Page 1

INFORMATIVO D’O MUSEU DO MARAJÓ PADRE GIOVANNI GALLO CACHOEIRA DO ARARI - PARÁ - JAN/FEV/MAR 2008 - No. 2


ÍNDICE

EDITORIAL

2 ____Editorial 2 ____IPHAN e Museu Goeldi Duas parcerias de peso 3 ____Convênio vai reformar toda a área de exposição 4 ____Lux Amazônia produz filme sobre Giovanni Gallo 4 ____Museu renova convênio com Fundação Carlos Gomes 5 ____FOTO NOTÍCIAS 6 ____Museu realiza Congresso e elege nova diretoria 8 ____Associação de Jovens Artesãos mantém projeto 8 ____Museu prepara projeto para criação de Telecentro 9 ____Cachoeira ganha terceira reserva técnica do Norte 10 ___Ponto de Cultura promove a tradição das Folias 11 ___FOTO NOTÍCIAS 12 ___Convênio com a Caixa renova página na internet 12 ___ÚLTIMAS NOTÍCIAS

om esta segunda edição do CANTO DO GALLO, o Museu do Marajó apresenta um painel das atividades desenvolvidas pela atual diretoria, que tem administrado o Museu desde o falecimento do saudoso Giovanni Gallo. Tarefa difícil mas prazeirosa, que nos enche de orgulho e satisfação ao ver tantos jovens, homens e mulheres de nossa comunidade visitando a exposição e participando dos cursos, oficinas e eventos organizados pelo Museu e seus parceiros.

Assim, para debater e dialogar sobre os novos rumos do Museu do Marajó, a diretoria convida os sócios, sócias e colaboradores para o 1o. Congresso do Museu, dias 28 e 29 de fevereiro, em Cachoeira do Arari. Até lá!

PARCEIROS DO MUSEU

DUAS PARCERIAS DE PESO

C

Mas, ao mesmo tempo, também nos preocupamos com os rumos do Museu ao fim desta administração. Isso porque o Museu do Marajó não é mais o que era quando o Gallo estava entre nós. Hoje, fruto das suas lutas quando as condições não eram as melhores, o Museu conquistou reconhecimento nacional e internacional, parcerias em todos os níveis de governo, a importante colaboração da Prefeitura de nossa cidade, e o recente convênio com a SECULT, que inseriu o Museu do Marajó no Sistema Integrado de Museus e Memória do estado do Pará.

2

Amazon Corporation Agência de Regulação e Controle dos Serviços Públicos do Estado do Pará - ARCON Associação dos Jovens Artesãos Caixa Econômica Federal Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN Fundação Carlos Comes Fundação Curro Velho Instituto de Artes do Pará - IAP Lux Amazônia Ministério da Cultura Museu Paraense Emílio Goeldi MPEG Petrobras Prefeitura de Cachoeira do Arari Programa Amigo Real Secretaria de Estado de Cultura SECULT Serviço Social do Comércio SESC/PA Sistema Integrado de Museus e Memória - SIM/PA

M

antido pelas mensalidades de seus sócios, pelo trabalho dos voluntários e voluntárias, e eventuais contribuições, o Museu do Marajó tem ampliado suas atividades através de diversas parcerias, por meio de editais, prêmios e convênios, com órgãos federais, estaduais e municipais. Assim tem sido desde que foi fundado por Giovanni Gallo, em 1972. Hoje, reconhecido nacional e internacionalmente, o Museu identifica duas dessas parcerias como fundamentais - com o Museu Paraense Emílo Goeldi e com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional/ 2a. SR. Não que elas sejam mais importantes que as outras, mas foi principalmente com o aval e participação dessas duas entidades que o Nosso Museu se capacitou para conquistar tantos outros parceiros, possibilitando trazer para Cachoeira do Arari cursos, oficinas, palestras e exposições, tendo sempre como orientação as palavras do Padre Gallo - “Buscar o desenvolvimento através da Cultura”. Assim, sem desmarecer os demais parceiros, sobretudo a Prefeitura Municipal de Cachoeira do Arari, fica registrado o reconhecimento do Museu às duas instituições.


