Page 1

Este caderno faz parte integrante da edição n.º 1179 de 10 de Março de 2017, do jornal Postal do Algarve e não pode ser vendido separadamente.

Semear Saúde

Semear Saúde recebe formações de Bambuterapia, Reflexologia e Massagem Geotermal A Semear Saúde traz para Tavira a prestigiada escola de formação Forma & Animus, com propostas para apostar na sua qualificação e conhecimento p. 5

Edição nº 10 | Março 2017

D.R

.

RAFCAL: A psicologia como arma para uma Reabilitação Afecto-Cognitiva do Comportamento Alimentar. Conheça o método para perder peso definitivamente. p. 7

Motivação & bem-estar:

Dor crónica:

Alinhamento postural e massagem terapêutica dão respostas p. 2

Mudar de vida com a palestra ‘Quem Tem Coragem? p. 6


2 10.03.2017

Semear Saúde editorial

Promoção da saúde & empoderamento Mais uma vez vamos falar de escolhas. De escolhas que todos podemos fazer no nosso dia-a-dia para sermos mais saudáveis. Se existem alguns factores/ comportamentos que não podemos alterar (não podemos evitar respirar um ar poluído, por exemplo), muitos outros são susceptíveis de ser alterados e até com pouco esforço. Desta vez escolhemos abordar um factor que tem um peso importantíssimo na nossa saúde e bem-estar, apesar de não estarmos todos bem conscientes desse facto: a alimentação. É comum as pessoas pensarem que todos os produtos alimentares disponibilizados em grandes cadeias de supermercados são seguros e saudáveis. Completamente errado! É exactamente o contrário!! A maioria desses produtos, que são industrializados/processados, estão cheios de açúcares, conservantes, aromatizantes, corantes e outros aditivos, que são quase sempre prejudiciais à nossa saúde. Lembre-se que a maioria destes alimentos fabricados, que têm algumas décadas de “fabricação”, surgiram para facilitar a vida agitada, sobretudo das mulheres, que, com a falta de tempo e stress originado por uma multiplicidade de tarefas que lhes são atribuídas, os vem comprando e consumindo sem muitas reflexões e críticas. Infelizmente, o impacto dos alimentos industrializados são cada vez mais visíveis nas nossas sociedades. Se vivemos mais tempo, vivemos também cada vez mais doentes e com menos qualidade de vida. Cancro, osteoperose, hipertensão, alzheimer, parkinson, diabetes, doenças cardiovasculares, redução da massa muscular, fraqueza, cansaço, baixa imunidade, obesidade, são alguns dos problemas/doenças de comportamentos desadequados. É por isso que este é o momento em que deve reflectir. Este é o momento em que, além de reflectir, deve prestar a máxima atenção aos alimentos que compra, que cozinha e consome.

Cláudia Brito

Presidente da Associação Semear Saúde associacaosemearsaude@gmail.com

Deve, impreterivelmente, consultar os rótulos dos produtos que compra e “descobrir” que substâncias estão na composição dos mesmos. Algumas substâncias têm nomes estranhos e complexos para designar substâncias simples. Não desista. A internet tem à sua disposição toda a informação que precisar saber. Informe-se. Saiba sempre mais. Empodere-se. Saiba que é através dos alimentos que retiramos os nutrientes necessários para a sustentação e bom funcionamento do nosso organismo. Qual o objectivo que queremos alcançar? Das nossas escolhas dependerá um organismo saudável ou doente. Um envelhecimento saudável ou doente. A escolha é sua!!! Lembre-se: nem sempre os produtos veiculados em propagandas são os melhores! Existe muita publicidade enganosa! Neste caderno Semear Saúde, disponibilizamos vários artigos relacionados com a alimentação. Além das receitas saudáveis, já habituais, da nossa colaboradora Angela Oeiras, a nutricionista Patrícia Viegas alerta-nos para o problema da obesidade. Trazemos, também, um novo programa de emagrecimento e para distúrbios alimentares - o Programa RAFCAL - com a psicóloga Filipa Nobre, que tem tido óptimos resultados, nos últimos 18 anos, no Brasil. Mas, porque não só a alimentação tem impacto na vida dos cidadãos, vamos trazer à nossa associação no dia 18 Março uma palestra “Quem tem coragem?”, com José Canita, que prova com a sua história de vida que é possível a mudança para obtermos mais qualidade de vida e saúde.

