Page 1

Este caderno faz parte integrante da edição n.º 1182 de 21de Abril de 2017, do jornal Postal do Algarve e não pode ser vendido separadamente.

alcoutim, um segredo por descobrir


Festival das Caminhadas mostra valor e vai ter 5ª edição aumentada Valorização do património natural, edificado e imaterial através da iniciativa é um desafio conquistado D.R.

NOS DIAS 8 E 9 DE ABRIL AS INSCRIÇÕES PARA O FESTIVAL DAS CAMINHADAS DE ALCOUTIM, QUE TEVE ESTE ANO A SUA QUARTA EDIÇÃO, ESGOTARAM. Este ano realizaram-se nove caminhadas, tendo os participantes tido a oportunidade de estrear cinco novas propostas de percursos. Nestes novos desafios lançados aos caminhantes incluíram-se os percursos: ‘Sender Kayak’, com caminhada e kayak na Ribeira Grande de Sanlúcar de Guadiana, ‘Aventura no Baixo Vascão’, e ‘Passeio Fotográfico Entardeceres de Alcoutim e Sanlúcar de Guadiana’, bem como, a ‘Caminhada Rota do Guadiana’ pela GR15 (Odeleite – Alcoutim) e o percurso ‘Da morte ao sagrado, uma viagem à pré-história recente (neolítico/calcolítico). Andar, “orar” e comer…’. “Reforçámos a oferta porque inovar e diversificar é a melhor estratégia quando se está a construir, ano após ano, um produto turístico que pretende valorizar de forma integrada o património do concelho”, diz Osvaldo Gonçalves, responsável máximo da Câmara alcouteneja. Recorde-se que, herdados das

Experiências como remar um kayak, fazer pão, realizar um atelier de comida pré-histórica e acompanhar um pastor são algumas das propostas pensadas pela autarquia ao pormenor perante o novo desafio mundial do sector do turismo, que é o de criar experiências capazes de deixar nos turistas sensações e emoções marcantes. Alcoutim pode e deve ser um destino turístico valorizado e complementar

Festival das Caminhadas regressa em 2018 com valor acrescido anteriores edições e com bastante interesse de quem participa, foram repetidos nesta edição os percursos ‘Vamos caminhar e fazer pão’, ‘Na senda de um cesteiro’ e ‘Trilhos de Ronda no Guadiana, do Vascão a Alcoutim’, sendo que neste caso se adicionou à oferta um passeio de barco, e, finalmente, o percurso ‘Manhã com o pastor’.

Muito mais do que simplesmente caminhar As caminhadas decorrem por todo o concelho e em Sanlúcar de Guadiana, com diferentes níveis de dificuldade e são acompanhadas por guias conhecedores do território, que enquadram as diferentes temáticas propostas.

São por isso muito mais do que simplesmente caminhar, são verdadeiras experiência raras que permitem aos participantes conhecer a paisagem, um pouco da História da região, espaços/monumentos culturalmente interessantes, a oportunidade de conhecer locais e “gentes”, e por vezes, ainda, alguns dos locais onde poderão saborear a gastronomia típica da região.

Para o presidente Osvaldo Gonçalves, “Alcoutim pode e deve ser valorizado enquanto produto turístico único e singular”. “Não temos de lutar para trazer turistas até Alcoutim propositadamente desde os seus países de origem. Podemos fazê-lo e fá-lo-emos, mas temos já no Algarve enquanto destino de excelência um mercado potencial para este segmento do turismo que importa aproveitar de forma eficiente”, refere o autarca, avançando que “é esta a aposta primordial da Câmara e por isso já na próxima edição o Festival das Caminhadas vai contar com uma programação alargada conexa com o evento”.

Canoagem regressa em força a Alcoutim com o Campeonato Nacional de Esperanças I Iniciativa traz ao concelho centenas de atletas e visitantes

2 ABR 2017

O ÚLTIMO DIA DESTE MÊS VOLTA A SER MARCADO POR UMA PROVA RAINHA DA CANOAGEM, UMA MODALIDADE DESPORTIVA EM QUE A APOSTA DO MUNICÍPIO SE VEM CONSISTENTEMENTE REFORÇANDO.

gem voltou a agendar a primeira prova do Nacional de Esperanças para Alcoutim.

