Page 1

PALÁCIO DO CORREIO VELHO

Leilão de Antiguidades Arte Moderna e Contemporânea


Lote 171


CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

CEO - Chief Executive Officer João Thomaz Perestrello Pinto Ribeiro CFO - Chief Finantial Officer Sebastião Pinto Ribeiro CAO - Chief Administrator Officer Sérgio Seabra de Sousa ASSEMBLEIA GERAL Ana Pinto Ribeiro

EQUIPA

DEPARTAMENTO COMERCIAL Sara de Sousa e Andrade Pedro Madureira Pedro de Freitas Gomes DEPARTAMENTO DE PERITAGEM E CATALOGAÇÃO MOBILIÁRIO João Pinto Ribeiro Ana Isabel Viçoso OURIVESARIA PRATAS E JÓIAS Mariana Ramirez Henrique Braga (Consultor) Sofia Ruival (Consultora) PORCELANA ORIENTAL E EUROPEIA E FAIANÇA João Pinto Ribeiro Maria Inês Augusto ARTE MODERNA E CONTEMPORÂNEA Sara de Sousa e Andrade João Pinto Ribeiro Teresa Garrett PINTURA, ESCULTURA E OBJECTOS DE ARTE Maria Reis LIVROS RAROS E MANUSCRITOS Isabel Maiorca Pedro Teixeira da Mota VINHOS João Pinto Ribeiro Sóraia Paulino ARMAS ANTIGAS - MILITÁRIA José Faria e Silva Dom Vasco Teles da Gama HERÁLDICA E GENEALOGIA Lourenço Correira de Matos LEILÕES ONLINE Sóraia Paulino Joana Faísca Mara Ventura

EXPOSIÇÃO

14 de Maio, Domingo das 15h00 às 20h00 15 de Maio, Segunda das 15h00 às 21h00

LEILÃO 349

16 de Maio, Terça às 19h30 17 de Maio, Quarta às 19h30 18 de Maio, Quinta às 15h00

DEPARTAMENTO DE APOIO AO CLIENTE Ana Isabel Viçoso Francisco Gualdino RELAÇÕES PÚBLICAS Catarina Lobato FINANCEIRO E ADMINISTRATIVO Marta Soares Sara Alves Mariana Sousa RESTAUROS Sérgio Seabra de Sousa Ana Isabel Viçoso Ana de Castro ORDENS DE COMPRA Sebastião Pinto Ribeiro Pedro de Freitas Gomes DEPARTAMENTO DESIGN E TECNOLÓGICO CONSULTORIA INFORMÁTICA José Pinto Ribeiro FOTOGRAFIA E PRÉ-IMPRESSÃO Daniel Viana Martins Pedro Ramos dos Santos Gonçalo Resende DEPARTAMENTO GRÁFICO Margarida Leote Ana Nascimento ARMAZÉM E TRANSPORTES António Marques António Pinto Hugo Santos João Cordas Armando Lopes TIPOGRAFIA AGIR DEPÓSITO LEGAL: XXXXXX/17

PALÁCIO DO CORREIO VELHO - LEILÕES E ANTIGUIDADES, S.A. Calçada do Combro, 38 A - 1º . 1200-114 Lisboa, Portugal | tel +351 213 242 980 | fax +351 213 426 536 | email mail@pcv.pt


Lote 175

PROVENIÊNCIAS

 Antiga colecção de Suas Altezas Reais, os Condes de Paris  Antiga Colecção do Palácio Ratton, Lisboa  Espólio do Artista António Costa Pinheiro


6

Lote 183


8


1ª Sessão - 16 de Maio de 2017 às 19h30 | Lote 001 a 244

9


001

10

001 Par de pratos “twin boys” em porcelana chinesa, Companhia das Índias, reinado Qianlong (1736-1795). Decoração em tons da família rosa, “rouge de fer” e dourado representando ao centro reserva decorada com gémeos chineses envoltos em motivos florais e vegetalistas. Bordo decorado com friso de padrão geométrico. Tardoz decorado com flores estilizadas a “rouge de fer”. Gastos. (2) Diam. aprox.: 23 cm. € 400 / € 800 002 Par de candelabros de quatro lumes, estilo Império, em bronze dourado. Decoração de gosto neoclássico com caneluras, frisos de palmetas e flores. Braços ondulados em forma de peixe e motivos vegetalistas. Gastos e defeitos. (2) Alt. aprox.: 52 cm. € 500 / € 1.000 003 “Cachepot” em porcelana portuguesa, fabrico da Vista Alegre, Mottahedeh. Decoração policromada e dourada, dita “Folha de Tabaco”. Gastos. Alt. aprox.: 16 cm. € 20 / € 40 004 Consola estilo Luís XV em madeira entalhada e dourada, com uma gaveta. Tampo recortado e ondulado em mármore em tons de cinzento, moldurado por rebaixo. Cintura curva com saial recortado decorada com elementos vegetalistas e aletas. Pernas curvas com joelhos pronunciados decorados com enrolamentos e elementos vegetalistas, terminando em pés de enrolamento. Travejamento ondulado rematado ao centro por composição com concheados e flores. Gastos e defeitos. Dim. aprox.: 73,5 x 125 x 57,5 cm. € 500 / € 1.000


003

002

004

002

11


12

005


13

006

005 ILDA DAVID (n.1955) Figura com leão e lobo Óleo sobre tela Assinado e datado de 1984 Dim. aprox.: 119,5 x 75 cm. € 1.000 / € 2.000

006 RUI FILIPE Rui Filipe Cândido de Figueiredo (1928-1996) Paisagem Óleo sobre tela Assinado e datado de 1972 Dim. aprox.: 95 x 132 cm. € 3.000 / € 5.000


14

007


15

008

007 Conjunto de doze cadeiras estilo neoclássico, sendo duas com braços em madeira entalhada e pintada. Espaldares vazados e com aplicação de palhinha, com elemento floral estilizado ao centro. Pernas dianteiras com caneluras e pernas traseiras em forma de sabre. Assentos estofados a tecido de riscas em tons de amarelo. Faltas e defeitos. (12) Alt. aprox.: 89,5 cm. € 300 / € 500

008 Tapete de Arraiolos em lã, de padrão neoclássico, dito de Seteais, em tons de verde e bege. Defeitos. Dim. aprox.: 318 x 196 cm. € 300 / € 500


16

009


010

009 Tapete de Arraiolos em lã em tons de azul, bege, castanho e verde. Decoração de elementos florais estilizados. Pequenos defeitos. Dim. aprox.: 223 x 103 cm. € 150 / € 300 010 JÚLIO POMAR Júlio Artur da Silva Pomar (n.1926) Serigrafia sobre papel Edição 62/1000 Assinada e datada de 1985 Dim. aprox.: 33,5 x 25 cm. € 100 / € 150

011

011 JÚLIO POMAR Júlio Artur da Silva Pomar (n.1926) Serigrafia sobre papel Edição 62/1000 Assinada e datada de 1985 Dim. aprox.: 33,5 x 25 cm. € 100 / € 150 012 Suporte para chapéus de chuva em cobre martelado. Corpo bojudo com duas pegas em forma de argola. Alt. aprox.: 49 cm. € 30 / € 50

012

17


18


19


013 20

013 Par de sofás de dois lugares estofados a seda em tons de amarelo, com passamanaria da mesma cor. Manchas e defeitos.(2) Dim. aprox.: 90 x 180 x 90 cm. € 200 / € 400 014 Par de “guéridons” estilo neoclássico, em diversas madeiras folheadas, com uma gaveta. Tampos moldurados por gradinha em metal amarelo. Decoração faixeada aproveitando o jogo da cor e do veio das madeiras. Puxadores em metal amarelo. Sinais de uso e pequenos defeitos. (2) Dim. aprox.: 68 x 56 x 35 cm. € 300 / € 500

014

015 RAUL PEREZ (n.1944) Óleo sobre tela Assinado e datado 1989 Dim. aprox.: 73 x 73 cm. € 4.000 / € 6.000

014


21 015

013


016

22

016 Conjunto de dois tabuleiros em porcelana chinesa do séc. XIX. Decoração policromada representando ao centro paisagens com figuras e um com inscrição. Gastos e pequenas falhas. (2) Comp. aprox.: 24,2 x 17 cm e 23,4 x 16,5 cm. € 100 / € 200

017

017 Pote com tampa em porcelana chinesa, decoração em tons de azul. Base em madeira. (2) Alt. aprox.: 27,5 cm. € 30 / € 60

018 Pote em porcelana chinesa, decoração policromada representando figuras em jardim, motivos florais e morcegos. Gastos, pequenas falhas e pequenos defeitos. Alt. aprox.: 17,5 cm. € 50 / € 100

018


019 “Guéridon” estilo Luís XVI, com uma gaveta e uma prateleira, folheado a diversas madeiras exóticas com aplicação de montagens em latão e bronze dourado. Defeitos. Dim. aprox.: 71 x 50 cm. € 80 / € 160 020 “Guéridon” estilo neoclássico, em diversas madeiras folheadas, com uma gaveta. Tampo em forma de rim moldurado por gradinha em metal amarelo simulando panejamentos. Decoração faixeada aproveitando o jogo da cor e do veio das madeiras. Pernas decoradas com caneluras. Puxadores em metal amarelo. Sinais de uso e pequenos defeitos. Dim. aprox.: 68 x 55 x 32 cm. € 80 / € 120 021 Urna com tampa em porcelana europeia, dcoração com esmaltes em tons de azul cobalto e dourado representando enrolamentos e motivos vegetalistas estilizados. Marcada, desenho de José de Galla. Defeitos e gastos. Alt. aprox.: 29 cm. € 100 / € 200

23

019

021

020


24

022

022 LUÍS LEMOS, (n. 1954) “Telle qu’ elle est” Óleo sobre tela Assinado e datado de 1991 Dim. aprox.: 130 x 97,5 cm. € 500 / € 1.000 023 ROGÉRIO AMARAL, (1927-1996) Vista de Lisboa Óleo sobre tela Assinado e datado (?) Dim. aprox.: 73 x 92 cm. € 2.000 / € 4.000

024 Cómoda estilo Transição folheada a diversas madeiras exóticas, com três gavetas. Tampo recortado em mármore de brecha, moldurado por friso com rebaixo. Caixa com frente tripartida sendo a secção central avançada. Saial recortado e pernas ligeiramente curvas. Decoração de embutidos aproveitando o jogo dos veios e as diferentes cores das madeiras, formando ramos de flores e padrões geométricos com reservas com flores. Aplicação de elementos em metal amarelo representando grinaldas, coroas de flores e motivos arquitectónicos. Vestígios de caruncho e defeitos. Dim. aprox.: 88,5 x 134,5 x 59,5 cm. € 1.000 / € 2.000


023

25

024


025 Cómoda de gosto francês em diversas madeiras embutidas com três gavetas. Tampo recortado em mármore em tons de verdes moldurado por rebaixo. Caixa trapezoidal com frente curva e gavetas decoradas com aplicações em metal amarelo. Decoração aproveitando o jogo do veio das madeiras. Pilastras decoradas com aplicações em metal com grinaldas de flores. Pequenos defeitos. Dim. aprox.: 81 x 98 x 43 cm. € 200 / € 400 025 26

026


026 Par de “bergères”, estilo Luís XVI, em madeira entalhada e pintada em tons de bege. Decoração de caneluras, frisos de motivos vegetalistas e flor nos cubos de intersecção. Estofadas a tecido adamascado em tons de amarelo. Pequenos defeitos. (2) Alt. aprox.: 96 cm. € 300 / € 600

27 027

027 Par de poltronas estilo Luís XV em madeira entalhada, dourada e pintada em tons de cinzento. Espaldares e assentos estofados a tecido adamascado em tons de bege, rematados por pregaria. Gastos e pequenos defeitos. (2) Alt. aprox.: 104 cm. € 600 / € 1.200

027


28

028


29

029

028 Relógio Império do fabricante francêsTarault, em bronze dourado e patinado. Corpo de formato arquitectónico encimado por figura feminina trajando à maneira da Antiguidade Clássica, tocando lira. Base em bronze dourado decorada com troféu de música e friso de palmetas. Mostrador em metal amarelo com numeração romana a negro e inscrição “Tarault à Paris F. St. Honoré / nº 24”. Com chave. Gastos, riscos e defeitos. Alt. aprox.: 52 cm. O Palácio Correio Velho não se responsabiliza pelo estado de conservação da máquina dos relógios que vende em leilão. € 1.500 / € 3.000 029 Par de serafins, do séc. XVII, em madeira entalhada e pintada. As figuras estão representadas trajando à romana e ambos têm uma das mãos em posição de segurar uma tocha, sendo representadas simetricamente. Sobre os ombros caem longos cabelos ondulados. Assentes sobre base simulando nuvem. Vestígios de douramento. Faltas, falhas, gastos e defeitos. (2) Alt. aprox.: 71 cm. € 2.000 / € 4.000


030 30

030 PEDRO PROENÇA (n. 1962) Óleo sobre tela Assinado e datado de 1991 Dim. aprox.: 58,5 x 58,5 cm. € 800 / € 1.600

031 Mesa de frente de sofá de inspiração oriental em madeira pintada em tons de encarnado com decoração a dourado. Tampo em vidro. Pequenas falhas e defeitos. Dim. aprox.: 41 x 100 x 100 cm. € 80 / € 160

031

032 NORONHA DA COSTA Luís Mário Azevedo Noronha da Costa (n.1942) Acrílico sobre tela Assinado Dim. aprox.: 78 x 58 cm. € 2.000 / € 4.000


31

032


033

32

033 À maneira de Peter Christian HOLM (1823-1888) Marinhas Par de óleos sobre madeira Ostenta o nome de “Peter Holm” Dim. aprox.: 20 x 25,5 cm. Defeitos. € 200 / € 300

034 Conjunto de quatro cadeiras estilo Império, em mogno. Espaldares de cachaço saliente decorados com enrolamentos e rosáceas em metal, tabela central simulando feixe de plumas estilizado. Assentos em palhinha. Uma perna partida e colada. Restauros e sinais de uso. (4) Alt. aprox.: 88 cm. € 200 / € 400

034

035 Atribuível a CASTILHO Júlio de Castilho, (1840-1919) Cenas de interior Par de óleos sobre madeira Assinados e datados de 1909 Dim. aprox.: 24 x 18 cm. Este artista teve um produção muito pequena e não foi possível comparar nem estilos de pintura, nem assinaturas. A atribuição foi feita mediante a identificação do nome e a data de execução. € 200 / € 300


035 33

034


036 LIMA CRUZ Maria Adelaide de Lima Cruz (1908-1985) Vista de rua Óleo sobre platex Assinado e datado de 1982 Dim. aprox.: 98 x 78 cm. € 300 / € 500 037 Sofa-table em mogno, com duas gavetas. Decoração de filetes embutidos. Pernas em forma de lira unidas por travessa torneada ao centro. Pés terminando em garra de leão em metal amarelo. Defeitos. Dim. aprox. fechada: 74 x 99 x 50 cm. € 100 / € 150 34

036

037

038 Par de apliques de três lumes, estilo D. Maria, em espelho e vidro. Decoração com estrelas, pingentes, gotas e flores. Não electrificados. Pequenos defeitos. (2) Alt. aprox.: 80 cm. € 400 / € 800 039 Par de garrafa com tampa em cristal em tons de azul. Decoração lapidada representando parras e uvas. Pequenos defeitos. (2) Alt. aprox.: 37 cm. € 80 / € 120 040 Par de urnas com tampa, em cristal lapidado. Decoração de ponta de diamante. Faltas e defeitos. (2) Alt. aprox.: 31 cm. € 50 / € 80


35

038

040 039

039


36

041

041 MESQUITA E CARMO João Mesquita e Carmo (n.1939) Paisagem Óleo sobre tela Assinado e datado de 1988 Dim. aprox.: 49 x 64 cm. € 400 / € 600

042

042 Pequena mesa em diversas madeiras. Tampo com profusa decoração embutida com reservas, tendo ao centro cena com músicos e dançarinos. Interior compartimentado, cintura decorada com frisos geométricos. Com etiqueta dizendo Isola di Capri. Defeitos. Dim. aprox.: 42 x 38,5 x 27 cm. € 50 / € 100


37


38

043


043 Grande tapete de Arraiolos em lã em tons de azul, branco, amarelo, bege e verde. Decoração floral e estilizada. Pequenos defeitos. Dim. aprox.: 342 x 453 cm. € 1.000 / € 2.000 044 Jarra adaptada a candeeiro em porcelana chinesa. Profusa

decoração policromada com reservas com pássaros e figuras orientais. Pegas em forma de animal estilizado. Com abat-jour. Assente sobre base em madeira entalhada e vazada. Eletrificado. Restaurada e defeitos. Alt. aprox. jarra: 34 cm.; Alt. aprox. total: 65,5 cm. € 300 / € 600

39

044

045 Secretária “abattant” folheada a mogno, com cinco gavetas. De formato arquitectónico com tampo em mármore em tons de cinzento e secretária com tampo de rebater revelando interior com tampo de escrita, gavetas e escaninhos. Aplicação de montagens em metal amarelo representando cenas da antiguidade clássica e figuras galantes. Puxadores em forma de festão com laços, pés em forma de pata de leão com palmeta. Defeitos. Dim. aprox.: 142 x 81,5 x 42,5 cm. € 300 / € 500

045


046 Urna império em porcelana francesa. Decoração dourada e policromada com reserva ao centro representando paisagem com gamos. Marcada. Gastos e pequenos defeitos. Alt. aprox.: 39 cm. € 150 / € 300

40

046

047

047 Mesa de apoio, de gosto inglês, em mogno maciço e folheado, com uma gaveta. Tampo em forma de meia-lua assente sobre três colunas torneadas com pernas curvas terminando em pés metálicos em forma de garra. Defeitos. Dim. aprox.: 76 x 83 x 44 cm. € 80 / € 120


048

41

049

048 Par de figuras em vidro de Murano, trajando à maneira do séc. XVIII, em vidro incolor e em tons de azul, prateado e dourado. Partida e colada, defeitos. (2) Alt. aprox. máx.: 29,5 cm. € 100 / € 200 049 Candeeiro em porcelana europeia com montagens em metal, decoração policromada e dourada com reservas com figura de pastor

050

e flores. Com “abat-jour”. Defeitos. Atl. aprox. candeeiro: 39 cm.; Alt. aprox. total: 71 cm. € 150 / € 300 050 Candeeiro de mesa a petróleo. Reservatório em vidro em tons rubi com decoração floral. Montagens em metal de motivos vegetalistas. “Com abat-jour”. Defeitos. Alt. aprox. candeeiro: 35 cm.; Alt. aprox. total: 69 cm. € 80 / € 120


42


43


44

051


052 45

051 Tapete de Arraiolos em lã em tons de azul, branco, amarelo, bege e verde. Profusa decoração floral e estilizada. Pequenos defeitos. Dim. aprox.: 246 x 352 cm. € 600 / € 1.200 052 Canapé estilo Luís XVI em madeira entalhada e patinada, decoração de fita entrelaçada, motivos vegetalistas, frisos de perlados e flor nos cubos de intersecção. Espaldar, apoios dos braços e assento estofados a tecido adamascado em tons de bege, “bordeaux” e verde. Faltas, defeitos e vestígios de caruncho. Dim. aprox.: 90 x 122 cm. € 150 / € 250 053 Cómoda de gosto francês, folheada a diversas madeiras, com três gavetas. Tampo recortado em mármore em tons de cinzento moldurado por rebaixo, assente sobre caixa com frente curva. Decoração de reservas e motivos florais aproveitando o jogo do veio e as cores das madeiras. Aplicação nas pilastras de montagens de formato arquitectónico. Sinais de uso. Dim. aprox.: 75 x 68,5 x 32,5 cm. € 200 / € 400

053


054 ALVES DE SÁ João Alves de Sá (1878 - 1982) Nú masculino Aguarela sobre papel Assinado Dim. aprox.: 24,5 x 17 cm. Manchas. € 300 / € 600

46

054

055 ALVES DE SÁ João Alves de Sá (1878 - 1982) Figura feminina Aguarela sobre papel Assinado Dim. aprox.: 25 x 17 cm. € 300 / € 600 055


47

056 ROGÉRIO RIBEIRO (1930-2008) Óleo sobre tela Assinado e datado de 1973 Dim. aprox.: 130 x 96 cm. Verso assinado e datado de 1973. Proveniência: € 3.000 / € 6.000


48


49


057 “Travessa Dallas” de bordo recortado em porcelana da Vista Alegre. Decoração policromada e dourada com carpa ao centro. Verso com indicação “Decoração do período Chien-Lung (1750-60)”. “Clube de Coleccionadores - Peça exclusiva do ano de 1987”. Edição 2152/2500. Marcada. Comp. aprox.: 27,5 cm. € 100 / € 200

057

058 50

059


058 Par de taças em porcelana chinesa, Companhia das Índias do séc. XIX, em forma de meia-lua recortada. Decoração policromada, “rouge de fer” e dourada representando vista de jardim com figuras. Interior decorado em tons de azul. Marcadas Tongzhi. (2) Comp. aprox.: 21,5 cm. € 100 / € 200

060 Mesa pé-de-galo, do séc. XVIII, em pau-santo, com tampo de rebater. Tampo de formato quadrangular, assente sobre gaiola e coluna torneada em forma de balaústre, com três pernas curvas e pés de sapatinho. Restauros e defeitos. Dim. aprox.: 77 x 65 cm. € 400 / € 800

059 “Side-board “estilo Império, folheado a mogno, com uma gaveta e duas prateleiras. Tampo de formato rectangular assente sobre quatro colunas torneadas. Decoração com aplicação de montagens em metal amarelo ao gosto Império. Defeitos e vestígios de caruncho. Dim. aprox.: 95,5 x 142 x 49 cm. € 300 / € 500

061 Par de “fauteuils” em madeira entalhada e pintada em tons de cinzento. Espaldares curvos encimados por motivos florais e vegetalistas.Espaldares, apoios dos braços e assentos estofados a tecido em tons de bege, verde e “bordeaux”. Manchas, vestígios de caruncho e pequenos defeitos. (2) Alt. aprox.: 90 cm. € 200 / € 400 060

061

51


52

062 FRANCIS SMITH (1881-1961) Vista de aldeia com figuras Guache sobre papel Assinado Dim. aprox.: 31 x 23 cm. € 3.000 / € 6.000


53

063 FRANCIS SMITH (1881-1961) Vista de rua com figuras Guache sobre papel Assinado Dim. aprox.: 31 x 23 cm. € 3.000 / € 6.000


065

064 Tall-boy folheado a mogno, com seis gavetas. Restauros, faltas e defeitos. Dim. aprox.: 151 x 111 x 47,5 cm. € 400 / € 600

54

065 Candeeiro de mesa, design do séc. XX, em metal amarelo tendo ao centro escultura em mármore representando nautilus. Com “abat-jour”. Defeitos. Alt. aprox. total: 80 cm. € 50 / € 100 066 JOSÉ DE GUIMARÃES (n. 1939) “Flores e três jarras” Óleo sobre tela Assinado e datado de 1982 Dim. aprox.: 79,5 x 69,5 cm. Verso com inscrição de título. € 4.000 / € 8.000 0064


55

066


067 56

068


57

069

067 Salva de aparato em prata portuguesa, séc. XX. Com profusa decoração de enrolamentos, flores, concheados e elementos estilizados. Verso com argola de suspender. Marca de contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos. Sinais de uso e pequenos defeitos. Peso total aprox.: 746 g.; Diam aprox.: 39 cm. € 280 / € 400

068 Mesa de jogo estilo D. Maria em diversas madeiras embutidas, com uma gaveta. Decoração de motivos geométricos aproveitando o jogo do veio e as diversas cores das diferentes madeiras. Pernas em forma de pirâmide invertida decoradas com filetes. Interior forrado a feltro verde. Puxadores em metal. Defeitos. Dim. aprox. fechada: 78 x 88 x 42,5 cm. € 200 / € 400

069 Lustre de vinte lumes, em metal, com pingentes em cristal. Corpo em forma de chuveiro encimado por plumas estilizadas com fitas de lágrimas e pingentes. Braços curvos decorados com elementos vegetalistas estilizados. Saco rematado por composição de múltiplos pingentes. Faltas, falhas e defeitos. Alt. aprox.: 110 cm. € 1.000 / € 2.000


58


59


60

070


070 Tapete de Arraiolos em lã em tons de azul, bege, castanho e verde. Decoração de elementos florais estilizados. Pequenos defeitos. Dim. aprox.: 322 x 224 cm. € 300 / € 500 071 Par de jarros em diversos metais. Corpo em forma de pêra com decoração gravada de motivos vegetalistas. Aplicação de anjos em metal. Defeitos. (2) Alt. aprox.: 50 cm. € 50 / € 80 072 Par de mesas de encostar meialua, em mogno e outras madeiras. Cintura com friso estriado e em relevo em amdeira contrastante. Assente sobre pernas em forma de pirâmide invertida terminando em rodízios. Falhas e defeitos. (2) Dim. aprox.: 74 x 120 x 50 cm. € 300 / € 500

071

072

61


073 Conjunto de dez cadeiras estilo Império, em mogno e outras madeiras maciças e folheadas. Espaldar curvo com cachaço saliente, decoração embutida de motivos geométricos. Assento estofado a tecido de padrão em tons de preto. Sinais de uso e pequenos defeitos. (10) Alt. aprox.: 85,5 cm. € 300 / € 500 074 Par de apliques de quatro lumes em madeira entalhada e dourada. Braços ondulados decorados com folhagem e flores em metal. Decoração com enrolamentos e elementos vegetalistas e pingentes em vidro em forma de flores, bacalhaus e lágrimas. Com oito “abat-jours” em seda. Falhas, faltas e defeitos. (2) Alt. aprox.: 80 cm. € 400 / € 800 075 Par de apliques de quatro lumes em madeira entalhada e dourada, braços ondulados decorados com folhagem e flores em metal. Decoração com enrolamentos e elementos vegetalistas e pingentes em vidro em forma de flores, bacalhaus e lágrimas. Com oito “abat-jours” em seda. Falhas, faltas e defeitos. (2) Alt. aprox.: 80 cm. € 400 / € 800

62

073


074

63

075


076 64

077


078

079

076 Autor desconhecido Óleo sobre tela Não assinado Dim. aprox.: 64 x 81 cm. € 150 / € 250 077 Mesa de casa de jantar, em mogno, assente sobre coluna central torneada e espiralada. Com quatro pés curvos canelados, terminando em garras de metal. Com duas tábuas de aumento. Pequenos defeitos. Dim. aprox.: 77,5 x 158 x 110 cm.; Larg. aprox. tábua: 41 cm. € 300 / € 500 078 Travessa de bordo recortado em porcelana chinesa, Companhia das Índias, reinado Qianlong (1736-1795). Decoração a azul sob vidrado representando ao centro motivos florais e friso de pontas de lança estilizadas. Aba decorada com flores,

080

motivos vegetalistas e reservas com padrão geométrico. Pequenas falhas e sinais de uso. Comp. aprox.: 37,5 cm. € 300 / € 600 079 Par de pratos de bordo recortado em porcelana chinesa, Companhia das Índias, reinado Qianlong (1736-1795). Decoração a azul sob vidrado representando motivos florais e vegetalistas e frisos de padrão geométrico. Falhas e cabelos. (2) Diam. aprox.: 23 cm. € 200 / € 400 080 Par de pratos de bordo recortado em porcelana chinesa, Companhia das Índias, reinado Qianlong (1736-1795). Decoração a azul sob vidrado representando motivos florais e vegetalistas e frisos de padrão geométrico. Falhas e cabelos. (2) Diam. aprox.: 23 cm. € 200 / € 400

65


66

081


67

082

081 Par de candelabros de sete lumes em metal dourado. Braços ondulados decorados com folhagens, terminando em arandelas com copos de gomos e elementos vegetalistas. Fuste em forma de “putti”. Base profusamente decorada com enrolamentos, folhas de acanto, friso de perlado e elementos vegetalistas. Pequenos defeitos. (2) Alt. aprox.: 62 cm. € 400 / € 600 082 Terrina com tampa e travessa em porcelana da Vista Alegre, Mottahedeh, reprodução da Companhia das Índias, reinado de Qianlong. Decoração “folha de tabaco” em tons da família rosa, azul, “rouge de fer” e dourado. Edição do Metropolitan Museum of Art. Marcadas. Gastos. (2) Comp. aprox. terrina: 36 cm.; Comp. aprox. travessa: 43 cm. € 500 / € 1.000


083 Salva em prata portuguesa, séc. XX. Bordo recortado decorado com aletas e cervos, fundo gravado com elementos vegetalistas e flores. Cm marca de contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos. Sinais de uso. Peso total aprox.: 472 g.; Diam. aprox.: 31,5 cm. € 160 / € 250

68

086 Taça em prata portuguesa, séc. XX. Bordo recortado e decorado com aletas e cervos. Com marca de contraste do Porto (Águia 333), de 833 milésimos, marcado Nélia. Sinais de uso e pequenos defeitos. Peso total aprox.: 260 g.; Diam. aprox.: 25 cm. € 80 / € 120

folhagens. Saleiro e pimenteiro com tampas em prata e conchas em metal prateado, com defeitos e gastos. Com marca de contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos. Sinais de uso e riscos. Peso aprox.: 946 g.; Com. aprox.: 30,5 cm. € 350 / € 500

084 Prato de servir em prata portuguesa, séc. XX, de bordo recortado e moldurado. Com contraste do Porto (Águia 916), 1º título, de 916 milésimos, Ourivesaria da Guia, Sinais de uso e riscos. Peso aprox.: 1114 g.; Diam. aprox.: 36,6 cm. € 350 / € 500

087 Taça em prata portuguesa, séc. XX, com bordo lobulado e decorado com friso. Com marca de contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos. Sinais de uso e pequenos defeitos. Peso total aprox.: 406 g.; Diam. aprox.: 28 cm. € 140 / € 180

089 Par de candelabros de 5 lumes em prata portuguesa, séc. XX. Bordo da base e arandelas decorados com aletas, concheados e motivos estilizados. Com marca de contraste de Lisboa (Águia 833), de 833 milésimos. Sinais de uso e pequenos defeitos. (2) Peso aprox.: 2600 g.; Alt. aprox.: 30,5 cm € 1.000 / € 2.000

085 Taça com bordo e aba de gradinha em prata portuguesa, séc. XX. Com marca de contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos. Sinais de uso e pequenos defeitos. Peso total aprox.: 296 g.; Diam. aprox.: 27 cm. € 140 / € 200

088 Galheteiro em prata portuguesa, séc. XX, com duas galhetas, saleiro e pimenteiro, em vidro lapidado. Suporte em prata com base de formato elíptico de bordo recortado e decorado com aletas, concheados e motivos estilizados, com pega central decorada com aletas e

090 Taça em prata portuguesa, séc. XX. Bordo recortado e decorado com aletas, concheados e motivos estilizados. Com marca de contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos. Sinais de uso e riscos. Peso aprox.: 414 g.; Diam. aprox.: 27 cm. € 150 / € 250


083

084

087

085 086

69

089

088

090


091

092

093

Peso total aprox.: 676 g.; Diam. aprox.: 28 cm. € 300 / € 600

70

091 Taça de bordo de gradinha em prata portuguesa, séc. XX. Gradinha decorada com cervos e concheados, fundo gravado e guihochado com motivos vegetalistas e fitas. Assente sobre três pés vazados. Com marca de contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos. Sinais de uso. Peso total aprox.: 830 g.; Diam. aprox.: 29,8 cm. € 280 / € 350

092 Salva de gradinha em prata portuguesa, séc. XX. Gradinha decorada com animais, enrolamentos e concheados, com fundo gravado e guilhochado com elementos vegetalistas, flores e laços. Assente sobre três pés vazados. Com marca de contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos. Sinais de uso.

093 Taça fruteiro em prata portuguesa, séc. XX, assente em pé central. Bordo recortado e perlado, com orla gravada com aletas, concheados, flores e motivos estilizados incisos. Com marca de contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos. Sinais de uso e riscos. Peso total aprox.: 1120 g.; Diam. aprox.: 32,5 cm. € 400 / € 800

094 Centro de mesa em prata portuguesa, séc. XX, composto por floreira com grelha e base com espelho. Bordo recortado, decorado com aletas, concheados e cenrolamentos, sendo a floreira

de formato elíptico com duas asas e grelha recortada em motivos estilizados, assente em base de formato elíptico com espelho biselado. Com marcas de contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos. Sinais de uso e pequenos defeitos. (3) Peso aprox. floreira: 1264 g.; Comp. aprox.: 47 cm. e 37 cm. € 500 / € 1.000

095 Serviço de chá e café em prata portuguesa, séc. XX, composto por tabuleiro, cafeteira, bule, açucareiro e leiteira. Corpo canelado em forma de pêra, sendo o botão da tampa em forma de bolbo estilizado, assente sobre três pés vazados. Tabuleiro elíptico com aba gomada. Com marca de contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos, e marcas de ourives diferentes. Sinais de uso e pequenos defeitos. (5) Peso aprox.: 6620 g.; Comp. aprox.: 68 cm. € 2.000 / € 4.000


094

71

095


72

096 HOGAN João Manuel Navarro Hogan (1914-1988) Paisagem Óleo sobre tela Assinado e datado de 1989 Dim. aprox.: 71 x 100 cm. € 6.000 / € 10.000


73

097 RAUL PEREZ (n.1944) “Tsunami” Óleo sobre tela Assinado e datado de 1985 Dim. aprox.: 80 x 100 cm. Esta obra participou na exposição do artista realizada em 2009 - Raúl Perez, Desenho e Pintura, 1963-2008 - Museu Colecção Berardo. € 5.000 / € 10.000


74


75


76

098

099


098 Tapete de Arraiolos em lã em tons de encarnado, azul, verde e beje representando animais, motivos florais e vegetalistas. Pequenos defeitos. Dim. aprox.: 249 x 159 cm. € 400 / € 600 099 Cama estilo Império, em latão. Cabeceira e pés com montantes terminando em cabeças de cisne. Sinais de uso. Dim. aprox.: 112 x 230 x 104 cm. € 80 / € 120

77

100 - Fechado

100 - Aberto

100 Pequeno móvel bar em madeira lacada em tons de preto e encarnado, com duas portas e tampo de rebater. Exterior com profusa decoração a dourado e tons policromos representando paisagens com figuras. Interior com decoração pintada de motivos florais. Parte superior espelhada com encaixe para copos. Parte inferior espelhada para garrafas. Decoração com aplicação de montagens em metal amarelo de motivos vegetalistas. Com chave. Falhas e defeitos. Dim. aprox.: 120 x 57 x 37 cm. € 300 / € 600


102

101

101 Candeeiro de três lumes, estilo Império, em metal amarelo e “abat-jour” em folha pintada. Defeitos. Alt. aprox.: 60 cm. € 30 / € 50

78

103

102 Elemento arquitectónico do séc. XVIII, em madeira entalhada. Profusa decoração de enrolamentos vegetalistas tendo ao centro esfera. Vestígios de dourado e de policromia, faltas e defeitos. Dim. aprox.: 45 x 55 cm. € 200 / € 400


104 79

103 Par de banquetas estilo Luís XVI, em madeira entalhada e dourada. Pernas em forma de elementos arquitectónico decoradas com frisos de folhagem, túlipas imbricadas e flor nos cubos de intersecção. Travamento parcialmente ondulado rematado ao centro por enrolamento e motivo vegetalista. Assentos estofados a tecido aveludado em tons de “bordeaux” e bege de motivos florais, rematado por passamanaria nos mesmos tons com franja. Gastos, pequenas faltas e defeitos. (2) Dim. aprox.: 47 x 123 x 38 cm. € 400 / € 800

104 Conjunto de três esculturas de figuras militares do tempo da guerra peninsular em porcelana moldada e relevada. Decoração policromada pintada à mão, figuras de pé sobre bases de formato quadrangular e com identificação incisa na base “Legião de Alorna Cavalaria 1809” e “Milícia de Santos Brasil 1806”. Marcadas. (3) Alt. aprox. máx.: 27 cm. € 300 / € 600 105 Mesa de apoio, estilo Império, em metal amarelo com tampo em mármore. Pernas em forma de flecha. Defeitos. Dim. aprox.: 61 x 34,5 cm. € 20 / € 30

105


80

106

106 DARIO ALVES (n. 1940) “Para pintar” Acrílico sobre tela Assinado e datado de 1988 Dim. aprox.: 60 x 60 cm. Verso com detalhes sobre a obra. € 2.000 / € 4.000 107 ANTÓNIO ARAÚJO António Eduardo Lopes Esteves de Araújo (n.1932) Vista de claustro Óleo sobre tela Assinado e datado de 1983 Dim. aprox.: 65 x 54 cm. € 300 / € 600

107


81

108 ABEL MANTA (1888-1982) Árvores e figuras Óleo sobre platex Assinado e datado de 1967 Dim. aprox.: 56 x 48 cm. € 2.000 / € 4.000


109

82

110


109

83

109 Conjunto de três passadeiras de Arraiolos, em lã em tons de bege, azul e verde. Decoração floral e estilizada. Falhas e defeitos. Dims. aprox.: 252 x 94 cm.; 540 x 96 cm.; 249 x 93 cm. € 400 / € 600 110 “Lit-bateau” em madeira entalhada e pintada em tons de branco e verde. Decoração de motivos neoclássicos.

