Page 1

MPs: Acordo com Braskem agiliza indenizações > A-2 Movimento apoia Sérgio Moro Defensores do ex-juiz Sérgio Moro (que comandou o processo da Lava-Jato) estão mobilizados no sentido de convencer o ex-ministro da Justiça a disputar a presidência da República no próximo, representando a 3ª via entre 'direita e esquerda'. > A-4

edição PRIMEIRA

Mega-Sena: bolada sai para o ES Uma aposta do Espírito Santo ganhou os R$ 76,2 milhões da Mega-Sena deste sábado (17 de julho). Foram sorteadas as dezenas 05-08-13-27-36-50. Quem cravou a Quina vai levar R$ 32 mil. Cada acertador da Quadra vai receber R$ 661.

Ano 13 | Edição 935 | Maceió, Alagoas, 19 a 25 de julho, 2021 | R$ 2,00

Bolsonaro recebe alta e deixa hospital Após 4 dias internado, presidente volta à residência oficial, mas vai continuar com acompanhamento ambulatorial > A-4

PODER JUDICIÁRIO

Com aval do presidente, data-base de servidor só depende da Assembleia Com apoio manifestado pelo presidente do Tribunal de Justiça, Klever Loureiro, os servidores do Poder Judiciário confiam agora no empenho do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Marcelo Victor, para aprovação da data-base-2020 da categoria. > A-3 JUSTIÇA DE LUTO COM A MORTE DE JUIZ E DESEMBARGADOR NA MESMA SEMANA Na semana que passou, o Judiciário de Alagoas perdeu o desembargador aposentado José Agnaldo Souza (infarto) e o juiz Jerônimo Roberto (Covid-19).> A-2

VACINAÇÃO CONTROLA PANDEMIA E BENEFICIA ECONOMIA DE ALAGOAS O verdadeiro remédio está surtindo efeitos: com o avanço da vacinação em Alagoas, os casos e mortes por Covid -19 estão desacelerando, o que permite a retomada da economia, com reflexos positivos, sobretudo, nas atividades comerciais, que já começam a apresentar bom crescimento. > A-5

Primeira Edição

Nos postos de Maceió, vacinação em massa protege a população, reduz mortes e ajuda retomada da economia

ABERTURA DO IMPEACHMENT

Supremo pode obrigar Artur Lira a decidir Presidido por Carlos Lupi, o PDT ajuizou ação para que o Supremo Tribunal Federal

obrigue o presidente da Câmara, deputado Artur Lira, a decidir sobre os 110

pedidos de abertura do processo de impeachment contra o presidente Jair

Bolsonaro. Também líder do Centrão, bloco que hoje dá sustentação a Bolsona-

ro, Lira tem afirmado que não é hora de impeachment e que o Brasil tem ou-

tras prioridades mais ingentes, como o combate à pandemia de Covid. > A-2

CSA vence Operário por 2x0 fora de casa e ‘ganha moral’ fotos: Divulgação

Time do CSA mostrou personalidade e, mesmo fora de casa, aplicou 2x0 no Operário, destaque da Série B

Mostrando personalidade em campo, o CSA venceu o Operário na noite de sábado (17), em jogo fora de casa válido pela Série B. Com o resultado, Azulão ganha moral para encarar o Vasco na 4ª feira (21) no Rei Pelé. Na quinta-feira (22), o CRB enfrenta o forte Coritiba. > ESPORTES

Hamilton reage e conquista GP > A-4 Olimpíada começará na 6ª feira > B-4

Operação restaura a malha asfáltica em todos os bairros de Maceió

Prefeitura investe na recuperação da malha viária toda esburacada Com uma equipe trabalhando diariamente em quase todos os bairros, a Prefeitura de Maceió está recuperando paulatinamente a malha asfáltica que se decompôs ao longo dos últimos anos. A buraqueira danifica os veículos e provoca a ira dos condutores. > A-5

Fale conosco | Redação: (82) 9.9143-2653 | Comercial: (82) 9.8728-7819 | Assinante: (82) 9.8728-7819 | Internet: http://www.primeiraedicao.com.br | e-mail: contato@primeiraedicao.com.br


Primeira Edição | 19 a 25 de julho, 2021

A2 | Política

A Ç I T JUS TADA U L N E Primeira Edição com Assessoria do TJ-AL

icas.A Justiça de Alagoas perdeu, na semana que passou, dois magistrados que fizeram história atuando na primeira instância e no Tribunal de Justiça, sendo que o desembargador aposentado morreu de infarto, enquanto o juiz faleceu vitimado por complicações provocadas pela Covid-19. Na sexta-feira (16 de julho) faleceu o juiz Jerônimo Roberto Fernandes dos Santos, que estava internado em um hospital em São Paulo para tratamento da Covid-19. Jerônimo Roberto foi hospitalizado em Maceió em maio, chegou a ser transferido para um hospital em São Paulo, mas não resistiu às complicações causadas pela Covid-19. Ele ingressou na magistratura alagoana em setembro de 1992, aos 37 anos. O juiz também era membro titular da Turma Recursal da 1ª Região (Maceió) e apresentador do programa Momento Jurídico, levado ao ar pela TV Mar, desde janeiro de 2016. A Presidência do Tribunal

Judiciário das Alagoas perde juiz e desembargador na mesma semana José Agnaldo Souza faleceu de infaerto, enquanto juiz Jerônimo Roberto morreu de Covid-19 em SP fotos: Divulgação

de Justiça de Alagoas (TJ/AL) lamentou o falecimento do juiz. Para o presidente do TJAL, desembargador Klever Loureiro, a morte de magistrados e servidores durante a pandemia causa, além do sofrimento dos familiares e amigos, uma grande perda para o Poder Judiciário alagoano. JOSÉ AGNALDO Na terça-feira (13 )morreu de infarto o desembargador aposentado José Agnaldo Souza Araújo, ex-presidente do Tribunal de Justiça e do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas. A Presidência do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) e a Corregedoria-Geral da Justiça (CGJ) lamentaram o falecimento do magistrado, de 88 anos. José Agnaldo era pai do corregedor Fábio José Bittencourt Araújo, do juiz Antônio José Bittencourt Araújo e do oficial de justiça José Agnaldo Acioli Araújo. Deixa também os filhos João José Acioli Araújo e Flávia Maria Bittencourt Araújo, além da esposa, a juíza Maria Verônica Correia.

Desembargador (aposentado) José Agnaldo Souza morreu de infarto, enquanto o juiz Jerônimo Roberto faleceu de Covid-19 em um hospital de SP

José Agnaldo ingressou na magistratura em 1960, tendo atuado nas comarcas de Batalha, Traipu, São Luís do Quitunde, Penedo e Maceió. Em 1979, foi promovido pelo critério de antiguidade para o cargo de desembargador do TJAL, onde ficou até 2002. Assumiu como corregedorgeral da Justiça de Alagoas em 1987. PRESIDÊNCIA DO TJ No ano seguinte, foi eleito vice-presidente do TJAL para o biênio 89/90. Assumiu a

Presidência da Corte no biênio 95/96, época em que teve início a implantação do Sistema de Automação do Poder Judiciário, foi criado o programa Justiça Itinerante e instituído o Fundo Especial de Modernização do Judiciário (Funjuris). Foi ainda presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AL) de 1985 a 1986 e de 1992 a 1994. O desembargador esteve à frente da Escola Superior da Magistratura (Esmal) em 1995 e 1996.

LUTO OFICIAL O presidente Klever Loureiro decretou luto oficial de três dias, no âmbito do Judiciário estadual, em razão do falecimento do desembargador aposentado José Agnaldo de Souza Araújo. A portaria com a medida foi publicada no Diário da Justiça da quarta-feira (14). Segundo Klever, o desembargador José Agnaldo foi muito importante para o Judiciário de Alagoas, sobretudo pelas ações voltadas à

autonomia financeira do Poder. "Com muito pesar, recebi a notícia de falecimento do desembargador José Agnaldo, por quem nutria um bom sentimento e uma boa relação. O desembargador muito honrou o cargo e o Poder Judiciário, razão pela qual merece todas as homenagens", afirmou o presidente do TJ-AL. Por causa da pandemia de Covid, o Tribunal de Justiça mantém suspensoas as atividades presenciais do Judiciário alagoano até o dia 31 deste mês de julho.

> JOGO ABERTO

PDT entra com ação para o STF obrigar Artur Lira a decidir sobre impeachment Congresso em Foco

O PDT (partido do presidenciável Ciro Gomes) entrou com petição na quinta-feira (15) ao Supremo Tribunal Federal para que a Corte faça o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), decidir sobre o pedido de impeachment que o partido protocolou. No sábado (11), o Congresso em Foco antecipou que essa era uma hipótese que já vinha sendo discutida pela oposição, instar o STF para obrigar Lira a decidir. Por essa avaliação, o presidente da Câmara não pode ignorar os pedidos como vem fazendo. Com base na Lei 1079, que

define o rito de impeachment e no regimento da Câmara e do Congresso, Lira teria que decidir, dizer sim ou não sobre os pedidos. Caso diga não, há chance de recurso ao plenário. A petição do PDT vai nessa linha. É uma "arguição de descumprimento de preceito fundamental com pedido de medida liminar de urgência". A petição lembra que, no dia 22 de abril de 2020, o PDT protocolou pedido de impeachment contra Bolsonaro, um dos mais de cem requerimentos que dormem na gaveta de Arthur Lira. "Ao todo, foram enviados 126 (cento e vinte e seis) pedidos de Impeachment à Câmara

Carlos Lupi quer obrigar Artur Lira a decidir sobre pedido de impeachment

dos Deputados. De acordo com dados da "Publica", até o pre-

sente momento apenas 6 (seis) pedidos foram arquivados ou

desconsiderados. Os outros 119 (cento e dezenove) aguardam análise", diz o texto da petição. Segundo o PDT, o STF, no julgamento da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental nº 378, decidiu que "o recebimento operado pelo Presidente da Câmara dos Deputados configura juízo sumário da admissibilidade da denúncia para fins de deliberação colegiada". "Acontece que a práxis (in) constitucional tem evidenciado a incorporação de poderes absolutos ao Presidente da Câmara dos Deputados, que controla a circulação das gavetas onde repousam os 119 (cento e

dezenove) pedidos de Impeachment sem apreciação. Nesse passo, tanto os cidadãos quanto a população brasileira ficam reféns dessa vontade política", prossegue o texto. Pede, então, o PDT "a concessão de medida liminar ad referendum do Plenário, nos termos do artigo 5º, §1º, da Lei nº 9.882/1999, para determinar ao Presidente da Câmara dos Deputados, assinando prazo razoável para o cumprimento da medida liminar, que se manifeste expressamente acerca dos pedidos já apresentados de instauração de processo por crime de responsabilidade em desfavor do Presidente".

