Page 1

Collor parte para ataques; Renan Filho ignora > A-3 Receita libera consulta ao IR Os contribuintes com direito à restituição do Imposto de Renda podem consultar se estão no 4º lote, a partir das 9 horas desta segunda-feira. A consulta foi liberada pela Receita Federal. Os valores das restituições serão creditados no próximo dia 17. > A-2

edição PRIMEIRA

Mega-Sena acumula novamente Ninguém cravou as dezenas 05, 06, 12, 15, 22 e 43 da Mega-Sena deste sábado (8/9). Acumulado, o prêmio da próxima quarta-feira (12) deverá ser de R$ 28 milhões. A Quina vai pagar R$ 22 mil a cada ganhador. Quem acertou a Quadra vai receber R$ 519.

Ano 13 | Edição 789 | Maceió, Alagoas, 10 a 16 de setembro, 2018 | R$2,00

Petrobras suspende reajuste diário da gasolina > A-5 Preso na Paraíba, jovem afirma que matou Silvânio para roubar

Divulgação

Vereador foi morto no próprio apartamento, com 50 facadas, segundo agressor O jovem Henrique Matheus da Silva Souza confessou ter assassinado o vereador Silvânio Barbosa. Preso no interior da Paraíba, o suspeito disse à Polícia alagoana que conheceu Silvânio há 15 dias e que o matou - a facadas - para roubá-lo. Com Henrique Souza, além do

carro que pertencia ao vereador, a Polícia apreendeu R$ 10 mil em dinheiro, roupas sujas de sangue, oito relógios e dois celulares. O corpo de Silvânio foi encontrado na manhã de sábado (8) no apartamento dele, no condomínio Central Park, área do Benedito Bentes. > A-2

Rui e Kelmann decretam luto oficial

> A-2

Divulgação

Suspeito de matar Silvânio (de costas) foi preso no interior da Paraíba

Bolsonaro não mais virá a Maceió nesta eleição; visita seria na 4ª, dia 12 Com consequência do atentado sofrido em Juiz de Fora, o presidenciável Jair Bolsonaro não mais virá a Maceió e não fará mais campanha de rua. A viagem do líder das pesquisas a Alagoas deveria acontecer na próxima quarta-feira (12), mas te-

Jair Bolsonaro se recupera em hospital em São Paulo; após atentado, ele não mais fará campanha nas ruas

Consumo baixo assegura deflação durante agosto> A-5

ve de ser cancelada depois que ele foi esfaqueado no interior de Minas Gerais. Bolsonaro está internado no Hospital Alberto Einstein, em São Paulo, para onde foi levado após ser operado em Juiz de Fora. Seu quadro clínico é bom. > A-3

Aliados farão corpo-a-corpo; Jair atuará nas redes sociais

Haddad tem até esta terça para assumir candidatura > A-4

> A-3

TJ de Alagoas é destaque entre pequenos Tribunais > A-2

CSA está a 1 ponto do líder Fortaleza Brasil encara El Salvador nesta 3ª

Inter vence Grêmio e segue líder

Após vencer os EUA por 2x0 (gols de Roberto Firmino e Neymar), sexta-feira, em Nova Jersey, a seleção brasileira enfrenta a de El Salvador nesta 3ª feira (11) em Maryland, no 2º amistoso do pós Copa. > B

O São Paulo venceu o Bahia por 1x0, no sábado, dormiu na liderança da Série A, mas o posto foi reconquistado pelo Internacional, que jogou bem e derrotou o Grêmio, em Porto Alegre, neste domingo. > B

Rodada fantástica para o campeão alagoano: o CSA venceu o Figueirense por 2x1, de virada em SC, enquanto o Fortaleza perdeu de 2x0 para o Criciúma. Com isso, o líder da Série B tem 47 pontos e o Azulão, 46. Nesta 3ª feira, no Rei Pelé, o CSA recebe o Vila Nova de Goiás. Já o CRB, após empatar em 1x1 com o Guarani, aqui no Trapichão, viaja para o Rio Grande do Sul a fim de encarar o Brasil de Pelotas. > ESPORTES

Fale conosco | Redação: (82) 3021.5837 | Comercial: (82) 3021.0563 | Assinante: (82) 3021.0563 | Internet: http://www.primeiraedicao.com.br | e-mail: contato@primeiraedicao.com.br


Primeira Edição | 10 a 16 de setembro, 2018

A2 | Política

IÓ E C MA UTO L E D Da Redação

Preso no interior da Paraíba, o jovem Henrique Matheus da Silva Souza confessou à Polícia alagoana que matou o vereador Silvânio Barbosa - que conhecera havia 15 dias - com "cinquenta facadas" para roubá-lo. Com ele, os policiais encontraram R$ 10 mil, oito relógios e dois celulares, além do carro que pertencia ao vereador e foi usado para a fuga. O assassinato do vereador Silvânio Barbosa (MDB) está sendo investigado por policiais sob o comando dos delegados Fábio Costa, da Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic) e Eduardo Mero, coordenador da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa. À Polícia paraibana, Henrique Souza confessou o crime em detalhes: disse que iniciou uma relação com Silvânio há 15 dias e viu que ele tinha muitos pertences de valor em seu apartamento. Diante das facilidades que observou, planejou o crime e levou o que podia no próprio carro do vereador.

Criminoso é preso na PB e confessa ter assassinado Silvânio para roubar Prefeitura e Câmara Municipal decretam luto oficial; governador Renan Filho emite nota de pesar fotos: Divulgação

Submetido à necropsia por peritos do Instituto Médico Legal, o corpo de Silvânio Barbosa foi velado no colégio onde ensinava e sepultado neste domingo, no Memorial Parque Maceió, no Benedito Bentes.

LUTIO E PESAR

O presidente da Câmara Municipal, Kelmann Vieira, e o prefeito Rui Palmeira, emitiram nota de pesar pelo falecimento do vereador emedebista e decretaram luto oficial. O governador Renan Filho, também do MDB, divulgou nota em que lamenta a morte do vereador Silvânio Barbosa. "O Estado não medirá esforços para solucionar o crime e punir os responsáveis o mais rápido possível", disse.

OS FATOS

O corpo do vereador foi encontrado na manhã de sábado (8), em seu apartamento no condomínio Central Park, no Benedito Bentes, o complexo habitacional onde Silvânio se projetou como líder comunitário e ingressou na vida política.

Silvânio Barbosa se destacou como um vereador combativo e atuante

(PSDB), mas mantendo sempre posição de independência. .

TRAJETÓRIA

Henrique Souza confessou ter matado Silvânio Barbosa com 50 facadas

O estado em que o corpo foi achado (exalando forte mau cheiro e com indícios de perfurações a faca) exibia sinais de que o vereador fora assassinado há mais de 24 horas. Tão logo o corpo foi encontrado, o comando da Delegacia de Homicídios e da Divisão

Especial de Investigação e Capturas (Deic) mobilizou uma equipe para investigar o caso. Candidato a deputado estadual pelo MDB, Silvânio Barbosa se notabilizou pela postura combativa dentro da Câmara Municipal, onde fazia oposição ao prefeito Rui Palmeira

Silvânio Barbosa dos Santos, de 46 anos, começou a atuar politicamente como líder estudantil, tendo se destacado como vice-presidente da União dos Estudantes Secundaristas de Alagoas (Uesa). Nascido em Anadia, cidade do interior alagoano, Silvânio Barbosa se destacou como prefeito comunitário do Benedito

Bentes, função que exerceu a partir de 1997, tendo conquistado seu primeiro mandato de vereador por Maceió em 2012. Visto como um político 'sem papas na língua', Barbosa também foi diretor de projetos da Guarda Municipal de Maceió e diretor de Assistência Técnica e Irrigação do Estado. Depois se eleger com mais de 10 mil votos em 2012, Silvânio disputou a reeleição em 2016 e obteve 7.160 votos, garantindo novo mandato.

> JUDICIÁRIO

TJ alagoano melhora produtividade e é 2º entre 12 'pequenos tribunais' A produtividade do Tribunal de Justiça de Alagoas, no âmbito específico do segundo grau, foi o segundo maior entre os 12 tribunais de pequeno porte do Brasil, com média de 1.821 processos baixados por desembargador, em 2017 - conforme dado exibido no Justiça em Números, divulgado pelo Conselho Nacional de Justiça. Quando se considera a Justiça alagoana como um todo, primeiro e segundo graus, o relatório mostra o estado em 6º lugar quanto à produtividade, com o quantitativo de 1.223 casos baixados por magistrado. Ainda segundo o Justiça em Números, o Judiciário de Alagoas é um dos quatro tribunais de pequeno porte que teve 100% dos novos processos entrando de forma eletrônica. O

ndice de produtividade dos servidores, o TJAL ocupa o 4º lugar com média de 131 processos baixados por servidor. Considerando só os servidores da área judiciária, a Justiça de Alagoas está em 4º lugar no primeiro grau e em 2º lugar no segundo grau. De acordo com o chefe da Assessoria de Planejamento e Modernização do Poder Judiciário, Clóvis Gomes, embora a taxa de congestionamento total e líquida tenha ficado alta, de acordo com o mesmo relatório, entre as cortes de pequeno porte, o TJAL possui um dos menores quantitativos de magistrados e servidores. "Observa-se que os indicadores de produtividade por magistrado e servidor se encontram entre os maiores dos

TJ de Alagoas tem mais produtividade na compração com diversos outros tribunais de pequeno porte do País

tribunais de pequeno porte, o que por sua vez demonstra que a taxa de congestionamento não é decorrente de baixa pro-

dutividade", esclareceu. Para dar mais celeridade à Justiça alagoana, o presidente do TJAL, desembargador Otá-

vio Leão Praxedes, convocou os magistrados aprovados no último concurso, assim como promoveu concurso público

para servidores. Outro reflexo na taxa de congestionamento é referente ao volume de processos de execução fiscal que se acumulam e impactam a taxa. A Justiça alagoana tem o 3º maior volume desses processos entre os 12 tribunais de pequeno porte. O diagnóstico geral do Judiciário brasileiro, que tem como base o ano de 2017, contém as informações apresentadas pelos tribunais do país seguindo a resolução nº 76 de 2009, do CNJ. Considerado tribunal de pequeno porte, o TJAL tem seus números comparados com os dos tribunais estaduais da Paraíba, Rio Grande do Norte, Mato Grosso do Sul, Piauí, Sergipe, Amazonas, Tocantins, Roraima, Acre, Amapá e Roraima. ( Com Assessoria ).

