__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

www.fab.mil.br I Ano XLIV I Nยบ 08 I Agosto, 2020


2

Agosto - 2020

CARTA AO LEITOR

O DINAMISMO DA FAB E A DIVULGAÇÃO DAS INFORMAÇÕES A versatilidade de atuação da Força Aérea Brasileira (FAB) nos desafia constantemente a levar um grande número de informações em pouco tempo. O Notaer de agosto traz apenas uma amostra do quanto a Instituição pode auxiliar o País nas mais diversas áreas do desenvolvimento. Relatamos o trabalho da Intendência da Aeronáutica no mês em que esse quadro celebra sua data comemorativa. Por meio de seus militares, a FAB tem cumprido missões de apoio logístico e administrativo, por exemplo, montando estruturas que abrigam os atendimentos na área da saúde, como os hospitais de campanha; além da distribuição de refeições a caminhoneiros; entre outras atividades. Da logística para a área operacional, abordamos a inauguração da nova sede do Centro de Operações Espaciais (COPE), em Brasília (DF). O leitor poderá conhecer a estru-

tura, subordinada ao Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), que opera e monitora satélites geoestacionários e de baixa órbita. Quanto ao reforço na estruturação da Força Aérea, trazemos uma matéria sobre o recebimento de mais uma unidade do multimissão KC-390 Millennium. A reportagem fala sobre a incorporação do FAB 2855 e os procedimentos de recebimento da aeronave. O Notaer também estampa uma matéria sobre a mobilização da Comissão de Aeroportos da Região Amazônica (COMARA) para executar as obras de reconstrução do Aeroporto Regional de Coari, no Amazonas, que pretende ampliar a integração e o desenvolvimento da Região Norte. Em julho, a FAB realizou resgates de enfermos em navios na costa brasileira. E a nobre missão de salvar vidas mais uma vez é enfatizada nas nossas páginas. Dessa vez, as

missões foram realizadas por tripulações do 1º/8º GAV e do 5º/8º GAV. Esta edição destaca, ainda, a promoção do Major-Brigadeiro Intendente Mauro Fernando Costa Marra. O leitor poderá conhecer os principias cargos, cursos e condecorações do Oficial-General promovido. Homenageamos, ainda uma figura tão importante em nossas vidas, representada em nossas páginas por homens que ocupam com orgulho e compromisso as fileiras da Força Aérea: os pais. Caro leitor, com o Notaer de agosto reforçamos nosso compromisso de elevar, por meio da comunicação, a atuação da FAB nas mais diversas áreas do Controle, da Defesa e da Integração. Bem-vindo a bordo e boa leitura!

Brigadeiro do Ar Paulo César Andari Chefe do CECOMSAER

MÍDIAS SOCIAIS

REGRAS DE BOA CONDUTA NAS MÍDIAS SOCIAIS

/aeronauticaoficial

@fab_oficial

O j o r n a l N OTA E R é u m a publicação mensal do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (CECOMSAER) voltado ao público interno. Chefe do CECOMSAER: Brigadeiro do Ar Paulo César Andari Vice-Chefe do CECOMSAER: Coronel Aviador Ricardo Feijó Pinheiro Chefe da Divisão de Comunicação Integrada: Tenente-Coronel Aviador Denys Martins de Oliveira Chefe da Subdivisão de Produção e Divulgação: Tenente-Coronel Aviador Claudio Mariano Rodrigues Santana Editores: Tenente Jornalista Cristiane dos Santos (MTB 35288/SP) Tenente Jornalista Flávia Rocha (MTB 1354/PI) Colaboradores: Textos enviados ao CECOMSAER via SISCOMSAE Diagramação: Sargento SDE Pollyana Dias e Sargento SDE Polyana Rithielly Capa e Artes: Subdivisão de Publicidade e Propaganda Estão autorizadas transcrições integrais ou parciais das matérias, desde que mencionada a fonte. Endereço: Esplanada dos Ministérios Bloco “M” 7º andar CEP: 70045-900 Brasília/DF

