Page 1

Sd Silva Lopes / CECOMSAER

Noticiário da Aeronáutica Ano XXXIII - nº 4 - 15 mar 2010

A solidariedade brasileira vai ao Chile Helicópteros da FAB atuam no transporte de pessoas e ajuda humanitária em prol de vítimas de terremotos e tsunamis próximos a Concepción. Profissionais especializados garantem que é mais uma missão inesquecível

“A

sensação era como se estivéssemos sendo colocados em um liquidificador.” A lembrança dos 60 segundos de horror do terremoto que atingiu o Chile, na madrugada do dia 27 de fevereiro, não sairá tão cedo da cabeça do Coronel Celestino Todesco, adido da Aeronáutica no Chile, que estava na capital Santiago. Um tremor de 8.8 graus na escala Richter, com epicentro ao sul do país, foi sentido em menor intensidade até no Brasil. Tsunamis varreram pontos da costa daquele país. Ao longo da primeira semana, o governo chileno confirmou mais de 800 mortes. Desde a tragédia, oito aeronaves de transporte da Força Aérea Brasileira (FAB) participaram do esforço de ajuda huma-

nitária ao Chile e resgataram brasileiros que acabaram isolados. Uma delas foi o primeiro avião a pousar no país depois da tragédia. Mais de cem pessoas já foram repatriadas, incluindo os que viajaram no avião da FAB da comitiva presidencial, quando da visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Chile. “Quando o avião pousou, eu chorei. Fiquei muito emocionada por estar de volta”, afirmou a estudante brasileira Rafaela Link, que voltou em um dos voos da FAB. Quatro voos de C-130 Hércules levaram a Concepción, área mais atingida pelo terremoto, um Hospital de Campanha da Marinha do Brasil, com capacidade para realizar 400 atendimentos, por dia, além de

militares da área de saúde e equipamentos que ajudarão no socorro da população ferida pelo tremor. Logo na primeira semana após o terremoto, o país foi atingido por cerca de 150 abalos de menor intensidade, segundo o Centro de Pesquisas Geológicas dos Estados Unidos. Depois da visita do presidente brasileiro ao Chile, dois helicópteros H-60 BlackHawk da FAB, da principal unidade de busca e resgate da região Norte do país, decolaram para o Chile, para ajudar na operação de atendimento à população na pior área afetada pelo terremoto. O Esquadrão Harpia participa dos esforços de resgate na região de Concepción. Leia mais na página 3


2

Comandante da Fumaça realiza intercâmbio com Patrouille de France comandante da Esquadrilha da Fumaça, Tenente-CoronelAviador José Aguinaldo de Moura, participou de um intercâmbio com a Patrouille de France, o esquadrão de demonstração aérea da França, para a troca de experiências. Durante o intercâmbio, realizado de 22 a 26 de fevereiro, o oficial acompanhou os treinamentos, a rotina diária dos militares franceses e voou como tripulante na aeronave Alphajet – usada na instrução avançada da aviação de caça francesa e nas apresentações da “Fumaça” francesa. “O intercâmbio representa um somatório de várias coisas positivas. Temos a oportunidade de conhecer o dia-a-dia da esquadrilha de demonstração francesa, que também divulga a imagem da Força Aérea, e

Fotos: EDA

O

podemos identificar procedimentos e padronizações”, afirma o TenenteCoronel Moura. “E também serve para a aproximação entre as duas Forças Aéreas”, diz. O intercâmbio teve início no ano de 2006 e, desde então, integrantes da Fumaça e da Patrouille de France enviam pilotos anualmente para a troca de experiências. Assim como acontece no Brasil, a Patrouille de France está sediada na escola de formação dos pilotos

franceses, o que dá mais motivação aos alunos, segundo o comandante da Fumaça. Em Pirassaunuga (SP), a Fumaça ocupa um hangar na linha de voo onde os cadetes da Academia da Força Aérea (AFA) aprendem a voar, primeiro no T-25 Universal, e depois, no T-27 Tucano – mesmo avião usado nas demonstrações da esquadrilha. FORÇA AÉREA FM – Ouça entrevista http://www.fab.mil.br/portal/capa/ index.php?mostra=4795

