Notaer - Julho de 2021

Page 1

www.fab.mil.br I Ano XLV I Nº 07 I Julho, 2021

ANIVERSÁRIO

OS 148 ANOS DE SANTOS-DUMONT (PÁG. 10) DIA DO VETERANO

COVID-19

FUNCIONALIDADES DIGITAIS PARA VETERANOS E PENSIONISTAS DA FAB (PÁG. 5)

UNIDADES DA FAB APOIAM A VACINAÇÃO (PÁGS. 8 E 9)


2

Julho - 2021

CARTA AO LEITOR

ASAS QUE PROTEGEM E QUE TRANSPORTAM O mês de julho é sempre época de reverenciar o Pai da Aviação, Albert o S a n t o s - D u m o n t . Um exemplo de tenacidade na batalha para superar os limites de seu tempo. A inquietude desse brasileiro acabou por revolucionar a maneira como a sociedade viria a lidar com um meio de transporte tão comum atualmente: o avião. Evidentemente, a importância do seu aniversário é algo a ser sempre destacado em toda a Força Aérea Brasileira (FAB) e, claro, não seria diferente em nossas páginas. Também trazemos nesta edição do Notaer informações sobre o processo de recrutamento dos novos Oficiais e Graduados da Esquadrilha da Fumaça. É possível conferir, ainda, matéria

sobre a reativação do Quarto Comando Aéreo Regional (IV COMAR), sediado em São Paulo (SP). Destacamos, ainda, a atuação da FAB no combate ao Coronavírus, com uma matéria sobre o apoio dos militares na Campanha de Vacinação. Em diversas regiões do País, o trabalho está voltado para garantir que a vacina chegue a todos os brasileiros, auxiliando os órgãos e agências de saúde municipais, estaduais e federais. Além disso, contamos sobre o trabalho voluntário de uma servidora civil da FAB que transforma fardas usadas em roupas para crianças carentes no Brasil e na África. Também está nesta edição o transporte de um filhote de peixe-boi marinho, animal em extinção que foi

resgatado em São José de Ribamar (MA) e transportado para a Ilha de Itamaracá (PE), e o transporte de seis macacos e um gavião-real, transferidos de Manaus (AM) para Goiânia (GO). Em comemoração ao Dia do Veterano, a FAB traz uma novidade: o Sistema de Veteranos e Pensionistas automatizou os processos de concessão de direitos e de pagamento, facilitando, assim, a prova de vida e o acesso à informação. Caro leitor, que esta edição do nosso jornal ajude você a se manter informado sobre estas e outras diversas atividades tocantes à atuação da FAB em todo o País. Boa leitura! Brigadeiro do Ar Adolfo Aleixo da Silva Junior Chefe do CECOMSAER

MÍDIAS SOCIAIS

INTERCEPTAÇÃO DE AERONAVE É DESTAQUE NAS MÍDIAS SOCIAIS DA FAB Um vídeo de uma interceptação de aeronave para coibir o tráfico de drogas e que foi utilizado em matéria do jornalista Roberto Cabrini para o programa Domingo Espetacular, da Record TV, foi destaque nas Mídias Sociais da FAB. A publicação obteve mais de 1.300 comentários e aproximadamente 43.700 curtidas, além de alcançar em torno de 4,2 milhões de pessoas em nossos perfis oficiais. A FAB divulga em suas Mídias Sociais os produtos elaborados pelo Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (CECOMSAER) e as informações enviadas pelos elos do Sistema de Comunicação Social da Aeronáutica em todo o País. @fab_oficial /portalfab

/aeronauticaoficial /portalfab

Expediente O j o r n a l N OTA E R é u m a publicação mensal do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (CECOMSAER) voltado ao público interno. Chefe do CECOMSAER: Brigadeiro do Ar Adolfo Aleixo da Silva Junior Vice-Chefe do CECOMSAER: Coronel Aviador Luis Felipe da Silveira e Eliseu Chefe da Divisão de Comunicação Integrada: Coronel Aviador João Gustavo Lage Germano Chefe da Subdivisão de Produção e Divulgação: Tenente-Coronel Aviador Igor Correa da Rocha Editores: Tenente Jornalista Letícia Faria (MTB 3327/SC) Tenente Relações Públicas Wanessa Liz (CONRERP 862) Colaboradores: Textos enviados ao CECOMSAER via SISCOMSAE Revisão Ortográfica e Gramatical: Sargento SST Rogerio Braga Bandeira Diagramação: Sargento SDE Pollyana Dias Capa e Artes: Subdivisão de Publicidade e Propaganda Estão autorizadas transcrições integrais ou parciais das matérias, desde que mencionada a fonte. Endereço: Esplanada dos Ministérios Bloco “M” 7º andar CEP: 70045-900 Brasília/DF

