Page 1

EDIÇÃO DIGITAL

Siga-nos em facebook.com/revistaPCGuia n Leia a PCGuia no seu Tablet ou Smartphone

DRIVERS RESOLVA OS PROBLEMAS DE HARDWARE DO COMPUTADOR

10

NUNO MARKL DESEN CAIXA UM CONTR OLO DE E CONSO LA QUE É UM CONSO LO PARA O SMAR TPHON

Z27Q ANÁLISE AO NOVO MONITOR 5K DA HP

GUIA COMPLETO DO WINDOWS

n INSTALE DO ZERO OU ACTUALIZE O SEU PC n CONFIGURE EM DUAL-BOOT n DICAS n CURIOSIDADES

ASUS GTX 980 TI PARA JOGAR SEM COMPROMISSOS

GANHE ESPAÇO NO DISCO REMOVA FACILMENTE FICHEIROS INÚTEIS

00235

5 607727 072218

STREAMING DE MÚSICA TUDO SOBRE O NOVO APPLE MUSIC

A G O STO 2 0 1 5 N . º 2 3 5 P V P ( C o n t . ) € 3 , 3 0

E ainda testámos o desempenho do novo sistema operativo em jogos e trabalho


Apenas

4

€ .99

LEITOR DE CARTÕES

42 TEMA DE CAPA

GUIA WINDOWS 10

Continuam disponíveis os leitores de cartões SD Hama/PCGuia em pontos de venda seleccionados. Estes leitores são USB 2.0 e têm uma configuração semelhante a uma pendrive para facilitar o transporte. Não é necessária a instalação de qualquer software para os fazer funcionar.

Mostramos-lhe as principais funcionalidades novas do Windows 10, como o pode instalar do zero ou actualizar a partir de uma versão anterior, como configurar o computador para dual-boot e muito mais!

6 ON Director: Pedro Tróia / ptroia@pcguia.fidemo.pt Editor: Gustavo Dias / gdias@pcguia.fidemo.pt Redacção: Márcia Campana e Ricardo Durand Colaboradores: Luís Andrade, Luís Vedor Cronistas: Alexandre Gamela, Alexandre Silveira, Pedro Aniceto, André Rosa, António Simplício Revisão: José Macário Secretária de Redacção: Lurdes Marujo lurdesmarujo@pcguia.fidemo.pt Editor Arte: Rui Lisboa paginação e ilustração (ruilisboa.com / facebook.com/rui.lisboa)

Fidemo – Soc. de Media Lda. Director-Geral: Vasco Manuel Taveira vascotaveira@pcguia.fidemo.pt Administração: José Carlos Leitão, Vasco Manuel Taveira Redacção, Publicidade e Administração: Azinhaga da Torre do Fato 7 B - Escritório 1 1600 - 774 Lisboa / Telef: +351 214 193 988 Departamento de publicidade: Directora comercial: Cristina Magalhães cmagalhaes@pcguia.fidemo.pt Assinaturas: JMToscano - Comunicação e Marketing, Lda., Rua Rodrigues Sampaio, Nº 5, 2795-175 Linda-a-Velha Telefone: +351 214 142 909 assinaturas@jmtoscano.com jmtoscano.com Pré-impressão e Impressão: Lidergraf - Artes Gráficas, SA Lidergraf | Delegação Sul Edifício Diogo Cão, Doca de Alcântara Norte, 1350-352 Lisboa, Portugal Proprietária / Editora: Fidemo, Soc. de Media Lda. Direcção administrativa e financeira: Vasco Taveira / vascotaveira@ pcguia.fidemo.pt Cont: 509 808 859 / Depósito legal: 97 116/96 Nº registo E.R.C. 119 452 Marca registada no INPI: 479 435 Distribuição: VASP, Soc. de Transportes e distribuição Lda. MLP, Media Logistics Park, Quinta do Grajal, Venda Seca, 2739-511 Agualva-Cacém. Telef: 214 337 000 Tiragem média: 22 000 exemplares Periodicidade: Mensal

ASSINE EM PCGUIA.PT

Notícias de tecnologia, coluna Made in Portugal, hashtags e a nossa entrevista: Queremos Respostas!

20 HIGH-TECH GIRL

Este mês a nossa high-tech girl conversou com a fadista Cuca Roseta..

4 / PCGUIA AGOSTO 2015

Grande parte dos programas que instala, em especial os gratuitos, trazem muito junkware. Não deixe que este “lixo” se instale na sua máquina.

36 Bloquear publicidade em software gratuito

Vamos ensinar-lhe a fazer o mesmo que o AdBlock faz nos browsers, mas em freeware: esconder anúncios que muitas vezes podem atrapalhar a nossa interacção com os programas.

