__MAIN_TEXT__

Page 1

Alagoas controlou violência com Gaspar na SSP > A-5 Governo contratará servidores Apesar do discurso favorável ao controle de gastos, o governo federal abriu uma brecha no Orçamento para contratação de mais de 50 mil servidores através de concurso público, em 2021, ano em que começará a mobilização para as eleições gerais. > A-4

edição PRIMEIRA

Inflação dispara em outubro Com mais reajuste de preços dos alimentos, a inflação de outubro acelerou 0,94%, pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPCA-15), segundo apurado pelo IBGE e divulgado na 6ª feira (23). Trata-se da maior taxa do mês desde 1995, ou seja, a maior em 25 anos. > A-4

Ano 13 | Edição 898 | Maceió, Alagoas, 26 de outubro a 1º de novembro, 2020 | R$2,00

Collor sofre bloqueio de R$ 1,1 milhão Alvo de mais uma operação da Polícia Federal que investiga esquema de propina, senador alagoano diz ser 'vítima'. > A-2 fotos: Divulgação

No novo Ibope, Davi Filho tem os mesmos 15% de 6 dias atrás O candidato Davi Filho tem 15% das intenções de voto em Maceió, segundo nova pesquisa Ibope. É um avanço, compara-

Davi Filho (à direita) - subida do progressista, no Ibope, é a mesma de seis dias antes, no Ibrape

do à sondagem anterior do Ibope, divulgada no dia 9/10, mas são os mesmos 15% da pesquisa Ibrape fechada no dia 16/10.

Ou seja, os números comparativos mostram Davi estacionado, com os mesmos 15% detectados pelo Ibrape . > A-3

Na espontânea, Alfredo Gaspar tem 20% contra 17% de JHC

> A-3

Aula presencial está de volta nesta 2ª, mas governo só autoriza para adultos

Lenda viva, Pelé recebe homenagens de todo mundo pelos 80 anos

Aos 80, Pelé ganha reverência do mundo O final de semana foi marcado por homenagens e reverências a Pelé, o eterno Rei do Futebol. Na sextafeira, 23 de outubro, Edson Arantes do Nascimento completou 80 anos e recebeu aplausos do mundo inteiro pelo transcurso da significativa data. > B-4

Cauteloso, como a situação recomenda, o governo de Alagoas concluiu que, com a pandemia estabilizada (casos e óbitos por covid-19 estão em queda há várias semanas), as aulas presenciais podem ser retomadas, mas apenas para adultos. "As crianças, pondera o secretário Fábio Farias (Gabinete Civil), não têm plena noção da gravidade de uma epidemia". Por isso, o governo quer mais tempo para definir autorização. > A-5

> EDITORIAL

Sobre auxílio emergencial

> B-5

Lewis vence em Portugal e ultrapassa Schumacher

Inglês Lewis Hamilton conquista 92ª vitória e supera Michael Schumacher

Neste domingo (25), Lewis Hamilton se superou, ou melhor, superou o grande Michael Schumacher: o britânico da Mercedes venceu o GP de Portugal, conquistando sua 92ª vitória na Fórmula 1 e batendo mais um recorde mundial.Valtteri Bottas e Max Verstappen completaram o pódio. > B-3

Primeira Edição

Famílias sem-terra e sem-teto ocupam prédios ameaçados de desabar; governo busca sua realocação

Famílias ocupam prédios que podem ruir em pleno Centro Uma ação conjunta, envolvendo governo, Prefeitura, MP e Direitos Humanos, está buscando a realocação de famílias de trabalhadores sem-terra e sem-teto que ocuparam prédios com estruturas físicas totalmente ameaçadas, ao lado do antigo Palácio do Governo, na Praça Floriano Peixoto, no Centro da capital. > A-2

CSA para ante o Brasil e Galo atravessa a Ponte

CRB marcou e conseguiu suportar a forte pressão da Ponte Pretano Rei Pelé

Mesmo superior o tempo todo em campo, o CSA só conseguiu empatar com o Brasil, em jogo disputado em Pelotas. Próximo desafio do Azulão será com a Chapecoense. Já o CRB se deu bem no Rei Pelé e derrotou a Ponte Preta por 1x0, voltando a encostar no disputado G-4. > B

Fale conosco | Redação: (82) 3021.5837 | Comercial: (82) 3021.0563 | Assinante: (82) 3021.0563 | Internet: http://www.primeiraedicao.com.br | e-mail: contato@primeiraedicao.com.br


Primeira Edição | 26 de outubro a 1º de novembro, 2020

A2 | Política

RÉ O D A E N SE TAQU DES Gabriel Palma - TV Globo e G-1

A Polícia Federal cumpriu na quarta-feira (21) um mandado de busca e apreensão em um endereço ligado ao senador Fernando Collor (PROS), em São Paulo. As buscas fizeram parte da operação Quinto Ato, que investiga um esquema em 2014 e 2015 que envolvia o pagamento de propina para a liberação de licenças ambientais no Ibama, no Paraná. Cerca de 50 policiais participaram da operação. Em uma rede social, o senador disse que "foi surpreendido com este ato inusitado". "Fizeram busca e nada apreenderam, até porque não tinha o que ser apreendido. Vou tentar apurar a razão deste fato de que fui vítima. Nada tenho a temer. Minha consciência está tranquila".

BLOQUEIO

O ministro Edison Fachin determinou o bloqueio e se-

Collor sofre bloqueio de R$ 1,1 mi e diz ser ‘vitima’ após operação da PF Federal investiga esquema que envolvia pagamento de propina; ministro Fachin autorizou buscas questro de R$ 1,1 milhão das contas de Collor e dos demais envolvidos nas irregularidades apuradas. Com dados do Coaf, os investigadores identificaram uma transferência bancária de R$ 1,1 milhão feita pelo empresário ao escritório de advocacia Spengler & Padilha, para o advogado Luiz Alberto Spengler, que fez "sucessivas transferências em prol do senador Fernando Collor". De acordo com a investigação, o valor teve como destinatário o então senador Ataídes de Oliveira e se referia ao pagamento de uma aeronave adquirida por Collor. Segundo a PF, uma das licenças emitidas pelo Ibama para o Porto Pontal Paraná foi concedida três dias antes do repasse de mais de R$ 1 milhão.

OPERAÇÃO

A operação da quarta-feira foi autorizada pelo ministro

fotos: Divulgação

Ministro Edison Fachin autorizou a operação da PF que envolveu Collor

Nas redes sociais, Collor estranha operação e diz ser ‘viima deste fato’

Edson Facchin, do Supremo Tribunal Federal (STF). Foram expedidos 12 mandados de busca e apreensão em endereços vinculados aos investigados e também foi determinado o bloqueio de valores financeiros. Além de São Paulo, também há mandados sendo cum-

Os crimes teriam ocorrido entre 2014 e 2015, quando vantagens indevidas teriam sido pagas para a liberação de uma licença ambiental para a instalação de um porto no Paraná. A operação da quarta-feira foi um desdobramento da Operação Politeia, deflagrada em

pridos nas cidades de Curitiba e Pontal do Paraná, no Paraná, e Gaspar, em Santa Catarina. Em Gaspar, a PF de Itajaí informou que cumpriu mandados em dois endereços de uma mesma pessoa, onde foram apreendidos documentos, um celular e um computador.

2015, no âmbito da Lava Jato, quando carros de luxo do senador Collor foram apreendidos. O nome da operação, Quinto Ato, é uma referência a um rastreamento financeiro feito pela PF a partir da quinta parcela de um jato executivo comprado pelo senador.

> CONTROVÉRSIA

O que importa é se vacina funciona, não sua origem, afirma Renan Filho Redação

Ao contrário do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que minimiza a importância da vacina contra o novo coronavírus, a ponto de lutar contra sua obrigatoriedade, o governador Renan Filho (MDB) defende a imunização vacinal, afirmando que, nessa questão, o que importa é a eficácia da vacina e não sua origem. - Vacina não tem nacionalidade, se ela funcionar, deve ser administrada - argumenta o governante alagoano, acrescentando: "Nunca perguntamos qual a nacionalidade do remédio que tomamos, pois o que importa é sua eficácia". Durante o anúncio do decreto que liberou aulas presenciais para adultos a partir desta segunda-feira (veja m´paria na A-5), Renan Filho disse ainda: - Defendo que devemos ter

nesa. Na avaliação do governador de São Paulo, o Brasil não pode e não deve entrar em uma corrida pela vacina, mas pela vida. "A vacina é o que vai salvar a todos, não é política, não é ideologia", disse.

vacina para todo mundo, para evitar o aumento no número de mortes. Eu já estou imunizado, mas se for preciso serei o primeiro alagoano a tomar a vacina. O cidadão precisa ter a oportunidade de tomar a vacina, mas não deve ser obrigado".

PAZUELLO

CONTENDA

Bolsonaro já havia afirmando ser contra a obrigatoriedade da vacina (assunto que deverá ser judicializado e decidido pelo Supremo Tribunal), mas o tema ganhou dimensão de controvérsia nacional depois que, na semana passada, o presidente afirmou que o Brasil não mais compraria doses da CoronaVac, vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan e que tem o governo de São Paulo, comandado pelo rival político João Doria (PSDB), como principal fiador

Renan Filho mantém pandemia sob controle e assevera: “O que importa é se vacina funciona, não sua origem”

no Brasil. A declaração desautoriza anúncio de ontem do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que em reunião com governadores informou que o governo

compraria 46 milhões de doses do imunizante compradas da China.

DÓRIA REBATE

"Não devemos avaliar a ori-

gem da vacina, mas sua eficácia", afirmou João Doria, ao ser questionado durante a entrevista sobre a possibilidade de o governo federal descartar milhares de doses da vacina chi-

Em outro capítulo da novela sobre a vacina, o presidente Jair Bolsonaro desautorizou o próprio ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, ao suspender a compra do produto desenvolvido pelo laboratório chinês Sinovac com o Instituto Butantan, de São Paulo. O ministro Eduardo Pazuello havia anunciado na terça-feira (20) a compra de 46 milhões de doses da Coronavac, medida elogiada pelos governadores, que depois se manifestaram solidários com o ministro.

