Page 1

Edição nº 1.319 - Ano 26 | 9 a 15 de maio de 2018 | www.panrotas.com.br

Estudo exclusivo da Amadeus no Brasil mostra que os agentes de viagens já vivem o futuro, e revela as melhores práticas de convivência com a internet para deixar os lamentos de lado. O que busca o novo consumidor? Como é possível vencer os distribuidores on-line? Capa_Revista Panrotas_1319.indd 1

03/05/2018 19:30


Sem tĂ­tulo-7 20

03/05/2018 17:31:51


Sem tĂ­tulo-7 21

03/05/2018 17:31:53


PRESIDENTE

José Guillermo Condomí Alcorta CHIEF EXECUTIVE OFFICER (CEO) José Guilherme Condomí Alcorta (guilherme@panrotas.com.br)

CHIEF EVENTS OFFICER (CEVO)

ÍNDICE nº 1.319 | 9 a 15 de maio de 2018 | www.panrotas.com.br

6 Check-in

As notícias da semana

Heloisa Prass

CHIEF TECHNOLOGY OFFICER (CTO) Ricardo Jun Iti Tsugawa REDAÇÃO

CHIEF COMMUNICATION OFFICER (CCO) E EDITOR-CHEFE: Artur Luiz Andrade

(artur@panrotas.com.br) EDITOR: Renê Castro (rcastro@panrotas.com.br) Coordenador: Rodrigo Vieira Projetos especiais: Eduarda Chagas Reportagens: Beatrice Teizen, Henrique Santiago, Janize Colaço, Karina Cedeño, Marcel Buono e Raphael Silva Estagiários: Leonardo Ramos, Marcos Martins e Marina Marcondes (RJ) Fotógrafos: Emerson de Souza, Jhonatan Soares e Marluce Balbino (RJ) MARKETING Analista: Erica Venturim Assistente: Renata Cruz (suportemkt@panrotas.com.br)

22 Switzerland Travel Experience

Destino traz 11 fornecedores ao Brasil e capacita mais de 200 agentes

27 Schultz Operadora Em Petrópolis (RJ), Aroldo reúne agentes de 100 cidades brasileiras

CRIAÇÃO Direção de arte: Erick Motta (erick@panrotas.com.br), Assistentes de arte: Pedro Moreno (pedro@panrotas.com.br) e William Martins (willian@panrotas.com.br) COMERCIAL Executivos: Flávio Sica (sica@panrotas.com.br) Ivie Furlan (ivie@panrotas.com.br) Priscilla Ponce (priscilla@panrotas.com.br) Rene Amorim (rene@panrotas.com.br) Ricardo Sidaras (rsidaras@panrotas.com.br) Big Data: Igor Vianna (igorvianna@panrotas.com.br) Jéssica Andrade (jessica@panrotas.com.br) Assistentes: Ítalo Henrique (italo@panrotas.com.br) Rafaela Aragão (rafaela@panrotas.com.br) FALE CONOSCO Matriz: Avenida Jabaquara, 1.761 – Saúde São Paulo - Cep: 04045-901 Tel.: (11) 2764-4800 Brasília: Flavio Trombieri (flavio@panrotas.com.br) Tel: (61) 3224-9565 Rio de Janeiro: Simone Lara (simone@panrotas.com.br) Tel: (21) 2529-2415/98873-2415 MARKETING DE DESTINOS Pires e Associados (jeanine@pireseassociados.com.br)

33 Next

No Rio de Janeiro, evento leva soluções práticas para o dia a dia do Turismo

40 Top Sellers Orinter

O que acontece em Vegas... sai na PANROTAS

ASSINATURAS Chefe de Assinaturas: Valderez Wallner Para assinar, ligue no (11) 2764-4816 ou acesse o site www.panrotas.com.br Assinatura anual: R$ 468 Impresso na Referência Gráfica (São Paulo/SP)

Media Partner

Associações

Parceria Estratégica

4

4 a 5.indd 4

PANROTAS — 9 a 15 de maio de 2018

03/05/2018 19:23:16


Editorial

OVERTOURISM É O ANTI-TURISMO

V

ocê sai do teatro na Broadway, lá pelas 22h, e como bom brasileiro, quer jantar. Os americanos já jantaram antes do espetáculo, com o dia claro. Mas além de você, há milhares de turistas que têm a mesma ideia, ao mesmo tempo, pois a Times Square virou parada obrigatória para quem não está fazendo nada, ou melhor, para quem está apenas turistando. Nos restaurantes, filas de até uma hora. A algumas quadras dali, bons restaurantes sequer apresentam filas. Hotéis, delis, bistrôs, bares e até food trucks e lugares compartilhados por mais de um restaurante ou quiosque estão à disposição, até tarde da noite, mas fora do burburinho e da comodidade da Times Square. Atração que a cada dia recebe mais atrações, onde estão todos os teatros da Broadway, onde há lojas e mais lojas que atraem os turistas, mas que acabou virando muvuca quase roubada para turistas. Quem pode controlar o overtourism? O turista, em primeiro lugar, conhecendo melhor o destinos, suas opções em outros bairros e localidades, e alternativas fora do horário de pico. Ou aprendendo a fazer reserva. Em segundo lugar, os profissionais de Turismo, sejam os intermediários, orientando seus clientes, seja os administradores locais no destino, divulgando as opções alternativas, criando novos points, descentralizando o Turismo óbvio. O morador já descobriu que turismo de massa é uma arapuca e a cada temporada cria um novo ponto de encontro dos locais. Já foi Hell’s

Kitchen, já foi o Meatpacking, já foi o High Line, hoje tomado por turistas apenas, já foi o Village, ainda a casa dos mais alternativos, e hoje já atravessou a ponte, chegando a Williamsburg, no Brooklyn. Quer dizer, Williamsburg já era. Nos finais de semana está impraticável e os nova-iorquinos já estão criando outros bolsões sem overtourism. O overtourism não é bom sequer para a cidade. O turista não quer ficar preso na multidão, enfrentar filas e não sentir a cidade como um local. Por ora, está tudo lotado, os hotéis estão cobrando o que querem e os sinais de desgaste do destino são leves demais. Mas isso anda muito rapidamente; a paciência do turista, que hoje pode visitar qualquer lugar do planeta, acaba na mesma velocidade. Barcelona, Veneza, Times Square, e até alguns bairros brasileiros no carnaval, precisam se programar para descentralizar, para espalhar os visitantes por seus bairros, assim como os eventos, as atrações. Times Square está recuperada. Não é mais o local das drogas e da prostituição há muito tempo. Mas já é o lugar das filas, das selfies com mais 200 ao redor, do tumulto, dos preços altíssimos. Nova York é muito mais que isso. Barcelona muito mais que as ramblas. Veneza bem mais que a Piazza San Marco. Seu cliente sabe disso? Aliás, você saberia indicar alternativas, horários, itinerários mais ou tão interessantes ao seu passageiro? Um desafio que está nas suas mãos e que o viajante vai agradecer enormemente.n

Artur Luiz Andrade Editor-chefe e Chief Communication Officer da PANROTAS artur@panrotas.com.br

9 a 15 de maio de 2018 — PANROTAS

4 a 5.indd 5

5

03/05/2018 19:23:16


Check-in Aviação

AZUL CONTRATA

A Azul Linhas Aéreas tem a intenção de fechar 2018 com um acréscimo de 1 mil funcionários aos seus 11 mil atuais, e desses já existentes promover 800. Segundo a companhia aérea, isso é uma prova da retomada do setor de aviação no Brasil. Todos os departamentos terão promoções neste ano, algo que, de acordo com o vice-presidente de Pessoas e Clientes da Azul, Jason Ward, faz parte da cultura da empresa. Em relação às vagas em aberto, todas as áreas da companhia também serão contempladas, segundo Ward. “Nos últimos seis meses, mesmo período em que a economia brasileira voltou a dar sinais de melhora, realizamos mais de 900 contratações”, afirmou. A Azul aponta que as promoções e novas contratações fazem parte da estratégia de abrir 15 novas bases ao longo dos próximos cinco anos. Para os interessados em fazer parte do time da Azul, acesse www. voeazul.com.br e cadastre o currículo na seção “Trabalhe Conosco”.n

LOW COST EM ALTA

O presidente do Grupo Latam Airlines, Ignacio Cueto, confirmou que a empresa implementará em 2018 um modelo com características de low cost em suas rotas internacionais de curto alcance. De acordo com o executivo, a boa resposta levou a empresa a adaptar-se à nova realidade. “Neste ano vamos começar a implementar e acredito que no próximo ano será implementado principalmente em nível regional”, afirmou o executivo depois de participar de uma reunião com acionistas. Segundo Cueto, a Latam apenas antecipou esses movimentos e não foi prejudicada pela entrada de novos concorrentes que utilizam o mesmo modelo como base.n

HUB REFORÇADO

Pouco antes de lançar seu hub no Nordeste, a Gol anunciou o fortalecimento da malha aérea com mais voos entre Fortaleza e a Argentina. A empresa solicitou autorização para ampliar as frequências de operações entre as capitais Fortaleza e Buenos Aires, além de iniciar duas novas diretas para Córdoba e Rosário. A previsão de lançamento está marcada para o segundo semestre deste ano. Com as novas operações, a companhia terá seis voos diretos semanalmente de Fortaleza com destino à Argentina. As conexões para Buenos Aires passam de uma frequência semanal para quatro. Já as ligações para Rosário e Córdoba serão feitas uma vez por semana. Os voos, se autorizados, serão operados com aeronaves Boeing 737-800, que tem disponível serviço de bordo gratuito, internet e entretenimento a bordo.n 6

6 a 13.indd 6

MUDANÇAS NA MALHA

A Passaredo está lançando novas rotas. Depois de Brasília-Vitória da Conquista (BA), é a vez da companhia aérea anunciar ligações nas cidades de Uberlândia (MG) e Goiânia. Serão voos diretos ligando a cidade do triângulo mineiro a Guarulhos e à capital de Goiás. A rota Goiânia-Uberlândia será operada de segunda a sábado, partindo da capital goiana às 7h30, com chegada às 8h25. No retorno, o trecho será operado de domingo a sexta-feira, com decolagem às 18h40 e chegada a GYN às 19h40. Já de Uberlândia a Guarulhos, os voos acontecerão de segunda a sábado, com saída às 8h55 e chegada ao aeroporto internacional às 10h25. O retorno ocorre de domingo a sexta-feira, com partidas de GRU às 16h40 e chegada a Uberlândia às 18h10. A empresa, por outro lado, também informou que deixará de operar a rota Ribeirão Preto (SP)-Belo Horizonte a partir de 30 de maio. Segundo a companhia, o cancelamento se dá exatamente pela readequação aos novos serviços lançados.n

