Issuu on Google+

MP irá à Justiça contra corte de R$ 16 milhões > A-5 Lula ataca ministros do STF Ao participar de evento político em São Paulo, o ex-presidente Lula atacou os ministros do Supremo Tribunal Federal. "Ministro deve falar nos autos, e não andar falando na televisão", declarou Lula que, quando presidente, indicou 4 dos atuais membros do STF. > A-8

edição PRIMEIRA

Mega deve pagar R$ 50 milhões R$ 50 milhões. É quanto a Mega-Sena deve pagar nesta 4ª feira (12). Ninguém acertou as dezenas 20, 27, 42, 45, 46 e 47 do sorteio deste sábado (9). A Quina teve 93 ganhadores e cada um vai receber R$ 46.724,09. A Quadra pagará R$ 534,54 a 11.613 acertadores.

Ano 10 | Edição 555 | Maceió, Alagoas, 10 a 16 de fevereiro, 2014 | R$2,00

ALE inicia cadastro biométrico nesta 2ª feira > A-2

ADVOGADO AFIRMA QUE ORÇAMENTO BANCA REELEIÇÃO DE CONGRESSISTAS Primeira Edição

Desordem no trânsito do Centro de Maceió

O trânsito no Centro de Maceió é o retrato do caos. Motoristas estacionam em áreas proibidas, enquanto os estacionamentos atraem mais automóveis, ajudando a congestionar a região. A entrada e saída de veículos também concorrem para atrapalhar fluidez do tráfego. > A-4

O advogado e ex-deputado federal José Costa denuncia que o Orçamento Impositivo, sancionado pela presidente Dilma Rousseff, acaba com o equilíbrio na disputa eleitoral para o Congresso, ao garantir R$ 13 milhões em emenda, todo ano, para cada congressista usar em obras em seus redutos eleitorais e ainda

obter 10% de comissão das empreiteiras encarregadas das obras. "São R$ 52 milhões de emendas em 4 anos, o que dá R$ 5,2 milhões em comissão para cada parlamentar gastar com a reeleição". José Costa diz que não disputará a eleição de 2014 e promete entrar com ação na Procuradoria Geral da República. > A-3

Téo Vilela não quer concorrer, mas será cobrado

> A-2

Divulgação / Agência Alagoas

Gás de cozinha sobe duas vezes em cinco meses

Dois terços do Canal do Sertão já garantidos

Reajustado em setembro último, o preço do botijão de gás acaba de subir para até R$ 48,00. > A-5

Receita abre nesta 2ª feira consulta a lote de restituição Lote de restituições que estavam retidas pode ser consultado a partir desta segunda-feira (10). > A-6

O governador Teotonio Vilela Filho conseguiu a liberação de recursos federais para levar o Canal do Sertão até o quilômetro 165, o que representa dois terços do total da obra, cuja etapa final vai garantir a chegada de água do rio São Francisco a vários municípios do Agreste alagoano. > A-6 Divulgação

Felipão convoca seleção nesta 3ª feira

MURICI E SANTA RITA SÃO FINALISTAS DO 1º TURNO O ASA começou bem, mas foi eliminado. Neste sábado, até venceu o Murici, no Municipal, por 1x0, mas de nada valeu, pois havia perdido o primeiro jogo por 3x1. Classificado, o Murici vai à final da Copa Maceió enfrentando o Santa Rita,

Seleção brasileira será convocada nesta 3ª feira para amistoso contra África do Sul, no dia 5 de março. > B-2

que derrotou o Coruripe por 3x1, neste domingo (9) em jogo realizado no Estádio Olival Elias, em Boca da Mata. Primeiro jogo da decisão será na quarta-feira em Murici, enquanto o duelo final ocorrerá no sábado em Boca da Mata.> ESPORTES

CRB pega América-RN sábado CSA encara Sport no domingo

Defesa Social e PF se unem contra tráfico > A-6 Fale conosco | Redação: (82) 3021.5837 | Comercial: (82) 3021.0563 | Assinante: (82) 3021.0563 | Internet: http://www.primeiraedicao.com.br | e-mail: contato@primeiraedicao.com.br


Primeira Edição | 10 a 16 de fevereiro, 2014

A2 | Política

E L O TR ICO N CO RÔN T E L E

Assembleia entra na era digital com ponto biométrico para os servidores Exigência da Mesa, novo cadastramento começa nesta segunda-feira com calendário em ordem alfabética Primeira Edição

Da Redação

Começa nesta segundafeira (10) o cadastro biométrico dos servidores efetivos da Assembleia Legislativa. Segundo a convocação publicada no Diário Oficial de quarta-feira (5) os funcionários serão cadastrado de acordo com o seguinte calendário feito em ordem alfabética: de 10/02 a 14/02 serão feitos os cadastros dos servidores de A até F. Do dia 17/02 a 21/02 serão feito as letras G até L. Do dia 24/02 a 28/02 serão as letras M até R e do dia 10/03 a 14/03 serão as letras S até Z. Conforme decisão da Mesa Diretora, o servidor que não comparecer será considerando ausente, terá o salário suspenso e será submetido a processo disciplinar por falta de frequência. O cadastro biométrico é necessário para a ativação do sistema eletrônico de controle de frequência dos trabalhadores do Poder Legislativo, mas tem sido alvo de reação por parte do Sindicato da categoria, que ameaça entrar na Justiça para exigir tratamento isonômico com os comissio-

gação de comparecer ao trabalho e de produzir para fazer jus ao salário que mensalmente recebe". Por decisão da Mesa Diretora, cada gabinete de deputado poderá lotar até cinco funcionários efetivos, totalizando 135 servidores O Diário Oficial também publicou uma escala de serviço dos servidores da área de saúde, lotados no ambulatório da Casa de Tavares Bastos, com 30 horas semanais e o servidor que não cumprir a carga horária terá as faltas descontadas, ainda que de forma parcial. Outra novidade é que, a partir de agora, nos dias em que houver sessão, um dos médicos deverá estar presente no plenário do Legislativo. Cinco meses após recadastramento geral, servidores da Assembleia farão cadastro biométrico a partir desta 2ª

nados (assessores dos deputados). - Não vamos aceitar passivamente a imposição de ponto digital apenas para os efetivos. Como todos têm a obrigação de frequentar o trabalho, incluindo os exercentes de cargos comissionados, todos têm o dever de registrar presença mediante o

acionamento do ponto - afirma o presidente do STPLAL, Luciano Vieira.

LIVRO DE PONTO A exigência de ponto na Assembleia não é coisa nova: há dois anos, a Mesa da casa já havia implantado livro de frequência e muitos servidores faltosos sofreram descontos

relativos às faltas. Não poucos funcionaram acham que, agora, a Mesa estaria adotando ponto biométrico para se livrar dos funcionários que sequer moram em Alagoas e para fazer caixa com os cortes nos salários dos faltosos. Muitos, entretanto, aplaudem a medida afirmando que "cada trabalhador tem a obri-

> OPINIÃO

Téo não quer, mas será cobrado Romero Vieira Belo Editor-Geral

A violência, hoje, no Brasil, é ubíqua, abrangente, presente em toda parte. Matase e rouba-se em Alagoas como nos demais estados. As causas são as mesmas, expostas, dissecadas, insolúveis. O Jornal Nacional demonstra isso todo dia sem interrupção. A diferença é que, aqui, usa-se rádio e jornal para imputar a culpa ao governador. Um ensandecido, ébrio, drogado, mata a mulher de madrugada, em casa, e no outro dia vê-se a chamada: "Estado sem governo, violência que não acaba mais". Lá fora não é assim. O Presídio de Pedrinhas, no Maranhão, foi palco de massacres de detentos em 2013, o JN noticiou amplamente, repercussão dentro e fora do país, mas ninguém culpou a governadora pela matança. É só um exemplo. Por que, então, o governador de Alagoas? Por que, se a violência de agora é a mesma - progressiva, vale dizer - dos últimos 20 anos? Porque as coisas aqui estão mudando e isso não é bom para quem, vulnerável, faz oposição temendo confrontar ideias. O noticiário sistemático, no entanto, cria um clima adverso, concentrado, mas sem força para desmanchar o que está sendo construído. Isso explica por que as 'pesquisas isen-

tas' mostram o governador com ótimo índice de aprovação em todas as regiões do interior. Sofrível, só na capital onde, naturalmente, o discurso politizado compromete qualquer parâmetro de neutralidade. E, obviamente, onde a incidência criminal é mais acentuada, até pelo excesso demográfico, servindo de matéria prima para ataques de toda ordem. A violência é herança, não produto da gestão em curso. É herança, e todos sabem disso. Produto é a estabilização financeira, o ajuste fiscal, as dezenas de indústrias novas, o Canal do Sertão cheio de água, o Instituto Médico Legal, a sede própria do Detran, os novos leitos do HGE, os apartamentos do Dique-Estrada, os mais de mil quilômetros de rodovias asfaltadas, a nova Braskem, o estaleiro chegando, 150 escolas reformadas e ampliadas, 30 novos hotéis, a Mineradora Vale Verde, a poderosa Cerâmica Portobello, a potente Tigre. Produto é salário do servidor reajustado todo ano pela inflação e pago sempre em dia. Só uma síntese. Isso sem considerar a dívida herdada e o saque impiedoso de R$ 50 milhões que o governo federal faz todo mês. Como não temer um governo com tal bagagem? Temor, sim, até que o governador fora das eleições... Um estado sem IML, com um necrotério funcionando em prédio emprestado.

Um estado com o Detran operando em instalação cedida, um lixo, miserabilidade total. Por que os radicais da oposição não tratam disso? E não lembram que governantes de ontem (e ainda na ativa) não deram a mínima para tal situação? Elementos dessa ordem, trabalhados, verbalizados com eficiência no rádio e na televisão, numa campanha eleitoral, demolem qualquer artificialismo retórico. Derruba qualquer sofisma. É a verdade. O mérito é individual? Não. O apoio diuturno do vice Nonô conta; as verbas federais (retorno de impostos cobrados daqui) trazidas, sobretudo, pelos senadores Renan e Benedito, contam; até, em certa medida, o apoio do governo Dilma (que usa Alagoas para mostrar que não discrimina estados governados pelo PSDB), conta. Mas é indiscutível que a Alagoas que está emergindo da gestão atual é um estado novo e promissor, um estado organizado e com futuro. E se é um estado novo deve-se ao que está sendo feito nesses últimos anos. Teotonio diz que não será candidato. Tudo bem. É uma decisão pessoal, tem lá suas razões para agir assim, mas será cobrado, insistentemente cobrado e pressionado. E não apenas pelos políticos e aliados que o rodeiam. O povo sabe quem é quem nessa história.

PESO DE DENÚNCIAS O ponto digital da Assembleia não está sendo adotado como medida moralizadora da Casa, mas como esforço da Mesa para dar uma satisfação à sociedade, ao Ministério Público e à Justiça, face às denúncias feitas pelo deputado João Henrique Caldas, de pagamentos ilegais a servidores fantasmas e apadrinhados do Poder. Quem conhece a ALE sabe que o ponto não vai ajudar a produzir nada, mas terá efeito financeiro, com descontos de faltas e até possível demissão de servidores que, impossibilitados de comparecer ao local de trabalho, poderão ser alvo de processo administrativo e dispensa por justa causa.

Carimbão articula PROS e reafirma apoio a Dilma O deputado federal Givaldo Carimbão, líder do PROS, está empenhado em convergir o entendimento da cúpula do partido com os companheiros do Ceará. O resultado desse trabalho é a integração entre o diretório estadual do Ceará e a executiva nacional do PROS. Foram realizadas reuniões entre o vice-governador do Ceará, Domingos Filho, o presidente do PROS no Ceará, Danilo Serpa, o líder do partido na Câmara dos Deputados, o alagoano Givaldo Carimbão, e o presidente nacional do PROS, Eurípedes Júnior. Os encontros objetivaram, sobretudo, unificar as diretorias rumo ao fortalecimento do PROS nacional. Outro ponto crucial nos debates foi o esclarecimento

sobre qualquer divergência entre o PROS nacional e a executiva do Ceará. "Caso ocorra qualquer indicação da executiva nacional do PROS terá todo apoio dos companheiros do Ceará, porém a indicação será na linha da executiva nacional", afirmou o líder Carimbão. O vice-governador do Ceará e o presidente do partido no estado deixaram explicito que a mudança do PSB para PROS foi uma decisão eminentemente política de apoio a presidente Dilma e não por barganha a qualquer espaço na sua administração. "Continuamos totalmente afinados com o PROS nacional e confiamos na condução do presidente e do líder de todo entendimento junto a presidente Dilma.", disse o vicegovernador Domingos Filho.

Carimbão reunido com líderes do PROS: apoio a presidente Dilma


Primeira Edição | 10 a 16 de fevereiro, 2014

Política | A3

> ESTADO APARELHADO Romero Vieira Belo

Enfoque Político Inflação fora de controle O governo Dilma perdeu a batalha contra a inflação. E não uma rendição repentina, uma capitulação abrupta. A volta da inflação é um processo - gradativo e continuado. Os preços estão muito acima das taxas anuais divulgadas pelo IBGE, mas o pior se expressa na falta de confiança do mercado. A sensação que se tem hoje é de que, no campo econômico, o país mergulhou no 'salve-se quem puder'. Os alimentos estão subindo, os detergentes em geral pipocaram e os combustíveis, sem tabelamento, sobem segundo a vontade dos revendedores. Sobe a tarifa de energia elétrica e sobe o gás de cozinha. Os remédios, o material escolar, os produtos de feiras e supermercados. E tudo isso no embalo dos juros que Lula empurrou para baixo, e Dilma trouxe de volta para as alturas. Não é fácil manter a economia sob controle. Se fosse, a Europa não teria entrado em recessão, e os Estados Unidos não teriam sofrido estagnação. A duras penas, a inflação brasileira foi contida no final do governo Itamar Franco, com o Plano Real gerenciado por Fernando Henrique Cardoso, então ministro da Fazenda e depois presidente da República. Com Lula, a inflação ameaçou repicar, mas foi contida mediante controle rígido dos gastos públicos. Lula tinha Meirelles no comando do Banco Central - uma mão de ferro contra a inflação. Dilma preferiu ouvir Guido Mantega ensinar que 'um pouco de inflação faz bem a economia'. Bem mal. Os planos econômicos - Bresser - Verão, Collor - que antecederam o Real desorganizaram a economia. O Plano Real operou um milagre, estabilizando preços e salários. Com Lula, veio a turbulência. Com Dilma, o país retornou ao precipício. QUESTÃO DE CÁTEDRA

E A ORIGEM DA GRANA?

Até diante da justiça, o petismo é uma fraude. Se a multa é punição ao mensaleiro condenado, como permitir que outros a paguem? Se fosse homicídio, a pena poderia ser cumprida por terceiros?

E, afinal, de onde está vindo a montanha de dinheiro para pagar as multas dos mensaleiros? Tem razão o ministro Gilmar Mendes quando afirma que esse assunto tem que ser investigado com rigor.

UM GESTO, UMA EQUIPARAÇÃO. E SÓ. Ao repetir o gesto dos mensaleiros petistas no ato das prisões (erguer o punho cerrado) o deputado André Vargas, vice-presidente da Câmara, apenas se equiparou aos condenados por corrupção e formação de quadrilha. O insulto ao ministro Joaquim Barbosa não foi ato de heroísmo, mas de molecagem. Nesse sentido, apropriado, considerando-se os personagens que a encenação evocou. CAUSA E EFEITO

PARALISIA NACIONAL

É, mas quem pode, pode. Um dia após o gesto patético do petista André Vargas, Joaquim Barbosa mandou prender seu colega João Paulo Cunha, que deve ter adorado a brincadeira do 'companheiro'.

A sensação que se tem hoje é de que o Brasil parou. Estagnação econômica irradia sinais claros de paralisia geral. Resta aguardar que o carnaval, com suas loucuras, resgate o país desse clima de letargia.

OBJETIVO DE LESSA JÁ ESTÁ DEFINIDO Ronaldo Lessa já foi sondado mil vezes: governador, deputado federal, senador, deputado estadual. Por mil e uma vezes, fez os cálculos, ouviu seu pessoal e concluiu: o caminho a seguir é a Câmara dos Deputados. Rende alguma coisa, dividendos na mídia, colocá-lo como possível postulante ao governo, mas seu objetivo - até por exigência do PDT - é disputar um mandato de federal. INCOMPATIBILIDADE

DEPOIS DA CAICÓ

O compromisso do PSB é com o projeto presidencial de Eduardo Campos. Logo, não há como Alexandre Toledo apoiar, ao mesmo tempo, Dilma Rousseff, pelo PMDB, e Campos, pelo PSB.

Candidato ou não, Teotonio Vilela vai faturar alto, politicamente, mostrando os avanços de Alagoas na área empresarial. "São tantas indústrias chegando, que não dá para memorizar todas", diz Vilela.

ESTÓRIAS QUE FARIAM NELSON RODRIGUES CORAR Quem se arrepiou com a baixaria da novela 'Amor à Vida', ainda não viu nada. Aliás, começou a ver no capítulo de 6ª feira de 'Em família'. O show de uma moça agredindo fisicamente o pai, seguida de uma cena de assassinato no pior estilo dos filmes de terror, mostraram que, na desesperada busca de audiência, a Rede Globo está se superando. São estórias que fariam Nelson Rodrigues corar. Será que a Globo decidiu desafiar uma reação das redes sociais? LICITAÇÃO DIFÍCIL

NA PRIMEIRA HORA

A licitação do setor de transporte coletivo não acontecerá sem obstáculos. Ações na Justiça, para impedir a concorrência, deverão postergar o esforço de renovação para um prazo sem horizonte.

