Page 1

sport club corinthians paulista | relat贸rio de sustentabilidade 2012

vai corinthians!!!


Nossa história 1910

1º de setembro – às 20h30, à luz de um lampião, na esquina das ruas José Paulino e Cônego Martins, Anselmo Corrêa, Antônio Pereira, Carlos Silva, Joaquim Ambrósio e Raphael Perrone fundam o Sport Club Corinthians Paulista.

1911

17 de setembro – primeiro jogo fora da cidade de São Paulo. Aliás, dois: pela manhã, em Campinas, o time ganha da Ponte Preta por 1 a 0. À tarde, faz 3 a 1 no Corinthians Campineiro.

1912

29 de dezembro – conquista da 1a taça, a Unione Viaggiatori Italiani, em uma prova de pedestrianismo de 10 quilômetros, disputada no Parque Antarctica, pelos atletas Batista Boni, João Collina e André Lepre.

1913

30 de março – o Corinthians goleia o F. C. São Paulo por 4 a 0 e ganha o direito de disputar seu primeiro Campeonato Paulista, organizado pela Liga Paulista de Futebol, em 1913.

1914

8 de novembro – vitória sobre o Campos Elyseos (4 a 0) garante o primeiro título de campeão paulista de futebol da história corinthiana, e invicto, com 10 vitórias em 10 jogos.

1915

Com a promessa de uma vaga no campeonato da Associação Paulista de Esportes Atléticos (Apea), o Corinthians deixa a Liga Paulista de Futebol e fica de fora dos campeonatos das duas. Passa o ano jogando amistosos pelo interior de São Paulo, sem nenhuma derrota.

1916

1923

1917

1924

3 de dezembro – vitória sobre o Americano (3 a 0) garante o segundo título de campeão paulista, outra vez invicto (oito vitórias em oito jogos).

Disputa do primeiro Campeonato Paulista unificado. Termina em terceiro lugar.

1918

17 de março – inauguração do campo da Ponte Grande, primeiro estádio corinthiano, em um jogo contra o Palestra Itália. O amistoso terminou empatado em 3 a 3. 1º de dezembro – primeiro jogo do Corinthians fora do estado: vitória sobre o Flamengo, no Rio, por 2 a 1.

1919

26 de janeiro – campeão do primeiro Torneio Início do Campeonato Paulista (Taça Challenge).

1920

11 de julho – a maior goleada da história é aplicada sobre o Santos: 11 a 0, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Paulista.

1921

23 de outubro – estabelece seu recorde de gols marcados em uma mesma partida: 12, na goleada sobre o Internacional, de São Paulo, por 12 a 2, pelo Campeonato Paulista.

1922

4 de fevereiro de 1923 – vitória sobre o Paulistano vale a conquista do Campeonato Paulista de 1922, o ano do I Centenário da Independência do Brasil. O Corinthians passa a ser conhecido como “Campeão do Centenário”.

2 de setembro – vitória por 3 a 0 sobre a Associação Atlética São Bento garante o primeiro bicampeonato Paulista da história corinthiana (1922/23).

11 de janeiro de 1925 – nova vitória sobre o Paulistano, por 1 a 0, vale a conquista do Campeonato Paulista de 1924. É o primeiro dos três tricampeonatos estaduais da história corinthiana.

1925

11 de novembro – o Corinthians enfrenta, em um amistoso, a Seleção Brasileira, que se preparava para disputar o Campeonato Sul-Americano em Buenos Aires. O jogo termina em empate, 1 a 1.

1926

O presidente Ernesto Cassano compra o terreno do Parque São Jorge, nome do subdistrito do Tatuapé, na zona leste de São Paulo, onde o Corinthians se localiza até hoje.

1927

Disputa dois Campeonatos Paulistas: o da Liga dos Amadores de Futebol, realizado até 10 de julho, e o da Associação Paulista de Esportes Atléticos.

1928

22 de julho – inaugurado o Parque São Jorge, com um empate (2 a 2) entre o Corinthians, campeão do Centenário de 1922 no Estado de São Paulo, e o América, campeão do Centenário de 1922 no Rio de Janeiro. 25 de novembro – o Corinthians derrota a Portuguesa por 3 a 2 e conquista seu sexto título de campeão paulista.

1929

1º de maio – primeira vitória internacional (3 a 1 no Barracas, da Argentina) dá origem ao apelido “Mosqueteiro”, cunhado pelo jornalista Tomás Mazzoni. 1º de dezembro – goleada sobre o rival Palestra Itália por 4 a 1, em pleno Parque Antarctica, garante o bicampeonato Paulista invicto (sete vitórias em sete jogos).

1930

4 de janeiro de 1931 – goleada sobre o Santos por 5 a 2, na Vila Belmiro, vale a conquista do Paulista de 1930. É o segundo tricampeonato da história corinthiana.

1931

Debandada em massa dos principais jogadores do time tricampeão (Del Debbio, Filó, Rato e De Maria) para a Lazio, da Itália.

1932

No ano da Revolução Constitucionalista, o Campeonato Paulista é disputado em um único turno.

1933

É o ano da instituição do profissionalismo no Brasil, e o Corinthians contrata seu primeiro técnico remunerado, o uruguaio Pedro Mazzulo. 20 de maio – o atacante Zuza torna-se o autor do maior número de gols pelo Corinthians em um mesmo jogo: seis, na goleada sobre o Sírio por 10 a 1.

1934

O Corinthians contrata Teleco, autor de 255 gols em 248 jogos, ao longo dos dez anos em que defendeu a camisa alvinegra.


1935

4 de agosto – goleada por 4 a 1 no Palestra Itália, no Parque São Jorge, põe fim ao tabu de cinco anos sem vitórias sobre o tradicional rival no Paulista.

1936

Torna-se um dos poucos times do mundo a ter passado um ano inteiro sem perder uma única partida. Entre dezembro de 1935 e março de 1937, foram 31 jogos sem derrota, com 28 vitórias e três empates.

1937

1943

1º de julho – o Corinthians derrota o Palmeiras (3 a 1) e é bicampeão da Taça Cidade de São Paulo.

1944

Pela quantia de 300 contos de réis (recorde sul-americano na época), o Corinthians contrata do Flamengo o zagueiro Domingos da Guia, um dos melhores do mundo em todos os tempos.

1945

o Corinthians goleia um combinado uruguaio, no Estádio Centenário, em Montevidéu, por 4 a 1.

1952

13 de janeiro – com goleada por 4 a 0 no Guarani, no Pacaembu, o Corinthians volta a ser campeão Paulista depois de dez anos. O ataque, formado por Cláudio, Luizinho, Baltazar, Carbone e Mário, é o primeiro a ultrapassar a marca dos 100 gols (assinalou 103) na era do profissionalismo.

5 de dezembro – vitória sobre o Estudantes por 3 a 0 garante o primeiro título no profissionalismo, dando início a mais um tricampeonato.

12 de agosto – o Corinthians vence o São Paulo por 2 a 1, em jogo no qual chuta cinco bolas na trave, e torna-se o único time a derrotar o campeão paulista daquele ano.

27 de agosto – goleada sobre o Palmeiras (5 a 1) garante a posse definitiva da Taça Cidade de São Paulo, conquistada cinco vezes pelo Corinthians (1942, 1943, 1947, 1948 e 1952).

1938

1946

1953

25 de abril de 1939 – empate com o São Paulo por 1 a 1 vale a conquista do Campeonato Paulista de 1938. O Corinthians é bicampeão estadual, invicto pela quarta vez em sua história.

Ganha 18 de seus 20 jogos pelo Campeonato Paulista. Mesmo assim, acaba como vice-campeão.

1947

1939

1º de maio – vence a Portuguesa por 2 a 1 e volta a conquistar a Taça Cidade de São Paulo.

1940

21 de junho – torna-se o único clube brasileiro a derrotar o grande esquadrão do Torino, tetracampeão italiano, durante sua excursão ao Brasil: 2 a 1.

31 de dezembro – goleada sobre o Santos por 4 a 1 garante a conquista de mais um tricampeonato Paulista.

28 de abril – participa da inauguração do Pacaembu. Na preliminar, o Palestra Itália goleia o Coritiba por 6 a 2. No jogo de fundo, o Corinthians faz 4 a 2 no Atlético Mineiro.

1941

28 de setembro – vitória sobre o Santos por 3 a 2, na Vila Belmiro, garante mais um título paulista ao Corinthians.

1942

28 de março – o Timão goleia o Palestra (4 a 1) e é campeão do Torneio Quinela de Ouro, que reuniu os três maiores clubes de São Paulo (Corinthians, Palmeiras e São Paulo) e os dois maiores do Rio (Flamengo e Fluminense).

1948 1949

8 de maio – em um amistoso contra a Portuguesa, vencido pelo Timão por 2 a 0, a equipe troca seu tradicional uniforme pelas camisas grenás do Torino, equipe vitimada em um acidente aéreo.

1950

15 de fevereiro – empate por 1 a 1 com o Botafogo, no Pacaembu, garante a conquista do Torneio Rio-São Paulo.

1951

30 de junho – em sua primeira exibição no exterior,

25 de janeiro – o Corinthians conquista o bicampeonato paulista, referente ainda ao ano de 1952. 31 de maio – sagra-se novamente campeão do Rio-São Paulo. 14 de julho – o Corinthians derrota o Barcelona, da Espanha, por 1 a 0, e conquista a Pequena Taça do Mundo, disputada em Caracas, na Venezuela.

1954

10 de julho – vitória sobre o Palmeiras por 1 a 0 garante o bicampeonato (e o terceiro título) do Torneio Rio-São Paulo.

1955

6 de fevereiro – o empate por 1 a 1 com o Palmeiras vale o título do Paulista do ano anterior, 1954, em que se comemorava o IV Centenário de São Paulo. O Corinthians passa a ser chamado de “Campeão dos Centenários”. 10 de julho – o Corinthians derrota o Benfica, de Portugal, por 2 a 1, no Pacaembu, e é campeão do Torneio Internacional Charles Miller.

1956

2 de dezembro – empata com o São Paulo (2 a 2), alcança 25 jogos sem derrota no Paulista e conquista pela primeira vez a Taça dos Invictos.

1957

3 de novembro – com um gol no último minuto, o Corinthians empata com o Santos (3 a 3) e iguala sua própria série de 25 jogos sem derrota no Paulista. A Taça dos Invictos agora é definitiva.

1958

O Brasil é campeão mundial pela primeira vez, na Suécia, com os corinthianos Gilmar (goleiro) e Oreco (lateral esquerdo) entre os convocados.

1959

O Corinthians encerra uma série de 64 jogos contra equipes estrangeiras, jogando no Brasil e no exterior, com 47 vitórias, 10 empates e apenas sete derrotas.

1960

Por 8 milhões de cruzeiros, o Corinthians traz do Vasco o atacante Almir Albuquerque, chamado de “Pelé branco”.

1961

25 de fevereiro – inauguração dos refletores do Parque São Jorge, com goleada sobre o Flamengo por 7 a 2.

1962

21 de junho – empata com o Santos, na Vila Belmiro (3 a 3), e é campeão da I Taça São Paulo.

1963

Vice-campeão do Torneio Rio-São Paulo.


Já vi o corinthians vencer, Já vi o corinthians perder, mas nuncavi o corinthians se entregar Mário Sergio, técnico do Corinthians em 1993 e 1995


apresentação

Pontapé inicial O SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA publica, pelo quinto ano consecutivo, seu relatório de sustentabilidade, iniciativa fundamental para a transparência e a prestação de contas da atual gestão. O Corinthians foi o primeiro clube, em todo o mundo, a divulgar esse tipo de publicação, de acordo com as diretrizes da Global Reporting Initiative (GRI), organização multistakeholder que propõe um padrão mundial para o relato de informações não exclusivamente financeiras. Embora originalmente este relatório se destine prioritariamente a investidores, instituições financeiras, parceiros de negócios, entidades de classe e outros clubes, notamos um interesse crescente de outros públicos pela publicação, o que pode ser explicado pela paixão presente no futebol e em tudo o que se refere ao Corinthians.

PERÍODO Este relatório cobre o período de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2012. Com periodicidade anual, já foram divulgados outros quatro relatórios, relativos aos anos de 2008, 2009, 2010 e 2011. ESCOPO Os dados apresentados cobrem todas as

atividades do clube, em especial do Departamento de Futebol, o que engloba o CT do Parque Ecológico e o de Itaquera, bairros da zona leste de São Paulo.

LIMITES Este relatório não apresenta, em relação ao relatório anterior, quaisquer limitações,

indicadores GRI 2.5; 3.1; 3.2; 3.3; 3.4; 3.5; 3.6; 3.7; 3.8; 3.9; 3.10; 3.11

mudanças ou reformulações que possam afetar seu entendimento e a comparabilidade das informações.

CONTEÚDO O processo de definição do conteúdo

do relatório e de priorização dos temas abordados foi conduzido pela Presidência e pela Diretoria de Finanças do Corinthians, com o suporte das demais diretorias. Para aplicar as diretrizes GRI 3.1, contou com apoio de uma consultoria especializada em comunicação e sustentabilidade.

VERIFICAÇÃO EXTERNA Este relatório

foi verificado por uma terceira parte independente, a PwC, sendo que os dados econômico-financeiros foram auditados pela Grant Thornton.

CONTATO

Informações complementares sobre este relatório podem ser solicitadas a Raul Corrêa da Silva, diretor de Finanças do Corinthians, pelo e-mail rcorrea@sccorinthians.com.br.

NÍVEL DE APLICAÇÃO A GRI anunciou, no início de 2011, modificações no seu sistema de Nível de Aplicação, deixando de autorizar a publicação dos ícones relacionados (A, B e C). Assim, esta edição do relatório e a edição de 2010 não apresentam o selo de aplicação C, publicado nas edições de 2010 e 2011. O Relatório de Sustentabilidade Corinthians 2012 atende aos requisitos para o nível C de aplicação GRI, de acordo com os parâmetros apresentados no Índice Remissivo (leia mais na pág. 76).

relatório de sustentabilidade 2012

5


sumário mensagem do presidente 8 perfil 10 futebol profissional 16 Infraestrutura 22 outros esportes 34 torcida 36 estratégia 40 gestão 45 Marketing 50 desempenho econômico 52 públicos estratégicos 56 responsabilidade social 58 memorial 62 memória 64 demonstrações financeiras 70 índice GRI 78

Expediente Conselho editorial Mário Gobbi Filho Raul Corrêa da Silva Marcos Chiarastelli Apuração e texto Report Sustentabilidade Consultoria de conteúdo BDO RCS Coordenação Estevam Pereira Gestão de projeto Ana Carolina Souza

Edição Fernando Badô Direção de arte Marcio Penna Infográfico Marcus Penna Fotos Agência Corinthians Daniel Deák José Hidalgo Neto Revisão ortográfica Assertiva Produções Editoriais

Produção gráfica Caroline Gonçalves Thais Benite Impressão e acabamento Ipsis

Este trabalho foi inteiramente desenvolvido por corinthianos, com paixão e profissionalismo.

Tiragem: 15.000 exemplares Papel: Couché Fosco Matte (miolo) e Duodesign (capa) Texto composto nas famílias Niks, Neusa e Miller Banner.

7


mensagem do presidente

No topo do mundo

Logo no primeiro ano da gestão, o Corinthians termina 2012 repleto de glórias dentro dos gramados e com faturamento recorde e investimentos maciços em infraestrutura O ano de 2012 foi glorioso para o Corinthians. Conquistamos a Copa Santander Libertadores da América, título inédito para o clube, e voltamos ao topo do mundo ao conquistar o bicampeonato do Mundial de Clubes da Fifa. Não houve acaso nas conquistas. Se voltamos ao topo foi em decorrência, principalmente, do apoio maciço da Fiel Torcida, que impressionou o mundo ao invadir o Japão. Dezenas de milhares de corinthianos, vindos não só do Brasil, mas de várias partes do mundo, desembarcaram na Terra do Sol Nascente para apoiar nossos atletas na conquista. Não sabemos como os 35 mil fiéis torcedores chegaram ao Japão, mas eles estavam lá. Contamos também com o empenho de nossos atletas e da comissão técnica do futebol profissional, que tiveram uma conduta irretocável e profissional durante o ano, focados nos objetivos do clube. Outro fator decisivo para a conquista é um trabalho de longo prazo, iniciado ainda em 2007, quando o grupo Renovação e Transparência assumiu a Diretoria do clube. Com uma gestão séria e profissional, reformulou a filosofia de trabalho e a metodologia funcional. No primeiro momento, autonomia para profissionais capacitados, em todas as áreas. Como resultado, em 2012 alcançamos a receita total de R$ 356,9 milhões, que supera em 23% a de 2011 (R$ 290,5 milhões) e em mais de 300% a de 2008. Há um detalhe: do total da receita de 2012, R$ 323,1 milhões foram gerados sem a transferência de atletas. Paralelamente, houve uma reestruturação administrativa, com controle severo das despesas. Com o equilíbrio financeiro, passamos a investir no patrimônio do clube. Hoje, temos um dos melhores e mais modernos centros de treinamento para o futebol profissional. Investimos pesado também em melhorias no Parque São Jorge. A Sede Social merecia atenção, e muitas obras foram realizadas neste ano, todas levando em consideração

8

sport club corinthians paulista

indicadores GRI 1.1


os conceitos de ecoeficiência e uso consciente de recursos naturais. Nas próximas temporadas, o trabalho será ainda mais reforçado para que o clube se torne cada dia melhor e mais diversificado aos seus associados. Além disso, democratizamos o Corinthians, que hoje é um dos poucos clubes do Brasil com eleição direta, com voto dos sócios, para presidente – e que não permite a reeleição. A próxima prioridade é o Centro de Treinamento das categorias de base. Temos como objetivo montar uma infraestrutura que dê a uma equipe técnica condições para formar os jogadores. Nosso desafio é buscar parceiros para a construção. Trata-se de uma obra de vulto, com valores elevados, e a parceria é uma ferramenta para evitar desequilíbrios financeiros. As obras da Arena Corinthians já estão avançadas em 60%, e o novo estádio deve ser entregue em dezembro de 2013. Será um dos estádios mais modernos do mundo e que representa uma grande oportunidade de desenvolvimento e conquistas sociais para a zona leste, a região mais populosa e, ainda assim, muito carente da cidade de São Paulo. A Arena atrairá o progresso e empregos, além das melhorias que o governo do estado realizará no bairro de Itaquera. Portanto, o estádio traz benefícios não só ao Corinthians e aos corinthianos, mas também a toda a região. Para 2013, nosso objetivo é claro: manter-se no topo. É um desafio tão grande ou até maior do que chegar lá. Nossas metas são manter um time competitivo e vencedor, que sempre dispute títulos, representando o Corinthians à altura de suas tradições. Pretendemos, ainda, alavancar os esportes amadores do clube, que tiveram alguns resultados de destaque em 2012. A natação conquistou uma medalha na Olimpíada de Londres, com Thiago Pereira. O futebol americano já conquistou o seu segundo título nacional. Por fim, não há como não ressaltar que as glórias e os avanços não são méritos exclusivos de ninguém. Trata-se de um trabalho conjunto, com uma equipe multidisciplinar, com autonomia para cada área e descentralização do poder. Parabenizo a todos que de forma direta ou indireta contribuíram para que 2012 fosse inesquecível.

Vai Corinthians! Mário Gobbi FILHO

Presidente do Sport Club Corinthians Paulista

relatório de sustentabilidade 2012

9


perfil

Tradições e glórias mil Campeão da Copa Santander Libertadores da América e bicampeão do Mundial de Clubes da FIFA, o Corinthians está pronto para o desafio de se manter no topo O ano de 2012 é o ápice da trajetória ascendente tomada pelo Corinthians desde 2008, ano em que deixou a Série B do Campeonato Brasileiro não só com o título, mas também com a melhor campanha da história da competição. Desde então, o caminho do clube foi diretamente para o alto. Do Paulista invicto e da Copa do Brasil de 2009, passando pelo pentacampeonato Brasileiro de 2011, em 2012 o Timão conquistou, pela primeira vez, a Copa Santander Libertadores da América - e de forma invicta, o que não ocorria desde 1978 (com a ressalva de que o Corinthians fez 14 jogos, sendo que os demais invictos fizeram, no máximo, sete) – e, em dezembro, foi bicampeão do Mundial de Clubes da FIFA, empurrado por uma massa de 35 mil corinthianos que, vindos de todos os cantos do planeta, invadiram o Japão.

Em 2013, o Timão estará novamente na Libertadores – pelo quarto ano consecutivo –, e o objetivo é voltar a disputar o Mundial de Clubes da Fifa, que ocorrerá no Marrocos. O excelente desempenho foi um passo importante dentro do plano de ser o clube mais conhecido e poderoso do mundo e ter a marca mais conhecida, os melhores jogadores e a maior renda. Um plano ambicioso, mas possível. Os títulos internacionais de 2012 já refletem os resultados de um projeto comprometido em estruturar um time competitivo, além de manter e aumentar o patrimônio do clube. Dentro dessa proposta, o novo estádio, cujo projeto deverá seguir altos padrões de sustentabilidade, será concluído até o fim de 2013. Na mesma época, as obras do novo Centro de Treinamento das categorias de

“Quando o Corinthians vence, O café vem mais quente, e a cerveja, mais gelada” Xico Sá, jornalista

10

sport club corinthians paulista

indicadores GRI 2.2; 2.10


base deverão estar bem avançadas. Também firmamos novos contratos de patrocínio, que impulsionaram sigficativamente as nossas receitas. Mais do que apenas em números, a força do Timão se mede pela fidelidade de sua torcida de mais de 30 milhões de pessoas, que comparece em peso ao estádio e sai nas ruas usando as cores do clube, como visto no Japão em dezembro. Em toda a sua história, essa sempre foi a característica principal do Corinthians, o Time do Povo, fundado em 1º de setembro de 1910, por cinco operários — Joaquim Ambrósio, Carlos da Silva, Rafael Perrone, Antônio Pereira e Anselmo Correia —, sob a luz de um lampião.

Principais conquistas BICAMPEÃO MUNDIAL DA FIFA 2000 e 2012 CAMPEÃO DA COPA SANTANDER LIBERTADORES DA AMÉRICA 2012 PENTACAMPEÃO BRASILEIRO 1990, 1998, 1999, 2005 e 2011 TRICAMPEÃO DA COPA DO BRASIL 1995, 2002 e 2009 26 VEZES CAMPEÃO PAULISTA 1914, 1916, 1922, 1923, 1924, 1928, 1929, 1930, 1937, 1938, 1939, 1941, 1951, 1952, 1954, 1977, 1979, 1982, 1983, 1988, 1995, 1997, 1999, 2001, 2003 e 2009

relatório de sustentabilidade 2012

11


o clube Razão social Sport Club Corinthians Paulista Natureza jurídica Entidade desportiva, sem fins lucrativos Sede Rua São Jorge 777 – Tatuapé São Paulo/SP – Brasil Sócios adimplentes 16.646 Funcionários 1.056 Torcedores Mais de 30 milhões Mascote Mosqueteiro Santo padroeiro São Jorge Ativo total R$ 1,393 bilhão* Patrimônio líquido R$ 75 milhões* Receitas operacionais Futebol: R$ 309 milhões* Clube: R$ 47 milhões* *em 31 de dezembro de 2012

nossas Tradições São Jorge Protetor

Nosso eterno padroeiro tem uma história de reconhecida devoção e fidelidade à fé, como os milhões de fiéis torcedores do Corinthians. São Jorge inspirou também o nome do estádio e da região do bairro do Tatuapé, na zona leste da capital paulista, onde se localiza o clube. Ali, existe ainda uma capela construída em homenagem ao santo guerreiro.

