Issuu on Google+

Edição n° 2522 Fundado em 29.07.66 R$ 1,50

Canoas, 16 a 22 de novembro de 2012

Jovem leitora

Novo site no ar

Daphine Possebon, de apenas nove anos, demonstra grande conhecimento de mitologia grega e mostra que a leitura pode ser muito prazerosa na infância.

Já está no ar o novo site do jornal O Timoneiro, no endereço www.otimoneiro.com.br, com novo visual e novas funcionalidadades, com destaque para a interação nas redes

Última página.

CRIMINALIDADE

CONVITE PARA MISSA DE 2º ANO DE FALECIMENTO A Congregação Lassalitsta, demais Irmãos e ex-alunos do sempre lembrado educador

IRMÃO FIDELIS

Sensação de insegurança aumenta Pág.

11

Pág.

5

CONVIDAM para a missa de 2º ano de Falecimento, que farão realizar no dia 17 de novembro (SÁBADO), às 18 horas, na Capela do Colégio La Salle, na Avenida Victor Barreto, 2.288 – Centro – Canoas/RS. Canoas, 16 de novembro de 2012.

Eugênia Reichert representa a situação e concorre contra Josias dos Santos, da oposição; eleições serão no dia 19, segunda-feira

ABANDONO

Calçadas do centro da cidade continuam em péssimo estado Pág.

7

ELEIÇÕES

Advogados escolhem nova diretoria da OAB


CANOAS, 16 A 22 DE NOVEMBRO DE 2012 I POLÍTICA I O TIMONEIRO I 3

“O medo dá às vezes coragem.” Machado de Assis jorgeuequed@terra.com.br

AGRADECIMENTO

Andreia Silva Mendes quer expressar seu reconhecimento e prestar homenagens a TOMOCLÍNICA, seus dirigentes e funcionários pelo tratamento dispensado a

CPERS

Sem abrir mão da luta pelo cumprimento da lei do piso,

DÍVIDAS

MENSALÃO

Quatro anos passaram e o poder público não quitou os

que negociavam mutretas com o governo, a vários -

NATAL DA TRANSFORMAÇÃO

Segundo, porque os gestores públicos vão pensar duas -

e antes de utilizar os recursos públicos para proveito

O índice ainda será apreciado em Assembleia Geral, Antes de eleito, o governador Tarso Genro se comproesqueceu a promessa e passou a atacá-la, até mesmo na verno à margem da lei, a comunidade escolar, principalmente professores e funcionários de escola, não aceitam

LICENÇA

Terceiro, porque os corruptores vão pensar duas vezes Nos anos anteriores, por falta de transparência para a sociedade, nunca se soube o total das despesas dos su-

A decisão do mensalão vale por um curso universitário

FISCALIZAÇÃO

NOVO PT

-

se todas as semanas para prepararem um movimento de

Que bom ouvir isto, porque aqui em Canoas, com o

soal, defesa de interesse de partidos, aniquilamento da democracia e as consequentes faltas de recursos para as Já é o primeiro resultado da campanha vitoriosa pela -

FOGUEIRA SUS

O Sistema Único de Saúde recebe muitos elogios e crí-

conhecedores do funcionamento do sistema e componente

VAIAS Tarso Genro, a base do governo Jairo na Câmara vetou a candidatura de Airton Souza à presidência da Casa, que

muitos países copiam o Brasil, mas é importante salientar que onde o SUS não funciona é por incompetência geren-

OAB

Semana decisiva para escolha dos dirigentes muni-

Cidade do Faz de Conta FESTA PREFEITO da CIDADE DO FAZ DE CONTA: Quero que organize uma festa muito grande para comemorar a vitória aqui na CIDADE DO FAZ DE CONTA. Quero artistas, políticos de nosso grupo, jornalistas de nosso grupo, empresários de nosso grupo e também dos outros grupos que nos temem. Quero muita gente, vamos dar uma demonstração de força. MARQUETEIRO: Mas, chefe, agora não precisa mais. Qual é a utilidade? PREFEITO da CIDADE DO FAZ DE CONTA: Agora que vai começar a nossa mobilização e a busca de patrocinadores aqui na CIDADE DO FAZ DE CONTA. Quero que saibam que a gente é forte e que eles precisam apostar na gente. Precisam entender que vamos longe e que precisamos de muito apoio mediático, muito dinheiro e defensores. Para ter poder é preciso que os outros sintam medo de você e aí eles vão colaborar. CARECA: Mas é preciso que eu lhe diga que nós precisamos mesmo é de negócios grandiosos aqui na CIDADE DO FAZ DE CONTA. E festa não dá negócio, só dá despesa e atrai o ódio dos adversários e a fiscalização. E o momento nacional não é nada bom para ser fiscalizado.

PREFEITO da CIDADE DO FAZ DE CONTA: Vocês não entendem nada. É bom que saibam que quem manda aqui sou eu, que o futuro passa por mim e que vocês têm utilidade para me servir. Parem com essa bobagem da opinião, quando eu quiser a opinião de vocês eu determino. Então me obedeçam. A festa foi um sucesso, muita gente, muita bebida, muito de tudo, e os tradicionais abraços, beija mão, demonstração de simpatia, promessa de apoio e rasgados elogios nos meios de comunicação. Duas semanas depois... DELEGADO: O que vocês acham desses filmes e dessas fotografias com essas personagens conhecidas entre propineiros, bajuladores e outros oportunistas todos da CIDADE DO FAZ DE CONTA. Anexa todo esse material, com o que já temos, com aquelas cartas-denúncia e com aquelas delações premiadas que vamos juntando. Na hora certa, isso vai dar um dos mais belos estrondos que essa região já conheceu. Quem viver, verá...

Quaisquer semelhanças com fatos, dados, nomes ou pessoas conhecidas, relacionados com esta estória, é simplesmente mera coincidência, ou produto da inteligência fantasiosa ou excepcional do leitor.


4 I O TIMONEIRO I OPINIÃO I CANOAS, 16 A 22 DE NOVEMBRO DE 2012

Editorial

Corrupção A sociedade brasileira assiste a fatos surpreendentes na luta contra a corrupção. O Superior Tribunal Federal (STF) condenou a 10 anos e 10 meses de prisão José no Partido dos Trabalhadores, chefe da Casa Civil do Governo Lula e um dos que lutaram contra a ditadura para que tenhamos hoje uma democracia que tenta se consolidar. De preso político a político preso, Dirceu é o ícone do amadurecimento do nosso co. Quando iniciou

preso político “a De político preso,

Dirceu é o ícone do amadurecimento do nosso regime democrático”

processo do Mensalão, pouquíssimos apostariam que políticos de peso seriam condenados e, ainda mais, receberiam penas como a que peça chave da quadrilha, não ofereceu antes informatambém achar que tudo acabaria em “pizza”. Mas não foi o que aconteceu e, embora ainda sejam muitas as discussões de cunho político e jurídico a rescombate à corrupção, que tanto abomina. A esperança -

serviços aos cidadãos.

As enganações nos serviços de saúde - II

Orelhas, uma hipótese

Odil Gonçalves Gomes*

à simetria que à necessidade de bom funcionamento de -

Os contratados sem recursos público buscam na Justiça do Trabalho, com muita relutância, pois não resta outro caminho para poderem receber o fruto do compromissos de cumprir e fazer cumprir as leis. No

deitar virado para o lado de orelha ouvinte, deixando a surda para cima. Qualquer barulhinho não nos acordaria no meio da noite. E como demora a voltar o sono, é difícil esvaziar a cabeça neste mundo de tantos problemas...

a Constituição Federal do Brasil, ainda os direitos do cidadania e do Controle Social, através dos Conselhos Municipais, estaduais – CES e do Federal – CNS. Este último, com o ministro de indicação política, onde o CNS

no campo da política, onde a boiada mansa é numerosa. orelhas, trabalhando menos, Deus teria mais tempo para

“Não existe absurdo do qual o seu autor não tenha sido

xaram de suprir os quadros do Estado e outros setores -

Cadeias vazias Essa de que falta cadeia para tanto bandido pode ser res, que podiam ser ocupadas houvesse uma política de

descompromissados com o serviço público de qualidade na prestação da saúde pública. O pequeno município por

*Escritor, jornalista, editor dos Cadernos Canoenses, mantenedor da Fundação Cultural de Canoas, membro da Associação Canoense de Escritores, da Associação Canoense de Comunicação Social e da Casa do Poeta

Problemas no HPS

*Comunitarista

Aos mestres, com carinho!...

