Page 1

Juízes querem eleger presidentes de tribunais > A-2 Exame descarta câncer em Lula Uma bateria de exames feitos no Hospital Sírio-Libanês (São Paulo) comprovou que o ex-presidente Lula está bem de saúde, sem nenhum sinal de câncer, desfazendo boatos de que o tumor dele havia ressurgido nos últimos dias. > A-8

edição PRIMEIRA

Mega pula para R$ 25 milhões Ninguém acertou a Mega-Sena deste sábado (10) e o prêmio para esta 4ª feira (14) deverá ser de R$ 25 milhões. As dezenas: 07, 31, 35, 36, 46 e 48. A Quina vai pagar R$ 53.442,81 a 43 acertadores, enquanto 5.886 cravaram a Quadra e vão levar R$ 557,74 cada um.

Ano 10 | Edição 529 | Maceió, Alagoas, 12 a 18 de agosto, 2013 | R$2,00

CPI PROPOSTA POR JUDSON CABRAL É TUDO O QUE A MESA DA ALE QUER Uma CPI para os deputados investigarem suas próprias finanças e, por extensão, as

denúncias de desvios na Assembleia Legislativa. Era tudo o que a Mesa Diretora

queria, e é o que o petista Judson Cabral acaba de propor. Alvo das denúncias, o

presidente Fernando Toledo deus graças e se adiantou: "Se faltar assin atura, eu

porei a minha". Claro. A CPI, só para o PT mostrar serviço, será controlada pela situa-

ção e, no final, com sabor de pizza, dará atestado de idoneidade à Mesa. > A-3

Nova ponte vai ligar AL Rui x Renan Filho: duelo e SE através de parceria é possível, não provável > A-8

> A-2

Passe livre é proposta demagógica Primeira Edição

Passageiros serão punidos com aumento da tarifa, se projeto de Galba Neto instituir passe livre para estudante

Através de projeto de lei, o vereador Galba Novais Neto quer instituir passe livre para estudantes nos coletivos urbanos de Maceió, mas não diz de onde virá o dinheiro para compensar a gratuidade. O prefeito Rui Palmeira já descartou: "É inviável". Demagógico, projeto em questão remete a conta para os passageiros, punindo particularmernte os trabalhadores que utilizam o transporte coletivo diariamente. > A-4

Para MCCE, ganhos de deputados são escárnio à sociedade Em entrevista ao PE, o coordenador jurídico do MCCE, Adriano Argolo, repudia a GDE e afirma, sobre as leis que os deputados estaduais criam para seus próprios ganhos: "É uma afronta a toda sociedade alagoana. Um escárnio selvagem e violento". Ele denuncia “cultura da corrupção”. > A-7

ção, o pastor Laelson Silva afirmou que a lei é um grande passo para a futura liberação do aborto: "A presidente deve ter sancio-

nado sobre pressões das esquerdas". Já a vendedora autônoma Rebeca Alves defende o uso do remédio com o argumento de que

Adriano Argolo ataca a GDE Luciana Martins

Pastor ataca e vendedora apóia lei que poderá facilitar o aborto Sancionada pela presidente Dilma no início do mês, a lei que libera a 'pílula do dia seguinte' gera controvérsia. Ouvido pelo Primeira Edi-

Jessica Pacheco

ele terá efeito preventivo para evitar gravidez indesejável, sobretudo em casos de estupro. A lei vai entrar em vigor em 90 dias.> A-5

Restituição do IR cai na conta dia 15 > A-8

Pastor Laelson Silva assevera que nova lei amplia violência contra a vida

Galo vence Baraúnas-RN Fla derrota Flu de virada e vai pegar Águia em casa no ‘clássico dos clássicos’ Jessica Pacheco

Denilson marcou e é arma do Regatas contra o Avaí, domingo próximo

Depois de vencer por 3x0 o Baraúnas, neste domingo (11/08), o CRB inicia a preparação para encarar o Águia Marabá, domingo próximo, no Rei Pelé. O CSA, já eliminado, perdeu de 2x0 para o Botafogo-PB em João Pessoa. Já o ASA, após derrotar o forte América mineiro por 2x0, vai pegar o Avaí no Estádio da Ressacada, nesta terça-feira à noite.> ESPORTES

Divulgação

Flamengo saiu atrás, mas se impôs e virou em cima do Fluminense

No grande clássico da Série A do Brasileiro, disputado neste domingo à tarde, o Flamengo bateu o rival Fluminense por 3x2, de virada, em jogo emocionante no Maracanã. O Cruzeiro empatou com o Santos, em Belo Horizonte, e reassumiu a liderança, já que o Botafogo não foi além de um empate em 1x1 ante o Goiás, no sábado à noite. > ESPORTES

Fale conosco | Redação: (82) 3021.5837 | Comercial: (82) 3021.0563 | Assinante: (82) 3021.0563 | Internet: http://www.primeiraedicao.com.br | e-mail: contato@primeiraedicao.com.br


Primeira Edição | 12 a 18 de agosto, 2013

A2 | Política Divulgação

Divulgação

Romero Vieira Belo

Enfoque Político A reforma que não virá Seria ingenuidade ou precipitação - o leitor escolhe - acreditar que a reforma eleitoral que a sociedade exige, ou ao menos parte dela - será aprovada pelo Congresso Nacional para viger já nas eleições do próximo ano. O tempo, o 'senhor da razão' vai estar ao lado, como imbatível aliado, dos que não querem mudança. Mas não só o tempo. Deputados e senadores terão até o final de setembro para debater e aprovar regras inovadoras, para debater e abolir normas ultrapassadas, além de vícios eleitorais infames. O tempo é exíguo, mas suficiente para materializar, pelo menos, as mudanças mais ingentes. Não o farão, entretanto. Não o farão porque antes de atentarem para o clamor das ruas, eles pensarão na própria sobrevivência. E aí surge a questão fatal: por que haverão de mudar as regras sob as quais foram eleitos? Medida aprovável, previsivelmente assimilável - e talvez a única de impacto - será o financiamento público das campanhas eleitorais, por motivos óbvios. Quem prefere tirar do próprio bolso ou sair por aí amealhando para gastar na campanha, em vez de receber dinheiro gracioso da Justiça Eleitoral, isto é, do povo? Mesmo nesse caso, ficará a eterna desconfiança (em uns, em outros, a certeza) de que os que podem, os políticos ricos, continuarão gastando a própria fortuna para se sobrepor a quem tem pouco ou nada tem. Portanto, não há garantia de que o financiamento público das campanhas atinja seu principal objetivo - o de estabelecer igualdade entre os candidatos. UM SINAL CLARÍSSIMO

TENDÊNCIA NATURAL

Para os mais atentos - ou antenados - o programa 'Bate-Papo com o Governador' significa um sinal claro de que Teotonio Vilela prepara-se para disputar as eleições do próximo ano.

Vilela pode trabalhar por um mandato de deputado federal, mas é improvável. Se realmente decidir entrar no jogo, sua meta será a eleição de senador, em busca do quarto mandato. Um recorde.

FERRÁRIO NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA O advogado Fábio Ferrário, que já chefiou a assessoria jurídica do Grupo João Lyra, assume nesta 2ª feira o maior desafio de sua carreira: o cargo de procurador-geral de uma Assembleia Legislativa ameaçada de ter suas contas devassadas como na época da Operação Taturana, um episódio de desvios de recursos que até hoje continua em aberto no âmbito do Poder Judiciário. LAMENTO INVERTIDO

O CASO NEYMAR

É uma ironia que somente o futebol produz: o Santos tomou uma goleada de 8x0, mas os jogadores do vitorioso Barcelona é que foram a Jerusalém se penitenciar no Muro das Lamentações.

E Neymar? Tão logo aterrissou no Barcelona, o atleta foi examinado e soube que estava com anemia. Ora, por que os médicos do Santos e da Seleção não fizeram o diagnóstico?

VÍTIMA DE UMA DISTORÇÃO INADMISSÍVEL O ex-presidente da Câmara de Maceió, Arnaldo Fontan sempre defendeu o voto majoritário nas eleições legislativas. O sistema pelo qual se elege quem tem mais voto, e não quem se beneficia do 'voto de legenda', isto é, da sombra de voto de outros candidatos. Ironicamente, nas últimas eleições municipais, Fontan obteve mais votos do que alguns candidatos 'eleitos' pelo PSOL. Agora, a reforma eleitoral pode corrigir essa gravíssima distorção. PAGAMENTOS NA ALE

DESCE E SOBE

Fonte isenta, de dentro da Assembleia, garante que todos os pagamentos ali realizados são regulares, menos o da GDE. A gratificação não teria qualquer amparo constitucional.

A inflação caiu em julho graças ao bom período da safra agrícola. A alta dos preços, entretanto, deve recomeçar a partir de agora, acelerando com a chegada do consumismo de fim de ano.

APENAS MAIS UM PRIVILÉGIO A sociedade não entende porque, servidor público que é, concursado, o juiz de direito tenha a prerrogativa de ser aposentado compulsoriamente - ou seja, com direito a passar o resto da vida ganhando ser trabalhar - quando flagrado cometendo falta como, por exemplo, venda de sentença. Onde fica a igualdade com os demais servidores públicos? ABUSO PERIGOSO

JEITINHO NOTURNO

Virou cultura no trânsito de Maceió seguir em frente depois que o sinal vermelho acende. Trata-se de uma sandice que precisa ser combatida com rigor pelos agentes que fiscalizam o trânsito.

Não há como fazer cumprir a Lei Seca à risca. Prova disso é o funcionamento dos bares e restaurantes durante a noite. Ou seja, se a Lei for cumprida com rigor, não sobrevive um sequer.

DILMA, O PAPA E A LEI DO ABORTO O que pode esperar, do futuro, alguém que engana o papa? Pois foi o que fez, sem qualquer receio, a presidente Dilma. Durante a visita de Francisco, ele forçou a barra para estar ao seu lado o tempo todo, faturando. Quando o pontífice foi embora, rápida como um meteoro, ela sancionou a lei que autoriza o aborto, tremenda bofetada na cara da Igreja Católica.

Ex-prefeito de Murici, Renan Filho se destaca como deputado federal

Ex-deputado federal, Rui Palmeira se destaca como prefeito de Maceió

> JOGO POLÍTICO

Rui x Renanzinho - disputa possível, mas não provável Nome de Renan Filho é citado pelo pai, presidente do Congresso Nacional Romero Vieira Belo Diretor-Editorial

A recente matéria do Primeira Edição indicando que o prefeito Rui Palmeira poderia renunciar para concorrer ao governo em 2014, mais a declaração recente do senador Renan Calheiros, de que o deputado federal Renan Filho é um dos nomes do PMDB que pode disputar a sucessão estadual, reforça a previsão de alguns analistas sobre a possibilidade de um confronto entre esses dois representantes da nova geração de políticos alagoanos. Renan Filho (PMDB) e Rui Palmeira (PSDB) têm perfis parecidos: são herdeiros políticos de pais influentes (o primeiro é filho do senador Renan Calheiros, presidente do Senado Federal, e o segundo do ex-governador e ex-ministro do Tribunal de Contas da União, Guilherme Palmeira); Renanzinho é deputado federal, mandato já exercido por Rui, enquanto Palmeira é prefeito de Maceió, cargo já exercido por

Renan em Murici. O que mais diferencia os dois é a circunstância de que, enquanto o senador Renan Calheiros se mantém ativo na política, o ex-governador Guilherme Palmeira deixou a cena pública e passou a advogar montando um escritório em Brasília.

IMPROVÁVEL Mas, se há os que apostam num confronto entre os dois jovens políticos, há também quem descarte essa hipótese baseando-se em dois pontos a considerar: 1 - o prefeito Rui Palmeira não atingirá sequer a metade do mandato na data da eleição (outubro de 2014) e pensará muitas vazes antes de renunciar ao cargo a fim de ir para um tudo ou nada, já que, derrotado, ficará sem mandato; 2 - Como deputado federal, Renan Filho é um franco atirador, não tem que se desincompatibilizar de nada, mas enfrenta o peso político do próprio pai, sabendo-se que partidos aliados, líderes da oposição e correli-

gionários em geral preferem apostar no cacife, na experiência e no potencial eleitoral próprio do senador Renan Calheiros, numa disputa difícil como a sucessão estadual.

LEITURA O nome de Renan Filho ganhou força nos últimos dias justamente por ter sido citado como uma das opções do PMDB para eventualmente concorrer ao governo, mas não se deve perder de vista que o próprio Renan, pai, também mencionou os nomes do ex-prefeito de Arapiraca, Luciano Barbosa, e do ex-vice-governador José Wanderley Neto. Além do mais, o presidente do Congresso Nacional sequer insinuou sua exclusão do processo, preferindo lembrar que, primeiro, quer saber onde pode servir mais a Alagoas, se na presidência do Senado ou se no governo do Estado, frisando ainda, por último, que topará o desafio de concorrer à sucessão "se essa for a vontade dos alagoanos".

> CASO SÉRIO

Depois de intimidada, vereadora assegura que cumprirá seu papel Primeira Edição

A Câmara Municipal de Maceió tem 21 vereadores, nenhum tem reduto eleitoral fechado, como se fosse propriedade particular, mas aqui e ali surgem casos de vereador sofrendo intimidação por estar 'invadido' território de um colega. O caso mais recente envolve a vereadora Simone Andrade (PTB), que usou a tribuna da Câmara e, mesmo preferindo não declinar nome, revelou que estava sendo 'intimidada' depois que começou a trabalhar a favor dos moradores do Prado, na área central da capital, 'reduto' do vereador José Márcio. - O filho do vereador a quem me refiro - contou ela - ligou para meu marido e disse que eu tinha de sair daquela área, pois se tratava de reduto eleitoral de seu pai. Fiquei abismada sem acreditar no que estava ouvindo. E reagi: "Sou vereadora de Maceió, e não desse ou daquele bairro, por isso atuo onde o povo precisa de mim". Os colegas de Simone Andrade reagiram manifestando solidariedade, enquanto o presidente da Câmara, vereador Francisco Hollanda, foi enfático ao declarar que "os vereadores são de toda Maceió". Ele promete buscar um entendimento através do diálogo.

