Page 1

Pessoas do Recife • 03 Carnaval 2015 • 05 Gonzaga de Presente para o Recife • 06 Orquestra Sinfônica do Recife • 07 Centro da Mulher Júlia Santiago • 08 Operação Inverno • 10 Inclusão é Prioridade na Educação • 11 Fiscalização Eletrônica • 12 Prevenção e Combate à Violência • 13 Recife Antigo de Coração • 14 Orla de Boa Viagem de Cara Nova • 15 Conecta Recife • 16 Recife Participa • 17 Serviços • 18

Operação Inverno Aplicação de geomanta no Alto do Maracanã, Nova Descoberta.

02

Jornal do recife Uma publicação da Prefeitura do Recife.

Abril2015


pessoasdorecife

A Ana da rua Tupiniquins Texto: Bruna Cabral

A dona de casa Ana Paula Oliveira, 48 anos, só consegue traduzir num único endereço o conceito de casa. Nasceu e cresceu na rua Tupiniquins, em Santo Amaro. Conta que até morou noutras redondezas. "Mas foi tão rápido, que nem importa." Daquela vizinhança, diz, não arreda mais o pé". Nem morta, porque até cemitério tem aqui do lado", brinca. Falante que só ela, Ana conta que conhece os vizinhos todos, sabe de cor e salteado a história de vida de cada um. E não abre mão de conviver com quem compartilha do mesmo CEP. Toda noite, lugar de cadeira é na calçada, onde os vizinhos passam horas entre fofocas e confabulações as mais diversas. "Minha casa é o quartel general. Todo mundo vem bater aqui", orgulha-se.   A boa relação da vizinhança que faz questão de manter os muros baixos é visível. Cada festa se traduz numa orquestrada e caprichada decoração, que já venceu duas edições do concurso Eu Amo o Natal e uma do Eu Amo Minha Rua. Tudo capitaneado por Ana Paula. "A gente não define tema, não. Mas todo mundo se mobiliza, cada um capricha o máximo que pode. E a rua fica sempre linda"   Entra ano e sai ano, não tem um São João ou Natal que passe em brancas nuvens por ali. "Muito menos agora, depois que inventaram

Foto: Andréa Rêgo Barros

esses concursos Eu Amo o Natal e Eu Amo Minha Rua", diz Ana Paula. Segundo ela, a vontade de acertar cresceu e estreitou laços. Com esses pretextos festivos, os vizinhos passaram a se frequentar ainda mais. Mobilizaram-se tanto, que conseguiram inscrever sua Tupiniquins noutro projeto da Prefeitura doRecife: o Lazer na Rua. E o domingo virou uma festa no trecho de via fechado para os carros por cones e cavaletes. "Tem churrasco, vôlei, futebol. Todo mundo se diverte." Até quem já tinha esquecido faz tempo que asfalto é lugar de brincar. "Eu mesma não perco uma partida de queimado", conta Ana Paula, para logo em seguida cair numa risada gostosa que confirma: nunca foi tão feliz na rua onde aprendeu a ser gente.

todo mundo se mobiliza, cada um capricha o máximo que pode. E a rua fica sempre linda.

Jornal do recife | 03


carnaval pra ficar na história

Jornal do recife O Jornal do Recife é pra você, e por você. Por aqui, a partir de agora, você fica por dentro de informações úteis, que vão lhe ajudar a conhecer e a usar melhor os serviços municipais à sua disposição. Dicas, sugestões, novidades - tudo isso você vai encontrar neste informativo. Gente boa que faz mais pela cidade também vai usar este espaço pra contar a sua história que, temos certeza, servirá de inspiração para tantas outras pessoas. Queremos que você fique perto da gente, e este é mais um caminho para que esta participação aconteça. Opine, critique, elogie, sugira! Só assim, juntos, faremos uma cidade melhor pra todo mundo. Boa leitura!

Texto: Angélica Zenith

Foto: Andréa Rêgo Barros

Expediente: Geraldo Julio Prefeito do Recife Luciano Siqueira Vice-Prefeito do Recife Alexandre Gabriel Secretário de Imprensa Sileno Guedes Secretário de Governo e Participação Social Danielle Lima Marcella Sampaio Edição e revisão Marcella Sampaio Projeto Editorial Heitor Pontes Projeto gráfico e diagramação

Nada é igual ao que se viu no Carnaval  do Recife 2015. A festa foi marcada por intensa participação popular e, durante os cinco dias de folia, mais de um milhão de pessoas lotaram ruas, praças e parques da cidade, vestindo fantasias e brincando sem parar. A Prefeitura do Recife montou a estrutura para que os foliões pudessem fazer, com a espontaneidade que é característica do carnaval recifense, o evento mais importante, democrático e belo da nossa agenda cultural. Na programação deste ano, o destaque ficou para os artistas da terra, que realizaram 98% das apresentações nos 63 polos espalhados por toda a cidade. Destaca-se também a criação de dois novos polos: o do Quartel General do Frevo, na praça da Independência, que foi devolvida ao povo; e o polo infantil, no Parque da Macaxeira, que ampliou para quatro os espaços dedicados às crianças. Foi uma festa que ficará na memória de todos os foliões, a exemplo de Amanda Alves, 25 anos. A estudante de

