Issuu on Google+

Plano Municipal de Políticas Públicas para Mulheres

Indicadores sobre a situação da mulher em Diadema

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema – OPPES Dezembro 2012


DADOS DEMOGRÁFICOS População total e de mulheres em Diadema

1991

386.089

2000

357.064

305.287

2010

2000 - 2010 0,78%

1991- 2000 1,76%

Total

199.286 51,62%

152.468 49,94%

Taxa média de crescimento anual

Fonte: IBGE – Censo Demográfico

181.955

50,96%

Percentuais em relação à população total Mulheres

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

2


DADOS DEMOGRÁFICOS População por sexo de Diadema

Taxa de crescimento populacional 2000-2010

2000

181.955 50,96%

Pop. Geral: 0,78% Homens: 0,65% Mulheres: 0,91%

175.109 49,04%

2010

Homens Mulheres 199.286 51,62%

Fonte: IBGE – Censo Demográfico

186.803 48,38%

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

3


DADOS DEMOGRÁFICOS População total e de mulheres nos bairros de Diadema em 2010 População total

48.640

População de mulheres

47.143

42.867

Percentuais em relação à população total de mulheres do município (199.826)

42.637

38.218 32.275 25.151

12,62%

24.348

12,22%

22.618

11,35%

Nota: A somatório da população nos bairros diverge da população total. Fonte: IBGE – Censo Demográfico

21.918

11,00%

31.678

31.141 25070

19.732

9,90%

16.736

8,40%

16.124

8,09%

16.102

8,08%

23.686

12.748

6,40%

21.459

12.141

6,09%

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

11.020

5,53%

4


DADOS DEMOGRÁFICOS Percentual de homens e mulheres nos bairros de Diadema em 2010 Mulheres

Homens

47,24%

48,15%

48,29%

48,29%

48,35%

48,37%

48,59%

48,65%

48,74%

49,10%

49,15%

52,76%

51,85%

51,71%

51,71%

51,65%

51,63%

51,41%

51,35%

51,26%

50,90%

50,85%

Fonte: IBGE – Censo Demográfico

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

5


DADOS DEMOGRÁFICOS

Em Diadema, 49,69% da população geral é

negra ou parda, respectivamente, 7,82% e 41,87%, enquanto 49,22% são brancos. Entre as mulheres, 50,32% se autodeclararam

brancas e 48,57% negras ou pardas. O maior percentual de mulheres negras ou pardas está no bairro Inamar (54,89%). O

menor se localiza no Centro (34,87% do público feminino). Fonte: GettyImages (RF)

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

6


DADOS DEMOGRÁFICOS

População de mulheres de Diadema, por cor/raça, em 2010 82.036 41,17%

14.749 7,40% 2.064 1,04%

100.272 50,32%

157 0,08%

Brancas Pardas

Pretas Amarelas Indígenas

Fonte: IBGE – Censo Demográfico

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

7


DADOS DEMOGRÁFICOS População de mulheres, por cor/raça, nos bairros de Diadema em 2010 14.081 12.671

12.549

Branca 10.022

10.011

Parda

Preta

9.597

10.047

9.698

8.056

8.802

7.502

6.519

7.484

7.362

6.807

7.004 6.116

7.237

4.929 4.983

2.170 1.368 621

Centro

Fonte: IBGE – Censo Demográfico

276

Taboão

Amarela

1.849 234

Conceição

1.677 165

Eldorado

1.267 57

Casa Grande

1.089 142

1.729 127

1.273 102

Vila Campanário Serraria Nogueira

602 151

5.099

5.176

873 37

798 114

Piraporinha Canhema

Inamar

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

8


DADOS DEMOGRÁFICOS Percentual de mulheres, por cor/raça, nos bairros de Diadema em 2010 Branca

Parda

Preta

50,37%

50,03%

48,64%

Amarela

62,26% 54,94%

51,54%

39,09%

50,38%

39,83%

39,80%

42,00%

42,27%

46,42%

44,61%

45,72%

44,88%

44,83%

45,84%

43,99%

44,73% 46,97%

28,82%

6,05%

2,75%

Centro

Fonte: IBGE – Censo Demográfico

4,72% 1,18%

7,59% 0,96%

Piraporinha Conceição

8,63%

1,10%

Taboão

6,57%

0,94%

Canhema

6,76% 0,88%

Vila Nogueira

6,42%

0,29%

Casa Grande

7,90%

0,63%

Serraria

7,65%

0,75%

10,33%

7,92%

0,76%

Eldorado Campanário

0,34%

Inamar

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

9


DADOS DEMOGRÁFICOS

As mulheres são maioria a partir da faixa etária entre 15 a 19 anos

(50,21%) em Diadema. Entre a população idosa (60 anos ou mais), elas representam 57,11%. O maior

percentual de mulheres idosas se concentra no Bairro Centro (59,56%

da população dessa faixa etária).