Falhas e defeitos. Dim. aprox.: 93,5 x 216 x 102 cm. € 80 / € 120 111 Cadeira estilo Luís XVI, em madeira entalhada e pintada em tons de branco. Espaldar e assento estofados a algodão adamascado rematado por pregaria. Pequenas falhas. Alt. aprox.: 88 cm. € 40 / € 80

111


84

112

112 Autor não identificado Vista de estábulo com vacas e outros animais Óleo sobre tela Assinado e datado de 1908 Dim. aprox.: 48,5 x 73,5 cm. € 300 / € 500

113 EDUARDO ROMERO Eduardo Gil de Romero (1888-1939) “As ôstras” Óleo sobre madeira Assinado e datado de 1931 Dim. aprox.: 21 x 27 cm. Verso com etiqueta com detalhes sobre a obra, com antiga proveniência da colecção António Saúde, € 1.000 / € 2.000

114 Raul CARAPINHA (1876-1956) Natureza morta com cebolas Óleo sobre madeira Assinado Dim. aprox.: 25,5 x 33,5 cm. € 300 / € 500


113

114

85


86


87


115 Nossa Senhora Óleo sobre madeira Dim. aprox.: 26 x 19 cm. Restauros e defeitos. € 200 / € 300 116 Armário aproveitando talhas antigas, com duas portas, em madeira entalhada dourada e marmoreada em tons de verde e salmão. Estrutura de formato arquitectónico com cimalha e base salientes. Decoração de enrolamentos vegetalistas, cabeças de anjo aladas e almofadas. Com chave. Defeitos. Dim. aprox.: 144,5 x 202 x 41 cm. € 200 / € 400

115

88

116


89

117 Par de serafins, esculturas do séc. XVII em madeira policromada, em tons de verde e encarnado. As figuras estão representadas com uma mão no peito e a outra em posição de segurar uma tocha, representadas simetricamente. Usam longos cabelos ondulados caindo sobre os ombros e costas. Envergam túnica comprida com sobre-túnica e manto esvoaçante preso sob o braço. Assentes sobre bases quadrangulares com os cantos cortados. Faltas e defeitos. (2) Alt. aprox.: 68 cm. € 2.000 / € 4.000


90

118

119

120

118 LIMA CRUZ Maria Adelaide de Lima Cruz (1908-1985) Paisagem com barcos Óleo sobre platex Assinado e datado de 1984 Dim. aprox.: 69 x 49 cm. € 200 / € 300

119 BOBONE Vasco D’Orey (n. 1944) Casa Senhorial Aguarela sobre papel Assinada e datada de 2004 Diam. aprox: 30 x 22,5 cm. € 100 / € 150

120 A. M. HÜBNER Praia da Rocha Aguarela sobre papel Assinado e datado de 1932, com dedicatória “À Dona Beatriz Costa (1934)” Dim. aprox.: 24,5 x 30,5 cm. € 200 / € 300


121

122 Conjunto de dois ovos em pedra dura de diferentes dimensões. Suportes em metal amarelo. Pequenos defeitos. Alt. aprox. máx. do ovo: 16,5 cm. € 20 / € 40

122

121 Par de pratos em porcelana chinesa, reinado Qianlong (1736-1795). Decoração com esmaltes da família rosa, “rouge de fer” e dourado representando vista de jardim com péonias, crisântemos e borboleta. Aba decorada com enrolamentos, motivos florais e vegetalistas. Gastos, cabelos e minúsculas falhas. (2) Diam. aprox.: 23 cm. € 300 / € 600

123

123 Floreira em forma de ganso, em porcelana oriental. Decoração policromada. Gastos e pequenos defeitos. Comp. aprox.: 37 cm. € 20 / € 30

91


124 Par de elementos decorativos em madeira entalhada e dourada representando ramos floridos. Gastos, faltas e defeitos. (2) Comp. aprox.: 98 cm. € 150 / € 250

125 Tocheiro do séc. XVIII em madeira entalha e dourada. Formato arquitectónico decorado com flores e elementos vegetalistas. Arandela em folha de metal. Electrificicado. Com “abat-jour”. Falhas e defeitos. Alt aprox.: 112 cm; Alt aprox. total: 153 cm. € 300 / € 600

126 Consola em madeira entalhada, dourada e marmoreada em tons de bege e salmão. Tampo recortado moldurado por friso com rebaixo assente sobre dois elementos entalhados de formato arquitectónico decorados com enrolamentos e elementos vegetalistas estilizados. Gastos e pequenos defeitos. Dim. aprox. montada: 59,5 x 200 x 35 cm. € 250 / € 500

92

124

124

125


126

93 127

127 Elemento decorativo em madeira entalhada, recortada e dourada. Decoração com enrolamentos vegetalistas. Gastos e defeitos. Dim. aprox.: 64 x 104 cm. € 100 / € 200

128 Elemento decorativo em madeira vazada e dourada. Decoração com elementos e enrolamentos vegetalistas, tendo ao centro a insígnia mariana “AM”, estilizada. Falhas e defeitos. Dim. aprox.: 60 x 105 cm. € 150 / € 250

128


129

94

129 Par de cadeiras estilo Luís XV em madeira entalhada e dourada. Decoração de reservas, concheados e motivos vegetalistas. Espaldares e assentos estofados a seda em tons de amarelo e cinzento com motivos florais. Gastos e defeitos. (2) Alt. aprox.: 98 cm. € 200 / € 400

130

130 Tapete persa em lã em tons de preto, bege, corde-laranja e “bordeaux”. Decoração geométrica e estilizada. Defeitos. Dim. aprox.: 188 x 125 cm. € 150 / € 250


95


96


97


portuguesa, séc. XX. Moldura de enrolamentos, concheados e folhagens, com inscrição “Tem Fé em Deus e serás Feliz”. Verso com argola. Com contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos. Sinais de uso e pequenos defeitos. Peso total aprox.: 104 g.; Comp.. aprox.: 17 cm. € 30 / € 50

131 98

131 Espelho de mesa circular com moldura em prata portuguesa, séc. XX. Moldura decorada com meiaspérolas, verso em madeira. Com marca de contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos. Defeitos. Diam. aprox.: 28 cm. € 40 / € 80 132 Caixa em vidro lapidado com tampa em metal prateado. Defeitos. Alt. aprox.: 14 cm. € 10 / € 20 133 Perfumador Francês em vidro e metal. Marcado “Made in France”. Base partida. Defeitos. Alt. aprox.: 20 cm. € 30 / € 50

134 Par de garrafas com tampa em vidro lapidado e gravado representando elementos vegetalistas, com aro em metal prateado. Pequenos defeitos. (2) Alt. aprox.: 20 cm. € 30 / € 60

135 Par de castiçais baixos em prata portuguesa, séc. XX, com enchimento. Com contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos. Defeitos e faltas no enchimento (2) Alt. aprox.: 10,5 cm. € 50 / € 100

136 Placa de suspender em prata

137 Pequeno relógio de viagem, ASPREY & GARRARD, com caixa em metal prateado e lados em vidro. Mostrador branco com numeração romana a negro, marcado “Asprey & Garrard”. Um vidro solto, sem chave e com pequenos defeitos. Alt. aprox.: 8 cm. O Palácio Correio Velho não se responsabiliza pelo estado de conservação da máquina dos relógios que vende em leilão. € 30 / € 50

138 Jarra em prata portuguesa, séc. XX, de corpo liso e bojudo. Com contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos. Amolgadelas e defeitos. Peso aprox.: 362 g.; Alt. aprox.: 23 cm. € 100 / € 200

139 Pequena salva em prata portuguesa, séc. XX/XXI, de bordo recortado e moldurado. Com contraste (Águia 925), de 925 milésimos. Defeitos. Peso aprox.: 42 g.; Diam. aprox.: 12,5 cm. € 10 / € 20


134

133 132

99

136

135 137 139

138


140 Mesa de cabeceira estilo D. Maria, com uma porta e uma gaveta, em diversas madeiras exóticas embutidas e folheadas. Tampo em mármore em tons de cinzento. Decoração de reservas e filetes de motivos florais aproveitando o jogo do veio e as cores das madeiras. Defeitos. Dim. aprox.: 70 x 48 x 32 cm. € 40 / € 80 141 Par de cadeiras de braços, estilo Luís XVI, em madeira entalhada e pintada em tons de branco. Espaldar, apoios dos braços e assentos estofados a tecido em tons de branco e azul com motivos florais, rematados por pregaria. (2) Alt. aprox.: 93 cm. € 200 / € 400

140

100

141


142 Par de apliques de dois lumes em madeira entalhada e dourada, braços ondulados em metal. Decoração de laços, motivos vegetalistas e borlas. Com “abatjours”. Defeitos. (2) Alt. aprox.: 74 cm. € 150 / € 250

142

143 Cómoda estilo D. Maria, com três gavetas e dois gavetões, em diversas madeiras embutidas. Tampo recortado em mármore cinzento assente sobre caixa com secção central avançada. Decoração de reservas e motivos florais aproveitando o jogo das cores e o veio das madeiras. Pernas em forma de pirâmide invertida. Falta de ferragens. Dim. aprox.: 87 x 123 x 56 cm. € 300 / € 500

142

101

143


102

144

144 Frontão em madeira entalhada, dourada e pintada em tons de verde e bege. Decoração em relevo com enrolamentos e elementos estilizados, tendo ao centro cabeça de putto. Partido e colado, faltas e defeitos. Dim. aprox.: 80 x 104 x 20 cm. € 300 / € 600 145 Peanha de formato arquitectónico do séc. XVIII, em madeira entalhada,

145

dourada e marmoreada em tons de verde e cinzento. Cantos decorados com folhas de acanto estilizadas e concha. Faltas e defeitos. Dim. aprox.: 22 x 60,5 x 33 cm. € 300 / € 500 146 Peanha de formato arquitectónico em madeira entalhada, dourada e marmoreada em tons de verde. Decorada com cabeça de anjo ao centro envolto em elementos vegetalistas. Defeitos.

146

Dim. aprox.: 16,5 x 62,5 x 35,5 cm. € 100 / € 200 147 São José, escultura do séc. XVII, em madeira policromada. A figura está representada de pé, calçando botas de cano alto e usando túnica curta cingida à cintura por cordão. Usa manto sobre o ombro preso na diagonal sobre o braço. Vestígios de caruncho, faltas, falhas e defeitos. Alt. aprox.: 64 cm. € 1.000 / € 2.000


103

147


104


105


106 149

148 Secretária com alçado em madeira pintada de encarnado e dourado, de formato arquitectónico. Alçado com porta espelhada e uma gaveta. Secretária com tampo de rebater e 3 gavetas. Com chave. Falhas e defeitos. Dim. aprox.: 200 x 73 x 45 cm. € 200 / € 400 149 ARMANDO DE LUCENA (1886-1975) Paisagem com árvore Desenho a lápis sobre papel Dim. aprox.: 28 x 21,5 cm. € 200 / € 300 148


150

107

150 Par de candeeiros de mesa em madeira entalhada e dourada em forma de urna decorada com folhas de acanto e outros elementos vegetalistas. Com “abat-jours” Gastos, faltas e defeitos. (2) Alt. aprox.: 32 cm.; Alt. aprox. total: 85 cm. € 100 / € 200 151 Par de “guéridons” folheados a mogno. Tampos de formato circular em mármore branco com laivos cinzentos, moldurados por gradinha em metal amarelo. Pernas caneladas unidas ao centro por prateleira. Gastos e defeitos. (2) Dim. aprox.: 71x 37 cm. € 150 / € 250 151

151


154

108

153 152

152 Espelho estilo neoclássico com moldura em madeira entalhada e dourada, encimada por laço. Defeitos. Alt. aprox.: 110 cm. € 100 / € 200

153 Tocheiro D. Maria, do séc. XVIII, em madeira entalhada e prateada. Decoração arquitectónica com elementos florais e vegetalistas. Vestígios de caruncho. Com “abatjour” em pele com reservas a dourado e decoração policromada. Faltas e defeitos. Alt. aprox. tocheiro: 70 cm.; Alt. aprox. total: 112,5 cm. € 100 / € 200

154 Tocheiro D. Maria, do séc. XVIII, em madeira entalhada e prateada. Decoração arquitectónica com friso de palmetas e elementos florais e vegetalistas. Com “abat-jour” em pele com reservas a dourado e decoração policromada. Faltas e defeitos. Alt. aprox. tocheiro: 75 cm.; Alt. aprox. total: 109,5 cm. € 100 / € 200

155

155 Par de banquetas, de gosto neoclássico, em madeira entalhada e pintada. Decoração de frisos estriados e flor nos cubos de intersecção. Assentos estofados a tecido adamascado e com riscas em tons tons de “bordeaux”, bege e verde, rematados por pregaria. Gastos e defeitos. (2) Dim. aprox.: 49 x 54,5 x 35 cm. € 80 / € 120


156

109

156 JÚLIO POMAR Júlio Artur da Silva Pomar (n.1926) Desenho a tinta sobre papel Assinado e datado de 1946 Dim. aprox. mancha: 14 x 17,5 cm. € 2.000 / € 4.000 157 Papeleira em madeira maciça e folheada, com duas gavetas e três gavetões. Tampo de rebater revelando interior com fábrica com diversas gavetas, portinhola central e escaninhos. Decoração folheada aproveitando o jogo do veio das madeiras. Frente com barriga pronunciada. Pés recortados. Sinais de uso e pequenos defeitos. Dim. aprox.: 104 x 99 x 54 cm. € 400 / € 600

157


110

158


158 Tapete de Arraiolos em lã, decoração floral e estilizada em tons de verde, amarelo e azul, tendo ao centro representação de águia bicéfala. Pequenos defeitos. Dim. aprox.: 236 x 144 cm. € 200 / € 400

159 111

159 Par de camas, estilo neoclássico, em madeira patinada em tons de branco. Decoração entalhada de frisos de óvulos, flores nos cubos de intersecção, motivos vegetalistas e caneluras. Cabeceiras estofadas a tecido “toile de jouy” em tons de azul e bege. Pequenos defeitos. (2) Comp. e larg. aprox.: 200 x 100 cm. € 150 / € 250

159


160 Posição 1

160 Posição 2

112

162

160 Cavalo, escultura em bronze patinado. Pequenos defeitos. Dim. aprox.: 18,5 x 22 cm. € 80 / € 120 161 Jarra em porcelana chinesa adaptada a candeeiro. Decoração 161

de motivos florais com reservas com paisagens com figuras e dragão em relevo. Com base em acrílico. Com “abat-jour”. Defeitos. Alt. aprox. candeeiro: 36 cm.; Alt. aprox. total: 63 cm. € 300 / € 600


113

163

162 Taça em pasta de vidro, marcada “Le Verre Français”, em tons de castanho, amarelo e “bordeaux”. Decoração “Art Déco” em relevo representando elementos vegetalistas estilizados. Pequenos defeitos. Dim. aprox.: 11 x 16 cm. € 400 / € 800

163 CASANOVA Enrique Casanova (1850-1913) Vistas de Sintra Par de aguarelas sobre papel Assinadas e datadas 1882 Dim. aprox.: 17 x 20 cm. Defeitos. € 1.000 / € 2.000


114

164 MURTEIRA Jaime Murteira (1910 - 1986) Paisagem Óleo sobre tela Assinado e datado de 1958(?) Dim. aprox.: 45 x 60 cm. € 1.000 / € 2.000


115

165 MURTEIRA Jaime Murteira (1910 - 1986) Paisagem Óleo sobre tela Assinado e datado de 1951(?) Dim. aprox.: 45 x 60 cm. € 1.000 / € 2.000


166 Albert-Ernest Carrier-Belleuse (1824-1887) “Léonard de Vinci” Escultura em bronze Assente sobre base em mármore Assinada Alt. aprox. total: 46 cm. Com placa com inscrição “Léonard de Vinci / Par CARRIER-BELLEUSE / HorsConcours”. € 800 / € 1.600 167 SOARES DOS REIS António Soares dos Reis (1847-1889) “Flor Agreste” Escultura em bronze Ostenta assinatura e data de 1878 Alt. aprox. escultura: 23 cm.; Alt. aprox. total: 33 cm. Assente sobre base em mármore, com defeito. € 400 / € 800

116

168 Auguste Rodin (1840-1917) “Suzon” Escultura em bronze patinado Assente sobre base em mármore Ostenta assinatura “A. Rodin” Marcada “Cie. des Bronzes a Bruxelles” Dim. aprox. total: 38,3 x 18,2 x 13,2 cm. Pequenos defeitos. € 7.000 / € 12.000

166


117

167

168


118

169 Par de bilhas em faiança italiana do séc. XIX/XX à maneira da majólica do séc. XVI. Decoração policromada representando figuras antropomórficas, aves, leoões, reservas com inscrição “SPQR” (Senatus Populusque Romanus) troféus de música e outros. Frisos de perlado, padrão geométrico e enrolamentos. Asa com decoração relevada representando motivos vegetalistas estilizados. Bico em relevo em forma de carranca ladeada por enrolamentos. Pequenos defeitos. (2) Alt. aprox.: 25 cm. € 200 / € 400


119

170 Affortunato GORY (1895-1925) Busto de figura feminina Escultura em bronze dourado e mármore Assinada “A. Gory/Paris” Alt. aprox. total: 49 cm. Assente sobre base em mármore. Gastos no dourado e defeitos. € 1.500 / € 3.000


120

171 Garniture em porcelana alemã, possivelmente Meissen, policromada e dourada, composta por relógio e par de castiçais. Corpos em forma de figura feminina trajando à maneira da Antiguidade Clássica, numa abordagem de gosto romântico. Relógio de formato esférico decorado com motivos florais e pássaros, suportado por coluna com flores ladeada por figuras e putti. Castiçais em forma de figuras femininas segurando numa das mãos composição floral e de frutos e na outra faixo florido. Bases de formato circular com decoração relevada representando cabeças femininas em cartelas e grinaldas de flores. Marcadas (duas marcas diferentes). Faltas, defeitos e restauros. Alt. aprox. máx.: 88,5 cm. Segundo informação do proprietário, estas peças que levamos a leilão são provenientes da colecção do Rei Luís Filipe de França e do Duque de Montpensier. € 20.000 / € 40.000


121


172

122

173

172 Brinco em prata e ouro, cravejado com 21 diamantes em talhe rosa e 3 em rosa coroada com diâmetros de 6,5 a 7,2 mm, tendo como pingente um diamante em talhe gota de tonalidade amarela e puro com o peso aproximado de 2,50 ct. Sem marcas ao abrigo do Dec. Lei 44/2016. Sinais de uso. Peso aprox.: 11,5 g. € 2.700 / € 4.000

173 Pulseira em ouro de 750 milésimos cravejada com 23 turmalinas em talhe rectangular, séc. XX. Fabrico brasileiro, com mais de 50 anos, ao abrigo do Decreto-Lei n.º 44/2016. Sinais de uso. Peso aprox.: 26,6 g.; Comp. aprox.: 19,5 cm. € 500 / € 1.000

174 Colar indiano Rajastão meados séc. XX, com 28 fiadas de pequenas pérolas naturais “aljôfares” e contas de esmeralda. Centro em ouro profusamente cravejado em técnica “Kundan” com diamantes, sendo o verso com esmaltes policromos, com franjas de pérolas e contas de vidro verde em fio metálico. Sem marcas, com mais de 50 anos, ao abrigo do dec. Lei 44/2016. Sinais de uso e pequenos defeitos. Peso bruto aprox.: 147,2 g. € 4.500 / € 6.000


174 Verso

123

174


124

175

175 Capacete Malaio, ao estilo dos Morriões peninsulares, do tipo “Pear Stalk”, da segunda metade do séc. XVI, início do séc. XVII, fundido numa só peça em bronze. Este tipo de Morriões de manufactura local, foram usados no oriente, até ao final do séc. XVIII. Oxidação, defeitos e faltas. Comp. aprox..: 32 cm.; Alt. aprox.: 23 cm. € 6.000 / € 10.000 176 Perfumador indiano em metal, de gosto oriental. Corpo em forma de elefante carregando no seu dorso estrutura em forma de pagode. O elefante encontra-se adornado com panejamentos decorados com dragões e borlas. Defeitos. Dim. aprox.: 36 x 43 x 25 cm. € 1.000 / € 2.000


125

176


126

177 Jarra de dois corpos em porcelana chinesa. Corpo esgrafitado e decorado em tons policromos e dourado com motivos florais, vegetalistas e enrolamentos, com quatro medalhões vazados representando dragões contorcidos, com cinco garras, envoltos em nuvens. Base, colo e bordo decorados com friso de grega e base decorada com motivos florais e friso de padrão geométrico. Corpo interno de formato cilíndrico profusamente decorado a azul sob vidrado representando flores, enrolamentos e dragões estilizados. Alternância de morcegos e motivos florais no colo, friso de padrão geométrico e palmetas. Interior da parte superior e base em tons de azul. Marcada. Minúsculos gastos. Alt. aprox.: 31 cm. € 2.000 / € 4.000


127


128

178

178 Coluna chinesa em madeira exótica entalhada. Tampo recortado em pedra em tons de cinzento moldurado por friso de motivos vegetalistas. Saiais profusamente entalhados e vazados com motivos vegetalistas e dragões. Pernas unidas ao centro por prateleira vazada e decoradas com nervuras. Pés em forma de cabeça de dragão. Defeitos. Alt. aprox.: 82 cm. € 700 / € 1.000

179 Conjunto chinês de canapé de três lugares e seis cadeiras em tamarindo entalhado. Espaldares vazados e assentos quadrangulares unidos, junto ao espaldar, por elemento recortado e vazado. Saiais profusamente entalhados e pernas unidas por travessas. Estrutura simulando bambu com profusa decoração de motivos florais e vegetalistas de gosto oriental. Faltas e defeitos. (6) Alt. aprox. cadeiras: 96 cm.; Dim. aprox. canapé: 96 x 135 x 52 cm. € 3.000 / € 6.000


129 179


130

180

180 Conjunto licoreiro em cristal com montagens em prata dourada francesa, final do séc. XIX, início do séc. XX, composto por dois jarros com tampa, dez cálices e um tabuleiro rectangular. Cristal gravado a ácido com parras, com montagens em prata dourada decoradas com motivos vegetalistas, aletas e frutos cinzelados. Asas dos jarros e cálices em forma de bustos femininos alados. Com marcas de garantia francesas (Cabeça de Mercúrio), de 950 milésimos e marca de ourives francês de Edmond Tetard; com remarcas portuguesa de Lisboa (Javali I), 1º título, e marca de ourives da Casa Leitão e Irmão. Pequenos defeitos e gastos. (13) Comp. aprox. tabuleiro: 33 cm.; Alt. aprox. jarro: 20,5 cm. € 3.000 / € 6.000 181 Centro de mesa em cristal, pedra e prata portuguesa, séc. XIX/XX. Taça em cristal lapidado em tons de mel e incolor, assente em estrutura de prata com três dragões alados que suportam três floreiras em vidro (substituídas). Assente em três colunas caneladas, unidas por grinaldas de onde pendem cestos de flores. Base em pedra preta com aro em prata e quatro pés de folhagens. Com marca de contraste do Porto (Javali II), de 833 milésimos. Sinais de uso, pequenos defeitos e taça com falhas. Alt. max. aprox.: 50 cm. € 500 / € 1.000


131

181


132


133

182 Aquamanil “Penba Hu” em porcelana chinesa, de influência tibetana. Corpo em forma de balaústre, bico em forma de colo de cisne, unido ao corpo por representação de Qilin, a figura chinesa quimérica associada ao bom presságio. Profusa decoração em ricos esmaltes da família rosa com motivos florais e vegetalistas tendo o corpo representação dos oito símbolos do Budismo. Colo decorado com frisos de motivos florais, geométricos e frisos de grega. Base com friso de elementos vegetalistas estilizados e filetes a dourado. Marcado. Gastos. Alt. aprox.: 19,8 cm. € 3.000 / € 6.000


134

183

183 Bengala africana do séc. XIX. Castão em marfim representando torso de figura masculina africana. A figura está representada com escarificações, grande toucado e adornos ao pescoço. Assente sobre trono com pernas em forma de presas de elefante, sobre elemento esférico. Ponteira em marfim simulando madeira. Pequenos defeitos. Comp. aprox.: 91 cm. € 3.000 / € 6.000


184 Par de presas de elefante entalhadas, decoradas com animais, figuras africanas a caçar e elementos florais e vegetalistas. Assentes sobre base em madeira. Pequenos defeitos. (2) Comps. aprox.: 150 cm. e 160 cm.; Peso aprox.: 13242 gr. + 13160 gr. ₏ 4.000 / ₏ 6.000

135

184


136

185 Tapa-fogo oriental em madeira lacada, dourada e policromada, do século XIX. De formato arquitectónico, profusamente decorado com elementos florais e vegetalistas a dourado. Frente em madeira policromada decorada com aplicações de pedras duras e osso representando vista de jardim com figuras, rochedos e árvores, moldurada por friso de enrolamentos em madeira vazada e policromada. Verso em madeira lacada e dourada representando paisagem fluvial com figuras e pagodes. Faltas e defeitos. Dim. aprox.: 59,5 x 45,5 x 21 cm. € 2.000 / € 4.000


137


138

186

186 Pote em porcelana chinesa, corpo profusamente decorado em tons policromados e dourado com enrolamentos, motivos florais e vegetalistas com representação de guerreiros e reservas com inscrições. Gastos e falta da tampa. Alt. aprox.: 21 cm. € 500 / € 1.000 187 Caixa com tampa, chinesa, em “zitan”, madeira de sândalo. De formato cúbico com profusa decoração esculpida em baixo-relevo representando, em reservas molduradas por frisos de grega, dragões de cinco garras entres nuvens. Base de formato quadrangular decorada com frisos de cabeças de ruyi. Falhas e pequenos defeitos. Dim. aprox.: 13,2 x 10,6 x 10,6 cm. € 8.000 / € 16.000


139

187


140

188

188 Taça de libação em corno de búfalo. Decoração entalhada e vazada com frisos de grega, reservas com nuvens estilizadas, padrão geométrico e símbolo “Ying yang”. Junção da pega ao corpo em forma de nuvens e elemento estilizado. Falhas e defeitos. Alt. aprox.: 6,5 cm. € 200 / € 400 189 Dragão, escultura em porcelana oriental, do séc. XIX. Decoração policromada e em tons de “rouge de fer” e dourado. Dragão representado de pé assente sobre nuvens, enrolado sobre si mesmo segurando com a cauda “pérola flamejante”. Falhas, faltas e restauros. Dim. aprox.: 25 x 30 x 30 cm. € 700 / € 1.400


141

189


142

190

190 Taça para oferendas, Birmânia, início do séc. XX, em madeira pintada em tons de encarnado, preto, verde e dourado. Corpo bojudo terminando em pináculo torneado. Base de formato circular encimada por grelha vazada. Decoração representando jardins com pagodes e figuras. Gastos e defeitos. Dim. aprox.: 72 x 32 cm. € 400 / € 800

191 Monge tibetano, escultura da dinastia Ming em bronze. O monge está representado sentado sobre base de flor de lótus. Usa cabelo rapado e barba, enverga vestes de monge, cujas simbologias são renúncia à vaidade, sabedoria, disciplina moral, concentração e superação da ignorância através da prática dos ensinamentos secretos de Buda. As suas mãos estão representadas na posição de ensinar “Dharmachakra”. Vestígios de policromia. Defeitos. Alt. aprox.: 19,5 cm. € 10.000 / € 20.000


143

191


192 Lavanda e gomil D. José em prata portuguesa, segunda metade do séc. XVIII. Lavanda de bordo recortado e decorado com concheados e flores, centro decorado com escudo esquartelado, I Cardoso, II Melo, III Vasconcelos, IV Pereira, família de Tarouca ligada ao célebre arqueólogo Dr. Leite e Vasconcelos. Gomil em forma de elmo invertido, com base concheada, decorado com aletas, concheados, grinaldas de flores e aplicação de reserva “rocaille” com

144


gravação de armas iguais à lavanda. Asa perdida em enrolamento e pé de rosca com caneluras espiraladas e flores com folhagens. Com marcas de contraste do Porto (P-13), em uso c.1768 a c.1784, sendo a lavanda com marca de ourives GS (P-293), atribuível a João Gonçalves dos Santos, datável de 1768 a c.1804; gomil com marca de ourives MIM (P-472 ou variante), datável de 1769 a 1800. Riscos, restauros e defeitos. (2) Peso aprox.: 2132 g.; Alt. aprox. gomil: 34,5 cm.; Comp. aprox. lavamda: 52 cm. € 6.000 / € 10.000

145

192 Brasão


146


147

193


148


149

193 Atribuível a David ROBERTS (1796-1864) Interiores de Igrejas (Cairo e do Sul de Espanha) Par de óleos sobre tela Não assinado Dims. aprox.: 67,5 x 110 cm e 69 x 107 cm. Restauros. € 10.000 / € 20.000


194 São Brás, escultura em madeira policromada, estofada e marmoreada, do séc. XVIII. A figura está representada de pé, abençoando com a mão direita e segurando o báculo episcopal com a mão esquerda. Enverga vestes episcopais e usa mitra sobre a cabeça. Mãos com luvas encarnadas. Assente sobre base de formato arquitectónico em madeira marmoreada em tons de azul e bege. Restauros, falhas e defeitos. Alt. aprox. escultura: 32,5 cm.; Alt. aprox. total: 44,5 cm. € 500 / € 1.000

150

195 - Sem lote 196 São Francisco de Xavier, escultura do séc. XVIII/XIX em madeira policromada e dourada. São Francisco está representado de pé, segurando na mão esquerda Livro aberto com inscrição com passagem do Bom Pastor “EGO SUM PASTORBONUS” e, na mão direita, cruz com Jesus Cristo crucificado, sendo a figura de Cristo em estanho pintado. Usa cabelos e barbas ondulados. Enverga túnica comprida até aos pés e sobre-túnica, com estola em tons de encarnado e dourado. Restauros, falhas na policromia, gastos, queimada, faltas e defeitos. Alt. aprox.: 64 cm. € 400 / € 600 194


197 São Francisco de Xavier, escultura em madeira policromada e estofada. A figura está representada de pé segurando na mão esquerda um livro e na direita um crucifixo. Enverga túnica comprida até aos pés e sobre-túnica. Com estola em tecido bordado a fio metálico. Adaptações, falhas e defeitos. Alt. aprox.: 32 cm. € 300 / € 600

151

196

197


152

198

198 Oficina da América do Sul do séc. XIX Jesus Cristo Negro Óleo sobre tela colada sobre madeira. Dim. aprox.: 38 x 28 cm. € 1.500 / € 2.500

199 Menino Jesus, do tipo Salvador do Mundo, escultura hispano-filipina, do séc. XVII, em marfim. O Menino Jesus está representado de pé, segurando a bola do Mundo na mão esquerda. Assente sobre peanha de formato arquitectónico pintada em tons de azul. Cabelo dourado. Falta de uma mão, gastos e defeitos. Alt. aprox.total: 10,4 cm. € 200 / € 400


200 Santa, escultura em pedra de ançã policromada à maneira das dos séc. XVI. A figura está representada de pé, com túnica comprida até aos pés cingida à cintura por cordão com nó de laçada, usa manto sobre os ombros, apanhado à frente sob os antebraços, preso na diagonal à cintura e manto sobre a cabeça. A mão direita está em posição de segurar um atributo. Cabeça com furação. Uma mão partida e colada. Restauros, falhas na policromia, gastos e defeitos. Alt. aprox.: 75 cm. € 500 / € 1.000

153

199

200


154

201 Nossa Senhora com o Menino Jesus, São Domingos e Santa Catarina de Siena, placa sinoportuguesa ou hispano-filipina, do séc. XVII, em marfim. Ao centro da composição está representada Nossa Senhora coroada com o Menino Jesus ao colo. Nossa Senhora aparece sentada de pernas cruzadas, à maneira oriental, sobre nuvens, segurando o Menino Jesus na mão esquerda e uma rosa na mão direita. O Menino Jesus, desnudo, com resplendor, segura na mão direita coroa de espinhos e na mão esquerda um rosário. Ajoelhados aos pés de Nossa Senhora aparece-nos São Domingos segurando, na mão direita, ramo de flores-de-lis com o cão a seus pés com uma tocha na boca, junto do qual se encontra uma esfera encimada por crucifixo; Santa Catarina de Siena, enverga vestes de dominicana e segura, na mão direita, um ramo de lírios. Em segundo plano vemos paisagem com casas e igreja. Toda a composição é encimada por nuvens, com sol e lua, tendo ao centro uma pomba. Moldura em madeira exótica, de formato arquitectónico com cantos cortados e salientes. Vestígios de dourado. Faltas e defeitos. Dim. aprox. placa: 19 x 12,3 cm.; Dim. aprox. total: 31 x 38 cm. A imagem que nos surge representada nesta placa encontra semelhantes na escultura e na pintura europeias de então, dada a grande devoção a Santa Catarina de Siena a partir do séc. XV, quando é canonizada em 1461. Esta imagem quererá retratar, provavelmente, um dos sonhos de Santa Catarina em que São Domingos lhe pede para se tornar “mantelata”, abraçando a sua Ordem dos Dominicanos. Nossa Senhora e o Menino Jesus entregam então alguns daqueles que são conhecidos como os atributos desta Santa, padroeira de Itália: a rosa, a coroa de espinhos e o rosário. Noutro plano são evidentes outros dois atributos, a pomba e uma igreja interpretada à maneira oriental. Tradicionalmente, o mercado de antiguidades considera que estas peças foram executadas por artesãos chineses sendo, por isso, classificadas como sino-portuguesas. Contudo, sabemos que artesãos chineses trabalharam também noutras zonas insulares dos impérios coloniais ibéricos, como as Filipinas. Daí que historiadores haja que as considerem como hispano-filipinas embora ressalvem que se tratam de trabalhos feitos por comunidades chinesas sendo comercializadas em Manila. € 25.000 / € 50.000


155


156

202 Calvário, placa sino-portuguesa ou hispano-filipina, do séc. XVII, em marfim. Ao centro da composição está representado Jesus Cristo crucificado, morto. Aos pés da cruz surge-nos Nossa Senhora, Maria Madalena segurando na cruz e São João. Sobre nuvens e ladeando a cruz aparecem-nos dois anjos ajoelhados, segurando nas mãos uma trombeta. A cruz é encimada por representação do Pai do Céu, envolto em nuvens, abençoando com a mão direita. Em segundo plano, vemos paisagem com casas e igreja e nuvens, com o sol e a lua. Moldura em madeira exótica, de formato arquitectónico com cantos cortados e salientes. Vestígios de dourado. Restauros, faltas e defeitos. Dim. aprox. placa: 19 x 12,3 cm.; Dim. aprox. total: 31 x 24 cm. Tradicionalmente, o mercado de antiguidades considera que estas peças foram executadas por artesãos chineses sendo, por isso, classificadas como sino-portuguesas. Contudo, sabemos que artesãos chineses trabalharam também noutras zonas insulares dos impérios coloniais ibéricos, como as Filipinas. Daí que historiadores haja que as considerem como hispano-filipinas embora ressalvem que se tratam de trabalhos feitos por comunidades chinesas sendo comercializadas em Manila. € 25.000 / € 50.000


157


203 Pequeno contador Namban de finais do séc. XVI, inícios do século XVII, período Momoyama (1573-1615), em madeira (criptoméria japónica?) revestido a laca negra (urushi) e laca dourada (maki-e) com incrustações de madrepérola (raden). De formato paralelepipédico com tampo de rebater revelando no interior fábrica com nove gavetas de diferentes dimensões. Topo, frente, ilhargas, verso da caixa e do tampo com decoração de desenho estilizado de árvores de caqui (kaki) de rica folhagem, flores, folhagens e frutos, tendo o tampo também fénixes e outras aves pintadas a dourado com incrustações em madrepérola, moldurados por cercaduras de enrolamentos de gavinhas namban (karacusa). Frentes das gavetas repetindo a mesma decoração de motivos vegetalistas, ramos de flores e folhagens. Escudete e cantos em cobre dourado recortado e gravado com motivos florais e cabeças de cães. Puxadores em forma de crisântemo e gualdras em metal amarelo. Alguns restauros antigos. Gastos, falhas, faltas e defeitos. Dim.: 32 x 44,5 x 32 cm. € 30.000 / € 60.000

158


159


160

204

204 Escola europeia do séc. XVIII Cena bucólica Óleo sobre tela Não assinado Dim. aprox.: 91 x 70 cm. Restaurado e reentelado. € 700 / € 1.000

205 Gillis Aegidius NEYTS (1623-1687) Paisagem com figuras Óleo sobre cobre Assinado Dim. aprox.: 73 x 99 cm. Restauros. € 7.000 / € 14.000

206 Oficina europeia do séc. XIX Paisagem com figuras Óleo sobre tela Dim. aprox.: 46,5 x 61 cm. € 1.000 / € 2.000


161 205

206


207 Autor não identificado Paisagem Óleo sobre tela Assinado F. Ropian (?) Dim. aprox.: 40 x 31 cm. € 200 / € 400

162 207

208 Leopoldo GOTUZZO (1887-1983) Óleo sobre platex Assinado e datado de 1928 (?) Dim. aprox.: 36,5 x 29 cm. Verso com etiqueta: “Medalha de Ouro na Exposição Industrial Portuguesa” € 600 / € 1.000 209 ALFREDO KEIL Alfredo Cristiano Keil (1851-1907) Óleo sobre madeira Assinado Dim. aprox.: 23,9 x 18,8 cm. € 8.000 / € 16.000 208


163

209


164

210 Oratório de suspender, trabalho colonial espanhol, Américas, do séc. XVII/XVIII, com duas portas. Estrutura de formato arquitectónico com cimalha triangular recortada e lobulada. Decoração embutida com frisos em madeira contrastante, placas de tartaruga e madre-pérola representando motivos geométricos e reservas com motivos florais e vegetalistas. Interior com pintura europeia, do séc. XVII, a óleo sobre folha de metal, representando cena bíblica com Jesus e a Samaritana junto ao poço. Fecho em marfim. Dobradiças em latão. Restauros, faltas e defeitos. Dim. aprox.: 44 x 25 cm.; Dim. aprox. pintura: 25 x 18 cm. € 12.000 / € 15.000


