Page 1

F-39 Gripen Aeronave de caça entra em nova fase de produção (Pág. 4)


2

Abril - 2019

CARTA AO LEITOR

Expediente Ao futuro!

Desde o ingresso nas fileiras da Força Aérea Brasileira (FAB) são muitos os desafios que enfrentamos durante toda a carreira. Neste mês, em continuidade a essa jornada, inicia-se uma nova etapa na minha trajetória ao assumir a chefia do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (CECOMSAER). Diante disso, registro meus agradecimentos ao trabalho conduzido pelo Brigadeiro do Ar Antonio Ramirez Lorenzo ao longo de mais de dois anos à frente deste Centro. Este mês, o NOTAER chega aos leitores com novo formato, tornando o produto mais sustentável e econômico. Além disso, o jornal reforça a prática cada vez mais comum da leitura em plataformas digitais. Por isso, no portal da FAB continua sendo possível acessar todas as edições virtualmente. Nesta edição, a publicação apresenta o currículo resumido dos Oficiais-Generais promovidos em 31 de março. A ascensão ao novo posto é um reconhecimento do trabalho

e da dedicação desses militares à Força Aérea. É possível conferir também as novidades sobre a nova aeronave de múltiplo emprego da FAB, o caça F-39 Gripen. No mês em que é comemorado o Dia da Aviação de Caça (22/04), olhamos para o futuro e mostramos como está o desenvolvimento desse importante vetor de combate. Conheça, ainda, o projeto da Torre Remota, um sistema para realizar o controle de tráfego a distância, e o projeto de sustentabilidade GENESIS da Ala 2, em Anápolis (GO), que destina 2.500 metros quadrados para o plantio de sementes de mata nativa do cerrado brasileiro. Por fim, conto com a colaboração de todos vocês para continuarmos projetando e protegendo a imagem da nossa Força Aérea Brasileira. Boa leitura! Brigadeiro do Ar Paulo César Andari Chefe do CECOMSAER

MÍDIAS SOCIAIS

Confira o destaque das Mídias Sociais da FAB A FAB divulga em suas Mídias Sociais os produtos elaborados pelo Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (CECOMSAER) e as informações enviadas pelos Elos do Sistema de Comunicação Social da Aeronáutica (SISCOMSAE) de todo o país. No mês de março, um dos posts de destaque divulgou o vídeo alusivo ao Dia Internacional da Mulher. Com o tema “Somos a Força de muitas”, o filme reuniu diversas cenas da atuação das mulheres na FAB. Ao todo, a publicação alcançou mais de 420 mil pessoas e o vídeo foi visualizado mais de 95 mil vezes em nossos perfis oficiais das redes sociais. E você já viu? Siga os perfis oficiais da FAB e fique sabendo, em primeira mão, o que ocorre na Instituição:

O j o r n a l N OTA E R é u m a publicação mensal do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (CECOMSAER), voltado ao público interno. Chefe do CECOMSAER: Brigadeiro do Ar Paulo César Andari. Vice-Chefe do CECOMSAER: Coronel Aviador André Luís Ferreira Grandis. Chefe da Divisão de Comunicação Integrada: Coronel Aviador André Luís Ferreira Grandis. Chefe da Subdivisão de Produção e Divulgação: Major Aviador Mário César Ferreira Alle. Editor: Tenente Jornalista João Elias (DRT8933/RS). Tenente Jornalista Cristiane dos Santos (MTB 35288/SP). Colaboradores: Textos enviados ao CECOMSAER via SISCOMSAE. Diagramação: Sargento Santiago Moraes. Capa e Artes: Subdivisão de Publicidade e Propaganda Estão autorizadas transcrições integrais ou parciais das matérias, desde que mencionada a fonte. Endereço: Esplanada dos Ministérios Bloco “M” 7º andar - CEP: 70045-900 Brasília/DF

www.facebook.com/aeronauticaoficial www.instagram.com/fab_oficial www.youtube.com/portalfab www.twitter.com/portalfab www.flickr.com/portalfab

Impressão e Acabamento: Viva Bureau e Editora


Abril - 2019

3

Foto: Sargento Bianca Viol

PALAVRAS DO COMANDANTE

O início de um novo ciclo Este mês de abril traz consigo mais uma renovação de ciclo. Após uma carreira repleta de superações e uma rigorosa seleção, um novo grupo de militares se prepara para alçar novos voos em suas trajetórias, agora como oficiais-generais. Para a Força Aérea Brasileira, a promoção representa sempre um período de desafios e aprendizado. A ascensão aos cargos de destaque representa não somente a meritocracia, mas a confiança no trabalho que passarão a

desempenhar. Portanto, tenho a plena convicção da capacidade dos oficiais-generais ora escolhidos para exercerem cargos de extrema importância em nossa Instituição. Novos Comandantes, Chefes e Diretores sejam firmes frente às dificuldades, unidos e coesos aos seus oficiais, graduados, praças e civis para apoiarem no cumprimento da missão constitucional da FAB: “Manter a soberania do espaço aéreo e integrar o território nacional, com vistas à defesa da Pátria”.

