Page 1


PAME-RJ - 44 Anos


Índice Página 5

Missão, Valores e Visão

Página 6

Palavras do DiretorPágina 8

Página 7

PAME-RJ Sob nova DireçãoPágina 17

Página 12

NuCGTEC desenvolve uma ferramenta para aferir os serviços contrata dos de Telecomunicações

Página 14

Projeto PROFESP Cajuzinho

Página 16

A escrita criativa para as crianças do PROFESP Cajuzinho

Página 18

SEMANA INTEGRADA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E QUALIDADE

Página 21

PAME-RJ realiza uma reunião com os chefes de Divisão Técnica dos Regionais do SISCEAB

Página 22

“MULHERES EM DESTAQUE”

Página 24

DTCEATM-RJ - Comemora 20 anos de atividades

Página 25

SDTE realiza auditoria técnica do SISCEAB no PAME-RJ

Página 26

Ex-alunos do ITA visitam a Divisão de Publicações Aeronáuticas

Página 27

Alunos do Projeto PROFESP Cajuzinho visitam a Divisão de Publicações Aeronáuticas

Página 28

PAME-RJ realiza treinamento prático para usuários do SIGA

Página 29

O NuCGTEC do PAME-RJ realiza o 1º Workshop para a coordenação e integração do monitoramento dos equipamentos do SISCEAB

Página 30

PAME-RJ recebe comitiva da Visita de Inspeção do DECEA

Página 32

1000 dias sem acidentes é o novo recorde do PAME-RJ

Página 33

Militares e Civis do PAME-RJ participam de evento em comemoração ao Dia das Mães

Página 34

Os Desafios do Projeto CGTEC Problemas facilmente enfrentados pela tecnologia e conceito hoje presentes

Página 40

FATOS FASCINANTES SOBRE A ANTÁRTIDA


Expediente

Ari Barbosa - Civil Estatutário 1S BFT Alexandro Pessanha Moreira

Diretor PAME: Cel Eng Alexandre Arthur Massena Javoski Coordenação: Cel Int Delmo Sifrônio Freire 1º Ten QOEA SUP André Luis Nunes da Silva 2º Ten QOCON ADM Edson Santos Lima Vânia Regina Valente Vital - Consultora CTCEA Revisão:

Cel R1 Márcio Felipe de Medeiros Cel Jorge Maurício Motta Cel R1 Fabiano Magalhães Carvalho

Fotografia:

SO R1 Sérgio Ricardo Dias Guimarães

Projeto gráfico: Marco Nogueira - Consultor CTCEA Intraer: www.pame.intraer Telefones: (21) 2117-7503 - (21) 2117-7225 Home page: www.pame.aer.mil.br e_mail: dscs@pamerj.gov.br

Revista Edição Especial

Produzido pela Divisão de Publicações Aeronáuticas - DPA Esta revista foi produzida com os recursos materiais e humanos do PAME

Missão, Valores e Visão VALORES

Com objetivo de contribuir cada vez mais para manutenção dos auxílios e sistemas que apoiam o voo seguro, o PAME-RJ tem como valores: a) aprimorar continuamente as técnicas e tecnologias empregadas aos seus processos; b) respeitar o homem e os valores éticos; c) honrar os compromissos assumidos com nossos clientes; Executar as atividades relacionadas d) privilegiar a qualidade de vida do seu efetivo; e com o suprimento e a manutenção de e) usar de maneira sustentável os equipamentos de controle do espaço recursos naturais disponíveis para aéreo, de equipamentos de detecção o desenvolvimento das suas de defesa aérea e controle de tráfego atividades. aéreo, de gerência de configuração e manutenção de software e hardware dos sistemas de tecnologia da Tornar-se uma organização de excelência informação operacional e de no apoio ao COMAER e ao Sistema de equipamentos de telecomunicações do COMAER, bem como a impressão e a Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB), nas áreas distribuição de publicações aeronáuticas, de manutenção, suprimento, tecnologia da informação de acordo com as normas estabelecidas operacional e impressões de publicações pelo Departamento de Controle aeronáuticas, por meio do desenvolvimento e do Espaço Aéreo (DECEA). aprimoramento contínuo de sua estrutura e de seus profissionais.

MISSÃO

VISÃO


Palavras do Diretor


O Parque de Material de Eletrônica da Aeronáutica do Rio de Janeiro é uma Organização Militar que tem por missão executar as atividades relacionadas com o suprimento e a manutenção de equipamentos de controle do espaço aéreo, de equipamentos de detecção de defesa aérea e controle de tráfego aéreo, de gerência de configuração e manutenção de software e hardware dos sistemas de tecnologia da informação operacional e de equipamentos de telecomunicações do Comando da Aeronáutica, bem como a impressão e a distribuição de publicações aeronáuticas, de acordo com as normas estabelecidas pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA). Para cumprir essa missão, contamos com profissionais de excelência que compartilham diariamente a paixão, o entusiasmo e o compromisso em aprimorar continuamente as técnicas e tecnologias empregadas aos seus processos, com o objetivo de contribuir cada vez mais para a manutenção dos auxílios e sistemas que apóiam o voo seguro. E essa revista vem mostrar exatamente isso, a complexidade e variedade das atividades que vem sendo realizadas há 44 anos por esses profissionais que enaltecem o nome deste Parque. Sendo assim, ressaltamos o trabalho do Núcleo do Centro de Gerenciamento Técnico (NuCGTEC) que prima pela qualidade e eficiência, por isso, segue inovando com a criação de ferramentas que contribuam com o monitoramento dos sistemas, equipamentos e redes que atendem ao Controle e Defesa do Espaço Aéreo Brasileiro. Outro ponto que mereceu destaque foi o investimento em ações para promover a qualidade de vida e segurança do efetivo, como resultado, o PAME-RJ atingiu a marca histórica de 1000 dias sem acidentes com afastamento. Da mesma forma, são as práticas voltadas ao uso sustentável dos recursos naturais disponíveis para o desenvolvimento de suas atividades, impactando na melhoria da qualidade de vida do efetivo, além da economia de recursos públicos. O apoio à sociedade local através do Projeto Cajuzinho, que faz parte do Programa Forças no Esporte, implantado neste Parque desde 2013, já beneficiou cerca de 240 crianças da Comunidade do Caju com reforço escolar e prática esportiva, além de lições de civismo e cidadania. Esse conjunto de atividades tem sido um aliado importante na educação, pois promove a transformação desses jovens em cidadãos cientes de seus direitos e deveres. Para contribuir com nossa missão, o DTCEATM-RJ teve sua subordinação transferida para o PAME-RJ e isso possibilitou o incremento de suas potencialidades através de uma interação entre os dois, permitindo assim, uma troca de energia que condiciona melhor a prática de ações que se direcionam a consecução de metas. Essa sinergia vem permitindo ao PAME-RJ executar suas atividades relativas à gerência de configuração e manutenção de software e hardware dos sistemas de tecnologia da informação operacional e de equipamentos de telecomunicações do COMAER com excelência, mantendo assim, o seu compromisso em Apoiar, Calibrar e Suprir. Assim, o Parque vem prestando atendimento às demandas sempre crescentes e desafiadoras com eficácia, permanecendo, desta forma, como uma Organização de excelência no apoio ao COMAER e ao SISCEAB, graças ao excelente trabalho realizado pelos Diretores que por aqui passaram. A esses profissionais, deixo aqui o meu mais sincero agradecimento e respeito. Agradeço também, ao trabalho de todo o Efetivo, na certeza de que continuaremos seguindo com nossa missão com perseverança e entusiasmo na execução do trabalho de hoje, pois essa é a melhor maneira de nos prepararmos para o futuro. Parabéns PAME-RJ! Coronel Engenheiro Alexandre Arthur Massena Javoski Diretor do PAME-RJ