Evite se envolver em assuntos polêmicos. Não publique, compartilhe, comente ou curta postagens polêmicas que possam fomentar desordem social ou ainda gerar comentários ofensivos à FAB ou a outras instituições. De acordo com item 73 do art. 10 do Regulamento Disciplinar da Aeronáutica (RDAER) , não é permitido ao militar do COMAER externar-se publicamente a respeito de assuntos políticos. E lembre-se: não solicite votos ou se posicione a favor ou contra um partido, candidato ou causa. Suas postagens podem gerar comentários. Respeite as opiniões divergentes. Trate todos com respeito. Se os comentários forem ofensivos, não os responda. Lembre-se de que as pessoas não enxergam você, e sim a Força Aérea Brasileira. @portalfab

Expediente

/portalfab

/portalfab

Impressão e Acabamento: Marina Artes Gráficas e Editora


Agosto - 2020

3

PALAVRAS DO COMANDANTE

FAZENDO HISTÓRIA Em 2020, a Força Aérea Brasileira dá passos importantes em diversas áreas. Superamos adversidades desafiadoras e seguimos nosso voo rumo ao futuro em busca do cumprimento da missão de manter a soberania do espaço aéreo e integrar o território nacional, com vistas à defesa da Pátria. Para tanto, a FAB recebeu a terceira aeronave multimissão KC-390 Millennium, o FAB 2855. É mais um exemplar do vetor que se torna a espinha dorsal da nossa Aviação de Transporte – mais do que isso, é a materialização de um projeto estratégico do Brasil, feito para o Brasil. Outro marco importante alcançado neste período foi a inauguração das instalações

do Centro de Operações Espaciais (COPE), em parceria com a Telebras, subordinado ao Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE). Fruto da linha diretiva do Programa Estratégico de Sistemas Espaciais (PESE), o COPE é responsável por operar e monitorar o Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC). Acima das nossas aeronaves, também estamos presentes para assegurar a soberania nacional na área espacial. Tais conquistas também se devem a militares da nossa Força que, em agosto, são homenageados. A Intendência da Aeronáutica é transversal a praticamente todas as áreas de atuação da FAB, trabalhando

de forma multidisciplinar e abrangendo atividades relacionadas com as áreas de Gestão de Apoio Administrativo, Gestão de Aquisições Específicas, Gestão de Moradia Funcional, previsão e provisão do Apoio Logístico ao Homem e ao Combate; entre muitas outras ações. Para que materializasse o recebimento de mais um KC-390 ou a sede do COPE, intendentes agiram em atividades relacionadas ao processo de aquisição, geriram contratos de desenvolvimento e de provimento de infraestrutura operacional, entre outras. E seguirão empenhados na administração da manutenção das aeronaves, instalações e, acima de tudo, na vida profissional e pessoal daqueles que voam ou

que fazem voar. Por este 23 de agosto, os meus cumprimentos aos integrantes da Intendência da Aeronáutica. Mais um capítulo importante é a promoção dos nossos Oficiais-Generais. Assim, parabenizamos o Major-Brigadeiro Intendente Mauro Fernando Costa Marra, Oficial-General recém promovido na nossa Força Aérea. E, também no mês de agosto, aproveito para reverenciar os pais. Reforço o meu desejo a todos que receberam a nobre missão da paternidade: prossigam com a responsabilidade de serem fontes de inspiração aos seus filhos. Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez Comandante da Aeronáutica


4

Agosto - 2020

INFRAESTRUTURA

FAB INICIA RECUPERAÇÃO E AMPLIAÇÃO DE AEROPORTO NA REGIÃO AMAZÔNICA COMARA É RESPONSÁVEL PELA OBRA EM COARI E EM OUTRAS DEZ LOCALIDADES

Ten JOR Letícia Faria

FOTO: TENENTE ARICLES/COMARA

Projetar, construir e recuperar aeroportos em regiões inóspitas e de difícil acesso

na Amazônia Legal. Esta é a missão da Comissão de Aeroportos da Região Amazônica (COMARA), da Força Aérea Brasileira (FAB). Atualmente,

11 obras estão sob a coordenação da Comissão: quatro planejadas para 2021, três para iniciarem neste semestre e quatro em andamento, como a recuperação e ampliação do Aeroporto Municipal Cirino Aires da Silva, em Coari (AM). A mobilização já empregou a utilização de uma balsa, que percorreu cerca de 400 km pelo Rio Amazonas, quando saiu de Manaus no dia 24 de junho, chegando a Coari em 1º de julho, para o descarregamento de 450 toneladas em equipamentos, caminhões e insumos para a

primeira etapa das obras. O aeroporto será adequado à operação de jatos comerciais de médio porte, como Embraer 190 E2 e A319, além de turbo-hélices como ATR42 e ATR72. O Vice-Presidente da COMARA, Coronel Aviador Steven Meier, ressalta a importância de iniciar mais uma obra no coração da Amazônia. “Recuperar e ampliar toda infraestrutura aeroportuária existente, levando progresso e desenvolvimento às cidades do interior, é algo que nos motiva e enche de orgulho”, salienta.