> SEM-TERRA

Ação conjunta busca retirar famílias alojadas em prédios que podem ruir Redação

Governo do Estado e Prefeitura de Maceió, através de órgãos específicos, estão empenhados na adoção de medidas conjuntas que possibilitem a realocação de um grupo de famílias de sem-terra e semteto atualmente 'abrigadas' em prédios antigos, ameaçados de desabamento, situados na Praça Floriano Peixoto (ou Praça dos Martírios) no centro de Maceió. As ações estão sendo coordenadas pela Gerência de Articulação Social do Gabinete Civil e envolvem as secretarias estadual e municipal de Assistência e Desenvolvimento Social; Centro de Gerenciamento de Crises, Direitos Humanos e Polícia Comunitária - sob orientação do Ministério Público Estadual. Conjuntamente, esses órgãos estão fazendo o acompanhamento e o levantamento das famílias alojadas em prédios como o da antiga Controladoria Geral do Es-

tado (CGE) e também da antiga sede da Secretaria Estadual de Comunicação e da extinta Secretaria Metropolitana, na praça do Palácio Floriano Peixoto (que por décadas foi a sede do governo estadual). As famílias são vinculadas à Frente Nacional de Lutas (FNL). O intuito é obter um laudo oficial do quantitativo de pessoas que está no prédio Maria Moreno, cujas instalações já foram condenadas pelo Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil estadual. Os edifícios foram ocupados em fevereiro deste ano. Desse período até o momento, os ocupantes e o FNL foram notificados pelo Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag) - responsável pelo patrimônio do Estado - dos riscos iminentes de um acidente na estrutura condenada do edifício. "O objetivo deste traba-

Primeira Edição

Prédios ocupados por famílias de sem-terra, na Praça Floriano Peixoto, no Centro, estão se desintegrando e correm sérios riscos de desabamento

lho é de que as famílias sejam retiradas do local de risco iminente. A ação respeita a dignidade das famílias com toda assistência e estrutura do Estado e da Prefeitura, no sentido de preservar a vida

dessas pessoas", explicou a gerente de Articulação Social do Gabinete Civil, Edenilsa Lima. A ação é fruto, ainda, de uma reunião recente com o MP para que se fizesse um le-

vantamento e se identificassem as famílias que de fato ocupam o prédio. A próxima etapa é para a desocupação ordenada e responsável do edifício. Após a análise dos dados

recolhidos junto às famílias, as secretarias encaminharão conjuntamente os atendimentos das demandas sociais relacionadas à assistência social identificadas. (Com Agência Alagoas).


Primeira Edição | 26 de outubro a 1º de novembro, 2020

Política | A3

> NÚMEROS Romero Vieira Belo

Enfoque Político Jornalismo é, antes de tudo, a busca da verdade

Chico Cueca e a fama de um bravo nortista O que impressiona, nessa história do dinheiro na cueca, não é propriamente o método consagrado por um assessor do deputado José Guimarães e agora replicado pelo senador Chico Rodrigues. O que causa estupefação - ou um misto de perplexidade e indignação - é ver que toda uma onda de combate à corrupção que tomou conta do Brasil nos últimos anos não foi capaz de intimidar políticos como o ex-governador de Roraima. Não que guardar ou esconder dinheiro na cueca constitua um ato em si ultrajante, um desaforo, um atentado ao pudor. Nada disso. Lei nenhuma impede que o sujeito use a ceroula como carteira. Mas o que a Polícia Federal viu na casa de Chico Rodrigues - muito mais do que o vexame da cueca transformada em estofado de cédulas - foi um senador da República tentando esconder dinheiro ganho ilicitamente. E o mais chocante: dinheiro desviado das ações de combate à mortal pandemia do coronavírus. As pessoas riem, e os políticos riem mais ainda, mas não se trata de encenação anedótica. O episódio é muito mais uma tragédia, senão pela dimensão dos efeitos práticos, ao menos pelo conteúdo do gesto escapatório. O dinheiro na ceroula é risível, com certeza, mas é trágico saber que milhões de reais desviados por gente como o apatetado Chico Cueca concorre para o sofrimento e até a morte de vítimas do surto pandêmico. Uma lástima. Agora, a sociedade se questiona como fazer a reparação moral, como punir um senador que esconde nas nádegas dinheiro obtido ilegalmente. Eis uma questão indefinida. Luís Roberto Barroso, ministro do Supremo Tribunal, suspendeu o mandato de Chico Cueca por 90 dias. Pode? Deve? O próprio Senado vai decidir. Mas, talvez, a punição maior, o verdadeiro castigo se dê com o estigma. A mudança de nome, de Chico Rodrigues para Chico Cueca, marcará a figura do ex-governador para o resto da vida. Foi assim com o petista Zé Guimarães, e olhe que, nesse caso, o dinheiro fora alojado na cueca de um assessor, não do deputado. Sim: que tal o comando da Polícia Federal ordenar que as cédulas resgatadas sejam, uma a uma, submetidas à devida desinfectação? CAMINHADA DO DR. EVERALDO É SUCESSO EM MARECHAL Em Marechal Deodoro não tem quem não o conheça: o Dr. Everaldo é um dos destaques na campanha rumo à Câmara Municipal. Vereador atuante (é médico e oficial reforçado do Corpo de Bombeiros), Dr. Everaldo concorre à mais uma reeleição pelo PT e tem atraído grande número de eleitores em concorridas caminhadas, como a deste sábado (24). Com todos os seguidores usando máscaras, evidentemente.

Dr. Everaldo (Centro) cercado de apoiadores, disputa a reeleição de vereador

CONSELHO DE ÉTICA EXPULSA LUCIANO BARBOSA Por cinco votos a dois, o Conselho de Ética do MDB expulsou o filiado Luciano Barbosa, atual vice-governador do Estado. Somente Yale Fernandes e José Macedo votaram pela permanência de Barbosa no partido. Ronaldo Medeiros, Horácio Rafael, Ana Renata, Ronaldo Lopes e Carlos Alberto Canuto votaram pela expulsão. Ele tem 10 dias para recorrer. DAVI FILHO E A LÓGICA DA POLÍTICA Ao apontar sua artilharia na direção de JHC, o deputado Davi Filho simplesmente exercita a lógica da política. Ou seja, antes da alcançar o líder das pesquisas, Alfredo Gaspar, o candidato da Assembleia Legislativa precisa, primeiro, ultrapassar quem está mais perto dele, no caso, o deputado João Caldas. JOÃO CALDAS NÃO PASSA RECIBO Bom, se Davi Filho estiver buscando polêmica (método recorrente de quem está atrás nas pesquisas), não vai conseguir com JHC. Diante de ataques do deputado estadual, Caldas disse, pelas redes sociais, que não vai entrar nesse jogo. E resumiu: "Usar propaganda para atacar é coisa de quem não tem conteúdo". A INDEPENDÊNCIA DE (NOSSOS) PODERES No Brasil, presidente da República, dirigentes do Congresso e ministro do Supremo Tribunal Federal não se cansam de invocar a 'independência' dos poderes. Éum tema interessante. Agora, responda: que independência tem um poder cujos membros, todos eles, são indicados pelo chefe de outro poder? O PRESIDENTE E A NACIONALIDADE DA VACINA Impressiona ver Bolsonaro tão envolvido com a questão da vacina contra o coronavírus. O presidente sempre minimizou a pandemia e só mensurou os danos econômicos. Logo, por que agora se preocupar com a 'origem' do soro vacinal? João Doria, governador de São Paulo, diz que o que importa não é a nacionalidade da vacina, mas sua eficácia. Certo ou errado? O CARA É BOM ATÉ COMETER UM CRIME Kassio Nunes Marques, indicado por Bolsonaro para o STF, tirou o dele da reta ao dizer que prisão em segunda instância é tema para o Congresso, e não para o Judiciário. Depois, diferencia o criminoso de um pai de família. Muito bem, mas o pai de família que mata e comete outros delitos deve ser tratado como o quê?

Davi Filho ‘estaciona’, revela Ibope, comparado ao Ibrape Pesquisa do Ibrape feita seis dias antes já mostrava Davi com os mesmos 15% fotos: Divulgação

Editoria de Política

Quando comparados com os números do Ibrape divulgados no último dia 19, a pesquisa do Ibope levada ao ar pela TV Gazeta na sexta-feira (23) mostra o candidato Davi Filho (PP) estacionado com 15% das intenções de voto em Maceió. O estacionamento do candidato da Assembleia Legislativa se dá quando comparados os números apurados pelo Ibrape, no dia 16, e pelo Ibope, no dia 22 deste mês de outubro. Ou seja: no intervalo de 6 dias - contados de 16 de outubro (Ibrape) a 22 de outubro (Ibope) Davi Filho não avançou nenhum ponto percentual, quando confrontados os números das duas pesquisas.

TRÊS PRIMEIROS

No levantamento fechado no dia 16, o Ibrape revelou Alfredo Gaspar numericamente à frente de JHC - 27% e 25%, respectivamente, enquanto Davi Filho apareceu com 15%, ou seja, com 10% a mais em relação

Nova pesquisa Ibope mostra candidato Alfredo Gaspar com 3% à frente de JHC, nas entrevistas espontâneas

à primeira pesquisa do Ibope divulgada lá atrás, no dia 9 de outubro. Já a nova sondagem do Ibope, fechada no dia 22, apresenta Alfredo Gaspar e JHC numericamente empatados, ambos com 24%, ao passo que na pesquisa anterior do mesmo Ibope, divulgada no dia 9 de outubro, Gaspar tinha 26% e João Caldas 25%.

Davi Filho evoluiu de 5% (primeira pesquisa Ibope) para 15% (primeira pesquisa Ibrape) e se manteve com 15% (segunda pesquisa Ibope) o que exibe o candidato estacionário.

ESPONTÂNEA

Na pesquisa espontânea, o novo Ibope mostra Alfredo Gaspar na liderança com 20% das intenções de voto contra

17% atribuídos ao deputado JHC, enquanto Davi Filho aparece com apenas 10% das intenções, ou seja, exatamente a metade de Alfredo Gaspar. A mesma sondagem revela que, no item rejeição, Alfredo Gaspar e JHC estão empatados com 16%, enquanto Davi Filho aparece colado somando 15% dos que disseram que não votariam nele de jeito nenhum.

> CENÁRIO

Candidatos relegam propostas e priorizam atacar adversários Editoria de Política

Os políticos mudam, as gerações se sucedem, filhos assumem os lugares dos pais, mas a forma de fazer política a chamada estratégia de campanha - continua a mesma, é o que está sendo visto no Guia Eleitoral do rádio e da televisão, em que, em busca de melhor posição nas pesquisas, os candidatos priorizam atacar os adversários, deixando as propostas em segundo plano. No horário gratuito da TV, o deputado Davi Filho (PP) criticou o líder da pesquisas Alfredo Gaspar (MDB), passando a ideia de que, para avançar, não basta apresentar e defender projetos para a capital, mas também atacar os adversários, obviamente os mais bem colocados nas pesquisas de intenção de voto. Além de Gaspar, o deputado estadual Davi Filho também criticou o deputado federal João Henrique Caldas, que tem

Davi Filho ataca JHC no horário gratuito da televisão

falando em nome dos moradores do Pinheiro e adjacências (atingidos pelos problemas de instabilidade do solo), mas que, segundo Davi Filho, recebeu dinheiro da Braskem. O ex-prefeito Corintho Campelo da Paz (PMN) também entrou no jogo do ataque aos adversários, durante entrevista organizada pelo Grupo

JHC vê Davi Filho ‘sem conteúdo’ durante campanha

Gazeta, acusando Alfredo Gaspar e JHC de estarem empenhados em 'projetos políticos pelo poder'. Sem se dar conta da incoerência, Campelo anunciou que, se eleito, pretende enxugar a estrutura administrativa da Prefeitura, reduzindo as secretarias para apenas 11, mas ao mesmo disse que seu progra-

ma contempla a criação de subprefeituras, o que obviamente implicaria em mais gastos. A campanha eleitoral segue morna, sem 'fato novo', a não ser pela 'estratégia' dos candidatos mal colocados nas pesquisas de abrir as comportas de críticas contra os adversários que lideram a preferência do eleitorado até o momento.

