Pandemia perde força | Maceió sofre sem 2ª dose da CoronaVac

Page 1

Governo abre 170 vagas no Corpo de Bombeiros > B-1 Lei protege cobrador de ônibus A Câmara Municipal de Maceió deve promulgar nesta semana a lei que preserva o emprego de cobradores nos coletivos urbanos da capital (em contraposição ao avanço do bilhete digital), segundo assegura o presidente da Casa, vereador Galba Neto. > A-3

edição PRIMEIRA

Ninguém crava a Mega-Sena De novo: ninguém acertou a Mega-Sena. Foram sorteadas (na 6ª feira, 30 de abril) as dezenas 07, 31, 37, 42, 44 e 56. O próximo sorteio será nesta 4ª feira (4) e o prêmio é estimado em R$ 27 milhões. Quem acertou a Quina vai receber R$ 87 mil.

Ano 13 | Edição 925 | Maceió, Alagoas, 10 a 16 de maio, 2021 | R$ 2,00

PANDEMIA PERDE FORÇA

Maceió sofre sem 2ª dose da CoronaVac fotos: Divulgação

Chegada da AstraZeneca dá sequência à vacinação Na 5ª feira, 6 de maio, Alagoas recebeu 66.400 doses da AstraZeneca, a vacina de Oxford. Com isso, a vacinação contra

Covid pôde ser sequenciada na capital e interior. No sábado, chegou mais um lote da CoronaVac com 15 mil doses. > A-5

Com atraso, 2ª dose da CoronaVac deve voltar com a nova remessa

A pandemia está desacelerando em Alagoas. Apesar do registro ainda alto de casos, a média de mortes diárias caiu de 24 para 17 nos últimos dias em todo o Estado. Enquanto isso, milhares de pessoas vacinadas com a chinesa CoronaVac perderam o prazo da 2ª dose por falta de imunizantes. Sem planejamento, o Ministério da Saúde mandou usar os estoques com 1ª dose. Só que a empresa Sinovac, da China, parou de enviar insumos e, desse modo, faltou doses para a 2ª aplicação. > A-5

LIRA ENGAVETA IMPEACHMENT, COBRA FATURA E DÁ APOIO A VOTO IMPRESSO Em Brasília, a coisa está do jeito que o alagoano Artur Lira quer. Ao manter pedi-

dos de impeachment na gaveta, o presidente da Câmara conseguiu aval de

presidente Jair Bolsonaro para encaixar mais de R$ 26 bilhões em emendas

parlamentares. Depois, em mais um gesto de retribuição, Lira desengavetou o

projeto que determina a volta do voto impresso nas eleições brasileiras, uma

das bandeiras de Bolsonaro e foco de permanente controvérsia. > A-2

Renan Filho reformula Secretariado, mas foco é o 'projeto de governo' O governador Renan Filho trocou e remanejou secretários - com ganhos em 'densidade política' - mas o foco central das mudanças é o 'projeto de governo'. A

Renan Filho reformula Secretariado, ganha desensidade política e mantém foco do ‘projeto de governo’

propósito de ações de governo, na 5ª feira RF assinou a OS para duplicar o trecho entre Arapiraca e Palmeira dos Índios, um antigo sonho dos municípios . > A-3

Ministro e JHC inspecionam obras de novo Conjunto na orla lagunar > A-6

CSA empata com o CSE no final. Já o CRB bate o Aliança por 1x0 Inglês Lewis Hamilton ganha GP e segue insuperável na Fórmula 1

Hamilton vence GP da Espanha na 100ª pole Em sua 100ª pole position, o britânico Lewis Hamilton venceu o GP da Espanha, em Barcelona. Ele largou na frente, foi ultrapassado por Max Verstappen, mas recuperou a liderança e ganhou a corrida. > A-2

Na largada da semifinal do Alagoano 2021, o CSA empatou com o CSE, em Palmeira dos Índios. Com isso, Azulão joga por outro empate nesta terça-feira (11). Já o CRB largou bem vencendo o Aliança por 1x0 em partida no Estádio da Ufal. > ESPORTES

CSA arranca empate no final e inverte vantagem para jogo decisivo a ser realizado nesta 3ª feira no Rei Pelé

Fale conosco | Redação: (82) 3021.5837 | Comercial: (82) 3021.0563 | Assinante: (82) 3021.0563 | Internet: http://www.primeiraedicao.com.br | e-mail: contato@primeiraedicao.com.br


Primeira Edição | 10 a 16 de maio, 2021

A2 | Política

A Ç E OM AR C PEC RAMT AT

Com apoio de Lira, voto impresso pode voltar 'ressuscitando fraudes' Bolsonaro defende voto no papel; nos EUA, Trump disse ter sido vítima de fraude com impresso fotos: Divulgação

Primeira Ediçao

Lembra do voto impresso, aquele de cédula de papel, poderá ser ressuscitado com o que ele tem de mais nocivo: a abertura de espaço para fraude eleitoral de todo tipo (justamente o motivo que levou o Brasil a criar o voto eletrônico), sem falar na demora enervante para divulgação dos resultados das urnas. Na última quarta-feira (5), o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, alertou em entrevista à GloboNews que o voto impresso, em discussão no Congresso Nacional, vai criar no país um "desejo imenso de judicialização" do resultado das eleições: "Nós vamos criar o caos no sistema que funciona muitíssimo bem", enfatizou Barroso. Também ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Barroso reforçou a credibilidade do sistema eleitoral brasileiro. "O nosso sistema de voto em urna eletrônica é totalmente confiável", diz.

Voto eletrônico é ferramenta segura e eficaz contra fraudes propiciadas por cédula de papel

A fala do presidente do TSE aconteceu um dia após o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, do PP de Alagoas, ter criado uma comissão especial para discutir a proposta de emenda à Constituição (PEC) que obriga o voto impresso. A PEC, de autoria da deputada Bia Kicis (PSL-DF), aliada do presidente Jair Bolsonaro,

exige a impressão de cédulas em papel na votação e na apuração de eleições, plebiscitos e referendos no Brasil. Respondendo ao jornalista Gerson Camarotti sobre se o voto eletrônico é confiável, disse Barroso: - O nosso sistema de voto em urna eletrônica é totalmente confiável. No entanto, eu queria dizer que, numa democra-

Presidente do TSE, ministro Roberto Barroso garente que voto eletrônico é totalmente seguro

cia, nenhum tema é tabu. E, portanto, tudo pode ser discutido à luz do dia. Portanto, o lugar próprio para discutir isso é o Congresso Nacional. Mas nós temos elementos mais do que suficientes para demonstrar a absoluta confiabilidade do sistema. Eu não parto do pressuposto de má-fé. Eu sempre parto do pressuposto de que as pessoas estão de boa-fé.

E, portanto, acho que há um certo grau de desconhecimento sobre como o sistema funciona e como ele pode ser auditado. Para usar a palavra da moda, ele pode ser conferido na sua integridade. A cada passo. Talvez o TSE tenha subestimado um pouco o compromisso de mostrar o máximo de transparência possível. opulação confia no sistema.

O retorno do voto impresso é defendido pelo presidente Jair Bolsonaro com alegação de que foi alvo de fraude eleitoral na sucessão presidencial de 2018, quando se elegeu. Já nos Estados Unidos, o então presidente Donald Trump sustentou ter sido vítima de fraude monumental nas eleições presidenciais de 2020, com voto impresso...

> PODER TOTAL

Está do jeito que Artur Lira quer: bomba na gaveta e Jair Bolsonaro em suas mãos Redação com Correio Braziliense

A situação nunca esteve tão confortável para o alagoano Artur Lira, agora que exerce a presidência da Câmara, que conquistou com o apoio do governo federal e, em particular, de Bolsonaro. Além de ter processos (sob denúncia de improbidade) suspensos por ordem do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal, ele mantém na gaveta pedidos de impeachment contra Bolsonaro, condição que lhe permitir pedir, cobrar e conseguir o que quer junto ao Palácio do Planalto e suas ramificações administrativas. Sobre esse tema, o Correio Braziliense publicou o texto a seguir: "Eleito para a presidência

da Câmara dos Deputados com apoio do governo federal, Arthur Lira (PP-AL) sinalizou, desta vez em manifestação enviada ao Supremo Tribunal Federal (STF), que a abertura de um processo de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro não está em seus planos, pelo menos a curto prazo. O documento foi encaminhado ao gabinete da ministra Cármen Lúcia, que é relatora de um processo movido pelo advogado Ronan Wielewski Botelho, criador do Movimento Reforma Brasil, contra a Câmara. Botelho pede que o tribunal obrigue o Legislativo a regulamentar os procedimentos para análise dos pedidos de cassação de presidentes, inclusive com a definição de prazos para sua apreciação. "Lacuna,

Artur Lira atende governo e desengaveta projeto para volta do voto impresso

proposital e perigosa, que o legislador deixou", afirma o advogado. O pedido foi formalizado em um contexto de requerimentos engavetados contra o atual chefe do Execu-

tivo. Em sua manifestação, Lira disse que não há previsão na Constituição que obrigue a Câmara a estabelecer limites temporais para exame dos pedidos

de afastamentos do presidente. Afirmou ainda que o próprio Supremo Tribunal Federal tem reconhecido que a análise dos requerimentos de impeachment não se limita a "mera análise formal". Na avaliação do alagoano, o processo deve levar em conta o clima político do País. "Podendo - e devendo - avançar para a conveniência e oportunidade políticas de se deflagrar um processo de impeachment", argumentou. "O exame liminar de requerimentos de afastamento do Presidente da República, dada sua natureza política e em vista de sua repercussão em todo o sistema político nacional, não pode seguir um movimento automático, podendo e devendo esta Presidência ser sensível á conjuntura

doméstica e internacional." Em análise preliminar, Cármen Lúcia negou seguimento ao pedido em questão, mas o caso ganhou sobrevida depois que o advogado entrou com agravo contra a decisão. A ministra concorda que não há dispositivo constitucional que imponha o dever de regulamentar prazo para o presidente da Câmara dos Deputados apreciar requerimentos de afastamento do Presidente da República. Lembrando: Desde o início do governo Jair Bolsonaro, a Câmara dos Deputados recebeu mais de 100 pedidos de impeachment do presidente. Lira herdou mais da metade da gestão anterior, de Rodrigo Maia (DEM-RJ), que não deu andamento aos requerimentos para abertura do impeachment.

> REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA

Judiciário projeta retomar programa Moradia Legal no segundo semestre Primeira Edição com Assessoria

Implantado durante a presidência do desembargador Washington Luiz, no Tribunal de Justiça, 16 anos atrás, o programa de regularização fundiária Moradia Legal, que tem como foco a entrega de títulos de propriedade a famílias de baixa renda, deverá der retomado no segundo semestre, após interrupção determinada pelos efeitos da pandemia do novo coronavírus. Lançado em 2005, quando Washington Luiz presidia p TJ-AL pela primeira vez, o Moradia Legal regularizou quase 43 mil imóveis em 45 municí-

pios de Alagoas. A expectativa é, até o final de 2022, chegar à marca de 50 mil títulos entregues. "Esse é um programa com valor social imensurável. O Judiciário, apesar da pandemia, está indo ao encontro das pessoas, buscando alternativas para entregar uma prestação jurisdicional que satisfaça a população", disse o presidente do TJ-AL, Klever Loureiro. O desembargador tratou do Moradia Legal durante encontro com representantes da Associação dos Notários e Registradores (Anoreg/AL) e da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), nesta quar-

Moradia Legal já beneficiou mais de 40 mil com escrituras grátis

ta-feira (5). Na reunião, Klever Loureiro recebeu projeto do

novo ato normativo que vai regulamentar o programa. O

documento foi entregue pelo juiz Carlos Cavalcanti. "O presidente agora vai verificar as adaptações do ato normativo à legislação federal pertinente, porque existem exigências para que as áreas regularizadas tenham os serviços públicos mínimos necessários e para que os municípios possam se adequar à essa nova realidade", explicou o magistrado. Segundo o presidente da AMA, Hugo Wanderley, a instituição tem conversado com os prefeitos para que eles ingressem no Moradia Legal. "A nossa meta nessa nova etapa é chegar a 100% dos municípios

beneficiados", afirmou o presidente, ressaltando que a pandemia não será impedimento para o andamento do programa. "Grande parte dos trabalhos pode ser feita de forma remota. O levantamento de engenharia dos municípios não aglomera, e o trabalho dos cartórios também. Os devidos cuidados estão sendo adotados", reforçou. Municípios como Maceió, Batalha, Arapiraca, Rio Largo, Campo Alegre e Teotônio Vilela já procuraram o TJAL para tratar da participação nessa nova etapa do programa Moradia Legal.


Primeira Edição | 10 a 16 de maio, 2021

Política |A3

> REFORMULAÇÃO Romero Vieira Belo

Enfoque Político Jornalismo é, antes de tudo, a busca da verdade

Um presidente não deve acusar sem exibir prova A Justiça e, portanto, a verdade, só existe porque as pessoas podem argumentar. Em um processo judicial, que nasce a partir de uma denúncia, de uma acusação, de fatos apurados, existem provas, contraprovas, testemunhas. Mas, acima de tudo, prevalecem os argumentos. O próprio juiz decide argumentando, claro, com base nos arrazoados. Se alertado sobre isso, o presidente Bolsonaro se sairia melhor em suas intervenções. Com argumentos inteligentes, irrefutáveis, convenceria mais a opinião pública do que com agressões verbais. O presidente parece não aceitar conselho nem orientação. Age sempre por conta própria, diz o que pensa e também quando não pensa. É um emocional, mas não emotivo. Um argumento pesa mais do que chamar senadores de 'canalhas'. A questão se agravou, em torno dele, porque, se antes da CPI já perdia com facilidade o controle verbal, com as investigações o presidente reage quase possesso como alguém encurralado, sem saída. A CPI não é faca de um gume. Tem bancada pró e bancada contra o governo. E sua conclusão, com o relatório final que será posto em votação, mesmo que o exponha mais ainda no trágico cenário da pandemia, dificilmente funcionará como alavanca poderosa, capaz de removê-lo do cargo. Não é impeachment. Mas Bolsonaro deve conter seus impulsos viperinos. Uma coisa é redarguir, contestar posições assumidas pelos atores da CPI. Faz parte do jogo político, e a CPI é sim uma ferramenta política, mais precisamente, uma arma de oposição. Outra coisa é partir para o ataque desvairado sem provas e sem argumentos. O simples fato de ter afirmado que o governo de Alagoas desviou recursos do combate à pandemia já seria um ato inconsequente pela absoluta ausência de provas. Houve desvios? Tem inquérito? Alguma investigação em curso? E como o presidente sabe? E se acontecer uma devassa e ao final ficar provado que Alagoas empregou corretamente os recursos da saúde? O que soa mais dissonante nessa orquestração desafinada é que o presidente não ataca o governador por saber de algo errado. Acusa-o, sem exibir documentos, por ser filho de um senador que, por coincidência, foi escolhido como relator da CPI. E isso depois de tê-lo procurado para pedir que intercedesse a seu favor nos encaminhamentos da Comissão Parlamentar de Inquérito. JUSTA HOMENAGEM DA ASSEMBLEIA A ANA DAYSE De autoria da deputada Fátima Canuto, projeto de resolução aprovado pela Assembleia Legislativa faz justiça ao conceder a Comenda do Mérito Educacional Padre Teófanes Barros à professora Ana Dayse Dorea. Ex-reitorada Universidade Federal de Alagoas, Ana Dayse também pontificou como secretária Municipal de Educação de Maceió, na gestão de Rui Palmeira.

Professora Ana Dayse Dorea recebe justa homenagem da Assembleia

'RUI DEPUTADO FEDERAL', AVALIAM ALIADOS Embora o cenário das eleições gerais de 2022 ainda não esteja desenhado com linhas nítidas, aliados de Rui Palmeira avaliam que ele optará por disputar um mandato de deputado federal. Lembrando que, antes de chefiar a Prefeitura de Maceió por duas vezes, Palmeira foi deputado estadual e federal. PESQUISAS AJUDAM, MAS TAMBÉM CONFUNDEM As pesquisas de intenção de voto começam a aparecer em profusão. A maioria contratada para 'consumo interno' acaba vasando para a mídia, quando, obviamente, o contratante aparecem bem situado. Quando bem feitas, as sondagens ajudam na tomada de decisões; quando, porém, são feitas sem critérios técnicos, acabam servindo apenas para confundir o eleitorado. PESQUISA MOSTRA LIDERANÇA DE RENAN FILHO Por falar em pesquisa, uma recente do Instituto Paraná, divulgada pelo Portal da Veja, mostra Renan Filho liderando com ampla margem eventual disputa para o Senado. Fernando Collor, cuja vaga estará em jogo no ano que vem, aparece em segundo, mas muito distante do governador, o que poderá induzir o senador do PROS a optar por uma cadeira de deputado federal. CRITICAR A VACINA É APENAS UMA SANDICE A pandemia já matou mais de 415 mil brasileiros, mas o número de óbitos estaria num patamar bem mais inferior se a vacinação contra Covid estivesse mais adiantada. Infelizmente, por motivos os mais absurdos, ainda tem gente questionando a validade da vacina e até defendendo que as pessoas evitem a imunização. PANDEMIA HOJE MATA MAIS OS NÃO-VACINADOS Produzida no meio de uma pandemia, a vacina precisa de tempo para provar sua eficácia, mas uma evidência é inquestionável: à medida que os idosos e portadores de morbidades estão sendo vacinados, a ocupação das UTIS cai progressivamente, enquanto diminui, também, a taxa de mortalidade dos grupos prioritários. Os óbitos agora são mais numerosos entre os não-vacinados.

Renan Filho muda secretariado mas foco é 'projeto de governo' Governador faz mudanças sintonizadas com abrangência de seu 'projeto e governo' fotos: Divulgação

Primeira Edição

Comandando um governo com obras de grande repercussão e alcance social - como os diversos hospitais, inúmeras escolas de tempo integral, Centros Integrados de Segurança Pública e centenas de quilômetros de novas rodovias - o governador Renan Filho acaba de promover uma reforma do secretariado, com possibilidades de reflexos nas eleições de 2022, mas o foco principal continua sendo seu 'projeto de governo', ou seja, o plano de ação administrativa que vem executando com sucesso desde o 1º mandato na chefia do Executivo. Na semana que passou, o governador operou diversas mudanças no primeiro escalão, com destaque para a indicação de Fernando Pereira (irmão da deputada Jó Pereira e do ex-

Renan Filho muda seu secretariado mantendo foco do ‘projeto de governo’

deputado Joãozinho Pereira) para a Secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) e do remanejamento de Rafael Brito (genro do conselheiro e presidente do Tribunal de Contas, Otávio Lessa) que deixa a Secretaria de Esta-

dual do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) para assumir a Educação. O pacote de nomeações foi publicado no Diário Oficial da terça-feira (4) e trouxe também a nomeação do vereador (agora licenciado) Kelmann Vieira,

como Secretário de Prevenção à Violência (Seprev) Eis as mudanças: - Sedetur: sai Rafael de Góes Brito, entra Marcius Beltrão Siqueira; - Seduc: sai Fábio Guedes Gomes, entra Rafael Brito; - Semarh: sai João Paulo Tavares Pacheco, entra Fernando Soares Pereira; - Seprev: sai Esvalda Amorim Bittencourt de Araújo, entra Kelman Vieira de Oliveira; - Secti: sai Rodrigo Sampaio de Rossiter Corrêa, entra Silvio Romero Bulhões Azevedo; - Fapeal: sai João Vicente Ribeiro Barroso da Costa Lima, entra Fábio Guedes Gomes; Adeal: sai Isaac Manoel Barros de Albuquerque, entra José Márcio de Medeiros Maia; Emater: sai Adalberon Nonato Sá Júnior, entra João Paulo Calheiros Amorim Santos.

> DESEMPENHO

Nomeação para secretaria premia atuação de Kelmann Vieira no Legislativo da capital Primeira Edição

A escolha do vereador Kelmann Vieira para compor o secretariado do governo Renan Filho representa 'um prêmio' à competência e ao excelente desempenho que ele teve como vereador e presidente da Câmara Municipal de Maceió, na avaliação de assessores legislativos. Delegado da Polícia Civil, Kelmann Vieira se destacou no Deliberativo Maceioense como responsável pela transferência da sede da Câmara, da Praça Deodoro, no Centro, para um prédio mais amplo localizado na Rua Sá e Albuquerque em Jaraguá. No bojo da reforma do secretário, o governador Renan Filho nomeou Kelmann Vieira

Kelmann Vieira cede vaga a Alan Balbino e assume secretaria de estado

para comandar a Secretaria Estadual de Prevenção à Violência (Seprev), que tinha como titular Esvalda Amorim Bittencourt de Araújo. Com o 'remanejamento' de

Vieira, seu mandato na Câmara Municipal passa a ser exercido pelo1º suplente do Podemos, Alan Balbino, um veterano integrante do corpo de legisladores da capital.

O desempenho de Kelmann Vieira na Câmara, tanto pelo equilíbrio na presidência, quanto pelo espírito empreendedor que propiciou a mudança (para melhor) do endereço do Legislativo Maceioense, rendeu-lhe projeção no cenário político estadual. De tal modo que, na sucessão estadual de 2018, quando se lançou candidato para enfrentar Renan Filho (e depois desistiu), o senador Fernando Collor foi até Kelmann Vieira para convidá-lo a disputar a vice-governança. Assim, com uma trajetória de vitórias e de afirmação política, Kelmann Vieira ganhou o reconhecimento do eleitorado da capital e se projetou como um dos líderes políticos emergentes de Alagoas.