OBRAS NO AEROPORTO DE COARI O projeto prevê a reconstrução da pista de pouso e decolagem com dimensões de 1.600x45 metros (considerando acostamentos de 7,5 metros para ambos os lados), taxiway de 156x16 metros e, ainda, pátio de aeronaves com 115x77 metros. Haverá implantação de áreas de segurança nas cabeceiras da pista e regularização das faixas de pista e drenagem, bem como adoção de concreto em substituição

ao asfalto, solução considerada duradoura e que demanda menor manutenção. Contempla, ainda, construção do novo terminal de passageiros, com cerca de 870m². A previsão é que a obra seja concluída em 2023, considerando as etapas de infraestrutura, edificações e as dificuldades logísticas da região Amazônica. A viabilização da obra ocorre pela parceria entre a Secretaria de Aviação Civil do Ministério

da Infraestrutura (MINFRA) e o Comando da Aeronáutica

(COMAER), por meio da elaboração de estudos e projetos.

COMARA A criação da Comissão surgiu pelo espírito visionário do Brigadeiro Eduardo Gomes, ao compreender a necessidade de integrar a Amazônia às demais regiões do Brasil, por meio do Correio Aéreo Nacional (CAN).

Hoje, a COMARA – subordinada ao Comando-Geral de Apoio (COMGAP) – tem sua sede em Belém (PA) e conta com a atuação de 470 pessoas (Oficiais, Graduados, Praças e Civis), entre elas engenheiros de infraestrutura, engenheiros

civis, arquitetos, mecânicos, agrimensores, eletricistas, administradores, além de operadores de equipamentos, marinheiros e topógrafos. Entre as obras da COMARA, além da reconstrução do Aeroporto de Coari (AM), estão em

andamento, Estirão do Equador (AM);Iauaretê (AM) e Oriximiná (PA); em vias de iniciar, Oiapoque (AP); Alcântara (MA) e Natal (RN); e para 2021, Breves (PA), Matupá (MT), Eirunepé (AM) e São Gabriel da Cachoeira (AM).


Agosto - 2020

Natural do Rio de Janeiro (RJ). Praça de 05/03/1979, declarado Aspirante em 12/12/1986.

Principais cargos: Prefeito de Aeronáutica de Santa Cruz; Diretor da Pagadoria de Inativos e Pensionistas da Aeronáutica (PIPAR); Vice-Diretor de Tecnologia da Informação; Assessor de Gestão Orçamentária da Diretoria de Saúde da Aeronáutica (DIRSA); Subdiretor de Encargos Especiais da Diretoria de Intendência (DIRINT); Subdiretor de Inativos e Pensionistas da Diretoria de Administração do Pessoal (DIRAP); Subdiretor de Abastecimento da Diretoria de Administração (DIRAD); Chefe do Departamento de Gestão de Ensino do Comando de Defesa Cibernética (COMDCIBER – EB); e Comandante do Centro de Aquisições Específicas (CAE).

5

Principais Cursos: Possui todos os cursos de carreira; Análise de Sistemas (PUC-RJ); MBA em Política e Estratégica Aeroespacial (IBMEC); e MBA em Gestão Administrativa (UFF). Principais condecorações: Medalha da Vitória; Ordem do Mérito Aeronáutico – Grau Oficial; Medalha Mérito Santos-Dumont; Medalha de Ouro com Passador de Platina; Medalha Eduardo Gomes Aplicação e Estudo; Ordem do Mérito Militar – Grau Comendador; Medalha Mérito Tamandaré; Medalha Santos-Dumont do Estado de Minas Gerais; Medalha Mérito CABANGU; e Menção Destaque Operacional Platina – COMGAP. Cargo Designado: Diretor de Administração da Aeronáutica