Mas Rui Palmeira dispõe de tempo. Ao contrário de Cícero Almeida, que deixou a licitação para o último dos oito anos de sua gestão, Palmeira encarou o desafio já no início de seu governo.

UM SENADOR DE VOLTA ÁS ORIGENS Paladino das lutas pela liberdade, e líder do PSOL em Garanhuns, Paulo Camelo, trouxe de volta à sua terra o senador Randolfe Rodrigues. Ele nasceu em Garanhuns, mas logo cedo foi para o Amapá, onde se elegeu senador. Ex-líder estudantil e hoje engenheiro civil consagrado, o engenheiro Paulo Camelo luta para ser prefeito e devolver à sua terra o antigo status de "Suíça Brasileira".

Costa: "Orçamento Impositivo banca reeleição de congressista" Ex-deputado afirma que emendas gerarão recursos para campanha eleitoral Da Redação

O Orçamento Impositivo aprovado pelo Congresso Nacional representa o passo decisivo para o aparelhamento do estado, ao garantir cotas de emendas parlamentares aos que já ocupam cadeiras no Parlamento Nacional e passam a ter o essencial para a renovação de seus mandatos. A avaliação é do advogado e ex-deputado federal João Costa que, com números, demonstra que cada congressista, hoje, tem o suficiente para bancar a campanha eleitoral com visível vantagem sobre os que ousarem se lançar como concorrentes. - O senhor será candidato nas eleições de outubro próximo? - quis saber a reportagem do Primeira Edição. - Não, não vou porque não existe a menor possibilidade de uma disputa democrática respondeu José Costa acrescentando: "Com o Orçamento Impositivo, cada parlamentar federal passa a ter direito a uma cota anual de R$ 13 milhões em emendas orçamentárias. Ao término do mandato, são R$ 52 milhões. Esse dinheiro é investido nos redutos eleitorais. Vai para construtoras, que repassa 10% aos autores das emendas, o que dá R$ 5,2 milhões. Eu não tenho esse dinheiro e não vou me desfazer do meu patrimônio para entrar num jogo desses". - Que nome se pode dar a

José Costa diz que emendas garantem recursos para os congressistas

esse esquema? - É o aparelhamento do estado - respondeu o ex-deputado que teve atuação marcante na Assembleia Nacional Constituinte responsável pela elabo-

ração da Constituição Federal de 1988. - É possível fazer alguma coisa contra esse estado de coisas? - Chama a atenção o fato de

até agora ninguém ter se manifestado, não se viu ainda uma reação do Ministério Público, o silêncio é absoluto em torno dessa questão. Apesar disso, como não posso entrar com uma ação direta (questionando, no Supremo Tribunal Federal, a constitucionalidade do Orçamento Impositivo tal como foi instituído pelo Congresso Nacional), vou entrar com uma denúncia na Procuradoria Geral da República - afirmou Costa. O ex-deputado também mencionou o aumento de R$ 100 milhões, aprovado no Orçamento da União, destinado ao Fundo Partidário que tem como maior beneficiário o Partido dos Trabalhadores - e concluiu com uma indagação: "Que democracia é essa?".

Se não liberar as emendas, Dilma responderá por crime Presidente nenhum aceitou trabalhar com Orçamento Impositivo assegurando a liberação das emendas parlamentares individuais. Mas Dilma, pensando na reeleição, capitulou. Ou sancionava a LDO sem veto ao OI, ou haveria retaliação dos próprios aliados no Congresso. A Lei Orçamentária Anual acabou sancionada com 13 vetos, mas preservando o Orçamento Impositivo. A norma foi mantida, conforme entendimento do governo e dos líderes no Congresso Nacional. Os parlamentares só aprovaram o Orçamento de 2014 sob a condição da manutenção do Orçamento Im-

positivo.

OU LIBERA OU... O mecanismo do Orçamento Impositivo obriga o governo a executar as emendas parlamentares aprovadas pelo Congresso para o Orçamento anual. Essas emendas são os recursos indicados por deputados e senadores para atender a obras e projetos em pequenos municípios (seus redutos eleitorais). A proposta estabelece que o presidente da República pode ser processado por crime de responsabilidade caso não cumpra o Orçamento aprovado.

O estado a serviço do poder O aparelhamento do estado, de que fala José Costa, não resulta de uma ação isolada, como o Orçamento Impositivo assegurando verbas milionárias para os detentores do poder e seus aliados. Vai muito além. A interminável criação de ministérios, o inchaço da máquina administrativa, a explosão dos gastos públicos tudo em função do projeto político do PT, significa aparelhamento do estado. Criar ministérios, ou secretarias com status ministerial, significa empregar cabos eleitores, aliados do poder, significa gastar mais com a manutenção do esquema político vigen-

te. O Brasil possui 38 ministérios, levando-se em conta as nove secretárias e seis órgãos que operam com esse status. Para se ter uma ideia, a Argentina tem 16, o Chile, 22, e a Alemanha, 4ª maior economia do mundo, 16. Lula e Dilma empanturraram a máquina de servidores. Segundo levantamento do jornal O Globo, o contingente de funcionários em 2012 passou de 809,9 mil para 984,3 mil. Já os gastos com a folha de pessoal, que consumiam R$ 59,5 bilhões em 2002 (ou R$ 115,9 bilhões), chegaram a R$ 154,5 bilhões em agosto de 2012. O vertiginoso crescimento

do número de ministérios, para acomodar novos partidos da base governista, sindicatos e movimentos sociais, teve início no primeiro governo de Lula, que ao tomar posse fez o número de ministérios pular de 26 para 34. O grande problema que acompanha o inchaço nos quadros públicos é o aparelhamento do Estado. Em novembro de 2012, o governo do PT conseguiu aprovar no Congresso a criação de mais 90 cargos comissionados ligados à Presidência da República. Isso poucos dias após a deflagração da Operação Porto Seguro, que indiciou dez servi-

dores públicos do alto escalão federal. O exemplo, replicado diversas vezes ao longo da gestão petista, é inoportuno uma vez que governo federal não segue critérios profissionais e de capacitação para preencher os cargos em comissão, optando por promover o aparelhamento partidário da administração federal. O efeito de tal atitude é o comprometimento das contas públicas em um momento de crise econômica, descontrole nos gastos e baixo investimento em áreas estratégicas, como infraestrutura, energia e combustíveis.

> SUCESSÃO

Atuação credencia Rui, mas prefeito não disputa governo Miguel Goes

Rui Palmeira cumprirá seu mandato integralmente seu mandato de prefeito de Maceió, conforme assegurou ao Primeira Edição, em entrevista exclusiva ao jornalista Romero Vieira Belo. Seu nome tem sido objeto de especulações relativas à corrida sucessória estadual, não porque tenha qualquer intenção de concorrer, mas em razão do bom trabalho que vem realizando. Na entrevista a Romero Belo, Rui descartou a hipótese de deixar o cargo para disputar as eleições por considerar que não seria uma decisão oportuna, e citou um exemplo de 'dentro de casa' para reforçar sua posição, lembrando a candidatura de seu pai, Guilherme Palmeira, à Prefeitura de Maceió em 1989. Naquele ano, Guilherme atingia a metade de seu man-

Tudo é especulação: Rui garante estar fora da sucessão estadual de 2014

dato de senador e saiu candidato a prefeito encampanando um projeto que não fazia muito sentido: "Ele venceu o então deputado Renan Calheiros, com pequena margem de votos, cumpriu apenas dois anos na Prefeitura e saiu para se candidatar a novo mandato Senado, mas não conseguiu deixar nada que marcasse sua

passagem pela administração da capital", lembrou Rui Palmeira. Depois de uma boa atuação na atribulada Assembleia Legislativa (conviveu com a turbulência causada pela célebre Operação Taturana) e de ser destaque nacional pelo seu desempenho na Câmara dos Deputados, Palmeira com-

preende que as pessoas o estimulem a disputar o governo com um projeto de renovação politica para o estado, mas acha o momento impróprio, até pelos compromissos que tem pela frente como prefeito maceioense. Analistas políticos avaliam que uma sucessão confrontando dois candidatos jovens - Renan Filho e Rui Palmeira - ambos com grandes potencialidades, seria uma eleição histórica, mas essa possibilidade, no que depender do prefeito de Maceió, está totalmente descartada, ao menos na sucessão este ano. Rui e Renanzinho são os únicos herdeiros de políticos consagrados (Guilherme Palmeira e Renan Calheiros) que estão ganhando terreno e se credenciando para grandes voos na política alagoana.


Primeira Edição | 10 a 16 de fevereiro, 2014

A4 | Cidades

A H L A L T A B ICIA JUD

MP está pronto para ir à Justiça, se ALE mantiver corte de duodécimo Legislativo terá até final do mês para decidir se derruba veto que retira verba do Ministério Público fotos: Primeira Edição

Da Redação

O Ministério Público Estadual (MPE) está pronto para recorrer ao Judiciário, caso a Assembleia Legislativa derrubem o veto ao corte de R$ 16 milhões no duodécimo da Procuradoria Geral de Justiça. Sem muita convicção quanto ao emprego do bom senso e da racionalidade pelos deputados, o procurador-geral Sérgio Jucá afirma, apesar de tudo, que confia na manutenção do veto, mas prevê que o MPE sofrerá graves consequências se for mantido o corte drástico em sua verba orçamentária. A verba originalmente destinada ao Ministério Público era de R$ 124,3 milhões, com reajuste de 14% em relação ao duodécimo de 2013, mas os deputados aplicaram um corte reduzindo o valor para R$ 108 milhões, o que, segundo Sérgio Jucá, pode comprometer até o deslocamento de viaturas para realizar investigações. Na semana retrasada, por iniciativa do governador Teotonio Vilela Filho, o presidente da Assembleia, deputado Fernando Toledo, e o chefe do Ministério Público, Sérgio Jucá, mantiveram um encontro o Palácio do Governo, quanto o

Sérgo Jucá está pronto para recorrer à Justiça contra redução de verba

assunto corte e veto foi discutido. O representante do Poder Legislativo não assumiu o compromisso de manter o veto governamental. - Não quero crer que o corte orçamentário tenha sido uma retaliação por causa das ações movidas pelo MPE contra a Mesa Diretor ada Assembleia, mas posso adiantar que, se o veto cair, estamos prontos para adotar o remédio providencial

para essas situações - afirma Jucá referindo-se a um provável recurso ao Judiciário. O conflito entre as duas instituições começou depois que, acatando denúncia do deputado João Henrique Caldas (inimigo pessoal do deputado Fernando Toledo) denunciou pagamentos ilegais na folha salarial da ALE, motivando uma ação civil pública que culminou com o afastamento de

Ministério Público Estadual pode fechar Escola Superior e suspender investigações, se duodécimo sofrer corte

toda a Mesa Diretora que passou a responder por atos de improbidade administrativa. Dois meses após, a Mesa foi reintegrada, no início de janeiro, e deu o troco cortando R$ 16,3 milhões do duodécimo do Ministério Público, ao mesmo tempo em que aplicou novo reajuste ao duodécimo do próprio Legislativo, que saltou de R$ 151 milhões para R$ 174 milhões.

Sérgio Jucá diz que está tratando a questão sob a ótica institucional, não considera o corte um ato de represália dos deputados, mas reafirma que o Ministério Público não se sente intimidado e, por nenhum motivo, não deixará de cumprir seu papel constitucional. O governador Teotonio Vilela apôs três vetos após analisar a Lei Orçamentária Anual

(LOA) aprovada pelos deputados. A rejeição governamental, contra o corte na verba do MPE, contra o aumento do duodécimo da ALE e contra a destinação de R$ 5 milhões para a Defensoria Pública do Estado, foi publicada no Diário Oficial de 28 de janeiro. Os deputados receberam o texto no início de fevereiro e deverão decidir sobre os vetos até o final deste mês.

> EM ALAGOAS

Gás de cozinha sobe duas vezes em cinco meses Da Redação

O repique inflacionário acaba de dar mais um avanço: o botijão do popular gás de cozinha (Gás Liquefeito de Petróleo ou simplesmente GLP) está sendo reajustado em Alagoas pela segunda vez em apenas cinco meses: o aumento anterior (de 7%) começou a vigorar em meados de setembro do ano passado, quando o botijão de 13 quilos saltou de R$ 37,00 (preço médio) para R$ 42,00. Agora, o produto foi aumentado em 12,5%, passando para R$ 48,00 com uma única explicação: "É o processo inflacionário". O presidente da Associação dos Revendedores de

GLP de Alagoas, Laedson Ferreira Soares, justificou o aumento invocando itens como reposição da inflação, taxas de pedágios, reajuste do salário mínimo e a reposição salarial do pessoal que trabalha no setor. Segundo a Associação, há pelo menos cinco anos os trabalhadores não tinham reajuste salarial adequado e, mesmo com esse novo aumento do preço do botijão de gás, a categoria continua com o salário defasado em cerca de 15%. Afirmando que a reposição é "fundamental diante das necessidades dos trabalhadores", Laedson Ferreira disse que haveria possibilidade de um rea-

juste maior, mas deixou claro que isso deverá acontecer mais adiante: "Essa possibilidade ficará para depois".

COMBUSTÍVEIS Assim como o GLP, os combustíveis também entraram na dança dos reajustes: nos postos de abastecimento de Maceió, o preço da gasolina foi reajustado três vezes entre setembro de 2013 e início de janeiro último, mas não vai ficar por aí, pois tanto a Petrobras quanto o Ministério da Fazenda já deixaram bem claro que a gasolina e o diesel terão novo aumento até o final do ano (provavelmente, por motivos óbvios, depois das eleições).

Motoboy passou 4 horas para entregar botijão de gás que deveria ter sido despachado em apenas meia hora

Bompreço e Ultragaz vendem gás, mas entrega é deficiente Há alguns anos, o Grupo Bompreço vem operando com um sistema de entrega de Gás Liquefeito de Petróleo (o popular gás de cozinha). Funciona assim: o cliente compra quantos botijões quiser, nas lojas do Bompreço, recebe um 'Vale Ultragaz - Eletrônico' e, quando precisar, liga para uma Central de Atendimento, o DiskUltragaz pelo número 4003 0123. O que há de errado? Nos últimos meses, os clientes ligam para essa Central de Atendimento e não são aten-

didos. Em um caso mais recente, um cidadão ligou do Prado, fez o pedido, passou o número-código da autorização e não recebeu o gás. Ligou seis vezes, conversou com Jônatas, com Bruno e outros empregados, e nada de o gás chegar. Depois de quatro horas de repetidas solicitações, em telefonemas morosos de muita conversa fiada, o empregado Bruno prometeu andar levar o gás em 30 minutos. E não cumpriu. O cliente deduziu: "Só pede ser esquema com opera-

doras de telefonia. Nenhum serviço de atendimento funciona tão mal se, por trás, não houver algum interesse inconfessado. Em resumo, você está pagando o gás comprado à Ultragaz através do Bompreço, mas está gastando a rodo com ligações telefônicas desnecessárias". E concluiu recomendando: "Não compre gás nas lojas do Bompreço para não ter prejuízo: você paga o produto e mais um monte de ligações telefônicas, com irreparável perda de tempo e paciência".


Primeira Edição | 10 a 16 de fevereiro, 2014

E D N GRA AFIO DES Da Redação

Maior desafio do prefeito Rui Palmeira, o problema da mobilidade exige, para já, uma tomada de posição da SMTT (Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito), em cooperação com o BPtran (Batalhão de Policiamento de Trânsito), para conter as estripulias no trânsito da capital. Fala-se muito no travamento da Av. Fernandes Lima, a via mais problemática de nossa urbe, mas a situação no Centro da cidade é simplesmente caótica, pois não há como conciliar exiguidade de espaço e excesso de automóveis. A consequência desse composto é um cada vez mais flagrante estado de desobediência às leis do trânsito, fato que se dimensiona na atitude de muitos motoristas em estacionar em locais proibidos. Um dos mais visíveis fica justamente defronte o Quartel Geral da Polícia Militar: ali, ignorando deliberadamente as placas indicativas de 'não estacionar', os motoristas acomodam seus veículos e saem ou para trabalhar ou para fazer compras. O mais impressionante é que esse quadro de afronta ao Código de Trânsito se repete todo dia o dia todo, e não aparece um único agente do trânsito, ou para multar ou para, em atitude educativa, impedir que os carros sejam estaciona-

Cidades | A5

No Centro de Maceió, desordem no trânsito exige punição aos infratores Motoristas ignoram placas e estacionam em áreas proibidas, inclusive em frente ao Quartel da PM fotos: Primeira Edição

dos de forma irregular. - Não tenho para onde ir, pois isso paro aqui - defendeuse, sem se identificar, o proprietário de um Uno Mille. Outro brincou: "Fico aqui porque há duas placas de Pare", o que é verdade, mas elas não mandam estacionar, apenas advertência para a confluência do trânsito no local. Entre uma e outra, lá está "proibido estacionar".

ANEL VIÁRIO Por óbvios motivos, o Comércio é um ponto de confluência e de passagem de veículos, inclusive ônibus e transportes de carga, daí porque o trânsito ali está cada vez mais problemático. A solução seria ampliar o raio do anel viário implantado no final dos anos 70 pelo então prefeito Dilton Simões com a construção dos calçadões que acabou com o tráfego de carros por diversas ruas centrais como Comércio, Livramento, Boa Vista, Joaquim Távora e Moreira Lima. Os calçadões, implantados originalmente com pedras portuguesas, copiavam um modelo urbanístico vitorioso adotado em Curitiba pelo prefeito Jaime Lerner, tinham por objetivo priorizar o espaço dos transeuntes, mas, por outro lado, reduziram as vias de trânsito para automóveis, congestionando as áreas nos horários de pico.