> CARGA TODA

Em Alagoas, atacado e indústria crescem 33% somente em junho, confirma Sefaz PE com Agência Alagoas

O novo boletim do movimento econômico em Alagoas, divulgado pela Secretaria Estadual da Fazenda no final de semana, informa que as atividades econômicas de atacado, varejo e indústria obtiveram um crescimento nominal, em conjunto, de 33% no mês de junho de 2021 em relação ao mesmo período do ano anterior. Antes, dados oficiais já haviam informando que, enquanto todo o Brasil perde postos de trabalho, Alagoas é um dos três únicos estados do Brasil que geraram novos empregos na pandemia.

A Sefaz analisou os documentos fiscais eletrônicos emitidos no período, avaliando os efeitos das medidas de regulação das atividades econômicas durante a pandemia na economia do estado. O crescimento ocorreu de forma balanceada entre as três atividades econômicas. O setor atacadista teve aumento de 29% no seu total, com ênfase positiva nos segmentos representativos de atacadistas de combustíveis (62%), atacadista de material de construção (34%), atacadista de bebidas (32%) mercadorias em geral (30%) e atacadista de alimentos (23%) que representaram 85% dos valores

Indústria e atacado impulsionam economia alagoana em meio à pandemia

totais emitidos. Neste segmento, apenas duas atividades apresentaram variações nega-

tivas no período, representando apenas 1% do total de emissões do período.

O Varejo apresentou crescimento de 33% no seu total, tendo índices positivos em todas as suas atividades. Nos valores mais significativos de emissões, destacaram-se o comércio varejista de veículos (69%), combustíveis (34%), medicamentos (13%), hipermercados e supermercados (18%), que representam 60% do total de emissões do período. Algumas atividades tiveram um crescimento representativo em termos percentuais, tais como vestuário (279%), calçados (224%), frigoríficos e peixarias (81%), varejista de bebidas (73%), lojas de departamentos (49%), dentre outros, porém, estas atividades soma-

das representam apenas 9% do total de emissões do período. Este aumento significativo em termos percentuais ocorreu visto que havia uma demanda reprimida, visto que estas atividades estavam restritas em junho/2020, devido à pandemia e aos decretos estaduais consecutivos suspendendo as atividades econômicas. O segmento industrial teve crescimento de 38% no total, tendo se destacado positivamente entre os valores mais significativos a fabricação de cloro e álcalis (337%), fabricação de açúcar (101%), fabricação de produtos químicos (64%), material de construção (59%) e alimentos (45%).


Primeira Edição | 19 a 25 de julho, 2021

Política |A3

> PODER JUDICIÁRIO Romero Vieira Belo

Enfoque Político Jornalismo é, antes de tudo, a busca da verdade

Ameaça a Bolsonaro não não se chama Luiz Inácio As pesquisas de opinião e intenção de voto, que estão sendo divulgadas desde o ano passado, convergem sempre para exibir um confronto entre o presidente Bolsonaro e o ex-presidente Lula, expondo um cenário de divisão nacional em apenas duas partes. Óbvio, nas sondagens sobre intenção de voto aparecem outros nomes, mas com percentuais irrisórios, isto é, muito distantes dos principais contendores, o que indica a inexistência - ao menos por enquanto - de uma terceira via. Sérgio Moro poderia despontar, crescer, mas o próprio tem dito que está fora da disputa em 2022. Nesse cenário, indaga-se: quer dizer que Lula, depois de quase dois anos na prisão, depois de todas as denúncias que embasaram suas condenações, surge assim com essa força toda? As pesquisas mais recentes mostram o petista com praticamente o dobro das intenções de voto atribuídas a Bolsonaro, com um detalhe a considerar: não foi uma vantagem repentina. Lula vem crescendo a cada levantamento e cresce, precisamente, na mesma proporção em que Bolsonaro vai caindo. Portanto, por trás do ex-presidente e líder petista há uma força poderosa que está desgastando, corroendo e desintegrando a base de apoio que assegurou a vitória de Bolsonaro frente a Fernando Haddad em 2018. O nome dessa força? Pandemia. Ao insistir em se posicionar contra a vacinação em massa, ao atacar governadores e prefeitos que priorizam a vida das pessoas e ao querer conduzir o País desprezando os valores da Ciência, Bolsonaro ajuda a adensar uma atmosfera cada vez mais tóxica e que, politicamente, só concorre para minar sua popularidade. Se, com um mínimo de humildade, o capitão se desse ao trabalho de se informar um pouco sobre a recente sucessão presidencial dos Estados Unidos, concluiria que não foi Joe Biden, mas a pandemia que derrotou Donald Trump, o presidente que, lá na América, assumiu a postura fatal copiada pelo próprio Bolsonaro. FONTAN PODE DISPUTAR VAGA NA ASSEMBLEIA Ex-presidente da Câmara Municipal de Maceió, Arnaldo Fontan tem seu capital político preservado pela fidelidade da maior parte de seus eleitores. Mas quer avaliar, sem pressa, a dimensão de possíveis apoios e composições, antes de assumir um projeto eleitoral para 2022. Tem sido sondado para deputado federal, mas os aliados mais próximos sugerem uma vaga na Assembleia.

Arnaldo Fontan analisa cenário e poderá disputar vaga na Assembleia

VITÓRIA DA SEGURANÇA, O MÉRITO MAIOR Renan Filho tem convicção dos avanços do governo em todas as áreas, mas um setor lhe causa ilimitada satisfação: a queda da criminalidade. Afinal, não foi fácil conter, em apenas seis anos e meio, a violência que durante três décadas conferiu a Alagoas o 'título' de estado mais violento do Brasil. O BOLSA FAMÍLIA TEM O DNA DO LULA Bolsonaro ainda acredita na força do Bolsa Família para buscar reverter sua desvantagem no confronto com Lula. Mas não será fácil. Primeiro, porque foi o petista que criou o programa de distribuição de grana. Segundo, porque, mesmo que Bolsonaro amplie o número de famílias e o valor da ajuda, o povão ainda vai achar que, com Lula, haverá muito mais.

DEVOLUÇÃO DOS 14% AOS APOSENTADOS O governo de Alagoas (os três poderes mais o MP e Tribunal de Contas) tem opções para restituir os 14% descontados dos aposentados e pensionistas na folha de junho: rodar uma folha suplementar ou adicionar os valores à folha de julho. SÃO DUAS PANDEMIAS CORROENDO O GOVERNO Evidente - matemático, mesmo - que a pandemia está desgastando Bolsonaro, mas não apenas. O bolso da população está sendo atingido de forma implacável pelos reajustes da energia elétrica, combustíveis e gêneros comestíveis. É como se uma pandemia econômica agravasse epidemia sanitária. REFORMA SEM AUMENTO DE IMPOSTO? PIADA A falta de transparência desgasta ainda mais o governo. Veja: anunciou-se que a reforma do Imposto de Renda não acarretaria aumento da tributação. Depois, falou-se num adicional de R$ 2 bilhões. Agora, a Receita Federal admite que a reformulação proposta produzirá um aumento de R$ 6 bilhões no IR.

Presidente apoia, e 'data-base' de servidores depende da ALE Com sinal verde de Klever Loureiro, categoria confia no empenho de Marcelo Victor fotos: Divulgação

Primeira Edição

Após reunião em que o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Klever Loureiro, assegurou apoio objetivando aprovação da data-base2020 da categoria, os servidores do Poder Judiciário alagoano manifestam agora a confiança no empenho do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Marcelo Victor, no sentido de encaminhar para votação o projeto-de-lei pertinente. Segundo o site do Sindicato dos Servidores Judiciário, na 2ª feira (12) durante audiência com os representantes do SERJAL e do Sindojus/AL, "o presidente Klever Loureiro garantiu apoio aos dois sindicatos, na luta pela aprovação do processo da data-base-2020 dos servidores do Poder Judiciário", cujo projeto se encontra parado na Assembleia Legislativa. A reunião, que atendeu à solicitação e expectativa das duas entidades sindicais, teve como objetivo específico discutir a data-base (reposição sala-

Reunido com sindicalistas, presidente Klever Loureiro deu sinal verde para aprovação de projeto da data-base

rial de 2020 com direito a retroativo), cujo processo está no Poder Legislativo. Além do presidente Klever Loureiro, o encontro teve a presença de parte da diretoria e assessoria da presidência do TJ. Os servidores foram representados pelos dirigentes do SERJAL, Aluciano Martins e Kleber Torres, e do Sindojus-AL, Wiliams Andrade e Gustavo Ma-

cedo. Ainda conforme a matéria do SERJAL, a avaliação das duas entidades é de que o encontro cumpriu seu objetivo. "Fomos para essa reunião com a expectativa de conseguirmos o apoio do desembargador Kléver Loureiro, na luta que temos travado para que a nossa database seja colocada em pauta e aprovada em plenário, na As-

sembleia Legislativa, e ele nos garantiu esse apoio. A expectativa dos servidores do Judiciário é de que o presidente do Poder Legislativo, Marcelo Victor - que tem assumido papel de liderança no Estado e se mostrado sensível às demandas dos servidores públicos em geral - terá papel decisivo quanto à votação da data-base da categoria.

> IMÓVEL LEILOADO

Ataque de Ciro em 2018 rende a Collor R$ 400 mil de indenização Gazeta Brasil

O ex-presidente do Senado, Eunício Oliveira, arrematou por R$ 520 mil um apartamento do ex-governador cearense Ciro Gomes, o pedetista que já confirmou que vai disputar a presidência da República nas eleições do próximo ano. Encerrado na segunda-feira (12), o pregão foi autorizado pela Justiça como forma de pagamento de indenização por danos morais ao senador Fernando Collor de Mello (PROS). "Tava barato", diz o ex-senador, às gargalhadas, para o jornal Folha de S. Paulo. "Eu sou investidor, a imobiliária compra e vende", continua. Eunício ainda disse que não tem

Ciro Gomes perde imóvel para pagar indenização a Fernando Collor

pressa para revender o imóvel ele está passando uma temporada em Miami (EUA), para onde viajou a fim de imunizar

seus filhos contra a Covid-19. "Arrematei de sacanagem… O homem não administra nem o patrimônio dele, quer admi-

nistrar o Brasil?", disse Eunício para a Veja. Para a revista, ele ainda disse que vai comprar, em leilão, outros imóveis do pedetista, a casa que Gomes recebeu do pai em Sobral e que está na mira da Justiça por processos perdidos por Ciro. "Vou arrematar tudo. Tá barato", brincou ao site. Collor abriu um processo contra Ciro após o pedetista afirmar, em entrevista publicada em 1999, que o ex-presidente Lula deveria ter chamado Collor de "playboy safado" e "cheirador de cocaína" em debate nas eleições de 1989. A indenização foi fixada em cerca de R$ 400 mil - os quais não foram pagos por Ciro, daí o pedido de penhora.