Vereadora Simone Andrade revela intimidação, mas garante que não abre mão de cumprir seu dever

Irmã de juiz de Direito na ativa, Simone Andrade exerce seu primeiro mandato como vereadora de Maceió e tem se destacado pela versatilidade e pela disposição de visitar os bairros cujos moradores solicitam sua presença e sua intervenção para resolver problemas comuns. Ao denunciar o que considerou um "absurdo ato de intimidação", ela lembrou

que a cidade é do povo e cada vereador tem o direito e a liberdade de se movimentar livremente por todos os seus recantos buscando cumprir o que a sociedade espera de todos: os compromissos de campanha e os apelos para buscar melhoria das condições de vida da população. "Espero que esse tipo de intimidação não se repita", disse a vereadora petebista.

> DIRETAS JÁ

Juiz quer direito a voto para eleger presidente de tribunal

Eleições diretas, já (com direito a voto dos juízes de primeiro grau), para presidente e vice-presidente de Tribunal de Justiça, Tribunal Regional do Trabalho e Tribunal Regional Federal é o que defende movimento apoiado pela Associação dos Magistrados de Alagoas. Nesse sentido, a campanha denominada "Diretas Já - Eleições para o Poder Judiciário" será lançada nesta segundafeira (12/08), às 9 horas, no auditório Manguaba II do Hotel Radisson Maceió,

no bairro da Pajuçara. O movimento tem o apoio conjunto da Associação Alagoana de Magistrados (Almagis), Associação dos Magistrados do Trabalho da 19ª Região (Amatra XIX) e da Associação dos Juízes Federais da 5ª Região (Rejufe). As entidades querem abordar a relevância da democratização na escolha dos presidentes e vice-presidentes dos Tribunais Estaduais, Regionais do Trabalho e Federais. A campanha tem por objetivo a modificação do processo eleitoral atual,

estendendo aos juízes vitalícios de 1º grau o direito ao voto, como consta nas Propostas de Emenda à Constituição PEC 15/2012 e PEC 187/2012, que tramitam no Senado e na Câmara dos Deputados, respectivamente. Almagis explica que, segundo o modelo vigente, apenas os desembargadores que compõem os Tribunais podem participar das eleições para escolha dos presidentes e vice-presidentes, que devem figurar entre os mais antigos, sendo a escolha uma homologação de nomes.


Primeira Edição | 12 a 18 de agosto, 2013

A D O S E P ADA MES Da Editoria de Política

Palco de artilharia pesada, com nova e pesada saraivada de denúncias disparadas de seu próprio interior, a Assembleia Legislativa de Alagoas volta a ser tema de um antigo questionamento: vale a pena ser deputado estadual? A resposta, a mais ouvida, é 'claro que vale', em verdade, sempre valeu, tanto que as eleições mais disputadas no Estado miram exatamente as cadeiras do Poder Legislativo. Cleto Falcão, que se notabilizou como um dos amigos íntimos de Fernando Collor na presidência da República, foi deputado estadual e, depois, quando estava na Câmara dos Deputados, em Brasília, exercendo a função de líder do PRN, afirmou: "A Assembleia é bem mais vantajosa do que a Câmara". Há os que se empolgam e até perdem o mandato estadual, disputando uma cadeira federal, como fez o petista Paulo Fernando dos Santos, o Paulão, mas não pelo status ou por hipotética vantagem financeira, e sim, porque, lá, os que devem á Justiça - como Artur Lira e Francisco Tenório - encontram o amparo da prerrogativa de foro. Ou seja, com o mandato federal, não podem ser processados pela justiça estadual. O que chama a atenção, na Assembleia, é a diferença do discurso 'antes e depois', isto é, antes da eleição e depois da posse. Em campanha, todos prometem, em primeiro lugar, lutar por transparência e denunciar as lambanças do Poder a quem prometem servir. Eleitos, esquecem o que disseram e acabam se envolvendo nos esquemas de dinheiro fácil desviados pelos mais criativos ra-

Política | A3

Com R$ 200 mil por mês na conta, deputados esquecem ética e moral Todos sabem o que João Henrique Caldas sabe, mas somente ele denúncia desvios nas finanças da Assembleia fotos: Divulgação

los de evasão dos recursos públicos. Hoje, por exemplo, dos 27 deputados estaduais, apenas um briga com a Mesa Diretora e denuncia publicamente o que define como desvio dos recursos do Poder Legislativo. Mas há quem veja na atitude de João Henrique Caldas não mais do que uma 'opção' entre a manutenção do mandato e a percepção de vantagens financeiras. Até porque, com o discurso que ostenta, dos R$ 200 mil a que cada parlamentar embolsa por mês, ele abre mão de apenas R$ 60 mil, que é a fatia da famigerada GDE, mas recebe normalmente os R$ 39 mil da verba de gabinete, os R$ 51 mil da verba de assessoria, os R$ 20 mil do 13º salário e os R$ 20 mil de subsídio mensal. Nesse caso, abrir mão da GDE pode valer a pena e levar à recompensa de um mandato renovado. Como dizem os servidores mais antigos, "aqui todos chegam esbravejando, mas nenhum mantém o discurso por muito tempo". É o natural, o 'normal', numa Casa onde ninguém se elege com voto de opinião, mas para onde todos vão e chegam gastando e muito, sabendo que, para lá permanecerem, terão de gastar muito mais porque a concorrência nunca diminui. O petista Judson Cabral, por exemplo, gritou no início, mas logo se acomodou. Diz apoiar as denúncias de JHC, mas não faz suas próprias denúncias, embora disponha dos mesmos elementos usados pelo colega do PMN. Talvez por já ter recebido 16 verbas de gabinete em um único exercício, quando o ano não tem mais de 12 meses. Diante da artilharia incessante comandada por João

Fernando Toledo se adianta e diz que assina requerimento para Comissão

CPI proposta por Judson Cabral deverá ter apoio do plenário e da Mesa

Henrique Caldas, dentro e fora do Legislativo, a pergunta que

excetuando-se, claro, os integrantes da Mesa: por que todos

se faz tem o mesmo tom de desafio aos demais deputados,

sabem o que JHC sabe, mas somente ele denúncia?

> OPINIÃO

Ou a Mesa admite o escândalo, ou processa deputado acusador No início da semana que passou, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Fernando Toledo (PSDB) desviou-se um pouco de seu estilo ultra soft e anunciou a decisão de processar o deputado João Henrique Caldas (PMN) pelas gravíssimas acusações que vem fazendo contra a Mesa Diretora da Casa. Um pouco tardia, a reação, mas mostra que nessa briga interna do Poder Legislativo existem dois lados um que ataca, e o utro que,

ao menos agora, reage. Prenuncia-se o começo de um confronto. A questão é simples: diante das denúncias de desvios de recursos da ALE, noticiado como mais um escabroso episódio de improbidade envolvendo gestores públicos, resta ao presidente Fernando Toledo e seus pares optar por dois caminhos: manter-se em silêncio, admitindo a procedência das acusações, ou reagir com dois processos: um, interno, por quebra de decoro parlamentar, outro, na Justiça, por

ofensa e danos morais. A contabilidade da Assembleia é 'complexa', talvez intencionalmente complicada. Note-se que o novo procurador-geral da Casa, Fábio Ferrário, estranhou a 'metodologia' dos pagamentos ao pessoal comissionado. O que há de estranho: o salário de um comissionado é R$ 20 mil (somado salário e GDE), mas ele recebe fracionado, ou seja, o dinheiro cai na conta bancária em sucessivas doses, e não integralmente. Por que? São situações que precisam de

explicação convincente. A briga entre a Mesa e JHC está só começando. O deputado é de maioridade, vacinado e deve saber o que está fazendo - e dizendo. Sabe que, se no final, na Justiça, não ficarem cabalmente provadas suas imputações, sofrerá consequência sérias. Do mesmo modo, o presidente Fernando Toledo e os demais integrantes do comando do Legislativo Estadual sabem o que lhes espera, se as imputações de JHC forem cabalmente comprovadas.

CPI de Judson é tudo o que Mesa Diretora quer Romero Vieira Belo Diretor-Editorial

Tudo que a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa queria, para conseguir uma 'saída honrosa' da sinuca armada pelas denúncias do deputado João Henrique Caldas, o PT providenciou através do deputado Judson Cabral: a coleta de assinaturas para formar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar as suspeitas de pagamentos irregulares no Legislativo Estadual. A intenção do petista Judson Cabral foi tomar uma iniciativa em defesa da moralidade, para não deixar essa bandeira apenas nas mãos de João Caldas, filho (PMN), mas a proposta foi,

de pronto, comemorada até pelo presidente da ALE, deputado Fernando Toledo: "Eu assinarei o requerimento, se faltar uma assinatura", disse Toledo com ar aliviado. No Legislativo brasileiro, ao longo do tempo, as CPIs se transformaram em instrumento inócuo, invariavelmente, dominadas pelo bloco majoritário, a quem cabe indicar os condutores do processo investigativo - o presidente e o relator. Por serem criadas e não produzirem efeito, as Comissões passaram a ser consideradas como sinônimos de pizzas distribuídas em festinhas onde não se trata de coisa séria. Se for criada, agora, na Assembleia Legislativa, a CPI proposta pelo grupo do PT terá presidente e relator indicados pelo bloco que reúne a

grande maioria dos 27 deputados e nasce sem gerar expectativa de produzir algo de proveitoso. No final de semana, assessores de deputados ironizavam a iniciativa de Judson Cabral deixando no ar uma indagação: "O que os deputados vão investigar, se todos eles, sem exceção, recebem subsídio, verba de gabinete, verba de assessoria, GDE e 13º salário no final do ano?". Alguns acham que a CPI, se instituída, poderá desmotivar a apuração das denúncias por órgãos como o Ministério Público, a Ordem dos Advogados e a própria Polícia Federal, e, o mais grave, acabará fornecendo um atestado de idoneidade aos atuais dirigentes da Assembleia Legislativa.

COLETA Agindo como se estivesse preparando uma força-tarefa capaz de devassar as finanças da ALE, mas sabendo que a proposta de CPI não passa de um jogo de marketing, Judson Cabral conseguiu, na largada, as assinaturas de João Henrique Caldas e Jéferson Morais, e anunciou que contaria também com a rubrica de Temóteo Correa (DEM) e Olavo Calheiros (PMDB). Enquanto fazia a coleta, Cabral foi informado de que sua iniciativa tinha o apoio do presidente Fernando Toledo, que garantiu: "São 8 assinaturas, portanto, se faltar apenas uma, eu mesmo assinarei". O gesto de Toledo resume o que se pode esperar da Comissão pretendida por Judson Cabral.


Primeira Edição | 12 a 18 de agosto, 2013

A4 | Cidades

A D A JOG TICA Í L O P

Vereador quer passe livre, mas não indica como subsidiar a gratuidade Considerado inviável pelo prefeito, projeto faz 'média' com estudantes, mas não diz quem pagará a conta Luciana Martins

> CONSUMO

Repórter

Procon exige e Bompreço premia cliente que achar produto vencido Primeira Edição

A maioria dos consumidores ainda não se deu conta, mas há cerca de três semanas uma norma de interesse comum está em vigor nos supermercados do Grupo Bompreço: o cliente que encontra um produto com validade vencida - não importando se gênero alimentício ou não - recebe, gratuitamente, a mesma mercadoria com validade a vencer. Não se trata, como alguns podem supor, de simples generosidade da cadeia Bompreço, mas de uma exigência do Procon (Serviço de Proteção ao Consumidor), tendo como objetivo enfatizar o trabalho de fiscalização dentro da própria loja a fim de que, de forma desavisada, as pessoas acabem comprando produtos com data vencida, o que constitui grave risco para a saúde, principalmente, claro, tratando-se de alimentos. Desse modo, quem se deparar com uma mercadoria cujo prazo de validade esteja vencido, deve se dirigir à gerência do supermercado para, imediatamente, receber de graça um produto idêntico com validada a vencer. - É uma medida importante, não tanto pelo lucro ocasional que pode proporcionar a um cliente, mas como meio de exigir que o supermercado esteja atento à validade dos produtos que oferece - disse a comerciária Elisabeth A. dos Anjos ao comentar a regra adotada graças à intervenção do Procon. Para alertar os clientes, o Procon afixou o seguinte cartaz á entrada das lojas Bompreço: "Consumidor, caso en-

Cartaz na entrada do Bompreço orienta cliente a cobrar compensação por validade vencida

contre qualquer produto fora do prazo de validade antes de passar pelo caixa, você receberá gratuitamente um produto idêntico, dentro do prazo de validade".

ATENDIM ENTO Clientes que freqüentam o Bompreço da Rua Buarque de Maceió querem mais: eles reclamam das longas filas que se formam nos caixas, problema que ocorre principalmente porque, mesmo quando o movimento da loja é intenso, vários cai-

xas são mantidos fechados, fazendo crescer as filas. Os idosos também se queixam porque, como no dia-a-dia só funciona um caixa preferencial, a fila para deficientes, gestantes e pessoas de idade avançada acaba sendo maior do que a dos demais setores de pagamento. - A preferência acaba sendo uma coisa enganosa porque são muitos clientes idosos concentrados em um único ponto de pagamento - reclamou o aposentado José Carson dos Santos.