Quase em frente ao Quartel Geral da PM e Secretaria de Defesa Social, veículos estacionam em área imprópria, ignorando a placa de advertência

Estacionamento atraem mais veículos Para quem trabalha no Centro ou para lá se dirige a fim de cumprir algum compromisso, nada melhor do que procurar um estacionamento onde o veículo fica em segurança e o preço cobrado ainda é suportável: o expediente varia de R$ 4.00 a R$ 6.00. Mas há um efeito colateral: quanto mais estacionamento, mais os motoristas são atraídos para o Comércio. A consequência é que cada dia au-

Estacionamento atraem mais veículos para o tumultuado Centro e fixam preço sem nenhum tipo de controle

menta o número de carros circulando na área. Para alguns, já estaria na hora de se adotar aqui o rodízio que já funciona em algumas capitais (começou em São Paulo), mas há quem critique o sistema lembrando que, para se livrar da proibição, as pessoas tendem a comprar um segundo veículo a fim de ter a opção de trafegar com placas terminadas em números pares e ímpares.

Concentrado que está em realizar concorrência pública (licitação) para o transporte coletivo da capital e em adotar medidas que aliviem o trânsito na congestionada Av. Fernandes Lima, o prefeito Rui Palmeira precisa ser alertado também para a complexidade do trânsito no Centro da capital. Estacionamento, público ou particular, é algo necessário, mas em Maceió virou uma praga: administrado por em-

presas de fora, passou a ser fonte de renda não apenas em áreas de vias públicas, mas também nos supermercados, shoppings e até hospitais. Pagam impostos regularmente? E quem estabelece os preços cobrados aos usuários? Os próprios donos dos terrenos. Por isso, não só a Prefeitura, mas o Procon deve entrar em ação para coibir os abusos praticados, sobretudo, nos estacionamentos do comércio.

Na Rua Barão de Atalaia, entrada e saída de estacionamentos concorrem para atrapalhar o trânsito carregado


Primeira Edição | 10 a 16 de fevereiro, 2014

A6 | Cidades

> MAIS ÁGUA Geraldo Câmara

Ouvidor Geral geraldocamara@gmail.com

O prefeito, o IPTU e os vereadores Não vou entrar no mérito da questão, mas já entrando, que levou o prefeito Zezeco, de Barra de São Miguel a elevar o IPTU daquele município, em alguns casos em até mil por cento. O que ocorre é que o prefeito baseou-se nas mansões dos ricos, muitos inadimplentes e em uma taxa antiga que já precisava realmente de revisão. Mas, não acredito, que tenha de ser de uma paulada só. O prefeito aumentou porque teve o respaldo dos vereadores que aprovaram a aberração, uma vez que a população pobre (a grande maioria) não pode e não deve ser penalizada dessa maneira. Um vereador, Dr. Chiquinho, em boa hora fez um requerimento ao prefeito pedindo a revisão do aumento e, por incrível que pareça, aqueles mesmos vereadores que aprovaram agora assinaram o requerimento por unanimidade. E, aí, Zezeco? Acho que vai chegar a hora de você fazer o que seria o mais correto que é escalonar esse aumento nos próximos anos de sua administração. Voltar atrás integralmente, também não. Afinal, suponho que você tenha sido bem assessorado para calcular essa mudança no IPTU. Mas, de uma só vez é pra leão!!! E fica até parecido com aquele outro do Imposto de Renda.

DESTACÔMETRO O destaque vai para um homem que viu passar quatro gerações de tecnologia no que diz respeito a telecomunicações e energia e que continua dando aula a quem quiser escutar. Marcelo Barros está conosco no Bartpapo de hoje na TV Mar.

PÍLULAS DO OUVIDOR Sábado passado o Iate Clube Pajussara fez sua prévia - o Verde e Branco - e foi um sucesso retumbante. No próximo dia 15, sábado, mantendo a tradição, fará a única prévia infantil de clubes. Vale a pena ir. Confira na portaria do Iate. Continuo insistindo de que vai ganhar eleição nesse Brasil quem acreditar que o povo não quer mais ouvir proposta sem proposta. Quem entender o que eu estou falando já está se dando bem. Se não entender, azar!!! Na próxima sexta-feira, 19h, o cardiologista Carlos Alberto Ramos Macias assume oficialmente a presidência da Sociedade Brasileira de Cardiologia seccional Alagoas. Alertar sobre a prevenção em se tratando de coração sua principal meta. E também é imperdível, na Livraria Viva, quarta-feira, dia 12, 19 horas, o lançamento do livro "Perfume de Hotel Nova York" da escritora e médica intensivista, Carla Pachêco. Já li todo e super recomendo. As Olimpíadas de Inverno em Soch, na Russia, mostram ao mundo um show, não só de esportes, mas de técnica e de organização. E, pelo que se sabe, o povo tem sido altamente hospitaleiro com os visitantes e atletas. Vamos seguir o exemplo. E, a propósito de eleições, a turma da oposição está mantendo um interessante jogo de conjecturas e suposições que deixa a "situação" naquela situação incômoda. Uma técnica, até agora liderada por Renan Calheiros que pode vir a dar certo. No dia 21 de fevereiro acontecerá o lançamento do "Alagoas nas Velas", junto à Balança do Peixe na praia de Pajuçara. Uma iniciativa da Setur-Al, idéia de minha amiga Deucila Amorim e que vai divulgar o resto do estado nas velas das jangadas. No palanque montado na Ponta Verde para o "Mugunzá do Pinto", a presença oficial se fez presente e parecia mais uma prévia chapa branca. Téo, Ruy, Biu e o aspirante a candidato do governo, Marco Fireman. O pinto achou que era comício! Essas prévias de badernas em movimentos de protesto que estão acontecendo em algumas capitais começam a nos deixar intrigados em relação à Copa do Mundo. Espero que não sejamos a "copa da violência e da vergonha". Omar Coelho (foto), sempre muito bem direcionado no que pensa e no que deseja deitou falação sobre a atividade de legislador caso resolva vir a ser candidato à Assembléia Legislativa do Estado. Se for vai incomodar.

Teotonio garante dois terços da obra do Canal do Sertão Governo garante verba para 165, de um total de 240 quilômetros de canal fotos: Divulgação

Da Redação

Quando estiver concluído, saindo de Delmiro Gouveia até o Agreste, o Canal do Sertão terá 240 quilômetros. Desse total, 165 já estão com os recursos assegurados, o que equivalente a dois terços da mais importante obra hídrica da história de Alagoas. Para sacramentar o avanço do Canal que vai mudar a realidade de mais de 30 municípios alagoanos, historicamente castigados pelas secas periódicas, o governador Teotonio Vilela Filho reuniu-se em Brasília com o ministro da Integração Nacional, Fernando Teixeira. No final, com a garantia de liberação dos recursos, o governador comentou: - O Canal é uma obra histórica de Alagoas. Conseguimos os recursos para a terceira e quarta etapa, que nos levará até o km 123, o que é muita coisa, já que nós inauguramos até o km 65. E ainda asseguramos verba até o km 163. Conhecedor do projeto, o ministro aplaudiu a evolução dos trabalhos. "É uma obra que vem andando muito bem no

Canal do Sertão terá 240 km de extensão: desse total, já há recursos assegurados para executar 165 km

âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento PAC. Além disso, tratamos sobre outras questões, como o PAC Seca e saneamento rural, programa em que as comunidades rurais serão atendidas pela água do Canal do Sertão alagoano".

Durante a reunião, o governador Teotonio Vilela também apresentou os projetos para melhorar a infraestrutura de acesso aos municípios alagoanos. O ministro ficou de avaliar a possibilidade de financiamento em locais onde há projetos de Arranjos Produtivos Locais

beneficiando produtores. Presente ao encontro, o secretário Estadual de Infraestrutura, Marcos Vital, vibrou com a garantia da verba para o Sertão alagoano. "Com a evolução da obra, não teremos problemas com a liberação de recursos", celebrou.

> PARCERIA

PF e Seds no combate a traficantes A Secretaria de Defesa Social (Seds) firmou parceria com a Polícia Federal e Polícia Militar na quinta-feira (6) para a execução de medidas para o combate à criminalidade No Estado, tendo como principal foco o tráfico de drogas. Segundo o secretário Eduardo Tavares, essa parceria fortalecerá ainda mais o trabalho da PM. "Para ter um Estado mais seguro devemos unir nossas forças. Estamos abertos a fazer novas parcerias em busca de uma Alagoas de paz, da forma que o cidadão alagoano merece," ressaltou. Para o Superintendente Regional da Polícia Federal em Alagoas, Omar Mussi, a segurança pública deve ser uma preocupação de todos. "Esse convênio é uma maneira da Polícia Federal contribuir de forma efetiva com a segurança, estamos abertos a mais parcerias," disse Mussi. A concentração do comando das operações de investigação acontecerá na sede da polícia federal e a partir da próxima semana ambas as equipes entrarão em ação conjunta.

POLÍCIA CIVIL A Polícia Civil de Alagoas

Secretário Eduardo Tavares firma parceria com Polícia Federal para fortalecer operações contra traficantes

realiza nesta terça-feira (11) a formatura dos novos delegados, agentes e escrivães. O evento está marcado para as 10hs, no Teatro Gustavo Leite, em Jaraguá, e deve contar com a presença do governador Teotonio Vilela Filho, do secretário de Defesa Social, Eduardo Tavares, e do delegadogeral Carlos Reis, entre outras autoridades. O evento será aberto à presença dos familiares dos for-

mandos. Os novos policiais concluíram o curso de formação da Academia de Polícia Civil (Apocal) no final de dezembro. O delegado Flávio Saraiva, que dirige a Academia, explica que os novos policiais, como servidores públicos diferenciados, receberam uma formação diferenciada. Eles foram preparados com aulas de tiro, direção policial, gerenciamento de crise, direi-

tos humanos, defesa pessoal, condicionamento físico, legislação, qualidade no atendimento ao público, saúde e segurança, entre outras disciplinas. Para o diretor da Apocal, além do domínio das ferramentas (armas e viaturas), os policiais civis precisam ter a noção exata do seu papel na sociedade como ator importante no sistema de segurança pública.

> IMPOSTO DE RENDA

ABRAÇOS IMPRESSOS Os abraços impressos vão para o novo secretário de meio ambiente de Mal. Deodoro, Alder Flores, que sempre mostra clarividência e um grande conhecimento sobre o futuro do planeta.

Receita abre nesta 2ª consulta a lote de restituições retidas Cerca de 90 mil contribuintes que declararam Imposto de Renda (IR) entre 2008 e 2013, mas até hoje não receberam a restituição, devem anotar na agenda. A Receita Federal libera nesta segunda-feira (10) consulta ao lote de restituições da malha fina dos últimos cinco anos. A relação dos beneficiados estará disponível na página da Receita na internet (www.receita.fazenda.gov.br)

a partir das 9h. A consulta também poderá ser feita pelo telefone 146 e pelos aplicativos da Receita disponíveis para celulares e tablets com os sistemas IOS, da Apple, e Android, da Google. Ao todo, a Receita pagará R$ 200 milhões a 89.237 contribuintes. Do total, 67.480 dizem respeito às declarações de 2013. Em relação aos outros anos, o Fisco devolverá o imposto pago a mais a 11.300 contribuintes do lote de 2012,

5,1 mil de 2011, 3.224 de 2010, 2.021 de 2009 e 82 de 2008. As restituições serão corrigidas em 7,52% (para as declarações de 2013), 14,77% (2012), 25,52% (2011), 35,67% (2010), 44,13% (2009) e 56,20% (2008). Em todos os casos, a correção equivale à variação da taxa Selic (juros básicos da economia) acumulada desde o mês de maio do ano de entrega da declaração até este mês. Os depósitos serão feitos

no próximo dia 17 na conta informada na declaração do IR. Quem não informou o número da conta pode receber o pagamento em qualquer agência do Branco do Brasil. O contribuinte pode ainda ligar para os telefones 4004-2001 (nas capitais) e 0800-729-0001 (nas outras cidades). Nesse caso, o beneficiário deverá agendar o crédito em qualquer contacorrente ou poupança em seu nome.


Primeira Edição | 10 a 16 de fevereiro, 2014

O R R BAI NTE A G I G

Cidades | A7

Segunda maior população do Estado, Benedito Bentes poderá virar 'cidade' Mudança poderá acontecer se Congresso Nacional derrubar veto da presidente Dilma Rousseff Miguel Goes

Da Redação Com 220 mil habitantes, distribuidos em vários conjuntos, o Complexo Benedito Bentes tem hoje a mesma população de Arapiraca - ou um pouco mais - e vive a expectativa de ser transformado em município. Para tanto, depende apenas de uma decisão do Congresso Nacional. Não uma simples decisão, mas um teste de fidelidade da base governista, que vai decidir se derruba ou não o veto da presidente Dilma Rousseff ao projeto de lei aprovado pelo Senado em outubro passado que permitia a criação de novos municípios. Projeto em 2008 pelo Senado, o projeto sofreu alteração na Câmara dos Deputados e por isso voltou para nova votação pelos senadores. O projeto foi aprovado, mas a presidente Dilma o vetou integralmente alegando que a criação dos municípios resultaria em aumento de despesas que, na visão do governo, não seria acompanhado por um crescimento de receitas equivalente. O relator do projeto no Senado, senador Valdir Raupp (PMDB-RO), calculava, quan-

Com 220 mil habitantes, população do imenso Complexo Benedito Bentes supera até a de Arapiraca e só perde, no Estado, para a da capital

Situação geográfica do complexo O Benedito Bentes limita-se ao norte com o município de Rio Largo, ao sul com Serraria e Jacarecica, ao Leste com Guaxuma, Garça Torta e Riacho Doce, a Oeste com Antares e Cidade Universitária. A lei municipal 4.952 de 6 de janeiro de 2000 determinou o limite oficial com a

descrição do perímetro urbano tendo inicio no encontro da estrada para Duas Bocas (Avenida Cachoeira do Meirim) com a Rua Roberto de Farias. O Benedito Bentes é o maior bairro em área, com 24.627 Km2 , com um perímetro urbano de 26.731,15 metros. Toda esta extensão

junto com o bairro de Antares faz parte da região administrativa 6. O Bairro e formado por mais de 80 logradouros, sendo várias avenidas, os conjuntos habitacionais Benício Mendes, Frei Damião, Jardim Paraíso, João Sampaio II, Luís Pedro III, Moacir Andrade, Selma Bandeira.

do houve a aprovação, que a proposta permitiria dar início a processos de emancipação - e transformação em município de pelo menos 188 distritos. Em Alagoas, já tramitam na Assembleia Legislativa projetos de lei convertendo o bairro de Benedito Bentes e a localidade Luziápolis (povoado do município de Campo Alegre) em municípios emancipados. Benedito Bentes começou como um conjunto habitacional popular, construído durante o segundo governo Divaldo Suruagy nos anos 80. Depois, foi crescendo e passou a abranger diversos outros núcleos residenciais, acabando por se transformar no maior bairro da capital, hoje abrigando a segunda maior população do Estado - só fica atrás de Maceió. O projeto original defendendo a criação da cidade de Benedito Bentes é de autoria do deputado Dudu Hollanda, mas um dos grandes defensores da mudança é o vereador Silvânio Barbosa, que durante os últimos 15 anos atuou como 'prefeito comunitário' da comunidade e é o principal interessado em assumir a condição de primeiro prefeito, caso o novo município seja criado.

Governo testará fidelidade da base com veto à criação de municípios Em meio a negociações e ameaça de desembarque do PMDB, seu principal aliado na coalizão governista, o Palácio do Planalto tem um grande desafio neste mês de fevereiro: a manutenção do veto ao projeto que permite a criação de municípios, em pleno ano eleitoral. Em sessão do Congresso marcada para 18 de fevereiro, deputados e senadores devem analisar uma pauta composta por quatro rejeições presidenciais, incluindo a negativa integral ao projeto das novas cidades. Esta será a segunda sessão de vetos com o voto aberto. Na primeira, o governo levou a melhor e manteve todas as rejeições, incluindo o trecho da Lei do Mais Médicos que previa a criação de uma carreira

nacional específica para a categoria. No entanto, líderes governistas demonstram uma certa preocupação pelo fato de existir muita pressão nos municípios para a derrubada da negativa presidencial. Em ano eleitoral, deputados evitam confrontos com prefeitos e vereadores para não prejudicar seus desempenhos no pleito de outubro. Em Alagoas, hoje com 102 municípios incluindo a capital, a grande expectativa é quanto à emancipação do Complexo Benedito Bentes, maior bairro de Maceió com cerca de 130 mil moradores.

AMPLITUDE O projeto, aprovado pelo Senado em 16 de outubro, abre caminho para a regularização

Congresso pode derrubar veto presidencial e viabilizar transformação do conjunto Benedito Bentes em cidade

de 57 municípios e ainda permite a criação de outros 188. Além disso, tira do Congresso

e repassa para as assembleias legislativas a competência para examinar a formação das

cidades. Durante a tramitação na Câmara, estimava-se que o número chegasse a 400. Em

2008, o Supremo Tribunal Federal (STF) condicionou a criação de novas cidades à aprovação de uma lei complementar pelo Congresso Nacional e, desde então, o referido diploma legal não havia sido aprovado. Além da análise do veto ao projeto da criação de municípios, outras três rejeições estão na pauta da sessão marcada para 18 de fevereiro. Também devem ser analisados os vetos sobre o repasse de recursos públicos às universidades comunitárias, o que normatiza a travessia de pedestres próximos às escolas, e o que regula a condução de veículos de emergência. Para uma negativa presidencial ser derrubada, é preciso ter, no mínimo, 257 votos na Câmara e 41 no Senado.