alinhamento corporal

Especialista em alinhamento postural e massagem terapêutica é nova aposta da Semear Saúde Eric Gonçalves, especialista em massagens, combate à dor crónica e alinhamento postural, é o mais recente colaborador da Associação Semear Saúde em Tavira. Formado em História, foi devido à falta de emprego na área que acabou por ingressar num curso de massagens, por “ser um mercado em crescimento”. “Nunca pensei que esse primeiro curso mudasse a minha vida da forma que mudou. Fiquei fascinado pela complexa e perfeita engenharia do corpo humano”, começou por dizer o jovem portimonense ao Semear Saúde. “Depois de ter terminado o meu primeiro curso de massagens em 2004, nunca mais parei. Fiquei como que “viciado” na aprendizagem de terapias. Fiz disso a minha prioridade de vida e viajei muito com o intuito de estar na presença de grandes mestres. Passava sete meses em Portugal a trabalhar e cinco meses fora em viagens de estudo. Fiz isso durante oito anos na Tailândia, Índia e Estados Unidos da América. Há três anos deixei de estudar massagens e dediquei-me a 100% ao estudo do método de alinhamento postural”, continuou. Actualmente é ao método de alinhamento corporal que se dedica e é, neste momento, o único

D.R.

Eric Gonçalves é um terapeuta certificado do método EGOSCUE praticante certificado em Portugal através do método EGOSCUE - Terapia de Alinhamento Postural e Massagem Terapêutica. Criado há cerca de 40 anos nos Estados Unidos da América, este método tem vindo a expandir-se devido aos resultados excelentes dos tratamentos que se baseiam em séries de suaves exercícios correctivos especialmente desenhados para cada caso, que pretendem devolver ao corpo o alinhamento, a funcionalidade e o equilíbrio, para os quais foi concebido. Este recalibramento permite a eliminação da dor crónica, assim como previne lesões e dores futuras. A eficácia do método é, porém, proporcional à sua capacidade de compromisso com os exercícios. “É necessário que se compre-

Eric Gonçalves é especialista em massagens

enda que a boa postura não é algo que se atinge, é algo que se mantém, com um pouco de dedicação diária”, salientou Eric Gonçalves . “No fundo, é como escovar os dentes – há que manter uma boa higiene oral para prevenir cáries, todos sabemos isso, certo?”, exemplificou o especialista.

Taxa de sucesso do método é de 94% Segundo as estatísticas das clínicas nos Estados Unidos da América, este é um método em que a percentagem de casos de sucesso ronda os 94%. “O método de alinhamento corporal que utilizo pode mudar profundamente a vida das pessoas”, garante Eric Gonçalves. “O maior potencial que tem é o de mudar as crenças que existem em relação ao nosso corpo. Hoje em dia, o corpo é olhado como um organismo frágil e predisposto a problemas. As dores de costas, dores de joelhos, entre outras, passaram a ser consideradas normais, como consequência da idade. O mais chocante é que ouço pessoas com 30 anos a pensarem desta forma. Aquilo que as pessoas não percebem é que a dor não é uma consequência da idade. É apenas uma mensagem do corpo, que está a tentar comunicar connosco e a pedir-nos que mudemos algo. Tal como quando pomos a mão numa chapa quente, a dor que sen-

timos leva-nos a retirá-la imediatamente, senão queimamo-nos. A dor não é nossa inimiga, é uma mensageira que deve ser compreendida. Uma pessoa que vive sem dores e com pleno acesso a toda a funcionalidade do seu corpo sente mais confiança em viver, mais vontade e facilidade em fazer todas as tarefas que tem a fazer. Tudo o que antes parecia um sacrifício agora é fácil. E isso é enorme”, afirma o especialista.

Novas tecnologias inimigas da boa postura corporal O desenvolvimento da tecnologia é, na opinião de Eric Gonçalves, um dos maiores causadores da má postura corporal. “Com o advento da tecnologia cada vez nos movemos menos. A falta de movimento que os nossos corpos sentem é a causa principal da maior parte dos problemas. Ao negligenciar-lhes esta necessidade básica, começam a queixar-se de todas as formas. Pense no quanto dependíamos da nossa capacidade de nos movermos para a nossa sobrevivência e o quanto essa mobilidade esta cada vez mais reduzida. Se os corpos fossem estimulados da forma que necessitam tudo seria muito diferente. Repare na quantidade de nomes de doenças que apareceram nos últimos anos e que poderão estar relacionadas com a negligencia a esta necessidade tão básica que é o movimento”, exemplificou.


10.03.2017 3

Semear Saúde

nutrição

Quando a gordura não é formosura D.R.