> PROMULGAÇÃO

Na Câmara, nova lei preserva empregos no setor rodoviário Assessoria

A Câmara de Vereadores de Maceió deve promulgar nesta semana a lei que preserva os empregos dos cobradores de ônibus. A garantia foi dada pelo presidente da casa, vereador Galba Netto (MDB) durante reunião com o Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário (Sinttro), na manhã desta quinta (29). A categoria apoia o projeto e a importância de sua aprovação. "A proposta sempre visou preservar os empregos dos cobradores. E agora que passou o prazo regimental após a derrubada do veto iremos promulgála. Considero importante o fato da entidade que representa os trabalhadores ter compreendido sua função social neste momento pandêmico em que a

Presidente Galba Neto vai promulgar lei que protege cobrador de ônibus

preservação dos empregos e da saúde das pessoa é tão importante", destacou Galba que foi o autor da lei. Ele lembrou que além do aspecto social a lei foi aprimorada no período da pandemia,

uma vez que definiu o melhor funcionamento e alcance do Cartão Bem Legal para que seja distribuído gratuitamente. De acordo com Galba neste momento a adoção do cartão também evita a circulação de di-

nheiro apontado como um grande vetor de contaminação do coronavírus. "Por isso, ampliamos e facilitamos o acesso ao cartão, inclusive para turistas, mas compreendendo que a operação do sistema pode e deve ser feita com trabalhadores remanejados para outras funções", completou o presidente. Para o Sintro a proposta aprovada na Câmara pode ajudar a conter as demissões que afetam a categoria depois da digitalização da passagem. Segundo o presidente da entidade, Sandro Régis, é fundamental que os trabalhadores tenham uma alternativa para preservar os postos de trabalho. "Reconhecemos a importância do projeto porque já são 220 demissões desde o ano passado”, afirmou Sandro.


Primeira Edição | 10 a 16 de maio, 2021

A4 | Nacional

> PANDEMIA Geraldo Câmara

Ouvidor Geral geraldocamara@gmail.com

IMAGINO A GUERRA As batalhas já começaram. E começaram da pior maneira. Radicais, feias, por ambos os lados. O ano ainda mostra que ainda há algum tempo até a chamada batalha final mas os guerreiros estão atirando para todos os lados sem mirar a quem ou a que. Na verdade parece com aqueles jogos de vídeo-game onde vale é ganhar não importam os meios. O meu medo é exatamente nessa guerra que se avizinha na disputa política para 2022. Os cabos eleitorais, aqui denominados simplesmente de suicidas eleitorais partem para qualquer tipo de briga contanto que venham a ganhar a contenda que, muito pior do quem em 2018 vai mostrar armas imponderáveis e inimagináveis a serem usadas em um campo que nunca fora utilizado anteriormente. O campo da mentira, da agressão, da radicalização. Uma utilização de armas onde o vale tudo será o protagonista e entre mortos e feridos não sei se o Brasil se salva. Eu sonharia em ver uma disputa entre várias cabeças pensantes, entre muitas idéias com a busca do aperfeiçoamento democrático, com a certeza de que os temas principais do país seriam discutidos deixando de lado as personalidades, sejam quais forem dos seus atores que embriagados pela sede do poder haverão de esquecer a ética, os bons princípios e partir para o "tudo ou nada" onde só Brasil e brasileiros sairão perdendo. Ainda há tempo para reflexão, para juízo nas cabeças, para a busca de uma eleição sadia e não para uma guerra insana. Espero.

DESTACÔMETRO

O destaque vai para Marcius Beltrão, três vezes prefeito de Penedo, agora guindado a secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Alagoas e a quem desejamos o maior sucesso nessa difícil área.

PÍLULAS DO OUVIDOR A Covid 19 segue levando brasileiros e brasileiras de todas as estirpes, de todas as raças e provocando lágrimas em todos nós. As surpresas das mortes anunciadas a cada dia vão enchendo de sentimentos a nossa sociedade. Semana passada foi a vez do grande ator Paulo Gustavo nos deixar e cercado de todos e melhores cuidados que a medicina pode proporcionar neste momento de tanta tragédia. Digo isto, porque parece que essa doença é realmente democrática e não escolhe cara nem coração para levar à morte. Claro que os cuidados precisam ser tomados para todos, mas infelizmente a pobreza do sistema de saúde ainda nos aflige. Este país e seus entes são muito engraçados. Tão logo o Ministro Queiroga da Saúde foi interpelado pela falta de coletivas e marcou apressadamente uma para o último dia 07 conduzida pelo secretário-executivo. Uma campanha nacional de valorização do turismo mostrando todo o prejuízo da cadeia de produção do turismo brasileiro está sendo encetada agora a nível nacional e sem dúvida deve ser analisada e apreciada em boa hora. Que o presidente Bolsonaro tenha raiva, tenha medo ou seja lá o que for da CPI da Covid 19 até aceitamos porque é humano; mas tentar retaliar o relator Renan Calheiros utilizando seu filho, governador de Alagoas, aí é demais! Mas é exatamente o que ele está fazendo tentando dizer que o governador está a frente de desvios de verbas e outras coisas mais. Logo em Alagoas onde Renan Filho conseguiu o equilíbrio fiscal e um dos maiores avanços deste estado! Desequilíbrio, gente! Vejam as ameaças feitas aos ministros do STF quando sua excelência diz que vai baixar um decreto proibindo "lockdown" e outros isolamentos e que "ai de quem no STF ouse impedi-lo". Ontem foi o dia dela: mãe, mamãe, mainha, mãezona. Não importa como é chamada, mas mãe sempre será mãe. A todas elas o meu mais caloroso beijo. Na certeza de que o dia dela é o de todos nós, filhos. Meu amigo Rafael Brito (foto) ex-secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo a quem Alagoas já deve muito, agora com a nova e desafiadora missão de assumir como secretário de Estado de Educação de Alagoas. Governador de visão!

CPI responsabilizará Bolsonaro se comprovar culpa por mortes Parlamentar alagoano diz esperar que presidente não tenha nenhuma culpa fotos: Divulgação

Correio Braziliense Relator da CPI que apura ações e possíveis omissões do governo federal durante a pandemia do coronavírus, Renan Calheiros (MDB-AL) afirmou neste sábado (8/5) que se a comissão provar alguma responsabilidade do presidente Bolsonaro no agravamento das mortes por covid-19 no Brasil, ele será responsabilizado. "Eu espero que o presidente da República não tenha a responsabilidade com o agravamento do morticínio do Brasil. Eu espero que a CPI não chegue a tanto. Mas se a CPI chegar, não tenho nenhuma dúvida de que ele será responsabilizado, sim", afirmou em transmissão ao vivo da Rede TVT e do Grupo Prerrogativas. Governistas tentaram barrar judicialmente a indicação de Renan para a relatoria da comissão, mas não surtiu efeito. Analistas políticos afirmaram que o governo deu um passo equivocado, queimando pontes com quem deveria estar buscando uma boa relação. Calheiros ressaltou que o Parlamento

Senador Renan diz que Bolsonaro será responsabilizado, se CPI provar culpa por mortes na pandemia

não poderia se omitir diante de uma pandemia desta magnitude, com tantos mortos, e "diante de um morticínio agravado por práticas irresponsáveis que, apuradas, gerarão responsabilidade de algum ou de alguns". "Não tenho absolutamente nenhuma dúvida de que vamos chegar no desfe-

cho final", disse. Apesar de afirmar que não torce para incriminar ninguém, o senador criticou o papel do governo na CPI. De acordo com ele, "se o governo usasse melhor as suas energias para esclarecer os fatos, diferentemente do que está fazendo, facilitaria o trabalho da própria CPI".

> POVO BRAVO

Bolsonaro: "Brasileiro prefere morrer lutando a ficar em casa" O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (7/5) que a população brasileira prefere morrer lutando a perecer em casa. Declaração ocorreu durante durante inauguração da Ponte sobre o Rio Abunã em Porto Velho, Rondônia. Brasil já registrou mais de 414 mil mortes por covid-19 desde o início da pandemia. O mandatário foi ovacionado por parte do público local ao usar a expressão "meu Exército" e dizer que a corporação não será utilizada como maneira de policiamento ao toque de recolher. "Todos nós preferimos morrer lutando do que perecer em casa. Eu me coloco na situação daqueles que perderam tudo ou quase tudo por decisões que devem ser refeitas, repito, como eu também já errei. Eu posso fazer semelhante ao que muitos já fizeram, mas o meu Exército jamais irá às ruas para mantê-los dentro de casa. A minha Marinha, o meu Exército e a minha Aeronáutica jogam dentro das quatro linhas da Constituição". Porém, ressal-

Falando a apoiadores, Bolsonaro diz que brasileiros preferem morrer a ficar em suas residências

tou, "não admitiremos quem queira jogar fora das 4 linhas da nossa Constituição". E continuou: "O que vocês querem é muito pouco, querem respeito, ordem e

justiça. E o meu dever como chefe supremo das Forças Armadas, como chefe da Execução, é dar, é garantir esse direito a vocês”, disse o presidente.

> ANTECIPAÇÃO

INSS começa a pagar 13º de aposentados dia 29 de maio Diário de Pernambuco

ABRAÇOS IMPRESSOS Os abraços impressos vão para o médico oncologista e também imortal da Academia Alagoana de Letras, Marcos Davi, uma referência nos meios médicos e literários. Além de sua verve e simpatia com os amigos como eu.

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começa a pagar no dia 25 de maio a primeira parcela do 13º salário para aposentados e pensionistas. O pagamento, que em geral costuma ocorrer em julho, foi antecipado novamente neste ano por conta da pandemia de coronavírus. As parcelas do 13º serão pagas junto com o benefício de cada mês. Para aqueles que recebem até 1 salário mínimo, o depósito da antecipação será feito entre os dias 25 de maio e 8 de junho, de acordo com o número final do benefício, sem levar em conta o dígito verificador. Já a segunda parcela será paga entre 24 de junho e 7 de julho. Veja no calendário abaixo: Segurados com renda mensal acima do salário mínimo terão seus pagamentos creditados entre 1 e 8 de junho, conforme calendário abaixo. A segunda parcela será creditada entre 1º e 7 de julho. Veja no calendário: Tem direito ao 13º quem, durante o

Aposentados do INSS começam a receber primeira parcela do 13º salário no próximo dia 26

ano, recebeu aposentadoria, pensão por morte, auxílio-doença, auxílio-acidente ou auxílio-reclusão. Na hipótese de cessação programada do benefício, prevista antes de 31 de dezembro de 2021, será pago o valor proporcional do abono anual ao beneficiário, informou o INSS.

Aposentados e pensionistas, em maioria, receberão 50% do valor do benefício na antecipação. A exceção é para quem passou a receber o benefício depois de janeiro. Neste caso, o valor será calculado proporcionalmente conforme as normas da Previdência Social.