Aproveito ainda para parabenizar nossos militares pertencentes à Aviação de Caça, que celebra neste mês os 74 anos do dia em que contribuiu para escrever uma importante página da história, durante a Segunda Guerra Mundial na Itália. Evoluímos juntos, do P-47 Thunderbolt ao F-39 Gripen, e contamos com equipagens cada vez mais bem qualificadas para cumprir, com precisão e comprometimento, as ações de defesa do nosso espaço aéreo. Que os exemplos dos recém-promovidos e dos nossos pilotos do Primeiro

Grupo de Aviação de Caça (1º GAVCA), que atuaram nos céus da Itália, sirvam de inspiração para que sejamos uma Força Aérea de grande capacidade dissuasória, operacionalmente moderna e atuando de forma integrada para a defesa dos interesses nacionais nas tarefas de Controlar, Defender e Integrar os 22 milhões de quilômetros quadrados sob nossa responsabilidade.

Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez Comandante da Aeronáutica


4

Abril - 2019 Fotos: Saab

AVIAÇÃO DE CAÇA

Versão monoposto do Gripen chega à fase final de montagem Ten JOR Jonathan Jayme

A Av i a ç ã o d e C a ç a completa 74 anos de história no momento em que a FAB alcança marcos importantes na consolidação do Poder Aéreo com o desenvolvimento do avião de múltiplo emprego F-39 Gripen. A versão monoposto do novo caça está na fase final de montagem, em Linköping, na Suécia. De acordo com a Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC), o

primeiro voo do modelo brasileiro com equipamentos de ensaios em voo (FTI - Flight Test Instrumentation) deve acontecer ainda este ano. O Design Preliminar (PDR - Preliminary Design Review) da fuselagem da aeronave biposto brasileira também está pronto, informa a Gerência do Projeto FX-2 da COPAC. Já o refinamento do design da parte dianteira do modelo foi iniciado e ocorre no Centro de Projetos e De-

Aeronave passa por refinamento do design da fuselagem dianteira

A versão brasileira contará com modernos sistemas embarcados senvolvimento do Gripen (GDDN - Gripen Design and Development Network), em Gavião Peixoto (SP). O programa final consiste na aquisição de 36 novos aviões de múltiplo emprego, que serão entregues a partir de 2021. “O F-39

Gripen conduzirá o Brasil ao mais alto patamar mundial em relação à integração de sensores e à capacidade de suporte à decisão operacional”, avalia o Gerente do Projeto FX-2, Coronel Aviador Paulo Roberto de Carvalho Júnior.

Testes Os ensaios com a aeronave de teste Gripen E (39-8) iniciaram em 2017. Desde então, de acordo com a Saab, todos os experimentos foram bem sucedidos. No final do ano passado, a segunda aeronave de teste (39-9) completou o primeiro voo com sucesso. Quem comandou a aeronave foi o piloto de testes da Saab Robin Nordlander. Durante o voo, que teve duração de 33 minutos, ele realizou ações para validar as características de voo e vários critérios de teste,

como o software, o sistema de rádio e o sistema de suporte de vida. Aeronave A ve r s ã o b r a s i l e i r a contará com modernos sistemas embarcados, radar de última geração e capacidade para empregar armamentos de fabricação nacional. Com 14,1 metros de comprimento e 8,6 metros de largura, o Gripen atinge mais de duas vezes a velocidade do som e suporta até nove vezes a força da gravidade quando em manobras.


Fevereiro - 2019

5


6

Abril - 2019

Major-Brigadeiro do Ar Alcides Teixeira Barbacovi

Natural de Canoas (RS). Praça de 01/03/1980, declarado Aspirante em 12/12/1986.