> O VALE TUDO

Congressistas defendem o fim do Tribunal Superior Eleitoral Diário de Pernambuco

Em meio às tensões criadas pelo presidente Jair Bolsonaro para desacreditar o sistema eleitoral brasileiro, a presidente da Comissão Mista de Orçamento (CMO), senadora Rose de Freitas (MDB-ES), defendeu o fim do Tribunal Superior Eleitoral em sessão do Congresso na 5ª feira (15). Ela fez um comentário em resposta ao deputado federal Marcel van Hattem (NovoRS), que argumentava sobre a ideia de extinguir o órgão máximo da Justiça Eleitoral e criar um fundo privado para

Senadora Rose de Freitas defende proposta para acabar com o TSE

financiamento de campanhas eleitorais: "Talvez eu seja o

único parlamentar que publicamente já disse que o TSE

deveria ser extinto. E não que não faça coisas importantes na democracia hoje. Mas, se nós compararmos com outras democracias, não só é caríssimo, como não exerce uma função muito melhor do que outros órgãos eleitorais”. A senadora Rose de Freitas (MDB-ES), por sua vez, corroborou a fala do deputado e sugeriu que o parlamentar apresente uma proposta sobre o tema. "Eu gostaria de saber se há, nesta casa, alguma PEC para propor a extinção do TSE. Eu gostaria de assinar”, disse a parlamentar emedebista. O TSE defende voto digital ao contrário de Bolsonaro.


Primeira Edição | 19 a 25 de julho, 2021

A4 | Nacional

E T N A R U D ESSO REC Correio Braziliense

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid vai continuar trabalhando durante o recesso parlamentar, no entanto, no período, não haverá

CPI da Pandemia não paralisa, mas depoimentos vão ficar para agosto Equipe técnica vai passar o recesso fazendo análise de documentos já recolhidos pela Comissão depoimentos nem deliberações. O vice-presidente da comissão, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), informou que as sessões serão retomadas em 3 de agosto. A informação foi anunciada

ao final da sessão de quinta-feira (15), que ouviu o depoimento de Cristiano Carvalho, representante no Brasil da Davati Medical Supply. De acordo com o parlamentar, a equipe técnica da CPI prosseguirá ana-

fotos: Divulgação

lisando os documentos recebidos nesse período, e não está descartada a possibilidade de realização de diligências. Em sessão no último dia 6, o presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), disse

> SUCESSÃO

Defensores lançam movimento para Moro disputar Presidência Correio Braziliense

Defensores do nome do exjuiz e ex-ministro da Justiça Sérgio Moro para a disputa presidencial deflagraram um movimento político para tentar convencê-lo a disputar o Palácio do Planalto no próximo ano. A campanha, batizada de "Moro 2022 contra o sistema", defende que o ele ocupe a faixa da terceira via, como alternativa ao presidente Jair Bolsonaro e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O movimento se intensificou com a presença de Moro no Brasil - hoje ele está morando e trabalhando nos Estados Unidos -, onde teve conversas

Movimento quer Sérgio Moro concorrendo à Presidência como ‘3ª via’

com políticos que defendem sua candidatura. Para apoiadores, o ex-juiz

da Operação Lava-Jato não definiu se está disposto a se lançar como candidato ao Pla-

nalto. Mas, segundo o senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR), ele não afastou a possibilidade de participar da disputa. O prazo para essa decisão seria em outubro. "Temos um diálogo excelente com Moro", disse o parlamentar. "Ele já nos disse que, se resolver entrar na política, vai se filiar ao Podemos. Fizemos reuniões e estamos insistindo nisso com ele. Moro ainda não aceitou ser candidato a presidente, mas também não disse não". A mobilização pró-Moro já discute a organização de eventos para impulsionar seu nome, como jantares de empresários.

Filho de Lira lança empresa após portal revelar existência Congresso em Foco

Uma festa VIP numa mansão, com seguranças na porta, serviço de buffet e show de música ao vivo. Assim foi o evento de lançamento da empresa de representação em publicidade de Arthur Lira Filho, um dos filhos do presidente da Câmara Arthur Lira , na noite de quinta-feira (15). A festa aconteceu um dia depois de o Congresso em Foco revelar a existência da empresa, que já atuava há um ano, mas ainda não tinha sede,

site ou mesmo e-mail oficiais. Sem alarde, a empresa amealhou uma extensa carteira de clientes que prestam serviço para agências de publicidade contratadas pelo governo. O lançamento ocorreu em uma mansão do Lago Sul, em Brasília, sede da produtora Aldeia Filmes. A rua do local estava tomada por carros dos convidados, incluindo um caminhão de uma empresa de "serviço de banquete". No microfone, Lira Filho e Malu Cavalcante, sua sócia e filha do assessor Luciano Ca-

valcante, braço direito do presidente da Câmara, aproveitaram para agradecer o "apoio da família". "Espero que se torne a maior empresa do Centro Oeste", disse Lira Filho, recebendo aplausos dos convidados. Logo depois começou a apresentação de uma banda, com música que era possível ouvir a quadras de distância. Quando criaram a empresa, Malu era recém-formada em Direito e Arthur Filho estava estagiando em um restaurante em Brasília. Segundo

pessoas que atuam no mercado de publicidade em Brasília e não quiseram ser identificadas por temer represálias, Arthur é visto frequentemente em agências que possuem contratos milionários com o governo, como a Calia e a Propeg. "Desde que Arthur Lira virou presidente, a empresa [do filho] passou a vender mais", disse um dos interlocutores, que participou de uma negociação com a agência de Arthur Filho.

Presidente Omar Aziz prorroga trabalhos da CPI da Covid por mais 90 dias

que os trabalhos da comissão seguiriam mesmo durante o recesso parlamentar. "Não dá para tirar férias com pessoas sendo vítimas da covid", justificou. Em entrevista coletiva após a sessão, Randolfe citou dois depoimentos como prioritários para o retorno dos trabalhos: o do dono da Precisa Medicamentos, Francisco Maximiano, e do líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (Progressistas-PR). O depoimento do empresário estava previsto para quarta, 14, mas foi adiado por falta de tempo hábil para ser realizado. Na avaliação da senadora Eliziane Gama (CidadaniaMA), o período de recesso será útil para análise de documentos. "Durante esses 15 dias nós vamos nos debruçar sobre os

vários documentos que nós já temos e outros que serão solicitados, dentre eles alguns contratos que possivelmente também foram fechados, de intermediários da Davati", informou. Randolfe disse ainda ser "razoável" a apresentação de um relatório final dos trabalhos da comissão em setembro. "Acreditamos que (a apresentação será em) setembro porque a CPI, segundo manda o regimento, pode ser prorrogada por igual prazo, até o final da legislatura ou até a apresentação do relatório. Protocolamos o requerimento, que foi lido ontem de prorrogação por igual prazo, mas podemos antecipar o fim com a leitura do relatório. Acredito que setembro é razoável, mas ainda avaliaremos", disse.

Senador Renan faz ironias com ataques de Bolsonaro

Senador Renan revida ataques de Bolsonaro com ironias desconcertantes

> EM CIMA DA HORA

Bolsonaro deixa hospital, mas vai fazer exame ambulatorial Presidente Jair Bolsonaro recebeu alta médica na manhã deste domingo (18) após apresentar uma obstrução intestinal e passar 4 dias internado no Hospital Vila Nova Star, na Zona Sul de São Paulo. De acordo com o boletim médico divulgado pelo hospital, Bolsonaro seguirá recebendo acompanhamento ambulatorial após a alta hospitalar. "O Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, teve alta hoje do Hospital Vila Nova Star, da Rede D'Or. Ele estava internado desde a quarta-feira, 14 de julho, para tratar um quadro de suboclusão intestinal. Ele seguirá com acompanhamento ambulatorial pela equipe

Bolsonaro recebeu alta neste domingo após 4 dias de internamento

médica assistente". O boletim não informa se a obstrução que o levou ao hospital foi completamente desfeita. O presidente saiu andando do hospital, por volta das

9h40, e conversou com os jornalistas sem máscara. O presidente foi levado para o Hospital das Forças Armadas, em Brasília, na madrugada de quarta, após

sentir dores abdominais e um quadro de soluço persistente. O cirurgião Antônio Macedo, médico que o acompanha desde a facada de 2018, decidiu trazê-lo para São Paulo. A possibilidade de uma cirurgia para desfazer a obstrução chegou a ser cogitada, mas foi descartada após o presidente responder bem ao tratamento chamado de conservador pela equipe médica. O médico Antônio Macedo disse que o presidente poderá retomar a agenda normal, mas com alguns cuidados e fazendo atividade física: "Mastigar bem a comida, comer uma comida mais leve, fazer exercício, caminhada. Tudo isso é importante", afirmou ele, após deixar o hospital no sábado.

O relator da CPI da Covid, Renan Calheiros, do MDB de Alagoas, foi ao Twitter alfinetar Jair Bolsonaro. "Se há uma unanimidade no Brasil é: o presidente tem de estar internado", disse. Na quinta-feira (15), o presidente usou suas redes sociais para atacar o colegiado. "No circo da CPI Renan, Omar e Saltitante estão mais para três otários que três patetas", disparou. Em resposta, Renan disse que "quando tuíta e ataca a CPI, é de se avaliar se a psiquiatria não deveria se somar ao check up intestinal". Antes, o presidente do colegiado, Omar Aziz (PSD-AM) também foi às redes para rebater a fala de Bolsonaro. "Não quero acreditar que o presidente Jair Bolsonaro, num leito de hospital, esteja gastando energia pra atacar os senadores da CPI. Deve ter sido um moleque - que não tem coragem de mostrar o que é de verdade - que fica assacando quem o contraria", disse. A CPI da Covid vai suspender as oitivas durante o recesso

parlamentar entre 18 e 31 de julho, mas os senadores pretendem usar essas semanas para analisar documentos e traçar estratégias. Essa semana, o presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), prorrogou a CPI por mais 90 dias.