NOTAER é uma publicação quinzenal do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (CECOMSAER). Está autorizada a transcrição parcial ou integral dos artigos publicados, com o devido crédito e remessa de um exemplar da publicação. Os textos foram produzidos pelas respectivas unidades e/ou pela equipe de jornalismo do CECOMSAER ISSN 1518-8558. Tiragem: 6.000 exemplares Chefe Interino do CECOMSAER: Cel Av Jorge Antonio Araújo Amaral Chefe da Divisão de Produção e Divulgação: Ten Cel Av Marcelo Luis Freire Cardoso Tosta Chefe da Divisão de Conteúdo: Ten Cel Av Paulo César Andari Edição: 1º Ten QCOA CSO Luiz Claudio Ferreira e 1º Ten QCOA JOR Alessandro Paulo da Silva Jornalista Responsável: 1º Ten QCOA CSO Luiz Claudio Ferreira

Revisão: 2º Ten QCOA JOR Flávia Sidônia Camargos Pereira e 2º Ten QCOA JOR Flávio Hisakasu Nishimori Arte Gráfica e Diagramação: 3S SDE Renato de Oliveira Pereira e 3S SAD Jéssica de Melo Pereira Internet: www.fab.mil.br - E-mail: redacao@fab.mil.br. Endereço: Esplanada dos Ministérios - Bloco “M” - 7º andar - 70045-900 Brasília-DF - Telefone: (61) 3966-9665 - FAX: (61) 3966-9755.

NOTAER nº 4 - 15 mar 2010


3

Salvar vidas é emocionante, diz piloto da FAB em atuação no Chile

T

Notaer - Major, quais são as peculiaridades desse percurso? Major Zanchitta - O nosso helicóptero, pelas características dele, tem que fazer a passagem no local mais baixo da Cordilheira dos Andes. Precisamos passar até no máximo a 10 mil metros de altitude para não ter que usar recursos extras de oxigênio. O helicóptero não é pressurizado. Fizemos pousos técnicos em cidades da Argentina. Notaer - Como a tripulação encarou mais esta missão? Major Zanchitta - O espírito da nossa unidade é de servir ao próximo. Renova-se o valor de ser militar. A gente se renova em uma missão como essa. Passamos por privações, mas estamos muito entusiasmados com o trabalho.

Sd Silva Lopes / CECOMSAER

ripulações do 7º/8º GAV atuam na missão de solidariedade às vítimas do terremoto no Chile. As equipes sediadas em Manaus tiveram um longo percurso até chegar a Concepción, região que teve o maior número de mortos e feridos. Durante o trajeto, o Major Newton Zanchitta conversou com Notaer. Confira a entrevista:

Notaer - De quais especialidades são compostas as tripulações? Major Zanchitta - temos pilotos, mecânicos, navegadores, profissionais de busca e resgate. Equipe para atuar em uma missão como essa de ajuda humanitária.

III COMAR

De volta para casa

Notaer - E a ação no Chile? Major Zanchitta - É similar a outras que já participamos. Estamos experientes nesse tipo de missão de transporte de alimentos, resgate de pessoas. Ajudar a quem precisa. É uma situação de calamidade muito séria. Participamos de missões importantes nos últimos anos, como resgates de aeronaves e de pessoas depois de acidentes, além de várias ações em enchentes no Brasil e no exterior. Notaer - O que significa salvar para o senhor? Major Zanchitta - Isso motiva muito profissionais como a gente. É muito bom. Emociona muito. Fico até meio sem palavras para falar. Na verdade, é o que me faz dormir com a consciência tranqüila. É o resultado da nossa dedicação profissional. FORÇA AÉREA FM - Ouça entrevista http://www.fab.mil.br/portal/capa/ index.php?mostra=4827

