Pandemia fora de controle | Agravamento ameaça fechar tudo em Alagoas

Page 1

Câmara vota auxílio nesta quarta Aprovada pelo Senado, a PEC Emergencial que viabiliza a recriação do auxílio emergencial deve ser votada nesta 4ª feira (9) na Câmara dos Deputados. O mais provável é que o Congresso fixe 4 parcelas de R$ 250,00, a partir de abril, para 40 milhões de brasileiros. > A-4

edição PRIMEIRA

Ninguém ganha a Mega-Sena Ninguém acertou a Mega-Sena do sábado (6/3) e o prêmio da próxima 4ª feira está estimado em R$ 27 milhões. Foram sorteadas as dezenas 25, 28, 29, 34, 41, 45. Quem cravou a Quina vai levar R$ 64 mil. Já a Quadra vai pagar R$ 1.294 a cada acertador.

Ano 13 | Edição 916 | Maceió, Alagoas, 8 a 14 de março, 2021 | R$2,00

O processo que pode cassar Artur Lira fotos: Divulgação

Collor se aproxima do Planalto buscando apoio a sua reeleição Matéria do jornalista Renato Machado descreve como o senador Fernando Collor, pelas mãos do deputado Artur Lira, está se aproximando do presidente Jair Bolsonaro, com quem esteve em duas viagens recentes e no próprio Palácio do Planalto. A

Collor busca apoio do Planalto

estratégia de Collor, que antes criticava Bolsonaro e previa o fim antecipado do governo, é obter apoio na área federal na tentativa de conseguir renovar o mandato senatorial que estará em jogo nas eleições previstas para o próximo ano. > A-2

Condenação na Taturana pode levar Artur Lira a perder o mandato

A Procuradoria-Geral da República acaba de enviar parecer pedindo que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) mantenha a condenação do deputado Artur Lira (PP-AL) no processo da Operação Taturana. O caso já passou por duas instâncias com sentenças condenatórias e, agora no STJ, pode ocasionar perda do mandato do presidente da Câmara Federal. > A-2

PANDEMIA FORA DE CONTROLE

Agravamento ameaça fechar tudo em Alagoas Com mais de 80% de ocupação das UTIs do Estado, o governador Renan Filho

anunciou a adoção da Fase Vermelha no Agreste e Sertão, em vigor desde a

zero hora desta 2ª feira (8). Em Maceió, agora na Fase Laranja, bares e restau-

rantes abrirão das 8h até às 20h, mas fecharão nos sábados e domingos. Se a

pandemia seguir avançando, medidas mais rigorosas serão adotadas. Renan

Filho diz que a crise só passará quando a população estiver vacinada. > A-5

Primeira Edição

Hospitais com leitos esgotados

Hospital Arthur Ramos, em Maceió, tem 100% dos leitos para Covid-19 ocupados

Após apelo de Renan Filho, movimento caiu no Centro, mas pandemia segue avançando

Os grandes hospitais de Maceió, como Santa Casa e Artur Ramos, já estão com seus espaços esgotados para casos de Covid-19. Com mais registros de infectados, o sistema hospitalar de Alagoas caminha rumo à completa exaustão.

Opções de RF para governador-tampão Se decidir concorrer às eleições do próximo ano, o governador Renan Filho

terá de renunciar em abril. Com isso, a Assembleia Legislativa convocará eleição

Silvânia faz parceria com JHC e prioriza atender a população Eleita para mais um mandato, a vereadora Silvânia Barbosa (PRTB) assumiu posição de independência e fez aliança informal com o prefeito JHC para aprovar projetos de interesse da população maceioense. > A-3

Silvânia Barbosa: aliança com JHC

indireta para escolher o nome que concluirá o mandato governamental.

Há pelo menos quatro nomes cogitados para o mandato-tampão: Fábio Farias,

José Wanderley Neto, Alfredo Gaspar e Maurício Quintella. Projeto passa

por entendimento entre o Executivo e o presidente da ALE, Marcelo Vitor. > A-3

Covid cancela jogos do Brasil contra Colômbia e Argentina Por causa da pandemia, a FIFA e Conmebol suspenderam os jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo do Catar. O Brasil tinha jogo marcado para dia 26 contra Colômbia, em Barranquilla, e logo a seguir enfrentaria a Argentina (Recife). B-4

Professor Tite prepara Seleção para jogos das Eliminatórias, interrompidos por causa do avanço da pandemia

Palmeiras faz 2x0 no Grêmio e é Tetra da Copa do Brasil Fale conosco | Redação: (82) 3021.5837 | Comercial: (82) 3021.0563 | Assinante: (82) 3021.0563 | Internet: http://www.primeiraedicao.com.br | e-mail: contato@primeiraedicao.com.br


Primeira Edição | 8 a 14 de março, 2021

A2 | Política

Collor busca apoio do Planalto para tentar novo mandato, diz repórter

À O D N A MIR LEIÇÃO REE

Senador se aproxima do deputado Artur Lira e vira um aliado voluntário do presidente Jair Bolsonaro fotos: Divulgação

Renato Machado - Folha de S. Paulo

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Seja acompanhando Bolsonaro (sem partido) em viagens, seja em aparições cada vez mais frequentes no Palácio do Planalto, o senador e expresidente Fernando Collor (PROS-AL) vem ganhando abertura no governo federal uma mudança na visão que um manifestava sobre o outro até pouco tempo atrás. Antes chamado de "grande mentiroso", entre outros adjetivos, pelo presidente, Collor esteve em duas viagens recentes de Bolsonaro ao Nordeste. Na primeira delas, para uma inauguração de obras em Piranhas (AL) em novembro, o presidente afirmou que Collor é "um homem que luta pelo interesse do Brasil". O senador também participou, há dez dias, de uma reunião de Bolsonaro com a equipe econômica para discutir preços dos combustíveis. O próprio presidente relatou que Collor aparecera no Palácio e acabou convidado para a reunião, dando "sugestões, sugestões bem-vindas e acolhidas por nós". Já o senador agradou quando recusou o convite do governador João Doria (PSDB) para o lançamento da campanha de vacinação com a Coronavac. COM REPERCUSSÃO Collor hoje defende Bolsonaro nas redes sociais, com pu-

Uma aproximação vantajosa Uma liderança do governo no Congresso, por outro lado, considera ser importante uma boa relação com ex-presidentes da República, principalmente para a imagem de Jair Bolsonaro no exterior, mostrando que não é um político isolado. Esse parlamentar acrescenta que Collor pode ser um bom conselheiro para temas de relações internacionais e meio ambiente. Isso porque mantém uma visão pragmática de política externa que seria um contraponto à visão mais ideológica predominante no governo. O congressista afirma que o senador, quando presidente da CRE (Comissão de Relações Exteriores), viajou para a Coreia do Norte e

Collor se aproxima do Planalto valendo-se do novo status de Artur Lira

blicações que têm repercussão. Neste mês, ao ler uma crítica do ator Bruno Gagliasso, respondeu: "Vai para Noronha e para de encher o saco". ATRAVÉS DE LIRA Congressistas apontam que a aproximação de Collor com o Planalto se deu pelas mãos do presidente da Câmara, Arthur

Lira (PP-AL). Lira ganhou influência como líder do centrão, que agora dá sustentação ao governo. Ironicamente, Collor criticara a estratégia de Bolsonaro de se aproximar do bloco. Em live da Folha, em maio, ele atacou a participação do presidente em protestos antidemocráticos e também "acordos obscuros" em

busca de maioria. Collor declarou: "Agora, mais recentemente, ele resolve fazer entendimentos políticos. Mas acontece que esses entendimentos políticos é fundamental que sejam feitos à luz do dia, com transparência, com a participação da mídia, da imprensa, da população, para que todos nós sejamos informados de quais as pessoas e quais os partidos políticos que estão sendo chamados para fazer parte do governo e em torno de que projeto eles estão tratando". "A questão do toma lá, dá cá é derivada de uma não transparência dos procedimentos", acrescentou. Meses depois, foi Lira o responsável por reintroduzir o expresidente no Planalto. Seria por uma "dívida" com Collor,

para o Irã. Em relação ao meio ambiente, a proximidade poderia ser usada para melhorar a imagem do Brasil no exterior, marcada pela alta dos desmatamentos e queimadas. No governo Collor foi realizada no Rio de Janeiro a Eco-92, e o Brasil assinou então a Convenção do Clima. Fernando Collor informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que não comentaria sua aproximação com Planalto nem se vem contribuindo com o governo e de que forma. O Palácio do Planalto também foi procurado, mas não se manifestou até a conclusão desta edição.

que aceitou se lançar em 2018 ao governo de Alagoas em uma campanha tida como suicida contra a reeleição de Renan Filho (MDB), cuja gestão era bem avaliada. Assim, daria palanque e suporte à candidatura do próprio Lira à Câmara e aliados. A aposta terminou de forma melancólica, com Collor sem decolar nas pesquisas e ainda ficando sem o apoio e os recursos prometidos. DECLARAÇÃO DE BENS Em um episódio controvertido daquela campanha, sua declaração de bens para a Justiça Eleitoral constava inicialmente com bens também declarados por Lira -o que depois foi corrigido, com os dois negando irregularidades. Collor retirou a candidatura.

Com a aproximação com o Palácio do Planalto, Lira estaria compensando o senador. Essa nova relação significaria para Collor a oportunidade de se tornar o candidato de Bolsonaro ao Senado em Alagoas em 2022. Do lado do palácio, aliados divergem na análise dessa nova relação e sua importância para o governo. Uns apontam que se trata apenas de satisfazer o desejo de Lira e assim permitir boa relação com o novo presidente da Câmara que tem a prerrogativa de instaurar processos de impeachment- e com o bloco que dá suporte ao governo, mesmo que o preço seja a associação a um ex-presidente que renunciou às vésperas de sofrer um impeachment e que é investigado pela Operação Lava Jato.

> OPERAÇÃO TATURANA

O processo que ameaça detonar o mandato federal de Artur Lira Redação com Israel Medeiros

Quem se lembra da Operação Taturana, conduzida pelo delegado federal Pinto de Luna (então superintendente da PF em Alagoas) e que resultou na suspensão e prisão de deputados estaduais envolvidos com desvios de recursos da folha de pagamento da Assembleia Legislativa? Pois é, depois de 12 anos, ela ressurge como um fantasma indestrutível ameaçando o mandato de pelo menos um dos acusados: Artur Lira, do PP, hoje presidente da Câmara Federal e um dos mais importantes aliados do presidente Jair Bolsonaro. É que, na última terça-feira (2), a Procuradoria-Geral da República (PGR) enviou parecer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) no qual pede a manutenção da condenação de Arthur Lira em uma ação de improbidade administrativa. O caso, que já passou por duas instâncias com sentenças condenatórias, estourou quando Lira era deputado estadual e um dos integrantes da Mesa

da Assembleia Legislativa. Ele foi acusado de enriquecimento ilícito e dano ao erário, em fatos ocorridos no período de 2003 a 2006. Na época, o filho do ex-senador Benedito de Lira teria quitado empréstimos pessoais no Banco Rural com verba de gabinete.

TATURANA

Os indícios foram apontados na Operação Taturana, da Polícia Federal, que indicou um desvio de R$ 250 milhões da Assembleia Legislativa de Alagoas enquanto o então deputado estadual era gestor financeiro da Casa. A sentença detalha que os valores desviados para o pagamento da dívida de Lira e comprovados nos autos, com "expressiva e assombrosa riqueza de detalhes" chegam à soma de R$ 182.830,22. Outros deputados também foram condenados à época. Por meio de seus advogados, o deputado apresentou recurso especial ao STJ. Ele alega que houve um erro de procedimento na intimação e, por isso, o caso deve ser

aprovação. Isso significa que o texto, feito as pressas após Daniel Silveira (PSL-RJ) quase dar início a uma crise institucional entre o Legislativo e o Judiciário, terá de ser "refinado" em uma comissão especial.

anulado.