LATRINA

Em outro comentário feito no Twitter, sobre entrevista de Bolsonaro a uma rádio gaúcha, Renan Calheiros disse não ser especialista em anatomia, mas que é preciso examinar se, após a facada que Bolsonaro recebeu em 2018, "não costuraram o intestino direto na garganta" do presidente. Mais uma vez, o parlamentar disse que Bolsonaro tem uma retórica de "primeira latrina", mesmo comentário feito antes pelo senador sobre o presidente. Sobre a entrevista de Bolsonaro: "Não sou especialista em anatomia, mas é preciso examinar se depois da facada não costuraram o intestino direto na garganta. Talvez só isso explique a retórica da Primeira Latrina".


Primeira Edição | 19 a 25 de julho, 2021

IA M E D ÇA N A A P E FOR D R E P Primeira Edição A desaceleração dos casos de Covid-19, com consequente redução de taxa de mortalidade, não significa que estamos observando o fim da pandemia - longe disso - mas é a prova inquestionável dos efeitos altamente positivos e preventivos da campanha de vacinação que, em Alagoas, poderia ter avançado mais ainda não fosse a limitação de doses. As mortes por Covid-19 começaram a diminuir nas duas últimas semanas, passando a uma média diária de 16 óbitos, depois de um período relativamente extenso com registros de mais de 20 pessoas mortes a cada 24 horas, e isso aconteceu precisamente quando começou

Geral | A5

Imunização salva vidas e impede o agravamento da crise no comércio Casos e mortes por Covid diminuem e vacinação em massa assegura abertura da economia alagoana a diminuir a transmissão do novo coronavírus. Como consequência desse novo cenário - que não deve dispensar os cuidados sanitários de cada um nem o distanciamento social - o comércio de Maceió (assim como nas cidades do interior) voltou a funcionar com absolutamente normalidade, atraindo maior número de clientes ao Centro da capital. O novo decreto assinado pelo governador Renan Filho e em vigor há quase duas semanas também permitiu a reabertura das salas de cinema nos shoppings e o funcionamento de casas de espetáculos como teatro e circos, sempre com exigência de medidas sanitárias que ajudem a impedir a disseminação do vírus.

fotos: Divulgação

Vacina protege a população, reduz transmissão e mortes e permite a retomada de todos os setores econômicos

A contenção do surto pandêmico também se faz sentir na queda da taxa de ocupação agora na casa dos 60% - de leitos e UTIs destinados aos pacientes de Covid-19 em toda a rede hospitalar pública e privada. O fluxo de passageiros no Aeroporto Zumbi dos Palmares também reforça a retomada da economia alagoana: neste mês, a companhia Latam Brasil começa a operar voos diários na rota MaceióGaleão e 11 voos por semana na rota Maceió-Congonhas. Em Alagoas, a Latam também está ampliando as operações das rotas Maceió-Brasília (de 10 para 14 voos semanais) e Maceió-Guarulhos (de 24 para 29 voos semanais).

> NOVO DESPACHO

Acordo com Braskem assegura indenizações mais rápidas, dizem MPs ao indeferir pedido Primeira Edição Ao indeferir pedido formulado pelo movimento que abriga moradores do Pinheiro e Associação dos Empreendedores do bairro atingido pela instabilidade geológica, em Maceió, os Ministérios Públicos Estadual e Federal e as Defensorias Públicas de Alagoas e da União consideraram - em despacho exarado na quinta-feira, 15 de julho - que a solicitação é extemporânea, lembrando o acordo já feito, transitado em julgado, e que garante o pagamento das indenizações até dezembro do próximo ano. - Assim, em que pese o pleito tenha sido formulado como 'Pedido de Procedimento Autocompositivo de Negociação ou Mediação' - utilizados quando

há conflitos instaurados ainda pendente de solução jurídica (extrajudicial ou judicial), o que não é o caso -, na verdade o que se busca é a modificação dos termos do acordo judicial que extinguiu a lide e já foi homologado em juízo. Trata-se, portanto, não de um pedido de autocomposição, o qual se mostra extemporâneo, mas de modificação de acordo judicial homologado por decisão judicial transitada em julgado - salienta o documento. Em seu longo despacho, promotores, defensores e procuradores ressaltam que a alegada demora do Judiciário para solução das divergências do Caso Braskem/Pinheiro não pode ser atribuída aos signatários e o fato do acordo prever o pagamento das indenizações

MP de Alagoas indefere pedido e cita pagamento rápido de indenizações

até dezembro do próximo ano evita que o cidadão passe anos a fio em busca primeiro da certificação do direito e outros

anos para a respectiva execução. - Assim, em que pese o pleito tenha sido formulado como

'Pedido de Procedimento Autocompositivo de Negociação ou Mediação' - utilizados quando há conflitos instaurados ainda pendente de solução jurídica (extrajudicial ou judicial), o que não é o caso -, na verdade o que se busca é a modificação dos termos do acordo judicial que extinguiu a lide e já foi homologado em juízo. Trata-se, portanto, não de um pedido de autocomposição, o qual se mostra extemporâneo, mas de modificação de acordo judicial homologado por decisão judicial transitada em julgado", enfatiza trecho da decisão. Os representantes das instituições públicas do Estado e da União assinalam: "Não é demais ressaltar a disciplina legal acerca dos acordos coletivos, que é de que não vincula aque-

les que não mostrem concordância com os seus termos, os quais podem buscar outras vias de solução dos seus conflitos". As entidades representativas dos moradores e comerciantes do Pinheiro pretendiam 'acompanhar as negociações, sem intermediários' e, diante do despacho publicado na quinta-feira, estão avaliando qual medida deverão adotar, admitindo recorrerem à Justiça. Alexandre Sampaio, presidente da Associação dos Empreendedores, explica: "A gente pedia que dentro do acordo firmado pudesse fazer as correções necessárias, a partir de um pedido de intermediação, que as associações participassem das negociações sem intermediários".

> PREFEITURA EM AÇÃO

Malha viária urbana destroçada exige operação tapa-buraco em toda Maceió PE com Assessoria A malha asfáltica de quase todas as ruas de Maceió está seriamente desgastada, com buracos de todos os tamanhos e profundidade, resultado de anosa a fio sem os devidos reparos, o que se agravou durante a gestão de dois mandatos de Rui Palmeira entre os anos de 2012 e 2020. Como o asfalto da maioria das vias públicas (com raras exceções nas grandes avenidas) é de baixa qualidade e resistência, a operação tapa-buraco se faz necessária todos os anos, principalmente depois dos efeitos da estação invernosa, o que foi totalmente negligenciado pela administração passada. Para enfrentar esse estado de coisas - que tem provocado a ira e muitas queixas dos condutores de veículos - o prefeito João Henrique Caldas determinou a execução de uma opera-

ção permanente de restauração da malha urbana. Assim, somente durante a semana que passou, a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra) realizou serviços de recuperação de ruas em nove bairros, cinco avenidas e doze ruas, localizados nas partes alta e baixa de Maceió. Para realizar os reparos, as equipes utilizaram 135 toneladas de material asfáltico. Foram contempladas as Avenidas Humberto Mentes, Maceió e Rua Doutor Marinho de Gusmão, no Poço; Rua Luiz Clemente Vasconcelos, Clima Bom; Rua Oldemburgo da Silva Paranhos e Rua José de Alencar, localizadas no bairro do Farol; Rua Barão de Atalaia e Rua Roberto Freire, no Centro; Avenida Governador Afrânio Lages, no Bom Parto; Avenida Jornalista Tobias Granja, no Antares; Rua Desembargador Carlos de Gus-

Prefeitura aciona equipes para recuperar asfalto de centenas de ruas cuja pavimentação está toda esburacada

mão, que fica na Santa Lúcia; Avenida Cachoeira do Meirim, no Benedito Bentes; Rua Antônio Procópio, Alameda Doutor Moacyr Tavares Lopes, Rua Miguel Palmeira, Rua Se-

nador Arnon de Melo e Travessa Senador Rui Palmeira, no Pinheiro. O empresário Pedro Silva é morador e proprietário de uma loja na região e, por conta

do trabalho, utiliza a via frequentemente. Ele aprovou o resultado das ações e parabenizou as equipes pelo empenho em finalizar os serviços com agilidade.

"Estávamos com dificuldade para transitar pela via por conta dos muitos buracos. Agora, a condição melhorou bastante o fluxo e trouxe mais segurança aos motoristas e motociclistas", disse. Conforme explicou o diretor de manutenção de vias, Hugo Almeida, a operação tapa-buraco segue a todo vapor, buscando atender a maior quantidade de ruas e avenidas possíveis. "Os reparos das vias proporcionam maior trafegabilidade aos condutores, evita transtornos e reduz o risco de acidentes nas vias da cidade", afirmou. A Secretaria de Infraestrutura informa que segue atenta às necessidades da população e, em caso de solicitação, o cidadão pode entrar em contato, por meio de mensagens de WhatsApp no número (82) 9 8714-1010, de segunda a sexta, das 8h às 14h.


Primeira Edição | 19 a 25 de julho, 2021

A6 | Cotidiano

P Í LU L A S D O O U V I D O R Geraldo Câmara

Ouvidor Geral geraldocamara@gmail.com

A TORCIDA VAI COMEÇAR Na quarta-feira começam, para nós, as Olimpíadas de Tókio. Porque o primeiro jogo das meninas brasileiras, do futebol feminino começa ainda antes do start inicial. Uma seleção que pode nos dar muitas alegrias, como já deu. E que, começando antes de tudo e de todos, esperamos que seja o amuleto da sorte para tantos atletas brasileiros que, a despeito ainda da pandemia estarão torcendo, cada um por si e todos a torcer por um Brasil repleto de medalhas. Ainda que todo o mundo esteja torcendo por seus países, o Brasil coloca acima de tudo a graça concedida por Deus que, em meio a essa terrível pandemia ainda está nos premiando com a possibilidade de um pouco mais de descanso com esse maravilhoso evento que sempre é a apresentação dos jogos olímpicos. Nossas meninas haverão de abrir com sucesso lá em Tókio e puxar todos os nossos atletas para bons resultados, para uma enxurrada de medalhas, mas, sobretudo para uma sequência de emoções que normalmente esses jogos trazem. Para muitos o evento não deveria ser realizado em função da Covid 19. No entanto, se levarmos para o lado positivo, pode ser uma força nova, uma emoção positiva que precisamos ter a despeito de tantas e tantas emoções negativas que há mais de um ano estamos a receber. Cabeças erguidas, olhos ao alto e positivismo para essas Olimpíadas de Tókio.

D E S TA C Ô M E T R O

O destaque vai para Marta Varallo, diretora de RH do Tribunal de Contas de Alagoas, de uma enorme competência, planejadora e detalhista em tudo o que faz. Seus colegas, como eu, a admiram demais. E nunca será demais.