> QUARTO LOTE

Consulta à restituição do IR está liberada nesta 2ª feira A consulta ao 4º lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física- 2018 será liberada a partir das 9h desta 2ª feira (10). Esse lote também contempla restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2017. A correção variará de 3,15%, para as declarações entregues em maio deste ano, até 105,27%, para os contribuintes que estavam na malha fina desde 2008. O índice equivale à taxa Selic (juros básicos da economia) acumulada desde o mês de entrega da declaração

até setembro deste ano. O crédito bancário para 2.646.626 contribuintes será feito em 17 de setembro, totalizando o valor de R$ 3,3 bilhões. Desse total, R$ 219,3 milhões são destinados a contribuintes com prioridade: 4.863 idosos acima de 80 anos, 36.308 entre 60 e 79 anos, 5.490 com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave e 18.409 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério. Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte de-

Receita Federal libera consulta ao 4º lote de restituições nesta segunda

ve acessar a página da Receita na internet, ou ligar para o Receitafone, número 146. Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível verificar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nessa hipótese, o contribuinte pode fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora. A Receita oferece ainda aplicativos para tablets e smartphones para consulta à declaração e à situação cadas-

tral no CPF. Com ele é possível verificar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre a liberação das restituições. A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá fazer requerimento por meio da internet, mediante o Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF. (Agência Brasil).


Primeira Edição | 10 a 16 de setembro, 2018

Política | A3

> ATENTADO Romero Vieira Belo

Enfoque Político Collor provoca, RF ignora A campanha sucessória continua morna, em Alagoas, mesmo com a entrada em cena do senador Fernando Collor, principal desafiante do governador Renan Filho. A refrega segue polarizada, sem sinais do surgimento de uma terceira via, isto é, de mais um candidato com força para 'se impor' na disputa. Segundo o calendário definido pelo TSE, a campanha será muito breve, com apenas 35 dias de Guia Eleitoral no rádio e TV, sendo que 11 dias já se passaram. Ainda assim, os programas não são diários para todos os postulantes, mas com apresentações alternadas entre candidatos a governador e a presidente. Campanha de rua quase que não existe. Comícios são coisa de passado distante, enquanto as carreatas estão minguando por falta de atrativos. Nesse sentido, o equilíbrio é total entre os candidatos, que 'se dão melhor' com caminhadas. Collor tem usado uma estratégia primária: bater em Renan Filho, a tática recorrente de quem começa a disputa em desvantagem. Mas as cotoveladas do senador não surtem o efeito desejado ante a intencional falta de 'revide' por parte do governador. A vantagem de RF lhe permite, por enquanto, fazer uma campanha mais propositiva, ora mostrando o que já fez, ora lançando fragmentos de seu projeto de governo para um eventual segundo mandato a partir de janeiro próximo. Collor, entretanto, não esmorece. Tem percorrido o estado, com visitas quase meteóricas dada à exiguidade do tempo. O ex-presidente sabe que está em jogo não o governo do Estado, mas a única vaga de senador que estará em disputa em 2022. Por isso, e porque os aliados precisam de um comandante à frente do processo, a campanha tende a se intensificar e será muito bem disputada até o último dia. Collor sabe que assumiu uma missão de múltiplos desafios, sem chance de recuo. Sabe, também, que o maior desafio será tentar reverter o apoio de políticos que selaram alianças com Renan Filho lá atrás, quando o senador ainda falava em sair candidato à Presidência da República. DESCASO ANTIGO

AQUI EM MACEIÓ

O Museu Nacional, consumido pelo fogo, é apenas um dos milhares de imóveis abandonados pela União. O descaso vem de muito longe e perdurou nos governos de Lula, Dilma e Temer.

Em Maceió, o prédio que serviu de sede do escritório do TCU é o mais 'novo' imóvel federal abandonado. O do INSS, na Praça dos Palmares, lembra uma estrutura destruída por um ataque aéreo.

O BRASIL IDEAL DOS PRESIDENCIÁVEIS A campanha presidencial está uma beleza. Ciro promete pagar dívidas de quem está encrencado com SPC e Serasa. Meirelles diz que vai consertar a economia, que não consertou quando estava no governo. Marina promete acabar com o foro privilegiado. Alckmin vai pagar o gás dos miseráveis. Haddad vai reduzir o Imposto de Renda, que Lula e Dilma deixaram nas alturas... SEM RODRIGO

PRETO E BRANCO

Candidato a federal, Fernando James (filho de Collor) aparece no Guia Eleitoral pedindo voto para Benedito de Lira, ignorando que a coligação tem outro postulante ao Senado: Rodrigo Cunha.

O telespectador do Horário Gratuito televisivo ainda não entendeu o que levou o marqueteiro de Biu de Lira a produzir suas imagens em preto em branco. Para associá-lo a 'tempos imemoriáveis'?

MARCELO VICTOR CUMPRE ACORDO COM SERVIDORES NA ALE Deputado Marcelo Victor prometeu e está cumprindo à risca seu compromisso com os servidores da Assembleia Legislativa. Além de vir aplicando as parcelas do reajuste de 15% nos meses combinados, também está implantando, em duas parcelas, a data-base de 2016, ou seja, correção de 6.29%. Cotado para a eleição de federal, Marcelo Victor terminou optando por disputar a renovação de seu mandato no Poder Legislativo alagoano.

VOTO ESTÁVEL

MEIRELLES

O governador Renan Filho reitera sua posição quanto ao pleito presidencial: continua com Lula. Quando não mais houver meios para recurso, apoiará Fernando Haddad, até aqui o vice do PT.

Na TV, ele diz que foi chamado para resolver as crises. Primeiro, foi Lula, depois Dilma e a seguir Temer. Ora, e por que não as resolveu? Do contrário, não estaria sendo chamado de novo...

BOMBA EXPLODE SOBRE CABEÇA DE HADDAD O Ministério Público do Estado de São Paulo acaba de apresentar denúncia contra Fernando Haddad, substituto de Lula na chapa presidencial do PT. Ele é acusado de corrupção pelo recebimento de R$ 2,6 milhões de propina da empreiteira UTC Engenharia para pagamento de dívida contraída em sua campanha eleitoral à Prefeitura da capital paulista em 2012. GRANDE LÍDER

NÃO QUERIA

Com a brutal morte do vereador Silvânio Barbosa, Maceió perde o seu maior líder comunitário. Enérgico e combativo, Silvânio deixa a marca de um político preparado, destemido e ousado.

Em sucessivos contatos com o Colunista, Silvânio Barbosa não demonstrava interesse em disputar a eleições deste ano. Seu nome era bem cotado para conquistar uma vaga de deputado estadual.

Bolsonaro já não terá mais agenda para visitar Maceió Líder das pesquisas tinha programado uma viagem a Alagoas nesta quarta-feira fotos: Divulgação

Da Editoria de Política

Líder absoluto das pesquisas sobre a sucessão presidencial, o deputado federal Jair Bolsonaro continua se recuperando do atentado a faca sofrido em Juiz de Fora e, provavelmente, não terá mais tempo para realizar sua visita a Alagoas, que estava programada para acontecer nesta quarta-feira (12). Bolsonaro havia agendado viagem a Maceió a fim de manter contatos políticos e tentar atrair votos que, em princípio, seriam direcionados para o expresidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está fora da disputa por decisão do Tribunal Superior Eleitoral. Quinta-feira (6), Bolsonaro foi vítima de um atentado a faca durante ato político no centro de Juiz de Fora. Segundo a mais recente pesquisa do Ibope, Bolsonaro tem 22% das intenções do eleitorado brasileiro, enquanto Marina Silva (Rede) e Ciro Gomes (PDT) aparecem em segundo lugar, com 12%, portanto, tecnicamente empatados. A vinda de Bolsonaro tinha sido confirmada pela direção estadual do PSL, que havia preparado grande recepção para o presidenciável no Aeroporto Zumbi dos Palmares. Capitão do Exército e depu-

Jair bolsonaro fez um corpo-a-corpo arriscando, em Juiz de Fora, no meio da multidão onde estava seu agressor

tado federal pelo PSL, Jair Messias Bolsonaro é o único dos 13 candidatos à Presidência da República com vaga garantida no segundo turno, segundo as indicações das pesquisas e avaliações dos analistas políticos. Com um discurso duro e a promessa de militarização de seu governo, Jair Bolsonaro garante que, se eleito, não se comporá com os blocos tradicionais que 'mandam' no Congresso Nacional. Por ser o líder das pesquisas, o candidato do PSL tem

sido alvo de ataques de seus concorrentes, principalmente do tucano Geraldo Alckmin (que está perdendo a disputa para Bolsonaro em São Paulo, seu grande reduto, conforme as pesquisas) e Ciro Gomes, o cearense que tem prometido, até, resolver o problema financeiro de 63 milhões de devedores cadastrados no SPC e Serasa. Em recente visita a uma associação de aposentados, em São Paulo, Ciro Gomes, atacou Jair Bolsonaro e xingou o can-

didato ao governo de São Paulo João Doria (PSDB). Ao defender propostas de seu programa de governo, Ciro afirmou que Bolsonaro quer se beneficiar ao falar sobre valores cristãos e chamou João Doria de "vagabundo" e "nojento". Durante sua visita a Alagoas, Bolsonaro circularia ao lado de Josan Leite, candidato ao governo do Estado, e de Flávio Moreno, presidente estadual do PSL e candidato a senador.