CONVÊNIO MdM/ SECULT/BNDES VAI REFORMAR ÁREA DE EXPOSIÇÃO E TRAZ RECURSOS PARA A ADMINISTRAÇÃO O convênio com a SECULT, além de garantir a aprovação do projeto junto ao BNDES, traz também diversas oficinas e cursos, estágios para formação de técnicos visando a conservação do prédio e preservação dos acervos, cooperação técnica em educação patrimonial e atividades culturais, além da nomeação de um gestor para o Museu e de um repasse mensal de R$ 2 mil para despesas de manutenção, como luz, água e telefone.

I

nscrito em 2006 no programa de Apoio a Projetos de Preservação e Acervos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES, o Museu teve aprovado o projeto MEMÓRIA DO MARAJÓ: MELHORIAS INFRAESTRUTURAIS E SALVAGUARDA DOS ACERVOS DO MUSEU DO MARAJÓ. O projeto tem prazo de 18 meses e vai tratar das condições de conservação dos acervos do Museu, com a realização de reformas no prédio da exposição, compra e instalação de equipamentos para gerenciamento ambiental e segurança, e melhoria do acesso ao público. Serão feitos reparos no telhado para acabar com as goteiras e infiltrações, a pintura interna e externa do prédio, a climatização da biblioteca, e nova iluminação em toda a exposição. O Museu recebeu uma equipe técnica do BNDES no dia 2 de junho de 2007, que avaliou positivamente as condições para a implementação do projeto e sugeriu um convênio entre o Museu e a Secretaria Estadual de Cultura SECULT, com a finalidade de profissionalizar a gestão do projeto. Dessa forma, as reformas serão garantidas com um convênio reunindo a SECULT, através do Sistema Integrado de Museus e Memoriais - SIM, o Museu Paraense Emílio Goeldi, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN, e o Museu do Marajó. Desde 1995, o BNDES tem apoiado a atividade cultural por meio de patrocínio com recursos para projetos culturais nas áreas de patrimônio histórico, acervos, cinema e música, sendo hoje um dos maiores patrocinadores à cultura.

3

O projeto tem como objetivo principal a melhoria de toda a área da exposição, com nova iluminação e segurança.


O AJUNTADOR DE CACOS FOTO: ARQUIVO MUSEU DO MARAJÓ

Museus e Memoriais - SIM, vinculado à Secretaria Estadual de Cultura - SECULT, e que tem em seu acervo diversos filmes feitos pelo próprio Gallo, em Cachoeira e em Santa Cruz do Arari. A Lux Amazônia está digitalizando parte desse acervo, que será utilizado no novo filme. As filmagens em Cachoeira e Santa Cruz incluiram diversas entrevistas com todos os que conheceram o Gallo, e terminaram em novembro, quando a equipe sobrevoou o Lago Arari quase seco, no final do verão marajoara.

Na foto, o padre Giovanni Gallo, com sua câmera, entrevistando e filmando as atividades dos pescadores da Vila do Jenipapo, em Santa Cruz do Arari.

A

Lux Amazônia, em parceria com o Museu do Marajó, está produzindo o primeiro filme sobre Giovanni Gallo - O AJUNTADOR DE CACOS. A parceria também envolve o Sistema Integrado de

A Lux Amazônia é uma empresa voltada para a produção de cinema e vídeo na Amazônia, foi criada em 1999 com o objetivo de produzir cinema regional e também atua realiza cursos na área cinematográfica e produção de documentários institucionais.

4

MUSEU RENOVA CONVÊNIO COM FUND. CARLOS GOMES

A Fazendola entra em reformas no mês de março. Um dos mais antigos estabelecimentos de ensino musical do Brasil, a Fundação Carlos Gomes foi criada em 1896 e é a instituição responsável pela política cultural musical do Governo do Pará. Este mês, a Fundação e o Museu do Marajó firmam novo convênio de cooperação técnica, onde caberá à Fundação prestar a assistência pedagógica necessária para o funcionamento da Escola de Música, promovendo regularmente cursos de formação e aperfeiçoamento de monitores e mestres de bandas, e integrar o município em sua programação cultural.