Perguntar não ofende e eu vou perguntar a todos os nossos economistas de plantão o que é que está acontecendo no nosso mercado de crédito com essa enxurrada de cartões que estão sendo oferecidos no mercado. Estávamos acostumados há bem pouco tempo com os tradicionais fornecidos pelos bancos também tradicionais. De repente, bancos virtuais que nunca ouvimos falar e cartões com as maiores ofertas a encherem de desejos os olhos do consumidor. Inclusive, com ofertas de créditos pré-aprovados, com tantas e tantas oportunidades de crédito que os mais desavisados se seguirem esse caminho naturalmente estarão construindo a estrada da inadimplência em breve. O futebol está cada vez mais cercado de tecnologia por todos os lados. Alguns sistemas servindo para colocarem informações precisas nas mãos de alguns técnicos que já funcionando com elas estão acima do bem e do mal. E tem o VAR que tem dado o que falar pelas interrupções que provoca durante o jogo, pela espera que esfria o jogador e ao mesmo tempo o coloca em estado de ansiedade que nem sei se é bom para sua atuação.

ABRAÇOS IMPRESSOS Ela me chama de "papito", de pai; ele me chama de sogrão. Na verdade, um grande amor que nos une a esse casal maravilhoso, Alberto Abreu e Luciana. Ele, conselheiro substituto do TCE e ela advogada das boas na Procuradoria Geral do Estado.

E as regras que mudaram e que nos deixam tontos? Assim, por exemplo, são os "impedimentos". Por que diabos, o bandeirinha tem que esperar a conclusão do lance para apontar o impedimento? Um instrumento de frustração para muitos. E como essas regras, tecnologias, aparelhos os mais diversos, com sensores em pés de corredores e em "stands" de tiros estarão mais do que presentes nas Olimpíadas de Tókio, talvez assistamos aos medalhistas das máquinas. Vamos ver. No meio disto tudo e, infelizmente temos que lamentar o desastre meteorológico que aconteceu na Europa, principalmente em terras alemãs. Riachos transbordando e muitas cidades invadidas pelas águas, provocando muitos dramas. De minha parte vi na televisão o desastre em cidadezinhas alemãs, verdadeiros presépios que tive o prazer de conhecer - vinte delas - a dois anos atrás na minha visita àquele país. Uma lástima profunda. Dario Arcanjo, uma figura fantástica, reitor da UNIT em Alagoas, uma figura fantástica profissionalmente, mas sobretudo no trato com os amigos, como eu. Dario (foto) é sempre merecedor de aplausos por seu intrincado trabalho.


Primeira Edição | 19 a 25 de julho, 2021

Publicidade | B1


Esportes

esportes@primeiraedicao.com.br

Primeira Edição | 19 a 25 de julho, 2021 Opinião - Social

> REABILITAÇÃO

CSA bate Operário-PR fora de casa: 2x0 Com gols de Geovane e Reinaldo, time alagoano contou também com o goleirão Thiago Rodrigues, que fez boas defesas Redação com web O CSA venceu o OperárioPR por 2 a 0, no último sábado, pela 12ª rodada da Série B, no Germano Krüger e confirmou o segundo triunfo como visitante, o quarto na Segundona. Os gols da vitória do Azulão foram marcados por Geovane, aos 40 minutos do primeiro tempo, e por Reinaldo aos 43 do segundo. O Fantasma, que vinha de duas vitórias consecutivas, desperdiçou a chance de entrar no G4 e permanece em sétimo na tabela.

1º TEMPO

No primeiro tempo, o Operário-PR chegou assustando o adversário e criou três oportunidades de abrir o placar: com Pedro Ken, aos 4, e aos 28, com Rafael Oller. Aos 39 minutos, novamente Oller tentou. Ele bateu cruzado e a bola passou por toda a área, mas não entrou. A resposta veio em seguida. Mesmo sem ter agredido com perigo o Fantasma, quem marcou foi o Azulão. Aos 40 minutos, Geovane recebeu de fora da área e arriscou. Simão

fotos: Divulgação

tentou acompanhar, mas não chegou a tempo e o CSA garantiu, com o gol, a vitória. O Azulão teve outra chance clara aos 46. Yago recebeu na área, ficou cara a cara com Simão e chutou pra fora, desperdiçando.

2º TEMPO

Na segunda etapa, o domínio da posse de bola foi amplamente do Operário (67% x 33%), mas a vantagem não se reverteu em gol. O CSA, mais uma vez, soube aproveitar as poucas chances que criou e ampliou. Aos 43, Reinaldo, recebeu um lançamento longo na esquerda e avançou até o meio. Na entrada da área, ele puxou a bola para a perna direita e chutou rasteiro, ampliando.

FALA REINALDO

"Uma vitória importante. O grupo é bem unido e eu fui feliz no gol", comemorou o atacante azulino.

COMO FICA

Com o resultado, o Operário-PR se mantém em sétimo, com 18 pontos, e o CSA sobe

O Azulão venceu o Operário-PR por 2 a 0, no último sábado, pela 12ª rodada da Série B, no Germano Krüger

duas posições e fica em 11º, com quatorze. O Azulão tem um jogo a menos, já que a partida contra o Botafogo, válido pela sexta rodada, só acontecerá no dia 27 de julho.

GOSTOU DO QUE VIU

O técnico Ney Franco gostou do que viu na vitória do

CSA contra o Operário-PR. Geovane e Reinaldo marcaram os gols do triunfo azulino por 2 a 0, neste sábado, no Estádio Germano Krüger, pela 12ª rodada do Brasileiro. Após o jogo, Ney exaltou o comprometimento da equipe. Ele ainda destacou a atuação do volante Yuri, que jogou na

lateral-direita. - Saímos de um jogo muito difícil. Um jogo de muita estratégia dos dois lados, principalmente do nosso lado. Nós avaliamos muito o adversário, percebemos que era um time que tem se destacado na competição, com jogadas pelas laterais, principalmente com o

Pimpão jogando aberto. Eu preferi fazer uma mudança na linha de quatro, trouxe o Yuri para fazer a lateral, bater junto com o Pimpão. A equipe toda jogou bem, mas queria acrescentar essa entrega do Yuri na posição. Foi muito bem. Ney Franco também falou sobre o resultado para a sequência do time no campeonato e projetou os próximos confrontos. - Tem um grau de importância enorme não só pela pontuação, mas também no aspecto psicológico tendo em vista que foi o segundo jogo meu. Coloquei algumas ideias diferentes da forma de como a equipe vinha jogando nos últimos jogos. Trabalhamos com dois meias, tentando usar o potencial dessa equipe. Tomara que na quarta-feira, tenhamos competência para recuperar esses atletas fisicamente e conseguir jogar forte e não tropeçar em casa diante do Vasco da Gama. O objetivo nosso é ter duas vitórias em casa: contra o Vasco e o Vitória que serão jogos difíceis.

> NO SEGUNDO TURNO

Presidente do CRB diz que CBF ‘prometeu o VAR’ Redação com web Presidente do CRB, Mário Marroquim aproveitou a festa de lançamento dos novos uniformes para dar duas notícias importantes à torcida na noite desta sexta. Segundo o dirigente, a CBF garantiu aos clubes que vai implantar o árbitro de vídeo no segundo turno da Série B deste ano. Mário destacou ainda que, quando o público voltar aos estádios, será aos poucos, e o sócio-torcedor terá prioridade. - O Brasil está trabalhando para voltar a ter público nos estádios. A gente já tem uma sinalização em Belo Horizonte, no Distrito Federal e no Rio Grande do Sul também, e é um pleito em outros estados. Outra notícia importante é que o VAR virá no returno. Série B vai ter VAR no returno. É uma briga da gente, uma briga dos presidentes dos 20 clubes da Série B,

e a CBF já prometeu que no returno vai ter. E isso quer dizer que aumentam nossas possibilidades de acesso - informou o dirigente, e acrescentou: - Mas a volta aos estádios será escalonada, e, nesse cenário, terá prioridade quem for sócio-torcedor do CRB, quem acreditar no clube hoje. A volta vai ser com 10, 15, 20% do público, e assim sucessivamente. Então, se associem, a gente precisa que o torcedor mostre seu amor. Chegue junto, ajude a transformar o clube. Os sócios-torcedores mais antigos terão prioridade na aquisição dos ingressos - explicou Marroquim.

APRESENTADO

Uma novidade também na festa dos novos uniformes foi a apresentação oficial do centroavante Júnior Brandão, que vestiu pela primeira vez a camisa do CRB. O atleta tem 26 anos,

Segundo o dirigente, a CBF garantiu que vai implantar o árbitro de vídeo

se destacou no Atlético-GO e estava no Rio Ave, de Portugal.

AGENDA

Em boa fase na competição, o Galo volta a campo nesta quinta-feira (22), às 19h para enfrentar o Coritiba no Couto Pereira.

CORITIBA

O Coritiba se manifestou favorável pela imediata aplicação do VAR na Série B. Em nota, o Coxa destacou que é a tecnologia é "fundamental" e endossa a implementação no menor tempo possível. A posição alviverde aconte-

ce após o presidente da Associação Nacional dos Clubes de Futebol (ANCF), Francisco José Batisttotti, revelar que a CBF sinalizou a estreia do VAR no segundo turno da competição. O Coritiba afirmou "já se sentir prejudicado em algumas oportunidades na atual disputa da Série B". Vale lembrar que o clube pediu até impugnação da derrota para o Botafogo, pela segunda rodada, por conta de um gol anulado e de um pênalti marcado para o Fogão. De acordo com o Coxa, Batisttotti enviou um ofício ao Secretário Geral da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Eduardo Zebini, manifestando a insatisfação com o nível de arbitragem apresentado nos jogos desta competição. O documento foi em nome de todos os clubes que disputam a Série B 2021. No ofício, o presidente da

ANCF solicita a implementação da ferramenta nos jogos que restam para "com a maior brevidade possível". Outra cobrança é pela escalação de árbitros que estejam classificados nos níveis FIFA, Master ou AB.

A NOTA

"O presidente da ANCF (Associação Nacional dos Clubes de Futebol), Francisco José Batisttotti, enviou oficio em nome dos clubes que disputam a Série B 2021, ao Secretário Geral da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Eduardo Zebini, manifestando a insatisfação com o nível de arbitragem apresentado nos jogos desta competição. No documento enviado pela ANCF, Batisttotti enfatiza que "aproveitamos o momento para solicitar a implementação da ferramenta do VAR nos jogos que ainda restam.


