Page 1

edição PRIMEIRA

DRT: AL gera mais emprego Em entrevista ao PRIMEIRA EDIÇÃO, o delegado do Trabalho, Heth César Bismarck, informa que o emprego formal está crescendo em Alagoas, mesmo sem a influência da sazonalidade do setor sucroalcooleiro. > A-6

Aposta no Ceará leva Mega Uma aposta, feita no Ceará, ganhou os R$ 20.642.817,77 da Mega-Sena deste sábado (10). Foram sorteadas as dezenas 17,20,26,27,55 e 57. A Quina teve 63 acertadores e cada um vai levar a quantia de R$ 30.696,54.

Ano 7 | Edição 371 | Maceió, Alagoas, 12 a 18 de julho, 2010 | R$2,00

DEU ESPANHA - E O MUNDO GRITA OLÉ! Gol da vitória, suado, foi do meia Iniesta, marcado só final da prorrogação

Globoesporte.com

Com um gol sofrido de Iniesta, na etapa final da prorrogação, a Espanha derrotou a Holanda e conquistou a Copa do Mundo pela 1ª vez na história.Com a final deste domingo, a África viu nascer o oitavo campeão mundial de futebol. Disputado no Soccer City, o jogo teve oportunidades incríveis de “gols feitos’ desperdiçados pelas duas seleções. Mas a Fúria, no geral, foi mais time e mereceu ganhar a primeira Copa sediada pela África. > ESPORTES

Advogados se dividem sobre elegibilidade de Ronaldo Lessa Condenado pelo TRE-AL (e com pena já cumprida) Ronaldo Lessa pode disputar o governo este ano? A resposta caberá à Justiça Eleitoral, mas advogados dividem opiniões sobre o assunto. Enquanto os irmãos Marcelo e Daniel Brabo defendem a elegibilidade do ex-governador, Adriano Soares sustenta que Lessa está impedido pela Lei da Ficha Limpa. > A-2

Arquivo

Lessa: elegibilidade em debate

Contramão arrepia trânsito de Maceió Cenário mais crítico é o do acesso à sede do Detran, no Pontal: motorista é forçado a entrar à esquerda corrend risco de acidente Miguel Goes

AL não te prazo para recuperação O governo de Alagoas não sabe ainda quanto tempo levará para reconstruir as cidades atingidas pelas enchentes de junho último, mas já dispõe de levantamento sobre os prejuízos causados: R$ 1 bilhão, segundo números apresentados pelo coronel-bombeiro Neitônio de Freitas, coordenador da Defesa Civil Estadual. > A-7

Na chegada ao Detran, no Pontal da Barra, motoristas são obrigados a entrar à esquerda (contramão) antes da curva que leva à ponte Divaldo Suruagy

Três casos flagrantes de 'contramão permitida' põe o trânsito maceioense em rota de colisão com o Código de Trânsito Brasileiro. O mais incrível: para chegar à sede do Detran, no Pontal da Barra, o motorista é obrigado a entrar na contramão, antes da curva que dá acesso à Ponte Divaldo Suruagy. A manobra exige atenção redobrada e sujeita os motoristas ao risco de grave acidente. Há contramão também na Levada e na rua do Palácio República dos Palmares. > A-5

Sanguinetti pode atuar no Caso Bruno/ Eliza Depois de causar reviravolta no Caso PC Farias, e de atuar no Caso Nardoni, o legista alagoano George Sanguinetti acaba de ser convidado pela defesa do goleiro Bruno Fernandes para trabalhar numa 'investigação paralela'. Ele ainda não disse se aceita. Bruno e mais 8 envolvidos no crime estão presos. O advogado Ércio Quaresma, que pretende contratar George Sanguinetti, afirma que tanto o goleiro Bruno quanto os demais acusados negam o assassinato da jovem Eliza Samudio. > B-5

Divulgação

Presidente do TSE vem avaliar danos a cartórios Campanha começa, mas Vilela prioriza ação social

> A-2

> A-3

Censo vai dizer se Maceió pode ter mais vereadores

> A-4

Perdão de dívida beneficia 30 mil produtores rurais

George Sanguinetti (E) foi convidado para atuar em investigação paralela comandada pela defesa do goleiro Bruno

Fundador do PT diz que "Lula só quer mandar"

> A-7

> A-8

Fale conosco | Redação: (82) 3033.3502 | Comercial: (82) 3033.2189 | Atendimento ao assinante: (82) 3033.5213 | Internet: http://www.primeiraedicao.com.br


Primeira Edição | 12 a 18 de julho, 2010

A2 | Política

> CONTROVÉRSIA

'Inelegibilidade' de Lessa provoca debate Advogados divergem sobre possibilidade de ex-governador poder se eleger depois de ter sido condenado pelo Tribunal Eleitoral Site Oab-AL

Marcelo Brabo: “Lessa pode disputar eleição”

Márcio Ândrei

Ronaldo Lessa: candidatura gera controvérsia

Primeira Edição

Adriano Soares: “Lessa ficará sub judice”

> DESTRUIÇÃO

Ministro virá quinta-feira avaliar danos de enchentes a cartórios Divulgação

O ministro Ricardo Lewandowski, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) agendou viagem a Alagoas para a próxima quinta-feira (15), segundo informação confirmada pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL), desembargador Estácio Gama. Durante a visita, o ministro vai analisar um detalhado levantamento sobre os prejuízos causados aos cartórios eleitorais dos municípios atingidos pelas recentes enchentes. Presidente do TSE, Ricardo Lewandowski, estará em Alagoas nesta 5ª feira Segundo Estácio Gama, o presidente Ricardo Lewan- mares às 13 horas desta quinta- Largo, pela proximidade. dowsk chegará ao aeroporto feira e visitará uma das cidades Uma das questões a serem Internacional Zumbi dos Pal- atingidas, provavelmente Rio discutidas com o presidente do

TSE tratará de como será feito com as pessoas que perderam o título de eleitor nas enxurradas. "Eu tenho um posicionamento, mas não posso falar agora para que os maus políticos não se aproveitem", disse Estácio Gama chamando a atenção para a necessidade de apresentar um documento de identificação com foto na hora da votação. Com relação aos pedidos de registro de candidaturas, o desembargador afirmou que até o dia 25 de agosto o TRE terá julgado todos os processos. "Os pedidos de candidatura viram processos, podendo haver impugnação", explicou ele.

CONVICÇÃO

"Ficha Limpa vingará já neste ano" O Presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Ricardo Lewandowski, avalia que um adiamento da Lei da Ficha Limpa seria uma "frustração" para a sociedade, mas diz ter "convicção de que a lei vingará" mesmo passando pelo crivo do Supremo Tribunal Federal e barrará os candidatos "fichassujas". Em sua opinião, candidatos com a ficha suja que conseguirem liminares para disputar a eleição estão com as campanhas em risco. "Faz parte do dia a dia da

Justiça Eleitoral [concessão de liminares suspendendo efeitos de uma lei]. A mesma situação pode ocorrer com aqueles que não tenham a ficha limpa, mas farão sua campanha por sua própria conta e risco." Em entrevista à Folha de S. Paulo, Lewandowski defendeu uma reforma política que acabe com o "pluripartidarismo exacerbado" no Brasil e proíba o financiamento privado de campanhas -- que "pode representar um elemento perturbador e de corrupção das eleições". Ele chega a sugerir que, a

médio prazo, só pessoas físicas sejam autorizadas a doar quando for popularizada as doações pela internet. Defensor da verticalização dos palanques eletrônicos, medida que ameaça tirar Lula e Serra de programas regionais do horário gratuito de TV, Lewandowski sinaliza que o tribunal recuará em agosto. "Pessoalmente, até como cidadão, sou simpático à ideia da verticalização. Mas devo reconhecer que ela não existe mais no Brasil, porque foi alterada por uma emenda constitucio-

nal." O presidente do TSE reconhece que é "frustrante" e "insatisfatório" para o cidadão e para a Justiça que os processos de cassação de políticos sejam julgados no final de seus mandatos. Árbitro de várias multas aplicadas aos candidatos por propaganda antecipada, ele critica o curto espaço reservado para a campanha formal. Para ele, ela deveria começar em janeiro, "mas é preciso regulamentar, não admitir o uso da máquina administrativa."

Da Editoria de Política

A grande dúvida do processo sucessório alagoano, neste momento, reside numa questão que somente a Justiça Eleitoral, em última instância, poderá responder: o ex-governador Ronaldo Lessa, candidato ao governo, está ou não inelegível? No campo do debate, há respostas para todos os gostos. Os aliados, inclusive advogados da coligação liderada por Lessa, asseguram que não existe impedimento à sua candidatura, mas adversários sustentam que o exgovernador está inelegível por força da Lei da Ficha Limpa. Correligionários de Lessa acreditam que ele não será alcançado pela lei recém sancionada, mas, mesmo nessa hipótese, se mostram preocupados por entenderem que o candidato do PDT poderá ser prejudicado se sua situação permanecer 'sub judice', a exemplo do que ocorreu em 2006, quando disputou a eleição para o Senado e acabou derrotado por Collor. A Lei da Ficha limpa torna inelegível quem já foi condenado por um colegiado de juízes. Em 2005, Lessa foi julgado e condenado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) por abuso de poder quando era governador. A sentença foi confirmada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Apesar disso, os advogados Marcelo Brabo e Daniel Brabo Magalhães sustentam que o ex-governador não se enquadra nas disposições impeditivas contidas na Lei da Ficha Limpa. Daniel Brabo Magalhães ar-

gumenta que quem está inelegível é o ex-prefeito de Maceió, e atual deputado estadual, Alberto Sextafeira, e explica: "O processo contra eles foi aberto após aquela reunião com servidores da educação, em 2004, mas e Lessa foi condenado e cumpriu a pena de inelegibilidade por três anos, ao passo que Sextafeira se elegeu deputado e seu processo continuou em aberto". Magalhães afirma que a confusão em torno de Lessa se dá porque a lei foi modificada e a pena de inelegibilidade, que era de Três anos, passou para oito anos, mas ele diz acreditar no 'bom senso' do Tribunal Superior Eleitoral. O advogado também culpou seu colega Adriano Soares (outro perito em Direito Eleitoral), acusando-o de ter perdido os prazos do processo quando fazia a defesa de Ronaldo Lessa. Por sua vez, Adriano Soares (que foi secretário do governo Lessa e hoje advoga para o governador Teotonio Vilela) afirma que Lessa está impedido de disputar as eleições, embora garanta que nem Téo nem o PSDB impugnarão a candidatura de Lessa: "Quem vai fazer isso é o Ministério Público Eleitoral". Ele prevê que o exgovernador manterá a candidatura sub judice. Segundo Soares, Lessa e Sextafeira estão no mesmo barco, mas o deputado do PSB vive uma situação um pouco melhor porque já houve uma decisão a favor dele no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Candidato ficha suja pode atrasar eleições A participação de candidato ficha suja amparado por recursos e liminares pode atrasar a definição dos resultados das eleições. Muitos dos ficha sujas poderão ter seus registros de candidatura indeferidos após o pleito, o que poderá obrigar a Justiça Eleitoral a fazer retotalizações de votos. Eventuais anulações de candidaturas de "puxadores de votos" para os partidos são as que mais prejudicariam a definição do quadro de eleitos, pois podem afetar a fixação do coeficiente eleitoral (que define o número de eleitos por coligação) nas eleições proporcionais.

POSSIBILIDADES Brechas na legislação eleitoral devem permitir que políticos fichas sujas disputem a eleição

deste ano e sejam votados normalmente, avaliam procuradores eleitorais e entidades que apoiam a Lei da Ficha Limpa. Para especialistas, a tendência é que as punições aos fichas sujas só ocorram após a votação ou depois da posse dos eleitos. Segundo o calendário eleitoral, o Ministério Público e os partidos políticos já podem pedir a impugnação dos registros de políticos fichas sujas à Justiça Eleitoral. Após o início dos processos, o TSE terá até 19 de agosto para decidir sobre as impugnações, segundo a lei. Porém mesmo os fichas sujas impugnados pela Justiça Eleitoral poderão recorrer ao STF (Supremo Tribunal Federal) para conseguir liminares que os autorizem a participar do pleito.


Primeira Edição | 12 a 18 de julho, 2010

Política | A3

> PRIORIDADE Romero Vieira Belo

Enfoque Político Lessa sob pendência Não dá para dizer que o processo eleitoral está plenamente deflagrado. Oficialmente, a campanha começou na terça-feira, 6 de julho, mas existe, no cenário alagoano, uma aresta a ser removida: quem pode e quem não pode disputar as eleições? A Lei da Ficha Limpa (trocaram o nome Ficha Suja por Ficha Limpa só para abrandar o rótulo) está em vigor, mas nem a própria Justiça Eleitoral sabe quem não está legalmente apto a concorrer ao pleito. Quem tem a relação dos inelegíveis, ou seja, dos condenados por colegiado de juízes, é o Tribunal de Justiça. Esse assunto preocupa sobremaneira os alagoanos porque um dos principais postulantes ao governo tem sido apontado como incurso na Lei da Ficha Limpa. Ronaldo Lessa, do PDT, foi condenado pelo TRE e por isso estaria inelegível. Estaria, porque o advogado Brabo Magalhães, perito em Direito Eleitoral, garante que só pesa sobre Lessa uma condenação em 1º grau, o que lhe deixaria fora do alcance da Ficha Limpa. Não cabe aqui dizer se o ex-governador está ou não impedido de disputar a eleição. Melhor que não esteja, até para tornar o processo mais democrático, com mais opções de escolha para o eleitor. Mas é a Justiça Eleitoral quem vai dar a última palavra. E todos esperam que seja já. O calendário eleitoral é inexorável. Nele, não há tempo a perder. E o eleitor, por sua vez, precisa ver as cartas na mesa. "Esse pode, aquele não". Tudo deveria estar resolvido na largada, mas a lei impeditiva é nova e até sua aplicabilidade, neste ano, é motivo de controvérsia. O fato é que não interessa, nem a Lessa, nem ao eleitor, nem à própria Justiça manter uma candidatura majoritária indefinida. Cabe, pois, ao TJ-AL, junto com o TRE-AL, tornar público, sem perda de tempo, se o ex-governador é ou não elegível. SEGUNDO VOTO

'BALA PERDIDA'

O PSOL assimilou o 'recado' da Coluna. Heloísa Helena, candidata única ao Senado, vai pedir que seu eleitor vote duas vezes nela, anulando o segundo voto, que pode ir para um concorrente.

O segundo voto pode virar 'bala perdida'. Ou seja, pode ajudar a eleger alguém, derrubando o candidato do primeiro voto. A questão é saber: será que o eleitor vai atender ao apelo de Heloísa?

UM CASO ESCABROSO, UM EPISÓDIO DANTESCO O 'conjunto probatório' do Caso Eliza indica que o goleiro Bruno nunca foi um esportista. Estava atleta, sem ser atleta. Não tinha formação ética e moral para viver de forma civilizada. Sua declaração na TV, de que iria rir quando a moça reaparecesse, revelou uma personalidade doentia e perversa. Sobretudo, porque, naquele instante, ele já sabia que Eliza não apareceria jamais. VOTO DE PROTESTO

DÚVIDA POPULAR

O deputado Paulão que se cuide. Eleitores que apostavam na eleição de Pinto de Luna para senador, resolveram manter o voto no delegado para deputado federal. Só para atrapalhar Paulão.

Collor mexe com a credulidade popular. Poucos criam na candidatura dele, mas seu nome foi oficializado. Agora, muitos ainda apostam como o senador não manterá a chapa até a eleição.

PE e AL - QUANDO A UNIÃO FORTALECE OS MAIS 'FRACOS' Partiu de Teotonio Vilela a ideia de formar uma dupla de área com Eduardo Campos para pedir ao governo federal mais ajuda aos municípios afetados pelas enchentes. Pedir, não, pressionar. Vilela foi movido pela certeza de que 'a união faz a força'. Ainda mais quando, nesse caso, o seu aliado é o governador de Pernambuco, amigo e forte aliado do presidente da República. POTENCIAL DE ALMEIDA

META DE LOURDINHA

A eleição será daqui a 2 anos, mas tem gente perscrutando: se sair candidato a vereador, quantos votos Cícero Almeida terá? Tomese como base que Heloísa Helena, sem obras, obteve 30 mil...

Paciente, Lourdinha Lyra vai esperar pela renúncia de Almeida. Aliados dizem que a meta da vice é se efetivar como prefeita e, a partir daí, trabalhar para conquistar mais um mandato em 2012.

NÃO DÁ PARA ESQUECER SANTA CATARINA Em ano político, o governo federal promete tudo. Casas, por exemplo, para as vítimas das inundações em Alagoas e Pernambuco. É meritória, a intenção governamental, mas não custa lembrar que em Santa Catarina, estado mais poderoso, ainda há muitos flagelados das inundações de 2008 que ainda não vieram nem o terreno, quanto mais casa. UM NOVO TEMPO

TÁTICA DO PINTO

Com a Lei da Ficha Limpa, o cenário político, aqui e no resto do País, estará saneado em 2012. Mesmo porque, até lá, todos os fichas sujas já terão sido condenados em segunda instância.

Benedito de Lira decidiu entrar no corpo-a-corpo em busca do segundo voto. Seria a tática de Pinto de Luna, se o PT não o tivesse brecado. Se comover o 'eleitor alheio', Lira poderá surpreender.

PPS RESLVE SAIR ISOLADO PARA ESTADUAL O PPS decidiu sair isolado para deputado estadual. São vários candidatos, mas apenas três lutarão por uma das vagas que o partido deverá conquistar: Régis Cavalcante, Marcos Barbosa e França Moura. Régis preside a legenda, Marcos Barbosa disputa a reeleição, e França tenta um mandato estadual mais uma vez.

Campanha começa, mas Téo prioriza vítimas de enchentes Vilela se anima com perspectiva de poder destinar 'parcela' da dívida a investimentos Márcio Ândrei

Da Editoria de Política

Embora a propaganda eleitoral já esteja liberada desde terça-feira, 6 de julho, o governador Teotonio Vilela não se engajará de imediato na campanha pela reeleição em virtude dos inúmeros compromissos ensejados pela situação de calamidade pública em que se encontram 28 municípios devastados pelas enchentes, segundo apurou a Editoria Política do PRIMEIRA EDIÇÃO. Viagens a Brasília, conversas com o presidente Lula, audiências com ministros, viagens aos municípios vitimados, reuniões com secretários e assessores tudo isso tem tomado a maior parte do tempo do governador que, desde a ocorrência das inundações, decidiu: "A prioridade do governo de Alagoas, nesse momento, é assistir as vítimas das enchentes" - informa Claudionor Araújo, um dos principais assessores políticos do governador.

DIFICULDADES O governo tucano em Alagoas chega ao final marcado

for eleito, Téo, é destinarei o dinheiro dos juros da dívida pública alagoana para investimentos em áreas como saúde, educação e segurança", disse o candidato Serra.