@fab_oficial /faboficial

Impressão e Acabamento: Marina Artes Gráficas e Editora


Julho - 2021

3

PALAVRAS DO COMANDANTE

UMA HISTÓRIA DE GRANDES HOMENS E MULHERES Ao celebrarmos o 148º a n i ve r s á r i o d e A l b e r t o S a n t o s - D u m o n t , Pa i d a Aviação e Patrono da Aeronáutica Brasileira, alvitramos a necessidade de sempre reconhecer aquele que viveu o protagonismo da genialidade em sua época, um visionário de oportunidades mesmo em tempos que se apresentaram desafiadores. Assim como este deixou legados inimagináveis para a humanidade, nós, da Força Aérea Brasileira, seguimos inspirados em superar todas as dificuldades, resilientes e atentos à nossa missão.

Como Santos-Dumont, ontem e hoje, os integrantes da FAB sempre estiveram imbuídos da fidelidade aos seus propósitos. Agora, nesse mesmo mês em que comemoramos o nascimento do Pai da Aviação, elevamos nossos pensamentos para valorizar também os nossos eternos Bandeirantes do Ar, os veteranos que construíram uma das instituições mais respeitadas do País. São homens e mulheres que, por sua contribuição, pertencimento e dedicação, tornaram-se exemplos de patriotismo, disciplina, comprometimento, profissionalismo

e integridade, valores que perseguimos diariamente. Essa inspiração agora se expressa em cada uma de nossas ações. Em um momento de tantos desafios causados pela pandemia do novo Coronavírus, a FAB não se omite em cumprir sua missão institucional. Organizações Militares de todo o País entraram na batalha em diversas frentes. Uma delas é o apoio à vacinação de milhares de brasileiros contra a COVID-19. Nossos militares estão empenhados em iniciativas que integram ações conjuntas com outras instituições

com um único objetivo: salvar vidas. Temos a convicção de que devemos permanecer irmanados. Nós, homens e mulheres de azul, estamos na labuta por uma Força Aérea mais moderna, eficiente e zelosa com sua história. Que nada nos tire o orgulho do que fomos, do que somos e, ainda mais, do que poderemos ser. É fruto desse pensamento positivo que viceja o honroso sentimento de cumprimento da missão. Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior Comandante da Aeronáutica


4

Julho - 2021

ESQUADRILHA DA FUMAÇA

ESQUADRILHA DA FUMAÇA TEM NOVOS INTEGRANTES DOIS PILOTOS E TRÊS GRADUADOS INTEGRARÃO A EQUIPE A PARTIR DE JANEIRO DE 2022 Esquadrilha da Fumaça, cumprirão um programa de adaptação às atividades específicas além de realizarem o curso de manutenção da aeronave A-29 Super Tucano. “Estou muito feliz e orgulhoso por ter sido

Ten JOR Raquel Alves O Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA) possui cinco novos integrantes. Dois aviadores, o Capitão Vitor Moisés Kawka e o Tenente André Nery Lima Bezerra, e três Sargentos Especialistas, Eduardo Affonso Zanelli, Gabriel Carlos da Silva e Mariana Guimarães Breves, farão parte da Esquadrilha da Fumaça, grupo de representação da Força Aérea Brasileira (FAB). Três aeronaves A-29 Super Tucano decolaram, no dia 18 de maio, para realizar a primeira interceptação dos novos integrantes do EDA. Foi um momento especial para o Tenente Felipe Augusto Kawka, que, liderando a formação de A-29, teve a oportunidade de interceptar o T-27 Tucano da Academia da Força Aérea (AFA) pilotado pelo seu irmão mais velho, o Capitão Aviador

Vitor Moisés Kawka. “Difundir a imagem institucional da FAB por meio de demonstrações aéreas e servir com meu irmão em um mesmo Esquadrão certamente foram os principais motivos que me levaram a sonhar com uma vaga no admirado grupo”, conta o Capitão Vitor Kawka. Outras duas aeronaves A-29 decolaram no mesmo dia para interceptar o Tenente Aviador André Nery Lima Bezerra que estava a bordo de um T-25 da AFA em um voo de formatura com quatro aviões. Ao perceber a aproximação dos A-29, ele ouviu: “Em nome da Esquadrilha da Fumaça, temos a honra de parabenizá-lo e dar as boas-vindas por ter sido selecionado para integrar o grupo. Parabéns, Fumaceiro!”. Os Sargentos designados como os novos Anjos da Guarda, como são conhecidos na

escolhido para fazer parte do EDA. Agradeço por terem acreditado no meu trabalho, pois me dedicarei bastante para que a Esquadrilha da Fumaça continue realizando sua missão no mais alto nível”, completou o Sargento Zanelli.