pedagogia esteve, todas as noites, no Marco Zero do Recife. "A partir de agora não perco mais um dia de festa. Me sinto em casa andando pelas ruas da cidade, com tudo colorido, num clima de alegria e paz. Nunca brinquei um carnaval tão feliz e cheio de gente como este", disse, entusiasmada. Com a nossa tradicional sombrinha de frevo em mãos, a paraibana Júlia Gomes foi uma das foliãs "estrangeiras" que brincaram o carnaval na capital pernambucana. Não parou de dançar um só minuto e fez questão de registrar seu amor pela nossa folia. "O são João eu brinco na Paraíba, mas carnaval tem que ser aqui". Este ano, o número de turistas que visitou o Recife atingiu 890 mil, um recorde. Uma pesquisa de opinião revelou que 93,1% dos visitantes considerou o carnaval da capital pernambucana bom ou ótimo. O público demonstrou ainda que aprovou a descentralização da programação, marcando presença

nos polos cidade afora. O  Marco Zero, no coração do Recife Antigo, recebeu uma média de 150 mil pessoas por com pico de 180 mil no domingo (15/02). Bomba do Hemetério registrou pico de 2,5 mil pessoas, enquanto cerca de 20 pessoas compareceram ao polo Casa Amarela no Domingo de Carnaval. A Noite dos Tambores Silenciosos foi responsável por atrair aproximadamente 15 mil pessoas ao Pátio do Terço, na segunda-feira (16). Foi tanta lindeza e alegria que a gente não vê a hora do carnaval de 2016 chegar.

Zero,

dia, A

mil só


Gonzaga de presente para o Recife Texto: Bruna Cabral e Bárbara Franco

No último mês de março, quando completou 478 anos, Recife ganhou um novo cartão-postal. Velando pela cultura e pelas tradições mais caras ao povo nordestino, uma imagem de 77 metros de altura do icônico sanfoneiro, compositor e cantor Luiz Gonzaga foi estampada na lateral do prédio da Prefeitura do Recife, tendo o rio Beberibe e a Rua da Aurora por testemunhas. O mural, assinado pelo paulista Eduardo Kobra, foi o maior já grafitado numa fachada de prédio da América Latina. Foi a primeira incursão do artista em paisagens nordestinas. A pintura marcou também a estreia da campanha #PartiuBrasil, do Ministério do Turismo, uma ação integrada de promoção e publicidade que incentiva os brasileiros a viajarem pelo país e os profissionais do setor turístico a comercializarem destinos nacionais. A iniciativa, que começou no Recife e pretende transformar arte urbana em cartão-postal, chegará a outras capitais nos próximos meses.   Na fachada da Prefeitura, o artista e sua equipe usaram aproximadamente 1000 latas de spray e mais de 200 galões de esmalte sintético. O painel, que levou somente três semanas para ficar pronto, carrega duas das principais qualidades artísticas de Kobra: o colorido geométrico e a precisão dos traços realistas, que imprimiram Luiz Gonzaga numa das mais bonitas vistas da cidade.   Usando essas mesmas referências, que ele foi buscar na vibrante estética mexicana e no design do norte americano Eric Grohe, Kobra já estampou sua arte em grandes metrópoles de 14 países mundo afora, como Nova York, Los Angeles e Moscou. Mas é em São Paulo que o artista mantém sua maior galeria. Entre prédios, viadutos e fachadas, revelam-se murais em que ele retrata anônimos e famosos, como Chico Buarque, Oscar Niemayer e até Ariano Suassuna.   GESTÃO COLORIDA  O compromisso da Prefeitura do Recife com a arte urbana não é só de fachada. Por sua importância como expressão artística, o grafite virou política pública na atual gestão. A maior prova disso é o projeto Colorindo o Recife, executado em parceria com a ONG Cores do Amanhã, que estampou 15 murais cidade afora para subverter o cinza das paisagens recifenses. Na nova etapa do projeto, o foco será na formação de novos grafiteiros.

06 | Jornal do recife

Fotos: Andréa Rêgo Barros

Orquestra Sinfônica ganha Plano de Cargos e Carreiras Texto: Luisa Vidor e Alexandra Torres

No último mês de março, um pleito histórico dos músicos da Prefeitura do Recife foi atendido. O novo Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos da Orquestra Sinfônica do Recife (OSR), que traz diversos benefícios aos servidores, foi aprovado e sancionado. Neste ano, o reajuste nos salários chega a até 50,85%. Os acordos salariais para 2016 e 2017 também já foram realizados, para a satisfação da Orquestra e do público que a prestigia a cada apresentação. No último concerto, que aconteceu em 25/04, uma comissão de músicos fez questão de registrar a conquista e agradecer à gestão pela atenção dedicada à música no Recife. Aliar o clássico ao contemporâneo. Esta é a receita que faz com que a OSR se mantenha viva e vibrante aos 84 anos de existência. Atualmente, é regida pelo maestro Marlos Nobre e, mensalmente, atrai centenas de pessoas para seus concertos oficiais no histórico Teatro de Santa Isabel. Fundada em 1930, pelo então maestro Vicente Fittipaldi,

Fotos: Inaldo Menezes

a OSR é a mais antiga do Brasil em atividade ininterrupta. Seu repertório navega do erudito ao contemporâneo brasileiro. Mestres como Beethoven, Schubert e Dvorák dividem a cena com nomes consagrados como Villa Lobos e Capiba. “A base do repertório de uma orquestra sem dúvida são os grandes clássicos eruditos, mas é importante incluirmos e prestigiamos os autores nacionais”, destaca Marlos Nobre. Hoje com 82 músicos, a Orquestra abriu espaço para jovens talentos, acolhendo 22 estudantes oriundos do Conservatório Pernambucano de Música e do Centro de Criatividade Musical. Um deles é a violinista Amanda Cabral, de 19 anos, moradora do bairro de Água Fria, zona norte da cidade. “Eu fiquei maravilhada por poder trabalhar tão cedo naquilo que gosto. Está sendo uma experiência excelente poder vivenciar na prática o que estudo no Conservatório, antes mesmo de me tornar uma profissional”, afirma.

