Page 1

Prefeitos alagoanos invadem Brasília nesta 3ª > A-6 Lula compara Campos a Collor Mesmo vendo em Fernando Collor um aliado, o ex-presidente Lula comparou o presidenciável Eduardo Campos ao senador alagoano. Falando a empresários, sugeriu que Campos, se eleito, poderá ser um novo Collor, destituído da presidência na década de 90. > A-3

edição PRIMEIRA

Mega deve pagar R$ 25 milhões O prêmio da Mega-Sena deste sábado (22) acumulou e deve pagar R$ 25 milhões nesta 4ª feira (26). Foram sorteadas as dezenas 03, 22, 27, 28, 50 e 54. A Quina teve 97 vencedores e cada um levará R$ 2 mil. Já a Quadra vai pagar R$ 421 a cada um de seus 7.379 apostadores.

Ano 10 | Edição 561 | Maceió, Alagoas, 24 a 30 de março, 2014 | R$2,00

EDIFÍCIOS EM RUÍNAS: DEGRADAÇÃO NATURAL OU ERRO DE ENGENHEIROS? Maceió está cheia de edifícios com problemas estruturais e claros sinais de de-

gradação. É o caso das sedes da Secretaria da Fazenda, do Fórum do Barro

Duro, da Secretaria Municipal de Saúde. O prédio do Tribunal de Contas da

União, no Trapiche, está em ruínas, todo oxidado. A corrosão é natural? Há

erros de engenharia? Quem responde? Em busca de respostas, o Primeira

Edição foi ouvir o Conselho Regional de Engenharia (CREA-AL). > A-5

Márcio Ândrei

CPI deve apurar escândalo que envolve Dilma A escandalosa compra de uma refinaria em Pasadena (Texas-EUA) pela Petrobras, com prejuízo de

R$ 1,2 bilhão para o Brasil, envolve a presidente Dilma e pode ser investigada por uma CPI. > A-8

Novo procurador da ALE analisará medidas polêmicas Edifício-sede da Secretaria da Fazenda apresentou problema estrutural, que ocasionou ordem de evacuação por parte do Tribunal Regional do Trabalho

Adotar ponto só para efetivos, ceder servidor para outro poder, à força, e decidir o destino do pessoal

da anuência são desafios para o novo procurador da Assembleia, Diógenes Tenório Júnior. > A-2

Assaltos só param com bandidos na cadeia Ofensiva da Defesa Social pode esbarrar na lei, que manda soltar assaltantes capturados, que voltam a roubar e matar Márcio Ândrei

Vilela ainda não tem candidato, tem '4 nomes' >

A-3

Inflação dispara e prévia já atinge 0,73% este mês>

B-8

Defesa Social reforça policiamento para conter assaltos a bancos, com ações na capitral e no interior Divulgação

Azulão empata, Galo vence; ambos agora lideram Grupos Com um gol de Denilson aos 37 minutos do primeiro tempo, de pênalti, o CRB derrotou o CEO, de Olho D’àgua das Flores, e assumiu a liderança do Grupo A com 14 pontos. Jogo

Embalado, o Santos de Osvaldo Oliveira venceu o Palmeiras neste domingo por 2x1. > B-3

A Secretaria de Defesa Social prepara uma ofensiva contra a escalada de assaltos a bancos no Estado, mas a campanha não terá êxito se os bandidos capturados não saírem de circulação. O coronel Dário César, quando secretário, já advertia: "A gente prende muitos criminosos, mas a lei penal, frouxa e ultrapassada, os coloca de volta na rua, e eles tornam a cometer crimes". > A-4

foi realizado neste domingo no Rei Pelé pela sexta rodada do Campeonato Estadual. No sábado à tarde, atuando em Boca da Mata, o CSA só empatou com o Santa Rita, mas se

manteve na liderança do Grupo B com 9 pontos ganhos. Galo agora pega o Murici, fora de casa, enquanto o Azulão enfrenta o lanterna Comercial, em Viçosa > ESPORTES

Fla derrota Cabofriense por 5x3 > B-3

Fale conosco | Redação: (82) 3021.5837 | Comercial: (82) 3021.0563 | Assinante: (82) 3021.0563 | Internet: http://www.primeiraedicao.com.br | e-mail: contato@primeiraedicao.com.br


Primeira Edição | 24 a 30 de março, 2014

A2 | Política

O D A LEG ICO T CRÍ Da Redação

O novo procurador-geral da Assembleia Legislativa, o advogado Diógenes Tenório Júnior, acaba de assumir um dos cargos mais instáveis da gestão pública alagoana: ele é o quarto titular da Procuradoria da ALE apenas nos últimos sete anos. Com a experiência de quem já comandou a ProcuradoriaGeral do Município de Maceió (PGM) e a Assessoria Jurídica da Câmara de Vereadores da Capital, Diógenes Tenório tem pela frente uma série de questões a resolver, inclusive medidas polêmicas encetadas por seu antecessor Fábio Ferrário, mas não postas em prática. As principais: 1 - Adoção de ponto regular (biométrico) apenas para os servidores efetivos, ficando isento de tal obrigação os assessores dos deputados contratados para cargos em comissão; 2 - Transferência de servidores do Poder Legislativo para órgãos de outros Poderes, como a Secretaria de Defesa Social e o Ministério Público do Trabalho, sem concordância dos funcionários; e 3 - Devolução, aos Poderes e cargos de origem, de 320 funcionários admitidos na Assembleia pelo critério de anuência (migração de um Poder para

Novo procurador da ALE encara medidas polêmicas do antecessor Diógenes Tenório opinará sobre ponto discriminatório, anuências e transferência compulsória de servidores outro sem o indispensável concurso público).

REAÇÃO A exigência de ponto é providência natural e necessária, para o controle de frequência em qualquer repartição, mas o Sindicato dos Trabalhadores do Poder Legislativo (STPLAL) contesta a exclusão dos comissionados, justamente os contratados para prestar serviços não à Assembleia, mas aos parlamentares. - Trata-se de uma discriminação que, se materializada, terá de ser corrigida pela Justiça, porque, se todos recebem seus salários da Assembleia - efetivos e comissionados - todos, sem exceção, têm o dever de comparecer ao local de trabalhar e bater seu ponto afirma Luciano Vieira, presidente do sindicato da categoria.

TRANSFERÊNCIA A cessão de 300 servidores a outros poderes, através de convênio preparado por Fábio Ferrário, também encontra resistência do STPLAL e da Associação dos Servidores, por se tratar de medida compulsória, sem a concordância dos funcionários, o que, na avaliação de consagrados advogados, a exemplo de Marcelo Brabo Magalhães, não tem respalDivulgação

Diógenes Tenório Júnior avaliará medidas polêmicas de Fábio Ferrário

do legal. Além da falta de critério na seleção dos transferíveis, as entidades classistas argumentam que a cessão não tem o objetivo de cobrir carência de pessoal em outras repartições, sendo apenas uma tentativa de 'esvaziar' o espaço físico da ALE incapaz de comportar todos os servidores chamados a bater ponto.

ANUÊNCIAS Em relação às anuências, os servidores beneficiários desse sistema argumentam que o assunto já teve decisão do próprio Supremo Tribunal Federal, tomada há mais de 10 anos, quando tal instrumento foi suspenso em caráter liminar. Citando juristas e ex-procuradores da ALE, como Luiz

de Gonzaga Mendes de Barros e Marcos Guerra, os anuídos invocam o princípio da 'segurança jurídica' e sustentam que o Supremo não desconstituiu os atos de suas transferências. Para o ex-procurador Fábio Ferrário, os anuídos entraram na Assembleia mediante fraude, razão que invocou para negar pedidos de ascensão fun-

cional e enquadramento no Plano de Cargos, Carreiras e Subsídios (PCCS). Há outras questões pendentes, como a concessão de férias coletivas, já que os servidores, oficialmente, não gozam suas folgas anuais, mas os pontos elencados acima representam uma síntese dos principais desafios para o procurador Diógenes Tenório Júnior.

> PLENÁRIO

Presidente confirma revelação do PE sobre concurso na Assembleia Miguel Goes

A notícia do Primeira Edição sobre a necessidade de concurso público na Assembleia Legislativa, nos próximos cinco anos, foi confirmada na 3ª feira (18) pelo presidente Fernando Toledo (PSDB), em entrevista ao radialista França Moura (Rádio Correio). A informação do PE detalhou a estrutura funcional do Poder Legislativo Alagoano e previu que uma seleção pública terá de ser realizada nos próximos três a cinco anos para cobrir os claros gerados Fernando Toledo admite que em breve ALE terá de realizar concurso pelo grande número de servidores aposentados. caminhando rumo à aposen- dual como estatutário, a As- Estamos projetando a tadoria. Os últimos servidores sembleia Legislativa tinha realização de concurso, mas admitidos até 1988 (e estabili- cerca de 500 servidores, núnão para já - disse Fernando zados pela Constituição Fede- mero que foi ampliado para Toledo ao anunciar o advoga- ral) já contam 26 anos de ser- mais de 800 em razão da do Diógenes Tenório Junior viço e podem se aposentar so- transferência de funcionários como novo procurador-geral mando o tempo de serviço do Poder Legislativo pelo sisda Assembleia, em substitui- prestado em outros órgãos tema de anuência. ção ao demissionário Fábio públicos. Atualmente, a Mesa DireFerrário. tora tenta neutralizar a deSem realizar concurso há QUADRO núncia da servidora aposenta40 anos, a Assembleia de AlaEm 1986, ano em que a da Alari Romariz (ex-presigoas tem hoje um quadro fun- chamada Emenda Zé Tavares dente do STPLAL) de que cional completamente enve- enquadrou quem estava na existem pessoas estranhas lhecido, a quase totalidade administração pública esta- (enxertadas) na folha salarial

da ALE, situação terminantemente negada pelo presidente Fernando Toledo. O deputado criou uma comissão especial para apurar se de fato tem enxerto na folha, e propõe que Alari Romariz compareça a uma de suas sessões para identificar os enxertados, mas ela se recusa a figurar como delatora e sugere uma fórmula simples para deslindar o assunto: o confronto da última folha de 1988 com a atual, que resultará no seguinte: quem não estava na anterior e aparecer na que está sendo rodada, chegou depois do prazo permitido pela Constituição promulgada em 5 de outubro de 1988. O problema do enxerto foi denunciado por Romariz ao Ministério Público Estadual (MPE) que, nas investigações durante o afastamento da atual Mesa, entre o final de outubro e início de janeiro, teve a oportunidade de fazer o confronto entre folhas, mas não tomou tal providência.

Vetos de Vilela à LOA serão votados nesta semana O assunto mais comentado nesta fase inicial dos trabalhos legislativos, os vetos apostos pelo governador Teotônio Vilela Filho a três itens da Lei Orçamentária Anual (LOA), serão apreciados e votados nesta semana, segundo garante o presidente Fernando Toledo. O item mais polêmico é o do corte de R$ 16 milhões do duodécimo do Ministério Pú-

blico Estadual (MPE), considerado uma retaliação pelo pedido de afastamento da atual Mesa Diretora, acusada de realizar pagamentos ilegais na folha salarial do Poder Legislativo.

PRIORIDADE De acordo com o deputado Fernando Toledo, a prioridade dos trabalhos legislativos desta semana será a análise dos vetos

governamentais, que, se não forem apreciados até a quintafeira, 27, passam a trancar a pauta da Casa. "Existem alguns vetos que trancam a pauta, vamos fazer uma votação, já a partir de terça-feira (25) para limpar essa pauta. Espero que as apreciações ocorram da melhor forma possível e que a Assembleia possa, abrindo essa pauta, tra-

balhar em outras matérias de relevância que tramitam na Casa", declarou o chefe do Legislativo.

PROJETOS A Assembleia Legislativa recebeu na sexta-feira (21) dois projetos de lei de origem governamental. As proposições fixam os subsídios dos servidores integrantes da

Carreira de Perícias Forenses do Serviço Civil e dos Agentes Penitenciários do Estado de Alagoas. As mensagens do Governo informam que as iniciativas foram acordadas entre os representantes da categoria dos servidores envolvidos. "Ao contemplar profissionais do serviço público que atuam na supervisão, orientação, coor-

denação e execução de pericia de alta complexidade, promove o fortalecimento e a valorização da referida carreira e, por conseguinte, de toda perícia oficial do Estado de Alagoas, atingindo destarte, o interesse público, especificamente no que diz respeito à segurança pública e a promoção da justiça", diz o texto. (Assessoria da ALE)


Primeira Edição | 24 a 30 de março, 2014

Política | A3

> CENA ELEITORAL Romero Vieira Belo

Enfoque Político Menores criminosos Em plena era da cibernética, em que a internet virou brinquedo de jardim da infância, nada mais justifica que um rapaz de 16 ou 17 seja considerado 'incapaz' de responder pelos seus atos. Hoje, garotos de 10 ou 12 anos sabem de tudo. No passado, não havia fontes de informação e conhecimento, além da família e da escola. Hoje, a internet ensina tudo - o bom e o que não presta. E os meios de comunicação estão aí, disseminados, multiplicados, ubíquos. Por isso, e por muitas outras razões, não dá mais para insistir na 'tese maternal' de que não se deve punir jovens de 16 e 17 porque são adolescentes incapazes de saber o que fazem. Sabem, e quem reconhece isso é o próprio Congresso Nacional ao facultar a esses 'menores' o direito de eleger até o presidente da República. Como explicar: o cara é capaz de discernir e escolher seus governantes, mas não é capaz de responder pelos seus atos? Nos Estados Unidos crianças de 10 anos já respondem por práticas criminosas. Será que os 'menores' brasileiros são inferiores aos norte-americanos? A CCJ do Senado pisou na bola, derrapou, ao julgar inconstitucional uma PEC do senador Aloysio Nunes rebaixando a maioridade penal para 16 anos. Como inconstitucional se a idade mínima vigente não é cláusula pétrea? Um despropósito. Enquanto isso, menores de 16 e 17 anos matam, roubam, estupram - e nada lhes acontece. É isso o que a sociedade quer? A proposta não visar punir menores, visa punir 'menores' criminosos, bandidos, autores de crimes hediondos. Aloysio Nunes insistiu e obteve apoio para apresentar sua PEC ao plenário, o que deve acontecer em abril, conforme admite o presidente Renan Calheiros. O assunto é grave e requer urgência. E a sociedade precisa escolher: ou apoia essa mudança constitucional ou se condena a conviver com galalaus de 17 anos cometendo toda sorte de crimes sob o estímulo da impunidade consagrada. REALIDADE CRÍTICA

ALGUNS DIAS

As estatísticas não mentem: cresce o contingente de menores de 16 e 17 anos atuando a serviço de bandidos. São usados como instrumentos escudados no Estatuto da Criança e do Adolescente.

E o que dizer do menor que comete crime hediondo, desses que chocam e aterrorizam a sociedade, e não responde penalmente porque faltam apenas alguns dias para alcançar a maioridade penal?

PREJU DE R$ 1,2 BILHÃO. UMA PETECA... Já tem petista minimizando o escândalo da Petrobras. "Não foi nada demais". Claro, um bilhão e duzentos milhões de reais é só 'uma peteca', como diria Roberto Jefferson. E Dilma, hein! Avalizou tudo. Se sabia, foi mal. Se não sabia, duas vezes mal. Conclusão dessa história: incompetência geral ou corrupção total. Ou, quem sabe, as duas coisas juntas. Mas o Brasil tá rico, paga tudo rindo... APOIO AO PMDB

FÓRMULA EM COGITAÇÃO

O Palácio do Planalto (leia-se Dilma) tem compromisso com Renan Calheiros e o PMDB de Alagoas. Portanto, o candidato de Renan ao governo alagoano, este ano, será o candidato da presidente.

Nos bastidores políticos, uma indagação recorrente: e se Renan Filho sair candidato a governador, e Benedito for convidado a indicar seu vice, qual será a posição do líder estadual do PP?

