Issuu on Google+

ANO XVI - Nº 59 3º. TRIMESTRE - 2007 FLORIANÓPOLIS/SC

Impresso Especial 68001055/02-DR/SC Editora Sophos

CORREIOS

Jornal de Idéias da Filosofia com Crianças, Adolescentes e Jovens

É a resposta!

A

educação é um processo contínuo de permanente superação e desdobramentos. Por isso a prática reflexiva é decisiva para as mudanças e para o alcance de novos conceitos e modos de atuação nas escolas. A reflexão é uma habilidade essencialmente humana, não sendo possível confundi-la só com informações técnicas e ações previamente determinadas que, muitas vezes, são dinamizadas por modismos ou pelo conservadorismo presente na educação.

O Sistema de Ensino Reflexivo - S.E.R, vem romper com as práticas repetitivas e sem compromisso com o desenvolvimento da criatividade aplicada à resolução de problemas, tanto na vida pessoal como no campo profissional das pessoas que estamos formando em nossas escolas. Com o S.E.R a prática da reflexão relaciona-se com as finalidades éticas da vida humana. Corresponde ao apelo de indagar os sentidos filosóficos e existenciais de cada pessoa em suas relações de

produção social da vida e, convivência com os demais semelhantes O S.E.R é a concretização pedagógica-filosófica e projeto filosófico educacional pela reflexão, construída processualmente a partir da formação dos professores e, com apoio de materiais didáticos diferenciados. Por isso, S.E.R - É a resposta!

Entrevista

Celebração

Realizações

Filosofia e Sociologia no Ensino Médio

Educando com Valores. Compromisso com a Vida

Alunos filosofando

(pág. 3)

(pág. 4)

(pág. 8 a 10)

Dep. Dr. Ribamar Alves Autor do Projeto de Lei PL-1641/2003

Col. Mãe do Divino Amor – 50 anos

portaldafilosofia.com.br

Encarte especial

Investigações, descobertas, produções, criatividades...


EDITORIAL

SER OU NÃO SER, EIS A QUESTÃO! Frase famosa que todo mundo já ouviu, mas quem a escreveu? Foi um dos maiores mestres que o teatro já conheceu, o poeta William Shakespeare. Ele nasceu em 1564, na Inglaterra e foi um apaixonado pelo teatro. Ficou muito conhecido e famoso por suas peças, imortais, que retratavam os tipos humanos como nunca nenhum autor conseguiu fazer depois dele. Algumas de suas peças mais conhecidas são Romeu e Julieta, Hamlet e Sonho de uma Noite de Verão. Aliás, a frase tão famosa é da peça Hamlet. Depois de Shakespeare, o teatro nunca mais seria o mesmo.

S.E.R: É a Resposta! Ser ou não ser reflexivo? Agir ou não agir de maneira reflexiva? São perguntas que nos convidam a reflexões nos dias atuais. Nossas escolas precisam ser espaços de uma cultura do pensar, espaços de diálogo e construções de novos cenários. Por isso nesse Corujinha, mais informações sobre o que estamos construíndo junto aos professores e escolas do nosso país. Fala-se muito e pouco se pratica de reflexão. E isto porque a atitude reflexiva vai contra o que está estabelecido em nossas escolas. Vivemos em espaços onde o conteúdo é trabalhado pelo conteúdo, onde o pragmatismo expresso no “para que serve isso?” é forte e desmotivador. Também temos posturas positivistas que valorizam algumas disciplinas em descaso de outras. Com estas constatações é que dizemos: S.E.R – É a resposta!

Alunos filosofando: A cada jornal muitas novidades e informações vindas dos colégios que, pelo Brasil, trabalham com o nosso Programa filosóficopedagógico. Por isso a importância de acompanharmos o que aconteçe nas escolas. Caso não haja matéria de sua escola nesse jornal, envienos para que nos próximos jornais e também no portal da filosofia possamos disponibilizar as notícias.

Opinião do leitor Espaço para os registros e participações de amigos em nosso portal da filosofia e por e-mail

Foi muito gratificante profissionalmente, participar do 4º. Congresso. Espero poder participar de outros eventos como este. Por favor, mantenham-me informada sobre novas oportunidades. Parabéns pelos trabalhos. Sei que tal realização foi fruto de muito esforço e dedicação.

Maria Emilia - Brasilia/DF >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Tenho o prazer de dirigir-me a V. Sra., em nome da Livraria Paulus, para agradecer o convite para participação na exposição de livros no 4º Congresso Nacional de Educação para o Pensar ocorrido entre dias 17 e 20 de julho de 2007. Apresentamos votos de pleno êxito na divulgação da marca PAULUS. Colocamo-nos à disposição, para futuras parcerias.

Severino E. C Sousa - Brasília/DF >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Olá pessoal, O nosso 4º Congresso Nacional foi maravilhoso! Tivemos palestras, conferências, debates e oficinas que muito enriqueceram a nossa prática (ou futura prática) educativa. Além disso tudo, tivemos ainda vários expositores com lindíssimos artesanatos, exposição de centenas de livros e apresentações artísticas belíssimas. Tudo foi muito harmonioso e em um clima de cooperação muito grande, parecíamos todos uma grande família unida em prol da educação. O esforço foi grande para fazer com que tudo desse certo, mas valeu a pena! Desde já convido a todos os professores, estudantes e interessados a participarem do 5º. Congresso, que será no Ceará, em 2009. A participação de todos é que enriquece a troca de experiências, portanto que estejamos todos lá para esse grande evento!

Ladjany - Brasilia/DF >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Gostaria de agradecer a oportunidade de participar do 4°. Congresso Nacional de Educação para o Pensar e Educação Sexual. Foi uma experiência muito gratificante. Parabéns pelo trabalho, estava tudo muito organizado e as palestras excelentes. Gostaria de conhecer melhor o grupo do NUFEP/DF e participar dos Cafés com Idéias e, o convite da palestra aqui na Faculdade para os estudantes conhecerem melhor o trabalho que vocês desenvolvem. Muito obrigada mais uma vez e parabéns, estava tudo belíssimo.

Antonia M. Rodrigues - Brasilia/DF

Quero com muita satisfação agradecer a todos que organizarm o 4º. Congresso Nacional de Educação para o Pensar e Educação Sexual, saimos deste Congresso com uma vontade imensa de fazer acontecer, não podemos parar, a hora de começar a mudança, aliás já começou, é agora. Por uma Educação Emancipatória, abraço a todos.

Roberto Carlos Dalla Rosa - Belmonte/SC >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Sou Professor de Educação Física, Pedagogo e Psicopedagogo. O portal da filosofia é muito importante para subsidiar as minhas aulas no ensino fundamental e médio, bem como, ler e trocar idéias. Um Abraço!

Francisco Gabriel da Costa - Umarizal/RN >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Conheci recentemente a Coleção “Filosofia - O Início de uma Mudança” e, fiquei extremamente impressionado com o alto nível didático-pedagógico dos conteúdos. Moro e trabalho na cidade de São Paulo e experimento no meu cotidiano a necessidade preemente de elaborar prospostas educacionais em que a reflexão norteie as práticas em sala-de-aula e na vida. Parabéns!

Claudio Carvalho - São Paulo/SP >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Queridos colegas filósofos é com muita satisfação que leio os artigos e sugestões, pois trabalho com jovens da Escola Militar de Alagoas “Colégio Tiradentes” e necessito de opções para ministrar aulas que conquistem e façam com que os jovens sintam-se bem. No portal encontro sempre algo de bom. Parabéns! E me fortaleçam sempre.

Maria Inês da Silva Nonato - Maceió/AL >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Olá, sou estudante do 6º período de Filosofia do Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora CES/JF, estou contente com as informações do portal de filosofia, acredito ter só enriquecido meus conhecimentos. Minha gratidão aos organizadores.

Poliano de Freitas - Juiz de Fora/MG >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Quero parabenizar a toda equipe do jornal Corujinha pela excelente publicação e a riqueza dos temas abordados nele. Sou professor de Filosofia no Distrito Federal e tenho recebido vários e-mails sobre os eventos promovidos por esse grupo. Abraços!

Miro Souza de Almeida - Brasilia/DF

O Corujinha é um veículo de informação e motivação: Com esse jornal em suas mãos você acompanha tudo sobre o trabalho do Centro de Filosofia e, fica por dentro do que queremos e buscamos. Há dezoito anos estamos fazendo bem feito um trabalho com professores e escolas. Queremos que sua escola participe com o Programa filosófico-pedagógico. Queremos que você, aluno, professor, pai, conheça melhor e venha junto conosco construir uma Escola Reflexiva, conhecer o Sistema de Ensino Reflexivo S.E.R. Boas leituras e reflexões!

expediente

2

O Corujinha é um Jornal de Idéias do Programa filosófico-pedagógico “Educar para o Pensar: Filosofia com Crianças, Adolescentes e Jovens”. Todas as matérias, idéias e opiniões aqui expressas são de responsabilidade das pessoas que contribuíram para este informativo. Querendo reproduzir partes, favor citar a fonte.

portaldafilosofia.com.br

Endereço do CENFEP para corespondências: Rua Cristovão Nunes Pires, 161 - CEP 88.010-120 Centro - Florianópolis/SC - (48) 3025 2909 / 3024 6030 imprensa@portaldafilosofia.com.br • www.portaldafiosofia.com.br Diagramação: Studio S • Diagramação e Arte Visual - (48) 3025-3070