Primeira Edição | 10 a 16 de maio, 2021

O S A C L S E D ERA FED

Geral | A5

Falta de CoronaVac para 2ª dose provoca desespero nos alagoanos Ministério da Saúde atrasa envio de imunizantes e deixa na mão quem já havia recebido a 1ª dose fotos: Divulgação

Primeira Edição A desorganização e incompetência do Ministério da Saúde, nas ações de enfrentamento à pandemia, estão agora materializadas numa situação dramática: milhares de pessoas (em Alagoas e demais estados) buscam os postos de vacinação para receber a segunda dose da CoronaVac, mas não existem imunizantes. E não existem por duas razões determinantes: 1 - sem ter garantia do fornecimento de matéria prima para o Instituto Butantan produzir mais vacinas, o então ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, autorizou que estados e municípios a usar o estoque de segunda dose para aplicar de primeira dose (com claro objetivo de mostrar ao mundo que o Brasil estava liderança a campanha de imunização); 2 - os constantes ataques das autoridades brasileiras à China contribuíram para que o

Sem CoronaVac, postos sequenciaram vacinação aplicando a AstraZeneca

Desaceleração da pandemia, em Alagoas, já alivia o quadro nas UTIs dos hospitais públicos e da rede privada

país asiático atrasasse o envio de matéria prima para produção de CoronaVac, isso no momento em que milhões de brasileiros já haviam se vacinado e esperavam a segunda dose do imunizado produzido pela chi-

Estado e do Município, mas simplesmente porque o Ministério não enviou mais doses. Na quinta-feira (6), uma luz de esperança: o Instituto Butantan liberou a entrega de mais 1 milhão de doses da vacina Co-

nesa Sinovac. Em Maceió, com a falta da CoronaVac, milhares de vacinados se frustraram com o anúncio de que o imunizante estava em falta, não por culpa das Secretarias de Saúde do

ronaVac para o Programa Nacional de Imunizações. O envio compõe o novo lote de 5,1 milhões de doses distribuídas por São Paulo a todo o Brasil. Já nesta segunda-feira (10) (10), o Butantan enviará mais 2

milhões de doses ao Ministério da Saúde. Médicos recomendam que as pessoas já vacinadas com 1ª dose da CoronaVac, mesmo com atraso, não deixem de receber a 2ª aplicação.

> VANGUARDA

Alagoas recebe, com atraso, mais 15 mil doses da vacina da Sinovac Agência Alagoas Com atraso, 15.000 doses da CoronaVac chegaram a Alagoas no final da tarde deste sábado (8). O Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), inicia ainda hoje a distribuição de uma parcela dos imunizantes para os municípios, a exemplo de Maceió, que deve retirar as doses na sede do Programa Nacional de Imunização (PNI/AL). Esta é a 19ª remessa de vacinas enviadas pelo Ministério da Saúde (MS) ao Estado. Os imunizantes devem ser destinados para completar o ciclo vacinal de segunda dose (D2). Alagoas já recebeu do Governo Federal, até o momento, 1.063.800 doses, já distribuiu aos municípios

alagoanos 931.407 vacinas, com as Secretarias Municipais de Saúde tendo aplicado 703.171 doses. O lote de CoronaVac chegou em Maceió por volta das 16h40, e seguiu, com escolta da Polícia Militar de Alagoas (MM/AL), para o devido cadastro e armazenamento em câmara fria no PNI/AL. Lá, as vacinas ficam armazenadas em temperatura entre 2º e 8º Celsius. O secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, reforça que a logística de distribuição dos imunizantes para os municípios tem sido rápida e eficaz. "Estávamos aguardando a chegada de mais doses da CoronaVac em Alagoas. O Ministério da Saúde enviou mais 15 mil doses e estamos iniciando a

Chegada, com atraso, de nova remessa vai permitir que pessoas já vacinadas com CoronaVac tomem a 2ª dose

distribuição de uma parte dos imunizantes ainda hoje para a cidade de Maceió. O envio das vacinas aos demais municípios também está garantido", assegura o secretário.

Para as gestões municipais retirarem as doses desta 19ª remessa e os respectivos insumos, é necessário fazer uma requisição no Sistema de Informações de Insumos

Estratégicos (SIES) e agendar a retirada com o Centro de Distribuição. A Secretaria Estadual da Saúde, por meio do Programa Nacional de Imunização em

Alagoas (PNI/AL), e com apoio técnico do Conselho Municipal de Secretarias de Saúde de Alagoas (Cosems/AL), atualizou o número de doses das vacinas aplicadas contra a Covid-19 no Estado. Ao todo, 703.171 doses foram usadas na população alagoana. Dessas, 477.277 pessoas foram vacinadas com a primeira dose e 225.894 já imunizadas com a segunda dose. Neste sábado, 08, o Boletim Epidemiológico da Sesau confirmou mais 625 novos casos de Covid-19 em Alagoas. Agora o total é de 178.913 casos confirmados. A secretaria destacou que 3.080 infectados estão em isolamento domiciliar e outros 170.776 pacientes finalizaram o período de isolamento.

> CHOQUE ELÉTRICO

Além do aumento decretado pela Equatorial, consumidor de energia sofre com bandeirada Redação A Equatorial implantou um reajuste de 6,52% a conta de energia elétrica dos alagoanos, em vigor desde o dia três deste mês de maio, mas não é apenas a distribuidora que aperta o cerco financeiro aos consumidores - os residenciais, sobretudo - embora ela seja o principal alvo das queixas. Alegando falta de chuvas e queda do nível dos reservatórios que ativam as hidroelétricas, a Agência Nacional de Energia Elétrica também acaba de anunciar a adoção da bandeira vermelha a partir deste mês para as contas de luz de todo o País.

A explicação da Aneel para adoção da bandeira vermelha aponta para o problema de sempre: os reservatórios estão muito baixos e as termelétricas, que produzem energia mais cara, foram acionadas, causando elevação nas contas de luz. A analista Heloise Sanchez, da Equipe de Análise da Terra Investimentos, lembra que, conforme dados históricos do próprio site da Aneel, em dezembro do ano passado foi adotada a bandeira "Vermelha P2", e, desde janeiro deste ano, a bandeira "Amarela". "Além dos reservatórios baixos, outro ponto que acaba impactando no valor da conta são as pes-

nos últimos meses, estando em 13,9% conforme dados do 4º trimestre de 2020 no site do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), que influencia no aumento da inadimplência".

Agência de Energia aumenta conta de luz ao aplicar bandeira na tarifa

soas passando mais tempo em casa, tanto por conta da pandemia e o isolamento social, co-

mo do home-office. Também temos a questão do desemprego, que atingiu nível recorde

TERMOELÉTRICAS Muita gente pergunta - e ninguém responde - por que o governo federal, através da Eletrobras, não implanta uma cadeia de termelétricas para, emergencialmente, produzir energia mais barata para as famílias brasileiras. "Com o acionamento, ocorre a cobrança de R$ 4,169 a cada 100 quilowatt-horas consumidos. Em maio, também

inicia-se o período seco, com os principais reservatórios apresentando estoques reduzidos para esta época do ano. Essa conjuntura sinaliza patamar desfavorável de produção pelas hidrelétricas e elevada necessidade de acionamento do parque termelétrico, pressionando os custos relacionados ao risco hidrológico (GSF) e o preço da energia no mercado de curto prazo (PLD). A conciliação desses indicadores levou ao acionamento do patamar 1 da Bandeira Vermelha. O PLD e o GSF são as duas variáveis que determinam a cor da bandeira a ser acionada", justificou a Aneel na última sexta-feira (30/4).


Primeira Edição | 10 a 16 de maio, 2021

A6 | Cidades

> HABITAÇÃO POPULAR

Ministro e JHC visitam obras de conjunto Prefeito diz que graças à credibilidade da gestão, a obra saiu do papel e vai levar dignidade às famílias da orla lagunar Assessoria

O Prefeito João H. Caldas e o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e

visitaram as obras do Residencial Vilas do Mundaú, no Dique-Estrada. Na ocasião, foram apresentados os avanços do empreendimento que vai abrigar 1.776 famílias em vulnerabilida-

> VIDA MANSA

Governo modifica regra que limita o teto salarial fotos: Divulgação

Diário de Pernambuco

O Ministério da Economia publicou uma portaria que altera a regra salarial algumas categorias do funcionalismo público. Apelidada de 'teto duplex', a nova norma beneficia o presidente da República, o vice-presidente, ministros, servidores civis aposentados e militares da reserva, que ocupem cargos comissionados ou eletivos, e recebam salários acima do teto constitucional. Atualmente, o teto é de R$ 39,2 mil, valor do salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). As mudanças podem favorecer, além o chefe do Executivo, Jair Bolsonaro (sem partido), ministros como Luiz Eduardo Ramos, da Casa Ci-

de social da região. O vice-prefeito Ronaldo Lessa participou da visita. Durante a visita, o prefeito lembrou do dia em que o ministro esteve em Maceió pela primeira vez (julho de 2020) e no local onde hoje avançam as obras do residencial, só havia uma placa. "A mudança hoje em Maceió é visível. Fiquei muito constrangido quando presenciei o ministro Rogério Marinho vir aqui para visitar uma maquete. Depois de muitos meses, da ordem de serviço, a obra continuava parada, não tinha uma pedra de tijolo. Hoje, ele está vindo para visitar uma obra", disse JHC. O prefeito lembrou que graças ao esforço e a credibilidade que a Prefeitura hoje tem, além da ação coordenada das secretarias, a obra saiu do papel e vai mudar a vida das famílias da região.

O ministro Rogério Marinho informou que está visitando as obras que estão sendo edificadas em todo o país e destacou o empenho de JHC para concretização do Vilas do Mundaú. "O JHC tem nos dado todo apoio junto com a equipe. Nisso, quem ganha é a população porque vai ter não apenas a sua própria casa, mas sim dignidade e isso tem um valor imensurável. Ainda voltaremos para entregar um residencial Oiticica 1, na parte alta de Maceió, com a presença do presidente Jair Bolsonaro", falou o ministro Rogério Marinho. Rogério Marinho também destacou que o projeto foi pensado não apenas para levar qualidade de vida às pessoas, mas mantê-las no local onde habitam e trabalham.

Vice Hamilton Mourão também vai ser beneficiado pela nova portaria

vil, e Braga Netto, da Defesa. A Portaria nº 4.975 foi publicada na sexta-feira (29) e é assinada pelo secretário de Gestão e Desempenho de Pessoal, Leonardo José Mattos

Sultani. Segundo o Ministério da Economia, deve gerar um impacto de R$ 181,32 milhões ainda neste ano, agravando ainda mais o déficit orçamentário do governo federal.

Prefeito JHC e ministro Rogério Marinho visitando obras de conjunto habitacional na região da orla lagunar


Esportes

esportes@primeiraedicao.com.br

Primeira Edição | 10 a 16 de maio, 2021 Opinião - Social

> NO FINAL

Sufoco: Azulão arranca empate com CSE Tricolor abriu o placar no primeiro tempo, com Jan Pieter, mas deixou escapar a vitória no fim, Iury marca nos acréscimos GE Os gols da partida que abriu a semifinal do Alagoano foram marcados nos acréscimos. De um lado e de outro. Aos 48 do primeiro tempo, o zagueiro Jan Pieter balançou a rede para o CSE, de cabeça. Na etapa final, brilhou a estrela do técnico Bruno Pivetti, o estreante da noite. Ele trocou Dellatorre por Iury Castilho, e o CSA achou o empate aos 45 minutos. Ítalo cruzou da direita e o centroavante apareceu na área para marcar seu primeiro gol pelo Azulão. O placar de 1 a 1 em Palmeira dos Índios deixa o mata-mata aberto e aumenta a importância do jogo de terça, no Rei Pelé.

COMO FICA?

O empate foi bom para o CSA, que fez melhor campanha na primeira fase e chega à decisão do Alagoano se empatar mais uma vez com o CSE na

fotos: Divulgação

terça, às 20h, no Rei Pelé. O Tricolor precisa vencer por qualquer placar para seguir na disputa.