165


166

211 Par de serafins, esculturas portuguesas em madeira policromada e dourada, do séc. XVII/XVIII. Fabrico do norte de Portugal, provavelmente de Braga. As figuras estão representadas de pé, com a cabeça ligeiramente inclinada e mão em posição de segurar uma tocha. Usam longos cabelos ondulados caindo sobre os ombros e costas. Vestem saia comprida e túnica cingida à cintura por cordão com nó de laçada, com mangas curtas e lenço sobre os ombros preso sob os braços. Calçam sandálias de cano alto. Assentes sobre nuvens. Repintadas no séc. XIX/XX. Restauros, falhas e defeitos. (2) Alts. aprox.: 165 cm. e 160 cm. € 8.000 / € 16.000


167


168

212 Oficina Europeia do séc. XVIII - Segundo original de Frans FRANCKEN II Bodas de Caná Óleo sobre madeira Dim. aprox.: 73 x 103 cm. Restaurado e reforçado. € 10.000 / € 20.000


169


170

213 Milagre de Santa Luzia, escultura em alto-relevo, Escola Peninsular do séc. XVII/XVIII. A cena representa o momento em que, a mando do Imperador Diocleciano, uma mulher apresenta a Santa Luzia os seus olhos, após estes lhe terem sido arrancados e, no seu lugar, terem surgido outros de maior perfeição. Santa Luzia aparece representada de pé, segurando na mão direita um cálice e com a esquerda retirando um olho da bandeja. Usa túnica comprida até aos pés, presa à cintura por cordão. Usa manto pendendo sobre o ombro esquerdo. A mulher segura nas mãos a bandeja com os olhos que apresenta a esta Santa. A composição surge moldurada por friso de óvulos. Vestígios de caruncho, fissuras, faltas, falhas e defeitos. Dim. aprox.: 72 x 62 cm. € 1.500 / € 3.000


171

214 Adoração do Menino, escultura portuguesa do séc. XVIII, em barro policromado e dourado em alto e baixo-relevo. Ao centro está representado o Menino Jesus deitado na manjedoura ladeado por São José e Nossa Senhora. A seus pés surge-nos um anjo ajoelhado em posição de adoração ao Menino. Zona superior da composição coberta por nuvens com dois anjinhos e cabeças de anjo aladas. Verso com inscrição “IOAQUIM IOZE PERES DA / COTOVIA O FES EM O ANNO / M. DCC. XCIII.”. Em moldura em madeira entalhada e dourada decorada nos cantos com cartelas estilizadas envoltas em elementos vegetalistas. Pequeno restauro, falhas na policromia, gastos e pequenos defeitos. Dim. aprox. escultura: 28 x 39,7 cm.; Dim. aprox. total: 40,5 x 49,7 cm. € 3.000 / € 6.000


215 Jesus Cristo crucificado, escultura indo-portuguesa, do séc. XVIII, em marfim, parcialmente dourado e policromado. A figura está representada morta, com coroa de espinhos na cabeça e cendal drapeado preso à cintura por cordão dourado, com nó de laçada. Cendal com debrum de serrilha a dourado. Cruz em pau-santo entalhado, com terminais vazados e resplendor dourados. Assente sobre peanha ladeada por elementos arquitectónicos a dourado e flor josefina ao centro. Resplendor, legenda “INRI” e cravos em prata, sem marcas, ao abrigo do DecretoLei n.º 44/2016. Gastos. pequenas falhas e defeitos. Alt. aprox. Cristo: 21 cm.; Alt. aprox. total: 108 cm. € 800 / € 1.600

172

215

216 Menino Jesus deitado, escultura Nipo-Portuguesa, do séc. XVII, em marfim parcialmente pintado. O Menino Jesus está representado despido, sem cabelo e de olhos fechados. A mão direita está levantada, a esquerda sobre a coxa e as pernas cruzadas. Falta de dedos, pequenos defeitos e gastos na policromia. Comp. aprox.: 20 cm. Para peças semelhantes consultar catálogo da exposição “A Expansão Portuguesa e a Arte do Marfim”, Fundação Calouste Gulbenkian, 1991, págs. 92 a 94, cat. 220, 224, 225 e 229. € 10.000 / € 20.000


173

216


174

217 Contador Namban de grandes dimensões, de inícios do século XVII, período Momoyama (1573-1615), em madeira (criptoméria japónica?) revestido a laca negra (urushi), laca vermelha e laca dourada (maki-e) com incrustações de madrepérola (raden). De formato paralelepipédico com tampo de rebater revelando no interior fábrica com dezanove gavetas de diferentes dimensões, tendo a central, na sua frente, composição simulando pórtico classicista. Frente do tampo decorada com friso de padrão geométrico axadrezado (ichimatsu) e ao centro com representação de estrutura em cana de bambú com ramagens de feijoeiro do Japão. Illhargas repetindo o padrão da moldura e ao centro reserva com paisagem com pagode e outros motivos vegetalistas. Frentes das gavetas decoradas com diversos motivos vegetalistas, árvores de caqui, bambú, flores, frutos, e também algas e conchas, molduradas por frisos de padrão geométrico e cercaduras de enrolamentos de gavinhas namban (karacusa). Puxadores em madeira. Gualdras em metal. Assente sobre base em pinho da Flandres lacada a negro e pintada em tons de verde. Base com vestígios de caruncho. Restauros e substituições. Gastos, falhas, faltas e defeitos. Dim. aprox. contador: 67 x 90 x 49 cm.; Dim. aprox. total: 141 x 97 x 55 cm. € 25.000 / € 30.000


175


176

218

219


177

220

218 NEVES E SOUSA Albano Silvino Gama de Carvalho das Neves e Sousa (1921-1995) Embondeiros Óleo sobre tela Assinado e datado de 1964 Dim. aprox.: 85 x 72 cm. € 1.500 / € 2.500

219 Joana Salvador Guache sobre papel Assinada e datada de 2007 Dim. aprox.: 37 x 45 cm. € 500 / € 1.000

220 COSTA PINHEIRO António Costa Pinheiro (1932-2015) Domador de leões Óleo sobre tela Assinado e datado de 1955 Dim. aprox.: 70 x 90 cm. Proveniência: Espólio do Artista António Costa Pinheiro € 5.000 / € 8.000


178

221

221 RUI CUNHA (n.1942) Óleo sobre tela Não assinado Dim. aprox.: 70 x 100 cm. € 800 / € 1.600

222 RUI CUNHA (n.1942) “Turquia” Óleo sobre tela Assinado e datade de 2013 Dim. aprox.: 100 x 100 cm € 800 / € 1.600


179

222


223 180

223 Joana Salvador Guache sobre papel Assinada e datada de 2002 Dim. aprox.: 41 x 73,5 cm € 800 / € 1.600 224 MENDONÇA Fátima Mendonça (n.1964) Técnica mista sobre papel Assinada e datada de Outubro de 2003 Dim. aprox.: 50 x 41 cm. € 600 / € 1.200 225 MANUEL BAPTISTA Joaquim Manuel Guerreiro Baptista (n. 1936) Janela com árvore Técnica mista sobre tela Assinada e datada de 1980 Dim. aprox.: 60 x 50 cm € 800 / € 1.600 224


181

225


182

226 COSTA PINHEIRO António Costa Pinheiro (1932-2015) Ela e ele e a “Cosmolanguage Acrílico sobre papel Assinado e datado de 2002 Dim. aprox.: 100 x 140 cm. Proveniência: Espólio do Artista António Costa Pinheiro € 3.000 / € 5.000

226

227 COSTA PINHEIRO António Costa Pinheiro (1932-2015) Imagens ibéricas Três gravuras a água-forte e ponta seca sobre papel Assinadas e datadas de 1965, edições n.º 10/10 Dim. aprox.: 106,5 x 175,5 cm. (total) Proveniência: Espólio do Artista António Costa Pinheiro € 1.500 / € 2.500

227

228 CARLOS CARREIRO Carlos de Amaral Carreiro (n. 1947) “Férias no Mar Negro” Acrílico sobre tela Assinado e datado de 1972 Dim. aprox.: 100 x 70 cm € 2.000 / € 3.000


183

228


184

229 MARTINS, Costa & PALLA, Victor. LISBOA «Cidade Triste e Alegre». Com poemas inéditos de Armindo Rodrigues, Alexandre O’ Neill, David Mourão - Ferreira, Eugénio de Andrade, Jorge de Sena, José Gomes Ferreira e um texto de Rodrigues Miguéis. In - 4º gr. de 152 - (I) págs. Lisboa, Distribuidores Exclusivos Círculo do Livro, Lda., 1959. Encadernação em tela preta do editor com as sobrecapas de protecção ilustradas.Obra que levou três anos a preparar. Cerca de seis mil clichés foram o resultado da tarefa a que os dois autores se dedicaram, num tributo de amor à cidade em que ambos nasceram e viveram. Magnifico e belíssimo álbum de fotografias sobre Lisboa e que não é só um inventário ou uma excelente reportagem documental. As fotografias que o compõem são sobretudo o retrato de uma Lisboa humana e viva através dos seus habitantes, vivendo de dia e de noite nos seus respectivos bairros, na Baixa ou junto ao Tejo, revelação essa, ora triste ora alegre da vida de uma cidade. O belo arranjo das imagens e a própria composição do livro tem no seu grafismo, o fluir, a alternância de ritmos, as ressonâncias de uma obra poética. Como Alexandre Pomar escreveu num seu interessante artigo, «... é livro classificado como um dos melhores entre os muitos fotolivros do pós - guerra sobre cidades europeias...., conseguindo ser uma cornucópia de estratégias de design e, na sua forma e no conteúdo, um dos mais complexos livros fotográficos modernos». Bom exemplar. Valioso e sempre muito procurado. € 3.000 / € 6.000


185


230 Par de cómodas estilo D. José em madeira exótica, com duas gavetas e um gavetão. Tampos onduldos moldurados por duplo rebaixo. Caixa ondulada com pilatras salientes. Ilhargas e saiais com decoração entalhada de motivos vegetalistas, aletas e enrolamentos. Pernas curvas com joelho pronuncaido com motivo “rocaille” entalhado. Pés entalhados decorados com motivos vegetalistas. Puxadores em bronze dourado de gosto “rocaille”. Manchas e defeitos. (2) Dim. aprox.: 92 x 146 x 74 cm. € 4.000 / € 6.000

186


187


188

231 Aquário em porcelana chinesa da Companhia das Índias, reiando Qianlong (1736-1795). Decoração com ricos esmaltes em tons de “rouge de fer”, dourado e da família rosa, exterior decorado com vistas de jardim com rochedos, pássaros, borboletas, peónias e outros motivos florais. Base com friso de pontas de lança estilizadas, colo com friso de flores e elementos estilizados. Bordo decorado com álveolos, reservas e motivos florais. Interior decorado com peixes e algas. Pegas laterais em “biscuit” dourado em forma de cabeças de cães de fóo. Argolas das pegas em metal. Defeitos, faltas, gastos e sinais de uso. Alt. aprox.: 43 cm; Diam. aprox.: 61,5 cm. Na colecção da Fundação Carmona e Costa existe um par semelhante e encontrase ilustrado no respectivo catálogo na pág. 127 bem como outro par com decoração diferente mas com o mesmo formato encontram-se ilustrados em “A Casa das Porcelanas - Cerâmica chinesa da Casa Museu Anastácio Gonçalves” de Maria Antónia Pinto Matos, pág. 248-249. € 25.000 / € 35.000


189


232

190

232 Alfinete de peito em forma de flor, assinado SEAMAN SCHEPPS em ouro de 750 ml, com pétalas de madrepérola, centro com 4 pérolas de cultura e 10 safiras amarelas, numerado 8229. Pequenos restauros e falta de 1 pérola. Sinais de uso e pequeno restauro. Peso aprox.: 35,3 g. € 2.500 / € 5.000 233 Colar “Sautoir” em pérolas de 2,5 mm com fecho, passadeiras e centro em platina de 850 ml (parte da palheta do fecho em ouro branco), cravejado com diamantes em talhe rosa, 8 em talhe 8/8 com cerca de 0,16 ct e 21 em talhe antigo de brilhante com o peso total aproximado de 1,20 ct. Elemento ao centro com elementos vegetalistas estilizados, com pendente em forma de cúpula de onde pendem com franjas de pérolas. Com marcas de contraste de Lisboa, em uso

desde 1985 (marcas para peças em 2ª mão). Sinais de uso. Peso bruto aprox.: 48,2 g. € 2.500 / € 5.000 234 Par de brincos em ouro de 585 milésimos, cravejados com 2 pérolas Mabe (17mm) e 10 diamantes em talhe de 8/8 com o peso aproximado de 0,30 ct. Remarcados com contraste de Lisboa (pós-1985). Sinais de uso. (2) Peso aprox.: 15,9 g. € 300 / € 600 235 Dez diamantes em talhe de brilhante (redondos e um oval, alguns antigos) com o peso aproximado de 3,35 ct. Um diamante partido. € 350 / € 700


191

234 233

235


192

236 Soba, escultura africana, Congo, da segunda metade do séc. XIX, possivelmente Yombe ou Vili. A figura de chefe está representada sentada numa cadeira, vestida à europeu com casaco, calças e sapatos. Na mão direita segura uma garrafa e na esquerda, ao colo, tem sentada uma criança. Usa chapéu encimado por representação de cão abocanhando uma cobra, ornado nas laterais com serpentes enroladas tendo, ao centro, figura de caranguejo. Faltas e defeitos. Alt. aprox.: 30 cm. € 3.000 / € 6.000


193


194

237


195

238

237 MANUEL AMADO Manuel A. Sotto-Mayor da Silva Amado (n. 1938) “Dois velhos plátanos na primavera” Óleo sobre tela Assinado e datado de 1991 Dim. aprox.: 100 x 81 cm. Verso com indicação de título. € 3.000 / € 6.000

238 MALUDA Maria de Lurdes Ribeiro (1934-1999) “Janela XV Alenquer” Óleo sobre tela Assinado e datado de 1981 Dim. aprox.: 60,5 x 49,5 cm. Verso com detalhes sobre obra. € 7.000 / € 10.000


196

239

239 TOM D. Tomás de Mello (1906-c.1990) Vista de rua Óleo sobre tela Assinado e datado de 1952 Dim. aprox.: 61 x 46 cm. € 1.000 / € 2.000

240 TOM D. Tomás de Mello (1906-c.1990) Vista de rua, Lisboa (?) Óleo sobre cartão Assinado e datado de 1942 Dim aprox.: 63 x 49 cm. € 1.000 / € 2.000


197

240


198

241

241 Par de “chenets” em bronze patinado. De estrutura arquitectónica, encimados por pináculo, com pés em forma de animal fanstástico. Decoração de enrolamentos, e motivos vegetalistas. Gastos. (2) Dim. aprox.: 67 x 42 cm. € 1.500 / € 2.500 242 Grande contador estilo indo-português, em sissó, ébano, teca, outras madeiras e marfim. Caixa com dez gavetas simulando doze. Assente sobre base com três gavetões simulando quatro. Pernas em forma de naga estando as posteriores assentes sobre plinto geométrico e as dianteiras sobre bases em forma de leão deitado. Profusa decoração embutida, à maneira dos contadores indo-portugueses do séc. XVII, formando círculos secantes, losangos, estrelas e moldurados. Ferragens em latão vazado e dourado. Faltas e defeitos. Dim. aprox. máx.: 156,5 x 137 x 73 cm. € 6.000 / € 10.000


199

242


200

243

243 Modelo de junco em prata chinesa e metal, séc. XIX/XX, assente em base de madeira entalhada, simulando ondas. Com marcas de contraste chinesas, de 900 milésimos, e marca de ourives WH de Wang Hing & Co. Defeitos, faltas e restauros. Peso aprox. junco: 1814 g.; Peso total aprox.: 2398 g.; Comp. aprox.: 48 cm. Wang Hing é um dos nomes mais conhecidos da ourivesaria chinesa de exportação, tendo sido a Casa Wang Hing & Company fornecedora da Tiffany & Co, em Nova Iorque. € 1.000 / € 2.000 244 Grande e invulgar cisne coroado em prata portuguesa, séc. XX, Luiz Ferreira. Centro de mesa floreira em forma de cisne articulado, com asas de abrir e pescoço móvel. Corpo profusamente cinzelado simulando as penas, sendo a coroa amovível e os olhos aplicados e lapidados. Com marca de contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos, em uso de 1938 a 1985, marcado David Ferreira /Porto e marca LF. Sinais de uso, pequeno restauro e amolgadela junto à pata. Peso aprox.: 4276 g.; Alt. aprox.: 55 cm.; Comp. aprox.: 57 cm. O cisne coroado foi uma peça criada pela casa Luiz Ferreira para o Estado Português oferecer a Sua Majestade, a Rainha Isabel II, por ocasião do seu casamento. São raros os exemplares coroados de cisnes da ourivesaria Luiz Ferreira. € 8.000 / € 16.000


201

244


ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS LEILOEIRAS DE ARTE

A Associação Portuguesa de Leiloeiros de Arte – APLARTE – associação representativa das empresas leiloeiras de venda voluntária de Antiguidades e Obras de Arte, Arte Moderna e Contemporânea e demais bens culturais móveis, foi constituída por escritura pública de 15 de Dezembro de 2015. A APLARTE resulta da especificidade própria dos leilões de arte que, a vários títulos, se distinguem de outro tipo de leilões – industriais, imobiliários, judiciais, etc. – e tem como missão representar as leiloeiras de Arte em Portugal, onde, até este momento, não tinham qualquer representação institucional. A necessidade de uma representação eficaz, nacional e internacional, que há muito se fazia sentir, tornou-se premente com a recente aprovação do Decreto-Lei nº 155/2015 que estabelece o regime jurídico da actividade leiloeira, sem distinguir os leilões de Arte de todos os outros. A APLARTE tem como objectivo central que no Mercado de Arte Leiloeiro sejam observados os mais elevados padrões técnicos e éticos, de acordo com as melhores práticas nacionais e internacionais. Simultaneamente, a APLARTE constitui-se como o interlocutor e parceiro natural dos organismos públicos com a tutela do sector – desde logo o Ministério e a Secretaria de Estado da Cultura, em particular a Direcção-Geral do Património Cultural e o Instituto dos Museus e da Conservação – mas também a ASAE, as autoridades policiais e aduaneiras, a IN-CM, o Instituto de Conservação da Natureza, e as instituições privadas ligadas ao mundo da Cultura e ao Mercado de Arte.

www.aplarte.pt Para ser Associado contactar: info@aplarte.pt


2ª Sessão - 17 de Maio de 2017 às 19h30 | Lote 245 a 469

245

246

247

249 248

245 Salva em prata portuguesa, séc. XIX/XX. Bordo recortado e decorado com concheados e aletas, orla gravada com friso de flores. Assente sobre quatro pés. Com marca de marcada de contraste do Porto (Javali II), de 833 milésimos. Sinais de uso. Peso: 1370 g. Dim. aprox.: 41 cm. € 600 / € 800

246 Salva em prata portuguesa, séc. XX. Bordo recortado, decorado com aletas, concheados e motivos vegetalistas, sendo a orla gravada com os mesmos motivos. Com marca de contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos. Sinais de uso e pequenos defeitos. Peso aprox.: 844 g.; Diam. aprox.:

39,5 cm. € 250 / € 500

247 Galheteiro em prata portuguesa, séc. XX, com duas galhetas em vidro moldado e gravado. Base elíptica com gradinha em prata, assente sobre quatro pés de garra. Com contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos. Sinais de uso, riscos e falhas nas galhetas. (3) Peso aprox.: 350 g.; Comp. aprox.: 23,5 cm. € 150 / € 300

248 Salva de gradinha lobada em prata

portuguesa, séc. XIX/XX. Fundo gravado e guilhochado com flores e reserva com monograma. Com marca de contraste do Porto (Javali II), de 833 milésimos. Sinais de uso e pequenos defeitos. Peso aprox.: 115 g.; Diam. aprox.: 16 cm. € 80 / € 120 249 Pote com tampa em porcelana com decoração a “rouge-de-fer”, com montagens em prata dourada portuguesa da Casa LEITÃO & IRMÃO, séc. XX. Corpo do pote decorado com enrolamentos vegetalistas e dragão. Com marcas de contraste (Águia 916), 1º título, de 916 milésimos, da Casa Leitão & Irmão. Sinais de uso. Alt. aprox.: 18 cm. € 100 / € 200


251 202 250

252 JOSÉ NÚNCIO (n. 1938) Maternidade Escultura em bronze Assente sobre base em mármore Assinada e datada de 1996 Alt. aprox. escultura: 41 x 38 x 26 cm. Dim. aprox.: base: 31 x 44 cm. € 400 / € 800

250 Nu feminino Escultura em bronze Assente sobre base em mármore Ostenta assinatura “Philippe” Alt. aprox. total: 35,5 cm. € 100 / € 200 251 Bailarina Escultura em bronze Assente sobre base em mármore Ostenta assinatura “Chiparus” Alt. aprox. total: 41 cm. € 200 / € 400

252

253 Segundo original de Edgar Degas Reprodução da obra “La Petite Danseuse de Quatorze Ans” Escultura em bronze policromado Ostenta assinatura “Degas”, com marca de fundidor Dim. aprox. total: 38,3 x 18,2 x 13,2 cm. Pequenos defeitos. Assente sobre base em mármore. € 2.000 / € 4.000


203

253


254 Prato em faiança portuguesa, fabrico atribuível a Gaia. Decoração em tons de azul com motivos florais estilizados. Cabelos e pequenas falhas. Diam. aprox.: 31,5 cm. € 50 / € 100

254

204

255 Prato em faiança portuguesa, fabrico atribuível a Gaia. Decoração em tons de azul com motivos florais estilizados. Falhas e defeitos. Diam. aprox.: 33 cm. € 50 / € 100

255

256

256 Prato em faiança portuguesa, fabrico atribuível a Gaia. Decoração em tons de azul com motivos geométricos, florais e vegetalistas estilizados. Falhas. Diam. aprox.: 34,5 cm. € 100 / € 200


257 Travessa em faiança portuguesa, fabrico atribuível a Gaia. Decoração em tons de azul representando ao centro paisagem com pagode. Falhas. Comp. aprox.: 42 cm. € 150 / € 300

257

258 Travessa em faiança portuguesa, fabrico atribuível a Gaia. Decoração em tons de azul representando friso de grega e ao centro paisagem com casa. Falhas. Comp. aprox.: 39,5 cm. € 150 / € 300

258

259 Travessa em faiança portuguesa, fabrico atribuível a Gaia. Decoração em tons de azul representando ao centro paisagem fluvial com pagode. Falhas e cabelo. Comp. aprox.: 35 cm. € 100 / € 200

259

205


206 261

260


207

262

260 Papagaio sobre tronco, escultura realista de grandes dimensões em bronze e bronze patinado em tons de verde. Pequenos defeitos. Alt. aprox.: 159 cm. € 400 / € 600

261 Conjunto de dois cisnes, esculturas realistas em bronze patinado em tons de verde. Pequenos defeitos. (2) Dims. aprox.: 92 x 60 cm. e 74 x 65 cm. € 350 / € 450

262 Carpa, escultura oriental de grandes dimensões em madeira. Falta dos olhos e defeitos. Dim. aprox.: 96 x 115 x 87 cm. € 800 / € 1.600


208

263

263 Tinteiro em faiança espanhola, decoração a azul representando reservas decoradas com animais e casas. Restauros e falhas. Dim. aprox.: 10 x 19 cm € 300 / € 600 264 Peanha recortada em faiança portuguesa, Fábrica Viúva Lamego, representando cabeça de putto e concheado. Decoração em tons de azul e amarelo. Marcada com indicação “Coelho”. Falhas. Alt. aprox.: 17 cm. € 30 / € 60 264

265 Salva gomada, de bordo recortado, em faiança holandesa, Delft do séc. XVII/XVIII. Decoração policromada representando ao centro Carlos II de Inglaterra e aba decorada com motivos florais estilizados. Falhas, Cabelos e sinais de uso. Diam. aprox.: 34,5 cm. € 1000 / € 1500


209

265


210

266

267


269

268

270

271

266 Faqueiro em metal prateado CHRISTOFLE, modelo “Cluny”, completo para 12 pessoas. Composto por 12 colheres de sopa, 12 facas de peixe, 12 garfos de peixe, 12 facas de carne, 12 garfos de carne, 12 facas de sobremesa, 12 garfos de sobremesa, 12 colheres de sobremesa, 12 colheres de chá e 12 colheres de café. Marcadas Chistofle France. Sinais de uso. (120) € 800 / € 1.600

268 Salva em prata portuguesa, séc. XIX/XX. Fundo com decoração guilhochada com monograma gravado, com bordo recortado com flores e folhagens, assente sobre três pés. Com marca de contraste do Porto (Javali II), de 833 milésimos. Sinais de uso. Peso aprox.: 538 g.; Diam. aprox.: 30 cm. € 250 / € 500

267 Conjunto de seis garfos e seis facas em prata dourada alemã, do séc. XIX/XX. Cabos moldados e cinzelados de inspiração revivalista, com elementos vegetalistas, figuras aladas e reserva lisa. Marcas de contrastaria alemã, de 833 milésimos, e marca de ourives Koch & Bergfeld. Sinais de uso e gastos. (12) Peso aprox.: 464 g. Koch & Bergfeld é um dos mais antigos fabricantes de ourivesaria alemã, com inicio de actividade em 1829. € 500 / € 800

269 Salva de gradinha em prata portuguesa, final do séc. XIX. Gradinha decorada com enrolamentos vegetalistas, fundo gravado e guilhochado com motivos vegetalistas e centro com monograma. Com marca de contraste do Porto (P-59 ou variante) em uso em 1870 a c.1877 e marca de ourives JMG (P-403), atribuível a José Marques Guedes, datável de 1861 a 1886. Sinais de uso e pequenos defeitos. Peso aprox.: 1314 g.; Diam. aprox.: 35 cm. € 600 / € 1.000

271

270 Salva de prata portuguesa, século XIX. Bordo recortado e decorado com elementos vegetalistas e flores, fundo guilhochado e gravado com “B” ao centro. Assente sobre três pés. Com marca de contraste do Porto (P-80 ou variante), em uso em 1877 a 1881, e marca de ourives PORTUENSE (P-516), de Augusto César Trindade Machado, datável de 1877 a 1886. Sinais de uso e pequenos defeitos. Peso aprox.: 428 g.; Diam. aprox.: 26,5 cm. € 200 / € 400

271 Conjunto de 12 lavabos em prata portuguesa, séc. XX/XXI. Bordo decorado com friso em encordoado estilizado, com interior dourado. Com marca de contraste do Porto (Águia 925), de 925 milésimos. Sinais de uso e gastos. (12) Peso aprox.: 1284 g., Diam. aprox.: 10 cm. € 400 / € 800

211


272 Lustre de doze lumes em metal e vidro. Decoração com pingentes em forma de lágrima, cachos de uvas e outros frutos em tons incolor e corde-laranja. Faltas e defeitos. Alt. aprox.: 100 cm. € 500 / € 1.000 273 Mesa de casa de jantar em mogno folheado e maciço. Tampo de formato circular em vidro, assente sobre estrutura com três pernas recortadas unidas por base rematada ao centro por elemento torneado. Pés decorados com caneluras. Adaptações, falhas e defeitos. Dim. aprox.: 77,5 x 145 cm. € 500 / € 1.000

272 212

273


274 Conjunto de canapé de 4 lugares e duas cadeiras, estilo Império folheadas a madeira exótica. Cachaços salientes e espaldares vazados com elemento central entalhado representando urna com golfinhos. Assentos em palhinha. Faltas e defeitos. (4) Comp. aprox. canapé: 175 cm.; Alt. aprox. cadeiras: 90 cm. € 300 / € 600

213


214


215

275 Serviço em porcelana da Vista Alegre composto por 12 pratos de sopa, 17 pratos rasos, 12 pratos de sobremesa, 16 pratos de doce, 1 terrina, 3 travessas,1 azeitoneira, 1 molheira com travessa e 2 pratos de servir, 1 cafeteira, 1 açucareiro, 1 leiteira, 11 xícaras de chá com 12 pires e 12 xícaras de café com pires. Decoração em tons de azul com motivos florais. Marcado a azul e a verde. Pequenos defeitos. (116) Alt. aprox. terrina: 25 cm; Diam. aprox. prato servir: 34 cm. € 800 / € 1.600


276 Relógio de mesa de fabrico inglês, do séc. XIX. Caixa folheada a mogno decorada com embutidos em madeira contrastante. Corpo de formato arquitectónico encimado por pináculo em bronze. Marcado “Scott/London”. Com chave. Gastos, faltas e defeitos. Alt. aprox.: 60 cm. O Palácio Correio Velho não se responsabiliza pelo estado de conservação da máquina dos relógios que vende em leilão. € 150 / € 250 277 Miguel Fernando Lopez (n. 1955) Cavalo Escultura em bronze Assente sobre base em mármore Assinada “Milo” e com marca de fundidor Dim. aprox.: 30 x 31 x 16 cm. Pequenos defeitos. € 250 / € 500

216

278 Esculturas neoclássicas em barro sueco, representando Baco (?) e figura masculina de lutador grego. Partidas e coladas, faltas e defeitos. (2) Dims. aprox.: 20 x 12 x 6,5 cm. e 16,3 x 18 x 7 cm. € 300 / € 600

276


217

277

278


279

218

279 Par de apliques de dois lumes em bronze dourado. Braços curvos profusamente decorados com folhagem e elementos vegetalistas terminando em arandelas de corpo gomado. Corpo de formato arquitectónico decorado com elementos vegetalistas e carranca de velho. Encimado por feixe de plumas estilizado decorado com elementos vegetalistas. Electrificados. Gastos e defeitos. (2) Alt. aprox.: 52 cm. € 500 / € 1.000 280 Par de apliques de dois lumes em metal dourado. Decoração ao gosto neoclássico com festões, laços e motivos florais e vegetalistas.

Electrificados. Pequenos defeitos. (2) Alt. aprox.: 48 cm. € 150 / € 300 281 Espelho estilo D. Maria em madeira e gesso dourado. De formato rectangular moldurado e rematado por elementos florais e vegetalistas e encimado por urna florida. Gastos e defeitos. Alt. aprox.: 115 cm. € 200 / € 400 282 Par de candelabros de 5 lumes em metal dourado e patinado. Corpo em forma de urna com tampa encimado por composição de enrolamentos vegetalistas que

terminam em copos de inspiração arquitectónica. Pegas das urnas decoradas com cornucópias e motivo de grega. Bases em pedra mármore em tons de “bordeaux” com aplicação de cartela de gosto “rocaille” em metal, e quatro pés em forma de enrolamento. Faltas, vestígios de oxidação e defeitos. (2) Alt. aprox.: 74,5 cm. € 300 / € 600 283 Par de castiçais em bronze, estilo Luís XVI. Decoração relevada com motivos vegetalistas, perlados e cabeças de figuras femininas com coroas de flores. Sinais de oxidação e defeitos. (2) Alt. aprox.: 25 cm. € 300 / € 600


280

280

219

281

283 282

282


284

284 Travessa de bordo recortado em porcelana chinesa Companhia das Índias com decoração dita Cantão em tons de azul sob vidrado representando paisagem fluvial com pagodes. Pequenas falhas. 220 Comp. aprox.: 38,5 cm. € 150 / € 300 285 Travessa em porcelana chinesa Companhia das Índias. Decoração dita Cantão a azul sob vidrado representando paisagem fluvial com pagodes. Gastos e pequenos defeitos. Dim. aprox.: 32 cm € 150 / € 300

287

286 285

286 Travessa em porcelana chinesa, Companhia das Índias, decoração dita Cantão a azul sob vidrado representando paisagem fluvial com pagodes. Minúsculas falhas. Comp. aprox.: 39,5 cm. € 200 / € 400 287 Travessa em porcelana chinesa Companhia das Índias. Decoração dita Cantão a azul sob vidrado representando paisagem fluvial com pagodes. Gastos. Dim. aprox.: 30,5 cm € 100 / € 200

288

288 Travessa oitavada em porcelana chinesa da Companhia das Índias, com decoração a azul sob vidrado representando paisagem com pagodes e figura com búfalo de água. Pequenos defeitos. Comp. aprox.: 33 cm. € 250 / € 500 289 Travessa em porcelana chinesa Companhia das Índias. Decoração dita Cantão a azul sob vidrado representando paisagem fluvial com pagodes. Gastos. Dim. aprox.: 39 cm € 200 / € 400

289


221 290

290 Travessa funda oitavada em porcelana chinesa da Companhia das Índias, reinado Qianlong (1736-1795). Decoração em tons de azul sob vidrado representando pagode, cerca, chorão e outros motivos florais. Bordo decorado com padrão geométrico e motivos florais. Defeitos de fabrico e minúsculas falhas. Comp. aprox.: 38,3 cm. € 200 / € 400 291 Travessa em porcelana chinesa, Companhia das Índias, decoração dita “Cantão” a azul sob vidrado representando paisagem fluvial com pagodes. Sinais de uso e pequenos defeitos de fabrico. Comp. aprox.: 35 cm. € 100 / € 200 291


292 222

292 Conjunto de duas taças, três pires e uma pequena taça em porcelana chinesa. Decoração em tons de azul representando vista de jardim e motivos florais. Gastos, falhas e cabelos. (6) Diam. aprox. máx.: 20 cm. Segundo o cliente estas peças são provenientes do naufrágio do barco Tek-Sing. € 150 / € 300 293 Terrina com travessa em porcelana chinesa, Companhia das Índias. Decoração a azul sob vidrado representando paisagem fluvial com pagodes. Aba decorada com motivos florais e enrolamentos. Pegas em forma de cabeça de animal e botão da tampa em forma de fruto. Terrina e travessa restauradas. (2) Comp. aprox. travessa: 37,5 cm. € 500 / € 1.000 294 Parte de serviço em porcelana chinesa da Companhia das Índias. Decoração dita “Cantão” em tons de azul sob vidrado representando paisagem fluvial. Composto por 24 pratos rasos, 12 pratos de sopa, 12 pratos de sobremesa e 6 pratos de doce. Cabelos e pequenas falhas. (54) Diam. aprox. prato raso: 23 cm. € 1.200 / € 2.400


293

223

294


224

295

295 Élisée MACLET (1881-1962) Vista de rua - Montmartre (Paris) Óleo sobre tela Assinado Dim. aprox.: 61 x 46 cm. € 800 / € 1.600

296 Eugène ARBEIT (1825-1900) Paisagem com flores Óleo sobre tela Assinado Dim. aprox.: 65 x 50 cm. € 1.200 / € 1.600


225

296


226

297

297 Espelho de formato rectangular em madeira e gesso dourado. Moldura decorada nos cantos com flores em relevo e encimada por composição de enrolamentos vegetalistas com ave ao centro. Gastos, faltas e defeitos. Dim. aprox.: 161 x 88 cm. € 250 / € 500

298 Canapé de três lugares e par de cadeiras, franceses, Luís XVI, do séc. XVIII, em faia entalhada e dourada. Canapé com espaldar e assento de linhas direitas, moldurados por friso de fitas entrelaçadas tendo ao centro motivo vegetalista entalhado. Pernas decoradas com caneluras,

cubos de intersecção decorados com flor. Cadeiras com decoração semelhante, uma delas do “maître ébéniste” não identificado e outra do “ébéniste” francês AdrienPierre Dupain. Com diferentes estampilhas gravadas de “maîtresébénistes”: numa das cadeiras “ME” e “F. o”; e na outra “ME” e a estampilha circular “A.P. DUPAIN”. Espaldares, apoios dos braços e assentos estofados a veludo em tons de “bordeaux”, com pregaria. Ligeiras diferenças nas dimensões e proporções das cadeiras. Restauros, gastos, faltas e defeitos. Dim. aprox. canapé: 96 x 178 x 70 cm.; Alt. aprox. cadeiras: 88 e 89 cm. (3) Adrien-Pierre Dupain nasceu em Paris na primeira metade do século XVIII e adquiriu o grau de “maître ébéniste” a 10 de Dezembro de 1772. A sua oficina situava-se na Rue de Charonne, vendendo os seus móveis a grandes “tapissiers” e “marchands”. Durante o reinado de Luís XVI, dada a sua mestria, recebeu diversas encomendas para palácios reais, em particular para o serviço da rainha Maria Antonieta no castelo de “SaintCloud”. A sua produção ressentiuse com a Revolução Francesa, mas rapidamente retomou o seu volume ao tempo do Império. As suas cadeiras Luís XVI definemse pelas suas boas proporções e pelo requinte e delicadeza dos entalhamentos. Da sua obra, encontramos exemplares em museus e palácios franceses, como o Museu do Louvre, o Museu Nissim-de-Camondo ou o Palácio de Versailles. Para mais dados sobre o artista, vd.: KJELLBERG, Pierre - Le Mobilier Français du XVIIIème Siècle, 2008 e SALVERTE, Comte François - Les ébénistes du XVIIIe siècle, 1934. € 800 / € 1.200

Marca do Lote 298


227 298


228

299


299 Tapete oriental Kerman em seda, em tons de encarnado, azul, bege e verde. Decoração de motivos florais. Pequenos defeitos. Dim. aprox.: 168 x 116 cm. € 800 / € 1.600 300 Cómoda estilo Luís XV, em diversas madeiras maciças e folheadas, com três gavetas e dois gavetões. Tampo em mármore de brecha em tons de ocre, recortado e moldurado por duplo friso com rebaixo. Caixa ondulada com frente tripartida e saiais recortados, sendo as arestas decoradas com montagens em bronze representando motivos vegetalistas. Puxadores, escudetes e decoração do saial com montagens em bronze. Decoração embutida formando reservas quadrangulares. Defeitos. Dim. aprox.: 92 x 125 x 56 cm. € 1.500 / € 3.000

229

300


301 Salva em prata portuguesa, séc. XIX/XX. Bordo recortado e parcialmente vazado com aletas, treliça e flores. Assente sobre três pés. Com marca de contraste do Porto (Javali II), de 833 milésimos. Sinais de uso e pequenos defeitos. Peso aprox.: 440 g.; Diam. aprox.: 33 cm. € 150 / € 300

