Page 1


2

| 21 de Abril de 2017

DESTAQUE

ZZZ pág. ## Textos e fotos: Ricardo Claro Infografias:'O perfil do Turista

ZZZ pág. ##

que visita o Algarve' João Ferradeira / João Pedro Portugal

Turismo do Algarve revela o perfil do turista na região Estudo da Universidade do Algarve recorre a amostra impressionante para desenhar o perfil de quem escolhe o Algarve para fazer turismo. MAIS DE 18 MILHÕES DE DORMIDAS REALIZADAS POR QUATRO MILHÕES DE HÓSPEDES são os números impressionantes que o Algarve atingiu em 2016 na área do turismo. Com 904,6 milhões de euros de proveitos na hotelaria, os números do último ano fazem da região o gigante do turismo nacional, representando 33,7% das dormidas no país, 31,2% dos proveitos da hotelaria nacional e levam o Algarve ao primeiro lugar nacional em dormidas totais, dormidas de estrangeiros, dormidas de residentes e proveitos totais. Mas estes números de sucesso, consolidados durante o consulado de Desidério Silva à frente da Região de Turismo do Algarve (RTA), mais não são do que o reflexo do comportamento de pessoas, os turistas. Sejam eles nacionais ou estrangeiros, tradicionais ou residenciais, são estas pessoas que dão ao Algarve o título de ponta-de-lança do turismo nacional. Pessoas que sendo fundamentais para a região importa conhecer melhor a cada momento, compreender tão profundamente quanto seja possível e de que importa, pois, ter um perfil. Foi este o desafio que a RTA lançou à Universidade do Algarve, o de desenhar o perfil do turista da região, e a equipa liderada pelos professores Antónia Correia e Paulo Águas deu corpo a um estudo assente numa amostra de dimensões "exageradas no sentido positivo do termo", recorrendo à análise de 4.205 inquéritos, respondidos por turistas que visitaram o Algarve em época alta (61%) e baixa (39%). É esta amostra anormalmente grande que dá sustento à afirmação de que este é um estudo

Resultado é uma das mais significativas ferramentas de trabalho para quem todos os dias tem de definir estratégias para fazer mais e melhor

no sector económico mais importante da região. O POSTAL mostra-lhe alguns dos principais indicadores deste trabalho de investigação.

com uma especial representatividade do universo total dos turistas regionais.

superam 1 a 2% das escolhas.

A COMPLEMENTARIDADE DE DESTINOS E A IMPORTÂNCIA NA ESCOLHA DAS VIAGENS DE FÉRIAS Desidério Silva já havia

O PESO DO TURISMO NO ALGARVE FACE À PROLIFERAÇÃO DE CAMAS PARALELAS Sempre que se

analisam números do turismo no Algarve a questão de mais relevo na definição do quadro regional é a do elevado número de camas paralelas que a região disponibiliza e que foge às estatísticas. Boa prova disso é a lapidar frase que o estudo da UAlg contém reportando-se a dados de 2015: "dormidas de 17 milhões [o número oficial atingido em 2015] representam 55% da verdadeira dimensão turística no Algarve. Se aos 45% por contabilizar somarmos o efeito multiplicador duma estada do turista residencial 1,4 vezes superior ao turismo tradicional. Pode admitir-se que o sobredimensionamento da procura turística, que em termos de hóspedes se queda pelos 45% em dormidas pode significar mais de 77%, ou aproximadamente 40 milhões de dormidas". Eis a magnitude do desvio

î Desidério Silva presidiu à apresentação do estudo do perfil do turista realizado pela UAlg mais viajam para o Algarve, seguidos dos alemães (10%), espanhóis e franceses (7%, cada). Já os turistas provenientes da Holanda registam 3% do peso total da amostra e, finalmente, os portugueses 31% e os turistas de outros países 10%.

BARLAVENTO CONTINUA A CONCENTRAR A PARTE DE LEÃO DO TURISMO O barlavento é a

zona do Algarve que retém a

î O peso das zonas do Algarve em termos de turismo (quadro 1) inicial que as camas paralelas provocam em qualquer estatística na região.

A AMOSTRA QUANTO AOS PAÍSES DE RESIDÊNCIA DOS TURISTAS O estudo mostra que os tu-

ristas com origem nas ilhas da Grã-Bretanha (31%) são os que

maior parte destes turistas (64%), sendo que o centro capta 21%, enquanto apenas 15% destes optam pelo sotavento. Lagos, Portimão, Albufeira e Loulé são os grandes pólos turísticos da região, assinala sem surpresas o estudo.

TURISMO RESIDENCIAL VS. TURISMO TRADICIONAL; ONDE FICAM? Os turistas de visita

ao Algarve distribuem-se pelo

amigos e a saúde & bem-estar ficam a milhas de distância enquanto razões para rumar à região (ver quadro 2).

î O que traz os turistas ao Algarve (quadro 2) alojamento tradicional (55%) e residencial (45%) (ver quadro 1). Albufeira (42%), Loulé (12%) e Portimão (12%) são os municípios preferidos dos turistas tradicionais, já o turista residencial escolhe - para além de Albufeira, Loulé e Portimão que concentram 50% destes turistas Faro (7%), Lagos (8%), Silves (7%) e Tavira (7%) como destinos.

O QUE TRAZ OS TURISTAS AO ALGARVE As férias e o lazer são

os motivos que, de longe, mais trazem turistas ao Algarve. 80% dos turistas, sejam residenciais ou tradicionais, visitam-nos por estas razões e a família e

COMO SE DESLOCAM OS TURISTAS NO ALGARVE Numa região

onde os transportes públicos são o que se sabe para os residentes, imagine se for um turista e tiver de lidar com estes meios de transporte. Não espanta por isso que os turistas prefiram massivamente o carro para as suas deslocações dentro da região. Refere o estudo da UAlg que os meios de transporte públicos continuam a não ter expressão na mobilidade dos turistas. Em todos os tipos de análise o carro sai vencedor no que toca ao meio de transporte escolhido, comboios e autocarros não

por altura da Bolsa de Turismo de Lisboa chamado a atenção para a importância da complementaridade de destinos na oferta turística. A presença do Algarve lado-a-lado com o Turismo do Norte na FITUR foi o exemplo dado por Desidério Silva como mote para a necessidade de promoção conjunta dos destinos, de forma a criar complementariedade. O estudo da UAlg revela nesta matéria que para os turistas que o integraram, 12% dos turistas tradicionais e 11% dos residenciais, circulam entre o Alentejo (11 e 18%), Lisboa (55 e 48%) e Porto (17 e 13%). Propor cada vez mais uma visita ao Algarve como ponto de partida ou como rota de interesse para os turistas que escolhem destinos em Portugal é uma aposta que deve ser seguida. Na apresentação do estudo que decorreu na Região de Turismo do Algarve algumas das questões colocadas por quem ouviu os resultados não obtiveram respostas com base neste estudo. O desenho do perfil geral do turista da região não foi compatível com algumas das respostas desejadas, nomeadamente por players do sector do turismo que procuram descobrir de forma mais afinada como conquistar os seus clientes. Razões suficientes para que se pense seriamente em desenvolver o estudo agora apresentado de forma a dar respostas menos genéricas e mais úteis para os empresários.


21 de Abril de 2017 |

3

Turistas no Algarve: Estudo da RTA desenha o perfil de quem nos vista

SELECCIONAR O DESTINO:

'Boca-a-boca' e internet dominam na hora da escolha

Quanto e como gastam os turistas que 'adoram' o Algarve Que impressão emocional têm os turistas que nos visitam, como gastam o seu dinheiro e quanto gastam na região de acordo com o estudo O ALGARVE É AVALIADO DE FORMA POSITIVA POR 98% DOS TURISTAS abrangidos

î O que partilham e onde partilham os turistas na internet

COMO ESCOLHEM OS TURISTAS O DESTINO ALGARVE É UMA DAS QUESTÕES MAIS IMPORTANTES A QUE O ESTUDO DA UALG DÁ RESPOSTA. A reserva de alojamento é hoje e de forma consistentemente crescente concretizada on-line (61% em qualquer forma de turismo). Ferramentas como a Booking.com, a AirBnb e a HomeAway são as mais utilizadas, mas o 'boca -a boca' tem uma expressão que não pode ser desprezada. A palavra sobre o quão bom é o Algarve enquanto destino faz-se cada vez mais com os contactos das redes sociais. Contactos pessoais e experiência prévia são os outros meios de reserva usados (25% no turismo residencial e 18% no turismo tradicional) fruto da larga experiência que estes turistas possuem na região. As agências de viagem têm mais relevo na época baixa por força duma maior procura de alemães. O estudo revela que turistas residenciais e tradicionais socorrem-se de quase todas as fontes de informação disponíveis para escolherem o destino de férias, "ainda que as mais utilizadas sejam as recomendações de familiares e amigos, as pesquisas on-line e as redes sociais".

COMO PARTILHAM OS TURISTAS AS EXPERIÊNCIAS QUE VIVEM Os

turistas são elemento fundamen-

tal na geração de novos turistas e são nessa medida um meio precioso para assegurar por um lado a manutenção do mercado já conquistado, com o seu regresso, e por outro lado um factor de multiplicação na capacidade de captar novos visitantes. O turista tradicional apresenta uma maior intenção de partilha da sua experiência na região (53%) relativamente ao turista residencial (48%),. A partilha faz-se principalmente, em ambos os casos, pela rede social Facebook (50% e 53%). Quanto aos conteúdos que partilham, o estudo destaca que as fotos lideram a quota (43% e 45%), seguidas dos comentários (33% e 32%). Razões para que a aposta nas redes sociais e na difusão através da web, nomeadamente com recurso a meios de promoção inovadores e de elevada capacidade de penetração na internet, sejam apostas a ter em conta quando se trata de promoção do destino e mesmo da sua consolidação, já que cada vez mais só existe quem está presente. Mas estar presente na web e nas redes sociais não basta. Numa era em que o marketing digital se desenvolve e inova à velocidade de um clique ou do toque num qualquer ecrã, estratégia é a palavra de ordem, ainda mais quando a voracidade destes suportes comunicacionais é tão grande para a boa imagem, como para a má.

pelo estudo do perfil do turista desenvolvido para a RTA pela UAlg. Mais de 90% garantem que vão recomendar o destino aos círculos mais próximos e o custo pesa de forma positiva na avaliação com 69% dos turistas a considerá-lo acessível. Mas os turistas realmente 'adoram' o Algarve? A apreciação mais exacta de acordo com o destino exclui o adjectivo, mas dá bons indícios sobre quanto gostam os turistas da região. Quanto ao que mais gostam no Algarve a resposta é transversal: a praia, o clima, a gastronomia e as pessoas são os atributos que justificam a satisfação. Quanto a emoções quando por cá estão, tão importantes num futuro do sector que se desenha cada dia mais para o caminho do turismo de experiências e sensações, palavras como felizes, satisfeitos, tranquilos e relaxados são as que marcam o discurso dos nossos visitantes. O perfil obtido pela UAlg dá ainda nota de uma forte afinidade do turista com o destino Algarve, mesmo quando se trata de turismo tradicional. Segundo o estudo apresentado, "para ser perfeito, o Algarve, só precisa de gerir capacidades de carga , para evitar o congestionamento que os turistas não apreciam", ao mesmo tempo que, ainda nos pontos fracos da análise ao perfil, a necessitar de melhoria estão também os serviços (atendimento), o estacionamento e o trânsito.

î Distribuição dos gastos dos turistas na região

QUANTO GASTA EM MÉDIA O TURISTA Sabendo que os pro-

veitos na hotelaria da região representaram no ano passado 904,6 milhões de euros, não é de espantar que seja determinante saber quanto e onde gastam os turistas o dinheiro que trazem para a região, seja ele euros ou divisas de países fora da zona económica da moeda da União Europeia. "Os turistas de visita ao Algarve gastam em média por dia 136 euros, valor este que se traduz numa receita média por turista de 1.400 euros, montante que simboliza a receita média que cada tu-

rista gera", afirma o estudo encomendado pelo Turismo do Algarve. Se aplicarmos este valor médio de receita gerada por cada turista aos quatro milhões de hóspedes que o Instituto Nacional de Estatística atribui ao Algarve em 2016, o número alcançado é de uma receita de 5.600 milhões de euros. E quando se fala em hóspedes fala-se somente no mercado oficial, deixando de fora todo o paralelo. Em média do gasto que faz o turista deixa 40,5% em alojamento, 18% em transporte e 41,5 % em outras D.R.

î Plateia cheia na apresentação do Perfil do Turista que visita o Algarve

despesas.

TRAÇOS GLOBAIS DO ESTUDO Quanto a conclusões, das várias extraídas pelos autores do estudo, destaca-se o entendimento que "no global, a procura turística no Algarve aporta à região um número muito equivalente de turistas residenciais e turistas tradicionais. Para a equipa por detrás da análise dos dados "a base de qualquer estratégia de marketing passa por atrair novos clientes e reter os actuais, no Algarve esse desiderato está mais do que conseguido, 80% dos turistas já tinham visitado o Algarve e destes muitos são os que persistem nesta relação entre a década de 80 e a de 90 (24%)". As intenções de regresso demonstram que o retorno à região é certo para 70% dos visitantes. "A paixão e total afinidade com o destino justificam este facto", referem os autores do estudo, no entanto alertam, "este resultado sendo extremamente positivo deve ser lido com algum cuidado, a capacidade de retenção dos turistas é excelente, mas a capacidade de atracção de novos públicos carece de algum trabalho".


4

| 21 de Abril de 2017

EM FOCO Aeroporto em obras em época alta marcado pelo ar irrespirável Se se cumprirem os prazos do Governo só em Julho o aeroporto estará pronto, entretanto é a poeira sem fim que marca a vida dos turistas que chegam à região Ricardo Claro ricardoc.postal@gmail.com

É VERDADE QUE PARA ALGUNS DOS TURISTAS QUE NOS VISITAM, O NEVOEIRO - O MAIS QUE BRITÂNICO FOG - É UMA PRESENÇA COMUM, mas daí

a presumir que quando vêm para Portugal os nossos desejados turistas britânicos, ou quaisquer outros , pretendem sentir-se em casa com o nevoeiro de pó que existe dentro da gare do Aeroporto de Faro é um exagero. As obras inicialmente previstas para terminarem em Março deste ano, como confirmam vários documentos de programação dos trabalhos, foram entretanto em Janeiro dadas como adiadas quanto ao seu termo para “Junho ou Julho”, “antes do Verão”, disse o titular do Governo no Ministério das Infraestruturas. Certo é que com as coisas a aquecerem no que respeita ao número de turistas utilizadores do aeroporto, que se prevê chegue este ano aos oito milhões de passageiros, o caos do terminal é tudo menos convidativo naquela que é a principal porta de entrada da região para o turismo.

FOTOS: RICARDO CLARO

de capacitar o Aeroporto de Faro para a procura crescente actual e previsível nos próximos anos. Da mesma forma, todos destacam o investimento do Governo na infra-estrutura e a dificuldade em articular a intervenção no terminal com a manutenção da operação aeroportuária em Faro. Não discordando necessariamente, a questão está em saber se o ‘escorregão’ do prazo inicial se justificava e justifica e se nada mais se poderia fazer para evitar o cenário que existe no aeroporto.

Ô Zona do chek-in sem tecto falso amontoa centenas e centenas de pessoas num espaço com condições

POEIRA INFINDÁVEL NAS PARTIDAS Poeira infindável, uma

zona de check-in caótica , passageiros que atravessam a totalidade da gare, actualmente com dois pisos, para poderem - depois de entregar as malas no check-in - chegar à zona de controlo alfandegário, percursos mal sinalizados dentro da nova gare e interrompidos por atravessamento de veículos de obras que a todo o momento cruzam o único acesso entre a zona de check-in e a zona

mínimas de qualquer conforto

central do terminal é o cenário das partidas.