ASAS QUE PROTEGEM O PAÍS


4

Presidente Lula visita Hospital de Campanha no Haiti presidente Luiz Inácio Lula da Silva visitou o Hospital de Campanha em Porto Príncipe, no Haiti, e conheceu a pequena Crislove, com apenas um dia de vida, nascida em meio ao caos que atingiu o país depois do terremoto de janeiro. A história da menina haitiana mostra a importância do socorro prestado à população civil por profissionais de saúde da Força Aérea Brasileira. Em dois meses de funcionamento, a unidade realizou mais de 10 mil atendimentos. Em sua terceira passagem pelo Haiti, no dia 25 de fevereiro, o presidente sobrevoou as ruínas da capital, atingida em cheio por um tremor 7.3 graus na escala Richter – especialistas estimam o impacto equivalente ao da explosão de 30 bombas atômicas. Lula também ouviu relatos dramáticos do que aconteceu com o povo haitiano e anunciou uma parceria com Haiti com o objetivo de criar frentes de trabalho, para gerar empregos e auxiliar na reconstrução do país, como a restauração de estradas, construção de casas e estímulo à pesca, além da limpeza pública, entre outros serviços. A visita do presidente ocorreu no

TCel Henry / CECOMSAER

O

dia em que o Hospital de Campanha da Aeronáutica completou 40 dias de atuação no Haiti, com a superação de 8 mil atendimentos médicos e distribuição de 110 mil medicamentos à população haitiana. Desde o início da operação de ajuda humanitária, aeronaves de

NOTAER nº 4 - 15 mar 2010

transporte C-130 Hércules e KC-137 (Boeing 707) da Força Aérea Brasileira levaram para Porto Príncipe mais de 1,2 mil toneladas de carga e equipamentos, inclusive das equipes brasileiras que auxiliaram na busca e resgate de vítimas do terremoto, e transportou mais 2,3 mil pessoas.


Concurso Sargento - Saiu edital para o preenchimento de 493 vagas

O

Departamento de Ensino da Aeronáutica (DEPENS) divulgou as Instruções Específicas para o exame de admissão ao Estágio de Adaptação à Graduação de Sargento (EAGS-B), destinado a candidatos civis. A novidade é a união dos exames. Haverá apenas uma oportunidade no ano para selecionar os candidatos das duas turmas que ingressarão na Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR) em 9 de janeiro de 2011 e 12 de junho de 2011. Os candidatos que pretendem realizar o processo de admissão deverão ficar atentos ao prazo de inscrição, pois ele será único. A partir de 24 de março, as inscrições estarão abertas na internet (www.fab.mil.br e www.eear.mil.br). Elas seguirão até as 15h do dia 20 de abril. Entre as condições exigidas para a inscrição, o candidato não deve ter completado 24 anos até 31 de dezembro de 2011 e deve ter concluído ou estar em condições de concluir o Ensino Médio (candidato à especialidade de Música) ou o curso técnico (nível médio), ambos do Sistema Nacional de Ensino. O exame de admissão será constituído das seguintes etapas: exames de escolaridade (Língua Portuguesa) e de conhecimentos especializados (relativos à especialidade

a que concorre), inspeção de saúde, exame de aptidão psicológica, teste de avaliação do condicionamento físico (TACF) e prova prática da especialidade (PPE). Todas as etapas são de caráter eliminatório, sendo que os exames de escolaridade e de conhecimentos especializados terão, também, caráter classificatório. A especialidade pretendida e localidade da organização militar onde o candidato fará as provas escritas deverão ser indicadas na inscrição. As duas turmas serão preenchidas de acordo com a classificação final dos candidatos. O candidato que não for convocado para a primeira turma e estiver entre as vagas disponibilizadas deverá ficar atento aos prazos das etapas eliminatórias da turma 02/2011. Para isso é importante

Sgt Johnson / CECOMSAER

5

manter-se informado pela leitura das instruções específicas. Para saber mais: h t t p : / / w w w . fab.mil.br/portal/capa/index. php?page=concursos

