Issuu on Google+

Praias areais de Vila do BisPo anteciPam éPoca Balnear

> 10 PUB

director Henrique Dias Freire • Ano XXIII • Edição 1032 • Semanário à quinta-feira • 5 de Maio de 2011 • Preço € 1

faro 3 Portimão 4 vila real, tavira 5 olhão 6 são brás, loulé, albufeira 7 lagoa, silves, monchique 8 lagos,vila do bisPo, aljezur 10 região 12 classificados 14

às sextas em conjunto com o Público Por €1,60

Veja a edição on-line em: www.issuu.com/PostaldoalgarVe

Vila real pede ao governo para sanear contas

> Luís Gomes diz tratar-se de um plano

para garantir a sustentabilidade da autarquia para as gerações futuras. Mas o Plano de Saneamento Financeiro está aprovado e será enviado ao Ministério das Finanças para autorização. São 50,8 milhões de euros, mas Jovita Ladeira diz a dívida é muito maior p. 5

Plano de actividades da universidade sem dinheiro > Reitor assegura que o ano lectivo não está em causa > João Guerreiro diz que apesar dos cortes vai cumprir os mínimos do plano de actividades p. 3

D.R.

Faro

governo toma medidas para ajudar mariscadores

Luz verde para o Vale da Amoreira A Assembleia Municipal aprovou o plano que cobre uma área de 56 hectares à entrada da cidade com um investimento de 350 milhões p. 3 >

lagoa

Assembleia Municipal chumba contas da Câmara

bares e restaurantes

Albufeira quer controlar o ruído > Parte de um estudo, mas o que a autarquia promete é o controlo do ruído já este Verão em algumas das principais ruas do concelho p. 7

mundo lusóFono

Vila real e sal prometem entreajuda p. 5

D.R.

> Em causa estão as contas rela-

Mariscadores: O Governo reduz o defeso e pondera a aplicação do Fundo de Garantia Salarial dos Profissionais da Pesca para apoiar os homens do mar > 12

tivas a 2010 que foram chumbadas pela maioria PS, que diz que a Câmara está em colapso p. 8

São 200 camas e nove milhões de euros de investimento no hotel que ficará dentro do Aeroporto Internacional de Faro. A obra avança no âmbito da segunda fase de desenvolvimento da infra-estrutura > 13

D.R.

D.R.

HoteLAriA tAVfer gAnHA instALAção de HoteL no AeroPorto de fAro

PesCAs PesCAdores dA CostA ViCentinA uneM-se eM Protesto Novamente na berlinda está o Plano de Ordenamento do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina. A manifestação tem lugar em Vila Nova de Mil Fontes e promete dar voz aos pescadores lúdicos > 10

PUB

ca

cluBe associados

Veja anúncio na pág. 2


pub

Mobiliário e Decoração

MAIO

Mês de Maria Mês da Mãe Mês da Flor

Melhores Descontos Assistência Pós-Venda Interiores de Qualidade Oferta Entrega e Montagem

Venha este mês à T-Móvel e aproveite os preços baixos

Assistência Pôs-Venda Loja 1 E.N. 125 ( junto à Conceição de Tavira) · 8800-054 Tavira · tel ⁄ fax 281 370 084 · aberta todos os dias • Loja 2 E.N. 125 Vale Caranguejo (Próximo da Eurotel) · 8800-000 Tavira · tel 281 381 803/4 · fax 281 381 805 pub

pub


5 de Maio de 2011  |   

Recreativa Artística farense

Comemorações

Faro 1540 debate Economia Urbana

Bandeira gigante no Dia da Europa

A Associação FARO 1540, promove, às 21.30 horas de sexta-feira, no Salão Nobre da Sociedade Recreativa Artística Farense, mais uma edição das conferências “Cidades pela Retoma”, dedica-

A construção de uma bandeira gigante com balões, no Jardim da Alameda, é o ponto alto das comemorações do Dia da Europa, a partir das 11.30 horas da próxima segunda-feira.

da, desta feita, à Economia Urbana. A entrada na sessão é livre. Paulo Bernardo, presidente ANJE Algarve, e Renato Pereira, economista, são os oradores de serviço.

As actividades começam às 9 horas, no Jardim Manuel Bivar, com o Hino da Europa. À tarde, pelas 14.30 horas, tem lugar um seminário, a decorrer na sede CCDR Algarve.

faro

Vila Real prepara Saneamento Financeiro pág. 5

Vale da Amoreira recebe luz verde

Urbanização e espaço verde vão mudar a face da cidade dr

Ricardo Claro ricardoc.postal@gmail.com

Uma ideia de José Apolinário Ao POSTAL José Apolinário congratulou-se com o avanço de um projecto que acredita é “estruturante para a cidade”. Resultado dos contactos e esforços do seu executivo, o projecto depende para a sua execução plena, na opinião do ex-autarca, “da capacidade de atrair um parceiro na área da indústria da distribuição (hiper ou supermercado), que seja âncora de outros investimentos comerciais. A nova versão esteve em discussão pública até 29 de Março e reformulou algumas

UAlg não consegue concretizar plano de actividades Dificuldades financeiras não comprometem ano lectivo

Uma das iniciativas de José

Apolinário, actual director-geral das Pescas, enquanto presidente da Câmara de Faro, e que foi uma das suas bandeiras de campanha nas eleições vencidas pelo actual autarca Macário Correia, foi aprovada em Assembleia Municipal e poderá avançar em breve. A intervenção urbanística de 56 hectares e com um investimento estimado em 350 milhões de euros está prevista para a zona do Vale da Amoreira à entrada da cidade do acesso à A22 pela Estrada de São Brás. Promovido pelo Fundo de Investimento Imobiliário Fechado (Imogharb), em colaboração com a autarquia, o plano inclui a construção do empreendimento “Amoreira Faro”, que deverá ter áreas residenciais, comerciais e um parque de exposições.

dr

dr

 José Apolinário congratula-se com o avanço do projecto das ideias existentes na versão inicial, que previa a instalação de um centro comercial Dolce Vita, uma realidade que ao que o POSTAL apurou se tornou inviável pela demora no avanço da aprovação do plano e porque a entidade responsável pelos Dolce Vita sofreu um desaire considerável no Dolce Vita Tejo. Importante parece ser também, segundo fonte contactada pelo POSTAL na área das grandes superficíes de distribuição, que o parceiro para a zona do Vale da Amoreira seja encontrado antes do Forum Algarve levar a cabo a expansão do Centro Comercial. “Depois da expansão do Forum será muito mais difícil conseguir um player porque quem avançar primeiro terá vantagens substanciais”, afirma a mesma fonte.

Projecto de Sidónio Pardal O projecto do parque verde de 11 hectares, incluído na vasta área abrangida, é assinado pelo arquitecto Sidónio Par-

dal, uma referência na área da arquitectura paisagística. O objectivo é estabelecer, através da demarcação do parque, “uma gradual transição entre a área urbanizada e a Campina de Faro” e criar uma “nova centralidade”, refere a proposta de plano aprovada. Previstos para o local estão ainda, embora sujeitos à evolução do projecto, um parque de feiras e exposições e um lar de idosos. As infra-estruturas viárias a construir farão daquela zona da cidade uma das mais bem localizadas, com ligações directas à A22, aeroporto, e variante norte da cidade, com acesso à nacional 125. Os promotores do “Amoreira Faro” estimam que a operação de loteamento do empreendimento esteja concluída até ao final do ano para que a sua construção possa arrancar no início de 2012, referem em comunicado, que avança 2014 como o horizonte de execução do plano.

 João Guerreiro reconhece que existem dificuldades financeiras na instituição universitária

A Universidade do Algarve não conseguirá concretizar todo o plano de actividades previsto para este ano por causa das cativações no Orçamento do Estado, mas o ano lectivo não está comprometido, disse o reitor da instituição. “As cativações, já realizadas no âmbito da gestão do Orçamento do Estado, impedem a plena concretização do plano de actividades para 2011, mas não inviabilizam as actividades lectivas, designadamente no quadro da sua qualidade”, garantiu o reitor da UAlg, João Guerreiro, em declarações à Lusa. João Guerreiro reconheceu que existem dificuldades na instituição universitária, designadamente na área financeira, que impedem a plena execu-

ção do plano de actividades em 2011, mas acrescenta que a UAlg vai cumprir os “compromissos mínimos” para o funcionamento corrente da instituição.