Primeira Edição | 19 a 25 de julho, 2021

Esportes | B3

> LIBERTADORES NO MANÉ

Mengo espera Defensay, e com torcida Fla começou no sábado venda de ingressos somente pela Internet; Torcedores deverão apresentar caderneta de vacinação GE O Flamengo iniciou no último sábado, às 15h (de Brasília), a venda de ingressos para o jogo contra o Defensa y Justicia, pelas oitavas de final da Libertadores. A partida acontece na próxima quarta-feira, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, com público de até 18 mil pessoas (cerca de 25% da capacidade total). Somente torcedores vacinados ou com teste PCR negativo de Covid-19, realizado a partir de segunda-feira, terão acesso liberado ao estádio. Gestantes e menores de 18 anos não poderão ir ao jogo. O uso de máscara de proteção facial, cobrindo a boca e o nariz, será obrigatório durante toda a realização da partida. A venda de ingressos acontecerá somente pela Internet. O valor varia de R$140,00 a R$500,00 e os sócios-torcedores contarão com prioridade de acordo com o plano contratado, além de 50% de desconto no valor da inteira.

COMO COMPRAR

1. Acesse o site https://flamengo.superingresso.com.br/#!/home; 2. Faça o login com o seu usuário ou crie um novo; 3. Clique na partida em questão; 4. Selecione o setor desejado e a quantidade de ingressos (se houver convidados, informe os dados dos mesmos);

5. Confirme que está ciente dos termos e condições de compra para essa partida; 6. Realize o pagamento com cartão de crédito; 7. Após a confirmação da compra, imprima o voucher para troca de ingressos. Não será permitida a entrada no estádio com cartãoingresso do Nação. Após receber o voucher com a confirmação da compra, o torcedor deverá, obrigatoriamente, retirar o ingresso físico em um dos pontos de troca (confira abaixo os locais e horários disponíveis), com os seguintes documentos (ORIGINAL E CÓPIA): Voucher gerado no momento da compra Identidade Cartão de crédito utilizado na compra Caderneta de vacinação que comprove duas doses (ou dose única, nos casos indicados pelo fabricante da vacina), até o dia 06/07/2021 ou resultado negativo (não reagente) do exame RT-PCR para Covid-19, realizado a partir das 21h00 de segunda-feira, dia 19/07. A documentação entregue no momento da troca será conferida pela organização do evento e eventuais informações falsas serão passíveis de punições legais, de acordo com a legislação brasileira. Além disso, caso o torcedor compre mais de um ingresso, todos os seus convidados deverão estar presentes no momento da retirada do mesmo, muni-

fotos: Divulgação

Partida acontece nesta quarta-feira, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, com público de até 18 mil pessoas

dos de toda a documentação exigida, individual e nominalmente. Todos os ingressos presentes em um voucher deverão, obrigatoriamente, ser retirados no mesmo momento, sem a possibilidade de retirada posterior. O Flamengo informou ainda que todo o custo envolvido será de responsabilidade do comprador, incluindo o valor dos ingressos, do exame RTPCR para Covid-19 realizado e eventuais deslocamentos até o estádio Mané Garrincha. Desta forma, o torcedor que efetuar a compra se responsabiliza pelo custo caso

ele não esteja apto a retirar o ingresso (caso o exame teste positivo – Reagente - para Covid-19, por exemplo). O Flamengo não assumirá estes custos e o valor do ingresso não será reembolsado, uma vez que o mesmo não poderá ser recolocado à venda.

HORÁRIOS DE VENDAS:

17/07, 15h00 - Pacote Maracanã 17/07, 17h00 - Maior do Mundo / +Paixão / Paixão 18/07, 10h00 - Mais Querido / +Amor 18/07, 12h00 - Sempre Con-

tigo / Amor / +Raça 18/07, 14h00 - Jogamos Juntos / Raça 18/07, 16h00 - Onde Estiver 19/07, 10h00 - Público Geral Online Por conta de decreto local, que proíbe a presença de menores de 18 anos, não haverá venda para o plano Nação Jr.

VALORES

Norte Inferior – EXAME RT-PCR NEGATIVO (NÃO REAGENTE) Sócios-torcedores: R$200,00 Público-geral: R$400,00 (R$200,00 a meia) Sul Inferior – EXAME RT-

PCR NEGATIVO (NÃO REAGENTE) Sócios-torcedores: R$200,00 Público-geral: R$400,00 (R$200,00 a meia) Leste Inferior – APENAS VACINADOS (COM AS DUAS DOSES OU DOSE ÚNICA, NOS CASOS INDICADOS PELO FABRICANTE DA VACINA, ATÉ O DIA 06/07/2021) Sócios-torcedores: R$250,00 Público-geral: R$500,00 (R$250,00 a meia) Oeste Inferior – EXAME RT-PCR NEGATIVO (NÃO REAGENTE) Sócios-torcedores: R$250,00 Público-geral: R$500,00 (R$250,00 a meia) Norte Superior – EXAME RT-PCR NEGATIVO (NÃO REAGENTE) Sócios-torcedores: R$140,00 Público-geral: R$280,00 (R$140,00 a meia) Sul Superior – EXAME RTPCR NEGATIVO (NÃO REAGENTE) Sócios-torcedores: R$140,00 Público-geral: R$280,00 (R$140,00 a meia) Leste Superior – EXAME RT-PCR NEGATIVO (NÃO REAGENTE) Sócios-torcedores: R$140,00 Público-geral: R$280,00 (R$140,00 a meia) Oeste Superior – EXAME RT-PCR NEGATIVO (NÃO REAGENTE) Sócios-torcedores: R$140,00 Público-geral: R$280,00

> EM PLENO MORUMBI

Fortaleza vence o São Paulo por 1x0 e engata 3ª vitória seguida GE Uma das surpresas do Brasileirão 2021, o Fortaleza aprontou novamente no último sábado. Sem se intimidar no Morumbi, o Leão fez bom jogo, venceu por 1 a 0 e acabou com a tentativa do remendado São Paulo de engrenar na competição. Robson, aos 28 minutos do segundo tempo, fez o gol da terceira vitória consecutiva do time cearense.

PRIMEIRO TEMPO

O Fortaleza começou o jogo com mais posse de bola, mas foram do São Paulo as duas primeiras chances. Rodrigo Nestor e Igor Gomes, em chutes de fora da área, assustaram. Mas o Tricolor paulista voltou a ter problemas ofensivos. Muito dependentes das jogadas pelas laterais, Pablo e Rojas pouco apareceram. Com velocidade na frente, o time cearense também levou perigo. David caiu duas vezes na área pedindo pênalti, mas a arbitragem mandou seguir. Após jogada ensaiada, Titi desviou de cabeça para fora na melhor oportunidade da equipe.

SEGUNDO TEMPO

A velocidade do ataque do Fortaleza voltou a levar problemas para o São Paulo. Ronald deu ótimo passe para Robson na área. O atacante dominou, bateu de calcanhar e Volpi evitou o gol. O Tricolor, de novo, atacou pouco. Tanto que Crespo rapidamente colocou Mar-

Leão complica o time paulista em jogo marcado por crise convulsiva de integrante da comissão técnica: 1x0

quinhos e Benítez nas vagas de Pablo e Rojas. Mais perigoso, o Fortaleza chegou ao gol aos 28 minutos aproveitando um velho problema defensivo do adversário pelo alto. Crispim bateu falta para a área, e Robson desviou de cabeça sem chances para Volpi. Após o problema médico com o massagista, o São Paulo ainda tentou o empate, mas nada criou. O time chegou a ter um pênalti marcado por um suposto toque de mão de Titi na área. O árbitro Savio Pereira Sampaio (DF) , porém, foi chamado ao monitor e mudou a decisão ao sinalizar que o jogador estava com o braço colado ao corpo. O Fortaleza quase ampliou no fim. Igor Torres carimbou o travessão nos acréscimos.

SUSTO

Marcelo Silva, massagista do São Paulo, teve uma crise convulsiva durante o segundo tempo e precisou ser retirado de âmbulância do estádio. Acordado, ele recebeu atendimento médico no campo e foi levado a um hospital nas imediações do Morumbi. Enquanto ele era socorrido pelos médicos dos dois clubes, o motorista que dirigia a ambulância teve dificuldade de ligá-la. O jogo ficou parado por oito minutos para que ele fosse atendido.

FORTALEZA LÁ EM CIMA

A terceira vitória consecutiva faz o Leão chegar à terceira posição, com 24 pontos, apenas um abaixo de Palmeiras e Atlé-

tico-MG. O São Paulo, que vinha de duas vitórias consecutivas, permanece com 11 pontos, na 14ª posição, ainda bastante perto da zona do rebaixamento. O Fortaleza vai enfrentar um rival direto pela liderança do Brasileirão na próxima rodada. O time recebe o Bragantino, às 16h, no Castelão. O São Paulo volta a jogar na terça-feira, no decisivo jogo contra o Racing, às 21h30, na Argentina, pelas oitavas da Libertadores. No primeiro jogo, houve empate por 1 a 1, no Morumbi. O Tricolor precisa vencer ou empatar por dois ou mais gols para avançar. No domingo, o time visita o Flamengo, às 16h, no Maracanã, pelo Brasileirão, este jogo promete.


Primeira Edição | 19 a 25 de julho, 2021

B4 | Esportes

> FESTA EM TÓQUIO

Olimpíada será aberta na próxima 6ª feira Cerimônia inaugural terá homenagem a atletas que treinaram em casa; alagoana Marta decide jogar sem nenhum patrocínio G1 Esportes A cerimônia de abertura das Olimpíadas, na próxima sexta-feira, dia 23, às 23 horas do Japão (8h de Brasília), no Estádio Olímpico de Tóquio, terá alguns minutos de homenagem aos atletas que passaram parte da pandemia do novo coronavírus treinando em seus respectivos lares. Segundo informações apuradas pelo ge, o momento em que o confinamento será lembrado inicia-se com vídeos pessoais de esportistas fazendo os mais diversos esportes olímpicos em suas casas. Em seguida, no gramado do estádio, haverá uma encenação com um atleta correndo em uma esteira, outro pedalando em uma bicicleta ergométrica e um terceiro remando em um equipamento específico para a prática. No centro da apresentação, acontecerá uma coreografia com dançarinos simulando outras modalidades olímpicas. A tradicional festa de abertura dos Jogos Olímpicos vai

fotos: Divulgação

ser reduzida neste ano. O desfile das delegações não será com dezenas de atletas representando cada país. No lugar de um, o Comitê Organizador permitiu que os países tenham dois atletas como porta-bandeira, desde que seja um homem e uma mulher. O Brasil ainda não divulgou nem quantos atletas levará ao Estádio Olímpico na abertura nem quem serão os escolhidos para carregar a bandeira. E não haverá torcida na cerimônia.