1º TEMPO

O jogo foi morno até os 40 minutos. Muita marcação, pouca técnica. No fim, o CSA criou duas chances na sequência. Dellatorre estava impedido na primeira e ainda errou a cabeçada. Na segunda, Patrick Brey e Marco Túlio fizeram uma linda jogada pela esquerda e o lateral cruzou rasteiro: Marquinhos finalizou da pequena área e parou numa grande defesa de Alexandre. A resposta do Tricolor foi fatal. Aos 48, Dakson bateu escanteio aberto e Jan Pieter cabeceou com estilo, tirando do goleiro Darley.

2º TEMPO

O CSE voltou melhor na segunda etapa, mais confiante. Bloqueou as principais ações

direita e cruzou: Iury ganhou na força dos zagueiros e deu um toquinho para vencer o goleiro Alexandre: 1 a 1.

BRUNO PIVETTI

O CSE de Palmeira dos Índios dificultou bastante as ações do Azulão

ofensivas do CSA e ainda levou perigo em duas finalizações de Luizinho. Darley fez duas defesas difíceis, aos 13 e aos 20 minutos. O CSA só evoluiu com as mexidas. Gabriel Tonini, Nadson, Ítalo e Iury entraram e aumentaram a força ofensiva do time. Aos 35, Danilo cruzou da

esquerda, Yuri desviou e acertou o travessão do CSE. No rebote, Gabriel cabeceou, a bola bateu na zaga e carimbou no poste mais uma vez. Dois minutos depois, Nadson cobrou escanteio, Gabriel emendou e viu a bola pegar mais uma vez na trave. Foi o sinal. Aos 45, Ítalo escapou pela

O técnico Bruno Pivetti estreou no CSA com um empate por 1 a 1 diante do CSE, na primeira semifinal do Campeonato Alagoano. Com o gol de Iury marcado nos acréscimos, o resultado teve sabor de vitória para o Azulão. Após a partida, no Estádio Juca Sampaio, o treinador comentou a atuação e apontou um fator que prejudicou o estilo de jogo azulino. - Eu analiso que nós competimos muito essa noite, não é fácil jogar aqui no estádio pelas condições do gramado, mas mesmo assim nós conseguimos nos impor durante a partida... Criamos algumas oportunidades de gol no primeiro tempo. No segundo tempo, colocamos duas bolas na trave, tivemos

um volume de jogo muito alto e, felizmente, no final conseguimos o empate e levamos a decisão para nossa casa na terça-feira. Pivetti disse ainda o que precisa melhorar no CSA para a segunda partida da semifinal. - Eu creio que nós não podemos abdicar do nosso jogo, é isso que está nos levando. Mas, nas diferentes partidas, depois de criar diversas oportunidades de gol, temos que ser um pouco mais assertivos na conclusão da jogada. Eu acredito que estamos preparados para fazer mais um excelente jogo e sair, na terça-feira, classificados para a final. Bruno também elogiou o adversário, que dificultou bastante as ações do time azulino. - O CSE tem um trabalho muito interessante, uma equipe muito competitiva, que valorizou ainda mais o ponto que conquistamos aqui e o fato de podermos ter a vantagem.

> VANTAGEM AMPLIADA

Galo bate o Aliança e amplia vantagem na semifinal:1x0 Redação com Web O CRB jogou o suficiente para vencer o Aliança por 1 a 0, no domingo (9), pela semifinal do Campeonato Alagoano. No Estádio da Ufal, o zagueiro Frazan marcou aos 46 do primeiro tempo e ampliou a vantagem do Galo no confronto. Quarta, na partida da volta, o time pode perder até por um gol de diferença no Rei Pelé.

O JOGO

Antes dos 25 minutos, a única chance criada foi do CRB. Aos 18, Lucão cruzou e Carlos

Jatobá marcou de cabeça, mas o assistente viu que a bola saiu e anulou o jogo. O CRB buscava o ataque pela esquerda com Guilherme Romão, mas faltava caprichar na hora da finalização. O Aliança tentava sair nos contra-ataques e em lances de bola parada. O CRB teve mais posse de bola, conseguiu nove escanteios so na primeira etapa e foi em um deles que saiu o gol. Aos 46 minutos, após escanteio, a zaga adversária falhou e Frazan apareceu sozinho para empurrar para o gol. Na etapa final o Aliança

criou grande chance aos 18 minutos, com Thauan. Ele tabelou e apareceu sozinho, mas bateu para fora. O CRB diminuiu o ritmo da etapa final e pouco chegou ao ataque. No final, teve alguns contra-ataques, mas não soube aproveitar.

DIZ, ANDRÉ NUNES

Vitória aumenta a vantagem do Galo no confronto; volta será na quarta

"Nós temos condições de invertar. Não à toa chegamos entre os quatros. Vamos trabalhar esses dias e assimilar o que o professor vai pedir para o próximo jogo", comentou o zagueiro do Aliança que agora terá um jogo mais complicado.

FALA, LUCÃO

"Vamos levar essa vantagem pra casa e trabalhar firme porque não podemos descansar em cima dela. Será jogo difícil lá e espero que possamos fazer outro bom jogo e sair com a vitória", disse o atacante do CRB..

E AGORA?

Com o resultado o Galo agora joga com mais vantagem, ou seja: pode empatar ou até perder por um gol de diferença no Rei Pelé, nesta quarta às 20h, que mesmo assim consegue ir para mais uma final.

> OPORTUNIDADE

Governo alagoano define concurso com 170 vagas para o Corpo de Bombeiros Agência Alagoas Certame vai oferecer 170 vagas, sendo 150 para soldado e 20 para oficial; inscrições custam R$ 95 e podem ser feitas até o dia 21 de junho O Governo de Alagoas divulgou, na sexta-feira (07), edital para o concurso do Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas (CBMAL). A publicação do documento está disponível no Diário Oficial do Estado (DOE/AL) e pontua todas as regras do certame, que será organizado e realizado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe). Segundo o edital, 170 vagas serão ofertadas para compor o quadro efetivo do órgão, sendo 150 para soldado e 20 para oficial. Os salários, após o Curso de Formação de Praças,

variam entre R$ 4.250,06, para soldado, e R$ 9.602,72 para oficial - com estágio probatório. A previsão, baseada no documento, é de que as provas sejam realizadas no dia 08 de agosto de 2021, em Maceió e Arapiraca. Conforme foi anunciado, também, as provas ocorrerão em turnos diferentes. Para o cargo de aspirante a oficial, a aplicação será pelo turno da manhã e terá duração de 4h e 30 minutos. Para soldado, no turno da tarde, com duração de 3h e 30 minutos. Essa medida foi adotada pelo Governo para garantir mais oportunidades a quem vai concorrer nos dois cargos. Os candidatos que desejarem participar da seletiva devem se atentar ao período de inscrições, que começa a partir das 10h do próximo dia 17 de maio e prossegue até às 18h do

"Esse é apenas um dos vários certames que o Governo de Alagoas promoverá em 2021. O intuito é que tenhamos conosco, já no fim do ano, o quadro mais capacitado de profissionais para que possamos dar andamento aos projetos que vêm transformando o serviço público local", explica o secretário titular da Seplag, Fabrício Marques.

MAIS CONCURSOS

Concurso parao Corpo de Bombeiros terá salários variando entre R$ 4,2 mil e R$ 9,6 mil, conforme o edital

dia 21 de junho de 2021, seguindo o horário de Brasília. O procedimento deverá ser feito somente via internet através do site do Cebraspe. Além de todos os requisitos para a realização da inscrição no concurso, o edital publi-

cado também possui informações sobre as etapas do processo, jornada de trabalho, entrega de documentos, conteúdo das avaliações, entre outros. OPORTUNIDADE De acordo com o secretário

do Planejamento, Gestão e Patrimônio, Fabrício Marques, o certame, que integra o ciclo de concursos de Alagoas, é um investimento e uma oportunidade de oferecer aos alagoanos um serviço público renovado e ainda mais qualificado.

Além desse concurso, outros estão confirmados e devem ter edital divulgado ainda neste último trimestre. No total, serão ofertadas mais de 6 mil vagas para aqueles que têm interesse em ingressar no quadro de pessoal do Governo de Alagoas. Dentre as áreas anunciadas estão a Educação, a Ressocialização, a Fazenda, a Procuradoria Geral do Estado, a Saúde e polícias Civil e Militar.


Primeira Edição | 10 a 16 de maio, 2021

B2 | Esportes

> NOS PÊNALTIS

Bahia vence Ceará e conquista o Nordestão No tempo regulamentar, Bahia marca com Rodriguinho e Gilberto. Jael faz o gol do Ceará que leva para os pênaltis: 4x2 GE O Bahia é campeão da Copa do Nordeste pela quarta vez! Foi com emoção! Depois de fazer 2 a 0 no tempo regulamentar (Rodriguinho e Gilberto marcaram os gols), viu Jael fazer o do Ceará e levar o jogo para os pênaltis. Nas cobranças, Conti converteu a última e garantiu o título para o Tricolor Baiano!

PRIMEIRO TEMPO

Os primeiros 45 minutos foram equilibrados no Castelão. Os donos da casa até começaram melhor, mas os visitantes colocaram fogo no fim do primeiro tempo, obrigando Richard a operar milagres em duas defesas cara a cara com Thaciano e outra num chute cruzado de Rodriguinho. O Ceará teve presença constante no ataque com Vina, arriscou chutes de fora da área com Mendoza e apostou ainda na velocidade de Bruno Pacheco para tentar o gol.

SEGUNDO TEMPO

A segunda etapa começou mais burocrática. Enquanto o Ceará ficou mais acuado na defesa, sem conseguir avançar, o Bahia foi crescendo, até que

fotos: Divulgação

abriu o placar de pênalti, com Rodriguinho, após análise do VAR num desvio da bola na mão de Luiz Otávio dentro da área. E ficou melhor quando o contra-ataque do Bahia foi mortal. Rodriguinho para Gilberto, que chutou e fez o segundo. Até que aos 38, Marlon cruzou na cabeça de Jael, que fez o primeiro do Vovô na decisão. O resultado levou o jogo para os pênaltis.

INVENCIBILIDADE

Com a vitória do Bahia no tempo regulamentar, caiu a invencibilidade do Ceará que já durava 23 jogos na Copa do Nordeste.

CENAS LAMENTÁVEIS

No fim da partida, confusão. Jogadores de Ceará e Bahia se estranharam e houve tumulto na Arena Castelão após o título do Tricolor. Seguranças e polícia tiveram que ser acionados para acalmar os ânimos dos atletas.

NA SÚMULA

Em súmula, o árbitro da partida, Denis da Silva Ribeiro Serafim, detalhou o acontecido e registrou a expulsão de cinco atletas: Jael, Gabriel Dias e Mendoza, do Ceará, e Daniel e

Depois de fazer 2 a 0 no tempo regulamentar, viu Jael fazer o do Ceará, nos pênaltis garantiu mais um título

Juninho, do Bahia. De acordo com a súmula da partida, a briga generalizada entre jogadores de Ceará e Bahia iniciou após Nino Paraíba, lateral-direito do Bahia, provocar de forma verbal e com um tapa no braço o atacante e autor do gol do Ceará, Jael. Em seguida, Nino Paraíba, definido como atleta invasor pela equipe de arbitragem, chutou o

rosto e deu um soco no peito, em momentos distintos, de Steven Mendoza.