Maria Soares*

José Fontes*

A situação do Hospital de Pronto Socorro (HPS) de Canoas é preocupante para quem precisa utilizar o Sisbusca atendimento precisa de uma estrutura física que o

Num país como o Brasil, onde os principais problemas que envolvem a população passam pela Educação e o ser venerada, sempre, sob a mística de muito carinho.

dos que se dedicam à causa do Ensino. Toda a professora ou o professor, ao sair de casa, tem

Desde 1966 relatando a história de Canoas Editado por: CEDRO - Editora e Empresa de Comunicação Ltda. CGC/MF 02.347.932/0001-30

Diretor: Feres Jorge Uequed Redator: Émerson Vasconcelos Diagramação: Sinara Dutra Colaboradores: Daltiva Uequed e Priscila Muzykant Circulação: Celço Andreotti Redação: Av. Victor Barreto, 3056/3º andar Sala 314 - Centro - Canoas - RS - Cep 92010-000 Circulação Semanal Fechamento comercial: Quintas-feiras, às 14 horas IMPRESSO: Gazeta do Sul S/A - Rua Ramiro Barcelos, 1.206 Santa Cruz do Sul-RS. Filiado a ADJORI/RS Os textos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não traduzindo obrigatoriamente a opinião do jornal.

Fone/fax: 3032.3022 - 3472.3022 e-mail: otimoneiro@otimoneiro.com.br site: www.otimoneiro.com.br Escritório comErcial Porto alEgrE AV. CARLOS GOMES, 126/207 - HIGIENÓPOLIS - F.:8415.3142

seus alunos, no futuro. *Colaboradora

O que dizer a um jovem professor? Hector Quines*

hoje e de sempre. Não importa o quanto tenham sido vilipendiados nas suas pretensões e diminuídos nas suas expectativas. Que cada um dos senhores e das senhoras -

-

de professores nas escolas municipais. A Prefeitura diz

si para ensinar tudo que for possível a turmas imensas. diretora dando aula, por falta de professores. E não é difícil entender o motivo desta falta de

Em nome dela, e de todas as demais mestras que saem de suas casas, em todas as manhãs, tardes e noites, a certeza de que os seus esforços não foram, não são e nunca serão em vão. Pois em cada um dos estudantes

seres humanos, e decididamente não podem estar felizes com esta situação. *Aposentado

*Jornalista e radialista

Azul Veremelho Amarelo Preto


CANOAS, 16 A 22 DE NOVEMBRO DE 2012 I GERAL I O TIMONEIRO I 5

ADVOGADOS

OAB Canoas escolhe nova diretoria no dia 19 No próximo dia 19 de novembro, será escolhida a nova diretoria da OAB Canoas. Os advogados canoenses poderão escolher entre as propostas de duas chapas. A equipe de reportagem de OT conversou com os candia seguir o que eles falam sobre suas propostas para os próximos três anos.

CHAPA 10 - “OAB CANOAS - UNIDA E FORTE” Presidente: Eugênia Reichert Vice-presidente: Carlos Alberto Maack Tesoureiro: Márcio Cardoso da Silva Secretária-geral: Ana Lúcia Santiago Nunes Secretário adjunto: Charles Rodrigues Pacheco CHAPA 11 - “OAB + VOZ E ATITUDE” Presidente: Josias dos Santos Vice-presidente: Enilce Araci Pachaly Tesoureiro: Aireovaldo Luiz Zandona de Souza Secretária-geral: Sonia Maria Damin Marcon Secretário adjunto: Cesar Roberto Wolf

Chapa 10

A chapa 10, que representa a situação, tem Eugênia Reichert como candidata à presidente e Carlos Alberto Maack como candidato a vicepresidente. A chapa entende que deve manter e reforçar a postura da atual diretoria em relação às prerrogativas dos advogados. Segundo Eugênia, muitas vezes existem situações nas quais a relação entre o advogado e o poder ju-

“Na atual gestão, se estabeleceu uma política de conciliação, e ela vem mostrando ótimos resultados. No entanto, mesmo que conciliar não seja possível, nossa missão é sempre defender os direitos dos advogados, tomando todas as medidas legais para isso”, explica. Eugênia explica que é necessário dar continuidade em projetos que visem integrar os advogados e a participação deles nos eventos da OAB, assim como nas comissões. Outra preocupação da chapa é em relação à previdência social dos advogados. Eugênia explica que pretende reforçar um trabalho de conscientização dos com o futuro. “Muitas vezes, os advogados se preocupam tanto com os cliente que acabam esquecendo de pensar no seu próprio futuro e na necessidade de preparação para quando chegarem a uma idade na qual não terão mais possibilidade de trabalhar tanto quanto trabalham hoje”. Outro ponto destacado por Eugênia como uma proposta de sua chapa é o auxílio aos advogados para que estes possam se adequar à informatização de processos que durante décadas foram realizados de forma manual.

17 ANOS

Chapa 11

A chapa 11, que representa a oposição, tem Josias dos Santos como candidato à presidência e Enilce Pachaly como candidata a vice-presidente. Segundo Josias, o grupo decidiu se lançar como chapa por não acreditar que foi benéfico o que ocorreu na eleição anterior, quando houve uma chapa única concorrendo. “Nós entendemos que o dever da Ordem é defender as prerrogativas dos advogados. Não há sentido de pagar anuidade se não há uma contrapartida para o advogado. Hoje, cremos que esta defesa não está sendo feita corretamente. A OAB deve ser o escudo do advogado, ele não deve se expor individualmente”, diz. O candidato destaca, entre suas propostas, a atualização do cadastro da subseção, que, segundo ele, encontrase desatualizado. Segundo Josias, um dos planos da chapa é criar um mapeamento que possa ajudar os advogados a saberem onde será o melhor local para instalar seus escritórios. “Hoje não sabemos que bairros têm excesso e que bairros têm carência de escritórios de advocacia”, avalia. Josias promete também aumentar o protagonismo da Ordem em relação a assuntos ligados à cidadania. “Hoje, a Ordem é vista por muitos como uma entidade que se envolve com festas e eventos sociais, mas não em relação à cidadania. Em casos como aquela ocupação no Guajuviras, a Ordem deveria estar lá como articuladora de uma Digo que muito provavelmente a desocupação violenta não teria ocorrido se a OAB tivesse se envolvido”, fala. Outra promessa destacada pelo candidato é a publicação mensal de todas as contas da OAB.


6 I O TIMONEIRO I OPINIÃO I CANOAS, 16 A 22 DE NOVEMBRO DE 2012

LIVROS

O “Grito” que Tiradentes não deu

uequedpitol@bol.com.br Lino Tavares*

Eu nunca votei em ninguém pela simples razão de que jamais tive notícia de que algum candidato a cargo eletivo tivesse sido sabatinado com o objetivo de demonstrar, através de um teste, se realmente possui um mínimo de conhecimentos básicos - a meu juízo indispensáveis - para o exercício do mandato a que pleiteia. Também me leva a isso, o fato de não ser exigida escolaridade mínima para concorrer em uma eleição. Essa facilidade para chegar ao poder beira às raias da irresponsabilidade, posto que abre espaço para que verdadeiras “toupeiras humanas”, levadas pelo populismo demagógico, passem a exercer

pela prefeita de Ribeirão Preto-SP, Dárcy Vera, na Parada cívica de 7 de Setembro daquela cidade. Falando a uma emissora local, a prefeita - reeleita na última eleição com 51% dos votos válidos - disse com todas as letras que deveria ser lembrado, também, naquele momento cívico, o Herói Tiradentes, que deu o Grito de “Independência

colocando em risco o bem-estar social, pelo instituto de leis absurdas propostas e aprovadas, não raro, por indivíduos sem um mínimo de capacidade para administrar, sequer, a própria família. Nem seria preciso citar exemplos de gente despreparada exercendo mandato nos descaminhos do poder, uma vez que essas “amebas eletivas” aparecem todos os dias, no rádio, na televisão e nos palanques, proferindo discursos longos crivados de despautérios capazes de corar até uma criança do Jardim da Infância. Mas, “para não dizer que