Reitor explora recursos Apesar das dificuldades, o reitor sublinha que a UAlg está a explorar e a mobilizar recursos que permitam o financiamento de novos projectos e de novos contratos. “Não é tarefa fácil, perante as dificuldades públicas e privadas que afectam a quase totalidade da sociedade portuguesa. Há, não obstante, fontes comunitárias e outras que resultam de cooperações bilaterais que podem ser interessantes nas áreas da formação

e da investigação e que não deixarão de ser aproveitadas ao longo deste ano difícil de 2011”, disse. A Universidade do Algarve tem actualmente 9.708 alunos, sendo 859 de nacionalidade estrangeira. No âmbito de protocolos gerais com o Brasil e sem bolsas, frequentam a UAlg 47 alunos. A realizar o programa Erasmus há 200 estudantes, 97 em programa Erasmus Mundus, dez no programa Santander 10 e dez alunos de Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP). A Universidade do Algarve tem um orçamento previsto para 2011 de 67.510.751 de euros, mas em 2010 era de 72.233.894 de euros. CCM


    |  5 de Maio de 2011

portimão Concerto solidário

Música clássica explicada no Auditório Municipal

Músicos angariam fundos para obras na Igreja Matriz Um grupo de músicos decidiu

organizar dois concertos para angariar fundos para obras na Igreja Matriz de Portimão. O primeiro desses concertos teve lugar no passado sábado, estando o outro marcado para o próximo domingo, numa iniciativa que conta com o apoio da Câmara de Portimão. No passado sábado, o TEMPO – Teatro Municipal de Portimão recebeu o concerto “Música para o Património”, com actuação de Jeferson Mello (piano), Carla Pontes (soprano) e Sunita Mantani (violoncelo), custando os bilhetes cinco euros. Por sua vez, o Auditório Municipal de Portimão recebe, às 15 horas de domingo, os artistas convidados Grupo

filipe da palma

Fonte Nova, Vitor & Edgar, Grupo Coral Adágio, To Jo & Prol, Cremilde, Q2, Karolas Brothers, Ad Lib Band e Bridge Blues Band, para um espectáculo de música muito diversificada. Os ingressos custam dois euros para crianças até aos 12 anos, enquanto a partir dessa idade podem ser comprados por cinco euros, estando disponíveis na Junta de Freguesia de Portimão ou no próprio auditório a partir da véspera do espectáculo.

 O Auditório Municipal de Portimão recebeu, na passada quarta e quintafeira, a Orquestra do Algarve, em mais uma edição dos Mega Concertos Promenade para Escolas, uma iniciativa que leva até aos mais jovens a música clássica em versão explicada. Este ano com a participação de Afonso Dias e sob a direção do maestro Pedro Figueiredo. Compositor e cantor, Afonso Dias tem gravado músicas e percorrido centenas de sessões de poesia. Além disso, tem representado e encenado teatro, colaborando, desde 2003, com a ACTA – A Companhia de Teatro do Algarve, na qual já integrou o elenco de diversas produções, algumas como protagonista.

Olhanense garante permanência pág. 6

Atletas russas dominam ginástica rítmica Taça do Mundo teve casa cheia dr

As ginastas russas con-

firmaram o seu favoritismo e venceram no passado domingo as finais da 6ª Taça do Mundo de Ginástica Rítmica, fazendo o pleno nas competições individuais e por conjuntos em todos os aparelhos, da prova que decorreu em Portimão. Israel, Itália, Bielorrússia, Bulgária e Azerbaijão repartiram entre si os restantes lugares do pódio, em ano de Campeonato do Mundo e de preparação para os Jogos Olímpicos de Londres 2012. Perante cerca de 2.500 pessoas, presentes no Arena de Portimão, as atletas russas “arrebataram” os quatro primeiros lugares individuais e

pub

pub

Admite-se

Operários de Limpeza (M/F) FUNÇÃO: - Remover lixos e equiparados, com ou sem viatura de recolha de resíduos sólidos urbanos; - Varrer e limpar ruas e zonas com uso balnear, limpar sarjetas, lavar vias públicas; - Limpar equipamentos públicos, nomeadamente espaços públicos, fontes, casas de banho públicas; - Remover lixeiras e ervas; - Realizar intervenções de limpeza de focos de insalubridade. PERFIL: • Escolaridade mínima obrigatória; • Com experiência em limpezas • Disponibilidade imediata • Factor preferencial: residência no concelho de Tavira • Dá-se preferência a candidatos: • Com carta de condução • Com formação em saúde, higiene e segurança no trabalho • Bom relacionamento OFERECE-SE: • Remuneração compatível com o desempenho e competências demonstradas; DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS: • Cartão de cidadão ou Bilhete de Identidade, cartão de contribuinte, nº da segurança social e cartão de utente; • Certificado de Habilitações; • Certificados de formações; • Comprovativo de morada; • Cartão de Vacinas; • Carta de condução Enviar Curriculum Vitae para: Rua 25 de Abril, nº 1 – R/C Esq. 8800-427 Tavira Entrega de candidaturas até ao dia 13/05/2011 (Data de entrada na Empresa).

 A atleta Evgenya Kanaeva venceu a individual com bola os dois primeiros de conjuntos, nos aparelhos de bola, arco, maças e fita, e dois arcos, três fitas e cinco bolas. Na competição individual, a ginasta russa Evgenya Kanaeva, campeã olímpica e mundial, venceu as duas finais em que participou - arco e bola -, enquanto a sua compatriota Daria Kondakova arrecadou os segundos lugares. O terceiro lugar do pódio ficou entregue à bielorrussa

Melitina Staniouta, em bola, e a Aliya Garayeva, do Azerbaijão, em arco. Sem a oposição de Kanaeva nas finais de maças e de fita, Kondakova venceu facilmente as duas competições, provas onde a Rússia arrecadou igualmente os segundos lugares, com a Bulgária a conquistar a terceira posição em maças, e a bielorrusa Charkashyna, a arrecadar o último lugar do pódio em fita. JPC

RESULTADOS  Individual (bola)

 Individual: (fita)

1. Evgeniya Kanaeva (Rússia) 2. Daria Kondakova (Rússia) 3. Melitina Staniouta (Bielorrússia)

1. Daria Kondakova (Rússia) 2. Daria Dmitrieva (Rússia) 3. Liubov Charkashyna (Bielorrússia)

 Individual (arco)

 Conjuntos:

1. Evgeniya Kanaeva (Rússia) 2. Daria Kondakova (Rússia) 3. Aliya Garayeva (Azerbaijão)

(cinco ginastas, cinco bolas) 1. Rússia 2. Israel 3. Itália

 Individual (maças)

 Conjuntos:

1. Daria Kondakova (Rússia) 2. Daria Dmitrieva (Rússia) 3. Silviya Miteva (Bulgária)

(cinco ginastas, 2 arcos + 3 fitas)

1. Rússia 2. Itália 3. Bielorrússia


5 de Maio de 2011  |  

vila real tavira

Albufeira quer pôr travão no ruído pág. 7

Vila Real prepara Saneamento Financeiro PS diz que a autarquia já tem dívidas de dois meses com a Segurança Social Ricardo Claro ricardoc.postal@gmail.com

Depois de Portimão chegou a vez de Vila Real de Santo António submeter a aprovação do Ministério das Finanças um Plano de Saneamento Financeiro (PSF) das contas da autarquia no valor de 50,8 milhões de euros. Isto, depois de Faro ter dado o tiro de partida para as ajudas de emergência com a apresentação ao ministério de um Plano de Reequilíbrio Financeiro, recentemente aprovado. Lagos prepara também a apresentação de um PSF e neste momento a autarquia está a apurar o montante a pedir. Faro avançou com um pedido para empréstimos de 48 milhões de euros, Portimão com 96 milhões e Lagos ao que o POSTAL conseguiu

apurar deverá pedir um valor a rondar os 40 milhões se incluir as parcerias público-privadas e os acordos de pagamento de dívida. Tudo somado são mais de 230 milhões de euros, dos quais perto de 195 milhões estão já pedidos. Aprovado na Assembleia Municipal com os votos favoráveis do PSD, a abstenção do PS e os votos contra da CDU, o saneamento financeiro de Vila Real seguirá agora para o Ministério das Finanças para receber luz verde e terá que voltar à AM para aprovação final depois de negociado com a banca, podendo os empréstimos ser negociados pelo prazo máximo de 12 anos.