Um projeto de lei demagógico, apresentado pelo vereador Galba Novais Neto (PSDB) levou o prefeito Rui Palmeira (PSDB) a afirmar de modo categórico: "O passe livre para estudantes (nos transportes coletivos da capital), tal como proposto, é inviável". A proposta de Galba Neto é característica de políticos que jogam para a platéia: institui a gratuidade, mas não diz de onde saírão os recursos para cobrir as despesas do ato generoso. Ao deixar claro que o projeto será vetado (inclusive porque versa sobre matéria financeira, o que é vedado ao Legislativo), Rui Palmeira disse que a proposta sugere discussões pontuais, sobretudo no que concerne à alocação dos recursos necessários à implantação do sistema de subsídio. TARIFA A tarifa nos ônibus urbanos de Maceió continua congelada em R$ 2,30 (valor em vigor desde o ano passado), após a tentativa de elevá-la para R$ 2,80 (para corrigir defasagem) em meio ao ruído das manifestações que levaram multidões de brasileiros às ruas dos grandes centros em junho último. Se implantado tal como proposto, o projeto de Galba Neto aliviaria a situação dos estudantes, mas produziria ônus para os demais passageiros, já que, para compensar a gratuidade, os empresários teriam de elevar o preço da pas-

sagem, considerando que a Prefeitura não teria dinheiro para subsidiá-la. - Da forma como o passe livre está proposto - afirmou o prefeito Rui Palmeira - os custos decorrentes da implantação do passe livre deverão ser repassados para os usuários do transporte coletivo, afetando principalmente os trabalhadores que precisam dos ônibus para se locomover diariamente. SEM FONTE O prefeito quer buscar uma fórmula para ajudar os estudantes, mas ressalta que isso exige uma discussão mais ampla, mormente para definir o essencial: aonde ir buscar os recursos para subsidiar o passe livre, coisa que o projeto de Galba Neto não indica. - Além da discussão política, é necessário também apontar de onde os recursos serão retirados. Hoje, no modelo que tramita na Comissão de Constituição e Justiça, o projeto do 'passe livre' é totalmente inviável - diz Rui Palmeira, adiantando que uma equipe da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) estuda a repercussão financeira da proposta em questão. Dentro e fora da Câmara Municipal, a proposta do vereador Galba Neto tem sido vista como uma busca de ‘solução fácil para problema difícil’, situação comum quando falta ideia racional para enfrentar desafios de grande complexidade.


Primeira Edição | 12 a 18 de agosto, 2013

EM A ID ÃO V A T S E QU

Cidades | A5

Pastor condena pílula do dia seguinte; para mulheres, é saída contra estupro Lei que autoriza ‘pílula do dia seguinte’foi sancionada por Dilma e passa a vigorar dentro de 90 dias fotos: Luciana Martins

Luciana Martins Repórter

Pastor Laelson diz que ‘lei da pílula’ é mais um ato de violêcia contra a vida

Para Rebeca Alves, pílula não matará porque a vida ainda não foi gerada

A lei que libera o uso da 'pílula do dia seguinte', sancionada pela presidente Dilma Rousseff no início do mês, divide opiniões: uns, defendem sob a alegação de que ela evita a gravidez resultante de estupro; outros afirmam que ela destrói vidas e escancara a porta para a prática do aborto no país. A Igreja Católica condena a nova legislação, e alguns religiosos chegam a dizer que Dilma traiu o papa Francisco, ao sancionar a lei após a partida do pontífice. Neste espaço, dedicado ao tema polêmico, o Primeira Edição reúne opiniões díspares de um pastor evangélico, de uma vendedora autônoma e de uma enfermeira. Para o reverendo Laelson Silva, o uso da pílula do dia seguinte se trata, sim, de um aborto químico podendo contribuir, de forma indiscriminada, para a banalização da vida. "A médio ou longo prazo, este uso trará consequências inimagináveis para a sociedade brasileira". ABORTO Na visão do religioso, este é o primeiro passo para a legalização do aborto. "A ideologia dos partidos de esquerda é extremamente liberal. Já pensou se esses que querem a legalização do aborto tivessem sido abortados por suas mães? Hoje, não estaríamos discutindo essa questão". Laelson ataca a lei liberalizante prevendo que muitas mulheres irão se amparar na nova legislação para fazer o uso do medicamento. "É o que vai acontecer a partir de agora. Vivemos em um país onde grande número de adolescentes engravida de seus namorados, e não querem, ou não estão preparadas para assumir a maternidade. A pílula do dia seguinte vai ser um 'escape' para essas garotas se livrarem da gravidez indesejada. Não devemos ter dúvidas de que, daqui para frente, a vida será ainda mais banalizada". Segundo ele, a presidente sancionou a lei num período pré-eleitoral, buscando sua reeleição, e isso implica em atender as 'reivindicações' de movimentos sociais esquerdistas, que não têm nenhum compromisso com a moral cristã e com a sociedade organizada. "Pode ser que a presidenta, particularmente, não concorde com essa forma de aborto, mas, diante da pressão que ela sofre a cada dia, não resistiu e acabou cedendo, apesar de sabermos que a ideologia político-partidária prevalecente contribuiu para a decisão que ela tomou liberando a pílula do dia seguinte". VIOLÊNCIA A autorização do aborto, de acordo com o pastor, representa mais um componente no quadro de violência que tomou conta do Brasil, haja vista, o resultado apresentado pelas estatísticas sociais nesse sentido. "Todos saem perdendo, inclusive o Estado que terá que gastar somas altíssimas na produção desse tipo de medicamento, que será consumido em grande escala a partir de agora. Sem falar nos danos causados pelos efeitos colaterais desse tipo de droga. Na minha concepção, essa liberação representa um grande retrocesso para nossa sociedade, que deveria ser atendida em suas necessidades mais básicas, como educação, saúde e segurança pública" O pastor conclui acrescentando: "Porventura não foram essas as principais reivindica-

ções que a população brasileira apresentou ao sair para as ruas há pouco tempo atrás? Quem, dos que fizeram parte dos protestos nacionais, pediu a legalização do aborto, ou a liberação indiscriminada da pílula do dia seguinte? A resposta óbvia todos que acompanharam esses protestos já sabem: ninguém".

A FAVOR Para a vendedora autônoma Rebeca Alves, o uso da pílula não significa destruir uma vida, já que ela ainda não foi gerada. "A pílula serve como medida preventiva do aborto para evitar uma situação pior. Se a mulher tomar imediatamente não haverá aborto porque ainda não se gerou vida". Ela é favorável à lei "porque vai proteger" as mulheres de situações mais difíceis adiante, como, por exemplo, olhar pra criança que foi gerada e lembrar da violência que ela sofreu. "Não acredito que as mulheres irão usar a lei como desculpa para não assumir a maternidade, esse tipo de alegação não vai acontecer de forma alguma porque na verdade algumas delas já usam antes mesmo da lei". PREVENÇÃO Rebeca acredita que deveria sim legalizar o uso da pílula do dia seguinte porque esta é uma prática comum entre as mulheres que usam sem prescrição médica. "Fui mãe aos 18 anos mais não por falta de informação ou porque não existisse esse tipo de medicação, mas creio que muitas meninas não estão prontas para seres mães tão novas quanto eu, por isso, vejo como favorável até mesmo para prevenir a gravidez na adolescência". - É lógico que não estou incentivando ninguém a tomar a pílula porque o uso da camisinha é importante não só para evitar gravidez, mas também prevenir as doenças - arremata. INDESEJÁVEL A enfermeira Susy Cajueiro também é a favor da liberação do uso da pílula. De acordo com ela, essa é uma forma de evitar, por exemplo, casos de violência com a criança que não foi desejada. "É melhor evitar uma gravidez indesejada, evitar que a mulher fique insatisfeita com um filho não planejado e não desejado". Na opinião de Susy, a liberação foi feita com critérios e é fundamental a avaliação médica antes da utilização desse tipo de medicamento. "Sou a favor do aborto em casos de estupro, no entanto, é preciso ter consciência na hora de usar o medicamento por isso, uma avaliação médica pode ajudar para que não aconteça um uso indiscriminado da pílula".

PRAZO A lei que garante assistência médica e psicológica às vítimas de violência sexual entra em vigor daqui a 90 dias e, de acordo com o governo, não legaliza a prática do aborto. Ela determina que os hospitais do SUS têm que atender mulheres, crianças e pessoas com deficiência mental, vítimas de toda forma de estupro, imediatamente, sem a necessidade de ter feito antes a ocorrência policial. Além da pílula do dia seguinte, a rede pública terá que oferecer tratamento para lesões, doenças sexualmente transmissíveis e exame de HIV. De acordo com o governo, desde que o SUS começou a fornecer a pílula do dia seguinte para vítimas de estupro, caiu pela metade o número de abortos legais, aqueles que são permitidos por lei.


A6 | Publicidade

Primeira Edição | 12 a 18 de agosto, 2013


Primeira Edição | 12 a 18 de agosto, 2013

Cidades | A7

> ENTREVISTA/ ADRIANO ARGOLO Geraldo Câmara

Ouvidor Geral geraldocamara@gmail.com

O dentista Dentre as profissões mais interessantes que existem na minha lista, sem dúvida, uma delas é a do dentista. E vejam bem que a escolha é certa porque, para o dentista, todo mundo fica de boca aberta. Uns tranquilos, à vontade, outros à força, é verdade. Mas querendo ou não fugir da raia, da pista, cedo ou tarde, a gente tem que enfrentar o dentista. Para mim ele é um monstro horroroso, um sujeito antipático, um seboso, um verdadeiro Frankestein. E quem disser que não tem medo é um grandissíssimo mentiroso. "Abre a boca, meu filho, que eu vou bater a radiografia" "Não dá, doutor, que eu tenho alergia. Depois, o senhor sabe... Eu posso ficar contaminado. Essa bomba nuclear, logo eu, cheio de vaidade não estou a fim de pegar esta radioatividade"."Está certo, então para sua alegria, vou arrancar seu dente e não vou dar anestesia. Abre o bocão que lá vai o boticão". Boticão, botequim, dá uma cachaça pra mim? Socorro!!! Este dentista é um tarado, um veado e agora um desdentado. A profissão dele já é um palavrão que não está na Antologia. Odontologia! Pode? Não pode, se sacode, a cadeira estremece, a gente quase falece quando aquele motorzinho começa a roncar. Parece uma perfuradora... a perfurar! Você vai a luta e volta. Pede proteção, escolta; e quando pensa que acabou, o dentista infernal te avisa que ainda falta o canal. Agulha, agulhinha, agulhão e ele, nada! Anda de prancha no seu canal e você olha aqueles dedos fazendo invasão na sua arcada e só tem vontade de lhe dar uma dentada. Ah! O dentista! Parece um detetive na pista, procurando buraco, enchendo o teu saco, enfiando massa. Parece uma traça! Tira dente, bota dente, diz que cura e se você não se cuida te taca uma dentadura. É isso, minha gente. Tudo culpa do meu dente. Sou homem, mas no dentista tiro férias, esqueço das coisas sérias, falo fino, uso saia, mas para me livrar dele dou-lhe um soco nos dentes e... ele desmaia! P.S. O texto acima fará parte do meu novo livro "O mundo real das Satiricrônicas", já no prelo com lançamento para primeira quinzena de outubro. E é claro que é repleto de brincadeiras, como "O dentista". Editora Viva.

DESTACÔMETRO O destaque vai para expresidente da República e atual Senador, Fernando Collor, pelo seu aniversário que ocorre hoje, 12, segunda. Com muitos planos na cabeça muito ainda se pode esperar dele.

PÍLULAS DO OUVIDOR Com o ciclo do Fomenta Regional em Alagoas 2013 fechado em Santana do Ipanema, durante os dois meses de atuação, em quatro municípios, foram movimentados cerca de R$ 15 milhões em possíveis negócios. Grande Sebrae! Henrique Eduardo Alves, presidente da Câmara, diz que busca "unanimidade" para aprovar, amanhã, terça, proposta que obriga o Executivo a liberar recursos para todas as emendas parlamentares. E tome de "acordos" com Dilma. A propósito disto, as emendas que os parlamentares têm direito para aplicar nos seus redutos são uma grande enganação quando o governo federal não as paga. Quem sofre é o povo que se sente enganado. Por quem? A Fiea, por meio do Centro Internacional de Negócios promoveu o "Café CINtegra: Oportunidades e Negócios", na sua sede. O evento reuniu empresários, equipe CIN e parceiros da Fiea em ações de desenvolvimento empresarial. Última segunda, na sede do Sincor - Sindicato dos Corretores de Seguros de Alagoas foi lançada mais uma edição do Prêmio Sincor de Jornalismo Alberto Marinho em café da manhã. O homenageado ficou em casa curtindo uma virose. O prefeito Flaubert Filho e a secretária de Educação da Viçosa disseram que, apesar de todas as dificuldades, o município vem crescendo no tocante à educação e à saúde. Segundo eles, a primeira UPA do estado será lá. A Pinacoteca Universitária está abrindo as portas para o talento da artista audiovisual Marianna Bernardes que junto com sua equipe montou a mostra MORADORES. A exposição será aberta no próximo dia 15. Mais uma piada em projetos de lei: está sendo proposto um que manda aumentar as penas dos criminosos que agirem contra turistas. Quer dizer que a vítima daqui não vale muita coisa, é? No nosso "Bartpapo", TV Mar, 25-NET, o superintendente regional do Ministério do Trabalho e Renda, Israel Lessa (foto), fala em primeira mão sobre o aluguel da antiga Cipesa para sede da instituição. Em frente ao Centro de Convenções.