MUITO DINHEIRO

Governador Téo Vilela prioriza ação para assistir as vítimas das enchentes

por duas grandes dificuldades. No início, a total desarrumação financeira do Estado, uma dívida de R$ 400 milhões, deixada pela gestão anterior, motivo determinante do rompimento político de Teotonio Vilela e seu antecessor Ronaldo Lessa. Agora, a seis meses do final do mandato, o governador teve de suspender toda programação de trabalho para concentrar esforços na solução dos problemas causados pelas inundações no Estado.

ESPERANÇA Para Vilela, "a casa está arrumada, o Estado já caminha nos trilhos do desenvolvimento", mas ele reconhece que ainda há muito por fazer, notadamente em termos de investimentos na segurança, saúde e educação. Há uma semana, ao se reunir em Maceió com o presidenciável do PSDB, José Serra, o governador teve reiterado um compromisso que lhe deu ânimo diante das dificuldades atuais: "Se eu

Para quem não sabe, Alagoas deve hoje à União R$ 7 bilhões, uma dívida que, em 2000, era de apenas R$ 807 milhões (valor confirmado em documento do Supremo Tribunal Federal). Como não tem condições de pagá-la, mesmo em parcelas, o Estado se limita a arcar mensalmente com o pagamento dos juros, num montante de R$ 40 milhões. É esse dinheiro que Serra promete destinar aos setores essenciais de atendimento à população. Diante dessa perspectiva, Vilela está determinado a investir no fortalecimento da campanha de Serra em Alagoas, especialmente depois que escolheu como vice o ex-deputado federal José Thomaz Nonô, que será um dos coordenadores da campanha presidencial tucana na região Nordeste.

> CONTAGEM REGRESSIVA

'Trunfo' de Collor, precatórios podem afetar seu desempenho Agência Senado

Faltando 82 dias para as eleições, o candidato a governador pelo PTB, Fernando Collor de Mello, ainda não apresentou solução para o desafio que ele se fez em maio último, quando assegurou que encontraria empresas dispostas a comprar os valores referentes aos precatórios dos servidores públicos alagoanos. Para os 20 mil funcionários detentores de títulos constituídos de dívidas salariais originárias dos planos econômicos dos anos 80, o anúncio de Fernando Collor, mais do que uma esperança, proporcionou-lhes a certeza de que 'algo positivo' ia acontecer. A expectativa, aliás, foi reforçada pelo foto de Collor ser, além de senador alinhado à base de sustentação do governo no Congresso Nacional, o presidente da poderosa Comissão de Infraestrutura do Senado, o que, na prática, lhe confere o poder de selecionar e aprovar os proje-

Collor prometeu pagar precatórios

tos financiados pelo bilionário Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), considerado a 'menina dos olhos' do governo federal.

TRUNFO Na avaliação de analistas políticos, ao garantir que conseguiria compradores para os precatórios, Collor transformou o

desafio numa espécie de 'faca de dois gumes': se conseguir os recursos para pagar aos servidores, demonstrará capacidade de cumprir as promessas de campanha, o que facilitará consideravelmente sua caminhada rumo ao Palácio do Governo. Se não conseguir, o eleitor vai encarar o episódio como uma falácia, um rompante de candidato incapaz de cumprir o que diz. Diante disso, a essa altura, o senador petebista corre para superar dois obstáculos: conseguir compradores e viabilizar o pagamento antes das eleições, já que os servidores, em sua totalidade, entendem que, deixar a transação para depois do processo eleitoral significa o mesmo que trabalhar com cheque pré datado.

FÁBULA O dinheiro devido pelo Estado a 20 mil servidores (já transformado em ordem judicial de pagamento, isto é, preca-

tório) atinge hoje a casa dos R$ 14 bilhões - quase três vezes o valor do orçamento de Alagoas para 2010 - segundo o ex-presidente da OAB/AL, Marcos Bernardes de Mello, um dos advogados atuantes nessa causa trabalhista. Ao afirmar que conseguira compradores para os títulos, Fernando Collor revelou que estava mantendo entendimento com empresas de grande porte, "idôneas e acima de suspeitas porque supervisionadas pelo governo federal". Em face disso, as atenções logo se voltaram para a Petrobras, mas o advogado Marcos Mello, em entrevista ao PRIMEIRA EDIÇÃO, excluiu a estatal do processo argumentando: primeiro, que uma negociação entre Collor e a Petrobrás havia fracassado; segundo, que a estatal não teria porque comprar títulos para pagar com ICMS, já que se trata de uma empresa isenta dessa imposto.

> VOTO DEMAIS

Caso Rosinha da Adefal revela lado “egocêntrico'”da política Márcio Ândrei

Nada mais emblemático do 'egocentrismo' da política alagoana do que o episódio vivido pela vereadora Rosinha da Adefal na busca de uma coligação para concorrer às eleições de outubro. Seu partido, o PT do B, procurou o grupo capitaneado pelo governador Vilela (candidato à reeleição), que lhe negou composição. Motivo: ela poderia representar 'uma ameaça' aos candidatos a deputado federal pela coligação situacionista. Buscou, então, Rosinha, uma porta aberta no bloco do senador Fernando Collor de Mello, também candidato ao governo. Porta fechada. Motivo: Rosinha tomaria a

vaga de um dos postulantes da aliança collorida. Por último, o PT do B bateu na porta da Frente Popular de Oposição, liderada por Ronaldo Lessa, outro candidato a governador. Por muito pouco, o 'pau' não cantou. Bate-boca acalorado entre Lessa e o presidente da legenda, Marcos Toledo, que insistia para que Rosinha saísse candidata a federal. Não saiu. Depois de muita discussão, a representante dos deficientes físicos alagoanos concordou em disputar uma vaga na Assembleia Legislativa. Vale registrar que, pessoalmente, tanto Téo Vilela quanto Collor queriam ter Rosinha ao seu lado, fortalecendo suas cam-

Rosinha: forte potencial eleitoral

panhas ao governo, mas prevaleceu o interesse dos partidos aliados. Egocentrismo ou o 'salve-se quem puder', o fato é que a política alagoana tem sido marcada por situações desse tipo. O pas-

tor e vereador João Luiz já viveu o mesmo drama. Em 2004, peregrinou por vários partidos que lhe recusaram, um a um, a legenda para concorrer à Câmara de Maceió. Rosinha, herdeira política de Jerônimo Ciqueira, deputado federal eleito em 2006 e falecido logo depois, tem potencial, avaliado por analistas políticos, para conseguir 80 mil votos numa eleição para deputada federal. Poucos, dentre os que estão hoje com ou mandato ou tentam chegar lá, teriam condições de ultrapassá-la. Daí, a rejeição que acabou por empurrá-la para uma disputa mais simples - e de deputada estadual.


Primeira Edição | 12 a 18 de julho, 2010

A4 | Cidade

> CÂMARA DE MACEIÓ

Censo pode ampliar número de vereadores Pesquisa do IBGE começa em agosto e até o final de outubro vai revelar se Maceió já contabiliza um milhão de habitantes

Primeira Edição | 12 a 18 de julho, 2010

> BAGUNÇA GERAL

Contramão arrepia trânsito de Maceió

Até para ir ao Detran, no Pontal da Barra, motorista é obrigado a entrar na contramão, afrontando a legislação do trânsito

Primeira Edição

Em visita ao PRIMEIRA EDIÇÃO, o chefe da unidade do IBGE em Alagoas, Adalberto Ramos, conversa com nosso diretor editorial Romero Vieira Belo

> ASSEMBLEIA

Sindicato quer saber para onde vai contribuição previdenciária Reprodução / TV Assenbléia

Trinta dias após encaminhar ofício à direção do AL Previdência, a direção do Sindicato dos Servidores da Assembleia Legislativa (STPLAL) ainda não recebeu resposta indicando se os trabalhadores do Poder Legislativo estão ou não recolhendo contribuição ao novo sistema previdenciário do Estado. O presidente do STPLAL, José Ernandi Malta, explicou que o expediente encaminhado ao responsável pelo Conselho Ernandi Malta quer saber se contribuição da ALE vai para o AL-Previdência Diretivo do AL-Previdência, Linaldo Freitas, representa mais PrevIdência dos Servidores de ve de informações, a Assemum passo na investigação sin- Alagoas), órgão que implodiu bleia paga os proventos dos dical para saber se o dinheiro de vez no governo passado, inativos com o próprio duodédescontado do salário dos ser- forçando o atual a lançar um cimo, ou seja, o Poder desconta vidores da ALE está ou não novo regime previdenciário a contribuição previdenciária sendo repassado para o novo mediante a criação do AL- dos efetivos e aposentados, e Fundo Previdenciário de Ala- Previdência. ele mesmo efetua o pagamento goas. - O problema - salienta Er- tanto da folha dos ativos como - Estou preocupado porque nandi Malta - é que, segundo a dos vencimentos dos aposentahá um mês enviei o ofício e até legislação, todos os servidores dos. agora não obtive resposta - públicos do estado deveriam Segundo Malta, diante desdisse Ernandi Malta, após res- integrar o Fundo Previdenciá- se quadro nebuloso, o que mais saltar que desconhece como rio, a quem competiria admi- preocupa é saber que, a permafunciona atualmente o regime nistrar os recursos destinados necer o atual estado de coisas, previdenciário do Poder Legis- ao pagamento dos aposenta- não haverá garantia de que, no lativo. dos, mas não é o que ocorre, pe- futuro, estará absolutamente No passado, a contribuição lo menos em relação à Assem- assegurado o pagamento aos previdenciária era descontada bleia Legislativa. aposentados da Assembleia Lepara o Ipaseal (Instituto de Pelo que o sindicalista obte- gislativa.

CONSELHOS

No final de junho, o governador Teotonio Vilela nomeou os membros do Conselho Deliberativo e Fiscal do AL Previdência, dando continuidade ao processo de reestruturação do sistema previdenciário do Estado. Com o novo formato, o Conselho Diretivo se incumbe da administração geral enquanto os Conselhos Deliberativo e Fiscal se encarregam de gerir e fiscalizar os fundos, respectivamente. Além disso, são compostos por membros de diferentes segmentos representando o funcionalismo alagoano. O Conselho Deliberativo é formado por nomes como: João de Barros, que representará o governo do Estado; Dalmo Sena, representando a Polícia Militar; o juiz Manoel Cavalcante, o Tribunal de Justiça; Crisólogo de Souza, o Ministério Público; Carlos Palmeira, a Assembléia Legislativa e Anselmo Brito, o Tribunal de Contas do Estado. Os servidores públicos estaduais e militares serão representados por José Alves, Paulo Zacarias e Maria de Fátima Correia.

Cidade | A5

fotos : Miguel Goes

Até o final de outubro, o novo censo demográfico a ser realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) acabará com a grande dúvida: a população de Maceió já atingiu 1 milhão de habitantes? Em caso de resposta afirmativa, haverá mudança na composição da Câmara de Vereadores da capital. O novo censo será iniciado no dia 2 de agosto, mobilizando, em Alagoas, mais de 3 mil pesquisadores que concluirão os trabalhos no final de outubro, conforme informou o coordenador estadual do IBGE, Adalberto Ramos Cassia. Na próxima segunda-feira (19 de julho), no Colégio Guido, haverá um treinamento com todo o pessoal recrutado para o trabalho de campo: "Os recenseadores receberão informações práticas de como proceder durante o trabalho de pesquisa" adiantou Adalberto...

CÂMARA

Há pelo menos cinco anos a Câmara Municipal de Maceió tenta aumentar o seu número de vereadores, de 21 para 29, tendo como fundamento o que está previsto na lei para municípios que comprovadamente já tiverem 1 milhão de moradores. O próprio IBGE foi por diversas vezes questionado sobre o assunto, mas o único dado oficial sobre a população maceioense era o do censo de 2000 que mostrava a capital com menos de 1 milhão de habitantes.

O CENSO

Principal fonte de dados sobre a situação de vida da população de um país, o censo tem por objetivo coletar informações para permitir a definição de políticas públicas em nível nacional, estadual e municipal, sendo que os resultados da pesquisa também ajudam a iniciativa privada a tomar decisões sobre investimentos. Até hoje já foram realizados 11 censos no Brasil, sendo que, dos anos 40 para cá, a pesquisa nacional passou a ser decenal, mas Adalberto Ramos Cassia informou que, a partir de agora, o IBGE vai realizar levantamento anual de coleta de dados.

INTERFERÊNCIA

Além de 'radiografar' o conjunto da sociedade, o censo também interfere na representação política, uma vez que oferece referências para as estimativas populacionais, com base nas quais é definido o número de

deputados federais, estaduais e os vereadores de cada município. Com relação ao setor privado, a pesquisa do IBGE estabelece parâmetros para as decisões de investimentos, como seleção de locais para a instalação de fábricas, shoppings centers, escolas, creches, cinemas, restaurantes e outros.

PARTICIPAÇÃO

Para o coordenador Adalberto Ramos, o sucesso do censo estará diretamente relacionado ao nível de participação da população: "Para a pesquisa atingir seu objetivo, mostrando com fidelidade o retrato da sociedade em todas as suas componentes e variantes, é de fundamental importância que a população colabore com os pesquisadores" - disse ele em visita ao PRIMEIRA EDIÇÃO. O censo atingirá o Estado como um todo - capital, municípios, distritos, povoados, vilarejos, fazendas - mas o que mais preocupa é a 'resistência' de setores da classe A, que não costumam se mostrar receptivos quando procurados pelos pesquisadores. No campo de trabalho, cada pesquisador vai se apresentar com indumentária própria fornecida pelo IBGE, além de crachá de identificação, a fim de facilitar o contato com a população.

COLETA DE DADOS

No dia 1º de agosto próximo, inicia-se a coleta de dados para o censo de 2010. Serão visitados todos os domicílios e qualquer morador capaz de fornecer as respostas do questionário pode responder ao recenseador por todos os demais moradores daquele domicílio. Devem ser recenseadas todas as pessoas que moravam habitualmente no domicílio na data de referência do censo, ou seja, na noite de 31 de julho para 1º de agosto de 2010. De acordo com este critério, as pessoas que nasceram depois de 30 de julho de 2010 não são recenseadas; e as pessoas que faleceram depois de 31 de julho de 2010 devem, pois faziam parte do domicílio na data de referência e, portanto, estão incluídas no censo. Os recenseadores estarão usando colete, crachá e computador de mão para coletar as informações através de entrevista direta com perguntas listadas sob a forma de questionário.

Não existe, no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e, certamente, em nenhuma outra lei do gênero pelo mundo afora, uma infração mais grave do que trafegar na contramão. A prática dessa irregularidade tem sido, ao longo do tempo, causa de muitas tragédias e de incontáveis perdas humanas, sem falar nas seqüelas de vítimas sobreviventes e dos prejuízos materiais incalculáveis. Por isso mesmo, causa espécie saber que, em Maceió, há pelo menos três situações flagrantes de trânsito fluentes por vias de contramão, circunstância agravada pelo fato de que todas elas são do conhecimento dos órgãos responsáveis: o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT). A situação mais drástica ("absurda", para a totalidade dos motoristas) é a do acesso ao próprio Detran. Senão, vejamos: o motorista que avança rumo ao Departamento de Trânsito, localizado no Pontal da Barra (antigo Campus Tamandaré, da Ufal), é obrigado a entrar na contramão, deixando o terminal da Av. Assis Chateaubriand, numa manobra arriscada porque sujeita a gravíssimo acidente. Ou seja, quem se dirige ao Detran pela Assis Chateaubriand, antes da curva de acesso à Ponte Divaldo Suruagy 'entra à esquerda', violando flagrantemente a legislação específica, e o que é mais grave, em plena área de domínio e controle do Departamento Estadual de Trânsito.

Contramão ‘obrigatória’: para ter acesso à sede do Detran, no Pontal da Barra, o motorista é obrigado a entrar à esquerda trafegando irregularmente

NO CENTRO

CAOS

Outra aberração se concentra na 'rotatória' próxima ao Mercado da Produção, na Levada. A contramão ocorre porque o motorista que procede do Dique-Estrada é obrigado a desviar para a esquerda entrando na Av. Celeste Bezerra, em demanda da Rua Santo Antônio, que leva aos bairros de Ponta Grossa e Vergel do Lago. Para evitar a contramão, o condutor teria que tomar o rumo da Av. Comendador Tércio Wanderley. A 'rotatória' é um incrível ponto de confluência plantado sobre um canal e para onde convergem veículos procedentes de três áreas (Comendador Tércio Wanderley, Rua Santa Fé e Rua Cirilo de Castro) sem qualquer sinalização. Em alguns momentos, os carros avançam ao mesmo tempo e param a uma distância mínima. No interior, os motoristas ficam gesticulando, um dando preferência ao outro, tudo por falta de um semáforo.

- Isso aqui às vezes lembra um desenho animado macabro, os acidentes não acontecem com freqüência porque os veículos parecem que são guiados eletronicamente, obedecendo a algum tipo de controle programado ironizou Abel Soares. De ordinário, o cenário evolui para o caos porque, além dos veículos (ônibus e caminhões, inclusive, já que há diversas madeireiras na área) trafegam pela 'rotatória' motos, bicicletas e um sem-número de carroças de tração animal. Agentes do trânsito para pôr ordem à bagunça? Nem sextafeira à noite... José Carlos Brandão conta à reportagem: "Certa vez entrei na contramão porque não tinha como saber dada a ausência de placa". Já os moradores da área vivem com o coração na mão: "Depois que puseram essa roda aqui, a coisa ficou difícil, a travessia ficou perigosa porque vem carro de todas as direções, queixa-se Irenilda Santos.

Na ‘rotatória’ próxima ao Mercado da Produção, perigosa confluência também obriga motorista que vem do Dique-Estrada a seguir pela contramão

O prolongamento da Rua Cincinato Pinto teve um trecho da mão única invertido para possibilitar o acesso de funcionários ao Palácio do Governo

Se o gravíssimo problema se encerrasse aí, já seria um justo motivo para uma denúncia. Mas, tem mais. No prolongamento da Rua Cincinato Pinto, no Centro, foi criada uma via de acesso exclusivo ao Palácio República dos Palmares, um trecho de mais ou menos 300 metros. Ao fazê-lo, a autoridade do trânsito oficializou a contramão e ainda estreitou a via que deveria ser de mão única. "Acho que o governador só entra pelo antigo Palácio (Floriano Peixoto) e não deve ter conhecimento disso aqui, senão já teria mandado acabar com a anomalia", opinou o taxista Adalberto V. Peixoto que trafegava pelo local. O trânsito maceioense exibe, ainda, casos clássicos de privilégio. Por exemplo: recusando-se a buscar estacionamentos privados (como faz a maioria dos mortais que diariamente acorrem à área central da capital), as autoridades do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), invadiram a beirada da Praça Sinimbu e ali, aleijando uma parte do logradouro, fixaram pontos de estacionamento para seus próprios veículos. Difícil, senão impossível entender todo esse somatório de erros e absurdos em um mesmo perímetro urbano. Ainda mais quando uma assessora especial da SMTT (Rossana Monteiro) sai com uma explicação dessas: "Todo projeto de mão e contramão é feito por uma equipe técnica de aproximadamente oito profissionais".