PAME-RJ SOB NOVA DIREÇÃO Em novembro de 2017, o Coronel Engenheiro Alexandre Arthur Massena Javoski assumiu a Direção do Parque de Material de Eletrônica da Aeronáutica do Rio de Janeiro (PAME-RJ) em substituição ao Coronel Engenheiro Fernando Marques Junior. A ocasião contou com uma cerimônia militar presidida pelo Tenente-Brigadeiro do Ar Jeferson Domingues de Freitas, Diretor-Geral do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), e com a presença de autoridades do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB). Em seu discurso de despedida, o Coronel Marques falou de sua admiração por cada trabalhador do Parque. “Exerci o cargo de Diretor desta Organização por 10 meses e este período vivenciado aqui foi de grande intensidade e durante o qual, aprendi a amar, a respeitar e a admirar cada um dos senhores. Os senhores, militares e civis, sem exceção alguma, são a força desta nobre Organização e são de

extrema importância para a preservação das atividades de manutenção e logística do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro”, afirmou ele. Ele enalteceu, também, o trabalho da área administrativa e a pessoa do Coronel Delmo Sifrônio Freire, Chefe da Divisão Administrativa, a quem se referiu como um amigo excepcional e como um profissional de uma competência ímpar. O Coronel Marques agradeceu, igualmente, ao Coronel Jorge Maurício Motta, Chefe da Divisão Técnica, ao Tenente André Luís Nunes da Silva, Chefe da Divisão de Publicações Aeronáuticas, ao Tenente Marcelo Ricardo Barbosa Viana, Chefe do Núcleo do Centro de Gerenciamento Técnico (NuCGTEC) e ao Tenente Cléber da Silva Rosa, Comandante do Destacamento de Controle do Espaço Aéreo e Telemática do Rio de Janeiro (DTCEATM-RJ), pela competência e profissionalismo desses militares. Finalizando, ele manifestou sua gratidão ao


Tenente Brigadeiro do Ar Carlos Vuyk de Aquino e ao Brigadeiro Engenheiro Ronaldo Yuan pela confiança depositada em sua pessoa, quando foi indicado a assumir a Direção do PAME-RJ no ano de 2016. Em seguida ele gratulou ainda, ao Tenente Brigadeiro Domingues, ao Major Brigadeiro do Ar Sérgio de Matos Mello, Vice-Diretor do DECEA, ao Brigadeiro do Ar Luís Cláudio da Fonseca Bragança Pinheiro, Chefe do Subdepartamento de Administração do DECEA, ao Brigadeiro do Ar Luiz Ricardo de Souza Nascimento, Chefe do Subdepartamento de Operações do DECEA, e ao Coronel Engenheiro Dalmo José Braga Paim, Chefe Interino do Subdepartamento Técnico do DECEA, pelo apoio recebido durante sua gestão no PAME-RJ. Na sequência da solenidade, o Diretor-Geral do DECEA, agradeceu a determinação e o comprometimento demonstrados pelo Coronel Marques no desempenho de suas funções durante o comando do Parque. “Cabeme registrar a sua determinação em fazer com que o seu comando fosse o mais fecundo possível. Ficou evidente a sua constante preocupação em bem conduzir o dinheiro público, em liderar os homens e mulheres de seu efetivo e a sua busca por soluções eficazes para os diversos óbices”, destacou o Tenente-Brigadeiro Domingues. O DGCEA em seu discurso deu boas vindas, também, ao novo Diretor e expressou que sua competência e experiência profissional irão proporcionar as ferramentas necessárias para o exercício da liderança e enfrentar os desafios em meio ao importante processo de reestruturação da Força Aérea. “Os desafios serão inúmeros, mas, certamente, transponíveis com pleno êxito”, ressaltou ele. Natural de Guaratinguetá, São Paulo, o Coronel Engenheiro Javoski é casado com a Senhora Mônica Guimarães Pessoa Javoski e tem três filhos. Ingressou na Força Aérea Brasileira em 11 de dezembro de 1982 e foi promovido ao atual posto em 25 de dezembro de 2014. Entre as principais atividades exercidas ao longo de sua carreira, atuou como Assessor Técnico do Programa AM-X na representação do Comando da Aeronáutica do Brasil na Itália, como Chefe da Coordenadoria do Projeto A-1, Chefe da Divisão Técnica do Parque de Material Aeronáutico do Galeão, Chefe da Divisão de Engenharia e Manutenção e como Adjunto da Subdiretoria de Planejamento, ambos da Diretoria de Material Aeronáutico e Bélico.


NuCGTEC desenvolve uma ferramenta para aferir os serviços contratados de Telecomunicações

O Núcleo do Centro de Gerenciamento Técnico do SISCEAB (NuCGTEC), subordinado ao PAME-RJ, seguindo orientações do Subdepartamento Técnico do DECEA (SDTE), desenvolveu, em software livre, ou seja, sem custo para a Força Aérea Brasileira, uma ferramenta capaz de medir os requisitos contratados dos serviços de telecomunicações aplicados no Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB). O software é uma ferramenta de Service Level Agreement (SLA) ou Acordo de Nível de Serviço, que emitirá relatórios detalhados sobre os requisitos estabelecidos em contrato para os enlaces de dados de uma estrutura de rede privada (INTRAER), ou seja, para os links MPLS (Multiprotocol Label Switching - Comutação de Rótulos Multiprotocolos). O DECEA, órgão responsável por planejar, gerenciar e controlar as atividades de Telecomunicações dentro do Comando da Aeronáutica, faz uso de uma rede privativa de comunicações por satélite com abrangência nacional e, ainda, de um grande número de serviços de voz e dados contratados junto as operadoras de telecomunicações, dentre elas o MPLS. PAME-RJ

Atualmente, o contrato para fornecimento dos enlaces MPLS tem um custo anual da ordem de Milhões de Reais, que correspondem a 38% do custo de canalização. Face ao alto custo e pulverização desses acessos por todo território nacional, a estrutura de pessoal envolvida na fiscalização do contrato em tela, demanda um grande esforço, tanto da área técnica como administrativa em todos os Regionais. Com base nos objetivos estabelecidos na Diretriz do Comando da Aeronáutica (DCA11-45), o SDTE e o NuCGTEC iniciaram o processo de desenvolvimento desse software para a monitoração e auditoria automática desses serviços. O processo consistiu em duas tarefas principais; o SDTE ficou encarregado pela adequação das especificações técnicas dos contratos em questão, a fim de estabelecer métricas bem definidas que permitam mensurar de forma prática e objetiva o SLA do serviço contratado, e o PAME-RJ, através do NuCGTEC, pelo desenvolvimento da ferramenta com a capacidade de medir, de forma automática, as métricas estabelecidas em cada contrato. Os gráficos oriundos dessas medições serão disponibilizados via WEB aos usuários dos serviços e propiciarão, tanto a gerência central da rede, quanto uma radiografia instantânea do SLA dos canais utilizados por cada Organização Militar. Inicialmente, o software será empregado para monitorar, em tempo real, os enlaces da rede MPLS e futuramente os enlaces que atendem a Rede ATN, arquitetura de sistemas de comunicação desenvolvida pela OACI – Organização de Aviação Civil Internacional, que tem o objetivo de oferecer maior capacidade para satisfazer as necessidades de comunicações do setor aéreo. Essa ferramenta foi desenvolvida a partir do 12


software ZABBIX, que centraliza o gerenciamento dos equipamentos e sistemas do SISCEAB, pelos militares do NuCGTEC, Capitão Marcelo Ricardo Barbosa Viana, 1° Sargento Robson Maçana da Silva e 1° Sargento Guilherme Fonseca da Silva. O produto está em fase de teste e servirá como suporte eficiente e eficaz, não só ao PAME-RJ, como também, às Organizações Militares subordinadas ao DECEA, na fiscalização dos contratos em vigência. Além disso, sua utilização trará uma diminuição do número de fiscais, um aumento na confiabilidade, redução de custo e melhor eficiência do uso dos links de telecomunicações que atendem ao Controle e Defesa do Espaço Aéreo Brasileiro.

