Issuu on Google+

EDIÇÃO ESPECIAL DE ANIVERSÁRIO POSTAL COMEMORA 23 ANOS EM JUNHO > 3 PUB

REPRESENTANTE OFICIAL PARA O ALGARVE

Director Henrique Dias Freire • Ano XXIII • Edição nº 992 • Semanário à quinta-feira • 17 de Junho de 2010 • Preço 1 €

FARO 6 PORTIMÃO 7 OLHÃO 8 TAVIRA 9 VILA REAL SANTO ANTÓNIO, CASTRO MARIM, ALCOUTIM 10 LOULÉ, SÃO BRÁS DE ALPORTEL 11, ALBUFEIRA 13

ÀS SEXTAS EM CONJUNTO COM O PÚBLICO POR €1,50

LAGOA, SILVES, MONCHIQUE 15 LAGOS, VILA DO BISPO, ALJEZUR 16 REGIÃO 17 OPINIÃO 22

Gorveno corta nos cargos de directores de escolas

> Muito

se tem falado sobre o encerramento de escolas primárias, mas no mesmo Conselho de Ministros foi aprovada outra resolução que ainda vai dar muito que falar. Até ao final de Julho vão ser criados mega-agrupamentos de escolas, cuja unidade de gestão será uma escola secundária p. 6 D.R.

DESPORTO

Dia de Portugal O saldo das comemorações

D.R.

Copa Foot 21 leva milhares a Vila Real

> O maior torneio de futebol

de 7 do país coloca Vila Real em destaque na agenda do desporto nacional. Uma vez mais, o maestro Rui Costa é o patrono do evento p. 10 PORTIMÃO

Câmara quer autacaravanismo na ordem p. 7

D.R.

ALBUFEIRA

Animação garante cartaz de luxo apesar dos cortes > Com

apenas 50% do orçamento Desidério Silva consegue manter o nível da animação de Verão p. 13 CASTRO MARIM

TODOS os quadrantes políticos do Algarve são unânimes em afirmar que as comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Co-

munidades Portuguesas foram um sucesso, mas Mendes Bota alerta para “gastos excessivos em banquetes”, que “podiam ser evitados”, face ao momento difícil que o país atravessa > 4 e 5 D.R.

LOULÉ VOLUNTÁRIOS ARREGAÇAM MANGAS PARA EMBELEZAR QUARTEIRA “Mancha Branca” é o nome da iniciativa que levou volun-

tários a pintar as fachadas e paredes degradadas de Quarteira com o apoio da autarquia > 11

ÁGUAS DO ALGARVE DEZ ANOS DE HISTÓRIA E UMA OBRA DE 622 MILHÕES DE EUROS A empresa responsável pelo fornecimento de água e pelo saneamento da região comemora em breve dez anos, uma história de investimento massivo > 17

Caçadores ganham nova sede p. 10 PUB

SOLUÇÕES DE POUPANÇA Veja anúncio na pág. 13


PUB

TAVIRA 2010

festas

www.cm-tavira.pt

da

junho

Marchas populares

Dias 23 e 28 às 21h30

Espectáculo Piromusical

Arraiais Exposições

Dia 23 às 24h

Sessão Solene

Dia 24 às 10h Biblioteca Municipal Álvaro de Campos PUB

sinta.

Passeie pelas origens de uma terra e pela história das suas gentes.

relaxe.

PUB


17 de Junho de 2010 |

EDIÇÃO ESPECIAL ANIVERSÁRIO ANIVERSÁRIO

Vinte e três anos a informar NA PASSADA SEMANA jun-

taram-se ao 23º aniversário do POSTAL, Maria Barroso, Miguel Freitas, Artur Rego, Francisco Leal e António Eusébio, trazendo aos leitores a sua visão sobre a importância da imprensa regional para o Algarve na actualidade, o desafio lançado este ano a 23 personalidades pelo POSTAL. Assim, respectivamente a ex-primeira-dama, os dois deputados à Assembleia da República e os autarcas de Olhão e de São Brás de Alportel deram nota da sua opinião e reafirmaram a firme convicação de que a imprensa regional representa um actor fundamental da sociedade algarvia. O desafio feito pelo POSTAL repete-se esta semana e mais cinco personalidades se juntam à celebração dos 23 anos de edição comemorados durante o mês de Junho. Esta semana marcam presença os autarcas Jorge Bo-

Jorge Botelho / Presidente da Câmara de Tavira

O papel que a imprensa regional exerce junto da comunidade é inquestionável. Esta aproxima o cidadão da realidade local e promove o debate em torno de questões que interessam à generalidade dos seus leitores. O jornalismo de proximidade da imprensa regional e local funciona, cada vez mais, como um elo de ligação entre os órgãos de comunicação social e os seus públicos. Não se trata, unicamente, de informar, mas de proporcionar a reflexão em torno de temas essenciais do panorama local. A existência da imprensa regional remonta ao século XIX e ao início da história dos jornais. Dada a sua relevância, esta tem vindo a ganhar cada vez mais força nalguns países, designadamente, Estados Unidos da América, França e Alemanha. Os jornais diários de

telho, presidente da autarquia tavirense, e Desidério Silva, presidente da Câmara

carácter local começam, nestes países, a assumir uma importância predominante. O crescimento deste género de imprensa surge associado à tendência do jornalismo especializado que, a partir da década de 60, originou a segmentação temática e geográfica dos meios informativos. A imprensa regional deve pautar a sua conduta pelos princípios consagrados na lei e no Código Deontológico do Jornalista. Isenção, neutralidade e imparcialidade são conceitos essenciais para o seu bom desempenho. A imprensa deve ter sempre presente a sua missão de informar e educar, bem como de levar até aos seus leitores um jornalismo sério e rigoroso. No caso concreto da imprensa algarvia, reconheço e apoio a sua utilidade. Entendo que a sua missão nem sempre é fácil e resulta do esforço e dedicação dos seus profissionais que se esforçam, semana após semana, para levar até junto do seu público o eco da realidade local, com empenho, neutralidade e imparcialidade.

de Albufeira, e a presidente da Orquestra do Algarve Maria Cabral.

José Estevens / Presidente da Câmara de Castro Marim

Neste tempo de dificuldades e de incertezas para a sociedade portuguesa, mas também de novos desafios, onde o empreendedorismo e a capacidade de realização são permanentemente postos à prova, gostaria de felicitar o Jornal Postal do Algarve pelos 23 anos de actividade jornalística que cumpre neste mês de Junho. É louvável o percurso que Henrique Dias e a redacção do seu jornal têm vindo a fazer nas duas últimas décadas pelos caminhos da informação no Algarve, a partir da cidade do Gilão, vencendo resistências e, quantas vezes, incompreensões dos diferentes poderes instituídos, tanto políticos como económicos, na luta por um jornalismo regional livre e verdadeiro, no qual os algarvios acreditem e se revejam.

Nomes que constituem pela sua relevância motivo de sobra para continuar a acompanhar as quatro edições onde publicamos a opinião dos notáveis convidados e que terminam na próxima semana. Mais do que o aniversário que se comemora, a situação actual, nos planos regional, nacional e internacional, traz para a agenda política e social a importância dos órgãos de comunicação social e muito em particular da imprensa regional. Imprensa cuja função primordial de proximidade comporta a responsabilidade e o dever de informar de forma clara, plural e isenta o que a realidade da região encerra. Este é o objectivo do POSTAL com a iniciativa lançada e a linha directriz da sua actuação permanente face à região, desde há 23 anos e sempre com na procura incessante de melhorar.

Com o crescimento exponencial das novas tecnologias da informação, os órgãos de comunicação social, e a imprensa em particular, vivem dias difíceis, com a diminuição do bolo publicitário e o decréscimo de leitores, o que faz com que os jornais tenham que se reinventar e apostar em novas estratégias de comunicação para conquistar o público leitor. Porque acredito na sociedade da informação, espero que o Jornal Postal do Algarve consiga continuar a marcar a informação regional algarvia, na defesa intransigente dos valores e princípios de um jornalismo interventivo que possa afirmar ainda mais os valores culturais e patrimoniais que nos definem como povo e região com identidade própria.

Maria Cabral / Presidente da Orquestra do Algarve

A sondagem Bareme Imprensa Regional 2010 revelou, recentemente, que 51% dos inquiridos, residentes em Portugal, têm por hábito ler jornais regionais e que, no Algarve, a taxa de leitura da imprensa regional se situa à volta dos 50%. Mesmo descontada a margem de erro deste tipo de pesquisa, os números revelam, ainda assim, que os jornais regionais se continuam a afirmar como um veículo de comunicação relevante para as populações fora dos grandes centros urbanos. Essa constatação legitima, em meu entender, esta breve reflexão sobre a importância da imprensa regional. A importância da imprensa regional não se mede por percentagens de

Desidério Silva / Presidente da Câmara de Albufeira

É conhecido o momento que atravessam os órgãos de comunicação social local e regional. As dificuldades financeiras que o país atravessa obrigam a ajustes orçamentais de empresas e autarquias e, nessa lógica, o investimento em publicidade diminui de forma drástica. Trata-se de uma questão conjuntural que, todavia, não esconde a realidade estrutural que condiciona, muitas vezes, a existência de uma imprensa de qualidade. Refiro-me à falta de sensibilidade de muitos agentes económicos em reconhecerem a importância da comunicação social como factor de desenvolvimento regional. O objectivo de um investimento na comunicação social local e regional vai muito para além da captação de clientes. Só esse investimento pode dar

ZZZ

lucro, tal como acontece nas grandes empresas de comunicação social, cujos critérios para a selecção de notícias não compreendem a notícia que não aconteça em Lisboa ou no Porto. A perspectiva do jornal regional não é construída com lente grande angular. Pelo contrário, debruça-se sobre tudo o que contribui para o retrato físico e psicológico da região particular que serve. É essa a imprensa que contribui para a preservação da identidade das populações e constitui elemento de coesão e enraizamento da comunidade onde se insere. No caso do Postal, e num contexto de globalização crescente dos média, a sua voz contribui para a identificação das normas, dos valores e das aspirações sociais do Algarve, sendo, por consequência, um dos elos estruturadores do espaço de comunicação e interacção dos algarvios. Por isso, neste 23º aniversário, desejo ao Postal a coragem de manter o cunho regionalista, por muitos e muitos anos.

corpo a uma comunicação social forte que garanta um retrato coerente e realístico da região. Nesta fase difícil, é fundamental entender o papel nuclear da comunicação social local e regional. Ganham os cidadãos que, mais informados, podem melhor julgar a realidade e ganha a região porque, acima de tudo, mostra que está atenta à realidade. Sem uma comunicação social forte e independente, nunca poderemos viver numa região verdadeiramente interessada e consciente. Mas a conjuntura actual representa também um novo desafio para esta imprensa. Os novos suportes comunicacionais como a internet, abrem janelas de oportunidade com uma informação quase ao minuto, multiplicando os potenciais leitores. Numa altura em que as dificuldades são conhecidas, fica o repto para que o investimento na viabilização dos bons projectos editoriais que temos na região, seja assumido como de interesse estratégico por agentes políticos, económicos e sociais.

3


    |  17 de Junho de 2010

destaque “Houve banquete a mais face ao momento de crise” > Todos os quadrantes políticos do Algarve são unânimes em afirmar que as comemorações do Dia de Portugal foram um sucesso, mas Mendes Bota alerta para “gastos excessivos em banquetes” D.R.

alguns dos convidados, as viagens dos mesmos até Portugal foram pagas pela Presidência da República, que é a mesma coisa que dizer, pagas por todos os portugueses. Ainda no mesmo dia, mas à noite, Cavaco Silva voltou a oferecer um banquete no Palácio Fialho, onde estiveram várias personalidades. Já no Dia de Portugal, 10 de Junho, o almoço na Escola de Hotelaria e Turismo de Faro foi oferecido pela autarquia farense. Mendes Bota critica “gastos que podiam ser evitados” e garante que não esteve presente em qualquer dos três banquetes.

Cortes de 30%  O momento é

 O Presidente da República, Cavaco Silva, presidiu às comemorações

Foram dois dias emblemá-

ticos com uma agenda cheia. Faro recebeu pela primeira vez as comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesa e já há reacções dos vários quadrantes políticos do Algarve. Em declarações ao POSTAL, Macário Correia, autarca de Faro, mostrou-se muito satisfeito com o sucesso das comemorações: “foi um dia memorável para o Algarve e para Faro em especial, correu

tudo com muito brilho e houve um grande envolvimento da população”. Miguel Freitas, líder do PS/ Algarve, afirma que “há muito a região algarvia merecia esta distinção” e Francisco Paulino, dirigente máximo do CDS-PP Algarve, sublinha que as comemorações do dia 10 de Junho, em Faro, foram “um acto muito digno”. Já Rui Fernandes, líder do PCP Algarve, não se mostrou muito entusiasmado: “As comemora-

ções foram pautadas por uma componente comum a todas as outras do género”.

“Banquete a mais”  Do PSD/

Algarve, Mendes Bota faz um “balanço positivo” da organização do evento, mas alerta para gastos excessivos: “Penso que houve banquete a mais face ao momento de crise que vivemos. Acho que deve haver mais moderação no futuro, pois há aspectos que podem ser evitados”. Para o líder so-

cial-democrata algarvio, os três banquetes oferecidos pela Presidência da República (dois) e pela autarquia farense (um) podiam ter sido evitados. Recorde-se que no primeiro dia das comemorações, dia 9 de Junho, o Presidente da República participou num almoço em honra de personalidades que se distinguiram em Portugal e no estrangeiro no âmbito das suas actividades profissionais. Ao que o POSTAL conseguiu apurar junto de

de crise económica e a comissão organizadora do evento garante que houve cortes. “Não vai haver uma grande, grande, grande demonstração de equipamentos e de forças militares. Portugal não está em condições de ter grandes dispêndios. Mas o desfile vai ter dignidade e seriedade”, garantia António Barreto, presidente da comissão organizadora do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesa umas semanas antes do evento. Ao POSTAL, Macário Correia afirma que “houve contenção de custos, tanto da parte da Câmara de Faro como da parte da Presidência da República”. O autarca não explicitou valores, com a justificação de que ainda não foi feita uma avaliação pormenorizada dos custos, mas avança que os cortes devem rondar os 30% face à edição anterior. Na parte que caberá à Câmara farense, que atravessa grandes dificuldades financeiras, Macário esclarece que “uma parte dos gastos é paga agora e o restante valor será pago mais tarde”.