COMO SER UM FUMACEIRO Anualmente, Oficiais e Graduados da Esquadrilha da Fumaça encerram seu ciclo junto à equipe para assumirem novas funções na FAB, abrindo oportunidade para que outros possam integrar o grupo. Com a previsão de saída de dois pilotos e três graduados no final de 2021, os anunciados passarão a integrar a equipe a partir de janeiro do próximo ano. Para se candidatar a uma vaga na Esquadrilha da Fumaça, é necessário ser militar da ativa da FAB e atender aos requisitos exigidos. No caso dos pilotos, é necessá-

rio possuir mil horas de voo, sendo 500h como instrutor na AFA ou no Esquadrão Joker (2º/5º GAV), na Ala 10, em Parnamirim (RN). Os candidatos são submetidos a um processo de escolha com base na sua experiência profissional e operacional e, ao final, são aprovados pelo Gabinete do Comandante da Aeronáutica (GABAER), em Brasília (DF). Já os Graduados interessados são avaliados pelos Sargentos da Esquadrilha da Fumaça, quando são analisadas suas capacidades técnicas e de comunicação.


Julho - 2021 FOTO: SGT BIANCA / AGÊNCIA FORÇA AÉREA

DIA DO VETERANO

VETERANOS E PENSIONISTAS DA FAB PASSAM A CONTAR COM NOVAS FUNCIONALIDADES DIGITAIS Ten JOR Raquel Alves Diariamente, o Sistema de Veteranos e Pensionistas da Força Aérea Brasileira (FAB) e seus diversos postos de atendimentos distribuídos pelo território nacional realizam um trabalho continuado na busca de aprimorar a gestão das necessidades administrativas dos Veteranos e Pensionistas. Por isso, o Sistema de Assistência aos Veteranos e Pensionistas da Aeronáutica (SAVPAR) trabalha para automatizar os processos de

concessão de direitos e de pagamento, facilitar a prova de vida e agilizar o acesso à informação, motivado em possibilitar atendimentos com mais qualidade. Pensando sempre no bem-estar dos Veteranos, o Comando-Geral do Pessoal (COMGEP), a Secretaria de Economia, Finanças e Administração da Aeronáutica (SEFA) e a Diretoria de Tecnologia da Informação (DTI) têm atuado na transformação digital dos serviços disponibilizados aos Veteranos a fim

de facilitar, com segurança, a vida daqueles que honraram a história da Força Aérea. Atualmente, o Veterano pode se conectar ao Portal do Militar pela internet, usando o computador ou o celular, e ter acesso a diversas funcionalidades, como consulta aos beneficiários de pensão; validação de Declaração de Beneficiários; consulta ao contracheque; realizar requerimentos via Formulário Eletrônico de Pessoal (FEP) e marcar e acompanhar consultas médicas. Outro serviço digital dis-

5

ponibilizado é a Prova de Vida por meio do aplicativo meugov.br. Essa facilidade traz comodidade ao Veterano, que não precisa sair da sua casa para comparecer a uma Organização Militar, muitas vezes distante do seu lar. Em breve, será possível, também, realizar a prova de vida nas agências bancárias: inicialmente, no Banco do Brasil e, posteriormente, em todos os bancos conveniados à FAB. A Diretoria de Administração do Pessoal (DIRAP) está trabalhando também na melhoria dos processos. Atualmente, a transferência para a reserva remunerada a pedido foi automatizada, gerando os efeitos financeiros a partir do desligamento do militar. Em breve, outros processos como os de isenção de Imposto de Renda e de concessão de Auxílio Invalidez serão automatizados. Essas inovações são fruto da visão do Comando da Aeronáutica (COMAER) e estão alinhadas com o objetivo de valorizar e reconhecer a contribuição de todos os integrantes da FAB que deixaram o serviço ativo, desde a sua criação até os dias atuais.


6

Julho - 2021

FOTOS: SARGENTO AMANDA MARTINS / CLA

RESGATE DE ANIMAIS

PASSAGEIROS MAIS QUE ESPECIAIS

FAB TRANSPORTA ANIMAIS EM EXTINÇÃO EM APOIO À PRESERVAÇÃO DA FAUNA BRASILEIRA Ten JOR Flávia Rocha Com o apoio da Força Aérea Brasileira (FAB), um filhote de peixe-boi marinho, espécie em extinção, foi resgatado em São José de Ribamar (MA) e transportado para a Ilha de Itamaracá (PE), a fim de ser reabilitado em um criatório apropriado do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio/CMA). No transporte, realizado em aproveitamento no dia 11 de junho, a Força Aérea Brasileira (FAB), por meio do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), utilizou uma aeronave C-98 Caravan, que partiu de São Luís (MA) com destino à cidade de Natal (RN). O filhote de peixe-boi, medindo 1,05m, com aproximadamente 50 kg, estava encalhado e foi capturado no dia 25 de