Planalto quer evitar aumento de gastos O governo quer que o Congresso mantenha o compromisso de não aprovar projetos que aumentem os gastos públicos neste semestre.

Segundo o líder do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB-AM), a mensagem da presidente Dilma Rousseff é clara e a orientação é a mesma

do final de 2013: evitar matérias que pressionem o superávit primário, resultado positivo entre as receitas e despesas do governo.

- Esse mesmo compromisso nós queremos agora, no início do período legislativo, para que possamos continuar caminhando. O Brasil tem enfrenta-

do cada um dos seus desafios e tem conseguido vencê-los afirmou Braga. Ao todo, há 14 MPs aguardando exame no Congresso,

sendo nove editadas durante o recesso parlamentar, que precisarão passar por comissões mistas e pelos plenários da Câmara e do Senado.


Primeira Edição | 10 a 16 de fevereiro, 2014

A8 | Nacional

> ARTILHARIA

Pelo PT, Lula ataca ministros do STF

Ex-presidente da República afirma que papel de ministro é falar nos autos dos processos e não ficar falando na televisão fotos: Divulgação

> DANOS MORAIS

Presidente do PT quer processar Gilmar Mendes

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, revelou no sábado que o partido entrará, na próxima quarta-feira (12), com uma ação por danos morais contra o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF). O motivo são as declarações de Mendes de que as doações feitas para o pagamento de multas de petistas condenados e presos pelo mensalão poderiam ser fruto de lavagem de dinheiro. Falcão explicou que o partido já interpelou Mendes junto ao STF para que ele explique formalmente as

declarações e prometeu ampliar o ataque ao ministro. "A declaração do Gilmar Mendes é uma tentativa de intimidar. O interpelamos judicialmente para que ele se explique e, na quartafeira, ingressaremos com ação de danos morais, porque (ele) não tem direito de atingir o PT", disse Falcão, em discurso em Ribeirão Preto (SP), no lançamento da "Caravana Horizonte Paulista", evento que antecede a provável campanha do ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha ao governo paulista.

Rui Falcão anuncia que entrará com ação contra Gilmar Mendes

> ACOMODAÇÃO

Médica refugiada vai trabalhar em Brasília A médica cubana Ramona Matos Rodríguez, que fugiu de Pacajá (PA), onde atuava pelo programa Mais Médicos, teve a carteira de trabalho emitida sábado na Delegacia Regional do Trabalho de Brasília. O documento servirá para que ela exerça uma função administrativa na Associação Médica Brasileira (AMB), a partir da próxima semana. Na segundafeira, ela será ouvida na Procuradoria Regional do Trabalho para esclarecer o motivo de ter dito que foi "enganada" pelo governo de Cuba ao receber cerca de R$ 2,5 mil enquanto os demais profissionais estrangeiros ganham, pelo menos, R$ 10 mil na iniciativa. Ontem, o DEM pediu uma audiência entre a médica e a ministra de Direitos Humanos, Maria do Rosário, e a da Secretaria das Mulheres, Eleonora Menicucci. A proposta de trabalho foi feita pela AMB na última quinta-feira. O órgão, que havia se posicionado contra o Mais Médicos na época do lançamento, em julho do ano passado, se dispôs a ajudar a cubana e a preparála para o teste do Revalida. Se ela for aprovada, poderá

exercer a medicina no Brasil mesmo depois de ser desligada do programa do governo federal. Ramona é hoje refugiada provisória no país, graças ao requerimento entregue ao Conselho Nacional para os Refugiados (Conare) na quarta-feira. Não há data para que seu caso seja julgado há na fila outros 1,5 mil pedidos de estrangeiros. Enquanto o refúgio definitivo não é concedido, Ramona deve trabalhar. Ela também espera um retorno dos Estados Unidos. Na última segunda-feira, antes de procurar o DEM, ela registrou um pedido de asilo político na embaixada americana para participar do programa de amparo a médicos cubanos da ONG Solidariedade sem Fronteiras. "Eu só quero ser livre, aqui ou lá, mas, se o Brasil me der oportunidade, ficarei muito encantada", diz a médica. Até lá, ela alugará um apartamento e se instalar na cidade - ela passou a noite de terça para quarta-feira na liderança do DEM na Câmara e, desde então, está hospedada no apartamento funcional do deputado Abelardo Lupion (DEM-PR).

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou a atuação dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) no julgamento do mensalão, ao discursar sábado (8) num evento organizado pelo PT em Ribeirão Preto. "O grande papel de um ministro da Suprema Corte é falar nos autos do processo e não ficar falando para a televisão o que ele pensa. Se quer fazer política, entre num partido político e seja candidato, porque senão não tem lógica", declarou o ex-presidente, sem citar nomes. Lula, que indicou quatro dos 11 ministros que compõem o STF hoje, afirmou que eles não deveriam usar o cargo para fazer política. "Quando você indica alguém [para o STF], você está dando um emprego vitalício e o cidadão, se quiser fazer polí-

Em ato político petista, ex-presidente Lula ataca ministros do Supremo

tica, que diga: "Não aceito ser ministro, vou ser deputado, vou entrar num partido político e mostrar a cara. Mostre a cara", afirmou. Sem citar os nomes de José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares, presos desde novem-

bro do ano passado, Lula afirmou que PT "está sofrendo porque tem companheiros preso" e que se solidariza com todos eles. "Se os companheiros erraram e tiver provas, eu tenho que pagar se tiver prova contra

mim, a Marta [Suplicy] tem que pagar e cada um de vocês tem que pagar porque foi o nosso partido que não deixou sujeira debaixo do tapete. O que vale para nós tem que valer para todos", declarou o expresidente. A Procuradoria-Geral da República pediu ao STF que o deputado federal e ex-governador de Minas Gerais, Eduardo Azeredo (PSDB), seja condenado a 22 anos de prisão e ao pagamento de multa de mais de R$ 2,2 milhões por participação no suposto esquema de corrupção durante sua campanha à reeleição para o governo mineiro, em 1998. Pouco antes do discurso de Lula, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, havia pedido um "julgamento justo" e com "direito a ampla defesa" para o adversário tucano.

Campos diz que ainda não é hora de anunciar o seu vice O governador Eduardo Campos (PSB), ao lado da exsenadora Marina Silva, disse que ainda não hora de anunciar se ela será vice ou não na chapa majoritária do partido para a Presidência da República. Nos bastidores, circula a informação de que os dois já tinham selado o acordo para a composição da chapa e que Marina tinha aceitado ser vice

de Eduardo. Ela afirmou, no lançamento das diretrizes do PSB/Rede para o programa de governo, que a escolha do vice é uma prerrogativa de Eduardo. Espera-se que os dois oficializem a chapa até março. Eduardo e Marina também conversaram sobre as alianças estaduais. Há muita expectativa sobre a composição dos

palanques em São Paulo, onde a maioria do PSB gostaria de apoiar a candidatura do governador Geraldo Alckmin à reeleição a contragosto dos marineiros. Estes preferem o lançamento de uma candidatura própria. Eduardo disse que as alianças regionais serão norteadas pelas diretrizes do plano de governo. "Nosso esforços é para quem chegar seguir nos-

sas diretrizes", afirmou o governador. Ao deixar a casa do governador, no bairro de Apipucos, Marina Silva disse que a visita tinha sido de cortesia para cumprimentar Eduardo e a primeira-dama Renata Campos pelo nascimento do quinto filho do casal, Miguel. A exsenadora passou cerca de três horas no local.

Em visita a Garanhuns, senador critica união do PSB com Rede Em visita a Garanhuns, no Agreste, onde nasceu e morou até os dez anos de idade, o pré-candidato a presidente pelo PSOL, senador do Amapá Randolfe Rodrigues, disse que "há muitas contradições" na aliança firmada entre o PSB, do governador Eduardo Campos, e a Rede de Sustentabilidade, de Marina Silva. Durante um evento realizado na tarde de sábado (8), na Câmara Municipal de Garanhuns, onde foi homenageado com a medalha do mérito, o presidenciável afirmou que a possível candidatura do socialista já apresenta um discurso dúbio. "Até pouco tempo antes de se aliar a Marina, Eduardo esteve junto a Ronaldo Caiado (DEM/GO), que é deputado da bancada ruralista e opositor do código florestal. Não sei como ele vai conseguir superar essas fortes contradições ambientais e em outras áreas", criticou. Randolfe Rodrigues defendeu que a sua candidatura vai representar o diferencial da disputa, justamente por ele não ter se aliado a nenhuma das lideranças das principais

Em campanha, Randolfe Rodrigues (Centro) cumpre agenda e recebe homenagem em sua terra - Garanhuns

legendas. Para exemplificar a fragilidade das alianças dos adversários, o pré-candidato citou o caso do deputado federal Jair Bolsonaro (PP/RJ), cujo nome é cogitado para presidir e comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados. "A possibilidade de ele ser presidente da comissão mostra a que ponto chegaram as alian-

ças do atual governo. É uma contradição tremenda para alguém com o comportamento dele", reitera Rodrigues, que no ano passado disse ter sido agredido com um soco por Bolsonaro durante uma visita da Comissão da Verdade do Senado ao prédio do antigo DOI-Codi, no Rio de Janeiro. O deputado do PP é conhecido pela posição ultraconservadora

e costuma gerar polêmica pelas declarações envolvendo temas como homossexualismo, direitos humanos e cotas para negros. O presidenciável do PSOL cumpriu em Garanhuns intensa agenda organizada pelo presidente do Diretório Municipal do partido, o engenheiro civil e ex-líder estudantil Paulo Camelo.


Esportes

esportes@primeiraedicao.com.br

Primeira Edição | 10 a 16 de fevereiro, 2014 Opinião - Diário Oficial dos Municípios - Social

> FINAL

Murici e Santa Rita decidem Copa Maceió Além do título de campeão do Primeiro Turno, também está em jogo uma das vagas de Alagoas na Copa do Brasil de 2015 Foto: ASCOM/ASA

Foto: Leonardo Freire/GloboEsporte.com

Murici desbancou na semifinal o ASA, que era considerada a equipe favorita para levar título da Copa Maceió

Santa Rita eliminou o Coruripe na semifinal e chega para disputar a decisão como favorito a conquistar título

Marcelo Alves Repórter

jogos, sendo sete na fase classificatória do Primeiro Turno e dois na fase semifinal. O Alviverde somou ao todo 12 pontos, em três vitórias conquistadas, três empates e três derrotas sofridas. A equipe muriciense balançou as redes dos adversários 11 vezes e sua defesa sofreu dez tentos, ficando com um gol de saldo.

o troféu da fase inicial e garante uma das vagas de Alagoas na Copa do Brasil em 2015. De acordo com o regulamento da competição estadual, caso os dois jogos da final terminem empatados por pontos, ficará como o título a equipe que obtiver o melhor saldo de gols nas duas partidas. Caso haja empate também no saldo de gols, o campeão será conhecido após cobranças de pênaltis.

O Primeiro Turno do Campeonato Alagoano, intitulado de Copa Maceió, chega à fase final. O título da competição desta etapa inicial será disputado por Murici e Santa Rita. O primeiro jogo entre as duas equipes finalistas está marcado para ser realizado nesta quartafeira (12), às 20h30, no estádio José Gomes da Costa, em Murici. Já o segundo duelo acontecerá neste próximo sábado (15), às 15h15, no Olival Elias de Morais, em Boca da Mata. O campeão desta etapa conquista

MURICI Para chegar à final da Copa Maceió, o Murici encarou na semi o ASA, que era considera-

Resultados / Semi-Finais / Alagoano 05/02 06/02 08/02 09/02

Murici Coruripe ASA Santa Rita

3 2 1 3

x x x x

1 1 0 1

ASA Santa Rita Murici Coruripe

do favorito ao título desta fase inicial. Na primeira partida da semi, o Alviverde derrotou o Alvinegro por 3 a 1, em jogo disputado no último dia 5, no José Gomes da Costa, em Murici. Já na segunda partida, o Murici perdeu para o ASA por 1 a 0, em duelo realizado no último sábado (8), no Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca. Na soma dos resultados, as duas equipes terminaram ambas com três pontos, mas no critério de desempate, que é saldo de gols, o Murici ficou com a vaga para final por ter ficado com um tento a mais que o time arapiraquense. O Murici disputou nove

SANTA RITA A equipe do Santa Rita conquistou vaga para a final da Primeira Fase do Estadual após duelo com o Coruripe na semifinal. No primeiro jogo, o Alvinegro perdeu para o Hulk por a 1, em partida disputada no último dia 6, no Gerson

Finais / Alagoano 12/02 - 20:30 15/02 - 15:15

Murici Santa Rita

x x

Santa Rita Murici

Amaral, em Coruripe. No segundo duelo, o time do Santa Rita derrotou o Coruripe por 3 a 1, no domingo (9), no Olival Elias de Morais, em Boca da Mata. O Santa Rita encerrou o Primeiro Turno com 18 pontos, conquistados em nove partidas disputadas, sendo que sete jogos foram realizados na fase inicial e dois na semi. Destas partidas, venceu cinco duelos, empatou três jogos e perdeu apenas um

jogo. Balançou 15 vezes as redes dos adversários e sofreu oito tentos, ficando com sete de saldo.

MURICI 2 X 2 S. RITA As duas equipes finalistas já se enfrentaram na fase classificatória do Primeiro Turno da competição e a partida terminou empatada por 2 a 2, em jogo disputado no último dia 15 de janeiro, no José Gomes da Costa, pela segunda rodada do Estadual

Classificação Geral 1º 2º 3º 4º 5° 6º 7º 8º

ASA Santa Rita Coruripe Murici CSE Penedense CEO Comercial

P 19 18 12 12 8 8 6 4

J 9 9 9 9 7 7 7 7

V 6 5 3 3 2 2 1 1

E 1 3 3 3 2 2 3 1

D 2 1 3 3 3 3 3 5

GP 16 15 15 11 13 6 4 5

GS 11 8 14 10 13 9 9 11

SG 5 7 1 1 0 -3 -5 -6


Primeira Edição | 10 a 16 de fevereiro, 2014

B2 | Esportes

> QUARTAS DE FINAL

CRB e CSA começam mata-mata na CN Galo recebe o América-RN, no sábado (15), no Rei Pelé, e o CSA encara o Sport-PE, no domingo (16), na Ilha do Retiro Jessica Pacheco

Divulgação

CSA conquistou classificou para quartas de final após terminar em primeiro lugar do Grupo B com 11 pontos

CRB garantiu sua vaga para quartas de final após encerrar fase de grupos na segunda colocação da Chave C

Marcelo Alves

meiro lugar do Grupo B, considerado o da morte, pela presença do Bahia e Santa Cruz. A chave ainda contou com o Vitória da Conquista-BA. Na primeira fase, o Azulão disputou seis jogos, venceu três partidas, empatou dois duelos e sofreu apenas uma derrota, somando 11 onze pontos. O ataque do time azulino marcou dez gols e sofreu apenas seis, ficando com quatro tentos de saldo. Das três vitórias conquistadas pelo CSA a que chamou mais atenção foi a goleada por 4 a 1 sobre o Bahia, no Rei Pelé, na estreia da competição. Já a equipe do Sport-PE se

Repórter

CRB e CSA voltam a jogar pela Copa do Nordeste neste final de semana para disputar o mata-mata das quartas de final da competição. O Galo encara o América-RN - único invicto e a melhor defesa da competição - e o Azulão enfrenta o time do Sport-PE. O primeiro jogo do time regatiano contra a equipe potiguar será neste sábado (15), às 18h30, no estádio Rei Pelé. Já a segunda partida está marcada para o dia o próximo dia 27, às 19h, na Arena das Dunas, em Natal-RN. Enquanto que o time azulino disputa a primei-

ra partida contra o Leão da Ilha fora de casa, na Ilha do Retiro, em Recife-PE, às 15h, no domingo (16), sem torcida. O segundo duelo será no próximo dia 26, às 20h50, no Rei Pelé.

CRB X AMÉRICA-RN Até conquistar vaga para as quartas de final da Copa do Nordeste, o CRB se classificou em segundo lugar do Grupo C com dez pontos conquistados, um a menos que o Ceará, que ficou com a primeira colocação da chave, que também tinha o Potiguar de Mossoró-RN e o Treze-PB. O Galo disputou seis jogos, venceu três partidas,

empatou um jogo e perdeu duas partidas. Marcou sete gols e sofreu dez, ficando com saldo negativo de três tentos. Já a equipe do América-RN terminou a fase de grupo na primeira colocação com 12 pontos conquistados, na chave A que foi composta por Vitória, Sergipe e Confiança. Dos seis jogos disputados, o time potiguar venceu três jogos e empatou três partidas. Marcou dez gols e sofreu apenas dois tentos, ficando com oito de saldo.

CSA X SPORT Para chegar às quartas de final do Nordestão, o CSA terminou a fase incial em pri-

classificou para as quartas de final na segunda colocação do Grupo D com oito pontos conquistados, um a menos que o primeiro da chave, o Guarany de Sobral. O Leão da Ilha disputou seis jogos na fase inicial, venceu dois jogos, empatou duas partidas e sofreu duas derrotas. Marcou cinco gols e sofreu três tentos, ficando com dois de saldo. A chave do Sport-PE era composta por

Guarany de Sobral, Náutico e Botafogo-PB. A partida deste domingo (16), na Ilha do Retiro, em Recife-PE será com portões fechados. O Sport-PE foi punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por conta do incidente entre as organizadas do Leão da Ilha e do Botafogo-PB ocorrido no último dia 19 de janeiro.