CHEGADAS EM TENDA A LEMBRAR AERÓDROMOS DE MÁ MEMÓRIA E quando se des-

creve assim a situação de um ar irrespirável nas partidas, não nos devemos esquecer das chegadas, remetidas a uma tenda onde, após o controlo alfandegário, se amontoam os profissionais que recebem os turistas e onde estes parecem

desgovernados na procura de algum sentido para o terminal improvisado. Cá fora sim, depois de atravessarmos a placa fronteira à aerogare e os célebres curbsides, todo o aeroporto está arranjado com fileiras de ondulantes sombreamentos para os afortunados turistas que chegaram à terra do sol.

TRABALHADORES QUEIXAM-SE DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO

SOB ANONIMATO É pedindo anonimato que os trabalhadores do aeroporto com que o POSTAL falou dizem que as condições de trabalho são “péssimas” e que “as pessoas que passam para o lado internacional da gare é que têm noção da dimensão dos trabalhos e do caos total em que o aeroporto está”. “Não temos condições nenhumas, o ar não se pode respirar de tanto pó, está

TODOS CONSIDERAM AS OBRAS NECESSÁRIAS E INCONTORNÁVEIS O POSTAL falou com

Desidério Silva, presidente do Turismo do Algarve, com Carlos Luís, presidente da Associação de Turismo do Algarve, Jorge Botelho, presidente da Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL), e com Elidérico Viegas, presidente da Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA), e todos são unânimes em considerar as obras um mal necessário, face à necessidade imperativa

Ô Chegadas fazem-se por uma tenda onde se amontam turistas

Ô A poeira torna o ar irrespirável na gare do aeroporto

tudo sujo, fora os sítios, não há lugar para nada para quem está a trabalhar dia-a-dia neste estaleiro” afirmou ao POSTAL um trabalhador. Já uma trabalhadora sublinha “o ruído incessante das máquinas e dos trabalhos que cobrem toda a área da gare. Tem sido desde há meses um verdadeiro inferno e ninguém liga ao que passamos aqui e ao facto de termos de estar calados porque dependemos do trabalho para viver”. Remetido para os serviços de Relações Públicas da ANA - Aeroportos de Portugal pelos serviços de comunicação do Aeroporto de Faro, o POSTAL tentou contactar o responsável pela área na sede da ANA, bem como o próprio departamento de Relações Públicas que não estiveram disponíveis para esclarecimentos em tempo útil. Para já, sabe-se que pelo menos até Junho ou Julho estamos em Abril - as obras continuarão a causar estragos em nome de um bem maior, a capacitação do aeroporto em termos de terminal. Mas resta saber o que se fará com um terminal com capacidade para acolher cerca de 12 milhões de passageiros por ano quando o grande problema de futuro do aeroporto é o da inexistência de lugares para estacionar aviões em quantidade suficiente durante as épocas de maior afluência de turistas. Ainda que nesta intervenção de requalificação do aeroporto a capacidade em número de movimentos por hora tenha sido reforçada, a verdade é que o Aeroporto de Faro, com a sua localização tem um futuro a prazo certo.


21 de Abril de 2017 |

5

FARO

Monte Gordo manifesta-se contra encerramento da CGD pág. 8

Atraso na revisão do orçamento municipal não impede todas as obras Penha e Gambelas estão entre as intervenções que se vão realizar antes das eleições Ricardo Claro ricardoc.postal@gmail.com

COM O ARRASTAR DA REVISÃO ORÇAMENTAL DESTE ANO NA CÂMARA DE FARO (ver notícia

abaixo), que implicará mesmo a realização de uma Assembleia Municipal extraordinária, grande parte das obras incluídas no Faro Requalifica II e todas as da fase III do mesmo programa vão derrapar no tempo e não chegam ao terreno antes do Verão. Esta é a convicção de Rogério Bacalhau em declarações ao POSTAL, acrescentando que a não realização das obras “decorre da situação de atraso que a revisão orçamental provocou no pagamento do Plano de Reequilíbrio Financeiro (PRF), mas que não está demasiado preocupado com a situação”. Uma versão que a oposição rejeita no que toca a responsabilida-

RICARDO CLARO

des pelo arrastar do processo de revisão das contas municipais. O presidente da autarquia realça que “o que importa é que imediatamente assim que se pague o PRF os concursos sejam lançados e sigam o seu processo até ao fim”. “As obras são necessárias e fundamentais e serão realizadas, que é o que importa para Faro e para os farenses”, remata o presidente do município.

QUE OBRAS SE VÃO REALIZAR ATÉ ÀS ELEIÇÕES Até às elei-

ções, marcadas para 1 de Outubro deste ano, serão, não obstante, realizadas algumas das obras inscritas no programa Faro Requalifica II. Assim, terminar-se-ão as obras de requalificação do Largo das Mouras Velhas, com termo adiado por decisão aprovada na reunião de Câmara para 19 de Maio, as obras da envolvente ao largo, zona da Unidade

AS OBRAS QUE VÃO ARRANCAR Entre as obras que vão arrancar apenas duas situações terão lugar antes das eleições. Nas Gambelas, nas ruas envolventes à Universidade do Algarve e ao campo de ténis local, e na zona da Penha a obra de requalificação da zona entre a Praceta Aleixo da Cunha e a Rua Jornal Folha de Domingo, contígua à escola de Vale Carneiros.

Ô Rogério Bacalhau ainda vai ter obra para fazer antes das eleições de Saúde Familiar Ria Formosa, Rua de Portugal e Rua do Lethes (parciais), bem como a requalificação do Largo do Sol Posto, Travessa e Rua da Conceição e Rua do Sol. Na zona de São Luís será concluída a Estrada de São Luís no troço entre o Largo de São Luís e a Avenida Júlio F. de Almeida Carrapato, que o autarca diz estar a ter boa exe-

cução, e com fim à vista está também a obra da Avenida 5 de Outubro, cortada ao tráfego no sentido ascendente há semanas para revisão das calhas de escoamento pluvial, que foram aumentadas para reduzir o impacto da chuva na zona da Pontinha e vão sofrer correcções para reduzir ao mínimo o ruído provocado pelas grelhas dos sumidouros”.

O QUE FICA PARA DEPOIS As

grandes intervenções nas entradas de Faro, na Avenida Gordinho Moreira (Forum Algarve - Pontes de Marchil) e na Avenida Cidade Hayward ficam adiadas, bem como as intervenções na Estrada da Senhora da Saúde (parcial/poente) e a adjacente Rua Dr. António Belchior Jr., na Urbanização Horta das Figuras, e no Bairro do Alto Rodes, nomeadamente a Rua Emissor Regional do Sul, e completada

a Rua Féria Pavão. A somar a estas e no mesmo bairro farense ficam por requalificar a Rua do Cercado, a Rua São Gonçalo de Lagos e a Rua Diogo Mendonça Corte Real. No Patacão, já fora dos limites da cidade, será intervencionada a Rua do Moinho (parcial) e a Freguesia do Montenegro vê adiada a intervenção na Rua da Igreja. Na freguesia de Estoi e Conceição de Faro as obras em algumas artérias de Estoi “que não foram abrangidas na intervenção recente realizada naquela localidade no âmbito do Faro Requalifica I”, refere o presidente Rogério Bacalhau, e ainda a Urbanização da Galvana, também ficam adiadas, assim como, na freguesia de Santa Bárbara de Nexe a repavimentação da Estrada dos Gorjões, a Estrada Municipal 520-4 (Bela Salema) e a Urbanização de Mata Lobos.

REVISÃO ORÇAMENTAL ATRASADA

Partidos esforçam-se para aprovar revisão orçamental com proposta conjunta Ricardo Claro ricardoc.postal@gmail.com

QUATRO HORAS DE REUNIÃO DE CÂMARA EM FARO, na pas-

sada segunda-feira, das quais grande parte dedicada à revisão das contas autárquicas, não foram suficientes para aprovar uma revisão ao orçamento municipal deste ano. Não obstante, tudo indica que a aprovação da revisão orçamental irá receber luz verde à semelhança do que aconteceu em 2016, assim se disponibilizaram PS e CDU para viabilizar uma revisão orçamental naquilo que ambos os partidos consideram ser a cooperação que tem pautado as reuniões do

executivo camarário durante este mandato. Recorde-se que, como o POSTAL noticiou, em reunião de Câmara recente a proposta da Câmara e a proposta conjunta de PS e CDU foram chumbadas.

VOTAÇÃO DE PROPOSTAS DA CÂMARA E DA CDU ADIADAS Entretanto as propostas que foram a votação esta semana na tentativa de serem aprovadas, a do executivo liderado por Rogério Bacalhau e a da CDU que aceitando os termos daquela lhe acrescentava alterações, foram sujeitas a adiamento. Só a 26 de Abril se levará a votação uma proposta inte-

grando as propostas de todos os partidos com assento em reunião de Câmara e que seja compatível com as exigências legais em termos de revisão orçamental. Até lá, oposição e serviços da Câmara trabalharão a proposta final. Todos os partidos estarão então, salvo alteração das actuais posições expressadas na reunião da passada segunda-feira em Faro, em condições de viabilizar a alteração orçamental que fará entrar para as contas do município um reforço de cerca de 8,4 milhões de euros, que engloba o saldo de gerência do ano passado e cerca de 400 mil euros de retroactivos de impostos cobrados pelo Estado.

RICARDO CLARO

Ô A reunião de Câmara realizou-se na passada segunda-feira

ADIAMENTO ENVIA EXECUÇÃO DE OBRAS PARA AS CALENDAS Como resultado dos adiamentos, as obras previstas no Faro Requalifica II (em grande

parte) e as previstas no Faro Requalifica III, são remetidas em termos de execução para depois das eleições (ver notícia acima). Mesmo que a Câmara pa-

gue a dívida do Plano de Reequilíbrio Financeiro, como querem todos os partidos e sucessivamente insistiram PS e CDU, a 16 de Maio, só a partir dessa data se poderão lançar concursos para as obras em questão e só cerca de seis meses depois se verá trabalho no terreno, isto é já depois de 1 de Outubro, data das eleições autárquicas. Quem ganhará com os sucessivos adiamentos dos trabalhos, só depois das eleições e contados os votos se verá, entretanto, até lá serão as mesmas armas de arremesso político quase certo durante a campanha das autárquicas e veremos quem sai beneficiado na noite eleitoral.


6

| 21 de Abril de 2017

PORTIMÃO

Pego do Inferno prestes a ser renaturalizado pág. 9

Isilda Gomes recandidata-se à Câmara Autarca quer renovar com os portimonenses o compromisso de colocar a autarquia definitivamente ‘em ordem’ D.R.

Ricardo Claro ricardoc.postal@gmail.com

O PS ESCOLHEU PARA CANDIDATA À PRESIDÊNCIA DA CÂMARA DE PORTIMÃO um dos

nomes mais sonantes das fileiras socialistas algarvias e actual autarca da cidade do Arade, Isilda Gomes. Como refere o comunicado do PS, a escolha foi feita “por unanimidade e aclamação” e menos não seria de esperar tendo em conta que Isilda Gomes assumiu na candidatura às últimas autárquicas aquele que foi provavelmente um dos maiores, senão o maior, desafio do PS no Algarve: o de manter no partido a liderança da câmara local, que se repete desde o 25 de Abril, apesar de uma presidência socialista anterior que levou a autarquia à mais completa ruptura financeira. Nada mais se pode retirar do texto do comunicado do PS local quando refere que “depois de um mandato que ficou marcado pela questão da dívida que provocou constran-

î Isilda Gomes preside a Câmara de Portimão desde 2013 gimentos brutais na acção da autarquia, estão agora criadas as condições para a retoma do investimento público tão necessário numa cidade que tem como principal actividade económica o turismo”, condições que assim são entregues a quem fez uma verdadeira travessia do deserto numa autarquia que esteve e está ainda agrilhoada pela dívida. O partido adianta ainda que Isilda Gomes assumiu

“o firme compromisso de continuar a trabalhar para que Portimão recupere o seu brilho numa clara aposta na requalificação do espaço público e na antecipação dos pagamentos ao Fundo de Apoio Municipal para que Portimão recupere a sua independência fiscal o mais depressa possível, permitindo desonerar os cidadãos das elevadas taxas de impostos municipais a que estão sujeitos”.

Obras condicionam trânsito na Pedra Mourinha vai ser alvo de obras de pavimentação e drenagem, estando interdita à circulação automóvel, de Abril a Julho, excepto para moradores e empresas. Trata-se de uma empreitada conjunta da Câmara de Portimão e EMARP com vista à instalação de uma rede de águas pluviais e à repavimentação da referida rua, uma das mais afectadas pela falta de investimento dos últimos anos, que resultou dos graves constrangimentos financeiros com que se deparava a autarquia. A aprovação, no final de 2016, do Plano de pagamento da dívida via Fundo de Apoio libertou, por fim, os fundos necessários à recuperação das principais vias da cida-

O desafio de terminar de arrumar a casa da edilidade portimonense é assim entregue a quem iniciou o trabalho que era manifestamente impossível levar a cabo em apenas quatro anos, algo que resulta se não por quaisquer outras questões, pelo facto de legalmente a situação implicar um trabalho de longo prazo. Para o trabalho futuro, a lista que será constituída por Isilda Gomes contará, avan-

ça o PS, por mais mulheres e jovens. Um trabalho que depende agora e, antes de mais, da vitória a 1 de Outubro quando os portimonenses forem às urnas, sendo que a cidade conta já com uma coligação CDS-PP / PSD liderada por José Pedro Caçorino no encalce da vitória no bastião socialista. Entretanto, no tabuleiro, de jogo estão já também João Vasconcelos, candidato pelo Bloco de Esquerda, e Isidro Manuel Ramires Vieira, que lidera a lista à Câmara pela CDU. PUB

MUNICÍPIO DE TAVIRA EDITAL Nº 19 /2017 Jorge Manuel do Nascimento Botelho Presidente da Câmara Municipal de Tavira TORNA PÚBLICO, que em reunião ordinária de Câmara Municipal, realizada no dia 21 de março de 2017, foram tomadas as seguintes deliberações: 1. Aprovada por unanimidade a proposta número 39/2017/CM, referente a Atribuição de apoio ao Grupo de Ajuda a Toxicodependentes - Projeto “Apartamento de Reinserção Social da Torre D’ Aires”; 2. Aprovada por unanimidade a proposta número 40/2017/CM, referente a Atribuição de apoio à Armação do Artista – Associação Artística, Cultural e Desportiva;

INVESTIMENTO SUPERIOR A 216 MIL EUROS

D.R.

A RUA DA PEDRA, em Portimão,

PÔR A CÂMARA NOS TRILHOS, QUANDO SE TRATA DE PORTIMÃO E DA SUA SITUAÇÃO, NÃO ERA OBRA PARA QUATRO ANOS

î Obras decorrem até Julho de, sendo a Rua da Pedra considerada uma prioridade por se tratar de uma artéria muito degradada e onde passam diariamente milhares de pessoas. O custo total deste investimento será de 216.361 euros. Numa primeira fase, de Abril a Maio, será intervencionada a

zona da rua entre o stand da Mercedes e a pastelaria Moura Doce, sendo os condutores (excepto os moradores e empresas com estabelecimentos na rua) aconselhados a fazerem um desvio pela Travessa da Pedra. Numa segunda fase, de Junho a Julho, terá lugar a intervenção do resto da rua, sendo os condutores informados do desvio a efectuar com sinalética própria. Consciente dos constrangimentos que estas obras irão causar foram dadas indicações para minorar os incómodos nas zonas intervencionadas. No entanto, caso os munícipes queiram reportar alguma ocorrência ou situação anormal poderão fazê-lo através do email: repavimentar@cm-portimao.pt.