Candidato esfaqueado fará sua campanha usando redes sociais O deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), candidato ao Senado pelo Rio, disse que provavelmente seu pai, Jair Bolsonaro, não fará mais campanhas na rua devido ao seu estado de saúde. "Estou indo para lá [São Paulo], se ele estiver em condições, para definir como será a partir de agora essa campanha", disse, em vídeo postado no Facebook. Na mensagem, o deputado disse também que ia à Polícia Federal para saber como estão as investigações em torno do homem que esfaqueou o presidenciável. Ele destacou que o ato "parece muito bem premeditado", e que o vídeo da gravação parece mostrar que a faca que atingiu Bolsonaro passou entre as pessoas que estavam no comício, em Juiz de Fora. Flávio Bolsonaro voltou a defender o uso de armas dizendo que "armas nas mãos de pessoas do bem salvam vidas". O deputado também fez críticas ao PT, a Geraldo Alckmin, candidato a Presidência

Esta foto mostrando o corte na barriga de Bolsonaro foi divulgada neste domingo pelo senador Magno Malta

da República pelo PSDB, e à imprensa. "Às vezes, é na bala que se resolve mesmo. Como é que vai tirar fuzil da mão de criminoso, de traficante? É com florzinha, seu Alckmin", disse o deputado estadual, em gravação no Facebook.

ALIADOS

Aliados de Jair Bolsonaro dizem que ele não deve mais

fazer campanha na rua após ser agredido em Juiz de Fora (MG) e enquanto se recupera do ataque que sofreu. Em entrevistas no hospital Albert Einstein, onde Bolsonaro está internado desde a manhã desta sexta-feira, o deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS) e o senador Magno Malta (PRES), que integram a articulação política da campanha do candi-

dato, dizem que agora são seus apoiadores é que irão para as ruas. De acordo com Lorenzoni, os aliados farão "vigília e oração" até esta segunda-feira (10) e depois irão para as ruas defender a candidatura do presidenciável. Ele pediu para que apoiadores não venham ao hospital nos próximos três dias.

> OPINIÃO

Uma facada na Democracia Romero Vieira Belo Editor Geral

A faca que penetrou a barriga de Jair Bolsonaro não feriu, apenas, o candidato à Presidência da República. Ela atingiu em cheio o coração da Democracia brasileira, que tem na soberania do voto e na independência dos candidatos seus grandes fundamentos. Junto com Bolsonaro, esfaqueado no meio da multidão que o aplaudia em Juiz de Fora, foram agredidos milhões de brasileiros que acre-

ditam na democracia como fonte de liberdade e que veem o processo eleitoral como único caminho, isento e pacífico, capaz de conduzir o Brasil a uma situação de dias melhores. A violência é fruto da insanidade, mas é tempo - como no caso de Bolsonaro - produto da intolerância que deve merecer, sempre, a repulsa dos que lutam pelo estado de direito democrático. O ato perpetrado - o atentado contra a vida de Bolsonaro é tão grave quanto o motivo eu lhe deu origem. Ao tentar

excluir da disputa eleitoral um candidato legítimo (importando menos, aqui, sua liderança atestada por pesquisas), o agente da sandice se insurgiu contra a Democracia, porque quis, por método vil e odioso, impedir que milhões de brasileiros nele votassem. De outro ângulo, o militante criminoso não agiu apenas para tirar a vida de Jair Bolsonaro, mas, também, para frustrar a vontade de milhões de brasileiros que, nas pesquisas de intenção de voto, manifestam o desejo de conduzi-lo à Presidência da República.

O episódio, ainda por outro lado, escancara um problema crucial vivido pelo Brasil dos dias atuais: o avanço incontido da violência criminal, um problema que até agora não foi como deveria - enfrentado com a devida seriedade nas últimas décadas. Talvez - e é lamentável que seja assim - o atentado ao candidato Bolsonaro sirva para alertar todos os que estão envolvidos com a definição do futuro nacional, para que se voltem, com a gravidade devida, à questão da violência que a todos ameaça.


Primeira Edição | 10 a 16 de setembro, 2018

A4 | Nacional

> SUBSTITUTO Geraldo Câmara

Ouvidor Geral geraldocamara@gmail.com

MAIS UMA FACADA NA DEMOCRACIA Mais uma? Claro. A facada no Bolsonaro foi física, aparente, desafiadora, ostensiva. Mas diariamente muitas delas estão sendo desferidas contra essa tão desgastada democracia brasileira, ainda jovem, ainda sendo formada no dia a dia de uma política que ainda não encontrou seu verdadeiro rumo. Simbólica, a agressão a um ser humano conhecido deve representar também a enorme insegurança que vive o país que se deixou levar pela ineficácia de seus governantes, dos mais graduados aos de pequenos municípios, todos da mesma importância para que a democracia viva e sobreviva. Não nos importa no fato atual se o candidato a presidente é esse ou aquele. O nome poderia ter sido o de qualquer um mas o ato em si mostrou que não sabemos discutir política em alto nível e que ainda temos grupos radicais que não permitem o livre exercício da palavra que faz parte da mais pura das democracias. Longe de nós acusarmos quem quer que seja pelo desmiolado ato que quase leva a vida de um cidadão brasileiro, por acaso ou não candidato à presidência da república. Fisicamente já conhecemos o agressor; o que não sabemos é o que ele pode representar nesse conturbado momento em que a política brasileira é tão envolvida em escândalos, em desmandos, em prisões, em condenações, e quando situações que precisam ser resolvidas com o poder da palavra e do convencimento o são pelas facadas reais. Enfim, vamos torcer para que nos reste um pouco do espírito democrático ansiado pelo brasileiro para que não tenhamos que enfrentar forças outras tão comuns nas republiquetas e que não podem fazer mais parte do nosso consciente papel.

DESTACÔMETRO

O destaque da semana vai para o Professor Jorge Vieira, coordenador do NAFRI - Núcleo de Estudos Afro e Indígenas do CESMAC, além de mestre em vários cursos de graduação daquela instituição de ensino. Um espetáculo vê-lo e ouvílo.

PÍLULAS DO OUVIDOR Coincidência ou não, há quatro anos quando da campanha presidencial o candidato Eduardo Campos, líder nas pesquisas, foi vítima de um acidente aéreo e morreu. As explicações ainda são sombrias. No caso de agora, contra o Bolsonaro, o criminoso foi pego em flagrante, ainda não abriu o bico e não se sabe se agiu sozinho ou por mando de alguém. De qualquer forma há que se botar as barbas de molho, candidatos! Mas é triste ver uma campanha que já está desacreditada por maioria da população ser manchada de sangue, fosse qual fosse o candidato. Dos mais importantes aos mais humildes, ninguém merece. No entanto, umas boas perguntas é como ficarão as eleições deste ano com o atentado, o que poderá ocorrer em termos de perspectiva e até que ponto a emoção é capaz de mudar um rumo já definido pelos eleitores. A Secretaria da Cultura lamenta o ocorrido no Museu Nacional e informa que é responsável pelos Museu Palácio Floriano Peixoto (Mupa), Museu da Imagem e do Som de Alagoas (Misa) e Memorial à República. A manutenção desses equipamentos é realizada à medida em que os gestores dos espaços demandam solicitações para a Secult, que faz os devidos procedimentos. A despesa de manutenção de seus espaços museológicos é de R$ 180 mil por ano. Dirigentes da Fiea, Fecomércio, Faeal, da Associação Comercial e de diversos outros segmentos econômicos participam, na próxima quinta-feira, 13, na Casa da Indústria de reunião com o Ministério do Desenvolvimento, da Sudene e do BNB. No encontro, os empresários alagoanos serão informados sobre a disponibilidade, no próximo ano, de recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). Importante reunião para o desenvolvimento dos setores. De olho nos atos de corrupção durante as eleições, O TRE definiu procedimentos junto à Polícia Federal para não permitir que políticos inescrupulosos manipulem postos de combustíveis para trocar por votos em carreatas na capital e no interior. O meu amigo Chico de Assis (foto), muito bom ator, um fenômeno na área da dramaturgia e que vem aí de novo com a produção de novos e multi-espetáculos para alegria dos que o assistem.

ABRAÇOS IMPRESSOS Os abraços vão para o Sebastian Medeiros, à frente de Quilombadas - o Portal de Escritores Alagoanos fazendo o maior sucesso com uma série de noites de autógrafos na Erva Doce & Doce Erva da Mário de Gusmão. Dia 12, estarei lá às 19 horas autografando o meu Por Causos da Vida.

Haddad deve assumir nesta 2ª candidatura presidencial PT espera até último momento decisão do Supremo favorável à manutenção de Lula Se o Supremo Tribunal Federal (STF) não liberar a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad discutirá, nesta segunda-feira, (10) a substituição do candidato à Presidência com Lula, em Curitiba. Ele deve oficializar a decisão no dia seguinte, prazo máximo estabelecido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para a troca. A estratégia foi confirmada por Haddad, que deve assumir a candidatura petista ao Planalto, em entrevista ao canal MyNews, no Youtube, e ao site Congresso em Foco. "Em caso de indeferimento, nos reuniremos com Lula na segunda e provavelmente anunciaremos a decisão na terça", afirmou. O ex-prefeito não quis, no entanto, dizer abertamente quem será o candidato no lugar de Lula. Haddad reforçou que ainda espera o julgamento de um recurso que está no Supremo pedindo uma liminar para que Lula seja candidato. O partido usa uma manifestação do Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas

fotos: Divulgação

Com um monte de recursos negados, Lula ainda insiste em ter autorizada candidatura presidencial

para sustentar que a Justiça deveria liberar o ex-presidente, preso e condenado na Lava Jato, para concorrer. O ex-prefeito, que no momento figura como vice da chapa, reconheceu que a estratégia adotada pela legenda compromete a transferência de votos de Lula para

o substituto. "Há riscos nessa estratégia, somos os primeiros a reconhecer. Mas nada nos imporia de mudar essa visão em função de um cálculo eleitoral", declarou Haddad, ao falar que a decisão do PT foi defender a candidatura de Lula "até as últimas consequências".