6

Agosto - 2020

ESPAÇO

CENTRO DE OPERAÇÕES ESPACIAIS INAUGURA NOVAS ESTRUTURAS COPE OPERA E MONITORA O SATÉLITE GEOESTACIONÁRIO DE DEFESA E COMUNICAÇÕES ESTRATÉGICAS (SGDC), QUE POSSIBILITA ACESSO À CONEXÃO DE BANDA LARGA EM TODO O PAÍS Ten JOR Cristiane dos Santos O Centro de Operações Espaciais (COPE), situado em Brasília (DF), conta com novas estruturas. Como parte do Programa Estratégico de Sistemas Espaciais (PESE) e subordinado ao Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), o novo espaço

representa um marco estratégico em prol da soberania nacional da área espacial. O COPE, em parceria com a Telebras, opera e monitora o Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), cujo uso é dual, ou seja, civil e militar. De um lado, utilizando a banda K,

possibilita acesso à conexão de banda larga em todos os locais do País. E, a partir da banda X, é possível tramitar com segurança informações afetas às áreas de defesa e governamental. De acordo com o Chefe do COPE, Brigadeiro Engenheiro Luciano Valentim Rechiuti, além do SGDC, o Centro tem

condições de monitorar todos os outros satélites que deverão ser lançados decorrentes do PESE. “Hoje, o Centro já funciona de forma integral, 24 horas por dia, operado por militares da Marinha do Brasil, do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira, além de profissionais da Telebras”, afirmou o Oficial-General.


Agosto - 2020

7

SGDC que serão beneficiados com o projeto são: Forças Militares de Defesa, Segurança Nacional e os Programas do Governo Federal, atendendo a projetos da educação e serviços de cidadania. O SGDC provê comunicações seguras em todo o território nacional, alcançando, por exemplo, navios

da Marinha, tropas do Exército e aeronaves da FAB, nos mais inóspitos locais do Brasil. Essa capacidade permite o enlace de comunicação por voz ou dados (internet ou intranet) de alto desempenho, possibilitando o Comando e Controle de unidades isoladas ou deslocadas.

FOTO: SOLDADO A.SOARES / CECOMSAER

FOTO: SOLDADO THALLYS AMORIM / CECOMSAER

Em maio de 2017, o SGDC foi lançado e iniciou uma nova era para a comunicação militar e civil no Brasil. O País passou a dispor de um programa capaz de fornecer conexão de Internet banda larga de alta velocidade em 100% da extensão territorial brasileira. Os principais setores

FOTO: SARGENTO BIANCA VIOL / CECOMSAER

Inauguração do COPE Existem dois Centros de Operações Espaciais redundantes, sendo o principal localizado em Brasília (COPE) e outro no Rio de Janeiro (COPE-S), que funciona como centro secundário desde dezembro de 2019. A cerimônia de inauguração do COPE ocorreu no dia 23 de junho e contou com a participação do Presidente da República, Jair Bolsonaro, que presidiu a solenidade;

do Vice-Presidente da República, Antonio Hamilton Martins Mourão; e do Ministro de Estado da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, que foram recebidos pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez. A c e r i m ô n i a foi prestigiada, ainda, por Ministros de Estado, além de autoridades civis e militares.


8

Agosto - 2020

INTENDÊNCIA

O APOIO DA INTENDÊNCIA NA OPERAÇÃO COVID-19 MONTAGEM DE HOSPITAL DE CAMPANHA E ESTRUTURA PARA PRODUÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DE REFEIÇÕES SÃO ALGUMAS DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS Ten JOR João Elias Além do transporte aéreo de pessoal e de materiais por todo o País, a Força Aérea Brasileira (FAB) atua na Operação COVID-19 também por meio da Intendência da Aeronáutica, que presta apoio logístico e administrativo nas ações desenvolvidas nesse período de pandemia. Entre algumas das atividades estão

a montagem de Hospitais de Campanha (HCAMP) e o apoio de alimentação a caminhoneiros, com o emprego de profissionais de diversas Organizações Militares. Hospitais de Campanha foram montados por militares da Intendência da FAB nas cidades de Natal (RN), Belém (PA) e Manaus (AM). Outras ações de logística de campanha ocorreram no Rio

de Janeiro (RJ), em apoio ao Hospital de Força Aérea do Galeão (HFAG), para preparação de uma área de triagem de pacientes com suspeita de infecção pelo novo Coronavírus; e no Centro de Medicina Aeroespacial (CEMAL), onde foram realizados os exames médicos dos novos profissionais de saúde mobilizados pelo Comando da Aeronáutica (COMAER).