13

44 ANOS


Projeto PROFESP

Cajuzinho Em fevereiro, deu-se início ao ano letivo da 6ª Turma do Projeto Forças no Esporte (PROFESP) Cajuzinho implantado nas dependências do Parque de Material de Eletrônica da Aeronáutica do Rio de Janeiro (PAME-RJ). Disciplina, educação e respeito ao próximo estão entre os valores que, há cinco anos, o Projeto vem transmitindo a crianças na faixa etária de 9 a 11 anos, moradoras do bairro do Caju, Rio de Janeiro, através de práticas esportivas e aulas de reforço. O Projeto faz parte do programa “Segundo Tempo – Forças no Esporte” desenvolvido pelos Ministérios da Defesa, do Esporte, da Educação e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, com o objetivo de promover a inclusão social, por meio de práticas esportivas, a estudantes em situação de vulnerabilidade social de escolas próximas ao PAME-RJ. Segundo o Sargento Johnny Chaves de Oliveira, voluntário do Projeto, o ano de 2018 projeta as mais positivas perspectivas, pois novas atividades foram planejadas visando futuras aprovações dos alunos em instituições de ensino, como o Colégio Pedro II, tradicional instituição de ensino público federal, localizada na cidade do Rio de Janeiro e futuramente Escola Naval e EPCAR. Os conteúdos que vêm sendo transmitidos às crianças são geralmente ligados à vida prática, fazendo com que as matérias passem a ter mais sentido e facilitando o aprendizado. Desde sua implantação em 2013, vários alunos foram aprovados nos processos seletivos do Colégio Pedro II, dentre outros. Esse ano, o Programa está atendendo 33 alu-

PAME-RJ

14


Através de planejamento diferenciado, o Projeto está com perspectivas positivas quanto ao número de aprovações em concursos para este ano. nos, um número maior que nos anos anteriores, pretendendo, assim, aumentar o número de aprovações nos concursos. Ao iniciar o ano letivo, o Diretor do PAMERJ, Coronel Engenheiro Alexandre Arthur Massena Javoski, reforçou a importância dos estudos na formação de cidadãos cientes de seus direitos e deveres – “A prática dos estudos em nossa vida tem que ser levada a sério, pois abre novos horizontes e grandes oportunidades para um futuro melhor”, destacou ele aos estudantes.

Cerca de 240 crianças já foram atendidas pelo Cajuzinho, que vem mostrando, na prática, que não só o esporte, mas também aulas de cidadania são aliados importantes na educação das crianças e podem ser usados como instrumentos de transformação. As atividades esportivas favorecem a socialização e a melhora do rendimento escolar, já a participação ativa em eventos militares promove uma mudança na postura desses pequenos, que acabam tendo esses profissionais como exemplo.

TURMA 2018

15

44 ANOS


A escrita criativa para as crianças do PROFESP Cajuzinho Estimular a escrita criativa nas crianças é um excelente caminho para a aprendizagem da linguagem e o desenvolvimento integral dos pequenos. As crianças têm grande imaginação que, aplicada à escrita, produz extraordinários benefícios. Os professores voluntários do Projeto Forças no Esporte (PROFESP) Cajuzinho vêm levando em consideração a importância de promover atividades que desenvolvam a leitura e escrita nas crianças. Para isso, destinam momentos dedicados a essas práticas em sala de aula, tornando-as assim, em um hábito extremamente enriquecedor. Para incentivá-las nesse processo, resolveu-se publicar dois textos escritos pela aluna Julia Souza Rodrigues, de 11 anos de idade, que nos confessou gostar muito de escrever e que já ganhou prêmio na escola onde estuda pela melhor história. No futuro, Júlia pretende se tornar escritora ou astronauta. Ela nos revelou, também, que a idéia de uma das histórias que publicamos a seguir em nossa revista, foi baseada em sua própria experiência. “Quando eu era pequena eu sofria muito bullying por causa da minha cor de pele e pelo meu cabelo, por isso, eu escrevi esse conto”, nos revelou Júlia. No outro texto, ela expõe os seus desejos para um Brasil melhor, muito emocionante. Estão aí os textos dessa linda menina. Uma boa leitura a todos!

A menina misteriosa! Era uma vez, uma menina muito metida que vivia julgando as pessoas. Na turma do Cajuzinho tinha outra menina chamada “Viviane”, que sofria muito bullying porque ela era pobre e não tinha condições de comprar uma mochila e por conta disso, ela ia com uma sacola de mercado levando seu material. A menina que era metida ficava provocando Viviane e chamando-a de burra, feia, pobre e etc. Viviane agüentava tudo isso e todo dia sem reclamar. Um dia seu professor falou: - Caros alunos, está chegando o dia da prova para o Colégio Pedro II e para o Colégio Militar. Estudem bastante para pelo menos vocês passarem no Pedro II. A menina metida respondeu: - Já sei que tem gente que não vai passar e vai continuar estudando na escola pública e repetindo o 5º ano. Disse ela rindo e olhando para Viviane. Chegou o dia da prova e Viviane fez para o Pedro II e Colégio Militar, ela tinha estudado muito e os outros em vez de estudarem, ficaram mexendo no celular. No dia 2 de dezembro, todos foram ver o resultado. Viviane tinha passado nos dois Colégios e escolheu ir pro Colégio Militar e quem duvidava dela continuou no Colégio Público e no quinto ano! Moral da história: Nunca julguem alguém pela aparência!!! Por: Julia Souza Rodrigues

PAME-RJ

16


O que aprendi no PROERD? No PROERD aprendi o que significam drogas e os riscos que se tem quando consumidas. Ela é uma substância que altera o funcionamento do corpo e da mente. A bebida alcoólica também é uma droga, mas ela é liberada para maiores de 18 anos como o cigarro. E quando alguém te oferecer qualquer tipo de droga, não aceitar. Aprendi que o bullying é uma coisa muito errada de se fazer, quando a policial Carol falava disso, eu me emocionava, porque já sofri com isso e sei que não é nada legal! Bullying é uma forma de agressão, tanto na forma verbal como na forma física. Falando das minhas melhoras, agora estou tomando cuidado dobrado e sei que não devemos falar com estranhos e nada de aceitar o que derem. Resumindo tudo o que aprendi, eu espero que em um futuro bem próximo, as crianças de todo o país possam ter direito à educação, porque lugar de criança é na escola. Nós crianças podemos mudar o Brasil para melhor. E para que não se esqueçam....não só educação, mas também segurança para nossas crianças, porque somos o futuro e a mudança, mas não podemos esquecer que estamos vulneráveis à pessoas más, que infelizmente não se importam com o nosso valor! Por: Julia Souza Rodrigues

17

44 ANOS


SEMANA INTEGRADA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E QUALIDADE Solidária, Treinamento básico para o Sistema de Gestão da Qualidade e Panorama Internacional da Segurança Química. A abertura do evento foi realizada pelo Coronel Intendente Delmo Sifrônio Freire, Presidente da CST e Chefe da Divisão Administrativa (DA) do PAMERJ, que falou sobre a importância da gestão Integrada na OM contemplando as áreas de Segurança do Trabalho, Meio Ambiente e Qualidade e ressaltou que a conscientização do efetivo sobre a prevenção de acidentes de trabalho e qualidade de vida é um fator preponderante. “Gerenciamento de Resíduos” foi o tema da palestra ministrada pelo Sr. Jorge Luiz Tardan, Analista de Gestão da Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ) e Mestrando em Administração Pública na Universidade Federal Fluminense (UFF), que ilustrou os seguintes assuntos: Plano de Gerenciamento de Resíduos (detalhes operacionais, normativos e legais), Peculiaridades quanto à sustentabilidade inerentes ao gerenciamento de resíduos nas Instituições Públicas e Desfazimento de bens patrimoniados (a experiência da FIOCRUZ). A Cooperativa Cooper Ecológica apresentou, no Hall do auditório, o Workshop sobre Coleta Seletiva Solidária, que promoveu uma reflexão sobre sua importância, demonstran-