abril por pescadores da região. A partir de então, o animal passou por uma série de cuidados, desde o resgate realizado pelo Corpo de Bombeiros Militar Ambiental do Maranhão, com a coordenação do Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS/IBAMA/MA), até a chegada ao destino final. Mantido em uma piscina com temperatura adequada, o filhote de peixe-boi ficou aos cuidados da Bióloga Laura Moreira de Andrade Reis e da Veterinária Fernanda Loffler Niemeyer Attademo, ambas do ICMBio/MA, que possibilitaram as condições mínimas necessárias para que ele estivesse apto para a viagem. Durante o voo, a poltrona dele foi um colchão umedecido, para evitar o ressecamento da pele. O Diretor do CLA, Coronel Aviador Marcello Corrêa de Souza, foi o Comandante da aeronave que realizou a

O filhote de peixe-boi, medindo 1,05m, com aproximadamente 50 kg, estava encalhado e foi capturado por pescadores missão. "Com esse apoio no translado aéreo, contribuímos para a preservação da vida do peixe-boi. Antes e depois do voo, atentamos para a preocupação de toda a equipe de profissionais envolvidos, para garantir o bem-estar do animal em extinção", frisou. Após o pouso na Base Aérea de Natal, o animal passou por um processo de estabilização

na base do Projeto Cetáceos da Costa Branca da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (PCCB/UERN). Depois desse procedimento, o peixe-boi foi transportado, por meio terrestre, até a Ilha de Itamaracá. Posteriormente, o filhote integrará o Programa de Soltura de Peixes-bois Marinhos do Brasil, retornando à natureza e contribuindo para a conservação da fauna do País.


7

FAB TRANSPORTA ANIMAIS SILVESTRES DE MANAUS (AM) PARA GOIÂNIA (GO) Uma aeronave C-130 Hércules da FAB transportou, no dia 22 de maio, sete animais silvestres órfãos da cidade de Manaus (AM) para Goiânia (GO). Dessa vez, os passageiros do avião operado pelo Esquadrão Gordo (1º/1º GT) eram seis macacos das espécies parauacu, guariba e barrigudo, além de um gavião-real (harpia). Os macacos, que estavam sob a responsabilidade do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), e a ave de rapina, que se encontrava no zoológico do Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS), foram transportados para cuidados especiais no Criadouro Conservacionista do Instituto Onça Pintada, localizado em Mineiros (GO). A ação para preservação da fauna brasileira em apoio ao IBAMA foi realizada apro-

veitando uma missão de Transporte Aéreo Logístico já prevista. “É uma honra concluir esse voo em aproveitamento a uma missão do Exército Brasileiro”, declarou um dos pilotos da aeronave, o Tenente Aviador

Guilherme Sfredo Saraiva, integrante do Esquadrão Gordo. Segundo a analista ambiental que trabalha no Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS) no Amazonas, Natália de Sousa

Lima, os animais tinham diferentes origens e estavam há algum tempo sob os cuidados do IBAMA. “Agora eles foram levados para um cativeiro em definitivo", acrescentou.

FOTO: IBAMA

FOTO: ESQUADRÃO GORDO

Julho - 2021

Seis macacos e uma harpia foram levados para os cuidados do Instituto Onça Pintada, em Goiás


8

Julho - 2021

FOTOS: SISSCOMSAE

SAÚDE

ORGANIZAÇÕES MILITARES DA FAB EMPENHAM ESFORÇOS NA IMUNIZAÇÃO CONTRA A COVID-19 INICIATIVA INTEGRA AÇÃO QUE OBJETIVA REFORÇAR O COMBATE AO NOVO CORONAVÍRUS Ten JOR Cristiane dos Santos Desde que o mundo foi assolado pelo novo Coronavírus, a Força Aérea Brasileira (FAB) vem empenhando esforços para minimizar os danos

provocados pela doença. A FAB já empregou inúmeras aeronaves, instalações e militares da área da saúde para o combate à COVID-19. Neste momento, a concentração está voltada para a vacinação,

em apoio a órgãos e agências de saúde municipais, estaduais e federais. Uma das ações é do Comando Conjunto Planalto (CMP), que conta com militares das três Forças Armadas, em Brasília (DF),

para vacinação no formato drive-thru, das 18h às 23h, sete dias por semana. O funcionamento segue o calendário do Governo do Distrito Federal (GDF), onde são aplicadas, tanto a primeira quanto a segunda