> ABONO NATALINO

Rui anuncia pagamento do 13º salário para a próxima 5ª feira Redação com Assessoria

Com o empenho pessoal do prefeito Rui Palmeira, e apesar da grave crie financeira que atinge os municípios, a Prefeitura de Maceió anunciou o pagamento do 13º salário dos servidores efetivos e comissionados que aniversariam de maio a setembro para o próximo dia 29 de outubro. Já os servidores que fazem aniversário em outubro também serão contemplados no pagamento da folha referente a este mês. No total, serão Prefeito Rui Palmeira anuncia pagamento do 13º na próxima 5ª feira mais de 9 mil servidores contemplados o que resulta em enfrentado pela queda na período foi possível porque a um montante de mais de R$18 arrecadação e da necessidade Prefeitura utilizou as estratémilhões. de investimentos trazida pela gias necessárias para minimiMesmo diante do cenário pandemia de Covid-19, a libe- zar os impactos do momento de dificuldade financeira ração de pagamento neste de crise socioeconômica, prio-

rizando gastos, otimizando recursos, negociando prazos e criando medidas tributárias que pudessem, de alguma forma, melhorar a arrecadação, além de oferecer o suporte necessário para a retomada das atividades econômicas. De acordo com a equipe técnica da Prefeitura, a suspensão se fez necessária para que fosse possível administrar a cidade com prudência e ter a segurança de garantir todos os serviços prestados à população, principalmente neste período de pandemia. Vale ressaltar que até 20 de dezembro a Prefeitura cumprirá o pagamento total do 13º salário de todos os servidores municipais.


Primeira Edição | 26 de outubro a 1º de novembro, 2020

A4 | Nacional

> ESTOCADA Geraldo Câmara

Ouvidor Geral geraldocamara@gmail.com

O TURISMO CUMPRINDO SUA MISSÃO Parodiando a mim mesmo quando publiquei um livro com o título de "Turismo é para quem sabe. Quem sabe?" em 2006, quando as coisas entre governos e "trade" ainda não estavam bem definidas, vejo com muita clareza hoje que os que sabem aí estão e dando aulas contínuas para os que não sabem passarem a saber. Em boa hora e já faz bastante tempo a união entre os que fazem o turismo e os governos estadual e municipais é um fato e isto só tem trazido bons frutos para esse marco do desenvolvimento econômico de Alagoas. O bom gestor público vem entendendo isto e a prova está que, desde então a indústria do turismo no estado e em especial na capital Maceió vem alcançando índices incríveis de ocupação hoteleira e de destino mais procurado. Esta semana, tivemos o prazer - falo no plural me incluindo porque enquanto presidente da ABRAJET-AL faço parte do "trade" e dessa linda movimentação - de receber um a um os candidatos a prefeito de Maceió que responderam, cada um deles, a 13 questionamentos elaborados pelo grupo. O resultado desses encontros nos pareceu bastante satisfatório e, com raríssimas exceções, nossas perspectivas em matéria do como os candidatos enxergam o turismo foram bem aceitas. Se seguidas, as recomendações e as respostas que couberam naquele momento, o turismo continuará em alta na visão do futuro prefeito. Cedo para falar porque a administração do turismo institucional é muito mais complexa do que se possa imaginar, mas pelo andar da carruagem pode-se imaginar uma lua de mel, em termos, entre os profissionais do turismo e as autoridades que dele fazem parte.

DESTACÔMETRO

O destaque vai para o presidente da ABAV e vice-presidente do Maceió Convention, Carlos Palmeira que muito bem conduziu o encontro dos quatro candidatos mais bem colocados à Prefeitura de Maceió com o "trade" turístico.

PÍLULAS DO OUVIDOR Para que os meus leitores tenham uma idéia do encontro acima referido, nas 13 questões encabeçadas pelo compromisso de que o prefeito nomeie o Secretário de Turismo indicado pelos profissionais da área, a aceitação foi quase unânime. Quase unânime porque um dos candidatos - não vou nomear para que não digam que estou com "part pris" - disse que poderia ser um nome indicado por ele próprio e até podendo ser mostrado ao "trade". Soou mal. Questões orçamentárias foram discutidas e colocadas com o apoio de todos. No entanto esses são assuntos que dependem da Câmara, dependem de articulações políticas e até de novas leis a serem criadas, além do que se obtenha em Brasília. Dentre as propostas desse tipo a de aumentar a dotação orçamentária da Secretaria de Turismo que está restrita a 1 milhão de reais. Propõe-se a criação do Fundo de Turismo revertendose para ele 20% do ISS do setor. Bem apreciado. Claro que, como não poderia deixar de ser um dos assuntos em pauta foi a questão do saneamento básico para Maceió e as famosas línguas negras que afastam os banhistas de nossa principais praias. Outro assunto dos mais discutidos com todos os candidatos foi a questão da revitalização do bairro do Jaraguá que, sem dúvida, tocado no ponto certo poderá ser uma das grandes atrações de nossa capital. As idéias foram muitas. Mas, particularmente não vi nenhum tocar no fato de que um bairro só é revitalizado de fato e de direito se for habitado. A habitação leva à personalidade do bairro e ao seu desenvolvimento. Discutida com ênfase a possibilidade de a Prefeitura de Maceió estruturar a construção de um hotel-escola todos foram unânimes, mas deixando claro que teria que ser através de uma PPP - Política Publico Privada. E, finalmente, a proposta do conceito de ruas vivas, a exemplo de como acontece na Europa e em outros continentes utilizando os espaços públicos ordenadamente como por exemplo, com mesas e cadeiras compondo calçadas de bares e restaurantes. Agradecendo a todos que compareceram foram eles, por ordem, Alfredo Gaspar, JHC, Cícero Almeida e Davi Filho. Os quatro melhores colocados nas pesquisas. Lembrando um encontro que deu certo com o presidente da ATRICON, Conselheiro Fábio Nogueira (foto) e que suscitou uma parceria dos Tribunais de Contas do Brasil com a TV Cidadã do nosso TCE-AL. Resultado de primeira.

ABRAÇOS IMPRESSOS Abraçar um filho é sempre maravilhoso. Abraçar 11 dos 13 vivos é recordação para o resto da vida. Nessa foto estão 10 ao vivo, uma que mora em Orlando através da internet (vide o notebook na foto) e o velho aqui sendo carregado por eles quando fez seus oitenta anos em 2018. Nunca se esquece.

Maia afirma que Salles agora resolveu "destruir o governo" Presidente da Câmara afirma que ministro já destruiu o meio ambiente do Brasil fotos: Divulgação

Correio Braziliense

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou neste sábado (24/10) a postura do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Maia usou sua conta no Twitter para dizer que o ministro agora "resolveu destruir" o governo presidente Jair Bolsonaro. "O ministro Ricardo Salles, não satisfeito em destruir o meio ambiente do Brasil, agora resolveu destruir o próprio governo", escreveu. Nesta semana, Salles protagonizou uma briga com o ministro da Secretaria de Governo, o general Luiz Eduardo Ramos. Também pelo Twitter, o ministro do Meio Ambiente chamou o militar de "maria fofoqueira". Salles compartilhou uma notícia do jornal O Globo no qual dizia que o ministro "esticou a corda" com a ala militar

Rodrigo Maia defende o general Luiz Eduiardo Ramos e acusa Ricardo Salles de destruir meio ambiente do país

do governo. "Ministro Ramos, não estiquei a corda com ninguém. Tenho enorme respeito e apreço pela instituição militar. Atuo da forma que entendo correto. Chega dessa postura de #mariafofoca", escreveu,

deixando a briga pública. Segundo informações da CNN, o ministro havia chamado Ramos de "banana de pijama" em outra publicação, mas apagou. "Tenho enorme respeito pela instituição militar.

Como em qualquer lugar, infelizmente, há sempre uma maçã podre a contaminar os demais. Fonte de fofoca, de intriga, de conspiração e da discórdia. O problema é a banana de pijama", dizia o tuíte apagado.

> NO ORÇAMENTO

Governo sinaliza contratação de servidores perto da eleição Correio Braziliense

Embora venha defendendo o enxugamento da folha de pagamento do funcionalismo, o governo abriu brecha para a contratação de 51.021 servidores em cargos efetivos ou comissionados e funções, inclusive militares, em 2021. A autorização está na proposta orçamentária enviada ao Congresso no fim de agosto - conforme mostrou o jornal O Estado de S. Paulo. De acordo com o Ministério da Economia, "o impacto orçamentário autorizado é de R$ 2,907 bilhões, em 2021, e não pode ultrapassar R$ 5,377 bilhões, em 2022". Os novos concursos vão suprir, com sobra, os 34.433 profissionais que deverão se aposentar em 2020 e em 2021 (19.481 e 14.952, respectivamente) nas simulações do próprio ministério.

Paulo Guedes fala em teto de gastos, mas há brecha para contratações

A informação provocou sobressalto entre analistas de mercado, que apostam na reforma administrativa para reduzir o custo de pessoal na administração pública. A reforma prevê redução de salários de acesso, alongamento dos

passos para chegar ao fim de carreira e cargos sem vínculo para facilitar a dispensa no curto prazo, entre outros mecanismos. "No Poder Executivo, de acordo com dados do governo, são pouco mais de 1 milhão de

funcionários públicos. A gente está falando aqui de 51 mil, ou seja, são 5% do total. Não é pouca coisa", disse a consultora econômica Zeina Latif. Ela ressaltou que uma autorização para tantas vagas vai contra o espírito de lei aprovada pelo Congresso que impedia contratações até 2021. "Isso vai contra a intenção do ministro da Economia, Paulo Guedes, de conter o gasto com a folha. É inaceitável colocar isso no Orçamento sem ter aprovado a reforma administrativa, que, aliás, já peca por não afetar os atuais servidores", acrescentou Zeina. "É uma decisão equivocada. São sinais que a gente vai colecionando do quanto o governo não está antenado com a importância da disciplina fiscal. É um tema do Ministério da Economia, mas não é um tema do governo".

> CUSTO-DE-VIDA

Inflação dispara em outubro com mais alta dos alimentos Reproduzido do G-1

Pressionado pelos preços dos alimentos, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15), acelerou a 0,94% em outubro, segundo divulgou na sexta-feira (23) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Trata-se da maior taxa para o mês desde 1995 e da maior alta mensal desde dezembro do ano passado. O indicador - que é considerado uma prévia da inflação oficial do país - mostrou forte aceleração em relação ao índice de setembro, quando ficou em 0,45%. No ano, a prévia da inflação acumulou alta de 2,31% e em 12 meses atingiu 3,52%, acima dos 2,65% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores mas ainda abaixo do centro da meta para o ano, que é de 4%. O resultado do IPCA-15 de outubro veio acima do espera-

Preços dos alimentos disparam em supermercados, feiras e mercados, e inflação de outubrto é maior em 25 anos

do pelo mercado. Pesquisa da Reuters com economistas estimava alta de 0,81% para o período.

O QUE MAIS SUBIU?

A maior pressão de alta em outubro veio dos alimentos, que representaram pratica-

mente metade da variação do IPCA-15 no mês. O grupo alimentos e bebidas subiu 2,24%, com impacto de 0,45 ponto percentual no índice de outubro. O item que mais pesou individualmente foi carnes (aumento de 4,83% no mês e impacto de 0,13 p.p.).

Após a quinta alta consecutiva, os preços da carne acumulam no ano avanço de 11,4%. O índice também foi puxado pelo aumentos dos preços do óleo de soja (22,34%), do arroz (18,48%), do tomate (14,25%) e do leite longa vida (4,26%).