MAIOR CAMPEÃO

O título da Copa do Nordeste vem acompanhado de alguns bônus que tornam a conquista mais especial . O primeiro extra é a emoção. Com o triunfo pelo placar mínimo, a decisão foi para a

disputa de pênaltis, já que o Vozão havia vencido por 1 a 0 em Salvador. Nas penalidades, Matheus Teixeira voltou a mostrar explosão muscular e fez a defesa na cobrança de Jorginho. Thonny Anderson perdeu para o Bahia e deixou os corações de torcedores baianos fora de ritmo. O Ceará, no entanto, voltou a desperdiçar com Marlon,

que finalizou para fora. Lucas Araújo e Conti balançaram as redes e correram para comemorar com o elenco tricolor. Outro bônus é o fim de um tabu que já durava três anos. Com a vitória deste sábado, o Bahia encerrou uma sequência de oito partidas sem bater o Ceará. A última vez que o Tricolor havia vencido o Vozão foi no segundo turno do Campeonato Brasileiro de 2018. Na época, Zé Rafael e Edgar Junio marcaram os gols da equipe baiana no triunfo por 2 a 1. Calyson descontou para o Vozão. O terceiro extra do Bahia é o feito de alcançar o Vitória como maior vencedor da Copa do Nordeste. Agora, Tricolor e Rubro-Negro têm quatro títulos cada. O Sport segue atrás, com três. Vice-campeão da atual edição do torneio, o Ceará possui dois troféus regionais. Antes de 2021, o Bahia conquistou a Copa do Nordeste em 2017, 2002 e 2001. Dos jogadores do atual elenco, apenas um participou de outro título regional com a camisa tricolor: o zagueiro Lucas Fonseca foi titular do time há quatro anos, quando a equipe treinada por Guto Ferreira bateu o Sport e levantou a taça.

> LIBERTADORES

Mengão viaja para o Chile de olho em vaga e liderança GE O Flamengo repetiu no último domingo uma rotina das últimas semanas: virou a chave para a Libertadores após uma boa vitória no Carioca. A delegação embarcou no último domingo para o Chile, onde encara o Union La Calera, terçafeira, com chances de garantir antecipadamente uma das vagas do Grupo G nas oitavas de final. Diego Alves, Rodrigo Caio, Renê, Gérson e Michael são desfalques. O quinteto fica no Rio de Janeiro em tratamento visando a final do Estadual, que já começa no próximo sábado, diante de Fluminense ou Portuguesa. Rodrigo Caio e Gérson são os que têm mais chances de ficar à disposição de Rogério Ceni para a decisão. Em grande fase, Vitinho falou sobre a partida no gramado sintético de Vinã del Mar e de seu bom momento: "O fato da gente não estar acostumado a jogar em grama sintética atrapalha, mas temos condição de nos adaptar antes e dar um jeito de vencer o jogo. Já vimos que dentro de casa eles têm um bom toque de bola, temos que ficar atentos a isso para evitar que o jogo se torne mais difícil" - Fico feliz por começar bem, ajudar o Flamengo a conquistar o objetivo e também bater minhas meteas. A delegação rubro-negra desembarca em Santiano e segue de ônibus para Viña del Mar, palco da partida. Nesta segunda-feira, o elenco treina no CT do Everton e não terá atividade de reconhecimento ao gramado sintético do Estádio Municipal Nicolás Chahuán Nazar. O Flamengo precisa somente de uma vitória simples contra os chilenos do La Calera para chegar aos 12 pontos e se ga-

A delegação embarcou no domingo para o Chile, onde encara o Union La Calera com chances de garantir vaga

rantir no mata-mata da Libertadores. Há chance ainda de garantir até a primeira colocação da chave com antecedência. Para isso, precisará torcer por um empate entre Vélez e LDU, quinta-feira, na Argentina. Após poupar quase todos os titulares no 4 a 1 sobre o Volta Redonda, pela semifinal do Carioca, a tendência é que o Flamengo encare o La Calera com Gabriel Batista, Isla, Willian Arão, Bruno Viana e Filipe Luís; Diego, João Gomes, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabriel. Com 100% de aproveitamento, o bicampeão faz seu melhor início na competição continental e lidera o Grupo G com nove pontos. Na sequência, está a LDU, com quatro, o Vélez, com três, e o La Calera é o lanterna, com somente um. O duelo com os chilenos está marcado para terça-feira, às 21h30 (de Brasília).

CENI ELOGIA

Em entrevista coletiva após a goleada do Flamengo por 4 a 1 sobre o Volta Redonda, no

Maracanã, pelo segundo jogo da semifinal do Campeonato Carioca, Rogério Ceni elogiou a postura da equipe em "levar a sério", mesmo após ter vencido a ida por 3 a 0, e destacou também a dupla Gabigol e Pedro. O camisa 9, inclusive, marcou dois gols neste sábado, chegando a 81 com a camisa rubro-negra. Com 7 a 1 no placar agregado, a equipe avançou com folga à decisão. – Eu fico feliz de ter jogadores desse nível. Eu falo para vocês que o Pedro eu considero um dos 11 titulares. Pedro dos últimos cinco jogos entrou em três, fez gols, fez três gols em uma partida. Hoje além da assistência teve boas oportunidades de finalização, teve bola na trave. Uma pena elas não entrarem. São jogadores talentosos, de características diferentes que eu tenho o prazer de ter dois noves no Flamengo. Questionado também sobre oportunizar outros atletas, em meio ao calendário apertado com Libertadores e Carioca, Ceni elogiou a boa atuação de Vitinho e lamentou a lesão de

Michael, que sentiu figada na panturrilha esquerda durante a partida: – Primeiro é o desejo deles de trabalho diário. Eu acho que é muito de cada um, do que está disposto a entregar para chegar em um ponto mais alto. O Léo já faz tempo que eu queria dar uma oportunidade, é um jogador que quando eu joguei contra no Athletico eu gostei muito. E em qualquer time que eu fosse eu gostaria de tê-lo. Passou por um momento difícil, mas sempre temos que dar uma oportunidade novamente. Eu acho que ele jogou bem, um zagueiro canhoto que tem boa saída de jogo. Vai ganhar cada vez mais minutos e oportunidades para jogar. – O Vitinho vem nesses jogos se destacando. O Michael, infelizmente, teve uma pequena lesão, não sei que tipo de lesão, na panturrilha esquerda, e não vai para a viagem. Infelizmente, não vamos poder contar com ele. Mas faz parte do jogo. Esperamos o mais rápido possível tê-lo de volta. O Vitinho tem uma finalização boa.


Primeira Edição | 10 a 16 de maio, 2021

Esportes | B3

> CIRÚRGICO

F1: estratégia garante vitória de Hamilton O heptacampeão mundial leva ultrapassagem de holandês na primeira volta, mas se beneficia com ida aos boxes ousada GE Lewis Hamilton prova, semana sim e outra também, sua autoridade no circo da Fórmula 1. Pole position no último domingo, ele perdeu a primeira posição ainda na reta de largada do GP da Espanha para Max Verstappen, mas conseguiu eliminar 23 segundos em 17 voltas na parte final da corrida para colar no holandês e ultrapassá-lo sem dificuldades. A manobra nas posições só foi possível graças a uma atitude ousada da Mercedes, que mandou o inglês aos boxes antes da reta final da prova para trocar pneus. A medida deu certo, Hamilton chegou a tirar mais de dois segundos por volta e, no fim, tinha mais velocidade e pneus para superar o holandês. O heptacampeão chegou, assim, à sexta vitória em GPs espanhóis e ao 98º triunfo de sua carreira. Isso tudo, vale lembrar, no final de semana em que atingiu a marca de 100 poles na F1. A sexta etapa da Fórmula 1 2021 será disputada no dia 23 de maio, o GP da Mônaco. Com o resultado, Hamilton se distanciou um pouco mais na liderança do mundial de pilotos, com 94 pontos. Vers-

tappen e Valtteri Bottas, que vieram em segundo e terceiro lugares em Barcelona, respectivamente, vêm logo atrás no campeonato (80 e 47 pontos).

tappen] e não pensei que seria capaz de fazer os pneus durarem. Mas eu dei um jeito. Foi um longo caminho para voltar de 20 segundos atrás. Mas foi uma boa aposta, uma ótima estratégia da equipe - reconheceu o piloto.

O PÓDIO

HAMILTON: "Primeiro, eu queria agradecer a todos os fãs que estão aqui. É ótimo vê-los. Eu me sinto excelente. Foi uma ótima estratégia da equipe. Que dia!"

COBRANÇA

VERSTAPPEN: "Não havia muito que fazer, virei presa fácil. Tentei o que podia. Não estamos no lugar que gostaríamos, mas já é um avanço em comparação ao ano passado" BOTTAS: "Eu perdi uma posição na primeira volta para Charles [Leclerc] e aquilo me atrapalhou na primeira parte da corrida. Isso à parte, o ritmo na prova não estava tão desfavorável e é bom que eu consegui ir ao pódio"

CONFLITO

Após a vitória estratégica sobre Max Verstappen neste domingo, no GP da Espanha, Lewis Hamilton confessou que não aceitou bem inicialmente a chamada da Mercedes para que ele fosse aos boxes na volta 42 para pôr pneus médios, até

O heptacampeão chegou, assim, à sexta vitória em GPs espanhóis e ao 98º triunfo de sua carreira na Fórmula 1

porque já tinha feito uma parada anteriormente. Mas a medida se provou fundamental para sacramentar o 98º triunfo do inglês em sua carreira. - Eu estava realmente em conflito, como "eu vou aos boxes ou ignoro o pedido e fico de fora?" Obviamente, eu fiz o que a equipe pediu e, naturalmente, porque há uma grande confiança entre nós, mas é um trabalho notável de todos nesta equipe disse o líder do mundial de pi-

lotos, com 94 pontos. Depois da ida aos boxes, Hamilton voltou à pista na terceira posição, 23 segundos atrás do então líder Verstappen e também atrás de Valtteri Bottas. O heptacampeão chegou a tirar dois segundos por volta para ultrapassar o finlandês e rapidamente colar no holandês - a quem superou a sete voltas do fim. Hamilton estranhou a decisão da chefia da equipe porque,

na hora em que foi aos boxes, estava próximo do rival da RBR. - Eu estava prestes a ter uma chance de passá-lo, isso logo antes de fazer minha parada - comentou. Mesmo depois da volta à pista após o pit stop, e do bom desempenho em relação a Verstappen e Bottas, ele temeu que os pneus não fossem aguentar até o fim da corrida. - Eu fiquei perto [de Vers-

Segundo colocado no GP da Espanha após ser ultrapassado por Lewis Hamilton a sete voltas do fim, Max Verstappen disse que "está sozinho nessa luta" contra as poderosas Mercedes, em uma clara mensagem ao companheiro de equipe RBR, Sergio Perez. O mexicano terminou em quinto lugar em Barcelona depois de um final de semana repleto de problemas, desde a classificação. - Eu também estou sozinho nesta luta. Eles [Mercedes] podem facilmente fazer uma segunda parada porque há uma lacuna atrás deles. Claro, isso também não ajuda - disse o holandês, vice-líder do mundial, com 80 pontos, 14 a menos do que Hamilton. Verstappen fez alusão à capacidade de os carros da escuderia alemã fazerem jogo de equipe, enquanto os da RBR não conseguem - por causa do mau desempenho de Perez.