Fonte: GettyImages (RF)

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

10


DADOS DEMOGRÁFICOS Pirâmide etária, por sexo, de Diadema em 2010 Homens

4 100 968 1.262 2.120

3.203 5.154 7.431 9.673 11.498 13.903 15.050 17.029

18.811 18.559 16.229 16.878

90 a 99 anos

80 a 89 anos 75 a 79 anos 70 a 74 anos 65 a 69 anos 60 a 64 anos 55 a 59 anos 50 a 54 anos

45 a 49 anos 40 a 44 anos

Mulheres

9 250 1.689 1.943 2.950

3.981 6.234

8.661 11.084

13.083 15.186 16.635

35 a 39 anos 30 a 34 anos

18.178

25 a 29 anos

19.525

20 a 24 anos

18.533

15 a 19 anos

16.365

16.673

10 a 14 anos

14.902 14.029

Fonte: IBGE – Censo Demográfico

100 ou mais

5 a 9 anos

0 a 4 anos

14.522 13.785

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

11


DADOS DEMOGRÁFICOS População de crianças (0 a 11 anos) 2000 41.080 35.826

50,78% 50,63%

Meninos

População de adolescentes (de 12 a 17 anos) 2000

2010 39.816

49,22%

20.975 34.930

49,37%

19.869

49,61% 49,99%

Meninas

Garotos

2010 21.306

50,39%

19.879

50,01%

Garotas

População idosa (60 anos ou mais) 2000

2010 17.056

12.811 8.009 43,64% 42,89%

Homens Nota: Percentuais em relação à população da faixa etária Fonte: IBGE – Censo Demográfico

10.344 56,36%

57,11%

Mulher Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

12


DADOS DEMOGRÁFICOS População de crianças (de 0 a 11 anos) nos bairros de Diadema em 2010 4.276 4.211

4.346 4.167

4.322

4.188

Meninos 3.579 3.658 3.210

3.145

Meninas

3.350 3.080 3.103 2.758 2.756

3.009

2.447 2.149

2.179

2.322 2.070

2.154

49,62% 48,95% 49,21% 50,55% 49,49% 48,09% 49,98% 49,42% 48,69% 49,06% 49,71% 50,38% 51,05% 50,79% 49,45% 50,51% 51,91% 50,02% 50,58% 51,31% 50,94% 50,29%

Fonte: IBGE – Censo Demográfico

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

13


DADOS DEMOGRÁFICOS

População de adolescente (de 12 a 17 anos) nos bairros de Diadema em 2010 2.357 2.417

2.417 2.405

2.405 2.302 2.031 2.110 1.855 1.843

Garotos 1.754 1.722

1.546 1.644

Garotas

1.625 1.588 1.358

1.336

1.211

1.238

1.270

1.168

50,63% 49,88% 48,91% 50,95% 49,84% 49,54% 51,54% 49,42% 49,59% 51,19% 48,55% 49,37% 50,12% 51,09% 49,05% 50,16% 50,46% 50,58% 50,41% 48,81% 51,45% 48,46%

Fonte: IBGE – Censo Demográfico

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

14


DADOS DEMOGRÁFICOS População de idosos (60 anos ou mais) nos bairros de Diadema em 2010 2.900 2.612

1.969

1.938

Homens

Mulheres

1.890 1.616 1.389

1.221

1.527 1.256

1.424 1.042

1.341 1.053

1.037

793

990 730

988 796 595

714

59,56% 57,41% 57,64% 56,96% 54,87% 57,75% 56,02% 56,67% 57,56% 55,38% 54,55% 40,44% 42,59% 42,36% 43,04% 45,13% 42,25% 43,98% 43,33% 42,44% 44,62% 45,45%

Fonte: IBGE – Censo Demográfico

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

15


ESTATÍSTICAS VITAIS

Ainda que nasçam mais meninos que meninas (em 2010, 51,77% dos nascidos vivos em Diadema eram do sexo masculino), há preponderância do público feminino no município, fenômeno também verificado no Brasil, Estado de São Paulo e Grande ABC. Essa diferença pode ser consequência da preponderância de óbitos masculinos. Em 2010, 58,90% das mortes totais foram de homens. Dos que morreram por mortes violentas, 83,13% eram homens. Fonte: GettyImages (RF)

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

16


ESTATÍSTICAS VITAIS

Número de nascidos vivos por gênero

Número de nascidos vivos em Diadema

49,03%

48,18%

50,97%

51,82%

7.200

6.218 Sexo feminino

2003

2003

Fonte: IBGE – Estatísticas do Registro Civil

2010

2010

Sexo masculino

Houve redução de 982 (13,64%) em número de nascidos vivos entre 2003 e 2010.

