Notaer - Janeiro de 2020

Page 1


2

Janeiro - 2020

CARTA AO LEITOR

Expediente

Registrar o passado e preparar o futuro Planos, desafios, renovação. O ano de 2020 chega com ares que toda nova etapa traz: estamos entre a celebração das conquistas recentes e o vislumbre de novas oportunidades que se descortinam em nosso horizonte. É com esse espírito que o Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (CECOMSAER) lança mais uma edição do jornal Notaer. Ainda registrando os últimos momentos de 2019, retratamos em nossas páginas a conclusão de curso dos, até então, alunos e cadetes da Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR), da Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR), do Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR),

do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e da Academia da Força Aérea (AFA). A todos que concluíram essa etapa, os nossos votos de sucesso. A FAB conta com vocês, novos Oficiais, Graduados e Cadetes! Aproveitamos, também, esse período para conscientizar o efetivo da FAB e pessoas próximas quanto aos cuidados de segurança durante o período de férias. Que todos desfrutem de momentos de lazer e descanso, mas não percam a atenção, mantendo-se seguros. Olhando para o futuro, você verá neste Notaer uma matéria sobre o KC-390 Millennium, a nova aeronave multimissão da FAB, que conquistou o

Prêmio Laureate Awards 2020, na categoria Melhor Novo Produto, em inglês “Best New Product”, por ser a maior e mais sofisticada aeronave de defesa. Você vai conferir, ainda, informações sobre o SC-105, com a inovação do Sistema de Reabastecimento em Voo (REVO), um recurso inédito nesse modelo de avião. Esperamos que desfrute da leitura desta primeira edição de 2020 e desejamos a você, leitor, um novo ano cheio de oportunidades e realizações!

Brigadeiro do Ar Paulo César Andari Chefe do CECOMSAER

MÍDIAS SOCIAIS

Formatura dos novos aspirantes na Academia da Força Aérea Como já é de costume em dezembro, o post do mês com maior engajamento foi de uma formatura. Aqui, os cadetes da turma Turma Asterion, da Academia da Força Aérea, foram declarados aspirantes a oficial.

Que tal os números da publicação? Chegamos a alcançar mais de 825 mil pessoas, 210 comentários e 29,5 mil likes somente no instagram. A FAB divulga em suas Mídias Sociais os produtos

elaborados pelo Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (CECOMSAER) e as informações enviadas pelos elos do Sistema de Comunicação Social da Aeronáutica de todo o país.

O j o r n a l N OTA E R é u m a publicação mensal do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (CECOMSAER), voltado ao público interno. Chefe do CECOMSAER: Brigadeiro do Ar Paulo César Andari. Chefe do CECOMSAER: Brigadeiro do Ar Paulo César Andari. Vice-Chefe do CECOMSAER: Coronel Aviador Antonio Luiz Godoy Soares Mioni Rodrigues Chefe da Divisão de Comunicação Integrada: Coronel Chefe da Divisão Aviador de Comunicação André Luís Ferreira Grandis. Integrada: Coronel Aviador André Luís Ferreira Chefe daGrandis. Subdivisão de Produção e Divulgação: Tenente-Coronel Chefe da Subdivisão Aviador de Produção Claudio eMariano Divulgação: Rodrigues Santana. Tenente-Coronel Aviador Claudio Mariano Editor: Rodrigues Santana. Tenente Jornalista João Elias (DRT 8933/RS). Editores: Tenente Jornalista Cristiane dos Santos 35288/SP) Tenente(MTB Jornalista Cristiane dos Aspirante Jornalista Letícia Faria Santos (MTB 35288/SP). (MTB 3327/SC). Colaboradores: Colaboradores: Textos enviados ao CECOMSAER Textos enviados ao CECOMSAER via SISCOMSAE. via SISCOMSAE. Diagramação: Sargento SDE Diagramação: Santiago Moraes e Sargento SDE Pollyana Suboficial R1 Dias. Cláudio Bomfim Ramos Capa e Artes: Sargento SDE Pollyana Dias Subdivisão Publicidade Sargento SDEde Polyana Rithielly.e Propaganda. Capa e Artes: Estão autorizadas transcriçõese Subdivisão de Publicidade integrais ou parciais das matérias, Propaganda. desde que mencionada a fonte. Fotos: SO Ricardo de Oliveira Endereço: Rocha 2º/10º GAV Esplanada dos Ministérios Bloco autorizadas “M” 7º andar - CEP: Estão transcrições 70045-900 Brasília/DF integrais ou parciais das matérias, desde que mencionada a fonte. Endereço: Esplanada dos Ministérios Bloco “M” 7º andar CEP: 70045-900 Brasília/DF

@portalfab /aeronauticaoficial @fab_oficial /portalfab /portalfab

Impressão e Acabamento: Impressão e Acabamento: Marina Artes Gráficas e Editora Marina Artes Gráficas e Editora