O mundo actual depara-se com um paradoxo amargo... Obesidade e fome. Numa era em que se reconhece que um regime alimentar desequilibrado pode ser mortal, as discrepâncias sociais são evidentes, revelando as contradições de um mundo com enormes desigualdades socioeconómicos, culturais e na saúde. No entanto, o impacto da obesidade na mortalidade e na morbilidade é tão acentuado que foi considerada a epidemia do século XXI pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Ao longo dos anos, a sua incidência crescente atinge não só indivíduos adultos mas particularmente adolescentes e crianças. De uma forma aterradora, é actualmente a doença nutricional pediátrica mais prevalente a nível mundial. A obesidade caracteriza-se, fundamentalmente, por um excesso de tecido adiposo que tem um grande impacto, tanto na saúde, como na qualidade de vida. Entre um conjunto de afecções médicas, esta doença crónica tem uma forte ligação especialmente com diabetes, doenças cardiovasculares e determinados cancros. Previna-se, ou combata a obesidade, valorizando um estilo de vida saudável que melhore, não só a sua qualidade de vida, mas também a de quem ama! Consuma mais fibras, importantes para o bom trânsito intestinal e sensação de saciedade; Incorpore mais frutas, legumes e verduras à sua dieta. Para além de aumentarem a saciedade, são ricos em vitaminas e minerais essenciais ao bom funcionamento do corpo; Troque alimentos refinados por alimentos integrais. Fornecem um maior teor de fibra enquanto possuem um menor índice glicémico; Leguminosas como o grão, o feijão e a lentilha são uma valiosa parte de uma alimentação saudável. São ricos, não só em fibra, mas também em proteína e vitaminas.

Valorize os produtos colhidos sazonalmente. Produtos mais frescos concentram mais nutrientes. Escolha hidratos de carbono complexos como quinoa, aveia, inhame, batata doce, arroz, trigo sarraceno, que fornecem ao corpo a energia necessária para a actividade física. A sua riqueza em vitaminas, minerais e fibras também aumenta a saciedade. Aumente a ingestão de água. Se já bebe o indicado, um litro e meio de água por dia, habitue-se, ainda, a beber um copo de água ao acordar e outro cerca de uma hora antes de se deitar. O corpo vai estar durante muitas horas privado de líquidos e a desidratação promove a acumulação de toxinas. Reduza o consumo de açúcar e sal - tempere os alimentos com ervas aromáticas e especiarias e descubra a diversidade de aromas e sabores. Para além do gostinho especial que o alho e a cebola dão aos nossos pratos, eles contêm substâncias que ajudam a controlar a tensão arterial e o colesterol.

Evite: Alimentos processados, ricos em gordura saturada, adoçantes artificiais e conservantes. Opte por alimentos frescos e no seu estado mais natural possível. Refrigerantes - Para além de não possuírem quaisquer vitaminas ou minerais, os refrigerantes são ricos em açúcar, bem como aditivos e corantes, que podem causar alergias, principalmente em crianças. Fritos e cozinhados

Os factos: • “Na população portuguesa adulta, diversos estudos indicam uma prevalência do excesso de peso e da obesidade na ordem dos 40%...” (Direcção Geral de Saúde).

paço da Europa em que é maior a prevalência de obesidade infantil, já que 30% das crianças apresentam sobrepeso e mais de 10% são obesas”. (Plataforma contra a Obesidade, DGS).

• “Portugal encontra-se numa das posições mais desfavoráveis do cenário europeu, apresentando mais de metade da população com excesso de peso e sendo um dos países do es-

• “Nas crianças, dos 7 aos 9 anos de idade, a prevalência da pré-obesidade e da obesidade, em Portugal, é de cerca de 31,56%...” (Programa Nacional de Combate à Obesidade, DGS)

A obesidade é um problema grave de saúde

Patrícia Viegas Nutricionista

pviegas1485@onutricionistas.pt

em óleos refinados (alimentos cozidos, grelhados ou assados são mais saudáveis e muito menos calóricos). Banhas, manteigas e margarinas, ricas em gorduras saturadas. Prefira azeite extra virgem. Para além de ter vitamina E, o azeite é rico em ácidos gordos essenciais. Cerveja, vinho e outras bebidas alcoólicas - quanto maior for o teor de álcool, mais calorias contém. Afaste-se de vez do fast-food e evite comprar refeições prontas nos supermercados. Além de serem hipercalóricas, elas costumam ter grande quantidade de sal e são alimentos nutricionalmente pobres. Enquanto a dieta e prática regular de exercício físico continuam cruciais para o seu controlo eficaz, a obesidade é um grave problema de saúde, cujo acompanhamento merece uma abordagem estrutural e contínua. Perder peso é muito mais fácil do que manter o peso perdido. Para manter um peso saudável é fundamental mudar hábitos de vida e de alimentação. Entenda que a reeducação alimentar é muito superior a qualquer dieta da moda. Pode até demorar mais tempo a atingir o peso desejado, mas com certeza que terá mais facilidade em mantê-lo a longo prazo. “O controlo eficaz do peso não significa apenas organizar um processo de emagrecimento... é um conceito completamente diferente que deve garantir que a saúde do paciente, a longo prazo, é a principal preocupação”. (Professor W.P.T. James).