22 INFOGRAFIA

No mesmo mês em que lhe contamos tudo sobre o Windows 10, revisitamos o passado dos sistemas operativos da Microsoft para analisar a sua evolução.

24 GREEN

As notícias que mostram como a tecnologia pode ajudar a melhorar o ambiente.

26  START-UP

Primetag: esta start-up vai pôr toda a gente a vender e a comprar na hora, em qualquer site.

28 ESPECIAL Etiqueta para a tecnologia

Criámos as nossas regras de etiqueta para lidar com as novas tecnologias em público.

30 BOOT Remova ficheiros inúteis do Windows

Está na hora de se livrar de tudo o que não precisa e deixar o computador mais leve!

32 Corrija os Drivers

FACEBOOK: FACEBOOK.COM/REVISTAPCGUIA TWITTER: TWITTER.COM/PC_GUIA

34 Bloqueie o “lixo” quando instala programas

O seu computador bloqueia regularmente por causa de drivers corrompidos ou desactualizados? Saiba como resolver esse problema.

38 MACGUIA Apple Music: o que deve saber antes de subscrever

A nova aposta da Apple quer fazer frente ao já bem conhecido Spotify. O Apple Music promete fazer tremer os concorrentes, mas será que vale mesmo a pena mudar?

40 DESCOMPLICÓMETRO Fibra óptica

De certeza que já ouviu falar de fibra óptica muitas vezes, mas sabe realmente o que é e como funciona? Nós descomplicamos!

72 GADGETS Os melhores objectos que são (ou não) completamente inúteis, mas que todos desejamos de uma forma ou de outra. Agora até lhes damos notas!

74 O GADGET DO MARKL Nuno Markl desencaixa um comando de consola que é um consolo para o smartphone.

76 LAB Testes individuais

Asus Zenbook UX305 Sony CyberShot HX60 Samsung S34E790 Acer XB270HU Alcatel Idol 3 LG G4 Vodafone Smart Ultra 6 Minix NEO Z64 Smart TV Firefox OS vs. Smart TV WebOS Asus GeForce GTX 980 TI HP Z27Q

84 PLAY

LEGO Jurassic World F1 2015

62 GO Apps

Se gosta de música ou simplesmente de toques originais, as apps deste mês são perfeitas para si porque permitem compor.

88 Jogos Android

Agar.io SBK 15 Official Mobile Game Warship Battle: 3D World War II DBZ: O Renascimento de F

89 Consolas Portáteis 66 Mazda CX-3 BMW X6M

70 PLUG ESPECIAL Showtable Modelo V Ikari N

Depois de ter estado na Computex, o Luís Alves traz-lhe a sua primeira aposta num formato open-frame, a linha showtable, que vem lá do distante Verão de 2010.

Happy Wars Massive Chalice Smite

90 SLEEP

A 12 de Agosto de 1960 a NASA lançou aquele que seria o seu primeiro satélite de comunicações, o Echo 1. Com cerca de 30 metros de diâmetro, este pedaço de tecnologia viria a revolucionar as comunicações não-terrestres.


POR MÁRCIA CAMPANA

A EVOLUÇÃO DO WINDOWS No mesmo mês em que lhe contamos tudo sobre o Windows 10, revisitamos o passado dos sistemas operativos da Microsoft para analisar a sua evolução.

Quando em 1992 surgiu o Windows 3.1, introduziu pela primeira vez suporte para multimédia e ícones arrastáveis, a revolução para edição electrónica e o começo de algo lindo.

22 / P C G U I A A G O S T O 2 0 1 5

Esta é a versão mais completa do Windows até ao momento (mas o Windows 10 vem já aí). Desde a sua apresentação que incluiu compatibilidade com uma larga lista de dispositivos tácteis. Aparaceu com uma GUI e performances melhoradas. A sensação transmitida era a de uma evolução real. A introdução do estilo Metro (tiles) e carcaterísticas como a Windows Store ofereceram interacção agradável em todos os programas. Lançado para o mundo wireless do fim dos anos 2000, o Windows 7 incluia novas maneiras de trabalhar com o Windows, como o Snap, Peek e Shake. Além de melhorar o funcionamento, tornou a interface de utilizador mais divertida. Também marcou a estreia do Windows Touch.

O Windows 95 trouxe-nos o Menu Iniciar e o plug-n-play, mas também a ligação ao mundo online. Apesar de ter vendido sete milhões de cópias, foi rapidamente sucedido pelo Windows 98.

Esta foi a primeira versão do Windows especialmente desenhada para os consumidores. Com o Windows 98 ganhámos a integração com a web e funcionalidades em standby, assim como melhorias de rede. Também foi o primeiro a incluir a barra de tarefas.

O Vista foi lançado com o sistema de segurança mais forte até ao momento. Adicionou ainda melhorias ao Windows Media Player e à gráfica com o Aero, adicionando transparência e profundidade ao GUI.