Primeira Edição | 26 de outubro a 1º de novembro, 2020

O Ç N VA O A UM MEDID CO Redação com Agência Alagoas Com a estabilização da pandemia e a retomada econômica no Estado, o governador Renan Filho editou novo decreto (publicado na 5ª feira, 22) autorizando a volta das aulas presenciais - para o público adulto - a partir desta segundafeira, 26 de outubro Com a medida, estarão autorizados a funcionar cursos do ensino superior, pré-vestibular, profissionalizantes, técnicos, além dos cursos de línguas estrangeiras e de formação para servidores públicos. Anunciado após semanas seguidas de redução e estabilização de casos e óbitos por covid-19, o novo decreto contém ainda a liberação para a prática de atividades esportivas coletivas ao livre e em academias desde que realizadas em pequenos grupos - e a autorização para a volta das visitas no sistema prisional.

Geral | A5

Estado volta com aulas presenciais nesta segunda, mas só para adulto Cauteloso, governo alagoano decide que retorno de crianças às escolas fica para uma próxima etapa Após analisar os números atualizados de Alagoas no combate à pandemia, o Governo do Estado identificou condições epidemiológicas favoráveis para iniciar os avanços na educação. "Primeiro vamos verificar o impacto do retorno às aulas para adultos para, a partir daí, definir os caminhos para os jovens e para as crianças", justificou o governador Renan Filho. "Não dá para retornar com as crianças agora porque elas têm menos condições de discernir a respeito das medidas preventivas e da necessidade de distanciamento social. Se não houver fatos novos na pandemia, nós vamos, aí sim, dar novos passos na educação", esclareceu. O secretário-chefe do Gabinete Civil, Fábio Farias, ressaltou que a decisão para a volta das aulas presenciais foi tomada após ouvir e dialogar com a ciência, a sociedade e represen-

Divulgação / Imagem Ilustrativa

Aulas presenciais voltam nesta segunda-feira, mas governo quer mais tempo para o retorno das crianças

tantes da educação. "Nossos decretos e decisões conjuntas comandadas pelo governador Renan Filho foram elaborados muita calma. Ouvimos por um longo período o segmento da

educação. Estivemos com o sindicato da rede privada, com o Conselho de Educação, com os diretores de várias escolas e com a rede pública estadual", detalhou.

O decreto também faculta aos municípios a liberação do retorno das aulas presenciais para adultos. "Aquele prefeito que achar que não deve voltar com a educação para adultos

nesse momento, pode entrar em contato com o Governo do Estado para que a gente observe a situação específica", disse Renan Filho. "O governo não verificou a necessidade de não avançarmos em todas as cidades, mas, se tiver algum problema específico, nós vamos avaliá-lo", ponderou. MULHER Renan Filho também assinou decreto que dispõe sobre a Política Estadual de Atenção Integral à Saúde da Mulher. A assinatura se deu no lançamento do ‘Ame-se’, Programa Estadual de Reconstrução Mamária. A solenidade ocorreu no Centro Cultural Ruth Cardoso, em Maceió. O decreto estabelece as diretrizes básicas para a atenção integral à saúde da mulher, os objetivos gerais e específicos; além das estratégias necessárias para a concretização desta política.

> TAXA DE MORTES

Violência em Alagoas caiu mais de 55% e o avanço começou com Gaspar na SSP Redação com Agência Alagoas Números definitivos apresentados pelo Fórum de Segurança Pública, no Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2020, mostram que a taxa de mortes por 100 mil habitantes em Alagoas caiu 55,2% no comparativo entre 2011 e 2019. A redução foi a maior entre todos os estados brasileiros. Observando-se o período que registrou a queda da criminalidade, constata-se que tudo começou com a atuação do exprocurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar, no comando da Secretaria de Segurança Pública do Estado - a partir de 2015. O Anuário traz dados coletados junto às Secretarias de Segurança Pública e Defesa Social de todo o país. Em Alagoas, os dados são fornecidos pelo Núcleo de Estatística e Análise Criminal (NEAC) e mostram que em 2011 o estado tinha uma taxa de 76,4 mortes por 100 mil habitantes. Em

fotos: Divulgação

2015, início da atual gestão, a taxa caiu para 54,1 e em 2019 caiu ainda mais para 34,2 mortes por 100 mil habitantes. Alagoas ficou à frente, ainda, da média do Brasil e do Nordeste. A taxa de mortes por 100 mil habitantes no Brasil, entre 2011 e 2019, caiu 7,4% e na região Nordeste caiu 13,8%. Já com relação aos dados de Mortes Violentas Intencionais (MVI), que correspondem à soma das vítimas de homicídio doloso, latrocínio, lesão corporal seguida de morte e mortes decorrentes de intervenções policiais em serviço e fora de serviço, Alagoas também registrou queda em comparação entre os anos de 2018 e 2019.

POSIÇÃO NO BRASIL

Em 2018, a taxa de mortes por 100 mil habitantes era de 45,1 e caiu para 34,2 em 2019. Comparando com as taxas registradas pelos demais estados, Alagoas ocupa agora a nona posição. Vale lembrar que o estado

Controle da violência em Alagoas começou com ações rigorosas de Alfredo Gaspar na Segurança Pública

já chegou a figurar como o mais violento do país e graças às políticas de integração policial, investimentos em equipamentos e novas estruturas, e melhores condições de trabalho vem caindo de posições e se destacando na redução de

crimes. Para o secretário da Segurança Pública, Lima Júnior, os dados divulgados pelo Anuário Brasileiro de Segurança Pública mostram que Alagoas conseguiu, ao longo dos últimos anos, reverter o cenário de

violência e reduzir significativamente o número de mortes. Ele destaca o importante trabalho do Governo do Estado, que já investiu mais de R$ 143 milhões possibilitando melhorias e construções de novas instalações da Segurança Pública,

além de melhoria em equipamentos e também no desenvolvimento de tecnologias. "Hoje temos outro cenário na Segurança Pública, onde todos os policiais têm seus equipamentos e armamentos para combater o crime e proteger a sociedade, temos prédios novos e modernos e também temos as polícias e demais forças de segurança atuando de forma integrada. Aproveito para agradecer a todos os policiais civis e militares, bombeiros militares e peritos pelo grande trabalho desenvolvido de forma técnica e integrada", assinalou Lima Júnior. MENOS ROUBOS Os registros de roubo de automóveis e motocicletas e contra transeuntes apresentaram quedas significativas entre janeiro e setembro deste ano em todo o estado, segundo dados apurados pelo Núcleo de Estatística e Análise Criminal da Secretaria de Segurança Pública.

> CARESTIA

Gás de cozinha volta a pesar no bolso do alagoano com novo reajuste de 5% Redação Mesmo com a pandemia ainda contaminando, internando e matando milhares de pessoas no País, e apesar da crise financeira que atinge as famílias - mormente as mais pobres - com perda de emprego e renda, a Petrobras acaba de decretar um reajuste de 5% no preço médio do Gás Liquefeito de Petróleo, o GLP, mais conhecido como gás de cozinha. Com isso, o preço médio do produto vendido pela estatal será equivalente a R$ 30,74 por botijão de 13kg, sem impostos e margem de distribuição. EM MACEIÓ PREÇO MÉDIO É R$ 70,00 Nos postos de venda de Maceió, o botijão do gás de cozinha é comercializado, em média, a R$ 70,00, mas alguns revendedores deixam por R$ 65,00 se o consumidor for apanhar o botijão na revenda.

No acumulado do ano, o gás de cozinha já aumentou 10,5%. No valor do botijão de 13kg, isso representou um aumento de R$ 2,93 em cima do valor vendido pela estatal, que vale esclarecer é muito inferior ao que é praticado diretamente para o consumidor.

custar menos de R$ 1. Já o valor médio do diesel nas refinarias da estatal apura recuo de cerca de 30% no acumulado de 2020. Nas mínimas do ano, entre o final de abril e medos de maio, o preço do combustível mais utilizado do Brasil girou em torno de R$ 1,30 por litro. A Petrobras defende que sua fórmula de preços tem como base a chamada paridade de importação, que leva em conta os preços do petróleo no mercado internacional e o câmbio, entre outros fatores.

GASOLINA E DIESEL SOBEM

Mas, em outubro, a alta no setor de combustível não ficou apenas no gás de cozinha: a Petrobras também elevou os preços médios da gasolina em suas refinarias em 4% a partir do último dia 10/10, enquanto o diesel teve aumento da ordem de 5%. O reajuste, o primeiro da companhia em outubro, é o terceiro aumento consecutivo da gasolina e o segundo para o diesel desde o final do mês passado. Com a nova alta, o preço médio da gasolina nas refina-

Botijão do gás de cozinha custa, em média, R$ 70,00 nas revendas de Maceió, sem o novo reajuste de 5%

rias passa a ser de R$ 1,8140 por litro, de acordo com dados da Petrobras, enquanto o valor médio do diesel avança para R$ 1,6350 por litro. Nos postos de Maceió, o

litro da gasolina está custando, em média, R$ 4,40, e ninguém está fazendo 'promoção'. A cotação da gasolina ainda acumula queda de 5,4% frente aos valores praticados no início

do ano, mas já opera distante das mínimas registradas em meados de abril, auge das medidas restritivas relacionadas à pandemia da covid-19 no país, quando o litro chegou a

O REPASSA PARA CONSUMIDOPRES O repasse dos reajustes dos combustíveis nas refinarias aos consumidores finais nos postos não é garantido, e depende de uma série de questões, como margem da distribuição e revenda, impostos e adição obrigatória de etanol anidro e biodiesel.


A6 | Especial

Primeira Edição | 26 de outubro a 1º de novembro, 2020


Esportes

esportes@primeiraedicao.com.br

Primeira Edição | 26 de outubro a 1º de novembro, 2020 Diário Oficial dos Municípios - Opinião - Social

> "JOGO ATÍPICO"

Técnico Mozart analisa empate do CSA Fora de casa, Azulão saiu perdendo, mas conseguiu igualar o placar ainda na primeira etapa, próximo jogo é contra a Chape GE O técnico Mozart analisou o empate do CSA, contra o Brasil de Pelotas, fora de casa, no último sábado. Para o treinador, a partida no Bento Freitas trouxe uma situação diferente para o Azulão. O jogo foi atípico do que vínhamos enfrentando pelo fato de ter tomado o gol no início. - Nós não tínhamos, tirando o jogo contra o Sampaio (derrota por 1 a 0), vivenciado isso ainda. Mas eu gostei bastante da postura da equipe, mesmo tomando o gol, controlamos o jogo, fizemos um grande primeiro tempo, onde fizemos o gol, tivemos um gol anulado e, mais do que isso, tivemos bastante controle do jogo com a bola. Então foi positivo. Ele também falou sobre a dificuldade encontrada pelo CSA na segunda etapa, quando o time atuou 19 minutos com um homem a mais no interior gaúcho. - No segundo (tempo), o Hemerson (Maria, técnico do Brasil de Pelotas) fez algumas alterações, mudou o sistema e dificultou. Nós tivemos dificuldades, principalmente no começo do segundo tempo, de

fotos: Divulgação

sair com as linhas de trás, e criamos poucas oportunidades - afirmou, analisando também o comportamento do adversário. - Eles, praticamente, também não criaram nenhuma chance, só teve um cruzamento que passou na frente do nosso gol. Então o jogo, na minha visão, deveríamos ter tentado resolvê-lo no primeiro tempo, onde tivemos volume, tivemos oportunidades, mas eu sai satisfeito principalmente com o desempenho e saímos somando ponto. Agora é descansar para enfrentar a Chapecoense.

