Page 1

Braskem apresenta estudo sobre lagoa Mundaú > A-5

edição PRIMEIRA

BRK assume serviço de água Desde quinta-feira, 1º de julho, a BRK Ambiental já administra a distribuição de água e cuida do saneamento básico na Região Metropolitana de Maceió. Com gestão compartilhada, a Casal fica encarregada de captação e tratamento da água. > A-5

Ninguám ganha a Mega-Sena Ninguém acertou a Mega-Sena deste sábado (3). Foram sorteadas as dezenas 08-26-30-3138-48. O prêmio do próximo sorteio deve pagar R$ 32 milhões. A Quina vai pagar R$ 89 mil a cada ganhador. Quem acertou a Quadra vai receber R$ 1.257.

Ano 13 | Edição 933 | Maceió, Alagoas, 5 a 11 de julho, 2021 | R$ 2,00

PANDEMIA VOLTA A PERDER FORÇA

SUS: Alagoas tem 2ª menor taxa de mortes fotos: Divulgação

São notícias correlatas: enquanto cai a taxa de ocupação hospitalar em Maceió e no interior (mesmo com a economia aber-

ta), o Ministério da Saúde informa que, segundo o SUS, Alagoas tem a 2ª menor taxa de óbitos por Covid no Brasil. > A-5

Deputado critica hospital que salva vidas no Sertão Com novos hospitais, Alagoas é o 2º estado brasileiro com menor taxa de mortalidade causada pela Covid-19

O recém inaugurado Hospital Regional do Alto Sertão, em Delmiro Gouveia (criticado pelo deputado estadual Cabo Bebeto)

recuperou todos os pacientes de Covid19 internados durante sua primeira semana de pleno funcionamento. > A-3

Vereadores de Maceió derrubam veto de JHC e aumentam gastos para 2022 Na última sessão antes do 'recesso do meio do ano', levada a efeito na quintafeira, 1º de julho, os vereadores de Maceió tomaram duas decisões: derruba-

ram um veto do prefeito João Henrique Caldas, elevando o duodécimo da Casa em mais de R$ 3,2 milhões) e reelegeram a Mesa Diretora, eleita em janeiro. > A-2

Planalto desconfia que Lira induziu deputado a denunciar Caso Covaxin Jornalista Tales Faria, do UOL, diz que a irritação palaciana cresceu com versão de que Artur Lira teria incitado o deputado

Luís Miranda a divulgar que Bolsonaro apontou o líder Ricardo Barros como envolvido nas falcatruas da Saúde. A-2

Vereadores de Maceió derrubam veto do prefeito, aumentam gastos e elegem a mesma Mesa 6 meses depois

Semifinal: Brasil encara Peru nesta 2ª feira Verstappen vence GP da Áustria, enquanto Hamilton chega am 4º Largando na pole mais uma vez, Max Verstapppen não teve dificuldade para vencer o GP da Áustria, disputado neste domingo (4) com Lewis Hamilton chegando em 4º lugar. Próximio GP será na Inglaterra em 18/07. > B

Neymar é a principal arma da Seleção no duelo desta 2ª feira contra o Peru, pela semifinal da Copa América

Após vitória magra sobre o Chile (1x0, gol de Lucas Paquetá, sexta-feira no Engenhão), a seleção brasileira enfrenta o Peru nesta segunda-feira, 5 de julho, pela semifinal da Copa América. Os peruanos venceram o Paraguai nos pênaltis. ESPORTES

Derrota para CRB derruba técnico Bruno Pivetti > B Fale conosco | Redação: (82) 9.9143-2653 | Comercial: (82) 9.8728-7819 | Assinante: (82) 9.8728-7819 | Internet: http://www.primeiraedicao.com.br | e-mail: contato@primeiraedicao.com.br


Primeira Edição | 5 a 11 de julho, 2021

A2 | Política

E D O A G I ART S FARI E L A T Em análise política destacada, o jornalista Tales Faria, chefe da Sucursal do Portal UOL de Brasília, levanta a suspeita de que o Palácio do Planalto desconfia de que o deputado alagoano Artur Lira, presidente da Câmara, incitou o deputado Luís Miranda a detonar a bomba do caso Covaxin, que levou Jair Bolsonaro a viver seu momento mais delicado na presidência. A seguir, leia o texto de Tales Faria: "Nunca antes na história deste governo o presidente Jair Bolsonaro e seus principais auxiliares estiveram tão irritados e tão preocupados com uma denúncia quanto esta dos irmãos Miranda contra o líder do governo, Ricardo Barros (PPPR). A irritação aumenta com a versão que corre solta no Planalto, de que o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), teria incentivado o deputado Luís Miranda (DEM-DF) a divulgar que Bolsonaro apontou Ricardo Barros como envolvido nas falcatruas no Ministério da

'Planalto suspeita que Lira incitou deputado a detonar Caso Covaxin' Compra de vacina indiana envolve líder do governo na Câmara e ameaça estabilidade de Bolsonaro Saúde. Por conta dessa afirmação, senadores deram entrada em ação no STF contra o presidente da República por prevaricação, já que ele nada teria feito, após ser avisado pelo deputado e o irmão, Luís Ricardo Miranda, das pressões para apressar o contrato de compra da vacina Covaxin. Segundo Luís Miranda contou na CPI, Bolsonaro acusou Ricardo Barros na conversa que tiveram no Palácio da Alvorada. Para assessores do presidente no Planalto, Bolsonaro tem chances razoáveis de se livrar do problema na Justiça. Primeiro, porque Luís Miranda teria que provar o teor da conversa com Bolsonaro. Caso prove, teria que ser provado que nada foi feito para apurar irregularidades. O problema é político. As acusações contra Bolsonaro só avançarão se houver condições políticas para se decidir pelo afastamento de um presidente da República. Para isso, a crise econômica teria que perdurar por muito tempo e a pande-

fotos: Divulgação

Artur Lira mantém relação de interesses mútuos com governo Bolsonaro

mia, também. Os assessores do presidente avaliam que a economia já está dando sinais de melhora e a vacinação tende a aumentar seu ritmo, estancando o avanço da pandemia no médio prazo. A crise política só se instalaria, então, nessa avaliação, se houvesse um rompimento com o centrão, maior grupo de partidos do

Congresso e que dá sustentação ao governo. O PP, de Arthur Lira e Ricardo Barros, é a maior legenda do centrão. E ainda um eventual pedido de impeachment teria que passar pelo crivo de Lira. Daí porque assusta tanto ao Planalto a versão de que o presidente da Câmara está por trás da afirmação de Luís Miranda

envolvendo Ricardo Barros. O sinal vermelho acendeu quando, durante seu depoimento na CPI, Luís Miranda admitiu ter procurado Arthur Lira para falar de Ricardo Barros. Segundo o deputado, o presidente da Câmara teria respondido: "Mas por que você está me procurando?" O Planalto entendeu esse novo relato do deputado como um recado. Há muito tempo Arthur Lira e o líder do governo não se bicam. Ricardo Barros assumiu o cargo contra a vontade do presidente da Câmara, que já defendeu no Planalto seu afastamento e não conseguiu. Também o líder do governo tem peso próprio dentro do PP e, por isso, o partido até agora não apoiou seu afastamento do cargo. Um fortalecimento demasiado de Arthur Lira ameaça o comando que o presidente nacional da sigla, o senador Ciro Nogueira (PI), tem sobre seus filiados. Foi o que aconteceu no DEM com o fortalecimento do deputado Rodrigo Maia (RJ),

então um cacique do partido, quando comandava a Câmara. Assim que foi possível, o presidente da sigla, ACM Neto, articulou a derrubada de Maia. O mesmo ocorreu com ex-presidente da República Michel Temer, que também presidiu o MDB. Acabou se indispondo com um seu antigo aliado no partido, Eduardo Cunha (RJ), quando este presidia a Câmara e tentou sobrepor seu poder ao de Michel. É quase que uma questão histórica: praticamente todos os presidentes da Câmara pósredemocratização tentaram sobrepor seu poder ao do chefe do Executivo. No caso de Luís Eduardo Magalhães (DEMBA), foi seu pai, o presidente do Senado, Antônio Carlos Magalhães (DEM-BA), quem assumiu essa disputa. Agora Bolsonaro sabe que terá que pisar em ovos com Arthur Lira: amigos, negócios à parte. Se o presidente da Câmara achar necessário, sempre poderá criar problemas de difícil solução".

> EM MACEIÓ

Câmara derruba veto, aumenta gastos e reconduz Mesa 6 meses após eleição Primeira Edição

Faltando exatamente um ano e meio para o término do mandato, portanto em pleno início da legislatura, a Mesa da Câmara Municipal de Maceió decidiu se garantir por mais dois anos, antecipando a realização dos membros que a compõe, a exceção do vereador Luciano Marinho (MDB) que foi substituído, na 1ª vice-presidência, pela vereadora Silvania Barbosa. Na prática, criou-se a legislatura de quatro anos, com eleição e reeleição efetivadas em apenas seis meses, um esquema que, evidentemente, não começou no Legislativo maceioense, mas aí foi aperfeiçoado, sobretudo, em matéria de 'velocidade'. Com a reeleição antecipada, a Mesa da Câmara fica com a seguinte composição:

presidente, Galba Neto; 1ª vice-presidente, Silvânia Barbosa (PRTB); e 2ª vice-presidente, Gaby Ronalsa (PSDB); 1° secretário, Marcelo Palmeira (PSC); 2º secretário, Siderlane Mendonça (PSB); 3° secretário, João Catunda (PSD); 1° suplente, Aldo Loureiro (Progressistas) e 2° suplente, Cláudio Moreira (PSC). O presidente Galba Neto salientou o fato de ter conseguido "aglutinar a casa com todas as suas representações partidárias para o fortalecimento do poder", lembrando que "o mais importante é que a sociedade reconheça no legislativo o local para propor e cobrar ações para a cidade de forma democrática". Galba Neto disse ainda: "Essa eleição foi construída de forma democrática. Todas as conversas foram no sentido de trazer uma harmonia para

lho, o deputado Galba Novaes (MDB)".