Janeiro - 2020

3

PALAVRAS DO COMANDANTE

Rumo a novas conquistas A chegada de um novo ano é sempre momento de reflexão e recomeço. Revemos tudo o que foi vivido nos últimos doze meses e, com o ânimo das missões cumpridas e o reconhecimento das lições aprendidas, tomamos impulso para nos lançarmos aos novos desafios e oportunidades de mais um capítulo de nossa história. O ano de 2019 nos deixou boas memórias para que tenhamos mais fé em um 2020 de realizações. A Força Aérea Brasileira deu passos importantes rumo

a um futuro com capacidade operacional maior e poder dissuasório mais expressivo. As duas primeiras unidades da aeronave multimissão KC-390 Millennium foram incorporadas à Força e o F-39 Gripen foi apresentado. Os novos vetores, idealizados para elevar o Poder A e r o e s p a c i a l d a FA B a um novo patamar, já são realidade - o futuro é agora! E esses avanços tiveram a participação de cada um dos mais de 70 mil civis e militares que vestem e honram o azul de nossa

Força Aérea. Diante disso, manifesto meu mais profundo respeito e agradecimento a todos aqueles que se dedicaram ao cumprimento de nossa missão e fizeram valer o nosso principal foco: c o n t r o l a r, d e f e n d e r e integrar os 22 milhões de quilômetros quadrados sob nossa responsabilidade. Neste mês, celebramos 79 anos da criação do Comando da Aeronáutica. Desde seu nascimento até hoje, percorremos um caminho de evolução

contínua e mantivemos vivo um legado para o desenvolvimento da aviação civil e militar em nosso País. Com esse espírito, em 2020 contamos com todo o efetivo para seguir cumprindo nossa missão de manter a soberania do espaço aéreo e integrar o território nacional, com vistas à defesa da Pátria. Desejo a todos um ano repleto de conquistas e felicidade! Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez Comandante da Aeronáutica


4

Janeiro - 2020

HISTÓRIA

Criação do Ministério da Aeronáutica completa 79 anos

FOTOS: TENENTE HEIDE / INCAER

início a edificação do poder aéreo brasileiro e todas as transformações que a aviação proporcionou à Nação. Com este ambiente de crescimento, foi decretada, em 22 de maio de 1941, a nova denominação: Força Aérea Brasileira, com a sigla FAB, dando individualidade à Força pela evidência da sua nacionalidade.

Para celebrar a data, o Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica (INCAER), sediado no Rio de Janeiro (RJ), realiza até o dia 21 de janeiro uma exposição sobre Santos-Dumont e a Força Aérea Brasileira. A visitação é aberta ao público, de segunda a sexta-feira, das 9 às 16 horas.

O decreto de criação foi assinado em janeiro de 1941 Asp JOR Letícia Faria

A criação do Ministério da Aeronáutica completa, no dia 20 de janeiro, 79 anos. O decreto de criação foi assinado em 1941, pelo então Presidente da República Getúlio Vargas, quando transferiu militares, servidores civis, aviões e instalações da Marinha, do Exército e do Ministério da Viação e Obras

Públicas para a Aeronáutica. A partir de então, recebeu a denominação de Forças Aéreas Nacionais. Diante da atuação do primeiro Ministro da Aeronáutica, Joaquim Salgado Filho, e sua equipe, com o desafio de desenvolver a aviação civil, a infraestrutura, a indústria nacional do setor, as escolas de formação e o braço-armado da Força, tiveram

A exposição está aberta ao público até o dia 21 de janeiro, de segunda a sexta, das 9h às 16h


5

ARTE: SO EDMILSON / CECOMSAER

Janeiro - 2020

Anunciado o nome da nova aeronave multimissão da FAB: KC-390 Millennium A aeronave se destacou ainda como uma das vencedoras do 63º Prêmio Laureate Awards 2020 Ten JOR João Elias

A nova aeronave multimissão da Força Aérea Brasileira (FAB) recebeu o nome KC-390 Millennium durante a Feira Dubai AirShow, em Dubai (nos Emirados Árabes), ainda no mês de novembro de 2019. A divulgação foi feita pela Embraer no evento considerado um dos mais importantes relacionados à aviação. A nova designação reflete maior flexibilidade e valor para os operadores que procuram uma aeronave para realizar missões de transporte e mobilidade aérea, entre outras. O KC-390 Millennium se

diferencia do C-390 pela capacidade de Reabastecimento em Voo (REVO). A aeronave se apresenta como uma das mais modernas propostas da categoria. Robusto e de alta capacidade tecnológica, o avião se concretizou a partir do conceito e ideais de pilotos e engenheiros da FAB. A plataforma é resultado da parceira entre a FAB e a Embraer, que se firmou como um novo padrão de aeronave para o emprego militar no cenário mundial. “O C-390 é uma aeronave altamente capaz. Sua combinação incomparável de velocidade, carga útil e rápida reconfiguração para operações

multimissão são os pilares de sua produtividade notável”, ressaltou o presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança, Jackson Schneider. Algumas das características da aeronave são: maior mobilidade, design robusto, maior flexibilidade, tecnologia de ponta comprovada e fácil manutenção. Além disso, o KC-390 Millennium pode executar uma variedade de missões, como transporte de carga e tropas, lançamento aéreo de cargas e paraquedistas, busca e salvamento, combate a incêndios em voo, evacuação aeromédica e missões humanitárias.