4 10.03.2017

Semear Saúde nutrição

Sobremesas deliciosas e saudáveis Bolachinhas de amêndoa e canela Nada melhor do que passar uma tarde fria de Inverno a fazer bolachinhas e depois comê-las! Estas bolachas são feitas com farinha de espelta mas poderá utilizar outro tipo de farinha a gosto, como trigo, trigo sarraceno, aveia, etc, também pode substituir a geleia de arroz por mel ou outro adoçante natural. O resultado são umas bola-

chinhas, fininhas, estaladiças e deliciosas, daquelas que quando se começam a comer já não se consegue parar. Conservam-se durante bastante tempo se as guardarmos dentro de uma caixa de metal. î Ingredientes: 150 gr de farinha de espelta 160 gr de farinha de amêndoa (amêndoas trituradas) 1 c. chá de canela em pó 1 c. café de bicarbonato de

sódio 60 gr de óleo de coco 80 gr de geleia de arroz î Preparação Numa taça misturar as farinhas com a canela e o bicarbonato de sódio. À parte derreter o óleo de coco e juntar-lhe a geleia de arroz, misturar bem e juntar ao preparado anterior. Amassar tudo até obter uma massa homogénea.

FOTOS: D.R.

Cobrir com película e levar ao frigorífico para a massa enrijecer durante aproximadamente uns 20 minutos. Retirar do frigorífico, moldar bolinhas e colocar (separadas umas das outras porque depois no forno abrem bastante) num tabuleiro coberto com papel vegetal e levar ao forno pré aquecido a 170º durante uns 12 a 15 minutos. Retirar do forno e colocar em cima de uma rede até as bolachinhas arrefecerem.

Angela Oeiras

Conselheira alimentar, blogger www.angelaoeiras.com FOTOS: D.R.

Proposta crocante

Cheesecake (sem cheese) de tofu! Já algum tempo que estava por fazer um cheesecake de tofu, e não sei do que estava à espera. pois o resultado é magnifico (até para mim que não sou muito apreciadora de tofu). Esta é mais uma daquelas receitas muito fáceis de fazer, onde basta misturar os ingredientes, colocar no forno e esperar que se faça para comer logo de seguida. Para esta receita usei tofu sua-

ve (silken tofu) que é um pouco mais aveludado, caso não disponha pode sempre misturar um pouco de leite vegetal ao tofu normal e triturar até ficar mais cremoso. Pensei também em colocar uma base de bolacha, mas como não tinha nenhumas bolachas em casa optei por cozinhá-lo directamente na forma. Divinal!!! î Ingredientes 1 kg de tofu suave 4 c. s. de amido de milho

1 c. chá de agar-agar em pó 300 gr de geleia de arroz ou mel 1 c. café de baunilha em pó Raspa da casca de 1 limão Para a cobertura: 1 chávena de frutos vermelhos 3 c. s. de geleia de arroz ou mel î Preparação Juntar todos os ingredientes (menos os da cobertura) e triturar até obter um creme, pode ser na Bimby ou noutro triturador, ou até com a varinha mágica. Colocar este creme numa for-

ma redonda de abertura lateral ou numa tarteira e leve a cozer ao forno pré-aquecido a 180º durante uns 50 minutos, até crescer ligeiramente e ficar com uma pequena crosta. Retirar do forno e deixar arrefecer. Numa panelinha levar os frutos vermelhos ao lume juntamente com o mel ou a geleia de arroz e deixar cozinhar durante uns minutos mexendo sempre com uma colher. Colocar esta cobertura por cima do cheesecake e servir.

Fresco e delicioso

Brownies de batata doce Adoro brownies, são uma perdição, e se bem que a grande maioria é confeccionada com ingredientes pouco recomendáveis, como farinha branca, gorduras animais e açúcar, a verdade é que não precisamos prescindir deles, apenas basta usarmos ingredientes mais saudáveis. Esta receita (adaptada do li-

vro As Delícias de Ella) já estava há algum tempo na minha lista de doces para fazer, e não me decepcionou, muito pelo contrário, é deliciosa e super fácil de fazer. Ideal para levar para a praia, um piquenique no campo ou um lanchinho no trabalho. î Ingredientes: 2 batatas-doces médias 14 tâmaras ¼ chávena de nozes picadas, de farinha de trigo sarraceno (ou de arroz integral) e de farinha

de amêndoa 1 pitada de sal 4 c. sopa de cacau cru em pó 6 c. sopa de mel (ou geleia de arroz) î Preparação Forrar um tabuleiro de forno com papel vegetal e untá-lo com óleo de coco e pré-aquecer o forno a 180º C. Descascar as batatas doces, cortá-las em cubos e levar a cozer em água durante 15-20 minutos. Colocar as batatas e as tâmaras

num processador de alimentos e triturar até obter um puré. À parte, misturar os restantes ingredientes e juntar ao puré. Mexer bem até todos os ingredientes ficarem bem ligados. Colocar a massa no tabuleiro forrado com o papel vegetal e com a ajuda de uma espátula espalhar para alisar a superfície. Levar ao forno cerca de 20 minutos. Deixar arrefecer 10 minutos, polvilhar com cacau em pó e sem desenformar cortar os brownies em quadrados.