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

17


ESTATÍSTICAS VITAIS Óbitos totais por natureza do óbito, por local de residência do falecido, no Grande ABC em 2010 Total

4.889

Natural

Violenta

4.497 3.975 3.586

2.095

2.078 1.763

1.438 91,98%

392 8,02%

Santo André

388

90,21%

9,76%

São Bernardo do Campo

Percentuais em relação ao total de mortes por município.

1.874 1.365

660 603 332

84,15% 15,85%

Diadema

204

90,18% 9,82%

Mauá

Nota: Morte natural - devido a causas biológicas Morte violenta - devido a causas externas, tais como: acidentes de trânsito, afogamentos, suicídios, homicídios, quedas acidentais, etc.). Fonte: IBGE – Estatísticas do Registro Civil

94,92%73 5,08%

São Caetano do Sul

91,36% 57 8,64%

Ribeirão Pires

221 203

18

91,86% 8,14%

Rio Grande da Serra

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

18


ESTATÍSTICAS VITAIS Percentuais de óbitos de natureza violenta, por sexo e local de residência do falecido, no Grande ABC em 2010 Homem

15,20%

16,87%

20,36%

20,66%

Mulher

26,32%

27,78% 39,73%

84,80%

Mauá

Fonte: IBGE – Estatísticas do Registro Civil

83,13%

Diadema

79,64%

São Bernardo do Campo

79,34%

Santo André

73,68%

Ribeirão Pires

72,22%

Rio Grande da Serra

60,27%

São Caetano do Sul

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

19


ESTATÍSTICAS VITAIS Percentual de óbitos, por natureza da morte, gênero e local de residência do falecido, em Diadema Mortes naturais

Mortes violentas 958 886

805 726

407

60

56

7,63%

6,50%

Mulheres 2003

Fonte: IBGE – Estatísticas do Registro Civil

68,52%

93,50%

92,37%

77,63%

Mulheres 2010

31,48%

Homens 2003

276

22,37%

Homens 2010

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

20


ESTATÍSTICAS VITAIS Mulheres em Idade Reprodutiva em 2010 

Diadema 199.826 134.178

67,15% 16.560

16.409 14.967

14.468

Pop. total de mulheres

13.604

Mulheres de 10 a 49 anos 11.209

11.103

10.839

8.793

68,01%

Conceição

65,24%

Taboão

68,29%

Eldorado

63,97%

Centro

Nota: Percentual em relação à população feminina do bairro. O Ministério da Saúde considera como idade fértil a faixa etária entre 10 e 49 anos. Fonte: IBGE – Censo Demográfico

68,94%

Casa Grande

69,52%

Serraria

66,34%

Campanário

67,31%

Vila Nogueira

68,98%

8.104

66,75%

Piraporinha Canhema

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

7.653

69,45%

Inamar

21


ESTATÍSTICAS VITAIS Taxa de mortalidade de mulheres em idade fértil no Grande ABC (por 100 mil mulheres entre 15 e 49 anos) 2000

2010 159,3

143,4 131,24

119,16

117,66

158,77

140,65 128,22

116,68

107,37 108,36 93,71

91,28 80,71

Ribeirão Pires

Santo André

Diadema

Nota: Relação entre o número de óbitos de mulheres entre 15 e 49 anos (considerado pela Fundação SEADE como idade fértil) e a população feminina dessa faixa etária. Fonte: Fundação SEADE

São Bernardo do Campo

Rio Grande da Serra

Mauá

São Caetano do Sul

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

22


ESTATÍSTICAS VITAIS Taxa de Fecundidade Geral no Grande ABC (por mil mulheres entre 15 e 49 anos) 2000

2010

76,68

73,74

68,40 60,43

53,16

Diadema

48,97

48,63

Rio Grande da São Bernardo Serra do Campo

59,71

57,99 48,18

Santo André

Nota: Relação entre o número de nascidos vivos e a população feminina em idade fértil (15 a 49 anos) Fonte: Fundação SEADE.

46,57

Mauá

43,78

Ribeirão Pires

43,25 41,43

São Caetano do Sul

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

23


ESTATÍSTICAS VITAIS Percentual de mães adolescentes (com menos de 18 anos) no Grande ABC 2004 7,68% 6,79% 7,02%

6,96%

2010

7,84% 6,74%

7,38%

6,46% 5,51%

5,48% 5,13% 4,60% 3,85% 4,01%

Rio Grande da Serra

Mauá

Diadema

São Bernardo do Campo

Nota: Proporção de Mulheres com idade inferior a 18 anos e que tenham tido pelo menos um filho nascido vivo no ano de referência, em relação ao total de mulheres que tiveram filhos nesse mesmo período. Fonte: Fundação SEADE

Santo André

Ribeirão Pires

São Caetano do Sul

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

24


ESTATÍSTICAS VITAIS Nascidos vivos de mães adolescente e com 35 anos ou mais, por local de residência da mãe, em Diadema Total de nascidos vivos Nascidos vivos de mães adolescentes Nascidos vivos de mulheres com 35 anos ou mais 7.200 6.218