Entrevista

R

Responsável pela volta da Filosofia e Sociologia ao Ensino Médio

ibamar é uma pessoa simples, humilde, desprovida de ambições materiais, que prioriza e valoriza o ser humano. Médico formado pela Universidade Federal do Maranhão, especializou-se em cardiologia no Hospital de Base de Brasília, depois foi tenente-médico do Exército Brasileiro. Serviu no Hospital de Guarnição de Brasília, hoje Hospital Geral do Exército. Maranhense convicto, santainesense de nascimento e de paixão. Político por idealismo, militante das esquerdas, se auto define como nacionalista. Gosta de fazer amizades, embora pouco afeito a visitas, vascaíno de primeira hora, é uma das suas paixões. Casado, tem um filho médico, do primeiro casamento, tem mais três filhos menores do segundo casamento, uma menina que cria e um filho no intervalo dos casamentos. O que levou o Dep. Ribamar Alves a apresentar o Projeto de Lei nº 1641/2003 que coloca a Filosofia e Sociologia com disciplinas obrigatórias no Ensino Médio? Sempre fui questionador, um inquieto, motivo maior de estar na política, nunca fui adepto das coisas prontas. Vivi a adolescência e o início da vida adulta sob o regime militar, não tive a oportunidade de discutir, de questionar e isso marcou muito. Vejo hoje a juventude sem horizonte, perdida nos descaminhos, buscando nas futilidades dos shoppings, das drogas, da criminalidade ou da prostituição o escape para essa “vida sem vida”. Vivenciei até agora a exclusão social de nosso povo, massacrado pelos poderes oligárquicos, pela pobreza e pela miséria quase absoluta, sem oportunidades, sem moradia, sem saúde, sem emprego, dependente dos que detêm o poder. Vivencio o dia-a-dia e sofro com pessoas que não tem futuro e nem esperanças de dias melhores. Foi desse sofrimento que, conversando com o professor Raimundo Marques, meu amigo de infância e partidário político, de que como Deputado Federal eleito, queria apresentar um Projeto de Lei que desse o direito aos nossos jovens de poder exercer e exercitar o pleno direito do questionamento para o profundo enriquecimento do seu ser e, a partir daí, poder ter condições de lutar contra as adversidades e poder errar, mas errar tendo pelo menos a consciência mínima de que está errando. Aí deixaria de ser presa fácil dos vendedores de ilusões e passariam a ter poder e força de resistir quando a tentação lhe batesse à porta. A sugestão do professor Raimundo para que eu re-apresentasse o PL do exdeputado Padre Roque. Aceitei de pronto, elaboramos uma boa justificativa e demos entrada na Câmara dos Deputados ao PL em 2003. Com a apresentação do Projeto de Lei nº 1641/2003 o senhor entra para a história da Filosofia e da Educação brasileira. Qual é o seu sentimento por essa vitória e sua perspectiva com relação aos alunos das escolas que terão Filosofia e Sociologia no Ensino Médio? Quanto ao sentimento que sinto é indescritível, sou plenamente feliz e fico muito emocionado com as homenagens que tenho recebido. Estou orgulhoso e muito

contente por perceber-me com o dever cumprido e, sabedor que posso contribuir muito mais. Quanto a minha perspectiva com relação aos alunos do Ensino Médio o que quero e espero é que os adolescente e jovens de hoje tenham muito mais a contribuir e exigir para uma sociedade mais igualitária, tenham muito mais sonhos a realizar do que pesadelos para viver. O Deputado acompanha pelo país o Movimento por uma Educação para o Pensar: Filosofia no Ensino Fundamental, recebeu em 2006 o Troféu “Amigos da Filosofia” e, nesse ano teve participação importante no 4º. Congresso Nacional de Educação para o Pensar. Como o senhor vê o trabalho do Centro de Filosofia? Primeiro quero de público voltar a agradecer ao Movimento Educação para o Pensar pelas homenagens a mim prestadas, fico muito feliz e honrado, guardo, ou melhor, exponho na minha sala de casa o Troféu “Amigo da Filosofia”, recebido em 2006 em Florianópolis/SC. Agora o trabalho do Centro de Filosofia, eu particularmente vejo, como uma forma ímpar de divulgar o ensi-

“Tenho, pois, uma grande admiração e um profundo respeito pela forma convicta como o Centro de Filosofia Educação para o Pensar (Florianópolis/ SC) trata o Ensino da Filosofia e mais, acredito que com a descentralização dos trabalhos pelos Núcleos (NUFEP’s), em pouco tempo o Brasil vai estar contaminado por essa boa nova forma de fazer e ensinar a pensar pela Filosofia”.

Proposição: PL – 1641/2003 Autor: Dr. Ribamar Alves – PSB/MA Data de Apresentação: 07/08/2003 Apreciação: Proposição Sujeita à Apreciação Conclusiva pelas Comissões - Art. 24 II Regime de tramitação: Ordinária Situação MESA: Aguardando Deliberação de Recurso. Ementa: Altera dispositivos do art. 36 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Explicação da Ementa: Incluindo as disciplinas “Filosofia” e “Sociologia” como disciplinas obrigatórias do ensino médio. Indexação: Alteração, Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei Darcy Ribeiro, obrigatoriedade, inclusão, disciplina escolar, Filosofia, Sociologia, currículo, ensino médio. Despacho: 19/8/2003 - Às Comissões de Educação e Cultura e Constituição e Justiça e de Redação (Art. 54 RICD) - Art. 24II Segue endereço virtual para acompanhamento da tramitação no Congresso da PL 1641/2003 proposta pelo Deputado Ribamar Alves que altera dispositivos do art. 36 da Lei nº 9.394 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. http://www.camara.gov.br/Sileg/Prop_Detalhe.asp?id=127294

portaldafilosofia.com.br

Deputado Ribamar Alves – PSB/MA no reflexivo e ensiná-lo. Ensino reflexivo onde a criança, o adolescente e o jovem, são vistos e educados como um todo e não por partes especializada. Tenho, pois, uma grande admiração e um profundo respeito pela forma convicta como o Centro de Filosofia Educação para o Pensar (Florianópolis/SC) trata o Ensino da Filosofia e mais, acredito que com a descentralização dos trabalhos pelos Núcleos (NUFEP’s), em pouco tempo o Brasil vai estar contaminado por essa boa nova forma de fazer e ensinar a pensar pela Filosofia. Fale sobre sua intenção de apresentar um Projeto de Lei para abrirmos uma discussão no país sobre a Educação para o Pensar com a Filosofia no Ensino Fundamental. Essa intenção eu já manifestei ao apresentar um PL com o nome de Disciplina de Cidadania, como um complemento ao Ensino da Filosofia com as crianças, adolescentes e jovens, visto que hoje temos acesso a informações desde a infância. Temos as crianças expostas às mazelas do mundo, cada dia diminui a idade da prostituição, do alcoolismo, das drogas, da criminalidade..., daí a vontade de ajudar as novas gerações a serem mais saudáveis e com muito mais formação reflexiva, crítica, criativa. Ao participar ativamente do 4º Congresso Nacional de Educação para o Pensar e Educação Sexual, assumi o compromisso com o professor Sílvio de apresentar um Projeto de Lei que complementasse o PL nº 1641/2003 que já está em fase final de aprovação. Esse Projeto de Lei virá abrir a discussão e mobilização por todo país para que o Ensino da Filosofia aconteça em todos os níveis escolares e em todas as escolas do Brasil, ou seja tornar o ensino de Filosofia obrigatório já no Ensino Fundamental. Deixe uma mensagem a todos os leitores do Corujinha. A mensagem que deixo ao leitores do Corujinha é de que tudo é possível e tudo vale a pena se o que almejamos alcançar é o bem-estar da coletividade. Acredito que com a obrigatoriedade da disciplina de Filosofia no Ensino Médio e, a luta e mobilização para que seu ensino começe no Ensino Fundamental, nós poderemos almejar um Brasil muito melhor. Com brasileiros bem preparados e centrados nos seus objetivos e, com espírito cidadão. Talvez até com menos frustrações e ambição de ter simplesmente por ter, convictos de que primeiro é preciso SER.

Deputado Ribamar Alves – PSB/MA dep.ribamaralves@camara.gov.br Telefone: (61) 3215-5729 - Fax: (61) 3215-2729 Endereço para correspondência: Gabinete 729 - Anexo IV Câmara dos Deputados Praça dos Três Poderes Brasília - DF CEP: 70160-900

3


Celebração

Educando com Valores. Compromisso com a Vida

50 anos - Col. Mãe do Divino Amor Colégio pioneiro no trabalho de Filosofia com Crianças no norte do Paraná, parceiro de longa data e de primeira linha, viveu um ano de grandes realizações e comemorações.

O

Colégio Mãe do Divino Amor iniciou suas atividades em Arapongas em 07 de março de 1957. Foi administrado inicialmente na sua fundação pela Congregação do Apostolado Católico (Irmãs Palotinas) e hoje pela Congregação São Vicente Pallotti. Nesses anos de presença, o Colégio Mãe do Divino Amor tem se dedicado com muito amor na formação das crianças e adolescentes. O nome de “Colégio Mãe do Divino Amor” se fundamenta na imagem de Nossa Senhora “Mãe do Divino Amor”. Essa imagem era profundamente venerada por São Vicente Pallotti, o fundador da Congregação das Irmãs Palotinas. As irmãs ao chegarem em Arapongas, escolheram esse nome em homenagem a seu fundador. Em 04 de fevereiro de 1957, chegavam as primeiras Irmãs Palotinas a convite do Padre Bernardo Merkel. Naquela época, o Colégio ainda não estava pronto. As irmãs passaram a residir numa casa do Sr. Umberto Scolari. No dia 07 de março de 1957 iniciavam-se as

Filosofia • O ser humano é a imagem e semelhança de Deus. Como tal é respeitado e orientado a ver seus semelhantes como irmãos. • O ser humano é sujeito de sua própria história, independente de raça, cor, sexo, religião, condição econômica e sócio cultural. Tem o direito de ser respeitado e amado. • O ser humano detém as dimensões: imanentes e transcendentes. A pessoa humana é única. Busca sua plenitude, colaborando com Deus e tem a tarefa de contemplar, amar, humanizar, partilhar e respeitar Deus e seus semelhantes e a natureza. Baseada nestes princípios, a Educação da pessoa humana é prioridade. Assim ela terá condições de viver social e individualmente com responsabilidade e atuar na construção de uma sociedade livre, justa e solidária.