Primeira Edição | 12 a 18 de julho, 2010

A6 | Cidade

> ENTREVISTA/ HETH CÉSAR BISMARCK Geraldo Câmara

Ouvidor Geral geraldocamara@gmail.com

Em 10 anos a criminalidade mudou Mudou para pior, é claro! Mas o que mudou mesmo foi o tipo de crime que passou a ser cometido em Alagoas. Há mais de dez anos atrás Alagoas era caracterizada pelo crime de mando, pelo crime político que, obviamente, nunca deixou de existir. No entanto, andava-se com tranqüilidade nas ruas porque o crime urbano estava longe de acontecer e quando ocorria tratava-se de uma exceção. Hoje, o crime urbano é o grande vilão de Alagoas, principalmente na cidade de Maceió, onde desde o seqüestro, passando pelo assalto à mão armada e os a banco e a estabelecimentos comerciais, o crime está demais. O tráfico é uma realidade e é fácil ver a venda de drogas nas ruas próximas praia. O poder paralelo começa a se instalar e a segurança está realmente perdida. ´E quando vemos com satisfação a entrada do município com o Plano Integrado da Promoção do Direito Humano à Segurança. É quando verificamos que o passo dado pela prefeitura de Maceió demonstra que segurança pública é um dever de todos e que governo do estado, municípios e sociedade organizada precisam dar-se as mãos no sentido de criar a polícia cidadã, como começa a acontecer em algumas favelas do rio de Janeiro, no sentido de melhoria da prevenção e, obviamente, da repressão desde que ambas andem em paralelo com o apoio da população que não quer mais ver esse "status quo" mudando a olhos vistos e aumentando dia após dia. Portanto, amigos, palmas para atitudes como essa que podem acrescentar em muito aos que já fazem o seu papel. Até prova em contrário. DESTACÔMETRO O destaque da semana vai para o Coronel Pinto Sampaio que, à frente do 59º Batalhão e de um efetivo de 600 homens montou e vem comandando uma verdadeira operação de guerra em prol das vítimas das enchentes.

OUVIDOR GERAL OUVIU... ...que este colunista recusa-sse a ver e ouvir mais relatos do estúpido crime que vitimou a amante do goleiro Bruno, efetivo no Flamengo. O ato foi revestido de tanta sandice, de tanta crueldade e de tanta frieza que torna-sse o mais hediondo de todos os crimes já praticados neste país. Como se não bastassem os inúmeros maus exemplos que a nossa juventude vem tendo através do mundo marginal, um esportista, alguém que deveria ser olhado como modelo, envolve-sse em uma barbaridade e manda atentar contra uma vida da maneira mais sórdida. Aos cães. ...que acabou a Copa do Mundo de 2010, deixando campeã uma seleção inédita em relação ao título. Isto foi muito bom, mas se formos analisar o evento como um todo, chegamos à conclusão de que foi um dos mais frios da última década, realizado em um lindo país, mas para onde os tradicionais torcedores não se deslocaram. Por outro lado, na análise do futebol como atração, também foi fraca. Nenhuma seleção que levantasse platéias e provocasse gritos de euforia. Apenas um futebol fraco, puramente técnico, sem jogadas criativas que fazem o calor desse esporte. Não gostei. ...que uma audiência pública vai definir os parâmetros para a reconstrução das escolas alagoanas danificadas pela enchente de junho passado. Prevista para a próxima sexta-ffeira (16), a audiência terá a presença das empresas de construção civil alagoanas e será acompanhada pelos técnicos do Ministério da Educação. As construtoras serão convocadas por meio de chamada no Diário Oficial do Estado. O anúncio foi feito pelo secretário de Educação, Rogério Teófilo durante reunião no Palácio República dos Palmares com a participação do secretário executivo do MEC, José Henrique Paim e do presidente do Fundo Nacional para o Desenvolvimento da Educação (FNDE), Daniel Balaban, dentre outras autoridades. ...que 15 toneladas de alimentos foram arrecadadas para as famílias desabrigadas das enchentes, na partida amistosa entre ASA e Vitória da Bahia, no Jogo da Solidariedade realizado no Estádio Municipal Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca. A disputa foi uma iniciativa da Prefeitura de Arapiraca, com o apoio da Federação Alagoana de Futebol (FAF) e a diretoria dos dois clubes de futebol. O prefeito Luciano Barbosa acompanhou a entrega de donativos ao lado do presidente da FAF, Gustavo Feijó, e do presidente do ASA, José dos Santos Oliveira. ...que os criadores de cães das raças Pit bull e Rotvalley continuam sujeitando as pessoas aos ataques daquelas verdadeiras feras, como aconteceu agora com a menina que foi atacada por três deles e que foi salva pela mãe que chegou na hora certa e a tempo de tirar os cães de cima das crianças. É hora de se tomar uma atitude definitiva em relação a este problema e punir quem precisa ser punido. Quanto aos "direitos", os humanos são muito mais importantes.

PÍLULAS DO OUVIDOR Primeira: Ontem, 11 de julho, grande parte do hemisfério sul assistiu a um eclipse total do sol. O último foi em 1991 e o próximo será em 2029. Bom astral para todos. Segunda: A criminalidade está tão séria em Maceió que um jovem foi morto por engano na porta da Pestallozi e o assassino ainda voltou para pedir desculpas à mãe da vítima. Terceira: Quando será que a pedofilia no Brasil vai realmente ser combatida com total rigor? Não há que se ter medo por conta de religião! Quarta: Dizem que os prejuízos com as enchentes chegam a 900 milhões. Importante é não deixar que sejam maiores por conta dos exploradores de dramas alheios.

ABRAÇOS IMPRESSOS Um forte abraço, esta semana, dirigido ao Secretário de Direitos Humanos de Maceió, Pedro Montenegro, pela maneira correta com que está desenvolvendo o plano municipal de segurança, elaborado dentro das melhores e mais modernas técnicas.

"Em AL, emprego cresce na área de serviço e construção” Delegado atesta avanço na geração de emprego, mesmo descontando a sazonalidade A economia alagoana está avançando e, com isso, gerando mais emprego com carteira assinada. A revelação é do delegado regional do Ministério do Trabalho e Emprego, Heth César Bismarck, em entrevista à Luciana Martins. Só no 1º semestre deste ano foram abertos três mil novos postos de trabalho, mediante contrato formal, representando um crescimento de 30% em relação ao mesmo período de 2009.

Ele diz que a estabilidade econômica proporcionada pelo Plano Real não acabou com os conflitos trabalhistas, mas admite que melhorou muito a relação entre capital e trabalho. Segundo Heth César, apesar do combate efetivo, ainda existe trabalho escravo e infantil em Alagoas, "assim como existe nos estados grandes, pois isso depende muito da consciência dos empresários". Luciana Martins

Como está a geração de empregos em Alagoas? Houve crescimento este ano? Nós temos uma questão de sazonalidade em relação ao emprego formal em Alagoas. Nos meses da safra de cana-de-açúcar, temos um crescimento substancial de postos de trabalho com carteira assinada. Nos períodos intermediários, ou seja, na entressafra, há uma redução no setor da indústria de transformação. No entanto temos tido um crescimento permanente na área de serviços e construção civil. Então, hoje, desconsiderando as partes das indústrias de transformação que são as indústrias de cana de açúcar, temos um saldo positivo de trabalhadores com carteira assinada. Está havendo um crescimento gradativo, sobretudo nessas duas áreas: serviço e construção civil. Quantos empregados foram registrados - de carteira assinada - no 1º semestre deste ano? Foram aproximadamente 3 mil empregos. Desses 80 % estão na construção civil e na área de serviços. Isso é extremamente positivo para Alagoas porque o período de janeiro a junho é muito difícil, é onde sempre temos um saldo negativo. Que evolução houve em relação ao mesmo período de 2009? Houve uma evolução de aproximadamente 30%. E esse avanço é significativo em todo território nacional. Nosso ministro Carlos Luppi previa que este ano iríamos gerar dois milhões de empregos com carteira assinada. Nesse primeiro trimestre já ultrapassamos o que estava previsto no Ministério do Trabalho e até o final do ano devemos ter 2,5 milhões de trabalhadores com carteira assinada. E Alagoas efetivamente dará a sua contribuição neste sentido. Quantas carteiras profissionais estão sendo expedidas, mensalmente, em Maceió? Alagoas é o primeiro estado do Brasil que deixou de emitir carteira do trabalho no modelo antigo. Agora só emitimos carteira no modelo informatizado e até o final de julho e a primeira quinzena de agosto todas as

Heth César informa que emprego cresce, mesmo sem a sazonalidade

nossas agências já estarão informatizadas, emitindo a carteira no modelo novo e já sendo entregue na hora. Entre os anos de 2006 e 2010 já foram emitidas 152.440 carteiras do trabalho informatizadas. Neste ano, de janeiro a junho, já foram emitidas 25 mil carteiras, sendo 18 mil em Maceió. E o desemprego, na Grande Maceió, qual a média de demissões por mês? Essa questão é sazonal também. Há um aquecimento nas contratações nos períodos festivos e está havendo um crescimento maior no número de empregos do que desempregos. Há uma redução de 16% em relação ao ano passado. É verdade que a estabilidade da economia, assegurada pelo Plano Real, acabou com os conflitos entre trabalhadores e patrões? Não. O capitalista cada vez mais quer aumentar o seu lucro e o trabalhador quer cada vez mais aumentar a sua qualidade de vida. Então essa relação capital e trabalho é extremamente conflituosa e nós somos mediadores desses conflitos, desses desencontros. E temos evoluído neste ponto de conciliação e entendimento. Eu acho que melhorou muito. O empresário está tendo a visão clara de que ele tem que dar um bom tratamento e bom salário ao seu trabalhador para que ele possa produzir melhor.

A greve hoje é um recurso trabalhista praticamente restrito ao setor público? Acho que a greve é um instrumento usado pelo trabalhador para coagir o patrão e/ou o poder público, mas ela é um instrumento extremo. A greve só pode acontecer depois de transcender todas as discussões, depois de se exaurir todas as discussões necessárias para que o trabalhador tenha garantia de todas as suas conquistas. Lamentavelmente em algumas ocasiões as greves não são de cunho reivindicatório e sim de cunho político, e aí, entendo que não é correto. E ao trabalhador devem ser assegurados os direitos de pleitear e postular aquilo que ele acha que é justo para melhorar a sua condição de vida. Como o senhor vê a aplicação do direito de greve sem normas de regulamentação? Eu respeito o direito de greve, mas ela não pode prejudicar os direitos das pessoas. Ela é um movimento justo, de reivindicação de salário e o grevista tem que ter a visão de respeitar aquilo que é essencial e que não pode parar de funcionar. É preciso que haja uma conscientização dos segmentos da sociedade organizada, sobretudo dos trabalhadores, de que qualquer greve, se houver serviço emergencial, tem que ser respeitar o limite de 30%. Governo e Congresso Na-

cional não deveria se unir e regulamentar o direito de greve, inserido na Constituição há 22 anos? O Ministro Carlos Luppi acaba de assinar com a Organização Internacional do Trabalho um tratado em que o Brasil vai se colocar, dentre os países desenvolvidos, no sentido de que regulamentaremos o direito de greve dos servidores públicos. É justo que exista uma regra tanto para os dirigentes dos órgãos quanto para os servidores que estão fazendo a greve. Eu acho que o Brasil deu um passo fundamental porque é um compromisso internacional e até o próximo ano o Congresso Nacional deverá estar estudando essa matéria para levar ao próximo presidente da República, uma lei que contemple não só o interesse dos trabalhadores, mas também do governo nas limitações e nas regras do direito de greve. Ainda existe trabalho escravo em Alagoas? Eu afirmaria que ainda existe e é difícil de combater. Evidentemente que não existe na intensidade que havia antes porque no setor da cana de açúcar, nós conseguimos erradicar. Avançamos em Arapiraca na questão do fumo e também na região do Agreste no que diz respeito às casas de farinha, mas, ainda existe uma grande fatia de trabalho escravo em Alagoas e no Brasil. Por exemplo, às vezes a pessoa contrata uma menor para trabalhar em casa e nós não sabemos, e não podemos invadir a casa para fundamentar a nossa punição ao infrator. Então, diante destas circunstâncias, digo que ainda existe. Num estado pobre, é impossível abolir o trabalho infantil? Essa pergunta é um tanto quanto difícil de responder. Eu acredito que seja difícil de combater no Estado pobre e no Estado grande porque isso vai depender da consciência do empresário. Se ele é consciente de que não deve usar o trabalho infantil, nós temos o problema resolvido. O Ministério do Trabalho tem que fazer uma política preventiva para que chegue o dia que o empresário não queira o trabalho infantil.

PUNIÇÃO

TRE-AL aplica multa em Collor por propaganda antes da época O candidato ao governo de Alagoas pelo PTB, o ex-presidente e senador Fernando Collor de Mello, foi condenado nesta sexta-feira (9) pelo TREAL (Tribunal Regional Eleitoral) por propaganda eleitoral antecipada. A multa é de R$ 5.000. Ainda cabe recurso. A representação do procurador regional eleitoral auxiliar Samir Nachef foi feita em maio.

Na época, estavam sendo distribuídos adesivos com o nome de Fernando Collor em diversos pontos do Estado, o que caracteriza propaganda eleitoral antecipada. A campanha eleitoral só foi liberada a partir do dia 6 de julho. O candidato, que declarou à Justiça Eleitoral um patrimônio de R$ 7.724.383,41, é alvo de outra representação no TRE-AL

também por propaganda eleitoral antecipada. Collor e o jornal "Gazeta de Alagoas", que pertence à sua família, são acusados de publicar matéria jornalística, no dia 29 de maio, elogiando a intenção de Collor de concorrer ao governo do Estado. Para a procuradoria eleitoral, a informação publicada tinha "o intuito de promover a candidatura" dele ao go-

verno. A representação foi protocolada no início de julho e ainda não foi julgada. A Procuradoria eleitoral pede multa de R$ 25.000. A assessoria de campanha do candidato Fernando Collor foi procurada para comentar o caso, mas não respondeu à ligação. A reportagem também não localizou a direção do jornal.


Primeira Edição | 12 a 18 de julho, 2010

Cidade | A7

> ENCHENTES

Não há prazo para reconstrução de Alagoas Com base em relatórios dos municípios afetados, Defesa Civil estima em R$ 1 bilhão prejuízos causados pelas enchentes no Estado Secom / José Demétrio

Um bilhão de reais. Esse é o valor estimado dos prejuízos causados pelas enchentes em Alagoas, segundo avaliação feita pela Defesa Civil Estadual, depois de detalhado levantamento feito com base em relatórios encaminhados pelos municípios atingidos pelas inundações de junho. O governo ainda não sabe precisar quanto tempo levará para reconstruir as áreas devastadas. O comando da Defesa Civil informou neste final de semana que 19 municípios sofreram as consequências das chuvas (15 em estado de calamidade pública e quatro em situação de emer-

gência). Ao todo, 27 pessoas (e não 37, como inicialmente divulgado) morreram, enquanto 71 continuam desaparecidas. Segundo as autoridades alagoanas mais 268 mil pessoas foram atingidas pelas enchentes no Estado, sendo que cerca de 44 mil pessoas ficaram desalojadas e 27,8 mil estão desabrigadas. O Estado teve 12 mil residências destruídas e 7 mil danificadas. No contexto dos prejuízos materiais ( calculados em R$ 800 milhões) estão os danos a 80 escolas e 45 unidades de saúde. Nos danos econômicos (R$ 102 milhões) estão os prejuízos na

Coronel Neitônio Freitas ‘fechou’ levantamento dos prejuizos em Alagoas

agricultura. Os danos sociais (R$ 32 milhões) incluem o prejuízo causado pelo desemprego. Em Branquinha, a 69 quilômetros de Maceió, por exemplo, todas as lojas foram destruídas. Já os prejuízos ambientais, avaliados em R$ 23 milhões, devem dobrar ou triplicar com a incorporação dos danos ocasionados no âmbito das Lagoas Mundaú e Manguaba. Em visita às áreas atingidas, Daniela Lopes, funcionária do Ministério da Integração Nacional, comentou: "Nunca vi um desastre tão gigantesco quanto esse provocado pelas enchentes

em Alagoas", disse Daniela Lopes. Ela veio a Alagoas a serviço da Defesa Civil nacional. O coordenador-geral da Defesa Civil Estadual, coronel Neitônio Freitas (do Corpo de Bombeiros) R$ 200 milhões já foram gastos com a reconstrução e a limpeza de pontes e estradas. Além disso, foram usados R$ 25 milhões com despesas emergenciais e R$ 50 milhões com atendimento a desabrigados. Em relação a donativos, a Defesa Civil esclareceu que não está suspenso o recebimento de alimentos, roupas e calçados, como chegou a ser divulgado.

> ANISTIA

Perdão de dívida atende 30 mil produtores ruais Divulgação

O perdão das dívidas dos pequenos produtores do Nordeste, determinado pela Lei nº 12.249, oriunda da Medida Provisória nº 472, foi a melhor notícia que a categoria recebeu ao longo de oito anos de espera. Esse foi o tempo necessário para que as dívidas de mais de meio milhão de trabalhadores rurais de todo o Nordeste - com saldos devedores atualizados pelos encargos financeiros de até R$ 10 mil - fossem perdoadas. De acordo com o presidente da Cooperativa dos Pequenos Produtores Rurais de Arapiraca, Francisco da Souza Irmão, somente em Alagoas mais de 30 mil pequenos agricultores serão beneficiados pela nova Lei, que resultou do empenho do senador Renan Calheiros e da sensibilidade do presidente Lula, viabilizando os meios para que nenhum trabalhador rural nordestino perdesse sua propriedade em consequência de débitos junto a instituições oficiais de crédito. "Desde o ano de 2002 que essa luta é sustentada pelo senador Renan. De todos os integrantes da bancada federal de Alagoas ele tem sido o grande defensor dessa matéria, nascida aqui em Alagoas graças ao nosso movimento em benefício da sobrevivência de homens simples do campo que só desejam respirar aliviados, preservando suas origens e garantindo seu

Chico da Capial destaca o empenho do senador Renan e do presidente Lula

pão", afirma Francisco Souza. Chico da Capial, como é mais conhecido, liderou o movimento dos pequenos produtores alagoanos, indo por diversas vezes a Brasília para se reunir com o presidente Lula e tentar sanar as dívidas referentes aos créditos rurais. A quitação propiciada pelo governo federal, aliada à concessão de novos créditos, favorecerá a incrível marca de mais de 2 milhões de empregos diretos gerados somente no setor da agricultura familiar. A expectativa é de que até o próximo dia 20 de julho os bancos recebam, oficialmente, as comunicações referentes ao perdão dos débitos e convoquem os produtores com a documenta-

ção necessária. Chico da Capial pretende fazer uma ampla divulgação para que nenhum dos interessados perca o prazo e o benefício. "Vamos nomear uma comissão para acompanhar de perto as transações", anuncia o dirigente da cooperativa. Todos os avanços alcançados através da Medida Provisória 472 contaram com o empenho direto de Renan Calheiros, permitindo ainda a subvenção econômica para os produtores de cana que produzem até mil toneladas do produto, a concessão de descontos de até 85% para liquidar dívidas superiores a R$ 10 mil e o cancelamento de execuções judiciais no corrente ano.