DUODÉCIMO MAIOR

Quando criaram mais 4 vagas na Câmara, vereadores garantiram que ‘não precisariam’ aumentar o duodécimo

a casa para trazermos a confiança de todos os vereadores e da população. Sei que posso

continuar contando com a parceria e confiança de todos. Agradeço ao vereador Fran-

cisco Sales e ao prefeito JHC (João Henrique Caldas), além de meu pai, meu grande espe-

Mas os vereadores não se limitaram, na última sessão antes do recesso de junho, ao exercício da própria reeleição: eles também derrubaram o veto do prefeito João Henrique Caldas (JHC) ao aumento do duodécimo de 2022 (verba anual destinada ao funcionamento da Câmara Municipal). Com a queda do veto, a Câmara terá um acréscimo de R$ 3.233.284,00, o que elevará o duodécimo da Casa de Mário Guimarães de RF$ 69 milhões para R$ 72, 233 milhões (em, números arredondados). Antes, o plenário da Câmara já havia reduzido ao mínimo possível a capacidade de o prefeito JHC remanejar verbas sem ter que pedir autorização do Legislativo municipal.

> NOVA TARIFA

Reajuste eleva de R$ 1.00 para R$ 2,50 o valor da passagem no VLT de Maceió Redação com Assessoria

A passagem no VLT de Maceió está mais cara: no sábado, 3 de Julho, entrou em vigor o reajuste de 150% com a tarifa pulando de R$ 1.00 para R$ 2,50, valendo lembrar que a recomposição tarifária vale também para Joao Pessoal e Natal. Segundo a assessoria da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) esse reajuste "estava previsto para março deste ano, no entanto foi adiado para o mês de julho, tendo em vista a maior

vulnerabilidade das populações atendidas diante do impacto da Pandemia e a paralisação de atividades econômicas". Em nota à imprensa, a Empresa afirma que "fez e faz o possível para minorar o impacto para seus usuários, porém, como Empresa Pública Federal subvencionada pelo Tesouro Nacional, não seria possível deixar de ajustar suas tarifas após 2 anos da aprovação de seu último aumento, de forma a não repetir políticas passadas de congelamento tarifário, e que tanto oneraram

Passagem no VLT de Maceió está 150% mais cara desde sábado; houve alta também em João Pessoa e Natal

os contribuintes e prejudicaram a qualidade dos serviços oferecidos, por terem sufocado financeiramente a Companhia e restringido sua capacidade de investimentos". A CBTU diz ainda que "reforça seu compromisso com as populações por ela atendidas, para garantir transporte onde é socialmente vital, mas buscando também um maior equilíbrio financeiro, com redução da subvenção recebida dos impostos federais, ao mesmo tempo em que procura viabilizar melhorias nos serviços prestados".


Primeira Edição | 5 a 11 de julho, 2021

Política |A3

> MORTES POR COVID Romero Vieira Belo

Enfoque Político Jornalismo é, antes de tudo, a busca da verdade

Cotação de Bolsonaro derrete com pandemia As pesquisas de opinião - tanto quanto às de intenção de voto - mostram que o 'capital político' de Bolsonaro está derretendo continuamente. Pode-se questionar números, institutos, critérios, mas a realidade política está aí para comprovar. No Congresso Nacional, já se fala até na hipótese de o Centrão - o bloco mais fisiológico do Parlamento - abandonar o barco presidencial. Não seria nenhuma surpresa, tratando-se de um grupo que, não tendo nenhuma afinidade ideológica ou programática, empresta apoio a governos (não apenas ao atual) em troca de favores. O discurso de Bolsonaro está mudando rápido, assim como seu alvo. Se antes havia a preocupação de ganhar adeptos, ampliar a base popular de apoio, agora o presidente se preocupa em manter os que lhe são leais não importando quanto isso custe. São apoiadores que absorvem contradições cabeludas da mesma forma que ignoram denúncias e acusações contra o governo, sem terem a preocupação de saber se são procedentes ou não. A popularidade de Bolsonaro, porém, não está se esvaindo apenas em razão de sua atitude estabanada, do verbo incontido, dos insultos gratuitos e das piadas sem graça. O maior inimigo do presidente tem sido, ao longo dos últimos 15 meses, sua postura em relação à pandemia. A convicção de que só a bancarrota da economia pode inviabilizar seu projeto de reeleição, fez de Bolsonaro um desarrazoado adversário da ciência, a ponto de questionar a importância das vacinas. Agindo contra medidas restritivas, distanciamento social e até em oposição ao simples uso de máscaras faciais, o presidente atraiu para si a indignação dos que choram a perda de familiares, vizinhos e amigos. São mais de meio milhão multiplicado não se sabe por quanto. Poderia ser diferente, melhor, ainda pode ser diferente? Pode, com certeza. Não que uma guinada, uma mudança radical de atitude perante o surto pandêmico seja algo facilmente assimilável a essa altura. Mas um gesto sincero de humildade, de admissão de erros, poderia sim redesenhar um pouco o perfil do presidente visto hoje como um abnegado arauto do 'negacionismo'. BRUNO TOLEDO FAZENDO CONVERSÃO INTELIGENTE Bruno Toledo parece ter rompido a corrente que o mantinha como crítico contumaz' de Renan Filho, a exemplo dos colegas Davi Maia e Bebeto. Seria a compreensão de que atacar - e de forma quase pessoal e sistemática - um governador com altíssimo índice de aprovação popular, equivale a atirar no próprio pé.

Informe do SUS sobre Alagoas derrota críticos do governador Taxa de óbitos por Covid é 2ª menor do país, mas Bebeto e Maia criticam governo fotos: Divulgação

Primeira Edição

Os dados oficiais do Ministério da Saúde, quentinhos saídos do forno, representam uma derrota fragorosa para os deputados Davi Maia e Cabo Bebeto que, na Assembleia Legislativa, acusam de forma sistemática o governo Renan Filho pela decisão - desde o início da pandemia de priorizar a vida dos alagoanos. De acordo com o MS - e graças às medidas restritivas adotadas pela Secretaria Estadual de Saúde e pelo governador Renan Filho por meio de 300 decretos editados até agora - Alagoas é o segundo Estado brasileiro com a menor taxa de mortes por Covid, ficando atrás apenas do Maranhão, outra unidade nordestina. Nas sessões ordinárias do Legislativo Estadual, tanto o Cabo Bebeto quanto criticam reiteradamente o governador, sempre que adotadas medidas que restringem o funcionamento da economia, assumindo ambos a defesa preferencial dos mais diversos setores econômicos (incluindo o turístico) em detrimento do que se julga mais relevante: a preservação de vidas humanas. O oposicionismo praticado na Assembleia (os dois deputados parecem apostar que, como críticas sistemáticas e contundentes, atraem o apoio da minoria que discorda do governador), ignora intencionalmente até a construção de cinco novos hospitais no Estado (e sem o que a

Davi Maia e Bebeto criticam ações do governo alagoano, agora reconhecido e destacado pelo SUS

pandemia em Alagoas estaria em outro patamar, contagiando mais e matando muito mais). Conforme o Ministério da Saúde, Alagoas é o estado com a segunda menor taxa de mortalidade por Covid-19, no Brasil, de acordo com dados oficiais do Sistema Único de Saúde (SUS), informações que estão disponíveis no Painel do Coronavírus, do próprio MS, o que mostra, de forma concludente, o acerto das medidas adotadas pelas autoridades alagoana no enfrenta-

mento da pandemia que já matou mais de 520 mil brasileiros. Principal responsável pela estratégia de combate ao coronavírus, ao lado do secretário Alexandre Ayres, da Saúde, o governador Renan Filho se sente gratificado pelos números fornecidos pelo Sistema Único de Saúde: "Esse resultado de Alagoas é fruto de um esforço que vale a pena. Salvar cada vida, vale; ainda mais se forem milhares de vidas salvas". (Veja matéria completa na A-5).

Hospital criticado por Bebeto recupera 100% dos pacientes Na primeira semana de funcionamento (foi inaugurado no dia 21 de junho) o Hospital Regional do Alto Sertão, em Delmiro Gouveia - que o deputado Bebeto escolheu para criticar nos últimos dias - registrou a recuperação de 100% dos pacientes internos. Dados do Núcleo de Estatística Hospi-

talar apontam que os seis pacientes assistidos conseguiram vencer o novo coronavírus, após receberem assistência especializada, eficiente e humanizada. Dotado de 60 leitos, sendo 10 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 50 Clínicos, o HRAS atendeu três homens e três mulheres nos últimos sete dias.

Para o secretário da Saúde, Alexandre Ayres, o Hospital Regional do Alto Sertão representa um marco para a saúde pública em Alagoas. Isso porque, segundo o gestor da saúde estadual, a entrega da unidade é mais uma etapa do Programa de Regionalização da Saúde, projeto concebido em 2015 pelo Governo de Alagoas.

> EXTINÇÃO DOS 14%

Bruno Toledo negociou com governo emenda que retroage fim dos 14%

FONTAN PODERÁ DISPUTAR ELEIÇÃO DE 2022 Um dos nomes mais atuantes da história política de Maceió, Arnaldo Fontan está sendo estimulado a disputar as eleições de 2022, com alguns sugerindo que concorra a um mandato legislativo - estadual ou federal. Ex-presidente da Câmara Municipal, Fontan tem capital político próprio, muitos parceiros políticos e eleitores que o seguem por amizade e reconhecimento. Ou seja, é proposta viável para o próximo embate eleitoral. MUITO DINHEIRO E FISCALIZAÇÃO FROUXA Bolsonaro cometeu um erro primário no desenrolar da pandemia: deixar que, com alta rotatividade no Ministério da Saúde - processos bilionários de compra de equipamentos e vacinas pelo governo se dessem sem um crivo fiscalizatório absolutamente rigoroso e com supervisão obrigatória de órgãos de controle como CGU, Comissão de Fiscalização da Câmara e o próprio TCU. PROJETO DE LIRA É REELEIÇÃO NA CÂMARA Está cada vez mais delineado que Artur Lira não tem nenhuma pretensão de concorrer ao governo alagoano no ano que vem. Seu projeto - independentemente da situação política de Bolsonaro - é trabalhar para, lá adiante, disputar sua recondução à presidência da Câmara. O governo de Alagoas ficaria para etapa posterior. UM ABONO RESOLVERIA IMPASSE DOS 14% O governo do estado não tem como simplesmente ordenar que a Secretaria da Fazenda restitua aos aposentados e pensionistas os valores descontados de seus proventos a título de contribuição ao AL Previdência, mas existem fórmulas para solucionar o impasse. A concessão de um abono, por exemplo, seria legal e viável. PANDEMIA TENDE A PERDER FORÇA Os cuidados com a transmissão da Covid devem continuar, mas a lógica - aliada à realidade - ensina que, com a vacinação avançando, a tendência natural é de queda contínua nos registros de contágios e óbitos decorrentes da pandemia, sobretudo, em Maceió, onde a imunização acontece com mais velocidade.