Coroa Portuguesa optou pela segunda alternativas (morte) e mandou enforcar o autor da frase. Já em relação ao Imperador, o Poder monarca colonizador foi bem mais generoso, optando pela primeira hipótese (Independência), propiciando assim ao “Don Juan tupiniquim” da Marquesa

A PEDIDO

AOS ADVOGADOS E ADVOGADAS DE CANOAS Estou inscrita na Ordem dos Advogados do Brasil há mais de vinte anos, e dedicada à Advocacia, à Defesa das Prerrogativas e na luta pela inclusão e participação. Mais uma eleição se aproxima e precisamos escolher nossos dirigentes, os quais devem estar comprometidos com a classe e não com interesses pessoais, onde a defesa de melhores condições de trabalho e o compromisso intransigente contra aqueles que querem que os advogados sejam alijados do exercício profissional, onde o desrespeito contra a nossa atuação a cada dia está mais evidente, onde o advogado é visto pelo judiciário como empecilho no exercício de sua atuação, e na defesa de seus clientes a justiça. Por isso, estou na Chapa nº 2 - A OAB PARA OS ADVOGADOS, com Dr. RICARDO CUNHA MARTINS, cuja proposta é ter uma administração voltada para os advogados, e a luta por melhores condições do exercício profissional, em que os honorários advocatícios devem ser considerados como verba alimentar e indisponível, quando a luta pelo respeito ao advogado, será diuturna, quando o respeito pelas diferenças será sempre nossa bandeira e que a inclusão é nossa palavra de ordem. Assim, sou candidata na Chapa 2 como Presidente da Caixa de Assistência, juntamente com mais quatro valorosos colegas , lá estaremos para levar aos advogados inscritos na Ordem, a Assistência que nós merecemos, o compromisso em buscar uma previdência digna, onde todos possam ter acesso e a busca obstinada a prestação de assistência ao advogado idoso e à advogada gestante, também será nossa prioridade. Quando falo em defesa, defendo que o advogado deve ser livre em suas manifestações, nossa voz, é a nossa maior arma, jamais deve ser tolhida, temos direito ao livre arbítrio, sem sermos alijados de nossa classe, por pensarmos diferente, onde o direito de falar sempre esteve presente no meu cotidiano. A luta pela inclusão e participação da mulher advogada sempre foi prioridade, e nesta caminhada tivemos a escolha da segunda mulher como Desembargadora do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, após decorridos mais 15 anos. A igualdade de participação na OAB deve ser a premissa principal. Quando tentam calar a voz, e o direito de defender as bandeiras de luta, quando o discurso destoa da prática, achei por bem sair da Chapa de situação, pois não viso e nunca visei proveito próprio, mas sim o direito de exercer a advocacia, com liberdade, com respeito, onde a igualdade de participação sempre foi o que defendi. Porém, no momento que as ambições pessoais se sobrepõem aos reais objetivos de ser dirigente, onde o compromisso é defender todos os inscritos, com independência, pois a Ordem é soberana, porque somos a única profissão que está inserida no texto constitucional, quando tentam calar a voz, quando a democracia não é mais prioridade, eu busquei as propostas de quem defende a participação dos Advogados, pois a Ordem como instituição está bem, porém a grande maioria dos advogados está mal. Quando diariamente somos afrontados no exercício profissional, quando nossos honorários estão a cada dia sendo reduzidos mais, quando nos desrespeitam no exercício da profissão, quando precisamos esperar no lado de fora do cartório, como se “fôssemos personas non grata”, quando a morosidade do andar dos processos, não atingem o seu objetivo, pois justiça tardia não é justiça, não posso calar e jamais calarei, pois, precisamos de dirigentes comprometidos e compromissados com a defesa das Prerrogativas, e que no dia a dia sejam tomadas atitudes para evitar a afronta. Meus colegas, Canoas pela primeira vez terá um de seus inscritos a disputar um cargo desta relevância, como é o da Caixa de Assistência, a para isso preciso contar com o seu voto, pois todos que me conhecem sabem que continuarei a defender as prerrogativas e conceder ao advogado inscrito na Ordem os benefícios que a Caixa de Assistência disponibiliza. Em Canoas, a Chapa que defendo é a número 11, cujos membros estão devidamente comprometidos com a defesa dos advogados. Mas na Seccional eu peço o teu voto para a chapa 02 – que tem Ricardo Cunha Martins como Presidente e como Presidente da Caixa de Assistência uma advogada que atua em Canoas, prestigiando a nossa cidade, tendo em vista que as outras chapas não o fizeram! Carmelina Mazzardo-OAB/RS-27.304

tenha dito isso e a gente nem sabia, vindo a ser vítima de um plágio, poucos anos depois, por parte de Dom Pedro I. Se Tiradentes falou isso, teve bem menos sorte do que aquele que mais tarde repetiria a expressão às margens

o estampido de um único tiro. A asneira da prefreita está contida em um vídeo postado no Youtube. *Jornalista - jonralino@gmail.com

Espaço Aberto Esta seção está aberta a todos os canoenses, a todos que queiram falar sobre nossa cidade. São duas páginas reservadas para a opinião por edição. Para participar, envie seu texto por correspondência eletrônica para o endereço otimoneiro@otimoneiro. com.br, ou diretamente na redação do jornal, na rua Victor Barreto, 3056, sala 314, no Centro. A preferência é para os textos que tenham referência à cidade e que tenham, em média, 25 linhas.

Participação de falecimento e convite para missa de 7° dia Os familiares do sempre lembrado

OSMAR BORGES DOS SANTOS PARTICIPAM seu falecimento, ocorrido em Tramandaí, dia 12 último, e convidam para a missa de sétimo dia, que irão realizar na terça-feira, 21 de novembro, na igreja Sagrado Coração de Jesus, bairro Harmonia, às 18h30min. Antecipam agradecimentos.

Um jornal perigoso No final do ano de 1975, o Serviço Nacional de Informações (SNI) distribuiu um informe para suas unidades com os seguintes dizeres: “A partir de 15 de novembro de 1975, o Coojornal, de responsabilidade da Cooperativa dos Jornalistas de Porto Alegre, começa a circular. Entre seus dirigentes e redatores estão os elementos relacionados abaixo, todos eles expurgados da Companhia Jornalística Caldas Júnior por suas conotações comunistas” Lido hoje, por quem não conhece o veículo em questão, o alerta parece exagerado. Por que, afinal, preocupar-se com um jornalzinho de cooperativa, formado a partir de meia dúzia de expulsos das redações? Veículos assim, com orientação semelhante, já existiam e não causavam maiores escândalos. No entanto, aquele jornal cresceu e se tornou uma das principais vozes de oposição à ditadura militar no Rio Grande do Sul, como o leitor que não viveu a época (e os que querem relembrá-la) pode conferir em “Coojornal – um jornal de jornalistas sob o regime militar” (Libretos, 267 páginas). Trata-se de uma seleção de 33 reportagens organizadas por Elmar Bones, Ayrton Centeno e Rafael Guimaraens cobrindo os sete anos de existência do Coojornal (1975 a 1982) e inclui entrevistas e matérias com Chico Buarque, Dom Vicente Scherer, Caetano Veloso, Golbery do Couto e Silva, a morte de Vargas e muito mais. São materiais de qualidade literária e jornalística de fazer inveja a qualquer grande veículo de hoje e combativos como raramente a imprensa brasileira chegou a ser. Dá para entender porque o SNI estava tão preocupado.