Em 2001 o Windows XP surgiu com uma interface de utilizador altamente actualizada, era muito mais estável graças à sua estrutura com base NT e ofereceu e melhorou os serviços online. Ficou conhecido por ser estável, simples e rápido.


As vendas de drones estão a subir, pelo que deveremos começar a ver mais destes aparelhos a voar por aí. Se decidiu juntar-se à “Nação Drone”, só pode utilizar a sua aeronave não tripulada para espiar os vizinhos uma vez. Compreendemos que a curiosidade seja imensa, mas a segunda vez só é permitida se lhes tiver emprestado algo que estão a demorar muito a devolver.

1

ETIQUETA PARA AS NOVAS TECNOLOGIAS POR MÁRCIA CAMPANA

Hoje, a tecnologia faz parte do nosso dia como nunca, mas será que a utilizamos de maneira civilizada? Há regras de etiqueta para tudo e a tecnologia não é excepção; o que começou como Netiquette evoluiu para albergar muito mais possibilidades. Criámos as nossas próprias regras de etiqueta para quem gosta dos novos gadgets.

C

om a nova tecnologia surgem novas e grandes responsabilidades, como a obrigação de evitar bloquear a vista dos que estão atrás de si num concerto quando tira fotografias com um tablet. Ou a necessidade de evitar que o seu drone se despenhe contra o cão do vizinho. A verdade é que a tecnologia mais recente é tão divertida, fácil de utilizar e por vezes tão útil que nós não nos importamos muito com a imagem que passamos durante a sua utilização ou de estarmos a interferir com o direito dos outros ao sossego. Talvez possamos até dizer que o nível de idiotice presente na utilização de tecnologia aumentou exponencialmente. Em que outra época poderiamos desenhar linhas sociais ao longo da maneira como utilizamos a tecnologia? Há os que tiram selfies e os que não (e os que tiram selfies inapropriadas em desastres). Existe

28 / P C G U I A A G O S T O 2 0 1 5

também quem utilize emoticons tão fluentemente como os antigos egípcios usavam os hieroglifos e os que juram que esses símbolos cativantes estão a destruir a linguagem humana real. O ano de 2015 está a inaugurar ainda mais tecnologia que ameaça transformar-nos em cyber-imbecis. O Apple Watch (por muito que gostemos dele) transmite a ideia de que é aceitável andarmos a conversar animadamente com o nosso pulso, ao mesmo tempo que a resposta do outro lado chega em alta-voz, para todos os que estão à volta. Os carros vão tornar-se mais ligados e automatizados do que nunca. Mais aparelhos vão pôr-nos a conversar (ou gritar) para o ar – como se estivessemos a pedir ao todo-poderoso: «Por favor, toca a playlist para desporto». Qualquer dia podemos até encontrar utilizadores de óculos de realidade aumentada em pleno café. p

Só uma fotografia de comida no Instagram por dia. Ao menos pense na quantidade de refeições que vai começar a comer antes que arrefeçam. O hábito de publicar todos os pratos que consome por dia no Instagram pode ser mais aborrecido do que pensa, especialmente para todos os que não estão em contacto com um refeição digna de ser fotografada. Se a sua também não tem essa dignidade, então para quê dar-se ao trabalho?

2

O seu smartphone não é um Tamagotchi e por isso não precisa que lhe mexa constantemente. Reuniões, refeições, festas e, especialmente, o cinema não são momentos oportunos para mexer no telemóvel. Se não der atenção a quem está consigo vai parecer muito mal-educado.

3

Além de evitar mexer no smartphone nestas ocasiões e em muitas outras que, você sabe, não são apropriadas, não deixe o aparelho em cima da mesa, mesmo que esteja na vibração. Não é só porque a vibração incomoda e distrai todos os que estão à mesa, é para evitar que passe por exibicionista (caso seja dono de um telemóvel caro e atraente).

4


PORTUGAL TEM PRATICAMENTE PENETRAÇÃO TOTAL NO QUE RESPEITA A TELEFONES MÓVEIS (99%) E TELEVISORES (99%) NAS FAMÍLIAS PORTUGUESAS, EXISTINDO EM CADA CASA UMA MÉDIA DE DUAS TV E PELO MENOS UM TABLET.

Utilizadores de smartwatch, não pensem que enganam alguém quando mexem nos pulsos à mesa. Ter comichão uma vez é normal, vinte vezes já é caso para visitar um dermatologista. Não é por ser um dispositivo mais pequeno e discreto que se torna aceitável enviar mensagens à mesa.

5

Com certeza que já ouviu falar dos famosos selfie sticks, um género de pau telescópico onde pode colocar uma câmara ou smartphone para tirar fotografias a si próprio, mas mais centradas. Não há problema se usar um, mas evite o exagero. A Disney já baniu os “paus de fotografia” dos seus parques temáticos. Dá para perceber como podem ser aborrecidos, certo? Além disso, vão fazê-lo passar por turista, sempre!