PRESCRIÇÃO

Em relação a Artur Lira, caso a ação tramite até o fim, o atual presidente da Câmara poderá perder seu mandato. "Perda do cargo, emprego ou função pública presentemente exercido ou daquele que porventura venha a ser por ele titularizado", diz um trecho da sentença. A salvação do político, no entanto, pode sair da própria Câmara, com o projeto que altera a Lei de Improbidade Administrativa (PL 10.887/ 2018). Isso porque o texto, de autoria do deputado Carlos Zarattini (PT-SP), propõe que as ações de improbidade administrativa prescrevam após cinco anos dos atos praticados. No caso de Lira, as ações têm, pelo menos, 15 anos. Outro trecho que pode beneficiar o deputado é o que diz que o político apenas perderá o mandato se ainda estiver no cargo em que praticou as irregularidades. Sendo assim, Arthur Lira não poderia ser destituído, uma vez que os atos teri-

STF arquiva ação contra Lira Mas, nem tudo é notícia ruim para o deputado alagoano. Na terça-feira (2) a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal decidiu, por 3 votos a 2, arquivar a denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR) contra Arthur Lira e outros políticos do PP. A PGR denunciou Lira, o senador Ciro Nogueira (PI), presidente do PP, e os deputados Eduardo da Fonte (PP-PE) e Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) por suposto envolvimento em desvios na Petrobras, investigados pela Operação Lava Jato. Todos negaram as acusações. Em junho de 2019, a Segunda Turma chegou a aceitar a denúncia, mas os advogados

dos acusados recorreram da decisão. Agora, os ministros aceitaram os argumentos das defesas. Em nota, os advogados de Arthur Lira, Pierpaolo Bottini e Marcio Palma, disseram que a decisão mostra ser preciso "cuidado" com delações premiadas. "Embora seja um importante instrumento de prova, só deve valer quando coerente e corroborada por provas. No caso, as declarações de Alberto Youssef, notório desafeto de Arthur Lira, eram contraditórias e inverídicas, e por isso não tinham condições de sustentar uma acusação", afirmaram.

Artur Lira tem denúncia arquivada, mas enfrenta o processo da Taturana

am sido cometidos enquanto ainda estava na Assembleia Estadual. Vale lembrar que a proposta, que tem apoio do governo federal, foi retirada da pauta de votação por Artur Lira que a teria levado ao plenário em plenário, não fosse a grande repercussão e reação da sociedade ao que passou a ser chamado de 'PEC da Impunidade'.

‘PEC DA IMUNIDADE’ BLINDA OS POLÍTICOS A proposta que "clarearia" os limites da imunidade parlamentar, um desejo pessoal do presidente da câmara, Arthur Lira, em seu início de mandato, acabou sendo retirada da pauta após a percepção de que o texto não teria os 308 votos necessários para sua

INVIABILIDADE Algo que pode demorar e até mesmo inviabilizar sua volta ao plenário da Câmara, caso se mantenha a falta de consenso entre os parlamentares do que seria ‘razoável’ para conter os ímpetos do Judiciário ante políticos com mandato e, ao mesmo tempo, não promover um "libera geral". O termômetro da situação pode ser visto, quando, contrariado, Lira retirou a PEC da pauta. Até mesmo aliados de Silveira, possível beneficiado com a aprovação da PEC, como o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) terminaram a sessão defendendo sua retirada de votação. "(A PEC) Era para resguardar as falas de parlamentares, terminou sendo para resguardar eventuais crimes. Desta maneira, sou contra", disse o deputado. Mesmo com possível mudanças sugeridas pela relatora, a deputada federal Margarete Coelho (PP-PI), a solução foi dar dois passos para trás. O próprio Lira, entretanto, admite que a comissão especial não é certeza de que haverá um texto de consenso. "Se a Casa ainda assim se negar a votar ou não ter o entendimento que uma comissão especial possa trazer, lamento antecipadamente”, disse Artur Lira ao final da sessão que discutia a PEC polêmica.


Primeira Edição | 8 a 14 de março, 2021

Política | A3

Romero Vieira Belo

Enfoque Político Jornalismo é, antes de tudo, a busca da verdade

Sem governo, sem líder e (o pior) sem vacinação A pandemia está matando mais brasileiros, o repique é mais violento do que o esperado e a situação tende a se agravar, ainda mais, se o governo federal insistir em brigar com governadores, buscando, de alguma forma, eximir-se de responsabilidade e tirar algum tipo de proveito junto, claro, às pessoas sem instrução e desinformadas. Com apenas três por cento da população vacinada, o Brasil é o país mais atrasado na batalha da imunização contra a Covid19, dentre os que dispõem de recursos próprios para aquisição de vacinas. Preocupa também o fato de que os grupos de risco questão sendo vacinados com prioridade - servidores da saúde e idosos - não são segmentos transmissores do corona. São, em verdade, receptores do vírus. Falta ao país um comando, um líder capaz de guiar a nação rumo ao objetivo comum - a plena a urgente imunização. Esse líder seria o presidente da República, mas Bolsonaro se desautorizou, lá atrás, ao questionar se a vacinação deveria ser um ato voluntário ou não. Isso deu margem a uma controvérsia cujo efeito mais danoso foi incutir em muita gente a ideia de que a vacina poderia ser um malefício. O erro do presidente é um erro de origem. Bolsonaro sempre priorizou a abertura da economia, secundarizando a relevância da saúde. Uma brutal inversão de valores. Sem saúde, sem vida, para que serve a economia? A consequência disso foi o trágico: o Brasil, do ponto de vista do governo central, nunca se preparou, jamais se organizou para a batalha contra o inimigo poderoso, devastador e invisível. O resultado dessa ausência do governo foi a queda de dois ministros da Saúde e a 'presença' de um terceiro que não faz diferença. Houvesse organização desde o início, ação de governo, as vacinas teriam sido encomendadas e, hoje, o Brasil estaria imunizando entre 10 e 15 milhões de pessoas por mês. Na melhor das hipóteses, teríamos cerca de 150 milhões de vacinados até o final deste ano. O mais grave é que não há como corrigir a falta de calendário vacional. A nau segue à deriva em mar revolto, sem timoneiro. Mas Bolsonaro poderia, ao menos, convocar cadeia nacional de rádio e televisão e pedir perdão aos brasileiros. Um perdão com promessa juramentada de que não mais boicotará o instituto da vacina, por reconhecê-la como única defesa eficaz, segura contra a Covid-19. O QUE IMPORTA, DEPUTADO, É VACINAR O POVO O deputado Luiz Alberto Alves, o Bebeto, cobra explicações sobre o avanço da pandemia em Alagoas, mas deixa claro, sempre, o seu foco: a iminência de medidas mais restritivas, com reflexos na economia, para evitar o colapso total nos hospitais. A questão é: importa, a essa altura, saber o que provocou a nova e devastadora onda da Covid?

Fábio Farias, o homem da interlocução com os comandos dos poderes

José Wanderley, amizade e experiência de quem já foi vice-governador

> GOVERNADOR-TAMPÃO

RF tem ao menos 4 opções para completar o mandato Assembleia elegerá sucessor se governador renunciar para concorrer ao Senado fotos: Divulgação

Editoria de Política

Na hipótese de renúncia do governador Renan Filho, para concorrer à vaga de senador que estará em jogo nas eleições do próximo ano, a Assembleia Legislativa terá de eleger o sucessor para complementar o atual mandato do chefe do Executivo. Será eleito o chamado governadortampão, a quem caberá governar o Estado do dia 1º de maio a 31 de dezembro de 2022, ano em que o eleitorado de todo o País irá às urnas para eleger deputados estaduais, governadores, deputados federais, senadores e presidente da República. (No ano passado foram realizadas eleições municipais para prefeitos e vereadores). A probabilidade de Renan Filho sair candidato ao Senado era de 100% até o início da campanha eleitoral de 2020, quando se imaginava que o vice-governador Luciano Barbosa assumiria o governo, efetivamente, para permitir que o titular do cargo renunciasse a fim de disputar a eleição do próximo ano. Luciano Barbosa, entretanto, resolveu disputar a Prefeitura de Arapiraca, entrando em rota de colisão com o comando estadual do MDB, seu partido, travou-se então uma batalha judicial cujo desfecho foi antecipado por força de um entendimento: eleito prefeito, Barbosa pediu (e foi atendido) que a alta direção do partido retirasse as ações na Justiça que, provavelmente, o impediriam de assumir a Prefeitura arapiraquense. Uma eleição para mandato-tampão não estava nos planos de Renan Filho, mas, com a vitória e posse de Luciano Bar-

Alfredo Gaspar Mendonça, o xerife de Alagoas

Maurício Quintella Lessa, um político atuante

bosa em Arapiraca, sua candidatura ao Senado em 2022 passou a depender precisamente da escolha de um sucessor que deve ser eleito pelos deputados estaduais. Quem? Há ao menos quatro nomes em plenas condições de cumprir a missão de governador-tampão: - Fábio Farias, grande amigo do senador Renan Calheiros e atual secretário do Gabinete Civil, um homem de articulação entre o Executivo e os demais poderes, aí incluídos Ministério Público Estadual e Tribunal de Contas do Estado; - José Wanderley Neto, cardiologista renomado, integrante do Diretório Estadual do MDB, amigo de longas datas do senador Renan Calheiros e com experiência em gestão pública adquirida como secretário estadual de Saúde (governo Divaldo Suruagy) e vice-governador (governo Teotonio Vilela Filho). - Alfredo Gaspar de Mendonça, advogado, ex-procurador-geral de Justiça e, atualmente e pela segunda vez, secretário de Segurança Pública. Foi candidato a prefeito de Maceió no pleito do ano passado, perdendo no segundo turno para João Henrique Caldas. - Maurício Quintella Lessa, atual secretário estadual de Transportes, ex-deputado federal e que teve papel importante na eleição de 2018, quando, em dobradinha com o senador Renan Calheiros, concorreu à segunda vaga de senador, impedindo que o segundo voto do eleitor de Renan fosse para Rodrigo Cunha ou Benedito de Lira.

> ALIANÇA

Deputado Bebeto quer saber como pandemia cresceu: com povo na rua

PEC DA IMUNIDADE É SENTENÇA DE ABSOLVIÇÃO Tal como está redigido, o texto da PEC da Imunidade livra a pele de muitos parlamentares ao dispor, por exemplo, que um deputado federal não pode responder por crimes cometidos quando exercia outro mandato eletivo. Um dos beneficiários da proposta, que deve mudar, seria o alagoano Artur Lira, presidente da Câmara. MANTIRA INFORMA O CONTRÁRIO DA VERDADE É mentirosa, inventada, a versão que circula no WhatsApp dando conta de que o governo do estado pretende enviar à Assembleia Legislativa um projeto para reduzir em 20% os salários dos servidores alagoanos. Pelo contrário, Renan Filho prepara um projeto para reduzir alíquotas previdenciárias cobradas, principalmente, aos servidores que ganham menos. UM EXEMPLO QUE O BRASIL DEVERIA SEGUIR Os Estados Unidos estão fazendo de tudo para vacinar a população. O presidente Joe Biden está prometendo imunizar 100 milhões de norteamericanos ao completar 100 dias de governo. Por que o governo brasileiro não segue o exemplo do sucessor de Donald Trump e investe na única fórmula de vencer a pandemia e salvar a economia? MAIS DOR-DE-CABEÇA PARA O CAPITÃO BOLSONARO Informa O Antagonista: "Representantes de 500 entidades, entre as quais partidos de esquerda, centrais sindicais e movimentos populares, marcaram para o próximo dia 24 de março uma série de mobilizações contra o presidente Bolsonaro". O previsível é que essas manifestações deverão se intensificar, e muito, quando o morticínio da pandemia começar a perder força... REVOLUÇÃO NO SISTEMA DE SAÚDE DE ALAGOAS Ouvido à entrada da Assembleia: "A média diária de mortes por Covid está entre 10 e 12, mas estaria muito acima disso não fossem os quatro novos hospitais construídos por Renan Filho: da Mulher e Metropolitano, em Maceió, e Regional do Norte e Regional da Mata. E vêm aí o Regional do Sertão, em Delmiro, Regional do Médio Sertão, em Santana, e um Hospital Geral em Arapiraca...