Prêmio No dia 19 de novembro, o KC-390 Millennium foi um dos vencedores do 63º Prêmio Laureate Awards 2020, na categoria Melhor Novo Produto, em inglês “Best New Product”, por ser a maior e mais sofisticada aeronave de defesa. O anúncio foi feito pela Aviation Week Network, empresa de publicação e produção de eventos com sede em Nova York, nos Estados Unidos (EUA). Os vencedores serão homenageados em 12 de março de 2020, na capital americana, quando também concorrerão ao Prêmio Grand Laureate.


6

Janeiro - 2020

FOTO: AIRBUS

SC-105 SAR

O avião utiliza o espectro infravermelho, capaz de identificar aeronaves acidentadas e sobreviventes tanto no período diurno quanto noturno, e até mesmo uma pessoa no mar

SC-105 mais operacional Aeronave chega para ampliar missões de Busca e Salvamento Ten REP Camilla Barbieri Já está em solo brasileiro o SC-105 Amazonas SAR (do inglês, Search And Rescue), FAB 6551, fabricado pela Airbus. Essa é a segunda aeronave do Projeto CLX-2, e a primeira a ser entregue com o Sistema de Reabastecimento em Voo

(REVO), o que permitirá o procedimento no ar, ampliando sua capacidade operacional. O avião foi incorporado ao 2º/10º Grupo de Aviação, Esquadrão Pelicano, sediado na Ala 5, em Campo Grande (MS). Ao receber o avião, no ano passado em evento realizado na Espanha, o Comandante

da Aeronáutica Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, enalteceu o desempenho operacional do SC-105, com equipamentos de alta tecnologia, proporcionando maior eficácia no cumprimento das missões. “A inclusão desse vetor no acervo da FAB corrobora com nosso

compromisso de Controlar, Defender e Integrar os 22 milhões de quilômetros quadrados sob a responsabilidade do Comando da Aeronáutica (COMAER)”, ressaltou.

Maior operacionalidade para FAB de Busca e Salvamento, pois quanto mais rápido localizada a aeronave acidentada, maiores as chances

de sobreviventes”, relatou o Comandante da Ala 5, Brigadeiro do Ar Augusto Cesar Abreu dos Santos.

FOTO: TEN-CEL BRAGA / GAC-SEVILHA

Marchiorato Dobignies. Dotado de um sistema eletro-óptico, o SC-105 utiliza o espectro infravermelho, capaz de identificar aeronaves acidentadas e sobreviventes tanto no período diurno quanto noturno, e até mesmo uma pessoa no mar. “Antigamente, era comum ouvir nos noticiários de acidente que as buscas tinham sido interrompidas devido ao anoitecer. Hoje, isso não é mais uma realidade, pois temos toda capacidade operacional e os sistemas embarcados do SC105 que permitem buscas 24 horas por dia. O tempo é um fator primordial nas missões

FOTO:SD ROCHAI / ALA5

A utilização do SC-105 vai potencializar a operacionalidade da Aviação de Busca e Salvamento da FAB. A aeronave passou por aprimoramentos técnicos, especialmente em relação às atualizações de software dos sistemas embarcados. “Essa nova aeronave representa um ganho operacional significativo para a Força Aérea, pois tornará o serviço de Alerta SAR mais eficiente devido ao sistema de REVO, o qual permitirá o aumento do alcance e da autonomia da aeronave”, revelou o Comandante do 2º/10º GAV, Tenente-Coronel Aviador Luciano Antônio

Comandante da Aeronáutica recebeu em novembro, em Sevilha (Espanha), a segunda aeronave SC-105 de Busca e Salvamento


Janeiro - 2020

7

FOTO:TENENTE BARBIERI / ALA5

A novidade: SC-105 com sistema REVO O Reabastecimento em Voo (REVO) é uma capacidade que ampliará a autonomia da aeronave de 9 para até 21 horas de voo e será feito de forma cooperada com o C-130 Hércules e o KC-390 Millenium, nova aeronave multimissão da FAB. O SC-105 vai se tornar a primeira aeronave considerada de médio porte a realizar o REVO no Brasil. O probe de reabastecimento, modelo MA-2, quando conectado ao conjunto do reabastecedor (cesta e mangueira) poderá prover

o reabastecimento completo dos tanques (5500kg) ou somente dos tanques principais (2500kg). A decisão operacional é escolhida pelo piloto no cockpit, no painel de combustível (Fuel System). O sistema possui luz de iluminação, permitindo operações dia e noite, com ou sem uso dos NVG (Night Vision Googles). A taxa de transferência máxima de combustível é de 750kg/ min, ensejando, assim, de 7 a 9 minutos para o completo reabastecimento dos tanques.