C

riada em 2001 por iniciativa de Giovanni Gallo, em parceria com a Prefeitura e a Fundação Carlos Gomes, a Escola de Música está instalada no prédio conhecido como Fazendola, que já foi utilizado como salão de festas, alojamento e local de reuniões. Com a Escola, Gallo pretendia não só oferecer mais um serviço à comunidade, despertando o interesse pela música nos jovens mas, também, reviver a antiga e famosa Banda criada por João Vianna (1909-1965) em 1935. Atualmente a Escola atende 38 alunos e alunas da Banda e, nas turmas de musicalização com flauta doce, outras 100 crianças e jovens incorporados dos projetos Jovem Artesão e Ponto de Cultura. Este semestre o Museu dará início às reformas na Fazendola, além de buscar parcerias para a aquisição de novos instrumentos.


FOTO NOTÍCIAS

1

Entre os dias 10 e 13 de dezembro, em parceria com a Funarte, foi realizado o evento “A Vitória do Gallo”, com a participação de cerca de 300 pessoas. A ação discutiu a ocupação do terreno da “Portelinha”, feita por mais de quinhentas famílias semteto em terreno no entorno da sede do município. Sob a coordenação de Wagner Barja, artista plástico e diretor do Museu da República, em Brasília, a intervenção urbana terminou uma grande celebração com grupo de carimbó e cortejo com o Boi-bumbá do Museu, o Estrela do Campo (foto), e participação de integrantes do Boi Gaiato.

2

Na última sexta-feira de janeiro (25), mais de 20 voluntários e voluntárias, de todas as idades, realizaram mutirão de limpeza do Museu, como era feito na época do Gallo. O mutirão contou com a participação da Secretaria de Obras e Urbanismo da Prefeitura, que cuidou da capina na Avenida do Museu. A feijoada ficou por conta de dona Irandir e o Museu sorteou 3 camisetas da Irmandade de São Sebastião e 3 CDs de Folias. Em fevereiro, com a realização do I Congresso do Museu dias 28 e 29, o mutirão será transferido para a primeira sexta-feira de março, dia 7.

3

Dia 12 de dezembro o Museu do Marajó festejou 35 anos e, ao contrário de anos anteriores, optamos por não realizar uma grande festa, comemorando de duas formas. Com a equipe do Ponto de Cultura participamos da Festa de N. S. de Guadalupe, com desfile de modas e apresentação dos alunos da oficina de Folias. E, na sede do Museu, com a equipe do projeto Jovem Artesão, montamos exposição de peças de cerâmica e apresentação dos alunos de flauta doce do projeto (foto).

5


ASSOCIAÇÃO O MUSEU DO MARAJÓ - PE. GIOVANNI GALLO PRESIDENTE

Carlos Alberto da Silva Leão VICE-PRESIDENTE

Paulo da Gama Câmara SECRETÁRIO

Ademar Leão Feio TESOUREIRO

Antonio Maria Zacarias Smith DIRETOR DE PATRIMÔNIO

Manuel do Carmo Bragança ASSESSOR OPERACIONAL

Otaci Gemaque

ASSESSOR DE CULTURA

José Lino dos Santos Ramos ASSESSOR DE ESPORTE

Daniel Lima da Silva ASSESSOR DE ARTESANATO

Ana Maria Oliveira Viana ASSESSOR DE MARKETING

José Elzelberto Rabelo de Souza ASSESSOR DE MUSEOLOGIA

Antônio Carlos Lobo Soares ASSESSOR INSTITUCIONAL

José Varela

REALIZAÇÃO DO PRI DEFINE RUMOS DO MU

F

undado por Giovanni Gallo em 1972, na cidade de Santa Cruz do Arari, o Museu do Marajó transferiu sua sede para Cachoeira do Arari em 1983, permanecendo sua forma jurídica como uma Associação Comunitária sem fins lucrativos por todos esses quase 36 anos de lutas e muitas vitórias. Hoje, cinco anos depois da morte de seu idealizador, e resultado de sua dedicação e dos demais colaboradores que dirigem a Associação desde então, o Museu cresceu ao ponto de ser visto e respeitado de longe - do Brasil e do exterior. Diante dessas mudanças, a diretoria do Museu propôs e foi aprovada pela Assembléia Geral dos sócios a realização do 1o. Congresso do Museu do Marajó, com a finalidade de refletir e dialogar sobre as conquistas alcançadas e, então, redefinir a condição do Museu em cinco níveis: 1) a forma organizativa; 2) a abordagem antropológica; 3) a arqueologia marajoara; 4) a relação com a comunidade; 5) recursos humanos e financiamento.

