Issuu on Google+

edição PRIMEIRA

Valério fará novas acusações Marcos Valério, o operador do mensalão, promete fazer novas acusações. Condenado a mais de 40 anos de prisão, sua estratégia é ser transformado em colaborador da Procuradoria Geral da República. > A-8

Mega-Sena vai a R$ 40 milhões Nenhuma aposta acertou a Mega-Sena deste sábado (15) e o prêmio para esta 4ª feira deverá ser de R$ 40 milhões. Foram sorteadas as dezenas 02, 10, 11, 33, 52 e 57. Com 164 ganhadores, a Quina vai pagar R$ 19.191,54 a cada um.

Ano 9 | Edição 496 | Maceió, Alagoas, 17 a 23 de dezembro, 2012 | R$2,00

Forçado, Galba corta fantasmas da Câmara Por ordem do TJ-AL, 50% dos cargos foram extintos, mas alto salário dos novos deve ser investigado pelo Ministério Público > A-2

Shopping de Arapiraca cria Maceió pode perder verbas mais de seis mil empregos por ignorar ordem do MPF Em fase de acabamento e com abertura prevista para abril próximo, o Pátio Shopping de Arapiraca vai gerar 6.500 empregos diretos e indiretos e atender a um público estimado em 650 mil, do Agreste e Sertão, segundo o empresário Adoniran Guerra. > A-4

Divulgação

Shopping com 220 lojas vai impulsionar a economia de Arapiraca

O que era simples recomendação virou ação civil pública do MPF para obrigar a Prefeitura de Maceió a retirar nomes de pessoas vivas de bens públicos. Não o fazendo, Município poderá sofrer prejuízo financeiro, perdendo verbas do governo federal. > A-5

Luciana Martins

Avenida Márcio Canuto, uma das obras que terá de mudar de nome

Rui, seu vice e vereadores eleitos vão ser diplomados nesta 3ª feira O prefeito eleito Rui Palmeira, seu Maceió serão diplomados nesta rio do Tribunal de Justiça. O diplo- posse do prefeito e dos vereadores parece encerrar a batalha pelo vice Marcelo Palmeira e os 21 terça-feira (18), em cerimônia ma é o documento que valida a acontecerá no dia 1º de janeiro, aumento do número de cadeiras vereadores (eleitos e reeleitos) em marcada para 19h30m no auditó- eleição dos escolhidos nas urnas. A uma terça-feira. A diplomação no Legislativo Maceioense. > A-2 Luiana Martins

ALMEIDA NÃO CUMPRE SUA 'MAIOR PROMESSA'

Um impasse entre governo do Estado, Prefeitura e Caixa Econômica impediu que Cícero Almeida cumprisse seu maior compromisso de campanha: a implantação do Eixo Viário, com despoluição do riacho Salgadinho, promessa solene feita em sua primeira campanha para prefeito, em 2004. > A-7

Povo deveria gritar por menos tributos O brasileiro paga imposto demais porque não se organiza para reivindicar seus direitos. É o que afirma a economista Luciana

Caetano, em entrevista ao PE. Ela diz que parte da receita tributária banca mordomias, além de enriquecimento ilícito. > A-6 Luciana Martins

Luciana Caetano diz que povo não se organiza em defesa de seus direitos

Cícero Amélio é o novo presidente do Tribunal de Contas Cícero Amélio foi eleito presidente do Tribunal de Contas de Alagoas. Em disputa realizada neste sábado, Amélio obteve 4 dos 7 votos e venceu o conselheiro Otávio Lessa, que ficou com dois votos. Três candidatos desistiram da eleição na última hora. Já eleito, o ex-deputado Cícero Amélio disse que vai conduzir o TC ouvindo todo o colegiado. > A-3

Divulgação / TCE AL

Cícero Amélio vai presidir o TC-AL

SUOR E SORTE, JUNTOS, DERAM MUNDIAL AO TIME CORINTIANO Com um gol solitário do atacante peruano Paolo Guerrero, o Corinthians venceu o Chelsea por 1x0, em Yokohama, e conquistou o título de Campeão Mundial Interclubes. O goleiro Cássio foi o grande nome do jogo, fazendo defesas milagrosas. O primeiro tempo foi todo do time inglês, mas o Coringão reagiu na etapa final. > ESPORTE

Divulgação

Corinthians festeja a conquista do Mundial de Interclubes com vitória de 1x0 sobre o Chelsea neste domingo

Fale conosco | (82) 3325.2815 | Internet: http://www.primeiraedicao.com.br


Primeira Edição | 17 a 23 de dezembro, 2012

A2 | Política

A I C ÊN A G I EX PRID CUM

Por força de ação judicial, Galba afinal reduz cargos ocupados por 'fantasmas' Nova lei cria funções com altos salários, o que ainda será investigado pelo Ministério Público Estadual Luciana Martins

Corte dos fantasmas começou com denúncia do promotor Marcos Rômulo

Primeira edição

Câmara passa a ter menos comissionados, por determinação da Justiça

> NESTA TERÇA

Rui, seu vice e vereadores eleitos serão diplomados na sede do TJ Luciana Martins Repórter

tadual em 2006 e em 2010 se elegeu deputado federal. Rui Palmeira é vice-líder nacional do PSDB. Integrou a Comissão Especial que discutiu o texto da Lei Geral da Copa, pelos direitos dos torcedores brasileiros nos jogos do Mundial de 2014. Recebeu o título de 19º deputado federal mais bem avaliado do país pela revista Veja. Cícero Almeida, atual prefeito de Maceió, logo após o resultado das eleições, em entrevista a uma emissora de rádio, referiu-se ao grupo político que apoiou Rui Palmeira. "Espero que ele tenha independência

nas suas decisões e durante a sua administração. Sou admirador do seu pai e sei que será um grande prefeito". O prefeito eleito também já anunciou parte do secretariado que vai compor a sua administração. Da atual gestão, apenas a secretária de Turismo, Cláudia Pessoa, foi mantida no cargo, as demais secretarias serão compostas por novos nomes. Na Câmara de Maceió, após serem empossados, os vereadores realizarão a eleição da nova mesa diretora. Um grupo com 14 vereadores já definiu as arti-

culações para formar a Mesa que dirigirá o Legislativo Municipal no biênio 2013/ 2014. Rui Palmeira e seu vice, Marcelo Palmeira, indicaram o vereador eleito Francisco Holanda Filho (PP) para a presidência da Câmara, e Tereza Nelma (PSDB) para o cargo de primeira vice-presidente. A Mesa terá ainda Simone Andrade (PTB) como segunda vice-presidente; Kelmann Vieira (PMDB) como primeiro secretário; Silvio Camelo (PV), segundo secretário; e o veterano Davi Davino (PP), como terceiro secretário.

Nesta terça-feira (18 de dezembro) o futuro prefeito Rui Palmeira (PSDB) e os vereadores (eleitos e reeleitos) por Maceió serão diplomados. A cerimônia está programada para acontecer às 19h30m no auditório do Tribunal de Justiça, na Praça Marechal Deodoro. Também serão diplomados o vice-prefeito Marcelo Palmeira (PP) e o primeiro e segundo suplentes de vereador de cada coligação. A diplomação é o ato pelo Luciana Martins Divulgação qual o Tribunal Eleitoral entrega o título que reconhece os candidatos como eleitos, ou seja, é o documento oficial que reconhece a validação de sua eleição. O inicio das atividades tanto na Prefeitura como na Câmara acontecerá oficialmente no dia 01 de janeiro vindouro, quando Rui Palmeira, seu vice e os vereadores, em solenidades distintas, serão empossados. Eleito em 7 de outubro, em primeiro turno, o deputado federal tucano recebeu 230.129 votos, o equivalente a 57,41% dos votos válidos. Este será o primeiro mandato de Palmeira à frente da Prefeitura de Maceió. O jovem prefeito começou na política como deputado es- Rui Palmeira definiu futura Mesa do Legislativo Francisco Holanda Filho vai presidir a Câmara

Da Redação

Não teve a repercussão que merecia, mas a notícia sobre o corte de 50% dos cargos ocupados por 'servidores fantasmas', na Câmara Municipal de Maceió, teve sabor de uma vitória da moralidade. Sob ameaça de ser processado por improbidade administrativa, o presidente da Casa, Galba Novais, foi obrigado a extinguir metade dos cargos criados para acomodar afilhados dos vereadores. Na quinta-feira (13), o Diário Oficial do Município publicou a lei que reestrutura os cargos comissionados da Câmara: foram criados 235 e extintos praticamente o mesmo número de postos. A mudança, que deveria resultar de um ato moralizador da Mesa do Legislativo, só foi possível porque o Tribunal de Justiça, acolhendo ação do Ministério Público Estadual, orde-

nou que o número de cargos comissionados fosse cortado em pelo menos 50% e deu prazo até outubro para que isso ocorresse. A Mesa, no entanto, empurrou o caso com a barriga até o final do exercício, flagrantemente com a intenção de não deixar que os 'fantasmas' ficassem um único mês sem receber a mamata. Mas, nem tudo está resolvido: a nova lei cria cargos com remuneração que vai de R$ 900,00 a R$ 6.000,00, situação que pode embutir a sobra dos recursos que, antes, eram destinados às pessoas 'contratadas' apenas para receber sem trabalhar. Por manter uma situação de descontrole na Câmara, Galba Novais acabou punido nas urnas: candidato a prefeito, foi menos votado do que Jurandir Bóia, o médico que substituiu Ronaldo Lessa e não teve direito a um único dia de campanha.

Cargos diminuem, mas os salários aumentam Atento ao que se passa na Casa de Mário Guimarães, o promotor público Marcus Rômulo ainda vai analisar não somente a nova lei que reestrutura os cargos da Câmara, mas também se a redução operada atende ao que determina o Supremo Tribunal Federal: as Câmaras Municipais não podem manter servidores comissionados em número superior ao seu quadro de efetivos. A batalha para moralizar o Legislativo Maceioense começou em 2011 quando, provocado pelo MPE, o Tribunal de Justiça declarou inconstitucional a lei municipal que havia elevado de 77 para 532 o número de cargos em comissão.

Pela lei publicada quintafeira, cada um dos 21 vereadores terá direito a 10 cargos comissionados, perfazendo 210 o total de auxiliares que ficarão à disposição dos gabinetes. A Mesa Diretora, que antes dispunha de 165 cargos de livre nomeação, agora poderá contratar apenas 25 comissionados, cabendo-lhe apenas o privilégio de preencher os cargos com os maiores salários da Casa. Suspeita-se que a Mesa tenha feito simples maquinação: com nova lei, criou menos cargos comissionados, mas destinou a eles todo o dinheiro que pagava o salário dos cargos originais ocupados por cerca de 500 'fantasmas'. Primeira Edição

Galba Novais estourou prazo dado pelo TJ-AL para reduzir comissionados


Primeira Edição | 17 a 23 de dezembro, 2012

Política | A3

> PERSPECTIVA Romero Vieira Belo

Enfoque Político O mensalão não acabou O julgamento do mensalão, meritório trabalho do Supremo Tribunal Federal, aplaudido pelo conjunto da sociedade brasileira, não estará concluído enquanto projetos relevantes, aprovados sob o vil esquema no Congresso Nacional, não forem anulados. Um deles é a reforma previdenciária, que o então presidente Lula enviou ao Parlamento contendo uma proposta imoral, indigna e ilegal: a taxação dos aposentados. Desde sua aprovação, graças aos votos do mensalão, os inativos recolhem contribuições à Previdência como se ainda trabalhassem na ativa. Trata-se, além do mais, de um clássico caso de bitributação. Em miúdos: o provento do aposentado não pode ser taxado porque não é salário, mas simples devolução daquilo que, ao longo da carreira, ele recolheu para um dia ter de volta na forma de aposentadoria. Tanto não é salário (e, portanto, livre de taxação previdenciária) o provento dos inativos, que sua exclusão do cálculo de limite de gasto com pessoal está expressa na própria Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Ou seja, o dinheiro destinado ao pagamento dos aposentados não representa gasto com trabalhadores. A taxação dos inativos foi um escândalo e não foi aprovada graças ao capital político de Lula que, naquele momento, estava no auge, pois acabara de ser eleito, mas em decorrência do mensalão. O esquema que José Dirceu concebeu e que, como garante Marcos Valério, era do pleno conhecimento do presidente, tinha poder até para fazer de Lula um ditador ao estilo Hugo Chavez. Em suma, concluído o processo que destruiu moralmente o PT, cabe ao Supremo, com a força e a credibilidade que hoje ostenta, derrubar inapelavelmente a iníqua taxação imposta aos inativos. MILAGRE DE LULA

A INFLAÇÃO REAL

Se Lula vier a confessar culpa no mensalão, ainda assim, o povo o aplaudirá. Tudo por ter operado o milagre de tirar de quem tem (classe média) para dar a quem não tem (pobres do Bolsa Família).