Ministério Público denuncia Haddad por suposta propina O Ministério Público do Estado de São Paulo apresentou na segunda-feira (3) denúncia de corrupção contra o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT). De acordo com o promotor Marcelo Mendroni, o petista teria recebido R$ 2,6 milhões de propina da empreiteira UTC para quitar dívidas da campanha municipal de 2012. A promotoria também ofereceu denúncia contra o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto; o doleiro Alberto Youssef; o ex-deputado estadual petista Francisco Carlos de Souza (Chicão); o presidente da UTC, Ricardo Pessoa; e contra o diretor financeiro da UTC, Walmir Pinheiro Santana. Caberá à Justiça decidir se os investigados se tornam réus em um possível processo criminal. De acordo com a denúncia, os valores supostamente repassados a Haddad são oriundos de contratos superfaturados da UTC, que eram enviados a uma conta de caixa 2 da empreiteira. O doleiro distribuía os valores a pes-

Fernando Haddad deve substituir Lula e é alvo de denúncia de corrupção formulada pelo MP de SP

soas físicas e jurídicas que, então, faziam pagamentos a gráficas indicadas pelo exparlamentar. O dinheiro teria sido repassado entre maio e junho de 2013 para quitar dívidas contraídas em 2012.

Haddad é o principal nome cogitado para substituir Lula na chapa presidencial do PT, uma vez que o ex-presidente está preso e foi impedido pelo Tribunal Superior Eleitoral de concorrer.

Barroso proibe propaganda de Lula, e Fachin indefere recurso O vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, determinou neste domingo (9) que a coligação "O Povo Feliz de Novo" (PT/PCdoB/Pros) não apresente o expresidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), preso e condenado no âmbito da Operação Lava Jato, na condição de candidato ao cargo de presidente da República "em qualquer meio ou peça de propaganda eleitoral". O ministro também proibiu a coligação de apoiá-lo na condição de candidato, sob pena de suspender a propaganda eleitoral da coligação - no rádio e na tv - em caso de descumprimento da ordem judicial. A decisão de Barroso mostra que o TSE "subiu o tom" em questões envolvendo a propaganda presidencial petista, que já sofreu uma série de reveses na Corte Eleitoral. Na madrugada do dia 1º de setembro, o TSE negou por 6 a 1 o registro de Lula, por considerar que o ex-presidente está enquadrado na Lei da Ficha Limpa após ser condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) no caso do tríplex do Guarujá. Em sua decisão, Barroso ressaltou que originalmente a Corte havia defendido a suspensão da propaganda eleitoral da campanha presidencial petista no rádio e na tv até que houvesse a substituição de Lula. FACHIN NEGA RECURSO Único a dar voto favorável a Lula, no TSE, o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou uma liminar

Ministro Edson Fachin mudou seu voto e indeferiu recurso de Lula que invocava Comitê da ONU

(decisão provisória) pedida pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que buscava garantir a presença do político na disputa pela Presidência. O recurso havia sido protocolado na quarta-feira (5) pelos advogados de Lula, paralelamente a outro recurso, ingressado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), contra a decisão daquela corte de barrou a candidatura do ex-presidente, com base na Lei da Ficha Limpa. Em ambos os recursos, a defesa insiste na tese de que uma liminar concedida pelo Comitê de Direitos Humanos da ONU (Organização das Nações Unidas) garante a Lula o direito de concorrer à eleição como candidato do PT.

Fachin, que no julgamento no TSE foi o único a votar a favor da candidatura de Lula, ocasião em que considerou válido o argumento sobre a decisão da ONU, desta vez afirmou que a liminar do organismo internacional é válida somente no âmbito eleitoral, não servindo para suspender os efeitos de uma condenação criminal. Isso porque, enquanto no TSE a defesa atacou a decisão que negou registro à candidatura de Lula, no STF os advogados buscavam suspender os efeitos de outra decisão, a proferida pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), que impôs a Lula a pena de 12 anos e um mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá (SP).


Primeira Edição | 10 a 16 de setembro, 2018

IA M O N ECO VAGEM SEL Da Redação Contrariando uma política com 'visão social' que marcou sua trajetória desde que foi criada nos anos 1950, a Petrobras insiste em manter os preços dos combustíveis - principalmente gasolina e diesel atrelados à cotação no mercado internacional e, também, à oscilação do câmbio aqui no Brasil. E como o dólar sobe diariamente, mesmo com intervenções massivas do Banco Central, os preços dos combustíveis dispararam, com o da gasolina ultrapassando, aqui em Maceió, ao valor médio cobrado no auge da crise de abastecimento dos postos causada pela greve dos caminhoneiros, em maio último. Depenada pelo monumental esquema de roubalheira pra-

Geral | A5

Enquanto Petrobras lucra, gasolina já custa R$ 4.80 nas bombas de Maceió Litro estava sendo comercializado a R$ 4.58, antes de novos aumentos aplicados nas refinarias ticado durante os governos de Lula e Dilma, a estatal do petróleo brasileiro está se recuperando, financeiramente, graças à infausta políticos de reajustes diários adotada pelo ex-presidente Pedro Parente, que foi defenestrado do cargo, durante a paralisação dos carreteiros, mas deixou como herança maldita os aumentos sucessivos dos preços dos combustíveis. Desde quarta-feira (5) o litro da gasolina, que era comercializado a R$ 4.58, subiu para R$ 4.79 ou R$ 4.80, já que os empresários colocam na tabela R$ 4.79 e acrescenta 1 centavo em letra microscópica, criando um 'novo padrão' monetário, até aqui não combatido pelo Procom ou Ministério Público. Vale salientar que esse preço médio praticado em Maceió desponta como um dos mais

Primeira Edição

Preços aumentam nas refinarias e são repassados pelos donos de postos

altos do Nordeste e de todo o Brasil. Para se ter uma ideia, com o dólar mais valorizado, o litro da gasolina passou de R$ 4,39 para R$ 4,45, mas em pontos de abastecimento do Distrito Federal.

O aumento aconteceu depois que a Petrobras anunciou que, a partir da quarta-feira (5), o litro do combustível nas refinarias aumentaria de R$ 2,1704 para R$ 2,2069, uma correção de 1,68%. É o maior patamar

Litro da gasolina subiu 20 centavos, numa escalada sem precedentes

desde julho de 2017, quando a estatal começou a reajustar os valores diariamente. Mas, enquanto o combustível sobe vertiginosamente nas bombas, atingindo 45.7% desde fevereiro deste ano, o salário

mínimo foi corrigido pela inflação (2.95% em 2017), e o presidente Michel Temer manda suspender o reajuste salarial dos servidores públicos (viabilizando, apenas, o dos juízes e militares).

Petroleira decide acabar com reajustes diários Após a disparada do dólar provocar reajustes praticamente diários no valor da gasolina, a Petrobras anunciou, na quinta-feira (6/9), uma nova política de preços 'para aumentar a estabili-

dade' no setor de combustíveis. A diretoria da estatal aprovou o uso de um mecanismo financeiro adicional uma espécie de proteção (hedge) - que pode ser aplicado por até 15 dias, espaçando

mais os aumentos da gasolina. Apesar de garantir que a atual prática de reajustes diários ainda é válida, a companhia afirmou que "entende ser importante conciliar seus

interesses empresariais com as demandas de seus clientes e agentes de mercado em geral". Sem abrir mão da paridade dos preços internacionais, o mecanismo de hedge, a ser aplicado por não

> ECONOMIA

Vendas caem no comércio de Maceió com alta da poupança Primeira Edição

Antes mesmo de o IBGE anunciar deflação em agosto (inflação negativa), já era possível notar um 'fenômeno' que explica o aumento dos depósitos na caderneta de poupança: a queda das vendas no comércio de Maceió, atingindo, inclusive, o setor de supermercados, onde predomina a compra de gêneros alimentícios. Nos principais supermercados a capital (Walmart, Extra, G-Barbosa) o movimento de clientes caiu sensivelmente e foi notado até mesmo após o início do pagamento aos servidores públicos do Tribunal de Justiça, Assembleia Legislativa, Ministério Público, governo do Estado e Prefeitura de Maceió. Movimento nas lojas do Centro caiu durante o mês de agosto: população preferiu poupar a consumir

DEFLAÇÃO

A inflação oficial do país, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), ficou negativa em 0,09% em agosto, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Houve uma deflação. Foi a menor taxa para um mês de agosto desde 1998, quando o IPCA ficou negativo em 0,51% No acumulado dos últimos 12 meses, a inflação registra alta de 4,19%, dentro da meta prevista pelo governo

para 2018, de 4,5%. Em igual período de 2017, o IPCA acumulava alta de 4,48%.

POUPANÇA

A caderneta de poupança fechou agosto com captação líquida de R$ 5,862 bilhões, segundo informou o Banco Central. O valor reflete o montante de recursos que os brasileiros depositaram na caderneta, já descontados os saques no período. Foi o sexto mês consecutivo de captação líquida na poupança e o melhor resultado para agosto da série histó-

rica, iniciada em 1995. No mês passado, conforme o BC, os aportes na caderneta somaram R$ 198,600 bilhões, enquanto os saques atingiram R$ 192,737 bilhões. Apenas no último dia do mês (31), a captação líquida foi de R$ 3,527 bilhões. Considerando os rendimentos de R$ 2,862 bilhões em agosto, o total de recursos depositados na poupança chega hoje a R$ 764 408 bilhões. No acumulado do ano até agosto a captação da poupança está positiva em R$ 16,960

bilhões. Isso é resultado de aportes de R$ 1,458 trilhão e retiradas de R$ 1,441 trilhão. Atualmente, a remuneração da caderneta de poupança é formada pela taxa referencial (TR) mais 70% da Selic (a taxa básica de juros). A Selic, por sua vez, está hoje em 6,50% ao ano. Esta regra de remuneração vale sempre que a taxa básica estiver abaixo dos 8,50% ao ano. Quando estiver acima disso, a poupança será atualizada pela TR mais uma taxa fixa de 0,5% ao mês (6,17% ao ano).

mais do que 15 dias, permitirá à empresa obter um resultado financeiro equivalente ao que alcança com a prática de reajustes diários, explicou, em nota. Segundo o comunicado, a Petrobras escolherá os momentos em que vai aplicar o instrumento, considerando a análise de conjuntura, em cenários de elevada volatilidade do mercado. "O preço da gasolina continuará sujeito a mudanças até diárias, uma vez que esse mecanismo será utilizado opcionalmen-

te, quando, então, os preços ficarão estáveis durante o período de sua execução", ressaltou. Tal estratégia permitirá maior flexibilidade na frequência de reajustes, mas não alterará o resultado final das variações do preço da gasolina decorrentes dos movimentos de elevação ou de queda na cotação internacional e na taxa de câmbio, ao final de cada período - seja por intervalos de tempo mais longos, de até 15 dias, ou diários.

