Page 1

• • • •

• • • •

CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS DA DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO RECURSOS HUMANOS DESIGN · OPÇÃO DESIGN GRÁFICO E DE PUBLICIDADE · OPÇÃO DESIGN INDUSTRIAL ENGENHARIA BIOMÉDICA ENGENHARIA E GESTÃO INDUSTRIAL ENGENHARIA MECÂNICA GESTÃO E ADMINISTRAÇÃO HOTELEIRA

M

FINANÇAS EMPRESARIAIS

PG

DIRECÇÃO HOTELEIRA

· ESEIG p IPP ·

ESEIG L

POLITÉCNICO DO PORTO – ESCOLA SUPERIOR DE ESTUDOS INDUSTRIAIS E DE GESTÃO


PARA MAIS INFORMAÇÕES

T. 252 291 700 › F. 252 291 714 eseig@eseig.ipp.pt ESTE FOLHETO NÃO DISPENSA A CONSULTA DOS DOCUMENTOS OFICIAIS EMITIDOS PELO MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR – MCTES

· 2009 p 2010 ·

– IPP.GCM FEVEREIRO 2010


ESCOLA SUPERIOR DE ESTUDOS INDUSTRIAIS E DE GESTÃO . ESEIG Foi criada em 1990. Vocacionada para a formação de quadros técnicos nas áreas de gestão e das tecnologias, tem igualmente o objectivo de estabelecer sólidas ligações com o meio sócio-económico envolvente e promover o desenvolvimento da região em que está inserida – vocação particular dos Institutos Politécnicos. As instalações da ESEIG, situadas na fronteira entre os concelhos de Vila do Conde e Póvoa de Varzim, estão dotadas de todas as infraestruturas, espaços e equipamentos necessários ao bom funcionamento dos cursos já implementados, bem como ao de outros, que virão a funcionar num futuro próximo, permitindo a contínua actualização e expansão da escola. p ECTS ESTÁ IMPLEMENTADO O SISTEMA EUROPEU DE TRANSFERÊNCIA DE CRÉDITOS p INTERNACIONALIZAÇÃO MOBILIDADE DE ESTUDANTES – PROGRAMA SÓCRATES / ERASMUS

· ESEIG p IPP ·

p PÓS-GRADUAÇÕES - INFORMAÇÃO EMPRESARIAL - GESTÃO DA INFORMAÇÃO


| LICENCIATURA |

CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS DA DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO

· 2009 p 2010 ·

Este curso forma técnicos de nível superior, qualificados em Biblioteconomia, Arquivo, Documentação, Informação e Tecnologias. Os seus diplomados adquirem competências técnicas de elevado nível, incluindo a capacidade de gerir documentos/informação em diversos sectores de actividade, aptos para o trabalho em equipa e para a mobilidade profissional. Esta licenciatura prepara profissionais capazes de desenvolver formação contínua especializada, conferindo-lhes uma cultura técnica, científica e humanista aberta à internacionalização. Como técnicos especializados nas diferentes competências e ferramentas da informação e da gestão documental (tecnologias, recursos materiais e humanos), estes alunos dominam a teoria e a prática da avaliação, selecção, armazenamento, organização e tratamento técnico, pesquisa e análise de documentos e informação. p PROVAS DE INGRESSO - PORTUGUÊS OU HISTÓRIA OU INGLÊS p GRAU CONFERIDO - LICENCIATURA: 3 ANOS p SAÍDAS PROFISSIONAIS - Técnicos superiores de biblioteca, documentação e arquivo - Docentes da área de ciências e tecnologias da informação - Formadores especializados no âmbito da formação contínua - Técnicos e consultores de empresas e instituições públicas e privadas (sectores da comunicação social, administração pública, bancos, centros culturais) nas áreas de biblioteca, arquivos, centros e serviços de documentação e informação e gestores de conteúdos


| LICENCIATURA | MESTRADO |

CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO

p PROVAS DE INGRESSO - MATEMÁTICA APLICADA ÀS CIÊNCIAS SOCIAIS OU ECONOMIA OU PORTUGUÊS p GRAU CONFERIDO - LICENCIATURA – 3 ANOS - MESTRADO (FINANÇAS EMPRESARIAIS) – 2 ANOS p SAÍDAS PROFISSIONAIS - Técnicos Oficiais de Contas › Revisores Oficiais de Contas › Administradores de Insolvência › Técnicos Bancários e de Seguros › Contabilistas de Gestão › Contabilistas Financeiros › Gestores e Directores Financeiros › Quadros da Administração Pública › Direcção Geral das Contribuições e Impostos › Autarquias Locais › Gestores › Auditores Internos e Externos › Consultores › Professores › Investigadores