Biquinha

A histórica fonte do Parque São Jorge já existia antes de a gleba de terreno, localizada às margens do Rio Tietê, ser adquirida, na década de 1920. Com o tempo, virou tradição os pais levarem os filhos até lá para beber a sua santa água e “batizá-los” corinthianos.

funcionários Função H M Total Diretores* 38 0 38 Assessores de Diretoria* 278 15 293 Gerentes 31 8 39 Chefes/coordenadores 22 1 23 Técnicos/supervisores e professores 107 12 119 Administrativo 47 60 107 Operacional 175 54 229 Atletas do futebol profissional 55 0 55 Atletas do futebol amador 116 0 116 Médicos, massagistas e fisioterapeutas 19 1 20 Estagiários 12 5 17 TOTAL 900 156 1.056 *Diretores e assessores de diretoria ocupam cargos não remunerados.

indicadores GRI 2.1; 2.4; 2.6; 2.8

12

sport club corinthians paulista

Mascote

O Mosqueteiro foi escolhido há décadas como o mascote do nosso clube. No dia 2 de junho de 1929, o jornalista Thomaz Mazzoni saudou nas páginas do jornal A Gazeta Esportiva a “fibra de verdadeiros mosqueteiros” demonstrada pela equipe ao conquistar a primeira vitória internacional da história do clube (3 a 1 sobre o Barracas, da Argentina, no Parque São Jorge).


torcedores ilustres • Anderson Silva, lutador de MMA (mixed martial arts – artes marciais mistas) • Adoniran Barbosa, cantor e compositor (in memoriam) • Amácio Mazzaropi, ator, diretor e produtor cinematográfico (in memoriam) • Antonio Ermírio de Moraes, presidente do Grupo Votorantim • Antônio Fagundes, ator • Ayrton Senna, tricampeão de Fórmula 1 (in memoriam) • Cacá Rosset, ator e diretor de teatro • Charles Miller, introdutor do futebol no Brasil (in memoriam) • Claudia Raia, atriz • Derico, músico e instrumentista • Daiane dos Santos, campeã mundial de ginástica de solo • Dan Stulbach, ator e radialista • Elis Regina, cantora (in memoriam)

• Emerson Fittipaldi, bicampeão da Fórmula 1 e bicampeão das 500 Milhas de Indianápolis • Eva Wilma, atriz • Fábio Assunção, ator • Fernando Henrique Cardoso, ex-presidente da República • Hortência Marcari, campeã mundial e medalhista olímpica de basquete • Irene Ravache, atriz • Jânio da Silva Quadros, ex-presidente da República (in memoriam) • Leandro Barbosa, o Leandrinho, jogador de basquete da NBA • Luciano Huck, apresentador de TV • Luiza Possi, cantora • Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente da República • Maguila, ex-pugilista • Marcelo Rubens Paiva, escritor

• Marília Gabriela, apresentadora de TV • Marta, eleita cinco vezes melhor jogadora de futebol do mundo pela Fifa • Padre Marcelo Rossi, padre • Paulo Betti, ator • (Dom) Paulo Evaristo Arns, arcebispo emérito de São Paulo • Rappin' Hood, cantor e compositor • Rita Guedes, atriz • Rita Lee, cantora e compositora • Rubinho Barrichello, recordista de participação em grandes prêmios de Fórmula 1 • Serginho Groisman, apresentador de TV • Silvio Santos, empresário e apresentador de TV • Sônia Braga, atriz • Toni Garrido, cantor e compositor • Toquinho, cantor e compositor • Você, mais um louco do bando

Mazzaropi, em cena do filme O Corinthiano, de 1966

indicadores GRI LA1

relatório de sustentabilidade 2012

13


galeria de craques

Nossos heróis Grandes jogadores passaram pelo Corinthians. Nomes como Neco, Filó, Luizinho, Cláudio, Baltazar, Dino Sani, Zé Maria, Wladimir, Biro-Biro, Ronaldo, Palhinha, Marcelinho Carioca e Neto, entre outros, vestiram a nossa camisa. A seguir, a lista com jogadores de projeção internacional que defenderam as nossas cores. • Amílcar (Amílcar Barby) – centroavante. Foi o primeiro ídolo do Timão, ao lado de Neco. Jogou por dez anos, entre 1913 e 1923. • Baltazar (Oswaldo Silva) – o apelidado “Cabecinha de Ouro” marcou 267 gols pelo Corinthians e fez parte da Seleção Brasileira das Copas de 1950 e 1954. • Basílio (João Roberto Basílio) – autor do gol que encerrou o jejum de quase 23 anos sem títulos, em 1977, também atuou como técnico do Timão em quatro oportunidades. • Biro-Biro (Antônio José da Silva Filho) – ídolo do Corinthians nos anos 1980, participou da Democracia Corintiana e foi campeão paulista em 1982 e 1983.

14

sport club corinthians paulista

• Casagrande (Walter Casagrande Júnior) – bicampeão paulista em 82/83, marcou 103 gols com a camisa do clube e disputou a Copa de 1986. • Cláudio (Cláudio Christovam de Pinho) – maior artilheiro da história do time, com 303 gols, fez parte do famoso “ataque dos 100 gols”, em 1951. • Deco (Anderson Luis de Souza) – meia do Porto, do Barcelona, do Chelsea e da Seleção Portuguesa.

• Filó (Anphilóquio Marques) – ponta-direita bicampeão em 1929/1930. Após a segunda conquista, foi para a Lazio, da Itália. Naturalizou-se italiano e disputou a Copa do Mundo de 1934 pela Azurra, tornando-se o primeiro jogador do Timão a ganhar uma Copa do Mundo. Regressou ao Corinthians em 1937 e conquistou mais um título paulista. • Gamarra (Carlos Alberto Gamarra Pavón) – zagueiro da Seleção Paraguaia, disputou a Copa do Mundo de 1998.

• Del Debbio (Armando Del Debbio) – primeiro grande zagueiro da história do Corinthians, participou das campanhas dos dois primeiros tris paulistas (1922/23/24 e 1928/29/30).

• Garrincha (Manuel dos Santos) – atacante campeão do mundo pela Seleção Brasileira em 1958 e 1962 e um dos maiores jogadores de todos os tempos.

• Dida (Nelson de Jesus Silva) – goleiro do Milan e campeão do mundo pela Seleção Brasileira em 2002.

• Gilmar (Gilmar dos Santos Neves) – goleiro campeão do mundo pela Seleção Brasileira em 1958 e 1962.

• Domingos da Guia (Domingos Antônio da Guia) – zagueiro da Seleção Brasileira na Copa de 1938.

• Luizinho (Luís Trochillo) – o “Pequeno Polegar” atuou pelo clube nos anos 1950 e 1960, ganhou três Campeonatos Paulistas e dois Torneios Rio-SP. É o maior artilheiro do Timão nos clássicos contra o Palmeiras, com 21 gols.

• Dunga (Carlos Caetano Bledorn Verri) – volante campeão do mundo pela Seleção Brasileira de 1994 e ex-técnico da Seleção Brasileira.

• Marcelinho Carioca (Marcelo Pereira Surcin) –

o “Pé de Anjo” atuou oito anos no Corinthians, marcando mais de 200 gols, sendo o atleta com o maior número de títulos com a camisa do Timão. • Neco (Manuel Nunes) – primeiro grande ídolo do Corinthians, defendeu o alvinegro por 17 anos. Foi também o primeiro jogador a ser convocado para a Seleção Brasileira, ao lado de Amílcar. • Neto (José Ferreira Neto) – meia. Teve participação decisiva no time campeão brasileiro de 1990, com seus gols de faltas, fundamentais para a conquista do título e do apoio da Fiel. • Oswaldo Brandão (Oswaldo Brandão) – o mais carismático de todos os técnicos do Timão conquistou o título IV Centenário, em 1954, e comandou a Seleção Brasileira nas Eliminatórias das Copas de 1958 e de 1978. Voltou ao Timão em 1977, para pôr fim ao jejum de títulos, vencendo o Campeonato Paulista daquele ano. • Rincón (Freddy Eusébio Gustavo Rincón Valencia) – volante da Seleção Colombiana.


• Rivaldo (Rivaldo Vitor Borba Ferreira) – atacante campeão do mundo pela Seleção Brasileira em 2002. • Rivellino (Roberto Rivellino) – meia, campeão do mundo pela Seleção Brasileira em 1970. • Roberto Carlos (Roberto Carlos da Silva) – lateral esquerdo da Seleção Brasileira, da Internazionale de Milão, do Real Madrid e do Fenerbahçe. • Ronaldo (Ronaldo Luís Nazário de Lima) – atacante da Seleção Brasileira, do Real Madrid, do Barcelona, da Inter de Milão e do Milan. • Ronaldo (Ronaldo Soares Giovanelli) – dono da camisa 1 do Corinthians durante dez anos, foi campeão brasileiro em 1990 e da Copa do Brasil em 1995. • Sócrates (Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira) – meia e capitão da Seleção Brasileira na Copa de 1982. • Teleco (Uriel Fernandes) – marcou 251 gols em 246 jogos pelo Corinthians, a maior média da história do clube, e foi cinco vezes artilheiro do Campeonato Paulista. • Tevez (Carlos Alberto Tevez) – atacante do Manchester United, do Manchester City e da Seleção Argentina.

• Tupãzinho (Pedro Francisco Garcia) – meia. Ganhou o status de “Deus Tupã” quando marcou o gol da sua vida (e o da vida de muita gente), na final do Campeonato Brasileiro de 1990, contra o São Paulo, tornando-se o herói do título. • Vampeta (Marcos André Batista Santos) – volante campeão do mundo pela Seleção Brasileira em 2002. • Viola (Paulo Sérgio Rosa) – atacante campeão do mundo pela Seleção Brasileira em 1994. • Wladimir (Wladimir Rodrigues dos Santos) – lateral esquerdo. Atuou 806 vezes com a camisa do Timão e foi o corinthiano com mais jogos pelo Campeonato Brasileiro (268). • Zé Elias (José Elias Moedim Júnior) – volante do Bayern Leverkusen e da Internazionale de Milão, entre outros times. Ganhou os títulos da Copa do Brasil e do Campeonato Paulista, em 1995, pelo Timão. • Zé Maria (José Maria Rodrigues Alves) – conhecido como “Super Zé”, por causa de sua raça e vigor físico, ganhou quatro Campeonatos Paulistas pelo clube (1977, 79, 82 e 83) e disputou as Copas de 1970 e 1974 pela Seleção Brasileira.

doutor eternizado Em julho de 2012, o Corinthians ofereceu a Sócrates, falecido em dezembro de 2011, no mesmo dia em que o Timão conquistou o pentacampeonato brasileiro, a honraria máxima que um atleta corinthiano pode receber: um busto dentro do Parque São Jorge. A estátua do “Doutor” está com o braço direito levantado e o punho cerrado, eternizando o modo com que ele comemorava seus gols. Mais do que um craque – fez 172 gols em 297 jogos com a camisa alvinegra – Sócrates foi um dos líderes da Democracia Corintiana, movimento que não só concedeu aos atletas o direito de opinarem nas decisões do clube, como tinha um viés político, apoiando abertamente a campanha “Diretas Já”, que defendia a eleição direta para presidente ainda em tempos de governo militar no Brasil. Além de Sócrates, apenas outros quatro atletas receberam tal honra: Baltazar, Cláudio, Luizinho e Neco.

relatório de sustentabilidade 2012

15


O O mundo é FUTEBOL profissional

nosso

Os títulos da Copa Santander Libertadores da América e do bicampeonato Mundial de Clubes da Fifa são o ápice de um projeto de reestruturação do Corinthians

16

sport club corinthians paulista

título de bicampeão mundial, conquistado no dia 16 de dezembro de 2012, no Estádio Internacional de Yokohama, diante de 35 mil corinthianos que, vindos de todos os cantos do planeta, invadiram o Japão, foi a consagração de um projeto de longo prazo de reestruturação do Corinthians iniciado em 2008, quando o clube disputou a Série B do Campeonato Brasileiro. A conquista do mundo, de maneira incontestável, começou ainda em 2011, quando o Timão foi campeão brasileiro pela quinta vez, garantindo sua vaga na Copa Santander Libertadores da América, competição continental que ainda não fazia parte da nossa galeria de conquistas, em 2012. E ela veio. Em 4 de julho, diante de 37.959 torcedores que lotaram o estádio do Pacaembu,


o Corinthians se sagrou campeão das Américas de forma invicta, com uma vitória por 2 x 0 sobre o Boca Juniors, da Argentina, com dois gols de Emerson Sheik. A campanha foi memorável. O Corinthians disputou 14 jogos, conquistou 8 vitórias e 6 empates. Marcou 22 gols e sofreu apenas 4, alcançando o mérito de ser a melhor defesa da competição nos últimos 27 anos. O título continental carimbou o passaporte para o Japão. O time ainda fez uma boa campanha no Campeonato Brasileiro, algo raro para equipes que conquistam o título sul-americano. Depois de um começo irregular, quando a Libertadores

ainda estava em disputa, o Timão se recuperou e terminou a competição nacional em 6º lugar. No Mundial, o time venceu duas vezes por 1 x 0. Na semifinal, o adversário foi o Al Ahly, do Egito. Na decisão, o rival foi o campeão europeu, o Chelsea, da Inglaterra. Nas duas partidas, os gols da vitória foram marcados pelo atacante peruano Paolo Guerrero, contratado após a Libertadores. Além disso, o goleiro Cássio, que chegou no início do ano, recebeu a Bola de Ouro por ter sido escolhido o melhor atleta da competição, muito por ter feito uma partida memorável na final, com pelo menos cinco grandes defesas.

campanhas santander Libertadores 2012 14 jogos 8 vitórias 6 empates

22 gols feitos 4 gols sofridos

mundial de clubes da fifa 2 jogos 2 vitórias 2 gols feitos

Nenhum gol sofrido

relatório de sustentabilidade 2012

17


“Esse ano é do Corinthians. E se não for, qualquer CORINTHIANO terá forças para esperar mais vinte e dois anos ou até a vida toda por um título, sem esmorecer. A GLÓRIA DO CORINTHIANO É SER CORINTHIANO” Plínio Marcos, na Folha de S.Paulo, domingo, 5 de dezembro de 1976

Além das quatro linhas

Em 2013, o Timão estará na Libertadores pelo quarto ano consecutivo, mas, desta vez, sem o peso de jamais ter conquistado o torneio. Defenderá o título com o elenco campeão do mundo e reforçado por grandes contratações. Como sempre, jogará com raça, humildade e amor à camisa, sempre empurrado pela força da Fiel e seus mais de 30 milhões de loucos. A meta é manter o título da Libertadores e, depois, conquistar o tricampeonato mundial da Fifa. Para alcançar esse objetivo, contamos com o melhor preparo possível, já que a estrutura montada é inédita na história do clube e é a melhor e mais moderna do Brasil na atualidade. Pelo menos 44 profissionais trabalham para que o clube tenha uma equipe competitiva, capaz de disputar títulos em qualquer competição futebolística. A Comissão Técnica, composta por um treinador, três auxiliares técnicos e um treinador específico para os goleiros, responde pelo planejamento dos treinos e pela formação da equipe. Um motorista conduz o ônibus do clube que

18

sport club corinthians paulista

leva o time do Centro de Treinamento ao estádio. A segurança dos atletas e dos funcionários do CT Joaquim Grava é feita, diariamente, por três profissionais, além daqueles que são contratados especificamente para os dias de jogos. Uma nutricionista elabora o cardápio nas concentrações e em dias de jogos. As refeições são preparadas por dois cozinheiros, que também servem café da manhã e lanches. Em dias de jogos, os roupeiros ajudam na distribuição dos lanches. Os quatro funcionários da Rouparia preparam todo o material de treino e jogo, como uniformes, chuteiras e bolas. A saúde geral dos jogadores fica aos cuidados de três médicos e de três enfermeiros e massagistas. O Departamento Médico é responsável pelo tratamento e pela prevenção de lesões. No banco de reservas, durante os jogos, há sempre um médico e um massagista ou enfermeiro. Já a manutenção da condição física dos atletas está a cargo de quatro preparadores físicos, um fisiologista e um consultor científico. Para a recuperação dos atletas lesionados e, também, para a prevenção de contusões, o Corinthians conta com quatro fisioterapeutas. No mundo atual, nenhuma empresa consegue ser competitiva sem os avanços tecnológicos. Cinco

profissionais respondem pelo setor de Tecnologia Esportiva. Eles fazem a análise dos jogos do Timão e dos adversários, mapeiam potenciais atletas que podem ser contratados e operam um software com todas as informações geradas pelo Departamento de Futebol Profissional, resultando em relatórios usados no dia a dia por todos os setores, desde a Rouparia até a Diretoria. Fora dos treinamentos e dos jogos, dois profissionais gerenciam o registro dos contratos dos atletas e providenciam os trâmites nas federações, nos clubes com os quais o Corinthians negocia os jogadores e na Fifa, no caso de transferências internacionais. No relacionamento com a imprensa, três pessoas organizam as entrevistas coletivas, coordenam as demandas dos jornalistas dos veículos de comunicação e confeccionam os press kits em dias de jogos. Tudo é registrado por um fotógrafo, que também viaja com a equipe. O departamento tem ainda um supervisor para coordenar o dia a dia e planejar as operações nos jogos e nas concentrações. Há também um gerente para estreitar o diálogo entre os atletas e a Diretoria, além de ajudar a Comissão Técnica no estabelecimento de metas para todo o departamento. A principal meta, sempre, é colocar o melhor time possível entre as quatro linhas.


Elenco 2012

O grupo une atletas da base e jogadores experientes

Goleiros

Cássio Ramos (06/06/87). No Corinthians desde: 2012. Danilo Fernandes Batista (03/04/88). No Corinthians desde: categorias de base. Júlio César Sousa Santos (27/10/84). No Corinthians desde: categorias de base. Matheus Caldeira Vidotto (10/04/93). No Corinthians desde: categorias de base.

ZAGUEIROS

Antônio Carlos Capocasali (07/03/93). No Corinthians desde: 2011. Chicão – Anderson Sebastião Cardoso (03/06/81). No Corinthians desde: 2008. Felipe Augusto de Almeida Monteiro (16/05/89). No Corinthians desde: 2012. Paulo André Cren Benini (20/08/83). No Corinthians desde: 2009.

LATERAIS

Alessandro Mori Nunes (10/01/79). No Corinthians desde: 2008. Denner Paulino Barbosa (21/11/93). No Corinthians desde: categorias de base. Fábio Santos Romeu (16/09/85). No Corinthians desde: 2011. Guilherme Andrade da Silva (31/01/89). No Corinthians desde: 2012. Welder Silva Marçal (16/01/91). No Corinthians desde: 2011.

Danilo Gabriel de Andrade (11/06/79). No Corinthians desde: 2010. Douglas dos Santos (18/02/82). No Corinthians desde: 2012. Edenílson Andrade dos Santos (18/12/89). No Corinthians desde: 2011. Giovanni Piccolomo (04/04/94). No Corinthians desde: categorias de base.

VOLANTES

ATACANTES

Guilherme dos Santos Torres (05/04/91). No Corinthians desde: 2012. Nenê Bonilha – Luís Otavio Bonilha de Oliveira (17/02/92). No Corinthians desde: 2011. Paulinho - José Paulo Bezerra Junior (25/07/88). No Corinthians desde: 2010. Ralf de Souza Teles (09/06/84). No Corinthians desde: 2010. Willian Souza Arão da Silva (12/03/92). No Corinthians desde: 2012.

MEIAS

Emerson Sheik – Márcio Passos de Albuquerque (06/09/78). No Corinthians desde: 2011. José Paulo Guerrero Gonzales (01/01/84). No Corinthians desde: 2012. Jorge Henrique de Souza (23/04/82). No Corinthians desde: 2009. Romarinho – Romário Ricardo da Silva (12/12/90). No Corinthians desde: 2012. Zizao – Chen Zhi Zhao (14/03/88). No Corinthians desde: 2012.

Chegaram

Alexandre Rodrigues da Silva “Pato” (02/09/89), atacante. Gil – Carlos Gilberto Nascimento Silva (12/06/87), zagueiro. Renato Soares de Oliveira Augusto (08/02/88), meia.

Partiram

Wallace Reis da Silva (26/12/87), zagueiro. Juan Manuel Martinez (25/10/85), atacante. Luis Roberto Ramirez (10/11/84), meia. Adílson Santos Souza (18/02/87), atacante.

relatório de sustentabilidade 2012

19


FUTEBOL de base

De olho no futuro

Para dar um novo impulso à tradição de revelar jogadores, Corinthians priorizará a construção do novo CT das divisões de base em 2013

R

ivellino, Wladimir, Casagrande, Ronaldo Giovanelli e Viola são apenas alguns entre tantos atletas profissionais formados no “Terrão”, apelido dado às categorias de base do futebol do Corinthians em alusão aos antigos campos de terra localizados no Parque São Jorge onde os jovens boleiros alvinegros buscavam um lugar ao sol entre os profissionais. O “Terrão” já não existe há algum tempo e, após um período de adaptação à reestruturação física do clube, a construção do novo Centro de Formação e Treinamento de Futebol para as categorias de base do Corinthians será prioridade da gestão em 2013. O objetivo maior é formar e revelar jogadores não apenas capazes de defender e honrar a camisa corinthiana do ponto de vista técnico, mas que percebam e incorporem o sentimento e a cultura do clube. O novo CT da base será um anexo do Centro de Excelência e Treinamento de Futebol Dr. Joaquim Grava, utilizado pelos atletas profissionais do clube, localizado na rodovia Ayton Senna. Serão 9 mil m² de área construída,

20

sport club corinthians paulista

em um terreno de 59 mil m². Até o fim de 2012, haviam sido concluídos os trabalhos de terraplanagem. A meta do clube é encerrar o ano com 70% das obras concluídas. Para isso, o clube investirá R$ 25 milhões. Ao menos uma parte desse valor deve ser captada no mercado, com apoio da Lei de Incentivo ao Esporte, segundo a qual uma organização pode investir em um projeto do esporte amador – categoria na qual se enquadram categorias de base – e abater esse valor do imposto de renda.

Formação de atletas Atualmente, mais de 200 jovens atletas fazem parte das categorias de base do Timão. Parte deles está matriculada em uma escola particular do bairro paulistano da Penha. Além dos estudos, os jovens atletas têm acompanhamento psicológico, plano de saúde e uma assistente social que avalia as necessidades individuais

de ajuda de custo, como transporte e alimentação. Com o objetivo de adaptar jovens ao ambiente esportivo até se tornarem profissionais, o Departamento de Formação de Atletas trabalha com planejamento e metodologias definidas para cada categoria (do Sub-11 ao Sub-20), buscando dar uma sequência pedagógica ao desenvolvimento de cada um. Em síntese, o trabalho desenvolvido no departamento tem sete etapas: 1) Planejamento das atividades voltadas para o alto rendimento esportivo; 2) Controle rigoroso, individual e coletivo, desse rendimento; 3) Melhoria permanente dos processos que conduzem ao alto rendimento esportivo; 4) Otimizar cada categoria com atletas que tenham o perfil determinado pelo clube; 5) Elaborar metodologia

indicadores GRI 2.10; SO1; EC8; HR6


Software de gestão

institucional respeitando a cultura do clube; 6) Investimentos tecnológicos e ferramentas que possam nos auxiliar no processo de formação; 7) Desenvolvimento do sistema de captação e monitoramento de atletas. Em 2012, o Departamento de Formação de Atletas procurou aumentar a integração com os departamentos de futsal e futebol profissional, com o objetivo de otimizar o processo de formação desportiva, buscando atletas cada vez mais qualificados a chegar ao departamento profissional. A integração viabiliza um processo sistêmico que, por meio de um rodízio semanal nos treinos com a equipe profissional, otimiza a transição, fazendo com que, aos poucos, os jovens se sintam confiantes e cada vez mais aptos a atuar na equipe principal.

Com o objetivo de organizar e centralizar as informações que envolvem o Departamento de Futebol de Base, o software reúne dados que vão desde o cadastro dos atletas a análises do desempenho das equipes do Sub-11 ao Sub-20. Isso também facilita o trabalho do setor de logística do time profissional, que solicita informações pontuais sobre atletas que eventualmente poderão integrar o time principal. O departamento busca modernizar o fluxo das informações e dar subsídio para os profissionais se adequarem à realidade digital atual. Todos os dados de atletas e das categorias são colocadas no SGFutBase, desenvolvido pelo departamento de TI do clube, e ficam disponíveis para consulta interna. Para o ano de 2013, o objetivo é integrar o banco de dados da base com o profissional para que haja um acompanhamento integrado pela equipe principal.

Análise de Desempenho Diversos aspectos do desempenho dos atletas da base são avaliados, e uma curva de sua evolução é armazenada no sistema e pode ser acessada e analisada durante todo o processo. Alguns treinos e jogos são filmados e passam pelo processo de análise que envolve o Scout Técnico, a análise e a edição das imagens. Além disso, são utilizados aparelhos de GPS para analisar a ação e evolução física dos atletas. Atualmente, o banco de dados contempla mais de cem jogos, com estatísticas individuais e coletivas, e mais de mil análises de dados de GPS.

estrutura do ct da base • 3 campos oficiais com grama natural • 1 campo não oficial com grama sintética • 1 estádio para 2 mil pessoas (para partidas das divisões de base) • Alojamentos para abrigar 152 jogadores • 2 salas de aula • Cozinha e refeitório com capacidade para 200 refeições/dia • Auditório

Títulos da base em 2012 Copa São Paulo de Futebol Júnior Copa Brasil Japão Sub-15 Campeonato Paulista Sub-13 Copa Bandeirante Sub-11 e Sub-13

futebol master Oficializado em 1998, o time Master do Corinthians é formado por ex-atletas que vestiram a camisa do Timão e tem como objetivo fazer jogos de exibição por todo o país, além de participação em inúmeras ações de responsabilidade social, alegrando cidades visitadas. A equipe conta com 155 jogadores, entre eles o goleiro Ronaldo, que disputou 601 partidas com a camisa 1 corinthiana; os meias Neto, craque da campanha do título Brasileiro de 1990; e Zenon, camisa 10 da Democracia Corintiana, bicampeã paulista em 82/83; e os atacantes Dinei, com participação brilhante na decisão do Brasileiro de 98, e Paulo Sérgio, tetracampeão do mundo com a Seleção Brasileira em 1994. Basílio, autor do gol do título Paulista de 1977, é o técnico e organizador.

relatório de sustentabilidade 2012

21


infraestrutura

Teu presente é uma lição

Investimentos em modernização têm como foco a ambição de tornar o Corinthians o clube mais poderoso do planeta

O

s títulos do Brasileiro, em 2011, da Copa Santander Libertadores da América e o bi do Mundial de Clubes da Fifa, em 2012, são consequência direta dos grandes investimentos na infraestrutura do clube, com o objetivo de implementar uma estrutura física que atenda aos melhores padrões internacionais de excelência esportiva, um dos compromissos do planejamento estratégico de dez anos do Corinthians. Em 2013, os investimentos em modernização da estrutura e em reformas seguirão como prioridade para a Diretoria, sempre com foco na ambição de levar o Timão à condição de clube mais poderoso do mundo.