PANROTAS — 9 a 15 de maio de 2018

03/05/2018 19:39:56


Sem tĂ­tulo-7 20

03/05/2018 17:32:21


Hotelaria

NOVA ADMINISTRAÇÃO

Foi inaugurado no último dia 2 o Transamerica Executive Hotel Paulista. Antigo Hotel Feller Avenida Paulista, o empreendimento agora estará sob a administração do Transamerica Hospitality Group, que amplia a presença na região, alcançando a marca de seis hotéis nos bairros paulistanos da Bela Vista, Jardim Paulista e Paraíso. O empreendimento dispõe de 150 quartos, academia, espaço gourmet, estacionamento, internet wi-fi, piscina, restaurante, room service e sauna. Com perfil corporativo, o edifício é ideal para hospedagens curtas, além de possuir espaços para a realização de eventos, com capacidade para receber de 60 a 100 pessoas por sala.n

HAMPTON INVESTE NAS AMÉRICAS

O upper-midscale Hampton by Hilton anunciou um novo protótipo Hampton Inn & Suites by Hilton e Hampton Inn by Hilton para as Américas. Com um design exterior contemporâneo e decoração do espaço público renovado, o projeto pretende oferecer um modelo flexível, baseado em outros já existentes da marca Hampton, que contemple as preferências dos hóspedes. De acordo com o grupo, tais modificações visam, claro, atrair o viajante atual e incrementar o retorno dos investimentos da marca. A Hampton ainda reforça que os quartos seguirão espaçosos e com amenidades de valor agregado.n

Acompanhe essas e outras notícias no

PANROTAS.COM.BR Siga a PANROTAS portalpanrotas portalpanrotas PANROTAS Editora portalpanrotas

8

6 a 13.indd 8

PANROTAS — 9 a 15 de maio de 2018

03/05/2018 20:20:19


MONREALE EM ORLANDO

A brasileira Monreale Hotels concluiu em abril a aquisição do Continental Plaza Orlando Hotel, na Visitors Circle, localizado na International Drive com a Universal Boulevard. Com o investimento, o empreendimento passará, a partir de novembro, a ser denominado Sono Hotel International Drive Orlando by Monreale. O edifício conta com 190 apartamentos e representa a volta da rede ao mercado internacional, já que a Monreale foi proprietária por três anos de um hotel de 110 apartamentos franqueado com uma bandeira budget da rede Wyndham. “Sentimos que tínhamos passado no teste da internacionalização, e estávamos prontos para o nosso primeiro voo solo. O Brasil tinha de fincar a sua primeira bandeira em solo americano, e tem de ser na International Drive. Vamos abrir caminho para que mais redes brasileiras venham pra cá”, conta o CEO do grupo, Flávio Delgado.n

COWORKING NO PESTANA RIO ATLÂNTICA

O Pestana Rio Atlântica, na praia de Copacabana, acaba de inaugurar seu espaço de coworking. No quarto andar do empreendimento, o local está disponível para qualquer pessoa, hóspede ou não, e oferece internet, serviço de café, água e microondas com valores a partir de R$ 50 a hora. A ideia é que os espaços coworking sejam implementados ainda em outros hotéis do grupo de forma gradual, mas ainda não há informações sobre quais contarão com a novidade. O hotel carioca ainda anunciou a conclusão da renovação de suas salas de reuniões, incluindo troca de carpetes e a compra de novos equipamentos audiovisuais. São 15 salas para reuniões e eventos, uma delas modulável. Ao todo, o centro de convenções comporta 830 pessoas em formato auditório e conta com 893 metros quadrados.n 9 a 15 de maio de 2018 — PANROTAS

6 a 13.indd 9

9

03/05/2018 20:20:20


Economia e Política

FERIADOS LUCRATIVOS

CADASTRO PARA ENTRAR

A Comissão Europeia aprovou a criação do Sistema Europeu de Informação e Autorização de Viagem (Etias). Esse novo modelo automatizado aumenta o controle das fronteiras de viajantes que desejam visitar a zona Schengen como forma de combater a crise migratória que assola a região. A medida será implementada a partir de 2020 e inclui países isentos de visto até então, como o Brasil e demais representantes da América Latina. O sistema é válido para viajantes de lazer e de negócios que vão ficar por um período abaixo de 90 dias. O Etias auxilia a identificar qualquer pessoa que eventualmente represente um risco de segurança ou migração antes de chegar à fronteira da União Europeia, explica o órgão. Ainda de acordo com a Comissão Europeia, o processo para obter a autorização será “acessível, simples e rápido”. O processo de envio de dados e informações pessoais será realizado pela internet e terá um custo de sete euros por pessoa – cerca de R$ 30, com validade de três anos.n

Os feriados de maio, um no primeiro e outro no último dia do mês, movimentarão R$ 9 bilhões na economia nacional. Dia do Trabalhador (1º) e Corpus Christi (31) devem resultar em 4,5 milhões de viagens, segundo levantamento do Ministério do Turismo, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), apontando o mês como o mais lucrativo em viagens (levando em consideração os outros feriados após maio). O estudo analisou a hipótese de as folgas durarem, cada uma, quatro dias, levando em conta que o Dia do Trabalhador caiu na terça-feira (1) e Corpus Christi será celebrado na quinta-feira (31). A folga prolongada que terá maior impacto neste ano será em Corpus Christi, com previsão de 2,4 milhões de viagens realizadas. “Feriados prolongados são uma maneira de fazer com que o turista viaje mais e conheça diferentes destinos brasileiros, favorecendo a economia local. O valor que será arrecadado comprova que as datas devem ser aproveitadas para ampliar o faturamento no Turismo e impactar outras áreas de comércio como transportes e alimentação”, avalia o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz.n

SEGURO VIAGEM OBRIGATÓRIO Em maio, o Equador deu início ao decreto que prevê a

apresentação obrigatória de seguro viagem para turistas estrangeiros. A medida assinada pelo presidente Enrique Román era para ter sido iniciada em fevereiro, mas o governo decidiu prorrogar por 90 dias. “O Ministério de Turismo considera o seguro de saúde para turistas como um tema significativo para o desenvolvimento do Turismo do país, pelo benefício que agrega ao nos escolher como destino e pelo bem-estar de cada uma das pessoas que visitam o nosso maravilhoso Equador”, justificou o órgão. A exigência do documento para entrada foi assinada no decreto nº 111 de 3 de agosto de 2017 e estabelecida no artigo 53 da Lei de Mobilidade Humana. A lei entra em um momento positivo para o Equador. Em 2017, o destino recebeu mais de 1,5 milhão de visitantes internacionais, sendo cerca de 19 mil brasileiros, alta de 14% em relação ao ano anterior.n 10

6 a 13.indd 10

PANROTAS — 9 a 15 de maio de 2018

03/05/2018 20:23:43


NOVA PRESIDENTE

A saída de Vinícius Lummertz para o Ministério do Turismo será suprida pela ex-deputada federal Aparecida Maria Borges Bezerra na presidência da Embratur. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União no último dia 2, após nomeação do presidente Michel Temer. Teté Bezerra, como é conhecida, é mulher do deputado federal Carlos Bezerra (MDB-MT) e estava à frente da Secretaria Nacional de Qualificação e Promoção do Turismo do MTur.n

TEMPO INDETERMINADO

O Comando Conjunto das Forças Armadas, que participam da intervenção federal na segurança pública do Rio, informou que as ações de patrulhamento móvel realizadas diariamente nas comunidades do Curral das Éguas, Fumacê, Muquiço, Palmeirinha, Batan, Minha Deusa, Parque das Nogueiras, Vila Vintém, Promorar I, Promorar II e Triângulo, todas na zona oeste da cidade, não têm data para terminar. Segundo o comando da operação, o objetivo é derrubar as barricadas montadas pelos traficantes nas favelas, que dificultam a entrada da polícia e das Forças Armadas, principalmente nas comunidades em áreas de conflito. As ações, que começaram no dia 1º deste mês, deverão ser estendidas para a Baixada Fluminense e para São Gonçalo, na região metropolitana. n

9 a 15 de maio de 2018 — PANROTAS

6 a 13.indd 11

11

03/05/2018 20:23:44


Pancorp

ENTRE OS MAIORES LÍDERES

Ed Bastian, CEO da Delta

A revista Fortune incluiu o CEO da Delta, Ed Bastian, em sua renomada lista dos 50 Maiores Líderes do Mundo de 2018, que reúne líderes corporativos de vários setores, líderes políticos globais e pioneiros filantrópicos e ambientalistas. Esta é a primeira vez que um líder de companhia aérea comercial foi citado no ranking anual de “líderes que pensam, falam e fazem, que estão se preparando para enfrentar os atuais desafios”. Os homenageados desde 2014 incluem o Papa Francisco, Elon Musk e Warren Buffett. A lista de 2018, que a Fortune chama de “figuras públicas e motivadores que mais admiramos”, coloca uma ênfase especial nos líderes que superam os obstáculos muitas vezes complexos da era moderna para fornecer o melhor às pessoas sob sua liderança, inspirando muitos outros fora da sua própria organização ou instituição. A Fortune mencionou o memorando de Bastian aos funcionários após a decisão da companhia aérea de acabar com o desconto para a assembleia anual da NRA: “Nossa decisão não foi feita para ganho econômico e nossos valores não estão à venda”. A revista considerou a ação da empresa como “um modelo de liderança corporativa bem fundamentado neste mundo fragmentado”. Outros nomes incluídos na lista dos maiores líderes de 2018 são Tim Cook, CEO da Apple, Bill e Melinda Gates, Oprah Winfrey, além dos CEOs da General Motors e do JPMorgan Chase, e os presidentes da França e da Coreia do Sul.n

CRESCIMENTO NO 1º TRI

A receita de viagens corporativas da American Airlines cresceu 7% ano a ano no primeiro trimestre de 2018. O resultado se deve à forte demanda de deslocamentos a negócios e aos valores médios altos das passagens. O faturamento total teve um aumento de 5,9% no mesmo período, chegando a US$ 10,4 bilhões. Um recorde da companhia aérea, segundo o presidente Robert Isom. Já o lucro proveniente de passageiros aumentou 5,4% e atingiu US$ 9,48 bilhões. Foram observados uma demanda sólida e crescimento da receita de cabines premium em rotas internacionais, com um ganho unitário em todas as regiões geográficas pelo segundo trimestre consecutivo. A equipe de Vendas Corporativas da American Airlines também notou uma aceleração das aquisições de contas corporativas de pequeno e médio porte. Além disso, o tráfego cresceu 3,8% ano a ano durante o período e, a capacidade, 2,3%. No entanto, o lucro líquido do primeiro trimestre foi de US$ 186 milhões, abaixo dos US$ 340 milhões do ano anterior. De acordo com a aérea, o aumento de 25,8% nos custos de combustível resultou na queda.n 12