SEGUE O LÍDER

CONTRA A CHAPECOENSE

Na manhã do último domingo, o elenco azulino treinou no CT do Grêmio, em Porto Alegre e, após o almoço, seguiu viagem para a cidade do interior catarinense. Após o empate contra o Brasil, em Pelotas, na última sexta-feira, a delegação do CSA viajou para capital gaúcha. Lá, os jogadores treinaram no último sábado à tarde e no domingo pela manhã. O último treinamento antes da partida contra a Chapecoense está marcado para a tarde desta segunda-

gol. O CSA optou por se defender e não teve intensidade quando foi para o ataque. Apesar de não conquistar a vitória em Pelotas, o Azulão pode comemorar a invencibilidade de cinco partidas no Brasileiro. Com o empate na abertura da 18ª rodada, o CSA continua na oitava colocação da Série B, agora com 24 pontos. A equipe azulina volta a campo nesta terça-feira, às 19h, na Arena Condá, em jogo adiado da segunda rodada. Encara a líder Chapecoense.

Brasil de Pelotas e CSA empataram no Estádio Bento Freitas, o Azulão agora vai encarar a Chape nesta terça

feira, em Chapecó. Para o confronto contra a Chapecoense, o técnico Mozart não vai poder contar com Yago. O volante recebeu o terceiro cartão amarelo no último jogo e desfalca a equipe em Chapecó. Para o lugar dele, o treinador do CSA tem o volante Geovane como opção. Lesionados, o lateral-esquerdo Igor Fernandes, o meia Andrigo e o atacante Pedro Jú-

> PERTO DO G-4

nior não viajaram para enfrentar o Brasil de Pelotas e devem continuar fora contra a Chapecoense.

INVENCIBILIDADE

O CSA empatou mais uma vez fora de casa. Foi o segundo resultado igual em dois jogos longe de Maceió. Na últimasexta, o Azulão ficou no 1 a 1 contra o Brasil de Pelotas, no Bento Freitas.

A equipe azulina viu o adversário abrir o placar logo com um minuto. Apesar do susto, o CSA tomou a iniciativa, partiu pra cima, pressionou o Brasil e conseguiu empatar o placar, aos 38, com Yago. Na segunda etapa, o time comandado pelo técnico Mozart baixou o ritmo. O Brasil de Pelotas teve mais posse de bola, foi para o ataque, mas não conseguiu criar as chances de

A Chapecoense segue na liderança da Série B do Campeonato Brasileiro. O Verdão do Oeste venceu o OperárioPR por 1 a 0, na noite da última sexta-feira, na Arena Condá, pela 18ª rodada da segundona, e se manteve na primeira colocação. O único gol do jogo saiu aos seis minutos do segundo tempo. Anselmo Ramon, artilheiro da Chape na temporada, recebeu um bom cruzamento de Aylon, marcou seu quinto gol na competição e decretou a vitória do líder do campeonato.

> DE OLHO NO G-4

CRB supera desfalques Sampaio domina Cuiabá por Covid e vence a Ponte e vence com autoridade Divulgação / Ailton Cruz

GE Na véspera do aniversário de 50 anos do estádio, o CRB fez valer o mando de campo e venceu a Ponte Preta por 1 a 0 no Rei Pelé. No sábado (24), o único gol da partida foi marcado no primeiro tempo, pelo atacante Pablo Dyego. O Galo entrou em campo muito desfalcado por causa da Covid, mas teve forças para vencer a Macaca e encostar no pelotão de frente da Sèrie B.

COVID NO CRB

O CRB perdeu três titulares antes da partida. O zagueiro Reginaldo Júnior, o volante Moacir e o atacante Safira testaram positivo para Covid-19 e não foram relacionados. O técnico Marcelo Cabo teve que fazer adaptações no time em cima da hora.

1º TEMPO

A Ponte criou as primeiras chances da partida. Aos 12, Bruno Rodrigues se livrou da marcação de Reginaldo Lopes e bateu colocado, de fora da área. A bola acertou a trave. Depois, Moisés ficou na cara do goleiro

GE O Sampaio voltou a fazer mais um jogo com un futebol encaixado e venceu mais um time do G-4. Com a vitória, por 3 a 0, o Sampaio está agora há três pontos da zona de acesso à Série A e ainda tem menos dois jogos que maioria dos times da Série B. O Cuiabá, por outro lado, perdeu a liderança e engatou agora uma série de três jogos sem vencer.

O CRB fez valer o mando de campo e venceu a Ponte Preta por 1 a 0

Victor Souza, mas demorou para concluir e desperdiçou a chance, aos 16. O CRB marcou na primeira vez que criou, aos 23. Diego Torres cobrou falta rapidamente, pela esquerda, e achou Igor livre na área. O lateral bateu cruzado, Ivan espalmou e, na pequena área, Pablo Dyego finalizou no meio da defesa: 1 a 0. No fim, o CRB cruzou duas bolas muito perigosas, mas Pablo Dyego e Robinho não concluíram.

2º TEMPO

Jogo mais morno, com mui-

ta marcação e poucas jogadas de perigo. A Ponte ameaçou em bolas levantadas na área, mas perdeu a parada para a defesa do CRB. No time alagoano, o atacante Pablo Dyego sentiu a coxa direita e foi substituído por Luidy. O CRB baixou as linhas e não criou oportunidades, preferiu segurar a Ponte. Aos 41, na melhor chance do segundo tempo, Dawan, da Ponte, dominou na área, mas errou o alvo. O CRB só volta a jogar no próximo sábado, às 22h, contra o Cuiabá na Arena Pantanal.

PRIMEIRO TEMPO

O primeiro tempo foi bem dinâmico. Não teve essa história de ficar com troca de passes concentrado na defesa ou no meio-campo não. Os times buscaram sempre o ataque e isso fez com que o jogo fosse aberto, mas o Sampaio mostrou mais unidade com melhores oportunidades criadas, duas bem finalizadas com Luís Gustavo e o artilheiro Caio Dantas, e também teve uma postura defensiva bem melhor, sem erros como o Cuiabá apresentou danda chance para o Sampaio ter até vencido por uma diferença maior.

O Sampaio Corrêa venceu o Cuiabá com autoridade, agora visa o G-4

SEGUNDO TEMPO

Na segunda parte do jogo, o Sampaio manteve o domínio, uma vez que o Cuiabá tinha muita dificuldade pra criar e forçava cruzamentos, mas sem efeito por conta da boa postura defensiva do time maranhense. Por outro lado, o Tricolor trocou peças e manteve a dinâmica ofensiva contando ainda com a marcação frouxa da defesa do Cuiabá. Em alguns lances, o dobro de marcadores não davam conta dos atacantes do Sampaio, mesmo com um ritmo

menor dos homens de frente do Sampaio. O terceiro gol de Jackson só reforçou o amplo domínio da Bolívia Querida, que ainda teve uma bola na trave de Robson Duarte.

COMO FICA?

No sábado o Sampaio chegou aos 24 pontos e ocupou a nona colocação da Série B. O time estava distante três pontos do G-4. O Cuiabá, por sua vez, segue com 33 pontos e estava na segunda colocação, ainda na zona de acesso à Serie A.


Primeira Edição | 26 de outubro a 1º de novembro, 2020

B2 | Esportes

> 2X0

Bragantino vence e dorme fora da zona Massa Bruta engata segunda vitória seguida no torneio e afunda Goiás na lanterna, placar de dois a zero deu tranquilidade GE Após 13 rodadas, o Red Bull Bragantino, enfim, respira fora da zona de rebaixamento do Brasileirão. O Massa Bruta derrotou o Goiás por 2 a 0 na tarde do último sábado no Nabizão e deixou a zona da degola. O esmeraldino, pelo contrário, se afundou ainda mais na lanterna. Ytalo, na primeira etapa, e Claudinho, no segundo tempo, marcaram os gols do Braga. Nos acréscimos, Thonny Anderson ainda perdeu um pênalti para os donos da casa.

QUANDO A FASE É RUIM...

O Bragantino dominou as ações desde o início do jogo. Criando as melhores chances, o Massa Bruta pecava nas finali-

A MALDIÇÃO DA PENALIDADE

zações, mas tinha maior posse de bola e chegava com mais frequência à área do Goiás. O Esmeraldino conseguiu se fechar bem, mas não encontra espaço para o contra-ataque. Mas quando a fase não é boa, os detalhes não ajudam. O duelo caminhava para terminar empatado na primeira etapa, até que em um cruzamento de Edimar, Caju desviou de forma bizarra e Tadeu jogou a bola em cima de Ytalo, que marcou no susto o primeiro gol do jogo.

Nos acréscimos do segundo tempo, quando o Bragantino já vencia por 2 a 0, veio a oportunidade do terceiro gol. Claudinho foi derrubado dentro da área por Pintado. Pênalti, que Thonny Anderson cobrou, e Tadeu defendeu. Foi o quarto pênalti do Bragantino no Brasileirão, e o quarto desperdiçado. Todas penalidades foram cobradas por atletas diferentes.

QUANDO A FASE É BOA...

Enquanto o Goiás sofre com a fase ruim, Claudinho mostrou porque vem sendo o destaque do Bragantino nas últimas rodadas. O meia marcou mais um gol, seu sétimo no

CLASSIFICAÇÃO

Red Bull Bragantino vence o Goiás e empurra o Vasco para a zona de rebaixamento, vitória injetou ânimos

Brasileirão, que veio quando o Goiás ensaiava uma reação no duelo. O Esmeraldino havia

tido boas oportunidades. Mas aos 37 minutos, o camisa 10 recebeu de Lucas Evangelista,

invadiu a área, cortou pra direita e bateu para fechar o placar.

Com o resultado, o Bragantino dormiu fora da zona de rebaixamento. A equipe assumiu, provisoriamente, a 15ª colocação, com 19 pontos. O Goiás segue na lanterna, com 11 pontos em 16 jogos disputados.

> 2X1

Ceará bate o Coritiba de virada na Arena Castelão e chega a quatro jogos de invencibilidade na Série A GE Com gols de Vina e Eduardo, o Ceará venceu o Coritiba por 2 a 1 na noite do último sábado (24), pela 18ª rodada da Série A do Brasileiro, na Arena Castelão. A vitória veio de virada, já que o Coxa abriu o placar logo no primeiro minuto de jogo, com Rodrigo Muniz. Para o Vozão, a vitória foi importantíssima, pois chegou ao quarto jogo de invencibilidade na Série A do Brasileiro. Para o Coritiba, o desespero por estar na vice-lanterna, que preocupa bastante, mas o grupo está por dentro da situação e, promete sair da incômoda posição.