| LICENCIATURA |

RECURSOS HUMANOS O curso de Recursos Humanos tem como objectivos: habilitar para a gestão operacional de recursos humanos; desenvolver capacidades para a concepção de estratégias integradas (psicossociais, culturais, técnicas e económico-financeiras) de gestão e desenvolvimento de recursos humanos a nível organizacional e social; promover competências de análise e definição de políticas de recursos humanos ao nível organizacional e social (local, regional e nacional). p PROVAS DE INGRESSO - PORTUGUÊS OU ECONOMIA OU MATEMÁTICA APLICADA ÀS CIÊNCIAS SOCIAIS p GRAU CONFERIDO - LICENCIATURA: 3 ANOS p SAÍDAS PROFISSIONAIS - Gestão Recursos Humanos › Consultadoria de Recursos Humanos › Recrutamento e Selecção › Formação e Qualificação Profissional, Projectos de Negociação, Mudança e Desenvolvimento Organizacional › Auditoria Social › Gestão de Carreiras e Desenvolvimento Profissional › Projectos de Desenvolvimento Social › Gestão da Qualidade › Segurança, Higiene e Saúde OcupacionaL

· ESEIG p IPP ·

O curso atribui competências para as profissões técnicas administrativas, através de um currículo que, assente na construção de uma sólida competência teórica, se orienta, progressivamente, para a formação prática, com a realização, no terceiro ano, de um projecto empresarial em que são executadas todas as operações administrativas de um exercício económico, simulado em ambiente informático. O curso está orientado segundo o “Global Curriculum for the Professional Education of Professional Accountants – Report by the UNCTAD Secretariat (TD/B/ COM.2/ISAR/6-28 Dec. 1998)”, modelo desenvolvido em conjunto, entre outros, pela UNCTAD e especialistas da Arab Society of Certified Accountants, a Association of Chartered Certified Accountants, a Certified General Accountants of Canada, a Comissão Europeia e o FIDEP.


| LICENCIATURA |

DESIGN p OPÇÃO DESIGN GRÁFICO E DE PUBLICIDADE p OPÇÃO DESIGN INDUSTRIAL

· 2009 p 2010 ·

Este curso visa preparar os alunos para actividades práticas intelectuais características de um designer. Os alunos irão adquirir conhecimentos sobre as novas tecnologias, sobre como pensar visualmente e como aplicar uma análise crítica ao seu próprio trabalho e ao de outrém. O curso irá gerar trabalhos de alta qualidade sob a influência de professores convidados. Ao longo do curso, e através da frequência de seminários e da realização de trabalhos académicos, os alunos terão a oportunidade de demonstrar a sua consciência crítica e a sua capacidade de auto-análise e irão adquirir uma perspectiva que ultrapasse os requisitos técnicos de uma carreira em Design. O 1º ano é composto por um tronco comum de formação em Design. No 2º e 3º ano, é oferecido um grupo de disciplinas de opção em Design Gráfico e de Publicidade e em Design Industrial. No âmbito do trabalho do curso, é realizada uma variedade de projectos reais de design, de investigação e de cooperação com a comunidade. p PROVAS DE INGRESSO - DESENHO OU GEOMETRIA DESCRITIVA OU HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES p PRÉ-REQUISITOS - GRUPO K – APTIDÃO VOCACIONAL p GRAU CONFERIDO - LICENCIATURA – 3 ANOS p SAÍDAS PROFISSIONAIS - Funções na área do design gráfico e de publicidade, em agências de publicidade, em gabinetes de design gráfico, como designer independente, em órgãos de comunicação social: jornais, revistas, estações de televisão, entre outras - Funções na área do design industrial, integrado em empresas em sectores como os do calçado, têxteis, mobiliário, indústria da cerâmica, do vidro, dos plásticos, embalagem, indústria automóvel, equipamento, etc.