302 Salva em prata portuguesa, séc. XIX/XX. Bordo recortado e decorado com concheados, enrolamentos e flores, com fundo gravado, assente sobre três pés. Com marca de contraste do Porto (Javali II), de 833 milésimos. Sinais de uso. Peso aprox.: 430 g.; Diam. aprox.: 29,5 cm. € 200 / € 400

230

303 Salva em prata portuguesa, séc. XIX/XX. Bordo recortado, aba parcialmente vazada e decorada com treliça, concheados e flores. Assente sobre três pés. Com marca de contraste do Porto (Javali II) de 833 milésimos. Defeitos e falhas. Peso aprox.: 392 g.; Diam. aprox.: 32 cm. € 100 / € 200

304 Açucareiro em prata portuguesa, séc. XIX. Corpo decorado com reservas recortas e decoradas com elementos vegetalistas, com botão de tampa em forma de pássaro. Com marcas de contraste do Porto (P- 80), em uso em 1877 a 1881, e marca de ourives COSTA (P-229) atribuível a António Costa, datável de 1877 a 1881, remarcado com cabeça de velho. Pequenos defeitos e tampa com defeitos. Peso aprox.: 670 g.; Alt. aprox.: 16 cm. € 300 / € 600

305 Taça em prata portuguesa, séc. XX. Decoração incisa de motivos vegetalistas e elementos estilizados, com

bordo ondulado. Com marca de contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos, José Rosas & Ca. Sinais de uso. Peso aprox.: 487 g.; Diam. aprox.: 24 cm. € 150 / € 250

306 Salva em prata portuguesa. séc. XIX. Bordo recortado e decorado com flores e concheados, orla gravada com enrolamentos, treliça e elementos vegetalistas. Assente sobre três pés de garra. Com marca de contraste do Porto (P-46 ou variante), em uso em c.1853 a 1861, e marca de ourives APACMC (P-176), não identificado, datável de 1843 a 186. Pequenos defeitos e riscos. Peso aprox.: 730 g.; Diam. aprox.: 30,5 cm. € 350 / € 700

307 Salva em prata portuguesa, séc. XIX/XX, de aba parcialmente vazada. Bordo recortado, aba decorada com flores, folhagens e elementos em forma de “C”, assente sobre três pés. Com marca de contraste (Javali II), de 833 milésimos. Pequenos defeitos. Peso aprox.: 438 g.; Diam. aprox.: 30 cm. € 200 / € 400 308 Cesto em prata portuguesa, séc. XIX/XX, com asa móvel com monograma gravado. Corpo elíptico profusamente decorado com aletas, concheados, enrolamentos vegetalistas, medalhões e palmetas, assente sobre quatro pés. Com marca de contraste do Porto (Javali II), de 833 milésimos. Sinais de uso e pequenos defeitos. Peso aprox.: 936 g.; Comp. aprox.: 42 cm. € 500 / € 1.000

309 Molheira com travessa em prata portuguesa, séc. XIX/ XX, de corpo parcialmente gomado. Molheira e bandeja de bordo recortado e perlado. Com marca de contraste do Porto (Javali II), de 833 milésimos. Restauros e defeitos. (2) Peso aprox.: 403 g. ; Comp aprox.: 24 cm. € 150 / € 250


302

301

304

303

305 231

306 307

308

309


232

310


233

311

310 Oficina Portuguesa do séc. XIX Retrato da Rainha D. Maria I - com as Armas Reais Portuguesas e Condecoração da Cruz de Cristo Óleo sobre tela Dim. aprox.: 80 x 60 cm. Restauros. € 1.000 / € 2.000

311 Escola Holandesa do séc. XVII Família nobre sentada num jardim trajando à época Óleo sobre tela Dim. aprox.: 63 x 78 cm. A tela encontra-se restaurada e reentelada. Defeitos. € 2.000 / € 4.000


312

234

312 Par de pistolas de bolso, europeias, de meados do séc. XIX, de carregamento pela boca, oitavados, junto à culatra, passando a cilíndricos e acabando em boca atrombetada, fechos centrais de percussão, do tipo “boxlock”, com gravados vegetalistas, gatilhos escamoteados que só se apresentam quando se colocam os cães em posição de disparo. Coronhas em madeira, ao gosto neo-renascentista, com entalhamentos e chapas de coice em ferro. Em bom estado de conservação. (2)

Comp. cano: 7,7 cm.; Comp. total: 17,8 cm.; Cal. à boca: 20,3 mm. Arma obsoleta nos termos do RJAM. € 500 / € 800 313 Oficina inglesa do séc. XIX Retrato de Duque de Wellington Óleo sobre tela Dim. aprox.: 61 x 50 cm. Com etiqueta rasgada. Reentelado. € 3.000 / € 6.000


235

313


236


314 Espingarda Turca “Tufenk” da segunda metade do séc. XVIIl. Cano octogonal, de antecarga, estriado, tendo na parte posterior e na lingua da culatra, decoração floral embutida a metal dourado. Fecho lateral de pederneira do tipo “de patilha”. Coronha em madeira, profusamente decorada com placas de metal branco aplicadas, representando motivos vegetalistas. Guarnições em metal branco com gravados vegetalistas. Vareta posterior em ferro. Ligeira oxidação e pequenos defeitos Comp.: 141 cm.; Comp. cano: 108 cm.; Cal.: 14 mm. € 4.000 / € 6.000

237


238


239

315 Espingarda Turca “Tufenk” da segunda metade do séc. XVIIl. Cano octogonal, de antecarga, estriado, tendo na parte posterior e na lingua da culatra, decoração floral embutida a metal dourado. Fecho lateral de pederneira do tipo “de patilha”. Coronha em madeira, profusamente decorada com placas de metal branco aplicadas, representando motivos vegetalistas. Guarnições em metal branco com gravados vegetalistas. Vareta em madeira e ferro. Ligeira oxidação e pequenos defeitos Comp.: 113 cm.; Comp. cano: 80 cm.; Cal.: 16 mm. € 4.000 / € 6.000


316 Relógio de bolso marca Mermod, Suiça cerca 1900, movimento de repetição de quartos Nº1447, caixa em ouro de 750 ml com marcas de garantia suíças com tampas exteriores guilhochadas, uma delas gravada com monograma. A necessitar revisão. Gastos e pequenos defeitos Peso bruto aprox.: 105,5 g.; Diam. aprox.: 5,4 cm. O Palácio Correio Velho não se responsabiliza pelo estado de conservação da máquina dos relógios que vende em leilão. € 1.500 / € 2.500 317 Relógio de bolso marca Juvenia, caixa em ouro de 750 ml Nº64953-38, movimento mecânico cronómetro Nº278701, tampas exteriores gravadas, guilhochadas e esmaltadas. Defeitos e gastos. Peso bruto aprox.: 64,2 g.; Diam. aprox.: 4,8 cm. O Palácio Correio Velho não se responsabiliza pelo estado de conservação da máquina dos relógios que vende em leilão. € 850 / € 1.200

240

318 Relógio de lapela francês marca F. Legrand, caixa em ouro de 750 ml com marcas de garantia francesas, tampas exteriores esmaltadas a azul estando uma delas com monograma cravejado com diamantes, movimento mecânico. Falta vidro e defeitos. Peso bruto aprox.: 35 g.; Diam. aprox.: 3,2 cm. O Palácio Correio Velho não se responsabiliza pelo estado de conservação da máquina dos relógios que vende em leilão. € 450 / € 600 319 Relógio de bolso inglês Robert Roskell, Liverpool cerca 1826, movimento de fuso Nº39135 com caixa em ouro cinzelado de 750 ml com marcas de Chester 1826/7, tampa guilhochada e gravada com monograma e data (1828). Gastos e pequenos defeitos. Peso bruto 132,4 g.; Diam. aprox.: 5,2 cm. O Palácio Correio Velho não se responsabiliza pelo estado de conservação da máquina dos relógios que vende em leilão. € 1.500 / € 2.500 320 Relógio de lapela suíço cerca de 1900, caixa em ouro de 750 ml marcas de garantia suiças, tampa cravejada com rubi e diamantes cravejados em prata, com alfinete de lapela em ouro com moeda de 5 francos Napoleão III e 2 vidros encarnados. Sinais de uso, gastos e pequenos defeitos. Peso bruto aprox.: 25,2 g.; Diam. aprox.: 2,8 cm. O Palácio Correio Velho não se responsabiliza pelo estado de conservação da máquina dos relógios que vende em leilão. € 400 / € 800 321 Relógio de lapela suíço de finais do séc. XIX, movimento de chave a necessitar revisão, caixa em ouro de 750 ml com marcas de garantia suíças, tampa guilhochada e gravada com monograma, com o Nº 18170. Diâmetro 33mm. Defeitos e gastos. Peso bruto aprox.: 26,1 g. O Palácio Correio Velho não se responsabiliza pelo estado de conservação da máquina dos relógios que vende em leilão. € 300 / € 600


316

318

241

317

319 321

320


322 Conjunto de três pratos (2+1) em porcelana japonesa em tons policromados, sendo dois decorados com vista de jardim com figuras, cerca e árvore florida e outro com motivos florais. Marcados. Gastos, defeitos de fabrico e cabelos. (3) Diam. aprox. máx.: 25 cm; Diam. aprox.: 25 cm. € 100 / € 200 323 Prato em porcelana chinesa da Companhia das Índias, reinado Qianlong (1736-1795), decoração em tons de grisaille e dourado, representando ao centro escudo de armas de Zenón de Somodevilla y Bengoechea, primeiro marquês de Ensenada (2º serviço) e friso de pontas de lança. Aba decorada com reservas representando paisagens, pássaros, ramos floridos e coroa. Restaurado e gastos. Diam. aprox.: 23 cm. Para prato com a mesma decoração ver “La Porcelana China / Su creación y las rutas de su llegada a Occidente” de Cristina Manso Martínez de Bedoya, pp. 94 e 95 € 200 / € 300 242

324 Xícara com pires, em porcelana Chinesa da Companhia das Índias, reinado Jiaqing, decoração com esmaltes da família rosa, “rouge-de-fer” e dourado, representando ao centro brasão D. Bernardo José Maria da Silveira

322

e Lorena (5º Conde de Sarzedas), 1ª serviço. Friso de padrão geométrico e plumas. Xícara restaurada e gastos. Diam. aprox.: 14 cm. D. Bernardo José Maria da Silveira e Lorena, 5º Conde de Sarzedas, Capitão de Cavalaria, Capitão e Governador-General de São Paulo em 1787 e Minas Gerais em 1797. Governador e Vice-Rei da India de 1806 a 1816. Uma terrina com travessa do mesmo serviço encontra-se ilustrada em “A Porcelana Chinesa e os Brasões do Império” de Nuno de Castro, pág. 199. € 400 / € 800 325 Xícara com pires, em porcelana Chinesa da Companhia das Índias, reinado Jiaqing, decoração com esmaltes da família rosa, rouge de fer e dourado, representando ao centro brasão D. Bernardo José Maria da Silveira e Lorena, do 3ª serviço. Aba decorada com friso de padrão geométrico e reservas representando frutos e urnas. Gastos, cabelo na xícara e pequenas falhas. Diam. aprox.: 14 cm. D. Bernardo José Maria da Silveira e Lorena, 5º Conde de Sarzedas, Capitão de Cavalaria, Capitão e Governador-General de São Paulo em 1787 e Minas Gerais em 1797. Governador e Vice-Rei da India de 1806 a 1816. Uma terrina com travessa do mesmo serviço encontra-se ilustrada em “A Porcelana Chinesa e os Brasões do Império” de Nuno de Castro, pág. 199. € 400 / € 800


243

323

324

325


326 Molheira em forma de elmo invertido em porcelana chinesa da Companhia das Índias, reinado Qianlong (1736-1795). Decoração com esmaltes em tons de “rouge de fer”, dourado e da família rosa representando reservas com figuras orientais em cenas do quotidiano e outras com pequenos arranjos florais. Pequenas falhas nos esmaltes e cabelo. Alt. aprox.: 14 cm.; Comp. aprox.: 17 cm. € 200 / € 400 326

244

327 Molheira em porcelana chinesa da Companhia das Índias, reinado Qianlong (1736-1795). Decoração em tons da família rosa, “rouge de fer” e dourado representando no interior vista de jardim com pavões, rochedos e peónias. Friso de pontas de lança e exterior decorado com motivos florais. Restauros, falhas e cabelos. Comp. aprox.: 25 cm. € 100 / € 200

327


245

328

328 Travessa oitavada em porcelana chinesa da Companhia das Índias, reinado Qianlong, cerca de 1795. Decoração a azul cobalto sob vidrado e com esmaltes da família rosa, “rouge de fer” e dourado, tendo ao centro brasão de armas de Francisco António da Veiga Cabral da Câmara Pimentel, 2º serviço. Aba com decoração encanastrada com grinaldas de flores e friso de alvéolos. Gastos. Comp. aprox.: 36 cm. Francisco António da Veiga Cabral da Câmara Pimentel, 1º Visconde de Mirandela, Fidalgo-Cavaleiro da Casa Real, Marechal do Exército, 80º Governador da Índia de 1794 a 1807, Governador interino da Capitania de Santa Catarina e Governador de Armas do Rio de Janeiro, membro do Supremo Conselho de Justiça Militar. Nasceu em Portugal em 1734 e faleceu no Brasil em 1810. Uma travessa do mesmo serviço encontra-se ilustrada em “A Porcelana Chinesa e os Brasões do Império” de Nuno de Castro, pág. 177. € 2.000 / € 4.000


246

329

329 Par de espelhos em madeira entalhada e dourada. De formato rectangular e estrutura arquitectónica rematados na base por composição de motivos vegetalistas. Decoração relevada com frisos de motivos vegetalistas, flores, perlados e de circunferências. Um deles com vestígios de caruncho. Pequenos defeitos. (2) Dim. aprox.: 91 x 54 cm. € 600 / € 1.200

330

330 Par de cadeiras Luís XVI, em madeira entalhada e dourada. Decoração com laço, túlipas embricadas e frisos de perlados. Cubos de intersecção decorados com flor e pernas com caneluras. Espaldares, apoios dos braços e assentos estofados a “petit-point”. Vestígios de caruncho. Gastos, restauros, faltas e defeitos. (2) Alt. aprox.: 88 cm. € 300 / € 500


331 247

331 Canapé estilo Luis XVI, em nogueira entalhada. Decoração com frisos entalhados, caneluras e flor nos cubos de intersecção. Estofado a tecido aveludado em tons de cinzento. Pequenos defeitos. Dim. aprox.: 91 x 140 x 80 cm. € 500 / € 800

332 Mesa de frente de sofá com tampo em vidro e base, aproveitando talhas do séc. XVIII. Base em madeira entalhada e dourada decorada com frisos de motivos vegetalistas, parras e uvas. Adaptações, faltas e defeitos. Dim. aprox.: 42,5 x 150 x 150 cm. € 400 / € 800

332


248

333

333 Conjunto de dez cadeiras estilo Queen Anne em mogno, sendo duas de braços. Espaldares vazados com tabela central recortada. Assentos trapezoidais, com saiais recortados e pernas dianteiras curvas, terminando em pés de sapata. Defeitos. (10) Alt. aprox. máx.: 100 cm. € 500 / € 1.000 334 Secretária estilo Luís XV folheada a madeira de raiz e outras madeiras exóticas, com uma gaveta. Tampo recortado com alçado arquitectónico com três gavetas, duas portinholas e nicho central. Decoração formando reservas com placas em material sintético pintadas representando cenas galantes. Com aplicação de montagens em metal amarelo re motivos vegetalistas de gosto “rocaille”. Faltas e defeitos. Dim. aprox.: 125 x 92 x 50 cm. € 500 / € 1.000


249

334


335 250

335 Par de grandes pratos em porcelana chinesa do séc. XX com decoração policromada representando vista de jardim com cerca, faisões em rochedo, borboletas, árvore florida peónias e outros motivos florais. Gastos. (2) Diam. aprox.: 45,5 cm. € 300 / € 500

336

336 Covilhete em porcelana chinesa, decoração em tons de “rouge de fer”, dourado e verde representando peixes e algas. Marcado Daoguang. Falhas, cabelos e gastos. Diam. aprox.: 19,5 cm. € 100 / € 200


251

337

337 Raro e importante prato em porcelana chinesa Companhia das Índias, reinado Qianlong (1736-1795). Decoração policromada representando ao centro Czar da Rússia, Pedro o Grande, coroado. Esta cena retrata a viagem do Czar a Amesterdão, cerca de 1700, tendo-se instalado em Zaandam onde, incognitamente, viveu e estudou as construções navais holandesas. Do lado esquerdo da composição está representada a casa, por si habitada, que ainda hoje se encontra erguida, no bairro dos trabalhadores das construções navais. Aba decorada a “bianco sopra bianco” com motivos florais, vegetalistas e enrolamentos. Gastos, falhas no esmalte e cabelos. Diam. aprox.: 39,5 cm. Prato com a mesma decoração in “La Porcelaine des Compagnies Des Indes A Décor Occidental” de François et Nicole Hervouet, pág. 361. Verso com etiqueta indicativa da cena retratada. € 3.000 / € 6.000


338

338 Taça oriental em bronze. Corpo de secção circular com bojo pronunciado e duas pegas em forma de enrolamento. Marcada. Mínimos defeitos. Diam. aprox.: 19,5 cm.; Comp. aprox.: 24 cm. € 200 / € 400

339 Taça chinesa em bronze, de formato rectangular, com duas pegas e quatro pés recortados. Marcada. Gastos e oxidação. Dim. aprox.: 7,9 x 16 x 7,8 cm. € 100 / € 200

252

340

340 Pote para pincéis em bambu. Decoração entalhada representando paisagem com árvores e rochedos tendo ao centro conjunto de três anciãos. Pequenos defeitos. Dim. aprox.: 14 x 11 cm. € 300 / € 600

339

341

341 Taça em metal dourado (cobre ou bronze?) coberta com decoração em “cloisonné” com motivos florais e vegetalistas estilizados. Assente sobre três pés bojudos. Marcada. Gastos e defeitos. Dim. aprox.: 9 x 11,5 cm. € 300 / € 600


342 Caixa contador do séc XVII, em diversas madeiras com tampo de rebater. Interior com quatro gavetas. Com duas pegas laterais. Assente sobre quatro pés. Tampo e pés substituídos. Adaptações, defeitos, faltas e vestígios de caruncho. Dim. aprox.: 18,5 x 24 x 19 cm. € 200 / € 400

342

343 Cão de fóo, escultura em madeira entalhada e patinada. Defeitos. Alt. aprox.: 9,5 cm. € 100 / € 200

343

344 Dragões perseguindo pérola flamejante, escultura chinesa em madeira exótica. Os dragões estão representados afrontados, competindo pela pérola, enrolados em estrutura arquitectónica envolta em nuvens. A pérola aparece-nos representada sobre ondas nas

344

quais saltam peixes. Olhos em vidro aplicados e dentes em osso. Falhas e defeitos. Dim. aprox.: 16 x 50 x 13 cm. Este tema é uma dos mais significativos da gramática decorativa chinesa. É o símbolo benéfico por excelência, o distribuidor da fertilidade, o símbolo da força produtiva da humanidade. Associado à água, aparece várias vezes representando entre nuvens e rodeado de ondas. € 500 / € 1.000

253


345 Cadeira de couro e pregaria, do séc. XVII. Espaldar e assento de formato rectangular assente sobre quatro pernas torneadas unidas por travessas. Testeira recortada decorada com enrolamentos. Couro lavrado decorado com motivos vegetalistas. Faltas e defeitos. Alt. aprox.: 106 cm. € 150 / € 300

346 Cadeira de couro e pregaria, do séc. XVII. Espaldar recortado, assento trapezoidal assente sobre quatro pernas torneadas unidas por travessas. Testeira recortada decorada com concheado. Couro lavrado decorado com albarrada de flores ladeada por “putti” e motivos vegetalistas. Vestígios de caruncho. Faltas e defeitos. Alt. aprox.: 100 cm. € 150 / € 300

254

345

347 Burra do séc. XVII em ferro e madeira. Com chave. Defeitos. Dim. aprox.: 44 x 86 x48 cm. € 500 / € 1.000

346

348 Arcaz em diversas madeiras pintadas em tons de verde, com duas gavetas e um gavetão. De formato rectangular assente sobre dois suportes. Frente das gavetas com decoração de moldurados avivados a dourado, encarnado e outros tons. Laterais repetindo a mesma decoração. Puxadores em ferro pintado. Faltas, gastos, manchas e defeitos. Dim. aprox.: 81 x 137 x 68 cm. € 300 / € 600


347

255

348


349

349 Serviço de chá e café em metal prateado inglês, Mappin & Webb, design de Eric Clements, séc. XX, conhecido como o modelo “Clements pattern”. Serviço composto por bule, cafeteira, leiteira e açucareiro. Corpo liso e 256 bojudo, sendo o bule e cafeteira com asa perdida e botão da tampa em madeira. Junto com tabuleiro elíptico em metal prateado, de diferente modelo, Mappin & Webb. Marcados. Defeitos, riscos e amolgadelas. (5) Comp. aprox. tabuleiro: 55 cm. Eric Clements foi um dos grandes responsáveis pela remodelação da escola Birmingham College of Art, tendo forte influência elos designers nórdicos, nomeadamente Sigurd Persson e George Jensen. € 200 / € 400

350 Prato de servir em prata portuguesa, séc. XX de A.L. de Souza. Bordo decorado com friso de palmetas. Com marca de contraste de Lisboa (Águia 916), 1º título, de 916 milésimos, marcada

A.L.de Souza. Sinais de uso e riscos. Peso aprox.: 1072 g; Diam. aprox.: 34 cm. € 400 / € 800

351 Prato de servir em prata portuguesa, séc. XX. Bordo recortado e decorado com friso de godrões. Com marca de contraste de Lisboa (Águia 916), 1º título, de 916 milésimos, Joalharia W.A.Sarmento. Sinais de uso e riscos. Peso aprox.: 934 g.; Diam. aprox.: 34 cm. € 350 / € 600

352 Travessa em prata portuguesa, séc. XX. Bordo recortado e moldurado com friso de godrões. Com marca de contraste de Lisboa (Águia 916), 1º título, de 916 milésimos, Mergulhão. Sinais de uso e riscos Peso aprox.: 1338 g.; Comp. aprox.: 55 cm. € 500 / € 1.000

353 Travessa em prata portuguesa, séc.

XX. Bordo recortado e moldurado, decorado com friso de godrões. Com marca de contraste de Lisboa (Águia 916), 1º título, de 916 milésimos, Mergulhão. Sinais de uso e riscos. Peso aprox.: 1316 g.; Comp. aprox.: 54 cm. € 500 / € 1.000

354 Jarro em prata portuguesa, séc. XX. Corpo bojudo e liso, decorado junto ao bocal e base com bordo perlado. Com marca de contraste de Lisboa (Águia 833) de 833 milésimos. Sinais de uso e pequenas mossas. Peso aprox. .536 g.: Alt. aprox. : 20,5 cm € 200 / € 400

355 Conjunto de quatro taças em prata portuguesa séc. XX. Bordo recortado e moldurado por friso gomado. Com marca de contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos, José Rosas & Ca, Porto. Sinais de uso. (4) Peso aprox.: 966 g.; Diam. aprox.: 13,5 cm. € 400 / € 600


351 352 353

350

354

355

356 Prato coberto em prata portuguesa, séc. XX, de formato rectangular e pega amovível. Com marca de contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos, A. Gomes & Fº, SA/ Povoa de Varzim. Sinais de uso e pequenos defeitos. Peso aprox.: 1416 g.; Comp. aprox.: 25,5 cm. € 500 / € 1.000

357

357 Conjunto de dez lavabos em prata portuguesa, séc. XX, com bordo de frisos perlados. Ligeiras diferenças de tamanho. Com marca de contraste do Porto e Lisboa (Águia 833), de 833 milésimos. Pequenos defeitos. (10) Peso aprox.: 998 g.; Diam. aprox.: 10,5 cm. € 300 / € 500

356

358 Prato coberto elíptico em prata portuguesa, séc. XX, de formato elíptico, decorado com frisos perlados.Pega amovível. Com marca de contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos. Sinais de uso. Peso aprox.: 2474 g.; Comp. aprox.: 35 cm. € 700 / € 1.000

358

257


359

359 Par de pratos em porcelana Vista Alegre, decoração policromada e dourada, tendo ao centro ramo e motivos florais. Aba decorada com brasão de armas do Visconde de

Sistelo, Manuel António Gonçalves Roque, concedidas por alvará de 30 de Março de 1884. Com molduras em madeira. Marcados. Gastos e defeitos e caruncho nas molduras. Diam. aprox.: 24 cm.

258

Visconde de Sistelo morre sem geração e o título está hoje nos descendentes de um irmão, a família Roque de Pinho, Condes de Alto Mearim.

€ 200 / € 300 359A Cafeteira com tampa, em porcelana Chinesa da Companhia das Índias, reinado Jiaqing, decoração em tons de azul e dourado, representando parras e uvas. Botão da tampa em forma de fruto. Cabelos, tampa com restauros e gastos. Alt. aprox.: 23 cm. € 100 / € 150 360 Refrescador de garrafa “wine cooler” em porcelana chinesa da Companhia das Índias, reinado Qianlong (1736-1795). Decoração em tons da família rosa representando motivos florais e friso de pontas de lança. Cabelos, gastos e defeito de fabrico. Alt. aprox.: 17 cm. Proveniência: Antiga Colecção do Palácio Ratton, Lisboa € 500 / € 1.000

359A


259

360

361 Conjunto de duas xícaras com pires em porcelana chinesa e prata. Xícaras decoradas em tons policromos representando motivos florais, com montagem na asa em prata oriental, vazada decorada com paisagens com pagodes e motivos florais. Pires oitavado em prata com aba parcialmente vazada repetindo a mesma decoração. Xícaras marcadas. Prata sem marcas, com mais de 50 anos, ao abrigo do Decreto-Lei n.º 44/2016. Gastos e defeitos. (4) Diam. aprox. pires: 13,5 cm. € 200 / € 400

361


362 Escola do séc. XIX, ao gosto do séc. XVI Retrato de militar Óleo sobre papel colado sobre madeira Dim. aprox.: 47,5 x 35,5 cm. Defeitos. € 400 / € 600

260 362

363 Oficina do séc. XIX Guerreiro Óleo sobre madeira Assinado Dim. aprox.: 41 x 21,5 cm. € 300 / € 500 363


364

261

364 Espada de oferta, do séc. XX, segundo o modelo, em uso no exército Suíço. Guarda em metal dourado e vazado com motivos vegetalistas. Capacete do mesmo metal, com as armas Suíças. Punho em material sintético com filigrana em metal amarelo.Lâmina reta de dois gumes, com fina goteira central. Bainha em metal niquelado, com argola e travinca para suspensão. Fiador em tecido dourado e vermelho. Com estojo forrado a veludo em tons de azul. Comp. total: 98 cm.; Comp. lâmina: 83,5 cm. € 150 / € 300 365 Autor não identificado Figura feminina Óleo sobre madeira Assinado Dim. aprox.: 22,5 x 15 cm. € 200 / € 300 365


262


366 Espingarda Japonesa do período Edo. Cano octogonal, de antecarga, tendo na parte superior motivos vegetalistas estilizados e símbolos cruciformes, embutidos a metal amarelo. Fecho lateral de mecha em latão. Coronha em madeira, com decoração floral em latão. Guarnições em latão e gatilho esférico do mesmo metal. Vareta posterior em ferro e latão. Ligeira oxidação. Comp. total: 134 cm.; Comp. cano: 104 cm.; Cal.: 15 mm. € 5.000 / € 10.000

263


264

367

367 Prato em porcelana chinesa Celadon. Decoração monocromática em tons de verde. Dinastia Ming. Falha e cabelos. Diam. aprox.: 44 cm. € 2.000 / € 4.000


368

265

368 Modelo arquitectónico em forma de casa, em grés chinês, decoração de vidrado em tons de verde e castanho. Partido e colado, faltas e defeitos. Dim. aprox.: 43 x 28 x 14 cm. € 200 / € 300 369 Cavalo com figura, escultura em terracota, atribuível à dinastia Tang. Defeitos e restauros. Alt. aprox.: 34,5 cm.; Comp. aprox.: 29 cm. € 500 / € 1.000 369


370

266

372 Frasco de chá em porcelana chinesa da Companhia das Índias, decoração em tons da família rosa, “rouge de fer”, dourado e verde, representando motivos florais. Cabelos e gastos. Alt. aprox.: 11,5 cm. € 150 / € 250

370 Conjunto de dois pratos em cerâmica chinesa decoração em tons de azul. Gastos e defeitos. (2) Diam. aprox.: 28 cm. Segundo o cliente os pratos são provenientes do naufrágio do barco Tek-Sing € 50 / € 100 371 Pequeno pote anamita do séc. XVI/XVII. Decoração em tons de azul representando enrolamentos. Defeitos. Alt. aprox.: 5,5 cm € 100 / € 200

372

373 Frasco de chá em porcelana chinesa da Companhia das Índias com decoração em tons da família rosa, “rouge de fer” e dourada representando motivos florais. Tampa decorada com fruto em relevo. Falhas, gastos e cabelos. Alt. aprox.: 14 cm. € 100 / € 150

371

373

374


375

374 Frasco de chá em porcelana chinesa da Companhia das Índias, decoração em tons de azul e dourado representando jarra com flores. Falha, gastos e cabelos. Alt. aprox.: 12 cm. € 80 / € 120 375 Taça em porcelana chinesa da Companhia das Índias. Corpo amarelo com profusa decoração policromada representando motivos florais e vegetalistas.

Bordo decorado com cabeças de ruyi e filete a dourado. Base com friso geométrico estilizado. Interior decorado, no fundo, com reserva circular com ramo florido e, no bordo, tarja com decoração de motivos vegetalistas, frutos e ruyi. Marcada. Gastos. Dim. aprox.: 6,5 x 8,5 cm. € 150 / € 250 376 Taça em porcelana chinesa, Companhia das Índias. Decoração com esmaltes em tons de

“aubergine”, fundo decorado com frutos em tons policromados. Marcada. Gastos. Alt. aprox.: 5 cm. € 100 / € 200 377 Par de taças em porcelana chinesa, Companhia das Índias. Decoração com esmalte em tons de amarelo. Marcadas. “Craquelet”. (2) Alt. aprox.: 5,5 cm. € 200 / € 400

377 376

267


378

268

378 Baú em couro e pregaria em tons de negro. Decoração pintada, de motivos orientais, representando paisagens com figuras e motivos florais. Com chave. Faltas e defeitos. Dim. aprox.: 46 x 112 x 52 cm. € 100 / € 200

379

379 Coluna estilo romântico em castanho e mogno entalhado. Tampo de formato circular assente sobre coluna torneada terminando em enrolamentos e pés de bolacha. Defeitos. Alt. aprox.: 68 cm. € 50 / € 100

380 Armário holandês em carvalho entalhado e patinado, com quatro portas e duas gavetas. Corpo de formato arquitectónico, com cimalha saliente, decorado com colunas com caneluras e rematadas por elementos vegetalistas. Portas e frentes das gavetas decoradas com almofadas salientes. Pés em forma de bolacha. Vestígios de caruncho. Faltas e defeitos. Dim. aprox.: 230 x 170 x 71 cm. € 1.000 / € 2.000


269

380


270

381

381 Oficina europeia do séc. XVI/XVII Pietá Óleo sobre cobre Dim. aprox.: 16 x 12,5 cm. Segundo informação do actual proprietário, existe em exemplar semelhante na Casa Museu Ernesto de Oliveira Martins. € 500 / € 1.000

382 Escola do séc. XVIII Cena bucólica Sobreporta a óleo sobre tela Dim. aprox.: 59 x 98 cm. Restauros e defeitos. € 300 / € 500

383 Escola europeia séc. XVIII Anunciação Óleo sobre tela Dim. aprox.: 57 x 75 cm Defeitos e restauros. € 400 / € 800


382 271

383


272

384

384 Calvário, escultura em buxo, pausanto e ébano. Com redoma de vidro. Restauro e pequenos defeitos. Alt. aprox. escultura: 13,5 cm. € 200 / € 400

385

385 Jesus Cristo jansenista crucificado, escultura europeia em marfim. Cruz em pau-santo com resplendor, terminais e legenda “INRI” em prata portuguesa dourada da Casa Leitão & Irmão, com marca de contraste (Águia 916), 1º título, de 916 milésimos, comercializado pela Casa Leitão & Irmão. Gastos no dourado e pequenos defeitos. Alt. aprox. Cristo: 11 cm.; Alt. aprox. total: 31,7 cm. € 300 / € 600


386 Oficina europeia do séc. XVII/XVIII Nossa Senhora das Dores Óleo sobre cobre Dim. aprox.: 11 x 8 cm. Verso com manuscrito parcialmente rasgado. Moldura em madeira entalhada e vazada decorada com motivos vegetalistas, florais e enrolamentos. Restauros. Defeitos. € 200 / € 400

273

386

387 Jesus Cristo crucificado, escultura do séc. XVIII, em buxo pintado. Cruz em pau-santo, ao estilo das do séc. XVII, com decoração de tremidos. Resplendor e legenda “INRI” em prata portuguesa. Faltas e defeitos. Alt. aprox. Cristo: 24,5 cm.; Alt. aprox. total: 57 cm. € 400 / € 800 387


274

388 HIGINO MENDONÇA António Higino de Magalhães Mendonça (séc. XIX-1920) Natureza morta Óleo sobre tela Assinado Dim. aprox.: 29,5 x 37 cm. € 500 / € 1.000


275

389 Terence ALEXANDER (séc. XX) Naturezas mortas Par de óleos sobre tela Assinados Dim. aprox.: 89 x 59 cm. € 400 / € 800


276


390 Relógio de mesa estilo Império do séc. XIX, em metal pintado com montagens em bronze dourado decoradas com esfinges, motivos vegetalistas estilizados, concheados e assente sobre patas de leão. Encimado por grupo escultórico representando Hércules lutando contra o leão de Nemeia. Máquina francesa de meados do séc. XIX, marcada “Raingo Frères à Paris”, mostrador em aço polido com numeração romana a negro envolto por moldura em bronze dourado com friso “ de flechas e ovos” alternados. Com chave. Sinais de uso, repintes e falta de elemento na figura de Hércules. Alt. aprox.: 48 cm. O Palácio Correio Velho não se responsabiliza pelo estado de conservação da máquina dos relógios que vende em leilão. € 1.500 / € 3.000

277

391 Par de candelabros de seis lumes em bronze dourado. Braços ondulados profusamente decorados com folhagens. Fustes em forma de criança atacando crocodilo, envoltos em enrolamentos e elementos vegetalistas, assentes sobre bases de formato arquitectónico. Defeitos e um candelabro partido. (2) Alt. aprox.: 81 cm. € 1.500 / € 2.500


392 DOURDIL Luis César Pena Dourdil Dinis (1914-1992) Desenho a carvão sobre papel Assinado e datado de 1968 Dim. aprox.: 57 x 36 cm. € 300 / € 500

278

393 MOITA MACEDO José Albano Pontes Santos Moita Morais de Macedo (1930 - 1983) Guache sobre papel Assinado e datado de 1972 Dim. aprox.: 21 x 31,5 cm. € 150 / € 300 392

393


394 VIEIRA DA SILVA Maria Helena Vieira da Silva (1908-1992) “Les Tours” Litografia sobre papel Assinada (1977), edição n.º 9/99 Dim. aprox.: 28 x 24 cm. Um exemplar desta obra está reproduzido no catálogo da “Exposição Vieira da Silva - Obra gráfica 1933-1991”, Colecção Gérard A. Schreiner, realizada pela Câmara Municipal de Lisboa no Palácio Galveias em 1992, pág. 65, cat. 49. € 200 / € 300

394

279

395 CRUZEIRO SEIXAS Artur Manuel Rodrigues Cruzeiro Seixas (n. 1920) Desenho a tinta sobre papel Assinado e datado no verso de 1960 Dim. aprox.: 24 x 19,5 cm. € 600 / € 800 395


280

396

396 FIGUEIREDO SOBRAL José Maria Figueiredo Sobral (n.1926) Escultura de suspender em ferro Assinada Dim. aprox.: 70 x 46 x 8 cm. Pequenos defeitos. € 300 / € 500

397 AVELAR Pedro Avelar (n.1945) “Des coins dans la mamelle” Têmpera sobre papel Assinado (1981) Dim. aprox.: 35 x 49 cm. Verso com detalhes sobre a obra. € 500 / € 800

398 COSTA PINHEIRO António Costa Pinheiro (1932-2015) Aguarela sobre papel Assinado e datado de 1954 Dim. aprox.: 42 x 57 cm. € 600 / € 1.000


397 281

398


282

399

399 MANUELA JORGE “Dupla Tendência” Acrílico sobre tela Assinado e datado de 1970 Dim. aprox.: 90 x 116,5 cm. Esta obra figurou numa exposição da galeria 111, em 1971 (Lisboa), vindo ilustrada no respectivo catálogo, cat. 6. € 800 / € 1.600

400 VITOR FORTES (n. 1943) Acrílico sobre tela Assinado e datado de 1972 Dim. aprox.: 109,5 x 84 cm. € 500 / € 1.000


283

400


401 Lustre de saco de 16 lumes em cristal e vidro.Decoração com contas e pingentes facetados. Arandelas em vidro. Pequenas falhas e sinais de uso. Alt. aprox.: 130 cm. € 1.000 / € 2.000 402 Lustre de seis lumes em vidro. Decoração com pingentes e fitas de vidrinhos. Braços ondulados. Defeitos. Alt. aprox.: 90 cm. € 150 / € 300

284

401

402


403 Candeeiro de tecto “Art Déco”, de quatro lumes, em metal relevado e vidro. Aplicação de tubos espiralados em vidro translúcido. Faltas e defeitos. Alt. aprox.: 114 cm. € 100 / € 200 404 JOÃO DE ALMEIDA (1927 - ) Secretária em madeira exótica, design do séc. XX, com três gavetas. Estrutura de inspiração arquitectónica. Defeitos. Dim. aprox.: 75 x 145 x 78 cm € 800 / € 1.200