A doçura sem pecado

PUB


10.03.2017  5

Semear Saúde

formação

Semear Saúde recebe formações de Bambuterapia, Reflexologia e Massagem Geotermal Bambuterapia, Reflexologia e Massagem Geotermal são as próximas formações que a Associação Semear Saúde, em Tavira, se prepara para receber. Trazidas pela escola de Formação Profissional Forma & Animus, as formações vêm permitir, como já é habitual na associação, adquirir ou complementar conhecimentos que fomentem uma melhoria da saúde e do bem-estar dos participantes. “Estamos imensamente contentes porque há muito tempo que queríamos ir para a zona do sotavento e não tínhamos ainda tido oportunidade de encontrar um parceiro, portanto acho que fomos muito felizes em nos cruzarmos com a Semear Saúde”, contou ao Semear Saúde Ana Raquel, responsável pela Forma & Animus e pelas formações desta escola. As formações são descritas pela responsável como “terapêuticas que podem ajudar imenso, quer um paciente saudável, quer alguém que sofra de doença oncológica”. “São tratamentos que funcionam muito bem ao nível emocional, porque ao estarmos a relaxar a pessoa, isso fá-la sentir-se melhor emocionalmente”, garante Ana Raquel. Ainda assim, não são métodos que possam ser aplicados levianamente. “Há imensas coisas que, por exemplo, num paciente com cancro não podem ser feitas. Há um sem número

FOTOS: MÓNICA MONTEIRO

de condicionantes que nós temos de ter em atenção. A Reflexologia, como se traduz no toque de pontos reflexos, pode fazer sentido em pessoas nessa situação, isto apenas mediante um diagnostico e uma autorização médica. A Massagem Geotermal também pode ser aplicada, em determinados casos, também com recurso a autorização médica. No caso da Bambuterapia, é um procedimento que dificilmente pode ser aplicado a um doente oncológico, uma vez que estimula a corrente linfática e provavelmente poderá agravar o estado do paciente”, explica Ana Raquel.

/ D.R.

Formações chegam dia 1 de Abril a Tavira As formações dadas até agora na escola, em Portimão, chegam em Abril e Maio às instalações da Associação Semear Saúde. Com uma carga horária de 24 horas, a Formação Inicial de Reflexologia é a formação mais longa a ser ministrada em Tavira, onde serão abordadas especialidades como a Reflexologia Podal e a Massagem Sequencial. Qualquer pessoa pode participar nesta acção, com inscrição prévia através dos contactos da associação. A formação tem um custo de cerca de 180 euros. Já a Bambuterapia e a Massagem Geotermal não são formações iniciais, são workshops de continuidade, com uma carga horária de oito horas e onde, apenas pessoas que já tenham tido formação anterior em massagem, podem participar.

A Forma & Animus nasceu do desejo de Ana Raquel trabalhar no turismo de saúde No caso destas duas formações os valores rondam os 65 euros. Estas três modalidades foram as escolhidas para iniciar a parceria entre a Forma & Animus mas não serão as únicas a estar disponíveis na associação. “Para já seleccionámos estas três formações, mas futuramente poderão surgir outras parcerias. Aquilo que pretendemos fazer é dar formação que vá de encontro a um estilo de vida mais saudável, uma vez que estes são os valores da associação”, salienta a responsável pela Forma & Animus.

A Bambuterapia é uma massagem exercida com canas de bambu

O workshop de Massagem Geotermal é o primeiro a ser ministrado em Tavira, com data marcada para dia 1 de Abril, pelas 18 horas. Os interessados podem inscrever-se através dos e-mails geral@formaeanimus.com e associacaosemearsaude@gmail, ou através dos telefones 282 418 094, 281 320 902 e 926 485 533.

Dez anos de Forma & Animus A completar dez anos de existência, já no dia 29 de Março, a Forma & Animus nasceu

em Portimão do desejo de Ana Raquel, formada em animação sociocultural, de “trabalhar no Algarve na área do turismo de saúde e bem-estar”, conta. “Eu trabalhava na área hoteleira e tinha noção de que não era fácil arranjar terapeutas e foi por aí que comecei. Criámos uma escola que desse formação a esteticistas, que na altura era uma lacuna nesta zona do Algarve [no barlavento]. A partir daí fomos implementando mais cursos na área da saúde e bem-estar, nomeadamente nas terapias mais alterna-