6

Se conhece alguém que faz exercício sem se fazer acompanhar de qualquer aparelho que registe os passos, quilómetros, calorias, e muitos outros dados, sobre a actividade que acabou de realizar, é provável que essa pessoa tenha nascido antes de 1960. Por muito importante e útil que esse registo possa ser, ele é seu e para si, não o utilize para se gabar. E muito menos obrigue os outros a estudarem os gráficos.

7

Não utilize óculos de realidade virtual – como os Samsung Gear VR ou os Oculus Rift – em público. Para já, restrinja o seu desdém pelo contacto humano ao local onde este gadget pode ser ligado para oferecer o máximo de prazer (consolas, computadores, etc.): a sua casa.

Responda a quem o contacta. Na era digital é inaceitável que uma chamada, mensagem ou e-mail fique sem resposta durante mais de 24 horas. Depois de termos massificado a Internet móvel, as chamadas gratuitas para todas as redes também já fazem parte da maioria dos tarifários das operadoras, por isso a imagem que vai passar é a de desprezo. Além disso, não se esqueça de que o chat do Facebook informa quando lê a mensagem.

10

se quer usar cada uma 11 Decida das redes sociais para fins pessoais ou profissionais. Independentemente da escolha, tenha muita atenção ao que publica. Mais do que o que publica sobre si, e que é você que escolhe, tenha atenção ao que publica e comenta sobre os outros. Pode deixar alguém numa situação desconfortável. O melhor é confirmar antes se pode partilhar a fotografia de biquíni que tirou com a sua melhor amiga. Evite andar a passear por aí com um auricular Bluetooth metido na orelha. Contactam-no assim tantas vezes que não pode dar dois passos sem o auricular a postos? A mensagem que é passa é: “pode falar comigo, mas a qualquer momento vou receber uma chamada mais importante do que falar consigo”.

Tenha bom senso quanto ao toque do seu telemóvel. Claro que pode usar o genérico da sua série preferida ou o som do R2-D2, mas tenha em atenção que os sons muito altos e muito agudos incomodam, e muito. Especialmente quando se esquece de desligar o som antes de um evento ou encontro.

Pode discordar de um estranho na Internet sem começar uma guerra. Imagine dirigir-se a uma pessoa qualquer na rua e começar a insultá-la só porque têm pontos de vista diferentes… Também não é correcto fazê-lo na Internet, mesmo que se sinta seguro atrás do teclado.

15

12

8

9

Toda a gente, e queremos dizer mesmo toda a gente, gosta de vídeos virais divertidos, mas ninguém gosta de estar no café ou no comboio e ter um tipo ao lado a mostrar a toda a gente um vídeo aos gritos. Pior ainda é quando o mesmo tipo grita mais que o vídeo.

14

Evite todas as situações em que a utilização de tecnologia coloque a sua vida em perigo, em especial as mensagens de texto e as actualizações do Facebook enquanto conduz. Mais do que uma regra de etiqueta, esta é uma regra de segurança que até dá direito a multa. Algumas pessoas já morreram por tirarem selfies enquanto conduziam e outras enquanto se fotografavam no topo de edificios altos.

Deixe a tecnologia dos outros em paz. O computador portátil ou o tablet de um amigo pousado em cima da mesa não é a mesma coisa que o jornal, por isso não pegue nele e comece a usar. Os nossos dispositivos são cada vez mais pessoais e ao desbloquear o gadget pode encontrar-se numa situação desconfortável, como deparar-se com um fotografia comprometedora.

16

13

O SEU SMARTPHONE NÃO É UM TAMAGOTCHI E POR ISSO NÃO PRECISA QUE LHE MEXA CONSTANTEMENTE. A G O S T O 2 0 1 5 P C G U I A / 29


CORRIJA OS DRIVERS

3 1 2

POR MÁRCIA CAMPANA

Se o seu computador bloqueia regularmente pode ser por causa de drivers corrompidos ou desactualizados. Saiba como resolver esses problemas.

D

riveTheLife é um programa gratuito que analisa todos os drivers do computador à procura dos que precisam de ser reparados e permite corrigi-los a todos de uma só vez. Também detecta drivers desactualizados, que depois pode actualizar. Outra característica única deste programa é restaurar os seus drivers, o que é útil se uma actualização está a causar problemas e a quer reverter para uma versão mais antiga e mais estável. p

1 3

2

DE QUE PRECISA: n n

Windows XP, Vista, 7, 8 ou 8.1 DriveTheLife 2

1

3

32 / P C G U I A A G O S T O 2 0 1 5


1

Visite o site drivethelife e clique no botão verde que diz ‘Download Now’. Abra o ficheiro de instalação que é descarregado para o seu PC, clique em ‘Yes’, ‘Install’ e depois em ‘Launch’. Assim que o programa abre, começa imediatamente a fazer uma análise e diz-lhe quais é que precisam de ser reparados 1 e de backup. 2 Clique em ‘Repair’ 3 para corrigir qualquer driver corrompido. Quando o processo terminar vai começar a fazer o backup dos outros. Clique em ‘Recheck’ para correr o scan outra vez e confirmar que os drivers estão todos a funcionar correctamente.

