadas. E logo, logo se iniciarão das obras do Holiday In Express, próximo ao West Shopping. Outros como Garbos e Vitória foram abertos há pouco tempo. Os hotéis Thermas e Villa Oeste, ampliados. Definitivamente, Mossoró se firma como a porta de entrega do turismo no pólo da Costa Branca, e muito deve-se aos eventos públicos, em especial ao Cidade Junina.

38 Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 38

25/06/2012 14:51:44


BLOGdaKAREN >> por Karen Praxedes

Estudante de Direito, blogueira, palpiteira e colunista Presença.

O da vez... Presente na passarela do Fashion Rio e São Paulo Fashion Week o Candy Color mostrou que veio para ficar e é tendência super forte para o Verão 2013. Para quem não sabe o Candy Color são tons mais leves, como o próprio nome diz: Candy Color, que tem o significado, Cores doces. O que lembra os de tons pastel. O Candy Color passa pelas cores mais alegres, porém delicadas, como o rosa, amarelo, verde e azul até chegar aos tons pastel, bem

www.amodadakaren.com.br karen@blogdakaren.com.br

clarinhos e pálidos. Essas cores acrescentam uma delicadeza sem igual às roupas, reforçando os efeitos de laços, babados e outros elementos românticos, presentes na tendência ladylike. O verão é assim, tecidos fluídos, leves, clean. Além do vestuário, encontramos essa tendência bastante forte também nos acessórios, esmaltes e makes. O melhor da tendência é que é super fácil de combinar, ainda sendo possível montar um color blocking

com as cores. O color blocking é uma tendência que foi muito badalada no verão 2012, onde podemos misturar várias cores em um só look, por exemplo, o verde com rosa, com roxo e etc.. O divertido era misturar. Algumas marcas como Louis Vuitton, Gucci, Chanel, Victoria Secrets e etc.. apostaram na tendência Candy Colors em seus anúncios publicitários. Nem chegou o verão 2013 e o Candy Color já é febre.

Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 39

39

25/06/2012 14:51:51


FASHIONISMO por Fátima Carlos

Fátima Carlos

é graduada em Geografia pela UERN. Começou a trabalhar com moda aos treze anos, por influência da mãe, que era costureira. Em 1990, decidiu, após viagens ao exterior, criar seu próprio ateliê, que hoje é referência local. fatimacarlos_estilo@hotmail.com

ATELIÊ FÁTIMA CARLOS 84 3321 4290 40 Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 40

25/06/2012 14:51:58


00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 41

25/06/2012 14:52:03


MODATREND >>

Lucas Bessa

DE CORPO E ALMA!!!

Samuel Rosado

Paulo André de Oliveira

Nessa transição de coleções outono-inverno para primavera-verão, resolvemos presentear nosso leitores com um banho de sensualidade num ensaio clicado por Paulo Eduardo Oliveira com o cast masculino da Tráfego Models usando underwear da Colcci e V.Hall, outros totalmente nus com o Hotel Garbos de cenário.

42 Revista Presença 42 Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 42

25/06/2012 14:52:16


Georgiano Azevedo

Douglas Costa

Sรณcio da Trรกfego Models, produtor de desfiles e colunista de moda. georgianoazevedo@gmail.com

FICHA-Tร‰CNICA Fotos: Paulo Eduardo Oliveira Styling: Luis Henrique Azevedo Assistente de styling: Luiz Rodrigues Beleza: Luis Henrique Azevedo Agradecimentos: V.Hall, Colcci e Hotel Garbos.