22

sport club corinthians paulista

indicadores GRI EC8


relat贸rio de sustentabilidade 2012

23


arena

Do sonho à realidade Com 60% das obras concluídas, novo estádio será concluído até o fim de 2013 e transformará a zona leste de São Paulo

O

novo estádio do Corinthians deixou de ser um sonho para se tornar realidade. As obras fecharam o ano de 2012 com 60% de avanço e estarão concluídas até dezembro de 2013. Seis meses depois, no dia 12 de junho de 2014, o estádio do Timão será o palco do jogo de abertura da Copa do Mundo. A arena está sendo construída em um terreno de 200 mil m², no bairro de Itaquera, na zona leste de São Paulo. O empreendimento trará grandes benefícios para a região, que será valorizada mesmo após a competição. Para obter a licença de construção foi realizado um estudo sobre os impactos gerados no meio ambiente e na comunidade de entorno. Uma análise de benefícios para Itaquera foi elaborada pela Accenture, consultoria de gestão global de serviços de tecnologia e outsourcing (terceirização). O estudo identificou um potencial de cerca de R$ 30,7 bilhões em benefícios econômicos não só

24

sport club corinthians paulista

para a região como para toda a cidade, ao longo de dez anos. Somente o turismo com o evento Copa do Mundo trará R$ 1,7 bilhão de movimentação financeira para São Paulo, aproximadamente sete vezes mais do que a Fórmula 1 gera para a cidade. Entre os benefícios que a construção do estádio e da abertura da Copa do Mundo 2014 proporcionará à zona leste, segundo o estudo da Accenture, estão a criação de novos empregos e o aumento da atividade econômica e da arrecadação de impostos. Além disso, a área de construção está localizada em um dos mais importantes projetos de intervenção da Prefeitura de São Paulo para a zona leste, gerando sinergias com o investimento público, como a realização de obras de infraestrutura viária, criando um legado para a mobilidade da região e beneficiando seus moradores, com valorização imobiliária, geração de novos negócios e empregos e aumento da produtividade econômica, entre outros aspectos.

a arena em números Área do terreno: 198 mil m² Área construída: 189 mil m² Fachada: 6.150 m² (em pele de vidro, no prédio oeste) Cobertura: 32.300 m² (metálica) Estacionamento: 1.620 vagas descobertas e 929 vagas cobertas Camarotes: 89 Assentos: 48 mil fixos e 20 mil removíveis Sanitários: 502 unidades Lojas: 59 (concessão) Elevadores: 15 Escada rolante: 10 Auditório: 1 Restaurante/Sport bar: 4 Cozinha industrial: 1

indicadores GRI EC8; SO1


detalhes da arena A Arena Corinthians terá capacidade para 48 mil pessoas. Para a Copa, serão instalados mais 20 mil assentos removíveis, para atender à exigência da Fifa de 65 mil lugares para o jogo de abertura. O investimento necessário para esses lugares extras, que serão retirados após a Copa, é de R$ 35 milhões. Para isso, um grupo de empresas deve integrar uma parceria para, juntas, reunirem tal valor. Durante a Copa, o estádio terá condições de receber os 32 chefes de Estado que estarão representando os países que disputarão o torneio. O projeto também prevê estrutura para o trabalho simultâneo de 5 mil jornalistas, que virão de todas as partes do mundo.

O empreendimento foi orçado em R$ 820 milhões. Desse total, R$ 400 milhões serão bancados pelo Corinthians, que tem um prazo de dez anos para pagar, com mais três anos de carência. O restante dos recursos virá de incentivos fiscais oferecidos pela Prefeitura de São Paulo. A Lei Municipal nº 13.833, de 2004, aperfeiçoada pelas leis nº 14.654, de 2007, e nº 14.888, de 2009, concede incentivos fiscais a empreendimentos em zonas menos desenvolvidas da capital paulista, caso da zona leste. Esses incentivos serão concedidos depois da inauguração da arena corinthiana.

Todo o projeto deverá seguir os padrões de sustentabilidade determinados pela Fifa. Isso significa que deve garantir o uso racional dos recursos naturais, como economia de água, aproveitamento da chuva, redução e reciclagem do lixo gerado, uso eficiente de energia e aproveitamento da ventilação e iluminação naturais. O projeto contempla as tradições e a história do Timão. O gramado, por exemplo, ficará a 777 metros do nível do mar, em homenagem ao endereço da sede do clube (Rua São Jorge, 777). O número também remete ao ano de 1977, quando o Corinthians foi campeão paulista e encerrou um jejum de 23 anos.

relatório de sustentabilidade 2012

25


Ganhos futuros garantidos A nova casa do Corinthians trará ganhos em todos os sentidos. Um deles é o financeiro. Além de não precisar mais alugar um estádio para mandar seus jogos, a arena corinthiana vai gerar receitas totais na casa dos R$ 600 milhões por ano, com bilheteria, merchandising, patrocínio, aluguel de camarotes, venda de produtos licenciados e outras fontes de renda que estão em estudo.

“Se o brasileiro amasse o Brasil como a Fiel ama o Corinthians, serí amos a maior nação do mundo” Luis Inácio Lula da Silva, ex-presidente da República

benefícios Construção

Copa do mundo

Operação

Legado

• Criação de 1.500 empregos diretos e 4.500 indiretos; • Incremento do consumo direto da região em R$ 73 milhões; • Treinamento e qualificação da mão de obra da região para aproveitamento na obra; • Melhor qualidade de vida da população do bairro a partir do incremento da atividade econômica na região.

• Incremento do turismo – Esperados 190 mil turistas estrangeiros, com gasto aproximado de R$ 1,2 bilhão, e outros 270 mil turistas brasileiros, que irão adicionar cerca de R$ 481 milhões à economia; • Criação de mais de 39.500 empregos temporários.

• Geração de receita: R$ 442 milhões a partir de eventos esportivos e R$ 511 milhões com eventos não esportivos; • Criação de aproximadamente 700 empregos, sendo 200 permanentes e 500 nos dias de jogos e eventos; • Economia de R$ 50 milhões para a Prefeitura de São Paulo pela não construção do Centro de Convenções na zona leste.

• Estímulo de infraestrutura induzida no valor de R$ 15,5 bilhões pelos efeitos diretos; • Criação de mais de 34 mil empregos e implantação de novas fontes de atividades econômicas pela melhoria da infraestrutura; • Incremento na atividade turística pós-Copa de R$ 1 bilhão; • Valorização do mercado imobiliário (IPTU e ITBI).

2010-2014

Impacto nos impostos coletados em toda a cadeia

• ISS: de R$ 11 milhões a R$ 14 milhões; • ICMS: R$ 30 milhões; • PIS/Cofins: de R$ 24 milhões a R$ 30 milhões; • IRPJ: de R$ 25 milhões a R$ 27 milhões.

26

A criação de novos empregos e o aumento da atividade econômica e da arrecadação de impostos são alguns dos benefícios que a construção do estádio e a abertura da Copa do Mundo 2014 proporcionarão à zona leste, segundo o estudo da Accenture.

sport club corinthians paulista

jun-jul/2014

Impacto nos impostos coletados em toda a cadeia

• ISS: de R$ 50 milhões a R$ 91 milhões; • ICMS: N/A; • PIS/Cofins: de R$ 96 milhões a R$ 175 milhões; • IRPJ: de R$ 48 milhões a R$ 88 milhões.

2014-2020

Impacto nos impostos coletados em toda a cadeia

• ISS: de R$ 49 milhões a R$ 53 milhões; • ICMS: R$ 2,7 milhões (participação do município); • PIS/Cofins: de R$ 85 milhões a R$ 97 milhões.

2014-2020

Impacto nos impostos coletados em toda a cadeia

• ISS: de R$ 550 milhões a R$ 756 milhões; • ICMS: de R$ 1,7 milhão a R$ 1,8 milhão; • PIS/Cofins: de R$ 1,7 milhão a R$ 2,2 milhões; • IRPJ: de R$ 888 mil a R$ 1,1 milhão; • IPTU: R$ 325 milhões.

indicadores GRI EC8


Alfabetização de trabalhadores Em 2012, os trabalhadores da arena participaram dos cursos de alfabetização realizados dentro do canteiro de obras, por iniciativa da Odebrecht Infraestrutura. Quarenta e oito deles fizeram o curso básico (da primeira à quarta série) e os outros 27 realizaram o curso fundamental (da quinta à oitava). Ao concluírem os cursos, todos devem receber diplomas com certificação do Ministério da Educação. Alguns dos alunos chegaram à obra sem saber ler nem escrever. Na solenidade, muitos agradeceram a oportunidade e prometeram continuar estudando.

Estudos com energia solar

Fazendinha: 84 anos de história

P

rimeiro estádio do Corinthians, o Alfredo Schürig, mais conhecido como Fazendinha, foi inaugurado no dia 22 de julho de 1928, com a partida entre Corinthians e América-RJ. O resultado de 2 x 2 foi presenciado por 2 mil torcedores, que viram no mesmo dia o gol mais rápido da história do estádio. Aos 29 segundos do primeiro tempo, o ponta-esquerda corinthiano De Maria abria o placar, marcando também o primeiro gol na Fazendinha. O apelido Fazendinha pegou logo de início porque havia uma pequena fazenda no terreno, que seria a casa definitiva dos associados do Corinthians. O estádio homenageia aquele que pode ser considerado um anjo da guarda do Corinthians: Alfredo Schürig, presidente de 1930 a 1933, no final da era do amadorismo e início do profissionalismo no futebol. Ele garantiu, com apoio financeiro de associados do clube, que fosse concluída a Fazendinha. Ajudou ainda nos 12 anos de dívida do Parque. A Fazendinha foi palco de 484 jogos do Corinthians, com um saldo altamente positivo de 356 vitórias, 65 empates e 63 derrotas. O último jogo no estádio ocorreu em 3 de agosto de 2002. O Timão venceu o Brasiliense por 1 a 0. O recorde de público foi registrado em 1962, no clássico Corinthians 1 x 2 Santos, quando recebeu 27.384 torcedores. Em 2011, a Fazendinha recebeu a final do Campeonato Paulista de Futebol Americano. O Corinthians Steamrollers, que encarou o São Paulo Spartans, foi o campeão da competição.

O novo estádio do Corinthians vai contar com um painel fotovoltaico capaz de gerar energia elétrica a partir da luz do sol. O empreendimento é resultado de uma parceria entre a AES Eletropaulo e a Odebrecht Energia, com investimento de R$ 24 milhões. O painel tem capacidade para gerar 1 MW, que será utilizado para melhorar a eficiência energética da arena. Essa capacidade instalada não torna o estádio autossuficiente. O objetivo principal é realizar, na prática, estudos técnicos sobre a viabilidade do uso de painéis fotovoltaicos na geração de energia elétrica.

relatório de sustentabilidade 2012

27


CT

Referência mundial Com a estrutura mais completa do Brasil, o ct joaquim grava está apto a abrigar uma seleção durante a Copa do Mundo de 2014

28

sport club corinthians paulista

I

naugurado no final de 2011, o Centro de Excelência e Treinamento de Futebol Dr. Joaquim Grava é o mais completo do país e tem todas as condições de abrigar uma seleção de futebol durante a Copa do Mundo de 2014. São 98 mil m² construídos em uma área total de 200 mil m², no Parque Ecológico do Tietê, às margens da Rodovia Ayrton Senna, na zona leste da capital paulista. O projeto moderno, resultado do trabalho do arquiteto Ruy Ohtake, é o único no Brasil que foi totalmente planejado antes do início de sua implantação. A área contempla quatro campos de futebol de tamanho oficial (105 x 70 m) e outro para treinamento de

indicadores GRI EC8


goleiros (80 x 55 m). Todos são ladeados por grama sintética, aprovada pela Fifa, que evita a contaminação da grama natural e serve para a corrida dos atletas. Para os treinos em dias de chuva, foi construído um ginásio coberto, que também pode se transformar em um palco para grandes eventos, como a apresentação de novos jogadores. Ao lado de um dos campos fica o único laboratório de biomecânica do Brasil. Apenas três clubes de futebol no mundo têm esse tipo de equipamento (um na Itália, um na Espanha e outro em Portugal). O laboratório avalia todo o gasto físico do atleta, permitindo um diagnóstico preciso de sua condição de jogo. A parte médica do CT é completa. O centro de reabilitação se distingue do de muitos outros clubes por ter a hidroterapia em lugar coberto e com água aquecida. Uma nutricionista cuida da alimentação dos jogadores, e a sala dela fica a poucos passos da lanchonete. A academia de musculação conta com o que há de mais moderno em aparelhagens. Os atletas se exercitam em um ambiente envidraçado, que permite a entrada de luz natural e a apreciação do paisagismo do lado externo. A sala do técnico é equipada com

computador e outros equipamentos que auxiliam na análise tática do time. Há, ainda, uma sala de visitas, instalações para o pessoal administrativo do Departamento de Futebol, capela ecumênica e uma moderna sala de imprensa, com lanchonete, 64 lugares para entrevista coletiva e equipamentos de última geração, como monitores LED. Para a cobertura jornalística, há seis vagas no estacionamento exclusivamente para caminhões link fazerem transmissões ao vivo. O CT ainda conta com um hotel para receber até 64 atletas, suficiente não apenas para os craques corinthianos, mas também para a delegação completa da Seleção

Brasileira de futebol. Ao lado das suítes, equipadas com TV e frigobar, os jogadores podem desfrutar uma sala de jogos, piscina para adultos e crianças, churrasqueira, restaurante, quadra de tênis e campo de futebol society. É um clube completo, que permite o melhor ambiente para os períodos de concentração antes dos jogos e na pré-temporada, com todo o conforto para também receber as famílias dos jogadores. Em 2012, foi removido o edifício que servia como escritório do canteiro de obras, situado ao lado do estacionamento do hotel. O canteiro foi ampliado e instalado no local onde será o futuro CT das categorias de base.

relatório de sustentabilidade 2012

29


Parque São Jorge

Solo sagrado Sede social mais tradicional do Corinthians passa por melhorias para oferecer uma infraestrutura ainda melhor para associados e visitantes

O

mais tradicional e conhecido endereço do Corinthians é o Parque São Jorge, no bairro do Tatuapé, na zona leste de São Paulo. São 158.170 m² no total, sendo 44.113 m² de área construída. O associado que frequenta as

A FAZENDINHA/ESTÁDIO O Estádio Alfredo Schürig foi inaugurado no dia 22 de julho de 1928, com a partida entre Corinthians e América-RJ. O resultado de 2 x 2 foi presenciado por 2 mil torcedores, que viram no mesmo dia o gol mais rápido da história do estádio. Aos 29 segundos do primeiro tempo, o ponta-esquerda corinthiano De Maria abria o placar, marcando também o primeiro gol na Fazendinha. Em sua centenária história, o Timão mandou 484 jogos no Parque São Jorge. Obteve 356 vitórias, empatou 65 vezes e sofreu apenas 63 derrotas. O time corinthiano marcou 1.345 gols e foi vazado 491 vezes. A capacidade do estádio é de 16 mil pessoas, mas o recorde de público foi registrado numa partida contra o Santos, em 1962, com a presença de 27.384 espectadores. Um ano antes, no dia 25 de fevereiro de 1961, o Corinthians vencia o Flamengo por 7 a 2, inaugurando o sistema de

30

sport club corinthians paulista

dependências do clube vem percebendo mudanças, com as obras de recuperação das instalações. Praças, banheiros, cozinhas, complexo aquático, miniginásio, vestiários, academia de ginástica, espaços de alimentação, playground,

iluminação da Fazendinha. Com a construção do CT Joaquim Grava e do novo estádio em Itaquera, o Parque São Jorge poderá ser utilizado como espaço para espetáculos artísticos e outros eventos.

b ANFITEATRO Com capacidade para 399 pessoas, o anfiteatro corinthiano é um espaço extremamente moderno e multimídia. Em 2011, o local foi palco de diversos eventos. Desde abril de 2011, os corinthianos também contam com o Cine Timão. Em parceria com a Cinemagia, o espaço tem uma programação diversificada, que inclui obras de todas as nacionalidades, filmes inéditos e clássicos para todas as idades. C biquinha

A histórica fonte do Parque São Jorge já existia antes de a gleba de terreno, localizada às margens do Rio Tietê, ser adquirida, na década de 1920. Com o tempo, virou tradição os pais levarem os filhos até lá para beber a sua santa água e “batizá-los” corinthianos.

quadras, praça central e paisagismo passaram por um processo de revitalização. O clube também se adequou às normas brasileiras no que se refere à acessibilidade, com rampas para cadeirantes.

Uma imagem de São Jorge foi colocada ao seu lado (leia mais em Memória).

D CAPELA DO PARQUE Inaugurado em 26 de novembro de 1967, depois de um projeto esboçado nos anos 1950, o lugar mantém as portas abertas diariamente, desde o final de 2007, quando foi totalmente reformado e uma nova decoração permitiu que a beleza dos antigos afrescos fosse restaurada. Um dos atrativos da capela é a imagem de São Jorge, padroeiro do time, talhada à mão, que foi trazida do Vaticano e benzida pelo Papa João Paulo II. E CONJUNTO DE QUADRAS Há seis quadras de tênis de saibro, 12 quadras poliesportivas descobertas, um miniginásio para 500 pessoas, quadra de futebol de areia, cancha de bocha e de malha, quadra de peteca, campo de futebol society com gramado sintético, salão de jogos e campo oficial de futebol com gramado sintético.

F DEPTO. FEMININO Reservado para o atendimento das corinthianas, o Departamento Feminino tem uma atmosfera familiar e aconchegante, num espaço criado especialmente para elas. Sintonizado às necessidades das sócias, o ambiente foi totalmente revitalizado para sediar cursos e workshops que envolvam questões essenciais ao dia a dia do século 21. De artesanato à alta gastronomia, as associadas também podem se dedicar às aulas de pintura, escultura, cuidados com a saúde, postura e dança, entre outras novidades. G GINÁSIO DO PARQUE O ginásio poliesportivo do Parque São Jorge é a maior arena esportiva coberta particular da América Latina. Para adaptar as novas acomodações às exigências do Estatuto do Torcedor, a capacidade do ginásio, que chegou a 15 mil lugares na década de 1960, foi reduzida para 6.834. O local tornou-se palco de partidas do futsal principal e das categorias de

indicadores GRI 2.2; EC8


“Todos os times têm uma torcida. O Corinthians é uma torcida que tem um time”

c A

D

f base do basquete, do vôlei e de outras modalidades.

H MEGALOJA

No final de 2009, foi inaugurada, nas dependências do Parque São Jorge, a megaloja Poderoso Timão, a maior unidade de toda a rede, com mais de 400 m².

I MEMORIAL

O Memorial Corinthians, localizado na entrada principal do Parque São Jorge, representa uma viagem pelos 101 anos de história alvinegra. São mais de 1.500 m², com diversos recursos, memorabilia corinthiana e muita emoção.

J PARQUE AQUÁTICO

O Corinthians também abriga o maior parque aquático brasileiro, com sete piscinas, sendo duas aquecidas, uma de ondas, outra de correnteza, em forma de meia lua, uma para crianças de até 5 anos, uma de ilha, cinco escorregadores e dois tobogãs.

K RESTAURANTE Com uma estrutura moderna e hospitaleira, o restaurante tem capacidade para atender 520 pessoas e conta com uma equipe de 30 profissionais. Totalmente informatizado,

indicadores GRI En3; en8

José Roberto de Aquino, jornalista g

k j

l

b h

i

e tem quatro computadores e cinco telões, além de sistema de ar-condicionado. Com os serviços self-service por quilo e à la carte, o restaurante alvinegro espera receber um público ainda maior, que chega, atualmente, a 1.500 pessoas nos fins de semana.

L SALÃO NOBRE

O Salão Nobre do Sport Club Corinthians Paulista tem 1.356 m² e acomoda 2 mil pessoas para eventos no sistema de auditório, 1.200 na configuração coquetel e mil pessoas na disposição jantar. O local dispõe de ar-condicionado, bar, pista de dança, telão, camarins, cozinha equipada, chapelaria, salas de controle de som e iluminação, piso em mármore, cem mesas retangulares para quatro pessoas, cem mesas redondas para oito pessoas, 1.200 cadeiras estofadas e estacionamento para 800 carros.

Praças, banheiros, cozinhas, complexo aquático, miniginásio, vestiários, academia de ginástica, espaços de alimentação, playground, quadras, praça central e paisagismo passaram por um processo de revitalização. Consumo Energia direta Parque São Jorge CT Itaquera

2012

2011

19.298 GJ

18.607 GJ

362 GJ

362 GJ

CT Parque Ecológico

1.698 GJ

858 GJ

Antônio de Macedo

2 GJ

22 GJ

21.360 GJ

19.827 GJ

2012

2011

Total

Água (abastecimento municipal) Parque São Jorge

34.871 m³

32.114 m³

CT Itaquera

7.762 m³

7.762 m³

CT Parque Ecológico

9.050 m³

6.051 m³

Antônio de Macedo

175 m³

175 m³

José Tavares

210 m³

-

52.068 m³

45.927 m³

Total

relatório de sustentabilidade 2012

31


Melhorias

A Arena Corinthians terá capacidade para 48 mil pessoas. Para a Copa serão instalados mais 20 mil assentos removíveis, para atender à exigência da Fifa de 65 mil lugares para o jogo de abertura. O investimento necessário para esses lugares extras, que serão retirados após a Copa, é de R$ 35 milhões. Para isso, um grupo de empresas deve integrar uma parceria para, juntas, reunirem tal valor. Durante 2012, o Corinthians promoveu diversas obras para melhorar a estrutura do Parque São Jorge, sede social do clube, e, consequentemente, beneficiar seus associados. O destaque do ano foi a revitalização do parque aquático. Foi executada toda a revisão hidráulica e elétrica dos banheiros e houve troca da tubulação e revitalização de pisos e revestimentos. Nas piscinas, foram reformados os tobogãs, a cascata e o deck, incluindo a implantação de quiosques. Também passaram por revitalização total a área do bar e a entrada principal, incluindo o novo paisagismo em ambos. Outra área de lazer que passou por ampla reforma foi o Canindé, onde ocorrem os torneios internos de futebol. Foi realizada a reforma da quadra de grama sintética e do campo onde ocorrem as “peneiras” do clube. Foram instaladas coberturas para as arquibancadas, quiosques, locais adequados para a filmagem e uma nova cabine para a iluminação das quadras de tênis. Além disso, foram realocados postes que, anteriormente, atrapalhavam a visão da arquibancada.

em 2012, o Corinthians promoveu diversas obras para melhorar a estrutura do Parque São Jorge, sede social do clube, e, consequentemente, beneficiar seus associados melhorias Local

32

Reforma

Estádio Alfredo Shurig

Reforma do gramado, incluindo plantio de grama nova, e melhorias no sistema de drenagem e irrigação

Tamboréu

Serviços de pintura, elétrica, hidráulica e paisagismo executados com a mão de obra dos detentos, acompanhados pela equipe de engenharia, patrimônio e obras do clube

Edifício da piscina aquecida

Reforma e melhorias nos vestiários feminino e masculino, com renovação dos revestimentos e dos pisos e melhorias nos boxes de chuveiros

“Terrão”

Recuperação de talude próximo ao campo de terra e ampliação do gradil lateral

Quadra de basquete

Construção

Quadra de futebol society

Reforma completa do piso, com instalação de grama nova

Sede do tênis

Construção

Departamento Feminino

Revisão geral e pintura

Parque aquático

Reforma e revitalização

Peteca

Reformas nas laterais, raspagem e pintura da quadra e do gradil

Quadra society

Soldagem e pintura das traves

CT Guarulhos

Construção de quatro quartos para o alojamento dos atletas

Biquinha de São Jorge

Reforma paisagística

sport club corinthians paulista

indicadores GRI 2.2; EC8


relat贸rio de sustentabilidade 2012

33


OUTROS ESPORTES

Sempre altaneiro

Tradição do Corinthians vai além do futebol, e atletas alvinegros são destaques em diversas modalidades esportivas Além do futebol, o Corinthians mostra toda sua força em outras 16 modalidades esportivas.

Asa Delta

Modalidade inaugurada no Corinthians Paulista em 2011, a equipe Timão nas Alturas conquistou, em 2012, o título de tricampeã paulista e vice-campeã brasileira.

Basquete

Esporte de grande tradição no clube. A prioridade atual é desenvolver as categorias de base. O clube mantém equipes Sub-13, Sub-14, Sub-15, Sub-16 e Sub-17, além do Master.

BEACH SOCCER

Em 2012, o clube firmou parceria com a Koch Tavares e reforçou a equipe com atletas da Seleção Brasileira, como o goleiro Mão, os jogadores Buru e André e o técnico Alexandre Soares. A equipe foi campeã Brasileira.

34

sport club corinthians paulista

BOCHA

No melhor ano da história do departamento, o Corinthians foi campeão paulista, da Copa Cidade de São Paulo e estadual, garantindo vaga na Taça Brasil de 2013.

Corrida de rua e caminhada

A equipe Corre Corinthians reúne 70 corredores, que participam de corridas de rua e caminhadas. Eles recebem treinamento e orientação de professores de Educação Física especializados nessa modalidade.

Futebol americano

Em 2012, o Corinthians Steamrollers conquistou, de forma invicta, o bicampeonato do Torneio Touchdown, principal competição brasileira de futebol americano. Foram 27 vitórias consecutivas da equipe do Parque São Jorge, que já comemorou dois títulos nacionais e dois estaduais.

Futebol de mesa

O clube mantém uma escolinha de futebol de mesa, com aulas semanais e equipes que disputam campeonatos nas categorias Principal, Máster e Aspirantes. Em 2012, o Timão foi campeão paulista nas três categorias.

Futsal

Com um dos maiores investimentos da modalidade no país, o Timão se tornou referência em estrutura para as equipes principal e da base. Por isso, o clube está sempre na disputa dos principais títulos nacionais e estaduais. Atualmente, o Departamento de Futsal


RUGBY

vive uma reestruturação com foco na melhora das estruturas física e administrativa. O projeto engloba também investimento na contratação de profissionais e atletas de destaque, visando à formação de atletas.

Neste primeiro ano da modalidade, o Corinthians participou do tradicional torneio Lions Rugby Sevens e de cinco etapas do campeonato paulista, terminando em sexto lugar entre 24 times participantes.