´


| LICENCIATURA |

ENGENHARIA BIOMÉDICA

p PROVAS DE INGRESSO - MATEMÁTICA + BIOLOGIA E GEOLOGIA OU MATEMÁTICA + FÍSICA E QUÍMICA p GRAU CONFERIDO - LICENCIATURA – 3 ANOS p SAÍDAS PROFISSIONAIS - Unidades de saúde de médio e grande porte, nomeadamente hospitais e centros de saúde com um mínimo de material clínico - Centros públicos ou privados de diagnóstico e imagiologia, hemodiálise e radioterapia, análises clínicas, fisioterapia e fisiatria, etc. - Fábricas de material biomédico e hospitalar ou empresas representantes de material clínico e de reabilitação - Os serviços de utilização comum dos hospitais do Ministério da Saúde - Unidades ou centros de investigação na área

· ESEIG p IPP ·

O curso tem como objectivo estabelecer a interface entre as várias Engenharias e as Ciências da Saúde, integrando as aplicações típicas da Engenharia na terapia e diagnóstico, contribuindo para o seu desenvolvimento, dando-lhes a aplicabilidade numa área de interesse crescente e trazendo a estas a modelização e previsibilidade características das ciências exactas. Para isso, os formandos deverão adquirir as seguintes competências: - Pela utilização de biosensores e instrumentação adequada, ser capazes de processar dados bioeléctricos, permitindo a detecção e monitorização de sinais fisiológicos; - Modelizar e simular, através da análise de sistemas, processos de controle de sistemas biológicos; - Obter representação gráfica ou imagem de funções fisiológicas ou de detalhes anatómicos, utilizando a imagiologia; - Promover a utilização e obtenção de novos materiais e equipamentos com utilização biológica, quer na área das interfaces quer na das micro-máquinas; - Apoiar a automatização de processos de decisão pela utilização da informática médica e de inteligência artificial.


| LICENCIATURA |

ENGENHARIA E GESTÃO INDUSTRIAL

· 2009 p 2010 ·

Além de formação nas áreas específicas da Engenharia, Gestão e Organização, o curso visa desenvolver capacidades de liderança, competências em gestão de conflitos e técnicas de negociação, para a optimização da actuação e a obtenção de resultados mais eficazes. Pretende-se que os alunos adquiram competências como empreendedorismo, capacidade de comunicação e de adopção de atitudes assertivas, capacidade de motivação de pessoas e grupos, capacidade de resolver problemas, capacidade de análise, flexibilidade e aptidão para aprender rapidamente, capacidade de desenvolver e avaliar processos de mudança, a prática de reflexão estratégica e o desenvolvimento da habilidade crítica. Pretende-se assim que o carácter inter e multidisciplinar da Licenciatura em Engenharia e Gestão Industrial, associado à aprendizagem por projectos, gere a envolvente e a formação necessárias para o desenvolvimento de um Engenheiro no actual contexto globalizado. p PROVAS DE INGRESSO - MATEMÁTICA OU ECONOMIA OU BIOLOGIA E GEOLOGIA p GRAU CONFERIDO - LICENCIATURA – 3 ANOS p SAÍDAS PROFISSIONAIS - Dado o carácter interdisciplinar da formação, a sua flexiblidade e polivalência, os licenciados em Engenharia e Gestão Industrial podem exercer funções em empresas industriais ou de serviços, de grande, média ou pequena dimensão e em diferentes sectores. - A sua empregabilidade é muito elevada e as oportunidades profissionais que encontram são variadas, citando-se como exemplo do tipo de áreas de intervenção: - Análise e optimização de processos - Gestão industrial e gestão de operações – planeamento e gestão da produção, planeamento e gestão de materiais, aprovisionamento e gestão de inventário, transportes e distribuição - Avaliação e gestão de projectos - Projecto de instalações, projecto de implantações, projecto e organização de sistemas produtivos - Ergonomia - Higiene e segurança industriais - Qualidade total e consultadoria, entre outras.