Gabriel Formiga

Jackson Mariano

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 43

Revista Presenรงa Revista Presenรงa

43 43

25/06/2012 14:52:28


PRESENÇAFEMININA >>

Katharina Gurgel Aniversário: 03 de agosto Uma qualidade: bom humor Um defeito: falar mais do que ouvir Um dom: ser mãe Um livro: Memórias de minhas Putas Tristes, de Gabriel Garcia Marques - Enquanto lia o livro consegui visualizar aquele senhor com aquela menina e o seu amor sublime e simples, e O Velho e o Mar, de Hemingway - até hoje lembro, com nitidez, da luta daquele velho e o aquele peixe. Um filme: A cor purpura e Sob o céu de toscana Um momento: quando acordo e dou “bom dia” as minhas filhas, mesmo que tenha consciência de que o estresse já começou... elas sempre chegam atrasadas! Uma bebida: cerveja gelada e café, sempre!! Trilha sonora: Sade, para namorar; Vander Lee, para relaxar; Elis Regina, para sofrer; bossa nova, para criar; Jason Mraz, para curtir e Jorge Bem Jor, para dançar Inesquecível: ver minha filha Bia na UTI, depois de esperá-la no quarto depois do seu nascimento, e dos médicos informarem que eu não poderia pegá-la naquele momento; e ver minha filha Luiza dançando como um anjo no teatro Dix Huit Rosado Admirável: meu avô, Deífilo Gurgel, e sua luta constante pela cultura local Especial: amigos, sempre Incondicional: amor e dor de mãe por filho Competente: aquele governo que assume a cultura do seu povo como fundamental para o seu crescimento e história Querida: a Escola Doméstica de Natal e as suas memórias na minha alma Mania: café, café, café e de procurar a perfeição em tudo o que faço Ser: exatamente como sou, sem máscaras nem maquiagem. Ser gente que gosta de gente, com todos os seus defeitos e limitações. Ser transparente. Ser o que você quer ser e não o que os outros esperam de você. Ter: amigos, em primeiro lugar. Dignidade, para caminhar. Prazer, em tudo o que se faz. Poder: tem poder quem paga as suas contas. Tem poder quem argumenta olhando nos olhos. Tem poder quem não desiste de lutar, mesmo que sob circunstâncias extremas. Tem poder quem pode escolher. Dinheiro: bom, perigoso e necessário. Mossoró: uma terra que aprendi a amar e brigar por ela. Terra de histórias e de Marcos. Mossoró, terra de particularidades, onde acontecem coisas que só aqui acontecem. Tibau: farra, família, música e amigos. Estilo: único. Adoro e aplaudo pessoas que seguem a sua própria moda, com seus próprios conceitos. Estilo é ter educação e bom senso. tem estilo quem respeita, ouve e não precisa chamar a atenção. Nunca: nunca, nunca saberei mais que ninguém, disso eu tenho a certeza. Difícil: não sucumbir à gula, não sofrer por amor, reconhecer que perdeu e ver sofrimentos alheios, sem poder ajudar. Insuportável: arrogância, prepotência, precoceito e inveja. Me enoja pessoas que se acham superiores aos outros, essas sim, são insuportáveis e pequenas, coitadas! Paixão: música, filhas, a cultura do povo, café preto, cerveja mofada, amigos e família. Do lado esquerdo: mora, dentro de mim, todos os meus amigos que me ajudaram a ser melhor do que sou. mora, dentro de mim, a minha família, sempre me apoiando, mesmo nos momentos de indecisões e mudanças. A minha música está guardada do meu lado esquerdo, de forma cuidadosa e com muito zelo. Katharina por Katharina: sou sorriso e intensidade. simples, complexa e intensa. Sempre dá para ir mais longe, basta tentar. Sou difícil de desistir e facil de chorar. Sou mãe, sou filha, sou mulher, tudo na mais perfeita proporção e dificuldade. Sou assim, e não vou mudar porque a sociedade exige ou porque as regras limitam. O provocante me seduz, o inteligente me inspira, o suave me acalma e o simples me apaixona. Sou amiga, ah isso sou! Pra sempre: para sempre chorarei com a música que me emocionar. Para sempre amarei, mesmo que com sofrimento. Para sempre serei amiga e leal. Para sempre acreditarei nas pessoas, na sua mais pura essência, e se, por um acaso, essas me trairem e me decepcionarem, as perdoarei e seguirei em frente, na busca de viver com pressa e ânsia. Para sempre repitirei: obrigada meu Deus pela minha vida e pelas chances de vencer!