Os números do PS Ao POSTAL a vereadora Jovita Ladeira (PS) afirmou que “a dívida

ricardo claro

re a autarca, que destaca que Luís Gomes “recebeu a autarquia com um a dívida de 7,7 milhões de euros há menos de seis anos”. Contas feitas, na voz do PS, o presidente da Câmara terá feito crescer a dívida em 104 milhões de euros. O autarca não concorda com a líder da oposição local, em declarações à Lusa afirma que “a dívida não é fruto deste executivo, é dos anteriores, porque tinha uma dívida, quando cheguei à Câmara, entre os 20 a 30 milhões de euros”. dr

Dívida à Segurança Social A 

Luís Gomes vai submeter o Plano ao Ministério das Finanças

da Câmara de Vila Real é de cerca de 60 milhões de euros, a que se deveriam somar mais de 52 milhões das empresas

municipais, totalizando um valor superior a 112 milhões de euros”. Um valor astronómico, refe-

vereadora socialista avançou ao POSTAL que até segundafeira a Câmara de Vila Real tinha em dívida para com a Segurança Social dois meses de descontos dos funcionários, o que Jovita Ladeira consi-

dera “inadmissível”. Apesar de o autarca falar em Plano Financeiro de Responsabilidade Geracional, a vereadora do PS é clara: “trata-se de dourar a pílula, o que está em causa é um verdadeiro Plano de Saneamento Financeiro feito ao abrigo da Lei das Finanças Locais”. O presidente da autarquia garante que a Câmara vai disponibilizar garantias para os empréstimos a contrair, o que, diz, torna o plano “num garante de sustentabilidade do município para as gerações futuras”. O POSTAL tentou contactar o autarca Luís Gomes para confirmar os números avançados pelo PS, mas até ao fecho desta edição não foi possível dar a palavra ao autarca de Vila Real.

Comunidade Lusófona

Vila Real e Sal assinam protocolo O presidente da Câmara de Vila Real de Santo António, Luís Gomes, assinou na passada quinta-feira com o presidente da Câmara da Ilha do Sal, Cabo Verde, Jorge Figueiredo, um protocolo que prevê o desenvolvimento de relações nas mais variadas áreas, com destaque para a social, a área da saúde e dos desportos. Reunidos no Salão Nobre da autarquia, após a assinatura

do documento que pretende aproximar as suas comunidades lusófonas, os autarcas afirmaram a sua vontade de fazer deste protocolo mais do que um simples passar a escrito de vontades efémeras e garantiram que pretendem pôr na prática as acções a que se comprometeram. Luís Gomes não deixa dúvidas, ainda não se trata de uma geminação, passo que a Câma-

ra de Vila Real, desde que cá estou, levou a cabo duas vezes apenas e explica porquê, de nada servem geminações que não produzam efeitos positivos práticos para ambas as partes. O autarca de Cabo Verde, por seu turno, destaca as áreas em que a visita a Vila Real permitiu constatar que a experiência portuguesa pode ser muito útil ao município do

Sal, nomeadamente no apoio aos idosos e no desenvolvimento da área dos complexos desportivos. Principal destaque para a parceria que se quer ver iniciada entre Vila Real e o Sal, com Cuba em vários campos da medicina, uma experiência de valor levada a cabo por Luís Gomes no seu município a que ninguém, pelo seu valor, consegue ficar indiferente.

ricardo claro

Jorge Figueiredo e Luís Gomes estreitam relações entre as duas cidades dr


    |  5 de Maio de 2011

olhão

Casa do Povo de Messines em risco de fechar pág. 8

pub

Olhanense garante permanência Djalmir foi rei do jogo dr

7a22

Maio2011 7thto22thMay

8ªEdição 8thEdition

Sea Gastronomy Festival

A manutenção do Olhanense

na primeira divisão nacional foi garantida no passado domingo frente ao Benfica com um empate pela marca de um golo. Mas para tanto o Olhanense sofreu e precisou de mais do que o tempo regulamentar de jogo. Djalmir, o homem dos golos de aflição, marcou aos 94 minutos de jogo e deu ao clube dirigido por Djalmir a garantia de se manter entre os grandes. O empate pôs fim à ansiedade de uma equipa que não ganha um jogo há quase três meses . Após uma primeira parte da época futebolística a prever dias grandes para a equipa, o Olhanense depois de uma desastrosa segunda metade do campeonato salva-se da descida com os últimos cartuchos frente a um Benfica para quem um campeonato perdido e um segundo lugar quase garantido dão outras preocupações, mais europeias.

 O treinador do Olhanense

Portimonense sonha Quem ainda sonha com a manutenção é o Portimonense que se prepara para receber em casa o Marítimo e que espera juntar público com a porta aberta a sócios e estudantes. Um último esforço é o que se pede aos pupilos de Carlos Azenha frente aos madeirenses, sabendo-se já que de fora das hostes portimonenses no próximo encontro, um encontro decisivo, deverão estar Pedro Moreira, Nilson e André Vilas Boas, a braços com lesões. RC

Segundo aniversário

Diana Chaves brilha no Ria Shopping

Freguesia de santa Maria/ santiago

chef leonel Pereira

foto Humberto mouco

APresentAção do festivAl com A PresençA do

ricardo claro

4Águas aladino albacora alfarroba a Ver TaVira brisa do rio doca Mouraria PonTo de enconTro PorTas do Mar riVe gauche Freguesia de santa Luzia

casa do abade casa do PolVo "Tasquinha" Vale del rei VincenT

www.facebook.com/cmtavira www.twitter.com/tavira1520 http://cmtavira.hi5.com www.youtube.com/user/municipiotavira/

Para mais informações consulte o folheto | www.cm-tavira.pt colaboração

comunição social

unidades hoteleiras

parceiros

Diana Chaves e Patrícia Múrias, no palco do Ria Shopping

Um segundo aniversário em grande foi o que celebrou no passado sábado à noite o Ria Shopping de Olhão que, com uma passagem de modelos das marcas do centro comercial, assinalou o ponto alto do momento. Com o centro comercial a concentrar num único momento

mais de duas mil pessoas a assistir ao evento apresentado pela modelo e actriz Diana Chaves, Patrícia Múrias, directora do centro comercial, deu provas da sua felicidade e do óptimo momento da infra-estrutura comercial quando subiu à passerelle para anunciar o desfile. RC


5 de Maio de 2011  |   

são brás loulé albufeira

Praias de Vila do Bispo antecipam época balnear pág. 10

Albufeira quer pôr travão no ruído

Loulé

INUAF assina protocolo com o exército dr

Restauração e divertimentos nocturnos são alvos da medida dr

Ricardo Claro ricardoc.postal@gmail.com

Os restaurantes e os es-

tabelecimentos de bebidas e diversão nocturna são os alvos da implementação de um programa de monitorização do ruído por parte da autarquia liderada por Desidério Silva. “Trata-se de um estudo que visa identificar os níveis de ruído em áreas de interesse prioritário, permitindo melhorar a qualidade de vida da população, respeitar o meio ambiente e promover o desenvolvimento sustentável”, diz a autarquia, que pretende efectuar as medições nas ruas mais ruidosas da capital algarvia do turismo. Cada estabelecimento passará a ter um campo sonoro limite que não poderá ser ultrapassado, evitando o incómodo de terceiros e as muito assíduas participações feitas à Câmara e autoridades policiais por excesso de ruído, em particular durante a época alta do

S. Gonçalo de Lagos, Rua Diogo Cão, Largo Cais Herculano, Rua e Travessa Cândido dos Reis, Largo Eng.º Duarte Pacheco e Av. da Liberdade); Montechoro (Av. Sá Carneiro Norte e Pátio Sá Carneiro); e Areias de São João (Av. Sá Carneiro Sul, incluindo Rua Almeida Garrett e Vila Nova). Após a atribuição dos campos sonoros aos diferentes estabelecimentos e a realização dos respectivos testes de medição, a autarquia vai coordenar acções de monitorização e fiscalização durante os meses de Junho, Julho Agosto e Setembro.