6 a 13.indd 12

PANROTAS — 9 a 15 de maio de 2018

03/05/2018 20:45:04


Hotelaria Janize Colaço

Ricardo Kawa, diretor de Operações da Hilton Rio de Janeiro Copacabana

UM ANO EM

COPACABANA

Passou-se um ano desde que o Hotel Windsor Atlântica foi convertido para o Hilton Rio de Janeiro Copacabana. Marcado como o 100º empreendimento do grupo na América Latina, as expectativas de bons resultados nesse que é um dos logradouros mais concorridos do Brasil continuam em alta. “É o nosso primeiro ano como Hilton e ainda estamos nos situando com a nova marca e seus números. Porém temos percebido que mensalmente a taxa média de ocupação tem apresentado crescimentos e concluiremos o ano bastante otimistas para o que vem pela frente”, afirma o diretor de Operações, Ricardo Kawa. O executivo destaca que o edifício está

muito bem conservado, passou por uma reformulação quase total, ainda quando administrado pela Windsor, embora novas mudanças devam ser feitas — sobretudo com o intuito de se adequar integralmente aos padrões Hilton. “Haverá algumas modernizações, seja pensando nas áreas de lazer quanto de eventos”, revela. Ainda que de frente para a praia, o empreendimento também é bastante requisitado pelos hóspedes executivos. “Temos 36 salões de eventos, além de aparatos tecnológicos e uma equipe preparada, tudo o que dá o respaldo para a realização de conferências e reuniões”, pontua Kawa. Entretanto, a busca do hóspede de lazer também é inevitável. “Estamos a uma

calçada de uma das principais praias do Brasil. Seja o viajante corporativo, que está aproveitando o seu tempo disponível para conhecer as belezas do Rio de Janeiro, ou mesmo os hóspedes que vêm exclusivamente para o lazer, aqui temos a combinação de praia e a qualidade da marca Hilton.” Sem confirmações para inaugurações no Brasil, Kawa destaca que a rede também não descarta projetos futuros, caso o momento oportuno surja. “O cenário econômico do País está caminhando para a estabilização. A Hilton não descarta, caso haja a oportunidade, de ampliar a nossa rede, seja no Rio de Janeiro ou em outras cidades brasileiras”, finaliza. n

9 a 15 de maio de 2018 — PANROTAS

6 a 13.indd 13

13

03/05/2018 19:40:01


Infográfico

A hotelaria independente brasileira ganhou um evento oficial. No final de abril, o 1º Fórum Brasileiro de Hotéis Independentes trouxe dados consolidados do cenário dos empreendimentos desatrelados a grandes redes. A continuação do evento, organizado pela Nobile, acontece entre 18 e 21 de setembro deste ano, no São Paulo Expo.

14

14 e 15.indd 14

PANROTAS — 9 a 15 de maio de 2018

03/05/2018 20:25:55


537,4 mil quartos

é a oferta hoteleira nacional total

65%

do inventário nacional

347,2 mil são quartos de hotéis independentes

Share no Brasil Hotéis independentes de até 20 quartos

3,7 mil ou 7,7% 41,2 mil quartos do share brasileiro

Hotéis independentes com mais de 20 quartos

5,4 mil ou 57,1% 306,6 mil quartos do share brasileiro

Hotéis de marcas nacionais

579 ou 17,3% 93,2 mil quartos do share brasileiro

Hotéis de marcas internacionais

548 ou 17,9% 96,3 mil quartos do share brasileiro

EUA

Brasil

Raramente. Eu não viajo suficientemente

Reino Unido 43% 27,3%

47,5% 15,2%

49,8% 13,5%

Raramente. Estes hotéis não estão disponíveis nos destinos que viajo

11,7%

2,5%

6,4%

Eu me hospedo apenas nestes hotéis

8,9%

30,6%

23,3%

Eu nunca me hospedei em hotéis com programas de fidelidade que pertenço

7,6%

3,1%

2,5%

Raramente. Eles não estão disponíveis pela agência de viagens que minha empresa usa

1,5%

1,2%

4,6%

Qual a frequência com que você se hospeda em hotéis com programa de fidelidade? Me hospedo frequentemente nestes hotéis

Fonte: Fórum Brasileiro de Hotéis Independentes 9 a 15 de maio de 2018 — PANROTAS

14 e 15.indd 15

15

03/05/2018 20:25:57


Diagnóstico Raphael Silva

AGENTE

Há alguns anos, as agências de viagens on-line chegavam ao Brasil (e ao mundo) ameaçando a consolidada estrutura do mercado de viagens. Alto investimento em marketing digital, sensação de liberdade ao consumidor, que passaria a ter o mundo todo disponível ao clique de um mouse e, principalmente, preços mais baixos. Os agentes tradicionais temeram, e muitos seguem ou aos prantos ou ao ataque desse concorrente digital. Hoje, porém, o cenário é um pouco diferente. Os bons agentes de viagens estão sobrevivendo e notando que é possível reverter o quadro. A utilização de estratégias de marketing e vendas que envolvam a web já são adotadas por boa parte desses profissionais que, agora, veem o digital não apenas como um feroz concorrente, mas também como uma forma de alcançar mais, e melhor, seus clientes. Diante dessa nova perspectiva positiva, será que o mercado nacional está preparado para as grandes mudanças que surgem paralelamente ao crescimento de relevância da internet para o Turismo? “No geral, eu acho que ainda não. Já há uma consciência interessante por parte do mercado, que investe nas mídias digitais, mas ainda há um longo caminho a ser percorrido. O primeiro passo foi dado”, explicou o diretor comercial da Amadeus no Brasil, Paulo Rezende. À PANROTAS, ele foi o responsável por comentar o exclusivo estudo Digital Marketing, de autoria de sua empresa, que escancara as principais necessidades e expectativas para mídia digital de agências de viagens no mercado brasileiro, além, também, de entender a relação dos consumidores de viagens nos canais digitais. 16

16 a 20.indd 16

Paulo Rezende, diretor comercial da Amadeus no Brasil

PANROTAS — 9 a 15 de maio de 2018

03/05/2018 19:46:28


ORÇAMENTO BAIXO, O PRINCIPAL OBSTÁCULO Em um momento de recuperação econômica do País, as agências de viagens se forçam a revisar suas estratégias. Cortar custos e apostar em ações de menor risco e maior rentabilidade nunca foi tão necessário. Para isso, estão recorrendo à internet que, utilizada da maneira correta, pode entregar exatamente o que procuram: um bom retorno em um meio acessível. A partir daí, organizar a estrutura interna – CRM, mailing e site foram os mais citados no estudo – f a c i l i t o u a tarefa de se conectar ao consumidor e otimizar a comunicação em busca de potenciais clientes. Tudo isso, porém, ainda está em fase embrionária no Brasil. Enquanto os grandes players investem e colocam colaboradores exclusivos aos canais

digitais, as agências menores precisam se virar com o que têm. O estudo da Amadeus mostra que os grandes desafios são superar a falta de budget dedicado ao digital, encontrar estratégias para atingir o público e ampliar o número de profissionais que atuam coordenando e executando as ações voltadas ao marketing digital. “Por mais que eles já estejam aprendendo a navegar por esse mundo, acho que é uma novidade muito grande. Buscar informações, treinamentos e dicas práticas, seja com alguma leitura ou um profissional, é o melhor caminho”, destacou Rezende ao comentar a falta de capacitação do Turismo brasileiro no meio digital. INSPIRAR, INTERAGIR E VENDER A opinião geral das agências de viagens no estudo mostra que a internet é vista como um meio moderno, rápido, flexível e de menor custo. O maior alcance de público, com possibilidade de segmentação, é outro ponto positivo encontrado pelas agências

Conteúdo ou promoção servem de isca para atrair o consumidor

Conexão constante resulta no primeiro contato com a agência

03

consultadas, que colocam os canais digitais como fonte de três pilares: inspirar, interagir e vender. Essa combinação facilita a jornada de venda, divulgando produtos, ofertas e fixando a marca no dia a dia do consumidor, que passa a ser atingido pelo valor gerado por essa empresa. Essa jornada do consumidor, no mercado de viagens, passa por um funil diferente do varejo, por exemplo. Um ponto geral entre as agências respondentes é de que a mídia digital funciona melhor como uma isca para atrair o consumidor a um primeiro contato do que como uma ferramenta de venda. Isto é, inspirar para converter: a efetivação da venda acontece, em sua maioria, por atendimento pessoal, o que pode possibilitar, também, a venda de serviços auxiliares pelo próprio agente. Aí as técnicas tradicionais de venda têm de entrar em cena: “Por que não proteger sua família com um plano de assistência durante a viagem? Não seria melhor alugar um carro para fazer esse trecho?”

01

02

via on-line: Whatsapp; Facebook Messenger; Inbox do Instagram

Usuário interessado e interagindo com a marca se torna um ponto de expansão orgânica + Curtidas, + compartilhamentos + seguidores

04

Ida do usuário à agência para negociação e efetivação da venda

 9 a 15 de maio de 2018 — PANROTAS

16 a 20.indd 17

17

03/05/2018 19:46:29


EM BUSCA DA RELAÇÃO PERFEITA Para proporcionar essa jornada ao consumidor é preciso, em princípio, estabelecer uma presença online confiável. De forma geral, a confiança em compras pela internet no Brasil é razoável, com uma média de 40%, segundo os mais de 250 consumidores consultados pela Amadeus. Os processos e as garantias de transações na web ainda são o grande empecilho para que esse índice cresça. Essa insegurança é o principal argumento dos 18% que acreditam que as empresas não vão cumprir com o prometido, o que confirma a necessidade de transmitir uma imagem segura para o consumidor. Um fato interessante é a base dos que se mostraram mais desconfiados com compras na internet: compradores entre 18 e 30 anos, os millennials . Os mais jovens da tabela – público ainda foi dividido entre 31-45 anos e 46-65 anos – também são os que mais se sentem inseguros na hora de adquirir viagens on-line. “Isso também nos surpreendeu aqui na Amadeus”, admitiu Paulo Rezende. “Talvez seja por conta de serem os mais habituados com a internet e saberem o alto número de fraudes e golpes que acontecem diariamente, mas também pode ser influência de alguma experiência

negativa comprando on-line.” O site e uma estratégia de e-mail marketing são pontos destacados pelos profissionais consultados na hora de estabelecer uma relação sólida com o cliente. Com o site, todas as outras mídias – redes sociais e Google, por exemplo – culminam em um único espaço, onde também é possível concentrar conteúdo relevante e construir um ambiente de interação com o público, com comentários e, para os mais desenvolvidos, até chatbots. Já no e-mail, promoções, informações e um conteúdo mais segmentado chegam diretamente à caixa de entrada do cliente, reforçando a marca no dia a dia dele. REDES SOCIAIS: ENTRE O NOVO E O ULTRAPASSADO Não é à toa que o Facebook aparece como a âncora quando o assunto são as redes sociais. As amplas possibilidades de interação com o público, criação e participação de grupos segmentados por interesse e a ferramenta de anúncios patrocinados fazem da rede de Mark Zuckerberg um verdadeiro marketplace para o mercado de viagens. Fixar e posicionar uma marca, divulgar produtos e ofertas que levem à conexão com o cliente ainda funcionam muito bem, mas já há quem esteja mudando de lado.