Tripulação capacitada trução e uma campanha de certificação junto aos reabastecedores da FAB. “O reabastecimento em voo com o novo SC-105 será um grande desafio para os tripulantes do 2º/10º GAV e FOTO:SGT PETERSON / ALA5

Os tripulantes que trouxeram o SC-105 ao Brasil percorreram, a pedido da fabricante Airbus, alguns países do continente Africano, como Argélia, Nigéria e Gana. “O intuito de realizar esse plano de voo foi para que a aeronave pudesse ser demonstrada às Forças Aéreas daqueles países que já possuem este modelo e empregam com o interesse na missão de inteligência, vigilância e reconhecimento”, comenta o piloto do SC-105, Major Aviador Tiago Taffarel. Para este ano de 2020, os tripulantes do SC-105 irão participar de capacitação teórica e prática do sistema REVO junto à Airbus, na Espanha. Em seguida, já no Brasil, haverá uma complementação da ins-

para a FAB, pois será a primeira aeronave de médio porte a realizar o procedimento no Brasil. Podendo ser abastecido pelo KC-390 e pelo C-130, o FAB 6551 passará por uma fase de

certificações e de intenso treinamento dos pilotos, para que o Esquadrão se torne efetivamente operacional no REVO”, ressalta o, Tenente-Coronel Aviador Marchiorato. Para este ano de 2020, os tripulantes do SC-105 irão participar de capacitação teórica e prática do sistema REVO junto à Airbus, na Espanha


8

Janeiro - 2020

FORMATURAS

FAB forma militares em cinco escolas Ten JOR Raquel Alves A Força Aérea Brasileira (FAB) formou, no final do ano, militares nas seguintes Escolas: Academia da Força Aérea (AFA), Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR), Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR), Escola Preparatória de Cadetes

do Ar (EPCAR) e Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Na AFA, em Pirassununga (SP), 140 novos Aspirantes a Oficial concluíram os cursos de formação de oficiais nas áreas de aviação, intendência e infantaria, após quatro anos de estudos. Já o CIAAR, 106 militares do Curso de Formação

de Oficiais Especialistas (CFOE) e do Estágio de Adaptação ao Oficialato (EAOF) concluíram o curso em Lagoa Santa (MG). Em Guaratinguetá (SP), na EEAR, 509 militares foram formados nas mais diversas especialidades do Curso de Formação de Sargentos (CFS) e do Estágio de Adaptação à Graduação de

Sargentos (EAGS). No ITA, em São José dos Campos (SP), 127 novos engenheiros irão compor as fileiras da FAB em seis especialidades. E, na EPCAR, em Barbacena (MG), 154 alunos concluíram o Curso Preparatório de Cadetes do Ar que, além das disciplinas do Ensino Médio, tem instruções nos campos militar e físico.

ITA

CIAAR Os novos oficiais, que já eram graduados da FAB, receberam a espada, símbolo do oficialato nas Forças Armadas, e prestaram o compromisso perante a Bandeira Nacional, num ato que simboliza o juramento de bem cumprir os deveres inerentes à carreira do oficial. A cerimônia foi presidida pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez. O primeiro colocado do CFOE, Segundo-Tenente Especialista em Comunicações Evandro Calixto Moreira da Cunha Simões, e o primeiro colocado do EAOF, Tenente Adriano Marco Segatto do Nascimento, receberam, respectivamente, o Prêmio de Honra ao Mérito do Ministério da Defesa. O Comandante da Aeronáutica procedeu a entrega da espada, que é o símbolo do oficialato, e a imposição da Medalha Eduardo Gomes Aplicação e Estudo, também, aos primeiros colocados.

FOTO: SD ANDERSON SOARES/ CECOMSAER

FOTO: SD WILHAN CAMPOS / CECOMSAER

O Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) formou 127 novos engenheiros, entre militares e civis, nas especialidades de Mecânica-Aeronáutica, Computação, Aeronáutica, Eletrônica, Civil-Aeronáutica e Aeroespacial. Do total, 32 se tornaram tenentes. A cerimônia foi presidida pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, que entregou ao Primeiro-Tenente Engenheiro Gabriel Adriano de Melo, do curso de Engenharia de Computação, a maior láurea do Instituto, a Summa Cum Laude.


AFA Durante a cerimônia, presidida pelo Presidente da República Jair Bolsonaro, os militares entregaram o espadim, que simboliza o fim da condição de cadete, e receberam a espada de ofi cial, que coroa a vitória dos jovens que se dedicaram a uma exigente rotina. A turma era composta por 140 cadetes, sendo 80 aviadores, 42 intendentes e 18 de infantaria. Entre os formandos, estão 23 mulheres, além de militares da República Dominicana, Togo, Honduras e Paraguai. A formação dos oficiais tem duração de quatro anos e, na conclusão do curso, tornam-se bacharéis em Administração com ênfase em Administração Pública e bacharéis na especialidade escolhida no ingresso.