Primeira Edição | 12 a 18 de julho, 2010

A8 | Nacional

> FUNDADOR DO PT

''Lula quer Dilma para seguir mandando" Afirmação é de Hélio Bicudo, ex-deputado federal, ex-candidato a vice na chapa de Lula à Presidência e fundador do PT fotos: Divulgação

> PREVIDÊNCIA

Lei eleva o rombo do INSS a R$ 118 bilhões O rombo na Previdência Social pode aumentar ainda mais com a aprovação da emenda do senador Paulo Paim (PT-RS) que indexa os reajustes dos benefícios previdenciários ao aumento do salário mínimo. Se a emenda estivesse valendo de 1998 a 2008, o déficit saltaria de R$ 48,5 bilhões - valor próximo ao estimado para este ano - para estratosféricos R$ 117,9 bilhões, aponta estudo do próprio Congresso Nacional. Em 2008, as despesas com os benefícios do INSS (urbanos e rurais, sem considerar os assistenciais com idosos e deficientes), que foram de R$ 199,5 bilhões, chegariam a R$ 269 bilhões. Os dados são do estudo Salário mínimo e reajustes dos benefícios do Regime Geral de Previdência Social - RGPS, elaborado pela consultora legislativa Sandra Cristina Filgueiras. Com o impacto, analisa a autora, as despesas deixariam o patamar de 6,9% do PIB para atingir 9,3%. "Há um precon-

ceito contra discutir essa questão, ninguém quer debater, mas é preciso tocar na ferida. O lobby dos aposentados é forte, é uma população que tem uma base eleitoral crescente e ninguém quer se voltar contra ela. O trabalho mostra que eles não tiveram perdas reais'', disse Sandra ao Estado. Hoje, os benefícios da Previdência com valor mínimo (piso) são reajustados conforme o aumento do salário mínimo, enquanto os benefícios acima do piso têm como base o Índice Nacional de Preço ao Consumidor (INPC). A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), com a emenda de Paim acoplada e aprovada na sessão de anteontem, depende de sanção do presidente Lula, como mostrou o Estado em sua edição de ontem. "O impacto negativo da vinculação generalizada dos benefícios ao salário mínimo sobre as contas da Previdência Social não seria desprezível (...) Corresponderia a um adicional

de recursos da ordem de 2,4% do PIB", lembrou a autora. No estudo, a consultora diz que indexar os benefícios da Previdência Social não significa necessariamente "atender ao segmento mais pobre da população". Ela trabalhou com números de 2008, mas o impacto nas contas deste ano - em torno de R$ 47 bilhões - é semelhante porque o déficit previsto para 2010 é próximo ao de 2008. O número de aposentados com benefício acima do piso passa de 8 milhões. As centrais sindicais se mobilizam para garantir que o salário mínimo aumente de R$ 510 para R$ 570. Críticas. "Quero conversar com ela (a autora do estudo) e mostrar que a Previdência não tem déficit", disse ontem ao Estado o presidente da Confederação Brasileira de Aposentados e Pensionistas (Cobap), Warley Martins. Segundo Martins, o presidente Lula não deve vetar a emenda por "compreender a necessidade" dos aposentados.

Fundador do PT, deputado federal pelo partido, vice-prefeito de São Paulo na gestão Marta Suplicy, candidato ao Senado e a vice de Luiz Inácio Lula da Silva na disputa ao governo paulista, o advogado Helio Bicudo apoia publicamente a candidata do PV à Presidência, Marina da Silva, nas eleições desse ano. "Lula quer Dilma Rousseff no poder para continuar mandando no País", dispara, sobre a candidata petista. Afastado do PT desde o escândalo do mensalão, em 2005, o jurista classifica o governo de "autoritário", acusa o presidente Lula de "mirar mais no poder pessoal do que nos objetivos do partido", diz que o Congresso e o Judiciário estão desmoralizados e defende a alternância de poder como indispensável ao estado democrático. "José Serra (PSDB) é um homem competente, mas Marina Silva expressa de forma melhor o ideário de um Brasil igual para todos." Aos 88 anos, à frente da Fundação Interamericana de Direitos Humanos, Bicudo tem página no Facebook e escreve de próprio punho as notas que publica no Twitter, onde tem 618 seguidores. Em entrevista à Folha de S. paulo, o jurista fala da mágoa com o partido que ajudou a criar e onde militou por 25 anos. E diz por que, embora ligado aos movimentos sociais da Igreja Católica, seu voto irá para a candidata evangélica. Marina Silva. "Conheci a Marina como senadora, quando nós organizamos um tribunal para julgar o massacre em Eldorado dos Carajás, no Pará. Ela deu um voto que realmente me emocionou. Mais tarde, num segundo tribunal da terra, em Curitiba, mais uma vez mostrou seu compromisso com os mais pobres. O fato de ser evangélica não muda em nada o meu apoio. Ter uma religião é um caminho importante no traçado da nossa vida. Sou católico praticante e tenho colhido bons frutos dessa fé. Mas, cada um deve encontrar seu credo.

"SERRA, HOMEM COMPETENTE" Acho José Serra um homem competente. Plínio (Arruda Sampaio, candidato pelo Psol) é meu amigo e um homem de

popular é ir na contramão dos direitos humanos. E acho que Marina não faria isso. Hoje, o MST sabe que não é com a invasão de terras que vão conseguir a reforma agrária, mas com a industrialização do que eles produzem nos assentamentos. E Marina é a pessoa certa para uma política agrária eficiente."

PT ABANDONOU SEU IDEÁRIO O jurista Hélio Bicudo abre o verbo

Serra: “Um homem competente”

"Não estou no PT desde 2005. Retirei a filiação porque entendi que o PT não cumpria mais o seu ideário. O que primeiro me advertiu sobre a mudança do partido foi a carta aos brasileiros (documento assinado durante a campanha presidencial de 2002) em que o Lula entregava-se ao neoliberalismo. Veio o mensalão, amoral e antiético. É um equívoco achar que não se pode governar com a minoria, porque Lula podia pressionar o Congresso com o povo. Como diz que não sabia? Lula manda no PT. Esse é um problema. Numa democracia, ninguém pode mandar num partido, se não a sua base. Mas, no Brasil, os partidos têm direção e não base. Ao pedir desligamento do PT, sequer recebi resposta. Ajudei o partido até o fim! Não conta?" Lula. "É autoritário. Mira mais o poder pessoal do que os objetivos do PT. Me afastei dele. O eixo desse afastamento foi a sindicância interna feita por mim no PT, que enquadrava Roberto Teixeira, compadre de Lula e ele não perdoa ninguém."

FICHA LIMPA: "UMA VERGONHA" Lula: “Quer seguir mandando”

grande valor, que deixa tudo de lado para atender ao interesse público. Mas, Marina Silva expressa o ideário de um país onde todos são iguais, comprometido com os direitos humanos, não só relacionados à pessoa, mas ao meio ambiente." Reforma Agrária. "Sou contra a criminalização dos movimentos sociais. Posso estar enganado, mas para mim o MST é o único movimento de massas ainda válido. A gente não sabe até que ponto eles estão envolvidos com o governo federal, mas criminalizar um movimento

"É uma vergonha. A Constituição diz que se deve olhar a vida pregressa do candidato. Mas, a lei resumiu isso a um processo criminal. Vamos continuar tendo bandidos na política. Veja os envolvidos no mensalão. Foram denunciados pelo Procurador-Geral da República. Mas, pela lei, poderiam candidatar-se. E duas decisões dos Ministros do Supremo Tribunal Eleitoral já como a lei será interpretada. Ou seja, não será aplicada. Quando um Presidente da República nomeia 9 Ministros do STF, não há como garantir independência. Nenhum dos planos de governo, aliás, contempla o acesso à Justiça."

Punição para “devassa fiscal” A candidata do PV à Presidência, Marina Silva, defendeu neste final de semana que os autores pelo vazamento de informações da Receita Federal sejam punidos tão logo a responsabilidade seja comprovada. "Não estamos em uma sociedade de justiçamento", disse a presidenciável referindo-se à nota divulgada anteontem pela Receita Federal confirmando que auditores do órgão tiveram

acesso às declarações de renda do vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge Caldas Pereira. Os dados, referentes a 2008 e 2009, teriam teriam sido incluídos em suposto dossiê da campanha de Dilma Rousseff (PT) e usados como arma de guerra eleitoral. Na opinião de Marina, devem ser punidos também "aqueles que lançam mão de informações adquiridas de forma ilegal

e fraudulenta para prejudicar quem quer que seja". "Esta punição, é claro, é dada pela sociedade, pelo cidadão." Marina insistiu no discurso de que o processo eleitoral não pode ser um vale tudo. "Toda e qualquer informação que extrapole o Estado Democrático de Direito não deve ser tolerada, nem pelas instituições, nem pelos candidatos e, principalmente, pela sociedade", salientou.

> CATETERISMO

José Alencar passa bem após desobstruir artéria

A obstrução em uma das artérias do vice-presidente José Alencar era grave e poderia ter levado a um infarto, afirmou neste domingo o médico Roberto Kalil Filho, um dos coordenadores da equipe médica do hospital Sírio-Libanês, onde Alencar está internado. "Não dá para saber se era iminente, mas qualquer pessoa que tenha uma obstrução em uma artéria corre o risco de um infarto", afirmou. Alencar está internado desde quarta-feira. A princípio, passaria apenas por uma sessão de quimioterapia,

José Alencar: artéria desobstruída

mas foi detectada hipertensão e ele ficou no hospital para avalia-

ções. No sábado, foi diagnosticada uma isquemia (deficiência na irrigação sanguínea) cardíaca, o que estava provocando uma irrigação insuficiente em uma das paredes laterais de seu coração. Alencar passou, então, por um cateterismo para descobrir a causa do problema. "Foi feito o cateterismo e se viu uma obstrução grave em uma artéria importante do coração, chamada descendente anterior. Por rotina, foi feita a coloação do stent [dispositivo para dilatar vasos sanguíneos], e ficou muito bom", afirmou Kalil Filho.


Esportes

esportes@primeiraedicao.com.br

Primeira Edição | 12 a 18 de julho, 2010 Diário Oficial dos Municípios - Opinião - Social

> FUTEBOL ALAGOANO

CRB enfrenta Fortaleza de olho no G-4 Galo joga hoje no Rei Pelé, pelo Campeonato do Nordeste e estará reforçado de três titulares contra o Tricolor cearense Wyderlan Araújo com Futebolalagoano.com Sétimo colocado com 12 pontos conquistados, o Galo tentará hoje, às 21 horas, no Estádio Rei Pelé, contra o Fortaleza, a sua segunda vitória consecutiva no Campeonato do Nordeste. Os jogadores Alvirrubros sabem da importância de uma vitória, resultado que deixará, o time com o mesmo número de pontos do quarto colocado, o Náutico, que tem 15 pontos na classificação geral. O técnico, Freitas Nascimento ganhou três reforços para essa partida. O Departamento Médico do clube liberou o meia Ewerton e o atacante Edmar, jogadores que se recuperaram de lesões musculares. Edmar é o artilheiro do CRB no Nordestão com três gols marcados. Outro atleta que retornará ao time titular é o zagueiro Leandro, que cumpriu suspensão no jogo contra o Confiança pelo terceiro cartão amarelo. O volante Johnnattan e o atacante Emílio, continuam desfalcando o time: o primeiro se recupera de uma fisgada na coxa, enquanto o atacante está com dengue. Já os recém-contratados Jal-

Futebolalagoano.com/ Márcio Ândrei

nir (zagueiro) e Nino Guerreiro (atacante) não ganharam condição de jogo e ficam fora do confronto. Freitas Nascimento deverá manter o 3-6-1, e a provável formação do CRB para a partida é com Hudson; Leandro, Toninho e Ítalo; Amaral, André Silva, Lê, Dio, Ewerton e Renatinho; Edmar. A diretoria do Galo, informou que três mil ingressos foram disponibilizados para a venda antecipada, custando R$: 30,00 (cadeira especial) e R$: 10,00 (arquibancada). Estudante e idosos tem o abatimento de 50% nos valores. Os sócios do clube pagam R$: 15,00 e R$: 5,00. Os pontos de venda são o Estádio Severiano Gomes Filho e Panificação Jatiuca.

RETORNO Enquanto seis jogadores foram embora do CRB; dois atletas voltaram aos trabalhos no clube: o lateral-esquerdo Iure e o goleiro Cris, jogadores que foram afastados pela antiga Comissão Técnica, comandada pelo ex-técnico do clube, Celso Teixeira. A diretoria do CRB, conseguiu definir a situação dos atletas dispensados na última semana.

Ewerton, Leandro e Edmar são as novidades no time titular para o duelo contra o Fortaleza nesta segunda-feira

Os atletas acertaram suas situações e já deixaram Maceió durante o fim de semana. A direção Alvirrubra resolveu as pendências com o zagueiro Pedrosa, os volantes Macaé e Fabinho Vitória, os atacantes Ivan e Paulinho Marília. O goleiro Carlos Carioca que também foi dispensado, já havia acertado a sua situação com o Galo da Praia na semana passada e voltou para o

interior de São Paulo.

FORTALEZA Após o treino, em entrevista coletiva, na Sala de Imprensa Carlos Rolim Filho, o técnico Zé Teodoro falou sobre a preparação da equipe para a Série C e a partida contra o CRB, nesta segunda-feira, pela décima rodada do Campeonato do Nordeste. O treinador ressaltou a importância da preparação para a estreia

CSA confirma saída de Catanha e contrata lateral

Pouso de helicóptero, parou partida do Sub-18 em Murici Futebolalagoano.com Um fato inusitado ocorreu na manhã deste sábado (10) em uma partida de futebol que estava sendo disputada na cidade de Murici, distante 50 quilômetros de Maceió. A partida estava sendo disputada no Estádio José Gomes da Costa, entre Murici e Capelense, e era válida pelo Campeonato Alagoano de Futebol Sub-18, quando aos 35 minutos do segundo tempo, um helicóptero da Força Aérea Brasileira (FAB), sobrevoou o estádio. Assustado com a proximidade da aeronave, o árbitro assistente Wladson Michelangelo perguntou ao técnico do Murici, Gilson Baiano, se o helicóptero iria pousar no estádio. Com a resposta positiva, Wladson levantou a bandeira para chamar a atenção do árbitro da partida, Marcos André, que, de imediato, parou o jogo. Todos os jogadores saí-

ram rapidamente de campo e ficaram abrigados nos respectivos bancos de reservas. "Foi um histórico em minha carreira de árbitro. Já paralisei várias partidas, mas para o pouso de um helicóptero, foi a primeira vez”, disse Marcos André. O pouso de helicópteros tem sido uma rotina no Estádio José Gomes da Costa, uma vez que a cidade de Murici é uma das alagoanas atingidas pelas enchentes, e este tem sido o meio de transporte mais rápido para levar ajuda humanitária aos desabrigados e desalojados da cidade. Quanto ao resultado do jogo interrompido, terminou empatado por uma a um.

REI PELÉ O secretário de Estado Adjunto do Esporte, Luís Antônio (Catarina), informou na tarde desta sexta-feira (9), que o gramado do Estádio Rei Pelé apresenta algumas partes

Resultados / Campeonato do NE 10/07 14/07 - 20:30 10/07 10/07 10/07 12/07 - 21:00 12/07 - 20:30

Vitória-BA Sergipe-SE Ceará-CE Náutico-PE Treze-PB CRB ABC-RN

2x1 x 2x3 1x1 1x0 x x

América-RN CSA Botafogo-PB Santa Cruz-PE Fluminense-BA Fortaleza-CE Confiança-SE

com a grama queimada por causa dos recentes pousos de helicópteros de maior porte, que trouxeram vítimas das enchentes para o Hospital Geral do Estado (HGE). Catarina disse que a prioridade, no momento, é com a vida. “Estamos passando por um momento de calamidade em muitos municípios alagoanos, por causa das chuvas. É uma determinação do governo”, informou o secretário, explicando, ainda, que os helicópteros maiores que não podem pousar no Corpo de Bombeiros, trazendo vítimas das enchentes para a unidade hospitalar, estão usando o campo do Estádio Rei Pelé. O secretário informou, também, que a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros e a Vigilância Sanitária renovaram por mais 30 dias o laudo técnico para funcionamento do estádio que poderá receber jogos normalmente.

Futebolalagoano.com

necer no CSA. Não queremos O presidente do CSA, Jorge estragar o nosso projeto", afirVI, confirmou, que o atacante mou Jorge VI. Catanha não faz mais parte do Mas enquanto um sai outro grupo de jogadores do Azulão. reforço chegou ao clube: o latDe acordo com Sexto, o atacaneral-esquerdo Paulinho (exte estava causando problemas Murici), é o mais novo reforço na equipe, que poderiam dedo CSA para as disputas do sestabilizar o elenco e estragar Campeonato do Nordeste, Séo projeto que está sendo colorie D e Alagoano da 2ª Divisão. cado em prática pela direção, O jogador acertou com o time para o Campeonato do Norazulino, na última quinta-feideste e, sobretudo, para a 2ª ra, já se apresentou e treinou Divisão do Alagoano. com o grupo. A saída de Catanha, na verCom a contratação de Paudade, já era esperada a quallinho, já somam cinco reforços quer momento, uma vez que na equipe. Além dele, chegadepois das declarações dele à imprensa, reclamando que Ídolo da torcida está fora dos planos ram Jeferson, Madson, Marco Antônio e Jonathan. Quem tinha ficado na reserva no jogo contra o América-RN, desagra- gava atrasado aos treinos e não poderá deixar o clube, é o atadaram em cheio os dirigentes foi treinar nos últimos dias cante Alexsandro que recebeu azulinos. Além disso, o joga- Não tem mais como ele perma- proposta do exterior. dor demonstrou na imprensa que tinha interesse em deixar o Classificação / Campeonato do NE clube. Inclusive por causa disso, Catanha sequer foi relacioD GP GS SG E V J P nado para o jogo de ontem, 5 2 16 11 1 6 19 9 1º Treze-PB com o Vitória-BA. 1 19 16 3 2 5 17 8 2º CSA "O Catanha cometeu atos 3 3 17 14 2 17 10 5 3º Vitória-BA de indisciplina. Estava cobran5 2 18 13 3 4 15 9 4º Náutico-PE do titularidade na equipe, che-

Próximos jogos / Campeonato do NE 20/07 - 20:30 28/07 - 20:30 28/07 - 20:30 28/07 - 20:30 28/07 - 20:30 28/07 - 20:30 28/07 - 20:30