Copa do Nordeste / Jogos de Ida 15/02 - 19:00 15/02 - 20:30 16/02 - 16:00 16/02 - 16:00

Santa Cruz CRB Vitória Sport

x x x x

Guarany-CE América-RN Ceará CSA

> PREPARAÇÃO

Felipão divulga lista para amistoso, na terça O técnico Luiz Felipe Scolari divulgará nesta terça-feira (11) a lista de convocados para o amistoso marcado para o dia 5 de março contra a África do Sul, em Joanesburgo, capital do

país africano, no Estádio Soccer City. Este duelo será o último amistoso antes da convocação final para a Copa do Mundo FIFA Brasil-2014. A lista final para o Mundial será divulgada

no dia 7 de maio, no Rio de Janeiro. Felipão convocará a Seleção Brasileira na sede da Vivo (Avenida. Ayrton Senna, 2200), uma das patrocinadoras da

CBF, às 12 horas do dia 11 de fevereiro. Como de costume, o técnico concederá entrevista coletiva logo após a divulgação da lista. Tanto a convocação quan-

to a coletiva de imprensa serão transmitidas ao vivo pela CBF TV através do site da entidade. Segundo o comandante da seleção brasileira, o torcedor pode esperar novidades. "Estamos trabalhando na observação de jogadores tendo em vista a convocação para o jogo contra a África do Sul, no dia dia 5 de março. Posso adiantar que a relação de convocados para este jogo poderá ter algumas novidades", disse o treinador. Cogita-se o nome de Fernandinho, destaque do Manchester City neste início de temporada. O comandante nacional parece ter definido Paulinho, Luiz Gustavo e Hernanes como jogadores da posição

para a Copa do Mundo. Restaria uma ou até duas vagas, dependendo das escolhas de Scolari. Ele chamou - e gostou de - Ramires nos últimos amistosos, mas vem sendo pressionado por dar uma oportunidade para Fernandinho. Ex-Shakhtar Donetsk, o jogador já teve chances com Mano Menezes, mas vem brilhando, de fato, em seus primeiros meses no Manchester City. A dupla de cabeça de área formada com Yaya Touré é considerada a melhor da Inglaterra. Custará a Fernandinho a participação no jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa, diante do Barcelona, no dia 18 de fevereiro, em Manchester Divulgação

Fernandinho, destaque do Manchester City, pode ser a novidade


Primeira Edição | 10 a 16 de fevereiro, 2014

Esportes |B3

> PAULISTÃO

São Paulo perde para Ponte em Campinas Equipe de Muricy cometeu muitos erros e perdeu por 2 a 1 para Macaca, que segue invicta sob comando do técnico Vadão Globoesporte.com A irregularidade continua sendo a palavra que melhor define o futebol do São Paulo na temporada 2014. Depois de vencer o Paulista e manter o 100% de aproveitamento como mandante na quinta-feira, a equipe voltou a atuar muito mal como visitante e, pela terceira vez no estadual, perdeu. Desta vez, o algoz foi a Ponte Preta que, sob comando de Osvaldo Alvarez, reencontrou seu caminho. A vitória por 2 a 1 levou a Macaca ao terceiro triunfo consecutivo. A equipe ocupa a vice-liderança do grupo C, com 12 pontos, quatro a menos que o líder Santos. A equipe agora terá uma semana para se preparar para o próximo confronto, marcado para sábado, contra o Atlético Sorocaba. Já o São Paulo, que teve as discretas estreias do volante Souza e do atacante Pabón, segue na ponta do grupo A, com 12 pontos. O novo tropeço mostra que Muricy Ramalho terá muito trabalho para arrumar a casa. O setor defensivo,

fotos: Divulgação

por exemplo, foi vazado nove vezes em sete partidas. O setor de armação praticamente não existiu e o ataque, sem Luis Fabiano, poupado, não existiu. O Tricolor buscará a reabilitação no sábado, diante da Portuguesa, no Morumbi. O calor de 36ºC em Campinas prejudicou muito as duas equipes no primeiro tempo. Não havia como exigir muito dos atletas, que fizeram um jogo em ritmo lento. Pontepretanos e são-paulinos pouco criaram, tanto que Roberto e Rogério Ceni não tiveram trabalho nos 45 minutos iniciais. O São Paulo iniciou a partida com quatro novidades. Além dos estreantes Souza e Pabón, o técnico Muricy Ramalho barrou Luis Ricardo para colocar Douglas na lateral-direita, além de poupar Luis Fabiano, que havia disputado todas as partidas da equipe na temporada. O atacante colombiano ocupou a vaga do Fabuloso e, nos 15 minutos iniciais, agradou bastante. Ele só não abriu o placar aos 13 porque César desviou chute que tinha endereço certo.

São Paulo volta a falhar como visitante e cai diante da Ponte Preta por 2 a 1 em jogo disputado em Campinas

Após Antônio Carlos desperdiçar grande chance de cabeça, o São Paulo parou em campo. E a Ponte, mesmo que timidamente, conseguiu equilibrar a partida. Sua marcação se estabilizou em campo e o time, com a ajuda do rival, criou duas chances. Na primeira,

Palmeiras desperdiça pênalti e empata com Audax por 1 a 1 Teve de tudo no Pacaembu. Até chuva, que andava sumida em São Paulo. Sob o forte calor da capital paulista, Palmeiras e Audax fizeram ótimo jogo na tarde deste domingo e terminaram empatados por 1 a 1, pela sétima rodada do Campeonato Paulista. A tarde poderia ser de Alan Kardec. Ele teve nos seus pés a chance da virada do Verdão, num pênalti sobre Marquinhos Gabriel. Mas o centroavante parou duas vezes no bom goleiro Felipe Alves, também responsável por salvar o time de Osasco frente a frente com Valdivia nos minutos finais. Valente, o Audax não deixou de tocar a bola na defesa mesmo quando encurralado pelo Palmeiras, principalmente no primeiro tempo. Depois de ver Denilson abrir o placar para o time de Osasco, o Verdão empatou com Mendieta, que mudou o jogo, mas não teve forças para virar. Com o empate, a equipe da capital perdeu o 100% de aproveitamento no centenário. Agora, o Palmeiras se prepara para encarar o Corinthians, no clássico do próximo domingo, no Pacaembu. A equipe chegou aos 19 pontos, na liderança do Grupo D. O Audax, com nove, ocupa a terceira posição no Grupo B, e, no próximo sábado, enfrenta o Rio Claro. O Palmeiras claramente estudou o "carrossel" do Audax para anular o estilo de jogo adversário. A fórmula foi simples: marcação por pressão em bloco desde a saída de bola. O caçula do Paulistão, que se orgulhava de um futebol de toques, sem chutões, ficou sufocado. E passou a errar, entre-

Meia Valdivia domina a bola e é observado de perto por Rafinha

gando a bola ao Verdão, que, no entanto, não teve capricho nas finalizações. Seria muito difícil para o Palmeiras manter no segundo tempo a intensidade na marcação apresentada na etapa inicial. A tendência era a equipe paulistana afrouxar e o Audax crescer. Foi exatamente o que aconteceu. O técnico Fernando Diniz trocou Caio por Thiago Silvy, e Nenê Bonilha por Carlos Magno. O time de Osasco melhorou, e, na primeira chance, abriu o placar: em falha generalizada da defesa alviverde, a jogada iniciada em uma cobrança de lateral sobrou limpa para Denilson, que, livre, fuzilou Prass, aos sete minutos. A partir dali o jogo ficou aberto. Descontente com Leandro e Mazinho, Kleina os trocou por Diogo e Marquinhos Gabriel, respectivamente. No entanto, sem a mesma força física apresentada no primeiro tempo, a equipe verde tinha dificuldades para superar o bloqueio do time de Osasco, mais solto e explorando bem os contra-ataques. Com a vanta-

gem, o Audax valorizou ainda mais a posse de bola para cansar o Verdão e ficou perto de ampliar com Rafinha, que esbarrou em Prass. Kleina tentava mudar o panorama e trocou Wesley por Mendieta. Alteração decisiva: com dois minutos em campo, o paraguaio transformou a equipe. Em seu primeiro lance, acertou o travessão em uma cobrança de falta. Em seguida, aos 33, empatou o jogo. A zaga do Audax cortou mal um cruzamento e a bola sobrou para o camisa 8 chutar de pé direito, empatando a partida. O empate fez o Palmeiras acordar. Aos 37, Marquinhos Gabriel invadiu a área, tentou o drible e acabou derrubado por Francis: pênalti. Kardec foi para a cobrança, bateu forte no canto esquerdo, rasteiro, mas o goleiro Felipe Alves espalmou. No rebote, o próprio Kardec chutou, e o goleiro salvou novamente. O Verdão ainda perderia outra grande chance, aos 42, quando Valdivia recebeu livre na área e chutou. Felipe Alves, mais uma vez, salvou o Audax.

após falha de Souza, Diego Sacoman chutou com perigo. Na segunda, Silvinho aproveitou rebatida errada de Rodrigo Caio, se livrou de Douglas e bateu cruzado, sem chance para Ceni: 1 a 0 Macaca. Os dois times voltaram para o segundo tempo sem

alterações. O São Paulo, em seu primeiro ataque, chegou ao empate, com Rogério Ceni, cobrando pênalti sofrido por Alvaro Pereira. No entanto, não houve nem tempo para a equipe comemorar, já que minutos depois, Alemão, após cruzamento da direita, apro-

veitou falha de marcação de Luis Ricardo, que havia entrado na vaga de Douglas, e de cabeça, recolocou a Macaca em vantagem. O Tricolor, desorganizadamente, foi à frente e deixou espaços na defesa. Ademir, aos 19, exigiu bela defesa de Ceni. No ataque, Ademilson e Osvaldo erravam tudo que tentavam, o que levava Muricy Ramalho ao desespero no banco de reservas. Aos 21, o treinador resolveu mexer e colocou Lucas Evangelista na vaga de Osvaldo. Nada mudou. Aos 33, Ewandro entrou na vaga de Souza. Com quatro atacantes, o time partiu para o tudo ou nada. A Ponte, bem posicionada defensivamente, buscava um contra-ataque para matar o jogo. Rogério Ceni, aos 35, fez milagre em cabeçada de Alemão. O São Paulo, apesar de contar com quatro atacantes, seguia perdido em campo. Ganso não era notado no setor de armação, tanto que Pabón recuou um pouco para tentar ajudá-lo. Nada dava certo. E a Ponte, com justiça, soube segurar a vantagem até o final.

> CARIOCA

Vasco só empate com Nova Iguaçu: 1 a 1 Um gol aos 47 minutos do segundo tempo tirou o gostinho da liderança do torcedor do Vasco no Campeonato Carioca. O empate por 1 a 1 diante do Nova Iguaçu, em Volta Redonda, deixou a equipe cruz-maltina, ainda a única invicta, na terceira colocação da competição, com 15 pontos, um atrás do líder Fluminense e do Flamengo. O castigo não pode ser considerado injusto pelo elenco vascaíno. O time só chegou ao seu gol em infelicidade do lateral-direito Peter, que fez contra aos 27 minutos do segundo tempo. Seu trio ofensivo, formado por Bernardo, Montoya e Edmílson não funcionou, com os dois primeiros sendo substituídos. No jogo, Adilson Batista ainda poupou Rodrigo, André Rocha e Fellipe Bastos, colocando pela primeira vez no ano entre os titulares Rafael Vaz, Diego Renan e o jovem Danilo. O trio, contudo, seguiu o ritmo da equipe e teve atuação discreta.

CAVADINHA O termômetro no gramado do Raulino de Oliveira apontava 39 graus quando a partida começou. O forte calor fez a partida ficar arrastada, o que tem sido praxe no Carioca. Com alguns jogadores poupados, o técnico Adilson Batista adiantou Montoya para atuar ao lado de Edmilson no ataque e deu vez ao jovem meia Danilo,

Com empate, Vasco segue invicto, mas na 3ª colocação com 15 pontos

que estreou como titular aos 17 anos. No entanto, a dupla não foi capaz de fazer o Vasco imprimir um ritmo forte. Danilo ainda roubou boas bolas no meio-campo e deu um chute perigoso aos 36, mas Montoya, aberto na esquerda, não deu sequência às jogadas e foi desarmado com facilidade pelos marcadores. A equipe cruz-maltina apostou muito em bolas longas, muitas vezes em ligações diretas feitas pelo zagueiro Rafael Vaz. Em uma delas, Edmílson aproveitou bobeada da zaga do Nova Iguaçu, mas errou na cavadinha e parou nas mãos do goleiro Jefferson, aos 30, na melhor oportunidade. Antes, Rafael Vaz havia salvado o Vasco em cima da linha, após errar de forma displicente a saída de bola. O Nova Iguaçu ainda foi

para o intervalo reclamando do gol de Jorge Fellipe anulado aos 33 de forma duvidosa.

CASTIGO O Vasco voltou sem Montoya e com William Barbio em seu lugar no segundo tempo. Com poucos mintuos, Bernardo foi substituído por Everton Costa, outro estreante da tarde. Barbio chegou a comemorar um gol bem anulado aos 19 e perdeu chance incrível três minutos depois. No entanto, foi de um cruzamento seu da ponta direita, despretensioso, que Peter se apavorou e deu um chute forte contra a sua meta, aos 27. Um golaço contra. O gol achado fez o Vasco recuar e ser castigado aos 47. Em bola alçada em sua área, o zagueiro Rhayne apareceu livre na pequena área e cabeceou para empatar.


Primeira Edição | 10 a 16 de fevereiro, 2014

B4 | Esportes

> INFRAESTRUTURA

Atraso em obras da Copa não preocupa Aldo Vários projetos estão atrasados e outros não ficarão pronto até o Mundial; ministro do Esporte diz que não se deve falar em atraso fotos: Divulgação

SÃO PAULO - Atrasos na elaboração dos projetos, problemas com as licitações, intervenções de órgãos de fiscalização, contestações judiciais, dificuldades financeiras para fazer desapropriações e remoções, falta de recursos, complexidade das intervenções, o tempo e o clima que não colaboram... Quando se trata de justificar os atrasos, as desculpas são várias. E comuns. Praticamente todos os responsáveis por obras que não engrenam recorrem a um, ou a vários, dos motivos acima listados para "tirar o corpo fora". "São as desculpas clássicas e históricas", disse o secretário geral da ONG Contas Abertas, Gil Castelo Branco. O placar da mobilidade urbana na Copa está bastante desfavorável ao torcedor/cidadão. São cinco obras concluídas, 29 prometidas até o início do Mundial e sete que não ficarão prontas. "Acontece o que já é previsível em todas as obras públicas", acrescenta Castelo Branco. Os atrasos, no entanto, não parecem incomodar tanto assim o ministro do Esporte, o alagoano Aldo Rebelo. Recentemente, ao ser questionado pelo Estado sobre a situação e as garantias de que as obras

Ministro Aldo Rebelo minimiza atraso e considera que obras da Copa estão dentro da expectativa do governo

atrasadas serão mesmo finalizadas, ele demonstrou confiança. "As obras de mobilidade urbana são, quase na sua totalidade, obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), portanto obras que estavam previstas, independentemente de o País sediar Copa e Olimpíada", afirmou. "Quando o Brasil confirmou sua condição de país-sede do Mundial de 2014, essas obras foram incluídas na Matriz de Respon-

sabilidades com a finalidade de antecipar os benefícios para a população e facilitar a realização da Copa. Houve alteração de calendário. O VLT de Cuiabá era para sair daqui a 30, 40 anos, por exemplo. Não ficará pronto para 2014, mas uma parte será entregue. As coisas estão sendo feitas, por isso não falo em atraso". Algumas intervenções vão, sim, ficar para bem depois da Copa. A maioria não tem data de entrega definida - sobretu-

do as retiradas da Matriz -, mas algumas têm o prazo apontado. São os casos do BRT da Avenida Dedé Brasil e o da Via/Expressa Raul Barbosa, ambas em Fortaleza: dezembro de 2015. Ao ser questionado sobre o atraso, o prefeito Roberto Cláudio lembrou que há outras obras de mobilidade na cidade. E complementou: "Se fosse fazer todas de uma vez, a cidade pararia e não haveria como circular em Fortaleza".