O humanista Edward Said “Humanismo e crítica democrática” foi o último livro concluído pelo crítico e ensaísta palestino Edward Said antes de sua morte, em 2003. Não fosse o seu tamanho relativamente diminuto (apenas 183 páginas) e o fato de ser uma coletânea de ensaios e palestras, poderíamos dizer, sem receio, que é a obra mais os quais se assentam os demais trabalhos de Said, como “Orientalismo” e “Cultura e Imperialismo”, livros freqüentemente mal entendidos tanto pelos seus críticos quanto pelos seus admiradores. Lidos à luz deste, os demais livros de Said mostramse não como aquelas denúncias raivosas contra a opressão e a exploração colonial travestidas de “scholarship” que os seus adversários mal intencionados tentaram (e tentam) fazer crer que são, mas sim como alertas contra o fechamento progressivo da mente dos países ocidentais. O antídoto, Said aponta, é recuperar a velha noção de humanismo, propondo que a aventura intelectual de cada um não seja limitada por preconceitos e barreiras inventadas. Emerge, assim, da leitura destes cinco ensaios – dos trodução a ‘Mimesis’, de Erich Auerbach”, merecem o título de magistrais – um Said que mais parece um Julien Benda (que foi alvo de suas críticas) do que um Homi Babbha (que é um discípulo confesso seu), um “homme de lettres” apologista do universalismo, crente na dignidade e no valor essencial de todos os seres humanos, inimigo dos extremismos e exclusivismos e movido por uma quase comovente


CANOAS, 16 A 22 DE NOVEMBRO DE 2012 I GERAL I O TIMONEIRO I 7

Calçadas do Centro continuam em situação precária Não é de hoje que o jornal O Timoneiro mostra a situação precária na qual se encontram as calçadas do Centro. Embora em 2010 a Prefeitura tenha prometido realizar um cadastro em toda a cidade, o problema só piorou nos últimos dois anos. Além de atrapalhar a mobilidade de que, além de terem a passagem interrompida, correm ainda o risco de cair, as calçadas dilaceradas do Centro são um perigo para qualquer um que transita

para quem anda por ali. No local, não é raro que pessoas corram para chegar até os ônibus, o que torna tudo ainda mais perigoso. apresenta problemas em suas calçadas. No segmento localizado entre a rua calçamento dilacerado. No entanto, não é apenas a Victor Barreto que apresenta problemas no Centro. Persiste ainda o problema em um lado da rua Coronel Vicente, onde o treBarcelos e Brasil permanece quase que totalmente sem calçamento. Em dias

boas condições. Na última semana, a equipe de reportagem de OT

tres transitarem por aquele lado da rua.

Victor Barreto, no trecho localizado entre o Calçadão e a rua Muck. A calçada próxima ao Paradão de ônibus está simplesmente dilacerada, e conta com

trechos de calçadas quebradas ou desni-

só deixam o trecho ainda mais perigoso

dos demais.

foram feitos remendos que praticamente Muitos cidadãos se ferem em acidentes que poderiam ser evitados


8 I O TIMONEIRO I GERAL I CANOAS, 16 A 22 DE NOVEMBRO DE 2012

4ª Parada Livre defende respeito à livre orientação Edição 2012

corretor do ano imobiliária do ano incorporadora do ano

A 4ª Parada Livre de Canoas reuniu cerca dência, na tarde do último domingo, 11. O evento, organizado pela Prefeitura, por meio da Coordenadoria Municipal de Políticas para a Diversidade, em parceria com o grupo Espiritualidade Inclusiva, a ONG Parceiros da Diversidade e o grupo Canta Brasil, teve manifestos pelo respeito à livre orientação sexual, repúdio à homofobia e qualquer tipo de Evento ocorreu no domingo, 11 preconceito, performances de transformistas, shows musicais e distribuição de camisetas. Borel e Julia Kauck. Mesmo com sol forte, o público manteve O coordenador de Políticas das Diversidades, Luiz Antônio Inda, lembrou do trabalho desenvolvido no Município pela conscienparticipou a Corte Gay de Canoas, formada tização de que todos merecem respeito, pela rainha Paola Specht e princesas Aghata independentemente de sua orientação sexual.


Hino da Proclamação

da República Letra: Medeiros e Albuquerque Música: Leopoldo Augusto Miguez

Seja um pálio de luz desdobrado. Sob a larga amplidão destes céus Este canto rebel que o passado Vem remir dos mais torpes labéus! Seja um hino de glória que fale De esperança, de um novo porvir! Com visões de triunfos embale Quem por ele lutando surgir! (Estribilho) Liberdade! Liberdade! Abre as asas sobre nós! Das lutas na tempestade Dá que ouçamos tua voz! Nós nem cremos que escravos outrora Tenha havido em tão nobre País... Hoje o rubro lampejo da aurora Acha irmãos, não tiranos hostis. Somos todos iguais! Ao futuro Saberemos, unidos, levar Nosso augusto estandarte que, puro, Brilha, ovante, da Pátria no altar! (Estribilho)

Se é mister que de peitos valentes Haja sangue em nosso pendão, Sangue vivo do herói Tiradentes Batizou este audaz pavilhão! Mensageiros de paz, paz queremos, É de amor nossa força e poder Mas da guerra nos transes supremos Heis de ver-nos lutar e vencer! (Estribilho) Do Ipiranga é preciso que o brado Seja um grito soberbo de fé! O Brasil já surgiu libertado, Sobre as púrpuras régias de pé. Eia, pois, brasileiros avante! Verdes louros colhamos louçãos! Seja o nosso País triunfante, Livre terra de livres irmãos! (Estribilho)


10 I O TIMONEIRO I ENTREVISTA I CANOAS, 16 A 22 DE NOVEMBRO DE 2012

Adilar Signori, escritor

-

Por Celso Augusto uequed Pitol

OT: Quais seus autores preferidos? AS

A frase que intitula esta entrevista é uma brincadeira de bom gosto que Adilar Signori faz com sua condição muito particular. Durante quatro décadas, este homem de 63 anos, nascido em Roca Sales e morador de Canoas desde 1963,

resultado tem sido surpreendente para um novato: dezoito prêmios conquistados, participação em antologias e vários trabalhos para publicar. Nesta entrevista, Adilar nos conta um pouco da sua trajetória, que inicia em Roca Sales,

interesse pela carreira literária. Há dois anos, porém, o contador Adilar resolveu aventurar-se por esta seara e o

a descoberta do talento para a literatura e os planos para o futuro.

O Timoneiro: O senhor é natural do interior. Como foi a vinda para Canoas? Adilar Signori OT: Como foi a chegada a Canoas? AS

-

-

-

-

OT: A tua rotina como leitor mudou de alguma forma quando tornouse escritor? Mudou a sua forma de ver a literatura? AS -

Na verdade, eu só fui me dar conta de que era um escritor quando eu ganhei o primeiro prêmio em crônicas e contos em Lajeado

OT: A tua cidade natal aparece em muitos de seus contos. AS

-

-

OT: Diminuiu de tamanho? AS

-

OT: E Canoas entra como e quando em sua obra? AS

-

-

-

-

OT: Que dicas o senhor daria para um escritor que está começando agora? AS

Eu tive uma infância tão feliz que eu só escrevo quase com base nessas lembranças"

de casa na sua carreira? AS

OT: E a leitura de literatura propriamente dita começa quando? AS -

-

OT: Algum incentivo em particular? Seja do colégio, seja de outra forma... AS -

-

-

-


CANOAS, 16 A 22 DE NOVEMBRO DE 2012 I GERAL I O TIMONEIRO I 11

Situação da segurança em Canoas preocupa

SINDICATO DOS PROFESSORES MUNICIPAIS DE CANOAS CNPJ 97.130.835/0001-06

A VOZ DO PROFESSOR

PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA

Maior circulação da Guarda é uma das requisições apontadas para melhorias A segurança em Canoas ainda é considerada preocupante por grande parte dos canoenses. Diversos moradores do município acreditam que variados recursos utilizados para coibir a criminalidade podem não estar rança precisa de mais investimentos. Muitos canoenses quantitativo de Guarda Municipal como um aporte à segurança. O trabalhador de serviços gerais Nelson Lopes Duarte, 53 anos, é morador do bairro Mathias Velho e em seu bairro. “Algumas vezes, eles circulam na rua Florianópolis, por exemplo, mas, no geral, eu quase não esquecidos”, pondera Nelson. A pensionista Santa Isabel Machado, 64 anos, diz que no bairro Rio Branco, onde mora, a segurança tamroubado no ônibus Rio Branco-Cairú por volta das 17

ou noturnas, dependendo de sua atividade.

