Issuu on Google+

Operação Voucher: todos soltos Todos os presos na Operação Voucher, que devassou o Ministério do Turismo, já estão em liberdade, inclusive Frederico Costa, secretário-executivo da Pasta. No total, 36 estavam encarcerados desde terça-feira (9). > A-20

edição PRIMEIRA

Mega salta para R$ 24 milhões Ninguém acertou a Mega-Sena deste sábado (13). Foram sorteadas as dezenas 08, 09, 14, 32, 53 e 59. Acumulado, o prêmio para esta 4ª feira (17) deve ser de R$ 24 milhões. A Quina vai pagar R$ 19.392,08 a 107 ganhadores.

Ano 8 | Edição 427 | Maceió, Alagoas, 15 a 21 de agosto, 2011 | R$2,00 Primeira Edição

Rosinha conversa com PMDB, mas já se considera na sucessão de 2012

A MISÉRIA QUE DILMA NÃO VIU

Na favela Sururu de Capote (Dique-Estrada) dezenas de famílias vivem em condições subumanas. Uma mãe confessa que se prostitui para não deixar o filho morrer de fome. O quadro é de miséria total. Miséria que Dilma não viu quando veio lançar o projeto Brasil sem Miséria. > A-5

A deputada federal Rosinha da Adefal (PTdoB) já se considera pré-candidata à sucessão do prefeito Cícero Almeida. Em entrevista, ela revela que está conversando com o PMDB, do senador Renan Calheiros, e diz por que pretende ser prefeita. Segundo a deputada, sua candidatura em 2012 constitui uma prioridade de seu partido. > A-6

Divulgação

Rosinha da Adefal fala de projeto eleitoral para 2012

PARA OAB, JUÍZA EXECUTADA NÃO ERA 'LINHA-DURA': "ELA SÓ APLICAVA A LEI" O presidente regional da Ordem dos Advogados, Omar Coelho Mello, discorda de quem qualifica de 'linha-dura' a juíza Patrícia Acioli, executada com 21 tiros no Rio de Janeiro. "Ela só cumpria a lei, agora se

diferenciava porque muitos não agem assim, não aplicam a lei como devem", argumenta. Coelho condenou o atentado afirmando que qualquer ação contra a Justiça afronta o estado de direito democrático. > A-2

Primeira Edição

Pátio Arapiraca terá obra acelerada

Nos anos 80, juiz foi executado na Levada O Tribunal de Justiça de Alagoas informou ao Conselho Nacional de Justiça que não há casos de juízes ameaçados no Estado. O último magistrado executado aqui foi Gabriel de Freitas Soares,

morto a tiros em frente ao Mercado da Produção no início dos anos 80. Gabriem se dizia ameaçado, disse isso através da imprensa, e sua morte nunca foi devidamente esclarecida. > A-2

A empresa W Engenharia assumiu o projeto do Shopping Pátio Arapiraca com o compromisso de acelerar a obra. A ordem de serviço foi assinada sextafeira (12) em ato prestigiado pelo prefeito Luciano Barbosa, sócios e empresários que investem no maior empreendimento da história do Agreste. > A-4

Flamengo e Corinthians empatam Jogando no Pacaembu,o Corinthians abriu o placar, mas acabou empatando com o Ceará em 2x2. Assim, jogou fora a chance de se isolar como líder da Série A. Já o Flamengo abriu dois gols de vantagem e também deixou o Figuerense chegar ao empate. O Vasco voltou a jogar bem e derrotou o Palmeiras de Luís Felipe pelo escore mínimo. > ESPORTES

VipComm

Wanderley discorre sobre diagnósticos por imagem

> A-7

União e São Miguel ganham varas da Justiça do Trabalho

> A-2

Judson defende punição para denunciados por corrupção

> A-3

Dilma condena divulgação de fotografias de suspeitos Parecia um jogo fácil, o Flamengo fez 2x0, mas o Figueirense cresceu, empatou e por muito pouco não virou o placar

ASA vence e enfrentará o Náutico > B-1

> A-10

ALE abre discussão sobre reajuste dos funcionários

> A-3

Fale conosco | Redação: (82) 3033.2189 | Comercial: (82) 3325.2815 | Atendimento ao assinante: (82) 3033.5213 | Internet: http://www.primeiraedicao.com.br


Primeira Edição | 15 a 21 de agosto, 2011

A2 | Política

O D A T ÓI N E AT ITER N M E

Para Omar Coelho, da OAB, juíza morta não era 'linha-dura': "Ela só cumpria a lei" TJ-AL que não há juiz ameaçado em Alagoas; nos anos 80, magistrado foi executado no Mercado da Produção Miguel Goes

O presidente regional da Ordem dos Advogados do Brasil, Omar Coelho de Mello, afirmou discordar do qualificativo de 'linha-dura' aplicado à juíza Patrícia Acioli, assassinada com 21 tiros na localidade Timbau, área metropolitana do Rio de Janeiro. Para Omar Coelho, a magistrada não devia ser chamada de 'linha-dura' simplesmente por cumprir com o dever: "Ela cumpria a lei, e pronto. Se era considerada 'linha-dura', era apenas porque fazia o que outros não fazem, isto é, não cumprem a lei como devem". Omar Coelho ressaltou que,

quando um magistrado cumpre com seu dever, aplicando a lei sem contemporizar, logo se diferencia e, em certos casos, acaba sendo chamado de 'linha-dura' O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) apurou que 87 juízes estão ameaçados de morte em todo o País. Os dados foram passados pelos Tribunais de Justiça dos Estados, mas o de Alagoas informou que não existem casos de ameaça a magistrados. O último juiz de Direito assassinado em Alagoas foi Gabriel de Freitas Soares, executado a tiros em frente ao Mer-

cado da Produção, no início dos anos 80.

DE ENCOMENDA A Divisão de Homicídios do Rio investiga a execução da juíza Patrícia Acioli como um crime encomendado. O corpo da vítima foi atingido por 21 tiros de armas de calibre 45 e ponto 40, na porta da casa dela, na localidade Timbau, em Piratininga, na região oceânica de Niterói (região metropolitana do Rio). O diretor da Divisão de Homicídios (DH), Fellipe Ettore, classificou a investigação como "complexa". "Estamos investi-

gando uma execução. A vitima foi emboscada e estamos apurando quem foram o autor e o mandante do crime", declarou o delegado. Sessenta por cento do efetivo da DH está empenhado no caso e mais de dez pessoas já foram ouvidas. O namorado da juíza, o policial militar Marcelo Poubel Araújo, depôs por seis horas na sede da DH. Nenhuma linha de investigação está descartada. A juíza Patrícia Acioli namorava um soldado PM, de quem havia se afastado e ultimamente vinha mantendo um caso com um agente carcerário. Omar Coelho Mello entende que aplicar a lei nao significa ser ‘linha-dura’

> APROVADO

Alagoas ganha novas Varas do Trabalho em União e S. Miguel Divulgação

A segunda semana de atividades no Congresso Nacional, após o recesso parlamentar de julho, beneficiou Alagoas com a criação de duas novas Varas do Trabalho para os municípios de São Miguel dos Campos e União dos Palmares. O projeto, relatado na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) pelo senador Renan Calheiros, líder do PMDB, foi aprovado por unanimidade em Plenário na quinta-feira, 11, e seguiu para sanção presidencial. Na defesa do seu relatório, que foi aprovado na CCJ também por unanimidade, Renan enumerou, como principais justificativas, o grande aumento na demanda de questões traba- Senador Renan Calheiros conversa com o vice-presidente Michel Temer lhistas, a melhoria das condições para exigência de direitos desenvolvimento. tor para que o projeto fosse trabalhistas aos mais necessitaPresente à sessão, a desem- aprovado em plenário por dos, a resolução de conflitos bargadora Vanda Lustosa, pre- meio de votação simbólica. nas questões de trabalho e a sidente do Tribunal Regional proximidade de apoio judiciá- do Trabalho de Alagoas, que APOIO A MICRO rio junto às comunidades em agradeceu o empenho do relaNa tribuna, também na

quinta-feira, Renan elogiou a aprovação do Projeto de Lei de Conversão que reduz de 11% para 5% a alíquota da contribuição à Previdência Social do microempreendedor individual. A proposta aprovada em plenário, também recebeu apoio unânime dos senadores. O líder do PMDB lembrou que enquanto presidente do Congresso manteve o tema em evidência, inclusive, nos debates com o governo federal: "Fiz questão de discutir pessoalmente com o presidente Lula e com o ministro Guido Mantega a construção de caminhos para aprovarmos uma lei em benefício dos pequenos empreendedores no Brasil". Em 2006, lembrou o senador, o Congresso aprovou a Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas que resultou na criação do programa Supersimples, que unifica o pagamento dos impostos federais, estaduais e municipais desses empresários.

Projeto vai reduzir informalidade

Renan disse que a medida aprovada pode retirar da informalidade aproximadamente 11 milhões de microempresários que, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), não tem acesso aos benefícios previdenciários e tributários oferecidos pelo governo. "Em Alagoas, por

exemplo, os dados do IBGE mostravam que há quase 180 mil empresas informais, com cerca de 200 mil pessoas ocupadas", destacou. Ao finalizar, o senador pediu apoio dos colegas para aprovação de um projeto de sua autoria que define fontes estáveis de financiamento aos

microempreendedores. A matéria está na pauta da Comissão de Assuntos Econômicos e sugere que esses trabalhadores sejam incluídos no Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado - PNMPO, dos Fundos Constitucionais de Financiamento do Norte, Nordeste e Centro Oeste e do Fun-

do de Amparo ao Trabalhador FAT. "Essas fontes de financiamento certamente levarão recursos importantes para aumentar o capital de giro e para criar novos investimentos, auxiliando as outras políticas públicas de incentivo tributário", concluiu o líder do PMDB.

Vítima era implacável com policial matador Conhecida pelo rigor e por uma atuação definida como rápida e 'linha-dura' a juíza Patrícia Lourival Acioli ganhou notoriedade ao condenar policiais militares acusados de liderar grupos de extermínio e de forjar autos de resistência (mortes em alegados confrontos) em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio. Em setembro, ela foi responsável pela prisão de quatro PMs acusados de integrar grupo de extermínio investigado por 11 assassinatos. Em janeiro, decretou a prisão de seis policiais do 7.º BPM denunciados por homicídio, em casos antes registrados como autos de resistência. Quinta-feira, pouco antes de ser morta, havia determinado a prisão preventiva de um grupo de PMs por homicídio duplamente qualificado em decorrência de autos de

resistência. "Ela achava que combater essas milícias e grupos de extermínio era uma missão, que ela era uma justiceira", disse uma defensora pública. "Ela costumava dizer que detestava matador e PM matador era um milhão de vezes pior." A defensora, que pediu para não ser identificada, chegou a representar réus julgados por Patrícia, mas as duas se tornaram amigas. "Ela era extremamente competente e era 'linha-dura' mesmo. Em alguns casos, era muito difícil trabalhar, porque ela dava penas altíssimas." Mesmo após as ameaças, a juíza manteve o pulso firme, lembra a amiga. "Ela tinha um problema muito sério: não tinha medo. Eu dizia para ela trocar a vara criminal por uma de família, mas ela acreditava que aquela era a vida dela."

Patrícia era acusada de 'abuso de autoridade' Patrícia começou a carreira como defensora pública na Baixada Fluminense e ingressou na magistratura em dezembro de 1992. Em 1999, foi promovida a juíza da 4.ª Vara Criminal de São Gonçalo, onde atuava havia 12 anos. Parentes de policiais julgados por ela criticavam sua atuação, afirmou o deputado estadual Flávio Bolsonaro (PP-RJ), que disse ter recebido denúncias sobre a conduta de Patrícia. "A forma como ela

conduzia as sessões era muito áspera. Ela chamava os réus de bandidos, beirando o abuso de autoridade", disse o deputado. "Repudio a atitude que foi tomada contra ela, mas ela tinha essa forma de trabalhar que criou várias inimizades." Bacharéis que atuaram com Patrícia rebateram o deputado. "Ela jamais agiu de maneira desrespeitosa com o réu. Era educada e nunca criou nenhum desentendimento."


Primeira Edição | 15 a 21 de agosto, 2011

Política | A3

> ESCÂNDALOS Romero Vieira Belo

Enfoque Político O país do futuro No século passado o Brasil era chamado de 'país do futuro'. Aí, quase de repente, o futuro chegou. Chegou com frango na mesa do pobre e com baixaria nas televisões. Chegou com união de gays e com a desagregação da família. Chegou com a contínua decomposição da sociedade. Chegou com uma nova classe média com renda de 1 mil reais. Chegou com a corrupção em grau de metástase no organismo do estado. Chegou com Lula dizendo que bandidos não são bandidos, são aloprados. Chegou com o Congresso aprovando lei proibindo prender criminosos. Chegou com o 'Estatuto' desarmando a população e deixando os marginais se armarem até os dentes. Chegou com a institucionalização do caixa dois nos partidos. Chegou com a praga do mensalão. Chegou com o Supremo liberando a propaganda da maconha. Com tudo isso em plena ebulição, o Brasil deixa de ser o 'país do futuro' e, finalmente, ganha status de potência do presente. Deixou de ser equação insolúvel para se projetar como paradoxo inexplicável. É um país que tem tudo e seu povo não tem nada. País onde a opulência convive com a escassez crônica, onde a riqueza marcha ombreada com a pobreza extrema, onde a miséria, refletida nos bolsões da periferia, emoldura a paisagem deslumbrante dos ricos centros urbanos. País dos contrastes, como designa o velho clichê, como a justificar as profundas desigualdades que o tornam a nação mais injusta do planeta. O Brasil hoje, enfim, é uma potência seriamente ameaçada por outra potência maior ainda: a violência em grau extremo, cada vez mais invencível. POR MUITO POUCO

COISAS DA ASSEMBLEIA

O alagoano Aldo Rebelo esteve cotado para assumir o Ministério da Defesa. Acabou descartado porque Lula se interpôs e convenceu Dilma a nomear o ex-chanceler Celso Amorim.

A Mesa da Assembleia prometeu instalar no edifício-sede um posto para cadastramento biométrico, mas ficou na promessa. Pior: os servidores nascidos em janeiro continuam esperando.