SEM PATROCÍNIO

O gesto silencioso e ao mesmo tempo potente aconteceu há dois anos e, segundo Marta, se repetirá nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Ao se tornar a maior artilheira da história das Copas do Mundo (entre homens e mulheres) em 2019, a brasileira mostrou ao mundo uma chuteira que pedia igualdade de gênero. Eleita seis vezes a melhor do mundo, ela havia recusado propostas de marcas esportivas por considerar os valores desproporcionais diante de

Marta vai disputar Olimpíada de Tóquio sem nenhum patrocínio: “Não é só por dinheiro”, diz a atleta alagoana

sua história. Em Tóquio, ela confirmou que a chuteira será a mesma. A mensagem também. Passados dois anos, Marta sente que pode

não ter conseguido as mudanças que a fizessem recuar no gesto. Mas entende que seu gesto teve um peso para tantas outras atletas do futebol feminino.

- Estou usando a mesma chuteira. Com o mesmo símbolo, o ''Go equal''. E continua sendo uma opção minha. Não é só pelo dinheiro em si. É toda

uma história. Mas muitas vezes, os contratantes da patrocinadora não enxergam por esse lado. É um conjunto de coisas para a minha decisão. E posso ver que, por outro lado, isso ajudou outras atletas - disse Marta, ao GE, às vésperas dos Jogos Olímpicos. Marta está sem contrato com patrocinadoras esportivas desde julho de 2018. Neste meio tempo, recusou algumas propostas por entender que os valores oferecidos não estavam de acordo - sem fazer nenhum tipo de comparação. Além disso, ela vem batendo na tecla de que é preciso mandar uma mensagem além da questão financeira. Há possibilidade de outras ações surgirem durante os Jogos de Tóquio. Marta e a seleção já estão em Miyagi, local da estreia nos Jogos Olímpicos. Será a quinta participação dela no torneio. Nas fotos oficiais da equipe para Tóquio, a Rainha cobriu o símbolo da marca esportiva que patrocina a seleção brasileira com seu cabelo.

> CIRCUITO DE SILVERSTONE

Favorecido por batida, Hamilton vence pela 8ª vez o GP da Inglaterra, e com Verstappen fora GE Lewis Hamilton foi do céu ao inferno no último domingo do GP da Inglaterra. Correndo em casa, no Circuito de Silverstone, o britânico da Mercedes bateu com Max Verstappen na segunda volta da prova após uma largada eletrizante, foi punido com 10s mas conseguiu superar Charles Leclerc na antepenúltima voltapara garantir seu quarto triunfo em 2021 e reduzir a desvantagem para o holandês da RBR no campeonato. Valtteri Bottas, da Mercedes, completa o pódio, chegando em terceiro lugar. A conquista, a oitava do heptacampeão em Silverstone,

também foi a 99ª de sua carreira. Hamilton é o maior vencedor da história da Fórmula 1, superando a marca de 91 triunfos de Michael Schumacher no ano passado. Lewis Hamilton comemora oitava vitória no Circuito de Silverstone com bandeira britânica. O britânico partiu do segundo lugar após ser superado por Verstappen na corrida classificatória, no sábado. Na largada deste domingo, disputou cada centímetro com o rival na largada até tocar no pneu traseiro direito da RBR, provocando a paralisação da corrida por mais de 40 segundos. Punido com 10s, Hamilton chegou a cair para quinto, mas aprovei-

tou o pit stop ruim de Carlos Sainz da Ferrari, ultrapassou Lando Norris e Bottas e chegou em segundo até passar Leclerc, no fim. Verstappen saiu do carro consciente após a batida e passou por uma avaliação prévia no centro médico do circuito, mas foi posteriormente levado para um hospital local ainda durante a corrida. Embora a vitória tenha escapado pelos dedos no fim de semana em que a Ferrari celebrou os 70 anos de sua primeira conquista na F1, Leclerc subiu no pódio pela primeira vez desde a edição 2020 da prova em Silverstone. A dupla da McLaren vem em seguida;

Lando Norris aparece em quarto lugar à frente do companheiro Daniel Ricciardo, que em quinto, conquistou seu melhor resultado pela equipe até agora. Hamilton permanece na vice-liderança do campeonato, mas com a vitória, anota agora 177 pontos, reduzindo a desvantagem para Verstappen de 33 para oito pontos. Norris superou Sergio Pérez e aparece em terceiro, com 113 pontos. Sem pontuar, largando do pitlane e preso no fundo do grid, o mexicano da RBR caiu para quinto e foi superado também por Bottas, que agora figura em quarto com 108 pontos.

resistiu e, acabou tocando o pneu dianteiro direito da RBR. Com o impacto, Max rodou e bateu com força na barreira de proteção, forçando a interrupção da prova com a bandeira vermelha. 2. Hamilton desacelerou após o choque e Leclerc, que vinha atrás do heptacampeão, passou na frente para assumir a liderança provisória da corrida, com Bottas em terceiro, Lando Norris e Daniel Ricciardo, da McLaren, completando as cinco primeiras colocações. 3. Após mais de 40 minutos de interrupção, os carros deram reinício à prova com uma nova largada parada. Partindo da

4. Sebastian Vettel, atrás de Alonso, rodou sozinho e saiu da pista. O tetracampeão conseguiu retornar pra disputa, mas caiu para 19º. 5. Hamilton recebe 10s como punição pelo incidente com Verstappen no início da corrida. 6. Com cerca de 1s de vantagem sobre Hamilton, Leclerc tem um pequeno susto na volta 15 ao detectar uma perda de potência do motor e comunicar o problema com a equipe pelo rádio. O britânico da Mercedes se aproxima do piloto da Ferrari nas voltas seguintes e chega a reduzir a desvantagem para 0s7, mas o monegasco consegue recuperar o controle da dis-

O britânico partiu do segundo lugar após ser superado por Verstappen na corrida classificatória, no sábado

MOMENTOS-CHAVE

1. Esse foi o principal momento da corrida. Após uma disputa eletrizante a cada curva na primeira volta, Hamilton e Verstappen voltaram a se esbarrar na reta principal dessa vez, com consequências para o holandês. Na curva Copse, o piloto da Mercedes tentou pressionar o rival pela linha interna da pista, que

ponta, Leclerc manteve primeira colocação com Hamilton em segundo. Norris mergulha e passa Bottas sem dificuldades, em terceiro, e vai atrás do heptacampeão da Mercedes, mas não consegue alcançar o compatriota. Ricciardo também pressiona o finlandês, porém, precisa se defender do avanço de Alonso na briga pelo quinto lugar.

puta e amplia a distância para o rival. 7. Norris, em terceiro, faz sua primeira parada no 21º giro para trocar os pneus médios pelos duros. Porém, a equipe tem problemas para afixar o pneu traseiro direito do britânico e o pit stop de 6s faz com que o piloto da McLaren volte para a pista apenas em sexto, abrindo caminho para Bottas.


Primeira Edição | 19 a 25 de julho, 2021

Opinião |B5

A foto do fato

Editorial

Critério para chegar ao STF A escolha de dois ministros do Supremo Tribunal Federal, por iniciativa pessoal do presidente Jair Bolsonaro, reabriu antiga discussão sobre os 'critérios' empregados na seleção de integrantes da mais alta Corte de Justiça do País. No curso do atual mandato presidencial, dois ministros atingiram 75 anos e deixaram o Supremo Tribunal: primeiro, Celso de Mello, que atingiu a compulsória em outubro do ano passado e, agora, Marco Aurélio Mello, que se aposentou na segunda-feira, 12 de julho. Com as vagas abertas, coube a Bolsonaro, na forma da Constituição, indicar os substitutos - primeiro o advogado Kassio Nunes, sucessor de Celso de Mello, e agora o advogado André Mendonça, que ocupará a cadeira de Marco Aurélio Mello. Mais discreto durante a primeira escolha, dessa vez Bolsonaro abriu o verbo e disse que obviamente ia escolher um amigo, uma pessoa de sua mais absoluta confiança para ocupar a vaga deixada pelo decano Marco Aurélio. Ora, não se deve esperar que o presidente escolha um 'ilustre desconhecido' para compor a Suprema Corte, mas o que se discute é justamente o 'critério da amizade' usado (e não apenas por Bolsonaro) para a definição de nomes indicados ao STF. A questão central é: na prática, que autonomia, que independência tem um advogado que, sem bagagem para o cargo, chega ao Supremo favorecido exclusivamente pela vontade pessoal do presidente? Em visão geral, o que se tem observado ao longo da história do Supremo Tribunal são decisões de ministros, de alguma forma, alinhadas ao interesse de quem os indicou. Ou seja, se decide mais pela gratidão do que pela lei. Quanto à chamada 'sabatina' no Senado, não passa de mera formalidade. Em razão desse estado de coisas, tramitam no Congresso alguns projetos que visam reduzir os poderes do presidente da República na escolha de ministros do Supremo. Um deles estabelece mandato de 10 anos para membros do STF. Outro limita as decisões individuais no âmbito da Corte Suprema. Claro que essas propostas serão debatidas, enquanto outras surgirão mais ou menos na mesma linha. O importante, porém, é que o Congresso encontre uma fórmula de tornar mais democrático e Em tratamento no hospital, Bolsonaro mudou o humor, ficou menos cáustico, ‘mais leve’ nos ataques, mesmo quando suas poastagens inclusive técnico o critério de escolha de ministros do Supremo Tribunal. foram feitas por terceiros. A presidência tem deixado o capitão com os nervos à flor da pele, daí os casos constantes de ‘desequilíbrio’