O Parque de Material de Eletrônica da Aeronáutica do Rio de Janeiro (PAME-RJ), por meio da Seção de Prevenção de Acidentes (DPVA) e da Comissão de Segurança do Trabalho (CST), promoveu, em dezembro de 2017, a Semana Integrada de Segurança, Meio Ambiente e Qualidade com o tema “Semana pela Vida”. O evento teve por finalidade difundir e reforçar a cultura prevencionista entre as forças de trabalho

da Organização Militar (OM), enfatizando a necessidade de se evitar acidentes e doenças decorrentes das atividades laborais, além da preservação do meio ambiente. De acordo com o Serviço Social da Indústria (SESI), a Segurança e Saúde no Trabalho (SST) é um fator primordial para o aumento da competitividade da indústria. Ambientes seguros e saudáveis oferecem ao trabalhador condições adequadas para a realização de suas tarefas diárias e, desta forma, favorecem a produtividade. Com uma média de público de 100 pessoas por dia, o evento contou com as seguintes palestras: Gerenciamento de Resíduos, Coleta Seletiva PAME-RJ

18


a necessidade de um trabalho integrado de todos os setores da sociedade brasileira, especialmente os de Química e de Engenharia. O pesquisador explicou que a Segurança Química é um conceito global, referente à proteção das pessoas e do meio ambiente, em todo o ciclo de vida dos produtos químicos, e que atualmente, abrange: concepção, projeto, desenvolvimento, produção, transporte, armazenamento, utilização e descarte de resíduos. Além das palestras, o evento promoveu, também, a campanha “Seja o herói de alguém doando um alimento!”, com o objetivo de arrecadar doações de cestas básicas e itens de higiene pessoal para o Asilo Nossa Senhora do Socorro, localizado no Bairro do Caju, zona portuária do Rio de Janeiro.

do alguns dos principais processos como, a reciclagem e a reutilização de materiais recicláveis, como também, destacou o papel socioambiental das Cooperativas no canal reverso dos resíduos sólidos urbanos. No segundo dia do evento, a Sra. Caroline Duarte Garcez, formada em Engenharia de Segurança do Trabalho pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e com MBA em Gestão pela Qualidade Total pela Universidade Federal Fluminense (UFF), apresentou os principais conceitos e objetivos do Sistema de Gestão da Qualidade – ABNT NBR ISO 9001:2015, como: Política, Objetivos e Benefícios do SGQ, Gestão por Processos, Monitoramento e

CAMPANHA “SEJA O HERÓI DE ALGUÉM” O asilo, conhecido como “Socorrinho”, é uma instituição pertencente à Santa Casa de Misericórdia, que atende 16 idosas e 14 idosos de 60 a 98 anos. A entidade sobrevive basicamente de doações. “Não recebemos nenhum auxílio governamental. A Santa Casa paga os funcionários, a água, a luz e o gás, o restante vem através de doações feitas por empresas e grupos de pessoas”, relatou Arlete Carvalho, Assistente Social do Asilo. Com essa campanha, o PAME-RJ conseguiu arrecadar aproximadamente meia tonelada de alimentos, 400 unidades de fraldas geriátricas e 25 Kg de material de limpeza. Além disso, o Parque providenciou um lanche para os idosos como, salada de frutas, sucos e salgados assados. Os idosos acamados foram alimentados pelos militares e funcionários do Parque e pelas crianças e adolescentes que fizeram parte do Projeto Cajuzinho pertencente ao programa "Segundo Tempo - Forças no Esporte. Foi visível a alegria dos idosos que aproveitaram para contar histórias, como a do senhor Francisco Peixoto, com 88 anos de idade, que foi professor de dança, mas continua sendo um “pé de valsa” ensinan-

Medição, Conceitos na Versão 2008 e 2015, Qualidade em Números e Ciclo PDCA. O Dr. Newton Miguel Moraes Richa, Médico do trabalho, Mestre em Sistemas de Gestão e representante da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) na Comissão Nacional de Segurança Química (CONASQ/ MMA), palestrou no dia do encerramento do evento sobre o Panorama Internacional da Segurança Química. De acordo com Newton Richa, o objetivo da apresentação foi retratar o panorama internacional da Segurança Química, com vistas à Meta 2020, estabelecida em 2002 na Cúpula Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio +10), que determina que todos os países devem implementar um sistema de gerenciamento de substâncias químicas que ofereça risco mínimo à saúde e ao ambiente, assinalando 19

44 ANOS


do aos seus companheiros e companheiras essa arte de mexer o corpo, “aqui tenho tudo que quero”, nos confessou sorrindo. O resultado dessa campanha foi além das expectativas e deixou em seus participantes uma grande satisfação. “Essa iniciativa foi nota 10, espetacular! Temos que intensificar isso, porque hoje está faltando nas pessoas o respeito, o amor ao próximo e se podemos trazer um pouco de conforto, você vê isso no riso deles, acho que já é um remédio e isso me faz muito bem”, declarou o Coronel Engenheiro Alexandre Arthur Massena Javoski, Diretor do PAME-RJ. O Diretor tem a intenção de estender essa iniciativa internamente, “precisamos fazer isso com nosso povo interno que talvez precisem do apoio, seja militar ou civil, pois assim, o funcionário poderá trabalhar com tranqüilidade sabendo que tem um suporte”, finalizou ele.

PAME-RJ

20


PAME-RJ realiza uma reunião com os chefes de Divisão Técnica dos Regionais do SISCEAB Foi realizada, em janeiro, no auditório do Núcleo do Centro de Gerenciamento Técnico (NuCGTEC) do Parque de Material de Eletrônica da Aeronáutica do Rio de Janeiro (PAME-RJ), uma Reunião com os Chefes de Divisão Técnica dos Regionais do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB). O objetivo da reunião foi apresentar as diretrizes norteadoras dos processos de manutenção no âmbito do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) para o ano de 2018. Neste contexto, foi divulgado o planejamento das atividades de manutenções e aquisições de sobressalentes dos equipamentos do Sistema. Foi possível, ainda, na reunião, delinear a estratégia de atendimento das demandas relacionadas ao Sistema de Comunicações Seguras e Enlace de Dados (Datalink LINK BR1), ferramenta essencial para garantir comunicações seguras e enlaces de dados criptografados durante as operações e exercícios militares no âmbito da Força Aérea Brasileira. A abertura foi feita pelo Coronel Engenheiro Dalmo José Braga Paim, Chefe Interino do Subdepartamento Técnico (SDTE) do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), que falou sobre a Diretriz que dispõe sobre a Governança para Manutenção no SISCEAB, DCA 66-3. Essa Diretriz apresenta um novo modelo de estrutura para a gestão da manutenção do Sistema de Controle do Espaço Aéreo e dos mecanismos e controles que permitirão adotar medidas preditivas sobre os diversos equipamentos e sistemas por meio do uso da tecnologia, eliminando ou reduzindo a necessidade dos procedimentos preventivos e corretivos, bem como diminuindo a necessidade da intervenção presencial. O Coronel Engenheiro Alexandre Arthur Massena Javoski, Diretor do PAME-RJ, finalizou a reunião enfatizando a importância de se debater as questões inerentes às atividades de manutenção. “Essa reunião foi apenas o ponta pé inicial para que possamos trabalhar de forma harmônica e com esforços coordenados, a fim de atingirmos a excelência nos resultados e para que sejamos eficazes e eficientes”, concluiu o Diretor. Estão previstas novas reuniões com a finalidade de correção dos rumos do programa de trabalho, sendo uma no mês de novembro, para a prestação de contas do exercício de 2018 e estabelecer o planejamento para o ano de 2019. 21

PAME-RJ 43 ANOS


“MULHERES EM DESTAQUE”