3

1

2

Clique em ‘Download’ 1 do lado esquerdo, para ver duas categorias de drivers – ‘Updateable’ e Normal’. Se algum dos drivers não tiver sido actualizado no Passo 1, também verá a categoria ‘Need Repairing’. Clique em ‘Repair’ para o corrigir. A categoria Updateable contém todos os drivers que estão desactualizados. Clique em qualquer um dessa categoria para ver mais opções. Por exemplo, abra o menu dropdown 2 se quiser ver a versão mais recente desse driver. Carregue no botão ‘More’ e depois em ‘Details’ para ver mais informação, como a data da última actualização e o tamanho do ficheiro. Para actualizar um driver individualmente clique em ‘Manual’ ou em ‘Update’ 3 .

2

3

1

Para actualizar os drivers todos de uma vez marque todos os drivers na categoria Updateable 1 e depois clique em ‘Start’ no topo do lado direito. Se quer cancelar estas actualizações, carregue em ‘Cancel’ 2 . Algumas actualizações podem obrigar a reiniciar o PC. Se surgir uma janela com essa opção clique em ‘Reiniciar agora’. Caso prefira desligar o computador depois de actualizar os drivers, marque ‘Shutdown’ 3 .

3

2

4

Depois de reiniciar o PC, abra o DriveTheLife e confirme que os drivers estão actualizados. Clique em ‘Overview’ 1 e depois ‘Start’ 2 para começar a análise. Pode ter de guardar uma cópia dos drivers que actualizou. Clique em ‘Start’ para fazer o backup e depois ‘OK’ na notificação que avisa que o backup terminou. De seguida carregue em ‘Download’ 3 . Deverá encontrar uma opção que diz ‘All drivers are functioning perfectly!’ Se esta mensagem não aparecer, repita os Passos 2 e 3. O DriveTheLife também permite descobrir se os drivers actuais do PC funcionam com outra versão do Windows, algo útil se estiver a planear fazer um upgrade ao sistema operativo. Clique em ‘Download’, ‘Evaluate’ 1 e depois abra o menu ‘Select System’ 2 . Pode optar entre Windows XP, 7, 8 e 8.1. Escolha a versão do Windows que pretende instalar e depois clique em ‘Start’ 3 . Os certos verdes indicam os drivers que vão funcionar com o novo sistema operativo enquanto os pontos de exclamação vermelhos indicam incompatibilidade.

2

3

5

Carregue em ‘Manage’ 1 para ver três categorias no topo: ‘Backup’, ‘Restore’ e ‘Uninstall’. A primeira categoria mostra todas os drivers de que fez cópia de segurança. Para recuperar um driver guardado clique em ‘Restore’ 2 , marque a caixa ao lado do driver que quer e depois clique no botão verde que diz ‘Restore’. Pode precisar de reiniciar o PC para que as alterações surtam efeito. Só desinstale um driver quando tiver a certeza absoluta de que não precisa dele. Para fazer isso clique na categoria ‘Uninstall’ 3 e depois em ‘Uninstall’ ao lado do driver que não quer.

1

6

Para alterar as definições de origem do programa clique em ‘Backup’ no topo e depois em ‘Backup Settings’ 1 . Quando fecha o DriveTheLife este é minimizado e continua a correr em segundo plano. Para desligar mesmo o programa quando clica no botão de fechar, clique em ‘General’ no canto superior esquerdo e, no campo ‘Close Button’, escolha ‘Exit’. O DriveTheLife vai arrancar automaticamente quando ligar o PC, e por isso o tempo de arranque vai ser maior. Para desactivar isto desmarque a caixa à frente de ‘Launch DriveTheLife at computer startup’ 2 . No caso de querer abrir a pasta onde estão os drivers descarregados clique em ‘Driver’ 3 e depois em ‘Open’ ao lado da opção que quer. Clique em ‘Apply’ no canto inferior direito para guardar as alterações.