A violinista Carla Gadelha, de 55 anos, está há 30 em atividade na OSR. Segundo ela, há, sim, público no Recife para a boa música. “Existe um público sensibilizado para a música erudita na cidade e isso é muito bom. Posso dizer que estamos vivendo uma época áurea na OSR, de reestruturação profunda, que resultou na melhora do nosso nível artístico”, destacou.

Agenda OSR:

Ciclo Johannes Brahms 29/04 - Segunda Sinfonia 20/05 - Terceira Sinfonia 17/06 - Quarta Sinfonia

Os concertos começam às 20h. Entrada franca. Os ingressos devem ser retirados na bilheteria do Teatro de Santa Isabel a partir das 18h.

Jornal do recife | 07


Empoderamento feminino no Centro da Mulher Metropolitana Júlia Santiago Texto: Clareana Arôxa

Dona Francisca vai ao Centro da Mulher Metropolitana Júlia Santiago, no bairro de Brasília Teimosa, com frequência. Ela faz parte do grupo de idosas Sereias Teimosas, que atua há bastante tempo na comunidade. Aos 55 anos, participa de palestras e oficinas, promovidas pelo Júlia, que visam ao empoderamento feminino e ao combate a violência doméstica, urbana e sexista contra as mulheres. O espaço, coordenado pela Secretaria da Mulher do Recife em parceria com a Secretaria da Mulher de Pernambuco, completou um ano e faz parte da política de descentralização das ações voltadas para as recifenses. Segundo Dona Francisca, a inauguração de um espaço voltado para as mulheres foi muito importante para Brasília Teimosa. "Isso foi uma benção. Ainda bem que

08 | Jornal do recife

Fotos: Andréa Rêgo Barros

está funcionando aqui. Fazemos cursos, participamos de palestras. O bairro está muito privilegiado porque o Centro oferece muitas oportunidades para as mulheres. Saímos renovadas", conta. No Júlia, uma equipe multidisciplinar de advogadas, psicólogas e assistentes sociais realizaram mais de 200 atendimentos durante o primeiro ano de existência. Também foram realizadas atividades voltadas à promoção de direitos à cidadania, tais como: oficinas de gênero, violência e direito à cidade; rodas de diálogos, cursos de formação sociopolítica, escuta de grupos organizados de mulheres e identificação de violação de direitos nas comunidades e entorno. As pessoas também podem ir ao Centro em busca de informações sobre o funcionamento dos serviços municipais.

Descentralizar as políticas de gênero é uma forma da Prefeitura do Recife aproximar-se do cotidiano das pessoas. A escolha pelo bairro de Brasília Teimosa aconteceu de acordo com as prioridades do Pacto pela Vida do Recife. O centro faz parte do Plano Municipal de Enfrentamento à Violência de Gênero contra a Mulher e integra o programa Cidade Segura para as Mulheres.

Centro da Mulher Metropolitana Júlia Santiago Endereço: Rua Carapeba, S/N, Brasília Teimosa. Fone: 3183.2995 Horário de funcionamento: 7h às 18h (segunda a sexta)

"Ser feliz. Eu vou. É meu Direito" é o mote da campanha promovida pela Prefeitura do Recife voltada para o fim da violência contra a mulher. A iniciativa visa combater o feminicídio no Recife, além de incentivar a denúncia dos crimes, através do Liga Mulher  (0800 281 0107), o disque orientação do Centro de Referência Clarice Lispector, equipamento municipal especializado no acolhimento e orientação de mulheres em situação de violência doméstica e/ou sexista. A ligação é gratuita e o serviço funciona de domingo a domingo, das 7h às 19h. Também faz parte da campanha a publicação do livro Reconstruindo Vidas: mulheres que romperam a violência doméstica, com depoimentos de dez recifenses que romperam o ciclo perverso em que estavam inseridas. 

Jornal do recife | 09


Inclusão é prioridade na educação do Recife Texto: Sofia Costa Rêgo

Operação Inverno: mais segurança e mobilidade para os recifenses Texto: Marina Andrade

A Operação Inverno 2015 da Prefeitura do Recife vai garantir a segurança e a mobilidade dos recifenses no período chuvoso a partir de um investimento de R$ 25 milhões. As ações envolvem diversas secretarias e órgãos municipais, que contam com 6.430 profissionais aptos a atender e tranquilizar a população durante o inverno. A Secretaria Executiva de Defesa Civil (Sedec) realizará, até o final do ano, 40.600 vistorias técnicas para monitorar a situação dos imóveis situados nas áreas de risco da cidade, o que representa acréscimo de 16% em relação ao ano passado; 11.400 pontos de risco serão cobertos com lonas plásticas para reduzir o impacto da chuva e, assim, evitar ocorrências, um acréscimo de 20% em relação à operação de 2014. Até agora, outros 108 pontos de risco também ganharam cobertura de geomanta. Além de disso, 200 palestras educativas serão promovidas em escolas municipais e nove mil residências serão visitadas com o objetivo de conscientizar a população sobre práticas seguras em períodos chuvosos. Aos sábados, mutirões reunindo diversos serviços estão sendo realizados em diferentes localidades de risco.