> “MADEIRADA”

Marcos Pezão vence, e Diego Ferreira é nocauteado Combate Não chegou a ser empolgante, mas o que importava para Marcos Pezão era o resultado positivo. Vindo de derrota, o brasileiro teve atuação segura e dominou Maurice Greene com seu jogo de quedas durante os três rounds para garantir uma tranquila vitória por decisão unânime (30-26, 30-26 e 30-27) no card principal do UFC Rodriguez x Waterson, no último sábado, em Las Vegas (EUA). Marcos Pezão venceu Maurice Greene por decisão unâni-

me (30-26, 30-26 e 30-27) Não houve muito estudo no início da luta. Os dois foram para a trocação franca e colocaram golpes duros. Pezão conseguiu encurtar e colocou para baixo. Por cima, usou o peso para não dar espaço ao americano e aplicou golpes curtos, controlando o rival até o fim do round. No segundo assalto, o brasileiro repetiu o que deu certo e rapidamente derrubou Greene. Sem se expor, golpeava um inofensivo adversário e administrou mais um round a seu favor. O filme se repetiu no terceiro assalto, com Pezão con-

trolando Greene por cima com facilidade. Carlos Diego Ferreira é nocauteado por Gregor Gillespie Após fazer um grande primeiro round, Carlos Diego Ferreira sucumbiu à pressão de Gregor Gillespie na luta agarrada e foi nocauteado aos 4m51s do segundo round, em confronto válido pelo peso-leve (até 70kg). O brasileiro, que não bateu o peso na véspera, sofreu seu segundo revés seguido. Já o americano recuperou-se de sua única derrota na carreira, em 2019, contra Kevin Lee. Depois de um começo de

estudo na trocação, Gillespie tentou levar a luta pra onde se sente mais confortável ao buscar a queda, mas o brasileiro respondeu bem, quase ficou por cima e a luta voltou a ficar de pé. Em cima, Diego conectou boas combinações, mas voltou a precisar escapar das tentativas do americano levar para o chão. Em uma delas, Ferreira aceitou a luta agarrada, tentou uma omoplata, mas ficou por baixo, porém, por pouco tempo, já que buscou boas transições para raspar e se levantou. No fim do round, Diego conseguiu dominar as

desferiu socos e cotoveladas, enquanto Ferreira apenas se defendia. Gillespie conseguiu a montada nos segundos finais, aplicou muitos socos na cabeça, e o árbitro central precisou interromper.

ESTREIA COM FINALIZAÇÃO

O guianês radicado no Brasil Carlston Harris, connhecido como Moçambique, estreou no Ultimate e não decepcionou. O lutador precisou de apenas 2m52s para finalizar Christian Aguilera com um triângulo de mão. O árbitro central demorou

nald Cerrone por nocaute técnico aos 4m40s do R1. Neil Magny venceu Geoff Neal por decisão unânime (2928, 29-28 e 30-27). Marcos Pezão venceu Maurice Greene por decisão unânime (30-26, 30-26 e 30-27). Gregor Gillespie venceu Carlos Diego Ferreira por nocaute técnico aos 4m51s do R2. Phil Hawes venceu Kyle Daukaus por decisão unânime (30-26, 30-26 e 29-27).

CARD PRELIMINAR:

Mike Trizano venceu Ludovit Klein por decisão unâni-

Marcos Pezão venceu Maurice Greene por decisão unânime (30-26, 30-26 e 30-27), próximas edições prometem

costas e aplicou cotoveladas duras. Gillespie voltou melhor para o segundo assalto e conseguiu ter mais tempo por cima no solo, mas o brasileiro era muito ativo mesmo por baixo. Com cerca de dois minutos para o fim do round, o americano conseguiu dominar as costas, perdeu a posição, trabalhou o ground and pound e voltou ficar nas costas de Diego. Ele

muito para interromper, e o americano chegou a ficar inconsciente. Esta foi a quarta vitória consecutiva do atleta da Renovação Fight Team (RFT), que agora soma 15 triunfos e quatro reveses na carreira.

CARD PRINCIPAL:

Marina Rodriguez venceu Michelle Waterson por decisão unânime (48-47, 49-46, 49-46). Alex Morono venceu Do-

me (29-28, 29-28 e 30-27). Jun Yong Park venceu Tafon Nchukwi por decisão majoritária (30-25, 29-26 e 28-28). Carlston Harris venceu Christian Aguilera por finalização aos 2m52s do R1.

NOVOS COMBATES

As próximas edições do UFC prometem mais emoção, onde as lutas serão mais competitivos e emocionantes.


Primeira Edição | 10 a 16 de maio, 2021

B4 | Esportes

fotos: Divulgação

Chelsea chega à decisão com time bem articulado e tem chance de conquistar maior título do futebol europeu

Após eliminar o PSG de Neymar, o City passou a ser visto como favorito para a grande decisão da Champions

> FINAL INGLESA

Chelsea ou City: quem levará a Champions? A decisão da Champions League está marcada para o dia 29 de maio, em Istambul, na Turquia; jogo será realizado no Está definida a grande final da Champions League. As duas equipes que irão disputar um dos troféus mais cobiçados do futebol mundial são: Chelsea x Manchester City; sim, teremos uma final inglesa no maior torneio futebolístico da Europa. Em final inédita, as duas equipes inglesas irão se encontrar agora pelo maior torneio de futebol do "Velho Continen-

te", no final deste mês de maio, na Turquia, com a grande decisão da Champions League.

COMO CHEGARAM

Os finalistas da Champions League chegaram à grande final após passarem por dois gigantes do futebol europeu, onde o Manchester City eliminou o Paris Saint-Germain na última terça-feira e o Chelsea eliminou o Real Madrid, nesta úl-

tima quarta-feira, ao derrotar o gigante espanhol por 2 a 0 em Londres.

CHELSEA

Os "Blues" que chegam pela terceira vez a uma final da Champions League; conseguiram levaram o título em 2012, ao derrotar o Bayern de Munique nos pênaltis e agora tentam buscar o bi-campeonato justamente diante de um time do

mesmo país e que chega a essa decisão pela primeira vez. O Chelsea além da conquista de 2012, também disputou a final deste torneio em 2008, quando fora derrotado pelo Manchester United nos pênaltis.

MANCHESTER CITY

Por sua vez, os "Citizens" chegam pela primeira vez a essa fase da Champions League e logo diante de um time do mes-

mo país; promessa de um grande confronto, assim como já fora diante do Paris Saint-Germain. O time de Pep Guardiola promete fazer de tudo para levar esse troféu para sua casa e assim acabar com a espera que já leva alguns anos.

FINAL INGLESA

Como já destacamos acima, a grande final da Champions League será inglesa,

com os dois finalistas aqui já citados; o jogo até segunda ordem deve ser mantido para o Estádio Olímpico Atatürk, em Istambul - na Turquia, no dia 29 de maio, às 16h (de Brasília). A final em Istambul estaria ameaçada por conta de novos casos de Coronavírus no país e por novas restrições aplicadas por seu governo, algo que está sendo contornado pela UEFA.

> VÔLEI INTERNACIONAL

O desafio de Bernardinho no comando da Seleção francesa no lugar de Laurent Dono de seis medalhas olímpicas como técnico, Bernardinho assumirá a seleção masculina de vôlei da França após os Jogos Olímpicos de Tóquio, de 23 de julho e 8 de agosto. Bernardinho foi contratado para carimbar mais um ouro olímpico no currículo à frente dos anfitriões dos Jogos Olímpicos de Paris-2024. Uma meta um tanto ousada pelo histórico do país nas participações anteriores. O técnico brasileiro vai substituir o francês Laurent Tillie, há nove anos no posto. Nesse período, o treinador comandou a França na conquista do Europeu de 2015 e a dois títulos da então Liga Mundial (atual Liga das Nações), em 2015 e 2017, ambas no Brasil. Laurent teve experiência à frente do país apenas nos Jogos do

Rio-2016. A França não passou da primeira fase. O Brasil, de Bernardinho, ganhou o ouro. "É a prova de como elevamos o nome do Brasil internacionalmente. Dirigir a França será um desafio muito grande, e eu sou movido a desafios, todos sabem", declarou Bernardinho, na segunda-feira (12/4). O contrato é de três anos. A França tem quatro participações olímpicas. A melhor campanha foi o oitavo lugar nos Jogos de Seul-1988 e está classificada para a edição de Tóquio, no Japão. No Mundial de 2018, a França caiu na segunda fase e terminou em 11º. No mesmo ano, foi vice-campeão da Liga das Nações. A seleção francesa conta com Earvin N'gapeth, considerado um dos melhores do mundo. O ponteiro sofreu com pro-

Técnico Bernardinho vai enfrentar novo desafio comandando a seleção francesa em substituição a Leurent

blemas físicos e complicações com a justiça fora das quadras. Antes do Rio-2016, foi condenado a três meses de prisão,

depois revertido em multa, por ter batido em um fiscal de passageiros de trem no ano anterior. Em 2019, foi preso no Bra-

sil por assediar sexualmente uma mulher numa boate após dar tapa nas nádegas dela, quando disputava o Mundial

de Clubes, em Belo Horizonte. A França também conta com o o oposto Stephen Boyer, 25, o líbero Jenia Grebennikov, 30, o levantador Benjamin Toniutti, 31, e o central Kevin Le Roux, 31. Bernardinho elogiou o trabalho de Laurent. Pretende dar continuidade e ressaltou o potencial do elenco francês. Os Jogos de Tóquio foram uma pausa para o treinador, que disputou seis olimpíadas. Bernardinho conquistou medalhas em todas as edições. Pela masculina, ouro em 2004 e 2016 e prata em 2008 e 2012. Na feminina, bronze em 1996 e 2000. "Ainda tenho muitos anos pela frente para treinar equipes e desenvolver pessoas. Eventualmente, podemos enfrentar o Brasil, estarei ali trabalhando, mas seguirei com meu coração verde e amarelo".


Primeira Edição | 10 a 16 de maio, 2021

Opinião |B5

A foto do fato

Editorial

O que pretende a CPI?

Derrubar o presidente, dirão os aliados do governo. Esclarecer os fatos obscuros de atos praticados pelas autoridades federais, principalmente as que atuam no comando e na gestão do Ministério da Saúde, afirmarão os mais isentos. Para outros, ainda, urge identificar os erros cometidos e, assim, construir novos caminhos que levem ao combate à pandemia com mais efetividade, mais eficácia e menos desacertos. A primeira hipótese não se sustenta porque a Comissão Parlamentar de Inquérito instaurada no Congresso Nacional tem na relatoria o senador Renan Calheiros, cuja trajetória na vida pública o define como um político rigoroso em suas posições, mas sem radicalismos. Renan ficou conhecido no Parlamento, quer atuando como deputado, senador e presidente do Poder Legislativo, por seu compromisso com a governabilidade. Nunca foi, no exercício de mandato ou como ministro da Justiça (governo FHC), um incendiário ou extremista. Agora, é preciso investigar, saber o que aconteceu e, claro, identificar as causas do fracasso brasileiro na luta contra a epidemia de Covid. Porque, com ações planejadas e bem executadas, respeitando a ciência e as autoridades sanitárias, o governo central teria evitado que o País se destacasse hoje como um dos líderes em mortalidade decorrentes da pandemia. Imperioso esclarecer, também, porque o país chega ao estágio atual enfrentando escassez de vacinas, um problema gravíssimo porque a ausência de imunizantes concorre seriamente para o aumento da transmissão do vírus, da hospitalização e de óbitos por Covid. Isso é muito grave porque, em pelo menos um caso, o governo recusou grande quantidade de vacina oferecida ainda em agosto do ano passado. Por que tanta rejeição ao imunizante? Investigar esse e outros pontos épreciso, claro, mas sem transformar a CPI em palanque político. A Comissão deve identificar erros e apontar responsáveis, tudo bem, mas sem politização. Até porque, se não houver isenção, se o interesse político e partidário prevalecer, o trabalho investigativo que ora se ini- Comércio de Maceió registrou intenso movimento e alta nas vendas, na sexta e no sábado, em função das comemorações do Dia das Mães, transcorrido cia perderá por sua credibilidade perante à opinião pública. neste domingo 9 de Maio. Um reforço extra para o caixa dos lojistas atingido pelo repique da pandemia que, de novo, levou Alagoas para fase vermelha.