Pelo terceiro ano seguido, o Campeonato Nacional de Esperanças I em Canoagem, prova organizada pelo Grupo Desportivo de Alcoutim (GDA) em colaboração com Federação Portuguesa de Canoagem e Associação Regional de Canoagem do Algarve, com o apoio do Município de Alcoutim, acolhe os melhores da canoagem portuguesa. Reconhecendo a capacidade do grupo de trabalho que tem dado nos anos anteriores corpo ao evento sediado no concelho, a Federação Portuguesa de Canoa-

A prova, a disputar no Rio Guadiana, tem início marcado para as 10 horas e vai contar com a participação de mais de 500 atletas, em representação de dezenas de clubes de todo o país. “Esta é uma iniciativa que traz ao concelho centenas de pessoas só no que toca a participantes e equipas, a que somam os amantes da modalidade que não querem perder a prova”, sublinha o presidente da Câmara Municipal, Osvaldo Gonçalves, realçando “a importância destas pessoas para o fortalecimento da imagem de

D.R.

Mais de 500 atletas em Alcoutim com equipas, familiares e amigos

A canoagem é uma forte aposta do Município Alcoutim, de forma indirecta através das recomendações que passam a poder fazer sobre o destino, e de forma directa pelo

que significam em termos de receitas adicionais para o comércio e serviços do concelho, onde realizam os seus gastos enquan-

to cá estão”. Tendo em conta o sucesso do evento em anos anteriores, trazendo a Alcoutim centenas de atletas e visitantes, bem como o incentivo que constitui para a prática desportiva, o Município de Alcoutim atribuiu ao GDA uma comparticipação financeira no montante de 10 mil euros, para fazer face às despesas inerentes à realização do evento. Beneficiando de excelentes condições naturais oferecidas pelo Rio Guadiana, Alcoutim tem vindo a afirmar-se como grande potência regional de canoagem. Por isso mesmo, refere o autarca Osvaldo Gonçalves, “não podemos deixar escapar esta mais-valia para a população e para o território como um todo, potenciando e alavancando toda a economia local”.


Vamos à Vila liga cerca de 100 povoações às sedes de freguesia e de concelho Programa municipal de mobilidade evita afastamento das populações dos centros urbanos e o isolamento “FALAR DE ISOLAMENTO DEVE SER MAIS DO QUE SIMPLESMENTE CONSTATAR ESTA REALIDADE OU LAMENTARMO-NOS DELA. TEMOS DE TER SOLUÇÕES PORQUE AS POPULAÇÕES PRECISAM DE RESPOSTAS”. É com esta frase que o presidente da Câmara Municipal, Osvaldo Gonçalves, explica a razão de um avultado investimento anual da autarquia de Alcoutim na área dos transportes colectivos. “Sabemos que a rede de transportes públicos no concelho é reduzida, exclusivamente rodoviária e manifestamente insuficiente”, recorda o presidente.

“Exactamente por isso tem sido um esforço constante o da promoção da mobilidade e da acessibilidade dentro do concelho, que fazemos directamente através do programa Vamos à Vila”, diz. Este programa da autarquia liga cerca de 100 povoações às sedes das respectivas freguesias e à vila de Alcoutim uma vez por semana e de forma gratuita. “É uma resposta que traz as pessoas até aos locais onde podem resolver a sua vida, ir ao médico, à farmácia, às compras, ver a família e os amigos”, refere o autarca, que sublinha que “é assim, também, que se põe termo ao isolamento e que se dá qualidade de vida às pessoas”.

D.R.

Autocarro da Câmara em deslocação ao Hospital de Faro Mas nem só desta medida se faz o esforço a favor da ligação das popu-

lações entre si. A ligação a Faro e ao hospital que

serve todo o sotavento da região faz-se também pela mão da Câmara, gratuitamente e duas vezes por semana, mediante marcação através do telefone 281 540 508. A autarquia leva até Faro todos os munícipes para consultas de especialidade e realização de exames ou para visitarem familiares internados no Hospital de Faro. O serviço funciona às terças e sextas-feiras com o seguinte horário: Às terças-feiras: Freguesia de Giões às 7 horas, Freguesia de Vaqueiros às 7.15 e Freguesia de Martim Longo às 7.30. Às sextas-feiras: na Freguesia de Alcoutim às 7 horas e na Freguesia de Pereiro à mesma hora. Assim se unem pessoas.

Câmara e EDP melhoram iluminação pública Mais e melhor iluminação a custos mais baixos e ambientalmente mais vantajosa são os desafios a vencer D.R.