"Ganhos dos deputados na ALE afrontam a sociedade" Coordenador jurídico do MCCE diz que gratificação na Assembleia é uma imoralidade "Isso é uma afronta a toda sociedade alagoana. Um escárnio selvagem e violento". Foi como reagiu o advogado Adriano Argolo, coordenador jurídico do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), diante da pergunta: "Os deputados estaduais se pagam (a eles e aos auxiliares) subsídio de R$ 20 mil, verba de gabinete de R$ 39 mil, verba de assessoria de R$ 52 mil e GDE de R$ 60 mil. Isso não é um escárnio?". Na entrevista à Luciana Martins, do Primeira

Edição, Argolo diz que a Constituição Federal de 1988 contém brechas que permitem desvios financeiros nas casas legislativas, mas lembra: "A Constituição não permite legislar em causa própria". Sobre a GDE, a escandalosa 'gratificação' por onde se esvai boa parte do dinheiro da Assembleia Legislativa, ele dispara: "Essa GDE é uma imoralidade", lembrando que o próprio MCCE já a denunciou (quando era chamada de GAP), "só mudou a nomenclatura", reforça Adriano Argolo. Primeira Edição

Taturana, há uma grande discussão sobre a competência do Judiciário em cassar deputados, o STF precisa objetivamente dirimir essa controvérsia.

O que explica essa onda periódica de denúncias de desvios de dinheiro da Assembleia Legislativa? A falta de transparência e a cultura de corrupção são os principais motivos para que periodicamente aconteçam as denúncias de corrupção na Assembléia Legislativa de Alagoas

Os deputados estaduais se pagam (a eles e aos auxiliares) subsídio de R$ 20 mil, verba de gabinete de R$ 39 mil, verba de assessoria de R$ 52 mil e GDE de R$ 60 mil. Isso não é um escárnio? Isso é uma afronta a toda sociedade alagoana. Um escárnio selvagem e violento. Nenhum estado suporta isso, por mais rico que seja, imagine nossa pobre Alagoas. Isso são os truques e filigranas jurídicas permitidos pela Constituição de 1988. São feitos para justificar o duodécimo absurdamente alto e seus reajustes anuais.

Existe uma fórmula capaz de impedir que, usando artifícios legais, os deputados possam pilhar os recursos do Poder Legislativo de forma sorrateira? A fórmula mais eficaz é uma sociedade vigilante, consciente de seus direitos e deveres, que exija transparência nos gastos públicos e que não eleja políticos comprometidos com a corrupção. Essa fórmula é mais capaz do que a lei e as intervenções das instituições jurídicas. Os deputados criam suas próprias leis, definem suas verbas, e dizem que estão legalmente amparados. A Constituição Federal permite isso? A Constituição não permite legislar em causa própria. O legislativo tem que cumprir seu papel de legislar para a sociedade, não para criar mecanismo de enriquecimento para os seus membros. Os 'servidores' comissionados não freqüentam a Assembleia e, portanto, não assinam ponto ou livro de presença, ao contrário dos efetivos. Isso é legal? O funcionário fantasma não encontra respaldo na Constituição. O comissionado tem obrigações funcionais como os efetivos, uma delas é o comparecimento. É completamente ilegal o que acontece na Assembléia. A GDE - Gratificação por Dedicação Exclusiva - é um ralo escandaloso por onda es-

Adriano Argolo ataca GDE: “Constituição não permite legislar emcausa própria”

coa o dinheiro da ALE: uma gratificação de até 100% sobre a verba de assessoria dos que 'auxiliam' os deputados. Como isso é possível? Há vários anos o MCCE/AL denunciou essa verba, só mudou a nomenclatura. Denunciamos antes mesmo esse escândalo revelado pelo brilhante trabalho do deputado JHC. Essa GDE é uma imoralidade! É uma gratificação em que pairam indícios de fraudes no repasse para os auxiliares, existem denúncias dos próprios servidores, afirmando que repassam para os gabinetes grande parte da verba. Acontece devido a lacunas na nossa Constituição. É lícito afirmar que, por falta de regra constitucional, a remuneração dos políticos mandatários e de seus assessores virou uma anarquia,

uma pilhagem ao erário? Os truques legais e filigranas jurídicas usados por parlamentares para robustecer seus dividendos, são devidos a brechas constitucionais. Tais truques devem ser denunciados, combatidos e coibidos. A pilhagem ao erário é a luz do dia. O que pode acontecer se o Ministério Público Estadual confirmar os casos de rapinagem na ALE, que estão sendo denunciados? O Ministério Público, tanto o estadual como o federal, provado o fato delituoso, deve propor ações cíveis e penais contra os deputados infratores. Saliento o brilhante trabalho do Ministério Público de Alagoas nos últimos anos, sempre atento, atuando de forma destemida, altiva e combatendo casos de corrupção na gestão pública. Como observamos no caso

Ninguém está preso (nenhum deputado, nenhum exdeputado) por causa da Operação Taturana. Não é um estímulo à prática de improbidade numa Assembleia marcada por escândalos? A impunidade aumenta a improbidade! É um estímulo a práticas datadas, manjadas de corrupção. As massas estão absolutamente revoltadas com essa impunidade com setores da classe política por parte do judiciário, tivemos a condenação de políticos no STF, mas tem setores que ainda estão blindados. O eleitor é culpado, por eleger e reeleger esse pessoal sem ligar para as conseqüências? A sociedade não é culpada por não ter educação política. O eleitor é vítima desse círculo vicioso da falta de educação. Não tem consciência por não ter educação, não tem educação por não ter consciência. Os verdadeiros culpados são os políticos corruptos e seus pares omissos.

> ISSO É BRASIL

STF pode voltar atrás e realizar novo julgamento de mensaleiros ABRAÇOS IMPRESSOS Os abraços impressos vão para o casal empresário, Francineide e Nado Freire, que administra maravilhosamente a já famosa “Bodega do Sertão”. Vai valer a pena conferir, também, no “Bartpapo”.

BRASÍLIA - Os ministros do Supremo Tribunal Federal decidirão nesta quarta-feira (14/08) se 11 dos 25 condenados por envolvimento no esquema do mensalão terão direito a novo julgamento. O plenário está dividido sobre o tema, o mais polêmico dessa fase do processo, mas ministros adiantam que a tendência da maioria é admitir os recursos. Em novo julgamento, a nova composição do STF poderia reverter, por exemplo, a condenação do ex-ministro José Dirceu por formação de quadrilha. Nesse caso, o ex-ministro poderia cumprir a pena em regime semiaberto e se livraria

da pecha de "chefe da quadrilha". Parte dos ministros entende que uma alteração na lei extinguiu a possibilidade de embargos infringentes em ações penais julgadas pelo Supremo. Esse recurso é previsto no regimento da Corte para casos em que pelo menos quatro ministros votaram pela absolvição de um réu condenado por até 7 votos. Já se manifestaram contra a admissão dos embargos infringentes os ministros Gilmar Mendes, Luiz Fux e Joaquim Barbosa, presidente do STF. Outra parte do tribunal, a começar por Celso de Mello, avalia que o regimento, que tem

força de lei, prevê o direito a esse recurso. Por esse entendimento, três condenados por lavagem de dinheiro poderiam pedir novo julgamento: o deputado João Paulo Cunha (PT-SP), o ex-assessor do PP João Cláudio Genú e o sócio da corretora Bônus Banval, Breno Fischberg. Oito condenados por formação de quadrilha teriam nova chance: além de Dirceu, o deputado José Genoino (PT-SP), o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, o empresário Marcos Valério, a ex-presidente do Banco Rural Kátia Rabello, o ex-diretor do banco José Roberto Salgado e os ex-sócios de Valério - Ramon Hollerbach e Cristiano Paz.


Primeira Edição | 12 a 18 de agosto, 2013

A8 | Nacional

> DATAFOLHA

Apoio a Dilma cresce, mas só Lula venceria no 1º turno Presidente recupera fatia da popularidade perdida durante protestos de junho fotos: Divulgação

Queda da inflação em julho fez apoio a Dilma crescer de 30% para 36%

A popularidade da presidente Dilma Rousseff voltou a subir após ter despencado nos últimos meses. Nova pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (10) indica que o total dos brasileiros que consideram o governo Dilma ótimo ou bom subiu seis pontos, passando de 30% para 36%. Nos últimos meses o índice havia despencado 35 pontos em meio à onda de protestos que se alastrou pelo País. Dilma recuperou parte da intenção de voto perdida por causa das manifestações de rua em junho, mas continuaria sem vencer no primeiro turno se a disputa fosse hoje, segundo o Datafolha realizada nos dias 7 a 9 deste mês no país, com 2.615 entrevistas. Entre os candidatos de oposição, o destaque continua sendo Marina Silva, que no momento tenta montar seu novo partido, a Rede Sustentabilidade. A ex-senadora aparece novamente em segundo lugar, repetindo o movimento de avanço gradual em sua intenção de

Marina Silva mantém bom desempenho e iria para 2º turno com Dilma

Exames não apontam sinal de volta do câncer em Lula O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou na tarde deste sábado, 10, o hospital Sírio-Libanês onde realizou uma série de exames para avaliar o atual estado de saúde após o câncer na laringe, diagnosticado em 2011. O último exame feito pelo ex-presidente, feito em abril, apontou que não havia nenhum desdobramento marginal da doença. Lula deixou o hospital sem falar com a imprensa. Em coletiva de imprensa, a equipe médica afirmou que o ex-presidente não desenvolveu um novo câncer. voto. Marina é a única candidata que manteve sua trajetória ascendente, mesmo durante os protestos de rua que tomaram conta do país em junho. Outros dois candidatos de oposição, o senador mineiro Aécio Neves (PSDB) e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), ficaram esta-

Recentemente, surgiram boatos sobre a volta da doença do ex-presidente, os quais Lula negou veementemente. Nesta tarde, os médicos responsáveis pelos exames médicos do petista concederão uma coletiva de imprensa para comentar os resultados. Na noite de sexta-feira, Lula participou de evento do PT em Bauru (SP) e disse que precisa provar que não vai morrer "com a pressa que eles desejam", em referência aos exames desta manhã. "Andaram inventando que meu câncer voltou", criticou o ex-presidente no evento.

cionados ou registraram variações até o limite da margem de erro do levantamento, que é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, que não é filiado a partido e declara não ter intenção de se candidatar, também tem os-

cilação negativa. O ex-governador paulista José Serra, do PSDB, foi testado pela primeira vez e seu desempenho foi semelhante ao de seu colega de partido, o também tucano Aécio Neves. Sem espaço no PSDB, Serra estuda a possibilidade de sair para se candidatar a presidente por outro partido.

> LEÃO

Restituição do IR cairá na conta bancária nesta quinta-feira (15) A Receita Federal abriu consulta ao terceiro lote de restituições do Imposto de Renda da Pessoa Física 2013 (ano-calendário 2012). Poderão ser consultados, também, lotes residuais de cinco anos anteriores. No total, o Fisco depositará R$ 1,4 bilhão no dia 15 de agosto para 1,1 milhão de contribuintes. Para saber se teve a restituição liberada, é necessário aces-

sar o site do Fisco ou ligar para o Receitafone 146. O exercício de 2013 concentra grande parte do valor deste lote e irá beneficiar 1.099.976 pessoas. Serão R$ 1,28 bilhão, já corrigidos pela taxa básica de juros, a Selic, de 2,93% (referente ao período entre maio e agosto de 2013). Do total de liberações desse novo lote, uma parcela de R$

208 milhões será depositada a contribuintes idosos ou com alguma deficiência ou doença grave. As restituições do IR 2013 serão divididas em sete lotes, que vão até dezembro. As datas para os futuros pagamentos são: 15 de agosto, 16 de setembro, 15 de outubro, 18 de novembro e 16 de dezembro. O Fisco estima que serão restituí-

dos cerca de R$ 12 bilhões aos contribuintes neste ano. O prazo de entrega do IR 2013 terminou em abril, mas isso não impede que o contribuinte corrija erros ou insira informações na declaração já enviada, caso julgue necessário. A alteração pode ser feita a qualquer momento, em até cinco anos, desde que o documento não esteja sob fiscalização.

> INTEGRAÇÃO

Senador sergipano visita Alagoas e fecha parceria para construir ponte Na última quinta-feira (08/8) o senador sergipano, Lauro Antônio (PR), visitou o governador Teotonio Vilela Filho (PSDB), no Palácio República dos Palmares, onde conversaram sobre diversos assuntos, entre eles a parceira na construção de uma ponte para ligar os dois estados na região do rio São Francisco. Já em visita à sede do Primeira Edição, onde conversou com nosso diretor-geral Luiz Carlos Barreto, o senador explicou que a obra é um Senador Lauro Antônio esteve com Teotonio Vilela e visitou sede do PE sonho antigo. "Há quinze anos este projeto estava sen- mos concretizá-lo", anunciou. neficiará Alagoas e Sergipe, do estudado e agora pode- Por ser uma estrutura que be- Lauro Antônio firmou parce-

ria com o também senador Renan Calheiros (PSDB). "Juntos iremos em busca dos recursos federais para a ponte", completou. Segundo o senador, o governo alagoano disponibilizou assistência técnica para o projeto, ficando de estudar qual a melhor área para a execução da obra. Entre os benefícios que os municípios banhados pelo São Francisco terão, destaca-se o desenvolvimento do turismo na região, ocasionando geração de renda e emprego, além de facilitar o intercâmbio entre os dois estados.