3. Aprovada por unanimidade a proposta número 41/2017/CM, referente a Atribuição de apoio à Escola Secundária Dr. Jorge Augusto Correia de Tavira - Projeto “Tavira 2020 Jovem”; 4. Aprovada por unanimidade a proposta número 42/2017/CM, referente a Atribuição de apoio à Associação Âncora - Projeto “Formação Grupo Idade Sénior; 5. Aprovada por unanimidade a proposta número 43/2017/CM, referente a Atribuição de apoio à Associação José Afonso - Evento 8 de março de 2017; 6. Aprovada por unanimidade a proposta número 44/2017/CM, referente a Atribuição de apoios - Programa “Viva a Primavera!” 2017; 7. Aprovada por unanimidade a proposta número 45/2017/CM, referente a Atribuição de apoio no âmbito do RMAAD - Clube de Ciclismo de Tavira; 8. Aprovada por unanimidade a proposta número 46/2017/CM, referente ao Protocolo a celebrar entre o Município de Tavira e a Fundação Cupertino de Miranda; 9. Aprovada por unanimidade a proposta número 47/2017/CM, referente ao Acordo de parceria a celebrar entre o Município de Tavira e o Instituto Lusíada de Cultura - Projeto Museu Zer0; 10. Aprovada por unanimidade a proposta número 48/2017/CM, referente ao Legado que António Clemente Gil Centeno Pinto faz ao Município de Tavira; 11. Aprovada por maioria a proposta número 49/2017/CM, referente ao Concurso Público para a concessão de exploração de estabelecimentos existentes no parque de campismo da Ilha de Tavira - Época de 2017 - Abertura do procedimento; 12. Aprovada por unanimidade a proposta número 50/2017/CM, referente ao Concurso Público para aquisição de combustíveis rodoviários a granel - Abertura do procedimento; 13. Aprovada por unanimidade a proposta número 51/2017/CM, referente a 04-Emp/17 – Reabilitação do Cine Teatro António Pinheiro - Abertura do procedimento. Para constar e produzir efeitos legais se publica o presente Edital e outros de igual teor que vão ser afixados nos lugares de costume. Paços do Concelho, 21 de março de 2017 O Presidente da Câmara Municipal, Jorge Manuel Nascimento Botelho (POSTAL do ALGARVE, nº 1182, de 21 de Abril de 2017)


21 de Abril de 2017 |

7 PUB


8

| 21 de Abril de 2017

VILA REAL CASTRO MARIM ALCOUTIM

Nacional 125 em obras entre Faro e Olhão pág. 10

Monte Gordo manifesta-se contra encerramento da CGD Protesto juntou dezenas de clientes junto à agência bancária A COMISSÃO CONCELHIA DE VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO DO PCP PROMOVEU no

passado dia 10 de Abril, junto à Caixa Geral de Depósitos em Monte Gordo, uma concentração contra o encerramento desta dependência, na qual participaram muitas dezenas de clientes, pequenos empresários locais e população de Monte Gordo que utiliza regularmente este serviço e que não se resignam com o encerramento. No final do mês de Março, quando foi tornada pública esta intenção da administração da CGD, foi desenvolvida uma acção de contacto com população e trabalhadores da CGD, em que participou o vereador da CDU, Álvaro

D.R.

Leal, onde foi possível confirmar que “o encerramento desta agência, a concretizar-se, penalizaria a população de Monte Gordo, em particular as pessoas mais idosas com baixos rendimentos e sem meios próprios de deslocação e as micro e pequenas empresas da freguesia.

PCP DIZ-SE ‘EMPENHADO’ NA LUTA CONTRA O FECHO DAS AGÊNCIAS DA CGD O PCP ma-

A CGD É UMA DAS DUAS ÚNICAS AGÊNCIAS BANCÁRIAS DA FREGUESIA Problema que acresce

pelo facto de que a dependência de Monte Gordo é uma das duas únicas agências bancárias da freguesia e que a sua existência contribui decisivamente para o descongestionamento da Agência de Vila Real de Santo António, durante todo o ano e em particular na época alta,

dada a conhecer a intervenção parlamentar desenvolvida pelo deputado Paulo Sá, eleito pelo Algarve na Assembleia da República, onde o Governo foi questionado sobre os objectivos e consequências de um eventual encerramento da dependência de Monte Gordo.

Ô O PCP diz-se empenhado na luta contra o encerramento das agências bancárias da CGD quando aumenta o número de clientes e de movimentos”.

REPAVIMENTAÇÃO

Nas palavras proferidas na concentração, para além da

intervenção do PCP e do vereador da CDU na autarquia, foi

nifesta desta forma e mais uma vez, “o seu total empenhamento na luta contra o encerramento das agências bancárias da CGD, exortando as populações a manifestarem o seu repúdio por mais este atentado à banca pública em tudo contrária aos interesses do povo e do país”.

COMEMORAÇÕES OFICIAIS

Câmara de Castro Marim requalifica Alcoutim presta homenagem aos combatentes da Guerra Colonial Rua da Arrancada no Barrocal A CÂMARA DE CASTRO MARIM, a que preside Francisco

Amaral, lançou um concurso público para a adjudicação da obra de repavimentação da Rua da Arrancada, no Barrocal, povoação pertencente à freguesia de Altura. Com esta intervenção, avaliada em 95 mil euros, pretende-se proceder à pavimentação da via, presentemente em terra batida, e construir as infra-estruturas de águas, esgotos e de escoamento de águas pluviais. Complementarmente, diz a autarquia em nota de imprensa dirigida às redacções, “está também prevista a reparação e repavimentação de zonas degradadas do tapete betuminoso, uniformizando a qualidade geral da rede vi-

O MUNICÍPIO DE ALCOUTIM VAI HOMENAGEAR, no próxi-

Ô As condições de cirulação vão ser melhoradas ária no local e complementando algumas intervenções anteriormente realizadas pelo município e por particulares (Urbanização OliReal)”. O investimento está integrado na política de requalificação urbana do município, que tem vindo a melhorar as acessibilidades e rede de drenagem de águas residuais pluviais em todo o concelho, refere a edilidade que

acrescenta ter como objectivo “criar melhores condições de mobilidade e assegurar melhores condições de circulação e segurança rodoviária aos automobilistas” Também no âmbito da requalificação urbana do concelho, foi recentemente lançado o concurso para obra de pavimentação de arruamentos do Monte Francisco (zona poente), relembra o Município.

mo mês de Junho, todos os militares, naturais e residentes no concelho de Alcoutim, que participaram na Guerra Colonial, como forma de reconhecimento pelo seu esforço e serviços prestados à pátria. A Guerra Colonial, também conhecida por Guerra do Ultramar, foi um período de confrontos entre as Forças Armadas Portuguesas e as forças organizadas pelos movimentos de libertação das antigas províncias ultramarinas de Angola, Guiné-Bissau e Moçambique. O tenente-coronel António Marques Romeira Matias é o presidente da Comissão de Honra à Homenagem aos Combatentes da Guerra Colo-

nial do Município de Alcoutim, a eleição, realizou-se no passado dia 10 de Abril, numa reunião onde a comissão definiu várias actividades, algumas de cariz público, como a realização de uma exposição onde o tema central será a Guerra Colonial e que terá como objectivo aprofundar os conhecimentos sobre a mesma.

AUTARQUIA PEDE AJUDA PARA IDENTIFICAR COMBATENTES A

autarquia alcouteneja pede “a colaboração de todos, nomeadamente dos antigos militares ou familiares e amigos, que informem este Município dos nomes e contactos dos combatentes, ainda vivos, de modo a que a homenagem se torne o mais abrangente possível, contrariamente ao que foi inicialmente

publicado, e por proposta da Comissão, ficou definido que, todos os ex-combatentes que residam em Alcoutim, independentemente de serem ou não naturais, serão também homenageados, pelo que solicitamos a sua adesão à inscrição nos serviços da Câmara”. O contacto deverá ser efectuado para o telefone 281 540 500 ou para o e-mail geral@cm-alcoutim.pt, até ao próximo dia 30 de Abril. A cerimónia de Homenagem aos Combatentes realiza-se no dia 10 de Junho, na Praça da República em Alcoutim, comemorando o Dia de Portugal e relembrando os que defenderam os valores nacionais e que a perenidade da Nação Portuguesa é um dever cívico que as gerações vindouras devem continuar.


21 de Abril de 2017 |

9

TAVIRA

Festa das Tochas Floridas encheu São Brás de gente pág. 11

Pego do Inferno prestes a ser renaturalizado Câmara de Tavira vai assinar em breve a consignação dos trabalhos de remoção de estruturas degradadas no local Ricardo Claro ricardoc.postal@gmail.com

FOI EM 2012 QUE O FOGO DEU AO PEGO DO INFERNO O TRISTE DESTINO DE FICAR COM AS ESTRUTURAS DE ACESSO AO LOCAL COMPLETAMENTE DESTRUÍDAS. A culpa recaiu so-

bre o incêndio que deixou atrás de si um rasto de destruição impressionante. Há, portanto, cinco anos que o local, um dos ex-libris naturais do interior do concelho de Tavira, aguarda a “mão amiga” de quem lhe dê um futuro adequado aos perga-

minhos que granjeou junto dos amantes da natureza e do enquadramentos rural em época de banhos que escolhiam o local para apreciar o frescor da cascata e das águas da Ribeira da Asseca. A competência para a intervenção cabe à Câmara de Tavira, mas durante cinco anos o processo teima em arrastar-se tal como o POSTAL por diversas vezes abordou.

Câmara de Tavira, Jorge Botelho, que com o concurso para a empreitada em fase de conclusão prevê “a muito breve trecho a respectiva adjudicação”. Para já, com a remoção dos materiais que restaram como destroços do fogo que destruiu o local conseguiremos dar um passo importante para a renaturalização do Pego do Inferno”.

“VAMOS INICIAR A REMOÇÃO DE TODOS OS MATERIAIS DETERIORADOS QUE ESTÃO NO LOCAL”

AUTARCA DIZ QUE QUER “OUVIR A SOCIEDADE CIVIL SOBRE O FUTURO DA ZONA” Para Jor-

D.R.

î Espaço foi destruido pelo incêndio florestal de 2012

A frase é do presidente da

ge Botelho o passo que se

seguirá será o de ouvir a sociedade civil sobre o formato que se vai dar à utilização daquele local.

“Trata-se de um local ambientalmente sensível e a sua utilização não deve ser feita de forma massiva

porque compromete a sua qualidade e sustentabilidade, teremos de arranjar uma solução capaz de acomodar a utilização e o cuidado com o impacto da mesma”. Finalmente, o presidente da autarquia revela que “está ainda em fase de termo o processo de definição de extremas dos terrenos privados confinantes, já que antes de qualquer investimento público importa que este seja feito sobre terrenos que são efectivamente públicos sem qualquer questão cadastral por solucionar”.

PUB

NOS DIAS 9 E 10 DE MAIO

MUNICÍPIO DE TAVIRA EDITAL Nº 16 /2017 Jorge Manuel do Nascimento Botelho Presidente da Câmara Municipal de Tavira TORNA PÚBLICO, que em reunião ordinária de Câmara Municipal, realizada no dia 09 de março de 2017, foram tomadas as seguintes deliberações: 1. Aprovada por maioria a proposta número 26/2017/CM, referente a 2.ª e 3.ª Alterações ao Orçamento e às Grandes Opções do Plano/2017; 2. Aprovada por unanimidade a proposta número 27/2017/CM, referente a atribuição de apoio à Associação Portuguesa de Professores de Inglês - Organização de Seminário de Formação - 17 e 18 de março; 3. Aprovada por unanimidade a proposta número 28/2017/CM, referente a atribuição de apoio à Sociedade da Banda Musical de Tavira no âmbito das Comemorações da Semana Santa Tavira 2017; 4. Aprovada por unanimidade a proposta número 29/2017/CM, referente a Atribuição de apoios - Semana Santa Tavira 2017; 5. Aprovada por unanimidade a proposta número 30/2017/CM, referente a Atribuição de apoios ao abrigo do RMAAD; 6. Aprovada por unanimidade a proposta número 31/2017/CM, referente a Atribuição de apoio Corpo Nacional de Escutas (CNE) - Junta Regional Algarve; 7. Aprovada por unanimidade a proposta número 32/2017/CM, referente a Comissão - Código do Imposto Municipal sobre Imóveis (CIMI) - 2.ª avaliação; 8. Aprovada por unanimidade a proposta número 33/2017/CM, referente ao Protocolo para a gestão e manutenção da empreitada de requalificação das Quatro Águas – Tavira – Bloco A; 9. Aprovada por unanimidade a proposta número 34/2017/CM, referente a Aprovação do Relatório do Estado do Ordenamento do Território; 10. Aprovada por maioria a proposta número 35/2017/CM, referente a Apreciação de Recurso Hierárquico - Processo de Licenciamento n.º 218/2008; 11. Aprovada por unanimidade a proposta número 36/2017/CM, referente a E35/10/CP - Parque Verde do Rio Séqua - Aprovação da revisão de preços definitiva; 12. Aprovada por unanimidade a proposta número 37/2017/CM, referente a Emp.ª 10-Emp/15 - Reparação da CM 1231 entre Fuzeta e Cintados (até ao Limite Concelho) - Aprovação da Compilação Técnica; 13. Aprovada por unanimidade a proposta número 38/2017/CM, referente ao Início de procedimento e participação procedimental - Regulamento de trânsito e estacionamento do concelho de Tavira; Para constar e produzir efeitos legais se publica o presente Edital e outros de igual teor que vão ser afixados nos lugares de costume. Paços do Concelho, 09 de março de 2017 O Presidente da Câmara Municipal, Jorge Manuel Nascimento Botelho (POSTAL do ALGARVE, nº 1182, de 21 de Abril de 2017)

UAlg recebe conferência internacional sobre a Dieta Mediterrânica’ D.R.

O GRANDE AUDITÓRIO DA UNIVERSIDADE DO ALGARVE rece-

berá, nos dias 9 e 10 de Maio, a conferência internacional “A Herança Cultural da Dieta Mediterrânica”. Esta conferência realiza-se no ano da presidência/ coordenação portuguesa dos sete Estados e Comunidades Representativas da Dieta Mediterrânica e pretende analisar as estratégias e experiências de investigação, preservação e transmissão de valores universais da Dieta Mediterrânica às actuais e próximas gerações. O encontro centra a sua atenção nas experiências de trabalho em curso nos sete Estados e Comunidades Representativas, sobretudo, no âmbito das boas práticas inseridas no Plano de Salvaguarda. Posiciona-se, assim, numa perspectiva aberta aos vários campos do conhecimento, permitindo uma visão abrangente da dieta mediterrânica enquanto modelo cultural e estilo de vida como padrão

î A conferência realiza-se no Grande Auditório da UAlg alimentar de excelência e de dieta sustentável. A conferência é dirigida à participação activa de docentes universitários e investigadores, educadores e professores dos vários graus de ensino, especialistas nos domínios da cultura e do património alimentar, da agricultura e do ambiente, da saúde e nutrição, do ordenamento para a sustentabilidade dos territórios e das comunidades e de outras áreas de conhecimento, bem como de gestores e dinamizadores de

projectos, empresários, estudantes e cidadãos interessados nestas temáticas. Esta acção é uma organização conjunta do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, da Universidade do Algarve e da Câmara de Tavira e realiza-se na sequência da inscrição da Dieta Mediterrânica na lista representativa de Património Cultural Imaterial da Humanidade. Inscrições em www.ualg. pt/pt/content/dieta-med-inscricao.


| 21 de Abril de 2017 PUB

10

OLHÃO

Rua de Santo António, n.º 68 - 5º Esq. 8000 - 283 Faro Telef.: 289 820 850 | Fax: 289 878 342 dbf@advogados.com.pt | www.advogados.com.pt

Nacional 125 em obras entre Faro e Olhão Intervenção chega até à rotunda da Sul Betão já no concelho de Olhão, local donde partirá a nova variante a Olhão prevista para 2018, com seis quilómetros, oito rotundas e um custo de cinco milhões de euros Ricardo Claro ricardoc.postal@gmail.com

O ACESSO ENTRE OLHÃO E FARO TEM ESTADO FORTEMENTE CONGESTIONADO DE TRÂNSITO NA ÚLTIMA SEMANA devi-

do a obras de requalificação do piso da EN 125, que abrangem até ao momento o troço entre a rotunda dos Salgados, no concelho de Faro, e a rotunda da Sul Betão, já no concelho de Olhão. As obras, que têm como objectivo a requalificação do pavimento da via, têm sido feitas com recurso a cortes de uma das duas faixas de rodagem disponíveis em cada sentido, causando alguns problemas na fluidez do tráfego, em especial às horas de ponta. Em grande medida as operações de raspagem do betuminoso e aplicação de nova camada

de desgaste têm sido feitas na ‘faixa lenta’, onde é mais notório o desgaste provocado pelos rodados dos veículos de maior tonelagem. As obras atingem o concelho de Olhão, mas não integram o conjunto de obras que o Governo considerou urgentes no âmbito da requalificação da EN 125 entre Olhão e Vila Real de Santo António. Os trabalhos em curso apenas se estendem até à rotunda da Sul Betão, local de onde partirá a nova variante à cidade cubista, um troço que se pretende que esteja construído em 2019 e que foi apresentado no início do ano pelo ministro das Infra-estruturas em Olhão.