| LICENCIATURA |

ENGENHARIA MECÂNICA

p PROVAS DE INGRESSO - FÍSICA E QUÍMICA (F) OU GEOMETRIA DESCRITIVA OU MATEMÁTICA p GRAU CONFERIDO - LICENCIATURA – 3 ANOS p SAÍDAS PROFISSIONAIS - Os futuros licenciados possuem aptidões técnicas e organizacionais que lhes permitem exercer variadas funções da área da engenharia mecânica e afins. Entre as possíveis saídas profissionais salientam-se: - As áreas de manutenção e produção em empresas dos ramos metalomecânica, electromecânica, mecânica e metalúrgica e materiais - As de manutenção de instalações fabris ou comerciais e as de gestão de obras em construção metálica

· ESEIG p IPP ·

O curso tem como objectivo formar engenheiros com sólidos conhecimentos na área da Engenharia Mecânica, complementados com conhecimentos nas áreas da Electrónica e Manutenção. Proporciona uma formação adequada às necessidades do mercado, mantendo uma forte ligação com o meio industrial e empresarial. Pretende-se que o futuro diplomado possua competências técnicas na área da engenharia, assim como competências de gestão de problemas e de recursos humanos, visando facilitar uma constante actualização. Seguindo uma metodologia baseada em projectos interdisciplinares, assegura-se uma formação cujo objectivo é o desenvolvimento de competências a vários níveis, nomeadamente, projecto, integração de conteúdos e capacidade de trabalho individual e em grupo. O curso ministra uma formação base sustentada em conhecimentos adquiridos nas áreas das ciências da engenharia, tais como: mecânica e materiais, electricidade e electrónica, projecto de máquinas, entre outras, e uma formação pessoal, baseada na metodologia de projecto, onde os futuros licenciados granjeiam capacidade de trabalho, comunicação, gestão de tempo e organização.


| LICENCIATURA |

GESTÃO E ADMINISTRAÇÃO HOTELEIRA

· 2009 p 2010 ·

Com o plano de curso de Licenciatura em Gestão e Administração Hoteleira pretende-se que os futuros diplomados possam: demonstrar as competências necessárias para assegurar a direcção de empresas do sector hoteleiro, garantindo o planeamento, coordenação e controlo das diversas áreas funcionais; demonstrar uma visão global sobre o desenvolvimento do sector hoteleiro, assegurando adequadas formas de posicionamento perante o mercado; assegurar uma exemplar postura de rigor e dedicação, que potencie o desenvolvimento de uma cultura de empresa e uma harmonia de trabalho entre todos os sectores da empresa; conhecer a natureza do sector da hoteleira, sua dimensão e importância, no desenvolvimento sustentado do território. O 2º Ciclo visa desenvolver nos futuros Mestres competências que lhes permitam uma melhor integração no mercado de trabalho e um acesso preferencial às funções de gestão de topo no contexto das actividades económicas que integram o sector da Hotelaria e Restauração. p PROVAS DE INGRESSO - MATEMÁTICA OU ECONOMIA OU PORTUGUÊS p GRAU CONFERIDO - LICENCIATURA – 3 ANOS p SAÍDAS PROFISSIONAIS - Direcção e gestão das diversas áreas de trabalho em unidades hoteleiras e de restauração (director de restautante; director de a&b; director de alojamento; director comercial e vendas; assistente de direcção; director de hotel) - Direcção e gestão da componente hoteleira em instituições hospitalares, clínicas, casas de repouso, termas, spas e atendimento domiciliário

| Pós-Graduação |

DIRECÇÃO HOTELEIRA Este curso visa desenvolver as competências na área de Direcção Hoteleira, privilegiando uma perspectiva integrada ao nível de desenvolvimento e implementação de políticas e planos de acção de cada departamento de uma unidade hoteleira, e que permitam uma melhor integração no mercado de trabalho e um acesso preferencial às funções de Gestão de Topo no contexto das várias actividades económicas que integram o sector de Hotelaria e Restauração. p DURAÇÃO DO CURSO - 2 SEMESTRES


POLITÉCNICO DO PORTO · IPP O Politécnico do Porto iniciou a sua actividade em 1985, em resultado do relançamento do Ensino Superior Politécnico em Portugal. O IPP é a maior instituição de ensino politécnico do país, em número de estudantes, de docentes, de cursos e de escolas, resultado de uma elevada diversidade de perfis de formação, de contextos de aplicação, de públicos, de actividades de extensão e de implantação geográfica – em 6 concelhos do Distrito do Porto. Mais de 16 mil estudantes frequentam 7 escolas, as quais oferecem um total de 63 Licenciaturas e 40 Mestrados, nas mais variadas áreas, desde a engenharia e gestão à saúde, música ou educação. ESE ESEIG ESMAE ESTGF ESTSP ISCAP ISEP

ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO ESCOLA SUPERIOR DE ESTUDOS INDUSTRIAIS E DE GESTÃO ESCOLA SUPERIOR DE MÚSICA E DAS ARTES DO ESPECTÁCULO ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA SAÚDE DO PORTO INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO DO PORTO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DO PORTO

p EMPREGABILIDADE Os cursos do IPP apresentam um elevado índice de empregabilidade e são reconhecidos pelo mercado de trabalho. A vertente profissionalizante dos cursos do IPP é complementada pela sua articulação com o mercado. Ao proporcionar experiências em contexto real de trabalho, uma oferta de formação em competências transversais e um conjunto diversificado de actividades extra -curriculares, o Politécnico do Porto mune os seus estudantes de ferramentas essenciais para o desenvolvimento pessoal e profissional e, consequentemente, para o sucesso na procura de emprego e na prossecução de uma carreira. p SERVIÇOS DE ACÇÃO SOCIAL p SASIPP Os Serviços de Acção Social do Politécnico do Porto têm como missão promover o direito à igualdade de oportunidades de acesso, frequência e sucesso escolar dos seus estudantes. Compete-lhes a atribuição de bolsas de estudo e auxílio de emergência, a promoção do acesso ao alojamento em residências, a alimentação em cantinas e bares, apoiar actividades desportivas e culturais. Desenvolvem actividades complementares que permitem melhorar as condições de sucesso educativo dos estudantes. +INFO: info@sas.ipp.pt | bolsas@sas.ipp.pt | residencias@sas.ipp.pt p FUNDAÇÃO IPP p FIPP Tem por missão a promoção do desenvolvimento e inovação nas áreas da tecnologia, da gestão, da educação, das artes e da cultura, na perspectiva do seu contributo para o bem estar social.

· ESEIG p IPP ·

p CURSOS E GRAUS O IPP atribui graus de Licenciado e de Mestre.


IPP

PRESIDÊNCIA Rua Dr. Roberto Frias, 712 › 4200-465 Porto T. 225 571 000 › F. 225 020 772 ipp@ipp.pt › www.ipp.pt Serviços Académicos › s.academicos@sc.ipp.pt

ESE

ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO Rua Dr. Roberto Frias, 602 › 4200-465 Porto T. 225 073 460 › F. 225 073 464 ese@ese.ipp.pt › www.ese.ipp.pt

ESEIG

ESCOLA SUPERIOR DE ESTUDOS INDUSTRIAIS E DE GESTÃO Rua D. Sancho I, 981 › 4480-876 Vila do Conde T. 252 291 700 › F. 252 291 714 eseig@eseig.ipp.pt › www.eseig.ipp.pt

ESMAE

ESCOLA SUPERIOR DE MÚSICA E DAS ARTES DO ESPECTÁCULO Rua da Alegria, 530 › 4000-045 Porto T. 225 193 760 › F. 225 180 774 esmae@esmae-ipp.pt › www.esmae-ipp.pt

ESTGF

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS Rua do Curral, Casa do Curral, Margaride › 4610-156 Felgueiras T. 255 314 002 › F. 255 314 120 correio@estgf.ipp.pt › www.estgf.ipp.pt

ESTSP

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA SAÚDE DO PORTO Rua Valente Perfeito, 322 › 4400-330 Vila Nova de Gaia T. 222 061 000 › F. 222 061 001 geral@estsp.ipp.pt › www.estsp.ipp.pt

ISCAP

INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO DO PORTO Rua Jaime Lopes Amorim s/n › 4465-004 São Mamede de Infesta T. 229 050 000 › F. 229 025 899 instituto@iscap.ipp.pt › www.iscap.ipp.pt

ISEP

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DO PORTO Rua Dr. António Bernardino de Almeida, 431 › 4200-072 Porto T. 228 340 500 › F. 228 321 159 mail@isep.ipp.pt › www.isep.ipp.pt GCM FEV. 2010

· 2009 p 2010 ·

UNIVERSO IPP

ENSINO SUPERIOR PÚBLICO

ESEIG  

Oferta formativa da ESEIG.IPP

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you