Estatal lucra R$ 17 bilhões e consumidor paga a conta O aumento do preço do petróleo no mercado internacional e a variação cambial, com a valorização do dólar, foram responsáveis pelo lucro de R$ 17 bilhões da Petrobras no primeiro semestre de 2018. O aumento em relação ao primeiro semestre de 2017, quando o lucro líquido foi de R$ 4,8 bilhões, foi de 257%, divulgou a companhia, nesta sexta-feira (3/08), durante apresentação do balanço. Os desenvestimentos e a entrada de caixa de US$ 5 bilhões permitiram à estatal reduzir o endividamento líquido em 13% em relação a dezembro de 2017, para US$ 73,66 bilhões. Com isso, o total da dívida passou a corresponder a 3,23 vezes o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda ajustado), comparado a 3,67 no fim de 2017. A meta da empresa é chegar ao fim do ano com o indicador em 2,5.

TRIMESTRE

No segundo trimestre do ano, a Petrobras registrou lucro líquido de mais de R$ 10 bilhões, cerca de 32 vezes maior que o resultado de R$ 316 milhões no mesmo intervalo de 2017. Em comparação com o primeiro trimestre, foi apurado

um aumento de 44,7%. A receita de vendas foi de R$ 84,3 bilhões, alta de 25,9% ante o segundo trimestre de 2017 e de 13% na comparação com o primeiro trimestre deste ano. A receita ficou dentro da média de R$ 82,2 bilhões esperada pelos analistas O resultado positivo vai permitir à Petrobras antecipar o pagamento aos acionistas na forma de juros sobre capital próprio (JCP) no valor de R$ 0,05/ação para ambas as classes de ações. O pagamento, no valor total de R$ 652,2 milhões, ocorrerá em 23 de agosto de 2018. O valor acumulado das antecipações no primeiro semestre é de R$ 1,3 bilhão.

VENDAS

Apesar do bom resultado, no primeiro semestre, houve redução no volume de vendas no Brasil, principalmente da gasolina, em função de maior concorrência do etanol e do aumento do teor de biodiesel na mistura, e queda no volume de petróleo exportado. A participação da Petrobras no mercado de diesel aumentou de 74%, em 2017, para 87% em junho de 2018. Na gasolina, o aumento foi de 83% em 2017 para 85% em junho de 2018.


A6 | Especial

Primeira Edição | 10 a 16 de setembro, 2018


Esportes

esportes@primeiraedicao.com.br

Primeira Edição | 10 a 16 de setembro, 2018 Diário Oficial dos Municípios - Opinião - Social

> RUMO À SÉRIE A

Com meta atingida Azulão busca o acesso Vitória de virada sobre o Figueirense garantiu a primeira projeção do CSA na Série B; Galo continua na batalha contra o Z4 Márcio Ândrei Repórter

Com a vitória de virada por 2x1 sobre o Figueirense no último sábado (8), na casa do adversário, o Azulão do Mutange conseguiu atingir a meta inicial na Série B, de garantir a equipe na mesma competição em 2019, porém a realidade e circunstâncias apontam outra realidade, migrar da atual divisão para a sonhada elite do futebol nacional, Série A.

PERMANÊNCIA

Embalado com uma grande exibição no Rei Pelé, o CSA tinha pela frente a forte equipe do Figueirense para carimbar de vez a permanência na Série B de 2019. Apresentando um futebol de quem queria alcançar de vez a projeção, o Azulão fez bonito ao voltar a vencer fora de cassa, agora pela primeira vez na competição de

Divulgação

virada, com gols de Matheus Lopes, aos 25 minutos do primeiro tempo, e Dawhan aos 31 da segunda etapa. O Figueira abriu o placar com Elton aos 11iniciais.

RUMO À SÉRIE A

Jogadores e diretoria tinham o mesmo discurso que o primeiro objetivo seria garantir a permanência na Série B de 2019, mas devido ao forte conjunto apresentado ao longo da competição, estava mais que notório uma realidade voltada a conquistar o acesso à Série A do mesmo período, apesar das baixas de atletas sofridas pelo assédio de outras equipes, a diretoria não se abateu ao contratar reforços que deram nova vida ao elenco, o treinador por sua vez soube repor perdas montando um time capaz de chegar na elite brasileira. Com o primeiro objetivo alcançado, agora o Azulão vai com tudo

to mais complicada a triste jornada para fugir do descenso. Apresentando 29 pontos e, faltando 12 jogos para acabar a competição, a equipe precisa somar ao menos mais 16, ou seja, adicionar cinco vitórias e um empate para acabar com o pesadelo.

NOVOS SEIS PONTOS

Frente ao Figueirense o Azulão conseguiu garantir a permanência na Série B, agora busca o acesso à Série A

para conseguir o acesso, as projeções indicam mais seis vitórias, em 12 rodadas a serem disputadas.

PRÓXIMO COMPROMISSO

O CSA que se encontra na cola do líder Fortaleza com um ponto a menos, 46, volta a jogar nesta terça-feira (11), às 19h no

Estádio Rei Pelé, a "bola" da vez será o Vila Nova que também luta por acesso somando seis pontos abaixo do Azulão. Com mais uma vitória os azulinos podem assumir de vez a liderança, caso o Fortaleza empate ou perca o próximo compromisso, diante o desesperado lanterna Sampaio Corrêa fora de casa, projeção esta viá-

vel, uma vez que o Leão vem de uma sequência de derrota, empate e nova derrota.

GALO

A batalha contra o rebaixamento continua cada vez mais tensa para o Galo. Ao empatar com o Guarani em 1x1 dentro do Trapichão na sexta-feira (7), o CRB agora sabe que está mui-

Como sempre, o Galo necessita vencer. Neste sábado (15), às 16h30 no Bento Freitas, o time alagoano vai encarar o Brasil de Pelotas em mais um clássico jogo de seis pontos, um empate ou derrota pode mandar o CRB para a zonada da degola e, para voltar a sair será muito complicado, pois encontra-se na 27ª rodada, onde terá uma sequência dificílima pela frente, tendo na teoria uma leve facilidade na 34ª rodada, justamente por enfrentar o atual vice-lanterna em casa, Boa Esporte.


Primeira Edição | 10 a 16 de setembro, 2018

B2 | Esportes

> NESTA TERÇA

Tite prevê mudanças contra El Salvador Treinador resume novo ciclo: "retomando em cima de uma dor", elimação na Copa também foi citada lembrando fatores lobo.com Tite iniciou seu novo ciclo à frente da seleção na sexta-feira (7), com vitória. Mesmo sem uma atuação brilhante, o Brasil fez o suficiente para vencer os Estados Unidos com justiça por 2 a 0. Na coletiva após o triunfo em Nova Jersey, o treinador falou sobre esse momento ainda sem deixar de citar a eliminação para a Bélgica na Copa do Mundo. - Estamos retomando em cima de uma dor e de uma frustração. Tem um aspecto emocional. Equipe que teve Douglas Costa iniciando apenas a sua segunda partida (em 2018 pela Seleção). Me perguntaram sobre os novatos antes do jogo, mas também temos que dar mais oportunidades para quem

já estava aqui. Como Firmino, Douglas Costa, Fred. E depois sim os novatos. ''Foi acima da minha expectativa. Em alguns momentos com brilhantismo, outros nem tanto. Houve criatividade, não com o mesmo desempenho de antes, normal. No segundo jogo vamos dar chance maior para outros atletas iniciarem''. A Seleção embarcou para Washington logo após o jogo. No treino do sábado (8), foi cancelado e os jogadores foram liberados ao meio-dia. A reapresentação foi marcada para às 10h do domingo (9). O Brasil volta a campo nesta terça-feira (11), às 21h30 (de Brasília), em Washington, para enfrentar El Salvador. Os amistosos de outubro também já fo-

fotos: Divulgação

ram anunciados: Arábia Saudita e Argentina, nos dias 12 e 16. Ambos os jogos serão realizados na Arábia Saudita.

RECOMEÇO

- Não tive presente nos outros recomeços. Mas depois de uma Copa se criar expectativa pela campanha nas eliminatórias, pelo que jogamos no Mundial, é normal. Esse processo vai ser retomado de forma natural, tal qual o resultado e o desempenho-, disse Tite.

MUDANÇAS

Técnico alegou que terá mudanças no time titular, mas não revelou nomes

O técnico salientou que vais fazer algumas mudanças no time titular sim, justamente com os jogadores que não iniciaram a última partida, mas não revelou nomes na garantia de oportunizar.

NEYMAR CAPITÃO

- Vocês vão estar sempre com os olhos voltados para o Neymar. Quero falar pouco, mas ser cúmplice do comportamento dele e das atitudes. Sem perder a audácia, sem tirar o último drible no terço final do campo. É a característica do jogador brasileiro. Os seus comportamentos e atitudes vão falar por si só. Neymar tem liderança técnica. Se pegar toda a carreira, principalmente nos quatro últimos anos, ele é Top3. Não adianta falar, é o comportamento em campo. Daqui a pouco vão bater e falar que ele se jogou. Mas do que os outros falaram ou disseram. Foi um jogo limpo. Sobre o Neymar temos que avaliar o comportamento, não adianta continuar falando - salientou Tite.

