Page 1

Canal do Sertão já irriga e produz alimentos > B-8 Sargento é assassinado a tiros O sargento Roberto Barbosa, lotado na Corregedoria da PM-AL, foi morto a tiros na madrugada deste domingo (15/9) em um bar do Conjunto Graciliano Ramos. A Políc ia prendeu seis suspeitos do atentado, sendo que um deles foi reconhecido por uma testemunha.

edição PRIMEIRA

Mega-Sena sai para São Paulo Dois apostadores, de Guarulhos e Ribeirão Preto (SP) ganharam os R$ 7,8 milhões da Mega-Sena deste sábado (14/9). Foram sorteadas as dezenas 10, 16, 28, 33, 48 e 53. A Quina teve 138 acertadores e cada um vai levar R$ 15.973. A Quadra pagará R$ 326 a 9.644 ganhadores.

Ano 10 | Edição 534 | Maceió, Alagoas, 16 a 22 de setembro, 2013 | R$2,00

FOLHA EMBARALHADA OCULTA LARANJAS E DEMONIZA OS EFETIVOS DA ASSEMBLEIA A Mesa da Assembleia Legislativa insiste na estratégia de transformar a crise moral

e financeira da Casa em questão funcional, buscando com isso inverter valores

e expor os servidores efetivos como bodes expiatórios. Na 6ª feira (13/9), a folha

salarial foi publicada com nomes e salários, mas embaralhada - ninguém conse-

gue saber quem é laranja, comissionado, efetivo e aposentado. Pior, fica a im-

pressão de que as duas mil pessoas listas são os efetivos da ALE. > A-2 e A-4

Luciana Martins

Renan e Biu são franco-atiradores no duelo de 2014 Prováveis adversários na batalha sucessória de 2014, os senadores Renan Calheiros (PMDB) e Benedito de Lira (PP), são dois

franco-atiradores: se perderem a disputa do próximo ano, ainda terão quatro anos de mandato no Senado Federal. > A-3

MPE determina e Câmara de Maceió caça acumuladores EMPRESA DE PE SALVA TERMINAL RODOVIÁRIO Ameaçado de colapso por falta de passageiros, o Terminal Rodoviário de Maceió está sendo salvo pela empresa Socicam, de Pernambuco, que está conseguindo obrigar vans e ônibus a fazer desembarque dentro da Rodoviária. Já taxistas do Terminal acusam concorrência de clandestinos. > A-5

Cumprindo ordem do Ministério Público, a Mesa da Câmara Municipal de Maceió fez publicar ato determinando que todos

os servidores entreguem declaração juramentada garantindo que não estão acumulando cargos públicos ilicitamente. > A-4

Lessa quer mais pessoal Um ministro vai decidir para fiscalizar empresas destino dos mensaleiros A Superintendência Regional de Emprego e Trabalho (antiga DRT-AL) enfrenta carência de pessoal para desenvolver a contento sua ação fiscalizadora, segundo informa o superintendente Israel Lessa, em entrevista à repórter Luciana Martins, do Primeira Edição. > A-6

Luciana Martins

Israel Lessa diz que precisa de mais servidores para fiscalizar empresas

Divulgação

Celso Mello pode virar jogo e permitir novo julgamento de mensaleiros

Pressionado pelos dois lados, Celso de Mello, o mais antigo ministro do Supremo Tribunal Federal, decide nesta quarta-feira (18/9) se aceita a tese de novo julgamento que poderá beneficiar réus do mensalão, como José Dirceu e José Genoino. > A-8

Na briga dos Galos, Treze é mais que onze praiano Divulgação

Timão perde, São Paulo vence O Corinthians foi derrotado pelo Goiás por 2x1, em pleno Pacaembu; já o São Paulo do técnico Murici Ramalho (foto) venceu o Vasco por 2x0, no alçapão de São Junuário > B-3

A torcida atendeu à convocação e coloriu o Trapichão de vermelho e branco, na tarde deste domingo, mas o CRB não correspondeu: no final de um jogo muito disputado, perdeu de 1x0 para o Treze da Paraíba (Galo da Borborema) resultado que mantém o Galo Alagoano fora do G-4. Domingo (22), CRB pega o Rio Branco, do Acre, no Rei Pelé. > ESPORTES

Jessica Pacheco

Em partida dificílima, Galo da Praia acabou perdendo para o Galo da Borborema

Fale conosco | Redação: (82) 3021.5837 | Comercial: (82) 3021.0563 | Assinante: (82) 3021.0563 | Internet: http://www.primeiraedicao.com.br | e-mail: contato@primeiraedicao.com.br


Primeira Edição | 16 a 22 de setembro, 2013

A2 | Política

A N O IA H N GA MBLE E ASS

Verba de deputado revelada por JHC não inclui ‘privilégios’ dos dirigentes Integrantes da Mesa recebem mais de uma verba de gabinete; no total, alguns levam mais de R$ 233 mil/mês Luciana Martins

João Henrique Caldas revela ganhos sem incluir privilégios de dirigentes

Primeira Edição

Luciano Vieira: “A crise é financeira, mas querem culpar os servidores”

Crise da ALE é financeira, e não funcional Enquanto o Ministério Público Estadual (MPE) se aprofunda nas investigações para apurar denúncias de desvios financeiros, o procurador-geral da Assembleia Legislativa, Fábio Ferrário, insiste em trocar o foco da crise que envolve o Legislativo Estadual - a questão financeira - pelo aspecto secundário - o funcional - protesta o presidente do STPLAL, Luciano Vieira. - De uma vez por todas diz ele - cumpre asseverar: não há nada de errado com a estrutura funcional da Assembleia. O problema ali,

como diz e reitera o deputado João Henrique Caldas, é falta de transparência no uso dos recursos provenientes do duodécimo. E isso - é o óbvio ululante - não se resolve com cessão de servidores para o Poder Executivo, muito menos para o aparelho policial. Conforme Vieira, enquanto o principal ralo da ALE, a criticada GDE, permanece intocável, o procurador teria sugerido ao presidente Fernando Toledo que 300 servidores da Casa sejam transferidos para prestar serviços na Polícia Civil.

-Talvez não saiba, ainda, o procurador-geral, que dos 780 efetivos do Legislativo, poucos têm menos de 60 anos, inúmeros estão em fim de carreira, prestes a se aposentar, e nenhum tem a mais remota ideia de como funciona a Polícia Judiciária do Estado frisa Vieira. Para o líder sindical, "se o objetivo é mostrar serviço, tudo bem, por que não sugerir que os comissionados assessores dos deputados que sequer comparecem ao local de trabalho e são, ao contrário dos efetivos, mais jovens e

mais bem remunerados - sejam distribuídos para atuar na área de segurança pública, inclusive no desfalcado IML"? Segundo Luciano Vieira, o que não funciona, por absoluta insignificância numérica, é a adoção de medidas meramente simbólicas, como a devolução de seis policiais militares, de um contingente de 82 praças postos à disposição da Assembleia. "Alguém poderia explicar o que os demais 76 militares vão continuar fazendo na Casa de Tavares Bastos?" - indaga.

Da Redação

Diante de tantos comentários e especulações sobre os gastos da Assembleia Legislativa, uma pergunta é ouvida com insistência: quanto ganha um deputado? Em reportagens anteriores, o Primeira Edição informou que a fatia de cada particular é de R$ 200 mil, mas esse valor precisa de uma correção, já que os integrantes da Mesa Diretora recebem mais do que o baixo clero - plenário. No depoimento ao Ministério Público Estadual, na segunda-feira (9/9), o deputado João Henrique Caldas apresentou documentos (muitos extratos bancários) para comprovar suas denúncias de desvios de recursos do Poder Legislativo, informando, na ocasião, que cada deputado recebe mensalmente R$ 134 mil, fora a Gratificação por Dedicação Excepcional (GDE). Conforme descreveu, a verba destinada a cada parlamentar se compõe de: R$ 20 mil de subsídio; R$ 75 mil para distribuir com até 25 assessores, e R$ 39 mil de verba de gabinete, além, claro, da GDE, estimada em R$ 60 mil, o que totaliza a bagatela de R$ 195 mil (muito próximo dos R$ 200 mil noticiados pelo PE).

PRIVILEGIADOS Acontece que, nesse cômputo, não é levado em consideração o fato de que os integrantes da Mesa recebem mais de uma verba de gabinete por mês, numa variação que aumenta de acordo com a importância do cargo ocupado

(fonte do Sindicato dos Servidores da ALE já informou que o presidente recebe ao menos três verbas de gabinete por mês). Ou seja, mesmo que cada membro da Mesa recebesse 'apenas' uma verba de gabinete a mais (em relação à turma do baixo clero), sua cota mensal passaria dos R$ 194 mil para R$ 233 mil.

DUODÉCIMO Essa contabilidade, em parte confirmada pelo deputado João Henrique Caldas, que naturalmente se baseia apenas nos valores que lhe são repassados, explica porque, de um duodécimo superior a R$ 11 milhões, o Legislativo Estadual destina menos de R$ 5 milhões para todos os seus servidores efetivos e aposentados. No entanto, apesar dos números e das denúncias pondo sob suspeita a legalidade dos pagamentos efetuados pela Casa de Tavares Bastos, o procurador-geral Fábio Ferrário garante ter elementos para defender a ALE perante qualquer tribunal, o que deverá acontecer ao término das investigações que estão sem realizadas pela força-tarefa de procuradores do Ministério Público Estadual, sob o comando do procurador-chefe Sérgio Jucá. O MPE já tem consciência de que o intricado contábil da Assembleia não permitirá um trabalho investigativo rápido, mas a meta é concluir tudo até o final do ano, para que o ano eleitoral comece com o Poder Legislativo Estadual passado a limpo, totalmente a limpo.


Primeira Edição | 16 a 22 de setembro, 2013

Política | A3 Divulgaão

Luciana Martins

Romero Vieira Belo

Enfoque Político A justiça e os privilegiados Nada mais exato, eloquente e emblemático do que o julgamento do mensalão para confirmar a máxima de que o Brasil 'é um país de privilegiados'. Simples: decorridos 13 meses desde que o Supremo Tribunal Federal começou a julgar a rumorosa ação penal nº 470, e ninguém sabe quando, afinal, os condenados irão para a cadeia. Não se atribua culpa à Corte Maior, que juiz não faz as leis, juiz as cumpre. A maldição está em um sistema urdido por juristas e legisladores parciais, ou, quem sabe, comprometidos com a eternização de um abominável estado de privilégios. A questão é: não atingisse, a ação penal 470, gente como José Dirceu, João Paulo Cunha e José Genoino, o julgamento ainda estaria em curso? O Supremo estaria julgando recursos como os embargos declaratórios e os embargos infringentes? Ou os réus, declarados culpados, já estariam cumprindo suas penas? A apelação judicial permitida pelo 'sistema' é de tal forma intrincada, que torna impossível afirmar tratar-se de recursos legítimos ou, porque não, de intervenções meramente protelatórias. O que se percebe é a diferença gritante desse julgamento para milhares de outros com personagens centrais anônimos, desconhecidos do grande público, apartidários. Diferença que se dimensiona com a intervenção pessoal do ex-presidente Lula tentando induzir um ministro do STF a fazer algo no sentido de adiar o julgamento dos mensaleiros para depois das eleições municipais do ano passado. É ou não é um país de privilegiados? ARAPIRACA É ASSIM 1

ARAPIRACA É ASSIM 2

A briga pelo eleitorado de Arapiraca é grande, mas a história das eleições ensina que, na hora do voto, a população da Terra de Manoel André sempre se divide. Tem sido assim há décadas.

Um exemplo: Célia Rocha teve o apoio de Luciano Barbosa, Renan e Collor, mas só derrotou Rogério Teófilo porque o radialista Alves Correia entrou no jogo e acabou tirando voto de Teófilo.

OMAR COELHO TEME UM RIVAL INVENCÍVEL Procurador do Estado e ex-presidente da OAB/AL, Omar Coelho está tentado a disputar um mandato de deputado estadual, no ano que vem, mas teme um adversário: a dinheirama. Mesmo assim, acredita no voto de opinião, principalmente na capital, e se respalda na trajetória de Heloísa Helena, que tem conquistado excelentes votações em Maceió sem participar da gastança desvairada. TRUNFOS DE VILELA 1

TRUNFOS DE VILELA 2

Téo Vilela vai explorar os seguintes trunfos em sua campanha ao Senado: o avanço do Canal do Sertão, a conquista do estaleiro Eisa, a queda da mortalidade infantil e a implantação da nova Baskem.

Em relação à violência, o governador tem números para mostrar que já assumiu o Estado com altos índices de criminalidade, mas já conteve sequestros, assaltos a bancos e homicídios em geral.

RONALDO LESSA VAI, MAS AINDA NÃO DECIDIU PARA ONDE Governador? Deputado federal? Estadual? Ronaldo Lessa ainda não bateu o martelo, mas tem dito a amigos e antigos assessores, que a tendência é por uma cadeira na Câmara dos Deputados. O ex-governador anda irresignado com os processos judiciais a que respondem, mas garante estar firme em seu projeto eleitoral. Confia, sobretudo, no capital político que construiu nos últimos 30 anos. BANCÁRIOS DE FOLGA

A VELHA ESTRATÉGIA

Já decidido: começa nesta quintafeira (19/9) a temporada de férias extras dos bancários. Os banqueiros nem estão aí, pois nada perdem. Sabem que seus lucros milionários serão, apenas, adiados...