A NOVA VARIANTE A OLHÃO Para que Olhão passe a dispor de uma nova variante o in-

RICARDO CLARO

î Trabalhos a decorrer devem ainda durar mais uma semana vestimento do Estado será de cinco milhões de euros, num troço com seis quilómetros de extensão que se desenvolverá a norte da cidade, contando no total com oito rotundas e ligando a rotunda do acesso à

A22 a nascente de Olhão com a rotunda da Sul Betão, a poente da cidade. Entretanto, as obras de pavimentação da EN 125 entre as duas cidades desenvolver-se-ão, apurou o POSTAL, ainda du-

rante a próxima semana com a marcação da sinalização horizontal no troço requalificado. Até hoje, sexta-feira, e de acordo com a fonte do POSTAL deverão estar concluídos todos os trabalhos

de raspagem e aplicação de novo betuminoso. Certo é que até à passada quarta-feira, ao percorrer o troço que está a ser intervencionado, rapidamente se conclui que sobre toda a sua extensão não for aplicada uma camada de betuminoso de desgaste, rapidamente a estrada voltará a apresentar zonas com piso deteriorado. É que algumas das zonas não rectificadas até ao momento já apresentam sinais evidentes de desgaste devido à abrasão dos pneus e dos elementos naturais. Não foi possível até ao momento obter esclarecimentos sobre se uma camada de desgaste integral será ou não aplicada até ao fim dos trabalhos de requalificação neste troço da EN 125.

QUALIDADE DE VIDA & TURISMO

Ecovia de Olhão vai ter novo troço Ricardo Claro ricardoc.postal@gmail.com

O PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE OLHÃO, Antó-

nio Miguel Pina, anunciou a construção de mais um troço de ecovia no concelho de Olhão, entre Bias do Sul e o Parque de Campismo de Pinheiros de Marim, que se virá juntar ao já existente, entre Fuseta e Bias. O projecto inicial, que previa um traçado mais distante da Ria Formosa, foi, entretanto, alterado, de forma a proporcionar aos utentes uma melhor fruição da zona protegida. Este troço terá uma extensão de 3.090 quilómetros. O objectivo, de acordo com o autarca, é “proporcionar ao já elevado número de ciclistas e caminhantes que utilizam esta zona para a prática de desporto, lazer ou observação de aves,

D.R

uma ecovia com condições óptimas de usufruto e utilização de uma zona privilegiada em termos naturais”.

PASSADIÇO EM MADEIRA ACOMPANHA PARTE DO PERCURSO O

novo traçado passará por zonas de sapal, onde será construído um passadiço em madeira. Também as linhas de água principais - Vale da Quinta de Marim e Ribeira de Marim serão contempladas com uma travessia em madeira. Uma das marcas do projecto é a preocupação com a selecção dos materiais utilizados, do ponto de vista da sustentabilidade e da integração na paisagem existente. A execução desta infra-estrutura permitirá contribuir de forma significativa para a continuidade da rede da Ecovia do Litoral do Algarve já existente no

elas muitas famílias, que a pé ou de bicicleta percorreram os seus 3,5 km de extensão da futura ecovia requalificada.

AS ECOVIAS E A IMPORTÂNCIA PARA O TURISMO E PARA A QUALIDADE DE VIDA As Ecovias do

î Olhão reforça oferta de equipamentos de lazer e turísticos concelho de Olhão, bem como, da futura ligação a Faro que, de acordo com as intenções do autarca em declarações feitas ao POSTAL, será realizada utilizando o troço do espaço canal sobre a futura conduta de adução das águas residuais de Olhão a

nova Estação de Tratamento de Águas Residuais de Faro/Olhão que se encontra em construção. António Miguel Pina fez este anúncio durante uma acção de sensibilização para o uso das ecovias, que juntou cerca de 200 pessoas, entre

Algarve são infra-estruturas vocacionadas para a utilização de bicicleta, preferencialmente, embora apresentem condições para serem percorridas a pé, constituídas por quatro eixos principais: Ecovia do Litoral, Ecovia do Guadiana, Ecovia da Costa Vicentina e Ecovia do Interior. As ecovias enquadram-se numa estratégia dúplice de criação de infra-estruturas de uso corrente para as populações locais, no âmbito do desporto e lazer e de uso turístico enquanto equipamentos vocacionados para nichos de turis-

mo como o turismo de natureza e desportivo, áreas onde a aposta dos players do turismo regional é especialmente forte actualmente. A Ecovia do Litoral é uma infra-estrutura contínua, constituída por 12 segmentos, que percorre todo o litoral algarvio, numa extensão de cerca de 214 quilómetros, desde o Cabo de S. Vicente até Vila Real de Santo António, por caminhos próximos do mar que atravessam os 12 concelhos do litoral algarvio. A AMAL - Comunidade Intermunicipal do Algarve é a entidade gestora do projecto, mas a execução das empreitadas, a dinamização e respectiva manutenção de cada percurso está a cargo dos municípios envolvidos e contempla essencialmente trabalhos de pavimentação, sinalização e de implementação de novas pontes e passadiços.


Este caderno faz parte integrante da edição n.º 1182 de 21de Abril de 2017, do jornal Postal do Algarve e não pode ser vendido separadamente.

alcoutim, um segredo por descobrir


Festival das Caminhadas mostra valor e vai ter 5ª edição aumentada Valorização do património natural, edificado e imaterial através da iniciativa é um desafio conquistado D.R.

NOS DIAS 8 E 9 DE ABRIL AS INSCRIÇÕES PARA O FESTIVAL DAS CAMINHADAS DE ALCOUTIM, QUE TEVE ESTE ANO A SUA QUARTA EDIÇÃO, ESGOTARAM. Este ano realizaram-se nove caminhadas, tendo os participantes tido a oportunidade de estrear cinco novas propostas de percursos. Nestes novos desafios lançados aos caminhantes incluíram-se os percursos: ‘Sender Kayak’, com caminhada e kayak na Ribeira Grande de Sanlúcar de Guadiana, ‘Aventura no Baixo Vascão’, e ‘Passeio Fotográfico Entardeceres de Alcoutim e Sanlúcar de Guadiana’, bem como, a ‘Caminhada Rota do Guadiana’ pela GR15 (Odeleite – Alcoutim) e o percurso ‘Da morte ao sagrado, uma viagem à pré-história recente (neolítico/calcolítico). Andar, “orar” e comer…’. “Reforçámos a oferta porque inovar e diversificar é a melhor estratégia quando se está a construir, ano após ano, um produto turístico que pretende valorizar de forma integrada o património do concelho”, diz Osvaldo Gonçalves, responsável máximo da Câmara alcouteneja. Recorde-se que, herdados das

Experiências como remar um kayak, fazer pão, realizar um atelier de comida pré-histórica e acompanhar um pastor são algumas das propostas pensadas pela autarquia ao pormenor perante o novo desafio mundial do sector do turismo, que é o de criar experiências capazes de deixar nos turistas sensações e emoções marcantes. Alcoutim pode e deve ser um destino turístico valorizado e complementar

Festival das Caminhadas regressa em 2018 com valor acrescido anteriores edições e com bastante interesse de quem participa, foram repetidos nesta edição os percursos ‘Vamos caminhar e fazer pão’, ‘Na senda de um cesteiro’ e ‘Trilhos de Ronda no Guadiana, do Vascão a Alcoutim’, sendo que neste caso se adicionou à oferta um passeio de barco, e, finalmente, o percurso ‘Manhã com o pastor’.

Muito mais do que simplesmente caminhar As caminhadas decorrem por todo o concelho e em Sanlúcar de Guadiana, com diferentes níveis de dificuldade e são acompanhadas por guias conhecedores do território, que enquadram as diferentes temáticas propostas.

São por isso muito mais do que simplesmente caminhar, são verdadeiras experiência raras que permitem aos participantes conhecer a paisagem, um pouco da História da região, espaços/monumentos culturalmente interessantes, a oportunidade de conhecer locais e “gentes”, e por vezes, ainda, alguns dos locais onde poderão saborear a gastronomia típica da região.

Para o presidente Osvaldo Gonçalves, “Alcoutim pode e deve ser valorizado enquanto produto turístico único e singular”. “Não temos de lutar para trazer turistas até Alcoutim propositadamente desde os seus países de origem. Podemos fazê-lo e fá-lo-emos, mas temos já no Algarve enquanto destino de excelência um mercado potencial para este segmento do turismo que importa aproveitar de forma eficiente”, refere o autarca, avançando que “é esta a aposta primordial da Câmara e por isso já na próxima edição o Festival das Caminhadas vai contar com uma programação alargada conexa com o evento”.

Canoagem regressa em força a Alcoutim com o Campeonato Nacional de Esperanças I Iniciativa traz ao concelho centenas de atletas e visitantes

2 ABR 2017

O ÚLTIMO DIA DESTE MÊS VOLTA A SER MARCADO POR UMA PROVA RAINHA DA CANOAGEM, UMA MODALIDADE DESPORTIVA EM QUE A APOSTA DO MUNICÍPIO SE VEM CONSISTENTEMENTE REFORÇANDO.

gem voltou a agendar a primeira prova do Nacional de Esperanças para Alcoutim.

Pelo terceiro ano seguido, o Campeonato Nacional de Esperanças I em Canoagem, prova organizada pelo Grupo Desportivo de Alcoutim (GDA) em colaboração com Federação Portuguesa de Canoagem e Associação Regional de Canoagem do Algarve, com o apoio do Município de Alcoutim, acolhe os melhores da canoagem portuguesa. Reconhecendo a capacidade do grupo de trabalho que tem dado nos anos anteriores corpo ao evento sediado no concelho, a Federação Portuguesa de Canoa-

A prova, a disputar no Rio Guadiana, tem início marcado para as 10 horas e vai contar com a participação de mais de 500 atletas, em representação de dezenas de clubes de todo o país. “Esta é uma iniciativa que traz ao concelho centenas de pessoas só no que toca a participantes e equipas, a que somam os amantes da modalidade que não querem perder a prova”, sublinha o presidente da Câmara Municipal, Osvaldo Gonçalves, realçando “a importância destas pessoas para o fortalecimento da imagem de

D.R.

Mais de 500 atletas em Alcoutim com equipas, familiares e amigos

A canoagem é uma forte aposta do Município Alcoutim, de forma indirecta através das recomendações que passam a poder fazer sobre o destino, e de forma directa pelo

que significam em termos de receitas adicionais para o comércio e serviços do concelho, onde realizam os seus gastos enquan-

to cá estão”. Tendo em conta o sucesso do evento em anos anteriores, trazendo a Alcoutim centenas de atletas e visitantes, bem como o incentivo que constitui para a prática desportiva, o Município de Alcoutim atribuiu ao GDA uma comparticipação financeira no montante de 10 mil euros, para fazer face às despesas inerentes à realização do evento. Beneficiando de excelentes condições naturais oferecidas pelo Rio Guadiana, Alcoutim tem vindo a afirmar-se como grande potência regional de canoagem. Por isso mesmo, refere o autarca Osvaldo Gonçalves, “não podemos deixar escapar esta mais-valia para a população e para o território como um todo, potenciando e alavancando toda a economia local”.


Vamos à Vila liga cerca de 100 povoações às sedes de freguesia e de concelho Programa municipal de mobilidade evita afastamento das populações dos centros urbanos e o isolamento “FALAR DE ISOLAMENTO DEVE SER MAIS DO QUE SIMPLESMENTE CONSTATAR ESTA REALIDADE OU LAMENTARMO-NOS DELA. TEMOS DE TER SOLUÇÕES PORQUE AS POPULAÇÕES PRECISAM DE RESPOSTAS”. É com esta frase que o presidente da Câmara Municipal, Osvaldo Gonçalves, explica a razão de um avultado investimento anual da autarquia de Alcoutim na área dos transportes colectivos. “Sabemos que a rede de transportes públicos no concelho é reduzida, exclusivamente rodoviária e manifestamente insuficiente”, recorda o presidente.

“Exactamente por isso tem sido um esforço constante o da promoção da mobilidade e da acessibilidade dentro do concelho, que fazemos directamente através do programa Vamos à Vila”, diz. Este programa da autarquia liga cerca de 100 povoações às sedes das respectivas freguesias e à vila de Alcoutim uma vez por semana e de forma gratuita. “É uma resposta que traz as pessoas até aos locais onde podem resolver a sua vida, ir ao médico, à farmácia, às compras, ver a família e os amigos”, refere o autarca, que sublinha que “é assim, também, que se põe termo ao isolamento e que se dá qualidade de vida às pessoas”.

D.R.

Autocarro da Câmara em deslocação ao Hospital de Faro Mas nem só desta medida se faz o esforço a favor da ligação das popu-

lações entre si. A ligação a Faro e ao hospital que

serve todo o sotavento da região faz-se também pela mão da Câmara, gratuitamente e duas vezes por semana, mediante marcação através do telefone 281 540 508. A autarquia leva até Faro todos os munícipes para consultas de especialidade e realização de exames ou para visitarem familiares internados no Hospital de Faro. O serviço funciona às terças e sextas-feiras com o seguinte horário: Às terças-feiras: Freguesia de Giões às 7 horas, Freguesia de Vaqueiros às 7.15 e Freguesia de Martim Longo às 7.30. Às sextas-feiras: na Freguesia de Alcoutim às 7 horas e na Freguesia de Pereiro à mesma hora. Assim se unem pessoas.

Câmara e EDP melhoram iluminação pública Mais e melhor iluminação a custos mais baixos e ambientalmente mais vantajosa são os desafios a vencer D.R.

O CONCELHO DE ALCOUTIM VAI PASSAR A TER A ÚLTIMA PALAVRA TECNOLÓGICA EM ILUMINAÇÃO PÚBLICA, NOVAS ZONAS DE ILUMINAÇÃO E ECONOMIZAR NOS CONSUMOS DE ENERGIA. Muitos desconhecem, mas a luz que ilumina as estradas e ruas, os caminhos e todas as zonas públicas é paga pela Câmara Municipal à EDP. Na base da iluminação pública está pois o dinheiro dos munícipes e dos seus impostos e, como refere o presidente da autarquia, “o dinheiro público tem de ser

Assinatura do acordo entre a Câmara e a EDP administrado com a máxima eficiência até ao cêntimo”.

Exactamente por isso, a autarquia reviu o contrato de ilumina-

ção pública com a EDP e esforça-se assim por poupar na factura mensal da electricidade. “Vamos ter poupanças porque passaremos progressivamente a trocar as lâmpadas mais antigas por novas iluminações com leds, muito mais eficientes no consumo de energia sem prejuízo da qualidade da iluminação”, garante Osvaldo Gonçalves. Por outro lado, o concelho vai ver reforçada a oferta de iluminação pública com novas áreas a serem iluminadas já com a nova tecnologia. Quanto à substituição da actual iluminação será feita de acor-

do com prioridades, começando nas iluminações com tecnologia mais antiga, passando pelas luminárias que estejam com problemas ou em mau estado de conservação e, finalmente, pelos restantes equipamentos de iluminação pública. Mais ambientalmente correcta e mais barata, a nova tecnologia led e o reforço da abrangência de cobertura da rede pública de iluminação são assim, diz o autarca, “mais um passo para gerirmos melhor o que é de todos e para pôr o concelho no rumo do século XXI em termos de eficiência energética”.

Via Algarviana: investimento da autarquia ajuda equipamento essencial à aposta no turismo Câmara Municipal aplica no terreno o objectivo de melhorar a oferta de equipamentos para atrair turistas D.R.

