Page 1

edição PRIMEIRA

Primeira Edição ganha prêmio A repórter Luciana Martins, do PRIMEIRA EDIÇÃO, venceu o Prêmio Octácio Brandão de Jornalismo Ambiental, categoria Fotojornalismo. Em parceria, Luciana e Marcela Oliveira, do PE Online, ficaram em 3º lugar em Webjornalismo. > A-10

Mega-Sena sai para 2 apostas Duas apostas acertaram as dezenas 01,03,08,13,27 e 52 da Mega-Sena deste sábado (4) e vão dividir o prêmio de mais de R$ 52 milhões. Ao todo, a Quina teve 436 acertadores e cada um vai levar R$ 11.099,09.

Ano 8 | Edição 418 | Maceió, Alagoas, 6 a 12 de junho, 2011 | R$2,00

TOLEDO: "DEMAIS PODERES NÃO REPASSAM AO AL-PREVIDÊNCIA" Presidente da Assembleia culpa burocracia, mas afirma que "aposentados recebem normalmente seus proventos" > A-2

Fórum mole do Barro Duro constrange Judiciário Márcio Ândrei

Quando inaugurou a reforma do Fórum, em 2010, a então presidente do TJ-AL, Elisabeth Carvalho, disse que sentia um alívio em entregar o prédio totalmente restaurado. Semana passada, um promotor sentiu-se mal e o juiz Marcelo Tadeu sentenciou: "Lamento muito, mas não há condições de trabalho. Nunca houve". > A-5

Téo pede prioridade ao Bird> A-4

Depois de uma reforma que custou milhões de reais, Fórum do Barro Duro volta a apresentar problema. “Aqui não há condições de trabalho, nunca houve”, desabafou o juiz Marcelo Tadeu

Reajuste do servidor alagoano é maior do NE > A-10 Rogério sai derrotado e Adriano assume nesta 2ª

Livros do MEC ensinam que "10 menos 7 é igual 4"

Márcio Ândrei

SECOM

> B-5

Braskem não tem prazo para recomeçar produção

> A-2

Dilma já pensa em como será governo sem Palocci Licitação para transporte só depende da Prefeitura

> B-9

> A-3

Cesmac vai recorrer contra o corte de vagas de Direito

> A-8

A cobiçada Secretaria Estadual de Educação ganha novo titular nesta 2ª feira: sai Rogério Teófilo, derrotado numa disputa surda com o senador Benedito de Lira, e entra o advogado Adriano Soares (foto). A posse acontece às 10h no auditório do Palácio República dos Palmares. > A-3

Na festa de Pet, Fla só empata com Corinthians em casa: 1x1 Jogando no Rio, neste domingo, na festa de despedida de Petkovic, o Flamengo não conseguiu mais que um empate em 1x1

contra o Corinthians. No final, jogadores rubronegros acharam que em vez de ganhar 1 ponto, time perdeu 2. > ESPORTES

Divulgação

Rosiana Beltrão quer transformar porto em “Docas de Alagoas”

EM ARAPIRACA, ASA VAI TENTAR REABILITAÇÃO CONTRA O SPORT Ainda sob o impacto da goleada de 4x1 para o Goiás, o ASA treinou duro para tentar a reabilitação nesta terça-feira (7)

quando recebe o Sport do Recife no Estádio Municipal, em Arapiraca. Time do Recife lidera Série B > ESPORTES

Beltrão quer transformar o porto em Docas de AL

Petkovic fez sua despedida enfrentando o Corinthians no Engenhão

Transformar o Porto de Maceió em Docas de Alagoas. É o que Rosiana Beltrão elegeu como grande objetivo de sua gestão à frente do por-

to maceioense. Em entrevista exclusiva, ela diz que, no momento, está batalhando com uma meta: pagar o passivo do Porto. > A-6

Fale conosco | Redação: (82) 3033.2189 | Comercial: (82) 3325.2815 | Atendimento ao assinante: (82) 3033.5213 | Internet: http://www.primeiraedicao.com.br


Primeira Edição | 6 a 12 de junho, 2011

A2 | Política

DA S O IA S R U C REC VIDÊN PRE

Toledo confirma denúncia e revela que outros poderes também não repassam Presidente culpa burocracia ao explicar por que ALE ainda não aderiu ao fundo previdenciário estadual Arquivo

Deputados decidiram inspecionar instalações da Braskem nesta terça

Márcio Ândrei

Braskem abe causas dos acidentes, mas não tem prazo para voltar a operar

> INSPEÇÃO

Sem data para operar, Braskem recebe deputados nesta 3ª feira Mesmo depois de haver concluído o trabalho de investigação interna, a direção da Braskem ainda não tem prazo para reiniciar as operações na unidade de clorosoda, na planta situada na Av. Assis Chateaubriand, área onde ocorreram os acidentes nos dias 21 e 23 de maio último. Com os elementos da investigação em mãos, os dirigentes e técnicos da indústria aguardam agora nova sessão na Câmara

Municipal para discutir: 1 - as causas dos dois graves eventos; 2 - as medidas que precisam ser tomadas para evitar que acidentes se repitam; 3 - como indenizar os moradores intoxicados com o cloro vazado no acidente do dia 21 de maio. Nesta terça-feira, às 10 horas, deputados integrantes da Comissão do Meio Ambiente, da Assembleia Legislativa, farão uma visita de inspeção à planta

industrial da Braskem, secundando idêntica iniciativa tomada pelos vereadores na sexta-feira 3. Preocupado com os acidentes na Braskem, mas demonstrando desconhecimento do assunto, o deputado Dudu Hollanda sugeriu a transferência da fábrica para outro local, providência que, do ponto de vista técnico, é absolutamente inviável.

O que aconteceu no interior da Braskem Os técnicos da companhia chegaram às seguintes conclusões sobre os fatos ocorridos nos dias 21 e 23 de maio: "No primeiro acidente houve o rompimento da parte inferior de um equipamento, conhecido por pré-resfriador, com subsequente vazamento de cloro. No segundo acidente, com a planta fora de operação e o cloro já removido de seu interior, ocorreu o rompimento do bocal inferior de outro equipamento, chamado de inter-resfriador, com desprendimento de fragmentos metálicos. Neste evento não houve vazamento de cloro. Ambas as ocorrências foram consequência de um aumento atípico na concentração da tricloroamina - TCA, subproduto gerado no processo. ATCA é

resultante da reação da amônia contida no sal com o cloro e é monitorada e eliminada de forma contínua ao longo do processo produtivo. O primeiro evento ocorreu pela decomposição da TCA em quantidade inesperada, simultaneamente a outros dois fatores: condição de temperatura e operação em modo de degradação parcial dessa substância. No segundo evento, a existência de TCA no bocal inferior foi responsável pela sua ruptura. Os trabalhadores atingidos não estavam intervindo no equipamento, mas próximos ao local em montagem de andaime para a inspeção, visando à identificação das causas do primeiro evento. Segundo a empresa, Unidade de Cloro

Soda da Braskem em Maceió opera há 34 anos e há 950 dias não registrava acidentes de trabalho com afastamento. Nos últimos 3 anos recebeu mais de R$ 300 milhões em manutenção e investimentos em saúde, segurança e meio ambiente SSMA. As providências necessárias para eliminar as causas dos eventos ocorridos, como a introdução de proteções adicionais e aumento de controle de processo, já estão sendo adotadas e apresentadas às autoridades competentes. O reinício da produção somente acontecerá depois que rigorosas análises de risco estiverem concluídas e todas as medidas adicionais de proteção forem colocadas em prática.

A Assembleia Legislativa não repassa as contribuições previdenciárias descontadas de seus servidores - como denunciou o PRIMEIRA EDIÇÃO em matéria de capa da última segunda-feira, mas a anomalia atinge todos os poderes, e não só o Legislativo, segundo o deputado Fernando Toledo. Questionado sobre a reportagem do PE, que também abordou o não recolhimento do Imposto de Renda descontado da folha salarial (o repasse seria feito apenas em relação a quem tem direito à restituição), o presidente da Assembleia entrou em contato com a Rádio Jornal, na 2ª feira 30, e declarou que Tribunal de Justiça e Tribunal de Contas também não fazem o repasse da verba previdenciária porque, a exemplo do Legislativo, ainda não aderiram ao AL-Previdência, o fundo de seguridade social dos servidores do Estado. - O próprio governo estadual está pendente, pois uma parte de seus servidores ainda não está integrada ao ALE-Previdência - afirmou Toledo, salientando que o processo de adesão não é simples, exige tempo, já que existe toda uma burocracia a ser superada. Pagar aposentados com verba do duodécimo constitui uma irregularidade, mas os poderes, em Alagoas, agem dessa forma desde a falência do Ipaseal (Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores de Alagoas), o que cria uma situação de insegurança para o futuro. Sindicalistas argumentam que, se houver desequilíbrio nas contas de uma dessas instituições, o risco maior recai sobre os

inativos, já que a prioridade seria justamente pagar a quem estiver trabalhando. No caso da Assembleia Legislativa, a ginástica feita para pagar aos aposentados com recursos do próprio duodécimo tem um agravante adicional: é que, sempre que provocada a abrir as contas do Poder, a Mesa Diretora insiste em apresentar a folha dos inativos como 'despesa', quando ela é bancada pelas contribuições dos funcionários em geral. Exatamente por isso, gastos com aposentadorias não entram nos cálculos para efeito de limite da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). A própria taxa previdenciária cobrada aos aposentados constitui bitributação, uma vez que, em nenhuma esfera, o poder público paga os proventos dos inativos - o dinheiro vem das contribuições. Ou seja: nenhum empregador, seja público ou privado, desembolsa dinheiro para pagar aos aposentados, isto porque os proventos são cobertos pelo dinheiro que o trabalhador recolheu ao longo dos anos enquanto esteve na ativa.

IMPOSTO DE RENDA Assim como os demais poderes do Estado, a Assembleia Legislativa não recolhe o Imposto de Renda descontado na folha salarial - salvo quando se trata de servidores com direito à restituição. Apesar disso, nas prestações de contas a Mesa faz questão de colocar a soma total do IR descontado na fonte como 'despesa' de pessoal bancada com recursos originários do duodécimo. Divulgação

Fernando Toledo confirmou denúncia sobre repasse de verba previdenciária


Primeira Edição | 6 a 12 de junho, 2011

Política | A3 Márcio Ândrei

Romero Vieira Belo

Enfoque Político Os corruptos venceram Não há invocação - nem a estrita observância à norma constitucional - capaz de sepultar o sentimento de que a invalidação da lei da Ficha Limpa, em 2010, representou uma estupenda vitória dos corruptos. Por mais que se invoque o artigo 16 da Carta Maior, o princípio da anterioridade, por mais técnicos que tenham sido os argumentos dos ministros do Supremo, nada disso abala a convicção de que a decisão final do Judiciário só beneficiou os que estavam em débito com a Justiça. - O importante é que a lei está aprovada e vai valer nas próximas eleições - bradam os mais crédulos. Será? Difícil imaginar que num País de privilegiados - onde o que pesa é sempre o interesse das elites - de repente a lei comece a punir políticos ímprobos no atacado. Se o varejo - é só acompanhar as decisões do TSE, STJ e STF já é uma raridade, como esperar por punições em grosso? Que os crédulos - mais que estes, os ingênuos - se acautelem. Para os calejados, é certíssimo que, indiferente ao 'grito rouco das ruas' e ao clamor do conjunto social, a velha Corte Maior acabará encontrando uma saída para poupar os réus políticos endinheirados e protegidos por ardilosos advogados. Em 2010, a palavra de ordem foi 'anterioridade', ou seja, mudança na legislação eleitoral só deve viger um ano após sua aprovação. Anotem: em 2012, vão invocar a condenação com 'trânsito julgado'. Bicho raro no cenário judicial brasileiro, a sentença definitiva, isto é, irrecorrível, não deixará que os corruptos de sempre - e mais os novos também - fiquem de fora do processo eleitoral. E não só o do próximo ano. APROVAÇÃO SILENCIOSA

ADESÃO NA ASSEMBLEIA

A maioria silenciosa dos servidores públicos concorda com a política salarial de reposição inflacionária adotada por Téo Vilela. Se não concordasse, estaria nas ruas robustecendo os protestos.

Aliás, se a indexação não fosse uma boa, os trabalhadores da Assembleia não estariam se mobilizando pela implantação, também no Poder Legislativo, da política salarial do Executivo.

SERVIDORES BUSCAM SOLUÇÃO PARA A COPAMED Reunidos na sede do sindicato da categoria (a assembleia está suspensa e será retomada nesta segunda-feira) os servidores do Poder Legislativo estão buscando uma fórmula de negociar o pagamento do passivo da Copamed (plano de saúde em fase de extinção) para viabilizar sua definitiva migração para a Unimed. POSIÇÃO ELOGIÁVEL

PALOCCI NA GUILHOTINA

O procurador-geral de Justiça, Eduardo Tavares, é contra a vitaliciedade na magistratura. Contra, sobretudo, a aposentadoria compulsória de magistrados condenados por improbidade.

A cabeça do ministro Antônio Milionário Palocci vai rolar a qualquer momento. A tática de Lula, de nivelar todos por baixo, não vai funcionar dessa vez. Como agravante, Palocci é reincidente.

BOM PASTOR GARANTE SANTUÁRIO DO PAPA JOÃO PAULO II A fé remove montanhas. E como. O tempo fechado, o frio e a chuva do dia 1º não impediram que dom Antônio Muniz celebrasse, conforme prometera, mais uma missa em ação de graças pela beatificação de João Paulo II. E lá estavam, na humilde área do 'papódromo', os fiéis reunidos ouvindo do arcebispo de Maceió sua mensagem evangelizadora e sua renovada promessa de construir ali um santuário consagrado ao carismático papa polonês que faleceu em 2005. LÓGICA IRREPARÁVEL De um funcionário da Braskem, apreensivo, mas realista: "Acidente industrial é algo inevitável em toda parte, mas não se pode fechar uma fábrica de aviões toda vez que uma aeronave cair".

DESPERTAR DO TRAPICHE Os acidentes na Braskem 'acordaram' a população do Trapiche. A comunidade quer que a indústria, a partir de agora, invista em obras, programas e projetos que ajudem a desenvolver o bairro.

O IMPEACHMENT DE COLLOR E O TÚNEL DO TEMPO O 'túnel do tempo' é um dos famosos corredores do Senado Federal. Ali estão gravados, em imagens e palavras, episódios históricos envolvendo o Congresso Nacional. Um deles, o impeachment de Fernando Collor. Semana passada, tentaram apagar a história: o registro sumiu. Contudo, sob protestos, o presidente José Sarney acabou cedendo e ordenou que o painel do impeachment retomasse seu lugar. SÃO EDUARDO TAVARES

PROBLEMA INSOLÚVEL

Até para resolver o impasse envolvendo o VLT, Eduardo Tavares teve de entrar em ação. Logo, logo estarão exigindo que o procurador-geral solucione a crise existencial de CSA e CRB.

Não há como se chegar a outra conclusão: por mais que a Prefeitura multiplique áreas para acomodar os camelôs do Centro, sempre haverá ambulantes infestando as ruas do comércio.

RÓDIO, JOSÉ JURANDIR E TANTOS OUTROS Em artigo sobre o saudoso Ródio Nogueira (O Jornal de 15/5/11), José Jurandir chama este colunista de 'descobridor de talentos', no velho Jornal de Alagoas, citando o próprio Ródio e Jéferson Morais. O guerreiro Jurandir esqueceu-se de incluir ele próprio, na galeria de talentos revelados como Vanildo Mendes, Eliane Aquino, Afrânio Godoy, Dênis Agra, Cláudio Humberto e outros.

Enfrentando greves e dificuldades funcionais, a Secretaria Estadual de Educação viveu um período atribulado com Rogério Teófilo novamente no comando

> MUDANÇA

Adriano assume Gestão Pública e Rogério perde ‘cacife político’ Posse do novo secretário será às 10 horas desta 2ª feira no palácio do Governo SECOM / Thiago Sampaio

Qualquer secretaria ou cargo que venha a assumir será insuficiente para abrandar a perda de espaço no governo, sofrida pelo vice-prefeito de Arapiraca, Rogério Teófilo, que está sendo substituído no comando da poderosa Secretaria Estadual de Educação, segundo avaliação feita pelos analistas políticos. Eles acreditam que, sem a Pasta da educação sob seu comando, Teófilo perde força e projeção e terá muita dificuldade para viabilizar sua candidatura à Prefeitura de Arapiraca, em 2012, na sucessão de Luciano Barbosa. O novo secretário de Educação é o juiz aposentado e advogado Adriano Soares, que já integrou o primeiro escalão de Teotonio Vilela dirigindo a antiga Secretaria de Administração, órgão que ele reformulou e transformou na atual Secretaria de Gestão Pública. A posse de Adriano Soares está marcada para ás 10 horas desta segunda-feira (6), no auditório do Palácio República dos Palmares, em cerimônia presidida pelo governador Teotonio Vilela. Durante a semana que pas-

Após dirigir Gestao Pública, Adriano assume Educação Rogério Teófilo não conseguiu se segurar no cargo

sou, Adriano e Rogério realizaram sucessivas reuniões, com dirigentes e técnicos da Secretaria, a fim de possibilitar uma transição tranqüila. Integrante do PPS, Rogério Teófilo perdeu o importante cargo sob insistente pressão do senador Benedito de Lira, que pretendia, mas não conseguiu emplacar o professor Tadeu Lira. Teófilo, ex-deputado estadual e federal, já havia dirigido a Secretaria de Educação, no terceiro governo de Divaldo Suruagy, e foi guindado ao cargo para

fortalecer o PSDB em Arapiraca, cujo prefeito, Luciano Barbosa, é do PMDB e grande aliado do senador Renan Calheiros. Ele substituiu Fábio Farias, amigo pessoal e aliado político de Renan Calheiros, que o indicou para o cargo durante a formação da equipe de Teotonio Vilela após a sucessão em 2006. Rogério Teófilo passou boa parte de seu tempo como secretário sem poderes para nomear assessores e deixa a Pasta sem ter vencido desafios como a substituição de monitores por

professores regulares. Nas últimas semanas, enquanto se comentava a mudança na Secretaria de Educação, especulava-se sobre a possível ida de Teófilo para a recém criada Secretaria de Articulação Política, mas ele não disse se aceitaria o novo cargo. Um concorre seu - o ex-deputado e líder do governo na Assembleia Legislativa, Alberto Sextafeira - tem sido objeto de especulação da mídia para assumir a articulação política do governo.