Sócrates apupado em Faro  As medidas de austeridade do Governo não agradam aos portugueses que, um pouco por todo o país, vão mostrando o seu descontentamento. Desta vez, foram os farenses a mostrar a José Sócrates que o rumo que tem dado a Portugal não lhes agrada. Precisamente no momento em que chegou para participar nas comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, algumas dezenas de pessoas apuparam o primeiro-ministro. No final da cerimónia, José Sócrates desvalorizou os apupos. “Os dias não são fáceis para a governação e estes actos das pessoas são actos profundos, de quem sente que quem tem que governar não tem dias fáceis, e elas querem partilhar também essa vontade de resistir às adversidades”, afirmou.

Força militar em exposição

 Além das forças militares e equipamento mostrados durante a parada militar, os três ramos das forças armadas mostraram no centro de Faro o seu equipamento. Frente ao Banco de Portugal estiveram expostos meios da Força Aérea (FA), com destaque para o caça bombardeiro alpha jet, um avião de combate que ainda serve a FA para treino dos pilotos dos F-16 e como avião dos Asas de Portugal, esclareceram ao POSTAL fontes da FA. Também esteve presente um helicóptero Alouette III dos Rotores de Portugal, equipa composta por cinco pilotos da Esquadra 552, especialistas em demonstrações de perícia de voo.


17 de Junho de 2010 |

5

DESTAQUE | 10 DE JUNHO - DIA DE PORTUGAL Acho que deve haver mais moderação no futuro, pois há aspectos que podem ser evitados”

Textos: Cátia Henriques | catiah.postal@gmail.com Fotos: Luís Forra

Mendes Bota, Líder do PSD Algarve / Deputado

No Dia de Portugal Cavaco Silva não esqueceu o Algarve FILHO de peixe sabe nadar e

Aníbal Cavaco Silva, como algarvio de gema que é, não esqueceu o Algarve no primeiro discurso que assinalou o arranque das comemorações do Dia de Portugal em Faro. O Presidente da República destacou a “relação umbilical” que a região tem com o mar, uma relação que segundo Cavaco Silva marca a identidade do algarvio. “O Algarve e o mar têm cumprido um destino comum. O caminho para uma identidade algarvia será sempre definido como a busca de um encontro e de um abrigo num abraço permanente com o mar”, afirmou o Chefe de Estado durante a sessão solene realizada na Câmara de Faro. Evocando palavras do poeta António Pereira, o Presidente da República considerou que a “relação umbilical do algarvio com o mar que mora ao fundo da sua rua é, de certa forma, a

por Faro os tempos são difíceis, mas motivadores... quanto maior é a tormenta, maior a coragem de a vencer ”

Macário Correia, presidente da Câmara de Faro

ta contemplar as pedras que o tempo preservou. Dar-lhe vida, contudo, é bem mais difícil. Tem de se ir além do que a vista alcança, visitar a história para encontrar o seu sentido simples e profundo. Julgo poder dizer que as pedras desta cidade são a prova de um modo de ser que, na sua essência, é um encontro de povos e cultura”, referiu. O Chefe de Estado deixou ainda uma nota sobre a “numerosa comunidade estrangeira” que encontra no Algarve o seu “lar adoptivo” e continua “a história de encontro de cultura” do “Algarve da beira-mar, do barrocal e da serra, que sempre foi ponto de abrigo e de encontro”.

MACÁRIO DEIXOU RECADOS sua identidade”. Para Cavaco Silva, Faro é um “símbolo nacional de integridade e obra acabada”. “Reencontrar o antigo em Faro é fácil. Bas-

Também Macário Correia não esqueceu Faro no discurso de boas vindas a Cavaco Silva, ou não fosse ele o responsável pelo destino da capital algar-

via. Depois de fazer uma resenha histórica da cidade, o autarca afirmou que “por Faro os tempos são difíceis, mas motivadores”, garantindo que “quanto maior é a tormenta, maior a coragem de a vencer”, apesar de governar a autarquia “não ser tarefa simples”. Macário Correia lembrou que este é o “10º mandato democrático do pós 25 de Abril” e é “aquele que enfrenta a maior crise da economia, maior quebra nas receitas dos impostos locais e nas transferências do Estado, além da redução dos fundos estruturais de Bruxelas, para a região” do Algarve. “É neste contexto que o município chega à crise geral, com a sua maior crise de gestão financeira interna que jamais havia conhecido”, disse o presidente da Câmara anfitriã do Dia de Portugal. Em relação a todo o Algarve, Macário questionou o paga-

mento, pela população da região, de juros e amortizações pela “engenharia financeira” criada para a construção da Barragem de Odelouca, assim como o atraso na construção do Hospital Central do Algarve. O autarca frisou ainda que

o Algarve perdeu fundos comunitários ao ser excluído do objectivo de convergência, alertando para o facto de, um ano depois da contratualização do Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN), nada de seguro estar garantido.

Ex-combatentes desfilam pela primeira vez no Dia de Portugal  As comemorações do dia 10 de Junho em Faro ficaram ainda marcadas por ser a primeira vez que os antigos combatentes desfilaram na cerimónia militar oficial do Dia de Portugal. Para o presidente da Comissão das Comemorações do Dia de Portugal, António Barreto,”está aberta a via para a eliminação de uma divisão absurda entre portugueses”. “Com efeito é a primeira vez

que, sem distinções políticas, se realiza esta homenagem de Portugal aos seus veteranos”, declarou durante a sessão solene. No entanto, o responsável criticou o Estado e o povo português por não tratar bem os antigos combatentes. Um antigo combatente não pode ser tratado de “colonialista”, “fascista” ou “revolucionário”, mas simplesmente “soldado português”, concluiu.

Os recados

As respostas

“Como avisei na altura devida, chegámos a uma situação insustentável. Pela frente, temos grandes trabalhos, enormes tarefas, inevitáveis sacrifícios”

“Não estamos numa situação insustentável, mas numa situação de dificuldade, tal como estão todos os países europeus”

“A coesão de uma sociedade será seriamente afectada se, de um lado, estiverem aqueles que possuem empregos estáveis, rendimentos assegurados ou regalias garantidas, e, do outro lado, se encontrarem aqueles que dispõem de pensões que mal chegam para permitir a sua sobrevivência e aqueles que iniciam as suas carreiras num ambiente de grande incerteza”

“Há grupos sociais que pagam mais e fazem um maior esforço e há grupos sociais que pagam menos e fazem menos esforço. Eu acho que era disto que o Presidente estava a falar e é isto que dá a unidade aos portugueses e a justa distribuição”

“Não se podem pedir sacrifícios sem se explicar a sua razão de ser, que finalidades e objectivos se perseguem, que destino irá ser dado ao produto daquilo de que abrimos mão. Quanto mais se exigir do povo, mais o povo exigirá dos que o governam”

“O Presidente da República quis sublinhar a unidade num dia em que se celebram os valores da nossa pátria e o presidente apelou à unidade, em particular o aspecto do entendimento social entre trabalhadores e empregadores”


    |  17 de Junho de 2010

No Paço Episcopal

Montenegro

Chefes de Estado dos últimos 140 anos em exposição Fotografias originais e

emblemáticas dos chefes de Estado portugueses desde meados do século XIX até à actualidade foram reveladas pela primeira vez pelo Museu da Presidência da República no

Paço Episcopal de Faro. Em entrevista à Lusa, o director do Museu da Presidência da República, Diogo Gaspar, explicou que a exposição, intitulada “Fotógrafos e Fotografia – Retratos de Presidentes”,

para além de dar a conhecer algumas das figuras mais importantes do último século em Portugal e no mundo, revela também a vida profissional de cerca de 80 fotógrafos. A mostra, que foi inaugura-

faro PSP apreende droga  Dois homens, com 36 e 50 anos, foram detidos no passado sábado em Faro com 560 doses de heroína, oito doses de cocaína, 16 telemóveis e 400 euros em dinheiro, informou a PSP. Os dois indivíduos foram interceptados num veículo automóvel ligeiro de mercadoria durante uma operação da PSP para intensificar e reprimir a venda e tráfico de estupefacientes em Faro e resultou de uma investigação de seis meses. CCM

Câmara faz restauro em Santo António do Alto  O município de Faro procedeu à conservação e restauro do retábulo-mor da Ermida de Santo António do Alto. O retábulo principal desta ermida foi alvo de uma intervenção de conservação e restauro devido ao facto deste ser um dos mais interessantes trabalhos de talha dourada da expressão artística barroca e do mestre Manuel Martins, seu criador e um dos maiores vultos do Barroco algarvio. O trabalho foi realizado pela equipa de conservação e restauro do Museu Municipal de Faro, composta por quatro funcionários da Divisão de Museus, Arqueologia e Restauro. Os trabalhos foram concluídos a tempo das festas tradicionais de Santo António do Alto, cujas comemorações se iniciaram na passada sexta-feira junto à ermida, cumprindo uma tradição centenária da capital algarvia.

d.r.

da na quarta-feira da passada semana, no Paço Episcopal de Faro, revela mais de duzentas fotografias com dimensões que vão desde os quatro centímetros até 1,80 metros de comprimento. CCM

Mostras de artesanato animam primeiro domingo do mês Animar o primeiro domingo

de cada mês através da II Mostra de Artesanato é a aposta da Junta de Freguesia de Montenegro. A mostra, que ocupou o primeiro domingo de Junho, con-

tou com a presença de cerca de 70 artesãos do Algarve, de várias tendências, com trabalhos em diferentes materiais e suportes, que vão desde o ferro às rendas e à pintura em vidro.

Milene Nobre representa Portugal em concurso europeu de cozinha pág. 9

“Mega-agrupamentos escolares vão provocar nova vaga de desemprego” Fenprof alerta para as consequências da criação de mega-agrupamentos de escolas, cuja unidade de gestão será uma escola secundária d.r.

Cátia Henriques catiah.postal@gmail.com

Muito se tem falado e escrito

sobre o encerramento de escolas primárias no próximo ano lectivo. Uma medida aprovada em Conselho de Ministros para “combater o insucesso escolar”, no entanto, da mesma reunião saiu outra resolução que ainda vai dar muito que falar. Até ao final do próximo mês de Julho vão ser criados megaagrupamentos de escolas, cuja unidade de gestão será uma escola secundária. Ou seja, as escolas secundárias, até agora independentes dos estabelecimentos de ensino básico já agrupados, passarão a integrar novos agrupamentos que reunirão escolas desde o pré-escolar até ao ensino secundário. Sendo que os novos agrupamentos poderão ter, no máximo, três mil alunos. Com esta junção, os directores dos agrupamentos verticais do ensino básico e os directores das escolas do ensino secundário deixarão de existir e será eleito um novo órgão de gestão para cada mega-agrupamento. Uma informação confirmada por Luís Correia, responsável pela Direcção Regional de Educação do Algarve, que terá ficado a par da intenção do Governo na segunda-feira da passada semana, durante uma reunião convocada com urgência pelo secretário de Estado da Educação, onde também estiveram os presidentes de câmaras algarvias. Em declarações ao POSTAL, o director regional de Educação não quis adiantar

 Macário Correia não acredita que a medida entre em vigor já em Julho e acusa os governantes de tratarem o assunto em cima do joelho pormenores em relação aos agrupamentos que se fundirão, alegando que “o assunto ainda está em análise”. Luís Correia garante apenas que “a medida tem uma lógica pedagógica”. “Se o ensino é obrigatório até ao 12º ano então deve existir um agrupamento único que tenha um projecto educativo e possa oferecer um plano educativo coerente aos alunos”, explica.

Medida Polémica  Mas a de-

cisão não está a agradar a professores nem a autarcas. Segundo a Fenprof, “esta de-

cisão irá provocar uma nova e brutal vaga de desemprego e de surgimento de horários-zero”. Os sindicalistas afirmam que “os cálculos já feitos por algumas direcções de escolas mostram que a redução do número de horários docentes será elevadíssima”. Para termos uma ideia, no Algarve só nos concelhos de Alcoutim, Monchique, Aljezur, Castro Marim e Vila do Bispo ficará tudo inalterado, já que não têm escolas secundárias e poucas escolas básicas. Mas em todos os outros municípios haverá alterações. “Directores

perderão os cargos e terão que voltar a leccionar, logo, haverá menos contratações de novos professores e alguns que estão em fim de contrato arriscam a sua não renovação”, alerta Delfina Fistelo, do Sindicato dos Professores da Zona Sul. A decisão do Ministério da Educação parece estar a lançar a confusão nas escolas e nos municípios. Macário Correia, autarca farense e presidente da Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL), fala em “confusão a mais no domínio da política escolar”. “Ainda há poucas semanas, foram eleitos

órgãos para dirigir os agrupamentos existentes. Agora o mesmo Governo que conduziu este processo vem pôr em causa estes agrupamentos e quer fazer outros”. O autarca vai mais longe e afirma que “o Governo está a viver um período de uma certa agonia, dando sinais contraditórios a todo o instante, quer à comunidade, quer a escolas e municípios”. Macário não acredita que uma medida tão complexa entre em vigor já no final de Julho e acusa os governantes de estarem a tratar do assunto “em cima do joelho”.


17 de Junho de 2010 |

PORTIMÃO

Semana do Bebé fecha com chave de ouro pág. 8

Câmara quer regular autocaravanismo

FINANCIAMENTO

Governo apoia autódromo com 1,5 milhões O GOVERNO aprovou o contra-

Medida pretende evitar estacionamento fora dos parques D.R.

PARA ERRADICAR as autoca-

ravanas dos parques de estacionamento junto às praias do concelho de Portimão, a autarquia vai começar a aplicar multas este Verão que podem chegar aos 200 euros caso os autocaravanistas sejam apanhados a prevaricar. A proposta de regulamento municipal aprovada pelo executivo de maioria socialista liderado por Manuel da Luz vai a votação à Assembleia Municipal a 28 de Junho e prevê, caso os autocaravanistas sejam apanhados a pernoitar fora dos parques de campismo, multas que podem atingir os 200 euros. O documento proíbe “qualquer prática de campismo fora dos locais legalmente consignados”, aplicando o mesmo princípio ao “aparcamento de viaturas com a finalidade de pernoitar”. Na prática, o cenário que hoje se verifica em parques de estacionamento como os da Praia da Rocha ou de Alvor, onde se concentram mais de duas dezenas de autocaravanas, vai acabar, caso a proposta mereça a concordância da Assembleia Municipal.