Militar do PAME-RJ realiza palestra para alunos da rede municipal de ensino O empoderamento feminino é um termo que vem ganhando visibilidade nos últimos anos. Se antes as mulheres não tinham espaço para demonstrar seu total valor, hoje elas já provaram que podem atuar em áreas que eram dominadas pelos homens. Tudo isso é resultado do empoderamento, ou seja, de dar mais poder para essa fatia da população. E nada mais significativo que utilizar o dia 8 de março, data em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, para falar sobre esse assunto e mostrar as “Mulheres em Destaque”! Foi o que fez a Sargento Luciane Fernandes Lopes, militar do Parque de Material de Eletrônica da Aeronáutica do Rio de Janeiro (PAME-RJ), ao ser convidada pela Escola Municipal Monte Castelo, localizada no Bairro de Coelho Neto, Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro, para palestrar para os alunos da faixa etária entre 11 e 15 anos de idade. Em sua palestra, ela salientou sobre a importância da mulher para a sociedade, em especial nas Forças Armadas que antes era um segmento notadamente masculino. A Força Aérea Brasileira abriu espaço para as primeiras pioneiras em 1982 e dentro do PAME-RJ, estão presentes desde 1984. Hoje elas são aviadoras, engenheiras, técnicas, químicas, médicas, dentistas, advogadas, dentre outras, fazem manutenção em radares e aferição em equipamentos metrológicos, trabalham com tecnologia da informação e auxílio à navegação aérea, enfim, elas estão presentes em todas as áreas. A Sargento Luciane orientou, também, os alunos sobre as formas de ingresso para as Forças Armadas e a aluna Palloma Souza, do 9º ano do Ensino Fundamental, se motivou ainda mais a realizar o seu sonho. “Eu adorei a palestra, porque sempre foi um sonho fazer parte das Forças Armadas, e ser orientada em como ingressar para seguir a carreira me ajudou muito. Nem todos em minha casa me incentivam, mesmo assim, ter assistido a essa palestra me deu forças para continuar acreditando que é possível. Eu e meus colegas gostamos muito e ficamos surpresos ao saber da quantidade de mulheres que são militares, e isso é mais um incentivo”, agradeceu a aluna. Segundo o Sr. Leonardo Sampaio, Diretor da Escola, ter no ambiente escolar a presença de uma integrante da Força Aérea num evento motivacional do Dia Internacional da Mulher foi bastante significativo. Para ele, as alunas e seus familiares, em uma grande quantidade de casos, acabam por enfrentar toda a sorte de empecilhos ou violências que atrapalham o destaque das mulheres no seu cotidiano. Em sua opinião, a presença da militar reforçou a importância dos estudos e da perseverança mesmo numa realidade tão conflituosa como a que vivem.

PAME-RJ

22


23

44 ANOS


DTCEATM-RJ

Comemora 20 anos de atividades No dia 25 de março, o Destacamento de Controle do Espaço Aéreo e Telemática do Rio de Janeiro (DTCEATM-RJ) completou 20 anos de atividades. Em comemoração ao seu aniversário, foi realizada, no dia 28 de março, uma solenidade Militar presidida pelo Coronel Engenheiro Alexandre Arthur Massena Javoski, Diretor do Parque de Material de Eletrônica da Aeronáutica do Rio de Janeiro (PAME-RJ). Criado pela Portaria Nº 208/GM3 de 25 de março de 1988, o DTCEATM-RJ teve sua subordinação transferida para o PAME-RJ em 2014, com a responsabilidade de dar suporte à operacionalização de diversos equipamentos de telecomunicações. A finalidade precípua desse Destacamento é prover serviços de telecomunicações às diversas organizações militares (OM) sediadas na cidade do Rio de Janeiro. Proporciona, ainda, a integração entre o complexo do Santos-Dumont ao Grupo de Apoio do Rio de Janeiro (GAP-RJ), bem como às Guarnições do Galeão, de Santa Cruz e dos Afonsos, através de um sistema de rádio digital, equipamentos multiplex e uma Rede MPLS (Multiprotocol Label Switching - Comutação de Rótulos Multiprotocolos), permitindo, assim, o acesso à INTRAER, ramais da rede de Comando da Aeronáutica (RTCAER) e assinantes SISCOMIS (Sistema de Comunicações Militares por Satélite). Na cerimônia foi feita a leitura da Ordem do Dia alusiva ao Dia do Especialista de Aeronáutica, comemorado, também, no dia 25 de março, destacando a importância do trabalho desses militares para a Força Aérea Brasileira. O Tenente Cléber da Silva Rosa, Comandante do DTCEATM-RJ, em seu discurso agradeceu a todo Efetivo pelo esforço e entrega para atingir a excelência no cumprimento da missão. “Muito se fala da excelência de Instituições. Mas a obra é realizada por quem doa a vida, o tempo, a técnica e o saber, e estes são os seres humanos que amam aquilo que fazem”, destacou o oficial.


SDTE realiza auditoria técnica do SISCEAB no PAME-RJ Criar oportunidades para esclarecer dúvidas e propor mudanças para melhoria da área técnica do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) é um dos objetivos da Auditoria Técnica (AUDITEC) realizada no Parque de Material de Eletrônica da Aeronáutica do Rio de Janeiro (PAMERJ) no mês de abril deste ano. A auditoria foi realizada pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), representado pelo Subdepartamento Técnico (SDTE), dando continuidade a um trabalho iniciado em outubro de 2012, com a primeira AUDITEC realizada no Terceiro Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA III). Iniciando o evento, o Coronel Vladimir Alves da Cunha, da Divisão de Normas Técnicas do SDTE, ressaltou os objetivos da AUDITEC no que concerne à avaliação dos sistemas técnicos no âmbito do SISCEAB com vistas a atingir a melhoria contínua da

gestão técnica, apresentou o cronograma, como também, a equipe de auditores. O Coronel Engenheiro Alexandre Arthur Massena Javoski, Diretor do PAME-RJ, destacou a importância das orientações para sanar possíveis falhas nos processos. “Não basta dizer onde está a discrepância, tem que orientar em como fazer, dizer onde está, qual a ICA e qual o PCA. Conto com os senhores nesse sentido para que esse Parque torne-se melhor e para que possamos prestar um melhor serviço ao SISCEAB”, finalizou o Diretor. No último dia do evento, o Coronel Javoski agradeceu a toda equipe do Parque e à equipe de auditores pelo trabalho desenvolvido ao longo da semana e comentou, também, sobre os itens verificados e os resultados esperados com o relatório da auditoria e das ações que serão realizadas para aperfeiçoar a área técnica do Parque.


Ex-alunos do ITA visitam a Divisão de Publicações Aeronáuticas

A Divisão de Publicações Aeronáuticas (DPA) recebeu, em maio, a visita de ex-alunos do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), amigos de turma do Diretor do Parque de Material de Eletrônica da Aeronáutica do Rio de Janeiro (PAME-RJ), Coronel Engenheiro Alexandre Arthur Massena Javoski. Estiveram presentes na comitiva os senhores Engenheiros Carlos Henrique Ferrari, Marcos de Castro Pacitti, Notwen de Castro S. Cardozo, Edson Muylaert e Ricardo de Campos Ramos. Os visitantes foram recebidos e acompanhados pelo Coronel Javoski, Coronel Intendente Delmo Sifrônio Freire, Chefe da Divisão Administrativa e pelo 1º Tenente André Luis Nunes da Silva, Chefe da DPA, e puderam conhecer as instalações e o maquinário, bem como os trabalhos realizados pelo setor.


Alunos do Projeto PROFESP Cajuzinho visitam a Divisão de Publicações Aeronáuticas

Alunos do Projeto Forças no Esporte (PROFESP) Cajuzinho, implantado nas dependências do Parque de Material de Eletrônica da Aeronáutica do Rio de Janeiro (PAME-RJ), visitaram, em fevereiro, a Divisão de Publicações Aeronáuticas (DPA). Durante a visita, as crianças conheceram o trabalho envolvido na produção de um livreto impresso, desde a criação do arquivo digital, passando pelos processos de editoração e gravação de chapa off-set, até a impressão, a dobra, o alceamento, processo que consiste na composição da ordenação das páginas, e o acabamento final.