> ÁREA LIVRE

Licitação do transporte coletivo depende somente da Prefeitura Luciana Martins

Luciana Martins

não cumprir será punido.

Repórter

LIXO NA PAUTA A Prefeitura de Maceió pode, a qualquer momento e sem necessidade de autorização da Câmara Municipal, realizar a licitação para o setor de transporte coletivo da capital. Esse é, pelo menos, o entendimento do presidente da Câmara, vereador Galba Novais, que explicou: "O projeto que está tramitando é meramente normativo e, portanto, o edital da concorrência pode ser lançado antes e a normatização vir depois". Ele informou que está recebendo o projeto do vereador Ricardo Barbosa para encaminhamento às comissões. "A morosidade - disse - ocorre em virtude dos trâmites normais, visto que cada comissão tem um prazo de 14 dias para apreciá-lo, mas nós pedimos celeridade aos presidentes das comissões". - O Ministério Público já informou que a licitação pode ser feita sem a aprovação do projeto pela Câmara de Vereadores de Maceió. A normatização contida no projeto em tramitação pode vir posteriormente - afirmou o presidente. Novais salientou que à Câ-

Marcus Rômulo apurou desvio de recursos através do ‘esquema do lixo’

mara só interessa aprovar um projeto que não contenha falhas e omissões. "O objetivo da Câmara é discutir para que não se cometa nenhum erro já que muitas reivindicações foram enviadas à Casa, incluindo a dos portadores de deficiência que não se sentiam contemplados no projeto".

FERNANDES LIMA Sobre a lei municipal que restringe a circulação de caminhões pela Avenida Fernandes Lima, o presidente disse lamen-

tar o não cumprimento da norma. "É o que eu dizia: só vão cumprir quando acontecer uma tragédia. Um caminhão atropelou e matou dois motociclistas. Se aquele caminhão cumprisse a lei, se alguém tivesse fiscalizando, essa tragédia poderia ter sido evitada" , assinalou ele acrescentado: - Queremos essa fiscalização, queremos que a lei seja cumprida. Para isso, a Câmara está aprovando uma emenda constitucional que para fiscalizar a aplicabilidade das leis, e quem

A Prefeitura criou uma comissão especial e deve lançar o edital de licitação para a coleta do lixo urbano de Maceió até o final de junho, segundo assessores do prefeito Cícero Almeida. Um amplo debate, com participação da sociedade, está sendo convocado para às 9 horas da próxima segunda-feira, 13 de junho, no auditório da Secretaria Municipal de Planejamento. Na sessão pública será discutido o edital de licitação para as empresas interessadas na coleta do lixo domiciliar da capital. A minuta do edital está à disposição dos interessados na Comissão de Licitação, na Rua do Imperador, 307. A licitação para o lixo vem no rastro da denúncia do Ministério Público Estadual sobre suposto desvio de recursos municipais através do esquema que ficou conhecido como 'máfia do lixo'. Uma investigação que durou quase quatro anos, conduzida pelo promotor Marcus Rômulo, concluiu que o esquema desviou cerca de R$ 200 milhões dos cofres do município.


Primeira Edição | 6 a 12 de junho, 2011

A4 | Cidades

S E Õ S S S E E R R G A ENO M DE

Bullying não pode gerar processo criminal, mas trote, sim, afirma promotor alagoano Já a promotora Marluce Falcão diz que agravamento de pena não vem tendo a resposta que sociedade espera Luciana Martins

Luciana Martins

Miguel Goes

Repórter

Promotores da Infância e Juventude de São Paulo querem que o bullying seja considerado crime. Um anteprojeto de lei elaborado pelo grupo prevê pena mínima de um a quatro anos de reclusão, além de multa. Se a prática for violenta, grave, reiterada e cometida por adolescente, o autor poderá ser internado em instituições que cuidam de menores infratores. Em Alagoas, o PRIMEIRA EDIÇÃO ouviu dois promotores para saber se a prática do bullying pode ser criminalizada. Marluce Falcão, promotora criminal da capital e coordenadora do Núcleo de Defesa dos Direitos Humanos do Ministério Público Estadual, afirma que a prática do bullying é associada a várias condutas, não somente uma, e a maioria dessas condutas já é criminalizada. "No momento que você agride qualquer pessoa, provocando lesões leves, graves ou gravíssimas, o Código Penal já trata da matéria. Se você ofender a honra subjetiva de uma pessoa, já temos, no Código Penal, a devida penalidade desse ato. Então, não sei como reunir todas essas condutas e criminalizá-la de forma, vamos dizer, mais grave". A promotora alerta que não se pode generalizar o desentendimento entre adolescentes na escola como sendo bullying. "O que hoje está acontecendo é uma generalização. Você tem que identificar o caso que, realmente, é de bullying. Se é um caso que se configura por uma constante repetição de condutas contra determinada pessoa que vem a ferir sua integridade física ou psicológica, aí sim podemos dizer que é bullying.". Ela diz que, no Brasil, o meio de se resolver questões sociais, que de se certa forma são ligadas à violência, é através do direito penal, que é o chamado direito penal do inimigo. Ou seja, você elege um problema social e para solucioná-lo agrava-se um crime, cria-se uma conduta criminosa e assim submete-se a sociedade ao império do Estado. No que concerne ao bullying, grande parte dos casos acontece no ambiente escolar envolvendo pessoas que estão em formação, que precisam da atenção maior do Estado porque não têm como se defender

Marluce Falcão: “Rigor da pena não vem produzindo os efeitos esperados”

por questão de educação, por restrição religiosa e por fragilidade. "Tanto a vítima quanto o agressor precisam de um cuidado especial e não ser criminalizado. Não podemos aderir a essa corrente do direito penal do inimigo". Marluce ressalta que no Código Penal as condutas estão sendo cada vez mais agravadas, porém a resposta social não está vindo porque os crimes - até mesmo os gravescontinuam ocorrendo. Segundo ela, o que falta é o Estado

comçar a olhar a sociedade de uma forma a tentar modificar padrões éticos e morais para que haja respeito à dignidade da pessoa humana. "Isso vai desde a família quando nasce até a formação do adulto. Se a criança e/ou o adolescente não é formado, principalmente no ambiente escolar, na educação dos direitos humanos, ele vai ser um médico, um juiz, um promotor sem amor ao próximo, sem respeito ao próximo". Tecnicamente, é possível transformar um ato praticado

O bullying, na maioria dos casos, diz respeito a agressões contra menores nos estabelecimentos de ensino

por menor de idade em crime? A promotora explica que até os 11 anos de idade, é criança. Entre 12 e 18 anos, é considerado adolescente, e se nessa faixa etária, ele cometer algum ato considerado crime, a lei vigente no Brasil o enquadra como infrator. "Não se pode dizer que adolescente comete crime, adolescente comete ato infracional. Conseqüentemente não se aplica o Código Penal a uma criança. Ela vai ser responsabilizada pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)".

Para Marluce Falcão o que se pode fazer é um trabalho preventivo em educação de direitos humanos, mas, no segundo aspecto, se ocorrer o bullying, não se pode criminalizar uma criança que está em formação. "É dever da escola e da família preparar e educar essa criança. No momento que você vir a criança agindo dessa forma e você tolerar essa prática, aí é crime. Se você transformar a prática do bullying num enfrentamento entre área política e a criminal, não vai dar certo".

Ela explica que ao receber a notícia de bullying a promotoria trabalha com a escola, com a vítima, com o agressor e com as respectivas famílias. "Não temos apenas um problema, o da vítima, mas sim vários problemas para resolver. Se esse problema pontual não for tratado como um todo, observando as conseqüências e origens, vai acontecer outra vítima. Você resolve aqui e ali aparece outro. A escola tem que estar preparada e ter no seu corpo técnico profissionais qualificados".

Medeiros: "Só mudando a legislação penal" Miguel Goes

O promotor de justiça da Infância e Juventude, Luiz Medeiros, da 2ª Promotoria do Ministério Público Estadual, não aposta na criminalização do bullying. "Como essa conduta tem sido mais presente no âmbito escolar, ela acaba sendo praticada por crianças e adolescentes na faixa etária entre sete e 17 anos, e isso se enquadra no Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA". Medeiros entende que, para criminalizar a prática do bullying nesse contexto, seria necessário mudar a legislação, aprovar projeto de lei no Congresso Nacional, o que seria muito complicado por envolver a questão da redução da menor idade, um tema muito controverso sempre que posto na ordem do dia. A seu ver, as escolas é que

devem se prevenir. E devem sanar a questão de imediato, providenciar o chamado dos pais dos envolvidos para que a situação não evolua. "Agora, se no âmbito escolar não foi resolvido, cabe aos pais, como representantes legais desses menores agredidos, fazer algum tipo de representação que pode até redundar numa ação judicial de dano moral. E aí também vai se apurar a responsabilidade da escola na questão, podendo ela (a escola) até responder pelo dano". Já em relação aos trotes universitários, Luiz Medeiros apóia a criminalização do bullying. "Aí sim, no trote você pode falar em crime. Como se trata de adultos, acho que se deve processar criminalmente quem praticou o ato". Além disso, ele acredita que se devem adotar

Luiz Medeiros: “Criminalização só com projeto no Congresso Nacional”

posturas e procedimentos para evitar que esses tipos de trote (criminosos)continuem acontecendo. Para o promotor a criação de uma central de atendimento no MPE para receber denún-

cias sobre bullying é desnecessária já que a representação pode ser feita no Núcleo da Infância e da Juventude do Ministério Público, na Delegacia dos Crimes da Criança e do Adolescente, nos Conselhos

Tutelares e na Promotoria da Infância e da Juventude no Juizado da Infância. O Ministério Público Estadual, por meio do site www.mp.al.gov.br, possui um serviço de denúncias online, onde qualquer cidadão pode revelar os tipos de agressões que vem sofrendo. "As denúncias podem ser em qualquer âmbito, denúncia por abuso sexual, bullying. Elas podem vir identificadas ou não. Temos uma central que faz a análise dessas denúncias e encaminha aos órgãos competentes", lembra Marluce Falcão. Ambos os promotores, Luiz Medeiros e Marluce Falcão, acreditam que deveria sim, haver uma campanha midiática estimulando as vítimas de abuso a denunciarem seus agressores.

> INVESTIMENTO

Vilela pede ao Bird atenção especial para AL Divulgação

O governador Teotonio Vilela participou sexta-feira (3), no Palácio Campo das Princesas, no Recife, da reunião com o presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick, e governadores de estados nordestinos para discutir a ampliação da cooperação financeira entre a instituição internacional e o Nordeste. No encontro, Robert Zoellick anunciou a disponibilidade de US$ 3,5 bilhões somente para setor público dos estados da Região Nordeste. Esse valor corresponde a seis vezes a operação média do Banco Mundial, uma vez que, de acordo com o presidente, no ano passado, a instituição investiu cerca de US$ 500 milhões no Nordeste. "Temos trabalhado com os dados do Nordeste há muitos anos e vimos agora a oportunidade de aumentar ainda mais essa atividade. Tenho defendido cada vez mais esse aumento de cooperação do banco com os governadores nordestinos; estamos diante de uma nova geração de líderes e de indicadores

ainda muito graves com relação à miséria e à pobreza; temos muito trabalho a ser feito", argumentou Zoellick. O presidente do Bird disse que também pretende aumentar o valor destinado ao setor privado na região, que no ano passado, foi de US$ 400 milhões. "Vamos nos reunir com os responsáveis pelo setor privado, infraestrutura e BNDES para discutir o aumento das parcerias privadas", afirmou. No encontro com o presidente do Bird, Teotonio Vilela pediu uma atenção especial para Alagoas, que ainda tem o menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e os piores indicadores sociais, fatores que dificultam a erradicação da miséria em Alagoas, apesar de todo o esforço do Governo para aumentar a empregabilidade. Para o governador, embora o Nordeste seja a região que mais cresça economicamente no Brasil, ainda há uma grande defasagem que precisa ser revertida. Teotonio lembrou que Ala-

Governador Teotonio Vilela pediu, em reunião com direção do Bird no Recife, tratamento especial para Alagoas

goas ficou cerca de vinte anos sem se relacionar com a instituição - mas a interlocução foi recuperada e o Estado voltou a contar com os investimentos do Bird. "Fizemos um empréstimo há três anos focando em questões sociais, na melhoria da gestão

da máquina pública. Nosso Estado tem potencial para crescer muito mais e a função do Banco Mundial tem sido muito importante nesse processo", observou o governador, quando também defendeu a continuidade dessa parceria para toda a região. "O Nordeste precisa porque ainda

tem indicadores que são cruéis; não são somente números, são pessoas que sofrem e que precisam de políticas públicas", ressaltou. O anfitrião do encontro, o governador Eduardo Campos, disse que o aumento do aporte financeiro destinado à região

Nordeste se deve ao fato de a presidenta Dilma Roussef ter pago o valor de US$ 3 bilhões correspondente às obrigações do Brasil com o Banco Mundial. "Isso foi possível porque esse valor voltou para o Brasil, só que agora, direcionado para os estados do Nordeste", explicou. "É um recurso importante para a manutenção dos investimentos dos nove estados nas áreas estratégicas que trabalham com o banco. Além disso, vamos contar a com segurança de ter o Banco Mundial ao nosso lado, auxiliando-nos através de sua equipe técnica que é extraordinária e toda sua expertise. Isso vai nos ajudar a gastar com qualidade, com o devido controle e transparência, aplicando melhor o dinheiro, consequentemente, melhorando a vida dos nordestinos", observou Campos. Também estavam presentes os governadores do Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte, Sergipe, e o secretário de Estado da Fazenda da Bahia, Carlos Santana.


Primeira Edição | 6 a 12 de junho, 2011

A L E V NO FIM SEM

Cidades | A5

Após reforma de R$ 6 milhões, Fórum faz jus a apelido: 'balança, mas não cai' Restauração custou caro e induziu Judiciário a garantir o que a estrutura mal executada não pode assegurar Márcio Ândrei

Romero Vieira Belo Diretor Editorial

JULHO DE 2010: "É com grande alívio que entregamos esse prédio totalmente reformado à sociedade e a obrigação do Judiciário também é estar atento para prestar um serviço de qualidade aos alagoanos". (Desembargadora Elisabeth Carvalho, presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas).

MAIO DE 2011, DEZ MESES DEPOIS: "Lamento muito toda essa situação, mas não há condições de trabalho no Fórum, quer dizer, nunca houve. Tudo foi mal projetado, a obra mal executada". (Marcelo Tadeu, juiz de Direito em Maceió).

JULHO DE 2010: "O novo espaço montado no Fórum da capital segue padrões estabelecidos pelo Exército Brasileiro, que nos orientou quanto às normas de construção". (Desembargador José Carlos Malta Marques, corregedor-geral de Justiça).

Obra mal projetada e mal executada, o Fórum do Barro vive recebendo remendos e se transformou em motivo de constrangimento para os dirigentes do Trbunal de Justiça alagoano Arquivo

Arquivo

ElisabethCarvalho inaugurou reforma e afirmou, na ocasião, que se sentia aliviada em entregar o prédio todo restaurado

Juiz Marcelo Tadeu disse, na semana passada, que no Fórum do Barro Duro não há condições de trabalho. “Nunca houve”

Divulgação

MAIO DE 2011: "O ambiente de trabalho é deficitário há muito tempo. A reforma aconteceu, mas continuamos com os mesmo problemas. Receio que algo de mais grave aconteça. Como diz o ditado, pau que nasce torto permanece torto". (Marcelo Tadeu, juiz de Direito). Não, claro, pelo conteúdo, mas pela confusão das mensagens, faz lembrar um diálogo bíblico, dos tempos da Torre de Babel. No entanto, são frases recentes proferidas em relação a uma mesma coisa: o estado falimentar do já famigerado, indefectível, Fórum de Maceió, construído no Barro Duro e, desde sua inauguração, uma ameaça

constante para quem nele trabalha, e uma eterna dor de cabeça para quem dirige o Judiciário. "Uma cabeça de boi, ou de jumento vesgo, enterrada sob as fundações", brincou um cliente que procurou o espaço jurídico, na sexta-feira, e o encontrou fechado, sem atividade, por falta

de condições funcionais. "Chama um babalorixá e manda aplicar uns passes no prédio", sugeriu, espirituoso, um adepto do sincretismo afrobrasileiro, lembrando que a bênção sacerdotal, tão comum nos atos inaugurais dos bens públicos, não conseguiu evitar a incô-

moda e preocupante situação, de ontem e de hoje, e que o juiz Marcelo Tadeu definiu, hoje, com uma única palavra: "desastrosa". Apenas para não deixar de fora a questão do vil metal: só na reforma, executada em quase dois anos de trabalho acompanhado pelo olhar desconfiado da sociedade, e sempre crítico da mídia, foram devorados seis milhões de reais - dinheiro mais que suficiente para construir um conjunto de casas populares. Reinaugurado com pompa e circunstância, e com discursos afirmativos, em julho de 2010, o prédio mole do Barro Duro voltou a exibir falhas na estrutura. Na semana passada, depois de causar malestar em um promotor de Justiça, a ponto de exigir intervenção pessoal do presidente do TJ-AL, Sebastião Costa

Presidente do TJ-AL, Sebastião Costa Filho visitou instalações e previu que em uma semana atividades estarão normalizadas

Filho, o prédio voltou a justificar o apelido inspirador atribuído pelos seus freqüentadores: 'balança, mas não cai'. Solidários, os procuradores de Justiça e advogados resolveram não comparecer ao Fórum até que seja sanado seu problema mais imediato - a deficiência crônica do sistema de refrigeração, sem o qual nem o inverno siberiano é capaz de transformar a estufa do prédio em um ambiente agradável e convidativo ao trabalho. Quanto custou à sociedade alagoana o 'balança, mas não cai'? Difícil precisar, não há sequer referência de valores nos registros da internet, mas, se apenas uma das reformas importou em mais de seis milhões de reais, é fácil calcular quanto a imensa estrutura, desde sua formulação até a data inaugural, e

depois com os milionários remendos, absorveu dos depenados cofres públicos alagoanos. Prédio novo, prédio desgastado, prédio reformado, prédio rasurado, resta esperar pelo próximo capítulo. "Balançar já balançou, mas não caiu", disse aliviado um morador do velho Barro Duro. Enquanto isso, depois de observar de perto o prédio com fama de múmia arquitetônica, o diplomático Sebastião Costa Filho vaticinou do alto de seu telhado roto: tudo volta ao normal em uma semana. Tomara, mas há quem duvide. De qualquer modo, por mais que desperte medo e desconfiança em seus freqüentadores, o Fórum de Maceió tem garantia de estabilidade vazada em sua própria cognominação: 'balança, mas não cai'.