 Estudo visa identificar os níveis de ruído em áreas de interesse prioritário turismo.

Câmara vai fiscalizar A Câ-

mara pede o apoio dos comerciantes para as actividades do estudo que será desenvolvido por uma empresa especializada na área e garante que “os resultados permitirão ajudar a que a gestão do ruído sirva todos os intervenientes”. “A resolução da problemá-

tica inerente ao ruído produzido pelos restaurantes, bares e estabelecimentos similares implica a colaboração e boa vontade de todos os visados”, apela José Sequeira, vereador do pelouro do Ambiente. Mas o autarca não deixa de referir que “o aumento da qualidade de vida dos nossos munícipes obriga a reduzir substancialmente as fontes pub

de ruído existentes no município, de forma a proporcionar um ambiente equilibrado e condigno, especialmente aos residentes nas imediações dos espaços de lazer e diversão”.

Os locais a testar As avaliações acústicas terão lugar na Baixa de Albufeira (Rua do MFA, Rua Alves Correia, Av. 25 de Abril, Largo 25 de Abril, Rua

Níveis de som De acordo com

dados da Agência portuguesa do Ambiente, o ruído numa “rua animada” ou num restaurante barulhentos ronda os 80 decibéis e o som numa discoteca ou bar pode atingir facilmente valores da ordem dos 100 decibéis ou superiores. O som, para que não seja considerado incomodativo, não deverá ultrapassar em ambiente normal valores

O Instituto Superior Dom Afonso III (INUAF) e o Regi-

mento de Infantaria Nº 1 assinaram, na quarta-feira da passada semana, um protocolo com o objectivo de “regular o relacionamento” das duas instituições. A ideia é estabelecer “formas de colaboração no âmbito do desenvolvimento científico e tecnológico e da inovação e modernização, envolvendo actividades docentes, de difusão desportiva e cultural e projectos de investigação e de serviço à comunidade”. Passa assim a existir um intercâmbio de informação, nomeadamente de material bibliográfico e didáctico, a realização conjunta de estudos e projectos e apoio logístico. O Regimento de Infantaria Nº 1, do Algarve, tem cerca de 500 pessoas, que com este protocolo vão agora poder usufruir dos cursos superiores disponíveis neste instituto. pub


    |  5 de Maio de 2011

Casa da Cultura Islâmica e Mediterrânica

Seminário Reflectir para Agir

Lourdes Abraços expõe pintura em porcelana A Casa da Cultura Islâmica e

Mediterrânica, em Silves, abriu ao público na passada segunda-feira, a exposição de pintura em porcelana da artista plástica Lourdes Abraços.

dr

Silves debate protecção de crianças

A mostra é organizada pela Câmara de Silves e pode ser visitada, de terça a sexta-feira, das 10 às 13 e das 14 às 18 horas, e aos sábados, das 14 às 18 horas.

O 1º Encontro da Comis-

são de Protecção de Crianças e Jovens de Silves (CPCJ), sob a temática “Práticas de intervenção com crianças e jovens em risco: Reflectir para Agir”, tem lugar

esta quinta-feira, na Fissul. A iniciativa, com início às 10 horas, é promovida pela CPCJ, instituição constituída por diversas entidades, de entre as quais a Câmara de Silves.

lagoa silves monchique

Governo reduz interdição à pesca com ganchorra pág. 12

de Lagoa Casa do Povo de Messines Câmara com contas chumbadas em risco de fechar Lagoa chumba relatório e contas de 2010

dr

Construtora instaura processo de penhora A Casa do Povo de Messines pode fechar caso avance o processo de penhora instaurado pela construtora que ali fez obras de ampliação e que reclama o pagamento de 555 mil euros, disse à Lusa o presidente da instituição. Aquela instituição de solidariedade social emprega 60 funcionários e tem 700 utentes diários, quase 400 dos quais crianças, distribuindo ainda cabazes do Banco Alimentar a cerca de 50 famílias. Em causa está um processo de penhora instaurado pela empresa de construção Bemposta e decretado pelo Tribunal de Silves em Março passado depois de a instituição não

ter conseguido pagar uma dívida fixada inicialmente em 478 mil euros. “Reconhecemos a dívida e decidimos contestar a decisão porque nos preocupa o destino que terão estas crianças caso o processo avance”, disse à Lusa o actual presidente da instituição, José Piasca, no cargo há cerca de um ano.

 Maioria PS enfrenta novamente José Inácio

A Assembleia Municipal de

Projecto iniciou-se há dez anos O projecto de ampliação

do edifício, obras orçadas em dois milhões de euros, iniciouse há cerca de dez anos mas o valor total nunca chegou a ser pago à construtora, explica aquele responsável. Em 2008 a instituição firpub

 Em causa está o avanço de uma penhora em tribunal mou com a construtora um acordo em que se comprometia a pagar gradualmente a dívida de 478 mil euros ao longo desse ano, o que nunca chegou a acontecer. A empresa decidiu então instaurar um processo de hipoteca e penhora às instalações da Casa do Povo de Messines, tendo a dívida entretanto aumentado para 555 mil euros em virtude dos juros.

José Piasca discorda que os juros tenham sido aplicados à taxa comercial em vigor, uma vez que se trata de uma instituição de solidariedade social. “Já fizemos um pedido de reequilíbrio financeiro à Segurança Social de Faro”, sublinhou, apelando à intervenção dos organismos estatais e forças vivas da região. MAD

Lagoa chumbou na terça-feira da passada semana, com os votos da maioria socialista, o relatório e contas do município de 2010, considerando que a gestão autárquica colocou o município em situação de “colapso financeiro”. Os deputados do PS justificaram a sua posição por escrito, afirmando que os documentos apresentados “não resultam de uma eficaz, criteriosa e competente gestão dos dinheiros públicos”. Para os eleitos municipais do PS, partido que detém a maioria na Assembleia Municipal, a gestão do executivo camarário (PSD) “conduziu o município a uma situação de colapso financeiro, com uma diminuição dos fundos próprios, nos últimos dois anos, em cerca de 12 milhões de euros”.

Dívida a fornecedores é preocupante Além disso, acres-

centam em comunicado, “a dívida a fornecedores atingiu, no final de 2010, o preocupante montante de 12,4 milhões

de euros”, considerando que a situação financeira “tem a ver mais com clamorosos erros de gestão do que com a diminuição da receita”. Segundo o PS, entre 2005 e 2008, o executivo autárquico dispôs de receitas médias na ordem dos 33,7 milhões de euros, “tendo decidido começar a alimentar uma despesa descontrolada e desmesurada de que resultou num aumento em cerca de 450% da dívida per capita do município”. Aquele partido acusa o executivo da Câmara de Lagoa de “incapacidade para gerir de forma apropriada os dinheiros públicos, insistindo em práticas desajustadas” da realidade. De acordo com o PS de Lagoa, a situação das finanças do município “é muito grave”, e considera que se não forem invertidas as práticas de gestão, a câmara poderá ter “dificuldade em cumprir com as suas obrigações, tais como o pagamento dos ordenados aos funcionários e as transferências para as autarquias, clubes e instituições”.JPC


pub

Música clássica

GastronoMia

Ching-Yun hu e Orquestra dO algarve

AlgArve Chefs Week

13 Maio | 21h30 teatro das Figuras Faro

14 Maio | 21h30 auditório Municipal laGoa

BArdoAdA

Orquestra de PerCussÕes 14 Maio | 19h00 azinhal castro MariM

MEDIA PARTNER

PARCEIROS

fAdo MAior 20 Maio | 22h00 quinta dos vales laGoa

14 a 21 Maio vários Hotéis 5*

dez MonuMentAis esCulturAs BritâniCAs tHe BerardO COlleCtiOn até 10 setembro Cerro da vila, vilamoura loulé


10    |  5 de Maio de 2011

PROTEL – Vida Activa 2011 dr

Aljezur promove ocupação de tempos livres O município de Aljezur vai promover este ano mais uma edição do programa de ocupação de tempos livres – PROTEL. Este programa municipal destina-se a reformados, desempregados (não subsidiados pelo