Handebol

Focado nas divisões de base. Em 2012, a equipe feminina foi campeã paulista Sub-13, com 100% de aproveitamento, tricampeã paulista mirim e campeã no Torneio Internacional de Druninglung, na Dinamarca. O masculino foi campeão paulista infantil e vice na categoria cadete.

FUTEBOL SOCIETY

Em 2012, o clube ficou na quinta colocação no Campeonato Paulista e na sexta colocação na Liga Nacional.

Judô

A escola de judô conta com cerca de 40 alunos, de várias categorias. Em 2012, no Campeonato Brasileiro Master, Ronaldo Andrade Rocha foi ouro na categoria até 73 kg e Fabio Dilermando Lenci foi bronze na categoria até 66 kg. Além disso, Harlley Arruda foi o quinto colocado nos Jogos Paralímpicos de Londres.

MMA

O principal expoente do MMA, Anderson Silva, campeão mundial dos pesos

indicadores GRI 2.10

Tae Kwon Do

Atualmente, o departamento conta com mais de 60 alunos e é o nº 1 do Ranking Nacional na categoria Sub-21.

médios do UFC (Ultimate Fighting Championship) é atleta do Corinthians e dá nome à academia onde associados e não sócios podem praticar jiu-jítsu (adulto e infantil), muay thai, boxe e musculação. Foi a primeira academia da parceria o clube e o “Spider”. Junior Cigano (foto acima), outro atleta de ponta do MMA, também representou o Timão em 2012, sendo campeão mundial.

Nado sincronizado

Em 2012, as equipes do Corinthians conseguiram bom desempenho em âmbito nacional. No Campeonato Brasileiro Júnior, a dupla Bianca Fernandes e Karoline Silva, ficou em sexto lugar na colocação geral. A equipe juvenil também ficou em sexto lugar no Brasileiro.

Natação

O Corinthians tem um dos

maiores parques aquáticos da América Latina, com piscina olímpica aquecida e arquibancada para 3 mil pessoas. Em 2012, conquistou sua primeira medalha olímpica, nos jogos de Londres, com Thiago Pereira, prata nos 400 m medley. Em 2013, Pereira deixou o clube.

Peteca

A equipe de competição do Corinthians tem mais de 50 atletas. Em 2012, conquistou o vice-campeonato paulista.

Remo

O remo é um dos esportes mais tradicionais do Corinthians – presente, inclusive, no distintivo. Entre as glórias do clube está o tetracampeonato mundial na categoria Máster. Em 2012, a equipe foi destaque no Sulamericano de Remo, no Uruguai. Com 25 remadores e oito barcos, conquistou oito primeiros lugares, oito segundos e um terceiro.

Tamboréu

Modalidade de sucesso do Corinthians, que forma grandes atletas. Em 2012, o clube foi campeão da Copa Brasil na categoria Máster. O departamento conta com três quadras de saibro iluminadas, salão de festas, quadra de bocha, quadra de vôlei e instalações para confraternização.

Tênis

Em 2012, o Corinthians conquistou a Tríplice Coroa no tênis paulista, um feito jamais alcançado por outro clube. No ano, o clube foi campeão geral do Campeonato Interclubes, do Troféu Paulistão e dos Torneios Supervisionados pela Federação Paulista de Tênis.

Vôlei

Em 2012, a equipe feminina da categoria Iniciantes de vôlei do Corinthians se sagrou campeã paulista após enfrentar o São Paulo e vencer por 3 sets a 2.

relatório de sustentabilidade 2012

35


TORCIDA

Loucos por ti, Corinthians

36

sport club corinthians paulista


Maior torcida do Brasil, a Fiel também é o maior patrimônio do clube

S

ão mais de 30 milhões de loucos que, em qualquer momento, em qualquer situação, estão ao lado do time, defendendo com paixão as cores do alvinegro do Parque São Jorge. A Fiel Torcida é hoje o maior patrimônio do Sport Club Corinthians Paulista e é por ela que os atletas correm, lutam, suam a camisa. Em troca, a Fiel grita, pula, vibra e empurra o time, no Brasil ou em qualquer lugar do mundo, como puderam testemunhar os japoneses durante o Mundial de Clubes da Fifa. O Corinthians tem hoje a maior do Brasil, em empate técnico com o Flamengo, segundo levantamento do Datafolha publicado em dezembro de 2012. De acordo com os critérios da pesquisa, que entrevistou 2.588 pessoas em 160 municípios, o Timão é o preferido de 16% dos brasileiros. Se levada em conta apenas o Sudeste, a mais populosa região brasileira e também a mais desenvolvida do ponto de vista socioeconômico, a torcida do Corinthians supera a do Flamengo por 20% a 13%. Em comparação com outros clubes da capital paulista, a torcida do Corinthians é igual à soma do segundo e do terceiro colocados.

“Sim, irmão, é isso aí. Quem não torce para o Corinthians, torce para a torcida do Corinthians” Carlito Maia, jornalista

indicadores GRI PR5

relatório de sustentabilidade 2012

37


Mundial de R$ 200 milhões

A participação do Corinthians no Mundial de Clubes movimentou R$ 200 milhões, de acordo com o Departamento de Marketing do clube. Esse valor reflete compra dos pacotes de viagem, aluguel dos quartos, aquisição de passagens e outras despesas dos torcedores que viajaram pela empresa aérea oficial corintiana.

“Os torcedores do Corinthians mostraram ao mundo que são mais que meros torcedores” Joseph Blatter, presidente da Fifa, comentando a invasão corinthiana ao Japão no site oficial da entidade

38

sport club corinthians paulista


República Popular do Corinthians No início era uma ação publicitária patrocinada pela Nike e criada pela agência F/Nazca, em 2010, para comemorar o centenário do Timão. Hoje, a República Popular do Corinthians (RPC) vem se consolidando como uma importante ferramenta de engajamento, abrindo espaço

para a representação democrática do torcedor e para aproximar o cidadão das ações do clube. Além disso, com organização pela internet, por meio das mídias sociais, a RPC promove ações diversas sociais. Como república, há um governo que tem como objetivo ser combativo

e representar todos os cidadãos, estruturado em cargos de presidente, vice-presidente, ministros, congressistas e governadores. A RPC vive seu segundo governo, eleito em 2012 e com um mandato de um ano pela frente. A eleição é realizada exclusivamente por meios digitais.

“Não sabia que havia uma torcida assim” Frank Lampard, atleta do Chelsea

fiel torcedor Lançado em 2008, o programa Fiel Torcedor conta com ampla adesão da torcida corinthiana e, juntamente com os resultados obtidos pelo time dentro de campo, vem sendo responsável pela liderança do clube na média de público e renda de partidas, já que facilita a aquisição de ingressos – a compra é feita via internet, sem filas – e premia os torcedores que acompanham o time com maior frequência, dando preferência na compra de ingressos. Em 2012, contava com aproximadamente 110 mil usuários. Até o ano passado, o programa estava dividido em três planos, cada um deles com preços e condições diferentes: Minha História, Minha Vida e Meu Amor. Em todos os planos, o torcedor tem descontos e preferência na hora de comprar ingressos nos jogos em que o Corinthians é o mandante, além de ganhar kits personalizados. No início de 2013, o clube reativou o plano Meu Ingresso, com anuidade a preços mais baixos. Ao fazer seu cadastro e efetuar o pagamento do plano, o torcedor recebe o Cartão Fiel Torcedor, que traz os dados cadastrais do associado, possibilitando a compra de ingressos no site Fiel Torcedor e facilitando a entrada no estádio.

Benefícios do Fiel Torcedor

• Preferência na compra antecipada de ingressos • Descontos exclusivos nos valores dos ingressos • Cartão personalizado Fiel Torcedor • Inclusão de dependentes com valores diferenciados • Conta de e-mail @fieltorcedor.com.br • Participação em concursos e promoções diversas

relatório de sustentabilidade 2012

39


ESTRATÉGIA

Corinthians grande Em cinco anos, gestão profissional resgata a credibilidade do clube e o coloca como o mais rico fora da Europa

D

esde que assumiu o clube, em 2012, a atual Diretoria deu continuidade ao projeto da gestão anterior, iniciada em 2007, trabalhando ativamente para colocar o Corinthians em um novo patamar, atuando como uma empresa moderna e eficiente. Para tal, a gestão do clube adotou uma estratégia de renovação baseada em sete pilares (veja quadro ao lado). A primeira etapa dessa estratégia – resgatar a credibilidade do clube perante seus principais públicos de relacionamento (torcida, atletas, funcionários, patrocinadores, mídia, bancos, sócios e fornecedores) foi alcançada com grande sucesso. O objetivo de conquistar a Libertadores, título internacional

2008 40

sport club corinthians paulista

2009

que ainda faltava ao clube, também foi alcançado. Com isso, o clube passa a dar andamento ao projeto de internacionalização, tornando ainda mais viável a ambição de ser o clube mais poderoso do mundo. Além dos investimentos em infraestrutura esportiva e social, foi montada uma estrutura de gestão profissional, contemplando a governança corporativa, com transparência na prestação de contas, regime presidencialista e desenvolvimento de um trabalho em forma de colegiado, com troca constante de informações (leia mais em Gestão e Governança). As ações táticas empregadas foram severas: tratamento ortodoxo, análise das despesas visando à sua redução, análise de todos os

2010

contratos de serviços, adequação orçamentária departamental, reuniões periódicas com as vice-presidências e diretorias para discutir os números e a contratação de profissionais do mercado para áreas-chave. Paralelamente, foram adotadas ações para o gerenciamento, que incluíram elaboração de um planejamento estratégico, implantação de fluxo de caixa, com horizonte de custos fixos para 60 dias, e um planejamento orçamentário bem detalhado. Para isso, o clube foi dividido em três unidades de negócios: Futebol, Esportes Terrestres e Aquáticos e Clube Social. Também foi implantada uma contabilidade gerencial, com acompanhamento mensal. Os atos e resultados passaram a ser divulgados mensalmente, e a estrutura de controles e processos foi melhorada. Tendo como foco a torcida e o time de futebol, a principal razão de ser do Corinthians, a atual gestão desenvolveu ações gerenciais estratégicas específicas para imagem/ marca, futebol profissional, torcida e clube. Esse modelo de gestão se revelou eficiente, sendo possível ser mensurado pelos excelentes resultados financeiros obtidos nos últimos anos (leia mais em Desempenho Econômico) e dentro de campo.

2011

2012


Os sete pilares da gestão 1. Respeito absoluto à nossa identidade 2. Respeito à nossa cultura 3. Respeito às nossas diferenças 4. Respeito às nossas tradições 5. Difusão dos valores da Nação 6. Envolver a torcida com o time 7. Envolver a torcida com o clube

relatório de sustentabilidade 2012

41


42

sport club corinthians paulista


a marca mais valiosa

A valorização da marca Corinthians cresce no mundo todo. Em 2011, o clube consolidou a evolução e a liderança do valor da sua marca entre os 12 maiores clubes de futebol do Brasil. Estudo da Consultoria BDO RCS mostra que a marca Corinthians foi a mais valorizada em 2012, com crescimento de 15,9% em relação a 2011, atingindo R$ 1,005 bilhão. Pelo terceiro ano consecutivo, o Timão liderou o ranking das maiores marcas do futebol brasileiro. Em segundo lugar aparece o Flamengo, com R$ 792 milhões, seguido por São Paulo (R$ 771 milhões), Palmeiras (R$ 481,2 milhões) e Internacional (R$ 392,9 milhões). Para calcular o valor da marca, a consultoria considera três grupos de dados (receita do clube, características da torcida e mercado em que o time está) e mais 18 quesitos. Não entra na conta a renda obtida com venda de jogadores, contabilizada pela consultoria como receita não operacional.

Os números do Corinthians não apenas revelam o topo da pirâmide, mas também apontam uma evolução contínua. De 2004 para 2011, a marca Corinthians cresceu 203%, enquanto as marcas Flamengo e São Paulo valorizaram 113% e 95%, respectivamente. A consolidação da liderança em 2012 foi resultado direto da evolução das receitas de marketing, das cotas de transmissão dos jogos do Corinthians pela TV e também do clube Social. O trabalho para fortalecer a marca Corinthians tem sido constante. Com um plano de ações abrangente e ambicioso,

diversas iniciativas foram criadas, desenvolvidas e reforçadas nos últimos quatro anos. Dentre as iniciativas, destacam-se o estabelecimento de um novo padrão de negócios e o relacionamento com patrocinadores, que acabaram servindo de modelo para outros clubes brasileiros. Internacionalmente, a marca Corinthians ocupa a 24ª posição entre os clubes de futebol no mundo, com valor de US$ 77 milhões, segundo pesquisa divulgada em maio de 2012 pela consultoria inglesa Brand Finance, especializada em avaliação de marcas.

Primeiro no Ranking

MARCAS MAIS VALIOSAS DO FUTEBOL BRASILEIRO (em R$ milhões) Clube Corinthians

2012

2011

2010

2009

1.005,0

867,0

749,7

562,5

Flamengo

792,0

689,5

652,4

568,1

São Paulo

771,0

664,2

710,2

551,9

Palmeiras

481,2

452,9

497,2

419,5

Internacional

392,9

277,9

268,6

230,8

Santos

341,6

227,9

171,4

135,1

Grêmio

316,7

224,6

222,8

213,6

Vasco da Gama

316,1

162,5

195,4

121,8

Cruzeiro

205,0

151,3

157,7

138,9

Atlético-MG

179,1

150,5

124,2

91,8

Fluminense

157,4

135,7

104,7

108,5

Botafogo

112,6

90,7

82,6

97,0

o mais rico fora da europa Em 2012, o Corinthians se tornou o clube mais rico do mundo fora da Europa, segundo dados da consultoria Deloitte. No ano, de acordo com o informe anual da consultoria, a renda do clube chegou a 94,1 milhões de euros, superior a de todos os demais clubes fora do Velho Continente.

indicadores GRI 2.2

O Corinthians aparece na 31ª posição da lista, à frente de clubes como o Ajax (Holanda), Benfica (Portugal) e Galatasaray (Turquia). O informe ainda destaca a evolução da economia brasileira como fator determinante para o aumento das receitas do futebol

no país, além dos investimentos relacionados à Copa de 2014, para explicar o fato de que o clube tem potencial para desafiar o domínio dos clubes das cinco grandes ligas europeias e entrar, nos próximos anos, na lista dos 20 maiores clubes do mundo.

relatório de sustentabilidade 2012

43


44

sport club corinthians paulista


gestão

Eficiência e transparência Nova diretoria mantém o compromisso de prestar contas permanentemente e envolver associados no dia a dia do clube

A

o tomar posse em fevereiro de 2012, a Diretoria comandada por Mario Gobbi Filho deu continuidade ao compromisso assumido pela administração anterior de realizar uma gestão eficiente e transparente, com prestação permanente de contas – o balanço das demonstrações financeiras está disponível na internet – e envolvimento dos associados no dia a dia do clube. Para cumprir essa missão, a Diretoria segue as diretrizes colocadas em prática após uma profunda mudança na gestão, com a instituição de novas regras de governança. O estatuto do Corinthians, que vigora desde setembro de 2008, garantiu o voto direto dos associados do clube para o cargo de presidente, com mandato de três anos e fim da reeleição, entre outras medidas de modernização. A reformulação do estatuto, um dos mais modernos e democráticos do mundo, tornou-se um marco na história do clube. O documento criou as bases legais para fortalecer o processo de profissionalização da administração, tornando-o mais transparente e eficiente. Neste período, resultados importantes foram alcançados e erros históricos, corrigidos. Outro aspecto

indicadores GRI 4.1

do atual modelo de governança do Corinthians é o fato de a Diretoria e os comitês executivos serem formados por membros independentes, não remunerados. A gestão é dividida em cinco níveis, estruturados de acordo com os parâmetros previstos nos Poderes Sociais (Assembleia Geral, Conselho Deliberativo, Conselho de Orientação, Conselho Fiscal e Diretoria). O estatuto recomenda, ainda, a prestação permanente de contas e valoriza o envolvimento da torcida com o time e com o Clube, aspecto previsto também nos sete pilares que o Grupo Diretor estabeleceu desde o início da gestão, em 2007. Sob esse aspecto, foi criada, em 2009, a Diretoria Cultural, com a finalidade de resgatar os fatos marcantes dos 100 anos de história do clube e promover eventos de relevância para sócios e não sócios. O Conselho Deliberativo é constituído por membros vitalícios e eleitos, com mandato de três anos. Compete ao conselho eleger os membros efetivos e suplentes do Conselho de Orientação (Cori), do Conselho Fiscal e da Comissão de Ética e Disciplina e os conselheiros vitalícios, além de votar a previsão orçamentária anual.

Composto de dez membros, o Conselho de Orientação exerce as funções de orientar o presidente da Diretoria e fiscalizar a administração; aprovar e expedir o Regimento Interno e os regulamentos, com direito à revisão do texto, dentro do primeiro trimestre de cada ano; emitir parecer ao CD sobre o relatório da Diretoria à proposta orçamentária para cada exercício financeiro e à suplementação de verbas; autorizar o presidente da Diretoria, ad referendum do CD, a firmar contratos; e examinar os balancetes mensais e recomendar à Diretoria quaisquer providências necessárias à sua perfeita organização, bem como à aplicação de verba, entre outras responsabilidades. No Conselho Fiscal, os três membros efetivos e os três suplentes têm como principais atribuições verificar a escrituração geral do Corinthians, examinando os respectivos comprovantes, pelo menos uma vez por mês; revisar os balancetes mensais da Tesouraria; dar conhecimento ao presidente da Diretoria das irregularidades que porventura se verificarem; representar o Cori nos assuntos de ordem financeira; emitir parecer anual ao CD sobre o balanço geral e a demonstração da conta a

relatório de sustentabilidade 2012

45


receitas e despesas do clube, que deverão ser anexados ao relatório anual da Diretoria; dar parecer sobre o projeto de orçamento e opinar sobre a cobertura de créditos adicionais ao orçamento, tendo em vista os recursos de compensação; e fiscalizar o cumprimento da legislação esportiva vigente. O clube conta com 173 conselheiros vitalícios, sendo 166 homens e sete mulheres, e 200 trienais, com 194 homens e seis mulheres. À Diretoria compete, entre muitas atribuições, administrar o Corinthians; resolver questões sobre admissão, transferência, licenciamento, demissão e readmissão de associados; tratar de competições desportivas que deverão se realizar oficialmente em local não pertencente ao Corinthians; e fornecer ao Cori e ao CD todas as informações e documentos por ele solicitados. Por sua vez, cabe à Comissão de Ética e Disciplina conhecer, instruir e relatar processos disciplinares relativos aos membros do próprio CD, da Diretoria, do Cori e do Conselho Fiscal, podendo, para

46

sport club corinthians paulista

tanto, colher provas, tomar depoimentos e solicitar informações de todos os poderes do Corinthians; e colher novas provas, tomar novos depoimentos, juntar novos documentos e solicitar informações da Diretoria para o fiel cumprimento de suas atribuições. O parecer final da Comissão Disciplinar é submetido à deliberação do CD. Cabe ao presidente a administração social, com amplos poderes para dirigir a organização dos serviços; nomear comissões permanentes ou temporárias, necessárias à manutenção e ao desenvolvimento das atividades sociais; constituir comissão para apurar infração; convocar o CD, o Cori, a Diretoria e o Conselho Fiscal; autorizar a abertura de créditos concedidos pelo CD e realizar as operações financeiras, em vista de relevante necessidade administrativa, atendidas as prescrições estatutárias; autenticar documentos de responsabilidade social e firmar papéis; gerir os interesses sociais, demandar, transigir, contratar, renovar ou rescindir obrigações, ouvida a Diretoria;

representar o Corinthians em juízo e fora dele; submeter ao CD, anualmente, a previsão orçamentária para o exercício seguinte, o balanço geral e a demonstração da conta de receitas e sespesas do exercício anterior e o relatório geral anual das atividades do clube, com os respectivos pareceres do Conselho Fiscal e do Cori; vistar contas antes do pagamento, ou delegar essa competência ao diretor de Finanças; relatar ao Cori o desenvolvimento da vida social do clube, prestando contas das providências adotadas; divulgar o pensamento do Corinthians, ou delegar essa competência à Diretoria; nomear os diretores; cumprir e fazer cumprir o estatuto e demais normas internas do clube e, ainda, as deliberações dos poderes ou órgãos desportivos de hierarquia superior; contratar jogadores e técnicos; admitir, dispensar e punir empregados, fixar vencimentos e salários, conceder licenças e praticar todos os atos legais a que se sujeitar o empregador; entre outras atribuições.


Constituição corinthiana O estatuto de um clube é como a Constituição de um país. É ele que define as regras do sistema político interno e os direitos e deveres dos associados e da Diretoria. O estatuto é a lei máxima do clube, que, em ambientes democráticos, deve ser elaborado com a participação de todos os interessados. Em setembro de 2008, o estatuto do Corinthians foi aprovado por uma assembleia geral constituída pelos sócios que têm direito a voto, ou seja, pelos associados há pelo menos cinco anos no clube, com idade acima de 18 anos e que estão com suas mensalidades em dia. A “constituição” alvinegra é o resultado de uma revolução no Parque São Jorge. Com as novas regras, os destinos do Corinthians passaram para as mãos dos seus sócios. Cinco palavras resumem o que há de mais importante nas mudanças estatutárias. São elas: o clube é do associado. A estrutura do poder foi completamente transformada. Até então, o Corinthians tinha 400 conselheiros. Com o novo estatuto, o número total de conselheiros foi reduzido para 300, sendo que cem são vitalícios e 200 são escolhidos em eleição direta pelos associados. É importante observar que há, atualmente, 177 conselheiros vitalícios no clube. Como as novas regras definem que o clube deve ter cem conselheiros vitalícios, a renovação desse quadro só vai começar quando,

ao longo do tempo, o número atual tiver caído para 99. O estatuto também trouxe aos corinthianos a eleição direta para presidente. Agora, o presidente e os dois vice-presidentes são escolhidos em eleição direta pelo associado para um mandato de três anos, sem direito a reeleição. Qualquer associado que atenda aos pré-requisitos informados no estatuto pode se candidatar ao conselho e também à Presidência. Para ser eleito conselheiro, é preciso ter cinco anos de associado, no mínimo. Para a Presidência e as duas Vice-presidências, o candidato precisa ter feito parte do conselho durante pelo menos duas gestões, com mais de 11 anos de atuação no clube. Os diretores, por sua vez, são indicados pelo presidente, como funciona com os ministros de um governo democrático, cargos que exigem tanto capacitação técnica e consonância com as diretrizes da nova administração quanto confiança do mandatário. Quando as regras são claras e transparentes, o associado vive mais seguro porque sabe que pode influenciar os rumos do seu clube. Já em relação ao público externo, o Corinthians ganha credibilidade. O resultado disso são acordos comerciais vantajosos para o clube, além do bom exemplo de democracia para toda a sociedade.

poderes sociais Assembleia Geral (AG)

Constituída por todos os associados maiores de 18 anos, admitidos há mais de cinco anos e em dia com as obrigações estatutárias. A AG elege presidente, vice-presidentes e dois terços do Conselho Deliberativo.

Conselho Deliberativo (CD)

Composto por 300 conselheiros, 200 eleitos pela AG – com mandatos trienais – e cem vitalícios, o CD deve fiscalizar as contas e as ações da Diretoria. Ao CD compete eleger os membros do Conselho de Orientação (Cori), do Conselho Fiscal e da Comissão de Ética e Disciplina e os conselheiros vitalícios. Deve

indicadores GRI 4.2

zelar pela ética no clube, além de votar a previsão orçamentária, julgar as contas anuais da Diretoria e os pareceres do Conselho Fiscal e do Cori e apreciar o relatório geral do presidente da Diretoria.

Conselho de Orientação (Cori)

Integrado por dez membros eleitos pelo CD – a partir de seus próprios integrantes –, pelos dois últimos presidentes da Diretoria e por aqueles que estão na condição de “membros natos”. Cada conselheiro detém mandato de três anos, sem direito a reeleição consecutiva, e não pode exercer cargo de Diretoria. Os conselheiros fiscalizam a administração e as contas do

clube, emitindo pareceres para o CD sobre o relatório da Diretoria à proposta orçamentária, além de acompanhar a execução orçamentária.

Conselho Fiscal

Participam do Conselho Fiscal três membros efetivos e três suplentes, eleitos pelo CD, com mandato de três anos. Seus membros não podem integrar o CD, o Cori e/ou a Diretoria nem manter grau de parentesco com integrantes da Diretoria. Além de avaliar e emitir parecer sobre o projeto orçamentário do clube para cada exercício, acompanha a execução do orçamento e avalia os balancetes mensais para dar ciência ao presidente sobre eventuais irregularidades.