 Proposta de regulamento municipal prevê multas que podem atingir os 200 euros Os autocaravanistas que, como a francesa Juliette Lenglen, fazem férias ao longo de uma ou duas semanas em frente ao campo de futebol da Restinga, em Alvor, ficam sujeitos a multas que podem ir dos 150 aos 200 euros, por não estarem no parque de campismo do concelho. Fonte oficial da autarquia confirma a existência da proposta de regulamento e faz notar que “só os parques de campismo e as duas estações

7

de serviço para autocaravanas, que estão a ser projectadas para Alvor e a Mexilhoeira Grande, poderão servir de pouso a estes turistas”. Na opinião da turista francesa, que há quase dez anos se dedicou a percorrer a Europa com o marido também aposentado e que visita Alvor pela segunda vez, “os parques de campismo não são o melhor local para autocaravanistas”. “Nós queremos estar perto do mar, neste caso até estamos perPUB

to da ria, pois o que queremos é estar em contacto com a natureza e não ter horas para chegar ou partir”, disse, admitindo regressar, mesmo que seja abordada pelas autoridades.

FISCALIZAÇÃO APERTADA O ob-

jectivo da autarquia é “criar condições para uma fiscalização mais apertada, que permita atenuar o problema, pois actualmente nem a GNR, nem a PSP conseguem actuar”, conta a fonte camarária.

Um estudo elaborado pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve concluiu que chegam ao Algarve 37 mil caravanistas por ano, que representam mais de 1,2 milhões de dormidas. A estimativa, calculada com base nos dados recolhidos em 2006 e 2007, aponta para a existência de quase uma centena de concentrações informais de autocaravanas ao longo de parques de estacionamento e de terrenos junto a praias e zonas lagunares da região – 70% em áreas de elevada sensibilidade ambiental – levando os parques de campismo a perder uma receita que poderá chegar aos oito milhões de euros. Tavira foi, de resto, o primeiro município algarvio a declarar guerra ao caravanismo e autocaravanismo desordenados. São proibidos desde 2008 pelo regulamento municipal de trânsito, que chegou ao ponto de distinguir detalhadamente o parqueamento comum, daquele que considera ser parqueamento permanente, sujeito a multas pelas autoridades. JYT

to de investimento da Parkalgar, empresa proprietária do Autódromo do Algarve, classificando-o como um projecto de “grande relevância” para a economia nacional. O projecto, cujo investimento ascende a 130 milhões euros, consiste na construção de um complexo de turismo desportivo, formado por um autódromo, destinado a competições internacionais de automobilismo e de motociclismo, um parque de desportos motorizados, um parque tecnológico e uma central fotovoltaica e contará com um apoio de 1,5 milhões de euros. Implantado na freguesia da Mexilhoeira Grande, no concelho de Portimão, o empreendimento, cujo acordo foi na semana passada publicado, prevê também a construção de um hotel de cinco estrelas e 160 apartamentos turísticos. O despacho de aprovação da minuta do contrato de investimento foi publicado na segunda-feira da passada semana em Diário da República, depois do projecto ter sido aprovado através de candidatura ao Quadro de Referência Estratégico Nacional 2007/2013. JPC PUB


8

| 17 de Junho de 2010

OLHÃO

Copa Foot 21 regressa a Vila Real pág. 10

Semana do Bebé fecha com chave de ouro

COMEMORAÇÕES

Concerto dos Deolinda marca Dia do Município D.R.

Seminário encerra evento que juntou mais de quatro mil participantes D.R.

Ricardo Claro ricardoc.postal@gmail.com

O SEMINÁRIO “Crescer com

Afecto”, realizado no Auditório Municipal e que contou com a presença de cerca de 150 pessoas, pôs termo à segunda Semana do Bebé, que terminou na passada segundafeira em Olhão. O seminário, um dos pontos altos da vasta programação do evento organizado pelo Gabinete de Apoio à Saude Mental Infantil (GASMI) da unidade funcional de Olhão do Agrupamento de Centros de Saúde Central, teve este ano pela primeira vez carácter internacional, contando com as presenças e contributos de Lesli de Oliveira, vice-prefeita de Canela - cidade pioneira das Semanas do Bebé – e de dois elementos da Junta da Andaluzia ligados à área da saúde materno-infantil. Daniela Machado, psicóloga do GASMI de Olhão, destacou, em declarações ao POSTAL, a importância da internacionalização do evento. “É fundamental a troca de experiências

 Daniela Machado, psicóloga do GASMI de Olhão entre países”, refere, enquanto destaca no seminário as intervenções técnicas de Octávio Cunha, reconhecido pediatra e neonatologista, e Emílio Salgueiro, pedopsiquiatra e psicanalista de renome.

QUATRO MIL PARTICIPANTES A

Semana do Bebé contou este ano com mais de quatro mil participantes, tendo crescido também o número de entidades participantes, com destaque para os privados, patroci-

nadores e para as entidades da área clínica que, para Daniela Machado, “são fundamentais para atingir o objectivo de envolver a sociedade civil nas actividades e na promoção da saúde dos mais pequenos”. A grande aposta para a próxima edição do evento, que conta com o POSTAL como parceiro, será uma maior internacionalização. De acordo com Daniela Machado, “os colegas de São Paulo (Brasil), do Uruguai e da Argentina manifestaram já vontade de participarem na próxima edição”, acrescentando que também a Andaluzia deverá ter uma presença mais relevante em 2011. A organização conta ainda que na próxima Semana do Bebé estejam presentes em Olhão a coordenadora da UNICEF no Brasil e um dos fundadores do projecto, Odon Calvalcanti. “A presença de um dos criadores das semanas do bebé reveste-se para nós de uma grande importância, pois representa uma oportunidade única de partilhar experiências com um dos autores da ideia original”.

 “Compromissos Marítimos no Algarve” inaugurados com originalidade

OLHÃO TEM ESTADO em festa

ao longo da semana. O Dia do Município celebrou-se quartafeira, dia 16, com uma programação recheada. Destaque para a inauguração da exposição “Compromissos Marítimos no Algarve”, no Museu do Cidade, inserida no projecto “Algarve do Reino à Região”. Evento antecedido de uma inauguração pontuada por um momento original que incluiu uma performance de teatro de rua, a cargo da companhia teatral “A Gorda” e que contou com uma adesão notória da população. O Dia do Município começou às 9 horas com a alvorada e lançamento de foguetes, seguindo-se o hastear das bandeiras e a homenagem aos Heróis da Restauração. Às 10.30 horas, foi inaugurado o jardim junto à passagem desnivelada, e às 11 horas, a

nova Escola Básica do 1º Ciclo e a nova Escola Básica do 1º Ciclo com Jardim de Infância, junto à Chasfa. A sessão solene teve lugar no Salão Nobre dos Paços do Concelho. A exposição de pintura do Centro de Pintores Olhanenses abriu portas no Auditório Municipal. E à noite os Deolinda garantiram a animação. O concelho recebeu ainda outras actividades, sobretudo de carácter desportivo. Na quinta-feira da passada semana, teve lugar o Torneio Olhão da Restauração (Inter Associações Sub-14), no Estádio Municipal, e Mini-motocross, no Campo de Futebol de Quelfes. No domingo um desfile de motorizadas e carros antigos e na segunda-feira o Torneio de Futsal “Memorial Netinho”, no Polidesportivo de Pechão, marcaram os momentos de desporto.

PUB

PUB

O Executivo da Junta de Freguesia felicita o Jornal Postal do Algarve pela passagem do seu 23º Aniversário e que se mantenha por muitos anos, informando a população do Concelho e Região O Presidente José Vitorino Rodrigues Pereira


17 de Junho de 2010  |   

Desporto

4º Concurso de Fotografia

Cabanas promove maratona de futsal Uma maratona de futsal é

a proposta da Associação Viver Cabanas, de Cabanas de Tavira, para o fim-de-semana de 26 e 27 de Junho. Este ano decorre a segunda edição do evento, que tem ainda as inscrições

d.r.

Fotos mostram Conceição de Tavira Nove concorrentes que

abertas e garante prémios entre os 250 e os mil euros. Informações adicionais sobre o encontro de futsal disponíveis através do telemóvel 964 692 861 ou do e-mail cabanasoverdaeiroparaiso@hotmail.com.

apresentaram 37 fotografias marcaram a quarta edição do concurso de fotografia “Uma Visão da Freguesia”, promovido pela Junta de Freguesia da Conceição de Tavira.

Viviane canta Edith Piaf para angariar fundos d.r.

dos Mártires Sampaio, de Tavira, o terceiro lugar. José Manuel Palma Gonçalves recebeu uma menção honrosa pela foto “Malhada Peres”. A entrega dos prémios teve lugar no passado sábado.

tavira

Voluntários pintam fachadas de Quarteira pág. 11

V Gala de Beneficência Rotary Clube de Tavira

A vitória foi para o espanhol Juan Serrano Cordón, com a foto “Sem Lixo”. O segundo lugar coube a António Augusto de Carvalho Passão, com “A Hora da Igreja”. A foto “Ribeira, valeu a Jorge Humberto

Milene Nobre representa Portugal em concurso europeu de cozinha A jovem que conta com apenas 23 anos já arrecadou três prémios d.r.

 Pousada do Convento da Graça acolheu apresentação da Gala Cátia Henriques catiah.postal@gmail.com

O Centro Social e Paroquial

de Santa Maria vai ser o actor principal da quinta Grande Gala de Beneficência organizada pelo Rotary Clube de Tavira. O evento realiza-se no próximo dia 26 de Junho, na Pousada de Tavira – Convento da Graça, com um jantar e um espectáculo especial da cantora algarvia Viviane, que interpretará temas de Edith Piaf. Os lucros da gala serão utilizados pelo Centro Social e Paroquial de Santa Maria para a construção de um centro inter-geracional e para as obras de melhoramento do lar da instituição. Segundo António Viegas, presidente do Rotary Club de Tavira, a escolha da instituição a ajudar foi fácil. “Durante a auscultação das necessidades junto de instituições locais, visitámos o Lar de Santa Maria e

ficámos impressionados com os trabalhos que estão a fazer e com as necessidades que têm. Estão a precisar muito de ajudas, porque estão a construir um novo espaço físico e precisam de remodelar o lar já existente que está com fraquíssimas condições”, explica. Recorde-se que este centro inter-geracional está a ser construído numa parcela de terreno cedido pela autarquia tavirense e acolherá 40 idosos e 66 crianças. Na gala do ano passado, os rotários de Tavira conseguiram angariar cinco mil euros. Este ano a crise não dá tréguas, logo, António Viegas não faz “promessas”, no entanto, tem expectativas: “será um espectáculo de qualidade num ambiente único, este ano não nos podemos comprometer com valores, mas estamos expectantes em conseguir ultrapassar a quantia do ano passado”.

Assembleia Municipal reúne segunda-feira  A Assembleia Municipal de Tavira reúne às 21 horas de segunda-feira, no auditório da Biblioteca Municipal para apreciar a actividade municipal e votar as propostas referentes à revisão das grandes opções

do plano e do orçamento de 2010; à gestão de recursos humanos e aos regulamentos municipais de apoio à prática desportiva e dos períodos de abertura e encerramento dos estabelecimentos.

 Reinventar receitas tradicionais é a grande especialidade da jovem cozinheira Cátia Henriques catiah.postal@gmail.com

A jovem estudante algarvia

Milene Nobre voltou a conquistar um prémio na área da cozinha. Pouco tempo depois de ter vencido o concurso “Taça Jovens Cozinheiros”, da Nestlé, realizado no passado mês de Abril, a jovem que tem apenas 23 anos voltou a brilhar na cozinha e venceu o Concurso Inter-Escolas 2010. Uma prova que reuniu toda a rede escolar do Turismo de Portugal na Escola de Hotelaria e Turismo do Estoril, na última semana de Maio. Com um futuro promissor, ganhar prémios deixou de ser novidade para a finalista da Escola de Hotelaria e Turismo de Vila Real de Santo António,

que já em Maio de 2009 tinha alcançado o segundo lugar no Concurso Ibérico “Novos Talentos da Gastronomia”. Dois prémios importantes que, mesmo assim, não lhe deram confiança suficiente para acreditar que iria ganhar a prova realizada entre todas as escolas de Hotelaria e Turismo do país. “Éramos muitos concorrentes (14) e eu era a única rapariga, o que me deixou de pé atrás, pois nesta profissão há mais homens destacados do que mulheres”, explica Milene. No entanto, a jovem confessa que ao longo do concurso foi ganhando confiança. “O concurso teve duas fases, na primeira tínhamos que fazer todos a mesma coisa numa hora e bem feito e só passavam cinco. Fiquei em primeiro lugar.

Na segunda etapa, deram-nos um cesto com ingredientes surpresa para confeccionarmos uma entrada e um prato principal que quiséssemos. Confesso que quando vi os pratos expostos fiquei mais confiante”, conta.

O segredo da vitória Para

conquistar o júri, Milene preparou um bombom de camarão sobre cremoso de alho francês e ar do mesmo como entrada e um lombo de bacalhau confitado com escamas de chouriço, coentrada de batata e couli de pimento como prato principal. As receitas convenceram e, como prémio, a jovem cozinheira residente em Tavira vai representar Portugal no concurso europeu, que terá lugar em Lisboa no

próximo mês de Outubro. Apesar de nunca ter sonhado em ser chef de cozinha, Milene garante que já não se imagina a fazer outra coisa. Reinventar receitas tradicionais é a principal especialidade da jovem. Acabadinha de terminar o curso de cozinha e pastelaria, o futuro próximo a nível profissional está já traçado. Milene vai confeccionar pratos gourmet no recém inaugurado Martinhal Beach Resort & Hotel, em Sagres, mas é no estrangeiro que a jovem quer consolidar a carreira. “Quero começar em Portugal para aprender mais sobre os pratos típicos portugueses, mas um dos meus sonhos é trabalhar em França, Itália ou Áustria”, conclui.


10    |  17 de Junho de 2010

Santos Populares

Concurso de mastros anima Castro Marim Com o objectivo de divulgar

os Santos Populares, a Câmara de Castro Marim está a promover a 11ª edição do Concurso de Mastros no Concelho de Castro Marim, que decorre nos

meses de Junho e Julho com a participação musical de vários grupos de baile. As associações participantes nos Santos Populares trabalharam activamente na constru-

ção dos mastros tradicionais, nos quais evidenciaram todo o seu talento na criação das rimas e das marchas. No dia 23 de Junho, a Praça 1º de Maio, em Castro

vila real castro marim alcoutim

Marim, vai estar esmeradamente decorada e engalanada com balões, mangericos e alecrim para receber o Arraial de S. João, com a artista Maria Lisboa e o Duo Carlos Coelho. Durante o arraial, serão anunciados os

vencedores da 11ª edição do Concurso dos Mastros Populares de Castro Marim. Os aspectos tradicionais, a originalidade e a feitura de quadras alusivas à época são alguns dos critérios tidos em conta pelo júri

na avaliação dos mastros. Os três primeiros classificados vão receber respectivamente 1.250 euros, 750 e 500 euros e a todos os concorrentes será entregue um prémio no valor de 400 euros.

