Page 1

SÉRIE DE DEPOIMENTOS DE COORDENADORAS PEDAGÓGICAS DO PROGRAMA PARALAPRACÁ EM CAMAÇARI


“As formações do Paralapracá ajudaram muito a proposta lúdica! Ouvir mais, perceber como a criança precisa aprender; observar o que está faltando ser feito na sala. Agora eu escuto mais. Antes eu não dava muita importância a isso. Hoje, antes de fazer alguma coisa, eu pergunto a elas o que e como querem. O Paralapracá me ajudou nesse sentido: ouvir mais as crianças, dar mais importância ao que elas querem” [...] (Profa. Cristiane - Creche Nossa Senhora do Amparo)


“Precisamos escutar para criar os projetos da escola. O Paralapracá me ajudou muito na escuta! Deu aprofundamento, enriqueceu com os materiais, porque os materiais são excelentes, tanto o baú como todos os livros, o almanaque, os DVD’s, os fantoches, tudo... o material é muito rico, veio para enriquecer o nosso trabalho” [...] (Profa. Maísa – CIEI Bomba)


“Uma coisa muito significativa foi a escuta da criança. O Paralapracá aguçou a nossa escuta! [...] Aprendi a trabalhar com projetos na Educação Infantil, com a participação da criança, com o desejo dela, com a vontade dela de querer aprender. O desenvolvimento dos projetinhos na Educação Infantil foram muito marcantes – antes éramos nós que fazíamos os projetos, já trazíamos prontos. Esse trimestre a gente iria trabalhar com a água, com as plantas, e já trazia o que considerava necessário a criança aprender, já todo estruturado. Hoje é mais prazeroso, pois montamos todo o projeto com a participação da criança, do desejo dela de aprender...”

(Profa. Patrícia Franco – Escola Emaús)


“O Paralapracá foi muito bom, gostei!!! Possibilitou-me avançar na minha prática, esclareceu muitas dúvidas e nos auxiliou muito. Depois do Paralapracá, saímos mais com os meninos e meninas da sala, arrumamos os ambientes com a colaboração das crianças, que escolhem o que é o melhor. Elas gostam disso! Escutamos mais a criança, o que ela deseja e tem mais interesse. É outra coisa! Percebo o desejo da criança até quando ela está brincando, observo quem se destaca. Quando a brincadeira é dirigida, elas ficam retraídas, mas quando não notam que estou observando, se soltam e ali se revelam! Eu gostei muito dessa parte, a de dar mais atenção à criança.” (Profa. Roseli Vital - Creche Phoc II)


“O Paralápracá trouxe muito do que eu gosto, aliás, eu gosto de tudo! Dos estudos sobre literatura infantil, sobre o brincar, de tudo! É um projeto muito bom, veio acrescentar na formação da gente, Educador de Educação Infantil”. (Profa. Adilza - Escola Municipal Monteiro Lobato)

Série de depoimentos de coordenadoras - Camaçari (BA)  

As educadoras do município relatam sobre suas nova concepções trazida pelas reflexões e formações do Programa que transformou suas maneiras...

Advertisement