tivas, como a massagem Lomi-lomi”, recorda a responsável. A escola, que entretanto cresceu e tem dezenas de formandos e formadores em áreas tão variadas como estética, maquilhagem, consultoria de imagem pessoal, nutrição e bem-estar, aromaterapia e até especializações ao nível de Saúde dedica-se só às formações. “Não existem gabinetes de serviços nas nossas instalações porque a cidade de Portimão, que é onde estamos instalados, é uma cidade relativamente pequena e entrarmos em serviços concorrenciais com as nossas formandas não é o que nós queremos fazer”, diz a animadora. E se há dez anos a área da estética era a pedra basilar desta instituição, o caso mudou de figura. “Neste momento a área do spa tem uma força enorme e tem muita necessidade de ter terapeutas qualificados e é isso que nós tentamos fazer, tentamos dar ao formando vários tipos de massagens de modo a que ele quando saia do curso consiga rapidamente inserir-se num spa e começar a trabalhar”, revela Ana Raquel. A Forma & Animus, que a partir de Abril estará presente com três formações nas instalações da Associação Semear Saúde, é certificada pela Direção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho (DGERT). Certificação que se traduz, nas palavras de Ana Raquel, numa “honra”. “O saber que estamos a fazer algo que é credível dá-nos muita alegria e esta certificação é uma das provas da nossa qualidade”, afirma a responsável.

A Massagem Geotermal é uma terapia com origens milenares


6 10.03.2017

Semear Saúde Próximos eventos

Semear Saúde ajuda a mudar de vida com a palestra ‘Quem Tem Coragem?’ D.R.

José Canita está a percorrer, até ao final deste ano, 75 localidades de Portugal com a Tour “Quem Tem Coragem?”, que passa por escolas secundárias, universidades e outras estruturas que demonstrem interesse, como é o caso da Semear Saúde, que recebe a palestra já no dia 18 de Março.

18 de Março à tarde

José Canita substituiu as rotinas por uma vida mais consciente

marque na sua agenda

Depois de já ter chegado a milhares de pessoas de Norte a Sul do país, é a vez de a Associação Semear Saúde receber a palestra que pretende “reforçar a aposta na prevenção e alertar as pessoas para uma vida mais saudável”, refere José Canita, um palestrante capaz de fazer a diferença no que toca à motivação de cada um de nós.

José Canita alerta para uma vida mais saudável

Será entre as 16 e as 19 horas de sábado que o ex-empresário dará a conhecer o projecto, que surgiu através do livro, com o mesmo nome, e que já vai para a quarta edição. “Juntando aquilo que já tenho no livro, com a experiência que tenho recolhido pelo país, mais a experiência de tudo o que a Associação Semear Saúde – que está a desenvolver um trabalho muito meritório, com muita paixão e dedicação às causas da saúde – tem feito até agora, tenho a certeza de que vai ser uma grande palestra e uma grande acção de sensibilização e de informação”, diz o palestrante, em jeito de convite.

Depois de 22 anos de dedicação à última empresa em que trabalhou, 15 dos quais como director-geral, o agora autor, palestrante e formador decidiu, de forma “muito corajosa”, abandonar a carreira por se sentir “cada vez mais inconformado” com as (pouco ou nada benéficas) práticas rotineiras de amigos, familiares e conhecidos. Para trás ficou tudo o que tinha construído a nível profissional até àquele momento, substituído por uma “tomada de consciência”. As inscrições na palestra são gratuitas e podem ser efectuadas através do e-mail associacaosemearsaude@ gmail.com ou dos contactos telefónicos 281 320 902 e 926 485 533.

Semear Saúde promove Curso de Consciência Alimentar e rastreios gratuitos em Abril O nutrichef Duarte Alves promove, pela terceira vez, na Associação Semear Saúde um Curso de Consciência Alimentar centrado em receitas de sumos desintoxicantes e de leites vegetais. A formação, a acontecer no próximo dia 2 de Abril, conta com a participação da nutricionista Patrícia Viegas, que pretende auxiliar o chef na transmissão de conhecimentos durante o evento, e que promoverá, no mesmo dia, rastreios gratuitos de controlo de pressão arterial, índice de massa corporal e perímetro abdominal. “O que vai acontecer no domingo, é, uma vez mais, uma colaboração entre o meu trabalho e o conhecimento dos profissionais da área da saúde, que no fundo sabem da teoria e eu sei da prática”, disse ao Semear Saúde, Duarte Alves. A iniciativa, que terá início pelas 10 horas e término pre-

visto para as 18, segue o ciclo de promoção de alimentação e vida saudável, com recurso, para além da formação, a rastreios gratuitos de despiste que cumprem uma das premissas da associação: a prevenção. “Infelizmente no dia-a-dia nós esquecemo-nos um pouco destes factores [pressão arterial, índice de massa corporal e perímetro abdominal], mas eles são bons indicadores para saber o estado da nossa saúde. São rápidos de ser avaliados e podem chamar a nossa atenção para algo que tenha de ser corrigido”, explicou ao nosso suplemento Patrícia Viegas. A nutricionista, que vai começar a dar consultas por marcação na associação, garante estar muito entusiasmada com a nova parceria. “Estou muito entusiasmada, adoro desafios, adoro conhecer pessoas novas e, portanto, dentro da minha área, é muito bom conseguir ajudar o próximo e partilhar o nosso conhecimento de forma a promover mais

D.R.

saúde”, salienta.