285 403

404


405 Side-board em diversas madeiras, adaptado da caixa de um cravo. Tampo de formato rectangular com cantos dianteiros arredondados, moldurado por rebaixo. Caixa com seis gavetas assente sobre quatro pernas torneadas. Decoração formando reservas aproveitando as diversas cores das madeiras e aplicação de filetes embutidos em metal amarelo. Puxadores em madeira torneada. Restauros, adaptações, manchas, defeitos e faltas. Dim. aprox.: 82 x 171 x 67 cm. € 300 / € 500 406 Espelho veneziano com moldura recortada de cantos salientes. Aplicação de elementos recortados e decoração floral em esmaltes policromados. Defeitos. Dim. aprox.: 90 x 145 cm. € 200 / € 400 407 Conjunto de três cadeiras estilo D. José, sendo uma de braços, em madeira de acajou. Espaldares vazados com tabela central recortada. Braços ligeiramente abertos decorados com enrolamentos. Assentos trapezoidais com saial recortado e entalhado com motivos vegetalistas. Pernas dianteiras curvas com joelhos salientes e entalhados, terminando em pés de garra e bola. Defeitos. (3) Alt. aprox. máx.: 103 cm. € 800 / € 1.600 286

405


406 287

407


288

408


289

409

408 BALTAZAR TORRES (n.1961) Acrílico sobre tela Verso assinado Dim. aprox.: 80 x 49 cm. Proveniência: adquirido na Galeria Cordeiros. € 800 / € 1.600

409 LINO ANTÓNIO (1927-1996) “Duas mulheres sentadas” Óleo sobre tela Assinado e datado de 1982 Dim. aprox.: 100 x 120 cm. Faltas de camada pictórica. € 1.000 / € 2.000


290

410 JAVIER RUIZ PÉREZ “Las chicas son guerreras” Óleo sobre tela Assinado e datado de 2011 Dim. aprox.: 180 x 180 cm. € 3.000 / € 5.000


291


292

411


293

412

411 Andy WARHOL (1928-1987) “Neuschwanstein” Serigrafia offset a cores, sobre papel Edição limitada de 1200 exemplares assinados (1987) Dim. aprox.: 91 x 62 cm. Manchas de humidade. € 500 / € 1.000

412 Sara ANAHORY (1970) “Masha” Fotografia “Fujicolor Crystal Archive” sobre alumínio e madeira Verso assinado e datado de 1999, edição n.º 1/5 Dim. aprox.: 123,5 x 123 cm. Pequenos defeitos. Com dedicatória. Exposições/Publicações: “Retratos de Mulheres - 19982000”, Junho de 2000 no Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão, Fundação Calouste Gulbenkian. € 3.000 / € 6.000


294


413 Escultura de arte primitiva representando cenas do quotidiano em aldeia, provavelmente Oceânia, em madeira exótica representando figuras junto a casas primitivas, rochedo e raiz de árvore. As figuras são representadas a trabalhar, a cozinhar e a tratar das crianças da aldeia. Na parte de trás do rochedo, aparecemnos duas zonas de sepultura com esqueleto e caveira. Restauros, faltas e defeitos. Dim. aprox.: 17 x 59 x 20 cm. € 1.000 / € 2.000

295


296

414 ESPIGA PINTO José Manuel Espiga Pinto (1940-2014) Técnica mista sobre papel Assinada e datada de 1963 Dim. aprox.: 51 x 97,5 cm. € 2.000 / € 4.000


297

415 MATSINHE Inácio Matsinhé (n.1945) Le tribu Óleo sobre tela Assinado e datado de 1973 Dim. aprox.: 50 x 120 cm. Verso com etiqueta com dados sobre a obra. € 400 / € 600


416 Paliteiro em prata portuguesa, séc. XIX/XX. Figura de palhaço com grande leque, em vulto perfeito, assente em base circular alteada com três pés. Com marca de contraste do Porto (Javali II), de 833 milésimos. Sinais de uso e pés com defeitos. Peso aprox.: 124 g.; Alt. aprox.: 14,8 cm. € 150 / € 300

416

298

417 Paliteiro em prata portuguesa, séc. XIX/XX. Ramos com flores em vulto perfeito, enxada e ancinho, com balde suspenso, assente em base circular, simulando terreno. Com marca de contraste do Porto (Javali II), de 833 milésimos. Sinais de uso e pequenos defeitos. Peso aprox.: 110 g.; Alt. aprox.: 13,7 cm. € 150 / € 300

418 Tabuleiro de gradinha em prata portuguesa, séc. XIX/XX. Corpo de formato elíptico com friso estriado com fitas entrelaçadas, com duas pegas laterais. Com marca de contraste do Porto (Javali II), de 833 milésimos. Sinais de uso e riscos. Peso aprox.: 1832 g.; Comp. aprox.: 57,3 cm. € 600 / € 1.200

419 Prato de servir em prata francesa, do séc. XIX. Fundo liso, bordo decorado com friso estriado e aba com gravação das Armas dos Duques de Orléans com os colares das Ordens de São Miguel e do Espírito Santo. Com vestígios de marcas de garantia, com contra marcas francesas, em uso no séc. XIX. Gastos e pequenos defeitos. (3) Peso aprox.: 806 g.; Diam. aprox.: 30 cm. Este prato provém de uma colecção particular onde existem pratos iguais, marcados Odiot, com contrastes do início do séc. XIX. Proveniência: Antiga colecção de Suas Altezas Reais, os Condes de Paris € 500 / € 1.000

417


418

299

419


420

300

420 Mesa pé-de-galo estilo D. João V, folheada a pau-santo. Tampo recortado moldurado por friso com rebaixo, assente sobre coluna central canelada decorada com motivos vegetalistas e friso de perlado. Pernas curvas terminando em pés de garra e bola. Diversasd faltas e defeitos. Dim. aprox.: 70 x 76 cm. € 150 / € 250 421 Tapete de Beiriz em lã em tons de castanho, bege, encarnado e corde-rosa, decorado com motivos florais e vegetalistas. Com etiqueta. Restauros, falhas e gastos. Dim. aprox.: 487 x 349 cm. € 300 / € 600 421


422 Cadeirão de braços estilo D. João V, em pau-santo. Cachaço recortado e entalhado decorado com concheados, motivos vegetalistas e enrolamentos. Tabela central recortada formando motivos geométricos. Braços curvos e abertos, saial entalhado decorado com motivo vegetalista. Pernas dianteiras curvas decoradas nos joelhos com concheado terminando em pés de garra e bola. Travamento em “X”. Assento estofado a couro. Travamento partido com restauro. Gastos, faltas e defeitos. Alt. aprox.: 112 cm. € 300 / € 600

301

422


424

423 Cantoneira do séc. XVIII em murta, com cimalha recortada e portas decoradas com almofadas. Corpo superior com duas portas e uma gaveta, acompanhando as linhas do corpo. Interior espelhado. Corpo inferior com duas portas e interior com prateleira. Faltas e defeitos. Dim.aprox.: 212 x 76 x 58 cm. € 800 / € 1.600

302

424 Candeeiro de tecto de 6 lumes em bronze. Profusa decoração em relevo representando reservas encimadas por festões com laços, enrolamentos e elementos vegetalistas. Braços curvos terminando em arandelas parcialmente gomadas. Electrificado. Pequenos defeitos. Alt. aprox.: 70 cm. € 300 / € 500 425 Colcha de Castelo Branco em linho bordado a fio de seda, em tons de bege, cor-de-rosa, verde, amarelo e azul. Profusa decoração de motivos florais e vegetalistas, pássaros e reservas com pássaros. Franja em tons de amarelo. Faltas, manchas e pequenos defeitos. Dim. aprox.: 277 x 186 cm. € 400 / € 800 423


303

425


304

426 Escola Holandesa Marinha Óleo sobre tela colada sobre madeira Dim. aprox.: 40 x 55 cm. Restauros. € 500 / € 1.000

426

427 Escola Holandesa do séc. XVII Marinha com três carracas a navegar Óleo sobre tela Dim. aprox.: 65 x 143 cm. Quadro muito decorativo com restauros e reentelado. € 2.000 / € 4.000

428 JOÃO PEIXOTO Marinha à maneira do séc. XVII Óleo sobre tela Assinado Dim. aprox.: 80 x 128 cm. € 1.000 / € 2.000

427

429 Escola inglesa do séc. XIX Marinha - A saída do porto Óleo sobre tela Assinado Dim. aprox.: 30 x 45 cm. € 700 / € 1.000


428 305

429


306

430 Eugène ISABEY (1803-1886) Figuras à beira rio Óleo sobre tela Assinado Dim. aprox.: 24,5 x 32 cm. Reentelado. € 1.400 / € 2.800


307

431 Oficina europeia do séc. XIX Vista de praia com pescadores Óleo sobre tela Dim. aprox.: 102 x 127 cm. Restaurado e reentelado. € 1.500 / € 3.000


432

308

432 Parte de faqueiro em prata portuguesa, séc. XIX/ XX, segundo modelo “meia-cana”. Composto por 12 colheres de sopa, 11 facas de peixe, 9 garfos de peixe, 13 facas de carne, 11 garfos de carne, 10 facas de sobremesa, 11 garfos de sobremesa, 10 colheres de sobremesa e 12 colheres de chá. Junto com 6 garfos de carne de modelo semelhante. Com diversas marcas de garantia, sendo parte com contrastes municipais em uso no séc. XIX, e parte com contraste do Porto (Águia), de 833 milésimos. Sinais de uso e defeitos. (105) Peso total aprox.: 6014 g. € 2.200 / € 3.500

433 Parte de faqueiro em prata portuguesa, séc. XVIII, composto por 12 facas (6+6), de dois modelos diferentes, 7 colheres de sopa e 12 garfos de carne. Em estojo dito “barretina”, em madeira forrada a pele com interior forrado a tecido carmesim com galões a dourado. Seis garfos, seis facas e quatro colheres com marcas de contraste do Porto (P-13), em uso em 1768 a c.1784, em uso em e marca de ourives AD, não identificado, datável de 1768 a c.1804; restante sem marcas, atribuível ao séc. XVIII, ao abrigo do DecretoLei n.º 44/2016. Sinais de uso e defeitos. Estojo com defeitos, faltas e dobradiças partidas. (31) Peso aprox.: 1526 g.; Alt. aprox. estojo: 31 cm. € 1.000 / € 2.000


433

309

433


434

310

434 Conjunto de ferros para lareira em metal amarelo, composto por guarda, frentede lareira, isqueiro, ateador e suportes com 4 intrumentos. Amolgadelas e defeitos. (9) Dim. aprox. guarda: 18 x 145 x 18,5 cm. € 200 / € 400

435 Mesa de casa de jantar de gosto inglês, em mogno e outras madeiras, com duas tábuas de aumento. Tampo elíptico, assente sobre duas colunas torneadas, terminando em três pernas curvas. Defeitos. Dim. aprox.:81 x 202 x 128 cm.; Dim. aprox. tábuas: 50 x 128 cm. € 500 / € 1.000

435


311 436

436 Conjunto de oito cadeiras pombalinas, de finais do séc. XVIII, em pau-santo. Espaldares recortados com tabela central vazada. Assentos de formato trapezoidal, compernas de secção quadrangular unidas por travamento. Coxins amovíveis em couro. Algumas cadeiras com restauros de madeiras diferentes. Uma cadeira com cachaço partido e com falta. Um coxim não está estofado. Restauros, faltas e defeitos. Alt. aprox.: 99 cm. € 1.200 / € 2.400


312

437 Autor não identificado Paisagem com vacas Óleo sobre tela Assinado Dim. aprox.: 70 x 106 cm. € 1.000 / € 2.000


438 Atribuído a PEDROSO, João Gomes da Silva Pedroso (1825-1890) Barca “Viajante” Óleo sobre tela Não assinado Dim. aprox.: 41 x 61 cm. Restauros. Esta obra é muito semelhante à pintura da barca ligeira representada in: SANTOS, Paulo, “A Marinha, Lisboa e o Tejo - na obra de João Pedroso”, Edições Inapa, Lisboa, 2004, pág. 64 e provavelmente terá sido pintada na mesma época. A barca “Viajante” foi construída em Damão, India, em 1850, nos mesmos estaleiros autores da Fragata D. Fernando II e Glória. Em 1869 a “Viajante” foi o primeiro navio português a atravessar o Canal do Suez. Posteriormente passou a armar em barca e, no dia 1 de Outubro de 1917, quando seguia com carga geral de Lisboa para o Funchal, foi afundada pelos submarinos alemães durante a Primeira Guerra Mundial. € 1.000 / € 2.000

313


439

314

439 ACÁCIO LINO Acácio Lino de Magalhães (1878-1956) Paisagem com figuras Óleo sobre cartão Assinado e datado de 1922 Dim. aprox.: 22 x 38,5 cm. € 700 / € 1.400

440 FRANCISCO MAYA Francisco José Peile da Costa Maya (1915-1993) Praia com figuras e barcos Óleo sobre platex Assinado Dim. aprox.: 54 x 71,5 cm. € 800 / € 1.000

440

441 FALCÃO TRIGOSO João Maria Falcão Trigoso (1879-1956) Ribeira (Alte) Óleo sobre tela colado sobre cartão Assinado (1940) Dim. aprox.: 21 x 16 cm. Verso numerado 369. € 1.500 / € 2.500


315

441


442 Par de brincos em platina decorados com esmalte negro, 2 pérolas, 2 diamantes em talhe rosa e 28 diamantes em talhe antigo de brilhante com o peso aproximado de 1,40 ct., séc. XX. Sem marcas ao abrigo do Decreto-Lei 44 de 2016. Sinais de uso. Peso aprox.: 7,3 g. Comp. aprox.: 4 cm. € 800 / € 1.600

316

443 Par de brincos em ouro branco cravejado com 2 pérolas de cultura, 18 diamantes em talhe 8/8 com o peso aproximado de 0,70 ct. e 3 em talhe antigo de brilhante com o peso aproximado de 0,30 ct. Fabrico com mais de 50 anos, sem marcas, ao abrigo do Decreto-Lei n.º 44/2016. Com estojo. Sinais de uso. Peso aprox.: 6,9 g. € 300 / € 500

Dec. Lei 44/2016. Sinais de uso. (2) Peso aprox.: 5,9 g. Tam. aprox.: 15,5 € 150 / € 300 447 Quatro alfinetes em ouro e prata cravejados com marcassites e diamantes, séc. XX. Sem marcas, ao abrigo do Decreto-Lei n.º 44/2016. Sinais de uso. (4) Peso aprox.: 12,2g.; Comp. aprox.: 4 cm. € 60 / € 80 448 Conjunto de dois anéis diferentes, em ouro de 800 milésios e prata de 833 milésimos cravejados com pérola de cultura, rubi sintético e 4 diamantes, séc. XX, um com contraste do Porto (1938-1984) e outro sem marcas, ao abrigo do Decreto-Lei n.º 44/2016. Sinais de uso. (2) Peso aprox.: 4,9 g.; Tam. aprox. máx.: 12. € 50 / € 100

444 Brinco em ouro de 800 milésimos e platina de 500 milésimos, cravejado com 1 diamante em talhe antigo de brilhante de ligeira tonalidade amarela e puro (graus K~L VVS) com o peso aproximado de 1,55 ct. Sinais de uso. Peso aprox.: 2,6 g.; Comp. aprox.: 2,5 cm. € 1.500 / € 3.000

449 Anel em platina e ouro de 750 milésimos, cravejado com uma esmeralda retangular com cerca de 4,40 ct e 16 diamantes em talhe de brilhante com o peso total aproximado de 0,80 ct. Sem marcas ao abrigo do Dec. Lei 44/2016. Sinais de uso defeitos. Peso aprox.: 6,1 g.; Tam. aprox.: 14. € 900 / € 1.800

445 Alfinete em ouro de 800 milésimos e prata de 833 milésimos, cravejado com vidro verde a imitar esmeralda e diamantes em talhe rosa. Com contraste de Lisboa (1887-1937). Sianais de uso. Peso aprox.: 12,2 g.; Comp. aprox.: 4,5 cm. € 100 / € 200

450 Relógio de lapela A TÜRLER, caixa em ouro de 858 milésimos nº 255545, decorada com guilhochado esmaltado, cravejado com diamantes em talhe rosa, movimento mecânico suíço. Esmalte restaurado. Defeitos. Peso aprox. total: 19 g.; Diam. aprox.: 3 cm. O Palácio Correio Velho não se responsabiliza pelo estado de conservação da máquina dos relógios que vende em leilão. € 300 / € 600

446 Duas alianças de platina cravejadas com rubis naturais e espinelas azuis sintéticas. Sem marcas ao abrigo do


443 442

444

445 446 317

447

450

449 448 448


451 Relógio de pulso homem marca Ómega, modelo Seamaster MD1960302 movimento quartzo analógico calibre 1435 com duplo calendário e segundos ao centro, com caixa em plaqué e aço e bracelete de pele. Em estojo de origem. Sinais de uso e pequenos defeitos. O Palácio Correio Velho não se responsabiliza pelo estado de conservação da máquina dos relógios que vende em leilão. € 150 / € 250

452 Relógio de pulso RAYMOND WEIL, modelo PARSIFAL, caixa e bracelete em aço e metal plaqueado, movimento de quartzo. Com estojo. Sinais de uso e riscos. O Palácio Correio Velho não se responsabiliza pelo estado de conservação da máquina dos relógios que vende em leilão. € 300 / € 600

318

452

451


453

453 Relógio de pulso senhora marca Rolex, modelo Oyster Perpetual Date, cronómetro com movimento automático, caixa e bracelete em aço, mostrador em esmalte branco. Com estojo de origem e certificado 212Y482735. Sinais de uso. O Palácio Correio Velho não se responsabiliza pelo estado de conservação da máquina dos relógios que vende em leilão. € 800 / € 1.600

454

454 Relógio de pulso homem marca Ómega. Modelo De Ville movimento quartzo analógico calibre 1532, com caixa em ouro de 750 ml., com o nº59891320, calendário às 15h00 e segundos ao centro. Bracelete em pele. Com marcas da convenção de 750 milésimos. Com caixa, estojo e documentos de origem. Sinais de uso e pequenos defeitos. O Palácio Correio Velho não se responsabiliza pelo estado de conservação da máquina dos relógios que vende em leilão. € 800 / € 1.200

319


455 Conjunto de seis cadeiras estilo Windsor, sendo duas de braços, em madeira recortada e torneada. Diferenças entre as cadeiras (4+1+1). Pequenas faltas e defeitos. (6) Alt. aprox. máx.: 101 cm. € 600 / € 1.200 456 Espelho de formato elíptico, de gosto neoclássico, em madeira entalhada. Moldura encimada por composição com medalhão com busto ladeado por duas figuras alegóricas. Profusa decoração de enrolamentos vegetalistas, flores, frutos e festões. Vestígios de dourado. Faltas e defeitos. Dim. aprox.: 137 x 135 cm. € 300 / € 600

455 320

455


321 456

455


322

457 Oficina francesa do séc. XVIII Cenas bucólicas: Jogo de cartas; Alegoria ao Amor; Alegoria à Dança; Alegoria à Música Conjunto de quatro óleos em tons de azul cobalto sobre tela Dim. aprox. (elíptico): 73 x 59 cm. Faltas e restauros. € 3.000 / € 6.000


323


324


325

458 Maquete da fragata Dom Fernando II e Glória em madeira e madeira pintada e dourada e outros materiais. Com bandeira com armas reais portuguesas. Em base de madeira, com legenda “Fragata / D. Fernando II e Glória”. Faltas e defeitos. Dim. aprox. fragata: 73 x 91 cm.; Dim. aprox. base: 100,5 x 40,5 cm. € 1.000 / € 2.000


326

459

459 RUI CUNHA (n.1942) Paisagem Óleo sobre tela Assinado Dim. aprox.: 50 x 60 cm. € 800 / € 1.600


460

460 AVELAR Pedro Avelar (n.1945) “Souffle” Têmpera sobre madeira Assinado e datado de 1970, frente e verso Dim. aprox.: 24,5 x 72 cm. € 900 / € 1.800

461

461 VIDIGAL Ana Vidigal (n. 1960) Técnica mista sobre tela com colagens Assinada e datada de 1989 Dim. aprox.: 27,3 x 41 cm. € 800 / € 1.600

327


462

328

463


329

464

462 GRAÇA MORAIS (n. 1948) Desenho a lápis sobre papel Assinado e datado de Novembro de 1984 Dim. aprox.: 11 x 15 cm. € 500 / € 1.000

463 GAMA Miguel Telles da Gama (n.1965) Desenho com aguada sobre papel Assinado e datado de 2002 Dim. aprox.: 30 x 40 cm. € 500 / € 1.000

464 AVELAR Pedro Avelar (n.1945) “Oasis” Têmpera sobre papel Assinado (1977) Dim. aprox.: 43 x 29 cm. Verso com dados sobre a obra. € 500 / € 800


330

465

465 MANUEL SAN PAYO (n. 1958) “Homenagem a Dürer” Técnica mista sobre papel Assinado e datado de 1989 Dim. aprox.: 67,5 x 48,5 cm. € 500 / € 800

466 ROGÉRIO RIBEIRO (1930-2008) Óleo sobre tela Assinado e datado de 1985 (frente e verso) Dim. aprox.: 32,5 x 40,5 cm. € 800 / € 1.600

467 SAN PAYO Nuno San Payo (n. 1926) “Paisagem íntima” Óleo sobre tela Assinado Dim. aprox.: 73 x 92 cm. Verso com etiqueta com dados sobre a obra. € 400 / € 800


466

467

331


332

468 MARGARIDA CEPÊDA Óleo sobre tela Assinado e datado de 1985 Dim. aprox.: 87 x 132 cm. € 1.000 / € 2.000


333

469 PEDRO LEITÃO (1922-2009) “Figura de gesso” Óleo sobre tela Assinado e datado de 1945 Dim. aprox.: 59 x 49 cm. Verso com etiqueta antiga com detalhes da obra. € 800 / € 1.600


28 ANOS NA ARTE DE BEM INVESTIR LEILÕES LIVE

LEILÕES ONLINE

VENDAS PRIVADAS

SABE QUANTO VALE? NÓS DIZEMOS-LHE

www.pcv.pt

Calçada do Combro, 38 A - 1º, 1200-114 Lisboa Tel. 213 242 980 ● Fax. 213 426 536 ● mail@pcv.pt


3ª Sessão - 18 de Maio de 2017 às 15h00 | Lote 470 a 662

471

472 470

473

470 Taça estilo “Art Deco” em prata portuguesa, séc. XX. Corpo de formato circular de bordo estriado, com duas asas laterais. Com contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos, A. Gomes & Fº, Sa/Povoa do Varzim. Sinais de uso. Peso aprox.: 732 g.; Diam. aprox.: 27 cm.; Comp. aprox.: 29,5 cm. € 250 / € 500

471 Jarra em prata portuguesa, séc. XX, de corpo facetado e bordo recortado. Com marca de contraste de Lisboa (Águia 833), de 833 milésimos. Sinais de uso. Peso aprox. 550 g.; Alt. aprox.: 22 cm. € 200 / € 400 472 Taça de pé rotativa em madeira e metal prateado. Defeitos e oxidação. Alt. aprox.: 14 cm; Diam. aprox.: 25 cm € 40 / € 80

474

473 Conjunto de quatro lavabos em prata portuguesa da Casa LEITÃO & IRMÃO, trabalho do séc. XX. Corpo martelado. Com marca de contraste de Lisboa (Águia 916), de 916 milésimos, e marca de ourives da Casa Leitão & Irmão. Sinais de uso. (4) Peso aprox.: 478 g.; Diam. aprox.: 10 cm. € 300 / € 600

474 Taça em prata portuguesa martelada, séc. XX, em forma de flor. Com marca de contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos. Sinais de uso. Peso aprox.: 336 g.; Diam. aprox.: 20 cm. € 120 / € 200


336

475 Bule miniatura com tampa em porcelana chinesa Companhia das Índias, reinado Qianlong (17361795). Decoração a azul sob vidrado representando motivos florais. Falhas, cabelos e defeitos de fabrico. Alt. aprox.: 7 cm € 100 / € 200

480 Snuff-bottle em porcelana chinesa, Companhia das Índias. Decoração a azul sob vidrado representando motivos florais e friso de palmetas estilizadas. Marcada. Falta da pá e sinais de uso. Alt. aprox.: 9,5 cm € 50 / € 100

476 Areeiro em porcelana chinesa, Companhia das Índias, reinado Kangxi (1662-1722). Decoração a azul sob vidrado representando livros, rolos e outros símbolos chineses e motivos florais. Pequenas falhas e sinais de uso. Alt. aprox.: 6,7 cm € 100 / € 200

481 Pequena travessa em porcelana chinesa Companhia das Índias, reinado Qianlong (1736-1795). Decoração a azul sob vidrado representando paisagem fluvial com pagodes e friso de alvéolos. Aba vazada com motivos florais em relevo. Pequena falha e gastos. Comp. aprox.: 16,5 cm € 100 / € 200

477 Pequeno pote em porcelana chinesa. Decoração a azul sob vidrado representando vista de jardim com figuras e friso de motivos florais. Pequenos defeitos. Alt. aprox.: 10,5 cm Com etiqueta “W Martin Hurst Collection 354” € 150 / € 300 478 Caixa com tampa em porcelana chinesa, decoração em tons de azul sob vidrado representando padrão geométrico com reservas decoradas com figuras em jardim. Falhas. Alt. aprox.: 12 cm € 150 / € 300 479 Par de pequenas jarras em porcelana chinesa, reinado Kangxi (1662-1722). Decoração a azul sob vidrado representando motivos florais e dragões em relevo. Pequenas falhas. (2) Alt. aprox.: 9,5 cm € 200 / € 400

482 Covilhete em forma de naveta em porcelana chinesa, Companhia das Índias, reinado Qianlong (17361795). Decoração a azul sob vidrado representando motivos florais. Verso decorado com motivos vegetalistas estilizados. Falhas. Comp. aprox.: 14,2 cm. € 100 / € 200 483 Caneca em porcelana chinesa com decoração em tons de azul sob vidrado representando motivos florais e insectos. Asa em forma de dragão estilizado. Falhas. Alt. aprox.: 13,3 cm € 150 / € 300 484 Manteigueira em porcelana chinesa com decoração em tons de azul sob vidrado representando vista de jardim com cerca, árvores, peónias e outros motivos florais. Pequenos gastos. Comp. aprox.: 11 cm € 200 / € 400

485 Pequena travessa oitavada em porcelana chinesa Companhia das Índias, reinado Qianlong (17361795). Decoração a azul sob vidrado representando ao centro símbolos chineses. Aba decorada com frisos estilizados. Pequenas falhas. Comp. aprox.: 19,8 cm € 100 / € 200 486 Taça com pires de diferentes modelos em porcelana chinesa Companhia das Índias, reinado Kangxi. Decoração a azul sob vidrado, corpos gomados em forma de flor. Pires decorado com reserva ao centro representando vaso com flores e aba decorada com motivos florais e outros elementos estilizados. Taça representando reservas com vistas de jardim e animais. Pires com aba partida e colada e pequenas falhas. (2) Diam. aprox.: 11,5 cm e 6,7 cm € 50 / € 100 487 Pequena cafeteira em porcelana chinesa Companhia das Índias, reinado Qianlong (1736-1795). Decoração a azul sob vidrado representando vista de jardim com flores e insectos. Cabelo, bico da cafeteira restaurado e pequenas falhas. Alt. aprox.: 15 cm. € 150 / € 300 488 Taça com pires de bordo recortado em porcelana chinesa Companhia das Índias, reinado Kangxi (1662-1722). Taça e pires de corpo gomado em forma de flor, decoração a azul sob vidrado representando ao centro reserva com vista de jardim, aba decorada com motivos florais. Verso com flores. Falhas e cabelo. (2) Diam. aprox. pires: 13,3 cm; Alt. aprox. taça: 5,5 cm. € 50 / € 100


478

477

479

476

475

480

337

483

481

486

485

484

482

487

488


489

338

489 Par de elementos decorativos em vidro moldado simulando composições florais. Defeitos. (2) Alt. aprox.: 35 cm. € 150 / € 250 490 Jarro com tampa em vidro lapidado com montagens em prata portuguesa, séc. XIX/XX. Decoração de enrolamentos vegetalistas e bojo com reserva lisa em moldura de enrolamentos, palmetas e folhagens. Com contraste do Porto (Javali II), de 833 milésimos. Sinais de uso e riscos. Alt. aprox.: 40 cm. € 100 / € 200 491 Jarro em vidro e prata portuguesa, séc. XIX/XX. Jarro em vidro em tons de cor-de-rosa com decoração a dourado de motivos

vegetalistas, com tampa em prata com decoração floral. Com marca de contraste do Porto (Javali II), de 833 milésimos, Reis Joalheiros, Porto. Pequenos defeitos, fissuras e gastos. Alt. aprox.: 38 cm. € 100 / € 200 492 Jarro em vidro com montagens em prata portuguesa, séc. XIX/XX. Jarro em vidro com tampa possivelmente adaptada, com gargalo, colo e asa em prata. Com marca de contraste do Porto (Javali II), de 833 milésimos, Marcado Reis Porto. Sinais de uso e minúsculas falhas. Alt. aprox.: 43 cm. € 200 / € 400 493 Garrafa com tampa em cristal e aro em prata alemã, séc. XX/XXI. Com marcas de garantia alemãs, de 925

mélisomos, marcado Sterling. Sinais de uso. Alt. aprox.: 21 cm. € 80 / € 160 494 Garrafa com tampa em cristal com aro em prata alemã, séc. XX/XXI. Com marcas de garantia, de 925 milésimos, marcada Sterling. Sinais de uso. Alt. aprox.: 28 cm. € 80 / € 160 495 Jarro em vidro com montagens em prata portuguesa, séc. XX, com decoração vegetalista e floral. Com marca de contraste do Porto (Águia 833), Topázio. Sinais de uso e oxidação. Alt. aprox.: 27 cm. € 80 / € 120


490

492

339

491

493

494

495


500 Jarro com tampa em porcelana chinesa Companhia das Índias, decoração Imari a azul sob vidrado, “rouge de fer” e dourado representando paisagem fluvial com pagodes. Falhas e gastos. Alt. aprox.: 16 cm. € 100 / € 200 496

496 Conjunto de dois pratos em porcelana chinesa Companhia das Índias, reinado Qianlong (17361795). Decoração a azul sob vidrado representando motivos florais. Falhas e gastos. (2) Diam. aprox.: 23 cm. € 150 / € 300

340

497 Prato em porcelana chinesa Companhia das Índias, decoração a azul sob vidrado, amarelo, verde, “rouge de fer” e dourado representando ao centro peixes e algas. Friso de padrão geométrico e motivos florais. Gastos e minúsculas falhas. Diam. aprox.: 22,5 cm. € 40 / € 80 498 Prato em porcelana chinesa da Companhia das Índias, reinado

497

Qianlong (1736-1795). Decoração a azul sob vidrado e em tons de “rouge de fer” e dourado representando ao centro vista de jardim com cerca. Friso decorado com padrão de suásticas e motivos florais, aba representando flores e motivos vegetalistas. Gastos, cabelos, falhas e defeito de fabrico. Diam. aprox.: 23 cm. € 40 / € 80 499 Conjunto de quatro taças (3+1) com pires (2+2) em porcelana chinesa de diferentes modelos. Decoração a azul sob vidrado, “rouge de fer” e dourado representando motivos florais e vegetalistas. Falhas, cabelo e gastos. (8) Diam. aprox. pires: 11,2 cm. € 80 / € 160

498

501 Frasco de chá com tampa em porcelana chinesa da Companhia das Índias, decoração Imari em tons de azul sob vidrado, “rouge de fer” e dourado representando vista de jardim com cerca e motivos florais. Falhas, tampa partida e colada e gastos. Alt. aprox.: 11 cm. € 200 / € 300 502 Covilhete em porcelana chinesa Companhia das Índias, reinado Qianlong (1736-1795). Decoração a azul sob vidrado representando ao centro vaso de flores. Aba decorada com friso representando borboletas e flores. Falhas. Comp. aprox.: 19 cm € 100 / € 200 503 Pequeno prato de bordo recortado em porcelana chinesa Companhia das Índias, reinado Kangxi (1662-1722). Decoração a azul sob vidrado representando ao centro reservas com caranguejo, peixes e moitvos florais estilizados. Pequenas falhas e cabelo. Diam. aprox.: 15,5 cm. € 100 / € 200 504 Pequena travessa de bordo recortado em porcelana chinesa, reinado Qianlong (1736-1795). Decoração a azul sob vidrado representando motivos florais. Defeitos de fabrico. Comp. aprox.: 16,5 cm € 100 / € 200


499

341

500 501

502

503

504


505

506

505 Presa de elefante entalhada e vazada representando manada de elefantes sendo perseguida por crocodilo. Defeitos. Comp. aprox.: 73 cm. € 150 / € 250

342

506 Presa de elefante entalhada e vazada representando manada de elefantes sendo perseguida por crocodilo. Defeitos e falta de parte do crocodilo. Comp. aprox.: 60 cm. € 100 / € 200 507 Bengala em osso simulando bambu. Castão decorado com baixo-relevo representando animais, sendo macacos e aves. Ponteira em madeira. Castão partido e colado. Defeitos. Comp. aprox.: 93,3 cm. € 120 / € 240 508 Conjunto de três esculturas orientais em osso esgrafitado representando dignitários chineses, sendo um representado como velho. Cada figura é representada com um atributo, sendo um pêssego e um cajado, um rolo de pintura e um ruyi. Restauros, faltas e defeitos. (3) Alt. aprox. máx.: 20,7 cm. € 250 / € 350 507


508

343


509

509 Prato em porcelana chinesa da Companhia das Índias, decoração em tons da família rosa, “rouge de fer”, dourado, verde e azul representando ao centro vista de jardim com cerca, árvore, peónias e outros motivos florais. Cabelos e falhas. Diam. aprox.: 22,7 cm. € 50 / € 100

344

510 Prato em porcelana chinesa Companhia das Índias, decoração em tons de azul, “rouge de fer” e dourado representando ao centro vista de jardim, com ave, peónias, insectos e friso de pontas de lança. Aba decorada com crisântemos e outros motivos florais. Gastos e falhas. Diam. aprox.: 22,5 cm € 30 / € 60 511 Prato em porcelana chinesa da Companhia das Índias, reinado Qianlong (1736-1795). Decoração em tons da família rosa, “rouge de fer” e verde representando ao centro arranjo floral e aba decorada com grinaldas de flores. Falhas e cabelos. Diam. aprox.: 23 cm. € 60 / € 80 512 Prato fundo de bordo recortado em porcelana chinesa da Companhia das Índias, decoração em tons de verde, “rouge de fer” e dourado representando motivos florais e

510

friso de pontas de lança. Cabelo e pequenas falhas. Diam. aprox.: 23 cm. € 50 / € 100 513 Prato em porcelana chinesa da Companhia das Índias, decoração em tons da família rosa, amarelo e verde representando vista de jardim com peónias e insectos. Gastos, defeitos de fabrico, cabelo e pequenas falhas. Diam. aprox.: 23 cm. € 40 / € 80 514 Prato em porcelana chinesa da Companhia das Índias, reinado Qianlong (1736-1795). Decoração em tons da família rosa representando motivos florais e vegetalistas. Gastos e falha no frete. Diam. aprox.: 23 cm. € 80 / € 160 515 Prato em porcelana chinesa da Companhia das Índias, reinado Qianlong (1736-1795). Decoração em tons da família rosa, “rouge de fer” e dourado representando grinaldas de flores e motivos florais. Cabelo, falhas e gastos. Diam. aprox.: 23,5 cm. € 80 / € 160 516 Prato em porcelana chinesa da Companhia das Índias, reinado

Qianlong (1736-1795). Decoração em tons da família rosa e dourado representando motivos florais e reservas com padrão geométrico. Cabelos e falhas. Diam. aprox.: 23,2 cm. € 60 / € 120 517 Prato fundo em porcelana chinesa da Companhia das Índias, reinado Qianlong (1736-1795). Decoração em tons da família rosa representando motivos florais. Falhas no bordo e gastos. Diam. aprox.: 23 cm. € 80 / € 160 518 Prato fundo de bordo recortado em porcelana chinesa da Companhia das Índias, reinado Qianlong (1736-1795). Decoração em tons da família rosa, “rouge de fer” e dourado representando vista de jardim com cerca, rochedo e motivos florais. Pequenas falhas. Diam. aprox.: 23 cm. € 100 / € 200 519 Prato de sopa, em porcelana Chinesa da Companhia das Índias, reinado Qianlong (1736-1795), decoração com esmaltes em tons da família rosa, azul, verde e “rouge de fer”, representando motivos florais. Falhas, cabelos e gastos. Diam. aprox.: 23 cm. € 50 / € 100


511

512

513

345

514

517

515

516

518

519


520 346

521


520 Espelho biselado rectangular com moldura de formato arquitectónico com cimalha saliente. Decoração com frisos de motivos vegetalistas entalhados. Defeitos. Dim. aprox.: 103 x 168 x 13 cm. € 200 / € 400 521 Consola em madeira com tampo em pedra mármore em tons de branco. Pernas em forma de colunas torneadas decoradas com motivos vegetalistas. Dases de formato quadrangular. Defeitos. Dim. aprox.: 101 x 157 x 42 cm. € 150 / € 250

522 Vitrine romântica em mogno e outras madeiras, com porta e lados envidraçados. Pilastras torneadas e pés recortados. Interior forrado a tecido em tons de “bordeaux”. Prateleira em vidro. Electrificada. Falhas e defeitos. Dim. aprox.: 107 x 73 x 35 cm. € 300 / € 600 523 Conjunto de seis cadeiras em diversas madeiras exóticas. Espaldares vazados e recortados decorados com lira ao centro. Assentos em palhinha. Uma com palhinha estragada. Defeitos e restauros. (6) Alt. aprox.: 87,5 cm. € 300 / € 600 522

