Page 1

Bompreço extingue Bomclube O Bomclube, cartão de fidelidade da Rede Bompreço, foi extinto depois de passar anos oferecendo brindes e troca de pontos por mercadorias. Mas, se você tem pontos, não se preocupe. Vá à Página A-7 e veja como resgatá-los.

edição PRIMEIRA

Mega-Sena vai a R$ 46 milhões Ninguém acertou as dezenas 05-23-38-39-51-54 da Mega-Sena deste sábado (5). Acumulado, o prêmio desta quarta-feira (9) deverá ser de R$ 46 milhões. A Quina teve 155 acertadores e cada um vai receber R$ 18.671,52.

Ano 7 | Edição 401 | Maceió, Alagoas, 7 a 13 de fevereiro, 2011 | R$2,00

LÍDER DO MCCE CONTESTA JUIZ E PEDE CONCURSO URGENTE NO TJ O advogado Adriano Argolo, um dos coordenadores do testando posição do juiz Gustavo Souza Lima) e asseve- concurso para superar sua grave deficiência de pessoal. Movimento Contra a Corrupção Eleitoral em Alagoas, rou que o Poder Judiciário alagoano não cumprirá o seu Em entrevista a este jornal, Argolo culpa o Judiciário pela afirmou que é possível acabar com a impunidade (con- papel, como a sociedade espera, enquanto não realizar folga dos taturanas, cujos processos não andam. > A-6

ALE vai derrubar veto ao novo subsídio Assembleia dialoga com governo, mas não define sessão extraordinária para votação do Orçamento nesta terça-feira > A-3 Miguel Goes

SEM MANDATO, CÍCERO FERRO VIRA FUGITIVO

Novo IML tratará mortos com mais dignidade

Ex-deputado estaria refu- mana, a Polícia Federal giado no exterior (Miami prendeu o ex-deputado ou Lisboa) Durante a se- Francisco Tenório. > A-3

VEREADOR VAI BATALHAR PELA ‘CEI DO LIXO’ O antigo Instituto Médico Legal, que atende a mais de 40 cidades, será desativado em breve. Governo acaba de destinar R$ 4 milhões para nova sede que vai abrigar, ainda, Instituto de Criminalística e Instituto de Identificação. Na foto, um corpo é transportado para ao IML a fim de ser necropsiado > A-5 Márcio Ândrei

EM CRISE, CRB PERDE PARA ASA, E TEM NOVO TÉCNICO Mesmo jogando no Rei Pelé, com o incentivo da torcida, o CRB voltou a jogar mal e perdeu de 2x1 para o

Ricardo Barbosa (PSOL) garante que, enquanto durar a legislatura, vai trabalhar junto a seus

colegas para instituir a Comissão Especial (CEI) destinada investigar a 'máfia do lixo'. > A-2 Alberto Oliveira/ esportealagoano.com.br

ASA na tarde deste domingo. Em crise, Galo tem novo treinador: Carlos Rabelo, egresso de SP. > ESPORTES

AZULÃO VOLTA A PERDER No sábado, em Atalaia, o CSA também em crise voltou a decepcionar e perdeu de 3x2 para o Sport, mas

está fora da zona de rebaixamento. Vantagem do CRB sobre o Azulão é de dois pontos. > ESPORTES Márcio Ândrei

Na bomba, o álcool custa menos, mas, no carro, a gasolina rende mais

Álcool ou gasolina? Aqui em Maceió, tanto faz. O preço do etanol subiu tanto (o litro passou de R$ 1,65 para R$ 2,09) que a

vantagem do etanol sobre o derivado do petróleo evaporou-se. Confira a situação na página. > A-4

ASA foi superior e assumiu liderança do estadual ao derrotar o Regatas

Em jogo de cinco gols, o CSA voltou à ‘rotina’ e perdeu para o Sport: 3x2

Sonho do automóvel vira realidade e o trânsito desafia os especialistas Para onde caminha o trânsito de Maceió? A pergunta é um desafio a técnicos, engenheiros e especialistas em urbanismo. Depois de receber 180 mil novos veículos nas últimas três décadas, o trânsito da capital alagoana já apresenta sinais de exaustão. Em muitos pontos da cidade os congestionamentos passaram de freqüentes para

Márcio Ândrei

Crescimento da frota cria congestionamentos em muitos pontos da capital

permanentes. Objetivo de vida de muitos alagoanos, o carro deixou de ser um sonho impossível, graças às facilidades oferecidas pelo mercado, que democratizou sua aquisição. Com a economia aquecida, a frota alagoana cresceu 11,5% somente em 2010, ano em que o Estado matriculou 3.770 carros novos todos os meses. > A-4

ALE vai à justiça a favor do PCCS de servidor > A2 Fale conosco | Redação: (82) 3033.2189 | Comercial: (82) 3325.2815 | Atendimento ao assinante: (82) 3033.5213 | Internet: http://www.primeiraedicao.com.br


Primeira Edição | 7 a 13 de fevereiro, 2011

A2 | Política

AS D IS ES O P DE HENT ENC

Luiz Otávio anuncia retomada de obras da ferrovia Transnordestina em Alagoas Malha teve de ser paralisada no Estado, no ano passado, em conseqüência das enchentes no interior Fotos: Luciana Martins

> CÂMARA MUNICIPAL

Vereador diz ter todo tempo do mundo para instituir CEI do Lixo A CEI do Lixo não está sepultada, como muita gente supôs ante a informação de que a maioria governista na Câmara Municipal rejeitara um requerimento apresentado por Heloísa Helena. A vereadora do PSOL queria que a Mesa da Casa solicitasse ao Ministério Público Estadual (MPE) cópia da ação civil pública em que acusa o prefeito Cícero Almeida e mais 15 pessoas de desviarem recursos da Prefeitura num esquema envolvendo as empresas do lixo. São duas coisas distintas: enquanto HH pedia cópia do processo ao MPE, seu colega de partido Ricardo Barbosa trabalha para instalar uma Comissão Especial de Investigação (CEI) com a finalidade de promover um julgamento político do caso. - Estou coletando assinaturas e, conseguindo sete, nem preciso submeter meu requerimento ao plenário da Câmara, pois o regimento obriga o presidente a instaurar a CEI - disse Ricardo Barbosa adiantando que terá todo o tempo do mundo para atingir seu objetivo. - O requerimento - explica Barbosa pode ser formulado a qualquer tempo. Agora em fevereiro, março, abril, enquanto durar a presente legislatura. Pelo menos enquanto eu for vereador, vou tentar convencer tantos quantos vereadores puder para que assinem a propositura e, assim, eu possa nomear uma comissão de inquérito sem necessidade de votação. O requerimento conta atualmente com as assinaturas de Ricardo Barbosa, Heloísa Helena, Luiz Pedro e Paulo Corintho e Silvânia Barbosa. Já teve a de Amilka Melo, mas ele retirou (segundo dizem a pedido do marido) e agora está sendo interpelada pela direção do seu partido, o PDT. Ainda podem assinar João Luiz e Tereza Nelma,

Ricardo Barbosa diz acreditar na abertura da CEI

Marco Rômulo afirma estar bem fundamentado

dentre outros. Ricardo Barbosa já requereu e conseguiu do Ministério Público cópia da ação civil pública para distribuição com os vereadores. O objetivo é informá-lo da gravidade do caso, da dimensão do escândalo, para que se sensibilizem e apóie seu requerimento.

- Não tenho vocação para coveiro e não serei jamais o coveiro dessa CEI. Pelo contrário, estou convencido de que vou materializá-la, por isso está empenhado em obter o apoio de meus pares. Ele ressaltou que não pretende instalar a CEI para punir o prefeito, nem para cassar mandato de ninguém: "É simplesmente para apurar a fundo a má utilização ou desvio de recursos públicos, já que essa é a atribuição do Legislativo Municipal". O Ministério Público informou que houve irregularidade na licitação para contratação das empresas destinadas a realizar a limpeza pública de Maceió, além do desvio de mais de R$ 6 milhões. A ação civil pública acusando o prefeito Cícero Almeida e outras 15 pessoas foi proposta pelo promotor Marcos Rômulo, que afirmou estar respaldado em farta documentação comprovando o esquema que ficou conhecido como 'máfia do lixo'. Marcos Rômulo disse ter verificado que havia contratos emergenciais renovados por repetidas vezes sem justificativa; reajuste retroativo a contrato cancelado, prática que gerou lucro superior a R$ 2 milhões à Limpel, empresa que era a responsável pela coleta do lixo; fraudes; falta de publicidade nos atos oficiais; manipulação de dados, entre outras. Segundo Rômulo, o MPE identificou pareceres da Procuradoria Geral do Município (PGM) que recomendam instauração de inquéritos e em outro momento recomenda a suspensão do processo. Em face das irregularidades comprovadas, o representante do MPE pediu a quebra dos sigilos fiscal e bancário do prefeito Cícero Almeida e de outros 15 réus envolvidas no processo.

> ASSEMBLEIA

Toledo determina medidas para derrubar liminar contra o PCCS O presidente reeleito da ALE, Fernando Toledo, afirmou que sua recondução ao comando da Casa deveu-se ao entendimento entre os deputados. "Foram as conversas demoradas, buscando a partilha da representação das frentes partidárias. Discutimos muito com as lideranças", asseverou. Com relação ao Plano de Cargos dos servidores, que está com seus efeitos finan-

ceiros suspensos por força de uma liminar, o chefe do Legislativo informou que já orientou a Procuradoria Geral da Casa para tomar "todas as medidas cabíveis e necessárias" a fim de derrubar a decisão judicial que suspendeu a implantação do PCCS. A liminar foi concedida pela juíza Luciana Raposo, acatando ação cível pública impetrada pela Procuradoria Geral do

Estado., mas sem ouvir o Legislativo. - Precisamos respeitar a decisão judicial, que impede implantação dos efeitos financeiros do plano, mas já instruímos nosso procurador para tomar todas as medidas cabíveis e necessárias para que atacássemos essa decisão, dentro da convicção de que a Casa não está infringindo nenhuma regra constitucional - declarou Fernando Toledo.

Paralisadas desde junho do ano passado, devido aos danos causados pelas enchentes que atingiram Alagoas na época, as obras da ferrovia Transnordestina - que corta o território alagoano - serão retomadas em agosto deste ano, conforme informou o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, Luiz Otavio Gomes, em entrevista à Revista Ferroviária na 6ª feira (4). Computados os prejuízos, técnicos da Transnordestina Logística S.A, empresa responsável pela concessão da malha ferroviária no Estado, concluíram que, dos 330 km que cortam Alagoas e vão do município de São José da Laje até Porto Real do Colégio - e que beneficiam outros 17 municípios no decorrer do percurso - apenas alguns trechos de trilhos foram danificados, o que não compromete a estrutura da malha ferroviária do Estado.

Secretário Luiz Otávio Gomes

pela seguradora e o BNDES, a retomada dos trabalhos está prevista para, no máximo, setembro deste ano. Esperamos que em 12 meses tudo esteja concluído e a parte da ferrovia Transnordestina que passa por Alagoas, inaugurada", revela o secretário.

INTEGRAÇÃO

PRIORIDADE Luiz Otavio Gomes afirmou que a ferrovia é prioridade para a empresa responsável pela obra, que já entrou em processo de negociação com a seguradora e com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para os financiamentos necessários à recuperação das vias em Alagoas, orçados em R$ 50 milhões até a sua conclusão. - Com os recursos liberados

Ainda segundo o secretário, o retorno do transporte ferroviário de carga será um importante instrumento para a indústria local, já que diminui em até 40% os custos com transporte. O secretário lembra que a retomada vai integrar Alagoas a toda a ferrovia Transnordestina - corredor de transporte férreo que liga alguns estados nordestinos até o porto de Suape, em Pernambuco.

> ESPORTE E LAZER

Cícero Almeida empossa filho do presidente do TC Depois de encaixar o delegado federal Pinto de Luna no comando da SMTT, o prefeito Cícero Almeida (PP) traz para sua equipe mais um nome de fora de seu círculo de amizades: Gustavo Toledo (filho do atual presidente do Tribunal de Contas do Estado, Luiz Eustáquio Toledo) será empossado nesta terça-feira (08) como secretário municipal de Esporte e Lazer de Maceió. A nomeação de Gustavo Toledo foi publicada no Diário Oficial do Município da última terça-feira (01/02). Segundo a assessoria do novo secretário, Toledo "pretende priorizar o esporte nas comunidades carentes da capital e parcerias com órgãos públicos e privados. O novo secretário, com salário de R$ 17 mil, diz que, o im-

portante neste momento é tomar ciência dos projetos existentes na Secretaria "e dar continuidade ao bom trabalho que vinha sendo desenvolvido pelo ex-secretário Eduardo Canuto, que reassumiu uma cadeira na Câmara de Vereadores no lugar do vereador Marcelo Palmeira, que assumiu a Secretaria de Assistência Social do Estado. Gustavo Toledo toma posse na manhã desta terça-feira, na sede da Prefeitura, em Jaraguá. Ele já exerceu os cargos de coordenador de região administrativa da Secretaria Geral do Governo de Alagoas, diretor do escritório de Alagoas em Brasilia ESEAL, chefe de gabinete da Secretaria de Assistência Social do Estado e secretário de administração da Prefeitura Municipal de Cajueiro.


Primeira Edição | 7 a 13 de fevereiro, 2011

Política | A3

> FAVAS CONTADAS Romero Vieira Belo

Enfoque Político Sinal dos tempos A prisão do ex-deputado federal Francisco Tenório e o cerco ao ex-deputado estadual Cícero Ferro não significa, claro, o fim da impunidade, mas revela mudança num cenário onde, há décadas, os políticos blindados pela imunidade legislativa eram vistos como seres onipotentes pairando acima de tudo e de todos, das leis, até. A mudança começou, na verdade, em 2005, com a prisão de prefeitos e ex-prefeitos, pela Operação Gabiru. Desdobrou-se em 2007, com a Operação Taturana, que prendeu deputados e exdeputados. E derrubou a Mesa Diretora da Assembleia. Não existe processo concluso (são pelo menos 22 envolvendo os ex-deputados Cícero Ferro, João Beltrão e Francisco Tenório), nem, portanto, sentença transitada em julgado, mas as últimas decisões da Justiça alagoana mostram que, sem o escudo da imunidade parlamentar, os políticos são meros cidadãos comuns. Dessa vez, nem o velho corporativismo dos deputados está funcionando. Pois o que parecia engendrado - o pedido de licenças médicas sucessivas e em rodízio, para salvaguardar a imunidade de um dos ex-deputados - se desfez diante da firmeza do Judiciário. No final, se fará justiça - liberdade para quem provar inocência, condenação para quem for culpado. Já agora, porém, fica no ar a advertência de que é melhor não errar, para não ter de acertar contas com a Justiça amanhã. Seguramente, os tempos em Alagoas estão mudando. Os tempos e a determinação dos homens. NENHUMA ESPERANÇA

NADA A COMEMORAR

Com José Sarney reconduzido à presidência do Senado, uma coisa é certa: não haverá reforma política. O que será uma lástima, pois o arremedo de legislação vigente é uma desgraça nacional.

O Brasil fechou 2010 como o 4º maior mercado de automóveis do mundo. Seria digno de comemoração, não fosse cada vez mais sinistra a estatística de acidentes com mortes em todo o País.

QUANDO O ELEITOR É SÓ UMA PEÇADO JOGO Escolhido para representar seus mais de 60 mil eleitores no Legislativo Estadual, o deputado Joãozinho Pereira, do PSDB, nem bem foi investido no mandato parlamentar, já ensaia uma mudança de rota. Segundo admite, está pronto para assumir uma secretaria de estado a fim de tirar Alberto Sextafeira, do PSB, da suplência. INDÚSTRIA DE MULTAS

QUESTÃO DE COERÊNCIA

A SMTT fiscaliza o trânsito usando raios infravermelhos. Pois de outro modo não conseguiria visualizar, no interior de veículos 'fechados' com película fumê, o celular na orelha do condutor.

Lula bem que poderia ter extraditado o terrorista italiano Cesare Battisti. Dilma, entretanto, não tem nenhuma razão para fazê-lo. Pelo contrário, considerando seu passado de militante.

COLLOR NÃO FOI CAMPEÃO DE FALTAS NO SENADO FEDERAL O Congresso em Foco se equivoca ao informar que Fernando Collor foi um dos campeões de faltas no Senado na última legislatura. Não foi. O erro está num detalhe: o conhecido site político contabiliza como faltosa a ausência de Collor em duas licenças de quatro meses durante as quais foi substituído pelos seus suplentes Euclides Mello e Ada Mello. Esse tipo de ausência não conta. BRINCADEIRA DE MAU GOSTO

PASSO IMPORTANTE

Virou mania, entre os médicos alagoanos, agendar consultar e, em cima da hora, desmarcá-las deixando os pacientes na mão. O caso exige uma intervenção do Conselho Regional de Medicina.

O agravo de instrumento contra a liminar da juíza Luciana Raposo, que sustou os efeitos do PCCS dos servidores da ALE, foi juntado ao processo por ordem do juiz Manoel Cavalcante.

AFINAL, UM CRAQUE NO SUPREMO TRIBUNAL Quem não chora não mama, dizia Leonel Brizola. Pois bem, o presidente do Supremo tribunal, Cezar Peluso, chorou e foi ouvido. Tão logo ouviu seus gemidos, dona Dilma apressou-se, pediu orientação e indicou Luiz Lux para suceder Eros Grau no colegiado da Corte Maior. Luz, como Peluso, é magistrado de carreira. Magistrado qualificado, com 16 livros sobre Direito. Boa escolha. OS QUE DECIDEM

COMO DOM QUIXOTE

São oito os integrantes da Mesa Diretora da Assembleia, mas apenas três tomam as decisões da Casa: o presidente, o primeiro e o segundo secretário. Os demais atuam como se fossem suplentes.

Judson Cabral não tinha a mínima chance na eleição para presidente da ALE. Mas sua presença, como candidato de protesto, imprimiu pelo menos um sentido democrático ao processo.

Deputados vão derrubar veto a reajuste do próprio subsídio Assembleia considera descabido veto a aumento previsto na Constituição Federal Márcio Ândrei

Os deputados estaduais alagoanos vão derrubar o veto do governador Teotonio Vilela ao reajuste de 109% aplicado ao subsídio dos parlamentares, que deu um salto de R$ 9.696 para R$ 20.042,34, segundo apurou a Editoria de Política deste jornal. Aprovado em dezembro último, o aumento dos parlamentares foi considerado ilegal e inconstitucional pela Procuradoria Geral do Estado (PGE) que recomendou o veto do governador. No entendimento da Mesa Diretora da Assembleia, conforme a reportagem apurou, o veto será derrubado "porque o aumento foi concedido com amparo na Constituição Federal, que vincula a remuneração dos deputados estaduais a até 75% do que ganham os seus colegas da Câmara dos Deputados", segundo revelou um assistente parlamentar. Ele destacou que o argumento da PGE, de que o aumento fere a Lei de Respon-

Orçamento ainda sem data para votação O presidente Fernando Toledo conversou com o governador em exercício, José Thomaz Nonô, mas nada ficou definido sobre a convocação dos deputados, em caráter extraordinário, para apreciar e votar o Orçamento Geral do Estado. O ano legislativo, com sessões ordinárias deliberativas, só será iniciado no dia 15 próximo, mas o Poder tem a prerrogativa de

Com base em decisão colegiada do Supremo, o suplente de vereador Beto da Farmácia já se movimenta para assumir uma vaga na Câmara. Vai pra cima de Berg Hollanda, que é suplente da coligação, enquanto Beto é suplente do partido. E o mandato, segundo decisão irrecorrível do STF, pertence ao partido.

convocar uma sessão extraordinária para votar a LDO, já que todos os poderes estão operando com valores do orçamento de 2010. Enquanto a votação segue indefinida, nos bastidores da ALE tem-se como certo que os deputados vão reajustar o duodécimo da Casa para fazer face não apenas ao aumento de seus subsídios, que terá um

impacto de R$ 3,5 milhões ao ano, mas também para cobrir os efeitos financeiros do Plano de Cargos dos servidores. Sexta-feira à tarde, um assessor da presidência confirmou o contato de Toledo com Nonô, mas ressaltou que, até aquele momento, nada estava confirmado sobre possível sessão extra nesta terça-feira, 8 de fevereiro, para tratar da LOA.

> ACERTO DE CONTAS

Com Francisco Tenório preso, polícia agora caça Cícero Ferro ALE

Depois da prisão do ex-deputado federal Francisco Tenório, dois políticos alagoanos com diversos mandatos legislativos no currículo estão na mira da Justiça desde a última segunda-feira, 31 de janeiro, quando perderam as prerrogativas da imunidade parlamentar: os ex-deputados estaduais João Beltrão e Cícero Ferro. A situação deste último é mais crítica porque já está com prisão decretada. Cícero Ferro responde a quatro processos, dois deles referentes a crime contra a vida, e teve sua prisão preventiva (mais uma vez) decretada na segunda-feira (31) pelo desembargador Orlando Manso, mas não foi localizado pelo tático da Polícia Civil em sua residência no condomínio Aldebaran. Coincidentemente, os três respondem a processos com uma mesma origem: a Operação Taturana, desencadeada pela Polícia Federal em dezembro de 2007, depois de desmontado um esquema que desviou milhões de reais da folha salarial da Assembleia Legislativa. À época, Francisco Tenório também era deputado estadual.

Cícero Ferro estaria refugiado em Miami ou Lisboa Divulgação

MORTE DE ALDO Ferro é acusado, dentre outros crimes, da autoria intelectual do assassinato do vereador Fernando Aldo, de Delmiro Gouveia. Segundo denúncia do Ministério Público Estadual, o deputado teria mandado matar o vereador, em outubro de 2007, na cidade de Mata Grande. A Polícia revelou que o crime teria custado R$ 20 mil. O desembargador Orlando Manso acompanhou a trajetória de Ferro e não perdeu tempo: ordenou sua prisão já na manhã do dia 1º de fevereiro, uma vez que o mandato legislativo expirara à meia noite de segunda-feira, dia 31. Para o ex-parlamentar, a situação era previsível, tanto que ele não foi encontrado. A Polícia teve de usar um chaveiro para permitir que se cumprisse em sua casa (no condomínio Aldebaran) um mandado de busca e apreensão. O advogado Welton Roberto informou que ele estava viajando de férias com a família, sem precisar para onde teriam ido. Ferro, segundo se apurou, estaria em Miami ou Portugal.

FATOR CRUCIAL BETO PODERÁ DERRUBAR HOLLANDA

Téo vetou aumento antes de viajar para Europa

sabilidade Fiscal (LRF) "não se sustenta porque o Poder Legislativo está muito longe de atingir o limite da LRF para gastos com pessoal". O veto cairá com mais facilidade enfatizou o assessor parlamentar - porque a nova Mesa da Casa manteve em seus postos chaves os mesmos parlamentares da legislatura anterior, com Fernando Toledo na presidência e Marcelo Victor na 2ª secretaria. Congelado desde a década passada, o subsídio dos deputados foi reajustado num efeito cascata produzido pelos 61,8% conferidos aos deputados federais em dezembro (de R$ 16,5 mil para R$ 26,7 mil). Segundo a Constituição, o limite máximo dos salários dos deputados estaduais é de 75% do pago aos deputados federais. Aqui, o subsídio na Assembleia estava abaixo do limite máximo, o que possibilitou o percentual de 109% de aumento.

Para os políticos que respondem a processo na Justiça, a manutenção de um man-

Orlando Manso já havia mandado prendêlo, mas o advogado Welton Roberto conseguiu um salvo conduto expedido pela ministra Maria Teresa Moura, do Superior Tribunal de Justiça. O argumento, cabível, era de que Cícero Ferro não podia ser preso dada sua condição de deputado estadual e, portanto, portador de imunidade parlamentar. Mas veio a derrota eleitoral, o fim da legislatura e a extinção da imunidade. Ao expedir a ordem de prisão, o desembargador Orlando Manso invocou a "garantia da ordem pública, da ordem econômica, por conveniência da instrução criminal ou para assegurar a aplicação da lei penal, quando houver prova da existência do crime e indícios suficientes de autoria". Manso aproveitou para lembrar que há anos a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa "contribuiu e vem contribuindo para estancar a tramitação dos processos contra o réu Cícero Paes Ferro, quando não cumpre as decisões emanadas pelo Poder Judiciário local".

E AGORA, JOSÉ?

Francisco Tenório foi preso pela Polícia Federal

dato legislativo é crucial, pois lhes garante foro privilegiado e os mantém imunes a ordens de prisão (salvo, claro, em casos de flagrante em crimes inafiançáveis). Enquanto esbravejava contra o Tribunal de Justiça, Cícero Ferro ouviu muitas vezes a desembargadora Elizabeth Carvalho admoestá-lo de forma irônica: "É bom que o senhor trate de se reeleger". Ferro não se reelegeu, perdeu a imunidade e teve a prisão decretada. Antes, em 2009,

O que todos se perguntam é: o que vai acontecer com Cícero Ferro? Enquanto o advogado Welton Roberto tenta revalidar o salvo conduto concedido no âmbito do STJ, aqui o ex-deputado é considerado um foragido da Justiça. Se o advogado fracassar em sua missão, Ferro terá dois caminhos para escolher: manter-se fora de Alagoas (e em lugar incerto e não sabido) ou vir para cá e entregar-se à Polícia. Pois a terceira opção deixou de existir: ele poderia assumir a vaga de Dudu Hollanda, mas o deputado, que antes falava em se licenciar para tratamento de saúde, assumiu nova postura e, na segunda-feira, anunciou: "Estou bem, perdi peso e não preciso mais tirar licença para me tratar". O desembargador havia lançado uma advertência a Dudu Hollanda: se fosse confirmada a manobra para socorrer Cícero Ferro, Hollanda seria responsabilizado criminalmente. Com apoio da Polícia Federal, a Justiça pode montar um esquema especial para monitorar os passos de Cícero Ferro exterior, habilitando-se a prendê-lo no momento em que retornar ao Brasil.


Primeira Edição | 7 a 13 de fevereiro, 2011

A4 | Cidade

O Ã S O IVA L P EX MOT O T U A

Em apenas 3 décadas, frota de Maceió registra crescimento de 180 mil carros Aumento é concentrado, visto que expansão urbana da capital é limitada, abrangendo predominantemente áreas do Tabuleiro Luciana Martins

Nos últimos 31 anos, a frota de automóveis de Maceió deu um salto espetacular, passando de 25 mil unidades em 1979 para 205 mil em 2010. Nesse período de três décadas, exatamente 180 mil novos automóveis passaram a circular nas ruas da capital alagoana. Esse número de 25 mil carros foi obtido junto ao Detran/AL em meados de 1979 pelo então prefeito Dilton Simões em cuja gestão implantou a Leste-Oeste, as passagens de nível da Av. Fernandes Lima, e construiu a ponte sobre o Reginaldo e o Dique-Estrada. O que mais impressiona é que a explosão da frota aconteceu dentro do mesmo perímetro urbano, uma vez que a área plana habitada de Maceió quase que não cresceu nesses 31 anos. Registrou-se, no período, um crescimento vertical muito acentuado (é só atentar para as centenas de edifícios que transformaram Ponta Verde, Pajuçara, Jatiúca e Mangabeiras em autêntica selva de pedras) paralelamente à construção de dezenas de conjuntos habitacionais localizados de forma predominante nas áreas da Serraria e Tabuleiro do Martins. SATURAÇÃO A expansão urbana e populacional não foi maior devido à saturação nas áreas centrais e tendo em vista que a cidade é banhada de um lado pelo mar e dom outro pela lagoa Mundaú, restando o Tabuleiro, a faixa acidentada em direção ao litoral norte e a área do litoral sul que já pertence ao município de Ma-

Aquisição de carro deixou de ser sonho e virou realidade; em Maceió, com o veloz e contínuo crfescimento da sofra, os pontos de congestinamentos se multiplicam e se tornam permanentes

rechal Deodoro. Segundo os dados que acabam de ser divulgados pelo Detran/AL, a frota maceioense cresceu à razão de 60 mil veículos a cada 10 anos, aí incluídos carros de passeio, ônibus e caminhões. Isso permite fazer uma projeção preocupante: daqui a 20 anos, a frota de Maceió atingirá os 350 mil veículos, e o trânsito, sem modificações estruturais, atingirá um estágio crítico com congestionamentos permanentes em todas as principais vias. Mas a frota real é muito superior já que as estatísticas não mencionam os veículos que circulam na capital procedentes

do interior e de outros estados. FACILIDADE Aqui, como no resto do País, a frota cresce impulsionada por um fator: está cada vez mais fácil comprar um automóvel zero quilômetro (o eterno sonho do brasileiro de classe média) parcelado em 60 vezes, em muitos casos sem a necessidade de entrada.

em massa durante a travessia da crise financeira mundial. Com a massificação (e como a frota cresce, mas as pistas continuam as mesmas em tamanho e largura), a solução, para atenuar o problema mais adiante, será a construção de mais viadutos e a ampliação, com melhorias, do sistema de transporte de massa atualmente deficiente.

CRESCIMENTO IMPOSTO Em 2009 e 2010 o avanço se deu também graças à redução do IPI ( Imposto sobre Produtos Industrializados), uma medida emergencial adotada pelo governo para evitar desemprego

Pelos números do Detran/AL, em 2010 a frota de veículos de Alagoas cresceu 11,5% em comparação com 2009. O total de veículos registrados no Estado, que era de 393.137 em 31 de dezembro de 2009, pulou

para 438.414 no final de 2010, um acréscimo de 45.277 unidades no ano, ou 3.770 por mês. A Coordenadoria de Controle de Veículos revelou que o aumento foi ainda mais significativo em Maceió, onde o número de veículos subiu de 182.750 para 205.872, representando um acréscimo de 12,6% na frota da capital. Em resumo: em apenas um ano, as ruas de Maceió tiveram mais 23.122 veículos em circulação. COMPARAÇÃO Já de acordo com a Coordenadoria de Segurança no Trânsito, a expansão na frota de veículos no Estado em 2010

(11,5%) foi mais que dez vezes a taxa de crescimento da população, que ficou em 1,01% no ano passado, segundo o censo realizado em 2010 pelo IBGE. Os números da CST apontam que esta situação, principalmente em Maceió, já começou no início da década de 1990. A população da capital alagoana cresceu 46,8% entre 1991 e 2010, enquanto no mesmo período o Detran registrou um crescimento de 181% na frota de veículos. Para especialistas, a chegada do VLT não mudará muito o cenário já que ele apenas substituirá os trens já existentes.

Etanol dispara em Alagoas e motoristas preferem gasolina Márcio Ândrei

Os preços de etanol seguem competitivos apenas nos postos de combustíveis dos estados de Mato Grosso e Goiás em relação à gasolina. Nos estados de São Paulo, Pernambuco e Tocantins, é praticamente indiferente a utilização de etanol ou gasolina no tanque, segundo dados da Agência Nacional de Petróleo (ANP) referentes à semana terminada em 29 de janeiro de 2011. Em 21 estados e no Distrito Federal, a gasolina está competitiva no bolso no consumidor. Em Maceió, na maioria dos postos, o etanol está sendo vendido a R$ 2,09 o litro. Com a gasolina custando, em média, R$ 1,76, a maioria dos motoristas está preferindo abastecer com o derivado do petróleo, que rende mais do que o álcool. Para se ter uma ideia, há um ano e meio o etanol custava apenas R$ 1,65 nos postos maceioenses. No Estado de São Paulo, que concentra quase 60% do consumo de etanol, o preço médio da gasolina está em R$ 2,475 por litro no Estado de São Paulo, o que torna o etanol hidratado competitivo na região até R$ 1,7325. Na média da ANP, o preço em São Paulo ficou em R$ 1,739 por litro, apenas 0,37% abaixo do ponto de equilíbrio entre gasolina e etanol, o que torna praticamente indiferente a utilização de um ou outro combustível. Na semana, os preços do etanol caíram 0,11% nos postos no Estado de São Paulo. A vantagem do etanol é calculada considerando que o poder calorífico do motor a álcool é

Com o etanol em alta, os motoristas estão dando preferência à gasolina

de 70% do poder nos motores à gasolina. No cálculo, são utilizados valores médios coletados em postos em todos os estados e no Distrito Federal. Quando a relação aponta um valor entre 69,50% e 70,50%, é considerado indiferente a utilização de etanol ou de gasolina no tanque de combustível. Segundo o levantamento, em São Paulo, o preço do etanol está em 70,26% do preço da gasolina (até 70% o etanol é competitivo). Em Goiás, a relação é de 69,88% e em Mato Grosso de 68,29%. A gasolina está mais vantajosa principalmente no Rio Grande do Sul (preço do etanol é 83% do valor da gasolina) e no Roraima (+82,36%).

PREÇO EM ALTA Os preços do etanol hidratado praticados nos postos brasileiros subiram em 19 estados (incluindo Alagoas) e no Distrito Federal e caíram em cinco: Bahia, Espírito Santo, Pernam-

buco, Rio de Janeiro e São Paulo. Em Roraima e Tocantins, os preços permaneceram estáveis, de acordo com dados coletados pela ANP. A maior alta foi registrada no Amapá, de 8,69%, seguido pelo Distrito Federal, com 5,91%. A maior queda foi verificada na Bahia, de 0,96%. O preço médio em São Paulo ficou em R$ 1,739 por litro ante R$ 1,741 na semana anterior. No Paraná, o preço médio ficou em R$ 1,816 (R$ 1,808 na semana anterior). Na média de preços do Brasil, a gasolina segue mais competitiva que o etanol. Segundo a ANP, na média do Brasil, o preço do etanol ficou em R$ 1,867 na semana, ante R$ 1,864 registrada na semana anterior. Em relação à média do preço da gasolina no País, que foi de R$ 2,608 por litro, o preço do etanol é competitivo até R$ 1,8256 por litro, o que confere maior competitividade à gasolina.


Primeira Edição | 7 a 13 de fevereiro, 2011

A Ç N A D MU INIDA DEF

Cidade | A5

Com novo IML já projetado, mortos vão ser tratados com mais dignidade Governo investirá R$ 4 milhões em sede que abrigará Instituto de Criminalística e Instituto de Identificação Luciana Martins

Miguel Goes

Luciana Martins Repórter

Finalmente, após décadas de discussões e espera, Maceió vai ganhar um novo Instituto Médico Legal. Para isso, o essencial já existe: um terreno, um projeto e o dinheiro para custeá-lo. Quando essa última fase de funcionamento precário terminar, a população poderá suspirar e dizer que aqui, na capital alagoana, os mortos já podem morrer e encontrar a paz antes de chegarem ao cemitério. Há muitos anos o IML de Maceió funciona em condições mais do que precárias. Os problemas são inúmeros, dentre eles o exíguo espaço físico. Localizado, há mais de 70 anos, no complexo da velha Faculdade de Medicina, na Praça Afrânio Jorge, o prédio foi tombado pelo patrimônio histórico e em breve será desocupado O projeto da nova sede, desenvolvido pelo arquiteto da Serveal (Serviços de Engenharia do Estado de Alagoas) Roberto Canabarro, está orçado em R$ 4 milhões e funcionará na Rua Rotary, no Tabuleiro Novo, próximo à Bomba do Gonzaga. O complexo, que será construído em uma área de 31 mil m², vai abrigar além do IML, o Instituto de Criminalística de Alagoas (ICA) assim como o novo Instituto de Identificação. O novo IML terá capacidade para 60 corpos refrigerados e uma sala com seis mesas para necropsia, além de sala de aula, museu, templo ecumênico, sala de imprensa e sala para os membros do Ministério Público.

Em espaço precário, IML funciona em anexo da Faculdade de Medicina há cerca de 70 anos Primeira Edição

PRECARIEDADE Segundo o diretor do IML, Gerson Odilon, o funcionamento do instituto muito se deve ao

Gerson Odilon, diretor do IML

grupo de funcionários. "Temos um número de peritos nada significativo, muito pequeno. Para se ter uma idéia, contamos apenas com dois peritos por dia. Hoje, um médico está de férias, então temos somente um para atender essa demanda. Precisamos de um concurso". Otimista, entretanto, ele diz que o instituto vem cumprindo seu papel e a prova é que no ano passado foram realizadas 12.747 perícias. "É uma instituição que, mesmo doente, tem dado o seu recado, tem contribuído bastante com a sociedade". Diariamente, em média, são examinados entre cinco e 15 corpos. Sobre o trabalho do IML, Gerson salienta que ele não é feito apenas dentro do instituto, mas, também fora dele, através das exumações, exames residenciais, exames dentro de hospitais e outros. "É um trabalho árduo".

IML ganhou novos rabecões e perdeu equipamentos por falta de condições para instalá-los

COM CAUTELA Para o legista, a transferência para uma nova sede é fundamental, mas, é preciso cautela. "A gente sabe que o IML está doente, mas, não é uma injeção letal que vai curá-lo. Não é praticando a eutanásia que você cura o doente. Na verdade precisamos de medidas paliativas e cuidados". Quanto à mudança imediata Gerson demonstra preocupação. "Onde encontraremos um novo espaço? Para se fazer essa transferência é preciso um ambiente próprio, acolhedor para acomodar tudo". Segundo o diretor, a remoção não vai atrapalhar os estudantes porque os professores têm dado poucas aulas dentro IML em função da sobrecarga existente no instituto. "Vez por outra são dadas aulas. A gente espera que o novo IML seja

construído o quanto antes porque lá teremos uma sala de aula". Sobre a data de transferência, o diretor não tem como precisar. "Agora, começam as licitações. O mais difícil já foi resolvido: o terreno, o projeto e o dinheiro".

ESTRUTURA ATUAL O IML hoje conta com seis rabecões e duas geladeiras. "Estamos recebendo uma nova geladeira com seis lugares e a antiga, vamos encaminhar para Arapiraca. Além disso, estamos recebendo também uma máquina fotográfica nova". Junto com as modernas instalações, o novo IML será contemplado também com um laboratório para a realização dos diversos tipos de exames, que ainda são feitos fora do Estado. Para suprir essa deficiência, a dire-

ção do órgão firmou recentemente convênio com o Laboratório Central de Alagoas (Lacen), que disponibilizará o seu espaço para o trabalho dos peritos. "Com a nova sede, os exames serão feitos no próprio local, sem precisar mandá-los para Salvador e nem ocupar o espaço do Lacen", afirmou o diretor do IML, Gerson Odilon. Por causa da falta de estrutura do prédio atual, Gerson Odilon disse que equipamentos adquiridos recentemente pelo órgão, como um raio X e uma câmara frigorífica de grande porte, não puderam ser instalados. O projeto vai permitir ainda a digitalização dos laudos de exames cadavéricos, que serão disponibilizados na internet para acesso por parte da polícia. O IML de Maceió atende a 42 cidades.


Primeira Edição | 7 a 13 de fevereiro, 2011

A6 | Cidade

> ENTREVISTA/ ADRIANO ARGOLO Geraldo Câmara

Ouvidor Geral geraldocamara@gmail.com

Pelo andar da carruagem Você sabe. Você conhece pelo andar da carruagem qual é o seu destino. Você sente no ar, no cheiro do campo ou no cheiro do lixo, se o caminho é bom ou não. Caminhos esquisitos vão sendo trilhados, sim senhor, na política alagoana que, aliás, sempre foi profundamente confusa e incompreensível apesar de certos políticos autodenominarem de incompreendidos. Mas, o fato é que por esses caminhos, ruelas e vielas são ultrapassadas, buracos e obstáculos são vencidos e os vencedores são sempre os mesmos. Os caminhos da Assembléia, dessa tão falada e discutida Assembléia de Alagoas, são vividos por quem comanda e sabe comandar carruagens com maestria, ora sentando-se no banco principal, ora em descanso sazonal fora do seu lugar, ora sentado na boléia ensinando o cocheiro por onde ir, mas sempre indicando rumos. Portanto, amigos, nada de surpresas. Quem está no comando, comandado está. Apenas esquentando o banco para quem, em breve, vai comandar de fato e de direito. A não ser que algum pneu fure no meio do trajeto. Ia me esquecendo que carruagem não tem pneu. Então... é isso mesmo!

DESTACÔMETRO

O destaque da semana vai para a competente Deucila Amorim que muito tem contribuído, sobretudo com seus textos fantásticos, para o sucesso do turismo alagoano.

PÍLULAS DO OUVIDOR Acho que a opinião de cada qual deve ser respeitada. No entanto, a desembargadora Elizabeth parece ter emitido a sua opinião contra Sapucaia no lugar e na hora errados. Começou a "caça aos bruxos" logo que eles deixaram de ter privilégios. Lá vai preso Francisco Tenório e a caça continua para Cícero Ferro. E, dizem, vem mais deles por aí. Toda sexta, a partir das 17h o Café da Linda, localizado no Teatro Deodoro, se transformará num grande encontro de artistas para pequenos shows. É o Café das Artes cumprindo sua missão. Luciano Barbosa, um dos donos da TV Mar, acaba de ser recebido como membro honorário da Academia Maceioense de Letras. Valeu, amigo! E um abraço ao presidente, Jucá Santos. O mundo está ficando tão moderno, mas tão moderno que, no Egito, resolveram tirar do sarcófago, Mubarak, a múmia principal. Isto é que é reação. Só no mês de fevereiro 33 mil passageiros de navios chegam ao Porto de Maceió. E a vergonha começa ali sem uma estação digna para recebê-los. É demais! Nesta "cidade aflita" quem tem a "canetinha" na mão é quem faz. E só não faz se não quiser. Mamá Omena de volta ao turismo como Secretária Adjunta da Semptur já está correndo para realizar mais um Baile Municipal. Enquanto isso, na Cultura, assume a competente Paula Sarmento. Estão abertas as inscrições para a 3ª edição do Prêmio Sebrae de Jornalismo que visa as melhores reportagens relativas ao ambiente das micro e pequenas empresas no Brasil. As inscrições seguem até 5 de março. O nordeste ficou independente na última sexta, pela madrugada. Foi aqui, o grande apagão dos últimos tempos. Aliás, escuridão sempre sobra para nós. Gente! Como é interessante o organismo humano! Dudu Holanda estava tão doente, ia tirar uma grande licença e de repente... está bom! Graças a Deus! Ou ao foragido?

ABRAÇOS IMPRESSOS Os meus abraços impressos vão para a maravilhosa classe de músicos, cantores e compositores, através de Geraldo Cardoso, um dos que levam longe a música de Alagoas.

"Justiça precisa de concurso urgente para funcionar bem" Advogado contesta juiz e diz que faltou maior transparência no TJ com Elisabeth Carvalho "Acabar com a corrupção é uma utopia, mas com a impunidade, não", afirma o advogado Adriano Argolo, um dos principais coordenadores do Movimento de Combate à Corrupção em Alagoas ao discordar da máxima do juiz Gustavo Souza Lima, segundo a qual o fim da impunidade é utópico. Nesta entrevista exclusiva ao PRIMEIRA EDIÇÃO, Adriano Argolo ataca a morosidade sistêmica do Poder Judiciário e faz críticas à gestão da desembargadora Elisabeth Carvalho na presidência do Tribunal de Justiça, sobretudo pela falta de

transparência. Em suas declarações à repórter Luciana Martins, ele atribui o mau desempenho jurisdicional no Estado à gritante carência de pessoal na estrutura do TJ-AL e defende a urgente realização de concurso público para juízes, oficiais de justiça, escrivãs e pessoal de apoio. Sobre os taturanas, Argolo considera a volta do deputado Antônio Albuquerque à Mesa da Assembleia Legislativa um retrocesso, e diz que os processos do rumoroso caso poderiam estar mais adiantados se os juízes agissem com mais determinação e compromisso. Luciana Martins

são de autoria do MCCE. Acredito no movimento, tanto que milito nele, e acho que, no caminho brasileiro, para conseguir respeito entre as nações civilizadas, teremos de inserir a bandeira da luta contra a corrupção. Essa luta pela ética, pelo combate à corrupção, é uma exigência da comunidade internacional, é uma luta em que os partidos políticos, sindicatos e a sociedade em geral, devem, cada vez mais, se engajar. É uma luta que tem ganhado mais adeptos e discordo do dr. Gustavo Souza Lima quando ele diz que o fim da impunidade é uma utopia. Ora, o fim da corrupção pode ser uma utopia, mas o fim da impunidade não. O fim da impunidade é uma realidade em muitos países e em breve será uma realidade na sociedade brasileira.

Não há perspectiva de data para julgamento dos taturanas. O que isso significa? Isso significa que o clima de impunidade vai permanecer. Essa sensação de impunidade permanece. Eu vi algumas manifestações do dr. Gustavo Souza Lima, compreendo toda parte burocrática, os procedimentos jurídicos, mas a ação cautelar, ao nosso ver, já poderia ter sido julgada há meses. Com relação às ações principais, eu tenho conhecimento genérico de como elas se encontram, acreditamos que elas poderiam estar mais adiantadas, nesse caso, se já tivesse sido julgada a ação cautelar. Penso que essa demora, simplesmente, fortalece todo o esquema de corrupção, cria um clima favorável à corrupção, de desgaste político e de certa forma arrefece as lutas dos movimentos sociais que não encontram resposta no Poder Judiciário. É possível cumprir a lei, respeitando prazos, com um Judiciário tão desorganizado como o nosso? É possível. Depende muito da atuação do juiz, do magistrado. Se ele não permitir a procrastinação dos feitos, se for incisivo e usar da sua autoridade para não permitir essas procrastinações, elas (as procrastinações) poderão existir nos movimentos de advogados chincaneiros, que inventam chincanas jurídicas para protelar o feito. Mas as chincanas serão bem menores se o juiz estiver atento sobre essas procrastinações. Acredito que o juiz, em si, é muito importante para a condução de qualquer processo, ser lento ou de um rito, de certa forma, confortável e que a sociedade aceite. O Judiciário é deficiente, claudicante, ou as leis brasileiras é que não servem? Por incrível que pareça, há algum tempo atrás, nós não tínhamos crises de normas, ou seja, a legislação não era motivo para ocasionar crises. Pelo contrário, tínhamos crise administrativa, moral e de outra monta. Hoje há uma crise normativa em alguns setores do judiciário brasileiro. Uma delas é a questão da execução penal, outra, é com relação à definição, de uma vez por todas, da Lei de Improbidade Administrativa por parte do STF. Precisamos de uma definição mais clara sobre a Lei do Ficha Limpa, precisamos de normas bem claras que codifiquem a questão da responsabilidade fiscal dos poderes e seus duodécimos. São temas que estão criando, de certa forma, uma crise normativa, além de profunda crise moral e administrativa no nosso judiciário nacional. Como o senhor avalia o desempenho da desembargadora Elisabeth Carvalho na presidência do Tribunal de Justiça? Para se fazer uma gestão razoável no TJ/AL, o gestor tem que ser reformista, para se fazer uma ótima gestão, ele tem que ser revolucionário - é o que penso sobre o Tribunal de Justiça de Alagoas. Era necessária uma maior transparência por parte do Tribunal de Justiça, em sua gestão, com relação a licitações e outros, e mostrar qual é o verdadeiro

Adriano Argolo cobra concurso para melhorar desempenho do Judiciário

valor de custeio da instituição, quantos trabalhadores tem ali, a exemplo do que cobramos ao Poder Legislativo. Penso que a sociedade teve alguns sobressaltos com algumas recentes denúncias que pipocaram na sua gestão e que poderiam ter sido evitadas, com maior transparência administrativa, entendo que o TJ/AL tem uma cultura elitista, distante da grande sociedade, falta diálogo com o povo, com os movimentos sociais e, inclusive, com as diversas categorias que compõem o judiciário. Essa ausência de diálogo é outro pecado que não foi corrigido, as diretrizes administrativas até que andaram, com exceção dos concursos para aumentar o quadro de pessoal do Judiciário, hoje bastante deficiente, porém, a gestão esbarrou nesta cultura elitista. Um Judiciário pode funcionar bem sem contar com o necessário quadro de recursos humanos (juízes, oficiais de justiça, escrivãs, pessoal de apoio), tal como ocorre hoje em Alagoas? Não, absolutamente. Hoje, vivemos uma crise que se aprofunda. Muitas comarcas acumulam juízes que são de outras comarcas. Esses magistrados ficam sobrecarregados. Isso é de uma carência enorme. Eu, que sou advogado militante, sei bem o que significa isso. Os juízes do primeiro grau alagoano estão sobrecarregados de processos, faltam escrivãs, faltam oficiais e falta estrutura de recursos humanos, juntamente com uma estrutura de engenharia, de melhores fóruns, melhores salas de audiência. É urgente um concurso para magistrado em Alagoas, bem como para as demais funções. O Conselho Nacional de Justiça já devassou o TJ-AL, apontou falcatruas e culpados, mas ninguém foi punido. É só pirotecnia? O CNJ precisa reagir com urgência contra os antiéticos, não basta apontar as falcatruas, tem que punir. Há uma maioria ética

silenciosa no judiciário que também tem que reagir. Apesar de alguns avanços, na última gestão do desembargador Zé Carlos Malta na corregedoria do TJ, a sociedade queria mais objetividade nessas investigações e conclusões punitivas dos processos que envolviam magistrados que tinham contra si provas materiais de improbidade, como foi, em alguns casos, amplamente noticiado pela mídia local. Por isso a sociedade está muito descrente das corregedorias. O corporativismo brasileiro influi, negativamente, nas questões das corregedorias. O CNJ já foi um avanço, foi através da pressão popular, da necessidade de fiscalizar e monitorar o comportamento do judiciário, que surgiu o Conselho Nacional de Justiça. Sou totalmente favorável ao CNJ e acredito que a corregedoria terá que fazer uma aliança com CNJ para atuar de uma forma mais independente. O deputado Antônio Albuquerque, apontado pela Polícia Federal como o principal taturana, está de volta à Mesa da Assembléia. É um retrocesso? Claro que é retrocesso. Se analisarmos sobre a luz do Poder Judiciário, como estamos falando, ele (Poder Judiciário) teria que ter sido mais incisivo cobrando do dr. Gustavo Souza Lima uma postura mais célere com relação aos processos. É um retrocesso sobre todos os aspectos. Acreditamos que esses deputados, conjuntamente com Antonio Albuquerque, teriam um grande prejuízo político e poderiam vir, como no caso de outros, ter dificuldades maiores de se reeleger. O senhor é um engajado nos movimentos de combate à corrupção. Mas, no fundo de sua alma, acredita neles? O movimento de combate à corrupção eleitoral é uma necessidade em todo o país. As únicas duas leis de iniciativa populares que são a 9840 e a lei 135/10 (Lei do Ficha Limpa) que foram aprovadas pelo Congresso Nacional,

Por que o alagoano em geral tem sido tão passivo, resignado, diante de tantos escândalos ao longo dos anos? Eu jamais vou agredir as massas, principalmente a massa alagoana, que é vitima dessa difamação ao longo de sua história. Acredito que a sociedade alagoana em diversas fases da história demonstrou que não é uma sociedade passiva. Houve muitas revoltas, inclusive a de Zumbi dos Palmares. Agora, como toda sociedade com muita miséria e pouca educação, ela não consegue conhecer a si própria nem os seus inimigos e adversários e quais os caminhos que esta sociedade irá trilhar para se libertar da tirania alagoana. Acho que a sociedade alagoana avançou nos últimos anos em algumas regiões e cabe às pessoas públicas e aos formadores de opinião, lutar pela melhoria dessa sociedade, conscientizar cada vez mais pessoa em vez de ficar criticando as massas. Por que políticos indiciados, acusados de desvios de dinheiro público, conseguem se reeleger com tanta facilidade? É devido, primeiro, ao poder econômico, muitos deles são apoiados pelo poder econômico fortíssimo. Também existe a corrupção eleitoral. Muitos (políticos) são de famílias tradicionais que detêm verdadeiros currais eleitorais, e há ainda a questão social: a miséria alagoana gera falta de educação política na nossa sociedade. Portanto, são vários fatores. Como o senhor viu o ingresso do delegado Pinto de Luna na política e, já agora, na equipe do prefeito Cícero Almeida? O Pinto de Luna é uma figura importante aqui no estado. E a entrada dele na política foi normal, foi uma conseqüência natural do trabalho que ele realizou e capitalizou, a ponto de quase se eleger (deputado federal). Creio que ele vá ter dificuldades em exercer a sua personalidade diante desse cargo. Mas desejo toda sorte do mundo a ele. Penso que ele fará um bom trabalho, assim espero. Tenho plena convicção na sua firmeza ética. Agora, vejo como uma contradição de princípios, do ponto de vista político, ele fazer parte da equipe de governo do prefeito, porém, uma boa gestão irá apagar essa contradição de princípios.


Primeira Edição | 7 a 13 de fevereiro, 2011

O Ã Ç O M A O D R A P ERR ENC

Cidade | A7

Bompreço extingue Bomclube, mas clientes podem resgatá-los até 2012 Durante anos, cartão de fidelidade distribuiu milhões de reais em produtos trocados pelos pontos da campanha promocional Luciana Martins

Fique atento ao prazo de validade O mês de vencimento dos pontos é estabelecido de acordo com o último dígito do seu CPF. Por exemplo, se o último dígito do seu CPF é 5, o mês de vencimento dos seus pontos é maio. No último dia do mês vencem apenas os pontos adquiridos num determinado período. Veja na tabela abaixo a data limite para o resgate dos seus pontos. Exemplo: CPF 200.123.123.84. O sócio com este CPF tem seus pontos adquiridos no período de 01/11/2008 a 31/10/2009 vencendo em 30/04/2010. O cupom Bomclube é válido por 30 dias a partir da data do resgate e deve ser utilizado na mesma loja Hiper Bompreço em que foi resgatado.

Tabela 2011

Repórter

Tabela 2012

Final do CPF

Pontos adquiridos no período

Fim da validade

Final do CPF

Pontos adquiridos no período

Fim da validade

1

01/08/2008 a 31/07/2009

31/01/2011

1

01/08/2009 a 31/07/2010

31/1/2012

2

01/09/2008 a 31/08/2009

28/02/2011

2

01/09/2009 a 31/08/2010

28/2/2012

3

01/10/2008 a 30/09/2009

31/03/2011

3

01/10/2009 a 30/09/2010

31/3/2012

4

01/11/2008 a 31/10/2009

30/04/2011

4

01/11/2009 a 31/10/2010

30/4/2012

5

01/12/2008 a 30/11/2009

31/05/2011

5

01/12/2009 a 30/11/2010

31/5/2012

6

01/01/2009 a 31/12/2009

30/06/2011

6

01/01/2010 a 31/12/2010

30/6/2012

7

01/02/2009 a 31/01/2010

31/07/2011

7

01/02/2010 a 31/12/2010

31/7/2012

8

01/03/2009 a 28/02/2010

31/08/2011

8

01/03/2010 a 31/12/2010

31/7/2012

9

01/04/2009 a 31/03/2010

30/09/2011

9

01/04/2010 a 31/12/2010

31/7/2012

0

01/05/2009 a 30/04/2010

31/10/2011

0

01/05/2010 a 31/12/2010

31/7/2012

O Bomclube, cartão de fidelidade do Bompreço, empresa pertencente ao grupo Walmart Brasil Ltda, encerrou o acúmulo de pontos no dia 31 de dezembro de 2010. No entanto, os sócios do programa não precisam se preocupar porque o resgate dos valores pontuados poderá ser feito até 31 de julho de 2012. Tony Duda, assessor de imprensa do Bompreço/ Walmart Brasil explica que a decisão de encerrar o programa de fidelidade faz parte de uma estratégia de negócios do grupo empresarial. "O Walmart Brasil passará a oferecer mais benefícios aos clientes por meio de uma política de preços ainda mais baixos, um sortimento de produtos mais adequado ao perfil dos clientes de cada loja e um atendimento mais qualificado". A partir deste mês de fevereiro e até quando durar a validade da promoção o resgate dos pontos será feito pelo cupom Bomclube e poderão ser trocados por produtos à venda nas unidades vinculadas ao programa (Bompreço, Hiper Bompreço, BIG, Nacional e Mercadorama). Em Alagoas os pontos de troca são: Hiper Buarque de Macedo, Hiper Farol e Hiper Jatiúca. O Bomclube conta com mais de quatro milhões de sócios nas regiões Nordeste e Sul. O grupo Walmart está presente em 18 estados, além do Distrito Federal e conta com 479 unidades. No Nordeste, a empresa opera 197 lojas das bandeiras Bompreço, Hiper Bompreço, TodoDia, Maxxi Atacado e Sam´s Club. Durante anos, o Bompreço distribuiu com seus clientes milhões de reais em produtos trocados por pontos do Bomclube, numa das campanhas promocionais de mais longa duração no setor de hiper e supermercado do país.

> FISCALIZAÇÃO

DER ataca construção irregular Em virtude do elevado número de ocupações da Faixa de Domínio nas rodovias estaduais, o Departamento de Estradas de Rodagem de Alagoas (DER/AL) estuda medidas para conter o avanço de construções irregulares de casas e estabelecimentos comerciais nas margens dessas rodovias. A gestora da faixa de domínio do órgão, Lúcia Guedes, destaca ações como campanhas educativas nas áreas com maior número de ocupação das faixas de domínio e a promoção de seminários, workshops com secretários de Infraestrutura dos municípios que se desenvolveram ao longo das rodovias, propondo parcerias com as prefeituras que tenham projetos de melhoria no entorno. "O objetivo é convocar as prefeituras para o conhecimento da Lei 6651/2005, que regulariza o uso da faixa de domínio das rodovias estaduais", explica Lúcia. O órgão também deverá solicitar às prefeituras a demarcação das áreas urbanas ao longo das rodovias estaduais. "Outra medida é a solicitação aos cartórios de certidões de registro de imóveis localizados às margens da rodovia", ressalta a gestora. Para fiscalizar as rodovias é necessário reforço e mais treinamento das equipes do DER.


Primeira Edição | 7 a 13 de fevereiro, 2011

A8 | Nacional

> ESCURIDÃO PETISTA

Apagões aumentam 90% em dois anos

Na era Fernando Henrique, blecautes eram provocados pela seca; agora, acontecem por incompetência e falta de investimento > NO SUPREMO

Suplentes invocam decisão do STF

Os primeiros suplentes de deputado federal pelo PP, Zé Carlos da Pesca (BA), e pelo PPS, João Destro (PR), entraram com mandados de segurança no STF (Supremo Tribunal Federal) contra a decisão da Mesa Diretora da Câmara, que determinou a posse dos primeiros suplentes das respectivas coligações, não dos partidos, nas vagas deixadas por titulares. Eles tentam garantir que sejam empossados nas vagas deixadas em decorrência

da nomeação de seus titulares para cargos no Poder Executivo. Segundo os suplentes, a decisão da Mesa afronta o entendimento manifestado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) em outro caso. Para a Corte, a vaga decorrente da renúncia do deputado Natan Donadon (PMDB-RO) deve ser ocupada pela primeira suplente do partido, não da coligação. Zé Carlos da Pesca quer tomar posse na

vaga do deputado federal Mário Sílvio Mendes Negromonte (PP), nomeado ministro das Cidades. João Destro, por sua vez, questiona a posse, no dia 1º de fevereiro, do primeiro suplente da coligação PSDB-PP-DEM-PPSPRB no Paraná, Luiz Carlos Setim (DEM), na vaga do deputado federal Cezar Silvestri (PPS), aberta em decorrência de sua nomeação como secretário estadual do Desenvolvimento Urbano do Estado.

O número de apagões graves, como o que acaba de atingir sete Estados do Nordeste, quase dobrou nos últimos dois anos, segundo o ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico). Especialistas atribuem o aumento à falta de investimentos e ao clima adverso. Contrariada, a presidente Dilma Rousseff cobrou imediata explicação às autoridades do setor energético do governo. Segundo boletins do ONS, foram registrados no ano passado 91 desligamentos superiores a 100 MW (o equivalente ao consumo médio de uma cidade com 400 mil habitantes). Em 2009 foram 77 desligamentos acima de 100 MW e em 2008 foram 48.

O número de blecautes caiu entre 2005 e 2008, mas voltou a subir em 2009. Naquele ano, o apagão mais abrangente na história do país deixou sem o fornecimento de energia 70 milhões de pessoas em 18 Estados. O apagão de quinta e sextafeira afetou cerca de 46 milhões de pessoas na região e causou problemas nos serviços de água, saúde e tráfego. Mas Edison Lobão, ministro de Minas e Energia, minimizou o incidente. Segundo ele, "não é possível falar em blecaute". Em Alagoas, a Casal diz que o sistema de abastecimento de água foi danificado causando interrupção no fornecimento.

> TELEFONIA

Governo quer limitar tarifas dos celulares Fotos: Divulgação

O governo está estudando formas de intervenção no mercado de telecomunicações do Brasil. De acordo com o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, as tarifas cobradas pelas operadoras de telefonia móvel no Brasil são altas demais, principalmente, quando comparadas às de outros países. "Por exemplo, você faz uma ligação de um telefone fixo para um celular; todos os técnicos com que conversamos dizem que é muito caro. Precisamos discutir isso. Estamos falando com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), para impor limites", afirmou Bernardo, durante o programa "Bom dia, Ministro". A tarifa de interconexão é a grande vilã nas ligações entre telefones fixos e móveis. Quando uma pessoa realiza uma chamada de um telefone fixo para um celular, essa ligação utiliza a rede da operadora de telefonia móvel e é cobrada a tarifa de interconexão. A mesma situação acontece em ligações entre telefones móveis. De acordo com levantamento feito em outubro do ano passado pela Organização das Nações Unidas (ONU), o Brasil cobra, em média, US$ 120 por um pacote de 165 minutos de conversação,

Bernardo quer limitar tarifas

174 mensagens de texto, um download e 2,1 megabytes em tráfego de dados. Nenhum outro país cobra valores tão altos. Mas a Anatel pisa em ovos quando o assunto é telefonia móvel. Por meio de sua assessoria de imprensa, o órgão explicou que as operadoras possuem concessões em regime privado e, por isso, não pode estabelecer preços para nenhuma das empresas. A agência fica com papel limitado à mediação de entraves entre operadoras, tendo poder de punir quem não cumprir suas determinações. Já as concessões de telefonia fixa estão em regime público e permitem que a agência estabeleça tetos para tarifas.

> INEGOCIÁVEL

Mantega: "Mínimo não vai passar dos R$ 545" O ministro da Fazenda, Guido Mantega, foi peremptório ao afirmar que o novo valor do salário mínimo será de R$ 545. Segundo ele, o governo não vai abrir mão do valor pois surgiu da regra que vem trazendo ganhos reais substanciais para o mínimo desde 2007. "Queremos revalidar em 2011 essa regra que foi defendida pelos trabalhadores e trouxe muitos ganhos para eles", afirmou em entrevista coletiva após encontro de três horas com as principais centrais sindicais do País em São Paulo. O acordo válido até 2010 reajustava o mínimo levando em conta a inflação do ano anterior e o crescimento da economia visto dois anos antes. "Com esse acordo, os ganhos do salário mínimo para 2012 já estão assegurados e serão expressivos", afirmou o ministro. Para o próximo ano, provavelmente o mínimo deve subir 12,5%, levando em consideração as estimativas do Ministério da Fazenda. A Pasta prevê crescimento do PIB de 7,5% em 2010 e inflação oficial de 5% em 2011. Com base nesses cálculos o mínimo subiria para R$ 613 em 2012.

Mantega não negocia mínimo

Mantega também deixou claro que, além do cumprimento da regra que valeu nos últimos quatro anos e que, portanto, tem de prevalecer em 2011, o governo leva em consideração também a necessidade de "cortar despesas". O Poder Executivo tem uma meta de superávit primário de 3% do PIB e, segundo analistas, precisará cortar R$ 50 bilhões em gastos públicos neste ano. O ministro ressaltou que a política salarial e econômica do governo Dilma é igual a do expresidente Luiz Inácio Lula da Silva.


Esportes

esportes@primeiraedicao.com.br

Primeira Edição | 7 a 13 de fevereiro, 2011 Opinião - Diário Oficial dos Municípios - Social

> CLÁSSICO

ASA entorta o Galo e assume liderança Mesmo jogando em casa com apoio da torcida, Regatas não se encontra em campo e perde por 2x1 para time de Arapiraca Aos 42 minutos, o CRB ainda não conseguia demonstrar reação e nem segurar o "dono do jogo", Vitinha que fez grande jogada e cruzou para o garoto Tiago cabecear e ampliar a vantagem. Desespero da torcida que correu para a boca do túnel do Galo para protestar, aos gritos: "Vergonha, Vergonha...". O ala André Medeiros do ASA não voltou para os vestiários já que sentiu uma fisgada na coxa e foi substituído por Alberone. O Galo também fez substituições, tentou deixar o time mais ofensivo com a entrada do atacante Serginho Baiano. E aos 15 minutos da segunda etapa, Luis André marcou para o CRB diminuindo o placar. Depois disso, o Galo cresceu no jogo e aproveitou o nervosismo do time alvinegro. Desperdiçou boas chances e contou com a eficiência do goleiro Adriano, aniversariante do dia, que evitou uma goleada. Porém,

O alvinegro conquistou uma vitória importante neste domingo, 6, em pleno Estádio Rei Pelé, diante do CRB por 2x1, e de quebra assumiu a liderança do Campeonato Aalgoano. O Galo entrou em campo, comandado interinamente por Joãozinho Paulista, com a missão de sair da má fase e voltar a vencer. Mas a não ser pelos 2 primeiros minutos de bola rolando, o time alvi-rubro demonstrou um futebol totalmente apático e deixou o ASA jogar de maneira agressiva e livre. O meia-atacante Vitinha foi o grande destaque da partida. O jogador abriu vários buracos na defesa do time da capital, dando dor de cabeça ao seu marcador Daniel, que foi substituído aos 28 minutos da primeira etapa, logo depois de ver o alvinegro de Arapiraca abrir o placar. E o gol saiu justamente dos pés de Vitinha, após cruzamento de Marielson.

Márcio Ândrei

Galo voltou a jogar mal e perdeu de 2x1 para o ASA no Estádio Rei Pelé

CSE só empata em casa contra Murici competição. O CSE continua na 5 colocação com 11 pontos e o Murici soma agora 13 pontos e permanece na quarta colocação atrás do Corinthians Alagoano que tem os mesmo 13 pontos, mas possui melhor saldo de gols. O Murici - estreia na Copa do Brasil contra o Flamengo, no próximo dia 16, no Rei Pelé agora já se prepara para receber o Coruripe, na tarde da próxima quarta-feira (09), no Estádio José Gomes da Costa. Já o CSE, vai tentar a vitória em casa, contra o CRB, na noite da próxima quarta-feira, para voltar ao chamado G-4 e a brigar pela liderança neste primeiro turno de campeonato.

O resultado (1x1) não agradou a nenhum dos dois times, que brigam pelas primeira colocações no Campeonato Alagoano. O CSE voltou a decepcionar seu torcedor, na tarde deste domingo, 06, no Estádio Juca Sampaio, em Palmeira dos Índios. O Tricolor que já foi líder da competição vem de maus resultados e não conseguiu segurar a vitória contra o Murici, atual campeão alagoano. O placar foi aberto aos 13 minutos do primeiro tempo com o atacante Roni do CSE. Os atuais campeões empataram logo depois, aos 20', com gol de Jôse. Nenhum dos dois times mudou sua posição da tabela da

Resultados 7ª Rodada / Alagoano 05/02 Sport 05/02 Coruripe 05/02 Corinthians Alagoano 06/02 CRB 06/02 CSE

3x2 4x1 3x1 1x2 1x1

CSA Santa Rita Ipanema ASA Murici

Próximos jogos / Alagoano 09/02 - 15:00 09/02 - 15:00 09/02 - 20:30 09/02 - 20:30 09/02 - 20:30

Santa Rita Murici CSE ASA CSA

x x x x x

Ipanema Coruripe CRB Sport Corinthians Alagoano

Classificação 1º 2º 3º 4º 5° 6º 7º 8º 9º 10º

ASA Coruripe Corinthians Alagoano Murici CSE Sport CRB CSA Ipanema Santa Rita

P 15 15 13 13 11 10 8 6 6 3

J 7 7 7 7 7 7 7 7 7 7

V 5 5 4 4 3 3 2 2 2 0

E 0 0 1 1 2 1 2 0 0 3

D 2 2 2 2 2 3 3 5 5 4

GP 12 14 11 8 11 12 10 7 6 9

GS 5 9 7 5 9 14 11 12 13 15

SG 7 5 4 3 2 -2 -1 -5 -7 -6

aos 28 minutos, o atacante regateano Fernando Sá foi expulso após levar o segundo cartão amarelo. Foi um balde de água fria no avanço do time, que perdeu mais uma partida, permanece na oitava posição com oito pontos (apenas dois a mais que o rival CSA) e agora já soma cinco rodadas sem vencer. O Galo enfrenta o CSE, em Palmeira dos Índios, na noite da próxima

quarta-feira. Já o ASA assume a liderança do campeonato com 15 pontos à frente do Coruripe apenas pelo saldo de gol e recebe o Sport Atalaia também na próxima quarta-feira, no Estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca.

NOVO TÉCNICO E durante o jogo, a direto regatiana anunciou o nome do

novo técnico do CRB.Trata-se de Carlos Rabelo, que já está em Maceió e assistiu à partida, no Estádio Rei Pelé. A apresentação oficial do novo comandante do Galo deverá ser nesta segundafeira. Rabelo já comandou o Coruripe, quando fez sua estréia em clubes do nordeste, em 2007. Carlos Rabelo estava atuando, desde o ano passado, no

Sertãozinho-SP, time que disputa o Campeonato Paulista da Série A2. Nessa mesma competição, ele já esteve a frente também do União Barbarense e do Taguatinga. Tem passagens por clubes como Bragantino, União São João, Atlético Sorocaba, Guaratinguetá, Mirassol, Rio Branco, América de Natal (RN), além das categorias de base do Palmeiras.


Primeira Edição | 7 a 13 de fevereiro, 2011

B2 | Esportes

> EM ATALAIA

CSA volta ‘às origens’ e perde mais uma Em partida de muitos gols, Azulão sempre esteve atrás no placar e, no final, amargou mais uma derrota diante do Sport Alberto Oliveira/ esportealagoano.com.br

O CSA até que lutou,mas com deficiência técnicas e com um limite de qualidade, foi derrotado no caldeirão do Sport na cidade de Atalaia. Jogando na tarde deste sábado, a equipe azulina sucumbiu a força do adversário e caiu por 3 a 2. Cícero Alagoano em um belo chute de longa distância, Erivânio de cabeça e Paulinho cobrando escanteio e contando com a ajuda do goleiro Anderson Paraíba, decretaram a vitória do Sport Santo Antonio. Tico Mineiro marcou dois, sendo um de cabeça e outro cobrando pênalti, descontando para o CSA. Apesar de muita luta, o CSA esbarrou no limite de qualidade técnica da equipe e de forma concreta pouco ameaçou o adversário. As melhores oportunidades surgiram em jogadas de bolas alçadas na área para a luta do atacante Tico Mineiro. Com a derrota, o CSA estacionou na oitava colocação com seis pontos. Já o Sport chegou aos dez pontos na competição e iguala-se a pontuação do CSE, que atualmente ocupa o quinto lugar na competição. Na próxima rodada, o CSA enfrentará o Corinthians Alagoano na próxima quarta-feira á noite a partir das 20h30 no Estádio Rei Pelé. Já o Sport irá encarar o ASA no Estádio Coaracy da Mata Fonseca na quintafeira.

Corinthians 3 x 1 Ipanema: gostinho da liderança Clayton Zacarias/ esportealagoano.com.br

O CSA teve nova recaída; tomou três, e só marcou dois contra o Santa Rita

Ficha Técnica

3

Santa Rita Delmir, Zé Carlos, Erivaldo, Ronald e Jam(Chiquinho); Anderson, Cícero Alagoano, Erivânio e Paulinho; Da Silva(Marcio Pereira)e Bimba(Felipe) Técnico: Paulo Roberto Ghilardi

2

CSA Anderson Paraíba; Duda, Alves e Anderson La Bamba; Eduardo Eré, Marcelo, Jéferson Lopes(Diogo), Edson Sá(Jonatha) e Dio(Rafael); Daniel e Tico Mineiro Técnico: Mário Tilico

Local: Estádio Luiz Pontes "Luizão" (Atalaia) Árbitro: José Reinaldo Figueiredo Assistentes: Carlos Jorge Titara e Benison Santos

Olha o Corinthians ai gente! Um time jovem, sem muita badalação, sem uma torcida numerosa e com uma receita certa: a mescla de juventude e experiência. Estas são características de um dos destaques Campeonato Alagoano. Ao vencer o Ipanema or 3 a 1 na tarde do último sábado no Estádio Nelson Peixoto Feijó, o Corinthians chegou a permanecer algumas horas como lider do estadual, mas foi derrubado pelo vitória do Coruripe por 4 a 1 sobre o Santa Rita na noite de sabádo, no Estádio Gerson Amaral. Pio,William e Zé Carlos marcaram para o tricolor. Adriano Cabeça fez o gol do Ipanema. Com o resultado o Corinthians chegou aos 13 pontos. Já o Ipanema permanece apenas com três. Na próxima rodada, o Corinthians irá enfrentar o CSA no Estádio Rei Pelé. Já o Ipanema enfrenta o Santa Rita na cidade de Boca da Mata.

Corinthians Alagoano não encontrou dificuldades para vencer Ipanema

Ficha Técnica

3

Corinthians Alagoano Tiago, Rafael, Anderson, Selmo Lima e Ronaldo; Luan, Pio (Igor), Cassiano(William) e Sérgio Grande (Renato); Afonso(Renato) e Zé Carlos Técnico: Lorival Santos

1

Ipanema Osmar, Luciano, Claudinho, Bel e Ítalo (Nildo); Léo, Adriano Cabeça, Yuri (Gustavo) e Rildo (James); Gil e Cal Técnico: Alisson Dantas

Local: Estádio Nelson Peixoto Feijó (Maceió) Árbitro: José Ricardo Laranjeiras Assistentes: Wladson Michelangel e Esdras Mariano


Primeira Edição | 7 a 13 de fevereiro, 2011

Esportes |B3

> NO SUFOCO

Corinthians vence Palmeiras e ameniza crise Time comandado por Tite manteve a formação 4-4-2 e quebrou invencibilidade do Verdão, que dominou jogo no Pacaembu Fotos: Terra

Apesar do domínio alviverde, o Corinthians superou a semana turbulenta que passou após a eliminação na Taça Libertadores e venceu por 1 a 0 o Palmeiras neste domingo, no Pacaembu, pela sétima rodada do Campeonato Paulista. Com o resultado, os corintianos, que entraram pressionados por sua torcida que protagonizou atos de hostilidade após o fiasco da equipe, chegaram aos nove pontos, na zona intermediária da tabela. De quebra, o Corinthians quebrou a invencibilidade da equipe do Parque Antarctica, que mesmo assim permaneceu na liderança da tabela, com 16 pontos. Mesmo depois da desclassificação na Libertadores, o técnico corintiano Tite manteve a formação do time no 4-4-2, com o meio de campo na forma de um losango, com Ralf de volante, Jucilei (pela direita), Danilo (pela esquerda), e Luis Ramirez na função de meia de ligação. Já o Palmeiras, que contou com o zagueiro Thiago Heleno apesar do retorno do titular Danilo, veio a campo no 4-3-3, com o trio Luan, Kléber e Dinei na linha de frente da equipe, enquanto Marcos Assunção, Márcio Araújo e Tinga formavam o setor de meio de campo. Com este cenário, o Corinthians começou melhor o confronto e, com o domínio da posse de bola, criou as primeiras boas chances de abrir o placar. Na melhor delas, aos 4min, Jucilei tabelou na intermediária e entrou livre na área palmeirense. No entanto, o volante hesitou na jogada e permitiu o goleiro Marcos espalmar a bola para escanteio. Com o decorrer do tempo,

porém, o Palmeiras melhorou a sua postura em campo e comandou as ações da partida até o intervalo. Melhor distribuído que o arquirrival, o time palmeirense ganhava os duelos individuais pelas laterais e, por lá, ameaçava o goleiro Júlio César. Isso porque, do lado esquerdo, o atacante Luan jogava nas costas do lateral direito Alessandro, enquando, do outro extremo do gramado, Cicinho levava a melhor sobre a marcação de Jorge Henrique e criava uma superioridade numérica com Dinei sobre Fábio Santos. Mas, o time alviverde desperdiçou as melhores oportunidades ao esbarrar nas belas defesas do camisa 1 corintiano. Aos 25min, após cobrança de escanteio, o zagueiro Maurício Ramos, chutou para importante intervenção de Júlio César. No rebote, o mesmo jogador, sozinho, chutou a bola para fora. Depois, aos 45min, o atacante Kléber recebeu passe na entrada da área, cortou para a perna esquerda e chutou rasteiro, mas o arqueiro adversário fez grande defesa com os pés, assegurando a igualdade no marcador. Para a etapa final, Tite voltou dos vestiários com Marcelo Oliveira no lugar de Fábio Santos para tentar corrigir o lado esquerdo da sua defesa. No entanto, os palmeirenses continuaram melhor no confronto, principalmente depois das entradas de Patrik e Adriano 'Michael Jackson' nas vagas de Dinei e Tinga, respectivamente. Mesmo assim, a equipe mandante do clássico não conseguiu ameaçar o goleiro do Corinthians como fez nos primeiros 45 minutos. E, no final

> CARIOCA

Abreu perde cavadinha, mas Botafogo vence Fluminense Um clássico, na acepção da palavra. Fluminense e Botafogo fizeram neste domingo uma partida para ficar durante muito tempo na memória dos torcedores. O Alvinegro venceu por 3 a 2 o Tricolor, no Engenhão, pela sexta rodada da Taça Guanabara, em um jogo marcado por duas viradas de placar, bolas na trave, decisões polêmicas da arbitragem e até uma cavadinha frustrada de Loco Abreu. Com o resultado, o Botafogo chegou à liderança do Grupo B, com 16 pontos e em boa condição para evitar um duelo antecipado com o Flamengo na semifinal da Taça Guanabara, podendo enfrentar Nova Iguaçu ou Resende. Já o Tricolor, que soma 15 pontos, precisa vencer seu próximo compromisso e torcer por um tropeço do Alvinegro na última rodada para reconquistar a primeira colocação da chave. O Fluminense volta ao Engenhão na próxima quarta-feira para enfrentar o Argentinos Juniors, em sua estreia na Libertadores-2011. Em seguida, enfrenta o Madureira, domingo, mesmo dia em que o Botafogo

recebe o Macaé, pela rodada final da fase de classificação da Taça Guanabara. A partida começou com as duas equipes investindo muito na marcação individual. No Botafogo, Loco Abreu e Herrera eram acompanhados de perto, enquanto os tricolores Conca, Fred e Rafael Moura eram perseguidos por seus adversários. Sem articulação dos dois lados, o jogo poderia ser decidido nas jogadas de bola parada. E apenas aos 23 minutos o primeiro lance de real perigo aconteceu. VASCO VENCE A espera terminou. Depois de cinco rodadas de resultados ruins e muito sofrimento, o Vasco fez 3 a 0 no Americano, neste domingo, em São Januário, e conseguiu a primeira vitória no Campeonato Carioca. Estreia com o pé direito para o técnico Ricardo Gomes. Os gols foram marcados por Marcel, Dedé e Jeferson. Os 1171 torcedores que compraram ingresso deixaram o estádio mais animados com o futuro. E gritaram "O campeão voltou".

Louco Abreu perdeu cavadinha, mas houve novo pênalti e ele converteu

do jogo ainda ficou vulnerável a alguns contragolpes do time do Parque São Jorge, que ganhou as entradas de Willian e Morais. E, em um deles, os corintianos chegaram à vitória. Aos 37min, Alessandro invandiu sozinho o campo palmeirense, tabelou com Morais e, na saída de Marcos, tocou rasteiro para garantir a vitória do time alvinegro. Na comemoração, o lateral foi em direção da torcida palmeirense para responder às provocações. O goleiro Marcos e o atacante Kléber não gostaram da atitude do rival e discutiram muito com ele.

Em partida dificílima, o Corinthiansenfrentou um Palmeiras dominador, mas acabou conseguindo a vitória de 1x0


Primeira Edição | 7 a 13 de fevereiro, 2011

B4 | Esportes

> COPA DO BRASIL

Murici receberá Fla dia 16 no Trapichão Ingressos começaram a ser vendidos na sexta-feira; jogo no Estádio Rei Pelé é considerado histórico para o time alagoano > ESTRELA

Marta se despede com gol contra as coreanas Divulgação

Com um gol nos acréscimos, Marta garantiu o empate do Santos por 1 a 1 com a seleção da Coreia do Norte, na tarde deste sábado, na estreia do novo gramado da Vila Belmiro. O jogo marcou a despedida da atleta, que jogará pelo New York Flash dos Estados Unidos, em 2011. Os dois gols da partida foram marcados na etapa complementar. Aos 30 min, Kim Yong Ae anotou para as nortecoreanas. O empate santista saiu apenas aos 47 min, quando Marta recebeu passe na Marta fez gol nos acréscimos e garantiu empate do Santos contra Coreia grande área e bateu de primeira na saída da goleira coreana. "Espero que não seja um (2010), clube em que sagrou-se Eleita cinco vezes a melhor adeus mas um até logo. Espero campeã e artilheira da Liga do mundo da Fifa no início muitas outras vezes jogar no Americana. deste ano, Marta assinou con- Brasil", disse Marta em entreA camisa 10 da seleção trato com o Santos por apenas vista à TV Bandeirantes. ainda foi o destaque no Camdois meses e o vínculo termiO time de Nova Iorque será peonato Sul-Americano-2010, nou no início de fevereiro. No a terceira equipe de Marta nos torneio que assegurou uma vasegundo semestre, porém, há Estados Unidos. Antes, a joga- ga ao Brasil na Copa do Mundo possibilidade da jogadora re- dora defendeu o Los Angeles Feminina, que acontecerá na tornar ao time da Vila Belmiro. Sol (2009) e o FC Gold Pride Alemanha neste ano.

Num jogo que vai marcar a estreia do craque Ronaldinho fora do Rio de Janeiro, o Murici alagoano prepara-se para receber o Flamengo, no próximo dia 16, em partida válida pela Copa do Brasil e que terá o Estádio Rei Pelé como palco do espetáculo. Na sexta-feira (4) a venda de ingressos para o duelo que deverá atrair torcedores até de estados vizinhos, principalmente pela boa fase do clube carioca na Taça Guanabara. No sábado, houve relato de confusão entre torcedores em busca de bilhetes. Para acompanhar a partida que entrará para a história do Murici e poder ver o ex-camisa 10 da Seleção Brasileira, o torce-

dor pode adquirir os ingressos nos seguintes pontos de venda; Federação Alagoana de Futebol (FAF), Poly Sport, Lojas do Borrachão, Carajás.

PREÇOS As arquibancadas altas e baixas custam R$ 50 e cadeiras especiais 1° piso R$ 100. Camarotes C e D com preços promocionais R$ 150. O camarote inclui buffet com bebidas (não alcoólicas) e DJ. Camarote VIP, o torcedor vai pagar R$ 200. O camarote inclui buffet com bebidas (não alcoólicas) e DJ.

EMPRESARIAL Essa modalidade de camaro-

tes é exclusiva. O empresário terá a oportunidade de levar os seus colaboradores e clientes, ficando em um lugar privilegiado no estádio Rei Pelé. O camarote tem capacidade para 20 pessoas. Em todos os camarotes haverá cobertura de sites do especializados. O DJ irá se apresentar apenas antes da partida. Os camarotes foram terceirizados pela direção do Murici para a Empresa M2 produções. Informações para os camarotes pelo telefone (82)3034-3282 ou 3326.2015. Estudantes, idosos e crianças, pagam a metade em todos os setores. vipcomm

Alagoana vai jogar nos EUA A alagoana Marta já tem time para disputar a nova temporada da WPS, o Campeonato Feminino dos Estados Unidos. A Women's Professional Soccer, entidade que organiza a competição, anunciou que em 2011 a brasileira vai jogar pelo Western New York Flash, promovido este ano à elite após vencer em 2010 a WLeague, equivalente à segunda divisão. Este será o terceiro time da Marta em três anos. A craque do Brasil tem uma condição peculiar: ela foi contratada pela

WPS, e é a organização do torneio que negocia com os times para decidir onde ela vai jogar. Além disso, Marta tem uma sina nada agradável: toda equipe que ela defende acaba. Foi assim com o Los Angeles Sol, vice-campeão em 2009, e com o FC Gold Pride, que fechou as portas mesmo depois de conquistar o título ano passado. E assim Marta, campeã e artilheira do último campeonato americano, além de novamente melhor do mundo, ficou sem time. Até aparecer o Western New York Flash. E a

jogador mais famosa e importante da competição tentará seu segundo título por uma equipe que acaba de subir da segunda divisão. Criado em 2008, o Western Flash pertence a uma companhia frigorífica da cidade de Buffalo, no estado de Nova York. O técnico é o ex-jogador neozelandês Aaran Lines, que por acaso é marido da presidente do time. No elenco, Marta vai encontrar jogadoras de outras oito nacionalidades, incluindo uma portuguesa, Kimberly Brandão, capitã do time.

Em ótima fase, Flamengo venceu o Boavista, neste domingo, pela Taça Guanabara; dia 16 vem enfrentar o Murici

Fla atravessa momento de alto astral Divulgação

Com 100% de aproveitamento neste início de 2011, o Flamengo vive um ótimo momento no Campeonato Carioca. O lateral direito Leonardo Moura enalteceu a evolução da equipe no início deste ano e acredita que o time é um dos favoritos a pelo menos um dos títulos disputados até o final da temporada. A equipe soma 15 pontos na tabela da Taça Guanabara, ocupando o primeiro lugar do grupo A. "A gente entrou em cada jogo com uma formação. Nesses cinco jogos foram vitórias importantíssimas. Até a fase final da Taça Rio a gente estará entrosado. Os jogadores que estão começando ou os que estão entrando durante o segundo tempo mostram empenho, vontade de ganhar", revelou o atleta. Leo Moura também depositou suas esperanças nos novos reforços da equipe da Gávea. "O entrosamento virá com o tempo, a gente não pode cobrar o Ro-

Léo Moura destaca bom aproveitamento do Fla no campeonato fluminense

naldinho, o Thiago Neves, de como eu, o Willians ou Maldonado nos posicionamos. Eu tenho certeza que o Flamengo desse ano será campeão." Quanto à entrega da faixa de capitão a Ronaldinho, Leo Moura ficou satisfeito com o empenho do camisa 10 em campo du-

rante o embate ante o Nova Iguaçu. "Ele mostrou muita vontade. Ele vinha conversando com o grupo e mostrava muita vontade de estrear pelo Flamengo. Tinha que dar essa faixa de presente para ele. Tenho certeza que está em boas mãos", concluiu o lateral.


Primeira Edição | 7 a 13 de fevereiro, 2011

Opinião |B5

Foto da semana

Editorial

Os recursos da Assembleia Tem sido inglória a luta do governo para evitar o inevitável: o reajuste do duodécimo da Assembleia Legislativa. Ações na Justiça funcionam como remédio inócuo (sem efeito) pelo simples fato de que a ALE gasta o que pode, o que lhe cabe de direito. Logo, o único meio capaz de evitar-lhe o envio de mais dinheiro - e que, óbvio, o governo não quer - seria uma queda na receita estadual. Mas o que deve incomodar o Executivo - e o próprio Judiciário é 'como' o Legislativo gasta seu duodécimo. No seu mais recente demonstrativo de gastos, publicado no dia 27 último, consta que o Poder consumiu, de janeiro a dezembro de 2010, R$ 53, 8 milhões em despesa com pessoal. No mesmo período, recebeu R$ 127 milhões. Portanto, onde foram aplicados os outros R$ 77 milhões? Ninguém sabe, ninguém viu. É caixa preta no fundo do mar... Por isso soa inoportuno, injusto, descabido e ilegal o despacho da juíza Luciana Raposo mandando suspender a eficácia do Plano de Cargos, Carreiras e Subsídios (PCCS) dos servidores da Assembleia. Primeiro, porque ela decidiu sem ouvir o Poder em questão. Segundo, porque, conforme posição firmada pelo Supremo Tribunal Federal e pelo STJ, reajuste contido em Plano de Cargos instituído por lei é direito adquirido. Negá-lo ou sustálo implica em redução salarial, o que não é permitido pela Constituição Federal. De forma que a douta magistrada teria cumprido melhor seu papel se, em vez de prejudicar os trabalhadores do Poder Legislativo, houvesse requerido informações oficiais que lhe permitissem saber, de modo discriminado, 'em que' a Assembleia emprega os recursos de seu duodécimo. Isso, sim, teria sido um bom 'despacho' para a sociedade.

De madrugada, no acesso ao Terminal Rodoviário, motoristas param no semaforo. E a segurança deles, como fica? (Flagrante de Márcio Ândrei)

As missões do novo Congresso

Grande salto nordestino

Na última semana o Con- mas são inevitáveis nesta gresso Nacional - deputados agenda legislativa: Reformas e senadores eleitos em 2010 política e tributária, desone- tomaram posse e iniciaram ração da folha de pagamenos trabalhos formais da 54ª tos e todas as iniciativas que legislatura. Ao lado da cele- visem descomplicar e desbubração democrática, os no- rocratizar o estado brasileiro. vos integrantes do parlamen- Em discussão há mais de to estão conscientes de que uma década, o Brasil precisa têm uma longa agenda de urgentemente de uma refortrabalho daqui por diante. ma política que seja digna Os primeiros passos para que deste nome. Já fizemos alteo Congresso volte a sua roti- rações pontuais para neutrana de votações e discussões lizar o peso do poder econôtambém já foram dados atra- mico em uma mini-reforma, vés da eleição das mesas di- mas é imperioso avançar retoras e da escolha dos no- muito mais para acabar com vos líderes partidários, aque- a promiscuidade que contales que vocalizam o pensa- mina as campanhas eleitomento majoritário de seus rais. partidos nas votações e de- O Senado já aprovou uma bates na Câmara e no Sena- reforma política que, infelizdo. mente, não prosperou na CâNovamente tive a honra de mara dos Deputados. Os contar com a confiança da princípios deste projeto conunanimidade dos senadores tinuam sendo cobrados pela presentes à reunião do PMDB sociedade, entre eles o finan- a maior bancada do Se- ciamento público e exclusivo nado, com 20 integrantes - e de campanhas eleitorais. A fui reconduzireforma tribudo para liderar tária precisa, o partido no igualmente, “O Senado já próximo biêevoluir. O Braaprovou uma nio. O mesmo sil, rumo ao período no primeiro munreforma política qual o presido, está muque, infelizmente, dente da Cadando o perfil sa, José Sarnão prosperou na de sua econoney, também mia e precisaCâmara” do PMDB, mos rediscutir conduzirá as o peso de tosessões e decidos os tribusões do Senado Federal. tos. Liderar a maior bancada do No que depender do PMDB Senado exige ponderação e tudo será feito para que o equilíbrio já que vivenciamos país mantenha-se no curso um raro momento de unida- atual de prosperidade, cresde interna no partido. Afinal cimento econômico, distrio PMDB é um dos únicos par- buição de renda, aumento tidos que vem apresentando dos salários e maior oferta crescimento contínuo nas de empregos formais. Nada eleições brasileiras. Meu que represente um freio na comportamento não poderá economia ou um retrocesso ser outro que não expressar das conquistas sócio-econôa vontade da maioria da ban- micas terá o aval do partido. cada nas votações que estão Afinal foi para isso que a sopor vir. ciedade fez do PMDB o Defendi junto à bancada que maior partido do Congresso o PMDB - independentemen- Nacional. te do governo federal - elabore uma agenda legislativa Senador Renan Calheiros institucional que possibilite a É líder do PMDB no Senado reconciliação do parlamento com a sociedade. Alguns te-

As estatísticas de órgãos oficiais e os levantamentos de empresas privadas confirmam que o Nordeste deu um salto de qualidade e quantidade no seu processo de crescimento nos últimos oito anos, sob o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com a colaboração dos vários governos estaduais politicamente solidários ao presidente e, até mesmo, os de oposição. A pobreza diminui com os programas de bolsas; os investimentos privados criaram novos empregos e um ´clima de investimentos` favorece a chegada de novos empreendedores. A Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo, divulgou recente estudo mostrando que a pobreza extrema no NE caiu quase à metade (era de 28% e ficou em 15%). Se o programa contra a miséria total, anunciado pela presidente Dilma Rousseff, der certo como tudo faz crer - teremos um exemplo mundial de erradicação da pobreza extrema. Cerca de 94,9 milhões de brasileiros estão na chamada ´nova classe média`; somando-se ossegmentos ´C` e ´D` da população, uma legião de consumidores vem sustentando o mercado interno brasileiro e constitui uma das razões do nosso alto PIB, surpresa para os mercados internacionais. A eliminação dos bolsões de pobreza no Norte e

Nordeste vem sendo possível com a implementação de projetos rápidos, sem burocracia. Posso dizer que, para atingirmos esse objetivo, não foi preciso da Sudene, nem da Sudam, nem da Sudeco. Os próprios recursos da Sudene/Finosr financiam empresas - seja capital de giro, seja capital de investimento - o que não era a finalidade

“Nao era justo que o Nordeste continuasse sendo tratado como se fosse a escória deste País, sem direito a crescimento” quando foi criado o sistema de incentivos fiscais e financeiros para o Norte e Nordeste, ideia italiana aperfeiçoada por Celso Furtado e sua equipe nos governos Kubitschek e Jango. Hoje, temos o PAC para as regiões mais pobres de todo o país. O Nordeste virou solução, como bem assinalou, recentemente, a economista Tânia Bacellar: ´O Nordeste, hoje, é visto como um merca-

do de alta potencialidade`, diz ela. O emprego registrou crescimento de 43% na região, liderando os índices de crescimento formal no país. O ex-presidente da República resumiu com simplicidade o quadro atual em visita ao Ceará, no dia 13 de dezembro: ´Não era justo que o Nordeste continuasse sendo tratado como se fosse a escória deste país, como se não tivesse direito ao crescimento.` Creio que caminhamos para acelerar, ainda mais, esse crescimento com qualidade quando estivermos com as obras estruturadoras concluídas: a Refinaria Abreu e Lima, o estaleiro Atlântico Sul, a nova fábrica da Fiat, o canal de transposição do São Francisco, a Transnordestina, a recuperação da BR 101, a integração do sistema de saúde União-estados-municípios, bem como a melhoria da educação em todos os níveis e da segurança pública, sobretudo em Pernambuco, com o ´Pacto pela Vida.`. Assim, estaremos objetivando uma sociedade ainda mais justa, mais humana, mais distributiva e mais igualitária.

Inocêncio Oliveira Deputado Federal

Distribuição dos royalties do Pré-Sal O Congresso Nacional aprovou, recentemente, projeto de lei segundo o qual relevante parcela dos royalties do pré-sal seriam distribuídos de maneira igualitária entre todos os estados e municípios da Federação. Nesse sentido, 50% dos royalties iriam para os Estados e o Distrito Federal, de acordo com os critérios de repartição do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e os 50% restantes, divididos entre todos os Municípios, de acordo com os critérios de repartição do Fundo dos Municípios (FPM). Contudo, a referida forma de divisão dos royalties foi vetada pelo presidente Lula, sob o argumento de que seria contrária ao interesse público. Em síntese, tal veto significa dizer que os royalties do pré-sal serão divididos de acordo com os parâmetros atuais. Pretende-se, assim, evitar eventual redução de receitas dos estados e municípios produtores de petróleo e dos municípios afetados pelas operações de embarque e desembarque de petróleo e gás natural, que, atualmente, recebem a maior parte dos royalties decorrentes da produção de petróleo e gás natural em

águas profundas, como é o caso da produção no pré-sal. Os demais estados, o Distrito Federal e os municípios restantes da Federação recebem, de acordo com o regime atual, uma parte ínfima dos royalties da produção de petróleo e gás no mar.

“Não há dúvidas de que a derrubada do veto irradiará seus efeitos no longo prazo, beneficiando as futuras gerações” É de se reconhecer, portanto, que a grande parte dos estados e dos municípios da Federação foi seriamente prejudicada com o referido veto, porquanto a divisão dos royalties aprovada pelo Legislativo proporcionar-lhes-ia, inegavelmente, um significativo aumento de receita. Cabe a eles, agora, em nome de suas autonomias, unirem-se para pres-

sionar o Congresso Nacional a derrubar o veto presidencial. Nesse contexto, o Congresso Nacional tem o dever de derrubar o veto, mediante pleno exercício da sua independência, atuando como verdadeiro poder autônomo. A derrubada do veto em apreço constitui uma oportunidade única e histórica de se resgatar, no Brasil, ainda que pontualmente, o princípio da independência dos poderes. Esta é, seguramente, a votação mais importante para os parlamentares brasileiros neste início de legislatura, que terá início no próximo dia dois de fevereiro. Não há dúvidas de que a derrubada do veto irradiará os seus efeitos no longo prazo, beneficiando as futuras gerações de pernambucanos; que são, antes de tudo, brasileiros, devendo, desse modo, serem beneficiários diretos do significativo aumento de arrecadação a ser proporcionado por este bem da União.

Felipe Bezerra de Souza Advogado

> OS ARTIGOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES E NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DESTE JORNAL

PRIMEIRA

Luiz Carlos Barreto Goes Diretor-Geral

Romero Vieira Belo Diretor Editorial CNPJ 05.593.455/0001-8 CNPJ: 08.078.664/0001-85

Alda Sampaio Diretora Comercial

Privativa Comunicação e Representação Ltda. Representante nacional do Primeira Edição São Paulo: (11) 4197-1799 Rio de Janeiro: (21) 2262-6146 Brasília: (61) 3326-7876

Salvador: (71) 3341-2980 Recife: (81) 3241-1680

Endereço: Rua Ubiracy Costa Ferreira, 145 Jatiúca | CEP 57.036-780 Fone: (82) 3033-2189 Maceió | Alagoas Atendimento ao assinante: (82) 3033-5213


Primeira Edição | 7 a 13 de fevereiro, 2011

B6 | Especial

> DESTAQUE

Globo vai filmar próxima novela em Piranhas Gravações começam em março, também em Olho D'Água do Casado e Delmiro; Débora Bloch é uma das estrelas do elenco Fotos: Divulgação

A região do São Francisco é rica em belezas e histórias e agora será cenário da próxima novela da Rede Globo. "Cordel Encantado" será exibida no horário das 18h e traz como principal locação o município de PiranhasAL. As gravações serão iniciadas no mês de março, logo depois do Carnaval. Segundo o diretor da Secretaria de Turismo de Piranhas, Jairo Oliveira, o processo de negociação para a gravação da novela começou no mês de novembro de 2010, com visitas e apoio logístico da Sectur Piranhas e do gestor do APL de Turismo Caminhos do São Francisco, Meraldo Rocha. As cidades de Olho D'Água do Casado e Delmiro Gouveia representada pelo Mirante do Talhado -, também serão locais de gravação da trama. A mais importante cena da novela será uma aparição da Canoa de Tolda navegando pelo Canyon do São Francisco. "Vejo a oportunidade de uma integração regional entre os municípios do Baixo São Francisco, além da oportunidade de Alagoas, por meio das cidades de Piranhas, Olho d' Água do Casado e Delmiro Gouveia, divulgar o Canyon como realmente ele é", afirma Jairo. Para Danielle Novis, secretária de Estado do Turismo, "com as gravações, a região do São Francisco fortalecerá o turismo local, além de dinamizar os serviços/produtos e promover os atrativos, como belezas naturais, artesanato, cidades históricas e roteiros integrados, como a Rota do Cangaço e Caminhos do Imperador. Todos receberão visibi-

Histórica e bela, Piranhas será o cenário de nova novela da Globo; filmagens vão começar em março próximo

Débora Bloch será uma das estrelas da nova global a ser rodada em AL

lidade e a região só tem a ganhar, movimentando a economia local, gerando emprego e renda", explica Novis. Já para Meraldo Rocha, gestor do APL de Turismo Caminhos do São Francisco, "a produção de uma novela na região pode resultar na ampliação do fluxo turístico, ampliando a movimentação econômica, além de valorizar a cultura, as pessoas locais, as belezas naturais e a relação de troca entre os atores, produção e comunidade", afirma. A novela é de Duca Rachi e Thelma Guedes, com direção de núcleo de Riacardo Waddigton, direção geral de Amora Mautner, além do diretor Gustavo Rodrigues. No elenco, estão Bianca Bin, Cauã Reymond, Aline Moraes, Débora Bloch, Matheus Nachtergaele, Luiz Fernando Guimarães, Reginaldo Faria, Claudia Ohana, etc. (Agência Alagoas)

Governo incentiva avicultura A ampliação do Programa de Avicultura Familiar (PAF) de Alagoas, que visa promover o desenvolvimento sustentável regional através da criação e industrialização de ovos e carnes de frango caipira e aves rústicas, foi discutida durante reunião realizada sexta-feira (4), na Secretaria de Planejamento e do Orçamento (Seplan). O encontro, conduzido pelo secretário do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico, Luiz Otavio Gomes, contou com a presença do superintendente do Sebrae/AL, Marcos Vieira; do gerente da Unidade de Territórios Específicos do Sebrae/AL, Ronaldo Moraes; do consultor do Sebrae, Mário Bracht; e do diretor da empresa multinacional Novus, Luiz Azevedo. Com recursos de R$ 1,2 milhão do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep) destinado à Seagri, o Programa de Avicultura Familiar será ampliado. A verba será utilizada para a construção de um aviário pulmão, uma fábrica de ração, e a aquisição de mais pintos e rações para a expansão do Programa. As capacitações para os produtores serão viabilizadas com recursos do Sebrae/AL, na ordem de R$ 200 mil. "O Estado irá investir em programas como esse, que são primordiais para a diminuição da pobreza. Para resolver a indigência, não adianta apenas implantarmos grandes indústrias, mas também apostar no desenvolvimento do agronegócio", diz Luiz Otavio Gomes.


Primeira Edição | 7 a 13 de fevereiro, 2011

PREFEITURA MUNICIPAL DE LIMOEIRO DE ANADIA HOMOLOGAÇÃO – PREGÃO N° 001/2011 O Prefeito do Município de Limoeiro de Anadia, HOMOLOGA o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 717.942,53 (setecentos e dezessete mil, novecentos e quarenta e dois reais e cinqüenta e três centavos). EXTRATO DO CONTRATO N° 001/2011 – PP I CONTRATANTE: MUNICIPIO DE LIMOEIRO DE ANADIA, CNPJ: 12.207.403/0001-95. CONTRATADA: LIVRARIA E PAPELARIA CENTRAL LTDA, CNPJ: 06.125.169/0001-54 OBJETO: Aquisição de Material de Expediente-Lote 1-VALOR: R$ 260.000,00 (duzentos e sessenta mil reais) e Suprimento de Informática-Lote 3- VALOR: R$ 133.899,98 (cento e trinta e três mil, oitocentos e noventa e nove reais e noventa e oito centavos). EXTRATO DO CONTRATO N° 001/2011 – PP II CONTRATADA: CALHEIROS & MELO COMERCIO, SERVIÇOS E REPRESENTAÇÕES LTDA, CNPJ: 06.145.514/0001-11. OBJETO: Aquisição de Material de Limpeza-Lote 2VALOR: R$ 324.042,55 (trezentos e vinte e quatro mil e quarenta e dois reais e cinqüenta e cinco centavos). DATA DOS CONTRATOS: 21/01/2011. VIGÊNCIA: 31/12/2011. FUNDAMENTAÇÃO: Lei Federal nº 8.666 de 21 de junho de 1993 e suas alterações posteriores, e na Lei nº 10.520/2002. Limoeiro de Anadia, 21 de janeiro de 2011. James Marlan Ferreira Barbosa Prefeito --------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE TANQUE D’ARCA AVISO DE CANCELAMENTO PREGÃO PRESENCIAL Nº 01-07/2009 O Prefeito do Município de Tanque D’arca torna Público para o conhecimento dos interessados o cancelamento do Pregão Presencial em epígrafe, nos termos da Lei Federal nº 8.666/93, tendo como objeto Aquisição de Combustíveis e Derivados, por conveniência Administrativa. Tanque D’arca/AL, 06 de outubro de 2010. Roney Tadeu Valença Silva Prefeito --------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE BRANQUINHA RATIFICAÇÃO - INEXIGIBILIDADE Nº 009/2009 A Prefeita do município de Branquinha RATIFICA o presente processo no valor total de R$ 25.000,00 (vinte e cinco mil reais). EXTRATO DO CONTRATO Nº 009/2009 - IL CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Branquinha, CNPJ: 12.332.995/0001-77. CONTRATADA: Convicta Auditores Independentes S/S, CNPJ: 03.061.922/0001-05. OBJETO: Auditoria Contábil. VALOR: R$ 25.000,00 (vinte e cinco mil reais). Branquinha, 23 de abril de 2009. Ana Renata da Purificação Moraes Prefeita --------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE OLHO D’AGUA DAS FLORES HOMOLOGAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL N° 003/2010 O Prefeito do Município de Olho D’água Das Flores HOMOLOGA o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 44.034,00 (quarenta e quatro mil e trinta e quatro reais). EXTRATO DO CONTRATO N° 003/2010 - PP CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Olho D’Água das Flores, CNPJ: 12.251.468/0001-38. CON-

TRATADA: Perfil Gráfica ME, CNPJ: 08.829.277/0001-33. OBJETO: Contratação de serviços gráficos. VALOR: R$ 44.034,00 (quarenta e quatro mil e trinta e quatro reais). Comarca de Olho D’Água das Flores, 15 de Abril de 2010. Carlos André Paes Barreto dos Anjos Prefeito --------------------------------------------------PREFEITURA DE OLHO D’AGUA DAS FLORES HOMOLOGAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL N°002/2010 O Prefeito do Município de Olho D’água Das Flores HOMOLOGA o presente processo, que tem por objeto a aquisição de Combustíveis, óleos, filtros e lubrificantes, no valor total de R$ 610.719,00 (seiscentos e dez mil setecentos e dezenove mil reais). EXTRATO DO CONTRATO N° 01/2010 – PP 002/2010 CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Olho D’água Das Flores, CNPJ: 12.251.468/0001-38. CONTRATADA: Auto Posto São João Batista Ltda, CNPJ: 08.841.116/0001-65. OBJETO: itens 01, 03, 05 e 14, no valor de R$ 581.529,00 (quinhentos e oitenta e um mil e quinhentos e vinte nove reais). Comarca de Olho D’água Das Flores, 02 de Março de 2010. EXTRATO DO CONTRATO N° 02/2010 - PP 002/2010 CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Olho D’água Das Flores, CNPJ: 12.251.468/0001-38. CONTRATADA: Silva Melo e Cia Ltda, CNPJ: 07.431.049/0001-48. OBJETO: itens 07, 08, 09, 10, 11, 12, 13, 15, 16, 17, 18, 19 e 20, no valor de R$ 29.190,00(vinte e nove mil cento e noventa reais). Comarca de Olho D’água Das Flores, 02 de Março de 2010. Carlos André Paes Barreto dos Anjos Prefeito --------------------------------------------------PREFEITURA DE OLHO D’ÁGUA DAS FLORES EXTRATO DE PRIMEIRO TERMO ADITIVO CONTRATO N° 002/2010 - PP CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Olho D’água das Flores, CNPJ: 12.251.468/0001-38. CONTRATADA: Auto Posto São João Batista Ltda, CNPJ: 08.841.116/0001-65. OBJETO: Prorrogação de Vigência e atualização da dotação orçamentária para o exercício de 2011 para a aquisição de combustíveis, óleos filtros e lubrificantes. Comarca de Olho D’água das Flores. Olho D’água das Flores, 30 de Dezembro de 2010. Carlos André Paes Barreto dos Anjos Prefeito --------------------------------------------------PREFEITURA DE SANTA LUZIA DO NORTE AVISO DE RESULTADO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 001/2011 A Pregoeira da Prefeitura Municipal de Santa Luzia do Norte, constituída através da Portaria nº 159/2010, de 26 de novembro de 2010, torna público aos interessados o RESULTADO do Pregão Presencial nº 001/2011, referente ao processo administrativo nº 005/2011, que tem como objeto o fornecimento mensal de forma parcelada de medicamentos e materiais odontológicos e hospitalares, para atender as necessidades da Farmácia Básica e das Unidades Básicas de Saúde do Município de Santa Luzia do Norte, durante o exercício de 2011. VENCEDORA DOS LOTES 1 E 2 EMPRESA: Drogafonte Ltda CNPJ: 08.778.201-0001-26 LOTE 1 - VALOR GLOBA R$ 119.239,32 LOTE 2 – VALOR R$ 54.503,40 VENCEDORA DO LOTEA 3 EMPRESA: Farmafix – Solução em Produtos

Diário Oficial dos Municípios |B7

para a Saúde CNPJ: 04.874.766/0001-56 LOTE 3 - VALOR GLOBAL R$ 136.635,36 VENCEDORA DOS LOTES 4 E 5 EMPRESA: Dental Maceió Ltda CNPJ: 24.166.332/0001-09 LOTE 4 - VALOR GLOBAL R$ 9.800,00 LOTE 5 – VALOR GLOBAL R$ 2.650,00 Santa Luzia do Norte, 02 de Fevereiro de 2011. Leyla Christine L. L. de Farias Pregoeira --------------------------------------------------PREFEITURA DE SANTA LUZIA DO NORTE DECRETO N° 003/2011, DE 13 DE JANEIRO DE 2011. Altera dispositivos do Decreto n° 035, de 28/12/2010, que Notifica a todos os contribuintes, do lançamento de oficio de tributos municipais relativos ao exercício fiscal de 2011; dispõe sobre a forma, prazos de pagamento e o Calendário de Recolhimento; estabelece dedução de percentual nos casos de pagamento antecipado integral do total dos Impostos; e torna público o índice oficial de atualização dos valores dispostos na legislação tributária municipal, em especial a Lei Municipal n° 375/2001 (Código Tributário Municipal), e adota providências correlatas. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE SANTA LUZIA DO NORTE, no uso de suas atribuições legais, conferidas pela Lei Orgânica do Município, em especial o disposto no artigo 63, inciso VI, e considerando o disposto no artigo 11 do Decreto n° 035, de 28 de dezembr4o de 2010, DECRETA: Art. 1°. O artigo parágrafo único do artigo 4° do Decreto n° 035, de 28 de dezembro de 2010, passa a vigorar com a seguinte redação: Art. 4° ................................................... ................................................... ................................................. Parágrafo Único. O valor mínimo de cada parcela não poderá ser inferior a R$ 20,00 (vinte reais). Art. 2°. O artigo 7° do Decreto n° 035, de 28 de dezembro de 2010, passa a vigorar com a seguinte redação: “Art. 7°. O imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) decorrente da prestação de serviços sob a forma de trabalho pessoal será pago em uma única parcela, com vencimento em 31 de março de 2011, conforme tabela abaixo”: ATIVIDADES QUANT. DE UFR VALOR DA UFR VALOR EM REAL (R$) I – Profissionais liberais ou técnicos a eles equivalentes 40,00 2,2838 91,35 II – Profissionais técnicos de nível médio 20,00 2,2838 45,67 III – Autônomos sem qualificação profissional 10,00 2,2838 22,84 Art. 3°. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Art. 4°. Ficam revogados o artigo 6º e os incisos I e II do artigo 7°, do Decreto n° 035, de 28 de dezembro de 2010. Gabinete da Prefeita do Município de Santa Luzia do Norte, de 13 de janeiro de 2011. MARIA DE FÁTIMA CORREIA DE BARROS PREFEITA --------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE BRANQUINHA EXTRATO DO 1º TERMO ADITIVO DE CONTRATO CONTRATANTE: Município de Branquinha/AL. CNPJ: 12.332.995/000177. CONTRATADO: Pereira Gomes & Lopes Advocacia e Consultoria. CNPJ: 07.270.919/0001-44. OBJETO: Alteração do contrato nº 001/2010-IL, que tem como objeto os SERVIÇOS PROFISSIONAIS ADVOCATÍCIOS. PRAZO: Vigência do contrato fica por mais 12 (doze) meses, com início em 03 de janeiro de 2011 e término em 31 de dezembro de 2011. As demais Cláusulas continuam inalteradas. FNDAMENTO – Lei 8.666/93. Branquinha/AL, 03

janeiro de 2011. Ana Renata da Purificação Moraes Prefeita --------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE PENEDO HOMOLOGAÇÃO - CONVITE n° 01-01/2011 O Prefeito do Município de Penedo HOMOLOGA o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 76.000,00 (setenta e seis mil reais). EXTRATO DO CONTRATO N° 01-01/2011 CV CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Penedo, CNPJ: 12.243.697/0001-00. CONTRATADA: J L S Vieira Moreira Produções, CNPJ: 13.019.646/0001-62. OBJETO: Locação de estrutura para a Copa Nordeste de Seleções de Beach Soccer. VALOR: R$ 76.000,00 (setenta e seis mil reais). Fórum: Penedo/AL. Penedo, 28 de Janeiro de 2011. Israel Ramires Saldanha Neto Prefeito --------------------------------------------------PREFEITURA DE QUEBRANGULO EXTRATO DE CONTRATO CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Quebrangulo - CNPJ. 12.241.675/0001-01 CONTRATADO: Provedora de Internet CMA Ltda, CNPJ n° 05.232.786/0001-96 OBJETO: Consiste na manutenção do acesso conforme aqui contratado, doravante denominado acesso, as condições de uso do acesso são as possibilitadas pelo regulamento vigente e pela configuração do acesso conforme aqui contratado – Sec. De Administração. VALOR: R$ 29.726,67 (vinte e nove mil setecentos e vinte e seis reais e sessenta e sete centavos). PRAZO DE EXECUÇÃO: 11 meses e 13 dias. FONTE DE RECURSO: 04.40 /2.004 /04.122.0003 3.3.90.39.00.00.00.00.0.1.0010 Quebrangulo, 19 de janeiro 2011. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima – Prefeito --------------------------------------------------PREFEITURA DE QUEBRANGULO EXTRATO DE TERMO DE ADITIVO CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Quebrangulo – CNPJ: 12.241.675/0001-01 CONTRATADA: Empresa Aristácio Clementino de Paula - Me CNPJ: 05.244.773/0001 OBJETO: aditiva o tempo do contrato correspondente ao pregão presencial 0002/2010, Lote 0005 referente à (Gêneros Alimentícios) em mais 3 (três) meses como prevê instrumento convocatório do Pregão Presencial n° 0002/2010 e também a Lei 8666/93 e suas alterações – Sec. de Saúde. Quebrangulo, 24 de fevereiro 2011. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima – Prefeito --------------------------------------------------PREFEITURA DE QUEBRANGULO EXTRATO DE TERMO DE ADITIVO CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Quebrangulo – CNPJ: 12.241.675/0001-01 CONTRATADA: Empresa Aristácio Clementino de Paula - Me CNPJ: 05.244.773/0001 OBJETO: aditiva o tempo do contrato correspondente ao pregão presencial 0002/2010, Lote 0002 referente à (Pão Francês) em mais 3 (três) meses como prevê instrumento convocatório do Pregão Presencial n° 0002/2010 e também a Lei 8666/93 e suas alterações– Sec. de Saúde. Quebrangulo, 24 de fevereiro 2011. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima – --------------------------------------------------PREFEITURA DE QUEBRANGULO EXTRATO DE TERMO DE ADITIVO CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Quebrangulo – CNPJ: 12.241.675/0001-01 CONTRATADA: Empresa BioSystems Comercio de Produtos Laboratoriais e Hospitalares Ltda CNPJ: 08.282.077/0001-03 OBJETO: aditiva o tempo do contrato correspondente ao pregão presencial 0001/2010, em mais

três meses como prevê instrumento convocatório do Pregão Presencial n° 0001/2010 e também a Lei 8666/93 e suas alterações – Sec. de Saúde. Quebrangulo, 24 de fevereiro 2011. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima – Prefeito --------------------------------------------------PREFEITURA DE QUEBRANGULO EXTRATO DE TERMO DE ADITIVO CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Quebrangulo – CNPJ: 12.241.675/0001-01 CONTRATADA: Emanoel Barbosa dos Santos CPF: 063.057.554-18 OBJETO: Efetuar um Aditivo no valor de R$ 30,00 (trinta reais) no salário do contratado Emanoel Batista dos Santos visto que o mesmo foi reajustado – Sec. de Saúde. Quebrangulo, 24 de fevereiro 2011. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima – Prefeito --------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE BRANQUINHA AVISO DE LICITAÇÃO Pregão Presencial 003/2011 – Sistema de Registro de Preços - Objeto: Aquisição de Material de Expediente e Limpeza - Data de realização: 18/02/2011, às 10h00min. Disponibilidade dos editais na Rua Dr. Prado Omena, s/n, Centro, Branquinha/AL, das 08h00min às 12h00min. Branquinha, 01 de fevereiro de 2011. Sérgio José Silva Sarmento Pregoeiro --------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE PENEDO HOMOLOGAÇÃO - CONVITE N° 01-12/2010 O Prefeito do Município de Penedo HOMOLOGA o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 75.000,00 (setenta e cinco mil reais). EXTRATO DO CONTRATO N° 01-12/2010 CV CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Penedo, CNPJ: 12.243.697/0001-00. CONTRATADA: J L S Vieira Moreira Produções, CNPJ: 13.019.646/0001-64. OBJETO: Locação de Palco e Sonorização para a Festa de Bom Jesus dos Navegantes. VALOR: R$ 75.000,00 (setenta e cinco mil reais). Fórum: PenedoAL. Penedo, 28 de Dezembro de 2010. Israel Ramires Saldanha Neto Prefeito --------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE ATALAIA HOMOLOGAÇÃO DO PREGÃO PRESENCIAL n° 01.02/2009 O Prefeito do Município de Atalaia HOMOLOGA o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 50.000,00 (Cinqüenta mil reais). EXTRATO DO CONTRATO N° 01.02/2009 CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Atalaia, CNPJ: 12.200.143/0001-26. CONTRATADA: Mobilesco Indústria Ltda, CNPJ: 09.262.600/0001-00. OBJETO: Aquisição de Mobiliário Escolar. VALOR: R$ 50.000,00 (Cinqüenta mil reais). Fórum: Atalaia/AL. Atalaia, 11 de Março de 2009. Francisco Luiz de Albuquerque Prefeito --------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE PENEDO RATIFICAÇÃO DE INEXIGIBILIDADE 001/2011 O Prefeito do Município de Penedo RATIFICA o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 535.000,00 (quinhentos e trinta e cinco mil reais). EXTRATO DO CONTRATO 001/2011 - IL CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Penedo, CNPJ: 12.243.697/0001-00. CONTRATADA: Grupo Musical Banda Badallada Ltda ME, CNPJ: 35.555.747/0001-90. OBJETO: Apresentações Artísticas nas festividades de Bom Jesus dos Navegantes, nos dias 07, 08 e 09 de Janeiro de 2011. VALOR: R$ 535.000,00 (quinhentos e trinta e cinco mil reais). Fórum: Penedo/AL. Penedo, 03 de Janeiro de 2011. Israel Ramires Saldanha Neto

Prefeito --------------------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE MARIBONDO AVISO DE LICITAÇÃO A Prefeitura Municipal de Maribondo torna público a realização das seguintes licitações: TOMADA DE PREÇOS nº 001/2011. Objeto: Construção de Unidade Básica de Saúde. DATA: 23/02/2011 às 10h00min. TOMADA DE PREÇO N° 002/2011. Objeto: Construção de Praça de Acesso. DATA: 24/02/2011 às 10h00min. PREGÃO PRESENCIAL 001/2011. Objeto: Aquisição de Material de Construção. DATA: 25/02/2011 às 09h00min. PREGÃO PRESENCIAL 002/2011. Objeto: Aquisição de Combustíveis. DATA: 28/02/2011 às 09h00min. Editais Disponíveis na Rua José Sapucaia, nº 01, Centro, Maribondo/AL, das 08:00 às 13:00hs. Maribondo/AL, 07 de fevereiro de 2011. Rommel Toledo Gomes Marcelino Pregoeiro e Presidente da Comissão de Licitação --------------------------------------------------PREFEITURA DE QUEBRANGULO CANCELAMENTO DE PREGÃO PRESENCIAL O Prefeito do Município de Quebrangulo, Estado de Alagoas no uso de suas atribuições e em conformidade com as leis 10.520-02 e 8.666-93, resolve, CANCELAR o seguinte pregão: Processo 1819/10- Pregão Presencial N° 0001/2011 Objeto: Merenda Escolar Produtos IndustrializadosData da Reunião. Quebrangulo, 01 de fevereiro de 2011. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima Prefeito --------------------------------------------------PREFEITURA DE QUEBRANGULO TERMO DE HOMOLOGAÇÃO O Prefeito do Município de Quebrangulo, Estado de Alagoas no uso de suas atribuições e em conformidade com as leis 10.520-02 e 8.666-93, resolve, HOMOLOGAR o seguinte pregão: Processo 01885/10- Pregão Presencial N° 002/2011 - Objeto: Material de Higiene e limpeza, Para a Secretaria Municipal de Educação. Vencedora pelo menor preço por lote: ARISTÁCIO CLEMENTINO DE PAULA - ME nº 05.244.773/0001-37 Valor R$ 109.000,00 (cento e nove mil reais) Quebrangulo, 04 de fevereiro de 2011. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima Prefeito --------------------------------------------------PREFEITURA DE QUEBRANGULO Pregão Presencial A CPL do município de Quebrangulo, informa aos interessados que estará realizando a seguinte licitação conforme abaixo especificado: Pregão Presencial - 001/2011- 2ª chamada- Processos: 1819/2010 Órgão: Secretaria de Educação; Objeto: Merenda Escolar Produtos IndustrializadosData da Reunião: 18 de fevereiro de 2011. as 9:00 hs O edital do processo encontra-se a disposição dos interessados na sala da CPL. no horários de 8:00 as 12:00. Sito: Praça Getúlio Vargas, 50 - Centro Quebrangulo - AL Informações: (82) 3288 1159 - cpl.quebrangulo@gmail.com Quebrangulo, 07 de janeiro de 2010. Márcio Ivan Marinho Falcão Pregoeiro

> SAÚDE

Hospital atende 9 mil em 3 meses Parceria entre governo e prefeitura viabiliza funcionamento da instituição que assiste Santana e várias outras cidades Três meses após abrir as portas para o atendimento aos sertanejos, o Hospital Regional Dr. Clodolfo Rodrigues de Melo, em Santana do Ipanema, no Sertão alagoano, atendeu 9.230 pacientes oriundos do próprio município e das outras 24 cidades que compõem a região, nos serviços de emergência, ambulatório especializado, exames de imagem, laboratoriais e internações. Localizado em uma das regiões mais distantes da capital, a unidade, que atende os casos de média complexidade, vem contribuindo significativamente para melhorar a oferta de serviços e assistência à saúde de uma população que antes precisava se

deslocar para Arapiraca, Palmeira dos Índios ou Maceió, muitas vezes perdendo a vida antes do socorro. Embora tenha sido inaugurada em 2006, a unidade nunca funcionou. Após parceria entre Governo do Estado e Prefeitura de Santana, o Clodolfo Rodrigues iniciou atendimento há 90 dias. Para o diretor-geral do hospital, João Carlos Florentino, os números são positivos, levando em consideração que a unidade não abriu com toda sua capacidade por problemas estruturais, já que havia passado seis anos fechado. Os serviços oferecidos pelo hospital vêm seguindo um cronograma que foi pactuado

com o Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e a Prefeitura de Santana do Ipanema. "Isso mostra, sem nenhuma dúvida, que o hospital está cumprindo a sua missão de prestar assistência de qualidade a todos os moradores da região", afirma João Carlos. Segundo o diretor, o hospital iniciou o atendimento no dia 3 de novembro do ano passado com o ambulatório de especialidades garantindo consultas de clínica médica, pediatria, obstetrícia, ginecologia, cirurgia geral, urologia e traumato-ortopedia, com hora marcada de segunda a sexta-feira, aos municípios da região. Na mesma data, também

começaram a ser ofertados os exames laboratoriais. A partir de 10 de dezembro, o hospital começou a oferecer exames de imagem, como ultrassonografia, eco-dopler, eletrocardiograma, raios-X e endoscopia. O atendimento de urgência foi implantado em 15 de dezembro, funcionando 24 horas nas especialidades de pediatria, clínica-geral, traumatoortopedia, cirurgia geral, gineco-obstetra e anestesiologia. Já no dia 16 de dezembro, começaram a funcionar as internações clínicas de adultos e pediátricas. Em 30 de dezembro, foram inaugurados os blocos cirúrgicos para cirurgia de

urgência e a maternidade. "Com esses serviços em funcionamento, houve o fechamento do antigo hospital Arsênio Moreira", ressaltou João Carlos, acrescentando que a próxima etapa do cronograma será a abertura da UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) e UCINeo (Unidade de Cuidados Intermediários em Neonatologia), prevista para entrar em funcionamento ainda este mês.

ATENDIMENTO Do total de atendimentos registrados desde a abertura do Hospital Clodolfo Rodrigues, 5.026 foram no setor de emergência, 2.694 nos ambula-

tórios de especialidades, 1.208 exames laboratoriais e 302 internações, totalizando 9.230 atendimentos. De acordo com o diretor, com o perfil de unidade de média complexidade, o hospital Regional de Santana tem como principal missão estabilizar o paciente que necessita desse tipo de atendimento. "Antes de existir o hospital regional, o paciente corria risco de morte porque não ocorria a estabilização, então ele vinha a óbito antes da transferência. Nosso papel é dar suporte para estabilização até que o paciente seja transferido para outro hospital, geralmente em Arapiraca", explicou.


B8 | Social

Primeira Edição | 7 a 13 de fevereiro, 2011

07022011  

Edição Impressa do dia 07 de fevereiro

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you