IEFP) e estudantes (entre os 16 e os 25 anos), que no período de Verão desejam e necessitam ocupar os seus tempos livres, desenvolvendo actividades no município, nas juntas de freguesia ou nas associações locais

que se associam ao programa. Habitualmente, os participantes desenvolvem actividades de acompanhamento a turistas e visitantes nos museus, igrejas, moinhos e outros lugares de interesse, nas praias e no Pro-

grama Férias Desportivas. Os participantes têm direito a uma remuneração de 2,50 euros por hora, desenvolvendo actividades entre três e cinco dias por semana, até quatro horas diárias.

lagos vila do bispo aljezur Costa Vicentina

Pescadores lúdicos avançam com protesto dr

Grupo TAVFER ganha hotel do Aeroporto de Faro pág. 13

Praias de Vila do Bispo antecipam época balnear Garantidas condições de segurança aos banhistas dr

As praias algarvias de Bur-

 Pescadores consideram que há restrições que não fazem sentido

A Comissão de Pescadores e População da Costa Portuguesa convocou para o dia 14, sábado, uma concentração de protesto em Vila Nova de Milfontes contra as restrições impostas pelo Plano de Ordenamento do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina (PNSACV). Em declarações à Lusa, Pedro Miguel, da Comissão de Pescadores, disse que “na acção de protesto são esperadas mais de dez mil pessoas, entre as quais pescadores lúdicos e da pesca artesanal, oriundas de várias zonas do país”. Não somos criminosos Sob o

lema “Somos pescadores, não somos criminosos! Acesso livre à costa a todos os portugueses”, a concentração terá início pelas 16 horas à entrada de Milfontes. “É uma luta contra as leis que restringem cada vez mais os acessos ao mar e que nos impedem de exercer um direito, que é o do sustento de muitas famílias”, destacou Pedro Miguel, que considera

que o Plano de Ordenamento PNSACV “discrimina os portugueses” não residentes nos concelhos abrangidos pelo plano que, segundo as novas regras, ficam impedidos de pescar ou mariscar. “Esta medida é prejudicial para a economia. Durante o fim-de-semana, são dezenas de pessoas que se deslocam de outros concelhos e que contribuem para a dinamização da pequena economia”, observou o responsável. “Existem restrições que não fazem sentido e exigimos a sua revogação imediata”, sublinhou o representante da comissão. Pedro Miguel apontou ainda como exemplo a obrigatoriedade de um defeso do sargo que se aplica apenas aos pescadores lúdicos e não aos barcos de pesca artesanal. A comissão não compreende também a “proibição” de pescar à quarta-feira imposta pelo plano do parque natural e classifica mesmo a decisão como “ridícula”. JPC

gau, Mareta, Martinhal e Salema, em Vila do Bispo, que no passado domingo iniciaram a época balnear, têm asseguradas todas as condições de segurança aos banhistas, garantiram as entidades com jurisdição sobre a orla costeira. A Autoridade Marítima, a Administração da Região Hidrográfica (ARH) do Algarve e os concessionários dos apoios de praia disseram à Lusa que o sistema de segurança, vigilância e salvamento “está montado e apto” para o início da actividade balnear. Segundo o capitão dos Portos de Portimão e Lagos, Cruz Martins, as vistorias aos dispositivos de salvamento dos concessionários, “não detectaram quaisquer impedimentos à abertura da época de banhos”. No âmbito da preparação da época balnear e para facilitar a contratação de nadadoressalvadores, o Instituto de Socorros a Náufragos (ISN) promoveu acções de formação em vários pontos do Algarve. Nos sete cursos realizados em Albufeira, Aljezur e Portimão, entre Janeiro e Abril, foram formados 135 nadadores-salvadores, e estão agendadas mais duas acções com 52 candidatos. “Para incrementar a formação de nadadores-salvadores na Costa Vicentina, região onde tradicionalmente existe

 A Praia da Salema foi uma das que antecipou a época balnear maior dificuldade na contratação decidiu-se realizar um curso em Aljezur”, observou Cruz Martins. Contudo, aquele responsável observou que “apesar de não terem sido preenchidas todas as vagas, permitiu realizar a formação junto dos formandos, na tentativa de facilitar a sua contratação”.

Formação facilita a contratação de residentes Para os

concessionários, esta formação de proximidade “facilita” a contratação de residentes locais, e reduz os custos dos empregadores com alojamento, quando têm de contratar profissionais de outros pontos do país.

Marco Shepherd, que desde 1976 mantém a concessão da praia de Burgau, disse à Lusa que a falta de nadadores-salvadores na região, “obrigou” a recorrer aos serviços de pessoas do centro e norte de Portugal. “Em determinadas épocas fui obrigado a procurar dois nadadores-salvadores noutras zonas”, observou aquele empresário, que tem optado por manter “nos últimos anos, os mesmos profissionais, residentes na zona”. Além dos concessionários e da autoridade marítima, também a Administração da Região Hidrográfica do Algarve, entidade com responsabilidade no ordenamento da orla costeira, garantiu que

a segurança das praias “está salvaguardada”, com sinalização adequada onde poderão ocorrer desmoronamentos das arribas. Fonte da ARH do Algarve explicou que, neste momento, a sinalização danificada pelo mau tempo, vandalizada ou desaparecida, está a ser reposta, e que o processo ficará concluído até ao dia 1 de Junho. Segundo a ARH do Algarve, até ao dia 1 de Junho, estão previstos cinco desmoronamentos controlados de arribas que apresentam risco, nas praias das Belharucas e Manuel Lourenço (Albufeira), Armação de Pêra (Silves), Vale Olival e Senhora da Rocha (Lagoa). JPC


pub


12    |  5 de Maio de 2011

região Consultório do Consumidor Medicamentos genéricos “Oiço falar cada vez mais em medicamentos genéricos. Dizem que estes medicamentos são seguros, posso confiar?”

A DECO responde... O medicamento genérico é um medicamento com a mesma substância activa, dose e forma farmacêutica (comprimidos, cápsulas, xaropes, por exemplo) de um fármaco de marca, que é fabricado após expirar a patente deste. Os medicamentos genéricos são identificados pela sigla (MG), inserida na embalagem exterior do medicamento. Mas, antes de colocar à venda o medicamento genérico, o fabricante tem de demonstrar que o fármaco produz igual efeito terapêutico ao medicamento de marca, através de estudos de bioequivalência. Estes estudos devem indicar que o princípio activo é absorvido pelo organismo em quantidade e velocidade similares às do produto de referência, o que garante um efeito equivalente. Os medicamentos genéricos são mais baratos porque não exigem investimento em pesquisa e testes pré-clínicos e clínicos para confirmar a segurança e eficácia da substância activa, pois estes já foram realizados pelo medicamento de referência. Os laboratórios usam, assim, um princípio activo com provas dadas: com um investimento menor, o preço final também é mais baixo. Por serem mais baratos, os medicamentos genéricos ganham quota de mercado às marcas e obrigam-nas a baixar o preço. Por isso, os laboratórios das marcas defendem que são um entrave à investigação, mas o argumento é discutível: ao saber que vão surgir genéricos quando expira a patente, as empresas deviam estimular a pesquisa e apresentar novos produtos. O problema é que os “novos” fármacos dos últimos anos são, na maioria dos casos, idênticos aos existentes e criam distorções no mercado. Em suma, os medicamentos genéricos têm a mesma qualidade, eficácia e segurança a um preço inferior ao do medicamento original, pelo que os consumidores podem confiar nestes fármacos.