> FREVO

Almir Lopes lança Língua Brasil, seu 5º CD, 5ª feira no Iate Clube Márcio Ândrei Repórter

Com 40 anos de carreira, Almir Lopes, um dos ícones da geração MPB, agora resolveu dar ênfase ao frevo com o lançamento do seu quinto CD, Língua Brasil, que será apresentado nesta quinta-feira, (13) no Iate Clube Pajussara, no ambiente alegre e convidativo da bela orla marítima maceioense. Na compra do ingresso, R$ 20,00 reais, o público terá direito ao CD de lançamento. Com trabalhos iniciados na Escola Industrial Deodoro da Fonseca, hoje Instituto Federal de Alagoas (IFAL) Almir dava seus primeiros passos em relação à teoria e prática musical. Em grupos musicais foram dadas sequências da carreira, justamente na Escola Industrial, depois no Colégio Municipal Rui Palmeira, ambos em Alagoas. Em 1972 Almir iniciava seu primeiro trabalho profissional no Conjunto Gold Lions do Jaraguá Tênis Clube. Com cinco

Cantor Almir Lopes dá uma guinada em sua carreira de 40 anos e lança CD de frevo, nesta 5ª feira, no Iate

CDs no mercado, o artista também teve inúmeras participações com outros artífices em vários e consagrados festivais. Para o lançamento do CD na próxima quinta-feira, a perspectiva é grande e Almir já vem abrindo generosos espaços na mídia e alcançando uma

boa recepção do público. Para esse novo trabalho consagrado ao frevo, foram mais de três anos de preparação seguidos por um de gravação. "Aproveitando a sonolência do axé acredito que posso contribuir para que o frevo se fortaleça aqui em Maceió, onde

ele está recomeçando. Além disso, pretendo entrar no mercado de frevo de Pernambuco aos poucos. O público só tem a ganhar", disse Almir Lopes. Contatos: 9351-9663/88263522 Email: altri_lopes@hotmail.com


Primeira Edição | 10 a 16 de fevereiro, 2014

Opinião |B5

A foto do fato

Editorial

Um justo protesto Em sua edição anterior, este jornal publicou na capa nota de repúdio à marcação do jogo CSA x Vitória da Conquista, válido pela Copa do Nordeste, para às 20:30h do domingo 2 de fevereiro. O protesto é oportuno e tem plena razão de ser, já que nada justifica marcar um jogo de futebol para horário tão inconveniente. O domingo, no Brasil e no mundo, é consagrado ao descanso e ao lazer, abrangendo, neste último item, as competições esportivas, com destaque, aqui no Brasil, para o futebol. Tudo bem, mas o que justifica obrigar o torcedor a se deslocar ao estádio durante a noite de um domingo em época de tanta violência, de tantos assaltos? No caso específico de Maceió, é preciso considerar a situação do torcedor residente na regiões distantes - o Tabuleiro, por exemplo -, onde o transporte de massa funciona mal ou simplesmente não funciona, nos domingos, mormente no horário noturno. É, como ficou claro no protesto deste PE, coisa de cartolas, os dirigentes esportivos que nadam em dinheiro e que, nem por isso, atentam para os direitos das torcidas que, afinal, pagam as contas, todas elas, e por isso merecem o mínimo de respeito. Infelizmente, os horários dos jogos são hoje condicionados aos interesses das emissoras de televisão, que gastam, também, mas faturam em cima dos torcedores, ou com patrocínios milionários ou através do pague para ver, no caso dos canais fechados. O torcedor, nesse 'jogo de interesses', é simples alvo de exploração convocado para bancar tudo, todos os gastos, sem direito a conforto, a horários adequados e a ver bom futebol. Não seria o caso de convocá-los a boicotar jogos em horários absurdos, apesar do prejuízo que isso ocasionaria aos próprios clubes?

O já tradicional ‘munguzá do Pinto da Madrugada’ abriu no sábado (8) o carnaval de rua de Maceió, levando alguns milhares de foliões à orla da Ponta Verde. Carnaval de rua que, este ano, descentralizado, terá quatro polos de frevo em diversos bairros da capital alagoana

Agenda legislativa de 2014

Pablo Neruda

aposentadoria especial para pesNa retomada dos trabalhos soas defilegislativos, o Congresso Na- cientes. cional tem uma extensa agen- O Brasil está da legislativa a cumprir antes mudando e de pensar em eleições. Em exige que busca de novas e modernas suas instituileis foram instaladas comis- ções se modernizem e se sões de alto nível destinadas a abram. Por este motivo estasubsidiar o Congresso na mos mudando as leis e tamatualização de várias delas. bém o Legislativo. Aprovamos Neste rol estão a consolidação mais de 40 propostas em de 180 mil diplomas legais e a menos de 20 dias dando resregulamentação de 142 dis- postas às demandas das ruas. positivos constitucionais, a Muitas delas ainda precisam modernização da Lei de Exe- ser aprovadas pela Câmara cução Penal, a que vai atuali- dos Deputados. zar a Lei de arbitragem, da Entre elas o Código de Promediação, já aprovada pelo teção do usuário de serviço Senado, a comissão para o público; partilha com os EsCódigo Comercial, Código Pe- tados dos impostos do comérnal e a Lei de licitações. São cio eletrônico; o agravamento legislações que sofreram o dos crimes de corrupção, torinevitável desgaste temporal e nando-os hediondos; o Simprecisam ser atualizadas. ples para advogados; a Ficha No campo legislativo 2013, Limpa para servidores dos três foi um ano muito profícuo, poderes, já implementada por sobretudo na formulação de resolução no Senado; vedação políticas públide que cônjuge cas voltadas ou parente para os menos possa ser su“São legislações favorecidos. plente de senaVotamos e que sofreram o dor e redução aprovamos para um só suinevitrável des615 matérias, plente; facilitagaste temporal e ção do exercícontra 405 em 2012. A grancio da iniciativa agora precisam de maioria, popular e o Reser atualizadas” 35,45% sem gime Especial considerarmos de Incentivos a renovação para o Transde concessões de Rádio e TV - porte Coletivo Urbano de Pas, são propostas nascidas no sageiros (REITUP). Senado Federal. Na mesma situação estão a Mas o mérito não está apenas eliminação da aposentadoria na quantidade, mas, sobretu- como pena disciplinar para do, na qualidade das maté- juízes e promotores condenarias. Igualamos direitos ao dos por corrupção, a perda aprovar a lei que estendeu aos automática do mandato de trabalhadores domésticos di- parlamentar nas hipóteses de reitos trabalhistas. O mesmo improbidade administrativa ocorreu com o Estatuto de Ju- ou de condenação por crime ventude e o projeto que obri- contra a Administração Púga a reconstituição de mama blica, o direito de resposta, a pelo Sistema Único de Saúde, defensoria pública e ampliacom a transparência no ECAD, ção de coberturas pelos placom a regulamentação da nos de saúde. São temas preprofissão de vaqueiros e o mentes que aguardam uma direito de transmissão dos deliberação dos deputados. taxistas, a análise dos vetos, o financiamento da saúde, os royalties do petróleo para (*) É senador pelo PMDB e educação e saúde, a ampliapresidente do Congresso Nacional ção das votações abertas e a

Divaldo Suruagy (*)

Renan Calheiros (*)

Durante minha primeira viagem a Santiago do Chile, em janeiro de 1982, ainda eram visíveis, nos edifícios em torno da Plaza das Armas, as marcas das balas da luta onde morreu o Presidente Salvador Allenda. O país se encontrava dividido. O nome do poeta Pablo Neruda estava como que proibido oficiosamente pela censura revolucionária. Pergunto aos porteiros e ascensoristas, do Hotel Carrera, onde poderia encontrar o livro Vinte Poemas de Amor e Uma Canção Desesperada. Respondem-me que, dificilmente, encontraria algum trabalho literário de Neruda exposto à venda na capital chilena. Somente adquiri o livro, em versão portuguesa, na livraria Siciliano, no Rio de Janeiro. Volto a Santiago, em abril de 1993. O preço da liberdade e do sacrifício de tantas vidas foi o equilíbrio econômico e financeiro. O desenvolvimento confirmado no alto percentual de empregos, na redução do analfabetismo, na eficiência do sistema de saúde pública e da previdência social, nos aumentos da renda per capita e do Produto Interno Bruto, não esconde que o regime democrático é apenas consentido, pela sombra imensa que ainda paira sobre o Chile, a figura do General Augusto Pinochet, no Comando Geral do Exército. Se o preço valeu a pena, somente o

povo chileno pode responder. Constato, entretanto, que o poeta Pablo Neruda passou a ser orgulho nacional. Conheci Pablo Neruda, em toda sua grandeza, quando li sua autobiografia - Confesso que Vivi. Seu nome de batismo era Nefatli Ricardo Reys Basoalto. Nasceu em doze de julho de 1904, em Parral, no centro do Chile, região de bosques, onde crescem as vinhas e o vinho é abundante. Daquelas terras, daquele barro, daquele silêncio ele saiu a andar e a cantar

“Em Barcelona, viveu toda a dramaticidade da guerra civil espanhola. Encerrou sua carreira política como embaixador em Paris” pelo mundo. O amor e a natureza foram as primeiras inspirações de sua poesia. As mulheres, os livros e a política , suas imensas paixões. Afirmava não haver nascido para condenar e sim para amar. Sustentava que a tarefa do escritor não é misteriosa nem mágica, é uma tarefa pessoal, de benefício público.

A política infiltrou-se em seus poemas, quando milhares de operários, despedidos das minas de salitre e de cobre, chegaram à capital e juntamente com os estudantes que apoiavam as reivindicações populares foram espancados pela polícia nas ruas de Santiago. Diplomata de carreira, foi Cônsul na Birmânia, no Ceilão, em Colombo, em Singapura e em Batávia. Nas Américas, assumiu os consulados de Buenos Aires e do México. Cônsul, em Barcelona, viveu toda a dramaticidade da guerra civil espanhola. Encerrou sua carreira diplomática como Embaixador em Paris. A atividade política veio como uma tempestade para tirá-lo de seu trabalho literário. Sai da solidão do gabinete e volta uma vez mais para a multidão. Senador da República, candidata-se à Presidência do Chile. Em busca da unidade popular, renuncia em favor da candidatura de Salvador Allende. Enriqueceu a vida na solidão de sua poesia. Possuía a felicidade de haver chegado, através dos labirintos da palavra escrita, a ser poeta de um povo. (*) É professor e ex-governador de Alagoas

Marechal Deodoro e as Sextas Clássicas Cristiano Matheus (*)

Não existe em Alagoas, talvez no Brasil, um município de médio porte com tantas peculiaridades. A Cidade Histórica de Marechal Deodoro tem praias lindas, uma delas conhecida mundialmente, a praia do Francês. O município é banhado por duas lagoas - Mundaú e Manguaba - e seus canais, santuário ecológico cheio de coqueirais. A cidade é ninho da civilização alagoana, tudo começou em Taperaguá, onde floresceu a Vila de Santa Maria Magdalena da Alagoa do Sul, depois chamada Alagoas. Cidade onde nasceram figuras expressivas da História do Brasil como Marechal Deodoro da Fonseca, primeiro presidente do Brasil, escritor e filósofo Tavares Bastos, pintor Rosalvo Ribeiro. Os 417 anos de história da cidade são mostrados na arquitetura barroca, casario em ruas estreitas enladeiradas, igrejas antigas encravadas nas praças bucólicas onde se respira cultura. Além das mulheres rendeiras, artistas artesãs costurando peças magníficas hoje descoberta pela moda brasileira e mundial, Marechal Deodoro tem uma musicalidade impregnada nos seus viventes desde a infância. Existem em Marechal Deodoro, cinco Bandas Filarmônicas, Santa Cecília

(103 anos), Carlos Gomes (98 anos), Manuel de França (56 anos) e duas mais recentes - Aconchego e Nossa Senhora da Boa Vista. Também são escolas: meninos a partir dos cinco anos têm oportunidade de aprender música, tornar-se profissional.

“Os 417 anos de história da cidade são mostrados na arquitetura barroca, casario em ruas estreitas, enladeiradas”... Por essa musicalidade nata, tradicional, a Prefeitura de Marechal Deodoro tem apoiado e incentivado a cultura musical, construiu na entrada da cidade um monumento, uma clave de Sol, em homenagem aos músicos, e realizou vários programas, entre eles, o projeto, SEXTAS CLÁSSICAS EM MARECHAL, que vem sendo o maior sucesso artístico nessa temporada de verão no Estado de Alagoas. Toda sexta-feira a partir das 19 horas acontece um show musical de alta

qualidade. Primeiramente a apresentação de um folguedo regional, o mais clássico popular, terminando com um belo concerto, música da mais alta qualidade, tocata das Bandas de Marechal, ou cantor lírico, ou conjunto, convidado. Desde a primeira semana de janeiro o átrio em frente ao convento de Santa Maria Magdalena (Museu de Arte Sacra) lota de deodorenses e turistas assistindo ao que há de melhor em música. A Prefeitura de Marechal apostou, o povo mostrou que gosta da boa música. Um projeto simples beneficiou a população na educação musical, no lazer, e deu oportunidade às bandas de Marechal de se apresentarem brilhantemente. Hoje o melhor e mais barato programa da sexta-feira em Alagoas, é às cinco da tarde dar um passeio pela bela orla lagunar de Marechal Deodoro, comer um peixinho numa barraca, esperando às 19 horas para o início do projeto "SEXTAS CLÁSSICAS EM MARECHAL". (*) É prefeito de Marechal Deodoro

> OS ARTIGOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES E NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DESTE JORNAL

Endereço: Rua Moema Cavalcante Basto, 314 - Lot. Barra Mar | CEP 57.180-000 Fone: (82) 3021-5837/ 3021-0563 - Barra de São Miguel | Alagoas

Escritório: PRIMEIRA EDIÇÃO JORNAL ON-LINE IMPRESSA LTDA - ME CNPJ 08.078.664/0001-85 CMC 130003

Rua Godofredo Ferro, nº 215 - Centro - Maceió | Alagoas | CEP 57.020-570 Atendimento ao assinante: (82) 3021-0563

Luiz Carlos Barreto Goes Diretor-Geral

Romero Vieira Belo Editor Geral

Alda Sampaio Diretora Comercial

FTPI Representação Publicidade e Marketing Ltda Representante nacional do Primeira Edição Alameda dos Maracatins, nº 508 - 9º andar - Indianópolis/SP CNPJ 03.269.504/0001-08 / Insc. Est. Isenta Tel: (81) 2128-4350 / Cel: (81) 9175-5829 fred.recife@ftpi.com.br


Primeira Edição | 10 a 16 de fevereiro, 2014

B6 | Diário Oficial dos Municípios

PREGÃO PRESENCIAL Nº 007/2014 CONCESSÃO DE ESPAÇO PÚBLICO PARA COMERCIALIZAÇÃO DE CAMAROTES ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PIAÇABUÇU HOMOLOGAÇÃO DO PREGÃO PRESENCIAL N° 007-2014 O Prefeito do Município de Piaçabuçu HOMOLOGA o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 1.500,0 (Hum Mil e Quinhentos reais) EXTRATO DA ATA N° 007/2014 Modalidade: Pregão Presencial nº 007/2014– Objeto: concessão de espaço público para comercialização de camarotes CONTRATANTE: Município de Piaçabuçu CNPJ: 12.247.268/0001-01, DETENTORA: ROSERVAL PINHEIRO DA SILVA - ME, CNPJ nº 69.974.731/0001-31. Foro: Piaçabuçu – Data de Assinatura: 16/07/2013 – NÃO há Ordem de despesa pelo prefeito Dalmo Moreira Santana Junior. O conteúdo integral desta Ata encontra-se a disposição na sede do município, na Comissão Permanente de Licitação, Praça São Francisco de Borja S/N, PIAÇABUÇU/AL. Piaçabuçu /AL, 03 de Fevereiro de 2014. Dalmo Moreira Santana Junior Prefeito ------------------------------------------------------INEXIGIBILIDADE Nº 01-01/2014 CONTRATAÇÃO DE BANDAS PARA TRADICIONAL FESTA DE BOM JESUS DOS NAVEGANTES 2014 ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PIAÇABUÇU HOMOLOGAÇÃO E RATIFICA A INEXIGIBILIDADE N° 01-01/2014 O Prefeito do Município de Piaçabuçu HOMOLOGA o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 30.000,00 (Trinta mil, reais) EXTRATO DE INEXIGIBILIDADE N° 01-01/2014 Modalidade: inexigibilidade nº 01-01/2014– Objeto: Contratação da Banda Calango Aceso. CONTRATANTE: Município de Piaçabuçu CNPJ: 12.247.268/0001-01, CONTRATADO: Cristiano Bezerra do Nascimento, CPF: 007.603.224-81. Foro: Piaçabuçu – Data de Assinatura: 17/01/2014 – Ordenador da despesa: Dalmo Moreira Santana Júnior. O conteúdo integral deste Contrato de inexigibilidade encontra-se a disposição na sede do município, na Comissão Permanente de Licitação, Praça São Francisco de Borja S/N, PIAÇABUÇU/AL. Piaçabuçu /AL, 03 de Fevereiro de 2014. Dalmo Moreira Santana Júnior Prefeito ------------------------------------------------------INEXIGIBILIDADE Nº 01-01/2014 CONTRATAÇÃO DE BANDAS PARA TRADICIONAL FESTA DE BOM JESUS DOS NAVEGANTES 2014 ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PIAÇABUÇU HOMOLOGAÇÃO E RATIFICA A INEXIGIBILIDADE N° 01-01/2014 O Prefeito do Município de Piaçabuçu HOMOLOGA o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 45.000,00 (Quarenta e Cinco mil, reais) EXTRATO DE INEXIGIBILIDADE N° 01-01/2014 Modalidade: inexigibilidade nº 01-01/2014– Objeto: Contratação da Banda Forró do Muido. CONTRATANTE: Município de Piaçabuçu CNPJ: 12.247.268/0001-01, CONTRATADO: Cristiano Bezerra do Nascimento, CPF: 007.603.224-81. Foro: Piaçabuçu – Data de Assinatura: 17/01/2014 – Ordenador da despesa: Dalmo Moreira Santana Júnior. O conteúdo integral deste Contrato de inexigibilidade encontra-se a disposição na sede do município, na Comissão Permanente de Licitação, Praça São Francisco de Borja S/N, PIAÇABUÇU/AL. Piaçabuçu /AL, 03 de Fevereiro de 2014. Dalmo Moreira Santana Júnior Prefeito ------------------------------------------------------INEXIGIBILIDADE Nº 01-01/2014 CONTRATAÇÃO DE BANDAS PARA TRADICIONAL FESTA DE BOM JESUS DOS NAVEGANTES 2014 ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PIAÇABUÇU HOMOLOGAÇÃO E RATIFICA A INEXIGIBILIDADE N° 01-01/2014 O Prefeito do Município de Piaçabuçu HOMOLOGA o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 5.000,00 (Cinco mil, reais) EXTRATO DE INEXIGIBILIDADE N° 01-01/2014 Modalidade: inexigibilidade nº 01-01/2014– Objeto: Contratação da Banda Grupo Opções. CONTRATANTE: Município de Piaçabuçu CNPJ: 12.247.268/0001-01, CONTRATADO: Jackson Larry Gonçalves, CPF: 104.573.324-50. Foro: Piaçabuçu – Data de Assinatura: 17/01/2014 – Ordenador da despesa: Dalmo Moreira Santana Júnior. O conteúdo integral deste Contrato de inexigibilidade encontra-se a disposição na sede do município, na Comissão Permanente de Licitação, Praça São Francisco de Borja S/N, PIAÇABUÇU/AL. Piaçabuçu /AL, 03 de Fevereiro de 2014. Dalmo Moreira Santana Júnior Prefeito ------------------------------------------------------INEXIGIBILIDADE Nº 01-01/2014 CONTRATAÇÃO DE BANDAS PARA TRADICIONAL FESTA DE BOM JESUS DOS NAVEGANTES 2014 ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PIAÇABUÇU HOMOLOGAÇÃO E RATIFICA A INEXIGIBILIDADE N° 01-01/2014 O Prefeito do Município de Piaçabuçu HOMOLOGA o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 32.000,00 (Trinta e Dois mil, reais) EXTRATO DE INEXIGIBILIDADE N° 01-01/2014 Modalidade: inexigibilidade nº 01-01/2014– Objeto: Contratação da Banda Mano Walter. CONTRATANTE: Município de Piaçabuçu CNPJ: 12.247.268/0001-01, CONTRATADO: Cristiano Bezerra do Nascimento, CPF: 007.603.22481. Foro: Piaçabuçu – Data de Assinatura: 17/01/2014 – Ordenador da despesa: Dalmo