PRIMEIRO TEMPO

O jogo começou melhor para o Coritiba. Após falha de Eduardo Brock, os visitantes marcaram com Rodrigo Muniz logo no primeiro minuto. O Ceará, no entanto, não paralisou. Vina, seis minutos depois, recebeu de Léo Chu e marcou o de empate. O Vozão ainda teve boas chances com Eduardo, na trave, e Vina, que resultou em defesa. O Coritiba chegou a balançar as redes do Ceará após jogada de Matheus Bueno, mas a partida estava paralisada. Brock levou perigo no cabeceio nos minutos finais do primeiro tempo.

biu e mandou de cabeça no travessão. No rebote, Eduardo bateu firme para a rede. Foi a virada do Alvinegro. Mas a sequência foi de bons lances do Coxa. Nathan, William Matheus e Ricardo Oliveira ameaçaram. Depois, Galdezani apareceu livre na pequena área, mas mandou por cima na hora de finalizar. Total pressão dos visitantes. Os técnicos fizeram alterações. O Coxa buscando o empate, o Ceará queria reorganizar a marcação. As equipes não criaram chances de perigo até o fim do jogo, onde o Vozão saiu na vantagem com uma boa vitória.

FALA GIOVANNI

SEGUNDO TEMPO

- Difícil falar. Depois de sair

Aos seis minutos, Cléber su-

frio, fazer as melhores escolhas. Está ficando feio, não tem como falar pro torcedor que vai fazer um grande jogo, mas não consegue. É chamar a responsabilidade, não tem outra situação a não ser trabalhar - disse o meia do Coritiba.

DIZ EDUARDO

Vozão venceu de virada na Arena Castelão. Coritiba amarga a vice-lanterna

na frente no placar, jogo que a gente tinha chance de sair com

um placar melhor. Faltou um pouco mais de calma, ser mais

- Foi um gol muito importante. Nos deu uma vitória, um passo grande para melhorar na tabela. Fora de casa a gente desperdiçou oportunidade, hoje no detalhe conseguiu vencer o jogo. Primeiro gol pelo Ceará, muito feliz. Tive um problema no ano passado, o Ceará tem me ajudado a voltar 100% disse o lateral.

> NO ZERO

Atlético-MG pressiona, falha nas finalizações e Sport segura o empate GE O melhor ataque do Campeonato Brasileiro falhou na noite do último sábado. O Atlético-MG recebeu o Sport em casa para se recuperar no torneio e até mesmo dormir como líder. Mas o Galo, mesmo com posse de bola e volume de jogo, parou nas mãos do goleiro Luan Poli. O empate em 0 a 0 deixa o clube mineiro na terceira colocação, e passou a torce para o empate entre Internacional e Flamengo no domingo. Já o Leão permanece na metade inferior da tabela. O time de Jair Ventura, ao menos, leva

Atlético-MG para em retranca absurda do Sport, não sai do zero em casa

um ponto e e quebra a sequência de derrotas.

E AGORA, GALO?

Antes líder do campeona-

to, o Galo permanece em terceiro lugar do Brasileiro, com 32 pontos em 17 jogos. A vantagem é que há uma partida em atraso. No domingo, o torcedor alvinegro tinha de torcer para Inter e Flamengo empatarem e manter a distância da liderança em três pontos. Caso contrário, quem vencesse no Beira-Rio colocaria cinco pontos de vantagem. O Galo volta a campo no dia 2 de novembro (segunda-feira), às 17h, e visitará o Palmeiras no Allianz Parque, pela última rodada do 1º turno. O time de Sampaoli ainda tem o jogo da sexta rodada (Athletico-PR) a ser realizado.


Primeira Edição | 26 de outubro a 1º de novembro, 2020

Esportes |B3

> VOA, LEWIS!

Hamilton supera a marca de Schumacher Corrida tem início frenético, com Sainz liderando; depois, Bottas assume primeiro lugar, mas o inglês ultrapassa e vence GE Lewis Hamilton é o recordista absoluto de vitórias na história da Fórmula 1. No último domingo, o inglês da Mercedes venceu o GP de Portugal e, com o 92º triunfo na categoria, superou as 91 vitórias de Michael Schumacher. O inglês terminou com segundos de vantagem sobre o companheiro de equipe Valtteri Bottas, que acabou em segundo. Max Verstappen (RBR) fechou o pódio, em terceiro. Num começo de prova frenético, o pole position Hamilton teve dificuldade para aquecer seus pneus médios na primeira volta e foi ultrapassado por Bottas e por Carlos Sainz Jr., que liderou as primeiras voltas com a McLaren. Depois, os dois pilotos da Mercedes passaram o espanhol, e Hamilton tomou a liderança de Bottas na volta 20. Sem dificuldades, o inglês partiu para a conquista da 92ª vitória. Com a oitava vitória no

ano, Hamilton chegou a 256 pontos contra 179 de Bottas, aumentando portanto sua vantagem na liderança do campeonato para 77 pontos. Com isso, o inglês abre a possibilidade de conquistar o heptacampeonato mundial daqui a duas corridas, na Turquia. Após fazer a quarta dobradinha em 12 corridas no ano, a Mercedes também se aproximou do heptacampeonato mundial de construtores. Agora, a equipe alemã lidera a tabela com 435 pontos contra 226 da vice-líder RBR. São 209 pontos de vantagem com 220 em jogo, e, com isso, a Mercedes poderá assegurar o título na próxima corrida, em Imola. Também marcaram pontos, da quarta à décima colocações, Charles Leclerc (Ferrari), Pierre Gasly (AlphaTauri), Carlos Sainz Jr. (McLaren), Sergio Pérez (Racing Point), Esteban Ocon (Renault) Daniel Ricciardo (Renault) e Sebastian Vettel (Ferrari). HAMILTON: "Eu devo isso

minha corrida. No fim, terminamos onde merecíamos..."

CURIOSIDADE

Com o 92º triunfo na categoria, Lewis Hamilton superou as 91 vitórias de Michael Schumacher na disputada F1

à Mercedes e todos na fábrica. É um privilégio trabalhar com eles. O que eu conquistei hoje era antes um sonho. Vai levar um tempo para a ficha cair. Não tenho muitas palavras no

momento." BOTTAS: "Eu fiquei feliz de assumir a ponta depois da largada, mas depois disso fiquei sem ritmo. Eu esperava esticar a vida do primeiro jogo de

pneus e trocar para os macios, mas acho que não faria a diferença." VERSTAPPEN: "Tínhamos pouca aderência, tentei ficar longe dos problemas e fazer

Você sabia que Hamilton é o único piloto a vencer duas vezes nas dez primeiras corridas da carreira, além ser o maior vencedor na marca dos 50 primeiros GPs e o único a ter conquistado um título àquela altura?! Por outro lado, o britânico da Mercedes chegou à 100ª corrida sendo o piloto que menos venceu entre os que estão no top 5. O domingo, dia 11 de outubro de 2020, ficará marcado na história da Fórmula 1 como o dia em que Lewis Hamilton igualou o recorde histórico de 91 vitórias de Michael Schumacher na categoria. A marca foi atingida após o piloto da Mercedes superar os rivais no GP de Eifel, em Nurburgring, na Alemanha. A próxima etapa será disputada no próximo fim de semana. O GP da Emília Romana será em Imola.

> ÚLTIMA LUTA

Anderson Silva recebe recados de lendas do esporte Combate No próximo sábado, Anderson Silva pisará no octógono do Ultimate pela última vez. O ex-campeão dos pesos-médios enfrentará Uriah Hall na luta principal do UFC: Hall x Silva para se despedir do MMA após uma carreira repleta de vitórias inesquecíveis. Apesar de não poder encerrar a

carreira da forma que gostaria, com uma luta em Curitiba, em frente aos fãs brasileiros, o Spider se diz feliz por encerrar seu ciclo no esporte. - Passa um filme incrível, de uma história de muita superação, de muito aprendizado, de felicidade, cara... Eu me sinto muito feliz de poder ter tido a oportunidade de ter sido usado por Deus para fazer o

que fiz na história desse esporte. Para mim é o fim de uma era. Eu sempre sonhei em encerrar minha carreira em Curitiba, onde comecei, mas o momento é difícil. O momento é diferente para todos, não só para mim, para o mundo inteiro - afirmou, em entrevista para o "Esporte Espetacular". Com o apelido de Spider por ser fã do Homem-Aranha,

Anderson Silva acredita ter servido de inspiração para muitas pessoas e que este é seu maior legado. - De uma certa forma, Deus usou meu talento, minhas habilidades que consegui adquirir durante meu aprendizado marcial para inspirar as pessoas de alguma maneira e ser o super-herói de algumas pessoas, o vilão de outras. E na grande maioria ser um grande herói, isso que eu acredito que tenha sido o maior legado que eu deixo, inspirar as pessoas e

ter sido um herói para muitas delas. Outros grandes nomes do esporte brasileiro já passaram pela experiência de se aposentar enviaram seus recados, entre eles, Oscar Schmidt, Hortência, Giba e Zico. - O que ele for fazer daqui pra frente, que Deus o ilumine pra que ele tenha paz, tranquilidade, pra poder fazer com amor, com alegria e com paixão tudo aquilo que ele fez no ringue. Então, Anderson, sucesso, felicidade, tudo de bom,

e que Deus te abençoe sempre, disse Zico. - Quando você se despede do seu esporte, você morreu uma vez. Quando você morrer de verdade, você vai morrer a segunda vez (risos). É assim, quer você queira, quer você não queira. Eu entendo perfeitamente que ele está indo rumo a primeira morte dele e vai levar um pedaço de todo brasileiro. Dava gosto de torcer pra ele. Ayrton Senna no domingo? É o Anderson Silva…, disse Oscar Schmidt.

No próximo sábado, Anderson Silva pisará no octógono do Ultimate pela última vez, enfrentará Uriah Hall


Primeira Edição | 26 de outubro a 1º de novembro, 2020

B4 | Diário Oficial dos Municípios

PREFEITURA MUNICIPAL DE PIAÇABUÇU EXTRATO DE ATA DE REGSITRO DE PREÇOS DO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 003/2020 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 029/2020 FORNECEDORA REGISTRADA: M Z BERNARDI EIRELI, CNPJ sob nº 02.418.125/0001-61 – Objeto: SRP para Fornecimento de Cestas Básicas. Perfazendo o valor total da ata de registro de preços na ordem de R$ 1.358.000,00 (um milhão trezentos e cinquenta e oito mil reais), referente aos Lotes 01 e 02. Data de Assinatura: 15 de outubro de 2020. Validade de 12 meses a partir de sua assinatura. A íntegra da ata de registro de preços poderá ser obtida na sede do Setor de Licitações de Piaçabuçu. Piaçabuçu/AL, 15 de outubro de 2020. Djalma Guttemberg Siqueira Breda Prefeito --------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE PIAÇABUÇU HOMOLOGAÇÃO O PREFEITO MUNICIPAL DE PIAÇABUÇU/AL, no uso de suas

atribuições legais, e em cumprimento ao Art. 43, inciso VI da Lei Federal nº 8.666/93 e com a previsão do inciso XXII da Lei Federal nº 10.520/02, resolve HOMOLOGAR o lote do Certame Licitatório na modalidade Pregão Eletrônico sob o nº 003/2020, que tem por objeto para o Registro de Preços para futura Aquisição de Cestas Básicas, em favor da Empresa M Z BERNARDI EIRELI, CNPJ sob nº 02.418.125/0001-61, perfazendo a ordem de R$ 1.358.000,00 (um milhão trezentos e cinquenta e oito mil reais), referente aos lotes 01 e 02, considerando com base nas informações contidas nos autos, sua plena regularidade. Piaçabuçu/AL, 14 de Outubro de 2020. Djalma Guttemberg Siqueira Breda Prefeito --------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PIAÇABUÇU SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA EDITAL Nº 001/2020 Processo Administrativo nº 1696/2020 de 07/07/2020 A Prefeitura Municipal de Piaçabuçu/AL, com esteio na Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, por intermédio da Secretária Municipal de