Esportes

esportes@primeiraedicao.com.br

Primeira Edição | 12 a 18 de agosto, 2013 Diário Oficial dos Municípios - Social - Opinião

> NOVA DIREÇÃO

CSA celebrará 100 anos com Cavalcante Responsável pelo último título do Azulão em 2008, Cícero Cavalcante voltará a assumir o cargo de presidente do clube Márcio Ândrei

Marcelo Alves

CRB espera casa cheia para jogo com o Águia

Repórter

Nesta semana, o CSA se prepara para se despedir de vez do Campeonato Brasileiro da Série D, quando disputa seu último jogo na competição contra o Vitória da Conquista-BA, no sábado (17), às 17h, no estádio Rei Pelé, e também já se organiza para as atividades festivas dos 100 anos do clube, comemorado no próximo dia 7 de setembro. Para marcar a celebração do centenário (já que o Azulão não conquistou o Alagoano) será aclamado como novo presidente-executivo do clube, o mandatário que levantou o último Estadual do clube em 2008, Cícero Cavalcante. Até a última semana só existia a chapa encabeçada por Cícero Cavalcante. Ficando apenas este único grupo, a aclamação será feita no mesmo dia da eleição que está marcada para ser realizada no próximo dia 30 de agosto (numa sexta-feira) e a posse da nova diretoria acontecerá no dia 7 de setembro, na data da comemoração do centenário azulino. O nome de Cavalcante surgiu de um consenso de uma junta diretiva, que teve como baluarte, o presidente do Conselho Deliberativo do Azulão, Rafael Tenório. Segundo informações obtidas pela reportagem do Primeira Edição é de que o nome

O CRB venceu o Baraúnas-RN por 3 a 0 no domingo (11), no estádio Nogueirão, em Mossoró-RN, e segue invicto na era do técnico Roberval Davino. Os gols da vitória do time regatiano foram marcados por Reinaldo Alagoano, Denílson e Fídeles, que fez contra. Apesar da vitória, o Galo permanece ocupando a sétima colocação na tabela de classificação do Campeonato

Brasileiro da Série C. Com a conquista sobre o Baraúnas-RN, a expectativa é de casa cheia no próximo jogo que o CRB fará em casa contra o Águia-PA, no próximo domingo (18), às 16h, no Rei Pelé. A vitória sobre o time potiguar completa quatro jogos de invencibilidade de Roberval Davino no comando técnico do Galo, sendo três vitórias e um empate.

Cavalcante deve ser aclamado no dia 30 de agosto e tomará posse em 7 de setembro, no centenário do CSA

de Cavalcante para assumir a presidência do clube tem o objetivo de garantir a credibilidade do CSA, uma vez que o postulante ao cargo de mandatário azulino já foi campeão pelo clube e possui vasta carreira política. A chapa encabeçada por Cavalcante terá também Lumário Rodrigues (vice-geral); Raimundo Tavares (vice de futebol profissional); Euclides Mello (vice de futebol amador); Milton Pereira Santos (viceadministrativo); Rafael Tenório (vice-financeiro); Breno Gama (vice-social); Raniel Holanda (vice de patrimônio); Walmar Paes (vice-jurídico); Robson

Rodas (vice de marketing); Geraldo Lessa (vice-médico); Silvio Camelo (presidente do conselho deliberativo); Evandro Lôbo (vice-presidente do conselho deliberativo).

SÉRIE D No domingo (11), o CSA perdeu para o Botafogo-PB por 2 a 0, no Almeidão, em João Pessoa-PB, e sofreu sua sexta derrota no Campeonato Brasileiro da Série D. Os gols da vitória do time paraíbano foram marcados por Fausto. Neste sábado (17), o CSA se despede da competição em casa contra o Vitória da Conquista-BA João Pessoa-PB.

ASA faz jogo de seis pontos contra o Avaí na terça-feira O ASA disputa nesta terça-feira (13) o chamado jogo de seis pontos contra o time do Avaí, no estádio da Ressacada, em Florianópolis-SC, às 19h30, em partida válida pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O Alvinegro, que ocupa a 12ª posição, possui 16 pontos e o Leão da Ilha é o 10º colocado com 19. Vencendo o time catarinense e torcendo por uma

derrota ou empate do Ceará contra o Sport, bem como a vitória Atlético-GO sobre o Bragantino, a equipe de Arapiraca subiria três posições na tabela de classificação e passaria a ocupar a 9ª posição. Já em caso de empate ou derrota, o ASA seria ultrapassado por times como AtléticoGO, Icasa, São Caetano e Oeste, uma vez que todas estas equipes estão logo atrás do

Alvinegro, mas com os mesmos 16 pontos, perdendo apenas no critério de desempate.

ASA X GUARÁ Depois de encarar o Avaí, o ASA disputa mais uma partida fora de casa, só que será contra o Guaratinguetá-SP, no sábado (17), às 21h, no Dario Leite, em Guaratinguetá-SP, em jogo válido pela 17ª rodada da Série B.


Primeira Edição | 12 a 18 de agosto, 2013

B2 | Esportes

> DE VIRADA

Fla vence o Flu e mantém jejum do rival Com a vitória de virada por 3 a 2 sobre o tricolor carioca, a equipe rubro-negra sobe para a 10ª colocação no Brasileirão Divulgação

Uol O Flamengo manteve sua rotina irregular e cheia de altos e baixos no Campeonato Brasileiro neste domingo, contra o Fluminense, no Maracanã. Após uma atuação apagada na última quarta-feira - empate com a Portuguesa -, o Rubronegro venceu o Tricolor, de virada, por 3 a 2 e pulou para o décimo lugar na tabela da competição. Hernane, duas vezes, e Elias marcaram os gols da vitória, enquanto Rafael Sóbis, duas vezes, e descontou para o rival das Laranjeiras. De quebra, o time do técnico Mano Menezes ainda ampliou o jejum de vitórias do Fluminense em clássicos nesta temporada. Após a oitava partida diante de um rival do Rio de Janeiro em 2013, o time de Vanderlei Luxemburgo sabe sem saber o que é vencer um "grande" carioca. Até o momento, foram seis derrotas e dois empates. A sequência ruim é refletida na tabela do Brasileiro, com a 13ª colocação. Embalado pela ampla maioria rubro-negra nas arquibancadas, o Flamengo começou o jogo mostrando intensidade, dominando as ações e assustando a defesa do Fluminense. Em menos de 15 minutos foram três boas chances. Porém, as boas defesas de Diego Cavalieri e a falta de uma melhor conclusão impediram que o time da Gávea abrisse o placar no começo da partida. E se o Flamengo não aproveitou o bom momento inicial, o Fluminense não desperdiçou

Corinthians volta a jogar bem e derrota o Vitória

Rubro-negro bateu o Tricolor, de virada, por 3 a 2 com gols de Henane (2) e Elias, e Rafael Sóbis descontou

a primeira chance que teve. Aos 16min, Eduardo cruzou pela direita, o zagueiro rubronegro Wallace falhou e a bola sobrou para Rafael Sóbis próximo à marca do pênalti; o atacante tricolor dominou e chutou forte, sem defesa para o goleiro Felipe, fazendo 1 a 0 para o tricolor das Laranjeiras. Mesmo com o gol sofrido, o Flamengo não diminuiu seu ritmo. Atrás do placar, seguiu dominando e não demorou a igualar o placar de um jogo que vinha dominando. Aos 25 min, em rápida jogada pelo meio, André Santos lançou, Hernane deu um leve toque e Elias saiu na cara de Diego Cavalieri; o volante rubro-negro teve tran-

quilidade e tocou com categoria para o fundo das redes. O gol animou definitivamente o Flamengo na partida. E absoluto em campo diante de um Fluminense apático, o time do técnico Mano Menezes virou aos 31min. Léo Moura fez excelente jogada pelo lado direito, foi à linha de fundo e cruzou rasteiro para Hernane, que desviou sutilmente com um toque de letra e balançou as redes. Na volta do intervalo, o Fluminense tentou se recuperar em campo e sair para o ataque em busca do empate. Ainda assim, era o Flamengo quem dominava o clássico. Com a boa atuação de Elias e

utilizando bem a saída de bola com o estreante André Santos, o rubro-negro administrava o resultado e ainda se arriscava ofensivamente. E a manutenção do ritmo intenso por parte do rubronegro foi premiada. Superior e buscando o jogo na segunda etapa, o Flamengo ainda fez o terceiro gol, dando números finais ao clássico no Maracanã e tirando qualquer chance de reação tricolor. Aos 35min, após cobrança de escanteio, a zaga do Fluminense afastou de maneira errada e Hernane aproveitou a falha dentro da área para tocar levemente, balançar as redes e "fechar o caixão" do time tricolor.

Depois de uma atuação abaixo da média no clássico contra o Santos, o Corinthians se reergueu, fez 2 a 0 no Vitória e recuperou seu crédito com a torcida. Com direito a gol de Alexandre Pato, o time de Tite voltou a jogar bem, agradou o público e aproximou-se novamente dos líderes do Campeonato Brasileiro. Agora, o Corinthians tem 21 pontos e está no G-4 do Campeonato Brasileiro, embora possa perder posições até o fim da rodada neste domingo. O Vitória, por sua vez, para nos 19 e cai para a sétima colocação. Depois da decepção com a péssima atuação diante do Santos, quem foi ao Pacaembu viu uma equipe mais vibrante, atenta e inteligente no ataque, mesmo sem ter sido brilhante. Alexandre Pato movimentou-se bastante e voltou a arriscar a gol, coisa que não havia feito no clássico. Romarinho e Emerson correram pelos lados do campo tentando abrir espaços na defesa do Vitória. Como armador, Danilo destoava um pouco, mas nada que tenha impedido o Corinthians de dominar a partida. Tudo funcionou bem, mas quem começou a decidir mesmo a partida veio de trás. Aos 6 minutos de jogo, Ralf pegou um rebote na entrada da área, bateu firme e viu Wilson aceitar, espalmando a bola para dentro. A missão do Corinthians, então, passou a ser a manutenção da intensidade. De

novo, o jogo contra o Santos deve ter voltado à memória do torcedor, que na última quarta viu Paulo André marcar no clássico, iniciando um recuo e uma acomodação que permitiram a reação do rival na Vila Belmiro. Pouco antes do intervalo, o juiz Elmo Resende Cunha começou a ganhar espaço na partida. Quando o goleiro do Vitória espalmou um chute de Pato, Emerson foi rápido ao chegar no rebote e caiu alegando que Wilson teria segurado seu pé direito. De forma bastante confusa, o árbitro demorou a se decidir e resolveu não dar pênalti ou simulação do corintiano. A chiadeira foi geral, e Elmo Resende Cunha teria outro lance-chave aos 5 minutos da etapa final, quando Pato recebeu na área, tentou o corte no zagueiro e a bola bateu no braço do zagueiro do Vitória. Mais uma vez com alguma lentidão, o juiz apontou a marca de cal e deu pênalti, convertido pelo camisa 7 do Corinthians. Até o fim do jogo, o Vitória ainda reclamaria um suposto pênalti de Gil e em outros lances menos capitais. Elmo Resende, porém, escapou de um novo problema enquanto os dois times esfriavam em campo. Quando Tite tirou Pato para a entrada de Douglas, por volta dos 30 minutos, o ânimo corintiano chegou ao fim, com Romarinho perdendo duas oportunidades e o resto do time satisfeito com o 2 a 0.


Primeira Edição | 12 a 18 de agosto, 2013

Esportes |B3

> NO TOPO

Cruzeiro empata com Santos e volta liderar Time celeste deixou de seguir com 100% de aproveitamento e desperdiçou chance de abrir dois pontos em relação ao Bota Divulgação

Uol No reencontro com Montillo, o Cruzeiro não levou vantagem sobre o Santos, em jogo que terminou empatado sem gols, na tarde deste domingo, no Mineirão. Dessa forma, o time celeste deixou de seguir com 100% de aproveitamento e desperdiçou a chance de abrir dois pontos em relação ao Botafogo. Apesar disso, beneficiado pela derrota do Coritiba para o Vasco, por 1 a 0, o time celeste lidera, com os mesmos 25 pontos do time botafoguense, mas com melhor saldo de gols. O Santos, por sua vez, completou quatro jogos sem triunfo e teve o segundo empate seguido após a goleada por 8 a 0 para o Barcelona. O temor da diretoria do Cruzeiro de que alguns torcedores cumprissem a ameaça feita por redes sociais de atirar moedas em Montillo, quando o argentino entrasse no gramado, em represália ao fato de o jogador ter optado em deixar o clube no início da temporada, não se confirmou. O atual camisa 10 santista, no entanto, foi vaiado sempre que tocava na bola, especialmente no começo da partida. Sem Everton Ribeiro, suspenso pelo terceiro amarelo, Marcelo Oliveira optou pelo argentino Martinuccio, que vinha entrando aos poucos após se recuperar de longa lesão. O jogo começou movimentado, com os dois times atacando. Comandado por Montillo, no início do primeiro tempo, foi o Santos que teve a primeira chance de gol, logo aos 2 min, quando Mena cruzou da

Vasco vence e frustra Coxa na luta pelo topo

Cruzeiro volta à liderança do Brasileirão beneficiado pela derrota do Coritiba para o Vasco por 1 a 0 no domingo

esquerda e Henrique cebeceou e obrigou o goleiro Fábio a fazer difícil defesa. As bolas altas sobre a área celeste era estratégia santista, que teve de fazer uma substituição, logo aos 6 min. Arouca sentiu problema médico e deixou o campo, logo depois de levar cartão amarelo, para a entrada de Alan Santos. O Cruzeiro, que procura encurralar o adversário, nos jogos no Mineirão, desde os minutos iniciais, não conseguiu implantar essa estratégia. Além disso, o Santos encaixava alguns bons contra-ataques, quase sempre iniciados por Montillo, que jogava com grande vontade e movimentandose bastante. A equipe celeste tinha dificuldades para escapar da marcação santista, que demonstrava estar bem organizado em campo. Em alguns momentos

da etapa inicial, a partida ficou excessivamente truncada e muito perde e ganha entre jogadores dos dois times. O Cruzeiro chegou a colocar uma bola nas redes adversárias, aos 26 min, com Vinícius Araújo, mas não valeu, pela marcação de impedimento do atacante. O Santos levava até mais perigo do que o Cruzeiro. Nas cadeiras do Mineirão, a torcida sentia a atuação ruim e não conseguia empurrar o time. Os cruzeirenses se animaram, aos 42 min, quando Egídio cobrou falta da esquerda e Ricardo Goulart fez o gol, que também foi anulado. A equipe mineira ainda ensaiou uma pressão, mas o gol não saiu nessa etapa. Os dois times voltaram com as mesmas formações que terminaram o primeiro tempo. E o Cruzeiro começou em cima, pressionando o adversário. O time de Marcelo Oliveira

retornou 'ligado' para a etapa final, tentando acuar o Santos. Após resistir à pressão dos primeiros minutos, o Santos voltou a contra-atacar. Aos 9 min, Montillo passou como quis por Egídio e cruzou bem, tentando Neílson, mas o lateral direito Mayke fez o corte. Por volta dos 15 min, Marcelo Oliveira fez duas alterações no time celeste, tirando Vinícius Araújo e Martinuccio para as entradas de Borges e Élber. A saída do argentino foi vaiada pela torcida celeste. Logo depois, Luan deixou o gramado vaiado para a entrada de Lucca. Na base da vontade, o Cruzeiro aumentou a pressão. Aos 31min, Ricardo Goulart foi servido por Borges, mas chutou fraco e Aranha pegou. A torcida cruzeirense voltou a impulsionar o time em busca do seu gol. Nos minutos finais, o Santos resistiu.