> AOS 26 ANOS

Neymar iguala número de partidas oficiais do Rei Pelé pela Seleção Globo.com A partida contra os Estados Unidos foi especial para Neymar. Além de se tornar o dono da braçadeira de capitão do Brasil de Tite e marcar pela terceira vez seguida no início do ciclo, o atual camisa 10 igualou o número de partidas oficiais de Pelé pela Seleção: 91. Quatro anos mais novo e com 19 gols a menos na comparação com o Rei do Futebol. Até 2001, a Fifa contabilizava 92 jogos oficiais de Pelé. Naquele ano, a entidade deixou de reconhecer os jogos de sua seleção como oficiais. A partida que saiu da lista (Brasil 2 x 1 Seleção da Fifa) disputada em 1968. Pelé disputou ainda mais 23 partidas contra clubes e

Atual camisa 10 completa 91 jogos - mesmo número do Rei na carreira

combinados, e marcou 18 gols contra adversários como Inter de Milão, Atlético de Madrid, entre outros times. No total, foram 114 partidas e 95 gols, marca que faz dele o maior artilheiro da história da Seleção. E estatística que Ney-

mar vai precisar se esforçar muito para alcançar ou superar. Os 91 jogos oficiais de Pelé: 66 vitórias, 14 empates, 11 derrotas, 77 gols, 4 Copas do Mundo (três títulos) Os 91 jogos oficiais de

Neymar: 64 vitórias, 18 empates, 9 derrotas, 58 gols, 2 Copas do Mundo (nenhum título) - Eu não penso em ultrapassar os grandes ídolos do nosso futebol. Claro que para mim é uma honra estar entre os maiores. Mas o que quero é fazer gols para ajudar a Seleção agora. Busco fazer isso a cada jogo até mesmo com passes e assistências. ''O mais importante é o Brasil vencer, mesmo que não tenha gol meu'', disse Neymar após marcar o 58º gol. A próxima chance para Neymar ampliar suas marcas será nesta terça-feira (11), contra El Salvador, às 21h30 (de Brasília), em Washington. Os amistosos de outubro também já foram anunciados: Arábia Saudita e Argentina, nos dias 12 e 16. Ambos os jogos serão realizados na Arábia Saudita.

> MEMÓRIA VIVA

Não se fez melhor, desde Tomé de Souza... Alcides Muniz Falcão (*) A representação de mulheres nos poderes públicos é muito resumida, principalmente no Legislativo Federal, Estadual e Municipal. Nessas instâncias, com certeza, elas fariam melhor porque são mais dedicadas às causas públicas quando assumem funções em nosso país. Em minha primeira legislatura como deputado estadual, em Alagoas, éramos 35 deputados. Não tinha nenhuma representante, uma única mulher no plenário. Depois, nas legislaturas seguintes apareceram uma, duas parlamentares - e se constatou que elas abrilhantam e fazem bons trabalhos em prol dos mais humildes. Bom, e a situação atual? O Brasil está

vivendo uma fase de muitas dificuldades em todos os setores públicos e nós clamamos pela sua recuperação, por avanços, notadamente, na educação, segurança público, moradias, saúde, assim como pela adoção de outras providências que venham beneficiar a população de um modo geral. O povo está apreensivo, descrente e sofrido. Nas últimas décadas, com o instituto da reeleição para cargos executivos, surgiram muitos problemas sérios, situações negativas que, talvez, não tenham acontecido ao longo da história, nem no governo de Tomé de Souza até os dias atuais. Mas, é isso aí... Ex-senador Alcides Muniz Falcão

(*) Depoimento do ex-senador Alcides Muniz falcão


Primeira Edição | 10 a 16 de setembro, 2018

Esportes |B3

> GRE-NAL

Edenílson marca e recoloca Inter na ponta O primeiro chute a gol do clássico, no Beira-Rio, foi justamente o do gol do volante, aos 14 minutos do segundo tempo fotos: Divulgação

Globo.com Em um Gre-Nal no qual o primeiro chute a gol aconteceu aos 14 minutos do segundo tempo, venceu quem aproveitou melhor as chances. Justamente neste momento do jogo, Edenílson marcou de cabeça e deu ao Inter o triunfo por 1 a 0 sobre o Grêmio na tarde do domingo (9), diante de 44 mil pessoas no Beira-Rio. O resultado recoloca o Colorado na liderança do Brasileirão.

CONFUSÃO

PRIMEIRO TEMPO

A etapa inicial do Gre-Nal 417 foi de dar sono. As duas equipes pouco criaram e abusaram dos passes errados. Marcelo Lomba e Marcelo Grohe foram meros espectadores. Se a qualidade foi esquecida, as reclamações não. Tanto um lado quanto o outro esbravejaram. E, na saída para o intervalo, Cuesta e Ramiro bateram boca. O argentino colocou a mão no peito do gremista, que não gostou e deu um tapa. A confusão prosseguiu no vestiário, com a necessidade da intervenção dos seguranças dos dois clubes.

da derrota, ouviu provocações da torcida vermelha. Ironicamente, pediu para cantarem mais. Depois do gol de Edenílson, tentou mudar a história da partida com a entrada de Jean Pyerre no lugar de Luan, em mais uma atuação abaixo do esperado. O jovem até foi bem, mas ficou longe de presentear o chefe com o empate.

Edenílson marcou o gol do jogo que também teve muita confusão, principalmente no apito final, quando o impasse chegou com força aos vestiários

SEGUNDO TEMPO

Os times voltaram do intervalo, e logo Ramiro, Cuesta e Rossi receberam o cartão amarelo pela confusão na saída de campo. Quando a bola rolou, pouco mudou nos minutos iniciais. Até que aos 14, na primeira finalização a gol do jogo, Edenílson marcou de cabeça após cruzamento de Uendel. O Tricolor respondeu

em uma bola que resvalou em André e Marcelo Lomba espalmou bonito. No escanteio, Geromel recebeu livre quase na pequena área, mas Lomba fez outra bela defesa. Aos 27, foi a vez de Grohe salvar em cabeçada de Leandro Damião. Aos 47, o centroavante completou cruzamento de William Pottker para o gol, mas estava impedido.

SURPRESA SÓ NO GRÊMIO

fazer o simples. Na vaga do suspenso Iago, entrou o lateralesquerdo reserva Uendel. Mesmo com Leandro Damião recuperado de lesão, Jonatan Alvez foi mantido na equipe titular.

O capitão Maicon não conseguiu se recuperar de um problema muscular a tempo do clássico, e Thaciano fez sua estreia em Gre-Nais. Somado às ausências de Kannemann, Everton e Jael, o técnico Renato Gaúcho precisou mudar o time em quatro posições. No Inter, Odair Hellmann optou por

PRESENTE DE GREGO

O técnico Renato Gaúcho completou 56 anos neste domingo, mas ganhou um presente amargo dos colorados. Além

O primeiro tempo já havia acabado com bate boca entre gremistas e colorados. Ramiro, Cuesta e Rossi voltaram do intervalo e receberam cartões amarelos. Após o apito final, os jogadores se desentenderam novamente, ainda no campo. E a confusão se alastrou para o túnel de acesso aos vestiários. Maicon, que sequer jogou, apareceu e tentou ir para cima dos rivais: "depois não vem pedir arrego", gritava o volante. Na sequência, o técnico Renato Gaúcho tentou ir ao vestiário colorado, e a briga se intensificou. Até mesmo os seguranças de lado a lado se envolveram. Uma porta acabou quebrada durante o tumulto.

> NA LUTA

São Paulo sofre, mas vence o Bahia por 1 a 0 em casa Globo.com Foi no sufoco, mas o São Paulo venceu o Bahia por 1x0. Em um jogo muito difícil e de poucas chances, o Tricolor contou com seus dois principais jogadores para arrancar uma

suada vitória no sábado (8), à noite, no Morumbi, pela 24ª rodada. Nenê cruzou para Diego Souza marcar o oitavo gol dele na competição.

PRIMEIRO TEMPO

O Bahia travou o São Paulo

no Morumbi. Com boa marcação e bem compactada na defesa, a equipe de Salvador tirou os espaços do adversário. Ainda sem Everton, lesionado, o Tricolor paulista teve muita dificuldade para furar o bloqueio. Everton Felipe e Rojas

renderam muito pouco e facilitaram o trabalho da defesa rival. Nenê até tentou resolver individualmente, mas errou os chutes que arriscou. A única surgiu só aos 36 minutos. Diego Souza dominou no peito no meio de dois marcadores e soltou uma bomba muito perto do ângulo esquerdo do goleiro Douglas.

SEGUNDO TEMPO

Diego Souza comemoram o gol do São Paulo na dramática vitória

Resultados / Série A 08/09 Sport-PE 08/09 São Paulo-SP 08/09 Flamengo-RJ 09/09 América-MG 09/09 Fluminense-RJ 09/09 Palmeiras-SP 09/09 Internacional-RS 09/09 Paraná-PR 09/09 Vitória-BA 10/09 - 20:00 Atlético-MG

0x0 1x0 2x0 0x0 1x0 1x0 1x0 0x2 1x0 x

Cruzeiro-MG Bahia-BA Chapecoense-SC Ceará-CE Botafogo-RJ Corinthians-SP Grêmio-RS Santos-SP Vasco da Gama-RJ Atlético-PR

Próximos jogos / Série A 15/09 - 16:00 15/09 - 16:00 15/09 - 19:00 16/09 - 16:00 16/09 - 16:00 16/09 - 16:00 16/09 - 16:00 16/09 - 19:00 16/09 - 19:00 17/09 - 20:00

Ceará-CE Grêmio-RS Vasco da Gama-RJ Cruzeiro-MG Atlético-PR Bahia-BA Santos-SP Botafogo-RJ Corinthians-SP Chapecoense-SC

x x x x x x x x x x

PRÓXIMOS JOGOS

O São Paulo faz o clássico conta o Santos, domingo, às 16h, na Vila Belmiro. O Bahia recebe o Palmeiras, no mesmo dia e horário, na Fonte Nova, em Salvador.