Cultura, torna público o presente Edital para Cadastramento Público para Concessão de Subsídio para Instituições Culturais e Premiação de Projetos para Aquisição de Bens e Serviços Culturais para o Município de Piaçabuçu/Alagoas, com objetivo de implementar as diretrizes traçadas pelo Governo Federal através da Lei Federal Nº. 14.017 - Lei Aldir Blanc, de 29 de junho de 2020 e no Decreto de Regulamentação N°. 10.464, de 17 de agosto de 2020, durante o estado de calamidade pública, e que estará recebendo a inscrições dos proponentes até o dia 28 de outubro de 2020. O Edital e mais informações poderão ser obtidas na sede da Secretária Municipal de Cultura, localizado na Praça São Francisco de Borja, Centro, CEP: 57210-000 – Piaçabuçu – AL, no horário de 08h00 ás 14h00 horas, e no portal da Prefeitura de Pão de Açúcar www. transparencia.piacabucu.al.gov.br/licitacoes/, para os que tiverem interesses. Piaçabuçu/AL, 23 de outubro de 2020 Adriana Bruna Guimarães Breda Secretária Municipal de Cultura --------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO

MIGUEL DOS MILAGRES Edital e cadastramento público para concessão de subsídios para Instituições Culturais e Premiação de Projetos para Aquisição de Bens e Serviços Culturais Nº 001/2020. Cadastramento Público Nº 001/2020. Objeto: Seleção de projetos para pagamento de subsídios mensais para manutenção de espaços artísticos e culturais, microempresas e pequenas empresas culturais, cooperativas, instituições e organizações culturais comunitárias que tiveram as suas atividades interrompidas por força das medidas de isolamento social e para premiação de iniciativas culturais promovidas por Instituições Culturais, Associações Culturais, Coletivos Culturais e Artistas do município de São Miguel dos Milagres - AL, realização das inscrições será das 00:00h do dia 23/10/2020 às 23:59h do dia 28/10/2020. Edital Disponível na Rua Vigário Belo, nº 114, Centro, São Miguel dos Milagres-AL, na sala da Central de Licitação das 08h00min às 12h00minhs. São Miguel dos Milagres /AL, 21 de outubro de 2020. Rubens Felisberto de Ataíde Júnior Prefeito

> O MELHOR DE TODOS

Rei Pelé: 80 anos sem perder a majestade Maior astro do futebol de todos os tempos, compositor, cantor e ator, Pelé é reverenciado pelo mundo em seu aniversário Divulgação

Correio Braziliense Com as devidas adaptações e licenças poéticas à letra da música Mulheres, interpretada por Martinho da Vila, a exigente dona bola já teve parceiros eleitos melhores do mundo de todas as cores, de várias idades, de muitos amores. Com uns até certo tempo ficou. Pra outros, apenas um pouco se deu. Madame bola já teve craques do tipo atrevido, do tipo acanhado, do tipo vivido. Gênios cabeças e desequilibrados. Astros confusos, de guerra e de paz. Mas nenhum deles fez a senhorita bola tão feliz como Edson Arantes do Nascimento, o Rei Pelé, faz há 80 anos. Nascido em 23 de setembro de 1940, o mineiro de Três Corações estreou como jogador profissional no feriado do Dia da Independência, em 1956, contra o Corinthians de Santo André (SP). Coincidentemente, naquele ano, a revista France Football inaugurava o prêmio mais tradicional. O inglês Stanley Matthews do Blackpool conquistava o Ballon d'Or (Bola de Ouro) - restrito a jogadores em atividade na Europa até 1994. Mais tarde, em 1991, surgiu o Fifa Player of The Year da Fifa, rebatizado Fifa The Best. Levantamento do Correio mostra que, da estreia de Pelé no futebol até hoje, 45 jogadores diferentes conquistaram a Bola de Ouro e/ou a estatueta da Fifa. Outros dois ganharam o prêmio em caráter especial: Maradona, que atuou na Europa por Barcelona, Napoli e Sevilla; e Pelé, fiel ao Santos e depois ao Cosmos, nos EUA. Mal sabiam os criadores

Ninguém chega sequer perto dele. Pelé é o maior da história do futebol e, de quebra, atuou como cantor, compositor e até como astro do cinema

das diferentes e badaladas distinções que Edson Arantes do Nascimento nasceu para ser hors concours. Enquanto os vencedores em série se achavam reis nos limites geográficos da Europa, deixava o mundo aos pés dele com as conquistas de três Copas (1958, 1962 e 1970), duas Copas Intercontinentais, duas Libertadores e 1.283 gols. Em 19 de novembro de 1969, a Terra parou para testemunhar o milésimo gol da majestade. O reconhecimento ao mandato infinito do Rei que não abdica partiu de vários prínci-

pes melhores do mundo. Vencedor da Bola de Ouro, em 1966, ao levar a ao brindar a Inglaterra com o título inédito da Copa do Mundo, o ídolo do Manchester United, Bobby Charlton, 83, definiu o Rei. "Às vezes, acho que o futebol foi inventado para esse jogador mágico". Coroado Bola de Ouro em 1971, 1973 e 1974, Johan Cruyff (1947-2016) também assumiu o papel de súdito. "Pelé foi o único jogador de futebol a superar os limites da lógica". Antes de Messi e de Maradona, o argentino naturalizado espa-

nhol Di Stéfano (1926-2014) era colocado no patamar do melhor de todos os tempos. Mas até o craque laureado em 1957 e 1959 desceu do pedestal. "O melhor de todos os tempos? Pelé. Messi e Cristiano Ronaldo são ótimos jogadores com qualidades específicas, mas Pelé era melhor". Eleito cinco vezes melhor do mundo, Cristiano Ronaldo endossa na língua de Camões. "Pelé é o maior jogador na história do futebol, e só haverá um Pelé no mundo". O Rei não se distingue dos melhores do mundo só na bola.

É simpático com a maior ameaça. "Messi é incansável, maravilhoso e brilhante. É lindo te ver jogar. Bem-vindo ao clube dos 700 gols. Obrigado pelo espetáculo", postou Pelé, em 2 de julho, nas redes sociais. Aos 30 anos, o Rei tinha três Copas e mais de mil gols. Messi, 33 não tem Mundial, mas pode alcançar o milésimo gol. Pelé foi além do futebol. Desfilou no mundo da política, economia, cultura... Cumpriu a profecia de Andy Warhol (1928/1987), papa do pop art. "No futuro, todo mundo será famoso por 15 minutos. Todo

mundo, vírgula. Pelé será famoso por 15 séculos". O negro pobre de Três Corações (MG) tornou-se Cavaleiro Honorário do Império Britânico. Recebeu a distinção luxuosa das mãos da Rainha Elizabeth II. Ganhou status de Cidadão do Mundo pela Organização das Nações Unidas (ONU). Foi celebrado por presidentes do EUA, na Casa Branca, e pelo papa, no Vaticano. Lutou no estilo Pelé de ser contra o racismo, como no discurso do Rei documentado na autobiografia publicada no Brasil, em 2006, pela editora Sextante. "A escravidão não está muito distante no passado - sou apenas da terceira geração que nasceu livre na minha família. Gritem comigo: 'Digam não ao racismo'", pediu o Rei, em 2010, no estádio Newlands, quando a anfitriã África do Sul aguardava pelo início da Copa do Mundo. Aos que duvidam, hoje, da eficiência e da arte de Pelé no futebol pós-moderno, ele mesmo deu a resposta quando celebrou 70 anos. "Michelangelo pintaria bem hoje? Mozart tocaria bem? Pelé jogaria bem? Claro. As condições são melhores". Neste 23 de outubro, resta-nos citar o último trecho do Soneto de Fidelidade, de Vinícius de Moraes, em saudação ao rei: "Que seja infinito enquanto dure". "Às vezes, acho que o futebol foi inventado para esse jogador mágico". Bobby Charlton, Bola de Ouro em 1966 "Pelé foi o único jogador de futebol a superar os limites da lógica"


Primeira Edição | 26 de outubro a 1º de novembro, 2020

Opinião |B5

A foto do fato

Editorial

Sobre auxílio emergencial Nada mais natural do que, a partir do fechamento da economia, entre março e abril, por causa da pandemia, o governo buscasse uma fórmula de ajudar financeiramente milhões de brasileiros que ficaram sem emprego e sem renda (caso, principalmente, dos autônomos e, mais ainda, dos biscateiros e ambulantes). Governo e Congresso Nacional aprovaram, então, o chamado auxílio emergencial, que o Planalto inicialmente pretendia que fosse R$ 200,00, mas os congressistas elevaram para R$ 500,00 e o governo, para 'não ficar por baixo' ou 'de mal com os auxiliados', elevou ainda mais a ajuda, fixando-a em R$ 600,00 mensais. Somente isso tem representado um desembolso mensal superior a 50 bilhões de reais, valor que obviamente vai dimensionar o rombo - já descomunal antes mesmo do coronavírus - das contas públicas da União. Ressalve-se, por se tratar de um desajuste gravíssimo, que milhares de pessoas, incluindo empresários e políticos, receberam e continuam recebendo essa ajuda que, por definição, deveria se destinar exclusivamente aos necessitados. Mesmo os já beneficiários do Bolsa Família poderiam ter ficado de fora dessa distribuição do socorro financeiro, uma vez que já vinham recebendo suas mensalidades normalmente. Nada disso, entretanto, contamina tanto a política de auxílio aos 'desempregados da pandemia' quanto o impacto que essa dinheirama acabou provocando na forma como os eleitores do socorro emergencial passaram a ver o governo. Sucessivas pesquisas já mostraram o efeito: a popularidade do presidente Jair Bolsonaro disparou de tal modo que o grupo político que cerca o chefe do Executivo conseguiu prorrogar a ajuda por duas vezes e já tem quem defenda a continuidade do desembolso bilionário até março. Claro que, em março, haverá 'vozes piedosas' propondo mais três meses de do auxílio e, assim, sucessivamente, até a chegada do processo sucessório presidencial. Em suma, o auxílio era necessário, mas acabou virando uma 'necessidade' não só para os desamparados, que diminuíram com a volta da economia, mas para também para o próprio governo, que precisa dele para manter em alta a aprovação do presidente.

A imagem da semana foi selecionada, não para mostrar Pelé em campo, em lance clássico, cantando ou atuando no cinema. A Foto do Fato homenageia o Rei com a exibição deste sorrisão de felicidade. Parabéns, Pelé!, por tudo que você fez como esportista genial e iningualável.