Governo reduz interdição à pesca com ganchorra Medida visa flexibilizar apanha de bivalves Ricardo Claro/Lusa ricardoc.postal@gmail.com

José Apolinário, director Geral das Pescas, garantiu em entrevista ao POSTAL que o Ministério da Agricultura e Pescas vai reduzir este ano o período de interdição à pesca com ganchorra por motivos biológicos na costa algarvia para 23 dias. De acordo com José Apolinário, o defeso que deveria vigorar entre 1 de Maio e 15 de Junho foi reduzido para as datas de 9 a 31 de Maio por proposta do próprio ao secretário de Estado das Pescas, Luís Medeiros Vieira, que este aceitou. Razões da medida A medida excepcional adoptada pelo ministério prende-se com as dificuldades que o sector atravessa com um a interdição prolongada que tem impedido a apanha da maioria das espécies de bivalves. “Os mariscadores estão parados pelo que o defeso se fez em parte devido a esta paragem e a decisão do ministério foi a de reduzir o prazo legalmente estipulado para a interdição por razões de defeso”, diz José Apolinário. Recorde-se que há várias

dr

semanas consecutivas que devido à presença de biotoxinas que impedem o consumo humano dos bivalves afectados e a consequente interdição da pesca são pesados os efeitos na economia dependente da Ria Formosa, apesar de algumas espécies poderem ser apanhas em determinadas zonas devido a levantamentos parciais da interdição. Em causa está também o Inverno rigoroso que fez com que a actividade fosse “consideravelmente reduzida”.

Fundo de compensação Rela-

tivamente ao acesso dos mariscadores ao Fundo de Compensação Salarial dos Profissionais da Pesca, um fundo criado para dar resposta a “situações excepcionais e irrepetíveis” lembra José Apolinário - e que resulta de 50% das receitas das licenças da pesca lúdica, este só poderá ser accionado se for caso disso quando os dias de impedimento de pesca efectivamente tiverem terminado. Assim, a verificar-se a utilização do fundo e se o impedimento durar até ao defeso, o que é previsível, só a partir de 9 de Maio o fundo poderá ser accionado, por que só nessa

 Luís Medeiros, secretário de Estado das Pescas, concordou com período de defeso mais curto data os pescadores saberão a quantos dias de compensação têm direito. O fundo permite o acesso a um valor que corresponde a 1/30 avos do salário mínimo nacional diário. O Ministério da Agricultura e Pescas ordenou recentemente e até ao final de

Agosto a proibição da pesca de arrasto com ganchorra na zona a este da Praia da Lota, em Manta Rota, Vila Real de Santo António. António da Branca, da Organização de Produtores de Pesca do Algarve Olhão Pesca), disse à Lusa que a medida visa recuperar o “stock” de bivalves

naquela área, explorada tanto por pescadores portugueses como espanhóis. “Existem para ali 25 licenças espanholas por causa do acordo transfronteiriço”, afirma, queixando-se do facto de haver uma “desigualdade tremenda” e até alguma “subserviência” aos espanhóis.

produção animal

Parlamento recomenda construção de matadouro no Algarve Um matadouro para o Algar-

ve, cuja construção foi na passada sexta-feira recomendada em Diário da República, está pendente do interesse dos privados, alertou fonte da Direcção Regional de Agricultura e Pescas, que reconhece a necessidade de um equipamento deste tipo.

“A Assembleia da República resolve promover a construção do matadouro público regional do Algarve, solução imediata de abate para as características de produção animal da região, no sentido de ultrapassar os constrangimentos causados aos produtores,

com consequências para os consumidores e para a economia da região”, pode ler-se na edição de sexta-feira do Diário da República. O antigo Matadouro do Algarve foi mandado encerrar em 2006 por irregularidades detectadas pela Autoridade de

Segurança Alimentar e Económica (ASAE), nomeadamente falta de higiene e asseio, linhas de abate oxidadas, falta de climatização na sala de desmanche e abastecimento de água às instalações através de um furo hertziano sem registos de qualidade.

Desde então, os produtores algarvios estão obrigados a abater os animais em Beja e no Montijo, com custos elevados devido à necessidade de transporte dos animais vivos até essas cidades, fazendo depois o percurso inverso com as carcaças. CCM


5 de Maio de 2011  |    13

região

Grupo TAVFER ganha hotel do Aeroporto de Faro

dr

Duzentas camas e nove milhões de euros de investimento

O presidente do TAVFER, Fer-

nando Tavares Pereira, disse na passada quarta-feira à Lusa que a FTP Hotels, empresa do grupo, venceu o concurso para a construção do primeiro hotel no perímetro do Aeroporto de Faro. Segundo aquele empresário, o “Aerotel” terá 200 camas e envolverá um investimento de nove milhões de euros, estando prevista a sua conclusão para 2013

A construção do hotel enquadra-se na segunda fase do projecto de desenvolvimento do Aeroporto Internacional de Faro que compreende também a construção de parques de estacionamento subterrâneos frente à aerogare.

O novo aeroporto A obra, que visa dotar o aeroporto de muito melhores condições de operacionalidade, foi anunciada em 2009 pelo então ministro das obras públicas Mário Lino e prevê um investimento a preços de então de 130 mi-

Postal Algarve_Amoreira Faro.ai

11/05/02

lhões de euros e a criação ao longo da sua execução de 300 postos de trabalho. O projecto integral tem vindo a ser executado faseadamente com a primeira fase já concluída e a segunda em execução, devendo ficar terminada em finais de 2013. Depois de concluídas todas as obras, o aeroporto passa a poder operar 30 movimentos e três mil passageiros por hora e contará com um sistema de aproximação das aeronaves com maior segurança na segunda pis-

ta, um ILS semelhante ao já existente na primeira pista de aterragem. A isto se soma maior área comercial, um hotel, novas acessibilidades e parqueamentos, tudo para alcançar uma capacidade de passageiros anual da ordem dos oito milhões face aos actuais cinco milhões e resultante de um projecto desenvolvido pelo gabinete de arquitectura Chapman Taylor, responsável por trabalhos semelhantes no aeroporto de Heathrow, no Reino Unido.

 Aeroporto fica dotado de melhores condições de operacionalidade No fim da obra o Aeroporto de Faro terá acessos rodoviários desnivelados para partidas

e chegadas e assemelhar-se-á a um gigantesca aeronave de ficção científica.

14:13:17 pub

www.mediaconsulting.pt

Ricardo Claro ricardoc.postal@gmail.com

O Novo Centro Urbano Amoreira Faro faz parte de Faro, faz parte da sua vida. Uma grande cidade exige um novo espaço.

C

A legiada: moreira Fa ro goza d e uma llocalização ocalização privi Amoreira Faro de privilegiada: dentro entrada EEstá ora da ccidade. aída. stá de ntro e ffora idade. À e ntrada e à ssaída. consigo, dentro de si.. go, cresce d Está consi entro d e si

M

Y

M

Y

Y

MY

• • • • • •

K

Urbano bano Parque Ur Á rea Co m e rc i a l Área Comercial Residenciais denciais Espaços Resi U leiras nidades Hote Unidades Hoteleiras Parque Exposições que de Ex posições Par úde Áreas de Sa Saúde

algarve

Lisboa

N2

Castro Marim

A2 A22

Loulé 125

Albufeira

125

São Brás de Alportel A22

N2

Almancil

Tavira

Vila Real de Santo António

125

Quarteira

Faro

Promotor

Sociedade Gestora Soc iedade Ge stora

Olhão

comercial@amoreirafaro.com comercial@amoreirafaro.com

www.amoreirafaro.com


14    |  5 de Maio de 2011

anúncios

Aluga-se

Apartamento T0 - Luz de Tavira Contactar: 918 617 269

ACUPUNCTURA FISIOTERAPIA OSTEOPATIA

 esconto 30% valor consulta em sede de IRS; D Protocolos com diversas entidades. Junto às Ruínas de Milreu 8005-443 ESTOI-FARO

Web: http://osteofala.weebly.com · Tlm: 969 260 836

ı

classificados Tavira

Arrendo T2 mobilado Contactar: 918 296 436

CÂMARA MUNICIPAL DE TAVIRA EDITAL Nº. 27/2011 Jorge Manuel do Nascimento Botelho, Presidente da Câmara Municipal de Tavira