Silvânia se compõe com JHC e prioriza atender população Por Romero Vieira Belo

A bancada do prefeito João Henrique Caldas, na Câmara Municipal, acaba de ganhar um reforço importante: a vereadora Silvania Barbosa (PRTB) uma das mais atuantes da Casa de Mário Guimarães, decidiu assumir sua independência perante o Grupo dos Onze, que disputou e perdeu a eleição da Mesa Diretora para o biênio 2021/2022. Esposa do deputado estadual Marcos Barbosa e com vigorosa atuação na Zona Sul de Maceió, Silvânia Barbosa disse que vai permanecer integrando o Grupo dos Onze, mas com independência para votar e aprovar projetos oriundos do Poder Executivo Municipal que atendam os anseios da população. Ao anunciar sua de Na política, a divergência é sadia. Meu intuito é somar forças e levar experiência para ajudar no crescimento de Maceió". Silvânia recebeu convite do prefeito JHC e resolveu aceitar por entender que, diante da realidade do Município e das demandas da população maceioense, o mais consentâneo é reunir forças para enfrentar os desafios, pensando sempre em encontrar soluções para os inúmeros e crescentes problemas da capital alagoana. De acordo com a vereadora, a aliança é pelo bem de todos: "Faço apenas uma ressalva para reforçar que dentro da Câmara sigo com o G11, pois acredito que essa independência não apenas é

Vereadora Silvânia Barbosa se compõe com prefeito JHC e, assim, prioriza atender a popuação

possível, como positiva". O Grupo dos Onze, que perdeu a disputa da presidência da Câmara para Galba Neto, do bloco governista, vai continuar com 11 integrantes, ou seja, com a Silvânia participando, mas não mais fazendo oposição à gestão municipal .

COMUNICADO

Eis a postagem na qual Silvânia Barbosa comunica sua decisão de se alinhar com o bloco de JHC: "Depois de muito diálogo e longa reflexão, comunico a vocês minha decisão de aceitar o convite e integrar a bancada do prefeito @jhc4040. Na política, a divergência é sadia.

Meu intuito é somar forças e levar experiência para ajudar no crescimento de Maceió. Com pontos de vista diferentes, espero contribuir para o avanço da nossa cidade e, a partir dessa união, atuar junto às comunidades com o apoio da @prefeiturademaceio. A aliança é pelo bem de todos que contam comigo e acreditam no meu trabalho. Faço apenas uma ressalva para reforçar que dentro da Câmara sigo com o G11, pois acredito que essa independência não apenas é possível, como positiva. Estou segura da minha decisão e em harmonia com o grupo. Conto com o apoio de vocês".


Primeira Edição | 8 a 14 de março, 2021

A4 | Nacional

> CÂMARA FEDERAL Geraldo Câmara

Ouvidor Geral geraldocamara@gmail.com

O ELEFANTE E AS FORMIGUINHAS A batalha que o mundo está atravessando é impressionantemente dura e bate contra teorias que nem sempre têm a ver com as práticas e vice-versa. No caso específico do Brasil, o país está dividido nas patas do elefante que lá de Brasília fica tentando espalhar sua sabedoria, ostentar sua voracidade e espalhar vontades férreas e erradas enquanto o batalhão de formiguinhas segue tentando sair do sufoco e superar as arrogâncias do elefante sabichão. Dentre as formiguinhas enumeramos os cientistas que parecem nunca terem suas opiniões validadas; temos os governadores dos estados e os prefeitos municipais que, querem pular o muro, fazerem valer suas atitudes e esbarram na "burrocracia" e anti-atitude do elefante. Enquanto isso, vidas são ceifadas, vacinas não são compradas em número suficiente e quando os governadores ameaçam fazê-lo dão de cara com as atitudes ditatoriais do senhor elefante que se julga dono absoluto da verdade e ainda diz que quem quiser que "vá comprar vacina na casa da mãe". Se a qualidade e a força não dão jeito na situação do país, o jeito está na revolta das formiguinhas que, juntas, podem dar o exemplo do trabalho correto e eficaz e acabar ou pelo menos diminuir as perdas tão sentidas por todos nós. E tomara que este comentário se transforme em fábula com final feliz.

DESTACÔMETRO

O destaque vai para o amigo e agora vice-prefeito de Maceió, Ronaldo Lessa que assumiu o cargo dizendo para o que veio e mostrando que vice também pode trabalhar e bem. No momento afastado com Covid 19 mas em plena recuperação.

PÍLULAS DO OUVIDOR O comércio, o turismo, bares, restaurantes, tudo recomeça a ter restrições com fechamentos parciais, o que inviabiliza a economia, cria desempregos, acaba com pequenas e médias empresas, enfim, um sufoco! Sufoco provocado pela indisciplina, pela persistência de muitos em não seguirem as regras de uso de máscaras, de isolamento social, de não aglomeração. A onda pandêmica volta a crescer; as mortes também. Por total ignorância de muitos. Somos até o momento um estado feliz porque estamos tendo um governo que antes da pandemia cuidou da saúde da população com a construção e habilitação de vários hospitais. Se isso não tivesse acontecido estaríamos em total pânico. Então é também a hora da retribuição. É hora de entendermos que não podemos deixar o sistema hospitalar entrar em colapso porque se isso acontecer vamos ser réplicas de alguns estados que estão sofrendo por conta disso. O Ministério da Saúde reiterou sua responsabilidade na gestão tripartite do SUS e autorizou recursos para o custeio de 3.201 leitos de UTI para pacientes graves acometidos pela doença em 22 estados e no Distrito Federal. Os leitos, autorizados em caráter excepcional e temporário gerarão impacto financeiro de R$ 361,7 milhões aos cofres públicos. Destes, 41 são de UTI Pediátrica Covid-19. Pelo menos sai da inércia. Esse gato é zero, Sr. Elefante. O presidente da AMA, prefeito Hugo Wanderley, destacou que os municípios estão seguindo a orientação da Confederação Nacional de Municípios (CNM) para um caminho mais viável, que é o processo de compra através de consórcios já existentes e consolidados. O Ministério Público de Alagoas (MP/AL) já vinha emitindo recomendações a prefeitos para que adotassem medidas mais rígidas no combate à pandemia, como o toque de recolher. Presidente da ABAV e fazendo parte do conselho de turismo do MCV&B, Carlos Palmeira (foto) tem sido um lutador para que o turismo em nosso estado enfrente essa pandemia da melhor maneira possível. Um lutador.

ABRAÇOS IMPRESSOS Nossos abraços impressos vão para um jovem competente na sua área e que e assessora investimentos com absoluto conhecimento de causa. Tigor Tenório deixa você absolutamente ciente do trânsito com as moedas digitais, por exemplo. Tigor já esteve no Bartpapo sábado passado.

PEC que recria ‘auxilio’ será votada terça ou quarta-feira Já aprovada no Senado, proposta fixará valor de benefício para 40 milhões de brasileiros fotos: Divulgação

Correio Braziliense

A Câmara dos Deputados deve votar, nesta 3ª ou 4ª feira a PEC Emergencial, que prevê medidas de ajuste fiscal e mecanismos financeiros para garantir a retomada do pagamento do auxílio emergencial. Com o objetivo de acelerar a tramitação, a matéria será levada diretamente ao plenário, sem passar pelas comissões, segundo ficou definido entre o presidente da Casa, Arthur Lira (PPAL), e líderes partidários. Caso a PEC, que na quarta-feira (3/3) foi aprovada em dois turnos no Senado, receba o aval também dos deputados, o governo enviará ao Congresso uma medida provisória com as regras sobre o benefício. Geralmente, a admissibilidade é discutida pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Como esse colegiado está com as atividades suspensas, em razão da pandemia, a PEC será votada diretamente no plenário. A ideia é fazer a votação, em dois turnos, na quarta-feira (10/3). Para aprovação, em cada um dos turnos, serão necessários pelo menos 308 votos, o equivalente três quintos dos 513 deputados.

Presidente Rodrigo Pacheco (Senado) conduziu aprovação da PEC que vai criar um novo auxílio emergencial

"Todo o dia (de 3ª feira) para discussão e talvez a votação da admissibilidade. E 1º e 2º turno na 4ª feira, numa possibilidade mínima de acordo do plenário", disse o presidente da Câmara, que também anunciou que o relator da PEC será o deputado Daniel Freitas (PSL-SC). O governo definiu que o valor do auxílio emergencial será de R$ 250, mas mulheres com filhos terão direito a uma cota maior, de R$ 375. Famílias

compostas apenas por uma pessoa, por sua vez, receberão R$ 150. As quatro parcelas do benefício serão pagas, entre março e junho, a apenas um membro da família. Ao todo, 46 milhões de desempregados e trabalhadores informais deverão receber o auxílio. O gasto foi estimado pela equipe econômica entre R$ 35 bilhões e R$ 36 bilhões. O governo pretende iniciar o pagamento do auxílio no próximo dia 18, para os que rece-

bem o Bolsa Família. Os demais trabalhadores devem começar a receber o benefício no fim do mês. Após a promulgação da PEC Emergencial pelo Congresso, o Executivo enviará uma medida provisória com valores e outras regras do auxílio emergencial. As MPs entram em vigor na data de sua publicação, mas precisam ser aprovadas pelo Congresso, no prazo de 120 dias, para não perder a validade.

> APOSENTADOS

Paulo Guedes fala em pagar 13º salário dos 'mais frágeis' de preservação de empregos, já estão sendo disparadas as novas bases. Então, tem mais coisa vindo por aí", declarou Guedes nesta sexta. O ministro já havia dito que iria retomar o programa de suspensão de contratos e redução de jornada, mas não deu detalhes sobre a duração ou sobre o início da nova rodada do programa.

Reproduzido do G-1

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou no final de semana, sem dar detalhes, que o governo vai antecipar o 13º "dos mais frágeis" e "dos mais idosos". Segundo ele, a medida será adotada após a aprovação do orçamento (veja no vídeo acima). Guedes deu a declaração na portaria do ministério, após ter se reunido com o deputado Daniel Freitas (PSLSC), relator da proposta de emenda à Constituição conhecida como PEC Emergencial. O texto já foi aprovado pelo Senado e enviado para a Câmara. Em janeiro, o colunista do G1 e da GloboNews Valdo Cruz informou que o governo

VACINAÇÃO EM MASSA

Ministro Paulo Guedes vai antecipar liberação do 13º dos aposentados

federal havia decidido antecipar o 13º de aposentados do INSS e o abono salarial. "O abono salarial já foi antecipado. Agora, assim que

aprovar o orçamento, vai ser antecipado o 13º justamente dos mais frágeis, dos mais idosos, como fizemos da outra vez. O BEM, que é o programa

Também na entrevista desta sexta-feira, Paulo Guedes voltou a defender a vacinação em massa contra a Covid-19. Nesta quinta, em um vídeo divulgado pela assessoria, o ministro já havia dito que a vacinação é necessária porque "sem saúde, não há economia".

OMS diz que tragédia no Brasil afeta o Continente Depois de dizer na semana passada que o "Brasil vive uma tragédia", diretores da Organização Mundial de Saúde (OMS) cobraram na sextafeira (5) medidas agressivas e disseram que o aumento dos casos de Covid-19 no país pode impactar toda a América Latina. "A situação é muito séria, muito preocupante. As medidas de saúde pública que o Brasil deveria adotar deveriam ser agressivas - enquanto, ao mesmo tempo, distribui vacinas". "(...) Se o Brasil não for sério, vai continuar a afetar toda a vizinhança lá e além. Não é só sobre o Brasil." - Diretor da OMS, Tedros Adhanom diz que o Brasil afeta América do Sul Tedros Ghebreyesus, diretorgeral da OMS ram depois de serem questio- internações entre jovens. Os diretores se posiciona- nados sobre o aumento de Tedros Adhanom Ghe-

breyesus, diretor-geral da OMS, resumiu a gravidade da situação dizendo que o Brasil precisa levar o aumento de casos "muito, muito a sério". "A situação no Brasil é muito, muito preocupante. Quando vimos muitas tendências de queda, em muitos países, nas últimas seis semanas, a situação no Brasil ou tinha aumentado ou atingido um platô - mas, é claro, com uma tendência maior de aumento. Eu acho que o Brasil tem que levar isso muito, muito a sério" - Tedros "Sem fazer coisas para impactar a transmissão ou suprimir o vírus, não acho que vamos conseguir ter, no Brasil, a tendência de queda", alertou o diretor-geral.