Diretoria

Órgão administrativo, constituído pelo presidente, Mário Gobbi Filho, pelo 1º vice-presidente, Luis Paulo Rosenberg, e pelo 2º vicepresidente, Elie Werdo, todos eleitos por voto direto e secreto, pela segunda vez na história do clube, com a utilização de urnas eletrônicas, em Assembleia Geral realizada em fevereiro de 2012, com mandato de três anos, sem direito a reeleição. O presidente, os vice-presidentes e os diretores não são remunerados. Cabe ao presidente da Diretoria indicar e destituir, livremente, o secretário-geral e os diretores titulados, num total de 12 diretorias.

relatório de sustentabilidade 2012

47


composição dos conselhos Diretoria 2012-2014 Mário Gobbi Filho Presidente da Diretoria

Luis Paulo Rosenberg 1º vice-presidente da Diretoria Elie Werdo 2º vice-presidente da Diretoria Roberto De Andrade Souza Diretor de Futebol Profissional Fernando Alba Braghiroli Diretor de Futebol de Base Raul Corrêa da Silva Diretor de Finanças Carlos Ojeda Diretor de Patrimônio Fausto Bittar Filho Diretor de Esportes Terrestres José Max Reis Alves Diretor Administrativo Oldano Gonçalves de Carvalho Diretor de Esportes Aquáticos Luiz Alberto Bussab Diretor de Negócios Jurídicos Ilmar Schiavenato Diretor Social Ivan Marques Diretor de Marketing Flávio Ferrari Júnior Diretor Cultural Ronaldo Thomaz Cúrcio Ximenes Secretário-Geral Sérgio Eduardo Mendonça de Alvarenga Assessor do Presidente Donato Votta de Carvalho Filho Assessor para Assuntos de Responsabilidade Social

Conselho Deliberativo

Ademir de Carvalho Benedito Presidente Guilherme Strenger Vice-presidente Cláudio Weinschenker 1º secretário Rogério Mollica 2º secretário

COMISSÃO DE ÉTICA E DISCIPLINA Carmino Pepe Eduvilo Rodrigues Garcia Fábio Augusto Pinto Osmar Basilio

Conselho Fiscal

Haroldo de Souza Miranda José Edemar Hirth Luiz Carlos Rosa Silveste Fabbri Haroldo José Dantas da Silva Marcos Ribeiro Calderinha Suplentes

Conselho de Orientação (CORI) Alexandre Husni Presidente

Jorge Agle Kalil Vice–presidente

48

Andrés Navarro Sanchez Carlos João Eduardo Senger Clodomil Antonio Orsi Marlene Matheus Mauro de Mello Oliveira Gasparian Waldemar Pires Membros natos Antonio Carlos Cedenho Felipe Legrazie Ezabella Luiz Cezar Leão Granieri Jorge Alberto Aun Ronaldo Perrella Rocha Sulivan João Correia Waldir Rozante Wilson Bento Membros Trienais (2012/2014) Angel Lopes Abad Carlos Roberto Elias Germano Augusto Jacinto Antonio Ribeiro José Onofre de Souza Almeida Moacir Sebastião de Oliveira Paulino Tritapepe Neto Ricardo Maritan Sergio Panes Rodrigues Willian Sesso Suplentes

Conselheiros Vitalícios

Abdo Antonio Hadade Ademir de Carvalho Benedito Adib Geraldo Jabur Alcindo Ornelas Alenio Calil Mathias Alessio Calil Mathias Alex Calil Mathias Alexandre Husni Álvaro Vaseli Amado Tatari André Luiz Barone Andrés Navarro Sanchez André Luiz de Oliveira Angel Lopez Abad Antoine Gebran Antonio Abrão Haj Antonio Alarcon Ramon Antonio Arenas Antonio de Paiva Monteiro Filho Antonio Ermírio de Moraes Antonio Gimenez Lopes Antonio Goulart dos Reis Antonio Jorge Rachid Junior Antonio Roque Citadini Antonio Vicente Estorino da Silva Ariovaldo Freire Armando Samaritano Aurélio de Paula Bento da Cunha Calil Leôncio Mathias Carla Dualib S. Serra Carlos Alberto Klocke Carlos Borges Cano Carlos João Eduardo Senger Carlos Nujud Nakhoul Carlos Pereira da Silva Carlos Roberto de Mello Célia Laura Monti de Castro Bigi Celso Luiz Limongi César Romeu Gonçalves da Silva Cláudio Marcon Cláudio Vieira Campos Helou Clodomil Antonio Orsi Coryntho Baldoino Costa Neto Cyro Dualib Sonnewend Dalton Gioia Damião Garcia Décio Damásio Delphino Russo Deovaldo do Amaral Carvalho Edson Aparecido Geanelli Edson Médici Dualib Edson Real Dualib Eduardo Bittencourt Carvalho Eduardo Nesi Curi Elie Werdo Emerson Piovesan Emilio Françolin Junior Eugênio Barganhão Fábio Nesi Curi Fernando Capez

sport club corinthians paulista

Flávio Adauto Iório Lopes Flávio Faloppa Flávio Ferrari Florindo Barban Francis Selwyn Davis Francisco Alfredo Trindade Francisco Cuano Filho Francisco Teocharis Papaiordanou Jr. Geraldo Euclides Araújo Xavier Germano Augusto Guido Aquino Guilherme Gonçalves Strenger Hagop Chamlian Heleno Haddad Maluf Henrique Aldrighi Henrique Aparecido Alves Henrique Navajas Godoy Hermenegildo Matheus Pernias Ilmar Schiavenato Irineu Ramos Moreno Isac Waynszteyn Ivaney Cayres de Souza Ivo de Almeida Jacinto Antonio Ribeiro João Antonio Helou João Paulo Brazil Menezes Garcia João Serino Jorge Agle Kalil Jorge Alberto Aun Jorge Carduz Junior José Alves dos Santos Filho José Augusto Cardoso Mendes José Campizzi Busico José Carlos Carnevale José Edgard Soares Moreira José Fernandes Cabrera José Gianoccaro José Lucas de Oliveira José Machado Carqueijo José Mansur Farhat José Onofre de Souza Almeida José Roberto Menezes Garcia José Romão Sampere Julio Moura Leonardo Romanholi Filho Luciano Ferreira Leite Luis Antonio Vasconcelos Boselli Luiz Antonio Fleury Filho Luiz Cezar Leão Granieri Luiz Fernando Menezes Garcia Luiz Inácio Lula da Silva Luiz Paulo Teixeira Ferreira Luiz Sergio Scarpelli Esteban Manoel Felix Cintra Neto Manoel Ramos Evangelista Manrico de Camillo Marcelo Ackel Dualib Marcelo Fernandes Atala Marco Aurélio Reppeto Marcos Surjan Trofo Filho Maria Aparecida Gomes Filippini Mário Gobbi Filho Mário Mendes da Silva Marlene Colla Matheus Mauro de Mello de Oliveira Gasparian Michel Helu Miguel de Jesus Guerrero Miguel La Motta Miguel Marques e Silva Miriam Athie Moacir Sebastião de Oliveira Nelson Luiz da Silva Nelson Real Dualib Nelson Sacho Newton David Ferrari Osmar Stábile Osnaide Jorge Oswaldo Jorge Paschoal Nobis Paulino Tritapepe Neto Paulo Sergio Mendes Pinhal Paulo Sergio Menezes Garcia Pedro Antonio Fabiano Pedro Brazil Garcia Pedro Mudrey Basan Renato Camargo Ricardo Chialastri Roberto de Andrade Souza Romeu Tuma Jr. Rubens Approbato Machado Rubens Diniz

Rubens Gomes da Silva Junior Rubens Tavares Aidar Ruy Marco Antonio Filho Sergio Panes Rodrigues Silvio dos Santos Amaral Toufic Jamil Akari Tufi Jubran Vicente Torralba Wagner Caetano Acedo Waldemar Nascimento Cepeda Waldemar Pires Waldir Vieira de Campos Helu Waldir Rozante Walter Costa Junior Wanda Gomes Carneiro Wanderlei Wagner Bonfanti Wanderley Correa Raymundo William Sesso Wilson Abussamra Bugarib Wilson Bento Wilson Canhedo

CONSELHEIROS TRIENAIS

Adilson Monteiro Alves Adilson José S. Carvalhal Adilson Mendes Ferreira Alcrino do Nascimento Alexandre Dal Olio Franca Alexandre de Souza Alexandre Roda Bergoci Alexandre Vivanco Blanco Alexandre Zinetti Neto Alfredo Oliveira Filho André Momesso Rodrigues Angel Henrique C. Merino Anselmo Deniz Campos Antonio Carlos Cedenho Antonio Carlos Cruz Antonio Chamorro Filho Antonio Darci Pannocchia Filho Antonio Fairo Musketo Filho Antonio Marcos M. dos Santos Antonio Roberto Maia Simões Ariovaldo Brandespim Ariovaldo Carrera Dias Armando da Costa Pacheco Augusto Pereira de Melo Benjamin David Waynszteyn Bruno Momesso Rodrigues Carlos Alberto de A. Chaves Carlos Allberto Moreira da Silva Carlos Antonio Luque Carlos Eduardo B. Villaca Jr. Carlos Eduardo de S. Bueno Carlos Eduardo B. Carvalho Carlos Henrique Accurcio Carlos Magno de Souza Guedes Carlos Roberto Elias Carlos Roberto de Sillos Carlos Sergio Nazar Carlos Vicente Rhormens Carmino Pepe Celso de Oliveira Sobrinho Cicero Mendes da Silva Claudinei Alves Claudio do Canto Claudio Faria Romero Claudio Mozas Olivares Claudio Roberto Alvarenga Claudio Weinschenker Clember Zanin Cristiane Gambare Franco Dawilson Everaldo de Branco Dejair Rodrigues Denise Lais Lopes Dilermando Queiroz Filho Douglas Ruy Palhari Duilio N. Monteiro Alves Eder Beltran Edgard Alcides Ortiz Edmilson Parra Navarro Edna Murad Hadlik Edson do Nascimento Santos Eduardo Almgren Ferreira Eduardo da Rocha Azevedo Edvulio Rodrigues Garcia Elizabeth Fonseca Eloizio Martim Pagani Emerson Ferreira da Silva Eneas Julio Massaglia Estalim Matulovic Smocil Eudes Pontes da Silva Eugenio Antonio Lourenço Fabio Alonso Vieira

Fabio Augusto Pinto Fabio Francisco de A. Carrenho Fabio Luiz Petrillo Fabricio José Parras Vicentim Farid Zablith Filho Fausto Di Toti Garcia Felipe de Jesus Pereira Felipe Legrazie Ezabella Flávio Monteiro Flávio Batista de Souza Flávio Sukaitis Francisco Bontempi Gilberto de Oliveira Lopes Helenio Marcheli Nunes Helio Nasri Madi Henrique Lerro Rupp Hernani Angelon Hneine Elias Kardouss Humberto de Paiva Monteiro Humberto Primo Garbim Neto Hussein Hassan Yaktine Jair Rodrigues Nunes Jairo Almeida Barros João Americo Baptista João Carlos da Costa Pacheco Joaquim de Souza Gonçalves Joni Negrelli Carrieri Jorge Neme Neto José Antonio Agulla Barreiras José Antonio Munhoz José Antonio Avenia Neri José Arnaldo dos Santos José Augusto Barbosa da Silva José Carlos Alves José Carlos de Alvarenga Mattos José Carlos Passaretti José Carlos Pozo José Chaves de Andrade José Ferreira Neto José Francisco Teixeira de Oliveira José Henrique Nadour José Joaquim Carvalho P. Filho José Manoel Leme da Fonseca Neto José Maria Pereira Rio José Pedro Sislo José Percival Albano Nogueira Jr. José Roberto Siman Lamartine Zanzini Luciano Gouveia de Almeida Luiz Antonio Mendes Luis Augusto San Juan França Luis Carlos Lopes de Almeida Luiz Cesar de Oliveira Luiz Eduardo da Silva Luiz Pericles Muniz Michielin Luiz Soriano Marcelo Pedro Marcelo Alberto Marcelo Bastos de Melo Marcelo Gama Peinado Marcelo Kahan Mandel Marcelo Sessa Marcio de Brito Pinto Marco Antonio de S. S. de Paula Marco Antonio Lacava Marco Aurelio L. Abenante Marco Merserlian Marcos Antonio Calif Marco Polo Lopes Pinheiro Marcos de Araujo Ninzoli Marcos Evangelista dos Santos Marcos Ricardo Najar Mauro Macedo Sucasas Maria de Lourdes Jacob Mattavo Maria Regina Ferrer Cano Mario Hernandes Rodrigues Mario Iorio Lopes Mario Mello Junior Mauricio Antonio Haj Mauricio Kuhn Mauricio Soares de Siqueira Mauro Elias Miguel Rosa Milton Andreoti Milton José Barban Milton José Ribas Moacir Cestari Jr. Nicola Avisati Orlando Carmassi Osmar Aparecido Mendes da Silva Osmar Basilio Osmar Toso Oswaldo Abrão José

Otavio Ribeiro Paulo Sergio Daud Paulo Vieira de Souza Pedro Alves Coelho Pedro Fiuza Fabiano Pedro Luiz Martins Pedro Wilson Bugarib Ricardo Fernandes Maritan Roberson de Medeiros Roberto de Lima Roberto Teixeira de Almeida Rogerio Cione Rogerio Molica Romildo Monteiro Alves Ronaldo Perella Rocha Sergio Coelho Montes Sergio de Souza Sergio Ricardo Bardella Silvio Romoaldo Junior Sulivan João Correia Tetsuya Kobayashi Ulisses Augusto Accacio Valdevino Bispo dos Santos Valmir Arlete Gonçalves Vicente Candido da Silva Vilson Bermudes Wagner Caporelli Wagner Luiz de Paula Wagner Marques Walter Augusto Marques Walter Venturelli Helu Walter Eugenio de Campos Walter Pires William Cardoso Wilson Bento Junior Wilson Grossi Filho Yun Ki Lee

CONSELHEIROS SUPLENTES

Adalberto Ribeiro Martins Albertino Moreira Santos Junior André de Moraes Ferreira Jorge Antonio Carlos Donoso Antonio Domingos Fasolari Antonio Eder Chamorro Antonio Marcelo Carlos Munhoz Roja Claudio Luis Neves Castellano Daniel Leon Biaski Danilo de Mello Elton Rafael Moraes dos Santos Erickson Rogerio M. dos Santos Ernesto Teixeira da Cunha Evanildo Evangelis Gilerto Abi Chedid Glaucio Gomes da Silva Henrique Nunes Jacinto Souza dos Santos Junior Jadir Pecin Deodato Joaquim João da Silva José Carlos Gonçalves José Marcilio Soares de Souza Marcelo Trabulsi Marco Aurelio Piva Marcos Mattos Miguel Eduardo Torres Paulo Antonio Barrios Couto Paulo Sergio da Fonseca de Souza Pedro Vianna de Rego Barros Reinaldo Bastos Pedro Reinaldo Soares Malta Renato Campiteli Rodrigues Ricardo Garcia Ricardo Rovito Rodolfo Ivan Correira de Oliveira Rodrigo Rocha de Oliveira Roque Carmos Viceconte Rubens Ferreira Martins Sergio Luna Gregio Sergio Ricardo Izaac Vicente Flávio Barizza

indicadores GRI 4.1; 4.2


organograma presidência Mário Gobbi Filho

1º vice-presidente

2º vice-presidente

conselho deliberativo

secretário-geral

conselho de orientação

conselho fiscal

Luis Paulo Rosenberg

Elie Werdo

diretoria

finanças

Raul Corrêa da Silva

esportes terrestres

Fausto Bittar Filho

ADMINISTRATIVO

José Max Reis Alves

indicadores GRI 2.3; 4.1

MARKETING

Ivan Marques

ESPORTES AQUÁTICOS

Oldano Gonçalves de Carvalho

CULTURAL

Flávio Ferrari Júnior

FUTEBOL profissional Roberto de Andrade Souza

FUTEBOL DE BASE

Fernando Alba Braghiroli

PATRIMÔNIO Carlos Ojeda

SOCIAL

Ilmar Schiavenato

NEGÓCIOS JURÍDICOS

Luiz Alberto Bussab

RELAÇÕES INTERNACIONAIS

relatório de sustentabilidade 2012

49


MARKETING

Figuras entre os primeiros Corinthians aumenta a arrecadação em 2012 e é o clube brasileiro com maior receita financeira

C

om o objetivo de aumentar a arrecadação, valorizar a marca e engajar e atrair torcedores, o Corinthians desenvolve ações para reforçar continuamente a estratégia de trabalhar a serviço do torcedor. O clube ampliou consideravelmente as receitas derivadas de sua marca, com expressivo aumento dos recursos de

bilheteria, que passaram de R$ 5,5 milhões, em 2003, para mais de R$ 35 milhões, em 2012, um significativo crescimento de 538%. Já as receitas com os direitos de TV atingiram R$ 153 milhões em 2012, evoluindo 500% sobre 2008 (R$ 25 milhões) e 36% sobre 2011 (R$ 112 milhões).

valores em R$ milhões Produto

2012

2011

2010

2009

2008

TV /publicidade estática

153,7

112,5

55,0

40,4

25,6

Nike

42,6

10,9

13,9

16,3

5,0

Uniforme

21,9

33,5

25,0

21,3

16,0

Fiel Torcedor

6,0

0,5

1,5

4,9

0,1

Licenciamentos

21,5

14,0

21,0

7,8

7,3

Arrecadação de jogos

35,1

27,1

29,4

27,6

16,6

Total

276,8

198,5

145,8

118,3

70,6

houve um expressivo aumento dos recursos de bilheteria que passaram de R$ 5,5 milhões em 2003 para mais de R$ 35 milhões em 2012 sport club corinthians paulista

artigo 1º Ligar sempre e prioritariamente o seu aparelho de televisão na TV Corinthians. artigo 2º Jamais trocar a TV Corinthians pela novela das 18h, 19h ou 20h. Em caso de chantagem matrimonial, respeitar art. 6º. artigo 3º É permitida a troca de canal estritamente nos horários de jogos ao vivo não transmitidos pela TV Corinthians. artigo 4º Cobrar a exibição da TV Corinthians em quantas operadoras de TV por assinatura for possível. É o famoso telemarketing reverso-ativo.

Receitas

50

regras de conduta

artigo 5º Saber tudo o que se passa no Corinthians, em todas as categorias. Dos pivetes aos seniores. artigo 6º Em caso de chantagem matrimonial, respeitar o art. 1º. artigo 7º Encontrar pelo menos um cidadão corinthiano não familiarizado com a TV Corinthians e apresentá-la efusivamente a ele. artigo 8º Compreender que, durante os jogos não transmitidos pela TV Corinthians, a tela ficará completamente preta. Nesse momento, nada é mais importante que apoiar o Timão. artigo 9º Assistir também às transmissões de futsal, natação, basquete etc. do nosso querido clube. Futebol é bom, mas o Corinthians é mais. artigo 10º Ser mais que um bando de loucos. Ser um bando de telespectadores loucos. artigo 11º Jamais se irritar novamente com qualquer comentarista de futebol pseudoimparcial. Pode ficar tranquilo, aqui todo mundo é Corinthians, mano.


Lojas Poderoso Timão A rede de lojas Poderoso Timão acompanhou o mesmo ritmo de crescimento. Eram 12 unidades em 2008, número que subiu para 113 em 2011. Desde a sua criação, em outubro de 2008, a rede Poderoso Timão registrou um faturamento total que ultrapassou a cifra de R$ 178 milhões.

Shoptimão A loja virtual ShopTimão (www. shoptimao.com.br) faturou, em 2012, mais de R$ 13 milhões, arrecadando mais de R$ 1 milhão com royalties. Voltada para o corinthiano que está sem tempo de ir a uma das unidades da Poderoso Timão, a ShopTimão oferece ambiente seguro, com uma rígida política de privacidade. São vendidos todos os produtos licenciados pelo Corinthians, com entrega em todas as cinco regiões do Brasil. A loja virtual é resultado de uma parceria entre o Corinthians e a Netshoes. O pagamento pode ser feito com cartão de crédito ou boleto bancário.

TV Corinthians O primeiro canal de televisão voltado exclusivamente para um clube esportivo e uma torcida no Brasil foi lançado em março de 2011. É a TV Corinthians (TVC), que nasceu de uma parceria entre a TV+ e o Corinthians.

A sede fica no Parque São Jorge e conta com um estúdio de 250 m2. As atividades sociais e culturais do Clube, além dos esportes em que o Timão se destaca, fazem parte da programação. Mas o foco da TVC é o futebol profissional, com reportagens sobre treinos, jogos, histórias do Timão e entrevistas com jogadores de hoje e do passado. O conteúdo também é gerado pela Casa de Vídeo. A programação da TVC pode ser vista pelo canal 20 da TVZ, pelo canal 530 da OiTV, pelo canal 467 da Telefônica e via Ustream, ou ainda pelo endereço eletrônico www.ustream. tv/tvcorinthians-international e pela página do Corinthians no Facebook.

Expansão da rede de lojas Poderoso Timão (2008/2012) 2012 2011 2010 2009 2008

120 lojas 113 lojas 100 lojas 57 lojas 12 lojas

Rádio Coringão A Nação Corinthiana tem um programa de rádio que só fala de Corinthians. É o Apenas Corinthians. Quem quer saber o que acontece na véspera dos jogos do Timão, conhecer os confrontos históricos com o seu próximo adversário e ouvir entrevistas e depoimentos de personalidades que fizeram e fazem a história do Todo Poderoso Timão pode acessar a programação pelo portal oficial do clube (www.corinthians.com.br) e pelo site www.radiocoringao.com.br. Outra opção é baixar o aplicativo TuneIn para smartphones IOs (iPhone/ipad), Android, Bada, Blackberrys e alguns aparelhos Nokia e localizar Rádio Coringão. Além das informações sobre os jogos, o quadro Momento Estádio informa sobre o andamento das obras do novo estádio corinthiano e os benefícios da construção para a zona leste.

relatório de sustentabilidade 2012

51


DESEMPENHO ECONÔMICO

Arrecadação recorde

Corinthians alcança arrecadação recorde em 2012 e prepara saltos ainda maiores para 2013

O

ano de 2012 começou motivado pela conquista do pentacampeonato brasileiro, em 2011, e pela perspectiva do título da Copa Santander Libertadores da América. Com a confirmação do título, em julho, um novo cenário se desenhou para o clube, graças ao potencial de aumento da arrecadação diante da disputa do Mundial de Clubes, no Japão. As obras e a formação de um time de futebol de ponta impediram que a dívida corinthiana fosse completamente paga. Mas, com a ampliação das receitas e a reorganização administrativa, o endividamento está equacionado. Além disso, tanto o CT quanto o novo estádio são a garantia de ingresso de recursos para o Corinthians em um futuro próximo. Antes disso, no entanto, o Corinthians já atingiu o status de ter a maior receita entre todos os clubes de futebol do Brasil e de ostentar a marca mais valiosa do futebol brasileiro. A transparência na administração e a democratização das decisões internas trouxeram de volta a credibilidade e atraíram a confiança do poder público. Em 2008, o Corinthians herdou um grande passivo financeiro relativo a contratos com ex-jogadores, como o

52

sport club corinthians paulista

centroavante Nilmar e o ex-técnico Daniel Passarella. O clube também era alvo de processos movidos pela Fifa e pela CBF. Uma ampla reorganização administrativa possibilitou que o Timão fizesse acordos favoráveis ao clube para o cumprimento de pendências sem nenhuma quebra contratual ou pagamento de multas. A prática anterior de se resolver disputas e controvérsias pela via judicial deu lugar a soluções conciliadoras e de negociação. Dessa forma, houve parcelamento de tributos e redução de valores a serem pagos. Ao mesmo tempo, cresceram as receitas com transmissão dos jogos do Timão pela TV, de captação de verbas de patrocínio e de arrecadação nas bilheterias nos estádios. O Corinthians investiu em melhorias no Clube Social, e o retorno foi o aumento das contribuições dos sócios. Outra fonte de recursos foi a exploração da publicidade dentro do Clube, além do lançamento de produtos licenciados com a marca Corinthians para todos os gostos e todos os bolsos dos mais de 30 milhões de corinthianos. A premiação por títulos conquistados (o futebol profissional foi quatro vezes campeão em quatro anos) e a implantação do programa Fiel Torcedor adicionaram ainda mais verbas para os cofres do Timão.

A ampla reformulação nos últimos anos também trouxe um projeto de longo prazo para o clube. Esse tipo de iniciativa traz ganhos de credibilidade e amplia as oportunidades de negócios. A meta no Corinthians é chegar a ser o clube mais valioso do mundo.

Fontes de receitas O crescimento das receitas do clube em 2012 está diretamente associado ao incremento de todas as suas fontes de receitas, especialmente pelos recursos gerados com direitos de transmissão, patrocínios, bilheteria, premiações, negociação de atletas, Clube Social e esporte amador.

Receita total O Corinthians encerrou 2012 com excelentes resultados, tanto dentro de campo quanto em termos de gestão. A performance positiva pode ser constatada pela receita total do clube, que atingiu R$ 358,5 milhões em 2012, nada menos que 23% superior à de 2011. Desde 2008, as receitas cresceram mais de 300%.

indicadores GRI 2.8


relat贸rio de sustentabilidade 2012

53


receita total

O Corinthians encerrou 2012 com excelentes resultados, tanto dentro de campo quanto em termos de gestão. A performance positiva pode ser constatada pela receita total do clube, que atingiu R$ 358,5 milhões em 2012, nada menos que 23% superior à de 2011. Desde 2008, as receitas cresceram mais de 300%.

Evolução das Receitas (em R$ milhões)

358,5 290,5

181,0

212,6

117,5

Liderança de bilheteria O torcedor corinthiano compareceu em peso ao Pacaembu em 2012, mantendo a liderança de público e renda durante o Campeonato Brasileiro. Mesmo sendo campeão da Copa Santander Libertadores da América e ter usado o Campeonato Brasileiro, em grande parte, como preparação para o Mundial de clubes, a Fiel compareceu em peso, dando ao Corinthians uma média de público de 25.222 por partida, o que resultou em um total de 479,2 mil torcedores. Esse resultado fez com que o clube gerasse R$ 14,4 milhões durante a Série A, maior receita da competição. Quando comparada a receita de bilheteria gerada pelo Corinthians com a dos quatro clubes cariocas que mais arrecadaram na Série A 2012, fica clara a diferença dos números: a receita total com venda de ingressos dos quatro clubes cariocas somaram R$ 19,9 milhões. A soma da média dos torcedores dos jogos do Palmeiras e do Santos não atingiu a média de público do Corinthians.

receita bruta em 2012 2008

2009

2010

2011

2012

14,4

Corinthians 12,2

Atlético/MG

Receita sem transferência de atletas

A evolução da receita sem transferência de atletas é um verdadeiro case no mercado de futebol brasileiro e mundial. O clube gerou R$ 324,7 milhões de receitas sem a transferência de atletas, crescimento de 258% quando se compara às obtidas em 2008 (R$ 90,7 milhões).