Curso dá alternativas aos leites de origem animal

O nutrichef Duarte Alves ensinará a fazer sumos desintoxicantes

Quanto à formação o objectivo é “dar a conhecer às pessoas alternativas aos lacticínios e desmistificar a ‘moda’ dos sumos detox”, frisa Duarte Alves. A questão do leite, que continua a ser muito controversa na sociedade, estará em cima da mesa durante a formação e a opinião é partilhada pelos dois especialistas. “As pessoas têm de perceber que a estrutura proteica do leite da vaca não serve para nós, seres humanos”, reflecte Duarte Alves. O rastreios podem ser realizados entre as 10 e as 13 horas, momento que marca o início do workshop ministrado pelo nutrichef e pela nutricionista Patrícia Viegas. Os interessados devem fazer marcação através do e-mail associacaosemearsaude@gmail.com ou dos contactos telefónicos 281 320 902 e 926 485 533.


10.03.2017 7

Semear Saúde

psicologia & comportamento alimentar

Psicologia do Emagrecimento com o Programa RAFCAL Grande parte das pessoas que perdem peso por vontade própria voltam a ganhá-lo nos primeiros meses depois de concluído o respectivo plano alimentar. Oitenta a 95% das pessoas que emagrecem recuperam mesmo o peso inicial num prazo de cinco anos. É esta tendência que Filipa Nobre, pioneira e única psicóloga em Portugal capacitada para o RAFCAL, tenta inverter através da Psicologia do Emagrecimento com o método do

programa Reabilitação Afecto-Cognitiva do Comportamento Alimentar (RAFCAL). O RAFCAL é um tratamento personalizado que atende os factores emocionais que podem funcionar como deflagradores do comportamento alimentar disfuncional, alicerçado sobre dois pilares: a psicologia clínica (reeducação afectiva) e a educação. O programa destina ao psicólogo o papel de mediador no processo de aprendizagem, potenciando a adopção de novos MARLENE NOBRE PHOTOGRAFY

De acordo com alguns estudos, 80% dos portugueses que tentam emagrecer, voltam a recuperar o peso perdido, ou seja, em média, em cada dez quilos perdidos, oito são recuperados. A maioria das pessoas que sofrem com problemas relacionados com o peso, já tenham adquirido alguns conhecimentos sobre o “certo e o errado” da alimentação e tenham feito dietas, não conseguem manter-se magras. A questão é que o excesso de peso e a obesidade advêm de questões físicas e emocionais. Emagrecer e principalmente manter o peso não é tão simples como parece. O peso é entendido como uma mensagem emitida pelo corpo como uma consequência do estilo de vida, de quem se é realmente, de como se pensa e age. Na Psicologia do Emagrecimento, tem-se em conta todos os aspetos inerentes à pessoa, ou seja, os seus conhecimentos previamente adquiridos, a sua personalidade, a sua “batalha” contra a balança, os aspectos das diferentes áreas da sua vida, emoções e como todos eles se reflectem no comportamento alimentar. O Programa RAFCAL - Reabilitação Afecto Cognitiva do Comportamento Alimentar é um programa personalizado que atende os factores emocionais como deflagradores do comportamento alimentar disfuncional. Baseia-se em dois pilares, a Psicologia Clínica por meio da Reeducação Afectiva e a Educação através da Teoria da Aprendizagem Modificada. Desta forma, a psicologia funciona como um mediador no processo de reaprendizagem, potencializando a pessoa de novos hábitos e da sua manutenção. O RAFCAL é uma psicoterapia com ênfase no comportamento alimentar que tem etapas e roteiro terapêutico definidos, tendo o seu foco na construção de uma relação saudável da pessoa consi-

hábitos de vida saudáveis e a sua manutenção. O RAFCAL surgiu em 1998 no Brasil, país onde o programa é utilizado com uma alta taxa de sucesso. Filipa Nobre vai estar na Semear Saúde a dar consultas individualizadas gratuitamente no dia 18 de Março, entre as 10 e as 18 horas. Os interessados devem fazer a marcação através do e-mail associacaosemearsaude@gmail.com ou dos contactos telefónicos 282 320 902 e 926 485 533.