Julho - 2021

dose do imunizante. Já foram aplicadas cerca de 50 mil vacinas. Já no Rio de Janeiro (RJ), um dos postos de vacinação contra a COVID-19 fica no Museu Aeroespacial (MUSAL), sediado na Guarnição de Aeronáutica dos Afonsos (GUARNAE-AF). A iniciativa faz parte de uma ação integrada entre a FAB, o Comando Conjunto Leste (CCj Leste) e a Prefeitura da Cidade do

Rio de Janeiro (RJ). Com funcionamento de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, e aos sábados, das 8 às 12 horas, o atendimento também ocorre na modalidade drive-thru. Além da vacinação, a população pode apreciar parte do acervo de aeronaves do MUSAL que está exposto no Hangar 5. O Comando Aéreo Norte (COMAR I), por intermédio

9

do Hospital da Aeronáutica de Belém (HABE), em apoio à Secretaria Municipal de Saúde de Belém-PA (SESMA), também ativou o Clube dos Oficiais da Aeronáutica da Guarnição de Belém (COAGB T1) e a Ala 9 como pontos de vacinação. A ação na Guarnição de Aeronáutica de Belém (GUARNAE-BE) deve ocorrer até este mês de julho.

Para o Diretor do HABE, Coronel Médico Jorge Antônio Carvalho Feijó, contribuir com a população neste momento de pandemia é uma satisfação. “A ação de vacinação contra a COVID-19 em apoio à Secretaria Municipal de Saúde (SESMA) é muito gratificante para nós. É uma honra poder agilizar e ampliar a imunização de forma tranquila e sem aglomeração”, afirmou.


10

Julho - 2021

SANTOS-DUMONT

ROTEIRO PELA VIDA, INVENÇÕES E PRÊMIOS DE SANTOS-DUMONT 148 ANOS DO HOMEM CRIATIVO E GÊNIO INVENTIVO DA AERONÁUTICA Ten REP Wanessa Liz Há 148 anos, no dia 20 de julho de 1873, em Minas Gerais, no sítio de Cabangu, nascia Alberto Santos-Dumont. A infância foi na fazenda, familiarizando-se com as máquinas de preparo dos grãos de café e com as locomotivas, que facilitavam o transporte da produção, uma inovação introduzida no Brasil por seu pai. O trabalho do mineiro no campo da Aeronáutica é considerado de expressiva criatividade. Inventor do primeiro motor a explosão útil na aerostação e do motor de cilindros opostos, também criou o uso de materiais até então ignorados, como o relógio de pulso prático, entre outras contribuições. Dumont viveu em Paris entre 1898 e 1910, época em que a Europa, sobretudo a França, vivia uma efervescência nas áreas cultural e científi ca. O aventureiro também participava inten-

samente da vida artística da capital francesa. A herança deixada pelo pai, Henrique Dumont, permitiu a ele usar sua criatividade não só para construir balões e aviões, mas também para vestir-se bem e frequentar a alta sociedade parisiense. Os trajes do inventor, sempre alinhados com seus ternos riscas-de-giz, colarinho alto, sapatos com salto e chapéu com aba abaixada, tornavam-no facilmente reconhecido por onde passava. Dumont também foi um gênio inventivo: em uma recepção no restaurante Maxim's, o seu preferido no dia a dia, em 1904, com o amigo Louis Cartier, dono de uma das mais importantes fábricas de relógio, comentou que, em voo, era difícil pegar o relógio para cronometrar o tempo. Cartier produziu um modelo sofisticado que despertou o interesse da sociedade por ser usado por uma persona-

lidade do porte de Dumont. Assim, criou o relógio “modelo Santos”. Pai da Aviação e Patrono da Aeronáutica Brasileira Quando construiu o dirigível nº 9, o Balladeuse, ele o estacionava diante de seu apartamento, na esquina da Rua Washington com a tradicional Avenida dos Champs Elysées, para tomar um café em casa, enquanto a multidão parava para aplaudir. Ou o usava para ir almoçar no Restaurante La Cascade, próximo a Longchamps, um dos seus restaurantes preferidos. O Hotel Trocadero ficou conhecido pelo grave acidente que Dumont sofreu e acabou pendurado na cesta do dirigível. Com a ajuda de bombeiros, ele escapou sem ferimentos. Em 22 dias, no entanto, construiu um novo dirigível, o número 6, e, depois de realizar testes e sofrer novos acidentes, conseguiu, em 19 de outubro de 1901, realizar o voo em torno da Torre Eiffel. Finalmente vence o Prêmio Deutsch. Com esse feito, Santos-Dumont provou que o homem podia controlar o seu deslocamento pelos ares,

tornando-se o aviador brasileiro que conseguiu provar a dirigibilidade dos balões. O “14 BIS”, com capacidade de um tripulante, o mais célebre avião de Santos-Dumont, efetuou dois voos. No primeiro, em 23 de outubro de 1906, voou no Campo de Bagatelle, em Paris, por pouco mais de 60 metros de distância, a três metros de altura. Com isso, Santos Dumont ganhou a “Coupe d’Archdeacon” no primeiro voo controlado oficialmente com um aparelho mais pesado do que o ar. No segundo voo do 14 Bis, em 12 de novembro de 1906, também em Bagatelle, o brasileiro conseguiu voar 220 metros. Após uma série de estudos, testes e conquistas, Santos-Dumont faleceu em 23 de julho de 1932, aos 59 anos de idade.