724

577 8,10%

2003

Nota: Percentuais em relação ao número de nascidos vivos no ano. Fonte: IBGE – Estatísticas do Registro Civil

10,06%

417

840 6,71%

13,51%

2010

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

25


ESTATÍSTICAS VITAIS A taxa de mortalidade materna máxima recomendada pela Organização Panamericana de Saúde é de 20 casos a

cada 100 mil nascidos vivos. Esse dado reflete a qualidade da atenção à saúde da mulher. “Taxas elevadas de mortalidade materna estão

Fonte: GettyImages (RF)

associadas à insatisfatória prestação de

serviços de saúde a esse grupo, desde o planejamento familiar e a assistência prénatal, até a assistência ao parto e ao

puerpério”*.

*Fonte: ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE. Indicadores básicos para a saúde no Brasil: conceitos e aplicações. 2ed. Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde, 2008. Disponível em: http://www.ripsa.org.br/php/level.php?lang=pt&component=68&item=2 0. Acesso em 18 jan. 2012

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

26


ESTATÍSTICAS VITAIS Taxa de mortalidade materna (por cem mil nascidos vivos) no Grande ABC 139,37 Taxa de mortalidade materna: relação entre os óbitos por complicações da gravidez, do parto e do puerpério ou devidos a doenças pré-existentes agravadas pelo estado de gravidez de mulheres.

2000 57,01 59,03

2010 50,37

45,27 43,22 30,9

36,08

32,04 11,91

2 Ribeirão Pires

1

1

São Caetano do Sul

5

4

Santo André

4

4

São Bernardo do Campo

1

2 Diadema

4 Mauá

Os números na base das colunas representam os óbitos maternos absolutos Nota: Rio Grande da Serra não apresentou morte materna em 2000 e 2010, assim como em Mauá em 2010 e Ribeirão Pires em 2000. Fonte: Fundação SEADE

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

27


ESTATÍSTICAS VITAIS Número de óbitos maternos e taxa de mortalidade materna em Diadema Óbitos por Complicação da Gravidez, Parto e Puerpério

Taxa de Mortalidade Materna 44,78

43,57

44,32

45,24

39,9

32,04 27,75

26,01

13,72

11,91

Fonte: Fundação SEADE

1

2

3

2000

2001

2002

1

2

3

2003

2004

2005

3

3

3

2

2007

2008

2009

2010

0

2006

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

28


ESTATÍSTICAS VITAIS

Fonte: GettyImages (RF)

A taxa de mortalidade infantil é um indicador que reflete as condições de vida, o acesso e a qualidade da atenção materna e infantil da população. A OMS considera alta a taxa que seja superior a 50 óbitos por mil nascidos vivos, média aquelas entre 21 e 49 e baixa as inferiores a 20 óbitos.1 Segundo o Pacto Nacional da Mortalidade Materna e Neonatal, de 2004, do Ministério da Saúde, pretende-se reduzir a mortalidade materna e neonatal em 5% ao ano para atingir os índices aceitáveis da Organização Mundial de Saúde (OMS). Os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODMs) preveem até 2015, a redução em 3/4 da taxa de mortalidade materna e neonatal e em 2/3 da mortalidade de crianças menores de 5 anos.2 Fonte: ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE. Redução da Mortalidade Infantil Indígena. Disponível em: http://new.paho.org/bra/index2.php?option=com_content&do_pdf=1&id=1457. Acesso em 18 jan. 2012. 1

Fonte: MINISTÉRIO DA SAÚDE. Pacto nacional pela redução da mortalidade materna e neonatal. Disponível em: http://portal.saude.gov.br/portal/saude/odm_saude/visualizar_texto.cfm?idtxt=35197. Acesso em 18 jan. 2012. 2

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

29


ESTATÍSTICAS VITAIS Taxa de mortalidade infantil (menores de 1 ano) no Grande ABC 2000

2011

23,29 18,76 15,99 14,07

13,48 13,94

13,62

14,17 12,77

14,30 12,17

11,97 9,80 6,87

Mauá

Fonte: Fundação SEADE

Ribeirão Pires

Rio Grande da Serra

Diadema

Santo André

São Bernardo do Campo

São Caetano do Sul

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

30


ESTATÍSTICAS VITAIS Taxa de mortalidade na infância (menores de 5 anos) no Grande ABC 2000

2010

24,66 21,15 18,91

18,46

17,54 15,10

16,03

17,75

15,79

13,62

16,75 12,75

12,54 8,85

Mauá

Fonte: Fundação SEADE

Rio Grande da Ribeirão Pires Serra

São Bernardo do Campo

Diadema

Santo André

São Caetano do Sul

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

31


SAÚDE DA MULHER “O Ministério da Saúde recomenda, no mínimo, seis consultas prénatais durante a gravidez. Quanto maior o número de consultas pré-

natais, maior a garantia de uma gestação e parto seguros, prevenindo, assim, a saúde da mãe e do bebê”1.