O TURISMO É HOJE E CADA VEZ MAIS UMA DAS RESPOSTAS PARA SE GARANTIR O DESENVOLVIMENTO DE ALCOUTIM E A BASE DE SUSTENTO ECONÓMICO DOS ALCOUTENEJOS. São dados como a evolução crescente e continuada dos nichos turísticos como o turismo de natureza e as actividades conexas, como as caminhadas ou os percursos de bicicleta, bem como a aposta da Região de Turismo do Algarve na promoção de ofertas alternativas ao turismo de Sol & Praia e de

massas, que levam a que a visão da Câmara liderada por Osvaldo Gonçalves se consolide em torno da necessidade de dotar e manter no concelho equipamentos de qualidade capazes de atrair turistas destes segmentos. “O concelho tem de ter equipamentos diferenciados que garantam a quem é potencial visitante do interior do Algarve condições para decidir vir para Alcoutim e para usufruir de qualidade de oferta de serviços e equipamentos quando cá está”, diz o presidente da Câmara Municipal.

Osvaldo Gonçalves não deixa por isso as necessidades nesta matéria por mãos alheias e dá à Via Algarviana - a rota rural mais importante da região para caminhadas e passeios de bicicleta - o apoio financeiro necessário à sua conservação e valorização. Este ano e até que o futuro modelo de gestão venha a ser definido, a Câmara Municipal dá um subsídio, no valor de 3.121 euros, à Associação Almargem, responsável pela manutenção e desenvolvimento desta Grande Rota Pedestre em articulação com os 11 municí-

pios envolvidos no projecto (Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Tavira, S. Brás de Alportel, Loulé, Silves, Monchique, Lagos, Portimão e Vila do Bispo). A Via Algarviana é uma Grande Rota Pedestre (GR13) que liga Alcoutim ao Cabo de S. Vicente. Criada em 2006, com 300 quilómetros, foi entretanto alargada para os 800 quilómetros, na sua maioria instalados na Serra Algarvia. À Grande Rota Pedestre foram acrescentadas cinco novas ligações e 12 novos percursos pedestres complementares.

3 Via Algarviana

ABR 2017


21 de Abril de 2017 |

11

SÃO BRÁS LOULÉ

Rui André propõe nome Termas do Algarve para as Termas de Monchique pág. 13

Festa das Tochas Floridas encheu São Brás de gente Fiéis e não só animaram marcadamente o domingo pascal na vila serrana Ricardo Claro ricardoc.postal@gmail.com

“HÁ MUITO QUE NÃO ASSISTIA A UMA PROCISSÃO DE ALELUIA COM UMA PRESENÇA TÃO SIGNIFICATIVA de pessoas

a assistir, mas também - e isto é especialmente gratificante com tantas pessoas a participar, em particular jovens”. A frase foi dita ao POSTAL pelo presidente da câmara são-brasense Vítor Guerreiro que, também ele, não faltou à chamada para junto dos homens percorrer as ruas, integrando a procissão mais importante do concelho a cuja autarquia preside. O autarca acrescentou ao POSTAL que “a nossa festa

RICARDO CLARO

da Páscoa está de boa saúde e cheia de vitalidade, com o futuro assegurado”. A vila, comprovou o POSTAL no passado domingo, contou com vários milhares de pessoas a marcar presença para assistir a mais um cortejo pascal marcado pelo compasso dos gritos a plenos pulmões dos homens carregando cada um a sua tocha florida.

NOITE E MADRUGADA DE TRABALHO DOS SÃO-BRASENSES GARANTE SUCESSO DA FESTA Foi

neste quadro que São Brás de Alportel voltou a provar que a tradição ainda é o que era por terras da serra algarvia, depois de se ter aperaltado a rigor para a Páscoa.

Ô Centenas de são-brasenses trabalharam madrugada fora para a festa A vila mais florida de todo o Algarve dos Domingos de Pás-

coa trabalhou noite e madrugada fora para no dia maior

desta quadra pascal, antes da saída da procissão, estar tudo pronto para receber os visitantes que não hesitam em escolher São Brás como local incontornável de romaria nesta quadra. Milhares de flores foram aprumadas a preceito de forma a construir os tapetes de mil cores que cobriram as ruas por onde os homens carregando as tochas floridas passaram entoando repetitivamente até à exaustão fónica “Ressuscitou como disse. Aleluia! Aleluia! Aleluia!”. Com as ruas bordadas com flores e as tochas altaneiras erguidas ao alto, muitos foram os visitantes que remataram o enquadramento para verem

passar a procissão, depois de terem tido a oportunidade de ver o brio do trabalho dos são-brasenses nos desenhos espalhados sobre o pavimento das principais artérias da vila. A Câmara, a mão ‘invisível’ por detrás de uma organização que se repete ano atrás de ano, não faltou à chamada e presidente e vereação marcaram presença durante os trabalhos de aprumo da vila. Mais uma vez São Brás provou porque é que a Páscoa é mais florida na serra algarvia. Para o ano há mais e, entretanto, já do próximo domingo a uma semana, dia 30 Abril, a Festa Grande da Mãe Soberana, em Loulé, encerra as celebrações pascais no Algarve.

MÚSICA

MED anuncia três estreias absolutas em Portugal NIYAZ (IRÃO), BOOGAT (MÉXICO/CANADÁ) E DELGRES (GUADALUPE/FRANÇA) são os

três nomes multipremiados que irão juntar-se aos primeiros 12 artistas já anunciados e que farão parte do cartaz da 14ª edição do Festival MED. O público terá a oportunidade de assistir a três estreias absolutas em Portugal. Considerada como uma “força evolutiva na música contemporânea do Médio Oriente”, Niyaz criou uma visão actual de fusão entre a electrónica, a poesia Sufi medieval, a música tradicional do Irão e do Golfo Pérsico com uma forte componente de instrumentos acústicos. Fundado em 2004, em Montreal, o grupo junta a vocalista e compositora nomeada duas vezes para o Juno Award, Azam Ali, e o multi-instrumentista e compositor, também ele no-

meado para os Juno Awards, Loga Ramin Torkian. Os três álbuns, editados pela Six Degrees Records, estrearam-se no primeiro lugar do iTunes e receberam excelentes críticas por parte da imprensa especializada. Em 2015, foi lançado o quarto álbum, “The Fourth Light”, um tributo à primeira mulher Sufi, a poetisa Rabia Al Basri, que nasceu no Iraque no século VII.

BOOGAT É UM DOS NOMES DA WORLD MUSIC QUE PROMETE ANIMAR O MAIOR FESTIVAL DO GÉNERO A SUL DO TEJO Boogat

é um músico canadiano, com origens mexicanas e paraguaias, que funde o hip-hop a vários estilos de música latina como a Cumbia ou o Reggaeton. Iniciou a carreira na língua francesa mas, após colaborar com o grupo Roberto Lopez Project

e o produtor Poirier, passou a usar a língua como veículo de expressão musical, o que lhe abriu portas para uma série de colaborações com prestigiados artistas da América Latina. Com o álbum “Neo-Reconquista” venceu o “World Music Album of the Year” no Juno Award e no Félix Award. Este trabalho, lançado em 2015, contou com as colaborações de La Yegros, Sonido Pesa’o e Pierre Kwenders. Da Guadalupe ao Louisiana… ao delta do Mississipi, Delgres é o elo perdido do Blues. Com sua música de raízes profundas, íntima embora universal, Delgres “resgata a memória das músicas, dos sons e das lágrimas das almas perdidas de Nova Orleães”. Nascido em Paris, filho de pais caribenhos, Pascal Danae tem mapeado o seu amor intuitivo pelo blues de volta à sua

D.R.

Ô Boogat integra já o rol de destaques para a edição de 2017 do MED casa ancestral de Guadalupe. Deu o nome a este trio em homenagem a Louis Delgrès, o oficial de ascendência africana que

deu a sua vida na Ilha de Guadalupe, na luta contra Napoleão quando este, em 1802, tentou repor a escravidão, através da

repressão e exílio de muitos que fugiram para o Louisiana. O contributo que esses exilados afro-caribenhos tiveram para o nascimento do blues serviu de fonte de inspiração para a música dos Delgres. Estes três nomes juntam-se aos já anunciados Ana Moura, Rodrigo Leão, Fábia Rebordão e Marta Ren (Portugal), Throes + The Shine (Portugal/Angola), Rachid Taha (Argélia), Fanfare Ciocarlia (Roménia), BNegão (Brasil), Tout-Puissant Orchestre Poly-Rythmo de Cotonou (Benin), Canzoniere Grecanico Salentino (Itália), Akua Naru (Estados Unidos) e Mayra Andradde (Cabo Verde). Recorde-se que o Festival MED foi recentemente distinguido como o Melhor Festival de Média Dimensão (“Best Medium Sized Festival”) da Península Ibérica, no âmbito dos Iberian Festival Awards.


12

| 21 de Abril de 2017

ALBUFEIRA

Alunos da Júlio Dantas em Lagos entram pelas traseiras de uma escola de ‘luxo’ pág. 14

PUB

Festa do Basquetebol encheu cidade de animação e desporto Mais de um milhar de pessoas directamente ligadas ao evento estiveram cinco dias em Albufeira D.R.

PONTO FINAL NA FESTA DO BASQUETEBOL JUVENIL DESTE ANO. A comitiva de 1.400

pessoas que animou o evento desportivo em Albufeira já regressou a casa e a cidade anfitriã volta a ter saudades da animação e do espírito juvenil e de camaradagem de mais esta edição do grande evento desportivo da modalidade. Foram cinco dias ‘non-stop’ entre desporto e diversão marcados pelo fair-play e pelo espírito solidário. A manhã do dia 11 de Abril ficou marcada pela disputa das finais dos diversos escalões, no Pavilhão Desportivo de Albufeira, da Escola Básica e Secundária de Albufeira, em Vale Pedras, e Francisco Neves. As selecções regionais do Porto e de Lisboa conquistaram os primeiros lugares do pódio, com o Porto a destacar-se nos Sub 14 Masculinos e Femininos, e nos Sub 16 Masculinos. A equipa alfacinha venceu em Sub 16 Masculinos.

EDITAL Nº 12 /2017 Jorge Manuel do Nascimento Botelho Presidente da Câmara Municipal de Tavira TORNA PÚBLICO, que em reunião ordinária de Câmara Municipal, realizada no dia 21 de fevereiro de 2017, foram tomadas as seguintes deliberações: 1. Aprovada por maioria a proposta número 10/2017/CM, referente a Prestação de contas - 2016; 2. Aprovada por maioria a proposta número 11/2017/CM, referente a 1.ª Revisão ao Orçamento e às GOP de 2017; 3. Aprovada por maioria a proposta número 12/2017/CM, referente a Alteração à estrutura orgânica dos serviços, respetivos regulamentos e mapa de pessoal; 4. Aprovada por maioria a proposta número 13/2017/CM, referente a Dissolução da EMPET, Parques Empresarias de Tavira, EM Lda. e internalização de atividades;

î As selecções regionais do Porto e de Lisboa conquistaram os primeiros lugares do pódio

5. Aprovada por unanimidade a proposta número 14/2017/CM, referente a Taxa Municipal de Direitos de Passagem – TMDP;

LOGÓTIPO HUMANO E SOLIDARIEDADE MARCAM EDIÇÃO

6. Aprovada por unanimidade a proposta número 15/2017/CM, referente a Atribuição de apoio ao abrigo do RMAAD - Algarve Bike Challenge 2017;

Destaque ainda para o logótipo humano formado na Praça dos Pescadores com o laço azul da CPCJ (Comissão de Proteção de Crianças e Jovens), sob o lema “+ Basket, + Afectos”, numa associação solidária ao mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância. Digna de nota, a acção de Basket Solidário reverteu a favor da Conferência São Vicente de Paulo, que recebeu o montante de mil e 326 eu-

ros, em resultado da doação de um euro por parte de todos os participantes da Festa do Basquetebol Juvenil. “Sentimo-nos orgulhosos por acolher esta festa dirigida à Juventude e ao Basquetebol. Esperamos que se tenham divertido e, sobretudo, que tenham crescido como homens e mulheres”, destacou Carlos Silva e Sousa, reiterando a disponibilidade do Município em continuar a receber este evento no concelho. “Vocês são to-

dos campeões pela forma como se comportaram dentro e fora do campo”, rematou o presidente da Câmara de Albufeira. A Festa do Basquetebol é uma iniciativa da FPB, em parceria com o Município de Albufeira e com o apoio da Associação de Basquetebol do Algarve, Imortal Basket Club e Clube de Basquete de Albufeira. O evento conta, ainda, com a colaboração de várias associações distritais de basquetebol.

ARTES MARCIAIS

Campeonato Mundial de Kempo traz a Albufeira atletas de 22 países D.R.

O XIV CAMPEONATO DO MUNDO DE KEMPO realiza-se, de

26 a 29 de Abril, em Albufeira, num evento desportivo que integra várias modalidades e disciplinas de luta em pé e no solo, assim como competições artísticas de artes marciais. O evento será o expoente máximo dos desportos de combate e artes marciais realizado este ano na região e conta, segundo a organização, “com a participação de 22 países, entre os quais Holanda, Chile, Roménia, França, Argentina, Estados Unidos da América, num total aproximado de

MUNICÍPIO DE TAVIRA

î Evento juntará cerca de seiscentos participantes seiscentos participantes”.

CAMPEONATO REALIZADO EM PORTUGAL EM 2008 CONTOU

COM MAIS DE CINCO MIL PESSOAS A Federação Portuguesa

de Kempo já havia organizado o Campeonato do Mundo de

Kempo em 2008, sendo que durante os cinco dias de competição o evento foi visitado por mais de cinco mil pessoas, refere a informação adiantada pela organização do evento de artes marciais. Walter Pestana, o presidente da Federação Portuguesa de Kempo, antevê “um grande espectáculo que fará as alegrias dos aficionados dos desportos de combate e garante que os artistas marciais presentes deslumbrarão o público com a sua ‘marcialidade’, domínio de armas tradicionais e exibições de defesa pessoal”.

7. Aprovada por unanimidade a proposta número 16/2017/CM, referente a Atribuição de apoio ao abrigo do RMAAD - Federação Portuguesa de Ciclismo - Programa Cyclin Portugal Algarve 2017; 8. Aprovada por unanimidade a proposta número 17/2017/CM, referente a Atribuição de apoio ao abrigo do RMAAD - APPC - Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral de Faro; 9. Aprovada por unanimidade a proposta número 18/2017/CM, referente a Atribuição de apoio à Associação Academia de Música de Tavira – “Música nas Igrejas – Villa-Lobos em Movimento”; 10. Aprovada por unanimidade a proposta número 19/2017/CM, referente a Adenda ao contrato-programa para a gestão e manutenção de espaços verdes públicos do concelho de Tavira; 11. Aprovada por unanimidade a proposta número 20/2017/CM, referente a Protocolo de parceria entre o Município de Tavira e a Fábrica da Igreja de Santiago - Reabilitação das Ermidas do Calvário e São Pedro; 12. Aprovada por unanimidade a proposta número 21/2017/CM, referente ao Protocolo de parceria entre a Direção Regional da Cultura do Algarve, o Município de Tavira e a Fábrica da Igreja de Santa Maria do Castelo - Requalificação da Igreja de Santa Maria do Castelo; 13. Aprovada por unanimidade a proposta número 22/2017/CM, referente ao Projeto de regulamento do Conselho Municipal de Segurança; 14. Aprovada por maioria a proposta número 23/2017/CM, referente ao Concurso Público para a concessão de Exploração e Fiscalização de zonas de estacionamento de duração limitada na cidade de Tavira (3CPU/16) - Relatório final e adjudicação; 15. Aprovada por unanimidade a proposta número 25/2017/CM, referente ao Encerramento de processos de classificação como imóvel de interesse municipal; Para constar e produzir efeitos legais se publica o presente Edital e outros de igual teor que vão ser afixados nos lugares de costume. Paços do Concelho, 21 de fevereiro de 201 O Presidente da Câmara Municipal, Jorge Manuel Nascimento Botelho (POSTAL do ALGARVE, nº 1182, de 21 de Abril de 2017)


21 de Abril de 2017 |

LAGOA SILVES MONCHIQUE

Polis investe 8,5 milhões na Ria Formosa pág. 15

Rui André propõe nome Termas do Algarve para as Termas de Monchique

OPINIÃO De corpo inteiro

Autarca diz que as únicas termas da região deviam ser vistas como um produto regional e património de todos os algarvios Ricardo Claro ricardoc.postal@gmail.com

O AUTARCA DE MONCHIQUE RUI ANDRÉ CONSIDERA que se

deveria discutir a questão da alteração do nome das termas do concelho de Monchique, as únicas do Sul do país, de Termas de Monchique para Termas do Algarve. “Sei que à primeira vista é uma ideia que pode ser polémica, mas penso que a análise desta questão nas suas mais variadas vertentes é uma reflexão que importa fazer de forma séria e desassombrada”, disse o presidente da Câmara monchiquense em declarações exclusivas ao POSTAL esta semana. “As termas devem antes de mais ser entendidas pelos algarvios todos como sendo um património regional, dado que são as únicas da região e mesmo do sul do país. Trata-se de um património natural que deve ser sentido como seu por todos os algarvios sem excepção, incluídos, claro está, os monchiquenses”, refere. Por outro lado, o responsável local defende que o turismo regional que é cada vez mais um turismo que procura oferta diversificada e segmentada, além de complementar

D.R.

ao sol & mar, tem tudo a ganhar com a nova designação que associaria a vertente termal que já existe na região à marca Algarve. “Trata-se de tornar cada vez mais indissociável da marca Algarve a ideia de que este é também um destino termal, complementando assim os produtos principais do destino, como o golfe e mar e praias”, defende.