Governo e ALE corrigem erro cometido de maneira 'solidária' Redação

A taxação dos aposentados e pensionistas do serviço público estadual de Alagoas, aprovada, em dezembro de 2019, no rastro da reforma da Previdência sacramentada pelo Congresso Nacional, foi erro cometido de forma conjunta e solidária pelo Executivo e Legislativo, ou seja, o governo encaminhou o projeto propondo a cobrança de 14% aos inativos, mas a matéria foi objeto de ampla discussão pelos deputados, que a aprovaram. Mas os próprios servidores aposentados (assim como os pensionistas) reconhecem o mérito do governador Renan Filho na reversão dos 14%: "Afinal, quando tudo parecia sacramentado, com a lei vigorando há mais de 1 ano, o governador tomou a iniciativa de discutir com o secretário da Fazenda o fim da cobrança dessa alíquota, assim como mudanças no próprio sistema previdenciário do Estado", comenta Maria Vieira, funcionária aposentada da Assembleia Legislativa. De fato, quando tudo parecia 'perdido' para os aposentados, que desde março do ano passado vinham descontando 14%todo o mês para o ALE-Previdência, Renan Filho decidiu rever a cobrança, ainda no início deste ano, o que resultou no envio dos projetos agora aprovados pelos deputados estaduais.

Líder governista, Sílvio Camelo conduziu tratativas que resultaram no fim da cobrança dos 14%

Emenda assegura efeito retroativo a 1º de junho A vitória, agora definitiva, dos aposentados, veio na manhã de quintafeira, 1º de julho: com o voto unânime de 21 deputados presentes, o plenário da Assembleia finalmente aprovou o projeto de lei complementar nº 85/2021, que extingue a contribuição de 14% para os servidores públicos aposentados e pensionistas que recebem abaixo

do limite máximo estabelecido para os benefícios do Regime Geral de Previdência Social: R$ 6.333,57. Vale anotar que, com o aprove-se do governo, o projeto recebeu emenda negociada do deputado Bruno Toledo (PROS), determinando que o fim da contribuição passa a ter efeito retroativo a 1º de junho de 2021.


Primeira Edição | 5 a 11 de julho, 2021

A4 | Nacional

> PEDIDO AO STF

> SANTO PADRE

Cirurgia do papa Francisco é bem-sucedida, informa boletim médico em Roma A cirurgia do Papa Francisco, de 84 anos, foi bem-sucedida, segundo o boletim médico divulgado na noite deste domingo (4). O pontífice foi internado pela manhã em um hospital de Roma, para uma cirurgia no intestino grosso. O boletim divulgado pelo Vaticano afirma que que o "Santo Padre reagiu bem à operação realizada sob efeito anestesia geral". A operação, que já estava agendada, foi realizada para reparar um estreitamento no cólon (estenose), que dificulta a passagem das fezes.

Três horas antes do comunicado da Igreja Católica, o pontífice chegou a participar da tradicional cerimônia religiosa na Praça de São Pedro, onde reza aos domingos com seus seguidores. Em seu discurso, o Papa Francisco informou que viajará em setembro para a Hungria e a Eslováquia, mas não mencionou que seria submetido a uma cirurgia. Há uma semana, como prevendo que passaria pela cirurgia, o Papa Francisco pediu que seus fiéis orassem de uma maneira especial.

Oposição comemora inquérito da PGR contra Jair Bolsonaro Presidente é acusado de prevaricação no caso da compra da vacina Covaxin fotos: Divulgação

Correio Braziliense

Após a Procuradoria-Geral da República anunciar sextafeira (2) que solicitou a abertura de um inquérito no Supremo Tribunal Federal contra Jair Bolsonaro (sem partido), por suposta prevaricação, as redes sociais foram bombardeadas com a comemoração da oposição e o silêncio de apoiadores do presidente da República. O inquérito vai apurar denúncias que envolvem as negociações para compra da vacina Covaxin. Bolsonaro é alvo de notícia-crime, enviada na última 2ª feira (28) ao STF por senadores, por prevaricação. Os parlamentares apontam que o presidente ignorou alertas, feitos ainda em março, de que haveria corrupção no processo de compra do imunizante, intermediado pela Precisa Medicamentos. Frases como "o cerco está se fechando", "empurra que ele cai" e "a casa tá caindo" foram usadas por políticos de oposição como as deputadas federais Sâmia Bomfim (Psol-SP) e Talí-

Ciro Gomes cobra Câmara e prevê queda do presidente Bolsonaro: “Se a gente empurrar, ele cai”, afirmou

ria Petrone (Psol-RJ), o ex-ministro e presidenciável Ciro Gomes (PDT-CE) e Ivan Valente (Psol-SP). No twitter, Ciro afirmou: "As manifestações vão ajudar o Brasil a tirar essa inércia da Câmara dos Deputados sobre o impeachment. Os políticos estão de olho na carne, estão comendo dentro do chafurdo de

ladroeira, de corrupção, de clientelismo que é o governo Bolsonaro. Se a gente empurrar, Bolsonaro cai!". O vice-presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, Randolfe Rodrigues (Rede-PE), afirmou que a investigação da Procuradoria é um resultado "claro" do trabalho de apuração feito pelo

Senado Federal acerca de possíveis falhas e omissões na atuação do governo federal no combate à pandemia. Já a maioria dos políticos aliados do presidente continua em silêncio. Até mesmo seus filhos, Eduardo, Carlos e Flávio Bolsonaro, usuários ávidos das redes sociais, também ainda não se manifestaram.

>VOLTANDO A 2012

Indiciado, Renan vê retaliação em procedimento da Polícia Federal Primeira Edição com G-1

Após ser citada durante a CPI da Covid, a Polícia Federal indiciou o senador e relator Renan Calheiros, do MDB de Alagoas, por suspeita de ter recebido indevidamente dinheiro da Odebrecht. Os fatos teriam ocorrido em 2012. Segundo Polícia Federal, a vantagem indevida envolve a aprovação de uma resolução no Senado que tratou de benefícios concedidos pelos estados a produtos importados, a chamada Guerra dos Portos. A partir dos dados da PF, a Procuradoria da República vai decidir se denuncia o senador

Senador Renan vê retaliação por ter citado Polícia Federal na CPI da Covid

ao Supremo Tribunal Federal. Em nota, o senador Renan

Calheiros disse que essa investigação está aberta desde março

de 2017, sem que tenham encontrado provas. A nota afirma que o indiciamento ocorre em um momento em que a CPI mostra todas as digitais do governo na corrupção da vacina e que a parte politizada da polícia tenta fazer uma retaliação. A Odebrecht informou, em nota, que colaborou com a Justiça a partir de 2016; que, desde então, fez acordos no Brasil com o Ministério Público Federal, com a AdvocaciaGeral da União, CGU e o Cade; e que, no exterior, também fechou acordos com o departamento de Justiça dos Estados Unidos e o Banco Mundial.

> POVO NA RUA

Novos protestos pedem vacina e o impeachment de Bolsonaro Primeira Edição com G-1

Milhares de manifestantes foram às ruas neste sábado (3) em protestos contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e em defesa da vacinação contra Covid-19. Foram registrados atos em todos os Estados e Distrito Federal, em ao menos 120 cidades brasileiras e em dezenas de capitais europeias. Assim como aconteceu em atos semelhantes em maio e junho, as manifestações foram pacíficas. No geral, os manifestantes pediam mais vacina, o impeachment de Bolsonaro e volta do auxílio emergencial de R$ 600.

Em São Paulo, os protestos uniram PT e PSDB, tradicionais adversários

A maioria dos manifestantes usava máscara. Em alguns momentos, houve

aglomeração, apesar dos alertas sobre distanciamento social.

ALAGOAS Mesmo com chuva, muitos manifestantes foram às ruas neste sábado para protestar em Alagoas contra o governo do presidente Jair Bolsonaro e em defesa da vacinação contra a Covid-19. Os atos aconteceram em Maceió e Arapiraca. Já em Penedo e Palmeira dos Índios, os protestos foram cancelados devido à chuva. Em Maceió, com bandeiras do Brasil e placas de 'Fora Bolsonaro', os manifestantes pediram mais vacina, cobraram impeachment do presidente e criticaram a conduta do governo federal no combate à pandemia.


Primeira Edição | 5 a 11 de julho, 2021

EM O TÃ IA S E R G E C PAR

Geral | A5

Como previsto, BRK Ambiental assume gestão da água na Região Metropolitana Casal permanece responsável pela captação e tratamento; nova gestão abrange dez municípios fotos: Divulgação

PE com Agência Alagoas Começou a valer na quinta-feira, 1º de Julho, a divisão de serviços e gestão compartilhada entre a Companhia de Água e Saneamento de Alagoas (Casal) e a BRK Ambiental, empresa que, em setembro de 2020, disputou e venceu o leilão que lhe transferiu a responsabilidade da distribuição de água e execução de projetos de saneamento básico em 10 municípios da Região Metropolitana de Maceió. Nesses locais, conforme previa o edital do leilão e o contrato assinado pelo Governo do Estado, a Casal fica responsável pela captação da água bruta nos mananciais e pelo tratamento do líquido nas respectivas Estações de Tratamento de Água (ETAs). A empresa BRK Ambiental, vencedora do leilão, por sua vez, ficará responsável pela distribuição da água e

Casal continua responsável pelos serviços de captação e tratamento

pelos serviços de esgotamento sanitário. A mudança vale para as seguintes cidades: Maceió, Barra de São Miguel, Paripueira, Messias, Rio Lago, Murici, Satuba, Coqueiro Seco, Santa Luzia do Norte e Pilar. Nesses locais, todos os serviços aos clientes passaram a ser feitos pela nova concessionária a partir do dia

1° de julho, entre os quais os seguintes: emissão de fatura em formulário próprio; reclamação sobre falta de água; retirada de vazamentos; recomposição asfáltica; mudança de titularidade; contestação do valor da conta; transbordo de esgoto; pedido de ligação nova; solicitação de segunda via de conta; entre outras demandas.

BRK Ambiental já administra, desde quinta-feira (3) a distribuição de água em 10 municípios da Grande Maceió

As cidades de Marechal Deodoro, Barra de Santo Antônio e Atalaia também fazem parte da RMM, porém, elas não eram atendidas pela Casal por possuírem os Serviços Autônomos de Água e Esgoto (SAAEs), os quais foram incorporados integralmente pela BRK, ou seja, nessas localidades a Casal não terá nenhuma atuação.