Turma 1/2011

Turma 2/2011

Eletrônica – 47 Administração – 90 Enfermagem – 5 Eletricidade – 16 Sistemas de Informação – 57 Laboratório – 2 Música – Flautim/Flauta - 3 Música – Clarineta/Baixo – 3 Música – Saxofone Soprano/Alto/Tenor/Barítono – 3 Música – Teclado – 4 Pavimentação - 4 Radiologia – 6 Topografia - 7

Eletrônica – 47 Administração – 90 Enfermagem – 5 Eletricidade – 16 Sistemas de Informação – 57 Laboratório – 2 Música – Saxofone Soprano/Alto/Tenor/Barítono – 3 Música – Trompa – 3 Música – Bateria - 6 Pavimentação - 4 Radiologia – 6 Topografia - 7

Cabos terão chance única em 2010 para ingressar na Escola de Especialistas

O

s Cabos da ativa da Aeronáutica que pretendem ascender na carreira já podem consultar as instruções específicas para o exame de seleção ao Estágio de Adaptação à Graduação de Sargento 1 e 2 2011 (EAGS-A) no portal da Força Aérea na internet/intraer. Os exames que anteriormente aconteciam duas vezes ao ano foram unificados e a partir desse

ano só haverá um processo seletivo, por isso os candidatos devem ficar atentos à data de inscrição. O período de inscrições começa no dia 24 de março e se encerra no dia 9 de abril. A inscrição poderá ser feita através dos sites www.portal. intraer e www.eear.intraer e custa R$ 50,00. Para concorrer às vagas do EAGS-A, o candidato deve ser cabo da ativa da Aeronáutica, não ASAS QUE PROTEGEM O PAÍS

ter completado 46 anos até 31 de dezembro de 2011, estar classificado, no mínimo, no “Bom Comportamento”, ter concluído ou estar em condições de concluir o Ensino Médio (candidato à especialidade de Música) ou o curso técnico (nível médio), ambos do Sistema Nacional de Ensino e, entre outros, ter parecer favorável da Comissão de Promoção de Graduados (CPG).


6

Foguete de treinamento é lançado com sucesso no Rio Grande do Norte Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI) lançou (25/02) com sucesso um Foguete de Treinamento Básico (FTB) na primeira campanha operacional do ano. A Operação Barreira I aconteceu no Rio Grande do Norte, com a presença do diretor do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro-do-Ar Cleonilson Nicácio Silva, e do presidente da Agência Especial Brasileira (AEB), Carlos Ganem. A campanha teve como objetivo exercitar a estrutura de coordenação, além de validar os procedimentos e garantir o treinamento das equipes nas áreas de logística, telecomunicações, preparação, integração, montagem, lançamento, rastreio, segurança de voo, segurança de superfície, coleta e tratamento de dados. Depois de lançado, o foguete foi rastreado para o treinamento operacional de pesquisadores, engenheiros e técnicos envolvidos no processo. No ano passado, ocorreram quatro lançamentos para treinamento, dois em São Luiz do Maranhão, no Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), e dois em Natal, no CLBI, com o objetivo de garantir a qualificação técnica dos recursos humanos e a manutenção dos meios operacionais necessários às atividades do Programa Nacional de Atividades Espaciais (PNAE). Outro benefício de igual importância é o desenvolvimento da Indústria Nacional, como a AVIBRAS, localizada em São Paulo, que desenvolveu e instrumentou os foguetes para treinamento no país.