Também de acordo com o Ministério da Saúde, 25% é o percentual máximo recomendado para partos cesárias². Fonte: GettyImages (RF)

Fonte: 1 PORTAL ODM. Relatórios Dinâmicos – Indicadores Municipais. Disponível em: http://www.portalodm.com.br/relatorios/sp/diadema#. Acesso em 18 jan. 2012 Fonte: ²ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE. Indicadores básicos para a saúde no Brasil: conceitos e aplicações. 2ed. Brasília: OPAS, 2008. Disponível em: http://www.ripsa.org.br/php/level.php?lang=pt&component=68&item=20. Acesso em 18 jan. 2012

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

32


SAÚDE DA MULHER Mães que tiveram sete e mais consultas de pré-natal no Grande ABC 2004 85,69% 82,33%

80,94%

79,50% 73,62%

68,22%

São Caetano do Sul

Ribeirão Pires

2010

79,43%

79,95% 79,28% 78,98% 77,85%

77,02%

71,25% 65,76%

Santo André

Nota: Proporção de mulheres com sete e mais consultas de pré-natal no ano de referência, em relação ao total de mulheres que tiveram filhos no mesmo período. Fonte: Fundação SEADE.

Mauá

São Bernardo do Campo

Diadema

Rio Grande da Serra

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

33


SAÚDE DA MULHER Percentual de partos cesáreos no Grande ABC 2004 72,82%

72,87% 70,66%

65,45%

2010

65,07%

59,12% 53,14%

Ribeirão Pires

São Caetano do Sul

Mauá

Nota: Proporção de Partos cesáreos em relação ao total de Nascidos Vivos. Fonte: Fundação SEADE.

64,96% 62,74%

62,07% 57,18%

51,06%

Rio Grande da Serra

54,33% 48,15%

Santo André

São Bernardo do Campo

Diadema

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

34


SAÚDE DA MULHER Percentual de nascimentos de Baixo Peso no Grande ABC 2004

2010

11,46% 9,85% 9,36%

Santo André

9,74% 8,70%

Rio Grande da Serra

9,27%

Ribeirão Pires

9,34%

9,23%

São Bernardo do Campo

Nota: Proporção de nascidos vivos com peso inferior a 2,5 kg em relação ao total de nascidos vivos. Fonte: Fundação SEADE

9,48% 9,21%

Diadema

9,13% 8,33%

Mauá

9,27%

8,10%

São Caetano do Sul

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

35


SAÚDE DA MULHER Percentual de gestações pré-termo no Grande ABC 2004

9,17% 9,35%

9,62%

2010

10,24% 8,94%

8,89%

7,89%

9,17% 8,37%

8,18% 7,50%

8,08% 7,27% 6,40%

São Bernardo do Campo

São Caetano do Sul

Diadema

Santo André

Nota: Proporção de Nascidos Vivos com menos de 37 semanas de gestação em relação ao total de Nascidos Vivos. Fonte: Fundação SEADE

Mauá

Ribeirão Pires

Rio Grande da Serra

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

36


MULHERES NA POLÍTICA Eleitorado de Diadema por sexo Eleitores Femininos

Eleitores Masculinos

Eleitores sem Declaração de Sexo

Total de Eleitores

276.142

245.374

123.419

312.352

320.387

250.960

128.549

143.257

149.945

157.660

163.590

168.055

142.849

148.113

151.728

132.029

136.114

956

856

781

720

649

604

2002

2004

2006

2008

2010

2012

120.859

121.455

1.096

2000

Fonte: Tribunal Superior Eleitoral - TSE

286.840

301.229

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

37


MULHERES NA POLÍTICA Percentual do eleitorado de Diadema por sexo Eleitores Femininos

Eleitores Masculinos

Eleitores sem Declaração de Sexo

50,30%

51,22%

51,88%

52,27%

52,34%

52,37%

52,45%

49,26%

48,40%

47,81%

47,45%

47,42%

47,42%

47,36%

0,45%

0,38%

0,31%

0,27%

0,24%

0,21%

0,19%

2000

2002

2004

2006

2008

2010

2012

Fonte: Tribunal Superior Eleitoral - TSE

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

38


MULHERES NA POLÍTICA Número total de candidaturas (prefeito+vice+vereador), por sexo, nas eleições municipais de 2012 437 VEREADORES ELEITOS HOMENS – 19

303

MULHERES – 2

134

100% Total de candidatos

69,34%

Homens

Nota: De acordo com a Lei 12.034/2009, cada partido ou coligação preencherá o mínimo de 30% e o máximo de 70% para candidaturas de cada sexo. Fonte: Tribunal Superior Eleitoral - TSE

30,66% Mulheres

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

39


RENDA DA MULHER O

número

de

domicílios

cujo

responsável era mulher aumentou em 119,86% de 2000 para 2010 (23.062

para

50.705).