Com gol de Pedro Ken logo aos 4min de jogo, o Vasco venceu o Coritiba por 1 a 0 e conseguiu encerrar jejum de três jogos no Campeonato Brasileiro. Bem organizado principalmente na defesa -, o time de Dorival Junior frustrou o adversário na briga pela liderança. Alex não se destacou, foi substituído no intervalo e, do banco de reservas, viu a segunda derrota de sua equipe na competição. Com o resultado positivo conquistado fora de casa, o Vasco chegou aos 18 pontos e pulou para a nona colocação do Brasileiro. O Coritiba, por sua vez, permanece no terceiro lugar, com 23 pontos. Sem ser acuado no Couto Pereira, o Vasco começou a partida na frente do placar. Aos 4min, Wendel aproveitou jogada de bola parada para cabecear a bola na trave. No rebote, a zaga do Coritiba voltou a falhar, e Pedro Ken apareceu sozinho para marcar 1 a 0. O time da casa tinha Alex e Lincoln muito bem marcados, demorou a reagir e só começou a assustar o adversário a partir da segunda metade da etapa. Aos 25min, Geraldo recebeu bom cruzamento da direita e acertou cabeçada com perigo. Sem ter sucesso na

maioria das tentativas de furar o bloqueio cruzmaltino, o Coritiba abusou das jogadas aéreas. Bem armado na defesa, o Vasco pouco se aventurou no ataque após ficar o gol marcado, mas teve o jogo sob controle até os 44min. Na último lance importante do primeiro tempo, Alex teve chance clara, mas não pegou em cheio na bola e permitiu grande defesa do goleiro vascaíno. O Coritiba voltou do intervalo com duas alterações. O técnico Marquinhos Santos decidiu mudar o esquema para 4-4-2, mas teve que abrir mão de Alex - fora do jogo por causa de lesão. Os donos da casa melhoraram de rendimento, mas continuaram sem conseguir furar a retranca adversária. Recuado, o Vasco contava com a velocidade nas laterais e na organização de jogo de Juninho Pernambucano. Aos 21min, Fagner teve grande oportunidade. O lateral direito apareceu livre e chutou na trave do goleiro Vanderlei. O Coritiba insistiu nas bolas aéreas, mas não obteve sucesso e ainda abria espaço para os contra-ataques adversários. O Vasco teve grande chance com Marlone, que perdeu chance na frente do goleiro aos 44min. O lance não fez falta aos visitantes.


Primeira Edição | 12 a 18 de agosto, 2013

B4 | Diário Oficial dos Municípios

PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO – CPL EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREÇO PROCESSO ADMINISTRATIVO: Nº 12891/2013. OBJETO: Registro de Preço para eventuais materiais de expediente. O Pregoeiro do Município de Quebrangulo/AL, de acordo com as atribuições que lhes foram conferidas, em conformidade com o Resultado do Pregão Presencial Nº 20/2013, devidamente homologado pela autoridade competente, RESOLVE, nos termos da Lei Federal 10.520/2002, Lei Complementar 123/06, Decreto Federal 7.892/2013 e subsidiariamente, pela Lei Federal 8.666/1993 e demais normas legais aplicáveis, tornar público o EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇO do presente pregão. Vigência: 01/08/2013 a 01/08/2014. FORNECEDOR BENEFICIÁRIO: C. L. DE OLIVEIRA – ME, CNPJ 03.446.690/000103. Valor total Registrado: R$: 411.099,29 (quatrocentos e onze mil noventa e nove reais e vinte e nove centavos). Dos itens registrados, Unidades, marcas e valores:

Joselita Camila Bianor Farias Prefeita -----------------------------------------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPELA TERMO DE ADJUDICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL N° 011/2013 OBJETO: AQUISIÇÃO DE MATERIAL PERMANENTE (MÓVEIS E ELETRO) Cumprindo as formalidades legais, na conformidade do que preceitua as Leis Federais nº 10.520/2002 e 8.666/93, HOMOLOGO o procedimento licitatório na Modalidade PREGÃO PRESENCIAL, objeto a aquisição de AQUISIÇÃO DE MATERIAL PERMANENTE (MÓVEIS E ELETRO), tendo como vencedoras as Empresas NETWORD COMERCIO E SERVIÇOS DE INFORMATICA LTDA, CNPJ: 08.01.43.10/0001-77, no valor total de R$ 34.200,00 (trinta e quatro mil e duzentos reais) PARA O LOTE 01, COMERCIAL COLOMBO LTDA-EPP-CNPJ: 10.449.397/0001-57, no valor total de R$ 8.960,00(oito mil novecentos e sessenta reais), que produza seus legais e jurídicos efeitos. Luiz Eustaquio Silveira Moreira Filho PREFEITO

A Ata na íntegra encontra-se a disposição na sede da Prefeitura Municipal, localizada na Praça Getúlio Vargas, 50, Centro, Quebrangulo/AL. Quebrangulo/AL, 01 de agosto de 2013. Lucivan Alexandrino de Barros – Pregoeiro -----------------------------------------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO EXTRATO DE CONTRATO CONTRATANTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO CNPJ. 12.241.675/0001-01. CONTRATADO: RUY C DE A JUNIOR - ME, CNPJ 35.554.500/000150. Objeto: O objeto deste contato é a prestação de serviços especializados de engenharia pela Contratada, para extensão por mais 160 (cento e sessenta metros) da rede elétrica do Distrito de Rua Nova na cidade de Quebrangulo/AL, com o fornecimento de mão-de-obra e materiais, conforme condições e exigências impostas na planilha orçamentária da Contratada. Vigência: 01/08/2013 a 31/12/2013. Valor Global: R$ R$ 6.669,60 (seis mil seiscentos e sessenta e nove reais e sessenta centavos). Fonte de Recurso: 09.00-09.90-2.021 -3.3.90.39. Quebrangulo, 01 de agosto de 2013. Manoel Costa Tenório Prefeito -----------------------------------------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO TERMO DE HOMOLOGAÇÃO O Prefeito do Município de Quebrangulo, Estado de Alagoas, tendo em vista a realização do Processo Licitatório na modalidade Pregão Presencial Nº 20/2013, decorrente do Processo Administrativo Nº 12891/2013, destinado ao Registro de Preços para eventuais aquisições de materiais de expediente para atender as necessidades das Secretarias Municipais e demais órgãos vinculados a Prefeitura Municipal de Quebrangulo, considerando os critérios legais resolve HOMOLOGAR o processo licitatório em epígrafe. Licitante Vencedora: C. L. DE OLIVEIRA – ME, CNPJ 03.446.690/0001-03, com valor total Homologado: R$: 411.099,29 (quatrocentos e onze mil noventa e nove reais e vinte e nove centavos). Quebrangulo, 01 de agosto de 2013. Manoel Costa Tenório - Prefeito -----------------------------------------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO DE PEDRAS HOMOLOGAÇÃO DO PREGÃO PRESENCIAL N° 007/2013 A Prefeita do Município de Porto de Pedras HOMOLOGA o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 380.763,92 (trezentos e oitenta mil setecentos e sessenta e três reais e noventa e dois centavos). EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N° 007/2013 Modalidade: Pregão Presencial nº 007/2013. Objeto: Aquisição de Medicamentos. CONTRATANTE: Município de Porto de Pedras CNPJ: 08.629.446/0001-91. DETENTORA I: CIRÚRGICA MONTEBELLO LTDA EPP, CNPJ nº 08.674.752/0001-40. DETENTORA II: CASA DO MÉDICO LTDA, CNPJ nº 02.895.945/0001-44. DETENTORA III: DROGA FONTE LTDA, CNPJ nº 08.778.201/0001-26. Foro: Porto de Pedras – Data de Assinatura: 01/08/2013 – Ordenador da despesa: Joselita Camila Bianor Farias. O conteúdo integral desta Ata de Registro de Preços encontra-se a disposição na sede do município, na Rua Dr. Sebastião da Hora, 404, Centro, Porto de Pedras/AL. Porto de Pedras /AL, 01de Agosto de 2013.

*republicado por incorreção - CNPJ: 10.449.397/0001-57 JEFERSON AMORIM PEREIRA -----------------------------------------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE ATALAIA/AL PORTARIA N.º 673/2013, DE 02 DE JULHO DE 2013. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE ATALAIA, Estado de Alagoas, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Lei Municipal n.º 904/2005 de 05 de outubro de 2005, e demais diplomas legais, RESOLVE: Conceder Aposentadoria por invalidez ao Sr.º Edmilson Barreira, ocupante do cargo de Médico, do Quadro de Pessoal Parte Permanente, e de acordo com o Art. 40 da Constituição Federal, em conformidade com o processo n°. 1305/2013, com Provento, Insalubridade, Gratificação Incorporada e 34 (trinta e quatro) anuênios. Esta Portaria entrará em vigor na data de sua publicação, revogando-se as disposições em contrário. Dê-se Ciência. Cumpra-se. Publique-se. Registre-se. Atalaia, 02 de julho de 2013. Manoel da Silva Oliveira Prefeito Eraldo Acioly Lopes Secretário Municipal de Administração -----------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE PIAÇABUÇU PREGÃO PRESENCIAL Nº 027/2013 AQUISIÇÃO DE MATERIAL DE LIMPEZA HOMOLOGAÇÃO DO PREGÃO PRESENCIAL N° 027-2013 A Prefeita do Município de Piaçabuçu HOMOLOGA o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 194.378,66 (Cento e Noventa e Quatro mil Trezentos e Setenta e Oito reais e Sessenta e Seis centavos) EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N° 027/2013 Modalidade: Pregão Presencial nº 027/2013– Objeto: Aquisição de Materil de Limpeza. CONTRATANTE: Município de Piaçabuçu CNPJ: 12.247.268/0001-01, DETENTORA: BORDSETE COMÉRCIO LTDA - ME, CNPJ nº 12.466.706/0001-22. Foro: Piaçabuçu – Data de Assinatura: 16/07/2013 – Ordenador da despesa: Maria Lúcia Marinho da Silva Carmo. O conteúdo integral desta Ata de Registro de Preços encontra-se a disposição na sede do município, na Comissão Permanente de Licitação, Praça São Francisco de Borja S/N, PIAÇABUÇU/AL. Piaçabuçu /AL, 02 de Agosto de 2013. Maria Lúcia Marinho da Silva Carmo Prefeita -----------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DESANTO ANOTNIO HOMOLOGAÇÃO – PREGÃO PRESENCIAL Nº 006/2013 O Prefeito do município de Barra de Santo Antônio HOMOLOGA o presente processo no valor total de R$ 215.551,00 (duzentos e quinze mil quinhentos e cinquenta e um reais). EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 006/2013 Modalidade: Pregão Presencial nº 006/2013 – Objeto: Registro de Preços para fornecimento de Material de Limpeza – CONTRATANTE: Município de Barra de Santo Antônio, CNPJ: 12.262.713/0001-02. DETENTORA I: COSTA E JATOBÁ LTDA EPP, CNPJ: 00.985.062/0001-08. VIGÊNCIA: 27/06/2013 a 27/06/2013. DETENTORA II: F. RAMIRES DOS SANTOS EPP, CNPJ: 05.945.131/0001-65. VIGÊNCIA: 27/06/2013 a 27/06/2013. Itens, quantidades e preços unitários registrados disponíveis na íntegra na sede do município, na AV. Pedro Cavalcante, 614 Centro – Barra de Santo Antônio – Data de Assinatura: 27/06/2013 – Ordenador da despesa: José Rogério Cavalcante Farias. Barra de Santo Antônio, 27 de junho de 2013. José Rogério Cavalcante Farias Prefeito -----------------------------------------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DE SANTO ANTÔNIO HOMOLOGAÇÃO DO CONVITE N° 02-06/2013 O Prefeito do Município de Barra de Santo Antônio HOMOLOGA o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 144.009,00 (cento e quarenta e quatro mil e nove reais). EXTRATO DO CONTRATO N° 02-06/2013 – CV CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Barra de Santo Antônio, CNPJ: 12.262.713/0001-02. CONTRATADA: CERQUEIRA CONSTRUÇÕES & INCORPORAÇÕES LTDA ME, CNPJ: 14.999.810/0001-08. OBJETO: Serviço de Recuperação e Pavimentação, no valor de R$ 144.009,00 (cento e quarenta e quatro mil e nove reais). Barra de Santo Antônio/AL, 06 de agosto de 2013. José Rogério Cavalcante Farias Prefeito -----------------------------------------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE FLEXEIRAS DISTRATO DE CONTRATO N° 002/2013 – PP II CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Flexeiras, CNPJ: 12.262.721.0001/59. CONTRATADA: W A COMÉRCIO LTDA, CNPJ: 12.475.519/0001-05. OBJETO: Fornecimento de Gêneros Alimentícios. Itens: 18, 21, 50, 71, 72, 74, 35. Flexeiras/AL, 02 de agosto de 2013. Silvania Maria Cavalcante da Costa Pinto Prefeita -----------------------------------------------------------------------CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL PARA GESTÃO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA – CIGIP O SUPERINTENDENTE do CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL PARA GESTÃO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA – CIGIP, no uso de suas atribuições estatutárias, RATIFICA o presente processo administrativo importando no contrato de prestação de serviços de