Objetivo • Promover a educação integral e harmônica da criança e do jovem, com uma visão do ser humano e da realidade, iluminados pela fé.

4

Col. Mãe do Divino Amor Arapongas/PR

Arapongas/PR

aulas na Escola Mãe do Divino Amor, em duas salas apenas, e 126 alunos. Em agosto de 1957 o prédio já estava praticamente pronto, e as Irmãs passaram a residir na própria escola, construída com o trabalho e com o amor de toda a comunidade araponguense, através de campanhas promovidas pelo vigário da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, Pe. Bernardo Merkel. A medida que o tempo ia passando, a comunidade exigiu o crescimento do Colégio e a criação de novos cursos, surgimento em 1963, o Ginásio Mãe do Divino Amor e em 1967 o conservatório “Vila Lobos” que hoje funciona em prédio próprio. Atualmente conta com 810 alunos com os cursos de Educação Infantil - Ensino Fundamental (1ª à 8ª série) e Ensino Médio. É uma escola dinâmica e participativa, buscando sempre o melhor para ser eficiente e eficaz no desempenho da missão. A educação e o ensino são baseadas numa filosofia integrada da vida humana, concepção crítica da realidade, aberta aos desafios sociais da pós modernidade. A implantação do Ensino Médio em 1994, foi um marco significativo, principalmente por ter Terceirão - Pré Vestibular Extensivo, visando a preparação para o vestibular e para a vida. A diversidade integrada das atividades educativas constroem conhecimento e ação. É através delas que o Colégio se promove e promove seus alunos. Todo o trabalho educativo é bem dinâmico. É a juventude que traz mais alegria, mais vida e esperança. Muitas diretoras passaram pelo Colégio Mãe do Divino Amor. Atualmente é dirigido pela Ir. Vergínia Pineti. Afirma e defende a Irmã diretora: “vibremos pelo que existe de belo e de bom em nossos jovens. Sejamos para eles incentivo para que cresçam, movidos pelos ideais de justiça, da fraternidade e da paz”.

• Preparar o indivíduo para o domínio dos recursos científicos e tecnológicos que lhe permita utilizá-los adequadamente, possibilitando-lhe vencer as dificuldades do meio. • Criar um ambiente de vivência cristã onde o educando possa receber, experimentar e aprofundar os valores evangélicos, pela prática da fé. • Incentivar a integração família e a escola. • Desenvolver o processo do uso da informática a serviço da educação. • Realimentar o processo de construção do conhecimento, desenvolvendo a criatividade e o uso correto da liberdade, tanto para educandos como para educadores. • Preservar o patrimônio cultural – ético e social da comunidade, formando cidadãos comprometidos na construção de uma nova sociedade. • Orientar os jovens em sua decisão vocacional. • Prestar assistência à famílias de baixa renda. • Fornecer, material e assistência, pedagógica à escolas da rede pública.

portaldafilosofia.com.br

Grupo de Estudos Filosóficos Professores buscam formação integral, continuada e solidificam a construção da Comunidade de Aprendizagem Investigativa.

S

emanalmente professores de diversas áreas e segmentos do Colégio Mãe do Divino Amor se reúnem para debater e estudar filosofia. Juntos trocam idéias, discutem sobre temas filosóficos e pedagógicos e buscam construir uma Comunidade de Aprendizagem Investigativa entre os docentes. O objetivo do Grupo é possibilitar o aprofundamento de reflexões atuais pertinentes a Educação e ao Ensino da Filosofia. Estas reuniões contribuem na troca de experiências e conhecimentos entre os docentes.

Universidade Católica de Pernambuco – Recife/PE

Grupo de Estudos no S.E.R. Alunos, professores e comunidade educacional do Recife aprofundam conhecimentos sobre o Programa do Centro de Filosofia e o Sistema de Ensino Reflexivo – S.E.R

O

Ensino de Filosofia com crianças, adolescentes e jovens, tem sido o tema de estudos do Grupo de estudantes e professores de Filosofia no Recife. O Grupo se reúne na Universidade Católica de Pernambuco e tem na coordenação a Profª. MSc. Valéria Alvarenga. Esta é uma das ações do recente Núcleo (NUFEP), que tem como meta expandir o Programa às escolas do Estado e qualificar os professores dos colégios e estudantes de Filosofia. Com a intenção da construção de uma escola reflexiva, dentro do Sistema de Ensino Reflexivo – S.E.R. É o que relata o Prof. Rivaldo (UNICAP) - “É de fundamental importância à existência desse grupo para refletirmos sobre o Ensino da Filosofia e, assim melhorarmos nosso desempenho profissional em todos os níveis de ensino”. Relata também a Profª. Valéria Alvarenga, coordenadora do Grupo, “que é um dos objetivos dos trabalhos de reflexão, partirem para a ação junto aos colégios públicos e particulares do estado de Pernambuco. Como? Oportunizando cursos de formação, palestras, seminário regional, implantação e assessoria aos colégios públicos e particulares que vierem adotar o Sistema de Ensino Reflexivo – S.E.R. Muito há o que fazer a partir do estudo e entendimento do Programa do Centro de Filosofia”.


Projetos Significativos

Col. Maria Ester – Fortaleza/CE

Café com Idéias: Um momento filosófico Um espaço onde educadores, educandos trocam idéias, ações e reflexões, tomam café, filosofam e se encontram.

P

rojeto Café com Idéias cria um espaço social, filosófico e educacional em diversas partes do Brasil. Com um caráter muito especial, pois é eclético, pluralista, democrático e, sobretudo, livre. O Café com Idéias vem resgatar um antigo método de filosofar, quando os “amigos da filosofia” (philos + philosophos) reunem-se para conversar, discorrer e dissertar sobre as idéias, os homens, a vida na pólis e o mundo em geral.

1) Uma tradição Depart. de Filosofia da SME – São José/SC Todos os professores da Grande Florianópolis e também de todo país já sabem que no último sábado de cada mês acontece no CATI (Centro de Apoio a Terceira Idade) em São José/SC o Café com Idéias. O Café com Idéias acontece durante o ano letivo, são oito encontros, quatro no primeiro semestre e quatro no segundo semestre. Com participação significativa de professores da Rede Municipal, das escolas Estaduais e Particulares, são em média 55 professores por evento que se reúnem para trocarem idéias, experiências e tomarem um delicioso café. A organização dos Cafés está sob responsabilidade do Departamento de Filosofia da Secretaria Municipal de Educação, coordenada pelo Prof. Emílio, em parceria com o Centro de Filosofia Educação para o Pensar e aval das autoridades municipais (Prefeito, Secretaria de Educação). Este é o 5º. ano de realização do Café com Idéias. Para comemorarmos fecharemos em novembro (dia 24) o quadragésimo café ininterruptos, com uma comemoração especial, iremos realizá-lo no Barco Escola. A reflexão desse Café terá enfoque ecológico – “Educando o Pensar na e para a natureza”. A coordenação das reflexões nesse café será de responsabilidade da Escola do Mar de São José.

4º Café com Idéias reúne mais de 100 educadores em Arapongas/PR. Pela quarta vez, o Colégio Mãe do Divino Amor realizou o Café com Idéias, momento filosófico em que pais, alunos, professores e diretores da escola se juntam para debater temas do interesse de toda a comunidade. O tema dessa vez foi Educando com valores: desafios e perspectivas. Debate filosófico sobre as grandes transmutações dos valores na sociedade contemporânea. Além da reflexão um café com tortas e doces foi servido em mesas para dez pessoas que, enquanto saboreavam as iguarias, iam levantando opiniões e sugestões sobre o tema. Em seguida, os grupos expuseram suas sugestões em plenário e sacaram conclusões que foram repassadas a todos. Mais de 100 educadores das redes pública e privada de Arapongas, Rolândia e Apucarana estiveram no encontro, além de alunos do Grupo de Estudos Filosóficos Paidéia. O Café com Idéias é organizado pelo NUFEP/ Londrina (Prof. Valdecir Veloso) regularmente em parceria com o SINPRO Londrina/PR, Col. Mãe do Divino Amor e demais colégios da região. Café com Idéias em Curitiba e Manaus Aconteceram Cafés com Idéias em Curitiba/PR em parceria com as Livrarias Curitiba (Shopping Estação) e estiveram coordenando as reflexões a Profª. Graziella e o Prof. Silvio. Nos eventos a presença de muitos professores e alunos que discutiram sobre uma “Escola Relfexiva – S.E.R” e sobre o “Ensino da Matemática e a Filosofia”. Em Manaus no dia 4 de outubro, quinta-feira de tarde, um grupo significativo de professores representando os colégios que trabalham com o Programa filosófico-pedagógico do Centro de Filosofia e também alunos de filosofia e interessados no assunto reuniram-se para trocarem idéias (Uma escola reflexiva – S.E.R) e tomarem um delicioso café na Livraria Nacional. No último sábado de outubro aconteceu o 2º Café com Idéias com o objetivo de relatar a prática filosófica em sala de aula.