A

proporção

de

moradias cuja pessoa responsável era do sexo feminino saltou de 23,49% para 43,21%. Contudo, em relação aos domicílios

pobres (abaixo de ½ salário mínimo per capita), elas já são maioria Fonte: GettyImages (RF)

(52,73%). A diferença de rendimento médio

entre homens e mulheres em 2010 foi de 28,23% em Diadema. Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

40


RENDA DA MULHER Domicílios particulares permanentes por sexo da pessoa responsável pelo domicílio em Diadema Homens

Mulheres

75.110 66.639 50.705

23.062

76,51%

23,49%

2000

Nota: Pessoa responsável pelo domicílio é a pessoa, de 10 anos ou mais de idade, reconhecida pelos moradores como responsável pela unidade domiciliar. Fonte: IBGE – Censo Demográfico

56,79% 43,21%

2010

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

41


RENDA DA MULHER Domicílios cujo responsável era mulher, nos bairros de Diadema, em 2010 14.720

14.392

Total de domicílios

13.844 12.735

Dom. resp. mulher 11.226

9.990

9.693

9.493 7.493

5.894

40,04%

6.015

41,79%

5.607

40,50%

5.926 4.945

46,53%

44,05%

Nota: Percentuais de domicílios cujo responsável é mulher, em relação ao total de domicílios no bairro. Fonte: IBGE – Censo Demográfico

4.049

40,53%

4.219

43,53%

4.505

47,46%

7.063

3.584

47,83%

6.313

2.784 39,42%

2.967 47,00%

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

42


RENDA DA MULHER Domicílios de Diadema com rendimento domiciliar per capita de até 1/2 salário mínimo (linha da pobreza), por sexo do responsável, em 2010 117.344

Percentuais sobre o total de domicílios com rendimento per capita de até ½ s.m. (28.694) 28.694

24,45%

Total de domicílios

Total

13.565

15.129

47,27%

52,73%

Homens

Mulheres

Nota: O total de domicílios com rendimento per capita de até ½ salário mínimo incluem os domicílios sem rendimento e aqueles cujo responsável recebia algum benefício. Salário mínimo utilizado: R$510. Fonte: IBGE – Censo Demográfico

29,84%

20,36%

Mulheres

Homens

Percentuais em relação ao total de homens (66.639) e mulheres (50.705) responsáveis pelo domicílio com renda domiciliar per capita de até ½ s.m.

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

43


RENDA DA MULHER Domicílios com rendimento domiciliar per capita de até 1/2 salário mínimo, por sexo do responsável, nos bairros de Diadema em 2010

3.894

Total

3.373

3.178

Homens

Mulheres

2.988 2.522

2.509

2.344

2.107

1.996

1.969 1.680

1.758

1.730 1.409

1.487 1.166

2.136 Eldorado

1.643 Taboão

1.769 Casa Grande

1.501 Conceição

1.292

1.356

995

1.217

Serraria Campanário

Nota: O total de domicílios com rendimento per capita de até ½ salário mínimo incluem os domicílios sem rendimento e aqueles cujo responsável recebia algum benefício. Salário mínimo utilizado: R$510. Fonte: IBGE – Censo Demográfico

1.349

892

1.215

Vila Piraporinha Nogueira

1.017

979 Centro

893

887

1.076 Inamar

793 Canhema

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

44


RENDA DA MULHER Percentuais de homens e mulheres responsáveis pelo domicílio com rendimento domiciliar per capita de até 1/2 salário mínimo nos bairros de Diadema em 2010 36,27%

36,04%

35,77%

Homens 33,90%

32,14% 30,06%

26,69%

Mulheres

29,94%

28,48%

27,88%

25,82%

24,95%

22,43%

22,82%

21,30%

21,75%

19,95%

20,73%

19,60%

17,75%

17,46% 12,35%

Inamar

Eldorado

Casa Grande

Piraporinha

Serraria

Campanário

Nota: Percentuais em relação ao total de homens/mulheres responsáveis pelo domicílio nos bairros. O total de domicílios com rendimento per capita de até ½ salário mínimo incluem os domicílios sem rendimento e aqueles cujo responsável recebia algum benefício. Salário mínimo utilizado: R$510. Fonte: IBGE – Censo Demográfico

Vila Nogueira

Canhema

Taboão

Conceição

Centro

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

45


RENDA DA MULHER Percentuais de domicílios com rendimento domiciliar per capita de até 1/2 salário mínimo, por sexo do responsável, nos bairros de Diadema em 2010 Total