9

FOTO: SD WILHAN CAMPOS / CECOMSAER

Janeiro - 2020

EPCAR

EEAR A cerimônia foi presidida pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez que, juntamente com o Comandante da Escola, Brigadeiro do Ar Valdir Eduardo Tuckumantel Codinhoto entregaram o prêmio Força Aérea Brasileira aos primeiros colocados. Durante a cerimônia, além da entrega de prêmios aos primeiros colocados do CFS e do EAGS, ocorreu a entrega das divisas de Terceiro-Sargento pelos padrinhos, apresentação do Grupo de Ordem Unida Elite Especialista, desfile militar e o tradicional “fora de forma”.

FOTO: SD ANDERSON SOARES / CECOMSAER

FOTO: SGT DOMINGOS / EPCAR

O aluno Matheus Ernesto Martins de Paula recebeu o Prêmio EPCAR das mãos do Comandante da Escola, Brigadeiro do Ar Mauro Bellintani, por ter se classificado em primeiro lugar da Turma Pastor. Dos formandos, 126 seguem a carreira militar e se apresentam este mês na AFA, onde vão iniciar o Curso de Formação de Oficiais Aviadores. Esta é a primeira vez na história da EPCAR, ao longo de seus 70 anos de criação, que alunas integram uma turma. A solenidade foi presidida pelo Comandante de Operações Aeroespaciais, Tenente-Brigadeiro do Ar José Magno Resende de Araújo e contou com a presença de diversas autoridades militares e civis.


10

Janeiro - 2020

EXERCÍCIO E MEIO AMBIENTE ECONOMIA

Vila Residencial da FAB tem reforma focada na sustentabilidade Imóveis passam a ter uma série de mudanças que garantem economias

A Prefeitura de Aeronáutica de Guaratinguetá (PAGW) proporciona aos militares da Escola de Especialistas da Aeronáutica (EEAR) e demais organizações sediadas residência sustentável na Vila Coronel Bento Ribeiro. São 21 unidades dos Próprios Nacionais Residenciais (PNR’s) construídas há mais de 50 anos e que passam por reformas a fim de se padronizarem ao conceito de desenvolvimento ambientalmente sustentável. Atualmente, 17 casas seguem o padrão de Vila Residencial Sustentável e, para 2020, outras quatro passarão por reforma. O formato das residências está alinhado com o documento produzido na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio +20). O objetivo está em promover uma gestão baseada nas três grandes dimensões do desenvolvimento sustentável, que contemplam o crescimento econômico, que garante a viabilidade no processo; a equidade social, que insere a sociedade com trabalho adequado e consciente; e, ainda, o equilíbrio ecológico, que atua na preservação do meio ambiente com ações efetivas. Vila Residencial Sustentável A partir da reforma, os imóveis passam a ter captação e reuso de água, aquecimento

solar, sensor de iluminação e direcionamento de lâmpadas, redimensionamento elétrico e reutilização de materiais de construção. Outras novidades são as caixas acopladas econômicas nas descargas, além da instalação de estações compactas de tratamento de esgoto domiciliar, dotada de reator e filtro anaeróbico, resultando em um efluente não agressivo ao meio ambiente. O Prefeito de Aeronáutica de Guaratinguetá, Tenente-Coronel Intendente Moisés Gomes da Motta, ressalta que a implantação dos critérios de sustentabilidade implica em economias significativas para os permissionários, bem como de custos para a administração pública. “Se comparar o tratamento de esgoto que foi implantado, no formato convencional o investimento é de R$ 2.420,00, com vida útil de 20 anos para manutenção, com o biodigestor, o valor é de R$ 2.200,00, com vida útil de 100 anos. A diferença chega a R$ 220,00 de economia neste item, além do esgoto sair com 85% de tratamento”, compara. Com a implantação do projeto, que contou com o apoio técnico de engenheiros da Comissão de Implantação do Sistema do Controle do Espaço Aéreo (CISCEA), a missão da Força Aérea coopera com o desenvolvimento nacional nos campos social, econômico e de pesquisa, bem como fomenta o estímulo à

indústria nacional. E, ainda se enquadra nos critérios de sustentabilidade definidos pela Organização das Nações Unidas (ONU), que consiste na racionalização do uso dos recursos naturais, através da preservação ambiental. “A reforma dos imóveis comprovou a adequabilidade, praticabilidade e aceitabilidade da implantação de uma vila sustentável sob a administração da Prefeitura de Aeronáutica

de Guaratinguetá, uma vez que está de acordo com as legislações em vigor e prevê intervenções exequíveis a custos compatíveis com obras de mesma natureza. Esse projeto visa não somente incrementar a adoção dos critérios de sustentabilidade ou fomentar a indústria nacional sustentável, mas também mostrar a responsabilidade ambiental da Força Aérea Brasileira”, ressalta.