PAME-RJ

realiza treinamento prático para usuários do SIGA

Baseado nas metas estabelecidas pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), com relação ao controle da execução financeira por parte das Organizações subordinadas, o Parque de Material de Eletrônica da Aeronáutica do Rio de Janeiro (PAME-RJ) teve a iniciativa de estruturar um treinamento prático aos seus usuários sobre as diversas funcionalidades do sistema SIGA (Sistema Integrado de Gestão Administrativa). O Treinamento foi realizado em maio deste ano, no laboratório da Seção de Instrução e Atualização Técnica (SIAT), sendo ministrado pelo Tenente Coronel Luiz Carlos de Souza, do 4º Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle do Tráfego Aéreo (CINDACTA IV).

ministrativos e financeiros complementares aos projetos e atividades em execução. Essa ferramenta de gerenciamento tem abrangência em todo o Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB), funcionando de modo coordenado e alinhado com as diretrizes da Alta Administração e proporcionando diversos benefícios, entre eles, a ampliação da transparência, a visibilidade dos processos, e a comunicação e coordenação organizacional, incluindo ainda o monitoramento das ações planejadas e o desempenho das partes responsáveis. Segundo o Coronel Márcio Felipe de Medeiros, chefe da Assessoria de Planejamento e Controle (DAPC) do PAME-RJ, o treinamento foi bastante proveitoso e falou da importância dessa

A abertura foi feita no auditório do Parque pelo Coronel Engenheiro Alexandre Arthur Massena Javoski, Diretor do PAME-RJ, passando em seguida a palavra ao Tenente Coronel Luiz, que palestrou sobre os aspectos gerais de gerenciamento de contratos no SIGA. Devido ao conhecimento profundo do sistema pelo referido oficial, cerca de quarenta gerentes e fiscais de contratos participaram do evento e puderam aumentar a capacidade de cada um, através da solução de várias dúvidas. O SIGA é um sistema integrado de gestão, que acompanha e controla a execução física e financeira dos projetos e atividades do Plano Setorial (PLANSET), composto de dois módulos operacionais principais: um voltado para a Gerência de Projetos (GP), envolvendo a gestão física de programas, projetos e atividades, e outro voltado para a Gerência Administrativa (GA), envolvendo a gestão de fatos e instrumentos ad-

iniciativa. “O PAME-RJ é o responsável pela manutenção dos equipamentos de controle do espaço aéreo, as quais são suportadas, principalmente, por contratos. Nosso orçamento é do tamanho da tarefa, o que faz com que tenhamos de ser eficientes na gestão desses recursos para obtermos sucesso no resultado final, isto é, mantermos com excelência a disponibilidade dos equipamentos do SISCEAB, e para isso, a ferramenta essencial é o SIGA”, afirmou o Coronel. O encerramento do treinamento foi feito pelo Coronel Javoski, que agradeceu ao Coronel Luiz pelo seu empenho, dedicação e total comprometimento durante o período do curso e por compartilhar todo o seu conhecimento com relação a esse sistema, tão importante para a gestão dos recursos utilizados no Controle do Tráfego Aéreo. Em seguida, o Diretor do PAME-RJ entregou ao Coronel um certificado em agradecimento à sua significativa contribuição ao efetivo do Parque.


O NuCGTEC do PAME-RJ realiza o 1º Workshop para a coordenação e integração do monitoramento dos equipamentos do SISCEAB Coordenar a integração do monitoramento dos equipamentos que atendem todo o Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) ao Sistema de Gerenciamento Técnico (SISGTEC), esse foi o objetivo do 1º Workshop realizado em maio, no auditório do Núcleo do Centro de Gerenciamento Técnico (NuCGTEC) localizado no Parque de Material de Eletrônica da Aeronáutica do Rio de Janeiro (PAME-RJ). A abertura do evento foi feita pelo Coronel Engenheiro Arthur Massena Javoski, Diretor do PAME-RJ, destacando a importância da reunião no contexto da monitoração dos sistemas técnicos do SISCEAB e aproveitando para solicitar a colaboração de todos. “Peço a colaboração de todos os senhores para que as ações possam convergir para a padronização de soluções de monitoração e incremento da capacidade de integração do SISGTEC”, salientou o Coronel. Na sequência, o Coronel Elias Pereira dos Santos, Chefe do NuCGTEC, discorreu sobre o processo de consolidação do SISGTEC no âmbito do SISCEAB, iniciado em 2009. Esse sistema será utilizado para o gerenciamento de redes e equipamentos de telecomunicações que deverá possibilitar a monitoração remota (telessupervisão e/ou telecomando) aos sistemas, equipamentos e redes do SISCEAB. Possibilitará, ainda, que redes baseadas em novas tecnologias e as redes existentes sejam gerenciadas através de uma única plataforma modular e escalável, pois foi concebido como um núcleo comum (plataforma básica) ao qual podem ser incorporados módulos especializados para atender a diferentes tipos de rede e tecnologias. Participaram do Workshop representantes das áreas técnicas dos Regionais e das empresas IACIT e ATC, que apresentaram propostas para promover, ainda mais, a coordenação e padronização de procedimentos, trazendo assim, resultados cada vez mais positivos para a consolidação desse sistema em prol da segurança do Espaço Aéreo Brasileiro.


PAME-RJ recebe comitiva da Visita de Inspeção do DECEA

PAME-RJ

30


Para aferir o grau de precisão com que a missão ou tarefa atribuída a uma Organização subordinada vem sendo cumprida, o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) realizou visita de Inspeção, em maio, no Parque de Material de Eletrônica da Aeronáutica do Rio de Janeiro (PAME-RJ). A comitiva presidida pelo Major-Brigadeiro do Ar Leonidas de Araújo Medeiros Junior, Vice-Diretor do DECEA, foi composta pelo Brigadeiro do Ar Sérgio Rodrigues Pereira Bastos Junior, Chefe do Subdepartamento de Administração e outros 31 integrantes. Após o café da manhã servido no Parque, a equipe de inspeção participou de solenidade militar realizada na 8a. Avenida. A ocasião contou com o desfile da tropa e das crianças do Projeto Cajuzinho, que faz parte do programa “Segundo Tempo – Forças no Esporte”. A abertura da Inspeção foi realizada no auditório pelo Coronel Engenheiro Alexandre Arthur Massena Javoski, Diretor do PAME-RJ, que falou da missão da Organização que é a de executar as atividades relacionadas com o suprimento e a manutenção de equipamentos de controle do espaço aéreo, de equipamentos de detecção de defesa aérea e controle de tráfego aéreo, bem como a impressão e a distribuição de publicações aeronáuticas, de acordo com as normas estabelecidas pelo DECEA. Em sua explanação, o Coronel Javoski apresentou os Tópicos do Programa de Trabalho e falou dos desafios que o Parque tem pela frente e das metas para serem cumpridas, principalmente com relação à consolidação do Sistema de Gerenciamento Técnico (SISGTEC) que está sendo implantado no Núcleo do Centro de Gerenciamento Técnico (NuCGTEC), localizado nas dependências do PAME-RJ, o qual possibilitará a monitoração remota (telessupervisão e/ou telecomando) aos sistemas, equipamentos e redes do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB). Em seguida, o vice-diretor do DECEA falou da importância da visita, destacando que o objetivo principal da inspeção era conhecer as necessidades da Organização, e que a finalidade do DECEA era prestar apoio à OM. Após a abertura da Inspeção, a equipe de inspetores se segmentou para avaliação das instalações das áreas técnica, administrativa e de publicações aeronáuticas. Após as considerações pertinentes a inspeção, o MajorBrigadeiro Leonidas agradeceu ao Coronel Javoski e a todos pelo empenho e resultados apresentados. “Agradeço pela dedicação de todos, é muito prazeroso chegar a uma Organização e ver a transpiração, a alegria e a vibração por estar naquela Unidade”, afirmou o oficial-general ao se referir ao efetivo do PAME-RJ. 31