CLBI

O

Saiba mais sobre o CLBI: http://www.clbi.cta.br/

Centro de Lançamento de Alcântara comemora 27 anos

O

Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) comemorou (1º março) 27 anos de ativação. Desde 1983, a unidade é destaque no cenário nacional e mundial em virtude de sua localização privilegiada em relação às demais plataformas de lançamento de foguetes ao redor do

planeta. Pertencente ao Comando da Aeronáutica, o CLA é subordinado ao Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), que trabalha na pesquisa e desenvolvimento de veículos lançadores de satélites para o programa espacial brasileiro. Em breve, o VLS-4 (Veículo Lançador de Satélite – quarta geração), desenvolvido pelo DCTA, será testado e lançado por meio da nova plataforma de lançamento do CLA, que passa hoje NOTAER nº 4 - 15 mar 2010

por um inédito processo de modernização dos sistemas de controle. Além disso, ainda neste ano, a unidade colocará em operação uma nova Torre Móvel de Integração. As obras de infraestrutura farão com que o CLA possua a mais moderna plataforma de lançamento de satélites de médio porte do mundo. Saiba mais sobre o CLA: http://www.cla. aer.mil.br/


7

Fotos: Cb Júnior / CECOMSAER

Lançada pedra fundamental das novas instalações de unidade-escola em MG

O

Presidente da República em exercício na ocasião, José Alencar, e o Comandante da Aeronáutica, TenenteBrigadeiro-do-Ar Juniti Saito, lançaram (23/2) a pedra fundamental das novas instalações do Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR), em Lagoa Santa, Minas Gerais. “É realmente excepcional a honra que me cabe neste instante estar aqui para marcarmos o início das obras desta escola de excelência da Força Aérea Brasileira. Isso representa um grande melhoramento não só para Lagoa Santa, como também para Minas e para o Brasil. O trabalho que é realizado pela Força Aérea

tem sido realmente objeto de nossa admiração”, disse o presidente em exercício, em seu discurso. As novas edificações do CIAAR serão construídas em uma área de 700 mil metros quadrados e abrigarão 60 salas de aula, auditório para 980 pessoas, ginásio de esportes, seis alojamentos, dois hotéis, prédio do comando e outras instalações, totalizando 57 mil metros quadrados de área construída. O Tenente-Brigadeiro Saito destacou que o novo CIAAR, uma unidade modelo, será construído com foco na sustentabilidade e respeito ao meio ambiente e propiciará uma economia de 20% nas despesas com pessoal e recursos em razão da racionalização dos serviços administrativos. Nas futuras instalações a capacidade de alunos será três vezes maior que a atual, permitindo suprir as necessidades de oficias especialistas da Força Aérea. “Esse complexo trará importantes investimentos para Minas Gerais, em especial para o município

de Lagoa Santa, proporcionando a criação de cerca de mil empregos diretos e até cinco mil indiretos, alavancando de forma significativa a economia local”, ressaltou. O CIAAR prepara, anualmente, cerca de 600 militares para a Força Aérea, respondendo por mais de 70% do pessoal de nível superior da instituição. TV Força Aérea: http://www.fab.mil.br/ portal/capa/index.php?mostra=4789

Novo CIAAR é resultado de planejamento e esforço conjunto

O

Cb Júnior / CECOMSAER

lançamento da pedra fundamental das novas instalações do CIAAR, em Lagoa Santa (MG) revela uma das marcas mais evidentes da diretriz seguida pelo Comando da Aeronáutica, que enfatiza o comprometimento coletivo entre os vários departamentos da FAB para a consecução de grandes projetos. O novo

CIAAR surgiu desse esforço conjunto a partir do início de 2008. A infraestrura de serviços foi viabilizada pelo apoio incondicional de organizações da FAB. A concepção do BINFA tem o aval do COTAR, autorizado pelo COMGAR, por meio da DIRENG. Da mesma forma sinérgica, as melhorias e empliações do hospital local foram definidas pela DIRSA. Nos últimos anos a capacidade física do centro para alojar, simultaneamente, homens e mulheres, estava limitada a 220 estagiários, aquém das reais necessidades. Diante dessa situação, foi apresentada ao DEPENS a concepção artística para um novo CIAAR. O projeto, aprovado pelo DEPENS, recebeu referendo do Alto Comando da Aeronáutica em abril de 2008. ASAS QUE PROTEGEM O PAÍS

Após esse sinal verde, foram realizadas nove reuniões, entre julho de 2008 e junho de 2009, coordenadas pelo Diretor de Ensino e com os apoios da DECEA e do COMGAP. O objetivo dos encontros era formatar um projeto executivo, definindo as futuras atribuições do novo CIAAR e do atual PAMA-LS e preparar a licitação. Após as reuniões no COMGAP foram realizados três encontros no EMAER, entre 28 de julho e 12 de novembro de 2009, onde houve a reavaliação de pontos referentes ao processo de licitação, o planejamento orçamentário das obras, a negociação com a INFRAERO e a criação da Comissão responsável por todas as obras. Ao final das 12 reuniões estava concluído o projeto do novo CIAAR.