instalação de central telefônica cujos termos seguem de acordo com o extrato abaixo. CONTRATANTE: CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL PARA GESTÃO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA – CIGIP, CNPJ nº 08.917.588 /0001-54. CONTRATADO: DANIEL CORREIA GOMES. CPF nº 508.700.844-53 OBJETO: prestação de serviços de instalação de central telefônica. VALOR GLOBAL: R$ 800,00 (oitocentos reais). CELEBRAÇÃO DO CONTRATO: 06/08/2013. VIGÊNCIA: 06/11/2013. FUNDAMENTAÇÃO: Art. 24, II, §1º da Lei nº 8.666/93 e suas alterações posteriores. Maceió (AL), 06 de agosto de 2013. O SUPERINTENDENTE do CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL PARA GESTÃO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA – CIGIP, no uso de suas atribuições estatutárias, RATIFICA o presente processo administrativo importando no contrato de prestação de serviços de instalação de central telefônica cujos termos seguem de acordo com o extrato abaixo. CONTRATANTE: CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL PARA GESTÃO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA – CIGIP, CNPJ nº 08.917.588 /0001-54. CONTRATADO: JONES DE LIRA SIMÃO. CPF nº 322.291.408-76. OBJETO: prestação de serviços de instalação e configuração de computadores. VALOR GLOBAL: R$ 3.570,00 (Três mil quinhentos e setenta reais). CELEBRAÇÃO DO CONTRATO: 06/08/2013. VIGÊNCIA: 06/11/2013. FUNDAMENTAÇÃO: Art. 24, II, §1º da Lei nº 8.666/93 e suas alterações posteriores. Maceió (AL), 06 de agosto de 2013. O SUPERINTENDENTE do CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL PARA GESTÃO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA – CIGIP, no uso de suas atribuições estatutárias, RATIFICA o presente processo administrativo importando no contrato de prestação de serviços de instalação de central telefônica cujos termos seguem de acordo com o extrato abaixo. CONTRATANTE: CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL PARA GESTÃO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA – CIGIP, CNPJ nº 08.917.588 /0001-54. CONTRATADA: MEYER COMERCIO E SERVIÇOS LTDA. CNPJ nº 01.199.931/0001-23 OBJETO: Fornecimento de uma máquina multifuncional monocromática. VALOR GLOBAL: R$ 3.950,00 (Três mil novecentos e cinquenta reais). CELEBRAÇÃO DO CONTRATO: 06/08/2013. VIGÊNCIA: 06/11/2013 FUNDAMENTAÇÃO: Art. 24, II, §1º da Lei nº 8.666/93 e suas alterações posteriores. Maceió (AL), 06 de agosto de 2013. -----------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPELA PORTARIA Nº 0174/2013 Institui o Comitê de Coordenação para Condução da Elaboração e implantação do Plano Municipal de Saneamento Básico de Capela. O Exmº Sr. Luiz Eustáqui Silveira Moreira Filho, Prefeito do Município de Capela, Estado de Alagoas, no uso de atribuições legais e de acordo com o art. 74 da Lei Orgânica do Município: Resolve: Art. 1º - Institui o Comitê de Coordenação para Condução da Elaboração e Implantação do Plano Municipal de Saneamento Básico de Capela, que será composta pelos seguintes Constituintes: Secretaria Municipal de Administração; Secretaria Municipal de Saúde; Secretaria Municipal de Educação; Secretaria Municipal de Assistência Social; Secretaria Municipal de Infraestrutura; Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente; Secretaria Municipal de Esporte e Lazer; Técnico e Suplente da Área de Engenharia e Educação em Saúde da FUNASA; Companhia de Saneamento de Alagoas - CASAL. Dê-se Ciência; Registre-se; Publique-se. Gabiente do Prefeito do Município de Capela, Estado de Alagoas em 31 de maio de 2013 Luiz Eustáquio Silveira Moreira Filho Prefeito de Capela -----------------------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPELA PORTARIA Nº 0175/2013 Institui o Comitê de Coordenação para Execução/Elaboração e implantação do Plano Municipal de Saneamento Básico de Capela. O Exmº Sr. Luiz Eustáqui Silveira Moreira Filho, Prefeito do Município de Capela, Estado de Alagoas, no uso de atribuições legais e de acordo com o art. 74 da Lei Orgânica do Município: Resolve: Art. 1º - Institui o Comitê Executivo para execução/elaboração e implantação do Plano Municipal de Saneamento Básico de Capela, que será composta pelos seguintes membros: Eduardo Lucena Cavalcante de Amorim - Fundepes - Engenheiro Civil Carlos Roberto Moura Leal Júnior - Fundepes - Engenheiro Civil Sônia Maria Aranha Góes - Fundepes - Assessora do Projeto Sócio Ambiental Vanessa Martins Loures - Fundepes - Assessora do Projeto Sócio Ambiental Willamis Tavares dos Santos - Assessoria de Comunicação Antonio de Almeida Neto - Agente Comunitário de Saúde Thiago Loureiro Silva - Gerente Municipal de Convênios João Ricardo Amorim - Setor de Finanças da Sec. Municipal de Assistência Social Saulo Siqueira Santana - Setor de Finanças da Sec. Municipal de Assistência Social Arthur José Pereira Cabral - Secretário Municipal de Infraestrutura Manoel Antonio Moreira dos Santos - Prestador de Serviços da Secretaria Municipal de Infraestrutura Maria Edite da Silva - Sociedade Civil José Monte da Costa Filho - Secretario Municipal de Agricultura e Meio Ambiente José Rodrigues Gouveia - Vereador Jose Eduardo de Almeida - Vereador Antonio Marcio da Silva - Advogado Felipe Borges - Assessor Técnico Ricardo Sérgio Lucena Vieira - Secretario Municipal de Esporte e Lazer Joacir Conceição da Silva - CASAL Carlos Mauricio Lopes de Goes - Chefe de Gabinete Dê-se Ciência; Registre-se; Publique-se. Gabiente do Prefeito do Município de Capela, Estado de Alagoas em 31 de maio de 2013 Luiz Eustáquio Silveira Moreira Filho Prefeito de Capela


Esportes |B5

Primeira Edição | 12 a 18 de agosto, 2013

> AMISTOSO

Suíça reúne melhores para enfrentar Brasil Time do técnico Luiz Felipe Scolari fará nesta quarta-feira primeiro amistoso após conquista de mais uma Copa das Confederações

Seleção joga contra Suíça, nesta 4ª feira, no primeiro amistoso após a conquista da Copa das Confederações

BERNA - O técnico Ottmar Hitzfeld anunciou na quintafeira a convocação de 21 jogadores para o amistoso que a Suíça fará contra o Brasil, nesta quarta-feira (14), em Basel, onde a equipe comandada pelo técnico Luiz Felipe Scolari disputará seu primeiro jogo depois da conquista da Copa das Confederações, obtida no fim de junho. O principal nome da lista é o meia-atacante Xherdan Shaqiri, do Bayern de Munique, enquanto os defensores Fabian Schaer e Michael Lang ganharão a primeira chance de atuar pela seleção principal da Suíça. Schaer, do Basel, foi chamado para este amistoso com os brasileiros como uma peça de reposição para o lugar de Johan Djourou, que foi submetido a uma cirurgia na virilha no mês passado. Já Lang, de 22 anos e jogador do Grasshoppers, outro clube suíço, espera poder fazer dupla de zaga com o experiente Stephan Lichtsteiner, de 29 anos, da Juventus. Confirmada nesta quintafeira como atual 15.ª colocada do ranking da Fifa - o Brasil se manteve em nono lugar nesta listagem -, a Suíça lidera o Grupo E das Eliminatórias Europeias da Copa do Mundo de 2014, com 14 pontos, quatro à frente da vice-líder Albânia. Depois de enfrentar a Suíça na próxima quarta-feira, o Brasil tem outros dois amistosos agendados para setembro. Primeiro irá encarar a Austrália, no dia 7 de setembro, em Brasília, para em seguida, no dia 10, enfrentar Portugal, em Boston, nos Estados Unidos.

RANKING A seleção brasileira permanece na nona colocação no ranking da Fifa, atualizado nesta quinta-feira. Após saltar 13 posições na atualização de julho da lista, em razão da conquista do título da Copa das Confederações, a equipe dirigida por Luiz Felipe Scolari manteve o seu posto entre as dez melhores seleções do mundo, com 1.089 pontos. Não era esperada movimentação relevante na situação do Brasil no ranking, pois a equipe não entra em campo desde o dia 30 de junho, quando derrotou a Espanha para conquistar o título da Copa das Confederações. Sem alterações nas 12 primeiras posições, o ranking da Fifa continua sendo liderado pela seleção espanhola, atual campeã europeia e mundial, com 1.484 pontos. A Alemanha segue na segunda colocação, com 1.257 pontos, à frente da Colômbia, com 1.219, e da Argentina, com 1.210. A Holanda permanece na quinta colocação, seguida por Itália, Portugal e Croácia. Após faturar o título da Copa Ouro, os Estados Unidos voltaram ao grupo das 20 melhores seleções da ranking da Fifa. A seleção norte-americana subiu três posições na lista e agora ocupa o 19º lugar. Assim, assumiu a condição de melhor seleção da Concacaf na lista, uma posição à frente do México. Já o Panamá, finalista da Copa Ouro, subiu 11 colocações e agora está em 40º lugar.


B6 | Social

Primeira Edição | 12 a 18 de agosto, 2013


Primeira Edição | 12 a 18 de agosto, 2013

Opinião |B7

A foto do fato

Editorial

Povo nas ruas, de novo Foi algo de fato motivador, a nação acompanhar, em junho, as manifestações que abarrotaram as ruas dos grandes centros. Uma mobilização cívica jamais experimentada desde a época das 'diretas' já e, mais adiante, do 'fora Collor'. Mas o coro de protestos não criou - e não poderia - um antídoto para cada um dos males que acometem este país de dramas e contrastes. Uma das notas marcantes das manifestações foi, sem dúvida, seu caráter apartidário, nenhuma sigla política teve direito à carona, mas, curiosamente, a ausência de comando deixou a mobilização como que acéfala e, mais que isso, sem diretrizes claras, sem objetivos definidos. Um amálgama de reivindicações dispersas. Por isso, enquanto a toda hora se fala na 'voz das ruas', para lembrar o sentido da 'advertência' que os protestos lançaram aos governantes, logo se perceberá que, para dar sentido prático e consequência material ao movimento nacional, será necessário, imperioso voltar com as marchas pelas ruas do país. Porque o governo, o Congresso Nacional e o Poder Judiciário não receberam um indicativo nítido das exigências populares, ficando cada um, por isso mesmo, com suas próprias interpretações do que deve fazer e de como deve agir - sem que, em muitas situações, ajam em consonância com a vontade da população. O povo, não apenas os jovens, precisa voltar ao palco da cena nacional para, de forma minimamente organizada, cobrar dos poderes as reformas, as leis e as ações que se fazem imprescindíveis à uma revolução pacífica capaz de transformar o Brasil numa nação mais justa e menos desigual. Por que foi esse, em última análise, o objetivo não explicitado dos protestos que fizeram tremar os alicerces do poder nacional em junho último.

