Issuu on Google+

FUNDADOR

P. Ismael de Matos DIRECTOR

P. Pedrosa Ferreira REDACÇÃO E ADMINISTRAÇÃO

Avenida Camilo, 240 4349-014 PORTO Telef. 22 536 96 18 Fax: 22 510 60 97

Ano 53

 N.º 953  AGOSTO 2013  PUBLICAÇÃO PERIÓDICA MENSAL

Radical Na nossa capela existia uma imagem de S. Domingos Sávio. Estava de fato escuro, camisa branca e um livro aberto nas mãos. Um dia, uma pessoa entrou na capela pela primeira vez. Ao sair, muito admirada, disse: — É a primeira vez que vejo no altar um santo com calças e casaco. Quem é esse rapazinho? Disse-lhe que era Domingos Sávio, aluno de D. Bosco, falecido com 14 anos. Foi um adolescente que, em poucos anos, descobriu a beleza da santidade. Essa pessoa não chegou a ler o que estava escrito no livro. Era o seu propósito da primeira comunhão: «Antes morrer que pecar». Alguns dizem que não se deve dizer esta frase à juventude de hoje, que é uma linguagem ultrapassada. Pode ser necessário inventar outras palavras, mas acho que não se deve tirar a força a esta expressão, naquilo que tem de radicalidade. Não se deve «descafeinar» o cristianismo. Nesta sociedade que perdeu o sentido do pecado, onde cada qual faz o que lhe apetece, onde tudo é permitido, será ir contra a corrente falar do horror ao pecado. Apesar disso, é necessário dizer que houve pessoas que preferiram morrer a trair a sua amizade com Deus, a deixar-se escravizar pelo mal, a rastejar no pecado. E foram felizes. Vivem para sempre na eternidade feliz.

PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS

TAXA PAGA PORTUGAL

Bonfim - Porto

A nossa dignidade Desde o século IV que existem festas em honra de Nossa Senhora. Jesus Cristo esteve sempre no centro. Mas a sua Mãe tem sido honrada por todas as gerações. Artistas de todas as épocas pintaram e esculpiram a santidade de Maria, adornando igrejas e santuários. Poetas, escritores e músicos louvaram-na com belos hinos e cânticos. Do Oriente ao Ocidente, Maria, com o seu Filho Jesus nos braços, é venerada pelo povo cristão. As pessoas, peregrinando neste «vale de lágrimas», invocam-na com uma antiquíssima oração: «Sob a vossa protecção buscamos refúgio, Santa Mãe de Deus, não desprezeis as súplicas que vos dirigimos, mas livrai-nos de todo o perigo, ó Virgem gloriosa e bendita». Cidadãos do Céu Na solenidade da Assunção de Maria, que se celebra no dia 15 deste mês, exultamos de alegria porque ela, terminado o tempo da sua vida terrena, foi «elevada ao Céu em corpo e alma». Como Jesus ressuscitou do

túmulo, também Maria passou da morte para a vida em plenitude. Não sabemos que idade tinha ela quando adormeceu no Senhor. Nem sequer em que lugar estava, se em Jerusalém ou em Éfeso. Mas temos a alegria de saber que ela está viva, alimenta a nossa esperança de peregrinos do Céu, e aí estará para um dia nos acolher na glória do Reino. Como é grande a nossa dignidade! A nossa morte será uma realidade penúltima. A última será a nossa Páscoa, a entrada na glória do Senhor por toda a eternidade. Enquanto não chega esse momento, olhamos para o Céu e contemplamos Maria como estrela e farol.

Pedrosa Ferreira

Senhor, desde a aurora Vos procuro. A minha alma tem sede de Vós. Por Vós suspiro como terra árida, sequiosa, sem água. (Sl 62, 2)


Cavaleiro da IMACULADA

2

As contas do nosso Jornal

MOTIVOS PARA SER CRISTÃO

JULHO DE 2013

Conhecer pelo nome

DESPESA: Papelaria .................................................... 10,75 € Pagelas diversas ....................................... 382,78 € Correios e despachos ............................. 2.288,34 € 114.000 ex. do jornal N.º 952 (Julho) .. 2.580,00 € RECEITA:

LIVRO DE OURO Através dos nossos dicados colaboradores, recebemos as seguintes ofertas, que muito agradecemos: Stuttgart (Missão Católica), 60,00; J. F. Fernandes, 8,00; Paróquia de S. Pedro da cadeira, 50,00; S. Félix da Marinha (Indalécio), 45,00; Paróquia de S. Miguel — Esposende (Laura Rodr.), 25,00; Paróquia de Mondim de Basto, 139,50; Castelões de Cepeda (Conceição Pinto), 50,00; Almalaguês, 50,00; Arouca (Sandra Jesus), 5,00; Paróquia Nog. Regedoura, 33,00; Grijó a amigos do «Cavaleiro», 15,00; Porto (Maria Pinhal), 20,00; Guarda (Dra. D. M.ª José Lopes), 100,00; Guimarães (Cremilde Esteves), 20,00; freguesia de Podentes, 81,00; Gens, 15,00; Aboim AMT (M.ª Marinho), 15,00; Carmina Dias, 5,00; Felgar (Paróquia de S. Miguel), 69,50; Tões — Armamar, 60,00; De Sá e Silva (Luxembourg), 10,75; S. Cosmado (Irmãs Missionárias), 119,00; A. Cotrim, 5,00; M.ª Gameiro Silva, 80,00; Jofre C Pedro, 7,00; Recarei (leitores), 234,00; Bustelo — Recarei, 50,00; Recarei (M.ª Irene R. Nogueira), 55,00; Vila Real — Vale de Nogueiras, 65,00; Marco Soalheiro (M.ª Odília), 157,50; Valbom (Agra, Monte, Igreja, Pinheiro e S. Cosme — M.ª Pereira), 205,00; Cachão (Arlinde Ferreira), 10,00; Paróquia de Tabosa da Cunha, 50,00; Sabroso de Aguiar (Alb. Anjos), 100,00; Donelo (Arm. Araújo), 90,00; Lisboa (Paróquias de Sta. Isabel e S. Maximiliano — J. Magalhães), 50,00; Barcelinhos (M.ª C. Freitas), 230,50; South África (Natividade Rodrigues), 10,80; Santa Catarina — Vagos (M. Gondarez), 73,00; Gabrieka Faria, 10,00; Ramalhal (Zaida Lopes), 100,00; Maceira (Clotilde Matias), 80,00; Paróquia de Marinhas, 55,00; Seidões, 20,00; França (Jorge Augusta), 50,00; freguesia de Pertarouca e Donas, 40,00; Loulé (Sesaltina Piedade), 35,00; Linita Freire, 8,50; Cordoaria, 13,20; Monforte, 31,00; Valongo (Olinda Dantas Costa), 25,00; capela de Nossa Sra. da Saúde — Porto, 30,00.

Graças Agradecem graças e enviam ofertas para a sua publicação: — A Nossa Senhora de Fátima: Delmina, 10,00. — A Nossa Senhora Auxiliadora: Maria Perpétua Diogo Machado, 50,00. — A S. João Bosco, P.e Cruz e a Nossa Senhora de Fátima: Rosa Pio, 20 dólares. — Ao Beato João Paulo II, S.ta Rita de Cássia, S.ta Quitéria e Santo António: Maria da Graça Silveira, 20,00. — À Beata Alexandrina de Balasar: Felismina Nabais, 5,00.

LIVRO NOVO! A beleza da oração Preço: 1 euro

Pedidos a:

Cavaleiro da Imaculada Avenida Camilo, 240  4349-014 PORTO Telef. 22 536 96 18  Fax: 22 510 60 97

Agradecemos os donativos enviados para apoio deste jornal.

Um menino chegou a casa a chorar. O avô acariciou-o e procurou acalmá-lo. Perguntou-lhe: — Alguém te fez mal? A criança acenou com a cabeça para dizer que não. Ele insistiu: — Roubaram-te alguma coisa? Respondeu: — Não, avô. Este, preocupado, insistiu: — Então o que é que te aconteceu? O menino ergueu a cabeça e contou: — Estávamos a jogar às escondidas. Escondi-me atrás de uns arbustos. Fiquei à espera que alguém me encontrasse… — E depois? — Cansado de esperar, saí do esconderijo. Vi que o jogo tinha terminado. Todos se tinham ido embora e ninguém chamou por mim. Entende, avô, ninguém veio procurar-me! A criança sentiu na pele como é doloroso não ser importante para os outros. Os companheiros de jogo foram para suas casas e ela ficou ignorada no seu esconderijo, como se não tivesse qualquer importância. Foi

OS NOSSOS LIVROS Laura Vicunha ............................ Advento e Natal em Família ......... Família que Reza ........................ Maio com Maria ......................... Eu Vou Contar ............................ Rosário Bíblico ........................... A Virgem Falou .......................... Creio na Vida Eterna ................... Viver com Deus .......................... Quaresma em Família .................. 70 dias com S. João Bosco........... 70 dias com Domingos Sávio ........ Falar de Jesus às crianças ........... As razões da nossa fé ................. Tempo Pascal em família ............. Conhecer Maria ........................... Nem só de pão .......................... Os sete sacramentos ................... Maria Auxiliadora........................ Eu vi Jesus ................................ A beleza da oração .....................