FOTO: CAPITÃO DIEGO LADEIRA / EEAR

Asp JOR Letícia Faria

Planejamento para 2020 Para este ano, a Prefeitura de Aeronáutica de Guaratinguetá fará a reforma em mais quatro casas, finalizando assim a implantação total da Vila Residencial Sustentável para cabos e taifeiros. De acordo com o prefeito, são quatro unidades que estão em fase de planejamento com levantamento de custos e, posteriormente, encaminhamentos para licitação. “A primeira casa foi reformada em 2012, quando o projeto foi iniciado pelo então Prefeito Coronel Intendente Darly Vieira. Outras cinco foram finalizadas em

2018 e, em 2019 foram feitas 12 unidades”, salienta. O projeto desenvolvido pela PAGW é pioneiro dentro da Força Aérea Brasileira e foi apresentado com intuito de mostrar a viabilidade técnica e econômica. “No Encontro de Prefeitos de 2019, debatemos a sustentabilidade e apresentamos o projeto, que foi muito bem comentado entre os demais prefeitos e alguns já buscaram mais informações para desenvolverem e implantarem modelo semelhante ao da PAGW em suas unidades”, finaliza.


Janeiro - 2020

11

FOTO: ARQUIVO / FAYS

PIONEIRISMO

FOTO: CB SIMPLÍCIO / ALA10

Quanto custa?

Sistema de Levantamento de Custos da cadeia produtiva da Fazenda da Aeronáutica de Pirassununga é aperfeiçoado e premiado em congresso internacional Asp JOR Flávia Rocha A Secretaria de Economia, Finanças e Administração da Aeronáutica (SEFA) instituiu um Grupo de Trabalho que resultou em uma eficiente metodologia para o levantamento de custos da Fazenda da Aeronáutica de Pirassununga (FAYS), no interior de São Paulo. Em continuidade ao objetivo do estudo, iniciado em 2013, a metodologia de apuração de custos da cadeia produtiva da Unidade foi aperfeiçoada ao longo dos últimos anos, tornando-se referência na área da Contabilidade do setor público no país. O desafio de aprimorar o controle e gerenciamento de toda a cadeia produtiva da Fazenda foi conduzido pelo Diretor da FAYS, Coronel Intendente Samuel de Mattos Barroso Júnior, e pela Capi-

tão Intendente Samara Lima e Andrade, desde a conclusão do Grupo de Trabalho, que esteve ativo entre 2013 e 2014. “A ideia era possibilitar a mensuração do custo unitário dos bens gerados em cada unidade produtiva e elaborar novos demonstrativos de Prestação de Contas”, frisou o Coronel Barroso. Assim, o Tesouro Gerencial, sistema gratuito disponibilizado pela Secretaria do Tesouro Nacional, foi utilizado como um novo instrumento para a identificação dos custos do processo de produção, gerando economia de recursos para a Administração da Organização: “Com isso, hoje conhecemos os custos das nossas três atividades produtivas da Fazenda (vegetal, animal e industrial) com muito mais eficiência e economicidade”, destacou o Coronel Barroso.

Trabalho da FAYS é premiado em congresso internacional A partir da metodologia de controle de custos criada na SEFA, a Capitão Intendente Samara Lima e Andrade conquistou o 1° primeiro lugar na categoria “Relato de Experiência” no IX Prêmio Chico e-Cidadania: Qualidade de Gasto Público, por ter desenvolvido um artigo pioneiro na Fazenda da Aeronáutica de Pirassununga. A premiação ocorreu durante o IX Congresso Internacional de Contabilidade, Custos e Qualidade do Gasto no Setor Público, no dia 23 de outubro, em Natal (RN). O motivo do prêmio foi a relevância da qualidade

técnica da metodologia e da aplicabilidade na administração pública. O artigo apresentado, intitulado “Levantamento de custos na Fazenda da Aeronáutica de Pirassununga utilizando documentos do Tesouro Gerencial”, foi considerado inovador por fornecer informações detalhadas de custos para análise minuciosa de cada atividade, processo e Unidade de Produção da FAYS. “Esse reconhecimento veio a validar todos os esforços que nós temos despendido nessa área de custos lá na Fazenda”, comemorou a Capitão Samara.


12

Janeiro - 2020

MILITAR E ARTISTA

Asp JOR Flávia Rocha O Suboficial Marcelo Azevedo dos Santos, com 30 anos de experiência como Desenhista da Força Aérea Brasileira (FAB), tomou posse na Academia Brasileira de Belas Artes (ABBA) como ocupante da Cadeira Livre número 39. A Sessão Solene de Posse Acadêmica ocorreu no Clube Naval, no Rio de Janeiro (RJ), no mês de dezembro de 2019. Por votação unânime da Comissão de Avaliação, Marcelo Azeva (nome que utiliza no meio das artes) foi eleito para integrar a grade de respeitáveis artistas plásticos, músicos, arquitetos e gravadores que compõem e elevam a Cultura Brasileira. Natural do Rio de Janeiro, o artista e designer gráfico é formado em Desenho pela Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR), tendo atuado como professor de Desenho Artístico no Curso de Especialização de Soldados, no Serviço Regional de Engenharia do antigo Terceiro Comando Aéreo Regional (COMAR III), de 1994 a 1998.Ganhou dois prêmios nacionais na área de design e criação: primeiro lugar no concurso cultural para a escolha da marca dos 50 anos da Comissão de Desportos da Aeronáutica e o prêmio de primeiro lugar no concurso