Videomonitoramento Timoneiro

O -

da Educação, Aloizio Mercadante, a média nacional de crianças não alfabetizadas aos oito anos chega a deveriam ser analisadas ainda na semana compreendida entre os dias 15 e 19 de outubro. Contudo, isso não

processo. “Na delegacia, me disseram que primeiro estão coletando depoimentos de testemunhas e que depois é que as imagens vão ser mostradas. Até o momento, -

-

O governo federal vai investir R$ 3,3 bilhões nos próximos dois anos com a meta de que as crianças brasileiras sejam plenamente alfabetizadas em língua portuguesa e matemática até os 8 anos de idade, ao mento faz parte do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa lançado no dia 8 de novembro pela

meio das câmeras de segurança.

em alguns casos chega a dobrar, em estados como registrada na Região Sul, com o índice de 4,9% de O ministro destacou que 8 milhões de crianças estão segundo ele, o prejuízo de uma criança que não é alfabetizada no período certo pode se estender a outras Entre os objetivos da pasta está o de garantir a alfabetização e assim evitar a futura reprovação de de alunos, em toda a educação básica, vai de R$ 7

Assalto

Municipal e somente de dia. Acho que as pessoas acabam se sentindo mais suscetíveis à insegurança quando

-

A contadora Ângela Pacheco, 36 anos, moradora do

Canoas Shopping, no bairro Mathias Velho. Por volta

federativas já aderiram ao pacto, que envolve a capa-

-

e seis universidades públicas vão preparar cursos de 200 horas para uniformizar procedimentos educacio-

Municipal no Rio Branco, somente às vezes e próximo

-

também vão garantir uma bolsa de R$ 750 mensais aos orientadores, que vão capacitar os professores

pessoas que residem no bairro Niterói e que são vítimas

e depois levadas a um matagal localizado na divisa de

roubados. “Renderam todos da casa da minha amiga,

somente na tarde de domingo, 11. canoenses.

shopping onde houve o roubo de muitos produtos, de preços

Guarda Municipal

-

mento e 11 para Administração da Guarda Municipal,

ser visualizados por meio de imagens do circuito de segurança do Canoas Shopping.

Com o pacto, o Ministério da Educação vai distribuir 26,5 milhões de livros didáticos nas escolas de ensino regular e do campo, além de 4,6 milhões de dicionários, 10,7 milhões de obras de literatura e 17,3 milhões de Para mensurar os resultados do pacto entre as crianças brasileiras, o MEC vai implementar duas versão da Provinha Brasil, realizada pelos próprios professores dentro de sala de aula para avaliar os conhecimentos sobre o sistema alfabético da escrita das medidas anunciadas, a pasta vai investir R$ 500 milhões em premiação para as melhores experiências O Sinprocan comemora todas as iniciativas que Governo Federal e espera que os recursos cheguem

Você ou um seu familiar pode estar no livro

“Gente é mais importante”,

que será lançado dia 17, às 19 horas, no Restaurante Qoppa – Unilasalle.

O livro homenageia pessoas e suas famílias, que construíram esta Canoas. Muitas delas, não fosse este livro, estariam quase totalmente esquecidas. Compareça e faça um brinde, junto com o escritor CANABARRO TRÓIS FILHO.

públicos sobre como, quando e onde se darão os cursos de capacitação para que possa informar os Diretoria do Sinprocan SINDICATO DOS PROFESSORES MUNICIPAIS DE CANOAS SINPROCAN Rua XV de Janeiro, 121, conj. 203. Centro. Canoas-RS. Cep. 92010-300 Telefone: 3476-4033 E-mail – sinproc@terra.com.br


12 I O TIMONEIRO I GERAL I CANOAS, 16 A 22 DE NOVEMBRO DE 2012

“Uma literatura dá a medida de uma sociedade”* CARTA DE UM HOMEM QUE NÃO É PERFEITO

Projetamos para nós o ser perfeito. Me parece que essa é a busca de todo o ser humano, pelo MARCO LEITE menos aqueles que buscam uma evolução espiritual. Eu quero ser sempre o melhor nas coisas que faço e, em algumas coisas, até me engano que sou “o cara”. Mas a vida ensina que somos todos iguais e que se nos destacamos em algo são os dons ou valores que trazemos conosco e que, por alguma razão, aprendemos e desenvolvemos, transformando isso em qualidades de ação e, por conseguinte, produzimos algo de bom ou de valor. Eu, por exemplo, me transformei em um bom contador de histórias - pelo menos é o que alguns dizem. Transmito a mensagem de forma simples e direta. Falo a linguagem de quem me lê, mas claro que sou falho em gramática... Mas, aprendi a escrever dentro da Comunidade Terapêutica Fazenda Renascer, com dois livros - a Biblía Sagrada e os Doze Passos de Alcoólicos Anônimos. É verdade. Até ir para o caminho da recuperação, eu era um grande preguiçoso para escrever, pois isso me fazia pensar. Se dava trabalho, então por que fazer, não é? E foi assim, me exercitando e lendo, que me tornei um escritor mediano. Esse exemplo devo prosseguir na minha vida e no agir com as pessoas. Ainda sou preguiçoso quando algo me exige demais, negligencio algumas coisas, desconsidero pessoas, me torno um ser fechado. Mas não sou sempre assim, é o meu amigo bipolar que me leva a isso. O bom é que vejo estas coisas. A parte ruim é que vejo e não faço nada para reagir. Como diria o malandro do velho Marco: “deixa rolar, vamos ver no que vai dar”. É verdade, muitas vezes sou domidado pelo velho Marco. É, a guerra continua companheiros... O bom e novo Marco é um guerreiro e é vencido algumas vezes, mas não se entrega nunca, pois um guerreiro de valor é aquele que vence a si mesmo nas adversidades. Nunca vai haver um vencedor nesta batalha, e eu sei disso, mas posso praticar mais o novo Marco, fazer dele um ser mais positivo, maios ativo, mais feliz, menos dramático. Posso praticar a leveza do SER e não encucar com o que hoje me encuca. A ordem do dia é desencucar e deixar de ser o ser certinho que projeto ser sempre. Cansei do meu outro eu, mas sei que ele está aqui, é só eu alimentar a angústia, a ansiedade e a falta de paciência que ele se manifesta. É isso. Um relato simples, de um cidadão comum, ou alguém não se assemelha comigo.

INFORMATIVO ASMC Nº. 381 - Ano III Associação dos Servidores Municipais de Canoas Fundada em 12/06/62 e-mail: asmc_canoas@terra.com.br site: www.asmc.com.br Fone: (51) 3472-1866

COTAS

Noberto Nesello no “O Livro está na mesa”

Dia 24 deste, a partir das 11h30min, no Canoas Tênis Clube, o irmão lassalista Noberto Nesello estará falando sobre o valor dos livros, e sobre seu livro “1908 – La Salle – 2008, cem anos de presença em Canoas”. Chegou a Canoas em 1942, é graduado em Língua Portuguesa, pós-graduado em Literatura, mestre em Teologia  Sistemática,  é  fluente  em  francês,  espanhol  e  italiano.   Foi condecorado como Professor Emérito, pela governadora Yeda Crusius. Como convidado especial do almoço, Norberto Nesello também responderá a perguntas dos demais convivas, que também poderão falar sobre os livros. Convite individual por R$15 (sem bebida).

“Letra Livre” está à venda

Nossa terceira antologia está à venda. Peça-a pelos fones 3032.0991, 3463.0890, 9191.6722 e 9895.2163 e nós combinaremos um jeito de lhe entregar o livro, que tem textos de nossos sócios Ancila Dani Martins, Adilar Signori, Ana Clades Teixeira, Canabarro   Tróis   filho,   Décio   Dalke,   Gerson   Colombo,   Ivonete   Chidem Pereira, Jairo Luiz de Souza, Marina Lima Leal, Nestor José Mayer e Olegar José Lopes. O escritor-professor Cícero Galeno  Lopes,  apresentando  a  obra,  diz  que  ela  “contempla  o   exercício  da  arte  literária,  da  história,  da  memória,  da  reflexão   filosófica”,  além  de  conseguir  “congraçamento  e  trocas”.  Cada   exemplar custa R$ 15.