10 | Jornal do recife

Foto: Andréa Rêgo Barros

Líder comunitário da comunidade Chagas Ferreira, José Pereira da Silva, 47 anos, elogiou as ações preventivas. “É excelente. São essas atitudes que trazem tranquilidade e qualidade de vida para as os moradores da nossa comunidade”, afirmou.   Para a mobilidade, a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) montou uma operação especial. Um efetivo de 150 agentes de trânsito, em equipes de dois a oito profissionais, além de 450 orientadores de tráfego, irão atuar nos cruzamentos mais críticos da cidade, auxiliando na fluidez do trânsito e colocando em prática bloqueios e desvios, caso necessário. A CTTU contará também com seis guinchos, que ficarão posicionados em locais estratégicos (avenidas Antônio de Góis, Norte, Marechal Mascarenhas de Morais, Sul, Engenheiro Abdias de Carvalho e Caxangá). Eles podem ser acionados, principalmente, na retirada de veículos que apresentem defeitos ao passar por pontos de acúmulo de água. Já a Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb) atua de forma preventiva, investindo em obras de macro e micro drenagem como limpeza de galerias, canaletas e dos 99 canais

que cortam a cidade, além de executar melhorias nos sistemas de drenagem das vias. Responsável pelas obras estruturadoras, como a construção de muros de arrimo, escadarias, canaletas e revitalização de canais, a Empresa de Urbanização do Recife – URB está investindo para melhorar as condições de moradia e mobilidade nas áreas mais criticas do Recife. Entre outras frentes de trabalho, a URB está executando obras de contenção de encostas em 12 localidades da cidade, em bairros como Ibura, Jordão, Dois Unidos e Nova Descoberta. A Secretaria de Saúde também preparou um plano especial para este período. Cerca de 1.600 profissionais estarão de prontidão para atuar no Serviço de Pronto Atendimento de referência, atendimento psicossocial às vítimas e familiares, procedimentos de urgência através do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-192) e vacinação.

Atenção!

Faça a sua parte e não jogue lixo nos canais, nem nas encostas ou galerias. Se for reformar sua casa, chame um profissional qualificado e solicite autorização na Prefeitura para iniciar a obra. Construir de qualquer jeito pode ser muito perigoso! E em situações de emergência, ligue para 0800 081 3400. Juntos, podemos fazer uma cidade cada vez melhor para todos.

A Prefeitura do Recife pôs em prática, em 2015, diversas ações de inclusão voltadas para os alunos da rede municipal de ensino. Entre elas, as Salas Bilíngues e a Classe Hospitalar. A partir de agora, os alunos surdos da rede aprenderão português, matemática, história e as demais disciplinas usando a Língua Brasileira de Sinais (Libras). A Prefeitura instalou salas bilíngues em sete escolas municipais que têm turmas de Ensino Fundamental e Educação de Jovens, Adultos e Idosos (EJA). Inicialmente, o projeto beneficia cerca de 100 estudantes. No total, são 17 turmas bilíngues: 14 de Anos Iniciais, duas de Anos Finais e uma de EJA.   Os pais dos alunos, que sempre viram os filhos surdos atrasados na escola por não conseguirem acompanhar as aulas, estão entusiasmados. "Meu filho é muito inteligente, desenha bem, mas se atrasou na escola por causa da surdez. Ele foi alfabetizado depois de mais velho, mas mal sabe ler. Às vezes ele não quer ir pra escola porque não entende o que dizem. Agora vai melhorar. Vou fazer questão dele ir e não faltar nenhum dia", disse a dona de casa Marinez Maria da Silva, 51 anos, mãe de José Elvis Odílio de Oliveira,

Foto: Andréa Rêgo Barros

18, um dos estudantes de EJA transferido para a sala bilíngue. Joaquim Laurentino, professor de matemática, é um dos defensores da iniciativa. "Alguns docentes sabem libras, mas não conseguem dar aula em português e em libras ao mesmo tempo. É impossível se comunicar usando duas estruturas gramaticais diferentes simultaneamente, por mais que você domine as duas. Além disso, é um direito do surdo aprender as disciplinas em libras, sem intérprete", opina Joaquim. A compreensão de que toda criança e adolescente têm direito à educação fez também com que a PCR apoiasse a implantação da primeira classe hospitalar de Pernambuco, atendendo estudantes em tratamento contra o câncer. Cerca de 25 pacientes internados no Centro de Onco-hematologia Pediátrica (CEONHPE) do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC) agora têm aulas de português, matemática, ciências, geografia e história. A ação é realizada em parceria com o HUOC, o Grupo de Ajuda à Criança Carente com Câncer - Pernambuco (GAC-PE) e o Instituto Ronald McDonald.

Batizada de Semear, a classe hospitalar foi uma iniciativa que partiu do GAC, que, dentro da sua proposta de tratamento humanizado, elaborou e vai coordenar o projeto. A Secretaria de Educação do Recife colabora com a mão de obra e material didático, enquanto o HUOC disponibiliza o espaço físico.  A Semear segue as normas estabelecidas pelo Ministério da Educação no documento Classe hospitalar e atendimento pedagógico domiciliar estratégias e orientações.  Um dos alunos da classe hospitalar que já teve a trajetória escolar prejudicada por causa do tratamento foi Diego Batista Raposo, de 11 anos, que mora em Campina Grande, na Paraíba. Segundo a mãe dele, Marilene Batista, o garoto repetiu dois anos desde que foi diagnosticado com leucemia, em 2010. "Meu filho deveria estar no 7° ano, mas ainda está no 5°. Ele ficou muito feliz ao poder voltar a estudar. A gente sente o quanto ele e as outras crianças têm prazer em ir pras aulas e fazer as tarefas. A classe hospitalar foi uma iniciativa ótima e agora tenho fé que Diego não vai mais atrasar os estudos".