Julho - 2021

11

FOTO: JOHNSON BARROS / CECOMSAER

REESTRUTURAÇÃO

FORÇA AÉREA BRASILEIRA REATIVA COMANDO AÉREO SUDESTE, EM SÃO PAULO (SP) Ten REP Wanessa Liz Criado em 27 de março de 1942, o Quarto Comando Aéreo Regional (IV COMAR), sediado em São Paulo (SP), tem suas atividades reativadas, em cerimônia militar realizada no dia 25 de junho. As modificações fazem parte da Diretriz do Aprimoramento da Reestruturação do Comando da Aeronáutica (COMAER) e, entre os objetivos, estão separar as atividades administrativas das operacionais, elevar o nível de prontidão operacional e a capacidade de dissuasão, além de restabelecer a representatividade regional da Força Aérea na região Sudeste e no estado do Mato Grosso do Sul. A solenidade foi presidida pelo Comandante da Aero-

náutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior, e contou com a presença do Secretário de Economia, Finanças e Administração da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar José Augusto Crepaldi Affonso, além de Comandantes, Chefes e Diretores de Organizações Militares da FAB. O IV COMAR terá jurisdição e missão de representar o Comando da Aeronáutica nos estados de São Paulo e do Mato Grosso do Sul. São subordinadas diretamente ao Comando Aéreo Sudeste o Grupamento de Apoio de São Paulo; a Prefeitura de Aeronáutica de São Paulo; a Prefeitura de Aeronáutica de Pirassununga; a Prefeitura de Aeronáutica de Guaratinguetá; e a Base Aérea de Santos. O Secretário de

Economia Finanças e Administração da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar José Augusto Crepaldi Affonso, comentou sobre o evento. "A reativação do Comando Aéreo Sudeste traz em seu cerne a missão de resgatar consigo a referência e representatividade necessárias da Força Aérea abrangendo os estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul", destaca o Oficial-General. Para o Comandante do IV COMAR, Major-Brigadeiro do Ar Paulo Roberto de Barros Chã, as expectativas são grandes com a nova responsabilidade. “Eu assumo este Comando com orgulho e satisfação. É uma responsabilidade muito grande representar o Comando da Aeronáutica nos estados de São

Paulo e do Mato Grosso do Sul, fazer a supervisão e dar apoio administrativo às Unidades destes estados, bem como oferecer o suporte à atividade finalística. É uma unidade com muita tradição e eu espero corresponder à altura”, finaliza. Com o projeto do Aprimoramento da Reestruturação, a FAB já reativou o Comando Aéreo Leste (III COMAR), localizado no Rio de Janeiro (RJ); o Comando Aéreo Nordeste (II COMAR), em Recife (PE); o Comando Aéreo Planalto (VI COMAR), em Brasília (DF); o Comando Aéreo Amazônico (VII COMAR), em Manaus (AM), o Comando Aéreo Norte (I COMAR), em Belém (PA) e o Comando Aéreo Sul (V COMAR), em Canoas (RS).


12

Julho - 2021

FOTOS: LUCAS NUNES / AGÊNCIA FORÇA AÉREA

SOLIDARIEDADE

FARDAS DA FORÇA AÉREA BRASILEIRA SÃO TRANSFORMADAS EM ROUPAS PARA CRIANÇAS CARENTES Ten JOR Letícia Faria A missão da servidora civil da Força Aérea Brasileira (FAB) Heloina Generosa Cândido e de um grupo de costureiras do Instituto Costurando com Amor é nobre. Elas recebem doações de fardamentos usados e transformam em esperança, confeccionando roupas para crianças carentes em atendimento aos projetos sociais no Brasil e na África. Para cumprir essa missão, elas dedicam parte do seu tempo em prol da sustentabilidade e da solidariedade.