54% 42% 40%

As agências com desenvolvimento digital maior já percebem uma massificação e generalização do público no Facebook, fato que as está levando a migrar para outra rede: o Instagram. Canal mais elitizado, com público mais jovem, engajado e que concentra uma renda mais alta, o Insta é novo carro-chefe das redes sociais para agências personalizadas. A geração de valor, associação com blogueiros e influenciadores, além da segmentação de conteúdo, facilitam a conexão com os compradores nessa rede, que tem como empecilho o acesso quase que restrito ao mobile e o fato de as ferramentas, em geral, serem pagas. Por fim, o Youtube aparece como um modelo mais moderno, dinâmico e jovial. Os vídeos com formato de entretenimento são o grande sonho de consumo das agências, que o veem como a chance de levar os consumidores a uma "viagem de poucos segundos", sem o esforço da leitura. O principal acaso, aqui, é a necessidade de uma produção detalhada, o que demanda a contratação de terceiros ou investimento em equipamentos e profissionais especializados, ambos representando um alto custo de investimento. “São diferentes formas para ampliar a exposição da sua empresa e mostrar sua especialidade, mas é preciso entender que o foco é

conversa com amigos e familiares

pesquisas em sites especializados e mecanismos de busca postagens em redes

de 27% comerciais TV e Youtube de portais, 27% matérias jornais ou revistas de agências de viagens, 25% e-mails companhias aéreas e hotéis 18

16 a 20.indd 18

PANROTAS — 9 a 15 de maio de 2018

03/05/2018 19:46:29


Itens vs Canais / Pesquisa e Compra Sites/aplicativos de compra de viagens e Google são os principais canais de pesquisa. No momento da compra, a loja da agência tradicional ganha força exatamente no momento do fechamento dos pacotes.

Lojas físicas de agências de viagens

Páginas Web

Aplicativos de viagens

Destinos para as viagens Disponibilidade de preços de passagens

75% 82%

68% 80%

67% 69%

43% 35%

46% 28%

40% 23%

40% 48%

Acomodações (hotéis, pousadas, etc.)

66%

70%

63%

40%

35%

33%

31%

Pacotes de viagens

70%

75%

63%

30%

25%

51%

Aluguel de carros

28%

23%

29%

11%

17%

23% 13%

Seguro de viagens Nenhum destes

24%

23%

23%

10%

17%

10%

17%

89

91

5% 235

32% 210

32% 146

43% 112

24% 250

Passagens Acomodações (hotéis, pousadas, etc.)

61%

63%

43%

27%

15%

25%

47%

71%

71%

48%

29%

21%

20%

50%

Pacotes de viagens

63% 22%

42% 21%

20% 13%

22% 16%

23% 22%

62%

Aluguel de carros Seguros de viagens

56% 22%

25%

26%

17%

15%

16%

17%

29%

Nenhum

10% 89

11% 91

28% 223

52% 142

63% 100

63% 64

14% 191

Pesquiso

Bases

Reservo/Contrato

Bases

fundamental. Mesmo que a agência trabalhe com um público mais generalizado, é importante saber que você tem de ser muito mais direto para atrair esse consumidor, proporcionar algum valor a ele”, aconselhou Paulo Rezende. Segundo ele, o cliente que vai ao agente após ver um anúncio ou conteúdo nas redes sociais pode ser visto como a evolução do "cliente de rua", que visitava a agência para buscar informações sobre um destino para viajar. O QUE INSPIRA A maior fonte de inspiração para viajar ainda é a influência de conversa com amigos e familiares (54%), seguido pela pesquisa em sites especializados (42%). A força das postagens em redes sociais, por sua vez, vem logo em seguida (40%), superando fatores como comerciais de TV e até e-mails de agências. Dos consumidores entrevistados, 84% utilizam o Facebook ao menos uma

vez por semana, à frente de Youtube (58%) e Instagram (45%), sendo as três principais citadas como redes preferidas. Há ainda quem aponte uso de Google+, Twitter e Pinterest, mas em escalas bem menores. A relevância das redes sociais se confirma ainda mais quando colocada ao lado de serviços, como aplicativos de mensagens (76%), transações bancárias on-line (52%) e aplicativos de mapas (45%) no uso semanal. PARA ONDE VAMOS? A partir do momento em que a estrutura interna foi organizada e as diretrizes de posicionamento digital foram definidas, o ciclo de atração é iniciado. Construir um conteúdo de valor é uma arma valiosa para estabelecer uma conexão saudável com o cliente, e alguns formatos se destacam, como imagens e vídeos, que têm um nível de atratividade similar ao das promoções, mas ganham ainda mais destaque quando

19%

segmentados ao público certo. Viagens personalizadas, atendimento diferenciado e especialização em nichos, seja por renda ou estilo de viagem, são ações que ganham cada vez mais ferramentas para ajudar a agência a atingir o cliente ideal para aquele produto. A venda, por sua vez, continua sendo primordialmente presencial, mas tende a caminhar para o on-line, assim como viagens mais comuns, segundo a Amadeus. “É um caminho. Começar a partir de um anúncio e depois ir para um site, uma página de rede social e chegar ao chat com um agente, que pode até ser um chatbot, mas que garante uma troca de impressões e experiências. Isso vai juntar toda a flexibilidade e possibilidades da internet com o conhecimento do agente para que esses atendimentos se tornem completos. Sem contar a inclusão futura da inteligência artificial, o que deve mudar bastante coisa”, completou Paulo Rezende.n 9 a 15 de maio de 2018 — PANROTAS

16 a 20.indd 19

16%

19

03/05/2018 19:46:30


Memória

Henrique Santiago

DA RÚSSIA PARA

O BRASIL...

E MAIS ALGUNS PAÍSES

A cerca de um mês para a Copa do Mundo, a Rússia se prepara para receber milhares de turistas de diversas partes do globo. Se hoje a única opção do viajante brasileiro, sem voos diretos, é de decolar até Europa ou a Ásia para, então, se conectar a Moscou, há duas décadas o momento era outro. Em agosto de 1993, poucos meses após a dissolução da União Soviética, a Aeroflot, aérea de bandeira russa, estreou seu primeiro voo ao Brasil. Mas a ligação não era fácil como aparentava. O avião Ilyiushin-62 comportava apenas 124 passageiros e, por ser de médio porte, fazia escalas para completar o trajeto de mais de 11 mil 20

20.indd 20

quilômetros. A aeronave decolava de Moscou para chegar a Larnaca, capital do Chipre. Dali, o percurso seguia para Ilha do Sal (Cabo Verde) para, finalmente, voar para o Rio de Janeiro. O serviço de atendimento ao passageiro era feito com a estrutura da extinta Transbrasil, selecionada para um acordo bilateral com a Aeroflot. As conexões entre Brasil e Rússia permaneceram por um curto período, sendo encerradas em 2000. Quem voou com ela viu a seleção brasileira ganhar o tetra em 1994 e perder a final para a França quatro anos mais tarde.

PANROTAS — 9 a 15 de maio de 2018

03/05/2018 19:48:32


PATROCINADO

LIGA NETWORKING: SUL EM DESTAQUE MICE

Primeira ação do Liga Networking do ano, em São Paulo

Inovar, encantar e surpreender. Com esse intuito, a Liga Eventos criou o Liga Networking, que em 2018 chega à 4ª Edição. Ação focada em viagens de incentivo e eventos, o projeto pretende divulgar os potenciais do Rio Grande do Sul para este nicho. “Sabemos a importância do setor e o quanto representa este segmento no mercado de viagens do Brasil. Por isso convidamos operadoras, organizadoras de eventos, empresas de incentivos e todos que fazem parte deste mercado para mostrar o quanto podemos encantar seus clientes no Sul do Brasil”, comenta o diretor executivo do Grupo Brocker, Fábio Bordin. Em 2018, além de realizar eventos em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e Curitiba, o projeto vai oferecer viagens de capacitação diretamente no destino. Serão dez

viagens de experiência em que os convidados vivenciarão, durante quatro dias, o que o Rio Grande do Sul tem a oferecer para eventos e incentivos. Porto Alegre, Bento Gonçalves, Nova Petrópolis, Gramado e Canela receberão os participantes.

ACONTECEU A primeira ação de 2018 aconteceu em São Paulo, de 9 a 13 de abril, quando 30 empresas e 200 pessoas participaram de uma capacitação sobre o destino. Na oportunidade, foram apresentados os principais diferenciais para realização de eventos e incentivos na Serra Gaúcha e em Porto Alegre. APOIADORES Neste ano, o Liga Networking conta novamente com o apoio público

privado. Dentre os parceiros estão as Secretarias de Turismo de Bento Gonçalves, Canela, Gramado e Nova Petrópolis, Convention Bureau de Gramado e Canela, Bento Gonçalves e Porto Alegre, Hotel Casa da Montanha, Laghetto Hotéis, GJP Hotels & Resorts, Hotel Alpestre, Ritta Hoppner, Caza Wilfrido, Emma Trein, Villa Bertti, Vinícola Ravanello, Espetáculo Korvatunturi, D’arte Multiarte, Snowland e Bustour. A LIGA EVENTOS A Liga Eventos, empresa idealizadora e realizadora do Liga Networking, atua no mercado de assessoria logística de viagens corporativas, eventos e incentivos desde 2006. Com sede na Serra Gaúcha, atende em todo o Sul. Para mais informações, acesse www. ligaeventos.com.br n

9 a 15 de maio de 2018 — PANROTAS

21.indd 21

21

03/05/2018 19:50:00


Eventos

Beatrice Teizen — Itatiba (SP)

VIVENDO A Vinte e quatro horas de imersão suíça. Essa foi a proposta do Switzerland Travel Experience, realizado entre 24 e 27 de abril, no Hotel Fazenda Dona Carolina, em Itatiba, no interior paulista. Promovido pelo Switzerland Tourism Brasil, o evento contou com 210 agentes de viagens de todo o País. “Um encontro como este traz muita informação e conhecimento para o agente de viagens, que sabemos que precisa de um contato pessoal. Quando termina, ele se sente mais capacitado para vender o destino”, contou a coordenadora de Trade do Switzerland Tourism, Fernanda Maldonado. Por meio de uma seleção criteriosa, o órgão de Turismo convidou as agências potenciais do 22

