Page 1


2

Agosto - 2019

CARTA AO LEITOR

Expediente

Dedicação que traz resultados Esta edição do Jornal Notaer traz como destaque uma reportagem sobre a Intendência da Aeronáutica, que tem sua data comemorativa em 23 de agosto. Apresentamos um aspecto de destacada importância desse Quadro: a Intendência em Campanha. Saiba mais sobre o trabalho das equipes responsáveis por administrar estruturas logísticas e garantir as condições necessárias para que nossos militares possam trabalhar adequadamente em locais onde não há organizações da Força Aérea. Em outra matéria, é apresentada uma prévia do

que acontecerá na sétima edição dos Jogos Mundiais Militares, que serão realizados em outubro, na China. Conheça alguns detalhes das modalidades a serem disputadas. Na série sobre Sustentabilidade, apresentamos as ações realizadas pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) em conjunto com as Unidades do complexo do Aeroporto Santos-Dumont, no Rio de Janeiro (RJ). Já a série sobre Cultura na FAB apresenta uma reportagem que aborda a importância do trabalho dos historiadores, profissionais

que se dedicam a preservar a memória e as tradições da nossa Instituição. Neste mês, também trazemos uma matéria sobre o Programa de Formação e Fortalecimento de Valores, que reforça a importância da aplicação dos princípios cultivados no âmbito da Força Aérea Brasileira. Esse é um extrato do conteúdo que elaboramos com muita dedicação. Boa leitura!

Brigadeiro do Ar Paulo César Andari Chefe do CECOMSAER

Chefe do CECOMSAER: Brigadeiro do Ar Paulo César Andari. Vice-Chefe do CECOMSAER: Coronel Aviador Antonio Luiz Godoy Soares Mioni Rodrigues Chefe da Divisão de Comunicação Integrada: Coronel Aviador André Luís Ferreira Grandis. Chefe da Subdivisão de Produção e Divulgação: Tenente-Coronel Aviador Claudio Mariano Rodrigues Santana. Editores: Tenente Jornalista João Elias (DRT 8933/RS). Tenente Jornalista Cristiane dos Santos (MTB 35288/SP). Colaboradores: Textos enviados ao CECOMSAER via SISCOMSAE.

MÍDIAS SOCIAIS

Foto de piloto é destaque nas mídias sociais da FAB No mês de Julho, a publicação em destaque foi uma colaboração do Elo do Sistema de Comunicação Social da Aeronáutica (SISCOMSAE) do Esquadrão Joker (2º/5º GAV). A foto mostra um piloto em pleno voo com o pôr do sol atrás. A imagem foi postada no perfil da FAB no Instagram e alcançou a marca de mais de 223 mil pessoas e 30,6 mil curtidas. A FAB divulga em suas mídias sociais os

O j o r n a l N OTA E R é u m a publicação mensal do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (CECOMSAER), voltado ao público interno.

produtos elaborados pelo Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (CECOMSAER)

e as informações enviadas pelos Elos do SISCOMSAE de todo o país.

Diagramação: Sargento SDE Santiago Moraes, Sargento SDE Pollyana Dias e Sargento SDE Polyana Rithielly Capa e Artes: Subdivisão de Publicidade e Propaganda. Estão autorizadas transcrições integrais ou parciais das matérias, desde que mencionada a fonte. Endereço: Esplanada dos Ministérios Bloco “M” 7º andar - CEP: 70045-900 Brasília/DF

Impressão e Acabamento: Marina Artes Gráficas e Editora


Agosto - 2019

3

PALAVRAS DO COMANDANTE

Apoio imprescindível Agosto é o mês em que comemoramos o Dia da Intendência da Aeronáutica. Assim, prestamos nossa homenagem àqueles que atuam de forma multidisciplinar e abrangente, com demandas de trabalho nas áreas do Direito, da Administração, da Contabilidade, das Finanças, da Gestão de Projetos e, ainda, do Campo Operacional. São eles os responsáveis por garantir que o efetivo de cada Organização tenha o

suporte necessário para que as missões sejam plenamente cumpridas, tanto no tocante ao apoio aos recursos humanos quanto na aquisição de material. Por meio da Intendência, a tropa recebe todos os insumos necessários para que as missões da Força Aérea Brasileira possam ocorrer, provendo desde uniformes a equipamentos individuais, passando pelo pagamento de pessoal, alimentação e, ainda, o voo das aeronaves.

Merecem, portanto, toda a nossa deferência e reconhecimento. Aos nossos Intendentes e demais militares que os auxiliam, tenham em mente que suas funções são muito importantes para que a FAB continue sendo uma Instituição forte e com papel reconhecido pela sociedade brasileira. Gostaria de ressaltar, ainda, que esse é o papel de todos nós da Força Aérea.