Principais cargos: Assistente do Comandante da Aeronáutica; Assistente do Comandante do Comando-Geral de Operações Aéreas; Comandante da Base Aérea de Anápolis; Chefe da Segunda Seção da Sexta Subchefia do Estado-Maior da Aeronáutica; Chefe Interino do Estado-Maior Conjunto do Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro; Chefe da Subchefia de Mobilização; e Adido de Defesa e Aeronáutico nos Estados Unidos e no Canadá. Principais cursos: Curso

de Gerenciamento de Projetos; Mestrado em Altos Estudos de Política e Estratégia; Pós-Graduação em Comando, Chefia e Direção; e Graduação em Educação Física. Horas de voo: 3.500 Principais condecorações: Ordem do Mérito da Defesa – Grau Comendador; Medalha Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas; Medalha do Mérito do Ex-Combatente do Brasil; Medalha Marechal Mascarenhas de Moraes; Medalha Militar de Ouro; Medalha Santos-Dumont; Medalha Mérito Operacional

Brigadeiro Nero Moura; Ordem do Mérito Aeronáutico – Grau Comendador; Ordem do Mérito Militar do Exército - Grau Oficial; Ordem do Mérito Tiradentes – Grau Grã-Cruz; Título de Bombeiro Honorário; Ordem do Mérito Alferes Joaquim José da Silva Xavier – Grau Grande Oficial; Comenda Gomes de Souza Ramos; Comenda Doutor Henrique Santillo; Ordem do Mérito Naval; e Ordem do Mérito Desportivo. Cargo designado: Diretor do Departamento de Produtos de Defesa

Major-Brigadeiro do Ar Walcyr Josué de Castilho Araujo

Natural de Guaratinguetá (SP). Praça de 01/02/1984, declarado Aspirante em 12/12/1987.

Principais cargos: Chefe da Divisão de Aplicações Operacionais do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA); Chefe da Divisão de Sistemas de Informação do DECEA; Comandante do Grupo Especial de Inspeção em Voo; Chefe da Divisão Operacional da Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo; Comandante do Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle do Espaço Aéreo (CINDACTA II); Adido de Defesa e Aeronáutico na França e na Bélgica; Chefe da

Quarta Subchefia do Estado-Maior da Aeronáutica; e Comandante do CINDACTA III. Principais cursos: Curso de Tática Aérea; Curso de Piloto de Asas Rotativas; Curso de Piloto Inspetor; Especialização em Análise de Sistemas; Curso de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica; MBA em Gestão Administrativa; Curso de Altos Estudos de Política e Estratégia. Horas de voo: 4.000 Principais condecorações: Ordem do Mérito da Defesa – Grau Oficial; Ordem do Mérito Aeronáutico – Grau

Comendador; Ordem do Mérito Naval – Grau Cavalheiro; Ordem do Mérito Judiciário Militar - Alta Distinção; Medalha Militar de Ouro; Medalha Mérito Santos-Dumont; Medalha Mérito Operacional Brigadeiro Nero Moura; Medalha Marechal Trompowsky; Medalha do Pacificador; Medalha Mérito Tamandaré; Medalha Eduardo Gomes Aplicação e Estudo – 1 Laurel; e Ordem do Mérito Cartográfico. Cargo designado: Vice-Diretor do Departamento de Controle do Espaço Aéreo


Abril - 2019

Major-Brigadeiro do Ar Luiz Guilherme Silveira de Medeiros

Natural de Montes Claros (MG). Praça de 01/02/1984, declarado Aspirante em 12/12/1987.

Principais cargos: Comandante da Base Aérea de Santa Cruz; Diretor do Centro de Lançamento da Barreira do Inferno; Chefe da Divisão de Relações Institucionais do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial; Assessor de Ensino e Chefe da Divisão de Metodologia Aplicada do Colégio Interamericano de Defesa (EUA); Chefe da Subchefia de Apoio do Comando-Geral de Operações Aéreas; Chefe da Subchefia de Planejamento, Orçamento e Gestão Institucionais do Comando

de Preparo (COMPREP); e Comandante da Ala 10. Principais cursos: Curso de Componente Aéreo de Força-Tarefa Combinada; Curso de Gestão de Recursos de Defesa; Curso de Dimensionamento da Força; Curso de Execução Orçamentária, Financeira e Patrimonial; Curso de Capacitação de Economia e Finanças; e Curso de Gestão de Risco no Setor Público. Horas de voo: 3.500 Principais condecorações: Ordem do Mérito Aeronáutico - Grau Comendador;

Medalha Militar de Ouro; Medalha Mérito Santos-Dumont; Medalha do Pacificador; Medalha Mérito Tamandaré; Menção Operacional Platina do COMPREP; Moção Louvor da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro; Medalha da Junta Interamericana de Defesa; Medalha do Mérito Policial Luiz Gonzaga; Medalha Mérito da Segurança Institucional; e Título de Cidadão Norte-Rio-Grandense. Cargo designado: Chefe do Estado-Maior do Comando-Geral do Pessoal