& MAKE UP

manutenção de peso, promove tranquilidade à pessoa quanto ao seu foco de manter-se magra, e auxilia-a a perceber que é possível encontrar um equilíbrio entre a magreza saudável e uma alimentação prazerosa. O investimento na auto-estima e uma perspectiva mais realista da vida, abrangendo as áreas da vida da pessoa abordadas na psicoterapia, retiram o foco do “problema principal” e promovem uma estrutura mais ampla que favorecerá a recuperação.

Filipa Nobre é pioneira do programa em Portugal go mesma, com a comida e com o peso, promovendo uma mudança de comportamento geral em relação à vida da mesma que se reflectirá na conquista de um peso adequado. Será feita a análise das áreas da vida, como relacionamentos, vida social, profissional, entre outras, para que se compreenda como são atingidas pelo comportamento alimentar e como estas áreas influenciam a alimentação. Analisam-se ainda os aspectos emocionais associados à comida e ao acto de comer. Trabalha-se para que o comportamento alimentar se torne consciente baseado em boas escolhas e consequentemente mudança de hábitos. Toda a aprendizagem prévia

da pessoa em relação à alimentação será recuperada para se colocar em prática através de novos hábitos e comportamentos. Trabalham-se Pensamentos Gordos e Comportamentos Magros. A Psicologia do Emagrecimento trabalha também outras situações relacionadas com o peso como os Transtornos Alimentares ou Cirurgia Bariátrica, com diferentes faixas etárias como crianças, adolescentes, adultos, com grávidas e em Grupos.

A Psicologia do Emagrecimento nos Transtornos Alimentares Os transtornos alimentares são uma condição cruel e limi-

tadora, onde não há lugar para a espontaneidade e para a satisfação de se compartilhar o alimento. A Anorexia e a Bulimia Nervosas são os transtornos mais severos, que causam danos expressivos à vida da pessoa e também da família. O tratamento deve ser multidisciplinar, envolvendo a equipa médica, nutricional e psicológica, visto que a psicoterapia importante no processo de reversão da doença precisa tanto da intervenção medicamentosa, quanto nutricional para que haja êxito no processo de tratamento. O RAFCAL, por ser uma metodologia que enfoca o comportamento alimentar magro, com objetcivo de emagrecimento e

A Psicologia do Emagrecimento com Crianças Tem como objectivo auxiliar crianças com sobrepeso e obesidade, levando em conta as suas peculiaridades e necessidades. De forma lúdica, e com linguagem adequada à fase do desenvolvimento, promove a aprendizagem necessária ao emagrecimento e manutenção do peso. A parceria com os familiares e escola é realizada de maneira amistosa e acolhedora, para que o psicólogo e a família possam ser bons mediadores para o êxito do emagrecimento da Criança.

A Psicologia do Emagrecimento com Adolescentes

Tem como objectivo auxiliar adolescentes com sobrepeso e obesidade, levando em conta as necessidades desta fase tão especial da vida. A preocupação com a aparência, necessidade de aceitação e conflitos de relacionamento são aspectos presentes na vida dos adolescentes, que precisam de ser considerados. Essa fase do desenvolvimento também precisa de uma linguagem que aproxime o jovem, a psicóloga e a família, para juntos atingirem a meta de emagrecimento e resgate da auto-estima do adolescente.

A Psicologia do Emagrecimento em Grupos Reunir pessoas com a mesma dificuldade (emagrecer e manter o peso) é o objetivo do RAFCAL Grupos. Sob orientação atenta da psicóloga e, se necessário de nutricionista, dá suporte aos participantes para desenvolverem hábitos alimentares saudáveis, superar os mitos e compartilhar as dificuldades dos processos de emagrecimento. O programa está estruturado em três fases: a conscientização, a habituação e a manutenção, o que acolhe cada etapa do processo de emagrecimento, favorecendo um emagrecimento sustentável. Assim, com a Psicologia do Emagrecimento, sem dieta, mas sim com Consciência do seu Comportamento Alimentar e todas as suas implicações e Consciência Alimentar, entrará no processo de perda de peso e principalmente na modificação de comportamentos e hábitos que irão promover o emagrecimento sustentável e a manutenção do peso magro. Porque Emagrecer não é só uma questão de fechar a boca, é um Processo Físico e Emocional!


PUB

PUB

SEMEAR SAÚDE 10 - 10 MAR 2017 pdf  

• LEIA O CADERNO MENSAL SEMEAR SAÚDE • (Sexta-feira 10/03) nas bancas com o POSTAL em conjunto com o jornal PÚBLICO • ON-LINE a informação à...

SEMEAR SAÚDE 10 - 10 MAR 2017 pdf  

• LEIA O CADERNO MENSAL SEMEAR SAÚDE • (Sexta-feira 10/03) nas bancas com o POSTAL em conjunto com o jornal PÚBLICO • ON-LINE a informação à...