Entrega de mais de 50 mil refeições a caminhoneiros Próximo ao Porto de Santos, em São Paulo, o Grupamento de Apoio Logístico de Campanha (GALC) montou uma estrutura para produção e distribuição de refeições a caminhoneiros que trafegam pela rodovia SP-055. Os equipamentos foram transportados do Rio de Janeiro (RJ) para a Base Aérea de Santos (BAST), na


FOTOS: SOLDADO A. SOARES / CECOMSAER

Agosto - 2020

cidade de Guarujá (SP). De acordo com o Comandante da BAST, Tenente-Coronel Aviador Francisco José Formaggio, o local foi escolhido por conta da proximidade de conexão com o Porto, que é considerado o maior do Brasil. “A maioria dos caminhões que trafegam naquela região faz parte da logística portuária, e muitos caminhoneiros encontram dificuldades em conseguir alimentos, já que alguns pontos estão com atendimento fechado ou bastante restrito”, ressaltou. Além do GALC, participam da ação os Grupamentos de Apoio dos Afonsos (GAP-AF) e de São Paulo (GAP-SP), organizações subordinadas à Secretaria de Economia, Finanças e Administração da Aeronáutica (SEFA).

DIA DA INTENDÊNCIA Em alusão ao dia 23 de agosto de 1945, data de criação do Serviço de Intendência da Aeronáutica, pela Portaria nº 909/ GM3, de 6 de agosto de 1979, foi instituído o dia 23 de Agosto como Dia da Intendência. A Intendência da Aeronáutica completa 75 anos em 2020. Ao longo desse tempo, progrediu acompanhando a evolução da FAB, estando cada vez mais apta a enfrentar os desafios que surgem a cada dia. Além disso, atua numa

área multidisciplinar, que abrange atividades relacionadas com as áreas de Gestão de Apoio Administrativo, Gestão de Aquisições Específicas, Gestão de Moradia Funcional, previsão e provisão do Apoio Logístico ao Homem e ao Combate; entre muitas outras ações. No cumprimento da missão da FAB, a Intendência desempenha o importante papel de colaborar para a manutenção das tropas prontas para o combate.

9


10

Agosto - 2020

OPERACIONAL

TERCEIRO KC-390 MILLENNIUM: A CAPACITAÇÃO DA TRIPULAÇÃO E OS PROCEDIMENTOS DE ENSAIO EM VOO AS AÇÕES DE RECEBIMENTO FORAM EXECUTADAS POR ESPECIALISTAS DE DIVERSAS ORGANIZAÇÕES MILITARES Ten JOR Flávia Rocha

A mais nova unidade do multimissão KC-390 Millennium foi incorporada à frota da Força Aérea Brasileira (FAB) no dia 27 de junho. Antes disso, foi imprescindível a execução do processo de recebimento da aeronave, que envolveu a capacitação da tripulação e os Ensaios em Voo. Esses e outros procedimentos de recebimento foram realizados por profissionais de

várias Organizações Militares. O Comando de Preparo (COMPREP) foi o responsável pelo desenvolvimento da doutrina utilizada no preparo operacional da tripulação. Segundo o Comandante do Primeiro Grupo de Transporte de Tropa (1º GTT), Tenente-Coronel Aviador Luiz Fernando Rezende Ferraz, o COMPREP atuou na visão macro da supervisão. “Por exemplo, avaliou se o treinamento contratado estava adequado ao que o Comando considera

ideal para os novos tripulantes”, explicou. Ainda de acordo com o Comandante do 1º GTT, a incorporação do terceiro KC-390 representa tanto um incremento na operacionalidade da FAB como possibilita a aceleração do processo de formação de tripulantes. Para a capacitação, foi realizado um Ground School (curso teórico da aeronave); um Extended Basic Flight Training (EBFT), em que os pilotos realizam o treinamento de

voo básico na aeronave; e o Aero Logistic Supervision Training (ALST), realizando missões em aproveitamento logístico, onde operaram em diversas localidades e transportaram diferentes tipos de cargas, muitas delas em apoio à Operação COVID-19. Nestas fases do treinamento, os pilotos do 1° GTT voaram com instrutores da Embraer e com a supervisão do COMPREP.