A leitura é fundamental

A leitura “Estimula a criatividade: ler é fundamental para soltar a imaginação. Por meio dos livros, criamos lugares, personagens, histórias. Emociona e causa impacto: quem já se sentiu triste (ou feliz)  ao  fim  de  um  romance  sabe  o  poder  que  um  bom  livro  tem.   Muda sua vida: quem lê desde cedo está muito mais preparado para os estudos, para o trabalho e para a vida. Facilita a escrita: ler  é  um  hábito  que  se  reflete  no  domínio  da  escrita”.  (Ministério   da Educação e outros órgãos ligados à Educação).

* Frase do poeta português Guerra Junqueiro.

Direito Previdenciário

Ausência de sintomas de HIV não impede concessão de benefícios sociais impossibilitarem a reinserção do segurado no mercado de trabalho, A concessão de auxílio-doença ou conforme livre convencimento do juiz aposentadoria por invalidez a trabalha- (...)”; “Na concessão do benefício dor  portador  da  síndrome  da  imunodefi- de aposentadoria por invalidez, a ciência  adquirida  (Aids),  não  pode  ficar   incapacidade para o trabalho deve ser restrita à apresentação dos sintomas avaliada do ponto de vista médico e da doença, sendo mais relevante, nes- social(...)”; “A intolerância e o preconses casos, as condições sócio-culturais ceito contra os portadores do HIV, que estigmatizantes da patologia. Esse é ainda persistem no seio da sociedade um dos fundamentos que levaram a brasileira, impossibilitam sua inclusão Turma Nacional de Uniformização dos no mercado de trabalho e, em conseJuizados Especiais Federais (TNU), em quência, a obtenção dos meios para a sessão realizada no dia 16 de agosto, sua subsistência”. a reformar sentença restabelecendo Além dos precedentes, para rejeitar o benefício de auxílio-doença a um o recurso do INSS, o relator considerou segurado do Instituto Nacional de a incidência da Questão de Ordem nº Seguridade Social (INSS). 13 da TNU, nos seguintes termos: “Não A decisão refere-se a um pedido cabe Pedido de Uniformização quando de uniformização interposto pelo INSS, a jurisprudência da Turma Nacional diante da concessão do benefício a um de Uniformização de Jurisprudência segurado nessas condições. O relator dos Juizados Especiais Federais se da matéria, juiz federal Alcides Salda- firmou  no  mesmo  sentido  do  acórdão   nha, rejeitou o recurso, destacando recorrido”. que a TNU consolidou entendimento Com a aprovação do voto, a TNU de que a ausência de sintomas, por si determinou a devolução às respectivas só, não implica capacidade efetiva para turmas recursais de origem todos os o trabalho, se a doença se caracteriza outros recursos que versem sobre o por  específico  estigma  social. mesmo objeto, para que mantenham Na sequência de seu voto, o relator ou promovam a adequação dos acórressaltou vários precedentes da juris- dãos  à  tese  jurídica  firmada.Processo   prudência dominante na TNU neste nº 0507106-82.2009.4.05.8400.FONsentido, tais como: “A interpretação TE: CJF sistemática da legislação permite a concessão de auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez se, diante do *Advogado OAB/RS 43.486 caso concreto, os fatores pessoais e Telefone: 3059.1111 / 8419.5050 Airton Joel Cardoso*

Está alarmante, a quantidade de associados que estão utilizando a cota da ASMC com empréstimos bancários, sem ressarcir o que devem para a mesma. Quem assim procede é o mais prejudicado, pois continuaremos mandando para a Prefeitura Municipal efetuar os descontos em folha, enquanto que aqueles associados que agem corretamente, solicitando o valor devido na ASMC e levando para a instituição bancária, negociam  a  dívida  e  ficam  sabendo  na  hora  se  restou  cota  na  ASMC  e   podem continuar utilizando ou se não restou saldo para cota, nesse caso, se gastarem na ASMC, saberão que o contracheque virá zerado. A ASMC não tem poderes para demitir o associado, nesse caso, o associado é que pede a sua demissão do quadro social. Mesmo sem cota, para compras através da rede de conveniados, o associado pode permanecer no quadro social, contribuindo com a mensalidade e usufruindo das áreas de lazer. AASMC foi fundada em 1962 e só depois de quatro anos (1966) que surgiu o primeiro convênio e passaram a utilizar essa modalidade. A ASMC  foi  fundada  com  a  finalidade  de  defender  os  seus  associados  nas   esferas municipal, estadual e federal e oferecer o lazer aos mesmos. AASMC funcionou como um sindicato.Amaior greve do funcionalismo em todos os tempos foi organizada e liderada pela ASMC, até o dia em que a própria diretoria da mesma criou e fundou o SIMCA - Sindicato dos Municipários de Canoas. A partir do registro do estatuto do Sindicato, a ASMC passou a trabalhar somente nas áreas de assistência social, cultural e esportiva e o SIMCA assumiu a defesa dos municipários em Canoas.

CHEGADA DO PAPAI NOEL

Encontram-se abertas até o dia 30 de novembro, as inscrições para a  Festa  de  Natal  dos  filhos  dos  associados,  com  a  Chegada  do  Papai   Noel, que ocorrerá no dia 08 de dezembro.

16º M.A.M

Ocorrerá no próximo dia 25 de novembro, o 16º Encontro de Confraternização dos Moradores e Amigos de Morretes, no Município de Nova Santa Rita, local onde se encontra a velha guarda e os amigos do passado. O almoço anual será promovido por um grupo de pessoas liderado por Ana Júlia Oliveira. O evento ocorrerá no Galpão Crioulo da CIMPOR em Morretes. O cardápio será galeto, salsichão, carne de gado e saladas variadas. Convites a R$ 18,00 (individual) e o valor de R$ 9,00 para crianças de 07 a 10 anos. Reservas até o próximo dia 21, através dos telefones: (51) 3472-8519 (com a Aida) ou 3472-4850 – 9689-1089 (com a Ana Júlia).

CAMPING DE CIDREIRA

A Alta Temporada de praia, através do uso do Camping de Cidreira, terá inicio no dia 21 de dezembro. O agendamento para a utilização das cabanas na Alta Temporada ocorrerá a partir do dia 03 de dezembro, na sala 34, no horário das 8h30min às 11h e das 13h30min às 17h, de acordo com a ordem de chegada. O valor da locação das cabanas será o mesmo do ano de 2012. Para o ano de 2013, a única coisa que mudou foi a presença das visitas durante o dia, que poderá ocorrer da 9h às 18h, com o pagamento de R$ 15,00 por pessoa, que será informado pelo Administrador do Camping e lançado para desconto. As visitas nos horários já determinados continuam valendo e não pagam nada.

SEDE CAMPESTRE

A Alta Temporada com o uso das piscinas na Sede Campestre de Nova Santa Rita, iniciará no dia 15 de dezembro. Para a utilização das piscinas será obrigatório o exame médico, com validade de 60 (sessenta) dias.

ÁGUA ASMC

Temos diversos associados com a sua carteira vencida, para a retirada de água na ASMC. O verão está chegando, solicitamos que atualize a sua carteira, pois os guardas possuem determinação para não fornecer água com a carteira vencida.

COTA EXTRA

O associado que reduziu a sua cota junto à ASMC, deverá trazer o seu contracheque, até 03 dias antes da virada do mês, para poder utilizar a cota completa no dia da antecipação.