DOUGLAS E A PATERNIDADE DO CURSO DE MEDICINA O vice-reitor do Cesmac, Douglas Apratto, elogia a participação de Benedito e Renan, na batalha pela implantação do curso de Medicina na instituição, mas ressalta: "O pai da criança é o próprio Cesmac". E explica: "Não fosse o projeto bem elaborado e muito bem fundamentado, o curso jamais teria sido aprovado". Ele cita também o empenho de Téo Vilela, Collor e Cícero Almeida. DESCONHECIDO, AINDA...

E O GOLPE DE PUTIN?

Petistas e caudatários desdenham de Eduardo Campos citando as pesquisas que mostram o governador de Pernambuco como um ilustre desconhecido do país. Pois é, aí é onde mora o perigo...

E a esquerda pátria, onde anda, ou onde se esconde, que nada diz sobre o golpe de Putin ao anexar a Criméia à Rússia. Fosse um ato cometido pelos Estados Unidos, o mundo já teria desabado...

CORINGA, MAS COM PROJETO JÁ DEFINIDO Transformado em 'eventual coringa', Ronaldo Lessa já disse que topa qualquer parada, inclusive disputar o governo, se essa for a alternativa correta para fortalecer a frente de oposição. É, mas o seu projeto pessoal, com apoio da direção nacional do PDT, já está mais do que definido: lutar por uma vaga na Câmara dos Deputados. JOVEM INTELECTUAL

CAMINHO DAS PEDRAS

Diógenes Tenório Junior, novo procurador-geral da Assembleia Legislativa, não é apenas um advogado brilhante - jovem, mas com ótima experiência funcional é também um virtuoso beletrista.

Na ALE, as águas são turvas, mas há um caminho das pedras muito visível: não trombar com os servidores, o que não significa abrir mão do princípio da legalidade nos atos administrativos da Casa.

A SAÍDA DE JURANDIR DA PRESIDÊNCIA DO AZULÃO Não foi motivo pessoal, de negócios ou coisa que o valha, que fez Jurandir Torres deixar a presidência do CSA. A renúncia ocorreu porque dispensaram o técnico Canindé na ausência do presidente que só foi avisado por telefone. Perde o Azulão um desportista sério, comprometido, que havia dado um rumo certo ao clube do Mutange.

Para governo, Téo tem quatro candidatos e não tem nenhum Governador não tem ainda nome definido dentro de seu próprio partido fotos: Divulgação

Da Editoria de Política

Parece paradoxal, mas essa é a situação do governador Teotonio Vilela Filho (PSDB) diante da sucessão estadual que se aproxima: ele tem quatro nomes dispostos a concorrer ao governo, mas nenhum até agora é considerado o 'candidato do governador'. Esse é o quadro atual, que pode mudar até o próximo dia 5 de abril, data-limite para governador que pretender disputar as eleições de outubro. Vilela, apesar de ter anunciado que cumprirá o mandato integralmente, tem aí duas semanas para mudar de rumo ou confirmar a decisão anunciada logo após a virada do ano. Mudar de rumo, em seu caso, seria renunciar, transmitir o governo ao vice José Thomaz Nonô (DEM) e assumir de vez sua candidatura ao Senado Federal, onde representou Alagoas conquistando três mandatos consecutivos. Com alto financiamento obtido junto ao BNDES, Vilela tem sido tentado a permanecer no cargo até 31 de dezembro, último dia de sua segunda gestão, mas sabe que não há mais tempo para usar os recursos hoje à sua disposição (a elaboração de projetos, os processos licitatórios e a execução das obras demanda muito tempo), e além disso enfrenta forte e crescente pressão de seus correligionários, que insistem em tê-lo como comandante supremo do projeto eleitoral governista. Vilela promete participar do processo, sem disputar, o que não agrada os aliados.

Teotonio Vilela anunciou desistência, mas aliados pressionam para ele deixar o governo e concorrer ao Senado

Quatro nomes - qual o de Vilela? O bloco governista (e não, obviamente o PSDB) não pode reclamar da escassez de nomes para concorrer à sucessão estadual, não com três já definidos: o senador Benedito de Lira (PP), grande aliado de Teotonio Vilela na sucessão de 2010, José Thomaz Nonô, o vice-governador que conduziu o Estado em várias oportunidades substituindo Vilela; e Alexandre Toledo (PSB), um ex-tucano que preferiu aderir ao Partido Socialista, de Kátia Born, mas que continuou formando na base de sustentação do governo tucano. O quarto nome sairia da dupla Luiz Otávio Gomes, ex-secretário estadual de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, e Marco Fireman, ex-secretário estadual de Infraestrutura, responsável pessoal pela execução de muitas das obras físicas concebidas por Vilela. Hipótese aventada no bojo das especulações, Fireman poderia encabeçar a chapa tendo Luiz Otávio como vice, mas o empresário que negociou a vinda de dezenas de empresas para o Estado não admite a hipótese de figurar como

'companheiro de chapa'. Aos aliados, Teotonio Vilela tem dito que apoiar quatro candidatos seria o mesmo que não apoiar nenhum, mas, na prática, as coisas não acontecem assim, não na política: em 2012, o bloco governista saiu com dois candidatos a prefeito de Maceió - Jéferson Morais, do DEM, e Rui Palmeira, do PSDB, o governador não apoiou 'abertamente' nenhum e no final comemorou a vitória do então deputado federal Rui Palmeira, seu aliado partidário. Tudo que se disser sobre a rota definitiva de Vilela, até 5 de abril, estará, entretanto, dentro do universo infinito das especulações, por parte da mídia e dos analistas políticos, mas uma coisa é certa: a eleição com Vilela candidato será uma, sem sua presença em ter ios postulantes, será outra, em todos os sentidos. A propósito, enquanto o grupo governista não se define por ter um número amplo de possíveis candidatos, uma pergunta é feita o tempo todo nos meios políticos: e quem será o candidato da oposição?

> TROMBONE

Lula compara Campos a Collor ao defender reeleição de Dilma O ex-presidente Lula é conhecido como falastrão, mas quando trata de articular para manter o PT no poder, ele se excede. Há duas semanas, reunido com empresários do Paraná, Lula deu uma estocada no senador Fernando Collor (PTB), hoje um importante aliado do governo no esforço pela reeleição da presidente Dilma: "A minha grande preocupação é repetir o que aconteceu em 1989: que venha um desconhecido, que se apresente muito bem, jovem… e nós vimos o que deu". Segundo o jornalista Fernando Rodrigues, colunista da Folha de S. Paulo, vários dos empresários presentes ao encontro entenderam a frase como uma comparação entre Fernando Collor de Mello e Eduardo Campos. Faz sentido. Em 1989 - lembra Fernando Rodrigues - Collor era apenas conhecido como um governador de um Estado do Nordeste - no caso, Alagoas. Era jovem, pregava renovação e ganhou o Palácio do Planalto. Depois, sofreu um processo de impeachment e o país passou por severa crise econômica. Hoje - continua o articulista da Folha - Eduardo Campos (PSB) também é um político nordestino relativamente desconhecido, que governa um Estado da região (Pernambuco) e se apresenta como o jovem que vai renovar a política. No seu discurso a empresários do Paraná, Lula não fez citações ao tucano Aécio Neves, outro candidato a presidente

Lula cita Collor como exemplo de ‘desastre’ em 1989

oposicionista. No trecho em que fez uma citação indireta a Eduardo Campos, o ex-presidente disse que a atual ocupante do Palácio do Planalto, Dilma Rousseff, é a única que pode "dar garantia de manutenção de O governador de Pernambuco e pré-candidato a presidente da República pelo PSB, respondeu a Lula. A frase de Eduardo Campos, repassada por sua assessoria ao Blog de Fernando Rodrigues é a seguinte: "Toda vez que o país pede mudanças, alguns políticos tentam colocar o medo no coração do povo. Mas desta vez, como aconteceu em 2002, a esperança vai vencer o medo". Ainda sobre o assunto, veja

Antigo inimigo do PT, Collor aliou-se a Lula e Dilma

o que diz Fernando Rodrigues: "A resposta de Campos à comparação de Lula contém algumas referências históricas. Ao afirmar que "desta vez, como aconteceu em 2002, a esperança vai vencer o medo", o governador de Pernambuco usa uma ideia-força do próprio PT durante a primeira campanha presidencial que levou Lula ao Planalto. Em 2002, o PT foi alvo do discurso do medo. Durante a campanha eleitoral daquele ano, o PSDB usou a atriz Regina Duarte para dizer na TV que tinha medo do que poderia acontecer se Lula fosse eleito presidente. Foi quando o então marqueteiro lulista, Duda Mendonça, inventou o bordão "a esperança vai vencer o me-

do". Deu certo. O PT ganhou a eleição -o segundo colocado foi o tucano José Serra. Antes, Lula já havia sido vitimado pelo mesmo discurso em 1989, quando Mário Amato, o então presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, declarou que 800 mil empresários deixariam o país se o PT chegasse ao Planalto. Naquela vez, deu certo e Lula perdeu a eleição. Anos depois, Mário Amato mudou de opinião". Considerado o 'inimigo número um' do PT no final dos anos 80, Fernando Collor (PTB) deu uma guinada de 360 graus, desde que se elegeu senador em 2006, e se compôs com o governo petista, tornando-se aliado da presidente Dilma.


Primeira Edição | 24 a 30 de março, 2014

A4 | Cidades

RO I E H RE N I D COF NO Da Redação

Ele não é mais secretário de Defesa Social, mas a frase que cunhou, em novembro do ano passado, está mais atual do que nunca: "A gente prende muitos (criminosos), mas, como o Código Penal é brando e caduco, no outro dia, eles estão nas ruas. Nada impede que essas pessoas voltem a cometer crimes". A declaração foi feita no final de 2013 pelo coronel Dário César, então titular da Defesa Social, ao comentar o primeiro registro de queda do índice de homicídios em Alagoas nos últimos 12 anos. A frase tem íntima relação com o momento que o Estado vive, agora com a segurança pública sob o comando do procurador de Justiça Eduardo Tavares que, como presidente do Conselho de Segurança do Nordeste (Consene), decidiu agregar aliados para declarar guerra ao mais recorrente tipo de crime da atualidade: assaltos a bancos. Estratégias estão sendo montadas, medidas discutidas, ações conjuntas costuradas entre os estados nordestinos, mas, no final, os resultados serão pífios se não houver uma fórmula de tirar os bandidos de circulação por um período longo de tempo. Eles, os assaltantes, sabem disso, agem dentro de intrincadas organizações criminosas e, quando capturados, logo os advogados se mobilizam para soltá-los invocando dispositivos de um Código Penal ultrapassado (frouxo, como já firmou o ministro Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal), mas muito querido pelos fora-da-lei.

COOPERAÇÃO A ação isolada das policiais nos estados nordestinos não está surtindo o efeito esperado, por isso, Eduardo Tavares propôs, e seus colegas da Região aceitaram, unir esforços para enfrentar esse tipo de banditismo com alvo específico nas instituições financeiras.

Ação contra assalto aos bancos só vale se justiça não soltar bandidos Combate a assaltantes une estados nordestinos; Bahia, e não Alagoas, lidera ranking de ataques a agências Márcio Ândrei

Na quarta-feira (19), após assinar um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) com representantes de bancos e instituições policiais para coibir os assaltos a bancos no Estado, o secretário Tavares afirmou: "É importante que cada um deles faça sua parte. Para combater esses crimes não é fácil, é preciso vontade política, disposição, tecnologia e homens preparados. Estamos dispostos a trabalhar nessa causa e em outras ações para combater o crime no Estado". Alagoas vai jogar pesado, mas não com ações isoladas. A campanha contra os ataques a bancos será empreendida em conjunto com estados que fazem fronteira com Alagoas e efetiva participação das Polícias Federal, Civil e Militar, Força Nacional e, obviamente, com o engajamento do Ministério Público e Poder Judiciário. "Já temos estratégias para coibir esse tipo de crime. Certo que precisamos de mais homens, mas os que temos são capacitados e preparados. Precisamos da parceria com secretarias de Segurança dos Estados que fazem fronteira com Alagoas, pois várias quadrilhas vêm de outros locais", asseverou Tavares. Como ponto de largada, ações serão realizadas em todo o Estado e potencializadas na região Agreste, onde tem aumentado a incidência de ataques a bancos. "Quando eles observam que a região está mais segura, eles vão migrando para outras áreas. O Agreste agora precisa de mais atenção, mas as ações acontecerão em todo o Estado. Todas as cidades do interior receberão no mínimo mais dois efetivos", garantiu o secretário de Defesa Social. Tavares adiantou que nos dias 8 e 9 de maio próximo outra reunião será realizada com todos os membros do Consene. "As ações elementares serão efetivadas depois dessa reunião, e quero deixar bem claro que nosso foco é preservar a vida humana", finalizou.

Bancos também devem reforçar segurança das agências, aderindo ao esforço da Defesa Social alagoana para conter ação dos assaltantes no Estado

Alagoas não lidera assaltos no NE Ao contrário do que muitos supõem, Alagoas não lidera o ranking de assaltos a agências bancárias no Nordeste: a liderança é da Bahia com 46 casos contabilizados de 1º de janeiro até 15 de março em curso, segundo o Sindicato dos Bancários. Depois, aparece a Paraíba com 31 ocorrências, enquanto Alagoas aparece em terceiro lugar com 25 ataques a instituições bancárias. A seguir, surgem o Ceará com 14 casos, Pernambuco com seis e Piauí com três assaltos Divulgação

Tavares busca união dos estados do NE contra os assaltantes de banco

Os bandidos visam principalmente as agências bancárias das pequenas e médias cidades, onde praticamente não existe aparato policial, porém em muitos situações eles explodem caixas eletrônicos, durante à noite, aproveitando a total ausência de policiamento. A Polícia não sabe responder a uma pergunta intrigante: por que em Pernambuco, vizinho a Alagoas, os assaltos a bancos são tão raros? Arquivo / Miguel Goes

Dário César: “A gente prende, mas a lei é branda e manda pra rua”


Primeira Edição | 24 a 30 de março, 2014

Cidades | A5 Divulgação

Sede do Tribunal de Contas da União, na Av. Assis Chateaubriand, está com estrutura completamente oxidada

O T A R DE T E R IDA C A D

fotos: Márcio Ândrei

Fórum de Maceió, no Barro Duro, foi feito com ‘barro mole’ e tem sido objeto de reparos em sua estrutura

Edifícios em ruínas: é 'degradação normal' ou falha dos engenheiros? CREA-AL só fiscaliza exercício profissional; lei obriga inspeção periódica em prédios com mais de 5 anos

Márcio Ândrei

laridades de origens diversas. Nesse caso houve fiscalização integrada gerando embargo ao prédio mencionado. Roosevelt lembrou que o CREA-AL não tem autoridade e competência para embargar obras e que, nesses casos, só quem pode é o Ministério do Trabalho, Ministério Público e Prefeitura. Em caso de sinistro, a justiça pode solicitar informações ao CREA para saber se determinado engenheiro estava habilitado pelo Conselho, e as informações podem servir de subsídio para o julgamento.

Repórter Com Redação

Nos últimos anos, um número preocupante de edifícios de Maceió tem apresentado problemas de ordem estrutural. A sede da Secretaria da Fazenda (Praça dos Martírios), o prédio da Secretaria Municipal de Saúde (antigo Hotel Jaciobá próximo da Av. Duque de Caxias) o prédio da Sefaz em Jacarecica, a sede do Fórum de Maceió no Barro Duro, dentre vários outros. A sede do Tribunal de Contas da União (TCU) na Av. Assis Chateaubriand, está em ruínas. A estrutura é de ferro e está toda oxidada. Como um engenheiro pode construir um edifício com estrutura oxidável em plena orla marítima? E a causa dessa situação? Erro dos engenheiros ou arquitetos? Uso de material de construção de qualidade inferior? Projetos mal executados? O tempo pode de alguma forma desestabilizar a estrutura de um edifício? Existem prédios centenários e em perfeitas condições. E aí? E o papel do CREA-AL é fiscalizar as obras, avaliar projetos, acompanhar o trabalho de edificação - ou lhe cabe apenas cuidar da regularidade do exercício de seus profissionais? Ouvido pelo Primeira Edição sobre o tema, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Alagoas (CREAAL), enumerou algumas causas dessa situação e ressaltou sua atribuição específica de apenas fiscalizar o exercício legal da profissão: "Quem exerce ilegalmente a engenharia responde por contravenção". Em construções à beira-mar ou próximas, é visível a degradação das estruturas metálicas em diversas obras, situação que, segundo o CREA-AL, geralmente é de responsabilidade dos autores dos projetos (arquitetos, projetistas, engenheiros de cálculo), uma vez que eles concebem a estrutura e realizam os cálculos da execução. Presidente do CREA-AL, o engenheiro civil Roosevelt Patriota Costa disse que atualmente existem estruturas que passam por tratamentos adequados chegando a suportar fortes ataques de corrosão, seja à beira-mar ou em outras áreas que apresentam índices excep-

CREA-ALAGOAS

Edifício da Secretaria da Fazenda, na Praça dos Martírios, apresentou problema estrutural e teve evacuação ordenada pelo Ministério do Trabalho/AL

Presidente do CREA-AL, Roosevelt Patriota disse ao PE que sua entidade só fiscaliza a situação dos profissionais

cionais de violência ao metal. Um exemplo disso, fora da área urbana, é à construção naval: os navios, uma vez lançados ao mar, passam todo o tempo suportando os efeitos devastadores da maresia. Agora, como explicar a total corrosão da estrutura metálica da sede do Tribunal de Contas da União (TCU) na Av. Assis Chateaubriand?

"Não cabe ao CREA-AL fiscalizar a qualidade do aço e dos demais materiais usados nas construções, pois não é uma incumbência do Conselho, a quem compete, isto sim, a fiscalização do exercício da profissão, de modo a evitar que leigos, gente sem formação acadêmica, assuma projetos para construção de edifícios" salientou Roosevelt Patriota.

Em relação à degradação dos prédios, com o passar do tempo, Roosevelt disse que é normal, mas lembrou que existe uma lei municipal de Maceió, aprovada em 2012, determinando a inspeção predial obrigatória em todos os edifícios da capital: "A inspeção periódica, a cargo do órgão municipal competente, deve ser feita a cada cinco anos nas edifica-

ções com até 15 anos de conclusão, a cada três para os que estão acima dos 15 e a cada dois anos a partir dos 30". Roosevelt também mostrou o que existe por trás das regras de inspeção: obras feitas para determinado fim mudam em um curto espaço de tempo; por exemplo: um prédio é construído para ser hotel, mas em menos de dez anos muda para uma repartição pública. Com isso, gera mudanças na inspeção, e nesse caso o órgão municipal cobra do projetista um laudo, que fica a cargo da empresa que entrega à Prefeitura. "O CREA-AL é um órgão fiscalizador da profissão, não elabora nem fiscaliza os projetos", disse Roosevelt. Eventualmente, junto com a Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Superintendência Municipal de Controle e Convívio Urbano (SMCCU) e o Ministério Público Estadual (MPE), o CREA faz a 'fiscalização preventiva integrada' como ocorreu no núcleo do Ministério da Saúde na Praça Palmares, onde foram constatados problemas nas instalações elétricas, ferragens oxidadas e outras irregu-

Com 45 anos de atividades, o Conselho em Alagoas está vinculado ao Sistema Confea/ Crea, e já não abrange a Arquitetura uma vez que essa categoria agora tem seu próprio Conselho. Sendo componente do Confea e Mútua, Caixa de Assistência dos profissionais dos Creas, o CREA-AL não pode legislar nem criar normas, essa é uma responsabilidade do Conselho Federal que também edita regulamentos, mas compete aos Conselhos Estaduais executar as fiscalizações. A manutenção do CREAAL é feita com recursos oriundos de taxas e pagamento de anuidades de seus associados. Um detalhe: o presidente e diretores do Conselho não são remunerados e a cada três anos são substituídos. A grande responsabilidade do Conselho é fiscalizar o exercício da profissão para evitar que leigos ocupem o lugar de profissionais qualificados, além das empresas que devem estar devidamente registradas com seus responsáveis técnicos. Como abrange o ramo da Agronomia, o CREA-AL também fiscaliza o uso abusivo de agrotóxicos classificados como alto risco à sociedade. O CREA-AL não tem poder de embargo nem de polícia, ao contrário do que ocorre com o Conselho de Medicina, onde, se uma pessoa usar um jaleco e se passar por médico, mentindo, ela sai algemada acusada de crime. Se alguém se passar por engenheiro não será preso, torna-se um contraventor, mas o CREA-AL garante que já existe um projeto tramitando para transformar esse tipo de contravenção em crime.


Primeira Edição | 24 a 30 de março, 2014

A6 | Cidades

> TRAMITANDO Geraldo Câmara

Ouvidor Geral geraldocamara@gmail.com

Saúde - uma questão de guerra Sem dúvida, a saúde é uma questão de guerra. Ou de prioridades, sei lá que nome queiram dar. O que não podemos mais é continuar a perder vidas, umas atrás da outras sem que se dê a devida importância ao problema. O caso das maternidades, crônico há muito tempo mostra que elas são ceifadoras de vidas, de mães e de bebês e tudo fica por isso mesmo. As desculpas - se é que existem - são as mais variadas: Desde o fato de que não existem leitos suficientes e isto é verdade - porca, mas é verdade - até a ausência de médicos, o que foi comprovada ainda semana passada na Santa Mônica, enquanto as mães sofriam, até morriam e dos bebês nem se fala. Gente, se isso não for guerra não sei mais o que é. Os corredores lotados, macas, colchões e até chão puro recebendo pacientes de todos os tipos e em todas as formas de hospitais. Continuo achando que a inércia faz com os gestores sejam parceiros da morte e que os poucos médicos que ainda querem cumprir com seus juramentos fiquem prestes a se tornarem infiéis aos seus propósitos e nem sempre porque o desejam. Mas, na verdade, porque até hoje falta estratégia de guerra para o combate que aí está. Espero que seja rápido porque tempo não há mais.

DESTACÔMETRO O destaque vai para o presidente do Tribunal de Contas de Alagoas, Conselheiro Cicero Amélio, pelo que busca na sua gestão e pela passagem do seu aniversário ocorrido na última sexta, 21.

PÍLULAS DO OUVIDOR O município de Mar Vermelho, distante da capital 119 km, celebra 52 anos de emancipação política. A festa acontece hoje, 24 e amanhã, 25, com inaugurações públicas, programação religiosa, show católico e atrações de forró e arrocha. O presidente da Cooperativa de Produção Leiteira de Alagoas (CPLA), Aldemar Monteiro, foi um dos homenageados pela Sociedade Amigos do Batalhão Hermes Ernesto da Fonseca, entidade vinculada ao 59º Batalhão de Infantaria Motorizado. Segundo o psicólogo Daniel Gilbert, de Harvard, que estuda a natureza da felicidade humana, o melhor prognóstico para esse sentimento são as relações humanas e quanto tempo uma pessoa passa com a família e os amigos. Mais do que dinheiro. O presidente da Fiea, industrial José Carlos Lyra de Andrade, manifestou preocupação com a crise energética por que passa o país e defendeu atenção especial à produção de energia a partir da biomassa. O Desembargador James Magalhães contando sua vida mostrou como é difícil, mas também como é possível um pobre menino do interior chegar onde ele chegou. Parabéns, amigo! A abertura oficial da primeira edição da Casa Cor Alagoas será sexta-feira, 28. Durante 45 dias, 48 ambientes assinados por 79 arquitetos alagoanos ficam em exposição das 16 às 22 horas, de terça à domingo, no antigo Casarão, no Farol. O palco do Teatro de Arena Sérgio Cardoso será tomado com talentos do Nordeste todo na XIV edição da "Noite de Viola Nordestina". Dia 28, sexta, a partir das 20h, violeiros e trovadores irão se unir numa bonita roda de viola. Sem ter procuração de ninguém, mas vamos e venhamos que essa discussão sobre o aluguel do imóvel da OAM ao TRE não tem nenhum tipo de consistência. O prédio está ali, pronto para ser negociado e alugado. E importa quem é o dono? A Central de Atendimento ao Turista (CAT) já está funcionando na Ponta Verde. Uma parceria entre as Secretarias de Estado do Turismo (Setur) e da Defesa Social (Seds), que além de turistas, também vai atender ao cidadão alagoano. Semana Santa chegando, consumo de peixe aumentando, Paulo Bezerra (foto), superintendente da Vigilância Sanitária Estadual conversando sobre os cuidados que o consumidor deve ter para a compra do pescado. No Bartpapo, 25 Net.

ABRAÇOS IMPRESSOS Abraços para a turma da TI - Tecnologia da Informática que, no "Almoçando com a Notícia" que foi ar neste último fim de semana, liderada por Bruno Bessa discutiu o tema e mostrou que Alagoas está bombando o crescimento do setor no nordeste.

PEC que eleva FPM poderá aliviar crise dos municípios Depois de vereadores, prefeitos alagoanos invadem Brasília cobrando mais verba Divulgação

Da Redação

O que é do município, também é da Câmara de Vereadores, ao menos em parte. Com esse entendimento, mais de 200 vereadores alagoanos invadiram Brasília na semana que passou para reforçar o movimento desencadeado pelos prefeitos brasileiros em apoio à Proposta de Emenda Constitucional que eleva em 2% o bolo do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). No governo Lula, por proposta do senador Renan Calheiros, do PMDB alagoano, o FPM teve um reajuste de 1%, mas os prefeitos argumentam que o cobertor continua curto porque a receita é vegetativa, ao passo que as despesas crescem em escala geométrica. A romaria à capital federal foi organizada e patrocinada pela União dos Vereadores de Alagoas (Uveal) e representa a II Mobilização de Defesa do Fortalecimento dos Municípios Alagoanos, levada a efeito entre os dias 18 a 20. Entre as reivindicações do evento está à aprovação da Proposta de Apoiados pela Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) e pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), os vereadores estiveram com a bancada federal alagoana pedindo apoio para

Hugo Wanderley uniu Uveal à luta dos prefeitos por mais verbas do FPM

aprovação da PEC 39/2013, que aumenta em 2% o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e que está tramitando na Câmara dos Deputados. Presidente da Uveal, o vereador Hugo Wanderley Caju justificou a mobilização afirmando que "os vereadores também são entes municipais, que compartilham do sofrimento dos prefeitos e das angústias da população". Ele enfatizou que, como vereadores, "também estão solidários e sensíveis à situação de penúria em que vivem as prefeituras do Brasil, inclusive as do Nordeste". Assim como os prefeitos, os legisladores municipais argumentam que os municípios brasileiros estão sendo sacrifi-

cados com cortes periódicos nas verbas do FPM, medida que tem sido adotada pelo governo federal para compensar a renúncia fiscal traduzida na redução de impostos para alguns setores industriais, com o objetivo de evitar desemprego em massa principalmente na indústria automobilística e de fabricação da chamada linha branca. Hugo Wanderley ressalta que o FPM é a principal fonte de recursos - e de sobrevivência - da grande maioria dos municípios nordestinos, que não têm indústrias, e lembra que os cortes nesse Fundo têm causado sérios transtornos às administrações municipais. O líder classista, entretanto, está convencido de que apenas

o aumento do FPM não vai resolver a crise, mas aliviará o quadro financeiro das Prefeituras: "Não resolve o problema. O ideal seria fazer a reforma tributária e do pacto federativo para que pudéssemos ter resultados reais na arrecadação dos Municípios, mas a PEC vai dar uma aliviada. Precisamos de resultados imediatos", afirmou. A aprovação da PEC 39 depende ainda da 'boa vontade' do Palácio do Planalto e dificilmente acontecerá ainda este ano, com o Congresso Nacional trabalhando menos em razão da Copa do Mundo e da campanha eleitoral que se aproxima.

PREFEITOS Nesta terça-feira (25), será a vez dos prefeitos alagoanos se mobilizarem em Brasília, em defesa da PEC que reajusta em 2% o Fundo de Participação dos Municípios. Atendendo à convocação da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), a mobilização cumprirá o seguinte calendário: terça-feira (25) - Mobilização no Congresso; 11 de abril - Paralisação nas capitais - com a convocação de deputados estaduais, federais e senadores; e 12 a 15 de maio - XVII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios.

> ECONOMIA

Projeto de fruticultura beneficia 2.500 famílias na região Agreste Divulgação

Mais de 2.500 famílias produtoras de frutas de 21 municípios alagoanos serão contempladas com a implantação da Unidade de Beneficiamento Integrado de Fruticultura na Região Agreste. Na sexta-feira (21), o vice-governador José Thomaz Nonô participou do lançamento da Rota de Integração Nacional da Fruticultura, no Sítio Coité das Pinhas, no município de Igaci. "Esta unidade vai permitir ao agricultor da região conhecimento, assistência e um ganho expressivo. Os agricultores terão mais valor agregado aos seus produtos e poderão vender as frutas por um preço melhor, mais competitivo", destacou o vice-governador Nonô.

FAMILIAR O projeto tem como objetivo a inclusão e a interação entre os setores econômicos da região visando ampliar a pro-

Thomaz Nonô destacou importânciia do apoio à fruticultura no interior

dutividade e lucratividade da fruticultura. Mais de R$ 5 milhões foram investidos para a construção da Unidade de Beneficiamento, em uma parceria entre o governo federal, através do Ministério da Integração; estadual, com a Seagri e prefeituras. O secretário de Agricultura

José Marinho, explicou que o projeto equacionará os gargalos da cadeia produtiva, seja nos subsistemas insumos, produção, processamento ou comercialização. "O governo tem trabalhado no apoio ao agricultor familiar. Um esforço voltado para o cooperativismo e associativismo. Um governo pre-

sente, comprometido e sempre junto dos agricultores", disse o secretário. Com o apoio na implantação dos kits de produção de frutas nas propriedades familiares, o Governo do Estado irá beneficiar 146 associações rurais. Serão implantados kits produtivos de mudas de cajueiros, banana, abacaxi, mamão, manga e pinha.O presidente da Cooperativa Agropecuária Regional de Palmeira dos Índios (Carpil), Luciano Monteiro agradeceu o apoio do Governo aos agricultores familiares. "Este governo tem dado muito atenção aos pequenos produtores. O vicegovernador Nonô na administração do Fecoep tem trazido inúmeros benefícios aos produtores familiares, possibilitando a viabilização e comercialização da nossa produção regional", disse Luciano. (Agência Alagoas)


Primeira Edição | 24 a 30 de março, 2014

ITO U M ADO D CUI

Cidades | A7

Receita alerta para golpe com as declaração do Imposto de Renda Segundo técnicos, quadrilhas especializadas usam mensagem eletrônicas para obter informações fiscais

> FIRMEZA

Barbosa descarta candidatura: “Brasil é país dos conchavos” Divulgação

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, voltou a descartar a possibilidade de se candidatar à Presidência da República nas eleições de outubro. "Eu disse em uma entrevista recente que não descartava a hipótese de um dia me lançar na vida política. Mas não para essas eleições de 2014", disse Barbosa em entrevista ao jornalista Roberto D'Avila, exibida pela GloboNews. "Recebo inúmeras manifestações de carinho, pedidos de cidadãos comuns para que me lance nessa briga, mas não me emocionei com a ideia ainda", reforçou. O presidente do STF disse que pretende permanecer no cargo até novembro, período de seu mandato. Joaquim Barbosa dascarta candidatura e vê o Brasil como “o país dos conchavos, do tapinha nas costas” Questionado se não adota uma postura muito dura, mocracia como é a nossa", tramos a forma correta e efi- rupção sejam mais eficazes." caz de combater o problema. A entrevista foi concedida há Barbosa afirmou que isso é disse. A popularidade de Bar- Talvez estejamos adotando o dois dias. necessário. "O Brasil é o País Joaquim Barbosa foi condos conchavos, do tapinha bosa cresceu após o julgamen- método errado", afirmou na nas costas, o País onde tudo se to do mensalão, mas, apesar entrevista transmitida na vidado a ingressar no PSB, de resolve na base da amizade, e das condenações, o ministro madrugada de domingo. Eduardo Campos, mas não eu não suporto nada disso. Às questionou o combate à cor- "Talvez medidas preventivas deu resposta. O convite foi vezes eu sou duro para mos- rupção apenas por meio da drásticas, que doam no bolso, feito pela ministra do STJ, na carreira e no futuro dessas Eliana Calmon, que se filiou trar que isso não faz o menor repressão. "Nós ainda não encon- pessoas que praticam a cor- ao Partido Socialista. sentido em uma grande de-

Em época de declaração do imposto de renda, aumentam as tentativas de aplicação de golpes via e-mail. A Receita alerta que quadrilhas especializadas em crimes pela internet continuam utilizado mensagens eletrônicas que servem como meio para a obtenção ilegal de informações fiscais, bancárias e cadastrais do contribuinte. São mensagens com links ou arquivos em anexo que infectam computadores com vírus e outros programas que permitem o acesso ilegal aos dados. Um dos golpes, destaca a Receita, consiste em mensagem de e-mail informando que a Receita Federal analisou todas as declarações do Imposto de Renda 2012/2013 e encontrou uma inadimplência no CPF do usuário. Para isso, a mensagem pede que o usuário clique em um link para ver o demonstrativo dos números apresentados e de declarações divergentes. Outras mensagens fraudulentas, segundo a Receita, indicam a disponibilização para download do programa de declaração do Imposto de Renda e a necessidade de envio de uma declaração retificadora ou a existência de valores residuais de restituições do Imposto de Renda a serem recebidos pelo destinatário. O correto é não abrir e apagar imediatamente tais mensagens, pois a Receita não manda comunicação via email sem a autorização do contribuinte nem autoriza terceiros a fazê-lo em seu nome. A única forma de comunica-

ção eletrônica com o contribuinte é por meio do Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-CAC). O prazo para entrega vai até 30 de abril e o programa gerador está disponível na página da Receita Federal na internet. Neste ano, os contribuintes com certificação digital ou representantes com procuração eletrônica receberão, pela primeira vez, a declaração pré-preenchida. Por meio do e-CAC, eles têm acesso ao documento preenchido com antecedência pelo Fisco e só precisam confirmar as informações para enviar a declaração. As regras para o preenchimento da declaração foram divulgadas em 21 de fevereiro no Diário Oficial da União. Como nos outros anos, o contribuinte que enviar a declaração no início do prazo deverá receber a restituição nos primeiros lotes, a menos que haja inconsistências, erros ou omissões no preenchimento. Também terão prioridade no recebimento das restituições os contribuintes com mais de 60 anos, conforme previsto no Estatuto do Idoso, além de pessoas com doença grave ou deficiência física ou mental. O contribuinte pode tirar dúvidas sobre o Imposto de Renda pela internet. Está disponível no canal da Receita Federal no Youtube um vídeo com explicações sobre as novidades da declaração deste ano e com dicas para evitar erros no preenchimento das informações.


Primeira Edição | 24 a 30 de março, 2014

A8 | Nacional

> DEUS NOS ACUDA

Escândalo da Petrobras pode ter CPI

Oposição se reúne nesta terça-feira para tentar criar Comissão de Inquérito; rombo com compra de refinaria é de R$ 1,2 bilhão fotos: Divulgação

Brasília - Partidos de oposição farão nesta terça-feira, (25) reunião em Brasília a fim de articular uma estratégia para emplacar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobrás no Congresso. O encontro será liderado pelo pré-candidato à presidência e senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o presidente nacional do Solidariedade, deputado Paulinho da Força (SP). Na quinta, o tucano defendeu a criação de uma CPI mista para aprofundar as

investigações sobre a aquisição da refinaria de Pasadena (EUA) pela estatal brasileira. "Aqueles da base do governo que dizem querer investigar essa questão e que já nos ajudaram a aprovar a comissão externa envolvendo outras denúncias na Petrobrás, como no pagamento de propina por parte de uma empresa holandesa, esperamos que possam nos ajudar para que essa questão seja esclarecida", declarou. Para ser instalada, a CPMI precisaria das assinaturas de 27 senadores e de 171

Aécio Neves articula formação de CPI para apurar escândalo na Petrobras

deputados. O Estado de S. Paulo revelou que, em 2006, a presidente Dilma Rousseff, então ministra e presidente do Conselho de Administração da Petrobrás, votou a favor da compra de 50% da refinaria americana. Ao justificar seu voto, Dilma disse que só apoiou a medida porque recebeu "informações incompletas" de um parecer "técnica e juridicamente falho". A Petrobrás acabou desembolsando US$ 1,18 bilhão na operação. No mesmo dia em que

Aécio "convocou" o blocão dos deputados insatisfeitos com o governo a trabalhar pela criação da comissão, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso se mostrou contra a iniciativa. "Acho que o momento eleitoral não é o mais propício. Não sou favorável a partidarizar. Mas se o governo não apurar direitinho, abre espaço (para CPI)", disse FHC. O episódio da compra da refinaria está sendo investigado pelo Ministério Público Federal, Tribunal de Contas da União e pela Polícia Federal.

Dilma confessa que aprovou compra com base em "documentação falha" BRASÍLIA - Dirigentes da Petrobrás afirmam que, como presidente do Conselho de Administração da estatal, Dilma Rousseff tinha acesso a todos os documentos produzidos sobre a refinaria de Pasadena, incluindo pareceres jurídicos, antes de dar seu voto pela aprovação da polêmica compra da planta no Texas, EUA. Conforme revelou o Estado de S. Paulo, a presidente da República justificou em nota oficial que só aprovou a compra de 50% da refinaria americana em 2006, quando era chefe da Casa Civil do governo Lula e comandava o conselho, porque recebeu "informações incompletas" e uma "documentação falha". Se tivesse todos os dados, disse a petista na nota, "seguramente" a compra da refinaria não seria aprovada. O negócio de Pasadena é investigado pela Polícia Federal, Ministério Público, Tribunal de Contas da União e uma comissão externa da Câmara por suspeita de superfaturamento e evasão de divisas. A

oposição a Dilma no Congresso tenta também aprovar uma CPI sobre o caso. Dilma afirmou nessa nota que, se soubesse de cláusulas como a que obrigava a Petrobrás a comprar o restante da refinaria em caso de desentendimento com sua sócia, não teria chancelado o negócio, que custou R$ 1,18 bilhão aos cofres da estatal. Cláusulas como a Put Option, que obriga uma das partes a comprar as ações da outra em caso de desacordo, são consideradas praxe na rotina jurídica da Petrobrás, segundo dois diretores ouvidos ontem, nos bastidores, pela reportagem. Num contrato celebrado pela Petrobrás com uma sócia na Argentina em 2003, por exemplo, a cláusula estava presente. Um terceiro diretor, hoje político, também sustenta a disponibilidade de informações a quem está no conselho. "Acho pouco provável que algum processo chegue ao conselho (de administração da Pe-

Dilma, no ano da eleição, é personagem de novo escândalo financeiro

trobrás) sem estar devidamente instruído para liberação dos diretores e conselheiros", afirmou o senador Delcídio Amaral (PT-MS), que comandou a área de Gás e Energia da Petrobrás e é apontado como um dos padrinhos de Nestor Cerveró na estatal. Cerveró comandava a Área Internacional da Petrobrás em 2006 e foi responsável pelo "resumo técnico" enviado ao conselho naquele

ano para que a compra da refinaria de Pasadena fosse aprovada ou não. A estatal não se pronunciou oficialmente ontem. A presidente da companhia petrolífera, Graça Foster, era esperada em evento em São Paulo, mas cancelou sua participação na última hora. Advogados afirmaram que a cláusula de Put Option é comum em negócios envolvendo

grandes aquisições, mas que não é aceitável que essa informação seja omitida do conselho de administração. "O que não me parece admissível é a Petrobrás, com toda a estrutura de controle que tem, ter omitido do Conselho de Administração informações tão importantes, que poderiam ter sido decisivas para o prosseguimento ou não do negócio", disse o advogado especialista em Direito Empresarial Fernando Tibúrcio Peña. Nesse sentido, caberia responsabilização de quem omitiu a informação. Conforme a ata 1.268 da reunião do conselho que tratou da compra dos primeiros 50% de Pasadena, por "solicitação" do então presidente da Petrobrás, José Sérgio Gabrielli, o diretor internacional da empresa na época, Cerveró, participou da reunião do conselho, quando fez um relato sobre o negócio. Antes do colegiado, a diretoria executiva da empresa estatal já havia aprovado a compra, mas decidiu submetê-la à avaliação do conselho.

OUTRA CLÁUSULA Na nota em que justificou o apoio à compra de 50% da refinaria, Dilma também disse que não tinha conhecimento de uma segunda cláusula. Chamada Marlim, garantia à sócia da Petrobrás, a belga Astra Oil, um lucro de 6,9% ao ano mesmo que as condições de mercado fossem adversas. Aqui, segundo os diretores ouvidos reservadamente pelo Estado, havia uma discrepância. O índice mais usado em negócios assim é de 5% para baixo sobre o capital investido. As fontes da Petrobrás informaram, ainda, que o conselho poderia solicitar uma auditoria no contrato antes da compra, a qualquer tempo, caso houvesse dúvidas sobre o processo, o que não ocorreu com Pasadena. A Petrobrás só começou a agir contra o acordo em 2008, dois anos após a aprovação do negócio. Segundo a nota de Dilma, foi nesse ano que o conselho tomou conhecimento das cláusulas em questão.

FHC é contra partidarização do episódio O ex-presidente tucano Fernando Henrique Cardoso disse não ser favorável à abertura da CPI da Petrobrás agora, mas avalia que o desdobramento do caso depende do empenho do governo em investigar as denúncias de irregularidades na estatal. Para FHC, a proximidade das eleições presidenciais pode 'partidarizar' a apuração. No Congresso, entretanto, a liderança do PSDB já participa da articulação que cobra abertura de comissão. "Acho que o momento eleitoral não é o mais propício. Não sou favorável a partidarizar. Mas se o governo não apurar direitinho, abre espaço [para CPI]", declarou o ex-presidente, após ministrar palestra para novos alunos da

universidade Estácio. Durante o evento, o ex-presidente disse que a Petrobrás "deu marcha à ré" durante o governo de seu sucessor, o petista Luiz Inácio Lula da Silva, quando, segundo ele, houve uma retomada da influência dos partidos na empresa. "Nós transformamos a Petrobrás em uma corporation, uma empresa, não uma repartição pública. Para isso, tem que tirar a influência dos partidos. No governo anterior ao atual, deu marcha à ré e o resultado está aí, com escândalo nos jornais", afirmou ao responder à pergunta de um estudante. Em entrevista ao Estado após a palestra, Fernando Henrique cobrou do governo inves-

Fernando Henrique diz ser contra CPI para não ‘partidarizar’ o episódio

tigação sobre a compra da refinaria em Pasadena. "Já se sabia do caso, a novidade é que a

própria presidente reconheceu que está errado. Então ela tem que agir em consequência. É

estranho (a aprovação pelo Conselho com base em um relatório). Pelo que vi, o valor (atual da refinaria) é muito aquém do que foi pago, é muito escandaloso. Não quero culpar ninguém, não é só ela (Dilma), o conselho é formado por muita gente, gente de peso. Mas quando se erra se paga a consequência", afirmou. Fernando Henrique fez questão de lembrar que a compra da refinaria aconteceu na gestão anterior à da presidente atual da Petrobrás, Graça Foster. "Com essa presidência a Petrobrás voltou um pouco ao que é necessário, a ter uma visão mais profissional", disse. O negócio de Pasadena, formalizado em 2006, é investigado

pela Polícia Federal, Ministério Público e Tribunal de Contas da União (TCU). Ambos suspeitam que tenha havido superfaturamento e evasão de divisas. A compra custou R$ 1,18 bilhão à estatal e, anos antes, foi adquirida por uma empresa belga por US$ 42,5 milhões. Conforme revelou o Estado de S. Paulo, a presidente Dilma Rousseff justificou em nota oficial que "documentos falhos" a induziram ao erro ao dar aval à aquisição da unidade. Na época, Dilma presidia o Conselho de Administração da Petrobrás. Dirigentes da Petrobrás rebateram a afirmação e sustentam que Dilma tinha acesso a todos os documentos produzidos sobre a compra.


Esportes

esportes@primeiraedicao.com.br

Primeira Edição | 24 a 30 de março, 2014 Opinião - Diário Oficial dos Municípios - Social

> JOGO DOS OPOSTOS

CSA pega lanterna Comercial no Rei Pelé Técnico Estevam Soares deve promover a estreia do atacante Dinei, recém-contratado pelo Azulão, na semana passada foto: Jessica Pacheco

Marcelo Alves

perda de Josimar, que foi para o Atlético-GO, com a recuperação de contusão de Diego Clementino, bem como com o baixo rendimento de Thiago Fortuoso e Edgar. Quanto ao Bágio, Estevam Soares deve escalá-lo para ficar ao menos no banco de reservas, porque o zagueiro Thiago Garça sentiu dores musculares e poderá não estar recuperado para o jogo contra o Comercial. O Azulão só tem à disposição para a defesa os zagueiros Léo Bahia e Alves.

rá atuar por mais tempo em campo. "Jean Carioca merece jogar mais". Ele elogiou o atacante Uederson, deixando a entender a possibilidade de o jogador continuar como titular do CSA. Outro atleta que, caso não tenha a chance de seguir na titularidade, será a primeira opção de banco para atuar no meio campo é o volante Léo Maceió, que nos últimos dois jogos atuou no lugar de Charles Vagner, que se recupera de lesão. "Quando cheguei ao CSA, esse volante Léo Maceió estava desacreditado porque antes só se falava em Charles Vagner. Léo Maceió pode jogar a qualquer momento", disse.

Repórter

O CSA faz o jogo dos opostos contra o Comercial nesta quarta-feira (26), às 20h30, no estádio Rei Pelé. O Azulão, que é o primeiro colocado do Grupo B com nove pontos, pega o último posicionado em sua chave com seis pontos. O objetivo do time azulino é garantir os três pontos para se distanciar no topo da tabela, visando à classificação antecipada para a próxima fase do Segundo Turno. Para este duelo, o técnico Estevam Soares deve promover a estreia como titular do atacante Dinei contratado na semana passada. O zagueiro Bágio, também recém-contratado, apresentou-se domingo (23), no Mutange. Além de adiantar a possibilidade de Dinei estrear de primeira, Estevam Soares disse que o meia Jean Carioca pode-

SANTA 0 X 0 CSA

NOVATOS Já em relação aos jogadores contratados, o treinador azulino deverá escalar os dois para a partida contra o Comercial. Isso porque Dinei e Bágio já estão inscritos no

Zagueiro Roberto Dias é o destaque do CSA que lidera o Grupo B da Segunda Divisão do Campeonato Alagoano

Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Os dois jogadores só não pode-

rão atuar se não estiverem em boa condição física para jogar. A escalação de Dinei já foi

garantida pelo treinador, uma vez que busca um atacante para atuar ao lado de Uederson. O CSA ainda sofre com a

O empate sem gols contra o Santa Rita foi comemorado como uma vitória pelo técnico Estevam Soares. Esta partida foi disputada no último domingo (22), em Olival Elias, em Boca da Mata. "O fundamental é pontuar. Se não vencer, então não pode perder", disse Estevam Soares.

CRB vira líder do Grupo A, e Candidatos ao rebaixamento já despontam na competição é único invicto do Estadual foto: Conexão Penedo

Único invicto dos dez clubes do Segundo Turno do Campeonato Alagoano, o CRB chegou à liderança do primeiro lugar do Grupo A após bater o CEO por 1 a 0, no domingo (23), no Rei Pelé. O time regatiano possui 14 pontos, dois a mais que o segundo colocado, CSE. Para tentar se isolar mais no da tabela de sua chave, o Galo tem que vencer o embalado Murici, nesta quarta-feira (26). A partida está marcada para as 20h, no José Gomes da Costa, em Murici. Para ir à liderança, é preciso ainda torcer por uma derrota do CSE para o CEO, que também será disputada nesta quarta-feira (26), às 15h15, no Edson Matias, em Penedo. Para a partida contra o Penedense, o técnico Eduardo Souza terá à sua disposição os dois últimos dois reforços contratados pela diretoria regatiana. O volante Bruno Martins, ex-Arapongas/PR, e o meiaatacante Thiago Leal, ex-Tombense-MG, já se apresentaram ao Galo. Além destes recém-

Meia Thiago Leal e volante Bruno Martins são os últimos reforços do CRB

contratados, o time regatiano tinha trazido o meia Diego Rosa e o atacante Jeferson Maranhão. No domingo (23), o presidente-executivo do CRB, Marcos Barbosa, disse em entrevista ao vivo à rádio Difusora, que o ex-mandatário regatiano, José Serafim, teria cobrado R$ R$ 180 mil. O valor teria sido investido pelo ex-dirigente na época que presidiu o Galo.

Resultados 6ª Rodada / Alagoano 22/03 23/03 23/03 23/03 23/03

Santa Rita Comercial CRB ASA CSE

0x0 2x1 1x0 0x1 1x3

CRB CSE ASA Santa Rita Comercial

P 14 12 10 8 6

J 6 6 6 6 6

V 4 4 3 1 1

PAJUÇARA A diretoria-executiva do CRB deve realmente entregar o estádio Severiano Gomes Filho, na Pajuçara, a empresa Cencosud, para a demolição e construção de um supermercado no local. Está programado um café da manhã para registrar a entrega e ser realizada a despedida. Deve haver ainda o prometido leilão de cadeiras das arquibancadas e pedaços do gramado dos campos de futebol.

Próximos jogos / Alagoano

CSA Penedense CEO Murici Coruripe

23/03 - 16h00 23/03 - 16h00 23/03 - 16h00 23/03 - 16h00 23/03 - 16h00

Classificação/ Grupo A 1º 2º 3º 4º 5°

Nestas últimas quatro rodadas do Segundo Turno do Campeonato Alagoano, Comercial e Penedense farão a conhecida competição à parte na parte debaixo da tabela contra o rebaixamento para a Segundona do Estadual em 2015. Ambas equipes ocupam a última colocação de seus grupos. O time de Viçosa é o lanterna da Chave A com seis pontos conquistados dos 18 dos seis jogos disputados. A equipe do Baixo São Francisco é o último da B com apenas dois pontos. Santa Rita do grupo A, com oito pontos, e o CEO do B, com três também correm risco de rebaixamento. Nesta quarta-feira (26), as duas equipes candidatas ao descenso encaram clubes próximos da classificação para a próxima fase e considerados favoritos ao título da competição. O Comercial encara o líder de seu grupo, o CSA que possui nove pontos. Esta partida será às 20h30, no estádio Rei Pelé. Enquanto o Pene-

Coruripe Penedense CEO CSA Murici

x x x x x

D 0 2 2 0 2

GP 0 2 2 0 2

GS 2 10 8 4 9

SG 9 -1 2 2 -3

1º 2º 3º 4º 5°

CSA Coruripe Murici CEO Penedense

P 9 8 7 3 2

J 6 6 6 6 6

V 2 2 2 0 0

Santa Rita ASA CSE Comercial CRB

E 3 2 1 3 2

D 1 2 3 3 4

dense recebe em casa o ASA, que ocupa a segunda colocação com 11 pontos. O jogo será disputado às 20h, no estádio Alfredo Leahy, em Penedo.

PENEDENSE

Classificação/ Grupo B E 2 0 1 5 3

Comercial e Penedense são os últimos colocados de seus respectivos grupos

GP 14 7 4 2 6

GS 7 6 7 10 12

SG 7 1 -3 -8 -6

A equipe do Penedense corre o risco de retornar à Segunda Divisão do Estadual. A equipe de Penedo ascendeu em 2013 à elite do futebol alagoano, deste ano, como que "pela janela". Isto é, o time do Baixo São Francisco foi o terceiro melhor clube da fase semifinal da Segundona de 2014. E com a "junção" do Santa Rita, que foi campeão do certame, com o Corinthians Alagoano, abriu-se

uma vaga para outra equipe da Segunda Divisão. E a vaga foi aceita e ocupada pelo Penedense. Na Primeira Divisão deste ano, o Penedense sofreu com um fato que ganhou repercussão na imprensa esportiva, quando na ocasião, os jogadores do clube foram despejados de um hotel onde estavam hospedados por falta de pagamento.

COMERCIAL 2X1 PENEDENSE No jogo dos desesperados, o Comercial venceu o Penedense por 2 a 1, em partida disputada no domingo (23), no Edson Matias.


Primeira Edição | 24 a 30 de março, 2014

B2 | Esportes

> NA BRIGA

Murici mostra sinal de vida no Alagoano Alviverde surpreendeu e voltou a ter chance de brigar para a próxima fase após derrotar o ASA em jogos de ida e volta foto: ASCOM/ASA

Após início ruim do Segundo Turno do Campeonato Alagoano, onde amargou jejum de quatro jogos sem vitória, sendo três derrotas e um empate, o Murici deu sinal de vida nos dois últimos jogos e surpreendeu ao derrotar o ASA indo e voltando. O Alviverde derrotou o Alvinegro por 2 a 1, na última quinta-feira (20), no José Gomes da Costa, em Murici, e depois voltou derrotar a equipe arapiraquense por 1 a 0, só que desta vez, em Arapiraca, no domingo (23). Com as duas conquistas seguidas, o Murici volta a ter chance de lutar pela classificação para a próxima fase da competição. O Alviverde ocupa a terceira colocação do

Grupo B com sete pontos.

CAMPEÃO O Alviverde conquistou o título do Primeiro Turno do Estadual e garantiu uma das três vagas de Alagoas na Copa do Brasil, em 2015. Já o time do ASA com a derrota continua na terceira colocação com dez pontos obtidos no Grupo A. O Alvinegro já liderou a sua chave.

CSE 0 X 3 CORURIPE O time do Coruripe goleou a equipe do CSE por 3 a 0, no domingo (23), no estádio Juca Sampaio, em Palmeira dos Índios. Com a derrota para o Hulk, a equipe tricolorida de Palmei-

ra dos Índios perdeu a liderança do Grupo A para o CRB, que derrotou o CEO por 1 a 0, no domingo (23), no estádio Rei Pelé. O CSE caiu para o segundo lugar da tábua de classificação com 12 pontos, sendo dois a menos que o Galo. Nesta quarta-feira (26), o CSE encara o CEO, às 15h15, no Edson Matias, em Olho d’Água das Flores. E assim como o CSE, o Coruripe apesar da derrota segue ocupando a segunda colocação do Grupo B, com oito pontos, sendo um a menos que o líder, CSA. O Hulk encara também nesta quarta-feira (26), o time do Santa Rita, às 20h30, no Gerson Amaral

Murici venceu o ASA nos dois últimos do Estadual, e está vivo na luta pela classificação no Grupo B do Estadual

> NA BRIGA

Ceaf determina que árbitros relatem até a falta de água foto: Jessica Pacheco (Arquivo)

O presidente da Comissão Estadual de Arbitragem de Futebol (Ceaf), Hércules Martins, determinou que árbitros que integram a instituição relatem na súmula da partida qualquer anormalidade até mesmo a falta de água nos vestiários. A medida foi tomada após a punição sofrida pelo árbitro alagoano FIFA Francisco Carlos do Nascimento, com suspensão de 30 dias. Ele foi incurso no artigo 266 da Comissão Brasileira de Justiça Desportiva (CBJD), que diz que deixar de relatar ocorrência disciplinares na partida entre CSA x CRB, ocorrido no dia 19 de fevereiro. Francisco Carlos recorreu da decisão e obteve liminar, podendo atuar novo julgamento do pleno do TJD. Hércules Martins chegou a informar que a punição im-

Francisco Carlos foi suspenso com 30 dias, mas obteve liminar para atuar

posta a Francisco Carlos poderia não só impedi-lo de apitar jogos do Estadual, bem como de partidas promovidas pela FIFA e pela CBF, como Copa do Brasil e Campeonato Bra-

sileiro. O presidente da Ceaf disse ainda que, caso, o Pleno do TJD mantenha a decisão em novo julgamento, vai recorrer ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para

anular a punição. A punição repercutiu na imprensa nacional e árbitro Francisco Carlos disse que recebeu ligação da Comissão de Arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol (CONAF), onde explicou o motivo de sua pena imposta pelo TJD. A pena aplicada pela Segunda Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) de Alagoas, em sessão ordinária na última quintafeira (20), está suspensa por força de liminar. De acordo com o julgamento, Francisco Carlos foi punido porque deixou de relatar na súmula o disparo efetuado para cima por um oficial do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar (CBPM) em meio à torcida do CSA, durante disputa do Clássico das Multidões.

> ESPANHOL

Messi desequilibra, e Barça vence Real em jogo de 7 gols Divulgação

No duelo das duplas, Messi fez a diferença. O argentino brilhou mais do que Neymar, Cristiano Ronaldo e Bale, marcou três vezes e garantiu a vitória do Barcelona por 4 a 3 sobre o Real Madrid, neste domingo, no Santiago Bernabéu, pela 29ª rodada do Campeonato Espanhol. Iniesta abriu o placar logo aos seis minutos, em passe do

argentino, Benzema chegou a balançar a rede duas vezes e virar, mas o camisa 10 garantiu o 2 a 2 antes do intervalo. CR7 deixou os merengues em vantagem novamente no início do segundo tempo, de pênalti, em falta sofrida fora da área, aos nove. Mas outras duas penalidades máximas, uma em Neymar, aos 19, quando Sergio Ramos acabou expulso, e outra em Iniesta, aos 38, foram convertidas por Messi e garantiram a vitória catalã. O Barcelona foi a 69 pontos, encostou no Real Madrid e ajudou a tirar o rival da liderança. Com os mesmos 70 pontos que os merengues estão o Atlético de Madrid, vitorioso mais cedo diante do Bétis e à frente por causa do primeiro critério de desempate, o confronto direto venceu no Santiago Bernabéu e empatou no Vicente Calderón. O Barcelona armou o primeiro lance de perigo logo aos três minutos. Messi disparou e deu um ótimo toque rasteiro para Neymar entrar na área e concluir, mas o chute do brasileiro foi em cima do goleiro. Pouco depois, o argentino acertou lançamento para Iniesta livre abriro o placar. Depois de perder duas chances dentro da área, aos 11 e 12, Benzema acertou, empatando aos 19 e fazendo 2 a 1 aos 23. Aos 25, Di María superou de novo a marcação de Daniel

Messi comemora gol do Barcelona diante de seu rival Cristiano Ronaldo

Alves e cruzou, e mais uma vez foi Benzema que concluiu, depois de Jordi Alba e Fábregas trombarem pelo alto, confusos na marcação. Sorte catalã é que Piqué salvou em cima da linha. O Barça conseguiu empatar antes do intervalo, graças de novo a Messi. Aos 41, o argentino tabelou na entrada da área e descobriu Neymar na marca do pênalti. Mal o brasileiro dominou a bola, foi desarmado por Carvajal, antes de concluir. Mas o camisa 10 pegou o rebote, superou a marcação de Sergio Ramos e chutou no canto. No começo do segundo tempo, Cristiano Ronaldo sofreu pênalti ao ser derrubado por Daniel Alves. CR7 cobrou e converteu. O Barça respondeu

aos em pênalti que pode ser considerado polêmico convertido por Messi. Tata Martino adiou um pouco mais a substituição de Neymar, mas acabou tirando mesmo o brasileiro, aos 23, para a entrada de Pedro. Aos 38, o lance decisivo. Iniesta recebeu pela esquerda na área e, quando ia se livrar da marcação de Xabi Alonso e Carvajal, foi puxado pelo lateral. Pênalti bem marcado e convertido com precisão novamente por Messi, desta vez no ângulo de Diego López. Só deu tempo mais para CR7 tomar um cartão amarelo, por deixar o cotovelo em disputa de bola pelo alto com Mascherano na intermediária, e o Barça administrar a vitória até o apito final.


Primeira Edição | 24 a 30 de março, 2014

Esportes |B3

> PAULISTÃO

Peixe bate Verdão, e fará decisões na Vila Com duas assistências, meia Geuvânio chega a dez no Campeonato Paulista e garante melhor campanha na primeira fase Globoesporte.com Oswaldo de Oliveira fez do Santos de Geuvânio, Gabriel e companhia o melhor time da primeira fase do Campeonato Paulista. Posto conquistado no domingo com a vitória por 2 a 1 sobre o Palmeiras, líder até então. E o feitiço é a Vila Belmiro, garantida como palco de todas as decisões da equipe daqui pra frente. A partida única das quartas de final, contra a Ponte Preta, será dentro do alçapão - a data será confirmada nesta segunda-feira pela Federação Paulista. Se o Santos avançar, também jogará a semifinal em casa. Caso siga adiante, o segundo confronto da final vai ser disputado diante de sua torcida. Um baita trunfo para quem venceu os oito duelos na Vila, com 26 gols a favor e cinco contra. Já o Palmeiras também assegurou o Pacaembu como pal-

fotos: Dvulgação

a trave.

co das quartas diante do Bragantino e da semifinal, caso se classifique. Mérito de quem teve a segunda melhor campanha e um jogador completo como Alan Kardec.

SANTOS CONTROLA

GEUVÂNIO Geuvânio começou o jogo abrindo espaço para grande jogada de Gabriel. O ato seguinte foi achar Alan Santos livre na área quando todos esperavam a bola aérea. Quando veio o levantamento de seus pés, Neto subiu muito mais do que Marcelo Oliveira e abriu o placar. Pelo chão, o camisa 10 do Santos viu a penetração de Thiago Ribeiro num lance que poucos veem. O atacante ganhou facilmente de Lúcio na velocidade: 2 a 0. Com proposta de jogo bem definida, compactação e velocidade no contra-ataque, o Peixe foi superior. A atuação do Palmeiras foi branda. Leandro deu dois belos cortes na área,

Lúcio correu bastante para marcar os atacantes do Santos, mas não conseguiu evitar a derrota do Palmeiras

deixou Alison caído, mas David Braz salvou. Valdivia e Bruno César têm qualidade, mas, juntos, ocuparam faixa muito centralizada, enquanto o anfitrião alargou o campo com

Gabriel e Rildo. Ponto para Oswaldo. Quem gosta de futebol precisa rever o chutaço de Alan Kardec e a defesaça de Aranha. Tudo superlativamente bonito.

O atacante do Palmeiras se aproveitou da bola no ar e bateu com o lado de fora do pé direito. Ela saiu girando, girando, fugindo do goleiro, que buscou no ângulo. Ainda tocou

Gilson Kleina fez três substituições no intervalo sem usar o banco de reservas. Tiago Alves foi da zaga pra lateral direita. Bruninho saiu da lateral para ser volante, na faixa antes ocupada por Marcelo Oliveira, que se tornou zagueiro. Um carrossel alviverde no sistema defensivo. Na frente, o que mudou foi a movimentação. E Alan Kardec, cogitado com justiça para a seleção brasileira, abriu rombos na zaga santista ao sair da área. Ele encontrou Bruno César nesse espaço duas vezes. Na primeira, Aranha saiu bem. Depois, David Braz evitou a primeira finalização do meia e, no rebote do próprio Kardec, o goleiro pegou mais uma. Aos 43, porém, Kardec fez o gol de honra, de cabeça, aproveitando bom cruzamento de Juninho.