Fiscalização eletrônica diminui número de acidentes de trânsito Texto: Marcela Pinilla

Excesso de velocidade, avanço de semáforo e conversões proibidas. Juntos, esses três fatores são responsáveis pelo aumento de colisões e vítimas no trânsito em cidades do mundo todo. Uma das maneiras mais eficazes de fiscalizar os condutores que não respeitam as leis de trânsito, reduzindo o número de acidentes, é por meio dos equipamentos eletrônicos, que funcionam durante o dia todo nos pontos em que estão instalados e são capazes de registrar o momento exato da infração, através de fotos e vídeos. Em Recife, esse auxílio já garantiu uma redução de 20% nas estatísticas de acidentes de trânsito, que caíram de uma média de 40 para 32 acidentes diários após a implantação do primeiro lote de novos equipamentos, em setembro de 2014. O projeto é uma iniciativa da Prefeitura do Recife, por meio da Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), e prevê a implantação de 32 novos pontos de fiscalização eletrônica no município até o final de 2015. Atualmente, Recife conta com 56 equipamentos em 37 importantes ruas e avenidas da cidade. Desse total, 22 foram implantados no último semestre. Eles fiscalizam, ao mesmo tempo, excesso de velocidade, avanço de semáforo, conversão proibida, parada sobre faixa e restrição de circulação. Segundo o gestor de trânsito da CTTU, Marcos Araújo, o auxílio da tecnologia na redução de acidentes vem se consolidando na cidade. "Os resultados que estamos alcançando com a implantação dos equipamentos são muito expressivos. Em 2014, pela primeira vez, conseguimos reduzir o número de acidentes de trânsito em relação aos anos anteriores, mesmo com o aumento anual da frota de veículos circulando na cidade. Isso nos dá fôlego para seguir em frente", comentou.

esse auxílio já garantiu uma redução de 20% nas estatísticas de acidentes de trânsito, que caíram de uma média de 40 para 32 acidentes diários. 12 | Jornal do recife

Foto: Marcos Pastich

Iago de Aráujo, orientador de trânsito

Recife reforça ações de prevenção e combate à violência Texto: Lorena Tapavicsky

Até 2012, Iago de Araújo, 21 anos, não sabia ao certo o que queria fazer da vida. Após cumprir pena no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) do Cabo de Santo Agostinho, não conseguia concluir nenhum dos cursos que começava. Isso até conhecer o Trampolim. Ele participou da primeira turma do programa, que capacita jovens para os inserir no mercado de trabalho. Hoje, Iago trabalha como orientador de trânsito e faz planos para o futuro. “Quando comecei no projeto, vi que ele ia me ajudar. Tudo na vida minha mudou. Agora quero terminar os estudos e me qualificar para ser policial”, disse Iago. Além dele, outros 159 jovens que cumpriram medida socioeducativa participaram do Trampolim. O programa é realizado em parceria com o Centro Cultural Picadeiro e oferece, durante três meses, aulas sobre conceitos de arte,

Foto: Andréa Rêgo Barros

representação teatral, coreografia, técnicas de maquiagem, além de cidadania, direitos humanos e noções do código de trânsito brasileiro. Após a conclusão do curso, os jovens são encaminhados ao mercado de trabalho. Além da prevenção à violência, a Prefeitura do Recife também está trabalhando em ações efetivas de combate à criminalidade. A partir deste ano, todos os parque da cidade passaram a contar com videomonitoramento 24 horas por dia. Além dos 29 equipamentos que vigiam as áreas de lazer, outros 71 já foram instalados, totalizando 100 câmeras. Todas as imagens são acompanhadas no Centro de Operações da Prefeitura e podem ser compartilhadas com a Secretaria de Defesa Social dePernambuco.   Mais informações sobre o Trampolim: 3355.9244

Quando comecei no projeto, vi que ele ia me ajudar. Tudo na vida minha mudou. Agora quero terminar os estudos e me qualificar para ser policial

Jornal do recife | 13


Orla de Boa Viagem de cara nova Texto: Bruna Cabral e Bárbara Franco

Recife Antigo de Coração completa dois anos Texto: Bruna Cabral e Bárbara Franco

Foto: Inaldo Menezes

No domingo em que completou dois anos de existência, o Recife Antigo de Coração, projeto da Prefeitura do Recife, executado pela Secretaria de Turismo e Lazer, atraiu milhares de pessoas para o bairro histórico. Muita gente aproveitou a programação sobre duas rodas, celebrando outra aniversariante, a Ciclofaixa de Turismo e Lazer, que também estreou em março de 2013.

podia até ser do Recife Antigo e da Ciclofaixa, mas que o presente quem ganha é a população a cada fim de semana e feriado. "Acho a iniciativa muito feliz. Faço questão de trazer a família inteira. Recife era muito carente de um projeto assim, que associasse lazer à prática de atividades físicas num espaço público. Faz bem à saúde e faz bem às relações familiares", disse, ao lado da filha e da sobrinha.

As comemorações começaram cedo. A partir das 8h, famílias inteiras já chegavam para celebrar o dia de folga ao ar livre num dos mais belos cartões postais da cidade. "Não perco um domingo no Recife Antigo. E, sempre que posso, trago meus netos. É bom demais esse projeto. Que venham mais dois, dez, 20 anos. A cidade mudou muito depois dele. E pra melhor", celebrou Edmilson Rodrigues, 54 anos, morador de Água Fria, enquanto os netos jogavam futebol de botão no polo infantil.