CORREIO ELETRÔNICO

Solicitamos aos associados ou aos setores da Prefeitura Municipal, inclusive escolas, caso queiram receber as noticias da ASMC, que cadastrem o seu e-mail, através dos e-mails: asmc_canoas@terra.com. br  ou  firmo_asmc@terra.com.br. ASMC 50 ANOS COM VOCÊ Firmo Farias dos Santos Presidente


CANOAS, 16 A 22 DE NOVEMBRO DE 2012 I GERAL I O TIMONEIRO I 13

negócios & serviços Júlio Fontes

julio.fontes@otimoneiro.com.br

Ulbra lança curso de bacharelado em estética Ulbra lançou curso de vestibular, a contar com bacharelado em Estética, turmas para a Graduação único e exclusivo no Cam- de Bacharelado, segundo pus Canoas. Curso esse que a responsável pelos cursos, habilitará para o mercado a pofessora, pesquisadora de estética, profissionais e farmacêutica Lucimar nas áreas facial, capilar e Filot. A apresentação para corporal, tanto na prática parceiros, estudantes e imquanto na pesquisa e de- prensa se deu na ultima senvolvimento de produ- terça feira, dia 13, no prédio tos. A Universidade que 1 da Ulbra, e contou com a já conta com seu curso de participação do Diretor Getecnólogo há dez anos, pas- ral da Universidade, senhor sará já a partir do próximo Erivaldo Diniz Brito. __________________________________________________

Maratona de Jogos coroada com título a Futuro Craque passou por uma verdadeira maratona número de feriados. Foram dez jogos em pouco mais de 24 horas, com saldo de oito vitórias e apenas duas derro__________________________________________________

CARMEN FLORES Canoas, em coquetel com presenças vips da cidade. Inovando em sua forma de gestão, o espaço conta com franquias, sendo dividido em três ambientes/seções: sala de jantar, sala de estar e o mundo infantil. A empresária que já conta com outras quatro lojas, ressalta que devido a seu potencial econômico e social, Canoas foi escolhida como primeira cidade fora da Capital para ampliação de sua marca que foi considerada Top

Liga Canoense de Futebol Society na categoria sub-13. No sábado, a Futuro Craque/Atleta Cidadão recebeu, no Parque Esportivo Eduardo Gomes, a equipe do Kitalento, de Estância Velha, pelo Campeonato Metropolitano entre escolas conveniadas do Grêmio, nas categorias de Renan e Lucas Muller “Pitbull”. A sub-11 jogou na Rafael Muller marcou 1 e Gabriel Burtett, de pênalti, marcou o quarto gol. Ambas as equipes garantiram a agora pelo próximo adversário e a data da partida. O Futuro Craque em seis competições disputadas. Peneirão do Grêmio

rão do Grêmio no ano. O clube escolheu Canoas para encerrar as avaliações na Região Metropolitana, devido BANCO DE ALIMENTOS DE CANOAS, que tem na presidência André Henrich (D) inaugurou na segunda dia 12 o “Espaço Petrobras”, contando com auditório, sala de recepção e de reuniões, em ótimo ambiente climatizado, criando mais um espaço moderno e funcional para a entidade.

segundas e quartas-feiras. Horários e documentos necessários estão no site WWW.futurocraque.com.br ou

__________________________________________________

__________________________________________________

Informativo do COLÉGIO ESPÍRITO SANTO com novo visual, através do trabalho da Comunicação da Escola, capitaneado pelo jornalista Marcos Merker, vem fazendo pesquisas e concursos, para escolher desde o nome do jornal importante na divulgação dos mais variados temas e criar um vinculo com o colégio e sua comunidade acadêmica. __________________________________________________ Torneio na ESCOLA ANDRÉ LEÃO PUENTE, foi

A comunidade esportista de Canoas está em festa, pois BREDA, localizado na

Cris e Simone e organização dos 3° anos da escola, o torneio

-

competição e amizade em um mesmo tom. Sagraram-se campeões o Penharol, no futsal masculino, aliás, Bi-Campeão da escola e no futsal feminino, a equipe do Fênix, que juntamente com Jander da Costa, Nathalia Flory (goleadores), e Anderson Botthome e Laura Silva (goleiros menos vazados) foram destaques da competição em suas respectivas posições.

Fotógrafo Ageu Cardoso

Contato: (51) 8402-4538 / 9665-8959 / 8163-3506

gramado sintético, agora conta com o campo nas dimensões de chuva. Com estacionamento próprio, local agradável para churrasco e confraternizações, a “Arena” esportiva tem horários de segunda a segunda.Vale agendar seu horário pelo

P UBLICAÇÕES L E G A I S LIGUE 3032.3022 EDITAIS, LEILÕES, BALANÇOS SOCIAIS, CONVOCAÇÕES, PARTICIPAÇÕES DE FALECIMENTO E CONVITES PARA MISSA, PERDA DE DOCUMENTOS.

Fraldas e absorventes Geriátricos

www.suavitta.com.br


14 I O TIMONEIRO I CULTURA I CANOAS, 16 A 22 DE NOVEMBRO DE 2012

A história de Canoas, mês a mês ABRIL, 1955 Em sua edição da terceira semana, o pequeno semanário O Momento trazia o convite da LEN/Liga de Emancipação Nacional, núcleo de Canoas, “ao povo em geral e autoridades, para o grande comício a realizar-se hoje, dia 16 de abril, no largo da Prefeitura. Far-se-ão ouvir deputados, e vereadores e outros oradores, protestando contra o aumento do prêço da gasolina e conseqüente aumento no custo de vida”. Pela Diretoria, assinava o convite Omar Luz, que dirigia reuniões da LEN em sua residência, localizada na Avenida Guilherme Schell. O mesmo jornal, em 25 de junho do mesmo ano, publicava notícia de uma conferência proferida pelo major Napoleão Bezerra, no 2º andar do Edifício Rex, sob patrocínio da LEN. Dizia a notícia que “O ilustre conferencista, que percorre o Brasil em pregação dos ideais emancipacionistas, abordou com muita propriedade os vários problemas econômicos A Liga de Emancipação Nacional, em sua Convenção pela Emancipação Nacional, atribuiu-se o dever de “atuar no campo parlamentar, como no extra-parlamentar, no político, como no social, pela imprensa e pelos comícios, conferências, congressos, organizando campanhas e lutas capazes de levar à vitória seus objetivos”. Na Convenção, dia 5 de abril de 1955, foi prometida a defesa do povo contra os privilégios dados aos monopólios, o inaproveitamento de nossas riquezas minerais, levadas, ao estrangeiro para o exclusivo aproveitamento dos trustes, a corrupção, o descalabro administrativo. “O Govêrno não pode fugir à res-

Memória da Cidade Abril, 1954 O esquadrão dos ex-alunos do La Salle aplicaram 3 a 1 no time no time do Juventude, de Esteio, no gramado do Sport Club Brasil, que era na rua Dr. Barcellos. Em pé, da esquerda para a direita: Raul, Ivo Hoffmann, Inacinho, Periquito, Dirceu, Júlio Endres e o treinador Camargo. Agachados, na mesma ordem: Ivo Nichele, Paulo Vargas, Darcizinho, Bisturi, Hélio e Alfeu.

Agenda tradicionalista

Quem é Mariana?

aprovada na ocasião. (CT).

Olegar Lopes*

Maçonaria

Antes que alguém me pergunte: Mas quem é a Mariana Lopes? Vou responder. Mariana Lopes não

Preocupação geral “A Maçonaria se preocupa com os problemas nacionais e internacionais, usando sua Força e União para minorar o sofrimento dos povos, sem distinção de raça, cor, religião”. (Da declaração aprovada em congresso maçônico de âmbito nacional). No mesmo, a Maçonaria condenou o desrespeito aos direitos humanos, a supressão das liberdades individuais, as perseguições políticas, os privilégios injustos, o imperialismo, a corrupção Em qualquer tempo, a Maçonaria defendeu medidas de combate à miséria, o desemprego, o desespero, a violência, a insegurança, conclamando a todos os cidadãos “para usar a única arma que poderá mudar o rumo da história, que a utilização consciente do voto, arma democrática com a qual, utilizada com sabedoria, conseguiremos banir da vida política brasileira aqueles que nos envergonham pelo seu comportamento inaceitável”. Pela composição heterogênea de suas lojas, a Maçonaria não pode propor formas de vitórias sobre os males apontados. Pode e deve, isto sim, cobrar de cada um de seus iniciados o exercício pleno da cidadania, que inclui o engajamento na busca de modo(s) de resolver os problemas da sociedade. (Sócrates).