Evolução das Receitas sem transferências de atletas (em R$ milhões)

324,7

230,8 151,1

177,7

grêmio

11,2

são Paulo

10,5

palmeiras

6,4

sport

6,3

cruzeiro

6,2

fluminense

6,0

náutico

5,0

Botafogo

4,9

flamengo

4,8

VASCO

4,2

coritiba

4,2

internacional

3,1

santos

2,8

figueirense

2,8

portuguesa

54

2009

sport club corinthians paulista

2010

3,4

Atlético/GO

90,7

2008

7,2

bahia

2011

2012

ponte preta

2,2 1,6 indicadores GRI 2.8


custo do departamento de futebol

74%

69%

72%

68%

65%

150

12 2

200

endividamento investimentos realizados

200

,9 ,1

38

,0

66

,9

95

99

2

50

25

359,5

233,2

290,5

194,9

212,6

153,4

181,0

133,6

117,5

-

81,2

50

97,

100

,4

,8

150 100

46

250

(em R$ milhões)

,1

300

Evolução do Endividamento X Investimento Realizado

17 7 ,1

Evolução do investimento no departamento de futebol em relação à receita total (em R$ milhões, exceto indicador)

Em 2007, a dívida líquida do clube era de R$ 101,6 milhões, mas tinha um baixo grau de investimento, tanto em jogadores quanto em imobilizado. A atual gestão conseguiu reverter esse quadro, mantendo o endividamento do clube dentro de um patamar equilibrado, ampliando consideravelmente o nível de investimento. Entre 2008 e 2011, os investimentos cresceram 116%, enquanto o endividamento apresentou evolução de 82% nesse período.

,9

A gestão financeira do clube nos últimos cinco anos foi pautada pelo equilíbrio aliado à ampla geração de receitas. Essa maior responsabilidade permitiu que houvesse um permanente investimento no Departamento de Futebol, sem cometer as loucuras do passado nem afetar negativamente as finanças do clube. Prova disso é a evolução do investimento em relação à receita total gerada. Em 2007, os investimentos no Departamento de Futebol representavam 85,1% das receitas totais, percentual que caiu para 65,3% em 2012.

Endividamento equalizado

178

Gestão do Clube

2008

2009

2010

2011

2012 2008

Geração de caixa O clube vem apresentado geração de caixa positiva e crescente. Esse indicador, comumente utilizado, no mercado corporativo, é conhecido como Ebitda, e se refere ao superávit antes de despesas financeiras, tributos, depreciação e amortização. Em 2010, o Ebitda do Corinthians foi de R$ 35,1 milhões, atingindo R$ 73,7 milhões em 2011, evolução de 79%, e foi de R$ 113,2 milhões em 2012. Em comparação com a receita total produzida, conhecido como margem Ebitda, o índice apresenta resultados positivos há cinco anos, sendo que em 2012 ficou em 31%.

Evolução do EBITDA X Receita Total (em R$ milhões, exceto indicador)

2009

2010

2011

2012

Ao analisar os dados de dezembro de 2008 até dezembro de 2012, é possível constatar que o endividamento elevou-se em R$ 79,9 milhões, enquanto o aumento no imobilizado/intangível foi de R$ 102,2 milhões. Portanto, nesse período o patrimônio do Corinthians cresceu o expressivo valor de R$ 22,3 milhões.

Evolução do endividamento X Investimento no ativo imobilizado e intangível (em RS milhões) endividamento imobilizado/intangível

400.000

358,5 350.000

290,5

ebitda

300.000

receita total

250.000

margem ebitda

2009

73,6 25,4%

2010

2011

2012

177,1 251,9

2008

19,3%

41,1

178,9 246,2

26,8

21,4%

38,7

122,1 184,1

22,8%

113,2 31,6%

99,8 158,1

50.000

117,5

97,2 149,7

150.000 100.000

212,6

181,0

200.000

2008

2009

2010

2011

2012

relatório de sustentabilidade 2012

55


PÚBLICOS ESTRATÉGICOS

Rede de relacionamentos O Corinthians mantém canais específicos para estreitar o relacionamento com cada um de seus públicos estratégicos

A comunicação do Corinthians com seus diversos públicos de relacionamento foi intensificada nos últimos anos. Foi montada uma ampla e bem estruturada rede de comunicação para dialogar com os vários públicos. Mantemos canais específicos de relacionamento com cada um deles – torcedores, funcionários, sócios, fornecedores, mídia, bancos, emissoras de televisão e equipe profissional. Na internet, nosso portal reúne as informações mais importantes para a comunicação com toda a torcida alvinegra. Ao acessá-lo, usuários e torcedores também encontram com facilidade os canais de acesso mais ágeis e transparentes para dialogar com os dirigentes. A página reúne os principais dados institucionais, notícias atualizadas sobre as modalidades esportivas, promoções e serviços de compras online por meio da loja virtual. Completo e bastante diversificado, o site constitui, atualmente, um dos mais bem estruturados e acessados entre todos os portais de clubes esportivos do Brasil. O portal também pode ser lido em espanhol ou inglês, com versões estáticas – mais uma maneira de ampliar a internacionalização da marca Corinthians.

Números da internet • 22.010.646 visitas • 64.118.407 visualizações de página • 9.682.512 visitantes • 1.269.437 seguidores no Twitter • 3.162.822 seguidores no Facebook

56

sport club corinthians paulista

O site oficial é um dos mais bem estruturados e acessados entre todos os portais de clubes esportivos do Brasil


esporte

social

negócios

Entidades

Sócios ADIMPLENTES

Patrocínio

Confederação Brasileira de Futebol, Confederação Sul-Americana de Futebol, Federação Paulista de Futebol, Fifa e entidades de esportes amadores. Canais de relacionamento: os contatos institucionais são realizados pela Diretoria e pela Presidência.

Torcida

Mais de 30 milhões de corinthianos. Canais de relacionamento: site e Ouvidoria.

Torcidas organizadas

Existem dezenas de torcidas organizadas. Entre as mais conhecidas: Camisa 12, Coringão Chopp, Estopim da Fiel, Garra Corintiana, Gaviões da Fiel e Pavilhão 9. Canais de relacionamento: Diretoria e Presidência.

Equipe profissional Dez integrantes da Comissão Técnica e 48 atletas profissionais. Canais de relacionamento: acesso direto à Diretoria de Futebol e à Presidência.

16.646 sócios

Canais de relacionamento: site oficial, revista mensal e jornal O Fiel. O presidente também é o principal interlocutor da Diretoria no relacionamento com os associados, por meio do contato presencial, pelo depósito de mensagens nas caixas de sugestões espalhadas pela sede ou pelo envio de mensagens eletrônicas, via site. O presidente disponibiliza, em sua agenda administrativa, horários para se reunir com associados.

Funcionários 1.056 no total

Canais de relacionamento: diretorias específicas e administrativas.

Bombril, Coca-Cola, Nike, Iveco, Fisk, Pepsi, TIM e Caixa Econômica Federal. Canais de relacionamento: Diretoria de Marketing e Presidência.

TVs

Os direitos de transmissão são negociados diretamente pelo clube. Canais de relacionamento: Diretoria de Marketing e Presidência.

Mídia

Dezenas de profissionais de jornais, revistas, rádio, TV e internet estão cadastrados no clube, mas a presença do Corinthians na mídia ultrapassa essa cobertura diária. Canal de relacionamento: assessoria de Imprensa.

Bancos Fornecedores 8.083 no total

Canais de relacionamento: diretorias específicas e Financeira.

Bradesco, Itaú, Bic Banco, Caixa Econômica Federal (CEF) e BMG. Canais de relacionamento: Diretoria de Finanças e Presidência.

“O Corinthians é um fenômeno sociológico a ser estudado em profundidade” Menotti Del Picchia, poeta

indicadores GRI 4.4; 4.14

relatório de sustentabilidade 2012

57


RESPONSABILIDADE SOCIAL

Corinthians do povo Ações valorizam torcedor, comunidade e cultura e formam uma nova geração de corinthianos

O Corinthians está atento à sua responsabilidade em relação aos torcedores, atuando na sua conscientização e orientação, buscando a segurança e o conforto nos estádios, sempre com o apoio do poder público. Sob esse aspecto, e ciente de sua responsabilidade social e atento ao seu papel na formação das novas gerações de torcedores, realiza diversas ações de cultura, saúde e qualidade de vida em prol da comunidade. Conheça nossos projetos:

Time do povo

O Time do Povo é um projeto social pioneiro do S. C. Corinthians Paulista. Desde 2010, recebe crianças de 5 a 12 anos para um dia de atividades recreativas especiais, com visita à Sede Social do clube e ao Centro de Treinamentos Joaquim Grava, para conhecerem os jogadores, ou ao Estádio do Pacaembu, para acompanhar um jogo. O clube oferece transporte ida e volta, almoço, lanche, camiseta, ingressos, kits com alimentos e doces, brindes e outros. Em 2012 recebemos 2.738 crianças e adolescentes, o que representou um aumento de 70% em comparação com o atendimento de 2011, quando foram atendidas 1.599 crianças. Em 2010, primeiro ano do projeto, recebemos

58

sport club corinthians paulista

1.134 crianças, totalizando 5.471 atendimentos nos três anos de projeto. O clube ampliou, em 2012, as possibilidades de passeio, oferecendo também visitas às obras da Arena Corinthians e atividades culturais, como visitas a teatros – parceria com o Teatro Alfa, circos e museus–, bem como campanhas de melhoria da qualidade de vida bucal e feira de esportes, incentivando a prática saudável de atividades esportivas, disponibilizando, assim, uma maior gama de atividades aos seus pequenos participantes. Para incentivar o hábito da leitura, o Time do Povo lançou, em outubro, sua revista em quadrinhos, que além de retratar um dia de passeio do projeto, com a visita ao clube e ao estádio, passa noções de cidadania. Com tiragem de 20 mil exemplares, a revistinha é distribuída às crianças participantes do projeto e a entidades que atendem crianças carentes na cidade de São Paulo. O projeto ainda ofereceu três festas ao longo do ano: Páscoa (novidade em 2012), Dia das Crianças e Natal, nas quais um dos ginásios do clube é transformado em um buffet infantil com diversas possibilidades de recreação, brinquedos infláveis, barracas de

alimentação e bebida. Foram recebidas cerca de 440 crianças nessas festas, que, além do dia de diversão, retornaram para casa com brinquedos, livros, doces, alimentos e outros presentes. Na Páscoa, o Corinthians ainda distribuiu mil ovos de chocolate para as crianças participantes dos passeios do Time do Povo e para crianças de abrigos da zona leste da capital paulista. Jogadores e Comissão Técnica do time de futebol profissional participaram da distribuição no Centro Social Nossa Senhora do Bom Parto, no Largo São José do Belém, na zona leste de São Paulo. Ao longo do projeto, foram doados diretamente às crianças mais de 7 toneladas de alimentos (arroz e feijão) com a marca Corinthians, fruto da parceria com a empresa Broto Legal. Em 2012, foram doadas cerca de 4 toneladas de alimentos. Como cumprimento ao acordo judicial entre o Corinthians e a Prefeitura de São Paulo, referente à cessão do terreno onde está sendo construída a Arena Corinthians, passamos a receber crianças do clube Escola nas atividades do Time do Povo. São empresas parceiras do Time do Povo: Rede Poderoso Timão, Toyng Brinquedos, Algazarra, Big Star, Plastbrinq, Pop Ice e Broto Legal.


Paulo, administrada e mantida pelo próprio clube. No total, 510 crianças estão matriculadas em unidades sociais da Chute Inicial. O primeiro bimestre de 2013 é o marco da inauguração de mais duas unidades sociais, na região de Itaquera, cada uma com capacidade de atendimento para 200 crianças. Essas inaugurações fazem parte do acordo judicial entre o Corinthians e a Prefeitura de São Paulo referente à cessão do terreno onde está sendo construída a Arena Corinthians.

Sangue Corinthiano

Unidade da Chute Inicial nos Estados Unidos

Chute Inicial

Chute Inicial é uma rede de escolas licenciadas do Sport Club Corinthians Paulista que tem a finalidade de levar os ensinamentos e a disciplina do esporte ao maior número de crianças e adolescentes possível, oportunizando também a participação dos mais carentes. Ao todo, o Chute Inicial conta com 104 unidades e mais de 18 mil alunos matriculados. Em 2012, faturou R$ 1,57 milhão, bem acima do R$ 1,24 milhão de faturamento registrado em 2011. Além das unidades de Joinvile/ SC, Rio de Janeiro (cinco unidades), Salvador/BA, Londrina/PR, Colider/ MT e Uberlândia/MG, o Corinthians ampliou a rede de escolas com novas unidades em Brasília/DF, Goiânia/GO, Maricá/RJ, Fortaleza/CE, Ariquemes/ RO, Ponta Grossa/PR, Curitiba/PR, Campo Grande/MS, Anápolis/GO e Engenheiro Pedreira/RJ. O grande destaque foi a inauguração do Corinthians Soccer

indicadores GRI SO1

Academy, da unidade de Fontana, na Califórnia (Estados Unidos), que já conta com mais de cem alunos e lidera as ligas de futebol norte-americanas. Desde 2011, foram abertas três unidades sociais de escolas de futebol Chute Inicial, localizadas em comunidades carentes: uma na Vila Jacuí, em São Paulo, outra em Pindamonhangaba (SP) – ambas em parcerias com entidades locais de fins não lucrativos – e a terceira na comunidade de Heliópolis, em São

A Campanha Sangue Corinthiano tem o objetivo promover o "Dia de Corinthiano Doar Sangue", fidelizando e conscientizando os torcedores pelo Brasil sobre a importância da doação de sangue. Organizada por torcedores e com o apoio do Corinthians, a Sangue Corinthiano chegou a sua décima edição em 2012 com números expressivos: Já foram 21.097 mil doadores em todo o Brasil, o que representa 84.388 mil vidas salvas. Só em 2012, um total de 5.212 doadores ajudou a salvar 20.848 vidas. No ano, a campanha também passou a divulgar a importância da doação de medula, incentivando a inscrição e o teste sanguíneo para o banco nacional de medula o Redome.

“Cada doação pode salvar a vida de mais de quatro pessoas, então é muito importante a mobilização da nação corinthiana” Alexandre Padilha, ministro da saúde, durante a edição 2012 da Campanha Sangue Corinthiano

relatório de sustentabilidade 2012

59


Além de fomentar as doações de sangue em si, a campanha ainda promove a abertura de postos de coleta em todo o território nacional e também em alguns outros países, por meio de parcerias com os bancos de sangue locais, fidelizando novos voluntários tanto para a organização quanto para a doação do sangue propriamente. Os beneficiários são sempre os referidos bancos de sangue locais. Nesta última edição, contamos com o apoio do ministério da Saúde e também com a presença do Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, em um dos nossos postos de coleta, na cidade de São Paulo.

Ações de Patrocínio Social

Ao longo de 2012, o Corinthians divulgou, em jogos do time principal de futebol, diversas campanhas de responsabilidade social de instituições com trabalho reconhecido pela sociedade. Essas campanhas foram divulgadas em faixas exibidas aos torcedores no estádio e pelas transmissões de TV. Em alguns dos jogos, os próprios atletas entraram em campo com as referidas faixas ou com camisetas das Campanhas. O clube ainda cedeu o espaço de patrocínio máster na camisa de futebol profissional em oito partidas do Campeonato Brasileiro 2012 para divulgação institucional de entidades com reconhecido trabalho em responsabilidade social.

Nasci fiel

O nascimento de um filho é sempre um momento muito especial para as famílias. Porém, a ocasião também traz uma série de preocupações, principalmente para a

60

sport club corinthians paulista

números do sangue corinthiano 1ª edição Número de doadores

1.000

2ª edição Número de doadores

1.320

3ª edição Número de doadores

1.540

Ação especial no Parque São Jorge Número de candidatos doadores:

500

4ª Edição Número de doadores

1.890

5ª Edição Número de doadores

2.030

6ª Edição Número de doadores

2.250

7ª Edição Número de doadores

2.425

8ª edição Número de doadores

2.780

Ação Especial – 8º Batalhão da Policia Militar/zona norte de São Paulo Número de doadores

150

9ª edição (2012) Número de doadores

3.012

10ª edição (2012) Número de doadores

2.200

Número de doadores Total de vidas salvas

21.097 84.388

população mais humilde. A dificuldade das famílias é grande em decorrência dos preços elevados dos artigos infantis, muitas vezes inacessíveis. Pensando nisso, o Sport Club Corinthians Paulista desenvolveu o projeto Nasci Fiel para auxiliar famílias com esse tipo de necessidade nesse

momento tão especial. O projeto visa assistir famílias carentes após o nascimento de seus filhos por meio de doação de kits de produtos para recém-nascidos em maternidades públicas. A maternidade escolhida para o início do projeto foi a do Hospital Santa Marcelina, a maior da zona leste de São Paulo, localizada próxima à Arena Corinthians. Os produtos foram escolhidos com o maior carinho pela equipe do Corinthians, contando com parceiros importantíssimos para a implantação de mais esse projeto. As roupinhas, mantas e bolsa fornecidas pela empresa Revodor são feitas em material ecologicamente correto, utilizando algodão de fibra 100% natural, sem qualquer corante ou outras impurezas, o que reduz, inclusive, o risco de alergias no recém-nascido. O projeto conta com parceria do Ministério da Saúde para divulgação de Campanha de Amamentação, através da divulgação de material educativo sobre o tema. Além disso, o Corinthians doa, por mês, mil fraldas para o referido hospital, com a finalidade de atender a outras necessidades além da maternidade, como no caso de crianças internadas na ala pediátrica do referido hospital.

Campanha Doe um Gol – Fundação Abrinq

Em parceira com a Fundação Abrinq, Save the Children, foi lançado em novembro de 2012, no Centro de Treinamento Dr. Joaquim Grava, a campanha “Doe um gol”, que tem como objetivo lembrar e divulgar a importância do exame pré-natal para a saúde da mãe e do bebê. A campanha conta com a participação dos craques do Timão, que posaram com uma bola embaixo da camisa, simulando

indicadores GRI SO1


uma gravidez, para o material de divulgação, além de gravar vídeos sobre o tema.

Criança Esperança

O Corinthians apoia e divulga a Campanha Criança Esperança, da Unicef em parceria com a Rede Globo. O clube colaborou divulgando o logotipo da campanha como patrocínio máster da camisa de jogo em duas partidas do Campeonato Brasileiro. Nesses dois anos de participação, o Corinthians também realizou doações em dinheiro, num total de R$ 40 mil. Crianças atendidas pelo Criança Esperança foram recebidas em um visita especial do projeto Time do Povo e puderam conhecer a Sede Social do clube e o Memorial, além de acompanhar um treino do time de futebol profissional no CT Joaquim Grava. Lá, conheceram os jogadores, que distribuíram autógrafos e tiraram fotos.

Teleton

O Corinthians participou pelo terceiro ano consecutivo da maratona televisiva organizada pelo SBT que tem como objetivo arrecadar fundos para a AACD. Crianças atendidas pela AACD visitaram a Sede Social do clube, o Memorial e o CT Joaquim Grava, onde conheceram os jogadores do time de futebol profissional, que presentearam a garotada com um kit de brinquedos. Nesses três anos, o Corinthians doou R$ 288.340,94 à AACD.

Apoio ao Paradesporto

O Corinthians promove a prática de esportes entre crianças, adolescentes e adultos com deficiência intelectual, assistidos pela entidade paradesportiva JR Ferraz. O clube oferece uniformes, material esportivo e espaços para treinamentos e competições.

Pela cultura

Com o objetivo e a responsabilidade de oferecer cultura e informação aos seus associados, o Corinthians criou o Departamento Cultural. Em pouco tempo de atuação, os resultados impressionam. A família corinthiana agora também vai ao 777 da Rua São Jorge para: assistir a espetáculos de teatro, música e dança, sempre a preços acessíveis; assistir a filmes no Cine Timão, gratuitamente; participar de oficinas teatrais; ver shows de artistas que estão no auge de suas carreiras; e ver apresentações dirigidas ao público infantil. Os principais fatos que envolvem o Corinthians são apresentados na revista Nação Corinthians, uma publicação em cores, cujo acabamento não deixa a dever para nenhuma revista das principais editoras brasileiras. A Nação Corinthians é bimestral e distribuída gratuitamente aos associados. Nas suas páginas, o corinthiano encontra reportagens sobre grandes nomes do Timão, fatos que fizeram e fazem a história do Corinthians, personagens, curiosidades e celebridades que vestem as cores do alvinegro do Parque São Jorge.

“Pequenos Torcedores, Grandes Leitores”

Com o objetivo de estimular o gosto pela leitura, o Corinthians lançou a campanha de doação e incentivo à leitura “Pequenos Torcedores, Grandes Leitores”, na qual recebe livros de torcedores e editoras parceiras para serem doados a entidades que trabalhem com crianças em situação de risco social (creches, escolas infantis, centro de convivência e abrigos) em São Paulo e em algumas cidades que contam com Embaixadas da República Popular do Corinthians que participam da campanha.

Premier Skills/ Corinthians no Programa Escola da Família Parceria entre o Corinthians, a Secretaria Estadual de Educação, o Conselho Britânico – o British

Council – e a Premier League (liga que organiza o campeonato inglês de futebol), tem como objetivo buscar a inclusão de crianças e jovens em atividades esportivas, culturais e educacionais, além de especialmente desenvolver, desde cedo, noções de cidadania. Inicialmente, serão atendidas dez escolas públicas da zona leste de São Paulo, com aproximadamente 500 jovens, com ações semanais. O Corinthians oferece capacitação aos universitários responsáveis por organizar as atividades. Os alunos mais bem avaliados são premiados com visitas ao clube, direito a ver jogos no Pacaembu e participação em treinamentos especiais com os profissionais do Departamento de Futebol de Base. O Escola da Família espelha projetos implantados em bairros europeus, que apresentaram resultados positivos nas camadas mais carentes da população e expostas à criminalidade.

relatório de sustentabilidade 2012

61


memorial

Teu passado é uma bandeira Memorial Corinthians une tecnologia e paixão para contar nossa história centenária O Memorial do Corinthians é considerado, atualmente, um centro de atração turística da cidade de São Paulo. Inaugurado em janeiro de 2006, com uma concepção inovadora, nele tecnologia e paixão se unem para contar em detalhes essa história centenária e cheia de glórias. Localizado no prédio da Sede Social do Parque São Jorge, faz com que seus visitantes deixem de ser apenas torcedores e passem a viver o mundo do futebol alvinegro. No Memorial do Corinthians é possível encontrar as seguintes atrações:

Vestiário

Armários, som ambiente e chuteiras criam o clima que os jogadores enfrentam antes de entrar no campo;

Estádio

Instalação de áudio e vídeo envolve o visitante com a vibração da torcida corinthiana;

Vídeos

Seleção de gols, dribles, vitórias e defesas memoráveis;

Equipes

Mosaico reúne fotos de todas as equipes desde 1910;

Sala de troféus

Expõe os principais troféus conquistados pelo clube. Destaque para os do Mundial Interclubes da Fifa e da Libertadores da América;

62

sport club corinthians paulista

Hall dos ídolos

Painéis com fotos em tamanho real dos maiores craques da história alvinegra;

Games

Jogos eletrônicos colocam em um campo virtual as equipes campeãs do Corinthians;

Acervo

Camisas, bolas e outros objetos de valor histórico. Terminal de dados dá acesso a informações sobre o clube e todas as partidas disputadas em sua história;

Eternamente dentro de nossos corações

A Calçada da Fama é um local onde ídolos do clube são eternizados gravando seus pés em cimento. Os homenageados conquistam o direito de gravar seus pés por diferentes motivos: Mundo do Corinthians Basílio, Vaguinho, Wladimir A história do clube é contada em um e Zé Maria, por exemplo, são painel com mais de 650 fotos históricas, os heróis do título paulista de incluindo as de futebol e as de outras 1977; Ruço e Tobias ganharam modalidades, além da Galeria dos destaque pela invasão de 1976; Presidentes e da Linha do Tempo, que é Edu e Luisão foram campeões formada por textos e imagens; mundiais em 2000; Paulo Borges e Flávio Minuano marcaram os Homenagem ao gols do fim do jejum de 11 anos e título de 1977 22 partidas do time sem vencer o Imagens de 77 e o troféu do Santos; Dentinho é o autor do gol Campeonato Paulista, que terminou 10 mil da história do Corinthians. com o chamado “jejum corinthiano”, Em 2012, outros cinco expodem ser encontrados nessa área -atletas garantiram seu lugar do Memorial; na calçada: Zé Elias, campeão paulista e da Copa do Brasil Cine Memorial em 1995; Dinei, único jogador A emoção das principais conquistas com tricampeão brasileiro pelo imagem e som de uma sala de cinema; clube, em 1990, 1998 e 1999; além de Vampeta, Edilson e Loja oficial Ao deixar o Memorial, o visitante passa pela Fabio Luciano, todos campeões mundiais em 2000. loja do Corinthians, a Poderoso Timão.


relat贸rio de sustentabilidade 2012

63


memória

invasões Corinthianas 64

Mesmo longe de casa, a fiel sempre dá provas de sua devoção e “invade” outras cidades. Três situações em especial foram marcantes

sport club corinthians paulista


“Nunca uma torcida invadiu outro estado com tamanha euforia. Um turista que por aqui passasse, havia de anotar no seu caderninho: 'O Rio é uma cidade ocupada'” Nelson Rodrigues

80 mil corinthianos invadiram o Rio e acompanharam a semifinal do Brasileiro de 1976, no Maracanã. Preste atenção nessa bandeira

1976 a primeira Fluminense 1 x 1 Corinthians Maracanã, Rio de janeiro, 5 de dezembro de 1976 Na época em que o Maracanã comportava 200 mil pessoas, mais de 80 mil corinthianos percorreram os 439 quilômetros que separam a capital paulista do Rio de Janeiro rumo

a um sonho: chegar à decisão do Campeonato Brasileiro de 1976, mantendo acesa a esperança de acabar com o jejum de título que, na época, durava 21 anos.