TERMAS SAIRIAM A GANHAR? É

sem dúvida uma proposta que levanta várias questões e que, mesmo sentimentalismos e sentidos de posse à parte, não é difícil de descortinar quanto aos efeitos. A ideia parece, à primeira vista e excepção feita ao restrito nicho do mercado habitual das termas de Monchique que já conhece a marca, poder aportar valor à marca das termas, já que a marca Algarve é um produto fortíssimo e consolidado a nível internacional. Por outro lado, a palavra Algarve passaria a ser passível de valorização junto de mercados onde a procura não está focada nos produtos consolidados regionais, tais como aqueles que buscam o turismo de saúde & bem-estar e de natureza.

Assine o

î Autarca diz que se deveria dicutir a alteração do nome das termas

MONCHIQUE QUER REFORÇAR A VERTENTE DE TURISMO DE SAÚDE & BEM-ESTAR Entretanto, e

no percurso escolhido de reforçar o eixo termal da oferta turística do concelho, Monchique aprovou em Reunião de Câmara, a proposta de se candidatar à adesão à Associação das Cidades e Vilas Históricas Termais da Europa, após convite do presiden-

te da instituição internacional. Patrocinada pelo Conselho da Europa, e já com presença em 11 países, integram em Portugal esta associação os municípios de Caldas da Rainha e de São Pedro do Sul. A organização gere a Rota das Vilas e Cidades Termais da Europa e tem por objectivo a preservação e promoção do património histórico, patrimonial

Envie este cupão para:

MORADA __________________________________________________________________________________________

  

e cultural associados ao legado termal de que Monchique e as suas termas são possuidoras. Esta candidatura reveste-se de especial importância para Monchique porque, uma vez aceite, colocará Monchique, as suas termas e o Algarve no centro de discussão e promoção do Turismo Termal Europeu, decisão que se espera favorável e a ocorrer já no próximo mês de Maio, no congresso desta associação que se realiza em Portugal. Este projecto de candidatura começou a ser preparado após a participação de Monchique, na Feira “Termatália” em Ourense, que foi decisiva para diversos encontros e estratégias comuns de Cidades e Vilas com Termas na Europa e para o desenvolvimento de projectos comuns para valorizar, territorialmente, como é o caso desta Associação Europeia que tem o apoio do Conselho da Europa. Esta será uma “alavanca” fundamental para o desenvolvimento turístico de Monchique e do Algarve, marcando, significativamente toda a estratégia turística do Topo do Algarve, marca de Monchique, na área do turismo de saúde & bem-estar.

POSTAL DO ALGARVE - Rua Dr. Silvestre Falcão, nº 13 C, 8800-412 Tavira

NOME __________________________________________________________________________________________________________________________

NIF

TEL   

 

DATA DE NASCIMENTO _______ ⁄ ________ ⁄ ____________

CÓD. POSTAL _________ - _____ — ________________________________________________

EMAIL _______________________________________________________ PROFISSÃO ________________________________

AUTORIZAÇÃO DE PAGAMENTO - por débito na conta abaixo indicada, queiram proceder, até nova comunicação, aos pagamentos das subscrições que vos forem apresentadas pelo editor do jornal POSTAL do ALGARVE. Esta assinatura renova-se automaticamente. Qualquer alteração deverá ser-nos comunicada com uma antecedência mínima de 30 dias.

33 € Assine através de DÉBITO DIRECTO BANCO _______________________________________________________________________________________________ IBAN PT 50                      NOME DO TITULAR __________________________________________________________________________

40 € 

13

_______________________________________________________________________________ ASSINATURA IDÊNTICA À CONSTANTE NA FICHA DO BANCO DO TITULAR DA CONTA.

Assine através de DINHEIRO, CHEQUE ou VALE POSTAL, à ordem de Postal do Algarve.

NOTA: Os dados recolhidos são processados automaticamente e destinam-se à gestão da sua assinatura e apresentação de novas propostas. O seu fornecimento é facultativo. Nos termos da lei é garantido ao cliente o direito de acesso aos seus dados e respectiva actualização.

Ricardo Mariano Jovem empresário

Avó, onde estás? Tenho saudades de ti Avó. Saudades daquelas que sufocam. Daquelas que doem e que nos desarmam por completo. Onde estás Avó? Sei que partiste, mas uma dúzia de anos sem ti doem infinitamente mais que um milhão de valentes chapadas. Dava tudo para te ter de volta. Queria tanto que voltasses a ralhar comigo por não ter comido a sopa toda. Ou por ter chegado mais tarde a casa do que devia. Queria tanto, mas mesmo tanto, poder voltar a escutar os teus ensinamentos. Sempre sonhaste ser professora, e nem eu me apercebia que em casa já eu estava numa turma, de um só aluno, e logo com a melhor das docentes. Que sortudo fui eu! Onde estás quando eu continuo a precisar dos teus conselhos? És tu a estrela que está a guiar tão bem o meu caminho? Diz-me por favor! Mas que raio de vida é esta que não me permitiu agradecer-te por tudo aquilo que fizeste por mim? Avó, aparece só uma vez que seja, para eu te dizer obrigado e te dar um beijinho. Hoje escrevo-te a chorar, com esperança que estejas a sorrir.


14

| 21 de Abril de 2017

LAGOS VILA DO BISPO ALJEZUR

Alunos da Júlio Dantas em Lagos entram pelas traseiras de uma escola de ‘luxo’ A ‘festa’ - como chamou Maria de Lurdes Rodrigues às intervenções da Parque Escolar - não foi suficiente para garantir o arranjo da entrada principal da escola O BLOCO DE ESQUERDA QUESTIONOU POR ESCRITO O GOVERNO acerca da falta de re-

alização da obra prevista para a entrada e zona envolvente da Escola Secundária Júlio Dantas em Lagos, divulgou o partido em nota de imprensa. João Vasconcelos e Joana Mortágua, deputados do Bloco de Esquerda e autores da iniciativa, interrogaram o executivo

de António Costa, nomeadamente o ministro da Educação, sobre se este “tem conhecimento desta situação e se pretende intervir no sentido de terminar a obra na entrada da escola, de forma a garantir todas as condições de segurança de acesso, sobretudo com o funcionamento em pleno da portaria prevista para aquele local”. A Escola Secundária Júlio

D.R.

Dantas, refere a informação do BE, “é uma das escolas intervencionadas pela Parque Escolar, que embora tenha sido entregue em pleno funcionamento, e hoje reúna boas instalações, nunca chegou a ter a zona envolvente à entrada da escola, e a portaria, concluídas”.

ALUNOS ENTRAM PELAS TRASEIRAS Segundo o BE, “a entrada PUB

î João Vasconcelos quer saber se o Governo vai terminar a obra condições físicas para na escola de alunos, funcioná- que um assistente operacional rios e restantes utilizadores do ali cumpra o seu trabalho”. Actualmente, a entrada é espaço faz-se pelas traseiras, por uma zona de serviço, que se en- uma zona fechada com um parcontra aberta das 8 às 24 horas que de estacionamento lotado sem qualquer controlo de en- em que no caso de ser necessátradas e saídas, dado não haver rio uma intervenção urgente,

por exemplo dos bombeiros, as dificuldades de acesso são enormes, alerta a força política com o deputado João Vasconcelos eleito pelo Algarve. “Existe uma verdadeira portaria, com todas as condições, que não está a ser utilizada porque a zona envolvente não está intervencionada. O portão, sempre aberto, permite a entrada de toda e qualquer pessoa, alheia à comunidade ou não, com as melhores intenções ou com intenções duvidosas, para fins lícitos ou ilícitos”, afirma João Vasconcelos, um dos autores da iniciativa parlamentar. “Há um projecto para a obra e da parte da autarquia têm sido feitos esforços para que esta se inicie, com as parcerias necessárias já assinadas e, inclusive, tendo sido dada à Parque Escolar uma isenção de pagamento de taxas, por deliberação da Assembleia Municipal de Lagos”,

ACESSIBILIDADE AUTÁRQUICA

Lagos já tem novo site da Câmara D.R.

DEPOIS DE TER ESTADO OFF-LINE DURANTE ALGUM TEMPO, a Câmara de Lagos já tem

a funcionar o novo portal da autarquia na internet, no mesmo endereço de sempre: www.cm-lagos.pt. Com uma imagem renovada e maior facilidade de acesso aos vários serviços e informações disponibilizados, está assim cumprida a promessa feita em declarações ao POSTAL pela autarca Maria Joaquina Matos de que o novo site estaria em breve on-line e renovado. A empresa responsável pela criação do novo portal foi a Unykvis, Lda, a quem a autarquia adjudicou directamente

î A nova imagem da homepage do portal da Câmara de Lagos o trabalho pelo valor de 26 mil euros. Está assim regularizado o acesso dos internautas às mais

diversas informações disponibilizadas pela autarquia através da internet. RC


21 de Abril de 2017 |

15

REGIÃO CONSULTÓRIO DO CONSUMIDOR Substituição de termoventiladores perigosos “Soube que está a decorrer uma campanha para a substituição de termoventiladores potencialmente perigosos. Como posso conhecer a marca em questão e fazer a troca do equipamento?”

A DECO responde... Em Outubro de 2016, a DECO publicou um estudo sobre a segurança de alguns aparelhos eléctricos, tendo encontrado, à venda no mercado português, termoventiladores potencialmente perigosos para os consumidores. Além da denúncia à ASAE acompanhada pelo respectivo pedido de retirada do mercado desses equipamentos perigosos, a DECO contactou os produtores e propôs uma parceria que permitisse aos consumidores, que, entretanto, tivessem comprado os termoventiladores perigosos, a sua substituição por modelos seguros. Só a marca portuguesa ORIMA respondeu positivamente ao nosso desafio e aceitou colaborar connosco, substituindo o termo ventilador da marca ORIMA modelo ORKPT 2000 D, pelo modelo ORPT 2000 L da mesma marca. O processo de substituição dos termoventiladores decorrerá entre 15 e 19 de Maio. Para que os consumidores lesados possam ver os seus danos reparados terão de comunicar a sua intenção de substituição à DECO, por e-mail, entre 20 de Abril e 5 de Maio. Caso pretendam exercer o seu direito à troca, devem ainda comparecer presencialmente nas instalações da DECO. No Algarve a delegação funciona, em Faro, de segunda a sexta-feira, com atendimento ao público no período da manhã entre as 10 e as 13 e no período da tarde entre as 14 e as 17 horas. Caso seja necessário podem contactar a delegação através do telefone 289 863 103 ou do email: deco. algarve@deco.pt.

Polis investe 8,5 milhões na Ria Formosa Intervenções contarão com a contribuição de 4,6 milhões de euros do Estado D.R.

A SOCIEDADE POLIS DA RIA FORMOSA aprovou na passada

segunda-feira investimentos de 8,5 milhões de euros para melhorar acessos e requalificar espaços nas ilhas-barreira, entre eles a construção da nova ponte para a ilha de Faro, anunciou o Governo. No conjunto das intervenções a realizar estão, além da “construção de uma nova ponte de acesso à praia de Faro”, a criação de “um cais de passageiros em Tavira” e “a requalificação da Ilha da Culatra, da praia do Ancão e da Avenida 5 de Outubro, em Olhão”, revelou o gabinete do ministro do Ambiente, na nota de imprensa que anunciou a decisão da Polis da Ria Formosa, após reunião em assembleia-geral. O gabinete do ministro João Pedro Matos Fernandes precisou que o Estado é “o principal financiador” do montante global a ser gasto nestas intervenções, com uma contribuição de 4,6 milhões de euros, e o restante montante será coberto pelos outros “parceiros no financiamento”, nomeadamente as Câmaras de Faro, Olhão, Tavira e Loulé e a empresa Docapesca.

î Investimento servirá para melhorar acessos e requalificar espaços nas ilhas-barreira “Prevê-se que o projecto de requalificação da Ilha da Culatra possa ser beneficiado com um financiamento comunitário de cerca de 850 mil euros”, sublinhou o gabinete do ministro.

FUTURA PONTE PERMITIRÁ MELHORAR A CIRCULAÇÃO RODOVIÁRIA O Governo justificou a

necessidade de avançar para a construção de uma nova ponte para a praia de Faro

com as “fragilidades de difícil correcção” da travessia actual e considerou que o futuro acesso permitirá “melhorar a mobilidade, criando uma solução mista de circulação para automóveis, peões e bicicletas”. O Governo também justificou a decisão de avançar com o projecto de requalificação da Ilha da Culatra, que pertence ao concelho de Faro, com a necessidade de

adoptar “medidas de recuperação do núcleo piscatório com a reabilitação das zonas degradadas, promovendo a qualidade de vida da população residente”. “Destaca-se, entre outros, a criação de um parque de lazer e de uma doca seca, a valorização do largo da igreja e a integração da zona adjacente ao cais de acostagem e interligação desta com núcleo habita-

cional”, acrescentou. A mesma fonte referiu à Agência Lusa que a “intervenção em Tavira” visa “a substituição do actual cais de acostagem por outro, em betão armado, com as necessárias condições operacionais e de segurança”, enquanto na Praia do Ancão, no concelho de Loulé, é necessário “garantir a segurança e o conforto na utilização do espaço público e, ao mesmo tempo, proteger e recuperar o sistema dunar, disciplinando a circulação e estacionamento automóvel”. A Sociedade Polis Ria Formosa tem competências nessa zona protegida do Algarve, uma das principais zonas húmidas de Portugal, utilizada por diversas espécies de aves para nidificar ou permanecer algum tempo no decurso das suas migrações. A Ria Formosa abrange uma zona de litoral que se estende desde Cacela Velha, em Vila Real de Santo António, até à praia do Ancão, em Loulé, e caracteriza-se pela existência de vários núcleos habitacionais ao longo das ilhas-barreira que pertencem aos concelhos de Faro e Olhão.

PROJECTO VISA ESTUDAR O PAPEL DA PROTEÍNA TRIB2 NO CONTEXTO DO MELANOMA

Investigadora da UAlg distinguida com bolsa para estudar cancro BIBIANA FERREIRA, investiga-

dora do Centro de Investigação em Biomedicina (CBMR), acaba de receber uma bolsa Terry Fox com o projecto “Characterizing the clinical relevance and the mechanism underlying TRIB2-mediated drug resistance to MEK inhibitiors in the context of melanoma”, um projecto que visa estudar o papel da proteína TRIB2 no contexto do melanoma, um

dos mais agressivos cancros de pele. O projecto, seleccionado para financiamento pela Liga Portuguesa contra o Cancro, pretende explorar, entre outros aspectos, a questão da resistência aos tratamentos, um dos principais motivos de insucesso no tratamento de doentes que padecem desta doença. Conforme explica a UAlg

em comunicado de imprensa, “através do programa Terry Fox a Liga Portuguesa contra o Cancro visa oferecer apoio à investigação de ponta na área do cancro, estimulando, assim, uma mais rápida e eficiente apresentação de resultados que possam contribuir para importantes descobertas no âmbito do estudo da doença”. Reafirmando a importância e a qualidade da sua inves-

D.R.