Desidério garante animação apesar dos cortes pág. 13

Copa Foot 21 regressa a Vila Real

Altura celebra padroeira

Maior torneio nacional de futebol de 7 junta 210 equipas

Caçadores de castro marim

Almada D’Ouro Club já tem sede d.r.

d.r.

 Ex-internacional Rui Costa é o patrono do evento

O Complexo Desportivo de

Vila Real de Santo António volta a ser, entre 20 e 26 do corrente mês, palco da Copa Foot 21, o maior torneio nacional de futebol de 7. Com a presença de 120 equipas, entre as quais se destacam os três grandes do futebol nacional - Porto, Benfica e Sporting - o torneio volta a ser apadrinhado por Rui Costa. A Copa Foot 21 reúne, nesta edição, cuja direcção técnica desportiva fica a cargo de Jorge Andrade, equipas oriundas de todo o país, afirmando-se já como o maior torneio desportivo destinado a jovens jogadores com idades compreendidas entre os seis e os 12 anos, mobilizando mais de 1.800 jovens atletas, bem como, cerca de 400 elementos de equipas técnicas.

Numa organização conjunta entre a “FOOT21” e a Câmara de Vila Real de Santo António, o torneio dura seis dias, com a realização de 350 jogos em oito campos em simultâneo, o que representa mais de 60 jogos diários. “Vamos, com certeza superar a presença das dezenas de milhares de espectadores que no ano passado afluíram ao Complexo Desportivo”, refere o director geral do Torneio, Armando Jorge Carneiro. Para Luís Gomes, presidente da autarquia vila-realense, esta festa do futebol infantil assume uma relevância extrema para o concelho. “Queremos continuar a valorizar a actividade desportiva, já que o turismo desportivo não só permite

uma maior organização da oferta turística, como pode transformar-se num produto consistente e duradouro”, afirma o autarca. Já para Rui Costa, patrono do evento, “apesar da sua curta história, este torneio apresenta-se como uma das certezas de futuro”. O ex-internacional português afirma ainda ser “uma enorme honra poder, uma vez mais, apadrinhar este encontro”. A festa inaugural, a ter lugar às 16 horas de domingo, no Estádio Municipal, vai contar com muitas surpresas, entre elas, as mensagens, apresentadas numa tela gigante, dos jogadores da selecção nacional, como Deco, Simão Sabrosa, Tiago, Ricardo Costa, Miguel, Eduardo e Paulo Ferreira, entre outros.

 Numa grande manifestação de fé e devoção à padroeira, Altura voltou a acolher, de quinta-feira passada a domingo, as Festas em Honra do Coração Imaculado de Maria. Além das cerimónias religiosas, o programa das festas incluiu artesanato, atletismo, música popular e um espectáculo com a fadista Ana Moura. As festas tiveram início quinta-feira, dia 10 de Junho, com as comemorações do 37º aniversário do Clube Recreativo Alturense. O dia começou com uma arruada pela Banda Musical Castromarinense, seguida de uma prova de atletismo. Ao fim da tarde abriu a 11ª edição da Feira de Artesanato de Altura, certame que procurou mostrar o melhor dos saberes tradicionais, nas artes e ofícios, mas também na doçaria regional. A encerrar o primeiro dos três dias de festa, teve lugar um espectáculo com a artista Ruth Marlene. O momento mais solene das festividades aconteceu no sábado, a meio da tarde, com a procissão da imagem do Coração Imaculado de Maria, que numa manifestação de fé percorreu as ruas da localidade.

 Caçadores vêem concretizado o sonho de terem uma sede Cátia Henriques catiah.postal@gmail.com

Quase dez anos depois do

nascimento da associação Almada D’Ouro Club, os caçadores castro-marinenses concretizam o sonho e já têm uma sede. Construído de raiz e localizado na freguesia de Odeleite, o espaço foi inaugurado no passado sábado. “Tínhamos uma sede que era um espaço alugado, mas os sócios sempre sonharam em ter um lugar próprio para convívios e organização das actividades, a partir de agora vai mudar praticamente tudo na forma como nos organizamos”, disse ao POSTAL, António Baltazar, presidente da direcção. Segundo o responsável, está agora concretizado o terceiro objectivo a que a associação se propôs há dez anos atrás. “Desde o início que tínhamos três grandes objectivos: formar a associação, conseguir uma zona de caça associativa e uma sede. Ao fim de dez anos, podemos dizer muito orgulhosos que estão todos cumpridos”, conta.

Um espaço para todos  Com

um espaço total de 250 m2, a nova sede tem um salão que servirá para reuniões, almoços, jantares e convívio, um bar, uma cozinha e uma arrecadação. “É um autêntico restaurante”, brinca António Baltazar. Mas se as sedes de associações normalmente são espaços de convívio e reunião de sócios, a sede da Almada D’Ouro Club está aberta a todos os castro-marinenses. “Este espaço é para sócios e não só. Desde o passado sábado que o concelho pode usufruir deste espaço”, explica. Segundo António Baltazar, a obra custou 118 mil euros, dos quais 25% foram comparticipados pela Câmara de Castro Marim. “A autarquia foi inexcedível com a nossa associação, sem a ajuda deles nada disto seria possível”, sublinha. No entanto, o custo total da obra está perto dos 150 mil euros. Uma quantia alta também suportada pelos 34 sócios que compõem a associação. “Temos sócios extraordinários que vivem isto de coração”, conclui.


17 de Junho de 2010 |

SÃO BRÁS LOULÉ

Falta de matadouro põe em causa enchidos de Monchique pág. 15

Voluntários pintam fachadas de Quarteira Projecto “Mancha Branca” em marcha A CIDADE de Quarteira ficou na

passada sexta-feira mais limpa graças ao trabalho de todos os intervenientes no projecto “Mancha Branca” que arrancou na manhã do mesmo dia. O executivo municipal de Loulé juntou-se aos muitos voluntários e trabalhadores da Câmara de Loulé, Junta de Freguesia de Quarteira e das “Infras” do concelho que, munidos de pincéis e trinchas, começaram

a dar uma nova imagem às paredes dos edifícios degradados e grafitados. O autarca louletano, Seruca Emídio, lamentou a imagem degradante das localidades, não obstante “o esforço que tem sido feito na qualidade de vida das pessoas, na requalificação das nossas cidades e vilas, enquanto imagem de marca que queremos para aquilo que é a grande fonte de

11

receitas do nosso concelho, o turismo”. Nesse sentido, de acordo com o edil, a sensibilização junto dos jovens será um factor determinante para que este processo tenha pernas para andar. “Não queremos pôr em causa a veia artística destes jovens que se dedicam aos grafitis; queremos antes dar a possibilidade de, em articulação com outras entiPUB

Bar Lido Música ao Vivo PUB

dades, encontrarmos locais onde possam praticar a sua imaginação, mas de forma a que não degradem a imagem das nossas cidades, pois essa é uma situação negativa para todos nós”, explicou. Apesar de considerar que a “vivência democrática também passa por aqui”, Seruca Emídio mostrou-se contra acções punitivas junto daqueles que praticam estes actos. “Temos de encontrar formas de dar a volta sem ser com punições”, frisou. Já o vereador do Ambiente e coordenador do projecto, Aníbal Moreno, reportou-se ao protocolo celebrado com o Grupo Policromia e que vai de encontro a esta sensibilização junto dos jovens. Depois de Quarteira, a

D.R.

 A cidade de Quarteira ficou com um aspecto mais agradável “Mancha Branca” irá actuar noutras localidades do concelho, sobretudo aquelas onde estas situações são mais sensíveis, como Almancil, Loulé ou Boliqueime.

O tempo previsto é indeterminado e, segundo o edil, “este será um trabalho de persistência, que terá de ter o envolvimento de toda a comunidade”. PUB


PUB

o algarve começa aqu i.

Vila Real de Santo António é um lugar de diversidade, com património histórico e cultural de grande valor, praias paradisíacas, envoltas no ambiente natural da ria formosa e do sapal.

uma visita que marca...

www.cm-vrsa.pt


17 de Junho de 2010 |

13

ALBUFEIRA

Lagos aumenta imposto sobre prédios devolutos pág. 16

Desidério garante animação apesar dos cortes Programa Albufeira Anima reduz orçamento para metade O ALBUFEIRA Anima 2010, que

arrancou com João Pedro Pais na quinta-feira da passada semana, sofreu um corte de 50% no orçamento e conta só com 350 mil euros, o que obrigou a autarquia a ser” bastante selectiva e exigente nas escolhas para o cartaz”, afirmou Desidério Silva, presidente da Câmara, O edil salienta que “a nossa oferta turística tem que ser complementar e de qualidade, face a novos mercados turísticos”, recordando que “a autarquia tem investido fortemente AF_Imprensa_SILVIA_210X285mm.pdf

2/22/10

num cartaz que visa proporcionar momentos de grande impacto”. A programação estende-se D.R.

 Apresentação do cartaz

de Junho a Setembro e conta com espectáculos de referência, nomeadamente com Anastasia, Jamie Cullum, Carminho, Matt Bianco, Bonga e Deolinda, no âmbito do Festival Al’Buhera, a decorrer de 21 a 25 de Julho, no centro da cidade. A par dos concertos, Albufeira vai ser palco de novo circo, com o Circo de Madrugada, a 9 e 10 de Agosto; do jogo Benfica vs Sunderland, no Estádio Municipal, a 27 de Julho; e “Sons Ardentes”, um espectáculo que junta a

Orquestra do Algarve com pirotecnia, na noite do Dia do Município, celebrado a 20 de Agosto. Na apresentação do cartaz, Desidério Silva adiantou que o mesmo vai ser dado a conhecer no sul de Espanha e fez um balanço “muito positivo” da promoção do “Albufeira Anima” no Rock in Rio Lisboa. “Este investimento tem vindo a dar frutos ao contribuir para criar riqueza e elevar a notoriedade da marca Albufeira”, conclui o autarca.

D.R.

 Desidério Silva aposta numa programação de qualidade

11:52:03 AM PUB

O crédito agrícola do sotavento algarvio deseja ao jornal postal do algarve um feliz aniversário e votos de muito sucesso

PUB


PUB

17 > 24.JUNHO ATÉ 23.JUNHO INSCRIÇÕES FÉRIAS EM MOVIMENTO Crianças dos 6 aos 12 anos

LOCAL. Junta de Freguesia de VRSA

HORA. 16h30 (qua//qui//sex) LOCAL. Biblioteca Munic. Vicente Campinas

01 > 30.JUNHO // EXPOSIÇÕES “MEMENTO MAR MEMOR” “INDÚSTRIA CONSERVEIRA EM VRSA” “ARTES LITOGRÁFICAS”

2.ª MOSTRA GASTRONÓMICA DE CACELA “ENTRE A SERRA E O MAR”

HORA. 9h30>12h30 / 14h00>16h45 (seg>sex) LOCAL. Arquivo Histórico Municipal

01 > 30.JUNHO EXPOSIÇÃO DE AZULEJARIA “O PAÍS DO FRANZULEIJO”

Pelo Franchito HORA. 9h30 > 18h30 (seg > sex) 14h00 > 18h30 (sáb) LOCAL. Biblioteca Municipal Vicente Campinas

01 > 30.JUNHO (seg > sex) VISITAS ACOMPANHADAS À EXPOSIÇÃO “PLANTAS QUE CURAM. USOS E SABERES NA MEDICINA POPULAR” HORA. Público geral. 9h30>13h / 14h>16h30 Escolas do Concelho. 9h30>13h / 14h>17h LOCAL. Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela INSCRIÇÕES / INFORMAÇÃO. T./F. 281 952 600 // Turmas do concelho - Com marcação prévia

N.06 JUN.2010

AGENDA CULTURAL

02 > 30.JUNHO “HISTÓRIAS AO FIM DA TARDE” 04 > 27.JUNHO

Restaurantes aderentes: Casa Azul, Cacela Velha // Rios, Praia da Manta Rota // Finalmente, Praia da Manta Rota // Chá com Água Salgada, Praia da Manta Rota // Sem Espinhas, Praia da Manta Rota // Sabores, Vila Nova de Cacela // Sabinos, Vila Nova de Cacela // Vistas, Monte Rei Golf & Country Club Ementas em www.ciipc-cacela.blogspot.com

18.JUNHO > 03.JULHO (seg > sáb) EXPOSIÇÃO DE TRABALHOS DA UNIVERSIDADE DOS TEMPOS LIVRES

HORA. 10h00 > 13h00 / 15h00 > 23h00 LOCAL. Centro Cultural António Aleixo

18.JUNHO PALESTRA “LEITURA DE AURA”

Pelo Centro Tibetano de Faro Hora. 18h30 > 20h00 Local. Biblioteca Municipal Vicente Campinas

19.JUNHO CONCERTO MÚSICA MINIMALISTA, JAZZ, ROCK Pelo In Tento Trio HORA. 21h30 LOCAL. Biblioteca Municipal Vicente Campinas

19//20.JUNHO TÉNIS - SUB 14/18

HORA. 9h00 LOCAL. Campos de Ténis do Complexo Desportivo de Vila Real de Santo António

20.JUNHO MERCADO MENSAL DE VILA NOVA DE CACELA

(inscrições limitadas com transporte incluído)

HORA. 9h00 > 13h00 LOCAL. Parque de Feiras de Vila Nova de Cacela

01 > 30.JUNHO VISITAS ACOMPANHADAS A CACELA VELHA

CICLO DE CONVERSAS - “PALAVRAS SOBRE A RIA 2010”

20.JUNHO

“ARQUITECTURAS EFÉMERAS. AS CABANAS DE PESCADORES NO SOTAVENTO ALGARVIO”

HORA. 9h30 > 16h30 (seg > sex) INSCRIÇÕES / INFORMAÇÃO. Centro de

Investigação e Informação do Património de Cacela // T./F. 281 952 600

Com Miguel Reimão Costa HORA. 19h00 LOCAL. Cacela Velha

01 > 30.JUNHO HORA DO CONTO “CONTA LÁ! - A ZEBRA CAMILA”

20 > 26.JUNHO COPA FOOT21

HORA. 10h30 (ter//qua//qui) LOCAL. Biblioteca Municipal Vicente Campinas

19.JUNHO

Torneio Nacional de Futebol de Sete (Sub.82002; Sub.9-2001; Sub.10-2000; Sub.11-1999; Sub.12-1998) HORA. 9h00 > 13h00 // 14h00 > 20h00 LOCAL. Complexo Desportivo de VRSA

“VRSA E O URBANISMO ILUMINISTA”

20 JUNHO

P/ marcação na Biblioteca ou T. 281 510 050

01 > 30.JUNHO (ter//qua//qui) VISITAS GUIADAS À BIBLIOTECA MUNICIPAL VICENTE CAMPINAS

P/ marcação na Biblioteca ou T. 281 510 050

EXPOSIÇÃO ALGARVE DO REINO À REGIÃO

HORA. 18h30 LOCAL. Largo Lutegarda Guimarães de Caires

CERIMÓNIA DE ABERTURA

HORA. 16h00 LOCAL. Complexo Desportivo de VRSA

PUB

Mobiliário e Decoração


17 de Junho de 2010 |

BIBLIOTECA MUNICIPAL DE SILVES

Rita Costa Gomes fala do Rei D. Fernando A BIBLIOTECA Municipal de

Silves recebe às 21.30 horas da próxima quinta-feira, dia 24, uma conferência proferida por Rita Costa Gomes, biografa de D. Fernando I, intitulada “D. Fernando e Silves”.