cultural para a escolha da marca dos 75 anos do Hospital Central da Aeronáutica (HCA), ambos em 2017. Além dessas e outras distinções, o Suboficial Marcelo atuou como projetista, artista e curador do Salão Histórico da Ala 11 (2018-2019), tendo participado também da organização do Salão Histórico da antiga Quinta Força Aérea (2010) e, ainda, foi responsável pelo projeto gráfico do Concerto Sinfônico da Força Aérea Brasileira de 2018, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Possui trabalhos expostos no Salão Histórico de Transporte da FAB. É autor de diversos emblemas e designs artísticos utilizados pela Força. Foi justamente por seu vasto currículo que o militar, junto com outros artistas, foi aceito para a Academia Brasileira de Belas Artes. O novo acadêmico conta que aprendeu a desenhar copiando heróis de histórias em quadrinhos. Já o desejo de entrar na FAB se intensificou quando descobriu que existia um curso de desenho na EEAR. “Sempre gostei de artes, principalmente de desenhar. O desejo de entrar para a Força Aérea veio por influência do meu pai [Especialista em Aviões na Aeronáutica]. Depois disso, tornar-me um desenhista da FAB passou a ser meu sonho”, revela.

FOTO: ARQUIVO PESSOAL

Suboficial do Rio de Janeiro tem cadeira na Academia Brasileira de Belas Artes

Biografia Aos 16 anos, Marcelo Azevedo dos Santos foi aprovado no Concurso para a EEAR. Segundo o agora Suboficial, era tudo que ele queria: uma imersão total na instrução militar e na prazerosa atividade de aprimorar as técnicas de desenho. “Não conheço um curso de desenho tão imersivo e de tanta qualidade. Lá aprendi desenho topográfico, desenho mecânico, desenho básico, desenho de letras, desenho arquitetônico, desenho à mão livre, desenho geométrico, desenho de instalações, desenho à nanquim, pintura em tela, entre outros”, narra.

Prova de fogo

Antes de ser selecionado para cursar a especialidade de desenho, ainda havia uma prova de fogo. Dos cerca dos 550 candidatos aprovados, apenas nove seriam escolhidos para serem os futuros Desenhistas da Aeronáutica. Todos os candidatos foram submetidos a rigorosos testes de aptidão para todas as especialidades disponíveis. “O teste de desenho foi no rancho [refeitório]. Para a minha completa felicidade, após todos os testes de aptidão, consegui ser um dos que iriam ocupar uma das nove cobiçadas vagas do curso de desenho”, lembra. Após terminar o curso, o Graduado foi lotado na antiga Base Aérea de Belém, hoje Ala 9, no Pará. Após alguns anos, foi transferido para o Serviço Regional de Engenharia no Rio de Janeiro, no antigo COMAR III. Nessa Unidade, também deu aula de Desenho à mão livre. Na mesma época, a tecnologia o obrigou a migrar dos desenhos à nanquim para desenhos feitos no computador (no software AutoCAD). Depois de 10 anos, foi transferido para a antiga Quinta Força Aérea. Atualmente, trabalha na Ala 11, no Rio de Janeiro.


Janeiro - 2020

13

DICAS

FAB orienta militares sobre o período de férias Recomendações do COMGEP tratam sobre a conduta e a segurança dos integrantes da Força em seus períodos de descanso Ten JOR Jonathan Jayme O restabelecimento das forças físicas e psíquicas do militar exige que ele tenha um tempo dedicado ao descanso. Proporcionar o período de férias é uma medida de saúde e até mesmo de segurança ocupacional. Para que o intervalo ocorra com tranquilidade e segurança, o Comandante-Geral do Pessoal, Tenente-Brigadeiro Luis Roberto do Carmo Lourenço, por meio de sua assessoria de gestão faz as seguintes recomendações: “As férias são um momento de lazer, mas nunca podemos nos esquecer de que representamos uma Instituição com elevados valores éticos e morais”, pontua o Chefe da Assessoria de Gestão do COMGEP, Brigadeiro Roverson William Milker Figueiredo. Portanto, segundo o Oficial-General, deverão os militares se portarem sempre de acordo com os preceitos regimentais, respeitando as leis vigentes e comportando-se adequadamente conforme as normas sociais. Antes de se ausentar do setor, o militar deve certificar-se de que haverá alguém responsável para solucionar imprevistos e supervisionar as tarefas