Seis meses mais velha que a Ciclofaixa de Turismo, a pequena Lorena também não perdeu a festa. Chegou ao Recife Antigo de bicicleta com os pais, entusiastas confessos do projeto. "Destinar espaço para ciclistas e para atividades esportivas e de lazer nas ruas é uma excelente ideia", disse o contador Michel Marques, 38 anos.

No tabuleiro ao lado, o educador físico Cristiano Dias, 41 anos, disse que o aniversário

14 | Jornal do recife

O Recife Recebe, resultado de articulação com cidades vizinhas e até do interior do Estado para apresentar a diversidade de atrativos e cartões-postais disponíveis a poucos quilômetros de distância da capital, também foi aprovado pelos frequentadores do

projeto. A ação estreou com a participação de Limoeiro, que agitou o bairro com seus ritmos, suas belezas, delícias e brincadeiras. "Nasci em Limoeiro, morei no Recife por vários anos e acabei me mudando para João Pessoa. Quando soube desse projeto pela internet, não tive dúvida: peguei o carro e vim matar a saudade dessas duas cidades que fazem parte da minha história", contou a aposentada Ana Maria Quirino, 60 anos. No palco, quem animou o aniversário dos projetos foi Irah Caldeira, além de Nadia Maia e Tereza Nogueira. O Marco Zero recebeu ainda uma colorida novidade. Vários artistas, como Feliciano dos Prazeres, Leandro Ricardo, Sandra Miranda, Adriano Cabral e Hercílio Santos, entre outros, montaram um espaço de produção e de qualificação em artes plásticas. Eles pintaram e interagiram com o público durante toda a tarde. No polo do samba, Karynn a Spinelli e o Clube do Samba prestaram uma homenagem a mulheres que se destacaram este ano.

Um dos mais bonitos e procurados cartões-postais recifenses, a orla de Boa Viagem está cheia de novidades. No último mês de março, foi concluído o projeto de requalificação dos oito quilômetros de orla, que contemplou desde as quadras esportivas até os parques infantis e ampliou a oferta de lazer e saúde com vista para o mar. O Segundo Jardim, trecho que protagoniza a requalificação, oferece agora serviços para as mais variadas faixas etárias. Tem de tudo um pouco: pista de cooper de asfalto ecológico e anti-impacto, área de atividades físicas com equipamentos de musculação para a terceira idade e até uma unidade da Academia Recife com 20 equipamentos em aço inoxidável para musculação, alongamento e ginástica localizada.   Caminhar pela orla faz parte da rotina do aposentado Tamires Costa, 79, há mais de 20 anos. Mas, nos últimos dias, o novo cenário tem sido um estímulo a mais. "Ficou tudo mais bonito. Agora eu tenho mais vontade de me exercitar, especialmente utilizando os equipamentos que fortalecem a musculatura."

Foto: Andréa Rêgo Barros

O casal Maria das Graças Pereira, 40, e Fernando Toscano, 36, também aprovou a requalificação. Além de já estarem entre os inscritos na Academia Recife, eles têm aproveitado bastante os parques infantis com o filho. "Acho esses brinquedos mais seguros para ele. Antes a gente só ia ao Dona Lindu, que é um pouco mais distante", diz Maria das Graças. O marido dela, que está aproveitando as férias para praticar exercícios regularmente, também é só elogios à nova orla. "É importante que a prefeitura busque formas de melhorar a qualidade de vida das pessoas. Melhor ainda se for sem prejudicar os cofres públicos." A requalificação da orla foi viabilizada com recursos privados, a partir de uma parceria da Prefeitura do Recife com as multinacionais Ambev, Mondelez (antiga Kraft Food), Itaú e Ferreira Costa, que investiram aproximadamente R$ 12 milhões nas obras. A Secretaria de Turismo e Lazer coordenou junto com os parceiros toda a concepção e a execução do projeto.

Esse modelo de intervenção com participação da iniciativa privada é assegurado pela lei nº 15,906/94, que dispõe sobre a adoção de sítios e parques ecológicos por pessoas jurídicas de direitos privados, inclusive instituições com fins lucrativos. As obras começaram em agosto do ano passado e requalificaram os cinco parques infantis, que ganharam brinquedos de madeira de reflorestamento, três campos de futebol, cinco quadras poliesportivas, uma quadra de basquete e quatro quadras de tênis.   Também foram requalificados 10 banheiros e instalados 30 módulos de musculação com equipamentos em aço inoxidável ao longo da orla. Os módulos são equipados com painéis interativos de LED, que disponibilizam informações sobre exercícios físicos. O projeto contemplou ainda intervenções e pintura em toda a extensão da ciclovia, para suavizar as 98 curvas e garantir mais segurança para ciclistas e pedestres.