523

347


524 Autor não identificado Cena de campo com figuras Óleo sobre tela Assinado Dim. aprox.: 52,5 x 39 cm. Restauros. € 300 / € 500 525 NEVES E SOUSA Albano Silvino Gama de Carvalho das Neves e Sousa (1921-1995) Paisagem com figuras Aguarela sobre papel Assinada com monograma e com inscrição Dim. aprox.: 20 x 28,5 cm. Não emoldurada. € 100 / € 150 524

348

525


349

526 Autora não identificada Paisagens com rio e montanha Conjunto de quatro aguarelas sobre papel Uma assinada “Elizabeth”, uma com monograma “EF” e datadas de 1865 e 1869 Dim. aprox.: 14,5 x 17,5 cm.; 18 x 21,5 cm.; 18 x 26 cm. e 14,5 x 20,5 cm. € 400 / € 800


527

350

527 Pequena cómoda francesa estilo Transição, do séc. XIX, em diversas madeiras exóticas maciças e folheadas, com uma gaveta e dois gavetões. Tampo em mármore recortado em tons de verde, acompanhando as linhas da caixa. Decoração embutida de motivos geométricos, laços, festões e vaso florido rodeado por “putti”. Pernas ligeiramente curvas. Montagens em metal amarelo representando motivos vegetalistas. Defeitos. Dim. aprox.: 84 x 94 x 45,5 cm. € 300 / € 600

528

528 Par de cadeiras baixas em diversas madeiras maciças e folheadas. Espaldares vazados com tabela central decorada com elementos vegetalistas e urna ao centro. Assentos estofados a tecido espinhado em tons de bege. Pernas torneadas com rodízios. Falhas e defeitos. (2) Alt. aprox.: 79 cm. € 200 / € 400


529

529 Conjunto de quatro cadeiras, estilo Império folheadas a mogno. Espaldares vazados com elemento central entalhado, representando urna com cisnes. Pernas dianteiras em forma de sabre. Assentos em palhinha. Faltas e defeitos. (4) Alt. aprox.: 84 cm. € 200 / € 400

530 Mesa de chá romântica em pau-santo e outras madeiras. Tampo de formato rectangular assente sobre coluna central em forma de balaústre terminando em quatro pés de enrolamento. Manchas, risco e defeitos. Dim. aprox. fechado: 77 x 86,5 x 43 cm. € 250 / € 500

530

351


531

352

531 Prato em porcelana da Vista Alegre. Decoração moldada e relevada representando motivos vegetalistas e enrolamentos a dourado, tendo na aba brasão de armas dos Marqueses de Abrantes. Não marcado. Gastos e pequeno cabelo ao centro. Diam. aprox.: 23,5 cm. Uma terrina com tampa do mesmo serviço encontra-se ilustrada em “Vista Alegre Porcelanas”, Inapa, pág. 96. Estas peças farão parte de um serviço de 400 peças tendo sido o primeiro serviço brasonado encomendado à Vista Alegre em 1846. € 150 / € 300

532

532 Prato em porcelana da Vista Alegre. Decoração moldada e relevada representando motivos vegetalistas e enrolamentos a dourado, tendo na aba brasão de armas dos Marqueses de Abrantes. Verso com marca incisa e a ouro a pincel. Gastos. Diam. aprox.: 24 cm. Uma terrina com tampa do mesmo serviço encontra-se ilustrada em “Vista Alegre Porcelanas”, Inapa, pág. 96. Estas peças farão parte de um serviço de 400 peças tendo sido o primeiro serviço brasonado encomendado à Vista Alegre em 1846. € 300 / € 600

533

533 Serviço de chá em porcelana da Vista Alegre completo para 12 pessoas composto por: 12 chávenas com pires, 2 pratos de servir, 12 pratos pequenos, 1 taça, bule, açucareiro, leiteira e manteigueira. Decoração a dourado e em tons policromos com motivos florais. Marcado. Gastos. (43) Diam. aprox. máx:: 25 cm. € 300 / € 600 534 Par de figuras, esculturas em porcelana europeia trajando à maneira do séc. XVIII, decoração policromada e dourada. Gastos, falta de dedos e restauros. (2) Alt. aprox.: 37 cm. € 200 / € 300


353

534


535 Travessa em prata portuguesa, séc. XIX/XX. Bordo recortado e estriado com fitas entrelaçadas, decorado na aba com grinaldas, florões e medalhões com laços. Com marca de contraste do Porto (Javali II), de 833 milésimos. Sinais de uso e pequenos restauros. Peso aprox.: 806 g.; Comp. aprox.: 43 cm. € 400 / € 600

354

536 Travessa elíptica em prata portuguesa, séc. XX. Bordo de godrões decorada com elementos de medalhões elípticos, concheados e flores, orla gravada com reserva recortada com aletas e flores. Com marca de contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos, Reis Joalheiros, Porto. Sinais de uso e riscos. Peso aprox.: 1120 g.; Comp. aprox.: 40 cm. € 500 / € 800

537 Tocheiro em prata portuguesa, do séc. XIX/XX, da Casa LEITÃO & IRMÃO, com vestígios de dourado. Corpo decorado com motivos vegetalistas, treliça, grinaldas, laços e medalhões lisos. Interior dourado. Com contraste de Lisboa (Javali I), de 915 milésimos, e marca de ourives da Casa Leitão & Irmão. Sinais de uso, pequenos defeitos e pequenas faltas no bordo. Peso aprox.: 622 g.; Alt. aprox.: 21,5 cm. € 500 / € 1.000

538 “Cachepot” em prata portuguesa, séc. XIX/XX. Corpo de secção circular com decoração de grinaldas, laços e enrolamentos vegetalistas. Com contraste do Porto (Javali II), de 833 milésimos. Sinais de uso e pequenos defeitos. Peso aprox.: 654 g.; Diam. aprox.: 18 cm. € 300 / € 500

539 Taça em prata portuguesa, séc. XIX/XX. Corpo circular com bordo decorado florões e aletas. Com marca de contraste de Lisboa (Javali II), de 833 milésimos, Cunha. Defeitos. Peso aprox.: 936 g. diam. aprox.: 23,5 cm. € 450 / € 600

540 Tabuleiro de gradinha em prata portuguesa, séc. XX, de formato elíptico. Assente sobre quatro pés de garra. Com contraste (Javali II), de 833 milésimos. Sinais de uso e defeitos. Peso aprox.: 2160 g.; Comp. aprox.: 45,5 cm. € 750 / € 1.000

541 Conjunto de dois pratos diferentes em prata portuguesa, séc. XX, sendo um de bordo recortado e moldurado e outro com bordo decorado com friso de enrolamentos. Com marca de contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos. Sinais de uso e riscos. (2)

Peso aprox.: 666 g.; Diam. aprox.: 21,8 cm. e 25 cm. € 200 / € 400

542 Taça fruteiro em prata portuguesa, séc. XX. Bordo recortado decorado com concheados, aletas e flores e fundo gravado com cestos de flores, concheados e treliça. Com marca de contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos. Sinais de uso e riscos. Peso aprox.: 484 g.; Diam. aprox.: 30,5 cm. € 150 / € 300

543 Molheira dupla em prata estrangeira. Bordo recortado, corpo decorado com reservas com cenas galantes, concheados, aletas e enrolamentos vegetalistas. Com duas asas lateais, assente sobre quatro pés vazados Com marca de contraste gastas, não identificadas, com mais de 50 anos,ao abrigo do Decreto-Lei n.º 44/2016. Sinais de uso e pequenos defeitos. Peso aprox.: 328 g., Comp. aprox.: 20,5 cm. € 200 / € 400

544 Açucareiro com tampa em prata portuguesa, séc. XX. Corpo em forma de urna, parcialmente gomado e decorado com gravação de enrolamentos vegetalistas. Com marca de contraste do Porto (Águia 833), de 833 milésimos. Sinais de uso e riscos. Peso aprox.: 536 g.; Alt. aprox.: 16 cm. € 200 / € 400


535

537

536

538

539

355

540

541

543 542

544


545

356

545 Par de pratos de sopa de bordo recortado, em porcelana chinesa da Companhia das Índias, reinado Qianlong (1736-1795). Decoração a azul sob vidrado, representando motivos florais. Falhas e um com cabelos e outro com bordo partido e colado. (2) Diam. aprox.: 23 cm. € 100 / € 150

546

546 Conjunto de três pratos em porcelana chinesa da Companhia das Índias, de diferentes decorações, representando figuras em jardim a azul sob vidrado, “rouge de fer” e dourado; paisagem com vista de jardim com árvore florida e peónias em tons da família rosa; e paisagem com árvore, friso de álveolos e de cabeças de ruyi a azul sob vidrado, “rouge de fer” e dourado. Partidos e colados e com cabelos. (3) Diam. aprox. máx.: 23 cm. € 60 / € 100

546


547

547 Par de pratos em porcelana chinesa da Companhia das Índias, em tons da família verde, azul, salmão, “rouge de fer” e dourado, ao estilo das porcelanas Wucai, representando peixes, algas e conchas. Falhas no bordo e cabelo. (2) Diam. aprox.: 21,5 cm. Em nossa opinião, devido ao irisado, poderão tratar-se de peças em porcelana do reinado Kangxi (1662-1722). € 300 / € 500

548

548 Par de pratos em porcelana chinesa da Companhia das Índias, reinado Qianlong (1736-1795). Decoração em tons da família rosa, representando ao centro pássaros em ramos floridos e peónias. Aba decorada com leque, rolo chinês, ruyi e taça de ponta de rinoceronte ladeados por motivos florais. Gastos, cabelo e pequenas falhas. (2) Diam. aprox.: 22 cm. € 300 / € 600

549

549 Prato em porcelana chinesa da Companhia das Índias, reinado Qianlong (1736-1795). Decoração em tons da família rosa representando ao centro vista de jardim com peónias e outros motivos florais e friso de pontas de lança. Verso decorado com flores. Falhas. Diam. aprox.: 23 cm. € 100 / € 200

548

357


550

550 Par de pratos oitavados em porcelana chinesa da Companhia das Índias, reinado Qianlong (17361795). Decoração a azul sob vidrado, policromada e dourada representando elementos florais, vegetalistas e 358 estilizados, tendo ao centro representação de jarra com flores, rolo de pergaminho e urna com tampa. Gastos nos esmaltes, falhas. (2) Diam. aprox.: 23,5 cm. € 200 / € 400

551 Conjunto de três pratos de diferentes tamanhos em porcelana chinesa da Companhia das Índias, reinado Qianlong (1736-1795). Decoração em tons da família rosa representando jarras de flores ao centro e aba decorada com motivos florais e friso de padrão geométricos. Muitos cabelos, falhas e defeitos. (3) Diams. aprox.: 38,5 cm.; 35,5 cm.; 32 cm. € 200 / € 400

551


359

552 Travessa de bordo recortado em porcelana chinesa da Companhia das Índias, reinado de Qianlong (1736-1795). Decoração em tons da familía rosa, azul, verde e “rouge de fer” representando motivos florais, vegetalistas e motivos geométricos. Gastos nos esmaltes e pequenas falhas. Comp. aprox.: 26 cm. € 400 / € 800 553 Covilhete em forma de flor de lótus em porcelana chinesa da Companhia das Índias, reinado Qianlong (17361795). Decoração em tons da família rosa, representando motivos florais e elementos vegetalistas. Verso decorado com flores em tons de “rouge de fer”. Defeitos de fabrico, gastos e falhas. Diam. aprox.: 23 cm. € 150 / € 300

552

553


554

360

554 Conjunto de sete talheres de servir em prata portuguesa, marfinite e metal dourado e prateado, séc. XIX/XX. Cabos decorados com enrolamentos vegetalistas e flores. Com marca de contraste (Javali II), de 833 milésimos. Em estojo. Pequenos defeitos e sinais de oxidação. (7) Dim. aprox. estojo: 36,5 x 34,5 cm. € 150 / € 250

555 Conjunto de 12 colheres de sobremesa em prata americana Tiffanys, com cabos decorados com frutos e folhagens. Marcadas “Tiffanys & Co, Sterling .M”, com mais de 50 anos, ao abrigo do Decreto-Lei n.º 44/2016. Pequenos defeitos e gastos. (12) Peso aprox.: 306 g. € 100 / € 200

555

556 Faqueiro em metal prateado, ALFENIDE, completo para 12 pessoas, composto por 12 colheres de sopa, 12 garfos de carne, 12 facas de carne, 12 facas de sobremesa. 12 garfos de sobremesa, 12 colheres de sobremesa, 12 colheres de chá e 7 talheres de servir. Em estojo original (com defeitos). Gastos, defeitos e oxidação. (91) Dim. aprox. estojo: 17,5 x 47 x 30 cm. € 300 / € 600 557 Parte de faqueiro em metal prateado Mappin & Webb, composto por 12 colheres de sopa, 12 garfos de peixe, 12 facas de peixe, 12 garfos de carne, 11 garfos de sobremesa, 11 colheres de sobremesa, 7 colheres de chá e 5 colheres de servir. Junto com 11 facas de carne e 11 facas de sobremesa, de diferente modelo, com cabos em marfinite. Gastos e defeitos. (104) € 200 / € 400


556 361

557


362

558

558 Tapete de Arraiolos de grandes dimensões, em lã em tons de verde, amarelo, bege e salmão. Decoração geométrica com reservas com flores. Manchas, pequeno rasgão e pequenos defeitos. Dim. aprox.: 550 x 370 cm. € 1.000 / € 2.000 559 Conjunto de quatro cadeiras de braços D. José, em madeira de árvore de fruto. Espaldares vazados com cachaços salientes e tabela central recortada e vazada. Braços ligeiramente abertos. Cintura trapezoidal com pequeno saial entalhado. Pernas dianteiras curvas, com joelhos pronunciados decorados com motivos “rocaille”, terminando em pés de garra e bola. Decoração de gosto “rocaille” com motivos vegetalistas, rosetas, aletas e enrolamentos vegetalistas. Assentos estofados a tecido em tons de azul. Vestígios de caruncho, falhas, faltas, restauros e defeitos. (4) Alt. aprox.: 99 cm. € 1.500 / € 2.500


363 559


364

560 LAPA Manuel Lapa (1914-1979) Figuras históricas para ilustrações Conjunto de quatro guaches sobre papel Não assinados Dim. aprox.: 40 x 25 cm. € 400 / € 800


365


366

561

562

561 GRAVURA INTERIOR DE TEMPLO EGÍPCIO. THÈBES. KARNAK. Água - forte, francesa, no seu estado primitivo a negro, sobre papel. Com a seguinte legenda: «Vue Perspective Intérieure du Palais prise de l’ Est.”. Desenhada por Le Père e aberta por Coquet. Fortes picos de humidade sobretudo nas margens brancas do papel. Trata - se da estampa nº 42 do vol. III da obra: «Description de L’Égypte ou Recueil des Observations et des Recherches qui ont été faites en Egypte pendant l’ Exposition de l’Armée Française...», Paris, Imprimerie de C.L. F. Panckoucke, 1822. De grande impacto decorativo. Emoldurada. Dim. aprox. : 69 x 47 cm. € 100 / € 200

562 GRAVURA ESFINGES. THÈBES .KARNAK. Água - forte francesa, no seu estado primitivo a negro, sobre papel. Com a seguinte legenda : «Vue et Détails des Sphinx de L’Avenue des Propylées du Palais». Segundo o desenho de Chabrol e aberta por Baltard. Trata - se da estampa nº 46, do vol. III, da obra : «Description de L’ Égypte ou Recueil des Observations et des Recherches qui ont été faites en Egypte pendant l’ Expédition de l’ Armée Française» - Seconde édition, publiée par C.L. F. Panckoucke. Antiquités. Paris, Imprimerie de C.L. F. Panckoucke, 1822. Algumas manchas de humidade, de resto em bom estado de conservação e muito decorativa. Emoldurada. Dim. aprox. : 66 x 51 cm. € 100 / € 200


563 GRAVURA ARCO EGÍPCIO. THÉBES. KARNAK. Água - forte francesa, sobre papel, no seu estado primitivo a negro. Com a seguinte legenda : « Élevation Perspective de la Porte du Sud». Desenhada por Lancret e aberta por Bovinet e Texier. Com manchas de humidade, mas de fácil limpeza. Ocorre na obra : «Description de L’Égypte ou Recueil des Observations et des Recherches qui ont été faites pendant l’Expédition de l’Armée Française...», Paris, Imprimerie de C.L.F. Panckoucke, 1822. Bela, de excelente qualidade de execução e grande impacto visual. Dim.: 111 x 79 cm. € 300 / € 600

367

563

564 GRAVURA COLUNAS EGÍPCIAS. THÈBES. KARNAK. Água -forte, francesa, sobre papel, no seu estado primitivo a negro, com a seguinte legenda: «Détails des Piliers Caryatides du Temple dépendant du Palais. Détails des Colonnes de la Salle Hypostile et de la Galerie du grand Obélisque et des Stèles du Palais». Estampa desenhada por Le Père e Jomard e aberta por Moisy. Papel com algumas manchas de humidade, necessitando limpeza. De grande impacto visual. Ocorre na obra : «Description de l’ Égypte ou Recueil des Observations et des Recherches qui ont été faites en Egypte pendant l’ Exposition de l’Armée Française», Paris, Imprimerie de C.L.F.Panckoucke, 1822. Emoldurada. Dim. aprox. : 110 x 68,5 cm. € 300 / € 600 564


565

368

565 Tapete oriental em lã, decoração estilizada de motivos vegetalistas e florais, em tons de “bordeaux”, azul, corde-laranja e bege. Sinais de uso e pequenos defeitos. Dim. aprox.: 243 x 133 cm. € 400 / € 800

566 Par de cadeiras Luís XV em madeira entalhada, dourada e patinada. Decoração de motivos florais e enrolamentos. Espaldares, apoios dos braços e assentos estofados a tecido de riscas. Vestígios de caruncho. Gastos, faltas e defeitos. (2) Alt. aprox.: 90 cm. € 200 / € 400

566


567

567 Secretária estilo torcidos e tremidos, em pau-santo e outras madeiras, com onze gavetas simulando catorze. Decoração com frisos de tremidos e colunas torsas aproveitando o jogo das cores das madeiras. Manchas e defeitos. Dim. aprox.: 81 x 152 x 83 cm. € 300 / € 500

369

568 Mesa em madeira entalhada. Tampo de formato circular assente sobre cintura vazada com seis pernas torneadas e espiraladas, unidas por travamento e base circular. Pés em forma de bolacha achatada com soco. Defeitos. Alt. aprox.: 77 cm. ; Diam. aprox.: 105 cm. € 200 / € 400

568


569

569 GRAVURA Estampa inglesa, «à maneira negra», de formato eliptico, retratando a Honble.Lady Frances Ingram, segundo o quadro de Sir Joshua Reynolds e aberta e publicada por J. R. Smith em 1780, em Londres. Emoldurada. Bom estado de conservação. € 75 / € 150 370

570 GRAVURA «The Tavern Door», gravura colorida sobre papel, segundo o quadro original de G. Morland e aberta por P. R. Smith. London, Published 1789. Manchas de humidade. Emoldurada. Boa qualidade de execução. Dim. aprox.: 46 x 32 cm. € 75 / € 150

571

570

571 GRAVURA Estampa inglesa, sobre papel, «à maneira negra», de formato eliptico, retrato de Lady Beaumont, segundo o quadro de Sir Joshua Reynolds e aberta por J. R. Smith. Publicada em Londres, 1780. Bom estado de conservação. De grande qualidade de execução. Emoldurada. € 75 / € 150

572

572 LITOGRAFIAS Conjunto de duas (2) litografias francesas, coloridas, sobre papel, retratando grupos de amigos, ao ar livre, com as seguintes legendas: «Le Portier du Couvent» e «Les Aunes de Rubans» Ambas da série «Les Jeux Innocents». Paris, Lithographie Lordereau éditeur, rue St. Jacques. Sem data. Séc. XIX. De grande efeito decorativo. Manchas e picos de humidade mórmente nas margens brancas do papel e minúsculos defeitos nas duas estampas. Emolduradas. Dim.aprox. : 53,5 x 68 cm. (cada) € 100 / € 200


573 Par de lanternas de parede em folha de metal pintada em tons de encarnado e dourado. Corpos sextavados com lados de vidrinhos. Decoração com elementos vegetalistas estilizados. Electrificadas. Pequenos defeitos. (2) Alt. aprox.: 82 cm. € 300 / € 600 574 Baú de couro e pregaria. Decoração de pregaria representando enrolamentos. Cantos reforçados com aplicações em ferro. Com chave. Vestígios de caruncho e defeitos. Dim. aprox.: 42 x 117 x 52 cm. € 200 / € 400 573

371 573

574


575 Relógio de caixa alta em madeira e outros materiais. Corpo de formato arquitectónico encimado por enrolamentos e pináculos. Mostrador em esmalte branco com numeração romana a negro rodeado por elemento em folha de metal dourado cinzelado representando cena galante. Com pêndulo e pesos. Defeitos. Alt. aprox.: 240 cm. € 300 / € 500 576 Pequeno bufete estilo torcidos e tremidos em madeira exótica e castanho, com uma gaveta. Tampo saliente, cintura decorada com frisos de tremidos, pernas e travessas torneadas. Ferragens rendilhadas em metal amarelo. Pequenos defeitos. Dim. aprox.: 51 x 56 x 43 cm. € 150 / € 250

577 Tapete oriental em lã em tons de encarnado, azul, bege e cor-derosa. Profusa decoração floral e estilizada. Defeitos. Dim. aprox.: 208 x 129 cm. € 200 / € 400 578 Bufete do séc. XVIII, em pau-santo, vinhático e outras madeiras. Tampo de formato rectangular, moldurado por friso de encordoado. Cintura decorada com reservas geométricas em relevo. Pernas torneadas de torcidos, unidas por travejamento em “H”, sendo a união rematada por cubos de intersecção. Adaptações, restauros, faltas e defeitos. Dim. aprox.: 78,5 x 107 x 60 cm. € 350 / € 700

372

576

575


577 373

578


579 Par de brincos em ouro, séc. XIX. Decoração com esmaltes. Marcas de ensaiador de Lisboa, com o teor mínimo de 375 milésimos e de ourives BACC. Pequenos defeitos. (2) Peso aprox.: 5,9 g. Comp. aprox.: 3 cm. € 200 / € 400 580 Par de brincos com três corações em ouro de 800 milésimos cravejados com 18 diamantes em talhe de brilhante com o peso total aproximado de 0,90 ct. Com contraste do Porto (pós-1985). Sinais de uso. Peso aprox.: 6,7 g.; Comp. aprox.: 2 cm. € 400 / € 800

374

581 Par de brincos em forma ½ esferas em ouro de 800 milésimos, decoração martelada. Com contraste do Porto (pós-1985). Sinais de uso. Peso aprox.: 2,6 g. € 70 / € 140 582 Lote de dois fios em prata de 833 milésimos, um com malha de corda e outro de cadeado. Um com pendente de frasco de perfume, decorado com esmaltes azuis, decorados com flores. Com contraste do Porto, em uso em 1938 a 1984. Pequenos defeitos e falhas. (2) Peso aprox.: 2,1 g. € 10 / € 20 583 Fio em ouro de 800 milésimos, com malha de cordão, Com contraste de Gondomar, em uso em 1900 a 1913. Sinaisd e uso, provavelmente parte de cordão. Peso aprox.: 8,8 g. € 200 / € 400 584 Colar de pérolas de cultura (3,5~7 mm) com fecho em ouro branco, cravejado com 1 esmeralda em talhe “cabochon” e diamantes em talhe rosa. Com contraste

do Porto, em uso em 1938 a 1984. Sinais de uso. Comp. aprox.: 55 cm. € 200 / € 400 585 Corrente de relógio de algibeira, em ouro de 800 ml, malha de corrente. Com contraste do Porto em uso em 1938 a 1984. Sinais de uso. Peso aprox.: 17,6 g. € 400 / € 800 586 Trancelim em ouro de 800 milésimos, malha de elos filigranados. Sem marcas ao abrigo do Decreto-Lei n.º 44/2016. Sinais de uso. Peso aprox.: 18,8 g.; Comp. aprox.: 196 cm. € 400 / € 600 587 Fio em ouro de 800 milésimos com pendente com moldura recortada e cravejado com meias-pérolas de pedras de imitação. Com contraste do Porto, em uso em 1938 a 1984. Pequenos defeitos. (2) Peso aprox.: 4,1 g.; Comp. aprox. pendente: 4 cm. € 100 / € 200 588 Pulseira em ouro de 800 ml, com elos ocos e 10 pérolas de cultura de 6 mm. Com contraste do Porto, em uso desde 1985. Sinais de uso. Peso aprox.: 17,2 g. € 300 / € 600 589 Pulseira em ouro de 800 ml, com elos ocos e 5 contas de onixe com o diâmetro 8 mm. Com marca de contraste do Porto, em uso desde 1985, de 800 milésimos. Sinais de uso. Peso aprox.: 8,9 g. € 100 / € 200


579 580 581

582

375 583

584

585

586

587

588 589


590 376

591


377

592

590 Sagrado Coração de Jesus, escultura em alto-relevo em madeira dourada e policromada. Gastos e defeitos. Diam. aprox.: 22 cm. € 150 / € 300

591 Peanha do séc. XVIII em madeira entalhada, dourada e marmoreada em tons de encarnado e verde. De formato arquitectónico, decorada com motivo vegetalista ao centro. Restauros e defeitos. Alt. aprox.: 23 cm. € 150 / € 250

592 Última Ceia, escultura em bronze dourado, em baixo-relevo. Com inscrição: “AMEN DICO VOBIS QUIA UNUS VESTRUM ME TRADITURUS EST. MATTEO. C - XXVII”. Pequenos defeitos. Dim. aprox.: 53 x 82,5 cm. € 300 / € 500


378

593


593 Oficina europeia Nossa Senhora com o Menino Jesus Óleo sobre tela Dim. aprox.: 99 x 79 cm. Restaurado e defeitos. € 200 / € 400 594 Oficina do séc. XIX Cristo com pão e cálice Óleo sobre tela Assinado Dim. aprox.: 62 x 51 cm. Assinatura com falhas. Verso com inscrição. Restauros e defeitos. € 200 / € 400

379

594

595 Cópia de Federico Mário Giappo segundo original de Luca Giordano São Francisco de Paula Óleo sobre tela Assinado Dim. aprox.: 75 x 58,7 cm. Verso com informações sobre a obra. € 150 / € 300 595


596

380

596 Forma para pudim em cobre, do séc. XVIII. Com iniciais “N.P.”. Com argola de suspender. Pequenos defeitos e vestígios de oxidação. Alt. aprox.: 16 cm.; Diam. aprox.: 29,5 cm. € 500 / € 1.000 597 Par de remates esféricos em vidro rubi e translúcido, decoração lapidada, com frisos e motivos

geométricos. Bases em metal. Sinais de uso. (2) Alt. aprox.: 22 cm. € 350 / € 450 598 Candeeiro de mesa a petróleo, em vidro em tons de rubi e branco. Com montagens em bronze com elementos vegetalistas. Base recortada em pedra. Electrificado. Pequenos defeitos. Alt. aprox.: 50 cm. € 80 / € 120

598

597


599

599 Taça em cristal, marcada “Art Vannes France”. Sinais de uso. Comp. aprox.: 68,5 cm. € 50 / € 100 599A Decanter em vidro ATLANTIS. Falta da base. Marcado. Sinais de uso. Alt. aprox.: 27 cm. € 30 / € 50

600 Conjunto de prato para bolo e oito taças com pires em vidro de Murano(?). Decoração a dourado. (17) Diam. aprox. máx.: 34,5 cm. € 100 / € 200

381

599A

600


601 382

601 Kunisada I UTAGAWA (1786-1865) Figuras Japonesas Conjunto de duas xilogravuras coloridas sobre papel do conto japonês “Sono Sugata Yukari no Utsushi-e” (Magic Lantern Slides of that Romantic Purple Figure) Assinado Dim. aprox.: 24 x 35,5 cm. Defeitos. € 350 / € 500

602 Kunisada I UTAGAWA (1786-1865) Figuras Japonesas Conjunto de três xilogravuras coloridas sobre papel do conto japonês “Sono Sugata Yukari no Utsushi-e” (Magic Lantern Slides of that Romantic Purple Figure) Assinado Dim. aprox.: 24 x 35,5 cm. Defeitos. € 500 / € 1.000

601

603 Kunisada I UTAGAWA (1786-1865) Figuras Japonesas Conjunto de duas xilogravuras coloridas sobre papel do conto japonês “Sono Sugata Yukari no Utsushi-e” (Magic Lantern Slides of that Romantic Purple Figure) Assinado Dim. aprox.: 24 x 35,5 cm. Defeitos. € 350 / € 500


602

383

602

603


604 Anel Art Déco em ouro de 800 milésimos e prata de 833 milésimos cravejado com rubis sintéticos e 4 diamantes em talhe rosa. Com contraste do Porto (1938-1984). Sinais de uso. Peso aprox.: 10,2 g.; Tam. aprox.: 20. € 240 / € 500 605 Anel em ouro cinzelado, cravejado com 10 rubis em talhes gota e oval e 1 diamante em talhe antigo de brilhante com o peso aproximado de 0,15 ct. Sem marcas ao abrigo do Dec. Lei 44/2016. Sinais de uso. Peso aprox.: 5,2 g.; Tam. aprox.: 1. € 250 / € 500 606 Fio em ouro de 800 milésimos, com contraste do Porto 1887-1937, com cruz de ouro cravejada com pequenas ½ pérolas naturais. Sinais de uso. Peso aprox.: 3,4 g. Comp. aprox. cruz: 4 cm. € 80 / € 160

384

607 Pulseira em ouro de 800 milésimos, elos ovais em forma de flor estilizada. Com contraste do Porto 1887-1937. Sinais de uso. Peso aprox.: 10,9 g.; Comp. aprox.: 20 cm. € 250 / € 500 608 Fio em ouro de 800 milésimos, malha de elos. Com contraste do Porto pós-1985. Sinais de uso. Peso aprox.: 5,6 g. € 130 / € 260 609 Fio em ouro de 800 milésimos, malha de elos em “8”. Com contraste do Porto 1938-84. Sinais de uso. Peso aprox.: 6,3 g. € 140 / € 280 610 Fio em ouro de 800 milésimos com dois pendentes de tamanhos diferentes em forma de coração. Com contraste do Porto (pós-1985). Peso apox.: 6,1 g. € 140 / € 280 611 Fio em ouro de 800 milésimos, malha de cadeado e fusos, com pendente em forma de coração. Com contraste do Porto 1938-84. Sinais de uso. Peso aprox.: 6,4 g. € 150 / € 300


604 605

606

607

608

609

610

611

385


612 RICO Maria Toscano Rico (n. 1919) “Cortes Baratos” Óleo sobre platex Assinado e datado de 1972 Dim. aprox.: 55 x 46 cm. € 200 / € 300

612

386

613 ZECA Zeca Risques Pereira (1934-2009) Técnica mista sobre cartolina Assinado e datado 1991 Dim. aprox.: 104 x 70 cm. Não emoldurado. € 300 / € 500 613


614 MARTINS LHANO Francisco Manuel MARTINS LHANO (1926-198?) “Noiva e família” Esmalte sobre cobre Não assinado Dim. aprox.: 40,5 x 29 cm. Verso com etiqueta com o nome do autor. € 100 / € 150

387

614

615 AYRES FERREIRA (n. 1910) “Catedral de Huesco” Óleo sobre platex Assinado Dim. aprox.: 38 x 46 cm. Verso com etiqueta com indicações sobre a obra. € 200 / € 300 615


388

616

616 BARTOLOMEU CID Bartolomeu Cid dos Santos (1931-2008) “Submerged City” Gravura sobre papel Assinado, edição “Print proof” n.º 9/12 Dim. aprox.: 55,5 x 40 cm. € 150 / € 250

617

617 ILDA DAVID (n.1955) Verguinha trabalha Técnica mista sobre papel Assinada e datada de 2000 Dim. aprox.: 28 x 18,5 cm. € 200 / € 300

618 NORONHA DA COSTA Luís Mário Azevedo Noronha da Costa (n.1942) Serigrafia sobre papel Edição 126/150 Assinado Dim. aprox.: 59 x 58,5 cm. € 100 / € 200


619

618

389

620

621

619 JÚLIO POMAR Júlio Artur da Silva Pomar (n.1926) Serigrafia sobre papel Assinado, não numerada Dim. aprox.: 31 x 29 cm. Esta obra foi oferecida pelo artista a Gérard Castello Lopes. € 150 / € 250

620 RICO SEQUEIRA Américo Sequeira Coelho (n. 1954) Guache sobre papel Assinado e datado de 1983 Lisboa Dim. aprox.: 25 x 40,5 cm. € 200 / € 400

621 JÚLIO POMAR Júlio Artur da Silva Pomar (n.1926) Gravura sobre papel Assinada, edição n.º 37/99 Dim. aprox.: 16 x 21 cm. € 100 / € 150


390

622

623

624

625

622 Libra Rainha Vitória em ouro, 1877. Gastos e defeitos. Peso aprox.: 23,9 g.; Diam. aprox.: 2,2 cm. Em ouro de 916 milésimos. € 240 / € 500 623 Libra Rainha Vitória em ouro, 1881. Gastos e defeitos. Peso aprox.: 23,9 g.; Diam. aprox.: 2,2 cm. € 240 / € 500

626 Anel em ouro de 800 milésimos cravejado com 3 safiras em talhe navette e 12 diamantes em talhe de brilhante com o peso total aproximado de 0,40 ct. Com contraste do Porto (pós-1985). Sinais de uso. Peso aprox.: 6,5 g; Tam. aprox.: 19. € 300 / € 600

624 Pendente “1/2 Libra de 1883” com aro em ouro de 800 milésimos. Com contraste do Porto (19381984). Sinais de uso. Peso aprox.: 5,5 g.; Diam. aprox. total: 2 cm. € 160 / € 300

627 Anel em ouro de 800 milésimos cravejado com 3 esmeraldas em talhe navette e 50 diamantes em talhe de brilhante com o peso total aproximado de 0,50 ct. Com contraste do Porto (pós-1985). Sianais de uso. Peso aprox.: 3,3 g; Tam. aprox.: 14. € 150 / € 300

625 Libra Rainha Vitória em ouro, 1900. Gastos. Peso aprox.: 23,9 g.; Diam. aprox.: 2,2 cm. Em ouro de 916 milésimos. € 240 / € 500

628 Anel em ouro bicolor de 800 milésimos, cravejado com 14 diamantes em talhe de brilhante com o peso total aproximado de 0,14 ct. Com contraste do Porto (pós-1985). Sinais de uso.

Peso aprox.: 5,9 g; Tam. aprox.: 11,5. € 200 / € 400

Sinais de uso. Peso aprox.: 15,7 g. € 370 / € 700

629 Lote de dois alfinetes de gravata em ouro e prata, de modelos diferentes, sendo um cravejado com pérola e diamantes em talhe 8/8 e outro com 1 diamante em talhe de brilhante, com o peso aproximado de 0,15 ct. Fabrico com mais de 50 anos, sem marcas, ao abrigo do Decreto-Lei n.º 44/2016. Pequenos defeitos. (2) Peso aprox.: 3,9 g.; Comp. aprox.: 6,8 cm. e 7,2 cm. € 60 / € 80

632 Conjunto de dois pares de botões de punho de diferentes modelos, sendo um par em ouro de 375 milésimos, com marcas inglesas e cerca de 8,9 g.; e outro em metal dourado. Pequenos defeitos. (4) € 100 / € 200

630 Cordão em ouro de 800 milésimos. Com contraste do Porto (pós-1985). Sianais de uso. Peso aprox.: 32,2 g.; Comp. aprox.: 200 cm. € 780 / € 1.000 631 Fio em ouro de 800 milésimos, malha de trancelim. Com contraste do Porto (pós-1985).