44 Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 44

25/06/2012 14:52:32


00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 45

25/06/2012 14:52:36


FESTIVAL DE QUADRILHAS

Cores e ritmos no São João

Falar de São João é falar de quadrilha junina. A dança típica das festas juninas tem um destaque todo especial no Mossoró Cidade junina, através do Festival Quadrilhas, considerado atualmente um dos maiores festivais do gênero no Brasil. O concurso é um espetáculo que une dança, coreografia, figurino, organização, diversão e competição. Elementos que são trabalhados valorizando a cultura nordestina. Os competidores dão um verdadeiro show de apresentações com o objetivo de agradar jurados e público na Arena Deodete Dias, uma área 1.500 metros quadrados, com capacidade para receber até duas mil pessoas. O festival inclui a disputa nas categorias escolar, infantil estilizada e tradicional, adulto tradicional e estilizada municipal, quadrilha da Zona Rural e da melhor idade, interestadual tradicional e estilizada. 46 Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 46

25/06/2012 14:52:56


Manicure e Pedicure

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 47

25/06/2012 14:53:02


FEIRA DE ARTESANATO

Artesanato regional enche os olhos dos visitantes

Na Praça de Eventos, os saborosos pratos típicos da festa junina se juntam aos mais variados produtos de artesanato. Artesãos de Mossoró e região expõem e vendem seus trabalhos que variam desde artigos domésticos até brinquedos infantis e objetos de decoração. Com madeira, papel, retalhos e diversos tipos de materiais recicláveis, os artistas usam sua criatividade e confeccionam produtos de encher os olhos. O espaço é muito visitado por turistas que desejam levar pra casa uma lembrancinha da terra da resistência.

48 Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 48

25/06/2012 14:53:16


FEIRA DE COMIDAS TÍPICAS

Culinária nordestina é prato cheio da Praça de Eventos

Pamonha, canjica, bolo de milho, cuscuz. Essas são algumas das delícias que o visitante encontra na Feira de Comidas Típicas, o espaço mais saboroso do Mossoró Cidade Junina. As gostosuras são preparadas por comerciantes qualificados para o serviço. O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC), parceira do MCJ, treinou os barraqueiros por meio do curso Manejo e Manipulação Segura de Alimentos e os preparou para atuar na festa.

Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 49

49

25/06/2012 14:53:27


por Lisboa Batista

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

01. Lisboa Batista com a 1° dama Érica Rêgo e a miss Pau dos Ferros-12, Fernanda Silva. 02. Dr.Eriberto Escolástico, orador da família. 03. Empresário Rio Grande, Paulo Régis Gomes. 04. Desembargadora Dra. Zeneide Bezerra e a miss PDF-12. 05. Odontólogo Airton Lopes e o colunista. 06. Vice-prefeito Fabrício Torquato / Renata Serêjo e o Dr.Tarcísio Lucena. 07. Padre Ivonzélito e o PROF.Dr. Pedro Fernandes/ Pró-reitor UERN. 08. Dr.Guimarães / Daguia e os filhos Felipe e Aline. 09. Casais: Glauber Rêgo / Fabíola e Lindolácio Aquino / Monalisa. 10. Casal Ary Filho/ Vera e o Colunista Valterlim Lopes. 11. Prefeito Leonardo Rêgo , o Colunista LB e a miss PDF-12. 12. Casal empresário Ivansueldo Bessa / Rita Aires.