22 a 26.indd 22

Natália Leal e Fernanda Maldonado, do Switzerland Tourism

SUÍÇA mercado nacional para negociar com os principais fornecedores e destinos do país europeu. “Às vezes elas não têm muito conhecimento do produto, por isso temos como objetivo promover os incentivos de venda, treinar, educar, desmistificar e passar conteúdo para os profissionais presentes”, afirmou a líder de Marketing, Natália Leal. Com 70 profissionais por dia, o workshop, em sua terceira edição, é composto por um dia de rodadas de negócios. Em pequenos grupos, o agente de viagens assiste à apresentação e conversa com 11 fornecedores suíços. Destinos como Berna, Lago de Genebra, Zurique, além de serviços, como o Swiss Travel System, de

transporte público, foram alguns dos parceiros presentes. PEDALANDO Neste ano, um dos atrativos para dinamizar o evento foi a bicicleta. Uma estratégia de marketing para divertir e capacitar os participantes. São muitas as opções que a Suíça pode oferecer e passeios de bike são algumas delas. Além da questão de saúde e bem-estar, que vem sendo uma tendência no mercado mundial, ter uma experiência na viagem está cada vez mais em foco. A Suíça tem esse apelo de ar puro, de bem-estar, de qualidade de vida

PANROTAS — 9 a 15 de maio de 2018

03/05/2018 19:58:36


Fornecedores e equipe do Turismo da Suíça

até mais tranquilas, com bicicletas elétricas”, explicou Fernanda. Pensando no tema, além das reuniões em grupos com os parceiros, os participantes viveram também no último dia uma experiência outdoor, que, neste ano, foi um passeio de bicicleta em formato de competição. “Esta ação teve tudo a ver com as campanhas de verão que estamos focando”, comentou Natália.

O MELHOR MOMENTO Com um crescimento de brasileiros na Suíça de 21,6% e recorde de pernoites brasileiras dos últimos 25 anos (244,8 mil em 2017), o país europeu está ganhando cada vez mais a afinidade do mercado brasileiro. “Acho que o Brasil e a Suíça se completam. O que um tem, o outro não tem, e vice-versa, resultando, assim, em um bom casamento”, finalizou Fernanda. t

e de requinte. “Inclusive o Turismo de luxo está caminhando para esse lado. E por que não oferecer uma experiência de bike? Seja pedalar ao longo de um lago cristalino, em uma montanha com neve no topo ou no meio de uma floresta bem conservada, isso tudo é facilmente encontrado na Suíça. Desde possibilidades mais radicais, como descidas de mountain bike,

9 a 15 de maio de 2018 — PANROTAS

22 a 26.indd 23

23

03/05/2018 20:31:23


t Daiane Lagger, do Swiss Education Group, apresentou opções de cursos de hospitalidade em faculdades da Suíça. Segundo ela, a procura do Brasil pelos summer camps para adolescentes está cada vez mais alta

Vincent Dubi, do Geneva Tourism, contou que o foco da cidade é o fim de semana. Por ser um destino corporativo, as tarifas de hotéis são altas durante a semana, sendo assim, uma boa opção para passeios durante os dias de descanso

Andy Nef e Maria Corinaldesi, do Swiss Travel System, mostraram ao grupo as diferentes possibilidades de transporte público na Suíça. Uma opção interessante para os turistas é o Swiss Travel Pass, que dá acesso a trem, barco, transportes, três montanhas, mais de 500 museus, entre outros

Amjad Nashashibi representa o Swiss Quality Hotels International, uma organização sem fins lucrativos que representa 60 hotéis em 45 destinos suíços. Prisca Albertolli mostrou um pouco sobre o Swissminiatur, um parque de miniatura ao ar livre, que é um produto novo para o mercado brasileiro

Fabian Appenzeller e Vanda Catão, do Lucerne Tourism, contaram um pouco sobre os atrativos da cidade, como os conhecidos festivais de música. Além disso, em 2019, o vilarejo de Engelberg receberá o primeiro hotel cinco estrelas t

24

22 a 26.indd 24

PANROTAS — 9 a 15 de maio de 2018

03/05/2018 20:32:50


Sem tĂ­tulo-7 20

03/05/2018 17:32:45


t Fernando Aquino, representante para o Brasil da Jungfrau Region, contou que o destino é o número um para esportes de aventura no verão e esqui no inverno. Além disso, a região apresentou um aumento de 25% de turistas brasileiros

Christina Binnie e Magda Moraes, da Swiss Air Lines, mostraram os diferenciais que a companhia aérea oferece, além da novidade, o B777-300, com operações diárias desde março

Aurelia Carlen, do Zürich Tourism, indicou que uma estada na cidade seja de pelo menos três dias e duas noites. Entre as opções de passeios estão os diferentes festivais de rua e de comida

Taciana Meirelles e Ticiana Cunha, da Tumlare Brasil, explicaram como a operadora funciona: além dos guias, os grupos sob medida serão exclusivamente brasileiros, e as saídas garantidas

Andreas Frizzoni representa a Região do Lago de Genebra no Brasil. No destino é comum ouvir a língua portuguesa, devido à colonização. A bicicleta é o transporte ideal na região, onde cada estação de trem possui loja para alugar

26

22 a 26.indd 26

Marc Steffen apresentou características de Berna, a terceira maior cidade da Suíça. Em três noites é possível conhecer bem a região n

PANROTAS — 9 a 15 de maio de 2018

03/05/2018 20:02:11


Eventos

Eduarda Chagas — Petrópolis (RJ)

Schultz reuniu mais de 250 agentes em Petrópolis (RJ)

AOS AGENTES E A

PETRÓPOLIS Petrópolis, como as cervejarias, um dos principal atrativos da região, houve palestras, conversas com fornecedores e parceiros da Schultz e happy hours. Pela primeira vez a cidade sediou o evento. "Há verdadeiras joias por todo o destino e os agentes de viagens ainda não conheciam", afirmou Schultz. "Estou muito feliz em poder mostrar aos profissionais e ao mercado que nós temos preciosidades no Brasil que podem ser muito bem exploradas." Os participantes ficaram em nove hotéis. Representante da Doce Ilha Turismo, de Santos (SP), Atila Costa Ferreira destacou o perfil interessado e diferenciado do público. Para ele, a escolha de Petrópolis também foi acertada. “Essa região serrana do Rio de Janeiro é nova para mim e tem um potencial grande de vendas. Eles tiveram uma ideia boa para

desenvolver essa região, para que os agentes possam comercializar”, disse. Já a agente Auristela Campos, da Centro Oeste Viagens, de Cuiabá, participou do evento pela terceira vez. “Não conhecia Petrópolis, não imaginava que a cidade tinha tantas atrações para o turista”, disse. Auristela elogiou também as rodadas de negócios, em que os agentes puderam conversar e tirar dúvidas com fornecedores. “Para a minha agência foi fundamental.” COMPROMISSO Schultz aproveitou o encontro para reafirmar o seu compromisso com os agentes de viagens. "É nosso único canal de vendas", assegurou. "Enquanto vocês nos apoiarem, nós não temos interesse de vender ao consumidor final." O fundador da empresa destacou ainda

9 a 15 de maio de 2018 — PANROTAS

27 a 30.indd 27

t

Muita história, capacitação e cerveja. A 11ª Convenção Schultz reuniu mais de 250 agentes de viagens em Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro, entre 15 e 18 de abril. Os participantes eram de exatas 100 cidades, de todas as regiões do Brasil. Cada um arcou com as despesas do bilhete aéreo para chegar ao Rio de Janeiro. "Os agentes têm que ser aceitos para poder vir e depois pagar para vir. Então são só os melhores e os que estão dispostos a investir e acreditam nos nossos projetos", justificou o presidente da operadora, Aroldo Schultz. Para os agentes, a ideia é que o retorno do investimento venha por meio de capacitações, rodadas de negócios e, claro, networking. Na programação, além de visitas a pontos turísticos de

27

03/05/2018 20:03:47


t que, em sua visão, a profissão terá vida longa. "Só não sei se eu tenho muito futuro como operador", acrescentou, dando a entender que para ele, vão perdurar os profissionais capazes de dar um bom atendimento ao cliente e apontando que a tendência é, cada vez mais, eles se relacionarem direto com os fornecedores. Diversificar também é fundamental, segundo Schultz. "Essa história de ficar vendendo aéreo, seguro e hotelaria pode ainda funcionar, mas não é o futuro". Uma boa alternativa seria apostar também em grupos. CAMPEÕES DE VENDA Os maiores vendedores de Schultz Operadora e de Vital Card em 2017 também foram apresentados no encontro. Dentre as agências homenageadas estão GNC Vip Tur, Wings, Mont Blanc, Dale Turismo, Fob, Doce Ilha e Intermundo. "Quando comecei com a Schultz, fazia dois grupos por ano. Hoje faço 12", comemorou a executiva Daleth Feits, da Dale Turismo, de Engenheiro Coelho (SP). Já os campeões de vendas da Vital Card no ano passado foram Turvicam Turismo Viagens e Câmbio, Transamerica Turismo, Valeverde e Sonho Real.

28

27 a 30.indd 28

Bernardo Rossi, prefeito de Petrópolis, recebe o carinho de Aroldo Schultz

APOSTAS Com R$ 310 milhões de faturamento em 2017, a Schultz pretende crescer 30% este ano. Algumas apostas de destinos da operadora são Petrópolis, Caribe, Curaçao, além da parceria com os circuitos da Europamundo e do Small Groups. Com foco em viagens para até sete viajantes, o Small Groups deve se expandir com o Small Groups Travel Club, que permite que outras empresas pelo mundo incluam seu conteúdo. Com isso, nos próximos dois meses, a empresa

espera incluir pelo menos mais 15 destinos no sistema. "No clube, a Schultz é uma distribuidora, como qualquer outra operadora. Outros operadores também deverão distribuir porque é um produto bom", afirmou Schultz. "A Schultz nunca foi de exclusividade. Essa não é a melhor arma para nós. O nosso atendimento e respeito ao profissional é o nosso diferencial".n A PANROTAS viajou a convite do Grupo Schultz

PANROTAS — 9 a 15 de maio de 2018

03/05/2018 17:18:29


Convenção Schultz

Auristela Campos e Analzira dos Santos, da Centro Oeste Viagens

Carla Cecchele e Jessica Bueno, da RCD Hotels

Estrella Ortego e Ricardo Fernandes-Retto, da Ratpanat, nova parceira da Schultz Bojana Mismas (Kompas), Atila Ferreira (Doce Ilha Turismo) e Tatyana Roman (Realize Viagens)

Aroldo Schultz e a diretora geral da Schultz, Ana Maria Santana Dayane Marques (Marite Turismo), Maria de Lourdes Martins (Choice Tur Viagens e Turismo) e Dayane Rosa (Marite Turismo)