ASSESSOR DE DESENVOLVIMENTO AMBIENTAL

Raimundo Pereira Barbosa

6

RELAÇÕES PÚBLICAS

Edna Telma Moura CONSELHO FISCAL

Carlos José Esteves Gondim Raimundo Ely da Costa Viana Pedro José Avelar PRESIDENTE DA ASSEMBLÉIA

Irene Feio Paraense O MUSEU DO MARAJÓ

PRESIDENTE PROCUROU OPOSIÇÃO PARA MONTAR CHAPA DE CONSENSO

DIRETOR EXECUTIVO

Paulo de Carvalho SECRETARIA

Rosélia Maria Barbosa Feio Av. do Museu, 1983 - Cachoeira do Arari 68.849-000 - Ilha do Marajó - Pará - Brasil Telefax: (91) 3758.1102 emeio: gallo@amazon.com.br www.museudomarajo.com.br

INFORMATIVO D’O MUSEU DO MARAJÓ PADRE GIOVANNI GALLO CACHOEIRA DO ARARI - PARÁ - JAN/FEV/MAR 2008 - No. 2

Projeto gráfico, redação, fotos e editoração eletrônica - Paulo de Carvalho Foto da capa - Giovanni Gallo Tiragem - 2 mil exemplares Impressão - Smith Editora

A carta com proposta de união foi entrege à Zezé dia 5 de janeiro de 2008.

“O Museu do Marajó - Pe. Giovanni Gallo é maior que nossas diferenças”. Esse foi o título da carta enviada pelo presidente do Museu, Albertinho Leão, à “amiga Zezé” numa última tentativa de composição que deixasse as pequenas diferenças de lado. A carta foi recebida por Maria José no dia 5 de janeiro. A proposta apresentada à oposição justificava o nome de Antônio Smith para presidente, no sentido de dar continuidade ao bom trabalho que vem sendo feito pela atual diretoria, e sugeria que os outros cargos fossem escolhidos de forma alternada. Assim, a oposição escolheria qualquer outro cargo e, em seguida, o primeiro grupo escolheria novamente, ficando 11 cargos para cada grupo. Na proposta, Albertinho também se comprometia a apoiar um nome do grupo da oposição para presidente nas próximas eleições, com o mesmo critério de divisão dos cargos pelos dois grupos, mas a oposição não aceitou e apostou na disputa.


IMEIRO CONGRESSO USEU DO MARAJÓ

FOTO: ARQUIVO MdM

A programação aprovada segue no quadro abaixo e os nomes de palestrantes e convidados serão divulgados no folder do Congresso, que está em execução. No dia 1o de março, fechando o Congresso, será realizada a eleição da diretoria para o período 2008/2012, com duas chapas inscritas: uma pela continuidade do trabalho que vem sendo executado nos últimos quatro anos, apresentando o nome do atual tesoureiro, Antonio Smith, para presidente, e outra de oposição que deverá apresentar sua proposta no decorrer da campanha eleitoral, com o nome de José Elzelberto (Zé Breu) para a presidência da Associação. Assim, apesar dos esforços do atual presidente, Albertinho Leão, no sentido de buscar a união na formação de uma chapa de consenso (ver box na pg. 6), o Museu do Marajó vive hoje um momento de decisão, onde duas propostas serão apresentadas aos sócios para a definição dos rumos do Nosso Museu.

A PROGRAMAÇÃO DO 1o. CONGRESSO 28/02 - QUINTA 08h30 - Café 09h00 - Abertura do credenciamento 10h00 - Abertura oficial 12h00 - Aprovação do Regimento Interno 13h00 - Almoço 14h30 - Mesa-redonda - Tema: Forma organizativa 15h30 - Debate com a plenária 16h30 - Considerações finais da Mesa 18h00 - Término do credenciamento

29/02 - SEXTA 07h30 - Café 08h30 - Mesa-redonda - Tema:Arqueologia 09h30 - Debate com a plenária 10h30 - Considerações finais da Mesa 11h00 - Mesa-redonda - Tema: Antropologia 12h00 - Debate com a plenária 13h00 - Considerações finais da Mesa 13h30 - Almoço 15h00 - Mesa-redonda - Tema: Relação com a comunidade 16h00 - Debate com a plenária 17h00 - Considerações finais da Mesa e deliberação de moções 19h00 - Jantar 20h00 - Apresentação cultural

01/03 - SÁBADO 07h30 - Café 08h30 - Eleição da nova diretoria 09h30 - Apresentação e defesa das chapas 11h00 - Votação 12h00 - Apuração 13h00 - Posse da nova diretoria e encerramento 13h30 - Almoço

Giovanni Gallo sempre trabalhou pela união da comunidade em torno do Museu.