15 anos de Ana Beatriz Kandyce Buffet - Pau dos Ferros - 31/03/2012. 03 02

01

05

04

01. Com os pais Chagas Nunes / Joana Batista e o irmão Hugo Leonardo. 02. Ana Beatriz no bolo celebrativo. 03. Aniversariante com o tio Lisboa Batista. 04. Ana Beatriz com o casal Fernando Galdino / Socorro Batista. 05. Com as primas e seus respectivos: Andrezza / Jeniffer Vale e Priscilla/ Ricardo Gurgel

50 Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 50

25/06/2012 14:53:57


00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 51

25/06/2012 14:54:01


SHOWS

Um mar de gente a perder de vista

Se o Sertão um dia virar mar e esse mar for de gente, bem que o Oceano pode ser a Estação das Artes Elizeu Ventania. Palco dos megashows do Mossoró Cidade Junina, o espaço “submerge” em meio a grandes públicos, sempre crescentes, que chegam a superar 50 mil pessoas. A agenda de shows do MCJ é recheada de boas atrações, locais, regionais e nacionais. Os shows acontecem de quinta a domingo, a partir das 21h. 52 Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 52

25/06/2012 14:54:30


TAMO JUNTO! por Najara Pinto

Marketóloga, UnP. Executiva da Revista Presença. najarapintolima@gmail.com @najarapinto4.

Genteeeee...

Mês de Julho chegando e com ele as tão esperadas férias. Momento de viajar, curtir e paquerar.

#Fiiiica a Dica Um lugarzinho frio, romântico, alegre e cativante: Gramado, no Rio Grande do Sul. Cidade colonizada por Alemães e Italianos de tradições e costumes fortes. Hoje, um dos destinos mais procurados do país. Povo muito receptivo, educado e com uma culinária de primeiríssima. Para você que só escutou falar dos chocolates, indico sem medo de errar: curtir Gramado é bom demais, principalmente com o amado: não tem preço! Fiquei hiper fascinada e espero em breve voltar.

orrea. É o C in g a im cê neeem , fica mais encan o v e u q is do unho muito ma ssa,no mês de J É . .. a h a ue pa ? Hah da ano q a lto da Sé c A e ? r u a q , m idade o do -se. amada c água e apaixone o? Dragã h e in a r d u n lo li e P ha sa ral da min soró, beba a nos s dor Cultu o onheça M tadora.C

te Terra da gen

Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 53

53

25/06/2012 14:54:38


TAPERA COR

Tapera Cor une passado e presente ao ar livre Idealizada em 2011, o projeto Tapera Cor ganhou dimensões maiores em 2012, apresentando novos elementos que remetem ao estilo interiorano de viver. A estrutura montada no Memorial da Resistência une passado e presente em um ambiente cultural, fazendo com que o público jovem saiba um pouco mais da vida de décadas passadas, bem como proporciona uma viagem ao passado às pessoas idosas. No ano passado, o Tapera Cor adotou um estilo mais reservado, mostrando o cotidiano do homem sertano em alguns elementos. Para a prefeita Fafá Rosado, o Tapera Cor resume perfeitamente o perfil sertanejo que invade Mossoró durante o Cidade Junina, focalizando aspectos do passado com pinceladas da modernidade.

54 Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 54

25/06/2012 14:55:14


Fotos: Clรกudio Roberto e Mathws Aires.

Revista Presenรงa

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 55

55

25/06/2012 14:55:51


ORQUESTRA UFRN

MCJ homenageia o Rei do Baião

No ano em que Luiz Gonzaga completaria 100 anos, o Mossoró Cidade Junina presta homenagem a um dos nordestinos mais “arretados” da história. Um show-concerto no Teatro Municipal Dix-Huit Rosado uniu a música erudita ao xote, xaxado e baião, ritmos popularizados pelo compositor. O “Clássicos do Baião: Tributo a Gonzagão” foi conduzido pela Orquestra Sinfônica da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e contou com a participação de artistas da terra. O evento foi desenvolvido em parceria com o Serviço Social do Comércio, através do Projeto Parcerias Sinfônicas SESC/RN. Instrumentista, cantor e compositor, Luiz Gonzaga foi um dos artistas mais completos da música brasileira. Cantava a realidade do Nordeste com suas alegrias e dificuldades, enriquecendo e valorizando a cultura da região.