Serena saudade

2022: cada coisa em seu tempo

gava a força, nos seus sorDurante toda a vida beijo sempre risos a esperepresentou muito em nosso rança, nos relacionamento. Os que me ofer- seus braços a tava eram para mim o melhor alegria de ser sentimento em tudo, pois enseja- a sua eterna vam apoio, confiança e altruís- criança e nos mo, por outro lado aqueles que seus abraços lhe oferecia externavam a minha a coragem alegria em ser seu filho, exceto para ousar sempre, com seriedaem uma ocasião, justo a última, de e respeito ao próximo. no pior e mais triste momento de Minha querida, ultimamente quis nosso convívio, acontecido quan- encontra-la em outro beijo, tendo da sua morte. tei ver o brilho de seus olhos em Ao longo da minha existência, diferente semblante, cheguei recordo que quando lhe oferecia mesmo a sentir o odor do seu um beijo, sentia como se estives- perfume predileto, "lavanda inse ascendendo ao firmamento, glesa", mas não tê-la ao meu ladevido ao tanto de amor presen- do, cada vez mais lacerava o meu te em tal gesto, porÉm quando coração, fazendo aumentar o tal ato aconteceu pela derradeira amor que sinto por você. vez, vendo-a sem vida em meus O tempo passou e hoje vivencio o braços, meu coração partiu-se primeiro dia das mães sem sua em pedaço. Beijos extremos, mi- presença para me encantar com lhares de doces prêmios e um o seu sorriso, delicadeza e afaque represengos. tou imenso casEnquanto você tigo. cultivou à “O tempo passou viveu, Durante os últisua volta tanto mos tempos, e hoje vivencio o carinho, bondapor mais que a e doçura que primeiro Dia das de amargura tenha nem mil vidas sido afastada, a poderão apagar Mães sem sua falta que sinto a marca que me presença para me deixou, sendo eu de você nunca deixará de ser não somente encantar”... eterna. O simparte dessa bólico luto poestrutura, porém de ter encerrao pedaço mais do, mas não haverá um único dia orgulhoso. Sinto muito a sua sem lembra-la. falta, do seu colo, das suas palaSaiba que continuo vivendo e vras sábias, sua ternura e ampapreservando o amor dos que ver- ro. dadeiramente me querem, e Hoje a tortura sua perda virou mesmo sem você para me orien- serena saudade, uma saudade tar, neste período escrevi um que sei, será eterna pois a dor de livro cujo título "Mãe", já impres- perde-la jamais deixará o meu so e armazenado em minha bi- peito, portanto posso lhe assegublioteca, deverá ser apresentado rar que passados oito meses da ao público logo que pudermos sua ausência, aprendi a conviver reunir as pessoas que tanto lhe com o que antes chamava de admiravam. São trezentos e qua- sofrimento. renta e cinco páginas de puro Com este texto oferecido a micarinho, nas quais disseco a sua nha mãe Marlene, em seu dia, importância como ser humano. beijo o coração de todas a geniE por falar do livro "Mãe", refleti toras que agora me leem, espeo que seria do meu mundo sem a cialmente Ana Lanverly minha essua perfeição. Não existem flores posa. sem jardins, mel sem a abelha, noite sem estrelas, o mar sem as (*) Filho de Marlene Lanverly ondas, litoral sem coqueirais. Ime presidente da Academia possível então imaginar a minha Alagoana de Letras vida sem a sua beleza. Como esquecer que no seu olhar enxer-

Marcus Pestana (*)

Alberto Rostand Lanverly (*)

O grande político pernambucano Marco Maciel comentou certa vez com ironia: "O importante é não botar o depois antes do antes". O ex-presidente e governador de Minas Tancredo Neves, do alto de sua experiência, argúcia e habilidade, cunhou a metáfora; "Só examine a espuma depois que as ondas pararem de bater". O tempo da política nem sempre coincide com a percepção e as necessidades da sociedade. A gestão da variável tempo é estratégica no jogo da política. A precipitação não é boa conselheira. A leitura das pesquisas joga o foco muito mais nas intenções de voto do que no sentimento oculto na alma dos cidadãos comuns. Já assisti viradas eleitorais históricas. A opinião pública é volátil, sujeita a chuvas e trovoadas. Não só as virtudes dos candidatos contam, mas também a sorte, o destino. "Tudo que é sólido desmancha no ar". O acaso também tem o seu papel. É só lembrar o acidente aéreo que vitimou o talentoso governador de Pernambuco Eduardo Campos, em 2014, ou a absurda tentativa de assassinar Bolsonaro, em 2018. Eleição não é concurso de provas e títulos. A democracia acerta sempre no atacado e no longo prazo, e comete visíveis injustiças no varejo e no curto prazo. É um processo coletivo de aprendizagem permanente. As decisões do STF que resultaram na reabilitação eleitoral de Lula, sem inocenta-lo, desencadearam a precipitação do debate sobre as eleições presi-

denciais de 2022. A agenda da sociedade e o interesse real dos brasileiros, neste exato momento, poderiam ser resumidos em emprego na carteira, vacina no braço e comida no prato. No entanto, o quadro político-partidário não pode ficar inerte diante de fatos novos que ocorrem. Todo cuidado é pouco para não gerar uma rejeição absoluta do eleitorado a partir da falsa

“A variável ainda não presente à mesa é: qual será a chapa que representará o centro democrático na eleição do ano que vem?” percepção que os políticos só pensam em eleições e não se preocupam com a pandemia, o desemprego, a fome e a miséria. O quadro parece clarear a cada dia. Bolsonaro será candidato à reeleição e agirá nestes próximos quatorze meses para aguçar a polarização e manter fiel a base social que o apoia. Lula será candidato a reeleição ou lançará novamente Haddad pelo PT e tentará com seu carisma e experiência reverter o desgaste derivado do mensalão, da Lava Jato

e do desastroso legado de Dilma. Ciro Gomes dificilmente recuará e tentará construir pontes com o centro democrático visando compensar as perdas à esquerda, mas as convergências com o centro dificilmente cancelarão divergências substantivas que existem em termos programáticos. A variável ainda não presente à mesa é: qual será a chapa que representará o centro democrático? O PSDB realizará prévias em outubro com seus quatro pré-candidatos: Arthur Virgílio, Eduardo Leite, João Dória e Tasso Jereissati. O DEM tem dois bons nomes, o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco. O apresentador de TV, Luciano Huck, ainda não resolveu se entrará ou não na disputa. João Amoêdo e o NOVO estão flexibilizando seu fundamentalismo liberal e se abrindo para o diálogo. Todos estão conversando e procurando a melhor solução. Fato é que a polarização dos extremos personificada pelo embate Lula versus Bolsonaro não é uma realidade definitiva e inabalável, como muitos cravam precipitadamente. Há um amplo espaço para a construção de uma 3ª. Via. (*) Ex-deputado federal

Organismo vivo Og Marques Fernandes (*)

(Advertência: essa crônica contém contraindicações. Não leia sem antes consultar o seu médico.) - Tome um cloridrato de clopidrogel depois do almoço, que impede novas placas de gordura no coração. Você já possui cinco stents implantados nas coronárias. É aconselhável ingerir também um comprimido de AAS, preferentemente o da embalagem amarela. - Certo, doutor. Se é Bayer é bom. - Antes do café da manhã, um esomeprazol magnésico lhe fará bem. Evita o refluxo que pode se converter numa grave erosão da laringe e provocar um tumor cancerígeno. Inale três gotas de budesonida em cada narina para combater a rinite alérgica. - Obrigado, doutor. - Vou lhe prescrever o cloridrato de duloxetina, que é ótimo para essa osteoartrite de joelho. Além disso, combate a ansiedade, enquanto você não vai a um especialista. Tome pela manhã porque esse remédio pode ocasionar insônia. - Que bom doutor. Um remédio para

duas doenças. - Para a secura do clima e o calor, recomendo um protetor solar e nebulização com a solução líquida que escrevi na receita. Três vezes ao dia. - Muito bom, doutor.

“Vou lhe prescrever o cloridrato de duloxetina, que é ótimo para essa osteoartrite de joelho. Além disso, combate”... - Se estiver tossindo muito, tome esse xarope de tripla ação. Evita o espasmo, é expectorante e antialérgico. Não se esqueça de usar o umidificador no quarto. - Não esquecerei, doutor. - Finalmente, você está com hipotensão

ortostática, razão das tonturas. Mande comprar esse remédio nos Estados Unidos. O similar brasileiro engorda, pode criar problemas para o coração e mais peso para o joelho. Aí teremos que recomeçar as prescrições terapêuticas. - Vou encomendar sim, doutor. Mais alguma coisa? - Sim. A atorvastatina cálcica serve para controlar o colesterol e o cloridrato de metformina vai combater a glicose elevada. - Realmente estava faltando, doutor. - Persistindo a falta de sono, indico um fármaco hipnótico de última geração nessa receita separada. Agradeceu e saiu da consulta com a certeza de que um dia morrerá por excesso de saúde. (*) Ministro do STJ e ex-repórter do Diário de Pernambuco

> OS ARTIGOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES E NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DESTE JORNAL

Endereço: Rua Dr. Albino Magalhães, 221 - Farol | CEP 57.050-080 Fone: (82) 3021-5837/ 3021-0563 - Maceió | Alagoas

Escritório: PRIMEIRA EDIÇÃO JORNAL ON-LINE IMPRESSA LTDA - ME CNPJ 08.078.664/0001-85 CMC 130003

Rua Godofredo Ferro, nº 215 - Centro - Maceió | Alagoas | CEP 57.020-570 Atendimento ao assinante: (82) 3021-0563

Luiz Carlos Barreto Goes Fundador do Primeira Edição

Miguel Goes Diretor-Geral

Alda Sampaio Diretora Comercial

FTPI Representação Publicidade e Marketing Ltda Representante nacional do Primeira Edição Alameda dos Maracatins, nº 508 - 9º andar - Indianópolis/SP CNPJ 03.269.504/0001-08 / Insc. Est. Isenta Tel: (81) 2128-4350 / Cel: (81) 9175-5829 fred.recife@ftpi.com.br


B6 | Social

Primeira Edição | 10 a 16 de maio, 2021