Primeira Edição | 6 a 12 de junho, 2011

A6 | Cidades

> ENTREVISTA/ ROSIANA BELTRÃO Geraldo Câmara

Ouvidor Geral geraldocamara@gmail.com

O cão amigo Eu tenho um cão e penso comigo:Que cão amigo!E, aí, não posso deixar de inverter o processo e analisar o retrocesso.Lembro-me de algum amigo que já foi do coração e penso: Que amigo cão! Mas, afinal, nessa inversão, ofendo o amigo ao chamar de cão ou ofendo o cão ao chamar de amigo. Penso, penso e morro sem chegar a conclusão qual dos dois é o cachorro. Meu Deus, se o cachorro é dócil, não me trai e me dá amor, por que chamar de cahorro um amigo traidor ? Então, se a gente levar uma mordida de cão, dependendo da ocasião, O melhor é trincar os dentes. E chamá-lo de amigão.Tem vezes que, por carinho ou devoção, Você dá tapinhas no amigo e diz: Que é que há, ô cachorrão! Mas aí você não está sendo frio.Você está fazendo um elogio e ele até gosta, bate nas suas costas e responde:"oi companheiro!" E você se sente um perdigueiro. Eu sempre disse que cachorro e certo tipo de amigo são a mesma coisa. Independente da ordem, os dois são sempre iguais e os dois mordem. Tem cachorro que é fiel até a morte. Amigo, depende da sorte. O cachorro não fala e nem sempre abocanha.O amigo, às vezes fala demais e nem se acanha. O cachorro te faz a guarda e o amigo nem sempre te aguarda. O amigo abre os braços e nem sempre é para um abraço. O cachorro abre a boca e tora o aço. O cachorro dá e sem revide. O amigo divide. E, entre amigos e cachorros, você decide. E, nesta meditação, entre o amigo e o cão, Eu cheguei a conclusão, cheguei, ora se cheguei, de menos acreditar nos amigos que sonhei.

DESTACÔMETRO O destaque vai para o dinâmico e eficiente José Carlos Lyra, presidente da Federação das Indústrias de Alagoas, pelo "jogo de cintura" com que circula entre os poderes do estado no intuito de ajudar o seu desenvolvimento.

PÍLULAS DO OUVIDOR Um abraço muito especial a todos os que fazem a Santa Casa. Dentre eles, o provedor Humberto, Dárcio, Marinete, Noya. Os médicos e enfermeiros que deram a maior atenção a Vanessa, minha mulher, na sua internação. Claro que destaco o grande cirurgião de cabeça e pescoço, Dr. Abílio Lopes, além das gentilezas de meu amigo cardiologista Edécio Albuquerque. A todos muito obrigado. O secretário da Educação Rogério Teófilo e o futuro gestor da pasta, Adriano Soares, estiveram reunidos com representantes do Sinteal para discutir sobre demandas da rede estadual de ensino. Gente educada é assim. Os vereadores que integram a CEI da Braskem visitaram a sede da petroquímica. O grupo organizou a visita para colher subsídios que complementarão os trabalhos do inquérito. O IX Encontro Nordestino do Setor de Leite e Derivados ENEL, de 8 a 10 de junho, trará a Alagoas diversos especialistas no setor de laticínios para troca de experiências e geração de negócios para o setor. Foi criada a ABIME-RN e o seu presidente, Salomão Medeiros convidou o Reitor da Universidade do Rio Grande do Norte a ser o Presidente de Honra. Convite aceito nossos cumprimentos ao Reitor Milton Marques de Medeiros. Representantes da Royal Caribbean visitaram o Porto de Maceió para conhecer a estrutura do local e visando a capital alagoana como destino para europeus e americanos que viajam pela empresa. Dia 9 a cidade de Marechal Deodoro receberá o II Circuito BNDES Musica Brasilis com o concerto Viagem Musical pelo Brasil. Algo de muito importante para a cultura alagoana. Parabéns ao portal CADA MINUTO e à jornalista Ana Cláudia Almeida pela conquista do prêmio OCTÁVIO BRANDÃO DE JORNALISMO. O tema vencedor foi Lixo Eletrônico. O cientista político Eduardo Magalhães (foto) defendeu em nosso Bartpapo com Geraldo Câmara, da TV Mar, a realização de uma Assembléia Constituinte, à parte do Congresso, para discutir a reforma política.

ABRAÇOS IMPRESSOS Os meus abraços impressos desta semana vão para o procurador geral de justiça, Eduardo Tavares que tem mostrado, com acertos, como fazer o Ministério Pùblico mais perto da população.

"Projeto deve transformar Porto de Maceió em Docas de Alagoas" Superintendente diz que faltou vontade política para garantir autonomia ao Porto Conquistar autonomia administrativa, ampliar o calado para 12,5m e transformar o porto maceioense em Docas de Alagoas. Em síntese, são os grandes objetivos da nova superintendente do Porto de Maceió, Rosiana Beltrão. Nesta entrevista à repórter Luciana Martins, do PRIMEIRA EDIÇÃO, ela afirma que faltou vontade política para transformar o Porto de Maceió em estrutura independente, sem subordinação a

Natal, como ocorreu com Recife e Cabedelo. O projeto da autonomia já está sendo trabalhado e terá que ser aprovado pelo Congresso Nacional. Beltrão discorre ainda sobre a estrutura do Porto, seu faturamento, as parcerias e os produtos que mais pesam na balança de exportações de Alagoas. "Conseguindo a autonomia, faremos um concurso público para oferecer emprego aos alagoanos", prometeu a superintendente. Luciana Martins

Quais são os principais desafios do porto de Maceió? Inicialmente o principal desafio é colocar as contas em dia. Como a administração pública não tem nome, é o Porto que deve. Esse passivo (vou chamar de passivo) não tem nome. Vou ter que colocar em dia todas as pendências que temos com fornecedores, com nossos parceiros. Esse é o meu primeiro passo. Paralelo a isso, meu principal objetivo é a autonomia do Porto. Esse é o sonho de todo administrador que passou por aqui, que o Porto venha ser do alagoano. É transformar esse porto em docas de Alagoas. É um projeto audacioso, mas possível. Já estamos na fase de processos, de complementação de idéias e de aprimoramento jurídico. Vai ter que passar pelo Congresso Nacional. É matéria que terá que ser votada nas duas Casas. Queremos que esse projeto esteja pronto até setembro para dar entrada ainda este ano. Com autonomia, teremos grandes parceiros. Sinto que o investidor está querendo chegar a Maceió. Com o término desse novo cais, já tem muita gente vindo do Sul e do Sudeste para investir em Alagoas. Quais são as prioridades que a gente tem no Porto de Maceió? Primeiro, em termos de infraestrutura, o que tanto o alagoano deseja: um terminal de passageiros, um píer para receber o turista com infraestrutura; o aprofundamento do nosso calado, que já recebe qualquer navio do mundo (10,5m), mas nós queremos ir mais além e já temos projetos em transformar os 10,5m em 12m. Isso já vai nos dar uma segu-

Qual sua avaliação sobre a presidente Dilma? Ela será a grande presidente do Brasil. Diferente do Lula ela pega um país ajustado, um país que está dando certo. Ela não tem aquela fase de arrumar a casa. Ela é uma pessoa muito técnica, inteligente e objetiva. Ela é uma pessoa que gosta do que faz. O que me encanta nela é a objetividade com que ela faz a coisa acontecer. Ela gosta de praticidade, de respostas. Ela vai com idéias concretas. O que ela está precisando é se adaptar a esse momento, mas ela tem tudo para fazer um grande governo pela bagagem e experiência que tem como ministra de Minas e Energia, como ministra da Casa Civil e com conhecimento que tem de todos os problemas desse país tem. Vejo o governo Dilma com muito otimismo.

Rosiana Beltrão prepara projeto para garantir autonomia ao porto de Maceió

Já está pronta. Hoje, com 10,5m já recebemos navios de passageiros de grande calado. Mas, pronta, para dizer que é uma estrutura como nos grandes portos do mundo, ainda não. Daqui a três anos teremos uma dragagem até alcançarmos 12,5m. Esse é quase o calado do Porto de Santos, 14m. Esse é o calado de muitos Portos do mundo e Maceió vai ter essa estrutura. No entanto para o porte de navios de passageiros e de cargas que recebemos hoje, a lâmina com 10,5m já comporta.

“Com o término desse novo cais, já tem muita gente vindo do Sul e do Sudeste para investir em Alagoas” rança maior. Esse projeto já está em andamento. Queremos também pavimentar todas as vias aqui do Porto. A construção de uma nova sede para o Porto porque, a sede atual tem mais de 50 anos e sofre com problemas hidráulicos e elétricos. Mas, Porto não existe sem navio. E o que nós precisamos atrelar a toda essa infraestrutura? Trazer parceiros para usufruir dela e aqui gerar emprego e renda para o alagoano. O governo federal está investindo no porto? Vai investir mais? Todo e qualquer investimento no Porto tem que constar no PPA, que é plano plurianual feito em toda administração pública. O governo federal só vai poder investir no Porto quando os projetos estiverem prontos. São etapas: primeiro o PPA, depois os projetos e em seguida os investimentos. Temos o compromisso da Secretaria de Portos: assim que os projetos estiverem prontos, os recursos virão. Mas não vamos fazer propaganda antes que as coisas aconteçam. Vou cumprir todas as etapas: primeiro, incluir no PPA; segundo, fazer todos os projetos; e terceiro, buscar os recursos. Quando nossa estrutura portuária estará pronta para receber navios de grande calado?

Que posição o nosso porto ocupa, em relação aos demais congêneres das capitais nordestinas? Em termos de movimentação geral, estamos em 3º lugar no ranking nordestino. Já na classificação de produtos, Alagoas ocupa o primeiro lugar em açúcar e álcool. É verdade qaue o porto de Maceió está subordinado ao de Natal? É verdade. Quero explicar para que as pessoas entendam: anos atrás existia a Portobrás que foi extinta na década de 90. E o que aconteceu? Os portos que não eram docas foram agregados aos portos que já eram docas. Então, Natal ficou com Recife, Cabedelo, Maceió e Areia Branca. Os portos de Cabedelo e Recife se tornaram independentes e Maceió continua atrelada a Natal. Por quê? Acredito que, em nosso caso, faltou vontade política porque temos toda a estrutura para ser transformado em docas. Acontecendo a autonomia de que falei, meu primeiro passo será um concurso público para o Porto de Maceió. Como funciona o porto? Cobrando taxa de exportadores e importadores? Temos as taxas portuárias como em todos os portos. E essa operação é feita pelo setor de ope-

rações do porto e as taxas são tabeladas. Existe uma tabela, de acordo com o quê você está exportando e/ou importando, que é aprovada pelo conselho de autoridade portuária. Todo mundo paga. A taxa é cobrada pelo produto, tempo de permanência no porto e volume da carga. O navio de passageiros paga por pessoa. A taxa que é cobrada fica no Porto para investimento. Além do açúcar, qual o produto que mais pesa na balança de exportações de Alagoas? Os derivados do petróleo. O grande sustentáculo do porto hoje é a exportação do açúcar e em segundo lugar vêm os derivados do petróleo. Petróleo bruto também. Eu quero diversificar isso, justamente, para usar mais mão de obra porque o Estado de Alagoas necessita de investimento e o maior investimento que podemos fazer é na autoestima das pessoas e gerar emprego significa tirar as pessoas dessa ociosidade em que elas se encontram hoje. É voltar a dar esperança. A minha prioridade é que as empresas que queiram se instalar no Porto venham com estruturas carentes de muita gente porque o alagoano precisa de emprego. Seu nome foi anunciado como postulante à Câmara Federal, em 2010, mas a senhora não disputou as eleições. O que houve? Não à Câmara Federal, mas ao Senado Federal. Previamente anunciei uma candidatura ao Senado, mas lá na frente, no jogo político, tive de ceder em favor do

Dá para apontar a principal diferença entre o estilo Lula e o estilo Dilma? Qualquer brasileiro percebe a diferença entre o estilo Lula e o estilo Dilma. O estilo Dilma é mais comedido. E o que faz a diferença é realmente esse contato direto com o povo. O Lula é povo, ele vivenciou três eleições e vocês não esqueçam que essa é a primeira eleição que ela disputa e isso é um fato que tem que ser lembrado. É a primeira eleição político-partidária que ela disputa e é logo de cara a presidente da República. A gente tem que dar um desconto em tudo isso que falam. O Lula é PHD em política, é um homem de massa, é um homem que cheira a povo. A diferença é essa: o Lula vem da massa, vem do povo; ela é a primeira eleição. A senhora tem pretensões políticas para o futuro? Meu projeto hoje é o Porto. Respiro o Porto, até a minha leitura hoje é somente sobre Porto. Hoje, meu foco principal é o Porto. Se vier alguma coisa na minha vida político-partidária será uma conseqüência e não um foco atual. Até mesmo porque tenho uma missão a cumprir. Antes de cumprir essa missão, nesse exato momento, não penso em nenhuma candidatura. Seu coração andou pregando susto, a ponto de levá-la ao hospital. Como ele está agora? Está tranqüilo, medicado e estou fazendo tudo que o médico manda. Estou disciplinada. Até a equipe que me ronda toma conta de mim e da minha alimentação porque não tenho hora para entrar nem para sair. Dizem que quem tem um infarto, Deus dá uma segunda chance para você corrigir os erros do passado e aos poucos estou corrigindo os meus.

“Dizem que, a quem tem um infarto, Deus dá uma segunda chance para você corrigir os erros do passado” meu partido, o PDT, que lançou candidato a governador. Para que ampliasse mais o leque, o partido não podia ocupar as duas principais vagas tanto ao governo como ao Senado e isso me engessou um pouco, o fato de estar no mesmo partido que Ronaldo Lessa. Se estivesse em outro partido poderia ter disputado a eleição de 2010.

Eu era muito sedentária e preguiçosa em relação aos exercícios físicos, mas, depois desse susto que passei, vou incentivar todo mundo a fazer exercício físico, pelo menos uma caminhada. Tenho feito a minha na esteira, mantendo uma alimentação saudável e tomando os remédios na hora certa.


Primeira Edição | 6 a 12 de junho, 2011

Publicidade | A7


Primeira Edição | 6 a 12 de junho, 2011

A8 | Cidades

A D I MED EMA R T X E

Cesmac recorrerá contra corte de 300 vagas de seu curso de Direito Invocando queda de qualidade, MEC reduz 11 mil vagas, mas autoriza abertura de novos cursos em vários estados Divulgação

A direção do Centro de Estudos Superiores de Maceió (Cesmac) vai recorrer contra o corte de 300 vagas de seu curso de Direito, aplicado pelo Ministério da Educação. O mesmo caminho deverá ser percorrido pelas demais instituições alagoanas atingidas com a drástica medida anunciada na semana passada. Ao todo, o MEC suspendeu cerca de 11 mil vagas de 136 cursos de Direito que tiveram resultados insatisfatórios em avaliações da pasta. A medida está publicada no Diário Oficial da União de quinta-feira (2) e atinge graduações que obtiveram Conceito Preliminar de Curso (CPC) 1 ou 2 em 2009. O indicador avalia a qualidade do ensino oferecido a partir da nota obtida pelos alunos no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), a titulação e o regime de trabalho do corpo docente e a infraestrutura. Os resultados 1 e 2 são considerados insatisfatórios, o 3 razoável e o 4 e o 5 bons. Em Alagoas, a medida afeta a Faculdade de Direito do Cesmac, em Maceió, que perde 300 vagas; a Faculdade de Ciências Jurídicas de Alagoas, instalada em Penedo, que perdeu 20 vagas, e o Instituto de Ensino Superior de Alagoas (Iesa), que

Márcio Ândrei

Presidente João Sampaio recorrerá contra redução de vagas de Direito

O Cesmac vem investindo na melhoria de seus cursos; o de Direito está situado entre os melhores de Alagoas

perdeu 30. A medida é cautelar, não tem caráter definitivo e a direção do Cesmac já anunciou que vai recorrer para reverter a situação. Esse é o primeiro ato da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior do MEC, criada recentemente. Antes, essa tarefa era compartilhada por diferentes setores do ministério, principalmente pela Secretaria de Ensino Superior. Os cursos que sofreram a medida cautelar de suspensão

das é maior do que o de autorizadas. E essa é uma tendência para aqueles cursos que já estão com algum grau de saturação. A dinâmica é oferecer novas vagas, retirando vagas ruins do mercado. E nos cursos mais saturados, com um retirada maior do que daquelas que são recolocadas", explica. Segundo o secretário, a intenção é estabelecer um máximo de 100 vagas na abertura de cada curso para garantir a qualidade do ensino. Na avaliação do

de vagas são todos de instituições privadas. Os cortes variaram entre 15% e 65% do total de vagas ofertadas pela faculdade a partir do resultado do CPC quanto pior a nota, maior a redução. Também está publicada no mesmo DOU a autorização para o funcionamento de 33 novos cursos de Direito, totalizando 4,2 mil vagas. Segundo Massonetto, há cerca de um ano o MEC não autorizava a abertura de nenhum curso na área. "O número de vagas encerra-

MEC, há uma relação entre a má qualidade do curso e o número elevado de vagas ofertadas. Inicialmente a medida vale para o direito, mas pode ser estendida a outras áreas. Além do direito, a pedagogia e a medicina também já foram alvo dos chamados processos de supervisões especiais do Ministério. Segundo Massonetto, não há previsão de um novo trabalho específico em alguma área. As medidas para controle de qualidade seguirão

os trâmites regulares que preveem, por exemplo, que os cursos sofram redução de vagas após dois resultados insatisfatórios consecutivos nos ciclos de avaliação. A lista dos cursos e instituições afetados pelas medidas pode ser consultada no Diário Oficial da União do último dia 2. Apesar da medida, o MEC está autorizando abertura de novos cursos em vários estados, totalizando mais de quatro mil novas vagas.