CONHEÇA AS CHAPAS CHAPA 1 Antonio Smith (presidente), Alfrangio Avelar (vice), Paulo Câmara (1o. secretário), Albertinho Leão (2o. secretário), Ademar Leão (1o. tesoureiro), Pedro Jorge Avelar (2o. tesoureiro), Daniel Lima, Raimundo Lelis, Nazareno Silva, Ednaldo Maia, José do Carmo Smith, Raimundo Muribeca, José Lino, Ima Vieira, Afonso Viana, José Varela, Agnaldo Pereira, Vírginia Gama, Germano Meireles, Alfredina Viana, Norma Maria, Maria Lúcia Mesquita CHAPA 2 José Elzelberto (presidente), Otaci Gemaque (vice), Maria José Gama (1o. secretário), Benedito Lalor (2o. secretário, Francisco Guedes (1o. tesoureiro), Jadir Barroso (2o. tesoureiro), Selma Souza, Sandra Solange, Graças Gemaque, Margareth Calandrini, Hélio Vieira, Irene Cardoso, Leda Maria Lobato, Raimundo Eli, Emanuel Amador, Agnaldo do Socorro, Antonia Maria Leal, Marly das Graças, Maira Salomé, Ana Maria Oliveira, Dalila Barbosa, Ermita Feio

7


PARCERIA DO MUSEU COM ASSOCIAÇÃO GARANTE CONTINUIDADE DO PROJETO JOVEM ARTESÃO

A Casa do Artesão expõe e vende a produção das oficinas.

I

niciado em 2005 com apoio do Programa Amigo Real, o Projeto Jovem Artesão atendeu cerca de 170 adolescentes entre 14 e 18 anos que participaram de oficinas de bordado, serigrafia, cerâmica, corte e costura, e música. O Projeto incentiva o conhecimento e a preservação do patrimônio histórico e artístico do Marajó e, este ano, a recém criada Associação dos Jovens Artesãos dará continuidade às oficinas. A produção das oficinas está exposta para venda na Casa do Artesão, que também vai comercializar a produção dos demais projetos do Museu. Com a parceria da Prefeitura Municipal, Conselho Municipal da Criança e do Adolescente, Obras Sociais Irmã Maria Neves, e Câmara Municipal, o projeto também atuou nas comunidades de Aranaí, Camará, Chipaial, Retiro Grande e Umarizal (todas na zona rural).

8

ESCOLA DE INFORMÁTICA OU TELECENTRO? Funcionando desde 2003 num dos anexos do Museu, a Escola de Informática já formou muita gente que trabalha hoje com informática em Cachoeira, mas está precisando dar um salto de qualidade.

Numa parceria com a ARCON-PA - Agência de Regulação e Controle dos Serviços Públicos, e a Prefeitura de Cachoeira do Arari, o MUSEU DO MARAJÓ vai inaugurar mais um ponto de exposição e venda da produção de suas oficinas, no Box 18 do Terminal Hidroviário do Camará (foto acima). A nova lojinha receberá o nome de MABARÁ-YÓ - “barreira do mar” no idioma dos antigos habitantes da Ilha do Marajó.

Para isso está sendo encaminhado mais um projeto, através do Ponto de Cultura, para transformá-la no TELECENTRO ARARI, com utilização de software livre, informática avançada e acesso à internet gratuito para a comunidade através de uma antena GESAC - uma parceria com o Ministério das Comunicações. E, para melhorar os equipamentos já defasados, outras parcerias estão em andamento com algumas empresas de Belém.


COM PATROCÍNIO DA PETROBRAS, CACHOEIRA INAUGURA A TERCEIRA RESERVA TÉCNICA DO NORTE DO PAÍS

A Reserva Técnica ainda sem a cobertura, projetada para manter a ventilação constante e a temperatura ideal em seu interior.