O supermercado Super-Giro, na Siqueira Campos, elevou o preço do queijo prato de R$ 17,00 para R$ 23,00. Já a inflação apurada pelo IBGE nunca passa de 6%. Ao ano, vale frisar.

DIRCEU MERECIA MUITO MAIS Esse foi um ponto crítico do julgamento do mensalão: a desproporção das penas a alguns condenados. Aplicou-se uma pena altíssima ao operador do esquema, cerca de quatro vezes a penalidade imposta ao seu mentor. José Dirceu merecia mais porque, ao conceber o mensalão, sabia de antemão os crimes que Valério iria praticar para pôr seu plano em funcionamento.

Renan Filho poderá ser opção do PMDB à sucessão estadual Deputado federal mais votado em 2010 encarna projeto de renovação da política alagoana Divulgação

Da Redação

A indicação do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) para presidir o Senado e, por conseguinte, o Congresso Nacional, a partir do próximo ano, poderá conduzir o PMDB a apresentar um nome novo para disputar a sucessão do governador Teotonio Vilela em 2014: Renan Filho, deputado federal, seria uma das opções da legenda peemedebista, na avaliação de analistas políticos. Ex-prefeito de Murici e candidato a deputado federal mais votado na eleição de 2010, Renan Filho (ou Renazinho como também é conhecido o filho do senador Calheiros), ganhou projeção nacional depois de nomeado para presidir a comissão criada pelo Congresso Nacional para tratar dos assuntos relacionados com a próxima Copa do Mundo. Para os observadores políticos, a bola da vez da oposição para 2014 continua sendo Renan Calheiros, mas alguns argumentam que, assumindo a presidência do Congresso, o senador alagoano volta a ocupar posição de relevo no cenário nacional e isso poderá distanciá-lo do processo político estadual, pelo menos no que diz respeito a uma candidatura própria ao governo. Também não falta quem associe Renan Filho a Rui Palmeira, dois nomes de origem tradicional e que representam - ainda que em posições antagônicas - a renovação dos valores políticos no Estado. No início da campanha deste ano, muita gente chegou a prever um confronto entre Renan Filho, pelo PMDB, e Rui Palmeira, pelo PSDB, disputando a Prefeitura de Maceió, mas somente este último se lançou candidato e ganhou a disputa justamente com a bandeira da renovação. Cotado para suceder o presidente José

Deputado Renan Filho tem o nome especulado no PMDB para disputar a sucessão de Teotonio Vilela

Sarney no comando do Senado, Renan Calheiros tem evitado falar em sucessão estadual, por entender que ainda é cedo demais para se deflagrar o processo, mas

todos sabem que o senador exercerá papel relevante na definição do sucessor do governador Teotonio Vilela, com ou sem candidato próprio de seu partido.

Candidato de Vilela é incógnita PSDB, DEM e PP, que marcharam juntos em 2010 e na eleição municipal deste ano, continuam unidos, mas nos próximos meses seus líderes terão de se reunir para definir quem concorrerá à sucessão do tucano Teotonio Vilela Filho daqui a 22 meses. O governador terá de renunciar até abril de 2014 para concorrer a uma vaga de senador (disputando provavelmente com Fernando Collor, candidato à reeleição), e passará o cargo ao vice José Thomaz Nonô (DEM), que poderá disputar a reeleição como 'candidato natural', conforme insinuam, discretamente, muitos de seus correligionários. Mas a equação não será tão simples se o senador Benedito de Lira (PP) confirmar o que muitos especulam e anunciar sua decisão de também disputar o governo, originando a pergunta inevitável: nesse cenário, quem o governador Teotonio Vilela Filho apoiará?

APOSTA NA IMPUNIDADE

SERVIÇO COMPLETO

> ELEIÇÃO

Impressiona o número de prefeitos e ex-prefeitos alagoanos respondendo a processo por corrupção. O que prova que muitos gestores continuam apostando no velho instituto da impunidade.

O PMDB faz barba, bigode e cabelo. Já tem Michel Temer na vicepresidência da República e, a partir do novo ano, presidirá o Senado e a Câmara, com Renan Calheiros e Henrique Alves.

Hábil articulador, Cícero Amélio vai presidir o Tribunal de Contas Divulgação / TCE AL

Luciana Martins

Luciana Martins

Repórter

MARINHA HOMENAGEIA THOMAZ NONÔ A nota marcante da semana foi a homenagem da Marinha do Brasil ao vicegovernador Thomaz Nonô. Em cerimônia em Brasília, com altas autoridades da República, ele recebeu a Medalha do Mérito Tamandaré, maior honraria da Marinha. "Recebo com muita satisfação e muito orgulho. A Marinha Brasileira é uma das instituições mais respeitáveis do País", afirmou Nonô. MUDANÇA OPORTUNA

QUEM DÁ MAIS?

Proposta em votação no Senado endurece a Lei Seca: duplica o valor das multas e permite a comprovação da embriaguez do motorista sem o texto do bafômetro. Pensando bem, ainda é pouco.

Uma empresa de Maceió ofereceu R$ 14 milhões pelo estádio do CRB. Depois, uma da Bahia propôs pagar à vista R$ 20 milhões. Então, por que não procurar uma empresa do Rio ou São Paulo?

LEMBRANDO O WATERGATE DA ERA NIXON Dilma não dorme em paz. Depois do bombardeio de Marcos Valério contra Lula, Carlinhos Cachoeira ameaça com revelações bombásticas: "Eu sou o Garganta Profunda do PT", bradou o contraventor, dando a entender que Valério, operador do mensalão, não passa de um "Garganta Rasa". CONTRA DROGAS

CPI IMPOSSÍVEL

Teotonio Vilela bem que poderia copiar projeto sancionado pelo colega Eduardo Campos, de Pernambuco, que obriga imprimir nos livros didáticos propaganda contra o consumo de drogas.

Para não fazer nada, o presidente da CBF ganha um salário de R$ 103 mil. Como a bandalheira por lá campeia, o deputado Romário quer devassar tudo com uma CPI. Vai conseguir?

Cinco anos após assumir o cargo de conselheiro, nomeado pelo governador Teotonio Vilela, o ex-deputado estadual Cícero Amélio foi eleito para presidir o Tribunal de Contas de Alagoas, numa disputa que teve de tudo, inclusive a desistência, em cima da hora, de três dos cinco candidatos inscritos. Iniciada a sessão, na manhã deste sábado (15) concorriam à presidência: Cícero Amélio, Otávio Lessa, Luiz Eustáquio Toledo (atual presidente), Maria Cleide Costa e Rosa Albuquerque. Após novas articulações, ficaram no páreo apenas Cícero Amélio e Otávio Lessa. Resultado: 4x2 a favor de Amélio. Rosa Albuquerque será a vice-presidente, enquanto Maria Cleide assumirá a Corregedoria. A nova direção comandará a Corte de Contas Estadual no biênio 2013/14. Já eleito, Cícero Amélio, conhecido por sua capacidade de articular politicamente e de aglutinar forças, afirmou que a vitória contemplou quem exibiu mais condições de buscar o consenso. Derrotado na disputa final, o conselheiro Otávio Lessa (irmão do ex-governador Ronaldo Lessa) cobrou uma atuação mais efetiva do Tribunal, "para cumprir o seu papel de forma mais objetiva e também para se livrar do slogan tribunal de faz de conta". - Peço a Deus que nos ilumine e nos ajude a acabar com esse slogan de faz de conta. Não podemos continuar realizando apenas 10 auditorias por ano. O Tribunal precisa cumprir o seu papel para ser respeiDivulgação / TJ

Cícero Amélio foi eleito presidente do TC-AL

tado pela sociedade e pelos demais poderes - disse Otávio Lessa acrescentando que a derrota já passou e, a partir de agora, passará a apoiar o trabalho do novo presidente. Falando já como presidente eleito, Cícero Amélio disse discordar do colega Otávio Lessa, para quem o TC-AL não funciona como deveria, mas garantiu que vai administrar a Corte tomando decisões sempre de forma colegiada, respeitando a opinião dos demais membros. - Se o Tribunal decidir por realizar audi-

torias permanentes nos municípios, assim faremos - afirmou Amélio acrescentando que sempre foi um homem público aberto ao diálogo e ao entendimento. Há 26 anos atuando como conselheiro do TC-AL, o presidente Luiz Eustáquio Toledo fez um breve balanço de sua atual gestão lembrando que em 2012 encerrará seu quinto mandato presidencial: "Nosso Tribunal tem passado por muitas transformações e acho injustas as críticas de que não trabalhamos com transparência", disse ele. Sobre sua atual gestão, Toledo lembrou a criação do Diário Oficial Eletrônico, o convênio com a Assembleia Legislativa para transmitir as sessões através de TV fechada e revelou que vai deixar o Tribunal com todas as contas rigorosamente em dia.

> DESPEDIDA

Orlando Manso deixa o Judiciário na sessão do TJ-AL desta terça-feira 18

CASO DE OMISSÃO PRECONCEITUOSA Só o preconceito explica certas omissões no noticiário da grande mídia. O Jornal Nacional da TV Globo, por exemplo, omitiu o nome de Renan Calheiros ao noticiar que Dilma sancionara o projeto que exige assinalar na nota fiscal quanto de imposto o contribuinte paga por produtos e serviços. O projeto, aprovado pelo Congresso, é de autoria de Renan Calheiros.

Otávio Lessa cobra ação mais efetiva do Tribunal

Desembargador Orlando Cavalcanti Manso

O desembargador Orlando Manso, que já presidiu o Tribunal de Justiça e Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas, despede-se do Poder Judiciário na sessão desta terçafeira (18), por força da compulsória (atingiu 70 anos de idade no serviço público).

Manso iniciou sua carreira de juiz nos anos 80 e se destacou, ao longo de décadas, por uma atuação destemida, marcada, sobretudo, pela contundência verbal. Nos últimos dois anos, implantou o sistema de votação biométrica no Estado. (LM)


Primeira Edição | 17 a 23 de dezembro, 2012

A4 | Cidades

E D N RA ADA G A NC A R R A

Shopping dimensiona Arapiraca e vai atender mais de 600 mil consumidores Centro comercial será aberto ao público em abril próximo; empresário destaca lojas e entretenimento fotos: Divulgação

Luciana Martins Repórter

A cidade de Arapiraca vive a expectativa de inauguração do Shopping Pátio Arapiraca que vai unir entretenimento, culinária e centro de compras em um grande complexo comercial. Com previsão para ser aberto ao público em 17 de abril do ano vindouro, o Shopping do Agreste já está com mais 80% das obras concluídas. Segundo previsão feita pelos investidores, o novo shopping deverá atender a um público estimado em 640 mil consumidores distribuídos nas regiões Agreste, Sertão e Baixo São Francisco. Adoniran Guerra, um dos empresários responsáveis pelo empreendimento, explica que hoje o foco do investimento do varejo em shopping centers são cidades de porte médio, com população mínima de 150 mil habitantes. "Os 80 shoppings que serão inaugurados no biênio 2013/2014 ficam justamente em cidades do porte de Arapiraca porque hoje essa é uma tendência de mercado". Ele revela que o shopping consegue oferecer uma gama de serviços que geralmente no interior não é centralizado em um único lugar, e observa que o de Arapiraca foi planejado e trabalhado para atender o Agreste e o Sertão de Alagoas. Seguro do sucesso do investimento, o empresário diz que antes mesmo da inauguração o shopping já sofreu quatro ampliações, passando de 100 para 220 lojas, de duas para nove lojas âncoras e duas salas de cine-

Dispondo de mais de 200 lojas, ampla praça de alimentação e seis salas de cinema, o Shopping Pátio Arapiraca será um grande empório comercial atraindo consumidores do Agreste e Sertão

ma para seis salas de cinema. "Ele tomou um dimensão, em curto prazo, que nós mesmos não esperávamos e isso é fruto de números". Adoniran informa que grandes âncoras estarão presentes no Pátio Arapiraca como Riachuelo, Centauro, Lojas Americana, C&A, Marisa, Guido, algumas delas, aliás, inaugurando a primeira loja no Estado como as marcas Le Biscuit e Casas Bahia.