SUCESSÃO TERÁ CANDIDATOS E CANDIDATOS Com a decisão final prevista para o segundo turno, a sucessão em Maceió terá um monte de candidatos. Cada partido vai querer lançar seu próprio aspirante. Depois, é só exibir os votos computados e negociá-los com os dois finalistas. Alguns, como sempre, entrarão pensando unicamente nas sobras de campanha. PONTO DE PARTIDA

VAGAS PARA DELEGADO

Na avaliação de quem está dentro da Defesa Social, os efeitos da luta contra a criminalidade só se tornarão mais visíveis a partir da contratação do pessoal aprovado nos concursos da Polícia Civil.

Ao PRIMEIRA EDIÇÃO, o secretário Dário César anunciou 20 vagas para delegado, depois avançou para 25 e já há a expectativa de que o edital venha com 30 vagas para titulares de delegacias.

CELSO LUIZ TEM CACIFE PARA RECONQUISTAR MANDATO POPULAR Quem conhece a política no Sertão garante: o ex-deputado Celso Luiz só está sem mandato porque quer. Tem cacife de sobra para se eleger deputado estadual ou prefeito de um dos municípios sob sua liderança. Ex-presidente da Assembleia, Celso Luiz decidiu sair da cena eleitoral depois da Operação Taturana em 2007.

REAÇÃO INOPORTUNA

E O FUTURO DO ESTADO?

O deputado Ronaldo Medeiros criticou o governo por obter R$ 300 milhões para investir em segurança. É novato. Não sabe que a dívida alagoana chegou a R$ 7 bilhões com ajuda de seu PT.

Medeiros não está preocupado com o Estado, mas com a dívida a ser herdada pelo próximo governador. Deveria ter agido assim, também, quando Teotonio Vilela assumiu o rombo impagável.

BANDA PODRE AJUDOU A ELEGER DILMA O grande desafio de Dilma é ter que sanear o governo sabendo que esse pessoal que está sendo flagrado com a mão na massa foi quem trabalhou para elegê-la. Um exemplo? Antônio Palocci, já expelido da chefia da Casa Civil, foi nada menos que o coordenador financeiro da campanha presidencial petista. PRECINHO INFLAMÁVEL

DEIXA COMO ESTÁ

Quarta-feira, no Posto Trapichão, o litro da gasolina comum era vendido a R$ 2.65. Na quinta, saltou para R$ 2.79, um aumento de 14 centavos. Por acaso a Petrobras reajustou o combustível?

Certas pessoas acham que baixar a maioridade penal não ajuda a combater a violência. Então, tá. Deixa a molecada de 17 anos estuprar, assaltar e matar - e receber tratamento dado a crianças.

O MUNDO É FEITO DE ESPERTOS E OTÁRIOS Grande previsão da astróloga americana Susan Miller: "O mundo não acaba em 2012". Parece uma bobagem, e é bobagem mesmo, mas o fato é que dezesseis milhões de ianques se ligam nas previsões da profetisa. Por isso se diz que o mundo é feito de espertos e otários. Estes últimos são os adeptos da pitonisa.

Judson: "Governo deve cortar na carne e punir seja quem for" Deputado apóia presidente e afirma que o importante é apurar e punir culpados Miguel Goes

Luciana Martins

Primeira Edição

Repórter

O deputado estadual Judson Cabral (PT) admitiu que os escândalos nos ministérios do governo da presidente Dilma Rousseff tendem a prejudicar o desempenho petista nas eleições municipais do próximo ano, mas ressaltou que "o momento é de se apurar as denúncias que estão sendo feitas". Decorridos sete meses incompletos de governo, a presidenta Dilma Rousseff enfrentou e enfrenta uma sucessão de escândalos envolvendo a Casa Civil, o Ministério dos Transportes, Ministério das Cidades, Ministério da Agricultura e diversos órgãos federais. - O governo está apenas se iniciando e se os fatos ocorrem, eles devem vir a público, a democracia é assim - frisou o parlamentar. Considerado um dos mais atuantes membros da Assembleia Legislativa, Judson Cabral disse ao PE que "não se pode

Judson Cabral quer puniçãopara culpados por desvios

responsabilizar o partido por atos e atitudes quando são delegadas responsabilidades, já que esse é um governo de alianças e coalizões". - O importante é fazer o que a presidenta Dilma está fazendo: mandar apurar e afastar aqueles que estão envolvidos - acrescentando. Segundo

Claudionor Araújo defende reação da presidente Dilma

o petista, a presidente está agindo com firmeza num momento em que o País não pode ficar à mercê de um movimento onde a corrupção possa vir a atrapalhar. - Não podemos jogar para debaixo do tapete porque se trata de aliados. Tem que cortar na carne, seja do PT, ou de qual-

quer partido. O deputado discorda da idéia de que o problema estaria na escolha dos ministros. "Os ministros são escolhidos pelos partidos, eles indicam. A responsabilidade é dos partidos e das direções dos partidos, eles têm que ter responsabilidade. Não se pode responsabilizar a Dilma".

Tucano defende Dilma e destaca firmeza O presidente regional do PSDB, Claudionor Araújo, reconhece que Dilma tem agido de forma correta. "A atitude que ela tem tomado é coerente, correta, de uma chefe de estado que quer que as coisas corram conforme o desejo da população, ou seja, com correção, ética e honestidade". Para o dirigente tucano, a presidente iniciou o governo dessa forma, com essa postura, e tem que seguir até o fim. "Buscar onde há irregularidades para determinar que sejam corrigidas. E, naturalmente, tirar as pessoas

que estejam promovendo esses desvios de recursos". Quem paga por isso é a população. Cada desvio significa dinheiro do povo, dos impostos que a população paga,é dinheiro subtraído para os bolsos de alguns poucos". Sobre os reflexos dos escândalos, Claudionor disse não acreditar que prejudiquem os candidatos governistas em 2012. - Até porque - disse ao PRIMERIRA EDIÇÃO - a oposição não quer se beneficiar desses escândalos. Queremos, sim, que haja lisura. O PSDB nacional, na

Câmara dos Deputados e no Senado, tem exigido que haja lisura, mas sem procurar tirar proveito desses escândalos. Claudionor disse lamentar que a sucessão de escândalos, que vem acontecendo há muitos anos, tenha levado a população a se 'acostumar' com esses tipos de denúncias. "Tem se repetido tanto, um atrás do outro, que a população às vezes fica escandalizada e daqui a pouco não se escandaliza mais. Acho isso muito ruim". Citou o exemplo de uma

pesquisa publicada recentemente em que o nível de popularidade da presidente baixou. "Fiquei escandalizado, pois a população, ao invés de apoiar o que a presidenta está fazendo, assumiu uma posição contrária, o que ficou claro na queda de sua popularidade. Isso é um absurdo. A população tem que acordar e apoiar as iniciativas do governo federal e da presidenta Dilma e ajudá-la a combater esse tipo de distorção e de desvios de dinheiro público nos ministérios".

Base tenta impedir CPI da Corrupção Divulgação

Depois de segurarem a CPI dos Transportes, que o PT acreditava estar pronta para desgastar não Dilma, mas o ex-presidente Lula, senadores e deputados da base aliada tratam agora de evitar a CPI da Corrupção sugerida pelo DEM, e que pretende investigar denúncias em vários ministérios do governo. A avaliação, entretanto, feita num encontro informal de líderes há dois dias no Planalto, foi a de que essa CPI pedida pela oposição tem menos chances de sucesso do que a anterior. Isso porque, até hoje, todas as CPIs que pretenderam investigar vários temas ao mesmo tempo terminaram se perdendo e sem resultados concretos. Para completar,

se a presidente Dilma Rousseff conseguir segurar a base aliada ao seu lado - e isso é possível até porque o governo está apenas começando - a oposição sozinha não terá como empreender uma ampla investigação.

APROXIMAÇÃO

Kassab se se aproxima do governo

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, iniciou sextafeira (12) tratativas para que o PSD componha a base governista. Em reunião com a presidente Dilma Rousseff, o fundador da legenda sugeriu que ela recebesse os presidentes regionais do partido na próxima semana. "Consultei se ela (Dilma) queria receber os parlamentares para nos apresentarmos. Ela consul-

tou o chefe de gabinete, que veio com a sinalização de que ela nos receberá na quinta-feira." Kassab negou que a legenda possa abrigar integrantes insatisfeitos da base. "Não gostaríamos e não permitiremos que sejamos resultado de insatisfações partidárias por conta de relações com o governo. Queremos que façam sua adesão ao partido aqueles que se identifiquem com as diretrizes, com o projeto do partido", disse Kassab. O prefeito de São Paulo tratou ainda da dívida do município, classificada por ele como "impagável". A dívida era de R$ 10,5 bilhões em 2000 e, desde então, R$ 13,6 bilhões foram pagos. O montante atual ultrapassa R$ 46 bilhões.

> NESTA 3ª

Mesa da ALE reabre discussão para implantar reajuste salarial Divulgação

Cumprindo compromisso assumido no primeiro semestre, a Mesa da Assembleia, abre nesta terça-feira (16) a discussão visando à implantação, no Poder Legislativo, da mesma política salarial adotada pelo governo para os funcionários públicos estaduais. Nesse sentido, já no final do primeiro semestre, o presidente Fernando Toledo e o 2º secretário Marcelo Victor se comprometeram com o sindicalista Ernandi Malta, representa dos trabalhadores, a estudar a adoção do reajuste salarial automático com base nos índices ofiErnandi se reunirá com Mesa da ALE ciais de inflação.

Ao anunciar a nova política salarial, em junho último, o governador Teotonio Vilela enfrentou críticas e turbulências no governo, mas aos poucos os servidores foram se convencendo de que a proposta oficial interessava à categoria. O presidente do STPLAL encampou o modelo do Executivo por entender que o reajuste salarial automático preserva o poder aquisitivo dos funcionários, uma vez que assegura a reposição inflacionária: "Se você repõe a inflação, o salário fica preservado. A partir daí, a luta deixa de ser por ajuste salarial e passa a ser

por aumento, ou seja, melhoria vencimental", explicou. Malta ressaltou que ao retomar a discussão sobre o tema, nesta terça-feira, vai propor que a reposição da perda inflacionária seja feita no mês de janeiro, ao passo que em junho, na data-base, se abre a discussão sobre aumento real de salário. Ele disse ainda que está aguardando decisão da Justiça no sentido de revogar a liminar que impede a aplicação dos efeitos financeiros decorrentes do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) dos servidores da ALE.


Primeira Edição | 15 a 21 de agosto, 2011

A4 | Cidades

fotos: Primeira Edição

Robson Rodas, um dos sócios, assinando ordem de serviço: “Obras vinham andando, mas lentas. Vamos acelerar”

O T N ME TE I T S S E E V R N I AG O N Thayanne Magalhães Especial para o PRIMEIRA EDIÇÃO

Foi assinada na sexta-feira (12) a ordem de serviço transferindo à empresa WR Engenharia a execução das obras do Shopping Pátio Arapiraca. Estavam presentes os sócios e empresários do novo empreendimento que deve movimentar ainda mais a região do Agreste e do Sertão de Alagoas, além do prefeito de Arapiraca, Luciano Barbosa, e lideranças regionais. Um dos sócios, Robson Rodas, disse que as obras já vinham sendo tocadas, mas de forma lenta, e agora, com a formatação do novo projeto, o shopping será inaugurado em outubro de 2012. "Queremos esta data, primeiro porque é a emancipação política de Arapiraca e, também, porque é o último ano do mandato do prefeito Luciano Barbosa e ele merece o reconhecimento dos empresários, principalmente por ter dado muito incentivo para o empreendimento", disse Rodas.

Eduardo Gribel revela confiança no empreendimento

Prefeito Luciano Barbosa destaca crescimento econômico

WR Engenharia assume obra para acelerar Shopping Pátio Arapiraca Empresários destacam importância do empreendimento que vai dinamizar economia do Agreste alagoano O Pátio Arapiraca terá 210 lojas e serão geradas entre 2.800 a 3 mil empregos, além dos trabalhos indiretos para outros serviços, fornecedores, segurança. Arapiraca é uma cidade central. "Num raio de 30 quilômetros existem 32 cidades no entorno, e seus mais de 900 mil habitantes vão para a cidade por causa das opções de comércio e entretenimento", salientou o empresário. O engenheiro proprietário da WR, Ricardo Callou, disse que todo o pessoal que trabalha na obra para a construção do shopping foi contratado em Arapiraca. "Inclusive na área técnica, estamos recrutando estudantes de arquitetura. Do nosso pessoal está trabalhando o gerente de produção", explicou. Callou informou que no momento estão contratados cerca de 450 pessoas que trabalham na obra, mas este número deve variar. "Tem período que o pico é maior, e contratamos mais pessoas". Um dos lojistas que está

Adoniran Guerra ressalta apoio da Prefeitura e Câmara

investindo no novo shopping do Estado, Napoleão Casado, vai abrir uma filial da sua rede de salões de beleza. "Iremos contratar 50 funcionários e queremos que 70% desse pessoal sejam de Arapiraca. Vamos recrutar os candidatos seis meses antes da inauguração do shopping para o treinamento no nosso centro técnico e, mesmo quem não tem experiência na área, poderá ter uma oportunidade de entrar no

Ricardo Callou, da WR, prioriza a mão-de-obra local

mercado de trabalho", explicou o dono da rede de salões Fios de Cabelo. Outro sócio, Adoniran Guerra, afirmou que o apoio da Prefeitura de Arapiraca e da Câmara de Vereadores foi de fundamental importância para o projeto. "Há vinte anos que Arapiraca espera por um shopping e neste empreendimento estão sendo investidos 74 milhões [de reais] só nas obras, fora os equi-

pamentos que são comprados. Escolhemos a WR por ser uma empresa experiente em construção de shoppings e temos certeza que tudo será um sucesso", disse. Guerra explicou ainda que o shopping irá pagar R$ 30 milhões por ano em impostos. "Toda região Agreste e Sertão terá um novo atrativo para os investidores. Este é o maior investimento privado no interior de

Alagoas de toda a história". Um dos grandes investidores no projeto, Eduardo Gribel, dono de 50% do empreendimento, disse acreditar que valha a pena o investimento. "Já tivemos em Arapiraca várias vezes, conhecemos o projeto e viabilizamos nossa entrada no negócio". Luciano Barbosa, prefeito de Arapiraca, também falou da importância econômica do novo shopping para a cidade. "Nossa cidade é demandadora de serviços para outros municípios e a demanda tem exigido crescimento. Arapiraca já é um pólo de serviços na saúde e na educação e, com o shopping as pessoas não irão precisar se deslocar até Maceió para fazer compras com conforto, ter acesso a lazer e entretenimento", afirmou o prefeito. "Todos os fatores convergem para que o empreendimento seja um sucesso. Se a cidade não convencesse, as empresas privadas não estariam investindo tanto", concluiu.