Por isso, estamos intensificando as reflexões sobre nossas responsabilidades, por meio do Programa de Formação e Fortalecimento de Valores. É muito importante que cada um entenda o alcance de suas ações enquanto integrante do Comando da Aeronáutica. Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez Comandante da Aeronáutica


4

Agosto - 2019

Programa de Formação e Fortalecimento de Valores: exerça na sua Unidade Ten JOR Raquel Alves

FOTO: SD WILIAN CAMPOS / CECOMSAER

ativamente por todo o efetivo. O cronograma é dividido Cada militar aprende em entre anos pares e ímpares. sua formação o significado Dentro do período anual, são de valores como disciplina, realizadas ações internas e/ profissionalismo, integridade, ou externas como palestras, patriotismo e comprome- aulas motivacionais, projetos timento. Esses são alguns sociais e voluntários, dinâmidos princípios que devem cas em grupo, entre outros. O PFV trabalha em duas ser lembrados e aplicados durante toda a carreira. Por linhas, a de Formação e a de isso, foi criado o Programa de Fortalecimento de Valores. Formação e Fortalecimento de Quanto à Formação, cabe Valores (PFV), instituído em à DIRENS supervisionar a Ação solidária agregou os valores como integridade, espírito de corpo setembro de 2016, que cons- aplicação do programa em e comprometimento titui um conjunto de ações suas unidades subordinadas Aeronáutica (ODGSA) e suas agentes geradores de transformação”, relata a Tenente que norteiam as atividades e naquelas ligadas ao Sistema organizações subordinadas. Por exemplo, em 2018, a Psicóloga Pâmela Borges, da a serem desenvolvidas por de Ensino da Aeronáutica Diretoria de Ensino (DIRENS) DIRENS. todas as Organizações Mili- (SISTENS). No aspecto Fortalecimen- realizou uma ação solidária O Tenente-Coronel Aviatares (OM) do Comando da to, cabe ao Estado-Maior dor Wllices Dantas de Carque agregou valores como inAeronáutica (COMAER). A metodologia a ser segui- da Aeronáutica (EMAER) tegridade, comprometimento valho é responsavel pelo da no PFV está descrita em supervisionar a aplicação e espírito de corpo. A ação PFV na FAB e destaca que, Manual do COMAER (MCA do Programa no âmbito dos foi dividida em duas etapas: em 2019, as ações estão 909-1) e demanda que as OM Órgãos de Direção-Geral, Se- arrecadação e competição. Na voltadas para um viés mais devam envidar esforços para torial e de Assistência Direta primeira, o efetivo foi dividido cultural. “Para este ano, que o Programa seja realizado e Imediata ao Comandante da em três grupos que arrecada- pretendemos fortalecer o ram alimentos, materiais de endomarketing [marketing limpeza e higiene pessoal, institucional interno] do roupas, calçados e brinquedos. Programa, incluí-lo em Já na segunda, foi realizada eventos para que todos couma gincana, em que os mi- nheçam e ampliem as ações litares participaram de várias em suas unidades e, junto atividades, além de realizarem ao INCAER, realizar um a entrega dos materiais às mapeamento cultural, em instituições que necessitam de que usaremos personalidaajuda. “Essa ação é uma forma des históricas nas atividadiferente de trabalhar os valo- des que serão incluídas no res para o efetivo e fazer com cronograma do PFV”, disse. que eles reflitam. A mudança não é imediata, mas é notória Para saber os detalhes a melhoria da conscientização do Programa acesse dos valores pelos integrantes www.emaer.intraer/ Palestras e aulas motivacionais integram o Programa de Forma- da OM. Todos nós podemos portal/index.php/pfv fazer um bom PFV e sermos ção de Fortalecimento de Valores

FOTO: SD HYGOR / DIRENS

VALORES


Agosto - 2019

5

CARREIRA

FOTO: SD T. AMORIM / CECOMSAER

Conheça o trabalho dos bombeiros da Força Aérea Brasileira

Ten JOR Jonathan Jayme

Eles são profissionais capacitados a executarem atividades de prevenção, salvamento e combate a incêndio nos aeródromos e edificações da FAB. Com uma atuação diversificada e imprescindível para a segurança de pessoas e instalações, os militares da especialidade Bombeiro lidam com uma rotina de alerta e treinamento constante. Essa é a realidade diária dos Sargentos Jonathan de Oliveira Vieira Venerando da Graça e Eduardo Lôbo

de Araújo, militares da Célula de Contraincêndio da Ala 1, em Brasília (DF). Eles estão focados na área de edificações e elaboram planos preventivos, formam brigadistas, atuam no combate a incêndios florestais na área da Organização Militar e, ainda, apoiam o Plano de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais do Distrito Federal, em conjunto com outros órgãos. O Sargento Eduardo formou-se na Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR) em 2015 e já atuou na área