2) Café com Idéias em diversos lugares Em Curitiba, Manaus, Rio de Janeiro, Barra Mansa/RJ, Norte do Paraná, Ceará, Brasília.. professores, alunos, escolas reuniram-se e ampliam encontros e reflexões O projeto Café com Idéias é uma atividade filosófico-pedagógica organizada pelo Centro de Filosofia Educação para o Pensar e seus Núcleos espalhados pelo Brasil, que estabelecem parcerias para a realização dos encontros. Cada Núcleo (NUFEP) busca seus parceiros para que o projeto possa ser viabilizado. A responsabilidade comum é socializarmos todos os encontros e reflexões. Cafés com Idéias Acontecem os “momentos filosóficos” em Cafés com Idéias em: ⇒ Barra Mansa/RJ – parceria com o SESC/RJ e com Colégios da região. ⇒ Rio de Janeiro/RJ – parceria com o SINEPE/RJ (22/11) e com Colégios da região. ⇒ Fortaleza/CE – pareceria com a APEOC/Cooeducar (sempre no 2º sábado do mês) ⇒ Brasilia/DF – parceria com a Lia Papelaria e com Colégios da região. ⇒ Manaus/AM – parceria com a Livraria Nacional e com Colégios da região. ⇒ Curitiba/PR – parceria com a Faculdade Bagozzi e com Colégios da região. portaldafilosofia.com.br

O mais importante Encontro de Filosofia do Ceará Colégio solidifica as reflexões com a realização do IIIº. Encontro de estudos, envolvendo alunos, professores e comunidade educativa.

O

ensino da Filosofia constitui um dos importantes eixos da educação que o Colégio Maria Ester I oferece em Fortaleza. Desde 1999 adota a proposta filosófico-pedagógica do Centro de Filosofia – Educação para o Pensar de (Florianópolis/SC), por acreditar que a Filosofia possibilita a formação holística e crítica do ser humano, capacitando-o para enfrentar os desafios que marcam a contemporaneidade. O Colégio Maria Ester realizou um dos mais importantes encontros de Filosofia do Ceará o IIIº. Encontro Maria Ester de Filosofia (EMEF), que, este ano, aconteceu no espaço cultural da Escola, nos dias 03, 04 e 05 de outubro. O EMEF constitui um espaço democrático de diálogo, de troca de experiências e de investigação filosófica entre alunos, professores, famílias e comunidade. Para a Diretora pedagógica do Colégio Maria Ester I, Profª. Fátima Lemos, o sucesso da iniciativa reflete a qualidade do trabalho realizado no processo de ensino-aprendizagem da Filosofia, conforme sua afirmação: “A cada ano que se passa, percebemos que nossa proposta no ensino de Filosofia vem se aperfeiçoando, pois nosso corpo docente tem qualificação (especialistas, mestres e doutorando) e nossos alunos demonstram extremo interesse pelas atividades sugeridas”. A problemática (re)pensar o ambiente e cuidar da vida foi discutida entre professores, alunos, pais e convidados, nos três dias de encontro, com os seguintes objetivos: - Discutir as implicações da intervenção do ser humano sobre o meio, destacando o papel não somente da reflexão, mas, principalmente, do cuidar da vida como imperativo dos tempos atuais; - Promover atividades que evidenciem os desafios e os problemas ambientais, que desemboquem em ações afirmativas, de conscientização e do cuidado com a natureza. A extensa programação contou com mostra de trabalhos, nas quais os alunos puderam apresentar: peças, danças, monólogos, pesquisas, vídeos, maquetes, todas ligadas ao tema central e, mini-cursos para os alunos: tecnologias do cotidiano e meio ambiente, sob a orientação do Prof. Thiago Batista. O tema central foi debatido com os professores em Mesa redonda, que contou com a participação do Prof. Ricardo George. Outros temas ainda renderam boas discussões com o corpo docente, como: - O cidadão técnicocientífico: considerações sobre tecnologia e cotidiano, com o Prof. Thiago Batista; - Alteridade e solidariedade no mundo contemporâneo, com Josivan Guedes, Bacharel em Filosofia, tendo como moderador o Prof. Glaudenir Brasil. Já o Café com Idéias “Crise Ambiental, Educação e Solidariedade”, para pais e educadores, trouxe para o debate Guilherme Sampaio, educador, diretor da Escola Casa da Tia Lea e vereador de Fortaleza. Os interlocutores do café foram os professores Fátima Lemos e Jayme Alencar. O Dia ‘D’ - Aquecimento Global, marcou o último dia de encontro e contou com a participação de todos os alunos e educadores da Escola, em atividades em sala de aula, no espaço cultural e demais dependências. Prof. Glaudenir Brasil

5


Realizações

Maturidade – 18 anos e a realização d

O Centro de Filosofia Educação para o Pensar junto com o NUFEP/DF e várias entidades realizaram um dos melhores Congr abrindo novas perspectivas de discussões e trabalhos nos ano

N

ada melhor para uma Instituição de Ensino, no caso o Centro de Filosofia Educação para o Pensar, do que começar as comemorações dos seus 18 anos de existência, presenteando os educadores reflexivos com o 4º. Congresso Nacional de Educação para o Pensar. Organizar e realizar Congressos Nacionais já faz parte da história do Centro de Filosofia. O 4º. Congresso Nacional de Educação para o Pensar realizado em Brasilia/DF é parte da história de sucessos junto com as ações filosófico-pedagógicas, criações de materiais didáticos, realizações significativas em prol de uma Educação Emancipatória em todas as escolas do nosso país. E agora com a defesa para a implantação do S.E.R nas escolas. Nos dias 17 a 20 de julho, educadores do Brasil todo que estiveram presentes no Centro de Convenções Ulysses Guimarães puderam vivenciar o significado da afirmação do Prof. Silvio - “Nossas crianças são pequenos filósofos enquanto pensam e agem, enquanto perguntam e são curiosas. Nossos educadores buscam ser reflexivos em suas ações pedagógicas e, as escolas e salas de aula são espaços para uma cultura do pensar”.

6

Algumas palavras dos participantes A partir das avaliações dos participantes e dos contatos pós 4º Congresso é que pode-se medir e sentir a importância do evento na vida dos educadores. Valeu a pena os esforços por parte de todos! “Esse Congresso, com certeza, contribuiu para o engrandecimento humano de todos os presentes. Construiu mais um pouco o meu ser, o qual foi atingido em minhas várias dimensões. Parabéns a todos nós!” Marizeth R. da Costa Miranda “Que eu possa sempre ter a felicidade de participar desses congressos. O 4º. Congresso permitiu refletir sobre a nossa vida, o que estamos fazendo com a vida dos nossos alunos e, sobretudo a capacidade que temos de superar nossas dificuldades.” Nádia da Fonseca Barbosa “O sonho de um ideal do professor é ser melhor todos os dias na vida profissional. Saio deste Congresso faminta e reflexiva na vida pessoal e educacionista.” Aparecida Rosário Marinho “O 4º. Congresso atingiu os seus objetivos. O auditório repleto com educadores de todo Brasil refletindo sobre a importância do SER e a sua formação integral. Práticas de Educar para o Pensar desde as séries iniciais. Fizemos o possível para que todos fossem bem recebidos com momentos de estudo, reflexões e apresentações bem sucedidas. As avaliações dos participantes nos deixaram tranqüilos quanto as suas expectativas. Registramos aqui o apoio de várias instituições e empresas que muito colaboraram para que o evento fosse um sucesso. Obrigada de coração ao Centro de Filosofia, aos participantes do Núcleo de Filosofia.” Maria Conceição Anhesim Bazzo

portaldafilosofia.com.br


3ª. Edição

Troféu Amigos da Filosofia 2007

do 4º Congresso Nacional

Um troféu entregue a cada ano aos educadores, filósofos, profissionais e instituições que se destacam em favor do ensino filosófico em todos os níveis.

ressos, finalizando um ciclo de debates (iniciado em 2001 no 1º. Congresso) e, os vindouros.

O que é essa premiação? Conta a história que os homens das cavernas, nos primórdios da humanidade, premiavam os melhores e maiores caçadores com o “dente do javali”. Um importante reconhecimento àqueles que executavam grandes caçadas, essenciais para a sobrevivência de todos. Um troféu e uma demonstração dos feitos pela comunidade, um prêmio que o distinguia dos outros por seus esforços e coragem. Em cada período histórico até os dias de hoje, uma certeza, alguns são os que mais se esforçam e merecem o reconhecimento da comunidade, a simpatia e a admiração pelo que fazem. Vivemos um tempo de re-descoberta da importância do pensamento filosófico em nossa vida. O Centro de Filosofia luta pela filosofia viva como algo que aprendemos e fazemos desde a mais tenra idade. Junto à estrutura do Centro muitos profissionais e instituições também têm esta preocupação. Foi pensando nisso que instituímos o prêmio “Amigos da Filosofia”. Um troféu que a cada ano é entregue aos educadores e instituições que se destacam por um ensino filosófico de qualidade. Relação dos Amigos da Filosofia 2007 No ano que o Centro inicia seus 18 anos de atividades; que da continuidade ao Movimento Por uma Educação para o Pensar: Filosofia no Ensino Fundamental; no encerramento do 4º. Congresso Nacional de Educação para o Pensar; na implantação do S.E.R, receberam o Troféu Amigos da Filosofia 2007: 1. Thereza Penna Firme (Rio de Janeiro) 2. Jeruza Maria Figueiredo Netto (Brasilia) 3. Pierre Weil (Brasilia) 4. Viviane Mosé (Rio de Janeiro) 5. Sen. Cristóvam Buarque (Brasilia) 6. Maria Marta Bergamaschi (Brasilia) 7. Vera Lucia Paiva Costa (Brasilia) 8. Gilselia Gomes Moura (Brasilia) 9. João Gonçalves (Brasilia) 10. Gersoneide Bastos Saraiva (Brasilia) 11. Ilta Moreira Cruz (Brasilia) 12. Germano Costa (Brasilia) 13. Nadjane Carlos Praciano (Brasilia) 14. Tadeu Antonio Silva Cruz (Brasilia) 15. Tereza Cristina Maury (Brasilia) 16. Patrícia Gerard (Brasilia) 17. Lindson Gomes (Brasilia) 18. Ladjany Souza de Aquino (Brasilia) 19. Jairo Garcia (Brasilia) 20. Sara Costa (Brasilia) 21. Daniela Laender Caldeira (Brasilia) 22. Franciléia Rita Chaves (Brasília) 23. Fábio da Silva (Brasília) 24. Nilson Robert Lima Pinheiro (Brasília)

Instituições: 25. Col. da Universidade Católica (Prof. Enéas) 26. Correio Brasiliense (Jornalista Luisa Inês)

portaldafilosofia.com.br

7


Realizações

Centro de Ensino Upaon-Açu - São Luís/MA Escola Primeiros Passos – Caçador/SC

Ed. Infantil e Ens. Fundamental 1

Educação Infantil FILOSOFANDO Professoras e crianças maravilhados e filosofando, discutindo sobre os conceitos de bom e mau

E

stamos felizes em comunicar que a partir desse ano também fizemos parte do curioso Mundo Encantado das Fadas e Bruxas através de nossas aulas de filosofia. O trabalho teve início com o Grupo Caracol no Girassol, crianças de 4 e 5 anos da Escola Primeiros Passos de Caçador/SC. Buscando sempre o despertar reflexivo das crianças, o desafio foi lançado e os resultados obtidos, uma vez que a satisfação é notória no rosto de cada criança toda vez que nos organizamos em círculo para iniciar a aula de Filosofia. No entanto, o momento mais marcante foi a chegada da nossa, hoje, tão querida amiga Fada Estrela (nome escolhido com muito cuidado, pois queríamos um nome que combinasse com ela, “linda e iluminada”).

3ª. SEMANA FILOSÓFICA

Professoras e crianças maravilhados e filosofando, discutindo sobre os conceitos de bom e mau

A

Passado algum tempo chegou também a Bruxa Lua (nome escolhido porque também fica no céu próxima as estrelas). Inúmeras perguntas foram alvo de nossas rodas de reflexões, tais como: - Porque a Fada é boa? Porque a Bruxa é má? Elas não se parecem em nada? Elas não podem ou podem ser amigas? Será que em nossa vida há Bruxas e Fadas? A Fada pode ficar má? E a Bruxa pode ficar boa? O que é preciso para isso acontecer? O que você considera ser má? E ser boa? Você já realizou muitas coisas boas? Você já teve vontade de fazer alguma maldade? Por quê? Enfim, esse relato é parte do tema que juntos desenvolvemos. O que era até então pensado como verdade única nos fez refletir: - Aquilo que é lindo (Fada) é sempre bom? E o que é considerado feio, diferente (Bruxa) é sempre mau? Será mesmo? Fica a nossa reflexão para vocês! Grupo Caracol no Girassol - Pré II e Professora Marinilce Martelo Brochier

conteceu de 17 a 21 de setembro no Centro de Ensino Upaon-Açu a 3ª. Semana Filosófica que teve como tema gerador: “Reaprendendo a ver o mundo”, um evento que contou com a presença dos alunos e professores da Educação Infantil e do Ensino Fundamental 1 (1ª a 4ª série). Durante a semana os alunos participaram de ciclo de palestras, projeção de filmes e mostra filosófica. A 3ª Semana Filosófica vem intensificar os trabalhos com a Filosofia em uma escola que desenvolve o Sistema de Ensino Reflexivo – S.E.R, procurando desenvolver na criança e educadores a postura reflexiva, criativa e transformadora. Fazendo com que todos se percebam partícipes desse processo de conhecimento na Comunidade de Aprendizagem Investigativa. Parabéns a equipe dessa escola montessoriana que vem desenvolvendo um belo trabalho filosófico, com a supervisão e incentivo da Diretora Pedagógica desses segmentos, a Profª. Ana Lúcia e as coordenadoras Francinete, Concita e Ana Veras. Parabéns também as professoras de Filosofia Rosa, Rosinélia, Isabel, Andréa, Luzia e Rosário. Continuemos todos desenvolvendo um trabalho filosófico-pedagógico criativo, crítico e reflexivo, que leve as escolas a desenvolverem seus alunos para o SER. Isabel Freire - NUFEP/São Luís/MA

Secretaria Municipal de Educação - Belmonte/SC

Professores da Rede Pública participam do Curso de Formação no Sistema de Ensino Reflexivo - S.E.R

C

Teve início no mês de outubro a primeira etapa de formação dos professores da Rede Municipal no Sistema de Ensino Reflexivo.

om muita satisfação iniciamos o trabalho junto ao Centro de Filosofia Educação para o Pensar trazendo para o município de Belmonte a primeira etapa (Ed. Infantil) do curso de formação de professores no Sistema de Ensino Reflexivo - S.E.R. Nosso grande objetivo é buscar alternativas para termos no Município de Belmonte uma educação reflexiva, acreditando no potencial do educador para que a escola se torne um espaço crítico, criativo e democrático onde se cultive o pensar. Queremos um educador que seja “provocativo” e questionador, incentivando o pensar, a investigação filosófica, para que nossos alunos reflitam de maneira ampla, considerando formas alternativas de pensar e de agir. Entendemos que se faz necessário transformar a sala de aula em uma Comunidade de Aprendizagem Investigava para não mais apenas termos alunos que aprendam a “executar”, mas que pensem, planejem, criem e recriem, ou seja, educandos que entendam o processo do aprender. Ficamos muito felizes por termos iniciado esse trabalho em Belmonte, agradecendo a professora Danielle Antunes que esteve conosco nessa primeira etapa fazendo um excelente trabalho. Também nosso agradecimento especial ao professor Silvio Wonsovicz, que sempre nos atendeu com muita gentileza e nos

8

permitiu começar esse trabalho na região do Extremo Oeste de Santa Catarina. Temos a convicção de que os resultados já estão acontecendo nas nossas escolas e enquanto Secretaria de Educação, daremos o apoio necessário para que nossos professores recebam a formação continuada e que transformem de fato suas salas de aula em uma cultura do pensar. Prof. Roberto Carlos Dalla Rosa Secretário Municipal de Educação

portaldafilosofia.com.br


Realizações

Col. Cristo Rei – Horizontina/RS Centro Educacional Araucária - São José/SC

Investigando com o Corujinha O Corujinha passa a ser um instrumento de reflexão interdisciplinar. Alunos e professores envolvidos em investigações, descobertas e criações.

F

oi realizado, dentro do programa de Educação para o Pensar, na Rede Pública de São José/SC, uma atividade de investigação utilizando o jornal CORUJINHA. O trabalho de investigação teve como fundamentação teórica a própria metodologia investigativa do Programa. O qual, entre outras coisas, preconiza que o professor assuma o papel de mediador do conhecimento, que não se conceba o conhecimento como pronto, mas se construa a partir da própria curiosidade e interesse da criança e de suas descobertas compartilhadas dentro de uma Comunidade de Aprendizagem Investigativa. Com esse objetivo, no Centro Educacional Araucária, aproveitou-se como motivação o artigo sobre o Projeto “Filosofia no Tatâmi” veiculado na edição nº. 58 realizado na escola e se construiu uma atividade investigativa com o próprio Jornal Corujinha. Exemplares do jornal foram levados para a sala de aula e a partir daí a investigação tomou vários rumos:

- 1ª. a 4ª. séries: Procurou-se a palavra “FILOSOFIA” e o nome do professor da reportagem. Mas o que chamou muito a atenção foi a investigação que consistia em “contar” as corujinhas do jornal. Os alunos inicialmente em duplas contavam quantas corujinhas apareciam nas páginas do jornal, o que ao final levou a somas totalmente diferentes umas das outras gerando uma discussão quanto a forma que se adotou para contar e até mesmo o que era ou não uma coruja, (palavra ou desenho?). O importante foi não partir de conhecimentos determinados e absolutos, como por exemplo a discussão do que seria ou não uma corujinha ou se só parte dela valia como uma coruja. Ao final da investigação se discutiu a necessidade de chegar a uma conclusão definitiva ou a uma mesma conclusão. Importante foi a postura do professor, pois constantemente os alunos queriam saber, afinal de contas quantas corujinhas tinham no jornal? ao responder que ele também não sabia mas que estava investigando mostrou que não era dono do conhecimento, mas um articulador da descoberta e que a Comunidade de Aprendizagem Investigativa é que determinaria o que é ou não o conhecimento válido. - EJA: A atividade foi levada também para os adultos do curso de Educação de Jovens e Adultos, que surpreenderam-se com o fato de que uma atividade tão simples e “infantil”, tivesse um sentido tão filosófico como concluíram. Os desdobramentos da investigação foram os mais diversos, desde da pesquisa sobre a origem da palavra jornal, até a fabricação de objetos com jornal reciclado, enfim uma prova que uma experiência investigativa é viva e vai muito além da expectativa inicial que se possa ter. Prof. José Carlos Freire Ferraz - ZECA

portaldafilosofia.com.br

Com ensino da Filosofia Colégio é referência no RS Colégio é referência no Noroeste do RS tendo Ensino da Filosofia com Crianças, Adolescentes e Jovens. Há alguns anos o Cristo Rei vem desenvolvendo o Sistema de Ensino Reflexivo S.E.R em toda sua estrutura.

N

o Colégio Cristo Rei os alunos têm a oportunidade de filosofar. Apoiado pelo material didático do Sistema de Ensino Reflexivo – S.E.R, o Professor Rudinei B. Augusti, mediatiza reflexões necessárias para o desenvolvimento da consciência crítica e o desafio de ser cidadão. Dessa forma, desde cedo as crianças vão aprendendo a perceber o mundo como um espaço de pensamento e ações reflexivas. No Colégio em todo o Ensino Fundamental algumas perguntas filosóficas são colocadas em discussão: Quem sou eu? É possível vivermos em grupo? Quais regras são necessárias? Entre outras. No entanto, se observa que o método com o qual são desenvolvidas as atividades, proporciona o desencadeamento da reflexão filosófica, proporcionando às crianças que ali estudam um diferencial em relação às demais que ainda não são oportunizadas pelo espaço filosófico-criativo. Sabemos, porém, que é nas leituras, atividades e espaços convivenciais que as crianças vão elaborando o seu conceito crítico de mundo. Nesse sentido, observa-se que os materiais didático-filosóficos do S.E.R privilegiam esse desenvolvimento, pois, seguem os temas do Sujeito (eu), a Teoria do Conhecimento, a Lógica, a Ética e a Política e Estética. Todos os temas, abordados de forma interdisciplinar, fazem com que além de mais atrativa, a aula também seja um espaço de confronto com os conhecimentos do senso comum e àqueles que colocam o mundo como um problema a ser enfrentado, não favorecendo qualquer atitude cômoda perante as realidades que existem e que precisam ser discutidas. Na Região Noroeste do RS o Colégio Cristo Rei é o primeiro e único que prima pelo ensino da Filosofia com Crianças há já alguns anos. Todo corpo docente e comunidade educativa acreditam que educação não se faz somente no desenvolvimento das habilidades técnicas e sim, com eficácia, no desenvolvimento de uma postura crítica, solidária e política. Por isso desenvolvemos junto a todas as disciplinas o Sistema de Ensino Reflexivo S.E.R.

9


Realizações

Col. Cenecista Bejamin Gallotti Tijucas/SC

LINCE realiza apresentações em Câmaras de Vereadores A aprendizagem reflexiva em sala de aula estimula alunos para continuarem estudando e discutindo fora da sala de aula. Os alunos estão apresentando suas discussões e abrindo para a comunidade local.

O

Grupo LINCE de Tijucas/SC (Laboratório Investigativo do Colégio Cenecista de Tijucas) é composto por alunos da 8ª Série e Ensino Médio voltado a despertar a reflexão filosófica na escola e comunidade. Um dos Projetos desenvolvidos pelo grupo é a reflexão e socialização dos pensamentos de Platão, através do Livro A República. Este trabalho já foi apresentado na escola, para alunos e professores através do “Café com Idéias: um momento filosófico”. Na comunidade o grupo apresentou-se na OAB – Ordem dos Advogados do Brasil Seccional de Tijucas/SC, para os advogados daquela Instituição. Realizou, também, uma brilhante explanação na Câmara de Vereadores no Município de Nova Trento. Este evento contou com a presença da Prefeita e Vice-prefeita da cidade, Secretários Municipais, Diretores e Professores de escolas, além de populares em geral. Ainda no município de Nova Trento o LINCE fez apresentação aos estudantes do Ensino Médio da Escola de Educação Básica Francisco Mazzola. O LINCE pretende ampliar suas apresentações nas Câmaras de Vereadores das outras cidades da Região. É formado pelos seguintes alunos: Maria Alice da Silva, Keity Reis, Felipe Domingos Machado, Juliana Steil, Tuane Martelo, Gerusa da Luz, Amanda Kinoto, Daiane Feller e Sara Soares Motta. Segundo a aluna Maria Alice da Silva, esta é uma oportunidade especial para os alunos desenvolverem sua capacidade de análise, crítica e sugestões a respeito da organização social e pessoal. O LINCE é o resultado de um sonho da Diretora Noíde Mafra Jasper, que acredita no potencial e na valorização humana a partir da Filosofia. “O pensar reflexivo favorece a promoção da pessoa humana!”, diz a Professora Noíde. A Coordenação do LINCE está a cargo das Professoras Juliana Campos e Dail Nelsy da Silva, dos Professores Moacir Facchini e Nadjair Abdala.

10

Col. Mãe do Divino Amor – Arapongas/PR

PAIDÉIA - Grupo de Estudos Filosóficos do Ensino Médio Colégio incentiva alunos a aprofundarem suas discussões, ampliarem o raciocínio crítico e criativo e, acima de tudo participarem da comunidade escolar e local.

Centro Educacional Integração Teixeira de Freitas/BA

Escrevendo sobre Ética A professora de Filosofia Larissa de Andrade, ao abordar a Ética com os alunos da 7ª série propôs a criação de redações sobre o tema. Leia duas das muitas pérolas escritas pelos adolescentes. A ética na sociedade

A

lunos do Ensino Médio se reúnem mensalmente, desde 2005, sob a orientação dos professores Valdecir (Filosofia), Ivete (Prod. Texto) e Adevair (Sociologia) para debaterem questões pertinentes à educação na atualidade. No grupo Paidéia os professores são apenas orientadores e participantes nas discussões do grupo, são os alunos que organizam os encontros e mobilizam os colegas. Os resultados são significativos para o crescimento pessoal e grupal, bem como aporte para novas idéias, ampliações das reflexões e, uma visão crítica e criativa do ser humano, da comunidade e das idéias que estão movimentando o mundo que vivemos.

A ética na sociedade é um tipo de conjunto de normas e princípios que norteiam a boa conduta do ser humano. Ela está sendo muito pouco usada na sociedade pois, a cada dia que passa a situação do nosso país em relação à caráter, roubos, assassinatos, seqüestros, pioram. Pessoas que cometem esse tipo de erro na minha opinião são pessoas sem ética. Ser ético é ter um bom caráter, não cometer crimes, e nem violência. É cumprir com o nosso papel na sociedade. Fazer tudo para obter uma melhora na vida. Mas para que essa melhora ocorra é preciso que o governo “mexa os pauzinhos” e invista no desenvolvimento da população. Mas não fazem isso. Nas eleições sabem prometer e prometer, mas ao ser eleito as promessas feitas na eleição não são cumpridas. Agora, fazer mensalão eles sabem! Nem na política existe ética. E vendo esse mau exemplo da política muitos seguem. Roubando e matando para conseguirem o que querem. A ética é raramente usada na sociedade. E isso é muito ruim. Pois se não colocar freios nessa situação, não sei onde vamos parar. Aluna Letícia Novais Oliveira

Colégio Superativo – Joaçaba/SC

Filosofia e oratória Bem pensar para bem comunicar. Assim alunos estão descobrindo que é preciso usar bem as palavras e a força que elas tem quando bem ditas. Ética e moral na sociedade

Este foi o tema abordado pelo professor Bruno nas aulas de filosofia com a 8ª série. No primeiro momento foi trabalhada a parte teórica da oratória: elaboração do discurso, uso da tribuna, olhar gestos, dicção, motivação do orador, clareza das idéias, postura, entre outros. Após o estudo os alunos elaboraram um discurso com assuntos relacionados à formação pessoal, ética, cuidados com o planeta. Cada aluno teve um “crítico” que apontou os pontos para ajudar o orador a ter mais sucesso. As aulas foram empolgantes e contribuíram para a desinibição dos alunos. portaldafilosofia.com.br

A ética é entendida como a maneira de ser, como uma pessoa organiza sua própria vida na sociedade. Uma pessoa ética se apresenta bem para a sociedade, através de suas atitudes, costumes, etc. A ética reflete muito sobre os costumes, e aprecia muito tudo o que se faz, pois é através daquilo que foi feito que vai tornar uma pessoa boa ou não. Se uma pessoa tem bons costumes, ela vai ser vista como uma pessoa boa pela sociedade, agora, se ela não tem bons costumes, vai ser vista como uma pessoa sem ética. A ética e a moral sempre andam juntas, por isso se uma pessoa tem ética, tem moral. A moral é entendida como costumes e regras que determinam a vida. A moral indica valores e normas que orientam um homem dentro da sociedade. Ela busca separar o certo do errado, o justo do injusto, ou seja, a moral sempre está buscando os valores humanos, dentro da sociedade.na Sara Dias Oliveira


Movimenti Nacional

O Sistema de Ensino Reflexivo luta pela Filosofia no Ensino Fundamental O Centro de Filosofia Educação para o Pensar ao lançar o Movimento “Por uma Educação para o Pensar: Filosofia no Ensino Fundamental”, abre espaços para participação e discussão no tema da Escola S.E.R Reflexiva.

D

esde julho de 2006, quando do encerramento da premiação “Amigos da Filosofia”, o Centro vem organizando o Movimento “Por uma Educação para o Pensar: Filosofia no Ensino Fundamental” que busca fazer com que professores, alunos e pais discutam e se mobilizem em torno de uma Escola Reflexiva. Esse movimento surgiu com o objetivo de uma mobilização popular nacional. Com uma finalidade de melhora do ensino por meio das instituições representativas na educação; dos profissionais da reflexão filosófica nas escolas; pela organização popular com vistas a discussões e ações para que nossa educação, em todos os níveis, venha ser reflexiva. O movimento vem ganhando força e corpo por meio de ações locais, discussões, palestras, divulgação em escolas e nos meios de comunicação, participação popular através da coleta de assinaturas em abaixo-assinado físico e virtual, criação de endereço eletrônico – www.filosofiafundamental.com.br Estamos agora buscando a participação política nos níveis municipal, estadual e federal. Decorre que em várias Câmaras de Vereadores estão sendo discutidos e apresentados projetos de lei para que a disciplina Filosofia venha fazer parte da estrutura obrigatória das disciplinas escolares. Também em nível de Assembléias Legislativas, deputados estão sendo sensibilizados para apresentarem proposta semelhante, implicando no posicionamento do Conselho Estadual sobre o assunto. Em nível federal tudo caminha para apresentação de um Projeto de Lei no Poder Legislativo (veja entrevista da pág. 3) e daí abertura para audiências públicas onde teremos espaço para debates, posicionamentos, mobilizações, divulgações na mídia... Queremos que, num futuro muito breve, as escolas venham trabalhar a reflexão em todas as disciplinas, que haja um Sistema de Ensino Reflexivo. Isso já é o início de uma realidade para muitas escolas que trabalham com o Centro de Filosofia, queremos que toda educação venha formar alunos para o SER.

Como participar?

Caminhada do Movimento:

Alunos:

-

-

-

-

-

Entrar no site www.filosofiafundamental.com.br e imprimir a lista de abaixoassinado. Coletar assinaturas e enviar para o Centro de Filosofia; Participar dos chats de conversação sobre o Ensino da Filosofia; no concurso de redação sobre a importância da reflexão em nossas vidas; Divulgar o movimento em sua cidade através dos meios de comunicação, utilizando material de divulgação que poderá solicitar ao Centro de Filosofia; Ser criativo e encontrar forma e jeito próprios.

- -

-

Professores: -

-

-

-

-

Conhecer e sugerir o site do Movimento – www.filosofiafundamental.com.br para que muitos participem; Organizar a coleta de assinaturas no abaixo-assinado em folha e também na internet; Fazer pressão para que em sua cidade e região os políticos venham a discutir e votar para que o Ensino seja reflexivo e valorizado, tanto a nível municipal quanto estadual; Aprofundar estudos para que sua disciplina seja cada vez mais reflexiva e, conhecer (palestras, cursos de formação, análise de nossos livros) o Sistema de Ensino Reflexivo que defendemos. Ser criativo e encontrar forma e jeito próprios.

-

-

-

Pais: -

-

-

- -

Conhecer e sugerir o site do Movimento – www.filosofiafundamental.com.br para que muitos participem e possamos melhorá-lo cada vez mais; Pressionar autoridades políticas e educacionais para que pensem a escola como um espaço público para o pensar, portanto que oportunizem uma reflexão continuada aos filhos; Convidar outros pais para que nas escolas dos filhos haja espaço para palestras, discussões e a busca de uma educação reflexiva; Buscar assinaturas no abaixo-assinado; Ser criativo e encontrar forma e jeito próprios.

portaldafilosofia.com.br

-

Divulgação do Movimento “Por uma Educação para o Pensar: Filosofia no Ensino Fundamental” nos colégios, faculdades, aos profissionais de educação. Sensibilização das autoridades políticas; Convite às instituições representativas da educação para que somem esforços em torno da causa, agregando legitimidade à luta e participação nela; Operacionalizar de forma criativa o movimento, utilizando a internet e demais meios para conseguir o máximo de assinaturas no abaixo-assinado, apoio, criatividade... visando outras formas de mobilização dos educadores e das autoridades. Realização do 4º Congresso Nacional de Educação para o Pensar em julho/07 na cidade de Brasilia/DF com participação significativa de professores e colégios de todo Brasil; Estabelecimento de Convênios de Cooperação filosófico-pedagógicos com Instituições de Ensino Superior para ampliação do debate sobre conteúdos, metodologias. Criação de um canal de produção acadêmica com interesses pedagógico-filosóficos. Outras iniciativas criativas que poderão surgir com os convênios. Organização do fórum de discussões e acompanhamento do movimento e dos aspectos da sensibilização, desencadeados pelas instituições envolvidas e suas abrangências utilizando o site www.filosofiafundamental.com.br Centralização das listas de abaixo-assinados vindas de várias partes do país, no Centro de Filosofia em Florianópolis/SC

Enviar o abaixo-assinado ou solicitar materiais: Centro de Filosofia Educação para o Pensar Rua Cristóvão Nunes Pires, 161, Centro CEP 88010-120 Florianópolis/SC Fone (48) 30252090 / Fax (48) 3222.8826 centro@portaldafilosofia.com.br

11


12

editorasophos.com.br


Sistema de Ensino Reflexivo -

É a resposta!

O

Centro de Filosofia Educação para o Pensar, com seu Programa filosófico-pedagógico, construído em 18 anos de história vive um momento particular dentro da educação brasileira. Nesse tempo de realizações, produções, experiências, projetos, construímos um crescimento fecundo e aprendemos muito com cada professor, colégio e realizações. Por isso somos hoje uma liderança no ensinoaprendizagem reflexivo, crítico e filosófico. A Editora Sophos com sua linha editorial filosóficopedagógica bem definida, nos seus 13 anos de existência, produzindo livros com qualidade gráfica e de conteúdos. Contando com um grupo de professores-autores que estão em salas de aula, vivenciando a teoria e a prática.

Defendem diante das suas histórias na educação, em todos os segmentos e no dia-a-dia escolar que para termos uma escola com qualidade, três fatores devem estar conectados: 1. bons educadores com espírito aberto para aprenderem sempre, em formação permanente; 2. metodologia avançada e condizente com a realidade; 3. material didático de qualidade e interdisciplinar, que leve alunos e professores a estarem aprendendo, investigando, construindo saberes. Levando os envolvidos na aprendizagem a serem reflexivos a todo instante. Por isso o Centro de Filosofia Educação para o Pensar e a Editora Sophos através do Sistema de Ensino Reflexivo – S.E.R, desenvolve e prepara uma completa linha de material didático. Com preocupação na formação continuada dos educadores e educandos para um mundo pluralista que precisa de pessoas cada vez mais emancipadas. Através de uma estrutura que estamos construindo, queremos por meio da assessoria filosófico-pedagógica, com excelentes materiais, oferecer à você e sua escola uma infra-estrutura de apoio, que compreende um suporte filosófico-pedagógico e uma linha direta de comunicação, para tirar dúvidas e prestar auxílio contínuo. Dentro de uma sistemática regular iremos oferecer textos, sugestões, reflexões para melhoria constante do portalser.net

trabalho didático-pedagógico em sala de aula. Somos hoje milhares de escolas por todo país já utilizando o Sistema de Ensino Reflexivo – S.E.R, com nossos livros e nossa linha filosófico-pedagógica. Temos certeza que com professores comprometidos e uma estrutura que oferecemos, sua escola vai encontrar o rumo certo e conquistar a verdadeira excelência em educação. Estamos aqui para ajudar, conte conosco! Afinal o S.E.R: é a Resposta! Equipe Pedagógica-Filosófica do S.E.R


Sistema de Ensino

É a Res

O Sistema de Ensino Reflexivo quer romper com as práticas repetitivas e levar pr Sobre a Logomarca

A Construção de uma identidade

A fênix, uma ave da mitologia grega, ilustra bem a capacidade de reconstrução do ser humano. Contase que ela era um grande pássaro, semelhante a uma águia. Alimentava-se de incenso e raízes perfumadas. Vivia 500 anos e, antes de morrer, construía seu ninho em forma de pira, com cinamomo, nardo e mirra. Deitava nesse ninho perfumado, exalava seu último suspiro. Queimado pelo sol, seu corpo tranformava-se em cinzas, de onde nascia uma nova ave para viver mais 500 anos. A fênix está na letra S da logomarca do S.E.R pois o tercêiro milênio é uma fênix recém-nascida, majestosa e assustadora, de olhos fechados, de costas para o passado, a nos propor desafios políticos radicais e intrigantes enigmas éticos. A fênix renascida nos convoca para a superação da tradição da violência, da alienação e dominação política, da exploração econômica, da destruição do meio ambiente, do histórico enfrentamento cruel entre provos e nações, da barbárie de todas as matizes, do ódio arraigado, das novas e modernas apropriações tecnológicas em detrimento da realização da plena condição humana para todos. Essas condições exigem corações e mentes, mãos e palavras sensíveis e ternas para empreender a tarefa de produzir a cultura da paz, da tolerância e da igualdade, como? Através de um Sistema de Ensino Reflexivo que nos leve a aprender a viver juntos pela educação reflexiva, congregando o saber, a arte, a filosofia, a resolução de problemas, as ciências redimensionadas para uma educação reflexiva de todos aqueles que sabem e podem nutrir esperanças.

Considerações A reflexão tem sido um dos esforços hábeis dos seres humanos desde os tempos mais remotos. Ainda na Grécia Antiga a sociedade mostrava-se empenhada em organizar sistemas de reflexão sobre temas polêmicos ligados ao modo de vida da época. Esses temas continuam atuais pela filosofia que herdamos dos filósofos clássicos. Os temas clássicos, ainda hoje atuais, nos colocam desafios, sobretudo quanto à ética, estética, lógica e a política. Entendendo a educação como um processo contínuo de permanente superação e desdobramentos, não temos como negar as práticas reflexivas que são de fato decisivas para as mudanças e para o alcance de novos conceitos e modos de atuação no ensino formal. Partimos do pressuposto de que a reflexão é uma habilidade essencialmente humana, não sendo possível confundi-la com informações técnicas e ações previamente determinadas, ainda que pareçam dinamizadas pelos modismos ou mesmo pelo conservadorismo muitas vezes presentes na educação. O Sistema de Ensino Reflexivo – S.E.R quer romper com as práticas repetitivas e sem compromisso com o desenvolvimento da criatividade aplicada à resolução de problemas tanto na vida pessoal como no campo profissional dos homens e mulheres que estamos formando nos sistemas de educação atuais.