Primeira Edição | 15 a 21 de agosto, 2011

E D A ID A L A RE GOAN ALA Luciana Martins Repórter

Faltou aos líderes alagoanos prestígio ou apenas iniciativa para tal, mas a presidente Dilma Rousseff, em sua visita recente a Alagoas, poderia ter sido levada até à favela Sururu de Capote, no Dique-Estrada, para conhecer de perto o que ela pretende erradicar: a miséria humana em grau superlativo. Não um cenário arrumado, limpo e enfeitado como costumam fazer no Rio de Janeiro, quando da visita de insignes estrangeiros, como o papa João Paulo II e outros personagens de renome às favelas cariocas. A presidente veria, aqui, na margem da deslumbrante paisagem lagunar, o ambiente de degradação humana em que vivem dezenas de famílias abandonadas pelos governos e pela sorte. "Eu tenho que me prostituir para dar comida ao filho". Esse é o relato de uma jovem de 25 anos, mãe de uma criança com nove meses de idade e moradora da favela Sururu de Capote. Jaqueline Alves é uma das alagoanas que vivem em condição de extrema pobreza. Essa, aliás, é a realidade de 20,3% da população alagoana, conforme dados do IBGE. A renda dessa jovem é de R$ 30,00. "Eu deixo de comprar comida para mim pra comprar o leite do meu filho". A lata de leite dura em média quatro dias e custa R$7,00, por isso, Jaqueline muitas vezes passa fome para poder alimentar o bebê. Na sua casa de apenas um cômodo além dela e do filho moram também a irmã e o cunhado. Falta energia, falta higiene, falta uma condição mínina de vida a essas famílias e aí vão embora os sonhos e a esperança. Quando perguntada sobre o que espera do futuro? Ela sequer sa-

Cidades | A5

A miséria que Dilma não viu quando veio lançar programa contra a miséria Jovem confessa que se prostitui para não ver filho morrer de fome: "Por que a presidente não veio ver a gente?" fotos: Primeira Edição

ber responder e diz "tenho que pedir bastante a Deus para melhorar". Sem ajuda do poder público, sem o auxílio do programa Bolsa Família, sem documento, a única alternativa encontrada por ela foi se prostituir. "Não ganho nada por mês e se não colocar mola para fazer o que faço, meu filho morre de fome". Já sobre a transferência para as casas prometidas pela Prefeitura, Jaqueline acredita que ainda vai demorar mais cinco anos para acontecer. "A cantiga é essa: a Marinha quer isso limpo, isso vai ser tirado tudo de uma vez só. Mas só vejo tirar aos poucos. Passam anos para transferir algumas famílias, e assim vai". Segundo diz, a informação corrente é de que o restante dos moradores da favela será transferido para o Tabuleiro, próximo ao aeroporto. "Vamos para um lugar pior. Para quem não tem um trabalho fixo, lá em cima vai morrer de fome". A violência também está presente no dia a dia desses moradores. Roseane Maria de Araújo, que mora na favela há 25 anos, se separou do companheiro porque foi vítima de violência doméstica. "Coloquei uma pessoa na minha vida faz um ano e ele me espancou e eu me separei tem 15 dias". Hoje morando sozinha e com um dos filhos desempregado, ela relata que a situação está mais difícil. "Agora, tudo é comigo. Meu filho ganhou uma casa lá em cima e está sem trabalho e eu tenho que ajudar. Pense o sufoco, não tenho nem pra mim". Sua renda mensal é, em média, é de R$ 200,00. E a casa de Roseane? Ela descreve: "Tem um bico de luz que hoje tem energia amanhã não tem. A água a gente pega em poço no canteiro central da

Jaqueline revela drama para garantir comida para o filho

O sururu, que deu o nome à favela, garante a sobrevivência de parte dos moradores. Outros, porém, se viram com biscate e até se entregam à prostituição

pista, se arriscando, com baldes. Na hora da precisão, é no plástico e jogando". Uma desgraça. Para se alimentar, conta com doações e quando sobra algum dinheiro da venda do sururu, compra meio quilo de arroz, de feijão. "Eu pago canoeiro, pago a

'despinicadeira' e ficam R$ 10,00. Às vezes fica menos. O que dá para comprar, vou comprando". Para Roseane, a transferência para uma casa é como um sonho distante, impossível. "Vai saindo assim de prestação, sai

um pedacinho nesse ano, daqui a quatro, cinco anos sai outro pedacinho, é assim. Quem é mais esperto, tem um joguinho de cintura, sai na frente, e a gente vai ficando". Brasil sem miséria? A catadora responde: "Porque ela não

veio ver a realidade aqui dentro, nosso dia a dia? Na hora que a gente está no sofrimento, que a gente paga a todo mundo e vê o que não sobra para gente. Por que ela não veio aqui para ver a realidade? Aqui estamos entregue às traças".

Programa vai investir R$ 20 bilhões O novo programa de assistência social do governo federal, Brasil Sem Miséria, vai custar R$ 20 bilhões por ano. O plano lançado pela presidente Dilma Rousseff, em Alagoas, garante ainda um crédito complementar de R$ 1,2 bilhão para ser investido ainda este ano na ampliação do Bolsa Família. Segundo a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Tereza Campello, o valor de R$ 20 bilhões ao ano é o "mínimo" com que o governo conta para dar andamento ao Brasil sem Miséria até

2014. A verba inicial é procedente exclusivamente do Tesouro Nacional. Para alcançar a meta do Brasil sem Miséria, de retirar da miséria 16,2 milhões de brasileiros, o governo vai trabalhar com três diretrizes: transferência de renda, acesso aos serviços públicos e inclusão produtiva. No programa Água para Todos, que faz parte do bloco de ações do Brasil sem Miséria - criado para reduzir a pobreza extrema no país - devem ser investidos R$ 750

milhões para levar água a milhares de famílias no Nordeste. O Água para Todos tem como meta principal levar água a cinco milhões das pessoas em pobreza extrema na zona rural de nove Estados nordestinos. Estão previstas construções de sistemas simplificados para abastecer as famílias que vivem em áreas onde existem mais de dez casas. Já nas casas isoladas, a idéia é construir cisternas para armazenar água da chuva. As famílias do Dique-Es-

Não são casas, sequer barracos. São abrigos improvisados com papelão velho. Retrato da miséria no Dique-Estrada

trada, quando ouvem falar no Brasil sem Miséria, acham com certa razão que o governo está mirando o interior, os miseráveis da zona rural. É como se as favelas já fossem um fundo de poço com seus moradores dentro, sem chance de emersão. "Por que a presidente não veio olhar pra gente?", insistiu Roseane com ar de sofrimento e de fracasso. Vidas secas, como diria Graciliano Ramos, vidas secas misturadas com lama da lagoa testemunha perene de uma miséria sem fim.

Roseane: Um bico de luz: “Acende hoje, amanhã não”


Primeira Edição | 15 a 21 de agosto, 2011

A6 | Cidades

> ENTREVISTA/ ROSINHA DA ADEFAL Geraldo Câmara

Ouvidor Geral geraldocamara@gmail.com

Trabalho para o portador de deficiência É bonito, muito bonito mesmo ver a luta dos que são portadores de deficiência, não interessa de que tipo, lutando por uma vida melhor, mostrando do que são capazes e dando lições de vida por aí afora. O esforço, às vezes quase super humano, que a sociedade nem sempre compensa, mostrando que reconhece e que eles não precisariam de cotas para ingressarem no mercado de trabalho tão iguais que são a nós como nós a eles. Há 30 anos, muito bem comemorados durante a semana que passou a ADEFAL começou uma conscientização em Alagoas, uma briga diária pelos direitos de todos eles, com presidentes vigorosos à frente da instituição, dentre eles o saudoso Jerônimo, morto deputado federal. Rosinha da Adefal, hoje deputada federal também e o incansável Luiz Carlos Santana, desde a sua criação lá funcionando e hoje seu presidente. A essa gente fantástica que enobrece a sociedade os meus parabéns, os meus abraços e, agora, ao lado de Arnóbio Cavalcante, como seu Secretário-Adjunto do Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária vamos, com o apoio do prefeito Cícero Almeida, conveniar com a nossa secretaria a Adefal, para que possamos lutar com ela pelo justo emprego ao portador de deficiência. Gente como a gente, nossa gente!

DESTACÔMETRO O destaque vai para Carlos Campos, diretor do Credi-Amigo, do BNB, pelo trabalho de formiguinha em microcrédito que este dirigente vem fazendo no estado de Alagoas. Parabéns!

PÍLULAS DO OUVIDOR O Bompreço do Shopping é desrespeitoso com quem tem direito a caixa preferencial. Às 9 horas deste sábado, duas horas depois da abertura, somente um caixa funcionava. E com fila grande. Absurdo!!! O governo federal vai ampliar de R$ 36 mil para R$ 60 mil o limite de faturamento do Empreendedor Individual, figura jurídica criada em julho de 2009 para incentivar a formalização de profissionais autônomos. O bolo de rolo e a rapadura viraram patrimônio de Pernambuco e aqui merece aplausos a atitude da Sococo em comprar a receita do Camarão do Bar das Ostras e torná-la patrimônio imaterial alagoano. O Ministério do Turismo acaba de provar que as inúmeras viagens, sem propósito, de alguns, sem dúvida alguma eram para fazerem os grandes "lobbys" que resultaram no que se está vendo. Ontem foi o Dia dos Pais e, se você fizer as contas direitinho vai ver que, nove meses depois, ( maio) é o Dia das Mães. Muito sexy, não é? Coitada da juíza executada sem julgamento e sem sentença por seus algozes. É o que sempre dizemos: triste o país que tem um governo paralelo. Perde o respeito e a soberania. Parabéns aos construtores do Shopping de Arapiraca que assinaram um acordo com o prefeito Luciano Barbosa prometendo inaugurá-lo no próximo ano durante a Festa da Padroeira em outubro. Omar Coelho põe o dedo na ferida, ataca a maneira como o governo encara os problemas de segurança no estado e defende a tese da federalização para se chegar a um bom objetivo. Vai pegar fogo! Ganhei um presente, um copo de uísque muito bem humorado, em embalagem diferenciada, de minha amiga Rafinha, dona da Presentoteca, uma bela idéia na Jatiuca. Pesquisa, assistência técnica e extensão rural. Três pontos de vital importância para o desenvolvimento da agricultura no estado. Governador assina decreto revivendo a antiga Emater. Ponto!!! Próximo 19, sexta-feira, o secretário municipal do Trabalho, Arnóbio Cavalcante (foto), inaugura, juntamente com o prefeito Cícero Almeida, o SINE de Maceió. É a municipalização do sistema de emprego.

"Minha candidatura a prefeita é prioridade do meu partido" Deputada revela contatos com PMDB e diz por que quer suceder Cícero Almeida

Ela é a 1ª deficiente física alagoana a ocupar cadeira no Congresso Nacional. Eleita deputada federal com ampla votação no pleito de 2010, Roseane Cavalcante de Freitas, ou simplesmente Rosinha da Adefal, será a grande novidade na sucessão municipal de Maceió em 2012. Nesta entrevista exclusiva à repórter Luciana Martins,

ela diz que sua candidatura é uma prioridade do partido (PTdoB), adianta que está mantendo entendimentos com o senador Renan Calheiros (PMDB) e com o deputado federal Renan Filho (PMDB), critica o quadro social do Município e explica as razões que a estimulam a concorrer à sucessão do prefeito Cícero Almeida em 2012.

fotos: Divulgação

O que a anima a disputar a prefeitura de Maceió? Minha trajetória política é pautada na defesa das causas sociais e humanitárias, sobretudo, no tocante as pessoas com deficiência, os idosos, a mulher, enfim, as pessoas mais vulneráveis da nossa sociedade. Infelizmente nosso Estado é detentor dos piores índices do País no que diz respeito as questões sociais: criminalidade, saúde pública, desemprego, um número alarmante de pessoas na condição de miseráveis. É em Maceió que estas questões tem maior relevância. Fui vereadora por Maceió e agora como deputada federal estou diuturnamente em Brasília desenvolvendo atividades totalmente voltadas para tentar reverter este descaso que nosso Estado se encontra. Vejo com bons olhos esta indicação para ser prefeita de Maceió e se convocada pela sociedade para enfrentar estes desafios, não fugirei ao bom combate. É um projeto partidário, já refletido, ou apenas um desejo pessoal? Meu partido (PTdoB) pelos seus presidentes nacional, deputado federal Luiz Tibé e estadual, Marco Toledo, colocam como prioridade minha participação na próxima eleição como candidata a prefeita de Maceió, e de outros companheiros. O PTdoB buscará alianças? Com quais partidos? Iniciamos o debate a respeito das próximas eleições com o PMDB, com o senador Renan Calheiros e com o deputado federal Renan Filho. Entendemos ser de fundamental importância para Alagoas e para Maceió, a união das forças políticas, principalmente as da bases aliadas ao Palácio do Planalto. Como avalia a gestão Cícero Almeida? No tocante às questões sociais, os indicadores oficiais revelam um total descaso, mostrando claramente que o próximo gestor de Maceió terá que ser uma pessoa totalmente comprometida, focada e conhecedora

Roseane Cavalcante ou Rosinha da Adefal: deputada federal (PTdoB) pronta para concorrer à prefeitura de Maceió

desses problemas que tanto incomodam nossa sociedade. Quais suas principais propostas para melhorar as condições de vida em Maceió? Travar uma grande batalha para mitigar os problemas sociais da nossa população. Quero fazer tudo focada na questão social. O Gerônimo Ciqueira pretendia disputar a prefeitura de Maceió? Seria um próximo passo dele na política? O Gerônimo foi o precursor de todo esse projeto. Ele não tinha o projeto pessoal de ser um político, mas tudo que ele fez foi para que o movimento de pessoas com deficiência tivesse voz nos espaços de discussões. Ele lutou para que as pessoas com deficiência tivessem representantes legítimos, pessoas não só com afinidade a nossa causa, mas que sentisse na pele cada

problema que enfrentamos. "Nada sobre nós, sem nós". Não sei qual seria o próximo passo dele na política, porém tenho certeza que ele iria continuaria até o fim, como o fez. Acredito que ele cumpriu plenamente sua missão e deixou os caminhos abertos para que nós continuássemos. Essa atitude do Gerônimo me deu forças para não deixar fechar os caminhos que ele abriu e lutar para fazer muito mais. Eleger-se para um cargo e, dois anos depois, pular pra outro, não pode indispor o político com seus eleitores? A sociedade precisa entender que tanto como deputada federal, prefeita de Maceió ou em qualquer outro cargo eletivo, estarei sempre na luta contra a desigualdade e as questões sociais, pois isso representa minha bandeira de luta que é o lema da

luta pela superação com inclusão social. Você se considera mais uma deputada segmentada (representante dos deficientes físicos) ou uma mandatária que representa todos os alagoanos? Todo o trabalho que tenho desenvolvido na Câmara comprova que meu envolvimento é lutar por uma condição social melhor para a nossa sociedade que vive no caos social. A luta em favor das pessoas com deficiência é uma das minhas bandeiras de luta, não a única. Fui eleita 1ª Procuradora da Mulher, escolhida para coordenar os trabalhos da Comissão Especial das Políticas sobre Drogas (Cedroga) em Alagoas e tenho trabalhado com afinco na comissão de Seguridade Social e Família e também na comissão de Direitos Humanos e Minorias.

Projetos apresentados na Câmara Federal

ABRAÇOS IMPRESSOS Os nossos abraços impressos, nesta semana, vão para esta dupla de pai e filho que está fazendo sucesso na política: Marcos Madeira, prefeito de Maragogi e Marquinho Madeira, deputado estadual.

PL 772/2011 - Inclui nos currículos escolares dos ensinos fundamentais e médios o tema acessibilidade para assegurar a afirmação da cidadania das pessoas com deficiência. Por meio da educação de base, é possível preparar as gerações futuras para que observem e respeitem os critérios de acessibilidade, em todas as dimensões da vida social.

assistivas e ajudas técnicas necessárias à promoção da acessibilidade e à plena inclusão social do trabalhador com deficiência ou de seus dependentes.

PL 1695/2011 - Acrescenta inciso XVIII ao art. 20 da Lei nº 8.036, de 11 de maio de 1990, para permitir a movimentação da conta vinculada do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para a aquisição de órteses, próteses e demais tecnologias

PEC 53/2011 - Altera o art. 6º da Constituição Federal para incluir o direito à Acessibilidade entre os direitos e garantias fundamentais previstos expressamente na Constituição Federal da República Federativa do Brasil.

PL 1488 - Altera o caput do art. 3º da Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, incluindo a Acessibilidade como fator determinante e condicionante da saúde.


Primeira Edição | 15 a 21 de agosto, 2011

IA G O L O E N D C Ú TE A SA PAR

Cidades | A7

Segismundo Wanderley destaca avanço no diagnóstico por imagem em Alagoas Médico ressalta que o campo de atuação desse exame é muito maior do que a maioria das pessoas imagina fotos: Luciana Martins

Luciana Martins Repórter

Diagnóstico por imagem é um dos grandes avanços da medicina moderna

Segismundo Wanderley diz que preços dos exames vão ficando acessíveis

O diagnóstico por imagem é uma especialidade que se ocupa do uso das tecnologias de imagem para realização de laudos médicos. Entre as tecnologias mais comumente utilizadas figuram a ultrassonografia, tomografia computadorizada, mamografia, ressonância magnética e outros. Segismundo Wanderley, médico especialista em radiologia e diagnóstico por imagem, explica que até a década de 80 o arsenal de diagnóstico por imagem de que a medicina dispunha era apenas a radiografia simples e o raio-x. "Era extremamente importante, mas tinha limitações para avaliação de alguns órgãos em especial, como o cérebro e alguns órgãos abdominais". Por conta da evolução tecnológica, o setor de diagnóstico por imagem desenvolveu um novo tipo de exame: a ultrassonografia. O médico ressalta que o campo de atuação desse exame é muito maior do que a maioria das pessoas imagina. "Hoje em dia, com os equipamentos mais modernos, a ultrassonografia serve para uma diversidade de exames, entre eles a ultrassonografia vascular, que permite a avaliação de

doença vascular periférica como varizes, obstrução arterial em pacientes que tem problema de diabetes e colesterol aumentado". Além disso, a ultrassonagrafia também auxilia a orientação de pulsões e biopsias feitas em determinados órgãos como tiróide, mama e próstata. Em seguida, surgem então os exames de tomografia computadorizada e ressonância magnética. E por conta da evolução dos equipamentos nos últimos 15 anos é possível fazer uma tomografia de um abdômen total em aproximadamente 1 minuto e meio. "Com esses aparelhos mais modernos, como a tomografia multislice, a gente consegue identificar, já que ela faz cortes com a espessura menor que 1mm, nódulos muito pequenos. E nos pacientes oncológicos é possível uma melhor caracterização e medida desses nódulos e acompanhamento para saber se o paciente está respondendo bem ou não ao tratamento". A tomografia computadorizada e a ressonância magnética são os exames mais indicados, de início, para neurologia e pulmão. "A tomografia computadorizada e a ressonância magnética tomaram completamente o campo. Na avaliação de um nódulo de pulmão, a tomografia já é o exame inicial que tem que ser feito".

W Imagem e Cenefrom trabalham em parceria A W Imagem em parceria com a Cenefrom oferecem os mais variados tipos de exames de diagnóstico por imagem para dar um maior conforto aos seus pacientes. "Viemos complementar os serviços que a Cenefrom já disponibilizava para os seus clientes. Trouxemos a parte de ultrassom e também a tomografia computadorizada multislice". Segismundo afirma que esses exames são fundamentais porque os pacientes que fazem hemodiálise, sendo maioria no Cenefrom, ficam com uma fistula artero venosa no braço. "Às vezes essa fistula apresenta problemas e é preciso realizar esse tipo de exame para avaliar se ela está funcionando direito ou não. Esse é o suporte que damos ao Cenefrom". Apesar de ainda serem exames de custos altos, Segismundo garante que ao longo do tempo os exames estão se tornando

mais baratos. "Hoje em dia são exames que têm um custo um pouco elevado, mas não tão inacessível para a população em geral. A tomografia e a ressonância são exames custeados pelo SUS". Na W Imagem os preços destes exames são um dos mais baixos do Estado. "Os exames que estamos oferecendo são a preços bem populares, as pessoas que tem mais dificuldade ou que não tem convenio não vão se sacrificar muito para fazer esse tipo de exame. Estamos com um preço razoável e acredito que seja acessível a todo mundo". O Cenefrom é considerado o maior centro de nefrologia de Alagoas e um dos maiores do Nordeste. Há 10 anos no mercado, o centro atende 280 pacientes de hemodiálise e mais 500 pacientes/dia para os outros serviços.

Encontro debate assistência social Representantes do governo federal e de estados da região Nordeste se reúnem nesta segunda (15) e terça-feira (16), para discutir a agenda estratégica da Gestão do Trabalho do Sistema Único de Assistência Social (Suas). As atividades terão início às 9h, abordando temas como o Plano Brasil Sem Miséria e o Programa Bolsa Família. A reunião técnica será realizada no Hotel Enseada, com a participação dos responsáveis pela Gestão do Trabalho das Secretarias Estaduais de Assistência Social de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe, além de representantes e consultores do Ministério de Desenvolvimento Social e Com-

bate à Fome (MDS). "A participação de cada estado é fundamental para o debate e para o alcance dos resultados esperados, especialmente na apresentação do processo de elaboração do Plano Estadual de Capacitação", considera o secretário de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social, Marcelo Palmeira. Com foco na elaboração dos Planos Estaduais de Capacitação, a estratégia de apoio técnico do governo federal às equipes estaduais acontece na perspectiva de contribuir com a qualidade dos serviços socioassistenciais ofertados. A agenda foi pactuada com os estados em uma reunião realizada em Brasília, no mês de maio.


Primeira Edição | 15 a 21 de agosto, 2011

A8 | Nacional

> ESCÂNDALO

Turismo: todos os presos já foram libertados Últimos 11 detidos durante a Operação Vaucher foram soltos neste sábado; secretário-executivo também está em liberdade fotos: Divulgação

A Penitenciária de Macapá informou que todos os presos pela Operação Voucher, da Polícia Federal, já foram libertados. Os últimos detidos, 11 pessoas, deixaram a prisão durante a madrugada deste sábado. No fim da noite de sexta-feira saiu o secretário-executivo do Ministério do Turismo, Frederico Silva Costa. Ao ser solto, ele não quis dar entrevista. Frederico teve que pagar uma fiança de R$ 109 mil para conseguir a liberdade. Também deixaram a prisão o exsecretário-executivo Mário Moysés e o secretário nacional de Programas e Desenvolvimento do Turismo, Colbert Martins Filho. Ao todo, a Operação Voucher havia prendido 36 pessoas desde terça-feira, entre prisões preventivas e temporárias. Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, após deixar a prisão, Colbert afirmou que vai provar sua inocência em relação às acu-

de preso. "Lamento esta situação. O importante é que haja preservação de todos os cidadãos".

AGRICULTURA

Frederico Silva Costa quando chegava em Brasília preso pela Polícia Federal

sações de envolvimento no esquema de corrupção na Pasta. "Tenho absoluta certeza da minha lisura. Preciso provar minha inocência para minha família e

ao país", disse. Colbert lamentou o vazamento da foto de dentro da penitenciária do Amapá em que ele aprece sem camisa, segurando a placa de identificação

Dilma critica divulgação de fotos de presos do Turismo A presidente Dilma Rousseff considerou "inaceitável" a divulgação de fotos dos presos na Operação Voucher, realizada pela Polícia Federal, que resultou na prisão de 36 pessoas acusadas de envolvimento em irregularidades no Ministério do Turismo. A informação foi prestada nesta sextafeira, 12, pelo porta-voz do Planalto, Rodrigo Baena Soares. O Planalto informou ainda que o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, considerou o vazamento das fotos "uma violação do princípio da dignidade do preso". O fato causou ainda mais irritação de aliados políticos que já haviam se considerado "expostos" pela Polícia Federal, com permissão para que fossem feitas imagens dos presos, criando mais problemas à presidente, que recebeu inúmeras queixas no Planalto. As reclamações preocupam o governo que já enfrenta graves problemas com a base no Congresso pela demora na li-

Presidente Dilma disse que divulgação de fotos de presos é “inaceitável”

beração de emendas e de nomeações para cargos. Mais cedo, o ministro da Justiça encaminhou ofício ao presidente do Supremo Tribunal Federal, Cézar Peluso, pedindo que o Conselho Nacional de Justiça tome providências sobre o vazamento das fotografias dos presos na Operação Voucher. Os detidos apa-

recem nas imagens sem camisa e segurando placas de identificação. O Palácio do Planalto informou também que, em resposta ao ofício de Cardozo, Cézar Peluso disse ao ministro da Justiça que vai encaminhar a denúncia ao Ministério Publico, ao governo estadual e à Vara de Execuções de Macapá.

O Ministério da Agricultura divulgou neste sábado nota contestando reportagem da Revista Veja com denúncia de que o ministro Wagner Rossi teria pedido propina de R$ 2 milhões em uma licitação da pasta. Segundo a nota, assinada pelo próprio ministro, a denúncia "foi lançada sem qualquer prova ou indício de materialidade" e "fere a lógica e o bom-senso", lembrando que o contrato para a prestação dos serviços era de R$ 2,9 milhões. Segundo o ministro, a denúncia baseou-se "na declaração de um funcionário que perdeu a função pública por uma ilegalidade cometida e admitida por ele mesmo". Ele se refere ao funcionário Israel Leonardo Batista, que presidia a Comissão de Licitações e, segundo a nota, "responde a processo administrativo disciplinar por sua conduta funcional no Ministério da Agricultura. "Essa é mais uma campanha orquestrada com interesses políticos. Não querem apenas desconstruir minha credibilidade ou acabar com minha imagem, mas destruir a aliança política vitoriosa nas urnas em outubro do ano passado. As acusações são levianas", diz a nota de Rossi, que reclama de não ter sido publicada sua resposta junto com a reportagem e informa que recorrerá a Justiça para assegurar esse direito. Junto com a nota, o ministério divulgou todas as perguntas de Veja e as resposta encaminhadas à revista.

Esquema opera em igreja Embrião do esquema de corrupção no Turismo do Amapá, a entidade Conectur é registrada numa igreja evangélica. Recebeu R$ 2,5 milhões do governo federal, mas nunca existiu. No seu endereço oficial funciona a Assembleia de Deus Casa de Oração Betel. O pastor é o dono da Conectur, Wladimir Furtado. Ele mora no andar de cima e foi preso na Operação Voucher, da Polícia Federal. Ele é acusado de envolvimento nos desvios de recursos em convênios do Ministério do Turismo e, segundo investigados, de repassar parte do dinheiro para a deputada Fátima Pelaes (PMDB-AP). A deputada é chamada de "advogada" nas conversas telefônicas, de acordo com a polícia. O pastor nega as acusações. O Estado foi visitar a "sede" da Conectur na sexta-feira. Acabou encontrando uma igreja para surpresa geral. A ousadia é tamanha que o pastor pendurou no alto do prédio religioso uma bandeira mencionando o convênio com o Ministério do Turismo. O banner estava lá três dias depois da operação policial que desmontou o esquema. Em depoimento à Polícia Federal, Furtado disse ser "turismólogo". Sua entidade ganhou R$ 2,5 milhões do Ministério do Turismo para cuidar da "Realização de Estudos e Pesquisas sobre Logística no turismo no Estado do Amapá, levando em conta a situação das redes estabelecidas ao redor dos serviços turísticos". A verba foi liberada, mas projeto não saiu do papel. E o dinheiro, claro, sumiu.


Esportes

esportes@primeiraedicao.com.br

Primeira Edição | 15 a 21 de agosto, 2011 Opinião - Diário Oficial dos Municípios - Social

> MARATONA DE JOGOS

ASA pega o Duque nesta terça e o Braga, no sábado Alvinegro venceu em casa o Boa por 2 a 1, manteve escrita de invencibilidade no Fumeirão e pulou para 5ª posição, a três pontos do G4 Marcelo Alves Repórter

Colado no G4, o ASA pega nesta terça-feira (16) o lanterna Duque de Caxias, às 19h30, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda-RJ, e terá a oportunidade de conquistar a esperada vitória fora de casa, uma vez que o adversário ainda não venceu uma partida sequer na Série

B do Campeonato Brasileiro. Na última sexta-feira (12), o Alvinegro manteve a escrita de invencibilidade jogando sob seus domínios e bateu o Boa EsporteMG por 2 a 1. No próximo sábado (20), o ASA recebe o Bragantino, às 16h, no Coaracy da Mata Fonseca, o Fumeirão, em Arapiraca. Com a vitória sobre o Boa, o Alvinegro subiu da décima posi-

ção para a quinta colocação da tabela de classificação com 24 pontos, a três pontos do G4. O Alvinegro está a três pontos do terceiro colocado, Náutico, e do quarto, Paraná, que possuem 27 pontos cada um. Para a partida contra o Duque de Caxias, o técnico Vica contará com o retorno do zagueiro Thiago Alves, que cumpriu suspensão automáti-

ca e deve voltar ao time titular no lugar do jovem André Nunes. A baixa do time alvinegro é o zagueiro Toninho, que recebeu o terceiro cartão amarelo na partida contra o Boa e terá de cumprir suspensão automática. Para a partida contra o Duque de Caxias, fora de casa, o técnico Vica está preocupado com a marcação do meio campo

Por isso voltei a jogar do mesmo jeito (com um atacante) e ganhei. Portanto, dessa maneira, está me convencendo", disse. Mesmo diante do retrospecto negativo do Duque de Caxias, que ocupa a lanterna da Série B com cinco pontos conquistados, em 16 partidas disputadas, sendo 11 derrotas e cinco empates, o técnico Vica ressaltou que o duelo com o time carioca não

do ASA. "A marcação do meio campo está pecando muito. Está dando muito espaço. Está marcando errado", disse. Na última partida contra o Boa Esperança, o treinador do ASA comentou que a equipe adversária teve muito espaço e liberdade no meio campo. Apesar de exigir marcação forte no meio campo, o técnico Vica utiliza sempre três meias e

foto: Click Arapiraca

Didira é o artilheiro do time do ASA na Série B com cinco gols marcados

será fácil. "As dificuldades são normais. Como não é fácil ganhar da gente dentro de casa assim é com o Duque de Caxias, que não passa um bom momento. O Duque é uma pedreira", finalizou. Atuando em casa, o Duque jogou sete partidas, perdeu cinco e empatou duas.

apenas um volante, no seu sistema de jogo: 3-6-1. "Jogamos com três meias e eles pecam um pouco na marcação. É preciso ter concentração para fazer a marcação individual", afirmou. Quanta à possibilidade de mudar o esquema tático, o treinador alvinegro disse que não pretende modificar, uma vez que está conquistando resultados positivos, atuando com apenas um atacante na frente. "Tentei Alexsandro e Reinaldo. Tentei Vitinha e Alexsandro. Arrisquei, mas não senti confiança.

ASA 2 X 1 BOA ESPERANÇA-MG Os gols do ASA foram marcados por Didira e Chiquinho Baiano. Pablo descontou para o Boa.

Resultados / Série B 09/08 09/08 12/08 12/08 12/08 13/08 13/08 13/08 13/08 13/08

Vila Nova-GO São Caetano-SP ASA-AL Vitória-BA Icasa-CE Ponte Preta-SP Bragantino-SP Grêmio Barueri-SP Sport-PE Paraná-PR

1x1 2x1 2x1 5x2 1x1 3x0 5x3 0x0 2x3 1x0

Duque de Caxias-RJ Goiás-GO Boa Esporte-MG Americana-SP Guarani-SP Criciúma-SC Salgueiro-PE Náutico-PE Portuguesa-SP ABC-RN

Próximos jogos / Série B 16/08 - 19h30 Duque de Caxias-RJ 16/08 - 19h30 Criciúma-SC 16/08 - 19h30 Portuguesa-SP 16/08 - 19h30 Goiás-GO 16/08 - 19h30 Guarani-SP 16/08 - 21h50 Salgueiro-PE 16/08 - 21h50 Náutico-PE 16/08 - 21h50 Americana-SP 16/08 - 21h50 Boa Esporte-MG 16/08 - 21h50 ABC-RN

x x x x x x x x x x

ASA-AL Vitória-BA Vila Nova-GO Bragantino-SP Paraná-PR Icasa-CE São Caetano-SP Sport-PE Ponte Preta-SP Grêmio Barueri-SP

Classificação / Série B 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º 11º 12º 13º 14º 15º 16º 17º 18º 19º 20º

Portuguesa-SP Ponte Preta-SP Paraná-PR Náutico-PE ASA-AL Vitória-BA Sport-PE Criciúma-SC ABC-RN Goiás-GO Boa Esporte-MG Bragantino-SP Grêmio Barueri-SP Americana-SP Vila Nova-GO Guarani-SP São Caetano-SP Icasa-CE Salgueiro-PE Duque de Caxias-RJ

P 36 32 27 27 24 23 23 23 23 22 22 21 21 21 20 19 19 18 13 5

J 16 16 16 16 16 16 16 16 16 16 16 16 16 16 16 16 16 16 16 16

V 11 10 8 7 7 7 6 6 5 7 6 6 6 6 5 5 4 4 3 0

E 3 2 3 6 3 2 5 5 8 1 4 3 3 3 5 4 7 6 4 5

D 2 4 5 3 6 7 5 5 3 8 6 7 7 7 6 7 5 6 9 11

GP 38 30 22 16 22 21 23 13 23 23 15 25 16 17 15 21 21 17 14 14

GS 15 17 17 13 26 20 20 15 19 25 13 28 19 23 13 20 24 20 23 36

SG 23 13 5 3 -4 1 3 -2 4 -2 2 -3 -3 -6 2 1 -3 -3 -9 -22


Primeira Edição | 15 a 21 de agosto, 2011

B2 | Esportes

> REVANCHE

Após dispensas, CRB visa jogo com América-RN Diretoria do Galo apresentará, na tarde desta segunda, o lateral-esquerdo Paulo Rodrigues, que estava no Duque de Caxias-RJ Miguel Goes

Marcelo Alves

> SÉRIE D

Repórter

Na semana passada, o CRB foi marcado pelo desligamento de oito jogadores: o zagueiro Janiel, o lateral-esquerdo Amarildo, os volantes Paulistinha, Adriano Alagoano, Jonnathann e Daniel e os atacantes Amilton e Luiz André. Já nesta semana, a expectativa está em torno da contratação de reforços visando à sequência da Série C do Campeonato Brasileiro e também à reabilitação na competição contra o América-RN, no próximo sábado (20), às 16h, no estádio Rei Pelé. Nesta segundafeira, às 16h, a diretoria do Galo apresentará o recém contratado lateral-esquerdo Paulo Rodrigues, que estava disputando a Série A do Brasileirão pelo Duque de Caxias-RJ. Além de Paulo Rodrigues, a diretoria deve anunciar pelos próximos dias desta semana a contratação de mais um atacante, o chamado centroavante de área. Além do atacante, o técnico Flávio Lopes disse em entrevista ao jornal Primeira Edição, que solicitou à diretoria do CRB a contratação de um volante e um meia atacante. Assim como Paulo Rodrigues, a expectativa é de que os reforços que poderão chegar nessa semana sejam regularizados a tempo para enfrentar o América-RN. Quanto à possível contratação do atacante Aloísio Chulapa, que se desligou do Brusque-

Bira estreia no Hulk com derrota e tenta reabilitação contra o Bahia de FS

O time do CRB treina no estádio Rei Pelé, palco da partida contra o América-RN, no próximo sábado (20), às 16h

SC, o presidente-executivo do CRB, Marcos Barbosa, descartou a possibilidade, alegando que o salário do jogador, que está estimado em cerca de R$ 30

mil, e foge da realidade financeira do clube regatiano. Outro nome de atacante descartando pelo mandatário regatiano foi o de Tozin, que já jogou pelo

Resultados / Série C / Grupo B 13/08 14/08

Guarany-CE Campinense-PB

3x0 1x1

América-RN Fortaleza-CE

Próximos jogos / Série C / Grupo B 20/08 - 16h00 21/08 - 16h00

CRB-AL Guarany-CE

x x

América-RN Fortaleza-CE

Classificação / Série C / Grupo B 1º 2º 3º 4º 5º

América-RN Guarany-CE CRB-AL Fortaleza-CE Campinense-PB

P 9 6 6 4 4

J 4 4 4 4 4

V 3 2 2 1 1

E 0 0 0 1 1

D 1 2 2 2 2

GP 8 6 3 5 3

GS 4 5 6 6 4

SG 4 1 -3 -1 -1

Corinthians-AL.

CRB X AMÉRICA-RN O gerente de futebol do CRB, Alarcon Pacheco, classificou a partida contra o AméricaRN como "o mais importante da vida do Galo na competição. Já o técnico Flávio Lopes disse, após a goleada por 4 a 0 para o mesmo América, que se vier a perder o confronto do próximo sábado (20), entregará o cargo. Enquanto isso, Marcos Barbosa não quer classificar a partida como uma revanche para descontar a goleada sofrida, mas pede que os jogadores vençam o jogo por um placar simples - de 1 a 0. O CRB ocupa atualmente a terceira posição da tabela de classificação do Grupo B, com seis pontos em quatro jogos disputados.

> PROJETO CENTENÁRIO

CSA-B faz amistoso contra o Comercial no domingo, dia 21 Divulgação / Assessoria

Como sequência da preparação visando à disputa da 2ª Divisão do Campeonato Alagoano, o CSA faz amistoso no próximo domingo (21), contra o Comercial de Viçosa. A partida será em Viçosa, no estádio Teotonio Vilela, às 15h. O amistoso servirá também de peneira para o técnico Celso Teixeira, que está avaliando os jogadores da base azulina e selecionando os que têm potencial para fazer parte do Projeto Centenário e integrar o elenco que disputará a Primeira Divisão Estadual do próximo ano. A novidade desta semana no Mutange pode ser o anúncio da antecipação das eleições presidenciais do CSA. Na semana passada, o técnico Celso Teixeira fez uma avaliação após contato com os jogadores da base azulina durante coletivos e afirmou que o elenco de atletas preocupa. Apesar de

dizer que tem o pensamento de manter a ideia principal do Projeto Centenário, que é de lapidar os jogadores da base azulina e colocá-los para jogar no elenco do CSA que disputará a Primeira Divisão Estadual do próximo ano, Celso Teixeira mantém contato com jogadores de outros clubes.

gols e evitando um vexame maior. "Tivemos uma conversa no intervalo e o time foi mais ofensivo e bem posicionado para o segundo tempo. O importante foi a reação. Esperava empatar por conta do volume de jogo que o Coruripe imprimiu no segundo tempo", afirmou Ubirajara Veiga. Além de elogiar a reação dos jogadores alviverdes, o treinador não poupou críticas quanto à postura adotada pelos seus atletas no primeiro tempo. Na avaliação de Ubirajara Veiga, o Coruripe não podia jogar fora de casa partindo para cima do adversário. "O time começou acelerado demais. O jogo era para atuar ao contrário. Houve alguns passes precipitados. Não pode mais repetir o jogo que aconteceu no primeiro tempo", disse. Questionado sobre a possibilidade de mudar a postura do time alviverde, que foi montada pelo ex-treinador, Ubirajara Veiga afirmou que fará apenas algumas modificações. "Tem que ter sabedoria para não querer mudar tudo. O time é bom. É só mudar alguns detalhes. Vamos trabalhar para corrigir os erros e posicionar o grupo, que tem qualidade. O time é muito bem montado", finalizou.

Na estreia do técnico Ubirajara Veiga, o Coruripe perdeu a invencibilidade e os 100% de aproveitamento conquistados na Série D do Campeonato Brasileiro ao ser derrotado no último sábado (13) para o Treze-PB por 4 a 3, no estádio Ernani Satyro, em Campina Grande-PB. Para tentar a reabilitação, o Hulk faz mais um jogo fora de casa neste sábado (20), às 18h30, contra o Bahia de Feira de Santana-BA, no estádio Joia da Princesa, pelo returno. O Hulk já venceu o Bahia-FS, por 2 a 1, em Coruripe, no primeiro turno. Com a derrota, o Coruripe perdeu a liderança do Grupo A4 da Série D para o Treze-PB e caiu para a segunda posição. O Hulk tem os mesmo nove pontos do Treze-PB, mas perde no quesito números de gols sofridos. O Alviverde acumulava uma sequência de três vitórias em três jogos disputados sob o comando do técnico Lorival Santos, que trocou o clube alagoano por um time do futebol espanhol. Já sob nova direção, o Hulk comandado pelo Ubirajara Veiga teve a sequência de vitórias quebradas. Apesar da derrota, Ubirajara Veiga gostou da postura do time que perdia no primeiro tempo por 3 a 0 e atuou na etapa final da partida com um jogador a menos, pois o Mendonça havia sido expulso ao tomar o segundo cartão amarelo. No segundo tempo o Coruripe conseguiu diminuir a desvantagem, marcando três

TREZE-PB 4X3 CORURIPE Os gols do Treze-PB foram marcados por Doda, Warley (3). Descontaram para o Coruripe Ivan, Jaelson e Théo. (M.A.) Divulgação

ELEIÇÕES

Jogadores azulinos treinam visando à partida contra o time do Comercial

Quanto às eleições, o presidente-executivo do CSA, Jorge VI, disse que há a possibilidade de anunciar a antecipação do pleito para o dia 7 de setembro, data de aniversário de 98 anos do clube azulino. Jorge VI ainda não definiu se vai ou não disputar a reeleição, mas com o lançamento do Projeto Centenário, o mandatário azulino deixou a entender que pode se lançar para um provável segundo mandato. (M.A.)

Ubirajara Veiga estreia com derrota no comando do Coruripe na Série D

Resultados / Série D / Grupo 4 13/08 Treze-PB 14/08Vitória da Conquista-BA

4x3 1x1

Coruripe-AL River Plate-SE

Próximos jogos / Série D / Grupo 4 21/08 - 16h00 21/08 - 16h00

Treze-PB Bahia de Feira-BA

x x

River Plate-SE Coruripe-AL

Classificação / Série D / Grupo 4 1º 2º 3º 4º 5º

Treze-PB Coruripe-AL Bahia de Feira-BA River Plate-SE Vitória da Conquista-BA

P 9 9 6 4 1

J 4 4 4 4 4

V 3 3 2 1 0

E 0 0 0 1 1

D 1 1 2 2 3

GP 9 9 6 4 2

GS 6 7 4 5 8

SG 3 2 2 -1 -6


Primeira Edição | 15 a 21 de agosto, 2011

Publicidade |B3


Primeira Edição | 15 a 21 de agosto, 2011

B4 | Esportes

> AINDA NO TOPO

Timão empata com Ceará, mas continua líder Corinthians perdeu a chance de se isolar na liderança do Brasileirão porque o Flamengo também empatou na rodada Terra

Lancenet O empate em 2 a 2 entre Corinthians e Ceará na tarde deste domingo, no Pacaembu, é daqueles que serão lembrados no fim do Campeonato Brasileiro, caso o Timão não se sagre campeão nacional. Após um bom primeiro tempo, em que o Corinthians dominou amplamente, o Timão conseguiu construir a vantagem de 2 a 1. Na segunda etapa, no entanto, o Timão recuou demais e levou um sufoco do Ceará. Para piorar, o Flamengo, que tinha o mesmo número de pontos do Alvinegro paulista, também empatou em 2 a 2 com o Figueirense fora de casa. O Timão perdeu a chance de se isolar na liderança. Com o resultado, contudo, o Timão se mantém na liderança com 34 pontos. Já o Ceará se manteve na 12ª colocação, mas agora possui 19 pontos ganhos.

CORINTHIANS DOMINA O primeiro tempo foi praticamente todo do Corinthians. O

gro paulista foi imediata. Alex recebeu boa bola na intermediária, encheu o pé e a bola foi no ângulo direito, sem chance para Diego. Retomada a vantagem, o Timão seguiu dominando e administrou a partida até o apito do árbitro.

CEARÁ SUFOCA NA VOLTA DO INTERVALO Na segunda etapa, o jogo mudou de figura. O Ceará voltou muito melhor no jogo. Novamente adiantando a marcação e insistindo em bolas aéreas o Vozão praticamente não deu chance ao Corinthians durante quase todo o segundo tempo. Com exceção de chances esporádicas, o Ti-

São Paulo Cruzeiro Atlético-GO Botafogo Vasco da Gama Figueirense Corinthians Coritiba Grêmio Bahia

PRÓXIMOS JOGOS O Corinthians volta a campo na próxima quarta-feira, às 21h50, quando enfrenta o Atlético-MG em Ipatinga. Já o Vozão, joga na mesma data, mas um pouco antes, às 19h30, e recebe o Grêmio no Presidente Vargas. As partidas são válidas pela 17ª rodada do Brasileirão.

Meia Alex, do Corinthians, comemorou efusivamente o seu golaço contra o time do Ceará, no estádio do Pacaembu

Timão voltou a demonstrar uma marcação incisiva, fazendo pressão na defesa do Ceará e a criar boas chances de gol. Destaque para o meio de campo do Timão que tinha grande movimentação de Jorge Henrique, Alex e Danilo. O Vozão se fechava e esperava pelo contra-golpe.

Resultados / Série A 13/08 13/08 13/08 13/08 14/08 14/08 14/08 14/08 14/08 14/08

mão criava pouco. Com tanta insistência, era quase que natural que o Timão levasse o gol de empate. Após cruzamento na área, a zaga do Timão não conseguiu afastar e o volante Rudnei ficou livre para apenas empurrar e dar o empate ao time cearense. Que vacilo, Timão!

2x2 5x0 2x0 4x2 1x0 2x2 2x2 3x0 2x1 1x1

Após boas chances criadas, com direito a um gol incrível perdido por Jorge Henrique, o Timão chegou ao primeiro gol com Paulinho, aos 24. O volante tabelou com Danilo, recebeu na entrada da área e chutou, o goleiro Diego se atrapalhou para defender. Após o gol o Vozão

saiu para o jogo e adiantou sua marcação. Após uma roubada de bola, Heleno foi lançado na direita e ajeitou a bola de cabeça para o ataque. Chicão e Leandro Castán se atrapalharam e Osvaldo ficou livre para apenas completar a gol. A resposta do Alvine-

Próximos jogos / Série A Atlético-PR Avaí Santos América-MG Palmeiras Flamengo Ceará Atlético-MG Fluminense Internacional

17/08 - 19h30 17/08 - 19h30 17/08 - 19h30 17/08 - 19h30 17/08 - 21h50 17/08 - 21h50 17/08 - 21h50 18/08 - 21h00 18/08 - 21h00 18/08 - 21h00

Fluminense Atlético-PR Ceará Internacional Avaí Santos Atlético-MG Palmeiras Flamengo América-MG

x x x x x x x x x x

Figueirense Cruzeiro Grêmio Botafogo Vasco da Gama Coritiba Corinthians Bahia Atlético-GO São Paulo

Classificação / Série A 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º 11º 12º 13º 14º 15º 16º 17º 18º 19º 20º

Corinthians Flamengo São Paulo Vasco da Gama Botafogo Palmeiras Internacional Figueirense Fluminense Coritiba Cruzeiro Ceará Bahia Grêmio Atlético-GO Santos Atlético-MG Atlético-PR Avaí América-MG

P 34 34 32 30 28 27 23 23 21 21 21 19 19 18 16 15 15 13 13 11

J 16 16 16 16 16 16 16 16 15 16 16 16 16 15 16 14 16 16 16 16

V 10 9 10 9 8 7 6 6 7 6 6 5 4 4 4 4 4 3 3 2

E 4 7 2 3 4 6 5 5 0 3 3 4 7 6 4 3 3 4 4 5

D 2 0 4 4 4 3 5 5 8 7 7 7 5 5 8 7 9 9 9 9

GP 26 30 27 23 24 21 24 17 16 28 22 21 19 16 15 16 20 15 18 18

GS 12 15 20 20 16 11 20 18 17 21 17 27 21 18 19 22 30 24 36 32

SG 14 15 7 3 8 10 4 -1 -1 7 5 -6 -2 -2 -4 -6 -10 -9 -18 -14

Flamengo vacila e cede empate contra o time do Figueirense Lancenet O Flamengo teve a chance de assumir a liderança do Campeonato Brasileiro neste domingo, mas não suportou a pressão do Figueirense. Com dois gols de Deivid, os cariocas abriram o placar no estádio Orlando Scarpelli. Na base da raça, os catarinenses foram superiores e empataram o jogo (2 a 2). Com o resultado, o time rubro-negro segue dividindo a ponta com o Corinthians, com 34 pontos. Logos aos 7min, os donos da casa vibraram com um gol de Fernandes, que aproveitou um

escanteio desviado por Júlio César. Estava impedido. A resposta veio dos pés de Ronaldinho, aos 18min, numa falta cobrada no ângulo direito defendida por Wilson. O clima esquentou, com os jogadores do Figueirense em cima na marcação sobre o trio Thiago Neves, Deivid e, principalmente, Ronaldinho. Aos 36min, Ronaldinho abriu na ponta direita para Léo Moura cruzar no centro da área para a cabeçada mortal de Deivid. Felipe teve trabalho no gol rubro-negro, mas os cariocas seguraram o placar parcial de 1

a 0. Jorginho promoveu a estreia do atacante Somália, ex-Duque de Caxias e São Caetano, no lugar de Fernandes. Mas viu do banco a dupla Ronaldinho e Deivid brilhar. Aos 5min, o meia bateu escanteio, a bola cruzou a área e Deivid, de cabeça, fez seu segundo gol - seu oitavo na competição, um a menos que o artilheiro, Ronaldinho. Somália recebeu na entrada da área e diminuiu para o Figueirense. O gol embalou o time. Após escanteio, aos 25min, o zagueiro Edson Silva antecipou o goleiro Felipe e fez 2 a 2.

Com gol de falta de Bernardo, Vasco bate o Palmeiras: 1 a 0 Lancenet O reencontro deste domingo entre Vasco e Palmeiras, que haviam se enfrentado na última quinta-feira pela Sul-Americana, caminhava para um desfecho sem graça, após uma partida sem emoções. Mas eis que Bernardo, o 12º jogador do time carioca nesta temporada, entrou na etapa final e fez o gol da vitória por 1 a 0, em São Januário, em bela cobrança de falta. Sem Diego Souza, o Vasco tinha em casa Felipe e Juninho na criação. O Verdão que se

impôs no começo do jogo. Ao contrário da vitória de quintafeira sobre o mesmo adversário só que pela Sul-Americana - o time carioca pouco criava e muito errava. Se chegava, era com as tradicionais e venenosas cobranças de falta de Juninho. O domínio alviverde caiu junto com o sol e a sombra no campo de São Januário cresceu junto com o futebol cruzmaltino, muito sob a batuta de Juninho. Mas nada foi capaz de alterar o placar inaugural da equilibrada partida, mais truncada que fluída.

O Vasco voltou um pouco melhor do intervalo, mas ainda carecia de velocidade no ataque. A bola na trave de Chico parecia ser um sinal de que o Palmeiras teria mais de capricho nas finalizações na etapa final, mas foi só impressão. O meia Bernardo, que havia sido pedido pela torcida vascaína, se redimiu aos 35 minutos. Ele cobrou uma falta de longe com muita categoria, a la Juninho Pernambucano, e garantiu o triunfo do time cruzmaltino em casa. Foi o quinto gol do meia na competição.


Primeira Edição | 15 a 21 de agosto, 2011

Opinião |B5

Foto da semana

Editorial

Indiferença popular? A tese de que o brasileiro dá pouca atenção a escândalos tende a se confirmar sempre que uma situação desse tipo se configura. Exemplo: a sucessão de denúncias envolvendo vários ministérios não causou grande prejuízo à imagem da presidente Dilma. Repete-se com ela o fenômeno de popularidade que marcou o governo Lula. Não que a imagem da presidente Dilma deva se decompor em meio a irregularidades praticadas por ministros, à sua revelia, mas seria natural que a aprovação ao seu governo sofresse forte oscilação negativa neste momento. No entanto, recente pesquisa Datafolha mostrou a presidente muito bem avaliada. Para ser mais exato: 48% dos entrevistados disseram considerar 'ótimo e bom' o desempenho da presidente, contra 47% apurados em enquete anterior. Isso também reforça a velha tese de que, se a economia vai bem, tudo vai bem. Parece não haver motivo para se preocupar com o que se passa no governo, mesmo quando se trata de malversação ou desvio de recursos públicos. Tal situação remete ao episódio da destituição de Collor nos anos 90. Naquele momento, havia denúncias contra o governo, mas o que concorreu para derrubar o presidente foi a desordem econômica refletida em índices intoleráveis de inflação. Mesmo torcendo para que tudo dê certo, a sociedade deveria, nesses instantes de turbulências dentro do governo, ser mais crítica e restritiva, em relação a presidente, e mais severa com os personagens que a cercam, sobretudo os que não correspondem a sua confiança e às expectativas da nação. Aliás, o Ibope apareceu com números novos mostrando queda na aprovação de Dilma. Seria uma mudança de atitude da população?

Não é um flagrante (antes fosse), mas a cena contidiana da miséria que atinge sobretudo as crianças sem assistência na região do Dique-Estrada

Sonhos realizados

De pai para filho, a independência financeira

Um dos sonhos mais almeja- mento no mercado de capidos no Brasil é o da casa pró- tais. O investidor é remunepria que, a cada dia, fica rado com uma taxa de retormais próximo. De um lado o no que varia de acordo com governo federal criou o pro- as características do finangrama Minha Casa, Minha ciamento, descontados os Vida para atender os brasilei- custos e os ganhos do banros que têm uma renda co. menor. De outro, para o seg- O número de unidades fimento social que ganha nanciadas no primeiro semais, este sonho também já mestre - 236,5 mil - é muito se tornou uma realidade gra- expressivo e deve ser começas aos financiamentos para morado. Este aquecimento compra do imóvel. do mercado imobiliário estaAs operações de crédito imo- va sendo previsto desde o biliário com recursos da pou- ano passando, quando granpança atingiram R$ 37 bil- des bancos que trabalham hões no primeiro semestre nesta área começaram a de 2010. Este é o melhor reforçar os recursos para a resultado para esse período carteira de crédito imobiliána série histórica, iniciada rio. em 1967, de acordo com os O vigor deste setor da ecodados divulgados pela nomia pode ser visto em Abecip - Associação Brasilei- quase todas as grandes cidara das Entidades de Crédito des brasileiras, aonde a Imobiliário e Poupança. construção civil vem lideranO valor supedo a geração rou em 55% o de empregos. “O vigor deste montante Para nós do setor pode ser contabilizado PMDB é muito em igual pegratificante visto hoje em ríodo no ano ver que o parquase todas as passado. Em tido ajudou a grandes cidades quantidade, construir um brasileiras” foram 236,5 Brasil que está mil unidades dando certo e financiadas, que vai ao alcançando também um encontro de sua vocação de novo patamar, com expan- crescimento. são de 26% no mesmo com- Enquanto o resto do mundo parativo. O mês de junho - especialmente Estados apresentou o melhor resulta- Unidos e Europa - ainda ludo mensal da série em valor tam para sair da crise eco(R$ 7,78 bilhões) e em quan- nômico-financeira, o Brasil tidade (46,5 mil imóveis). segue seu ritmo de cresciEstes recordes consecutivos mento com justiça social. estão obrigando os bancos a Mais importante do que procurar fontes alternativas crescer é distribuir a riqueza de financiamento, além dos da maneira mais equânime. recursos da poupança e do Neste aspecto o Brasil tem FGTS, o Fundo de Garantia dado grandes lições ao mundo Tempo de Serviço. Uma do. das opções tem sido a securitização, que consiste na Renan Calheiros transformação de uma díviÉ senador e líder da bancada do PMDB da em um papel para investi-

Não existe nada mais gratificante do que ter tempo para conviver com os filhos, brincar com eles e participar de sua educação. É a realização do sonho de todo pai construir a imagem de super herói para o filho. Alguns pais, no seu dia a dia, conseguem participar da educação dos filhos incentivando a prática de esportes, a leitura, programas culturais e atividades de lazer ao ar livre. Mas na dinâmica de trabalho dos dias atuais, nem sempre isso é possível, e os pais tentam suprir essa falta de tempo, compensando os filhos com bens materiais. Essa decididamente não é a prática mais adequada para a educação financeira dos filhos. Esse é um dos pontos que psicólogos e educadores mais debatem atualmente, o grau de liberdade dos filhos e suas relações de afeto e dependência financeira dos pais. Há um contraste entre as duas gerações. Os responsáveis conquistaram sua independência financeira com muito trabalho, ao passo que por comodidade e prote-

ção os filhos saem cada vez mais tarde da casa dos pais. Mesmo com a prosperidade da economia brasileira, continua como dever dos pais preparar os filhos para, também, conquistarem sua independência finan-

“Esse é um dos pontos que os psicólogos e educadores mais debatem atualmente: o grau de liberdade dos filhos” ceira. Afinal, as incertezas - principalmente as crises financeiras - continuam existindo. Os pais podem e devem ensinar seus filhos a planejar a vida financeira. Mostrar como funciona a realidade é tarefa edu-

cacional tão importante quanto ensinar uma criança a andar de bicicleta. A imagem que os filhos guardam de seus pais é fundamental nesse processo. Os pais se sentirão muito mais orgulhosos se forem lembrados como previdentes que pensam no futuro - um "Pai Investidor", do que ficar no imaginário do filho como um "Pai Devedor", sempre enrolado em dívidas e postergando o rotativo do cartão de crédito. Um dos pilares do Easynvest é a educação financeira, oferecemos cursos gratuitos pela internet que podem ser acessados tanto por pais previdentes como por membros da nova geração, numa linguagem clara e instrutiva. Esperamos contribuir para que os filhos possam ter de quem se orgulhar não só no Dia dos Pais, mas em toda a sua vida.