3

1

7

2

SÓ DESINSTALE UM DRIVER QUANDO TIVER A CERTEZA ABSOLUTA DE QUE NÃO PRECISA DELE. A G O S T O 2 0 1 5 P C G U I A / 33


APPLE MUSIC: O QUE DEVE SABER ANTES DE SUBSCREVER A nova aposta da Apple pretende fazer frente ao já bem conhecido Spotify. O Apple Music promete fazer tremer os concorrentes, mas será que vale mesmo a pena mudar? Aqui fica tudo o que deve saber antes de activar o novo serviço da Apple. POR MÁRCIA CAMPANA

A

Apple mudou a maneira como o mundo compra e ouve música, quando em 2003 lançou a iTunes Store. Enquanto as editoras estavam ocupadas a disparar processos judiciais contra o Napster, a Apple lançou a sua loja de música, onde os utilizadores podiam comprar e descarregar música legalmente, directamente do conforto do seu lar. Até ao momento não existia nenhum serviço semelhante. Agora, cerca de 12 anos depois, a Apple espera causar um impacto semelhante, mas com um serviço de streaming, modelo de negócio que conta já com muita oferta, alguma dela muito bem instalada no mercado. A tarefa de chegar depois e conquistar o mercado é consideravelmente mais exigente do que lançar algo totalmente novo. Assim, desta vez a Apple terá de convencer as pessoas a abandonar os serviços que já usam e a entregar a sua mensalidade à empresa da maçã.

O ARRANQUE O QUE É O APPLE MUSIC? O Apple Music combina um serviço de streaming de música com subscrição com uma programação global semelhante à rádio e uma característica social que liga os artistas aos fãs. Chega a bordo do iOS 8.4 e do iTunes 12.2 e virá pré-instalado em todos os dispositivos iOS e OS X. Para os subscritores este é um serviço “all-you-can-eat”: paga uma taxa fixa e desbloqueia uma biblioteca com cerca de 30 milhões de músicas. Além disso, o Apple Music também passou a ser a aplicação onde pode ouvir a sua colecção pessoal de música. O iTunes vai continuar a existir, em especial como loja, mas se deixar de comprar músicas e subscrever o serviço de streaming da Apple, o mais provável é que nunca mais volte a usar o iTunes. O melhor é que o software pode ser descarregado gratuitamente para qualquer computador e deve ficar disponível para dispositivos Android no Outono. Para continuar a utilizar toda a sua

38 / P C G U I A A G O S T O 2 0 1 5

biblioteca do iTunes dentro do Apple Music só tem de seleccionar o separador ‘Música’ e o iTunes vai continuar a ser uma aplicação independente e uma loja, se preferir continuar a comprar a música. No entanto, se desistir de comprar música, é provável que nunca mais volte a abrir o iTunes, a não ser que queira continuar a seguir podcasts, formato que não está disponível.

ARMAS DO APPLE MUSIC CONTRA A CONCORRÊNCIA A Apple está a colocar muito ênfase em três características adicionais do serviço, o Beats 1, as listas de reprodução criadas por outras pessoas, e o Connect. O Beats 1 é a oferta de rádio, que conta com transmissão em tempo real para todo o mundo de DJ instalados em Los Angeles, Nova Iorque e Londres. Promete um lista


de as construir do zero no novo serviço da empresa da maçã.

ADICIONE AGORA, OUÇA DEPOIS À semelhança do que acontece com o Spotify, o Apple Music permite guardar músicas sem limite para serem ouvidas offline. Esta prática ocupa espaço de armazenamento no dispositivo. Para deixar de ter alguma música neste modo só tem de repetir este processo. As músicas que guardar continuam a não lhe pertencer, por isso não as pode gravar num disco ou utilizá-las noutros dispositivos. No momento em que cancelar a sua subscrição, elas desaparecem. Para guardar músicas no modo offline dirija-se ao separador ‘Música’ e depois aos três pontos à frente do artista, canção, álbum ou playlist que quer guardar e seleccione a opção ‘Tornar as músicas disponíveis offline’. Se só quiser ver a música que tem em offline, vá mais uma vez a ‘Música’ e, na sua biblioteca, abra o menu deslizante na seta para baixo. Ligue o interruptor ao lado de ‘Mostrar música disponível offline’.

PREÇO

APESAR DE O ITUNES CONTAR COM 43 MILHÕES DE CONTEÚDOS, PARA O APPLE MUSIC A EMPRESA SÓ CONSEGUIU GARANTIR 30 MILHÕES. de canções escolhida pelo DJ, notícias de cultura pop e entrevistas a artistas. O Apple Music também oferece recomendações personalizadas, construídas da análise dos artistas de que gosta e sugerindo outros artistas e listas de reprodução. Segundo a empresa de Cupertino, a diferença em relação aos restantes serviços é que estas listas são criadas por pessoas reais em vez de se basearem algoritmos. Encontra estas sugestões na secção ‘Para si’, mas primeiro terá de o configurar, seguindo as instruções para escolher os géneros e artistas de que gosta. ‘Connect’ é a funcionalidade de rede social que permite acompanhar artistas, ao mesmo tempo que estes podem partilhar conteúdo especial com os fãs. Existem já perfis de vários artistas. Quando adiciona canções de um artista, a Apple coloca-o automaticamente a seguir o cantor, mas esta é uma opção que pode desligar nas definições de conta. Tenha em conta que a biblioteca da Apple Music tem cerca de trinta milhões

de canções, o mesmo que o principal concorrente, o Spotify. Se é fã de videoclipes vais gostar de saber que com o serviço da Apple pode ver vídeos de música sem anúncios, algo que até agora só o MEO Music oferecia.