Alguns detratores, numa tentativa de desmerecer o feito, chegam a usar argumentos inconsistentes em si. Há quem diga que havia “no máximo, 40 mil corinthianos”. Certamente ele estava contaminado pela lógica corinthiana. De fato, naquele dia, 40 mil torcedores era um número pequeno demais para a Fiel, que dividiu o estádio ao meio e viu, sob chuva torrencial, o Corinthians empatar uma partida com uma equipe

que era tecnicamente superior. O Fluminense, na época, era um esquadrão conhecido como a Máquina Tricolor. Mas o Timão tinha a raça. Tinha a Fiel. E tinha Zé Maria, Wladimir, Romeu, Vaguinho e Ruço, que de bicicleta fez o gol de empate, que levou a partida para os pênaltis. Então brilhou o goleiro Tobias, que defendeu três cobranças rivais. Empurrado pela Fiel, a 400 km de casa, o Corinthians acabou com a máquina. relatório de

sustentabilidade 2012

65


2000 a segunda VAsco 0 x 0 Corinthians

Maracanã, Rio de janeiro, 14 de janeiro de 2000

Vinte e quatro anos depois da 1ª Invasão, a Fiel voltou a percorrer os 439 km entre São Paulo e Rio de Janeiro. Mas desta vez para ver o Corinthians campeão. Era a final do primeiro Mundial de Clubes organizado pela Fifa, no Brasil. O Corinthians, na época bicampeão brasileiro, era o representante do país-sede. O Vasco ocupava a vaga de Campeão sul-americano. Mais uma vez o rival tinha um esquadrão. Mas desta vez o Corinthians também tinha. O jogo foi duro, mas os 30 mil corinthianos não pararam de cantar um minuto sequer e fizeram o time lutar até o fim. O gol não saiu e a decisão foi para o pênaltis. Deu Corinthians por 4 x 3,. E pela primeira vez o mundo foi nosso.

30 mil corinthianos foram ao Maracanã para a final do Mundial de Clubes de 2000. Reconhece a bandeira? É a mesma de 76

“Nunca tive nada contra o Corinthians. Apenas precisava calar logo aquela massa incrível. Se não calasse, a torcida ganharia o jogo” Pelé

66

sport club corinthians paulista


“Espero que (a torcida) não faça a diferença” Rafa Benitez, técnico do Chelsea, três dias antes da decisão do Mundial de Clubes

35 mil corinthianos foram ao Japão acompanhar o Mundial de Clubes de 2012. A bandeira das invasões do Rio também estava lá

2012 a terceira Corinthians 1 x 0 Al Ahly

e Corinthians 1 x 0 Chelsea Toyota, Japão, 12 de dezembro de 2012 Yokohama, Japão, 16 de dezembro de 2012

O Japão nunca vira nada igual durante jogos do Mundial de Clubes. Os corinthianos chegavam de todos os cantos do planeta. Vindos de Brasil, Austrália, Reino Unido, Alemanha, EUA e outros países, eles tomaram conta da Terra do Sol Nascente para empurrar o time rumo ao bicampeonato mundial. Se eram 20 mil ou 30 mil, importa pouco. A 3ª Invasão era visível, audível e muito real. Quem estava lá ou viu pela TV as arquibancadas do Toyota Stadium, no dia 13, ou no Estádio Internacional de Yokohama, no dia 16, pode constatar o quão impressionante foi à presença da torcida do Corinthians. As faixas de apoio contornaram os anéis, em cima e embaixo. O grito da vez foi “Vamos, vamos Corinthians. Nesta noite, teremos que ganhar!” A torcida cantou durante 90 minutos e, se houve silêncio, este durou apenas uma fração de segundo: aquele que antecedeu a cabeçada de Paolo Guerrero para marcar o gol da partida e do bicampeonato.

relatório de sustentabilidade 2012

67


Ô, ô, ô: poderos

Grito usado incessantemente pela Fiel durante toda a partida da decisão do 1º Mundial de Clubes da Fifa, em 2000.


todo so Timão!

Como um mantra, o som dominou o Maracanã, encolheu a torcida da casa e tirou a concentração do adversário


SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA

Demonstrações Financeiras em 31 de dezembro de 2012 acompanhadas do Relatório dos Auditores Independentes

CONTEÚDO

Parecer dos auditores independentes Quadro 1 - Balanços patrimoniais Quadro 2 - Demonstração dos resultados Quadro 3 - Demonstração dos fluxos de caixa Quadro 4 - Demonstração do valor adicionado Quadro 5 - Demonstração das mutações do patrimônio líquido Relatório de asseguração limitada dos auditores independentes sobre o Relatório de Sustentabilidade 2012


Relatório dos auditores independentes

Aos Administradores, Conselheiros e Associados do Sport Club Corinthians Paulista - SCCp Examinamos as demonstrações contábeis do Sport Club Corinthians Paulista (Clube), que compreendem o balanço patrimonial em 31 de dezembro de 2012 e as respectivas demonstrações do resultado, das mutações do patrimônio líquido, dos fluxos de caixa e do valor adicionado para o exercício findo naquela data, assim como o resumo das principais práticas contábeis e demais notas explicativas.

Responsabilidade da Administração sobre as demonstrações contábeis

A Administração do clube é responsável pela elaboração e adequada apresentação dessas demonstrações contábeis, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil aplicáveis a entidades desportivas profissionais, e pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a elaboração de demonstrações contábeis livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro.

Responsabilidade dos auditores independentes

Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações contábeis com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de exigências éticas pelos auditores e também que a auditoria seja planejada e executada com o objetivo de obter

a segurança razoável de que as demonstrações contábeis estão livres de distorção relevante. Uma auditoria envolve a execução de procedimentos selecionados para a obtenção de evidência a respeito dos valores e das divulgações apresentados nas demonstrações contábeis. Os procedimentos selecionados dependem do julgamento do auditor, incluindo a avaliação dos riscos de distorção relevante nas demonstrações contábeis, independentemente se causada por fraude ou erro. Nessa avaliação de riscos, o auditor considera os controles internos relevantes para a elaboração e adequada apresentação das demonstrações contábeis do clube para planejar os procedimentos de auditoria que são apropriados nas circunstâncias, mas não para fins de expressar uma opinião sobre a eficácia desses controles internos do clube. Uma auditoria inclui, também, a avaliação da adequação das práticas contábeis utilizadas e a razoabilidade das estimativas contábeis feitas pela Administração, bem como a avaliação da apresentação das demonstrações contábeis tomadas em conjunto.

financeira do Sport Club Corinthians Paulista em 31 de dezembro de 2012, o desempenho de suas operações e os fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil aplicáveis a entidades desportivas profissionais.

Acreditamos que a evidência de auditoria obtida é suficiente e apropriada para fundamentar nossa opinião.

São Paulo, 24 de janeiro de 2013.

Opinião

Em nossa opinião, as demonstrações contábeis acima referidas apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e

Outros assuntos Demonstração dos Valores Adicionados (DVA) Examinamos, também, a Demonstração dos Valores Adicionados (DVA), referente ao exercício findo em 31 de dezembro de 2012, cuja apresentação é requerida pela legislação societária brasileira para companhias abertas e opcionalmente divulgada pelo clube. Essa demonstração foi submetida aos mesmos procedimentos de auditoria descritos anteriormente e, em nossa opinião, estão adequadamente apresentadas, em todos os seus aspectos relevantes, em relação às demonstrações contábeis tomadas em conjunto.

Marcos Venicio Sanches Contador CRC 1SP-218.030/O-9 Grant Thornton Auditores Independentes CRC 2SP-025.583/O-1

relatório de sustentabilidade 2012

71


BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 e 2011 (Valores expressos em milhares de reais)

ATIVO ATIVO CIRCULANTE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA CONTAS A RECEBER

2012

2011

245.702

188.531

26.598

4.003

PASSIVO E PATRIMôNIO LÍQUIDO

2012

2011

398.917

289.310

EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS

21.081

32.828

PASSIVO CIRCULANTE

199.882

169.496

FORNECEDORES

41.534

39.8332

DIREITO DE USO DE IMAGEM

8.505

8.390

EXPLORAÇÃO DE IMAGEM A PAGAR

14.425

9.635

OUTRAS CONTAS A RECEBER

6.252

5.313

OBRIGAÇÕES E ENCARGOS SOCIAIS

309

300

4.156

1.029

ESTOQUES DESPESAS DO EXERCÍCIO SEGUINTE

135.606

76.519

OBRIGAÇÕES TRIBUTÁRIAS

8.482

4.910

TRIBUTOS PARCELADOS

4.104

3.913

RECEITAS A REALIZAR

ATIVO NÃO CIRCULANTE

895.155

321.483

REALIZÁVEL A LONGO PRAZO DEPÓSITOS JUDICIAIS

173.532

121.673

OUTRAS CONTA S A PAGAR

153

-

PASSIVO NÃO CIRCULANTE

918.998

399.196

13.341

20.840

EMPRÉSTIMOS 4.411

4.122

866.911

308.162

DIREITO DE USO DE IMAGEM

4.493

6.403

RECEITAS A REALIZAR

DIREITOS PARA NEGOCIAÇÕES

19.340

2.796

PROVISÃO PARA CONTINGÊNCIAS

PERMANENTE

251.929

245.825

PATRIMÔNIO LÍQUIDO

IMOBILIZADO LÍQUIDO

202.621

192.695

PATRIMÔNIO SOCIAL

49.308

53.130

CONTAS A RECEBER

INTANGÍVEL

EXPLORAÇÃO DE IMAGEM A PAGAR TRIBUTOS PARCELADOS

RESERVA DE REAVALIAÇÃO RESERVA DE CAPITAL DÉFICITS ACUMULADOS

TOTAL DO ATIVO

1.392.786

755.839

TOTAL DO PASSIVO

2.840

5.473

50.267

53.636

845.050

312.310

7.500

6.937

74.871

67.333

1

1

90.542

93.158

31

31

(15.703)

(25.857)

1.392.786

755.839

As Notas Explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras. Acesse-as no endereço eletrônico www.corinthians.com.br/upload/site/balanco-corinthians.pdf

72

sport club corinthians paulista


DEMONSTRAÇÃO DOS RESULTADOS PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 e 2011 (Valores expressos em milhares de reais)

FUTEBOL

2011

CLUBE SOCIAL E ESPORTES AMADORES

2012

(reclassificado)

153.762

112.486

PATROCÍNIOS E PUBLICIDADES

64.647

44.382

EXPLORAÇÕES COMERCIAIS

15.405

8.486

ARRECADAÇÃO DE JOGOS

35.111

27.171

LICENCIAMENTO E FRANQUIAS

21.564

14.038

OUTRAS RECEITAS

933

892

47.595

32.044

(596)

(478)

46.999

31.566

(21.643)

(18.361)

RECEITA BRUTA DIREITOS DE TRANSMISSÃO DE TV

PREMIAÇÕES, FIEL TORCEDOR E LOTERIAS E OUTRAS SUBTOTAL RECEITAS COM REPASSES DE DIREITOS FEDERATIVOS TOTAL DAS RECEITAS OPERACIONAIS

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA DO FUTEBOL

23.572

14.700

277.092

198.739

33.825

59.706

310.917

258.445

(17.469)

(9.455)

CONTRIBUIÇÕES DOS SÓCIOS

TOTAL DAS RECEITAS operacionais

IMPOSTOS E CONTRIBUIÇÕES RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA DO CLUBE SOCIAL E ESPORTES AMADORES

248.990

(105.363)

(73.308)

PESSOAL

(31.247)

(26.444)

SERVIÇOS DE TERCEIROS

(5.558)

(4.744)

CUSTO COM VENDAS E AQUISIÇÃO DE ATLETAS

(16.645)

(43.784)

DEPREC. E AMORTIZ. DE DIREITOS

(45.532)

(27.266)

ESPORTES AMADORES

FUTEBOL

(20.732)

(15.132)

RECUPERAÇÃO DE DESPESAS

(8.191)

(6.708)

(233.268)

(197.386)

60.180

51.604

(47.451)

(32.086)

190

(2.882)

RECEITAS (DESPESAS) OPERACIONAIS

SERVIÇOS DE TERCEIROS GERAIS E ADMINISTRATIVAS

RATEIO DE DESPESAS ADMINISTRATIVAS

TOTAL DAS DESPESAS OPERACIONAIS

SUPERÁVIT OPERACIONAL ANTES DAS DESPESAS FINANCEIRAS E RESULTADO NÃO OPERACIONAL DESPESAS FINANCEIRAS LÍQUIDAS OUTRAS RECEITAS

8.628

RECEITAS (DESPESAS) OPERACIONAIS

GERAIS E ADMINISTRATIVAS DEPREC. E AMORTIZ. DE DIREITOS

RATEIO DAS DESPESAS ADMINISTRATIVAS

TOTAL DAS DESPESAS OPERACIONAIS

SUPERÁVIT (DÉFICIT) OPERACIONAL DO CLUBE SOCIAL E ESPORTES AMADORES ANTES DAS DESPESAS FINANCEIRAS EM RESULTADO NÃO OPERACIONAL DESPESAS FINANCEIRAS LÍQUIDAS OUTRAS RECEITAS (DÉFICIT) DO CLUBE SOCIAL E ESPORTES AMADORES

SUPERÁVIT do futebol NO EXERCÍCIO

9.693

DEDUÇÕES DA RECEITA BRUTA

293.448

PESSOAL

2011

RECEITA BRUTA

DEDUÇÕES DA RECEITA BRUTA IMPOSTOS E CONTRIBUIÇÕES

2012

12.919

16.636

SUPERÁVIT DO EXERCÍCIO

(9.429)

(9.450)

(15.813)

(14.872)

(4.919)

(4.976)

(775)

(770)

-

4

8.191

6.708

(44.388)

(41.717)

2.611

(10.151)

(8.395)

(1.762)

403

597

(5.381)

(11.316)

7.538

5.320

As Notas Explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras. Acesse-as no endereço eletrônico www.corinthians.com.br/upload/site/balanco-corinthians.pdf

relatório de sustentabilidade 2012

73


DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 e 2011 (Valores expressos em milhares de reais) 2012

2011

7.538

5.320

FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES OPERACIONAIS SUPERÁVIT DO EXERCÍCIO AJUSTES PARA RECONCILIAR O SUPERÁVIT LÍQUIDO AO CAIXA GERADO PELAS: ATIVIDADES OPERACIONAIS DEPRECIAÇÃO DO ATIVO IMOBILIZADO

6.799

5.525

AMORTIZAÇÃO INTANGÍVEL

43.651

26.462

ENCARGOS SOBRE EMPRÉSTIMOS

13.278

14.151

204

163

(596.165)

(262.781)

BAIXAS DE ATIVO IMOBILIZADO (AUMENTO) DIMINUIÇÃO NO ATIVO CIRCULANTE E NÃO CIRCULANTE CONTAS A RECEBER DIREITOS E USO DE IMAGEM

1.795

5.904

OUTRAS CONTAS A RECEBER

(940)

(2.887)

(9)

128

ESTOQUES DESPESAS DO EXERCÍCIO SEGUINTE DEPÓSITOS JUDICIAIS

(3.127)

87

(288)

(1.434)

16.618

AUMENTO (DIMINUIÇÃO) NO PASSIVO CIRCULANTE E NÃO CIRCULANTE FORNECEDORES

1.701

IMPOSTOS E TRIBUTOS A RECOLHER

3.572

(63)

EXPLORAÇÃO DE IMAGEM A PAGAR

2.157

(1.383)

OBRIGAÇÕES E ENCARGOS SOCIAIS

59.087

33.564

TRIBUTOS PARCELADOS

(3.179)

761

PROVISÃO PARA CONTINGÊNCIAS

564

(301)

OUTRAS CONTAS A PAGAR

154

280.485

RECEITAS A REALIZAR

584.599

CAIXA LÍQUIDO GERADO PELAS ATIVIDADES OPERACIONAIS

121.391

120.319

ADIÇOES DE ATIVO IMOBILIZADO

(14.224)

(20.901)

INTANGÍVEL - LÍQUIDO

(39.829)

(63.222)

DIREITOS PARA NEGOCIAÇÕES

(16.544)

338

(8.698)

(9.773)

(79.295)

(93.558)

59.554

34.381

PAGAMENTOS DOS EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS

(79.055)

(58.284)

CAIXA LÍQUIDO GERADO (UTILIZADO) PELAS ATIVIDADES DE FINANCIAMENTOS

(19.501)

(23.904)

ATLETAS EM FORMAÇÃO

CAIXA LÍQUIDO UTILIZADO PELAS ATIVIDADES DE INVESTIMENTOS FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE FINANCIAMENTOS CAPTAÇÃO DOS EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS

CAIXA, BANCOS E APLICAÇÕES FINANCEIRAS 4.003

1.145

NO FIM DO EXERCÍCIO

NO INÍCIO DO EXERCÍCIO

26.598

4.003

AUMENTO EM CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA

22.595

2.858

As Notas Explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras. Acesse-as no endereço eletrônico www.corinthians.com.br/upload/site/balanco-corinthians.pdf

74

sport club corinthians paulista


DEMONSTRAÇÕES DO VALOR ADICIONADO PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 e 2011 (Valores expressos em milhares de reais) FUTEBOL

2012

2011

RECEITAS

CLUBE SOCIAL E ESPORTES AMADORES

2012

2011

15.281

8.486

RECEITAS

PARTICIPAÇÃO EM CAMPEONATOS

153.762

112.486

EXPLORAÇÃO E USO DA MARCA

64.647

44.382

QUADRO ASSOCIATIVO

REPASSES DE DIREITOS FEDERATIVOS

33.825

59.706

OUTRAS RECEITAS

ARRECADAÇÃO DE JOGOS

35.111

27.171

PREMIAÇÕES, FIEL TORCEDOR, LOTERIAIS E OUTRAS

23.573

14.700

310.918

258.445

(49.023)

(39.832)

(5.471)

(4.507)

(16.645)

(43.784)

0

(2.985)

INSUMOS ADQUIRIDOS DE TERCEIROS SERVIÇOS CONTRATADOS DESPESAS GERAIS E ADMINISTRATIVAS CUSTO COM VENDAS E AQUISIÇÕES DE ATLETAS RECUPERAÇÃO DE DESPESAS RATEIO DE DESPESAS ADMINISTRATIVAS

EXPLORAÇÃO E USO DA MARCA

9.693

8.628

22.621

14.930

47.595

32.044

INSUMOS ADQUIRIDOS DE TERCEIROS SERVIÇOS CONTRATADOS

(10.204)

(10.220)

DESPESAS GERAIS E ADMINISTRATIVAS

(15.440)

(14.608)

RECUPERAÇÃO DE DESPESAS RATEIO DE DESPESAS

-

4

8.190

6.708

(17.454)

(18.116)

(8.191)

(6.709)

(79.330)

(97.817)

VALOR ADICIONADO BRUTO

231.588

160.628

VALOR ADICIONADO BRUTO

30.141

13.928

DEPRECIAÇÃO E AMORTIZAÇÃO

(45.532)

(27.266)

DEPRECIAÇÃO E AMORTIZAÇÃO

(4.919)

(4.976)

133.362

VALOR ADICIONADO LÍQUIDO PRODUZIDO PELA ATIVIDADE

25.222

8.952

VALOR ADICIONADO LÍQUIDO PRODUZIDO PELA ATIVIDADE

186.056

VALOR ADICIONADO RECEBIDO EM TRANSFERÊNCIA

VALOR ADICIONADO RECEBIDO EM TRANSFERÊNCIA RECEITAS FINANCEIRAS VALOR ADICIONADO TOTAL A DISTRIBUIR

6.510

8.497

192.566

141.859

RECEITAS FINANCEIRAS VALOR ADICIONADO TOTAL A DISTRIBUIR

1.191 10.143

21.643

18.361

8.503

2.356

969

742

(5.381)

(11.316)

25.734

10.143

DISTRIBUIÇÃO DO VALOR ADICIONADO

DISTRIBUIÇÃO DO VALOR ADICIONADO

PESSOAL

PESSOAL ADMINISTRATIVOS E ATLETAS

73.308

ADMINISTRATIVOS, PARQUE SOCIAL E ESPORTES AMADORES

REMUNERAÇÃO DE CAPITAIS DE TERCEIROS

REMUNERAÇÃO DE CAPITAIS DE TERCEIROS

JUROS

53.771

40.479

JUROS

2.996

1.856

17.517

9.580

12.919

16.636

192.566

141.859

ALUGUÉIS

105.363

GOVERNOS

GOVERNOS TRIBUTOS (FEDERAL, ESTADUAL E MUNICIPAL)

TRIBUTOS (FEDERAL, ESTADUAL E MUNICIPAL)

PATRIMÔNIO LÍQUIDO

PATRIMÔNIO LÍQUIDO SUPERÁVIT

512 25.734

(DÉFICIT)

As Notas Explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras. Acesse-as no endereço eletrônico www.corinthians.com.br/upload/site/balanco-corinthians.pdf

relatório de sustentabilidade 2012

75


DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 e 2011 (Valores expressos em milhares de reais)

patrimônio social

RESERVA DE REAVALIAÇÃO

RESERVA DE capital/ doações

déficits acumulados

total

EM 31 DE DEZEMBRO DE 2010

1

95.822

31

(33.841)

62.013

REALIZAÇÃO DA RESERVA DE REAVALIAÇÃO

-

(2.664)

-

2.664

-

SUPERÁVIT DO EXERCÍCIO

-

-

-

5.320

5.320

EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011

1

93.158

31

(25.857)

67.333

REALIZAÇÃO DA RESERVA DE REAVALIAÇÃO

-

(2.616)

-

2.616

-

SUPERÁVIT DO EXERCÍCIO

-

-

-

7.538

7.538

EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012

1

90.542

31

(15.703)

74.871

Mário gobbi FILHO

Raul Corrêa da Silva

Marcos Chiarastelli

Mauro Túlio Garcia

Presidente

Superintendente Divisão Financeira

Diretor de Finanças

Contador – CRC 1SP132.860/0-9

As Notas Explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras. Acesse-as no endereço eletrônico www.corinthians.com.br/upload/site/balanco-corinthians.pdf

76

sport club corinthians paulista


Relatório de Asseguração Limitada dos Auditores Independentes sobre as informações socioambientais contidas no Relatório de Sustentabilidade 2012 Aos Administradores – Sport Club Corinthians Paulista – SCCP

Introdução

Fomos contratados pelo Sport Club Corinthians Paulista – SCCP (“Corinthians”) para apresentar nosso relatório de asseguração limitada sobre a compilação das informações socioambientais contidas no Relatório de Sustentabilidade 2012 do Sport Club Corinthians Paulista – SCCP, relativas ao exercício findo em 31 de dezembro de 2012 bem como sobre a verificação quanto a aderência dos requisitos previstos pelo GRI-G3.1 para relatórios com Nível de aplicação C+.

Responsabilidades da administração sobre o Relatório de Sustentabilidade 2012 A administração do Sport Club Corinthians Paulista – SCCP é responsável pela elaboração e adequada apresentação das informações socioambientais contidas no Relatório de Sustentabilidade 2012 de acordo com os critérios descritos no Global Reporting Initiative (GRI-G3.1) e pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a elaboração dessas informações livres de distorções relevantes, independentemente se causada por fraude ou erro.

Responsabilidade dos auditores independentes Nossa responsabilidade é expressar conclusão sobre as informações socioambientais contidas no Relatório de Sustentabilidade 2012, com base no trabalho de asseguração limitada conduzido de acordo com o Comunicado Técnico CTO 01 – Emissão de Relatório de Asseguração Relacionado com Sustentabilidade e Responsabilidade Social, emitido pelo Conselho Federal de Contabilidade com base na NBC TO 3000 -Trabalhos de Asseguração Diferente de Auditoria e Revisão, também emitida pelo Conselho Federal de Contabilidade – CFC, que é equivalente à norma internacional ISAE 3000 – Assurance engagements other than audits or reviews of historical financial information, emitida pelo IAASB – International Auditing and Assurance Standards Board. Essas normas requerem o cumprimento de exigências éticas, incluindo requisitos de independência e que o trabalho seja executado com o objetivo de obter segurança limitada de que as informações socioambientais contidas no Relatório de Sustentabilidade 2012, tomadas em conjunto, estão livres de distorções relevantes. Um trabalho de asseguração limitada conduzido de acordo com a NBC TO 3000 e a ISAE 3000 consiste, principalmente, de indagações à administração e outros profissionais do Corinthians envolvidos na elaboração das informações, assim como pela aplicação de procedimentos analíticos para obter evidência que possibilite concluir na forma de

asseguração limitada sobre as informações tomadas em conjunto. Um trabalho de asseguração limitada requer, também, a execução de procedimentos adicionais, quando o auditor independente toma conhecimento de assuntos que o levem a acreditar que as informações socioambientais, tomadas em conjunto, podem apresentar distorções relevantes. Os procedimentos selecionados basearam-se na nossa compreensão dos aspectos relativos à compilação e apresentação das informações socioambientais contidas no Relatório de Sustentabilidade 2012 e de outras circunstâncias do trabalho e da nossa consideração sobre áreas onde distorções relevantes poderiam existir. Os procedimentos compreenderam: (a) o planejamento dos trabalhos, considerando a relevância, o volume de informações quantitativas e qualitativas e os sistemas operacionais e de controles internos que serviram de base para a elaboração das informações constantes do Relatório de Sustentabilidade 2012 do Corinthians; (b) o entendimento da metodologia de cálculos e dos procedimentos para a compilação dos indicadores através de entrevistas com os gestores responsáveis pela elaboração das informações; (c) aplicação de testes e procedimentos analíticos sobre as informações quantitativas e indagações sobre as informações qualitativas e sua correlação com os indicadores divulgados nas informações socioambientais contidas no Relatório de Sustentabilidade 2012; e (d) a verificação da aplicação dos requisitos previstos pelo GRI-G3.1 para relatórios com Nível de Aplicação C. Os trabalhos de asseguração limitada compreenderam, também, a aplicação de procedimentos quanto à aderência com critérios e diretrizes do Global Reporting Initiative (GRI-G3.1) aplicáveis na elaboração das informações socioambientais contidas no Relatório de Sustentabilidade 2012. Acreditamos que a evidência obtida em nosso trabalho é suficiente e apropriada para fundamentar nossa conclusão na forma limitada.