TORNA PÚBLICO, que em reunião de Câmara Municipal, realizada no dia 27 de Abril de 2011, foram tomadas as seguintes deliberações: 1. Aprovada por maioria a proposta número 104/2011/CM, referente à 6ª. Alteração às Grandes Opções do Plano e 7ª. Alteração ao Orçamento; 2. Aprovada por unanimidade a proposta número 105/2011/CM, referente à atribuição de apoio à Freguesia de Cachopo - Festas do I de Maio e de Agosto; 3. Aprovada por unanimidade a proposta número 106/2011/CM, referente à Associação para o Desenvolvimento Integrado da Baixa de Tavira - UAC - Apoio Anual; 4. Aprovada por unanimidade a proposta número 107/2011/CM, referente à nomeação de representantes do Município na Associação CittaSlow Portugal; 5. Aprovada por unanimidade a proposta número 108/2011/CM, referente ao protocolo - Gestão dos Refeitórios Escolares do 2º e 3º Ciclos; 6. Aprovada por unanimidade a proposta número 109/2011/CM, referente à alteração à Tabela de Preços – livro “Karsti Stiege - C/O Posta-Restante”; 7. Aprovada por unanimidade a proposta número 110/2011/CM, referente à anulação de receita - transporte em ambulância - José Alexandre Vieira; 8. Aprovada por unanimidade a proposta número 111/2011/CM, referente à anulação de dívida em execução fiscal - alimentação escolar - Sofia Margarida Santos Pilar; 9. Aprovada por unanimidade a proposta número 112/2011/CM, referente à anulação de divida em execução fiscal - serviço de transporte em ambulância - João Pires Fernandes; 10. Aprovada por maioria a proposta número 113/2011/CM, referente a relocalização de equipamento escolar em Conceição/Cabanas; 11. Aprovada por unanimidade a proposta número 114/2011/CM, referente à constituição Agrupamento Entidades Adjudicantes - Algarve Central - Uma Parceria Territorial - “Estudo da Mobilidade InterUrbana”; 12. Aprovada por unanimidade a proposta número 115/2011/CM, referente ao parecer prévio para a celebração de contratos de prestação de serviços para impressão e colocação de 30 mupis; limpeza e manutenção de 10 estruturas (2 x mês), pelo período de 3 meses; 13. Aprovada por unanimidade a proposta número 116/2011/CM, referente ao parecer prévio para a celebração de contratos de prestação de serviços - Departamento de Cultura Património e Turismo; 14. Aprovada por unanimidade a proposta número 117/2011/CM, referente ao parecer prévio para a abertura de procedimento com vista à celebração de contrato de prestação de serviços de consultoria jurídica na área do urbanismo e fiscalidade urbanística; 15. Aprovada por unanimidade a proposta número 118/2011/CM, referente à obtenção de parecer prévio para a celebração de contratos de prestações de serviços - Departamento de Desporto, Ambiente, Mobilidade e Equipamentos; 16. Aprovada por unanimidade a proposta número 119/2011/CM, referente ao parecer prévio vinculativo para a renovação de contrato de aquisição de serviços - ADJ 3; Para constar e produzir efeitos legais se publica o presente Edital e outros de igual teor que vão ser afixados nos lugares de costume. Paços do Concelho, 27 de Abril do ano 2011 O PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL, Jorge Manuel Nascimento Botelho (POSTAL do ALGARVE, nº 1032, de 5 de Maio de 2011)

DESINFESTAÇÕES, LDA. Olhão

Acordos com:

Medis, Multicare, C.G.D.

Tractor - Rega, Lda


anúncios

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE TAVIRA EDITAL JOSÉ OTÍLIO PIRES BAIA, Presidente da Assembleia Municipal de Tavira. TORNA PÚBLICO, que em sessão ordinária da Assembleia Municipal de Tavira, realizada no dia 27 de Abril de 2011, foram tomadas as seguintes deliberações: 1. Foi eleito por maioria como membro efectivo o Presidente da Junta de Freguesia Santa Luzia, Carlos Alberto Pires Rodrigues, e como membro suplente, o Presidente da Junta de Freguesia Santa Catarina da Fonte do Bispo, Leonardo António Gonçalves Martins, a fim de integrarem o XIX Congresso da Associação Nacional de Municípios Portugueses; 2. Aprovada por unanimidade a proposta da Câmara Municipal

ı

necrologia

5 de Maio de 2011  |   15

Farmácia em Tavira

número 58/2011/CM, referente à Suspensão da Aplicação da Componente Variável das Taxas de Apreciação Urbanística; 3. Aprovada por unanimidade a proposta da Câmara Municipal número 83/2011/CM, referente à Relocalização de Equipamento Escolar em Luz de Tavira; 4. Aprovada por maioria a proposta da Câmara Municipal número 85/2011/CM, referente à Prestação de Contas 2010; 5. Aprovada por maioria a proposta da Câmara Municipal número 89/2011/CM, referente à Atribuição de Medalha Municipal de Mérito – Grau Ouro, ao Regimento de Infantaria nº 1 do exército Português; 6. Aprovada por unanimidade a proposta da Câmara Municipal número 96/2011/CM, referente ao Regulamento Municipal de Actividades Diversas – Alteração. Para constar e produzir efeitos legais se publica o presente Edital e outros de igual teor que vão ser afixados nos lugares de costume Paços do Concelho, aos 27 dias do mês de Abril do ano 2011

precisa de farmacêutico-adjunto Contacto: 281 325 846

funerariapedro@sapo.pt

funerariapviegas@sapo.pt

funeraria_pedro@sapo.pt Empresa recomendada

Tavira Rua Dr. Miguel Bombarda n.º 25 Tel. - 281 323 983 - 281 381 881 Luz de Tavira EN 125, n.º 32 – Tel. - 281 961 455 Vila Real Sto. António Rua 25 de Abril n.º 32 – Tel. - 281 541 414 Funerária Patrocínio Tlm. - 968 685 719 Rua João de Deus, n.º 86 – Tel. -281 512 736 Idalécio Pedro Tlm. - 964 006 390

Serviços Fúnebres

O Presidente da Assembleia Municipal, José Otílio Pires Baia

Com as seguintes ofertas

 Coroa de flores artificiais com moldura  Cartões memoriais  Livro de condolências  Serviço de água no velório

(POSTAL do ALGARVE, nº 1032, de 5 de Maio de 2011)

Solicite orçamento antes de decidir

CONCEIÇÃO - TAVIRA SANTA MARIA – TAVIRA

SANTIAGO - TAVIRA SANTA LUZIA - TAVIRA

Agência

Tavira

Tlm. – 969 003 042

CARLOS ALBERTO DAS DORES DUARTE SANTANA

MARIA GONÇALVES

25-07-1960 / 29-04-2011

20-06-1922 / 30-04-2011

AGRADECIMENTO

AGRADECIMENTO

Os seus familiares vêm por este meio agradecer a todos quantos se dignaram acompanhar o seu ente querido à sua última morada ou que, de qualquer forma, lhes manifestaram o seu pesar.

Os seus familiares vêm, por este meio, agradecer a todos quantos a acompanharam em vida e nas suas cerimónias exéquias ou que de algum modo lhes manifestaram o seu sentimento e amizade.

funerária

Emergência 24 horas

Pedro - 965 040 428

Vila Real Sto. António

Tlm. – 962 406 031

ALAGOA

AGÊNCIA FUNERÁRIA

Então, esqueceu a sua velha amiga? Aquela que trata bem. Antiga Agência Puga trata o seu ente querido como ninguém,

SANTIAGO - TAVIRA SANTA MARIA - TAVIRA

temos um serviço personalizado.

V. N. CACELA – V. R. STO ANTÓNIO

SANTA MARIA – TAVIRA

Agência Alagoa - Fica junto ao Hospital Velho em Tavira

Serviços Prestados SE  Funerais PER RVIÇO MAN E 24 H NTE  Trasladações  Cremações  Preparação estética do falecido  Manutenção de jazigos e campas

DIONÍSIO VIVALDO MARQUES 26-12-1931 / 01-05-2011

JOSÉ RODRIGUES

Sempre a seu lado nos momentos difíceis da vida...

20-09-1929 / 02-05-2011

AGRADECIMENTO

AGRADECIMENTO

Os seus familiares vêm por este meio agradecer a todos quantos se dignaram acompanhar o seu ente querido à sua última morada ou que, de qualquer forma, lhes manifestaram o seu pesar.

Os seus familiares vêm, por este meio, agradecer a todos quantos o acompanharam em vida e nas suas cerimónias exéquias ou que de algum modo lhes manifestaram o seu sentimento e amizade.