Agosto - 2020

11

FOTOS: SARGENTO ROMULO / ALA2

ENSAIOS EM VOO O Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo (IPEV), subordinado ao Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), foi o encarregado pelo planejamento e execução dos voos do KC-390, na fase de recebimento, assim como a análise e reporte dos resultados encontrados nos cheques funcionais, garantindo a entrega da aeronave em condições seguras de operação. De extrema importância, o voo de recebimento foi realizado no mesmo padrão que qualquer voo de ensaio segue, prezando pelo rigor técnico, segurança e cumprimento da missão. “No caso específico do recebimento

dessa aeronave de série, foi seguido o cartão de voo, desenvolvido em conjunto pelo IPEV e pela Embraer, apresentando mais de 200 itens de ação e conferência para a equipagem de ensaio”, explicou o Tenente Engenheiro Rafael Macêdo Trindade. Os voos seguem uma extensa gama de verificações a fim de assegurar que a aeronave estava em condições adequadas para ser recebida. Entre os cheques estão a verificação da funcionalidade de todos os sistemas aviônicos, corte e reacendimento dos motores, pouso com máxima frenagem e manobras para verificar os modos normais e de emergência do sistema

FBW (Fly-by-wire, que é um mecanismo de comando de voos das aeronaves), que inclui curvas com até 70° de inclinação para verificação dos modos de recuperação de atitudes anormais e voos em alto ângulo de ataque para verificação das proteções existentes. Assim, no voo de recebimento são realizadas verificações que nem sempre são usuais na operação normal da aeronave. Desse modo, o uso das técnicas de ensaio em voo e metodologia na análise dos resultados em conjunto com o fabricante permitem assegurar que a aeronave está em plenas condições de ser recebida.

KC-390 MILLENNIUM FOI RECEBIDO POR EQUIPE DE ESPECIALISTAS EM DIVERSAS ÁREAS O FAB 2855, aeronave KC-390 Millennium fabricada pela Embraer, foi recebido por equipe de especialistas de diversas áreas. Além do COMPREP e do IPEV, participaram diretamente do processo de recebimento da aeronave, militares da Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC), do Grupo de Acompanhamento e Controle – Programa Aeronave de Combate (GAC-PAC), do Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI), da Diretoria de Material Aeronáutico e Bélico (DIRMAB), do Parque de Material Aeronáutico do Galeão (PAMA-GL) e do Grupo de Logística (GLOG) da Ala 2 – Base Aérea de Anápolis (GO).


12

Agosto - 2020

FOTO: SARGENTO MARCELLA / ALA10

RESGATES

FAB REALIZA RESGATES DE ENFERMOS EM NAVIOS NA COSTA BRASILEIRA MISSÕES FORAM REALIZADAS POR TRIPULAÇÕES DO 1º/8º GAV (ESQUADRÃO FALCÃO) E DO 5º/8º GAV (ESQUADRÃO PANTERA) Ten JOR Flávia Rocha O Esquadrão Falcão (1º/8º GAV), sediado na Ala 10 – Base Aérea de Natal (RN), e o Esquadrão Pantera (5º/8º GAV),

sediado na Ala 4 – Base Aérea de Santa Maria (RS) – , realizaram, durante o mês de julho, dois resgates de enfermos que estavam em navios na costa brasileira. O Comando

de Operações Aeroespaciais (COMAE), responsável pela coordenação das missões, acionou os Esquadrões após o contato do Centro de Coordenação de Salvamen-

to Aéreo (SALVAERO). No dia 10 de julho, o Esquadrão Falcão resgatou um Oficial da Marinha M e r c a n t e q u e e s t a va a bordo do navio Hercules Leader, oriundo do Japão, localizado a cerca de 240 km da costa brasileira, na direção da cidade de Natal (RN). A aeronave H-36 Caracal decolou da Ala 10, voou até a posição do navio para o resgate, e, posteriormente, transportou o paciente para receber atendimento médico especializado. Toda a operação durou aproximadamente duas horas. De acordo com o Comandante do 1º/8º GAV, Tentente-Coronel Aviador Délcio Claudio Santarém Junior, a rapidez no cumprimento da missão foi essencial. “Nós existimos ‘para que outros possam viver ’. Estamos aqui de prontidão 24 horas por dia. E, quanto melhor for a pronta-resposta, maior é a chance do sobrevivente”, ressaltou.