Sargento Vieira é militar da Célula de Contraincêndio da Ala 1

de aeródromo na Ala 10, em Parnamirim (RN). Em qualquer âmbito, ele conta que a atividade de um bombeiro deve estar direcionada à preocupação com a prevenção. “Estamos sempre atentos, fazendo vistorias, rondas e treinamentos teóricos e práticos, com instruções semanais”, diz. Para o Sargento Vieira, especificamente em Brasília, os episódios de incêndio florestal demandam

uma logística grande, que envolve toda a equipe. Ele acrescenta que, apesar dos desafios da especialidade, é muito satisfatório saber que pode contribuir para a segurança das pessoas em seus setores de trabalho por meio das atividades de prevenção. “Tudo isso, aliado ao fato de poder participar de uma rotina ativa de treinamentos, motivou-me a escolher essa área”, declara.

Aeródromo Na Base Aérea de São Paulo (BASP), a Sargento Tarlise de Oliveira Corim foi um dos destaques do Curso de Bombeiro de Aeródromo - Motorista e Operador de Carro Contraincêndio (CBA-MC), realizado em maio, por seu desempenho ao conduzir uma viatura Panther de tração 6x6. “É uma honra e responsabilidade representar o corpo feminino e mostrar que somos capazes de exercer qualquer função, o que requer treinamento, dedicação e amor ao que fazemos. Ser bombeiro é dar a nossa vida para ajudar ao próximo”, diz a militar. O CBA-MC capacita o bombeiro motorista com cursos de veículos de emergência e de bombeiro de aeródromo a operar os carros contraincêndio em caso de emergências aeronáuticas.

Após o curso, Sargento Tarlise está apta a conduzir viatura Panther


6

Agosto - 2019

ESPORTE

Militares da FAB se preparam para os Jogos Mundiais Militares na China Ten JOR Felipe Bueno

da carreira e instalações esportivas militares adequadas para treinamento; já o Programa Forças no Esporte (PROFESP) leva a prática esportiva e atividades complementares a crianças e adolescentes, contribuindo para sua inclusão social e descoberta de talentos. O Vice-Presidente da Comissão de Desportos da Aeronáutica (CDA), Coronel Aviador Luiz Henrique Velasco Braga, falou sobre os investimentos e as expectativas para a disputa em Wuhan. “O PAAR é um projeto que busca a meritocracia dos atletas. Nós buscamos uma boa representatividade no esporte das Forças Armadas, ao mesmo tempo em que apoiamos os atletas”, disse. “O objetivo é sempre superar o número de medalhas dos Jogos anteriores, já vislumbrando também a Olimpíada de Tóquio em

2020. Essa é a oportunidade de mostrarmos a potencialidade de nossos atletas e o que as Forças Armadas têm de qualidade para ser uma potência no desporto militar. Como meta, o Ministério da Defesa espera estar entre os três primeiros lugares no quadro geral”, complementou.

Universitários Mundiais (Universíade). O órgão responsável é o Conselho Internacional do Desporto Militar (CISM), terceira maior entidade desportiva do mundo, superado apenas pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) e pela Federação Internacional de Futebol (FIFA).

Na edição anterior, realizada na Coreia do Sul, o Coronel Aviador Julio Almeida conduziu a Bandeira Nacional durante a cerimônia de abertura

História A primeira edição dos “Jogos da Paz” foi realizada em alusão aos 50 anos do fim da Segunda Guerra Mundial, em 1995, em Roma, Itália. Sua abertura aconteceu no Estádio Olímpico e teve a bênção do Papa João Paulo II. Desde então, os jogos são disputados a cada quatro anos exclusivamente por integrantes das Forças Armadas. Atualmente, é o quarto maior evento esportivo no mundo, atrás da Olimpíada, da Paralimpíada e dos Jogos

Jogos A 7ª edição dos JMM contará com mais de 300 eventos de 27 modalidades diferentes, sendo duas delas em caráter de demonstração, tênis e ginástica. Dentre os 27 esportes, alguns são conhecidos do público, como o atletismo, o futebol e o boxe. Contudo, alguns esportes são específicos da esfera militar: orientação, paraquedismo, lifesaving (salvamento aquático) e os diferentes tipos de pentatlo (naval, militar e aeronáutico).

FOTOS: SGT JOHNSON BARROS / CECOMSAER

De 18 a 27 de outubro deste ano, cerca de 90 militares da FAB participarão da 7ª edição dos Jogos Mundiais Militares (JMM), evento esportivo a ser realizado na cidade de Wuhan, na China. E as expectativas de uma boa participação são grandes: nas últimas duas edições dos JMM, em 2011 e 2015, o Brasil ocupou a primeira e a segunda colocação do quadro geral de medalhas, respectivamente. Tal desempenho é impulsionado pelos programas desenvolvidos pelo Ministério da Defesa para a área. O Programa de Atletas de Alto Rendimento (PAAR) das Forças Armadas Brasileiras fortalece a equipe militar em eventos esportivos, enquanto proporciona aos atletas os benefícios

A edição de 2011, realizada no Rio de Janeiro (RJ), teve o melhor desempenho do Brasil: o primeiro lugar foi conquistado com 45 medalhas de ouro, 33 de prata e 36 de bronze


7

Agosto - 2019

Pentatlo Aeronáutico

FOTO: SGT BRUNO BATISTA / CECOMSAER

FOTO: TEN ENILTON KIRCHHOF / CECOMSAER

É uma das categorias responsáveis por levar a FAB aos lugares mais altos do pódio - em 2015, foram duas medalhas de ouro (masculino individual e em equipe) e duas de prata (feminino individual e em equipe). Embora o esporte leve o nome de pentatlo, reúne provas de sete modalidades distintas. São elas:

Tiro

Prova Aérea

Em um tempo de 20 minutos, cada atleta dispara 20 tiros com pistola de ar comprimido a uma distância de dez metros do alvo.

FOTO: SGT JOHNSON BARROS / CECOMSAER

FOTO: SGT JOHNSON BARROS / CECOMSAER

O competidor atua como navegador - com um mapa aeronáutico, ele deve sobrevoar pontos determinados no terreno com melhor tempo e trajeto possíveis.

Esgrima

Basquete O militar realiza um circuito de agilidade e, depois, executa 20 arremessos.

Orientação Com um dispositivo marcando seu tempo, o competidor percorre todos os pontos de controle assinalados no terreno o mais rápido possível, com o auxílio de equipamentos de navegação.

Pista de Obstáculos O atleta percorre uma pista de 300 a 400 metros contendo 12 obstáculos, com seu tempo cronometrado eletronicamente. FOTO: SGT JOHNSON BARROS / CECOMSAER

FOTO: SGT Wellington Simo / CECOMSAER

Após 50 metros em nado livre, o nadador sai da piscina, contorna um obstáculo e retorna para a etapa final, passando submerso por outros dois de cinco metros.

FOTO: SGT JOHNSON BARROS / CECOMSAER

Cada combate dura dois minutos, vence o competidor que primeiro tocar três vezes o adversário com a espada.

Natação


8

Agosto - 2019

INTENDÊNCIA

Conheça a logística de campanha na FAB Um trabalho fundamental para o sucesso das missões da Força Aérea Ten JOR Cristiane dos Santos

Uma das primeiras a chegar e última a deixar o local da missão, a Intendência em Campanha tem um leque de atuação bastante diversificado. Seu engajamento pode se dar em situações de ajuda humanitária, calamidade pública, desastres naturais, acidentes aéreos, ações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) e, até mesmo, em conflitos. O objetivo da Intendência em Campanha é prover apoio de alojamento, alimentação, higienização (banho e sanitários), áreas de recreação e de manutenção do bem estar e da moral, a fim de proporcionar a recuperação diária dos militares, de modo que eles possam seguir a rotina de trabalho longe de suas casas, de seus familiares, e sob condições de elevado estresse. São várias as ações da Intendência em Campanha registradas ao longo dos anos, no Brasil e no exterior. Entre elas destacam-se o apoio logistico durante o trabalho de resgate no acidente da aeronave Gol 1907, no ano de 2006; a Operação Serrana, em 2011, no Rio de Janeiro (RJ); a Operação Capixaba de GLO, no

Espírito Santo, no ano de 2017. O Socorro às vítimas do terremoto no Haiti, em 2010, também contou com o trabalho dos Intendentes da FAB. O Grupamento de Apoio Logístico de Campanha (GALC), localizado no Campo dos Afonsos, no Rio de Janeiro (RJ), concentra a maior parte do material de campanha utilizado nas operações. Em situações de crise, em um período de 24 a 48 horas, a logística operacional deve estar pronta para operar na plenitude.

E, dependendo da região e do tipo de operação, são separados os equipamentos e insumos necessários. De acordo com o Chefe da Seção de Doutrina e Agente de Controle Interno do GALC, Capitão Intendente Thiago Silva dos Santos, a FAB está caminhando para a integração dos meios de logística de campanha. “O GALC incorporará novas responsabilidades, além da Intendência em Campanha”, disse. O Chefe da Subdivisão de Logística do GALC, Tenente Intendente

Gabriel da Silva Vaz Pereira, destaca a importância de um adequado planejamento logístico para atender às demandas que se apresentam em localidades remotas. “Eu me recordo de uma missão, em 2016, no Campeonato Mundial Militar de Orientação, em São Pedro da Aldeia (RJ). Era um local totalmente inóspito, onde não tinha nem água. Tivemos que providenciar desde o caminhão pipa para suprir a água potável, até soluções para o descarte adequado de resíduos”, relembra.


Agosto - 2019

9

Grupamento de Apoio Logístico de Campanha (GALC) concentra a maior parte do material utilizado nas operações

Operação Ostium III contou com apoio do Escalão Móvel de Intendência

FOTO: CB ANDRE FEITOSA / CECOMSAER

militares. “O EMA é responsável por coordenar as atividades de alimentação, saúde, segurança e defesa, entre outras. O objetivo é preparar todo o apoio logístico para os militares que estão na missão”, esclarece. Para atender às demandas da área da saúde durante a operação, foi preparada uma Unidade Básica de Saúde em campanha. Segundo o responsável, Tenente Médico Bruno Diniz Martins, a estrutura em campanha é completa em termos de equipamentos. “Nós garantimos o suporte à vida do paciente até que ocorra uma Evacuação Aeromédica ou o transporte por outro meio até um hospital próximo, se necessário”, explica.

FOTO: SGT BRUNO BATISTA / CECOMSAER

Em junho, a fase ostensiva da Operação Ostium III, em Cascavel (PR), contou com esse apoio. Mais de 50 toneladas de material foram transportadas por via aérea, com apoio de duas aeronaves C-130 Hércules, e por via terrestre, em carretas e caminhões. A Base Aérea desdobrada da FAB, montada em uma área cedida pelo Aeroporto de Cascavel, contou com barracas para dormitórios masculino e feminino, refeitório, hospital de campanha e módulos de trabalho. A Comandante do Escalão Móvel de Apoio (EMA) na Operação em Cascavel, Capitão Intendente Thaís de Jesus Pires de Souza, explica que o apoio busca suprir todas as necessidades dos

FOTO: SGT MATEUS / GAP-RJ

Operação Ostium III

Unidade Básica de Saúde em campanha, em Cascavel (PR)

História da Intendência Em 23 de agosto de 1945, foi implantado oficialmente o Serviço de Intendência da Aeronáutica. No entanto, a atividade de Intendência é tão antiga quanto a Instituição. Com a criação do Ministério da Aeronáutica, em 20 de janeiro de 1941, foi constituída uma comissão de orçamento e, ao mesmo tempo, foi criado um órgão para gerir os serviços de contabilidade e fazenda, orçamento, distribuição de verbas e créditos, além das tomadas de contas e pagamento em geral. No contexto da Segunda Guerra, a atividade de Intendência cresceu e reorganizou-se na Instituição. Foram formados os primeiros profissionais na

Escola de Intendência do Exército e nasceu o Curso de Oficiais Intendentes na Escola de Aeronáutica, no Campo dos Afonsos, no Rio de Janeiro (RJ). Ao longo de sua história, a Intendência passou por diversas fases de aperfeiçoamento, como em seu início, quando se tornou pioneira no serviço público a implantar o pagamento de pessoal por crédito bancário e, anos mais tarde, ao ingressar na era da computação. Nos anos 50, nasce de vez a Intendência em Campanha e, nos anos 60, é criada a Pagadoria de Inativos e Pensionistas da Aeronáutica, dentre outras evoluções que marcaram a história da atividade.


10

Agosto - 2019

AÇÃO SOCIAL

Ten REP Daniela Maluf Ten REP Beatriz Kramer

FOTO: TEN DANIELA / ALA 3

As noites congelantes do inverno, com temperaturas baixas e sensação térmica negativa, geraram um calor humano que contagiou a capital gaúcha e região metropolitana, unindo forças de instituições públicas e da comunidade. Militares voluntários da Ala 3 e do Grupamento de Apoio de Canoas (GAP-CO), situados na região metropolitana de Porto Alegre (RS), participaram da ação humanitária coletiva de amparo a algumas pessoas em situação de fragilidade. A participação dos militares da FAB foi coordenada

pelo Serviço Jurídico da Ala 3. A campanha arrecadou roupas, calçados, material de higiene, colchões, cobertores e alimentos. Além disso, foram oferecidas refeições e atendimento médico. O Comandante da Ala 3, Brigadeiro do Ar Raimundo Nogueira Lopes Neto, enalteceu a atitude dos militares. “É excepcional o trabalho realizado pela Equipe da Guarnição de Aeronáutica de Canoas”, disse. O Chefe do Estado-Maior da Ala 3, Coronel Aviador Avedis Roberto Balekian, também exaltou a iniciativa. “Parabéns aos guerreiros do ar que proporcionaram acalento aos mais necessitados”, disse.

Militares participaram de ação de resgate de pessoas em situação de rua

FOTO: SD ZANCANARO / BASP

Militares da FAB realizam ações sociais junto à comunidade

Campanha de combate ao mosquito Aedes Aegypti Cem Soldados do Grupamento de Segurança e Defesa de São Paulo (GSD-SP), localizado na Base Aérea de São Paulo (BASP), participam do “Projeto Forças Armadas contra as Arboviroses”, campanha de combate ao mosquito Aedes Aegypti, na cidade de Guarulhos (SP). A ação consiste no trabalho conjunto dos militares e dos agentes do serviço de saúde municipal na abordagem aos moradores da comunidade por meio da distribuição de material educativo e da eliminação de focos e possíveis criadouros de mosquitos transmissores de doenças causadas pelos chamados arbovírus, como o vírus da dengue, zika vírus, febre chikun-

gunya e febre amarela. A participação dos militares do GSD-SP tem como objetivo interromper o ciclo das arboviroses na região, além de fortalecer o vínculo entre a Força Aérea, a Secretaria de Saúde do Município e a comunidade, potencializando a mobilização social no controle de criadouros do mosquito. “A presença dos Soldados favorece a participação dos moradores na campanha, pois eles se sentem mais seguros em abrir as portas de suas casas, reduzindo assim o número de recusas”, explica o Chefe da Seção de Operações do GSD-SP, Major de Infantaria Lon Guaranay Cardoso Lopes.


Agosto - 2019

11

SAÚDE

Hospitais da FAB alertam para que militares atualizem o cadastro no SIGPES Ten JOR Jonathan Jayme Adotado por diversas unidades de saúde da FAB, o Aplicativo de Gestão Hospitalar (AGHuse) é um sistema que tem permitido a modernização e a melhoria no atendimento, além do aprimoramento na gestão hospitalar. A plataforma de Registro Eletrônico de Saúde tem funcionalidades que incluem desde a Agenda Eletrônica para marcação de consulta até o Prontuário Eletrônico do Paciente, abrangendo os principais

serviços hospitalares. Mas, para o pleno funcionamento do sistema, é necessária a atualização cadastral constante de militares da ativa e da reserva, com o objetivo de aprimorar os serviços de comunicação entre a unidade de saúde e seus usuários. Com a implantação do AGHuse, os dados pessoais dos beneficiários são importados do Sistema de Informações Gerenciais de Pessoal (SIGPES) e atualizados semanalmente. No Hospital de Força Aérea de Brasília (HFAB), uma campanha foi

FOTO: HFAB

Objetivo é o pleno funcionamento do sistema de saúde

HFAB realiza campanha para militares atualizarem os dados pessoais iniciada no mês de junho para conscientizar os militares sobre a necessidade de atualizar os dados. A iniciativa pretende melhorar, por exemplo, o contato telefônico, um canal de comunicação direto com o beneficiário a fim de informar sobre a remarcação das consultas médicas. A atualização dos dados

cadastrais pode ser feita via internet ou intraer, pelo Portal do Militar, ou presencialmente nas Seções de Pessoal pelos militares da ativa. Para inativos e pensionistas, o procedimento deve ser realizado pessoalmente nas seções de serviço social ou divisões específicas de cada unidade.

Benefícios O aplicativo possui diversos módulos que abrangem a informatização dos prontuários de cada um dos pacientes e, também, as informações clínicas, os pedidos de exames e as receitas de medicamentos. Outro

benefício é facilitar a gestão das internações, contemplando todas as operações relacionadas ao processo: gestão de leitos, transferência de paciente, alta administrativa e cirurgias. A plataforma já foi im-

plantada no Hospital de Força Aérea do Galeão, no Hospital de Aeronáutica dos Afonsos, na Odontoclínica de Aeronáutica Santos-Dumont – unidades localizadas no Rio de Janeiro – no Hospital de Força Aérea de Bra-

sília (DF) e no Hospital de Aeronáutica de Canoas (RS). O Chefe da Secretaria do Gabinete do Diretor de Saúde da Aeronáutica, Major Dentista Amauri Ribeiro Destri Junior, esclarece que o AGHuse já está em implantação em outras localidades. “As Odontoclínicas de Recife [PE] e de Brasília [DF] e, ainda, o Hospital de Aeronáutica de Belém [PA] e o Esquadrão de Saúde de Barbacena [MG] também contarão com o sistema em breve”, detalha.

Acesse aqui o Portal do Militar e faça sua atualização cadastral


12

Agosto - 2019

SUSTENTABILIDADE

DECEA desenvolve Plano de Logística Sustentável Ações já são realizadas nas unidades da FAB do Complexo Santos-Dumont Ten JOR João Elias

O Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) realiza diversas ações de sustentabilidade juntamente com as unidades da FAB do Complexo Santos-Dumont, no Rio de Janeiro (RJ). O objetivo é cumprir a legislação que visa um ambiente de trabalho sustentável. Para isso, está em implantação o Plano de Logística Sustentável (PLS) que abrange, além do

Órgão Central, as suas Organizações Militares (OM) subordinadas e as Apoiadas em todo o Brasil. Os membros das comissões do PLS trabalham na atualização do inventário de bens e materiais de consumo, assim como na implantação da gestão dos resíduos gerados e da coleta seletiva na economia e uso racional de materiais de consumo, de energia elétrica e água. Eles atuam, também, na melhoria da

qualidade de vida do ambiente de trabalho; no aprimoramento dos processos de licitação - compras e contratações sustentáveis e compartilhadas, compreendendo obras, equipamentos, serviços de limpeza, de telefonia, de apoio administrativo e de manutenção predial e construções; e, ainda, na redução de gastos e de emissões de poluentes. “Esses inventários proporcionam a confecção de planos de ação que mini-

mizam as dificuldades na gestão e nos gastos públicos, sensibilizando o efetivo e demonstrando que todos têm a responsabilidade de contribuir nas questões sociais e ambientais, buscando estratégias inovadoras e mudanças de hábitos que atinjam novos padrões de produção e consumo”, destaca a Chefe da Seção no Meio Ambiente e Sustentabilidade do DECEA e coordenadora do PLS, Ana Beatriz Brandão.

Ações Realizadas Entre as ações já realizadas estão: construção da central de resíduos, mudanças da tarifa de energia elétrica do complexo, gerando economia nos gastos públicos; instalação de aparelhos economizadores de água (redutores de pressão); coleta seletiva soli-

dária de resíduos recicláveis destinados à cooperativa de catadores; e substituição de lâmpadas fluorescentes por lâmpadas tipo led, gerando a diminuição de potência instalada em 327 KW. “Em uma demonstração de conscientização so-

cioambiental e econômica, o DECEA tem desempenhado um papel importante no cumprimento da legislação da República Federativa do Brasil e na política de meio ambiente do Comando da Aeronáutica, estabelecendo processos de gestão que

consideram a proteção ambiental, a justiça social e o desenvolvimento econômico equilibrado”, ressaltou o Chefe do Subdepartamento de Administração do DECEA, Brigadeiro do Ar Sérgio Rodrigues Pereira Bastos Junior.


Agosto - 2019

13

CULTURA

A preservação da memória da FAB No âmbito do Comando da Aeronáutica (COMAER), a preservação da memória é cultivada e transmitida pelo Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica (INCAER), por meio do Sistema de Patrimônio Histórico e Cultural do Comando da Aeronáutica (SISCULT). Para auxiliar essa preservação, a Seção de Estudos e Pesquisa Historiográfica (SEPH) contribui para desenvolver, divulgar e preservar a cultura aeronáutica brasileira. Entre as atividades, destacam-se a pesquisa historiográfica, a preservação da história de missões operacionais do COMAER e a preservação do patrimônio cultural. A pesquisa historiográfica é realizada em relação a diversos temas que versam sobre as atividades desenvolvidas no âmbito da FAB e trazem conteúdos que possibilitam a confecção de obras literárias, biografias, livros e revistas, entre outros. A SEPH, ainda, gerencia e assessora tecnicamente as organizações militares na produção de documentos históricos relativos às suas atividades. Também são coletados os dados ostensivos acerca das principais Operações Militares. Os militares designados pelo INCAER, em geral historiadores da SEPH, realizam a observação histórica das manobras, treinamentos ou operações. O objetivo é constituir um banco de dados que

servirá tanto para futuras pesquisas do Instituto quanto como fonte de estudos para todo o efetivo militar da FAB no decorrer de sua formação e pós-formação. Além disso, o INCAER assessora o Comandante da Aeronáutica no registro e preservação dos bens culturais materiais e imateriais da FAB. Por meio da Comissão de Patrimônio Cultural do Comando da Aeronáutica (CPCCA), as pesquisas realizadas pelos historiadores identificam os bens que possuem relevância para a manutenção da cultura

e memória aeronáutica do país, recebendo, assim, garantias legais de sua preservação e manutenção. Com vistas a facilitar as atividades desenvolvidas pela SEPH, está sendo criado o e-SISCULT, um software para processos de planejamento, execução, controle e difusão dos bens culturais pertencentes ao Comando da Aeronáutica. Por intermédio desse software, será otimizada a preservação da memória, das tradições e da história das Organizações Militares que constituem o COMAER.

FOTOS: ARQUIVO / FAB

Ten JOR João Elias

Aniversário do Correio Aéreo Nacional em 1981

Recebimento da primeira aeronave C-130 em 1965

“No sentido de divulgar a cultura da aeronáutica, o INCAER é membro da Federação Internacional de Estudos Históricos Aeronáuticos e Espaciais, a qual promove, periodicamente, o Congresso Internacional de História Aeronáutica, em que os participantes ministram palestras sobre temas que versam a respeito da aviação, sendo o tema principal do congresso definido por cada pais membro e organizador”, destaca o Subdiretor de Cultura do INCAER, Major-Brigadeiro José Roberto Scheer.