são ela gosta de escrever e, na minha visão crítica, escreve bem. Assim, quando eu estiver com pouco tempo para criar novos textos, a Mariana vai aparecer por aqui. Embora sua linha literária não seja o tradicionalismo, tenho certeza que os assuntos abordados pela Mariana vão agradar os leitores da Agenda Tradicionalista. O perigo do nunca “Nunca diga nunca” é uma expressão que de fato faz muito sentido. Proferir um “nunca” no meio de uma fala a torna carregada e causa aquela pausa dramática interior. Nunca? Nunca mesmo? Quem já viveu uma situação que jamais se imaginou fazendo, compreende o peso desse advérbio de negação. Na vida há momentos que se apresentam completamente diferentes daquilo que planejamos, daquilo que queríamos de fato. Sempre fui avessa a fazer certas coisas sem ter alguém comigo, mas nem sempre tenho companhia pra tudo que quero fazer. Ir ao cinema e viajar, por exemplo, eram duas coisas que

que eu queria ver estava em cartaz e ninguém quis ir comigo ao cinema, eu estava de férias e ninguém podia viajar comigo. Chegou uma hora o meu “nunca” me incomodou demais e tive que decidir entre ir sozinha ou deixar de fazer. Optei por ir sozinha mesmo e não me arrependi. No entanto, eximir o nunca do vocabulário é inviável à medida que o passado é imutável. Parabéns se você nunca usou drogas, se nunca reprovou na escola, se nunca quebrou um osso do seu corpo. Por outro lado, é uma lástima se você nunca ajudou um estranho, se nunca enfrentou um medo seu, se ainda não descobriu que algo que você antes nunca faria, alguma. Esses “nunca” você vai ter que usar quando falar do seu passado e carregá-los durante toda sua vida. Não exclua o “nunca” da sua vida e, se preciso for, até inclua alguns “nunca” no que diz respeito a negar aquilo que te prejudica física ou moralmente. Mas tome muito cuidado com essa palavra, porque ela novo, barrar oportunidades proveitosas e atravancar a sua própria superação. (Texto de Mariana Lopes)

Tradicionalista - olegar.tradicionalista@yahoo.com.

Programação do Cinemark Canoas de 16 a 22 de novembro

007: Operação Skyfall

Diário de Um Banana 3

Amanhecer - Parte 2

Gonzaga de Pai para Filho

Dublado12h50 - 16h00 - 19h10 - 22h10 Dublado 12h10 - 13h10 - 13h40 - 14h50 - 15h50 - 16h20 - 17h30 - 18h30 - 19h00 20h10 - 21h10 - 21h40 Legendado 12h40 - 15h20 - 18h00 - 20h40

Até Que A Sorte Nos Separe Nacional 13h00 - 17h50

Dublado 12h20 - 14h30 - 19h30 Nacional 15h00 - 20h20

Marcados Para Morrer Dublado 16h50

Possessão Dublado 21h50

Amanhecer - Parte 2 PREÇOS

Inteira: 2ª,3ª e 5ª: R$ 10,00 (matinê) - R$ 11,00 (noite); 6ª,Sab.,Dom. e Feriados: R$ 14,00 (matinê) - R$ 16,00 (noite) Preço Promocional: 4ª: R$ 9,00 o dia todo Cinemark 3D: 2ª,3ª e 5ª: R$ 18,00 o dia todo; 4ª: R$ 16,00 o dia todo; 6ª,Sab.,Dom. e Feriados: R$ 22,00 o dia todo; 2ª, 3ª e 5ª: Preço Promocional para crianças até 15 anos/estudantes: R$ 5,00 Matinê, R$ 5,50 Noite e Sala 3D R$ 9,00 4ª: Preço Promocional para crianças até 15 anos/estudantes: R$ 4,50 o dia todo e Sala 3D R$ 8,00 sexta, sáb e domingo e feriados: Preço Promocional para crianças até 15 anos/estudantes: R$ 12,00 Matinê (até as 17 horas), R$ 14,00 Noite e Sala 3D: R$ 19,00. Meia Entrada: adultos acima de 60 anos. Sessão Desconto: Todos os dias uma sessão as 15h por apenas R$ 4,00. studantes: Só será concedido o desconto mediante a apresentação da carteirinha da instituição com validade ou matricula do ano vigente com a apresentação do documento de identidade.


CANOAS, 16 A 22 DE NOVEMBRO DE 2012 I SOCIAL I O TIMONEIRO I 15

sony.beauty1@gmail.com / 9906-1060 / Rua República, 2710, Harmonia

Duarte e Lucia Horimoto, Gisela Dallagnolo e William Martins

Baile do Aviador O Major Brigadeiro do Ar Flávio dos Santos Chaves e sua esposa Dayse, junto de Leomar e Nica Ávila, recepcionaram os convidados para o tradicional Baile do Aviador nos salões do Grêmio Náutico União. O concorrido jantar teve a decoração de Jorge Kern, luzes e som de Duka Sonorização, buffet a cargo do maitre Cadore e animação da Banda Fama.

No dia 20 de outubro de 2012, nasceu Cecília Uequed qued Tomazzini e de Igor Job de Brito, irmã de Arthur Julianno Uequed Tomazzini. As famílias Uequed e Brito saúdam a chegada de Cecília e agradecem o carinho e competência dos médicos e funcionários do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, em especial a equipe do Drº Renato SoibelmannProcianoy.

Miss Brotinho 2012

Major Brigadeiro do Ar Flávio dos Santos Chaves e Dayse Chaves

A Associação dos Umbandistas de Canoas realizou, dia 20 de outubro, nas dependências da Associação dos Moradores do Jardim Ideal (AMJI), o concurso Miss Brotinho 2012. O concurso teve como finalidade, além da escolha da Miss Brotinho 2012, a integração entre os terreiros vinculados à Associação dos Umbandistas de Canoas.

JOAPI

Tais, na esquerda (Miss Brotinho 2012); no centro, Grasiele (Princesa); e na direita, Mariana (Miss Simpatia)


I N S S Airton Joel Cardoso OAB-RS 43.486

Segurado do INSS, requeira já sua aposentadoria, não espere mais tempo, procure-nos, pois encaminhamos revisão de pensão, aposentadoria, auxilio-doença e aposentadoria por invalidez. O INSS indeferiu sua aposentadoria ou pensão, venha nos consultar. Rua Frei Orlando, 33/404 ao lado da Praça do Avião Centro Fone: (51) 3059.1111 – 8419.5050

Canoas, 16 a 22 de novembro de 2012

Uma pequena fã de Hércules e Zeus Aos nove anos, Daphine Possebon é apaixonada pela mitologia grega

Daphine começou a se interessar por mitologia quando tinha apenas seis anos

Na última semana, a equipe de reportagem de O Timoneiro conversou com a menina Daphine Possebon, de nove anos de idade. Ela tem um hábito extremamente saudável para a sua idade: lê muito sobre mitologia grega. O conhecimento da pequena leitora sobre o tema é impressionante. Daphine começou a se interessar por mitologia grega quando tinha apenas seis anos de idade. Ela conta que o interesse surgiu quando lia os livros de Monteiro Lobato e encontrou em uma das obras diversas referências à Grécia antiga. “Aquele livro abordava os 12 trabalhos de Hércules e por isso ele é meu personagem preferido em toda a mitologia”, conta. Depois da mitologia grega, Daphine conta que está começando se interessar também pelas mitologias egípcia e romana. “Na verdade,

estou começando a ler agora uma de mitologia egípcia, mas que também abordam a romana. Mesmo assim, acredito que a cultura dos gregos sempre será a minha preferência”, diz. A jovem leitora conta que além dos livros, procura referência à mitologia grega em outros lugares,

quados à sua faixa etária. “Sempre dou uma olhada no tema do livro, pois acredito que este seja o meu é uma das grandes entusiastas de com os livros. Uma curiosidade é que, segundo Daphine, várias de suas colegas

que percebe diferenças entre as versões relatadas nos livros e aquilo que o cinema leva às telas. “Mesmo na literatura, as versões podem ser diferentes de um livro para o outro.

interessar pela mitologia grega, em decorrência dos livros que ela indica. “No começo, elas diziam que era uma coisa chata, mas depois que começaram a conhecer, também

versões tradicionais da mitologia”, explica. arte, conta que está sempre de olho

O interesse de Daphine pela Grécia vai além da mitologia. Ela conta que sempre conversa com seu pai, Sérgio Possebon, a respeito da atualidade do país. Além disso, sonha em um dia viajar para conhecer de perto a cultura do povo grego.

-


Jornal O Timoneiro