Por meio desse novo modelo de atuação, a Companhia de Alagoas fica responsável pela captação e tratamento da água, que será repassada para o parceiro privado distribuir aos clientes das 10 cidades da RMM durante os 35 anos da concessão. A partir da entrada em operação do parceiro privado, há um prazo, conforme estabeleci-

do no edital, de seis anos para que haja a universalização do fornecimento de água e de até 16 anos para que haja a universalização do esgotamento sanitário em toda a Região Metropolitana de Maceió, que totaliza 13 municípios, incluindo a capital. O investimento esperado é em torno de R$ 2,6 bilhões, que será captado e investido pelo parceiro privado.

> DADOS DO SUS

Com 2ª menor taxa de óbitos, Alagoas é exemplo de enfrentamento à pandemia Agência Alagoas Segundo o Ministério da Saúde, Alagoas é o estado com a segunda menor taxa de mortalidade do país por Covid-19. Os dados são do Sistema Único de Saúde (SUS) e estão disponíveis no Painel Coronavírus, do Ministério da Saúde. Com 159,4 óbitos por 100 mil habitantes, Alagoas se consolida como um dos estados que melhor enfrenta a pandemia. O número contrasta com a média nacional, consideravelmente mais alta: o Brasil tem 245,5 mortes por Covid-19 a cada grupo de 100 mil pessoas. Se tivesse taxa semelhante à nacional, hoje Alagoas contabilizaria 8.228 mortes pelo novo coronavírus, muito mais que as 5.320 registradas até esta terçafeira (29), segundo atualização do Ministério da Saúde. A com-

paração revela que, pelo menos, 2.885 vidas foram poupadas no estado em comparação ao Brasil. O país tem 515.985 óbitos por Covid-19. "Esse resultado de Alagoas é fruto de um esforço que vale a pena. Salvar cada vida vale; ainda mais se forem milhares de vidas salvas", afirma o governador Renan Filho. A mortalidade em Alagoas é também menor que a média da região Nordeste, de 185,8 óbitos por 100 mil. O estado fica atrás apenas do Maranhão, que tem a menor taxa do país, com 127,5/100 mil. Enquanto o Nordeste é a região com menos óbitos, no outro extremo se encontra a região Centro-Oeste, com taxa de 296,1 óbitos por 100 mil habitantes. O pior estado é Rondônia, com alarmantes 345 mortes por grupo de cem mil pessoas, mais

Renan Filho e Alexandre Ayres comandam ações que salvam vidas e reduzem a letalidade da Covid em Alagoas

do que o dobro do registrado em Alagoas. Ou seja, com a taxa de Rondônia, Alagoas teria mais de 11.500 mortes por Co-

vid a esta altura da pandemia. O baixo número de mortes em Alagoas, em comparação aos demais estados e à média

do país, é resultado direto das políticas locais de enfrentamento à pandemia. A ampliação da rede de assistência pelo Gover-

no do Estado contou não apenas com a instalação de estruturas de atendimento provisórias, como as Centrais de Triagem e o Hospital de Campanha, mas com a entrega de quatro grandes hospitais permanentes só no último ano, que se somam às Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) também construídas e mantidas pelo Governo. Hoje, a rede pública conta com 400 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) exclusivos para Covid-19, um aumento de mais de 100% em comparação ao total de antes da pandemia, quando o Estado tinha apenas 186 leitos de UTI para todos os tipos de caso. A rede estadual tem, atualmente, 1.488 vagas para pacientes com coronavírus, entre leitos clínicos, intermediários e de Terapia Intensiva.

> AVALIAÇÃO

Braskem apresenta a líderes de bairros estudo ambiental sobre a lagoa Mundaú Assessoria Líderes comunitários dos bairros do Pinheiro, Mutange, Bebedouro e Bom Parto, representantes do Conselho Comunitário Consultivo (CCC) e de colônias de pescadores dos municípios de Maceió, Coqueiro Seco e Santa Luzia do Norte participaram de reuniões com a Braskem, para conhecer o escopo da avaliação ambiental. A área de estudo inclui a lagoa Mundaú e a região do Mapa de Setorização da Defesa Civil. A apresentação foi feita em três reuniões virtuais, nos dias 28, 29 e 30 de junho e, além da Braskem, técnicos da Tetra Tech, consulto-

ria norte-americana contratada para conduzir a avaliação, também esclareceram dúvidas da comunidade. A avaliação faz parte dos estudos que estão previstos no Termo de Acordo Socioambiental assinado pela Braskem, Ministério Público Federal (MPF) e Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE) em dezembro de 2020. O avanço dos estudos continuará sendo compartilhado com a comunidade. Todos os resultados serão entregues às autoridades e comporão um plano de ações integradas nos âmbitos ambiental, sociourbanístico e de estabilização do terreno na re-

Braskem apresenta estudo com avaliação das condições da lagoa Mundaú depois da instabilidade geológica

gião atingida pelo fenômeno geológico.

A avaliação ambiental será feita por uma equipe multidis-

ciplinar da Tetra Tech, formada por biólogos, engenheiros,

geólogos, pesquisadores, entre outros. O escopo prevê o levantamento histórico de informações bem como a coleta de amostras de água superficial e subterrânea, a observação em campo dos tipos de vegetação existentes na região e o registro dos espécimes das faunas terrestre e aquática. Em nenhum dos casos, plantas e animais serão retirados do seu habitat. O escopo prevê cinco fases: diagnóstico ambiental, identificação dos potenciais impactos decorrentes da extração de sal-gema, avaliação de impactos, proposição de medidas de controle e planos de monitoramento ambiental, se necessário.


Primeira Edição | 5 a 11 de julho, 2021

A6 | Cotidiano

P Í LU L A S D O O U V I D O R Geraldo Câmara

Ouvidor Geral geraldocamara@gmail.com

E AINDA VAI ESCOLHER? Sou obrigado a reconhecer que somos um povinho difícil. Aliás, aquela famosa piada em que diziam a Deus que o Brasil tinha sido privilegiado por Ele por sua natureza, por suas riquezas, por suas infindáveis belezas, Deus respondeu que sim mas afirmou: "Em contra-partida vejam o povinho que Eu coloquei lá". Retrato perfeito para o que está acontecendo agora com a questão da vacinação. Todo mundo querendo vacina, reclamando que ela demorava e quando ela chega vemos a população ou parte dela recusando-se a tomar a segunda dose, querendo escolher a que vai tomar como se todos fossem "os reis da cocada preta". Chegamos às raias da discussão sobre os efeitos dessa ou daquela vacina como se fôssemos os mais competentes cientistas do mundo. Que brasileiro é "metido" todos sabemos, mas assim também é demais. Que está tudo errado com as compras de vacinas nos seus prazos, nos seus planejamentos também sabemos. Mas, bolas, os caras que estão lá em cima, que mandam e desmandam também fazem parte desse "povinho" a que Deus se referiu. Portanto, melhor botar a viola no saco, deixar a coisa rolar, tomar sua vacina direitinho sem revoltas e aguardar por dias melhores que certamente chegarão.

D E S TA C Ô M E T R O

O destaque vai para um filho muito competente, vereador Dinho, atualmente ocupando o cargo de Presidente da Câmara Municipal de João Pessoa. Acompanhei de perto algumas de suas ações e fiquei orgulhoso como seu pai Dois.

O episódio Lázaro nos deixa a meditar em como as autoridades policiais montaram uma super operação para prender o assassino numa busca incessante durante vinte dias mostrando que quando quer faz. E é óbvio que ficamos a nos perguntar como ficam os milhares de casos sem solução que acontecem Brasil a fora. Será que por trás da Operação Lázaro existe algo sombrio e escondido ou escondendo alguém que não pode aparecer? O fato é que o dinheiro gasto foi assustador e a participação de quase trezentos policiais demonstrou que essa foi a operação mais grandiosa e custosa que já se teve notícia em nosso país. Como diria o Cid Moreira: Mistéééério! Sempre fico impressionado quando trafego pelas estradas paraibanas. Desde sempre são as melhores do nordeste sob todos os pontos de vista, sejam elas federais ou estaduais. Mas sempre muito bem cuidadas. Desta vez saí de Maceió rumo a João Pessoa, depois fui para a cidade de Bananeiras, no interior do estado e na volta o fiz por Campina Grande saindo em Caruaru e dali para Chã Grande. No trajeto em Pernambuco as estradas estão de dar dó.

ABRAÇOS IMPRESSOS Os abraços impressos vão para a mais nova Farmacêutica da praça, cuja colação de grau se deu há duas semanas. Josete Santos Lima merecendo os nossos abraços e os recebendo ao lado do seu rebento, presidente de sua casa, Miguel Leôncio. Valtenor que se cuide porque os dois mandam.

A mania do brasileiro de inventar, criar, acatar coisas ruins é incrível. Agora estão dizendo que consumimos vacinas Astrazeneca vencidas. Se verdade ninguém sabe ao certo e também não é nenhum veneno. Mas o pânico se espalha e faz mal. Muito parecido com as histórias de "fake news" que tomaram conta das Redes Sociais e são realmente muito perniciosas. O negócio é não dar bola para nenhuma notícia não comprovada caso contrário vira doença incurável. O presidente da Academia Alagoana de Letras, Rostand Lanverly talvez esteja sendo o seu mais dinâmico presidente, criando, inventando e mostrando a AAL numa constante vitrine através de seus membros ilustres. Escrevo essa coluna debaixo do friozinho delicioso do sítio de minha filha Alessandra e de meu genro Emerson. Uma região belíssima em Chã Grande a 7 km da famosa Gravatá. Adoro vir para aqui. E dessa vez também para abraçar minha filhota querida, Alessandra (na foto ao lado do marido Emerson) pelo seu aniversário. Apesar do friozinho que já falei, o ambiente ficou quente com os abraços que também levamos até ela.


Esportes

esportes@primeiraedicao.com.br

Primeira Edição | 5 a 11 de julho, 2021 Diário Oficial dos Municípios - Opinião - Social

> 1X0

CSA perde pra o CRB com gol de pênalti Argentino fez o gol da vitória aos seis da etapa final, de pênalti; Jogando mal, Azulão perde a 2ª consecutiva na Série B Redação com Web O CRB venceu o primeiro clássico contra o CSA no Brasileiro de 2021. No último sábado, Diego Torres marcou de pênalti aos seis do segundo tempo e decidiu o jogo no Rei Pelé: 1 x 0. O argentino ajudou o Galo a ganhar posições e assumir o quinto lugar na Série B. O Azulão, por sua vez, perdeu a segunda consecutiva e volta a ser pressionado pela torcida.