A investigadora vai abordar os laços entre a política e a religião, reforçados nos finais da Idade Média e condicionadores da acção dos governos e dos monarcas, em particular os Portugueses.

ANIVERSÁRIO

Lions Clube de Lagoa celebra 16 anos O LIONS CLUBE de Lagoa ce-

lebra esta semana o seu 16º Aniversário e vai comemorar a data no próximo sábado, num encontro que começa às 18.30 horas, com missa na

Igreja Matriz de Lagoa, onde vão ser invocados os associados falecidos e em especial Christian, falecido no corrente ano lionístico; Às 20 horas tem lugar o jan-

Falta de matadouro põe em causa enchidos de Monchique

Três concessões sem vigilância em Armação de Pêra TURISTAS que frequentam a

D.R.

EM PLENA Serra de Monchique,

HÁ BOATOS DE QUE MATADOURO DE BEJA VAI FECHAR Mas, segundo a empresária, “já há boatos de que o Matadouro de Beja também vai fechar. Se

te dar uma nota de alegria a mais um encontro lionístico. As presenças devem ser confirmadas até sexta-feira, dia 18, através do telemóvel 961 042 803 ou fax 282 415 673.

SEGURANÇA BALNEAR

Animais são abatidos em Beja

 O Matadouro do Algarve foi encerrado pela ASAE em 2007 e não foi criada qualquer alternativa fechar fico só com Matadouro no Montijo e nesse caso será melhor fechar a porta da fábrica”, lamenta. Entretanto, apesar destes custos, a micro empresa onde trabalham 15 pessoas vai continuando a aumentar o volume de negócios mesmo com a crise financeira e os maiores amantes dos enchidos tradicionais são os alemães, ingleses, franceses, mas também os espanhóis e portugueses. Os alemães são “bons garfos” e preferem os enchidos que levem sangue”, enquanto que os ingleses, por exemplo, apreciam mais a morcela que é parecida ao “black-pudding” do país deles, expli-

tar no Hotel Tivoli-Almansor, em Carvoeiro, que vai incluir a admissão de uma nova sócia e a transmissão de funções. O evento conta ainda com animação musical, que prome-

LAGOA SILVES MONCHIQUE

Águas do Algarve mostra obra de uma década pág. 17

entre porcos pretos a pastar nos montados e sombras de medronheiros, há uma fábrica de enchidos apreciados por portugueses e turistas estrangeiros em dificuldades por causa dos custos das viagens para Beja, já que o único matadouro do Algarve está fechado. A setecentos metros de altura, na também chamada “Sintra do Algarve”, por estar polvilhada de fetos e árvores de grande porte, foi fundada há dez anos a Fábrica de Enchidos Tradicionais de Idália Duarte, uma empresária empreendedora que descobriu com a avó e a mãe o “tempero natural” e sem “conservantes” para confeccionar os melhores chouriços, morcelas de carne e farinheiras. “Há uns anos atrás tínhamos um matadouro em cada concelho do Algarve, mas acabaram com os matadouros municipais. Mais tarde acabaram com os regionais e depois ficou só um distrital que se localizava em Loulé, mas também fecharam esse e ficámos sem nenhum matadouro no Algarve”, criticou Idália Duarte, referindo que são obrigados a ir pelo menos duas vezes por semana a Beja levar os animais.

15

cou a empresária. O segredo do sabor autêntico dos chouriços, morcelas e das farinheiras é serem confeccionados apenas com carnes de primeira, nomeadamente do lombo, lombinho, pás, entremeada, perna. Mas há mais truques: o sal, alho e pimentão também fazem parte da receita. Os acepipes só estão completamente confeccionados depois de estarem alguns dias a receber os fumos num fumeiro especial, que é feito só à base de lenha de medronheiro, conta Idália Duarte, de faces coradas enquanto remexe as brasas. O Matadouro Regional do Algarve foi encerrado em Ju-

lho de 2007 por ordem da Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica (ASAE) e até ao momento não foi proporcionada qualquer alternativa viável aos produtores, que desde então se deslocam aos matadouros situados nas regiões do Alentejo ou Setúbal. Em Março deste ano, o Bloco de Esquerda questionou o Governo sobre que solução tinha em vista para a carência de uma unidade de abate de animais no distrito de Faro e recordou que propôs no Orçamento de Estado para 2010 a construção de um Matadouro Público Regional do Algarve. CECÍLIA MALHEIRO

praia de Armação de Pêra (Silves) há mais de 40 anos estão indignados por não terem vigilância em três zonas balneares, mas a autoridade marítima garante que o concessionário, a Junta de Freguesia local, já teve ordem para abrir. De acordo com as declarações do presidente da Junta de Freguesia de Armação de Pêra, Fernando Santiago, ao POSTAL, as três concessões deverão abrir com todas as condições necessárias no próximo fim-de-semana de 19 e 20 de Junho. “Estamos a montar os equipamentos neste momento e contamos que tudo esteja pronto a funcionar no próximo fim-de-semana”, diz o autarca. O comandante Cruz Martins, da Capitania de Portimão, garantiu, contudo, que

embora as três unidades estejam sem concessionários, os nadadores-salvadores das outras contíguas naquela praia de Silves estão a assegurar a vigilância. “Temos pessoal a passar nessas zonas balneares com frequência e os nadadores-salvadores estão sensibilizados para a situação”, esclareceu à Lusa. Os concessionários das praias têm a obrigação, por lei, de ter o dispositivo de segurança montado nas praias a partir do arranque da época balnear, mas quando há concursos impugnados há que aguardar pelas decisões judiciais, precisou o responsável, adiantando que, a partir do momento em que haja uma resposta judicial, o concessionário tem um prazo de dez dias para começar a funcionar. RC/LUSA

Férias Super Fixe animam jovens

Viagens no deserto em exposição

 A Câmara de Silves organiza em Junho e Julho diversas acções de ocupação dos tempos livres de crianças e jovens, o projecto “Férias Super Fixe Verão 2010”, que envolve iniciativas nas mais diversas áreas, da cultura ao desporto, da praia às actividades in-door. A participação está aberta a cem jovens entre os seis e os 12 anos, em cada semana, encontrando-se, neste momento, as inscrições já lotadas.

 O Museu Municipal de Arqueologia de Silves apresenta, até 23 de Outubro, a exposição “Os Nós dos Outros”, de Mariano Piçarra, integrada no programa “Algarve do Reino à Região”. A exposição retrata as vivências dos viajantes dos desertos de Oman e do Egipto, que, segundo palavras do autor, “são habitados por pessoas e sombras que os extrapolam e perseguem o viajante para além do seu espaço físico”.


16

| 17 de Junho de 2010

LAGOS VILA DO BISPO ALJEZUR VILA DO BISPO

Bandeira Azul hasteada em nove praias D.R.

Prédios devolutos pagam mais

Lagos aposta na segurança

Câmara de Lagos sobe imposto

sem acidentes D.R.

A AUTARQUIA DE LAGOS pre-

 A Praia da Salema

O MUNICÍPIO de Vila do Bispo

hasteou quarta-feira, dia 16, nove Bandeiras Azuis e uma Bandeira “Praia Acessível Praia para Todos”. A cerimónia teve início às 10 horas, na Praia do Burgau, seguindo-se as restantes praias galardoadas, nomeadamente Cabanas-Velhas, Salema, Zavial, Ingrina, Martinhal, Mareta, Castelejo e Cordoama, com a presença de representantes da Câmara, Parque Natural do Sudoste Alentejano e Costa Vicentina, Capitania do Porto de Lagos e Administração da Região Hidrográfica (ARH). A Praia da Salema viu-lhe também ser atribuído o galardão “Praia Acessível – Praia para Todos”. Esta distinção prova que a praia cumpre os requisitos necessários para receber utentes com dificuldades de mobilidade.

tende penalizar, através do Imposto Municipal sobre Imóveis, os proprietários que “deixem ao abandono os seus edifícios ou os mantenham devolutos”. Nesse sentido, a Câmara está a proceder à notificação dos proprietários dos prédios constantes de uma listagem divulgada através de edital, da intenção de declarar os respectivos prédios como devolutos. Essa lista surge na sequência de trabalho de campo efectuado pelos serviços da autarquia onde se verificou não haver registo da existência de contrato para fornecimento de água ou existência de facturação relativa a consumos de água no referido imóvel há mais de um ano, indicadores de que o mesmo se encontra desocupado. A medida preconiza elevar para o dobro, no caso dos imóveis devolutos, a taxa de imposto municipal, com efeitos a partir de 2011. Os interessados podem consultar informações mais detalhadas no Edital nº109/2010 – Declaração de Prédios Devolutos, disponível em www.cm-lagos.

Câmara quer época balnear

 Proprietários de imóveis devolutos vão ser penalizados com. e exercer o seu direito de pronúncia, por escrito, nas instalações da Câmara de Lagos. A autarquia vai continuar a procurar formas de apoio a PUB

essas acções de conservação, através dos programas nacionais vocacionados para o efeito, nomadamente o RECRIA, RECRIPH e SOLARH.

D.R.

A CÂMARA DE LAGOS está a

efectuar os últimos preparativos para garantir uma época balnear com toda a segurança nas praias do concelho, em colaboração com a Administração da Região Hidrográfica (ARH) do Algarve. Relativamente à Praia do Porto de Mós, ficou acordado que se irá proceder à reparação dos danos da ribeira até ao final deste mês. Após a época balnear, será feita a consolidação geral do leito da ribeira, com utilização de materiais que garantam a manutenção permanente dos enrocamentos. Na reunião de trabalho com a ARH Algarve para se discutir a questão da Praia da D. Ana, ficou acordado a concretização de um plano de acção para estabilização da praia. Neste âmbito já se procedeu à demolição dos estabelecimentos existentes na escadaria, prevendo-se até final deste mês a remodelação dessas escadas. O projecto de alteração da zona de estacionamento e da rede viária de acesso à praia, avançará depois da época balnear. Este

 A Praia de Porto de Mós projecto contempla a existência de um espaço para um apoio de praia, nos termos do Plano de Ordenamento da Orla Costeira e a reformulação da rede viária e lugares de estacionamento. No próximo dia 30 de Junho, irá decorrer a Cerimónia do Hastear da Bandeira Azul. Este ano, o galardão comprovativo de qualidade será hasteado em seis praias do concelho, nomeadamente Meia-Praia, Porto de Mós, D. Ana, Camilo, Praia da Luz e, pela primeira vez, na Praia da Batata. Nesse dia será igualmente hasteada a Bandeira “Praia Acessível” em quatro destas zonas balneares: Meia-Praia, Batata, Porto de Mós e Luz. PUB


17 de Junho de 2010 |

REGIÃO

O investimento feito pela Águas do Algarve é o maior alguma vez realizado no Algarve em tão curto espaço de tempo Artur Ribeiro, Administrador da Águas do Algarve

Águas do Algarve mostra obra de uma década Dez anos e 622 milhões de euros de investimento apostados na qualidade D.R.

Ricardo Claro ricardoc.postal@gmail.com

garve, com capacidade para tratar até 259 mil metros cúbicos de água por dia, o necessário para servir 620 mil habitantes e que juntamente com as ETAs de Tavira, Fontaínhas e Beliche, forma a rede de estações de tratamento de águas da região. São as ETAs que fornecem o sistema multimunicipal de águas que abastece em alta os sistemas municipais através dos quais as Câmaras forne-

cem água às populações em baixa. A visita, inserida nas comemorações do 10º aniversário da empresa, levou finalmente os jornalistas à ETAR de Faro Noroeste, junto ao Aeroporto, um projecto em remodelação e ampliação, cujo custo total importou à Águas do Algarve 9,7 milhões de euros. A remodelação determinou o abandono do sistema de lagunagem existente e o tratamento permite já um tratamento que obedece aos mais elevados padrões de qualidade para o efluente final, uma aposta para garantir a melhoria da qualidade ambiental em particular da Ria Formosa, destino final das águas residuais tratadas naquela estação. Esta é uma das 71 ETARs do sistema de saneamento gerido pela Águas do Algarve, que compreende ainda 325 quilómetros de interceptores, emissários e condutas, dos quais 146 estão já construídos, e 117 estações elevatórias. Terminada com um passeio de barco na Ria Formosa, a visita mostrou à imprensa uma visão dos milhões de euros, centenas de obras e projectos levados a cabo pela Águas do Algarve e que garantem ao Algarve o fornecimento de água de elevada qualidade, a única água de consumo público certificada mundialmente como produto alimentar de qualidade, e o tratamento de esgotos obedecendo aos mais rigorosos padrões ambientais.

necessidades de intervenção em termos de limpeza e registo de ocorrências. A operacionalização e a execução das acções a desenvolver no âmbito deste Programa só serão possíveis com o envolvi-

mento e empenhamento das diversas entidades que se podem candidatar, tais como, Câmaras, Juntas de Freguesia, Associações Florestais e outras entidades/associações ligadas ao ambiente.

“O MAIOR INVESTIMENTO feito

no Algarve em tão curto espaço de tempo (uma década)”, é assim que Artur Ribeiro descreve o esforço financeiro envolvido nos projectos já executados pela Águas do Algarve na região. Um misto de orgulho e noção da obra feita, que o presidente da empresa responsável pelos sistemas multimunicipais de abastecimento de água e de saneamento do Algarve não esconde ao referir-se aos 622 milhões de euros investidos. As palavras foram ditas ao POSTAL durante a apresentação aos jornalistas de alguns dos projectos mais emblemáticos da empresa. Uma visita guiada que deu a conhecer, na passada semana, os projectos da Águas do Algarve, seguindo o ciclo da água, da captação ao tratamento e disponibilização ao consumidor, seguindo-se o tratamento das águas residuais e a devolução ao meio ambiente.

BARRAGEM DE ODELOUCA O

primeiro projecto, a barragem de Odelouca, representa o maior investimento da empresa numa única obra, com um custo associado actualizado de mais de 81,5 milhões de euros, e deu origem à segunda maior barragem do país com paredão em aterro. Um projecto que será ter-

 Artur Ribeiro durante o passeio na Ria Formosa minado em Julho e que teve o seu início em 2001, embora só tenha sido entregue a obra à Águas do Algarve em 2007, depois de um percurso atribulado que atrasou substancialmente a evolução regular da obra. A barragem permite um armazenamento útil de 134 hectómetros cúbicos de água e ocupa uma área de 7,8 quilómetros quadrados, prevendose que venha a fornecer entre

50 a 55 hectómetros cúbicos de água por ano. O projecto, que se provou fundamental com a seca de 2005, vem resolver os problemas de médio e longo prazo de abastecimento de água na região, destaca a Águas do Algarve.

TRATAMENTO DE ÁGUAS A se-

gunda visita teve por palco a ETA de Alcantarilha, a gigante do tratamento de água no Al-

PREVENÇÃO DE FOGOS FLORESTAIS

Jovens voluntários vigiam florestas O PROGRAMA Voluntariado

Jovem para as Florestas decorre até 30 de Setembro. Trata-se de uma iniciativa promovida pelo Instituto Português da Juventude e pela Autoridade Florestal Na-

cional, dirigida a jovens dos 18 aos 30 anos. As áreas de actividade propostas aos voluntários incluem a sensibilização das populações para o risco de incêndio, a vigilância;

a limpeza do lixo das áreas florestais e dos perímetros urbanos, garantindo assim uma menor probabilidade de ocorrência de incêndios florestais e a participação nos trabalhos de inventariação de

17

CONSULTÓRIO DO CONSUMIDOR Desbloqueamento de telemóveis “Tenho um telemóvel bloqueado. Como estou a pensar em mudar de operadora fui informar-me sobre o desbloqueamento. No entanto, a funcionária disse-me para aguardar, pois a “lei” ia mudar. Que “lei” é essa?”

A DECO responde... Foi recentemente publicado o Decreto-lei n.º 56/2010, de 1 de Junho, que veio estabelecer novas regras no que toca ao desbloqueamento de telemóveis e de todos os equipamentos com acesso a comunicações electrónicas. Dentro de três meses, altura em que este Decreto-lei entrará em vigor, será possível pedir o desbloqueamento de telemóveis, placas de banda larga ou caixas descodificadoras de sinal de televisão sem ter de pagar qualquer “taxa” à entidade prestadora do serviço, desde que já tenha terminado o prazo de fidelização. Para aqueles equipamentos que ainda estejam sujeitos a um período de fidelização haverá limites nos valores a cobrar. Assim, é proibido cobrar valores superiores a 100% do custo do equipamento nos primeiros seis meses do período de fidelização, deduzidos do valor já pago pelo consumidor. Após os seis meses, o valor cobrado não pode ser superior a 80% do custo do telemóvel e, no último ano do período de fidelização, só pode ir até 50% deste valor. Se não estiver definido um período de fidelização, não pode ser cobrada uma quantia superior à diferença entre o valor do equipamento à data da aquisição e o valor já pago pelo consumidor para desbloquear o telemóvel. A obrigação de proceder ao desbloqueamento do equipamento incumbe ao operador que o bloqueou, devendo ser realizada no prazo máximo de cinco dias a contar do dia em que o consumidor solicitou a sua realização. A DECO congratula-se pela proibição de cobrança, de qualquer quantia a título de desbloqueamento dos aparelhos, findo o prazo de fidelização, em total consonância, aliás, com o que sempre tem defendido esta associação relativamente a tal prática, gravemente lesiva dos direitos dos consumidores.


18   |  17 de Junho de 2010

Aula de Golfe #25 - Pitch ou Chip? Por vezes não sabemos qual destes movimentos utilizar. O primeiro factor a ter em conta é a distância, se estivermos a mais de 20 metros do buraco não é muito aconselhável o uso do “chip”.

Em seguida, temos de avaliar a margem que temos para a bola rolar no green. Devemos ter sempre metade da distância que nos separa do buraco para a bola rolar, se qui-

sermos “chipar”. Por último, a inclinação do green deve também ser ponderada. Se o green estiver a subir jogue um pich ou mesmo um flop para perto do buraco.

Iúri Feliciano orka.portugal@gmail.com

lazer livros

agenda cultural Albufeira

Loulé

Espectáculo “Viva a Dança”, quarta-feira às 22 horas, no Largo Eng. Duarte Pacheco.

sível”, sexta-feira, dia 18, às 18 horas, na Biblioteca Municipal.

Palestra

Teatro

“Alimentação Saudável”, sextafeira, dia 18, às 14 horas, na Biblioteca Municipal Lídia Jorge.

“Iremos a Monte Carlo”, quinta-feira, dia 17, às 21.30 horas, no Pátio de Letras.

Faro

Lagos

Literatura

Música

Apresentação do livro de Viegas Gomes “Faro – Cidade Pos-

Jazz com Todos, sábado às 21.30 horas, no Centro Cultural.

Dança

agenda cinema FARO Forum Algarve SBC 289 887 212 AMulherdoViajantedoTempo(m/12)|Sala 1 | 14h20, 16h45, 19h15, 21h40 (diariamente), 00h15 (Sex e Sáb) » A Princesa e o Sapo (m/4) Sala 1 | 10h10 (Sáb e Dom) >> Robin Hood 2 (m/12) Sala 2 | 21h10 (diariamente), 00h10 (Sex e Sáb) >> Street Dance (m/12) Sala 2 | 14h25,16h40, 18h55 (diariamente), 11h00 (Sáb e Dom)) >> Ela é Demais para Mim* (m/12) Sala 3 | 15h00, 17h20, 19h45, 22h05 (diariamente), 00h30 (Sex e Sáb) >> HomemdeFerro2 (m/12)Sala4|10h50(Sáb eDom)>>PlanoB...ebé*(m/12)Sala4|14h30, 16h50, 19h10, 21h30 (diariamente), 23h50 (Sex e Sáb) » Sexo e a Cidade 2 (m/12) Sala 5 | 15h00, 18h00, 21h00 (diariamente), 12h00 (Sáb e Dom) » Nanny McPhee e o Toque deMagia(m/6) Sala 6 | 14h35, 17h00, 19h25 (diariamente), 12h10 (Sáb e Dom) » Homem de Ferro 2 (m/12) Sala 6 | 21h50 » Polícia

Música Concerto City of Southampton Albion Band, sábado às 21.30 horas, na Praça do Mar (Quarteira).

Olhão Poesia Leituras e conversas em torno da poesia, poetas e outras coisas concretas, quarta-feira, dia 23, às 18 horas, na Biblioteca Municipal.

Fotografia Exposição colectiva subordinada ao tema “Texturas”, de segunda a sexta-feira, das 9 às 16 horas, na Casa da Juventude. Até 15 de Julho.

Portimão Música Concerto por Tiago Bettencourt & Mantha, sábado às 21.30 horas, no Pequeno Auditório do TEMPO – Teatro Municipal de Portimão.

de 17 a 23 de Junho de 2010

sem Lei (m/12) Sala 7 | 22h00 (diariamente), 00h35(SexeSáb»Marmaduke* (m/4)Sala 7 | 15h10, 17h25, 19h40 (diariamente) 10h20, 12h55 (Sáb e Dom) » Astro Boy (m/4) Sala 8 | 15h05, 17h15, 19h35 (diariamente), 10h15, 12h50 (Sáb e Dom) » Segredos à Medida (m/12)Sala8|21h45(diariamente),00h25(Sex e Sáb) » AIlhadoImpy (m/6) Sala 9 | 10h30 (SábeDom)»PríncipedaPérsia (m/12)Sala 9 | 16h20, 18h50, 21h20 (diariamente), 23h55 (Sex e Sáb), 13h50 (Sáb e Dom) albufeira AlgarveShopping 289 560 351 NannyMcPheeeoToquedeMagia(m/6) | Sala 1 | 13h15, 15h50, 18h20 >> Pesadelo em ElmStreet(m/16)|Sala1|21h50,00h00*>>Ela éDemaisparaMim*(m/12) | Sala 2 | 13h30, 16h00, 18h40, 21h25, 23h55* >> AMulherdo Viajante no Tempo (m/12) | Sala 3 | 13h10, 16h05,18h50,21h20,23h50*>>Marmaduke*

(m/4) | Sala 5 | 13h00, 15h00, 17h00, 19h00, 21h35, 23h40* » Homem de Ferro 2 (m/12) Sala 5 | 18h30, 21h00, 23h30* » Como Treinares o Teu Dragão (m/6) | Sala 5 | 13h40, 16h20 » PlanoB...ebé*(m/12) Sala 6 | 13h20, 16h10, 18h45, 21h40, 00h05* » Príncipe da Pérsia (m/12) | Sala 7 | 12h55, 15h30, 18h10, 21h10, 23h45* » Sexo e a Cidade 2 (m/12) Sala 8 | 12h45, 15h40, 18h35, 21h30, 00h25* »RobinHood2(m/12)|Sala9|12h50,15h35, 18h25, 21h15, 00h10* * Sessão à Sexta e Sábado Olhão C. C. Ria Shopping 289 703 332 Nanny McPhee e o Toque de Magia (m/6) | Sala 1 | 13h00, 15h30, 18h30, 21h30 (diariamente), 10h30 (Qua, Qui, Sáb, Dom), 23h50 (Sex e Sáb) >> Príncipe da Pérsia (m/12) | Sala 2 | 15h15, 18h15, 21h15 (diaria-

*

São Brás Pintura e fotografia Exposição de Aurélia Parreira, diariamente, das 10 às 13 e das 15 às 19 horas (encerra segunda-feira de manhã, sábado à tarde e domingo), na Galeria Municipal. Até dia 30.

Tavira Pintura Exposição de Olavo Cavaco “Tavira”, de terça-feira a sábado, das 10 às 17.30 horas, na Casa André Pilarte. Até dia 26.

estreias

mente), 23h45 (Sex eSáb)>>Políciasem Lei (m/16) | Sala 3 | 15h25, 18h25, 21h25 (diariamente),23h30 (Sex e Sáb)

(m/4) | Sala 4 | 12h50, 15h10, 17h10, 19h10, 21h40, 23h40* » Ela é Demais para Mim* (m/12) | Sala 6| 13h00, 15h40, 18h30, 21h30, 23h50 * Sessão à Sexta e Sábado

Portimão C. C. Continente 282 418 180 Sexo e a Cidade 2 (m/12) | Sala 1 | 12h40, 15h30, 18h25, 21h20, 00h20* » Príncipe da Pérsia (m/12) | Sala 2 | 13h20, 16h00, 18h50, 21h50, 00h15* >> Robin Hood 2 (m/12) | Sala 3 | 21h10, 00h00* » A Ilha de Impy (m/6) | Sala 3 |13h30, 15h15, 17h05, 19h00 » Nanny McPhee e o Toque de Magia (m/6) | Sala 4 | 13h10, 15h50, 18h40 » Pesadelo em Elm Street (m/16) | Sala 4 | 22h00, 00h10* >> Marmaduke*

Cinemas de Portimão 282 411 888 Ela é Demais para Mim* (m/12) | Sala 1 | 15h30, 18h00, 21h30 (diariamente), 00h00 (Sex e Sáb) > > Nanny McPhee e o Toque de Magia (m/6) | Sala 2 | 15h45, 18h15, 21h45 (diariamente), 00h00 (Sex e Sáb) Tavira Cine-Teatro António Pinheiro 281 322 671 Norte (m/12), 21h30 (Qui) >> Greenberg (m/12), 21.30 (Dom)

Como Tratar da sua Horta Nos dias que correm, há uma preocupação cada vez maior com a qualidade dos alimentos que ingerimos e os legumes não são excepção. Pois bem, chega agora até si este pequeno guia útil e prático, que não só lhe apresenta os legumes de A a Z como também o ajudará a preparar a terra para o cultivo, conhecer as propriedades do solo e das sementes, saber o que plantar e quando e manter a horta livre de pragas. Autores: Giordano e Daniel Puiboube

Mar de Sangue Alex Connor quer fugir do seu passado. Após a morte da mulher, ele quer esquecer a sua vida e só a sua amiga Sarah lhe dá ânimo. Sarah é assassinada e a Polícia, embora tenha descoberto o criminoso, que rapta mulheres e as tortura para que se esvaiam em sangue, não encontra o seu cadáver. Autor: Steve Mosby

horóscopo Carneiro (de 21/03 a 20/04) Sentirá necessidade de obter maiores definições acerca da sua vida sentimental. Não prolongue estados que são pouco rentáveis.

Balança (de 23/09 a 22/10) Não veja segundas intenções em todos os gestos e atitudes. Tem tendência a dispersar-se; os resultados do dia ficarão aquém das possibilidades.

Touro (de 21/04 a 20/05) Nota-se uma crescente capacidade para se vincular afectivamente. Pode fazer aplicações económicas ou melhorar as suas condições de vida.

Escorpião (de 23/10 a 21/11) Conflitos podem surgir de várias frentes e situações. Forte tendência para ser criticado, mas não deve dar importância a comentários.

Gémeos (de 21/05 a 20/06) Nas relações sentimentais terá de impor regras e disciplina de forma acentuada. Hoje custe o que custar, tem de ser cumpridor a 100%.

Sagitário (de 22/11 a 21/12) É altura de esclarecer dúvidas e definir relacionamentos. Alterações conjunturais parecem jogar a seu favor, trazendo maior liquidez.

Caranguejo (de 21/06 a 22/07) Não fale por meias palavras ou de forma indirecta. Arrepie caminho; nalguns casos está muito a tempo de salvar algumas situações.

Capricórnio (de 22/12 a 19/01) Vai sentir-se seguro dos seus sentimentos e capaz de desenvolver laços afectivos. Conseguirá grandes progressos a nível profissional.

Leão (de 23/07 a 22/08) Tendência a sentir-se confuso, não recorra a terceiras pessoas para tomar decisões. Peça mais tempo para concluir os trabalhos, nada de pressas.