0,75 1,00 1,00 1,00 0,75 0,75 0,75 1,00 1,00 1,00 1,00 1,00 1,00 1,00 1,00 1,00 1,00 1,00 1,50 1,50 1,00

€ € € € € € € € € € € € € € € € € € € € €

Pedidos por Telefone ou Correio a: Cavaleiro da Imaculada Avenida Camilo, 240  4349-014 PORTO Telef. 22 536 96 18  Fax: 22 510 60 97

Encomendas: Mínimo 5 livros

doloroso para ela sentir que não era importante aos olhos dos colegas. Jesus Cristo, ao passar pelos caminhos da Palestina, não ignorou ninguém. Enfrentou os seus inimigos, falou às multidões, mas também foi ao encontro de todos. Chamou a alguns pelo nome. Natanael ficou admirado: «Donde me conheces?» Jesus respondeu-lhe: «Eu vi-te debaixo da figueira». Um bom motivo para ser cristão é que cada um de nós sabe que é importante para Jesus. Somos todos preciosos a seus olhos. Veio para cada um de nós. É o Bom Pastor que conhece cada uma das ovelhas pelo seu nome. Sabe se alguma anda perdida e vai à sua procura. Quando a encontra, é grande a sua alegria.

S

 

RRIA!

No bar — O que é que tem de fresco? — Temos gelados. — Não tem mais nada fresco? — Temos a tinta do banco da esplanada onde se foi sentar! Entre rapazes — O que é que preciso fazer para que uma rapariga bonita corra atrás de mim? Resposta imediata: — Rouba-lhe a bolsa! Electricista — Minha senhora, tenho o prazer de me apresentar. Sou o senhor Faísca, electricista de excelência. — Desculpe, senhor electricista, se não lhe aperto a mão. Tenho medo de apanhar um choque!


Cavaleiro da IMACULADA

3

A melhor e a pior — Língua, outra vez?! — Sim, patrão. É com a língua que mentimos, condenamos, falamos mal, insultamos, dizemos palavras de ódio. A força da palavra

Vivemos num tempo em que as palavras que saem da boca das pessoas percorrem facilmente todo o mundo. Estamos todos em rede a escutar e a falar. Conta-se que um homem rico queria fazer um grande banquete com comidas especiais. Chamou um seu empregado e ordenou-lhe: — Vai ao mercado comprar a melhor iguaria. O empregado foi, comprou o que melhor entendeu e apresentou-o ao seu patrão. O homem rico removeu o pano que cobria o prato e, assustado, disse: — Língua?! É esta a melhor iguaria? O empregado respondeu: — Sim, a língua é o prato mais delicioso. É com a língua que pedimos de beber, dizemos a palavra «mãe», falamos com os amigos, cantamos. O homem rico, não muito convencido, mandou-o de novo ao mercado, mas desta vez para trazer o pior alimento. Ao chegar, disse espantado:

De facto, não há nada de melhor e de pior que a língua. Tudo depende de como as pessoas se servem das palavras para comunicar com os outros. Todos temos certamente experiência disto. Muitos males têm sido causados por uma só palavra ou por uma frase. Muita gente poderia contar as noites que passou sem dormir por causa de palavras que feriram como armas. Do mesmo modo, muito bem tem feito através das palavras ditas oportunamente: palavras de ânimo, de consolação, de afecto, de esperança. Elas foram portadoras de alegria e paz. Graças às redes sociais da era digital, comunicar nunca foi tão fácil. Mas a palavra tanto pode ser uma arma assassina, como uma flor que desperta a alegria. Utilizar bem a palavra é Evangelho.

CALENDÁRIO

Mulher de coragem Ainda é notícia o caso da paquistanesa Ásia Bibi, presa há três anos sob acusação de blasfémia. Uma colega de trabalho denunciou-a, por ela ter afirmado que a fé islâmica se baseia num personagem morto. Disse: «O nosso Cristo é o verdadeiro profeta de Deus». Esta mulher mantém-se firme na sua fé: «Prefiro morrer como cristã que sair da prisão como muçulmana». É casada e mãe de cinco filhos. Mas põe a sua fé acima de tudo, disposta a sofrer e até a morrer, como os mártires da Igreja.

Catecismo dos Jovens Youcat é um catecismo feito para os jovens, onde se apresenta o essencial dos conteúdos da fé numa linguagem juvenil. Na Jornada Mundial da Juventude, em Madrid, foram editados e distribuídos 700.000 em várias línguas. Para a Jornada Mundial da Juventude, celebrada no passado mês de Julho no Rio de Janeiro, foram distribuídos também muitos milhares, com o apoio da Associação de Apoio à Igreja que Sofre. Já alguns meses antes, como preparação deste evento, o Youcat foi texto de apoio nas catequeses de jovens.

Festa da Fé 2013 A diocese de Leiria celebrou nos dias 31 de Maio a 1 e 2 de Junho a «Festa da Fé». Esta festa é um dos «momentos significativos» diocesanos apontados pelo bispo D. António Marto, e foi cuidadosamente preparado ao longo do ano, particularmente pelo Secretariado Diocesano da Catequese. Os milhares de participantes tiveram a experiência de como é belo acreditar. Outras dioceses tiveram iniciativas semelhantes para celebrar a sua fé em Cristo, aquele que dá razões para viver e para a esperar.

Cavaleiro da IMACULADA Director e Editor: P. Pedrosa Ferreira Redacção e Administração: Avenida Camilo, 240 4349-014 PORTO Telef. 22 536 96 18  Fax: 22 510 60 97 E-mail: cavaleiro.ic@iol.pt Internet: www.salesianos.pt Para depósito bancário: NIB: 0007 0408 00029780005 09 (Banco Esp. Santo) IBAN: PT50 0007 0408 0002 9780 0050 9 SWIFT / BIC BESCPTPL Propriedade: Prov. Port. da Sociedade Salesiana Rua Saraiva de Carvalho, 275 1399-020 LISBOA Registo de imprensa N.º 100233 Empresa Editorial N.º 202574 Registo de Pessoa Colectiva: 500 731 071 Assinatura individual de Benfeitor: € 5,00 Número avulso: Oferta livre Execução gráfica: SERSILITO — Empresa Gráfica, Lda. Travessa Sá e Melo, 209  Gueifães — MAIA Depósito legal N.º 298819/09 Tiragem mensal: 114.000 exemplares

IGREJA VIVA

Inverno demográfico

Já está à venda. Custa 90 cêntimos. Só atendemos pedidos de mais de doze exemplares.

Dedicado Colaborador: Ajuda-nos a divulgá-lo. Pedidos a:

Cavaleiro da Imaculada Avenida Camilo, 240  4349-014 PORTO Telef. 22 536 96 18  Fax: 22 510 60 97

Em Portugal, segundo as últimas estatísticas, nasce apenas 1,3 filhos por mulher. Esta realidade preocupa também a Igreja. Os bispos alertam para a consciência social de todos, particularmente de quem nos governa. Dizem que não se trata de um assunto marginal, pois o não nascimento de crianças põe em causa o futuro do nosso país. O mesmo alerta tem sido feito pela Igreja de outras nações da Europa, preocupadas com o Inverno demográfico actual.


Cavaleiro da IMACULADA

4

O CONTO DO MÊS

SANTIDADE SALESIANA

As guitarras Augusto Czartoryski O grupo musical quis afinar as guitarras. Chegou o afinador e esticou as cordas à primeira guitarra. Ela gemeu: — Ui! Ui! As outras ouviram o grito e ficaram aterradas. Diziam umas às outras: «Este homem é um sádico!» Mas o afinador não deu importância e, surdo aos seus lamentos, continuou as afinações. A um canto estava escondida uma guitarra. Tentava não ser vista, para se livrar da tortura. De facto, o afinador não a viu e foi-se embora. Vieram os músicos e pegaram nas guitarras para o ensaio. Diziam: «Que sons tão lindos!» Mas, ao experimentarem a guitarra escondida, disseram: «Que som horrível! Não presta para nada!» Chegou a hora do concerto. Pegaram nas guitarras e foram para o palco. Mas essa ficou abandonada a um canto, a lamentar a sua sorte. Cada pessoa deve aceitar o esforço e até o sacrifício exigido para fazer da sua vida uma bela melodia. As notas musicais são a alegria, a paz, a bondade, o trabalho, a amizade.