O candidato

O dilema das redes e o futuro de todos nós

cidadão permanecia Outro dia, acompanhado de afastado do familiares, resolvi viajar ao inte- trabalho por rior pernambucano, onde espe- força de lei rava descansar em aprazível eleitoral, e a hotel serrano ali existente. vida seguia No deslocamento, passamos na maior mapor diversas cidades, todas já ré mansa pabastante enfeitadas com faixas ra ele. Na contagem dos votos trazendo a propaganda de cen- seu nome só não aparecia com tenas de candidatos, uma delas um traço porque ele sufragava me chamou a atenção: "com a em si próprio. minha fé e as fezes de vocês, Anos atrás, foi preso pela polívou ganhar a eleição". cia federal trazendo em uma Aquela frase me levou a medi- valise 007, aquela do James tar e cheguei até a imaginar Bond de antigamente, centenas que "A ignorância é o caminho de títulos eleitorais falsificados. mais curto para a riqueza", por Ficou no xadrez da PF por uns ser sobre ela que muitos cons- dias sendo logo solto através troem seus castelos, principal- de habeas corpus. mente no fértil campo da políti- Agora ele é candidato novaca. mente, levando em consideraHoras depois, já hospedado em ção a pandemia, não o vejo meu destino, eis que surge desde quase a eleição passada; Jesualdo que coincidentemen- dessa vez, salvo engano o slote, ali estava em temporada de gan dele é: "eleito, vou lutar lazer. Após o jantar, sentamos pelos direitos das pessoas sem no pátio da piscina e entre uma sobrancelhas", um autêntico conversa e outra, contei para cara de pau. ele sobre o texE tem mais, fato de um canlou Jesualdo didato, que certa vez, entre “Horas depois, já houvera lido uma eleição e hospedado em horas antes. outra, quando meu destino, eis lhe proibiram Jesualdo se posicionou com de apresentar que surge firmeza e me atestados médiJesualdo, coinci- cos, alguns decontou o seguinte: "Rosles até de médidentemente”... tand como voco obstetra, foi cê sabe, sou escalado para servidor concompor a cocursado, já prestes a me apo- missão de seleção para contrasentar. Quando cheguei por lá, tação de novos servidores para determinado colega, ainda não nosso órgão. Resultado: ele pertencia ao quadro de funcio- vendeu o gabarito das provas. nários, somente chegando tem- Foi a maior confusão. pos depois; muito conversador, Certame anulado, ele preso aparentemente gente boa. novamente, mas já de olho nas Tudo para ele era em nome de próximas eleições e sem perder Deus, Jesus Cristo e Maria San- a autoestima, me falou que estíssima. tava pretendendo se aposentar. Acontece que em todas as elei- Quando perguntei como? até ções ele se candidata. A cada porque tenho mais tempo que dois anos, era a mesma rotina; ele e ainda não consegui, ele se inscrevia em um partido polí- respondeu: "vinte anos de tratico e tentava ser deputado ou balho e o restante em horas exvereador a depender da vez. No tras". Uma loucura. início até votei nele em duas Por isso que eu não gosto de oportunidades, porém logo horário político, prefiro horário descobri que aquilo era um de verão. meio de vida. Três meses antes do pleito e (*) Presidente da Academia Alagoana de Letras três depois do acontecido, o

Marcus Pestana (*)

Alberto Rostand Lanverly (*)

Ninguém ousa negar a centralidade das plataformas digitais e das redes sociais na vida contemporânea. Mas, cada vez mais se ascende a polêmica sobre a crescente capacidade de manipulação das gigantes da comunicação digital. Os efeitos positivos das redes sociais são inegáveis. Mas a polêmica que ganha corpo é: a que custo? Quais são os efeitos colaterais? As disfunções estariam superando os benefícios? Já recomendei aqui dois filmes da NETFLIX, o documentário "Privacidade hackeada" sobre a manipulação de dados do Facebook na eleição de Trump em 2016, e o drama polonês "Rede do Ódio", sobre consequências dramáticas da manipulação política das plataformas. Agora em setembro foi lançado o documentário de Jeff Orlowsky, "O dilema das redes", que vem despertando enorme polêmica. Para alguns, exagerado e sensacionalista. Para outros, um grave alerta sobre o futuro que estamos construindo. O "Dilema das redes" não se atém à perspectiva política. Vai além, denuncia os aspectos psicossociais da influência nas mudanças dos padrões de comportamento, principalmente nas novas gerações. A partir de depoimentos de ex-executivos do Facebook, Google, Twitter e da teatralização de uma família impactada pela exacerbação do uso da internet, há uma exposição nua e crua das vísceras das redes sociais. Fora os exageros, é assustador. Todos os pais deveriam assistir para interagir melhor

com seus filhos sobre o tema. O documentário revela como a lógica das redes é nos capturar, nos tornar compulsivamente dependentes, viciados mesmo, a partir de uma associação entre psicologia humana e tecnologia da informação. Rolagem automática e sem fim, notificações, curtidas, falsas recompensas, likes, são mecanismos desenvolvidos para nos tornar "prisioneiros das redes", com graves repercussões na saúde mental e no bem estar de todos nós. "Apenas dois tipos de

“Os efeitos positivos das redes sociais são inegáveis. Mas, a polêmica que ganha corpo é: a que custo?” indústria chamam clientes de usuários: a de drogas ilegais e a de tecnologia da informação" é uma frase forte do filme. Penso nas mesas de bares e restaurantes com todos ligados em seus smartphones e ninguém conversando. Outra afirmação contundente é: "Se você não paga por algo, saiba que você é o produto". As grandes redes faturam bilhões de dólares em publicidade e

fazem isso pelos dados que têm. O produto certo para a pessoa certa. Senti isso pessoalmente. Foi só fazer três compras por e-commerce numa mesma importadora de vinhos, para meu timeline do Facebook ficar coalhado de ofertas de outras importadoras. Tudo indica que "fui vendido". Isto aconteceu com produtos relacionados ao Flamengo, a imóveis e até artistas. Mas há consequências mais graves: o aumento da depressão e dos suicídios infantis e juvenis, a explosão de fake news que se propagam seis vezes mais que a verdade "que é chata", o tempo gasto que impede a relação humana direta com a família e amigos ou o deleite com a boa arte, o bullying virtual opressivo, a alimentação do discurso do ódio e de teorias da conspiração, o estímulo à radicalização da polarização política, a deformação do processo de formação da autoestima e o nascimento de uma cultura rasa, superficial e agressiva. Precisamos urgentemente conversar sobre isso. Ou teremos um mundo cada vez mais perigoso e desinteressante. (*) Ex-deputado federal e presidente do PSDB de Minas

O Brasil na covid-19 - atualização Alexandre Rands (*)

Sete meses após o início da pandemia no Brasil, vivemos hoje uma aparente maior tranquilidade. Hoje se conhece melhor o vírus e o sistema de saúde está mais preparado para combater seus efeitos perversos. O número de mortes no país cai paulatinamente, reduzindo o medo que as pessoas têm do vírus. Chegamos aqui com custos elevados. São cerca de 150 mil mortos e um índice de mais de 690 mortos por milhão de habitantes no Brasil. Num conjunto de 191 países para os quais o Our World in Data dispõe de informações, o Brasil possui a sexta maior proporção de mortes, ficando atrás de San Marino, Peru, Bélgica, Espanha e Bolívia. Nada a se orgulhar. Apesar do isolamento social, pode se considerar que a proteção da população no Brasil foi um grande fracasso. É notório que o presidente da República atrapalhou muito, com seu discurso irresponsável. Os governadores e os prefeitos tiveram papel importante na contenção e os meios de comunicação foram fundamentais na promoção do autocontrole da população. Ainda assim, esses esforços não foram suficientes para reduzir as mortes como seria possível, como mostra a experiência internacional. Entre os países de maior quantidade de mortes por milhão de habitantes, o Brasil, junto com o Chile, o México e o USA foram os que conseguiram evitar uma alta densidade de mortes entre os 13º e 41º dias após atingir uma morte

por milhão de habitantes. Evitaram picos elevados, como ocorreu na Itália, UK, Bélgica e Espanha. De nove países, incluindo-se esses todos citados (exceto San Marino), o Brasil foi o de menos mortes por milhão no dia de pico da pandemia (maior número de mortes por habitante). Nesse dia morreram apenas 5,15 pessoas por milhão de habitantes. Na Bélgica, esse número atingiu 24,63 e no Peru 22,66. A alta densidade populacional desses países em poucas cidades grandes e a maior

“O número de mortes no País cai paulatinamente, reduzindo o medo que as pessoas têm em relação ao novo coronavírus” circulação de pessoas por áreas maiores do país devem explicar esse fenômeno. As pessoas circulam por áreas espaciais menores em países mais pobres, assim como moram mais espalhadas em países muito grandes, como o Brasil. Isso foi um ponto positivo para o nosso país, pois fomos bem sucedidos em "achatar a curva," como se dizia no início da pandemia.

Por outro lado, nesse grupo estamos sendo o país com a segunda maior dificuldade em reduzir as mortes ao passar o pico. Entre esses 9 países de número elevado de mortes, somente o México havia as reduzido menos que o Brasil após 74 dias do pico (período máximo disponível para o Brasil). Nesse momento, as mortes no Brasil ainda eram 55,7% daquelas encontradas no pico. Nos E.U.A. e UK esses percentuais eram 21,8% e 7,2%, respectivamente. Depois do México e do Brasil, o Chile foi quem menos reduziu a quantidade de mortes 74 dias após o pico, levando-a para 21,1% (incluiu-se apenas 54 dias para esse país, pois não dispõe de 74 ainda). Essa incapacidade de reduzir as mortes no Brasil deve decorrer também do excessivo relaxamento do isolamento social. As pessoas se descuidaram muito. Mas, obviamente, o fato de ter várias ondas espaciais de ciclos de infecção com cronologia diferentes também leva a essa queda lenta de mortes diárias. Enfim, poderíamos ter feito muito melhor, mas a sociedade se comportou razoavelmente bem. No entanto, cabe ainda manter o isolamento para não perder o controle dos impactos do coronavírus. (*) Economista

> OS ARTIGOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES E NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DESTE JORNAL

Endereço: Rua Dr. Albino Magalhães, 221 - Farol | CEP 57.050-080 Fone: (82) 3021-5837/ 3021-0563 - Maceió | Alagoas

Escritório: PRIMEIRA EDIÇÃO JORNAL ON-LINE IMPRESSA LTDA - ME CNPJ 08.078.664/0001-85 CMC 130003

Rua Godofredo Ferro, nº 215 - Centro - Maceió | Alagoas | CEP 57.020-570 Atendimento ao assinante: (82) 3021-0563

Luiz Carlos Barreto Goes Fundador do Primeira Edição

Romero Belo Editor

Alda Sampaio Diretora Comercial

FTPI Representação Publicidade e Marketing Ltda Representante nacional do Primeira Edição Alameda dos Maracatins, nº 508 - 9º andar - Indianópolis/SP CNPJ 03.269.504/0001-08 / Insc. Est. Isenta Tel: (81) 2128-4350 / Cel: (81) 9175-5829 fred.recife@ftpi.com.br


B6 | Social

Primeira Edição | 26 de outubro a 1º de novembro, 2020

Profile for Carlos Monteiro

Aula presencial está de volta nesta 2ª, mas governo só autoriza para adultos  

Edição impressa de 26 de outubro

Aula presencial está de volta nesta 2ª, mas governo só autoriza para adultos  

Edição impressa de 26 de outubro

Profile for peonline
Advertisement