î Bibiana Ferreira

tigação na linha do cancro, o Centro de Investigação em Biomedicina, “continua a apostar nesta área onde, só nos últimos quatros anos, já foram distinguidos seis dos seus investigadores, entre os quais: Wolfgang Link, Ana Teresa Maia, Nuno Rodrigues dos Santos, Ana Luísa Martins Ferreira, Pedro Castelo-Branco e, mais recentemente, Bibiana Ferreira”.


16

| 21 de Abril de 2017

ZZZ

RIR É O MELHOR REMÉDIO

ZZZ pág. ## Nome esquisito Uma cigana chega ao registo civil para registar a sua filha. Pergunta-lhe a empregada: - Então qual é o nome que quer dar à criança? - Cravo Biciclete! - O quê?! Isso não é nome que

se dê a uma criança! - Então?! Vocês teim uma Rosa Mota, nós também podemos ter uma Cravo Biciclete!...

O tigre e a ovelha Um senhor vai visitar o Jar-

dim Zoológico e pára diante de uma jaula. Lá dentro está um tigre e uma ovelha. Surpreendido, pergunta ao tratador: - Como é possível que estes dois animais consigam ficar juntos? - É muito simples: todas as ma-

nhãs substituímos a ovelha!

criada! Olha só o cabelo da avó!

Cabelos brancos

Alentejanos

- Minha filha, cada vez que és malcriada nasce-me um cabelo branco a mim! - Ena, mãe! Como tu foste mal-

O que é que os alentejanos fazem no fim de um dia de trabalho? Tiram as mãos dos bolsos.

Angelis, sábado, dia 22, às 17 horas, na Igreja de São Fran-

PORTIMÃO

cisco.

‘Portugal não é um país pequeno’, de André Amálio, sexta-feira, dia 21, às 21.30 horas, no TEMPO - Teatro Municipal de Portimão.

Dança, sábado, dia 22, às 21.30 horas, no Cine-Teatro São Brás.

LAZER agenda cultural

ALBUFEIRA Pintura Exposição de João Pedro Tavares ‘Um Olhar sobre a Obra de Picasso’, na Galeria Pintor Samora Barros. Até dia 29.

ALJEZUR Fotografia Exposição de Telma Verís-

agenda cinema FARO CINEMAS NOS FORUM ALGARVE 289 887 212 O Jardim da Esperança (m/12) | Sala 1 | 12h50, 15h40, 18h35, 21h25, 00h15 » Smurfs: A Aldeia Perdida (m/6) | Sala 2 | 10h40 (Sáb e Dom) » A Cabana* (m/12) | Sala 2 | 13h00, 15h50, 18h45, 21h35, 00h25 » Juntos para Sempre (m/6) | Sala 3 | 13h10, 00h30 » The Boss Baby (m/6) | Sala 3 | 15h20, 17h35 » A Ilha dos Cães (m/16) | Sala 3 | 11h00, (Sáb e Dom), 19h45 » Velocidade Furiosa 8 (m/12) | Sala 3 | 21h45 » The Boss Baby (m/6) | Sala 4 | 10h50 (Sáb, Dom), 13h20, 16h00, 18h15 » A Bela e o Monstro V.O. (m/12) | Sala 4 | 21h05, 23h50 » Velocidade Furiosa 8 (m/12) | Sala 5 | 12h40, 15h30, 18h25, 21h15, 00h10

simo, ‘Viagem Interior’, no Espaço +, sala 1. Até 10 de

LAGOS

Maio.

Tributo a Zeca Afonso e Ary dos Santos, pelo Quinteto de Jazz de Lisboa, terça-feira, dia 25, às 21.30 horas, no Centro Cultural.

FARO Música Afonso Dias com Andanças & Cantorias, segunda-feira, dia 24, às 22 horas, no Palco da Doca.

Música

LOULÉ Música Concerto Mariano, por Vox

OLHÃO Seminário ‘A Guerra aqui ao lado’, sábado, dia 22, das 10 às 17 horas, na Biblioteca Municipal José Mariano Gago

Teatro

SÃO BRÁS Dança II Encontro de Grupos de

Velocidade Furiosa 8 (m/12) | Sala 1 | 15h00, 18h00, 21h30, 00h00 (Sex, Sáb e Seg) » Juntos para Sempre (m/6) | Sala 1 | 21h30 » A Bela e o Monstro V.P. (m/6) | Sala 2 | 14h40 » Juntos para Sempre (m/12) | Sala 2 | 17h00, 19h15 (diariamente), 00h00 (Sex, Sáb e Seg)

OLHÃO C. C. Ria Shopping 289 703 332 Velocidade Furiosa 8 (m/12) | Sala 1 | 15h30, 18h30, 21h30 (diariamente), 23h50 (Sex e Sáb) » A Bela e o Monstro V.P. (m/6) | Sala 1 | 10h30 » Rock Dog V.P. (m/6) | Sala 2 | 13h15 (Sáb), 10h30, 13h15

Fotografia Exposição de Pedro Barros, ‘Jordânia’, no Núcleo Islâmico do Museu Municipal de Tavira. Até 15 de Julho.

* estreias

de 21 a 26 de Abril

CINEMAS DE LAGOS 282 799 138

TAVIRA

(Dom) » Ladrões com muito estilo (m/12) | Sala 2 | 19h30, 21h30 (diariamente), 23h30 (Sex e Sáb) » Jacinta (m/12) | Sala 2 | 15h10, 17h00» Ozzy: Veloz e Peludo (m/6) | Sala 3 | 13h15 (Sáb), 10h30, 13h15 (Dom) » Malapata (m/12) | Sala 3 | 17h30 » Jacinta (m/12) | Sala 3 | 19h15 » A Bela e o Monstro (m/6) | Sala 3 | 15h15 V.P., 21h30 V.O. » Ghost in the Shell: Agente de Futuro (m/12) | Sala 3 | 23h45 (Sex e Sáb)

CINEMAS DE PORTIMÃO 282 411 888

» A Bela e o Monstro V.P. (m/6) | Sala 2 | 18h45 » A Bela e o Monstro V.O. (m/12) | Sala 2 | 21h30

TAVIRA Cine-Teatro António Pinheiro 281 320 594 Monstra em Tavira - Louise à Beira-Mar (m/12), 21h30 (Qui, dia 27)

(Sáb, Dom e Ter), 13h00, 15h25, 18h30 » São Jorge (m/14) | Sala 3 | 21h00, 23h40 (Sex, Sáb e Seg) » Ladrões com Muito Estilo (m/14) | Sala 4 | 13h10, 15h45, 18h20, 21h10, 23h50 (Sex, Sáb e Seg) » O Jardim da Esperança* (m/14) | Sala 4 | 12h45, 15h30, 18h25, 21h20, 00h10 (Sex, Sáb e Seg) » The Boss Baby (m/6) | Sala 5 | 10h30 (Sáb, Dom e Ter)

GRAN-PLAZA CINEMAS NOS 16996

Velocidade Furiosa 8 (m/12) | Sala 1 | 13h40, 16h15, 18h45, 21h30 (diariamente), 00h00 (Sex, Sáb e Seg)» Jacinta (m/12) | Sala 2 | 15h15, 17h00

Velocidade Furiosa 8 (m/12) | Sala 1 | 12h20, 15h20, 18h20, 21h20, 00h20 (Sex, Sáb e Seg) » The Boss Baby (m/6) | Sala 2 | 12h30, 15h00, 17h10, 19h20 » A Bela e o Monstro V.O. (m/12) | Sala 2 | 21h30, 00h00 (Sex, Sáb e Seg) » Smurfs: A Aldeia Perdida (m/6) | Sala 3 | 10h50

horóscopo Carneiro (de 21/03 a 20/04) Ponha de lado situações que não lhe interessam; uma nova oportunidade está à espreita.

Touro (de 21/04 a 20/05) Muita atenção, pois o dinheiro poderá escorregar-lhe por entre os dedos.

Gémeos (de 21/05 a 20/06) Semana excelente para criar novos projectos e delinear novos caminhos.

Caranguejo (de 21/06 a 22/07) Não assine qualquer tipo de contrato sem primeiro se aconselhar com alguém.

Leão (de 23/07 a 22/08) Vá à luta pois tem excelentes possibilidades de mudar o rumo da sua vida.

Virgem (de 23/08 a 22/09) É uma semana próspera tanto em negociações como nos resultados que já esperava.

Balança (de 23/09 a 22/10) O seu empenho e dedicação serão o seu maior trunfo para uma ascensão profissional.

Escorpião (de 23/10 a 21/11) O seu mérito será reconhecido e dessa forma o sentimento será o de reforço da sua auto-estima.

Sagitário (de 22/11 a 21/12) Tenha algum cuidado com as más-línguas pois poderão deitar por terra a sua relação amorosa.

Capricórnio (de 22/12 a 19/01) As suas ideias e sugestões serão bem acolhidas pelos seus parceiros de trabalho e superiores.

Aquário (de 20/01 a 18/02) A evolução da sua carreira profissional depende fortemente do seu empenhamento.

Peixes (de 19/02 a 20/03 O seu poder de sedução está no auge. Novas paixões podem surgir.


21 de Abril de 2017 |

ANÚNCIOS

ZZZ pág. ##

Farmácias de Serviço ALBUFEIRA

17

SEXTA

SÁBADO

DOMINGO

Santos Pinto

do Mar

-

ARMAÇÃO DE PÊRA

-

SEGUNDA

TERÇA

do Mar

do Mar

do Mar

Sousa Coelho

Edite

-

QUARTA

QUINTA

do Mar

do Mar

Sousa Coelho

Caniné

Pereira

Helena

Crespo

Palma

Montepio

LAGOA

Sousa

Sousa

José Maceta

Vieira

Vieira

Vieira

Vieira

LAGOS

Telo

Neves

Ribeiro

Lacobrigense

Silva

Telo

Neves

LOULÉ

Avenida

Martins

Chagas

Pinto

Avenida

Martins

Chagas

MONCHIQUE

Moderna

Moderna

Moderna

Hygia

Hygia

Hygia

Hygia

OLHÃO

Pacheco

Brito

Rocha

Olhanense

Da Ria

Nobre

Pacheco

PORTIMÃO

Moderna

Carvalho

Rosa

Amparo

Arade

Rio

Central

QUARTEIRA

Algarve

Mª Paula

Mª Paula

Mª Paula

Mª Paula

Mª Paula

Mª Paula

SÃO BART. DE MESSINES

Algarve

SÃO BRÁS DE ALPORTEL

São Brás

Algarve

-

Dias Neves

Dias Neves

-

Dias Neves

São Brás

Dias Neves

-

Cruz Portugal

Cruz Portugal

-

Guerreiro

Felix

Felix

Sousa

Montepio

Mª Aboim

Central

VILA REAL de STº ANTÓNIO

Carrilho

Carmo

Carmo

Carmo

Carmo

Carmo

Carmo

Área do lote 200 m2 área de construção 2 x t2 x110m2ou 1 t4 x 200m2 - M. S. Espírito Tavira Contacto 919 219 279

Cardiologia

-

Central

Acordos com: Multicare, C.G.D., Allianz, Associação Mutualista Montepio

Dr. Jorge Mimoso

São Brás

TAVIRA

Lote de terreno urbano

Ginecologia Obstetrícia

Caniné

SILVES

VENDE-SE

-

Dra Margarida Gadelha

-

FARO

-

Consultório Médico

João de Deus

Acordos com: Medis, Multicare,

C.G.D., Allianz, SAMS Quadros . Check-up Cardíaco . ECG . Prova de Esforço . MAPA (motorização da tensão arterial durante 24 horas) . Holter (motorização do ECG durante 24 horas) . Ecocardiograma com Doppler cardíaco codificado a cor

Rua Dr. Pinheiro e Rosa nº 50, 8005-546 Faro Tel: 289 868 062 (das 14 às 19h)

MUNICÍPIO DE TAVIRA EDITAL JOSÉ OTÍLIO PIRES BAIA, Presidente da Assembleia Municipal de Tavira. TORNA PÚBLICO, que em sessão ordinária da Assembleia Municipal de Tavira, realizada no dia 03 de março de 2017, foram tomadas as seguintes deliberações: 1. Aprovado por unanimidade o voto de pesar pelo falecimento de José Emídio Fernandes Sotero; 2. Aprovada por unanimidade a proposta de elaboração de roteiro informativo e turístico dos diferentes Poços de Santo Estevão; 3. Aprovado por unanimidade o voto de pesar pelo falecimento de Mário Alberto Nobre Lopes Soares; 4. Aprovado por unanimidade o voto de pesar pelo falecimento de Manuel de Almeida Martins;

MUNICÍPIO DE TAVIRA EDITAL Nº 10 /2017 Jorge Manuel do Nascimento Botelho Presidente da Câmara Municipal de Tavira TORNA PÚBLICO, que em reunião ordinária de Câmara Municipal, realizada no dia 07 de fevereiro de 2017, foram tomadas as seguintes deliberações: 1. Aprovada por unanimidade a proposta número 8/2017/CM, referente ao Atribuição de apoio à Associação Rock da Baixa Mar - 10.ª edição da Maré de Contos; 2. Aprovada por unanimidade a proposta número 9/2017/CM, referente a Constituição de direito de superfície com os Sonâmbulos Futsal Luzense Associação e revogação de direito de superfície com o Clube de Caça e Pesca Luzense; Para constar e produzir efeitos legais se publica o presente Edital e outros de igual teor que vão ser afixados nos lugares de costume.

5. Aprovada por maioria a proposta da Câmara Municipal número 10/2017/CM, referente à Prestação de Contas – 2016; 6. Aprovada por maioria a proposta da Câmara Municipal número 11/2017/CM, referente à 1ª. Revisão ao Orçamento e às GOP de 2017; 7. Aprovada por maioria a proposta da Câmara Municipal número 12/2017/CM, referente à Alteração à estrutura orgânica dos serviços, respetivos regulamentos e mapa de pessoal; 8. Aprovada por maioria a proposta da Câmara Municipal número 13/2017/CM, referente à Dissolução da EMPET, Parques Empresariais de Tavira, EM Lda. e internalização de atividades; 9. Aprovada por unanimidade a proposta da Câmara Municipal número 14/2017/CM, referente à Taxa Municipal de Direitos de Passagem - TMDP; 10. Aprovar por unanimidade a proposta da Câmara Municipal número 19/2017/CM, referente à Adenda ao contrato-programa para a gestão e manutenção de espaços verdes públicos do concelho de Tavira; 11. Aprovada por unanimidade a proposta da Câmara Municipal número 22/2017/CM, referente ao Projeto de regulamento do Conselho Municipal de Segurança. Para constar e produzir efeitos legais se publica o presente Edital e outros de igual teor que vão ser afixados nos lugares de costume.