América-RN Confiança-SE Fortaleza-CE Fluminense-BA Santa Cruz-PE Botafogo-PB CSA

na Série C. "Vou tirar o time principal para trabalhar esses dias. Mas a equipe que vai enfrentar o CRB não vai para Alagoas fazer turismo. Vamos reforçado com o Bismarck, Leandro e Robinson. Pretendemos surpreender em Maceió e conseguir o resultado positivo, que será muito importante", ressaltou. Em relação à equipe que vai enfrentar o Águia de MarabáPA,

na estreia da Série C, o treinador demonstrou confiança. "Quem começa a Série C são os atletas que estão atuando há mais tempo. Sei as qualidades e os defeitos que o time tem. Já tenho a formação da equipe para a estreia, e tudo já está definido na minha cabeça. Posso afirmar que as possibilidades de mudanças consideráveis no grupo são remotas", despistou. Zé Teodoro ressaltou ainda a importância desse período de treinamento. "Toda vez que tivemos tempo para trabalhar a parte tática, melhoramos de rendimento. Como por exemplo, na partida diante do Vitória. Vamos condicionar melhor os jogadores que estão chegando e aperfeiçoar a parte física, técnica e tática da equipe", afirmou. Sobre a chegada de novos reforços, o técnico explicou: "Precisamos de mais algumas peças. Sabemos desta necessidade, mas também reconheço que a situação financeira do clube não é boa Nosso critério é trazer jogadores dentro da realidade do clube, que mostrem disposição em campo e que tenha condições de atingir as expectativas da torcida", finalizou.

x x x x x x x

Sergipe-SE Bahia-BA ABC-RN CRB Treze-PB Náutico-PE Ceará-CE

5º 6º 7º 8º 9º 10º 11º 12º 13º 14º 15º

Ceará-CE ABC-RN CRB Santa Cruz-PE Bahia-BA Confiança-SE Fluminense-BA América-RN Botafogo-PB Fortaleza-CE Sergipe-SE

15 14 12 12 11 10 9 9 7 7 7

10 8 9 9 9 9 9 9 8 9 9

4 4 3 2 3 2 2 2 2 2 1

3 2 3 6 2 4 3 3 1 1 4

3 2 3 1 4 3 4 4 5 6 4

16 16 8 15 9 16 12 8 10 10 9

13 10 9 10 14 18 14 11 10 17 19

3 6 -1 5 -5 -2 -2 -3 0 -7 -10


Primeira Edição | 12 a 18 de julho, 2010

B2 | Esportes

> FÓRMULA 1

Webber vence na Inglaterra e ironiza RBR Australiano faz corrida tranquila e ironiza equipe pelo rádio. Sebastian Vettel comete erro, mas chega na sétima colocação Globoesporte.com O clima na RBR não era dos melhores após o treino classificatório para o GP da Inglaterra. A polêmica da nova asa dianteira dada a Sebastian Vettel não agradou a Mark Webber, que reclamou publicamente. E a confusão acabou sendo levada para a pista. Após uma péssima largada do alemão, o australiano se aproveitou e assumiu a ponta. Mas Vettel não se contentou e tentou dar o troco na segunda curva, a Maggots. Ele exagerou, quase tocou no companheiro e saiu da pista. Webber lucrou e teve pista livre para vencer a corrida em Silverstone com tranquilidade. Na comemoração pelo rádio do carro, ele ainda ironizou a decisão na equipe no sábado. - Nada mau para o piloto número dois - diz Webber. O australiano não deu chances e

Reuters

chegou pouco mais de um segundo à frente de Lewis Hamilton, da McLaren, que ficou em segundo durante toda a corrida. O alemão Nico Rosberg, da Mercedes, completou o pódio ao ganhar a terceira posição de Fernando Alonso, da Ferrari. O espanhol foi punido com um drive through após ultrapassar Robert Kubica, da Renault, cortando caminho, em um lance discutível, e caiu para 14º na corrida. Atual campeão da Fórmula 1, Jenson Button largou em 14º, ganhou dez postos e chegou em quarto. Após mais uma bela corrida, Rubens Barrichello foi o melhor brasileiro em Silverstone: terminou em quinto. O brasileiro da Williams fez uma bela largada, ganhou posições e se manteve andando no ritmo dos primeiros colocados. Kamui Kobayashi, da Sauber, se destacou mais uma vez e conseguiu ficar em sexto com o carro ruim

Lucas di Grassi, outro piloto do país na corrida, teve problemas em seu VRT e abandonou a prova na nona volta, após recolher seu carro aos boxes. Com o resultado, Hamilton ampliou sua vantagem no campeonato. O inglês tem agora 145 pontos, 12 à frente do companheiro Button. Com 128, Webber subiu para terceiro após a vitória, deixando Vettel em quarto, com 121. Massa é o oitavo, com 67, e Barrichello tem 29 na 11ª posição. A próxima corrida será disputada em Hockenheim, na Alemanha, no dia 25 de julho. Demonstrando insatisfação com a equipe, Webber vence na Inglaterra

da equipe suíça. Vettel, que caiu muito no início, brigou muito nas voltas finais contra Adrian Sutil e conseguiu a sétima posição na penúltima volta. O compatriota da Force India chegou em oitavo. Felipe Massa caiu

para último na largada, após tocar rodas com Alonso, e fazia uma corrida de recuperação até errar e ter de fazer um pit stop extra. O brasileiro da Ferrari chegou em 15º, uma posição atrás do companheiro espanhol.

METRALHADORA A RBR sempre se orgulhou de ser uma equipe sem tantos bloqueios quanto as demais. O time sempre evitou cortar as asas de seus pilotos e tinha uma postura relaxada no paddock. Só que o GP da Inglaterra mostrou que o molho parece ter

desandado. Webber voltou a bater na RBR na entrevista coletiva após a corrida. O australiano disse que não teria renovado com a equipe austríaca se soubesse que seria tratado da forma como aconteceu em Silverstone. Ele espera que a polêmica de sábado tenha sido a última deste tipo e quer que os pilotos sejam tratados da mesma forma dentro do time. - A situação de sábado foi única e a primeira vez que tivemos problemas. Nunca teria renovado se soubesse que fariam isso comigo. Fiquei decepcionado. Continuarei a agir da mesma forma e espero que tenha acabado. Tive vários obstáculos na minha carreira, às vezes no lado pessoal. Acho que podemos julgar o caráter de uma pessoa vendo como ela reage a uma adversidade. Tenho um pouco mais disso que os outros pilotos - diz Webber.

> VÔLEI DE PRAIA

Márcio e Ricardo ficam em 3º no Mundial Divulgação/ CBV

Ouro em Atenas-2004, prata em Sydney-2000 e bronze em Pequim-2008, Ricardo se juntou a Márcio, prata na última edição dos Jogos Olímpicos, há pouco mais de dois meses. Neste domingo, a dupla conseguiu conquistar sua primeira medalha no Circuito Mundial de vôlei de praia. Foi bronze no Grand Slam de Gstaad, nos alpes suíços, ao derrotar os poloneses Fijalek e Prudel por 21/16 e 21/15. Os brasileiros subiram ao lado dos campeões Todd Rogers e Phil Dalhausser, dos Estados Unidos, e dos segundos colocados Eric Koreng e David Klemperer, da Alemanha. - Fizemos uma ótima campanha em Gstaad e por detalhes não chegamos à final. Esta medalha de bronze é muito impor-

tante e mostra que estamos no caminho certo. Além disso, este bom resultado em um Grand Slam nos ajudará bastante a entrar no ranking mundial, que é nossa primeira meta nesta temporada - diz Márcio. Quando jogava com Emanuel, Ricardo foi hexacampeão do Circuito Mundial (2000/ 2003/2004/2005/2006/2007) e vice em 1999. Márcio, com Fábio Luiz, ganhou o Campeonato Mundial 2005, na Alemanha. Com a vitória em Gstaad, os americanos, campeões olímpicos, seguem liderando o ranking mundial, agora com 5.180 pontos, contra 3.660 dos brasileiros Alison e Emanuel. Os espanhóis Herrera e Gavira têm 3.440 e os atuais campeões Brink e Reckermann, da Alemanha, que

Ricardo e Márcio / Juliana e Larissa chegam ao pódio no Circuito Mundial

estão machucados, 3.000.

JULIANA E LARISSA O duelo foi mais complicado do que Juliana e Larissa esperavam, mas o resultado já é bas-

tante familiar. As condições climáticas não ajudaram e a final teve de ser interrompida por quase três horas. No retorno à quadra suíça, as tetracampeãs mundiais venceram as alemães

Sara Goller e Laura Ludwig por 2 sets a 0 (21/17 e 24/22) e subiram ao lugar mais alto do pódio do Grand Slam de Gstaad. O terceiro lugar ficou com as chinesas Chen Xue e Zhang Xi, que bateram as brasileiras Talita e Maria Elisa, por 23/21 e 21/16. Com a conquista na Suíça, Juliana e Larissa somam 33 medalhas de ouro no Circuito Mundial. O resultado deixa a parceria a apenas um título de se igualar ao recorde brasileiro na competição, que pertence a Ricardo e Emanuel, dupla desfeita em 2009. Já a melhor marca da história é das americanas Kerri Walsh e Misty May, com 35 etapas vencidas. A final em Gstaad foi interrompida quando o placar mostrava 4 a 4 no primeiro set. Um

forte chuva, com raios e pedras de granizo, caíram sob a arena suíça. O jogo foi retomado quase três horas depois, com vitória da dupla brasileira. Os pontos conquistados no Grand Slam suíço deram maior vantagem para Juliana/Larissa na disputa pelo quinto título do Circuito Mundial. As brasileiras estão com 4.460 pontos no ranking, contra 3.660 das americanas Jennifer Kessy e April Ross. Com a quarta colocação em Gstaad, Talita e Maria Elisa chegaram a 3.500 e se aproximaram da dupla dos Estados Unidos. Depois de Gstaad, o Circuito Mundial terá uma semana de interrupção até a próxima etapa, na cidade francesa de Marselha.


Primeira Edição | 12 a 18 de julho, 2010

Publicidade |B3


Primeira Edição | 12 a 18 de julho, 2010

B4 | Esportes

> COPA DO MUNDO

Olé da Espanha - a África é uma arena Iniesta faz o gol do sofrido título da Fúria, o primeiro da história, no segundo tempo da prorrogação contra a Holanda Fotos: Agência AFP

Globoesporte.com Um título que nunca havia sido conquistado jamais viria facilmente. Ainda mais para uma seleção que sempre teve a fama de fracassar na hora H. Amarelona? Não. Sua cor é vermelha. E o título finalmente veio. Para a torcida da Espanha, pareceu que nunca viria. Noventa minutos que viraram 120. Ou melhor, 115, quando Iniesta estufou a rede e tirou da garganta um grito entalado há uma eternidade. Uma conquista com direito a 0 a 0 no tempo normal, 1 a 0 sobre a Holanda na prorrogação, desabafos, choro... A primeira Copa do Mundo na África viu nascer o oitavo campeão da história. A partir deste domingo, a Espanha pode colocar uma estrela no peito e exibir para o planeta que amarela é a cor da taça na mão dos seus jogadores. A história dessa nova campeã mundial não começou no Soccer City. No início tinha outro técnico, Luis Aragonés, e quase os mesmos jogadores. O time vencedor da Eurocopa de

Torcedor tenta tocar na taça do mundial, mas é impedido por seguranças

Iniesta, jogador do Barcelona, entra para a história ao marcar na prorrogação, o gol da vitória sobre a Holanda

2008 transformou a Fúria na seleção a ser batida. O treinador mudou, entrou Vicente del Bosque, voltou a decepção: fracasso na Copa das Confederações, derrota na estreia do Mundial contra a Suíça. Mas O time que melhor toca a bola no planeta deu a volta por cima. E termina 2010 no topo. As duas equipes começaram o jogo com

mais posse de bola, do jeito que gosta, durante os primeiros 90 minutos: 57%. Mas não conseguiu marcar nos 12 chutes que teve, enquanto a Laranja tentou nove. Pela primeira vez desde 1994, quando o Brasil bateu a Itália nos pênaltis, a final terminou com 0 a 0 e foi para a prorrogação. Com o Soccer City lotado pela segunda vez no

as formações que venceram na semifinal. Assim, Fernando Torres continuou no banco da Espanha e Pedro foi titular no ataque. E o artilheiro David Villa ficou preso entre os zagueiros, com pouca mobilidade. A Laranja contou com sua força máxima, do 1 a 11, com as estrelas Sneijder e Robben presentes. A Fúria conseguiu ter

> SÃO LUIZ

Prefeitura interrompe obras em virtude das fortes chuvas Márcio Ândrei

Assim como em outros municípios, a cidade de São Luiz do Quitunde sofreu com as chuvas que assolaram o estado. Devido ao alagamento causado pelas águas no mês de junho e no começo deste mês algumas obras foram interrompidas e a Prefeitura teve de fixar um calendário de ações. Segundo relatos da população, a forte chuva de junho transbordou rios e inundou municípios como União dos Palmares e Murici, onde muitas casas foram destruídas. Aqui, um total de 30 famílias ficaram desabrigadas. A Prefeitura alugou casas para abrigar essas pessoas. Segundo o prefeito Cícero Cavalcante, essa é a prioridade. "Não podemos deixar que a população fique desabrigada. É uma obrigação nossa amparar e ver o que é se está precisando", explicou. A idéia sur-

Cícero Cavalcante atende flagelados e depois retoma obras na cidade

giu após a necessidade da retomada do ano letivo na rede escolar, já que essas famílias estavam em abrigos improvisados, impedindo o retorno das atividades escolares.

Do mesmo modo, as obras na cidade serão retomadas assim que a situação for totalmente resolvida, continuando o beneficiamento aos habitantes de São Luiz do Quitunde.

Mundial (84.490 torcedores, mesmo público da partida de abertura), Espanha e Holanda fizeram a final com o maior número de cartões amarelos da história: 13. Ainda teve um vermelho para Heitinga, na prorrogação. TUMULTO A poucos instantes de as

seleções de Espanha e Holanda entrarem no gramado neste domingo, um torcedor invadiu o campo do Soccer City e quase pegou a taça da Copa do Mundo. Um segurança conseguiu evitar o problema maior ao dar um soco no homem, que carregava um gorro na mão e parecia querer colocá-lo no troféu.

Alemanha bate Uruguai e termina em 3º lugar na Copa Com a chuva fina molhando a grama em Porto Elizabeth e um currículo já repleto de conquistas, a Alemanha bem que podia ter entrado em campo neste sábado disposta apenas a cumprir tabela antes do voo de volta para casa. Não foi bem assim. Do outro lado do campo, havia um Uruguai faminto pela vitória, e o que se viu na disputa do terceiro lugar foi um jogo de cinco gols e duas viradas. Com 3 a 2 no placar e um travessão salvador aos 48 minutos do segundo tempo, os alemães são os donos do bronze na Copa do Mundo da África O título não veio, mas os alemães festejaram muito o terceiro lugar do Sul. O resultado no estádio Nel- de suspensão e acabou sendo jogo no último lance e forçar o son Mandela Bay estica a fama eleito o melhor da partida, tempo extra, mas cobrou uma do polvo Paul, que segue com abriu o placar para os alemães. falta no travessão e, logo em aproveitamento de 100% nos Cavani e Forlán viraram para o seguida, ouviu o apito final do palpites. Para a final deste do- Uruguai, Jansen empatou de juiz. A partida terminou, e mingo, às 15h30m, o molusco novo, e coube ao volante Khe- Klose, de agasalho, não saiu do apostou na Espanha para bater dira fazer o gol da vitória. O banco. Sentindo dores nas cosa Holanda e se tornar a oitava goleiro uruguaio Muslera, he- tas, o atacante não entrou e campeã na história dos Mun- rói nas quartas de final contra manteve seus 14 gols em CoGana, falhou duas vezes. For- pas, um a menos que o recorde diais. O meia Müller, que voltou lán teve a chance de empatar o de Ronaldo Fenômeno.


Primeira Edição | 12 a 18 de julho, 2010

Especial |B5

> CASO BRUNO/ ELIZA

Advogado diz que Bruno e os demais acusados negam crime Goleiro afirma que não mandou matar, não contribuiu, não colaborou e não pagou Divulgação/ Polícia Civil

Fotos do registro de prisão do ex-policial, Marcos Aparecido Santos, do goleiro Bruno Fernandes e de Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão

O advogado Ércio Quaresma, que defende o goleiro Bruno e outros cinco suspeitos de envolvimento no desaparecimento de Eliza Samudio, afirma que todos os seus clientes negam o crime. Além do Atleta, ele defende Dayane Souza (mulher de Bruno), Luiz Henrique Ferreira Romão (conhecido como Macarrão), Flávio Caetano de Araújo, Wemerson Marques e Elenilson Vitor da Silva. Os últimos três foram presos nesta sexta-feira (9). Eliza Samudio teve um relacionamento com o goleiro Bruno no ano passado e tentava provar que ele era pai de seu filho. Ela desapareceu no início de junho. Na última terça-feira (6), um menor foi detido no Rio de Janeiro e afirmou, em depoimento, que a jovem está morta. Depois disso, os seis suspeitos defendidos por Quaresma foram presos. "O Bruno disse que não mandou matar, não contribuiu, não colaborou, não pagou. O Macarrão também não. A Dayane também não fez nada. Os outros três também negam", disse Quaresma ao G1. "Eles não têm a menor idéia [de como ela desapareceu]." Quaresma afirma que seus clientes vão prestar depoimento somente quando ele tiver a cópia do inquérito policial em mãos. Por enquanto, ele afirma que responde por todos os suspeitos.

INVESTIGAÇÃO PARALELA O advogado afirma que iniciou uma investigação paralela sobre o caso. Segundo Quaresma, estão sendo contratados médicos legistas e peritos que podem emitir pareceres sobre laudos e outros documentos envolvidos no caso. "Ela [investigação] já começou. Comecei por onde a polícia não teve competência para fazer", afirmou. Quaresma disse que vai obter informações sobre os lugares onde foram realizadas buscas por Eliza e outros suspeitos através de material fotográfico, de mapas e de novas testemunhas. "Vou fazer o pedido de hbeas corpus só com a cópia do decreto de prisão. Distribuo no Tribunal de Justiça na segunda-

feira (12), no máximo."

DEPOIMENTO-CHAVE TEM DIVERGÊNCIAS Os depoimentos de duas testemunhas-chave do caso Eliza Samudio, o menor apreendido na casa do goleiro Bruno e Sérgio Rosa Sales, primo do atleta, apresentam divergências e pontos que não batem. As incongruências se concentram principalmente em relação às ações de Bruno e de Sales nos dias que antecederam o suposto assassinato de Eliza Samudio. As declarações das duas testemunhas, que confirmaram a morte da ex-amante do jogador, são consideradas muito importantes na opinião de policiais.

CONFISSÃO DO ADOLESCENTE Em depoimento à Polícia Civil do Rio, na terça-feira (6), o adolescente de 17 anos disse ter sido convidado por Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, a levar Eliza do Rio de Janeiro ao sítio do jogador na Grande BH. Afirma que Bruno chegou ao sítio dois dias depois e ficou "surpreso" ao ver Eliza e o filho no local. Diz ainda que o goleiro permaneceu no sítio por duas horas. Sérgio Sales, em depoimento à Polícia, diz ter sido convidado por Bruno para ir ao sítio em 8 de junho. Diz que houve churrascos e partidas de futebol no local, e que o goleiro, Macarrão e o menor já estavam por lá quando chegou. Também envolve diretamente o atleta no crime. Diz que o questionou se não era melhor "ter resolvido isso na Justiça" e Bruno respondeu "Já tá feito, cara". "Eu falei para o Bruno que isso certamente ia dar problemas para ele e ele me respondeu que estava preparado", diz Sales em outro trecho do depoimento.

PARTICIPAÇÃO NO HOMICÍDIO Enquanto Sales procura se eximir de culpa, o menor o incrimina ao dizer que ele era o "único responsável" por vigiar Eliza no sítio. Sales não diz que vigiava a mulher em nenhum momento - afirma tê-la visto por acaso ao entrar na casa e que só depois soube quem era.

O adolescente também afirma que Sales ameaçou Eliza de morte antes de obrigá-la a telefonar a uma amiga para dizer que estava bem. Diz ainda que ele, Sales e Macarrão a levaram até Marcos Aparecido dos Santos, conhecido como "Neném", "Paulista" ou "Bola", preso sob suspeita de ter cometido o homicídio.

DEPOIMENTO: 80% "É VERDADEIRO" O delegado Edson Moreira, que responde pelas investigações do caso na Polícia Civil mineira, já sugeriu que o adolescente possa estar buscando proteger Bruno. Moreira afirmou que "80%" do depoimento do menor é verdade. O adolescente descreve Neném como um homem "negro, alto, magro e de cabelo curto". Diz que ele amarrou os braços de Eliza com uma corda e a sufocou com uma "gravata". Diz que ele, Sales e Macarrão viram quando Neném retira uma mão de Eliza de um saco e joga para cachorros. Sales conta uma versão semelhante, mas não se inclui nos fatos - diz ter ouvido o relato de Bruno e do adolescente. Acrescenta novos elementos ao descrever o assassino como "homem negro, de barba e careca", dizer que Macarrão chutou o corpo de Eliza após o enforcamento e que o filho da mulher também seria assassinado.

PATERNIDADE, A CAUSA DA MORTE Eliza Samudio está desaparecida desde o início de junho. Em 2009, teve um relacionamento com Bruno. Engravidou e afirmou que o pai de seu filho é o atleta. O bebê nasceu em fevereiro de 2010. Desde então, Eliza buscava reconhecimento de paternidade na Justiça. A Polícia Civil de Minas afirma que a "paternidade indesejada" foi a causa da morte. A polícia mineira apura o sumiço de Eliza desde 24 de junho, após denúncias de que uma mulher teria sido agredida e morta nas imediações do sítio de Bruno, em Esmeraldas (MG). Na quarta-feira (7), a Justiça decretou a prisão de sete suspeitos de envolvimento no desaparecimento de Eliza em Minas

Gerais, além da internação provisória do menor. Bruno e seu primo Sales estavam nessa lista. No mesmo dia, a Justiça do Rio decretou a prisão de Bruno e de Macarrão. A polícia fluminense diz que os dois são suspeitos de participação no sequestro de Eliza. Os três estão presos na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Bruno, Macarrão, Sales e Marcos Aparecido dos Santos, o Neném, negam participação no crime.

EX-POLICIAL NEGA CONHECER BRUNO O advogado Rodrigo Braga, que defende o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, disse que seu cliente não conhece o goleiro Bruno, a desaparecida Eliza Samudio nem o adolescente que o acusa de participar da morte da jovem. O advogado afirmou ainda que o ex-policial, conhecido como Bola, Paulista e Neném, também não conhece nenhum dos suspeitos do crime apontados pela Polícia Civil.

OPINIÕES DO ADVOGADO O advogado do ex-policial afirmou que não sabe o motivo pelo qual seu cliente está sendo investigado e que pretende pedir um habeas corpus quando tiver acesso ao inquérito. Segundo ele, o sangue encontrado no porta-malas do carro de Santos não tem comprovação de ser humano, muito menos de ser de Eliza. Sobre as denúncias de que o corpo de Eliza teria sido comido por cães da raça rottweiler criados por Santos, o advogado diz que cães dessa raça não comem carne humana. Braga negou ainda que a casa de Santos, localizada em Vespasiano (MG), tenha sido usada no crime. Ele diz que o ex-policial não estava no local quando a polícia chegou e não teria fugido. Segundo o advogado, Santos não se apresentou à polícia quando soube das denúncias por ter ficado com medo dos policiais e da comoção popular do caso. Braga ressaltou que Santos não foi expulso da Polícia Civil. Ele foi exonerado em 1992, porque não se adaptou. Ele disse que seu cliente não tem antecedentes criminais.

Sanguinetti pode entrar na investigação O advogado do goleiro suspenso do Flamengo, Bruno Fernandes, está montando uma equipe paralela de peritos e médicos legistas para investigar o caso do desaparecimento e possível morte da jovem Eliza Samudio, ex-amante de Bruno. Ércio Quaresma contou ao R7 neste sábado que já entrou em contato com algumas pessoas, inclusive o legista alagoano George Sanguinetti. Sanguinetti também foi convidado pela defesa de Alexandre Nardoni e Ana Carolina Jatobá para elaborar um laudo paralelo sobre a

morte da menina Isabella Nardoni. Mesmo com o trabalho do legista, o casal acabou sendo condenado em março de 2010. Segundo Quaresma, a sua equipe de investigação deve também fazer um histórico de todos os seus clientes. Ele defende o goleiro Bruno, principal suspeito de ter mandado assassinar e ter participado da provável morte de Eliza, e outros cinco suspeitos: ex-mulher do jogador Dayanne Rodrigues do Carmo Souza, Luiz Henrique Ferreira Romão (o Macarrão), Elenilson Vitor

Silva, Wemerson Souza (o Coxinha) e Flávio Caetano Araújo.

INQUÉRITO Até este sábado (10), Quaresma não tinha conseguido acesso ao inquérito policial. Por isso, ele disse que, na próxima segunda-feira (12), deve recorrer ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) para poder ver os dados coletados. Segundo Quaresma, ele também deve pedir um habeas corpus para que todos os seus clientes possam responder ao processo em liberdade.

- Estamos trabalhando nas peças neste final de semana. E enquanto não tiver essas informações, seus clientes vão ficar calados. Na sexta-feira (9), a polícia de Minas Gerais chegou a levar Bruno e Macarrão para o Departamento de Homicídios para serem interrogados, mas eles se negaram a falar. No final da tarde de sexta, houve a prisão de outros três suspeitos: Elenilson Vitor Silva, Wemerson Souza (o Coxinha) e Flávio Caetano Araújo. Segundo Quaresma, eles também não devem dizer nada à polícia.


Primeira Edição | 12 a 18 de julho, 2010

B6 | Diário Oficial dos Municípios

PREFEITURA DE IGREJA NOVA AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL N.º 08/2010 A Prefeitura Municipal de Igreja Nova/AL comunica às empresas interessadas que fará realizar às 8:h30min do dia 21 de julho de 2010, na sede do Município, na Praça Prof. Agnelo Moreira, n.º 06, Centro, Igreja Nova/AL, email: cplprefeiturainova@hotmail.com, em sessão pública, o PREGÃO N.º 008/2010, do tipo MENOR PREÇO GLOBAL, que objetiva a Aquisição de Material Gráfico para a Secretaria do Município de Igreja Nova/AL, conforme especificações contidas no ANEXO I – ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS do Edital. O Edital encontra-se disponível para download gratuito no site www.primeiraedicao.com.br e os modelos do material gráfico encontram-se à disposição dos interessados no Setor de Compras da Prefeitura.. Qualquer informação poderá ser solicitada através do email: cplprefeiturainova@hotmail.com. Igreja Nova/AL, 05 de julho de 2010 Cláudia Cristina de Melo Pereira | Pregoeira -------------------------------------------------------------PREFEITURA DE SANTA LUZIA DO NORTE AVISO DE RESULTADO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº. 003/2010 O Pregoeiro Substituto da Prefeitura Municipal de Santa Luzia do Norte, designado através da Portaria nº 276/2009, de 26 de novembro de 2009, torna público, para conhecimento dos interessados o RESULTADO do Pregão Presencial nº. 003/2010, que tem como objeto o fornecimento de gêneros alimentícios para atender aos programas PNAC-CRECHE, PNAEP-PRÉ-ESCOLA, PNAEF-FUNDAMENTAL, PNAEQ-QUILOMBOLA E PNAE-EJA, destinados aos alunos matriculados nas Escolas da rede municipal de ensino, que teve como vencedora do certame a empresa abaixo identificada: EMPRESA: ALOISIO NASCIMENTO LIMEIRA – ME CNPJ: 07.968.839/0001-67 Valor Global R$: 110.000,00 (Cento e dez mil reais) Santa Luzia do Norte, 08 de julho de 2010. João Alves Pontes Filho | Pregoeiro Substituto -------------------------------------------------------------PREFEITURA DE SANTA LUZIA DO NORTE DECRETO Nº 006/2010, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2010. ADOTA PROCEDIMENTOS PARA OS CASOS DE FURTO, ROUBO E EXTRAVIO DE BENS MÓVEIS INTEGRANTES DO PATRIMÔNIO PÚBLICO MUNICIPAL. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE SANTA LUZIA DO NORTE, no uso das atribuições que lhe confere a Orgânica do Município, em conformidade com os artigos 94, 95 e 96 da Lei Federal n° 4.320/64, e CONSIDERANDO que compete a Administração Pública adotar registros analíticos de todos os bens de caráter permanente, com indicação dos elementos necessários para a perfeita caracterização de cada um deles e dos agentes responsáveis pela sua guarda e administração; CONSIDERANDO a necessidade de manter registros sintéticos dos bens móveis e imóveis; e CONSIDERANDO, ainda, que o levantamento geral dos bens móveis e imóveis terá por base o inventário analítico de cada unidade administrativa e os elementos da escrituração sintética na contabilidade da Administração Pública, DECRETA: Art. 1º. O presente Decreto tem por finalidade estabelecer os procedimentos que devem ser adotados pelos responsáveis por bens móveis e biblioteca nos Órgãos da Administração Direta e Indireta do Poder Executivo Municipal, no que diz respeito a furto, roubo e extravio de bens sob sua responsabilidade. Parágrafo Primeiro. Compete o responsável pela guarda e uso de bens móveis do município, na ocorrência de roubo ou furto, comparecer à Delegacia de Polícia e providenciar Boletim de Ocorrência ou Termo Circunstanciado, comunicando o fato imediatamente à Secretaria Municipal de Administração, através de ofício, no prazo de 48 (quarenta e oito) horas. Parágrafo Segundo. Os documentos originais que porventura não tenham sido encaminhados quando da comunicação do roubo ou furto, deverão ser remetidos à Secretaria Municipal de Administração para instruir o processo de administrativo. Parágrafo Terceiro. O Titular de Órgãos da Administração Direta e Indireta deverá solicitar ao Chefe do Poder Executivo Municipal a abertura de processo de Sindicância, que através da Secretaria Municipal de Administração, adotará as providências para constituição de uma Comissão de Sindicância composta de, no mínimo, 03 (três) servidores públicos municipais, preferencialmente do quadro permanente, para apurar os fatos. Parágrafo Quarto. O processo de sindicância, quando concluído, deverá ser encaminhado à Secretaria Municipal de Administração, para que seja apensado ao processo de roubo ou furto e submetido à consideração da Prefeita Municipal. Este processo deverá conter no mínimo: I - cópia do boletim de ocorrência; II - parecer e documentos produzidos pela Comissão de Sindicância designada para apurar o fato; III - laudo pericial; IV - pronunciamento da autoridade que determinou a realização do procedimento investigatório, acolhendo ou não as conclusões da Comissão Sindicante; e V - encaminhar ofício à Prefeita Municipal, com o PEDIDO DE BAIXA PATRIMONIAL (MODELO 1), solicitando a baixa do bem por furto ou roubo. Art. 2º. Quando correr extravio o Titular do Órgão Municipal deverá solicitar a Prefeita Municipal a abertura de processo de Sindicância junto à Secretaria Municipal de Administração e designar uma Comissão de Sindicância composta de, no mínimo, 03 (três) servidores públicos municipais, para apurar os fatos. Parágrafo Primeiro. Cientificar, se for o caso, a autoridade policial competente, juntando o laudo pericial. Parágrafo Segundo. O processo de sindicância quando concluído, deverá ser também encaminhado à Secretaria Municipal de Administração, para que seja apensado ao processo de extravio e submetido à consideração da Prefeita Municipal. Este processo deverá conter no mínimo: I - cópia do boletim de ocorrência; II - parecer e documentos produzidos pela Comissão de Sindicância designada para apurar o fato; III - pronunciamento da autoridade que determinou a realização do procedimento investigatório, acolhendo ou não as conclusões da Comissão Sindicante; e IV - encaminhar ofício à Prefeita Municipal, com o PEDIDO DE BAIXA PATRIMONIAL (MODELO 1), solicitando a baixa do bem extraviado. Art. 3º. Quando houver extravio, furto ou roubo de bens patrimoniais, em que fique caracterizada a negligência do responsável pela sua guarda, à reposição será sempre efetuada por outro bem idêntico ou similar àquele extraviado. Parágrafo Primeiro. A baixa somente ocorrerá após a incorporação dos bens repostos, no mesmo processo que originou essa condição. Parágrafo Segundo. Fica estabelecido que no caso de prejuízo causado em relação aos bens que englobam o Patrimônio do Poder Executivo Municipal por qualquer servidor da administração pública municipal, não se admitirá a reposição de valores, tendo em vista que essa forma de ressarcimento acarretará a perda do Ativo Permanente, porque o valor pago em parcelas irreajustáveis não permite a aquisição de um novo bem. Parágrafo Terceiro. O bem a ser reposto será sempre idêntico ao extraviado. Somente quando ficar constatado que o mesmo não existe no mercado, poderá ser aceito um similar, dando preferência à mesma marca. Art. 4º. Os Titulares dos Órgãos da Administração

Direta e Indireta, inclusive os Diretores das Unidades Escolares e das Unidades de Saúde são os responsáveis pelos bens lotados nas respectivas Unidades Administrativas e assumem inteira responsabilidade pelos bens móveis e equipamentos alocados em sua Unidade, de acordo com o Art. 140, combinado com o Art. 141, § 1°, da Lei Municipal n° 253/92, de 30 de setembro de 1992 (Institui o Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos Municipais). Art. 5º. Todos os Titulares das Unidades Administrativas Municipais deverão manter, obrigatoriamente, a fiscalização contínua e rigorosa sobre os bens sob sua responsabilidade, cobrando de seus subordinados que zelem pelos materiais por eles utilizados, sendo responsável, ainda, pelos danos causados por má conservação dos bens móveis e equipamentos, devendo substituí-los na eventualidade de responsabilidade comprovada através de processo administrativo de sindicância. Art. 6º. O presente Decreto entra em vigor na data de sua publicação, retroagindo seus efeitos a primeiro de janeiro de 2010. Gabinete da Prefeita do Município de Santa Luzia do Norte, 22 de fevereiro de 2010. Maria de Fátima Barros Lins PREFEITA PEDIDO DE BAIXA PATRIMONIAL Nº ___/___ UNIDADE SOLICITANTE: Solicitamos a Baixa Patrimonial dos materiais abaixo discriminados: MODALIDADE PATRIMONIAL: Nº PATRIM. QUANT DESCRIÇÃO DO BEM ESTADO DE CONSERVAÇÃO INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR MOTIVO DA(S) BAIXA(S) - JUSTIFICAR: Assumo inteira responsabilidade pelas informações acima. DATA: ___/___/___ DATA: ___/___/__ DATA: ___/___/__ Responsável do Bem _______________________ Chefe do Setor de Patrimônio ______________________ Titular da Unidade Administrativa __________________________ Assinatura e Carimbo Assinatura e Carimbo Assinatura e Carimbo -------------------------------------------------------------PREFEITURA DE SANTA LUZIA DO NORTE PORTARIA Nº064/2010, DE 26 DE MAIO DE 2010. A Prefeita do Município de Santa Luzia do Norte, no uso das atribuições que são conferidas pelo Artigo 63, Inciso VI, da Lei Orgânica do Município, e tendo em vista o que consta no Boletim de Inspeção Médica expedido pela Junta Médica do Município, RESOLVE: Conceder Auxílio Doença, nos termos do Artigo 82 da Lei Municipal nº 253, de 30 de Setembro de 1992, pelo prazo de 60 (sessenta) dias a contar de 25 de maio de 2010, ao servidor Antonio Domingos dos Santos, ocupante do cargo de Vigilante, lotado na Secretaria Municipal de Saúde. Dê-se Ciência, Publique-se e Registre-se. Gabinete da Prefeita, Santa Luzia do Norte, 26 de maio de 2010. Maria de Fatia Barros Lins | Prefeita -------------------------------------------------------------PREFEITURA DE SANTA LUZIA DO NORTE PORTARIA Nº065/2010, DE 26 DE MAIO DE 2010. A Prefeita do Município de Santa Luzia do Norte, no uso das atribuições que são conferidas pelo Artigo 63, Inciso VI, da Lei Orgânica do Município, e tendo em vista o que consta no Boletim de Inspeção Médica expedido pela Junta Médica do Município, RESOLVE: Conceder Auxílio Doença, nos termos do Artigo 82 da Lei Municipal nº 253, de 30 de Setembro de 1992, pelo prazo de 30 (trinta) dias a contar de 22 de maio de 2010, a servidora Tarcisia Cássia dos Santos Melo, ocupante do cargo de Garí, lotada na Secretaria Municipal de Saúde. Dê-se Ciência, Publique-se e Registre-se. Gabinete da Prefeita, Santa Luzia do Norte, 26 de maio de 2010. Maria de Fatia Barros Lins | Prefeita -------------------------------------------------------------PREFEITURA DE SANTA LUZIA DO NORTE PORTARIA Nº 063/2010, DE 26 DE MAIO DE 2010. A Prefeita do Município de Santa Luzia do Norte, no uso das atribuições que são conferidas pelo Artigo 63, Inciso VI, da Lei Orgânica do Município, e tendo em vista o que consta no Boletim de Inspeção Médica expedido pela Junta Médica do Município, RESOLVE: Conceder Licença para Tratamento de Saúde, nos termos do Artigo 87 da Lei Municipal nº 253, de 30 de Setembro de 1992, pelo prazo de 10 (dez) dias a contar de 28 de maio de 2010, ao servidor Ivanildo João dos Santos, ocupante do cargo de gari, lotado na Secretaria Municipal de Infraestrutura. Dê-se Ciência, Publique-se e Registre-se. Santa Luzia do Norte, 26 de maio de 2010. MARIA DE FÁTIMA BARROS LINS | PREFEITA -------------------------------------------------------------PREFEITURA DE SANTA LUZIA DO NORTE PORTARIA Nº 061/2010, DE 26 DE MAIO DE 2010. A Prefeita do Município de Santa Luzia do Norte, no uso das atribuições que são conferidas pelo Artigo 63, Inciso VI, da Lei Orgânica do Município, e tendo em vista o que consta no Boletim de Inspeção Médica expedido pela Junta Médica do Município, RESOLVE: Conceder Licença para Tratamento de Saúde, nos termos do Artigo 87 da Lei Municipal nº 253, de 30 de Setembro de 1992, pelo prazo de 15 (quinze) dias a contar de 20 de maio de 2010, ao servidor João Batista, ocupante do cargo de Auxiliar de Enfermagem, lotado na Secretaria Municipal de Saúde. Dê-se Ciência, Publique-se e Registre-se. Santa Luzia do Norte, 26 de maio de 2010. MARIA DE FÁTIMA BARROS LINS | PREFEITA -------------------------------------------------------------PREFEITURA DE SANTA LUZIA DO NORTE PORTARIA Nº 070/2010, DE 16 DE JUNHO DE 2010. O Prefeito do Município de Santa Luzia do Norte, no uso das atribuições que são conferidas pelo Artigo 63, Inciso VI, da Lei Orgânica do Município, e tendo em vista o que consta no Boletim de Inspeção Médica expedido pela Junta Médica do Município, RESOLVE: Conceder Licença para Tratamento de Saúde, nos termos do Artigo 87 da Lei Municipal nº 253, de 30 de Setembro de 1992, pelo prazo de 15 (quinze) dias a contar de 09 de Junho de 2010, a servidora Nanciete José da Silva, ocupante do cargo de Agente Administrativo, lotada na Secretaria Municipal de Saúde. Dê-se Ciência, Publique-se e Registre-se. Gabinete da Prefeita, Santa Luzia do Norte, 16 de Junho de 2010. Maria de Fátima Barros Lins | Prefeita -------------------------------------------------------------PREFEITURA DE SANTA LUZIA DO NORTE PORTARIA Nº 062/2010, DE 26 DE MAIO DE 2010. A Prefeita do Município de Santa Luzia do Norte, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Artigo 63, Inciso VI, da Lei Orgânica do Município, e, tendo em vista o que consta no Boletim de Inspeção Médica expedido pela Junta Médica do Município, RESOLVE: I - Conceder Auxílio Doença, nos termos do Artigo 82 da Lei Municipal n º 253/92, de 30 de Setembro de 1992, durante o período de 60 (Sessenta) dias,