Heloina atua na Seção de Finanças do Gabinete do Comandante da Aeronáutica (GABAER), de onde recebe as doações. “Que momento de emoção, em 2018, quando recebi as primeiras fardas de uma Sargento que soube do projeto. Vi a possibilidade de uso, pois são tecidos fortes e ideais para comunidade que não têm água para beber, imagina para lavar roupas”, recorda. O Instituto Costurando com Amor tem sede em Uberaba (MG) e atende, com apoio da Fraternidade sem Fronteiras, crianças de quatro

países africanos: Moçambique, Malawi, Madagascar e Senegal. A Coordenadora Geral do Instituto, Cléia Gobbo, conta que, no Brasil, há parceria com o Projeto Amor Sem Fronteiras, que leva, duas vezes ao ano, doações para o Vale do Jequitinhonha e Vazante, em Minas Gerais. “Nossas confecções também atendem pessoas do Ceará, da Bahia, de São Paulo, do Amazonas, de Goiás e do Distrito Federal”, ressalta. O objetivo é reaproveitar tecidos que seriam inutilizados ou incinerados para confeccionar roupas a quem mais necessita. Das

canículas, calças, saias e do camuflado são feitas diversas peças. “Cada vestido e short confeccionado nos enche de alegria, e podemos imaginar como fica o coração de uma criança ao receber um item tão necessário e tão escasso em sua comunidade, principalmente na África. Fazer algo em prol dos necessitados é uma responsabilidade social de todo cristão!”, destaca. Para contribuir com o projeto, as fardas podem ser entregues à servidora no GABAER, no nono andar do prédio do Comando, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília (DF).


Julho - 2021

13

EMPREENDIMENTO

CFIAE LANÇA RESIDENCIAL RESERVA DO PAMPA SERÃO OFERTADAS 160 UNIDADES HABITACIONAIS

Ten Flávia Fialho Nos dias 22 e 23 de junho, a Caixa de Financiamento Imobiliário da Aeronáutica (CFIAe) realizou o lançamento do empreendimento Residencial Reserva do Pampa na Associação de Suboficiais e Sargentos da Guarnição de Aeronáutica de Porto Alegre (ASSGAPA). A cerimônia contou com a presença do Comandante d o Co m a n do Aé r e o Su l ( V C O M A R ) , Brigadeiro do Ar Mauro Bellintani; do Diretor Técnico da CFIAe, Brigadeiro Engenheiro Manoel Andrade Rebelo; do Diretor Executivo da CFIAe, Brigadeiro do Ar Marcos Aurélio Santos Martins; do Comandante da Base Aérea de Canoas, Coronel Intendente Maurício Cunha Massa de Oliveira; além de representante da Caixa Econômica Federal (CEF).

O Residencial Reserva do Pampa está localizado na Avenida Santos Ferreira, em Canoas (RS). Serão ofertadas 160 unidades habitacionais, em duas fases de 80 unidades cada. A fase um é constituída por dois blocos, com três e dois pavimentos. Os apartamentos possuem área privativa de 58,62m² a 72,30m² e são compostos por sala, varanda com previsão para churrasqueira e cozinha integradas, e dois dormitórios. Também serão oferecidas unidades com suíte. O empreendimento oferece ainda estacionamento para os condôminos e visitantes, e área de lazer com playground, quadra de esportes e salão de festas, também com previsão de instalações para churrasqueira. O Diretor Executivo da CFIAe, Brigadeiro Martins, falou da expectativa com o novo empreendimento. “A CFIAe está muito feliz em realizar o primeiro empreendimento em Canoas (RS) e poder atender, nesta primeira fase, até 80 famí-

lias, ajudando a concretizar o sonho dos nossos beneficiários com uma moradia digna”, disse. Os interessados em obter um imóvel tiveram a oportunidade de conhecer detalhes sobre o empreendimento, além de tomar conhecimento sobre as condições de financiamento, o cronograma do projeto e esclarecer dúvidas. Poderão participar da aquisição de unidades todos os beneficiários da Força Aérea - militares da ativa, veteranos, civis assemelhados e pensionistas. Para tanto, é preciso formalizar o interesse por meio da entrega do Termo de Adesão e da documentação exigida e ter renda bruta familiar de até dez salários mínimos, o equivalmente a R$ 11.000,00. Para o Diretor Técnico da CFIAe, Brigadeiro Rebelo, é um ótimo investimento. “A CFIAe irá entregar unidades habitacionais com um padrão superior aos normalmente praticados. A concepção do projeto é diferenciada para o local; os

edifícios em formato de hélice nos possibilitam oferecer um número adequado de unidades e agraciar mais beneficiários. As plantas são estrategicamente projetadas para oferecer mais espaço e conforto aos moradores”, afirmou. O financiamento ficará a cargo da Caixa Econômica Federal. A cota máxima de financiamento pelo banco é de até 90%, dependendo da capacidade financeira do solicitante e da modalidade de financiamento. Portanto, o interessado deverá ter, no ato da aprovação de contrato, a disponibilidade de no mínimo 10% do valor do imóvel para entrada, além dos valores referentes a taxas e custos com ITBI e RGI. Para mais informações, os interessados devem acessar o site www.fab.mil.br/cfiae, ou entrar em contato com a Seção de Relacionamento e Vendas da CFIAe pelo e-mail srv.dcom@gmail.com ou pelos telefones (21) 98486-6252, 2524-3986, 2139-9539.