A folga extra anual da categoria é obtida mediante 'estratégia' recorrente: os bancários pedem, sempre, reajuste que nunca terão. No final, após o lazer, aceitam qualquer nesga e falam em 'conquista'.

NA ASSEMBLEIA, DEPOIS DO FURACÃO... Na Assembleia, assessores parlamentares se dividem: uns acham que, após o terremoto, a metade dos deputados não sobreviverá às urnas de 2014; outros lembram que a Operação Taturana teve repercussão mais ruidosa e, no entanto, vários dos parlamentares denunciados pela Polícia Federal acabaram se reelegendo. CSA EM SEGUNDO

DE VINHO PARA ÁGUA

Tem muito azulino cabreiro com a pesquisa que revelou o CRB como a maior torcida do Estado. Mas é isso. O único time que não ganha nada e jamais perde torcedor é o Santa Cruz. O único.

O queijo tipo reino Quatá, campeão de qualidade nos últimos anos, está irreconhecível. Incrível, a perda de qualidade. Sua maciez saborosa de antes deu lugar a uma textura plástica, insípida.

EUA SÓ TENTAM 'CONFERIR' O QUE LULA ANUNCIOU... Lembra o que Lula dizia do pré-sal? Um mar de óleo escondido nas profundezas da costa oceânica brasileira? Então, se Lula disse tudo, por que os EUA precisariam espionar os registros da Petrobras? Bom, há uma hipótese: quem sabe para simplesmente 'confirmar' a grandeza petrolífera cantada e decantada pelo ex-presidente.

Renan só admite discutir sucessão estadual a partir de março ou abril

Benedito já declarou que está pronto para concorrer ao governo

> CONFRONTO

Renan e Biu - franco-atiradores para batalha sucessória de 2014 Os dois senadores ainda terão quatro anos de mandato após o próximo pleito Da Editoria de Política

Eles têm trajetórias muito parecidas - mesmo um à esquerda, e o outro sempre à direita - e chegam ao campo de mais uma batalha sucessória estadual com o mesmo trunfo: ambos poderão disputar o governo de Alagoas, em 2014, como franco-atiradores. Eleitos no mesmo pleito de 2010, quando o Senado Federal recompôs um terço de sua formação, Renan Calheiros e Benedito de Lira chegarão à metade do mandato senatorial no final do próximo ano, razão porque, se forem às urnas e perderem, terão ainda quatro anos de exercício legislativo no Congresso Nacional. No discurso, o alvo é o mesmo - o Palácio República dos Palmares - mas há uma diferença no fator tempo: enquanto Biu Lira já admite abertamente sua possível candidatura ao governo, Renan Calheiros prefere só tratar do assunto a partir de março do ano vindouro. Benedito trabalha com a determinação de quem terá em 2014 sua última chance de chegar ao comando do poder esta-

Possíveis adversários, ambos estão unidos na base de Dilma Líder estudantil nos anos 70, Renan Calheiros iniciou sua carreira política como deputado estadual eleito pelo MDB, enquanto Benedito de Lira, aqui em Maceió, começou a escrever seu diário político como vereador e presidente da Câmara Municipal, também se elegendo, depois, deputado estadual e presidente da Assembleia. Deputado federal, Renan se destacou mormente nos anos 90, quando exerceu a função de líder do governo Fernando Collor na Câmara, deixando com seu colega Cleto Falcão (já falecido) a liderança do PRN, minúsculo partido pelo qual Collor chegou ao Planalto. Benedito de Lira também se elegeu deputado federal, enquanto seu filho e herdeiro político Artur Lira, se mantinha na Assembleia. Quando, em 2010, resolveu disputar uma das duas vagas de senador, tendo como adversários diretos Renan Calheiros e Heloísa Helena, Biu de Lira lançou com êxito o filho Artur para deputado federal, e acabou como o mais votado para o Senado da República. dual, ao contrário de Renan, que também tem admitido a hipótese de lançar seu filho Renazinho (atual deputado fe-

No mesmo compasso, Renan Calheiros lançou com sucesso o filho Renan Filho (exprefeito de Murici) para deputado federal, enquanto ele próprio renascia das cinzas: superando o episódio que o fez renunciar à presidência do Senado, ele se reelegeu e ainda concorreu para a derrota de Heloísa Helena ao pregar o segundo voto de seus eleitores em Benedito de Lira. No terreno partidário, os dois se equivalem pela liderança que exercem: Renan Calheiros é presidente estadual do PMDB, maior partido do país e vencedor da última eleição municipal em Alagoas, enquanto Benedito de Lira comanda no estado o PP, com predomínio em muitos municípios - mas ambos estão unidos no plano federal formando a base de sustentação do governo Dilma no Congresso Nacional. A relação entre os dois é tranquila, tão amistosa que, durante a recente eleição para a presidência do Senado, Benedito de Lira passou o tempo todo caçando voto e angariando apoio para assegurar a vitória do colega alagoano.

deral) ao governo, estratégia que o deixaria a cavalheiro para disputar mais um mandato de presidente do Senado Fede-

ral, função que lhe tem permitido influir nos destinos do País como chefe de um dos três poderes da Nação.

> ROLO COMPRESSOR

Alagoano convoca Senado a votar PEC que extingue o voto secreto Divulgação

A será movimentada no Senado, com apreciação de projetos polêmicos. Desta segunda (16) a sexta-feira (20) haverá sessões deliberativas. Os destaques do esforço concentrado são a chamada minirreforma eleitoral e a proposta que acaba com votações secretas no Poder Legislativo, mas outras matérias importantes também serão votadas, como a PEC da Música e o projeto que define o crime de feminicídio, que transforma o homicídio de mulher num crime específico, com pena de 12 a 30 anos de prisão. O presidente do Senado, Renan Calheiros, fez um apelo para que os senadores estejam em Plenário a semana inteira. Em resposta, o líder do governo, senador Eduardo Braga (PMDB-AM), informou que enviará emails e telegramas a todos os parlamentares da base governista convocando-os para o esforço concentrado. Além da pauta de votações, o Plenário vai ser o palco da segunda sessão temática de debates, durante a qual será discutido o financiamento da saúde com a presença do ministro Alexandre Padilha. Vários dos projetos que devem ser votados pelo Plenário na semana de esforço concentrado trami-

O Senado convocou seus membros para votar projetos, incluindo PEC que abole voto secreto no Parlamento

tam na CCJ, onde ainda serão votados na próxima quartafeira (18). Entre eles, está a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 43/2013, que acaba com o voto secreto no âmbito do Parlamento. A PEC ainda não é consenso entre os senadores, já que alguns alegam a possibilidade de constrangimento em votações de indicação de autoridades e na apreciação de vetos presidenciais. VETOS O Congresso Nacional reúne-se nesta terça-feira (17) para exame de vetos presidenciais a sete projetos de lei. Como forma de evitar surpresas, o governo mobilizouse no início da semana em

reuniões com lideranças políticas da Câmara e do Senado para garantir a manutenção dos dispositivos vetados nas propostas do Legislativo. Dos itens a serem votados, o mais polêmico é o veto total ao projeto de lei do Senado (PLS) 198/2007 (PL 200/2012 - Complementar, na Câmara) que prevê a extinção da multa rescisória de 10% sobre o saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), paga pelos empregadores nas demissões sem justa causa. FRAUDE O senador Renan Calheiros divulgou nota na sexta-feira (13) na qual afir-

ma que, mesmo com a confirmação de fraude na assinatura do deputado Zoinho (PRRJ), a votação dos vetos da presidente Dilma Rousseff à lei da nova distribuição dos royalties do petróleo "continua válida". O Departamento de Polícia Legislativa da Câmara dos Deputados constatou a irregularidade em inquérito recém-concluído. "A sessão continua válida, já que o voto mencionado não interferiu no resultado da votação. A urna onde foi depositado o voto do referido deputado continha 39 votantes. Ainda que toda a urna fosse anulada, seria insuficiente para alterar o resultado final", afirmou a nota.


Primeira Edição | 16 a 22 de setembro, 2013

A4 | Cidades

UE Q R PIO NETO O S O Da Redação

Da Assembleia Legislativa se espera tudo, mas, ao menos dessa vez, com o novo procurador-geral, Fábio Ferrário, atento às cobranças do Ministério Público, da Ordem dos Advogados e da sociedade, apostava-se num gesto de real transparência: a divulgação da folha salarial de forma detalhada, com o devido 'quem é quem', mas ficou longe, muito longe disso. Em ato com flagrante intenção de 'preservar' os assessores e os laranjas dos deputados - os que não são funcionários da Casa - o presidente Fernando Toledo ordenou a publicação da folha totalmente embaralhada, impossibilitando que a sociedade saiba quem é efetivo, comissionado, aposentado e pensionista.

PUBLICAÇÃO A lista saiu na tarde de quinta-feira e de imediato provocou reação do Sindicato dos Servidores e da Associação dos Servidores da Assembleia: "Não era isso que todos esperavam, a folha tinha de estar discriminada para mostrar quem é efetivo, comissionado, aposentado e pensionista" - protestou Eduardo Fernandes, presidente da Associação dos Servidores (ASALA). - Para o presidente do STPLAL, Luciano Vieira, da forma como a folha foi publicada, induz-se a opinião pública a supor que todos ali são servidores efetivos, quando estes somam apenas 780: "Some-se a isso uns 430 aposentados, e o

Toledo embaralha folha e oculta cara de comissionados e laranjas Sem detalhamento, publicação induz sociedade a crer que lista com dois mil nome é de efetivos da ALE Divulgação

Primeira Edição

restante é comissionado". Enquanto era questionado por jornalistas e sob protesto dos líderes sindicais, o presidente Fernando Toledo afirmava que a publicação estava correta e que não iria mudar nada: "Mandei publicar a folha salarial com todos os servidores, com o nome de todo mundo e com o salário de todos, e era isso que tínhamos a fazer", disse.

PROTEGIDOS A publicação também protege possíveis enxertados (pessoas estranhas à Assembleia, inseridas na folha salarial como se efetivas fossem), já que saiu isolada, sem permitir um confronto com a primeira folha de pessoal divulgada logo após a promulgação da Constituição de 1988. Conclusão das lideranças dos trabalhadores da ALE: "A intenção era dar uma satisfação à sociedade, mas a publicação acabou transformando os efetivos em bodes expiatórios de uma crise que em absolutamente nada lhe diz respeito" afirmou Luciano Vieira. Após a publicação da folha, circularam informações dando conta de que o presidente Fernando Toledo teria sido orientado pelo procurador Fábio Ferrário a discriminar os cargos, mostrando quem faz o quê, mas a pressão dos deputados impediu que a sugestão fosse acatada. A discriminação poderia até indicar os 320 servidores do Executivo que foram para a ALE através de de anuência entre os dois poderes.

Ignorando a transparência, Toledo publica folha sem indicar os cargos

ALE tem 780 efetivos, mas folha publicada apresenta dois mil nomes

Superado por Joracy, Mendes de Barros não é mais marajá É o fim de uma era. A publicação da folha da ALE exibe algo até há pouco tempo impensável: Mendes de Barros (Luiz de Gonzaga), já não é o marajá das Alagoas, epiteto que assumiu durante o reinado de Fernando Collor na presidência da República. Maior salário público do Estado, naqueles tempos, Mendes foi escolhido por Collor, na campanha presidencial, como alvo de uma estratégia que o tornou conhecido no país como 'O caçador de marajás'. Inspirou até livros. Pois é, o mestre Mendes de Barros, ex-procurador-geral da ALE, aparece na folha com 'sofríveis' R$ 15,860,01 desban-

cado, portanto, por Joaracy Santos de Vasconcelos - o número um, acima dos próprios deputados, com uma peteca de R$ 19,212,35 mil. Tem altos e baixos, baixíssimos na grade salarial do Legislativo. Rosa Maria Batista Wanderley, por exemplo, recebe R$ 262,93. Está a um ano-luz de Ana Cristina Maia Barbosa Falcão com três vencimentos: R$ 7.079,08 de pensionistaefetiva, R$ 2.824,48 de pensionista do IPDEAL e R$ 1.531,55 de comissionada. A ALE abriga políticos de ontem - exvereador Mauro Guedes e Walter Pitombo Laranjeiras - e políticos de hoje - vereador Davi Davino. Com a folha

embaralhada, entretanto, não é possível dizer quem é efetivo, comissionado, aposentado ou simples pensionista. Mas sabe-se que muitos ali são também exvereador e ex-prefeitos do interior alagoano - na verdade, cabos eleitorais dos deputados efetivados ao longo do tempo. A rigor, a folha da Assembleia Legislativa não tem mais que 390 servidores efetivos, admitidos sob o amparo da Constituição Federal de 1988. Os demais, constantes na folha dos ativos, ou são anuídos (egressos de outros poderes do Estado) ou enxertados, isto é, 'efetivados' depois de 1988.

> MAIS INVESTIGAÇÃO

Ministério Público apura acumulação ilegal na CM A crise moral que vem acometendo Assembleia Legislativa parecia uma situação isolada, mas o Ministério Público Estadual nunca esquece que a Câmara Municipal de Maceió também tem sido uma usina de irregularidades envolvendo recursos públicos. Depois do terremoto que foi a gestão de Galba Novais, o Legislativo da capital agora está sendo investigado para regularizar a situação de possíveis funcionários acumuladores de cargos. Munido de indícios sobre esse tipo de irregularidade, o Ministério Público abriu investigação e obrigou a Mesa da Câmara a estipular um prazo (até 15 de novembro próximo) para que todos os servidores da Casa apresentem declaração de que não acumulam cargos públicos, o que é proibido por lei, salvo em alguns casos específicos previstos na legislação vigente.