633 Par de argolas em ouro de 800 milésimos, decoração espiralada. Com contraste do Porto (pós-1985). Sinais de uso. Peso aprox.: 5,8 g. € 140 / € 280 634 Pendente “Coração” em ouro de 800 milésinmos, decorado com esmaltes e cravejado com esmeraldas e diamantes em talhe de brilhante. Com contraste do Porto (pós-10985) e marca de fabricante TOPÁZIO. Sianais de uso. Peso aprox.: 11,6 g. € 270 / € 400


626

627

628

629

630

391

631

632

632

633

634


635

636

392

637

635 DIAS Nelson Teixeira (1940-1993) Técnica mista com colagens sobre papel Assinado e datado de 1988 Dim. aprox.: 28 x 20 cm. € 150 / € 250

636 AMADO Maria Fernanda Amado (n.1940) Óleo sobre platex Assinada Dim. aprox.: 54 x 46 cm. € 200 / € 400

637 ZULMIRA OLIVA Técnica mista sobre papel Assinada e datada 1963 (?) Dim. aprox.: 69,5 x 103 cm. € 100 / € 200


638

393

638 FIGUEIREDO SOBRAL José Maria Figueiredo Sobral (n.1926) Técnica mista com metal, sobre platex Assinada, verso com indicação de local “Rossio-Lisboa” Dim. aprox.: 70 x 100,5 cm. Verso com indicações sobre a obra. Vestígios de caruncho na grade. € 200 / € 300 639 RICO SEQUEIRA Américo Sequeira Coelho (n. 1954) “Fernando Pessoa” Óleo sobre tela Assinado e datado de 1998 (?) Dim. aprox.: 35 x 27 cm. Verso com indicação de título. Proveniência: € 400 / € 800 639


640 DAVID DE ALMEIDA (n. 1945) Técnica mista com colagens sobre papel Assinada e datada de 1985 (?) Dim. aprox.:39 x 26 cm. € 400 / € 600

394

640

641 FORTES Victor Fortes (n. 1943) Técnica mista sobre papel Assinado e datado de 1972 Dim. aprox.: 70 x 50 cm. € 300 / € 500 641


395

642

642 MONIZ PEREIRA João Gomes Moniz Pereira (n. 1920) Óleo sobre tela Assinado e datado de 1972 Dim. aprox.: 65,5 x 81 cm. € 400 / € 600


396

643

643 PEDRO ROCHA (n. 1945) Óleo sobre tela Assinado e datado de 1974, frente e verso Dim. aprox.: 83 x 70 cm. Restauro. € 400 / € 600

644 LIMA DE FREITAS José Lima de Freitas (1927-1998) As idades da vida Tinta-da-China sobre papel Assinado e datado de 1969 Dim. aprox.: 57 x 91 cm. € 500 / € 800

645 CECÍLIA DE SOUSA (n.1937) Escultura em barro vidrado em tons de azul e preto Assente sobre base em acrílico Assinada Alt. aprox. escultura: 38,5 cm. Alt. aprox. total: 41,5 cm. € 100 / € 200


644

645

397


646 Par de brincos ditos “à Rainha” em ouro de 800 milésimos, com fechos de tarracha. Com contraste do Porto, em uso em 1938 a 1984. Pequenos defeitos. (2) Peso aprox.: 11,6 g.; Comp. aprox.: 6,4 cm. € 280 / € 500 647 Fio em ouro de 800 milésimos, em malha de cordão, com medalha pendente de Nossa Senhora da Conceição em esmaltes. Com contraste de Gondomar, em uso em 1900 a 1913. Defeitos e fissuras na medalha (2) Peso total aprox.: 8,4 g. € 180 / € 260 648 Lote de dois anéis em ouro, de diferentes modelos, sendo um com monograma e outro com safira sintética, séc. XX, estando a safira solta. Fabrico com mais de 50 anos, séc. XX, sem marcas, ao abrigo do Decreto-Lei n.º 44/2016. Defeitos. (2) Peso bruto aprox.: 18,7 g.; Tam.: 10 e 16 € 360 / € 500

398

649 Alfinete em forma de flor em ouro de 750 milésimos, com decoração gravada, com aplicação de pérola de cultura, séc. XX. Sem marcas, ao abrigo do Decreto-Lei n.º 44/2016. Peso aprox.: 6,5 g.; Comp. aprox.: 5,5 cm. € 140 / € 220 650 Pulseira de inicio do séc. XX adaptada a colar. Elos em forma de pequenas flores, com fio malha de barbela. Sinais de uso. Peso aprox.: 18,5 g. € 430 / € 860 651 Pulseira em ouro de 800 milésimos. Com contraste do Porto 1938-84. Sinais de uso. Peso aprox.: 42,9 g.; Comp. aprox.: 21 cm. € 1.000 / € 2.000 652 Pulseira malha de barbela em ouro de 800 milésimos. Com contraste do Porto 1938-84. Sinais de uso. Peso aprox.: 9,1 g.; Comp. aprox.: 19,5 cm. € 200 / € 400 653 Alfinete de peito em forma de duas folhas em ouro de 800 milésimos. Com contraste do Porto pós-1985. Sinais de uso. Peso aprox.: 15,1 g.; Comp. aprox.: 8 cm. € 350 / € 700


646

647

648

649

399

650

651

653 652


654

Verso

400

655

654 Atribuído a MARTINS DA COSTA (JOÃO) (1921-2005) Figuras a jogar xadrez Técnica mista sobre platex Não assinado Dim. aprox.: 33,5 x 24 cm. Verso com desenho representando figura a tocar violino. Com etiquetas. € 100 / € 200

656

655 ALMADA NEGREIROS José de Almada Negreiros (1893-1970) “Quasi” Gravura sobre papel Assinada, edição n.º IV/XXX Dim. aprox.: 44 x 44 cm. Manchas de humidade. € 300 / € 500

656 JÚNIOR Agostinho Mello (1914) Técnica mista sobre papel Assinado Dim. aprox.: 14,5 x 13 cm. € 200 / € 400


401

657 MÁRIO AUGUSTO (1895-1941) Estudo do quadro “Doce” Desenho a carvão sobre papel Assinado e datado de 1929 Dim. aprox.: 32 x 61 cm. € 700 / € 1.000


402

658

658 Salva estilo D. João V em prata portuguesa, séc. XIX/XX. Bordo recortado e decorado com concheados, flores e enrolamentos, com orla gravada, assente sobre quatro pés de garra e bola. Com contraste do Porto (Javali II), de 833 milésimos, Monteiro. Pequenos defeitos e sinais de uso. Peso aprox.: 1382 g.; Diam. aprox.: 42,5 cm. € 600 / € 1.000

659 Par de candelabros de três lumes em prata portuguesa, séc. XIX. Corpo decorado com motivos

estilizados guilhochados e puncionados de motivos estilizados, com enrolamentos vegetalistas e base com reserva com moldura de motivos vegetalistas e aletas. Assente em quatro pés de garra. Com marca de contraste do Porto (P-82 ou variante), em uso em c.1877 a 1881 e marca de ourives A.P.C. (P-169), não identificado, datável de 1877 a 1881. Gastos, defeitos e restauros. (2) Peso aprox. total: 1768 g.; Alt. aprox.: 41 cm. € 1.000 / € 2.000

660 Serviço de chá e café em metal

prateado, composto por cafeteira, bule, açucareiro e leiteira. Corpo liso decorado com aplicação de monograma a dourado. Marcados S. Mills. Junto com tabuleiro em metal prateado, de diferente modelo, de formato rectangular com os cantos cortados. Pequenos defeitos, riscos e gastos. (5) Alt. máx. aprox.: 17,5 cm.; Comp. aprox. tabuleiro: 61 cm. € 200 / € 300

661 Açucareiro com tampa em prata portuguesa, séc. XX/XXI, de corpo liso. Com marca de contraste (Águia


660

659

660

659

660 661

403

925), 1º título, de 925 milésimos. Sinais de uso. Peso aprox.: 220 g.; Alt. aprox.: 12 cm. € 80 / € 120 662 Pequena arca, adaptada a caixa licoreiro, em diversas madeiras embutidas, da Casa Cayres. Decoração de filetes geométricos e reservas com búzios. Interior com estrutura forrada a veludo amarelo, com duas garrafas e quatro copos em cristal ATLANTIS, com decoração lapidada. Defeitos e pequenas falhas nos copos. Dim. aprox. caixa: 24 x 39 x 29,5 cm. € 200 / € 400

662


Lote 117


405


406


407

Lote 214


408

Lote 237


409

Lote 239


410


411

Lote 171


412


413

Lote 193


414

Lote 201


415

Lote 147


ÍNDICE DE AUTORES AUTHOR’S INDEX

ABEL MANTA (1888-1982)

108

Eugène ARBEIT (1825-1900)

296

ACÁCIO LINO (1878-1956)

439

Eugène ISABEY (1803-1886)

430

Affortunato GORY (1895-1925)

170

FALCÃO TRIGOSO (1879-1956)

441

Albert-Ernest Carrier-Belleuse (1824-1887)

166

FIGUEIREDO SOBRAL (n.1926)

396, 638

ALFREDO KEIL (1851-1907)

209

FORTES, Vitor Fortes (n. 1943)

ALMADA NEGREIROS (1893-1970)

655

FRANCIS SMITH (1881-1961)

ALVES DE SÁ (1878 - 1982)

62, 63

FRANCISCO MAYA (1915-1993)

440

AMADO, Maria Fernanda Amado (n.1940)

636

GAMA, Miguel Telles da Gama (n.1965)

463

Andy WARHOL (1928-1987)

411

GRAÇA MORAIS (n. 1948)

462

ANTÓNIO ARAÚJO (n.1932)

107

HIGINO MENDONÇA (séc. XIX-1920)

388

ARMANDO DE LUCENA (1886-1975)

149

HOGAN, João Manuel Navarro Hogan (1914-1988) 96

AVELAR, Pedro Avelar (n.1945) 416

54, 55

641

397, 460, 464

ILDA DAVID (n.1955)

5, 617

AYRES FERREIRA, (n. 1910)

615

JAVIER RUIZ PÉREZ

410

BALTAZAR TORRES (n.1961)

408

JOÃO PEIXOTO

428

BARTOLOMEU CID (1931-2008)

616

JOSÉ DE GUIMARÃES (n. 1939)

BOBONE, Vasco D’Orey (n. 1944)

119

José NÚNCIO (n. 1938)

252

CARLOS CARREIRO (n. 1947)

228

JÚLIO POMAR (n.1926)

10, 11, 156, 619

CASANOVA, Enrique Casanova (1850-1913)

163

Kunisada I UTAGAWA (1786-1865)

CASTILHO, Júlio de Castilho (1840-1919) CECÍLIA DE SOUSA, (n.1937) COSTA PINHEIRO (1932-2015)

66

601, 602, 603

35

LAPA, Manuel Lapa (1914-1979)

560

645

Leopoldo GOTUZZO (1887-1983)

208

220, 226, 227, 398

LIMA CRUZ (1908-1985)

36, 118

CRUZEIRO SEIXAS (n. 1920)

395

LIMA DE FREITAS (1927-1998)

644

DARIO ALVES (n. 1940)

106

LINO ANTÓNIO (1927-1996)

409

DAVID DE ALMEIDA (n. 1945)

640

LUÍS LEMOS, (n. 1954)

David ROBERTS (1796-1864)

193

MALUDA, Maria de Lurdes Ribeiro (1934-1999)

238

DIAS, Nelson Teixeira (1940-1993)

635

MANUEL AMADO (n. 1938)

237

DOURDIL (1914-1992)

392

MANUEL BAPTISTA (n. 1936)

225

EDUARDO ROMERO ( 1888-1939)

113

MANUEL SAN PAYO (n. 1958)

465

Élisée MACLET (1881-1962)

295

MANUELA JORGE (n. 1938)

399

ESPIGA PINTO (1940-2014)

414

MARGARIDA CEPÊDA

468

22


MÁRIO AUGUSTO (1895-1941)

657

RAUL PEREZ (n.1944)

15

MARTINS DA COSTA (1921-2005)

654

RAUL PEREZ (n.1944)

97

MARTINS LHANO (1926-198?)

614

RICO SEQUEIRA (n. 1954)

MATSINHE, Inácio Matsinhé (n.1945)

415

RICO, Maria Toscano Rico (n. 1919)

620, 639 612

MELLO JÚNIOR, Agostinho Mello Júnior (n.1914) 656

ROGÉRIO AMARAL (1927-1996)

23

MENDONÇA, Fátima Mendonça (n.1964)

ROGÉRIO RIBEIRO (1930-2008)

56, 466

224

MESQUITA E CARMO (n.1939)

41

RUI CUNHA (n.1942)

221, 222, 459

MOITA MACEDO, José Albano Pontes Santos Moita

RUI FILIPE (1928-1996)

Morais de Macedo (1930 - 1983)

393

SAN PAYO, Nuno San Payo (n. 1926)

467

MONIZ PEREIRA (n. 1920 )

642

Sara ANAHORY (1970)

412

SOARES DOS REIS (1847-1889)

167

Terence ALEXANDER (séc. XX)

389

MURTEIRA, Jaime Murteira (1910 - 1986)

164, 165

NEVES E SOUSA (1921-1995)

218, 525

NORONHA DA COSTA (n.1942)

32, 618

6

PEDRO LEITÃO (1922-2009)

469

PEDRO PROENÇA (n. 1962)

30

VIDIGAL, Ana Vidigal (n. 1960)

461

PEDRO ROCHA (n. 1945)

643

VIEIRA DA SILVA (1908-1992)

394

PEDROSO (1825-1890)

438

VITOR FORTES (n. 1943)

400

Zeca RISQUES PEREIRA (1934-2009)

613

Peter Christian HOLM (1823-1888) Raul CARAPINHA (1876-1956)

33

TOM, D. Tomás de Mello, (1906-c.1990)

239, 240

114

AS PEÇAS EM PRATA COM MARCAS DE CONTRASTE MUNICIPAL ANTERIORES A 1887, TÊM O TEOR MÍNIMO DE 375 MILÉSIMOS CONTRASTES PORTUGUESES EM VIGOR DESDE 1887 ATÉ AOS DIAS DE HOJE

Marca de contraste (Javali II), em uso de 1887 a 1938, e marca de ourives da mesma época. Marca de contraste (Javali I), 1º título, em uso de 1887 a 1938, e marca de ourives da mesma época. Marca de contraste (Águia 833), em uso de 1938 a 1985, e marca de ourives da mesma época. Marca de contraste (Águia 916), 1º título, em uso de 1938 a 1985, e marca de ourives da mesma época. Com marca de contraste (Águia 835), em uso desde 1985, e marca de ourives da mesma época. Com marca de contraste (Águia 925), 1º título, em uso desde 1985, e marca de ourives da mesma época.

417


INFORMAÇÕES GERAIS GENERAL INFORMATION

ro

ado

r da

Rua d o Loreto

www.pcv.pt

418 MARCAÇÃO

DE AVALIAÇÕES

PAGAMENTO DOS LOTES ADQUIRIDOS

Praça s Camõe

Luís de

Largo do Chiado

Elev

Calçada do Combro, 38 A - 1º 1200-114 Lisboa - Portugal tel: +351 213 242 980 fax: +351 213 426 536 email: mail@pcv.pt

Rua da Misericór dia

Rua da

do Comb

Rosa

Soriano

Calçada

Bica

LOCALIZAÇÃO PALÁCIO DO CORREIO VELHO

Rua Lu z

Rua do Sé

Todos os dias úteis das 9h30 às 13h30 e das 14h30 às 18h00

culo

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

Cais do Sodré

Sempre que pretenda agendar uma avaliação dentro ou fora do Palácio do Correio Velho, deverá contactar-nos, através do telefone +351 213 242 980 ou enviando um e-mail para mail@pcv.pt. Os lotes adquiridos poderão ser liquidados por multibanco, cartão de crédito, cheque, transfe-rência bancária ou numerário. Se optar por transferência bancária, deverá colocar sempre como referência o nº da sua factura e utilizar os seguintes elementos: BENEFICIÁRIO Palácio do Correio Velho, SA BANCO Millenium bcp BALCÃO Centro de Empresas - Lisboa IBAN PT50 0033 0000 00233120974 05 SWIFT CODE B C O M P T P L

LEVANTAMENTO DOS LOTES ADQUIRIDOS

Os lotes adquiridos deverão ser recolhidos até 8 (oito) dias após a data do leilão, mas nunca antes do pagamento ao Palácio do Correio Velho do montante total em dívida. A entrega de lotes de maior dimensão deverá ser previamente agendada com o serviço de apoio a clientes, contactando para o efeito o Sr. Pedro de Freitas Gomes, através dos telefones +351 969 448 627 ou + 351 213 242 980.

ORDENS DE COMPRA E LICITAÇÕES TELEFÓNICAS

Se não puder estar presente no leilão, não se esqueça de preencher o formulário ordem de compra e licitação telefónica ou acompanhar o Leilão ao vivo através da plataforma Invaluable ( www.invaluable.com ).

Importante: a informação aqui disponibilizada não substitui nem dispensa a leitura das Condições Negociais do Palácio do Correio Velho, também publicadas nos catálogos dos Leilões.


ORDEM DE COMPRA / LICITAÇÃO TELEFÓNICA ABSENTEE / TELEPHONE BIDDING SLIP DATA I DATE

HORA I TIME

RAQUETE Nº I PADDLE NUMBER

RECEBIDO POR I RECEIVED BY

IMPORTANTE : Clientes que nunca tenham comprado no Palácio do Correio Velho deverão anexar cópia de documento de identificação e do cartão de contribuinte IMPORTANT : Bidders who have never previously purchased at Palácio do Correio Velho should attach a copy of their ID document and VAT number

349

Nº DO LEILÃO I AUCTION NUMBER

TÍTULO DE VENDA I SALE TITLE

Antiguidades, Arte Moderna e Contemporânea

NOME PARA FACTURA I INVOICE NAME Nº CLIENTE I CLIENT NUMBER

CONTRIBUINTE FISCAL I VAT NUMBER

EMAIL

CIDADE I CITY

PAÍS I COUNTRY

MORADA I ADDRESS -

CÓDIGO POSTAL I ZIP CODE

NOME PARA CONTACTO I CONTACT NAME TELEFONES PARA LICITAÇÃO TELEFÓNICA I TELEPHONE NUMBERS DURING THE SALE

Por favor preencha de forma clara e envie-nos este impresso o mais cedo possível, pois, no caso de propostas de igual valor, terá preferência a que for recepcionada em primeiro lugar. As ordens de compra e licitações telefónicas deverão ser recebidas pelo Palácio do Correio Velho até 4 horas antes do início do leilão. Please complete and return this form as quickly as possible, because in the event of two identical bids being received, the first bid received shall prevail. Bids should be submitted at least 4 hours before the auction. Nº DO LOTE LOT NUMBER

VALOR MÁXIMO € MAXIMUM AMOUNT €

DESCRIÇÃO DO LOTE LOT DESCRIPTION

LICITAÇÃO ESCRITA I WRITTEN BID

Nº DO LOTE LOT NUMBER

VALOR MÁXIMO € MAXIMUM AMOUNT €

DESCRIÇÃO DO LOTE LOT DESCRIPTION

LICITAÇÃO TELEFÓNICA I TELEPHONE BID

PÓS-LEILÃO I AFTER SALE

ORDEM DE COMPRA RECEBIDA POR TELEFONE | ABSENTEE BID RECEIVED BY PHONE Para licitações adicionais, anexe uma nova página I For additional bids, please attach a separate page. Concordo com as Condições Negociais do Palácio do Correio Velho e com as condições para as ordens de compra e licitações telefónicas, publicadas no verso deste impresso, nos catálogos deste leilão e no site da Empresa, em www.pcv.pt . I agree with Palácio do Correio Velho’s terms and conditions of sale and the information set out in the absentee and telephone bidding terms and conditions, published on the back of this form, in the auction catalogues and on the Company website, at www.pcv.pt .

Data I Date

Assinatura I Signature

PALÁCIO DO CORREIO VELHO - LEILÕES E ANTIGUIDADES, S.A. Calçada do Combro, 38 A - 1º . 1200-114 Lisboa, Portugal | tel +351 213 242 980 | fax +351 213 426 536 | email mail@pcv.pt

419


CONDIÇÕES PARA ORDENS DE COMPRA

ABSENTEE AND TELEPHONE BIDDING TERMS

E LICITAÇÕES TELEFÓNICAS

AND CONDITIONS

Por favor envie as suas ofertas o mais cedo possível antes de cada leilão, pois, no caso de propostas de igual valor, terá preferência a que for recepcionada em primeiro lugar. As Ordens de Compra e Licitações Telefónicas deverão ser recebidas pelo Palácio do Correio Velho até 4 horas antes do início do leilão.

Please send your bids as quickly as possible before each auction, because in the event of two identical bids being received, the first bid received shall prevail. Absentee and Telephone Bids should be received by Palácio do Correio Velho at least 4 hours before the start of the auction.

Os clientes licitantes bem sucedidos receberão uma factura detalhada, com as suas compras e instruções de pagamento.

Successful bidders will receive an itemised invoice, specifying their purchases and payment instructions.

Todas as licitações estão sujeitas às Condições Negociais do Palácio do Correio Velho que se encontram impressas no catálogo do leilão, bem como no site www.pcv.pt.

All bids are subject to Palácio do Correio Velho’s Terms and Conditions of Sale, printed in the auction catalogue and available in the site www.pcv.pt.

O Palácio do Correio Velho solicitará aos seus novos clientes o fornecimento de uma prova de identidade, através da entrega de um documento oficial que contenha uma fotografia, tal como o passaporte, cartão de cidadão ou bilhete de identidade.

Palácio do Correio Velho requires proof of identity for new clients, via an official document containing a photo - such as a passport, identity card or driver’s license.

O Palácio do Correio Velho usará a informação prestada pelos seus clientes para a organização dos seus leilões e outros serviços relacionados com a sua actividade e marketing, bem como para gerir e operar o seu negócio, de acordo com a lei. Ao concordar com estas condições, os clientes aceitam o tratamento dos seus dados pessoais pelo Palácio do Correio Velho. A qualquer momento os clientes podem impedir a utilização dos seus dados pessoais para fins comerciais, mediante notificação enviada ao Palácio do Correio Velho.

Palácio do Correio Velho will use the information provided by its clients to organize its auctions and related and marketing services, and manage and operate its business, in accordance with prevailing legislation. Upon agreeing with these terms and conditions, clients agree that Palácio do Correio Velho may process their personal data. Clients may refuse use of their personal data for marketing purposes at any time, by notifying Palácio do Correio Velho.

De acordo com as Condições Negociais do Palácio do Correio Velho, os licitantes bem sucedidos pagarão uma comissão sobre o preço de martelo, como parte do valor total da compra.

In accordance with Palácio do Correio Velho’s Terms and Conditions, a buyer’s premium will be added to the successful bid price and is payable by the Buyer as part of the total purchase price.

Este serviço é gratuito e confidencial.

This service is free and confidential.

420

ORDENS DE COMPRA

WRITTEN BIDS

Por favor registe com precisão os números dos lotes, descrições e o valor de martelo máximo que está disposto a pagar por cada lote.

Please record accurately the lot numbers, descriptions and the top hammer price you are willing to pay for each lot.

As Ordens de Compra, quando solicitadas por telefone são aceites por conta e risco do cliente e deverão ser confirmados por carta, fax ou e-mail.

Telephone calls from absentee bidders will be accepted only at the caller’s risk and must be confirmed by letter, fax or e-mail.

As Ordens de Compra serão executadas ao melhor preço, respeitando outros lances ou reservas.

Bids are to be executed for the lowest price as is permitted by other bids or reserves.

LICITAÇÕES TELEFÓNICAS

TELEPHONE BIDS

Por favor indique de forma clara o número de telefone para contacto no momento do leilão, incluindo o código do País. Ligar-lhe-emos momentos antes do lote ser apresentado em leilão.

Please clearly specify the telephone number on which you may be reached at the time of the sale, including the country code. We will call you from the saleroom shortly before your lot is offered.

De acordo com as Condições Negociais do Palácio do Correio Velho, uma ordem de licitação telefónica implica que o comprador aceita, pelo menos, a aquisição do lote pelo valor da estimativa mínima, mesmo em caso de impedimento da ligação telefónica. As licitações por telefone ficarão condicionadas à disponibilidade das linhas telefónicas do Palácio do Correio Velho. O acesso às licitações telefónicas implica o preenchimento, assinatura e entrega do impresso até 4 horas antes do início do leilão. Nem o Palácio do Correio Velho nem nenhum dos seus colaboradores poderá ser responsabilizado por erros ou falhas na execução deste serviço de licitações, quer por deficiência nas ligações telefónicas, quer por dificuldades na recepção da licitação ou na sua transmissão ao pregoeiro.

According to Palácio do Correio Velho Conditions of Sale, a telephone bid order implies that the bidder accepts to purchase the lot for the lower estimate, as his first bid, even if unable to place the telephone call. Telephone bids are limited to the availability of telephone lines at Palácio do Correio Velho. Telephone bidders must complete, sign and deliver the telephone bid form at least 4 hours prior to the auction. Neither Palácio do Correio Velho nor any of its employees can be liable for any error or failure for the fulfilment of the bidding service, either by bad telephone connection or difficulty in transmitting information to the auctioneer.

PALÁCIO DO CORREIO VELHO - LEILÕES E ANTIGUIDADES, S.A. Calçada do Combro, 38 A - 1º . 1200-114 Lisboa, Portugal | tel +351 213 242 980 | fax +351 213 426 536 | email mail@pcv.pt


TÍTULO DE SUBSCRIÇÃO ANUAL DE CATÁLOGOS ANNUAL CATALOGUE SUBSCRIPTION

NOME I NAME CONTRIBUINTE FISCAL I VAT NUMBER MORADA | ADDRESS

-

CÓDIGO POSTAL I ZIP CODE

CIDADE I CITY

PAÍS I COUNTRY

E-MAIL

TELEMÓVEL I MOBILE

TELEFONES I TELEPHONES PALÁCIO DO CORREIO VELHO

421

Leilão de Antiguidades Arte Moderna e Contemporânea

LEILÃO 349 I MAIO 2017 CATÁLOGOS DE ARTE ART CATALOGUES PORTUGAL

€230

EUROPA I EUROPE

€300

OUTROS PAÍSES I OTHER COUNTRIES

€400

BENEFICIÁRIO Palácio do Correio Velho, SA BANCO Millenium bcp BALCÃO Centro de Empresas - Lisboa IBAN PT50 0033 0000 00233120974 05

NUMERÁRIO I CASH CHEQUES À ORDEM DE I BANK CHEQUE PAYABLE TO PALÁCIO DO CORREIO VELHO TRANSFERÊNCIA BANCÁRIA I BANK TRANSFER

SWIFT CODE BCOMPTPL

NOTA - A subscrição é válida por um ano a partir da data de recepção do pagamento. Os valores apresentados incluem IVA à taxa legal em vigor.

Data I Date

Assinatura I Signature

PALÁCIO DO CORREIO VELHO - LEILÕES E ANTIGUIDADES, S.A. Calçada do Combro, 38 A - 1º . 1200-114 Lisboa, Portugal | tel +351 213 242 980 | fax +351 213 426 536| email mail@pcv.pt


PREÇÁRIO PRICE LIST

CITES

COMISSÕES DE AVALIAÇÃO

CERTIFICADOS CITES Custos administrativos e de processamento

€20,00 (1)

Por Certificado

Custos de cada certificado

€31,00

Por Certificado

COMISSÃO DE AVALIAÇÃO FORMAL (INCIDE SOBRE O VALOR GLOBAL DA ESTIMATIVA AVALIAÇÃO) Antiguidades, Arte Moderna e Contemporânea, Jóias e Livros 2,50% Moedas 4,00% Coleccionismo e Vinhos 5,00% COMISSÃO DE AVALIAÇÃO INFORMAL

CUSTOS DE ARMAZENAGEM

MÍNIMA DA Acresce IVA Acresce IVA Acresce IVA

Gratuito

CUSTOS DE ARMAZENAGEM APLICADOS AOS COMPRADORES E VENDEDORES (ENCARGOS RELATIVOS A JÓIAS / LIVROS / RELÓGIOS / PRATA / PORCELANA) Armazenagem até 8 (oito) dias úteis após a data do leilão Gratuito Armazenagem após 8 (oito) dias úteis da data do leilão Manuseamento e transferência €50 Acresce IVA Acresce IVA Armazenamento por dia €4 CUSTOS DE ARMAZENAGEM APLICADOS AOS COMPRADORES E VENDEDORES (ENCARGOS RELATIVOS A OUTROS OBJECTOS) Armazenagem até 8 (oito) dias úteis após a data do leilão Gratuito Armazenagem após 8 (oito) dias úteis da data do leilão Manuseamento e transferência €50 Acresce IVA Acresce IVA Armazenamento por dia €8

422

CUSTOS DE CATALOGAÇÃO

CUSTOS DE CONTRASTARIA

APLICADO AOS VENDEDORES Lotes Lotes Lotes Lotes Lotes Lotes

com com com com com com

estimativa estimativa estimativa estimativa estimativa estimativa

mínima de €5,00 - €49,00 mínima de €50,00 - €99,00 mínima de €100,00 - €199,00 mínima de €200,00 - €499,00 mínima de €500,00 - €999,00 igual ou superior a €1000,00

€1,00 (1) €2,00 (1) €5,00

(1)

€10,00 €15,00 €20,00

(1) (1 (1)

Acresce Acresce Acresce Acresce Acresce Acresce

IVA IVA IVA IVA IVA IVA

Taxas cobradas pela INCM: Previstas na Portaria n.º 403-B/2015 (Consulte em https://www.incm.pt/portal/uco_precario.jsp) Taxa de Serviço por peça €10,00

(1) Os preços referidos são acrescidos de IVA à taxa legal em vigor, mesmo que o lote não seja vendido.

DIREITOS DE AUTOR

DIREITOS A SEREM RECLAMADOS PELOS ARTISTAS, SEUS HERDEIROS, REPRESENTANTES LEGAIS E SOCIEDADE PORTUGUESA DE AUTORES - SPA Aplicam-se a obras de Arte Originais que não sejam de arquitectura nem de arte aplicada. O autor da obra, que não seja o Vendedor, terá direito, nos termos do art. 54.º, n.º1, do Código do Direito de Autor, a uma participação sobre o preço obtido na venda, livre de impostos. O pagamento desta participação é da responsabilidade do Vendedor e a participação é fixada, nos termos do art. 54.º, n.º 4 do Código do Direito de Autor, do seguinte modo, não podendo nunca exceder €12 500: a) 4% sobre o preço de venda cujo montante esteja compreendido entre €3.000 e €50.000; b) 3% sobre o preço de venda cujo montante esteja compreendido entre €50.000,01 e €200.000; c) 1% sobre o preço de venda cujo montante esteja compreendido entre €200.000,01 e €350.000; d) 0,5% sobre o preço de venda cujo montante esteja compreendido entre €350.000,01 e €500.000; e) 0,25% sobre o preço de venda cujo montante seja superior a €500.000,01.

ILUSTRAÇÕES / FOTOGRAFIAS

ILUSTRAÇÃO EM CATÁLOGO Capa Contra-Capa

€1.000,00 €500,00

Interior da Capa Interior da Contra-Capa

€200,00 €200,00


REPRODUÇÕES DE FOTOGRAFIAS DOS CATÁLOGOS Certificados de peças vendidas em leilão CD com catálogo completo do leilão em formato Adobe PDF CD com reprodução de fotografias dos catálogos, no formato RGB JPG Fotos em papel fotográfico (lotes incluídos em catálogos (Dim: 20x25 - Inclui CD) Reproduções de página de catálogos em papel fotográfico

€100,00 (2) €25,00 (2) €10,00 (2)

Por Certificado Por CD

€15,00 (2)

Por fotografia Por fotografia

€15,00 (2)

Por reprodução

NOVOS TRABALHOS FOTOGRÁFICOS

ORDENS DE COMPRA E LICITAÇÕES TELEFÓNICAS

Quadros - Fotografia em papel fotográfico (Dim: 20x25 - Inclui CD)

€100,00 (2)

Outras peças - Fotografia em papel fotográfico (Dim: 20x25 - Inclui CD)

€150,00 (2)

EXECUÇÃO DE ORDENS DE COMPRA E LICITAÇÕES TELEFÓNICAS

Gratuito

Por fotografia Por fotografia

(2) Os preços referidos são acrescidos de IVA à taxa legal em vigor.

LICITAÇÕES PARA COMPRA

LICITAÇÕES PRESENCIAIS O potencial comprador poderá participar directamente no leilão, após registo, ou nomear um seu representante. Deste modo, acompanhará de uma forma mais eficaz o decorrer da venda licitando, segundo o seu critério. ORDENS DE COMPRA * Para um potencial comprador que não possa estar presente no leilão, nem enviar um seu representante, o Palácio do Correio Velho aceita ordens de compra por escrito em impresso existente no catálogo para esse fim, que, depois de devidamente preenchido e assinado poderá ser entregue em mão, por correio, e-mail ou fax, até ao limite de 4 horas antes do inicio do leilão. A “Ordem de Compra” deverá mencionar o numero do lote, descrição sumária e o valor máximo da oferta em Euros, cabendo ao leiloeiro a gestão da licitação para conseguir comprar pelo melhor valor que lhe for possível, sem exceder o valor máximo indicado. Se o Palácio do Correio Velho receber, para o mesmo lote, ofertas de dois ou mais potenciais compradores com valores coincidentes, que sejam no minimo iguais ao preço de reserva desse lote, será dada preferência 423 à primeira oferta recebida. LICITAÇÕES POR TELEFONE * As licitações por telefone ficarão condicionadas à disponibilidade das linhas telefónicas do Palácio do Correio Velho. É necessário preencher o impresso “Ordem de compra” e ser igualmente entregue até 4 horas antes do início do leilão. O Palácio do Correio Velho nem nenhum dos seus colaboradores poderá ser responsabilizado por erros ou falhas na execução deste serviço de licitações, quer por deficiências nas ligações telefónicas, quer por dificuldades na recepção da licitação e a sua transmissão ao pregoeiro. De acordo com as Condições Negociais do Palácio do Correio Velho, uma ordem de licitação telefónica implica que o comprador aceita, pelo menos, a aquisição do lote pelo valor da estimativa mínima, mesmo em caso de impedimento da ligação telefónica. * ambos podem ser efectuados através do site www.pcv.pt LIVE BIDING / LICITAÇÃO AO VIVO Através do site www.invaluable.com LICITAÇÕES ONLINE Para poder licitar nos leilões online, deverá aceder a www.pcv.pt, fazer login, utilizando o seu e-mail e uma password. Seguidamente deverá seleccionar na página “Próximos Leilões”, aquele em que pretenda licitar. Insira o número de lote pretendido ou encontre a sua peça preferida através das imagens. Clique em licitar, escolha a próxima licitação mínima ou um valor à sua escolha. No final, confirme a licitação. Pode, de seguida, consultar o estado dos seus lotes pendentes em: “A minha conta”. Caso ganhe a licitação, receberá um e-mail para finalizar a sua compra. Clique no link e siga os passos indicados, nomeadamente se pretende transporte e qual a sua opção de pagamento. Confirme que leu e aceitou os termos e condições negociais. Finalmente, confirme a sua compra e digite OK. A execução das Ordens de Compra é um serviço gratuito do Palácio do Correio Velho para conveniência dos seus clientes. Nota: Os diferentes métodos de licitação estão sujeitos às condições negociais gerais, do Palácio do Correio Velho – Leilões e Antiguidades, SA, que poderá encontrar impressas neste catálogo, no site www.pcv.pt e em www.invaluable.com.


CONDIÇÕES NEGOCIAIS PALÁCIO DO CORREIO VELHO

PALÁCIO DO CORREIO VELHO – LEILÕES E ANTIGUIDADES, S.A. (adiante designada por PALÁCIO DO CORREIO VELHO) sujeita a sua actividade às presentes Condições Negociais e ainda a quaisquer outras que sejam individualmente especificadas.

I – PARTE GERAL Artigo 1.º (Objecto) As presentes Condições Negociais regulam a actividade da empresa PALÁCIO DO CORREIO VELHO e disciplinam as relações contratuais com ela relacionadas. Artigo 2.º (Definições) Nas presentes Condições Negociais: a) Catálogo - Engloba toda e qualquer propaganda, brochura, lista de preços ou qualquer publicação do PALÁCIO DO CORREIO VELHO, tenha a natureza que tiver. b) Comissão de Compra - Corresponde à comissão relativa à compra, aplicada sobre o Preço de Martelo e paga pelo Comprador. c) Comissão de Venda - Corresponde à comissão relativa à venda, 424 a deduzir do Preço de Martelo e suportada pelo Vendedor. d) Comprador - É a pessoa licitante que apresentar por si ou através de representante, nos termos destas Condições Negociais, o lance mais alto ao Preço de Martelo. e) Despesas - Relativas à venda de qualquer lote, relacionadas com os custos do PALÁCIO DO CORREIO VELHO, conforme preçário em vigor, com catalogação, ilustrações, publicações, publicidade, restauros, seguro, embalamento, armazenagem e transporte, relativos aos lotes, bem como qualquer montante de IVA incidente sobre as Despesas. f) Falsificação Deliberada corresponde a uma imitação realizada com o intuito de induzir em erro quanto à autoria, origem, data, idade, período, cultura, fonte ou qualquer outro dado essencial, desde que ocorra divergência relativamente à descrição constante do catálogo e que tal imitação à data da venda tenha um valor material inferior ao que teria se a descrição constante do catálogo fosse a correcta. g) Montante Total em Dívida é o que corresponde ao Preço de Martelo de um lote vendido, acrescido da Comissão de Compra e de eventuais encargos e despesas adicionais devidas por um Comprador em situação de incumprimento, de acordo com o disposto no Artigo 11.o. h) Obra de Arte Original corresponde, nos termos do artigo 54.o, n.o 2, do Código do Direito de Autor e dos Direitos Conexos, a qualquer obra de arte gráfica ou plástica, tal como quadros, colagens, pinturas, desenhos, serigrafias, gravuras, estampas, litografias, esculturas, tapeçarias, cerâmicas, vidros e fotografias, na medida em que seja executada pelo autor ou se trate de cópias consideradas como obras de arte originais, devendo estas ser numeradas, assinadas ou por qualquer modo por ele autorizadas. i) Preço de Martelo significa o preço pelo qual um lote foi adjudicado pelo pregoeiro a favor do correspondente Comprador.

j) Quantia Devida corresponde ao montante líquido em dívida ao Vendedor, ou seja, o Preço de Martelo do lote vendido menos a Comissão de Venda à Taxa Aplicável e as Despesas e quaisquer quantias em dívida ao PALÁCIO DO CORREIO VELHO pelo Vendedor a qualquer título, sempre com o IVA eventualmente incidente. k) Taxa Aplicável corresponde às taxas aplicáveis à Comissão de Venda e à Comissão de Compra praticadas e devidamente publicitadas ou especificadas pelo PALÁCIO DO CORREIO VELHO. l) Vendedor é a pessoa ou entidade que celebra com o PALÁCIO DO CORREIO VELHO um contrato de venda em leilão.

II – CONDIÇÕES RELATIVAS AOS COMPRADORES Artigo 3.º (O Comprador) 1 – O licitante que apresentar o lance mais alto será o Comprador ao Preço de Martelo, cabendo ao pregoeiro decidir, com inteiro poder discricionário, qualquer dúvida ou conflito que ocorra. 2 – O PALÁCIO DO CORREIO VELHO considera que todos os licitantes actuam por si e só considerará licitantes a actuarem em nome de outrem desde que lhe seja entregue procuração validamente outorgada até 2 (dois) dias antes do leilão. Artigo 4.º (Aumento Mínimo) O pregoeiro tem o direito de recusar qualquer lance que não exceda o lance anterior em pelo menos 5% ou em qualquer outra proporção que o pregoeiro venha, discricionariamente, a determinar. Artigo 5.º (Comissão de Compra) O Comprador pagará ao PALÁCIO DO CORREIO VELHO a Comissão de Compra à Taxa Aplicável: Leilões de Antiguidades e Arte Moderna e Contemporânea (Presença física na Sala) – 16,50% Leilões de Antiguidades e Arte Moderna e Contemporânea (Telefonemas e Ofertas - Escritas, Via Fax, Via Internet: www.pcv.pt ) – 18,50% Leilões de Antiguidades e Arte Moderna e Contemporânea (Live – Invaluable) – 26,00 % Leilões Online e Loja Online – 24,60 % Artigo 6.º (Pagamento) 1 – Sem prejuízo do disposto no Artigo 7.o ou em qualquer outra disposição destas Condições Negociais, o Comprador deve pagar ao PALÁCIO DO CORREIO VELHO o Montante Total em Dívida no prazo de 5 (cinco) dias úteis a contar da data do leilão, bem como fornecer o seu nome, morada, contactos telefónicos, número de identificação fiscal e, se solicitado, o número do seu Bilhete de Identidade, data e local de emissão.


2 – No momento da arrematação, o PALÁCIO DO CORREIO VELHO poderá exigir ao Comprador um sinal de montante nunca inferior a 30% do Montante Total em Dívida. Artigo 7.º (Condições de Crédito) O PALÁCIO DO CORREIO VELHO poderá, discricionariamente, negociar e acordar, antes do leilão, condições de crédito a conceder ao Comprador, nos termos das quais o Comprador poderá tomar posse dos lotes adquiridos, até um determinado valor, antes de ter pago o Montante Total em Dívida, pagamento esse que deverá realizar-se na data acordada com o PALÁCIO DO CORREIO VELHO. Artigo 8.º (Transferência de Titularidade dos Lotes) A titularidade do lote ou lotes arrematados não se transferirá para o Comprador enquanto este não tiver realizado o pagamento integral do Montante Total em Dívida. Artigo 9.º (Levantamento dos Lotes Adquiridos) 1 – Sem prejuízo de condições especiais acordadas nos termos do Artigo 7.º, o Comprador deverá, à sua custa, proceder ao levantamento do lote ou lotes adquiridos no prazo de 8 (oito) dias úteis a contar da data do leilão, mas nunca antes do pagamento ao PALÁCIO DO CORREIO VELHO do Montante Total em Dívida. 2 – Se o lote adquirido não for levantado no prazo referido no número anterior, correrão por conta do Comprador, a partir dessa data, todas as despesas com o transporte, armazenamento e seguro dos lotes, nos termos do preçário em vigor. 3 – O embalamento e manuseamento pelo pessoal do PALÁCIO DO CORREIO VELHO de lotes adquiridos terá lugar, tão só, a título de cortesia do PALÁCIO DO CORREIO VELHO para com os clientes e apenas ocorrerá se o PALÁCIO DO CORREIO VELHO o entender, no caso de ter por objecto bens perecíveis. 4 – Em situação alguma será o PALÁCIO DO CORREIO VELHO responsável por danos em vidros, espelhos, molduras ou cerâmicas, seja qual for a causa que esteja na origem de tais danos. 5 – O PALÁCIO DO CORREIO VELHO poderá recomendar, quer nos leilões públicos, quer nos leilões Online, a pedido do Comprador, empresas embaladoras, transportadoras, de restauro ou outras que o Comprador solicite, o que não significa, de modo algum, que seja responsável pela actuação de tais empresas. Artigo 10.º (Responsabilidade do Comprador pelos Lotes Adquiridos) 1 – Após o levantamento dos lotes ou, se ocorrer primeiro, após o decurso do prazo mencionado no Artigo 9.o, n.o 1, o Comprador será responsável pela perda ou dano dos lotes que tenha adquirido. 2 – O PALÁCIO DO CORREIO VELHO e os seus representantes, trabalhadores ou colaboradores não poderão, a partir de

qualquer um dos momentos referidos no número anterior, ser responsabilizados por perdas ou danos de qualquer natureza, ainda que provocados por negligência ou outra causa. Artigo 11.º (Não Pagamento ou Não Levantamento de Lotes Adquiridos) Se algum lote não for integralmente pago e levantado nos prazos e nas condições estabelecidas nos Artigos 6.o e 9.o ou se houver algum incumprimento de alguma ou de ambas as referidas disposições, o PALÁCIO DO CORREIO VELHO, na qualidade de representante do Vendedor, poderá, sem prejuízo de quaisquer outros direitos de que seja titular, adoptar uma ou várias das seguintes condutas: a) Actuar judicialmente contra o Comprador com vista a ser ressarcido dos prejuízos emergentes do incumprimento do contrato. b) Cobrar juros de mora à taxa legal sobre o Montante Total em Dívida até ao momento do recebimento do Montante Total em Dívida. c) Resolver o contrato tendo por objecto o lote ou lotes vendidos ao Comprador faltoso, no leilão em causa ou em qualquer outro, caso o Montante Total em Dívida e/ou o levantamento dos lotes não seja realizado no prazo adicional de 8 (oito) dias concedido aqui expressamente pelo PALÁCIO DO CORREIO VELHO como última oportunidade de cumprimento. Tal prazo será contado a partir do dia imediato ao termo do prazo fixado no art. 6.o, n.o 1 das presentes 425 Condições Negociais. d) Vender novamente o lote em causa ou providenciar para que seja vendido, de novo, em leilão ou proceder à venda por negociação particular, caso em que o Comprador faltoso deverá pagar ao PALÁCIO DO CORREIO VELHO qualquer importância que permaneça em débito com referência ao Montante Total em Dívida (após dedução de algum pagamento parcial que tenha tido lugar e adição de custos suplementares emergentes da venda respectiva), pertencendo ao Comprador faltoso algum saldo remanescente, caso se verifique. e) Remover, armazenar e segurar o lote ou lotes à custa do Comprador faltoso cabendo ao PALÁCIO DO CORREIO VELHO decidir se o armazenamento ocorrerá nos seus armazéns ou noutros à sua escolha. f) Reter aquele ou outro lote vendido ao Comprador faltoso no leilão em causa, ou noutro, e libertá-lo tão só após o pagamento do Montante Total em Dívida. g) Rejeitar ou ignorar qualquer lance realizado pelo Comprador faltoso ou por outrem em seu nome em qualquer leilão subsequente ou solicitar e obter um depósito por arte do Comprador Faltoso antes de voltar a aceitar ou a considerar qualquer lance apresentado no futuro. h) Tomar toda e qualquer tipo de providência que, em qualquer momento, se afigure adequada à obtenção do pagamento do Montante Total em Dívida, pelo Comprador faltoso, assim como a ressarcir-se do débito existente através do montante do preço de algum bem do Comprador faltoso que no momento se encontrar na posse do PALÁCIO DO CORREIO VELHO, seja a que título for.


Artigo 12.º (Direitos Sobre Fotografias e Publicações Após a Venda) O Comprador concede ao PALÁCIO DO CORREIO VELHO o direito de usar os textos, fotografias, ilustrações ou outros referidos no artigo 23.º das presentes Condições Negociais, por sua iniciativa, em qualquer momento após a realização do leilão. Artigo 13.º (Estado e Autenticidade dos Lotes) 1 – Considerando que os bens vendidos em leilão têm, na sua generalidade, significativa antiguidade, todos os bens são vendidos no estado em que se encontram, com defeitos, imperfeições e eventuais erros ou omissões de descrição. 2 – As eventuais ilustrações ou representações em catálogos destinamse exclusivamente à identificação dos bens sujeitos a venda. 3 – Os compradores aceitam e satisfazem-se com os lotes no estado em que se encontrarem antes da venda em leilão e julgarão livremente se os lotes correspondem ou não à descrição fornecida. 4 – Nem o PALÁCIO DO CORREIO VELHO, nem os seus representantes, trabalhadores ou colaboradores poderão ser responsabilizados por erros relacionados com a descrição, genuinidade ou autenticidade de qualquer lote uma vez que nenhuma garantia, a tal respeito, é dada pelo PALÁCIO DO 426 CORREIO VELHO, seus representantes, trabalhadores ou colaboradores. 5 – Se, porventura, vier a demonstrar-se que algum lote constituiu uma Falsificação Deliberada, tal lote poderá ser devolvido pelo Comprador ao PALÁCIO DO CORREIO VELHO no prazo de 5 (cinco) anos contados do dia da realização do leilão, devendo a devolução ocorrer no mesmo estado em que o lote se encontrava à data do leilão, acompanhado de um relatório, certificado por entidade de reconhecido prestígio e credibilidade, dos defeitos e das falsificações do lote, do seu número e da data do leilão em que foi adquirido. 6 – Se o PALÁCIO DO CORREIO VELHO considerar que se trata de uma Falsificação Deliberada e o Comprador ainda for dono do bem adquirido, a compra e venda será considerada nula e de nenhum efeito e o montante do preço devolvido sem que o Vendedor a isso se possa opor. 7 – O disposto nos números anteriores não será, todavia, aplicável se: a) A descrição no catálogo à data da venda estiver de acordo com a opinião generalizada dos peritos e entendidos sobre a matéria ou se constar da descrição a existência de divergência de opiniões entre esses peritos ou entendidos. b) O único método de determinar, à data da publicação do catálogo, que o bem constituía Falsificação Deliberada, consistir em procedimentos científicos não comprovados e aceites senão após a publicação do catálogo ou através de procedimento impraticável. 8 – Os direitos do Comprador previstos nesta cláusula restringem-se ao montante do preço pago, não podendo o Comprador reivindicar qualquer perda, prejuízo ou dano sofrido ou despesa realizada.

9 – O beneficiário do regime previsto nesta cláusula será exclusivamente o Comprador originário, ou seja, aquele que adquirir o bem no leilão, identificado pela factura emitida pelo PALÁCIO DO CORREIO VELHO, com respeito ao bem, lote ou lotes vendidos. Artigo 13.º A (Compra de partes, produtos ou derivados de animais e/ ou plantas adquiridos e introduzidos em Portugal antes da entrada em vigor da Convenção CITES 1975) 1 - O Comprador de peça que atenta a sua natureza esteja certificada pelo ICNB, por se tratar de partes, produtos ou derivados de animais e/ou plantas adquiridos e introduzidos em Portugal antes da entrada em vigor da Convenção CITES 1975, assume a obrigação de proceder junto do ICNB à mudança de proprietário (titular) do certificado da peça. 2 – O Comprador não poderá de forma alguma responsabilizar o PALÁCIO DO CORREIO VELHO por qualquer incumprimento junto do ICNB de obrigações que recaem sobre os proprietários de peças desta natureza.

III – CONDIÇÕES RELATIVAS AOS VENDEDORES Artigo 14.º (Garantia de Titularidade e de Disponibilidade do Bem) 1 – As peças vendidas em leilão são colocadas ao abrigo de contrato celebrado entre o Vendedor e o PALÁCIO DO CORREIO VELHO. 2 – O Vendedor obriga-se a informar o PALÁCIO DO CORREIO VELHO sobre a respectiva titularidade da peça, nomeadamente a que título foi adquirida e respectiva proveniência. 3 – O Vendedor garante ao PALÁCIO DO CORREIO VELHO e ao Comprador que é legítimo dono do bem ou que está legalmente autorizado pelo dono a vender tal bem. 4 – O Vendedor de um bem que se não encontre na posse do PALÁCIO DO CORREIO VELHO ou sob seu controle assume perante o PALÁCIO DO CORREIO VELHO e o Comprador a obrigação de pôr o bem à disposição do Comprador logo que este assim o solicite. 5 – O Vendedor assume a obrigação de indemnizar o PALÁCIO DO CORREIO VELHO, seus representantes, trabalhadores ou colaboradores, bem como o Comprador por qualquer dano ou prejuízo que sofram em consequência do incumprimento de algumas das disposições previstas nos números anteriores. Artigo 14.º A (Condições para venda em leilão de partes, produtos ou derivados de animais e/ ou plantas adquiridos e introduzidos em Portugal antes da entrada em vigor da Convenção CITES 1975) 1 – O Vendedor de partes, produtos ou derivados de animais e/ou plantas adquiridos e introduzidos em Portugal antes da entrada


em vigor da Convenção CITES 1975, nomeadamente, peças em marfim, de rinoceronte, tartaruga e coral, entre outras, que, atenta a sua natureza, carecem de certificação a emitir pelo ICNB, deverão entregar ao PALÁCIO DO CORREIO VELHO prova da respectiva certificação até 15 dias antes da data prevista para o leilão, sob pena do PALÁCIO DO CORREIO VELHO se recusar a leiloar tal peça, cabendo ao Vendedor ressarcir o PALÁCIO DO CORREIO VELHO de todas as despesas em que este já tenha incorrido para inclusão e preparação daquela peça para leilão. 2 - Caso assim seja acordado entre o Vendedor e o PALÁCIO DO CORREIO VELHO, este poderá tratar do processo de legalização da peça, assumindo o Vendedor a obrigação de assinar os formulários do ICNB que lhe sejam apresentados pelo PALÁCIO DO CORREIO VELHO, ou, caso o Vendedor não seja o proprietário da peça, de obter formulário assinado pelo respectivo proprietário, bem como, a obrigação de entregar ao PALÁCIO DO CORREIO VELHO todos os documentos e declarações exigidos, à data e para este efeito, pelo ICNB e, ainda, a autorizar quaisquer peritagens à peça exigidas por esta autoridade. 3 – O Vendedor não poderá de forma alguma responsabilizar o PALÁCIO DO CORREIO VELHO por qualquer incumprimento junto do ICNB de obrigações que recaem sobre os proprietários de peças desta natureza. Artigo 14º B (Regime Jurídico da Ourivesaria e das Contrastarias – Lei n.º 98/2015, de 18/08/2015) Todos os bens constituídos por metais preciosos que o PALÁCIO DO CORREIO VELHO, coloque em venda, observam as disposições contidas na Lei n.º 98/2015, de 18 de Agosto e respectivo regulamento, encontrando-se devidamente contrastadas. O PALÁCIO DO CORREIO VELHO deduzirá, ao valor de martelo das obras, as taxas cobradas pela INCM, sempre que os bens que, não estando contrastados, devam ser objecto de contraste, de acordo com a Tabela de Taxas previstas na Portaria n.º 403B/2015 (que pode ser consultada em https://www.incm.pt/portal/ uco_precario.jsp), acrescidas de uma taxa de serviço constante no nosso Preçário. Artigo 15.º (Reservas) 1 – O Vendedor tem o direito de, na data de celebração do contrato com o PALÁCIO DO CORREIO VELHO, acordar um valor de reserva, fixando o Preço de Martelo mínimo a partir do qual o lote em causa poderá ser vendido. No caso do Vendedor aceitar levar o lote à praça sem valor de reserva, implica que o mesmo poderá ser vendido abaixo da estimativa mínima, pela melhor oferta. 2 – Após contratação do valor de reserva do lote, não poderá haver alteração nas condições da reserva sem o consentimento do PALÁCIO DO CORREIO VELHO. 3 – O Vendedor compromete-se a não retirar as peças de leilão a partir da data da sua consignação para venda.

4 – O PALÁCIO DO CORREIO VELHO poderá, mesmo tendo sido acordado valor de reserva, se assim o entender, vender a um Preço de Martelo abaixo desse valor, sendo que em tal caso, o Vendedor terá direito a receber quantia idêntica à que lhe seria paga se o lote tivesse sido vendido pela quantia da reserva. Artigo 16.º (Dedução dos Montantes de Comissão de Venda e de Despesas) O Vendedor autoriza o PALÁCIO DO CORREIO VELHO a deduzir do Preço de Martelo o montante da Comissão de Venda que lhe é devida, à Taxa Aplicável, assim como o montante das Despesas. Artigo 17.º (Seguro) 1 – O PALÁCIO DO CORREIO VELHO segurará os bens que se encontrem em seu poder para venda. 2 – O Vendedor suportará o montante referente ao prémio de seguro, independentemente da natureza do bem em causa, salvo negociação em contrário e autoriza o PALÁCIO DO CORREIO VELHO a deduzir do Preço de Martelo o montante referente ao prémio de seguro. 3 – Todos os objectos seguros pelo PALÁCIO DO CORREIO VELHO têm uma franquia de 1.000 € (mil euros) por sinistro, pelo que 427 quaisquer indemnizações que ocorram terão sempre a aplicação da referida franquia. 4 – Se o Vendedor ou o dono do bem pretenderem segurá-lo, deverão fazê-lo no valor que o PALÁCIO DO CORREIO VELHO considerar, em cada momento, que tal bem atingirá em leilão, vigorando o seguro até que a titularidade do bem deixe de pertencer ao Vendedor ou até que este ou o dono do bem devam proceder ao respectivo levantamento. 5 – No caso referido e noutros casos em que o PALÁCIO DO CORREIO VELHO não efectue seguro das peças por vontade do Vendedor ou do dono do bem, será o Vendedor ou o dono do bem o único responsável pelas peças e nem o PALÁCIO DO CORREIO VELHO nem qualquer seu representante, trabalhador ou colaborador, poderá ser responsabilizado por qualquer perda ou dano, ainda que provocados por negligência ou por qualquer outra causa. 6 – O PALÁCIO DO CORREIO VELHO não poderá em caso algum, ser responsabilizado por danos em objectos de vidro, espelhos, molduras ou cerâmicas. Artigo 18.º (Resolução do Contrato pelo Comprador) Se, antes do PALÁCIO DO CORREIO VELHO enviar a Quantia Devida ao Vendedor, o Comprador formalizar a pretensão de resolver o contrato nos termos e de acordo com o Artigo 13.o e se o PALÁCIO DO CORREIO VELHO entender que o Comprador tem razão, poderá resolver o contrato de compra e venda e restituir ao Comprador as importâncias entregues ao PALÁCIO DO CORREIO VELHO com respeito ao lote ou lotes em causa.


Artigo 19.º (Pagamento da Quantia Devida) 1 – O PALÁCIO DO CORREIO VELHO enviará ao Vendedor a Quantia Devida 30 (trinta) dias após aquele em que teve lugar a última sessão do leilão. 2 – Caso o PALÁCIO DO CORREIO VELHO não tenha recebido do Comprador o Montante Total em Dívida até à data referida no número anterior, o PALÁCIO DO CORREIO VELHO enviará a Quantia Devida no prazo de 5 (cinco) dias úteis a contar da data em que tenha recebido do Comprador o Montante Total em Dívida. 3 – Em alternativa ao disposto nos números anteriores, o PALÁCIO DO CORREIO VELHO poderá optar por enviar ao Vendedor a Quantia Devida mesmo que o Comprador não tenha pago o Montante Total em Dívida no prazo previsto no número 1, caso em que a propriedade do lote se transferirá para o PALÁCIO DO CORREIO VELHO. 4 – Se o PALÁCIO DO CORREIO VELHO tiver acordado condições de crédito com o Comprador, o PALÁCIO DO CORREIO VELHO enviará ao Vendedor a Quantia Devida no prazo de 30 (trinta) dias referido no número 1. Artigo 20.º (Não Pagamento do Montante Total em Dívida) 428 1 – Se o Comprador não pagar ao PALÁCIO DO CORREIO VELHO o Montante Total em Dívida no prazo de 30 (trinta) dias a contar da data de realização do leilão, o PALÁCIO DO CORREIO VELHO procurará ponderar e decidir, em conjunto com o Vendedor, as condutas mais adequadas a tomar, nos termos do Artigo 11.o, para obter o pagamento do Montante Total em Dívida. 2 – Se as circunstâncias inerentes ao caso concreto não possibilitarem ao PALÁCIO DO CORREIO VELHO a obtenção de instruções do Vendedor quanto às condutas a adoptar no caso previsto no número anterior, o Vendedor autoriza expressamente o PALÁCIO DO CORREIO VELHO a acordar condições especiais de pagamento do Montante Total em Dívida, remover, armazenar ou segurar o lote vendido, resolver retenções formuladas pelo ou contra o Comprador, em termos e condições que o PALÁCIO DO CORREIO VELHO discricionariamente julgue correctas e adequadas à cobrança de importâncias devidas pelo Comprador ao Vendedor e, se necessário, proceda à resolução do contrato, devolvendo o dinheiro ao Comprador ou adoptando quaisquer das condutas previstas no Artigo 11.o. Artigo 21.º (Dedução de Outras Dívidas) O Vendedor autoriza, expressamente, o PALÁCIO DO CORREIO VELHO a deduzir do montante líquido que lhe seria devido a título de Quantia Devida, as quantias pelo mesmo devidas enquanto Comprador de outros bens, operando-se nessa medida a compensação entre os créditos existentes.

Artigo 22.º (Encargos Referentes a Lotes Retirados) Se um Vendedor proceder ao cancelamento do Contrato de Venda, o PALÁCIO DO CORREIO VELHO reserva-se o direito de cobrar uma taxa correspondente a 10% da última estimativa ou estimativa média do preço do leilão, do bem retirado ao tempo do cancelamento, acrescida de IVA à taxa legal e das Despesas efectuadas, imputáveis ao bem em causa. Artigo 23.º (Direitos Sobre Fotografias e Publicações) O Vendedor concede ao PALÁCIO DO CORREIO VELHO o direito de fotografar e publicar, sob qualquer forma, textos, fotografias ou ilustrações de qualquer tipo, tendo como objecto ou qualquer lote na posse do PALÁCIO DO CORREIO VELHO para ser vendido, assim como de usar tais textos, fotografias ou ilustrações de qualquer espécie, bem como quaisquer outros ou outras fornecidas pelo Vendedor, por sua iniciativa, em qualquer momento, ligado ou não à realização do leilão. Artigo 24.º (Lotes Não Vendidos) 1 – Se se frustrar a venda de um lote, o PALÁCIO DO CORREIO VELHO comunicará esse facto ao Vendedor. 2 – Deverá o Vendedor, num prazo máximo de 8 (oito) dias úteis, após a recepção da comunicação, decidir entre voltar a oferecer o lote para venda ou levantá-lo, mediante o pagamento das Despesas devidas. 3 – Se o Vendedor não comunicar ao PALÁCIO DO CORREIO VELHO, no prazo mencionado no número anterior, qualquer uma das decisões previstas no número anterior, ficará responsável por quaisquer despesas de remoção, armazenamento ou seguro do lote. 4 – Se o Vendedor não comunicar ao PALÁCIO DO CORREIO VELHO qualquer uma das decisões previstas no número 2 no prazo de 3 (três) meses a contar da recepção da comunicação mencionada no número 1, é reconhecido ao PALÁCIO DO CORREIO VELHO o direito de vender o lote em leilão, sem Valor de Reserva e de deduzir do Preço de Martelo qualquer quantia em débito ao PALÁCIO DO CORREIO VELHO, incluindo, e sem limite, quaisquer despesas referentes a remoção, armazenamento e seguro, assim como outras Despesas devidas, bem como a Comissão de Venda à Taxa Aplicável, e ainda quaisquer outras despesas razoáveis, antes de apresentar o saldo ao Vendedor, ou, se este não puder ser localizado, de o depositar numa conta bancária em nome do PALÁCIO DO CORREIO VELHO, mas cujo saldo se destinará ao Vendedor. Artigo 25.º (Venda de Obras de Arte Originais) 1 – Se o bem vendido em leilão corresponder a uma Obra de Arte Original que não seja de arquitectura nem de arte aplicada, o autor da obra, que não seja o Vendedor, terá direito, nos


termos do art. 54.o, n.o 1, do Código do Direito de Autor, a uma participação sobre o preço obtido na venda, livre de impostos. 2 – Nos termos do art. 54.o, n.o 7 do Código do Direito de Autor, o pagamento da participação referida nesta cláusula é da responsabilidade do Vendedor da Obra de Arte Original, pelo que o Vendedor se compromete a entregar ao autor da obra a quantia 3 – No caso de o autor da Obra de Arte Original contactar o PALÁCIO DO CORREIO VELHO com vista ao pagamento da participação referida nesta cláusula, o PALÁCIO DO CORREIO VELHO informará o autor da identificação e dados de contacto do Vendedor e dos termos em que se processou a venda, para que o autor possa exercer o seu direito legal junto do Vendedor. 4 – No caso de o Autor da Obra de Arte Original ser representado pela SPA (Sociedade Portuguesa de Autores, C.R.L.), o PALÁCIO DO CORREIO VELHO deduzirá, ao valor de martelo das obras, a quantia devida pelos Direitos de Autor que entregará à mesma SPA (Sociedade Portuguesa de Autores, C.R.L.), com carácter liberatório, de acordo com o Protocolo assinado com esta entidade. 5 – A participação referida no no 1 é fixada, nos termos do art. 54.o, n.o 4 do Código do Direito de Autor, do seguinte modo, não podendo nunca exceder € 12 500: a) 4% sobre o preço de venda cujo montante esteja compreendido entre €3.000,00 e €50.000,00; b) 3% sobre o preço de venda cujo montante esteja compreendido entre €50.000,01 e €200.000,00; c) 1% sobre o preço de venda cujo montante esteja compreendido entre €200.000,01 e €350.000,00; d) 0,5% sobre o preço de venda cujo montante esteja compreendido entre €350.000,01 e €500.000,00; e) 0,25% sobre o preço de venda cujo montante seja superior a €500.000,01.

IV – DISPOSIÇÕES GERAIS E FINAIS Artigo 26.º (Actuação do PALÁCIO DO CORREIO VELHO) O PALÁCIO DO CORREIO VELHO actua na venda na qualidade de representante do Vendedor, não podendo, por isso, ser responsabilizado pelo Vendedor ou Comprador por qualquer falta ou omissão. Artigo 27.º (Imagens reproduzidas em catálogo ou no website) A visualização das imagens nos catálogos ou no website não dispensa a observação directa dos objectos representados, afim de conferir a conformidade da peça reproduzida com o seu original e respectivas particularidades.

Artigo 28.º (Opiniões do PALÁCIO DO CORREIO VELHO) 1 – Qualquer representação ou declaração do PALÁCIO DO CORREIO VELHO, em qualquer catálogo, ou no website, no que respeita à autoria, atribuição, genuinidade, origem, data, idade, proveniência, estado, peso e dimensões aproximadas ou estimativa de preço de venda, deverá ser entendida como mera emissão de opinião. 2 – Qualquer interessado deverá atender, em exclusivo, ao seu próprio juízo de valor, no que se reporta às matérias acima enunciadas e nem o PALÁCIO DO CORREIO VELHO nem os seus representantes, trabalhadores ou colaboradores, são responsáveis pela correcção de tais juízos de valor. Artigo 29.º (Licitação pelo PALÁCIO DO CORREIO VELHO) Embora entenda que os interesses dos Compradores serão mais bem servidos através da sua presença no leilão, o PALÁCIO DO CORREIO VELHO poderá licitar em nome de tais interessados Compradores, se deles receber instruções nesse sentido, não podendo, no entanto, nem o PALÁCIO DO CORREIO VELHO nem os seus representantes, trabalhadores ou colaboradores, ser responsabilizados por qualquer negligência ou falta na 429 execução de tal tarefa ou na sua omissão. Artigo 30.º (Licitações Telefónicas) Uma ordem de licitação telefónica implica que o comprador se obriga, pelo menos, a cobrir o valor da estimativa mínima. Em caso de impedimento da ligação telefónica, o PALÁCIO DO CORREIO VELHO licitará em nome do potencial comprador para o valor da estimativa mínima. As licitações por telefone ficarão condicionadas à disponibilidade das linhas telefónicas do PALÁCIO DO CORREIO VELHO. O acesso às licitações telefónicas implica o preenchimento, assinatura e entrega de impresso próprio até 4 horas antes do início do leilão. Nem o PALÁCIO DO CORREIO VELHO nem nenhum dos seus colaboradores poderá ser responsabilizado por erros ou falhas na execução deste serviço de licitações, quer por deficiência nas ligações telefónicas, quer por dificuldades na recepção da licitação ou na sua transmissão ao pregoeiro. Artigo 31.º (Recusas em Leilão) 1 – O PALÁCIO DO CORREIO VELHO poderá, discricionariamente, recusar a admissão ou a presença de quem entender em qualquer dos seus leilões. 2 – O PALÁCIO DO CORREIO VELHO poderá também, de forma discricionária, recusar qualquer lance, dividir qualquer lote, associar dois ou mais lotes, retirar qualquer lote do leilão ou, em caso de litígio ou dúvida, voltar a leiloar qualquer lote.


Artigo 32.º (Comunicações) As comunicações do PALÁCIO DO CORREIO VELHO dirigidas a Vendedores, proprietários, eventuais licitantes ou Compradores terão lugar por fax, correio electrónico, telefone e, se se materializar por correio registado, considerar-se-á recebida até 48 horas após a sua expedição. Artigo 33.º (Dados Pessoais) 1 – O Comprador ou Vendedor expressam e esclarecidamente consentem no processamento dos seus dados pessoais nos termos da Lei 67/98, de 26 de Outubro, processamento este que se insere no âmbito da autorização de isenção n.º 3/99. 2 – Os dados pessoais do Comprador ou Vendedor serão recolhidos e processados para efeitos do processamento das obrigações contratuais do PALÁCIO DO CORREIO VELHO, bem como ao envio de informação sobre leilões e/ou outros eventos organizados pelo PALÁCIO DO CORREIO VELHO e envio de informação promocional do PALÁCIO DO CORREIO VELHO. 3 – O Comprador ou Vendedor terão o direito de acesso e informação relativamente aos seus dados pessoais. 4 – Para aceder aos seus dados pessoais e requerer a sua 430 alteração, rectificação ou eliminação, o Comprador ou Vendedor poderão fazê-lo através do envio de uma carta para Calçada do Combro, 38 A – 1o – 1200-114 Lisboa, de um fax para o no 213426536 ou de um e-mail para mail@pcv.pt. Artigo 34.º (Leilões Online) Nos leilões Online, as condições acima consignadas sofrem, todavia, adaptação e ajustamento nos seguintes termos:

1 – Fotografia dos lotes As imagens fotográficas dos lotes poderão não mostrar, claramente, a condição em que os mesmos se encontram. A visualização das imagens no website do PALÁCIO DO CORREIO VELHO, não dispensa a observação física directa dos lotes representados, com o objectivo de conferir a conformidade da peça reproduzida em fotografia com o seu original e respectivas particularidades. 2 – Comunicações As comunicações do PALÁCIO DO CORREIO VELHO, dirigidas a Clientes Compradores, clientes Vendedores ou eventuais licitantes, far-se-ão por e-mail, telefone ou correio. Comunicações efectuadas por correio registado, considerar-se-ão recebidas até 48 horas após a sua expedição. CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO CLIENTE COMPRADOR 3 – Registo Online Para poder licitar, o potencial Cliente Comprador, deverá ser maior de idade, registar-se antecipadamente no website do PALÁCIO DO CORREIO VELHO (www.pcv.pt), devendo, obrigatoriamente, preencher os campos onde constem o seu nome, morada, número de identificação fiscal, contacto telefónico e e-mail, finalizando esse registo com o envio do seu documento de identificação e a aceitação das presentes Condições Contratuais. 4 – Cliente Comprador a) O PALÁCIO DO CORREIO VELHO considera Cliente Comprador aquele que licite e compre o objecto pelo valor mais alto, sem prejuízo da possibilidade de exercício de preferência ou opção por entidades oficiais, nos termos da legislação em vigor. b) O PALÁCIO DO CORREIO VELHO considera que quem se regista como potencial comprador, actua por si e só poderá actuar em representação de terceiros, mediante a entrega prévia de procuração juridicamente válida para o efeito.

INCREMENTOS de € 1,00 a € 20,00 de € 20,00 a € 40,00 de € 40,00 a € 100,00 de € 100,00 a € 200,00 de € 200,00 a € 500,00 de € 500,00 a € 1.000,00 de € 1.000,00 a € 3.000,00 de € 3.000,00 a € 5.000,00 de € 5.000,00 a € 10.000,00 de € 10.000,00 a € 100.000,00 de € 100.000,00 a € 200.000,00 de € 200.000,00 a € 300.000,00 de € 300.000,00 a € 500.000,00 de € 500.000,00 a € 1.000.000,00

€ 1,00 € 2,00 € 5,00 € 10,00 € 20,00 € 50,00 € 100,00 € 200,00 € 500,00 € 1.000,00 € 10.000,00 € 20.000,00 € 30.000,00; € 50.000,00; € 80.000,00 (Ex: € 330.000,00; € 350.000,00; € 380.000,00) € 50.000,00


c) O PALÁCIO DO CORREIO VELHO reserva-se ao direito de, no acto do registo ou posteriormente, solicitar ao potencial Cliente Comprador a apresentação de original ou cópia de um documento de identificação válido. d) O PALÁCIO DO CORREIO VELHO reserva-se o direito de recusar o registo ou ignorar uma qualquer licitação a quem não tiver, pontualmente, cumprido obrigações, designadamente de pagamento e levantamento de um ou mais lotes, em leilões anteriores. 5 – Licitações Online a) Só são aceites licitações Online, através do website www.pcv.pt, devendo o licitante e potencial Cliente Comprador registar-se nos termos do artigo 34o, número 3, das presentes Condições Negociais. b) Nem o PALÁCIO DO CORREIO VELHO, nem os seus administradores ou colaboradores poderão ser responsabilizados por erros ou falhas na execução das licitações Online. c) O licitante e potencial Cliente Comprador aceita que as suas licitações Online, no website do PALÁCIO DO CORREIO VELHO., são definitivas e não podem, por qualquer meio, ser anuladas ou revogadas. PALÁCIO DO CORREIO VELHO não é responsável por quaisquer enganos ou erros que ocorram na licitação Online por parte do licitante ou potencial Cliente Comprador. d) Ao PALÁCIO DO CORREIO VELHO, reserva-se o direito de recomeçar qualquer leilão ou licitação, de um qualquer lote, se considerar que é apropriado e razoável fazê-lo. 6 – Incrementos das Licitações a) Os incrementos das licitações são estabelecidos pelo PALÁCIO DO CORREIO VELHO, de acordo com a seguinte tabela de incrementos: b) Em caso algum, o sistema implementado no site do PALÁCIO DO CORREIO VELHO licitará automaticamente, em nome do vendedor, até ao valor de reserva ou acima deste. 7 – Ofertas máximas a) As ofertas máximas registadas pelos licitantes nunca serão divulgadas pelo PALÁCIO DO CORREIO VELHO. b) As ofertas máximas registadas são geridas pelo website do PALÁCIO DO CORREIO VELHO, significando que o valor do lote será incrementado de forma automática, desde que exista(m) outra(s) licitação(ões) ou oferta(s) máxima(s) colocada(s) posteriormente. c) Os licitantes que colocarem ofertas máximas, estarão a licitar o valor base de licitação (caso não existam ainda quaisquer licitações) ou o valor da licitação seguinte designado no lote, ficando o valor dessa licitação condicionado a outro(s) valor(es) de eventuais ofertas máximas registadas previamente. 8 – Comissão de compra Conforme descrito no Artigo 5o das presentes Condições Negociais. 9 – Pagamento Em complemento ao Artigo 6o das presentes Condições Negociais: a) O Cliente Comprador deverá pagar ao PALÁCIO DO CORREIO VELHO o montante total em dívida, imediatamente após finalização do leilão.

b) Se, no prazo de 5 (cinco úteis) contados a partir da data de fecho do leilão, o pagamento referido na alínea anterior não for efectuado, o PALÁCIO DO CORREIO VELHO, reserva-se ao direito de voltar a vender em leilão ou fora de leilão, o(s) lote(s) não pago(s) pelo Cliente Comprador, sem que este se possa opor ou invocar qualquer indemnização. c) O pagamento pode ser efectuado através de Numerário, Multibanco, Transferência Bancária, Cheque ou PayPal. O(s) lote(s) só ficará(ão) à disposição do Cliente Comprador após confirmação da respectiva boa cobrança. d) Até à transferência, efectiva, de titularidade, os lotes permanecem propriedade do Cliente Vendedor. 10 – Transferência de Titularidade do(s) Lote(s) Adquirido(s) a) A titularidade do(s) lote(s) licitado(s) e comprado(s) não se transferirá para o Cliente Comprador enquanto este não tiver realizado o pagamento integral do montante total em dívida b) Qualquer perda ou dano, incluindo furto ou roubo, relativo a lotes comprados, apenas confere ao Cliente Comprador o direito de receber quantia igual à paga até esse momento pelo bem, não tendo direito a qualquer compensação, indemnização ou juros. 11 – Levantamento do(s) Lote(s) Em complemento ao Artigo 9o das presentes Condições Negociais: a) Se o Cliente Comprador não optar pela entrega imediata, após ter efectuado o pagamento, como poderá verificar no site, tem oito dias 431 úteis, a contar da data do fecho do leilão, para proceder ao levantamento físico nas instalações do PALÁCIO DO CORREIO VELHO. b) Se os lotes adquiridos não forem levantados no prazo referido na alínea anterior, poderão correr por conta do Cliente Comprador, despesas relativas a embalagem, armazenamento, manuseamento, transporte e seguro dos mesmos, nos termos do preçário em vigor. Artigo 35.º (Foro Competente) Para toda e qualquer questão emergente das presentes condições de venda, será competente o foro da Comarca de Lisboa, com expressa renúncia a qualquer outro. Artigo 36.º (Arbitragem) Sendo o Palácio do Correio Velho, S.A. uma entidade prestadora de serviços e vendedora de bens, nos termos do disposto na Lei n.º 144/2015 de 8 de Setembro, desde já se informa que o consumidor, em caso de litigio, pode recorrer ao Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo de Lisboa, sito na Rua dos Douradores, n.º 116, 2º, em 1100-207 Lisboa ou disponível no sítio de internet com o seguinte endereço http://www. centroarbitragemlisboa.pt/

PALÁCIO DO CORREIO VELHO, LEILÕES E ANTIGUIDADES, S.A.


432


433


434

Catálogo Leilão 349 | Maio 2017  

Antiguidades, Arte Moderna e Contemporânea

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you