Tentando retomar a vida

Mudanças eleitorais: duas ideias, dois equívocos

quinhos, nos quais coloOutro dia encontrei Jesualdo pa- quei soro ra tomarmos um chopp e entre fisiológico e uma conversa e outra, perguntei saí visitando por sua esposa e sobrinha. En- fazendas, síquanto me falava que Generosa tios e arruaestava bem, retirou do bolso um dos remotos envelope e pediu que lesse em das cidades voz alta. Depois comentaríamos do sertão. o conteúdo. No documento ma- Parava o comboio da salvação nuscrito encontrei a seguinte em um ponto central do lugaremensagem de Germinia: jo, estendia a faixa, ligava uma Querido Tio Jesualdo, resolvi lhe caixa de som para fazer propaescrever essa cartinha, para ganda. Parecia mais o filme Bye relembrar os tempos de infância, Bye Brasil de Cacá Diegues. Em quando ainda não existia telefo- cinco minutos era um mundaréu ne com facilidade. Passei algum de gente, sem preocupação com tempo sem dar notícias pois tive a idade dos fregueses. De que me esconder logo após os mamando a caducando, chegou golpes que apliquei clonando recebia a picada da agulha. telefones, inclusive o seu, para Eu mesmo aplicava o elixir salvatentar ganhar algum dinheiro dor, cobrando apenas dez reais sem muito esforço. Recebi voz de de cada cliente. Em noventa dias prisão de uma autoridade, mas de trabalho árduo, creio haver paguei quatro reais de fiança e salvo mais de vinte mil pessoas, fui libertada, contudo fui proibias quais inclusive da de usar aparecebiam cartão relhos celulares, de vacinação por e assim o fiz. mesmo pre“Em noventa dias mim Aqui vão as noparado. Um tícias. Mudei show, até que a de trabalho para Delmiro ficou árduo, creio haver polícia Gouveia e resolsabendo. Fui vi vender por mais perseguida salvo mais de somente um do que Lampião vinte mil pessoas, na caatinga. Fugi real, nos cruzamentos da cidasomente com o as quais”... de, água bem apurado, abangeladinha tiradonando inclusida da torneira, ve o veículo. como se fosse mineral. Foi fácil. Agora estou em uma vila nos arEm bares e restaurantes, coletei redores de Caicó, no Rio Grande garrafinhas usadas, lavava, do Norte, esperando acalmar a enchia e colocava em um isopor situação, para depois retomar a com gelo e ia para a rua. vida. Quero passar uns tempos Ninguém desconfiava, uma bele- em Miami, nos Estados Unidos, za. pois quando estive em Xingó Com o calor do sertão ganhei um vendendo água, conheci um trocado. Até porque explorei americano que se apaixonou por também o mercado de Paulo mim. Já pensou a sua sobrinha Afonso, pois era só atravessar a ganhando em dólar? ponte e estava na Bahia. As pes- Vou ficar por aqui. Dou trabalho soas nem gravavam a minha fi- mas te amo. Saiba que aplico alsionomia. guns golpes, mas não bebo, não Com o apurado que juntei resol- fumo, nem sou adepta das drovi mudar para um ramo mais ren- gas. Beijos em todos, da sua Gertável, comprei uma Kombi velha, minia. pintei com cores alegres e come- Ao terminar a leitura, olhei para cei a negociar com vacinas para Jesualdo que também, me encaCOVID, de preferência aquela rou. Balançamos negativamente que só carece de uma única do- a cabeça e voltamos ao chopp. se. Mandei plotar um banner com os (*) Presidente da Academia dizeres: "Cruz Vermelha - Se vaciAlagoana de Letras ne aqui - Façam fila". Adquiri centenas de seringas, inúmeros fras-

Marcus Pestana (*)

Alberto Rostand Lanverly (*)

As democracias modernas, sejam presidencialistas ou parlamentaristas, se assentam em instituições essenciais, na Constituição e nas leis. O centro de gravidade reside no parlamento, onde a pluralidade de interesses e visões estão presentes, e nos partidos políticos, organizadores coletivos das diversas correntes de opinião. A existência de um legislativo forte e de um quadro partidário consistente, enraizado na sociedade e não excessivamente pulverizado é essencial para o bom funcionamento da democracia. Ainda mais no mundo contemporâneo onde a democracia representativa é desafiada pela demanda de participação de uma sociedade cada vez mais exigente, e pelo surgimento das redes sociais que, de certa forma, autonomizaram a sociedade e os cidadãos em relação à intermediação institucional. No Brasil, o parlamento é extremamente pulverizado com a presença de 24 partidos políticos médios e pequenos, sem a definição clara de maioria e minoria. Os partidos políticos são flácidos, sem grande identidade ideológica - há raras exceções - e com baixa inserção na sociedade. Aperfeiçoar as regras do jogo é sempre positivo. De dois em dois anos há uma Comissão Especial de reforma política no Congresso Nacional. Nos meus oito anos como deputado federal e considerado um dos maiores especialistas no tema, participei de quatro comissões (2011,2013, 2015 e 2017). No Brasil é assim, ano par tem eleições, ano ímpar se instala a discussão

sobre reforma política. O ano de 2021 não desmentiu a regra. Ano ímpar, reforma política na pauta. E nada é tão ruim que não possa piorar. Dois graves equívocos estão em discussão: a adoção do distritão, onde se elegem os mais votados individualmente sem a lógica da proporcionalidade partidária, e o voto impresso.

“O sistema de urna eletrônica foi implantado aqui no Brasil em 1996 e é um dos mais sofisticados e seguros do mundo” O sistema da urna eletrônica foi implantado 1996 e é um dos mais sofisticados e seguros de todo o mundo. Há reconhecimento internacional em relação ao moderno, seguro e ágil sistema brasileiro de coleta e totalização dos votos. As urnas eletrônicas permitiram a eleição de FHC, Lula, Bolsonaro, Dilma para a presidência, de governadores dos mais variados partidos como Zema, Aécio, Serra, Rui Costa, Eduardo Campos e Witzel, e de prefeitos como Doria, Kalil, Eduardo Paes,

entre outros. De onde vem a desconfiança? O TSE desenvolveu inúmeros expedientes para assegurar a lisura do sistema. O questionamento feito pelo PSDB em 2014, a meu juízo, foi um equívoco. O voto impresso só faz sentido se permitir ao eleitor fazer a conferência antes de depositar na urna. Isto é um retrocesso e dá margem para a ação daqueles que querem tumultuar o processo eleitoral e abalar a credibilidade dos resultados. Por outro lado, o distritão decreta o fim do sistema partidário. Serão 513 partidos individuais presentes na Câmara dos Deputados. Só existe no Afeganistão, Jordânia, Vanuatu e Ilhas Pitcairn. Prefiro me inspirar nos EUA, na Inglaterra, na Alemanha ou na França. Redes sociais podem até ajudar a eleger e derrubar governos, mas não conseguem governar. A formação de maioria parlamentar é essencial para a boa governança e a estabilidade institucional. E isto passa necessariamente pelos partidos. Aprimorar, sempre! Inovar é saudável! Retroceder, nunca! A adoção do voto impresso e do distritão são retrocessos visíveis que devem ser combatidos. (*) Ex-deputado federal

Ascensão e queda do Bolsonarismo Alexandre Rands Barros (*)

O Bolsonarismo é uma versão brasileira atual de um fenômeno social comum. Em momentos que crescem as inseguranças na sociedade, seja por causa da estagnação/desemprego ou violência (incluindo corrupção), surgem líderes que fundamentam seus discursos na força e numa moralidade que geralmente não possuem. Os "descontentes com a civilização" no conceito de Freud, extravasam suas frustrações espelhando-se num líder que acreditam conseguir pôr seu ego acima das regras civilizatórias, como almejariam fazer. Entre esses líderes, encontram-se alguns imperadores romanos (Nero, Calígula), vários líderes africanos (Khadafi, Idi Amin Dada), árabes (Saddam Hussein), latino-americanos (Maduro, Noriega), europeus (Hitler, Mussolini, Viktor Orbán) e asiáticos (Kim Jong-un). Geralmente, esses líderes são psicopatas (desprezam e carecem de empatia com os outros e são extremamente narcisistas) o que os leva a destilar ódio contra os outros. Uma revelação dessas distorções de personalidade é a postura autoritária. Em momentos particulares das sociedades, esses líderes confortam as populações amedrontadas. Bolsonaro emergiu no Brasil em meio às crises econômica e moral no país. Os principais adeptos a essa ideologia política foram os pequenos, médios e grandes empresários, e os que trabalham por conta própria, que sofriam com a crise e revol-

tavam-se com as apropriações indevidas dos recursos gerados pelos altos impostos que pagavam. Em 2018, ano da eleição, esses segmentos representavam 34,56% da população com mais de 14 anos ocupada fora do setor público. Retirando os com menos de 20 anos, que representavam cerca de 10% da população ocupada e raramente são empresários ou conta próprias), esse percentual de potenciais adep-

“A economia não está tendo o desempenho milagroso que eles esperavam, mesmo extraindo-se o impacto da pandemia” tos ao populismo de direita atingia 38,4% da população ocupada. Desempregados seriam uma outra fonte de adeptos e esses eram próximos a 10%. Se os funcionários públicos tiverem se dividido proporcionalmente entre esses grupos representados nos cerca de 48% dos eleitores com forte aderência ao Bolsonarismo, é razoável se achar que os perfis mencionados represen-

tam a base de votos de Bolsonaro. Essa população está enfrentando obstáculos no presente governo. Primeiro, a economia não está tendo o desempenho milagroso que eles esperavam, mesmo extraindo-se o impacto da Covid. Segundo, a elevação de impostos a que estarão submetidos com as propostas de reforma até então enviadas ao Congresso Nacional também frustra suas expectativas. Terceiro, a fantasia do combate à corrupção cada vez revela-se mais irrealista. O governo atual aparentemente afunda-se em denúncias que indicam que talvez seja até mais corrupto do que governos do passado recente. A postura psicopática do presidente diante dos milhares de mortos também choca esse grupo. Cada vez mais, apoiando o presidente só restam os idiotas (nas palavras dele mesmo) e os que têm muito ódio no coração. Esses últimos aderem na verdade ao discurso de força, que o presidente comumente vocifera diante de mulheres jornalistas, ou por trás das câmeras de vídeo. Parece que as bases bolsonaristas estão derretendo. (*) Economista

> OS ARTIGOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES E NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DESTE JORNAL

Endereço: Rua Dr. Albino Magalhães, 221 - Farol | CEP 57.050-080 Fone: (82) 9.9143-2653/ 9.8728-7819 - Maceió | Alagoas

Escritório: PRIMEIRA EDIÇÃO JORNAL ON-LINE IMPRESSA LTDA - ME CNPJ 08.078.664/0001-85 CMC 130003

Rua Godofredo Ferro, nº 215 - Centro - Maceió | Alagoas | CEP 57.020-570 Atendimento ao assinante: (82) 9.9143-2653/ 9.8728-7819

Luiz Carlos Barreto Goes Fundador do Primeira Edição

Miguel Goes Diretor-Geral

Alda Sampaio Diretora Comercial

FTPI Representação Publicidade e Marketing Ltda Representante nacional do Primeira Edição Alameda dos Maracatins, nº 508 - 9º andar - Indianópolis/SP CNPJ 03.269.504/0001-08 / Insc. Est. Isenta Tel: (81) 2128-4350 / Cel: (81) 9175-5829 fred.recife@ftpi.com.br


B6 | Social

Primeira Edição | 19 a 25 de julho, 2021


Millions discover their favorite reads on issuu every month.

Give your content the digital home it deserves. Get it to any device in seconds.