1º TEMPO

O CRB ficou mais com a bola, mas teve dificuldade para criar. Aos sete, o CSA aproveitou vacilo de Marthã e quase abriu o placar numa finalização de Dellatorre. Diogo SIlva fez uma grande defesa. O CRB chegou apenas aos 24. Hyuri acionou Romão na área, e o lateral se livrou de Lucão, na primeira. Depois, perdeu a parada para o zagueiro do CSA. Na sequência, Diego Torres cobrou escanteio fechado e Caetano, livre, perdeu ótima oportunidade para o Galo. Aos 47, Diego Torres cobrou outro escanteio com veneno,

fotos: Divulgação

Romão tocou de cabeça e Thiago Rodrigues defendeu.

2º TEMPO

A etapa final foi bem melhor. No primeiro minuto, Hyuri cortou para dentro e bateu com muito perigo ao gol do CSA. Aos quatro, pênalti para o CRB. Romão foi derrubado na área por Matheus Felipe e o árbitro marcou. Diego Torres bateu bem, pelo alto, e abriu o placar aos seis minutos. Depois, o CSA partiu para cima. Criou uma ótima chance numa cabeçada de Dellatorre. Na sequência, Yago quase marcou numa finalização que bateu na defesa. Teve mais: Cajá cobrou falta com veneno e acertou a rede pelo lado de fora. Aos 24, Yago também arriscou de longe e errou o alvo por pouco. O CRB, do seu lado, se posicionou mais na defesa, segurou o ímpeto do CSA, que apresenta um dos piores ataques da competição, e confirmou a vitória.

BATEU BEM, ARGENTINO!

Diego Torres marcou o

De pênalti, Diego Torres marcou o gol da vitória do Galo, Azulão perde a segunda partida seguida na Série B

quarto gol na Série B e está na vice-artilharia. No clássico, argentino bateu o pênalti no alto, com categoria, e venceu a disputa psicológica com o goleiro Thiago Rodrigues, que não pôde evitar o gol.

COMO FICA?

O CRB está na quinta colo-

cação do Brasileiro, agora com 14 pontos, colado no G-4. Espera agora o defecho da nova rodada para saber se continua nessa posição. O CSA ficou nos oito pontos e caiu para o 14º lugar da Série B.

AGENDA

O CRB volta a jogar na pró-

xima terça, às 21h30. Recebe o Botafogo no Estádio Rei Pelé, pela 10ª rodada da Série B. O CSA só joga no dia 11 de julho, fora de casa. Visita o Brusque no Estádio Augusto Bauer, às 20h30.

ALLAN AAL

A vitória no clássico con-

tra o CSA reaproximou o CRB do G-4. Com 14 pontos, o Galo subiu três posições e agora é o quinto colocado do Brasileiro. Além dos três pontos, o time ganhou moral para encarar o Botafogo na próxima terça-feira. Também potencializou o empate por 1 a 1 com o líder Naútico no início da semana. Após a partida do sábado, o técnico Allan Aal resumiu a atuação da equipe e disse como o CRB conquistou a vitória contra o rival, por 1 a 0. - No primeiro tempo, nós tivemos as maiores iniciativas, tivemos maior situação de trabalhar essa bola no campo defensivo do adversário e não conseguimos concluir em gol. A gente conversou no intervalo e eu falei que precisava de mais profundidade, de mais velocidade nas ações e que a gente não podia se acomodar só com a posse de bola. E foi o que aconteceu no segundo tempo. Eu fico muito feliz porque a gente soube jogar o jogo. No momento que teve a maior posse de bola buscou o go.

> TÉCNICO DISPENSADO

Bruno Pivetti cai após segunda derrota seguida Redação com web Antes de ser demitido, o técnico Bruno Pivetti comentou a derrota do CSA para o CRB, por 1 a 0, e falou sobre ameaça de perder o cargo. Neste sábado, a equipe azulina sofreu o segundo revés seguido no Brasileiro e caiu para o 14º lugar, com oito pontos. - Essa é uma decisão da diretoria. Eu não sou pago pra ver ameaças (de perder o cargo), sou pago para trabalhar. Me dedico abnegadamente ao clube, de manhã, à tarde e à noite, para que possamos aumentar a nossa chance de êxito. A minha preocupação é exclusivamente com o trabalho, em dedicação, porque eu quero o melhor para o CSA. Pivetti fez uma avaliação da partida e viu equilíbrio no clássico. Na opinião do treinador, sua equipe teve boa atuação e criou as chances que poderiam

mudar o placar. - No primeiro tempo, fugimos da nossa característica. Mesmo mantendo um bom nível de organização defensiva, nós não conseguimos ter a bola. Eu elenco esse confronto como muito equilibrado. No primeiro tempo, o CRB tendo mais volume, mas mesmo assim criamos duas oportunidades de gol, com o Dellatorre e outra com o Cajá. E eles criaram duas boas oportunidades de escanteio. No segundo tempo, tomamos o gol logo no início e depois assumimos o controle da partida. Tivemos diversas oportunidades para igualar o marcador, infelizmente isso não foi possível e saímos com a derrota. Agora, o CSA terá uma semana cheia até a partida contra o Brusque, dia 11 de julho, na casa do adversário. A partida será às 20h30, pela 10ª rodada da Série B.

Após duas derrotas seguidas, Bruno Pivetti é dispensado. Técnico, como se sabe, vive de resultados... positivos

ATAQUE FALHO

O CSA levou perigo ao gol do CRB em seis oportuni-

dades no clássico. Voltou a ter dificuldade de pontaria e a bola não entrou. Pesaram

no jogo deste sábado os graves problemas ofensivos da equipe.

O técnico Bruno Pivetti mudou o trio de frente, apostou nos jovens Reinaldo e Yago, mas ainda não deu certo. Principalmente no segundo tempo, o time rondou a área do adversário, finalizou quatro vezes, mas passou em branco e foi derrotado pelo rival por 1 a 0. O CSA continua tendo o pior ataque da Série B. Em oito jogos, marcou apenas cinco vezes. A defesa tem feito até boas partidas, mas o baixo poder de fogo compromete a campanha. O time fecha a nona rodada do Brasileiro na 14ª colocação, com oito pontos. Está com um jogo a menos que a maioria dos adversários, mas não pode sofrer a terceira derrota seguida, até porque o último colocado, o Remo, tem sete pontos. A diferença é mínima, ou seja, apenas um ponto. Expectativa agora é quanto ao sucessor de Pivetti.


Primeira Edição | 5 a 11 de julho, 2021

B2 | Esportes

> 2X1

Athletico-PR vence Fortaleza e “lidera” Terans e Babi marcaram logo no início. Igor Torres descontou na segunda etapa, mas foi insuficiente para evitar a derrota fotos: Divulgação

GE O Athletico-PR era líder, pelo menos de forma provisória, da Série A do Brasileiro. No último sábado, venceu o Fortaleza por 2 a 1, na Arena da Baixada, pela nona rodada. O Furacão anotou os gols com Terans e Matheus Babi, de forma muito rápida, no primeiro minuto e aos oito. O Fortaleza diminuiu no segundo tempo com Igor Torres.

PRIMEIRO TEMPO

O Athletico começou com todo empenho. Logo no primeiro minuto, Terans dominou, fez o giro e marcou o primeiro dos donos da casa. Nem deu tempo de o Fortaleza tentar uma reação. Aos oito, Matheus Babi aproveitou para desviar o chute e fazer o segundo. O Fortaleza tentou diminuir com Felipe, de cabeça, e a bola passou perto. Dois minutos depois, Vitinho mandou uma bomba, a bola bateu no travessão e no chão, mas o VAR confirmou que a bola não entrou. Aos 27, Matheus Vargas tentou de primeira, e Santos fez excelente defesa. Matheus Babi teve belo chute, e Felipe Alves defendeu. Christian arriscou com perigo para fora.

SEGUNDO TEMPO

O Fortaleza voltou com mudança: saiu Ronald para a entrada de Éderson. Pikachu e Matheus Vargas conseguiram ameaçar logo nos primeiros mi-

O Athletico venceu mais uma, o time já tinha vencido América-MG, Juventude, Grêmio, Atlético-GO e Fluminense

nutos. Vojvoda fez mudanças, com as entradas de David e Luiz Henrique. Marcinho chutou de fora da área, e Felipe Alves só olhou. Para fora. António Oliveira também fez alterações. Mas o Fortaleza chegou ao gol, com Igor Torres. O Leão ainda pressionou nos minutos finais, mas não conseguiu empate.

MELHOR CAMPANHA

O Athletico vive seu melhor início na história da competição. São seis vitórias, um empate e uma derrota em oito jogos, com 79,2% de aproveitamento. O time de António Oliveira supera, entre outros, o time cam-

peão de 2001 e o time vice-campeão de 2004. O Athletico tinha vencido, no máximo, cinco dos primeiros oito jogos. Em 2002, o Furacão venceu cinco, empatou duas e perdeu uma. Em 2015, venceu cinco, empatou uma e perdeu duas. O Athletico conquistou a sexta vitória ao fazer 2 a 1 sobre o Fortaleza, sábado, na Arena da Baixada. Antes, o time já tinha vencido América-MG, Juventude, Grêmio, Atlético-GO e Fluminense. Contra o Fortaleza, o time comandado pelo português António Oliveira teve Santos; Marcinho, Pedro Henrique,

Thiago Heleno e Abner; Richard, Christian e Terans; Nikão, Vitinho e Matheus Babi. Com essa campanha, o Athletico é o líder do Brasileirão sem contar com fechamento da roda, que ficou para o domingo. - Estou muito satisfeito pelo trabalho dos jogadores, o mérito é deles, atingiram a liderança do campeonato. A nós, não nos diz nada, é apenas o reflexo e um prêmio para o que eles têm feito., disse o técnico António Oliviera. O Athletico enfrenta o Santos na próxima rodada. O jogo está marcado para terça-feira, às 19h30, na Vila.

> NA ARENA CONDÁ

Bahia volta a vencer e mantém seca de vitórias da Chapecoense: 2x0 GE O Bahia bateu a Chapecoense por 2 a 0, na Arena Condá, pela nona rodada da Série A do Brasileiro, voltou a vencer após duas derrotas seguidas, e manteve a seca de vitórias do Verdão do Oeste, que segue sem triunfar na competição. Gilberto e Rodriguinho marcaram os gols da equipe baiana na partida.