O CONCELHO DE ALCOUTIM VAI PASSAR A TER A ÚLTIMA PALAVRA TECNOLÓGICA EM ILUMINAÇÃO PÚBLICA, NOVAS ZONAS DE ILUMINAÇÃO E ECONOMIZAR NOS CONSUMOS DE ENERGIA. Muitos desconhecem, mas a luz que ilumina as estradas e ruas, os caminhos e todas as zonas públicas é paga pela Câmara Municipal à EDP. Na base da iluminação pública está pois o dinheiro dos munícipes e dos seus impostos e, como refere o presidente da autarquia, “o dinheiro público tem de ser

Assinatura do acordo entre a Câmara e a EDP administrado com a máxima eficiência até ao cêntimo”.

Exactamente por isso, a autarquia reviu o contrato de ilumina-

ção pública com a EDP e esforça-se assim por poupar na factura mensal da electricidade. “Vamos ter poupanças porque passaremos progressivamente a trocar as lâmpadas mais antigas por novas iluminações com leds, muito mais eficientes no consumo de energia sem prejuízo da qualidade da iluminação”, garante Osvaldo Gonçalves. Por outro lado, o concelho vai ver reforçada a oferta de iluminação pública com novas áreas a serem iluminadas já com a nova tecnologia. Quanto à substituição da actual iluminação será feita de acor-

do com prioridades, começando nas iluminações com tecnologia mais antiga, passando pelas luminárias que estejam com problemas ou em mau estado de conservação e, finalmente, pelos restantes equipamentos de iluminação pública. Mais ambientalmente correcta e mais barata, a nova tecnologia led e o reforço da abrangência de cobertura da rede pública de iluminação são assim, diz o autarca, “mais um passo para gerirmos melhor o que é de todos e para pôr o concelho no rumo do século XXI em termos de eficiência energética”.

Via Algarviana: investimento da autarquia ajuda equipamento essencial à aposta no turismo Câmara Municipal aplica no terreno o objectivo de melhorar a oferta de equipamentos para atrair turistas D.R.

O TURISMO É HOJE E CADA VEZ MAIS UMA DAS RESPOSTAS PARA SE GARANTIR O DESENVOLVIMENTO DE ALCOUTIM E A BASE DE SUSTENTO ECONÓMICO DOS ALCOUTENEJOS. São dados como a evolução crescente e continuada dos nichos turísticos como o turismo de natureza e as actividades conexas, como as caminhadas ou os percursos de bicicleta, bem como a aposta da Região de Turismo do Algarve na promoção de ofertas alternativas ao turismo de Sol & Praia e de

massas, que levam a que a visão da Câmara liderada por Osvaldo Gonçalves se consolide em torno da necessidade de dotar e manter no concelho equipamentos de qualidade capazes de atrair turistas destes segmentos. “O concelho tem de ter equipamentos diferenciados que garantam a quem é potencial visitante do interior do Algarve condições para decidir vir para Alcoutim e para usufruir de qualidade de oferta de serviços e equipamentos quando cá está”, diz o presidente da Câmara Municipal.

Osvaldo Gonçalves não deixa por isso as necessidades nesta matéria por mãos alheias e dá à Via Algarviana - a rota rural mais importante da região para caminhadas e passeios de bicicleta - o apoio financeiro necessário à sua conservação e valorização. Este ano e até que o futuro modelo de gestão venha a ser definido, a Câmara Municipal dá um subsídio, no valor de 3.121 euros, à Associação Almargem, responsável pela manutenção e desenvolvimento desta Grande Rota Pedestre em articulação com os 11 municí-

pios envolvidos no projecto (Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Tavira, S. Brás de Alportel, Loulé, Silves, Monchique, Lagos, Portimão e Vila do Bispo). A Via Algarviana é uma Grande Rota Pedestre (GR13) que liga Alcoutim ao Cabo de S. Vicente. Criada em 2006, com 300 quilómetros, foi entretanto alargada para os 800 quilómetros, na sua maioria instalados na Serra Algarvia. À Grande Rota Pedestre foram acrescentadas cinco novas ligações e 12 novos percursos pedestres complementares.

3 Via Algarviana

ABR 2017


CADERNO ALCOUTIM 9 - 21 ABR 2017  

• LEIA O ESPECIAL ALCOUTIM DESTE MÊS • Sexta-feira (dia 21/04) nas bancas com o PÚBLICO e o POSTAL • ON-LINE a informação à distância de um...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you