Brigadeiro do Ar Mauro Bellintani Natural de São Paulo (SP). Praça de 01/02/1984, declarado Aspirante em 07/12/1990. Principais cargos: Oficial de Inteligência do Terceiro Esquadrão do Décimo Grupo de Aviação; Oficial de Doutrina do Primeiro Esquadrão do Décimo Quarto Grupo de Aviação; Oficial de Operações do Grupo de Transporte Especial; Oficial do Gabinete do Comandante da Aeronáutica; Comandante do Primeiro

Esquadrão do Terceiro Grupo de Aviação; Comandante da Base Aérea de Boa Vista; Adido Aeronáutico na Inglaterra e Noruega; e Comandante Interino da Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR). Principais Cursos: Piloto de Caça; MBA em Administração; MBA em Gestão de Processos; Curso de Política, Estratégia e Alta Administração do Exército. Horas de voo: 4.100

Principais condecorações: Ordem do Mérito das Forças Armadas, Grau Cavaleiro; Ordem do Mérito Aeronáutico, Grau Oficial; Medalha Militar de Ouro; Medalha Mérito Santos-Dumont; Medalha do Pacificador; Medalha Mérito Operacional Brigadeiro Nero Moura; Medalha Força Aérea Chilena; Medalha Eduardo Gomes - 2 Lauréis. Cargo designado: Comandante da EPCAR

7


8

Abril - 2019

Brigadeiro do Ar Edson Fernando da Costa Guimarães

Natural de Niterói (RJ). Praça de 01/02/1984, declarado Aspirante em 07/12/1990. Principais cargos: Chefe da Seção de Doutrina do Centro de Guerra Eletrônica do Comando-Geral de Operações Aéreas; Comandante do 4º ETA; Assessor-Chefe Militar para Assuntos de Aeronáutica da Presidência da República; Chefe da Divisão de Estruturação de Projetos e Subdiretor Interino de Con-

tratos e Convênios da Diretoria de Economia e Finanças da Aeronáutica. Principais cursos: Curso de Altos Estudos em Defesa na Escola Superior de Guerra; Curso de Simulação em Guerra Eletrônica, na França; Pós-Graduação em Análise de Sistemas; e Mestrado em Engenharia de Sistemas nos Estados Unidos. Horas de voo: 2.000 Principais condecora-

ções: Ordem do Mérito Judiciário Militar - Grau Distinção; Ordem do Mérito Aeronáutico - Grau Oficial; Ordem do Mérito da Defesa - Grau Oficial; Ordem do Mérito Naval - Grau Oficial; Ordem do Mérito Militar Grau Oficial; e Ordem de Rio Branco – Grau Oficial. Cargo designado: Subdiretor de Contratos e Convênios da Diretoria de Economia e Finanças da Aeronáutica

Brigadeiro do Ar Rodrigo Fernandes Santos Natural do Rio de Janeiro (RJ). Praça de 01/02/1984, declarado Aspirante em 07/12/1990. Principais cargos: Com an d ante d o Primeiro Grupo de Aviação de Caça; Chefe da Divisão Administrativa da Comissão Aeronáutica Brasileira em Washington; Comandante da Base Aérea de Anápolis; e Chefe da Divisão

de Doutrina da Subchefia de Avaliação e Doutrina do Comando de Preparo (COMPREP). Principais cursos: Componente de Centro de Operações Aéreas; Administração de Suprimento e Manutenção; Operacional da Aviação de Caça; e Líder de Missões Aéreas Compostas. Horas de voo: 3.100 Principais condecora-

ções: Ordem do Mérito Aeronáutico - Grau Oficial; Medalha Militar de Ouro; Medalha Mérito Santos-Dumont; Medalha Mérito Operacional Brigadeiro Nero Moura; Medalha Marechal Mascarenhas de Moraes; e Destaque Operacional Platina do COMPREP. Cargo designado: Chefe da Segunda Subchefia do Estado-Maior da Aeronáutica

Brigadeiro do Ar Alan Elvis de Lima Natural de Brasília (DF). Praça de 01/03/1987, declarado Aspirante em 07/12/1990. Principais cargos: Chefe da Divisão de Formação do Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo (IPEV); Diretor do IPEV; Chefe do Grupo de Acompanhamento e Controle na Embraer; Adido Naval e Aeronáutico na Espanha; e Chefe da Se-