Primeira Edição | 8 a 14 de março, 2021

O I R Á N E C RIO B SOM

Geral | A5

Pandemia sem controle impõe adoção da Fase Vermelha no Agreste e Sertão Se população não colaborar, governo será obrigado a liberar exclusivamente os ‘setores essenciais’ Primeira Edição

Redação O Sertão e Agreste de Alagoas já estão na Fase Vermelha desde a zero hora desta 2ª feira (8/3), enquanto as demais regiões e a Capital mudaram da Amarela para a Laranja. A medida, a mais rigorosa nesta 2ª onda da pandemia, foi anunciada pelo governador Renan Filho no final da tarde deste domingo (7) em decreto com validade até o próximo dia 16. Segundo Renan Filho, "O Agreste explodiu a quantidade de casos. No Sertão, as pessoas que não se contaminaram na primeira onda, estão se contaminando nessa segunda onda. Por isso que eles vão para a Fase Vermelha. Vamos ampliar o distanciamento social e salva o maior número possível de vidas, até que a população esteja vacinada". O governador disse que "Até o fim de março, o Estado espera, com o MS cumprindo o cronograma da entrega das vacinas, entregar a vacinação a todo mundo que tem 65 anos ou mais. Até abril, esperamos concluir a vacinação desse público, assim como as pessoas de mais de 60 anos. Assim que conseguirmos isso, veremos despencar o contágio e o número de mortes". A nova medida foi tomada depois que a taxa de ocupação de leitos exclusivos de UTIpara

Fluxo de pessoas no Centro de Maceió diminuiu, no sábado, mas pandemia segue avançando

fotos: Divulgação

Governador Renan Filho faz apelo dramático para população evitar transmissão da Covid

Metropolitano amplia UTIs para Covid Com o aumento dos números de casos da Covid-19, o Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA) disponibiliza mais 20 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para atuar no tratamento da doença. Com isso, o HMA passará de 30 para 50 leitos de UTI voltados, exclusivamente, para o enfrentapacientes de Covid nos hospitais do Estado atingiu 81%, segundo informe da Secretaria de Saúde revelado sábado (06). Com o novo decreto, Maceió, Região Metropolitana, Zona da Mata e Litoral, retornam à Fase Laranja, e com isso os bares e restaurantes funcionam de 6h até 20h, de

mento à pandemia do novo coronavírus. Os leitos já se encontram à disposição para os alagoanos, através da Central de Regulação de Leitos da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). Inaugurado em maio do ano passado, o HMA foi entregue para tratamento exclusivo de pacientes acometidos

segunda a sexta, e fecham aos sábados e domingos. Igrejas e academias funcionam só com 30% da capacidade. Clubes e marinas devem ser fechados aos finais de semana, para evitar aglomerações. AGRAVAMENTO Não depende da vontade

pela Covid-19. Anteriormente, a unidade contava com 160 leitos, sendo 130 de Enfermaria e 30 leitos de UTI, mas, com a ampliação, passou para 130 de Enfermaria e 50 de UTI. "Mesmo com o aumento do número de leitos, precisamos da compreensão, da colaboração e da consciência civil e

pessoal do governador, nem dos prefeitos, nem também da Justiça: o fechamento da economia em Alagoas, com reflexos no comércio em geral, indústria, turismo e serviços depende do agravamento da crise que ameaça esgotar a capacidade dos hospitais públicos e privados.

coletiva de todos os alagoanos para que possamos passar por essa situação tão difícil. Esse é o momento mais crítico da pandemia da Covid-19 e, por isso, a ajuda da sociedade é determinante para vencermos a pandemia", alertou Marcos Ramalho, secretário executivo de Ações de Saúde e diretor do HMA.

Desde sexta-feira (5), o Estado já havia mudado para a Fase Amarela, com restrições que atingiam todos os setores da economia (por enquanto não fecha, apenas reduz o horário de funcionamento), mas a baliza para manter ou não o novo status não será a quantidade de pessoas nas

ruas, com ou sem máscaras, e sim a saturação dos leitos e UTIs destinados aos doentes de Covid-19, tanto nos hospitais públicos e privados. Para se ter uma ideia da atual crise, a Santa Casa de Maceió e o Hospital Artur Ramos já não têm espaços para acomodar doentes de Covid.

> CENÁRIO POSITIVO

Braskem ganha recomendação do Banco J. P. Morgan e o preço-alvo sobe em 50% Por Valor Econômico O Banco J. P. Morgan elevou a recomendação para Braskem de neutra para compra ('overweight') e subiu em 50%, para R$ 37,50, o preço-alvo para a ação PNA no fim de ano, diante da expectativa resulta-

dos operacionais melhores do que o esperado e dos desdobramentos positivos do problema geológico em Alagoas. O banco também elevou o preço-alvo para os recibos de ações (ADRs) da petroquímica, de US$ 9,50 para US$ 14. Em relatório recente, os

analistas Ricardo Rezende, Rodolfo Angele e Lucas F. Yang destacam que essa é a primeira vez que a companhia tem recomendação de compra pelo banco desde o início da cobertura em agosto de 2019. Ainda em fevereiro, as ações da Braskem subiam

9,14%, para R$ 32,84, na maior alta do Ibovespa, embaladas ainda pela perspectiva de um acordo no México que deve resolver o fornecimento de matéria-prima à Braskem Idesa. Conforme os analistas, os spreads petroquímicos têm permanecido mais resistentes

> COTA ÚNICA

Com reajuste de 3,14%, população já pode pagar IPTU com desconto Redação com Assessoria O contribuinte maceioense vai receber o carnê do IPTU2021 pelos Correios, mas também já pode efetuar o pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano por meio de uma guia de pagamento diretamente no site da Prefeitura de Maceió www.maceio.al.gov.br - no menu IPTU 2021 - bastando informar o número de inscrição do imóvel no espaço solicitado e imprimir o documento. É possível pagar o tributo em cota única com desconto Secretaria de Economia emite carnês para pagamento do IPTU-2021, com desconto de 10% para a cota única de 10% até o dia 31 de março, ou optar pelo parcelamento tiva de arrecadação para este ções fiscais e legais, e da DÉBITOS em até 10 vezes, sem descon- ano gira em torno de R$120 administração pública, com ANTERIORES to, valendo lembrar que, em milhões. seu corpo técnico, planejando Débitos de IPTU podem caso de parcelamento, o valor "O IPTU é um dos princi- e executando ações, fará o gerar protesto da dívida atimínimo é de R$ 30,00 e o ven- pais tributos municipais. O desenvolvimento local acon- va, cobranças judiciais e pecimento é sempre no último papel da gestão municipal é tecer com inclusão, geração nhora de valores em conta dia útil de cada mês. Nesta transformar o valor arrecada- de trabalho e renda, e quali- corrente ou mesmo do próopção, a primeira parcela, do em melhorias na cidade, dade de vida." prio imóvel sobre o qual recai assim como no caso da cota devolvendo à população sua O reajuste deste ano foi de a dívida. Os débitos podem única, vence no dia 31 de contribuição em forma de in- 3,14%, baseado no índice de ser negociados a qualquer março. vestimentos na Saúde, Educa- Preços ao Consumidor Am- momento por meio do portal De acordo com dados da ção, Esporte, Lazer, Infraes- plo (IPCA). Para definir o va- de serviços da Prefeitura Arrecadação da Secretaria trutura, entre outros", desta- lor do IPTU, são levados em w w w . o n l i n e . m a c e i o . a l . Municipal de Economia cou o secretário municipal de consideração, além do IPCA, gov.br ou de atendimento (Semec), o IPTU representa Economia, João Felipe Borges. critérios como área construída presencial por agendamento mais de 20% da receita pró- "Só a união da população, do imóvel, padrão construti- que deve ser feito no mesmo pria do município e a expecta- cumprindo com suas obriga- vo, localização, entre outros. portal.

do que o esperado, o que resulta em resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) projetado para a Braskem em 2021 de US$ 2,6 bilhões, bem acima da estimativa anterior de US$ 1,9 bilhão. Ao mesmo tempo, a decisão da Agência Nacional de Mineração (ANM) de reconsiderar as exigências que havia feito à Braskem para fechamento da mina de sal-gema em Maceió representa economia de R$ 3 bilhões à companhia, seguem os analistas. O banco também aponta que a Braskem não deve ser afetada pelas mudanças em curso na Petrobras, segunda maior acionista da petroquímica, uma vez que os contratos de suprimento de nafta já foram renovados no ano passado e o processo de venda formal da companhia pela controladora Odebrecht parece mais relevante do que um potencial desinvestimento da estatal.

MUTIRÕES DE LIMPEZA

A Braskem promoveu na semana passada mais um mutirão de limpeza, em parceria com a Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável (SLUM), órgão da

Prefeitura de Maceió. Depois de atender o bairro do Bebedouro no último mutirão, as equipes voltam ao bairro do Pinheiro para fazer a remoção de entulho, capinar ruas, praças, calçadas e terrenos. As ações de limpeza começaram há quase um ano e acontecem sempre na primeira semana de cada mês. Desde maio de 2020, já foram removidos mais de 23 mil metros cúbicos de entulho nos quatro bairros, incluindo Mutange e Bom Parto, que equivalem a cerca de 1.700 caminhões. Todo o material retirado é levado para a Central de Tratamento de Resíduos de Maceió. Os mutirões de limpeza fazem parte das ações que a Braskem tem adotado nos bairros das áreas de risco de Maceió. Essas ações incluem o controle de pragas e o tamponamento dos imóveis desocupados e ainda não demolidos. Para o controle de pragas, ruas, praças, terrenos e imóveis são dedetizados ou borrifados (pelo sistema de termonebulização) para evitar a proliferação de escorpiões, baratas, formigas, mosquitos e insetos em geral. No trabalho de tamponamento, já foram realizadas 7.701 ações em imóveis na região.

Braskem ganha recomendação do Banco Morgan e suas ações sobem


Primeira Edição | 8 a 14 de março, 2021

A6 | Especial

> VIAGEM AO ORIENTE

Papa realiza viagem histórica ao Iraque Em visita inédita e histórica, líder da Igreja Católica conhece antiga comunidade de Ur, local onde nasceu o profeta Abraão Reproduzido do G-1

O Papa Francisco se reuniu neste sábado (6) com o principal líder xiita do Iraque, o grande aiatolá Ali al-Sistani, em um encontro histórico. Depois, ele foi a Ur, onde nasceu o profeta Abraão, pai do judaísmo, cristianismo e islamismo. O encontro ocorreu na cidade sagrada de Najaf, no sul do país. Foi a primeira vez que um papa se encontra com um líder xiita sênior. A televisão estatal Ekhbariya mostrou o comboio do papa movendo-se por Najaf. Sistani é uma das figuras mais importantes

do islamismo xiita, tanto no Iraque como fora dele. Ele exerce enorme influência sobre a política. Seus decretos enviaram iraquianos às urnas eleitorais pela primeira vez em 2005, reuniram centenas de milhares de homens para lutar contra o Estado Islâmico em 2014 e derrubaram um governo iraquiano sob pressão de manifestações em 2019. Sistani, de 90 anos, raramente faz reuniões e recusou negociações com os atuais e exprimeiros-ministros do Iraque, segundo autoridades próximas a ele. Sistani concordou em se encontrar com o

papa com a condição de que nenhuma autoridade iraquiana estivesse presente, informou uma fonte do gabinete do presidente à Reuters. O Papa Francisco iniciou sua viagem mais arriscada ao exterior na sexta-feira (5), voando para o Iraque em meio à segurança mais rígida já vista para uma visita papal para apelar aos líderes do país e ao povo para que acabem com a violência e conflitos religiosos.

Francisco, de 84 anos, fez um apelo para que os iraquianos dessem uma chance aos pacificadores durante uma reunião de oficiais e diplomatas iraquianos no palácio presidencial. Mais tarde, ele prestou homenagem às pessoas mortas em ataques motivados pela religião, visitando uma igreja de Bagdá onde homens armados islâmicos mataram cerca de 50 fiéis em 2010.