Defendemos como proposta pedagógica e projeto educacional, a reflexão construída processualmente com a formação de professores e o apoio de um material didático alternativo ao que comumente encontramos no mercado e nas escolas, sobretudo no Ensino Fundamental. A prática da reflexão relaciona-se com as finalidades éticas da vida humana, corresponde ao apelo de indagar os sentidos filosóficos e existenciais de cada pessoa, fato ou coisa em suas relações de produção social da vida e convivência com os demais semelhantes. Para tanto, a escola cumpre papel fundamental, no sentido de ter o discernimento institucional de assumir o papel de formadora de seres reflexivos cientes de seus direitos e deveres no momento e lugar social onde vivem. Cabe ao professor ser a expressão e a garantia deste movimento, pela sua formação e prática pedagógica e pelo material utilizados nas aulas e vivências escolares que devem repercutir para além do universo oficial de formação. A ação reflexiva precisa de um apoio didático qualificante desta prática para o desenvolvimento de hábitos reflexivos através de uma metodologia que possibilite a criatividade e o senso de necessidade de superação dos desafios a serem vividos. A reflexão entendida desta forma é uma possibilidade humanizadora dado à natureza humana que tem por excelência o privilégio da reflexão.

editorasophos.com.br

1ª etapa – 18 anos 2ª etapa – 13 anos

3ª etapa – 2 anos

4ª etapa – sendo realizada Nossas Perspectivas e Intenções Composição do “guarda-chuva” (criação e implementação) - Centro de Ciências Humanas - Educação para o Pensar (História, Geografia, Artes, Filosofia, Lingua Portuguesa, Lingua Inglesa, Espanhol, Orientação e Supervisão escolar) - Centro de Ciências Biológicas e Exata – Educação para o Pensar (Ciências, Química, Física, Biologia, Matemática) - Centro de Alfabetização Educação para o Pensar Passos dados e futuras conquistas: • • • •

Organização dos “times” de professores / autores Estudos, reflexões e reuniões Produção dos materiais didáticos Ampliação da área de atuação (assessorias, cursos, ­propostas...) • Formação filosófica-pedagógica e estudos com professores e instituições...


o Reflexivo -

sposta!

rofessores e alunos a uma aprendizagem significativa, interdisciplinar e reflexiva. O que defendemos?

Professor, alunos e materiais didáticos reflexivos

Uma escola com conteúdos e postura reflexiva.

Fica difícil inferir uma formação plena e integral de nossos alunos se não desencadearmos nestes uma indagação reflexiva sobre as vivências que experienciam na direção de possibilidades criativas de engendramento da vida. Para tanto, a escola cumpre papel fundamental, no sentido de ter o discernimento institucional de assumir o papel de formadora de seres reflexivos cientes de seus direitos e deveres no momento e lugar social onde vivem. Cabe ao professor ser a expressão e a garantia deste movimento, pela sua formação e prática pedagógica e pelo material utilizado nas aulas e vivências escolares que devem repercutir para além do universo oficial de formação. A ação reflexiva precisa de um apoio didático qualificante desta prática para o desenvolvimento de hábitos reflexivos através de uma metodologia que possibilite a criatividade e o senso de necessidade, de superação dos desafios a serem vividos. Processo de ensinar e aprender reflexivo é aquele que enfoca o aprender pelo fazer, através do máximo de interação possível entre o professor e o aluno, para o desenvolvimento e ou aprimoramento das habilidades intelectuais, emocionais e políticas de resolução de problemas por práticas interativas de discussão da melhor forma de solução do que se coloca. Este modo de condução do trabalho pedagógico desenvolve nos estudantes mecanismos de vencer dúvidas, colabora para a superação de medo e inseguranças, criando condições para facilitar a tomada de decisões e a criação de metas. O professor reflexivo é aquele que repensa constantemente a sua prática e o seu capital intelectual, atualizando-se e mantendo dinâmico seu planejamento de trabalho didático e metodológico. Valoriza a autonomia e a liberdade de criação de cada estudante, trabalhando para que todos posssam desenvolver sistematicamente esses elementos morais e intelectuais.

O material que está sendo produzido constitui-se como alternativa aos materiais já existentes. O sentido alternativo aqui é entendido como proposta sistemática e inovadora de apresentação estética e didática e também metodológica de trabalho. O principal diferencial é um exercício de reflexão onde haja relação entre a Filosofia e as disciplinas da grade num tratamento temático especial dos programas de ensino. Desta forma, este diferencial estará amparado nos seguintes elementos: 1. a característica investigativa dos materiais e conteúdos; 2. a possibilidade dos materiais didáticos abrirem para um trabalho interdisciplinar na escola; 3. a facilitação da criatividade; 4. a metodologia; 5. a formação filosófica continuada de professores e gestores da educação. Portanto o Sistema de Ensino Reflexivo – S.E.R não se reduz ao voluntarismo e motivações espontaneístas da metodologia empregada, é necessário um planejamento da ação pedagógica a partir do conteúdo enfocado em cada série e disciplina da grade curricular. Esta é a justificativa para que empreendamos este trabalho: fornecer subsídios conceituais e metodológicos visando uma ação pedagógica reflexiva. Dessa forma, temos a convicção que o ideal é tornar a filosofia uma postura reflexiva, uma fonte de ferramentas para o bom e bem pensar. Objetivo Geral Criar a partir do Programa filosófico-pedagógico materiais didáticos para uma intervenção filosófica nos programas de ensino das disciplinas dos segmentos escolares, promovendo uma relação estreita entre a reflexão filosófica e conteúdos das disciplinas com os seus respectivos programas de ensino.

Este professor considera eticamente a individualidade dos estudantes e as especificidades do grupo onde atua, consciente de que a coletividade é a referência nos processos de construção do ensinar e aprender. O estudante reflexivo é aquele que desenvolve a habilidade de analisar situações problema e empenhase em resolvê-los. Interessa-se em aprender, participa ativamente das discussões em sala e considera-se parte integrante do todo no grupo. O material didático-pedagógico reflexivo é aquele que facilita a criatividade e a crítica na operacionalização e aprendizagem dos conteúdos. Para tanto é necessário uma metodologia adequada aos critérios filosóficos dos processos de ensinar a aprender. Desenvolver o pensamento crítico e investigativo requer a decodificação de parâmetros lógicos para a análise do que se apresenta na realidade cotidiana. Esses parâmetros e essa decodificação estão dispostos na filosofia como mecanismos para o entendimento do mundo. Espera-se que haja também, como característica do material, questões subjacentes ao texto favorecendo desta maneira o desenvolvimento do pensamento e da linguagem de argumentação por parte dos estudantes. E ainda, quando o autor julgar importante, explicitar exemplos apontando raciocíneo pertinente a métodos filosóficos de resolução de problemas. A reflexão à qual o sistema em questão se dedica é amparada no cultivo da investigação, da formação filosófica continuada, no exercício da interdisciplinaridade, na facilitação da criatividade e em uma metodologia que priorize o pensamento filosófico sobre os temas estudados, ligando-os com o tempo e lugar real onde a escola, o educador e educando circunscrevem sua existência social e política. A orientação para a organização deste material leva em conta temas filosóficos (Teoria do Conhecimento, Lógica, Ética, Política e Estética) nas séries e outros temas filosóficos conforme o enfoque dos conteúdos de cada disciplina.

Específicos - Possibilitar aos especialistas e professores a apropriação de metodologias e conhecimentos sobre o que é ser reflexivo, desenvolvendo um trabalho orientado para a produção e organização de conteúdos programáticos em todas as disciplinas; - Desenvolver organicamente um sistema didático-pedagógico que priorize a reflexão crítica e aproxime a vida cotidiana dos estudantes da vida pedagógica da instituição escolar. - Oportunizar que haja uma interdisciplinaridade a partir do entendimento dos professores e do acompanhamento dos alunos dos conteúdos programáticos de cada disciplina.

Direções / Professores / Alunos e Pais: Sinta-se assessorado utilizando nossos livros ... Entre para um time que coloca em prática o Programa Reflexivo filosófico.... Realize em sua sala de aula e implante em sua escola o SISTEMA DE ENSINO REFLEXIVO – S.E.R

www.portalser.net editorasophos.com.br


ASSESSORIA FILOSOFICOPEDAGÓGICA Ao utilizar o SISTEMA DE ENSINO REFLEXIVO – SER, com o uso dos materiais DIDÁTICO-FILOSÓFICOS, com uma ASSESSORIA Filosófico-pedagógica, o educador irá se beneficiar com:

Equipe Filosófico-pedagógica do Centro de Filosofia Equipe Filosófico-pedagógica nos Núcleos - NUFEPs

Pela efetivação do Sistema de Ensino Reflexivo – SER, com o seu Programa e seus materiais didáticos o colégio e o professor terão:

• Congressos Filosófico-pedagógicos Regionais • Congresso Nacional de Educação para o Pensar e Educação Sexual • Cursos de Formação dos Professores • Oficinas Filosófico-Pedagógicas • Projetos: Café com Idéias, L.E.R, Corujas Itinerantes, Aulas que deram certo, pais filosofam... • Visita ao Centro e Editora • Assistência de Professores Especialistas • Portal na Internet para professores, alunos e pais • Visitas personalizadas aos Colégios. • Cursos de formação a distância • Pós Graduação

portalser.net


Corujinha_59