ção de Ciência, Tecnologia, Inovação e Offset do Estado-Maior da Aeronáutica. Principais cursos: Oficial de Segurança de Voo; Curso de Ensaios em Voo; MBA em Gestão Estratégica de Negócios; MBA em Gestão de Processos – Ciência e Tecnologia; e MBA em Política e Defesa. Horas de voo: 3.200 Principais condeco-

rações: Ordem do Mérito Aeronáutico - Grau Oficial; Ordem do Mérito Naval Grau Cavaleiro; Medalha Militar de Ouro; Medalha Mérito Santos-Dumont; Medalha Mérito Operacional Nero Moura; e Medalha Mérito Tamandaré. Cargo designado: Secretário da Comissão de Promoções de Ofi ciais da Aeronáutica


Abril - 2019

9

Brigadeiro do Ar Paulo César Andari Natural de Poá (SP). Praça de 01/02/1984, declarado Aspirante em 07/12/1990. Principais cargos: Ajudante de Ordens do Comandante do Quarto Comando Aéreo Regional; Chefe da Seção de Comunicação Social do Esquadrão de Demonstração Aérea; Assessor Militar da Assessoria de Aeronáutica do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República; Adido Aero-

náutico junto à Embaixada do Brasil no Chile; e Chefe Interino do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica. Principais cursos: Curso de Comunicação Social; Curso de Operações Psicológicas – Exército da Venezuela; Curso de Public Affairs Officers – Exército da Alemanha; MBA em Gestão de Processos, Ciências e Tecnologias; e MBA em Política e Defesa.

Horas de voo: 4.500 Principais condecorações: Medalha Militar de Ouro; Medalha Mérito Santos-Dumont; Medalha Ordem do Mérito Aeronáutico – Grau Oficial; Medalha Mérito Tamandaré; Medalha Mérito da Marinha Venezuelana; e Medalha Estrela Militar da Força Aérea do Chile. Cargo designado: Chefe do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica

Brigadeiro do Ar Luís Renato de Freitas Pinto Natural de Uberaba (MG). Praça de 01/03/1987, declarado Aspirante em 07/12/1990. Principais cargos: Assessor de Ensino do Brasil na Academia de Guerra Aérea da Força Aérea Equatoriana e no Instituto de Comando e Estado-Maior Conjunto do Equador; Chefe da Divisão de Ensino da Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica; e Diretor do De-

partamento de Assuntos de Defesa Nacional do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República. Principais cursos: Planejamento e Controle de Manutenção; Recebimento de Aeronaves, modalidade Asas Rotativas; MBA em Gestão de Processos; e Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos. Horas de voo: 4.500

Principais condecorações: Ordem do Mérito da Defesa; Ordem do Mérito Aeronáutico - Grau Oficial; Medalha Mérito Santos-Dumont; Medalha Mérito Tamandaré; Estrela das Forças Armadas do Equador - Grau Estrela Militar. Cargo designado: Comandante da Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica

Brigadeiro do Ar José Virgílio Guedes de Avellar

Natural de Curitiba (PR). Praça de 01/03/1987, declarado Aspirante em 07/12/1990. Principais cargos: Comandante do Terceiro Esquadrão do Sétimo Grupo de Aviação; Comandante da Base Aérea de Manaus; e Diretor do Instituto de Aplicações Operacionais. Principais cursos: Graduação em Engenharia Mecânica Aeronáutica; Mestrado em

Engenharia Mecânica Aeronáutica; Doutorado em Engenharia Mecânica Aeronáutica; e Curso de Guerra Eletrônica – Marinha do Brasil. Horas de voo: 1.600 Principais condecorações: Medalha Militar de Ouro; Medalha Mérito Santos-Dumont; Medalha Honra ao Mérito da Divisão de Tecnologia do Instituto Tecnológico de Aeronáutica;

Medalha Honra e Glória do Corpo de Engenheiros do Exército do Equador - 1ª e 2ª Classes; Medalha Estrela das Forças Armadas do Equador; Medalha Mérito Operacional Nero Moura; e Medalha Ordem do Mérito Aeronáutico - Grau Oficial. Cargo designado: Chefe da Subchefia de Planejamento e Controle do Estado-Maior do Comando-Geral de Apoio


10

Abril - 2019

Brigadeiro do Ar Marcos dos Santos Silva Natural do Rio de Janeiro (RJ). Praça de 01/02/1984, declarado Aspirante em 07/12/1990. Principais cargos: Chefe do Quinto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos; Comandante da Base Aérea de Belém; Chefe da Seção de Planejamento Setorial do Comando-Geral de Operações