Francisco visita local de nascimento de Abraão Após seu encontro com Sistani, Francisco foi visitar as ruínas da antiga Ur, também no sul do Iraque, venerada como o local de nascimento de Abraão, que é visto como o pai de três grandes religiões: o judaísmo, o cristianismo e o islamismo. "Esse lugar sagrado nos leva de volta às nossas origens", ele afirmou ao lado de líderes

muçulmanos, cristãos e yazidis. Ele falou perto do sítio arqueológico da cidade de 4.000 anos. "Deste lugar, onde a fé nasceu, da terra do nosso pai Abraão, nos permite afirmar que Deus é misericordioso e que a maior blasfêmia é profanar seu nome com ódio aos nossos irmãos e irmãs", disse ele em Ur. Divulgação

Papa Francisco reunido com o aiatolá Ali al-Sistani, principal líder xiita iraquiano, durante visita histórica


Esportes

esportes@primeiraedicao.com.br

Primeira Edição | 8 a 14 de março, 2021 Diário Oficial dos Municípios - Opinião - Social

> PRIMEIRA VITÓRIA

CRB bate Sport por 2x0 pelo Nordestão Galo alagoano aproveitou Leão da Ilha fragilizado com time misto e conseguiiu a primeira vitória pela Copa do Nordeste GE Sport e CRB fizeram um confronto morno no Estádio Rei Pelé, mas com direito a chances desperdiçadas e goleiros requisitados. Tanto que elevou até os nervos do técnico Roberto Fernandes, com reclamações na beira do campo. Apesar disso, a equipe mandante terminou com a melhor, vencendo por 2 a 0 um Rubro-negro com time recheado de atletas da base - por conta do foco na Copa do Brasil. Os gols aconteceram nos acréscimos do primeiro e do segundo tempo, com Lucão e Wesley. Demorou, mas chegou Ambos os gols do CRB foram marcados nos acréscimos de cada tempo... e aos 48 minutos. O primeiro saiu com Lucão, que estava sumido no Rei Pelé e apareceu aproveitando o escanteio de Diego Torres para abrir o placar. Enquanto o segundo saiu com Wesley, que mandou rasteiro para a trave e viu a bola voltar nas costas de Carlos Eduardo para entrar. Entre altos e baixos Carlos Eduardo apareceu como destaque do Sport, mas deixa o campo sem poder escrever uma história perfeita na partida. O goleiro foi determinante com quatro defesas, só que terminou sofrendo dois

fotos: Divulgação

gols. O segundo, inclusive, em um lance em que a bola bateu na trave e entrou depois de voltar nas costas do atleta. No BID... mas fora do jogo O treinador foi regularizado na última semana e estava apto a comandar a equipe, mas quem assumiu o posto foi Ricardo Severo, técnico do sub20. A mudança aconteceu por uma questão de planejamento, visando a Copa do Brasil, que começa na quarta-feira para o Sport. Primeiro tempo O CRB começou dominando a partida, tanto que construiu as melhores oportunidades no Rei Pelé. Nos primeiros minutos, contou com um cabeceio de Hyuri e dois chutes de Luidy, mas o atacante mandou por cima do gol. Depois disso, o Sport começou a crescer aparecendo com Maxwell e Pablo Pardal -, mas ainda viu o rival assustar com finalizações de Lucão e Diego Torres, aos 33 e 38. Em ambas os lances o Leão foi salvo pelo goleiro Carlos Eduardo. Ele ainda segurou o placar mais uma vez na reta final, mas o CRB fez valer a insistência... aos 48, Lucão cabeceou livre e abriu 1 a 0. Segundo tempo As equipes voltaram mais agressivas após o intervalo e

O Galo conseguiu a primeira vitória na Copa do Nordeste ao superar o Sport no Rei Pelé aplicando um 2 a 0

fizeram os goleiros trabalharem. Edson Mardden defendeu um chute de Ítalo, do Sport, à queima roupa, e logo em seguida Carlos Eduardo segurou um cabeceio de Lucão com o pé esquerdo. Aos 22 minutos, o CRB teve mais uma chance, com Darli, que mandou por cima do gol... acrescentando no caminhão de finalizações perdidas pelo time alagoano. A partida se encaminhava para terminar sem mudanças, até que Wesley recebeu livre e chutou rasteiro em direção à barra. A bola

bateu na trave, voltou na costas do goleiro Carlos Eduardo... e entrou. Lance que deu a vitória por 2 a 0 ao CRB. Próximos jogos O Sport entra em campo novamente na quarta-feira, contra a Juazeirense-BA, pela primeira fase da Copa do Brasil. Enquanto o CRB enfrenta o Goianésia, no mesmo dia. Os próximos duelos das equipes pelo Nordestão serão: Sport x 4 de Julho, no sábado; CSA x CRB, no dia 14 de março.

Valoriza, mas... Apesar da vitória, um detalhe chamou muito a atenção na equipe regatiana: o número de gols perdidos, principalmente, na primeira etapa. Foram sete chances claras e apenas uma convertida no primeiro tempo, aos 48 minutos, com Lucão. Após a partida, o técnico Roberto Fernandes comentou a atuação do Galo, mas fez um alerta para as oportunidades desperdiçadas. - Tem que concentrar e mostra porque é atacante. Nós

perdemos alguns gols na partida hoje que, se é num jogo mais equilibrado, decisivo, podia ter custado caro. Tem que se concentrar porque trabalhar está se trabalhando. Agora a tomada de decisão final, se o cara vai chutar com a direita ou com a esquerda, se vai cabecear, se o último passe vai ser em cima ou embaixo... Isso aí não é videogame como muitos pensam que futebol é. A gente cria a condição para que a equipe possa construir e ter oportunidade de finalizar. Mas o nosso trabalho tem um limite. "Como a gente tem jogadores que têm capacidade para isso, se concentrem e sejam oportunistas porque a vida é feita de oportunidade". Mesmo com os gols perdidos, o treinador aprovou a partida contra o time alternativo do Leão. Avaliação positiva. Campeonato do Nordeste é assim: quem quer classificar, não pode desperdiçar ponto em casa porque fora é sempre muito complicado. Então, a gente tava vindo de uma estreia que não foi o resultado que a gente gostaria, e precisava da reabilitação. Ela ocorreu, isso é o mais importante, e se a gente tivesse conseguido traduzir em gols aquilo que a gente criou e desperdiçou, era pra ter sido um placar bem mais elástico do que foram apresentados os 2 a 0.

> PLANOS

Mário Marroquim é aclamado presidente do Galo GE O CRB tem um novo presidente-executivo. Na última sexta, o engenheiro civil Mário Marroquim, de 54 anos, foi aclamado pelos conselheiros na assembleia realizada na Associação Comercial, em Maceió. Encabeçando a chapa "Avante, Galo!", Mário toma posse no dia 1º de abril e vai comandar o clube até 2024. Os conselheiros debateram o estatuto nesta sexta e definiram que o atual mandato vai durar quatro anos, com possibilidade de reeleição. Conselheiro do CRB desde 2002, Marroquim substitui Marcos Barbosa, que assumiu a presidência em 2011 e ficou dez anos no cargo. O novo presidente disse que o CRB tem como principal objetivo o título da Série B. Ele também elogiou o time e destacou o trabalho do técnico Roberto Fernandes. - O objetivo é difícil, mas é fazer bonito em todas as competições que nós estamos participando, como o Alagoano,

Copa do Brasil e Copa do Nordeste. Nosso treinador Roberto Fernandes foi também indicado por nós e tem todo crédito, toda a confiança. Em momento algum a gente pensou em colocar um treinador diferente dele - explicou o novo dirigente, e prosseguiu: - Este ano teremos a Série B mais difícil dos últimos anos. Você tem sete ou oito equipes de alto nível, com possibilidade de disputar a Série A. E, evidentemente, a gente vai lutar pela Série A também, porque acho que o CRB hoje se destaca no cenário brasileiro como um dos grandes clubes. E sempre o CRB vai brigar pelo título, não só pelo acesso. Pode não acontecer, mas a gente vai lutar por ele - destacou Mário. O novo presidente adiantou que uma ação imediata da nova gestão é aproximar a torcida do clube. Ele também falou em transparência e em profissionalizar os setores do CRB. - Estamos trazendo ideias novas para o clube. Pessoas novas, com ideias novas. Na hora que você traz um trabalho

gente não tem como errar. Para Marroquim, não é uma simples motivação que move esse desafio no CRB. É uma longa história. - Ser presidente do seu clube é um sonho que você tem desde garoto. Hoje não é motivação, é sonho realizado. Hoje é um dia muito especial. A gente está muito feliz com essa oportunidade de comandar o maior clube do estado e com certeza a gente vai dar muitas alegrias para a torcida do CRB. Segundo o presidente, a equipe da nova diretoria não está fechada.

Presidente Marroquim destacou que trabalhou em parceria com Marcos Barbosa nesse período de transição

diferente, você obtém resultados diferentes. A gente espera um CRB mais forte, corrigindo algumas coisas que precisam ser corrigidas e avançando onde tem que avançar. Nossa equipe tá forte, o planejamento é maravilhoso... Estamos muito felizes e ansiosos para trabalhar no dia a dia do clube. Marroquim destacou que

trabalhou em parceria com Marcos Barbosa nesse período de transição, elogiou a gestão anterior e disse o que pretende melhorar. - Hoje, você tem setores que funcionam dentro do clube, mas a gente quer avançar mais num trabalho que já era muito bom com o Marcos Barbosa, um vitorioso. A gente identifi-

ca que o setor estrutural do clube pode avançar bastante. Hoje, a gente pega um CRB muito mais estruturado. A gente espera que essa gestão possa dar um pulo, avançando mais para a próxima gestão. A equipe que está vindo aí é nova, jovem, com disposição, com ânimo, com sangue nas veias correndo, e acho que a

Copa do Brasil Representantes de Alagoas, CRB, CSA e Murici já sabem quanto vão embolsar para disputar cada fase da competição nacional. Integrantes do Grupo III, os alagoanos recebem de cara R$ 560 mil. Em caso de classificação para a segunda fase, o valor da próxima cota é de R$ 675 mil. A partir da terceira fase, mais difícil, o valor passa a ser o mesmo para os três grupos: R$ 1,7 milhão.


Primeira Edição | 8 a 14 de março, 2021

B2 | Esportes

> DENTRO DE CASA

CSA: Mozart comenta retranca adversária Treinador reclama que que times colocam até dez jogadores atrás da linha da bola e, pede para que venham de peito aberto GE O técnico Mozart fez uma avaliação sobre a postura dos

times quando enfrentam o CSA no Estádio Rei Pelé. Na opinião do treinador, sua equipe encontra dificuldades de criação

ACADEMIA ALAGOANA DE LETRAS EDITAL Nº 01/2021 A ACADEMIA ALAGOANA DE LETRAS – AAL, em cumprimento às suas disciplinas estatutárias e regimentais, dá público conhecimento de que, estando vaga a Cadeira nº 06 da Instituição, que tem como Patrono CIRIDIÃO DURVAL, em razão da transferência para o Quadro de Sócio Honorário da confreira ARRIETE VILELA COSTA, faz aberta, pelo prazo de trinta (30) dias, a contar da data da publicação deste Edital, oportunidade para inscrição de quantos tenham pretensão em preenchê-las, o que deverá ser promovido mediante requerimento formalizado segundo modelo fornecido pela Secretaria Executiva da Instituição, pagamento da taxa de inscrição (valor não reembolsável) e obrigatoriamente instruído (a) com prova de ser o interessado alagoano ou vivente, há mais de dez (10) anos, no território do Estado de Alagoas, (b) com Curriculum Vitae do interessado e postulante e (c) com três (3) exemplares de uma ou mais obras de sua autoria, incluindo produções literárias (romances, novelas, memórias, biografias, registros e relatos históricos e coletâneas de poemas, contos, falas, críticas literárias, peças teatrais ou similares) e científicas (teses, monografias, dissertações e congêneres sobre temas afetos a qualquer área do saber), e ainda, facultativamente, (d) com textos completos ou excertos de estudos e manifestações críticas acerca das suas criações literárias e escritos de cariz científico. Informação e inscrição através do telefone: (82) 9.9909-1361. Maceió, 08 de março de 2021. ALBERTO ROSTAND LANVERLY Presidente

Edital de convocação de AGE e AGO conjunta-COOPAIBA. O presidente da Cooperativa dos Agricultores Familiares e Empreendimento SolidáriosCOOPAIBA, no uso das atribuições que lhe conferidas pelo Estatuto Social, convoca os senhores associados, que nesta data somam-se 1136, em pleno gozo de seus direitos sociais para se reunirem em Assembleia Geral Extraordinária e Ordinária que se realizará na sede da cooperativa COOPAIBA, na rodovia Dalmo Moreira Santana km 02, AL 101 Sul, povoado Barreiras, Piaçabuçu/Al, no dia 18 de março de 2021. A Assembleia Geral Extraordinária realizar-se-á em primeira convocação as 09:00 horas, no mesmo dia e local, com a presença de 2/3 dos associados, em segunda convocação as 10:00 horas, no mesmo dia e local, com a presença de mais um do número total de associados, e persistindo a falta de quórum legal, em terceira e última convocação as 11:00 horas, com a presença mínima de 10(dez) associados. A Assembleia Geral Ordinária realizar-se-á em primeira convocação as 09:30 horas, no mesmo dia e local, com a presença de 2/3 dos associados, em segunda convocação as 10:30 horas, no mesmo dia e local, com a presença de mais um do número total de associados, e persistindo a falta de quórum legal, em terceira e última convocação as 11:30 horas, com a presença mínima de 10(dez) associados, afim de deliberarem sobre a seguinte ordem do dia: Pauta da AGE: 1º Adequação da redação do estatuto social na nomenclatura dos cargos eletivos do conselho de administração; 2º Consolidação do estatuto social com as alterações adotadas; 3º Apresentação das contas dos exercícios de 2016,2017,2018 e 2019 Pauta da AGO: 1º Prestação de contas dos exercícios de 2020 e parecer do conselho fiscal. 2º Eleição dos componentes do conselho Fiscal; Piaçabuçu, 26 de fevereiro de 2021 Antonino Cardozo de Carvalho Presidente

por causa da retranca dos adversários. - Infelizmente, a grande maioria dos times que vem nos enfrentar aqui coloca dez jogadores atrás da linha da bola. O próprio CRB, ano passado, colocou dez jogadores atrás da linha da bola. O Treze veio aqui por uma bola. Toda equipe que tenta nos enfrentar tenta nos pressionar, nós temos sido felizes. Espero que as equipe que venham nos enfrentar tenham um pouquinho mais de coragem e venham de peito aberto em alguns momentos. Mozart disse que não gosta do jogo fechado, da retranca. Ele lembrou que o CSA sempre tem bom aproveitamento contra adversários que jogam abertos. - Eu não julgo a maneira de cada treinador trabalhar, eu acho que o futebol tem várias formas de trabalhar, eu não gosto dessa, mas respeito quem faça. Mas toda vez que esses adversários vêm nos enfrentar com o peito um pouco mais aberto, nós temos sido efetivos. Espero que esse jogo

fotos: Divulgação

O técnico Mozart disse que não gosta do jogo fechado, da retranca

do Confiança, por eles jogarem em casa, que eles venham com uma proposta um pouquinho diferente dos adversário que estamos enfrentando.

"ESTAMOS NO LIMITE"

Ao longo dos seus 107 anos, o CSA se caracterizou por revelar grandes jogadores. Mas, sem competição para a garota-

da, a categoria de base do CSA começa a passar por momentos delicados. Presidente do clube, Rafael Tenório, anunciou nesta sexta a paralisação das atividades na base. - Não vamos fechar, vamos entrar em stand by. O Ministério Público pediu o cancelamento das competições, e a maioria dos clubes brasileiros

está quebrada. Nós não estamos quebrados, mas estamos no limite. É como se fosse um pai de família desempregado, com 10 filhos dentro de casa e pagando aluguel. A base será liberada e vai entrar em stand by. Quando as coisas se normalizarem, vamos chamar pra conversar. O presidente disse que a pausa vai afetar diretamente os funcionários e a garotada. Tenório explicou os custos e comentou que o momento exige cautela. Ele também revelou ser favorável à paralisação dos campeonatos profissionais devido ao aumento dos casos de Covid-19 no país. - Eu gasto R$ 18.500 pra jogar no Rei Pelé, isso é concentração, alimentação, aluguel do estádio. De onde vem essa renda? Como vou bancar esse gasto? Se eu pudesse, eu fechava o CSA e só voltava quando as competições retornassem. Se tudo parar, serão todos demitidos, não tem motivo para manter o quadro de funcionários. Sou contra a continuação das competições.

> PELO CARIOCA

Maurício Souza exalta Flamengo "equilibrado" em segunda vitória GE Sob o comando do técnico Maurício Souza, o Flamengo obteve sua segunda vitória consecutiva no Campeonato Carioca ao bater o Macaé por 2 a 0, no último sábado, no Maracanã. Na coletiva pós-jogo, o treinador, que comanda o time enquanto Rogério Ceni está está de férias após a conquista do Brasileirão, exaltou o desempenho da equipe alternativa. - Acho que os anos comprovam que a base do Flamengo é vencedora, traz resultados competitivos e financeiros. As jogadas que tivemos mais êxito foram de cruzamento. Mas nossa equipe foi equilibrada. Não podemos esquecer o giro do Rodrigo que protegeu e finalizou, a jogada do Pepê, o chute na trave do Gomes. É uma equipe qualificada, que entende e sabe os caminhos para chegar ao gol - analisou o

da, de bons valores individuais, bem treinada, com jogo aéreo muito forte, tínhamos estudado isso. Acho que com a sequência de jogos você acabe evoluindo. Deposito isso à chegada desses jogadores também: Pepê, Hugo Moura e Michael, mas também à ansiedade, que hoje foi mais controlada.

DESTAQUES

Sob o comando de Maurício, o Flamengo obteve sua segunda vitória

técnico. Maurício também comentou o rendimento do atacante Michael, que abdicou das férias para disputar o Campeonato Carioca e fez sua estreia neste sábado, diante do Macaé. Além dele, a garotada do Flamengo foi reforçada por Pepê e Hugo Moura: - É um profissional sensa-

cional. Chegou botando todo mundo para cima, trazendo confiança, chamando a responsabilidade para ele. É um jogador que quer muito recuperar o espaço, tem muita qualidade, velocidade. Foi de suma importância para trazer esse toque de experiência para a equipe - disse o técnico.

MUDANÇAS

O que foi determinante é que não estávamos tão nervosos quanto estávamos no primeiro jogo, uma estreia, com garotos, jogando contra uma equipe profissional. Apesar dessa equipe ser ainda mais pesada fisicamente, é bom que reforcemos o quanto jogamos bem. Parece que não jogamos contra ninguém, mas não é verdade. É uma equipe qualifica-

Creio que eles estão dentro do tempo de desenvolvimento. Eles têm uma vocação ofensiva, tanto que trabalhamos em um esquema para que eles possam virar alas e joguem bem lá na frente. Vejo dois jogadores que podem ter um futuro brilhante, extremamente dedicados, modernos, de muita qualidade. O Ramon vem aperfeiçoando o passe dele, hoje fez um cruzamento difícil e lindo na cabeça do Muniz. É um garoto que quer muito, está se esforçando, assim como Matheuzinho, que já deu assistência no time profissional. São jogadores que chegam no terço final e conseguem servir bem os atacantes.

MELHORIAS

De acordo com o técnico a equipe se apresentou bem, mas precisa melhorar. “Fizemos um grande jogo, mas é daí para melhor, porque temos sempre que evoluir”, disse.


Primeira Edição | 8 a 14 de março, 2021

Esportes |B3

> QUEM PARA?

Amanda Nunes finaliza Megan Anderson Leoa aniquila australiana com atuação perfeita e consegue finalização em apenas 2m03s de luta para defender seu título fotos: Divulgação

Combate A maior da história do MMA feminino mostrou mais uma vez segue soberana. No co-evento principal do UFC 259, realizado na madrugada deste sábado para domingo, em Las Vegas (EUA), Amanda Nunes simplesmente aniquilou Megan Anderson em 2m03s de luta para conquistar a vitória por finalização com uma chave de braço. Com o resultado, a Leoa, que também é dona do título do peso-galo (até 61kg), mantém seu cinturão dos penas (até 66kg). Esta foi a 12ª vitória consecutiva de Amanda, que possui a segunda maior sequência do Ultimate na atualidade, atrás apenas de Kamaru Usman, com 13. Amanda entrou disposta a resolver rápido. Sem respeitar a vantagem de envergadura da australiana, a Leoa ditou o ritmo, balançou Anderson com uma bomba de direita, colocou a desafiante no solo e encaixou um triângulo invertido antes de ir para a chave de braço para conseguir uma rápida finalização.

DESTRONADO

Na primeira disputa de cinturão do UFC 259, realizado na madrugada do último sábado para domingo, em Las Vegas (EUA), o final foi com anticlímax. Petr Yan era superior na

aplicava as quedas, apesar de evitar entrar na guarda do rival e manter o confronto em pé. O desafiante voltou a acelerar o ritmo nos golpes, mas o russo era mais preciso nas investidas. Até que Sterling tentou uma queda e, quando estava em três apoios, recebeu uma joelhada ilegal de Yan e não conseguiu voltar para a luta.

UFC 259 CARD PRINCIPAL:

Esta foi a 12ª vitória consecutiva de Amanda, que possui a segunda maior sequência do Ultimate na atualidade, atrás apenas de Kamaru Usman, 13

luta contra Aljamain Sterling pelo título do peso-galo (até 61kg), mas, no quarto round, acertou uma joelhada ilegal no americano e perdeu o posto de campeão ao ser desqualificado aos 4m29s. O desafiante não conseguiu retornar para o confronto e teve a vitória declarada. Sterling partiu para cima em ritmo acelerado assim que o árbitro decretou o início da luta. Sem dar muito espaço para os ataques do russo, o

desafiante impressionou pelo volume de golpes nos primeiros dois minutos. Após balançar o campeão com uma joelhada voadora, o americano conseguiu uma queda, mas Yan ficou de pé pouco depois. E o russo mostrou que estava vivo na luta ao conectar um direto de direita e levar o rival a knockdown. Sterling ficou de pé e foi ao chão de novo na sequência ao receber um chute baixo. O round seguiu movimentado

até o fim e ainda houve tempo para cada um conseguir uma queda. Sterling voltou para o segundo round buscando a queda desde o início, mas o campeão resistiu aos ataques. O americano não parava de pressionar. Mesmo nos momentos que Yan se desvencilhava, o desafiante rapidamente jogava sequências de socos para encurtar e ir para a luta agarrada. No fim do round, Yan conseguiu escapar e conseguiu uma

queda. No terceiro assalto, Yan conseguiu manter a luta na trocação por mais tempo, impedindo a aproximação do desafiante. Em vantagem em pé, o russo ainda conseguiu uma queda, mas não quis ir para o solo. O ritmo de Sterling diminuiu consideravelmente neste round, e o campeão passou a dominar as ações. A estratégia de Sterling de tentar colocar para baixo se manteve, mas era Yan quem

Jan Blachowicz venceu Israel Adesanya por decisão unânime (49-46, 49-45 e 49-45) Amanda Nunes venceu Megan Anderson por finalização aos 2m03s do R1 Aljamain Sterling venceu Petr Yan por desclassificação aos 4m29s do R4 Islam Makhachev venceu Drew Dober por finalização a 1m37s do R3 Aleksandar Rakic venceu Thiago Marreta por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27)

CARD PRELIMINAR:

Dominick Cruz venceu Casey Kenney por decisão dividida (28-29, 29-28 e 30-27) Kyler Phillips venceu Song Yadong por decisão unânime (triplo 30-27) Askar Askarov venceu Joseph Benavidez por decisão unânime (30-27, 30-27 e 30-26) Kai Kara-France venceu Rogério Bontorin por nocaute técnico aos 4m55s do R1.

> SURPREENDENTE

Estratégico, Jan Blachowicz vence Israel Adesanya Combate Com estratégia bem definida e inteligência na hora de usar seu peso maior diante do campeão da categoria de baixo, Jan Blachowicz venceu Israel Adesanya por decisão unânime (49-46, 49-45 e 4945) na luta principal do UFC 259, na madrugada do último sábado para domingo, em Las Vegas (EUA). Com o resultado, o polonês mantém o cinturão do peso-meiopesado (até 93kg) e impõe ao nigeriano sua primeira derrota na carreira em 21 combates.

seu peso para não dar espaço para o desafiante. Com golpes curtos, ele levou a luta por cima com inteligência.

A tendência agora é que o brasileiro Glover Teixeira, que foi escalado como reserva para esta luta, seja o próximo desafiante ao título de Blachowicz.

FICOU DEVENDO

A LUTA

Com muitas fintas e trocas de base, Adesanya iniciou melhor a luta. Ainda que sem muita contundência, era o nigeriano quem acertava mais ataques, enquanto o polonês parecia tentar entender a movimentação do rival nos primeiros momentos. Blachowicz tentou se soltar no minuto final do round, mas Adesanya se defendeu bem.

Polonês usou diferença de peso a seu favor e impõe ao campeão dos médios sua primeira derrota na carreira

mava mais a iniciativa, mas Blachowicz equilibrava as ações com contragolpes perigosos. O campeão voltou para o quarto assalto disputando mais o centro do octógono e encontrou mais o rosto de Adesanya. Com cerca de três minutos para o fim, Blachowicz aplicou a queda e caiu na guarda do rival. O polonês ganhou a meia-guarda e trabalhou golpes curtos, sem dar muito espaço para o nigeriano ficar de pé. TRANSPORTADORA MENDONÇA E Blachowicz ainda a passar a CARNEIRO LTDA, CNPJ 10.321.496/0001-59, chegou guarda e ficar na endereço RUA SALVADOR, Nº 41 QUADRA 5 posição de 100kg, mas voltou para a LOTE 5/9 SALA 503 torna público que meia e controlou bem o fim do requereu ao IMA/AL, a ATPP - Autorização round. enpara Transporte de Produtos Perigosos, para trouAdesanya melhor no atividade de Transporte Rodoviário de quinto assalto e mostrou-se veloz Produtos Perigosos, Município de Goiânia/GO. na esquiva e nos ataques, no entanto, Não foi determinado estudo de impacto ambi- na metade do round, Blachowicz ental conseguiu outra queda. O polonês ganhou a meiaguarda e usou bem

Adesanya voltou mais agressivo e acertou alguns chutes no campeão, mas Blachowicz respondeu com uma boa combinação. O polonês tentou uma queda e quase levou a luta para o solo, mas o desafiante conseguiu rechaçar a investida. O nigeriano caminhou mais para a frente, mas Blachowicz encontrou melhor a distância e forçou o oponente a recuar em

certos momentos. O terceiro round começou agitado. Blachowicz colocou uma blitz no nigeriano, acertou bons golpes, tentou colocar para baixo, ameaçou um mata-leão e pé, mas Adesanya escapou e reagiu com uma combinação na curta distância. O polonês buscou o clinche, mas o desafiante se desvencilhou. Adesanya to-

O combate de abertura do card principal do UFC 259, na madrugada do último sábado para domingo, em Las Vegas (EUA), decepcionou. Com dois pesos-meio-pesados (até 93kg) especialistas na trocação dentro do octógono, a expectativa era de uma luta movimentada com grandes chances de terminar em nocaute, mas Thiago Marreta e Aleksandar Rakic fizeram confronto burocrático e o brasileiro foi derrotado por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27). Este foi o terceiro revés seguido de Marreta, que vinha de derrotas contra Glover Teixeira e Jon Jones. O lutador não mostrou sua agressividade habitual e esteve tímido e hesitante ao longo dos três rounds, sem conseguir encurtar a distância para levar perigo a Rakic.

A LUTA

A luta começou estudada. Marreta buscava os chutes na panturrilha como forma de iniciar seus ataques, enquanto o austríaco apostava nos contragolpes. Cautelosos, os dois atletas evitavam se expor, mas Rakic tentava mais ataques dominando o centro do octógono. O cenário se manteve no segundo round, com Marreta tendo dificuldade para entrar no raio de ação do rival. Perto da metade do assalto, o brasileiro encurtou a distância, mas Rakic foi para o clinche e o colocou com as costas na grade. Marreta conseguiu escapar da posição, mas voltou a sofrer na hora de encontrar a distância para atacar o austríaco. No terceiro round, o brasileiro buscou uma queda no início, mas foi rechaçado. Na trocação, seguiu tímido, mas Rakic passou a apenas administrar o tempo.


Primeira Edição | 8 a 14 de março, 2021

B4 | Diário Oficial dos Municípios

ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PIAÇABUÇU EXTRATO DA ATA DE JULGAMENTO DOS DOCUMENTOS DE HABILITAÇÃO DA TOMADA DE PREÇOS Nº 003/2021 OBJETO: OBJETO: SERVIÇOS DE ENGENHARIA – Prestação de Serviços de Limpeza de bueiros, Pintura de Meio Fio, abertura manual de valas, poda e roçagem nas vias públicas, jardins, praças e afins do município/AL. Após as análise e julgamento dos documentos de habilitação e os questionamentos apresentados, segue o resultado: As empresas CHEKAR ENGENHARIA E MANUTENÇÃO EIRELI, PRIME CONSULTORIA E GESTÃO EIRELI e FERRARI EMPREENDIMENTOS EIRELI, estão HABILITADAS pois cumpriram aos requisitos do edital e seus anexos. Foram declaradas inabilitadas as empresas: SIGA CONSTRUÇÕES E LOCAÇÕES EIRELI por descumprir aos itens 7.1.1.d e 7.1.2.c do edital; a empresa C L SANTOS & CIA LTDA por descumprir aos itens 7.1.1.d, 7.1.2.c

e 7.1.2.e do edital; a empresa DVL CONSTRUÇÃO CIVIL E LOCAÇÃO LTDA EPP por descumprir aos itens 7.1.2.e do edital; a empresa RJ DOS SANTOS EIRELI por descumprir aos itens 7.1.1.a do edital. Ficando aberto o prazo de 05 (cinco) dias uteis para apresentação de recurso, conforme artigo 109 da Lei Federal 8.666/93, estando desde já intimadas as demais no mesmo prazo para a apresentação das contrarrazões, logo após a apresentação dos recursos. Piaçabuçu/AL, 04 de Março de 2021. José Erinaldo Castro Nunes Presidente ---------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE PIAÇABUÇU EXTRATO DE CONTRATO Nº 015/2021 PREGÃO ELETRÔNICO N° 003/2021 PROCESSO N° 0153/2021 CONTRATADA: CBA TECNOLOGIA E SERVIÇOS EIRELI - EPP CNPJ sob n° 19.987.040/000105. OBJETO: PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE

INFORMATIZAÇÃO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL: Lei nº 10.520, de 17 de julho de 2002, do Decreto nº 10.024, de 20 de setembro de 2019, da Instrução Normativa SLTI/MP nº 01, de 19 de janeiro de 2010, da Instrução Normativa SEGES/MP nº 03, de 26 de abril, de 2018, da Lei Complementar n° 123, de 14 de dezembro de 2006, da Lei nº 11.488, de 15 de junho de 2007, do Decreto n° 8.538, de 06 de outubro de 2015, aplicando-se, subsidiariamente, a Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993.. VALOR TOTAL: R$ 157.680,00 (cento e cinquenta e sete mil seiscentos e oitenta reais). VIGÊNCIA CONTRATUAL: 12 (doze) meses, contados a partir da data da assinatura. A íntegra do contrato poderá ser obtida na sede do Setor de Licitações de Piaçabuçu – AL. Piaçabuçu/AL, 04 de Março de 2021. Djalma Guttemberg Siqueira Breda Prefeito ---------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE

PIAÇABUÇU HOMOLOGAÇÃO O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE PIAÇABU/AL, no uso de suas atribuições legais, e em cumprimento ao Art. 43, inciso VI da Lei Federal nº 8.666/93 e com a previsão do inciso XXII da Lei Federal nº 10.520/02, resolve HOMOLOGAR os lotes do certame Licitatório modalidade Pregão Eletrônico sob o nº 003/2021, que tem por objeto Contratação Empresa para Prestação de Serviço de Informatização na Atenção Primária à Saúde, em favor da empresa: CBA TECNOLOGIA E SERVIÇOS EIRELI - EPP, inscrita no CNPJ sob n.º 19.987.040/0001-05, vencedora do lote 01, perfazendo o valor total de R$ 157.680,00 (cento e cinqüenta e sete mil seiscentos e oitenta reais) e considerando, com base nas informações contidas nos autos, sua plena regularidade. Piaçabuçu/AL, 03 de Março de 2021. Djalma Guttemberg Siqueira Breda | Prefeito

> FIFA E CONMEBOL

Cancelados 2 jogos da Seleção brasileira Escrete brasileiro tinha jogo marcado para o dia 26 contra Colômbia, válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo do Catar Divulgação

Diário de Pernambuco O que já era dado como certo agora é oficial: estão suspensas as duas rodadas de março das Eliminatórias SulAmericanas para a Copa do Mundo de 2022. A decisão foi tomada na manhã deste sábado numa reunião entre dirigentes da Conmebol e o presidente da Fifa, Gianni Infantino. Falta decidir quando estes jogos serão realizados. Tudo indica, neste momento, que as partidas serão realizadas em setembro e outubro. Nas duas rodadas de março, a seleção brasileira enfrentaria a Colômbia em Barranquilla e a Argentina no Recife. O motivo para a suspensão se deve à pandemia do coronavírus e suas consequências. No caso, a não liberação de jogadores sul-americanos por parte dos clubes europeus. A Inglaterra, por exemplo, exige que os jogadores passem por uma quarentena de 10 dias após voltarem da América do Sul, o que inviabilizaria a participação deles em jogos decisivos de seus clubes. Por isso, a Fifa desobrigou os clubes de cedê-los para as seleções. As Eliminatórias SulAmericanas são disputadas em formato de ida e volta, todos contra todos. Os quatro primeiros se classificam direto para a Copa do Catar. Após 4 (de 18) rodadas, o Brasil lidera com 12 pontos, 100% de aproveitamento. Em março, a seleção jogaria contra a Colômbia e a Argentina.

Tite treina Seleção e agora vai aguadar novas datas para enfrentar Colômbia (fora) e Argentina (no Recife)

Fórmula 1 confirma GP de Portugal para maio Diário de Pernambuco Os organizadores da Fórmula 1 confirmaram na sexta-feira (5) a realização do Grande Prêmio de Portugal em Portimão no dia 2 de maio, data que estava reservada para uma prova cujo local ainda não tinha sido confirmada. O circuito de Portimão, na região do Algarve (sul), vai receber uma etapa da principal categoria do automobilismo mundial pela segunda vez na sua história, depois da prova realizada no ano passado em 1º de outubro por conta das mudanças

provocadas no calendário de competições pela pandemia de covid-19. "Estamos ansiosos para receber os fãs de volta a Portimão (27.000 espectadores em 2020) em total segurança e estamos trabalhando com o promotor nos detalhes desse plano", anunciou o presidente da F1, Stefano Domenicali, em um comunicado. A data de 2 de maio estava vaga após o cancelamento do Grande Prêmio do Vietnã de 2021 pelo segundo ano consecutivo. A temporada deve começar no Bahrein em 28 de março e contará com o número recorde de 23 corridas.


Primeira Edição | 8 a 14 de março, 2021

Opinião |B5

A foto do fato

Editorial

Uma prisão exemplar A prisão do deputado Daniel Silveira não poderia ter ocorrido, de forma constitucional, sem a devida autorização do plenário da Câmara dos Deputados. A invocação do 'flagrante' foi um artifício usado pelo ministro Alexandre de Moraes para justificar a ordem de prisão contra o parlamentar. Ora, todos se perguntam, tantos outros - políticos e comuns, sem mandatos - não elogiaram o regime militar, exaltaram o AI-5 ( o ato institucional mais rigoroso do período de exceção) e não ficaram soltos, como que fora do alcance dos ministros do STF? A resposta é sim e enseja levar o presente texto ao ponto capital: não foram presos ou punidos de outra forma muitos que atacaram, também, ministros do Supremo Tribunal Federal, a exemplo do ex-deputado federal, advogado e presidente do PTB, Roberto Jefferson. Não é verdade? Então, é lícito compreender a medida extrema de Alexandre de Moraes como punição exemplar, não por seus elogios ao AI-5, mas, marcadamente, pelas críticas e insultos aos membros da Suprema Corte. Tratase, em verdade, de uma medida exemplar, uma advertência no sentido de que, a partir de agora, acabou essa história de assacar acusações e dirigir ofensas aos ministros do Supremo Tribunal. É como se a ordem de prisão colocasse no ar algo como "se deputado federal, com direito a imunidade, foi preso, o que se pode esperar dos ministros do STF quando se tratar de ataques desferidos por cidadão comum?". É isso. Com o aval, ainda que posterior, do plenário, da unanimidade da Corte, Alexandre de Moraes mandou prender o deputado federal do PSL deixando claro o recado de que, a partir de agora, os homens da Corte Supremo não vão mais tolerar ataques, desrespeito e ofensas, partam de onde for. Reforça a presente tese a lembrança do episódio envolvendo o senador Renan Calheiros. O ministro Marco Aurélio Mello ordenou o afastamento do parlamentar alagoano da presidência do Congresso, mas a ordem não foi acatada. Renan seguiu no cargo e os próprios ministros do STF consideraram descabida a determinação de Marco Aurélio.

Na primeira visita de um pontífice ao Iraque, o papa Francisco reuniu-se com os principais líderes religiosos e políticos iraquianos, defendeu a paz e um novo ciclo de relações entre cristãos e mulçumanos. Com a histórica viagem e desafiando a pandemia, Francisco retoma seu papel missionário.

O calunga dourado

Esquerda e pseudo liberalismo do governo

bicho está correndo, Retornando de Dubai, Jesualdo imagine nós. havia planejado passar alguns Sabendo ser a dias na cidade maravilhosa, onde n o r d e s t i n a se hospedaria no apartamento querida, uma de parentes, um adorável quarto eximia cozie sala, muito bem localizado no nheira, no bairro de Botafogo. mesmo dia Planejava durante a estadia, da chegada, Jesualdo comprou rever a cidade e também assisti- três quilos de camarão. Ao retorria a final da copa Libertadores nar, ela analisando o marisco, da América, que aconteceria no falou que não comia lagarta. Maracanã, considerando, mesmo Questionando o que se tratava, com as restrições de público, respondeu que para ela camarão haver conseguido quatro bilhe- era igual a lagarta e portanto tes, para o grande clássico. tinha nojo. Já havia estado no local em out- Dia seguinte muito cedo, ras oportunidades e quando lá Jesualdo ainda dormia, quando chegava, dormia em um sofá na escutou barulho vindo do único única sala, uma vez que o quarto banheiro do apartamento. era ocupado pelo casal. Acontece Chegando até lá, viu a vovozinha que dessa vez, encontrou já hos- com um facão, cortando dentro pedada, sua tia avó. Uma adorá- do box, o pescoço de um guiné vel figura de 85 anos, quase que houvera comprado vivo na todos vividos em aprazível fazen- feira livre da redondeza. O almoda do nordeste. ço foi inesquecível. Apesar de haver dito que pernoi- Às cinco da tarde aconteceria a tariam no mesmo ambiente, um decisão da Libertadores da no sofá e outro em colchonete, a América, resolveram ir todos. proposta foi rapidamente negaCombinaram da, uma vez que no trajeto que ela de s o m e n t e forma incisiva “Ás cinco da tarde Jesualdo falaria, afirmava que o dando as cooraconteceria a único homem denadas, para com o qual dorque o motorista decisão da mira fora seu não notasse que Libertadores da marido, que os passageiros falecera décaAmérica, resolve- eram nordestidas atrás, e não nos e quisesse ram ir todos” seria agora que enganar na corriiria quebrar a da realizada. tradição. Na ida tudo deu Jesualdo, lembrou que quando certo. O jogo foi fantástico, no em outra oportunidade, muito retorno a mesma tática seria tempo atrás, lá esteve, e a usada. Era noite. O silencio no mesma coincidência havia acon- interior do taxi era sepulcral, tecido. Ela não havia mudado em quando no aterro do Flamengo, nada. Naquela época, contou ele, a vovozinha, olhando para o que a vovó durante o período no Cristo Redentor todo iluminado, Rio de Janeiro adquiriu uma perguntou com pronuncia bem máquina fotográfica, que possi- carregada: - eita, que calunga bilitava programar e andar rápi- dourado é aquele de braços do para sair na imagem. abertos em cima do morro? Ao retornar para sua cidade de Dia seguinte Jesualdo retornou origem, reuniu a família em um para Maceió, são e salvo. cantinho do quintal de casa, para registrar o momento e apresen(*) Presidente da Academia Alagoana de Letras tar a novidade. Programou a câmera e correu para a fotografia. Os parentes, saíram disparados, pulando a cerca se rasgando na mata. Quando ela gritou: Ei, vocês vão para onde? A filha mais velha falou: - mãe, tu que conhece o

Alexandre Rands Barros (*)

Alberto Rostand Lanverly (*)

Esta semana, após intervenção desastrada na Petrobras, o presidente tentou, a todo custo, afirmar seu compromisso com uma visão liberal de governo. Após 28 anos no Congresso Nacional defendendo pautas puramente corporativas e contrárias à visão liberal, ele já parte de uma situação de pouca credibilidade. A intervenção de rompante, motivada pela incapacidade de baixar os preços dos combustíveis, levou à tal atitude impensada e que custou tão caro ao país. Além de acentuar a falta de credibilidade na pauta liberal, ainda houve uma desmoralização do ministro da Economia, que tem sido seu fiador em tal concepção junto aos agentes do mercado financeiro e do meio empresarial. Para tentar recompor a imagem, o presidente anunciou as privatizações dos Correios e da Eletrobrás, além de tentar convencer que não irá interferir nos preços dos combustíveis. Na realidade paralela dos Bolsonaristas, sempre embriagados por fake news, surgiram as notícias de corrupções na Petrobras ligadas a sindicalistas, ainda sob a influência do PT. Essa manobra de fake news tentou afastar, dos seguidores fanáticos, a ideia de que ali não teria havido a revelação de um presidente como ele é de verdade, mas sim um ato heroico contra os interesses dos brasileiros. É incrível, mas existem pessoas que acreditam nessa versão. Em livro publicado pela Alta Books na

semana passada (A Esquerda Hoje), argumento que para a verdadeira esquerda, com pilares alicerçados na sua essência, desde sua origem, um Estado enxuto faz parte de suas prioridades, principalmente no que diz respeito ao seu engajamento em atividades econômicas. Justiça, educação, saúde, segurança, pesquisa e inovação tecnológica e proteção social seriam as prioridades do Estado. Além dessas

“Além de acentuar a falta de credibilidade na pauta liberal, ainda houve a desmoralização do ministro da Economia” atividades, seu envolvimento reflete apenas interesses corporativos e por tal deve ser evitado. Infelizmente, os movimentos de esquerda foram capturados por tais interesses de grupos específicos, que tanto atrapalham o desenvolvimento econômico, no Brasil e na maioria dos países do mundo. Essa visão deveria criar um dilema para os verdadeiros esquerdistas. O atual presi-

dente representa um atrapalho para o desenvolvimento das forças produtivas, igualdade social e democracia, que são as verdadeiras prioridades da esquerda. A privatização de empresas públicas e estatais e a não intervenção política na Petrobras representam contribuições efetivas para essas três prioridades. Aparecendo como proposta do presidente, a verdadeira esquerda pode duvidar da ideia de apoiar essas propostas. No entanto, temos que entender que o presidente e seus seguidores não compreendem muito bem os nexos de causalidade envolvendo as ideias que defendem. Na verdade, eles nem defendem privatização. Apenas acham que a articulação com liberais é importante para seu governo. Então cabe à verdadeira esquerda dar apoio a tais propostas que convergem para o seu ideário. O foco deve ser derrotar politicamente a direita que apoia o presidente naquelas ideias que são contrárias aos ideais de esquerda, como intervenções em estatais, destruição do meio ambiente e armamento da população. (*) Economista

Congresso Nacional e imunidade parlamentar Marcus Pestana (*) O parlamento é o centro de gravidade no funcionamento da democracia. Ali está presente a representação plural da sociedade para a construção permanente dos marcos constitucionais e legais que regram a vida da sociedade, do Estado e da economia e um contrapeso ao poder, que não é absoluto, do governo de plantão. No Brasil, o abismo existente entre a sociedade e o Congresso não é novidade. De 1999 a 2002, tive acesso a pesquisas nacionais de opinião pública que testavam a confiança da população em 42 instituições. Os resultados foram quase os mesmos nos quatro anos. Nos primeiros lugares vinham os Correios e o Corpo de Bombeiros, nos últimos, o Congresso e os partidos políticos. A população tende a avaliar bem individualmente o deputado que atua na sua região e mal a instituição como um todo. Há picos de rejeição em casos como a CPI dos anões do orçamento, mensalão, Lava Jato, rejeição da Emenda das Diretas. E há momentos de aproximação, como na eleição de Tancredo Neves, na Constituinte de 1986 e nos impeachments de Collor e Dilma. Esta relação entre Congresso e sociedade está sendo testada mais uma vez. A votação da manutenção ou não da prisão do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), que agrediu de forma violenta e desqualificada membros do STF e fez apologia da ditadura, do AI-5 e do fechamento do Congresso e do Judiciário, se desdobrou na manutenção da prisão por 305 contra 154 e na discussão da emenda constitucional sobre imunidade e inviolabilidade do mandato parlamentar. Entre os que 154 votos contra a manu-

tenção da prisão existem dois grupos. Os que são a favor da impunidade sempre e os que entenderam que o Supremo exorbitou de suas prerrogativas e feriu a Constituição na caracterização da flagrância do crime cometido. Mas houve crime inequivocamente. Não se pode evocar o direito à liberdade de opinião e expressão individual contra o direito coletivo à democracia e à liberdade. A questão política se colocou dentro do atual clima de polarização radical, colocando em jogo a defesa da democracia contra o golpismo autoritário. Sugiro aos incautos lerem o livro Como as Democracias Morrem e assistirem o filme clássico O Ovo da Serpente.

“Há picos de rejeição em casos como a CPI dos Anões do Orçamento, mensalão, Lava-Jato, rejeição à emenda das diretas” Do ponto de vista jurídico a questão é mais complexa. A imunidade parlamentar e a inviolabilidade do mandato foram inseridas na Constituição como proteção à liberdade de expressão, opinião e ação política dos representantes do povo, mas nunca em relação a crimes bem tipificados na legislação penal. Os parlamentares só podem ser presos em flagrante delito de crimes inafiançáveis. O Supremo Tribu-

nal Federal (STF) decretou a prisão do deputado Daniel com base na Lei de Segurança Nacional, que merece ser revista. O STF não é formado por analfabetos jurídicos, ao contrário, é de se pressupor que ali estão alguns dos maiores constitucionalistas e juristas do país. E, por unanimidade, viu fundamentos jurídicos para a prisão em flagrante. A complexidade é que se tratava de um crime no ambiente da internet, um vídeo nas redes sociais, que permanecia no ar no momento da prisão, portanto o crime estava sendo cometido naquele exato momento. É diferente de um assalto ou um homicídio, quando o criminoso é preso em flagrante. Fato é que o evento ressuscitou o tema do golpismo contra a democracia e suas instituições. A violência e irresponsabilidade do deputado mereciam uma resposta firme e forte das instituições democráticas. Ato contínuo, a Câmara dos Deputados colocou em discussão a PEC que propõe novo regramento do assunto, reduzindo os poderes dos magistrados, submetendo a aplicação de medidas cautelares e mesmo a avaliação de materiais aprendidos em operações policiais à prévia deliberação do plenário do STF, tipificando os crimes que permitirão prisão em flagrante (tortura, tráfico, crimes hediondos, racismo e ações armadas). A pressa na votação não se justifica em matéria tão complexa. (*) Ex-deputado federal e presidente do PSDB de Minas

> OS ARTIGOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES E NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DESTE JORNAL

Endereço: Rua Dr. Albino Magalhães, 221 - Farol | CEP 57.050-080 Fone: (82) 3021-5837/ 3021-0563 - Maceió | Alagoas

Escritório: PRIMEIRA EDIÇÃO JORNAL ON-LINE IMPRESSA LTDA - ME CNPJ 08.078.664/0001-85 CMC 130003

Rua Godofredo Ferro, nº 215 - Centro - Maceió | Alagoas | CEP 57.020-570 Atendimento ao assinante: (82) 3021-0563

Luiz Carlos Barreto Goes Fundador do Primeira Edição

Miguel Goes Diretor Geral

Alda Sampaio Diretora Comercial

FTPI Representação Publicidade e Marketing Ltda Representante nacional do Primeira Edição Alameda dos Maracatins, nº 508 - 9º andar - Indianópolis/SP CNPJ 03.269.504/0001-08 / Insc. Est. Isenta Tel: (81) 2128-4350 / Cel: (81) 9175-5829 fred.recife@ftpi.com.br


B6 | Social

Primeira Edição | 8 a 14 de março, 2021