a contar de 20 de maio de 2010, a servidora Paula Regina da Silva Saturnino, ocupante do cargo de Auxiliar de Biblioteca, lotada na Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Laser. Dê-se Ciência, Publique-se e Registre-se. Gabinete da Prefeita, Santa Luzia do Norte, 26 de maio de 2010. Maria de Fátima Barros Lins | Prefeita -------------------------------------------------------------PREFEITURA DE SANTA LUZIA DO NORTE PORTARIA N º 066/2010, DE 27 DE MAIO DE 2010. A Prefeita do Município de Santa Luzia do Norte – AL., no uso das atribuições que lhe confere o Art. 63, inciso VI, da Lei Orgânica do Município, e tendo em vista o disposto no Art. 11, parágrafo único da Lei Municipal nº 287/96, RESOLVE: Nomear os membros abaixo relacionados, para compor o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, para exercerem o mandato pelo prazo de 03 (três) anos. 1 – DO GOVERNO MUNICIPAL: Representante da Secretaria Municipal de Trabalho e Promoção Social: Titular : Keila Reis Correia dos Santos Suplente: Silvana Maria de Medeiros Reis Representante da Secretaria Municipal de Educação e Desporto: Titular : Cicera Gleide Salvador de Lima Suplente : Nadja Maria Peixoto Cavalcante Representante da Secretaria Municipal de Saúde e Meio Ambiente: Titular: Ivoneide Pereira Gomes Suplente : Juliana Mateus da Silva 2 - DA SOCIEDADE CIVIL: Representante da Igreja Católica: Titular : José Ildo Mascarenhas Suplente : Josias Ferreira dos Santos Representante da Igreja Batista do Triunfo: Titular : Dorival Barbosa dos Santos Suplente : Rosangela de Souza Clemente Representantes da Colônia de Pescadores Z – 17: Titular : Marluce Inácio dos Santos Suplente : Maria Balbina da Silva Dê-se Ciência, Publique-se e Registre-se. Gabinete da Prefeita, Santa Luzia do Norte, 27 de Maio de 2010. MARIA DE FÁTIMA BARROS LINS PREFEITA -------------------------------------------------PREFEITURA DE SANTA LUZIA DO NORTE PORTARIA Nº 071/2010, DE 16 DE JUNHO DE 2010. A Prefeita do Município de Santa Luzia do NorteAl., no uso de suas atribuições que lhe confere o Artigo 63, Inciso VI, da Lei Orgânica do Município, e com fundamento no Art. 88, parágrafo 1º da Lei Nº 253/92, de 30 de Setembro de 1992, RESOLVE: Art. 1º - Designar a Senhora Márcia Maria Costa Corcino de Albuquerque, ocupante do emprego de Médica, para compor a Junta Médica deste Município, com fins de analisar pedidos de Licenças Médicas e Aposentadorias por Invalidez. Dêse Ciência,Publique-se e Registre-se. Gabinete da Prefeita, Santa Luzia do Norte, 16 de Junho de 2010. Maria de Fátima Barros Lins Prefeita -------------------------------------------------PREFEITURA DE MATA GRANDE AVISO DE LICITAÇÃO Modalidade: Pregão Presencial nº 001/2010 – 2ª Chamada. Objeto: Aquisição de Unidade Móvel de Saúde - Data de realização: 23/07/2010, às 09h00min. Modalidade: Pregão Presencial nº 002/2010. Objeto: Aquisição de Veículo 0 km - Data de realização: 23/07/2010, às 10h00min. Disponibilidade de edital e informações: Rua Ubaldo Malta, nº 107, Centro, Mata Grande/AL. Mata Grande/AL, 09 de julho de 2010. Marenita Candido de Santana Pregoeira -------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE INHAPI CANCELAMENTO – PREGÃO PRESENCIAL Nº 001/2010 O Prefeito do Município de Inhapi torna Público para o conhecimento dos interessados o cancelamento do Pregão Presencial em epígrafe, nos termos da Lei Federal nº 8.666/93, tendo como objeto Aquisição de Medicamentos e Material Correlato, por conveniência Administrativa. Inhapi/AL, 01 de julho de 2010. Oberdan Tenório Brandão | Prefeito -------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE INHAPI AVISO DE LICITAÇÃO Modalidade: Pregão Presencial em Sistema de Registro de Preços nº 005/2010 – Objeto: Aquisição de Medicamentos e Material Correlato - Data de realização: 27/07/2010, às 10h00min. Disponibilidade de edital e informações: Av. Senador Rui Palmeira, nº 1121, Centro, Inhapi/AL. Inhapi, 09 de julho de 2010. José Amoredo Villar da Gama Pregoeiro -------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE PIAÇABUÇU AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO 006-2010 – 2ª CHAMADA A Pregoeira da Prefeitura Municipal de Piaçabuçu, informa aos interessados que estará realizando, através de licitação na modalidade de Pregão Presencial, processo para locação de veículos e maquinas pesadas. Data Recebimento das Propostas e Documentação 23/07/2010 - Horário - 11:00 (Dez) horas. O Edital poderá ser adquirido ou consultado na Praça São Francisco de Borja, s/n, centro, Piaçabuçu/Al, onde poderão ser obtidas outras informações no horário de 08:00 as 13:00 horas. Flavia Louise Santos Nunes Pregoeira -------------------------------------------------------------Consorcio Intermunicipal para Gestão da Iluminação Pública - CIGIP PORTARIA Nº 001/2010, De 01 de março de 2010. O Presidente do Consorcio Intermunicipal para Gestão da Iluminação Pública - CIGIP, no uso de suas atribuições previstas no Estatuto; Resolve: Art. 1º - Exonerar o Sr. RICARDO SATURNINO SILVA, portador do CPF sob nº 150.195.434-20, ocupante do cargo de provimento em Comissão de Engenheiro Elétrico. Art. 2º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições da portaria 013/2009, publicada em 04 de junho de 2009. Maceió/AL, 01 de março de 2010. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima Presidente do CIGIP -------------------------------------------------------------PORTARIA Nº 002/2010,De 12 de março de 2010. O Presidente do Consorcio Intermunicipal para Gestão da Iluminação Pública - CIGIP, no uso de suas atribuições previstas no Estatuto; Resolve: Art. 1º - Designar para compor a Comissão Permanente de Licitações no âmbito do Consorcio, os seguintes membros, com base no Art. 9º, XIII, § 4º: • Antônio Costa Borges Neto, • Samuel do Nascimento Silva, e • Nair Borela Toledo Correia. Art. 2º - Ficar determinada para atuar como Presidente da Comissão Permanente de Licitações, o Prefeito Antonio Costa Borges Neto, portadora do

CPF/MF sob nº 528.945.764-04, até ulterior deliberação. Art. 3º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Maceió/AL, 05 de janeiro de 2010. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima Presidente do CIGIP -------------------------------------------------------------PORTARIA Nº 003/2010,De 12 de março de 2010. O Presidente do Consorcio Intermunicipal para Gestão da Iluminação Pública - CIGIP, no uso de suas atribuições previstas no Estatuto; Resolve: Art. 1º - Designar o JOÃO FERNANDO PIMENTEL FILHO, portador do CPF/MF nº 043.152.974-45, com base no Art. 9º, XIII, § 4º, para desempenhar a função de PREGOEIRO. Art. 2º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Maceió/AL, 12 de março de 2010. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima Presidente do CIGIP -------------------------------------------------------------PORTARIA Nº 004/2010, De 28 de abril de 2010. O Presidente do Consorcio Intermunicipal para Gestão da Iluminação Pública - CIGIP, no uso de suas atribuições previstas no Estatuto; Resolve: Art. 1º - Exonera o Sr. EDMUNDO LEITE CATUNDA JUNIOR, portador do CPF/MF nº 007.575.304-94, com base no Art. 9º, do Protocolo de Intenções, do cargo de provimento em Comissão de Diretor Administrativo-Financeiro. Art. 2º - Designar o Sr. EDMUNDO LEITE CATUNDA JUNIOR, portador do CPF/MF nº 007.575.304-94, com base no Art. 9º, do Protocolo de Intenções, para ocupar o cargo de provimento em Comissão de Superintendente. Art. 3º - Esta Portaria entra em vigor em 01 de maio de 2010 e na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Maceió/AL, 28 de abril de 2010. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima Presidente do CIGIP -------------------------------------------------------------PORTARIA Nº 005/2010, De 28 de abril de 2010. O Presidente do Consorcio Intermunicipal para Gestão da Iluminação Pública - CIGIP, no uso de suas atribuições previstas no Estatuto; Resolve: Art. 1º - Exonerar a Sra. NAIR BORELA TOLEDO, portadora do CPF/MF nº 007.664.244-56, com base no Art. 9º, do Protocolo de Intenções, do cargo de provimento em Comissão de Assessoria Administrativa-Financeira. Art. 2º - Designar o Sra. NAIR BORELA TOLEDO, portadora do CPF/MF nº 007.664.244-56, com base no Art. 9º, do Protocolo de Intenções, para ocupar o cargo de provimento em Comissão de Diretora Administrativa, Planejamento e Finanças. Art. 3º - Esta Portaria entra em vigor em 01 de maio de 2010 e na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Maceió/AL, 28 de abril de 2010. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima Presidente do CIGIP -------------------------------------------------------------PORTARIA Nº 004/2010, De 28 de abril de 2010. O Presidente do Consorcio Intermunicipal para Gestão da Iluminação Pública - CIGIP, no uso de suas atribuições previstas no Estatuto; Resolve: Art. 1º - Designar o Sr. MARCOS ANTÔNIO ROSA DA COSTA, portador do CPF/MF nº 036.264.274-55, com base no Art. 9º, do Protocolo de Intenções, para ocupar o cargo de provimento em Comissão de Engenheiro Eletricista. Art. 2º - Esta Portaria entra em vigor em 01 de junho de 2010 e na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Maceió/AL, 31 de maio de 2010. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima | Presidente do CIGIP -------------------------------------------------------------PORTARIA Nº 007/2010, De 01 de julho de 2010. Regulamenta, no âmbito do Consórcio Inter Municipal para Gestão de Iluminação Pública, o pagamento de diárias, bem como a concessão de passagens aérea. O PRESIDENTE DO CONSÓRCIO INTER MUNICIPAL PARA GESTÃO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA - CIGIP, no uso das atribuições que lhe confere o protocolo de intenções, Resolve: Disposições Gerais Art. 1º O pagamento de diárias, bem como a concessão de passagens aérea, no âmbito do Consórcio Inter Municipal para Gestão da Iluminação Pública, observará o disposto na presente Portaria. Capítulo I - Das Diárias Art. 2º O Presidente, Superintendente, Diretor, demais Funcionários que se deslocar a serviço, em caráter eventual ou transitório, para outra localidade do território nacional, fará jus, sem prejuízo das passagens, à percepção de diárias. § 1º O valor das diárias devidas aos Funcionários será pago conforme detalha o Anexo I. § 2º Para os servidores nomeados em caráter interino ou designados como substitutos, o valor da diária corresponderá ao do cargo em comissão ou da função comissionada exercida interinamente ou em substituição. § 3º O beneficiário que se deslocar para participar de evento de duração superior a 30 (trinta) dias perceberá diária correspondente a 60% (sessenta por cento) do valor de tabela. Art. 3º Não serão devidas diárias quando: I – o favorecido não estiver no exercício do respectivo cargo ou função; II – o deslocamento constituir exigência permanente do cargo, assim considerada a referente ao comparecimento ao local de residência funcional – sede do Consórcio, em Maceió; e III – o deslocamento se der de uma cidade para outra dentro da mesma região metropolitana. Art. 4º. As diárias serão concedidas por dia de afastamento da sede do serviço, incluindo-se o de partida e o de chegada, e destinam-se a indenizar as despesas extraordinárias com alimentação e locomoção urbana. Parágrafo único Quando se tratar de viagem em território nacional, o valor da diária será reduzido à metade, I - quando o afastamento não exigir pernoite fora da sede; II - no dia do retorno à sede; III - quando fornecido alojamento ou outra forma de pousada custeada por outro órgão ou entidade. Art. 5º. As diárias serão pagas antecipadamente, de uma só vez, exceto nas seguintes situações: I - em casos de emergência, em que poderão ser processadas no decorrer do afastamento; e II - quando o afastamento abranger período superior a 15 (quinze) dias, caso em que poderão ser pagas de forma parcelada. Parágrafo único. Quando o período de afastamento se estender até o exercício subseqüente, a despesa recairá no exercício em que se iniciou. Art. 6º Sempre que houver autorização para prorrogação de prazo de afastamento, o favorecido fará jus às diárias correspondentes ao período excedente, observados os requisitos da concessão inicial. Art. 7º A pessoa física, sem vínculo funcional com o Consórcio, que se deslocar para prestar serviços não remunerados a este Consórcio, fará jus a diárias e passagens, na qualidade de colaborador eventual. Parágrafo único. O valor da diária do colaborador eventual será estabelecido pelo Presidente, segundo o nível de equivalência entre a atividade a ser cumprida e os valores constantes da tabela objeto do Anexo I desta Portaria.

Art. 8º As diárias serão concedidas por ato do Presidente. § 1º Somente será permitida concessão de diárias nos limites dos recursos orçamentários disponíveis no exercício em que ocorrer o afastamento. § 2º O ato de concessão deverá conter o nome do favorecido, o respectivo cargo ou função, dados bancários, justificativa do motivo da viagem, bem como a duração do afastamento e os valores unitário e total. Capítulo II - Das Passagens Art. 9º Receberão passagens, sem prejuízo das diárias, o Presidente, Surpreendente e Diretores, em caráter eventual ou transitório, nas seguintes modalidades: I - aéreas, quando houver disponibilidade de transporte aéreo regular no trecho pretendido; II - rodoviárias, ferroviárias ou hidroviárias, tipo leito, quando: a) não houver disponibilidade de transporte aéreo regular no trecho pretendido; b) não houver disponibilidade de transporte aéreo regular na data desejada; e c) o beneficiário manifestar preferência por um desses meios de locomoção em detrimento do transporte aéreo. Art. 10º As solicitações para a emissão das requisições de passagens aéreas deverão ser promovidas com uma antecedência mínima de 5 (cinco) dias úteis junto ao setor encarregado de sua emissão, salvo comprovada necessidade. § 1º O Setor responsável deverá, sempre que possível, promover a reserva do respectivo bilhete de viagem na tarifa promocional mais vantajosa para vôos diretos ao destino, bem como realizar sua conferência. § 2º As remarcações de vôos, após a emissão das passagens aéreas, deverão ser fundamentadamente justificadas pelo interessado, sob pena de responder pelo custo maior incorrido pelo Consorcio. Art. 11º Nos deslocamentos a serviço em que seja necessária a aquisição de passagens rodoviárias, ferroviárias ou hidroviárias, esta será feita com o pagamento por suprimento de fundos ou por ressarcimento ao Servidor, mediante apresentação dos bilhetes, observada a legislação vigente. Art. 12º O cartão de embarque ou documento equivalente deverá ser entregue na unidade de administração, no prazo de 5 (cinco) dias úteis após o retorno à sede. Parágrafo único. O servidor que receber somente diárias deverá apresentar comprovante de participação em curso, seminário ou evento similar. Art. 13º No interesse da Administração poderá haver ressarcimento de despesa com transporte, quando o servidor utilizar meio próprio de locomoção, em valores equivalentes a 40% (quarenta por cento) do valor da passagem aérea, em classe econômica, no mesmo percurso ou, quando não houver, para a localidade mais próxima. Capítulo III - Das Disposições Finais Art. 14º As diárias não utilizadas serão restituídas em 5 (cinco) dias úteis contados da data do retorno. § 1º Serão também restituídas na totalidade, no prazo estabelecido neste artigo, as diárias recebidas quando, por qualquer circunstância, não ocorrer o afastamento. Art. 15º A autoridade concedente, o ordenador de despesas e o beneficiário das diárias responderão solidariamente pelos atos praticados em desacordo com o disposto nesta Portaria. Art. 16º Esta Portaria entra em vigor na data da sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Maceió/AL, 1 de Julho de 2010. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima Presidente do CIGIP ANEXO I


Primeira Edição | 12 a 18 de julho, 2010

Opinião |B7

Foto da semana

Editorial

Olé! Olé! Olé!

Sistema imoral Segundo a legislação vigente, a convenção partidária abre o calendário das eleições em caráter oficial, definindo as candidaturas que, depois de homologadas sob a vontade dos delegados convencionais, são registrados na Justiça Eleitoral. Como deveria funcionar, de acordo com a lei? Uma vez escolhidos os candidatos, redige-se a ata que, assinada pelos dirigentes da convenção, é encaminhada ao Tribunal Regional Eleitoral, com o devido pedido de registro. Deveria ser assim, mas não é. Lamentavelmente, não é. A convenção tem uma data limite para ser realizada (este ano foi 30 de junho), mas a lei abre um prazo de cinco dias para que a ata seja protocolizada no TRE. É aí, nesse interregno, que as coisas desandam. Na prática, a convenção se desfaz, com substituição e até enxertos de candidatos. Portanto, o que acaba valendo não é o que se decidiu durante a reunião homologatória chamada de convenção, mas o que se decide após sua realização, nos bastidores e subterrâneos de cada agremiação partidária. Fruto dessa bagunça, não raro se vê o nome de um candidato homologado desaparecer, enquanto aparece, na ata, o de outro postulante que se quer compareceu ao encontro convencional. Isso é ruim, feio, imoral e serve apenas para achincalhar o que, dentro do processo democrático, deveria ser rigoroso e sério como um ato litúrgico: a escolha daqueles que o povo vai eleger para representá-lo após a disputa nas urnas. Infelizmente, o Congresso Nacional sabe disso, sabe como o sistema funciona, mas não dá a mínima, até porque seus integrantes, em grande número, costumam se beneficiar dos vícios e subterfúgios que deformam nosso sistema eleitoral.