54,65%

54,85%

55,66%

Homens

Mulheres

57,66%

57,55% 53,77%

48,51%

31,19%

30,58%

28,31%

28,12%

26,02%

25,12%

47,20%

24,69%

23,79%

48,71%

22,91%

50,23%

49,05%

20,76% 14,42%

45,35%

45,15%

44,34%

42,34%

46,23%

51,49%

42,45%

52,80%

51,29%

49,77%

50,95%

Inamar

Eldorado

Casa Grande

Piraporinha

Serraria

Campanário

Vila Nogueira

Canhema

Taboão

Conceição

Centro

Nota: TOTAL: Percentuais sobre o total de domicílios por bairro. HOMENS/MULHERES: Percentuais sobre o total de domicílios com rendimento domiciliar per capita de até ½ SM por bairro O total de domicílios com rendimento per capita de até ½ salário mínimo incluem os domicílios sem rendimento e aqueles cujo responsável recebia algum benefício. Salário mínimo utilizado: R$510. Observatório de Políticas Públicas, Econômico Fonte: IBGE – Censo Demográfico Social de Diadema - OPPES

e 46


RENDA DA MULHER Rendimento médio mensal das pessoas de 10 anos ou mais de idade, com rendimentos (em R$), por sexo, no Grande ABC em 2010 3.065,65

Homens

2.090,74 1.825,79

Mulheres

2.017,35

1.594,33 1.336,84

1.322,43

1.294,32 1.060,08

40,44% São Caetano do Sul

36,06% Santo André

34,45% São Bernardo do Campo

Nota: Percentuais referem-se à diferença de rendimentos entre homens e mulheres. Fonte: IBGE – Censo Demográfico

33,51% Ribeirão Pires

884,77

31,64% Mauá

1.244,96

893,48

28,23% Diadema

1.117,66

730,73

34,62% Rio Grande da Serra

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

47


RENDA DA MULHER Rendimento médio mensal das pessoas de 10 anos ou mais de idade, com rendimentos (em R$), por sexo, nos bairros de Diadema em 2010

1.908,56

Total

1.630,28 1.287,84

1.257,63

1.089,35

Mulheres

1.233,82

1.144,79 1.110,56

Homens

1.075,08

990,44

1.138,61

986,57

1.111,50

973,05

1.110,39

967,49

1.095,00

960,53

1.046,13

912,25

1.013,03

882,09

1.336,51 913,87

29,97% Centro

29,04% Conceição

893,07

873,74

28,99% Taboão

29,18%

Piraporinha

Nota: Percentuais referem-se à diferença de rendimentos entre homens e mulheres. Fonte: IBGE – Censo Demográfico

803,18

29,84%

799,57

29,78%

802,86

27,77%

807,05

27,32%

Canhema Vila Nogueira Casa Grande Campanário

793,11

27,57% Eldorado

745,92

28,70% Serraria

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

713,39

29,58% Inamar

48


RENDA DA MULHER Rendimento médio mensal das mulheres de 10 anos ou mais de idade de Diadema, com rendimentos (em R$) declarados, por cor/raça em 2010 Total mulheres

Branca

Preta

Amarela

Parda

Indígena

1232,32

988,6 893,48 806,26

Fonte: IBGE – Censo Demográfico

784,66

808,88

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

49


RENDA DA MULHER Rendimento médio mensal das mulheres de 10 anos ou mais de idade, com rendimentos (em R$), por cor/raça, nos bairros de Diadema em 2010 1.725,15

Branca

1.452,01

Preta

Amarela

Parda

1.331,78

1.208,92 1.061,49 982,45 955,86

985,07

907,92

838,72

825,37 881,04 870,65

921,64 856,87

861,31

894,26

892,50 803,77

848,66

687,82

760,47

1.164,60

853,63

1.084,49

Centro

Fonte: IBGE – Censo Demográfico

828,62

Conceição

795,87

800,48

Taboão

790,08

749,51

Piraporinha

731,98

719,26

Eldorado

699,08

731,88

Vila Nogueira

759,99

738,77

779,39

749,11

776,03

771,35

Canhema Casa Grande Campanário

692,75

700,63

Serraria

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

678,37

672,33

Inamar

50


ECONOMIA E TRABALHO A taxa de desocupação das mulheres em

2010 em Diadema foi superior a dos homens. Entre eles, o percentual foi de

7,41%, enquanto que do público feminino foi de 12,51%. A

diferença

de

rendimentos

nos

empregos formais no município entre homens e mulheres em 2010 foi de

22,3%. O setor industrial foi quem mais empregou

no

ano

(16.421

vagas

ocupadas pela população feminina).