MUDAR DE OUTROS SERVIÇOS PARA O APPLE MUSIC Se acordo com a Apple, o iTunes Match e o Apple Music são serviços totalmente separados, por isso, se tiver uma colecção de músicas raras e conteúdos que não quer perder, mas que pode não encontrar no Apple Music, o melhor é manter as duas subscrições. O Apple Music emite as canções em 256 kbps, o mesmo que o iTunes Match, mas um pouco abaixo do Spotify, que transmite a 320 kbps. Quem já utiliza este tipo de serviço, normalmente, tem listas de reprodução criadas com dedicação e gostava de as portar de uma vez para o Apple Music, mas a não ser que as listas fossem do iTunes (nesse caso é automático), terá

Com um preço abaixo do serviço Google Play Music e igual ao do Spotify, o Apple Music custa 6,99 euros por mês para as subscrições individuais e 10,99 euros para as versões familiares. Esta versão familiar pode ser aproveitada por um máximo de seis pessoas. A oferta inicial também é mais apelativa, com três meses de serviço grátis, mas para dar início a este período experimental é preciso pagar um mês. O Apple Music não tem nenhuma versão gratuita, mas qualquer pessoa com um Apple ID pode usar o Beats 1, o Connect e as estações de rádio (com um número limitado de faixas que pode passar à frente).

CANCELAR A ASSINATURA DE TESTE Não pode desligar o teste gratuito, mas pode desligar a renovação automática da subscrição, para não ter de pagar nada. Nas suas definições de conta abra o ID Apple e carregue em ‘Gerir’ na opção ‘Assinaturas’. Toque na assinatura que corresponde ao Apple Music e depois desactive a ‘Renovação automática’. Quando o período experimental terminar vai receber uma notificação, assim como pode ligar a renovação automática. p

A G O S T O 2 0 1 5 P C G U I A / 39


GUIA COMPLETO AO WINDOWS

10 42 / P C G U I A A G O S T O 2 0 1 5

P O R GU ST A V O D I A S E P ED R O T R Ó I A


A VERSÃO HOME DO WINDOWS TERÁ ACTUALIZAÇÕES DE SOFTWARE OBRIGATÓRIAS PARA MANTER OS DADOS DOS UTILIZADORES SEGUROS.

E

m Novembro deste ano faz 30 anos que a Microsoft lançou a primeira versão do Windows. Ao longo de todo este tempo o caminho foi feito de grandes sucessos, como o Windows 98 e XP, e falhanços espectaculares, como o Millenium Edition e o Windows Vista, que, apesar de tudo, trouxeram alguns aspectos de inovação que foram aperfeiçoados e aproveitados nas versões posteriores. O novo Windows 10 é o primeiro lançamento do sistema operativo da Microsoft desde a investidura de Satya Nadella ao comando da empresa de Redmond e é o primeiro que demonstra a mudança que o novo CEO quer imprimir à empresa. Em primeiro lugar, ao contrário das versões anteriores, o processo de desenvolvimento do Windows 10 desenrolou-se com a ajuda dos utilizadores através do ‘Insider Program’, que decorreu durante quase um ano e que permitiu aos utilizadores comuns experimentar o novo Windows e sugerir alterações e funcionalidades. Outro sinal de mudança é a unificação da oferta de sistemas operativos da Microsoft: assim, o Windows 10 vai funcionar em servidores, computadores pessoais e tablets, smartphones e na consola de jogos Xbox One. Qual é a vantagem disto? A possibilidade de se

desenvolverem de uma só vez aplicações que podem ser executadas em todas estas plataformas, o que baixa bastante os custos. A plataforma que mais vai beneficiar com esta nova estratégia será o Windows Phone, que ainda tem um crescimento muito anémico nos mercados que valem a pena. Graficamente, o Windows 10 está mais próximo do Windows 7 que da versão anterior, a 8, porque traz de volta o botão e menu Iniciar, mas também há muitas novidades, como um novo sistema de busca e a substituição do Internet Explorer por um novo browser chamado Microsoft Edge, que promete mais velocidade e segurança. Para lá do visível existem também muitas novidades, por exemplo ao nível da optimização do sistema, que está mais leve e arranca muito mais depressa que as versões anteriores, como vai poder ver neste artigo. Quando estiver a ler estas linhas já vai poder descarregar e usar o novo Windows no seu computador, se quiser mudar, nós acompanhamo-lo no processo de instalação, seja ela limpa ou em actualização de um sistema operativo mais antigo, mostramos-lhe os principais novos elementos do Windows 10 e ainda lhe damos um conjunto de dicas para tirar mais partido do sistema. p