Vitória-BA Paraná-PR Flamengo-RJ Atlético-MG Fluminense-RJ Palmeiras-SP São Paulo-SP América-MG Sport-PE Internacional-RS

NA ARENA

Classificação / Série A 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º 11º 12º 13º 14º 15º 16º 17º 18º 19º 20º

Internacional-RS São Paulo-SP Palmeiras-SP Flamengo-RJ Grêmio-RS Atlético-MG Cruzeiro-MG Santos-SP Fluminense-RJ Corinthians-SP América-MG Vitória-BA Bahia-BA Atlético-PR Botafogo-RJ Vasco da Gama-RJ Sport-PE Ceará-CE Chapecoense-SC Paraná-PR

P 49 49 46 44 41 38 33 31 31 30 30 29 28 27 26 24 24 24 22 16

J 24 24 24 24 24 23 24 23 24 24 24 24 24 22 24 23 24 24 23 24

V 14 14 13 13 11 11 8 8 8 8 8 8 7 7 6 6 6 5 4 3

E 7 7 7 5 8 5 9 7 7 6 6 5 7 6 8 6 6 9 10 7

Não foi aquela melhora considerável, mas o São Paulo cresceu na etapa final. A dificuldade para criar, porém, fez Diego Aguirre mexer. Tréllez e Liziero entraram nas vagas de Everton Felipe e Régis, com Hudson passando para a lateral direita. O gol saiu aos 14. Nenê cruzou da esquerda e Diego Souza pegou de primeira para acertar o canto direito. O Bahia não teve força para reagir, principalmente pela atuação irregular de Zé Rafael, seu principal jogador. Com o jogo na mão, o São Paulo administrou. Bruno Alves, de cabeça, ainda quase fez o segundo aos 38.

D 3 3 4 6 5 7 7 8 9 10 10 11 10 9 10 11 12 10 9 14

GP 31 36 36 35 29 38 19 28 23 25 24 23 24 25 21 26 20 15 22 11

GS 13 19 16 20 12 28 19 23 27 21 28 40 29 22 33 35 36 25 34 31

SG 18 17 20 15 17 10 0 5 -4 4 -4 -17 -5 3 -12 -9 -16 -10 -12 -20

Verdão vence o clássico contra o Corinthians Globo.com Se vencer o arquirrival era o que faltava para a torcida acreditar definitivamente no “novo” Palmeiras, agora não resta mais nada. Em mais um Dérbi truncado, com lances polêmicos e confusão entre os jogadores, o "Verdão B" (só Weverton, Felipe Melo e Dudu atuaram entre os titulares) venceu o Corinthians por 1 a 0, no domingo (9), na arena, e se fortaleceu ainda mais para sonhar também com o título brasileiro. E o gol da vitória veio de um dos símbolos da fase iluminada: Deyverson.


Primeira Edição | 10 a 16 de setembro, 2018

B4 | Diário Oficial dos Municípios

PREFEITURA MUNICIPAL DE FLEXEIRAS AVISOS DE LICITAÇÕES A Prefeitura de Flexeiras informa que estão disponíveis para retirada pelos interessados os editais a seguir relacionados: Pregão Presencial nº 005/2018. Objeto: Aquisição de Gêneros Alimentícios para Secretarias de Assistência Social e Saúde. Data: 21/09/2018, às 10h00min. Pregão Presencial nº 006/2018. Objeto: Aquisição (recarga) de Água Mineral. Data: 25/09/2018, às 09h00min. Pregão Presencial nº 007/2018. Objeto: Aquisição de Medicamentos e correlatos. Data: 25/09/2018, às 10h00min. Pregão Presencial nº 008/2018. Objeto: Aquisição de Gêneros Alimentícios para compor Cestas Básicas. Data: 26/09/2018, às 09h00min. Chamada Pública n° 001/2018 – 2ª chamada. Objeto: Aquisição de Gêneros Alimentícios da

Agricultura Familiar para Merenda Escolar. Data: 26/09/2018, às 11h00min. Chamada Pública n° 002/2018. Objeto: Aquisição de Gêneros Alimentícios da Agricultura Familiar para Assistência e Saúde. Data: 26/09/2018, às 14h00min. Chamamento Público n° 001/2018. Objeto: seleção de empresa do ramo da construção civil para apresentação de proposta para construção de habitação de interesse social no âmbito do Programa Minha Casa Minha Vida. Data: 10/10/2018, às 10h00min. Editais Disponíveis na Rua Coronel Alcântara, s/n, Centro, Flexeiras/AL e pelo e-mail pmflexeiras@gmail.com. Ambrózio Lisboa Junior – Pregoeiro. -------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE FLEXEIRAS HOMOLOGAÇÃO DO PREGÃO PRESENCIAL N° 013/2017 A Prefeita do Município de Flexeiras homologa

o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 1.549.188,57 (um milhão, quinhentos e quarenta e nove mil, cento e oitenta e oito reais e cinquenta e sete centavos). EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N° 013/2017 Modalidade: Pregão Presencial nº 013/2017. Objeto: registro de preços para futura e eventual aquisição de Material Odontológico. CONTRATANTE: Prefeitura de Flexeiras, CNPJ: 12.262.721/0001-59. DETENTORA I: SHALON COMÉRCIO REPRESENTAÇÕES E SERVIÇOS LTDA ME, perfazendo o valor total de R$ 202.210,30 (duzentos e dois mil, duzentos e dez reais e trinta centavos ), inscrita no CNPJ n° 02.635.529/0001-07; DETENTORA II: PROMEDI DISTRIBUIDORA LTDA ME, perfazendo o valor total de R$ 206.494,61 (duzentos e seis mil, quatrocentos e noventa e quatro reais e sessenta e um centavos), inscrita no CNPJ n°

27.672.644/0001-82; DETENTORA III: RCM COMÉRCIO DE MATERIAIS MÉDICOS ODONTOLÓGICOS EIRELI ME, perfazendo o valor total de R$ 234.893,45 (duzentos e trinta e quatro mil, oitocentos e noventa e três reais e quarenta e cinco centavos), inscrita no CNPJ n° 05.215.423/0001-42; DETENTORA IV: VAL MED PRODUTOS E EQUIPAMENTOS MÉDICOS HOSPITALAR EIRELI EPP, perfazendo o valor total R$ 261.991,85 (duzentos e sessenta e um mil, novecentos e noventa e um reais e oitenta e cinco centavos), inscrita no CNPJ n° 05.980.425/0001-28. Data de Assinatura: 26/01/2018. Vigência: 12 (doze) meses. Ordenadora da despesa: Maria Isabel Costa Souza. Foro: Flexeiras/AL. O conteúdo integral desta Ata de Registro de Preços encontrase a disposição na sede do município, na Rua Coronel Alcântara, s/n, Centro, Flexeiras/AL. Maria Isabel Costa Souza Prefeita


Primeira Edição | 10 a 16 de setembro, 2018

Opinião |B5

A foto do fato

Editorial

Promessas, mentiras... Os candidatos à sucessão presidencial estão aí, em campanha, prometendo mudar o Brasil, melhorar as condições de vida do povo, apoiar as empresas, desenvolver o agronegócio, enfrentar a pobreza, enfim, transformar a realidade nacional. As promessas são, por assim dizer, o 'sal' do cardápio eleitoral. Têm a força do convencimento, o poder de atrair, a capacidade de gerar ilusões e de fazer o povo sonhar. Ocorre que há promessas factíveis, que podem ser materializadas, e promessas que se chocam com a capacidade de execução dos governos. Estas últimas são enganosas, filhas legítimas da demagogia. Por isso, o sistema deveria mudar, radicalmente. O candidato seria obrigado a apresentar seus projetos e, junto com eles, os meios de executálos. Candidatos a presidente, a governador e a prefeito deveriam montar seus programas de governo exibindo as fontes de onde tirarão dinheiro para levá-los a cabo. Um novo sistema que vinculasse o exercício do mandato ao cumprimento das 'promessas de campanha'. Os programas descreveriam os projetos, as propostas e fixariam prazos para torná-los realidade. Não o fazendo dentro do tempo estipulado, o mandato seria interrompido. Assumiria o vice, realizar-se-ia nova eleição. Esse, o remédio eficaz contra as mentiras de campanha. Há pouco, o candidato do PDT, Ciro Gomes, anunciou que ia tirar 63 milhões de brasileiros do SPC e do Serasa. Quando se perguntou 'como', a resposta foi vaga, evasiva. Disse que conversaria com as instituições financeiras. Virou piada. "Vou ao banco pedir mais dinheiro, pois o Ciro vai pagar minha dívida", postou alguém nas redes sociais. É contra esse tipo de enganação que o sistema deveria se armar. - O senhor vai mesmo fazer isso? - Claro que vou. - Então, se dentro do prazo X não o fizer, perderá o mandato. Será que Ciro Gomes, diante de tal exigência, manteria sua promessa aos milhões de devedores?

Silvânio Barbosa (à direita) foi morto a facadas. O laentável episódio ceifa a vida de um vereador combativo e atuante, privando Maceió daquele que foi, sem favor, seu mais atuante líder comunitário. É a violência que, combatida com rigor, nem assim deixa de fazer vítimas cotidianamente

Os desafios do PT

A Globo não se emenda

te para garantir uma Aos poucos, vai se delineando o g r a n d e quadro das candidaturas efeti- transferência vamente postas à escolha do de votos do eleitor nas eleições presiden- líder petista ciais que se avizinham. A estra- para o vice tégia de isolar a candidatura de ou outro noCiro Gomes ,persuadir o PCB a me indicado retirar sua candidatura à Pre- por ele. É uma aposta e não sidência da República e conse- convém cruzar os braços, guir uma relativa neutralidade achando que isso vá acontecer do PSB na corrida presidencial, sem mais. parece ter dado certo, mesmo a O PT precisa definir o quanto custa do doloroso processo de antes os nomes que comporão alijar a vereadora Marília Arraes a chapa que vai concorrer às da disputa pelo Governo de eleições e se empenhar de Pernambuco. O que, aliás, dei- corpo e alma em publicizar ao xou sequelas. A questão que se máximo quem são os candidacoloca neste momento é como tos, para que os eleitores saiviabilizar uma candidatura pe- bam que há alternativas, caso o tista, no curto período da pro- nome de LULA seja vetado. A paganda eleitoral e da exposi- demora, o faz-de-conta, a preção prévia dos demais candida- sunção da eleição de LULA natos no horário eleitoral gratui- da disso ajuda ao partido, nuto. ma campanha onde a mídia faz Se o Partido dos Trabalhadores questão de ignorar a imensa não registrar definitivamente importância política do ex-presuma candidatura própria, neste idente da República para o país. tempo eleitoral que vai se Mais grave, não se discute seesvaindo e criando fatos consuquer a ilegitimimados com a dade de um ajuda da mídia pleito eleitoral e das pesquisas “A demora, o faz- onde o nome de opinião, vai popular de-conta, a pre- mais ficando cada está proibido de vez mais apersunção de eleição concorrer às tada as mareleições. de Lula, nada gens de manoA despeito do bra para que o disso ajuda ao indiscutível fapartido dispute voritismo e a partido” com força e vipreferência pogor a possibilipular por LULA, dade de ir ao a eleição não segundo turno e consiga for- dispensa - muito pelo contrário mar uma frente anti-Bolsonaro, - um enorme e democrático com partidos de centro que esforço de convencer o eleitor, hesitam em ter de apoiar um sobretudo o eleitor indeciso, de candidato de extrema-direita que o nosso candidato é o melcomo ele. hor, o mais republicano e justo. De toda maneira, o tempo Nunca se ganha uma eleição, urge. As eleições no Brasil são por antecipação. Mas se perde muito influenciadas pela propa- eleição quando se está convenganda e os institutos de pesqui- cido de que já ganhou. O Parsa. Está fora desse circuito - que tido dos Trabalhadores precisa não se confunde com uma ver- urgentemente se convencer dadeira esfera democrática de que é necessário correr para formação da opinião pública - garantir a chance fundamental e pode representar um imenso de articular uma grande frente prejuízo na campanha eleitoral. política para barrar a avalanche Naturalmente, o Partido dos de intolerância, autoritarismo e Trabalhadores calcula que, não ódio que ameaça desabar sobre sendo mais possível apresentar as nossas cabeças. o nome do ex-presidente como seu candidato, o imenso prestí(*) Cientista político gio político, eleitoral e popular de LULA por si só seria suficien-