Primeira Edição | 6 a 12 de junho, 2011

Publicidade | A9


Primeira Edição | 6 a 12 de junho, 2011

A10 | Nacional

> NÚMEROS

Reajuste do servidor de AL é maior do NE Para secretário Alexandre Lages, o índice de 7% só foi possível graças ao avanço do ajuste fiscal desde a 1ª gestão Divulgação / Dárcio Monteiro0

Apesar das disparidades econômicas entre os nove estados do Nordeste, o governo de Alagoas propôs ao servidor público o maior índice de reajuste salarial da região, em 2011, de 7%, inaugurando no Estado uma política salarial indexada ao Índice de Preço ao Consumidor Amplo (IPCA), a mesma aplicada pelo governo federal com relação a seu funcionalismo. Para se ter um exemplo, os três maiores estados do Nordeste - Bahia, Pernambuco e Ceará , aplicaram reajustes inferiores ao proposto pelo governador Teotonio Vilela. Na Bahia, o estado com o maior PIB do Nordeste, o governo aplicou um reajuste linear de 5,91%, que atendeu a todas categoriais de servidores públicos. O projeto de reajuste salarial dos servidores públicos da Bahia foi aprovado pela Assembléia Legislativa (ALE) no último dia 15 de março.

PERNAMBUCO Em Pernambuco, o governo estadual ofereceu um reajuste de 5% aos servidores públicos, que ainda avaliam a proposta do governo. No Ceará, os servidores receberam um reajuste linear de 5%, que foi calculado com base no índice oficial do Governo Federal para a medição das metas inflacionarias, o IPCA.

Reajuste dos servidores públicos do Nordeste/ 2011 AL - 7% * BA - 5,91% SE - 5,7% PE - 5,0%* PB - sem reajuste** RN- sem reajuste** CE- 5% PI- 7% MA- indefinido * Ainda em negociação ** Acima do limite da LRF Alexandre Lages diz que ajuste fiscal feito desde o primeiro governo de Vilela deu condições para o reajuste de 7%

Nos estados do Maranhão e Paraíba, os servidores públicos não receberam reajustes salariais. No Maranhão, a governadora Roseana Sarney (PMDB) apresentou a proposta de implantação do valor atual do salário mínimo, pois, até agora, o salário mínimo do estado pago aos servidores é de R$ 410. Já no estado da Paraíba, o governo explicou a impossibilidade de reajustar os salários dos servidores públicos devido à limitação da Lei de Responsabilidade Fiscal

(LRF). O governador de Sergipe, Marcelo Déda (PT), anunciou o reajuste de R$ 5,7% para todas as categorias do serviço público estadual. Esse número tem como base a inflação de 2010. Em outra decisão, o governador Marcelo Déda, alegando a impossibilidade de aplicar o reajuste do piso salarial dos professores de uma só vez, decidiu dividir em oito parcelas iguais, a partir do próximo mês de setembro, para parte dos professores

de Sergipe.

REAJUSTE ZERO No Rio Grande do Norte, alegando sérios problemas financeiros no Estado, a governadora Rosalba Ciarlini alega não ter possibilidade de conceder reajustes de salários dos servidores públicos. A proposta da governadora é implantar o teto salarial dos professores e aplicar a incorporação de gratificações nos salários dos médicos. Mesmo com todas as dificul-

Fonte: Governo dos Estados dades financeiras do Estado, Alagoas paga salários superiores a várias categorias de servidores públicos de outros estados do País, a exemplo de delegados da Polícia Civil, policiais militares, professores, fiscais de renda, procuradores de Estado, entre outras categorias. Para o secretário da Gestão Pública, Alexandre Lages, mesmo que cada estado tenha as suas peculiaridades com relação aos índices de reajuste, Alagoas manteve uma situação de políti-

ca salarial acima dos estados do Nordeste, graças ao ajuste fiscal realizado pelo governo desde a primeira gestão do governo de Teotonio Vilela Filho. "O governador fez um grande esforço para chegar a esse índice proposto e já sinalizou que qualquer ganho de arrecadação será reaplicado aos salários nos anos subsequentes, claro que respeitando os limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal", assinalou o secretário Alexandre Lages.

> JORNALISMO

PRIMEIRA EDIÇÃO ganha Prêmio Octávio Brandão O jornal PRIMEIRA EDIÇÃO foi um dos grandes vencedores da 8ª edição do Prêmio Octávio Brandão de Jornalismo Ambiental cuja premiação ocorreu na noite deste sábado, 4 de junho, no Armazém Usina, em Jaraguá. O prêmio tem o apoio da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária em Alagoas (Abes/AL) e Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado, e a chancela da Braskem. Seu objetivo é agraciar trabalhos jornalísticos que tratem de questões ambientais e contribuam para se conseguir uma melhor qualidade de vida. Este ano, o prêmio traz duas categorias a mais: Webjornalismo e Reportagem Cinematográfica, somando-se às quatro já existentes: Jornalismo Impresso - Texto; Jornalismo Impresso - Imagem; Telejornalismo e Estudante (este, destinado a trabalhos produzidos

por alunos das faculdades de Jornalismo, devidamente matriculados, e publicados em veículos-laboratório). O PRIMEIRA EDIÇÃO foi premiado em duas categorias: web jornalismo e Jornalismo Impresso - Imagem. As jornalistas Luciana Martins e Marcela Oliveira receberam o prêmio do terceiro lugar na categoria web jornalismo com a matéria: "Sacolas retornáveis: consumidores alagoanos ainda não se adequaram a essa alternativa". Na categoria Jornalismo Impresso-Imagem, a jornalista Luciana Martins recebeu o prêmio de 1 lugar pela foto que ilustrou a matéria: Crianças se expõem em lixão desativado. Setenta jornalistas e sete estudantes participaram do evento realizado no Armazém Usina.

Márcio Ândrei

Márcio Ândrei

Confira o resultado da Premiação CATEGORIA WEB 1º - Ana Cláudia Almeida - Cada Minuto 2º - Monica Cavalcante - Tudo na Hora 3º - Luciana Martins e Marcela Oliveira - Primeira Edição CATEGORIA FOTOGRAFIA 1º - Luciana Martins - Primeira Edição 2º - Gilberto Farias - Gazeta 3º - Sandro Lima - Tribuna Independente CATEGORIA TEXTO 1º - Deraldo Francisco - O Jornal 2º - Layra Santa Rosa - O Jornal 3º - Carolina Sanches - O Jornal CATEGORIA IMAGEM 1º - Falcon Barros - TV Gazeta 2º - Weliton Soares - TV Pajuçara 3º - José Agatangelo - TV Gazeta

Jurados e convidados durante a entrega do Prêmio Octávio Brandão

Marcela Oliveira e Luciana Martins, as vencedoras do PRIMEIRA EDIÇAO

CATEGORIA REPORTAGEM 1º - Marco/Vera Valério - TV Educativa 2º - Kelly Cordeiro - TV Pajuçara 3º - Kelly Cordeiro - TV Pajuçara


Esportes

esportes@primeiraedicao.com.br

Primeira Edição | 6 a 12 de junho, 2011 Programe-se - O tempo e as Marés - Opinião - Diário Oficial dos Municípios - Social

> SUFOCO

ASA recebe o Sport tentando sair da zona Alvinegro apresentou no último domingo o goleiro Gilson, ex-Brasiliense; diretoria alvinegra entra na briga por zagueiro de Série A Divulgação

Marcelo Alves Repórter

Após o término da terceira rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o ASA já figura na zona do rebaixamento, na 18ª posição, com três pontos. E neste sábado (11), o Alvinegro tenta a reabilitação contra o Sport-PE, às 16h20, no estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca. No último domingo (5), a diretoria do ASA apresentou mais um reforço: o goleiro Gilson, de 31 anos, que estava no Brasiliense-DF. A direção do time arapiraquense deve anunciar ainda nesta semana um zagueiro que estaria sendo cogitado por vários clubes da Série A do Nacional. Apenas dois pontos separam o ASA do último colocado na tabela da Segundona do Brasileirão, o lanterna Duque de Caxias-RJ, que tem apenas um ponto conquistado. No retrospecto da competição nacional, o time arapiraquense disputou três partidas, conquistou uma vitória por 2 a 1 contra o Americana-SP e perdeu dois jogos por goleada fora de casa: um para a Ponte Preta por 5 a 0, na estreia da competição nacional e outro para o Goiás por 4 a 1, sendo esta a última partida disputada pelo Alvinegro. Além dessa situação, o time arapiraquense figura ainda co-

ASA deve reforçar a sua defesa De acordo com informações obtidas pelo jornal Primeira Edição, a diretoria do Alvinegro entrou na disputa por um zagueiro que está sendo cogitado por vários clubes que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro. A contratação desse atleta é vista pela direção do time arapiraquense como uma das principais já feitas para reforçar a equipe arapiraquense Informações dão conta de que o Alvinegro já lançou a proposta para o atleta e está apenas aguardando uma resposta do jogador, que deve ser anunciada ainda nesta semana. Na manhã do último sábado (4), o time arapiraquense treinou no município de Junqueiro. Já no período da tarde, o técnico Vica realizou o primeiro coletivo no Fumeirão, visando à formação da equipe titular que irá colocar em campo para a partida contra o Sport. No último domingo (5), pela manhã, Vica realizou um treino técnico-tático, só que dessa vez no Estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca. No período da tarde, os jogadores foram para a hidromassagem na concentração do clube, encerrando-se assim a programação de treinamentos do final de semana. Na manhã desta segundafeira (6), o time do ASA realiza treinamento em uma academia de musculação. Já no período da tarde, o técnico Vica vai fazer a programação de treinamentos que serão desenvolvidos no restante dos dias que antecedem o jogo contra o Sport, neste sábado (11). O jogo contra o time pernambucano será válido pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Goleiro Gilson Rodrigo (ex-Brasiliense), é o mais novo reforço do Alvinegro para a disputa da Série B do Brasileiro

mo a defesa mais vazada. O ASA já sofreu dez gols e marcou apenas dois, ficando com o saldo negativo de sete gols negativos. Para se ter uma ideia da fragilidade do setor defensivo do ASA, nas duas partidas que o Alvinegro sofreu goleada, a zaga alvinegra sofreu gol em menos de dez minutos do primeiro tempo. Na goleada por 5 a 0, o time arapiraquense sofreu o tento aos três minutos da etapa inicial. Já nos 4 x 1 sofrido para o Goiás, o Alvinegro tomou o gol aos sete minutos do início do jogo. Para sair da zona da degola, uma vitória sobre o Sport-PEnão será suficiente para tirar o ASA desta situação. Além da vitória, o Alvinegro

depende de resultados de outras equipes. E para tentar a reabilitação e deixar a zona do rebaixamento, o técnico Vica intensificará os treinamentos nesta semana dando atenção principalmente a defesa.

REFORÇO Após a saída do goleiro Eduardo, a diretoria contratou o goleiro Gilson Rodrigo, que foi o arqueiro menos vazado do Campeonato Brasiliense. O novo goleiro do ASA atuou pelas equipes do União São João (SP), Rio Branco de Andradas (MG), Caldense (MG), Rio Claro (SP) e América (RN), além da Ponte Preta (SP) quando disputou a série B do ano passado. O

atleta chegou à Arapiraca na madrugada deste domingo e depois de realizar exames clínicos e cardiológicos assinará o contrato com o clube alvinegro. Agora, o elenco alvinegro conta com quatro goleiros: Gilson, Rafael, Tutti e Busatto. Já o atacante Wanderley, a diretoria alvinegra espera ainda esta semana uma resposta da diretoria do Juazeiro-CE que detém os direitos federativos do atleta. O presidente-executivo do ASA, José Oliveira, o Zé da Danco, propôs pagar os 40% dos direitos federativos do jogador, mas caso o clube cearense não aceite, a direção alvinegra irá em busca de outro atacante. A direção do ASA ainda tenta fechar com um meia.

Edson Di está de volta ao Coruripe para Série D Lenon (base), e os atacantes Paulinho Marília, Ivan e Lindoval. O elenco ficou sem jogador na lateral-esquerda.

O time do Coruripe segue reforçando seu elenco para a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro. E para dar uma encorpada ainda mais no grupo de jogadores, a diretoria do Hulk trouxe de volta à equipe alviverde o experiente atacante Edson Di, de 31 anos, que estava no Duque de Caxias-RJ. Além do atleta, foram contratados na semana passada outros três jogadores: o atacante Dinda, que foi vice-artilheiro do Alagoano, o volante Cristiano, ambos atuaram pelo Santa Rita, e o lateral-direito Alysson, que jogou o Estadual pelo CSE. Além dos quatro atletas que já estão acertados, a diretoria do Coruripe deve anunciar ainda nesta semana a contratação de mais três atletas. Com estes sete jogadores fechados, ficam faltando outros sete para encerrar o ciclo de contratações estabelecido pela direção do Hulk, que pretende contratar 14 jogadores para se juntar aos outros 14 atletas que disputaram o Estadual e renovaram com o clube para a disputa do nacional, formando, desta forma, o elenco de 28 atletas. Dos jogadores que disputaram o campeonato alagoano e tiveram contrato renovado com o Coruripe estão os goleiros Santos, Batista e Hewerton Perereca; os laterais-direitos Antônio Marcos e Ricardinho; o zagueiro Leandro; os volantes Jaelson e Jair (base); os meias Márcio Carioca e John

ADIADA O treinador Lorival Santos, que deveria ter se apresentado no dia 1º de junho, adiou para esta terça-feira (7). Também foi adiada a data da apresentação dos atletas para o início dos trabalhos. A diretoria havia anunciado o começo dos treinamentos para esta segunda-feira (6), mas foi remarcada para o dia 13 deste mês. "Fizemos um replanejamento e decidimos mudar as datas para ficar com 45 dias de preparação, que para nós é um tempo ideal para o elenco estar preparado", explicou o Pato. O dirigente alviverde disse que o orçamento do elenco para a disputa da competição nacional deve ficar em torno de R$ 50 mil. "Temos que fazer tudo dentro da nossa realidade. E o orçamento será em torno de cinqüenta mil reais", afirmou.

EDSON DI Após quatro anos, o atacante Edson Di retorna ao Coruripe. O atleta jogou no Hulk entre 2004 e 2007, onde conquistou o título do Alagoano. Edson Di já passou por clubes como Corinthians, Udinese, Juventus, União São João, Santa Cruz, Paço de Ferreira, América-RN, Boavista-SC, Mixto e Duque de Caxias.

Resultados / Série B 31/05 31/05 3/06 3/06 3/06 4/06 4/06 4/06 4/06 4/06

Sport-PE Goiás Bragantino Vitória-BA Portuguesa Salgueiro Criciúma Americana Ponte Preta Ituiutaba

1x0 4x1 1x2 0x1 2x3 2x0 0x0 1x0 4x1 0x0

Gremio Barueri ASA São Caetano Guarani ABC-RN Duque de Caxias Náutico Paraná Icasa Vila Nova-GO

Próximos jogos / Série B 7/06 - 21h00 7/06 - 21h00 10/06 - 21h00 10/06 - 21h00 10/06 - 21h00 11/06 - 16h20 11/06 - 16h20 11/06 - 16h20 11/06 - 16h20 11/06 - 21h00

São Caetano ABC-RN Paraná Duque de Caxias Guarani Gremio Barueri ASA Náutico Vila Nova-GO Icasa

x x x x x x x x x x

Ponte Preta Goiás Salgueiro Vitória-BA Ituiutaba Portuguesa Sport-PE Bragantino Criciúma Americana

Classificação / Série B 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º 11º 12º 13º 14º 15º 16º 17º 18º 19º 20º

Sport-PE Ponte Preta Goiás Salgueiro ABC-RN Criciúma Guarani Portuguesa Ituiutaba Vila Nova-GO Americana Paraná São Caetano Náutico Gremio Barueri Icasa Vitória-BA ASA Bragantino Duque de Caxias

P 7 6 6 5 5 5 5 4 4 4 4 4 4 4 3 3 3 3 1 1

J 3 3 3 3 3 3 3 3 3 3 3 3 3 3 3 3 3 3 3 3

V 2 2 2 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0

E 1 0 0 2 2 2 2 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 1 1

D 0 1 1 0 0 0 0 1 1 1 1 1 1 1 2 2 2 2 2 2

GP 3 10 5 4 5 4 4 7 3 3 3 3 3 1 3 4 2 3 4 2

GS 1 4 2 2 4 3 3 4 2 2 3 3 4 4 4 6 4 10 6 5

SG 2 6 3 2 1 1 1 3 1 1 0 0 -1 -3 -1 -2 -2 -7 -2 -3


Primeira Edição | 6 a 12 de junho, 2011

B2 | Esportes

> MÃOS À OBRA

Flávio Lopes começa a montar time para Série C Presidente do CRB quer que jogos do Galo sejam aos sábados Luciana Martins

Marcelo Alves Repórter

O novo técnico do CRB, Flávio Lopes, começa nesta segunda-feira (6) o início da formação do elenco regatiano para a disputa da Série C do Campeonato Brasileiro. Dos 16 jogadores contratados, apenas três foram indicados pelo treinador e o restante foi da diretoria regatiana. Por esses dias, o presidente-executivo do Galo, Marcos Barbosa, vai enviar ofício à Federação Alagoana de Futebol (FAF), solicitando intervenção junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), para que os jogos do CRB sejam aos sábados à tarde. Flávio Lopes vai começar a montar o quebra-cabeça para formação do time titular do CRB visando à disputa da competição nacional. Os treinamentos físicos continuarão sendo feitos na Pajuçara, mas a diretoria do Galo pretende levar o elenco para realizar os treinos coletivos na Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), em Ipioca, ou no município de Marechal Deodoro, uma vez que o campo do CRB passa por um processo de reposição de gramas. De acordo com o dirigente regatiano Alarcon Pacheco, nestes primeiros treinamentos que será coordenado pelo novo treinador do CRB, Flávio Lopes deverá avaliar a equipe e consequentemente poderá fazer a solicitação de mais alguns reforços. "A diretoria estava em negociação com um zagueiro, indicado por Flávio Lopes, mas por enquanto os contatos foram interrompidos, a pedido do próprio treinador que pediu para avaliar o elenco", contou. O novo defensor viria para ocupar a

Depois dos discursos, Flávio Lopes começa a pôr em prática as suas teórias

vaga deixada pelo zagueiro Aderaldo, que foi contratado como reforço para a competição nacional e que teria pedido desligamento do clube, pois havia alegado problemas familiares. "A gente vai aguardar um pouco a avaliação que Flávio Lopes fará no elenco. Se ele (Flávio Lopes) achar que há a possibilidade de contratar mais jogadores, como, por exemplo, um zagueiro, vamos ver com o restante da direção para avaliar e correr atrás", disse. O elenco do CRB conta apenas com apenas quatro zagueiros: Tiago Eleutério, Everson, Filipe e o Ítalo. Flávio Lopes, que é adepto do sistema 4-4-2, disse que pretende fazer quatro amistosos antes da estreia do Galo na Segundona do Brasileirão e até já definiu as datas de dois jogos: 11 e 16 de junho. "Com quatro amistosos, eu fico satisfeito", disse Flávio Lopes. Destes quatro jogos, dois deles serão com times de um nível técnico bem abaixo dos clubes. Estas duas partidas deverão ser com seleções do interior do Estado. E as outras duas partidas serão contra equipes de um maior nível técnico.