Moreira Santana Júnior. O conteúdo integral deste Contrato de inexigibilidade encontra-se a disposição na sede do município, na Comissão Permanente de Licitação, Praça São Francisco de Borja S/N, PIAÇABUÇU/AL. Piaçabuçu /AL, 03 de Fevereiro de 2014. Dalmo Moreira Santana Júnior Prefeito ------------------------------------------------------INEXIGIBILIDADE Nº 01-01/2014 CONTRATAÇÃO DE BANDAS PARA TRADICIONAL FESTA DE BOM JESUS DOS NAVEGANTES 2014 ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PIAÇABUÇU HOMOLOGAÇÃO E RATIFICA A INEXIGIBILIDADE N° 01-01/2014 O Prefeito do Município de Piaçabuçu HOMOLOGA o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 65.000,00 (Sessenta e cinco mil, reais) EXTRATO DE INEXIGIBILIDADE N° 01-01/2014 Modalidade: inexigibilidade nº 01-01/2014– Objeto: Contratação da Banda Simone e Simaria (Colegunhas). CONTRATANTE: Município de Piaçabuçu CNPJ: 12.247.268/0001-01, CONTRATADO: Cristiano Bezerra do Nascimento, CPF: 007.603.22481. Foro: Piaçabuçu – Data de Assinatura: 17/01/2014 – Ordenador da despesa: Dalmo Moreira Santana Júnior. O conteúdo integral deste Contrato de inexigibilidade encontra-se a disposição na sede do município, na Comissão Permanente de Licitação, Praça São Francisco de Borja S/N, PIAÇABUÇU/AL. Piaçabuçu /AL, 03 de Fevereiro de 2014. Dalmo Moreira Santana Júnior Prefeito ------------------------------------------------------INEXIGIBILIDADE Nº 01-01/2014 CONTRATAÇÃO DE BANDAS PARA TRADICIONAL FESTA DE BOM JESUS DOS NAVEGANTES 2014 ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PIAÇABUÇU HOMOLOGAÇÃO E RATIFICA A INEXIGIBILIDADE N° 01-01/2014 O Prefeito do Município de Piaçabuçu HOMOLOGA o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 3.000,00 (Três mil, reais) EXTRATO DE INEXIGIBILIDADE N° 01-01/2014 Modalidade: inexigibilidade nº 01-01/2014– Objeto: Contratação da Banda Thiago Cigano. CONTRATANTE: Município de Piaçabuçu CNPJ: 12.247.268/0001-01, CONTRATADO: Joelson Fontes Doria, CPF: 297.143.545-87. Foro: Piaçabuçu – Data de Assinatura: 17/01/2014 – Ordenador da despesa: Dalmo Moreira Santana Júnior. O conteúdo integral deste Contrato de inexigibilidade encontra-se a disposição na sede do município, na Comissão Permanente de Licitação, Praça São Francisco de Borja S/N, PIAÇABUÇU/AL. Piaçabuçu /AL, 03 de Fevereiro de 2014. Dalmo Moreira Santana Júnior Prefeito ------------------------------------------------------INEXIGIBILIDADE Nº 01-01/2014 CONTRATAÇÃO DE BANDAS PARA TRADICIONAL FESTA DE BOM JESUS DOS NAVEGANTES 2014 ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PIAÇABUÇU HOMOLOGAÇÃO E RATIFICA A INEXIGIBILIDADE N° 01-01/2014 O Prefeito do Município de Piaçabuçu HOMOLOGA o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 20.000,00 (Vinte mil, reais) EXTRATO DE INEXIGIBILIDADE N° 01-01/2014 Modalidade: inexigibilidade nº 01-01/2014– Objeto: Contratação do Humorista Zé Lezin. CONTRATANTE: Município de Piaçabuçu CNPJ: 12.247.268/0001-01, CONTRATADO: Cristiano Bezerra do Nascimento, CPF: 007.603.22481. Foro: Piaçabuçu – Data de Assinatura: 17/01/2014 – Ordenador da despesa: Dalmo Moreira Santana Júnior. O conteúdo integral deste Contrato de inexigibilidade encontra-se a disposição na sede do município, na Comissão Permanente de Licitação, Praça São Francisco de Borja S/N, PIAÇABUÇU/AL. Piaçabuçu /AL, 03 de Fevereiro de 2014. Dalmo Moreira Santana Júnior Prefeito ------------------------------------------------------INEXIGIBILIDADE Nº 01-01/2014 CONTRATAÇÃO DE BANDAS PARA TRADICIONAL FESTA DE BOM JESUS DOS NAVEGANTES 2014 ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PIAÇABUÇU HOMOLOGAÇÃO E RATIFICA A INEXIGIBILIDADE N° 01-01/2014 O Prefeito do Município de Piaçabuçu HOMOLOGA o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 35.000,00 (Trinta e Cinco mil, reais) EXTRATO DE INEXIGIBILIDADE N° 01-01/2014 Modalidade: inexigibilidade nº 01-01/2014– Objeto: Contratação da Banda Banana Nativa. CONTRATANTE: Município de Piaçabuçu CNPJ: 12.247.268/0001-01, CONTRATADO: Cristiano Bezerra do Nascimento, CPF: 007.603.224-81. Foro: Piaçabuçu – Data de Assinatura: 17/01/2014 – Ordenador da despesa: Dalmo Moreira Santana Júnior. O conteúdo integral deste Contrato de inexigibilidade encontra-se a disposição na sede do município, na Comissão Permanente de Licitação, Praça São Francisco de Borja S/N, PIAÇABUÇU/AL. Piaçabuçu /AL, 03 de Fevereiro de 2014. Dalmo Moreira Santana Júnior Prefeito ------------------------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PIAÇABUÇU AVISO DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Processo Seletivo Simplificado nº 001/2014 Objeto: Contratação Temporária, em caráter Excepcional para os cargos de Professores, Auxiliares de Serviços Gerais, Motoristas, Vigilantes Educacionais e Auxiliares Administrativos. Inscrições nos Dias: 10/02/2014 e 11/02/2014, das 08h00 as 12:00 e das 13:30 as 17:00 na Secretaria Municipal de Educação, Rua

Mestre Francelino, s/n, Centro, Piaçabuçu/AL, telefone (82)3552-1155. Piaçabuçu/AL, 04 de Fevereiro de 2014. Eliane Araújo de Oliveira Secretária Municipal de Educação ------------------------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE ATALAIA AVISO DE LICITAÇÃO Pregão Presencial 002/2014 - Objeto: Aquisição de Água Mineral e Gás de Cozinha Data de realização: 20/02/2014, às 10h00min. Editais Disponíveis na Rua Fernando Gondim, nº 114, Centro, Atalaia/AL. Atalaia, 04 de fevereiro de 2014. Davison Gomes da Silva Pregoeiro ------------------------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DE SANTO ANTÔNIO HOMOLOGAÇÃO – PREGÃO PRESENCIAL Nº 014/2013 O Prefeito do município de Barra de Santo Antônio HOMOLOGA o presente processo no valor total de R$ 1.045.860,30 (um milhão quarenta e cinco mil oitocentos e sessenta reais e trinta centavos). EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 014/2013 Modalidade: Pregão Presencial nº 014/2013 – Objeto: Registro de Preços para Aquisição de Equipamentos, Material Permanente e de Informática – CONTRATANTE: Município de Barra de Santo Antônio, CNPJ: 12.262.713/0001-02. Detentora I: Centraltec Climatização Ltda, CNPJ: 05.470.488/000304 com o valor global de R$ 222.857,20 (duzentos e vinte e dois mil oitocentos e cinquenta e sete reais e vinte centavos), Detentora II: Markus Amorim Oliveira Me, CNPJ: 01.164.999/0001-77 com o valor global de R$ 749.566,11 (setecentos e quarenta mil quinhentos e sessenta e seis reais e onze centavos), Detentora III: M C Nascimento ME, CNPJ: 05.648.054/0001-81 com o valor global de R$ 73.737,00 (setenta e três mil setecentos e trinta e sete reais). VIGÊNCIA: 20/01/2014 a 20/01/2015. Itens, quantidades e preços unitários registrados disponíveis na íntegra na sede do município, na Av. Pedro Cavalcante, 614, Centro, Barra de Santo Antônio/AL. Foro: Barra de Santo Antônio – Data de Assinatura: 20/01/2013 – Ordenador da despesa: José Rogério Cavalcante Farias. Barra de Santo Antônio, 20 de janeiro de 2014. José Rogério Cavalcante Farias Prefeito ------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE PIAÇABUÇU AVISO DE LICITAÇÃO Pregão Presencial Registro de Preço nº 001/2014 Objeto: Aquisição de Gêneros Alimentícios DATA: 19/02/2014, às 09h00min. na Praça São Francisco de Borja, s/n, Centro, Piaçabuçu/AL, na sala da Comissão Permanente de Licitação das 08h00min às 13h00min. Piaçabuçu/AL, 05 de Fevereiro de 2014. Bruno Alexsandro André do Nascimento Pregoeiro ------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE PIAÇABUÇU AVISO DE LICITAÇÃO Pregão Presencial Registro de Preço nº 004/2014 Objeto: Aquisição de Combustível e Óleo Lubrificantes DATA: 20/02/2014, às 09h00min. na Praça São Francisco de Borja, s/n, Centro, Piaçabuçu/AL, na sala da Comissão Permanente de Licitação das 08h00min às 13h00min. Piaçabuçu/AL, 05 de Fevereiro de 2014. Bruno Alexsandro André do Nascimento Pregoeiro ------------------------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PIAÇABUÇU AVISO DE LICITAÇÃO Pregão Presencial Registro de Preço nº 005/2014 Objeto: Aquisição de Peças e Serviços Automotivos DATA: 20/02/2014, às 14h00min. na Praça São Francisco de Borja, s/n, Centro, Piaçabuçu/AL, na sala da Comissão Permanente de Licitação das 08h00min às 13h00min. Piaçabuçu/AL, 05 de Fevereiro de 2014. Bruno Alexsandro André do Nascimento Pregoeiro ------------------------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE BRANQUINHA REVOGAÇÃO DE LICITAÇÃO A Prefeita de Branquinha, no uso de suas atribuições estatutárias e com fundamento no artigo 49 da Lei 8.666/93, torna público a revogação da Licitação na modalidade Pregão Presencial nº 012/2013 para Aquisição de Refeições, por conveniência administrativa. Branquinha /AL, 19 de dezembro de 2013. Ana Renata da Purificação Moraes Prefeita ------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE CACIMBINHAS EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 11/2013. Processo: n.º 20130700001482 Pregão Presencial nº 24/2013. Objeto:.Eventuais aquisições de Gêneros Alimentícios, para compor a cesta básica e manutenção das secretarias.Assinatura da Ata: 06 de setembro de 2013 . Vigência: 12 meses a contar da publicação no Diário Oficial. Empresa Homologada BARTOLOMEU LEMOS DA SILVA - ME, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ/MF sob nº 69.975.050/0001-90, para o item 01 R$ 40,11 do lote 01.Para oitem 01 RS 6,86 para o item 02 R$ 2,25 para o item 03 R$ 1,70, para o item 04 R$ 2,30 para o item 05 R$ 2,74 para o item 06 R$ 3,14, para o item 07 R$ 13,72, para o item 08 R$ 13,72, para o item 09 R$ 20,58, para o item 10 R$ 9,80,

para o item 11 R$ 8,82, para o item 12 R$ 15,68, para o item 13 R$ 2,35, para o item 14 R$ 3,43, para o item 15 R$ 1,47, para o item 16 R$ 13,72, para o item 17 R$ 3,43, para o item 18 R$ 3,54, para o item 19 R$ 4,41, para o item 20 R$ 1,91, para o item 21 R$ 0,74, para o item 22 R$ 3,92, para o item 23 R$ 6,86, para o item 24 R$ 8,82, para o item 25 R$ 12,74, para o item 26 R$ 2,45, para o item 27 R$ 7,84, para o item 28 R$ 68,60, para o item 29 R$ 4,21, para o item 30 R$ 49,00, para o item 31 R$ 1,67, para o item 32 R$ 2,25, para o item 33 R$ 2,65, para o item 34 R$ 1,76, para o item 35 R$ 1,37, para o item 36 R$ 3,23, para o item 37 R$ 5,88, para o item 38 R$ 0,25, para o item 39 R$ 0,25,para o item 40 R$ 0,98, para o item 41 R$ 16,66, para o item 42 R$ 2,50, para o item 43 R$ 1,96, para o item 44 R$ 16,66, para o item 45 R$ 23,52,para o item 46 R$ 0,59, para o item 47 R$ 0,98, para o item 48 R$ 29,40 para o item 49 R$ 2,16, para o item 50 R$ 2,25, para o item 51 R$ 32,34, para o item 52 R$ 29,40, para o item 53 R$ 8,82, para o item 54 R$ 11,76, para o item 55 R$ 3,65, para o lote 02. Para o item 01 R$ 1,70, para o item 02 R$ 3,00, para o item 03 R$ 16,00, para o item 04 R$ 5,00, para o item 06 R$ 6,00, para o item 07 R$ 3,00, para o item 08 R$ 3,00, para o item 09 R$ 3,00, para o item 10 R$ 3,00, para o item 11 R$ 3,00, para o item 12 R$ 5,00, para o item 13 R$ 2,50, para o item 14 R$ 5,00, para o item 15 R$ 3,00,para o item 16 R$ 2,00, para o item 17 R$ 2,00, para o item 18 R$ 6,00, para o item 19 R$ 3,00, para o item 20 R$ 2,00, para o item 21 R$ 4,80, para o item 22 R$ 1,50, para o item 23 R$ 10,00, para o item 24 R$ 10,00, para o item 25 R$ 10,00, para o item 26 R$ 3,00, para o item 28 R$ 3,00, para o item 29 R$ 2,95, para o item 30 R$ 12,95. Roberto Ferreira Wanderley Prefeito ------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE CACIMBINHAS Extrato do 1ª Termo Aditivo do Contrato 260/13 O Município de Cacimbinhas e a empresa Arcons Engenharia LTDA, celebram o primeiro termo aditivo ao contrato 260/2013. Clausula Primeira: O Contrato fica reajustado para o valor de R$ 697.054,36 (seiscentos e noventa e sete mil cinquenta e quatro reais e trinta e seis centavos). Clausula Segunda: Permanecerá inalterada as demais clausulas do contrato. Cacimbinhas, 06 de Fevereiro de 2014. Roberto Ferreira Wanderley - Prefeito ------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE MAR VERMELHO RATIFICAÇÃO DE INEXIGIBILIDADE N° 001/2014 A Prefeita do Município de Mar Vermelho-AL, no uso de suas atribuições e em conformidade com a Lei nº 8.666, de 21 de Junho de 1993 (com as alterações introduzidas pela Lei nº 8883/94 e 9.648/98), RATIFICA e reconhece o presente processo em favor da empresaJOSÉ ADENISSON DUARTE DANTAS ME (ADS PRODUÇÕES E EVENTOS), importando o mesmo no valor total de R$ 37.000,00 (trinta e sete mil reais). EXTRATO DO CONTRATO N° 001/2014– IL CONTRATANTE: MUNICIPIO DE MAR VERMELHO, CNPJ nº 12.333.761/0001-44. CONTRATADA: JOSÉ ADENISSON DUARTE DANTAS - ME (ADS PRODUÇÕES E EVENTOS), CNPJ/MF sob nº 13.285.842/0001-89. OBJETO: SERVIÇOS DE APRESENTAÇÃO DA BANDA MUSICAL “FORRÓ DO MIÚDO” E O CANTOR “MAX LIMA E BANDA”. VALOR: R$ 37.000,00 (TRINTA E SETE MIL REAIS). DATA DO CONTRATO: 07/02/2014. VIGÊNCIA: 07/04/2014. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL: Art. 25, inciso III da Lei 8.666/93. Mar Vermelho (AL), 07 de fevereiro de 2014. Juliana Lopes de Farias Almeida - Prefeita ------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO Extrato de Rescisão de Contrato