Sandro Uebel (JPX) e Carlos Lazzari (Farroupilhatur)

Taisa Porto (Dauras Turismo) e Cibele Fraga (Inter Mundo)

9 a 15 de maio de 2018 — PANROTAS

27 a 30.indd 29

t 29

03/05/2018 17:18:41


Convenção Schultz t

Thais Pinheiro (Almeida Pagiola Intercambio), com Anne Louise Fontes e Alexandre Araújo (da D&A Viagens e Turismo)

Sabrina Flohr (One Time Viagens e Turismo), Marcio Tonetti (Tonetti e Cereza Ltda) e Tays Morgana Guber (Hersing Viagens e Turismo)

Eduardo Gomes e Amanda Amorin, da Fazturismo Roseli Gallindo (Wings Turismo) e Antonio Elias Hoche (Hoche Viagens e Turismo)

Samir El Ghaoui (Petrópolis CVB), Aroldo Schultz e o secretário de Turismo, Marcelo Valente Fabiano Simm (TZ Systems), Luciano Bonfim (Vital Card), Aroldo Schultz, Ana Maria Santana (Schultz) e Rafael Turra (Vital Card)

Agentes fizeram passeio de jipe

30

27 a 30.indd 30

Gisele Goulart, da G Receptivo

PANROTAS — 9 a 15 de maio de 2018

03/05/2018 20:34:43


Sem tĂ­tulo-7 20

03/05/2018 17:33:15


32 Sem título-2 32

PANROTAS — 9 a 15 de maio de 2018

03/05/18 18:34


Eventos

Janize Colaço — Rio de Janeiro

Aterrissou na capital fluminense mais uma edição do Next, o evento itinerante da PANROTAS. Realizado na última semana de abril, no Hilton Rio de Janeiro Copacabana, o encontro novamente forneceu palestras com o intuito de munir os agentes de viagens e operadores de conteúdo que realmente mostre resultado nas demandas diárias dos profissionais. Ao todo, cerca de 150 pessoas participaram do evento. “O Next é parte de uma nova geração de eventos que realizamos, derivado do Fórum PANROTAS, que visa fornecer soluções reais aos negócios dos profissionais de Turismo em todo o Brasil”, pontuou o editor da PANROTAS, Renê Castro, durante a abertura do evento. Ao longo da manhã, palestras e painéis debateram assuntos como a importância de metabuscadores na elaboração de

CHEGA AO RIO

pacotes de viagens, o contraste de preços entre o canal tradicional e as OTAs, uma pesquisa inédita da Amadeus, sobre as tendências do mercado digital, bem como o aprofundamento da pesquisa elaborada pela PANROTAS, em parceria com a Edelman, sobre as 10 Tendências para Viagens e Turismo na América Latina.

DADOS E CAPITALIZAÇÃO DE VENDAS Chega de lamentos. Já passou da hora de os agentes de viagens e operadores compreenderem a importância de ter a internet como uma aliada em vendas e prospecção de novos clientes. A rede pode ter ferramentas importantes para os agentes ganharem maior prospecção de vendas. O Kayak, por exemplo, está em busca de passar informações que realmente são capazes de capitalizar clientes aos

agentes e operadores, destacou o country manager do metabuscador no Brasil, Eduardo Fleury. "O profissional pode e deve capitalizar alguns dados em vendas", aconselhou o executivo durante palestra. De acordo com ele, tais interpretações possibilitam, por exemplo, a montagem de pacotes com datas e destinos específicos a um públicoalvo que efetivamente usufruirá da oportunidade. Os dados, segundo Fleury, revelam muito do que o viajante tem almejado. "O ano está recheado de feriados, sobretudo em novembro. É possível que o consultor, a partir da análise de dados que disponibilizamos, saiba traçar exatamente o produto que o viajante tem interesse."

t

Camila Anauate, da Edelman, Leandro Mello, da Amadeus, e Gustavo Syllos, da Slaviero Hotéis

9 a 15 de maio de 2018 — PANROTAS

33 a 36.indd 33

33

03/05/2018 20:07:13


t

Renê Castro, da PANROTAS, Maria Paula, do Hilton Copacabana, Marcia Amaral, da Executive One, Camila Anauate, da Edelman, Leandro Mello, da Amadeus, Katia Fabiana Peres, da Avianca, e Gustavo Syllos, da Slaviero

VIAJANTE CONSERVADOR Alinhada ao que Eduardo Fleury expôs, a Amadeus revelou um estudo inédito que pontuou as tendências do mercado digital e a necessidade imprescindível de a internet ser encarada como aliada dos profissionais de Turismo ( veja mais na página 16). "Para a elaboração de tais comportamentos, tivemos um pano de fundo bastante específico: o momento de recessão econômica brasileira e a retração nos gastos dos viajantes", pontuou o gerente comercial da empresa no Brasil, Leandro Mello. Segundo ele, apesar disso, o que não faltou foram oportunidades de vendas por meio do cenário digital. De acordo com o levantamento da empresa de tecnologia, ainda que muitas agências não tenham feito investimentos específicos para o marketing digital, quem destinou maior atenção para o on-line obteve resultados relevantes. "Os sites hoje são efetivamente a extensão das agências de viagens, onde os clientes encontram espaço para buscar produtos", afirmou. Outro dado importante: absolutamente todos os participantes da pesquisa destacaram que antes de irem a uma agência de viagens, haviam pesquisado informações pela internet e, a partir disso, também pesquisado informações das agências que possivelmente fechariam a compra. 34

33 a 36.indd 34

"Embora os viajantes brasileiros caminhem para a autonomia — visto que chegam nas agências de viagens com roteiros praticamente prontos —, eles ainda são conservadores na hora de efetivarem a compra." MENORES PREÇOS, MAIORES RISCOS Não é incomum a quantidade de vezes em que as agências de viagens físicas se deparam com preços mais acessíveis no on-line, além das condições de parcelamento, e se questionam o porquê de aparentemente não haver equitatividade nos preços. A resposta é bem menos polêmica do que parece, pontuou o diretor de Marketing e Distribuição da Slaviero Hotéis, Gustavo Syllos. "Não se trata de favorecer um ou outro, mas como cada um deles é capaz de assumir riscos e prazos com os consumidores", afirmou Syllos. Segundo ele, seja na hotelaria ou no aéreo, quem faz a distribuição e quer proporcionar melhores ofertas aos consumidores precisa arcar com os possíveis custos. O executivo, porém, destaca que embora as OTAs tenham preços atrativos, o conservadorismo dos viajantes ainda faz com que muitos busquem pelas agências físicas. "Muitas vezes a ideia da viagem, já com destino, aéreo e hotel em mente, é com o consultor que ele se sente seguro de efetivar a compra", opinou.

ENGAJAMENTO NAS VIAGENS E VENDAS Para além da importância de ter a internet como ferramenta de vendas, o estudo 10 Tendências para Viagens e Turismo na América Latina buscou indicar o caminho do que deve estar por vir. Com exclusividade, o material foi apresentado no Fórum PANROTAS e agora está sendo exibido por todo o País com os eventos itinerantes. As tendências foram apresentadas e discutidas em um painel que contou com a presença de Mello e Syllos e a mediação da líder do núcleo de Turismo e Serviços da Edelman, Camila Anauate. "Viajar por viajar quase não está mais em pauta, já o engajamento está cada vez mais em alta", afirma Camila. Segundo ela, as pessoas têm buscado mais propósito e significado em suas viagens e a tendência é ascendente: "atualmente, dez milhões de viajantes no mundo fazem esse tipo de viagem e, até 2020, o número vai dobrar". Segundo Mello, o segmento se enquadra na tendência de nichos das agências de viagens. "É um negócio mais seguro para quem quer ter um público mais fiel e vendas mais garantidas", pontua. Já Syllos destacou a importância do engajamento dos próprios vendedores. "Não adianta vender algo que pouco conhece e que pouco se sente afetado por ele. O apelo do produto tem que estar presente tanto na vontade de compra do viajante quanto na de venda do agente de viagens e operadores", finalizou.n

PANROTAS — 9 a 15 de maio de 2018

03/05/2018 20:07:15


Next Rio

Douglas Santos, da New It Viagens, e Denise Vaz, da Equipe Viagens

Rosana Navarro, da Carol Navarro Consultoria, e Magali de Souza, da Magali Turismo

Isabel Monteiro, da Famosas Viagens, e Márcia Santos, da Desenrolando Orlando

Kátia Fabiana Peres, da Avianca

Leonardo Melo, da Multicidades, Gustavo Syllos, da Slaviero Hotéis, e Bruno Heleno, da Othon Hotéis Beatriz Couto e Gabriela Palma, da Sou Mais Carioca, Karilayn Areias, da Kari Desbrava, Aparecida Jeronymo, da Sou Mais Carioca, e Mariana Bueno, da Mariana Viaja

Bernardo Parmera, Flávia Monnerat, Carlos Sardo, Américo Samu e Fábio Avellar, todos do Grupo Flytour

Eliane Vieira, da Ashanti Viagens, Maria Socorro Brito, da Blumoon Viagens, Celso Marques, da Viagens e Viagens, e Simone Britto, da SMB Turismo

9 a 15 de maio de 2018 — PANROTAS

33 a 36.indd 35

t 35

03/05/2018 20:36:30


Next Rio t

Ana Alexandrino, Graziele Paumgartten e Luis Ramos, todos da Discover Cruises

Fernanda Almeida, da Konexion, e Ana Paula Gatti, da American Airlines

Eduardo Fleury, do Kayak

Flávio Marques, da Rextur Advance

Maria Paula Comaru e Ricardo Kawa, diretora de Vendas e diretor de Operações do Hilton Rio de Janeiro Copacabana Carlos Leite e Victor Oliveira, da Rextur Advance

Ramon Florião, do Hilton Hotels e Resorts, Débora Quintella, da Hotel Beds Group, Maria Paula Comaru, do Hilton Hotels e Resorts, e Fábio Linderman, da Tourico Holiday

36

33 a 36.indd 36

Mario Salles e Marcos Maior, da Trip4U

PANROTAS — 9 a 15 de maio de 2018

03/05/2018 20:07:36


Sem tĂ­tulo-7 20

03/05/2018 17:34:20


Opinião

UM DETERMINADO PENSAMENTO EM TURISMO Danilo Santos de Miranda,

diretor regional do Sesc no Estado de São Paulo

As dinâmicas contemporâneas têm facetas diversas, de acordo com os agentes que as estimulam, e com o Turismo não é diferente. As práticas nessa área têm em comum o objetivo de levar viajantes a destinos desejados pelos mais variados motivos: conhecer novas pessoas, experimentar coisas fora do cotidiano, aprender, ver o que nunca foi visto, por vezes apenas relaxar. O Turismo proposto pelo Sesc tem personalidade semelhante à das ações que essa instituição desenvolve em diversas áreas, como a saúde, o campo físicoesportivo, as artes, a alimentação, o trabalho com faixas etárias específicas e o trato com aspectos transversais como sustentabilidade e diversidade. Em comum, a todos esses âmbitos, residem dois pontos inegociáveis: a cidadania como valor e a vocação educativa. Partindo desse contexto, o Sesc optou, há 70 anos, por atuar num tipo de atividade turística que, ao longo da década de 1920, foi denominada Turismo Social. O surgimento desse conceito precisa ser situado historicamente: ele está inserido no bojo das conquistas trabalhistas da primeira metade do século XX, inicialmente na Europa, que incluíram não apenas a limitação da jornada de trabalho e a luta por melhores condições laborais, mas, também, uma atenção ao tempo livre. Na medida em que a qualidade de vida passa a ser uma demanda social, a ideia de lazer deixa de ser pensada, ao menos em tese, como privilégio de poucos – é nessa perspectiva que o ato de viajar passa a ser visto como um direito dos trabalhadores, cabendo a algumas instituições criar as condições para efetivá-lo. No Brasil, o Sesc atua de forma pioneira, inaugurando em 1948 sua colônia de férias em Bertioga, localizada no litoral sul do Estado de São Paulo, destinada aos trabalhadores do comércio de bens e serviços. O trabalho em Turismo social do Sesc, mantendo o intuito básico de democratizá-lo, transformou-se ao 38

38.indd 38

longo do tempo. A partir de 1979, o programa se articula em bases conceituais mais consistentes, incluindo ações para além da estada em Bertioga. É a partir de então que a elaboração dos roteiros inclui de modo mais aprofundado a ideia de educação não-formal, concebendo os destinos como potenciais catalizadores de aprendizado. Nas últimas décadas, o programa de Turismo Social ganhou abrangência, diversificou seus públicos e seus modelos de atuação para além das excursões: passeios de um dia, cursos, palestras e debates sobre o assunto, oficinas de criatividade pensando o Turismo em sua dimensão cultural, entre outras possibilidades. Paralelamente foram enfatizadas ações educativas buscando conscientizar os diversos agentes implicados para a necessidade de comportamentos éticos na prática turística. Atualmente, cinco pilares orientam a ação do Sesc nesse terreno. Além da democratização do acesso, são basilares as ideias de: protagonismo do viajante, educação para o Turismo, educação pelo Turismo, operacionalização ética e sustentável. Tais características conformam uma presença no setor que é, sobretudo, complementar aos demais envolvidos. Afinal, diferentemente do que costuma ocorrer, os efeitos negativos da sazonalidade são menos sentidos no cotidiano do Turismo social, o que colabora para que a ação do Sesc contamine positivamente parceiros da esfera da hospedagem, da alimentação e de serviços de lazer. Para marcar as sete décadas do programa, o Sesc convida a sociedade a se divertir, refletir e se expressar por meio do Turismo. Ações formativas, exposições e publicações se unem aos já tradicionais passeios e excursões, como pode ser conferido pelo link: sescsp.org.br/turismo. Dialogar com os demais partícipes desse setor colabora não apenas para nosso trabalho, mas também para o fortalecimento da atividade como um todo.n

PANROTAS — 9 a 15 de maio de 2018

03/05/2018 17:29:15


9 a 15 de maio de 2018 — PANROTAS

Sem título-8 21

21

03/05/2018 18:27:25


Operadoras

Karina Cedeño — Las Vegas (EUA)

Mesmo com frio intenso, os top sellers e a equipe da Orinter se reuniram embaixo da icônica placa de Las Vegas

TOP SELLERS

EM VEGAS

O que acontece em Vegas fica em Vegas, certo? Nem sempre. Para os 72 agentes de viagens que participaram da premiação Top Seller da Orinter Tour & Travel este ano, toda a experiência vivida em Vegas será levada para muito além do destino, embarcando com cada um dos profissionais para o Brasil, onde transformarão conhecimento em vendas. Uma tradição para a operadora, o evento premiou nesta edição as 45 agências de viagens com melhor desempenho em vendas em 2017. "Há 29 agências estreando este ano e a escolha de Las Vegas não foi um mero acaso: os Estados Unidos são o carro-chefe da operadora no 40

40 a 45.indd 40

internacional, e, Vegas, o terceiro destino mais vendido, depois de Orlando e Miami", conta o diretor comercial e operacional da Orinter, Roberto Sanches. Na noite de 14 de abril, a equipe da operadora embarcou os agentes rumo à cidade dos cassinos, com conexão em Miami. Alguns dos agentes que embarcaram no Boeing 777-300ER da American Airlines puderam testar a nova Premium Economy, como Luiza De Munno, da Sergio's Turismo, que destacou o ângulo de reclinação da poltrona e o conforto como diferenciais. Ao desembarcarem, os participantes tinham à disposição uma agenda

planejada de modo que conseguissem ter tempo livre para aproveitar o destino, afinal, como bem enfatizou a diretora da Orinter, Ana Maria Berto, no transfer para o hotel, “o roteiro foi feito para que vocês, consigam desfrutar o destino”. Com o bom humor notável de sempre, Ana Maria arrancou muitas risadas dos agentes durante a viagem. "A cada edição da premiação, o relacionamento com eles se estreita e os parceiros têm a oportunidade de trocar informações, contando com nosso respaldo e sabendo que podem contar conosco", comenta a diretora da Orinter.

PANROTAS — 9 a 15 de maio de 2018

03/05/2018 17:20:17


Giovanna Paulineli, Jorge Souza, Ana Maria Berto, Roberto Sanches e Waldemir Júnior, equipe Orinter na Exotics Racing

espaços de eventos do hotel Monte Carlo, onde ficaram hospedados. Ao final da cerimônia, uma surpresa: diversas limusines esperavam para levarem os agentes até a Stratosphere

TOP SELLERS 2017 • Anatur • Atlantis Tatuapé • Brasil Tropical • Conceito Viagens • Cosmo Turismo • CR Travel • Daura's Turismo • DLA Viagens • FG Viagens • Globotur • Held Turismo • Honey Moon • Ilha Viagens • Inove Travel • Isla Tur • Labadee Tour • La Nave Turismo • Lazertur • LTN Blumenau • Meca Turismo • Monet Viagens

Tower, arranha-céu mais alto de Vegas, onde jantaram e radicalizaram no X Scream, um carrinho no estilo montanharussa que desliza em alta velocidade até a beirada do edifício. • Novità Turismo • One Time Rio do Sul • Pamplona Turismo • Planeta Turismo • Positivo Turismo • Provence Destinos • Sergio's Turismo • Sonho Real Turismo • Speciale Viagens • Star Turismo • Surya Viagens • Tao Turismo • Terratur • Trajetus • Turisforma • TW Tur • Uberatur Turismo • Via Norte Turismo • Viatour • Viagem Express • Viaje com Classe • Virazóm Viagens • Welcome Trips • Wings Turismo

9 a 15 de maio de 2018 — PANROTAS

40 a 45.indd 41

t

IMERSÃO NOS PRODUTOS No segundo dia de viagem, os top sellers já estavam prontos para dar a largada nos veículos de alto padrão da Exotics Racing. Além de pilotarem, eles também participaram de competições em grupo e os que completaram as provas em tempo mais ágil foram premiados no final. Mas o ponto alto (literalmente) foi o passeio de helicóptero da empresa Maverick, uma experiência nova para muitos dos agentes, que ofereceu uma vista deslumbrante de Las Vegas à noite. Nem o frio rigoroso conseguiu congelar os ânimos dos agentes, que se reuniram logo depois embaixo da icônica placa de Las Vegas para fazer a foto que não pode faltar quando o assunto é a capital do entretenimento. Vestidos com jaquetas da Orinter, o tom azul mostrava que àquela altura todos eram um só. Além de uma visita à represa Hoover Dam, localizada entre Nevada e Arizona, os agentes também tiveram tempo para compras, uma das atividades mais visadas pelos brasileiros nos EUA, até chegar o tão esperado momento da premiação, no dia 17. Em trajes de gala, eles foram premiados em um dos

41

03/05/2018 17:20:19


Roberto Sanches e Ana Maria Berto, a cara da Orinter

NÚMEROS EXPRESSIVOS Levar os agentes para o topo da torre mais alta de Vegas é um ato simbólico para a Orinter, que no ano passado viu seus negócios atingirem um pico: a operadora registrou crescimento de 67% no faturamento do ano passado em relação a 2016, com aumento de 69% de receita. "São números que mostram que estamos no caminho certo. Em um País com desenvolvimento estagnado, crescer dois dígitos é um sucesso e só mostra que a diferença está nas pessoas, ou seja, nos agentes de viagens que proporcionam estes resultados", destacou Sanches. Os dados registrados, de acordo com Ana Maria Berto, foram excelentes. "2017 foi um ano excepcional e não seria sem o apoio de todos os agentes de viagens. Acreditamos que eles não vão deixar de existir, afinal, o trabalho de nenhuma OTA se compara ao trabalho e à expertise deles", ressaltou Ana Maria. Para este ano, a expectativa é crescer 42

40 a 45.indd 42

12%, investindo na melhoria de processos, capacitação de equipe e infraestrutura. "É um crescimento ousado diante de um cenário complicado", salienta Sanches, cuja opinião é similar à de Ana Maria. "O crescimento que obtivemos no ano passado é muito difícil de manter, e se conseguirmos atingir a meta de 12% para este ano a Orinter estará 100% consolidada no mercado brasileiro", destaca ela.

passado realizou 147 casamentos, embarcando 5.738 passageiros. No departamento de Grupos, mais de 200 deles foram embarcados em 2017, totalizando 6.209 passageiros. No ano passado, a operadora realizou 65 eventos em 19 cidades do Brasil, capacitando mais de 1,9 mil agentes de viagens. Foram realizados 17 famturs, com 210 participantes

ESTRUTURA Atualmente a operadora conta com oito escritórios no Brasil, em Blumenau (SC), Campinas (SP), Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Porto Alegre, Ribeirão Preto (SP) e São Paulo. Ao todo são 150 funcionários e mais de 130 fornecedores homologados, de mais de 130 países.