De acordo com a diretoria do CRB, estas duas partidas podem ser contra o Bahia de Feira de Santana e a equipe do Santa Cruz-PE, no dia 25 ou 27 de junho.

JOGADORES Da lista dos contratados da direção regatiana estão os goleiros Anderson Paraíba e Cristiano; os zagueiros Tiago Eleutério e Everson; os laterais-direitos Maisena e Pio; o lateral-esquerdo Amarildo; os volantes David e Roberto Lopes; os meias Sidnei, Giovani, Cleiton e Bruno Moreno. Dos indicados pelo técnico do CRB já foram contratados o zagueiro Filipe, o meia Ewerton e o atacante Marinho. Já o atacante Hamilton, falta apenas detalhes para confirmação do acerto. Além desses 18 atletas, o CRB conta ainda com os jogadores da base como o zagueiro Ítalo; o lateral-esquerdo Rafinha, os laterais-direitos Lucas, Leonardo e Eduardo; os volantes Victor, Adriano, Emerson, e o atacante Polosko, além dos que tiveram contrato renovado como o volante Edson, os atacantes Hallace e Luís André.

> EM DÉBITO

Três jogadores cobram salário atrasado do CSA Divulgação

Por essa o presidente do CSA, Jorge VI, não esperava, uma vez que está tentando angariar receita para investir no término do Centro de Treinamento do Mutange e custear as partidas das equipes que disputarão os Campeonatos Sub 15 e Sub 18 do Alagoano. Os volantes Lau e Anderson e o lateraldireito Celso estiveram na semana passada no Mutange para cobrar pagamento de salários atrasados. Os três jogadores defenderam o Azulão no início do Estadual, mas haviam deixado a equipe antes do término da competição. A dívida dos três atletas deve girar em torno de R$ 4 mil. O mandatário azulino afirmou que o CSA deve aos jogadores, mas "em parte". "A cobrança é verdadeira, mas é 'em parte'", afirmou Jorge VI. De acordo com o presidente do Azulão, o pagamento foi atrasado por conta de insuficiência financeira. "A dívida é de uma parte do último salário dos atletas", explicou. Jorge VI classificou a cobrança do lateral-direito Celso como emblemática. "O caso do Celso foi considerado como abandono de emprego, porque o atleta deixou o clube na mão no momento de sufoco. Quem pede para sair perde os direitos (trabalhistas). Pela diretoria, ele (Celso) que deixou o CSA e foi jogar em Pernambuco, não receberia nada", disse. Em relação ao volante Anderson, o mandatário azulino disse que o jogador foi a sua procura na Secretaria de Estado

Jorge VI confirma dívida com os jogadores, mas afirma que é “em parte”

Adjunta do Esporte para cobrar a dívida. "Com o Anderson ficou acertado o pagamento ainda esta semana", comentou. Quanto ao volante Lau, o presidente do CSA afirmou que entrou em contato por telefone com o jogador e também ainda esta semana resolveria a situação do atleta, caso consiga angariar receita. Além dos três jogadores, o próprio presidente azulino afirmou que ainda falta pagar ao zagueiro Sinval. "O zagueiro Sinval ainda falta receber um pedacinho do último mês que ele trabalhou no CSA".

ELEIÇÃO Apesar de ter afirmando que só falaria em eleição somente em setembro, o mandatário do Azulão disse que até agora não existe candidato para assumir o seu lugar na presidência azulina, mas vai ser feita uma grande composição para assumir o comando-executivo do CSA. Mas Jorge VI, que não confirma e nem descarta sua candidatura à

reeleição, disse que já conta com apoio de conselheiros como Augusto Farias e Raimundo Tavares (que foi postulante ao cargo de presidente, mas voltou atrás). "Encontrei Augusto Farias e sem tocar no assunto de eleição, ele disse que eu podia declarar que tenho o seu apoio", garantiu. Outro conselheiro que declarou apoio ao presidente Jorge VI foi o prefeito de São Luiz do Quitunde, Cícero Cavalcante, que é conselheiro azulino. "O CSA não pode lutar contra o rebaixamento. Raimundo Tavares, Euclides Melo e o próprio Jorge VI podem contar com meu apoio. Estou para ajudar", disse.

PARCERIA Cícero Cavalcante está investindo no time do São Luis do Quitunde para a disputa da Segunda Divisão do Alagoano e disse que vai entrar em contato com Jorge VI para solicitar a liberação de alguns jogadores da base azulina para reforçar o clube da região Norte de Alagoas.


Primeira Edição | 6 a 12 de junho, 2011

Esportes |B3

> DE ALAGOAS

Júnior Viçosa marca 2 na vitória do Grêmio Tricolor Gaúcho encerrou jejum jogando no Olímpico e venceu o time do Bahia; gaúchos volta a campo no sábado contra SP Divulgação / Terra

O Grêmio apresentou na última semana Ezequiel Miralles, e ainda pretende contratar mais um atacante. Neste domingo, Júnior Viçosa mostrou, no entanto, que não há pressa por reforços. O centroavante marcou duas vezes e garantiu a vitória do Grêmio por 2 a 0 contra o Bahia, que vinha de um bom empate com o Flamengo. O resultado acabou com o jejum de quase dois meses sem vencer em casa da equipe de Porto Alegre. A última vitória do Grêmio sob os olhos da torcida havia sido em 7 de abril, contra o Junior de Barranquilla, pela Libertadores. Quase dois meses depois, o trunfo voltou a acontecer. Os gols de Viçosa também fazia tempo que não aconteciam. A última vez que o alagoano havia marcado foi no Gre-Nal do Beira-Rio, primeira partida da final do Gauchão, dia 8 de maio.

Alagoano Júnior Viçosa garante vitória do Grêmio sobre a equipe do Bahia

O Grêmio começou o jogo em cima. Logo a 5 minutos, Júnior Viçosa recebeu cruzamento de Mário Fernandes e marcou o primeiro gol do jogo. O Bahia sentiu o lance. Na sequência Neuton teve chance, mas acertou a trave. Jobson foi a princi-

pal arma dos visitantes, assustando a defesa gremista. Mas as oportunidades de gol foram escassas. Mesmo com a partida dominada, o time tricolor não conseguiu criar oportunidades de gol. Com muitos erros, a qualidade caiu sensivel-

mente. Reflexo disso foi a jogada do segundo gol. Lins tentou passar, a bola bateu em um oponente, voltou para ele, que tabelou e cruzou para Júnior Viçosa fazer. O lance decretou o fim da primeira etapa, pois até o apito do árbitro não houve nada importante. No segundo tempo o Bahia voltou melhor. O time de Salvador teve uma série de escanteios, e deu trabalho para Marcelo Grohe. O Grêmio se limitou a buscar contra-ataques, mas assim esteve perto de ampliar. Sustentando a pressão do adversário, Marquinhos substituiu Viçosa, para manter a posse de bola. E Gabriel, afastado por lesão, também retornou. O Bahia colocou uma bola na trave com Ávine, Jobson seguiu criando boas jogadas, mas não conseguiu mexer no placar, que terminou 2 a 0 para o Grêmio.

Flamengo e Corinthians ficam no 1 a 1 Na partida que marcou a despedida de Petkovic em jogos oficiais, Flamengo e Corinthians fizeram uma partida movimentada e empataram em 1 a 1, na tarde deste domingo, no Engenhão, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Willian abriu o placar para os paulistas, enquanto Renato Abreu, em cobrança de falta, deixou tudo igual. Ambos os gols foram marcados no primeiro tempo. O resultado deixou Corinthians com sete pontos, na liderança momentânea da competi-

ção. O Flamengo pulou para cinco. O atacante Emerson, aos 36 minutos do segundo tempo, entrou no lugar de Jorge Henrique e fez a sua estreia pela equipe paulista. O jogador foi vaiado pelos torcedores rubronegros. Na entrada em campo do Flamengo, a torcida rubro-negra abriu um mosaico na arquibancada com o nome de Petkovic, misturando as cores da bandeira da Sérvia e do clube. Os jogador também foi homenageado pelos jogadores. Todos atuaram, somente no pri-

meiro tempo, com o nome do sérvio nas suas respectivas camisas. No intervalo, na hora do adeus final, o gringo recebeu abraço do grupo e comissão técnica, ganhou uma placa da diretoria e deu volta olímpica no Engenhão. O jogador disputou 173 partidas pelo Flamengo, marcou 57 gols e faturou os cariocas (2000 e 2001), Copa dos Campeões (2001) e Brasileiro (2009). O Corinthians, que não tinha nada com a festa, começou melhor a partida e, aos 18 mi-

nutos, abriu o placar com Willian. Os paulistas continuaram em cima, mas o Flamengo chegou ao empate com Renato Abreu, aos 39. A etapa final foi equilibrada, só que aos 31, num chute de Ronaldinho Gaúcho, quase o gol da virada rubronegra. A bola bateu na trave. Na próxima rodada, o Flamengo enfrenta o Atlético-PR, no domingo, dia 12, às 18h30, na Arena da Baixada, em Curitiba. No mesmo dia, só que começando às 16h, o Corinthians recebe o Fluminense, no Pacaembu, em São Paulo.

Resultados / Série A 4/06 4/06 4/06 4/06 5/06 5/06 5/06 5/06 5/06 8/06

Ceará Palmeiras Fluminense Figueirense Grêmio Flamengo Coritiba Santos América-MG Atlético-MG

2x2 1x0 2x1 2x0 2x0 1x1 5x1 3x1 2x4 x

Botafogo Atlético-PR Cruzeiro Atlético-GO Bahia Corinthians Vasco da Gama Avaí Internacional São Paulo

Próximos jogos / Série A 11/06 - 18h30 11/06 - 18h30 11/06 - 18h30 11/06 - 21h00 12/06 - 16h00 12/06 - 16h00 12/06 - 16h00 12/06 - 16h00 12/06 - 18h30 12/06 - 18h30

Avaí São Paulo Cruzeiro Vasco da Gama Atlético-GO Corinthians Internacional Bahia Botafogo Atlético-PR

x x x x x x x x x x

América-MG Grêmio Santos Figueirense Ceará Fluminense Palmeiras Atlético-MG Coritiba Flamengo

Classificação / Série A 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º 11º 12º 13º 14º 15º 16º 17º 18º 19º 20º

Corinthians Palmeiras Atlético-MG São Paulo Grêmio Figueirense Vasco da Gama Fluminense Flamengo Internacional Santos Botafogo Ceará Coritiba Atlético-GO América-MG Cruzeiro Bahia Atlético-PR Avaí

P 7 7 6 6 6 6 6 6 5 4 4 4 4 3 3 3 1 1 0 0

J 3 3 2 2 3 3 3 3 3 3 3 3 3 3 3 3 3 3 3 3

V 2 2 2 2 2 2 2 2 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0

E 1 1 0 0 0 0 0 0 2 1 1 1 1 0 0 0 1 1 0 0

D 0 0 0 0 1 1 1 1 0 1 1 1 1 2 2 2 2 2 3 3

GP 5 3 6 3 4 3 7 3 8 5 4 3 4 6 1 4 2 4 0 2

GS 3 1 1 0 2 1 6 3 4 4 3 3 5 4 3 8 4 7 5 10

SG 2 2 5 3 2 2 1 0 4 1 1 0 -1 2 -2 -4 -2 -3 -5 -8


Primeira Edição | 6 a 12 de junho, 2011

B4 | Esportes

> COM MORAL

Á paisana, Ronaldo prestigia treino do Brasil Fenômeno disputará apenas o rachão ao fim da parte tática do treinamento que será realizado nesta segunda, no CT do Timão Ronaldo participará apenas da parte fácil da preparação do Brasil para o amistoso contra a Romênia, às 21h50 desta terçafeira, no Pacaembu. O Fenômeno disputará apenas o rachão ao fim da parte tática nesta segunda. A movimentação será realizada à tarde no palco do jogo que marcará sua despedida ofi-

cial dos gramados. Assim, Mano Menezes irá comandar seus 23 convocados sem a presença de Ronaldo no coletivo. Ele só irá se misturar no recreativo descontraído que fecha os treinos nas vésperas dos amistosos. Para Victor, titular contra os romenos devido à ausência do poupado Julio Cesar, tal privilé-

gio é mais do que justo. "O Ronaldo não precisa treinar, a gente corre por ele lá dentro de campo. Mesmo sem treinar ele tem muita qualidade", elogiou o goleiro. O Fenômeno esteve no Centro de Treinamento do Corinthians no último domingo (5), mas não se exercitou com a

seleção. Ele cumprimentou os jogadores no vestiário e depois foi para o campo com roupa de passeio. Ficou sentado no banco de reservas e conversou com integrantes da comissão técnica. "Ele disse que treinou nas últimas duas semanas, mas eu não vi. O importante é que um jogo de festa para o Ronaldo, uma

partida com significado especial", emendou Victor. Ronaldo combinou com Mano que será reserva nesta terçafeira. Ele entrará na equipe perto dos 30min do primeiro tempo e não voltará para o segundo tempo. No intervalo, ganhará uma homenagem em sua despedida oficial dos gramados. Ele tam-

bém será homenageado nesta segunda-feira, no hotel da seleção próximo ao aeroporto internacional de Guarulhos. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) está programando para promover um rápido evento no início da tarde, logo após o almoço da delegação do Brasil. globoesporte.com

Ronaldo conversa com a comissão técnica da Seleção Brasileira, durante treinamento realizado no CT Joaquim Grava

Mano Menezes se reúne com o grupo de jogadores do Brasil que enfrenta a seleção da Romênia nesta quarta-feira

Brasil fica no zero em revanche contra Holanda e goianos protestam: 'timinho' A seleção de Mano Menezes segue sem vitórias contra adversários do primeiro escalão do futebol internacional. Neste sábado, na partida que marcava a revanche da última Copa do Mundo, o Brasil ficou no 0 a 0 com a Holanda no estádio Serra Dourada, em Goiânia, em atuação de pouca criatividade que expôs a falta de conjunto do time em reta final de preparação para a Copa América. Na expectativa por um espetáculo de Neymar, Robinho e companhia, a torcida goiana se mostrou impaciente com as dificuldades em campo e acabou frustrada. Por isso, as vaias marcaram o primeiro contato da seleção brasileira com o público do país desde que o técnico Mano Menezes assumiu o comando, no ano passado. "Eiro,

eiro, eiro, devolve meu dinheiro", protestaram os torcedores. "Timinho, timinho", gritaram outros. No primeiro tempo, a aposta de Mano no trio ofensivo com Robinho, Neymar e Fred não surtiu resultado. Os três não conseguiram boas ações coletivas no embate com a marcação. No meio, Ramires abusava da vontade e chegou a ser violento em alguns lances. Do lado contrário, a Holanda conseguia fazer valer o seu conjunto, responsável pela campanha de 100% de aproveitamento nas eliminatórias da Eurocopa. Sem Sneijder, carrasco brasileiro na última Copa, coube a Affelay, do Barcelona, infernizar a marcação brasileira, protagonizando a maioria das tabelas de ataque dos visitantes. Robben

abusou da individualidade e prejudicou alguns lances de contra-golpe. Como o meio-campo liderado por Elano não conseguia inventar alternativas para furar a marcação holandesa, a torcida pediu a entrada do são-paulino Lucas ao fim da etapa inicial. Cutucada pela torcida, a seleção voltou melhor no segundo tempo e em poucos minutos ameaçou a meta rival em mais de uma vez, sempre com Neymar envolvido. Mas a repetição de chances perdidas começava a irritar a torcida. Somente a entrada de Lucas na vaga de Elano fez o público goiano jogar de novo ao lado da equipe. No entanto, animado com a chance, o são-paulino optou pela individualidade e pouco colaborou para a seleção,

que ainda perdeu Ramires expulso no fim e completou 90 minutos de jogo em branco. Desta forma, a seleção de Mano, que já havia perdido confrontos recentes contra Argentina e França, continua sem nenhuma vitória de expressão contra rivais da elite, pelo menos entre aqueles integrantes dos 20 primeiros colocados habituais do ranking da Fifa. Após o empate sem gols com a Holanda, o Brasil volta a campo na terça-feira, para enfrentar a Romênia em São Paulo, no último teste antes da Copa América, em compromisso que também servirá para marcar a despedida oficial de Ronaldo dos campos. Imediatamente depois deste amistoso, o técnico Mano Menezes divulgará a lista de convocados para o torneio na Argentina.