SERVIÇOS NACIONAIS E INTERNACIONAIS Trav. Zacarias Guerreiro nº 2 (Largo de S. Francisco) (Centro de Tavira) 8800 – 740 Tavira

AGÊNCIA FUNERÁRIA

IWdjei8|hXWhW"BZW

FUNERAIS - TRASLADAÇÕES - CREMAÇÕES PARA TODO O PAÍS E ESTRANGEIRO

Tel. / Fax: 281 323 205 / 281 325 197 - 965 484 819 / 962 604 552 ATENDIMENTO PERMANENTE - OFERTA DE ANÚNCIO DE NECROLOGIA E CARTÕES MEMÓRIA Artigos Funerários e Religiosos / Catálogo de Lápides e Campas

   

281 322 652 968 700 767 918 530 058 / 966 088 324 alagoa.lda@gmail.com


última Imprensa regional

ficha técnica

ACRAL compra semanário O Algarve

Sede: Rua Dr. Silvestre Falcão, n.º 13 C - 8800-412 Tavira - Algarve Tel: 281 320 900 | Fax: 281 320 909 E-mail: jornalpostal@gmail.com Director: Henrique Dias (CP 3259). Director Comercial: Basílio Pires Editor: Ricardo Claro (CP 9238). Redacção: Cristina Mendonça (CP 3258), Geraldo de Jesus (CO 630), Helga Simão. Design: Profissional Gráfica. Colaboradores fotográficos: José A. N. Encarnação “MIRA” Colaboradores: Beja Santos (defesa do consumidor), Nelson Pires (CO76). Departamento Comercial, Publicidade e Assinaturas: Anabela Gonçalves, José Francisco. Propriedade do título: Henrique Manuel Dias Freire, inscrito sob o nº 211 612 no Registo das Empresas Jornalísticas. Edição: Postal do Algarve - Publicações e Editores, Lda. Contribuinte nº 502 597 917. Depósito Legal: nº 20779/88. Registo do Título (dgcs): nº 111 613. Impressão: Coraze - Oliveira de Azeméis Distribuição: Banca - Logista, à sexta-feira com o Público/VASP - Sociedade de Transportes e Distribuição, Lda e CTT.

O jornal centenário O

Algarve foi comprado pela Associação de Comércio e Serviços da Região do Algarve ao Grupo Lena por um “preço simbólico” e os postos de trabalho vão ser mantidos disse, na passada terça-feira, o presidente daquela associação. “A Associação [ACRAL] quer apostar na comunicação social e na comunicação com os sócios e daí a estratégia de comprar O Algarve, que faz parte de um projecto mais alargado de comunicação com um conjunto de painéis de visita de grande formato que vão ser colocados em várias cidades algarvias e onde queremos colocar conteúdos informativos”, explicou João Rosado à Lusa.

Membro: APCT - Associação Portuguesa para o Controlo de Tiragem e Circulação; API - Associação Portuguesa de Imprensa.

Manter os postos de trabalho “Vamos manter toTiragem desta edição:

10.014 exemplares

O postal alterou o e-mail da redacção: jornalpostal@gmail.com

dos os postos de trabalho e pontualmente, a partir do próximo ano, poderemos mesmo alargar os postos de trabalho”, assegurou o empresário, informando que actualmente o jornal tem “sete trabalhadores e mais três em regime de prestação de serviços”. No dia 4 de Junho, a ACRAL vai fazer a apresentação pública do projecto de comunicação da associação, uma cerimónia que vai decorrer em Faro. CCM/NVI

Treze partidos a votos Eleições legislativas contam com 13 escolhas nos boletins de voto regionais dr

O sorteio das listas para as

eleições legislativas de Junho no distrito de Faro, na passada segunda-feira divulgado, apresenta 13 partidos e movimentos, que irão a votos pelos nove deputados eleitos pelo círculo eleitoral. A abrir os boletins estará o Portugal pro Vida (PPV) a que se seguem Bloco de Esquerda (BE) e o Partido Pelos Animais e Pela Natureza (PAN). O CDS-PP surge em quarto lugar e seguem-se-lhe o PS, a CDU, coligação entre o Partido Comunista Português e o Partido Ecologista os Verdes, e O Partido Popular Monárquico (PPM). Em oitavo lugar está colocado o Partido Operário de Unidade Socialista (POUS), seguido do Partido Nacional Renovador (PNR), do Partido Comunista dos Trabalhadores Portugueses (PCTP/MRPP) e do Movimento Esperança Portugal (MEP). A lista será encerrada pelo Partido Social Democrata (PSD), em 12º lugar, e pelo Partido da Terra (MPT) em 13º.

 Distrito de Faro passará de oito para nove deputados

Resultados das últimas legislativas Nas últimas elei-

ções para a Assembleia da República, o PS manteve-se como força mais votada no distrito mas perdeu três dos seis deputados que tinha alcançado em 2005 para PSD, CDS/PP e BE, ficando com o mesmo número de eleitos que os social-democratas, depois de ver a sua votação cair dos

49,33 para os 31,86%. O PSD subiu a votação de 24,57 para 26,16, passando de dois para três deputados, enquanto o BE elegeu pela primeira vez um representante no Algarve, com 15,78%, quase o dobro do resultado alcançado em 2005. O CDS-PP também foi beneficiado pela perda de votos do PS, elegendo igualmente

um deputado, graças a um resultado que subiu dos 6,92 para os 10,71%. Apesar de também ter subido a votação relativamente a 2005, passando de 5,77 para 7,75%, o PCP não conseguiu eleger qualquer deputado. Nas eleições de 5 de Junho, o distrito passará de oito para nove deputados. MHC

Empresas

Janela Imobiliária celebra aniversário A imobiliária Janela algarvia, nascida em 2004, celebrou

em Faro mais um aniversário de um percurso de grande esforço e consistência no mercado imobiliário liderado por Júlia Custódio. A empresa, que conquistou no mercado um estatuto de grande credibilidade, aposta num serviço integral ao cliente

>> Assinale a frase correcta  O comboio não pára em todos os apiadêros  O comboio não pára em todos os apiadeiros.  O comboio não pára em todos os apeadêros.  O comboio não pára em todos os apeadeiros.

ricardo claro

em que as soluções preconizadas são entregues chave-na-mão a quem procura o seu corpo de profissionais qualificados. Com agências em Faro, Olhão e Lisboa, a Janela Algarvia promete manter-se entre os melhores do mercado imobiliário por muito tempo, sempre sob a batuta e a experiência de Júlia Custódio. RC

>> Solução    

da semana passada

Aquele candidato é elegível a Presidente da República. Aquele candidato é elejível a Presidente da República. Aquele candidato é eligível a Presidente da República. Aquele candidato é ilegível a Presidente da República.

A forma correcta é elegível. Elegível é um adjetivo que significa “que pode ser eleito”. Ilegível também é um adjetivo mas significa “que não se pode ler”. As restantes formas estão incorrectas, apesar de serem utilizadas indevidamente em situação de oralidade e escrita.

Esta é uma iniciativa das Bibliotecas Paula Nogueira do Agrupamento de Escolas Professor Paula Nogueira (Olhão) em parceria com a Casa da Juventude de Olhão e o POSTAL, que semanalmente divulga os problemas e as soluções deste jogo. Várias escolas do Algarve já aderiram à iniciativa: AE Professor Paula Nogueira (Olhão) / AE da Sé (Faro) / AE D. Afonso III (Faro) / AE Dr. Alberto Iria (Olhão) / Colégio Bernardete (Olhão) / AE Dr. João Lúcio (Fuseta) / AE de Estoi (Faro) / AE Joaquim Magalhães (Faro) / AE do Montenegro (Faro) / AE de Castro Marim ( Vila Real de St. António) / AE Professora Diamantina Negrão / (Albufeira) / Agrupamento de Escolas José Belchior Viegas (Mega Agrupamento de São Brás de Alportel) / Escola Secundária João de Deus (Faro) / Casa da Juventude (Olhão). jornalpostal@gmail.com. Convidamos todas as escolas e bibliotecas, interessadas em aderir ao Jogo da Língua Portuguesa e receber os materiais para o mesmo, a contactar: biblioteca.epnogueira@gmail.com ou �����������������������


Postal5Mai1032