Uma chuva de faixas inundou as ruas de Maceió na semana que passou: foi o marco comemorativo aos sete anos da Lei Maria da Penha, principal instrumento de combate à violência doméstica que continua ferindo e matando mulheres indefesas em Alagoas e em todo o País

Passando a limpo

O PT e a primazia do combate à pobreza

votados pela Câmara Esta semana o Senado Fe- estão o que deral retomou a rotina de agrava a votações da chamada pauta punição paprioritária, onde estão rela- ra corrupcionados projetos reclama- ção e cridos pela sociedade. Foi apro- mes contra vada, logo na reabertura dos a vida - que passaram a ser trabalhos, a eliminação da hediondos -, o "simples" para aposentadoria como pena advogados, Ficha Limpa para disciplinar para juízes e pro- servidor público dos três Pomotores condenados por deres, o que facilita o exercícorrupção e outros crimes. cio da iniciativa popular no Também nesta semana foi processo legislativo e o fim sancionado o Estatuto da do voto secreto em procesJuventude, pelo qual nos sos de cassação de mandato empenhamos e priorizamos de deputados e senadores. sua votação. É a primeira Na mesma condição estão, legislação, em nível constitu- ainda, o fundo de vítimas de cional, a tratar a juventude homicídio, a redução de como política de Estado. O suplentes e a vedação que Estatuto proporcionará aos cônjuges ou parentes posjovens brasileiros acesso aos sam ser suplente de senador, meios educativos e culturais a destinação dos royalties que tornarão nossa juventu- para educação e saúde e a de mais ativa na construção extensão dos direitos trabade um Brasil lhistas aos desenvolvido. empregados Além do EsÉ primeira legis- domésticos. tatuto da JuDa pauta priolação, em nível ventude, ouritária resta tros projetos constitucional, a ainda a Lei do da pauta tratar a juventude Passe para o prioritária já transporte escomo política de colar, o fim do passaram pela sanção Estado” foro privilegiapresidencial. do, o Plano Foi o caso Nacional de dos novos critérios de dis- Educação e o financiamento tribuição dos recursos do para área de saúde, que FPE, o projeto que respon- recebeu uma proposta de sabiliza a pessoa jurídica iniciativa popular para o que auferir vantagem com setor. corrupção e o que prevê o Os números falam por si. No atendimento integral pelo primeiro semestre, em pouSUS às mulheres vítimas de co mais de 15 dias, votamos violência sexual. mais de 40 proposições, toIgualmente foi sancionado o das elas oportunas e adesistema nacional de preven- quadas ao País. Devemos ção e combate à tortura e o persistir na intensidade e na projeto que define organiza- qualidade dos debates, gação criminosa. No Brasil, as rantindo que o Congresso organizações criminosas não Nacional jamais se dobrará à têm tratamento legal ade- inconsequência ou irresponquado, sendo genericamen- sabilidade fiscal. te tratado no delito de for(*) É senador pelo PMDB-AL e presimação de quadrilha, de medente do Congresso Nacional nor complexidade. Entre os projetos a serem

Aécio Neves (*)

Renan Calheiros (*)

0,612, o equivalente a 24%, maior do que a verificada na década seguinte, quando subiu para 0,727, ou 19%. Em resumo, na década do Plano Real e da estabilização da economia, de FHC, a performance do IDHM foi superior ao período seguinte, de Lula. Não se trata de uma pesquisa encomendada pelos tucanos. De reconhecimento mundial, o IDH é uma inicia-

Os dados da evolução do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) no Brasil entre 1991 e 2010 demoliram, de uma vez por todas, uma das teses mais repetidas pela máquina de propaganda do PT - a de que o partido detém a exclusividade e a primazia do combate à pobreza no país. A mais recente exposição dessa mitologia está no discurso da presidente da República na saudação ao papa Francisco, em sua chegada ao Rio, quando apontou "extraordinários resultados nos últimos dez anos na redução da pobreza, na superação da miséria e na garantia da segurança alimentar à nossa população". Não é o que mostra a comparação do IDHM nas duas décadas cobertas pelo estudo, na qual preponderaram os governos dos ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva. O IDHM geral para o Brasil saiu da faixa de "muito baixo" (0,493), em 1991, e passou para "alto" (0,727), em 2010, uma variação de 47,5%. Obviamente, ao contrário do que imaginam os petistas, essa melhoria não se deu toda a partir de 2003. Nos anos 90, saltou de 0,493 para

“O que Gabeira aponta, com correção e pertinência, é o que constatamos todos os dias, especialmente na internet” tiva do Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento). Para afastar qualquer suspeita de favorecimento, é bom registrar que o trabalho foi executado pelo Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea), ligado ao próprio governo federal, e pela Fundação João Pinheiro. E o lançamento se deu num anexo do Palácio do Planalto.

Rumo a completar seu décimo primeiro ano no poder, e vendo sua popularidade se esvair, mais do que nunca o PT precisa agora se escorar nesse mito que ele próprio se incumbiu de construir. Nem mesmos os dirigentes da legenda acreditam na sua veracidade, mas continuam a reproduzir a cantilena, sobretudo depois que o mito fundador, o do monopólio da ética, foi soterrado pelas condenações do mensalão. Em artigo recente, o jornalista e exdeputado Fernando Gabeira chama a atenção para o tipo de prática política em que a versão é mais importante que a verdade e em que militantes se dispõem a repetir mecanicamente as teses que vêm da cúpula partidária: "Ao constatar que são frágeis, tentam salvá-las com seu entusiasmo e, naturalmente, com a raiva contra quem discorda". Infelizmente, o que Gabeira aponta, com correção e pertinência, é o que constatamos todos os dias, especialmente na internet. (*) É senador pelo PSDB de Minas Gerais

Parabéns, Barra? Nado Torres (*)

A Barra de São Miguel completou, no dia 02 de agosto, meio século. Apesar de jovem, o município, que foi criado num dos mais belos litorais do Brasil, parece velho. Foram as más gestões que atrofiaram o desenvolvimento do lindo balneário. É vergonhoso - e muito mais se o compararmos a outros lugares turísticos como seu potencial, parado no tempo, inibiu-se em mãos incompetentes. Este diretor da tradicional Folha da Barra chegou há quinze anos no município. À época, gerenciava um famoso hotel da cidade. Hoje, fico estupefato ao saber que durante esse tempo, os quinze anos, a Barra de São Miguel teve sete prefeitos - sem contar com o atual. Ninguém duvida que a conta absurda é sintoma do descompromisso com o lugar. Esse número de prefeitos, ora, corresponde a 28 anos de gestão! Deus criou o mundo em seis dias. Cansado pelo esforço em criar tal obra, mereceu um dia de descanso.

No sétimo dia, de malas prontas, Deus desembarcou na Barra. Afinal, somente um lugar paradisíaco, obra de seu esmero e capricho, mereceria acomodar o relax divino. Talvez durante algum tempo desses cinquenta anos ele tenha pensado: "Hereges, não aproveitaram minha obra-prima". Mas o olhar clínico da Folha da Barra

“Mas o olhar clínico da Folha da Barra adivinhou logo de cara o grande potencial turístico do município” adivinhou logo de cara o grande potencial turístico do município. Assim, há dez anos a revista vem se consolidando como uma vitrine, ou outdoor, para as belezas da Barra. Dos cinquenta, dez anos surtiram

efeito considerável na divulgação do balneário. Sob as lentes da Folha, as potencialidades da Barra de São Miguel ganharam o estado, o País, o mundo. Bela, mas discreta, a Barra - e ninguém pode questionar isso entrou em cena a partir das coloridas páginas da revista, que se tornou um patrimônio do lugar. Havia o "negócio", mas não existia sua alma! Apesar dos pesares, a Folha sempre acreditou na Barra de São Miguel. E hoje aposta mais do que nunca que ela vivenciará novos tempos, recuperando os muitos anos em que se manteve na indolência. Com isso, a revista quer poder dizer de fato, em seus aniversários futuros, "parabéns" de modo afirmativo, sem a desconfiança do incômodo sinal de interrogação do título. (*) É diretor-responsável da Folha da Barra

> OS ARTIGOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES E NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DESTE JORNAL

Endereço: Rua Moema Cavalcante Basto, 314 - Lot. Barra Mar | CEP 57.180-000 Fone: (82) 3021-5837/ 3021-0563 - Barra de São Miguel | Alagoas

Escritório: PRIMEIRA EDIÇÃO JORNAL ON-LINE IMPRESSA LTDA - ME CNPJ 08.078.664/0001-85 CMC 130003

Rua Godofredo Ferro, nº 215 - Centro - Maceió | Alagoas | CEP 57.020-570 Atendimento ao assinante: (82) 3021-0563

Luiz Carlos Barreto Goes Diretor-Geral

Romero Vieira Belo Diretor Editorial

Alda Sampaio Diretora Comercial

FTPI Representação Publicidade e Marketing Ltda Representante nacional do Primeira Edição Alameda dos Maracatins, nº 508 - 9º andar - Indianópolis/SP CNPJ 03.269.504/0001-08 / Insc. Est. Isenta Tel: (81) 2128-4350 / Cel: (81) 9175-5829 fred.recife@ftpi.com.br


Primeira Edição | 12 a 18 de agosto, 2013

B8 | Especial

> POSIÇÃO

Conexão Di Menezes e-mail: dimenezes2012@hotmail.com contato: (82) 9112-4903

GASTRONOMIA

Entidades reiteram posição contrária ao 'Mais Médicos' Manifesto defende contratação de médicos por concurso, com garantias trabalhistas Miguel Goes

SPETTUS steak house A clientela vip que outrora pontificava no Famiglia Giuliano, volta a marcar presença na Spettus steak house, durante o almoço executivo e o deleite no jantar. Isso, porque o bufê tem caprichado nos frutos do mar e nas carnes nobres, que devem ser acompanhadas de um bom vinho. O salão de eventos da casa é a sugestão para comemorações festivas. (82)3304-3100 Caruaru Galeteria Uma equipe superpreparada sabe que os profissionais liberais antenados com o mundo dos negócios, sentem-se à vontade no momento relax das refeições. E por isso a clientela especial do Caruaru são atendidos de pronto, pois adoram os quitutes aromáticos das comidinhas de boteco, supimpas!... (82)3327-0782 Bodega do Sertão O proprietário Nado Freire, colhe os louros do sucesso com a sua Bodega do Sertão, que está entre os cem melhores restaurantes do Brasil, sem pagar um centavo por isso. É a vitória da perseverança do fazer bem feito , principalmente no ramo da culinária. 82)3327-4446 Churrascaria do Bigode Churrascarias existem muitas por aí, mas, existe um diferencial que não é só carne no espeto. Surgiu no sul do país e ganhou a preferência na cional, porém, existem outros itens que a Churrascaria do Bigode conquistou nesses anos todos: aquele toque super no preparo de um churrasco de qualidade nota 10. (82) 3331-334

Brasília - Após encerrarem neste sábado (10/8) os dois dias de discussões do Encontro Nacional de Entidades Médicas (Enem), os profissionais divulgaram uma carta reafirmando o posicionamento contra o Programa Mais Médicos e pela derrubada dos vetos à lei que regulamenta a atividade no país e que ficou conhecida como Lei do Ato Médico. No texto, as entidades da área médica defendem a atuação de profissionais formados no exterior apenas após terem passado pelo Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeiras (Revalida) As entidades defendem ainda a contratação de médicos por meio de concurso público nacional e com garantia dos direitos trabalhistas. No próximo dia 20, quando os deputados e senadores devem decidir se aprovam ou rejeitam os vetos presidenciais à Lei do Ato Médico, os profissionais planejam atos de mobilização no Congresso Nacional. "Propomos a defesa da criação da carreira de Estado para o médico, ponto essencial à interiorização permanente da assistência em saúde, com a fixação do profissional e a melho-

Presidente do Sindicato dos Médicos de Alagoas, Wellington Galvão reafirma apoio às entidades nacionais que mantêm posição contrária ao programa de ‘recrutamento’ de profissionais para atuar na rede pública

ria das infraestruturas de atendimento em áreas remotas", diz a carta. O Mais Médicos prevê a contratação de profissionais formados no exterior para ocupar as vagas que não forem preenchidas pelos brasileiros em periferias de grandes centros e no interior do país. As entidades médicas, no entanto, criticam essa ação e argumen-

tam que os médicos brasileiros não se fixam em cidades do interior devido à falta de estrutura da rede de saúde. O manifesto final do Enem é assinado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), pela Associação Nacional de Médicos Residentes (ANMR), Associação Médica Brasileira (AMB), Federação Nacional dos Médicos (Fenam) e Federa-

ção Brasileira de Academias de Medicina (Fbam). Os problemas de saúde no Brasil não podem ser atribuídos só à falta de médicos, mas este é um dos problemas mais sérios, disse neste sábado (10/8), em Porto Alegre, a presidenta Dilma Rousseff durante a entrega de retroescavadeiras a prefeitos de cidades gaúchas.

Dilma volta a defender Programa

DI QUE SE FALA... Cadê o dinheiro? Empurrando com a barriga há vários anos o pagamento do FGTS dos funcionários de órgãos extintos de gestões passadas, que amargam até hoje , receber o que lhes é devido pelo governo alagoano. A chamada CARHP , da secretaria de Gestão Pública planeja mas não executa e vai protelando há muitos anos. Patrono Ele curte namorar uma belezoca, porém, tem que ter um título honorífico . É assim que o deputado Dudu Holanda curte a vida. Ele " patrocinou" o certame "Miss Alagoas", e como recompensa ganhou o coração da vencedora, mesmo depois de uma eleição fraudulenta, segundo a candidata que ficou em segundo lugar. ETERMUS Sem muito alarde, aconteceu no dia 03 de agosto no Jaraguá Tênis Clube, o lançamento da ETERMUS banda, formada por ex-integrantes do Grupo 6 e o New Orleans. Foi um sucesso retumbante! A geração dos anos 60 se esbaldou no salão lotado de muitos casais da sociedade, como Marcos Malta e Nelma, Alberon e Ana Toledo, o fotógrafo Tadeu Giuliani e sra. O cantor Neto deu um show!... Mumbai A incansável Jacira Leão promovendo mais uma "Noite em Mumbai", no próximo dia 15, no Armazém Uzina. O traje solicitado é o indiano, esporte fino ou preto e branco. CESMAC- Bolsas Ibero-Americanas O programa de Bolsas Ibero-Americanas, desenvolvido pelo Santander Universidades, o CESMAC é a instituição de Ensino Superior de Alagoas, com o maior número de inscritos na 3ª Edição desse projeto. O objetivo é promover a internacionalização da atividade acadêmica e estreitar o relacionamento entre universidades dos países iberoamericanos.

Ao defender o Programa Mais Médicos, Dilma fez um balanço da situação da saúde no país. Lembrou que o Brasil tem uma cobertura de 1,8 médico por mil habitantes, bem menor que a da Argentina, de 3,2, e a do Uruguai, de 3,7 médicos por

mil habitantes. "Nós temos um problema de acesso ao médico, daí porque o governo federal decidiu fazer o Programa Mais Médicos, em consonância com o pleito dos prefeitos", justificou a presidenta. Ela reconheceu a falta de

médicos em várias especialidades como, por exemplo, a pediatria, e a má distribuição de leitos no Sistema Único de Saúde. Segundo Dilma, 700 municípios não têm nenhum médico e 1,9 mil tem menos de um profissional por 3 mil habitantes. "Há uma concen-

tração de médicos nas zonas urbanas das capitais. Não há médicos nas periferias das grandes cidades brasileiras, não há médicos na mesma proporção no interior, no Norte, no Nordeste e em algumas regiões do país, não há médicos", disse.

110813  

Edição impressa do dia 12 de agosto

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you