Mauro Lopes (*)

Michel Zaidan (*)

O caso Globo-Ibope é uma reedição atualizada e resumida de outra trama da família Marinho, o escândalo do Proconsult, 36 anos atrás. Desta vez, trata-se do engavetamento da pesquisa eleitoral do Ibope que apresentaria Lula liderando com 40% das intenções de voto. Em 1982, o caso foi ainda mais escabroso, uma tentativa de fraudar as eleições para o governo do Rio, vencidas por Leonel Brizola, considerado um inimigo figadal pelos Marinho, como Lula agora. O "Escândalo Proconsult", como ficou conhecido, leva o nome da empresa articulada por militares que venderam ao TRE do Rio um sistema de informatizado de computação dos votos. A mecânica da fraude era simples: transferia-se parte dos votos nulos ou em branco para outro candidato. Adivinhe quem? Moreira Franco! Ele mesmo, o braço direito de Temer, que ao longo do anos esmerou-se na prestação de serviços variados para a família Marinho. Houve grande número de votos nulos e em branco naquelas eleições, porque o regime militar, para evitar uma derrota estrondosa, criou o o sistema do voto vinculado: para que um voto fosse válido era necessário que a pessoa indicasse todos os candidatos do mesmo partido -governador, senador, deputado federal, deputado estadual, prefeito e vereador. O governo contava que, com a organização nacional do partido da ditadura, o PDS (antigo Arena), garantiria a vitória sobre a oposição, que se apresentava dividida depois da reforma partidária que encerrara o bipartidarismo (Arena e MDB) e ainda em organização, com vários líderes retornando do exílio em seguida à anistia de 1979. A Globo não era participante direta da fraude, mas as conversas nos bastidores

sobre o esquema e a incompetência do sistema TRE-Proconsult eram frequentes, havendo previsão de que a apuração dos votos de 15 de novembro demandariam dias -o que de fato aconteceu, com o encerramento da apuração oficial acontecendo apenas em dezembro. Isso levou o Jornal do Brasil e a Rádio JB a montarem um processo de apuração paralelo, enquanto a Globo lançou-se gostosamente nos braços no projeto TRE-Proconsult. Para agravar, o jornal O Globo montou um esquema de apuração próprio, ainda mais incompetente, com o agravante de priorizar a apuração no interior do Estado, onde Moreira Franco tinha vantagem, em detrimento à da capital e Baixada Fluminense, vencida com ampla margem pro Brizola. O objetivo era criar o "fato consumado" da vitória de Moeira Franco.

“A mecânica da fraude era simples: transferiase parte dos votos nulos e em branco para outro candidato. Advinhe quem?” A fraude foi desmontada exatamente pela cobertura paralela do Jornal do Brasil e Rádio JB, enquanto a Globo até a undécima hora apontava a vitória de Moreira Franco. Brizola, com sua coragem habitual, reuniu a imprensa internacional em 18 de novembro e denunciou o esquema -vivia-se ainda o clima opressivo dos

estertores da ditadura. Mais ainda, numa entrevista ao vivo para a própria Globo, acusou a emissora de participar da fraude. Agora, 36 anos depois, a Globo está mais uma vez envolvida em outra trama. Engavetou a pesquisa do Ibope que sairia num momento crucial do processo político eleitoral, às vésperas de uma decisão do STF sobre a candidatura Lula e na iminência da derrocada do candidato do golpe e preferido dos Marinho e das elites, Geraldo Alckmin. A Globo não se emenda. Atuou ferozmente contra Getúlio Vargas, falsificando informações em conluio com militares da Aeronáutica na "República do Galeão" em 1954. No início dos anos 1960, os Marinho estiveram na linha de frente da articulação que levou ao golpe de 1964; em 1968, clamou pelo AI-5 e pelo fechamento do regime militar, com a consequência da onda de prisões, torturas e assassinatos de opositores da ditadura; em 1983-1984, boicotou abertamente a campanha das Diretas Já; em 1989 apresentou uma edição falsificada do debate final entre Lula e Collor que foi considerada decisiva para a vitória do representante das elites naquela eleição; opôs-se de maneira virulenta a Lula e Dilma nas eleições de 2002, 2006, 2010 e 2014, liderando o golpe de Estado de 2015-16 e a perseguição a Lula. Dizem ser uma empresa de jornalismo. Seu currículo mostra ser uma empresa de golpes contra o povo. Um atrás do outro. (*) Jornalista

A força dos debates na democracia Vicente Nunes (*) Uma das formas mais inteligentes de se chegar a uma conclusão é por meio do debate. A discussão de ideias, questionando posições e propondo soluções, continua sendo o modo mais civilizado e transparente para que toda a comunidade saia ganhado. Isso vale, sobretudo, em tempos de eleições. Por isso, a importância do encontro que o Correio Braziliense e a TV Brasília promovem hoje com os candidatos ao governo do Distrito Federal. O intuito fundamental ultrapassa o conhecimento dos planos de governo de cada um dos postulantes e alcança a defesa incondicional da democracia, motivo principal da existência dos meios de comunicação. Em um momento em que o país e o planeta são palcos de um pugilato verbal sem o objetivo de esclarecer, principalmente no mundo virtual, e pessoas se escondem atrás de perfis e notícias falsas para tentar fazer valer a sua ideia, a participação da mídia responsável e do cidadão consciente se torna essencial. É o pluralismo de pensamentos que pode nos salvar do pobre sentimento de que só existem dois lados - direita e esquerda. A sociedade brasileira - e brasiliense - pode ser construída com base em muitos outros ideais. Os debates colocam frente a frente as

mais diversas posições ideológicas, para que os eleitores tirem suas dúvidas e tomem a melhor decisão ao depositarem os votos nas urnas. Desafios não faltam para aqueles que vão governar as 27 unidades da Federação e o país a partir de 2019. As contas públicas estão em estado lastimável. O desemprego atormenta mais de um quarto da população econo-

“Os debates colocam frente a frente as mais diversas posições ideológicas para que os eleitores tirem suas conclusões” micamente ativa. Os investimentos produtivos estão travados. Não há como se falar em desenvolvimento e em melhoria de vida nessas condições. Não se pode esquecer que os eleitos em outubro próximo tomarão decisões que afetarão nosso dia a dia pelo menos até 2022. A depender das medidas adotadas,

os reflexos se estenderão por um prazo muito maior. Tome-se por exemplo o caso de Dilma Rousseff. Ela deixou o governo há mais de dois anos, depois de sofrer um processo de impeachment, mas as mazelas continuam assombrando o país. A começar pelo aumento das desigualdades sociais provocado pela inflação com a qual a petista tanto brincou - uma irresponsabilidade sem tamanho. É hora, portanto, de os brasileiros prestarem muita atenção no que dizem os candidatos, comparar as propostas com a realidades e pensar muito. Com os debates, os cidadãos têm ótimas oportunidades para se conscientizarem de suas responsabilidades com o futuro e de fazerem do voto uma arma efetiva contra a corrupção e por um país melhor. Com a união de forças e boas escolhas, teremos a certeza de que estamos fazendo a nossa parte. De resto, nos próximos anos, é contar com a cidadania de cada um e o trabalho dos meios de comunicação para cobrar todos que forem eleitos. (*) Colunista do Correio Braziliense

> OS ARTIGOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES E NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DESTE JORNAL

Endereço: Rua Dr. Albino Magalhães, 221 - Farol | CEP 57.050-080 Fone: (82) 3021-5837/ 3021-0563 - Maceió | Alagoas

Escritório: PRIMEIRA EDIÇÃO JORNAL ON-LINE IMPRESSA LTDA - ME CNPJ 08.078.664/0001-85 CMC 130003

Rua Godofredo Ferro, nº 215 - Centro - Maceió | Alagoas | CEP 57.020-570 Atendimento ao assinante: (82) 3021-0563

Luiz Carlos Barreto Goes Diretor-Geral

Romero Vieira Belo Editor Geral

Alda Sampaio Diretora Comercial

FTPI Representação Publicidade e Marketing Ltda Representante nacional do Primeira Edição Alameda dos Maracatins, nº 508 - 9º andar - Indianópolis/SP CNPJ 03.269.504/0001-08 / Insc. Est. Isenta Tel: (81) 2128-4350 / Cel: (81) 9175-5829 fred.recife@ftpi.com.br


B6 | Social

Primeira Edição | 10 a 16 de setembro, 2018

Preso na Paraíba, jovem afirma que matou Silvânio para roubar  

Edição impressa de 10 de setembro

Preso na Paraíba, jovem afirma que matou Silvânio para roubar  

Edição impressa de 10 de setembro

Advertisement