Amerson Magalhães É diretor do Easynvest. Graduado em Ciências Econômicas e pós-graduado em Finanças

A falta de capacitação e o setor de serviços É fato que o setor de serviços é um dos que mais crescem em todo o país, propiciando o crescimento econômico de diversas cidades. Contudo, a falta de qualificação profissional está prejudicando essa evolução mercadológica, o que faz com que muitas empresas tenham que rever e, até mesmo, adaptar seu planejamento de atuação e expansão em seu segmento. Outro aspecto preocupante é que, de acordo com um estudo realizado pela CNI (Confederação Nacional da Indústria), a escassez de mão de obra qualificada prejudica 69% das companhias que atuam no cenário industrial. A grande questão é: como resolver essa problemática? O setor de serviços está vivenciando um momento aquecido, o que impacta, há vários meses, em um forte ritmo de contratações, porém a falta de preparo profissional acaba atrasando os processos corporativos. E não estamos falando apenas daqueles que já estão no mercado de trabalho, mas também de pessoas que estão iniciando suas carreiras, sendo que, muitas vezes, elas não têm preparo técnico e escolaridade suficientes para preencher a vaga. Sabe-se que a formação básica é essencial para qualquer que seja a área de atuação, mas o Brasil apresenta essa deficiência escolar e, muitas vezes, os profissionais acabam aprendendo, o que já deveriam saber, no exercício prático de suas atividades no dia a dia. O que tem sido muito comum em empresas prestadoras de serviços é reduzir as exigências para contratação, assim torna-se mais "fácil" encontrar mão de obra para atender a demanda.

Mas, na prática, isso não é tão simples. É preciso trilhar pelo caminho do treinamento e capacitação de pessoas com baixa escolaridade. O investimento nessa alternativa dentro do universo de recursos humanos vale para todos os níveis e exigências de trabalho. Por exemplo, o profissional que utiliza esforço físico em seu trabalho precisa saber ler e identificar rótulos de produtos, compreender placas de avisos e orientações, além de ter uma postura na hora de se portar e se comunicar em seu ambiente profissional que, neste caso, será como prestador. Qualificar profissionais sempre foi

“Sabe-se que a formação básica é essencial para qualquer que seja a área de atuação, mas o Basil apresenta e deficiência escolar” uma das principais necessidades da área de limpeza e conservação. Este segmento da prestação de serviços deve se focar na valorização deste trabalhador que está presente em diversos ambientes, desde os corporativos, de saúde até os de lazer. Dessa forma, a criação de programas de treinamento permite às empresas que prestam esse serviço oferecer o que há de melhor em capital humano aos clientes, ou seja, é impor-

tante estimulá-los a se relacionar com uma empresa que prioriza também a evolução social do colaborador, por meio do aperfeiçoamento profissional. A aplicação de um treinamento bem fundamento reflete diretamente nos clientes por meio de dois indicadores importantes: os índices de satisfação com a prestação de serviços e o tempo médio de duração dos contratos. Somado a isso, a tecnologia vem com a missão de contribuir em todas as dimensões. Com ela, ganha-se em agilidade na identificação das melhores fontes de recrutamento, na mensuração dos resultados em termos de prazo de fechamento das vagas, e na rapidez na comunicação com os candidatos. Sobretudo, a única certeza que se tem é a de que treinar é essencial, uma vez que diversas empresas dispensam pessoas por falta de estudo ou qualificação e, muitas vezes, elas sabem realizar aquele tipo de atividade, mas são excluídas por não terem o básico da educação formal. Mas no cenário atual que estamos vivendo, essa deficiência básica pode ser suprida dentro do ambiente de trabalho, por meio de programas de incentivo, orientação e qualificação. Medidas como estas resgatam, além da auto-estima profissional, a referência do trabalhador como ser humano, uma vez que, por estar empregado, ele se sente inserido em seu círculo familiar, na comunidade e sociedade. Ricardo Martins É diretor de operações do Grupo Brasanitas

> OS ARTIGOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES E NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DESTE JORNAL

Endereço:

PRIMEIRA EDIÇÃO JORNAL ON-LINE IMPRESSA LTDA - ME CNPJ 08.078.664/0001-85 CMC 130003

Rua Moema Cavalcante Basto, 314 Lot. Barra Mar | CEP 57.180-000 Fone: (82) 3033-2189 PABX: (82) 3325-2815 Barra de São Miguel | Alagoas Atendimento ao assinante: (82) 3033-5213

Luiz Carlos Barreto Goes Diretor-Geral

Privativa Comunicação e Representação Ltda. Representante nacional do Primeira Edição

Romero Vieira Belo Diretor Editorial

Alda Sampaio Diretora Comercial

São Paulo: (11) 4197-1799 Rio de Janeiro: (21) 2262-6146 Brasília: (61) 3326-7876

Salvador: (71) 3341-2980 Recife: (81) 3241-1680


Primeira Edição | 15 a 21 de agosto, 2011

B6 | Diário Oficial dos Municípios

PREFEITURA MUNICIPAL DE ATALAIA AVISO DE LICITAÇÃO – 3ª CHAMADA Modalidade: Pregão Presencial em Sistema de Registro de Preços nº 009/2011 – Data: 25/08/2011 às 10h00min – Objeto: Aquisição de Equipamentos e Material Permanente. Disponibilização do Edital: Rua Fernando Gondim, nº 114, Centro, Atalaia/AL. Atalaia, 11 de agosto de 2011. Davison Gomes da Silva Pregoeiro -----------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE ATALAIA AVISO DE REVOGAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL N° 010/2011 O Prefeito de Atalaia no uso de suas atribuições e com fundamento no artigo 49 da Lei 8.666/93, torna público a revogação da licitação na modalidade Pregão Presencial nº 010/2011, por conveniência administrativa. Objeto: Aquisição de Tubos de Concreto. Atalaia/AL, 11 de agosto de 2011. Francisco Luiz de Albuquerque Prefeito -----------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE ATALAIA AVISO DE REVOGAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL N° 008/2011 A Prefeita de Atalaia no uso de suas atribuições e com fundamento no artigo 49 da Lei 8.666/93, torna público a revogação da licitação na modalidade Pregão Presencial nº 008/2011, por conveniência administrativa. Objeto: Aquisição de Veículos. Atalaia/AL, 02 de agosto de 2011. Francisco Luiz de Albuquerque Prefeito -----------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE ATALAIA RATIFICAÇÃO – INEXIGIBILIDADE N° 011/2011 O Prefeito do Município de Atalaia ratifica o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 16.200,00 (dezesseis mil e duzentos reais). EXTRATO DO CONTRATO N° 011/2011 - IL CONTRATANTE: Município de Atalaia, CNPJ nº 12.200.143/0001-

26. CONTRATADA: Sound Mais Tecnologia Ltda ME, CNPJ nº 00.322.044/0001-38. OBJETO: Apresentação da Banda A Forrozada nas Festividades Juninas, no dia 25 de junho de 2011. VALOR: R$ 16.200,00 (dezesseis mil e duzentos reais). Atalaia, 20 de junho de 2011. Francisco Luiz de Albuquerque Prefeito -----------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE MARIBONDO AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL N° 007/2011 A Prefeitura Municipal de Maribondo torna público aos interessados a realização do Pregão Presencial nº 007/2011. Objeto: Aquisição de Veículos, a realizarse no dia 26/08/2011, às 9:00 horas. Edital Disponível na Rua José Sapucaia, nº 01, Centro, Maribondo/AL, na sala da Comissão Permanente de Licitação das 08h00min às 13h00min. Maribondo/AL, 12 de agosto de 2011. Rommel Toledo Gomes Marcelino Pregoeiro -----------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PENEDO GABINETE DO PREFEITO EXTRATO DO PRIMEIRO TERMO ADITIVO DE PREÇO AO CONTRATO DE EXECUÇÃO DE OBRA Nº CC 04/2010 FIRMADO ENTRE O MUNICÍPIO DE PENEDO E A EMPRESA LEMY ENGENHARIA E DECORAÇÃO LTDA. Processo nº 0801-001/2011 Número do Contrato CC 04/2010 Contratante: MUNICÍPIO DE PENEDO/AL – CNPJ 12.243.697/0001-00 Contratado: EMPRESA LEMY ENGENHARIA E DECORAÇÃO LTDA – CNPJ/MF 05.355.939/0001-92. Objeto: ACRÉSCIMOS DE SERVIÇOS AO OBJETO INICIALMENTE PACTUADO, DECORRENTES DAS MODIFICAÇÕES DA PROPOSTA CONTRATADA. Valor: EM RAZÃO DOS ACRÉSCIMOS DE SERVIÇOS AO CONTRATO, NO VALOR DE R$ 55.418,52 (cinqüenta e cinco mil quatrocentos e dezoito reais e cinqüenta e dois centavos) O VALOR DO CONTRATO PASSA A VALER R$ 83.115,42 (oitenta e três mil cento e quinze reais e

quarenta e dois centavos). Da Ratificação: FICAM RATIFICADAS AS DEMAIS CLÁUSULAS DO CONTRATO Nº CC 04/2010, QUE NÃO COLIDAM COM AS DESTE INSTRUMENTO. SIGNATÁRIOS: ISRAEL RAMIRES SALDANHA NETO – PELA CONTRATANTE E YONHALLA TEIXEIRA DE CARVALHO – PELA CONTRATADA. DATA DE ASSINATURA DO PRIMEIRO TERMO ADITIVO DE PREÇO: 10 DE AGOSTO DE 2011. -----------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PENEDO GABINETE DO PREFEITO EXTRATO DO SEGUNDO TERMO ADITIVO DE PRAZO AO CONTRATO DE EXECUÇÃO DE OBRA Nº 004/2009 FIRMADO ENTRE O MUNICÍPIO DE PENEDO E A EMPRESA JM CONSTRUÇÕES LTDA. Processo nº 08/SEINFRO/2011 Número do Contrato TP 004/2009 Contratante: MUNICÍPIO DE PENEDO/AL – CNPJ 12.243.697/0001-00 Contratado: EMPRESA JM CONSTRUÇÕES LTDA – CNPJ/MF 00.631.131/0001-77. Espécie: SEGUNDO TERMO ADITIVO DE PRAZO AO CONTRATO nº 004/2009 VISANDO PRORROGAR O PRAZO CONTRATUAL E RATIFICAR AS DEMAIS CLÁUSULAS E CONDIÇÕES. Objeto: ADITAR O PRAZO DO CONTRATO TP Nº 004/2009. Objeto do Contrato Inicial: EXECUÇÃO E CONCLUSÃO DAS OBRAS E SERVIÇOS DE REFORMA DAS PRAÇAS DOS POVOADOS MARITUBA DO PEIXE E COOPERATIVA II NÚCLEO, LOCALIZADOS NO MUNICÍPIO DE PENEDO – AL. Prazo de Vigência do Contrato: 90 (noventa) DIAS CONTADOS A PARTIR DO TÉRMINO DE VIGÊNCIA DO CONTRATO. SIGNATÁRIOS: ISRAEL RAMIRES SALDANHA NETO – PELA CONTRATANTE E JILSON MORAIS AMARAL – PELA CONTRATADA. DATA DE ASSINATURA DO SEGUNDO TERMO ADITIVO: 04 DE AGOSTO DE 2011. -----------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PENEDO GABINETE DO PREFEITO EXTRATO DO QUINTO TERMO ADITIVO DE PRAZO AO CONTRATO DE

EXECUÇÃO DE OBRA Nº 005/2009 FIRMADO ENTRE O MUNICÍPIO DE PENEDO E A EMPRESA TORRES CONSTRUÇÕES E EMPREEDIMENTOS LTDA. Processo nº 881/2011 Número do Contrato 005/2009 Contratante: MUNICÍPIO DE PENEDO/AL – CNPJ 12.243.697/0001-00 Contratado: EMPRESA TORRES CONSTRUÇÕES E EMPREENDIMENTOS LTDA – CNPJ/MF 03.614.296/0001-29. Espécie: QUINTO TERMO ADITIVO AO CONTRATO nº 005/2009 VISANDO PRORROGAR O PRAZO CONTRATUAL E RATIFICAR AS DEMAIS CLÁUSULAS E CONDIÇÕES. Objeto: ADITAR O CONTRATO Nº 005/2009. Objeto do Contrato Inicial: EXECUÇÃO E CONCLUSÃO DAS OBRAS E SERVIÇOS DE CONSTRUÇÃO DE 50 UNIDADES HABITACIONAIS NO BAIRRO DR. RAIMUNDO MARINHO, NO MUNICÍPIO DE PENEDO – AL. Prazo de Vigência do Contrato: 90 (noventa) DIAS CONTADOS A PARTIR DO TÉRMINO DE VIGÊNCIA DO CONTRATO. SIGNATÁRIOS: ISRAEL RAMIRES SALDANHA NETO – PELA CONTRATANTE E JOSÉ NIVALDO TORRES – PELA CONTRATADA. DATA DE ASSINATURA DO QUARTO TERMO ADITIVO DE PRAZO: 10 DE JUNHO 2011. -----------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE PENEDO HOMOLOGAÇÃO - PREGÃO PRESENCIAL 007/2011 O Prefeito do Município de Penedo/AL homologa o presente processo no valor de R$ 3.261,30 (três mil duzentos e sessenta e um reais e trinta centavos). EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 007/2011 Modalidade: Pregão Presencial nº 007/2011 – Objeto: Registro de Preços para a aquisição de Medicamentos Crônicos. CONTRATANTE: Município de Penedo. DETENTORA: DANTAS & ARAGÃO LTDA-ME, CNPJ Nº. 04.362.282/0001-28. Itens, quantidades e preços unitários registrados disponíveis na íntrega da sede do município, Rua Nilo Peçanha, 106 – Centro Histórico, Penedo/AL. Foro: Penedo. Ordenador da despesa: Israel

Ramires Saldanha Neto. Vigência: 12 meses. Data da assinatura: 22/06/2011. Israel Ramires Saldanha Neto Prefeito -----------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO EXTRATO DE 1º TERMO ADITIVO DE CONTRATO – PREGÃO PRESENCIAL Nº 0026/2011 PROCESSO Nº 00639/2011 CONTRATANTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO-AL, CNPJ: 12.241.675/0001-01, CONTRATADO: PEMAGRI PEÇAS E MÁQUINAS AGRÍCOLAS LTDA., CNPJ 08.489.098/0001-02, OBJETO: Atualizar os valores do Contrato celebrado em 27 de maio de 2011, passando este a vigorar com valor global de R$ 180.000,00 (Cento e oitenta mil reais). Quebrangulo, 09 de agosto de 2011. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima Prefeito -----------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO - AL EXTRATO DE 1º TERMO ADITIVO CONTRATANTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO-AL, CNPJ: 12.241.675/0001-01, CONTRATADO: AMORIM E CORREIA LTDA. CNPJ 08.413.304/0001-92. OBJETO: Reajustar/Promover acréscimo de 4,5% no valor do contrato celebrado no dia 18 de março de 2011. Quebrangulo, 10 de agosto de 2011 Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima Prefeito -----------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO TERMO DE HOMOLOGAÇÃO O Prefeito do Município de Quebrangulo, Estado de Alagoas no uso de suas atribuições e em conformidade com as leis 10.520-02 e 8.666-93, resolve, HOMOLOGAR o seguinte pregão: Processo Nº 01132/11- Pregão Presencial N° 0040/2011 Objeto: Aquisição de Materiais de Consumo, destinados a Secretaria Municipal de Saúde. Vencedoras pelo menor preço por lote: CIRURGICA RECIFE COMERCIO LTDA, CNPJ 00.236.193/0001-84: Lote 01 – Valor: R$ 84.000,00 (Oitenta e quatro mil reais); DEN-

TAL MACEIÓ LTDA, CNPJ 24.166.332/0001-09: Lote 02 Valor: R$ 330.000,00 (trezentos e trinta mil reais). Quebrangulo, 10 de agosto de 2011. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima Prefeito -----------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO EXTRATO DE CONTRATO CONTRATANTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO CNPJ. 12.241.675/0001-01 CONTRATADO: CIRURGICA RECIFE COMERCIO LTDA, CNPJ 00.236.193/0001-84: Lote 01–Valor: R$ 84.000,00 (Oitenta e quatro mil reais); DENTAL MACEIÓ LTDA, CNPJ 24.166.332/0001-09: Lote 02 – Valor: R$ 330.000,00 (trezentos e trinta mil reais). Objeto: Material de Consumo. Fonte de Recurso: 0 7 . 0 0 - 0 7 . 7 1 - 6 . 0 3 1 3.3.90.30.00.00.00.00.00.00.0.1.0 402.000000 0 7 . 0 0 - 0 7 . 7 1 - 6 . 0 0 7 3.3.90.30.00.00.00.00.00.00.0.1.0 402.000000 Quebrangulo, 11 de agosto de 2011. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima Prefeito -----------------------------------------PREFEITURA DE IGREJA NOVA AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº010/2011. - IGREJA NOVA OBJETO: ITEM I - 03 (três) veículos tipo "PASSEIO; ITEM II - 02 (dois) Veículos tipo "Ambulância", conforme especificação contida no anexo I do Referido Edital. Licitação: Tipo Menor Preço por ITENS Data, hora e local: dia 31 de AGOSTO de 2011, às 09h, no Prédio sede da Prefeitura, Sala da Comissão Permanente de Licitação, situada a Praça Professor Agnelo Moreira, nº. 06 - Centro, Igreja Nova-AL, Fone 082- 3554 1128 /CPL. O Edital encontra-se disponível para download gratuito no site w w w. p r i m e i r a e d i c a o . c o m . b r Qualquer informação poderá ser solicitada através do email: cplprefeiturainova@hotmail.com. Igreja Nova/AL, 11 de AGOSTO de 2011. Cláudia Cristina de Melo Pereira - Pregoeira

> PERFIL IGNORADO

Pesquisa mostra perfil social dos brasileiros Maioria em boas condições financeiras se cosidera classe média; um terço afirma ser de renda baixa, segundo o levantamento Divulgação

A maior parte dos brasileiros no topo da pirâmide acredita que faz parte da classe média e mais de um terço se considera baixa renda. Já aqueles que integram a classe C também se enxergam em um patamar inferior ao real. É o que mostra pesquisa do Data Popular feita no segundo trimestre deste ano com 3.000 entrevistados em 251 cidades de 26 Estados. "A percepção da população em relação ao seu padrão de vida, em grande parte, não reflete a realidade", afirma Renato Meirelles, sócio-diretor do instituto. No caso dos integrantes das classes AB (renda média domiciliar de R$ 8.393), 55,2% se consideraram da classe média (R$ 2.295), quando somente 9,6% se classificaram corretamente. Outros 35,2% avaliaram ser da baixa renda (média de R$ 867). Ao serem questionados, não foram informados sobre o critério de renda da classificação. Na classe C, 32,5% se posicionaram corretamente, mas 65,7% disseram fazer parte da baixa renda.

PATAMAR "Grande parte dos integrantes da classe média brasileira

> ADMINISTRAÇÃO

Cícero Cavalcante assegura mais obras em São Luiz

Em sua maioria, brasileiros em boas condições se dizem da classe média, enquanto um terço se acha classe baixa

está nesse estrato há pouco tempo. Eles vieram da baixa renda e ainda se enxergam nela. Sabem que o padrão de vida está melhorando, mas não consideram a mudança de patamar." Por outro lado, há ainda outros 16,9% de cidadãos de baixa renda que pensam que são da classe média. "São os emergentes que se consideram da classe média baixa, mas que ainda não são. Como eles têm perspectiva de

crescimento na renda, avaliam erroneamente", diz o diretor do Data Popular.

INFLUÊNCIA DOS EUA De acordo com Marcelo Neri, economista-chefe do Centro de Políticas Sociais da FGV (Fundação Getulio Vargas), essa visão distorcida da população é consequência da forte influência norte-americana no Brasil. "Pelo padrão dos Estados Unidos, quem é da classe média

tem dois carros na garagem, o que não é necessariamente verdade aqui. A renda per capita americana é bem superior à brasileira", afirma. "Para o brasileiro, ricos são o Eike Batista e outros milionários do patamar dele", afirma Meirelles. Eike, magnata dos projetos privados da infraestrutura brasileira, foi considerado o oitavo mais rico do mundo em ranking da revista "Forbes".

Os moradores de São Luiz do Quitunde poderão presenciar ao longo da cidade obras de construção e pavimentação. O prefeito Cícero Cavalcante (PMDB) anunciou pelo menos quatro obras com início já nesta segunda-feira, 15, e de acordo com ele, em breve mais serviços serão anunciados. De imediato serão construídas 160 casas na Usina Santo Antônio e na subestação, além do calçamento de todas as ruas do Povoado Quitunde, é o que garante Cícero Cavalcante. Segundo ele,

estas obras já eram esperadas pela população e só foi possível sua realização após o seu retorno à prefeitura da cidade, de onde esteve afastado por quase um ano, por decisão da justiça. - Agora, sim, estamos transformando São Luiz do Quitunde em uma cidade em desenvolvimento. Estamos trabalhando em prol da população e para a população, - destacou Cícero Cavalcante enfatizando que antes da conclusão dessas obras, pré-anunciadas, outras serão apresentadas aos moradores de São Luiz. Márcio Ândrei

Prefeito Cícero Cavalcante anunciando mais obras em São Luiz do Quitunde


Primeira Edição | 15 a 21 de agosto, 2011

Especial |B7

> PRODUÇÃO

Teotonio recria Emater com novo nome Governador assina projeto criando instituto para apoiar setor agrícola; matéria agora depende da Assembleia Legislativa fotos: Divulgação

Desativada durante o governo passado em meio a duras críticas do setor, a antiga Emater acaba de ressurgir com o nome de Instituto de Inovação para o Desenvolvimento Rural Sustentável - ou Nova Emater, como já está sendo chamado. O projeto de lei criando o novo órgão foi assinado nesta sexta-feira (12) pelo governador Teotonio Vilela Filho, em solenidade realizada no Palácio República dos Palmares, na presença de lideranças do setor produtivo rural, agricultores, representantes de associações, cooperativas, federações, sindicatos, secretários de Estado, gestores do governo federal e parlamentares. O projeto segue agora para votação na Assembleia Legislativa Estadual (ALE) e, de lá, retorna para sanção do governador Teotonio Vilela. Para o secretário de Estado da Agricultura, Jorge Dantas, a criação do novo órgão, além de atender a um desejo dos agricultores, representa também um reforço nas ações de acompanhamento para as famílias do campo. "Em todos os diagnósticos da Macroplan, empresa de consultoria contratada pelo Governo, o serviço de assistência técnica, extensão rural e pesquisa é apontado como fundamental para superação da pobreza no campo", afirmou Jorge Dantas. "Somos parceiros dos agricultores. Desde o primeiro mandato até agora, já investimos mais de R$ 100 milhões em recursos próprios na agricultura familiar", destacou o governador Teotonio Vilela, que também citou os principais programas na área da agricultura, como o Alagoas Mais Leite, o Mais Peixe, o Mais Ovinos, Sementes e incentivo à criação de galinha caipira. "Vale salientar também que, quando o governador assumiu, em 2007, a Secretaria de Agricultura tinha cerca de 60 técnicos extensionistas, e hoje já temos 300. Eram uns 30 carros em

Teotonio Vilela fala a produtores rurais ao assinar mensagem criando instituto que vai substituir a antiga Emater

condições de uso, e atualmente temos 300 veículos, entre carros e motos. Para isso, contamos com parcerias, fizemos convênios com o governo federal, temos o apoio das prefeituras", completou o secretário. Segundo Genivaldo Oliveira, presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag), não importa o modelo jurídico do novo órgão, e sim que o serviço chegue até às famílias do campo. "É importante ter um órgão com essa finalidade para que ele possa acessar recursos públicos", disse Genivaldo. Diferente da Emater extinta no ano 2000, que era uma empresa pública, a Nova Emater será uma autarquia vinculada à Secretaria de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário (Seagri), mas terá autonomia administrativa e financeira. O presidente da Cooperativa Agropecuária Industrial de Arapiraca (Capial), Francisco de Souza Irmão, mais conhecido como Chico da Capial, ressaltou que a Nova Emater vai permitir a continuidade dos serviços,

pois os técnicos que forem contratados vão acompanhar os agricultores por mais tempo. "O bolsista é substituído quando está preparado para dar continuidade ao trabalho, já nesse novo órgão esperemos que o profissional seja mantido", analisou.

os demais estados. E, hoje, Alagoas é pioneiro também na criação e fortalecimento dos bancos comunitários de sementes e ferramentas. São 600 bancos de sementes e 150 bancos de ferramentas", emendou o secretário Jorge Dantas. (Com Agência Alagoas)

MODELO O secretário Jorge Dantas também destacou outros avanços em benefício da agricultura familiar e que tornam Alagoas exemplo para o restante do Brasil: "Os agricultores não precisam mais fazer inscrição na Fazenda, nem manter um talonário de notas. A farinha de mandioca está sendo comercializada pelos supermercados, e esse foi um dos motivos que trouxeram a presidenta Dilma Roussef a vir lançar o Água Para Todos em Alagoas", salientou Dantas. Ele acredita que os próximos produtos a serem adquiridos pela rede varejista aos agricultores familiares serão a laranja lima, o mel e a castanha de caju. "O Programa do Leite de Alagoas também é modelo para

FERRAMENTAS Nesta sexta-feira (12) também foram assinados os termos de permissão de uso das máquinas que vão compor os bancos comunitários de ferramentas. Esses equipamentos serão repassados a oito entidades e 24 prefeituras. Foram entregues 29 batedeiras de cereais, 28 balanças com capacidade para 300 quilos e 20 peneiras vibratórias. Somando essa quantidade com os equipamentos que foram entregues no mês de abril, numa solenidade em São José da Tapera, serão 60 balanças, 77 batedeiras e 70 peneiras. Além desses equipamentos, os bancos comunitários de ferramentas já possuem, desde 2010, 6 mil plantadeiras e 616 arados.

> SAÚDE

Governo discute medidas para ampliar atendimento do SUS Os projetos voltados para melhoria da assistência à saúde em Alagoas foram discutidos na tarde de sexta-feira (12), durante encontro do secretário estadual de Saúde, Alexandre Toledo, com o secretário Nacional de Atenção à Saúde, Helvécio Miranda, que esteve em Maceió. Na pauta, questões ligadas às obras de ampliação do Hospital Geral do Estado (HGE) e da Unidade de Emergência do Agreste, que devem ser concluídas até o final do ano. No encontro, o secretário Alexandre Toledo fez um balanço das ações que estão sendo viabilizadas para melhorar a assistência à saúde no Estado. Toledo destacou ainda a importância de ampliação do HGE e da Unidade de Emergência do Agreste, duas unidades que possuem uma grande demanda e que prestam um serviço de

Autoridades de saúde (federais e estaduais) discutem a ampliação do SUS

qualidade à população. Ainda durante a reunião, o secretário Helvécio Miranda se

comprometeu a auxiliar o Estado no processo de liberação da emenda para construção do

Hospital Metropolitano, que ficará localizado no bairro do Tabuleiro do Martins e terá capacidade para 150 leitos. O superintendente de Atenção á Saúde, Vanilo Soares, explicou que o projeto executivo da obra já está sendo elaborado. Os gestores discutiram também a ampliação da Unidade de Tratamento Intensivo da Maternidade Escola Santa Mônica, cujo projeto foi licitado. A obra custará R$ 1,5 milhão. As Unidades de Pronto Atendimento que estão sendo construídas em Alagoas também estiveram na mesa de debate, bem como o serviço de motolância, que será implantado a partir de setembro. O secretário Helvécio Miranda ficou de analisar as reivindicações apresentadas pelo secretário Alexandre Toledo e pela equipe da Secretaria de Saúde.


B8 | Social

Primeira Edição | 15 a 21 de agosto, 2011


15082011