Fonte: GettyImages (RF)

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

51


ECONOMIA E TRABALHO População economicamente ativa (PEA), ocupados e não-ocupados de Diadema em 2010 204.397

184.464

110.504

Total

Homens

102.318

93.893

82.146

19.933 54,06%

PEA

45,94%

Mulheres

92,59%

90,25%

Ocupados

Nota: PEA – População Economicamente Ativa: compreende o potencial de mão-de-obra com que pode contar o setor produtivo, isto é, a população ocupada e a população desocupada. Fonte: IBGE – Censo Demográfico

8.186 87,49%

9,75%

7,41%

11.747 12,51%

Não-ocupados

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

52


ECONOMIA E TRABALHO Empregos formais de Diadema, por sexo e setor, em 2010 Homens

73.781

Mulheres Empregos formais em Diadema, por setor, em 2010 29.187 25,92%

Construção Civil

17.813 15,82%

61.967 55,03%

45.546

Comércio Indústria

38.820

Serviços 3.631 3,22%

16.421

14.817 14.370

10.049

7.764 3.367

65,52% 34,48% Total

Fonte: Fundação SEADE

73,50% 26,50% Indústria

50,77% 49,23% Serviços

56,41% 43,59% Comércio

92,73%264 7,27%

Construção Civil

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

53


ECONOMIA E TRABALHO Rendimento médio (em R$) nos empregos formais em Diadema de homens e mulheres, por setor, em 2010 2.338,64

Homens

Mulheres

2.090,03 1.775,07 1.623,98

1.863,41

1.765,15

1.607,56

1.597,59

1.553,93 1.231,94

22,30%

Total

Fonte: Fundação SEADE

31,69%

-4,98%

23,37%

Indústria

Serviços

Comércio

-13,59%

Construção Civil

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

54


ECONOMIA E TRABALHO Número de empregos formais, por sexo, em Diadema Mulheres

38.820

22.937 16.421 11.474

14.370

7.860 3.250 101 2000

7.764 2001

2002

Total

2003

Indústria

2004

2005

2006

Construção Civil

2007

2008

Comércio

2009

264 2010

Serviços

Homens

73.781

50.288 45.546 34.084 14.817

8.990 5.894 1.023 2000

Fonte: Fundação SEADE

10.049 3.367 2001

2002

2003

2004

2005

2006

2007

2008

2009

2010

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

55


ECONOMIA E TRABALHO Rendimento médio dos empregos formais, por sexo, em Diadema Mulheres

1.863,41

1.963,72

1.765,15

1.595,43

1.623,98

1.558,45

1.597,59

1.487,45 1.231,94 1.087,08

2000

2001

2002

Total

2003

2004

Indústria

2005

2006

Construção Civil

2007

2008

Comércio

2009

2010

Serviços

Homens 2.338,64

2.247,07 2.078,04 1.928,79 1.582,50

1.775,07 1.607,56

1.368,42

1.553,93

2000 Fonte: Fundação SEADE

2.090,03

2001

2002

2003

2004

2005

2006

2007

2008

2009

2010

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

56


EDUCAÇÃO As mulheres eram maioria

entre

a

população

não-

alfabetizada com 10 anos ou

mais de Diadema (58,79%) e entre os sem instrução ou

com fundamental incompleto (53,6%) em 2010. Contudo,

elas

também

atingiram a maior proporção entre a população com ensino

superior completo (57,76%). Fonte: GettyImages (RF)

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

57


EDUCAÇÃO Pessoas de 10 anos ou mais não-alfabetizadas nos bairros em 2010 1.715

1.654

4,11%

4,62%

1.539

4,75%

1.396

3,47%

1.235

1.168

4,66%

4,27%

Percentual de pessoas com 10 anos ou mais não-alfabetizadas de Diadema em 2010 por sexo 5.570 41,21%

1.084

4,06%

1.022

927

5,05%

5,13%

873

861

2,32%

4,06%

Percentual de pessoas de 10 anos ou mais não-alfabetizadas em Diadema 2000

6,22%

2010

4,11% 7.946 58,79% Homens Mulheres

Fonte: IBGE – Censo Demográfico

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

58


EDUCAÇÃO

População de 25 anos ou mais de Diadema, por grau de instrução, em 2010

71.136 31,74%

Pessoas com 25 anos ou mais de Diadema sem instrução ou com fundamental incompleto, por sexo, em 2010 43.898 46,40% 50.702 53,60%

16.054 7,16%

42.351 18,89%

94.600 42,21%

Sem instrução ou Fundamental incompleto Fundamental completo e médio incompleto

Médio completo e superior incompleto Superior completo

Pessoas com 25 anos ou mais de Diadema com ensino superior, por sexo, em 2010 Homens Mulheres

6.782 42,24%

9.272 57,76%

Homens Mulheres

Fonte: IBGE – Censo Demográfico

Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES

59


Observatório de Políticas Públicas, Econômico e Social de Diadema - OPPES Equipe OPPES Wilson Abreu Coordenador wilson.abreu@diadema.sp.gov.br

Angela Medeiros Assistente Social angela.medeiros@diadema.sp.gov.br

Kleber Teixeira Sociólogo kleber.teixeira@diadema.sp.gov.br

Thiago Santos Ag. Administrativo thiago.santos@diadema.sp.gov.br

Tel.: (11) 4057-7912 / 7735


Indicadores sobre a situação da Mulher em Diadema