44 ANOS


1000 dias sem acidentes é o novo recorde do PAME-RJ Graças ao trabalho efetivo de profissionais envolvidos com a gestão de Segurança do Trabalho, o Parque de Material de Eletrônica da Aeronáutica do Rio de Janeiro (PAME-RJ) alcançou, no dia 27 de maio, a histórica marca de 1000 dias sem acidentes do trabalho com afastamento. Atingir este índice só foi possível através do empenho e dedicação, não só dos profissionais envolvidos na área de segurança do trabalho, como também, pelo

comprometimento de todos os militares e civis do Parque. Manter-se livre de acidentes no ambiente laboral não é uma tarefa fácil, pois o Parque trabalha com riscos envolvendo os processos de operação e manutenção de equipamentos, que variam desde manipulação de produtos químicos, abrasivos ou incandescentes passando por atividades em altura, manipulação de peças cortantes de grande volume e peso. Sem dúvida são riscos sérios e que, sem a merecida atenção, atentam profundamente contra o bem-estar e a vida humana. Para se ter uma idéia, o Brasil ocupa atualmente o 4º lugar no mundo em ocorrência de acidentes de trabalho, atrás somente da China, Índia e Indonésia. Segundo o site do G1, entre 2012 a 2017, foram 3,879 milhões de notificações de acidentes com trabalhadores. Em 2017 foram 574.053 e, em 2018, já foram registradas mais de 100 mil notificações. A melhoria nessa área sempre é constante, pois a tecnologia de processo e segurança passa por mudanças a cada ano, aumentando a eficiência produtiva e reduzindo o risco para o trabalhador. Prova disso é a obtenção do índice de 1000 dias que ultrapassou, e muito, o recorde anterior que era de 581 dias. A mudança de cultura deve também ser levada em consideração, pois segundo o Tenente Edson Santos Lima, Vice-Presidente da CIPA e Chefe da Seção de Prevenção de Acidentes, essa marca deve-se a uma tomada de consciência coletiva. “Essa marca começa a ser construída com a conscientização de todos que trabalham no PAME-RJ. A conquista desse índice não é só da segurança no trabalho, porque segurança não se faz sozinho, depende do envolvimento e do trabalho conjunto, pois trabalhando juntos somos mais fortes”, esclareceu o Oficial. Para o Coronel Intendente Delmo Sifrônio Freire, Presidente da CIPA e Chefe da Divisão Administrativa do PAME-RJ, manter esses índices é uma grande responsabilidade. “O grande desafio de atingir a marca de 1000 dias sem acidentes com afastamento é justamente o paradoxo da estatística de sabermos que, cada vez mais, a probabilidade de ocorrer um acidente está aumentando. Por isso, devemos todos manter nossa atenção aos procedimentos e manuseio dos equipamentos, posto que a cada dia estamos correndo um risco maior para afastar as intercorrências”, finalizou o Coronel. PAME-RJ

32


Militares e Civis do PAME-RJ participam de evento em comemoração ao Dia das Mães Militares e civis do Parque de Material de Eletrônica da Aeronáutica do Rio de Janeiro (PAME-RJ) tiveram uma manhã especial, no dia 10 de maio, em comemoração ao Dia das Mães, com uma programação diferente, que contou com palestra, filme e um lanche. A abertura do evento foi realizada pelo Coronel Intendente Delmo Sifrônio Freire, Chefe da Divisão Administrativa, que parabenizou as mães e falou da importância delas e de tudo que fazem por seus filhos. Logo após, as mães participaram de uma palestra ministrada pela Tenente Roberta Braga Neves, da Subdivisão de Telecomunicações, que deu dicas de como educar seu filho através da Disciplina Positiva. Após a palestra, foi exibido um filme transmitindo uma linda mensagem à todas e na sequência o Coronel Engenheiro Alexandre Arthur Massena Javoski, Diretor do PAME-RJ parabenizou também as mamães e entregou uma pequena lembrança nas mãos das representantes de cada segmento profissional, ou seja, tenentes, sargentos, civis estatutárias, civis da empresa CTCEA e civis da empresa CARDEAL. E para finalizar o evento, as mães se dirigiram ao Cassino dos Oficiais onde foi servido um lanche.


Os Desafios do Projeto CGTEC Problemas facilmente enfrentados pela tecnologia e conceito hoje presentes Desde a inauguração do Núcleo do Centro de Gerenciamento Técnico (NuCGTEC) do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB), em 11 de novembro de 2011, o grande objetivo tem sido consolidar a missão definida na DCA 21-2 (Diretriz para a implantação do Centro de Gerenciamento Técnico do SISCEAB), ou seja: “ O CGTEC terá por missão monitorar continuamente o status dos recursos das infraestruturas de suporte ao controle do espaço aéreo e ser capaz de disponibilizar informações acuradas e em tempo real aos seus diversos clientes (SDTE, CGNA, PAME-RJ, CINDACTA, SRPV-SP, CODA, GEIV, INFRAERO e TWR).” O Parque de Material de Eletrônica da Aeronáutica do Cel R1 Elias - Chefe do NuCGTEC Rio de Janeiro (PAME-RJ), responsável por coordenar e apoiar as atividades previstas na Diretriz de Implantação, vem gerenciando as atividades do Núcleo em busca de coletar a maior quantidade possível de status dos diversos equipamentos e sistemas técnicos do SISCEAB. Com esta visão, várias ações foram conduzidas, passo a passo, culminando em um processo de quatro fases que representa a estrutura dorsal das ações que hoje são realizadas – Figura - 1:

Figura 1 - Etapas para consolidação do NuCGTEC

O momento atual do Núcleo permite vislumbrar um cenário de atuação alinhado com as estratégias de expansão tecnológica e otimização dos recursos humanos, pois o processo de monitoramento em vigor realiza coletas de informações acuradas de vários sistemas técnicos implantados no SISCEAB, tais como: Radares, Auxílios à Navegação, Estações Meteorológicas de Superfície (EMS), TELESAT, VHF/UHF, ativos de Redes da INTRAER e Links Determinísticos (TOPNET). Todos os status coletados são integrados em um servidor localizado na Sala Técnica do NuCGTEC, onde está instalado e configurado o software de gerenciamento “CORE”.


Entendendo o funcionamento do NuCGTEC 1.

Manutenções de maior criticidade

Os dados coletados, após serem armazenados em banco de dados específico e serem disponibilizados para a visualização no videowall, são submetidos a um processo de correlação e filtragem pelo software de gerenciamento. Este sistema visa dar o tratamento adequado para cada evento, por exemplo: eventos críticos são gerados tickets para ação imediata do Helpdesk (24/7h) – figura 2.

Figura 2 - Coleta e tratamento de informações

Ao receber o ticket e realizar o “primeiro combate”, ação para validar a informação recebida, que consiste basicamente na validação da informação através de ligação direta para os responsáveis do equipamento afetado, o Helpdesk registrará todas as informações em campo específico e, em seguida, o bilhete será encaminhado para o tratamento técnico especializado e, conforme a relevância operacional, encaminhado para conhecimento no nível estratégico / operacional do SISCEAB. Todos os tickets recebidos são tratados por militares e civis especialistas nas áreas de Radar, Redes, Telecomunicações, Meteorologia, Auxílios à Navegação e Infraestrutura de Tecnologia da Informação. Ao receberem, os responsáveis das respectivas áreas, sempre que possível, tentarão a intervenção remota e acompanharão a inoperância junto com a equipe técnica do sítio responsável pelo equipamento até a recuperação total do sistema.


2.

Manutenções Preditivas

Conforme dito anteriormente, somente os alarmes de maior criticidade darão origem a um ticket que exigirá uma ação imediata, mas existe um grande volume de dados coletados e armazenados em banco de dados específico que necessitam ser analisados. A excelência do processo de operação, o amadurecimento e comprometimento da equipe técnica do NuCGTEC, acabou por apontar para uma visão além do objetivo inicialmente definido, visando o tratamento de todos esses eventos registrados no software de monitoramento. Este nível de ação constitui o grande desafio tecnológico atual do núcleo, pois lança ações técnicas voltadas para a manutenção preditiva, ou seja, ação técnica antes da ocorrência de um evento crítico. Para tanto, entender o comportamento de cada equipamento torna-se atividade vital e, sobremaneira, de grande poder para redução de custos na manutenção do notário nível de disponibilidade dos equipamentos hoje alcançado: 99,6%. A análise do banco de dados permite a observação e o acompanhamento de modo global do estado técnico de um sistema dentro de um determinado intervalo de tempo e identificar se o funcionamento de algum de seus sensores, ou um conjunto deles, contribui para algum tipo de inoperância – Figura 3. Portanto, permite uma ação técnica antecipada (focada) para mitigar quaisquer problemas que resultem na interrupção, parcial ou total, do funcionamento do sistema.