NOVA FERRAMENTA ON-LINE Os planos da operadora para este ano envolvem uma nova ferramenta on-line para os agentes de viagens. Com lançamento previsto para junho, o portal irá oferecer a possibilidade de montar pacotes dinâmicos e orçamento com até 15 opções de destinos diferentes, além de opções de pagamento e voucher on-line.n

CASAMENTOS A área de casamentos cresce cada vez mais na empresa, que no ano

A PANROTAS viajou a convite da Orinter, com proteção GTA. t

PANROTAS — 9 a 15 de maio de 2018

03/05/2018 20:39:54


Sem tĂ­tulo-7 20

03/05/2018 17:34:42


Orinter Top Sellers Las Vegas t

Top Partners: Matt Teixeira e Edna Spear (ambos da Best Western) recebem a homenagem de Ana Maria Berto e Roberto Sanches (ambos da Orinter)

Top Partners: Cátia Frias, da American Airlines, recebe a homenagem de Ana Maria Berto e Roberto Sanches (ambos da Orinter)

Top Partners: Alessandro Lavecchia (Bramer Tour USA) recebe a homenagem de Ana Maria Berto, Giovanna Paulineli, Jorge Souza e Roberto Sanches (todos da Orinter) Top Partners: Mary Kate Butta, Walter Behre, Jennifer Marzan, e Adolfo Lopez (todos da MGM Resorts) recebem a homenagem de Ana Maria Berto, Jorge Souza e Roberto Sanches (todos da Orinter)

Top Partners: Roberto Roman e Roberto Oliveira (ambos da Travel Ace) recebem a homenagem de Ana Maria Berto e Roberto Sanches (ambos da Orinter) Top Partners: Rosana Caporal (Copa Airlines) recebe a homenagem de Ana Maria Berto e Roberto Sanches (ambos da Orinter)

Top Sellers: Anatur, Conceito Viagens e Turismo, Atlantis Tatuapé, Cosmo Turimo e Brasil Tropical recebem os prêmios de Waldemir Junior e Roberto Sanches (ambos da Orinter)

44

40 a 45.indd 44

Top Sellers: DLA Viagens, Globotur, Daura's Turismo, CR Travel e FG Viagens recebem os prêmios de Waldemir Junior e Roberto Sanches (ambos da Orinter)

PANROTAS — 9 a 15 de maio de 2018

03/05/2018 20:10:13


Top Sellers: Ilha Viagens, Honey Moon, Held Turismo, Inove Travel e Isla Tur recebem os prêmios de Waldemir Junior e Roberto Sanches (ambos da Orinter)

Top Sellers: Viaje com Classe, Virazóm Viagens, Wings Turismo, Viagem Express e Welcome Trips recebem os prêmios de Waldemir Junior e Roberto Sanches (ambos da Orinter)

Top Sellers: Lazertur, La Nave Turismo, LTN Blumenau, Labadee Tour e Mecatur recebem os prêmios de Waldemir Junior e Roberto Sanches (ambos da Orinter)

Top Sellers: Trajetus Turismo, Star Turismo, Surya Turismo, Tao Turismo e Terratur recebem os prêmios de Waldemir Junior e Roberto Sanches (ambos da Orinter)

9 a 15 de maio de 2018 — PANROTAS

40 a 45.indd 45

45

03/05/2018 17:20:37


LGBTravel Marcos Martins Divulgação/ Choose Chicago

Nos últimos anos, a cidade de Chicago, nos Estados Unidos, ganha relevância entre o público LGBTQ pela quantidade de atrações e eventos que oferece. E as atividades do próximo verão norte-americano começam com o June Pride Month, que contará com cerca de 100 eventos sociais, culturais, esportivos e políticos no destino, entre eles a 49ª edição da Chicago Pride Parade, em 24 de junho. A parada reúne mais de 200 carros alegóricos em desfile com seis quilômetros de extensão, onde participam várias autoridades locais e famílias que apoiam a causa. Além da parada, está prevista a Northalsted Market Days, feira de rua que acontece entre 11 e 12 de agosto e atrai mais de 200 mil pessoas. No final de semana, o festival apresenta música ao vivo em quatro palcos e oferece mais de 200 lojas de arte e artesanato, comida e bebida na Halsted Street. Os maiores atrativos, contudo, são as drag queens, jogar Twister na rua e curtir a discoteca das divas. Em qualquer época, o turista pode fazer também um tour cultural e aprender sobre a história da comunidade gay de Chicago, que inclui as regiões de Washington Park e Woodlawn. Outra opção é visitar o Legacy Walk, considerado um museu de história LGBTQ ao ar livre, que estende-se da Belmont Avenue até a Grace Street. O caminho reúne 37 placas de bronze que destacam personalidades e eventos históricos no bairro Lakeview.n

Conhecida também como Windy City, Chicago oferece várias atrações para a comunidade LGBT

46

46.indd 46

Divulgação/ Carnival Cruise Line

Carnival Horizon incluirá no roteiro as Ilhas Bermudas em 2018

Verão da diversidade

Apoio efetivo

Em fevereiro, as Ilhas Bermudas tornaram-se o primeiro território do mundo a autorizar e depois proibir o casamento entre pessoas do mesmo sexo, o que aconteceu em um intervalo de nove meses. Essa decisão política afetou diretamente a realização de casamentos gays nos cruzeiros da Carnival, que já comercializava os pacotes e foi proibida de realizar as cerimônias em qualquer navio que fosse registrado em Bermuda, independente de qual parte do mundo estivesse. Para reverter a situação, a companhia passou a oferecer apoio financeiro, cívico e de Relações Públicas para a Out Bermuda, uma instituição que luta pelo bem-estar, dignidade e proteção da comunidade LGBT no território britânico. Além disso, o grupo se comprometeu em assinar uma declaração juramentada de apoio à ação judicial contra a decisão. Em 2018, seis das nove marcas de cruzeiros da Carnival Corporation vão visitar as Ilhas Bermudas, totalizando 59 paradas. n

PANROTAS — 9 a 15 de maio de 2018

03/05/2018 17:23:53


Sem tĂ­tulo-7 20

03/05/2018 17:35:09


PATROCINADO

PARAÍSO SUBMARINO Região oferece diversas opções para mergulhadores

Blue Heron Bridge é um local de mergulho reconhecido mundialmente

Conhecida por seus 75 quilômetros de praias, a região de The Palm Beaches é também o lar de uma abundante vida marinha. No destino, há aulas de mergulho e snorkelling que são experiências únicas na Flórida. Formada por 39 cidades, como Boca Raton, Jupiter e Tequesta, The Palm Beaches é o local mais próximo da América do Norte da Corrente do Golfo, corrente oceânica de água morna e cristalina que atrai tartarugas marinhas, peixes, golfinhos e até mesmo tubarõesbaleia. O destino também abriga 151 recifes artificiais, incluindo 45 navios afundados. Um dos mais recentes é o cargueiro Ana Cecilia, na enseada de Lake Worth em 2016. “Nossa localização geográfica e a proximidade única da Corrente do Golfo dão aos mergulhadores a oportunidade de ver muitas espécies de água quente e água fria de perto, e muito perto de nossa costa”, afirmou presidente e CEO da Discover The Palm Beaches, Jorge Pesquera. “Nossa abundância de espaços naturais e artificiais confirmam que não há lugar melhor do que o Palm Beaches para desfrutar de uma experiência de mergulho de classe mundial sem sair do território continental dos Estados Unidos”. Conheça algumas dessas experiências únicas de mergulho do destino: 48

48.indd 48

MERGULHANDO COM JIM ABERNETHY Jim Abernethy é um conservacionista premiado, fotógrafo, autor e documentarista e orador. Em seus mergulhos, os participantes podem ver uma variedade de tubarões, várias espécies de tartarugas marinhas, peixes tropicais, raias, garoupas golias e mais. BLUE HERON BRIDGE Diversidade da vida marinha e fácil acessibilidade são apenas duas das muitas características que tornaram o Blue Heron Bridge um local de mergulho de renome mundial. Cavalos-marinhos e polvos podem ser encontrados lá, além de robalos, peixes-morcego, peixes-sapo, e mais de 100 espécies de nudibrânquios. Devido à sua localização na protegida lagoa de Lake Worth, o Blue Heron Bridge é acessível para mergulho ainda que o clima não esteja favorável em mar aberto.

FLYING FISH WATERSPORTS Localizado no Waterstone Resort & Marina em Boca Raton, com acesso à Intracoastal Waterway e ao Lago Boca, o Flying Fish Watersports oferece uma experiência de mergulho de uma hora aos recifes do South Inlet Park. Estes recifes naturais e artificiais estão a pouco mais de 3 metros de profundidade e perto da costa. Os praticantes de snorkel podem ver uma grande variedade de espécies. JUPITER DIVE CENTER Devido à sua proximidade com a água tropical quente do condado de The Palm Beachs, o Jupiter Dive Center, em Jupiter, é capaz de oferecer saídas de mergulho diárias durante todo o ano. Os mergulhadores podem explorar fantásticos recifes de coral, cordilheiras e naufrágios e ver tubarões, garoupas e tartarugas. Para mais informações sobre The Palm Beaches, acesse thepalmbeaches.com/ travel-trade.n

PANROTAS — 9 a 15 de maio de 2018

03/05/2018 19:03:24


Sem tĂ­tulo-7 20

03/05/2018 17:35:33


Follow

IBIS Raphael Silva

Na semana em que deu início à campanha #Ibis200, se referindo às propriedades disponíveis na América do Sul, a rede hoteleira se deparou com duas críticas na página do Facebook e não se opôs a responder. Mesmo com uma demora considerável, comentou a questão de ambos os usuários e viu um terceiro defender a marca.

RECLAMAÇÃO

Cristiane falou sobre a indicação de hospedagem em São Paulo com experiência negativa. A marca demorou cerca de seis dias para responder, mas tentou uma aproximação da usuária para saber sobre o problema.

NOVA DEMORA

Já Renato admitiu gostar da marca, mas criticou a propaganda sobre preços. Novamente sem uma resposta rápida, o Ibis viu outra usuária tentar explicar o processo de precificação dos quartos antes de, novamente após seis dias, responder o usuário que criticou a rede.

INFLUENCIANDO

A utilização dos influenciadores já faz parte do Turismo, e o Ibis segue a moda. Utilizou a @helmother para destacar a campanha #Ibis200 e obteve 372 visualizações no vídeo em quatro horas de exposição do post. INSTAGRAM @ibis.br Seguidores: 6.081 seguidores FACEBOOK @Ibis.br Seguidores: 1.727.234 curtidas na página 50

50.indd 74

PANROTAS — 9 a 15 de maio de 2018

03/05/2018 17:25:06


9 a 15 de maio de 2018 — PANROTAS

Sem título-2 51

51

03/05/18 18:34


Sem tĂ­tulo-7 20

03/05/2018 17:35:58

PANROTAS 1.319  

Estudo exclusivo da Amadeus no Brasil mostra que os agentes de viagens já vivem o futuro, e revela as melhores práticas de convivência com a...

PANROTAS 1.319  

Estudo exclusivo da Amadeus no Brasil mostra que os agentes de viagens já vivem o futuro, e revela as melhores práticas de convivência com a...