São Paulo - SP

um trabalho de asseguração razoável, que tem por objetivo emitir uma opinião. Caso tivéssemos executado um trabalho com o objetivo de emitir uma opinião, poderíamos ter identificado outros assuntos e eventuais distorções que podem existir nas informações socioambientais contidas no Relatório de Sustentabilidade 2012. Dessa forma, não expressamos uma opinião sobre essas informações. Os dados não financeiros estão sujeitos a mais limitações inerentes do que os dados financeiros, dada a natureza e a diversidade dos métodos utilizados para determinar, calcular ou estimar esses dados. Interpretações qualitativas de materialidade, relevância e precisão dos dados estão sujeitos a pressupostos individuais e a julgamentos. Além disso, não realizamos qualquer trabalho em dados informados para os exercícios anteriores, nem em relação a projeções futuras e metas.

Conclusão Com base nos procedimentos realizados, descritos neste relatório, nada chegou ao nosso conhecimento que nos leve a acreditar que as informações socioambientais contidas no Relatório de Sustentabilidade 2012 do Sport Club Corinthians Paulista – SCCP não foram compiladas, em todos os aspectos relevantes, de acordo com os critérios e diretrizes do Global Reporting Initiative (GRI-G3.1), inclusive para o Nível de Aplicação C+.

Outros assuntos Auditoria das demonstrações contábeis em 31 de dezembro de 2012 As demonstrações contábeis do Corinthians referentes ao exercício social findo em 31 de dezembro de 2012 foram auditadas por outros auditores independentes, que emitiram seu parecer de auditoria em 24 de janeiro de 2013, sem ressalvas. Os indicadores de desempenho social e ambiental baseados em informações contábeis, e apresentados no Relatório de Sustentabilidade 2012 do Corinthians, foram extraídos dessas demonstrações contábeis, as quais não foram objeto de asseguração para fins desta revisão. São Paulo, 18 de março de 2013.

Alcance e limitações Os procedimentos aplicados em um trabalho de asseguração limitada são substancialmente menos extensos do que aqueles aplicados em um trabalho de asseguração razoável, que tem por objetivo emitir uma opinião sobre as informações socioambientais contidas no Relatório de Sustentabilidade 2012. Consequentemente, não nos possibilitam obter segurança razoável de que tomamos conhecimento de todos os assuntos que seriam identificados em

PricewaterhouseCoopers Auditores Independentes CRC 2SP000160/O-5 Manuel Luiz da Silva Araújo Contador CRC 1RJ039600/O-7 “SP”

relatório de sustentabilidade 2012

77


índice gri

indicadores

O Relatório de Sustentabilidade do Sport Club Corinthians Paulista atende aos requisitos para o nível C de aplicação GRI 3.1, de acordo com os parâmetros ressaltados na tabela a seguir:

78

Indicadores de Desempenho da G3 & Indicadores de Desempenho do Suplemento Setorial

Não Exigido

Responder a um mínimo de 10 Indicadores de Desempenho, incluindo pelo menos um de cada uma das seguintes áreas de desempenho: social, econômico e ambiental

B+

Informações sobre a Forma de Gestão para cada Categoria de Indicador Responder a um mínimo de 20 Indicadores de Desempenho, incluindo pelo menos um de cada uma das seguintes áreas de desempenho: econômico, ambiental, direitos humanos, práticas trabalhistas, sociedade, responsabilidade pelo produto

A

A+

O mesmo exigido para o Nível B

Forma de Gestão divulgada para cada Categoria de Indicador

Com verific aç ão e x terna

Informações sobre a Forma de Gestão da G3

B Todos os critérios elencados para o Nível C mais: 1.2; 3.9, 3.13; 4.5 a 4.13, 4.16 a 4.17

Responder aos itens: 1.1; 2.1 a 2.10; 3.1 a 3.8, 3.10 a 3.12; 4.1 a 4.4, 4.14 a 4.15 Com verific aç ão e x terna

conteúdo do rel atório

Perfil da G3

C+

Com verific aç ão e x terna

C

Responder a cada Indicador essencial da G3 e do Suplemento Setorial com a devida consideração ao Princípio da materialidade de uma das seguintes formas: (a) respondendo ao indicador ou (b) explicando o motivo da omissão

1

Estratégia e Análise

Reportado

Página

1.1

Mensagem do presidente

 Total

8e9

2

Perfil Organizacional

Reportado

Página

2.1

Nome da organização

 Total

12

2.2

Principais marcas, produtos e/ou serviços1

 Total

10, 11, 30, 31, 32 e 43

2.3

Estrutura operacional da organização

 Total

49

2.4

Localização da sede da organização

 Total

12

2.5

Países em que a organização opera e em que suas principais operações estão localizadas

 Total

5

2.6

Tipo e natureza jurídica da propriedade2

 Total

12

2.7

Mercados atendidos3

 Total

-

2.8

Porte da organização4

 Total

12, 52, 53 e 54

sport club corinthians paulista

O Corinthians terceiriza apenas os serviços de segurança e limpeza, somando, aproximadamente, 93 pessoas.

1

2 O clube é uma associação de fins não econômicos, com personalidade jurídica distinta da de seus associados, os quais não respondem subsidiariamente pelas obrigações assumidas pela associação. 3 Prática desportiva formal em todas as suas modalidades, em particular o futebol. Também cultiva e desenvolve atividades sociais, educacionais, recreativas, culturais, cívicas e assistenciais, de benemerência. 4 O Corinthians é uma entidade esportiva que mantém uma única operação, ainda que dividida em sede social, arena, CT e outras operações, pois estão todas sob o comando da mesma diretoria.


2.9

Principais mudanças durante o período coberto pelo relatório5

 Total

-

2.10

Prêmios recebidos no período coberto pelo relatório6

 Total

11, 21, 34 e 35

3

Parâmetros para o Relatório

Reportado

Página

3.1

Período coberto pelo relatório para as informações apresentadas

 Total

5

3.2

Data do relatório anterior mais recente

 Total

5

3.3

Ciclo de emissão de relatórios

 Total

5

3.4

Dados para contato em caso de perguntas relativas ao relatório ou seu conteúdo

 Total

5

3.5

Processo para definição do conteúdo do relatório

 Total

5

3.6

Limite do relatório

 Total

5

3.7

Declaração sobre quaisquer limitações específicas quanto ao escopo ou ao limite do relatório

 Total

5

3.8

Base para a elaboração do relatório7

 Total

5

3.10

Reformulações de informações fornecidas em relatórios anteriores

 Total

5

3.11

Mudanças significativas de escopo, limite ou métodos de medição aplicados no relatório

 Total

5

3.12

Tabela com a localização das informações no relatório

 Total

76 a 78

4

Governança, Compromissos e Engajamento

Reportado

Página

4.1

Estrutura de governança da organização, incluindo comitês do alto órgão de governança8

 Total

45 a 49

4.2

Presidência do mais alto órgão de governança

 Total

47

4.3

Membros independentes ou não executivos do mais alto órgão de governança9

 Total

-

4.4

Mecanismos para que acionistas e empregados façam recomendações10

 Total

56 e 57

4.14

Relação de grupos de stakeholders engajados pela organização11

 Total

56 e 57

4.15

Base para a identificação e seleção de stakeholders com os quais se engajar12

 Total

-

Indicadores de Desempenho

5 Não houve mudança operacional, já que é um clube, e sua unidade operacional continua sendo a sede do clube.

Os prêmios recebidos são a conquista dos campeonatos, que não têm relação com gestão sustentável. 6

7 O clube não tem joint ventures, subsidiárias, instalações arrendadas, operações terceirizadas e outras organizações que possam afetar significativamente a comparabilidade entre períodos e/ou entre organizações. 8 A gestão é dividida em cinco níveis, estruturados de acordo com os parâmetros previstos nos Poderes Sociais. Os comitês executivos, formados por membros independentes e não remunerados, são responsáveis somente pelo desempenho econômico. O clube não gerencia o percentual de indivíduos por faixa etária ou grupo minoritário, mas prepara a gestão desses dados para o próximo ciclo de relato. 9

Não há Conselho de Administração.

Por se tratar de uma associação de fins não econômicos, o clube não tem acionista. Quanto aos funcionários, os mesmos podem fazer recomendações diretamente a diretorias específicas e administrativas.

10

11 Em 2012, o clube não desenvolveu engajamento com seus stakeholders. 12 Em 2012, o clube não desenvolveu engajamento com seus stakeholders.

A energia elétrica consumida pelo clube é proveniente somente de empresa distribuidora de energia. A empresa não utiliza energia de fontes renováveis e não renováveis, e não adquire energia extraindo, cultivando, colhendo ou convertendo a partir de outras fontes de energia.

13

DESEMPENHO ECONÔMICO Indicador

Impactos Econômicos Indiretos

Reportado

Página

ec8

Impacto de investimentos em infraestrutura oferecidos para benefício público

 Total

20 a 33

DESEMPENHO AMBIENTAL Indicador

Energia

Reportado

Página

EN3

Consumo de energia direta discriminado por fonte de energia primária13

 Total

31

relatório de sustentabilidade 2012

79


O clube utiliza água de empresa municipal de abastecimento e de poço artesiano. A partir de 2014, quando o novo estádio entrará em operação, a água de chuva coletada no novo estádio será reaproveitada.

14

DESEMPENHO AMBIENTAL Indicador

Água

Reportado

Página

EN8

Total de água retirada por fonte14

 Total

31

Indicador

Conformidade

Reportado

Página

EN28

Valor de multas e número total de sanções resultantes de não conformidade com leis15

 Total

-

DESEMPENHO SOCIAL Indicador

Emprego

Reportado

Página

LA1

Total de trabalhadores, por tipo de emprego, contrato de trabalho e região16

 Total

12

LA3

Comparação entre benefícios a empregados de tempo integral e temporários17

 Total

-

Indicador

Saúde e Segurança no Trabalho

Reportado

Página

LA9

Temas relativos a segurança e saúde cobertos por acordos formais com sindicatos18

 Total

-

Indicador

Trabalho Infantil

Reportado

Página

HR6

Medidas tomadas para contribuir para a abolição do trabalho infantil 19

 Total

-

Indicador

Comunidade

Reportado

Página

SO1

Percentual de operações com engajamento com as comunidades locais, avaliação de impactos e desenvolvimento de programas4

 Total

20, 24, 58, 59, 60 e 61

Indicador

Conformidade

Reportado

Página

SO8

Descrição de multas significativas e número total de sanções não monetárias15

 Total

-

sociedade

RESPONSABILIDADE SOBRE O PRODUTO Indicador

Rotulagem de Produtos e Serviços

Reportado

Página

PR5

Práticas relacionadas à satisfação do cliente, incluindo resultados de pesquisas

 Total

37

Indicador

Compliance

Reportado

Página

PR9

Multas por não conformidade relativas ao fornecimento e uso de produtos e serviços15

 Total

-

Em 2012, o Corinthians não registrou qualquer incidente que tenha resultado em multas ou sanções significativas por parte da Federação Paulista de Futebol, da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e da Fifa. O clube também não recebeu multas significativas por não agir em conformidade com o Estatuto do Torcedor nem referente ao fornecimento de produtos e serviços, resultantes de não conformidade com leis e regulamentos ambientais, inclusive sanções não monetárias e também não registrou qualquer multa trabalhista. Também mantemos um departamento para realizar a gestão contínua de impactos ambientais, procurando identificar possíveis situações de risco ou em não conformidade com a legislação. Em 2012, foi efetivada ao Corinthians uma multa em razão da presença de aterro clandestino no terreno do Parque Ecológico do Tietê O clube não era o responsável pelo depósito de resíduos mas, mesmo após defesa, o Departamento de Controle da Qualidade Ambiental (Decont) da Prefeitura de São Paulo entendeu que o clube era o responsável pela fiscalização do próprio terreno, mesmo não sendo o autor dos depósitos. No início de 2013, o Corinthians solicitou esclarecimentos sobre o depósito clandestino e o encerramento de inquérito policial em trâmite na Delegacia de Polícia de Infrações contra o Meio Ambiente.

15

16 O clube está localizado em São Paulo, e todos os funcionários são registrados formalmente, pela CLT, exceto diretores e assessores da Diretoria, que não têm remuneração.

O clube não mantém empregados temporários. Emprega estagiários que possuem direito a vale-transporte e recesso remunerado. Já os demais funcionários possuem benefícios como seguro de vida, plano de saúde, vales-refeição e transporte e licença-maternidade e paternidade, de acordo com a legislação trabalhista.

17

O clube trata os temas ligados a saúde e segurança no trabalho por meio da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa), mas esses temas não estão estabelecidos em acordos formais com sindicatos.

18

19 O clube está atento à questão de um eventual envolvimento do trabalho infantil em suas atividades e, por isso, todos os tipos de contratos obedecem às determinações das legislações brasileira e internacional. A relação entre o Corinthians e os atletas segue as orientações do Estatuto da Criança e do Adolescente e da Lei Pelé. A Fifa e a legislação brasileira também têm uma série de dispositivos para proteger os jovens jogadores, sendo que nenhum contrato de trabalho pode ser assinado por menores de 16 anos.

80

sport club corinthians paulista


“Corinthians você traz o sol que o povo precisa e não vê todo dia” Osmar Santos, radialista


1964

O Corinthians é campeão Paulista da categoria aspirantes (seria bi em 1965 e tri em 1966) e revela um dos maiores craques do futebol mundial: Roberto Rivellino.

1965

16 de novembro – o Corinthians torna-se o primeiro clube a representar a Seleção Brasileira no exterior, enfrentando o Arsenal, em Londres. No basquete, o Corinthians de Amaury, Wlamir, René, Ubiratan e Rosa Branca é campeão Metropolitano invicto, Estadual, da Taça Brasil e sulamericano. Em julho de 1965, derrota a equipe do Real Madrid, da Espanha, por 118 a 109, no Parque São Jorge.

1966

Campeão do Torneio Rio-São Paulo, título dividido com Botafogo, Santos e Vasco por falta de datas para o desempate. O basquete corinthiano é bicampeão Metropolitano e Sul-americano e vice-campeão Mundial.

1967

O Corinthians é o primeiro colocado da primeira fase do primeiro Torneio Roberto Gomes Pedrosa (Robertão). No quadrangular final, com Palmeiras, Inter e Grêmio, chega em terceiro.

1968

6 de março – o time encerra um tabu de 10 anos e 22 jogos sem vitórias sobre o Santos comandado por Pelé: 2 a 0 para o Corinthians no Estádio do Pacaembu, com gols anotados por Paulo Borges e Flávio.

1969

As mortes do lateral direito Lidu e do ponta-esquerda Eduardo, em um acidente automobilístico, abalam a equipe, que liderava o Campeonato Paulista. 17 de agosto – mais uma vitória sobre o Barcelona, da Espanha, dessa vez por 2 a 1, na

segunda prorrogação de meia hora, vale a conquista do Torneio Costa del Sol, disputado em Málaga, na Espanha.

1970

Na Copa do Mundo disputada no México, Rivellino sagrase tricampeão pela Seleção Brasileira. O goleiro Ado, reserva do titular Félix, também era jogador do Corinthians.

1971

19 de fevereiro – em jogo disputado no Mineirão, em Belo Horizonte, o Corinthians vence o Internacional (RS) por 1 a 0, com um gol de falta de Rivellino, e sagra-se campeão do Torneio do Povo, disputado pelas equipes mais populares do Brasil (Corinthians, Flamengo, Atlético Mineiro e Internacional-RS).

1972

O Corinthians é semifinalista do Campeonato Brasileiro.

1973

3 de março – campeão do Torneio Laudo Natel, competição eliminatória que antecedia o Campeonato Paulista, derrotando o Palmeiras por 2 a 1 na decisão.

1974

9 de outubro – vence o São Paulo (1 a 0), é campeão do primeiro turno do Campeonato Paulista e tem a chance de decidir o título estadual diretamente após 17 anos. Na decisão, perde o título para o Palmeiras.

1975

2 de fevereiro – após empate por 2 a 2 no tempo normal, o Corinthians vence o São Paulo nos pênaltis, por 4 a 3, e conquista a Taça São Paulo Futebol clube, torneio internacional promovido pelo próprio tricolor paulista e que contou com as participações do Peñarol, do Uruguai, e do San Lorenzo, da Argentina.

1976

12 de dezembro – calcula-se que cerca de 80 mil corinthianos tenham viajado até o Rio de Janeiro para assistir ao jogo em que o Corinthians empatou com o Fluminense por 1 a 1, ganhou nos pênaltis (4 a 1) e classificou-se para a decisão do Campeonato Brasileiro de 1976 contra o Internacional. Um dos maiores deslocamentos humanos em tempos de paz.

1977

13 de outubro – depois de 22 anos, oito meses e sete dias, o Corinthians reconquista o título de campeão Paulista de futebol, derrotando a Ponte Preta por 1 a 0, gol de Basílio.

1978

26 de novembro – o Corinthians é campeão da Taça Cidade de São Paulo, equivalente ao primeiro turno do Campeonato Paulista, derrotando o Santos por 1 a 0, com um gol de Palhinha e um show de Sócrates.

1979

10 de fevereiro de 1980 – vitória contra a Ponte Preta por 2 a 0, no terceiro jogo da decisão, garante mais um título de campeão Paulista, o do ano anterior, 1979. É a 16ª conquista estadual da história corinthiana. Muitas mais ainda estariam por vir.

1980

Quarto colocado no Campeonato Paulista e quinto no Brasileiro.

1981

O oitavo lugar no Campeonato Paulista levou a equipe a disputar a Taça de Prata no ano seguinte. Início da Democracia Corinthiana, movimento que visava a uma maior participação dos jogadores e demais empregados do clube nas decisões do Departamento de Futebol.

1982

12 de dezembro – vitória sobre o São Paulo (3 a 1) garante mais um título de campeão Paulista, o 18º da história do clube.

1983

9 de dezembro – conquista do bicampeonato Paulista, novamente em cima do São Paulo, com um empate (1 a 1), após ter vencido a primeira partida (1 a 0).

1984

6 de maio – derrotado no jogo de ida das quartas de final do Brasileiro, no Rio, por 2 a 0, o Corinthians teria de devolver os dois gols ao Flamengo, então bicampeão nacional, no Morumbi. Goleia por 4 a 1 e classifica-se para as semifinais contra o Fluminense.

1985

Monta um supertime, com um jogador com passagem por seleções nacionais em cada posição: Carlos, Édson, Juninho, De León e Wladimir; Dunga, Casagrande e Zenon; Paulo César, Serginho e João Paulo.

1986

Três jogadores da Seleção Brasileira que disputa a Copa do Mundo no México são corinthianos: Carlos (goleiro), Édson (lateral direito) e Casagrande (atacante).

1987

Termina o primeiro turno do Campeonato Paulista em 19º e penúltimo lugar. Mas, em uma incrível reação, ganha 13, empata cinco e perde um único jogo do segundo turno. Elimina o Santos nas semifinais, decide o título contra o São Paulo e alcança um honroso vicecampeonato.


Nossa história 1988

31 de julho – vitória por 1 a 0 sobre o Guarani, em Campinas, com um gol do garoto Viola, de apenas 19 anos, já na prorrogação, garante o 20º título de campeão Paulista do Corinthians.

1989

Uma inusitada troca com o Palmeiras pelo meia Ribamar permite a chegada ao Parque São Jorge de um dos maiores ídolos da história recente do Corinthians: José Ferreira Neto, o meia Neto.

1990

16 de dezembro – vitória por 1 a 0 sobre o São Paulo, gol de Tupãzinho, garante o primeiro título de campeão Brasileiro do Corinthians.

1995

21 de junho – o time conquista seu primeiro título da Copa do Brasil, derrotando o Grêmio por 1 a 0, em Porto Alegre, e classificando-se para a disputa da Copa Libertadores no ano seguinte. 6 de agosto – campeão Paulista derrotando o Palmeiras pela primeira vez em uma decisão, por 2 a 1, com gol de Elivélton na prorrogação.

1996

24 de agosto – vitória por 2 a 0 sobre o Bétis, em Cádiz, na Espanha, garante a conquista do torneio internacional Ramón de Carranza.

1991

1997

27 de janeiro – o Corinthians sagra-se campeão da Supercopa do Brasil, derrotando o Flamengo, campeão da Copa do Brasil do ano anterior, por 1 a 0, gol de Neto.

5 de junho – empate com o São Paulo (1 a 1) vale o título de campeão paulista de 1997, ano da primeira parceria da história do clube, com o Banco Excel.

1992

1998

1º de maio – o Parque São Jorge é reinaugurado com sua capacidade atual, em um jogo entre o time de másters do Corinthians e a equipe de 1992, que goleia por 12 a 0.

1993

O Corinthians sagra-se vice-campeão do Paulista e do Torneio Rio-São Paulo. A equipe termina o Campeonato Brasileiro na terceira colocação, apesar de ter perdido uma única partida durante toda a competição, para o Vitória, por 2 a 1, em Salvador (BA).

1994

9 de agosto – o Corinthians goleia o Santos por 6 a 3 e é campeão da Copa Bandeirantes, classificatória para a disputa da Copa do Brasil no ano seguinte.

23 de dezembro – vitória por 2 a 0 sobre o Cruzeiro, no Morumbi, garante o segundo título de campeão Brasileiro.

1999

20 de junho – campeão Paulista mais uma vez, em cima do Palmeiras, após empate por 2 a 2 na segunda partida, com direito a embaixadinhas de Edílson no final do jogo. A primeira partida terminou com vitória corinthiana por 3 a 0. 22 de dezembro – empate (0 a 0) com o Atlético Mineiro, no Morumbi, garante ao Corinthians o bicampeonato Brasileiro de 1998/99 – ou tri, somando-se também a conquista de 1990.

2000

14 de janeiro – derrota o Vasco nos pênaltis (4 a 3), após empate por 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação, e sagra-se campeão do I Mundial de Clubes da Fifa, torneio disputado no Brasil.


2001

27 de maio – empate por 0 a 0 com o Botafogo de Ribeirão Preto, no Morumbi, após ter vencido a primeira por 3 a 0, em Ribeirão Preto, garante a conquista do Campeonato Paulista de 2001, o 24º da história corinthiana.

2002

Duas conquistas em três dias: em 12 de maio, o Corinthians empata com o São Paulo (1 a 1) e é campeão do Torneio Rio-São Paulo. No dia 15 de maio, outro 1 a 1, com o Brasiliense, em Taguatinga (DF), garante o título da Copa do Brasil e a classificação para a Libertadores.

2003

22 de março – campeão Paulista pela 25ª vez, derrotando o São Paulo por 3 a 2.

2004

25 de janeiro – campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

2005

4 de dezembro – mesmo perdendo na última rodada para o Goiás, por 3 a 2, em Goiânia, o Corinthians sagra-se campeão Brasileiro pela quarta vez, no ano em que contou com a estrela argentina Carlitos Tevez e com a parceria do grupo MSI.

2006

Na Seleção Brasileira que disputa a Copa da Alemanha, o Corinthians é representado pelo meia Ricardinho.

2007

O Corinthians é rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro e inicia sua reformulação administrativa.

2008

25 de outubro – vitória por 2 a 0 sobre o Ceará, no Pacaembu, garante a volta à Série A do Brasileiro no ano seguinte. No final do ano, o Corinthians anuncia a contratação de Ronaldo, o Fenômeno.

2009

3 de maio – empate com o Santos (1 a 1), no Pacaembu, após ter vencido a primeira partida, na Vila Belmiro, por 3 a 1, é suficiente para o Corinthians conquistar seu 26º título no Campeonato Paulista, o quinto invicto. 1º de julho – empate com o Internacional (2 a 2), em Porto Alegre, após ter vencido o primeiro jogo, no Pacaembu, por 2 a 0, garante ao Corinthians a conquista da Copa do Brasil pela terceira vez e a vaga na Libertadores.

2010

Realiza uma extensa programação em comemoração aos 100 anos de história do clube, além de conquistar vários títulos em diferentes modalidades esportivas.

2011

Venceu o Campeonato Brasileiro e foi vice-campeão do Campeonato Paulista.

2012

Campeão invicto da Copa Santander Libertadores e do Mundial de Clubes da FIFA.

2013

Disputa Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro, Campeonato Paulista, Copa Bridgestone Libertadores e a Recopa Sulamericana.


...contra tudo e contra todos...

RS- Corinthians 2012  

rs do corinthians de 2012

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you