No dia 4 de julho, o Esquadrão Pantera resgatou um homem que estava a bordo de outro navio estrangeiro, e com sintomas de malária. A embarcação, oriunda do Panamá, estava a cerca de 100 km, no litoral do Rio Grande do Sul (RS). A aeronave H-60L Black Hawk decolou de Santa Maria

(RS) para a Ala 3 – Base Aérea de Canoas (RS), onde realizou pouso para embarque da equipe médica que integrou a tripulação e, em seguida, voou até a posição do navio para realizar o resgate. Toda a operação durou, aproximadamente, cinco horas. O Comandante do Esquadrão Pantera, Tenente-Coronel

Aviador Fernando Fernandes de Castro, comenta que o resgate reforça o sucesso do Sistema de Busca e Salvamento da FAB. “Esta missão demonstra todo o preparo e a competência no emprego dos Meios de Força Aérea. É motivo de satisfação pessoal e profissional para todo Esquadrão Pantera”, destacou.

FOTO: TENENTE WERLANG / HACO

ESQUADRÃO PANTERA RESGATA PACIENTE NO RIO GRANDE DO SUL


Agosto - 2020

13

ENSINO Criação

TURMA DO FABINHO: 10 ANOS DE DIVERSÃO E EDUCAÇÃO PERSONAGENS CRIADOS PELA FAB AUXILIAM NO PROCESSO PEDAGÓGICO E LEVAM INFORMAÇÃO AO PÚBLICO INFANTO-JUVENIL

Divertir e educar por meio de histórias contadas em uma linguagem lúdica e carregadas de informações essenciais para o desenvolvimento das crianças. Assim, a Turma do Fabinho, uma criação do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (CECOMSAER), tem auxiliado o público infantil no aprendizado e colaborado para o sucesso de campanhas da Força A é r e a B r a s i l e i r a ( FA B ) para a conscientização da sociedade sobre os mais diversos temas. Uma das recentes ações do personagem, “Juntos contra o Coronavírus”, foi voltada para as medidas

de prevenção contra a COVID-19. Vídeos, posts para as redes sociais, stickers para celulares e cartazes informativos foram elaborados para a campanha. O conteúdo, baseado nas recomendações do Ministério da Saúde, foi utilizado nas mais diversas Organizações Militares da FAB e, também, por outras instituições de ensino. Foi o caso da Escola Francisco Pinto de Mesquita, localizada no bairro Tancredo Neves, na cidade de Umirim (CE). Os alunos do segundo ano receberam aulas tendo como apoio os materiais da campanha “Juntos contra o Coronavírus”, além de revistas em quadrinhos, desenvolvidos para a Turma do Fabinho. A ideia partiu da profes-

sora Arioneide Ribeiro da Costa, que educa crianças com idades entre sete e oito anos. “Nada melhor que a revista Turma do Fabinho, que fala sobre disciplina, comprometimento, profissionalismo, patriotismo, integridade, sonhos e superação. Eu como professora me sinto na obrigação de repassar esses valores”, acrescenta a professora.

FOTO : CECOMSAER

Ten JOR Jonathan Jayme

A revista em quadrinhos da Turma do Fabinho foi criada em 2010, por meio de um complexo processo de desenvolvimento, quando a FAB identificou a necessidade de criar formas de se comunicar com o público infantil. De acordo com o Tenente Publicitário Wander Marcel Barros Chaves, os personagens buscam sempre contar mais que uma história. “O enredo tem o contexto educativo, que ajuda a conhecer mais sobre a FAB e, principalmente, do seu envolvimento junto à sociedade”, completa. A revista saiu do papel e ganhou outros ares, com novos produtos em formato de vídeo, musical, audiobook, jogo de memória e desenhos para colorir. Acesse aqui todo o conteúdo da Turma do Fabinho.

http://fab.mil.br/fabinho


14

Agosto - 2020

FOTOS: ARQUIVO PESSOAL

DIA DOS PAIS

PAIS MILITARES QUE ATUAM NA LINHA DE FRENTE DO COMBATE À COVID-19 MESMO COM O ISOLAMENTO SOCIAL, O IMPORTANTE É REFORÇAR LAÇOS DE AFETO E CRIAR MANEIRAS DE SE FAZER PRESENTE Ten REP Adauto Fraga Uma data especial que não pode passar em branco, o Dia dos Pais ganha novos significados em tempo de Coronavírus. Entretanto, o fundamental é perceber que o afastamento social não é o mesmo que isolamento emocional. Sentimentos como o respeito, a admiração, o carinho e o amor incondicional parecem potencializados quando não se está por perto - se tornam ainda mais importantes e urgentes. Quando o beijo e o abraço apertado não podem fazer parte do presente, pais e filhos reinventam as formas para estar juntos, ainda que à distância. Para o Chefe da Enfermaria da COVID-19 do Hospital Central da Aeronáutica (HCA), unidade subordinada ao Comando-Geral do