Piso salarial para policiais avança

Tragédia das chuvas e o Código Florestal

Depois de muito trabalho constante assédio dos cridas entidades de classe, a minosos, que acenam com Câmara dos Deputados fi- vantagens financeiras e nalmente aprovou, em pri- materiais. meiro turno, a proposta Quando estive à frente do de minha autoria que cria Ministério da Justiça, fui o piso salarial para os poli- um dos que mais se empeciais - civis e militares - e nhou na melhoria salarial corpo de bombeiros. De e profissional dos quadros acordo com texto aprova- da polícia federal e pude do, uma lei federal defini- verificar a melhoria das esrá o piso salarial e criará tatísticas a partir de uma um fundo nacional para polícia bem remunerada. ajudar os estados a cum- A insegurança é um fator de desestabilização das prir o novo piso. Quando apresentei a pro- relações sociais e da próposta - a emenda 41 -, tive pria economia. Existem a intenção números de inserir na Constituição “A insegurança é i n d i c a n d o que os cusum mecanisum fator de tos com semo que desestabilização gurança garantisse um padrão das relações soci- pública beiram 5% do m í n i m o ais e da própria PIB brasileinacional de economia” ro. É muito remuneração significativo aos policiais, esse percencuja importância para a sociedade tual. Se de um lado devebrasileira é inquestionável. mos aumentar os investiEles desempenham a mais mentos em segurança típica das funções de pública, com equipamenEstado, que é a de cuidar tos, viaturas e inteligência, da segurança das pessoas, devemos, de outro lado, da segurança das relações investir, principalmente, no fator humano, no sociais. E justamente, por exerce- homem que está no dia a rem atividade típica de dia da proteção da cidadaEstado, os policiais brasi- nia. leiros merecem o amparo O Senado deu o primeiro e de mecanismos constitu- importante passo para cionais. O que sugerimos valorização dos policiais. foi uma proposta equili- Assim que a Câmara conbrada, que estabelece a cluir a votação em seguncomplementação de do turno, estaremos pronrecursos pela União, de tos para priorizar esta maneira a que os Estados votação para que a PEC possam efetivamente ofe- seja uma realidade ainda recer uma remuneração este ano. Depois de sanadequada e digna para os cionada, esta emenda vai beneficiar perto de 650 servidores policiais. A remuneração inadequa- mil policiais em todo o da para os servidores poli- país que merecem uma ciais é um fator que po- remuneração mais justa. tencializa o abandono da carreira, a dedicação a ouRenan Calheiros tras atividades distintas da É senador e líder da bancada do PMDB segurança pública e o

No momento em que o Congresso Nacional discute a reforma do Código Florestal, Lei Federal nº 4.771 de 1965, que confere proteção às florestas existentes nas margens dos rios, o que os especialistas chamam de mata ciliar (numa alusão à função dos cílios em relação aos nossos olhos), acontece em nosso Estado mais um incidente de cunho ambiental por desobediência histórica às premissas das leis dos homens e da natureza. Sem querer apontar culpados, de um lado tem a população que compulsoriamente ocupa de forma irregular e ilegal áreas sob a proteção da Lei Federal; de outro, temos o poder público que é sistematicamente leniente e omisso. Tragédia ocorrida, sabe-se que houve os dois fatos e deve-se neste contexto compreender quais os detalhes jurídicos que legisladores e gestores devem construir para precaver e amparar a população. A manutenção de um regramento básico e norteador num país megadiverso, comoatualmente é o Código Florestal, seguramente preserva a população de novos desastres ambientais. Fugir desse regramento, baseando-se na tese que o Brasil tem dimensões continentais e que para tanto deve ter regras estaduais para a ocupação dessas áreas frágeis, será o começo do nosso fim. O deputado Aldo Rebelo, Relator da proposta de alteração do Código Florestal, defendeu em relatório a proposta de isentar pequenas propriedades rurais de respeitar a reserva legal (20% da área da propriedade). Ou seja, o que poderia ser um instrumento de proteção das margens dos rios, já que a reserva legal pode ser a área de preservação permanente se transformará em um estímulo à ocupação de áreas que os rios utilizam para expandir suas calhas e vazar águas no período das chuvas. Transformará alguns casos de exceção e o que foi descumprido (inclusive os que não foram apurados nas esferas administrativa e judicial) em regra.

Caso essa proposta prevaleça, iremos conferir à legislação um grande retrocesso, exatamente em tempos de crise ambiental planetária. Na contramão de outras teses e sabendo que o Brasil já produz mais alimentos do que consome, o deputado defende que "devemos garantir a produção de alimentos para todos os brasileiros a qualquer custo. Para tanto, deve-se ocupar se necessário todas as áreas agricultáveis do território nacional - inclusive as de Reserva Legal e de Preservação Permanente preservadas pelo

“Inicialmente, temos mais é que aprender com os erros do passado e com os que estamos cometendo no presente” Código Florestal". Essa tese, que é a mesma da bancada ruralista, seguramente elevará as cifras que o Estado brasileiro deverá gastar desnecessariamente a partir dessa prática. Isso porque teremos mais tragédias, mais refugiados ambientais para acolher e mais cidades para reconstruir. A Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da Universidade de São Paulo, promoveu recentemente estudos que mostram que somente nas áreas tidos como de pasto (terrenos que já foram modificados) há terra fértil suficiente para dobrar a atual produção de grãos no Brasil. O país tem a possibilidade de duplicar sua área de agricultura e

pecuária sem mudar a lei, apenas com investimento em tecnologia agrícola. Já no caso das áreas urbanizadas dos municípios, sabendo-se que muitas cidades foram fundadas antes da entrada em vigor do atual Código Florestal, devemos atentar para o processo de desenvolvimento dessas cidades uma vez que grande parte delas não levou em conta a intenção do legislador de resguardar e proteger áreas para que os rios pudessem pulsar e ocupá-las durante a ocorrência das chuvas. Essa desatenção, juntamente com a ocupação desordenada de encostas de morros (áreas que também são protegidas pela Lei), tem levado à proporção das tragédias, como a do vale do Rio Itajaí (SC) e a que aflige todos os anos os morros do Recife e região metropolitana. Assim como o estado de Pernambuco está fazendo escola na adoção de políticas para convivência com as mudanças climáticas, a partir da Lei Estadual sancionada na semana passada, devemos também fazer história e investir em inteligência e informação para que possamos prever com mais segurança e mais antecedência (assim como o Lamepe previu), os eventos extremos do clima. Entretanto, de nada adiantará se não trabalharmos em várias frentes. Inicialmente, temos que aprender com os erros do passado e com os que cometemos no presente, especialmente com a ocupação indiscriminada do território e do consumo dos recursos naturais. Por fim, é urgente que mantenhamos as proteções definidas pelo Código Florestal e que na reconstrução das cidades devastadas sejam respeitadas não só a lei dos homens, mas também a lei da natureza. Mauro Buarque Presidente Nacional da Associação de Órgãos Municipais de Meio Ambiente

O prefácio e o pleonasmo Em tempos de antanho era assim que se iniciava uma carta: ao pegar nesta pena tenho a finalidade de lhe dar minhas notícias e ao mesmo tempo obter as suas. Como vai você? Aqui todos bem, etc. e etc. Eu decorei o introdutório de tanto ouvir. Parecia que só se sabia escrever daquela maneira e assim era que, na cega obediência a alguma estranha lei natural, se fazia. Hoje não sei como se inicia uma carta, nem se ainda se escreve carta, dada a presença do telefone e, depois, da internet. Sei que, como um tumor maligno (e lá venho eu com meus conhecimentos de medicina apreendidos alhures), a fórmula oficial das cartas, devidamente combatida por fortes radiações, apareceu, com outra roupagem, nos prefácios. Porque é desta forma que, no corpo, o tumor se comporta: o combate lhe faz desaparecer aqui e, depois, maliciosamente, como quem não quer nada, desponta em outro lugar. Da carta para o prefácio foi uma consequência dos novos tempos. Ou seja, sai de um lugar, aparece em outro. Alguém, para me contradizer, pode perguntar qual a similitude entre a introdução de uma carta, em tempos já idos e vividos, com o prefácio que se lança, nos dias atuais, em livros, sobretudo na área jurídica, porque carta é carta e prefácio é prefácio, sendo diferentes até na soma das letras, no significado dos termos e no som. Boa pergunta, observo eu, já com a resposta na ponta da língua: coteje o prefácio. Verifique como o prefácio é iniciado e verá na frase introdutória a ressurreição da fórmula utilizada pelos antigos na redação das cartas. Peço licença para fazer a demonstração. Em mãos uma tese jurídica, de mestrado ou de doutorado. Não sei bem como funciona,

mas o autor tem um orientador ou coisa que o valha, encarregado de apontar caminhos e corrigir equívocos. Deve ser mais ou menos assim. Pois bem. A tese pronta, tudo seguindo os padrões eminentemente acadêmicos, o autor convida o professor-orientador para elaborar o prefácio. No momentoem que o professor começa a escrever, o espírito perdido de alguém, já falecido há dezenas e dezenas de anos, toma conta da mente do mestre, ditando-lhe uma frase que, analisada com frieza, revela idêntica aquela que os redatores de cartas lhe davam início. Isto é (estou levantando a pedra para quebrar o dicuri): no prefácio, invariavelmente, a frase inicial é sempre esta, em diversas modalidades: 1) convidado para elaborar o

“Ou seja, é o mesmo pleonasmo que, combatido e morto com radiação, surge em outro lugar com novo formato” prefácio; 2) honrado com o convite para escrever o prefácio, etc. e etc. É a mesma coisa. Ou seja, é o mesmo pleonasmo que, combatido e morto com a radiação (caso do tumor maligno), surge em outro lugar, com novo formato. É a ressurreição autêntica da

fórmula das cartas. Ou, ainda, a reencarnação da desusada maneira de se escrever uma carta. É certo que, de minha parte, que nunca prefaciei nenhum livro jurídico, paira uma cisma dada com este inicio, vendo nele, nada mais, nada menos, que uma maneira da antiga prática, relativa às cartas, se fazer presente, na predominância do pleonasmo,do dizer o desnecessário. Na caneta de uma pessoa iletrada, mas detentora de letra bonita, a fórmula em foco se justificava, pela completa impossibilidade de tentar voar sem dispor de asa. Mas, cuidando-se, como é o caso, de professores universitários, orientadores, com bagagem superior, dominando (acredito) a matéria com profundidade, repetir e proclamar o óbvio é fato que, particularmente, me bate nos coretos. No entanto, tenho cansado de ler prefácios, em obras tais, assim iniciado, com realce ao convite feito e aceito, como se a explicação se fizesse fundamental, visto que, quem prefacia é porque convidado foi, devendo, evidentemente, guardar um traço de liame com o autor do livro. Depois, escrever o prefácio já denota a formulação do convite, a aceitação e a consequente materialização, sem que se faça, em circunstância alguma, necessário apregoar que está ali, escrevendo o prefácio, porque o autor da pesquisa o convidou. E se não fosse o autor, quem poderia fazer o convite? O vizinho do autor? Ou a rapariga do soldado de polícia? A pergunta, por ora, fica sem resposta, para não enfrentar um pleonasmo com outro. Vladimir Souza Carvalho Membro da Academia Sergipana de Letras

> OS ARTIGOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES E NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DESTE JORNAL

PRIMEIRA

Luiz Carlos Barreto Goes Diretor-Geral

Romero Vieira Belo Diretor Editorial CNPJ 05.593.455/0001-8 CNPJ: 08.078.664/0001-85

Alda Sampaio Diretora Comercial

Privativa Comunicação e Representação Ltda. Representante nacional do Primeira Edição São Paulo: (11) 4197-1799 Rio de Janeiro: (21) 2262-6146 Brasília: (61) 3326-7876

Salvador: (71) 3341-2980 Recife: (81) 3241-1680

Endereço: Rua Ubiracy Costa Ferreira, 145 Jatiúca | CEP 57.036-780 Fone: (82) 3033-3502 Maceió | Alagoas Atendimento ao assinante: (82) 3033-5213 / 3033-2189


Primeira Edição | 12 a 18 de julho, 2010

B8 | Social NO ALTAR!

CARAS E BOCAS

Os noivos André Luiz e Glycia reuniram poucos e bons em uma cerimonial discreta no Castelo da Gastronomia Família Guilliano, tiveram como padrinhos o Pref. Cristiano Mateus e Melinda, o Dep. João Beltrão e Rosana. Os pais do noivo Dr.Petrucio Soares e Dra.Judilene Souto Soares e os pais da noiva Dr.Edmundo Melo e Gleide, estavam muito emociona dos. Os convidados se sacudiram ao som da dupla sertaneja Raphael e Gabriel. A assessoria da,(RP) Michelline Braga que voltou para a luxuosa casa. WWW.TUDOQUEHA.COM.BR anamonteiro@primeiraedicao.com.br Site e Coluna(on-line)

DIA DA PIZZA!

Don Fázio Vinho e Café nos presenteou com uma deliciosa pizza no dia em que foi comemorado o dia mundial da pizza, (9).Merci!

+++DO JET SET! A empresária M ichelline Braga, em n oite de chuvas de arroz no castelo.

BABALUKOS O QUE HÁ! APLAUSOS!

Para um dos políticos mais dignos de nosso estado e que juntos fazem muito pela população da cidade de Colônia Leopoldina, sem dúvida o prefeito Cássio Alexandre e seu sec. de finanças, e ex-p prefeito, Manuilson Andrade. Adoruuuuuuuuuuu!

30 DE JULHO!

Matheus Vilela lança o Reveillon Absoluto 2011, no Pierre Chalita, com as bandas: Cannibal, Mayara Leme + Dexterz. Vai perder?

CHARMOZÉRRIMA! A competente advogada Sandra Valéria em foco para as lentes de André Fon

Reprodução

FOLIA DOS REIS!

27 de agosto aniversário do site foliabrasil na casa de eventos Renaissance com as bandas Cannibal, Xatrez e Los Borachos

Chico Brandão

DESPEDIDA! O capitão dos Portos, Carlos Henrique Martins, passará o coman do dia, (21) deixando amigos com muita saudades.

SOS ALAGOAS!

André Fon convida a população alagoana para comparecer, no próximo dia, (17), às 22 horas, no Armazém Uzina, à festa benef icente "SOS Alagoas" para arrecadar alimentos para os desabriga dos das chuvas do nosso Estado. Serão dois ambientes climatiza dos, um com uma mega-b boate com o DJ Guga, e o outro com show de lançamento da banda DUHAREM e show da banda de pagode Tá Bakana. Ingresso 2 kg de alimentos por pessoa. Colaborem!

DONA CEGONHA!

Frinéia Brandão e Max David, (Xatrez), felicidade em dobro, dona cegonha trará dois bebês, felicidades ao jovem casal. A prefeita de Joaquim Gomes avó dos bebês, esta rindo á toa.

RECITAL!

FIRST CLASS PRA VALER!

Começou oficialmente no último dia, (6) a campanha eleitoral em todo o Brasil. A partir de agora, o eleitor pode conferir nas ruas sinais da caça ao voto: carro de som, bandeiras, camin hadas, carreatas. As cidades ficam mais agitadas.

PREJUÍZO!

Em caso de conquista da Copa, cada jogador do Brasil recebe ria R$ 1 milhão, o que não vale muito para a maioria deles, já milionários. O pior é a queda no mercado internacional do futebol, quando poderiam faturar milhões com transferências. Para nosso querido amigo, Marcelo Freire, (Site Maceió 40 Graus) que no último dia, (7) foi super festejado por toda equipe, amigos e familiares e um super brinde para Eduardo Auto Monteiro Guimarães que, há dezesseis anos, vem sendo reeleito presidente da Soamar-A AL

MISS MUNDO ALAGOAS 2010!

DICA DA ANINHA!

EXPOSIÇÃO!

A imensidão e as belezas naturais da Costa dos Corais alagoana estão agora no Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, por meio de exposição fotográfica assinada pelo fotógrafo pernam bucano Evaldo Parreira.

NOMEADA!

A promoter Mamá Omena foi efetivada na Fundação Municipal de Ação Cultural.

SANTANA DO IPANEMA: JUVENTUDE!

A prefeita Renilde Bulhões esta checando os últimos detalhes da vasta programação do Festival da juventude em Santa do Ipanema nos próximo fim de semana.

Reprodução

CHEERS!

A coordenadora do recital de domingo, no IHGAL, Selma Britto avisa que, no mês de agosto - quando o projeto completará nove anos - terá concertos dominicais. Um, logo no dia 1º, do Quinteto "À la Sax", do maestro Almir Medeiros,e o segundo, dia (15) com o pianista Mário Marochi,e uma participação especial do jovem Nicolas Silva, (ao violão).

No dia 17 de julho, Arapiraca se transformará na capital alagoana da beleza. Na oportunidade, acontecerá a grande final do concurso Miss Mundo Alagoas 2010, uma versão estadual do Concurso Miss Mundo Brasil. Nossa Miss é Camila Reis.

CURRICULUM IMPAR! Do articulador de lideranças comu nitárias da campanha Téo Vilela, querido por todos Claudionor Araújo

SOLTANDO A LÍNGUA!

BOLSA DE ELEGÂNCIA! As socialites e empresárias Flávia Barros, (á esq) Martha Medeiros, Carmosina Leite e Carmem Farias em uma tarde de champanhe e muito te té a te té na seara Ana Clark

HASHI!

O melhor sushi da seara de segunda a segunda. De domingo a quarta das 18 as 00h. De quinta a sábado das 18 as 01h. Segunda e terça promoção casal especial. End: Av. Dr. Antonio Gomes de Barros 172, Jatiuca. (Antiga Av. Amélia Rosa) Fone: 3235-2 2718.

CHYRLIS GARRIDO!

Instituto Chyrlis Garrido com técnica única em colocar megahair em nossa seara. Inf: 3313-6 6902

C O N F E T E S D E A M O N T O A M ! Hoje para minha amiga a empresária Luciana Peixoto na foto com seu amigo o também empresário Reyneri Canales

SALÃO STYLOS!

EM FOCO! O amigo tricolor Carlos Brêda, (centro da foto) levou seu apoio ao seu amigo Ronaldo Lessa e Tereza Beltrão. Cdr entretenimento

Marcio Andréi

Ao lado da climatize na galeria Via Mar, Mangabeiras. Em sua equipe um dos mais famosos hair style da seara, Erivelton.

LIDERES ATUANTES! Marcos Barbosa, dep utado estadual, e Regis Cavalcante, presidente do PPS em Alagoas, garantiram 40 candidatos para deputado estadual e apoio ao governador Téo Vilela

SOS ALAGOAS! Para minha amiga a festeira Joana Reggueira ontem, (4) com muita Beer ao lado de seu Love Marquinhos Fragoso.

12072010  

Edição Impressa do dia 12 de julho