Figura 3: Tickets gerados e tratados

Nesse contexto, a análise desta coletânea de informações, permite, uma vez conformada e temporalmente correlacionada (evento x sistema), extrair funções técnicas/logísticas, que proporcionam os seguintes benefícios ao SISCEAB: a. preservação das especificações de operação dos equipamentos, o que resulta na otimização do seu desempenho; b. otimização da manutenção preventiva/corretiva e do estoque de peças sobressalentes; c. aumento de disponibilidade devido à redução das interrupções por inoperância; d. prolongamento da vida útil dos equipamentos – preservação do MTBF (Mean Time Between Failures);


e. otimização do Boletim de manutenção preventiva – manutenção preventiva baseada nos modos de falha do equipamento; f. redução dos custos de manutenção através da otimização dos serviços e contratos de manutenção; e g. redução da capacidade técnica alocada nas manutenções. Todos estes produtos, atualmente, estão no leque de ação da Assessoria de Desenvolvimento para Tecnologia e Logística (ADTL), composta por Analistas e Engenheiros, cuja missão está em estabelecer a melhor política de manutenção para cada sistema e indicadores sistêmicos, como também, apoiar na consecução de novos projetos e tecnologias de emprego técnico. Vale frisar, que todas as informações coletadas e difundidas, assim como ações de coordenação técnica, são permanentemente realizadas pelo Oficial Supervisor Técnico (OST), que dentre as ações diariamente realizadas, cabe-lhe disponibilizar as eventuais falhas técnicas duas vezes ao dia, às 9h e às 15h30min, através da “Planilha de Controle de Inoperâncias do SISCEAB” – Figura 4. Assim, todos os principais Clientes do NuCGTEC têm acesso às informações reais críticas que afetam as atividades de Controle e de Defesa do Espaço Aéreo.

Figura 4 - Planilha de Controle de Inoperâncias do SISCEAB

Problema identificado: Um Urubu! Como exemplo de análise de comportamento de um sistema baseado em dados coletados, pode-se citar o ocorrido na Estação Meteorológica de Superfície (EMS) do Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de Santos (DTCEA-ST). O sistema anemométrico do DTCEA-ST apresentava recorrentes falhas na indicação dos parâmetros de direção e velocidade do vento, provenientes de um dos sítios meteorológicos. O Suboficial Márcio da Silva


Bernardo, especialista na área de meteorologia, gerou um relatório indicando o período de registro das inoperâncias do citado sistema.

Figura 5 - Relatório do Histórico de Falhas da EMS do DTCEA-ST

Inúmeras intervenções foram realizadas no equipamento pela equipe técnica daquele destacamento para detectar a possível causa do problema. Porém, os resultados obtidos em campo contradiziam tudo o que era apontado pelo sistema de monitoramento em operação. Diante deste cenário contraditório, a análise dos registros dos dados coletados ao longo de 30 dias, relativos ao citado anemômetro, indicava o padrão de ocorrências evidenciado, fielmente, e sem quaisquer exageros, todos os dias, durante um determinado período ao amanhecer e ao entardecer. Então, ficou acordado entre o gerente de falhas da área de Meteorologia do NuCGTEC e a equipe técnica do DTCEA-ST, que seria realizado imediatamente um contato telefônico ao ser verificada a ocorrência das falhas no sistema anemométrico, na esperança de que a provável causa do problema fosse isolada. E assim aconteceu. Na manhã seguinte, ao receber a informação da falha no sistema, a equipe técnica do destacamento deslocou-se rapidamente para o sítio meteorológico. Durante a aproximação do local, antes mesmo de chegar à torre anemométrica, o problema foi identificado. Um Urubu pousado exatamente sobre o sensor anemométrico, surpreendendo a todos com suas asas abertas e completamente imóveis, tomava o seu banho de sol ao amanhecer. O fato foi registrado em relatório de manutenção do DTCEA-ST e gerou a aquisição do acessório de proPAME-RJ PAME-RJ 43 ANOS

38


teção contra pouso de pássaros no sensor anemométrico e adotado para a solução dos problemas semelhantes nos diversos destacamentos no âmbito do SISCEAB - figura 6.

Figura 6 – Gaiola de Proteção da EMS

O fato relatado, apesar de relativamente simples e com uma solução fácil, demonstra a capacidade e potencial da ação do NuCGTEC para atuar num contexto moderno da manutenção preditiva, que é o de entender o comportamento dos equipamentos e atuar de forma precisa com o recurso financeiro adequado e de forma prematura à ação de degradação. Assim, a elevada complexidade dos equipamentos, quantidades distribuídas na área territorial do Brasil e a redução acentuada dos recursos humanos alocados, tornam-se problemas facilmente enfrentados pela tecnologia e conceito hoje presentes no NuCGTEC. 39

44 ANOS


21 FATOS FASCINANTES SOBRE A ANTÁRTIDA

PAME-RJ

40


Quem se lembra da Missão na Antártida para desmontar o TLS (Transponder Landing System) feito pelas equipes técnicas das Subdivisões de Eletromecânica (TMEM) e Auxílio à Navegação (TMNV)? Foi uma missão árdua, pois as equipes tiveram de enfrentar baixíssimas temperaturas e ventos fortes. Mas, quando pensamos em Antártida fazemos várias idéias sobre o local sem termos a certeza de que são verdadeiras ou não. A verdade é que, apesar da maioria já ter uma ideia formada sobre o local, muitas delas podem estar completamente equivocadas. Isso porque, na maioria das vezes, as informações sobre esse continente acabam sendo resumidas ao seu ambiente gélido. O que, infelizmente, acaba limitando os conhecimentos a seu respeito e deixando que todas as maravilhas sobre ele se percam. O site na Internet https://www.fatosdesconhecidos.com.br/21-fatos-fascinantes-sobre-antartida/ fez uma lista com as melhores curiosidades sobre a Antártida. O que, na verdade, vai acabar te surpreendendo e fazendo com que veja esse continente de uma forma completamente diferente. Afinal, um lugar tão peculiar como esse merece a sua atenção, concorda? No final dessa lista, quem sabe, você pode acabar desejando pegar o próximo voo até lá! Curiosidades fascinantes sobre a Antártida 1 - A noite na Antártida chega a durar 6 meses 2 - Todo o continente só possuí um caixa eletrônico 3 - Existem 17 espécies de pinguins na Antártida 4 - O ponto mais frio do mundo se encontra em um monte da Antártida e chega a -93,2ºC 5 - O continente possuí cerca de 300 lagos que não congelam por conta do calor emitido pelo centro da Terra 6 - Existem aproximadamente 7 igrejas cristãs em toda a Antártida

7 - Um cientista conseguiu um encontro no Tinder com uma mulher que estava acampada a 45 minutos do seu local na Antártida 8 - Para tentar reivindicar parte do continente, a Argentina enviou uma mulher grávida para o local em 1977. O bebê se tornou o único ser humano a nascer lá. 9 - A Antártida é o maior deserto do mundo 10 - Partes da Antártida permanecem sem chover ou nevar a cerca de 2 milhões de anos 11 - Aproximadamente 90% do gelo e 70% da água doce total do mundo se encontra na Antártida 12 - Ursos Polares não vivem na Antártida, apenas no Ártico 13 - A gravidade da Antártica tem sofrido uma pequena mudança devido o derretimento do gelo 14 - Você só pode trabalhar na Antártica se seus dentes sisos e o seu apêndice tiverem sido removidos 15 - O continente é o único do mundo sem répteis 16 - O gelo da Antártica tem, em média 1,6 Km de espessura 17 - Os ventos no continente podem chegar a até 320 Km/h 18 - Apenas 1% do continente não possuí gelo 19 - As bilhões de toneladas de metano presentes no gelo da Antártida são o suficiente para mudar o clima do planeta 20 - A Antártida é o único continente que não é cortado por zonas de tempo 21 - O continente possuí uma queda d'água que escorre um líquido vermelho como o sangue E aí, o que acharam dessas curiosidades sobre a Antártida? O continente pode ser realmente fantástico, concorda? Talvez ele possa se tornar um dos seus destinos no futuro!

41

44 ANOS

Profile for PAME-RJ

PAMENEWS 2018  

Revista comemorativa aos 44 anos do PAME-RJ

PAMENEWS 2018  

Revista comemorativa aos 44 anos do PAME-RJ

Profile for pamerj
Advertisement