14

Julho - 2021

COLUNAS

CÓDIGO MALICIOSO

Código malicioso é um tipo de código que tem por função criar uma vulnerabilidade no computador. Seu objetivo é criar uma janela de oportunidade de modo que o “criminoso” consiga acessar remotamente o computador. Existem vários tipos de códigos maliciosos, os mais comumente usados hoje em dia por criminosos são os códigos que podem ser disponibilizados numa página de internet. Em alguns casos, os sistemas de detecção instalados no computador, como antivírus, são incapazes de perceber esse tipo de ataque. Isso acontece porque esses códigos são escritos em linguagem de “script web” e precisam da permissão do usuário para serem executados. Geralmente são hospedados em sites não confiáveis que atraem os

usuários disponibilizando acesso a conteúdo protegido por direitos autorais de maneira gratuita. Muitos desses sites não possuem um certificado válido e o navegador informa ao usuário; porém, o desejo de acessar o conteúdo é mais forte e acaba autorizando um certificado inválido. Nesse momento, sem que o usuário perceba, é feita uma troca: o usuário acessa o conteúdo disponível no site, que possui o código malicioso, e o responsável pelo site acessa o seu computador. Conseguindo acesso ao seu computador, o criminoso consegue tomar posse de todas as informações pessoais que estão guardadas, como fotos, senhas de acesso a bancos e informações médicas, dentre outras. Pode parecer que as senhas são as informa-

ções mais valiosas que o “criminoso” conseguiu, porém as imagens adquiridas também são muito valiosas. O criminoso usa essas fotos para cometer crimes quevão desde estelionato até pedofilia. Essas fotos também podem ser colocadas na “Dark We b ¹ ” , s e n d o ve n d i d a s para pedófilos e predadores sexuais. O criminoso conseguiu tudo isso através da simples visita a um site que hospeda um código malicioso. Pa r a s e p r e c a ve r , o usuário deve conhecer e confiar nos sites da int e r n e t e m q u e n a ve g a . Fazendo um paradoxo com o mundo real, nós nos sentimos mais seguros ao caminhar por lugares que conhecemos e mantemos uma precaução constante quando estamos em um lugar desconhecido. No mundo digital, deveríamos tomar as mes-

mas precauções, como não acessar sites e não clicar em links vindos nas mensagens de e-mails, principalmente de pessoas desconhecidas. O último aspecto a ressaltar é a aceitação de certificados não confiáveis n o n a ve g a d o r . O s navegadores de internet mais modernos como Google Chrome, Firefox e Microsoft Edge, avisam e pedem a permissão explícita do usuário quando acessam um site que possui esse tipo de certificado. Portanto, o usuário deve ser bastante crítico ao permitir a instalação desse certificado. ¹Dark Web se refere à parte da “Deep Web” que não é controlada e é usada por criminosos que usam o meio virtual para cometer seus ilícitos. Centro de Inteligência da Aeronáutica (CIAER)

O FORTALECIMENTO DAS ATIVIDADES DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES O fortalecimento das atividades de prevenção de acidentes aeronáuticos na FAB é foco do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) em 2021. O Programa de Fomento à Segurança de Voo tem quatro objetivos: a me-

lhoria da qualidade das i n ve s t i g a ç õ e s d a Av i a ção Militar, garantindo a transferência da expertise adquirida na investigação de ocorrências civis para os elos militares; o incremento da prevenção com o projeto Gerente SIPAER, com um Oficial

investigador do CENIPA responsável por cada aeronave em operação na FAB; o atendimento pleno da capacitação SIPAER, com novos cursos voltados para a padronização das atividades de apoio ao solo, gerenciamento de ameaças operacionais e o

CRM de 6ª geração para a FAB; e o aperfeiçoamento da informação, com a realização de três congressos de Segurança de Voo, ainda em 2021, via Webex. Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA)


Julho - 2021

15

ENTRETENIMENTO

CAÇA PALAVRAS Alberto Santos-Dumont nasceu em 20 de julho de 1873, em um sítio que ficava em Cabangu, atualmente conhecida como cidade de Santos Dumont, em Minas Gerais. Ele foi um cientista com grande engenhosidade e capacidade para inventar objetos e ficou marcado na história brasileira por seus grandes feitos na área da aviação. Fonte: Agência Força Aérea

Resposta do Caça Palavras da Edição de Junho de 2021