56 Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 56

25/06/2012 14:56:10


PAU DE ARARA

Antigo e novo se misturam no Pau de Arara Eletrônico O Mossoró Cidade Junina é conhecido pela diversidade e originalidade dos seus projetos. Um dos destaques da festa é o Pau de Arara Eletrônico, um transporte bem diferente do que a gente é acostumado a ver por aí. Resgatando a tradição dos moradores da zona rural que utilizavam o pau de arara para chegar até a cidade, esse carro estilizado é ornamentado com adereços juninos. Quem quiser dar uma voltinha vai se divertir com os hits executados por um DJ, que comanda a festa misturando música antiga e atual com muita descontração na carroceria do veículo. Os passeios contam ainda com serviço de bar. O ponto de partida é a Cidadela, e de lá o Pau de Arara Eletrônico percorre todo o Corredor Cultural. Ao mesmo tempo em que se diverte, o visitante conhece os charmosos ambientes que abrigam os festejos juninos.

Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 57

57

25/06/2012 14:56:18


PINGO DA MEI DIA por Marilene Paiva

Fotos: Cláudio Roberto

Forró, gente bonita e muita animação! Esses são os sinônimos do Pingo da Mei Dia. A pesar de ser novo, o projeto de abertura do Mossoró Cidade Junina já caiu no gosto popular e levou milhares de pessoas ao Corredor Cultural para iniciar festejos juninos. A peculiaridade da festa (de começar ao meio dia e rolar noite adentro) atrai um grande público que vem caracterizado, com trajes e adereços juninos curtir a movimentação. O Brocoió, trio elétrico ornamentado com motivos juninos, faz a animação do evento. Comandado por Ítalo e Renno e a banda Forró dos Plays, o Brocoió fez a festa da galera que só deixou o Corredor Cultural quando já era noite, com gosto de quero mais. Uma das sensações da abertura foi a presença da Lata Elétrica Skol, um trio elétrico em formato de lata de cerveja, conduzido pela banda Forró dos Três. Quadrilhas, blocos, grupos, trios e festeiros em geral formaram o Comboio Junino, desfilando pelas ruas e confirmando que o Mossoró Cidade Junina é muito mais do que você imagina!

Fotos: Cláudio Roberto

Pingo da Mei Dia esquenta Mossoró

58 Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 58

25/06/2012 14:56:38


PRESENÇADOOESTE >> por Tica Soares

MOMENTOS VIVIDOS Dia 16 de junho, data da minha festa da vida, no Olho Dàgua Park Hotel momentos vividos, amigos e família no Café da Manhã com Amizade. Uma mistura de emoções... de felicidade, de abraços, de agradecimento. A quem? Ao Deus da vida, a Vandilson Ramalho (por tudo dia a dia), a equipe de produção, colegas do metier, as duas famílias, a minha e a de Vandilson e aos amigos... Vida um presente de Deus!

les rece, a linda Emanuela Sa A Miss Caraúbas 2012 festa da Alcivan Viana na minha beu a faixa do prefeito vida. As minhas irmãs querida s Salete, Ana Maria e An tonia Maria e o padre Franc isco das Chagas cond uz iu a partilha do Evangelho(m omento lindo!!)

ta rer Assis Batis l é do bem que sa ca e st E a. Assis e Vani mpre . a.Obrigada se ar ãm C a ni Vâ e Obrigada aos co legas da imprens a pelas homenage nas e presenças ns em suas colua Apolion Rodrigu es, Lisboa Batista, Karenine Fernand Marilene Paiva, es (que falou bo nito em nome de Lopes (a minha gra todos), Walterlim tidão pelo apoio neste dia e semp tos. re), e Cacio San-

o, ele re-prede Oliveira Net é su Jo o rid sua familia, O sobrinho que m Amizade a co hã an M a d é sentou no Caf ugenia . minha mana E a l ia ec p es em

Três grandes amigas, Samantha Maia, Danuza Maia e Nega Maia felizes abraçando Tica Soares dia 16 de junho.

l de Lima e iga Veluzia Gurge am ha in m , ica éd inadas. Minha m l. Presenças ilum ge ur G a lin ro Ca sua filha

Artista caraubense que brilha com sua arte em Caraúbas e no RN, a minha amiga Fábia Soares.

Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 59

59

25/06/2012 14:56:42


ULTRASOCIETY >> por Marilene Paiva

Camarote Villa Real TCM

O Camarote Villa Real TCM foi sem dúvida o espaço mais disputado da edição 2012 do Mossoró Cidade Junina. Sucesso de verdade. Por lá passou muita gente bonita, autoridades, turistas, personalidades, artistas e patrocinadores Um dos grandes diferenciais do camarote foram os shows exclusivos com bandas da cidade. Espaço para os artistas da terra apresentarem os seus trabalhos. Sem falar na visão privilegiada da Estação das Artes. Quem foi, aprovou. Esse foi mais um sucesso realizado pela Gondim & Garcia Produções. Nos encontramos em 2013. Fotos: Alcivan Costa, Cláudio Roberto e Valéria Escóssia.

01 02

03

04

06

07

05

08

60 Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 60

25/06/2012 14:56:54


10

09

13

12

15

11

16

14

17

22

18

19

20

21

Revista Presenรงa

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 61

61

25/06/2012 14:57:03


23

24

25

26

27

28

29

30

01. A prefeita Fafá Rosado com Clézia Barreto e Gustavo Rosado. 02. Alexandre, Kleber, Clézia Barreto, Fafá Rosado e Mayara Kássia. 03. André Luvi embalando o público do camarote. 04. André Melo e Ana Cristina. 05. Daniel Victor e Catarina Alves. 06. Débora Mayara e Pedro Henrique Amorim. 07. Elenco do Espetáculo Quinta Categoria. 08. Forró Danado embalando o público do Camarote. 09. Arquiteta Narjara Souza e Claudinha Pinto. 10. A linda Maria Luiza Queiroz. 11. Cláudia Regina, Tácio Garcia, Fafá e Gustavo Rosado. 12. Fernando e Simone Melo. 13. Helen e Giliano Sousa. 14. Fátima Gondim, Tácio Garcia e Jozeildo Rodrigues. 15. Igor Pivomar e Tatianne Dias. 16. Georgiano Azevedo, Tácio Garcia, George Azevedo. 17. Iara e Nelson Chaves. 18. Lilian Fagundes e Fábio Valença. 19. Ione e Nilson Brasil. 20. Maria Eduarda Pinto e Kadú Fonseca. 21. Patrícia Barbosa e Gabriel Barcellos. 22. Ivanaldo Fernandes e Rafaela Amorim. 23. O Colunista Clístenes Carlos com Paulinho Serra. 24. Pedro Gurgel, Carlinhos Procópio e André. 25.Wellington Filho, Fafá e Claudia Regina. 26. Priscyllianna Gondim e Ronaldo Neri. 27. Savitça e Bosco Frota e amigos. 28. Soraya Vieira, José Vieira, Ney Robson e Kátia. 29. Sérgio Freire, Fernanda Benjamim, Luis Miguel e Juliana Pizzato. 30. Taliana Medeiros e Gustavo Sena.

Confira a cobertura completa no site: http://www.marilenepaiva.com.br/2012/camarote-vila-real-tcm/

62 Revista Presença

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 62

25/06/2012 14:57:10


Revista Presenรงa

00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 63

63

25/06/2012 14:57:16


00000 - REVISTA PRESENCA 37 FINAL - 220x280.indd 64

25/06/2012 14:57:16


rp_37