Paços do Concelho, 07 de fevereiro de 2017

Paços do Concelho, aos 03 dias do mês de março do ano 2017

O Presidente da Câmara Municipal,

O Presidente da Assembleia Municipal,

Jorge Manuel Nascimento Botelho

José Otílio Pires Baia

(POSTAL do ALGARVE, nº 1182, de 21 de Abril de 2017)

(POSTAL do ALGARVE, nº 1182, de 21 de Abril de 2017 )

Rua de Santo António, n.º 68 - 5º Esq. 8000 - 283 Faro Telef.: 289 820 850 | Fax: 289 878 342 dbf@advogados.com.pt | www.advogados.com.pt

23


18

| 21 de Abril de 2017

ANÚNCIOS

ı

NECROLOGIA Funerárias: Sítio da Palmeira LUZ DE TAVIRA Tel. /Fax: 281 961 170

SERVIÇO PERMANENTE 24h

Av. Maria Lizarda MONCARAPACHO Tel: 289 798 380

FUNERAIS | CREMAÇÕES | TRASLADAÇÕES ARTIGOS RELIGIOSOS MANUTENÇÃO DE CAMPAS E JAZIGOS FLORES Tlms: 966 019 297 (Carlos Palma)

963 907 469 (Gonçalo Correia)

Reze 9 Ave-Marias com uma vela acessa durante 9 dias, pedindo 3 desejos, 1 de negócios e 2 impossíveis ao 9º dia publique este aviso, cumprir-se-á mesmo que não acredite. M.G.N . funerariapedro@sapo.pt funeraria_pedro@sapo.pt

funerariapviegas@sapo.pt

Empresa recomendada

TAVIRA Rua Dr. Miguel Bombarda n.º 25 Tel. - 281 323 983 - 281 381 881 LUZ DE TAVIRA EN 125, n.º 32 – Tel. - 281 961 455 VILA REAL STO. ANTÓNIO Rua 25 de Abril n.º 32 – Tel. - 281 541 414 FUNERÁRIA PATROCÍNIO Tlm. - 968 685 719 Rua João de Deus, n.º 86 – Tel. -281 512 736 IDALÉCIO PEDRO Tlm. - 964 006 390

Serviços Fúnebres Coroa de flores artificiais c/ moldura, cartões memoriais, livro de condolências e serviço de água no velório

Solicite orçamento antes de decidir AGÊNCIA

FUNERÁRIA

geral@funerariacorreia.pt - www.funeraria correia.pt

Reze 9 Ave-Marias com uma vela acessa durante 9 dias, pedindo 3 desejos, 1 de negócios e 2 impossíveis ao 9º dia publique este aviso, cumprir-se-á mesmo que não acredite. R.P.

Reze 9 Ave-Marias com uma vela acessa durante 9 dias, pedindo 3 desejos, 1 de negócios e 2 impossíveis ao 9º dia publique este aviso, cumprir-se-á mesmo que não acredite. D.T.N .

VENDE-SE ou ARRENDA-SE 4 terrenos agrícolas com excelente localização e acessibilidade, com água da barragem, situados na Asseca a 3 minutos da cidade de Tavira Pomar de citrinos: 8.158 m2 Terra de semear: 8.000 m2 Terra de semear: 9.788 m2 Pomar de citrinos e terra de semear 6.370 m2 Área total: 32.316 m2

Tavira

Rua Soledade 19 OLHÃO Tel. 289 713 534

Rua de Santo António, n.º 68 - 5º Esq. 8000 - 283 Faro Telef.: 289 820 850 | Fax: 289 878 342 dbf@advogados.com.pt | www.advogados.com.pt

Leocádia Lopes Trindade Grilo Valentim, faz saber aos interessados, nomeadamente, confinantes, que durante o mês de Abril de 2017 será celebrada escritura pública de venda do prédio rustico situado no Sítio do Arroio, inscrito na matriz predial rústica sob o artigo 1492º, da União de Freguesias de Luz de Tavira e Santo Estêvão, no concelho de Tavira, descrito na Conservatória do Registo Predial de Tavira sob o nº 2702/20100923. Tal escritura terá o valor de €15.000,00 e o presente anúncio refere-se a eventual exercício do direito de preferência.

Contacto: 918 201 747

(POSTAL do ALGARVE, nº 1182, de 21 de Abril de 2017)

SANTIAGO - TAVIRA PARIS - FRANÇA

SANTA MARIA – TAVIRA SANTA MARIA E SANTIAGO - TAVIRA

SANTA MARIA – TAVIRA CONCEIÇÃO E CABANAS DE TAVIRA

MARIA NATALINA PEREIRA

DOMINGOS PEREIRA

RUI DA CONCEIÇÃO MACHADO

12-05-1960 / 07-04-2017

11-09-1921 / 11-04-2017

26-05-1938 / 13-04-2017

969 003 042

Emergência 24 horas

965 040 428

Vila Real Sto. António

962 406 031

AGRADECIMENTO

AGRADECIMENTO

AGRADECIMENTO

Os seus familiares vêm, por este meio, agradecer a todos quantos a acompanharam em vida e nas suas cerimónias exéquias ou que de algum modo lhes manifestaram o seu sentimento e amizade.

Os seus familiares vêm por este meio agradecer a todos quantos se dignaram acompanhar o seu ente querido à sua última morada ou que, de qualquer forma, lhes manifestaram o seu pesar.

Os seus familiares vêm por este meio agradecer a todos quantos se dignaram acompanhar o seu ente querido à sua última morada ou que, de qualquer forma, lhes manifestaram o seu pesar.

Agência Funerária Santos & Bárbara, Lda.

Agência Funerária Santos & Bárbara, Lda.

Agência Funerária Santos & Bárbara, Lda.

AGÊNCIA FUNERÁRIA

Santos & Bárbara, Lda FUNERAIS - CREMAÇÕES - TRASLADAÇÕES PARA TODO O PAÍS E ESTRANGEIRO

Tel. : 281 323 205 - Fax: 281 323 514 • 965 484 819 / 917 764 557 ATENDIMENTO PERMANENTE - OFERTA DE ANÚNCIO DE NECROLOGIA E CARTÕES MEMÓRIA Artigos Funerários e Religiosos / Catálogo de Lápides e Campas


21 de Abril de 2017 |

ASSINALEA AFRASE FRASECORRETA CORRETA >>>>ASSINALE

>> SOLUÇÃO da edição passada

A ociosidade é a mãe: ¨ ¨ ¨ ¨

19

A necessidade aguça:

A – de todos nós. B – de todos os vícios. C – de todos os tolos. D – de todos os males.

¨ A – a ingenuidade.

þ B – o engenho. ¨ C – o apetite. ¨ D – a imaginação.

Sobe & desce

Esta é uma iniciativa das Bibliotecas Paula Nogueira do Agrupamento de Escolas Professor Paula Nogueira (Olhão) em parceria com a Casa da Juventude de Olhão e o POSTAL, que semanalmente divulga os problemas e as soluções deste jogo. VáriasescolasdoAlgarve jáaderiramàiniciativa:AEProfessorPaulaNogueira(Olhão)/AEdaSé(Faro)/AED.AfonsoIII(Faro)/AEDr.AlbertoIria(Olhão)/ColégioBernardetteRomeira(Olhão)/AEDr.JoãoLúcio(Fuseta)/AEdeEstoi(Faro)/AEJoaquimMagalhães(Faro)/AEdoMontenegro(Faro)/AEdeCastroMarim (Vila Real de St. António) / AE Professora Diamantina Negrão / (Albufeira) / Agrupamento de Escolas José Belchior Viegas (Mega Agrupamento de São Brás de Alportel) / Escola Secundária João de Deus (Faro) / Agrupamento de Escolas D. Paio Peres Correia (Tavira) / Casa da Juventude (Olhão) / Postal do Algarve. Convidamos todas as escolas e bibliotecas, interessadas em aderir ao Jogo da Língua Portuguesa e receber os materiais para o mesmo, a contactar: biblioteca.epnogueira@gmail.com ou jornalpostal@gmail.com.

Perfil do turista

As traseiras da Júlio Dantas

‘Adoram’ o Algarve e dão milhões a Portugal e ao Estado português. Os turistas algarvios viram o seu perfil estudado e redesenhado pela UAlg a pedido da RTA. Um perfil genérico e positivo que merecia sério aprofundamento (Ler págs. 2 e 3).

A comunidade escolar da Escola Júlio Dantas entra no estabelecimento escolar pela ‘porta dos fundos’. A grandeza das obras da Parque Escolar esqueceu a entrada principal e eis o resultado. Como dizia a ministra de então: ‘É uma festa!’ (Ler pág. 14).

E-mail da redacção:

OPINIÃO

A voz é uma preciosidade a defender

jornalpostal@gmail.com

D.R.

FICHA TÉCNICA Associação Portuguesa de Terapeutas da Fala *

Sede: Rua Dr. Silvestre Falcão, n.º 13 C - 8800-412 Tavira - Algarve Tel: 281 320 900 | Fax: 281 023 031 E-mail: jornalpostal@gmail.com On-line: www.postal.pt Director: Henrique Dias (CP 3259). Editor: Ricardo Claro (CP 9238). Redacção: Cristina Mendonça (CP 3258), Humberto Ricardo (CP 388). Design: Profissional Gráfica. Colaboradores fotográficos: José A. N. Encarnação “MIRA” Colaboradores: Beja Santos (defesa do consumidor), Nelson Pires (CO76). Departamento Comercial, Publicidade e Assinaturas: Anabela Gonçalves, José Francisco. Propriedade do título: Henrique Manuel Dias Freire ( mais de 5% do capital social) Edição: Postal do Algarve Publicações e Editores, Lda. Contribuinte nº 502 597 917. Depósito Legal: nº 20779/88. Registo do Título (dgcs): ERC nº 111 613. Impressão: Naveprinter Distribuição: Banca - Logista, à sexta-feira com o Público/VASP - Sociedade de Transportes e Distribuição, Lda e CTT. Estatuto editorial: disponível em http://www.postal.pt/quem-somos/ Membro: APCT - Associação Portuguesa para o Controlo de Tiragem e Circulação; API - Associação Portuguesa de Imprensa.

O Dia Mundial da Voz A nossa voz é o principal meio de comunicação que temos. O Dia Mundial da Voz festejou-se a 16 de Abril e tem como objectivo primordial dar visibilidade à voz. Uma voz saudável permite-nos transmitir ideias e sentimentos, mostrar a nossa personalidade e comunicar uns com os outros. Depende de uma complexa actividade de todos os músculos e da integridade dos tecidos do sistema fonador. Porém, nem sempre se consegue ter uma voz adequada, que con-

www.anaamorimdias.blogspot.com anamorimdias@gmail.com Tiragem desta edição:

- Não imite vozes, nem utilize um tom demasiado agudo ou grave; - Faça aquecimento vocal antes das exposições orais; - Evite mudanças de temperatura bruscas.

SINAIS DE ALERTA PARA ALTERAÇÕES VOCAIS Esteja atento e

CUIDE DA SUA VOZ! Associação Portuguesa de Terapeutas da Fala – Delegação Sul

procure um terapeuta da fala se tiver constantemente rouco, se ficar afónico (sem voz), se sentir cansaço associado ao uso vocal, se considerar a sua voz demasiado fraca ou muito forte, se pigarrear frequentemente, se tiver tosse crónica ou sensação de corpo estranho na faringe.

O QUE DEVE FAZER DIARIAMENTE PARA PROTEGER A SUA VOZ - Beba água frequentemente; - Mantenha uma alimentação variada e saudável; - Evite fumar e ingerir bebi-

das alcoólicas; - Fale com uma postura adequada; - Modere o uso da voz - evite gritar;

- Evite pigarrear - beba água e tussa; - Não use roupas apertadas, principalmente junto à zona do pescoço;

* Quem somos? A Associação Portuguesa de Terapeutas da Fala (APTF) é uma associação representativa dos Terapeutas da Fala em Portugal. É composta por várias delegações regionais pelo país, e é objectivo de cada uma representar localmente a APTF através da sensibilização da comunidade para a profissão e organizando acções e cursos de formação (APTF, 2017).

O que nos determina perante a adversidade

Ana Amorim Dias - Escritora

5.253 exemplares

siga transmitir uma mensagem. Nestes casos, é possível que exista uma alteração, decorrente da desarmonia dos sistemas envolventes neste processo.

A capacidade humana para suportar contratempos, fracassos, dores e per-

das é quase ilimitada: se continuamos vivos é porque aguentámos. Mas a forma como nos comportamos durante os períodos de crise e, sobretudo, a nossa atitude posterior, é que vai determinar se o nosso caminho se faz na luz ou na sombra; se dentro de nós se vive num inferno ou num paraíso. Se nos fazem mal, guardamos o rancor e a mágoa que nos apodrecem por

dentro ou conseguimos experimentar o magnânimo perdão? Se assistimos ao sofrimento dos seres que amamos e vivemos a sua partida, será que o fazemos a lamentar a perda ou a celebrar a sua passagem nas nossas vidas? Se perdemos alguma batalha profissional, culpamos todos os outros ou encontramos coragem para recomeçar, corrigindo er-

ros e superando capacidades? Se erramos, perante nós e perante os outros, será que teimamos nos erros ou aprendemos a pedir perdão e a viver com mais coerência? Vejamos: não é apenas a capacidade de superar adversidades que nos torna mais fortes e felizes, não! O grande tesouro é o que se aprende e evolui com cada mau bocado vivido;

é a maneira como escolhemos viver depois da tempestade passar; é a forma como reconstruímos a vida e nos reinventamos! Escolhemos ser apenas náufragos chorosos, perdidos nos destroços da nossa existência? Ou corajosos sobreviventes, repletos de força e resiliência, capazes de convictamente se reerguerem das cinzas? Bem, uma coisa é certa: tal escolha só a nós cabe!


O POSTAL

Tiragem desta edição:

5.253 exemplares

regressa no dia 12 de Maio

última Quinta dos Patudos acolhe seminário de Flyball Evento será orientado por dois conhecidos treinadores belgas O PARQUE RURAL CANINO “QUINTA DOS PATUDOS” vai

promover em São Bartolomeu de Messines, Silves, no fim-de-semana de 29 e 30 de Abril, um Seminário de Flyball que será orientado por dois reputados treinadores belgas, Dave Maris e Toon Milissen. O Flyball é um desporto canino que é praticado em equipa. Trata-se de uma corrida de estafeta em que, lado a lado, competem duas equipas constituídas por quatro cães. Os cães correm em pistas rectas, que contém quatro saltos e uma caixa que os cães têm de accionar com as patas, e que

lança uma bola de ténis que tem de ser recolhida e trazida de volta por cada um dos cães. Dave Maris e Toon Milissen são treinadores de uma das melhores equipas de Flyball da Bélgica, os “Roadrunners Flyball Team”, e têm uma larga experiência na iniciação de cães a este desporto e no treino avançado para a prática competitiva de Flyball. Neste seminário, que inclui sessões teóricas e práticas, serão abordadas as diferentes técnicas de treino de cães utilizadas para iniciar e aperfeiçoar a prática do Flyball. Deste modo, o seminário é apropriado para quem queira

D.R.

î Flyball é um desporto canino experimentar pela primeira vez, com o seu cão, este desporto

canino. Por outro lado, este seminário é, também, dirigido a treinadores de cães que desejem adquirir formação para iniciarem actividades em torno da iniciação, treino e prática do Flyball. O Flyball é um dos desportos caninos que pode ser praticado regularmente na Quinta dos Patudos, o parque rural canino localizado em São Bartolomeu de Messines e este seminário pretende, também, promover a difusão em Portugal deste desporto canino. Os interessados podem obter informações complementares e efectuar a sua inscrição em: www.quintadospatudos.pt.

ESPECTÁCULO INTIMISTA

Anselmo Ralph canta amanhã no Casino Vilamoura D.R.

O CONHECIDO CANTOR ANSELMO RALPH estreia-se nos Casi-

nos Solverde com um espectáculo intimista, que terá lugar este sábado, dia 22, pelas 22.30 horas, no Casino Vilamoura. Em 2016 Anselmo lançou o álbum “Amor é Cego”, com 15 faixas, que incluem duetos do cantor com Paulo Flores, Plutónio, Dream-boyz e Manda Chuva, revelando-se um enorme sucesso. Os seus espectáculos são momento únicos, pautados pela singularidade do músico que em cada subida ao palco comemora a amizade, o amor e a esperança, valores que estão bem presentes no novo álbum do artista.

î Anselmo Ralph O jantar-concerto em Vilamoura custará 80 euros por pessoa, mas se for só concerto o preço será 30 euros. PUB

POSTAL 1182 - 21 ABR 2017  

• LEIA O POSTAL DESTA SEMANA! • (Sexta-feira 21/04) nas bancas com o jornal PÚBLICO • ON-LINE a informação à distância de um clique em www.p...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you