REQUISITOS MÍNIMOS Para poder usar o Windows o seu computador terá de ter os seguintes requisitos: PROCESSADOR: 1 GHZ OU SUPERIOR

l Memória RAM: 1 GB para a versão de 32 bits ou 2 GB para 64 bits. l Espaço em disco: 16 GB para a versão de 32 bits, 20 GB para a versão de 64 bits. l Placa gráfica: compatível com DirectX 9 ou posterior, driver certificado WDDM 1.0. l Resolução do ecrã: 1024x600

VERSÕES DO WINDOWS

O NOVO WINDOWS VAI SER DISPONIBILIZADO EM VÁRIAS VERSÕES: WINDOWS 10 HOME

O Windows 10 Home é a versão para consumidores finais e a que virá pré-instalada na grande maioria dos computadores vendidos após o lançamento do novo sistema operativo e que inclui as funcionalidades principais do Windows 10, como o novo browser Microsoft Edge e a possibilidade

de executar aplicações universais. WINDOWS 10 PROFESSIONAL

A versão Windows 10 Professional é, como o nome indica, dedicada ao mercado profissional e acrescenta à Home a possibilidade de se ligarem as máquinas a domínios e de usar o sistema de actualização do Windows dedicado ao mercado profissional. WINDOWS 10 ENTERPRISE

Inclui todas as funcionalidades da versão Professional, mas inclui mais ferramentas para trabalho em rede e gestão remota.

WINDOWS 10 ENTERPRISE 2015 LTSB (LONG TERM SERVICING BRANCH)

Igual à versão Enterprise, mas deixa as empresas controlar completamente o processo de actualização. WINDOWS 10 EDUCATION

Igual à versão Enterprise, mas pensada para utilização em ambientes escolares. Estará disponível através dos programas de educação de Microsoft. WINDOWS 10 MOBILE

A versão Windows 10 Mobile, como o nome indica, será dedicada aos smartphones e tablets e à consola Xbox

One. O Windows 10 Mobile vai suportar dispositivos móveis com ecrãs de até 8 polegadas e inclui uma variante do Office optimizado para ecrãs sensíveis ao toque e suporta a funcionalidade Continuum, que permite converter um smartphone num PC quando está ligado a um ecrã grande. WINDOWS 10 MOBILE ENTERPRISE

Semelhante ao Windows 10 Mobile, inclui mais funcionalidades profissionais. WINDOWS 10 IOT  CORE

Esta versão foi pensada para pequenos dipositivos, como o Raspberry Pi. A G O S T O 2 0 1 5 P C G U I A / 43


ASSINE JÁ! JOGOS!

Limitado

ao stock

existente.

E GANHE U M DESTES

#

PVP €69,9

9

ME Assinalo abaixo a minha forma de pagamento

LH O (-1 R O 0% PÇ ) ÃO

18 edições + Jogo para PS4 Pago €53,50 pela minha assinatura por débito directo. Para tal, preencho a autorização de pagamento. A renovação será automática, salvo instruções em contrário.

18 edições + Jogo para PS4 Pago €59,40 pela minha assinatura por transferência bancária de uma vez só. NIB: 0045 4060 40102972073 19

Para assinar, preencha, recorte e envie para: Revista PCGuia, Rua Rodrigues Sampaio, 5, 2795-175, Linda-a-Velha Nome Morada Código Postal

Localidade

NIF

Data de nascimento

Telefone

E-mail

Autorização de pagamento Por débito da minha conta abaixo indicado, queiram proceder, até indicação contrária, aos pagamentos de subscrições que vos forem apresentadas por JMToscano - Comunicação e Marketing, Lda.,

Nome do titular NIB

18 edições + Jogo para PS4 Pago €59,40 pela minha assinatura por cheque e de uma vez só, à ordem de JMToscano - Comunicação e Marketing, lda.

NIF Assinatura Telefone: +351 214 142 909 - assinaturas@jmtoscano.com

pcguia.pt - jmtoscano.com

PCGuia 235 Agosto 2015 - Demonstração  

Guia completo do Windows 10. Instale do zero ou actualize o seu PC, configure em dual-boot, Dicas, Curiosidades- E ainda testámos o desempen...

PCGuia 235 Agosto 2015 - Demonstração  

Guia completo do Windows 10. Instale do zero ou actualize o seu PC, configure em dual-boot, Dicas, Curiosidades- E ainda testámos o desempen...

Advertisement