Aéreas; Assessor de Ensino no Colégio Interamericano de Defesa; e Chefe do Gabinete do Comando-Geral do Pessoal. Principais cursos: MBA em Gestão de Recursos Humanos; MBA em Gestão de Projetos; e Mestrado em Segurança e Defesa Hemisférica. Horas de voo: 4.300 Principais condecorações: Ordem do Mérito

Aeronáutico - Grau Oficial; Medalha Militar de Ouro; Medalha Mérito Santos-Dumont; Medalha do Pacificador; Medalha Eduardo Gomes Aplicação e Estudo – 1 Laurel; e Medalha da Junta Interamericana de Defesa. Cargo designado: Subchefe de Organismos Internacionais do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas

Brigadeiro do Ar Mauricio Ferreira Hupalo Natural de Volta Redonda (RJ). Praça de 01/03/1987, declarado Aspirante em 07/12/1990. Principais cargos: Chefe da Divisão de Engenharia da Comissão de Aeroportos da Região Amazônica (COMARA); Vice-Presidente da COMARA; Chefe da Divisão de Coordenação da Diretoria de Ensino

(DIRENS); e Subdiretor de Ensino da DIRENS. Principais cursos: Graduação em Engenharia de Infraestrutura Aeronáutica; Mestrado em Ciências; Senior Commandand Staff Course no Air Force Command College, na China; e Curso Superior de Defensa Nacional na Escuela de Defensa Nacional, na Argentina. Horas de voo: 2.000

Principais condecorações: Medalha da Ordem do Mérito Aeronáutico - Grau Oficial; Medalha Militar de Ouro; Medalha Mérito Santos-Dumont; e Medalha “Fe en La Causa”, da Força Aérea Colombiana. Cargo designado: Chefe do Subdepartamento Técnico do Departamento de Controle do Espaço Aéreo

Brigadeiro do Ar Lélio Walter Pinheiro da Silva Junior Natural de Alenquer (PA). Praça de 01/03/1987, declarado Aspirante em 07/12/1990. Principais cargos: Chefe da Divisão de Operações do Campo de Provas Brigadeiro Velloso; Adido de Defesa e Aeronáutico do Brasil no Equador; e Chefe da Primeira Subchefi a do Estado-Maior do Coman-

do-Geral do Pessoal. Principais Cursos: Curso de Administração de Informática do Instituto de Logística da Aeronáutica; Curso de Guerra Eletrônica; Mestrado em Sensoriamento Remoto; e MBA em Gestão Estratégica de Pessoas. Horas de voo: 2.000 Principais condecorações: Ordem do Mérito

Aeronáutico - Grau Oficial; Medalha Militar de Ouro; Medalha Mérito Santos-Dumont; Medalha Mérito de Ensino Marechal Trompowsky; e Medalha Militar das Forças Armadas do Equador. Cargo designado: Subdiretor de Pessoal Militar da Diretoria de Administração do Pessoal


Abril - 2019

11

Brigadeiro do Ar Marcelo Fornasiari Rivero

Natural de São Paulo (SP). Praça de 01/02/1984, declarado Aspirante em 07/12/1990. Principais cargos: Assessor Militar da Secretaria de Coordenação e Acompanhamento de Assuntos Militares da Presidência da República; Comandante do Sétimo Esquadrão do Oitavo Grupo de Aviação; Adido Aeronáutico e Chefe do Escritório Brasileiro de

Ligação em Israel; e Vice-Chefe do Gabinete do Comandante da Aeronáutica. Principais cursos: Curso de Política, Estratégia e Alta Administração do Exército; MBA em Gestão de Pessoas; MBA Executivo em Gestão de Projetos; e MBA em Logística. Horas de voo: 5.000 Principais condecorações: Ordem do Mérito Aero-

náutico - Grau Oficial; Medalha Militar de Ouro; Medalha Mérito Santos-Dumont; Medalha Mérito Operacional Brigadeiro Nero Moura; Medalha do Pacificador; Medalha Mérito Tamandaré; Menção Destaque Operacional Ouro do Comando-Geral de Operações Aéreas; e Medalha de Serviço do Estado de Israel. Cargo designado: Comandante da Ala 10