"Eles estão indo para Arapiraca porque a cidade comporta investimento dessa magnitude". O investimento inicial da obra foi de R$ 60 milhões e hoje, somente por parte dos empreendedores, está na ordem de R$ 140 milhões. E somado ao investimento dos lojistas esse número sobe para R$ 220 milhões. "É o maior investimento privado no varejo, na história do Estado de Alagoas".

Centro comercial gera milhares de empregos diretos e indiretos Luciana Martins

A chegada do shopping à Arapiraca está gerando 3.500 empregos diretos e 3.000 empregos indiretos, e na opinião do empresário Adoniran Guerra, esse é um fato que deve ser comemorado. "São 6.500 empregos e vamos gerar ainda R$ 40 milhões de arrecadação de impostos e contribuições sociais". Sem contar com o crescimento imobiliário e a verticalização da cidade que já começa a dar sinais. Outro ponto positivo é o entretenimento. Segundo Adoniran, essa também era uma lacuna da região e com a chegada do shopping a população vai ter um centro de lazer e de compras. "Vamos ter uma alameda de serviços com 21 operações, uma praça de alimentação com 21 operações com grandes marcas como Mc Donald's, Bob's, Bom Grille, Girafas, Camarão e Companhia, Super Pizza, Divino Fogão e tantas outras". O shopping também vai contar com um polo na área médica e odontológica, academia e supermercado. "É o primeiro no interior de Alagoas e será por muitos anos porque o shopping para se instalar em uma cidade precisa ter no mínimo 150 mil habitantes". Além do shopping, Arapiraca vai ganhar um power center que é um centro comercial com extensa área construída que geralmente congrega grandes

Adoniran Guerra afirma que liderança de Arapiraca justifica o investimento

varejistas, além de diversas lojas de comércio e serviços, e um shopping center. "São lojas âncoras que normalmente não trabalham em shoppings centers e ele vai se localizar em frente ao shopping do outro lado da AL". O empresário explica que

vai conversar com o governo municipal e estadual para a construção de uma passarela a fim de unir o shopping ao power center. "Nós estamos trabalhando com pessoas que podem contribuir para que isso aconteça".

Em fase de acabamento, Shopping do Agreste tem inauguração festiva prevista para abril do próximo ano


Primeira Edição | 17 a 23 de dezembro, 2012

IS E V IMÓ ICOS L B Ú P

Cidades | A5

Homenagem a pessoas vivas pode gerar prejuízo financeiro a Maceió Descumprida, recomendação do Ministério Público Federal vira ação civil pública com pedido de liminar fotos: Luciana Martins

Luciana Martins Repórter

Inaugurada com pompa e circunstância em março deste ano, a vistosa Av. Márcio Canuto, vai ter que mudar de nome. Algo de errado com a homenagem ao jornalista hoje trabalhando na TV Globo de São Paulo? Apenas um detalhe: a Constituição não permite que prédios públicos tenham nome de pessoas vivas. Portanto, nada de despeito com o conhecido profissional de imprensa. Aliás, inúmeros outros imóveis públicos terão de ganhar nomes novos (só de pessoas já falecidas) por força do que mandam a Constituição Federal e a Lei nº 6.454/77. No início do segundo semestre, o Ministério Público Estadual recomendou que a Prefeitura cumprisse a lei e retirasse dos bens públicos os nomes de pessoas vivas, fixando um prazo de 2 meses para a mudança, mas a Municipalidade ignorou o MPE. Agora em novembro, o que era recomendação virou ação civil pública impetrada na Justiça com pedido de liminar. O Primeira Edição apurou que só em Maceió existem 16 prédios públicos com nomes de pessoas vivas e, por isso mesmo, desrespeitando a legislação, o que motivou a iniciativa do MPF. Os procuradores da República Anselmo Henrique Cordeiro Lopes e José Godoy Bezerra de Souza, autores da ação, explicaram que o não cumprimento da recomendação fundamenta inclusive ação judicial para suspender a transferência financeira voluntária da União, previsto no art 4º da Lei nº6.454/77. E advertiram: o descumprimento da lei pode ocasionar a suspensão de transferências financeiras voluntárias, da União para o Estado e o Município. De acordo com eles, a iniciativa tem por objetivo fazer cumprir o que determina a legislação federal e decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) e Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que já reconheceram a ilegalidade do ato de se atribuir nome de pessoas vivas a prédios públicos, por meio do Recurso Extraordinário 191.668 e na Resolução nº 52/08, respectivamente. Para atender à recomendação do MPF/AL, Município e Estado deverão editar portarias com determinação de novos nomes para os bens públicos; reti-

Procurador Carlos Roberto diz que as mudanças dependem do Legislativo

rar eventuais placas, pinturas e faixas que os identifiquem com nome de vivos, bem como de fotografias ou quaisquer outras referências que caracterizem promoção de pessoas vivas, ainda que a título de homenagem. Também deverá ser providenciada a regularização dos registros dos bens citados junto aos sistemas operacionais e cadastrais municipal e estadual, e dos demais órgãos que lhes estão submetidos, a fim de que tais bens passem a ostentar nome compatível com o que determina a Constituição da República. A Superintendência Municipal de Convívio e Controle Urbano de Maceió, por meio da sua assessoria, informou ao PE que essa é uma questão administrativa e que ao órgão compete apenas à função de fiscalizar e regular os bens físicos do Município, não podendo esclarecer como a Prefeitura irá atender a determinação do MPF. A assessoria explicou, entretanto, que mudanças dessa natureza precisam de aprovação na Câmara Municipal de Maceió, já que existe uma legislação que trata da denominação dos próprios públicos mediante atribuição ou troca de nomes através de projetos de lei. Em contato com o Primeira Edição, a Secretaria de Comunicação de Maceió informou que o processo referente à determinação do MPF se encontra na Procuradoria Geral do Município. De acordo com o procurador-geral, Carlos Roberto Ferreira, a recomendação do MPF está

sendo objeto de apreciação jurídica para que possa ser atendida ou não. A decisão do Ministério Público Federal não abrange conjuntos residenciais construídos com recursos públicos e batizados com nomes de pessoas vivas, tais como Denilma Bulhões, Rosane Collor, João Sampaio e outros.

Escola municipal de Maceió com nome de pessoa viva: Cecília Carnaúba é membro do Ministério Público Estadual

Veja o que deve mudar de nome e as personalidades atingidas Avenidas Avenida Corintho Capelo, no Bairro Santos Dumont; Avenida Dr. Milton Hênio Netto de Gouveia, no Bairro Antares; Avenida Jornalista Márcio Canuto, no Barro Duro; Avenida Juiz Diógenes Tenório de Albuquerque, na Gruta de Lourdes; Avenida Ministro Márcio Fortes, no Conjunto Selma Bandeira; Avenida Senador Carlos Lyra - Conjunto Luiz Pedro III; Ruas Rua Alves Correia, no Benedito Bentes; Rua Reverendo Célio Miguel da Silva, na Gruta de Lourdes. Viadutos Viaduto Desembargador Washington Luiz, no Farol; Viaduto Industrial João Lyra, em Mangabeiras. Escolas Públicas Escola de ensino fundamental Luiz Pedro da Silva II, Clima Bom; Escola Municipal Corintho Campelo da Paz, na Cidade Universitária; Escola Municipal Luiz Pedro da Silva IV, no Tabuleiro; Escola Municipal Maria Cecília Pontes Carnaúba, no Antares. Outros prédios públicos Centro de Tarefas Múltiplas Deputado Federal Benedito de Lyra, no Benedito Bentes; Ginásio Poliesportivo Arivaldo Maia, no Jacitinho; Ambulatório 24 horas Denilma Bulhões - Benedito Bentes

> ANO NOVO

ALAGOAS VAI INVESTIR R$ 200 MI EM SEGURANÇA O secretário de Defesa Social, Dário Cesar, reuniu a quinta-feira (13), a cúpula da Segurança Pública para discutir o que foi feito em 2012 no combate à violência e os projetos para a área que serão implantados a partir de janeiro do próximo ano. No encontro, ele destacou que Alagoas terá cerca de R$ 200 milhões par investir em ações na área da segurança. Falando para uma plateia de delegados e oficiais da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, que fazem parte das Regiões e Áreas Integradas de Segurança Pública (RISP-AISP), Dário Cesar destacou que nunca Alagoas teve um montante tão significativo para investir em ações de combate à criminalidade. "A história mostra que os recursos disponíveis para a área anualmente não passavam da casa dos R$ 9 milhões. Graças a muito trabalho e empenho na realização de projetos, conseguimos R$ 200 milhões para serem investidos em 2013. É algo inimaginável para o nosso Estado e nos deixa muito satisfeitos", frisou o secretário. Dário Cesar citou projetos que serão implantados no próximo ano, como a comunicação digital dos órgãos de segurança, com cobertura em todo o Estado. Neste projeto, serão investidos pelo menos R$ 28 milhões. "Também temos o videomonitoramento, que já entra em operação no próximo dia 21, a construção de mais bases de polícia comunitária, a construção do presídio do Agreste, entre outros projetos", destacou.

MUDANÇAS Como mensagem de fim de ano para delegados e oficiais que comandam o policiamento em toda Alagoas, Dário Cesar lembrou que as mudanças que vêm ocorrendo no Estado, no que diz respeito à cultura da paz e queda nos índices de crimes violentos letais e intencionais (CVLIs, ou homicídios) se deve ao emprenho de cada um deles no cumprimento de sua missão. (Agência Alagoas)


Primeira Edição | 17 a 23 de dezembro, 2012

A6 | Cidades

> ENTREVISTA/ LUCIANA CATEANO Geraldo Câmara

Ouvidor Geral geraldocamara@gmail.com

Minha hérnia, meu disco Vocês haverão de dizer que assunto mais besta é esse? Não é não. É um alerta, é um grito de dor. Hà duas semanas sofro com uma hérnia de disco que não sabia existir. De repente, uma imensa dor na região da canela que passou a me impossibilitar de andar e, às vezes, até mesmo de ficar em pé. Parece que uma faca corta suas entranhas. Mas, não é na coluna? Sim, só que a hérnia, proveniente da saída do disco de entre uma vértebra e outra faz com que esse disco pressione o nervo que, por sua vez tem um feixe de 21 outros nervos e que se estendem pela perna. Quando pressiona ou pinça o nervo, a "coisa" pega. A bateria de remédios que estou tomando é imensa. Agora estou fazendo uma fisioterapia especial em uma mesa americana de descontração que tenta afastar uma vértebra da outra. E o pior é que nenhum tratamento lhe dá qualquer tipo de previsão. Já estou cansado de ouvir falar que "é demorado", "que tenha paciência" e que, "por favor nem pense em cirurgia". E não penso mesmo. Fica aqui apenas uma divisão com vocês. Ao mesmo para alertar para os carregamentos de pesos inúteis, para a falta de postura, para os exercícios sem acompanhamento e esse mundo de coisas da vida moderna que acabam atrapalhando nosso futuro.

DESTACÔMETRO

"Impostos em excesso bancam mordomias e riquezas ilícitas" Economista afirma que sociedade não se organiza para reivindicar seus direitos Por que o governo federal arrecada tanto imposto, mas não oferece serviços essenciais de qualidade à população? Para a economista Luciana Caetano, a resposta é: "A sociedade brasileira é pouco organizada para reivindicar seus direitos. Assistimos a espetáculos bizarros de corrupção sem demonstrarmos perplexidade com isso". Nesta entrevista exclusiva à Luciana Martins, do Primeira Edição, ela afirma que "a grande parte do excesso da arrecadação tributária banca mor-

domias, enriquecimento ilícito e outras irregularidades", e acrescenta: "Esses desvios combinados à incompetência de alguns gestores explicam essa relação lamentável entre elevada carga tributária e má qualidade nos serviços essenciais". Luciana Cateano também analisa a crise internacional, a situação da economia brasileira, a redução das taxas de juros - e explica porque, no seu entendimento, o governo não reduz a carga tributária que está entre as maiores do mundo. Luciana Martins

O destaque vai para a secretária municipal de finanças, que deixa o cargo no fim de ano e se diz exausta com o trabalho de organização receita / despesa de Maceió. Mas fez bem o dever de casa.

PÍLULAS DO OUVIDOR O mundo está assistindo ciclicamente a assassinatos em massa e, geralmente, praticados por jovens contra jovens. Os estudos sobre o assunto ainda está o muito aquém dos acontecimentos. Cícero Almeida aproxima-se do fim de seu segundo mandato cumprindo fielmente o que prometeu em relação à folha de pagamentos. Pagou durante oito anos dentro do mês trabalhado e encerra com o 13º no dia 20 e o salário no dia 28. Parabéns, prefeito! Escrevo no final do jogo do Corinthians. Nem gosto do time e nem torço por ele, mas fez jus ao título. 1x0 suado diante de um Chelsea que tem sido revelação na Europa o Corinthians não decepcionou os loucos que atravessaram o mundo para assisti-lo. Pela primeira vez não tive condições físicas e de saúde de gravar os programas Bartpapo e Almoçando com a Notícia desta semana. Peço desculpas ao telespectador e prometo voltar com força total. CTC Vertebral. Vale a pena conhecer esses nome. Uma clínica que tem franquia de um máquina de descompressão que tem a finalidade de separar vértebras e liberar o disco. São 26 sessões. Estou na terceira. Estou impressionado com a atenção e solidadariedade dos amigos do "Face". Incrível como nos mandam mensagens de carinho de força, além de inúmeras sugestões para nossa melhora. Finalmente quem manda mais? O legislativo que se intitula como o único poder que pode cassar mandatos de parlamentares ou o Supremo (o nome está dizendo) e que, além de tudo é o guardião de nossa constituição? Novos tempos... Sempre disse que os grandes festivais deveriam votar, principalmente agora com todos os recursos existentes. O "The Voice Brasil" veio provar isto. Maravilha! Um grande incentivo na renovação de valores. Nesta segunda-feira está sendo assinado em Brasília um protocolo de intenções com o Senado Federal e a Câmara Municipal de Maceió para a implantação da TV ABERTA com o sinal de ambas. Parabéns, vereadores de Maceió. Um beijo muito especial para minha amiga Claudia Simões a psicóloga - que na próxima quinta-feira recebe por proposição do Vereador Galba Novaes, o título de Cidadã Honorária de Alagoas. Valeu, Claudinha! Acaba a pequena novela Do Tribunal de Contas do Estado e o conselheiro Cícero Amélio (foto) é eleito pelos seus pares para presidente daquela instituição. Esperamos que o novo presidente tenha uma administração de primeira ordem.

A estagnação econômica do Brasil, refletida na evolução crítica do PIB, é conseqüência da crise internacional? Em grande parte, sim, mas há outros elementos que contribuem com o crescimento moderado do PIB brasileiro, a exemplo do sucateamento da educação em alguns estados e municípios, o que compromete a produtividade e afeta a produção. Outro elemento que exerce forte influência sobre o PIB é a elevada carga tributária que se traduz em transferência de renda de consumidores e do setor produtivo para o Estado. Se essa receita for mal alocada e/ou mal utilizada, impacta negativamente sobre o PIB, desacelerando-o. Existe perspectiva de superação da crise nos Estados Unidos e Europa? As crises são cíclicas. Há sempre um movimento rumo à recuperação, porém, no caso em tela, o ritmo deve manter-se lento. Não se espera uma explosão de crescimento no médio ou curto prazo.

O índice de inflação anual apurado pelo IBGE, sempre em torno de 6%, é confiável? A inflação é uma média das oscilações de preço de uma cesta de produtos, em um determinado período, em algumas regiões e por amostragem. É assim que tem que ser compreendida. Podemos afirmar que para cada pessoa o índice de inflação é distinto, já que cada pessoa tem seu próprio conjunto de itens consumidos. A inflação, portanto, é apenas uma referência de variação de preços.

Luciana Caetano diz que povo não se organiza para defender seus direitos

Se reduzisse a carga tributária, o governo brasileiro não estimularia o consumo gerando mais emprego e renda? Certamente. Porém, como não há certeza da elevação de receita tributária após redução de carga tributária e como não há acordo entre União, Estados e municípios sobre quem perderá receita, se a redução desta for comprovada, a reforma tributária não acontece e os incentivos fiscais continuam sendo pontuais.

nesses termos, porém é necessário que o Governo Federal desenvolva ferramentas de gestão dos programas sociais que possibilitem a transição de beneficiários para geradores de renda de forma autônoma ou através do emprego com carteira assinada. O PRONATEC já é uma ação importante do Governo Federal, em parceria com Estados e municípios, que tem como objetivo capacitar gratuitamente pessoas vinculadas a algum programa social, de modo que estas possam gerar renda dignamente. É preciso aprimorar as ferramentas de gestão para assegurar que estas pessoas, uma vez declaradas capazes de gerarem renda por conta própria, sejam desvinculadas do benefício.

A distribuição pura e simples de dinheiro através de programas como Bolsa Família e Brasil Carinhoso não é uma forma de institucionalizar a mendicância no País? Eu não colocaria as coisas

Por que a carga tributária brasileira é uma das mais elevadas do mundo, e o governo não oferecer ao povo, sequer, ensino e saúde de qualidade? A sociedade brasileira é pouco organizada para reivindi-

car seus direitos. Assistimos a espetáculos bizarros de corrupção sem demonstrarmos perplexidade com isso. Grande parte do excesso da arrecadação tributária banca mordomias, enriquecimento ilícito e outras irregularidades. Esses desvios combinados à incompetência de alguns gestores explicam essa relação lamentável entre elevada carga tributária e má qualidade nos serviços essenciais. O ministro Guido Mantega (Fazenda) insiste em dizer que a economia está se recuperando. Há base para tal otimismo? A economia brasileira tem crescido, sim, mesmo que a taxas moderadas. O importante não é crescer a taxas muito elevadas. O importante é crescer sempre, mesmo que a taxas moderadas e, se possível, atenuar os efeitos de crises internacionais. Ter superado a instabilidade econômica e manter a economia crescendo, mesmo a taxas moderadas, já é um grande feito.

Que cenário a senhora projeta para a economia em 2013? Sou otimista e o mundo é movido por expectativa. O Brasil é um país que amadurece e se fortalece a cada dia, embora ainda apresente fragilidades como a elevada taxa de analfabetismo em algumas regiões e as ilhas de inovação tecnológica, também, concentradas em algumas regiões. Mesmo assim, o crescimento da renda é inegável, assim como os movimentos de mobilidade social que revolucionaram alguns setores da economia. Acredito que esses movimentos continuarão seu curso e que 2013 será melhor que 2012. A mexida nos juros bancários, quase que exigida pelo governo, influiu na vida da população em geral? A contínua redução da taxa de juros contribuiu com a explosão de vendas de alguns setores da economia, a exemplo da indústria automobilística, construção civil, eletroeletrônicos, informática e eletrodomésticos. Um reflexo disso é o consumo médio de energia elétrica por família. Redução de taxa de juros e de carga tributária são ferramentas de estímulo ao consumo e ao crescimento econômico.

> MÉRITO

Vencedor no Ifal, Everson Belo ganha vaga no Tribunal Federal Primeira Edição

ABRAÇOS IMPRESSOS Os abraços impressos vão para o amigo Flávio Gomes de Barros que volta aos estúdios da TV Mar com seu programa Conjuntura, todas as segundas-feiras, com reprises. Vale a pena conferir.

O universitário Everson Vieira Belo (Jornalismo na Ufal e Direito no Cesmac) foi aprovado em mais um difícil concurso público: foi um dos 24 selecionados para o cargo de técnico judiciário do Tribunal Federal da 5ª Região, com sede no Recife. Ele vai trabalhar em Alagoas. No ano passado, concorrendo com 40 mil candidatos, Everson Belo havia sido aprovado em 6º lugar no concurso do Instituto Federal de Alagoas (IFALAL), onde trabalha na sede da instituição, em Jatiúca. Autor de textos especiais publicados com frequência no Primeira Edição, ele passou o ano de 2008 em Portugal, cursando Jornalismo na Universidade do Porto, graças a convênio com a Universidade Federal de Alagoas, situação que lhe

Everson Vieira Belo, aprovado em concurso do Tribunal Regional Federal

permitiu conhecer, em viagens culturais, oito países europeus. Neste ano, além de ser aprovado no concurso do Tribunal

Regional Federal, Everson Belo ficou entre os três universitários selecionados pelo Tribunal de Justiça de Alagoas em teste de

redação com direito a prêmios. Filho do jornalista Romero Vieira Belo (nosso Diretor de Redação) e da funcionária pública Bárbara Vieira Belo, Everson considera que, em um mercado de trabalho altamente concorrido e incapaz de atender à crescente demanda de jovens formandos, como o nosso, a grande opção hoje é perseguir uma vaga no serviço público. Ao Primeira Edição, o jovem acadêmico disse que não existe fórmula mágica nem lotérica para quem disputa vestibulares e concursos públicos: "A fórmula é única: estudar. Quem estuda, com determinação e perseverança, armazena conhecimentos e, mais cedo ou mais tarde, acaba conquistando vagas, tanto na universidade quanto no serviço público", assegurou.


Primeira Edição | 17 a 23 de dezembro, 2012

DE A ID HA V Í D PAN CAM

Impasse impediu Almeida de cumprir seu maior compromisso de campanha Imbróglio paralisou projeto de R$ 120 milhões; Rui Palmeira quer solução junto ao governo e Caixa Econômica Arquivo

Da Redação Aquela que seria a obra emblemática do prefeito Cícero Almeida - o Eixo Viário, construído após a urbanização do Vale do Reginaldo e a despoluição do riacho Salgadinho - não saiu do papel, embora seu projeto tenha obtido financiamento do governo federal. O Eixo Viário, exibido em cores, com imagens bem traçadas, durante o Guia Eleitoral da TV na campanha de 2004, foi a grande bandeira de Cícero Almeida, então candidato a prefeito enfrentando Alberto Sextafeira apoiado por Kátia Born e Ronaldo Lessa - prefeita e governador. A questão do Salgadinho, cujas águas enlameadas desembocam na praia da Avenida enodoando um dos cartões postais da capital, centralizou de tal forma as atenções da população, que a prefeita Kátia Born chegou a armar um circo: convocou a imprensa e, de maiô, mergulhou nas águas do trecho poluído, logo abaixo da ponte sobre o velho córrego na Avenida. A Prefeitura havia recebido algo em torno de R$ 12 milhões, verba carimbada para investir na despoluição do canal, o que fez com que a prefeita, para provar a boa aplicação do dinheiro, mergulhasse nas águas fétidas correndo risco de contrair doenças como pneumonia e até hepatite.

PROJETO O governo federal inclui no PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) o projeto com-

Cidades | A7

Primeira Edição

Paralisado desde 2010, o conjunto do Vale do Reginaldo está se degradando e é alvo de depredação de vândalos

Cícero Almeida viabilizou projeto e verba, mas impasse impediu execução

pleto do Vale do Reginaldo, orçado em R$ 120 milhões, e concordou em dividir a obra em duas fases: a primeira, compreendendo a reurbanização do Vale, com a construção de mais de 1.500 unidades residenciais, sob a responsabilidade do go-

verno do Estado; a segunda, abrangendo a implantação do Eixo Viário - um trecho asfáltico sobre o paralelo ao Salgadinho, ligando a região do Barro Duro à orla - a cargo da Prefeitura de Maceió. As obras começaram, os pré-

dios residenciais foram erguidos, mas surgiu um impasse entre Prefeitura, governo do estado e Caixa Econômica, o que resultou na paralisação do projeto em 2010. A Secretaria Estadual de Infraestrutura chegou a explicar que o maior problema do projeto foi a divisão de responsabilidades entre os governos estadual e municipal, modelo rejeitado pelo próprio Ministério das Cidades por apresentar problemas de execução em vários esta-

dos brasileiros.

RUI EM AÇÃO Antes das eleições de outubro, o então secretário municipal de Infraestrutura, Mosart Amaral, culpou a Caixa Econômica pelo retardamento da obra e explicou que a parte da Prefeitura não tinha como ser executada antes que a do Estado fosse concluída. O prefeito eleito Rui Palmeira garantiu, durante a campanha, que uma de suas primeiras

medidas ao assumir o cargo será no sentido de promover uma reunião com o governo e a Caixa Econômica para destravar a obra do Reginaldo. Enquanto se aguarda uma solução para o impasse, mais um problema a ser contornado mais adiante: os blocos de apartamentos do Vale do Reginaldo estão sendo invadidos ou simplesmente depredados por vândalos, além de usados como 'bocas de fumo' por viciados em drogas.


Primeira Edição | 17 a 23 de dezembro, 2012

A8 | Nacional

> VENTILADOR

Valério revela que pretende Fazer mais acusações ao MP Estratégia do empresário é ser transformado em colaborador da Procuradoria Geral fotos: Divulgação

O operador financeiro do mensalão, Marcos Valério Fernandes de Souza, pretende fazer novas acusações ao Ministério Público, segundo pessoas próximas. A Folha de S. Paulo apurou que a estratégia do empresário condenado a mais de 40 anos de prisão pelo Supremo Tribunal Federal - é fazer com que a Procuradoria-Geral da República o torne um colaborador, a exemplo do tratamento dado ao presidente nacional do PTB e delator do esquema, Roberto Jefferson. Integrantes do STF e do Ministério Público, entretanto, já disseram que possíveis revelações feitas pelo empresário a essa altura do julgamento não são suficientes para reduzir sua pena. Em depoimento dado à Procuradoria-Geral em setembro, o empresário acusou o expresidente Lula de ter sido beneficiado pelo esquema. Alvo de ataques do PT desde que o teor da fala foi divulgado pelo jornal "O Estado de S. Paulo", Valério responsabilizou a Procuradoria pelo vazamento

Condenado a mais de 40 anos de prisão, o empresário Marcos Valério sinaliza que tem novcas acusações a fazer

de seu conteúdo. "Quem passou foi a Procuradoria. Saiu por lá", afirmou à Folha. Abordado no estacionamento do prédio onde vive em Belo Horizonte, Valério se recusou a comentar o depoimento: "Perguntem à Procuradoria. Ela é que tem que falar", afirmou.

Atualmente, o empresário vive sozinho num apartamento que se limita a um quarto e um banheiro. Não há cozinha ou sala de estar. As instalações são simples e destoam da mansão em que vivia com a mulher, Renilda Santiago, de quem está separa-

do desde setembro. De camisa azul, calça jeans e tênis, Valério se irritou ao ser abordado pela Folha de S. Paulo. Nervoso, chegou a descer do Mitsubishi que dirigia e tentou tirar o aparelho celular usado pela reportagem na tentativa de registrar sua imagem.

> DATAFOLHA

Com Dilma ou Lula, PT venceria a eleição presidencial no 1º turno Se a eleição presidencial fosse hoje, o PT teria dois nomes com chance de vencer no primeiro turno. Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva têm no momento mais intenções de voto do que todos os possíveis adversários somados, aponta pesquisa Datafolha feita na quinta-feira. Dilma vai de 53% a 57%, conforme o cenário. Lula teria 56% se disputasse a Presidência. No Brasil, vence no primeiro turno o candidato que tem mais da metade dos votos válidos. O PT ganhou três disputas para o Planalto (2002, 2006 e 2010), mas só no segundo turno. O Datafolha ouviu 2.588 pessoas em 160 cidades no dia 13. A margem de erro é de dois pontos percentuais. Embora os percentuais de Dilma e de Lula sejam equivalentes na pesquisa estimulada (quando o entrevistado escolhe um nome a partir de uma lista), a situação muda no levantamento espontâneo. Na pesquisa sem estímulo de nomes, Dilma recebe 26% das preferências.

Ministro Joaquim Barbosa aparece em pesquisa presidencial com 9% e 10% enfrentando Dilma e Lula, respectivamente

Com menos da metade, mas isolado em segundo, vem Lula, com 12%. Há também 1% cuja preferência é "PT" ou "vai votar no PT". O petismo somado recebe 39% de intenções de voto espontâneas segundo o Datafolha. Os candidatos de oposição

têm percentuais modestos no levantamento espontâneo. O senador Aécio Neves (PSDBMG) registra 3%. Os também tucanos José Serra e Geraldo Alckmin têm 2% e 1%, respectivamente. Marina Silva (sem partido) aparece com 1%. Outros 46% não

responderam. Quando o Datafolha pergunta sugerindo cenários, os percentuais de todos os possíveis candidatos aumentam. Foram testadas quatro listas, sendo três com Dilma e uma com Lula. Os petistas vencem em todas.

Joaquim Barbosa tem até 10% Uma novidade na pesquisa foi o nome de Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal, relator do julgamento do mensalão. Barbosa pontua 9% quando a candidata do PT é Dilma. Ele empata tecnicamente, na margem de erro, com Aécio Neves, que fica com 11%. Se Barbosa é testado num cenário no qual Lula é o candidato do PT, o presidente do STF

registra 10% de intenções de voto. Aécio fica com 9%.

AÉCIO NEVES Principal nome tucano para 2014, Aécio ainda tem um desempenho tímido. O melhor percentual de Aécio é quando estão na lista só Dilma, Marina e ele. Aí o senador do PSDB registra 14%. Dilma lidera nessa hipótese, com 57%. Marina marca 18%.

Quando o governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, aparece também como candidato, ele subtrai votos de Aécio. Campos fica com 4%. Aécio desce para 12%. Dilma segue liderando, com 54%. Marina não se move e mantém 18%.

MARINA SILVA Uma surpresa na pesquisa Datafolha é a resistência de

Marina Silva. Ela concorreu a presidente em 2010 pelo PV e teve votação expressiva (19,3%), mas saiu do partido e reduziu sua presença na mídia nos últimos dois anos. Ainda assim, Marina aparece como segunda colocada na disputa para 2014, com percentuais variando de 13% a 18%. Manteve seu patrimônio eleitoral sem ter se dedicado a atividades partidárias.


Esportes

esportes@primeiraedicao.com.br

Primeira Edição | 17 a 23 de dezembro, 2012 Diário Oficial dos Municípios - Opinião - Social Fotos: Site da Fifa

ogadores do Corinthians comemoram o título do Mundial de Clubes da Fifa após bater o Chelsea por 1 a 0

Atletas da equipe inglesa ficaram desconsolados com a derrota para Timão e a perda do título Mundial de Clubes

> O MUNDO É DOS LOUCOS

Corinthians fatura o bi em cima do Chelsea Com milagres de Cássio e grande atuação de Guerrero, autor do gol, Timão coroa com título histórica invasão da torcida ao Japão Globoesporte.com Rivais, ajoelhem-se para reverenciar a história construída pelo Corinthians e a Fiel neste 16 de dezembro de 2012. Sem precedentes. Eterno. O time formado por jogadores operários, o clube do povo e da apaixonada torcida que cruzou continentes tem o futebol a seus pés. Sofrido, suado, chorado, o Corinthians venceu o Chelsea por 1 a 0, em Yokohama, e deixou de ser apenas Paulista como está escrito em seu centenário símbolo. O Corinthians é do mundo. Bicampeão do mundo. A conquista corintiana tem um herói em cada extremidade do campo. Na defesa, Cássio cresceu acima dos seus 1,95m para criar uma nova categoria de milagres e defender chutes de Cahill, Moses e Torres. O último, já perto do apito final. No ataque, brilhou Paolo Guerrero. O mesmo Guerrero que foi dúvida para o torneio. O mesmo herói da classificação nas semifinais. Agora, eternizado com o gol de cabeça aos 23 minutos. Assim como na Libertadores, vencida diante do sempre temido Boca Juniors, o Corinthians chega ao título contra um adversário poderoso. O Chelsea, símbolo máximo do novo futebol comandado por mecenas do leste europeu ou das Arábias, sucumbiu diante de um adversário sem estrelas, mas extremamente eficiente. O triunfo sobre os ingleses completa um ciclo de vitórias grandiosas que teve início em uma derrota histórica. Da Série B para o estrelato. O Corinthians rebaixado no Brasileirão de 2007 aprendeu com os erros e se reestruturou para chegar ao topo. Agora, desponta como uma das potências do futebol nacional nos próximos anos. Tatuapé, Mooca, Interlagos, Itaquera, Pirituba, Jardim Ângela, Cachoeira, Vila Mazzei, Vila Moraes, Cangaíba, Tucuruvi, Capão, Bela Vista, Guarulhos, Francisco Morato, Tabão da Serra, Carapicuíba, Itaquaquecetuba, Pindamonhangaba, Serra Negra, Suzano, Mogi Guaçu, Cubatão, Praia Grande, Rio Preto, Indaiatuba, Sorocaba, Jundiaí, Curitiba, Espírito Santo, Maranhão, Santa Catarina Miami, Sydney... ...as bandeiras da Fiel penduradas no estádio neste domingo simbolizam uma das maiores demonstrações de amor da história do futebol. Alvinegros de todas as partes tomaram fizeram do estádio da finalíssima um Pacaembu em proporções gigantes. As ruas do Oriente estão tomadas, enlouquecendo os rígidos japoneses com os gritos de "Vai, Corinthians" em uma festa que só terminará no Brasil. Ou em qualquer outro lugar da Terra.

risca o que Tite pediu nos últimos dias e esperou os jogadores da equipe inglesa no campo de defesa para tentar surpreender nos contra-ataques. A estratégia deu certo, mas poderia ter funcionado melhor com mais capricho nas finalizações, principalmente de Emerson.

Os Blues fizeram a bola rodar de lado a lado nos primeiros minutos. Rafa Benítez surpreendeu ao escalar Lampard, Ramires e Moses, dando mais habilidade ao meio de campo e força ao ataque. A mudança em relação à semifinal, porém, deu espaços aos brasileiros. Paulinho, travado por Cahill na

GUERRERO MARCA

Atacante Guerrero comemora gol seu gol que deu o título de bicampeão mundial à equipe do Corinthias

CÁSSIO FAZ MILAGRES O Corinthians usou a obediência tática para não permitir que o Chelsea tirasse proveito de sua melhor qualidade técnica. O Timão cumpriu à

finalização, quase marcou após linda jogada entre Fábio Santos e Danilo. O zagueiro inglês, aliás, foi para os vestiários sem entender o milagre operado por Cássio que salvou o Corinthians de ficar em desvantagem logo no início. Em desvio de cabeça dele, Chicão cortou. No rebote, o próprio grandalhão britânico chutou de bico quase na pequena área para incrível defesa do "Frankenstein" no canto esquerdo. Mais solto a partir dos 20 minutos, os corintianos foram liderados por um inspirado Paolo Guerrero, longe de ser apenas o centroavante que Tite tanto quis. O peruano brigou, abriu espaço, mas não pôde contar com Emerson. O herói da Libertadores esteve apagado, perdendo grande chance ao receber do camisa 9 sem marcação e não retribuindo a gentileza quando o companheiro aparecia livre na área. A incredulidade inglesa aumentou perto do fim. Cássio, mais uma vez, arrancou gritos de espanto no estádio. Primeiro, em chute cheio de veneno de Moses, que defendeu com a ponta dos dedos no canto esquerdo. Depois, freou uma finalização de longa distância de Mata. Um gigante.

Segurando a taça do Mundial de Clubes da Fifa, goleiro Cássio foi escolhido o melhor jogador da competição

A cautela corintiana acabou definitivamente no segundo tempo. O Timão voltou do intervalo mais agressivo ofensivamente, com Paulinho se aproximando do trio de ataque. O Chelsea também não se poupou. O resultado foram minutos em que o meio de campo deixou de existir e abriu as defesas. Cássio, de novo, parou Hazard após passe certeiro de Mata. Embalado pelo incentivo da torcida, o Corinthians passou a controlar o jogo em ritmo cadenciado para envolver a marcação adversária. O gol parecia se aproximar e veio da cabeça do melhor alvinegro em campo na partida. Aos 23, Danilo cortou a marcação e bateu prensado. A bola subiu, caiu e encontrou a cabeça de Guerrero. Desvio simples, gol eterno. O Chelsea esteve longe de reagir. Benítez imediatamente colocou o brasileiro Oscar na vaga do nigeriano Moses, mas a produtividade seguiu baixa. O Corinthians se agigantou com a vantagem, brigando por cada centímetro de campo e impedindo que os ingleses crescessem novamente. Nos minutos finais, os Blues ainda tentaram furar. Furaram é bem verdade, mas não por completo. Aos 40 minutos, quando o empate parecia certo, Cássio fez mais uma milagre ao defender chute de Fernando Torres quase na pequena área. Aos 46, o espanhol chegou a marcar, de cabeça gol corretamente anulado, por impedimento. Era a noite de Cássio. Era a noite do Corinthians bicampeão mundial.


Primeira Edição | 17 a 23 de dezembro, 2012

B2 | Esportes

> SEGUNDO MANDATO

Marcos Barbosa fica no cargo por aclamação Mandatário regatiano seguirá segundo mandato à frente do Galo no biênio 2013/2014 e promete conquistar o bi Alagoano Arquivo

Marcelo Alves

Estes nove jogadores já foram anunciados e devem se juntar aos seis atletas que atuaram na última temporada pelo CRB e tiveram seus contratos renovados como os goleiros Tiago e Cristiano, os zagueiros Rodrigão e Filipe, o volante Diego Aragão e o meia Paulo Victor. Com até agora 15 jogadores no elenco, o CRB pretende anunciar mais algumas contratações ainda nesta semana e proporcionar a profissionalização de alguns jogadores da base para completar o número de 28 atletas que irão compor o grupo para 2013.

Repórter

O presidente-executivo do CRB, Marcos Barbosa, será aclamado nesta segunda-feira (17) pelo Conselho Deliberativo do Galo para o segundo mandato à frente do clube regatiano no biênio 2013/2014. A decisão pela aclamação de Marcos Barbosa foi anunciada no dia 29 de novembro durante almoço de confraternização que contou com a presença do presidente do Conselho Deliberativo do CRB, Enaldo Marques e os conselheiros Roberto Fernandes, Dilmar Camerino, Carlos Rubens, Kenedy Calheiros, João Neto, Vicente Félix, Fernando Paiva e Walter Filho. A aclamação de Marcos Barbosa será realizada durante a eleição que será realizada nesta segunda-feira (17). O mandatário regatiano já anunciou que pretende conquistar o bicampeonato alagoano deste próximo ano e ainda tentar recolocar o Galo na Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro. Na prá-

TÉCNICO Sem concorrente à presidência do CRB, Marcos Barbosa será aclamado pelo Conselho Deliberativo para exercer segundo mandato no biênio 2013/2015

tica, Marcos Barbosa pretende repetir as conquistas que obteve durante sua primeira gestão, quando na ocasião conquistou o Campeonato Alagoano deste ano e foi vice-campeão Brasileiro da Série C. Paralelo à permanência de

Marcos Barbosa no CRB que seguirá em seu segundo mandato, a diretoria-executiva do Galo continua correndo contra o tempo para anunciar a outra parte do pacote de jogadores que estão sendo contratados visando à próxima temporada, quando o

CRB disputará quatro competições: Copa do Nordeste, Campeonato Alagoano, Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro da Série C. Até agora a diretoria do CRB já anunciou a contratação de nove jogadores. Os recém-

contratados são os zagueiros Eduardo Ferreira e Aírton, o lateral-direito Kaká o lateralesquerdo João Vitor, os volantes Paulo Vitor e Daniel, os meias Marcos Antônio e Cristiano Brasília e o atacante Rodrigo Dantas.

Anunciado como novo treinador do CRB, o técnico Heriberto da Cunha só chegará a Pajuçara no próximo dia 26 de dezembro e às 9h será apresentado oficialmente juntamente com o elenco regatiano à imprensa e a torcida do Galo. A pré-temporada deve iniciar somente partir do dia 27 de dezembro e será realizada em Maceió.

> MAIS CONTRATAÇÕES

ASA segue reforçando elenco para 2013 Assessoria de Comunicação do ASA

Assim como o CRB que há menos de um mês estavam disputando a participação no Campeonato Brasileiro da Série B, o ASA ainda não iniciou sua prétemporada e visando à próxima temporada, quando na ocasião participará da Copa do Brasil, do Campeonato Alagoano, Copa do Nordeste e Campeonato Brasileiro da Série B. Enquanto não dá início a sua preparação, o Alvinegro segue anunciando contratações para formação de seu elenco. Até a semana passada foram contratados cinco atletas: os goleiros Jefferson e Vinícius, o zagueiro Rafael Pedro, o volante Basílio e o atacante Ray. A pré-temporada do ASA será feita no município de Coruripe, somente, a partir do dia 2 de janeiro do próximo ano. Apesar do pouco tempo de preparação para a próxima temporada, quando estreia na Copa do Nordeste no dia 20 de janeiro contra a equipe do Salgueiro-PE, o Alvinegro segue fazendo contratações. O técnico Leandro Campos destaca a importância da formação do elenco alvinegro e compara o empenho nas contrata-

Técnico Leandro Campos continua contatando novos jogadores juntamente com a diretoria do ASA para compor o elenco visando à próxima temporada

ções como uma operação cirúrgica. "O mais importante para o ASA é a organização da equipe e a condição extra-campo. Já temos um embasamento bom em relação ao grupo que terminou a Série B, que é um grupo de qualidade e que conseguiu sua manutenção na Segunda Divisão Nacional que é um feito importante", disse. "O objetivo principal aliado à condição que está sendo dada,

nós procuramos incrementar e melhorar o elenco do ASA dentro dos parâmetros e das condições que o clube vai nos dar. O principal é a confecção do grupo e as escolhas precisam ser precisas e cirúrgicas. Devemos trazer atletas que resolvam nossas expectativas de competição", afirmou. Diferentemente de outras equipes que disputarão o Campeonato Alagoano, como seus

rivais CSA e CRB, que pretendem formar seus elencos com 28 jogadores, o ASA quer um grupo com 26 atletas. De acordo com Leandro Campos, o objetivo é ter qualidade e não quantidade no elenco. "Não queremos quantidade queremos qualidade, com o menor número dá atenção a todos. Um grupo de 26 atletas seria suficiente. Dependendo das circunstâncias, ele pode aumentar um pouco", afir-

mou.

MAIS CONTRATAÇÕES Segundo a análise que Leandro Campos fez do elenco do ASA antes de assumir o comando técnico e com o anúncio de cinco jogadores, devem ser contratados ainda durante esta os próximos dias mais sete atletas, sendo um lateral-direito, um zagueiro, um volante, dois meias e dois atacantes. Esse número

referente às outras contratações se baseia em um levantamento do elenco arapiraquense feito por Leandro Campos. "Na lateral-direita, estamos com Osmar e Gabriel. Mas Gabriel está lesionado e atuava improvisado na lateral-direita. Gabriel trabalhou dois anos comigo no ABC-RN e sua posição é de meia para frente como um segundo atacante. Vamos ver se ele vai querer se manter na lateral-direita para brigar com Osmar. Mas queremos trazer mais um lateral-direito", disse. Já em relação à zaga, Leandro Campos já tinha avisado que queria mais dois zagueiros para se juntar aos outros três defensores que pertencem ao time do ASA. O zagueiro Rafael Pedro já foi anunciado e um outro deve ser anunciado. Quanto aos volantes, o ASA deve trazer mais outro atleta para a posição. Mas a maior preocupação na formação do elenco do Alvinegro é com os meias e os atacantes. "Do meio para frente deu uma desajustada", disse. O objetivo de Leandro Campos é contratar mais dois meias e mais dois atacantes.


Primeira Edição | 17 a 23 de dezembro, 2012

Publicidade |B3


Primeira Edição | 17 a 23 de dezembro, 2012

B4 | Esportes

> NO DOMINGO

CSA encara o Confiança-SE em amistoso Partida servirá de preparação para disputa do Alagoano de 2013, quando o Azulão enfrentará o Comercial, dia 12 de janeiro Assessoria de Comunicação do CSA

Marcelo Alves

Confiança-SE, o CSA deve realizar mais outro jogo amistoso no dia 5 de janeiro, sete dias antes da estreia no Campeonato Alagoano de 2013 contra a equipe do Comercial de Viçosa. O adversário deste segundo amistoso não foi definido, mas o presidente-executivo do Azulão, Jorge VI, deixou a entender que é uma grande equipe e levará um grande público ao estádio Rei Pelé, que poderá ser o palco da partida, caso esteja liberado para receber jogos, depois do tratamento feito no gramado.

Repórter

Na segunda semana de prétemporada, o elenco do CSA vai se preparar para o amistoso que será disputado contra o Confiança-SE neste próximo domingo (22), no Estádio Estadual Lourival Baptista, o Batistão, em Aracajú-SE. Conforme os últimos treinamentos realizados pelo técnico Lorival Santos, o Azulão deve ir a campo com praticamente oito jogadores que formaram a base da equipe que disputou o Campeonato Brasileiro da Série D deste ano e três recém-contratados. A possível equipe titular que deve entrar em campo contra o ConfiançaSE poderá ser formada por Flávio; Leandrinho, Leandrão, Adalberto e Fabiano; Levi, Jucemar Gaúcho, Celico e Marielson; Felipe e Gilmar Couto. Apesar do esboço do provável time titular, Lorival Santos poderá promover alterações conforme os treinamentos que serão realizados no decorrer desta semana. Paralelo aos treinamentos já visando ao amistoso, o CSA ainda vai apresentar mais contratações nestes próximos dias para

CSA segue treinamentos durante pré-temporada na Barra de São Miguel

seguir reforçando o elenco para a próxima temporada. Até a semana passada, a diretoria do CSA já havia contratado nove jogadores. Os recém-contratados são o zagueiro Renan, o lateral-direito Diego, os volantes Lucas Garcia, Marielson e Rodolfo e os atacantes Gilmar Couto, Jardel, Jean Lucca e Felipe Garopaba. Estes jogadores contratados já estão treinando na Barra de São Miguel com os outros 17 atletas que já pertenciam ao

CSA, bem como os que renovaram contrato por mais uma temporada. Pertencem a este grupo de 17 jogadores os goleiros Flávio, Hudson e Eric, os lateraisdireitos Alves e Leandrinho, os zagueiros Leandro e Cleberson, os laterais-esquerdos Fabiano e Acácio, os volantes Levi e Jucemar Gaúcho os meias Claudinho, Mxwell, Cassiano e os atacantes Alisson e Júnior Paraíba.

SEGUNDO AMISTOSO Após a partida contra o

PATROCINADORES Além de firmar contrato de patrocínio com a empresa de telefonia TIM no valor de R$ 100 mil que será pago entre janeiro e maio, a diretoria do CSA conseguiu firmar outra vez parceria com a Carajás. Os valores desta parceria de patrocínio não foram divulgados pela direção azulina. A informação da volta da Carajás para patrocinar o Azulão teria sido postada por Jorge VI na rede social, Facebook.

> COPA DO NORDESTE

Sport fará pré-temporada em Maceió, no Nelsão Divulgação

Nem centro de treinamento de Paratibe, na cidade de Paulista, nem Ilha do Retiro, no Recife. A pré-temporada do Sport para a Copa do Nordeste e o Campeonato Pernambucano em 2013 será realizada na cidade de Maceió, Alagoas, entre os dias 5 e 17 de janeiro. Durante o período, os treinamentos serão realizados no Centro de Treinamento do Corinthians Alagoano. Segundo o coronel Adelson, responsável pela logística da pré-temporada, antes de fechar com o Corinthians-AL e com um hotel de Maceió, dirigentes rubro-negros visitaram a cidade de Caruaru, no agreste pernambucano. No entanto, as melhores

Estádio Nelson Peixoto Feijó, na Via Expressa, receberá a equipe do Sport

condições de hospedagem levaram a diretoria a optar pela capital alagoana. - É preciso haver um espíri-

to de pré-temporada, coisa que não teríamos na Ilha do Retiro, por exemplo. Além disso, teríamos que parar algumas

atividades do clube, o que não nos parece razoável. Quanto ao nosso CT, acredito que não agora, mas em 2014 teremos condições de fazer a pré-temporada por lá - explicou o dirigente. Os jogadores do Sport estão de férias e se reapresentam no dia 3 de janeiro na Ilha do Retiro. Segundo a assessoria de imprensa do clube, os jogadores vão treinar no estádio também no dia 4 e no dia 5 pela manhã. A viagem para Maceió será à tarde. A primeira competição que será disputada pelo Sport é a Copa do Nordeste. O Leão estreia contra o Souza-PB, no dia 20 de janeiro.

> LIBERTADORES GARANTIDA

Vitória derrota Atlético-MG e leva Copa do Brasil Sub-20 O futebol baiano mais uma vez tem motivos de sobra para fechar o ano com uma grande comemoração. Desta vez, o show ficou por conta dos futuros jogadores que vestirão a camisa do Vitória: a equipe Sub20 do Leão conquistou, no sábado passado, dia 16, a primeira edição da Copa do Brasil da categoria. Em um duelo onde não faltou emoção e muita luta, os rubro-negros levaram o caneco após a derrota de 2 a 1 para o Atlético-MG. Mesmo com o resultado negativo, o time de sal-

vador se sagrou campeão com a vantagem de 4 a 1, feita no jogo de ida, no Barradão. Com direito a momentos dramáticos e de intensa aflição, as duas equipes protagonizaram uma boa partida de futebol em Sete Lagoas, embora com o estádio quase que completamente vazio. Para a equipe do Atlético-MG, somente um resultado com três ou mais gols de diferença reverteria a vantagem alcançada pelo Vitória no primeiro jogo. Com um jogador a menos, depois da expulsão do volante Lucas Cândido, parecia que os

planos do Galo em se tornar campeão iriam por água abaixo. Em um primeiro tempo sem a bola na rede, o destaque ficou para os momentos de maior ofensividade realizados pelos mineiros. Tentando reverter a baixa significativa na sua equipe, o técnico Rogério Micale apostou nas entradas do volante Cácio e do atacante Zé Roberto na segunda etapa. E foi no tempo complementar que parecia se desenhar o herói da final: com dois gols, Carlos reacendeu as esperanças do time da terra do pão-de-queijo, que preci-

sava de um gol para sair como vitorioso da competição. Entretanto, com as peças que o destino costuma pregar, o desfecho do duelo passaria pelos pés do predestinado Welison que, literalmente, aos 45 minutos do segundo tempo, estufou a rede dos atleticanos e sepultou qualquer fio de crença que restava nos mineiros para conseguirem o título. Antes mesmo de a bola rolar, os dois times estavam garantidos na Taça Libertadores Sub-20 de 2013. Será a primeira vez que o Vitória disputará a competição internacional.


Primeira Edição | 17 a 23 de dezembro, 2012

Publicidade |B5


Primeira Edição | 17 a 23 de dezembro, 2012

B6 | Diário Oficial dos Municípios

ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PENEDO GABINETE DO PREFEITO EXTRATO DE CONTRATO – TP 03/2012 Número de Contrato TP 03/2012. VINCULAÇÃO DO CONTRATO – TOMADA DE PREÇOS Nº 03/2012 Contratante Município de Penedo/AL – CNPJ 12.243.697/0001-00 Contratado: CARROCEL CONSTRUTORA LTDA EPP, CNPJ/MF 10.578.411-0001/12. OBJETO: Contratação de Empresa para execução das obras e serviços de Construção de Academias de Saúde 1 e 2, neste Muniípio VALOR DO CONTRATO: R$ 422.625,58 (quatrocentos e vinte e dois mil, seiscentos e vinte e cinco reais e cinqüenta e oito centavos). CONSIGNAÇÃO DO RECURSO: Portaria do Ministério da saúde nº 1.401/2011, propostas 12243697000111002 e 12243697000111003.. DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA: 07 – Secretaria Municipal de Saúde, 71 – Fundo Municipal de Saúde, 10.301.0006.5.001 – Construção e/ou ampliação de Unidades Básicas de Saúde, elemento de despesa 4.4.90.51.00 – Obras e instalações, do orçamento vigente do Município de Penedo. PRAZO DE EXECUÇÃO DA OBRA: 120 (cento e vinte) dias consecutivos FUNDAMENTAÇÃO LEGAL: TOMADA DE PREÇOS 03/2012, PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 0119007/2012 SIGNATÁRIOS: ISRAEL RAMIRES SALDANHA NETO

E MOACYR LOPES DE ANDRADE FILHO. DATA DE ASSINATURA DO CONTRATO: 26 DE JUNHO DE 2012. ISRAEL RAMIRES SALDANHA NETO PREFEITO MUNICIPAL REPUBLICADO POR INCORREÇÃO ---------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE PENEDO Processo Administrativo 0119-007/2012 HOMOLOGAÇÃO O Prefeito Municipal de Penedo no uso de suas atribuições regulamentares e considerando o julgamento da Comissão de Licitação da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras, instituída pela Portaria nº 5.352/2011 de 26 de janeiro de 2011, na conformidade do Parecer PGM, RESOLVE HOMOLOGAR o procedimento licitatório referente à Tomada de Preços 03/2012, classificando vencedora do certame seletivo a empresa CARROCEL CONSTRUTORA LTDA - EPP com o valor de R$ 422.625,58 (quatrocentos e vinte e dois mil, seiscentos e vinte e cinco reais e cinqüenta e oito centavos). Gabinete do Prefeito, em 23 de fevereiro de 2012. ISRAEL RAMIRES SALDANHA NETO Prefeito REPUBLICADO POR INCORREÇÃO ---------------------------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PENEDO GABINETE DO PREFEITO

EXTRATO DO PRIMEIRO TERMO ADITIVO AO CONTRATO DE EXECUÇÃO DE OBRA TP Nº 07/2012 FIRMADO ENTRE O MUNICÍPIO DE PENEDO E A EMPRESA CONSTRUTORA APILAR LTDA. PROCESSO Nº 054/2012/SEINFRO Número do Contrato TP 07/2012 Contratante: MUNICÍPIO DE PENEDO/AL – CNPJ 12.243.697/0001-00 Contratado: EMPRESA CONSTRUTORA APILAR LTDA – CNPJ/MF sob o nº 10.726048/0001-35. Espécie: PRIMEIRO TERMO ADITIVO AO CONTRATO nº TP 07/2012 VISANDO PRORROGAR O PRAZO CONTRATUAL E RATIFICAR AS DEMAIS CLÁUSULAS E CONDIÇÕES. Objeto: ADITAR O PRAZO DO CONTRATO TP 07/2012. Objeto do Contrato Inicial: EXECUÇÃO DAS OBRAS E SERVIÇOS DE CONSTRUÇÃO DA ORLA FLUVIAL DO BAIRRO SANTO ANTONIO, NESTE MUNICIPIO. Prazo de Vigência do Contrato: 120 (CENTO E VINTE) DIAS CONTADOS A PARTIR DO TÉRMINO DE VIGÊNCIA DO CONTRATO. SIGNATÁRIOS: ISRAEL RAMIRES SALDANHA NETO – PELA CONTRATANTE E KLEBER EDUARDO SILVA CAMELO – PELA CONTRATADA. DATA DE ASSINATURA DO PRIMEIRO TERMO ADITIVO: 30 DE NOVEMBRO DE 2012. ---------------------------------------------------------CIGIP - Consórcio Intermunicipal para Gestão da Iluminação Pública PORTARIA Nº 011/2012, De 03 de dezembro de 2012

O Presidente do Consórcio Intermunicipal para Gestão da Iluminação Pública - CIGIP, no uso de suas atribuições previstas no Estatuto; Resolve: Art 1º - Designar o Sr.EMANOEL KENNEDY FERREIRA GOMES, portador do CPF/MF nº 074.688.264-55, com base no art 9º, do Prtocolo de Intenções, para ocupar o cargo de provimento em Comissão de Escriturário. Art 2º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua assinatura, revogadas as disposições em contrário. Maceió/AL, 03 de dezembro de 2012. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima Presidente do CIGIP PORTARIA Nº 012/2012, De 03 de dezembro de 2012 O Presidente do Consórcio Intermunicipal para Gestão da Iluminação Pública - CIGIP, no uso de suas atribuições previstas no Estatuto; Resolve: Art 1º - Designar o Sr.RONNIE MANDSON DA SILVA LIMA, portador do CPF/MF nº 077.482.384-48, com base no art 9º, do Prtocolo de Intenções, para ocupar o cargo de provimento em Comissão de Escriturário. Art 2º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua assinatura, revogadas as disposições em contrário. Maceió/AL, 03 de dezembro de 2012. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima Presidente do CIGIP

> MOVIMENTO

Greve dos médicos congestiona HGE Atendimento em postos de saúde cai sensivelmente, ocasionando sobrecarga no Hospital Geral, segundo a Secretaria de Saúde Arquivo / Márcio Ândrei

Em razão da greve deflagrada pela categoria na terça-feira (11), os médicos deixaram de atender mais de 500 pessoas diariamente nos seis Ambulatórios 24 Horas mantidos pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesau). Enquanto em dias normais são contabilizados mais de 100 atendimentos, desde que a greve foi iniciada os procedimentos contabilizados caíram pela metade. Segundos estatísticas da Superintendência de Atenção à Saúde, para se ter ideia do problema, no Ambulatório Assis Chateaubriand, onde são atendidas mais de 200 pessoas por dia, o atendimento foi reduzido para 60 em média. O mesmo se repete nas demais unidades e tem acarretado em um aumento de 20% no atendimento do Hospital Geral do Estado (HGE), cujos profissionais estão se esforçado para não deixar sem atendimento nenhum usuário do Sistema Único de Saúde (SUS). Diante desta razão, o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Toledo, apela para que os médicos não deixem de cumprir suas prerrogativas, negando atendimento à população. "To-

Mesmo diante desta análise, que está ocorrendo de forma minuciosa para contemplar as reivindicações da categoria, o canal de negociação entre Sesau e Sindicato dos Médicos de Alagoas (Sinmed/AL) permanece aberto, segundo destaca o secretário de Estado da Saúde. A prova disso são as diversas reuniões que têm acontecido entre a Sesau e a categoria médica.

ACORDOS

Com greve dos médicos, atendimentos nos postos diminuiu consideravelmente, o que está sobrecarregando o Hospital Geral do Estado no Trapiche

das as reivindicações da categoria estão sendo analisadas pela equipe técnica da Sesau, mas é necessário bom senso da categoria para que nenhum paciente fique penalizado e deixe de receber atendimento médico", res-

saltou.

IMPACTO De acordo com Toledo, os técnicos da Secretaria da Gestão Pública (Segesp) estão concluindo a análise da proposta de alte-

ração do Plano de Cargos de Carreiras e Subsídios (PCCS) dos Médicos, criado pelo Governo do Estado, em abril de 2006, graças à Lei 6.730. Para isso, está sendo realizado um estudo técnico do impacto financeiro que o

procedimento acarretará aos cofres públicos, uma vez que ele não pode ferir a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), pois implica no incremento de recursos que não estão contemplados no orçamento vigente.

"Desde o início do primeiro mandato do governador Teotonio Vilela Filho, a Sesau vem honrando os acordos firmados com o Sinmed/AL. Para se ter ideia, em 2008 foi concluído o pagamento do aumento referente a 40,81%, conforme a Lei 6.881, aprovada em 2007 pela ALE [Assembleia Legislativa do Estado]. Há dois anos o Governo do Estado vem concedendo reajuste salarial com base no IPCA [Índice de Preços ao Consumidor Amplo], que corresponde a 7%, resultado da implantação de uma política de reajuste salarial, anteriormente inexistente", disse Toledo. (Agência Alagoas)


Primeira Edição | 17 a 23 de dezembro, 2012

Opinião |B7

Foto da semana

Editorial

Divulgação/ Francisco Barros

O Brasil precisa mudar Para mudar, para assumir uma conduta capaz de incluí-lo no concerto das nações desenvolvidas, o Brasil precisa se corrigir. Começando por onde? São muitas as coisas erradas que mantêm o País sob as rédeas do atraso, mas, provavelmente, nenhuma influencia tanto o comportamento dos brasileiros quanto o conjunto de regras que regem a postura dos políticos em geral. A reforma política - tema que dispensa detalhamento pela sua permanente exposição na mídia - talvez seja mais relevante e urgente do que a reforma do Sistema Penal ou do Código Processual ou mesmo do Código Tributário, considerando-se a abrangência de seus reflexos na vida nacional. As normas que estão em vigor precisam ser mudadas, renovadas, oxigenadas. Muita coisa errada, no cenário político e partidário, começou a ser contida pela Ficha Limpa, o que é promissor, mas a Lei Complementar 135/10 não corrige as numerosas e profundas distorções dom sistema partidário e eleitoral vigente. Portanto, o único remédio é a reforma que, infelizmente, teima em não sair. O próprio julgamento do mensalão tende a mudar os rumos do País, pela repercussão de cada decisão do Supremo Tribunal Federal. O esquema de compra de apoio e voto no Congresso Nacional escondeu algo muito mais grave do que a relação espúria entre governo e congressistas. Por trás - ou por baixo do mensalão - ocultava-se uma relação promíscua e danosa entre Poder Executivo e Poder Legislativo. O julgamento no STF escancarou tudo. Valeu, como está valendo a Ficha Limpa, mas a grande largada só virá com uma ampla reforma capaz de renovar o cenário político com regras modernas capazes de influenciar os passos da sociedade.

Novo pacto federativo Durante todo o ano de 2012, Pessoas Jurídicas (CNPJ) passe o PMDB capitaneou uma a ser o cadastro único das ampla rediscussão do pacto empresas, sendo vedada a federativo. O partido apre- exigência de inscrição, para sentou projetos concretos e, fins fiscais, em qualquer no Senado Federal, criou-se a outro cadastro. comissão de especialistas Os especialistas também para sugerir reformas nesta apresentaram uma proposta área. Deste trabalho resulta- com novos critérios de rateio ram propostas objetivas dos recursos do Fundo de sobre as quais o Congresso Participação dos Estados deve se manifestar urgente- (FPE). Os atuais critérios mente. foram considerados inconstiEntre elas está a constitucio- tucionais pelo Supremo nalização do ressarcimento Tribunal Federal (STF) e só aos estados pela perda de valem até o final de 2012. receita com a lei Kandir, a uti- Pela proposta, os estados lização do CNPJ como cadas- terão garantida a mesma tro único das empresas e a receita do FPE que obtiveram proibição de criação de pisos em 2012, corrigidas pela salariais pelo Congresso inflação. Apenas o crescimenNacional. Além disso, a subs- to real da receita será dividitituição do IGP-DI pelo IPCA do de acordo com os novos como indexador das dívidas critérios, que levam em conta de estados e a participação municípios da população como propõe do estado no o PMDB - e conjunto da “Pela proposta, mecanismos população do estados terão que permitam País e o invergarantida a o fim da guerso do PIB per ra fiscal entre capita do mesma receita os estados. Estado. que obtiveram A comissão, Já para acabar que não vai com a guerra em 2012” substituir o fiscal, a comisCongresso, são propôs apenas subque os Estados sidiá-lo, apresentou três pro- possam, mediante aprovação postas de emendas constitu- de convênio do Conselho cionais, quatro projetos de Nacional de Política leis complementares, um pro- Fazendária (Confaz), fazer jeto de lei ordinária, um pro- remissão dos impostos não jeto de resolução do Senado pagos de projetos com incene duas emendas a propostas tivos fiscais relativos ao que já estão em tramitação Imposto sobre Circulação de no Congresso. Mercadorias e Serviços (ICMS) Uma das sugestões eleva de concedidos até 31 de agosto 10% para 12% a parcela do de 2012. Imposto sobre Produtos Este arcabouço legal será o Industrializados (IPI) que será ponto de partida para que o destinada aos estados expor- Congresso enfrente, definititadores, determinando que vamente, a questão do pacto os exportadores de produtos federativo que hoje gera primários e de semielabora- grandes desequilíbrios, espedos também participem cialmente para os estados desse bolo de recursos. mais pobres do Nordeste. A Uma outra ideia impede que análise em conjunto de todas o Congresso Nacional aprove as propostas, certamente, pisos salariais nacionais, com ajudará a reduzir o desequilíexceção do salário-mínimo. brio atual. Com o objetivo de desburoRenan Calheiros cratizar os negócios no país, É senador e líder da bancada do PMDB a comissão propôs que o Cadastro Nacional das

Na orla de Maceió (principal palco do revellion) a decoração luminosa de alguns edifícios mantém a tradição natalina e chama a atenção do público

Prevenção e tratamento da dependência química (1ª Parte) Quais razões levam um jovem a usar drogas? Como ajudá-lo a se livrar delas? O que se entende por drogas e dependência? Essas e outras questões são complexas e demandam uma análise um pouco mais aprofundada do fenômeno da drogadição. Maconha, heroína, LSD, cocaína, crack, entre outras, chamadas popularmente de drogas, são substâncias psicoativas (SPAs) que têm convivido de alguma forma com o homem na maioria dos grupos sociais. Algumas têm origem natural, outras são feitas em laboratório, mas todas trazem inúmeras consequências para o sistema nervoso central. Tais efeitos modificam o estado geral da mente e do corpo e a conduta de quem as utiliza. O usuário é chamado de drogadicto, já que este fenômeno é tratado hoje como uma patologia ou doença grave A chamada drogadição é algo antigo, amplamente relatado na literatura médica, que se tornou um problema de saúde pública em meados da segunda metade do século 20, em especial nos centros urbanos. A percepção generalizada atual é de que tem crescido significativamente o consumo de substâncias psicoativas, sendo usadas por faixas etárias cada vez mais jovens. Uma pesquisa da Organização Mundial de Saúde (OMS) revelou que os principais motivos para alguém experimentar essas substâncias psicoativas são: satisfazer a curiosidade a respeito dos efeitos das drogas, sentir necessidade de participar de

um grupo social, ter vontade de expressar sua independência, buscar experiências agradáveis, novas e emocionantes, melhorar a "criatividade", favorecer uma sensação de relaxamento e fugir de sensações e/ou vivências desagradáveis. No mesmo estudo, a OMS elencou os cinco principais fatores de risco para o consumo de SPAs: não ter informações adequadas sobre os efeitos das drogas, ter saúde deficiente, estar insatisfeito com

“Maconha, heropina, LSD, cocaína, crack, entre outras, chamadas popularmente de drogas, são substâncias psicoativas” a qualidade de vida, ter personalidade deficientemente integrada e encontrar facilidade de acesso às drogas. As drogas podem provocar um fascínio e atração, apoiadas no contexto social e cultural contemporâneo, que incorpora elementos da chamada pós-modernidade. De acordo com o sociólogo contemporâneo Zygmunt Bauman, diferentemente da sociedade moderna anterior,

que ele chama de "modernidade sólida", tudo agora está sendo permanentemente desmontado, sem perspectiva de permanência, no chamado "mundo líquido". Tudo acaba sendo temporário, o que explica a metáfora da "liquidez" para caracterizar o estado da sociedade moderna. Como os líquidos, essa sociedade é incapaz de manter a forma, o que pode ser traduzido por suas instituições, quadros de referência, estilos de vida, crenças e convicções, modificando tudo antes que se tenha tempo de solidificar costumes, hábitos e verdades "autoevidentes". Dessa forma, Bauman aponta que os jovens da atual geração, em especial, não podem mais contar com a natureza permanente do mundo lá fora nem com a durabilidade das instituições, que tinham antes toda a probabilidade de sobreviver aos indivíduos. Contidos nessa "liquidez", o fenômeno da drogadição e a disseminação do consumo de substâncias psicoativas espelham o modo como muitos jovens se relacionam hoje. Ele reforça valores baseados em consumismo e busca do prazer imediatista, associados à pauperização de importante parcela da população mundial. Claudio Paris É licenciado em Ciências e Biologia e pós-graduado em Educação pela Universidade de São Paulo (USP)

Territórios fantasmas O governo acredita que, ao descentralizar a fiscalização do Imposto sobre Território Rural (ITR), poderá resolver um outro problema que lhe aperta o calo. Nos últimos anos, diante da fragilidade da regulação fundiária no país, proliferaram os casos de manipulação em registros de imóveis rurais. O próprio Ministério Público Federal (MPF) constatou a existência de "territórios fantasmas" ao apurar por que municípios de Mato Grosso do Sul têm mais terras registradas em cartórios do que a área total que ocupam no mapa. Um caso emblemático é Ladário, localizado no Pantanal. O pequeno povoado de mais de 34 mil hectares tem área declarada 12 vezes maior do que a superfície que ocupa na região. Registros do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) avalizam essa incoerência. O órgão informa que existem 159 imóveis rurais no município, que perfazem uma área de 422,3 mil hectares, número que supera a superfície total de Ladário em 1.233%. O coordenador-geral de cadastro rural do Incra, Evandro Cardoso, explica o disparate. "O registro rural é declaratório. Nós exigimos que o proprietário leve a papelada do imóvel, mas hoje a gente não consegue ver se isso corresponde ou não à realidade", diz. A situação abre espaço para aproveitadores. Recentemente, o Incra descobriu que uma quadrilha especializada em fraudar registros de terras aproveitou-se de

brechas no Sistema Nacional de Cadastro Rural para incluir propriedades inexistentes. Os criminosos utilizavam as certidões como garantias para obter empréstimos com bancos. As falhas foram corrigidas em 2010 e hoje o Incra considera que "o risco de ataques é menor". A fiscalização precária abre espaço para outras incongruências, como a sobreposição de terras - situação em que mais de uma pessoa se declara dono de

“Para minimizar erros e fraudes, Receita e Incra estão trabalhando na elaboração de um cadastro único de terras rurais” uma mesma propriedade. Cardoso diz que há inúmeros casos de posseiros que dizem ter parte da terra de fazendas já registradas pelo Incra. Na dúvida, o órgão contabiliza os dois terrenos. O desmembramento de municípios também gera dubiedade nos cadastros do Incra. Com o crescimento econômico partindo dos grandes centros urbanos para as cidades de médio e pequeno portes, é cada vez

maior o número de povoados que declaram a "independência" de suas cidadesâncora. É o caso de Nazária, povoado distante cerca de 20km de Teresina, capital do Piauí. A cidadezinha de 3,5 mil habitantes foi emancipada em 2005. De lá para cá, "roubou" endereços que antes pertenciam a Teresina. "Como nem tudo é declarado, é possível que nem todas as atualizações de endereço tenham sido feitas, o que abre espaço para áreas sobrepostas", diz o coordenador de cadastro rural do Incra. Para minimizar erros e fraudes, Receita e Incra estão trabalhando na elaboração de um cadastro único de terras rurais, que será produzido a partir de registros que os dois órgãos mantêm separadamente. Enquanto o Fisco contabiliza 5 milhões em imóveis desse tipo, o Incra registra 5,5 milhões. Com o confronto desses bancos, o governo espera verificar se há sobreposições de registrou ou sonegação de impostos. "As bases serão checadas ainda este ano", diz Cardoso. O passo seguinte será estabelecer, até 2014, as bases do que já é chamado internamente pelas equipes dos dois órgãos como Cadastro Nacional de Imóvel Rural. Esse imenso banco de dados será alimentado pelos cartórios, que acessarão os dados via internet. Deco Bancillon Escreve para o portal do Correio Braziliense

> OS ARTIGOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES E NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DESTE JORNAL

Endereço: Rua Moema Cavalcante Basto, 314 - Lot. Barra Mar | CEP 57.180-000 Fone: (82) 3021-5837/ 3021-0563 - Barra de São Miguel | Alagoas

Escritório: PRIMEIRA EDIÇÃO JORNAL ON-LINE IMPRESSA LTDA - ME CNPJ 08.078.664/0001-85 CMC 130003

Rua Godofredo Ferro, nº 215 - Centro - Maceió | Alagoas | CEP 57.020-570 Atendimento ao assinante: (82) 3325-2815

Luiz Carlos Barreto Goes Diretor-Geral

Romero Vieira Belo Diretor Editorial

Alda Sampaio Diretora Comercial

FTPI Representação Publicidade e Marketing Ltda Representante nacional do Primeira Edição Alameda dos Maracatins, nº 508 - 9º andar - Indianópolis/SP CNPJ 03.269.504/0001-08 / Insc. Est. Isenta Tel: (81) 2128-4350 / Cel: (81) 9175-5829 fred.recife@ftpi.com.br


B8 | Social

Primeira Edição | 17 a 23 de dezembro, 2012


171212