14

Agosto - 2019

VOLUNTARIADO

Alunos do ITA oferecem aulas gratuitas para jovens de baixa renda Ten REP Adauto Fraga Alunos do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) que atuam no programa do Curso Alberto Santos-Dumont (CASD) agora também preparam candidatos para a Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR). O objetivo do CASD, localizado em São José dos Campos (SP), é oferecer oportunidades para estudantes dos anos finais do Ensino Fundamental (8º e 9º anos) que desejam se preparar para os processos seletivos de escolas de ensino médio, públicas e privadas. O projeto já soma mais de 800 aprovações em colégios

de ensino médio, como o Colégio da Embraer, a Escola Técnica de São Paulo (ETEC) e o Instituo Federal de São Paulo (IFSP), além de contribuir para o bom desempenho dos alunos em programas de bolsas escolares e competições olímpicas científicas. O curso foi criado há 21 anos por alunos do ITA. As aulas são ministradas, gratuitamente, pelos alunos do Instituto e de outras organizações, como a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Todo o material didático também é fornecido de forma gratuita, além do apoio da consultoria pedagógica.

“Atualmente, contamos com quase 200 voluntários no nosso projeto, dispostos a mudar a vida de cada um de nossos alunos, tanto dando

aulas quanto cuidando da parte administrativa“, explica Ítalo Rennan Lima, aluno do 3º ano do ITA e Diretor Presidente da instituição.

FOTO: ARQUIVO PESSOAL

Inscrições abertas

As inscrições para o vestibulinho do CASD de 2020 estão abertas e vão até o dia 22 de setembro de 2019. São ofertadas 240 vagas, sendo 180 para estudantes do 9º e 60 para estudantes do 8º ano. Os editais podem ser acessados pelo site https://cursosantosdumont.org.br/seja-aluno/

PENSANDO EM INTELIGÊNCIA

Proteção de dados em dispositivos como pen drives Dispositivos de memória flash USB, também conhecidos como pen drive, são cada vez mais utilizados para transportar arquivos, devido à sua alta capacidade de armazenamento e fácil transporte. Por causa dessas características, o pen drive pode se tornar um meio para obtenção de dados importantes como informações pessoais, de uma unidade ou de um serviço. E por se conectar em outros computadores, torna-se um excelente vetor de transmissão de agentes maliciosos entre os dispositivos, o que caracteriza um malware. A primeira forma de proteção pela qual um pen drive

deve passar é o antivírus, pois, ao detectar a inserção do pen drive no computador, solicita ao usuário verificar a presença de malware, que, além de detectar e remover o agente malicioso do pen drive, impede que o mesmo infecte o computador onde foi inserido. Criptografar o pen drive é uma ação que também pode ser usada para proteger os dados contra acessos não autorizados. É possível criptografar todo o pen drive ou criar apenas um container criptografado para guardar dados mais importantes. Outra forma de proteger os dados é definir computadores e usuários específicos

para poder gravar arquivos no pen drive, impedindo que dispositivos não confiáveis gravem arquivos nele, dificultando que um malware se instale. Para fazer isso, basta seguir o tutorial abaixo: 1.Formatar o pen drive para o formato NTFS. Não pode ser FAT-32; 2.Abrir o Windows Explorer, clicar no pen drive inserido, apertar o botão direito do mouse e clicar em propriedades; 3.Selecionar a aba Segurança e clicar em Editar; 4.Selecionar Todos. Em “Controle Total”, marcar a coluna Negar; 5.Nos itens “Listar con-

teúdo da pasta” e “Leitura”, marcar a coluna Permitir; 6.Clicar em Adicionar. Digitar o nome do usuário e depois clicar em “Verificar Nomes”; 7.Clicar no nome do usuário escolhido e no item Controle Total marcar a coluna “Permitir”. Seguindo essas dicas de segurança, além de proteger os dados contidos nos pen drives contra malwares, você se tornará também um elemento ativo na proteção dos ativos de informática do Comando da Aeronáutica. Centro de Inteligência da Aeronáutica (CIAER)


Agosto - 2019

15

ENTRETENIMENTO

CAÇA PALAVRAS A formação do INTENDENTE da Aeronáutica começa na Academia da Força Aérea. Durante quatro anos, os cadetes recebem INSTRUÇÕES militares de formação básica e cursam o BACHARELADO em ADMINISTRAÇÃO com ênfase em Administração Pública, além de Ciências da LOGÍSTICA com HABILITAÇÃO em INTENDÊNCIA da AERONÁUTICA.

RESPOSTA DA EDIÇÃO DE JULHO


Profile for Força Aérea Brasileira

Notaer - Agosto de 2019  

Intendência - Saiba como é o trabalho de logística de campanha da FAB

Notaer - Agosto de 2019  

Intendência - Saiba como é o trabalho de logística de campanha da FAB

Profile for portalfab