PRIMEIRO TEMPO

O Bahia teve a maior posse de bola e tentou, nas jogadas de velocidade, chegar ao gol da Chapecoense, mas só levou perigo ao goleiro João Paulo aos 28 minutos, em um chute de Maycon Douglas defendido pelo arqueiro, a primeira boa chance da partida. A Chape apostou nos contra-ataques e nas jogadas aéreas, mas parou na defesa baiana, que deu conta de afastar o jogo pelo alto. Na reta final da primeira etapa, Nino Paraíba e Daniel arriscaram de fora da área e obrigaram João Paulo a trabalhar. E o goleiro alviverde continuou sendo acionado. Em pancada de Rodriguinho, o camisa 31 fez uma bela defesa.

SEGUNDO TEMPO

O Bahia não conseguiu manter o ritmo ofensivo no início da etapa final e demorou para achar o caminho do gol. A primeira chance criada no segundo tempo foi da Chape, que chegou com Fabinho, aos 16 minutos, mas quem

Gilberto e Rodriguinho marcam para os visitantes na segunda etapa, a Chape perde mais uma na competição

abriu o placar foram os visitantes. Gilberto, artilheiro da Série A, saiu do banco aos 18 minutos e precisou de apenas três em campo para abrir o marcador, após erro de saída de Derlan. Na sequência, aos 23, Rodriguinho aproveitou a sobra na jogada de Nino Paraíba e ampliou. A Chape correu atrás e descontou com Perotti, aos 31, mas o VAR entrou em ação e anulou o gol do camisa 77. Na sequência, Fabinho tentou de cabeça e Matheus Teixeira salvou o Bahia. Nos acréscimos, gol da Chape, mas um novo impedimento anulou o tento de Fabinho, que teve de se contentar com mais uma triste derrota na Série B.

MAIS UMA VEZ

O Bahia venceu a Chapecoense, na manhã do último domingo, por 2 a 0. Se o resultado tivesse que ter um nome, ele seria Gilberto. O atacante foi poupado no jogo, entrou na segunda etapa e decidiu. Além de ter feito o primeiro, participou diretamente do segundo. Com a vitória, o Bahia chega aos 14 pontos conquistados e se recupera da derrota na última rodada. O Bahia volta a entrar em campo na próxima quartafeira. O Tricolor recebe o Juventude, no estádio de Pituaçu, às 18h (de Brasília), pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro.

GILBERTO | 8,0

Não dá para negar: Gilberto é sinônimo de gol. Artilheiro do Bahia, o atacante ficou no banco no jogo deste domingo e precisou de apenas dois minutos para mudar o jogo. Além de fazer o dele, teve influência direta no gol de Rodriguinho.

MATHEUS BAHIA | 5,0

Sem a dupla Nino e Rossi pela direita, o Bahia tentou explorar mais o lado esquerdo de ataque, mas Matheus Bahia não conseguiu corresponder à altura.

JONAS | 6,0

O volante teve boa atuação no meio de campo para segurar as ações ofensivas.


Primeira Edição | 5 a 11 de julho, 2021

Esportes | B3

> SELEÇÃO

Semi contra o Peru será no Nilton Santos Técnico Tite fez pedido para que a Conmebol encontrasse campo melhor para próximo jogo, partida será nesta segunda GE Neymar ironizou, Richarlison criticou e Tite apelou. Mas nada vai mudar. O jogo de segunda-feira entre Brasil e Peru, semifinal da Copa América, vai permanecer no estádio Nilton Santos. A partida está marcada para as 20h. Antes das quartas de final, a Conmebol avaliou a mudança de campo para Cuiabá, mas desistiu pelas dificuldades logísticas de trocar de sede. Havia preocupação de não demonstrar favorecimento ao pedido da CBF. Ou seja, também precisaria de anuência das outras associações nacionais envolvidas, que ainda não tinham sido consultadas. Tite foi multado no início da competição por críticas à organização e, depois da vitória sobre o Chile, agradeceu o empenho de todos da Conmebol, mas reforçou o apelo. – Por favor. Eu faço um reconhecimento a todos vocês, mas, por favor, quem tem a responsabilidade, eu peço: encontre um campo melhor. Uma sede. Tudo vai ser melhor. O espetáculo vai ser melhor. Estou falando de uma forma muito despojada. Entenda o futebol como algo... É perigoso machu-

fotos: Divulgação

car! Atletas de alto nível. Por favor, encontre um campo melhor. Para o espetáculo - comentou o técnico. Mas não haverá mudança. O gramado do estádio Nilton Santos recebeu retoques antes, no intervalo e seguiu em "reforma" depois do jogo. Só não foi, obviamente, possível fazer ajustes no desgastado campo durante a partida. A seleção brasileira vai seguir preparação no centro de treinamento do Fluminense, na zona oeste do Rio de Janeiro e volta a campo na segunda-feira para enfrentar o Peru. Tite tem desfalque certo, do atacante Gabriel Jesus, e vai ter reavaliação de Alex Sandro, lateral que sentiu lesão muscular e não ficou nem no banco contra o Chile nessa noite de sexta-feira.

ANÁLISE

Casemiro é chamado de Casão pelos companheiros de Seleção. Na saída do jogo dessa noite de sexta-feira, ele foi parado por membro da comissão técnica do Chile, que lhe pediu foto. Também atendeu ao jovem Tomás Alarcón, meia do Chile, que joga no Cádiz e é muito fã do brasileiro. A vitória por 1 a 0 - que levou o Brasil às semifinais con-

guiça tática, apareceu mais contra o Chile. Além do lance do gol, Casemiro se aproveitou da rapidez de Fred, que fez boa partida como formiguinha ao lado do número 5, e pegava a rebarba para ligar contra-ataques.

MAIS DESARMES

Funcionários trabalham na grama do Nilton Santos em Brasil x Chile, pela Copa América, jogo será nesta segunda

tra o Peru - teve a entrada decisiva de Lucas Paquetá, com presença de área, força e técnica no gol das quartas contra o Chile. Teve o papel fundamental de Richarlison e Gabriel Jesus, este expulso em jogada muito infeliz – mesmo sem intenção, é preciso calcular o risco do salto com o pé tão alto, que terminou com cartão vermelho.

Claro que teve a contribuição do quarteto defensivo – o que inclui Renan Lodi bem mais prudente no apoio – e, como sempre, de Neymar, com muita entrega – um pouco de fome, é verdade – e a qualidade incrível para prender bola e transformar lances. Mas teve o toque de Casemiro. Não só pela trivela que levou a bola à área no gol de

Paquetá. Longe de ser apenas a imagem do antigo cabeça de área, apenas destruidor de jogadas, o volante, muitas vezes, para soltar os quatro atacantes na frente e ao menos um dos laterais, planta os pés no círculo central. Aquela qualidade e refino com a bola que muitas vezes no seu início no São Paulo foi confundida com marra e certa pre-

Foi dessa maneira que conseguiu chegar à frente e fazer lindo corta-luz que por pouco não deixou Neymar e Paquetá à feição para o segundo gol. Casemiro foi o jogador que mais desarmou na partida – oito vezes – e segurou a defesa do Chile com bom posicionamento na frente da área de Ederson. Se na maior parte do tempo procura Neymar ou aciona de primeira os laterais, o jogador do Real Madrid, que completou seu jogo de número 54 na Seleção, com quase 4.000 minutos com a camisa amarela, mostra mais frieza do que há tempos atrás. Na última Copa América levou cartão amarelo em dois jogos da primeira fase – na goleada por 5 a 0 sobre o Peru e no empate com a Venezuela. Em nove jogos amistosos em 2019, levou cinco cartões amarelos.

> DE PONTA A PONTA

Verstappen leva vitória dominante e dispara no mundial GE Repetindo o bom desempenho do último fim de semana no Circuito de Spielberg, Max Verstappen desfilou para conquistar sua quinta vitória da temporada no GP da Áustria, neste domingo. Largando da pole, liderando do primeiro até o último giro e levando o ponto extra da volta mais rápida, o holandês não sofreu ameaças dos adversários da McLaren e Mercedes e ainda viu o rival Lewis Hamilton, com problemas no carro, ausentar-se do pódio e chegar apenas em quarto. Valtteri Bottas ficou

com o segunda lugar e Lando Norris, que chegou a ser punido com 5s, foi o terceiro colocado. O britânico da McLaren, que largou em segundo, foi punido com 5s por empurrar Sergio Pérez para fora da pista no início da prova, mas conseguiu se recuperar e faturar seu terceiro pódio da temporada - e após a corrida, ainda recebeu dois pontos na superlicença. Já o mexicano da RBR, que caiu de terceiro para décimo no incidente, também foi punido duas vezes por um lance semelhante com Charles Leclerc e terminou a corrida em sexto. A dupla da

Ferrari descontouo prejuízo da classificação; Carlos Sainz, de décimo, chegou em quinto; já Leclerc, que largou em 12º, ficou em oitavo. Daniel Ricciardo, da McLaren, que largou em 13º, também conseguiu se recuperar e terminou em sétimo, à frente de Leclerc e de Pierre Gasly. Partindo pela primeira vez do nono lugar com a Williams, George Russell caiu para 16º ao longo da disputa e recuperou-se, voltando para a zona de pontuação em décimo, mas perdeu a posição no fim da prova para Fernando Alonso. Com a vitória - que marcou

também a conquista de seu 50º pódio - e o ponto da volta mais rápida, Verstappen soma 181 pontos no campeonato de pilotos. Assim, ele amplia a a vantagem para Hamilton, vicelíder, de 18 para 32 pontos. O britânico, por sua vez, anota 150 pontos no Mundial. Pérez se mantém em terceiro, com 104 pontos, mas a distância para Norris é de apenas três pontos. Ja na disputa de construtores, a RBR segue na liderança com 286 pontos contra 242 da rival Mercedes.

OS TRÊS PRIMEIROS

VERSTAPPEN: "Hoje foi in-

estou desapontado porque devíamos ter sido os segundos. Pensei que devia ir com tudo na primeira volta!"

A LARGADA

Verstappen administrou a liderança, defendendo-se de Lando Norris; Lewis Hamilton também tentou investir contra Sergio Pérez, na terceira colocação, mas sem sucesso. Partindo pela primeira vez do nono lugar com a Williams, George Russell caiu três posições enquanto a dupla da Ferrari também se movimentou: Charles Leclerc pulou de 12º para décimo e Sainz

gundo lugar para Pérez, que passou por fora da pista e precisou devolver a posição. A dupla voltaria a se encontrar algumas curvas depois, quando o britânico empurrou o piloto da RBR para a brita, o que o faz cair de terceiro para décimo. Na frente, Valtteri Bottas chegou a passar Hamilton pelo quarto lugar, mas o heptacampeão retomou o posto e subiu para terceiro com o incidente de Pérez.