Aquário (de 20/01 a 18/02) Vai estar capaz de desenvolver uma relação sentimental. Actue de acordo com a sua previsão das coisas; as suas ideias estão bem canalizadas.

Virgem (de 23/08 a 22/09 ) Respeite sentimentos e necessidades de uma relação; não volte a repetir erros do passado. Tende a ser solícito e prestativo em excesso.

Peixes (de 19/02 a 20/03) Aceite convites ou sugestões; hoje o dia pode comportar surpresas agradáveis. Recorde experiências e utilize-as no tratamento de novas questões.


CLASSIFICADOS

ı

ANÚNCIOS

17 de Junho de 2010 |

MORADIA V5 OLHÃO

VENDE-SE

1º. PISO: Ampla Sala Comum, Lareira, Ginásio, área coberta de Hidromassagem: Jacuzzi c/ 3 m. X 1,60m., c/Aquecimento, Jacto e Aspiração, Casa de Banho, Cozinha, Despensa, Logradouro, Barbecue e Jardim. Estacionamento Privado. 2º. PISO: 1 Suite, 3 Quartos, 2 Casas de Banho, Hall e Varandas;

AREA COBERTA: 210 M2

Um Jornal feito para si

3º. PISO: Biblioteca e Terraço com vista Mar e Serra. EQUIPAMENTOS: Instalação Central de Ar Condicionado, Aspiração, TV Cabo, Telefones, outros equipamentos e alguma mobília. Corrente eléctrica trifásica. Escada Fácil até ao 3º. Piso Toldo de Lona Articulado e outro fixo entrelaçado Casa de Máquinas para Aquecimento, Jacto e Aspiração

PREÇO: 300.000,00 EUROS.

Tlm 917 342 838

VENDO ARMAZÉM INDUSTRIAL EN 125- Luz de Tavira - Junto ao Posto Galp Imóvel investimento, Área 900 m2 Contacto: 965 450 415

COMPRA-SE MORADIA Moradia com algum terreno, situada próximo de Tavira ou Cabanas Contactar Tlm.: 918 617 269

ARRENDA-SE GARAGEM com 100m2 no centro da cidade de Tavira Contactar: 281 323 693 Telm: 967 002 441

ALUGA-SE TODO O ANO Moradia T2 s/mobília Miramar – Tavira Vista para o mar Contacto: 919 219 279

A SOLIDÃO É UMA TRISTEZA Cavalheiro procura esposa. Assunto sério. Não interessa riqueza. Contactar: 927 079 771

CARTÓRIO NOTARIAL DE OLHÃO Rua Patrão Joaquim Casaca, lote 1, r/c, Notário Lic. António Jorge Miquelino da Silva Certifico narrativamente para efeitos de publicação que por escritura de 27 de Maio de 2010, exarada a folhas 136 do livro de notas deste Cartório número 72 – A, Maria João da Glória Simão e marido Arnaldo da Conceição de Jesus, casados sob o regime da comunhão geral, naturais da freguesia de Santa Catarina da Fonte do Bispo, concelho de Tavira, residentes na Rua António Viegas Calçada, número 26, 1.º esq., em São Brás de Alportel, contribuintes fiscais números 207 149 933 e 207 150 036, declaram-se donos e legítimos possuidores, com exclusão de outrem, do prédio urbano térreo, destinado a habitação, sito em Pocilgias, freguesia de Santa Catarina da Fonte do Bispo, concelho de Tavira, composto por cinco compartimentos, duas dependências anexas e logradouro, com a área coberta de cento e trinta e quatro vírgula setenta metros quadrados e descoberta de cento e cinquenta e cinco metros quadrados, a confrontar do Norte com os próprios, do Sul com Manuel Gago Cavaco, do Nascente com caminho e do Poente com Manuel Simão, inscrito na matriz em nome da justificante mulher sob o artigo 202, com o valor patrimonial tributável de doze mil oitocentos e sessenta euros, correspondente ao descrito na Conservatória do Registo Predial de Tavira sob o número mil quinhentos e vinte e cinco / noventa dez dezasseis (Santa Catarina da Fonte do Bispo) e a parte não descrita na citada Conservatória. Que a aquisição da parte descrita do prédio se encontra registada na aludida Conservatória a favor de Vitorino Simão e mulher Maria da Glória Simão pela apresentação quatro, de dezasseis de Outubro de mil novecentos e noventa, tendo ficado a pertencer a eles, justificantes, por lhes ter sido adjudicado pelo Inventário Judicial instaurado por morte dos referidos Maria da Glória e marido Vitorino Simão, falecidos respectivamente aos quatro de Janeiro de mil novecentos e noventa e três e catorze de Março de dois mil, casados sob o regime da comunhão geral, residentes que foram em França, e que correu os seus termos pelo Tribunal Judicial de Faro – Primeiro Juízo Cível – sob o número Setecentos e vinte e quatro / dois mil e dois (Herança), tendo sido proferida sentença aos dez de Fevereiro de dois mil e nove, que transitou em julgado aos vinte e três de Fevereiro de dois mil e nove. Que a parte não descrita do citado prédio era composta por vários compartimentos e logradouro, a confrontar do Norte com os próprios, do Sul com Manuel Gago Cavaco, do Nascente com caminho e os próprios e do Poente com Rosa Contreiras Gago, com a área coberta de sessenta vírgula setenta metros quadrados e descoberta de cento e cinquenta e cinco metros quadrados, sem inscrição matricial autónoma, encontrando-se actualmente e após diversas obras de melhoramento, integrada no mencionado artigo 202, e a que atribuem o valor de cinco mil euros. Que entraram na posse da acima identificada parte do prédio, por doação meramente verbal e nunca reduzida a escritura, em data imprecisa do ano de mil novecentos e oitenta, feita por seus, respectivamente, pais e sogros, Maria da Glória e Vitorino Simão, atrás já referidos. E que sem qualquer interrupção no tempo, desde então, portanto há mais de vinte anos, têm estado na posse da citada parte do prédio, tendo nele efectuado obras de melhoramentos, cuidando da sua manutenção e habitando-a, enfim usufruindo-a no gozo pleno de todas as utilidades por ele proporcionadas sempre com ânimo de quem exerce direito próprio, posse essa exercida de boa-fé, por ignorarem lesar direito alheio, de modo público, porque com conhecimento de toda a gente e sem oposição de ninguém, pacífica, porque sem violência, e contínua, pelo que adquiriram a dita parte do prédio por usucapião, não tendo, todavia, dado o modo de aquisição, título extrajudicial normal capaz de provar o seu direito. Está conforme: Cartório Notarial de Olhão, sito na Rua Patrão Joaquim Casaca, lote 1, r/c, aos 27 de Maio de 2010 O Colaborador com competência delegada Ao abrigo do artº 8 do Dec. Lei nº 26/2004 de 4/02 Carlos Eduardo Mendonça Viegas Conta registada sob o nº 1207 / 2010

POSTAL do ALGARVE, nº 992, de 17 de Junho de 2010)

Tractor - Rega, Lda

Tlf: 281 320 90o Fax 281 320 909 Tlm: 918 201 748 geral@postaldoalgarve.com

às sextas com o Público

DESINFESTAÇÕES, LDA. Olhão

19


20

| 17 de Junho de 2010

ANÚNCIOS Farmácias de Serviço

Direção Técnica:

Dr.a Rita Fonseca • Dr.aIsabel Afonso (MÉDICAS ESPECIALISTAS EM PATOLOGIA CLÍNICA)

Acordos com:

Medis, Multicare, C.G.D.

tlf 281 098 099 • fax 281 096 010 • geral@artlabos.pt • www.artlabos.pt Rua Dr. Renato Mansinho da Graça, Lote 1 • 8800-363 Tavira

Os bons negócios começam aqui

Tlf: 281 320 90o | Tlm: 918 201 748 Fax: 281 320 909 geral@postaldoalgarve.com


ANÚNCIOS I NECROLOGIA

CÂMARA MUNICIPAL DE TAVIRA EDITAL N.º 47/2010

Para constar e produzir efeitos legais se publica o presente Edital e outros de igual teor que vão ser afixados nos lugares de costume.

Câmara Municipal EDITAL N.º 15/2010 Dr. Francisco Augusto Caimoto Amaral, Presidente da Câmara Municipal de Alcoutim, Torna Público que: A Câmara Municipal de Alcoutim em reunião ordinária realizada em 26 de Maio de 2010, deliberou promover a abertura de concurso para venda de 6 (seis) lotes no “Loteamento na Zona Industrial de Alcoutim” – Lotes 2, 3, 13, 15, 17, 18 – para construção de unidades industriais (pequena e média indústria), nos termos do Regulamento publicado no Diário da República, de 12 de Maio de 2005, com a alteração constante no Edital n.º 500/2010, do Diário da República publicado em 19 de Maio de 2010. As candidaturas para aquisição dos lotes deverão ser entregues até às 15.00 horas do dia 28 de Junho de 2010, na Secção de Expediente da Divisão Administrativa e Financeira, Largo de Timor, junto ao Mercado Municipal, Alcoutim, através do preenchimento de impresso próprio a fornecer pelos serviços. As candidaturas serão apreciadas de acordo com os seguintes critérios: 1. Relocalização de empresas inseridas na malha urbana do concelho de Alcoutim, devendo ser apresentada uma declaração de compromisso de desactivação da referida unidade; 2. Actividade a instalar: melhores tecnologias disponíveis, designadamente a nível ambiental; 3. Números de postos de trabalho actuais e a criar; 4. Situação económica da empresa; A venda de lotes é efectuada por acordo directo, em regime de propriedade plena, pelo preço de m 1 (um euro) m2. O pagamento será efectuado da seguinte forma: 50 % no prazo máximo de 30 (trinta) dias após a atribuição e os restantes 50 % na data da celebração da escritura pública de compra e venda. Quaisquer esclarecimentos poderão ser prestados na Câmara Municipal ou através do telefone 281 540 500. Para constar se torna público este edital e outros de igual teor, que vão ser afixados nos lugares de estilo. Paços do Concelho de Alcoutim, 14 de Junho de 2010

Paços do Concelho, 09 de Junho do ano 2010 O PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL, Jorge Manuel Nascimento Botelho

O Presidente da Câmara Municipal, Dr. Francisco Augusto Caimoto (POSTAL do ALGARVE, nº 992, de 17 de Junho de 2010)

(POSTAL do ALGARVE, nº. 992, de 17 de Junho de 2010)

Rua Patrão Joaquim Casaca, lote 1, r/c, Notário Lic. António Jorge Miquelino da Silva Certifico narrativamente para efeitos de publicação que por escritura de 27 de Maio de 2010, exarada a folhas 134 do livro de notas deste Cartório número 72 – A, Maria João da Glória Simão e marido Arnaldo da Conceição de Jesus, casados sob o regime da comunhão geral, naturais da freguesia de Santa Catarina da Fonte do Bispo, concelho de Tavira, residentes na Rua António Viegas Calçada, numero 26, 1.º esq., em São Brás de Alportel, contribuintes fiscais números 207 149 933 e 207 150 036, declaram-se donos e legítimos possuidores, com exclusão de outrém, do prédio urbano, em ruínas, sito em Pocilgias, freguesia de Santa Catarina da Fonte do Bispo, concelho de Tavira, com a área de noventa e cinco metros quadrados, a confrontar do Norte, Sul, Nascente e Poente com os próprios, inscrito na matriz, em nome da justificante mulher, sob o artigo 3138, com o valor patrimonial tributável de seis mil e oitenta euros, a que atribuem igual valor, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Tavira. Que entraram na posse do referido prédio, por doação meramente verbal e nunca reduzida a escritura, em data imprecisa do ano de mil novecentos e oitenta, feita por seus, respectivamente, pais e sogros, Victorino Luís e Maria da Glória, casados sob o regime da comunhão geral, residentes que foram em França, já falecidos; e que sem qualquer interrupção no tempo, desde então, portanto há mais de vinte anos, têm estado na posse do mencionado prédio, mantendo a sua demarcação e procedendo à sua vigilância, pagando contribuições e impostos, posse essa exercida de boa-fé, por ignorarem lesar direito alheio, de modo público, porque com conhecimento de toda a gente e sem oposição de ninguém, pacífica, porque sem violência, e continua, pelo que adquiriram o mencionado prédio por usucapião, não tendo, todavia, dado o modo de aquisição, título extrajudicial normal capaz de provar o seu direito. Está conforme: Cartório Notarial de Olhão, sito na Rua Patrão Joaquim Casaca, lote 1, r/c, aos 27 de Maio de 2010 O Colaborador com competência delegada Ao abrigo do artº 8 do Dec. Lei nº 26/2004 de 4/02 Carlos Eduardo Mendonça Viegas Conta registada sob o nº 1206 / 2010 (POSTAL do ALGARVE, nº 992, de 17 de Junho de 2010)

21

Município de Alcoutim

TORNA PÚBLICO, que em reunião de Câmara Municipal, realizada no dia 09 Junho de 2010, foram tomadas as seguintes deliberações: 1. Aprovada por maioria a proposta da Câmara Municipal número 79/2010/CM, referente à 2ª. revisão às grandes opções do plano e ao orçamento de 2010; 2. Aprovada por unanimidade a proposta da Câmara Municipal número 80/2010/CM, referente à atribuição de subsídios e celebração de acordo de cooperação com a Sociedade Recreativa Musical Luzense; 3. Aprovada por unanimidade a proposta da Câmara Municipal número 81/2010/CM, referente ao Clube de Caça e Pesca dos Palheiros – atribuição deste subsídio em espécie; 4. Aprovada por unanimidade a proposta da Câmara Municipal número 82/2010/CM, referente à gestão de recursos humanos; 5. Aprovada por unanimidade a proposta da Câmara Municipal número 83/2010/CM, referente ao regulamento municipal de apoio à prática desportiva; 6. Aprovada por unanimidade a proposta da Câmara Municipal número 84/2010/CM, referente à alteração ao regulamento municipal dos períodos de abertura e encerramento dos estabelecimentos de venda ao público e de prestação de serviços do concelho de Tavira; 7. Aprovada por unanimidade a proposta da Câmara Municipal número 85/2010/CM, referente à aprovação do plano operacional municipal (POM) de 2010; 8. Aprovada por unanimidade a proposta da Câmara Municipal número 86/2010/CM, referente ao transporte escolar público – repartição de encargos; 9. Aprovada por unanimidade a proposta da Câmara Municipal número 87/2010/CM, referente a proposta de estatutos da associação Cittaslow Portugal (ACSP); 10. Aprovada por maioria a proposta da Câmara Municipal número 88/2010/CM, referente a E 65/09/CP – empreitada de construção do centro Escolar da Horta do Carmo (EB1+JI) – Tavira – relatório preliminar; 11. Aprovada por maioria a proposta da Câmara Municipal número 89/2010/CM, referente a atribuição de medalhas municipais de mérito e de bons serviços e dedicação;