PUNIÇÃO O ato da Mesa saiu publicado no Diário Oficial deste sábado (14/9) e anuncia punição para eventuais relapsos o servidor que não entregar a declaração terá o salário suspenso até que a situação seja regularizada. Em caso de acumulação ilegal, geralmente a instituição manda o funcionário optar pelo cargo que julgar melhor.

Com a adoção da medida administrativa, a Mesa da Câmara cumpre determinação do Ministério Público, que investiga acumulação ilícita no serviço público do Estado, mas o ato não se encerra com a coleta de declarações dos servidores: em um segundo momento, a Câmara terá de publicar a folha salarial, com nomes de servidores e respectivos salários, a exemplo do que foi feito na Assembleia Legislativa.

SALÁRIOS Foi a publicação da folha da ALE que permitiu detectar que dois vereadores - Silvânia Barbosa e Davi Cabral Davino - figuram na lista de servidores do Poder Legislativo Estadual. No início do ano, o Ministério Público instaurou procedimento para apurar denúncia de que alguns funcionários da Câmara de Maceió, dentre eles Galba Novais (procurador e ex-presidente da Casa), Ricardo Tenório e Calos Alberto Ferreira (diretores da Casa de Mário Guimarães) teriam recebido salários acima do texto constitucional. O Ministério Público conseguiu, no ano passado, que a Câmara reduzisse seu quadro de comissionados, cumprindo determinação do Tribunal de Justiça do Estado. Arquivo / Primeira Edição

Após cortar metade de seus funcionários, por ordem da Justiça, Câmara agora busca acumulações ilegais


Primeira Edição | 16 a 22 de setembro, 2013

O O D N A T EVI LAPSO CO Luciana Martins Repórter

Há pouco mais de um ano o Terminal Rodoviário de Maceió está sendo administrado pela empresa pernambucana Socicam, que garante estar desenvolvendo ações para melhoria da infraestrutura do local que hoje abriga 16 empresas com destinos variados e duas plataformas de embarque com funcionamento 24hs. Reinaldo Brasil, administrador do Terminal informa que mais de 100 ônibus partem e chegam diariamente, enquanto no que se refere ao transporte complementar, esse número duplica, chegando a ser mais de 200 vans por dia. "Para os maiores destinos, como Arapiraca e União dos Palmares, há transporte saindo da Rodoviária a cada 20 minutos. Já para Atalaia a saída acontece a cada 10 minutos". A dificuldade encontrada pelo administrador, ao chegar ao Terminal de Maceió, foi a falta de passageiros e essa realidade mudou com a chegada dos complementares que operam há um mês no local. "Com a vinda deles, é visível que houve uma melhora muito significativa no fluxo. A principal dificuldade que a gente tinha era trazer passageiros para cá e nós estamos contornando essa questão". De acordo com Reinaldo Brasil, comerciantes estão procurando a administração da Rodoviária para alugar lojas e os negociantes antigos estão investindo na melhoria de suas lojas. "Eles estão vendo o fluxo de passageiros. Eu afirmo que esta melhora já alcançou o patamar de 30% no movimento da Rodoviária, e isso é muito significativo". Na visão do administrador, os transportes complementares não afetam diretamente o movimento das empresas de ônibus porque a grande maioria deles fazem o transporte intermunicipal e as empresas fazem o transporte interestadual. "A concorrência não é

Cidades | A5

Empresa de PE impede derrocada do Terminal Rodoviário de Maceió Taxista denuncia ação clandestina de táxi-lotação e transporte complementar: "Precisamos de fiscalização" fotos: Luciana Martins

direta, mas ela existe. Foi bom trazer os complementares para cá porque não vamos prejudicar as empresas que trabalham aqui há mais tempo. A vinda deles, só fez acrescentar".

DESEMBARQUE OBRIGATÓRIO Reinaldo revela que os ônibus são obrigados a desembarcar seus passageiros no Terminal Rodoviário, sob pena de multa se forem flagradas desembarcando passageiros fora do local determinado por lei. "Acredito que as empresas sérias nem se arriscam em fazer esse tipo de desembarque". Os ônibus têm operado de forma regular e, segundo ele, nos períodos de alta estação os horários são estendidos para atender à maior demanda de passageiros. 'Todo o procedimento tem que ser informado à Arsal, inclusive para ônibus extras", detalha.

INFILTRAÇÃO E GOTEIRAS De acordo com o administrador, quando a empresa assumiu o novo Terminal havia problema de infiltração e goteira no teto, que está passando por reformas. "Esse é um trabalho que estamos desenvolvendo há seis meses. Era algo que há 15 anos o Terminal de Maceió vinha sofrendo, no inverno, era complicada a situação e em pouco tempo com recursos próprios conseguimos resolver a situação". Quanto aos terminais de bancos instalados no Terminal, eles estão funcionando tranquilamente.

Ameaçado de colapso, Terminal Rodoviário de Maceió passa por fase de soerguimento e volta a registrar bom fluxo de ônibus, vans e passageiros

que não tÊm um ponto, e o certo era descarregar na Rodoviária". O taxista diz que nos primeiros dias em que os transportes complementares chegaram, havia fiscalização e isso foi bom para o movimento deles, mas, agora sem fiscalização, está difícil para se trabalhar no local. "Os passageiros que tinham que vir para cá, vão

ficando no caminho e isso está atingindo o movimento dos táxis do lado de fora e nós aqui ficamos na saudade".

LOTAÇÕES LIBERADAS Para ele o que falta para melhorar o movimento no terminal é a fiscalização dos órgãos competentes, como Arsal, SMTT. "Isso sem contar com os

que ficam fazendo lotação aqui. São uns 10, que ficam abordando os passageiros que saem da Rodoviária. Hoje nem segurança tem mais". Girlendo afirma que em 15 horas de trabalho faz no máximo oito viagens, se for reduzir esse tempo para oito horas o taxista faz apenas 4,5 corridas. "É difícil. Para melhorar a situação dos taxistas tem que

ter fiscalização do transporte complementar e também clandestino porque aqui dentro da Rodoviária têm muitos". O taxista relata que os motoristas deixam os carros do lado de fora da Rodoviária e abordam os passageiros aqui, levando-os para os carros que ficam estacionados nas proximidades do Terminal. "Isso tudo atrapalha a gente".

TAXISTAS DENUNCIAM Já para o taxista Girleno Américo, que trabalha no Terminal Rodoviário há 17 anos, a situação é mais difícil. Ele concorda que houve uma melhora com a chegada dos complementares, todavia, a falta de fiscalização tem comprometido o trabalho dos taxistas. "Eles descarregam os passageiros em qualquer lugar por-

Reinaldo Brasil informa que movimento melhorou e já atrai mais lojistas

Taxista Girleno Américo denuncia concorrência ilegal e pde fiscalização


Primeira Edição | 16 a 22 de setembro, 2013

A6 | Cidades

> ENTREVISTA/ ISRAEL LESSA Geraldo Câmara

Ouvidor Geral geraldocamara@gmail.com

Os monstros sagrados da corrupção Eles estão sendo criados e serão os grandes exemplos de como praticar corrupção e caminhar ilesos pelas ruas enojadas do país. Depois de meses e meses de julgamento, 53 sessões do Supremo Tribunal Federal, o país estarrecido vive até quarta-feira a hipótese de ver os julgamentos das principais estrelas absolutamente anulados por uma manobra jurídica incrível. Um 5 x 5; um placar de empate entre ministros de alto bordo que se dividiram entre deixar os reis da corrupção livres por muito mais tempo ou vê-los servindo de exemplo de punibilidade para um país que não acredita mais nisso. Nas mãos de um só Ministro daquele tribunal está o destino que não é o deles, corruptos, mas de toda uma nação que, mais uma vez será enlameada pela incerteza do que realmente é justiça plena e até que ponto a mais alta corte do país poderá ser subjugada pelos atos que já começam a parecer comuns, simples, um nada demais. No entanto, o povo brasileiro, que agora deposita esperanças num Celso que também é Ministro, precisa acreditar que nem tudo foi em vão. Que os discursos, as investigações, as grandes e históricas declarações, tudo aconteceu para que acreditássemos que este país tem jeito e que, finalmente, a máxima de De Gaulle estava errada e o Brasil é um país sério. Caso contrário, estaremos definitivamente criando "os monstros sagrados da corrupção".

DESTACÔMETRO O destaque da semana, com licença dos meus leitores, vai para meu filho caçula, João Marcelo, que, hoje completa 22 anos comemorando no "Rock in Rio". Estudante de "design gráfico" vai muito bem no caminho da profissão.

PÍLULAS DO OUVIDOR A propósito de aniversário, obrigado aos que antecipadamente já estão cumprimentando este colunista, cujo aniversário é amanhã, 17. O maior presente são os amigos que diariamente fazemos por aqui. E por falar em dia 17, às 19 horas desse dia, inaugura-se a belíssima Mostra Fotográfica "Olhar Mágico - Doces Momentos" da competente Brunna De Matteo. Mais um talento na família Vasconcellos e Gigi Accioly. Vou conferir. O Encontro Nacional de Tecnologias e Negócios - Rio Info 2013 acontecerá nos dias 17, 18 e 19 de setembro, em São Conrado, no Rio de Janeiro. Dois alagoanos, Leandro Neves e Paulo Blob, vencedores do Demo Day Alagoas, estarão lá. A Rede Mabu Hotéis & Resorts, do Paraná, apresentou sua nova unidade hoteleira no Nordeste - o Iloa - que passou a se chamar Mabu Iloa Resort. O hotel localiza-se na Barra de São Miguel e foi uma vitória da Vivendi, leia-se Felipe Cavalcante. No Brasil, uma mulher é espancada a cada 24 segundos e 18% das mulheres já foram vítimas de algum tipo de violência. Na última década 43 mil foram assassinadas, o que nos coloca no 7º lugar entre países que mais matam mulheres. O que vai dar ninguém sabe, mas todos desconfiam que o voto de minerva do Ministro Celso Mello vai dar uma enorme chance a 10 dos principais condenados no mensalão. Acho que, para eles, a cadeia ainda vai estar um pouco longe. Oitocentos estudantes do SESI e do SENAI concluíram curso de inglês pelo programa Conexão Mundo. Em parceria com a organização não governamental US-Brasil Connect ainda oferece aos melhores uma viagem aos Estados Unidos. Hoje, segunda, comemora-se a emancipação política do Estado de Alagoas. Vocês não acham que essa "emancipação" deveria ser melhor estudada em termos de interpretação? Amarras existem e continuarão a existir. Nomes de peso, muitos bons nomes, estarão se somando a nós, na novíssima TV Mar, cujas instalações serão inauguradas em breve. Vai valer a pena conferir a dinâmica de uma nova programação para a melhor TV fechada do nordeste. Nesta segunda o Bartpapo, pela TV Mar, canal 25 NET recebe Luiz Amorim (foto), diretor executivo do Grupo Arnon de Mello e agora, também, diretor geral da TV Mar. Entrevista lúcida que não deve ser perdida. 12h, 19h, 00h, 07h.

ABRAÇOS IMPRESSOS Os abraços impressos vão para Renan Calheiros que também aniversaria no dia de hoje. Abraços dirigidos à pessoa e ao parlamentar que muito tem trazido para o nosso estado.

"Ministério do Trabalho em AL enfrenta carência de servidores" Superintendente também fala sobre combate ao trabalho escravo e trabalho infantil Enfrentando um problema comum ao serviço público - carência de pessoal - a Superintendência Regional de Trabalho e Emprego em Alagoas (antiga DRT/AL) tem dificuldade para desenvolver a contento sua ação fiscalizadora nas empresas do Estado segundo reconhece o superintendente Israel Lessa. Nessa entrevista à repórter Luciana Martins, do Primeira Edição, ele

também fala sobre geração de emprego e emissão de carteira de trabalho. Ela informa que a SRTE está apurando três casos de trabalho escravo constatando em setores diversos do cenário empresarial alagoano, e destaca o compromisso de sua instituição em combater o trabalho infantil, cumprindo metas assumidas perante a Organização Mundial do Trabalho (OIT). Luciana Martins

Como está a geração de empregos formais este ano em Alagoas? Infelizmente, Alagoas aparece com os piores índices nesse indicador, principalmente no que se refere à geração de emprego. Segundo o CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) nosso Estado registra a perda de mais de 40.000 postos de trabalho, este ano.

ção? As empresas que mantêm empregados sem registro devem ser autuadas imediatamente à constatação dessa irregularidade. Este é o procedimento normativo. Não se deve, entretanto, confundir as autuações efetuadas pela fiscalização com multas. O auto de infração é um instrumento mediante o qual o auditor-fiscal relata uma suposta irregularidade que, se constatada pela autoridade máxima do órgão local, resultará na aplicação de uma multa.