R

ealizado através da Lei de Incentivo à Cultura/ MinC, o projeto MEMÓRIA, IDENTIDADE E CIDADANIA: PRESERVAÇÃO E DIVULGAÇÃO DOS ACERVOS ARQUEOLÓGICOS E DE CULTURA POPULAR DO MUSEU DO MARAJÓ, com o patrocínio da Petrobras, tem como objetivo a modernização das instalações e a ampliação do acesso da comunidade e visitantes ao patrimônio cultural do Museu.

9

O laboratório está equipado para limpeza e higienização das peças arqueológicas.

Já em sua fase final, o projeto inclui a construção e instalação de uma Reserva Técnica adequada às características de nosso acervo, além da reformulação de parte da exposição permanente e sua informatização, sistema de detecção de incêndio e de alarme antiarrombamento, inventário e catalogação do acervo, banco de dados, e divulgação por meio de folhetos e cartazes. As obras da Reserva Técnica estão em fase de acabamento e instalação de equipamentos, e a inauguração está prevista para o primeiro semestre deste ano. Também estão sendo refeitos vinte “computadores caipiras” em madeira de lei. A Reserva Técnica do Museu do Marajó (a terceira do Norte do País) e a informatização do acervo, reunido num bando de dados, vão facilitar a pesquisa e despertar o interesse de estudantes e pesquisadores de diversas universidades e instituições para conhecer o nosso Museu. O projeto ressalta o compromisso da Petrobras com a responsabilidade social e com o crescimento do país, valorizando a cultura brasileira com uma política de patrocínios focada na afirmação de nossa identidade.

As peças e cacos estão catalogados e serão arquivados depois de higienizados no laboratório.


JUVENTUDE DÁ CONTINUIDADE À TRADIÇÃO DAS FOLIAS DE SÃO SEBASTIÃO

D

e iniciativa do MinC - Ministério da Cultura, os Pontos de Cultura estão disseminados por todo o País. Aprovado em 2005, o Ponto do Museu recebeu o nome de Ponto de Cultura Música e Artesanato Marajoara. Voltado para o públicojovem acima de 14 anos, o Ponto de Cultura pretende con-tribuir para a gerção de trabalho e renda através da qualificação profissional e inclusão social, aliando o conhecimento tradicional da cultura marajoara às novas tecnologias digitais, ao mesmo tempo em que atua em parceria com os demais projetos implantados pelo Museu.

Seu Luís (ao centro de camisa clara) e seus aprendizes em peregrinação pelas ruas de Cachoeira na Festividade do Glorioso São Sebastião, em janeiro de 2007.

Uma das oficinas do nosso Ponto é dedicada à preservação das Folias do Glorioso São Sebastião, tradição centenária de Cachoeira do Arari. As aulas são ministradas por seu Luís dos Santos, que foi chamado para integrar a Comissão de Foliões em 1995, época em que aprendeu as folias com o folião Manoel Ferreira, já falecido.. Seu Luis ensina para um grupo de 25 adolescentes, e tem as

10 suas músicas datilografadas para repassar e manter a tradição. Hoje, em Cachoeira, existem poucos foliões formados, que toquem todos os instrumentos, e que saibam as ladainhas e as folias, e a proposta da oficina é ensinar para não deixar a tradição acabar.

Acima: encontro de gerações garante o repasse da tradição - seu Edmundo e um aprendiz. Abaixo: a Comissão de Foliões em peregrinação pelos campos do Marajó - à frente, o bandeireiro. FOTO:CARLA BELAS/IPHAN

O Ponto de Cultura, além da inclusão digital em parceria com a Escola de Informática, também trabalha em conjunto com as oficinas de Cerâmica, Corte e Costura, Bordado, e de Música, além das novas oficinas de Áudio e Vídeo, e Design Gráfico, que iniciam agora em março. Ao mesmo tempo, o Ponto acompanha de perto a vida escolar dos jovens participantes, procurando colaborar para melhorar seu aproveitamento nos estudos. Até hoje, participaram das diversas oficinas mais de 160 jovens. Além do MinC, o Ponto de Cultura conta também com a parceria do SESC - Serviço Social do Comércio/ PA, Instituto de Artes do Pará - IAP, Fundação Curro Velho. Prefeitura Municipal e busca, ainda, novas parcerias para ampliar suas atividades. Atualmente existem mais de 650 Pontos de Cultura espalhados pelo país e, diante do desenvolvimento do Programa, o MinC decidiu criar mecanismos de articulação entre os diversos Pontos, as Redes de Pontos de Cultura e os Pontões de Cultura.