> PRELIMINAR

Em “treino de luxo”, Coxa B humilha reservas do Vasco: 5 a 1 Em "treino de luxo", antes da final da grande Copa do Brasil, os reservas do Coritiba lembraram os melhores momentos do time na temporada e golearam com facilidade o time B do Vasco por 5 a 1, neste domingo, no Couto Pereira. O destaque da partida foi Anderson Aquino, único titular do time alviverde em campo, que marcou três vezes. O Coxa definiu o jogo já no primeiro tempo, fazendo quatro gols em 20 minutos. No segundo tempo, Maranhão ampliou e Elton diminuiu para o Vasco. Depois de perder as duas primeiras partidas, o Coritiba marcou seus três primeiro pontos no Brasileiro, deixando a zona de rebaixamento. O time carioca caiu quatro posições e saiu do G-4. Os dois times se enfrentaram pela segunda vez neste domingo. Já haviam jogado na última quarta-feira, pela Copa do Brasil, em confronto vencido pelo Vasco por 1 a 0. Na quarta que vem fazem a finalíssima, no Couto Pereira. Imprimindo um ritmo avassalador desde o início do jogo, o Coritiba atropelou o Vasco no primeiro tempo. Em 20 minutos, a equipe coxa-branca abriu 4 a 0,

Tcheco comemora o gol, feito aos dois minutos do 1º tempo, que abriu a goleada do Coritiba sobre o Vasco

com grande atuação do atacante Anderson Aquino, que marcou três vezes. Tcheco abriu o caminho para a goleada logo aos 2 minutos, aproveitou uma bobeada de Jomar. Logo.Em seguida, Aquino desandou a fazer gols: marcando aos 10, após receber de Leonardo; aos 14, completando cruzamento de Maranhão, e aos 19, em novo passe de Leonardo. Apesar da desvantagem, o Vasco deu algum trabalho ao goleiro Vanderlei, que fez, ao

menos duas grandes defesas, em chutes de Elton, aos 18 e Felipe Bastos, aos 21minutos. O Coritiba voltou tocando a bola, diante de um adversário que parecia não ter forças para reagir. O quinto gol veio em jogada rápida, Éverton Ribeiro deixou Maranhão na cara do gol, para marcar. O Vasco diminuiu dois minutos depois, com Elton, dominou no meio da zaga e bateu. Com o placar praticamente definido, o técnico Marcelo Oliveira passou a testar jogado-

res. Geraldo substituiu o grande destaque do jogo, Anderson Aquino, que saiu sob aplausos da torcida e depois de sete meses de afastamento, devido a uma fratura, o lateral-esquerdo Triguinho reapareceu, substituindo Maranhão. Na prévia da final da Copa do Brasil, o Coritiba conseguiu o que queria: mostrar que, mesmo com os reservas, é forte no Couto Pereira e pode reverter a vantagem dos vascaínos, que jogam por um empate para serem campeões.


Primeira Edição | 6 a 12 de junho, 2011

Especial |B5

> VERGONHA

Livro do MEC ensina que ‘10 menos 7 é 4’ Ao todo, 1,3 milhão de alunos receberam materiais com erros; ministro da Educação pede abertura de sindicância fotos: Divulgação

BRASÍLIA - O Ministério da Educação pagou R$ 13,6 milhões para ensinar que dez menos sete é igual a quatro a alunos de escolas públicas da zona rural do país. No segundo semestre de 2010, foram distribuídas com erros graves 200 mil exemplares do Escola Ativa, material destinado às classes que reúnem alunos de várias séries diferentes. Foram impressos ao todo 7 milhões de livros - cada coleção do Escola Ativa contém 35 volumes. Os erros foram detectados no início do ano, e um grupo de especialistas contratados pelo ministério julgou que eles eram tão graves, tão grosseiros e tão numerosos que não bastava divulgar uma "errata" à coleção. Os livros com erros foram distribuídos a 39.732 classes multisseriadas da zona rural, presentes em 3.109 municípios e todos os Estados do país. Segundo publicação do MEC, essas classes atendem 1,3 milhão de alunos. Provocado pelo jornal O Estado de S. Paulo, o ministro da Educação, Fernando Haddad

pediu à Controladoria-Geral da República (CGU) a abertura de sindicância para apurar o tamanho do prejuízo e os responsáveis por ele. Ao mesmo tempo, mandou uma carta aos coordenadores de escolas da zona rural recomendando que os livros do Escola Ativa não sejam usados em sala de aula. A coleção foi retirada do ar também na internet. "O número de erros é razoável, isso não se resolve com errata", disse Haddad ao estado, na tarde desta sexta-feira. A reportagem busca informações do MEC sobre o destino da coleção Escola Ativa desde segunda-feira. "Houve uma falha de revisão, essa revisão foi muito malfeita", admitiu o ministro, insistindo que se trata de um material de apoio às classes multisseriadas no campo. "A interrupção do uso não vai comprometer o ensino, porque esse é um material de uso opcional", completou. A última versão da coleção do Escola Ativa teve a impressão encomendada à gráfica e editora Posigraf, de Curitiba. Segundo registro no Portal da

Ministro Fernando Haddad, agora, às voltas com livros didáticos do MEC que ‘revolucionam a matemática”

Transparência, site mantido pela Controladoria-Geral da União, o trabalho custou aos cofres públicos exatos R$ 13.608.033,33. O dinheiro seria suficiente para a construção de 36 escolas

de educação infantil, segundo cálculo usado recentemente pelo próprio ministério. As 200 mil coleções foram impressas e distribuídas no segundo semestre do ano, sem que percebessem as

falhas na edição.

PRIMÁRIOS O MEC informou não ter toda a coleção disponível para a consulta em Brasília. Mas, entre

os exemplos que condenaram a edição, os erros de matemática são os mais notáveis. Na página 29 do Guia 4 de Matemática, o Escola Ativa convida os alunos a fazer descobertas com números, na companhia dos personagens Joana e Pedro. A página apresenta uma tabela na qual, na qual 10-7=4. A página 138 do Guia 3, também de Matemática, apresenta tabelas de adição e subtração, para que os alunos confiram os resultados de operações com números entre 9 e 18. Nas tabelas, o Escola Ativa, o aluno da zona rural aprende que 16-8=6 e 16-7=5. A pedido do MEC, a Controladoria-Geral da República deve abrir sindicância nesta segundafeira para investigar o caso. O secretário de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade do MEC à época da contratação era André Lázaro, atual secretário executivo da Secretaria Nacional de Direitos Humanos. Na última segunda-feira ele disse que a coleção ficara indisponível "para pequenas correções". Na sexta, não respondeu à reportagem.

> CAIXINHA

Na TV, pastor inova e cria o dízimo automático Não é por falta de criatividade que as igrejas deixarão de arrecadar dinheiro dos seus fiéis. Maior exemplo de inovação é o missionário R.R.Soares, líder da Igreja Internacional da Graça, que acaba de lançar uma nova modalidade de coleta de dízimo, por meio de débito automático em conta-corrente. Segundo Soares divulgou em seu programa na Band, o membro da igreja poderá fazer suas doações mensalmente de forma mais prática. Para isso o fiel deve preencher um cadastro nos sites da igreja e passar seus dados bancários. É o doador, afirma Soares, quem decide quanto quer doar. Quem se cadastrar, diz ele, ganha "um brinde de Jesus", sem dizer o que é. O missionário garante ainda que, se por acaso o doador não

tiver saldo num determinado mês para dar o dízimo automático, ele não será debitado e "o fiel não será incluído no SPC ou no Serasa". A doação mensal voltará a ser debitada no mês seguinte, sem acumular a que não foi paga. Para criar o "dízimo em conta corrente", a Igreja Internacional da Graça firmou parceria com Itaú, Banco do Brasil e Bradesco.

"HEAVEN CARD" Além do dízimo automático, o pastor R.R.Soares também lançou o cartão de crédito da Igreja Internacional da Graça de Deus. Entre outras vantagens, o cartão permite pagar as compras "em até 40 dias, financiar no crédito rotativo e fazer saques de emergência no Brasil e exterior". Segundo a igreja, o cartão "é

Muito criativo, o pastor R.R. Soares inova com o ‘dízimo automático’, sem o risco de levar fiel ao SPC Serasa

mais uma forma de você contribuir com as ações e obras sociais da igreja". Além da Internacional da Graça, a Universal e a Mundial também aceitam o pagamento de dízimos e doações por meio de cartão de crédito e débito. As operações são legais. Romildo Ribeiro Soares, 64, é cunhado de Edir Macedo (casado com a irmã de Macedo, Maria Magdalena) e co-fundador da Igreja Universal do Reino de Deus. Deixou o parente por suposta divergência no final dos anos 70 e criou sua própria igreja em 1980. Sua igreja tem negócios com várias emissoras, de quem compra horários, e também é proprietária de uma operadora de TV paga, cujos pacotes não oferecem nenhum canal que exiba cenas de violência, erotismo ou tenha linguajar chulo.


Primeira Edição | 6 a 12 de junho, 2011

B6 | Roteiro Projeto Universitários no Teatro, com o Espetáculo "Solteira Procura-se" Onde? Teatro Marista - Avenida Dom Antônio Brandão, 564 - Farol - Maceió | AL. Quando? Dia 09 de Junho (Quinta), às 19h30. Quanto? R$ 50,00 (Inteira) e R$ 25,00 (Meia). Mais Informações: (82) 8832-1967 / (82) 9647-8688 / (82) 4009-2767 (Teatro Marista) Também fará parte do evento, uma palestra com o renomado Psicólogo Laerte Leite, que também dará sua explanação acerca do assunto em pauta. Mostra de Pinturas em porcelana Onde: Teatro Deodoro Quando: 06 e 10 de junho, Aberta ao público Cine Sesc 12h30 Quando: 06/05 Palavra Encantada (dir.: Helena Solberg, Brasil, cor, 84min) Local: Teatro Sesc Jofre Soares/Sesc Centro (Rua Barão de Alagoas, 229, Centro) Horário: 12h30 Entrada gratuita Mais informações: 0800 284 2440 e 3326-3133 Abertura da exposição A Gravura de Lasar Segall: Poesia da Linha e do Corte Quando: 06/05 Horário: 19h Local: Galeria Sesc Arapiraca (Rua Manoel Cazuza, s/n, Santa Edwiges, Arapiraca, AL) Entrada franca

Mais informações: 0800 284 2440 e 3326-3133

reggae. Informações: (82) 3355-1271| 9331-0154

Cine Sesc 18h30 - Mostra 70 Anos de Kieslowski Quando: 09/06 Decálogo 2: Não invocarás o santo nome de Deus em vão (Dir.: Krzysztof Kieslowski, Polônia, 1989) Decálogo 3: Guardarás domingos e festas de guarda (Dir.: Krzysztof Kieslowski, Polônia, 1989) Decálogo 4: Honrarás pai e mãe (Dir.: Krzysztof Kieslowski, Polônia, 1989) Classificação: 16 anos Local: Teatro Sesc Jofre Soares, Sesc Centro (Rua Barão de Alagoas, 229, Centro) Horário: 18h30 (em junho, teremos esse horário especial em função da programação extensa dedicada a Kieslowski) Entrada gratuita Mais informações: 0800 284 2440 e 3326-3133

Concurso Sesc/Semed de quadrilhas matutas Período: 06 a 09 de junho Horário: 17h Local: Sesc Poço (Rua Pedro Paulino, 40, Poço) Entrada franca Mais informações: 0800 284 2440 2ª Mostra Cultural "Peti divulgando seus talentos" Onde: Praça dos Martírios Quando: 10/06, às 13h30 Apresentações de teatro, dança, música, maculelê, puxada de rede e muito mais. Venha conferir de perto esse projeto que é realizado pela Secretaria Municipal de Ação Sociale professores de música e teatro e outros colaboradores. O evento tem o objetivo de mostrar o potencial de cada aluno do Peti (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil).

Trem Bala Nesta terça-feira (07), às 22h, o grupo Trem Bala, formado por Carlos Bala (bateria), Osman (voz e violão), Fabinho Oliveira (baixo e vocal) e Jiuliano Gomes (teclado) se apresenta no Anexo Music Bar. No repertório, MPB, pop/rock nacional e internacional, bossa nova, soul, funk, samba, jazz, entre outros ritmos. Informações: (82) 33284812 | 9127-8027. Preço: R$ 4,00

Happy Hour Quando: 10/06 Banda Karinho Sakana Local: Sesc Poço (Rua Pedro Paulino, 40, Poço) Horário: a partir das 19h30 Ingressos: de R$ 6 a R$ 15 Mais informações: 0800 284 2440

Reggae da Resistência A banda de apresenta nessa terça-feira (07) no restaurante Red Blue, na Av. Amélia Rosa, às 20h. A banda mostrará toda sua força de vontade cantando os maiores sucessos de sua carreira e covers nacionais e internacionais do

Arraial dos namorados com as bandas Zé Dules e Dengo do Forró e apresentação da quadrilha Lengo Tengo Quando: 10/06, Horário: 20h

> SUCESSO

> ARTE EM PORCELANA

Jota Quest completa 15 anos e lista preferidas

Artista visual vai expor obras no Teatro Deodoro

Divulgação

Jota Quest faz 15 anos comemorando sucessos em todo o Brasil

Os mineiros do Jota Quest têm muita história para contar. Com 15 anos de estrada, a banda conquistou o Brasil de norte a sul e já lançou até CD em espanhol. Para comemorar a data festiva, os meninos fizeram um 'Top 15' da carreira e destacaram os momentos mais marcantes que viveram juntos até agora. Entre muitas histórias e parcerias, a banda relembrou com muito carinho o dia em que recebeu o convite de Roberto Carlos para cantar a música "Além do Horizonte". "Foi um dos momentos mais importantes da nossa história", diz Rogério Flausino. Depois da parceria ilustre, o vocalista agora quer mais: "Eu ainda acho que vamos fazer uma música inédita com o rei e com Erasmo. Seria muito especial". Ao que parece, gás para novas composições não vão faltar. "Acho que agora, com 15 anos, a gente começou", afirma Fonseca.

LUAN COM EX-BBB CACAU Luan Santana esteve neste domingo, ao vivo, no palco do "Programa do Gugu", e admitiu em rede nacional que ficou com a ex-BBB Cacau. Figura fácil nos shows do cantor, a ex-participante do reality show da Globo nunca escondeu a admiração pelo ídolos das adolescentes. Há algumas semanas, aumentaram os rumores de que eles teriam ficado: "Cacau é uma grande amiga, uma grande parceira e a gente já ficou, mas não estamos namorando". Luan Santana se apresentou neste sábado em São Paulo com a plateia lotada. O cantor soltou a voz em sucessos como "O amor não é pecado" e provocou gritinhos no público quando fez uma coreografia

ousada com suas duas belas backing vocals.

PAUSA DECIDE FAZER PAUSA O Exaltasamba revelou no palco do Domingão Faustão que, a partir de fevereiro de 2012, os músicos seguirão outros projetos profissionais e pessoais. Thiaguinho explicou que estar no programa do Faustão foi uma oportunidade para esclarecer a nova fase do grupo. "Não era nenhum segredo, mas a gente vinha sendo questionado nos últimos meses. Perguntavam se eu ia sair, se eu ia fazer dupla com o Rodriguinho (ex-vocalista do Grupo Os Travessos). Tivemos uma conversa e decidimos dar uma estacionada no nosso trabalho. Não quer dizer que o Exaltasamba acabou. É como o Péricles diz: 'O Exalta nunca vai acabar, porque tem uma história linda'", explicou o vocalista, negando a parceria com Rodriguinho e confirmando o desejo de lançar um trabalho solo. Péricles completou dizendo que existe a pretensão de o grupo voltar, mas não há previsão de quando isso vai acontecer. "Agora é o momento de realmente estacionar e de aproveitar toda a carga de emoção que a gente recebeu durante esses anos de sucesso", disse o cantor que também vai seguir projeto musical sozinho. Ele afirmou que espera contar com a compreensão do público sobre a decisão: “Muita gente pode até não entender, mas estamos tomando a iniciativa de explicar, porque nós respeitamos muito nossos fãs. E, em nome desse respeito, pedimos a compreensão de todos”, disse o cantor.

A carioca, radicada em Alagoas há 22 anos, Lídia Gomes trabalha há mais de 20 anos com porcelana, um trabalho que requer muita concentração e firmeza nas mãos, para transformar meras peças em porcelanas em verdadeiras obras de arte. Lídia trabalha também com pintura sobre tela, mas a porcelana é o carro-chefe de seu trabalho desde que chegou em Maceió quando descobriu esse nicho de mercado. Os temas japoneses imperam em seu trabalho, feito com pinturas à mão livre com bico de pena aplicados em pratos ou qualquer outra peça de porcelana e também em miniaturas, que levam de dois dias, até um mês para ficarem prontos, pois podem ir ao forno até 35 vezes, como ela mesma explica: "Cada cor que usamos em uma peça, que a gente pinta, precisa ir ao forno para não borrar, por isso demora tanto, mas enquanto isso a gente vai produzindo outras peças", finalizou. Lídia Gomes pinta também fotografias de prédios, igrejas, logomarcas... "Fiz uma pintura da Catedral de Maceió num prato que tem mais de 100 anos de existência, aí a obra fica mais cara pelo tipo da peça. O cliente pode me encomendar um trabalho por inteiro, com a porcelana que eu forneço, ou pode trazer sua própria porcelana. Trabalho mais com encomendas, feitas em sua maioria por arquitetos e decoradores, só que é um ramo artístico mais moderno... o que segue a moda, mais despojado", explicou a artista. Um outro segmento de mercado atendido pela artista, é o de lojistas que a encomendam peças com suas logomarcas para por em brindes e para venda. Lídia trabalha em seu ateliê

em sua casa, no bairro de Jatiúca, onde tem a estrutura necessária, como o forno e para as aulas que ministra em turmas em média de 5 pessoas, e normalmente na faixa etária de 60 anos que tem as aulas como terapia... ou distração. "Minha aluna mais velha completou, em 02 de junho, 87 anos. As minhas aulas já possibilitam que o aluno possa pintar com desenvoltura em até um mês. Já dei aulas para turmas de jovens entre 17 e 30 anos, mas os jovens são mais difíceis, por falta de concentração e da própria motivação. Qualquer pessoa tem condições de pintar... quem nunca pintou, com até um mês já estará pintando razoavelmente, mas as pessoas da melhor idade normalmente pintam melhor", revela Lídia. As peças produzidas por Lídia vão além de decorativas. Algumas obras são utilitárias como conjuntos de jantar, chá... e dão um toque de arte a utensílios comumente utilizadas, e Lídia revela que as peças monocromáticas, em marrom ou preto são as suas favoritas, apesar de poder pintar com qualquer cor, e continua: "Para pinturas em porcelana ou louça é a mesma tinta. A cerâmica é diferente, mas todas são tinta em pó. Quando for comprar tem que pedir especificamente, só que em cerâmica as peças tem que receber verniz no final, mas as peças em porcelana já se envernizam naturalmente. O trabalho de Lídia Gomes poderá ser visto em 30 peças que farão parte da exposição "Mostra de pinturas em porcelana" que ficará no foyer do Teatro Deodoro entre os dias 06 e 10 de junho, aberta ao público.

INFORMAÇÕES: (82) 3315-5665 / 5656 Divulgação

Local: Sesc Arapiraca (Rua Manoel Cazuza, s/n, Santa Edwiges - Arapiraca) Ingressos: gratuito para comerciários com carteira do Sesc; para os demais, R$ 15 Mais informações: 0800 284 2440 e (82) 3482-2400 Salete Suspiro Comédia escrachada com Salete Suspiro e Pantala Buterflay. A dupla se apresenta no dia 10 de junho, às 20h, no Clube Fênix Alagoana, praia da Avenida. Ingressos: R$ 10 + 1 kg de alimento. Mais informações: 3033-5499. Música ao vivo - Dia dos namorados Quando: 12/06, Trio Gogó da Ema Horário: a partir das 13h Local: Sesc Guaxuma (Rua Cel. Mário Saraiva, s/n, Guaxuma) Ingressos: gratuito para comerciários com carteira; para os demais, R$ 6 a R$ 15 Mais informações: 0800 284 2440 ou 2123-2439 Música ao vivo Quando: 12/06 Planet Music Local: Sesc Arapiraca (Rua Manoel Cazuza, s/n, Santa Edwiges - Arapiraca, AL) Horário: a partir das 12h Ingressos: gratuito para comerciários com carteira do Sesc Mais informações: 0800 284 2440 e (82) 3482-2400 Roupa Nova em Maceió A banda Roupa Nova estará em Maceió no dia 22 de julho. O show será na casa Vox Room (estacionamento de Jaraguá). Mais informações 3034-3282.

Cinema em Maceió Cine Maceió Piratas do caribe - navegando em águas misteriosas em 3d Aventura 15:00, 18:00 12 anos

Cine Farol Velozes e Furiosos 5 Ação 14:00, 16:25, 18:50, 21:15 14 anos

Kung Fu Panda 2 Animação 15:50, 19:50 Livre

Piratas do caribe - navegando em águas misteriosas Aventura 13:30, 16:10, 18:50, 21:30 12 anos

Cine Pátio X-Men - Primeira Classe Ação 16:00, 18:45, 21:30 14 anos

3D Rio Animação 15:30 Livre

Se beber, não case! Parte II Comédia 17:00, 19:30, 21:50 16 anos Piratas do caribe - navegando em águas misteriosas em 3d Aventura 15:25, 17h30, 18:20, 20h30 , 21h00, 21h15 (leg) 12 anos

Horóscopo Áries de 21/03 a 20/04 O foco principal da semana para o ariano estará certamente no campo financeiro, onde se encontra seu regente e ingressará também Júpiter. Touro de 21/04 a 20/05 Com o ingresso de Júpiter em Touro, seus sonhos tão acalentados começam a se realizar. Certamente surgirão ocasiões incríveis que impulsionarão sua carreira e o deixarão bem satisfeito. Gêmeos de 21/05 a 20/06 A sorte está sorrindo para o seu lado, geminiano, e com o ingresso do Sol em seu signo você sente um sopro de renovação no ar. Bem a seu gosto, o dia-a-dia se torna agitado, com muitos afazeres e solicitações. Câncer de 21/06 a 21/07 Após um final de semana familiar, você inicia a semana focalizando sobretudo o campo profissional, onde não faltarão solicitações e pendências para serem resolvidas. Leão de 22/07 a 22/08 Com o ingresso do Sol no signo de Gêmeos o leonino pode focalizar principalmente as reuniões profissionais, os acordos e as parcerias. A conjunção do astro-rei com o planeta Mercúrio indica a possibilidade de um estímulo suplementar para a sua criatividade natural.

Lídia Gomes anuncia exposição de seus trabalhos no Teatro Deodoro

Se beber, não case! Parte II Comédia 14:10 16:30 18:50 21:20 16 anos

Virgem 23/08 a 22/09 Apesar dos obstáculos que podem estar indicando um período de restrições no campo financeiro, o virginiano não deve se queixar da vida, pois ainda tem muitas oportunidades a bater em sua porta.

Libra de 23/09 a 22/10 A partir desta semana seu dia-adia melhora, pelo menos em intensidade, apesar de ainda apresentar muitos desafios! Como Saturno em transito no seu signo-, sai finalmente da retogradação, as coisas começam a andar. Escorpião de 23/10 a 21/11 A intensidade de sentimentos que agita seu intimo pode causar perturbações emocionais de difícil contenção. Porém, se a paixão agita seu coração, pegue leve e afaste o ciúme de seus pensamentos! Sagitário de 22/11 a 21/12 Novidades e novidades! Este é o astral dos sagitarianos que se beneficiam a partir desta semana de alguns aspectos bem favoráveis que o seu planeta regente, Júpiter, lhe promete! Capricórnio de 22/12 a 20/01 A sua adaptabilidade será importante para poder contornar os obstáculos que atrapalham o bom andamento de seus negócios. Neste momento, algumas situações que você considerava já superadas podem voltar e causar aborrecimentos. Aquário de 21/01 a 19/02 Você quer tudo já, mas algum obstáculo sempre atrapalha seus objetivos! Se é assim que você se sente, caro aquariano, é porque o atual momento astral quer lhe ensinar alguma coisa: a paciência! Peixes de 20/02 a 20/03 Se seu dia-a-dia é muito agitado e cheio de imprevistos e você não consegue dar conta de tudo, controle suas emoções! Este não é um momento adequado para se abandonar ao desespero.

O tempo e as marés - 08/06

27º Nascer do Sol: 05h34

Pôr do sol: 17h09

19º Probabilidade de chuva: 80%

Lua nova

Marés altas 06h36..........2,0 19h15..........1,9

Marés baixas 00h23..........0,6 13h02..........0,4


Primeira Edição | 6 a 12 de junho, 2011

Opinião |B7

Foto da semana

Editorial

Alagoas e a Braskem A Braskem, como qualquer indústria química, tem riscos operacionais, e funciona, portanto, sujeita a acidentes, embora ao longo de quase 40 anos nunca tenha registrado ocorrências tão graves como as duas mais recentes, em maio último. Indiscutível que foi um erro de planejamento instalá-la no perímetro urbano, na faixa intermediária entre o Trapiche e o Pontal, se bem que, à época, nos anos 70, a área em que está situada estivesse completamente desabitada. Uma coisa, no entanto, precisa ser considerada: não há como remover a Braskem - como chegou a sugerir o então secretário de Planejamento, Sérgio Moreira. Transferi-la seria o mesmo que construir uma casa de concreto e, depois, removê-la para outro local. Ou tem Braskem onde está, ou não tem. A alternativa seria o fechamento, algo absolutamente fora de cogitação. A verdade é que Alagoas precisa, dramaticamente, de uma empresa de grande porte e cujo grupo gerencial está agora mesmo investindo R$ 1 bilhão na construção de nova planta industrial. O que se tem a fazer é definir uma solução para evitar novos acidentes. É possível operar a Braskem oferecendo garantia à população que a circunda. Sabe-se que os acidentes ocorrem por falta de manutenção ou mesmo por falha nas inspeções preventivas. Uma deficiência que pode ser resolvida com mais empenho, mais cuidado, mais responsabilidade. Infelizmente tem gente querendo politizar o enfoque sobre a Braskem, e não é por aí. Até porque basta consultar seu histórico para se constatar que em qualquer cruzamento movimentado de Maceió ocorrem muito mais acidentes, no trânsito, com mortes e danos irreparáveis, uma rotina que os críticos consideram normal.

Lula não fazia cara feia para os aloprados, mas Dilma é diferente: basta ver sua expressão junto ao investigado ministro Antônio Milionário Palocci

Mais e melhores empregos

Réquiem para um passado saudoso

Depois de uma ameaça - já possuem salário maior que o debelada - de retorno da das mulheres. Mas, ao coninflação, a economia brasi- trário do que ocorria no pasleira volta a demonstrar vita- sado, o gênero não é mais lidade e as boas notícias tão determinante para o estão, novamente, na expan- sucesso profissional. O que são do mercado de trabalho. impulsiona o salário atualA taxa de desemprego apu- mente é o nível de escolarirada pelo Instituto Brasileiro dade. de Geografia e Estatística Embora os homens ganhasnas seis principais regiões sem 24,1% a mais do que as metropolitanas do País ficou mulheres, a escolaridade em 6,4% em abril, ante 6,5% mostrou-se decisiva para o em março. Esta é a menor nível salarial. Os trabalhadotaxa para os meses de abril res que tinham curso superior ganhavam um salário desde 2002. A mesma pesquisa atestou 225% maior do que os que que o rendimento médio não concluíram a faculdade. real dos trabalhadores regis- De um montante de 40,2 trou variação positiva de milhões de trabalhadores 1,8% na comparação com assalariados, 33,6 milhões abril do ano passado. A não têm nível superior massa de renda média real (83,5%) contra apenas 6,6 habitual dos ocupados milhões de pessoas com somou R$ 34,7 bilhões em curso superior (16,5%). A abril. Um incremento de fatia de trabalhadores que 4,3% em relação a abril de concluíram a faculdade concentrou R$ 310,6 bilhões, ou 2010. 39,7% da A população massa salarial, ocupada, nas seis principais “As estatísticas do enquanto os outros R$ r e g i õ e s IBGE apenas con471,3 bilhões, metropolitafirmam o que ou 60,3%, nas pesquisadas, foi de todo pai e mãe de foram distri22,3 milhões família conhecem buídos entre os trabalhade pessoas em muito bem” dores com abril deste menor escolaano, o que ridade. representou uma estabilidade comparan- As estatísticas do IBGE apedo-se com o mês de março. nas confirmam o que todo Mas na medição anual isso pai e mãe de família conhesignificou uma alta de 2,3% cem muito bem. Quanto na comparação com abril de maior o grau de escolaridade, maiores são as oportuni2010. A população desocupada dades de bons empregos. registrada pelo IBGE foi de Por isso que nós do PMDB 1,5 milhão de pessoas em investimos tanto na expanabril deste ano, o que repre- são do ensino profissionalisentou também uma estabi- zante e na interiorização da lidade na comparação com UFAL. Desta forma estamos março e recuo de 10,1% democratizando as oportuante abril de 2010. Isso sig- nidades e fazendo um País nificou um decréscimo de de chances iguais para 173 mil pessoas nesta condi- todos. ção, de acordo com os cálculos do IBGE. Renan Calheiros Ainda de acordo com o IBGE É senador e líder da bancada do PMDB os homens ainda são maioria no mercado de trabalho e

Os dias eram brilhantes e as noites mais aconchegantes. O ar era mais puro e o céu mais, mais estrelado. As ruas não eram revestidas de asfalto e o cheiro da terra e das plantas era imediatamente percebido no primeiro chuvisco. Eu era considerado um "lente" no jogo de chimbras, medíocre no pião, razoável nas pedaladas e admirado pela coragem de pular de cabeça da cumieira do trapiche Ponte do Leão na Av. da Paz. Além dessas atividades freqüentes, pescávamos no cais do porto ou no batelão Mundaú em frente à garagem do CRB, a meio caminho das piscinas naturais da Pajuçara, incrível variedade de pequenos e saborosos peixes xelelête, vermelhos, peixe gato, quatro olhos, pilombeta e outros. Todo mundo se conhecia. Desavenças eram raras e de curta duração. Os sorrisos eram mais fartos e mais sinceros. As mães eram perfeitas como esposas, como donas do lar e como educadoras afetuosas. O marido era o chefe de família, rei e herói. Os casais eram mais carinhosos e a família, era mais família. O convívio em família se estendia aos clubes Fênix, Iate, Tênis, CRB e Português. Todos em permanente e saudável disputa para ver quem fazia o melhor carnaval, as melhores festas. Igualmente saudáveis eram as disputas de voleibol, basquetebol e futebol de salão. A moçada tinha costume de, após combinações prévias, invadir a residência de um dos pais e promover arrasta pé na base da vitrola até as 24hs. Tudo muito civilizadamente e em absoluto respeito. E nas noites de lua, serenatas eram ouvidas em muitos bairros de Maceió. E aí, uma certa noite, não se sabe quando, adormecermos. E depois de um sono demorado e profundo, acordamos. E o mundo estava diferente. Áreas antes infestadas de coqueiros, mangueiras, cajueiros e outras tantas árvores tinham sido substituídas por altos prédios de apartamentos ridicularmente apertados (a maioria) todos

dotados de televisão antenadas em notícias pavorosas e novelas desagregadoras e quase todos, com computadores, ligados na internet, blogs, googles, com boas e péssimas informações. As ruas já não são mais seguras. As crianças mais novas passam parte do dia nas creches e escolas especiais. As demais são incrivelmente independentes e desumanamente precoces graças aos hormônios e ao excesso de liberdade sem vigilância e parcas orientações, tornando-se alvos fáceis das drogas, do álcool, do homossexualismo, da imoralidade. Tanto assim é que centenas de adolescen-

“Onde será que erramos? Ou é porque já estamos irremediavelmente vencidos pela soma de todos os medos?” tes entre 12 e 17 anos se fazem presentes nas boates, discotecas, shows musicais ao ar livre etc. Até o dia amanhecer, com direito ao uso de bebidas alcoólicas, drogas e sexo. E a moda, já há algum tempo, é 'ficar' (é ter relações sexuais sem compromisso). Como se o conjunto de regras de conduta social não mais estivesse em vigor, como se os direitos e os deveres, a responsabilidade, a vergonha e a honra não mais existissem, assistimos impotentes, submissos, ao domínio nocivo de parcela considerável das últimas gerações - essas que banalizam os valores maiores da sociedade, essas que são destituídas de princípios e confundem o cerne da democracia, essas

que são refratarias às críticas por mais construtivas que sejam, essas que não são contrárias nem conforme a moral e que reagem taxando a todos os demais de quadrados, machistas, racistas e preconceituosos. As vezes estamos tão próximos da árvore que não enxergamos a floresta. Onde será que erramos? Ou é porque já estamos irremediavelmente vencidos pela soma de todos os medos? Uma nação dominada por raciocínios sinuosos, pela dialética da empulhação, pela inversão de valores, pelo domínio avassalador das minorias politizadas, pela falta de bom senso por superstições religiosas generalizadas, pelas leis anacrônicas, superadas, ineptas e prestados, pela exploração absurda (com a homologação conivente do governo federal) das instituições financeiras em geral, companhias de seguro, administradoras de cartões de créditos etc, uma nação dominada pela apatia contemplativa, narcisismo burocrático e mediocridades periféricas. Uma nação dominada por criminosos que navegam galhardamente em infinito oceano de impunidade. Uma nação dominada por políticos corruptos, eleitos graças a uma democracia que é uma farsa, porquanto analfabetos votam e a maioria dos votos é comprada. Uma nação que se caracteriza pela má distribuição de renda, e é especializada em contrastes. E os contrates sempre foram os fundamentos de todos os conflitos sociais. Declinamos do desprazer de listar outras dezenas de mazelas. Não se faz necessário nenhum ataque de lucidez nem lampejos de repugnante sobriedade para se constatar que os nossos sonhos e as nossas esperanças jazem na estética do nada. Caio Porto Filho Empresário

Do eterno pão e circo É na miséria política, moral e ideológica do Brasil, que o Governo Federal lança programas, vai para rua, distribui pães no circo armado de nossa pobre vida diária. Transformaram o país em um imenso curral eleitoral. Quando mais pobre o povo, mais pão e voto, mais circo e espetáculo. As estratégias são sempre as mesmas, apenas mudaram o figurino, deram uma boa atualizada, uma boa maquiada. Na ausência de políticas verdadeiras, inventam fatos, folguedos, para tudo ficar como sempre esteve, apenas assegurando a comida no prato; um melhor bocado. Depois disso, apenas a cesta, o descanso dos justos condenados. É o Brasil de antanho alimentado, o Brasil real adormecido; com a barriga cheia. Chega de crer e alimentar esse país alquebrado, dividido, repartido, tendo um rio intransponível entre a parcela mais rica da sociedade e a mais pobre. É uma divisão infinita em condições e oportunidades. No entanto, o Brasil de barriga cheia, domesticado e aliciado, fica calado, enquanto alguns poucos vendem projetos contabilizando futuras comissões dos que

estão pré-marcados para distribuir alimentos, cartões, e outras coisinhas mais... É a pobreza redentora, que faz a multiplicação em 20 vezes ou mais, dos que distribuem pães, enquanto suas vidas são um circo armado de alegrias, frustrações e pecados.

“Chega de crer e alimentar esse país alquebrado, dividido, tendo um rio intransponível entre a parcela mais rica e a mais pobre”

indicações e conchavos. Tudo, com os mais populistas discursos, com os mais animados comícios. Não pensam em governar uma nação, mostrar um caminho, prover o desenvolvimento e progresso do país. Mas sim, administrar poderes, arranjar cargos, restringir o crescimento e desenvolvimento do povo para continuar mandando, dando as cartas, dominando a nação de pobres alienados, inocentemente servis. Alugar o parvo é mais barato, diante da limitada visão e mentalidade dos nossos equivocados governantes. São uns atrasados... Assim, vai ficando o Brasil com a cara deles, com o jeito deles, um país do vale tudo, dos espertos, dos larápios. Um país sem amor próprio, preocupado mais com o quanto que vai ganhar do que o tanto que irá ser. Eles escolheram enriquecer. Nós, apenas, o dever de sobreviver.

Esse é o Brasil real, o Brasil arrendado por governos que fizeram da pobreza, da miséria, sua profissão de fé, assegurando eleições e cargos, comissões e doações,

Petrônio Souza Gonçalves Jornalista e escritor

> OS ARTIGOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES E NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DESTE JORNAL

Endereço:

PRIMEIRA EDIÇÃO JORNAL ON-LINE IMPRESSA LTDA - ME CNPJ 08.078.664/0001-85 CMC 130003

Rua Moema Cavalcante Basto, 314 Lot. Barra Mar | CEP 57.180-000 Fone: (82) 3033-2189 PABX: (82) 3325-2815 Barra de São Miguel | Alagoas Atendimento ao assinante: (82) 3033-5213

Luiz Carlos Barreto Goes Diretor-Geral

Privativa Comunicação e Representação Ltda. Representante nacional do Primeira Edição

Romero Vieira Belo Diretor Editorial

Alda Sampaio Diretora Comercial

São Paulo: (11) 4197-1799 Rio de Janeiro: (21) 2262-6146 Brasília: (61) 3326-7876

Salvador: (71) 3341-2980 Recife: (81) 3241-1680


Primeira Edição | 6 a 12 de junho, 2011

B8 | Diário Oficial dos Municípios

PREFEITURA MUNICIPAL DE ATALAIA AVISO DE LICITAÇÃO – 3ª CHAMADA Modalidade: Pregão Presencial em Sistema de Registro de Preços nº 008/2011 – Data: 16/06/2011 às 10h00min – Objeto: Aquisição de Veículos. Disponibilização do Edital: Rua Fernando Gondim, nº 114, Centro, Atalaia/AL. Davison Gomes da Silva Pregoeiro ------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE ATALAIA AVISO DE LICITAÇÃO – 2ª CHAMADA Modalidade: Pregão Presencial em Sistema de Registro de Preços nº 010/2011 – Data: 16/06/2011 às 09h00min – Objeto: Aquisição de Tubos de concreto. Disponibilização do Edital: Rua Fernando Gondim, nº 114, Centro, Atalaia/AL. Atalaia, 02 de junho de 2011. Davison Gomes da Silva Pregoeiro ------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE ATALAIA HOMOLOGAÇÃO – PREGÃO PRESENCIAL Nº 007/2011 O Prefeito do município de Atalaia homologa o presente processo no valor total de R$ 91.409,00 (noventa e um mil, quatrocentos e nove reais). EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 007/2011 Modalidade: Pregão Presencial nº 007/2011 – Objeto: Registro de Preços para Fornecimento de Impressos Gráficos – CONTRATANTE: Município de Atalaia, CNPJ: 12.200.143/0001-26. DETENTORA: José Nogueira Mendes Filho ME, CNPJ nº 02.435.994/0001-02. Foro: Atalaia – Data de Assinatura:

11/05/2011. Validade: 12 (doze) meses. Ordenador da despesa: Francisco Luiz de Albuquerque. O conteúdo integral desta Ata de Registro de Preços encontra-se a disposição na sede do município, a Rua Fernando Gondim, nº 114, Centro, Atalaia/AL. Francisco Luiz de Albuquerque Prefeito ------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE ATALAIA HOMOLOGAÇÃO – CONVITE N° 01-04/2011 O Prefeito do Município de Atalaia homologa o presente processo, importando o mesmo o valor total de R$ 36.000,00 (trinta e seis mil reais). EXTRATO DO CONTRATO N° 0104/2011 - CV CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Atalaia, CNPJ nº 12.200.143/0001-26. CONTRATADA: Frinscal Distribuidora de Alimentos Ltda, CNPJ nº 03.504.437/0001-50. OBJETO: Aquisição de Pescados. VALOR: R$ 36.000,00 (trinta e seis mil reais). Atalaia, 18 de abril de 2011. Francisco Luiz de Albuquerque Prefeito ------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE BRANQUINHA HOMOLOGAÇÃO – CONVITE N° 01-05/2011 A Prefeita do Município de Branquinha homologa o presente processo, importando o mesmo o valor total R$ 11.895,00 (onze mil oitocentos e noventa e cinco reais). EXTRATO DO CONTRATO N° 0105/2011 – CV CONTRATANTE: Prefeitura

Municipal de Branquinha, CNPJ: 12.332.995/0001-77. CONTRATADA: Movaço – Móveis de Aço Ltda Epp, CNPJ: 07.258.359/0001-02. OBJETO: Aquisição de Material Permanente. VALOR: R$ 11.895,00 (onze mil oitocentos e noventa e cinco reais). Branquinha/AL, 25 de maio de 2011. Ana Renata da Purificação Moraes Prefeita ------------------------------------PREFEITURA DE IGREJA NOVA AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL N.º 08/2011 A Prefeitura Municipal de Igreja Nova/AL comunica às empresas interessadas que fará realizar às 10h00min do dia 15 de junho de 2011, na sede do Município, na Praça Prof. Agnelo Moreira, n.º 06, Centro, Igreja Nova/AL, email: cplprefeiturainova@hotmail.c om, em sessão pública, o PREGÃO N.º 008/2011, do tipo MENOR PREÇO POR ITEM, que objetiva a Aquisição de: ITEM I (MÁQUINA COPIADORA COM CAPACIDADE ACIMA DE 50.000 CÓPIAS AO MÊS); ITEM II (FREZEER HORIZONTAL CAPACIDADE ACIMA DE 200 LITROS); ITEM III (FREZEER HORIZONTALCAPACIDADE ACIMA DE 300 LITROS); ITEM IV ( VENTILADOR PAREDE DE 60 CM),conforme especificações contidas no ANEXO I – ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS do Edital. O Edital encontra-se disponível para download gratuito no site www.primeiraedicao.com.br . Qualquer informação poderá ser solicitada através do email: cplprefeiturainova@hotmail.com. Igreja Nova/AL, 01 de junho de 2011 Cláudia Cristina de Melo

Pereira Pregoeira ------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMEIRA DOS ÍNDIOS RATIFICAÇÃO - INEXIGIBILIDADE Nº 01-03/2011 O Prefeito do município de Palmeira dos Índios ratifica o presente processo no valor total de R$ 118.830,00 (cento e dezoito mil, oitocentos e trinta reais). EXTRATO DO CONTRATO Nº 0103/2011 - IL CONTRATANTE: Município de Palmeira dos Índios, CNPJ: 12.356.879/0001-98. CONTRATADA: José Laélcio de Lima, CNPJ: 00.519.211/000135. OBJETO: Apresentações das Bandas Soddy Guetto, Pagomania, Gingado, Bate Papo e Swinguê no Carnaval 2010. VALOR: R$ 118.830,00 (cento e dezoito mil, oitocentos e trinta reais). Palmeira dos Índios, 02 de março de 2011. * Republicado por incorreção. James Sampaio Calado Monteiro Prefeito ------------------------------------PREFEITURA MUNICIPAL DE PENEDO AVISO DE LICITAÇÃO – 2ª CHAMADA Modalidade: Pregão Presencial 007/2011. Objeto: Aquisição de Medicamentos Crônicos. Data: 16/06/2011, às 10h00min. Disponibilidade dos editais: Rua Nilo Peçanha, nº 106, Centro Histórico, Penedo/AL. Penedo, 03 de junho de 2011. Fagner Lima Dantas Pregoeiro ------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE

QUEBRANGULO EXTRATO DE CONTRATO CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Quebrangulo CNPJ. 12.241.675/0001-01 CONTRATADO: Empresa Musitecnica Comercio Ltda – Me, CNPJ: 02.955.861/0001-59 OBJETO: fornecimento pela CONTRATADA de instrumentos musicais para a Secretaria de Educação e Cultura – Sec. de Educação. VALOR: R$ 8.720,00 (oito mil setecentos e vinte reais). PRAZO DE EXECUÇÃO: 01 mês. FONTE DE RECURSO: 06.60 /2.006 / 12.361.0004 4.4.90.52.00.00.00.00.0.1.002 0 Quebrangulo, 24 de maio de 2011. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima – Prefeito ------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO EXTRATO DE CONTRATO CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Quebrangulo CNPJ. 12.241.675/0001-01 CONTRATADO: Empresa Musitecnica Comercio Ltda – Me, CNPJ: 02.955.861/0001-59 OBJETO: fornecimento pela CONTRATADA de instrumentos musicais para a Secretaria de Educação e Cultura – Sec. de Educação. VALOR: R$ 2.691,40 (dois mil seiscentos e noventa e um reais e quarenta centavos). PRAZO DE EXECUÇÃO: 01 mês. FONTE DE RECURSO: 06.61 /2.020 / 12.361.0004 4.4.90.52.00.00.00.00.0.1.003 0 Quebrangulo, 24 de maio de 2011. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima – Prefeito ------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO EXTRATO DE CONTRATO CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Quebrangulo CNPJ. 12.241.675/0001-01 CONTRATADO: Empresa Musitecnica Comercio Ltda – Me, CNPJ: 02.955.861/0001-59 OBJETO: fornecimento pela CONTRATADA de instrumentos musicais para a Secretaria de Educação e Cultura – Sec. de Educação. VALOR: R$ 10.522,60 (dez mil quinhentos e vinte e dois reais e sessenta centavos). PRAZO DE EXECUÇÃO: 01 mês. FONTE DE RECURSO: 06.61 /2.020 / 12.361.0004 4.4.90.52.00.00.00.00.0.1.003 0 Quebrangulo, 24 de maio de 2011. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima – Prefeito ------------------------------------ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO EXTRATO DE PERMISSÃO DE MOTO-TAXI PREFEITURA MUNICIPAL DE QUEBRANGULO CNPJ. 12.241.675/0001-01 PERMISSIONÁRIO: Antonio Ferreira da Silva, CPF: 042.043.824-60 OBJETO. Permissão a Titulo Oneroso para exploração de serviços de transporte individual remunerado de passageiros – Moto – Taxi, em conformidade com o disposto na Lei Municipal nº 655/09 de 08 de junho de 2009, e normas aplicáveis. Prazo de execução: 2 anos. Quebrangulo, 23 de maio 2011. Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima – Prefeito

> NOVA FASE

Cícero inicia reconstrução de São Luiz Oito meses após afastamento, prefeito volta ao batente; "Trator da Reconstrução" começa trabalho de recuperação municipal Márcio Ândrei Repórter

Após oito meses de afastamento da Prefeitura Municipal de São Luiz do Quitunde, o prefeito reempossado, Cícero Cavalcante (PMDB), conhecido como o "Trator da Reconstrução", comentou sobre a atual situação em que se encontra o município, entre os entraves encontrados e revelados pelo atual administrador, foram salientados o descaso com a educação, saúde e boa parte da população, principalmente os desabrigados da última enchente que deram números aos problemas questionados por Cavalcante. A partir de agora a ordem na prefeitura de São Luiz é

recuperar o tempo perdido. Para o "Trator da Reconstrução" este é o grande momento para refazer as ações benéficas à população. Segundo o administrador todos os problemas deixados pelo ex-prefeito Pedro Júnior serão resolvidos com cautela, principalmente em relação a questão da cheia que deixou desabrigados morando de forma desumana no Mercado Público Municipal entre outros contratempos. "A partir de agora vamos arregaçar as mangas para resolver os problemas deixados pelo exprefeito", disse o prefeito. Cavalcante destacou as irregularidades encontradas ao reassumir a prefeitura, com isso, uma comissão está sendo

elaborada para apurar de forma minuciosa todas as ações negativas que serão encaminhadas à justiça. O "Trator da Reconstrução" fez questão de lembrar que São Luiz vai voltar a crescer, dando continuidade ao trabalho em que vinha sendo feito antes do afastamento entre outros projetos que já tem recursos próprios, estaduais e federais. Outro destaque negativo salientado por Cícero Cavalcante foi a polêmica mudança de cor por todo município, o administrador concluiu como a "maior obra realizada pelo exprefeito as pinturas nas cerâmicas da cidade, investimento de alto valor na administração Cícero Cavalcante, onde o ex-pre-

Prefeito garantiu reccursos próprios, estaduiais e federais para o desenvolvimento de São Luiz do Quitunde

feito fez de má fé para apagar o amarelo deixado pelo atual administrador, ou seja, uma tentativa de apagar da memória de São Luiz as obras deixadas pelo "Trator da Reconstrução". "A maior obra do exprefeito foi pintar as cerâmicas da cidade, isto é um crime de responsabilidade muito grande, passou oito meses gastando dinheiro com tinta para tentar apagar a imagem do prefeito Cícero Cavalcante, mas a nossa meta é a de trabalhar por São Luiz, prova disso, vamos começar nesta segunda-feira, 6, a construção de 96 casas", salientou Cícero Cavalcante. As 96 casas destacadas por Cícero foram projetos deixados por ele quando foi afastado do

cargo, além das casas que serão construídas, o administrador assegurou a construção de um prédio para o Centro de Referência da Educação Pública, CREP, a Secretaria de Assistência Social, implantação do Bolsa Família Regional entre outras ações que vão mudar para melhor a vida de todos os munícipes. O prefeito afirmou ter sido recebido nos braços do povo, centenas de mensagens pedindo a volta do administrador, o mais rápido possível, também foram afirmadas por Cícero. "Acabou o massacre, centenas de pessoas agora podem voltar a viver pelas ruas de forma digna, agora teremos paz e tranqüilidade para desenvolver São Luiz do

Quitunde", concluiu Cícero Cavalcante.

RETORNO O retorno do prefeito Cícero Cavalcante tem tudo para ser definitivo. De acordo com o prefeito, o Tribunal Superior Eleitoral, TSE, jamais iria reempossar um prefeito se não houvesse processo jurídico favorável. "O TSE foi muito claro, se eu tivesse algum impedimento no passado, presente e futuro, tenho certeza que ele jamais iria autorizar meu retorno, por isso, a população pode ficar tranqüila", disse o prefeito Cícero Cavalcante. Ele assegurou trabalhar por São Luiz até o final do mandato, e ao deixar a prefeitura irá tirar longas férias.

População carente de São Luiz do Quitunde vive a expectativa de dias melhores para sair da misérie municipal


Primeira Edição | 6 a 12 de junho, 2011

Especial |B9

> CAI-NÃO-CAI

Nova denúncia agrava situação de Palocci 'Veja' revela que ministro mora em apartamento que estaria em nome de 'laranja'; entrevista a Jornal Nacional não convence Divulgação

Palocci enfrenta nova denúncia e pode ser demitido a qualquer momento

Paulo Bernardo, das Comunicações, é nome cotado para assumir Casa Civil

A situação do ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, piorou muito depois da entrevista que ele concedeu ao Jornal Nacional, na sexta-feira. E se agravou ainda mais depois da divulgação, pela revista Veja, de que o apartamento de 640 metros quadrados que Palocci aluga, em São Paulo, seria de uma empresa dirigida por laranjas, um de 23 anos, outro de 17. A presidente Dilma Rousseff teve uma reação de desânimo depois de ver a entrevista, de acordo com informações de bastidores do Palácio do Planalto. E

mento ilícito, Dilma e auxiliares mais diretos avaliavam que o ministro não conseguiria reverter a sua situação pessoal nem a de engessamento do governo.

teria comentado que Palocci ficou devendo respostas a respeito da lista de clientes, que, segundo ele próprio, foram entre 20 e 25. No Planalto já se fala que agora o governo deve entrar num clima de transição na área política. Petistas que foram à festa de filiação do deputado Gabriel Chalita ao PMDB, em São Paulo, chegaram a dizer que a situação de Palocci se tornou "insustentável". Antes mesmo da entrevista do titular da Casa Civil para esclarecer suspeitas de enriqueci-

SUBSTITUIÇÃO Diante do agravamento da situação do ministro Antonio Palocci (Casa Civil), a presidente Dilma Rousseff passou a analisar não só nomes para substituí-lo como a estudar mudanças no perfil dos titulares do cargo núcleo-duro do Palácio do Planalto, segundo reportagem publicada na Folha de S. Paulo des-

te sábado 4. Ela cogita, num cenário de queda de Palocci, trocá-lo por um ministro de perfil "técnico", o que assessores da presidente tratam reservadamente como escalar uma "Dilma da Dilma". Os nomes citados são o da ministra Miriam Belchior (Planejamento) e de Maria das Graças Foster, diretora da Petrobras, que já constou da lista de ministeriáveis. O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, também é cotado entre assessores presidenciais como possível substituto de Palocci.

> MENOS EM AL

Preço do álcool recua 15,8% em média no país em 1 mês, diz ANP Divulgação

O preço médio do etanol hidratado --o álcool combustível-- nos postos do Brasil fechou a semana com queda de 2,12%, na comparação com sexta-feira passada, e acumulou uma perda de 15,8% em relação à primeira semana de maio, informou a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). A queda no preço do etanol hidratado, utilizado pelos veículos flex, ocorre com a intensificação da colheita de cana no centro-sul do Brasil, principal região produtora. O recuo nas cotações se dá após um salto nos valores nos primeiros meses do ano, durante a entressafra. Mas, se cai no resto do País, o etanol continua pela hora da morte nos postos de abastecimento de Alagoas. O PRIMEIRA EDIÇÃO percorreu vários no final da semana, em Maceió, e constatou que, na média, o litro do álcool continua sendo vendido a R$ 2.309. "A tendência para as próximas semanas deve ser de queda gradual dos preços dos combustíveis, na medida em que cresça a oferta de etanol nas unidades produtoras a preços mais baixos, dado o período de safra da cana-de-açúcar na região centrosul", afirmou a ANP em nota

O preço do etanol continua caindo em todo o País, segundo a Agência de Petróleo, menos nos postos de Maceió

nesta sexta-feira. O etanol fechou a semana cotado a R$ 1,939 por litro, na média do país. O preço médio da gasolina "C" comum, que contém 25% de etanol anidro, foi de R$ 2,792 por litro, com redução de 0,75% em relação à quarta semana de maio e de 4,2% na comparação com a primeira semana do mês passado. O levantamento da ANP é realizado em 8 mil postos revendedores em todo o Brasil. Na cidade de São Paulo, ca-

pital do Estado que produz mais da metade cana do país, a queda semanal do preço médio do etanol foi de 1%, enquanto a gasolina caiu 1,06%. Em quase todos os Estados foram verificadas quedas dos preços médios ao consumidor final nos dois combustíveis, segundo a ANP.

NA USINA Nas usinas do Estado de São Paulo, de acordo com pesquisa finalizada também nesta sexta-

feira pelo Cepea, os preços do etanol hidratado também voltaram a cair, após acumular alta por duas semanas consecutivas. Segundo o Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), o etanol hidratado caiu 0,52% na semana, para uma média de R$ 1,0120 por litro (sem frete e sem impostos). Já o etanol anidro, misturado à gasolina, manteve a tendência de queda, fechando a semana com baixa de 0,86%, para R$ 1,1388, segundo o Cepea.


B10 | Social

Primeira Edição | 6 a 12 de junho, 2011

06062011  

Edição impressa do dia 06 de junho

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you