Pessoal (COMGEP), o Capitão Médico Fabio Basilio Fernandes dos Santos - pai do Enzo, de dez anos, e da Stny, de quatro -, a paternidade permite desenvolver o amor e a compreensão. “É a mais pura doação. É a percepção dos reais valores da vida. É uma grande obrigação e a mais bela alegria”, resume. Segundo ele, antes era mais fácil para gerenciar o seu cotidiano. “É fundamental separarmos um tempo para eles, independentemente, de qualquer outra questão. Se assim não for feito, corremos o risco de deixarmos a vida passar e de perdemos pequenos e preciosos momentos, os quais não mais voltarão”, pontua o Capitão. Ele se recorda de uma aula para os médicos da emergência sobre os protocolos e fluxos para a COVID-19, quando fez

as seguintes perguntas: Quantos aqui não abraçam mais os seus filhos? Quantos aqui tiveram que sair de suas casas? Dramaticamente, a imensa maioria levantou as mãos. “Eu mesmo não abraçava os meus filhos há quase dois meses. Nós, médicos, não poderíamos levar o vírus para dentro de nossas casas. Estávamos na linha de frente”, disse. O Capitão lembrou, ainda, que, em 3 de abril, data dos aniversários da sua filha e da sua mãe, não pôde tocá-las. “No entanto, dois dias depois, a minha mãe me pediu um abraço e, timidamente, eu a abracei. Não sabia, mas estava com o vírus da COVID-19. Graças a Deus, evoluímos bem frente aos sintomas da doença. O meu filho mais velho, com dez anos de idade, foi às lágrimas quando soube que o pai estava curado do COVID-19”, relembra. Desafios da dupla jornada: pai e militar O Sargento Alexandre Sylverio Lins também trabalha no setor de emergência do HCA. Ele afirmou que é desafiador atuar num grande hospital militar, com múlti-

plas funções, dando o melhor de si para proporcionar o bem-estar ao próximo, adaptando-se às individualidades em um ritmo acelerado. Pai de Alexandre Junior, de 18 anos, e Lorena, de seis meses, ele afirma que a chegada de uma criança muda a vida: as prioridades, as necessidades e, claro, a rotina, que fica mais exaustiva. “Inevitavelmente, muitos aprendizados surgem dessa convivência especial, que traz inúmeros benefícios para ambos. A Lorena me mostrou que ela pode ser meu porto seguro e que eu preciso ser o porto seguro dela. Já aprendi muito nos últimos seis meses. O nascimento dela fez com que eu simplesmente enxergasse a ‘vida’ por trás da vida que levamos”, frisa o militar. O militar também falou dos desafios de conciliar ser pai com os cuidados com a saúde. “Eu digo que gostaria muito que a pandemia não existisse, mas infelizmente, apesar de invisível, ela está em todos os lugares e pode entrar na nossa casa quando menos esperarmos, e lá encontrar nossos filhos”, explica.


Agosto - 2020

15

ENTRETENIMENTO

CAÇA PALAVRAS A atividade de Intendência Militar é oriunda da evolução material, dos costumes e das leis de guerra. Suas origens remontam à logística das atividades humanas e das preparações e ações em grandes batalhas, passando pela antiguidade clássica e pelo medievo. Fonte: INCAER

RESPOSTA DO CAÇA PALAVRAS DA EDIÇÃO DE JULHO DE 2020

Plano Odontológico Seu sorriso garantido

Três pacotes com variados procedimentos Rede credenciada com mais de 28 mil profissionais em todo o país Quem pode: militares e pensionistas das Forças Armadas e, como dependentes, seus familiares¹ 1 Obedecido o grau de parentesco estabelecido pelo plano Sujeito a alteração sem aviso prévio Consulte as normas e condições vigentes

0800 61 3040 www.fhe.org.br


Profile for Força Aérea Brasileira

Notaer - Agosto de 2020  

INTENDÊNCIA DA AERONÁUTICA

Notaer - Agosto de 2020  

INTENDÊNCIA DA AERONÁUTICA

Profile for portalfab

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded