Page 1

Terminou o horário de verão Em vigor desde outubro de 2009, terminou neste domingo o horário de verão, com os relógios sendo atrasados em uma hora. A partir deste ano, o horário especial começará sempre no 3º domingo de outubro e acabará no 3º domingo de fevereiro.

edição PRIMEIRA

Mega-Sena vai a R$ 61 milhões Ninguém acertou a Mega-Sena deste sábado (20). Foram sorteadas as dezenas 20-28-40-41-51-58, A Quinta saiu para 76 apostadores cabendo a cada um R$ 47,668,53. O prêmio para a próxima 4ª feira (24) está estimado em R$ 61 milhões.

Ano 6 | Edição 351 | Maceió, Alagoas, 22 a 28 de fevereiro, 2010 | R$2,00

OPOSIÇÃO A VILELA NÃO CONSEGUE DEFINIR AS CHAPAS MAJORITÁRIAS Grupo ainda não sabe se marchará com Lessa ou Almeida para governador, e tem cinco pré-candidatos às vagas de senador

Sem água, a coisa fica preta - e suja Desde sexta-feira (19) véspera do carnaval, que a população da parte baixa de Maceió amarga a falta de água. Outras áreas, como a orla, também foram atingidas. A Casal esgotou seu repertório de justificativas. Ora é falta de energia elétrica, ora é vandalismo, ora é manutenção no sistema, ora é a bomba defeituosa. E as torneiras esturricadas. O fato é que a situação tornou-se crítica, Maceió está sem água como nunca antes e (o pior) não há solução à vista para o problema. > A-7

Márcio Ândrei

Paralisado, o sistema Pratagy não consegue abastecer a população de Maceió, cujos bairros da parte baixa há meses não recebem água regularmente

CRB ASSUME A LIDERANÇA

O presidente Lula quer Ronaldo Lessa para governador, mas Cícero Almeida é o preferido do eleitorado, segundo as pesquisas. São duas as vagas para senador, mas o bloco oposicionista tem pelo menos cinco nomes: Renan Calheiros, Benedito de Lira, Pinto de Luna, Eduardo Bomfim e o próprio Ronaldo Lessa, se não sair para o governo. Um outro nó é definir quem indicará o vice-governador se Lessa encabeçar a chapa sucessória: Cícero Almeida ou Fernando Collor?. Tudo isso evidencia a dificuldade que a oposição vem enfrentando para definir suas chapas majoritárias. > A-3

BOTAFOGO LANCHA VASCO

Márcio Ândrei

UOL

Apoiado pela torcida, o CRB levou um Com isso, assumiu a liderança do susto, sofrendo o primeiro gol, mas reagiu Estadual, já que, neste sábado, Murici e e venceu de virada o Coruripe por 2x1. ASA não saíram de um empate. > B-1

Viva o Botafogo! Massacrado por 6x0, no neste domingo, diante de um Maracanã início do Carioca, o Fogão não devolveu a lotado. A vitória garante ao Bota o direito goleada, mas venceu o Vascão por 2x0, de disputar a final do Campeonato. > B-2

Márcio Ândrei

Totalmente restaurado, prédio da Câmara será reinaugurado nesta 2ª feira

Câmara inaugura reforma A reforma que deixou a sede da Câmara Municipal com elevador e novo sistema de ar condicionado, ao custo de R$ 300 mil, será inaugurada na tarde desta segunda-feira (22), com a presença confirmada do prefeito Cícero Almeida. Já os trabalhos legislativos da Casa serão retomados na sessão ordinária desta terça-feira. > A-2

Médico indica o que fazer para prevenir o diabetes

ENTREVISTA ALE

> A-4

Supremo decide situação de Arruda nesta quinta-feira

> A-8

Saiba por que o Juizado Especial retarda processos

> A-6

Lojistas discutem futuro do Centro com secretários

> A-6

Alagoas é um dos 12 estados com pedido de intervenção

> A-5

Veja por que Rui Palmeira não quer continuar como deputado na ALE. > A-5

Edição impressa no jornal online Acessando o portal www.primeiraedicao.com.br, você tem à sua disposição todo o noticiário do PRIMEIRA EDIÇÃO (versão impressa que sai todas as segundas-feiras).

ALE vota orçamento sob ameaça de greve > A-2 Fale conosco | Redação: (82) 3033.3502 | Comercial: (82) 3033.2189 | Atendimento ao assinante: (82) 3033.5213 | Internet: http://www.primeiraedicao.com.br


Primeira Edição | 22 a 28 de fevereiro, 2010

A2 | Política

> Sede Restaurada

Câmara volta à praça Deodoro nesta 2ª Inauguração da reforma será à tarde com a presença confirmada do prefeito Cícero Almeida e outras autoridades convidadas A inauguração da reforma executada na sede da Câmara de Maceió será nesta segunda-feira (22) e deverá se transformar em um acontecimento político, com a presença confirmada do prefeito Cícero Almeida, nome cuja maioria dos vereadores apóia para concorrer ao governo alagoano este ano, dentre outras autoridades. O velho prédio da Praça Deodoro (exíguo demais para sediar uma Câmara constituída de 21 vereadores) foi totalmente restaurado numa parceria entre o próprio Legislativo Municipal e o Banco do Brasil. Custo total da obra: R$ 300 mil. O ato inaugural poderia acontecer nesta terça-feira, quando os trabalhos legislativos serão reiniciados, mas a Mesa Diretora da Casa achou por bem antecipá-lo justamente para permitir que a sessão ordinária se realize em clima de normalidade.

COMODIDADE O presidente da Câmara, vereador Eduardo Holanda, informou que a reforma, executada ao custo de R$ 300 mil, vai proporcionar comodidade tanto aos funcionários do poder, quanto àqueles que desejarem acompanhar o trabalho dos legisladores. Para a solenidade desta segunda-feira à tarde, várias autoridades foram convidadas, a exemplo do prefeito de Maceió, Cícero Almeida, que também deverá, no dia seguinte, participar da primeira sessão plenária de 2010, ocasião em que fará um balanço de sua gestão referente ao ano que passou.

PARCERIA Eduardo Hollanda confirmou que a restauração da sede da Câmara resultou de uma parceria - que perdura desde 1999 com o Banco do Brasil, acrescentando que, desde que tomou posse como presidente, o Legislativo Municipal não teve qualquer despesa para realizar as sessões. - Não alugamos nenhum dos espaços que ocupamos. Tivemos apenas despesas rotineiras com o deslocamento de materiais, por exemplo, do prédio-sede aos locais onde trabalhamos ao longo do ano passado", explicou o vereador, lembrando que, em 2009, a Câmara de Maceió passou por três sedes provisórias: Casa da Indústria, no bairro Farol, Escola Técnica de Saúde Valéria Hora, no Centro, além de auditório da Faculdade Integrada Tiradentes (Fits), no bairro Cruz das Almas.

NOVA SEDE Dudu Hollanda disse que vai conversar com o prefeito Cícero Almeida sobre a construção de uma nova sede para a Câmara e para a própria Prefeitura. Ele defende a desapropriação do

antigo Parque da Pecuária, no Prado, cuja área abrigaria tranqüilamente as sedes dos dois poderes, construídas em espaços independentes. - Vamos conversar com o prefeito Cícero Almeida, reto-

mar o tema, a fim de que o Executivo possa custear a construção de uma nova sede para a Câmara Municipal, já que nosso duodécimo não é suficiente para bancar uma obra desse porte.

PREFEITURA Dudu Hollanda lembrou que, a exemplo da Câmara, a Prefeitura de Maceió continua funcionando em um prédio alugado no bairro de Jaraguá. Ele disse que, apesar da reforma, o prédio

da Praça Deodoro vai continuar sem espaços suficientes para abrigar o Legislativo Municipal, o que termina obrigando a Mesa a alugar os conhecidos "anexos" para comportar os gabinetes de parte dos vereadores.

> Impasse Orçamentário

Servidores afirmam que ‘fecharão’ ALE de novo se lei do PCC for descumprida ALE

Sem data certa para votar o orçamento de 2010 (pode ser nesta terça-feira, mas a data não está definida), a Assembleia Legislativa caminha para mais um impasse com seus servidores cujo clímax poderá ser a decretação de uma nova greve. Em junho de 2008, os servidores entraram em greve e fecharam a sede provisória da Assembleia (prédio da Associação Comercial, em Jaraguá), cobrando cumprimento de uma ordem judicial. O fator crucial que ameaça azedar de vez as relações entre a Fernando Toledo disse e reiterou que o PCC exigia um duodécimo maior Mesa Diretora e o funcionalismo, é o Plano de Cargos e Carreiras, quem o presidente Fernando últimos meses sustentando, em que está em vigor, por força de Toledo garantiu a implantação sucessivas entrevistas, que o lei, mas ainda não foi implantado do PCC, mesmo que o duodéci- aumento do duodécimo seria porque o Poder está funcionando mo da Casa não seja reajustado. inevitável para cobrir os encarcom o duodécimo antigo. - Isso é incompreensível - gos gerados pelo PCC dos serNo Sindicato dos Servidores afirmou o sindicalista Luciano vidores. do Legislativo (STPLAL) o final Vieira, vice-presidente do O presidente Ernandi Malta de semana foi de pressão sobre STPLAL - já que o deputado calcula que o impacto do PCC, o presidente Ernandi Malta, a Fernando Toledo passou os já a partir de janeiro último

(terá de ser implantado com retroatividade) será de cerca de R$ 450 mil mensais, incluindo a aplicação dos qüinqüênios que, pela ordem natural do processo, devem ser implantados antes que os salários sejam transformados em subsídio. - Se os qüinqüênios ficarem para depois, o Poder terá de gastar mais, uma vez que o cálculo terá de ser feito em cima dos subsídios, e estes já estarão impactados pelos efeitos do PCC - adverte Malta. Servidores mais exaltados pressionaram o Sindicato sugerindo a decretação de greve imediata, até para impedir a votação do orçamento, o que acarretaria sérios prejuízos ao governo que está operando com os valores fixados na peça orçamentária do ano passado (a exceção está por conta do Tribunal de Justiça que está recebendo seu duodécimo rea-

justado em R$ 21 milhões/ano). Mas Ernandi Malta ponderou afirmando que ninguém tem certeza de nada e, diante disso, seria uma precipitação paralisar os trabalhos da Casa neste momento: "Só podemos promover qualquer mobilização depois de votado o orçamento e liberada a folha salarial de fevereiro. Aí, sim, saberemos se o nosso PCC foi ou não descumprido, se a lei que o instituiu foi ou não ignorada" - afirmou na sexta-feira pela manhã o presidente do STPLAL. Fruto de um projeto de lei aprovado em junho passado e vetado pelo governador Teotonio Vilela (o veto acabou sendo derrubado por unanimidade) o Plano de Cargos e Carreiras dos servidores da Assembleia está em vigor desde 1º de janeiro deste ano, mas seus efeitos até agora não foram repassados aos salários.

"Emendas provam que governo tem dinheiro" Reprodução

Na avaliação dos trabalhadores da Assembleia, o governo tem condições de reajustar o duodécimo da Casa, e só resistiu até agora para não ser alvo de críticas da mídia e da opinião pública. O próprio presidente do STPLAL, Ernandi Malta, observou que, ao concordar com as emendas parlamentares, o governo confessa que dispõe de mais recursos para o Poder Legislativo, embora resista em repassá-los em forma de duodécimo por causa das críticas. - Alguém ouviu algum porta-voz do governo questio- Ernandi Malta: “Servidores não aceitarão descumprimento da lei do PCC” nar as emendas parlamentares? - indagou Ernandi Malta para Vieira tem a mesma linha de cursos para liberar as emendas ele próprio responder: "Não, e, raciocínio: "Como o governo parlamentares?". no entanto, os deputados rema- pode sustentar que não tem nejaram R$ 19 milhões para con- como reajustar o duodécimo da PLANO É LEI templar mais de 100 emendas". Assembleia e, ao mesmo temSegundo Luciano, pelo O sindicalista Luciano po, concorda que dispõe de re- que se sabe, dinheiro existe,

mas o governo teme repassar em forma de duodécimo e, depois, ser acusado de mandar mais recursos para a Assembleia em detrimento de setores essenciais como saúde e segurança pública. Os servidores da ALE lembram que essa política de "contenção" é uma característica da gestão tucana, e argumentam: "A equipe do governo pôs o pé na parede e garantiu que não podia repassar um centavo a mais para o Tribunal de Justiça; no entanto, no final, acabou liberando mais R$ 21 milhões para o Judiciário". Em relação ao PCC, a posição dos trabalhadores é unânime: "O Plano não é uma matéria qualquer, o Plano é lei e, como tal, tem de ser cumprida, pois é isso que determinam a Constituição e o estado de

direito democrático".

LIMITE O presidente Ernandi Malta ataca um dos argumentos do governo para não permitir melhoria salarial na Assembleia: "O governo fala em limite da Lei de Responsabilidade Fiscal, mas nós temos um estudo demonstrando que a Assembleia está longe, muito longe de ferir a LRF". Segundo ele, o que ocorre hoje em Alagoas é que não existe um sistema previdenciário na administração pública. "Então, o que se paga aos inativos da Assembleia não é computado como provento, e sim como salário. Mesmo assim, o Poder Legislativo pode implantar o PCC sem ferir o chamado limite prudencial da LRF" - afirmou Ernandi Malta.


Primeira Edição | 22 a 28 de fevereiro, 2010

Política | A3

> Caciques Demais Romero Vieira Belo

Enfoque Político O que falta a Rubim O secretário Paulo Rubim é um profissional correto, está empenhado em melhorar o desempenho da segurança pública em Alagoas, mas isso não basta. Como não basta lembrar sua condição de delegado com história, portador de excelente currículo na Polícia Federal. Se não tivesse uma biografia brilhante, pontilhada de marcantes atuações como delegado federal, mas tivesse reduzido a violência no Estado, isto, sim, seria o bastante - ao menos para os alagoanos. Mas quando se compara a segurança de hoje com a do general Sá Rocha, por exemplo, constata-se que não houve melhora. Se o trabalho do aparato policial evoluiu, foi, lamentavelmente, para pior. Agora, a culpa é de Rubim? Certamente que não. Rubim, Sá Rocha ou outro qualquer não têm como mudar a realidade estadual, no terreno da criminalidade - seja por falta de condições operacionais, seja pela carência de recursos humanos, seja também pelo quadro social de miserabilidade em que vive considerável parcela da população alagoana. A miséria em si já é uma violência. O que falta a Rubim é dizer ao governador o que todo alagoano está cansado de saber: sem estrutura, não dá. E não dá porque, hoje, os bandidos conhecem a fragilidade do aparelho policial. Isso funciona como estimulante, tornando os criminosos cada vez mais ousados. Mesmo blindado contra "informações desagradáveis", Teotonio Vilela sabe disso. Como sabe que, no 'tribunal das urnas', vai ser cobrado especialmente pelo grau precário da segurança no Estado. DUODÉCIMO 1

DUODÉCIMO 2

O presidente da ALE, Fernando Toledo, não cuida das finanças da Casa. Por isso, deveria chamar o 3º secretário Marcelo Vitor e perguntar se o atual duodécimo cobre o PCC dos servidores.

Sem aumento do duodécimo, é fácil prever o que vem por aí: nova greve, com paralisação do Poder Legislativo e, portanto, sem votação de projetos de interesse do governador Téo Vilela.

UM TEMA INDIGESTO PARA BENEDITO Benedito de Lira já foi, viu e não gostou. Por isso, não suporta ouvir alguém perguntar se ele topa sair candidato a vice-governador. Em 1988, Lira aceitou compor uma situação, saiu como vice de Manoel Gomes de Barros e teve de passar quatro anos sem mandato. Hoje, quando alguém toca no assunto, ele reage: "Não me falem em vice".

PESO PESADO

DEPENDE DO PMDB

Ex-presidente da Assembleia Legislativa, Celso Luiz ainda não indicou que rumo vai tomar nas eleições deste ano, mas quem conhece sua liderança no Sertão, garante: "É nome de peso para disputar um mandato de deputado federal".

Fiel ao companheiro, Teotonio insiste em afirmar que seu vice, no projeto da reeleição, continua sendo José Wanderley. Tudo bem, mas isso só será possível se o PMDB se compuser com o PSDB.

DESGRAÇA DO DEM EXTASIA PETISTAS Por que Lula não radicaliza contra a turma do mensalão do DF? Claro que não é por condescendência. O presidente, na verdade, torce para que o escândalo do DEM se prolongue em pleno processo eleitoral. Para os petistas (isso é óbvio) quanto mais desgraça no DEM, melhor. Melhor, ainda, se o lamaçal, por associação, respingar em José Serra, já que é aliado dos democratas.

E A INTERVENÇÃO?

SOBRA DO DUODÉCIMO

A pergunta tem tudo a ver: será que o presidente do STF, ministro Gilmar Mendes, vai deixar o cargo sem decidir sobre o pedido de intervenção na Assembleia Legislativa de Alagoas?

A Câmara Municipal fez bem em devolver à Prefeitura mais de R$ 1 milhão de sobra do duodécimo. Faria melhor ainda, porém, se usasse a grana para reembolsar o pessoal do concurso não realizado.

CONVITE NO DOMINGO, EVENTO NO SÁBADO Domingo de carnaval (14), a TV Gazeta ainda convidava a população para assistir ao desfile das escolas de samba de Maceió, programado para uma modesta passarela improvisada na Praia da Avenida. A chamada não teria causado espanto se o evento, promovido pela Prefeitura da capital, não tivesse ocorrido na noite anterior, ou seja, na noite do sábado (13).

PUNIR OU EDUCAR?

RABO DE PALHA

Punitivo, o Código de Trânsito Brasileiro não produz os efeitos calculados pelos legisladores que o aprovaram. Conclusão: educar vale mais do que castigar. Que o digam as estatísticas.

Diante da dimensão do escândalo no DF, o PT até que tem agido com moderação contra Arruda e sua trupe. Mas tem explicação: o mensalão do PT, no Congresso, ainda não foi esquecido...

O DESCUIDO DA MUSA DURANTE A FOLIA Desatenta, a saltitante Ivete Sangalo expôs a Schin no auge da folia baiana: "Não bebo e não fumo" - disse a cantora em entrevista à reportagem da Band. Ora, ora, se a musa do axé não bebe, como pode induzir o folião a consumir a cerveja que a patrocina? Inadmissível, para se dizer o mínimo, alguém fazer propaganda de um produto que confessadamente não conhece.

Oposição a Téo tem problemas para compor chapas majoritárias Um deles é indicar o vice-governador; o outro, conciliar a disputa pelo Senado Arquivo / Primeira Edição

Da Editoria de Política

O bloco de oposição ao governador Teotonio Vilela tem dois nós górdios para desatar: a definição do candidato a vicegovernador (não importando quem venha a ser confirmado como cabeça de chapa) e a existência de três (ou quatro) aspirantes às duas vagas de senador (valendo lembrar que Heloísa Helena, de fora do grupo, é tida como principal favorita para conquistar uma das vagas). O candidato a governador deve sair mesmo da dupla Ronaldo Lessa/Cícero Almeida, salvo se, por falta de entendimento, o senador e ex-presidente Fernando Collor se dispuser a entrar no páreo por conta própria (como fez em 2006 e obteve êxito). No atual cenário, a candidatura de Fernando Collor, dentro do bloco, não encontraria respaldo nem por parte do PMDB (já que Renan Calheiros não quer ver Lessa disputando o Senado com ele) nem do PT, que invoca o fato de Collor ter sido um adversário histórico dos petistas, inclusive na disputa presidencial com Lula em 1989. No entanto, seja como for, Collor (e seu PTB) integra o grupo e, mais que isso, faz parte hoje da base governista que dá sustentação ao governo Lula no Congresso, além de presidir a poderosa Comissão de InfraEstrutura do Senado (por onde passam os projetos do Programa

candidato a vice, ele repita a estratégia de 2006 e se lance ao governo "em cima da hora", o que seria fatal para as aspirações tanto de Lessa (ou) quanto de Almeida.

SEGUNDO NÓ

Se ficar de fora, Collor poderá surgir como “terceira via” para governador

de Aceleração do Crescimento). Portanto, partindo dessa análise, conclui-se que Collor é um nome a ser considerado dentro do processo, quando nada porque uma eventual candidatura sua, independente, tiraria votos do nome indicado pela oposição (Almeida ou Lessa) e, sem dúvida, ajudaria a reeleger o governador Teotonio Vilela.

PRIMEIRO NÓ Se Ronaldo Lessa, a pedido de Lula, for confirmado ao governo, o nó a ser desatado é o seguinte: quem vai indicar o vice - Cícero Almeida ou Fernando Collor? O certo é que, mesmo que jurem engajamento em público, nem Collor nem Almeida vai se sentir motivado a pegar no pesado, durante a

campanha, se simplesmente ficar de fora do processo. Como prefeito de Maceió (três anos de mandato ainda pela frente) e líder absoluto das pesquisas de opinião para o governo, Almeida só terá motivo para frustração se de fato não recuperar sua condição de favorito a encabeçar a chapa de governador. Mas sua insatisfação poderá ser definitiva se, além de não concorrer ao governo, não tiver o direito de indicar o vice de Lessa (provavelmente seria seu secretário de Infra-Estrutura Mozart Amaral, nome que poderá ser lançado a sua sucessão na Prefeitura). Quanto a Collor é possível que, excluído da disputa sucessória e impedido de indicar o

Se o indicado for Cícero Almeida, surge, como desdobramento, outro nó de marinheiro: o bloco volta a ter nada menos que cinco nomes disputando duas vagas de senador: Renan Calheiros, Benedito de Lira, Eduardo Bomfim, Pinto de Luna e o próprio Ronaldo Lessa. Cumpre também anotar que o nome de Lessa saiu da disputa ao Senado para o tabuleiro sucessório por intervenção do presidente Lula, a fim de facilitar a reeleição do senador Renan Calheiros. Ora, como se presume (e as pesquisas de intenção de voto corroboram a dedução) que uma das vagas ficará com Heloísa Helena, do PSOL, a outra seria disputada, em luta antropofágica, pelos cinco representantes oposicionistas. E aí, fica a indagação: se já é difícil encaixar três em uma vaga de senador, o que dizer de cinco brigando por um único mandato? Ressalte-se, por outro lado, que a análise acima recai exclusivamente sobre o tabuleiro da oposição, não levando em conta candidatos governistas e independentes ao Senado.

> Ou Vai ou Racha

Cícero quer disputar governo, e aliados afirmam: "A hora é essa" Arquivo / Primeira Edição

Apesar das articulações em andamento, o fato é que a oposição ainda não tem um nome definido para disputar o governo: Ronaldo Lessa? Pode ser, pode, mas ainda não é. O nome do ex-governador cresceu, apoiado no convite do presidente Lula, mas nem o próprio Lessa sabe se assume o desafio ou toma outro rumo. Outro rumo, convém ressaltar, não significa necessariamente retornar à condição de aspirante ao Senado. Por que não deputado federal? Aliás, se Lula estivesse mais familiarizado com a política alagoana, teria pedido que Lessa concorresse à Câmara dos Deputados. Seria o caminho mais curto e certo para assegurar-lhe um mandato federal, garantindo-lhe a prerrogativa de foro. Seria, igualmente, a fórmula menos traumática para ajudar ao senador Renan Calheiros que, sem Lessa no páreo, terá mais condições de assegurar a reeleição numa disputa em que se tem como certa a vitória de Heloísa Helena para uma das duas vagas em jogo.

E ALMEIDA? Pois bem, enquanto se discute para onde Lessa vai, não se pode ainda descartar o nome de Cícero Almeida, o campeão das pesquisas de intenção de voto para governador. Ou seja: até o

sados em aplicar-lhe uma condenação definitiva. Já os partidários do prefeito de Maceió avaliam que a indicação de Lessa para o governo perde força nesse cenário de persistente indefinição. Acreditam que Lessa anda inseguro e, por isso mesmo, daria graças a Deus se fosse poupado do embate sucessório.

AGORA OU NUNCA

Cícero Almeida quer concorrer ao governo, e vai até Lula para consegui-lo

dia 30 de março, prazo fatal para desincompatibilização, ninguém pode afirmar que o candidato ao governo é Lessa e não Almeida. Simples. O prefeito nunca retirou seu nome da disputa e ainda acredita que, em cima da hora, o bom senso vai prevalecer e o bloco oposicionista o lançará para disputar com Teotonio Vilela. O candidato a senador pelo PT, José Pinto de Luna, faz coro com os que afirmam em alto e bom tom: "Só dá para excluir Almeida da disputa sucessória no final de março, quando expirar o prazo da desincompatibilização. Ale lá, ele está no jogo". E

como está.

DESCONFIANÇA A favor de Almeida pesa não apenas o veredicto das pesquisas de opinião, mas também o olhar desconfiado de aliados do próprio Ronaldo Lessa, que preferem vê-lo disputando ou uma vaga no Senado ou um mandato de deputado federal. Para esses, escalar Lessa para bater de frente com Teotonio Vilela representa um risco alto e gratuito, num momento crucial em que o ex-governador, respondendo a inúmeros processos na Justiça, precisa de imunidade, até porque há membros do próprio Poder Judiciário interes-

Almeida, por seu turno, sabe que 2010 tem tudo para ser o ano de sua consagração. Carreira meteórica, o prefeito tem consciência de que não possui um "capital político" sólido construído ao longo de uma vida e de muitas batalhas eleitorais. Observadores mais atentos já disseram inclusive ao empresário João Lyra (padrinho político de Almeida), que, em relação ao governo, ou o prefeito chega agora ou não chegará mais nunca. Avaliam que, permanecendo na Prefeitura, Cícero será obrigado a passar dois anos sem mandato (em 2012 ele conclui o mandato e a próxima eleição será em 2014). Acham que esse intervalo significará tempo suficiente para deixá-lo "fora de forma", a exemplo de um jogador de futebol que passa um longo período sem a bola nos pés.


Primeira Edição | 22 a 28 de fevereiro, 2010

A4 | Cidade

> Açúcar no Sangue Geraldo Câmara

Ouvidor Geral geraldocamara@gmail.com

A Fórmula 1 de Alagoas É, amigos. O carnaval acabou e por incrível que pareça já vamos entrar no terceiro mês do ano, o tempo urge e a corrida de Fórmula 1, a nível alagoano, já vai começar. Uma corrida que vai definir o futuro de um estado que precisa sempre de injeções de ânimo para deslanchar nas pistas. Os concorrentes ainda não estão todos posicionados, até porque ainda faltam ajustes nos motores, escolhas finais por parte dos comandantes, fórmulas de desempenhos, dinheiro, muito dinheiro, mas, sobretudo, muita raça e muita coragem, para ver quem chega em primeiro lugar nas duas principais categorias: A Fórmula 1 do Senado e a Fórmula 1 do Governo do Estado. Na primeira, os concorrentes ainda estão enrolados, ninguém sabe ainda quem sai na "pole position" e, muito menos, qual a previsão de quem vai ser o campeão. Nos primeiros treinos uma mulher está com o melhor tempo, mas será que vão deixa-la continuar? Mistério! Na segunda, a do governo, o "pole" talvez nem participe da corrida e aí é que entra em cena o campeão de 98 a 2006, pronto para assumir a posição com todo o apoio do possível desistente. Osso duro de roer para o atual campeão que se vê acossado por um bloco de campeões e ex-campeões dispostos a derruba-lo de sua atual posição. Mas, como a sua máquina está na mão, há que se respeita-lo também. No entanto, gente, não devemos deixar de acreditar que a torcida se imponha e que coloque como campeão, desta vez, o melhor de todos: o voto consciente e incomprável. DESTACÔMETRO O destaque da semana vai para o superintendente regional do trabalho, em Alagoas, Heth César, um pedetista de fibra que vem melhorando a imagem do MT por aqui.

OUVIDOR GERAL OUVIU... ...que o meu amigo Carlito Lima está, cada vez mais, consagrando-sse como um escritor brasileiro de primeira linha e, agora, de caráter internacional. Não é a toa que Carlito lançará o seu consagrado "Confissões de um Capitão, no difícil e disputado mercado português. O evento, para o qual o escritor levará outras de suas obras ocorrerá no dia 1º de março, às 18:30h, na Livraria Ler - Lx - Factory, sita à rua Rodrigues Faria, 103 em Lisboa. Quem quiser se habilitar a levar o abraço alagoano pessoalmente, aís está o endereço. Parabéns, Carlito. ...que, com inteligência e criatividade, a Azul vem mostrando como tratar o mercado brasileiro visando a democratização dos vôos em malha nacional. Depois do sucesso da primeira edição, a Azul Linhas Aéreas Brasileiras começou a vender novamente desde ontem, 21 de fevereiro, o Passaporte Azul. O produto inovador para o mercado brasileiro permite viajar com a companhia para qualquer destino, quantas vezes quiser, ao longo de 31 dias, mediante o pagamento de um valor fixo, R$ 899. Na primeira edição, em outubro do ano passado, os passaportes esgotaram em poucos dias. ...que Marcos Alencar, o gerente de comunicação e marketing do Sebrae-AAl pede-m me que lembre a vocês, os que realmente se interessam por gestões melhores que "Olá! Vem aí o maior programa de capacitação para gestores empresariais. Se você deseja se capacitar ou conhece alguém que queira um diferencial competitivo na forma de gerir os negócios, ligue agora 0800 570 0800. Parcele sua inscrição pelo cartão de crédito. As vagas são limitadas". Boa idéia e excelente oportunidade que nos dá o Sebrae. ...que, Dydha Lyra, este poeta, compositor, cantor, pintor e muitas outras coisas mais mandou-me um poema recente de sua obra: VAZIO "E veio a tarde./ A noite escondeu a luz de teus olhos,/ fico pensando em ti.../Te vejo agora no céu que construo,/pleno de estrelas piscantes e fugientes./Eu sei...é você,/estrela cadente,/quem devolve o brilho/que a noite roubou/quando, de súbito,/se fez em mim/ausência...". Grande Dydha, meus telespectadores querem você, o mais rápido possível, entre eles. ...que o percussionista Wilson Santos estará ministrando oficina de percussão, com ênfase em Atabaque e Pandeiro no Centro de Belas Artes de Alagoas (CENARTE) e as inscrições estarão abertas a partir desta segunda-ffeira (22), gratuitamente. Atualmente, Wilson é um dos mais reconhecidos percussionistas e pesquisadores de ritmos afro-bbrasileiros em Alagoas, dedica-sse à produção artesanal de instrumentos de percussão, coordena a Orquestra de Tambores de Alagoas, além de continuar atuando como professor e percussionista. ...que, entre uma partida de dominó e outra, na Barra de São Miguel, ouvi por diversas vezes a afirmação, por parte do ex-governador Ronaldo Lessa, a convicção de que só será candidato a governador se, realmente, o prefeito Cícero Lima não desejar concorrer ao cargo nestas eleições. Ronaldo manifesta uma lealdade ímpar ao prefeito chegando ao ponto de colocar-se à disposição para qualquer outra composição que favoreça o acordo do chamado chapão, mas, sobretudo, à dignidade que precisa cada vez mais ser resgatada pelos políticos.

PÍLULAS DO OUVIDOR Primeira: A bruxa está solta mesmo. Agora, cassaram o Kassab, prefeito de São Paulo. Vai recorrer no mandato, mas dizem que o dia vai chegar. Será? Segunda: - passado o carnaval, a turma que corria atrás do Pinto da Madrugada diz que vai correr atrás do Pinto de Luna. Terceira: Escrevam o que eu digo: os próximos anos vão ver o crescimento dos projetos cooperativistas neste estado. Quarta: Um abraço muito especial ao Menezes, o diretor do Colégio Intensivo, uma fórmula dinâmica que vem servindo de exemplo ao ensino alagoano.

ABRAÇOS IMPRESSOS Mario Agra - porque depois da cirurgia parece pronto a defender o PSOL na eleição majoritária. Álvaro Almeida - porque o presidente da Federação de Agricultura parece disposto a colocar seu nome para o julgamento nas urnas. Rogério Teófilo - porque o secretário de educação parece querer mesmo que a "mosca azul" o coloque na vice de Téo. Será? Lean Araújo - pelo aniversário, ontem, do ex-procurador geral de justiça, figura proba e altamente simpática de nossa sociedade produtiva.

Comer doce não causa diabetes, "mas é preciso ter vida saudável" Médico Edson Perrotti diz que doença não é sentença de morte e deve ser encarada Luciana Martins

Luciana Martins Repórter

A estatística mais recente sobre a incidência do diabetes no Brasil é de 2003 e revela que, naquele ano, 10.294.200 pessoas estavam com a doença. A informação é do endocrinologista Edson Perrotti assinalando que o diabetes tipo 1 atinge uma média de 7,9% dos brasileiros, enquanto o do tipo 2 incide sobre 11% da população. "Isso, diz ele na linguagem médica, é um dado extrapolado". Mas, o que é o diabetes? Tecnicamente, é um distúrbio metabólico que tem como manifestação principal a elevação da glicemia, constituindo-se em hiperglicemia (excesso de açúcar no sangue). Ou seja, como se diz popularmente, é o aumento da taxa de glicose (açúcar) no sangue. Os sinais clínicos mais comuns da doença são: sede excessiva, micção freqüente e em grandes volumes (ir ao sanitário várias vezes durante a noite) eventualmente muita fome (numa fase inicial) e em outras fases apresentar náuseas e/ ou vômitos. Em crianças e adultos jovens o emagrecimento rápido indica um diabetes onde há falta de insulina. Um sintoma curioso é a presença de moscas e formigas na urina, já que ela fica doce. "Quando eu falo moscas na urina tem gente que imagina que ela urina com moscas ou formiga, não é isso. As formigas e as moscas são atraídas pela urina adocicada",

Médico Edson Perrotti diz que doce não leva ao diabetes, mas alerta:”É preciso ter vida saudável”

explica Edson Perrotti. Com maior freqüência em adultos acima de 35 anos e normalmente obesos, o diabetes tipo 2 é hereditário com uma incidência de 3 em 4, ou seja, a cada 4 irmãos (numa família com pais ou algum antepassado com diabetes) 3 têm grandes chances de ter a doença. Já o diabetes tipo 1 não apresenta características genéticas. "Por exemplo, o filho de uma pessoa com diabetes tipo 1 não significa que vá ter diabetes tipo 1, mas ele tem mais chances do que a população em geral. Da mesma forma, esse diabetes pode aparecer

numa pessoa que não tem nenhum caso de diabetes na família. É um problema imunológico", ensina Perrotti. Existe mais grave e menos grave? O endocrinologista garante que não e assegura que a gravidade de um ou de outro tipo é inerente ao problema. E alerta a população: "O pior tipo de diabetes é o não controlável". Portanto, a falta de controle pode causar complicações crônicas como problemas cardiovasculares, derrame, infarto, trombose; problemas microvasculares, cegueira, insuficiência renal, distúrbios neurológicos.

Mal exige tratamento individualizado O tratamento do diabetes é individualizado, ou seja, é variável. Já existem técnicas mais modernas que permitem comer açúcar, em especial nos casos de diabetes tipo 1. "Para os pacientes tipo 1 existe um tratamento muito preciso que é a utilização da bomba de infusão de insulina, onde se faz a infusão em tempo integral da insulina de acordo com a programação feita pelo paciente". Somente o diabetes tipo 2 pode ser evitado. Edson Perrotti ensina a forma de prevenção: manter o peso adequado, praticar atividade física e alimentação balanceada. "Infelizmente, o tipo 1 ainda não há como preveni-lo porque existe um fator ambiental inerente ao individuo que faz com que ele apareça independente de qualquer ação". A idéia de que comer muito doce leva a desenvolver o diabetes, é rebatida pelo médico. "É importante saber que comer doce não conduz ao diabetes, o que pode acontecer é engordar, e aí sim, cria-se um fator de risco. No entanto, a pessoa que come muito doce, habitualmente, não tem uma alimentação balanceada e, no contexto geral, está desregrada. Portanto, nesse caso pode desenvolver o diabetes. Não é o doce em si", afirma. O órgão do corpo humano responsável pela produção de insulina é o pâncreas. Ele produz insulina para, através da alimentação, levar a glicose até a corrente sanguínea que a irradia para todo o organismo como fonte de energia. "Quem abre a passagem do sangue para a célula é a insulina. No caso dos pacientes com diabetes, o pâncreas deixa de funcionar adequadamente parando assim de produzir insulina de forma satisfatória para as necessidades do corpo humano", esclarece o endocrinologista. Quando o pâncreas entra em falência, existe tratamento através de transplante em alguns casos isoladamente (no diabetes hiperlabus, sem controle) ou para aquela pessoa que tem diabetes e vai precisar transplantar outro órgão. "Por exemplo, a pessoa vai fazer um transplante de rins e aproveita

PRINCIPAIS TIPOS DE DIABETES TIPO 1 - É quando o organismo (pâncreas) não produz insulina. Mais freqüente em crianças, adolescentes ou adultos jovens e magros. Nesse tipo há um emagrecimento rápido do paciente e logo surgem os sintomas. A faixa que apresenta maior incidência da doença é a de 5 e 15 anos de idade. Mas ela pode aparecer até aos 25 anos. Representa de 5 a 7 % dos portadores da doença. Tratamento: Será usada a insulina logo que diagnosticada a doença. Dieta adequada. Hoje existe um tratamento intensivo com contagem de carboidratos, ou seja, o paciente toma insulina de acordo com a quantidade que come, pois existem insulinas que podem imitar o funcionamento de um organismo não diabético. Para esse tipo pode ser usada a bomba de infusão de insulina. TIPO 2 - É quando ocorre resistência à ação da insulina, ou seja, a pessoa produz a insulina mas ela não consegue fazer o seu efeito. Mas freqüente em adultos acima dos 35 anos e obesos. Normalmente essas pessoas passam anos sem saber que tem diabetes. Ele se instala de forma crônica, lenta. Os 45 anos podem ser considerados a idade que apresenta maior incidência do diabetes tipo 2. Representa 90% dos casos na população que é portadora da doença. É considerado uma pandemia. Tratamento: Dieta hipocalórica, ou seja, para redução de pesos, e balanceada. A maioria dos pacientes apresenta restrição ao açúcar por isso na dieta é retirado o consumo do açúcar da cana, aquele usado para adoçar. Outra recomendação é a atividade física para redução de peso, além de melhora na produção da insulina. Também é utilizado os medicamento, dependendo de cada caso, inclusive a própria insulina. GESTACIONAL - É um tipo especifico que surge na gestação. A mulher não é diabética, mas durante a gestação desenvolve diabetes. Ela pode persistir depois do parto ou desaparecer e/ ou aparecer novamente em outro momento da vida. Se a primeira vez ocorrer durante a gravidez, ela é denominada diabetes gestacional. Representa entre 3 a 5 % dos portadores da diabetes. para transplantar o pâncreas". O médico Edson Perrotti aconselha: "Quem não têm diabetes, mas tem histórico na família, deve adotar hábitos de vida saudáveis. Tem que acabar com essa história de que é gostoso comer, tem que deixar a preguiça de lado. Ou seja, tem que abandonar esses conceitos e criar o hábito de vida saudável. Em suma, comer bem e fa-

zer exercícios". Para os portadores da doença, ele oferece palavras de estímulo: "Não encare a doença como sentença de morte e/ou castigo. A pessoa que tem diabetes tem que ter força de vontade e encarar o problema. Qualquer pessoa que tem diabetes tem condição de ter uma vida plena e produtiva. Encare o problema e vá em frente".

> IPTU 2010

Contribuinte pode pagar com 20% de desconto até a próxima 6ª feira É pegar ou largar. Vai até a próxima sexta-feira, 26, o prazo para pagamento do IPTU, em cota única, com desconto de 20%. Os carnês estão sendo entregues pelos Correios, na residência dos contribuintes, mas quem ainda não recebeu, pode retirar uma segunda via pela internet, no endereço www.smf.maceio.al.gov.br, ou nas centrais de atendimento ao cidadão (JÁ) de Mangabeiras, do Shopping Farol e do Shopping Miramar.

O contribuinte tem ainda a alternativa de procurar uma cópia do documento na sede da Secretaria de Finanças - Rua Pedro Monteiro, nº 5, no Centro de Maceió. "O não recebimento do Documento de Arrecadação Municipal (DAM), não desobriga o sujeito passivo do pagamento dos tributos no respectivo vencimento", alerta a secretária de Finanças, Marcilene Costa. De acordo com o calendário divulgado pela Secretaria Municipal de Finanças

(SMF), o desconto de 20% é válido para o contribuinte que não tem débitos anteriores, e pagar a cota única do carnê de 2010 até a próxima sexta-feira. Os que têm débitos também podem se beneficiar dessas condições, só que o desconto é menor: 10%. Quem não pode pagar este mês, ainda tem a chance do desconto da cota única até 31 de março. Nessa data, porém, o beneficio é de 10% para quem está quite com o IPTU, e de 5% para quem tem débitos anteriores.


Primeira Edição | 22 a 28 de fevereiro, 2010

Cidade | A5

> Ações no Supremo

Intervenção ronda Alagoas e mais 11 estados Caso alagoano é por descumprimento de ordem judicial, mas maioria dos processos diz respeito a pagamento de precatórios > Entrevista/ RUI PALMEIRA

"Angustiado e de mãos atadas, não quero mais continuar na Assembleia" Angustiado e impotente. É como o jovem advogado Rui Palmeira se sente atuando como um dos 27 integrantes do Poder Legislativo de Alagoas. Em sua avaliação, a Operação Taturana, da Polícia Federal, ofereceu grande oportunidade de mudança, mas a Assembleia continuou na mesma e hoje sua imagem é muito ruim perante a sociedade. Nesta entrevista à repórter Luciana Martins, Palmeira admite que se sente angustiado e cansou de estar com as "mãos atadas", por isso vai

disputar um mandato de deputado federal. Sobre o governador Teotonio Vilela, afirma: "Ele conduz um governo sério e responsável, que está mudando a realidade de Alagoas". Entre José Serra e Dilma Rousseff, na corrida à presidência da República, Palmeira é categórico: "Sem dúvida, Serra". E afirma que o governador paulista já provou sua competência: "Hoje, se fosse para a reeleição, teria 80% dos votos de São Paulo, segundo as pesquisas de que temos conhecimento". ALE

O que o levou ao PSDB? Eu recebi um convite do governador e essa era uma legenda pela qual eu já tinha simpatia. Eu fui eleitor do governador, apesar de estar no PRONA, que tinha como candidata a Lenilda (PT) da nossa coligação. Outro motivo é a relação muito próxima de amizade entre ele e o meu pai. Éramos vizinhos de prédio, além disso, eu acredito que o PSDB tem mais o meu perfil por isso aceitei esse convite. O DEM (antigo PFL) partido histórico de seu pai Guilherme Palmeira, deixou de ser uma legenda atraente? Não, ela é uma legenda importante no país, é uma legenda que ainda tem sua força. No entanto, eu achei mais interessante esse projeto do PSDB. A seu ver, o DEM sobrevive ao escândalo do mensalão no Distrito Federal? O DEM ficou fragilizado com esse escândalo, mas ele tomou as providencias que eram necessárias como a expulsão do governador Arruda, que na Desiludido com a Assembleia, Rui Palmeira decidiu mudar de rumo e vai disputar uma vaga de deputado federal verdade saiu antes de ser expulso, o mesmo aconteceu com o da Mesa Diretora, a gente cansa mara Federal. como Alagoas mudou. Esse é deputado presidente da Câma- de apresentar requerimento, um governo que pensa muito ra Legislativa do DF, Leonardo não tem resposta. Então, acrediSeu pai, Guilherme, vai no futuro do Estado. Prudente. Então, o partido tem to que a imagem continua a concorrer a algum mandato estomado as providencias neces- pior possível. te ano? Em sua avaliação, o goversárias para expurgar e se ver Não. Ele saiu do TCU (era nador tem como melhorar seu livre dessas pessoas. ObviaO que mais marcou sua ministro do Tribunal de Contas relacionamento com o funciomente o partido fica fragilizado passagem pela ALE? da União) e montou um escritó- nalismo público? já que o Arruda era uma lideA Legislatura como um rio de advocacia em Brasília Sim. Aquele decreto do gorança importante ao lado do todo porque foi bastante confu- com o ex-ministro do STJ, o ala- verno foi um erro porque o goprefeito Gilberto Kassab. Eles sa. Mas, o que marca é que a goano Humberto Gomes de verno não tinha como honrar o eram os maiores líderes do De- gente sente que uma parte dos Barros e está bem lá. Ele já está aumento que a gestão passada mocratas. deputados só pensa no interes- com 71 anos, tem um problema concedeu irresponsavelmente. se particular, no pessoal, não de saúde na perna e na coluna Conceder aumento para o suSua missão na Assembléia está nem aí para o Estado. Que- por isso eu acredito que ele não cessor pagar é no mínimo uma Legislativa está cumprida? rem se locupletar e isso marca tenha mais pique para campa- irresponsabilidade. Agora, houAcredito que sim. Nesse de forma negativa. Agora, de nha que demanda um estado ve uma falha na questão daquemandato eu fiz o melhor possí- forma positiva percebemos que físico bom para percorrer esses le decreto porque poderiam ter vel. Na verdade tenho feito, alguns deputados têm o inte- municípios. Eu acho que ele já sido convidados os sindicatos e porque ainda temos quase um resse de buscar soluções, com- não tem essa capacidade, sobre- representantes dos servidores ano de mandato pela frente bater o que está errado, são os tudo com o problema sério na para se mostrar a real situação nessa legislatura tão complica- dois lados da moeda. A investi- coluna que deve demandar do estado e dizer que naquele da e confusa. Eu fiz a minha gação da Polícia Federal mar- uma cirurgia. Vontade ele sem- momento não tinha como cumparte e me dou por satisfeito cou muito e mostrou que havia pre teve, mas, pelas condições prir aquele decreto, mas que com essa atuação e com esse deputados com 10, 20, 30 mil- físicas, não toparia esse desafio. dentro das possibilidades essa período de quatro anos na hões de reais na conta pessoal. situação seria resolvida. O goAssembléia. Fiz o que era possí- Ou ganharam na Mega-Mena Qual sua avaliação sobre o vernador tem tentado. Com o vel dentro das minhas limita- ou desviaram claramente mil- governo de Teotônio Vilela? programa Minha Casa Minha ções, mas não quero mais per- hões de reais (dos cofres públiÉ um governo sério, que Vida, o governo estadual tem manecer na Assembléia. cos). veio para mudar a realidade de feito um trabalho muito bom Alagoas. Hoje, o nosso estado, voltado para o servidor, é um A imagem do Legislativo O que o leva a deixar a ALE depois de 30 anos estagnado, passo importante. O governaalagoano melhorou após o e disputar um mandato de voltou a ter investimento priva- dor tem muito interesse em reescândalo dos taturanas? deputado federal? do, várias empresas se instalan- solver a questão dos precatórios Não. Infelizmente a AssemComo disse, fiz o que era do no pólo de Marechal Deodo- e há uma pendência jurídica, a bléia continua com uma ima- possível e muitas vezes a gente ro, no pólo industrial Luis Ca- PGE tem um entendimento e a gem muito ruim perante a so- se sente de mãos atadas porque valcanti, aqui em Maceió, a Secretaria de Gestão tem outra ciedade porque não deu as res- não pode fazer mais. Se houves- Bauduco em Rio Largo (será a e nesse embate quem sai perpostas necessárias. No momen- se um bloco de oposição maior, primeira unidade industrial da dendo são os servidores. Mas to que estourou a Operação Ta- de oposição à Mesa, podería- Bauduco no Norte-Nordeste), o espero que cheguem a um conturana e logo depois, o governo mos fazer muito mais, mas são estaleiro de Coruripe. Todos es- senso para que seja resolvida, do Estado encaminhou uma apenas três deputados que fi- ses investimentos são uma rea- pelo menos em parte, a questão proposta de redução do duodé- cam ali brigando, combatendo, lidade e podem mudar nossa dos precatórios. O FGTS da cimo, era uma oportunidade de pedindo algumas informações realidade. Lógico que isso de- mesma forma, mas há o interesdebater esse tema, de saber co- que não são atendidas. Então há manda tempo, não se muda se do governo em sanar esses mo a Assembléia gastava efeti- esse sentimento de impotência, uma realidade de desigualda- problemas e, conseguindo revamente esses valores tão altos. de mãos atadas e eu acabo me des, como é o caso de Alagoas, solvê-los, ainda que em parte, Ela foi sumariamente arquiva- sentindo angustiado na Assem- da noite para o dia. Os que hoje haverá um crédito e o reconheda. Assembléia não tem trans- bléia por conta disso tudo. Há vaiam o governador Teotônio cimento por parte do servidor parência, muita coisa acontece e uma soma de fatores que me Vilela, daqui a alguns anos vão público. O pagamento em dia só quem sabe são os deputados faz pleitear um mandato na Câ- aplaudi-lo porque vão notar também, ele não vai cometer

nenhuma loucura e conceder um aumento impagável para. daqui a dois, três ou seis meses deixar de pagar o servidor. É um governo responsável e tem tentado fazer o máximo pelo funcionalismo. A violência em Alagoas é um desafio sem solução? É um desafio difícil, sobretudo pela questão da droga, em especial do crack. O combate a isso demanda investimento não só em segurança, mas também em ações sociais, principalmente na educação. Esse ano há um investimento de R$ 250 milhões no Geração Saber, onde está sendo possível a construção de quadras poliesportivas, reforma de escolas, praças esportivas nas escolas porque tem que se tentar ao máximo manter o aluno na escola. Se ele estiver com a mente ocupada estudando, pesquisando ou praticando esportes a chance de ir para o mundo das drogas é menor. Tudo isso demanda dinheiro, investimento, e a capacidade de investimento do estado infelizmente é baixíssima. Há empréstimos que foram aprovados no ano passado e há muitos recursos disponíveis para este ano. Espero que o governo invista maciçamente no essencial - educação, segurança e saúde. Fazer política lhe atrai mais do que exercer a advocacia? Na verdade eu nunca cheguei a exercer, fui estagiário, quando acabei a faculdade ingressei numa pós-graduação e logo depois fui aprovado na OAB do Distrito Federal, na primeira tentativa. Eu tinha esse pensamento: se não ingressasse na política, iria advogar. Mas as coisas se completam para mim, pois ter cursado Direito, ser advogado apesar de não exercer, me ajuda muito, sobretudo nas questões legislativas. Isso tem um peso muito grande e eu entendo que todo parlamentar deveria ter uma pequena base, conhecer o mínimo de Direito para ter uma noção de uma série de questões. Mormente de Direito Constitucional com o qual estamos lidando o tempo todo, de forma direta ou indireta, no Parlamento. No final as duas coisas se completam. Serra ou Dilma? Sem dúvida, Serra. Porque é o gestor mais capacitado do Brasil e o povo de São Paulo mostra isso. O Serra tem feito uma administração muito boa, foi um grande prefeito, hoje é um grande governador e se fosse candidato à reeleição teria seus 80% dos votos de acordo com as pesquisas. Ele é mais preparado que a Dilma, já foi testado em eleições. Acredito e tenho que fé que o povo brasileiro vai querer mudança, vai querer um País mais responsável com o Serra presidente.

O Supremo Tribunal Federal está abarrotado de ações pedindo intervenção federal em 12 estados, dentre eles Alagoas. São 129 pedidos, sendo que a maioria tratando de pagamento de precatórios. O estado de São Paulo lidera em número de ações. O caso alagoano é de pleno conhecimento do presidente do STF, ministro Gilmar Mendes, que aqui esteve, em duas ocasiões no ano passado, e foi questionado sobre o impasse que até agora está sem solução, expondo um caso atípico de descumprimento de ordem judicial por um dos poderes do Estado.

O CASO ALAGOANO Em setembro do ano passado, o Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL) ajuizou no Supremo Tribunal Federal requisição de intervenção federal (IF 5161) contra o Poder Legislativo alagoano, considerando desobediência à decisão judicial que determinou o afastamento das funções do deputado estadual Cícero Paes Ferro. Segundo ação proposta pelo Ministério Público Estadual, ele é réu em quatro processos penais, dentre os quais um por porte ilegal e outro por homicídio. Para o Ministério Público, era imprescindível o afastamento do deputado para resguardar a regular instrução criminal e a própria Assembleia Legislativa. O desembargador Orlando Cavalcante Manso ordenou que a Mesa Diretora da Assembleia afastasse Cícero Ferro, mas a ordem foi descumprida, o que ensejou o pedido de intervenção federal ao STF. INTERVENÇÃO

FICOU NO QUASE Intervenção federal nos estados é coisa raríssima. No início da década de 90, o Supremo Tribunal Federal (STF) concretizou um importante instrumento para a fiscalização e garantia de aplicação dos princípios constitucionais inscritos na, até então recente, Constituição promulgada em 5 de outubro de 1988. Naquela ocasião, o plenário do STF analisou uma Intervenção Federal solicitada pela Procuradoria Geral da República contra o estado do Mato Grosso depois de um crime que chocou a sociedade brasileira (ocorrido em novembro de 1990, na cidade de Matupá a 700 quilômetros de Cuiabá). O julgamento ocorreu em 13 de março de 1991. ARGUMENTO DO PROCURADOR O procurador-geral da República à época, Aristides Junqueira, pediu a intervenção alegando que não havia, no estado, a mínima condição de se assegurar o mais primordial direito da pessoa humana: o direito à vida. Isso porque as autoridades policiais foram impotentes para manter a segurança de três presos e não conseguiram evitar que eles fossem linchados até a morte por populares. DECISÃO POR

UNANIMIDADE A Intervenção Federal (IF 114), relatada pelo então presidente ministro Néri da Silveira (aposentado), foi conhecida, por maioria de votos, mas indeferida por unanimidade de votos. Em seu voto, embora tenha reconhecido a gravidade da situação, o ministro Néri da Silveira afirmou que não se tratava de situação concreta que, por si só, poderia configurar causa bastante a decretar-se intervenção federal no estado. Agora, o País vive mais uma expectativa de intervenção federal em consequência do escândalo que envolve toda a cúpula do governo do Distrito Federal.


Primeira Edição | 22 a 28 de fevereiro, 2010

A6 | Cidade

> Pequenas Causas

> Reunião

Lojistas e secretários de Maceió discutem planos para 2010 Arquivo

A Câmara dos Dirigentes Lojistas de Maceió (CDL) programou para esta segundafeira, 22, no Maceió Mar Hotel, um almoço com seus filiados, oportunidade em que estarão também presentes, os secretários de Maceió, Mozart Amaral (Infraestrutura) e Mázio Duarte (Planejamento). O evento visa, segundo o presidente da CDL, Wilson Barreto, ouvir e discutir quais as ações que a Prefeitura tem para este ano, sobretudo em se tratando de projetos e obras relacionadas a essas duas Secretarias. Entre os assuntos que estarão em pauta, ganhará prioridade o projeto de implantação de um Condomínio no Centro de Maceió, segundo adiantou o deputado federal Givaldo Carimbão, que participará do evento na qualidade de dire-

Juizado Especial atrasa processo por falta de juizes e de estrutura Juiz Geraldo Tenório explica deficiência e sugere criação de mais dois ou três juizados Luciana Martins

Luciana Martins Repórter

Wilson Barreto, presidente da CDL

tor da CDL. O projeto do Condomínio prevê uma parceria entre os setores público e privado a fim de estabelecer a manutenção e conservação das áreas requalificadas do Centro de Maceió. Uma obra que custou R$ 25 milhões aos cofres públicos em benefício do comércio e da população, mas que pode ser comprometida caso não haja a iniciativa de preservá-la.

Quando de sua criação, ele foi chamado Juizado de Pequenas Causas por se tratar de questões menores, mas o sistema evoluiu, as questões se ampliaram e, em face disso, o termo "pequenas causas" ficou descaracterizado, perdendo sua razão de ser. Hoje, as causas tratadas nessa esfera jurisdicional "são grandes", em importância para a sociedade, surgindo daí a denominação de Juizado Especial. De acordo com o juiz Geraldo Tenório, do 2º Juizado Especial Civil e Criminal de Maceió, o Juizado recebe esse nome por dispensar um tratamento diferenciado ao cidadão. "Os Juizados Especiais Cíveis explica - servem para resolver as pequenas causas com rapidez, de forma simples e sem despesas. Outra facilidade é que no Juizado há um setor especializado que apura a queixa e a transforma em ação". São consideradas pequenas causas aquelas cujo valor não exceda a 40 salários mínimos.

Juiz Geraldo Tenório: “Processos atrasam por falta de pessoal e estrutura”

Para as causas de valor até 20 salários mínimos, não se faz necessária a intervenção de advogado, mas, se quiser, o reclamante pode levá-lo. Acima desse valor é obrigatória a presença do advogado. Caso o queixoso não tenha recurso para pagar um advogado, ele tem direito a um defensor público. "Existem exceções: em determinados tipos de ações, a própria lei 9.099 admite que ultrapasse 40 salá-

rios", salienta. No 2º Juizado Especial, existem 2.900 processos tramitando e o grande problema, hoje, é a falta de audiência de instrução. "Pelo número de processos, pela demanda, a gente precisa de pauta de instrução. Aqui no meu Juizado eu recebo 250 processos/mês." Com isso, torna-se inviável cumprir o prazo ideal de julgamento, que é de 90 dias. "Esse prazo já foi dilatado para

seis meses e mesmo assim é difícil de cumpri-lo. Ou se imprime um ritmo de mutirão ou não se consegue alcançar uma sentença em seis meses, salvo quando há conciliação" - informa Geraldo Tenório. O tempo do processo se dá em duas condições: quando há conciliação e quando não há conciliação. No 2º Juizado, as audiências de conciliação são marcadas no prazo entre 30 e 40 dias e caso haja entendimento, ele se encerra nesse período. Já, não havendo conciliação, com o mutirão realizado, o prazo para audiência de instrução é de 120 dias e um dia após a audiência sai a sentença. "Nós temos grandes dificuldades de pessoal e também estrutural. Alguns Juizados têm mais dificuldades que a gente, é verdade, e outros andam 'pari e passu' ao 2º Juizado", acrescenta. Historicamente, afirma o juiz Tenório, o prazo de julgamento dos processos pela turma recursal é de mais de um ano. "Mas, confesso que não tenho idéia do prazo específico para o julgamento dos recursos".

Processos demais, estrutura de menos Para Geraldo Tenório, a demora no julgamento dos processos acontece por conta do excesso de casos e também pela falta de juízes. Segundo ele, a carga por magistrado é muito grande. Ele cita o exemplo do seu Juizado, onde há quase 3 mil

processos e são 3 mil entrevistas que ele tem que realizar, sem considerar os 250 processos que entram mensalmente. "O ideal seria que cada magistrado trabalhasse com uma média de 1.000 processos, por exemplo, aqui no 2º Juizado eu precisaria de mais

2 magistrados". Uma sugestão feita por: a criação de mais 2 ou 3 Juizados, e/ou diminuição da competência territorial de alguns Juizados. Isso já facilitaria bastante o trabalho do Juizado, considerado por ele, um grande espelho.

"O juizado especial hoje é de uma importância enorme para o Judiciário porque se tem um órgão da Justiça que efetiva seus comandos é o Juizado Especial. Imagina você, com 90 dias ter a sua causa resolvida!".

Juizado virtual dispensa a papelada O Juizado Especial funciona virtualmente, pelo sistema computadorizado, não havendo mais necessidade de papéis. O processo é todo digitalizado. "Nesse processo você peticiona no seu próprio escritório, encaminha pro juizado a petição, já recebe a intimação por e-mail e aqui o processo corre todo eletronicamente", aduz Geraldo Tenório. - Ele garante que o mais van-

tajoso desse processo eletrônico é você dispensar o atendimento em balcão. "Onde você estiver, tendo internet, você tem acesso ao seu processo". Além disso, acrescenta: "É ecologicamente correto, há uma eficiência do serviço público e evita-se o arquivamento dos processos, o que era outra dor de cabeça para o Judiciário. Sem o processo físico, se torna bem mais fácil". As ações mais comuns são:

inscrição negativa de crédito, ou seja, CPC, SERASA de forma indevida; Plano de Saúde, negativa de atendimento; a declaração de nulidade de taxas abusivas cobradas por bancos. "O Juizado especial também tem competência para resolver causas criminais", ressalta Geraldo Tenório revelando que as empresas mais acionadas são as de telefonia, os supermercados, lojas de magazines e bancos.

Em Alagoas existem 21 Juizados Especiais Cíveis e Criminais, sendo 12 na capital e 9 no interior, Arapiraca, Delmiro Gouveia, Palmeira dos Índios, Penedo, Rio Largo, Santana do Ipanema, São Miguel dos Campos e União dos Palmares. O funcionamento interno no horário matutino, das 7h às 13h, porém eles têm horário de atendimento ao público diferenciado.

> Sofrimento Humano

Pastor alagoano retorna do Haiti comovido com drama das vítimas Divulgação

O pastor Roberto Amorim de Menezes, da Igreja Batista do Farol, retornou do Haiti, onde esteve integrando um grupo de cinco pastores enviados pela Junta de Missões Mundiais (JMM), comovido com "a dor que se pode ver" de um povo cujo país foi devastado por um terremoto que causou até agora mais de 200 mil mortes e deixou um lastro de miséria jamais visto no país mais pobre do continente americano. Pastor Roberto chegou ao Haiti no início deste mês. O grupo de pastores do qual ele fez parte foi levar uma palavra de conforto e a ajuda recebida pela JMM até o final de janeiro para socorrer obreiros e famílias de igrejas evangélicas do País que tiveram seus templos e casas destruídos pelo poder devastador da natureza do vodu, como os haitianos chamam os furacões, tempestades tropicais e ditaduras cruéis. "Percorrer as ruas de Porto Príncipe (capital do país), obser-

Pastor Roberto em visita aos escombros: mal cheiro exige o uso de máscara

var o vaivém das pessoas e dos carros foi como folhear um álbum de fotografias da dor - a dor que se pode ver. As imagens algumas vezes pareciam falar, outras vezes gritar clamando por socorro. Milhares de flagelados abrigavam-se em um acampamento em condições precárias", descreve o pastor Roberto,

clamando à sua igreja e a todos os alagoanos por ajuda e orações por um novo Haiti. "As ruínas de uma casa em construção anunciavam o fim de um sonho, os escombros de uma antiga residência pareciam perguntar - "e agora?" Escolas, hotéis, lojas, hospitais tudo em ruínas. Famílias sem o direito de

sepultar os seus filhos e um cheiro de morte se espalhando silenciosamente por toda a parte". Estas foram algumas cenas do triste retrato que o pastor da IB do Farol presenciou em favelas e bairros haitianos. No relato que fez à JMM, o pastor Mayrinkellison Wanderley, que coordenou a viagem, ao Haiti, revela que, talvez, nunca na história de um país se tenha registrado um cataclismo tão intenso e de proporções inimagináveis. E completa: "Não se fala em outra coisa que não seja: E agora? Será que esse povo tão acostumado a tragédias vai se reerguer dessa desgraça? O que está sendo feito? O que podemos fazer? O que Deus quer que façamos?" Os membros de Igrejas Batistas e qualquer outra pessoa que desejar ajudar aos haitianos podem fazer suas doações através da Central do Adotante: (21) 2122-1901 de Missões Mundiais. Maiores informações no site www.jmm.org.br.


Primeira Edição | 22 a 28 de fevereiro, 2010

Cidade | A7

> Problema Crônico

FALTA DE ÁGUA CASTIGA MACEIOENSES Casal esgota repertório de justificativas para interrupção no abastecimento; população critica, mas já não crê em providências > Caso DPVAT

Da Redação

Omar Coêlho tem apoio do Conselho da OAB alagoana

A grita geral não aconteceu durante o carnaval por um motivo simples: a cidade ficou esvaziada com o êxodo de milhares de famílias que foram passar o período da folia nas cidades balneárias de Alagoas e em centros carnavalescos consagrados como Recife e Olinda. E também porque as emissoras de rádio mudaram suas programações. Mas a falta de água sentida a partir de quarta-feira (termino do carnaval) começou na sextafeira, antes do início oficial da frevança. No sábado de Zé Pereira as torneiras amanheceram esturricadas. Qual é o problema? É o que todos se perguntam. Os dirigentes da Companhia de Água e Saneamento de Alagoas (Casal) já esgotaram o repertório de justificativas: é a falta de energia elétrica, é a bomba que deu defeito, é a tubulação que foi danificada, é a manutenção do sistema. O fato, no entanto, é que o abastecimento de água em Maceió atingiu um ponto crítico. E boa parte da população começa a se acostumar com a idéia de conviver com a escassez do líquido. As pessoas ligam para as emissoras de rádio, reclamam, forçam a intervenção de diretores da Casal, mas ninguém acredita mais em nada. Afinal, o problema tem ou não solução?

O Conselho Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil em Alagoas (OAB/AL) decidiu na manhã de sextafeira (19) ratificar as declarações do presidente da Ordem, Omar Coêlho de Mello, diante da prisão de cinco advogados acusados de envolvimento com fraudes no Dpvat (o seguro obrigatório por acidentes de veículos). A decisão foi tomada por unanimidade durante reunião plenária realizada na sala do Conselho da Seccional da OAB, no Centro de Maceió. Além de ratificar as declarações de Omar oelho, o Conselho Seccional da OAB/AL garante por meio da nota, que "hipoteca total solidariedade e refuta veementemente as assacações levianas promovidas pela Subsecção da OAB de Arapiraca em nota pública de repúdio ao presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional de Alagoas". Segue abaixo a íntegra da nota de ratificação do Conselho da OAB/AL: "O Conselho Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil em Alagoas reunido em sessão plenária nesta data deliberou, por unanimidade,

ratificar integralmente os pronunciamentos do Presidente do Conselho Seccional, Dr. Omar Coelho de Mello, em relação ao caso amplamente divulgado, em todos os meios de comunicação, como "DPVAT", oriundo do município de Arapiraca que preliminarmente envolve cinco advogados, uma serventuária da justiça alagoana e os ditos corretores de seguro. Ao passo que lhe hipoteca total solidariedade e refuta veementemente as assacações levianas promovidas por aquela subseccional em nota pública de repúdio ao Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional de Alagoas. Ressalta, outrossim que, foi deliberado a tomada das medidas legais cabíveis ao caso.

OAB DE PALMEIRA Enquanto isso, o presidente da Subsecção da Ordem dos Advogados do Brasil em Palmeira dos Índios, Lutero Beleza, também emitiu nota manifestando “total apoio” ao presidente da OAB de Alagoas, Omar Coêlho de Mello, pelas declarações da entidade sobre o caso do seguro Dpvat.

VANDALISMO A mais recente explicação da Casal para a falta de água que atingiu os bairros da orla e da parte baixa da capital (do Centro ao Pontal da Barra) foi a de que

Márcio Ândrei

Sistema Pratagy, operando com apenas duas bombas, não temcomo abastecer a capital, de maneira satisfatória

um ato de vandalismo teria danificado a tubulação do sistema Pratagy. Mas, quando isso aconteceu? Por que a área em questão ficou sem água desde a sexta-feira véspera de carnaval. Pior, na quinta-feira (18), a Casal anunciou que o problema estava sendo contornado e o abastecimento seria normalizado a partir de sexta à noite. Ficou no anúncio. Sábado e domingo foi de sufoco, angústia e protestos.

DEFICIÊNCIA Jorge Briseno, superintendente técnico da Companhia de Água e Saneamento, diz que tentativas de ligações clandestinas, com perfurações na adutora, danificaram a tubulação provocando um vazamento de grande proporção, e acrescenta que grande parte dos bairros está com deficiência no abastecimento devido a problemas de queda de tensão elétrica na região do Benedito Bentes, o que

teria afetado os equipamentos onde funciona uma Estação de Tratamento de Água. São explicações de momento. O fato é que há muito tempo o suprimento de água em Maceió entrou em ritmo de précolapso. Pelo menos durante todo o ano de 2009 a água não chegou regularmente a nenhum bairro, a não ser circunstancialmente. Briseno também cita o consumo exagerado de água nesta época do ano. A própria afluência de turistas estaria agravando o problema. É um ponto ponderável e revelador: o atual sistema, com apenas duas bombas operando, está sem condições de abastecer a capital. Por isso, ele faz o alerta: "É necessária a retomada urgente das obras do Sistema Pratagy para a implantação da terceira e da quarta bombas". Enquanto o problema não é resolvido, a população mais afe-

tada continua criticando a Casal e seus dirigentes, mas atribui culpa ao governador Teotonio Vilela, achando que uma mudança na direção da empresa superaria o atual estado de coisas. DESGASTE Atualmente, em Maceió, a precariedade do abastecimento de água é um problema que rivaliza com a onda de violência. Mas as pessoas fazem uma distinção: a violência já campeava antes de Teotonio, enquanto o desabastecimento de água passou a ser constante, quase permanente, na atual gestão. Para uma parcela da sociedade, a questão traz mais desgaste para a imagem política do governador em pleno ano eleitoral em que ele aparece como provável candidato à reeleição. Resta saber se, diante de tantas críticas, Vilela se disporá a mexer na direção da Casal ou vai preferir deixar como está.


Primeira Edição | 21 a 28 de fevereiro, 2010

A8 | Nacional

> Escândalo

Supremo decide sorte de Arruda na quinta Relator conclui seu voto e pedido de liberdade para governador já pode ser votado pelo colegiado do Supremo Tribunal > Magistrado

Lula só fala após decisão do Supremo Tribunal Reprodução

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva diz que só vai se pronunciar sobre uma possível intervenção federal no Distrito Federal após o pedido feito pela Procuradoria-Geral da República ser analisado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Lula falou sobre o assunto durante visita a uma fábrica de papel e celulose do Grupo Votorantim em Mato Grosso do Sul. "Não me pergunte sobre hipóteses, que eu não vou discutir sobre hipóteses. Vai depender da Suprema Corte. A necessidade ou não da intervenção é a Suprema Corte que decide. Nessa situação em que o processo está na Suprema Corte não existe vontade pessoal do presidente da República. E se ele não der palpite é melhor ainda", afirmou. Ele comentou o pronunciamento feito na quinta-feira (18) pelo governador interino do Distrito Federal , Paulo Octávio (DEM), de que desistiu de renunciar ao cargo por recomendação de Lula. Por meio de nota, Paulo Octávio teve de desmentir a informação após o Palácio do Planalto negar que o presidente tenha aconselhado-o a permanecer à frente do governo do Distrito Federal por mais alguns dias. "Ele [Paulo Octávio] fez uma nota desmentindo. Ele fez uma nota ontem à noite dizendo a única coisa que eu disse para ele, que o governo federal não podia tomar nenhuma decisão enquanto a Suprema Corte não decidir sobre o

que vai acontecer com Brasília. Até porque é essa a lógica: a Suprema Corte é que está com a autoridade para daqui a 10, 15 ou 20 dias dizer o seguinte: vai ter intervenção ou não vai ter", disse Lula.

'QUASE RENÚNCIA' Nesta quinta-feira, Paulo Octávio disse que não estava com uma carta de renúncia pronta, mas decidiu permanecer no cargo devido a manifestações de apoio de aliados e de um suposto apelo do presidente. "Aguardo mais alguns dias, como me recomendou o presidente Lula, para que possamos ter um quadro das decisões da Justiça na próxima semana", disse em seu pronunciamento.

Presidente Lula diz que não dá palpite sobre o caso de José Roberto Arruda Reprodução

VIAGEM Em seu último ano de mandato, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deu início, neste domingo, a uma viagem de sete dias por quatro países da América Latina - México, Cuba, Haiti e El Salvador - inaugurando um ciclo de despedidas que deve durar até agosto. De acordo com o Palácio do Planalto, os países visitados são representativos da diplomacia brasileira para a região. "O presidente tem escolhido muito bem as viagens que fará neste ano", disse o porta-voz da Presidência, Marcelo Baumbach.

O Supremo Tribunal Federal (STF) divulgou neste sábado (20) que o pedido de habeas corpus protocolado no Tribunal pela defesa do governador afastado do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido, ex-DEM), será votado na próxima quinta-feira (25). Neste sábado, o relator do pedido, ministro Marco Aurélio Mello, concluiu seu voto, por isso o pedido de liberdade já pode ser julgado pelo plenário do Tribunal. PARECER A Procuradoria Geral da República (PGR) encaminhou parecer na noite da quinta-feira (18) ao STF no qual defende a manutenção da prisão preventiva de Arruda. O parecer foi anexado ao pedido de habeas corpus. No parecer recebido pelo STF, a vice-procuradora-geral da República, Deborah Duprat, destaca que a prisão é necessária para garantir a manutenção da ordem pública e o andamento da investigação.

PRISÃO Governador Arruda está preso e responderá a processo de impeachment

Arruda foi afastado do governo e está preso desde o dia 11 de fevereiro na Superintendência da Polícia Federal. O decreto de prisão preventiva foi expedido pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), sob a justificativa de que o governador teria tentado subornar uma testemunha do caso que ficou conhecido como mensalão do DEM. No dia 12 de fevereiro, o ministro Marco Aurélio Mello negou habeas corpus a Arruda em caráter liminar (provisório). ESQUEMA Arruda é suspeito de comandar o suposto esquema, denunciado por Durval Barbosa, ex-secretário do governo. O escândalo de corrupção veio à tona no dia 27 de novembro quando a Polícia Federal deflagrou a Operação Caixa de Pandora. Cooperando com a PF, Durval entregou vários vídeos que mostravam distribuição de valores a pessoas do governo e deputados distritais.

NOVA DENUNCIA Neste sábado (20), o Ministério Público Federal divulgou que foi apresentada ao Superior Tribunal de Justiça nova denúncia contra Arruda. Ele é acusado de inserir informações falsas em documentos entregues à Justiça declarando o recebimento de dinheiro de Durval Barbosa. Em um vídeo, gravado em agosto de 2006, Arruda, então candidato a governador, aparece recebendo R$ 50 mil das mãos de Durval. Ele alegou que o dinheiro seria uma doação para a compra de panetones para pessoas carentes. E enviou os recibos à Justiça, agora dados como falsos na nova denúncia. O vídeo faz parte do conjunto entregue à PF por Durval. IMPEACHMENT A comissão especial que vai analisar os pedidos de impeachment contra o governador afastado do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido), e seu substituto, o vice Paulo Octávio (DEM), se reúne nesta segunda-feira para escolher os relatores dos processos. Paulo Octávio assumiu o governo após a prisão de Arruda, envolvido em um esquema de corrupção investigado pela Operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal. O vice é citado no inquérito, mas não aparece nos vídeos gravados. A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Casa acolheu três pedidos de afastamento contra o governador interino e outros quatro contra Arruda.


Esportes

esportes@primeiraedicao.com.br

Primeira Edição | 22 a 28 de fevereiro, 2010 Programe-se - O tempo e as Marés - Diário Oficial dos Municípios - Social

> Futebol Alagoano

CRB vence de virada e assume a ponta Artilheiro Wellington marca dois na vitória sobre o Coruripe por 2 x 1 e segue liderando a artilharia do Estadual com 10 gols Márcio Ândrei

Wyderlan Araújo O CRB não teve moleza na tarde deste domingo (21), no duelo contra o Coruripe válido pela nona rodada do Alagoano. Mesmo jogando em casa e apoiado pela torcida, o time alvirrubro fez uma partida muito equilibrada com poucos lances de emoção, mas conseguiu uma grande vitória por 2 x 1 de virada assumindo a liderança do Estadual pela primeira vez na temporada superando o Murici nos critérios. Na primeira etapa, o Coruripe abriu o placar com Nilson cobrando pênalti sofrido por Ivan. Mais uma vez, brilhou a estrela de Wellington que marcou dois gols no jogo e disparou na artilharia do Alagoano com 10 gols. O resultado comprova o

excelente momento que o CRB vive na competição. O time alvirrubro segue invicto nos jogos em casa e com apenas uma derrota em nove jogos disputados até o momento no campeonato. Na próxima rodada, o CRB terá novamente o Coruripe como adversário na primeira partida da segunda fase do primeiro turno. O jogo acontece no próximo sábado (27), às 16 horas, no Estádio Gerson Amaral, em Coruripe.

O JOGO Jogando em casa, o CRB partiu desde o inicio em busca da vitória que poderia deixar o time alvirrubro na liderança do Estadual. O Coruripe entrou com uma proposta ofensiva, procurando equilibrar o jogo desde o início desfalcado de dois titulares (Perí e Ríncon)

Resultados 9ª Rodada / Alagoano 21/02/10 21/02/10 21/02/10 21/02/10 20/02/10

Santa Rita Penedense CRB CSE Murici

1x1 1x0 2x1 2x2 1x1

Ipanema Corinthians Coruripe União ASA

CRB continua impossível jogando em casa, e agora está na 1ª colocação

cumprindo suspensão pela expulsão na última partida do “Hulk” na competição. Com poucos lances de perigo, o CRB sabia que poderia criar espaços nas jogadas indivi-

duais, e mesmo com a habilidade dos atacantes Edmar e Wellington, o Galo chegava pouco ao gol do Coruripe. Antes do tempo técnico, o Hulk abriu o placar. O atacante

Próximos jogos / Alagoano 28/02/10 - 15:00 Ipanema 28/02/10 - 15:00 Corinthians 27/02/10 - 16:00 Coruripe 28/02/10 - 16:00 ASA 28/02/10 - 16:00 União

x x x x x

Santa Rita Penedense CRB Murici CSE

Ivan utilizou a sua velocidade e conseguiu driblar o zagueiro Ítalo e o lateral Rafinha, até ser derrubado na grande área por Tony. O árbitro Charles Herbert marcou o pênalti convertido pelo meia Nilson com muita categoria: 1x0. No final do primeiro tempo, o CRB chegou ao empate. O lateral Tony, recebeu uma bola na direita e fez um cruzamento preciso, a bola passou pela defesa do Coruripe até chegar ao atacante Wellington que escorou com muito oportunismo empatando o jogo. No segundo tempo, o Coruripe perdeu o volante Anderson La Bamba,

expulso pelo árbitro Charles Herbert por jogada desleal em um lance com o meia Rodrigo Batata. O técnico Paulo Roberto Ghilardi percebendo a vantagem numérica colocou o atacante Calmon. No final veio à virada, mais uma vez, o artilheiro Wellington aproveitou uma jogada que começou numa cobrança de falta do meia Hílton Mineiro a bola chegou até Edmar que deu um leve toque para encontrar o jovem atacante alvirrubro, que subiu e concluiu com muita categoria decretando a vitória aos 45 minutos do segundo tempo.

Classificação 1º 2º 3º 4º 5° 6º 7º 8º 9º 10º

CRB Murici ASA Coruripe Corinthians-AL Santa Rita Penedense Ipanema CSE União

P 20 20 18 16 11 9 8 8 8 7

J 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9

V 6 6 5 5 3 2 2 2 2 2

E 2 2 3 1 2 3 2 2 2 1

D 1 1 1 3 4 4 5 5 5 6

GP 19 16 20 27 18 12 10 12 10 18

GS 9 7 10 22 16 15 16 22 20 25

SG 10 9 10 5 2 -3 -6 -10 -10 -7

Penedense conquista a segunda CSA pode enfrentar clubes da vitória em casa no Alagoano segunda divisão da Bahia Assessoria

Um ex-jogador tricolor parou a reação do Corinthians no Campeonato Alagoano. Com um belo gol de falta, marcado por Joilson, o Penedense voltou a vencer na competição, parando a reação do Corinthians na competição. Em um jogo extremamente disputado, a diferença foi a precisão em um lance de bola parada. Com a vitória, o Penedense chegou aos oito pontos. Já o Corinthians estacionou nos onze pontos na competição. No próximo domingo, as duas equipes abrem o returno e se enfrentam no Estádio Nelson Peixoto Feijó. Em um campo sem a qualidade ideal, o time da casa que conhece todos os atalhos do gramado leva vantagem a arma fatal era a bola parada. Aos 34 minutos, o Penedense encaixou uma jogada em velocidade, mas

Futebolalagoano.com

Futebolalagoano.com

Com gol de Joilson cobrando falta, Penedense vence outra partida

o atacante Rogério acabou derrubado. Joilson ajeitou para a cobrança e com categoria, bateu por cima da barreira, no contrapé do goleiro Anderson: Penedense 1 a 0. O jogo ficou mais aberto, as duas equipes passaram a ter mais espaço. No entanto, as poucas oportunidades não eram aproveitadas. Com força, o

Penedense ainda teve dois gols anulados por impedimento. Com quatro atacantes em campo, o Corinthians tentou de todas as formas chegar ao empate. Aos 50 minutos, Afonso fez bela jogada, entrou na área, mas foi travado pela defesa decretando a segunda vitória e mcasa do Penedense no Estádio Alfredo Leahy.

O vice-presidente de Futebol Profissional do CSA, Cícero Eugênio, disse que pretende realizar amistosos do time azulino com equipes que irão disputar a 2ª Divisão do Campeonato Baiano, a exemplo de Ipiranga, Galícia, Catuense, Alagoinhas, entre outras. "Esses times estão se preparando para esta competição, que terá início em abril. Então, como nós também estamos em preparação para a 2ª Divisão do Alagoano, seria interessante a realização desses amistosos", explicou o dirigente. Ele afirmou que já fez contato com a Federação Baiana para que a entidade forneça os telefones dos dirigentes dessas equipes, ao menos com duas delas. "Poderemos fazer esses

Cícero Eugênio confirma que CSA poderá realizar amistosos interestaduais

amistosos lá na Bahia ou aqui em Maceió. E pode ser, também, jogos de ida e volta", disse Eugênio. Fora do âmbito do futebol, o dirigente azulino informou que na próxima sexta-feira à noite deverá ocorrer a inauguração da loja do CSA, com um

coquetel que será oferecido aos convidados e à imprensa. Experiente no comércio de material esportivo e moda praia/surf, uma vez que é proprietário das lojas Tchuck Jhones, Cícero Eugênio também será o reponsável pela loja do Azulão do Mutange.


Primeira Edição | 22 a 28 de fevereiro, 2010

B2 | Esportes

> Campeonato Carioca

Botafogo dá troco e está garantido na final Time botafoguense 'vinga' goleada sofrida na primeira fase e se garante na final do Campeonato Carioca pelo 5º ano seguido Globoesporte.com Foi 2 a 0, mas valeu por seis. Afinal, os jogadores do Botafogo avisaram que precisariam apenas de “meio a zero” para vingar a goleada de 6 a 0 sofrida na primeira fase. O time

alvinegro fez mais, com Fábio Ferreira e Loco Abreu, em cobrança de pênalti, conquistando a Taça Guanabara pela segunda vez consecutiva. O resultado garante a presença na final do Estadual pelo quinto ano seguido e comprova a regu-

laridade do Alvinegro na competição. Peça preponderante na reação da equipe, o técnico Joel Santana também tem o que celebrar. Ele manteve a invencibilidade em decisões de turno no Rio. Agora são 11 títulos. Para chegar à vitória neste domingo,

> Ação Municipal

Cícero recupera pista e reforma escolas em S. Luiz do Quitunde Prefeito reafirma compromisso com a cidade e com a população Divulgação

o time novamente contou com o ferrolho defensivo e a eficácia do jogo aéreo, o mesmo que derrubou o Flamengo na semifinal. O zagueiro Fábio Ferreira abriu o placar de cabeça e Loco Abreu ampliou, em cobrança de pênalti. O lance que originou o segundo gol, aliás, foi uma repetição às avessas da reclamação alvinegra na Taça Guanabara de 2007. Na ocasião, o árbitro Marcelo de Lima Henrique assinalou uma falta de Ferrero em Fábio Luciano por causa de um puxão na camisa. Desta vez, Nilton foi quem agarrou Abreu. O Vasco perdeu a invencibilidade no ano e a chance de conquistar um turno no Rio desde 2004. O time de Vagner Mancini também demonstrou excesso de nervosismo e teve dois jogadores expulsos na etapa final. Autor de três gols na goleada da primeira fase, Dodô teve atuação apática. Phillipe Coutinho

também não repetiu as boas atuações dos jogos anteriores e foi anulado pelos defensores alvinegros. Autor de três gols na goleada da primeira fase, Dodô teve atuação apática. Phillipe Coutinho também não repetiu as boas atuações dos jogos anteriores e foi anulado pelos defensores alvinegros., Dodô nem de longe lembrava o atacante que fez três gols na goleada por 6 a 0 do Vasco na primeira fase. Coube então a Carlos Alberto ameaçar. Ele avançou, driblou Leandro Guerreiro e chutou forte, à direita da baliza de Jefferson. Aos 16, Caio substituiu Lucio Flavio. A esperança do Botafogo aumentou. Na primeira jogada, o xodó tropeçou e caiu no gramado. Na segunda, deixou a bola passar por entre as pernas. Mas só a presença em campo dele foi suficiente para o time abrir o placar. Marcelo Cordeiro

passou a cobrar os escanteios sem Lucio Flavio. No primeiro deles, levantou na segunda trave, Fábio Ferreira cabeceou para o chão e a bola entrou no canto esquerdo, aos 25. A situação do Vasco complicou-se. E piorou ainda mais quando Nilton deu carrinho violentíssimo em Caio e foi expulso. A festa alvinegra quase aumentou quando Herrera deu drible seco em Fernando e chutou para fora. Aos 39, Titi puxou Loco Abreu na área. Pênalti e outra expulsão. Na cobrança, o uruguaio acertou o canto direito e ampliou. Dali em diante, o time apenas administrou a vantagem enquando nas arquibancadas os torcedores, em menor número, bradaram "vice é o Vasco". Ah, e também não faltaram os gritos de 'Joel' e a provocação ao 'Império do Amor', do Flamengo, derrotado na semifinal pelo time de General Severiano. Fotos: UOL

Obras em São Luiz do Quitunde continuam em ritmo acelerado para a alegria da população local

São Luiz do Quitunde começa a ganhar cara nova. As máquinas iniciaram os trabalhos de recuperação da principal pista da cidade para a colocação de uma nova camada de asfalto, beneficiando o trânsito local e arrancando aplausos dos motoristas. Uma parceria entre os governos federal (através do senador Renan Calheiros e do

deputado federal Olavo Calheiros), e estadual (através da deputada Flávia Cavalcante) estão viabilizando a reforma de escolas municipais que serão entregues antes do inicio do ano letivo. Para o prefeito Cícero Cavalcante, essas são algumas marcas de uma gestão comprometida com a cidade e com o futuro de sua gente. "Temos o

apoio da população do município para continuar trabalhando cada vez mais para o beneficio de todos", ressaltou. Enquanto isso, antigas casas de taipas construídas na cidade foram derrubadas e as novas, de alvenaria, também já estão em fase de finalização, após o que serão ocupadas pelas famílias quedeixaram os casebres.

O uruguaio Loco Abreu comemora o sexto gol no Campeonato Carioca, contribuindo na vitória sobre o Vasco

Márcio Ândrei

Prefeito Cícero Cavalcante dá exemplo mostrando compromisso e empenho para melhorar a cidade

Botafogo conquista pela segunda vez consecutiva, o título da Taça Guanabara e está na final do Carioca 2010


Primeira Edição | 22 a 28 de fevereiro, 2010

Esportes |B3

> Paulistão 2010

Verdão vence clássico contra o SãoPaulo Atacante Robert marca dois gols de cabeça e garante a vitória do Palmeiras na estreia do técnico Antônio Carlos UOL

Globoesporte.com Entre protestos e desconfiança, o Palmeiras ressurgiu neste domingo. Com dois gols de Robert, a equipe alviverde venceu o rival São Paulo por 2 a 0, pela décima rodada do Campeonato Paulista, no Palestra Itália, e amenizou a crise que se instalou no clube após a derrota por 4 a 1 para o São Caetano. E mais: deu a tranquilidade que o técnico Antônio Carlos, substituto do demitido Muricy Ramalho, queria. Tanto que depois de ser chamado de racista por parte da torcida, teve seu nome gritado no fim. A vitória recolocou o Palmeiras na competição. Agora com 16 pontos, o time do Palestra Itália se aproximou do grupo dos quatro primeiros. Já o São Paulo, que tinha a pretensão de terminar esta rodada no G-4, está apenas um ponto à frente do rival. Para melhorar ainda mais o ambiente no clube alviverde, o triunfo deste domingo encerrou com um jejum diante do Tricolor que já durava quase dois anos. Antes dos 2 a 0 desta tarde, a última vitória do Palmeiras so-

bre o rival do Morumbi tinha sido na semifinal do Campeonato Paulista de 2008, vencido pelo Verdão. Palmeiras e São Paulo voltam a campo na quinta-feira, mas por outras competições. O Verdão joga às 21h30m, contra o Flamengo-PI, no Palestra Itália, pela primeira fase da Copa do Brasil. Já o Tricolor tem seu segundo desafio na fase de grupos da Libertadores, às 21h10m, diante do Once Caldas, em Manizales, na Colômbia. Pelo Campeonato Paulista, as duas equipes entram em campo novamente apenas no domingo, dia 28. Ambas no domingo. Às 17h, no estádio do Morumbi, o São Paulo recebe o Monte Azul. Mais tarde, às 19h30m, o Palmeiras visita o Rio Claro. Faixas de protesto na porta do Palestra Itália, pouquíssimos aplausos na entrada do time em campo e desconfiança em relação a Antônio Carlos, substituto do demitido Muricy Ramalho. O clima estava tenso para o Palmeiras. Do outro lado, o São Paulo vinha embalado por três vitórias seguidas, uma delas pela Libertadores. Só que o am-

Robert decide clássico contra o São Paulo marcando dois gols e comemora com os companheiros

biente ruim não abalou o Verdão. O jogo começou com o São Paulo no ataque, após boa jogada, Cicinho avançou pelo meio e rolou para Jorge Wagner, que cruzou mal. Pela direita, nas costas de Jorge Wagner, foi o caminho encontrado pelo Verdão para

chegar à área são-paulina. Aos 22, após cruzamento de Wendel por lá, Cleiton Xavier acertou cabeçada. Só que na rede pelo lado de fora. Cinco minutos depois, aplausos da torcida alviverde. Não para um lance bonito, mas para um carrinho de Pierre. Antônio Carlos e Ricardo

Gomes optaram por não mexer em suas equipes no retorno para o segundo tempo. Só que o Tricolor se complicaria pouco depois. Xandão perdeu na corrida para Eduardo na lateral esquerda e fez falta. Como já tinha um cartão amarelo, o segundo provocou a sua expulsão. Fato que foi comemorado

como um gol pela torcida alviverde. Dois minutos depois, porém, os palmeirenses puderam, enfim, soltar esse grito. Cleiton Xavier recebeu a bola na esquerda e cruzou com perfeição para Robert cabecear para o fundo do gol: 1 a 0. Aproveitando a vantagem no placar e no número de jogadores em campo, o Palmeiras foi para a pressão. E o atacante teve nova chance aos 12 minutos. Mas dessa vez Rogério Ceni defendeu em dois tempos. Aos 23, Marquinhos cobrou escanteio da esquerda, bem fechado, e na primeira trave Robert apareceu para marcar pela segunda vez no jogo. Rogério Ceni foi atrapalhado na bola e não conseguiu chegar nem perto. O goleiro ainda sofreu com a provocação da torcida verde. Com um a menos e dois gols de desvantagem, a situação ficou complicada para o São Paulo. Melhor para o Palmeiras, que passou a explorar os contraataques e viu seu torcedor, que esbravejou no meio de semana depois da goleada de 4 a 1 para o São Caetano, gritar olé no toque de bola dos jogadores.

Santos vence a sétima partida Corinthians fica no empate seguida e iguala marca histórica contra o modesto Rio Branco Terra

Divulgação

Globoesporte.com

Embalados, garotos da vila conquistam outra vitória e continuam na liderança do Paulistão 2010

O Santos segue implacável. Mesmo sem show, o time mostrou eficiência e fez mais uma vítima neste domingo: o Mirassol. O Alvinegro Praiano venceu por 2 a 1, em Mirassol, e chegou à sua sétima vitória consecutiva, igualando uma marca que durava 42 anos. A última vez que o Peixe conseguiu vencer tantos jogos seguidamente no Paulistão foi em 1968, quando Pelé dava as cartas. Naquele ano, o Santos chegou a 12 triunfos consecutivos e conquistou o título. Com o resultado deste domingo, o Peixe vai a 25 pontos, e segue soberano na ponta da tabela do estadual. Já o Mirassol, com dez, vê a zona de rebaixamento se aproximar. O Mirassol volta a jogar no próximo sábado, às 20h30m (horário de Brasília), contra o Oeste, em Mirassol. Já o Santos, domingo, às 17h (Brasília), rece-

be o Corinthians, na Vila Belmiro. Mesmo desfalcado de Neymar e Paulo Henrique Ganso, suspensos, o Santos manteve o seu estilo: sufocou o Mirassol desde o início, marcando lá na frente deixando o time do interior sem saída. O campo, encharcado pela forte chuva que caiu em Mirassol uma hora antes da partida, atrapalhou um pouco, mas não o suficiente para quebrar o ritmo da equipe santista que superava as faltas duras. Aos 26, Wesley recebeu pela direita e foi cortando para o meio. Quando percebeu o espaço, o meia mandou uma bomba de pé esquerdo. Renê se atirou para tentar alcançar a bola, mas não conseguiu. Após o gol, porém, o Peixe diminuiu o seu ritmo. O Mirassol, então, conseguiu dominar a bola. Aliás, começou a retomar a

posse sem precisar apelar para faltas. Com isso, cresceu no jogo. A bola passou a rondar a área santista em jogadas armadas por Gérson. Aos 35, Roberto Brum fez uma falta dura e desnecessária na meia esquerda. Na cobrança, Gérson chutou forte e rasteiro, de pé direito. A bola desviou em dois santistas e acabou saindo do alcance de Felipe. Estava empatada a partida. O segundo tempo começou num ritmo mais lento que o do primeiro. O Santos tornou-se um time um pouco mais pesado, mas seguia veloz quando a bola caía nos pés de seus jogadores de frente. Aos 11, Madson arrancou pela direita e foi derrubado por Bruno Perrone. Na cobrança, aos 12, o baixinho santista bateu bem de pé esquerdo e acertou ângulo direito, decretando mais uma vitória do Santos na competição.

O cronômetro marca 15 minutos do segundo tempo. O técnico Mano Menezes, insatisfeito com o rendimento do seu ataque, chama Souza para entrar em campo no lugar de Iarley. A torcida do Corinthians vai à loucura de alegria. Cena no mínimo estranha levando em consideração o tanto que o jogador já foi criticado. Só que os dois gols anotados na vitória por 3 a 0 sobre o Atacante Souza mais uma vez decepcionou a Fiel Corinthiana Mogi Mirim, na última quartafeira, pareciam ter mudado a na lista dos 25 jogadores que mã do bi (campeonato paulisopinião da torcida. Apenas disputarão a Libertadores pelo ta) e outras coisas. E hoje ele já pareciam. Bastaram dois lances Corinthians. Não só pela con- não serve mais de novo. O técperdidos para as reclamações fiança que Mano Menezes já nico não pode viver nessa voltarem. Mesmo os lances do demonstrou ter no atleta, mas oscilação. Nós não analisamos atacante tendo sido os melho- principalmente porque não há nada por esse jogo, porque res do Timão no segundo no elenco outro que tenha con- não seria justo com ninguém tempo. Não teve jeito, ele vol- dição de ser referência na fren- principalmente com o atleta que já nos ajudou em outras te na ausência de Ronaldo. tou a ser vilão. “Li nos jornais no dia oportunidades” falou Mano Herói na quarta e vilão no sábado, Souza está assegurado seguinte que ele já era o talis- Menezes.


Primeira Edição | 22 a 28 de fevereiro, 2010

B4 | Roteiro Vá indo que eu não vou A próxima edição do "Vá indo que eu não vou" está marcada para o próximo dia 26, a partir das 22h30, na casa The Jungle (Av. Comendador Leão, 485, Poço). A animação fica por conta da banda Mellotrons, de Djs e de bandas locais. Happy Hour Quando: 26/02 Banda Andréa Moraes & Orquestra Weekend Horário: 19h30 Local: Sesc Poço (Rua Pedro Paulino, 40, Poço) Ingressos: R$ 5 a R$ 11 Mais informações: 0800 284 2440 Noite das Máscaras Dance O evento será realizado no dia 26 de fevereiro, às 21hs, na Boite Leotel, antiga Midoo. A animação ficará por do DJ Beto Farias tocando clássicos de marchinhas, swinguera eletrônica, axé music, dance e outros estilos. Mais informações: 3320-7576 / 88855044 Wado No próximo dia 26, o cantor Wado se apresenta no Maikai, a partir da meia-noite. Ingresso: R$ 20. Mais informações: 3345-4400 Fernanda Guimarães em "Verbo Livre" Após a gravação do seu primeiro disco "Verbo Livre", no Rio de Janeiro, a cantora Fernanda Guimarães prepara o seu lançamento em Maceió. O lançamento vai ocorrer no dia 04 de março, no Centro Cultural e de Exposições. Mais informações: 3325-2373.

Inscrições abertas para a mostra Aldeia Sesc Guerreiro das Alagoas Inscrições até 10 de maio Mais informações: 0800 284 2440 e 3326-3133 ou no Sesc Centro (Rua Barão de Alagoas, 229, Centro, Maceió, AL) Música ao vivo Quando: 28/02, a partir das 13h Local: Sesc Guaxuma Rua Coronel Mário Saraiva, s/n - Guaxuma Ingressos: R$ 4 a R$ 11 (gratuita para comerciários com carteira do Sesc) Mais informações: 0800 284 2440 Concurso de fotografia e música Estão abertas até o dia 07 de março, as inscrições para o I Concurso Procon Cultural. Os trabalhos vão ser julgados baseados em quatro critérios: criatividade, expressividade, estética e adequação ao tema. A premiação vai acontecer conforme a categoria escolhida e serão agraciados do 1º ao 4º colocado. Na fotografia o 1º lugar ganha R$ 1000,00 (mil reais) em dinheiro e uma câmera fotográfica, já na música R$ 1000,00 (mil reais) e um aparelho de MP3, totalizando mais de 2 Mil reais em prêmios. Para participar basta acessar o site http://www.procon.al.gov.br/noticias/i-procon-cultural onde estão contidas todas as informações referentes ao concurso, ou se preferir se dirigir à sede do órgão na Rua Cincinato Pinto, nº 503, Centro. As inscrições são gratuitas. Sesc Verão 2010 - Arapiraca O objetivo do Sesc Verão é levar à sociedade a possibilidade de aproveitar o verão de forma saudável, combinando educação, saúde e lazer, que são os alicerces e a essência das atividades do Sesc.

Período: Todas as quartas e sábados até 27 de fevereiro. Horário: Quartas - 6h às 9h e das 16 as 19h30. Sábados - 8h às 11h Local - Parque Ceci Cunha (Rua Delmiro Gouveia - Centro - Arapiraca) Entrada franca Mais informações: 0800 284 2440 CINEMA

Cine Sesc 12h30- Cine Samba Quando: 22/02 Filme: Samba Riachão (Doc, 86 min, 2001) Direção: Jorge Alfredo Classificação: Livre Local: Auditório Maron Emile Abi-Abib/Sesc Poço (Rua Pedro Paulino, 40, Poço) e Teatro Sesc Jofre Soares, Sesc Centro (Rua Barão de Alagoas, 229, Centro) Horário: 12h30 Entrada franca Mais informações: 0800 284 2440 e 3326-3133 Cine Sesc 19h - Cinema e Literatura Quando: 25/02 Filme: Recife/Sevilha - João Cabral de Melo Neto (Doc, 52min, 2003) Direção: Bebeto Abrantes Classificação: Livre Local: Teatro Sesc Jofre Soares, Sesc Centro (Rua Barão de Alagoas, 229, Centro) Horário: 19h Entrada franca Mais informações: 0800 284 2440

> Valorizando a Arte

> Artigo

Equilíbrio, prazer e justiça Fernando Araújo Advogado

A jornalista e escritora Danuza Leão escreveu recentemente um artigo no jornal Folha de São Paulo (O preço a pagar, 31.1.2010), que mostra o dilema do homem moderno à mesa: comer enquanto der prazer ou usar a razão, sofrer um pouco, mas manter a saúde necessária? Disse ela com razão: "um dos prazeres da vida é comer, comer o que a gente gosta". Todavia, emendou: "Escolher entre os prazeres da mesa e a vaidade é de uma crueldade que deve ter sido inventada pelo demônio". Na conformidade do seu desabafo, "As tentações estão em todos os lugares: nas fotos das revistas, nas vitrines, numa conversa no telefone". Depois de monologar o bastante e de concluir pela contradição da vida, que muito nos tenta e exige ao mesmo tempo sensatez, moderação, equilíbrio, termina sua matéria com uma pergunta que ela mesma responde: "Qual a relação entre uma caixa de chocolates e uma paixão? Teoricamente, nenhuma. Só que as duas depois que acabam, costumam deixar uma mulher devastada. No corpo e na alma". Tudo isso mostra que a liberdade, como direito humano, não pode ser usada ao talante do seu titular, senão de forma responsável, tendo como limites a ordem moral, o bem comum e, por vezes, a ordem física. Mesmo que o prejudicado imediato seja o próprio titular de um direito. Isto porque, de forma remota, o seu excesso pode trazer consequências ao coletivo. Como no caso da obesidade mórbida, que gera custos para o sistema de saúde estatal. O exemplo do cigarro é eloquente. Até pouco tempo era vício até estimulado pelos comerciais. Fumar era motivo de charme e distinção, além de encher os cofres estatais de dinheiro, pela cobrança de caros impostos. Até que se verificasse que na relação custo/benefício os governos estavam gastando mais com tratamento dos fumantes do que recebendo das empresas em forma de tributos. Conclusão: por vezes, o equilíbrio nas decisões, nas escolhas não é uma questão apenas do manuseio da liberdade, mas também da razão, da justiça social e por isso justifica a intervenção estatal em muitos casos. Ou seja, de quando em quando ocorrem, mesmo com o apoio de governos, a "desconstrução" (à moda Jacques Derrida) de nossas crenças e conceitos, como aconteceu com o padrão de beleza da mulher no período renascentista comparado ao de hoje. Foi pensando em fatos assim que o filósofo inglês Jeremy Bentham (1748/1832) desenvolveu a sua teoria utilitarista. No seu modo de entender, utilidade é "aquela propriedade de qualquer objeto em virtude da qual ele tende a produzir prazer, bem ou felicidade, ou a evitar a ocorrência de dano, dor, mal ou infelicidade". O slogan de sua proposta era "A maior felicidade para o maior número de pessoas". Trocando em miúdos, se fumar é prazer para alguém, mas prejudica a saúde de todos, então que se proíba o fumo em ambientes coletivos, como exatamente vem ocorrendo hoje em dia.

Procon-AL vai premiar fotografia e música Você gosta de fotografia ou de música? O Procon/AL está dando a oportunidade para revelar o talento que existe em você. As inscrições para o I Concurso Procon Cultural começaram em 15 janeiro e vão até o dia 07 de março. O concurso é dividido em duas categorias: fotografia e música. Ele tem a finalidade de estimular a reflexão do consumo consciente. "Através da fotografia e da música vamos conseguir despertar a população para as diversas formas da relação do consumo e ainda fazer exercer o ato de cidadania", explica o superintendente do órgão, Rodrigo Cunha. Os trabalhos vão ser julgados baseados em quatro critérios: criatividade, expressividade, estética e adequação ao tema. A premiação vai acontecer conforme a categoria escolhida e

serão agraciados do 1º ao 4º colocado. Na fotografia o 1º lugar ganha R$ 1000,00 (mil reais) em dinheiro e uma câmera fotográfica, já na música R$ 1000,00 (mil reais) e um aparelho de MP3, totalizando mais de 2 Mil reais em prêmios. "Os resultados dos vencedores vão ser divulgados no dia 15 de março, juntamente com a entrega da premiação. Para isso vamos fazer uma solenidade na sede do Procon," ressalta Cunha. Para participar basta acessar o site http://www.procon.al.gov.br/noticias/i-procon-cultural onde estão contidas todas as informações referentes ao concurso, ou se preferir se dirigir a sede do órgão na Rua Cincinato Pinto, nº 503, Centro. "Vale ressaltar que as inscrições são gratuitas e tem prazo determinado para encerramento", conclui Cunha.

> Exposição

"Os Criativos Populares da Arte em AL" continua Desde o comecinho do ano, um mundo particular desembarcou no Memorial à República, que fica bem no coração da Avenida da Paz, em Jaraguá. Com a exposição Os Criativos Populares da Arte em Alagoas, os visitantes têm a oportunidade de conhecer as habilidades da gente desse Estado. A mostra, que seria encerrada na última segunda-feira, foi prorrogada. Estende-se agora até o último dia de fevereiro. É possível conferir a obra de 15 artistas sem gastar um centavo. São mestres da madeira e da cerâmica. As imagens de José Bezerra, por exemplo, inspiram devoção. Mais alegres, até nas cores, são os tocadores de pífano de José Gracindo. As mulheres também estão bem representadas. Irinéia Nunes, nascida no povoado do Muquém, em União dos Palma-

res, cativa com as cabeças que parecem donas de segredos. Os trabalhos fazem parte da Coleção Karandash, organizada por Maria Amélia Vieira e Dalton Costa. A mostra, exposta no memorial, tem o patrocínio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult). A diretora do espaço, Andrea Azevedo, revela que as peças têm atraído a curiosidade de turistas e alagoanos. "Os visitantes gostam muito. Ficam impressionados e tiram muitas fotos. É importante que sejamos também um centro para a cultura popular", afirmou. O Memorial à República é mais um dos equipamentos pertencentes à Secretaria de Estado da Cultura. Funciona de terça à sexta-feira, das 9h às 17h, e aos sábados, domingos e feriados, das 14h às 17h. Mais informações: (82) 3315-7869.

EXPOSIÇÕES Sobre Todas as Peles A artista visual Fernanda Capibaribe abre, no próximo dia 22, às 20h, a exposição fotográfica "Sobre Todas as Peles", na galeria do Centro Cultural Sesi, na Pajuçara.

Carnaval que nos convém, na folia dos filhinhos da mamãe A exposição, que tem curadoria de Denis Matos, traz fotografias, pinturas, esculturas e estandartes, confeccionados por diversos artistas alagoanos. A mostra está no Museu Théo Brandão até o dia 28 de fevereiro. Exposição Quilombolas - Tradições e Cultura da Resistência Após visitar mais de 15 cidades brasileiras, chegou a Maceió a exposição Quilombolas - Tradições e Cultura da Resistência, no Museu Palácio Floriano Peixoto - MUPA. O registro fotográfico, inédito, realizado pelo fotógrafo documentarista André Cypriano em negativo convencional preto-e-branco tratado digitalmente, é resultado da pesquisa de campo em 11 comunidades negras remanescentes dos quilombos no Brasil. SERVIÇO: Exposição Quilombolas - Tradições e Cultura da Resistência Local: Museu Palácio Floriano Peixoto - MUPA (Rua Praça Mal. Floriano Peixoto, 517 - Centro) Tel.: (82) 3315-7874 Visitação: até 28 de fevereiro de 2010 Terça a sexta das 8h às 17h Quarta das 8h às 21h Sábados, domingo e feriados das 13h às 17h Entrada Gratuita

Cinema em Maceió Shopping Maceió (3218.9700) O lobisomem 14:30 16:40 18:50 21:00 16 anos

Percy Jackson e o ladrão de raios 14:00 16:30 19:00 21:30 Livre Paris 10:30 somente sábado 12 anos

Shopping Farol (3218.9777) O Fada do Dente 13:50 16:00 18:10 Livre

Amor Sem Escalas 14:00 | 16:20 | 21:10 12 anos Avatar 20:20 12 anos Sherlock Holmes 18:35 14 anos

Cine Sesi (3336.2277)

A Fita Branca 15:30 e 20:30 (exceto segunda-feira) 14 anos Guerra ao Terror 18:10 (exceto segunda-feira) 14 anos

Horóscopo Áries 21/03 a 20/04 Áries terá uma semana favorável e positiva, pode contar com bons resultados em todos os setores. Terá de responder a vários desafios que o vão estimular e fortalecer as suas posições. Touro 21/04 a 20/05 Touro começará a semana em excelente forma, terá realização e prosperidade em todos os setores. Tirará lições importantes decorrentes de alguns problemas que vai ter de resolver. Gêmeos 21/05 a 20/06 Gemeos esta semana terá de fazer frente a algumas limitações que vão impedir o seu progresso. Quererá fazer mais e melhor, mas nem sempre terá ao seu alcance os apoios necessários. Libra 23/09 a 22/10 Libra vai passar por uma fase de definições, algo pode ser alterado, mas após este período vai passar a contar com mais certezas. Não ceda a pressões, decida apenas quando se sentir seguro. Escorpião 23/10 a 21/11 Escorpião inicia a semana com as suas capacidades e energias em alta, esta influência positiva vai ajudar na conclusão de tudo o que tem agendado e previsto para este período. Mostre mais confiança nas suas capacidades. Sagitário Sagitário terá uma semana estável e sólida, para trás vão ficar momentos de incerteza e instabilidade, encontrará as respostas mais acertadas, dentro de si. O seu otimismo será fundamental para obter os melhores resultados.

Numa palavra: em muitas ocasiões estaremos diante de um dilema moral, e temos que decidir "a coisa certa a fazer", sejam quais forem as consequências, mesmo ocorte de um item do nosso prazer. Então, quando não usamos bem a nossa liberdade, o equilíbrio pode ser determinado pela lei, substituindo a nossa vontade.

Câncer 22/11 a 21/12 Câncer começará a semana com

muitas inseguranças e dúvidas em relação a escolhas anteriormente feitas, com o passar dos dias chegará à conclusão de que tomou as melhores decisões e que se encontra num bom caminho. Leão 22/07 a 22/08 Leão terá uma semana tranquila e segura, sem grandes oscilações, em que tudo vai evoluir dentro dos parâmetros normais. No final da semana vai deparar-se com algumas situações que podem afetar o seu sistema nervoso. Virgem 23/08 a 22/09 Virgem terá possibilidades de colocar em prática ideias que se revelarão extremamente positivas para o seu futuro. Passará por situações que o vão levar a uma escolha, mas ao que tudo indica tomará as decisões mais acertadas. Capricórnio 22/10 a 20/01 Capricórnio passará por momentos de desorientação e falta de lucidez ao longo de toda a semana, evite tomar decisões importantes ao longo deste período. Terá de fazer um esforço para ser racional em todas as ocasiões. Aquário 21/01 a 19/02 Aquário terá uma semana muito intensa, o que provocará grande desgaste físico e psicológico. Estabeleça prioridades, fazer tudo ao mesmo tempo vai levá-lo a cometer erros desnecessários. Peixes 20/02 a 20/03 Peixes entra num período forte e protegido, terá realização e prosperidade em todos os setores da sua vida, dificilmente será incomodado ou abalado por algo. Esteja receptivo a novidades.

O tempo e as marés - 22/02

31º Nascer do Sol: 05h26

Pôr do sol: 17h47

23º Probabilidade de chuva: 80%

Lua crescente

Marés altas 09h15..........1,5 22h23..........1,5

Marés baixas 02h54..........0,8 15h54..........0,7


Primeira Edição | 22 a 28 de fevereiro, 2010

Opinião |B5

Foto da semana

Editorial

Parece um padre mas é o Arruda

Um caso isolado A ruidosa prisão do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, decretada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) mereceu o aplauso da sociedade brasileira - muito mais pelo inusitado da medida - mas não passou de um ato meramente excepcional no oceano de corrupção em que o Brasil mergulhou nos últimos anos. Vale, muito mais, pelo atendimento ao clamor da opinião pública e, nesse particular, cumpre realçar o papel da Ordem dos Advogados do Brasil, ao pedir a prisão preventiva do governador - do que como um sinal de mudança no cenário lamacento que envolve um universo cada vez maior de autoridades constituídas deste País. A prisão do governador Arruda foi, sim, necessária e oportuna, mas remete a uma questão de ordem: por que não se pediu e não se decretou a preventiva dos famosos mensalistas do Partido dos Trabalhadores? Quarenta deles estão indiciados, respondendo a processo no Supremo Tribunal Federal, mas nenhum foi preso. São tantos os escândalos na esfera política e administrativa, que a prisão do governante brasiliense pareceu mais uma medida incidental tomada por um Judiciário sob intensa pressão da sociedade e de instituições respeitáveis como a Ordem dos Advogados, o Ministério Público e a Polícia Federal. Ainda assim, pode-se dizer que o País está mudando, lentamente, está mudando, também em relação aos seus políticos e gestores ímprobos, mas é pouco. É pouco não só pela lentidão como pela falta de abrangência. Nesse sentido, cumpre cobrar também ao Congresso Nacional o cumprimento de seu papel. Urge aprovar uma lei - ou emenda constitucional - que alije do processo político os chamados "fichas sujas". O problema é saber se dá para esperar isso de um Parlamento que tem mais de um terço de seus membros respondendo a todo tipo de processo na Justiça.

A hora e a vez do Nordeste

Profissão: cantador

A maioria das empresas - varejo vai investir no Nordeste nacionais e estrangeiras - vai 50% dos R$ 2,2 bilhões preaumentar os investimentos no vistos para todo o Brasil em Brasil em 2010. Na indústria o 2010. A mesma rede planeja aumento médio será de 23%, abrir 104 novas unidades, segundo a Confederação Na- sendo a metade no Nordeste. cional das Indústrias (CNI). No Isso significa empregos, mecomércio, de acordo com a lhores salários e mais dignidaFecomércio, 97% das empre- de. sas irão ampliar os investi- O fenômeno é compreendido mentos entre 10% e 20%. O pelos números. Com 28% da comércio, como se sabe, pas- população do país e mais da sou ileso pela crise mundial. metade dos brasileiros receIsso porque o consumo inter- bendo salário mínimo, a econo registrou uma expansão de nomia nordestina ganhou, 20% (FGV) graças aos aumen- durante o governo Lula, grantos do salário mínimo, da de impulso com os programas expansão da massa salarial e sociais e a política de aumentos reais do piso salarial. Entre do Bolsa-Família. Um dos maiores crescimentos 2007 e 2009 o Nordeste viu do comércio varejista foi veri- crescer sua participação no ficado no Nordeste e no consumo nacional de 16,8% Norte, conforme a pesquisa a para 18,8%. Entre 2006 e LatinPainel, uma das maiores 2009, um dos gigantes do autoridades em pesquisa varejo viu o consumo nordesdomiciliar da América Latina. tino saltar de 7% para 17% do O gasto das classes D e E das total de suas vendas. O aumento do duas regiões consumo nas com alimentaregiões mais ção, limpeza e “Entre 2007 e carentes e a higiene supe2009 o NE viu migração nas rou as classes A e B da região crescer sua partici- classes sociais pação no conbrasileiras consudeste em 5%. Estes dasumo nacional de firmam que o governo Lula dos se inserem 16% para 18%” está promoem uma transvendo um efeformação sotivo programa cial ainda maior, constatada pelo IPEA de distribuição de renda (Instituto de Pesquisas Eco- envolvendo os cidadãos e as nômicas Aplicadas). De acor- regiões que mais necessitam. do com o instituto, desde Nós do PMDB tivemos a honra 2003, 18,5 milhões de brasi- de poder ajudar em um moleiros mudaram de faixa social mento histórico como este. e a classe de baixa renda caiu Quando presidi o Congresso de 37% para 26% da popula- propusemos o aumento real do salário mínimo. Também ção. Não por outro motivo que o tive a satisfação de ser o relaNordeste irá receber a maior tor do Bolsa-Familia no Separcela dos cerca de R$ 10 bil- nado. Como Alagoano e norhões que as três maiores destino fico honrado em ter redes de varejo do país pre- contribuído para estes resultatendem investir até 2012. Nos dos. planos de investimento dos principais grupos que atuam Renan Calheiros no Brasil foram reservados à É senador e líder do PMDB região espaço de destaque. Uma das maiores redes de

Depois de uma longa espera, a cultura nordestina está de parabéns. O projeto de lei que regulamenta a profissão de repentista foi finalmente aprovado pela Câmara dos Deputados, com poder conclusivo das comissões, bem como, e da mesma forma, no Senado Federal, fazendo justiça a todos aqueles que há muito contribuem para as mudanças sociais, veiculando o conhecimento, por meio da cultura popular do repente e do cordel. É indiscutível que o cantador de viola, em suas andanças pelos mais longínquos rincões sertanejos, intercambiou culturas, aprendeu aqui e transmitiu ali, levou a cada lugar, um lenitivo, uma palavra de conforto e de esperança, um canto de amor e de paz àquela gente sofrida pela falta de tudo. Com linguajar de fácil compreensão e oração clara, serviu de guia, conduziu o lume do desenvolvimento intelectual e promoveu transformações positivas nos costumes e nas relações sociais do povo nordestino que são verdadeiras lições de vida e de convívio fraternal. Escreveu parte da nossa história com uma poesia leve, cadente, musical e penetrante, cujos versos, pela tradição oral, ultrapassaram gerações e chegaram até nós sem nenhuma alteração que comprometesse o verbo. Lembremos, e por que não, Inácio da Catingueira, escravo e repentista, propriedade do Sr. Manoel Luiz, que viveu na Paraíba, no século 19. Tão grande foi Inácio que deu notoriedade a seu dono. Manoel Luiz, o dono de Inácio da Catingueira, assim ficou conhecido este

senhor. A famosa cantoria que durou 8 dias no mercado de Patos na Paraíba, ainda naquele século, entre Inácio e Romano da Mãe D'água, homem letrado conhecia o velho testamento e a história do imperador Carlos Magno, da qual o escravo saiu vencedor e parte dela foi salva pelos pesquisadores, representa um exemplo categórico de como a mensagem do repentista é contagiante e bem nutrida

“Isto é apenas parte de uma história que fora sobrelevada por outras que pareciam mais meritórias, e que estavam desprezadas” dos atributos de comunicação, pois de outra forma não perduraria através dos tempos. A título de ilustração, naquela cantoria, Romano lembrou a Inácio sua condição de escravo com o objetivo de massacrá-lo moralmente e intimidá-lo perante a plateia. Talvez esse desdém inibisse a verve do repentista negro, mas, pelo contrário, Inácio respondeu-lhe com altivez: "quando saio pra cantar, meu dono sabe onde eu tô", querendo dizer, por

certo, que apesar de ser escravo, não era fujão e, acima de tudo, era tratado como gente na casa do seu senhor. Tão nobre e negro quanto Inácio foi Fabião das Queimadas. Conseguiu juntar dinheiro com a força do seu canto e, num gesto de nobreza e de amor, comprou a liberdade de sua mãe, que ainda permanecia escrava. Isto é apenas parte de uma história que fora sobrelevada por outras que pareciam mais meritórias, e que estavam desprezadas nos bastidores do tempo. Inácio da Catingueira, Romano da Mãe D'água, Silvino Pirauá, Ugolino do Sabugi, Nicandro e Agostinho Nunes da Costa são os precursores da cantiga de repente. Do início século 20 até o presente, o estado de Pernambuco lidera em qualidade e em quantidade a população de repentistas, vindo em seguida a Paraíba, berço da origem da cantoria de viola. Por fim, em nome de Rogaciano Leite, o poeta fenomenal do Pajeú, que emprestou sua voz e pena na defesa desta modalidade cultural, abrindo as portas dos mais altos salões aristocráticos à poesia popular, eu saúdo todos os repentistas, cantadores e cordelistas do Brasil e desejo que esta Lei possa trazer os benefícios almejados por esta classe tão aplaudida no palco da vida e tão esquecida ao apagar as luzes da ribalta. Inocêncio Oliveira Deputado

O porquê dos programas de TV sádicos Os meios de divulgação como a imprensa escrita, a falada, a televisionada e a internet mantêm-se graças aos seus anúncios ou patrocinadores que exigem uma boa parceria com o público. Ora, fazer ou exibir o que o povo procura e gosta é que conquistará os espectadores para os seus programas. Quando as pesquisas elegem determinados formatos de comunicação como excelentes para a maioria, de logo, os comunicadores adotam em suas programações. A televisão, particularmente, pelo grande poder de penetração nas massas populacionais, é que sofre as maiores críticas quando exibe programas, até certo ponto, desagradáveis, por mexerem nos mitos sociais ou por fazerem apologia a formatos sociais pouco desejados pelos telespectadores. Devemos lembrar que o público maior que dá audiência a uma dada emissora é formado de pessoas pouco instruídas e que são consequência da influência que sofreram dos próprios meios de comunicação. Assim, quem comanda a mídia é esse público e não a elite intelectual. É esse povo que mais compra de forma indiscriminada, mais utiliza os serviços e frequenta os espetáculos populares; enfim é o público alvo para as emissoras de televisão. Mas, por que a preferência pelos programas sádicos? Aqueles que abusam da condição humana, com desrespeitos físicos e psicológicos, que levam seus personagens a sair do sério, desrespeitando, às vezes, os próprios

telespectadores em suas casas. Lembramos que hoje, desde a infância, a violência invade os meios de comunicação. Os desenhos, antes singelos e dóceis, tornaram-se, hoje, o retrato da cultura dos adultos com figuras amargas e vingativas de aparência mórbida ou assustadora que entram no dia a dia das crianças, tornando-as pouco sensíveis à violência. Dessa forma, na idade adulta, o espírito sádico quer

“Evitar a mostra da violência tornará a sociedade mais apaziguadora e construirá um futuro mais humano” assistir não mais às fantasias do cinema, mas à vivência escrava e agressiva dos personagens, ao vivo, nos diversos programas que fazem do público comum o ator na história. Ademais,a pouca criatividade, muitas vezes, leva as emissoras de televisão a adaptarem programas estrangeiros, que são traduzidos, com pouco zelo, para nossa sociedade. Aí o problema se torna maior. Temos que absorver, de forma esdrúxula, a vivência de outra cul-

tura em detrimento de nossa história. É pouco o que se pode fazer de imediato para por um freio nesses acontecimentos. Como solução, a médio e longo prazo, só a educação para possibilitar que esse quadro se reverta. O povo instruído irá repudiar esse formato de programas popularescos que invadem, de quando em vez, seu lar. As escolhas serão mais dignas de pessoas que sabem o que quer e constituirão a maioria do público que compra. Só assim os meios de comunicação atenderão a um projeto que, a cada dia, dignifique o homem como cidadão e jamais escolham o caminho do sadismo e da prevaricação como atração para um público que irá às compras. Evitar a mostra da violência, a que título seja, tornará a sociedade mais apaziguadora nos seus espaços e construirá um futuro mais humano para as crianças que são vítimas, hoje, dos adultos e que, futuramente, se nada for feito, vingarão, sobre os idosos, os males que lhes causaram. Já que nada pode acontecer de imediato, que a televisão faça, a todo o momento, a apologia ao saber consciente, levando a população maior ao amor pelo estudo. Só assim, seremos capazes de vender o que o povo quer, com alto nível, pois teremos, então, uma grande massa lúcida para programas que vendam qualidade. Wilson Barretto Professor e diretor da Faculdade Esuda

> OS ARTIGOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES E NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DESTE JORNAL

PRIMEIRA

Luiz Carlos Barreto Goes Diretor-Geral

Romero Vieira Belo Diretor de Redação CNPJ 05.593.455/0001-8 CNPJ: 08.078.664/0001-85

Alda Sampaio Diretora Comercial

Privativa Comunicação e Representação Ltda. Representante nacional do Primeira Edição São Paulo: (11) 4197-1799 Rio de Janeiro: (21) 2262-6146 Brasília: (61) 3326-7876

Salvador: (71) 3341-2980 Recife: (81) 3241-1680

Endereço: Rua Ubiracy Costa Ferreira, 145 Jatiúca | CEP 57.036-780 Fone: (82) 3033-3502 Maceió | Alagoas Atendimento ao assinante: (82) 3033-5213 / 3033-2189


Primeira Edição | 22 a 28 de fevereiro, 2010

B6 | Especial

> Copa do Mundo

Começa a corrida contra o tempo Falta de profissionais pode levar ao risco de um "apagão de mão de obra"; em PE, Senai diz que dará conta da demanda até 2014 Reprodução

Mais de 3,5 milhões de empregos diretos e indiretos deverão ser criados com a preparação das cidades que vão sediar os jogos da Copa do Mundo de 2014, caso os investimentos prometidos cheguem mesmo a R$ 60 bilhões. Em Pernambuco, contando apenas com o montante já anunciado para infraestrutura esportiva e mobilidade urbana (R$ 2,2 bilhões), deverão ser geradas mais de 120 mil vagas. A conta é simples - a cada R$ 1 milhão investidos na construção civil, são criados 58 empregos, sendo 33 diretos e 25 indiretos. A pergunta é: teremos profissionais suficientes para tocar essas obras? Ou corremos o risco de sofrer um apagão de mão de obra? A preocupação é pertinente, principalmente se levarmos em conta que o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) transformou o país num canteiro de obras. Especialmente em Pernambuco, onde investimentos simultâneos ocorrem em Suape (refinaria, estaleiro, polo petroquímico) e em muitas outras regiões do estado, como a Ferrovia Transnordestina e a transposição de águas do Rio São Francisco, no Sertão, e a duplicação da BR-101, na Zona da Mata. Em vários momentos, por exemplo, foi um drama conseguir operadores de máquinas pesadas para executar as obras de terraplenagem. Sem falar na demanda do programa Minha casa, minha vida. É bom ter em mente que as obras da Copa não se resumem à construção de estádios. Há toda uma infraestrutura que precisará ser preparada

providências sejam tomadas é preciso que haja o dimensionamento do quantitativo que será necessário ao longo do tempo e financiamento. "O Senai participa, mas nossos recursos são insignificantes. Não temos medo desse desafio, mas também não podemos atender emergências. Tem que haver uma programação", diz o diretor regional Antônio Carlos Maranhão de Aguiar.

ESCOLA

Recuperar estádios é uma das missões no roteiro para a realização da Copa do Mundo de 2014 no Brasil

para receber as seleções e o público dos jogos, incluindo a construção e reforma de hotéis. A Associação Brasileira de Engenharia Industrial (Abemi) calcula que as melhorias vão acontecer em cerca de 200 municípios vizinhos das cidades-

sede - no caso pernambucano, São Lourenço da Mata, onde será erguida da Cidade da Copa. O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-PE) garante estar preparado para atender a essa demanda. Entretanto, para que as

O Senai-PE tem uma escola dedicada ao segmento da construção civil localizada no bairro de Água Fria. Somente no ano passado, foram formados 6.102 alunos. O curso mais procurado é o de edificações, de nível técnico. De lá deve sair boa parte dos profissionais que estarão nesse mercado nos próximos anos. Sílvio Barbosa, 20 anos, está se especializando em hidráulica e acredita que poderá progredir nessa área. "Tem pouca mão de obra disponível e é um setor que está crescendo muito", depõe. O curso de edificações ensina os alunos a colocarem a mão na massa em áreas como alvenaria, assentamento de cerâmica, instalações hidráulicas e a gás, instalações prediais e equipamentos de produção, como guinchos e betoneiras. "Dependendo da competência do profissional vai ser fácil conseguir vaga no mercado", imagina Jessica Jully, 17. Sílvio e Jessica treinam em média 12 horas por dia para a Olimpíada do Conhecimento, que acontecerá entre 8 e 14 de março no Rio de Janeiro.

> Vida Mansa

Quanto custam os feriados ao País? Reprodução

O custo econômico dos feriados que ocorrerão este ano em dias úteis será de, no máximo, R$ 150,7 bilhões para o país, de acordo com estudo elaborado pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan). Como não se tem como saber com precisão o valor de perda da não produção durante os dias de feriado, a Firjan estimou que o valor máximo seria o de um PIB diário multiplicado pelos dias úteis que não seriam trabalhados este ano, explicou a diretora de Desenvolvimento Econômico da entidade, Luciana de Sá. A conta se refere a todos os setores da economia. As paralisações representarão uma perda de 4,4% do Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma das riquezas produzidas no país. O valor calculado para as perdas diárias por feriado que ocorrer em dias de semana é de R$ 13,8 bilhões. "Se você cria mais um feriado, perderia mais R$ 13,8 bilhões, no máximo", disse. O custo dos feriados projetado para a economia nacional este ano equivale a cerca de sete vezes o orçamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para 2010, afirmou

Paralisação da força produtiva e de trabalho, devido aos feriados, causa sérios prejuizos à economia brasileira

Luciana. "A cada 23 anos, a gente perde um PIB". Segundo Luciana de Sá, o estudo objetivou mostrar que "é nefasta" para a economia a criação indiscriminada de feriados. "A gente resolveu

fazer essa conta para impedir a criação permanente ou transformação de dias comemorativos em feriados, até porque a atividade econômica ocorrida em feriado implica em um salário

horário mais elevado", disse a diretora da Firjan. No ano passado, os feriados provocaram perda para a economia de R$ 150,2 bilhões, o que equivale a cerca de 4,8% do PIB. A estimativa da Firjan é de que deixou de ser faturado um total de R$ 12,5 bilhões por feriado em dia útil no Brasil. A estimativa do custo econômico dos feriados em 2010 alcança R$ 51,7 bilhões em São Paulo, influenciado pelo tamanho do PIB estadual, seguido do Rio de Janeiro (R$ 17 bilhões), Minas Gerais (13,8 bilhões), Santa Catarina (R$ 10,1 bilhões), Paraná (R$ 8,4 bilhões) e Rio Grande do Sul (R$ 6 bilhões). No caso do Rio de Janeiro, o estudo da Firjan revela que a perda por dia útil não trabalhado poderá ser de R$ 1,5 bilhão em 2010, ante R$ 1,4 bilhão em 2009. Somando-se todos os feriados nacionais e estaduais que ocorrem em dias de semana, chega-se à perda de R$ 17 bilhões para a economia fluminense este ano e de R$ 18,3 bilhões no ano passado. Segundo os economistas da Firjan, esses valores representam 4,4% e 5,2% do PIB do estado, respectivamente. (Agência Brasil)

> Avanço do Leão

Receita moderniza declaração do IR Reprodução

A Receita Federal está colocando em sua página na internet um maior número de ferramentas para auxiliar o contribuinte na solução de problemas com a declaração do imposto de renda, disse a coordenadora Geral de Atendimento e Educação Fiscal da Receita Federal, Maria Helena Cotta Cardozo. A mudança também vai trazer benefícios para a Receita, que passa a remanejar um número maior de servidores para os grandes contribuintes e questões mais complexas da declaração. Um destes espaços na página da Receita é o Centro Virtual de Atendimento, onde o contribuinte pode acompanhar a sua declaração do imposto de renda, suas pendências, se tem imposto a pagar, quais programas de computador deve usar para enviar os dados à Receita, entre outros itens. A coordenadora enfatiza que o novo modelo de atendimento ao cidadão da Receita é quase tão importante como a chegada da internet para ao setor público. "Isso tudo é um respeito maior ao cidadão e para tornar as coisas mais práticas, que com a vida moderna não tem mais tempo para nada. Então, o

que a gente puder facilitar, a gente facilita para o contribuinte", disse Maria Helena.

EXPORTAÇÕES O governo brasileiro deve tomar medidas de desburocratização para incentivar as exportações. As medidas devem ser anunciadas nos próximos dias, segundo o presidente da Agência Brasileira de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil),

Alessandro Teixeira. Ele não antecipou o conteúdo do pacote, mas disse que serão medidas de desburocratização. Entidades do setor defendem o aumento de linhas de financiamento, a redução de impostos e a organização da logística nas aduanas. "São propostas de médio e longo prazo que possam estimular a competitividade", disse Teixeira. De acordo com o presidente da Apex-Brasil,

independente das medidas adotadas pelo governo, alguns setores, só devem apresentar sinais de recuperação no segundo semestre, quando os Estados Unidos e a Europa, mostrarem sinais de recuperação. Teixeira disse que para se tornar menos vulnerável, o Brasil deve buscar acelerar o processo para exportação e investir em infraestrutura, com o objetivo de reduzir custos da produção. Ele defende que as exportações brasileiras podem se tornar menos vulneráveis às variações do câmbio se o país conquistar mercados e ganhar competitividade. Segmentos como o de alimentos e minérios, deram sinais de recuperação nos primeiros meses do ano com a alta da moeda estrangeira (que subiu 6,88%, em 2010). Outros setores, no entanto, ainda sofrem com a fraca demanda internacional, como o têxtil e de calçados. "Qualquer melhora do dólar [da desvalorização do real diante do dólar] traz ganhos. Mas o Brasil não pode deixar de ser um grande exportador por causa das mudanças cambiais. O Brasil tem que conquistar os mercados independente do câmbio", defendeu o presidente da Apex-Brasil.


Primeira Edição | 22 a 28 de fevereiro, 2010

PREFEITURA MUNICIPAL DE IGREJA NOVA AVISO DE LICITAÇÃO |PREGÃO N.º 001/2010 SEUNDA CHAMADA A Prefeitura Municipal de Igreja Nova/AL comunica às empresas interessadas que fará realizar no dia 24/02/2010, às 14h00min, na sede do Município, na Praça Prof. Agnelo Moreira, n.º 06, Centro, Fone: 082-3554-1128, Igreja Nova/AL, em sessão pública, a SEGUNDA CHAMADA do PREGÃO n.º 001/2010, do tipo menor preço, POR ITEM, que objetiva a Locação de veículos para a realização de serviços inerentes às diversas secretarias da Prefeitura Municipal de Igreja Nova/AL. O EDITAL encontra-se à disposição dos interessados através de download gratuito no site www.primeiraedicao.com.br. Igreja Nova, 05 de fevereiro de 2010. Anna Karyne Alves da Silva Padilha/Pregoeira. ----------------------------------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE BRANQUINHA RATIFICAÇÃO DE INEXIGIBILIDADE n° 011/2009 CONTRATANTE: PREFEITURA MUNICIPAL BRANQUINHA CONTRATADA: A. S. S. COMPANHIA DE EVENTOS LTDA. CNPJ/MF Nº 10.689.318/0001-85. OBJETO: Contratação de Atrações Musicais Para as Festividades da Emancipação Política. VALOR: R$ 11.000,00 (onze mil reais). * Reproduzido por incorreção Branquinha, 13 de Maio de 2009 Ana Renata da Purificação Moraes Prefeita ----------------------------------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE BRANQUINHA HOMOLOGAÇÃO - PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2009 A Prefeita do município de Branquinha HOMOLOGA o presente processo no valor total de R$ 1.451.497,75 (hum milhão, quatrocentos e cinqüenta e um mil quatrocentos e noventa e sete reais e setenta e cinco centavos). EXTRATO DO CONTRATO Nº 005/2009 – PP I CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Branquinha, CNPJ: 12.332.995/000177. CONTRATADA: Dantas & Aragão Ltda ME, CNPJ: 04.362.282/0001-28. OBJETO: Aquisição de Medicamentos e correlatos. VALOR: R$ 574.000,00 (quinhentos e setenta e quatro mil reais). EXTRATO DO CONTRATO Nº 005/2009 – PP II CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Branquinha, CNPJ: 12.332.995/000177. CONTRATADA: Nordeste Hospitalar Ltda. CNPJ: 04.922.653/0001-89. OBJETO: Aquisição de Medicamentos e correlatos. VALOR: R$ 240.897,75 (duzentos e quarenta mil, oitocentos e noventa e sete reais e setenta e cinco centavos). EXTRATO DO CONTRATO Nº 005/2009 – PP III CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Branquinha, CNPJ: 12.332.995/000177. CONTRATADA: Casa do Médico Ltda, CNPJ: 02.166.332/0001-09. OBJETO: Aquisição de Medicamentos e correlatos. VALOR: R$190.000,00 (cento e noventa mil reais). EXTRATO DO CONTRATO Nº 005/2009 – PP IV CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Branquinha, CNPJ: 12.332.995/000177. CONTRATADA: Comercial Cirúrgica Rioclarense Ltda, CNPJ: 67.729.178/0002-20. OBJETO: Aquisição de Medicamentos e correlatos. VALOR: R$ 446.600,00 (quatrocentos e quarenta e seis mil e seiscentos reais). Branquinha, 07 de abril de 2009. * Reproduzido por incorreção Ana Renata da Purificação Moraes Prefeita ----------------------------------------------------------------------------------------------PREFEITURA DE SANTA LUZIA DO NORTE DECRETO Nº 002/2010, DE 12 DE JANEIRO DE 2010. Disciplina a utilização, aquisição, cadastramento, identificação e licenciamento dos veículos de propriedade ou posse dos órgãos da administração direta e indireta do Poder Executivo Municipal e dá outras providências. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE SANTA LUZIA DO NORTE, no uso de suas atribuições, em especial o que dispõe o artigo 63, inciso VI, da Lei Orgânica do Município; e CONSIDEERANDO a necessidade de disciplinar a utilização, aquisição, cadastramento, identificação e licenciamento dos veículos de propriedade ou posse dos órgãos da administração diretas e indireta do Poder Executivo Municipal; e CONSIDERANDO, finalmente, a necessidade de racionalizar o uso e estabelecer procedimentos internos para a utilização dos veículos oficiais dos órgãos da administração direta e indireta do Poder Executivo Municipal; D E C R E T A: CAPÍTULO I Das Disposições Gerais Art. 1º Este Decreto disciplina a utilização, aquisição, cadastramento, identificação e licenciamento dos veículos oficiais dos órgãos da administração direta e indireta do Poder Executivo Municipal. Art. 2º Os veículos utilizados nas atividades pertinentes aos órgãos da administração dieta e indireta do Poder Executivo Municipal serão coordenados pela Secretaria Municipal de Administração. Art. 3º Compete, ainda, à Secretaria Municipal de Administração, gerir o fornecimento e consumo de combustíveis e lubrificantes, bem como os serviços de manutenção dos veículos oficiais, sem prejuízo da autonomia administrativa e financeira de cada órgão da administração direta e indireta do Poder Executivo Municipal. CAPÍTULO II Dos Veículos Art. 4º Para fins deste Decreto são considerados veículos oficiais todos os veículos de propriedade ou posse dos órgãos da administração direta e indireta do Poder Executivo Municipal. Art. 5º Os veículos oficiais serão classificados, quanto à sua utilização, nas seguintes categorias: I - de representação; ou II - de serviço. Art. 6º Os veículos de representação são aqueles de uso exclusivo do Prefeito Municipal, para o estrito desempenho de suas funções. Art. 7º São veículos de serviço aqueles utilizados nas seguintes atividades: I - serviços da administração-geral; II - serviços de saúde pública; e III - serviços de fiscalização. Parágrafo Único. As demais Secretarias e entidades da administração pública municipal poderão utilizar veículos de serviço para atender serviços específicos, mediante autorização do Prefeito Municipal. CAPÍTULO III Da Utilização Seção I Das disposições gerais Art. 8º Os veículos oficiais serão utilizados para prestação de serviços públicos pelos órgãos da administração direta e indireta do Poder Executivo Municipal, vedada sua utilização em quaisquer outras circunstâncias. Art. 9º Os veículos de serviço não poderão trafegar fora do horário de expediente das repartições públicas municipais. Parágrafo único. Os veículos de serviço só poderão trafegar fora do horário de expediente das repartições públicas, inclusive aos sábados, domingos e feriados, quando: I - houver necessidade de prestação de serviços públicos; II – destinarem-se à segurança do Prefeito Municipal; e III - para atendimento de autoridades e personalidades nacionais ou estrangeiras em visita ao Município de Santa Luzia do Norte. Art. 10. Os veículos oficiais serão recolhidos à garagem da Prefeitura Municipal de Santa Luzia do Norte. § 1º Na hipótese de inexistência de garagem, o responsável pelo veículo oficial deverá guardá-lo em local seguro. § 2º É proibida a guarda de veículo oficial em garagem residencial, ressalvado o caso em que a garagem oficial for situada a grande distância da residência de quem use o veículo, condicionada à autorização do Secretário Municipal de Administração ou dirigente superior da administração pública municipal. Seção II Dos condutores Art. 11. Os veículos oficiais deverão ser dirigidos por motoristas do respectivo quadro de carreira, com perfil para o exercício do cargo, que preencham as condições exigidas pelo Código de Trânsito Brasileiro. Parágrafo único. Os agentes públicos do Poder Executivo Municipal, no interesse do serviço público e no exercício de suas próprias atribuições, poderão dirigir veículos oficiais, desde que sejam possuidores da Carteira Nacional de Habilitação, e devidamente autorizados pelo Secretário Municipal de Administração. Art. 12. Os condutores de veículos oficiais são responsáveis pelas infrações previstas no Código de Trânsito Brasileiro, decorrentes de atos praticados na direção dos veículos. Parágrafo único. As multas de trânsito impostas a condutores de veículos oficiais serão encaminhadas ao órgão ou entidade de lotação do veículo para identificação do infrator e, se for o caso, para ser efetuado o desconto em folha de pagamento, no limite previsto em lei, obedecido os princípios constitucionais do contraditório e da ampla defesa. Seção III Das proibições Art. 13. Salvo para atendimento de interesse público, é proibida a utilização de veículos oficiais: I - para transporte a casas de diversões, supermercados, estabelecimentos comerciais e de ensino; II - em excursões ou passeios; III - no transporte de familiares dos agentes públicos; e IV - no transporte de pessoas estranhas ao serviço público. Art. 14. É vedado os órgãos da administração direta e indireta do Poder Executivo Municipal a contratação, renovação ou prorrogação de contratos de transporte coletivo para a condução de servidores públicos de suas residências ao local de trabalho e vice-versa, salvo nos casos específicos de atendimento a unidades localizadas em áreas rurais de difícil acesso ou não servidas por transporte público, estando tais contratos condicionados à autorização do Prefeito Municipal. Seção IV Do controle Art. 15. Os órgãos da administr5ação direta e indireta do Poder Executivo Municipal deverão manter controle interno sobre a utilização dos veículos oficiais, através de arquivo contendo os documentos de propriedade dos veículos, o valor de aquisição, o estado de conservação e a relação das despesas ocorridas. § 1º O controle interno, sob o aspecto do estado de conservação dos veículos, deverá ser feito anualmente, através do preenchimento, no mês de novembro, do Termo de Vistoria de Veículo Oficial (ANEXO I). § 2º Os órgãos da administração direta e indireta do Poder Executivo Municipal deverão remeter à Secretaria Municipal de Administração, sempre que constatada a existência, relação dos veículos classificados como inservíveis,

Diário Oficial dos Municípios |B7

acompanhada dos respectivos Termos de Vistoria de Veículo Oficial (ANEXO I). Art. 16. É obrigatória a contratação de seguro para veículos oficiais, ficando a contratação sob a responsabilidade do órgão ou entidade detentor do veículo. Art. 17. Compete ao servidor público municipal encarregado do setor de transportes ou àquele que exerça atribuição equivalente, observada as instruções normativas da Secretaria Municipal de Administração: I - controlar a utilização dos veículos oficiais; II - controlar o consumo de combustíveis e lubrificantes dos veículos oficiais; e III - organizar e manter atualizado o arquivo contendo os documentos de propriedade dos veículos, o valor de aquisição, o estado de conservação e a relação das despesas ocorridas. Art. 18. As chaves dos veículos oficiais deverão ser entregues diariamente, na Secretaria Municipal de Administração, a funcionário especialmente designado. CAPÍTULO IV Das Aquisições Art. 19. As aquisições de veículos oficiais deverão observar, além do procedimento licitatório correspondente, o preço de referência registrado pela Secretaria Municipal de Administração. Art. 20. A aquisição de veículos oficiais, que implique aumento ou renovação de frota, deverá ser comunicada à Secretaria Municipal de Administração, objetivando-se eventual reaproveitamento dos veículos considerados disponíveis. CAPÍTULO V Do Cadastramento Art. 21. Os órgãos da administração direta e indireta do Poder Executivo Municipal deverão efetuar o cadastramento dos veículos oficiais constantes do acervo do órgão ou entidade, mediante o preenchimento da Ficha de Cadastro de Veículo Oficial, de acordo com modelo adotado pela administração municipal. Parágrafo único. Os formulários deverão ser enviados à Secretaria Municipal de Administração, no prazo de 30 (trinta) dias, para arquivamento. Art. 22. Sempre que ocorrer o recebimento de veículo por compra, cessão de uso, transferência, doação ou mediante qualquer outra forma de transferência da posse ou propriedade, os órgãos da administração direta e indireta do Poder Executivo Municipal deverão proceder conforme o disposto no art. 20 deste Decreto. CAPÍTULO VI Da Identificação Art. 23. Os veículos de representação do Prefeito Municipal portarão placas especiais, de acordo com os modelos estabelecidos pelo Conselho Nacional de Trânsito - CONTRAN. Art. 24. Os demais veículos de representação e os de serviço portarão placas brancas, de acordo com os modelos estabelecidos pelo Conselho Nacional de Trânsito - CONTRAN. Parágrafo único. Em caso de utilização de veículos estritamente em atividades reservadas de caráter policial poderão usar placas particulares, nos termos do art. 116 do Código de Trânsito Brasileiro. Art. 25. Os veículos oficiais portarão, obrigatoriamente, seu número de patrimônio afixado na coluna lateral esquerda do veículo, ressalvada a hipótese do parágrafo único do art. 24 deste Decreto. Parágrafo único. Nos veículos oficiais em que não for possível afixar o número de patrimônio na coluna lateral esquerda, o mesmo deverá ser afixado em outro local visível do veículo. CAPÍTULO VII Do Licenciamento Art. 26. Os órgãos da administração direta e indireta do Poder Executivo Municipal devem providenciar a renovação do licenciamento anual dos veículos oficiais em tempo hábil, obedecido o calendário estabelecido pelo Departamento Estadual de Trânsito - DETRAN/AL, bem como a quitação do Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres. CAPÍTULO VIII Da locação de Veículos Art. 27. No perímetro urbano, ou por imperiosa necessidade de deslocamento para outras localidades fora do território do município, os órgãos da administração direta e indireta do Poder Executivo Municipal, para atendimento de serviços específicos, deverão utilizar serviços de veículos locados. CAPÍTULO IX Da Central de Veículos Art. 28. Fica criada a Central de Veículos, no âmbito da Secretaria Municipal de Administração, para atendimento de serviços públicos que exijam deslocamentos de servidores para outras localidades, estritamente, em objeto de serviço § 1º Cabe à Secretaria Municipal de Administração organizar a estrutura de funcionamento, formar a frota e lotar os servidores que funcionarão junto à Central de Veículos. § 2º O uso dos veículos deverá ser solicitado, previamente, à Secretaria Municipal de Administração para agendamento e controle de viagem. CAPÍTULO X Dos Anexos Art. 29. Integram este decreto os anexos: I - Termo de Vistoria de Veículo Oficial (ANEXO I); II – Autorização para Condução de Veículos (ANEXO II); e III – Termo de Responsabilidade de Uso de Veículo (ANEXO III). CAPÍTULO XI Das Disposições Finais e Transitórias Art. 30. As colisões e/ou danos, furtos de veículos, de peças, de equipamentos e acessórios dos veículos em trânsito ou sob custódia do condutor, são de sua inteira responsabilidade. § 1º Ocorrendo furtos dos bens especificados neste artigo o condutor deverá acionar a Delegacia Policial competente, para lavratura do Boletim de Ocorrência no local da ocorrência. § 2º Em caso de colisões e/ou danos, o condutor deverá: I - fazer entrega na Secretaria Municipal de Administração, dos veículos oficiais; II - do Boletim de Ocorrência; e III - preencher o Relatório de Acidentes descrevendo os fatos acontecidos no acidente. § 4º Nos casos de veículos locados fica a Secretaria Municipal de Administração responsável pelo encaminhamento do mesmo a empresa locadora juntamente com o Boletim de Ocorrência. § 5º A responsabilidade do condutor será apurada através de Processo Administrativo, obedecendo os princípios constitucionais do contraditório e da ampla defesa. § 6º Após a apuração de responsabilidade do condutor, as despesas decorrentes dos danos causados nos veículos oficiais e nos veículos locados pelo mau uso ou imperícia serão descontadas em folha de pagamento, obedecendo os limites previstos em lei. Art. 31. Os casos omissos serão resolvidos pela Secretaria Municipal de Administração, mediante edição de instrução normativa. Art. 32. Os veículos vendidos para particulares deverão ter suas baixas comunicada ao Departamento Estadual de Trânsito - DETRAN/AL pelos órgãos da administração direta e indireta do Poder Executivo Municipal detentores dos veículos, para fins da retirada da isenção do IPVA, bem como alteração de propriedade, no prazo máximo de 30 (trinta) dias após a realização do evento. Art. 33. Este decreto entra em vigor na data de sua publicação, respeitadas as dotações orçamentárias e disponibilidades financeiras dos órgãos da administração direta e indireta do Poder Executivo Municipal em relação às contratações de seguros. Art. 34. Revogam-se todas as disposições em contrário. Gabinete da Prefeita do Município de Santa Luzia do Norte, 12 de janeiro de 2010. Maria de Fátima Barros Lins | PREFEITA

ANEXO II AUTORIZAÇÃO PARA CONDUÇÃO DE VEÍCULOS Eu, _________________________________________, Secretário Municipal de Administração atendendo a determinação contida no Decreto n° ____/2010, AUTORIZO, o servidor ___________________________________, não ocupante do cargo de Motorista, com perfil profissional de motorista, portador da CNH n° ________, expedida em ___/___/___ com validade até ___/___/____ e da Cédula de Identidade nº _______, expedida pela SSP/____, a conduzir o veículo oficial marca/modelo _______________, código Renavam ___________, placa __________, chassi ________________, em nome da Prefeitura Municipal de Santa Luzia do Norte, para realização de atividades de interesse da Administração Pública Municipal. Santa Luzia do Norte, _______________________________ Secretário Municipal de Administração Nome e Assinatura ANEXO III TERMO DE RESPONSABILIDADE DE USO DE VEÍCULO Eu, ____________________________________________________, portador da CNH n° ____________________________________, expedida em ____/____/____, com validade até ____/____/____, categoria ________, e da Cédula de Identidade nº __________________, expedida pela SSP/____. lotado na _________________________, em exercício na ____________________________, DECLARO estar ciente das regras de utilização de veículos oficiais e locados de acordo com o Decreto n° _____/2010, de 11 de janeiro de 2010, e demais legislação vigente, e responsabilizando-me pelo uso do veículo descrito abaixo,

Comprometendo-me também, zelar, com observância ao artigo ____ (Estatuto dos Servidores Públicos Municipais), responsabilizando-me ainda, pela quitação das multas aplicadas em decorrência de infração capitulada no Código de Transito Brasileiro, enquanto o veículo estiver sobre minha custódia e utilização. Por ser a expressão da verdade, firmo o presente termo. Santa Luzia do Norte, ______________________________________________ Nome e Assinatura do Condutor Responsável ----------------------------------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE TAQUARANA CONVOCAÇÃO O Prefeito do Município de Taquarana, Alay Correia de Amorim, no exercício das competências estabelecidas na legislação vigente, e considerando os termos do Decreto Federal n° 5.790, de 25/05/2006, e a Resolução Normativa n° 10, de 30/06/2009, do Ministério das Cidades, CONVOCA Os membros da sociedade local para participarem da I Conferência Municipal da Cidade de Taquarana, a se realizar no dia 11 de fevereiro de 2010, na Casa de Eventos, situada à Rua Vereadora Gerusa Barbosa, n° 55, Taquarana, das 08h 30min às 14h 00min, constando de: 1. Lema - cidade para todos e todas com gestão democrática, participativa e controle social; e Tema - avanços, dificuldades e desafios na implementação da política de desenvolvimento urbano. 2. Comissão Preparatória 2.1. 1/3 (um terço) dos participantes do Poder Público municipal, dos quais 1/3 (um terço) do Poder Legislativo e 2/3 (dois terços) do Poder Executivo; 2.2. 2/3 (dois terços) de representantes da sociedade civil. 3. A coordenação será da Secretária Municipal de Obras, Viação e Serviços Urbanos. Taquarana, 08 de fevereiro de 2010. Alay Correia de Amorim | Prefeito ----------------------------------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO Retificação de Extrato de Contrato EXTRATO DE CONTRATO CONTRATANTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO - CNPJ. 12.241.675/0001-01 Retificado para: Júlio Cesar de Araújo Barros, CPF: 957.987.064-00 OBJETO. Locação de um veículo para ficar a disposição da população dos Povoados Lages e Impueiras - Sec. de Saúde Valor: R$ 6.120,00 (seis mil cento e vinte reais) Prazo de execução: 12 meses. Fonte de Recurso: 07.70/ 6.001/ 10.301.0008 - 3.1.90.04 Quebrangulo, 11 de janeiro 2010. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima - Prefeito

n.º PMMI-004/2010, referente à Aquisição de Material de Expediente, com data de abertura dos envelopes contendo as propostas de preços, marcada para o dia 02 de MARÇO de 2010, às 08:00 horas. Major Izidoro, 10 de Fevereiro de 2010 Alessandro Lopes Barros | Pregoeiro Oficial ----------------------------------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE MAJOR IZIDORO AVISO DE LICITAÇÃO | PREGÃO PRESENCIAL N° PMMI-005/2010 A Prefeitura Municipal de Major Izidoro, por intermédio do seu Pregoeiro, designado através da portaria de n° 100/2009, torna público que se encontra à disposição dos interessados, no Prédio da Prefeitura, situada na Praça Leopoldo Amaral, s/n, Centro, Major Izidoro/AL, o edital do Pregão Presencial n.º PMMI-005/2010, referente à Aquisição de medicamentos, material médico hospitalar/cirúrgico e odontológico, com data de abertura dos envelopes contendo as propostas de preços, marcada para o dia 03 de MARÇO de 2010, às 08:00 horas. Major Izidoro, 10 de Fevereiro de 2010 Alessandro Lopes Barros | Pregoeiro Oficial --------------------------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE MAJOR IZIDORO 1° TERMO DE ADITIVO DO CONTRATO Nº 01/2009 PREGÃO PRESENCIAL N° 001/2009 Contratante: PREFEITURA MUNICIPAL DE MAJOR IZIDORO, CNPJ nº 12.228.904/0001-58. CONTRATADA: S. VITORINO DA SILVA DIESEL, CNPJ/MF nº 04.439.462/0001-60. OBJETO: Prorrogação da Vigência e dotação orçamentária do contrato originário que era ate 31/12/2009 passa a partir da assinatura deste termo para 01/03/2010 referente à aquisição de COMBUSTÍVEIS E LUBRIFICANTES. 2° TERMO DE ADITIVO DO CONTRATO Nº 01/2009 PREGÃO PRESENCIAL N° 001/2009 Contratante: PREFEITURA MUNICIPAL DE MAJOR IZIDORO, CNPJ nº 12.228.904/0001-58. CONTRATADA: AUTO POSTO FORTALEZA LTDA, CNPJ/MF nº 05.409.192/0001-08. OBJETO: Prorrogação da Vigência e dotação orçamentária do contrato originário que era ate 31/12/2009 passa a partir da assinatura deste termo para 01/03/2010 referente à aquisição de COMBUSTÍVEIS E LUBRIFICANTES. 1° TERMO DE ADITIVO DO CONTRATO Nº 03/2009 PREGÃO PRESENCIAL N° 003/2009 Contratante: PREFEITURA MUNICIPAL DE MAJOR IZIDORO, CNPJ nº 12.228.904/0001-58. CONTRATADA: JAM DISTRIBUIDORA LTDA, CNPJ/MF nº 05.242.978/0001-83. OBJETO: Prorrogação da Vigência e dotação orçamentária do contrato originário que era ate 31/12/2009 passa a partir da assinatura deste termo para 01/03/2010 referente à aquisição de MATERIAL DE EXPEDIENTE. 1° TERMO DE ADITIVO DO CONTRATO Nº 04/2009 PREGÃO PRESENCIAL N° 004/2009 Contratante: PREFEITURA MUNICIPAL DE MAJOR IZIDORO, CNPJ nº 12.228.904/0001-58. CONTRATADA: SANTA TEREZA COMERCIO LTDA, CNPJ/MF nº 24.465.817/0001-01. OBJETO: Prorrogação da Vigência e dotação orçamentária do contrato originário que era ate 31/12/2009 passa a partir da assinatura deste termo para 01/03/2010 referente à aquisição de MATERIAL DE LIMPEZA. 1° TERMO DE ADITIVO DO CONTRATO Nº 05/2009 PREGÃO PRESENCIAL N° 005/2009 Contratante: PREFEITURA MUNICIPAL DE MAJOR IZIDORO, CNPJ nº 12.228.904/0001-58. CONTRATADA: JAM DISTRIBUIDORA LTDA, CNPJ/MF nº 05.242.978/0001-83. OBJETO: Prorrogação da Vigência e dotação orçamentária do contrato originário que era ate 31/12/2009 passa a partir da assinatura deste termo para 01/03/2010 referente à aquisição de GENEROS ALIMENTICIOS. 2° TERMO DE ADITIVO DO CONTRATO Nº 05/2009 PREGÃO PRESENCIAL N° 005/2009 Contratante: PREFEITURA MUNICIPAL DE MAJOR IZIDORO, CNPJ nº 12.228.904/0001-58. CONTRATADA: NORDESTE DISTRIBUIDORA DE ALIMENTOS LTDA, CNPJ/MF nº 08.042.394/000152. OBJETO: Prorrogação da Vigência e dotação orçamentária do contrato originário que era ate 31/12/2009 passa a partir da assinatura deste termo para 01/03/2010 referente à aquisição de GENEROS ALIMENTICIOS. 1° TERMO DE ADITIVO DO CONTRATO Nº 06/2009 PREGÃO PRESENCIAL N° 006/2009 Contratante: PREFEITURA MUNICIPAL DE MAJOR IZIDORO, CNPJ nº 12.228.904/0001-58. CONTRATADA: VALDEMOR ARAUJO DA SILVA, CNPJ/MF nº 01.403.884/0001-98. OBJETO: Prorrogação da Vigência e dotação orçamentária do contrato originário que era ate 31/12/2009 passa a partir da assinatura deste termo para 03/08/2010 referente à aquisição de MATERIAL DE CONSTRUÇÃO.

----------------------------------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO RATIFICAÇÃO – INEXIGIBILIDADE N° 001/2010 O Prefeito do Município de Quebrangulo ratifica o presente processo, importando o mesmo no valor total de R$ 74.000,00 (setenta e quatro mil reais). CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Quebrangulo, CNPJ: 12.241.675/000101. CONTRATADA: S. R. PEIXOTO, CNPJ: 09.584.839/0001-99. OBJETO: Shows musicais para o carnaval 2010 R$ 74.000,00 (setenta e quatro mil reais).PRAZO: 6 (seis) meses. Quebrangulo, 11 de fevereiro de 2010. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima Prefeito ----------------------------------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO TERMO DE HOMOLOGAÇÃO

1° TERMO DE ADITIVO DO CONTRATO Nº 07/2009 PREGÃO PRESENCIAL N° 007/2009 Contratante: PREFEITURA MUNICIPAL DE MAJOR IZIDORO, CNPJ nº 12.228.904/0001-58. CONTRATADA: LUAN MED PRODUTOS HOSPITALARES LTDA, CNPJ/MF nº 07.369.076/0001-38. OBJETO: Prorrogação da Vigência e dotação orçamentária do contrato originário que era ate 31/12/2009 passa a partir da assinatura deste termo para 01/03/2010 referente à aquisição de MEDICAMENTOS,MATERIAL MÉDICO HOSPITALAR/CIRURGICO E ODONTOLOGICO. Major Izidoro, 21 de Dezembro de 2009

O Prefeito do Município de Quebrangulo, Estado de Alagoas no uso de suas atribuições e em conformidade com as leis 10.520-02 e 8.666-93, resolve, HOMOLOGAR os seguintes pregões: Processo 0881-0067-0068/2010 - Pregão Presencial 003/2010 Objeto: aquisição de materiais de Material Gráfico e de vestuário para a Secretaria Municipal de Saúde, e Secretaria Municipal de Educação e Secretaria municipal de finanças. Empresa Vencedora pelo menor preço por lote: Lotes 1,2 e 3- M.M. MELLO GRÁFICA E EDITORA, CNPJ: 04.345.379/0001-01, Valor R$ 52.135,00 (CINQUENTA E DOIS MIL CENTO E TRINTA E CINCO REAIS) EXTRATO DE CONTRATO CONTRATANTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO - CNPJ. 12.241.675/0001-01 CONTRATADO: M.M. MELLO GRÁFICA E EDITORA, CNPJ: 04.345.379/000101OBJETO. Aquisição de Material Gráfico para a Secretaria Municipal de Saúde, e Secretaria Municipal de Educação e Secretaria municipal de finanças. Lotes 1, 2 e 3. Valor: R$ 52.135,00 (CINQUENTA E DOIS MIL CENTO E TRINTA E CINCO REAIS Prazo de execução: 12 meses. Fonte de Recurso: 2004 - 04.122.0003 3.3.90.30.00.00.00.00.0.1.03.000000 2005 - 04.122.0009 3.3.90.30.00.00.00.00.0.1.03.000000 6001 - 10.301.0008 3.3.90.30.00.00.00.00.0.1.03.000000 6002 - 10.301.0008 3.3.90.30.00.00.00.00.0.1.03.000000 6007 - 10.302.0008 3.3.90.30.00.00.00.00.0.1.03.000000 6008 - 10.304.0008 3.3.90.30.00.00.00.00.0.1.03.000000 Quebrangulo, 22 de fevereiro de 2010. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima - Prefeito ----------------------------------------------------------------------------------------------MUNICÍPIO DE SANTANA DO IPANEMA EXTRATO DE INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO

CONTRATANTE: Município de Coité do Nóia- AL, CONTRATADAS: ALPIS CONSTRUÇÕES E INCORPORAÇÕES LTDA, no valor total de R$ 53.978,95 (cinqüenta e três mil, novecentos e setenta e oito reais e noventa e cinco centavos), e R M K F CONSTRUÇÃO E PROJETOS LTDA, no valor total de R$ 27.758,59 (vinte e sete mil, setecentos e cinqüenta e oito reais e cinqüenta e nove centavos OBJETO: Reforma de escolas VIGÊNCIA: 30/12/2010 CELEBRAÇÃO: 21/01/2010. RECURSOS: -Programas de Trabalho 06.61.1.004.12.361.0014 e 06.60.2.072.12.367.0014, Elemento de Despesa: 4.490.51 - Obras e Instalações. BASE LEGAL: Leis Federais 10.520/ 2002 e 8.666/93; ----------------------------------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE COITÉ DO NÓIA AVISO DE LICITAÇÕES

A Prefeita do Município de Santana do Ipanema/AL, no uso de suas atribuições e prerrogativas legais, com base no Parecer da Assessoria Jurídica e dos autos que compõem o processo administrativo de Inexigibilidade de Licitação nº 01/2010, tendo em vista a realização do CARNAVAL/2010 no município, na forma dos Arts. 25, III e 26 da Lei 8.666/93, RATIFICA A INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO para a contratação dos valores artísticos que se apresentarão no município durante os dias 13, 14, 15 e 16/02/2010, incluindo toda a estrutura necessária para a realização das apresentações, no valor global de R$ 110.000,00 (cento e dez mil reais), através da empresa Show Premium Consultoria e Eventos Ltda - CNPJ nº 09.412.290/0001-55. RENILDE SILVA BULHÕES BARROS | Prefeita ----------------------------------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE MURICI AVISO DE LICITAÇÃO | EDITAL TOMADA DE PREÇO Nº 03/2010 O Município de Murici, Estado de Alagoas, torna público aos interessados, que fará realizar licitação na modalidade TOMADA DE PREÇOS, de conformidade com a Lei Federal nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e demais regulamentos pertinentes, às 10h00min do dia 03 de março de 2010, em sua sede, à Rua Cel. Antonio Machado s/n nesta Cidade, ocasião em que estará recebendo os envelopes contendo os documentos de habilitação e respectivas propostas, com a conseqüente abertura dos mesmos, visando obter aquela mais vantajosa, nos termos da Lei. Objeto: A presente licitação Tomada de Preços destina-se a aquisição de 02 (dois) veículos ambulância, zero km, ano de fabricação e modelo 2010/2010, com motor no mínimo 1.3, álcool/gasolina, com ar condicionado, direção hidráulica, rodas de aço, com no mínimo aro 14. Disponibilidade do edital: na sede da Prefeitura Municipal de Murici, Rua Coronel Antônio Machado, s/n, CEP: 57.820 - 000 Campo Grande, Murici - AL, no horário das 08h00min às 12h00min horas, Informações: Fone: (82) 32861434, ramal 212 ou e-mail: pmmlicitacoes@hotmail.com. Murici-AL, 12 de fevereiro de 2010. RENAN CALHEIROS FILHO | Prefeito ----------------------------------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE MURICI AVISO DE REVOGAÇÃO | TOMADA DE PREÇOS Nº 05 /2009 - OBRAS PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº: 4802-A/2009 O Ordenador de Despesas do Município de Murici, Estado de Alagoas, resolve por motivos de interesse público e com supedâneo no art. 49 da lei Nº 8.666/93 e Súmula 473 do STF, revogar a licitação relativa à Tomada de Preços nº: 05/2009 - Obras (Processo Administrativo nº: 4802-A/2009) e, por conseqüência, todos os demais atos dela decorrentes. RENAN CALHEIROS FILHO |Prefeito ----------------------------------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE MAJOR IZIDORO AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL N° PMMI-004/2010 A Prefeitura Municipal de Major Izidoro, por intermédio do seu Pregoeiro, designado através da portaria de n° 100/2009, torna público que se encontra à disposição dos interessados, no Prédio da Prefeitura, situada na Praça Leopoldo Amaral, s/n, Centro, Major Izidoro/AL, o edital do Pregão Presencial

ÍTALO SURUAGY DO AMARAL | Prefeito ----------------------------------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE COITÉ DO NÓIA EXTRATO DE CONTRATOS LICITAÇÃO: TOMADA DE PREÇOS 001/2009

Modalidade: Pregão Presencial n.º 004/2010 Tipo: menor preço por item Objeto: fornecimento de água mineral e gás de cozinha Realização: 03 de março de 2010 às 08h30min. (horário local) Modalidade: Pregão Presencial n.º 005/2010 Tipo: menor preço por lote Objeto: aquisição de medicamentos, material médico hospitalar e odontológico Realização: 03 de março de 2010 às 10h00min. (horário local) Modalidade: Pregão Presencial n.º 006/2010 Tipo: menor preço por lote Objeto: aquisição de gêneros alimentícios Realização: 10 de março de 2010 às 09h00min. (horário local) Disponibilidade dos editais: na sede da Prefeitura, à Praça Antonio Pedro de Albuquerque, n.20, Centro, cidade de Coité do Nóia, Estado de Alagoas, ou por solicitação via email, através do endereço eletrônico pregoes.coitedonoia@gmail.com. Informações: Fone: (82) 3526 1100 Coité do Nóia/AL, 18 de Fevereiro de 2010. ----------------------------------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE PARICONHA RETIFICAÇÃO Publicação no DOE da edição do dia 12/02/2010, referente ao Pregão 03/2010 onde se lê: “23/02/2010” Lê-se: “03/03/2010”, e referente ao Pregão 04/2010 onde se lê: “24/02/2010” lê-se: 04/03/2010. ----------------------------------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DA LAJE Extrato do Terceiro Termo Aditivo Partes: Município de São José da Laje / Maria Helena B. de Almeida. Objeto: serviços técnicos de Assessoria de Comunicação. “Do Prazo”: para 04/01/2010 a 31/12/2010. Fundamento: art. 37, IX, da CF, art. 1º da Lei Municipal nº 063/2003 e, subsidiariamente, pela Lei nº 8.666/93. Data: 04/01/2010. Demais cláusulas inalteradas. ----------------------------------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DA LAJE Pregão Presencial nº 001.1/2010-CPL (Registro de Preços – Transportes) ADIAMENTO O Pregoeiro do Município de São José da Laje, torna público o ADIAMENTO, para as 14:00 (quatorze) horas do dia 04/03/2010, da sessão pública para a realização do certame acima mencionado, marcada para o dia 23/02/2010, em virtude da necessidade de ajustes no edital. Permanecem inalteradas as condições de proposta. Outras informações na sala da Comissão Permanente de Licitação, no horário de 08:00 às 13:00 horas ou pelo e-mail: prefeitura.licita@gmail.com. Fone: 9351-5209. José Viana de Souza Néto | Pregoeiro ----------------------------------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DA LAJE (ADIAMENTO) Pregão Presencial nº 002.2/2010-CPL O Pregoeiro do Município de São José da Laje, torna público o ADIAMENTO, para as 14:00 (quatorze) horas do dia 03/03/2010, da sessão pública para a realização do certame acima mencionado, marcada para o dia 22/02/2010, em virtude de alteração do Anexo referente ao objeto desta licitação. Outrossim, informa que o referido Anexo com as devidas alterações serão remetidos as empresas interessadas, através de e-mail. Outras informações na sala da Comissão Permanente de Licitação, no horário de 08:00 às 13:00 horas ou pelo e-mail: prefeitura.licita@gmail.com. Fone: 9351-5209. José Viana de Souza Néto | Pregoeiro -----------------------------------------------------------------------------------------------


Primeira Edição | 22 a 28 de fevereiro, 2010

B8 | Social

WWW.TUDOQUEHA.COM.BR anamonteiro@primeiraedicao.com.br Site e Coluna(on-line)

O QUE HÁ! SIGA-M M E N O T WITER http://twitter.com/ColunistaAninha O C ARNAVAL D O “ VALE N IGHT”! O c arnaval d e 2 010 f oi d o “ Vale N ight”. A m úsica d o n osso a migo e c onterrâneo T oninho, (BANDA C ANNIBAL). O A sa d e Á guia c ontagiou os f oliões d e t odo o p aís e v irou g íria. O p assaporte d a a legria f oi t ema d e m atérias e m d iversos m eios d e c omunicação d o B rasil i nteiro. A té mesmo o s a presentadores e r epórteres, q ue f izeram a c obertura d o c arnaval, e xibiam l ivremente o “ Vale N ight” c onquistado. C HEERS! CARNAVAL 2010 Estamos d e v olta d epois d e p articipar d o m elhor carnaval d o m undo e m S alvador, a c onvite d o camarote C ontigo, ( Daniela M ercury) F estas e Farras e R eino. V ejam a s m atérias e m WWW.tudoqueha.com.br MANHÃ D E C ARNAVAL O m egaempresário E merson T enório e T hereza Cristina f oram a nfitriões p erfeitos p ara o g rupo de V ips q ue c onvidaram p ara a ssistir a o d esfile dos b locos P into d a M adrugada e P ecinhas d e Maceió n o c amarote S ococo-E E décio L opes. O ambiente t otalmente c limatizado d eu u m t oque a m ais a s g uloseimas f icou p or c onta d e I zabel Pinheiro. NO E NTRA E S AI D O C AMAROTE! O g overnador T eotônio V ilela, s eu i rmão E lias Brandão V ilela c om F rancine, o v ice-g g overnador José W anderley c om S imone, d eputado f ederal Benedito d e L ira, v ereadores d e M aceió Francisco H ollanda e D udu H ollanda; m uitos empresários – c omo R icardo S ampaio, D almo Peixoto, M árcio R aposo; e ntre m uitos... CHUVAS D E E LOGIOS Secretária-a a djunta d a S emtur, M amá O mena continua r ecebendo C huvas d e e logios p elo recente B aile M unicipal – d urante o q ual, f oi homenageada, p elo p róprio p refeito. C om certeza e la a rrazou. C heers!

PISCINA N ATURAL A primeira jangada acessível do Brasil partiu para o mar da Pajuçara na última quarta-ffeira (3) rumo às piscinas naturais. A bordo da embarcação, os alagoanos L uiz C avalcante e J osé B atista, cadeirantes que, pela primeira vez, tiveram a oportunidade de conhecer o maior cartão postal da capital a lagoana, c om s egurança e c onforto. Parabenizo a iniciativa.

MEUS AGRADECIMENTOS DE CORAÇÃO A TODOS QUE ME ESCREVEM E ME FELICITAM PELA COLUNA QUE HOJE SE TORNOU “O QUE HÁ” EM NOSSA CAPITAL E ESTADO!

CARAS E BOCAS Márcio Ândrei

MACEIÓ EM A LTA O Vice governador José Wanderley e sua esposa Simone dividiram o carnaval entre Recife, Olinda e Murici. BYE BYE A f amosa e stilista a lagoana M artha M edeiros reuniu p oucos e b ons, n a t erça-ff eira, ( 9)no Wanchaco, para jantar de despedida em torno do Hair style -m mundialmente conhecido, Hélio Souza, o brasileiro radicado há anos em Nova York – e um dos preferidos das celebridades mundo á fora. BLOGUEIRO O Ex-ssuperintendente da Polícia Federal em nosso estado, José Pinto De Luna lançou na quarta feira, (10) no R apa N ui, s eu “pintodeluna.com.br”.Cheers!

TIM TIM!Para o desembargador James Magalhães de Medeiros que foi um dos aniversariantes mais festejados da semana que passou Reprodução

113ª edição! Do bloco Moleque Namorador na foto os anfitriões Marcus Barbosa e Silvana com o dep.Fed Benedito de Lyra Márcio Ândrei

CONFETES! Para ajovem senhora esposa do estudante de jornalismo Marcos André, Renata Rose

FIRST CLASS HOTEL G UNGAPORANGA Mais um novo hotel já está em funcionamento em Alagoas. A partir desta semana, o Gungaporanga Boutique Hotel, unidade com 18 bangalôs, localizada no município de Barra de São Miguel, funciona p arcialmente. N ove b angalôs e stão disponíveis para hospedagem e os outros nove em construção, c om e ntrega p revista p ara j ulho. Mirella Mora “É um refúgio para casais”, resume a gerente operacional do empreendimento. Nas áreas sociais, academia, piscina com borda infinita e sauna integrada, bazar, pool bar e restaurante gourmet são algumas das atrações. Fora isso, oferecem trilhas ecológicas dentro da própria propriedade, passando pelo pomar, mangue e chegando na praia particular da lagoa do Roteiro”.

Márcio Ândrei

Chico Brandão

EM FOCO! Sérgio Moreira, (á dir) secretário de Estado do Planejamento e do Orçamento, ao lado de Wilson Barrêto, um ser humano de um currículo invejável. Flávio Galvão

SEMPRE EM EVIDÊNCIA! A advogada Taciana Omena, ladeada pelo presidente OAB-A AL Omar Coelho e Sergio Brito

BALAKUBAKOS

Divulgação

MACEIÓ FOLIA!PARANGOLE, EXALTA SAMBA,FORRO DO MUÍDO,XATREZ E BORA BORA.DIA 19/03 NA OAB

DICA DA ANINHA Vem ai uma bancada expressiva à Assembléia Legislativa com a cara de Maceió. Tem dúvidaaaaaa? CHEERS! P a r a o e m p r e s á r i o A n d r é L u i z M a c e n a ( l e i a -ss e Amgebrás)a cada dia implanta novos rumos no setor de container no porto de Maceió.E um super brinde para médica Karol Pinaud Calheiros

O advogado Fernando Gargioni Galvão programou suas férias de Março para o litoral Alagoano

COMEMORANDO! Bruno Goes e sua esposa Danielle, de viagem para Santiago do Chile

22_02_2010  

Edição Impressa do dia 22 de fevereiro

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you