Tamires Costa, Aposentado


Internet sem fio gratuita já conta com 86 mil usuários Texto: Luisa Vidor Foto: Andréa Rego Barros

O projeto Conecta Recife, que leva a 74 pontos em todas as regiões da cidade o acesso à rede de internet livre e gratuita, já conta com 86 mil usuários cadastrados. De novembro de 2014, mês de lançamento do serviço, até março deste ano, já foram realizadas mais de 440 mil conexões. A Avenida Boa Viagem é o local com mais acessos, totalizando 107 mil, seguido pelo Recife Antigo, com 97 mil. O serviço visa promover o engajamento social, cultural e político do cidadão recifense e o acesso a informações de turismo e lazer aos visitantes. A rede é disponibilizada através de sinal wifi (sem fio), próximo aos pontos sinalizados com a placa do projeto. São priorizadas as áreas de maior circulação da população, com foco no turismo e lazer, como centro da cidade, parques e pontos turísticos. O jornalista Rômulo Guedes utiliza o serviço através de seu smartphone em

Jardim São Paulo, bairro onde mora. Segundo ele, o acesso sempre é realizado de forma rápida e fácil. "O serviço é ótimo e muito útil", conta. Como utilizar - No site  www.recife.pe.gov.br/conectarecife ou no formulário que abre automaticamente após a solicitação de conexão do dispositivo móvel, o usuário faz um breve cadastro com e-mail, senha, nome, sobrenome e o número de um documento de identificação, que pode ser o passaporte. É necessário também aceitar os Termos e Condições do serviço, disponível no ato do cadastro. Após concluir a inscrição, o usuário terá 10 minutos de acesso liberado para entrar em seu e-mail e confirmar o cadastro. Após finalizar o processo, ele fica livre para acessar a rede de qualquer um dos 74 pontos de wifi da cidade, só utilizando o e-mail e senha cadastrados.

Locais contemplados com o Conecta Recife Região Noroeste - Praça do Derby (2 zonas wifi); Parque da Jaqueira (5 zonas wifi); Parque Santana (3 zonas wifi); Praça do Morro da Conceição; Praça do Trabalho; Sítio Trindade (2 zonas wifi); Mercado de Casa Amarela. Região Centro - Praça da República, Casa da Cultura (3 zonas wifi), Parque 13 de Maio (4 zonas wifi); Rua da Aurora; Praça do Arsenal; Rua da Guia; Rua do Bom Jesus; Avenida Rio Branco; Av. Marquês de Olinda; Forte do Brum; Rua da Moeda; Av. Alfredo Lisboa; Rua Madre de Deus; Marco Zero (4 zonas wifi); Forte das Cinco Pontas; Mercado da Boa Vista; Mercado de São José (2 zonas wifi); Região Oeste - Mercado do Cordeiro; Mercado da Madalena (2 zonas wifi); Praça da Avenida do Forte; Região Sudoeste - Mercado de Afogados; Praça de Jardim São Paulo; Praça de San Martin; Região Sul - Lagoa do Araçá (2 zonas wifi); Pina, em frente ao JCPM e em frente ao Hotel Transamérica; Av. Boa Viagem, em frente ao Hotel Atlante Plaza, nos 1º, 2º e 3º jardins e nos quiosques 3,16,18,20,22,24,26,28,30,32,33,34,38,45 e 51; Pracinha de Boa Viagem (2 zonas wifi); e Parque Dona Lindu (3 zonas wifi).

16 | Jornal do recife

Raphael Correia, Morador de Água Fria

Recife Participa vai a todos os cantos da cidade Texto: Otávio Batista

A Prefeitura do Recife volta a percorrer toda a cidade para ouvir a população durante o Fórum Microrregional do Programa Recife Participa. As plenárias temáticas começaram em março e seguem por todas as Microrregiões Político-Administrativas da cidade. Os primeiros encontros aconteceram na Bomba do Hemetério e no Jordão Baixo, em 25/04. Nesta edição, o Fórum Microrregional vai a dois pontos da cidade por dia, potencializando os debates simultâneos, sempre com temáticas distintas para garantir a presença dos gestores de cada área nos encontros. Os temas tratados foram escolhidos pela população na instalação do Fórum. Nesta rodada, serão seis plenárias abordando Saúde, quatro sobre Educação, quatro sobre Habitação e outras quatro com o tema Infraestrutura. "É muito bom participar de um momento como esse, vamos continuar nesta luta. O

Foto: Inaldo Lins e Inaldo Menezes

Recife é a cidade que tem o maior movimento popular do Brasil e precisamos permanecer na luta", valorizou Raphael Correia, morador de Água Fria durante a participação na primeira rodada do Fórum. Ao todo, serão realizadas 18 plenárias, nas quais os cidadãos podem interagir diretamente com os representantes do Poder Público. Não é necessário, para tanto, nenhum tipo de apontamento ou eleição, ficando a palavra assegurada a todo recifense que tiver alguma contribuição para dar à gestão municipal. As plenárias são todas registradas em áudio e vídeo e as informações levantadas são processadas e sistematizadas pelas equipes técnicas da Secretaria de Governo e Participação Social e de Planejamento e Gestão do Recife.

Conduzido pela Secretaria de Governo e Participação Social, em parceria com todas as áreas da gestão, pretende ampliar e intensificar a gestão colaborativa e o controle social no Executivo Municipal.   Para garantir a interlocução da população com a gestão, foram eleitos em cada Região Político Administrativa  Coordenadores e Conselheiros. Os representantes têm autonomia para convocar o Fórum sempre que julgarem necessário.   Além das instâncias de participação direta, estão no escopo do programa todas as iniciativas da administração municipal que contribuam para o controle social e gestão participativa, como a Ouvidoria Geral do Município, o Portal da Transparência do Recife e o mutirão de cidadania Recife em Ação. 

O PROGRAMA O Recife Participa é o modelo de Participação Social da Prefeitura do Recife.

Jornal do recife | 17


COMOFUNCIONA?