Corinthians dá adeus e rebaixa o Atlético de Sorocaba Não foi o fim de Paulistão que o Corinthians esperava. O atual campeão estadual e nova-

mente cotado a brigar pelo título naufragou logo na primeira fase. A vitória por 3 a 0 sobre o

Atlético Sorocaba, no domingo, no Pacaembu, com três gols de Romarinho, não tirou da boca

da torcida o sabor amargo de uma eliminação inesperada. O Corinthians não teve dificuldades para controlar a partida. O Sorocaba, dependendo de uma vitória e outros três resultados para não cair, jogou todo atrás, mas deu muito espaço para o adversário criar. Mano colocou todo o Corinthians na frente e teve a ajuda da atrapalhada defesa rival para sufocar. Jadson e Renato Augusto mostraram que, com mais entrosamento, podem funcionar bem juntos. Ambos pararam em Deola em chutes de longe. Romarinho, também de fora da área, quase acertou o ângulo esquerdo do goleiro. Aos 38 o Timão fez valer sua melhor qualidade técnica. Após Deola não conseguir afastar um cruzamento, Felipe desviou e Romarinho completou de cabeça. A necessidade de reagir fez o Sorocaba abandonar a postura cautelosa da etapa inicial. Roberto Cavalo avançou suas peças para tentar pressionar o

Romarinho comemora após abrir o placar contra o Atlético Sorocaba

Corinthians, mas só conseguiu abrir mais espaço na já enrolada defesa. O Corinthians despertou a partir dos 15 minutos, quando passou a jogar com mais velocidade. Deola, porém, continuava atrapalhando os planos. Após desvio de Gil no travessão, Felipe pegou o rebote dentro da área e chutou forte. O zagueiro chegou a sair comemorando, mas o goleiro salvou em cima da linha.

Muito aberta, a zaga do Sorocaba assistiu Romarinho decidir o jogo e o rebaixamento dela com mais dois gols. Guilherme cruzou da esquerda e o atacante, sem marcação, desviou de cabeça. Pouco depois, ele recebeu livre na entrada da área e apenas tirou de Deola. Triste fim de Paulistão para o Timão, mas com a esperança renovada para o Brasileiro.

No ensaio para a semi, FLA aplica 5 a 3 no Cabofriense A tabela aponta Flamengo x Cabofriense como adversários das semifinais do Campeonato Carioca. A mesma tabela reservou uma prévia do confronto na última rodada da fase inicial, neste domingo. Mas foi um ensaio diferente. O

Flamengo mandou a campo o time reserva e não teve dificuldade para vencer por 5 a 3, no Maracanã. O atacante Alecsandro marcou duas vezes e chegou a nove na artilharia - Edmilson lidera com dez. tentos marcados. Outros reservas também se destacaram. Luiz Antônio fez um gol e pediu perdão à torcida por causa da ação que moveu - e perdeu - contra o tim do Flamengo no Tribunal de Justiça. “A torcida é diferenciada e fui ali reverenciar e pedir desculpas. Agora é dar alegria para ele dentro de campo”, disse Luiz Antônio, pedindo desculpas para a torcida rubronegra.

Titular na conquista da Copa do Brasil em 2013, Paulinho também teve boa atuação e volta a requisitar um posto na equipe principal. A zaga, por sua vez, demonstrou fragilidade. Os laterais Digão e João Paulo marcaram mal e o equatoriano Erazo errou em dois gols do adversário. O time rubro-negro terminou a primeira fase do Campeonato Caricoa com 38 pontos conquistados, sendo sete à frente do vice-líder Fluminense. Por sua vez, apesar da derrota, a equipe do Cabofriense avançou porque o time do Boavista venceu por 1 a 0 o Bangu e não o alcançou no saldo de gols.


Primeira Edição | 24 a 30 de março, 2014

B4 | Esportes

> LÁ FORA

Blatter evita se manifestar sobre acusação contra Fifa Jornal denuncia pagamento aos eleitores que escolheram Rússia e Catar para Copa fotos: Divulgação

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, se recusou a comentar sobre as acusações que ligam a escolha do Catar como sede da Copa do Mundo de 2022 ao pagamento supostamente realizado aos eleitores da votação. "Eu não tenho o direito (de discutir as acusações publicadas nesta semana pelo jornal Daily Telegraph)", disse. O jornal britânico Daily Telegraph publicou nesta semana que tinha provas de que uma empresa controlada por Mohamed bin Hammam, exmembro do Comitê Executivo da Fifa, pagou quase US$ 2 milhões para Jack Warner, exvice-presidente da entidade, após a votação em dezembro de 2010. O questionamento a Blatter e sua recusa a falar do assunto se dá após o Comitê de Ética da Fifa, responsável pela investigação do assunto, declarar que "estava ciente do material identificado na artigo publicado". Além disso, Blatter e outros membros do Comitê Executivo da Fifa foram questionados em Zurique, como parte de uma investigação realizada pelo promotor de ética Michael

Presidente da Fifa, Joseph Blatter evita falar sobre denúncia de suborno a eleitores de sedes das próximas Copas

Garcia sobre os processos de escolha das sedes das Copas do Mundo de 2018 e 2022 vencidas por Rússia e Catar. Blatter voltou a ser questionado sobre a investigação, mas novamente insistiu que não vai

comentar "até que tenham terminado o seu trabalho". A expectativa é para que Garcia entregue um relatório este ano para a Comissão de Ética da Fifa. O presidente da Fifa também rejeitou sugestões de que

o conflito político entre Rússia e a Ucrânia possam afetar a Copa do Mundo de 2018. "A Copa do Mundo foi votada para ser na Rússia e estamos seguindo em frente com o nosso trabalho", afirmou Blatter.

Promotor insiste em questionar dirigentes da entidade mundial O presidente Joseph Blatter e outros dirigentes da Fifa que participaram da votação que escolheu a Rússia e o Catar como sedes das Copas do Mundo de 2018 e 2022 continuam sendo questionados pelo promotor de questões éticas da entidade, Michael Garcia. "Garcia está atualmente em Zurique questionando alguns membros do Comitê Executivo da Fifa como parte de seu trabalho", disse o organismo gestor do futebol mundial em um comunicado divulgado na quinta-feira (20). Blatter, o presidente da Uefa, Michel Platini,

e outros 11 dirigentes que votaram em 2010 ainda fazem parte do comitê. A escolha das sedes foi marcada por numerosas acusações de irregularidades, mesmo antes da votação, como quando dois dirigentes foram suspensos pela Fifa depois que o jornal britânico Sunday Times informou que eles tinham recebido subornos. Dos nove diretores que votaram e se afastaram da Fifa desde então, o catariano Mohammed bin Hammam foi banido por toda a vida em 2012 por transações ilegais como

presidente da Confederação Asiática de Futebol. O jornal britânico Daily Telegraph disse que tinha provas de que US$ 2 milhões de uma empresa de construção em Doha controlada por Bin Hamman foi parar em contas de Jack Warner, de Trinidad e Tobago, que foi durante anos presidente da Concacaf e vicepresidente da Fifa. O Comitê Organizador da Copa do Mundo do Catar negou irregularidades em sua campanha em busca da sede e se distanciou de Bin Hammam, dizendo que se erros foram

cometidos, eles aconteceram de forma "individual". Garcia disse que a investigação "vai levar vários meses". Quando concluída, ele irá apresentar um relatório ao Comitê de Etica da Fifa, dirigido pelo alemão Joachim Eckert, que decidirá se a impõe sanções. Blatter disse que a Rússia e o Catar sediarão as Copas, independentemente dos resultados da investigação. A data do Mundial do Catar, no entanto, provavelmente será alterada em razão do forte calor do meio do ano no país.

Paraná corre para concluir estádio A obra na Arena da Baixada, estádio do Atlético-PR e um dos 12 palcos da Copa do Mundo de 2014, parte para a reta final a uma semana do primeiro jogo-teste. No próximo sábado, o local recebe uma partida do sub-23 rubronegro. O adversário ainda não está definido, porque o time vai decidir seu futuro no Campeonato Paranaense neste domingo, no duelo com o Paraná Clube. Se passar de fase, a reabertura deverá ser com um jogo oficial do estadual. Se for eliminado, será com um amistoso. A Arena, que recebeu a visita de membros do COL (Cômite Organizador Local) e de técnicos da Fifa na manhã deste sábado, apresenta avanços consideráveis na parte interna, mas tem um canteiro de obras

Arena da Baixada: obra a toque de caixa para não ficar de fora da Copa

em frente ao estádio. O número de cadeiras já passa dos 25 mil. O estádio terá capacidade para 43.981 pes-

soas. Falta instalar assentos apenas na parte inferior atrás dos dois gols e na reta superior da Brasílio Itiberê (arquibanca-

da recém-construída). Como o primeiro evento-teste terá capacidade limitada a 10 mil pessoas, isso não será problema. A previsão é que as 43 mil cadeiras sejam instaladas até o final de abril, quando o estádio receberá outro amistoso, dessa vez com casa cheia. A cobertura do estádio está concluída, assim como a instalação dos dois telões, do sistema de som e dos refletores que iluminarão o gramado, também pronto. Ele já tem as linhas marcadas, o gol com as redes e até as bandeirinhas de escanteio. Outra parte que mostra evolução considerável é a fachada do estádio. As escadas de acesso estão em fase final de construção, e os locais onde estão as futuras lanchonetes estão prontas.


Primeira Edição | 24 a 30 de março, 2014

Opinião |B5

A foto do fato

Editorial

PF desassistida Só um governo irresponsável, sem projeto e sem compromisso com o combate à criminalidade, pode permitir o 'sucateamento' de uma instituição como a Polícia Federal, conforme denúncia feita pelos próprios agentes durante a recente mobilização nacional da categoria. 'Sucateada' (transformada em ferro velho, na linguagem popular), a PF está mal equipada e não oferece condições para que seus integrantes cumpram seu papel de maneira satisfatória. Esse é o quadro nacional descrito nos protestos que começaram em Brasília e se espalharam pelos estados. Aqui em Alagoas, tratando-se de uma unidade 'peculiar', onde tudo, mas tudo mesmo, acontece, a situação é mais grave. Gravíssima. Para se ter uma dimensão da realidade, basta lembrar que, em todo o ano de 2013, a PF fechou apenas 14 indiciamentos de criminosos envolvidos com o tráfico e a comercialização de drogas ilegais. Apenas 14 inquéritos concluídos, em um estado onde a criminalidade, a onda crescente de assassinatos, tem como origem a engrenagem diabólica do narcotráfico. Não é essa a Polícia Federal de que o Brasil tanto precisa. Não a do regime militar, posta a serviço da repressão, mas não, também, a do governo petista nada afeito ao combate à violência. Será que o tratamento dado pelo Ministério da Justiça à PF seria uma punição pelos numerosos inquéritos que, ao longo dos últimos 12 anos, apuraram tanta corrupção envolvendo autoridades e políticos governistas? A sociedade, e não somente os agentes federais, precisa reagir em defesa de uma Polícia Federal moderna e operante, agindo com rigor, em nome da lei, doa em quem doer. Os protestos dos federais - os próximos - não devem mobilizar apenas a categoria. O povo pode e deve participar, porque é o povo, e não os maus políticos, a grande vítima da corrupção e das drogas.

A semana foi marcada pela inauguração de postos e bases policiais, na orla e em diversos bairros da capital, em mais uma ofensiva do governo para conter as ações da bandidagem na capital. "Segurança tem que ser para todos", disse o goverrnador Teotonio Vilela Filho

Respeito à diferença

Ib Gatto Falcão

nando multidões e gaEsta semana foi muito espe- nhou o Prêcial para o Senado com as mio Espehomenagens feitas às mu- cial do Júri lheres, as pessoas com Sín- e de Melhor drome de Down e as que so- Filme do frem discriminações raciais. 40º Festival Ao lançarmos nossas aten- de Gramações para todos os segmen- do de 2012. Ganhou tamtos estamos tornando o país bém o prêmio de Melhor Filmais justo e igualitário. me Brasileiro, Prêmio JuvenNa quarta-feira recebemos o tude e Prêmio do Público na presidente do Tribunal Supe- 36ª Mostra Internacional de rior Eleitoral, ministro Marco São Paulo 2012. Ele é a proAurélio, que lançou a cam- va de que podemos todos panha de incentivo para vencer desafios. Ter ou não uma participação mais efeti- Síndrome de Down é apenas va das mulheres na política um detalhe, que não impede e, na sequência, a homena- o brilho, o sucesso, as congem ao Dia Internacional da quistas. Síndrome de Down. Não existe ainda em nosso A incidência da Síndrome de país estatística precisa de Down é um evento genético quantos brasileiros tem a e universal, que se faz pre- Síndrome de Down. Estimasente em todas as raças e se que para cada 700 pesclasses sociais. Antes estig- soas, um nasça com a trissomatizada, felizmente hoje mia. Assim, teríamos 270 mil verificamos pessoas no que a síndroBrasil com a me pode e “Não existe ainda síndrome. Pesdeve ser enespeciais estatística precisa soas carada como como as que de quantos uma particutêm Síndrome laridade na brasileiros têm a de Down são vida das pesas que nos faSíndrome de soas, fato eszem refletir soDown” se que não as bre a nossa impedem de própria identiestudar, tradade, e sobre balhar, fazer arte, ter, enfim, a nossa capacidade de lidar uma rotina produtiva e sau- com o diferente. dável. São eles que nos dão oporE os exemplos são vários. tunidade de avaliar os nosEntre eles, o artista plástico sos preconceitos e a nossa Lúcio Piantino, que tem en- atitude ao nos defrontar cantado a todos com suas com aquele que não é o nostelas abstratas cheias de so espelho. Assim, a maneira cores, formas e texturas. Lú- como o nosso olhar pousa cio é um vencedor que ultra- sobre as pessoas especiais passou dificuldades e rom- faz toda diferença: com dispeu preconceitos. criminação, arrogância ou Durante as homenagens frieza nos tornamos menos também compareceram ao humanos. Com tolerância, Senado, os atores Ariel Gol- compreensão e estímulo, fadenberg, Rita Pook e Breno remos um mundo melhor e Viola, protagonistas do lon- mais fraterno. ga-metragem "Colegas", que tem arrebatado prêmios por (*) É senador pelo PMDB e presidente do Congresso Nacional todo o país. A produção vem emocio-

Divaldo Suruagy (*)

Renan Calheiros (*)

Inglaterra, 1950. A famosa emissora BBC de Londres, entrevista os membros das delegações do Congresso Internacional de Radiologia. Cada nação é representada por um dos congressistas. Um médico alagoano é designado, pelos companheiros, para falar em nome do Brasil. Reconhecimento à capacidade de expositor do Doutor Ib Gatto e destaque para o nosso Estado. Honra que se repetiria várias vezes, nas principais metrópoles do mundo, aonde ele comparece participando de conclaves científicos. Paris, Buenos Aires, Washington, Nova Iorque, são exemplos. Formado pela Faculdade de Medicina da Bahia, volta para Maceió a fim de prestar serviços à nossa comunidade, rejeitando, inclusive propostas financeiras tentadoras, para permanecer em Salvador. Entretanto, não ficou tolhido pelas limitações da província. Realizou vários cursos no sul do país e no exterior, além de participar de dezenas de congressos médicos em todo o Brasil e no estrangeiro. Destaca-se, naturalmente, onde quer que se encontre. Recém-formado, de clínica montada,

em Maceió, recebe dezenas de convites para integrar várias instituições. Participou da fundação das duas escolas de medicina e da construção de inúmeros hospitais, em Maceió e no interior do Estado. Cultura versátil. Apaixonado pela educação, em todos os aspectos, foi professor ca-

“Afastado das atividades burocráticas, doutor Ib Gatto dedicou os últimos anos de sua vida à cultura do nosso Estado” tedrático de clínica cirúrgica da Faculdade de Medicina, membro do Congresso do Colégio Internacional de Cirurgiões de São Paulo, Diretor do Instituto de Radiologia e Câncer, do Colégio Internacional de Cirurgiões, é membro do Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas, inte-

grante do Conselho Federal de Educação e presidente da Academia Alagoana de Letras. Secretário de Educação, secretário de saúde e secretário de planejamento, em vários governos, adquiriu uma visão global de todos os problemas que afligem Alagoas. Alto coeficiente de inteligência, capacidade de trabalho fora do comum, encontramos sua contribuição em quase todas as atividades desenvolvimentistas do Estado, principalmente, naquelas básicas do setor do bemestar social do homem: educação e saúde. Afastado das atividades burocráticas dedicou os últimos anos de sua vida à cultura de nosso Estado, havendo, inclusive, presidido, com maestria a Academia Alagoana de Letras. Festejar o centenário de seu nascimento é uma justa maneira de fazêlo, ainda mais, conhecido e respeitado pelas gerações do futuro. (*) É professor e ex-governador de Alagoas

Bancos fazem apostas para eleição presidencial Vicente Nunes (*)

Os maiores bancos do país já entraram no clima das eleições. Em conversas informais com clientes e investidores estrangeiros, Bradesco e Santander apostam que, diante dos números de hoje das pesquisas de intenção de votos, a reeleição da presidente Dilma Rousseff se dará, com folga, no primeiro turno. Já o Itaú Unibanco e o Banco do Brasil acreditam em uma disputa mais acirrada, que levará o pleito de outubro próximo para o segundo turno. O BB, contudo, aposta que Dilma será reeleita ao fim do processo. Para o Itaú, caso o adversário da presidente seja o atual governador de Pernambuco, Eduardo Campos, do PSB, há chances de derrota de Dilma, uma vez que ele conseguiria absorver a maior parte dos votos de Aécio Neves, do PSDB. Nessas conversas, os bancos fazem questão de ressaltar que tais avaliações ainda serão revistas à medida que o processo eleitoral esquentar. Um dos fatores determinantes para a disputa, no entender dos executivos encarregados de traçar o quadro eleitoral, será a inflação, que voltou a acelerar e tende a incomodar, principalmente, o eleitorado de menor renda, que vota em Dilma. Joga a favor da petista o fato de o mercado de trabalho ainda se manter forte, sustentando o consumo das famílias, mesmo que em níveis inferiores aos dos últimos anos, quando a farra do crédito permitiu que muita gente satisfizesse desejos reprimidos ao custo de parar na lista de maus pagadores do Banco Central.

Oficialmente, os quatro bancos negam que estejam desenhando cenários para a eleição presidencial. Mas tanto clientes quanto executivos das instituições ouvidos pelo Correio confirmam as apostas bancadas até o momento. "Não há como fugir do assunto. Estamos a caminho de uma eleição importantíssima, pois quem tomar posse em janeiro de 2015 terá de fazer um ajuste brutal na economia", destaca um diretor de um dos bancos privados, sob a condição de anonimato. "É preciso ressaltar ainda que o país está à beira de um racio-

“Mesmo forte, com chances concretas de reeleição, Dilma pode derrapar se a economia refluir por causa da inflação” namento de energia, que, se concretizado, será um baque para a imagem da presidente da República e um forte alento à oposição", acrescentou. Nas mesas de operações dos bancos, a ordem é acompanhar com lupa os números da economia e fazer um cruzamento com as intenções de voto dos presidenciáveis. Mesmo forte, com chances concretas de reeleição, Dilma pode derrapar se os resultados da atividade fraquejarem, por causa da inflação alta. "A presi-

dente da República tem a seu favor um mercado de trabalho ainda forte e programas sociais que têm beneficiado parcela importante do eleitorado. Mas não podemos esquecer que, do ponto de vista da gestão econômica, as falhas estão se evidenciando e sustentando o discurso dos principais adversários", destacou outro executivo. Ele lembrou que Dilma não conseguiu, até agora, imprimir uma marca forte, que possa ser explorada na campanha eleitoral. Mais: desfez-se a imagem criada por marqueteiros de que ela era uma ótima gestora, e praticamente todas as medidas anunciadas pelo governo na economia acabaram tendo de ser revertidas. As barreiras impostas à entrada de dólares no país, sob o argumento de que havia uma guerra cambial, foram derrubadas rapidamente. Os juros, que chegaram ao menor nível da história - 7,25% ao ano - estão em alta desde abril do ano passado, atingiram 10,75% e vão continuar subindo. Agora, está clara a dificuldade do governo para manter a redução na conta de luz. O aumento virá, muito provavelmente, depois das eleições. "Esses retrocessos, em algum momento, vão aparecer nas intenções de votos", frisou. (*) É colunista do Correio Braziliense

> OS ARTIGOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES E NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DESTE JORNAL

Endereço: Rua Moema Cavalcante Basto, 314 - Lot. Barra Mar | CEP 57.180-000 Fone: (82) 3021-5837/ 3021-0563 - Barra de São Miguel | Alagoas

Escritório: PRIMEIRA EDIÇÃO JORNAL ON-LINE IMPRESSA LTDA - ME CNPJ 08.078.664/0001-85 CMC 130003

Rua Godofredo Ferro, nº 215 - Centro - Maceió | Alagoas | CEP 57.020-570 Atendimento ao assinante: (82) 3021-0563

Luiz Carlos Barreto Goes Diretor-Geral

Romero Vieira Belo Editor Geral

Alda Sampaio Diretora Comercial

FTPI Representação Publicidade e Marketing Ltda Representante nacional do Primeira Edição Alameda dos Maracatins, nº 508 - 9º andar - Indianópolis/SP CNPJ 03.269.504/0001-08 / Insc. Est. Isenta Tel: (81) 2128-4350 / Cel: (81) 9175-5829 fred.recife@ftpi.com.br


Primeira Edição | 24 a 30 de março, 2014

B6 | Diário Oficial dos Municípios

PREFEITURA MUNICIPAL DE ATALAIA HOMOLOGAÇÃO – PREGÃO PRESENCIAL Nº 001/2014 O Prefeito do município de Atalaia homologa o presente processo no valor total de R$ 274.190,00 (duzentos e setenta e quatro mil, cento e noventa reais). EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 001/2014 Pregão Presencial nº 001/2014 – Objeto: Futura e Eventual Cessão, Licenciamento de uso e Manutenção de Sistemas de Informática integrados para a Gestão Pública Municipal, com Assessoria e Consultoria online e presencial, destinados a Administração Municipal. – CONTRATANTE: Município de Atalaia, CNPJ: 12.200.143/0001-26. DETENTORA: LICITAR GESTÃO DE NEGÓCIOS EMPRESARIAIS LTDA – ME, CNPJ nº 05.671.983/000101, vencedora e adjudicatária de todos os itens do Pregão supra referido, conforme a seguir:

Foro: Atalaia – Data de Assinatura: 25/02/2014 – Ordenador da despesa: Manoel da Silva Oliveira. O conteúdo integral desta Ata de Registro de Preços encontra-se a disposição na sede do município, Rua Fernando Gondim, nº 114, Centro, Atalaia/AL. Atalaia, 25 de fevereiro de 2014. Manoel da Silva Oliveira | Prefeito -----------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO – CPL EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREÇO PROCESSO ADMINISTRATIVO: Nº 09812/2014. OBJETO: Registro de Preço para eventuais aquisições de Almoços e Sucos de Frutas O Pregoeiro do Município de Quebrangulo/AL, de acordo com as atribuições que lhes foram conferidas, em conformidade com o Resultado do Pregão Presencial Nº 07/2014, devidamente homologado pela autoridade competente, RESOLVE, nos termos da Lei Federal 10.520/2002, Lei Complementar 123/06, Decreto Federal 7.892/2013 e subsidiariamente, pela Lei Federal 8.666/1993 e demais normas legais aplicáveis, tornar público o EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇO do presente pregão. Vigência: 20/03/2014 a 20/03/2015. FORNECEDOR BENEFICIÁRIO: JOSÉ FERREIRA DE LIMA – ME, CNPJ nº 14.902.148/0001-26. Valor total Registrado: R$ 78.000,00 (setenta e oito mil reais). Dos itens registrados, Unidades e valores:

A Ata na íntegra encontra-se a disposição na sede da Prefeitura Municipal, localizada na Praça Getúlio Vargas, 50, Centro,

Quebrangulo/AL. Quebrangulo/AL, 20 de março de 2014. Lucivan Alexandrino de Barros – Pregoeiro -----------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPELA MODALIDADE: PREGÃO PRESENCIAL Nº 010/2014 TIPÓ: MENOR PREÇO POR LOTE Objeto: Aquisição de Peixes destinados a Secretaria Municipal de Assistência Social Data: 28 de Março de 2014. Hora: 09:00 Local: Sede Administrativa da Comissão Permanente de Licitação, no Município de Capela. Obs: O edital poderá ser retirado na sede da Prefeitura, no horário das 08:00 às 13:00. Capela, 19 de Março de 2014. Carla V.R. Domingos Veloso | Presidente da CPL -----------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO AVISO DE LICITAÇÃO A PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO torna público aos interessados a realização da licitação na modalidade Pregão Presencial - SRP de Nº 08/2014, do tipo menor preço por grupo de itens. Objeto: Registro de Preços para eventuais Recargas de Toners e Cartuchos destinados a atender as necessidades da secretaria municipal de administração, planejamento e recursos humanos, e demais órgãos vinculados a Prefeitura Municipal de Quebrangulo. Data/Hora: 03 de abril de 2014, as 08h00min. O edital do processo encontra-se a disposição dos interessados na sala da CPL, no horário de 08h00min as 12h00min. Sito: Praça Getúlio Vargas, 50 – Centro - Quebrangulo – AL. (82) 3288 1159 - cpl.quebrangulo@gmail.com. Quebrangulo, 18 de março de 2014. Lucivan Alexandrino de Barros – Pregoeiro -----------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE UNIÃO DOS PALMARES HOMOLOGAÇÃO – PREGÃO PRESENCIAL Nº 004/2014 O Prefeito do município de União dos Palmares HOMOLOGA o presente processo no valor total de R$ 288.000,00 (duzentos e oitenta e oito mil reais). EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 004/2014 Modalidade: Pregão Presencial nº 004/2014 – Objeto: Registro de Preços para Aquisição de Urnas Funerárias – CONTRATANTE: Município de União dos Palmares, CNPJ: 12.332.946/0001-34. Detentora: Manoel Pedro das Chagas Filho, CNPJ sob n.º 12.397.161/0001-40, Fornecedora Registrada dos itens 01, 02, 03, 04, 05, 06 e 07.. VIGÊNCIA: 12 (doze) meses. Itens, quantidades e preços unitários registrados disponíveis na íntegra na sede do município, na Rua Marechal Deodoro da Fonseca, s/n°, Centro, União dos Palmares/AL. Data de Assinatura: 12/03/2014 – Ordenador da despesa: Carlos Alberto Borba de Barros Baía. União dos Palmares, 17 de março de 2014. Carlos Alberto Borba de Barros Baía | Prefeito -----------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE UNIÃO DOS PALMARES HOMOLOGAÇÃO – PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2014 O Prefeito do município de União dos Palmares HOMOLOGA o presente processo no valor total de R$ 22.574,70 (vinte dois mil quinhentos e setenta e quatro reais e setenta centavos). EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 005/2014 Modalidade: Pregão Presencial nº 005/2014 – Objeto: Registro de Preços para Fornecimento de Manutenção Corretiva e Preventiva com Fornecimento de Peças de Ar Condicionado – CONTRATANTE: Município de União dos Palmares, CNPJ: 12.332.946/0001-34. Detentora: A L REFRIGERAÇÃO, CNPJ sob n.º 19.057.522/0001-58, Fornecedora Registrada dos itens 01, 02 e 03.. VIGÊNCIA: 12 (doze) meses. Itens, quantidades e preços unitários registrados disponíveis na íntegra na sede do município, na Rua Marechal Deodoro da Fonseca, s/n°, Centro, União dos Palmares/AL. Data de Assinatura: 12/03/2014 – Ordenador da despesa: Carlos Alberto Borba de Barros Baía.

União dos Palmares, 17 de março de 2014. Carlos Alberto Borba de Barros Baía | Prefeito -----------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO DE PEDRAS HOMOLOGAÇÃO DO CONVITE N° 002/2014 A Prefeita do Município de Porto de Pedras HOMOLOGA o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 55.000,00 (cinquenta e cinco mil reais). EXTRATO DO CONTRATO N° 002/2014 – CV CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Porto de Pedras, CNPJ: 08.629.446/0001-91. CONTRATADA: FERREIRA BISPO EVENTOS LTDA - ME, CNPJ: 10.462.605/0001-58. OBJETO: Locação de trio Elétrico, para as Festividades de carnaval. VALOR: R$ 55.000,00 (cinquenta e cinco mil reais). Porto de Pedras/AL, 28 de fevereiro de 2014. Joselita Camila Bianor Farias | Prefeita -----------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO DE PEDRAS RATIFICAÇÃO DE INEXIGIBILIDADE N° 002/2014 A Prefeita do Município de Porto de Pedras RATIFICA o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 110.940,00 (cento e dez mil novecentos e quarenta reais). EXTRATO DO CONTRATO N° 002/2014 – IL CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Porto de Pedras, CNPJ: 09.596.757/0001-91. CONTRATADA: EDIÇÕES IPDHGRAFICA EDITORA E SERVIÇOS LTDA, CNPJ: 09.596.757/0001-64. OBJETO: Material didático. VALOR: R$ 110.940,00 (cento e dez mil novecentos e quarenta reais). Porto de Pedras/AL, 14 de fevereiro de 2013. Joselita Camila Bianor Farias | Prefeita -----------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DA BARRA DE SANTO ANTONIO RATIFICAÇÃO DE INEXIGIBILIDADE N° 001/2014 O Prefeito do Município de Barra de Santo Antônio RATIFICA o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 249.000,00 (duzentos e quarenta e nove mil reais). EXTRATO DO CONTRATO N° 001/2014 – IL CONTRATANTE: Prefeitura Municipal da Barra de Santo Antônio, CNPJ: 12.262.713/0001-02. CONTRATADA: CHARME PRODUÇÕES E EVENTOS LTDA. OBJETO: contratação de artista para as festividades de carnaval do ano de 2014. VALOR: R$ 249.000,00 (duzentos e quarenta e nove mil reais). Barra de Santo Antônio/AL, 27 de fevereiro de 2014. José Rogério Cavalcante Farias | Prefeito -----------------------------------------------------------------------PREFEITURA DE BARRA DE SANTO ANTÔNIO HOMOLOGAÇÃO DO CONVITE N° 02-04/2013 O Prefeito do Município de Barra de Santo Antônio HOMOLOGA o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 74.946,00 (setenta e quatro mil novecentos e quarenta e seis reais). EXTRATO DO CONTRATO N° 02-04/2013– CV CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Barra de Santo Antônio, CNPJ: 12.262.713/0001-02. CONTRATADA: F R DE O JUNIOR ME, CNPJ: 16.475.503/0001-20 OBJETO: Aquisição de Sistema de Câmeras de Segurança por video monitoramento, no valor de R$ 74.946,00 (setenta e quatro mil novecentos e quarenta e seis reais). Barra de Santo Antônio/AL, 22 de abril de 2013. José Rogério Cavalcante Farias | Prefeito -----------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE ATALAIA PORTARIA N.º 041/2014, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2014. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE ATALAIA, Estado de Alagoas, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Lei Municipal n.º 904/2005 de 05 de outubro de 2005, e demais diplomas legais,RESOLVE:Conceder Aposentadoria por idade e tempo de contribuição à Senhora Lúcia Fernandes de Siqueira, ocupante do cargo de Odontólogo, do Quadro de Pessoal Parte Permanente, e de acordo com o Art. 40 da Constituição Federal, em conformidade com o processo n°. 1005/2013, com Proventos de acordo com Plano de Cargos e Carreira da Secretaria

Municipal de Saúde PCC, e 31 (trinta e um) anuênios. Esta Portaria entrará em vigor na data de sua publicação, revogando-se as disposições em contrário. Dê-se Ciência. Cumpra-se. Publique-se. Registre-se. Atalaia, 20 de fevereiro de 2014. Manoel da Silva Oliveira | Prefeito A presente Portaria foi publicada e registrada nesta Secretaria Municipal de Administração, aos 20 dias do mês de fevereiro de 2014. Eraldo Acioly Lopes | Secretário Municipal de Administração ATO DE CONCESSÃO DE PENSÃO INTERRESADO (A): LUIZ LÚCIO DA SILVA ASSUNTO: AUXILIO PENSÃO POR MORTE O Secretario Municipal de Administração, do Município de Atalaia Estado de Alagoas, no uso de suas atribuições legais, e de acordo com disposto no Artigo da Lei n.º 904/2005, de 05 de outubro de 2005, considerando o que consta no Processo nº. 0388/2014. RESOLVE: Conceder Auxílio Pensão por morte ao beneficiário Senhor LUIZ LÚCIO DA SILVA, portador do RG n.º 630.599, SSP/AL e CPF/MF sob o n.º 301.824.334 - 04, na qualidade de esposo, neste ato representando a menor Marília Aparecida dos Santos, filha da ex-segurada MARIA DA CONCEIÇÃO DOS SANTOS.Atalaia, aos 20 de fevereiro de 2014. Eraldo Lopes Acioly | Secretário Municipal de Administração Manoel da Silva Oliveira | Prefeito -----------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE ATALAIA HOMOLOGAÇÃO – ADESÃO N° 001/2014 O Prefeito do Município de Atalaia homologa o processo de Adesão a Ata de Registro de Preços oriunda do Pregão nº 013/2013 da Prefeitura Municipal de União dos Palmares/AL. EXTRATO DO CONTRATO N° 001/2014 - ARP CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Atalaia, CNPJ nº 12.200.143/0001-26. CONTRATADA: Mavel Veículos Ltda, CNPJ nº 12392.171/0001-92. OBJETO: Fornecimento de Veículo tipo Ambulância. VALOR: R$ 67.000,00 (sessenta e sete mil reais). Atalaia, 25 de fevereiro de 2014. Manoel da Silva Oliveira | Prefeito -----------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE ATALAIA HOMOLOGAÇÃO – PREGÃO PRESENCIAL Nº 004/2014 O Prefeito do município de Atalaia HOMOLOGA o presente processo no valor total de R$ 2.633.272,95 (dois milhões, seiscentos e trinta e três mil, duzentos e setenta e dois reais e noventa e cinco centavos). EXTRATO DE CONTRATO Nº 004/2014 - PP Modalidade: Pregão Presencial nº 004/2014 – Objeto: Aquisição de Material de Construção – CONTRATANTE: Município de Atalaia, CNPJ: 12.200.143/0001-26. DETENTORA: Pereira e Costa Ltda, CNPJ nº 09.346.727/0001-08. Valor: R$ 2.633.272,95 (dois milhões, seiscentos e trinta e três mil, duzentos e setenta e dois reais e noventa e cinco centavos). Data de Assinatura: 25/02/2014. Validade: 12 (doze) meses. Atalaia, 25 de fevereiro de 2014. Manoel da Silva Oliveira | Prefeito -----------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE ATALAIA HOMOLOGAÇÃO – PREGÃO PRESENCIAL Nº 004/2014 O Prefeito do município de Atalaia HOMOLOGA o presente processo no valor total de R$ 2.633.272,95 (dois milhões, seiscentos e trinta e três mil, duzentos e setenta e dois reais e noventa e cinco centavos). EXTRATO DE CONTRATO Nº 004/2014 - PP Modalidade: Pregão Presencial nº 004/2014 – Objeto: Aquisição de Material de Construção – CONTRATANTE: Município de Atalaia, CNPJ: 12.200.143/0001-26. DETENTORA: Pereira e Costa Ltda, CNPJ nº 09.346.727/0001-08. Valor: R$ 2.633.272,95 (dois milhões, seiscentos e trinta e três mil, duzentos e setenta e dois reais e noventa e cinco centavos). Data de Assinatura: 25/02/2014. Validade: 12 (doze) meses. Atalaia, 25 de fevereiro de 2014. Manoel da Silva Oliveira | Prefeito


Primeira Edição | 24 a 30 de março, 2014

Social |B7


Primeira Edição | 24 a 30 de março, 2014

B8 | Especial

> CARESTIA

Prévia da inflação em março vai a 0,73% Entre os produtos que mais contribuíram para a inflação, estão tomate (28,53%), batata-inglesa (14,59%) e hortaliças (12,72%) > CARESTIA

Governo adotará medidas para conter alta de preços Primeira Edição

BRASÍLIA - O festival de aumentos dos preços dos alimentos levará o governo a tomar medidas para atenuar a alta da inflação. Em reunião prevista para esta terça-feira (25), a câmara técnica do Conselho Interministerial de Estoques Públicos de Alimentos (Ciep) determinará a venda de estoques de milho para abastecer algumas regiões, sobretudo o Nordeste, e discutirá ações em alimentos básicos, como o feijão, afetado pelo clima nas principais áreas produtoras do País. O movimento do conselho corrobora o alerta do presi- Nos supermercados, reajuste de preços atinge quase todos os produtos dente do Banco Central, Alexandre Tombini, aos senado- Estado. tural do padrão de consumo res nesta semana, sobre o imOs elementos que susten- na Ásia, especialmente na pacto do choque de preços tam a previsão reservada do China. nos alimentos na inflação. Em governo vão desde a seca proplena safra dos grãos, espera- longada até as chuvas que CRÉDITO va-se recuo nos preços. Mas afetaram hortigranjeiros, geO governo avalia lançar as cotações seguem trajetória rando a "inflação da salada". uma linha de financiamento ascendente pela terceira vez Nessa conta também está a para estufas que cobrem hornos últimos anos. demora na recomposição dos tigranjeiros, o que ajudaria a No governo, avalia-se que estoques globais, a redução reduzir estragos das chuvas, a escalada dos principais itens da oferta mundial de produ- além de incentivar o setor de de alimentação continuará tos básicos, incluindo milho sementes. "A qualidade é bainos próximos dois meses. "Te- nos Estados Unidos e trigo na xa e os preços estão altos", diz mos essa preocupação, sim. Ucrânia. A origem da escala- o vice-presidente de AgronePor isso, vamos tomar medi- da, avalia-se, está na quebra gócios do Banco do Brasil, Osdas", disse o novo ministro da histórica da safra americana mar Dias. "Sem semente, não Agricultura, Neri Geller, ao de 2012 e na mudança estru- tem recuperação da safra." Os

Conexão Di Menezes e-mail: raimundodimeneses@hotmail.com contato: (82) 9112-4903

preços internos se mantêm elevados por algumas razões. E os estoques finais dos grãos no Brasil, à exceção do milho, estão abaixo da média histórica das últimas cinco safras. A cesta básica está em alta: o índice Ceagesp, referência nacional para 150 produtos, subiu 3% em 2013 e quase 8% em janeiro e fevereiro - 34% em legumes e 61% em verduras. A cotação da soja, avalia o governo, deveria estar 20% mais baixa, o que ajudaria a conter o preço das carnes, em franca disparada nos últimos dias - a arroba do boi passou de R$ 95 para R$ 120 e os preços do leite subiram 7,3% sobre janeiro de 2013. O milho, prejudicado pela seca, tem safras menores a cada ano. Base da ração de bovinos, suínos e aves, saltou de R$ 26,54 para R$ 33 a saca só neste ano. No arroz, produtores capitalizados seguram o produto à espera de cotações mais altas. Mesmo com safra nova, a saca subiu de R$ 33 para R$ 36 neste ano. O preço do feijão passou de R$ 80 para R$ 130 a saca. E o trigo subiu forte, de US$ 307 para US$ 338 a tonelada.

Sem dar ouvidos aos discursos oficiais e pouco interessados se o índice de inflação está ou não dentro da meta do governo, os brasileiros andam mesmo apreensivos com o incontestável aumento de preços nas prateleiras. Para pôr comida na mesa, as famílias têm sido obrigadas a mudar hábitos e a se sacrificar mais do que

ALAGOAS O alagoano tem sentido no bolso os efeitos da inflação em alta, agradava pela seca que afeta a produção agrícola. A população já se prepara para reajustes em setores vitais da economia: tarifa de energia elétrica e combustíveis, mas os aumentos só devrão ser decretados após as eleições.

Perguntar não ofende Por que só agora o esperto ex-gestor da Educação foi indiciado pelo Ministério Público, quando várias escolas públicas, como o Colégio bom conselho que ficou fechado por mais de um ano, hein? E a tal consultoria Elógica, assim, assim, com maracutaias, e nem o governo tomou providências. Calou. Para o Ministério Público as reformas das escolas foi apenas uma "maquiagem" nas obras. E as construtoras, hein?

Buchada do Galego Fartura é sinônimo do restaurante Buchada do Galego, que proporciona um verdadeiro manjar dos sabores da culinária regional nordestina, apreciadas por turistas e por aqueles moradores da capital. Seja um sarapatel, uma feijoada, uma peixada, um frango guisado ou assado, um delicioso mocotó ou um chambaril, todos saem satisfeitos. (82) 9978-9852

São Paulo Fashion Week No próximo dia 31 de março começa o mais importante salão de moda do país, o "São Paulo Fashion Week", com o lançamento das coleções do Verão 2014-2015. Várias empresárias alagoanas, como Katherine Albuquerque e Perla Melo, vão estar presente ao evento, pois lá estarão os mais importantes estilistas, como Glória Coelho, Alexandre Herchovitch, Reinaldo Lourenço, Ronaldo Fraga, Fause Haten, entre outros. Dupla comemoração O heráldico colunista e escritor, Romeu Loureiro, resolveu festejar seu aniversário e tomar posse na Academia Alagoana de Letras, como "imortal", no dia 09 de abril . Na Fundação Pierre Chalita "à coté" do salão de festas, a solenidade e a comemoração, reunindo os amigos e admiradores para o " tim-tim" comemorativo. Curso de medicina O Centro Universitário CESMAC, festejando o curso de Medicina que entra na grade da Instituição, anuncia o cronograma e estrutura do curso, além de dados técnicos e administrativos, como previsão de valores, corpo docente, entre outros assuntos, e abertura das inscrições para o vestibular de Medicina, que deverá acontecer em julho. As contribuições para a implantação desse curso, foram dos senadores, Renan Calheiros, Fernando Collor e Benedito de Lira.

Representantes e costureiras do movimento "Dando as Mãos", apresentam a criação do avental que será usado pelas recepcionistas do evento "Casa Cor Alagoas"

DISPARADA

GASTRONOMIA

Show dançante Como o pai, que adorava Alagoas e até comprou casa em Piranhas, o filho, Altemar Dutra Jr. volta e meia retorna e baixa na cidade, para um show dançante. Será no dia 28 de março na Fonte do Jardim do Horto, na Gruta. O incansável Marcus Assunção é o promotor da noitada. Reservas: 3241-9900 / 9979-5959

Gustavo Mascarenhas

antes. Este mês, a seca castigou as lavouras e o bolso do consumidor: hortaliças, legumes e frutas, principalmente, não param de encarecer. Pesquisa do instituto Data Popular divulgada com exclusividade para o Correio comprova a inquietação do consumidor na hora de ir às compras. Os alimentos lideram a lista de grupos de despesas que mais subiram de preço, na percepção dos entrevistados. Para 61% deles, os reajustes nesta cesta de produtos foram os que mais incomodaram no último ano. Em seguida, a maior parte dos brasileiros diz ter sentido a inflação em itens de limpeza (59%), de educação (56%) e em roupas (52%). Não há como fugir da avaliação de que o dinheiro das famílias está mais contado neste início de 2014. "O que estamos vivendo é resultado de um processo em que os salários não conseguem acompanhar os preços dos produtos, que seguem encarecendo a uma velocidade significativa", comenta o diretor do instituto, Renato Meirelles. A pesquisa escutou 2.017 pessoas em 53 municípios espalhados por todas as regiões do país.

DI QUE SE FALA...

Isso é Brasil, gente! A ONG "Elo Social Brasil", que trabalha no sistema penitenciário, voltou a oferecer emprego para os condenados do mensalão. A entidade, que tinha disponibilizado a eles vagas como assistentes de marcenaria, agora pretende contratar José Dirceu, José Jenoino e Roberto Jefferson para palestras, sobre cidadania, direito e combate à criminalidade. Elas seriam ministradas a presos do regime semiaberto. O absurdo mais é quando esta "ONG", diz: "Tudo o que eles tinham de pior para dar ao país, agora eles já pagaram." É demais!...

O artista Denis Mattos, sempre atuante nas áreas artísticas da city Maceió

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15), que é a prévia da inflação oficial, registrou taxa de 0,73% em março deste ano. A taxa é superior às observadas em fevereiro deste ano (0,7%) e em março do ano passado (0,49%). O dado foi divulgado nesta sexta-feira (21/2) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O IPCA-15 acumula taxas de 2,11% no ano e 5,9% nos últimos 12 meses. A inflação em março foi influenciada principalmente pelo grupo alimentação e bebidas, que teve taxa de 1,11% no mês. Entre os produtos que mais contribuíram para a inflação, estão o tomate (28,53%), a batatainglesa (14,59%), as hortaliças (12,72%), os ovos (3,07%) e as frutas (2,05%). Apesar de ter um impacto menor no IPCA-15, os transportes tiveram uma taxa ainda maior (1,22%), devido às altas de preços das tarifas aéreas (27,08%), tarifas de ônibus urbano (1,51%) e etanol (3,89%). Entre os grupos de despesa que compõem o IPCA-15, apenas o grupo de comunicação teve deflação (queda de preços) de 0,66% em março.

Língua afiada O ex-jogador, e atualmente deputado federal, Romário, alfinetando Joseph Blatter e Jerôme Valcke: "É com isso que a gente convive: a CBF tem dois ratos, o Marin e o Del Nero, e a Fifa tem dois ladrões". Ele sabe o que diz...

BODEGA DO sertão Todos os glutões apreciam uma culinária sofisticada, mas, todo nordestino sabe que o tempero é importante para o olfato dos comensais. É assim que se conquista uma clientela exigente, o aroma. E na Bodega do Sertão, o buffet aromático das iguarias sertanejas é o que mais atrai aqueles que adentram ao restaurante. (82) 3327-4446 Spettus Steak House Aos domingos o salão principal da Spettus steak house fica lotado de famílias que buscam o deleite da vista do mar, ouve-se uma música ao piano, e o belo e colorido bufê de frutos do mar, conquista os olhos e o paladar. Outros adoram o rodízio de carnes nobres, servido por uma equipe rápida e eficaz. (82) 3304-3100 CHURRASCARIA do Bigode O capricho nas travessas que transformam o bufê da Churrascaria do Bigode em algo prazeroso, que muitos comensais provam e repetem, pelos pratos quentes, como peixes, frango, massas, e saladas. Claro, depois ninguém resiste um cupim, filés, javali, pernil, entre outras carnes nobres. (82) 3331-3347 CARUARU galeteria No novo endereço na rua Carlos Tenório, na Ponta Verde, o Caruaru Galeteria conquistou um lugar de destaque entre as casas de pasto da cidade. Um serviço bem elaborado, caprichado, que já mantém uma clientela exigente, que já tem até os "pratos preferidos", como a galinha à cabidela, o cupim, charque na brasa. (82) 3327-0782

240314  

Edição impressa do dia 24 de março

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you