INTENÇÕES DO PAPA AGOSTO 쮿 GERAL: Para que os pais e educadores animem as novas gerações a crescer com uma consciência justa e uma vida coerente. 쮿 MISSIONÁRIA: A fim de que as Igrejas particulares do Continente africano, fiéis ao anúncio evangélico, promovam a construção da paz e da justiça.

Este príncipe polaco renunciou ao estilo de vida próprio da nobreza, para se fazer religioso salesiano. Augusto Czartoryski nasceu em Paris a 2 de Agosto de 1858. Os seus pais eram príncipes polacos no exílio. Aos seis anos perdeu a mãe. O pai casou em segundas núpcias com Margarida de Orleães, filha do Conde de Paris, pretendente ao trono de França. Augusto nunca se sentiu atraído pela vida da corte. Vivia desapegado das riquezas e desejava crescer na fé. Dos 10 aos 17 anos, estudou em Paris e em Cracóvia. A sua frágil saúde obrigou-o a viajar para o sul da Europa em busca de um clima melhor. O seu preceptor ou educador foi José Kalinowki, que o guiou com prudência, não só nos estudos mas também na vida espiritual. Com Dom Bosco Em Maio de 1883, Dom Bosco visitou a França. Foi convidado pela princesa Margarida a hospedar-se no seu palácio. Augusto ajudou-lhe à Missa. O Santo disse-lhe: — Há muito tempo que desejo conhecê-lo. O príncipe ficou encantado com este encontro e foi várias vezes a Turim para se encontrar com Dom Bosco. Pediu-lhe insistentemente para ser salesiano, mas o Fundador mostrou dificuldades. Augusto foi então falar com Leão XIII, que convidou Dom Bosco a aceitar o príncipe. Em Julho de 1887, depois de renunciar aos bens e à possibilidade de ser rei, entrou no noviciado contra o parecer da família. Esforçou-se por se adaptar a um estilo de vida simples e pobre. Tinha 29 anos.

PENSAMENTOS

쏅 Uma criança que nasce, traz ao 쏅

ESTE JORNAL É PARA SI Este jornal é gratuito, graças à generosidade dos seus distribuidores, colectores e leitores da imprensa de inspiração cristã. Por todos estes nossos amigos e benfeitores é celebrada, todos os meses na nossa capela, uma Eucaristia pelas suas intenções. Precisamos de pessoas que se ofereçam para distribuir este jornal nas paróquias, hospitais, prisões e em toda a parte. Envie-nos o seu nome e morada e diga-nos quantos jornais deseja receber mensalmente.

쏅 쏅

mundo a notícia que Deus ainda não se cansou dos homens. Tagore Os educadores devem ver tudo, repreender pouco, perdoar muito. Pio X Para mudar as pessoas, é preciso amá-las. A nossa influência chega apenas onde chega o nosso amor. H. Pestalozzi A obra do mestre não consiste em encher um saco, mas em acender uma chama. Plutarco As crianças de hoje gozam de uma tal liberdade, que não têm a alegria de desobedecer. Jean Cocteau

Fez a profissão religiosa, e iniciou os estudos de filosofia. Entretanto, foi atacado pela tuberculose. A sua mãe tinha morrido deste mal. Apesar da doença, conseguiu prosseguir os estudos. Foi ordenado sacerdote a 2 de Abril de 1892 em Sanremo. A sua família, que tinha tentado todos os modos para o fazer sair da Congregação salesiana, esteve ausente. O jovem sacerdote foi destinado à comunidade de Alassio. Sempre bondoso, inteligente, amável e muito religioso. Continuou a lutar contra a doença, unindo os seus sofrimentos à Paixão de Cristo e rezando pelos jovens. Morreu com 35 anos, no sábado da primeira semana de Páscoa. Disse: «Que linda Páscoa!» Foi beatificado por João Paulo II a 25 de Abril de 2004.

쏅 A principal felicidade de uma criança é sentir ser amada. João Bosco 쏅 Aprendamos a educar com o Sol. A tudo o que cresce na terra, ele dá luz e calor. Por vezes, chuva e vento. Raramente, raios e trovões. Comenio


Cavaleiro Imaculada - Agosto 2013