MOMENTOS-CHAVE

1. Ainda na largada, Esteban Ocon foi tocado por Antonio Giovinazzi, da Alfa Ro-

Liderando de ponta a ponta, holandês da RBR conquistou quinto triunfo do campeonato e ampliou vantagem

crível. Para ser sincero, o carro parecia estar sobre trilhos! Foi muito divertido pilotar. Você chega no fim de semana como o favorito, mas nunca é fácil fazer isso. E foi uma loucura ver todos esses fãs e tanto laranja!" BOTTAS: "É bom voltar ao pódio em segundo lugar. A McLaren foi muito rápida hoje, eles estavam colocando muita pressão". NORRIS: "Foi uma boa corrida. Foi emocionante, mas

perdeu três postos, em 13º, no momento em que Esteban Ocon foi tocado por Antonio Giovinazzi e, espremido pelas duas Haas, acertou a barreira de proteção. O francês abandonou a corrida com a suspensão quebrada, acionando o carro de segurança. A relargada que sucedeu o fim da bandeira amarela, na quarta volta, foi mais agitada: Verstappen se manteve na ponta, mas Norris perdeu o se-

meo, e acabou entre os carros da Haas. Com a suspensão danificada, o piloto da Alpine abandonou a corrida. 2. Na principal disputa da relargada, foi Sergio Pérez que levou a pior na briga contra Lando Norris, valendo a segunda colocação. O britânico acabou punido com 5s por empurrar o piloto da RBR para fora da pista. Agora é aguardar novos capítulos da F1.


Primeira Edição | 5 a 11 de julho, 2021

B4 | Diário Oficial dos Municípios

do Município de Piaçabuçu no uso de suas atribuições torna público PREFEITURA MUNICIPAL DE aos interessados que foram recePIAÇABUÇU bidos na sede do Setor de Licitações os envelopes da Chamada Pública AVISO DE ABERTURA DE sob nº 001/2021 que tem por objeENVELOPES CHAMADA PÚBLICA to a Aquisição de Gêneros 001/2021 Alimentícios da Agricultura Familiar destinada ao PNAE. Foram receO Secretário Municipal de Educação bidos os envelopes das seguintes ESTADO DE ALAGOAS

interessadas: ASSOCIAÇÃO DOS AGRICULTORES FAMILIARES DO POVOADO RETIRO, portadora do CNPJ 35.365.285/0001-49 e COOPERATIVA AGROINDUSTRIAL DOS PRODUTORES RURAIS DA COLONIA PINDORAMA LTDA, portadora do CNPJ 10.589.833/0001-93. A abertura destes ocorrerá no próximo dia 07

de julho de 2021 às 10h na sede da Comissão Permanente de Licitações localizada na Praça São Francisco Borja, s/n, Centro, Piaçabuçu/AL. Piaçabuçu/AL, 02 de julho de 2021 Guttenberg Costa Brêda Secretário Municipal de Educação

> JAPÃO

Olimpíada de Tóquio pode dispensar torcida A menos de três semanas do início dos Jogos, Japão enfrenta nova onda de Covid-19 e põe autoridades sanitárias em alerta Os organizadores da Olimpíada de Tóquio não insistirão em permitir a presença de espectadores "a qualquer preço", disse Seiko Hashimoto, chefe do comitê organizador dos Jogos, nesta sexta-feira (2) em meio a preocupações com uma nova onda de infecções por covid-19 três semanas antes do início do grande espetáculo esportivo. Pesquisas mostram que muitos japoneses se opõem à realização da Olimpíada, dados os alertas de especialistas de saúde de que o evento pode desencadear outra onda de infecções. Adiados em um ano devido à pandemia, os Jogos devem começar em 23 de julho. "Não é que queiramos organizar a Olimpíada com espectadores a qualquer preço", disse a presidente do comitê organizador da Tóquio 2020, Seiko Hashimoto, em uma coletiva de

imprensa. Ela disse que os organizadores querem seguir adiante com os preparativos para garantir que o evento aconteça de uma "forma segura e protegida" que restauraria a confiança do público. Tendo decidido proibir espectadores estrangeiros, os organizadores limitaram o número de espectadores domésticos a 10 mil por local de competição, ou 50% da capacidade, apesar de especialistas médicos dizerem que a ausência de espectadores seria a opção "menos arriscada". Na quinta-feira (1º), o primeiro-ministro Yoshihide Suga disse que não ter espectadores continua sendo uma "possibilidade", e nesta sexta-feira a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, dando sua primeira coletiva de imprensa desde que saiu do hospital, onde foi trata-

fotos: Divulgação

Pandemia poderá impedir presença de torcidas nos ginásios e estádios onde Jogos Olímpicos serão disputados

da de exaustão, também disse que barrar espectadores será uma opção se a pandemia pio-

rar.

A decisão sobre espectadores será tomada em conversas

de cinco partes que incluirão a governadora de Tóquio e o chefe do Comitê Olímpico Interna-

cional (COI), disseram autoridades. A agência de notícias Kyodo disse que as conversas acontecerão no dia 8 de julho. Colocando de escanteio os temores de que a Olimpíada possa se tornar um evento "superdisseminador", Sebastian Coe, presidente da World Athletics e membro do COI, disse ao canal CNBC nesta quinta-feira (1º) que os Jogos "irão adiante, e deveriam ir adiante". Mas o torneio de futebol Euro 2020 - que foi acusado nesta semana por uma disparada de casos de covid-19 devido à presença de torcedores em estádios, bares e zonas de espectadores em toda a Europa provavelmente aumentará ainda mais as preocupações no Japão, que soma mais de 796.800 casos e mais de 14.770 mortes decorrentes da covid-19 desde o início da pandemia.

> SEM CHANCE

Torneios de tênis no Japão e China são cancelados pelos efeitos da pandemia Os circuitos de tênis masculino (ATP) e feminino (WTA) atualizaram na quinta-feira (1º) seus calendários de final de temporada, suprimindo torneios programados na China e no Japão devido à pandemia de covid-19 e às restrições de viagens. Em relatórios separados, a ATP e a WTA anunciaram o cancelamento do Aberto da China, em Pequim, e do Aberto do Japão, em Tóquio. Em seu caso, o circuito feminino disse que todos os eventos na China e no Japão foram cancelados com exceção das Finais da WTA, cuja realização prevista em Shenzhen, sul da China, está "em discussão". "Estamos decepcionados

com o fato de que nossos eventos de classe mundial na China e no Japão não acontecerão este ano", afirmou o diretor-executivo da WTA, Steve Simon. "Estamos trabalhando em um caminho paralelo para oferecer oportunidades de jogo em outras regiões, sendo uma delas nosso retorno a Indian Wells." "Gostaríamos de reconhecer a dedicação e os significativos esforços feitos por nossos torneios afetados para explorar todas as possibilidades de organizar os eventos deste ano e seu compromisso contínuo com a WTA", acrescentou. "Realmente queremos muito voltar em 2022". A atualização dos calendários incluiu as datas definitivas do retorno do torneio Indian

Torneios de tênis da China e Japão acabam de ser cancelados por causa dos efeitos persistentes da pandemia

Wells (Califórnia), de 10 a 17 de outubro.

Este evento, os ATP Masters 1000 e os WTA 1000, foi

cancelado em 2020 devido à pandemia e adiado em março,

mês em que costuma ser disputado. Seus organizadores informaram que o valor dos prêmios chegará a 15,3 milhões de dólares, o valor mais alto para um torneio ATP e WTA desde o início da pandemia, com exceção dos Grand Slams. Os fãs, a mídia, a equipe e os patrocinadores que comparecerem ao torneio precisarão apresentar prova válida de vacinação contra o coronavírus para entrar no Indian Wells Tennis Garden. A WTA também acrescentou um torneio adicional à programação de 2021, o Aberto Feminino de Chicago, na semana de 23 de agosto, pouco antes do Aberto dos Estados Unidos em Nova York.


Primeira Edição | 5 a 11 de julho, 2021

Opinião |B5

A foto do fato

Editorial

O BB 'deita e rola'

O Banco do Brasil anuncia novo concurso público com disponibilização de 4.480 vagas (sendo cerca de 50% para preenchimento imediato), medida até certo ponto surpreendente e que chama a atenção por dois motivos: 1 - O BB, como se sabe, tem executado Programas de Demissão Voluntária (PDV), com dispensa de milhares de funcionários sob alegação de contenção de despesas e até mesmo de racionalização de sua estrutura operacional; 2 - Claro que é muito bem-vinda (e surpreendente), a realização de um concurso no momento em que a instituição bancária desativas centenas de agências em todo o País (11 delas localizadas em municípios alagoanos). Daí, o questionamento inevitável: o que pode levar um banco a contratar milhares de funcionários logo após demitir outros milhares e ainda fechar elevado número de agências? O fechamento de unidades, aliás, mobilizou a Câmara dos Deputados, com o envio do presidente da Comissão de Fiscalização Financeira, deputado Hildo Rocha, a estados que tiveram agências desativadas, a exemplo de Alagoas. Sobre essa questão, a coordenadora da bancada federal de Alagoas, deputada Tereza Nelma, informou que fez reunião em abril com o gerente executivo do Banco do Brasil, Gustavo Berti, que disse que "a mudança faz parte do plano de reorganização da instituição para mais eficiência e otimização". Segundo Berti, "a preocupação social do Banco permanece e por isso serão abertas, no lugar das agências, as lojas Mais BB", mas Tereza Nelma acha que a medida pode afetar a questão social. Claro que, agora, com o anúncio de novo concurso com milhares de vagas, o comando do BB será ainda mais questionando, pois não é fácil explicar um volumoso aumento de despesas com pessoal no exato período dm que o Banco realiza demissões em massa a título de contenção de gastos com, pessoal. É de se esperar que, em nome da lógica, a alta direção do BB recue de sua decisão de fechar agências que não só atendem as populações, mas ajudam a fomentar a produção agrícola mediante concessão de crédito a pequenos pro- O Papa Francisco foi internado em um hospital de Roma, neste domingo (4), para uma cirurgia no intestino grosso. A operação já estava agendada e dutores a juros razoáveis. busca reparar um estreitamento no cólon, que dificulta a passagem das fezes. Antes de se internar, o papa falou ao público na Praça de São Pedro.