Operação Cata-Tralha

MUSEUS E EQUIPAMENTOS CULTURAIS

serviços pcr

Fotos: Carlos Augusto

Carros abandonados e estacionamento irregular Para denunciar a existência de veículos com sinais de abandono estacionados em vias públicas, a população deve usar  os canais da Prefeitura do Recife na internet e telefone. O site www.recife.pe.gov.br, o perfil oficial no Facebook www.facebook.com/prefeituradorecife ou o teleatendimento da CTTU

0800.081.1078

Informações como ponto de referência e características dos veículos são fundamentais.

Para estimular o descarte correto de móveis e equipamentos sem uso, a Prefeitura do Recife criou, em 2013, a Operação CataTralha. A iniciativa é desenvolvida pela Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb) e busca garantir uma cidade mais limpa através da educação ambiental, evitando que os materiais rejeitados pela população acabem nas ruas ou nos canais do Recife. A Operação Cata-Tralha consiste no recolhimento de porta em porta desses itens. Para participar, o interessado só precisa ficar atento ao cronograma que é divulgado permanentemente pela Prefeitura e fazer o descarte até as 8h do dia programado. Caso o bairro já tenha sido contemplado, o cidadão pode entrar em contato com a central 156

18 | Jornal do recife

da Emlurb para agendar o recolhimento do material. A ação abrange cerca de 70 bairros. Desde 2014, mais de 894 toneladas de resíduos foram recolhidas e destinadas ao aterro. Os utensílios em bom estado passaram a ser doados para as comunidades em um bazar realizado ao término de cada ação. Até o momento, a Emlurb contabiliza 145 itens destinados aos eventos. O cronograma da operação está sendo divulgado através de uma campanha educativa nas emissoras de rádio e do uso de bikes de som nas localidades atendidas, além da atuação de agentes ambientais da Emlurb e da Secretaria de Saúde, informando a população. O calendário também pode ser consultado no Facebook da Prefeitura do Recife e através do telefone 156.

MUSEUS

Centros de Formação, Pesquisa e Memória

Museu da Cidade do Recife

Memorial Chico Science

Endereço: Forte das Cinco Pontas, Bairro de São José Funcionamento: de terça-feira a sábado, das 9h às 17h. Informações: (81) 3355.9543 / 3107 / 9544

Endereço: Pátio de São Pedro, Casa 21, Bairro de São José, Recife - PE, CEP 50020/220 Funcionamento: de segunda à sexta-feira, das 09h às 17h Informações: (81) 3355.3158 / 3159

Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (Mamam) Endereço: Rua da Aurora, 265, Boa Vista Recife – PE, CEP 50060/010 Funcionamento: de terça a sábado, das 13h às 18h, domingos, das 13h às 17h Informações: (81) 3355.6870/ 6871/ 6872

Mamam no Pátio

Denúncia de estacionamento irregular A CTTU é responsável por fiscalizar os veículos parados em local irregular nas vias da cidade. Espalhados pela cidade, agentes de trânsito realizam rondas diárias para melhorar a mobilidade decarros e pedestres. Os veículos flagrados nessas condições recebem multas que variam de R$ 53,20 e R$ 127,69, além dos pontos na CNH. Para denunciar, use o

0800.081.1078

Endereço: Pátio de São Pedro, Casa nº 17, São José Recife – PE, CEP 50020/220 Funcionamento: segunda a sexta-feira – das 9h às Informações: (81) 3355.6765

Escola de Frevo Maestro Fernando Borges Endereço: Rua Castro Alves, 440, Encruzilhada, Recife Informações: (81) 3355.3102

Memorial Luiz Gonzaga Endereço: Pátio de São Pedro, Casa 35, Bairro de São José, Recife - PE Funcionamento: de segunda à sexta-feira, das 9h às 17h Informações: (81) 3355.3155 / 3154

Museu Murillo La Greca Endereço: R. Leonardo Bezerra Cavalcanti, 366 Parnamirim, Recife – PE, CEP 52060/030 Funcionamento: de terça a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 17h; sábados e domingos, das 13h às 17h Informações: (81) 3355.3126 / 3127 / 3129 http://museumurillolagreca.com.br

Sítio Trindade Endereço: Estrada do Arraial, s/n, Casa Amarela Funcionamento: segunda a sexta-feira, das 5h às 22h, sábados e domingos, 5h às 19h Informações: (81) 3355.3410 / 3411 / 6070

Paço do Frevo Endereço: Praça do Arsenal da Marinha, s/n, Bairro do Recife, CEP 50030/360 Funcionamento: terças, quartas e sextas, das 9h às 18h; quintas, das 9h às 21h; sábados e domingos, das 12h às 19h; Fechado às segundas. Entrada: R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (estudantes e maiores de 60 anos) Gratuito às terças-feiras Informações: (81) 3355.9500 www.pacodofrevo.org.br

Galeria Janete Costa (Pq. Dona Lindu) Endereço: Av. Boa Viagem, s/n, Boa Viagem Recife – PE, CEP 51030/000 Funcionamento: terça a sexta-feira, das 12h às 20h; sábados e domingos, das 14h às 20h Entrada: R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (estudantes e maiores de 60 anos) Gratuito às terças-feiras Informações: (81) 3355.9832

Casa do Carnaval Endereço: Pátio de São Pedro, Casa 38, bairro de São José, Recife - PE, CEP 50020/220 Funcionamento: de segunda à sexta-feira, 9h30 às 16h30 Informações: (81) 3355.4311 / 3302/ 3303 http://casadocarnaval.blogspot.com.br

Jornal do recife | 19


Operação Inverno Aplicação de geomanta no Alto do Maracanã, Nova Descoberta.

Jornal do recife 02  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you