O que é preciso para tirar uma Carteira de Trabalho? Existe algum custo? Para a primeira via de Carteira de Trabalho, são necessários os seguintes documentos: CPF(obrigatório), RG ou certidão de nascimento ou casamento ou documento de classe ou carteira de reservista e comprovante de residência. No caso de expedição de segunda via, além dos documentos citados acima, também é necessário um boletim de ocorrência. E em ambos os casos, a emissão de CTPS é gratuita. Quem pode requerer CT? Maiores de 14 anos, munidos de todos os documentos. Para conhecimento, somente em Maceió são emitidas cerca de 6000 carteiras de trabalho por mês; no interior, o número mensal de emissões de Carteira de Trabalho e Previdência Social (C.T.P.S) é de 2000. Por intermédio de mutirões e ações itinerantes são emitidas mais 1000 C.T.P.S. Contudo, a

Israel Lessa reconhece que equipe é insuficiente para fiscalizar o Estado

uma reduzida ação fiscalizadora, na capital e municípios alagoanos. Entretanto, com luta e determinação, trouxemos mais quatro servidores da sede, de

“Somente em Maceió são emitidas 6000 carteiras de trabalho por mês; maiores de 14 anos já podem tirar sua CTPS” SRTE/AL tem se preocupado com o aumento da demanda da população para adquirir a C.T.P.S. Isso se dá pela ineficiência do governo do Estado, pela precarização de seus serviços prestados, inclusive, na emissão de carteira de identidade. Sem a carteira de identidade, a sociedade alagoana procura, cada vez mais, os nossos serviços, dentre eles, a emissão de C.T.P.S, que passa a figurar como um documento da cidadania. Há muitos anos não se tem notícia de concurso para fiscal do Trabalho e muitos deles já se aposentaram. Existe carência de pessoal na 'DRT'? Sim, mas, recentemente, foi aberto concurso contemplando 100 vagas para auditor fiscal do Trabalho, mas para todo o País. Na SRTE/AL, o número de auditores fiscais do trabalho é insuficiente, o que acarreta

Brasília e mais um auditor fiscal do Estado de Pernambuco para a Superintendência ; além disso, aumentamos o apoio administrativo, trazendo 22 estagiários para compor o quadro funcional da unidade. Ainda, lutamos para que os dois servidores aprovados no último concurso fossem nomeados. Vale ressaltar que há recomendação da Organização Internacional do Trabalho OIT, para que haja um Auditor-Fiscal do Trabalho para cada grupo de 20 mil trabalhadores da população economicamente ativa - PEA. Este cálculo, no Brasil, atualmente chega ao número de 4.675 AFT, ao passo que há apenas 2.902 em atividade, além de quase 500 em condições de se aposentar e de 20% de cargos vagos na carreira, segundo informação do próprio MTE. A Prefeitura de Maceió es-

tá habilitada a fornecer Carteira de Trabalho através do programa Bairro Vivo. Isso pode ser feito com outras prefeituras? Sim, pela primeira vez, foi firmado um acordo de cooperação técnica entre essa SRTE e a Prefeitura de Maceió, possibilitando a descentralização da emissão de CTPS também para o município. O atendimento será realizado no SINE municipal, localizado no Centro, próximo a Estação Central da CBTU. Lembrando que o SINE Estadual, por intermédio de suas unidades localizadas no Farol, Jaraguá e Benedito Bentes foram autorizadas a emitir CTPS, já no modelo informatizado. Vale ressaltar que, quando assumi a SRTE/AL, havia pouco mais de 20 prefeituras conveniadas e hoje temos mais

Como está a situação de trabalho escravo no Estado. Há denúncias constantes desse tipo de irregularidade? Há um ano à frente da Superintendência foram apuradas três denúncias de trabalho escravo, tendo havido resgate de trabalhadores. A saber, esses trabalhadores foram resgatados em situações análogas a de escravo, em distintas áreas econômicas: indústria da cana de açúcar, na construção civil e numa pedreira localizada entre os municípios de Messias e Flexeiras. Atualmente, no que se refere a esses fatos, desenrola-se todo um procedimento: multas lavradas, ações na Procuradoria do Trabalho. Nosso interesse é intensificar ainda mais a fiscalização para apuração desse tipo de crime e para isso abrimos as portas da SRTE/AL a toda população alagoana. E quanto ao trabalho infantil - o que está sendo feito para combatê-lo? O Ministério do Trabalho e Emprego tem como objetivo erradicar o trabalho infantil. Trata-se de compromisso de caráter internacional firmado com a OIT. Em Alagoas, todos os AFT em atividades externas participam do combate a esse tipo de trabalho, devendo determinar o afastamento imediato de todas as crianças encontradas trabalhando. Cabe destacar a existência do grupo de 4 AFT'S dedicados, exclusivamente, a essa missão. Suas ações são direcionadas para as

“Um dos objetivos do Ministério do Trabalho e Emprego é erradicar o trabalho infantil e o trabalho escravo em AL” de 40 prefeituras em trâmite procedimental para a assinatura de convênio. As empresas que mantêm empregados não registrados são logo multadas, ou primeiro são advertidas, ganhando prazo para regularizar a situa-

formas de trabalho que são proibidas para menores de 18 anos no Brasil. As piores formas de trabalho infantil estão relacionadas na Lista TIP (Lista das Piores Formas de Trabalho Infantil) criada pelo Decreto Nº. 6.481, de 12 de junho de 2008.


Primeira Edição | 16 a 22 de setembro, 2013

Publicidade | A7


Primeira Edição | 16 a 22 de setembro, 2013

A8 | Nacional

> MENSALÃO

Decano deve votar por novo julgamento, dizem ministros Supremo pode desmanchar o que já fez para beneficiar petistas condenados fotos: Divulgação

O ministro mais antigo do Supremo Tribunal Federal, Celso de Mello, deve votar nesta quarta-feira (18/9) a favor do recurso que garante um novo julgamento para 12 dos 25 condenados pelo mensalão. A avaliação foi feita por ministros da corte ouvidos pelo jornal Folha de S. Paulo. Em conversas reservadas, eles lembram que na primeira sessão do julgamento do caso, em agosto de 2012, Mello fez uma defesa clara da admissibilidade do recurso conhecido como embargos infringentes. Por isso, seria difícil para ele tomar outra posição nesta fase do processo. Na avaliação dos ministros, Mello teria condições de mudar de opinião se a discussão fosse sobre outra ação. Como a defesa dos embargos foi feita na abertura do próprio julgamento do mensalão, o ministro não teria espaço para mudar de ideia. Um colega de Celso de Mello lembra que o ministro apontou a existência dos embargos infringentes como argumento para rejeitar um dos primeiros pedidos feitos pelos réus, que queriam o desmembramento do processo para que os acusados fossem julgados na primeira instância e tivessem a opção de recorrer ao

Supremo caminha para desmanchar o que fez julgando os mensaleiros

Supremo depois. Para explicar a situação de Celso de Mello, um dos seus colegas usou uma metáfora, dizendo que apertaram tanto o parafuso que ele ficou espanado - uma referência aos duros votos dos ministros Marco Aurélio Mello e Gilmar Mendes na última quinta-feira. Em sua avaliação, se Mello mudasse de opinião, poderia ficar a impressão de que o fez por pressão dos colegas. Na última sessão, ao citar a possibilidade de aceitação dos embargos infringentes, Gilmar Mendes disse que a realização de um novo julgamento significaria afirmar que o Supremo seria um "tribunal juvenil, de irresponsáveis que não sabem

votar". Com o sentimento de que o jogo já foi jogado, ministros que foram contrários à possibilidade de realização de um novo julgamento já dizem que a sessão da última quinta-feira pelo menos permitiu que se delimitasse o alcance dos embargos infringentes. De acordo com o regimento interno do Supremo, é necessária uma condenação apertada, com pelo menos quatro votos favoráveis ao réu, para que embargos infringentes sejam apresentados. A avaliação do grupo que deve sair derrotado é que alguns ministros planejavam avançar e apoiar teses de advogados que atuam na defesa dos

réus -alguns acham que não seria preciso ter quatro votos a favor para ter direito a um novo julgamento, o que poderia aumentar o número de réus beneficiados. Essa possibilidade, segundo os ministros, está afastada. Há a expectativa de que Celso de Mello, em seu voto, seja específico a respeito deste tema, limitando os embargos infringentes aos casos em que os réus obtiveram no mínimo quatro votos a favor. Apesar de constarem no regimento interno, uma lei de 1990 que regulou os processos no Supremo e no Superior Tribunal de Justiça não prevê os embargos infringentes. Na quinta-feira, a discussão sobre o tema acabou empatada no STF, com cinco ministros a favor e cinco contra. Se os recursos forem aceitos, ex-integrantes da cúpula do PT como o ex-ministro José Dirceu e os operadores condenados em 2012 por organizar o esquema do mensalão terão novo julgamento. Dirceu, o empresário Marcos Valério Fernandes de Souza e os deputados petistas José Genoino (SP) e João Paulo Cunha (SP) poderão ser absolvidos de um dos crimes pelos quais foram condenados, ou ter penas reduzidas.

Ministro prepara 'sermão da Montanha' O ministro Celso de Mello prepara o que os colegas chamam de "Sermão da Montanha" em seu voto sobre a corte aceitar ou não novos recursos no mensalão. O "Sermão da Montanha" foi, segundo a Bíblia, um longo discurso de doutrina moral proferido por Jesus Cristo. Os ministros do STF analisam se a corte deve aceitar um recurso chamado de embargos infringentes. A votação terminou empatada em 5 a 5 na última quinta --Mello irá decidir a questão na quarta. O ponto principal da controvérsia está no fato de o regimento interno da corte prever os embargos nas condenações por votação apertada, quando há ao menos quatro votos pela absolvição. Porém, uma lei de 1990, que regulamentou os proces-

Celso Mello prepara sermão, mas deve votar por aceitação de embargos

sos no STF e no STJ (Superior Tribunal de Justiça), não faz referência a este tipo de recurso. Na semana passada, Celso de Mello indicou que deve aceitar os recursos ao lembrar seu voto na primeira sessão do

mensalão, em agosto de 2012. À época, ele considerou que a Constituição de 1988 deu ao regimento do STF força de lei e ponderou que um novo julgamento garantiria um direito fundamental dos réus: o de de terem um recurso contra

eventuais condenações. Caso os recursos sejam aceitos, réus como o ex-ministro José Dirceu e o ex-tesoureiro do PT Delúbio Sores terão chances de ser absolvidos ou ter reduzidas suas penas --no caso deles, no crime de formação de quadrilha. Com isso, poderiam escapar da prisão em regime fechado e passar para o semiaberto, quando só é preciso dormir no presídio. Com tantas respostas a dar, seu voto deve ser longo --por isso a referência de ministros ao "Sermão da Montanha". Indicado ao STF em 1989 pelo então presidente José Sarney, Celso de Mello tem 24 anos de corte. Fez fama com votos extensos e tão fundamentados que são tidos por advogados como "pedagógicos".

> PLANALTO

Dilma discute a sucessão com Lula e fará reforma em janeiro

A presidente Dilma pretende fazer uma reforma na equipe em janeiro de 2014, para ajustar o governo com o quadro político-eleitoral, mas pode antecipar mudanças no ministério. O assunto foi discutido na sexta-feira, 13, em reunião que durou seis horas entre Dilma, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente do PT, Rui Falcão, na Granja do Torto. A entrada do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), no páreo presidencial não surpreende, mas preocupa o governo. Diante desse cenário, o Palácio do Planalto tenta segurar a ala do PSB que se opõe a Campos. O Ministério da Integração, hoje ocupado por Fernando Bezerra (PSB) - ligado ao governador -, deve ser entregue ao PMDB, como informou nesta sextafeira, desde que o partido con-

Dilma conversa com Lula e prepara reforma ministerial para janeiro

corde em reforçar o palanque de Dilma no Nordeste e em apoiar candidatos do PT na região. Todo o esforço será feito para que Dilma liquide a fatura eleitoral no 1º turno. O Planalto quer dividir o PSB, atraindo o governador do Ceará, Cid

Gomes, e o secretário da Saúde, Ciro Gomes, para a campanha de Dilma. Homem da confiança de Lula, o ex-ministro Walfrido dos Mares Guia, que presidiu o PSB de Minas e deixou o posto por divergir de Campos, foi convocado para a reunião na Granja do Torto.

Líderes do PT chegaram a pedir a Dilma que pusesse o titular das Comunicações, Paulo Bernardo, no lugar de Ideli. A presidente, porém, não age sob pressão e, diante das notícias sobre a saída da ministra, decidiu segurá-la por alguns meses. Pelos cálculos do Planalto, no mínimo 12 dos 39 ministros deixarão os cargos para disputar as eleições de 2014. Na lista está a chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, candidata do PT ao governo do Paraná. A dúvida, agora, é sobre a conveniência de transferir o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, para essa cadeira, já que ele deve coordenar a campanha da reeleição de Dilma. Na avaliação de Lula, Miriam Belchior seria a mais indicada para comandar a Casa Civil, mas Dilma ainda não bateu o martelo.


Esportes

esportes@primeiraedicao.com.br

Primeira Edição | 16 a 22 de setembro, 2013 Diário Oficial dos Municípios - Opinião - Social

> MENINOS DO MUTANGE

Joias do CSA podem salvar ano do centenário A um passo da final, Sub-20 do Azulão pega o Arapiraca na segunda partida da semi do Alagoano com direito a empate fotos: Marcelo Alves

Marcelo Alves Repórter

O ano do centenário do CSA ainda pode ser salvo em relação à possibilidade da conquista de título. Isso porque, o Sub-20 do Azulão está a um passo da disputa da final do Campeonato Alagoano da categoria. A base azulina entra em campo nesta quarta-feira (17), às 14h30, para encarar o Arapiraca, no Mutange, na segunda partida da semifinal do Estadual. No primeiro duelo entre as duas equipes, que ocorreu em Arapiraca, na última quarta-feira (10), o Azulão venceu o jogo por 2 a 0. Além do título da competição estadual, que marcará o bicampeonato, está em jogo a descoberta de novos talentos que poderão ser utilizados na próxima tem-

Sub-20 do CSA é esperança de conquista de título no centenário do clube e também de novos valores para compor o elenco profissional de 2014

porada no elenco profissional. Nesta segunda partida da semi do Alagoano Sub-20, o departamento de futebol do

CSA estará presente ao jogo para torcer e já dar início a avaliação de alguns atletas da base que servirão o elenco profissio-

nal em 2014. O vice-presidente de futebol, Raimundo Tavares, disse que vai prestigiar a partida, juntamente com Roberto

Mendes e Fabiano Melo, além do novo gerente de futebol do clube, Marquinhos Mossoró, anunciado no cargo na última

sexta-feira (13) e que já assistiu ao primeiro jogo da semifinal, em que o CSA venceu o Arapiraca. Durante a aclamação da nova diretoria, a base voltou a ser lembrada como uma das soluções para formação de um elenco competitivo para o próximo ano. Dos que mais tocaram na tecla investimento na base foi o ex-presidente e senador Euclydes Mello, que chegou até a lembrar que o CSA foi campeão alagoano com todos os 11 jogadores da base. Raimundo Tavares vê a importância no resgate da base azulina, mas afirma que não se pode agir de forma irresponsável. "É preciso profissionalizar os jovens atletas e exigir deles atuações de jogadores experientes", disse.

Marechal lapida Sub-20 que Garotos do Azulão podem teve 8 atletas no profissional encarar o CRB na decisão Liderados pelo técnico do Sub-20, do CSA, Carlinhos Marechal, fruto da base azulina e que foi craque e se tornou ídolo do clube do Mutange na década de 1980, os seus comandados têm o treinador como pai e referência para também vestirem a camisa profissional do Azulão. Nesta quarta-feira (17), durante a segunda partida da semifinal do Alagoano da categoria, as joias azulinas têm a oportunidade de brilhar e fazer reluzir a esperança de título para o clube, bem como de chamar à atenção dos dirigentes, mostrando que possuem a capacidade de vestir a camisa dos profissionais. O próprio Marechal atesta que os atletas do Sub-20 não têm mais o que mostrar, pois, segundo ele, todos os seus comandados possuem potencial. Para se ter uma ideia, dos 32 jogadores de Marechal, oito já vestiram a camisa do Azulão nos campeonatos Alagoano e Brasileiro da Série D, como os goleiro Batinga e Erique, o lat-

Pedrinho, Batinga, Acácio, Paulo, Marechal, Erique, Wilson e Cássio

eral-esquerdo Acácio, os volantes Paulo e Robson, o meia Cassiano e os atacantes Wilson e Pedrinho. Apesar de se criar uma expectativa em relação aos jogadores da base, Marechal ressalta que se os atletas forem aproveitados no profissional não devem ser vistos como os "salvadores da pátria". "Os jogadores da casa, se utilizados no elenco principal, não podem

resolver. Eles, serão apenas mais um [jogador] no elenco. O treinador lembra que durante a última gestão alguns jogadores profissionais foram contratados com salários considerados alto para a realidade do CSA e nem sequer jogaram, por contusão ou falta de ritmo de jogo, enquanto garotos da base com vencimentos menores e preparados fisicamente não eram valorizados.

O CSA Sub-20, que está perto da final, é detento de uma grande campanha no Alagoano da categoria. Invicto nos oito jogos que disputou até agora (sendo sete vitórias e um empate), as joias azulinas já balançaram as redes adversárias 40 vezes - sendo uma média de 5 gols marcados em cada partida e sofreram apenas três tentos. Além desse retrospecto positivo, os artilheiros da competição são os dois atacantes do clube: Arthur, que marcou 12 gols, e Alex com dez. Passando pelo Arapiraca, o CSA vai aguardar para disputar o título com o CRB ou o São Domingos, que duelem na outra semifinal. Na primeira partida da semi, o Galo venceu São Domingos por 1 a 0, na Pajuçara, e agora o outro jogo é em Marechal Deodoro. Marechal, que é considerado como um pai para os garotos, disse que o Sub-20

Comissão técnica conversa com Sub-20 sobre jogo contra o Arapiraca

ainda poderia estar com uma melhor campanha do que a feita até agora. Segundo ele, a falta de um apoio maior à base, uma vez que durante a gestão anterior, por pouco a preparação dos atletas para a disputa desta competição não foi comprometida. Mas apesar da reclamação de falta de condições, Marechal reconhece que a realida-

de das categorias de base do CSA está melhor do que a de alguns clubes do Nordeste. Ele espera que seja dado apoio aos atletas da base e que haja cobrança de acordo com o que for investido. "Na minha época em que jogava na base, tínhamos boas condições de trabalho, alimentação, valorização salarial e boa acomodação".


Primeira Edição | 16 a 22 de setembro, 2013

B2 | Esportes

> SÉRIE C

CRB pega o indigesto lanterna Rio Branco Após perder para o time do Treze-PB por 1 a 0 no domingo, em pleno estádio Rei Pelé, Galo vai encarar o clube acreano Márcio Ândrei

Marcelo Alves

CSA marca pré-temporada para o dia 17 de novembro

Repórter

Apesar de conhecer, na era do técnico Roverval Davino, a primeira derrota no Campeonato Brasileiro da Série C ao perder por 1 a 0 para o TrezePB, o CRB comemora nesta sexta-feira (20), seus 101 anos de vida. E para festejar, presidente-executivo do Galo, Marcos Barbosa, vai anunciar oficialmente como presente para os torcedores regatianos uma área 300 mil/m² que foi adquirida no município de Barra de São Miguel, onde será será edificado o Centro de Treinamento (CT) - a nova casa do clube. Festividades à parte, o CRB tem que manter a foco na sequência da Série C, uma vez que tenta a reabilitação na competição nacional contra o lanterna Rio Branco-AC, em partida que será disputada neste domingo (22), às 16h, no Rei Pelé. O adversário é considerado um time indigesto para o Galo, uma vez que a única vitória que a equipe acreana conquistou até agora na Terceirona do Brasileirão foi contra o time regatiano pelo placar de 1 a 0, em jogo disputado no último dia 24 de julho, na Arena da Floresta, em Rio Branco. Contra Rio Branco, o CRB tentará voltar ao G-4 da Série C. No domingo (15), o Galo perdeu para o Treze-PB por 1 a 0, no Rei Pelé. Esta foi a primeira derrota do técnico Roberval Davino desde que assumiu a Galo na Série C, perdendo assim a invencibilidade de oito jogos sem derrotas.

CRB perde para o Treze-PB e segue fora do G-4 do Grupo A da Série C

Resultados / Série C / Grupo A 15/09 15/09 15/09 15/09 15/09 - 19h00

CRB-AL Santa Cruz-PE Fortaleza-CE Cuiabá-MT Luverdense-MT

0x1 3x2 2x2 3x1 2x2

Treze-PB Águia-PA Brasiliense-DF Baraúnas-RN Sampaio Corrêa-MA

Próximos jogos / Série C / Grupo A 22/09 - 16h00 22/09 - 16h00 22/09 - 17h00 22/09 - 19h00 22/09 - 16h00

Sampaio Corrêa-MA Baraúnas-RN Brasiliense-DF Treze-PB CRB-AL

x x x x x

Cuiabá-MT Santa Cruz-PE Águia-PA Fortaleza-CE Rio Branco-AC

Classificação / Série C / Grupo A 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º 11º

Fortaleza-CE Luverdense-MT Treze-PB Brasiliense-DF Águia-PA Sampaio Corrêa-MA Santa Cruz-PE CRB-AL Cuiabá-MT Baraúnas-RN Rio Branco-AC

P 27 27 26 26 25 24 24 24 21 13 3

J 16 15 16 16 16 15 15 15 15 16 15

V 8 8 8 7 7 7 7 7 6 4 1

E 3 3 2 5 4 3 3 3 3 1 0

D 5 4 6 4 5 5 5 5 6 11 14

GP 33 23 20 15 22 28 24 15 24 13 6

GS 17 15 26 15 19 15 17 10 18 34 37

SG 16 8 -6 0 3 13 7 5 6 -21 -31

Apesar de já ter anunciada a contratação do gerente de futebol profissional do CSA, Marquinhos Mossoró, a diretoria azulina afirma não ter pressa para divulgar nomes de jogadores que farão parte do elenco da próxima temporada. Segundo o vice de futebol do Azulão, Raimundo Tavares, a meta agora é apenas deixar apalavrada a comissão técnica e a possibilidade de contratação de alguns atletas que estão atuando nas diversas séries do Campeonato Brasileiro. Mas o dirigente afirmou em entrevista à reportagem do Primeira Edição que de quatro a seis jogadores que fizeram parte do elenco azulino durante a disputa da Série D,

deste ano, retornarão ao clube. Outra novidade é a definição do início da pré-temporada que está agendada para o dia 16 de novembro e a apresentação do grupo e o começo das atividades para 17. O local onde serão feitos os treinados ainda não foi definido.

CSA E GRÊMIO Para montar o elenco azulino da próxima temporada, o departamento de futebol do clube pretende continuar com a parceria firmada na gestão passada com o Grêmio-RS. Raimundo Tavares disse que deverá viajar ao Rio Grande do Sul para ter uma conversa com o presidente-executivo do time gaúcho, Fábio Costa,

para obter informações do último convênio feito entre os dois clubes para assim manter o acordo. Caso permaneça a parceria, o Grêmio voltaria a liberar para o CSA jogadores que não são aproveitados no elenco principal ou atletas da base que precisam ganhar cancha. Desta forma há a possibilidade de o atacante Everaldo retornar ao Mutange, uma vez que retornou ao Grêmio e continua sendo inutilizado. Além do Grêmio, Raimundo Tavares afirmou que pretende firmar parcerias com outros clubes do país. Tavares disse que é preciso paciência, nesse momento de montagem do eleno.

ASA recebe o Boa para sair da zona e pôr fim a jejum O ASA volta a jogar em casa nesta terça-feira (17) contra o Boa Esporte-MG, às 21h50, no estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca, com o objetivo de sair da zona de rebaixamento e pôr fim ao jejum de quatro partidas sem vencer, sendo três derrotas e um empate. O último revés do Alvinegro aconteceu na última sexta-feira (13), ao perder para

o Joinville-SC por 1 a 0, em jogo disputado diante de seu torcedor. Desde que iniciou o mês de setembro, o ASA disputou quatro partidas e ainda não conseguiu uma vitória, amargando três derrotas e um empate (São Caetano 3 x 0 ASA, dia 3 de setembro; ASA 1 x 1 Paysandu, dia 6, Palmeiras 3 a 0 ASA, dia 10, e ASA 0 x 1 Join-

ville, dia 13). O Alvinegro ocupa a 17ª colocação com 23 pontos conquistados. Já o Boa Esporte-MG que apesar de ocupar a 9ª colocação com 32 pontos também amarga uma seqüência negativa de cinco jogos sem vitória, sendo três empates e duas derrotas. O último revés foi sofrido para o Atlético-GO por 3 a 1, na última sexta-feira (13).


Primeira Edição | 16 a 22 de setembro, 2013

Esportes |B3

> RESPIRANDO

SP vence, deixa Z-4 e põe Vasco na zona Rodrigo Caio e Antônio Carlos marcam e tiram Tricolor da degola após 12 rodadas. Gigante da Colina despenca na tabela Globoesporte.com Dez títulos nacionais, ídolos como Juninho Pernambucano e Rogério Ceni em campo e uma quase dramática luta contra o rebaixamento, em São Januário. Em um confronto de gigantes enfraquecidos e ameaçados, só o São Paulo vai poder respirar aliviado nesta rodada. Esqueça o brilhantismo de clubes que até já decidiram o Brasileirão. No jogo deste domingo, pesou a eficiência dos times de Muricy Ramalho para o Tricolor paulista vencer por 2 a 0 e trocar de posição com o Vasco no grupo dos quatro piores. Nem Jadson, Ganso ou Luis Fabiano. O triunfo começou com um garoto de 20 anos que não tem a fama das estrelas,

fotos: Divulgação

mas vem mostrando muita eficiência. Rodrigo Caio, curinga capaz de se adaptar a todas as posições da defesa, acertou uma cabeçada de atacante para marcar e causar inveja a um rival que completou três rodadas sem balançar a rede. No momento em que o Vasco mais pressionava no segundo tempo, o goleiro Diogo SIlva cometeu uma falha grotesca ao tentar socar a bola na área. Antônio Carlos recebeu o presente e fechou o placar. A segunda vitória seguida do Tricolor paulista desde a saída de Paulo Autuori e a chegada de Muricy deixa os clubes empatados com 24 pontos. O São Paulo sobe para o 15º lugar e sai da zona do rebaixamento depois de 12 rodadas. A diferença dos times está no saldo

Esta foi a segunda vitória seguida do São Paulo desde a saída de Paulo Autuori e a chegada do técnico Muricy

Goiás derrota o Corinthians com gol de ex-são-paulino Alexandre Pato e Walter têm 24 anos e vieram do mesmo lugar. Formaram-se como profissionais no Internacional e de lá saíram como promessas do futebol brasileiro. Cada um seguiu seu caminho, nos quais nasceram as diferenças. Neste domingo, no Pacaembu, eles se enfrentaram por Corinthians e Goiás, foram protagonistas da partida. Quem também apareceu foi o meia Hugo, bicampeão brasileiro pelo São Paulo de Muricy Ramalho, e o volante Amaral - ambos marcaram para o time visitante, que venceu o Corinthians por 2 a 1. Pato e Walter são os artilheiros de seus times no Brasileirão. O corintiano balançou as redes neste domingo e chegou a sete gols. O atacante do Goiás tem oito. Neste domingo, eles foram os mais acionados de cada lado. Pato começou bem, criou belas e boas jogadas, mas em todas as vezes errou por muito nas finalizações. Acertou no segundo tempo, quando empurrou para o gol após confusão na pequena área. Walter, dentro das limitações de sua equipe,

Goiás termina a rodada com 29 pontos, um a menos que o Timão

dominou a grande maioria das bolas que recebeu, mas conseguiu chutar pouco. O Corinthians pagou R$ 40 milhões para tirar Alexandre Pato do Milan (ITA). O atacante defende a seleção brasileira, vive em meio à fama, ganhou notoriedade pelos relacionamentos com atriz famosa e com a filha do exprimeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi. Pato é o

Resultados / Série A 14/09 14/09 15/09 15/09 15/09 15/09 15/09 15/09 15/09 15/09

Cruzeiro Fluminense Corinthians Criciúma Vasco da Gama Coritiba Ponte Preta Santos Vitória-BA Grêmio

1x0 2x1 1x2 0x1 0x2 2x2 1x1 1x2 2x1 0x1

exemplo do atleta midiático: cuida do corpo, descolore os cabelos e apara até as sobrancelhas; Walter, não. Acima do peso, o atacante do Goiás é chamado de gordinho e notabilizou-se por nada ter a ver com um atleta profissional. Luta contra a balança e não esconde os defeitos: não consegue largar lanches, refrigerantes e bolachas recheadas fora de hora.

Flamengo arranca empate com a Ponte Preta no fim O Flamengo esteve em vias de sofrer uma derrota que poderia abalar ainda mais seu campeonato neste domingo. Gol de André Santos aos 41 minutos do segundo tempo, em Campinas, impediu que a Ponte Preta vencesse a partida e aproximasse ainda mais os cariocas da zona de rebaixamento. O time de Mano Menezes buscou o empate com um jogador a menos - Samir foi expulso. O resultado foi péssimo para a Macaca, que já acumulava sete derrotas consecutivas no campeonato. Artur, em chute cruzado, abriu o placar para a Ponte. André Santos, que falhou na expulsão de Samir, empatou em uma inesperada reação rubro-negra. Com isso, Jorginho, técnico da Macaca, segue sem vencer no Brasileirão nem pelo time campineiro, nem pela equipe carioca, que ele treinou no início do campeonato. Com o empate, a equipe da Ponte Preta foi a 16 pontos conquistados, passando a ocupar a 19ª colocação. Já o time do Flamengo, que obtém 26, é o 11º colocado na

Próximos jogos / Série A Atlético-PR Portuguesa Goiás Internacional São Paulo Bahia Flamengo Botafogo Náutico Atlético-MG

de gols: menos dois contra sete negativos. O Vasco cai para 17º e se transforma no novo integrante do grupo dos quatro piores. Além do mau momento do ataque, o Gigante da Colina acumula uma série ruim de resultados que o deixa à beira da crise e do temor de voltar à Série B na próxima temporada. O time conquistou apenas uma vitória nos últimos oito jogos e vê a pressão sobre o técnico Dorival Júnior crescer. Na próxima rodada, os dois times voltam a enfrentar equipes que estão na metade de baixo da tabela. Vasco recebe o Vitória, quarta-feira, às 19h30m, em São Januário. O São Paulo encara o AtléticoMG, no mesmo dia, às 21h50m, no Morumbi.

18/09 - 19h30 18/09 - 19h30 18/09 - 21h00 18/09 - 21h00 18/09 - 21h50 18/09 - 21h50 18/09 - 21h50 19/09 - 19h30 19/09 - 21h00 19/09 - 21h00

Vasco da Gama Grêmio Criciúma Coritiba São Paulo Cruzeiro Ponte Preta Flamengo Portuguesa Bahia

x x x x x x x x x x

Vitória-BA Santos Fluminense Goiás Atlético-MG Botafogo Corinthians Atlético-PR Náutico Internacional

Flamengo quase foi batido pelo více-lanterna, Ponte Preta, no Lucarelli

estádio Moisés Lucarelli. Enquanto que o time do Flamengo vai também receber em casa o time do Atlético/PR, na noite desta quinta-feira (19), no estádio do Maracanã, a partir das 19h30.

tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. Na próxima rodada do Brasileirão, a equipe da Ponte Preta receberá em casa o time do Corinthians na noite desta quarta-feira (18), às 21h50, no

Classificação / Série A 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º 11º 12º 13º 14º 15º 16º 17º 18º 19º 20º

Cruzeiro Botafogo Grêmio Atlético-PR Internacional Corinthians Coritiba Goiás Santos Atlético-MG Vitória-BA Fluminense Flamengo Bahia Criciúma São Paulo Vasco da Gama Portuguesa Ponte Preta Náutico

P 46 42 37 35 34 30 29 29 28 28 27 26 26 25 24 24 24 22 16 9

J 21 21 21 21 21 21 21 21 20 20 21 21 21 21 21 21 21 21 20 20

V 14 12 11 9 8 7 7 7 7 7 7 7 6 6 7 6 6 5 4 2

E 4 6 4 8 10 9 8 8 7 7 6 5 8 7 3 6 6 7 4 3

D 3 3 6 4 3 5 6 6 6 6 8 9 7 8 11 9 9 9 12 15

GP 45 35 28 35 35 20 25 22 24 22 27 25 22 22 27 20 29 29 21 10

GS 19 22 20 26 29 11 25 25 19 22 30 28 25 28 34 22 36 34 32 36

SG 26 13 8 9 6 9 0 -3 5 0 -3 -3 -3 -6 -7 -2 -7 -5 -11 -26


Primeira Edição | 16 a 22 de setembro, 2013

B4 | Diário Oficial dos Municípios

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DE SANTO ANTONIO EXTRATO DO 3º TERMO ADITIVO DO CONTRATO Nº 004/2011 – TP CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Barra de Santo Antônio, CNPJ: 12.262.713/0001-02. CONTRATADA: CONSTRUTORA TERRA NORDESTE LTDA. CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO: O presente instrumento tem por objeto a revisão do prazo de execução para construção de 01 (uma) Creche Pró- Infância, em conformidade com as especificações constantes do Edital Tomada de Preços Nº 004/2011 e seus Anexos. CLÁUSULA SEGUNDA - DO VALOR: O valor global do contrato originário que era de R$ 1.214.314,09 (Hum milhão, duzentos e catorze mil, trezentos e catorze reais e nove centavos), passa a partir da assinatura deste termo aditivo para o valor global de R$ 1.390.234,60 (um milhão, trezentos e noventa mil, duzentos e trinta e quatro reais e sessenta centavos). CLÁUSULA TERCEIRA – DA DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA A dotação orçamentária por onde correrão as despesas decorrentes do contrato fazem parte do orçamento 2013, por conta dos recursos das rubricas, Programas de Trabalho: 10.302.0008.5.004 – Construção e ou Conservação, Reforma de Equipamentos de Posto de Saúde. ELEMENTO DE DESPESA: Nº 4.4.90.51 – Obras e Instalações. CLÁUSULA QUARTA – DAS DEMAIS CÁUSULAS. Ficam inalteradas e ratificadas as demais cláusulas do contrato nº 004/2011-TP, desde que não contrarie o que convencionado no presente termo aditivo. CLÁUSULA QUINTA – DO FORO: Os contratantes elegem o foro da cidade de Barra de Santo Antônio/AL, como competente

para dirimir quaisquer dúvidas ou questões oriundas do presente contrato e que não possam ser resolvidas administrativamente, com exceção de qualquer outro por mais privilegiado que seja. E, por estarem assim justos e acordados, assinam o presente em 03 (três) vias de igual teor e forma, na presença das testemunhas, que também o subscrevem. Barra de Santo Antônio/AL, 19 de julho de 2013. José Rogério Cavalcante Farias Prefeito -------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DA BARRA DE SANTO ANTONIO RATIFICAÇÃO DE INEXIGIBILIDADE N° 0108/2013 O Prefeito do Município de Barra de Santo Antônio RATIFICA o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 91.000,00 (noventa e um mil reais). EXTRATO DO CONTRATO N° 01-08/2013 – IL CONTRATANTE: Prefeitura Municipal da Barra de Santo Antônio, CNPJ: 12.262.713/0001-02. CONTRATADA: M D M RODRIGUES - ME, CNPJ: 17.640.096/0001-55. OBJETO: Contratação de Bandas Musicais para as Festividades da Emancipação Politica do Município no valor global de R$ 91.000,00 (noventa e um mil reais). Barra de Santo Antônio/AL, 16 de agosto de 2013. José Rogério Cavalcante Farias Prefeito -------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE BRANQUINHA HOMOLOGAÇÃO DO CONVITE N° 01-05/2013 A Prefeita do Município de Branquinha HOMOLOGA o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 16.000,00 (dezesseis mil reais). EXTRATO DO CONTRATO N° 01-05/2013 – CV

CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Branquinha, CNPJ: 12.262.713/0001-02. CONTRATADA: WESLEY MENDES SHOWS E EVENTOS EIRELI EPP, CNPJ: 17.401.831/0001-78. OBJETO: Locação de Estrutura para Festividades da Emancipação Politica. VALOR: R$ 16.000,00 (dezesseis mil reais). Branquinha/AL, 22 de maio de 2013. Ana Renata da Purificação Moraes Prefeita -------------------------------------------------------CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL PARA GESTÃO DA ILUMINAÇÃO PÚBLICA (CIGIP) EXTRATO DE PRIMEIRO ADITIVO AO CONTRATO Nº 003/2013-PP PREGÃO PRESENCIAL Nº 003/2013-SRP Fornecimento de “Mobiliários” (Processo Adm: nº 0052013060505) Contratante: Consórcio Intermunicipal Para Gestão da Iluminação Pública (CIGIP). Contratada: Diflex Instalações Comerciais Ltda. Objeto: ACRÉSCIMO de 17,91% (dezessete vírgula noventa e um por cento) ao valor do Contrato nº 003/2013-PP, firmado entre as partes, em 15/07/2013, nos termos previstos em sua Cláusula Décima Segunda. DOS VALORES: O presente Aditivo importa no acréscimo de R$ 7.881,13 (sete mil, oitocentos e oitenta e um reais e treze centavos), ao Contrato original, do valor inicialmente contratado. Após o acréscimo do valor de que trata o presente Termo Aditivo, o Contrato original passará a vigorar com o valor global de R$ 51.881,13 (cinquenta e um mil, oitocentos e oitenta e um reais e treze centavos). Fundamentação Legal: O presente termo aditivo decorre de autorização do Senhor Presidente da contratante, exarada no Processo Adm. nº 0052013072901, e encontra amparo legal no artigo 65, alínea “b” do inciso

I, combinada com o § 1º, da Lei n.º 8.666/93. Data da Assinatura: 05 de agosto de 2013. Arlindo Garrote da Silva Neto-Presidente -------------------------------------------------------PREFEITURA DE PORTO DE PEDRAS HOMOLOGAÇÃO – CARTA CONVITE N° 0106/2013 A Prefeita do Município de Porto de Pedras HOMOLOGA o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 22.500,00 (vinte e dois mil e quinhentos reais). EXTRATO DO CONTRATO N° 01-06/2013 – CV CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Porto de Pedras, CNPJ: 08.269.446/0001-91. CONTRATADA: MDM Rodrigues ME, CNPJ: 17.640.096/0001-55. OBJETO: Locação de Estrutura para a Emancipação Política. VALOR: R$ 22.500,00 (vinte e dois mil e quinhentos reais). Porto de Pedras/AL, 07 de junho de 2013. * Republicado por incorreção. Joselita Camila Bianor Farias Prefeita -------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO AVISO DE LICITAÇÃO A CPL do município de Quebrangulo informa aos interessados que estará realizando a seguinte licitação: Pregão Presencial 25/2013 do Tipo Menor Preço por Item. Objeto: Locação de 02 (dois) veículos destinados a atender as necessidades da Secretaria Municipal de Assistência Social. Data/Hora: 01 de outubro de 2013, as 09h00min. O edital do processo encontra-se a disposição dos interessados na sala da CPL, no horário de 08h00min as 12h00min. Sito: Praça Getúlio Vargas, 50 – Centro - Quebrangulo – AL. (82) 3288 1159 cpl.quebrangulo@gmail.com. Quebrangulo, 11 de setembro de 2013. Lucivan Alexandrino de Barros – Pregoeiro

> FESTA CÍVICA

Desfile diferente celebra emancipação nesta 2ª Governador Teotonio Vilela abrirá o evento que deverá reunir mais ede 10 mil pessoas no estacionamento de Jaraguá Divulgação

O Desfile Cívico Estudantil, em comemoração aos 196 anos da Emancipação Política de Alagoas, será realizado a partir das 15h30m desta segundafeira (16/9), no estacionamento de Jaraguá. A secretária estadual de Educação e do Esporte, Josicleide Moura, informou que "Este ano teremos um desfile diferente, onde os alunos se apresentam e voltam para assistir a apresentação dos colegas e dos artistas convidados, no palco arena Jaraguá", afirmou a secretária. Segundo ela, desfile contará com cerca de 3 mil participantes, entre alunos e artistas, que se apresentarão para um público estimado de 10 mil pessoas. "Será um momento magnífico. Estamos preparando um grande espetáculo, que irá encantar a todos", afirmou Josicleide Moura. De acordo com a comissão organizadora, o desfile está programado para começar às 15h30, com previsão de pouco mais de duas horas de duração. Além da abertura solene com a saudação do governador Teotonio Vilela Filho e o hasteamento das bandeiras, ao som dos Hinos de Alagoas e do Brasil -, o desfile terá sequência com a apresentação das bandas fanfarras, pelotão de balizas e o cortejo artístico, com várias manifestações culturais.

tro de Convenções, onde ficarão até o encerramento do evento, quando são acionados para buscar os alunos e retornarem às suas cidades.

CINCO ATOS Durante a coletiva, Beatriz Brandão explicou que o desfile será dividido em cinco atos: o cívico, o circo, o teatro, a dança e a música. "Do primeiro ao último ato, todas as apresentações terão um foco artístico e cultural. Até mesmo o hasteamento das bandeiras será diferenciado", adiantou. Segundo ela, outro grande momento será o encerramento do evento, com um grande show a céu aberto. No quinto ato, revelou Beatriz Brandão, além da música como pano de fundo, o público assistirá aos bastidores das artes, a apresentação dos bois do Carnaval, o balé da Academia de Dança da Maria Emília Clark, grupos de HipHop, coletivo Afro Caeté, os integrantes do projeto "Sua majestade o Circo" e a quadrilha Amor Junino, do bairro do Vergel do Lago. O evento será encerrado com a apresentação dos musicistas Roberta Aureliano e Nicolas Coelho (voz e violino).

INVESTIMENTO A Secretaria da Educação, de acordo com Beatriz Brandão, investiu pouco mais de R$ 156 mil na preparação do desfile - cerca de 45% a menos do investimento feito nos eventos anteriores. Dentro

SEGURANÇA De acordo com a organização do desfile, cerca de 400 policiais irão trabalhar na segurança do evento, em Jaraguá. Uma reunião, realizada na última quinta-feira, na sede do Batalhão Escolar, traçou a estratégia de atuação dos militares antes, durante e depois do desfile. Além do Batalhão escolar e da PM, participam também do esquema de segurança a Guarda Municipal, o Corpo de Bombeiros e uma unidade do Samu.

TRÂNSITO

Teotonio Vilela, em foto clicada no ‘Dia Cívico’, preside desfile da emancipação nesta segunda-feira à tarde

desse valor, estão incluídas as despesas com alimentação e transporte dos alunos, além da ajuda de custo aos artistas e organizações culturais que participarão do desfile. Cerca de 80 ônibus serão utilizados para trazer as delegações do interior. Ao todo, de acordo com a organização do evento, participarão do desfile cerca 2,6 mil

estudantes e 50 escolas, representando os municípios ligados às 15 Coordenadorias Regionais de Educação (CREs). Deste total de participantes, estão incluídos os alunos e os integrantes das bandas de escolas municipais. Participam também artistas ligados a organizações não governamentais e às escolas de dança, teatro e circo de Alagoas.

TRANSPORTE Cerca de 80 ônibus serão usados para transportar os estudantes do interior para a capital. Depois de passar pelo Cepa, onde os alunos almoçam e trocam de roupa. Pouco antes do evento, os ônibus deixam o Cepa e seguem com os participantes para o local do desfile. De lá, os ônibus serão levados até o estacionamento do Cen-

Nas imediações do local do desfile, o trânsito será modificado a partir da madrugada da segunda-feira. Algumas avenidas e ruas serão interditadas por algumas horas no feriado. A partir do meio dia, estarão interditadas a Avenida da Paz; a Rua Aspirante Alberto Melo da Costa (Riacho Salgadinho); a Rua Buarque de Macedo, até a Aspirante Alberto Melo da Costa (sentido praia); e no trecho até a Rua Uruguai, que também estará fechada até a Capitania dos Portos, bem como a Rua Silvério Jorge (por trás da Sesau).


Primeira Edição | 16 a 22 de setembro, 2013

Opinião |B5

A foto do fato

Editorial

Combate à violência É demagógico cobrar o 'fim da violência' em Alagoas, como o fazem políticos da oposição, alguns deles tratando o tema como um problema de 'fácil solução'. Se fácil fosse, pôr fim à criminalidade, por que todos estados brasileiros estariam hoje registrando taxas altíssimas de homicídios e assaltos à mão armada? A violência, aqui e em qualquer parte do mundo, decorre não de um, mas de um conjunto de fatores tais como explosão populacional, falta de educação, desemprego, pobreza extrema e, liderando o elenco de causas, a comercialização e o consumo de drogas. E não custa lembrar que o combate ao narcotráfico é atribuição da Polícia Federal que, a rigor, não está estruturada para dar conta do recado. Claro que se mata por inúmeros motivos, desde rixas pessoais a brigas de família, mas o que conta, nas estatísticas oficiais da criminalidade, são, especialmente, os homicídios envolvendo pessoas que convivem com as drogas, assim como os assaltos à mão armada, bem mais comuns nos grandes centros urbanos. Mata-se, também - entretanto - por causa da impunidade, pela 'certeza' de que a lei é frouxa e não existe sequer um sistema prisional capaz de abrigar ao menos os bandidos que, após os delitos, chegam a ser presos, julgados e condenados. Enfim, o combate à violência - que só parece coisa simples nos discursos políticos de quem não está obrigado a fazê-lo - depende não apenas de uma ação policial efetiva, de vigilância nas fronteiras para impedir o ingresso de armas e drogas, mas também de políticas públicas, de educação que ensine a todos a respeitar a vida, de geração de emprego, de incentivo aos esportes para livrar os jovens das drogas, de assistência mais efetiva às populações marginais.

Se a CUT não intervier, como fez durante a parada do 7 de Setembro, um desfile escolar cuidadosamente organizado vai celebrar nesta 2ª feira, 16 de setembro, mas um aniversário de emancopação politica de Alagoas. Evento será à tarde no estacionamento de Jaraguá

Novas leis que o Brasil espera

O agronegócio descrente no governo federal

do Senado Federal com O Senado Federal vem o tema do atuando em sintonia com a f i n a n c i a sociedade brasileira. Na se- mento da mana que passou votamos saúde púduas medidas provisórias, blica, hoje o entre elas o Projeto de Con- assunto que versão 21, de 2013, que traz mais angusassuntos de extrema relevân- tia nossa sociedade e está no cia para o País. topo de maioria das pesquiEntre os temas está o parce- sas de sondagem de opinião lamento para bancos e segu- pública. radoras, que poderão dividir Temos um modelo integral e dívidas do PIS e da Cofins em complexo de saúde pública e até 60 prestações, com 20% precisamos definir financiade entrada, e a subvenção mentos permanentes para o dos produtores de cana de setor e debater aspectos que R$ 12 por tonelada, limitada levem a melhoria do serviço, a 10 mil toneladas cada um, entre eles o percentual do referente à safra 2011/2012. orçamento público para o O benefício alcança aproxi- setor, a carreira dos médicos, madamente 18 mil produto- o revalida e o programa Mais res afetados pela estiagem. Médicos. Um programa adoJá as destilarias de etanol, tado com coragem pela precom produção voltada ao sidente Dilma Rousseff e que mercado interno, receberão conta com o expressivo subvenção de R$ 0,20 por apoio da sociedade brasileilitro de comra. bustível efetiNa esfera vamente proadministrativa duzido e “Temos um mode- estamos criancomercializalo integral e com- do, por resoludo na safra ção, o prograplexo de saúde 2011/ 2012. ma de melhopública e preNo mesmo ria da qualidatexto foi criacisamos definir de do gasto do o direito à financiamentos” público no transferência âmbito do Sedo serviço de nado Federal. táxi durante o Tal medida se período de validade da con- faz necessária para racionalicessão. Igualmente a MP zar ainda mais a aquisição, contempla a reabertura do consumo e armazenagem de prazo de adesão ao chama- materiais no Senado Federal. do Refis, que permite a rene- Já cortamos custos em mais gociação de dívidas por de 300 milhões de reais para empresas com débitos fiscais o biênio 2013/2014 e, com federais. este programa, pretendemos Também aprovamos a integrar os setores de comEmenda Constitucional que pra, fiscalizar melhor e comsoluciona uma contradição bater a cultura da aquisição. do nosso sistema jurídico. A Algumas vezes, sem necessipartir da sua aprovação não dade alguma, como observahá mais hipótese de parla- mos recentemente na Casa. mentares com sentença Os tempos são de comeditransitado em julgado no mento, especialmente com exercício do mandato fica- os recursos públicos. ram no mandato, como ocorreu recentemente. (*) É senador pelo PMDB e presidente do Congresso Nacional Na próxima semana faremos a segunda sessão temática

Aécio Neves (*)

Renan Calheiros (*)

Semana passada vi de perto, dessa vez na cidade de Sorriso (MT) --considerada a capital nacional do agronegócio e nosso maior produtor individual de soja -, exemplos práticos das contradições que comprometem o desempenho da nossa economia. Ao mesmo tempo em que nos orgulham os ganhos formidáveis de produtividade no campo, é desoladora a descrença dos produtores na capacidade do governo federal de prover investimentos mínimos, em logística e em infraestrutura, que garantam menores custos e maior competitividade no momento de escoar a produção. A frustração é de tal ordem que ouvi de muitos deles o desejo de plantar menos, já na próxima safra, por não haver sequer condições adequadas de armazenagem. Com o crescimento do PIB projetado ao redor de apenas 2% ao ano, o setor rural resiste de forma heroica e produz resultados que devem ser reconhecidos e saudados pelos brasileiros: no segundo trimestre, em comparação com o primeiro, o PIB agropecuário cresceu mais que o dobro do PIB. O crescimento foi de 14,7% no primeiro semestre, se comparado com o mesmo período de 2012, enquanto o

setor de serviços cresceu 2,1% e a indústria, 0,8%. A grande performance reflete as transformações ocorridas quando a estabilização da economia decretou o fim do uso especulativo da terra e inaugurou a fase da busca pela eficiência na produção. É notável, desde então, a crescente utilização de novas tecnologias e métodos

“É uma realidade que penaliza a economia como um todo e atinge intensamente o setor do agronegócio em nosso país” de manejo, tornando produtivo e eficiente o setor, da porteira para dentro. As dificuldades a serem superadas estão da porteira para fora e são as mesmas que outros setores enfrentam. O Programa de Investimento em Logística acaba de completar um ano sem realizar nem sequer um leilão para obras em rodovias, ferrovias e portos.

Esse é o terceiro ano consecutivo em que o Brasil cai no Índice de Competitividade Mundial, divulgado pelo Institute for Management Development: em 2010, ocupávamos o 38º lugar; em 2011, o 44º; em 2012, 46º. Na edição 2013, o Brasil caiu mais cinco posições - está em 51º lugar entre 60 países. O resultado são montanhas de grãos ao ar livre (principalmente soja e milho) por falta de armazenagem; quilométricas filas de carretas para chegar aos portos; escassez de ferrovias, além de navios e contêineres parados nos portos, multiplicando custos e reduzindo competitividade. É uma realidade que penaliza a economia como um todo e atinge intensamente o setor do agronegócio, cuja cadeia produtiva contribui com 22% na formação do PIB nacional. A ausência de planejamento, o improviso e a prioridade dada ao marketing têm condenado os desafios do Brasil real ao esquecimento. (*) É senador pelo PSDB de Minas Gerais

Ouvindo a juventude é mais fácil prever o futuro Antoninho Marmo Trevisan (*)

"A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo", afirmava o austríaco Peter Drucker, escritor de 30 livros, professor universitário nos Estados Unidos e um dos maiores gurus da gestão contemporânea. Tal afirmação é ainda mais lúcida quando se trata de prover o amanhã dos jovens e, portanto, de começar a escrever hoje os livros de história das próximas décadas. Para cumprirmos essa responsabilidade com as novas gerações, nada melhor do que ouvi-las e auscultar o que precisam para concretizar o sonho de construir um mundo melhor, que jamais deve ser menosprezado. Pois bem, é exatamente isso que fez a 1ª Pesquisa da Juventude Ibero-Americana, recentemente apresentada em Madri. A boa notícia é que os jovens da América Latina, Portugal e Espanha manifestam otimismo sobre seu futuro (dois em cada três entrevistados acreditam que em, cinco anos, estarão melhor do que agora). O inédito estudo, abrangendo 20 países e 20 mil entrevistas, evidencia, porém, as lições de casa a serem feitas para transformar esse otimismo em realidade. A violência e a insegurança são os principais problemas. O abuso de substâncias entorpecentes (Brasil), desemprego (América Central) e a economia (Portugal e Espanha) também estão entre as principais preocupações. A pesquisa, desenvolvida pela Organização Ibero-Americana de Juventu-

de, juntamente com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), tem o lúcido objetivo de subsidiar a elaboração de políticas públicas. Pela vivência diária na Trevisan Escola de Negócios, concordo integralmente com a observação dos formuladores do trabalho, de que captar as expectativas dos jovens é fundamental, especialmente agora que a América Latina vivencia uma onda de clamor da sociedade, liderada pela juventude, que almeja mais educação e segurança e menos corrupção, violência, pobreza, desigual-

“A boa notícia é que jovens da América Latina, Portugal e Espanha manifestam otimismo sobre seu futuro” dades e desrespeito com o ambiente e os pressupostos da sustentabilidade. Recorte interessante do estudo é o Índice de Expectativas da Juventude, estruturado pelo PNUD. Verificou-se que o Equador, Costa Rica e Nicarágua classificam-se como as nações com a juventude mais otimista, seguidos por Uruguai, Venezuela e

Panamá. No lado oposto, estão Portugal, Guatemala e Brasil. No caso de nosso país, esse resultado deve servir de alerta. Se nossa juventude, num ambiente de quase pleno emprego e numa sequência de 10 anos de ascensão socioeconômica, mostra-se menos otimista do que a espanhola, que enfrenta uma das mais graves crises de sua história, algo realmente está errado. Não se pode subestimar a sensibilidade e a percepção dos jovens quanto aos cenários e tendências. Afinal, o que eles pedem é muito pertinente. Mais de 150 milhões de habitantes da América Latina (um em cada quatro) são jovens de 15 e 29 anos. Metade deles vive no Brasil e no México e 80% estão concentrados em áreas urbanas. É premente ouvi-los e incentivar a sua participação na formulação das políticas públicas. É assim que será construído o futuro no qual eles serão os protagonistas. Que sejam dias melhores! (*) É presidente da Trevisan Escola de Negócios, membro do Conselho Superior do MBC (Movimento Brasil Competitivo) e do CDES (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República)

> OS ARTIGOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES E NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DESTE JORNAL

Endereço: Rua Moema Cavalcante Basto, 314 - Lot. Barra Mar | CEP 57.180-000 Fone: (82) 3021-5837/ 3021-0563 - Barra de São Miguel | Alagoas

Escritório: PRIMEIRA EDIÇÃO JORNAL ON-LINE IMPRESSA LTDA - ME CNPJ 08.078.664/0001-85 CMC 130003

Rua Godofredo Ferro, nº 215 - Centro - Maceió | Alagoas | CEP 57.020-570 Atendimento ao assinante: (82) 3021-0563

Luiz Carlos Barreto Goes Diretor-Geral

Romero Vieira Belo Diretor Editorial

Alda Sampaio Diretora Comercial

FTPI Representação Publicidade e Marketing Ltda Representante nacional do Primeira Edição Alameda dos Maracatins, nº 508 - 9º andar - Indianópolis/SP CNPJ 03.269.504/0001-08 / Insc. Est. Isenta Tel: (81) 2128-4350 / Cel: (81) 9175-5829 fred.recife@ftpi.com.br


Primeira Edição | 16 a 22 de setembro, 2013

B6 | Esportes

Divulgação

Único brasileiro em ação na Fórmula 1, Felipe Massa anuncia que não vai continuar na italiana Ferrari

> A PERIGO

Brasil pode ficar sem pilotos na Fórmula -1 Único brasileiro em ação na categoria, Massa deixará Ferrari NICE - Ainda não é definitivo, restam sete etapas para o encerramento da temporada, mas até agora nenhum piloto brasileiro tem contrato para

disputar o campeonato de

2014. Felipe Massa já sabe que não continuará na Ferrari. Seu empresário, Nicolas Todt, negocia com Lotus, Force India e Sauber. O outro representan-

te do País em condições de

competir na Fórmula 1 no ano que vem, Felipe Nasr, brasiliense de 21 anos que está em quarto lugar na GP2, não sabe se poderá estrear ou terá de disputar a GP2 novamente. Steve Robertson, responsável por sua carreira, a aguarda como Todt a resposta de Force India, Sauber e até da Toro Rosso, apesar de o consultor da Red Bull (dona da Toro Rosso), Helmut Marko, ter dito ao Estado que Nasr não é candidato. "Será um piloto do nosso programa júnior." O mais cotado é o português Antonio Felix da Costa, quinto na Fórmula Renault 3.5, categoria semelhante a GP2. PRIMEIRA VEZ Se acontecer de na etapa de abertura do Mundial de 2014, dia 16 de março, na Austrália, não haver piloto brasileiro no grid, será a primeira vez desde a estreia de Emerson Fittipaldi, no dia 18 de julho de 1970, que isso ocorrerá. "Não acredito que não teremos piloto na Fórmula 1 no ano que vem. Acho que o Massa vai assinar com outro time", diz Fittipaldi. O primeiro brasileiro a disputar a Fórmula 1 foi Chico Landi, que alinhou uma Ferrari no GP da Itália de 1951, em Monza, e depois participou de outras cinco corridas, com Maserati, entre 1952 e 1956. Na despedida da Fórmula 1, no GP da Argentina de 1956, conseguiu brilhante quarta colocação. - O Chico era o meu ídolo. Eu era pequeno, mas ele inspirou a minha geração", lembra Fittipaldi, nascido em 1946. Se ocorrer de Massa e Nasr não assinarem com nenhum time, há quem acredite que haverá importantes desdobramentos no interesse pela Fórmula 1 no Brasil. Um deles é Ingo Hoffmann, campeão 12 vezes da Stock Car e com três largadas na Fórmula 1: GP do Brasil de 1976 e 1977 e da Argentina, de 1977, com Copersucar Fittipaldi. TRISTEZA "Em primeiro lugar, vejo com muita tristeza essa possibilidade. Penso que a Globo deveria retirar uma parte da verba do seu patrocínio da Fórmula 1 para apoiar pilotos na Europa. Quero ver o que eles vão fazer com a queda de audiência." Para Rubens Barrichello, o piloto com mais largadas na história da Fórmula 1 (nada menos de 325 provas), é preciso entender as causas de o Brasil não ter pilotos para evitar chegar nesse ponto novamente: - Há uma diferença muito grande entre o automobilismo que se faz aqui e na Europa. E hoje apenas ter talento não é suficiente. A interatividade com o carro e a equipe é bem maior, saiu um pouco apenas das mãos do piloto a responsabilidade do sucesso - afirma o carismático Rubinho.


Primeira Edição | 16 a 22 de setembro, 2013

Social |B7


Primeira Edição | 16 a 22 de setembro, 2013

B8 | Especial

> CANAL DO SERTÃO

Conexão Di Menezes e-mail: dimenezes2012@hotmail.com contato: (82) 9112-4903

DI QUE SE FALA...

Água irrigada gera renda para agricultura familiar Produtores usam gotejamento para produzir forragens, hortaliças e até morango fotos: Divulgação / Agência Alagoas

O dom de escrever Na linha do tempo, escrever é um dom que se adquire com a experiência na vida cotidiana, e no transcurso desse itinerário, assimilamos conhecimentos em vários campos de atividades humanas, que enriquecem a nossa bagagem e nos torna um ser abrangente em todas as latitudes. Tenho o hábito saudável de ler todos os dias. O prazer da leitura me leva a mundos distantes, é algo transcendental, por isso, a experiência de escrever um livro foi muito importante para a minha autoestima. Aqueles que me conhecem há muitos anos, e que fazem parte dos personagens das histórias do meu livro "Trajetória de um sertanejo na Aldeia Global", não souberam e não tiveram nem a curiosidade de compartilhar comigo neste meu trabalho literário. É lamentável! I la nave va!...

GASTRONOMIA CHURRASCARIA DO BIGODE Se a maciez do filé o coloca entre o rei das carnes, é no gosto que a costela assume a coroa. Suíno ou bovino, o corte é um dos mais suculentos e saborosos, auxiliado pela generosa camada de gordura que o envolve e pelas longas fibras que garantem textura única. Outra boa pedida na Churrascaria do Bigode é a "fraudinha na mostarda" Delícia total!... (82) 3231-3347 CARUARU GALETERIA Ambiente agradável, comida boa e criativa, é inegável que os "gourmands" da cidade buscam o prazer do sabor nas comidinhas de boteco, com aquele toque regional do Caruaru Galeteria. Os petiscos, cupim do Orlando, charque na brasa, caldinho de bacalhau, brochete de picanha, tudo no capricho, delícia! (82) 3317-2318

No entorno do povoado de Alto dos Coelhos, no quilômetro 54 do Canal do Sertão, município de Inhapi, um oásis a olhos vistos. Uma horta bem cuidada, protegida por estufa e irrigada pelo sistema de gotejamento - com água puxada do próprio canal por gravidade (sem a necessidade de energia) - já está rendendo bons frutos ao agricultor familiar, Cláudio Gonzaga, 36 anos. Com um solo adequado para receber os kits de irrigação do governo, a pequena propriedade de Gonzaga já colhe hortaliças diferenciadas para a região do semiárido: rúcula, acelga, alface, pimentão, alho poró e morangos. Sim, morangos de verdade, em uma plantação experimental que já toma todo um canteiro. "Não esperava ter tão cedo uma plantação assim, mas com a irrigação garantida pelas águas do canal pude finalmente plantar o que queria, e acho que agora é só crescer e aumentar minha produção," comemora Cláudio Gonzaga. Ele ainda paga parte da estufa que comprou, mas já tem uma caminhonete Pampa, onde transporta sua produção até sua banca em Delmiro Gouveia, onde segundo sua mãe Maria do Carmo, a primeira a tocar a roça da família, tem até fila para comprar. O faturamento de Gonzaga ainda é tímido, cerca de R$ 400 por semana. "Divido meu lucro com a família, pois ainda me garanto com a profissão de montador de estrutura metálica de torre de transmissão, mas devagarzinho ainda chego lá", diz o agricultor, apostando que um dia ainda vai deixar sua perigosa profissão para viver do campo. Para o diretor de irrigação da Secretaria de Estado de Agricultura, Edson Maruta, que acompanha e monitora a qualidade da plantação de Gonzaga, a diversificada horta também traz benefícios para o

Cláudio Gonzaga mostra pé de morango plantado com água irrigada do Canal

O kit de irrigação que puxa água do Canal por gravidade, sem uso de energia

consumo da própria população. "A qualidade da horta do Cláudio, por ser orgânica, melhora a qualidade nutricional e a saúde da população". O tio de Gonzaga, Admilson de Oliveira Silva, 45 anos, tem uma propriedade vizinha e há 20 dias também recebeu seu kit de irrigação e hoje planta mandioca, macaxeira e bata doce, além de criar peixes em um pequeno açude - povoado por 1500 alevinos da espécie fidalgo, para venda e também para sobrevivência da família, mulher e quatro filhos. "Ave Maria! a chegada do kit foi uma riqueza. Antes era um sofrimento, tudo muito seco, trabalhando só nas trovoadas. Hoje minha horta está uma beleza", diz alegremente seu Cícero, ao lado do neto Edikleyson, puxando do chão as raízes de uma batata doce.

Com as inovações e apoio do governo - irrigação e assistência técnica - Cláudio Gonzaga é um dos primeiros a fazer parte das unidades demonstrativas do perímetro irrigado do Canal do Sertão. Serão 120 povoados e mais de 100 mil pessoas que serão beneficiadas pela água do Canal apenas nesta região, de acordo com números da Secretaria de Estado da Agricultura. A água do Canal do Sertão também provocou mudanças na vida do agricultor Cícero Souza, da comunidade Poços Salgados, zona rural de Olho D'Água do Casado. Ele foi selecionado pela Seagri para também receber um kit de irrigação e uma unidade demonstrativa de produção de forragens. Hoje, ele produz palma, cana, milho, capim e sorgo para alimentação ani-

mal. O governador Teotonio Vilela visitou, na quarta-feira (11), as três propriedades e ficou surpreendido com o que viu. Na propriedade de Cícero Souza, ele ficou impressionado com o tamanho da cana e do capim, que já estão com sete meses. "Isso é uma grande massa verde que vai virar ração animal e, assim, o criador não precisa vender seu rebanho", enfatizou o governador. No caso do seu Cícero, é exatamente isso o que está ocorrendo: ele vendeu boa parte de seu rebanho devido à seca, por falta de alimento e água. Agora, com a irrigação e a água do Canal, ele produz massa verde para os seis animais que lhe restam e ainda vende o excedente, obtendo renda. "Já fiz um projeto no Banco do Brasil para comprar mais seis vacas de leite. Quero repor meu rebanho", adianta seu Cícero. Além da criação de gado e produção de forragens, o produtor cria galinha caipira, produz frango e ovos para complementar a renda.

IRRIGAÇÃO Devido ao sucesso da iniciativa, outros 40 kits de irrigação estão sendo instalados em outras 40 propriedades às margens e ao longo de toda parte já construída do Canal, com recursos garantidos pelo Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep), de R$ 500 mil. Essas propriedades ficam em Pariconha, Delmiro, Água Branca, Olho D'Água do Casado e Inhapi. Para fazer parte do projeto, o agricultor deve morar na propriedade, possuir a Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), que comprova que ele é agricultor familiar, estar a uma distância viável do Canal para que se faça a irrigação e, o mais importante, ter um solo propício para ser irrigado.

BODEGA DO SERTÃO Iguarias novas surgem a cada dia no disputado bufê de culinária sertaneja, da Bodega do Sertão. As mantas de salmão com molho de ervas, os filezinhos de frango, as linguicinhas de bode, as farofas que acompanham as carnes, o aroma que exala com tantas iguarias, é o referencial para os visitantes que adentram a casa da Avenida Jatiúca. (82) 3327-4446 SPETTUS STEAK HOUSE A categoria do serviço que oferece as carnes nobres de frutos do mar, já conquistou a clientela exigente que adentra à Spettus steak house diariamente, mostra que esse público aprecia a qualidade da culinária internacional. Não é qualquer lugar que vamos encontrar lagostas, camarões, lulas, salmões, ostras, regadas a molhos soberbos. (82) 3304-3100

Thayanne com o marido Pitagoras e o filho Gabriel

Aniversariantes de setembro Setembro é mês de festa para a jornalista Thayanne Magalhães, (13/9) e para Robeson Muller (16/9), repórter-estagiário, ambos integrantes do Primeira Edição Online. Nossos votos de parabéns e muitas felicidades.

Robeson Muller ao lado de Paula Huana

160913  

Edição impressa do dia 16 de setembro