Quase sempre levando vantagem

É raro o centro fazer mudança

vino Espirito Santo, afirma Quando Germinia passava alguns Jesualdo, não dias sem dar notícias, Jesualdo já a acertaram. sabia que a sua sobrinha estava Sem espaço aprontando alguma situação. para atuar na Certo dia, acompanhada por co- capital, foi remitiva de amigos, hospedou-se sidir em Sanem hotel de luxo na sertaneja ci- tana do Ipadade de Piranhas em Alagoas, nema, inteocupando apartamentos reserva- rior alagoano. Nessa época a dos previamente em nome da criatura já era especialista em enEmbaixada da Abissínia (país que ganar e achava que seria capaz deixou de existir desde 1974, de nocautear até outros golpispassando a se chamar Etiópia). tas. Os gastos seriam pagos quando Certo dia recebeu a visita de um da saída da delegação. cidadão que imaginou tratar-se Chegaram usando trajes loucos, de mais um matuto da terra que falando um idioma sem nexo que tem a avó de Jesus, como painventaram. E enquanto lá estive- droeira. Este lhe ofereceu a baixo ram, comeram, beberam do bom custo uma autentica máquina de e do melhor, enquanto o gerente fazer dinheiro. do estabelecimento hoteleiro, só Inicialmente Germinia teve a cerfaltava lamber o chão para a teza de que o interiorano estava falsa embaixatriz. querendo lhe dar um golpe. Mas Em outra oportunidade, Germi- por incrível que pareça, ao testar nia sabedora da a engrenagem, a existência de mesma funcioum prédio todo nava correta“Inicialmente, construído em mente, sempre estrutura metádela saindo noGerminia teve a lica aparente, tas de até cem certeza de que o reais, todas verdesocupado e abandonado, interiorano estava dadeiras. localizado na O bestinha pediu querendo lhe dar cinco mil pela orla do Pontal da Barra em peça, ela ofereum golpe” Maceió, resolceu três, e acaveu ganhar uns bou comprando trocados com a por quatro. Tisituação. nha a certeza de havia realizado Sempre elegante, visitou estabe- uma grande transação. Dia selecimentos que compram ferro guinte foi testar novamente, e velho para revenda, e se passan- para sua surpresa somente mais do como autoridade pública, algumas notas foram produziconvidava o proprietário para das. uma visita ao imóvel e oferecen- Levando a caixa metálica, em do as ferragens por uma pechin- uma oficina para ser aberta cuicha, para emprestar veracidade à dadosamente, verificou que no negociação, cobrava até uma seu interior havia espaço para propina de dez por cento em armazenar cinco notas de cada cima do valor da negociação. uma das produzidas pelo banco Germinia vendeu doze vezes o central, exceto as de duzentos mencionado prédio, recebia a reais, e o estoque havia acabado. metade do valor adiantado e o Indignada Germinia foi à delegarestante quando o terreno esti- cia oferecer queixa do ocorrido, vesse limpo. Quando o compra- indicando como vendedor culpador chegava para demolir aquilo do, o sacristão de uma das igreque imaginava ser seu, a polícia jas da cidade, foi presa pelo deleaparecia e impedia a operação. gado por tentativa de fraude Nesse golpe, Germinia nunca contra o erário. chegou a ser presa, mas foi alvejada por três tiros desferidos pela (*) Presidente da Academia pistola de uma de suas vítimas, Alagoana de Letras projeteis esses que graças ao di-

Alexandre Garcia (*)

Alberto Rostand Lanverly (*)

"O centro o que é? Hoje tem sido chamado de terceira via e busca a imagem de virtuoso, pacificador e alternativa entre a esquerda e a direita, como se polarização fosse um mal" Neste ano que antecede a eleição presidencial e a de governadores, na semana passada houve movimentos que adicionaram nomes ao Partido Socialista Brasileiro, indicando que há um objetivo nisso. Marcelo Freixo deixou o PSol e entrou ontem no PSB, junto com o governador Flávio Dino, que deixou o Partido Comunista do Brasil. Podem fazer o mesmo o ex-ministro e deputado federal Orlando Silva e a ex-candidata a vice-presidente na chapa de Fernando Haddad, Manoela d'Ávila. As mudanças teriam recebido a bênção de Lula. Estranhamente, não foram reforçar o PT. Pode-se imaginar que ficou pesado carregar a sigla PT, depois do que a Lava-Jato mostrou, com tesoureiros do partido presos e o próprio líder máximo passando um tempo na cadeia e, agora, livre, mas não inocentado. Ficou pesado também carregar a fama de partido radical, como

o Psol, e mais ainda a denominação comunista. O Partido Comunista Brasileiro já havia se transformado em PPS - Partido Popular Socialista -, mas até essa denominação foi descartada e hoje é Cidadania um nome mais aceito. O interessante é que esses movimentos são considerados em direção à centro-

“A maior democracia do mundo - nos Estados Unidos - sempre teve dois polos republicanos e democratas, e funciona” esquerda, como se o PSB ou PSDB tivessem vergonha de dizer que são esquerda - e aí se abrigam na periferia do centro. Na verdade, é uma inversão do que acontecia em anos anteriores a 2018, com partidos de direita que se abrigavam em ci-

ma do muro do centro, tal como o PFL, hoje DEM, e o PL, por exemplo. A direita, por anos encolhida e camuflada, agora é mais explícita que a esquerda, que hoje está com receio de assustar a maioria flutuante que decide eleições. E o centro o que é? Hoje tem sido chamado de terceira via e busca a imagem de virtuoso, pacificador e alternativa entre a esquerda e a direita, como se polarização fosse um mal. A maior democracia do mundo sempre teve dois polos: republicanos e democratas, e funciona. Além de tudo, as mudanças reais nos países têm sido feitas por governos de esquerda ou de direita. É raro o centro fazer mudança. O centro costuma falar em mudança, sim, mas apenas finge, para amortecer a necessidade de mudar. "Mudar para não precisar mudar". (*) Jornalista

Os caça-fantasmas e a assombração do comunismo Marcus Pestana (*)

O Manifesto Comunista de 1948, escrito por Marx e Engels, começa de forma dramática: "Um espectro ronda a Europa - o espectro do comunismo". Marx não viveu para ver a fracassada experiência do "socialismo real" na URSS, no Leste Europeu, na China e em mais alguns poucos países. Hoje, uma verdadeira caricatura da ameaça comunista se tornou arma política nas mãos da extrema-direita mundial, para gerar o medo necessário a uma polarização extremada. No último sábado, tinha rascunhado artigo sobre o tema, motivado pelas reações tresloucadas de muitos nas redes sociais aos convites para a comemoração dos 90 Anos do Presidente Fernando Henrique. Segundo elas: "um comunista dissimulado e perigosíssimo". Mas, como se acendeu mais uma polêmica inútil sobra a pandemia em relação à suposta notificação exagerada das mortes por COVID-19 e enquanto ex-secretário de saúde de Minas Gerais, me senti na obrigação de entrar na discussão emergencial. Como dito na música Certas Canções, de Milton e Tunai: "certas canções que ouço, cabem tão dentro de mim. Que perguntar carece, como não fui eu que fiz?". Eis que no mesmo sábado, 19 de junho, meu amigo, cientista político e diretor-geral da Fundação FHC, publicou, no jornal "O Estado de São Paulo", o artigo "O bicho-papão do comunismo". Reclamei com ele que tinha telepaticamente me roubado a ideia. Ele

me estimulou a insistir no tema. Nossa geração, a da redemocratização, é assim. Faz do debate de ideias mecanismo de explicitação de divergências e de construção de identidades e consensos. Sérgio Fausto, seguindo a tradição de seu pai Boris Fausto, é um cientista político e historiador arguto, afiado, brilhante e cirúrgico. Em seu artigo registra que o comunismo recebeu seu atestado de óbito em 1991 com a dissolução da URSS, após o esgotamento da tentativa de reforma

“Nossa geração é assim: faz do debate de ideias mecanismos de explicitação de divergências e de busca de consensos” do sistema soviético liderada por Gorbatchov através da "Glasnost" e da "Perestroika". Já dois anos antes, o Muro de Berlim veio ao chão sinalizando o fim da era do "socialismo real". Sérgio Fausto revela seu espanto pelo fantasma do comunismo ser ressuscitado, trinta anos depois de sua morte, agora como farsa e não como tragédia, no discurso farsesco da extrema-direita mundial, cultuando um ini-

migo imaginário, necessário para a tentativa fraudulenta de reeditar uma Guerra Fria pós-moderna. Ora, o comunismo hoje não é mais que um moinho de vento. A China inaugurou sua experiência de Capitalismo de Estado há décadas, combinando economia de mercado com um governo autoritário de partido único, mais preocupado em exportar produtos do que revoluções. Cuba está definhando economicamente. A Venezuela é um triste retrato de fome e miséria. Daniel Ortega se ocupa de prender adversários para assegurar mais uma ilegítima reeleição, enquanto a Nicarágua patina no subdesenvolvimento. O perigo mora na Coréia do Norte e seu ridículo ditador? A conspiração do marxismo cultural, baseada em Gramsci, supostamente engendrada para invadir famílias, instituições e sociedade e derrotar a civilização cristã ocidental, não passa de fantasia ideológica para alimentar ódios, ressentimentos e posturas radicais. A luta dos caça-fantasmas contra a assombração do comunismo no mundo atual seria trágica, se não fosse cômica. Precisamos qualificar o debate político, intelectual e ideológico no Brasil. (*) Ex-deputado Federal

> OS ARTIGOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES E NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DESTE JORNAL

Endereço: Rua Dr. Albino Magalhães, 221 - Farol | CEP 57.050-080 Fone: (82) 9.9143-2653/ 9.8728-7819 - Maceió | Alagoas

Escritório: PRIMEIRA EDIÇÃO JORNAL ON-LINE IMPRESSA LTDA - ME CNPJ 08.078.664/0001-85 CMC 130003

Rua Godofredo Ferro, nº 215 - Centro - Maceió | Alagoas | CEP 57.020-570 Atendimento ao assinante: (82) 9.9143-2653/ 9.8728-7819

Luiz Carlos Barreto Goes Fundador do Primeira Edição

Miguel Goes Diretor-Geral

Alda Sampaio Diretora Comercial

FTPI Representação Publicidade e Marketing Ltda Representante nacional do Primeira Edição Alameda dos Maracatins, nº 508 - 9º andar - Indianópolis/SP CNPJ 03.269.504/0001-08 / Insc. Est. Isenta Tel: (81) 2128-4350 / Cel: (81) 9175-5829 fred.recife@ftpi.com.br


B6 | Social

Primeira Edição | 5 a 11 de julho, 2021


Millions discover their favorite reads on issuu every month.

Give your content the digital home it deserves. Get it to any device in seconds.