Brigadeiro do Ar Cesar Faria Guimarães

Natural de Rio de Janeiro (RJ). Praça de 01/02/1984, declarado Aspirante em 07/12/1990. Principais cargos: Chefe da Subdivisão de Tecnologia da Informação e Chefe da Subdivisão de Telecomunicações do Terceiro Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA III); Comandante do Segundo Esquadrão

do Oitavo Grupo de Aviação; Chefe do Centro de Computação da Aeronáutica de Brasília; Chefe do Estado-Maior da I FAE; Comandante da Base Aérea de Natal; e Chefe do Estado-Maior da Ala 10. Principais cursos: Curso de Chefe Controlador; Curso de Estado-Maior na Academia de Guerra Aérea da Força Aérea do Chile; Curso de Altos Estudos em Defesa na

Escola Superior de Guerra. Horas de voo: 1.500 Principais condecorações: Medalha Militar de Ouro; Medalha Mérito Santos-Dumont; Medalha Mérito Operacional Brigadeiro Nero Moura; Medalha Mérito Tamandaré; e Medalha Ordem do Mérito Aeronáutico – Grau Oficial. Cargo designado: Comandante do CINDACTA III


Abril - 2019

13

Fotos: Arquivo / CIAAR

CULTURA

A história da música na FAB

Atualmente o SISCULT faz a gestão de 19 Bandas de Música e quatro Bandas Marciais Ten JOR João Elias

A música é uma das atividades do Sistema de Patrimônio Histórico e Cultural do Comando da Aeronáutica (SISCULT), que tem como órgão central o Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica (INCAER), localizado no Rio de Janeiro (RJ). Após a Reestruturação da FAB, o SISCULT passou a fazer a gestão de 19 Bandas de Música e quatro Bandas Marciais, das quais destacam-se as Bandas de Música da AFA,

EPCAR, EEAR e CIAAR, por participarem diretamente na formação de oficiais, graduados e alunos. A Banda de Música do CIAAR é comandada pelo Tenente Músico Paulo Rezende desde 2016. Foi ele quem fez a letra e a música da Canção do CIAAR, quando, ainda, era aluno do Estágio de Adaptação ao Oficialato (EAOF). “Ser regente da banda é um privilégio e uma oportunidade de usar

a música para imprimir disciplina à tropa e divulgar o trabalho dos militares da Unidade”, destacou. História A história da música na FAB pode ser cantada e contada por meio das suas canções e pela trajetória de vida daqueles que compõem o contexto dessa atividade. O primeiro grupo cultural da Aeronáutica remonta à Banda de Música da Escola de Aviação Militar do Exército (EAvM), tendo como regente o Tenente João Nascimento. No início, a banda era composta por 25 músicos e teve como marco histórico a data de 13 de novembro

Tenente Rezende compôs a Canção do CIAAR

de 1935, como o dia da primeira apresentação, que teria ocorrido na VIII Feira Internacional de Amostras da Cidade do Rio de Janeiro. A referida data ficou consagrada como o dia da criação da Banda de Música da Aeronáutica, embora nesse período a banda pertencesse ao Exército Brasileiro, uma vez que ainda não havia sido criado o Ministério da Aeronáutica. Em 1941, com a fusão das aviações militares da Marinha e do Exército, foi criado o Ministério da Aeronáutica (MAER). A Banda da EAvM passou integralmente para o novo Ministério, denominando-se Banda de Música da Escola de Aeronáutica. Durante os 12 anos em que o Tenente João Nascimento esteve à frente da Banda, o efetivo cresceu de 25 para 83 músicos. Dentre os seus trabalhos musicais, destacam-se: Hino dos Aviadores; Marcha dos Aviadores; Bandeirantes do Ar; Asas de Ouro, entre outras.


14

Abril - 2019

Fotos: Divulgação / DECEA

TRÁFEGO AÉREO

Tecnologia a serviço do controle do tráfego aéreo Torre Remota irá auxiliar a navegação aérea e será implantada ainda este ano Ten REP Camille Barroso e Ten JOR Aline Fuzisaki

A FAB apresenta 14 projetos durante a 12ª edição da LAAD Defence & Security (Feira Internacional de Defesa e Segurança), realizada de 02 a 05 de abril, no Rio de Janeiro (veja mais informações no box). Entre eles, está a torre remota (R-TWR, sigla em inglês), uma tecnologia que permite realizar o controle das operações de um aeródromo a distância, graças ao sistema de câmeras de visualização instaladas em uma torre metálica no local que substituem a visualização realizada pelos controladores em uma torre de controle convencional. A instalação do novo auxílio à navegação aérea é de responsabilidade da Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (CISCEA), unidade subordinada ao Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), que implementa infraestrutura e tecnologias para tornar a navegação aérea