valor total de R$ 65.000,00 (sessenta e cinco mil reais). EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 015/2013 Modalidade: Pregão Presencial nº 015/2013 – Objeto: Registro de Preços para Aquisição de Veículo tipo Utilitário – CONTRATANTE: Município de União dos Palmares, CNPJ: 12.332.946/0001-34. Detentora: MAVEL VEÍCULOS LTDA, CNPJ: 12.392.171/0001-92. VIGÊNCIA: 05/11/2013 a 05/12/2014. Itens, quantidades e preços unitários registrados disponíveis na íntegra na sede do município, na Rua Marechal Deodoro da Fonseca, s/n°, Centro, União dos Palmares/AL. Data de Assinatura: 05/11/2013 – Ordenador da despesa: Carlos Alberto Borba de Barros Baía. União dos Palmares, 05 de novembro de 2013. Carlos Alberto Borba de Barros Baía Prefeito ------------------------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE UNIÃO DOS PALMARES HOMOLOGAÇÃO – PREGÃO PRESENCIAL Nº 012/2013 O Prefeito do município de União dos Palmares HOMOLOGA o presente processo no valor total de R$ 200.000,00 (duzentos mil reais). EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 012/2013 Modalidade: Pregão Presencial nº 012/2013 – Objeto: Registro de Preços para Fornecimento de Ar Condicionado – CONTRATANTE: Município de União dos Palmares, CNPJ: 12.332.946/0001-34. Detentora: O B DISTRIBUIDORA LTDA EPP, CNPJ: 12.064.073/0001-2692. VIGÊNCIA: 12 meses. Itens, quantidades e preços unitários registrados disponíveis na íntegra na sede do município, na Rua Marechal Deodoro da Fonseca, s/n°, Centro, União dos Palmares/AL. Data de Assinatura: 05/11/2013 – Ordenador da despesa: Carlos Alberto Borba de Barros Baía. União dos Palmares, 05 de novembro de 2013. Carlos Alberto Borba de Barros Baía Prefeito ------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE UNIÃO DOS PALMARES HOMOLOGAÇÃO – PREGÃO PRESENCIAL Nº 013/2013 O Prefeito do município de União dos Palmares HOMOLOGA o presente processo no valor total de R$ 68.900,00 (sessenta e oito mil e novecentos reais). EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 013/2013 Modalidade: Pregão Presencial nº 013/2013 – Objeto: Registro de Preços para Aquisição de Veículo tipo Ambulância – CONTRATANTE: Município de União dos Palmares, CNPJ: 12.332.946/0001-34. Detentora: MAVEL VEÍCULOS LTDA, CNPJ: 12.392.171/0001-92. VIGÊNCIA: 05/11/2013 a 05/12/2014. Itens, quantidades e preços unitários registrados disponíveis na íntegra na sede do município, na Rua Marechal Deodoro da Fonseca, s/n°, Centro, União dos Palmares/AL. Data de Assinatura: 05/11/2013 – Ordenador da despesa: Carlos Alberto Borba de Barros Baía. União dos Palmares, 05 de novembro de 2013. Carlos Alberto Borba de Barros Baía Prefeito ------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE UNIÃO DOS PALMARES

Contratante: PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO - CNPJ. 12.241.675/0001-01. Contratado: MAX LIVRARIA E PAPELARIA LTDA - EPP, CNPJ 10.901.265/0001-14. OBJETO: Rescisão da Ata de Registro de Preços Nº 14/2013, celebrada entre as partes identificadas com fundamento no pedido encaminhado ao Prefeito Municipal e na autorização constante no Art. 78, inciso I, sendo operado unilateralmente pela Administração, conforme previsto no Art. 79, inciso I, da Lei Federal nº 8.666/1993. Quebrangulo, 06 de fevereiro de 2014. Manoel Costa Tenório Prefeito ------------------------------------------------------CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL PARA GESTÃO DOS RESIDUOS SÓLIDOS

HOMOLOGAÇÃO – PREGÃO PRESENCIAL Nº 014/2013 O Prefeito do município de União dos Palmares HOMOLOGA o presente processo no valor total de R$ 28.000,00 (vinte e oito mil reais). EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 014/2013 Modalidade: Pregão Presencial nº 014/2013 – Objeto: Registro de Preços para Aquisição de Veículo tipo Passeio – CONTRATANTE: Município de União dos Palmares, CNPJ: 12.332.946/0001-34. Detentora: MAVEL VEÍCULOS LTDA, CNPJ: 12.392.171/0001-92. VIGÊNCIA: 05/11/2013 a 05/12/2014. Itens, quantidades e preços unitários registrados disponíveis na íntegra na sede do município, na Rua Marechal Deodoro da Fonseca, s/n°, Centro, União dos Palmares/AL. Data de Assinatura: 05/11/2013 – Ordenador da despesa: Carlos Alberto Borba de Barros Baía. União dos Palmares, 05 de novembro de 2013. Carlos Alberto Borba de Barros Baía Prefeito ------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE UNIÃO DOS PALMARES

TERMO DE HOMOLOGAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL N 001/2013- 2º CHAMADA OBJETO: AQUISIÇÃO DE MÁQUINAS AGRICOLAS CUMPRINDO AS FORMALIDADES LEGAIS, NA CONFORMIDADE DO QUE PRECEITUA AS LEIS FEDERAIS Nº 10.520/2002 E 8.666/93, HOMOLOGO O PROCEDIMENTO LICITATÓRIO NA MODALIDADE PREGÃO PRESENCIAL 001/2013- 2 CHAMADA OBJETO A AQUISIÇÃO DE AQUISIÇÃO DE MÁQUINAS AGRICOLAS, TENDO COMO VENCEDORA A EMPRESA CNH LATIN AMERICA LTDA, CNPJ: 60.8850.617/0001-28, NO VALOR TOTAL DE R$ 706.300,00 (SETECENTOS E SEIS MIL E TREZENTOS REAIS, QUE PRODUZA SEUS LEGAIS E JURÍDICOS EFEITOS). ELMO ANTONIO MEDEIROS PRESIDENTE CIGRES/AL ------------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE UNIÃO DOS PALMARES

HOMOLOGAÇÃO – ADESÃO DE ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 009/2013 O Prefeito do município de União dos Palmares homologa o presente processo. EXTRATO DO CONTRATO Nº 001/2013 ADESÃO A REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO Nº 009/2013 Modalidade: Pregão Presencial nº 009/2013 – Objeto: Locação de software para controle de trâmite e gestão de processos administrativos com apoio “on line” em tempo real em diversas áreas da gestão pública. CONTRATANTE: Município de UNIÃO DOS PALMARES/AL, CNPJ: 12.332.946/0001-34. DETENTORA: Licitar Gestão de Negócios Empresariais Ltda – ME, CNPJ nº 05.671.983/0001-01. Foro: UNIÃO DOS PALMARES/AL – Data de Assinatura: 07/11/2013 – VIGÊNCIA: 12 (doze) meses – Ordenador da despesa: Carlos Alberto Borba de Barros Baía. União dos Palmares/AL, 07 de novembro de 2013.

HOMOLOGAÇÃO – PREGÃO PRESENCIAL Nº 015/2013 O Prefeito do município de União dos Palmares HOMOLOGA o presente processo no

Carlos Alberto Borba de Barros Baía Prefeito


Primeira Edição | 10 a 16 de fevereiro, 2014

Social |B7


Primeira Edição | 10 a 16 de fevereiro, 2014

B8 | Especial

> INTERNET

Lançado novo portal da Agência Alagoas Secretário estadual de Comunicação defende mais agilidade e qualidade na produção e divulgação do noticiário oficial Divulgação

Renovar, modernizar, melhorar. As três palavras resumem a motivação que levou a Secretara Estadual de Comunicação (Secom) a lançar um portal de notícias mais ágil e sugestivo - totalmente reformulado. A nova plataforma está no ar desde 6ª feira (7). Com mais atrativo visual e um sistema de gestão diferenciado (mais concentrado em abordagens jornalísticas) o novo site da Agência Alagoas tem como proposta 'fidelizar o internauta de forma efetiva oferecendo mais interatividade ao usuário'. Para o secretário de Comunicação, Keylle Lima, as mudanças na plataforma lançada foram evidenciadas nas novas disposições das informações, através de editorias e um design mais limpo. "Nós nos preocupamos em fazer com que a navegação do site fosse prática, atrelada a textos mais jornalísticos, com a valorização do fato. Além disso, contamos ainda com uma cobertura em tempo real de assuntos factuais, aproveitando o momento em que tudo acontece para

produção diária de TV e rádio. A expectativa é que essa diversidade na forma de mostrar a notícia atenda a todos os gostos e isso ajuda a dar mais cara de agência de notícias ao portal.

CONTEÚDO

Secretário Keylle Lima avança lançando nova plataforma para informar com mais qualidade e mais agilidade

informar nosso internauta", salienta. Tal postura se compatibiliza com uma atuação diferenciada nas redes sociais, que

através do perfil oficial vai prestar serviços e interagir mais de perto com o internauta. As sessões multimídia, antes secundárias, serão agora

melhor aproveitadas como os destaques do site. Esses recursos foram privilegiados e a partir de agora o portal também terá uma

O secretário-adjunto de Comunicação, Guilherme Lamenha, resume sua avaliação sobre a nova plataforma: "A Agência Alagoas é a aglutinadora de toda a produção jornalística do governo, então é ela quem repercute tudo o que acontece dentro dessa esfera pública. Desmistificar o que se espera disso está dentro dos nossos desafios e já começa a acontecer com a liberação desse portal. O conteúdo de qualidade será o principal mote dessa nova fase". Cativar o público está no enfoque da reformulação, planejada para tocar em pontos simples, porém, eficazes. A facilidade no acesso à informação - alcançada graças ao sistema de gestão desenvolvido pelo Instituto de Tecnologia em Informática e Informação do

Estado de Alagoas (Itec) em tempo hábil e novas roupagens para as notícias - é um deles.

NOVO E ÁGIL Já a coordenadora do portal, Milena Andrade, diz que a necessidade de mudança é natural no meio virtual. Para ela, com o tempo, os antigos modelos já não atendem às demandas do internauta e é preciso ousar. "O novo e o ágil, nesse caso, são bem vindos sempre. Sabemos a importância de propagar as ações realizadas no Estado e, para isso, é preciso manter a atenção do internauta conosco", destaca Milena. A concepção visual da nova agência foi desenvolvida pelo designer Arthur de Almeida, que privilegiou a leveza e uma estética mais moderna no portal. "A atualização da home tem como foco atrair mais usuários. Um visual desatualizado acaba afastando os internautas", explica. O novo portal pode ser acessado no mesmo endereço de antes: http://www.agenciaalagoas.al.gov.br/. (Com Agência Alagoas)

> CULTURA

Teatro é o Maior Barato já inscreve nesta 2ª feira A Diretoria de Teatros de Alagoas publicou na sextafeira (07) no Diário Oficial o edital do projeto "Teatro Deodoro é o Maior Barato", que chega a sua 15ª edição. As inscrições podem ser feitas a partir desta segunda-feira (10).

Serão selecionados 25 espetáculos para apresentações no palco do Teatro Deodoro entre os meses de abril e dezembro, com uma pausa durante o período de disputa da Copa do Mundo. Além de democratizar o

Conexão Di Menezes e-mail: raimundodimeneses@hotmail.com contato: (82) 9112-4903

palco mais tradicional de Alagoas, o projeto "Teatro Deodoro é o Maior Barato" visa valorizar as produções locais de música e teatro e incentivar a formação de plateia. Os espetáculos acontecem sempre às quartas-feiras, às 19h30, com

ingressos a preços acessíveis: R$ 10 a entrada inteira e R$ 5 a meia-entrada. Para Alexandre Holanda, diretor artístico da Diteal, o projeto mostra a força da arte local: "Chegar a 15ª edição do 'Maior Barato' só demonstra que esse é

DI QUE SE FALA... Carnaval 2014-02-07 Finalmente, a programação do carnaval da capital foi anunciada para o dia 21, quando teremos o bloco "Pinto do MeioDia", abrindo os festejos momescos. O "Baile Municipal" acontecerá no dia 27 na Vox Room, com a renda destinada à uma instituição de caridade, cujo nome não foi revelado. O homenageado da folia será o saudoso Edécio Lopes, e a Fundação de Cultura que realiza a festa, mas quem ganha os louros é a "rainha do filé alagoano", Cláudia Pessoa. LOG Competência é que não falta ao atuante Secretário do Estado, Luiz Otávio Gomes, que deixa a pasta, e está cotado para disputar um cargo majoritário nas eleições deste ano. Sem dúvida, ele terá todo apoio dos partidos que apóiam o atual governo alagoano. Carnaval digital A Escola de Samba Grande Rio lançou nesta semana uma plataforma digital chamada "Carnaval.UC". A idéia é que qualquer pessoa possa participar do desfile através do celular, tablet ou computador. É a primeira vez que um projeto como esse é levado para a Avenida. Basta se cadrastar por meio de uma rede social no site Facebook, Twitter ou Instagram - e quando subir vídeo ou imagens com a hashtag #VaiGrandeRio - e a imagem aparecerá no desfile. Quanta tecnologia!...

O Comandante do Baile "Vermelho e Preto", Leonardo Pinto Júnior em plena folia com amigos

Sede de poder Só em rodas muito íntimas é que Lula admite a possibilidade de se candidatar à Presidência. De novo, em 2018. E sempre lembra a figura de Getúlio Vergas que, depois de ser ditador, voltou ao poder pelo voto e "nos braços do povo". O ex-presidente acha que a campanha de reeleição de Dilma "poderá dar trabalho", mas confia na vitória. A candidatura em 2018 também será uma maneira de enfrentar Eduardo Campos que, não se elegendo agora, quase que automaticamente se coloca na disputa. Alagoas nas Velas As secretarias de Estado de Turismo e Planejamento Econômico, convidando os alagoanos para o lançamento da campanha "Alagoas nas Velas", que acontecerá no dia 21 de fevereiro às 09 horas, na praia da Pajuçara, próximo a balança dos Pescadores. Fantasia Este redator informa que o traje que usou no baile "Vermelho e Preto" foi "Arlequim de Veneza", e não "Bobo da Corte", como divulgou o historiador e colunista, Romeu Loureiro.

Os foliões, Deucila Amorim, Andréa Tenório e Di Menezes, presenças animadas no Vermelho e Preto

Cesmac A Faculdade Cesmac do Sertão não têm concluintes, portanto, não foram avaliados pelo Exame de Ordem da OAB/ Alagoas. O curso está indo para o seu 6º período e somente no 9º e 10º períodos, além de alunos concluintes, podem participar das provas da OAB. A Instituição informou ainda, que é cada vez maior o número de alunos em relação a todos os cursos ofertados em Maceió.

um projeto do artista e do público alagoanos. Por esta razão, é um compromisso da Diteal mantê-lo em sua grade de programação e garantir a realização dos espetáculos". As inscrições para a 15ª edição do projeto "Teatro Deodoro

é o Maior Barato" devem ser feitas na Diteal, na Praça Deodoro s/nº, entre os dias 10 deste mês 10 de março, de segunda a sexta-feira, das 9h às 14h. O resultado final dos espetáculos selecionados será divulgado no dia 17 de março.

GASTRONOMIA Buchada do Galego O nome do restaurante é o carro-chefe da casa, especializada na culinária regional nordestina. É um prato forte, e é aconselhado para a sua degustação no período de inverno, porém, alagoanos "arretados" não estão "nem aí", e o consome em qualquer estação. O cardápio é farto e saboroso. (82) 9978-9852 CHURRASCARIA do Bigode As saladas, os acompanhamentos em sushis, molhos, verduras, além de pratos quentes como, peixes, camarões, massas, abrem o apetite e faz muito bem o organismo. Quando começa o rodízio de carnes nobres e exóticas, como o javali, o que torna prazeroso uma aterrissagem na Churrascaria do Bigode. (82) 3331-3347 Caruaru galeteria Os empresários do primeiro time se encontram para uma degustação diferenciada no circuito gastronômico da city Maceió. Um charque na brasa, beef de chorizo, cupim do Orlando, costeleta suína, galeto desossado (super), carne de sol, beef de tiras, e na entrada, linguiça toscana de porco e frango. (82) 3327-0782 SPETTUS steak house Apreciar a bela vista da orla da Ponta Verde, degustando um vinho gelado, ouvindo o som de um piano e em boa companhia, é um programa imperdível para quem curte as coisas boas da vida. Na hora de dar água na boca ao sentir o aroma dos frutos do mar e a beleza do bufê de saladas, você está na Spettus steak house. (82) 3304-3100 BODEGA do sertão Se os alagoanos já estão acostumados com a culinária aromática da Bodega do Sertão, aqueles que chegam para conhecer as nossas belezas naturais, e ficam maravilhados com a cor azul-esverdeada do nosso mar, as papilas gustativas esperam chegar na Bodega do Sertão, e aí, o delírio é total! (82) 3327-4446


100214