FOTO NOTÍCIAS

4

5

No dia 19 de fevereiro, 38 alunos e alunas das turmas de Musicalização com flauta doce da Escola de Música do Museu fizeram apresentação para a comunidade na Barraca da Santa, dentro da programação da Festividade do Glorioso São Sebastião, sob a regência do instrutor Fábio André, da Fundação Carlos Gomes. A apresentação contou com a participação de músicos de percussão da Banda João Viana e o repertório constou das músicas: Solamente una vez, Carruagem de Fogo, Noite Feliz, Valsa Japonesa, Asa Branca e Parabéns pra Você.

5

O Museu do Marajó, mantendo seu compromisso de atuar sempre no interesse da comunidade, cedeu seu auditório e outros equipamentos para a realização de palestras e oficinas do Projeto Rondon, que trouxe para Cachoeira, no mês de janeiro, professores e estudantes da Universidade de Passo Fundo (RS) e da Universidade Federal de Minas Gerais.

6

6

A Banda João Vina participa ativamente de quase todos os eventos em nossa cidade. Na foto a Banda acompanha a entrega do Mastro das Mulheres, dia 20 de janeiro, na casa da Madrinha do Mastro de 2009, dona Alfredina. Cada vez mais requisitada, a Banda João Viana participou também em janeiro do evento “Puxirum”, realizado pelo Instituto Araial do Pavulagem em Belém. Também devemos registrar que 18 integrantes da Banda, alunos e alunas da nossa Escola de Música, receberam seus diplomas no mês de dezembro de 2007, na Fundação Carlos Gomes. A direção do Museu parabeniza os alunos, alunas e o instrutor Fábio André por mais essa conquista.

11


A nova página do Museu na internet será atualizada semanalmente, em português e inglês.

www.museudomarajo.com.br Quando chegou à Santa Cruz do Arari, Giovanni Gallo criou o Projeto Piranha - milhares de peixes foram empalhados pelas mulheres do Jenipapo e vendidos para a Europa, buscando sempre o desenvolvimento através da cultura, como gostava de dizer, e a geração de emprego e renda. Em Cachoeira, anos depois, Gallo não deixou passar a oportunidade e criou a página do Museu na internet, numa parceria de amizade com o proprietário da Amazon, um provedor de Belém. Já este mês, resultado de uma parceria com a Caixa Econômica Federal, o Museu ganha sua nova página na internet, dinâmica e bilíngüe, mantendo todas os textos do Gallo e muitas outras informações dos projetos em andamento, no mesmo endereço: www.museudomarajo.com.br. Ainda como resultado dessa parceria, todo o acervo foi catalogado e vai ficar disponível para pesquisa em três níveis: um banco de dados completo para pesquisadores; na internet; e num quiosque eletrônico na recepção do Museu para pesquisas escolares.

12

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

As ruínas de Joanes - mais uma vitória do Museu do Marajó.

1

O Projeto Jovem Artesão, agora gerenciado pela Associação dos Jovens Artesãos, retoma em fevereiro as oficinas de cerâmica e corte-e-costura, através de convênio firmado com o Museu; O Ponto de Cultura retoma suas atividades em março com oficinas de pintura em tecido e corte-e-costura, em parceria com o SESC-PA; Também em março, o Ponto de Cultura tráz as oficinas de Audiovisual e Design Gráfico - uma parceria com o Instituto de Artes do Pará - IAP; A revitalização da “Casa do Caboclo” já foi iniciada e o Museu pretende entregá-la de volta à visitação ainda no mês de março; Teve início no dia 15 de fevereiro o projeto “Cinema no Museu” com a exibição do filme “Filhas do Vento”. Agora, toda sexta é dia de cinema brasileiro no Museu; No sábado, 2 de fevereiro, começaram os ensaios do grupo de Hip-Hop na Fazendola, dentro da programação da Escola de Música; O Museu do Marajó conquistou mais uma vitória ao vencer o edital do IPHAN para a revitalização do sítio arqueológico de Joanes, em Salvaterra. O novo projeto inclui a reformulação de toda a sinalização e a realização de oficinas de sensibilização e educação patrimonial junto à comunidade, entre outras ações.

2 3 4 5 6 7

Canto do Gallo  

segunda edição do jornal d'O Museu

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you