pendentes. Por isso, é importante deixar tudo programado. “O militar que está entrando de férias deve se certificar de que prazos, reuniões e outras demandas estejam devidamente agendados para serem cumpridos na ausência dele”, diz o Brigadeiro Milker. Cuidados No seu período de descanso, o militar deve sempre priorizar a segurança, fazendo sua parte para evitar situações de risco. No entanto, o COMGEP orienta que, em caso de acidente ou demais intercorrências, a Organização em que o militar serve deve ser informada do fato rapidamente para que as providências sejam tomadas. Antes de viajar, deve-se tomar cuidados básicos com a residência e, se for o caso, com o carro para evitar dissabores. Por fim, o COMGEP recomenda deixar os contatos com pessoas de confiança que possam informar situações de urgência. Além disso, é aconselhável pedir a um vizinho ou parente para visitar periodicamente a casa, com o objetivo de mostrar presença de pessoas dentro da residência. “Por fim, ao adotar es-

sas orientações preventivas de segurança, certamente o militar irá garantir um período de férias mais agradável e sem dissabo-

res. Dessa forma, retomará o serviço, renovado e apto para enfrentar os desafios que 2020 nos trará”, conclui o Brigadeiro Milker.

Confira algumas orientações do COMGEP: - Lembre-se de que, sempre, o militar deve seguir a legislação a qual está vinculado e respeitar os valores da Instituição; - Antes de se ausentar, certifique-se de que suas atribuições serão cumpridas por outro militar. Deixe tudo organizado e planejado; - Priorize a segurança: evite situações que coloquem você ou sua família em risco; - Em caso de acidentes ou demais intercorrências, além de acionar as autoridades responsáveis, comunique imediatamente a Organização Militar a qual está vinculado; - Tome os cuidados com sua casa, com seu carro, avise aos parentes para onde está viajando.


14

Dezembro - 2019

SEMINÁRIO

FAB debate Governança e Gestão de Riscos no setor público Evento contou com palestras de representantes das Forças Armadas, Ministérios e instituições de fiscalização e controle

O Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER), em conjunto com o Centro de Controle Interno da Aeronáutica (CENCIAR), realizou o “Seminário sobre Governança e Gestão de Riscos no âmbito da Administração Pública Federal e no Comando da Aeronáutica”. O evento reuniu representantes das Forças Armadas, do Ministério da Defesa, do Tribunal de Contas da União (TCU), da Controladoria-Geral da União (CGU), além de outras instituições públicas e privadas. O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, destacou que o objetivo do evento foi compartilhar experiências. “A FAB tem buscado o fortalecimento de sua governança institucional por meio do aperfeiçoamento de ferramentas de direcionamento, monitoramento e avaliação, tais como os indicadores estratégicos, a gestão de risco e o programa de integridade”, pontuou. O Ministro do TCU, João Augusto Ribeiro Nardes, palestrou no seminário e enfatizou a importância das ferramentas da chamada “boa governança”, com boas práticas de liderança, estratégia

e controle. “É preciso criar espaços para a boa governança e saber usar as ferramentas da área”, defendeu. “O seminário permitiu, principalmente, que fosse apresentada para a Administração Pública Federal a atuação do Comando da Aeronáutica no âmbito dos temas em questão”, explicou o Chefe do CENCIAR, Major-Brigadeiro Intendente Marcos Aurélio Pereira Silva. O evento também contou com a participação de oficiais que atuam no dia a dia do controle dos gastos públicos. “Atualmente, a governança é protagonista na administração e a gestão de risco também está no centro dos debates”, pontuou a Adjunta da Assessoria de Governança do Comando de Preparo (COMPREP), Major Intendente Susan Kelly. Governança na FAB De acordo com o Chefe da Segunda Seção da Sétima Subchefia do EMAER, Coronel Aviador Eduardo de Carvalho Guimarães, palestrante do evento, a Força Aérea Brasileira (FAB) criouuma nova sistemática de supervisão da gestão denominada Acompanhamento Institucional, que deu ênfase à utilização dos sistemas de Tecnologia de Informação,

ao lado da inspeção presencial. Desde 4 de outubro de 2019, a FAB deu um passo decisivo para a instituciona-

lização e fortalecimento da governança, com a criação do CGov-FAB – Comitê de Governança da FAB.

FOTOS: SD THALLYS AMORIM / CECOMSAER

Asp JOR Flávia Rocha

Ministro do TCU, João Augusto Ribeiro Nardes foi o palestrante do seminário

O Comandante destacou que o objetivo foi campartilhar experiências


Dezembro - 2019

ENTRETENIMENTO

CAÇA PALAVRAS Já está em solo brasileiro o VETOR da FAB – SC-105 AMAZONAS SAR (do inglês, Search And Rescue), FAB 6551, fabricado pela Airbus. Essa é a segunda aeronave do Projeto CLX-2, e a primeira a ser entregue com o Sistema de REABASTECIMENTO em voo (REVO), o que permitirá o procedimento no ar, ampliando a CAPACIDADE OPERACIONAL. O avião foi INCORPORADO ao 2º/10º Grupo de Aviação, ESQUADRÃO PELICANO, sediado na Ala 5 em CAMPO GRANDE (MS).

RESPOSTA DA EDIÇÃO DE DEZEMBRO

15



Issuu converts static files into: digital portfolios, online yearbooks, online catalogs, digital photo albums and more. Sign up and create your flipbook.