CARTÓRIO NOTARIAL DE OLHÃO

17 de Junho de 2010 |

NOTARIADO PORTUGUÊS JOAQUIM AUGUSTO LUCAS DA SILVA NOTÁRIO em TAVIRA

Nos termos do Art°. 100, n°. 1, do Código do Notariado, na redacção que lhe foi dada pelo Dec-Lei n°. 207/95, de 14 de Agosto, faço saber que no dia catorze de Junho de dois mil e dez, de folhas oitenta a folhas oitenta e um, do livro de notas para escrituras diversas número cento e quarenta e três - A, deste Cartório, foi lavrada uma escritura de justificação, na qual: FRANCISCO GONÇALVES PALMA, NIF 108.039.323 e mulher MARIA CUSTÓDIA DA CONCEIÇÃO, NIF 108.039.315, ambos naturais da freguesia de Santa Maria, concelho de Tavira, casados sob o regime da comunhão geral de bens, residentes no sítio dos Talaeiros, Caixa Postal 502-Z, Tavira, declararam: Que, com exclusão de outrem, são donos e legítimos possuidores do prédio misto, sito em Taleiros ou Talaeiros ou Pontalinho, freguesia de Santa Maria, concelho de Tavira, a parte rústica composta por terra de pastagem, a confrontar do norte com Jorge Valentim, do sul com Marcelino Domingos, nascente e poente com Manuel Rosa e a parte urbana composta por edifício térreo com uma divisão, a confrontar do norte, sul e nascente com o próprio e do poente com Manuel António Pereira, com a área descoberta de dois mil e dois metros quadrados e a coberta de quarenta e seis metros quadrados, não descritos na Conservatória do Registo Predial de Tavira e inscritos na matriz, a parte rústica sob o artigo número 31.347, com o valor patrimonial de 490,00 m e a parte urbana sob o artigo número 7.703, com o valor patrimonial de 1.020,00 m; a que atribuem o valor MIL E QUINHENTOS E DEZ EUROS. Que adquiriram o prédio, já no estado de casados, por lhes ter sido adjudicado em data imprecisa do ano de mil novecentos e setenta, por partilha amigável e verbal, nunca reduzida a escritura pública, feita com os demais interessados, na herança aberta por óbito do pai da justificante mulher, António Pedro, residente que foi no mencionado sítio de Talaeiros. Que desde esse ano possuem o prédio em nome próprio, cuidando e cultivando a terra, fazendo as respectivas sementeiras, colhendo os frutos, habitando o urbano e nele fazendo obras de conservação e reparação necessárias, pagando os impostos e contribuições devidos, sem a menor oposição de quem quer que seja desde o seu início, posse que sempre exerceram sem interrupção e ostensivamente, com o conhecimento de toda a gente, sendo por isso uma posse pacífica, contínua e pública, pelo que adquiriram o prédio por usucapião. Vai conforme o original. Tavira, aos 14 de Junho de 2010 A funcionária por delegação de poderes; Ana Margarida Silvestre Francisco Conta registada sob o n°. PAO 1128 / 2010 Factura nº. 01144 (POSTAL do ALGARVE, nº 992, de 17 de Junho de 2010)

Um Jornal feito para si às sextas com o Público

Tlf: 281 320 90o | Fax 281 320 909 Tlm: 918 201 748 geral@postaldoalgarve.com

LUANDA - ANGOLA SANTA MARIA – TAVIRA

JOÃO ADELINO SOARES CASIMIRO 05-03-1959 / 11-06-2010

AGRADECIMENTO Os seus familiares vêm por este meio agradecer a todos quantos se dignaram acompanhar o seu ente querido à sua última morada ou que, de qualquer forma, lhes manifestaram o seu pesar.


| 17 de Junho de 2010

>> SOLUÇÃO

>> ASSINALE A FRASE CORRECTA Quando cheguei a casa já a minha avó havia morto o rato. Quando cheguei a casa já a minha avó tinha morto o rato. Quando cheguei a casa já a minha avó havera matado o rato. Quando cheguei a casa já a minha avó tinha matado o rato.

OPINIÃO

Sede: Rua Dr. Silvestre Falcão, n.º 13 C - 8800-412 Tavira - Algarve Tel: 281 320 900 | Fax: 281 320 909 E-mail: geral@postaldoalgarve.com Director: Henrique Dias (C.P. 3259). Director Comercial: Basílio Pires Editor: Ricardo Claro (C.P. TP912). Redacção: Ana Calhau (C.P. 6456), Cristina Mendonça (C.P. 3258), Helga Simão, Paula Ferro (C.P. 8424) e Cátia Henriques (C.P. TP1211). Design: Mário Coelho (C.P. TP593) Colaboradores fotográficos: José A. N. Encarnação “MIRA” Colaboradores: Beja Santos (defesa do consumidor), Nelson Pires (CR26). Departamento Comercial, Publicidade e Assinaturas: Anabela Gonçalves, José Francisco. Propriedade do título: Henrique Manuel Dias Freire, inscrito sob o nº 211 612 no Registo das Empresas Jornalísticas. Edição: Postal do Algarve - Publicações e Editores, Lda. Contribuinte nº 502 597 917. Depósito Legal: nº 20779/88. Registo do Título (dgcs): nº 111 613. Impressão: Coraze - Oliveira de Azeméis Distribuição: Banca - Logista, à sexta-feira com o Público/VASP - Sociedade de Transportes e Distribuição, Lda e CTT. Membro: APCT - Associação Portuguesa para o Controlo de Tiragem e Circulação; API - Associação Portuguesa de Imprensa; AIRA - Associação da Imprensa Regionalista Algarvia.

Tiragem desta edição:

10.406 exemplares

Cara lavada

Caravanas sem lei

Em Quarteira, voluntários puseram mãos à obra e, num dia, “lavaram a cara” da cidade suja pelos grafittis (Ler pág. 11).

Autocaravanistas queixam-se porque não os querem deixar “acampar” nos parques de estacionamento. E no país deles como é? (Ler pág. 7).

Beja Santos Assessor do Instituto de Defesa do Consumidor e consultor do Postal

Todo o século XIX é de compreensão e assimilação difícil, tanto a turbulência, as vicissitudes, guerras civis, disputas políticas e pronunciamentos militares. Em Portugal, o início do século ocorre com as invasões francesas, no tempo em que o país era esmagadoramente rural e analfabeto. Segue-se um pronunciamento militar, em 1820, que dará legitimidade ao liberalismo, base da monarquia constitucional. É um mundo novo com liberdades cívicas, com uma nova representatividade política e com o fermento democrático (todo o poder do Estado deriva do sufrágio da nação) emerge uma tensão entre liberalismo e radicalismo que não ficará resolvida no dia 5 de Outubro de 1910. O século prossegue com a reforma da Carta Constitucional, haverá muitos mais conflitos que dão por nomes que desassossegam o leitor desarmado: Setembrismo, Cabralismo, Patuleia, Saldanha, a Regeneração. Isto até 1851, pois a partir daí e até 1910 é preciso estar atento a múltiplos acon-

tecimentos, tais como, quezílias, novos partidos, reformas, a agonia da monarquia, entre outros. Serão décadas onde irão pontificar o marechal Saldanha, Fontes Pereira de Melo, o ultimato britânico, o aparecimento do Partido Republicano, os governos rotativos, a ditadura de João Franco, o regicídio, a “acalmação”, a queda da monarquia. Convenhamos que fazer uma síntese em cerca de 180 páginas de tudo isto é obra de peso, uma história breve da monarquia constitucional tem que obrigatoriamente atemorizar qualquer historiador. Mas essa obra existe, chama-se “A Monarquia Constitucional, 1807 – 1910”, é a visão da historiadora Maria de Fátima Bonifácio (Texto Editores, 2010), a síntese tem um valor incontestável. Vamos às etapas fundamentais desta monarquia constitucional. Primeiro, a emergência do radicalismo. As invasões francesas tiveram uma enorme repercussão na mentalidade urbana: apareceram os “afrancesados” e os “jacobinos” que fizeram a

guerra sem quartel aos ricos e poderosos do antigo regime. A igreja viu-se contestada, o Portugal católico do antigo regime teve sempre grande dificuldade em adaptar-se aos novos tempos, sobretudo à soberania popular. O povo entrou na cena política, pela constituição o rei passou a ser o árbitro da política portuguesa, a Igreja irá permanecer fiel ao miguelismo e ao tradicionalismo. Segundo, a guerra civil findou com a derrota política do miguelismo que desapareceu das altas instâncias da política e permaneceu na aristocracia titular e na fidalguia rural. Começam os pronunciamentos, as desordens, a era de Costa Cabral. É um período de anarquia que tem a sua expressão mais contundente na revolta da Maria da Fonte. Vive-se um período de revoluções e pacificações: a guerra civil da Patuleia, pontifica o marechal Saldanha, reaparece Costa Cabral, chegou a hora do pronunciamento da Regeneração. Terceiro, o país habitua-se a viver com a questão clerical, vai

emergindo a republicanização da monarquia até que emerge uma nova ordem partidária com regeneradores e progressistas, um quadro de alternância que substitui os partidos denominados por reformista, histórico e regenerador. É a era de Fontes Pereira de Melo, assiste-se à descoberta do destino africano de Portugal, instala-se uma guerra religiosa e o ultimato britânico de 1890 põe em marcha um movimento patriótico que dá alento aos republicanos. Os partidos tradicionais dão sinais de esgotamento (a alternância não resolve coisa nenhuma, os partidos tradicionais tinham chefes que eram escolhidos por direito de sucessão). É nisto que João Franco se perfila como alternativa, por via da fundação do Partido Regenerador Liberal, enquanto José Maria d’Alpoim provoca uma cisão no partido de José Luciano de Castro. A opinião pública assaca responsabilidades ao rei, D. Carlos é acusado de degradação do regime.

design: POSTAL

FICHA TÉCNICA

A forma correcta é quaisquer. Qualquer é formado a partir do pronome qual e do elemento invariável quer. Por conseguinte, só o pronome qual toma a forma plural: quaisquer dúvidas. As restantes formas estão incorrectas, apesar de serem utilizadas frequentemente em situação de oralidade e escrita.

Esta é uma iniciativa das Bibliotecas Paula Nogueira, do Agrupamento de Escolas (AE) Professor Paula Nogueira (Olhão), que conta com a parceria de: AE da Sé (Faro); AE D. Afonso III (Faro); AE Dr. Alberto Iria (Olhão); AE de Estoi (Faro); AE Professora Diamantina Negrão (Albufeira); AE de Castro Marim; Escola EB 2, 3 Poeta Bernardo Passos (São Brás); Escola Secundária João de Deus (Faro); jornal regional Postal do Algarve que, semanalmente, divulga os problemas e as soluções deste jogo. Convidamos todas as bibliotecas, interessadas em aderir ao Jogo da Língua Portuguesa e receber os materiais para o mesmo, a contactar: biblioteca.epnogueira@ gmail.com ou geral@postaldoalgarve.com

Um século antes do advento da República

A opinião conta As opiniões e cartas de leitor devem ter um máximo de 320 palavras e serem remetidas ao POSTAL por e-mail com nome, morada e telefone do autor. O POSTAL reserva-se o direito de seleccionar trechos que considere importantes e de determinar a sua publicação de acordo com a disponibilidade na secção e com a linha editorial do jornal.

da semana passada

Eu não tenho quaisquer dúvidas em Língua Portuguesa. Eu não tenho qualqueres dúvidas em Língua Portuguesa. Eu não tenho quaisqueres dúvidas em Língua Portuguesa. Eu não tenho qualquer dúvidas em Língua Portuguesa.

SOBE & DESCE

22


PUB

PUB

PUB

M路QUINAS


última Mundial não arranca em Faro e Portimão

Tiragem desta edição:

10.406 exemplares PUB

Ecrãs gigantes não funcionaram A INDIGNAÇÃO tomou conta de

cerca de meio milhar de adeptos que em Faro esperavam poder ver o jogo de arranque da participação de Portugal na Copa do Mundo contra a Costa do Marfim. Um consumo excessivo de energia fez disparar o quadro e impediu o funcionamento de um ecrã gigante instalado, numa parceria entre a Câmara Municipal e a Associação de Comércio e Serviços da Região do Algarve (ACRAL), no Jardim Manuel Bívar, no centro da cidade. “O ecrã está pronto. O que se passou foi que o teste foi feito durante a noite, com tudo a funcionar bem, mas como as diferenças de luminosidade provocam alterações no consumo eléctrico, ao ser ligado esta tarde o quadro disparou porque o ecrã consome mais de dia do que de noite”, justificou o presidente da, João Rosado, em declarações à Lusa. O mesmo responsável adian-

tou que “a mesma situação se verificou em Portimão”, onde também o ecrã gigante não funcionou a tempo do início da partida, ao contrário do de Olhão, que funcionou “sem problemas”. “Como uma das entidades responsáveis pela montagem dos ecrãs, queremos pedir desculpa às pessoas que tinham pensado ver o jogo nesses locais. Mas de certeza que Portugal ainda terá muitos jogos neste Mundial e as pessoas terão mais oportunidades de ver os encontros nos ecrãs gigantes”, disse ainda o responsável da ACRAL, frisando que o ecrã “já está a funcionar, embora a três quartos, uma vez que não estão os módulos todos ligados”. As pessoas acabaram por abandonar o local onde foi instalado o ecrã gigante por não conseguirem ver o jogo e rumaram aos cafés e bares das redondezas para poderem fazê-lo. MHC

EROSÃO COSTEIRA

Praias recebem toneladas de areia D.R.

 Operação vai decorrer até ao fim do ano

O MAIOR enchimento artificial

de areia está a decorrer em seis praias no concelho de Loulé, numa operação que visa depositar 1,25 milhões de metros cúbicos de areia para travar a erosão costeira. Forte Novo, Almargem, Loulé Velho, Vale do Lobo, Dunas Douradas e Vale do Garrão são as abrangidas, num investimento de seis milhões de euros. A operação, que dura até ao

fim do ano, conta com 70% de financiamento comunitário e 30% são assegurados por Vale do Lobo. Uma draga vai retirar a areia ao largo da costa algarvia e a cerca de 30 quilómetros de profundidade e depositá-la depois nas praias, estimando-se que o enchimento consiga atrasar em cerca dedez anos a erosão costeira. CCM PUB


Postal 992