mais ágil, flexível e eficaz. A previsão é que a primeira R-TWR seja implantada no aeródromo de Santa Cruz (RJ) ainda este ano. “A Torre Remota de Santa Cruz é um projeto pioneiro e inovador, quebrando paradigmas na forma de efetuar o controle do espaço aéreo de um aeródromo. A implantação de sistemas de visualização com utilização de câmeras ao contrário de uma grande edificação é a principal diferença, já que os sistemas de comunicação, gravação e gerenciamento do órgão são basicamente os mesmos”, explica o Che-

fe da Divisão Operacional da CISCEA, Coronel Cyro André Cruz. Entre os principais benefícios do empreendimento, destacam-se a concentração de uma ou mais torres de controle remotas em um único local de operação, gerando economia de recursos humanos e de instalações; a prestação de serviços de torres de controle em aeródromos de difícil acesso ou com pouca infraestrutura disponível; e operação em situações de contingência. “O ganho com esse primeiro projeto está vinculado com a aquisição de conhecimento e a comprovação operacional do sistema, que

Tecnologia realiza o controle das operações de um aeródromo a distância

garantirão os próximos passos, como a substituição de outras torres e, possivelmente, o controle afastado [remoto] em localidades diferentes do aeródromo em questão. É a FAB, através do DECEA, na vanguarda do desenvolvimento da aviação mundial, buscando novas tecnologias para serem empregadas no aprimoramento do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro”, afirma o Coronel Cyro. A LAAD, realizada a cada dois anos, reúne fabricantes e fornecedores de tecnologias, equipamentos e serviços de defesa, gestores de segurança, concessionárias de serviços e infraestrutura. A FAB irá apresentar também outros projetos, como o caça F-39 Gripen, a aeronave multimissão KC-390, o Programa Estratégico de Sistemas Espaciais (PESE), o Motor L75 e o Turborreator de 5000N, dentre outros.


Abril - 2019

15

SUSTENTABILIDADE

Ala 2 realiza cultivo de mudas nativas e exóticas do cerrado Até o fim do ano, a previsão é que cerca de 30 mil mudas sejam cultivadas

Em um viveiro, perto do portão de entrada da Ala 2, em Anápolis (GO), cerca de sete mil mudas florescem sob os cuidados do efetivo. O cultivo integra as ações do Projeto de Geração de Espécies Nativas e Exóticas Solidária à Implantação Sustentável (GENESIS), que vem sendo realizado, desde dezembro, após parceria firmada com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Uma área de aproximadamente 2.500 metros quadrados foi destinada ao plantio de sementes para a recuperação da mata nativa da região. Dois militares são responsáveis diretos por plantar e monitorar o crescimento das mudas. “Nós fazemos o acompanhamento pessoalmente para manter o controle e evitar pragas, como já aconteceu. Cada planta exige um cuidado, algumas são

mais rústicas, outras mais sensíveis, algumas gostam de sol, outras nem tanto”, conta o Sargento Juares Pereira Barbosa. A intenção, segundo o Comandante da Ala 2, Coronel Aviador Antonio Marcos Godoy Soares Mioni Rodrigues, é recuperar a vegetação da área onde ocorreram as obras de adaptação das instalações necessárias para a chegada do KC-390 e do F-39 Gripen . “Além das reformas, foram programadas a ampliação do pátio de estacionamento, a construção de alguns prédios, como, por exemplo, o hangar do KC-390 e a obra do edifício administrativo dos esquadrões aéreos. Isso tudo motivou a reativação desse projeto nos mesmos moldes de outro, realizado 15 anos atrás, para minimizar os impactos gerados à natureza

Foto: Ala 2

Ten JOR Carlos Balbino

Área de 2.500 m2 foi destinada ao plantio de sementes pela criação da antiga base aérea aqui nessa área”, explica. Até o fim do ano, a previsão é que cerca de 30 mil mudas sejam cultivadas para a recuperação de áreas. Inicialmente, as mudas serão plantadas pela Prefeitura em diversas praças do município. Posteriormente, o plantio será feito na área interna da organização militar.

Projeto tem parceria firmada com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente

A iniciativa alinha as ações da Ala 2 à nova mentalidade da FAB no tocante à política de meio ambiente do Comando da Aeronáutica. “Trabalhar com planejamento, como estamos fazendo aqui, permite que o progresso e a preservação do meio ambiente caminhem de mãos dadas”, finaliza o Comandante.


Profile for Força Aérea Brasileira

NOTAER - Abril 2019  

F-39 GRIPEN Aeronave de caça entra em nova fase de produção

NOTAER - Abril 2019  

F-39 GRIPEN Aeronave de caça entra em nova fase de produção

Profile for portalfab