8

Alunos do ITA mantêm curso pré-vestibular gratuito para estudantes carentes

diretor-presidente do CASD, a seleção ocorre por meio de um “vestibulinho”, uma prova com conceitos básicos das matérias do ensino médio. “Fazemos ainda uma avaliação de renda bastante criteriosa, inclusive com visita à casa do aluno se for preciso, na qual ele deve comprovar que não possui condições econômicas de pagar um curso pré-vestibular comercial para ter direito à vaga”, explica Feijão. A cada ano a quantidade de

Ten Nishimori / CECOMSAER

epois de uma exaustiva jornada de estudos em período integral, um grupo de alunos do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) troca os bancos escolares pelas lousas tornando-se eles mesmos professores voluntários no Curso Alberto Santos Dumont Vestibulares (CASD Vestibulares). O curso preparatório é gratuito e atende 520 estudantes carentes da região de São José dos Campos, no interior de São Paulo. No ano passado, o CASD aprovou 254 alunos em diversas faculdades públicas do país. O CASD Vestibulares surgiu em 1997 quando um pequeno grupo de alunos de graduação do ITA decidiu criar um curso pré-vestibular gratuito para alunos da rede pública de ensino. Nesses quase 13 anos, vem alimentando o sonho de muitos jovens, como o de Tamires Eugenia Barbosa, 19. Sem condições financeiras de arcar com o alto custo dos cursinhos tradicionais, há dois anos ela tem a oportunidade de concretizar o seu grande objetivo. “Depois que terminei o ensino médio, não queria parar de estudar. No entanto, não tinha dinheiro para pagar um cursinho ou fazer um curso profissionalizante. Aqui estou tendo a chance de continuar os meus estudos. Antes nem pensava na possibilidade de ingressar em uma faculdade pública, mas agora tenho a convicção de que isso é possível”, afirma a futura estudante de Geografia ou Psicologia. O cursinho mantido pelos alunos do ITA, atualmente com mais de 70 membros voluntários, segue os mesmos moldes dos cursos pré-vestibulares tradicionais. Nele, os estudantes têm aulas de segunda a sexta-feira, das 18h20 às 22h40, além de aulas de reforço e plantão de dúvidas. Segundo Thiago Freire Feijão Moreira,

Arquivo Pessoal

D

estudantes que procura o CASD Vestibulares se eleva. No ano passado, mais de 2,6 mil pessoas se inscreveram para o processo seletivo. Segundo o CASD, 50,68% dos estudantes possuem uma renda per capita familiar bruta entre R$ 101 e R$ 300.

Instituto Tecnológico de Aeronáutica inicia curso de mestrado inédito no país

O

Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em parceria com a empresa Vale Soluções em Energia (VSE), iniciou o curso de Mestrado Profissional em Turbina a Gás, pioneiro no Brasil. O objetivo é contribuir para a formação e aperfeiçoamento de profissionais que busquem promover a inovação tecnológica na área de energia sustentável. NOTAER nº 4 - 15 mar 2010

O corpo docente, composto por professores do ITA e pesquisadores da VSE, também conta com a participação de professores convidados de universidades nacionais e estrangeiras. A primeira turma terá 20 alunos. O curso dura quatro semestres. Saiba mais sobre o ITA: www.ita.br

NOTAER - Março 2010  
NOTAER - Março 2010  

A solidariedade brasileira vai ao Chile

Advertisement